Page 1

www.correiodevenezuela.com

Rif.: J-40058840-5

P r é m i o Ta l e n t o d a C o m u n i c a ç ã o S o c i a l 2 0 0 9 Caracas, Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014 • Publicação Semanal Nº 538

Convénios / Pág. 3

Material para asfalteiros foi entregue em Portugal A administração dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) informou que o material adquirido no ano passado para a construção de dois asfalteiros é propriedade da empresa de Petróleos da Venezuela (PDVSA) porque esta já o pagou. A informação surge no mesmo dia em que 2.300 toneladas de chapa de aço chegaram aos estaleiros de Viana, somando-se a outras 1.500 toneladas adquiridas pela empresa em Maio, por 890 mil euros.

Comunidade / pág. 7

Ano 14 • Depósito Legal: 199901DF222 • BsF. 10

BCV altera câmbio do dólar para turistas

Caracas recebe visita da Comissão Mista Bilateral

Luso-descendente morto em La Veja por quatro desconhecidos

Pág. 4

empresas / pág. 8

Voos da TAP de Caracas para Lisboa esgotados até Junho de 2014 venezuela / pág. 4

Governo garante construção de novas casas com apoio luso

diáspora / pág. 14

Abertas candidaturas para os prémios FAZ Cultura / pág. 16

Comunidade / pág. 8

Feirenses festejam São Sebastião portugal / Pág. 10

Resgate poderá acabar a 17 de Maio O vice-presidente do Parlamento Europeu (PE), que visitou Portugal para avaliar a missão da ‘troika’ no país, afirmou, na terça-feira, dia 7, que “Portugal pode acabar o programa a 17 de Maio, antes das eleições europeias”. pub

No próximo dia 13 de Janeiro realiza-se em Caracas mais uma reunião da Comissão Mista de Acompanhamento dos convénios bilaterais Portugal-Venezuela, que terá lugar na sede da Chancelaria Nacional Venezuelana, no centro da capital venezuelana.. Pág. 4

Artistas lusovenezuelanos brilham desporto / pág. 28

Chegou o ano do desporto

espeCial: eusébio/ pág. 24

Portugueses da Venezuela lamentam “perda insubstituível”


2

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

a semana

fotoflash

E

ntrámos no ano da esperança. Por muitas razões e, também, por mais essas que os leitores acrescentam nos seus votos e que em nada ficam mal, já que devemos libertar-nos da ansiedade que nos persegue desde há muito e da desconfiança que é má conselheira. Portugal está no ano em que se libertará de uma situação muito pouco feliz, vivendo em protectorado, como um determinado influente político nacional tem designado a conjuntura nacional em que o País é gerido sob o olhar atento e impiedoso de uma “troika” internacional que não deixa margem para fugas. Foi isso que merecemos, por erros cometidos, mas também foi isso que nos ajudou a sair da recessão e a chegar aos mercados internacionais. E é com esta esperança que devemos entrar neste novo ano, em que Portugal recuperará e se afirmará entre os demais países numa Europa de muitas incertezas, diabolizada pela influência crescente de um capitalismo sem rosto. Quanto a nós, Portugueses, vamos tentar libertar-nos dos complexos de inferioridade que sempre se abatem sobre nós, quando algo não corre bem. Na Venezuela partimos também para um ano de esperança. Os índices não são os melhores indicadores de que a vida irá sorrirnos com mais alegria em 2004, mas a verdade é que há vontade para mudar, para encontrar soluções e, com alguma tolerância, reconquistar terreno e por a máquina do País a trabalhar como deve ser. O aperto de mão de Maduro e de Capriles, nesta semana em Caracas, poderá pouco significar na prática, mas pode ser o tal choque, o tal despertar de que é na união e no mesmo caminho, com trabalho conjunto e mais concórdia, que iremos lograr as soluções que conduzirão a uma união do Povo e ao reacender da produção nacional, ganhando riqueza e colocando de lado as quezílias partidárias que, feitas as contas, pouco têm ajudado no desenvolvimento da Venezuela. Há um projecto sufragado nas urnas eleitorais e é nesse sentido que devemos seguir, respeitando maiorias e minorias, mas atentos aos desvios que apenas se aproveitarão os bandos de delinquentes e aqueles que gostam da instabilidade para corroer as infra-estruturas que deveriam ser utilizadas para o crescimento de Venezuela. Infra-estruturas que não são apenas as materiais. Também as infra-estruturas humanas, pois são estas, constituídas pelas mulheres e pelos homens deste país que devem ser valorizadas e dignificadas. O respeito pelas pessoas e pelos cidadãos que constituem o tecido populacional de um dos países latino-americanos com mais tradição de luta e de querer, o presente e o futuro de Venezuela.

Uma foto para a História Na passada quarta-feira, dia 8 de Janeiro de 2014, no Palácio Presidencial de Miraflores, em Caracas, o Mandatário crioulo sentou à mesma mesa os governadores e os alcaides das zonas mais afectadas pela insegurança pública que afecta, de uma maneira geral, todo o território venezuelano. Contudo o encontro teve um motivo peculiar e que passou despercebido entre todos quantos lá estiveram ou tiveram conhecimento da realização da reunião: o Presidente eleito Nicolás Maduro e o candidato derrotado nas últimas Presidenciais, Henrique Capriles Radonski, trocaram um aperto de mão. Para muitos que acompanharam a animosidade que se viveram nas mais recentes campanhas eleitorais quase que seria impossível admitir que tal coisa pudesse acontecer. Mas a verdade é que o gesto vem de encontro a uma ambição generalizada e na qual estão todos os venezuelanos empenhados, independentemente da sua filiação partidária ou preferência política, que é a segurança dos cidadãos. Contudo, será bom que esta imagem não seja apenas uma coincidência e/ou um gesto urbano dos políticos antagonistas. Que seja antes o início de um caminhar que todos os venezuelanos aguardam em direcção ao encontro de soluções adequadas e maioritariamente aceites pelo Povo, para que a Nação possa funcionar, trabalhar e progredir, no pleno respeito pela independência e identidade de todos.

destaque

voz do leitor

Dor e indignação O assassinato de Monica Spear, uma artista muito querida pela maioria dos venezuelanos, tem causado em muitas pessoas dor e indignação. No rescaldo dos acontecimentos, de uma maneira geral e generalizada, só se fala da perda e do ambiente de insegurança que assola o País. Provoca dor pois ninguém quer perder um ente querido, e quem já perdeu alguém vitimado por acções de banditismo, revive esta cena com maior tristeza, pois sabe bem como estes factos marcaram as nossas vidas. E provoca indignação, pois não podemos ter uma vida livre, já que se impõe a todos os venezuelanos a obrigação de recolher cedo às suas casas para não serem atacados por

Grupo Editorial

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-40058840-5

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Gerente: Carla Vieira Editor Sergio Ferreira Soares Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 35F. Las Mercedes, Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: editorial@correiodevenezuela.com

delinquentes. Não podemos entender como se pode ter uma vida normal num País, como a Venezuela, em que o número de vítimas da violência resultante de actos de banditismo, sequestros, assaltos e ajustes de contas, é superior ao de vítimas em actos de guerra no Médio Oriente, por exemplo. Fala-se em esforços para acabar com a delinquência, mas a verdade é que não são suficientes. É necessário que todos trabalhemos em conjunto e que a sociedade entenda que a insegurança não é problema do governo ou da oposição, mas sim de todos. Graça Gouveia

Chefe de redacção Sergio Ferreira Soares |Jornalistas Carla Salcedo Leal, Victoria Urdaneta, Jean Carlos de Abreu, Kenner Prieto, Antonio Da Silva |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Sandra De Andrade (Aragua), Sandra Rodríguez (La Victoria), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Ricardo Santos (Nueva Esparta), Luis Canha (Mérida), Daniela García (Miranda), Antonio Dos Santos (Zulia) |Colaborações Catanho Fernandes, Arelys Gonçalves, Antonio López Villegas, Isabel Idárraga, |Administração Ma.Fernanda Pulido |Publicidade e Marketing Carla Vieira |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Francisco Garrett |Distribuição Luis Alvarado, Carlos Agostinho Perregil R. |Impressão Cadena Capriles, Operadora La Urbina C.A. Caracas -Venezuela |Tiragem 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Correio da Venezuela

Venezuela Diplomacia

Caracas acolhe nova reunião da Comissão Mista

3

Breves

Maduro anuncia aumento do salário mínimo

Representantes dos governos português e venezuelano vão reunir-se na Casa Amarela sergio Ferreira soares sferreira@correiodevenezuela.com

Na próxima segunda-feira, 13 de Janeiro, terá lugar mais uma reunião da Comissão Mista de Seguimento dos Convénios bilaterais Portugal-Venezuela, desta feita na sede da Chancelaria Nacional Venezuelana, em Caracas. A comitiva lusa será encabeçada pelo vice-primeiro-ministro de Portugal, segundo avançou a agência Lusa, citando fontes diplomáticas. Paulo Portas estará acompanhado pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Luís Campos Ferreira, pelo secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves e uma delegação empresarial. Recorde-se que o ano transacto foi significativo no que concerne à consolidação da relação bilateral entre a Venezuela e Portugal, como atestam as duas reuniões da referida comissão mista que levaram à deslocação do exministro dos Negócios Estrangeiros e actual vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, à Venezuela, e à visita oficial do Presidente Nicolás Maduro à República Portuguesa. Segundo revelou, em Dezembro, o Embaixador da Venezuela em Portu-

gal, Lucas Rincón Romero, actualmente existem cerca de 160 instrumentos jurídicos de cooperação bilateral. “Começaremos 2014 com as melhores expectativas em torno da relação bilateral. Neste sentido, existe a vontade de continuar a trabalhar pelo desenvolvimento do legado diplomático bolivariano e socialista concebido pelo Comandante Supremo Hugo Chávez e consolidado pelo Presidente Nicolás Maduro. Ambas as partes fazem um seguimento contínuo da relação bilateral, o que se traduz em múltiplas conversações e diálogos de trabalho onde se identificam os potenciais com-

promissos a assumir, pelo que não é possível adiantar informação até que sejam concluídos os trabalhos da Comissão Mista”, explicou o representante venezuelano em Portugal. “Para a Venezuela, a relação com Portugal possui um grande valor acrescentado, devido aos vínculos sociais entre os nossos dois povos, que nestes últimos anos alcançaram máximos históricos. No que concerne a cifras ou cálculos quantitativos, sugiro que os interessados consultem fontes das entidades competentes, como o Bancoex, na Venezuela, e a AICEP, em Portugal”, acrescentou Lucas Rincón.

EstalEiros Viana Do castElo

Material para asfalteiros é propriedade da Venezuela

corrEio/lUsa

A administração dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) informou, no passado 30 de Dezembro, que o material adquirido este ano para a construção de dois asfalteiros é propriedade da empresa de Petróleos da Venezuela (PDVSA) porque esta já o pagou. A informação surge no mesmo dia em que 2.300 toneladas de chapa de aço chegaram aos estaleiros de Viana, somando-se a outras 1.500 toneladas adquiridas pela empresa em Maio, por 890 mil euros. Em causa está o contrato para a

construção de dois navios asfalteiros de 188 metros de comprimento, encomendados em 2010 aos ENVC - empresa em processo de encerramento - pela PDVSA Naval, por 128 milhões de euros. “A aquisição deste material é mais uma etapa na regularização do contrato com a PDVSA Naval que, recorde-se, efectuou em Março de 2011 um pagamento de 12,8 milhões de euros [10% do valor do contrato] para este fim. Uma verba utilizada, na altura, para outras necessidades de tesouraria da empresa”, explica a administração dos ENVC, em comunicado.

