Page 1

www.correiodevenezuela.com

Rif.: J-40058840-5

P r é m i o Ta l e n t o d a C o m u n i c a ç ã o S o c i a l 2 0 0 9 Caracas, Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 • Publicação Semanal Nº 539

Justiça / Pág. 6

Luso-descendente de 18 anos envolvido no “caso Spear” O director Nacional do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc), José Sierralta, revelou, na semana passada, que um jovem implicado no assassinato da actriz Mónica Spear e do seu marido, Thomas Berry, entregou-se às autoridades.

Ano 14 • Depósito Legal: 199901DF222 • BsF. 10

Programa cautelar poderá ser “a melhor opção” para Portugal Pág.15

Novos acordos atingem 2.200 milhões de dólares

pErFil / pág.13

Manuel dos Santos: Lutador a toda linha Esta é a história de um lutador que enfrentou com valentia dois golpes na vida e demonstrou que há sempre algo por que lutar.

comunidadE / pág. 6

Empresas apoiam reclusos lusos

A IX Reunião da Comissão de Acompanhamento Venezuela-Portugal reuniu nos passados dias 14 e 15 de Janeiro, na Casa Amarilla, em Caracas. Decidiram ampliar os convénios existentes com mais 2,2 mil milhões de dólares. As reuniões foram presididas pelo Ministro do Poder Popular para as Relações Exteriores de Venezuela, Elías Jaua, e pelo Vice Primeiro-Ministro de Portugal, Paulo Portas. Pág. 3 clubEs/ pág. 9

cultura / pág. 20

Cinema venezuelano com números recorde

Centro Português de Caracas prepara-se para o Carnaval dEsporto/ pág. 28

FutEbol / pág. 26

Benfica “campeão” de Inverno pub

O novo rei ficou sem palavras

Uma visita ao Panteão

Com a voz embargada, tentando conter toda a emoção que partilhava com o mundo, Cristiano Ronaldo mostrou, final, que é um ser humano normal, independentemente do seu talento no relvado extrapolá-lo para níveis galácticos.

Já passaram quase 140 anos desde que, a 27 de Março de 1874, o presidente Antonio Guzmán Blanco decretou a transformação da igreja da Santíssima Trindade de Caracas para acolher o Panteão Nacional da Venezuela.

patrimônio / pág. 12


2

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

a semana

fotoflash

P

ortugal e os Portugueses viveram nesta semana momentos de grande alegria e orgulho pela aclamação de Cristiano Ronaldo como o melhor jogador de futebol do Mundo. O futebolista madeirense é hoje a marca de uma Nação que procura reabilitar-se no mundo, no campo económicofinanceiro, mas que desde há séculos, através de exemplos semelhantes, vem mostrando a estirpe fina e distinta e a fibra forte e valente de bravos homens e mulheres que se evidenciam em diversos campos do saber e do conhecimento e em actividades de maior visibilidade, em que se têm afirmado pela positiva, numa prova de superação em que o trabalho, o sacrifício e o fazer bem feito se evidenciam. Orgulho para todo o País e para o Mundo, Cristiano Ronaldo é também um apontar de caminho para todos os Portugueses. Também saiu de casa, da sua terra natal, para encontrar a oportunidade, para ganhar o palco que lhe concedeu glória em troca do trabalho e do esforço quotidiano. Genial sobressaiu entre os demais. Humilde nunca esqueceu as suas raízes. Rigoroso aplica-se no treino que lhe garante capacidades. Ambicioso conseguiu envolver toda a família no seu sucesso. Humano não vira as costas a quem dele precisa. Universal percorre o mundo, não só para mostrar o seu valor e cativar outros para o futebol que ama e lhe dá triunfos e prestígio, como também para acudir a algumas causas que lidera e que engrandece com a sua presença. Cristiano Ronaldo é uma bandeira de felicidade e alegria num País que recupera e se reergue. É o exemplo maior, mesmo para aqueles que desprezam os feitos nos campos desportivos, para aqueles que desvalorizam o espectáculo nas quatro linhas e que menosvalorizam os artistas que ganham merecidamente quando se esforçam para tal e cujo contributo para o jogo e o fascínio dos espectáculos resulta da dedicação e do labor que diariamente realizam. Para todos nós, emigrantes de um País de valentes marinheiros e conquistadores, que seguimos o rasto de outros que se lançaram pelo Mundo à procura de uma vida melhor para as suas famílias, os filhos e os outros parentes que ansiosamente aguardavam que algo de melhor acontecesse ao que ousou largar o lugar e a casa, Cristiano Ronaldo é o paradigma do bem sucedido, mas é, também, não esqueçamos, a prova de que trabalhar é preciso para que as conquistas se festejem e para que ganhemos o respeito de outros, num mundo cada vez mais competitivo e no qual ganham os mais competentes. Parabéns Cristiano Ronaldo. Parabéns Portugal. Felicitemo-nos todos. Certamente que assim pensamos. Uns porque o idolatram, outros porque gostariam de ter um filho ou um irmão assim.

E

sta semana foi tempo de novas consultas entre os Governos de Lisboa e de Caracas. Analisaram-se novos projectos, articularam-se novos convénios e, mais uma vez, ganhou a cooperação luso-venezuelana, que se afirma como uma das instituições mais fortes entre os nossos dois povos. Uma empresa portuguesa vai liderar a modernização dos portos de Puerto Cabello y Maracaibo. Na Casa Amarilla, no centro da capital crioula, foram assinados novos convénios. No total mais cerca de 2,2 mil milhões de dólares. Estamos todos satisfeitos.

Milhares de pessoas assistiram à Procissão da Divina Pastora Inúmeros fiéis reuniram-se desde a madrugada da passada quarta-feira, dia 14 de Janeiro, nos arredores do Templo de Santa Rosa, no Estado Lara, para venerar a Divina Pastora e acompanhar a procissão na sua visita 158 à cidade de Barquisimeto. Estima-se que, pelo menos três milhões de pessoas tenham assistido ao acto litúrgico e se integrado e/ou assistido com devoção à Missa de Despedida da imagem, cuja celebração foi presidida pelo Arcebispo de Barquisimeto, Antonio López Castillo. Foram criados 22 pontos de controlo para garantir a segurança a todos quantos participaram nesta festa religiosa. O governador Henri Falcón acompanhou os fiéis nas distintas actividades que se realizaram tendo por motivo a visita 158 da imagem da Padroeira ao Estado Lara. Posteriormente, e acompanhado por diferentes dirigentes da oposição, o mandatário regional encabeçou o grupo de entidades que assistiram à Missa, que, como habitualmente, foi celebrada no Arco da Virgem, situado na localidade de Santa Rosa. Depois, a Divina Pastora iniciou a sua peregrinação até à Catedral de Barquisimeto, procissão que é considerada a terceira maior concentração mariana a nível mundial e a segunda mais importante da América Latina.

destaque

voz do leitor

Reconquistemos a união! Temos vivido nas últimas semanas diferentes situações que nos têm alertado para a necessidade de todos os venezuelanos estarem unidos com a única finalidade de trabalhar em prol deste País. A insegurança, a corrupção e a escassez de produtos são problemas que definitivamente afectam a todos popr igual: situacionistas e opositores. Mais além da tendência política todos devemos trabalhar nestas problemáticas, colocando a nossa pedrinha de areia e fazendo tudo o que seja possível para contribuir para a solução. Recordamos que os venezuelanos (incluindo os

Grupo Editorial

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-40058840-5

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Gerente: Carla Vieira Editor Sergio Ferreira Soares Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 35F. Las Mercedes, Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: editorial@correiodevenezuela.com

da terra e todos os portugueses que fazem a sua vida no País) somos pessoas cheias de vida e caracterizadas no mundo pela sua cordialidade, pela sua alegria, pela sua força trabalhadora e pelo seu desejo de superação. Temos de procurar, novamente, alcançar todos esses valores que continuam a residir dentro de nós e unir-nos na luta pelo desenvolvimento desta bonita e fraterna nação chamada Venezuela. Glória Santos

Chefe de redacção Sergio Ferreira Soares |Jornalistas Carla Salcedo Leal, Victoria Urdaneta, Jean Carlos de Abreu, Kenner Prieto, Antonio Da Silva |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Sandra De Andrade (Aragua), Sandra Rodríguez (La Victoria), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Ricardo Santos (Nueva Esparta), Luis Canha (Mérida), Daniela García (Miranda), Antonio Dos Santos (Zulia) |Colaborações Catanho Fernandes, Arelys Gonçalves, Antonio López Villegas, Isabel Idárraga, |Administração Ma.Fernanda Pulido |Publicidade e Marketing Carla Vieira |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Francisco Garrett |Distribuição Luis Alvarado, Carlos Agostinho Perregil R. |Impressão Cadena Capriles, Operadora La Urbina C.A. Caracas -Venezuela |Tiragem 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Correio da Venezuela

Venezuela IX REUNIÃO DA COMISSÃO MISTA BILATERAL

Novos acordos ascendem a 2.200 milhões de dólares

Portugal e Venezuela ratificaram os laços de amizade que unem as duas nações. Paulo Portas assegurou que o novo encontro serviu para avançar, somar e consolidar os projectos Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Com o objectivo de aprofundar as relações comerciais e de amizade entre portugueses e venezuelanos, decorreu, entre 14 e 15 de Janeiro, a IX Reunião da Comissão de Seguimento Venezuela-Portugal, na Casa Amarela “Antonio José de Sucre”, em Caracas. Os encontros foram presididos pelo ministro do Poder Popular para as Relações Exteriores da Venezuela, Elías Jaua, e pelo vice-primeiro-ministro de Portugal, Paulo Portas. O valor total das negociações realizadas nesta ronda rondou os 2.200 milhões de dólares, sem incluir o projecto da nova auto-estrada Caracas-La Guaira, segundo revelou o governante português. Nove mesas de trabalho foram instaladas na Chancelaria com a finalidade de avaliar os progressos nos convénios anteriormente celebrados entre ambos os países, bem como para afinar pormenores para uma melhor execução dos. Marcaram presença nas reuniões representantes de empresas portuguesas e dos governos dos dois países, nas áreas petroquímica, energia eléctrica, agricultura, alimentação; infra-estruturas, habitação, ciência, tecnologia, inovação, indústrias, saúde, turismo e Cultura. Também marcaram presença nos encontros o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, Luís Campos Ferreira; o secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves; o Embaixador de Portugal na Venezuela, Mário Alberto Lino da Silva; o Adido Económico da Embaixada de Portugal na Venezuela; o representante da AICEP, Carlos Pinto; o Adido Social da Embaixada de Portugal, Gonçalo Capitão; e o Cônsul-Geral de Portugal em Caracas, Paulo Martins dos Santos; além dos representantes das empresas lusitanas. Pela parte venezuelana, destaquese o Ministro do Poder Popular para as Finanças, Nelson Merentes; o Ministro do Poder Popular para o Transporte Terrestre, Haiman El Troud; o Embaixador da Venezuela em Portugal, Lucas Rincón Romero; o governador do Estado de Sucre, Luís Acuña; e o Alcaide de Cumaná, David Velasquez. Nesta ocasião foram firmados di-

versos instrumentos bilaterais, como um memorando entre a Corporación de Desarrollo de la Cuenca del Río Tuy Francisco de Miranda Corpomiranda e o Banco Espírito Santo (Portugal), com o objectivo de desenvolver projectos e programas de habitação para a classe média. Entre outros memorandos assinados, refira-se o que prevê a expansão da fábrica de Dianca; o memorando para o abastecimento de 7.000 toneladas métricas de pernil; e o memorando para a ampliação dos terminais dos portos de Puerto Cabello e de Maracaibo. De igual modo, foram também revistos os projectos de ampliação do porto marítimo de La Guaira e o da construção da nova auto-estrada de ligação ao Litoral, através de Waraira Repano; e o da construção de 12 mil habitações, que prossegue em Valles del Tuy, e as urbanizações criar na Área Metropolitana de Caracas.

Destaque especial para os projectos de sinalização rodoviária, vertical e horizontal, na capital; e ainda uma possível aquisição de autocarros para o transporte público; bem como a construção de um complexo industrial para materiais de construção civil. Foi ainda revelado que membros da delegação de empresários lusos estão interessados em desenvolver o parque de infra-estrutura hoteleira do Estado de Falcón. Foi ainda avaliada a ampliação da segunda fase do projecto Canaima, que contempla o fabrico de portáteis e tablets para os sectores educativos médios e universitários. Também se avançaram com as negociações para a construção de uma fábrica de fibra óptica no país. Esta ronda de negociações foi encerrada com a assinatura da acta final da IX Reunião da Comissão de Seguimento Venezuela Portugal, pela mão de Elías Jaua, ministro do Poder Popular para as Relações Exteriores, e

3

do vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas. Uma relação de respeito, igualdade e dignidade O Ministro Elias Jaua fez questão de ressaltar a vontade dos governos por trabalhar em conjunto e os resultados do encontro. “Foi uma reunião bastante frutífera, tanto que tivemos de a prolongar até à manhã de hoje [quarta-feira, 15], devido ao número de acordos, projectos, seguimentos e compromissos”, assegurou o governante. “Demonstrámos uma grande vontade para converter esta relação numa política de Estado. Este é um modelo de como a Venezuela quer relacionarse com a Europa e o mundo, baseado no respeito, igualdade e dignidade”, acrescentou o representante do Governo venezuelano. Jaua recordou ainda que o presidente da Venezuela aprovou os recursos necessários para a conclusão do Santuário da Virgem de Fátima que está sendo construído no Município de Carrizal, Estado de Miranda, e convidou Paulo Portas para estar presente na sua inauguração. O Governante acrescentou ainda que a reunião serviu para negociar novas habitações, que serão construídas por empresas portuguesas como parte do programa governamental “800 Mi Hogar”, orientado à classe média; e mencionou a possibilidade de empresas lusas instalarem novas infra-estruturas hoteleiras no país. “Mais, melhor e mais longe” O vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas, manifestou que Portugal e a Venezuela possuem as bases para, de agora em diante, construir “mais, melhor e mais longe”. “Poderia sintetizar em três palavras o êxito desta comissão: avançámos, somámos e consolidámos. Somos gente que tem sentido de gratidão. E nos anos mais difíceis, a Venezuela foi importante para que as empresas portuguesas pudesse crescer e internacionalizar-se”. “É um prazer estar nesta terceira reunião que ocorre em menos de um ano. Como é conhecido, Portugal tem vivido dias difíceis nos últimos tempos. Terminaremos o nosso programa de assistência no mês de Maio com indicadores positivos que nos fazem pensar que vamos para melhor”, explicou o representante do Governo luso. Portas observou que a Venezuela foi um dos poucos países que ofereceu a Portugal durante a crise económica da qual ainda recupera, mas lembrou as contributos dados em troca. “Estamos abertos a esta cooperação e sabemos o que muitas empresas portuguesas têm feiro aqui, não só exportando, como também transferindo tecnologia e investimentos. E isto é muito importante”, observou.


4

Correio da Venezuela

VENEZUELA

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

CONVÉNIOS

ACTUAL

Mais de dois milhões de estudantes serão beneficiados com este projecto.

‘Plano ‘Cambote’ recupera infraestruturas das prisões

Governo estende Projecto Canaima às universidades Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

No passado dia 8, o Presidente da República, Nicolás Maduro, aprovou o pedido 046-2013, do Ministério do Poder Popular para a Ciência, Tecnologia e Inovação, juntamente com o Ministério para a Educação Universitária, para a aprovação de um projecto no qual se prevê a integração da população estudantil universitária no Projecto Canaima Educativo, mediante a entrega de equipamentos de computação tipo tablets. Com esta mais recente decisão, espera-se que mais de dois milhões de estudantes universitários sejam beneficiados nos próximos anos, pois segundo os porta-vozes do projecto, o objectivo da dotação aos alunos da primária e do secundário deverá ser alcançado em Julho de 2014, pelo que foi proposto que o início da dotação universitária aconteça a partir de Setembro deste ano, e termine em Dezembro de 2015. Segundo a agenda do Projecto Ca-

CORREIO/LUSA

naima Educativo inicial, o modelo de tablet electrónico seleccionado pelas autoridades para os universitários deverá contar com software desenvolvido por talento nacional, para além de contar com ligação à Internet sem fios

pelo que o projecto também contempla a criação de espaços com rede wi-fi nos estabelecimentos de ensino. Estima-se que o investimento total chegará a 2 mil e 700 milhões de bolívares.

TAP AIR PORTUGAL

Voos de Caracas-Lisboa esgotados até Junho TAP já reforçou as suas frequências até ao limite da capacidade actual e os aviões de longo curso estão a ser utilizados no limite da capacidade CORREIO/LUSA

Os voos de Caracas para Lisboa estão praticamente esgotados até Junho, confirmou, na segunda-feira, 23 de Dezembro, a operadora aérea portuguesa à Lusa, considerando que é uma “situação excepcional” e garantindo que já foram tomadas medidas até “ao limite da capacidade” da TAP. “Há uma procura muitíssimo forte que já dura há meses e que provoca que as reservas dos voos também para os próximos meses estejam com uma ocupação absolutamente excepcional, praticamente a 100% até Junho”, disse o porta-voz da TAP, António Monteiro, escusando-se a comentar os contornos e as razões deste “período excepcional em termos de reforço da procura”.

A ligação Caracas-Lisboa registou um aumento de 13,8% em número de passageiros entre Janeiro e Novembro,

disse o responsável, notando que no inverno há três voos por semana, que no verão passam a um por dia.

O director para a Região Capital do Ministério para os Serviços Penitenciários, Guido de Freitas, referiu que o ‘Plano ‘Cambote’ Administrativo tem como objectivo recuperar todas as áreas das cadeias do país. O responsável indicou que a ideia é fazer com que os presos participem na recuperação dos centros de reclusão e que colaborem na remodelação dos mesmos. “Isto de alguma forma coloca as pessoas privadas de liberdade a participar, e melhora a relação com a parte administrativa”, acrescentou. Recorde-se que a ministra Iris Varela anunciou, na segunda-feira, o início do ‘Plano ‘Cambote’ Administrativo’ em onze Estados do país.