Entretanto, os estaleiros contrataram nas últimas semanas a aquisição de mais de 3,7 milhões de euros em aço e outros serviços envolvendo a construção destes dois navios. “A aquisição deste material é feita para reposição no âmbito do contrato desse pagamento efectuado pela PDVSA Naval, não tendo ainda o dispêndio efectivo atingido o montante total dessa responsabilidade [12,8 milhões de euros]”, esclarece ainda a empresa. Para a administração dos ENVC, estas compras permitem “honrar os compromissos assumidos e manter o referido contrato em cumprimento”.

O Presidente Nicolás Maduro anunciou, esta segunda-feira, 6 de Janeiro, um aumento de 10% no salário mínimo e nas pensões, com entrada em vigor ainda este mês, embora não tenha especificado a data exacta, e indicou que a medida colocará os salários “acima da inflação. Decidi arrancar Janeiro dando um aumento salarial e nas pensões de 10%, o que nos coloca, de Janeiro a Maio, acima da inflação criminal provocada pela guerra económica”, disse o Presidente, no âmbito de uma reunião com deputados que foi televisionada. Maduro explicou que a decisão beneficia quase 2.7 milhões de pensionistas.

Presidente reuniu-se com deputados opositores Deputados da oposição deslocaram-se, na passada segunda-feira, ao palácio presidencial de Miraflores para reunir-se com o Presidente da República, Nicolás Maduro, no âmbito da saudação do Executivo à nova Assembleia Nacional. Os deputados opositores presentes na reunião foram Dinorah Figuera, Édgar Zambrano, Hiram Gaviria, Pedro Pablo Fernández e Carlos Vargas, a quem Maduro agradeceu publicamente a presença. Recordou uma ocasião em que acompanhou Hugo Chávez numa reunião com o deputado Hiram Gaviria quando este era presidente da Fedeagro. Saudou também a militância dos partidos da oposição que estavam representados pelos chefes de fracções.

Aliança para cuidar da Gran Sabana O ministro do Turismo, Andrés Izarra, reuniu com a associação civil ‘Venezuela cuatro por cuatro’, durante uma jornada com a finalidade de criar consciência nos visitantes do Parque Nacional Canaima, no Estado de Bolívar, e para promover um turismo menos “predador e mais responsável”. “Estamos apoiando a associação ’Venezuela 4 por 4’, porque são pessoas conscientes que usam veículo todo-o-terreno para não afectar Natureza e levam a mensagem da preservação dos nossos activos naturais”, assegurou. Durante esta actividade, foram entregues mais de 2500 kits ecológicos para que os turistas contem com todos os instrumentos que ajudem a manter limpo um dos ecossistemas “mais frágeis” do nosso país.


4

Correio da venezuela

venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Habitação social

Divisas

Segundo Elías Jaua, da Corpomiranda, Los Valles del Tuy está a projectar-se como uma ‘cidade região’ para os próximos 10 anos.

BCv altera câmbio do dólar para turistas

Governo garante construção de novas casas com apoio luso Jean carlos de abreu jcdeabreu@correiodevenezuela.com

coRREio/lUsa

a venezuela criou uma nova taxa de câmbio que será aplicada somente aos turistas estrangeiros que visitam o país. a partir de agora, cada dólar americano equivale a 11,3 bolívares, moeda utilizada em território venezuelano. Para todas as outras operações cambiais, o valor do dólar permanecerá em 6,3 bolívares. Os turistas estrangeiros que chegam à venezuela também poderão trocar o dinheiro em três novas casas de câmbio situadas no aeroporto Internacional Simón Bolívar, em Maiquetía; no aeroporto arturo Michelena, em valencia; e na empresa Bolivariana de Portos (Bolipuertos). em um segundo momento, o Banco Central da venezuela espera ampliar a troca de divisas para sectores privados como hotéis e caixas eletrónicas.

O presidente da Corporação de Miranda (Corpomiranda), elías Jaua, garantiu que o Governo nacional continuará a construção de casas em los valles del Tuy, no âmbito dos convénios assinados com Portugal, espanha e as empresas venezuelanas. Segundo o responsável, estão a ser edificadas mais de 20 mil casas na zona mirandina, acrescentando que “los valles del Tuy, em perspectiva para os próximos 10 anos, será, definitivamente, uma ‘cidade região’”. Durante a inauguração dos dois quilómetros da via alternativa CharallaveCúa, elías Jaua disse ainda que a instituição que dirige aprovou os recursos financeiros para o Plano de Desenvolvimento Integral da Bacia do Rio Tuy para a construção de “todo o sistema de distribuição de água para los valles del Tuy”.

Economia

Panificação

Economia nacional registou um dos piores índices inflacionários do planeta

padeiros durante o natal

venezuela termina 2013 Fevipan apelou à entreajuda dos com inflação de 52,8% coRREio/lUsa

Os preços de bens de consumo na venezuela subiram 4,8% em novembro e 2,2% em Dezembro, elevando para 52,8% a inflação acumulada em 2013, revelam dados divulgados a 30 de Dezembro último, pelo Banco Central da venezuela (BCv). “Tal como se analisou em Outubro, a especulação sobre os preços de bens e serviços encontrava-se fora de controlo, o que poderia projectar uma variação mensal próxima dos 6% em novembro. as medidas de inspecção e fiscalização permitiram conter essa tendência em novembro e revertê-la em Dezembro”, afirma um comunicado do BCv. O documento sublinha que as medidas ordenadas pelo Presidente venezuelano, nicolás Maduro, em novembro, para combater a especulação

coRREio/lUsa

e a usura, tiveram “um impacto muito positivo na opinião pública, especialmente nos sectores populares”. as descidas dos preços e serviços incidiram principalmente no equipamento para o lar (que passou de 5,1% em Outubro para -1,1% em novembro), vestido e calçado (de 7,6% para 4,3%) e serviços para o lar (de 6,8% para 3,3%). Por outro lado, a inflação nas bebidas alcoólicas passou de 8,6% em Outubro para 5,5% em novembro, a cultura e lazer de 4,7% para 2,2%, o transporte de 4,2% para 2,1%, os serviços de educação de 6,7% para 0,9%, as comunicações de 0,7% para 0,4% e os restaurantes e hotéis de 6,2% para 5,9 por cento. a segunda pior inflação mundial durante 2013 foi registada na Síria, com 49,5%. nos lugares seguintes surgiram o Sudão, 37,1%, o Irão com 32,3% e o Malawi, com 22,9%.

a Federação venezuelana de Industriais da Panificação e afins (Fevipan) apelou, no passado 26 de Dezembro, aos padeiros da venezuela a ajudarem-se mutuamente para fazer face a uma eventual escassez de matéria-prima na quadra natalícia. O apelo foi feito por Tomás Ramos, presidente daquele organismo, com o propósito de garantir que as padarias da venezuela dispusessem dos ingredientes para a venda do tradicional pão de fiambre fumado que os venezuelanos consomem principalmente desde a quadra natalícia até ao dia de reis. Segundo aquele responsável, a Fevipam esteve a abastecer todas as padarias do país com farinha, mas contou com menos 350 mil sacos que o previsto devido a um conflito sin-

dical ocorrido em Setembro último e que levou à paralisação, durante um mês, de dois moinhos em Puerto Cabello, a oeste de Caracas. O conflito, que foi solucionado, implicou uma redução de 10% da produção, equivalente a 13 mil toneladas de farinha de trigo, pelo que a Fevipan estima que em 2014 “aumentará a produção, porque as operações estão normalizadas”. Por outro lado o presidente da Federação nacional de Trabalhadores da Indústria da Farinha (Fetraharina), Juan Crespo, precisou que os moinhos estão em funcionamento, mas o transporte até às padarias pode vir a ser afectado. “Há alguns motoristas que foram de férias de natal e viajaram para o interior do país, pelo que não regressam até que terminem os dias festivos”, disse.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

venezuela

ComérCio

empresários preocupados com reposição de inventários Conselho Nacional de Comércio (Consecomércio) apelou ao governo venezuelano para reunir-se com o sector privado a fim de definir estratégias CorrEio/LUSA

Com muitas lojas ainda encerradas e outras com estantes praticamente vazias, os comerciantes portugueses na venezuela concentram-se agora em inventariar os produtos que ficam, preocupados com a incógnita do tempo necessário para repor os inventários. “Desde Outubro que não recebemos mercadoria. entre novembro e Dezembro vendemos praticamente tudo o que tínhamos e os nossos distribuidores dizem que só em princípios de Fevereiro é que terão novamente produtos para distribuir”, explicou um luso-venezuelano à agência lusa. Pedindo para não ser identificado, este proprietário de uma loja de roupa em Caracas explicou que a situação é parecida em lojas de vários tipos, sejam elas de calçado, de electrodomésticos, ferragens ou de peças para viatu-

Comerciantes estão preocupados com o tempo necessário para repor os inventários.

ras, o que levou alguns comerciantes a encerrar os seus negócios para férias ou a programar para mais tarde o reinício das actividades. a situação é particularmente visível nos grandes centros comerciais de Caracas, onde muitas lojas têm cartazes

EConomiA

Jesus Faria defende combate à especulação e ao consumismo CorrEio/LUSA

O economista luso-venezuelano Jesus Faria defendeu, terça-feira, 7, que a venezuela deve avançar com medidas políticas estratégicas para combater males que afectam a sua economia como a especulação e o consumismo, o mais elevado da américa latina. “não é por casualidade que aqui na venezuela existem os maiores graus, não de consumo, mas de consumismo de toda a américa latina, temos muito dinheiro e deteriorou-se a cultura do investimento, da poupança e do trabalho”, disse. Jesus Faria, deputado do Partido Socialista unido da venezuela, acredita que o país tem “um consumo desaforado” que faz parte da cultura dos consumidores venezuelanos, de uma estratégia para enriquecer alguns sectores da sociedade venezuelana. “Faz parte de uma estratégia de negócios, para que os empresários pos-

sam continuar enriquecendo, acumulando fantásticas somas de dinheiro que tiram do país, perante o despropósito ou perante a falta de propósito produtivo”, disse. no seu entender “o parasitismo, o ‘rentismo’ (viver de rendas), a especulação e o consumismo” só podem ser combatidos “com políticas e estratégias dirigidas a esse elemento estrutural” e que gerem estímulo e poupança, que dêem oportunidade aos trabalhadores para poupar. “Tem que haver instrumentos de poupança distintos das taxas de juros dos bancos, que são muito baixas, para que os trabalhadores possam depositar o seu excedente aí e não se deteriore com a inflação”, frisou. Segundo Jesus Farias, estas medidas têm que ser aplicadas pelo governo mas para impulsionar a poupança “é importante que o povo venezuelano saiba todos os males” que essas políticas visam atacar.

dizendo que estão fechadas por férias, mas algumas estão abertas com as estantes praticamente vazias. algumas lojas de electrodomésticos têm para venda apenas produtos designados localmente de “gama alta” ou seja, são de luxo e mais caros. O Conselho nacional de Comércio (Consecomércio) apelou ao governo venezuelano para reunir-se com o sector privado a fim de definir estratégias para a reposição de inventários. “Insisto em apelar ao sector público para que se sente com os empresários privados para poder chegar ao miolo do problema. a reposição de inventários depende das importações, que pode ocorrer rapidamente se nos chegarem de países próximos, mas podem demorar entre 75 a 90 dias, se vêm de lugares longínquos como a China”, disse Maurício Tancredi, presidente da Consecomércio.

Correio da venezuela

5

aquele responsável apelou ainda ao governo venezuelano para flexibilizar o sistema de controlo cambial vigente desde 2003 na venezuela, que impede a livre obtenção de moeda estrangeira no país, sublinhando que essa flexibilização permitiria acelerar as importações e a reposição de inventários. “Temos que normalizar o fornecimento de divisas, temos que despenalizar o mercado cambial, de forma a que os preços sejam equitativos. Os comerciantes estão na disposição de cooperar se houverem garantias de reposição de produtos e de acesso a divisas para produzir e importar”, disse. em novembro último, o presidente da venezuela, nicolás Maduro, acusou os empresários venezuelanos de estarem envolvidos numa “guerra económica” e sabotagem contra o seu Governo, pelo que mandou as lojas de electrodomésticos do país a baixarem os preços, depois de várias inspecções detectaram alegados “aumentos injustificados”. as inspecções expandiram-se depois a outros sectores, como produtos alimentares, automóveis, calçado, têxteis, brinquedos e alugueres, com o Governo venezuelano a anunciar que se prepara para regular os preços e margens de lucro de todos os produtos e serviços do país. Milhares de pessoas acorreram durante vários dias seguidos às lojas, fazendo aumentar as queixas dos cidadãos de dificuldades em obter alguns produtos essenciais.

inSpECçõES

GnB detecta irregularidades em restaurantes lusos CorrEio/LUSA

as autoridades venezuelanas encontraram, durante o passado fimde-semana, 4 e 5 de Janeiro, uma tonelada de produtos exclusivos das redes estatais de supermercados Mercal em três restaurantes de el Junquito (20 quilómetros a oeste de Caracas), uma localidade onde a restauração é dominada por portugueses e espanhóis. Os produtos foram encontrados pela Guarda nacional Bolivariana, que detectou ainda especulação nos preços e insalubridade nas arcas congeladoras. “Determinámos, na inspecção, uma série de produtos que são distribuídos através da nossa rede, subsidiados pelo estado, especificamente pernil importado. Os donos destes negócios fazem uma simulação de compra noutro comércio e

embalam num pacote diferente do original”, explicou Manuel Quevedo, chefe do Comando Regional da polícia militar. no domingo, 5, as autoridades venezuelanas confirmaram que foram detidas quatro pessoas na sequência de irregularidades detectadas num conhecido restaurante de portugueses em Caracas, como condições de insalubridade em congeladores e a existência de produtos exclusivos dos supermercados estatais. as detenções foram confirmadas pelo ministro venezuelano do Interior, Justiça e Paz, Miguel Rodríguez Torres, que explicou que foram detidos dois donos do restaurante, o administrador e um funcionário policial. aquele responsável precisou ainda que na parte superior de Budare del este funcionava “um lugar nocturno, clandestino e ilegal, onde se dedicavam à prostituição”.


6

Correio da venezuela

venezuela

Segurança

autoridades reduziram sequestros em 51,7% Miguel Rodríguez Torres indicou ainda que o número de homicídios foi reduzido COrreIO / Lusa

O ministro do Interior da venezuela, Miguel Rodríguez Torres, disse, no passado 21 de Dezembro, que as acções tomadas para combater a insegurança no país levaram a uma redução de 51,7% dos casos de sequestro e de 17% dos assassinatos, no último ano. “Os dois delitos mais duros, o delito de sequestro e o de homicídio diminuíram em 51,7% e 17%, respectivamente”, disse o ministro numa entrevista televisiva em que fez um balanço da sua gestão em 2013. no entanto, segundo o ministro,

Segurança

19 portugueses mortos e 11 sequestrados em 2013 O governo português “acompanha atentamente” a instabilidade na Venezuela, um dos países “mais inseguros da América Latina”. Só em 2013, a criminalidade violenta atingiu directamente três dezenas de cidadãos nacionais, muitos de origem madeirense Miguel Silva Dn MaDeIra

Pelo menos 19 portugueses foram vítimas de homicídio na venezuela em 2013. no mesmo ano, outros 11 cidadãos nacionais foram sequestrados naquele país. Os números constam de uma resposta formal do Ministério dos negócios estrangeiros (Mne) ao deputado madeirense na assembleia da República, Rui Barreto, entre outros eleitos do CDS. embora sem especificar as origens dos portugueses, é publicamente reconhecido o grande peso da comunidade madeirense entre mais de meio milhão de cidadãos nacionais radicados na venezuela, pelo que os ‘populares’ da Região dão ainda mais valor aos indicadores recentemente disponibilizados pelo Ministério dos negócios estrangeiros. Os números do governo português baseiam-se em registos facultados pela embaixada, Postos Consulares e Oficial de ligação da Polícia Judiciária. Segundo essa recolha, até 20 de

Dezembro, data em que foi formalizada a resposta do governo aos deputados do CDS, “registaram-se 19 homicídios e 11 sequestros de nacionais portugueses” na venezuela. embora bastante expressivos, os números do ano passado são inferiores quando comparados com os referentes ao ano anterior. De acordo com o Ministério dos negócios estrangeiros português “em 2012 o total de homicídios foi de 24 (19 homens e 5 mulheres) e o total de sequestrados foi de 26, dos quais 22 homens e 4 mulheres”. além dos números especificamente relacionados com a comunidade portuguesa, a informação do gabinete do ministro avança com outros dados que ajudam a perceber a dimensão da insegurança na venezuela. O governo recorda que não existem “números credíveis dos registos oficiais” pelo que se baseia nos dados apresentados pelas Organizações não Governamentais, como o Observatório venezuelano contra a violência. É com base no relatório referente a 2012 que o gover-

Plano de contingência: Comunidade informada sobre perigos O MNE garante que “acompanha atentamente a comunidade portuguesa na Venezuela e muito em particular a instabilidade vivida naquele país com o aumento da criminalidade, o elevado número de sequestros e o homicídios que atingem toda a comunidade portuguesa residente” na Venezuela, que integra uma vasta presença de cidadãos com origem na Madeira. Na resposta enviada na semana do Natal aos deputados do CDS, o governo português garante que “em matéria de prevenção contra sequestros”, os postos consulares divulgam informação específica para a comunidade portuguesa. O folheto feito pela Escola da Polícia Judiciária é disso considerado exemplo. Em caso de situações mais graves, há um ‘Plano de Contingência para a Venezuela feito com a ajuda da Embaixada e dos postos consulares. O documento, de acordo com o ministério de Rui Machete “visa apoiar os cidadãos nacionais residente que, por motivo de situação de crime ou instabilidade grave, pretendam regressar a Portugal num curto espaço de tempo ou ser evacuados para países terceiros”.

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

existe uma “cifra negra” relacionada com os sequestros, que tem a ver com o facto de muitas vezes as pessoas não denunciarem os casos por temerem represálias ou por terem falta de confiança nos organismos de segurança do estado. em declarações à Televen, o ministro precisou que as autoridades conseguiram resolver “95% dos casos de sequestro que foram denunciados”, sublinhando que a denúncia e a confiança nas autoridades é importante para combater este tipo de delito. Miguel Rodríguez Torres, que também é director do Serviço Bolivariano de Inteligência nacional (serviços secretos) precisou ainda que “72% dos homicídios do país resultam de conflitos entre grupos e do tráfico de substâncias ilícitas”, admitindo que a participação de elementos dos próprios organismos de segurança nos sequestros “é um problema real” que as autoridades estão a combater. Segundo dados não oficiais, na venezuela são sequestradas anualmente mais de 1800 pessoas. O Foro Penal venezuelano dá conta que em 2012 foram assassinadas 16.038 pessoas no país.

no português conclui que “a venezuela se está a tornar num dos estados mais inseguros da américa latina”, com cerca de 22 mil casos de homicídios em todo o país, cerca de 700 a mais do que no ano anterior. Também os casos registados de extorsão e sequestro não são considerados rigorosos. Mais do que as 1.200 queixas, a informação do Mne diz que esse número deve aproximar-se dos 5 mil em 2012. acrescenta a mesma informação aos deputados portugueses que Caracas, a capital venezuelana, apresenta “números preocupantes no que respeita a sequestros, superando já os 1.000 casos/ano, com 5 a 10 sequestros cometidos por dia”. em relação aos homicídios, a venezuela regista a maior taxa da américa do Sul, indicador “com tendência para o agravamento”. entre as causas para tanta criminalidade, é apontado o facto de haver uma grande quantidade armas de fogo e munições na posse de civis. a informação termina com a certeza de que a violência na venezuela “é um assunto da maior importância” que “tem sido abordado com as competentes autoridades venezuelanas” através dos adequados canais diplomáticos. Casos de violência contra a comunidade portuguesa na venezuela levaram o CDS na assembleia da República, nomeadamente o deputado madeirense Rui Barreto, a questionar o Ministério dos negócios estrangeiros. em Outubro, os deputados perguntaram se lisboa acompanha a situação, que números sobre a criminalidade contra a comunidade portuguesa e que faz o governo português perante essa realidade. a resposta formal chegou em apenas dois meses.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Correio da venezuela

venezuela

Segurança

24.763 homicídios em 2013

Dados do Observatório Venezuelano da Violência revelam um aumento de 14,4% face ao ano anterior Correio da Venezuela

7

rodeo II

Mulher apanhada a tentar introduzir droga em cadeia Jean Carlos de abreu

O Observatório venezuelano de violência (Ovv) divulgou números que indicam que 24.763 pessoas foram assassinadas no país nos últimos 12 meses, uma taxa de 79 homicídios por cada 100.000 habitantes. De acordo com os números divulgados no passado 27 de Dezembro, o número de homicídios registados até agora representa um aumento de 14,4% em relação a 2012. O Ovv destaca que ao longo deste ano “68 pessoas foram assassinadas diariamente no país, uma a cada 21 minutos”. Segundo o sociólogo Roberto Briceño león, investigador do Ovv, a execução do programa gover namental Plano Pátria Se gura, de campanhas de instituições públicas e privadas, assim como as condutas assumidas pela cidadania para proteger-se, evitaram que a situação “pudesse ter sido pior”. “Os assassinatos aumentaram, mas não segundo a expectativa que tínhamos nos primeiros meses do ano”, frisou.

Briceño león adiantou que os crimes violentos, incluindo os assassinatos, passaram “das grandes cidades para as médias e pequenas concentrações urbanas”. “a maioria das vítimas são rapazes. na venezuela um homem tem 16,5 vezes mais possibilidade de ser vítima de um homicídio que uma mulher”, disse.