Questionado sobre se a TAP vai aumentar a frequência dos voos ou encontrar uma solução para os passageiros que querem viajar de Caracas para Portugal, António Monteiro respondeu que “a TAP já reforçou as suas frequências até ao limite da sua capacidade actual, já que os aviões de longo curso estão a ser utilizados no limite da sua capacidade, ou seja, não há aviões disponíveis”. A falta de aviões, apontou, prende-se com as duas novas linhas que vão ser abertas para Bogotá e para o Panamá. “Temos novas rotas no Brasil e na América do Sul (em Bogotá e Panamá), só o podemos fazer com a entrada de dois novos aviões, em Junho”, acrescentou o porta-voz da companhia aérea portuguesa. A TAP não é a única a registar uma afluência excepcional. Já em Dezembro, a American Airlines suspendeu a venda de bilhetes aéreos para viagens com partida da Venezuela, em qualquer tipo de moeda, segundo a agência Bloomberg. A suspensão da venda de bilhetes da American Airlines tem lugar depois de a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) revelar que existe preocupação do sector por atrasos de parte do Governo venezuelano em autorizar as operadoras a repatriar 2,6 milhões de dólares.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

5


6

Correio da venezuela

venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

ACTUAL

autoridades fiscalizaram negócios alimentares Medida foi desencadeada após as irregularidades detectadas em Budare del Este

pólvora, e chegou ao conhecimento de muitas mais pessoas quando se revelou terem sido detectadas, nos restaurantes Ferro, Giovanna e el Junquito Campestre, na zona de el Junquito, estado de vargas, mais quantidades de pernil, presumivelmente adquiridas na Mercal, que se encontravam empacotadas em embalagens dos estabelecimentos.

Carla salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O que podia ser uma brincadeira ao jeito das que se fazem no “dia das petas” caiu como um balde de água fria no seio da comunidade portuguesa, especialmente os comerciantes que se dedicam ao negócio da restauração. no decurso de uma investigação foi levada a cabo, no último 28 de Dezembro, uma inspecção à reconhecida arepera “el Budare del este”, situada na avenida Río de Janeiro de las Mercedes. O ministro do Interior e Justiça, Miguel Rodríguez Torres, juntamente com o titular do Ministério da alimentação, Félix Osorio, supervisionaram a inspecção, após o próprio Presidente nicolás Maduro ter denunciado que o estabelecimento em questão havia se apropriado ilegalmente de 2000 quilos (kg) de produtos alimentares provenientes da rede Mercal. À apreensão de 900 kg de pernil, 600 kg de frango e 500 kg de carne, somouse a acusação de falta de condições de salubridade no estabelecimento e ainda o funcionamento de uma “casa de alterne”, no segundo piso do edifício. na sequência da fiscalização foram detidos quatro indivíduos, entre os quais os proprietários do negócio, ambos de nacionalidade portuguesa, o gerente e

um polícia. “Sem dúvida um elemento nosso, algum funcionário público ou alguns dos que participam connosco no trabalho de distribuir alimentos, está implicado neste delito. Seja quem seja, todos os que estejam envolvidos nesta situação terão que pagar”, disse o Ministro Osorio, perante a hipótese de haver cumplicidade de funcionários da rede Mercal neste caso. Segundo as autoridades, o Ministério Público está a investigar mais de 500 casos semelhantes a este, sendo que 384 pessoas estão a cumprir penas sob o regime de apresentações periódicas após terem sido condenadas pela prática do mesmo delito. a notícia deste espalhou-se como

Todos prejudicados estes casos levaram a que, durante as últimas horas de 2013 e nos primeiros dias deste ano, uma comissão oficial, integrada por pelo menos seis organismos diferentes do estado, realizasse rusgas em diferentes estabelecimentos de venda de comida situados nas principais zonas de restauração de Caracas, como las Mercedes e altamira, com vista a combater delitos como a especulação e açambarcamento. extra-oficialmente, foi veiculado que a comissão, integrada por elementos da Guarda nacional, Seniat, Indepabis, Sundecop, Cadivi, Sanidad e organismos fiscais e aduaneiros, inspeccionou pelo menos uma dezena de estabelecimentos comerciais pertencentes a empresários portugueses, entre os quais se destacam, na zona de las Mercedes, la Castañuela, el Solar del este, Punta Grill e o Maute Grill.

JUsTIçA

luso-descendente de 18 anos envolvido no “caso Spear” Sob o jovem impendia um mandado de captura solicitado pelo Ministério Público e sancionado pelo Tribunal 1° de Controlo de Carabobo, extensão de Puerto Cabello Jean Carlos de Abreu jcdeabreu@correiodevenezuela.com

O director nacional do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc), José Sierralta, revelou, na semana passada, que um jovem implicado no assassinato da actriz Mónica Spear e do seu esposo, Thomas Berry, entregou-se às autoridades. “Informamos a colectividade que José Gregorio Ferreira Herrera (18), apodado ‘el Junior’, envolvido no caso

Spear, entregou-se às autoridades”, disse. O responsável revelou ainda que o jovem “conduziu os agentes ao local onde abandonou alguns dos pertences da actriz”. “O intenso cerco policial exercido sobre os autores do crime levou às detenções efectuadas “, acrescentou. De igual modo, o Ministério Público (MP) apresentou, ante um tribunal de controlo do estado de Carabobo, o luso-descendente para ser ouvido em face dos crimes de que é suspeito ter

praticado. Foi ainda possível saber que o jovem estava a ser procurado pela polícia, que se fazia acompanhar de um mandado de captura e detenção solicitado pelo MP e concedido Tribunal 1° de Control de Carabobo, extensão de Puerto Cabello. Recordemos que a ex-Miss venezuela 2004 e o seu companheiro foram assassinados na noite de segunda-feira, 13, no decurso de um presumível assalto perpetrado na auto-estrada valência-Puerto Cabello.

EL RODEO II

empresas apoiam reclusos

Os portugueses detidos na Venezuela receberam, por altura do Natal, sapatos e artigos de higiene pessoal. Carla salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

São 10 os cidadãos portugueses reclusos no pavilhão dos estrangeiros na cadeia el Rodeo II, por diversos delitos. São atendidos periodicamente pelo corpo consular, com o apoio de alguns cônsules honorários e conselheiros das Comunidades. Recentemente, durante as festas de natal, duas empresas portuguesas entregaram donativos a estas pessoas, que não têm apoio familiar na venezuela, já que na altura em que foram detidos e julgados, não viviam no país. a maioria destes cidadãos foi detida ao tentar transportar substâncias ilícitas da venezuela para outros países. assim, a empresa Calzados lucas doou 10 pares de sapatos, e a excelsior Gama colaborou com alguns alimentos e artigos de higiene pessoal. ao longo do ano, os presos costumam receber livros ou revistas de passatempos, assim como apoios para a compra de medicamentos.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Correio da venezuela

venezuela

Segurança

7

Português e espanhol, parecidos, mas diferentes!

Conselheiros das Comunidades: a ligação entre os cidadãos e o estado F

Rainer Sousa

O galego-português

Cinco representantes apresentam soluções possíveis, em Portugal, para os problemas dos portugueses radicados na Venezuela.

Carla Salcedo Leal

Dos 15 milhões de cidadãos portugueses registados pelas autoridades, pelo menos cinco milhões vivem fora do país de origem, o que torna esta comunidade um dos m a i o re s g r u p o s m i g r at ó r i o s d o mundo. não é à toa que é costume dizer-se, na venezuela, que não há um venezuelano que não conheça um português. a dimensão desta comunidade levou à criação da lei nº 66-a/2007, de 11 de Dezembro, que introduziu o Conselho das Comunidades Portuguesas (CPCP), sob a tutela da Secretaria de estado para as Comunidades Portuguesas, que lida com as políticas e projectos relativos à emigração e aos portugueses da diáspora. actualmente, o organismo conta com 63 conselheiros eleitos por sufrágio universal em cada país com representação portuguesa, e 10 membros nomeados por diferentes entidades: um membro pelo Conselho Per manente das Comunidades Madeirenses, um membro pelo Congresso das Comunidades açorianas, dois membros de entre os lusos eleitos nos países de acolhimento da europa, dois membros a designar por, e de entre os eleitos nos países de acolhimento fora da europa, dois entre as associações de portugueses no estrangeiro, nos países da europa, e mais dois entre as associações de portugueses no estrangeiro nos países fora da europa. Da venezuela, actualmente estão presentes neste organismo quatro conselheiros das Comunidades em Caracas (estela lúcio de Pereira, Maria de luz almeida, luís Jorge e

antónio de Freitas) e um da cidade de valência (Manuel Martins). Trabalho como o das formigas Se bem que o trabalho dos conselheiros das Comunidades Portuguesas é árduo, já que são a ponte de ligação entre o Governo português e os portugueses espalhados pelo mundo inteiro, muitas vezes, este trabalho passa despercebido para grande parte da comunidade, e muitos se questionam sobre as funções destes representantes, que trabalham em prol dos seus conterrâneos sem receber uma remuneração financeira. longe dos procedimentos administrativos e dos actos legislativos, mantêm-se em constante movimento para procurar solucionar os principais problemas das suas comunidades, tanto a nível das regiões autónomas como do continente. um dos grandes acontecimentos a destacar do ano passado, no âmbito do trabalho dos conselheiros, foi a implementação das máquinas PeP, apesar de, na venezuela, este equipamento ser utilizado off line, devido à baixa velocidade da Internet. “Durante a última permanência consular realizada em 2013, nos estados de nueva esparta, Monagas, Sucre e anzoátegui, conseguimos resolver, com a máquina PeP, 200 passaportes, o que se traduz numa poupança para a nossa comunidade de mais de um milhão de bolívares em gastos referentes a transporte, hospedagem e alimentação, porque de outra for ma estas pessoas teriam de ser atendidas em Caracas. O valor deste equipamento é muito grande, porque a sua vanta-

gem mais apelativa é permitir uma aproximação das actividades consulares à comunidade”, assinalou o conselheiro antónio de Freitas, que segue de muito perto a actividade consular. Durante o período em exercício, os cinco representantes da comunidade na venezuela conseguiram apoio do Gover no português através do programa aSIC, com o qual se ajuda pessoas com necessidades extremas através de um subsídio do estado, no qual estavam inscritas 800 pessoas, que passaram na revisão, e das quais apenas umas 300 passaram novamente a usufruir dos recebimentos. Já através do aSeC, programa que proporciona uma ajuda específica para tratamentos ou cirurgias, os conselheiros também conseguiram o apoio das autoridades a um importante grupo de portugueses residentes na vene zuela que não tinham os meios necessários para custear os tratamentos de saúde. Recenseamento Eleitoral uma das obrigações dos conselheiros é promover a inscrição no recenseamento eleitoral, através do qual os portugueses têm voz e voto nos processos eleitorais do país. Desde há algum tempo que os conselheiros lutam para erradicar o processo de voto via correio postal, exercido na hora de escolher os membros da assembleia da República, eleição para a qual, na maioria dos casos, a correspondência chega muito tarde aos cidadãos, e é, por isso, enviada fora de tempo para as urnas, pelo que o Conselho das Comunidades está a pedir a aprovação do voto electrónico.

alado no norte da península, mais concretamente na região conhecida pela Galiza, o românico ali falado possuía características muito próprias que o diferenciavam dos restantes falares ibéricos. Os linguistas chamam a essa etapa da língua portuguesa de “galego-português”, enquanto outros preferem denominá-lo somente de “galaico”. Seja como for, a verdade é que foi esse idioma que durante o século XI tornou-se numa língua de prestígio dentro da Península Ibérica. Por essa altura já o castelhano existia e era amplamente usado dentro do Reino de Castela, mas foi tanto o prestigio do “galego-português” que o próprio rei Afonso X de Castela preferia compor a sua poesia nessa língua. É nesta altura também que surgem poemas como o seguinte da autoria de Bernal de Bonaval: “A dona que eu am’e tenho por Senhor amostrade-me-a Deus, se vos en prazer for, se non dade-me-a morte. A que tenh’eu por lume d’estes olhos meus e porque choran sempr(e) amostrade-me-a Deus, se non dade-me-a morte.” Um facto curioso que afasta a língua portuguesa das restantes línguas ocidentais é a forma como nós designamos os dias da semana. Como sabemos o espanhol, o francês, o próprio inglês e alemão preferem nomes de origem pagã que relacionam a nossa semana com as velhas divindades que em algum momento tinham sido objecto de adoração por parte das populações não cristãs da Europa. Neste particular, os nomes dos dias da semana em português, saíram do calendário católico. Foi a própria igreja católica (na região onde era falado o galego-português) que impôs as suas actuais designações, sendo esta iniciativa única na Europa, pois expulsava do calendário português as velhas tradições pagãs. O primeiro dia, domingo, vem do latim dominicu, que significa dia do Senhor. Os que têm a palavra feira provêm de feria, em latim festa em honra de um santo. Daí a palavra feriado. O último dia da semana, o sábado, é o menos católico, pois é de origem judaica. Apesar de nos chegar pelo latim sabbatu, vem do hebraico shabbath e quer dizer descanso semanal. Não devemos esquecer a influência das línguas que eram faladas na França daquela altura, falamos da língua de oil (variante de francês antigo) e da língua de oc (provençal). A referida influência explica-se por uma série de causas convergentes: presença da dinastia de Borgonha em Portugal, implantação das Ordens de Cluny e de Cister, chegada ao país de numerosos franceses do Norte e do Sul, etc. Daí os numerosos empréstimos vocabulares, de que damos alguns exemplos: rouxinol, dama, trovador, manjar etc. Mas talvez o maior contributo do provençal (língua de oc) é a introdução do nosso “c” de cedilha que desde então entrou na ortografia portuguesa e que permanece connosco até hoje.


8

Correio da Venezuela

VENEZUELA

Tradição

Vicentinos em festa a 26 de Janeiro

Ano após ano, a festa de São Vicente tem lugar na sede da Missão Católica Portuguesa

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Como manda a tradição, no próximo domingo, 26 de Janeiro, a sede da Missão Católica Portuguesa, em San Bernardino, vai acolher a reunião anual da Confraria de São Vicente, a partir das 4h00 da tarde. A ocasião será aproveitada para a celebração do santo padroeiro do município nortenho da ilha da Madeira, num convívio que reunirá também os netos e filhos desta localidade que residem em Caracas. A celebração começará com a Santa Missa, que dará passo à procissão e um convívio, onde os assistentes poderão saborear comidas e apreciar bebidas típicas do concelho de São Vicente. A conselheira das Comunidades Portuguesas e representante da Confraria de São Vicente, Estela Lúcio Pereira, convida todos os vicentinos,

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Instituto Camões premiou melhores cartões de alunos A iniciativa foi promovia no mês de Dezembro.

Correio da Venezuela

portugueses e luso-descendentes a celebrar esta nova edição da festa dedicada à localidade de São Vicente. Ao mesmo tempo, apela a todos os católi-

cos que queiram fazer parte desta confraria, sejam ou não portugueses, para participarem na actividade, destacando que o importante é querer e ter fé.

Tradição

Feirenses festejam São Sebastião Comunidade recebe o presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa

A coordenação do ensino da Língua Portuguesa na Venezuela, a cargo do Instituto Camões, entregou prémios aos melhores cartões de Natal feitos pelos alunos dos diferentes cursos deste idioma ministrados na capital e no Estado de Vargas. A iniciativa foi promovida no mês de Dezembro e contou com uma grande adesão de estudantes, tendo em conta que era a primeira edição deste concurso. Os prémios foram livros patrocinados pela Porto Editora e que fazem parte do Plano Nacional de Leitura em Portugal. O objectivo desta actividade é estimular a criatividade e a escrita em Língua Portuguesa. Colégio Caracas Oriana Márquez (primeiro

lugar); Noelia Andrade e Rosangel Blanco (segundo lugar); Markelis Araujo (terceiro lugar)

Colégio San agustín del Paraiso Primeiro

Sergio Ferreira Soares

Como vem sendo hábito desde há 14 anos, no próximo domingo, 26 de Ja-

neiro, os feirenses residentes na Venezuela vão celebrar o dia do seu santo padroeiro, São Sebastião, com a tradicional Festa das Fogaceiras, que deco-

rrerá no Centro Português de Caracas. A jornada, organizada pela Associação Civil Amigos de Terras de Santa Maria, contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, que chegará ao país acompanhado pela sua esposa. O evento tem início às 11 da manhã com a actuação da Banda Show Generalíssimo Francisco de Miranda, seguindo-se a celebração da missa das ‘fogaças’, presidida pelo padre Alexandre Mendonça, que posteriormente guiará a procissão. Mais tarde, no Salão Nobre do clube, decorrerá um almoço dançável, que será animado pela música de “Alvis y su Banda Junior”, além dos grupos folclóricas “Dos Pátrias” e “Os Lusíadas”. O presidente da Associação, Ernesto Cardoso, realizará a habitual entrega do reconhecimento “Alference do ano”, acompanhado pelos demais membros da junta directiva.

Lugar em texto escrito: Abel Martínez; segundo lugar em texto escrito: Rodrigo Dias; terceiro lugar: Abraham Villalonga Criatividade Quarto lugar: Mariangel Goncalves e quinto lugar: Angie de Sousa.