La Vega

JuStIça

Comerciante assassinado na véspera de natal

Ministro desmente rumor da libertação de João de Gouveia

Jean Carlos de abreu

O comerciante Ricardo Men donça foi assassinado por um grupo de quatro assaltantes, no interior da sua padaria, situada em la vega, Caracas, no decurso de um roubo registado na noite de 24 de Dezembro último. Tanto quanto foi possível apurar, o luso-descendente terá tentado impedir o assalto empunhando uma pistola, de calibre 7.65. no entanto, os ladrões conseguiram balear mortalmente o comerciante. O assalto ocor reu por volta das 8:30 da noite. Os assaltantes levaram uma elevada quantia monetária e também a arma do comerciante.

Segundo o Ovv a venezuela continua entre os cinco países mais violentos do mundo, juntamente com as Honduras, el Salvador, Costa de Marfim e Jamaica. O investigador do Ovv lamentou que as autoridades venezuelanas tenham, há 10 anos, deixado de divulgar os dados dos assassinatos e delitos violentos ocorridos no país.

Miguel Rodríguez Torres assegura que o lusitano está a cumprir a pena de 30 anos na cadeia Jean Carlos de abreu jcdeabreu@correiodevenezuela.com

O ministro do Poder Popular para as Relações de Interior, Justiça e Paz, Miguel Rodríguez Torres, desmentiu o rumor que circulava pela Internet quanto à alagada libertação de João de Gouveia. “ele tem uma pena longuíssima, de 30 anos”, observou o governante numa entrevista concedida ao programa “Diálogo Con”, transmitido pelo canal Televen. Recorde-se que este cidadão de ori-

gem portuguesa, natural do Funchal, Madeira, foi condenado por ter efectuado vários disparos durante a paralisação petrolífera de 2002, na Praça altamira, em Caracas, onde morreram três pessoas. João de Gouveia foi declarado culpado pelo delito de homicídio qualificado e uso ilegal de arma de guerra. O condenado esteve a cumprir pena na antiga cadeia de la Planta, em Caracas, e posteriormente foi trasladado para o estado de Falcón, onde se encontra a cumprir o restante tempo da pena.

a ministra do Poder Popular para os Serviços Penitenciários, María Iris varela, revelou ter sido apreendida droga no estabelecimento prisional de Rodeo II, e precisou que o estupefaciente tinha como destinatários um cidadão português e um hondurenho. através da sua conta na rede social Twitter, @irisvarela, a gover nante infor mou que uma mulher foi detida por elementos do corpo de segurança quando tentava passar o estupefaciente dissimulado na sola dos sapatos. Igualmente, a Ministra observou que foram apreendidos telemóveis numa acção de buscas realizada no mesmo estabelecimento prisional no passado fimde-semana.

estudante venezuelano detido em lisboa por tráfico de droga O Comando Metropolitano de lisboa da PSP apreendeu no sábado, 4 de Janeiro, um total de 31.596 doses de cocaína, no aeroporto Internacional de lisboa, revelou este órgão policial através de um comunicado. Segundo a polícia, um passageiro oriundo de Caracas, venezuela, ocultava “na zona do abdómen, de forma dissimulada, um colete elástico” com a droga. O passageiro, um estudante venezuelano de 23 anos, viajava ainda com quatro telemóveis e dinheiro em três moedas diferentes - euros, bolívares e moeda filipina -, que também foram apreendidos.


8

Correio da Venezuela

VENEZUELA

TAP Air PorTugAl

Voos de Caracas-Lisboa esgotados até Junho

TAP já reforçou as suas frequências até ao limite da capacidade actual e os aviões de longo curso estão a ser utilizados no limite da capacidade

CorrEio/luSA

Os voos de Caracas para Lisboa estão praticamente esgotados até Junho, confirmou, na segunda-feira, 23 de Dezembro, a operadora aérea portuguesa à Lusa, considerando que é uma “situação excepcional” e garantindo que já foram tomadas medidas até “ao limite da capacidade” da TAP. “Há uma procura muitíssimo forte que já dura há meses e que provoca que as reservas dos voos também para os próximos meses estejam com uma ocupação absolutamente excepcional, praticamente a 100% até Junho”, disse o porta-voz da TAP, António Monteiro, escusando-se a comentar os contornos e as razões deste “período excepcional em termos de reforço da procura”. A ligação Caracas-Lisboa registou um aumento de 13,8% em número de passageiros entre Janeiro e Novembro, disse o responsável, notando que no inverno há três voos por semana,

que no verão passam a um por dia. Questionado sobre se a TAP vai aumentar a frequência dos voos ou encontrar uma solução para os passageiros que querem viajar de Caracas para Portugal, António Monteiro respondeu que “a TAP já reforçou as suas frequências até ao limite da sua capacidade actual, já que os aviões de

longo curso estão a ser utilizados no limite da sua capacidade, ou seja, não há aviões disponíveis”. A falta de aviões, apontou, prendese com as duas novas linhas que vão ser abertas para Bogotá e para o Panamá. “Temos novas rotas no Brasil e na América do Sul (em Bogotá e Pana-

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

má), só o podemos fazer com a entrada de dois novos aviões, em Junho”, acrescentou o porta-voz da companhia aérea portuguesa. A TAP não é a única a registar uma afluência excepcional. Já em Dezembro, a American Airlines suspendeu a venda de bilhetes aéreos para viagens com partida da Venezuela, em qualquer tipo de moeda, segundo a agência Bloomberg. A suspensão da venda de bilhetes da American Airlines tem lugar depois de a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) revelar que existe preocupação do sector por atrasos de parte do Governo venezuelano em autorizar as operadoras a repatriar 2,6 milhões de dólares. Na Venezuela vigora desde 2003 um sistema de controlo cambial extremamente apertado que impede a livre obtenção de moeda estrangeira no país, cuja distribuição é controlada pela Comissão de Administração de Divisas (Cadivi). Os empresários vene zuelanos queixam-se com frequência de atrasos na autorização de divisas, que têm uma cotação oficial de 6,30 bolívares por cada dólar norte-americano, mas cujo valor é até sete vezes superior no mercado paralelo. Além da alta inflação de quase 50% em 12 meses, os venezuelanos queixam-se de dificuldades para comprar produtos básicos como farinha de milho, arroz, margarina, açúcar, óleo, leite em pó e pasteurizado, papel higiénico, entre outros.

TrAdição

TrAdição

Comunidade recebe o presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa

Ano após ano, a festa de São Vicente tem lugar na sede da Missão Católica Portuguesa

Feirenses festejam São Sebastião

Vicentinos em festa a 26 de Janeiro

Sergio Ferreira Soares

Sergio Ferreira Soares

Como vem sendo hábito desde há 14 anos, no próximo domingo, 26 de Janeiro, os feirenses residentes na Venezuela vão celebrar o dia do seu santo padroeiro, São Sebastião, com a tradicional Festa das Fogaceiras, que decorrerá no Centro Português de Caracas. A jornada, organizada pela Associação Civil Amigos de Terras de Santa Maria, contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, que chegará ao país acompanhado pela sua esposa. O evento tem início às 11 da manhã com a actuação da Banda Show Generalíssimo Francisco de Miranda, seguindo-se a celebração da missa das ‘fogaças’, presidida pelo padre Alexan-

Como manda a tradição, no próximo domingo, 26 de Janeiro, a sede da Missão Católica Portuguesa, em San Bernardino, vai acolher a reunião anual da Confraria de São Vicente, a partir das 4h00 da tarde. A ocasião será aproveitada para a celebração do santo padroeiro do município nortenho da ilha da Madeira, num convívio que reunirá também os netos e filhos desta localidade que residem em Caracas. A celebração começará com a Santa Missa, que dará passo à procissão e um convívio, onde os assistentes poderão saborear comidas e apreciar bebidas típicas do concelho de São Vicente. A conselheira das Comunidades Portuguesas e representante da Con-

dre Mendonça, que posteriormente guiará a procissão. Mais tarde, no Salão Nobre do clube, decorrerá um almoço dançável, que será animado pela música de “Alvis y su Banda Junior”, além dos grupos folclóricas “Dos Pátrias” e “Os Lusíadas”. O presidente da Associação, Ernesto Cardoso, realizará a habitual entrega do reconhecimento “Alference do ano”, acompanhado pelos demais membros da junta directiva.

fraria de São Vicente, Estela Lúcio Pereira, convida todos os vicentinos, portugueses e luso-descendentes a celebrar esta nova edição da festa dedicada à localidade de São Vicente. Ao mesmo tempo, apela a todos os católicos que queiram fazer parte desta confraria, sejam ou não portugueses, para participarem na actividade, destacando que o importante é ter fé.


Quinta-feira, 9 de Januerio a Quarta-feira, 15 de Januario de 2014

venezuela

Correio da venezuela

perfil

Manuel dos Santos: lutador a toda linha Terapeuta, maratonista, comerciante, “mas sobretudo um homem alegre e optimista”, apesar das adversidades

nuava, e ao ter-se salvo, entendeu que essa era a resposta à pergunta que tinha feito a Deus horas antes, agora caesta é a história de um lutador que bia-lhe descobrir porquê. “Passei pelo enfrentou com valentia dois golpes na processo de não responsabilizar Deus, vida e demonstrou que há sempre algo a ninguém, e concentrar-me apenas no ou alguém por quem lutar. facto de estar vivo.” O pai morreu quando a mãe ainda Conta que o mais difícil “foi enfrenestava em gestação, e um ano mais tartar o meu filho de 2 anos, e para isso de, o mesmo aconteceu à mãe. apesar tive a ajuda de um psiquiatra, que me do que aconteceu com os advertiu que a criança pais (oriundos do Porto), perguntaria por isso a passei pelo encontrou “duas pessoas todo o momento até enmaravilhosas que me tender.” Passaram 10 processo de não deram todo o seu amor anos desde esse momenresponsabilizar e me criaram como a to, e agora essa fonte de um filho: a minha irmã Deus, a ninguém, inspiração, que o ajudou aida e o marido, augusa erguer-se, tornou-se no e concentrar-me to”, que nessa altura seu melhor amigo. “eu eram recém-casados e tinha dito que ou me apenas no facto decidiram assumir o deabandono, e ele vê que de estar vivo.” safio. o pai está deprimido, Já em plena juvenou agarro o destino com tude, Santos formou a sua própria vontade, sigo em frente, e ele fica orgulfamília, e aos 32 anos, exactamente a hoso de mim. Segui a segunda opção, e 24 de Julho de 2004, outra viragem no hoje o meu filho sente admiração por destino colocou-o à prova. naquele dia, mim”. jogavam Portugal e espanha, no euro Tem um outro filho, do segundo ca2004, e enquanto todos celebravam, ele samento, e essa foi também uma históestava na parte de trás de um carro, ria de valentia, porque separou-se da assistindo a toda a movimentação. “De sua primeira companheira e enfrentou repente entrou um foguete no carro, o mundo sozinho, e sem mãos . “Precicaiu nas minhas pernas, e agarrei-o sava de estar um tempo só para testarpara lançá-lo para longe, mas explodiu a pouca distância”. as consequências foram fatais: Perdeu ambas as mãos e quase morreu. “Transportaram-me para o Centro Diagnóstico de San Bernardino, em Caracas, e foi um dia de luta comigo mesmo nas urgências: Rezava, pensava, falava com Deus”, recorda. “a certa altura, quando a dor física era demasiado grande, disse: Bom, Deus, já não posso mais, não vou lutar, se queres que vá, irei, mas se quiseres deixarme ficar, aceitarei”. Santos chegou a estar do outro lado do caminho. via as suas pulsações no aparelho, e quando entrava em convulsão, dizia a si mesmo: “’Manny, acalmate senão vais partir a cama’. nisso ouvi que vou para a cirurgia e penso: abre os olhos porque vais conhecer um cirurgião e isso não se vê todos os dias”, conta. e o que aconteceu então? no dia seguinte, decidiu que a sua vida contiVictoria Urdaneta vurdaneta@correiodevenezuela.com