Colégio Nossa Senhora de Fátima

Primeiro lugar da parte gráfica: Cesar dos Santos; segundo lugar da parte gráfica: Stefany Valentina Ferreira; Primeiro lugar na parte escrita: Miguel Angel de Abreu Pereira Segundo lugar na parte escrita: Albany Gonçalves Centro Luso-Venezonalo de Catia La Mar

Primeiro lugar da parte gráfica: Gabriela de Freitas; segundo lugar da parte gráfica: Nixon Vieira; primeiro lugar da parte escrita: Sofia La Cruz; segundo lugar da parte escrita: Luis Alberto Gonçalves Unidade Educativa Los Chaguaramos

Primeiro lugar: Moises Escorihuela Segundo lugar: Rorelmit Ferreira Terceiro Lugar: Valeria Colma


Quinta-feira, 16 de Januerio a Quarta-feira, 22 de Januario de 2014

Correio da venezuela

venezuela

Clubes

Centro Português de Caracas prepara-se para o Carnaval A associação lusitana abriu as inscrições para o tradicional concurso de ‘comparsas’.

sergio ferreira soares sferreira@correiodevenezuela.com

9

Princesinhas 2014. as inscrições estão abertas também até domingo, ou até estarem preenchidos os 10 lugares disponíveis para cada categoria. Os sócios interessados em inscrever as suas filhas no concurso devem também consultar a página do clube, e entrar em ‘Planillas y Reglamentos’, imprimir as fichas de inscrição e formalizá-la no clube. a reunião com os representantes das candidatas decorre a 24 de Janeiro, sexta-feira, às 7h30pm, no piso 2. Impulsionando a cultura O Centro Português continua a colocar à disposição dos seus sócios uma grande quantidade de eventos, para desfrute de toda a família. assim, na próxima quinta-feira, 16, decorre a iniciativa ‘ainda é natal’, a partir das 1h30 da tarde, no Cantinho da Cultura. Os mais velhos do clube regressam para uma nova ‘Rota da Cultura’, marcada para 25 de Janeiro, que desta vez terá como destino las Trincheras, no estado de Carabobo. Quatro dias mais tarde, será a vez dos amantes do fado, que desfrutarão de um ‘Fado vadio’, no Bar a nau, a partir das 7h30 da tarde. Finalmente, no dia 31, decorre o acto de tomada de posse de todas as comissões que compõem o Centro Português , a partir das 7pm, no salão nobre.

O Centro Português de Caracas inicia os preparativos com vista ao evento anual mais importante do clube: O tradicional concurso de ‘comparsas’, marcado para 3 de Março. as inscrições abriram na terça-feira e decorrem até domingo, dia 19, para um evento que costuma encher o salão nobre do clube. as inscrições podem ser feitas entre as 9 da manhã e a uma da tarde, e entre as duas e as seis da tarde. Os sócios interessados em inscrever as suas ‘comparsas’ devem consultar a página de Internet do centro social, e entrar em ‘Planillas y Reglamentos’. Mas as ‘comparsas’ não serão o único evento a engalanar o clube durante o período carnavalesco, já que também foi anunciada a eleição das Princesas e

benefiCênCia

estaleiros Viana do Castelo

academia da espetada Material para asfalteiros é propriedade de Caracas inicia ano da venezuela “a todo o vapor” No final do ano passado, a instituição entregou quase 500 brinquedos nas suas diversas campanhas de Natal. sergio ferreira soares sferreira@correiodevenezuela.com

as amigas da academia da espetada iniciam o ano com uma programação cheia de actividades em benefício dos mais necessitados. Mas ainda em altura de balanços, a presidente desta instituição, Sílvia Henriques, referiu que “o ano passado foi muito satisfatório para nós. no mês de Dezembro, realizámos várias campanhas desde a primeira semana, até dia 15. Começámos na Casa Hogar Domingo Sabio, que alberga crianças e jovens abandonados e outros retirados do seio familiar devido a maus tratos. entregámos roupa, jogos didácticos, medicamentos e artigos de higiene pessoal. Depois prosseguimos para o Hospital Ortopédico Infantil, onde en-

tregámos próteses, muletas e material clínico aos pacientes, sobretudo para às pessoas com baixos recursos económicos. a campanha final foi no Hospital J.M de los Ríos, onde distribuímos mais de 300 brinquedos, medicamentos, alimentos, roupa e produtos de higiene para as crianças”. Depois destas duas semanas intensas, durante as quais distribuíram quase 500 brinquedos, as amigas iniciariam a planificação para 2014 “a todo o vapor”. assim, para 27 deste mês, está marcada uma tertúlia, a partir das 7 da tarde, no Salão Ávila do hotel Montaña Suites, com o nome ‘Bingo Tertúlia’. O custo da entrada é de 300 ‘amigas’, e as participantes desfrutarão do bingo. a primeira campanha de beneficência da academia da espetada de Caracas decorre em Fevereiro, e terá por nome ‘amizade e amor para as crianças’.

Correio/lusa

a administração dos estaleiros navais de viana do Castelo (envC) informou, no passado 30 de Dezembro, que o material adquirido este ano para a construção de dois asfalteiros é propriedade da empresa de Petróleos da venezuela (PDvSa) porque esta já o pagou. a informação surge no mesmo dia em que 2.300 toneladas de chapa de aço chegaram aos estaleiros de viana, somando-se a outras 1.500 toneladas adquiridas pela empresa em Maio, por 890 mil euros. em causa está o contrato para a construção de dois navios asfalteiros de 188 metros de comprimento, encomendados em 2010 aos envC - empresa em processo de encerramento - pela PDvSa naval, por 128 milhões de euros. “a aquisição deste material é mais uma etapa na regularização do contrato com a PDvSa naval que, recorde-se, efectuou em Março de 2011 um pagamento de 12,8 milhões de euros para este fim. uma verba uti-

lizada, na altura, para outras necessidades de tesouraria da empresa”, explica a administração dos envC. entretanto, os estaleiros contrataram nas últimas semanas a aquisição de mais de 3,7 milhões de euros em aço e outros serviços envolvendo a construção destes dois navios. “a aquisição deste material é feita para reposição no âmbito do contrato desse pagamento efectuado pela PDvSa naval, não tendo ainda o dispêndio efectivo atingido o montante total dessa responsabilidade [12,8 milhões de euros]”, esclarece a empresa. Para a administração dos envC, estas compras permitem “honrar os compromissos assumidos e manter o referido contrato em cumprimento”. “nos termos do contrato e, uma vez adquiridos, todos os materiais e equipamentos são propriedade da PDvSa naval”, esclarece ainda a empresa, tendo em conta o processo de encerramento dos actuais estaleiros e a subconcessão ao grupo Martifer, que venceu o concurso público.


10

Correio da venezuela

venezuela

Ensino

Professores por vocação 15 de Janeiro é a data em que é costume celebrar o Dia dos Educadores, e pedimos-lhes que reflectissem sobre a profissão. Victoria Urdaneta

Jenni Melo, cujos pais são oriundos de vila nova de Gaia, no Porto, licenciou-se em educação no Instituto Jean Piaget do Porto. após algum tempo em Portugal, veio para a venezuela e trabalhou no Colégio Fátima, em Turumo, e actualmente divide o seu tempo entre o Centro Português e o Colégio San agustín de el Paraíso, onde há três anos que se dedica a dar aulas a mais de 200 alunos e a mais de 40 pais. “Tem sido uma experiência maravilhosa ensinar quem quer aprender, ver o interesse que o Português desperta, e orgulha-me ser professora deste idioma porque vejo que a receptividade é enorme, inclusive abrimos aos sábados e estamos a pensar abrir mais cursos porque os actuais já estão cheios”, afirma. “Ser professora tem me dado muitas satisfações e estou muito contente com a minha profissão.” a satisfação, no entanto, não se fica

a dever apenas à receptividade dos alunos, mas também ao desafio que significa ultrapassar toda a espécie de obstáculos. David Pinho é director do Colégio nossa Senhora de Fátima,

em San Bernardino, e coordenador dos cursos de Português no Centro Português e no San agustín em Caracas, assim como em vários centros de Puerto Ordaz, la Guaira, San an-

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

tonio de los altos, Guatire. admite que o educador está inserido num sistema muito complicado a nível jurídico e administrativo, formado por leis novas, orçamentos limitados para os colégios e, por isso, salários baixos para os professores. Por outro lado, assinala as barreiras impostas pelos próprios alunos, “pois a exigência decaiu e é necessário que se esforcem mais, que levem o ensino a sério e que investiguem mais os livros, ou inclusive na Internet, mas como ferramenta, não para copiar o que outros já publicaram”, adverte Pinho. Para virgínia Freitas, dizer ‘professora’ é como abrir um dique por onde saem galões de adjectivos, “porque barreiras há muitas, mas quero dedicarme a exaltar a parte positiva, porque quando ensinas também aprendes muitíssimo, quando dás, recebes o dobro, e por isso dediquei-me por completo a esta profissão”, conta Freitas, que estudou no Colégio da apresentação de Maria, no seu país natal, Portugal, depois passou para a escola de educação, que terminou com 18 anos, e aos 21 veio para a venezuela. Deu aulas particulares e no Centro Português até que, em 1998, entrou no Colégio nossa Senhora de Fátima, “onde fui professora até à altura de me reformar, mas se pudesse, continuaria a exercer, porque estou convencida de que nasci para isto.”

TErapia

Risos que curam

O trabalho que a organização Doctor Yaso realiza na Venezuela está a mudar paradigmas. Victoria Urdaneta

to Doutor Palhaço, em Portugal), mas sobretudo a vontade de fazer feliz cada espectador e oferecer-lhe um sorriso. actualmente, a Doctor Yaso conta com 23 coordenações em todo o país, 35.027 beneficiados directamente, 175 presenças em meios de comunicação social, 712 visitas realizadas, 56 hospitais atendidos, 175 instituições visitadas e 1365 voluntários.

a figura do palhaço de hospital começou a desenhar-se na década de 70, com o doutor Hunter Doherty “Patch” adams, que demonstrou que a terapia do riso incidia positivamente na recuperação dos pacientes e representava uma evidente melhoria na qualidade de vida de todas as pessoas. Inspirados no trabalho deste médico americano, nasceu, na venezuela, Por experiência própria Doctor Yaso, uma organização comSer parte de uma organização “é posta por voluntários que se encarreuma tarefa exigente”, como qualifica gam de levar alegria a meninos, meMaritza Cantanho, cujo pai é oriundo ninas e adolescentes hospitalizados, do Funchal, Madeira, e guarda boas refortalecendo o seu sistema imunológicordações da viagem a Portugal duranco e trabalhando a carga te a sua infância. emocional. esta luso-descendenPara cumprir tão te pertence à Doctor louvável tarefa, não Yaso desde o ano passa“Encontro tempo precisam de grandes do. “Primeiro, fiz dois para a Doctor adereços nem de mameses de preparação, e quilhagens exageradas. depois comecei a conviYaso, porque Basta uma bata branca ver com as crianças nos enche-me de com a identificação ‘Palhospitais.” Desde então, alegria ajudar haços de Hospital’ e uma tem vivido uma intensa bola vermelha no nariz experiência “não apenas outros”. (o equivalente ao projeccom os pacientes, mas

também com os seus pais, porque eles também precisam de alegria e de dar luz ao espírito.” Outro dos seus desafios é conciliar os estudos com o voluntariado, pois Catanho está no 3.º ano de Medicina na escola luis Razetti da universidade Central de venezuela, tendo, por isso, uma agenda bastante intensa. “ainda assim, encontro tempo para a Doctor Yaso, porque enche-me de alegria ajudar outros, podermos ser nós mesmos, tirar o melhor de mim”, explica. “nunca esquecerei quando conseguimos

Juntar-se à equipa Ángel Ramírez, assistente de Coordenação em Caracas, explica que “para ser voluntário da Doctor Yaso é preciso entrar na página www. doctoryaso.com e investigar qual a sede mais próxima da sua residência, e contactá-la.” acalmar um bebé para que pudessem aplicar-lhe o tratamento que precisava, ou quando ajudámos uma menina para que lhe encontrassem uma solução, apenas com a magia do riso.”


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

PUBLICIDADE

En Canadá

¡APRENDE INGLÉS DONDE ES! Village English Language School

NO DEJES QUE TE LO CUENTEN… CONTÁCTANOS Y DESCUBRE PORQUE SOMOS TU MEJOR OPCIÓN Los mejores programas de inglés para todo público No necesitas visa con tu pasaporte de la Comunidad Europea ¡Comienza cuando quieras!

Solicita tu presupuesto sin compromiso FUNDADA EN 1995

www.village-english.com Servicios en español: Caracas, Venezuela +58 212 720 7056 Toronto, Canadá +1 905 542 7056

Correio da Venezuela

11


Correio da Venezuela

Património Venezuelano

12

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Uma visita

ao Panteão Sergio Ferreira Kenner Prieto

Já passaram quase 140 anos desde que, a 27 de Março de 1874, o presidente Antonio Guzmán Blanco decretou a transformação da igreja da Santíssima Trindade de Caracas para acolher o Panteão Nacional da Venezuela, de modo acolher os restos dos Próceres da Independência e os cidadãos mais destacados da nação. Com o passar do tempo, este imponente mausoléu converteu-se num dos pontos turísticos mais importantes da capital e do país, albergando actualmente os restos mortais de 141 venezuelanos exemplares. Recetemente passou a exibir um novo rosto com recém-inaugurado espaço dedicado ao libertador Simón Bolívar.

Uma igreja com história A igreja da Santíssima Trinidade de Caracas havia sido construída por Juan Domingo del Sacramento Infante, em meados do século XVIII, entre os anos 1744 e 1783.

No entanto, o terramoto de 1812 destruiu a quase totalidade do templo, pelo que se iniciou uma lenta reconstrução que se estendeu inclusivamente até ser declarado Panteão Nacional. A escolha deste templo para tal fim ficou a dever-se ao facto de no seu interior terem sido colocados, temporariamente, os restos mortais do Libertador Simón Bolívar, em 1842, até a trasladação para a Catedral. Nela também foram sepultados, em 1851, os restos do marquês de Toro e, mais tarde, os corpos de José Gregorio Monagas, Andrés Ibarra e Ezequiel Zamora. O decreto de Guzmán Blanco foi acompanhado pela ordem da conclusão das suas fachadas com base no projecto havia sido desenhado para a igreja pelo engenheiro José Gregorio Solano, entre 1853 e 1858. Os trabalhos foram conduzidos pelos engenheiros Julián Churión, Juan Hurtado Manrique, Tomás Soriano e Roberto García, tendo a inauguração sido realizada a 28 de Outubro de 1875. Não obstante, a verdadeira consagração

do edifício teve lugar no dia de São Simão, a 28 de Outubro de 1876, quando se trasladaram desde a catedral os restos mortais do Libertador. Estes foram depositados num sarcófago de madeira com revestimentos de prata e ouro, segundo o estilo neo-gótico, pelo o artista francês Emile Jacquin. Também foi transladada desde a catedral a estátua do Libertador, feita em 1842 pelo escultor italiano Pietro Tenerani. Em 1910, o governo de Juan Vicente Gómez procedeu a uma reforma geral do edifício, segundo o projecto do arquitecto

Alejandro Chataing, a qual foi terminada em Julho de 1911, por ocasião da celebração do centenário da Independência. Outra requalificação do Panteão foi ordenada por um decreto do governo ‘gomecista’, em 1929, conforme o projecto do arquitecto Manuel Mujica Millán. O antigo sarcófago de madeira que continha dos restos mortais do Libertador foi substituído por um de bronze, desenhado pelo escultor espanhol Chicaharro Gamo, e colocado sobre uma base de mármore. A parte superior das naves e os tímpanos foram cobertos pelas pinturas de temas alegóricos e históricos de Tito Salas. Em 1963, o governo de Rómulo Betancourt decretou uma nova regulamentação que estabelecia que o Panteão devia estar aberto ao público todos os dias do ano. Em 1980 foram iniciados os trabalhos urbanísticos de remodelação das redondezas do Panteão, conforme o estudo do arquitecto Tomás Sanabria.

Quem repousa no Panteão Nacional? São 141 os corpos que repousam no Panteão Nacional. Pertencem a cidadãos que se destacaram por actos heróicos durante a luta pela independência ou ex-presidentes, mas também artistas e médicos ilustres. No seu interior descansam 87 militares e 54 civis; 4 mulheres e 37 homens, e 10 estrangeiros. No lugar encontra-se ainda “cenotafios”, pois os restos estão sepultados noutros países. Cecilio Acosta, José Ángel de Álamo, Francisco de Paula Alcántara, Demetrio Alfaro, Lisandro Alvarado, Raimundo Andueza, Francisco Aranda, Juan Bautista Arismendi, Jesús María Aristeguieta, Carlos Arvelo, Rafael Arvelo, Francisco de Paula Avendaño, Rafael María Baralt, José Miguel Barceló, Pedro Bárcenas, Víctor Barret de Nazarís, Beluche Renato, José Francisco Bermúdez, Pedro Bermúdez Cousín, Andrés Eloy Blanco, José Félix Blan-

co, Manuel Blanco, Rufino Blanco Fombona, Simón Bolívar, Justo Briceño, Mario Briceño Iragorry, Domingo Briceño y Briceño, Luis Brión, Blas Bruzual, Manuel Ezequiel Bruzual, Lorenzo Bustillos, Luisa Cáceres de Arismendi, Josefa Camejo, Francisco Carabaño Ponte, José María Carreño, Teresa Carreño, José de la Cruz Carrillo, Carlos Luis Castelli, Juan Francisco del Castillo, Cipriano Castro, Manuel Cedeño, Lino de Clemente, Agustín Codazzi, Juan Fermín Colmenares, Juan José Conde, José María Delgado Correa, Manuel María Echeandía, Juan Crisóstomo Falcón, León de Febres Cordero, Carmelo Fernández, Fernando Figueredo, Alejo Fortique, Rómulo Gallegos, Juan Garcés, José María García, Valentín García, Miguel Gil, Francisco Esteban Gómez, José de Jesús González, Tomás Green, Guaicaipuro, Juan Bautista Guerra Carrillo, Manuel María Guevara, Antonio

Leocadio Guzmán, Antonio Guzmán Blanco, Tomás de Heres, Francisco Hurtado, Andrés Ibarra, Diego Ibarra, Francisco de Ibarra, Juan Domingo del Sacramento Infante, Tomás Lander, José Prudencio Lanz, Jacinto Lara, Francisco Lazo Martí, Andrés Olimpo Level, Francisco Linares Alcántara, Enrique Luzón, José Tomás Machado, Vicente Marcano, Santiago Mariño, Zoilo Medrano, Ramón Ignacio Méndez de la Barta, Arturo Michelena, Guillermo Michelena Salías, Carlos Minchin, José Gregorio Monagas, José Tadeo Monagas, Mariano Montilla, Juan de Dios Monzón, José Trinidad Morán, Tomás Muñoz y Ayala, Pedro Navarro Bolet, Carlos Núñez, Daniel Florencio O’Leary, Manuel Germán Ojeda Muñiz, José Manuel Olivares, José Antonio Páez, Miguel Palacio Fajardo, Juan Antonio Paredes Angulo, Francisco Vicente Parejo, Ana Teresa Parra Sanojo, Jesús María Paúl, Miguel