me a mim mesmo, saber que era capaz de cuidar de mim, para depois começar outra relação, do zero.” ao fim de um mês, já estava a trabalhar, inclusive com vendas. Deixou de fumar, começou a praticar desporto, e tanto empenho imprimiu que hoje é maratonista. Já participou na competição de Chicago, também correu em atlanta, Madrid e Caracas (evento organizado pela CaF). este ano, vai participar na maratona do Porto e de Bueno aires, e para isso continua a treinar todo o tempo disponível, e até mesmo a revista Fortune já o incluiu numa das suas edições. Também estudou Psicoterapia Gestalt, com especialização em Dependências, e, o mais importante, hoje pode ajudar muitas pessoas, porque primeiro aprendeu a entender-se e a aceitar-se a si mesmo. assim é ‘Manny’, um optimista, um homem que faz dos seus sonhos realidade.

Expertos en la COMPRA- VENTA- ALQUILER Y ADMINISTRACIÓN de Propiedades en España. Cuente con el aval de una Empresa familiar con más de 30 años de experiencia. Recibirá un Servicio Personalizado. Contáctenos, será un placer. Isabel La Calle Pinilla, Tlf.: 0034607765542 -0034917252732 e-mail: ilacalle@rusticaspinilla.com En Venezuela, Conchi De La Peña y/o Mónica Ardesi, Tlf.: 0414 330 84 93

9


10

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Portugal Breves

Bancos emprestaram 4,1 mil ME às empresas Os bancos emprestaram, em Novembro, 4,1 milhões de euros em novas operações de crédito às empresas, menos 14% do que o valor registado em Outubro. Segundo os dados divulgados, terça-feira, 7, pelo Banco de Portugal, apesar de o valor emprestado pela banca às empresas ter caído 14% face ao mês anterior, aumentou 6,2% face em relação a Novembro de 2012. Do total de quase 4,1 mil milhões de euros concedidos às empresas em Novembro, 1.585 milhões de euros foram para créditos até um milhão de euros e os restantes 2.501 milhões de euros acima de um milhão de euros, absorvidos pelas grandes empresas.

FENPROF volta São Bento para contestar cortes A Federação Nacional dos Professores (FENPROF) anunciou, terça-feira, 7, uma concentração para o dia 30, em frente à residência oficial do primeiro-ministro, onde tenciona entregar um caderno reivindicativo dos docentes aposentados, contra os cortes nas pensões. “O alargamento da Contribuição Especial Extraordinária (CES) aos que auferem pensões superiores a mil euros configura a aplicação da Taxa Social Única (TSU) aos aposentados”, afirma a FENPROF em comunicado, frisando tratarse de mais um “imposto discriminatório”.

o eurodeputado austríaco disse que Portugal “está a mostrar sinais de recuperação económica”.

AjudA externA

Resgate poderá acabar a 17 de Maio

A perspectiva é feita pelos vice-presidente do Parlamento Europeu Correio/Lusa

O vice-presidente do Parlamento Europeu (PE), que visitou Portugal para avaliar a missão da ‘troika’ no

país, afirmou, na terça-feira, 7, que “Portugal pode acabar o programa a 17 de Maio, antes das eleições europeias”. O eurodeputado Othmar Karas, relator do documento que o Par-

lamento Europeu vai redigir sobre os quatro países intervencionados pela ‘troika’ (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia, Banco Central Europeu), falava em conferência de imprensa, em Lisboa. “Tenho a certeza de que Portugal pode terminar o programa no dia 17 de Maio de 2014, uma semana antes das eleições europeias. Estamos agora mais preparados que estávamos no passado para resolver problemas como a crise que temos”, afirmou Karas. O eurodeputado austríaco, do Partido Popular Europeu, disse ainda que Portugal “está a mostrar sinais de recuperação económica” que vão tirar o país da crise, reconhecendo que “os portugueses fizeram muitos sacrifícios”, os quais não devem ser exigidos novamente. Othmar Karas admitiu que “a ‘troika’ não é um corpo comum”, considerando que “há instituições diferentes dentro do grupo, com prioridades e soluções diferentes”. Para o vice-presidente do Parlamento Europeu, “não há uma solução única” e é preciso encontrar um “equilíbrio entre consolidação orçamental, reformas estruturais e iniciativas para o crescimento e o emprego”. Othmar Karas chegou a Lisboa integrado numa delegação de eurodeputados da Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu integra os portugueses Diogo Feio (CDS-PP), José Manuel Fernandes (PSD), Elisa Ferreira (PS), Ana Gomes (PS) e Marisa Matias (Bloco de Esquerda).

LusofoniA

Director-geral da OMC apoia mercado único Criação de um mercado único de livre circulação de bens e pessoas “seria útil e saudável”. Correio/Lusa

Mercado automóvel deverá crescer até 4% O mercado automóvel global em Portugal deverá registar um crescimento entre 3% a 4% este ano, disse o administrador executivo da SIVA, Fernando Monteiro. De acordo com o gestor, 2013 foi um ano que surpreendeu pela positiva e que registou um crescimento de “forma consistente”. Falando numa conferência de imprensa sobre os resultados comerciais da SIVA em 2013, Fernando Monteiro estimou que as vendas devem continuar a crescer este ano, depois da subida “consistente” de 11,7% no ano passado, quando as previsões iniciais apontavam para uma queda global entre 8% e 10%.

O director-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo, considerou, na terça-feira, 7, que a ideia defendida pelos empresários lusófonos sobre a criação de um mercado único de livre circulação de bens e pessoas “seria útil e saudável”. “É um movimento que seria útil e saudável para a integração das economias, porque são economias que já têm uma conexão importante entre elas, não só pela língua, mas também pela cultura e pela vertente empresarial, não é à toa que os empresários pedem isso, é que porque há uma relação íntima de cooperação e ligação entre os sistemas económicos desses países”, disse o director-geral da OMC. Roberto Azevêdo acrescentou, no entanto, que “não será um processo

sem dificuldades políticas, porque um processo desta natureza, quanto mais ambicioso for, mais sensível politicamente se torna a empreitada, mas é uma ideia que deve ser explorada”, vincou o responsável. O director-geral da OMC, que é brasileiro, sublinhou ainda que o seu país enfrenta uma especificidade que pode complicar o processo: “o Brasil tem as suas próprias dificuldades por causa dos acordos regionais, como o Mercosul, por exemplo, e isso será parte de uma qualquer exploração de uma iniciativa nesse sentido, mas é uma ideia que deve ser explorada, penso que os governos vão levar a sério essas recomendações”. A ideia da criação de uma mercado único de bens e serviços com livre circulação de pessoas tem sido defendida pelos empresários lusófonos, particularmente pela Confederação Empresarial da CPLP. Em Novembro, por altura

de uma audiência com o Presidente da República, Cavaco Silva, o líder daquela entidade sublinhou que existe “uma abertura de todos os governos da comunidade lusófona para que se possa materializar esta ambição da confederação”, mas admitiu que “falta muito trabalho” até que a livre circulação de bens e pessoas seja uma realidade. “Falta muito trabalho, a confederação e todos os seus membros devem utiliza a educação para esse objectivo; para tal, a CE-CPLP está a estabelecer a forma de comunicação e imagem para ser mais abrangente a nível das comunidades, criou uma página no Facebook, o portal da confederação para fazer a ligação entre as associações de todos os países e dentro em breve vamos lançar um guia individual de cada país, e depois um guia da CPLP com as referências empresariais e associativas”, disse Salimo Abdula.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

portugal

Correio da Venezuela

11

preços da produção portugal disponível industrial caem menos para procurar solução do que na zona euro Diplomacia

com Eua sobre lajes 2014 “poderá ser relevante” para a definição da presença norteamericana nos Açores

coRREio/lUSa

o índice de preços da produção industrial teve uma queda homóloga de 0,9% em portugal em Novembro de 2013, abaixo dos recuos de 1,2% e 1% registados, respectivamente, na zona euro e união Europeia, revelou, terça-feira, 7, o Eurostat. De acordo com o gabinete oficial de estatísticas comunitário, tanto a zona euro como o conjunto da união Europeia registaram, em termos homólogos, ou seja, face a Novembro de 2012, as segundas maiores quedas nos preços da produção industrial. No boletim agora divulgado, o Eurostat reviu a taxa de crescimento negativa de outubro de - 1,4%

para -1,3%, um valor que continua a ser, tal como na união Europeia (que registou -1,1% em outubro) a maior queda homóloga do último semestre.

Financiamento da banca junto do BCE diminui para 47,8 mil ME coRREio/lUSa a população da ilha Terceira será a principal prejudica com a retirada dos EUa das lajes.

guês, como sempre fez nesta matéria, manifesta a sua total disponibilidade o ministro dos Negócios Estrangeiros para trabalhar com os Estados unidos português reiterou, na terça-feira, 7, na procura de uma solução que garana “total disponibilidade” do governo ta a maximização da utilização da base para “trabalhar com os Estados unidas lajes, reforce o relacionamento esdos na procura de uma solução” para tratégico entre os dois países e não seja a base das lajes, sem penalizar a popupenalizadora para a população da Ilha lação da ilha terceira, terceira”, disse Machete. nos açores. 2014 “podeNa relação entre Estados rá ser relevante” para unidos e portugal, “as “portugal a definição da presença vertentes económicas nor te-americana na e de segurança constiassume o seu Base das lajes, destacou tuem as duas dimensões empenho nestas o ministro rui Machete com maior potencial de negociações, na abertura do Seminácrescimento nos próxirio Diplomático, em lismos anos, face aos fortes defendendo junto boa, destacando a aprolaços” que unem os dois da comissão vação, em Dezembro, países, acrescentou. Europeia um pelo Senado dos Estados o governante referiuacordo ambicioso se ainda às negociações, unidos, do National Defense authorization a decorrer, da parceria e célere”. act, “que constitui um transatlântica de Codocumento importante mércio e Investimento, pela sua menção à base das lajes”. defendendo que “será importante que o orçamento da Defesa dos Estaeste acordo corresponda às expectatidos unidos prevê a manutenção das vas dos agentes económicos dos dois condições actuais até à realização de lados do atlântico Norte”. uma avaliação, até Março do próximo “portugal assume o seu empenho ano, das infra-estruturas de defesa dos nestas negociações, defendendo junto Eua na Europa, nas quais se incluem da Comissão Europeia um acordo ama base das lajes. “o governo portubicioso e célere”, sublinhou. coRREio/lUSa

o financiamento da banca portuguesa junto do Banco Central Europeu voltou a descer em Dezembro, pelo terceiro mês consecutivo, totalizando 47,8 mil milhões de euros, segundo as estatísticas divulgadas, terça-feira, 7, pelo Banco de portugal. trata-se do valor mais baixo desde Março de 2013, altura em que os empréstimos dos bancos nacionais junto do BCE

atingiam os 47.792 milhões de euros, quase cinco mil milhões de euros menos do que o valor dos empréstimos contraídos em Dezembro de 2012. os bancos portugueses têm recorrido à cedência de liquidez do BCE para ultrapassar os constrangimentos sentidos no mercado interbancário europeu, tendo vindo a reduzir esta dependência desde Junho de 2012, quando os empréstimos atingiram um valor de 60.502 milhões de euros.

Crédito malparado na habitação volta a bater recorde em Novembro coRREio/lUSa

os créditos de cobrança duvidosa nos empréstimos à habitação atingiram um novo máximo histórico em Novembro, totalizando 2.417 milhões de euros, contrastando com a diminuição do volume global do malparado de particulares, segundo dados do Banco de portugal. Em Novembro, o crédito malparado dos particulares

no global caiu para 5.192 milhões de euros (5.210 milhões em outubro). No caso das empresas, o malparado voltou a agravar-se passando dos 12.076 milhões de euros registados em outubro para 12.271 milhões em Novembro, um novo recorde desde que o Banco de portugal publica estes dados, com destaque para o malparado das empresas do sector da construção e das actividades imobiliárias.


12

Correio da Venezuela

Breves

Navios militares deram prejuízo de 17 ME A construção dos navios militares deu um prejuízo de cerca de 17 milhões de euros aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, que não estavam preparados para os construir, revelou a actual administração. “Com dados provisórios porque as contas não estão totalmente fechadas, com o NPO Viana do Castelo cuja entrega já é definitiva e com o NPO Figueira da FOZ, com a entrega provisória, estamos a falar em números redondos de 17 milhões de euros de prejuízo”, afirmou José Luís Serra, responsável pela área financeira no conselho de administração dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC).

Castelo de Leiria regista recorde de visitantes O Castelo de Leiria registou o ano passado um recorde de 60.738 visitantes, mais 8.713 pessoas que em 2012, anunciou a Câmara, que justifica a subida com o “aumento de notoriedade” do monumento devido à programação cultural. “O principal motivo do crescimento dos visitantes prende-se com o aumento de notoriedade alcançado com a programação cultural diversificada e desenvolvida nos últimos anos”, disse à agência Lusa o vereador com o pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes. O autarca apontou a este propósito o festival gótico “Entre Muralhas”, que é “único em Portugal e atrai turistas nacionais e internacionais”.

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

portugal Política

passos Coelho recandidata-se à liderança do pSD Candidatura apresentada na quinta-feira, 9, em Lisboa, numa sessão com militantes que incluirá um período de debate correio/lusa

pedro passos Coelho vai apresentar a sua recandidatura à liderança do pSD na noite de quinta-feira, 9, num hotel de lisboa, numa sessão com militantes que incluirá um período de debate, disse à lusa o seu director de campanha. Na sexta-feira, o presidente do pSD estará numa sessão com militantes em Faro, adiantou à lusa o deputado e dirigente social-democrata pedro do Ó ramos, escolhido para dirigir a campanha de pedro passos Coelho. Devido às suas responsabilidades e à sua agenda como primeiro-ministro, passos Coelho concentrará as suas acções de campanha às directas de 25 de Janeiro entre as sextas-feiras e domingos, referiu o seu director de campanha. No dia 25 de Janeiro, os militantes sociais-democratas vão eleger, através de sufrágio directo, o presidente do partido e os delegados ao XXXV Congresso Nacional do pSD, marcado para 21, 22 e 23 de Fevereiro, que elegerá os novos órgãos nacionais e deverá realizar-se no Coliseu dos recreios de lisboa. o regulamento das directas que o Conselho Nacional do pSD aprovou por unanimidade estabelece 17 de Janeiro como prazo máximo para a apresentação de candidaturas à liderança do pSD e de propostas de estratégia glo-

Pedro Passos coelho lidera o PsD desde 26 de Março de 2010.

bal. até agora, pedro passos Coelho foi o único social-democrata a divulgar a intenção de se candidatar. Segundo pedro do Ó ramos, a sua moção global está a ser finalizada. a data limite definida para o pagamento de quotas pelos militantes do pSD, de que depende a inclusão nos cadernos eleitorais, e para as rectificações de militantes que se encontrem inactivos é 15 de Janeiro. pedro passos Coelho foi eleito pre-

sidente da Comissão política Nacional do pSD em eleições directas realizadas a 26 de Março de 2010 e reeleito a 3 de Março de 2012. os congressos que elegeram as suas equipas de direcção e demais órgãos nacionais do pSD realizaram-se a 9, 10 e 11 de abril de 2010 e 23, 24 e 25 de Março de 2012. os estatutos do pSD estabelecem que “os mandatos dos órgãos electivos do partido são de dois anos, contando-se a sua duração a partir da data da eleição”.

Justiça

Médicos e farmacêuticos detidos em operação anti-fraude na Saúde

Centro de Biotecnologia de Plantas nasce no Fundão

correio/lusa

O parque agro-industrial de Soalheira, Fundão, vai receber o Centro de Biotecnologia de Plantas da Beira Interior, no âmbito de um protocolo celebrado entre o Politécnico de Castelo Branco (IPCB) e a Universidade da Beira Interior (UBI). O IPCB e a UBI assinaram, terça-feira, 7, dois protocolos de cooperação que envolvem a Escola Superior Agrária de Castelo Branco e a Faculdade de Ciências da Saúde da UBI. Os documentos assinados pelo presidente do IPCB, Carlos Maia, e pelo reitor da UBI, António Fidalgo, incluem as áreas da biologia da reprodução animal e da biotecnologia de plantas.

Médicos e farmacêuticos foram detidos, na quarta-feira, 8, no âmbito de uma investigação relacionada com prescrições fraudulentas no Serviço Nacional de Saúde (SNS), disse à agência lusa fonte ligada ao processo. a fonte adiantou que entre os dez detidos na operação Consulta Vicentina, quatro mulheres e seis homens, está uma médica estrangeira. a acção de fiscalização conjunta entre a polícia Judiciária, a Inspecçãogeral das actividades em Saúde (IgaS)

e o Infarmed decorreu terça e quartafeira na zona de lisboa e do algarve, tendo sido feitas buscas a farmácias e unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS). De acordo com o Departamento Central de Investigação e acção penal (DCIap), foram realizadas 33 buscas, entre domiciliárias, não domiciliárias e a consultórios médicos, e foi apreendido diverso material relacionado com a prática da actividade criminosa em investigação. também foram constituídas arguidas outras pessoas singulares e colec-

tivas. a mesma fonte não soube precisar o montante da fraude, referindo apenas que é bastante elevado. Contudo, num verão de 2012, o ministro da Saúde, paulo Macedo, estimou que as fraudes no SNS pudessem atingir os 100 milhões de euros. a investigação a fraudes no SNS tem sido feita pela unidade Nacional de Combate à Corrupção (uNCC) em estreita colaboração com o Ministério da Saúde, no âmbito de um inquérito em curso no Departamento Central de Investigação e acção penal (DCIap).


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

13


14

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Diáspora

Estudo

Emigrantes acreditam que o país não se sabe governar desde 1974 Mais de 1.070 portugueses residentes em 59 países participaram no estudo “O Sistema Político-Partidário em Portugal visto pela Diáspora Portuguesa” Correio/Lusa

Os portugueses que vivem fora de Portugal acreditam que o país não se tem sabido governar desde 1974 e que os deputados deviam estar proibidos de exercer funções no sector privado, segundo os resultados preliminares de um novo estudo, os quais foram divulgados pela agência Lusa no passado 4 de Janeiro. Mais de 1.070 portugueses residentes em 59 países participaram no estudo “O Sistema Político-Partidário em Portugal visto pela Diáspora Portuguesa”, conduzido por André Corrêa d’Almeida, professor adjunto da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, e director executivo do The Earth Institute, e foi realizado no âmbito da Sustainable Development Solutions Newtwok, uma iniciativa da Organização das Nações Unidas que apoia soluções de desenvolvimento sustentável.

O investigador explicou à agência Lusa que “esta iniciativa tem como fim contribuir para a modernização do sistema político-partidário em Portugal” e que são um “contributo para uma reflexão 40 anos após o 25 de Abril.” André Corrêa d’Almeida adianta que as conclusões mais relevantes dizem respeito à “prioridade para alteração de aspectos institucionais existentes” e aos “níveis de confiança nos diferentes agentes sociopolíticos.” Na primeira parte do inquérito, agora divulgada, os participantes mostraram o seu apoio em relação a 22 questões institucionais. As propostas que reuniram mais consenso foram a proibição dos deputados acumularem as funções com empregos no sector privado (91,3%), a ideia de que o país não se tem sabido governar desde 1974 (91%), a necessidade de mudar o sistema de financiamento dos partidos (86,7%), a redução do número de deputados (85,4%), o

o estudo é conduzido por André Corrêa d’Almeida, professor adjunto da universidade Columbia.

agravamento das penas para más decisões políticas (85%) e a atribuição de mais poderes aos tribunais para investigarem e acusarem políticos (81,7%). Menos consenso reuniram propostas como a atribuição de mais poderes à Assembleia da República para supervisionar a actividade do governo (72%), um sistema eleitoral que permita o voto directo em candidatos (69,5%) ou a inclusão de um teto máximo para o défice na Constituição (66%). Finalmente, as propostas que reuniram menos apoio foram a ideia de que os partidos deveriam concorrer entre si e com outras organizações civis por financiamento público (57,8%) ou que se devia manter o actual modelo democrático em que o presidente não supervisiona o governo directamente (48.2%). André Corrêa de Almeida diz que “numa altura em que se debate sobre