Peña, Fernando Peñalver, Juan Antonio Pérez Bonalde, Gabriel Picón González, Judas Tadeo Piñango, Simón Planas, José Ignacio Pulido del Pumar, José Luis Ramos, Rafael Rangel, Luis Razetti, José Rafael Revenga, Pedro Rodríguez, Simón Rodríguez, Francisco Rodríguez del Toro, Donato Rodríguez Silva, Arístides Rojas, Cristóbal Rojas, Pedro Manuel Rojas Mercado, Juan José Rondón, Bartolomé Salom, Tomás José Sanabria y Meleán, Luis Sanojo, José Laurencio Silva, Juan Antonio Sotillo, Carlos Soublette, Fermín Toro, Pedro León Torres, Martín Tovar y Tovar, José Vicente de Unda, Diego Bautista Urbaneja Sturdy, Adolfo Urdaneta, Rafael Urdaneta, Wenceslao Urrutia, Juan Uslar, José María Vargas, Miguel Antonio Vásquez, José Joaquín Veroes, Francisco Javier Yánez, José Ramón Yépez, Ezequiel Zamora, Miguel Zárraga.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Venezuela

Correio da Venezuela

13

perfil

Manuel dos Santos: lutador a toda linha Terapeuta, maratonista, comerciante, “mas sobretudo um homem alegre e optimista”, apesar das adversidades

essa era a resposta à pergunta que tinha feito a Deus horas antes, agora cabia-lhe descobrir porquê. “Passei pelo esta é a história de um lutador que processo de não responsabilizar Deus, enfrentou com valentia dois golpes na a ninguém, e concentrar-me apenas no vida e demonstrou que há sempre algo facto de estar vivo.” ou alguém por quem lutar. Conta que o mais difícil “foi enfrenO pai morreu quando a mãe ainda tar o meu filho de 2 anos, e para isso estava em gestação, e um ano mais tartive a ajuda de um psiquiatra, que me de, o mesmo aconteceu à mãe. apesar advertiu que a criança perguntaria por do que aconteceu com os isso a todo o momento pais (oriundos do Porto), até entender.” Passapassei pelo encontrou “duas pessoas ram 10 anos desde esse maravilhosas que me momento, e agora essa processo de não deram todo o seu amor fonte de inspiração, que responsabilizar e me criaram como a o ajudou a erguer-se, um filho: a minha irmã Deus, a ninguém, tornou-se no seu melhor aida e o marido, augusamigo. “eu tinha dito e concentrar-me to”, que nessa altura que ou me abandono, eram recém-casados e e ele vê que o pai está apenas no facto decidiram assumir o dedeprimido, ou agarro de estar vivo.” safio. o destino com vontade, Já em plena juvensigo em frente, e ele fica tude, Santos formou a sua própria orgulhoso de mim. Segui a segunda família, e aos 32 anos, exactamente a opção, e hoje o meu filho sente admi24 de Julho de 2004, outra viragem no ração por mim”. destino colocou-o à prova. naquele dia, Tem um outro filho, do segundo cajogavam Portugal e espanha, no euro samento, e essa foi também uma histó2004, e enquanto todos celebravam, ele ria de valentia, porque separou-se da estava na parte de trás de um carro, sua primeira companheira e enfrentou assistindo a toda a movimentação. “De o mundo sozinho, e sem mãos . “Precirepente entrou um foguete no carro, sava de estar um tempo só para testarcaiu nas minhas pernas, e agarrei-o me a mim mesmo, saber que era capaz para lançá-lo para longe, mas explodiu de cuidar de mim, para depois começar a pouca distância”. as consequências foram fatais: Perdeu ambas as mãos e quase morreu. “Transportaram-me para o Centro Diagnóstico de San Bernardino, em Caracas, e foi um dia de luta comigo mesmo nas urgências: Rezava, pensava, falava com Deus”, recorda. “a certa altura, quando a dor física era demasiado grande, disse: Bom, Deus, já não posso mais, não vou lutar, se queres que vá, irei, mas se quiseres deixarme ficar, aceitarei”. Santos chegou a estar do outro lado do caminho. Via as suas pulsações no aparelho, e quando entrava em convulsão, dizia a si mesmo: “’Manny, acalmate senão vais partir a cama’. nisso ouvi que vou para a cirurgia e penso: abre os olhos porque vais conhecer um cirurgião e isso não se vê todos os dias”, conta. e o que aconteceu então? no dia seguinte, decidiu que a sua vida continuava, e ao ter-se salvo, entendeu que Victoria Urdaneta vurdaneta@correiodevenezuela.com

outra relação, do zero.” ao fim de um mês, já estava a trabalhar, inclusive com vendas. Deixou de fumar, começou a praticar desporto, e tanto empenho imprimiu que hoje é maratonista. Já participou na competição de Chicago, também correu em atlanta, Madrid e Caracas (evento organizado pela CaF). este ano, vai participar na maratona do Porto e de Bueno aires, e para isso continua a treinar todo o tempo disponível, e até mesmo a revista Fortune já o incluiu numa das suas edições. Também estudou Psicoterapia Gestalt, com especialização em Dependências, e, o mais importante, hoje pode ajudar m u i t a s p e s s o a s, porque primeiro aprendeu a entender-se e a aceitar-se a si mesmo. assim é ‘Manny’, um optimista, um homem que faz dos seus sonhos realidade.

Expertos en la COMPRA- VENTA- ALQUILER Y ADMINISTRACIÓN de Propiedades en España. Cuente con el aval de una Empresa familiar con más de 30 años de experiencia. Recibirá un Servicio Personalizado. Contáctenos, será un placer. Isabel La Calle Pinilla, Tlf.: 0034607765542 -0034917252732 e-mail: ilacalle@rusticaspinilla.com En Venezuela, Conchi De La Peña y/o Mónica Ardesi, Tlf.: 0414 330 84 93


14

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Diáspora

Justiça

Imigração no Canadá sujeita a novas leis

Advogado português preocupado com novas medidas de fiscalização da imigração Correio/Lusa

As novas medidas para regular a imigração no Canadá, com reforço de fiscalização dos trabalhadores temporários, “são exageradas” e “não são o caminho certo”, afirmou um advogado português em Toronto. Segundo Fernando Martins, advogado de defesa criminal e especialista em matérias de imigração, o reforço de fiscalização dá um poder excessivo aos agentes do Governo, que podem inspeccionar os locais de trabalho sem um mandato judicial à procura de trabalhadores temporários em situação irregular, muitos deles imigrantes. “Essas medidas podem ser abusadas, exageradas, e dar um poder a um agente do governo que não seja protegido por regulamentos da lei não é bom”, disse à agência Lusa Fernando Martins. O advogado disse ainda que estas novas regras “já eram esperadas” depois de várias polémicas ocorridas o ano passado e relacionadas com a contratação de imigrantes. Em 2013, foram dispensados funcionários do banco RBC, e foi-lhes or-

a grande maioria dos emigrantes lusos no Canadá reside na província do Ontário.

sOLiDaRiEDaDE

Projecto de apoio para familiares de emigrantes Programa-piloto da Fundação São João de Deus, iniciado a 2 de Janeiro CORREiO/ECCLEsia

A Fundação São João de Deus começou 2014 com um novo projecto de solidariedade intitulado “Somos por si, somos por Portugal”, que pretende apoiar os familiares de emigrantes portugueses. Trata-se de um programa-piloto da Fundação São João de Deus, iniciado a 2 de Janeiro, que visa “apoiar as famílias de pessoas que estão fora de Portugal e que têm uma fraca rede social de suporte nas zonas de Lisboa

e da Guarda” revelou, no início deste mês, à Agência ECCLESIA, Sandra Silva, coordenadora do projecto. O objectivo é chegar “às pessoas que vivem um isolamento muito grande, pais ou conjugues de pessoas que foram para fora do país, deixando quem cá fica sem qualquer suporte” sendo por isso “um serviço gratuito” que vai ser testado nos próximos dois anos e que vai alargar-se em breve à região do Porto e a Ponta Delgada nos Açores. Na prática este projecto da Fun-

a Fundação instituída pela Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira de são João de Deus.

dação São João de Deus tem equipas de psicólogos, assistentes sociais e sociólogos que entram em contacto “com as instituições que estão fora de Portugal que fazem a ponte com os familiares que estão emigrados e que mostram preocupação com quem ficou sozinho em Portugal” levando a que depois a equipa técnica no local

denado que dessem formação aos seus substitutos, incluindo trabalhadores temporários estrangeiros. Para o advogado, muitas das visitas dos agentes da imigração “são efectuadas através de denúncia” e muitas das vezes são por intermédio de fatos que “não são reais”, de situações “inventadas”, que podem “prejudicar muitos empresários”. A medida visa proteger os trabalhadores canadianos, visto que algumas empresas têm procurado a contratação de empregados estrangeiros com salários mais acessíveis, e também elimina a denominada regra dos 15 por cento, que permitia às companhias a pagar aos trabalhadores temporários estrangeiros 15 por cento menos que a taxa existente para qualquer posição. “Sei que esta medida vem no sentido de proteger os trabalhadores canadianos e os residentes permanentes, mas existem outras soluções que não a invasão de certas empresas”, concluiu o especialista. Também a presidente da Federação de Empresários Luso-Canadianos, Cristina Martins, tem “dúvidas” na fiscalização por parte dos agentes da imigração e questiona: “Quem vai verificar se não há abuso por parte dos agentes?”. No que diz respeito à ideia da regra dos 15 por cento, a responsável concorda pois vai permitir que “não abusem do sistema”. Estima-se que existem no país cerca de 550 mil luso-canadianos ou descendentes de portugueses, residindo a sua grande maioria na província do Ontário.

possa acompanhar os familiares dos emigrantes portugueses. “Trata-se de um acompanhamento simples, muitas vezes passa apenas por fazer companhia à pessoa, ajudá-la a fazer compras ou levá-la a algum serviço, como por exemplo às finanças”, explica Sandra Silva. “A prestação de cuidados de saúde está fora do nosso âmbito de actuação tal como a movimentação de valores monetários, este projecto complementa sim muito aquilo que já é feito no apoio domiciliar que por vezes só dura uma hora e nós fazemos assim o prolongamento desse serviço”. Além das equipas técnicas presentes em Lisboa e na Guarda este projecto conta no local “com a ajuda preciosa de vários voluntários”, conclui a coordenadora do projecto, que conta com a parceria do Observatório dos Luso-Descendentes. A fundação instituída pela Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira de São João de Deus em Novembro de 2006 é uma Instituição Particular de Solidariedade Social vocacionada para o auxílio aos doentes e aos mais carenciados.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Correio da Venezuela

15

Portugal Breves

Reabilitações distinguidas com o prémio IHRU 2013 A reabilitação urbana da Alta de Coimbra e a intervenção no espaço público da Mouraria, em Lisboa, foram dois dos projectos distinguidos, terça-feira, 14, com o prémio IHRU 2013, atribuído por um júri presidido pelo arquitecto Souto de Moura. Os prémios IHURU, atribuídos desde há 25 anos pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), distinguem projectos nas vertentes “Reabilitação de edifícios”, “Reabilitação de conjunto urbano”, “Reabilitação ou requalificação de espaço público” e “Área de Reabilitação Urbana”.

Mirandela reclama obras no parque escolar O presidente da Câmara de Mirandela queixouse, na terça-feira, 14, de estar há dois anos à espera de uma resposta do Governo para fazer obras no “degradado” parque escolar que acolheu a concentração de alunos sem qualquer investimento em equipamentos. O social-democrata António Branco afirmou à Lusa que enquanto o país assistia às obras da Parque Escolar e à construção de novos centros escolares, “em Mirandela foi investido zero”.

Ferroviários marcam jornada nacional de luta Os trabalhadores e reformados do sector ferroviário decidiram, na terça-feira, 14, realizar no dia 4 de Fevereiro uma jornada nacional de luta, com greves, manifestações e concentrações, contra a perda de direitos e regalias. O Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário afirma que a decisão foi tomada numa reunião de trabalhadores e reformados, e consta na resolução aprovada.

Indústrias Navais esperam mais negócios e emprego O secretário-geral da Associação das Indústrias Navais (AIN) admitiu, terça-feira, 14, que a subconcessão dos estaleiros de Viana é a “solução possível”, mas apontando expectativas de “crescimento” do sector, em negócios e emprego, com a entrada do grupo Martifer. “As expectativas para esta nova fase da vida dos estaleiros de Viana do Castelo são de crescimento, quer do ponto de vista de volume de negócios como de emprego, directo e indirecto”, afirmou à Lusa José Ventura de Sousa.

AjudA ExtErnA

Programa cautelar poderá ser “a melhor opção” para Portugal Quem o diz é Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia Correio/Lusa

O presidente da Comissão Europeia considerou, segunda-feira, 13, que, embora ainda seja “um bocado cedo” para decidir a melhor forma de Portugal sair do seu programa de ajustamento, o recurso a um programa cautelar será, à partida, “a melhor opção”. “O programa cautelar com certeza que garante mais confiança, mais segurança. À partida, será a melhor opção. Mas é ainda um bocado cedo para nos pronunciarmos sobre isso agora, não estamos ainda aí. O que é importante é continuar a executar o programa com determinação e conseguirmos verificar, do ponto de vista da confiança dos investidores internacionais, se há ou não condições para Portugal sair com êxito deste programa de ajustamento”, afirmou José Manuel Durão Barroso, em Bruxelas. Em declarações a jornalistas portugueses, na sede da Comissão Europeia, à margem de uma actuação do grupo “Cantorias”, que se deslocou a Bruxelas para “Cantar as Janeiras” ao presidente do executivo comunitário, Durão Barroso ressalvou todavia que “se há um programa cautelar ou não, francamente essa não é a questão neste momento” e “essa questão terá de ser avaliada na altura, em função da confiança dos investidores, e de modo a garantir a maior segurança a Portugal”. “O que interessa é saber qual é a melhor solução: se Portugal conseguir voltar a financiar-se autonomamente, se é melhor fazer com ou sem um programa cautelar”, disse, admitindo então depois que, “à partida”, a primeira opção será melhor, dado conferir “mais segurança”. Questionado sobre se acredita que 2014 será o ano do fim da crise em Portugal, José Manuel Durão Barroso disse crer que sim, embora alertando que os efeitos “na vida concreta das pessoas” demoram sempre algum tempo a fazer-se sentir. “Esperemos que sim, eu acho que os sinais são positivos. Os sinais macroeconómicos vão todos no bom sentido. Não apenas o crescimento, mas sobretudo a redução do desemprego e, muito importante, a confiança dos investidores”, disse, apontando designadamente o sucesso da emissão de dívida a cinco anos realizada na passada quinta-feira.

Programa cautelar garante mais confiança, defende durão Barroso.

“Esta emissão de dívida foi um conseguir. Eu espero que Portugal não sucesso. Esperemos que seja confir- perca esta oportunidade, que Portugal não desperdice agora todos os esfomada a tendência noutras emissões rços extraordinários que foram feitos, de dívida. A verdade é que Portugal hoje está a ser visto pelos investidores os sacrifícios que os portugueses tiveinternacionais de uma forma muito ram que suportar”, disse. Por fim, o presidente do executivo mais positiva do que aquela que sabíamos existir há alguns anos”, disse, comunitário admitiu que “no plano da vida concreta das acrescentando que essa pessoas, ainda não se sempre foi a convicção Mas é ainda estão a sentir esses reda Comissão, desde que sultados, mas é sempre Portugal “mantivesse o um bocado assim”. seu compromisso com o cedo para nos “Há uma distância programa de ajustamenno tempo entre a muto”. pronunciarmos dança dos indicadores Durão Bar roso susobre isso agora, económicos, nomeablinhou que a conclusão não estamos damente em ter mos bem-sucedida do prode confiança, quer dos grama de ajustamento ainda aí”. investidores, quer dos – prevista para Maio consumidores, e os repróximo – será, acima sultados, nomeadamente em termos de tudo, “uma vitória” para o país e do emprego”, justificou. “será muito bom para Portugal e para Durão Barroso já expressara esta os portugueses”. ideia numa curta intervenção que fez “Não nos esqueçamos que há poucos meses atrás as pessoas diziam após a actuação do grupo de cantao contrário. Portugal estava a ser cada res “Cantorias”, de Vila Chã de Chá, vez mais desvalorizado nos merca- Viseu, que de deslocou à sede do exedos, as pessoas diziam que Portugal cutivo comunitário para “Cantar as não era capaz de conseguir. E agora Janeiras” ao presidente da Comissão o sentimento geral é que Portugal vai e desejar-lhe um bom ano.


16

Correio da Venezuela

portugal

Ambiente

pequenos proprietários florestais com mais apoio Medida anunciada por Assunção Cristas entra em vigor no próximo quadro comunitário coRReio/LUSA

a ministra da agricultura e Mar, assunção Cristas, disse, terça-feira, 14, que os pequenos proprietários florestais vão ser mais apoiados no próximo quadro comunitário, sublinhando que este vai ser desenhado de forma mais adequada à realidade portuguesa. a ideia é tornar elegíveis terrenos com uma dimensão mínima de um hectare e privilegiar candidaturas conjuntas através das ZIF (Zonas de Intervenção Florestal, uma área florestal contínua pertencente a vários proprietários, gerido por uma entidade gestora). “Queremos fundos muito mais adaptados à realidade do nosso terreno e que estimulem a candidatura conjunta de vários proprietários, numa determinada região”, explicou a ministra à margem da Conferência

A ideia é tornar elegíveis terrenos com uma dimensão mínima de um hectare.