EmprEEndEdorismo

Abertas candidaturas para os prémios FAZ Correio/Lusa

As candidaturas para uma nova edição do Concurso Ideias de Origem Portuguesa e do Prémio de Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, promovidas pela Fundação Calouste Gulbenkian e a COTEC Portugal, que compõem a iniciativa FAZ, abriram no passado 6 de Janeiro. O objectivo da fundação e da COTEC (Associação Empresarial para a Inovação) consiste em “aproximar a diáspora portuguesa do seu país” e as candidaturas estarão abertas até 31 de Março deste ano em www.ideiasdeorigemportuguesa.org e www.cotec.pt/diaspora, indica a organização

em comunicado. Na primeira edição, promovida Com o concurso Ideias de Origem pela Gulbenkian em 2010, a ideia venPortuguesa pretende-se “encontrar cedora foi “Requalificação a Custo projectos de Empreendedorismo Zero” que se materializou no projecto Social que façam a diArrebita!Porto, actualferença nas áreas do mente a trabalhar na Ambiente e Sustentareabilitação de um edibilidade, do Diálogo Infício devoluto da RibeiEm 2004, tornoutercultural, do Envelhera, no Porto. se o primeiro cimento e da Inclusão Na segunda edição, deputado lusoSocial”, lê-se no docuforam premiados três mento. projectos: Orquestra descendente no “Para participar só XXI, que reúne músiLuxemburgo. é necessário constituir cos portugueses espaluma equipa que integre hados pelas melhores um português ou luso-descendente orquestras do mundo para tocar com residente no estrangeiro e submeter regularidade em Portugal; Fruta um vídeo ilustrativo da ideia que proFeia, projecto de combate ao desperpõe”, refere a organização. dício alimentar que criou uma coo-

o sistema político-partidário em Portugal, importa muito tornar presente na vida nacional a perspectiva da diáspora para que esta seja ainda mais participante activa e directa.” O investigador defende que “a diáspora é hoje mais do que nunca, graças às novas redes sociais e aos novos meios de comunicação, um meio poderoso de perspectivar os problemas e os bloqueios do país por via quer do distanciamento e internacionalização de referências”. O autor garante que até ao final de Fevereiro, serão partilhadas outras duas partes do estudo. “Seguir-se-á um período de partilha dos resultados completos com todos os deputados da Assembleia de República para que se possa recolher informação”, explica ainda o investigador, adiantando que este período de consulta deve estar concluído no final de Maio.

perativa de consumo para distribuir fruta e legumes que não são vendidos apenas por razões estéticas; e o Résdo-Chão, projecto que dinamiza os pisos térreos de edifícios desocupados, aproveitando esses espaços para promover indústrias criativas locais. Quanto ao Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, promovido pela COTEC Portugal desde 2007, e que conta com o alto patrocínio do Presidente da República, o objectivo é “distinguir os portugueses que, pela sua acção empreendedora e inovadora, se notabilizaram fora de Portugal nas suas respectivas actividades empresariais, mas também a nível social ou cultural”. Na última edição, Mapril Baptista, emigrante em França e proprietário da marca Les Dauphins, líder em venda de ambulâncias, com cerca de 98% de quota de mercado na Île de France e 50% em todo o país, foi o vencedor do prémio.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

15


16

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Cultura

Efemérides com muita história Por Sergio Ferreira Soares

• A 7 de Janeiro de 1780 nasce, em Puertos de Altagracia, Estado de Zulia, Felipe Baptista, capitão de um navio e prócer da Independência. Como capitão de um navio mercante, viajou por países hispano-americanos. Participou na Batalha Naval de Lago; esteve na capitulação que o líder realista Francisco Tomás Morales se viu obrigado a assinar, e foi nomeado chefe do navio que devia transportar os vencidos a Cuba. Auxiliou José Antonio Páez na tomada de Puerto Cabello e foi premiado por Simón Bolívar com a Estrela dos Libertadores. Apoiou, em 1835, a Revolução das Reformas, e foi desterrado posteriormente para o Curaçau, em 1848. • A 10 de Janeiro de 1860, morre o General Ezequiel Zamora, ao ser apanhado por uma bala na cabeça durante o assalto à cidade de San Carlos, Estado de Cojedes. Nascido em Cúa, Estado de Miranda, em 1817, este homem, tornarse-ia, muito jovem, dirigente regional do Partido Liberal, que nascia nessa altura, e em leitor e difusor da imprensa da oposição. A crise que imperava agudizou-se a partir de 1843, pelo que os levantamentos espontâneos dos camponeses levariam Zamora a assumir a liderança. Foi um dos principais líderes da Guerra Federal que a Venezuela viveu entre 1859 e 1863. • A 13 de Janeiro de 1946 é fundado, em Caracas, o Comité de Organização Política Eleitoral Independente (COPEI), a fim de participar nas eleições convocadas pela Junta do Governo para formar uma Assembleia Nacional Constituinte, participando nas mencionadas eleições em Outubro desse ano. Depois da queda da Junta, e durante o regime de Marcos Pérez Jiménez, participou nas eleições de 1958, das quais saiu vencedor o social- democrata Rómulo Betancourt. A 31 de Outubro de 1958, assinou o chamado Pacto de Punto Fijo, no qual os partidos COPEI, AD e URD se comprometiam a respeitar a Constituição e a respeitar os resultados eleitorais, para além de negociar um programa comum e a formação de um Governo de unidade nacional. • A 14 de Janeiro, é celebrado o Dia da Divina Pastora. Em 1703, frei Isidro de Sevilla, Ilustre predicador capuchino e grande devoto da Virgem Maria, começou a venerá-la, sob a designação de ‘Divina Pastora das almas’. Na Venezuela, a devoção estendeu-se aos Llanos de Caracas com a chegada dos capuchinos, em 1706. • A 15 de Janeiro de 1932, na sede do antigo Colégio Vargas, situado na altura na esquina de Cují, fundou-se a Sociedade Venezuelana de Professores de Instrução Primária. O Presidente Medina Angarita decretou, a 13 de Janeiro de 1945, a celebração do Dia do Professor a 15 de Janeiro de cada ano, como forma de homenagem permanente aos educadores venezuelanos. Esta celebração foi alterada, em 1952, para 29 de Novembro, data de nascimento de Andrés Bello, pela sua condição de professor do Libertador. A partir de 1959, dá-se o regresso à data fixada por Medina, o dia 15 de Janeiro.

especTáculos

Um ano de ouro para os artistas de origem lusa

O ano passado foi repleto de êxitos para muitos artistas, que iniciam 2014 com muito boas perspectivas. carla salcedo leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O ano de 2013 foi importante para os artistas venezuelanos, especialmente para os que nasceram no seio da comunidade portuguesa na Venezuela. Não só se registaram números históricos No cinema venezuelano como foi possível mostrar os novos rostos da representação na maioria dos 21 filmes que estrearam ao longo do ano transacto. No caso do cinema, muitos destes actores deram o salto do teatro para a televisão, destacando-se entre eles dois luso-descendentes, Alexander da Silva e Juliette Pardau, que cativaram o público. Pardau, comunicadora social que iniciou a carreira como produtora de rádio, participou em diferentes peças de teatro e recentemente na telenovela transmitida pela Venevisión, ‘De todas maneiras Rosa’, mas durante o ano passado, estreou-se no cinema com a obra prima de Luís Carlos Hueck, ‘Papita, maní, tostón’, uma comédia romântica que transporta a história de Romeu e Julieta para um estádio de beisebol venezuelano, e que até à data, já somou mais de 100 mil espectadores nas salas de cinema. Quanto a Alexander da Silva, recolheu o êxito do seu homofóbico perso-

Televisão

nagem de ‘Azul y no tan rosa (2012)’, para além do que conseguiu com o personagem de malandro enamorado que interpretou em ‘Azotes de barrio’, até chegar novamente ao grande ecrã, no papel de um polícia aleijado em ‘La casa del fin de los tiempos”. Silva é um dos poucos intérpretes que pode gabarse de aparecer nos créditos dos filmes mais vistos de 2013, para além de ter sido reconhecido como ‘Melhor Actor’ no Festival de Cinema ‘Entre Largos y Cortos 2012’, e como ‘Melhor Actor Revelação’ nos Prémios Inter 2013. Já para Albi de Abreu, embora não tenha sido um ano de cinema, foi confirmado, na tarde do passado dia 6, que, devido ao êxito obtido na primeira temporada da série latino-ame-

Marjorie de Sousa conquista mexicanos sergio Ferreira soares sferreira@correiodevenezuela.com

Seja pela sua estilizada figura ou pelas suas talentosas actuações, Marjorie de Sousa capta a atenção de todos, onde quer que se encontre. Pelo que não é de estranhar que os meios de comunicação mexicanos estejam a falar da actriz luso-venezuelana, já que, recentemente, foi anunciado que a ‘bomba sexy de Venezuela’, como a catalogam, poderá protagonizar uma nova telenovela da Televisa junto com o cantor Pedro Fernández.

ricana produzida pela Fox, ‘Cumbia Ninja’, o seu contrato na Colômbia estendeu-se para a segunda temporada, na qual continuará a interpretar o frio ex-polícia Ítalo. Com este personagem, Abreu ganhou a admiração de milhares de seguidores em todo o continente americano. No que diz respeito à música, as bandas formadas por luso-descendentes também não ficaram para trás. Duas deles foram nomeadas para os Latin Grammy, e La Vida Boheme viu consolidado um ano de ouro, com a recente publicação da lista da prestigiada cadeia norte-americana de rádio, a National Public Radio, que colocou o álbum ‘Será’ na lista dos 50 discos favoritos do ‘staff ’.

O produtor do canal, Nicandro Díaz, prepara este novo projecto para ser lançado em horário estelar e que se baseia na versão mexicana da história argentina ‘Un dulce Amor’. Os vilãos já confirmados na história serão Julian Gil e Aleida Núñez, segundo foi revelado no programa ‘Fórmula Dominical con Flor Rubio’. A responsável pelo espaço radiofónico explicou que se trata da história de duas irmãs proprietárias de uma fábrica de doces em decadência, que posteriormente se apaixonam por dois amigos de nível económico mais baixo, que se dedicam à compostura e corridas de automóveis. A chegada dos dois revoluciona a vida destas mulheres, porque o marido de uma delas é um vigarista que leva a fábrica à ruína. Recorde-se que Marjorie de Sousa participou em diversas telenovelas que lhe abriram as portas do mercado internacional, onde actualmente é uma das figuras mais bem cotadas.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

17


18

correio da Venezuela

Efemérides com muita história Por Sergio Ferreira Soares

cultura Literatura

X Feira Internacional do livro em caracas A iniciativa contará com a participação de uma editora portuguesa.

• A 9 de Janeiro de 1753 nasceu Luísa Todi, famosa cantora lírica. Desenvolveu uma carreira internacional de elevado mérito e foi também uma personalidade singular na Europa culta do seu tempo. • A 9 de Janeiro de 1911, um decreto reconhece a todo o assalariado o direito a gozar, como regra ao domingo, um descanso semanal de vinte e quatro horas seguidas. • A 9 de Janeiro de 2006, morre, em Lisboa, Artur Ramos, encenador, cineasta, realizador de televisão, ensaísta e tradutor. • A 10 de Janeiro de 1926, nasce, em Lisboa, o pintor português Júlio Pomar. • A 11 de Janeiro de 1890, o governo britânico entrega a Portugal um memorando exigindo a retirada das forças militares existentes no território compreendido entre Moçambique e Angola. Esta zona era reclamada por Portugal, que a havia incluído no célebre Mapa cor-de-rosa. • A 12 de Janeiro de 1980 morreu o maestro português Frederico de Freitas, • A 13 de Janeiro de 1759, a família Távora e José de Mascarenha, Duque de Aveiro, são executados por alegadamente terem participado numa tentativa de regicídio sobre D. José I de Portugal. • A 13 de Janeiro de 1932, nasce, em Braga, a escritora portuguesa Maria Ondina Braga. Entre a sua vasta produção textual, poder-se-á citar A China Fica ao Lado, Amor e Morte, Nocturno em Macau e Vidas Vencidas. • Às 21:45 do dia 13 de Janeiro de 1961, é projectado em antestreia, no cinema lisboeta Éden, As pupilas do Senhor Reitor, o primeiro filme português em cinemascópio. • A 13 de Janeiro de 1977, o General Ribeiro de Faria, presidente da Comissão de Extinção da PIDE/DGS e da Legião Portuguesa, demite-se das suas funções. • A 13 de Janeiro de 1991, Mário Soares é reeleito presidente da República Portuguesa, com cerca de 70% dos votos. • A 14 de Janeiro de 1659, ocorre a Batalha das Linhas de Elvas, entre portugueses e castelhanos. • A 14 de Janeiro de 1996, Jorge Sampaio é eleito presidente da República Portuguesa. • A 14 de Janeiro de 2001, Jorge Sampaio é reeleito presidente da República Portuguesa.