SociedAde

oNg alerta para “marginalização” da questão da droga

Em comparação com outros problemas sociais que estão a afectar o país coRReio/LUSA

o director do Serviço de Intervenção nos Comportamentos aditivos e nas Dependências (SICaD), João goulão, alertou para um eventual risco de “marginalização” de utilizadores de droga, face aos problemas sociais decorrentes da crise em portugal. Falando à lusa na segunda-feira, 13, na véspera da 1ª Conferência Internacional sobre políticas de Drogas nos países africanos de língua oficial portuguesa (palop), que se realizou na Cidade da praia, em Cabo Verde, João goulão destacou a importância de se prestar “particular atenção” a este grupo social face à “degradação social dos portugueses”. “os problemas sociais decorrentes da crise acabam por ter impacto nestas franjas de utilizadores que são, à partida, marginais de entre os margi-

João Goulão participou no primeiro encontro internacional dos PALoP sobre a droga.

nais. pode ter e vamos notando alguns impactos das dificuldades vividas actualmente”, disse o responsável pela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

“portugal pela Floresta” que decorreu em lisboa. as candidaturas serão majoradas se envolverem vários proprietários através de uma ZIF, acrescentou. assunção Cristas lembrou que o proDEr (programa de Desenvolvimento rural) teve uma execução baixa na área da floresta e que foi necessário reprogramar algumas medidas, considerando que a “sub-execução” se deveu ao facto de as medidas terem sido mal desenhadas. “Foram desenhadas para uma floresta que não era a portuguesa. Exigir 25 hectares para fazer um projecto e ter fundos de apoio é pensar numa realidade que não é a nossa”, destacou a governante, afirmando que o novo programa dará apoio mesmo a quem só tem uma parcela de um hectare. “Claro que, se houver uma acção conjunta, com mais proprietários, o apoio será maior”, adiantou. o governo quer também um “pacote de fiscalidade alargado” para a floresta, a começar pela reforma do IrC, que vai permitir amortizar os investimentos florestais em 25 anos. para a ministra, trata-se de “um aspecto muito importante” que permite às “pessoas irem deduzindo o seu custo fiscal a estas matérias”, já que a floresta “tem ciclos de produção muito longos e que têm de ser acomodados também do ponto de vista fiscal”.

SICaD. Em 1996, portugal realizou um enJoão goulão participou no primeiro contro sobre as drogas, sem, no entanto, ter conseguido obter “condições encontro internacional dos palop sopara despoletar formas mais efectivas bre a droga, que pretendeu promover a de cooperação”, pelo que “a minha excooperação estratégica entre governos, pectativa é que consiga agendar uma organismos internacionais e organisequência de encontros, discussões, zações da sociedade civil neste âmbito. colaborações efectivas” com actuais Na sua intervenção na conferência, e novas organizações, assinalou João adiantou à lusa, vai falar das políticas goulão. portuguesas, das respostas que a SIapesar de descrever como “globalCaD está a levar a cabo no terreno, do mente positiva” a evoquadro legal existente e lução de todos os indida nova estratégia que cadores disponíveis em concluiu recentemente portugal no combate à - o plano para a redução “Portugal droga, a SICaD pretende dos comportamentos “buscar respostas para aditivo e dependência, assume o seu novos problemas que que está neste momento empenho nestas vão surgindo, nomeaà espera da aprovação do negociações, damente os que passam governo. defendendo junto pela crise” no país, refeo documento “aponta riu João goulão para novos caminhos, da comissão “tempos que ter uma novas abordagens, uma europeia um particular atenção a esabordagem mais ampla, acordo ambicioso sas condições de vida, incluindo outros comdesenvolvendo respostas portamentos aditivos, e célere”. para eventuais inflexões que não só os relaciona realidade. aquilo que nados com substâncias é óbvio é que não podelícitas, ou ilícitas, mas é mos, neste momento, diminuir a intenum plano que abrange outras drogas, sidade que o esforço que tem vindo a álcool, jogo e que desenha um conjunto ser feito no sentido de lhe oferecer resde respostas e abordagem. o que preposta a todos aqueles que dela necessitendo é partilhar isso”, afirmou. tam”, afirmou. Mas, a organização portuguesa preDe resto, afirmou o director da SItende igualmente “agendar uma seCaD, “é fundamental que consigamos quência de encontros, discussões e esmanter uma disponibilidade situada a tabelecer colaborações efectivas” com bons níveis para responder a quem caas diversas entidades que desenvolvem projectos ligados à droga, disse. rece da nossa intervenção”.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

InvestIgação

Maçonaria confunde-se com História de portugal

António Ventura limita o período de análise entre 1727, quando se iniciou a Maçonaria em Portugal “ainda sem portugueses correio/lusa

o percurso da Maçonaria, do século XVIII à actualidade, “confunde-se com a história do nosso país”, afirma antónio Ventura, autor de “para uma História da Maçonaria em portugal”, que foi apresentada na terça-feira, 14, em lisboa. a obra “não é uma história exaustiva da Maçonaria em portugal, mas sim um contributo para uma melhor compreensão da vida dessa organização entre nós, durante quase trezentos anos”, diz o historiador, na introdução. antónio Ventura limita o período de análise entre 1727, quando se iniciou a Maçonaria em portugal “ainda sem portugueses”, e 1986, quando “se consumou a primeira cisão na Maçonaria portuguesa, depois de abril de 1974, multiplicando-se, desde então, o aparecimento de novas obediências”. “para uma História da Maçonaria em portugal 1727-1986”, de antónio Ventura, editada pelo Círculo de leitores, é apresentada na terça-feira, às 18:30, no salão nobre da reitoria da universidade de lisboa, pelo vice-reitor da instituição, antónio Feijó, e pelo historiador José antonio Ferrer Benemeli, da universidade de Saragoça. a obra, num total de 895 páginas, revela “informação e iconografia inéditas”, salienta o Círculo de leitores, e inclui um glossário de termos maçónicos, como “adormecimento”, que significa a “situação de um maçon ou de uma oficina que cessa a actividade maçónica”. o glossário explica, entre outros termos, o que significa “grande loja”, “grande oriente” e os diferentes graus, quer do “rito escocês”, quer do

o historiador cita um texto do poeta Fernando Pessoa, de 1935, sobre as sociedades secretas.

“rito francês”. o historiador refere que as associações de cariz secreto foram sempre alvo da curiosidade, sendo cíclico o interesse da comunicação social, “explorando a emotividade e a avidez natural da opinião pública pelo escândalo”. “Se passarmos em revista a imprensa portuguesa desde 1974, os mesmos títulos repetem-se, os mesmos nomes são revelados, as mesmas insinuações esgrimidas”, escreve o historiador, segundo o qual secreto é sinónimo de discreto e reservado, mas também os governos elaboram e assinam tratados com cláusulas secretas, enviam instruções secretas aos seus embaixadores, um clube inglês é “ciosamente reservado e interdito a estranhos”, assim

como são “reservadas” as reuniões de conselhos de administração de empresas e até as familiares. o historiador cita um texto do poeta Fernando pessoa, de 1935, sobre as sociedades secretas, no qual o autor de “Mensagem” aponta o Conselho de Ministros como uma sociedade secreta e atesta que, “de resto, tudo quanto de sério ou de importante se faz em reunião, neste mundo, faz-se secretamente”. antónio Ventura refere que a Maçonaria, enquanto organização secreta, tem sido modelo inspirativo de outras organizações “embora a detestassem e combatessem com vigor”, como, por exemplo, a ordem dos Cavaleiros de Colombo, constituída nos Estados unidos em 1889, que se estendeu ao Canadá, panamá, Cuba, México, Brasil e porto rico, e da qual foi membro John Kennedy, o presidente dos Estados unidos assassinado em 1963. “para uma História da Maçonaria em portugal 1727-1986” divide-se em 15 capítulos, “alguns intencionalmente desequilibrados”, afirma o historiador, justificando que privilegiou “as épocas menos estudadas”. “Este livro constituiu uma tentativa, certamente incompleta, condicionada pela escassez das fontes, e pelo seu carácter nem sempre claro e frequentemente contraditório”, afirma o autor. antónio Ventura é catedrático do Departamento de História da Faculdade de letras de lisboa e académico de Número da academia portuguesa da História, sendo autor de uma vasta bibliografia sobre História Contemporânea, com mais de 300 trabalhos publicados, entre os quais “os Constituintes de 1911 e a Maçonaria”.

PolítIca

pS promete “oposição absoluta” à privatização da Segurança Social correio/lusa

o líder parlamentar do pS afirmou, na terça-feira, 14, que os socialistas estarão em “oposição absoluta” perante uma tentativa do governo de privatizar o sistema de Segurança Social, através da introdução de mecanismos de plafonamento. alberto Martins dis-

Correio da Venezuela

portugal

se aos jornalistas que transmitiu esta preocupação do pS sobre o futuro do sistema público de Segurança Social na reunião que teve esta tarde, no parlamento, com o secretário-geral da Cgtp-IN, arménio Carlos. “a privatização da Segurança Social é um risco que parece iminente, quando o líder do CDS [e vice-primeiro-mi-

nistro], paulo portas, fala em plafonamento. Isto parece querer dizer que há os mínimos da Segurança Social para os pobres e um plafonamento, que tem em vista sobretudo os seguros da Segurança Social e que não é nem mais nem menos do que a privatização da Segurança Social”, sustentou o presidente da bancada socialista.

17

Breves

Transbordo de armas químicas nos Açores As autoridades norte-americanas contactaram Portugal para avaliar a possibilidade de realizar o transbordo de material químico proveniente da Síria num porto nos Açores, mas ainda não houve decisão, disse à Lusa fonte oficial do MNE. Em comunicado enviado à Lusa, o MNE afirma que Portugal foi um dos países contactados pelos Estados Unidos da América, que “procuraram apurar a disponibilidade, junto de vários parceiros, de estruturas portuárias para a operação de transbordo do material químico transportado a partir da Síria num navio dinamarquês para um navio norte-americano”.

Governo tenta retomar vias aéreas com Guiné-Bissau O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, afirmou, terça-feira, 14, que o Governo português fará “alguns esforços” para que sejam retomadas as ligações aéreas com a Guiné-Bissau, interrompidas em Dezembro, “em prol” dos guineenses e dos portugueses. “Não esqueço que os recentes incidentes que aconteceram em Bissau têm também de ser superados e faremos alguns esforços (...) para encontrar as vias para que se restabeleça também aí a normalidade, que é muito desejada”, disse o ministro.

Portal do utente com um milhão de inscritos O portal de saúde que permite aos utentes marcarem consultas e pedirem receitas on-line conta já com um milhão de pessoas registadas e com uma média de 16 mil acessos diários por parte de profissionais de saúde. O Portal do utente prepara-se agora para lançar novas funcionalidades como o e-boletim infantil, que emite alertas aos pais sobre as datas das consultas e vacinas dos filhos.

Regras restringem designação de ‘Sangria’ O Parlamento Europeu (PE) aprovou, em Estrasburgo, na terça-feira, 14, a restrição da denominação de venda ‘Sangria’ às bebidas produzidas em Portugal e Espanha, por 609 votos a favor, 72 contra e duas abstenções. A protecção do termo ‘Sangria’, que é originário de Portugal e de Espanha, está incluída na actualização do regulamento sobre a definição, designação, apresentação, rotulagem e protecção das indicações geográficas dos produtos vitivinícolas aromatizados.


18

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Cultura

recomendação de teatro Por Victoria Urdaneta

‘el mago de oz’ (o Feiticeiro de oz’) Apresentado pelo Grupo Teatral Skena, recria a famosa novela infantil de L. Frank Baum, em que uma jovenzinha é arrastada por um tornado no Estado do Kansas e chega a uma terra onde convivem bruxas, um espantalho, um leão, um homem de lata e outros personagens repletos de fantasia. Teatro Trasnocho Sábados e Domingos Hora: 3:00pm Bilhetes: BsF. 180 ‘alicia en el País de las Maravilas’ (‘alice no País das Maravilhas’) Alice regressou ao País das Maravilhas e vive as histórias mais inusitadas junto com extraordinários personagens como a Lebre de Março, o Chapeleiro ou a Rainha Branca. Urban Couple Sábados e Domingos Hora: 2:00pm Bilhetes: Bs. 160

‘Las aventuras de los piratas’ (‘as aventuras dos piratas’) Uma entretida história e apelativas coreografias dão vida a um espectáculo teatral onde um grupo de piratas e o seu capitão, Buck, navegam em busca de tesouros. Enfrentam mercadores e encontram a valente Anne Bonny, o divertido Jhon e outros personagens como “louros faladores, donzelas raptadas, piratas temíveis e piratas desajeitados, assim como galãs, sereias e bruxas marcam presença nesta obra cheia das mais contagiantes melodias e uma encenação cheia de cor.” Urban Couple Sábados e Domingos Hora: 12:00m Bilhetes: Bs. 160 ‘Júkiti túkiti tá’ É um musical infantil que surgiu como adaptação do conto infantil escrito por Antonio Múgica e com versão de Manuel Salinas, levado ao teatro por Gallinero Producciones, com direcção de Carlos Díaz. Ensina a importância de manter uma alimentação saudável e equilibrada através da história de um travesso menino feiticeiro que se encarregará de salvar os habitantes de um pequeno reino do glutão Dragão Amarelo, que, após muitos anos a comer doces, consegue uma traiçoeira sobremesa que conseguirá mudar a cor da sua pele amarela e fria. Urban Couple Sábados e Domingos Hora: 4:00 pm Bilhetes: Bs. 160

Música

Sandra e Ricardo celebram 20 anos de carreira artística Os irmãos aparte do seu trabalho a nível musical e artístico, são dois jovens empresários, desenvolvendo-se Ricardo como publicitário e Sandra como jornalista e locutora. correio da Venezuela editorial@correiodevenezuela.com

Neste ano que agora começa, a dupla de irmãos luso-descendentes celebra 20 anos na música. Sandra e Ricardo Rodríguez anunciaram a comemoração do seu aniversário musical com a apresentação do seu quinto álbum de estúdio, que recolhe temas onde participam algumas das pessoas que têm sido importantes na sua carreira, e que têm apoiado e colaborado neste trajecto musical de duas décadas e onde igualmente, dão a conhecer as experiencias vividas neste tempo como dueto. Também como par te da cel e b r a ç ã o, p re p a r a m a To u r n e é “Sandra&Ricardo: 20 anos” que os levará por vários países onde se encontra a nossa comunidade portuguesa, e pelas mais importantes cidades venezuelanas, com o seu conjunto musical, igualmente desenvolvendo o seu Projecto Sinfónico, ressaltando o orgulho de levar mais além do horizonte a cultura luso-venezuelana. Sandra & Ricardo Rodríguez começaram a cantar juntos no ano 1994 no Concelho da Ribeira Brava, ilha da Madeira, em uma “Festa Latina”, numa época onde existia muito desconhecimento musical próprio da

terra venezuelana. “Mariachis, Merengue, Salsa, todos esses géneros musicais, eram considerados como `música venezuelana. Tem sido um “trabalho de formiga”, e com grande interesse, Sandra&Ricardo temos procurado dar a conhecer a música llane-

teatro

Alexander da Silva continua em ‘Toc Toc’ carla salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

‘Toc Toc’, a comédia que narra a história de seis pacientes com transtornos obsessivos compulsivos, tornou-se numa das mais vistas na cena nacional, ao acumular mais de 60 mil espectadores desde a estreia, em 2011. No próximo dia 7 de Fevereiro, sexta-feira, estreia, na sala do Centro Cultural BOD – CorpBanca, a oitava temporada da obra na qual participa o luso-venezuelano Alexander da Silva, que interpreta Pep há três temporadas. Pep é um jovem obcecado com a

simetria e incapaz de pisar as linhas que se encontram no solo por temer o desconhecido, e que, como o resto do elenco, se encontra na sala de espera de um prestigiado psiquiatra com a esperança de que o seu problema seja resolvido pelo especialista, mas sem se darem de conta que estiveram a participar numa terapia de grupo, da qual brotam muitas manias dos homens e das mulheres de hoje, submetidos à loucura da vida quotidiana. As sessões de ‘Toc Toc’ estão marcadas para as sextas-feiras, às 8 da noite, aos sábados às 7 e aos domingos às 5 da tarde.

ra, com harpa, quatro e maracas, e o mais autóctone do nosso país. No ano 2009 levamos os nossos quatro músicos venezuelanos que nos acompanharam na tourneé “Por amor a Venezuela”. E pelo contrario, na Venezuela e outros países que não conheciam o Fado, temos levado no nosso repertório um dos géneros portugueses mais ricos, gravando assim em cidades portuguesas, o nosso álbum “Por amor a Portugal”, destacou o cantor Ricardo, quem também através do seu programa radial “100% Portugal” divulga o melhor dos nossos costumes e tradições. O ano passado foi para Sandra&Ricardo um tempo de preparação, de aprendizagem e de experiencias carregadas de muitas coisas positivas. “No 2013 estivemos a gravar algumas das canções que fazem parte do nosso quinto álbum, com um processo de criação delicado mas com a confiança e a firme intenção de apresentar um material de alta qualidade, como tem sido sempre o nosso objectivo. Assim mesmo levamos o melhor da nossa música por varias cidades europeias, e recentemente no mes de Dezembro fizemos parte do CD intitulado `Lapinha´ do músico e compositor Luís Aguiar, onde participamos em duas melodias típicas do Natal”, afirmou a artista Sandra Rodríguez.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

correio da Venezuela

cultura

19

cinEmA

Ler está na moda Victoria Urdaneta

Lugares ‘mágicos’ para ler

cinema venezuelano com números recorde Mais de dois milhões de pessoas viram filmes venezuelanos, nos quais o talento luso também se fez notar

com 585 mil 956 espectadores, arrasando também nas receitas de bilheteira, ao ganhar mais de quatro milhões de dólares, número que colocou muita gente a pensar sobre a rentabilidade do cinema venezuelano nos últimos tempos. Silva participou em dois dos filmes mais vistos e premiados, e também conheceu a glória com o seu papel de homofóbico na obra de Miguel Ferrari, ‘azul y no tan rosa’, com a nomeação do filme para os prémios Goya, na categoria ‘Melhor filme ibero-americano’. Outra das grandes surpresas chegou pela mão de ‘Papita, Maní, tostón’, do realizador luis carlos Hueck, que estreou em 55 salas de cinema a nível nacional, e que durante o primeiro fimde-semana, alcançou o terceiro lugar dos mais vistos, atrás de dois filmes animados americanos. O filme, protagonizado pela actriz de ascendência portuguesa Juliette Pardau, alcançou recentemente os 310.000 espectadores, em quatro semanas de projecção, seguindo muito de perto os passos do filme de terror ‘la casa del final de los tiempos’.

carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

A

Universidade de Coimbra guarda vários paraísos da literatura. Um deles é a Biblioteca Joanina, cujo edifício é espectacular e data do século XVIII. Foi mandada construir por D. João V de Portugal, o Rei Magnânimo (Lisboa, 22 de Outubro de 1689 – Lisboa, 31 de Julho de 1750), assim chamado devido ao seu interesse pela arte. A Biblioteca Joanina guarda, em três belos pisos e 1250 metros quadrados, mais de 70 mil títulos e várias salas de estudo. Fica mesmo ao lado da Faculdade de Direito e tem uma estética particular, de estilo barroco, estando catalogada como uma das bibliotecas mais belas do mundo por prestigiados guias turísticos internacionais. Já foi palco de eventos culturais, concertos e exposições. Para mais detalhes, consultar a página http://www.uc.pt/bguc/500anos/, que seguramente encantará o leitor. Destacamos ainda a Biblioteca Pública Municipal do Porto, fundada em 1833 e situada na via D. João IV, em frente ao Jardim de São Lázaro. Outro grande espaço arquitectónico dedicado às letras é a Biblioteca Nacional de Portugal, situada em Lisboa, inaugurada em 1796. Ali não só estão arquivados livros mas também colecções de documentos históricos muito importantes. Das bibliotecas saltamos para as livrarias porque também nesta área, Portugal tem uma das maiores belezas: A Livraria Lello & Irmão, uma jóia situada no centro histórico da cidade do Porto, próximo da Torre dos Clérigos. Foi construída pelo engenheiro Francisco Xavier Esteves e é considerada por muitos, entre eles Enrique VilaMatas, como “a livraria mais bonita do mundo”. A história desta famosa edificação começou em 1869, quando tinha o nome de Livraria Internacional de Ernesto Chardron, mas depois da morte do seu fundador, foi vendida à firma ‘Lugan & Genelioux Sucessores’. Decorreram outras negociações, e finalmente em 1894, Mathieux Lugan vendeu-a a José Lello, que, junto com o irmão, António, mudou o nome do estabelecimento. Foi inaugurada em 1906, e em 1919 foi-lhe dado, então, o nome pelo qual é conhecida ainda hoje. Tem uma fachada bastante vistosa, com estilo modernista e aspectos neogóticos, e à entrada, é o tecto que se destaca, repleto de detalhes, e uma escadaria de acesso ao andar superior de cor vermelha e com curvas que conferem ao espaço um ambiente próprio de uma história de fantasia, e com efeito, esta livraria inspirou vários cenários para o cinema.

apesar de o filme venezuelano ‘Brecha en el silencio’ estar na lista para a préselecção dos Óscares, cuja entrega decorre a 2 de Março, o certo é que 2013 foi um ano em que o cinema venezuelano brilhou da melhor forma a muitos níveis, com alguns luso-descendentes a brilhar e a acompanhar o êxito dos filmes mais vistos. O ano de 2012 tinha sido marcado pela estreia de 13 filmes venezuelanos, mas este número foi superado o ano passado, ultrapassando a barreira dos 20, e é esperado que algo semelhante ocorra este ano, pois ao longo de 2013, mais de dois milhões de pessoas apoiaram o cinema nacional, segundo o balanço apresentado pelo centro Nacional autónomo de cinematografia, registando a maior audiência no cinema venezuelano nos últimos 26 anos. ‘la casa del Fin de los tiempos’, de alejandro Hidalgo, que contou com uma pequena participação do actor luso-venezuelano alexander da Silva, posicionou-se como o mais visto do ano,

ARTES

Exposição ‘venezuelana’ abre na Quinta do revoredo Orlando Drumond DN MADEIRA

Em jeito de prólogo para a grande noite das Festas de Santo amaro, que decorre em Santa cruz até 15 de Março, no dia anterior, a câmara Municipal local procedeu à abertura da exposição de pintura ‘Guayana tierra Mágica’ organizada pelo consulado Geral da república Bolivariana da Venezuela no Funchal, a estar patente na casa da cultura/ Quinta do revoredo. trata-se de uma exposição de pintura inspirada na paisagem do Estado de Bolivar, da autoria de uma dúzia de artistas venezuelanos: alexandra

Guarisma, Betzaida Molero, Bonifacio torres, Esther Mosquera, Hernando Estrada, lilian Sanchez, luis carlos

Obregon, luis Perez, Nirian Guevara, Omaira Granados, Sobella loreto e Wilma carvajal.


20

correio da Venezuela

Efemérides com muita história Por Sergio Ferreira Soares

• A 16 de Janeiro de 1882, nasce, na Póvoa de Varzim, o escritor, jornalista, etnógrafo e político António dos Santos Graça. • A 17 de Janeiro de 1970, Marcello Caetano, num discurso proferido na rádio, informa o País da existência de um novo projecto de reforma do Ensino.

cultura Literatura

X Feira Internacional do livro em caracas A iniciativa contará com a participação de uma editora portuguesa.

• A 17 de Janeiro de 1995, morre, em Coimbra, o escritor Miguel Torga, nome literário do médico Adolfo Correia da Rocha. Proposto várias vezes para o Prémio Nobel da Literatura, a sua vasta obra abrange a poesia, o romance, o teatro, o conto, as crónicas de viagem e as memórias. • A 18 de Janeiro de 1367, faleceu, em Estremoz, o rei de Portugal D. Pedro I. Era filho do rei Afonso IV e de sua mulher, D. Beatriz de Castela.

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

• A 19 de Janeiro de 1923, nasce, na Póvoa de Atalaia (Fundão), o escritor português Eugénio de Andrade. • Na tarde de 19 de Janeiro de 1952, é inaugurada, no Porto, pelo Ministro das Comunicações, Coronel Gomes de Araújo, a primeira Central dos Serviços Automáticos da Companhia dos Telefones. • Entre os dias 18 e 19 de Dezembro de 1961, as forças armadas indianas, numa operação realizada por terra, mar e ar, invadem os territórios de Goa, Damão e Diu, terminando com mais de 451 anos de domínio português. • A 21 de Janeiro de 1854, é criada uma comissão para organizar a participação de Portugal na exposição Universal de Paris, a realizar de 15 de Maio a 15 de Novembro de 1885.

caracas vai acolher a X Feira Internacional do livro de Venezuela (FIlVEMN) entre os dias 14 e 23 de Março no teatro teresa carreño, na universidade Nacional Experimental das artes (uNEartE), Praça dos Museus, Museu das ciências, cinemateca Nacional, Museu de Belas artes e o ‘Eje del Vivir Bien’. a iniciativa contará com a participação de uma editora da cidade

• A 21 de Janeiro de 1961, morre, em Lisboa, João Henrique Pereira Villaret, actor, encenador e declamador português. • 22 de Janeiro de 1961, de madrugada, o paquete Santa Maria, da Companhia Nacional de Navegação, quando navegava em águas internacionais das Caraíbas, é tomado de assalto por um comando do Directório Revolucionário Ibérico de Libertação. • A 22 de Janeiro de 1972, a Dinamarca, Irlanda, Noruega e Reino Unido assinam os Tratados de Adesão às Comunidades Europeias.

desta nação de língua portuguesa. a Feira renderá homenagem ao reconhecido escritor venezuelano césar chirinos (Falcón, 1935), dramaturgo e narrador cujas obras obtiveram uma grande aceitação no nosso país e na américa latina de uma forma geral. “É a quarta vez consecutiva que se vai realizar nos espaços do teresa carreño e nos seus arredores, porque toda essa área se destina, de forma natural, à cultura. constitui um centro cultural da cidade e a Feira reforça a alegria e essa garantia ao direito à cultura dos venezuelanos”, comentou a presidente do centro Nacional do livro (cenal), christian Valles, numa entrevista concedida à agência Venezuelana de Notícias (aVN) em Dezembro do ano passado. Em 2013, a FIlVEN reafirmou-se como um dos eventos culturais mais importantes em todo o país, onde se agrupam grandes expressões da cultura venezuelana. É um espaço propício não só para a compra de livros, mas também para o encontro académico, literário e artístico. a FIlVEN 2014 conta com uma extensão de feira de 7.499,85 metros quadrados e com uma estrutura física de 2.258,95 metros quadrados, com mais de 190 stands. Nas últimas duas edições, o espaço recebeu mais de 200 mil visitantes. a iniciativa contará com eventos que celebrarão os 40 anos da Biblioteca ayacucho e do centro latino-americano rómulo Gallegos (celarg), os 80 anos do Fundo de cultura Económica de México (FCE−México) e os 100 anos dos escritores internacionais Octavio Paz e Julio cortázar.

Cinema

Venezuela com produção recorde de filmes em 2013

José António Varela revelou que foram produzidas 30 longas-metragens, que contaram com 1 milhão de espectadores

Lusa/Correio

• A 21 de Janeiro de 1885 é suspensa a publicação do semanário ilustrado humorístico O António Maria. O primeiro número deste semanário saiu em 12 de Junho de 1879.

do Porto, Portugal. a FIlVEN propicia o encontro dos criadores e artistas com o muito público que participa em conferências, apresentações de livros, recitais de poesia, encontros com escritores, venda de livros nos expositores, workshops, pavilhão infantil e em todas as manifestações artísticas que fazem da feira o evento cultural mais importante da Venezuela. Nesta edição, o país convidado de honra será o Brasil, honrando, desta forma, a riqueza literária e cultural

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

O presidente da Fundação estatal venezuelana Villa do cinema, José antónio Varela, qualificou de recorde a produção cinematográfica de 2013 na Venezuela e a grande presença de espectadores às salas de cinema. Durante uma entrevista no programa de tV contragolpe, Varela informou sobre a produção de 30 longa metragens e um milhão de espectadores, número que coloca o cinema venezuelano num momento máximo. O especialista avaliou que em torno do cinema existe o mito de que é um grande negócio e precisa de grandes investimentos, algo válido para o cinema de Hollywood e da Índia, por exemplo, a seu modo de ver muito rea-

lizáveis, mas que em países como Venezuela responde a uma forte política de estado. “a grande força do cinema nacional tem que ver com uma política de estado que começa com o nascimento do Ministério da cultura e com uma concepção do governo revolucionário do cinema como uma expressão cultural popular”, declarou. Para 2014, adiantou Varela, os venezuelanos poderão desfrutar dos filmes corpus christi, obra do criador césar Bolívar; lei de fuga, de Ignacio Márquez, e Gaspar Mendoza, filme de Julián Balam, propostas que continuarão fomentando o desenvolvimento do cinema no país. Sobre uma das mais recentes produções, “Bolívar, o homem das difi-

culdades”, Varela assinalou que esse filme deu à Villa do cinema muitas satisfações, o qual supera os mais de 200 mil espectadores nas apresentações de diferentes salas venezuelanas. Sobre as razões dessa grande acolhida, além de sua qualidade cinematográfica, assinalou que em todos os venezuelanos há uma relação amorosa com o libertador e está presente à vida de todo o povo.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

PUBLICIDADE

Correio da Venezuela

21


22

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro 2014

Opinião Alta

Cartas dos leitores

Um feliz ano para todos os leitores do Correio da Venezuela O motivo desta minha carta, é para que tenham presente o que a Radio Televisão Portuguesa nos acaba de fazer! Como já muitos sabem, a RTP que se diz ser “a televisão de todos os portugueses”, começou o ano deixando os açorianos e os madeirenses sem as notícias às quais já estavámos acostumados. Não está de mais recordar que os Açores e a Madeira também formam parte de Portugal. Todos temos os mesmos direitos de estarmos informados sobre o que se passa na nossa terra. Sei que existem outros meios de comunicação, mas nem todos têm aceso, estou-me a referir à internet, muitas pessoas com mais idade, não sabem como aceder a esta tecnologia. Assim que não nos podemos conformar. Faço um apelo a todos os Cônsules (gerais e honorários), ao senhor Adido Social da Embaixada de Portugal na Venezuela, e em especial ao nosso Embaixador, para que por favor tomem medidas sobre este asunto, porque nós não somos portugueses de segunda! Graça Gouveia

Tribuna

antonio lópez Villegas

A Venezuela de luto

C

reio que a todos nós, em algum momento da vida, nos toca o momento, ou quiçá a hora, de ser sinceros com nós próprios. Por outras palavras, tratamos de fazer um profundo e sincero exercício de autocrítica. Dezembro é o mês mais propício para o fazer porque é no final do ano que muitos comprometem novas actividades para o próximo que começa: iniciar uma dieta, continuar os estudos, se paro-me, casome, mudo, e um longo rol etcéteras em cada um de nós. Algo como apagar e escrever de novo. Quiçá tenha chegado a hora de entender e aceitar que a nossa crise é mais que económica. Vai mais além daquela avide z de muitos

dos políticos que temos que escutar diariamente. Assumir que os nossos problemas não vão acabar mudando de partido, com outra bateria de medidas urgentes, com uma greve geral, ou correndo para rua em protesto contra tudo e todos. O desafio é grande porque o que se trata é de crise de valores. A ética está ausente e o país está em duelo porque este valor desapareceu do mapa há muito. Na realidade, não sei o que se passou, mas passou. Quiçá as estatísticas sirvam para o medir. “O que está à vista não necessita de óculos”, diz o velho refrão. Se de gestão se trata, já o p a í s d ev i a t e r e n t e n d i d o que quando um gerente não serve, simplesmente muda-

O seguro de vida pessoais e o planeamento fiscal instantâneas

se. Não é justo que um país com as rique zas que este possui, tenha chegado a este ponto. Cada dia que passa é pior que o anterior e já não se conse gue entender o que um dia conhecemos como “qualidade de vida”. Ninguém com dois dedos de testa é capaz de justificar o quão desvalorizada está essa “qualidade de vida”, apesar da imensa torrente de dinheiro que é nosso, destinado à propaganda. O inimigo não descansa jamais, nem tem dias feriados e c o n t i nu a ava n ç a n d o, aproveitando as nossas d e b i l id ad e s e n tre as q u e incluo como fundamental, a ignorância. Há uma acção concertada no exercício do poder que nos empobrece.

Finanças

C

isabel idarraga

arlota reúne-se com Mariela, como é costume todos os primeiros dias de cada ano. É o momento para passar em revista o que correu bem, avaliar os aspectos que precisam de ser melhorados e par tilhar compar tir os objectivos para o ano que agora começa. Carlota manifesta que tem um propósito para cada mês, sendo o primeiro, converter-se numa pessoa proactiva, para o que requer o apoio de Mariela. Um indivíduo proactivo assume o controlo da sua conduta ante situações difíceis, toma a iniciativa sobre a sua própria vida e desenvolve acções criativas para gerar mudanças positivas nas mais va r i a d a s c i rc u n s t â n c i a s. O i nd iv í d uo p roactivo escolhe como actuar ante os distintos cenários que se lhe apresentam e assume plena responsabilidade das decisões que toma para alcança os seus

objectivos. Quando encontramos alguém que centra os seus esforços nas áreas sobre as que tem domínio, como o médico que usa seu talento para investigar formas de evitar uma enfermidade, estamos perante uma pessoa proactiva. Aquele que é proactivo tem energia positiva, move-se em torno dos seus valores, não se distrai ante condições imprevistas e concentra-se no que quer alcançar. Geralmente sã pessoas divertidas. Há quem seja proactivo por nature za. Outros, afortunadamente, aprendem a sê-lo quando reconhecem que ao assumir essa atitude incrementarão, c o n s i d e r ave l m e n t e, a s probabilidades de concretizar com êxito os seus objectivos de superação pessoal e profissional. O preço a pagar é a prática diária de acções proactivas até incorporar o hábito no quotidiano.

Para se ser proactivo há que começar por reconhecer os teus valores e colocá-los, em todo o momento, por cima dos teus impulsos. É necessário centrar os teus esforços sobre o que possas controlar, procurar re s p o s t a s a o s p ro bl e m a s de difícil solução em vez de esperar que algo suceda. Acostuma-te a dar sempre mais do que te faz falta e a ser flexível ante as condições do meio que não podes mudar. C a rl o t a p r o s s e g u e e m resposta às perguntas de Mariela. Diz que os que são proactivos fazem o que é preciso fazer para concretizar os seus objectivos. Enfrentam in conve n ie n te s, prevê e m consequências e orientam-se em inovar o que lhes permite valorizar as suas competências pessoai s e profi ssi onai s. Trabalham em equipa, têm iniciativa, estão dispostos a aprender algo novo todos os dias e divertem-se muito. Estás pronta para começar já?

O CORREIO da Venezuela não pode ser considerado responsável e/ou patrocinador das opiniões que são expressas neste espaço.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

23


24

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Lazer

Pensa Verde Por Carla Salcedo Leal

O frio altera o Planeta

Horóscopo da Semana Touro

Gémeos

Amor: Durante este período prevêemse grandes novidades no sector afectivo. É tempo de um novo recomeço! Saúde: Poderá ter problemas ao nível das articulações. Dinheiro: Mostre-se firme se um colega o confrontar com um erro que não cometeu.

Amor: Uma pessoa com sentimentos pouco nobres poderá tentar prejudicar a sua felicidade conjugal. Não dê ouvidos a calúnias e intrigas! Saúde: É possível que tenha alguns problemas digestivos provocados por uma alimentação desregrada.

Amor: Seja persistente e não desista de ser feliz com o seu amor. Mantenha a sua opinião, não se deixe levar por terceiros. Saúde: Dê uma atenção especial ao seu sistema urinário.

Caranguejo

Leão

Virgem

Amor: Poderá ter de enfrentar uma zanga familiar, mas não fique preocupado, a situação ficará resolvida. Saúde: Cuidado com o seu sistema nervoso, defenda-se daquilo que o faz sofrer.

Amor: A sua família poderá exigir a sua presença em casa. Abrande o ritmo de vida. Saúde: Dê uma atenção especial ao seu sistema urinário. Dinheiro: Invista numa viagem que o faça relaxar e lhe permita alargar a sua cultura geral.

Amor: Controle o seu temperamento explosivo. Só quando aceitamos que temos limitações e pedimos ajuda é que conseguimos alcançar os nossos objectivos! Saúde: Cuidado com os comportamentos de risco.

Balança

Escorpião

Sagitário

22/06 - 21/07

O

Por Carla Salcedo Leal

Carneiro

21/03 - 20/04

Planeta mudou. Acontece constantemente, e cada vez com maior intensidade. Há uns dias, enquanto ainda nos acostumávamos à chegada de 2014, fomos testemunhas de um evento memorável e que atemorizou muita gente. Uma corrente de ar frio de uns 25 graus abaixo de zero atravessou o Estado de Ontário, no Canadá, e congelou grande parte das famosas Cataratas do Niágara, uma das maiores atracções turísticas do Norte do continente, que chama a atenção devido ao seu intenso caudal de água. O evento foi fruto de um vórtice polar, que para além de ter provocado o cancelamento de voos, também interrompeu as actividades escolares devido ao perigo que o frio extremo representa para a população. A corrente de ar frio tundra que desceu sobre Ontário conseguiu que várias extensões de água desta zona turística ficassem cngeladas, enquanto algumas cascatas fluíam com força, causando um espectáculo único, que veio com um extra, pois aconteceu por altura do Festival de Luzes de Inverno. Apesar de esta não ser a primeira vez que ocorre um fenómeno semelhante, as imagens pareciam saídas de um filme de ficção científica, o que levou à reflexão, pois foi mais uma demonstração das transformações que têm ocorrido no Planeta fruto do aquecimento global e das alterações climáticas. Se bem que o vórtice polar afectou directamente regiões como os Estados Unidos, o Canadá e o Alasca, também é certo que o clima se viu afectado no Centro e no Sul do continente, tendo se registado temperaturas baixas nalgumas zonas, entre as quais se incluiu Caracas, e até no tropical Estado da Florida, onde os habitantes tiveram de trocar as suas roupas ligeiras por casacos que suportassem os 10 graus que os termómetros marcaram. Ainda que a comunidade científica não se tenha pronunciado oficialmente, sem dúvida que este é um acontecimento do qual devemos ter orgulho de ter assistido, mesmo via Internet, e usá-lo como reflexão na hora de tomar decisões que possam prejudicar o nosso Planeta. Lembre-se que não temos outro, e que ensinar as novas gerações a cuidar dele será algo que todos agradeceremos no fim. Pense verde.

Sabia que?

23/09 - 22/10

21/04 - 20/05

22/07 - 22/08

23/10 - 21/11

21/05 - 21/06

23/08 - 22/09

22/11 - 21/12

Amor: Fique em casa e aproveite a companhia da sua família e da sua cara-metade. Procure ter uma vida de paz e amor. Dinheiro: Controle a sua tendência para gastar dinheiro em artigos supérfluos.

Amor: Um problema familiar vai fazer com que perceba que tem ao seu lado um amigo muito dedicado. Saúde: A tensão acumulada não permitirá que descanse tranquilamente, relaxe um pouco antes de se ir deitar.

Amor: A sua relação tem vindo a esfriar e você precisa de tomar uma atitude. Saúde: Não faça dietas demasiado rigorosas.

Capricórnio

Aquário

Peixes

Amor: No campo amoroso tudo irá correr bem. Os seus sentidos de persuasão e argumentação estarão bastante enfatizados, pois sentirá necessidade de partilhar as suas ideias. Saúde: Poderá sentir-se um pouco adoentado.

Amor: Deixe de lado as tristezas e aproveite mais efusivamente os momentos bons que a vida lhe oferece. Nunca desista dos seus sonhos! Saúde: Cuidado com as dietas demasiado rigorosas.

Amor: O seu poder de sedução estará em alta. Liberte toda a criatividade que existe dentro de si e aprenda a contemplar o Belo. Saúde: Período sem grandes problemas a nível da saúde e em que se sentirá cheio de vigor e energia.

21/12 - 20/01

21/01 - 19/02

A cortiça : Orgulho de Portugal

20/12 - 20/03

Sudoku

Solução Actual

A

cortiça é um tecido vegetal proveniente do córtex do sobreiro, única no seu estilo, e da qual os portugueses devem estar orgulhosos, pois Portugal é o principal exportador do mundo, com 61% da sua produção total anual. A cortiça é um material natural, orgânico, renovável e biodegradável e 100% reciclável, com destacados benefícios ambientais, para além de ser o único material na Natureza que tem um coeficiente de Poisson (relação entre a deformação transversal relativa e a deformação longitudinal relativa – é uma grandeza sem dimensões) igual a zero. Os bosques de sobreiros compõem um dos ecossistemas de maior valor em termos de biodiversidade na Europa, pois é ali que se albergam algumas das espécies animais mais emblemáticas e ameaçadas dos ecossistemas mediterrânicos, como a águia imperial, a cegonha negra ou o lince ibérico, mas além disso, a sua conservação reduz o risco de incêndios, já que o sobreiro é muito resistente ao fogo. Diz-se que a cortiça é um produto com benefícios ecológicos importantes, porque dada a longa vida deste material, ajuda na protecção perante as alterações climáticas, já que tem a propriedade de fixar o dobro do seu peso em CO2. O processo de extracção da cortiça denomina-se ‘descortiçar’, e decorre na fase mais activa do crescimento, entre meados de Maio até finais de Agosto. Nesta época, a cortiça é extraída pelos ‘peladores’, que cortam a árvore com um machado e unem as gretas verticais da cortiça. A cortiça pode ser extraída pela primeira vez quando a árvore tem cerca de 25 anos. A primeira cortiça extraída é conhecida como “cortiça virgem’, e pode ser usada apenas para a elaboração de elementos decorativos e isolamentos termo-acústicos. De nove a catorze anos depois, dá-se a segunda extracção, e a terceira quando a árvore tem entre 40 e 50 anos. É a partir dessa época que se consegue obter a cortiça com as propriedades adequadas para a produção de rolhas de qualidade, já que apresenta uma estrutura mais regular, com bordas e bases lisas. Podemos dizer, com orgulho, que mais de metade das rolhas das garrafas de vinho em todo o mundo provém de uma árvore portuguesa.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

25


26

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Desporto

Breves

Mario Rondón pode rumar a Espanha Mario Rondón, avançado venezuelano do CD Nacional da Madeira admitiu, no passado domingo, 12, que tem propostas para representar clubes de Espanha. “As propostas mais fortes são da primeira divisão de Espanha”, afirmou o avançado, em declarações ao jornal Marca, considerando que está a atravessar o melhor momento da carreira desde que chegou a Portugal.

Mourinho “no Chelsea para ficar” O português José Mourinho, treinador do Chelsea, assumiu que está no clube inglês de futebol para ficar e não pensa em mudar. “Estou aqui para ficar. Pertenço ao Chelsea e o Chelsea pertence-me. Dei muito ao Chelsea no passado, mas o Chelsea também me deu muito a mim. É uma relação profissional diferente”, explicou o português, numa entrevista ao jornal britânico Evening Standard. Depois de ter orientado o Inter de Milão (2008-2010) e o Real Madrid (20102013), Mourinho regressou ao Chelsea no verão de 2013, seis anos após a sua saída, para assinar um contrato válido por três temporadas.

Bruno de Carvalho satisfeito com o Sporting O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, mostrou-se satisfeito pelo desempenho da equipa de futebol e apontou o dedo ao Benfica pelos investimentos que fez para festejar o título de “campeão de inverno”. O dirigente, que regressava, na segunda-feira, 13, de uma viagem à capital francesa, onde acompanhou a equipa de futsal que defrontou o campeão gaulês da modalidade e filial dos “leões”, o Sporting de Paris, sustentou não estar contente pelo empate (0-0) com o Estoril-Praia, na última jornada, mas mantém forte esperança na equipa comandada por Leonardo Jardim, mostrando ironia para com o rival Benfica.

Rúben Faria não se lembra da queda O motard português Ruben Faria (KTM), que recebeu alta hospitalar, a 8 de Janeiro, depois de ter sido submetido a exames na sequência de um acidente na terceira etapa do Rali Dakar2014, confessou não se recordar da sua queda. “Não me lembro do que aconteceu porque dei uma forte pancada com a cabeça. Felizmente nada de grave se passou, mas fica a mágoa do abandono”, disse o português, citado em comunicado.

I LIga

Benfica “campeão” de Inverno Empate do Sporting e a vitória por 2-0 no “clássico” frente ao FC Porto valeu a liderança isolada do campeonato Correio/Lusa

O Benfica assumiu a liderança da I Liga portuguesa de futebol, no final da 15.ª e última jornada da primeira volta, ao vencer, no domingo, 12, o “clássico” frente ao FC Porto, por 2-0, no Estádio da Luz. O internacional espanhol de sub-21 Rodrigo, aos 13 minutos, e o argentino Ezequiel Garay, aos 53, marcaram os golos dos “encarnados”, num encontro marcado pela homenagem ao antigo futebolista português Eusébio, que morreu a 5 de Janeiro último. Com este triunfo, o Benfica isolouse no primeiro lugar da I Liga, com 36 pontos, mais dois do que o Sporting, que no sábado empatou 0-0 na visita ao Estoril-Praia, e mais três do que o FC Porto, que jogou em inferioridade numérica, devido à expulsão do lateral brasileiro Danilo, aos 75 minutos. Na segunda posição está o Sporting, que não foi além de um empate a zero no Estoril, que mais uma vez bateu o pé a um “grande”. Os “leões” continuam a revelar enorme coesão defensiva (sete jogos sem sofrer golos, em todas as competições), mas nos últimos tempos conciliam isso com alguma inoperância ofensiva (terceiro nulo seguido). Na quinta posição está agora o Nacional, que derrotou (2-0) um Gil Vicente em queda na tabela classificativa (sexta jornada sem vencer), com golos de Marçal e Diego Barcelos. O Sporting de Braga continua em recuperação, no sétimo lugar, e está agora a apenas dois pontos do rival Vitória de Guimarães, que bateu no arranque da ronda (3-0). O reforço

Programa da 16ª jornada Sexta-feira, 17 jan. Olhanense - V. Guimarães (20:00) Sábado, 18 jan. Arouca - Sporting (20:15) domingo, 19 jan. Rio Ave – Belenenses (16:00) Academica - Gil Vicente (16:00) Sp. Braga - P. Ferreira (17:00) Benfica - Marítimo (17:00) FC Porto - Vitória de Setúbal (19:15) Segunda-feira, 20 jan. Nacional - Estoril-Praia (20:00)

encontro foi marcado pela homenagem ao antigo futebolista português eusébio.

Rusecu bisou, tal como o jovem Rafa Silva, mas este nas assistências. O Rio Ave subiu à oitava posição após o empate com o Marítimo (1-1). As duas equipas continuam separadas por um ponto, com o emblema vila-condense em igualdade pontual com o Gil Vicente e com a Académica, que venceu o Paços de Ferreira por 4-2. Os “castores” deixaram assim fugir o Olhanense, que venceu o Vitória

de Setúbal na estreia do terceiro treinador da época, o italiano Giuseppe Galderisi (2-1). A for mação algarvia continua abaixo da “linha de água”, mas agora em igualdade pontual com o Belenenses, derrotado em Arouca (2-0). A equipa de Pedro Emanuel tem agora três pontos de vantagem sobre a zona de despromoção, graças à vitória alcançada com golos de Lassad e Bruno Amaro.

Taça de PorTugaL

Novo clássico em perspectiva FC Porto e Benfica defrontam-se nas “meias” da Taça se vencerem Estoril e Penafiel Correio/Lusa

FC Porto e Benfica podem defrontarse nas meias-finais da Taça de Portugal de futebol, caso vençam, respectivamente Estoril-Praia e Penafiel, da II Liga, ditou o sorteio realizado a 9 de Janeiro último. Nos quartos de final, cujos jogos estão agendados para 5 de Fevereiro, os “dragões”, tri-campeões nacionais,

vão receber o Estoril-Praia, enquanto o Benfica, finalista vencido da última edição da prova, defronta o Penafiel, um dos dois resistentes da II Liga, tal como o Desportivo das Aves, que vai visitar o Sporting de Braga. Além destes três embates, o sorteio ditou ainda o encontro entre Rio Ave e Académica, em Vila do Conde. Nas meias-finais, os vencedores do encontro entre Benfica e Penafiel

defronta o vencedor do embate entre FC Porto e Estoril-Praia, enquanto a outra eliminatória vai colocar frente a frente Rio Ave ou Académica a Sporting de Braga ou Desportivo das Aves, numa eliminatória a duas mãos, a disputar a 26 de Março e 16 de Abril. A final da Taça de Portugal está marcada para 18 de Maio, no Estádio Nacional, em Oeiras.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

27


28

Correio da Venezuela

Breves

Governo Regional duplica elogios O Governo Regional da Madeira emitiu dois comunicados sobre a distinção. Primeiro a secretaria que tutela a área de desporto na Região usou o seu Facebook para enaltecer “um prémio merecido e que reconhece toda a sua qualidade, entrega, trabalho e honestidade”. Horas mais tarde a presidência do Governo destacou o espírito lutador de ‘CR7’.

Depois de Di Stefano e Kopa, a vez de Ronaldo Cristiano Ronaldo ‘levou’ pelas terceira vez a Bola deOuro para o Real Madrid, isto no que concerne a jogadores que estiveram num ano completo ao serviço do clube. Os dois últimos prémios conquistados pelo clube merengue, foram pertença de Di Stefano nos anos de 1957 e 1959, e pelo francês Raymond Kopa veio a conquistar em 1958.

‘Marca’ oferece poster do ‘Menino de ouro’ O Jornal espanhol ‘A Marca’ tem previsto para hoje uma grande reportagem acerca da conquista da Bola de Ouro pelo madeirense Cristiano Ronaldo. Além disso esta matutino irá presentear a todos os assinantes e não só um poster ‘gigante’ daquele a quem o denominaram como o ‘Menino de Ouro’ do futebol mundial.

Platini questiona eleição de Ronaldo “Estou decepcionado por Franck Ribéry. Nos próximos anos vamos regressar e será MessiRonaldo. Estou triste porque, antes tinham em consideração os resultados e o palmarés dos jogadores em campo. Agora, o que parece contar é o valor global dos jogadores e isso levanta problemas”, admitiu o presidente da UEFA, Michel Platini.

Jorge Mendes sem palavras para o feito A emoção dominou o empresário Jorge Mendes na altura de comentar a conquista da Bola de Ouro 2013 por parte do madeirense Cristiano Ronaldo. “Não tenho palavras para descrever o meu sentimento. As imagens falam por si”, afirmou, numa alusão às lágrimas do jogador português.

Neymar também vê CR7 como um ídolo Neymar felicitou Cristiano Ronaldo, depois do português ter conquistado a Bola de Ouro. “Todos os jogadores sabem como é difícil conquistar prémios, principalmente um prémio importante como este. Estava a torcer por Messi, mas o prémio é justo. Ele (Cristiano Ronaldo) é um ídolo também para mim. Parabéns ao Ronaldo.”

DESPORTO

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Bola dE ouro 2013

O novo rei ficou sem palavras

A emoção traiu Ronaldo no momento da consagração, impedindo-o de transmitir o que lhe ia na alma. “Não consigo falar” Edmar Fernandes DN MADEIRA

Com a voz embargada, tentando conter toda a emoção que partilhava com o mundo, Cristiano Ronaldo mostrou, afinal, que é um ser humano normal, independentemente do seu talento no relvado extrapolá-lo para níveis marcianos. As lágrimas derramadas em frente à elite do futebol mundial presente na cerimónia da sua consagração, vistas por milhões de espectadores, mostraram o lado mais terreno do madeirense que nem conseguiu dizer muito bem o que lhe ia na alma... “Não há palavras para descrever este momento. Obrigado a todos os meus companheiros do Real Madrid, da Selecção e toda a minha família aqui presente”, deixou escapar, antes de perder a voz por causa da emoção. Ronaldo, ainda assim, tentou agradecer a todos aqueles com quem tinha de partilhar este seu “orgulho enorme”. “Quem me conhece sabe o sacrifício que foi ganhar esta Bola de Ouro”, afirmou o internacional português no palco do Palácio dos Congressos, em Zurique, na segunda-feira, 13. O melhor do mundo deixou diversos agradecimentos. “Quero agradecer ao meu empresário [Jorge Mendes], ao meu presidente [Florentino Pérez], e a todos os presentes”, prosseguiu CR7, visivelmente comovido, um pouco à semelhança do que se viu, pelas imagens, com a sua mãe e a namorada a também deixarem escapar lágrimas de felicidade. Cristiano Ronaldo não se esqueceu de evocar duas grandes figuras mundiais que faleceram recentemente: Eusébio da Silva Ferreira e Nélson Mandela. “Foram duas pessoas importantes para mim”, destacou, sem esquecer a namorada, Irina Shayk, a mãe, Dolores Aveiro, e o filho, Cristiano Júnior, que não resistiu à tentação de correr atrás do pai para com ele partilhar o emotivo momento. “É a primeira vez que vê o pai receber a Bola de Ouro”, assinalou. “Peço desculpa se me esqueci de alguém. É um momento muito emocionante para mim. Não consigo falar. Obrigado a todos”, frisou o melhor jogador do Mundo. “Quero ficar na história” Já mais recomposto, na zona mista, Cristiano conseguiu exprimir em palavras aquilo que sentia, deixando claro que pretende escrever o seu nome nos compêndios do futebol. “O meu objectivo é escrever uma página inédita na história do futebol como um dos melhores

“Só ele é que podia ganhar” O internacional português Rúben Votação 2013 Micael considerou “mais do que justo” 1. Cristiano Ronaldo (27,99%) o galardão entregue ao seu conterrâneo. E até estranhou que a diferença 2. Lionel Messi (24,72%) para os demais adversários não tenha 3. Franck Ribéry (23,36%) sido mais expressiva. “Só ele é que po4. Zlatan Ibrahimovic (5,29%) dia ganhar. Sozinho fez mais golos do 5. Neymar (3,17%) que o Messi e o Ribery juntos, portan6. Andrés Iniesta (2,08%) to, não compreendo onde poderia ter residido a dúvida”, argumentou. jogadores de sempre. É esse o meu obO triunfo “merecidíssimo” de Cristiano Ronaldo é o “resultado lógico do jectivo e estou trabalhando para isso”, trabalho feito por um grande profisfrisou. sional”. “É impressionante aquilo que Admitiu ainda que é um feito “imele consegue fazer, de forma regular, portante” ser o primeiro português durante todo o ano. Realizou mais um a ser coroado rei do futebol por duas grande época e tenho a certeza absoocasiões mas diz que ambiciona mais luta que vai continuar do que isso. “A minha a dar alegrias aos seus ideia não era ser o melhor de Portugal, quero Peço desculpa familiares e amigos e a todos os portugueses”, deixar uma marca na se me esqueci acrescentou. história do mundo e não O ex-melhor jogador fazer parte somente da de alguém. É um do Mundo , Lionel Messi história do meu país. Aí momento muito considerou “justa a vitójá estou mesmo que não tivesse ganhado hoje”, emocionante para ria de Cristiano Ronaldo”. “Cristiano Ronaldo considerou. mim”. acabou por ter um bom S ó p e rd e u p a r a a ano, pelo que o prémio emoção! Ronaldo chorou foi merecido», afirmou o jogador do mas lutou por não o fazer. Na noite de Barcelona. “Quero felicitar o Cristiasegunda-feira, 13, portanto, só perdeu no Ronaldo porque foi um justo vencepara a emoção, numa noite de glória. dor. Não tenho mais nada a dizer. Foi “Não queria chorar mas não consegui um ano bom para os três e, por isso, esevitá-lo. Não sou de gelo”, referiu, gatávamos aqui. Não tenho de reclamar rantindo que ficou ainda mais emonem de me desculpar com nada”, disse cionado quando viu os seus familiares Messi após a cerimónia, justiçando as começarem a chorar na plateia, em eslágrimas de Ronaldo com “a emoção pecial a mãe, Dolores Aveiro. do momento”.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

29


30

Correio da Venezuela

desporto

Eusébio da silva FErrEa

Adeus ao ‘rei’ que mudou o futebol português Decididamente, há um futebol português antes e depois de Eusébio. Com ele Benfica e Selecção Nacional atingiram níveis nunca antes alcançados. CorrEio/diÁrio/lusa

eusébio, o ‘pantera Negra’ ou simplesmente o ‘rei’. Independentemente de ser tratado pelo nome próprio ou pelos epítetos que lhe foram atribuindo à medida que a sua carreira futebolística ia ganhando projecção no plano nacional e internacional e que ia somando sucessos individuais e colectivos, trata-se da figura mais grada do desporto nacional, um dos maiores símbolos de portugal em todo o mundo. eusébio da silva Ferreira, falecido aos 71 anos em Lisboa, no domingo, 5 de Janeiro, nasceu a 25 de Janeiro de 1942 em Lourenço Marques (actual Maputo). desde cedo mostrou qualidades ímpares para a prática do futebol, já nos tempos em que jogava nos improvisados campos pelados da capital de Moçambique, pelo clube do seu bairro, ‘os Brasileiros Futebol Clube’. Com 17 anos tor na-se a figura principal do sporting de Lourenço Marques, curiosamente depois de ter ‘chumbado’ nos testes para ingressar no desportivo de Lourenço Marques – filial do Benfica. Natural, pois, que tenha despertado as atenções dos rivais de Lisboa, Benfica e sporting, que viriam a dirimir uma disputa tre-

menda, que meteu episódios caricatos pelo meio, para garantir o concurso do então promissor futebolista. os ‘encarnados’ jogaram em antecipação e viriam a ganhar esta ‘batalha’, que a ser ao contrário, muito provavelmente teria mudado a história do futebol português nas décadas de 60 e 70 do século passado, tal a importância assumida por eusébio na conquista de hegemonia benfiquista nesses já distantes anos. o ‘pantera Negra’ chega a Lisboa em dezembro de 1960 mas apenas de estreia com a camisola do Benfica em Maio de 1961.em outubro desse mesmo ano faz o seu primeiro jogo pela selecção nacional, onde contabilizou 64 jogos e marcou 41 golos.

estava dado o primeiro passo para uma carreira recheada de sucessos, títulos, golos e prestígio no plano nacional e internacional, mas também, no plano oposto, diversas lesões, algumas delas graves. Foi submetido a sete operações aos joelhos, seis das quais ao esquerdo. A 2 de Maio de 1962, eusébio contribui decisivamente para a conquista da segunda taça dos Clubes Campeões europeus pelo Benfica, diante do real Madrid, numa final jogada em Amsterdão. 5-3 foi o resultado final, com dois golos da autoria da nova ‘estrela’ que começava a despontar no futebol mundial. Muito à custa dos seus golos, o Benfica estará presente em mais

portugueses da Venezuela lamentam “perda insubstituível” CorrEio//lusa

A morte do ‘pantera negra’ eusébio causou tristeza na comunidade lusa da Venezuela, que fala da “perda insubstituível” de um desportista que foi um “embaixador que contribui para reafirmar portugal no mundo”. “estamos tristes, até mesmo os não benfiquistas, foi-se o ‘pantera negra’, ele foi um grande embaixador de portugal no mundo”, disse António pita à Agência Lusa. este português recordou o entusiasmo com que os lusitanos recebiam o seu “embaixador”, em particular, em 2009, quando esteve na cidade de Barquisimeto, onde inaugurou os jogos da Federação de Centros

O ‘pantera negra’ visitou várias vezes Venezuela. Na foto: Eusébio com alguns membros da comunidade

Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

três finais, embora saísse sempre derrotado. Quatro anos depois, no Mundial de 1966, eusébio volta a assumir-se como a figura principal da selecção portuguesa que conquistou um brilhante terceiro lugar em Inglaterra. Um dos momentos mais altos de toda a história do futebol português e até mesmo dos mundiais é a sua exibição frente à Coreia do Norte. Verdadeiramente épica foi a forma como contribuiu com quatro golos para a reviravolta de um jogo onde, aos 25 minutos, portugal estava em desvantagem por 3-0. Nesse mundial, onde os ‘Magriços’ apenas foram derrotados na meiafinal pela futura campeã do Mundo, a anfitriã Inglaterra (num jogo que tornou célebre as lágrimas de desalento de eusébio), o ‘pantera Negra’ conquista o troféu de melhor marcador, com nove golos, sendo mesmo considerado por muito como o melhor futebolista da competição. o currículo de eusébio pelo Benfica contabiliza 11 títulos de campeão nacional, aos quais se junta a conquista de cinco taças de portugal.o ‘pantera Negra’ foi, ainda, sete vezes o melhor marcador do campeonato português (1963/64, 1964/65, 1965/66, 1966/67, 1967/68, 1969/70 e 1972/73) e duas vezes o melhor marcador europeu (1967/68 e 1972/73). Foi ainda eleito numa ocasião, em 1965, o melhor futebolista da europa. Na fase final da carreira, eusébio passou por outros clubes nacionais, casos do Beira-Mar e do União de tomar, além de ter encetado uma carreira internacional pelos estados Unidos, Canadá e México, representando o rhode Island, Boston, Monterrey, toronto Metros, Las Vegas e New Jersey Americans. Após a conclusão da sua carreira, ainda exerceu funções no quadro técnico do Benfica.

portugueses da Venezuela. por seu turno, o presidente da Feceporven, Victor Vieira, recordou: “foi graças à gestão do senhor Manuel Farías, presidente do comité organizador dos jogos realizados no estado de Lara, que conseguimos contar com a presença de eusébio. recordo-o como uma pessoa simples e humilde. Convivmeos nesses dias e revelou-se muito agradado, sempre positivo apesar da sua idade. e deu relevância aos jogos poi ao ser uma figura de grande nível, converteu a iniciativa numa grande festa do desporto. Foi um orgulho contar com a sua presença”, assegurou o presidente do Centro português de Guayana. por outro lado, o benfiquista José Luís Ferreira lamentou o falecimento do “melhor jogador do mundo”, com o qual chegou mesmo a estar em campo. “É uma perda irreparável, ele era um símbolo do desporto, foi o embaixador de portugal a nível mundial, do desporto mais popular do mundo e a sua morte deixa um grande vazio”, disse.


Quinta-feira, 16 de Janeiro a Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Breves

Estádio de El Cardón melhorado para a Série do Caribe O governador do Estado de Nueva Esparta, Carlos Mata Figueroa, revelou que “nesta série do Caribe 2014, vamos a inovar oferendo às equipas que não vão jogar um estádio para treinar”. O anúncio foi feito através da sua conta do Twitter, @CarlosMataCMF, quando escreveu: “O estádio de El Cardón em Antolín del Campo está a ser melhorado com um investimento de cerca de 10 milhões de bolívares”. Este estádio possui uma capacidade para albergar 3.800 adeptos. O governador neo-espartano realçou recentemente que todas as melhorias realizadas para a Série do Caribe ficarão como atenções permanentes”, porque se trata de um região turística que merece contar com o a sua melhor face para receber visitantes, tanto nacionais como internacionais”.

LVBP rende homenagem a Henry León No passado domingo, 12, aquando da celebração do 67.º aniversário do circuito rentado nacional, o veterano umpire Henry León entrou para a história: após de 26 anos de carreira, o popular “Moñoño” decidiu dar um novo passo e dar uma oportunidade às jovens gerações de árbitros que se formaram seguindo os seus conselhos. Mas aposentação do zuliano não podia passar em claro, pelo que a LVBP decidiu assinalar a despedida e, antes do início do encontro entre o Caribes de Anzoátegui e o Leones de Caracas, no Estádio Universitário, reuniu todos os homens de negro no activo nesta póstemporada para retirar o número 24, que durante muito tempo vestiu enquanto sentenciava bolas e strikes.

Correio da Venezuela

desporto

31

futebol

soou o inicial do torneio Clausura

Mineros, Caracas, Táchira, Zamora e Anzoátegui arrancam como os grandes favoritos para vencer a “segunda parte” do campeonato Carla Salcedo leal csalcedo@correiodevenezuela.com

o estádio Antonio José de sucre de Amazonas foi palco do apito inicial da temporada do torneio Clausura de futebol venezuelano, que decorre até 11 de Maio. No primeiro encontro, tucanes de Amazonas recebeu e goleou o Atlético Venezuela por 4-0. Já o Yaracuyanos, a equipa que protagonizou o pior desempenho no Abertura, ao somar apenas seis pontos, e que por isso necessita manter-se sólido nesta fase do campeonato para evitar a descida de divisão, iniciou o campeonato com o “pé direito” ao empatar 1-1 em casa com Zamora FC de Noel sanvicente, uma das equipas que é apontada como favorita para vencer o Clausura. entre o rol de favoritos estão o campeão do Abertura 2013, o Mineros de Guayana, o Caracas FC, que venceu a Copa Venezuela 2013, o deportivo táchira e o deportivo Anzoátegui, equipas que mantiveram um uma trajectória constante e próxima do topo da classificação nas últimas temporadas. deste grupo destaca-se a vitória, por 0-1, conseguida no passado domingo, 12, pelo deportivo táchira, que somou os três pontos no encontro disputado na capital ante o deportivo La Guaira,

cujo treinador foi expulso poucos minutos depois do início do apito inicial. Já o Mineros de Guayana fez questão de deixar bem claro quem manda na sua casa ao vencer por 2-0 o Zulia FC. o rafael Calles pinto de Guanare ficou apenas com a vontade de ver a equipa da casa vencer um Carabobo FC que não perde a oportunidade de mostrar os seus argumentos, e que graças ao tento de Cristian Novoa estreou-se a vencer no Clausura, por 0-1.

trujillanos e os “vermelhos” de Ávila, o Caracas FC, não foram além de um empate a uma bola na cidade de Valera. Quem também soube dar um bonito espectáculo de futebol em casa foi o deportivo Lara, que há muito não ofereciam uma vitória por 4-0 aos seus adeptos. A vítima, o el Vigía, limitouse a ver o adversário celebrar. por último, o estudiantes de Mérida perdeu por 0-2 no estádio Metropolitano da cidade dos cavaleiros, ante o Aragua FC.

uniCaSa

Correr atrás de um sonho Victoria urdaneta vurdaneta@correiodevenezuela.com

Juan Murillo vence terceira etapa da Volta a Táchira O ciclista venezuelano Juan Murillo venceu, no passado domingo, 12, a segunda etapa da XLIX edição da Volta a Táchira em bicicleta, que nesta oportunidade compreendeu o circuito San Cristóbal, na entidade andina, com um trajecto de 115,2 quilómetros. Em segundo lugar ficou o ciclista meridenho José Alarcón, enquanto que na terceira posição chegou o colombiano Félix Cárdenas. Nesta prova participam duas equipas de Itália, outras tantas da Colômbia, uma Espanha e outra de Cuba, além da selecção venezuelana de ciclismo e equipas dos estados de Táchira, Mérida, Trujillo e Zulia. A Volta a Táchira, que se prolonga até 19 próximo, é a principal competição da modalidade no país.

“Nas suas marcas, prontos... partida!” Assim começa a corrida, e após cada passo, há uma vida que melhora, uma empresa que se posiciona e uma cultura desportiva que aumenta. sendo certo que participam atletas de elite e há prémios em dinheiro, “as maratonas destinam-se ao público em geral, porque é uma excelente oportunidade para que os nossos clientes melhorem a sua qualidade de vida, se exercitem e convivam em família, como é nosso lema”, afirma Carlos rivas, gerente de responsabilidade social da Unicasa, empresa que já organizou três maratonas seguidas e que recentemente, organizou uma em Caracas com mais de cinco mil participantes. Nestes eventos, “também se procu-

ra fazer da cidade um lugar mais amigável que se percorre a pé e conhecemse as suas ruas, retomando os espaços públicos dos quais normalmente não se desfruta”. por outro lado, o facto de beneficiar uma instituição confere um valor especial às maratonas. “A primeira maratona foi dedicada à Fundação operação sorriso, a segunda à Fundação de Crianças com Cancro, e a terceira à sociedade Anti-cancerígena. A quarta realiza-se em Novembro, para ajudar a Unidade de prevenção do síndrome Genético que funciona no Hospital ortopédico Infantil”, explica. para uma empresa que organiza e promove uma maratona, o êxito também “se faz sentir na recordação da marca, que alcança um nível importante, tal como a participação em massa”, diz Ana Guillén, gerente de Marketing da Unicasa. “A maratona

faz parte da rotina da cidade”, assegura. Com efeito, recentemente, milhares de pessoas responderam à chamada, e, como acrescenta Giuliana Armas, analista de Meios, “isso ajuda (a empresa) a posicionar-se com uma imagem desportiva, saudável e familiar”.


CulTuRA

fuTEbOl

Sandra e Ricardo celebram 20 anos de carreira artística Pág 18

Adeus ao ‘Rei’ que mudou o futebol português Pág. 30

www.correiodevenezuela.com ∙ Facebook: El Correio | Correio de Venezuela ∙ Twitter: @correiodvzla

IMAGEM dA sEMAnA vEnEzuElA

Celebrado fim da disputa pela entrada da Venezuela no Mercosul

O governo brasileiro e o venezuelano comemoraram na terça-feira, 14, em Assunção, o fim da disputa pela entrada da Venezuela no Mercosul após a cerimónia de ratificação da adesão deste país ao bloco, que foi presidida pelo chanceler do Paraguai, Eladio Loizaga. O Paraguai é o depositário dos documentos oficiais do bloco, que também conta com a participação da Argentina e do Uruguai. O embaixador da Venezuela em Assunção, Alfredo Murga, disse que o acto possui um grande significado e que governo de Nicolás Maduro agradeceu ao presidente do Paraguai, Horacio Cartes. Já o embaixador do Brasil no Paraguai, José Eduardo Martins, destacou “a importância de fechar este processo”, tendo também expressado um agradecimento ao governo de Cartes “pela forma como conduziu todo o processo”.

dAdO dA sEMAnA vEnEzuElA

Venezuela reduz pobreza para 19,6% e desemprego para 5,6% O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, revelou, no passado 11 de Janeiro, que o seu governo reduziu para 19,6% o índice de pobreza, valor que em 2012 era de 21,6%, e o desemprego que em 2011 era de 6,5% para 5,6%. “Em 2013 mantivemos a tendência de baixa e vamos rumo à meta de ‘pobreza zero’ em 2019”, disse Nicolás Maduro durante um encontro em Caracas, com integrantes do Movimento pela Paz e a Vida. O Chefe de Estado precisou que estes dados fazem parte do relatório anual do Instituto Nacional de Estatística, que será divulgado nos próximos dias. Segundo Nicolás Maduro, o dado mais positivo é a redução da pobreza extrema nos lares venezuelanos, que passou de 6,3% em 2012 para 5,5% em 2013.

PORTuGAl PORTuGAl

Cientistas lusos descobrem como reparar ‘corações partidos’

Público da Casa da Música cresceu 11% em 2013 O número de espectadores da Casa da Música cresceu 11% em 2013 face ao ano anterior para um total de 232.438 pessoas, revelou, na quarta-feira, 15, a instituição portuense, que foi visitada por mais de meio milhão de pessoas. De acordo com números da Casa da Música, o aumento de espectadores foi sete pontos percentuais acima do estimado pelo director artístico ainda durante a apresentação da programação para o primeiro trimestre, tendo havido uma subida de 7% no número de bilhetes vendidos em 2013 face ao ano transacto para um total de 117.387, com uma média de 460 por concerto, o que representou uma subida de 6%. Segundo a Casa da Música, 26% do público vai a concertos pela primeira vez, enquanto 40% dos espectadores vai a espectáculos “com frequência”.

Os cientistas portugueses Maria José Pereira e Lino Ferreira são co-autores de um artigo, publicado na última edição da revista científica Science Translational Medicine, sobre a descoberta de um adesivo que permite reparar mais facilmente defeitos cardiovasculares. “Quando os adesivos são colocados nas paredes dum coração em batimento, eles continuam firmemente fixos independentemente da forte pressão que o sangue exerce no coração e vasos sanguíneos”, explica Maria José Pereira. A cientista, doutorada do Programa MIT Portugal, desenvolveu a investigação com Lino Ferreira, do Centro de Neurociências e Biologia Celular, e outros investigadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT), da Harvard Medical School e do Brigham and Women’s Hospital.

Correio da Venezuela 539  

Edición 539

Correio da Venezuela 539  

Edición 539

Advertisement