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

caracas vai acolher a X Feira Internacional do livro de Venezuela (FIlVEMN) entre os dias 14 e 23 de Março no teatro teresa carreño, na universidade Nacional Experimental das artes (uNEartE), Praça dos Museus, Museu das ciências, cinemateca Nacional, Museu de Belas artes e o ‘Eje del Vivir Bien’. a iniciativa contará com a participação de uma editora da cidade

do Porto, Portugal. a FIlVEN propicia o encontro dos criadores e artistas com o muito público que participa em conferências, apresentações de livros, recitais de poesia, encontros com escritores, venda de livros nos expositores, workshops, pavilhão infantil e em todas as manifestações artísticas que fazem da feira o evento cultural mais importante da Venezuela. Nesta edição, o país convidado de honra será o Brasil, honrando, desta forma, a riqueza literária e cultural

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

desta nação de língua portuguesa. a Feira renderá homenagem ao reconhecido escritor venezuelano césar chirinos (Falcón, 1935), dramaturgo e narrador cujas obras obtiveram uma grande aceitação no nosso país e na américa latina de uma forma geral. “É a quarta vez consecutiva que se vai realizar nos espaços do teresa carreño e nos seus arredores, porque toda essa área se destina, de forma natural, à cultura. constitui um centro cultural da cidade e a Feira reforça a alegria e essa garantia ao direito à cultura dos venezuelanos”, comentou a presidente do centro Nacional do livro (cenal), christian Valles, numa entrevista concedida à agência Venezuelana de Notícias (aVN) em Dezembro do ano passado. Em 2013, a FIlVEN reafirmou-se como um dos eventos culturais mais importantes em todo o país, onde se agrupam grandes expressões da cultura venezuelana. É um espaço propício não só para a compra de livros, mas também para o encontro académico, literário e artístico. a FIlVEN 2014 conta com uma extensão de feira de 7.499,85 metros quadrados e com uma estrutura física de 2.258,95 metros quadrados, com mais de 190 stands. Nas últimas duas edições, o espaço recebeu mais de 200 mil visitantes. a iniciativa contará com eventos que celebrarão os 40 anos da Biblioteca ayacucho e do centro latino-americano rómulo Gallegos (celarg), os 80 anos do Fundo de cultura Económica de México (FCE−México) e os 100 anos dos escritores internacionais Octavio Paz e Julio cortázar.

Cinema

Venezuela com produção recorde de filmes em 2013 José António Varela revelou que foram produzidas 30 longasmetragens, que contaram com 1 milhão de espectadores

Lusa/Correio

O presidente da Fundação estatal venezuelana Villa do cinema, José antónio Varela, qualificou de recorde a produção cinematográfica de 2013 na Venezuela e a grande presença de espectadores às salas de cinema. Durante uma entrevista no programa de tV contragolpe, Varela informou sobre a produção de 30 longa metragens e um milhão de espectadores, número que coloca o cinema venezuelano num momento máximo. O especialista avaliou que em torno do cinema existe o mito de que é um grande negócio e precisa de grandes investimentos, algo válido para o cinema de Hollywood e da Índia, por exemplo, a seu modo de ver muito rea-

lizáveis, mas que em países como Venezuela responde a uma forte política de estado. “a grande força do cinema nacional tem que ver com uma política de estado que começa com o nascimento do Ministério da cultura e com uma concepção do governo revolucionário do cinema como uma expressão cultural popular”, declarou. Para 2014, adiantou Varela, os venezuelanos poderão desfrutar dos filmes corpus christi, obra do criador césar Bolívar; lei de fuga, de Ignacio Márquez, e Gaspar Mendoza, filme de Julián Balam, propostas que continuarão fomentando o desenvolvimento do cinema no país. Sobre uma das mais recentes produções, “Bolívar, o homem das difi-

culdades”, Varela assinalou que esse filme deu à Villa do cinema muitas satisfações, o qual supera os mais de 200 mil espectadores nas apresentações de diferentes salas venezuelanas. Sobre as razões dessa grande acolhida, além de sua qualidade cinematográfica, assinalou que em todos os venezuelanos há uma relação amorosa com o libertador e está presente à vida de todo o povo.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

19


20

Correio da venezuela

palavras

Mensagem de ano Novo do presidente da república Palácio de Belém, 1 de janeiro de 2014

N

o início deste novo ano, quero saudar todos os portugueses. Faço votos de que 2014 seja um tempo de mais esperança. No ano que terminou, o programa de assistência Financeira subscrito por portugal em 2011 com as instituições internacionais continuou a exigir pesados sacrifícios à maioria dos portugueses. O desemprego manteve-se em níveis muito elevados. Muitos jovens tiveram de procurar no estrangeiro oportunidades de futuro que não encontraram no seu país. portugueses com idades entre os 45 e os 65 anos, detentores de experiência e conhecimentos profissionais, foram duramente atingidos na sua dignidade, ao serem colocados perante o risco de não conseguirem regressar ao mercado de trabalho. Num período particularmente adverso, em que muitos foram afetados pela crise de forma dramática, os nossos cidadãos continuaram a revelar coragem e grande sentido de responsabilidade, fazendo ouvir a sua voz em defesa de uma distribuição mais justa dos sacrifícios. Importa não esquecer que portugal chegou, no início de 2011, a uma situação de colapso financeiro iminente, que levou o Governo de então a solicitar o auxílio de emergência das instituições internacionais. Hoje, existe a consciência clara de que não era possível continuar a caminhar rumo àquilo que, na altura devida, classifiquei de “situação explosiva”. apesar da redução dos padrões de bem-estar, a liberdade e os direitos de cidadania não foram postos em causa. Orgulhamo-nos de viver numa democracia consolidada e estável, num regime onde os cidadãos gozam de direitos fundamentais que não podem deixar de ser respeitados. as instituições dispõem de plena legitimidade democrática, a legitimidade que lhes advém do voto do povo, expresso em eleições livres. portugueses, O crescimento da economia é a chave para conter a austeridade a que o país tem estado submetido. No ano findo, surgiram sinais que nos permitem encarar 2014 com mais esperança. portugal saiu da recessão em que estava mergulhado desde finais de 2010. a produção nacional cresceu no segundo e no terceiro trimestres de 2013 e o desemprego diminuiu. as exportações e o turismo têm vindo a registar um comportamento muito favorável.

Na agricultura têm surgido exemplos notáveis de dinamismo que importa estimular. Os níveis de confiança dos consumidores e dos empresários têm vindo a melhorar. Os exemplos que tenho encontrado, um pouco por todo o país, de jovens empreendedores que não se resignam, que não baixam os braços, devem ser motivo de inspiração para os portugueses. Não é ainda possível afirmar que as dificuldades estejam ultrapassadas e que a economia portuguesa tenha ganho a dinâmica de crescimento sustentado que desejamos alcançar. Mas há que reconhecer o extraordinário esforço desenvolvido pelos nossos empresários e trabalhadores para vencerem obstáculos e encontrarem novos mercados para a produção nacional, sobretudo fora do espaço europeu. É fundamental que, em 2014, a ação dos agentes políticos e as políticas públicas sejam orientadas para a consolidação dos sinais de recuperação económica e para o reforço do clima de confiança que se têm vindo a verificar. por outro lado, o diálogo e a concertação entre os poderes públicos e os parceiros sociais constituem fatores da maior importância para construirmos juntos um futuro melhor. Em Maio deste ano chega ao fim o programa de assistência Financeira que portugal estabeleceu com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional para obter os empréstimos indispensáveis para assegurar o financiamento do Estado e da economia. Com o fim do programa de assistência, portugal ficará dependente dos

mercados e dos investidores internacionais para obter os meios financeiros de que necessita. O acesso aos mercados de financiamento externo, a taxas de juro razoáveis, exige que a conclusão do programa de ajustamento seja feita com sucesso. Este é um objetivo fulcral, que tem no Orçamento de Estado para 2014 um instrumento da maior relevância. Um novo programa de assistência financeira, geralmente designado por «segundo resgate», significaria a continuação da política de austeridade e a deterioração da credibilidade e da imagem de portugal. seria elevado o risco de regredirmos para uma situação mais gravosa do que aquela em que atualmente nos encontramos. Há razões para crer que portugal não necessitará de um segundo resgate. Um programa cautelar é uma realidade diferente. Temos razões para contar com o apoio dos nossos parceiros europeus no acesso aos mercados financeiros. Neste contexto, de todos os agentes políticos, bem como dos agentes económicos e sociais, exige-se a máxima ponderação e bom senso, um sentido patriótico de responsabilidade. a todos, estejam no governo ou na oposição, impõe-se estar à altura do momento crucial que vivemos. Devemos preparar-nos seriamente para o período pós-troika. É uma ilusão pensar que, no dia em que encerrar o atual programa de assistência Financeira, todos os nossos problemas ficarão resolvidos e poderemos regressar a um período de despesismo e endividamento descontrolado. Queremos que o período pós-troika seja um tempo de crescimento da nossa economia, de criação de emprego, de melhoria das condições de vida dos portugueses, de equilíbrio das contas públicas. por isso, é essencial que estejamos bem conscientes das regras de disciplina orçamental e de supervisão das políticas económicas a que portugal, tal como todos os outros países da Zona Euro, estão sujeitos. portugueses, como sabem, em julho passado, propus ao país que as forças políticas alcançassem um acordo de médio prazo, um “Compromisso de salvação Nacional”. Estou firmemente convicto de que o crescimento da nossa economia, a criação de emprego e as condições de vida dos portugueses no período póstroika beneficiariam de forma decisiva se fosse estabelecido um compromisso político de médio prazo em torno de

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

grandes objetivos nacionais e de políticas públicas essenciais ao nosso futuro coletivo. Trata-se de um desígnio que vai muito para lá de cálculos eleitorais ou de estratégias partidárias. a questão é nacional, não é partidária. Exige-se a todas as forças políticas, sem exceção, que compreendam de uma vez por todas: o que está em causa é o futuro de portugal, o futuro das novas gerações. portugal é um dos países europeus onde o diálogo e o consenso entre os partidos políticos têm sido mais difíceis, quando deveria ocorrer precisamente o contrário. portugueses, este ano iremos celebrar o quadragésimo aniversário do 25 de abril, a revolução que trouxe aos portugueses a democracia e a liberdade, bem como uma promessa de desenvolvimento e justiça social. a presidência da república irá assinalar essa data com a realização de uma conferência internacional centrada no Espírito da Democracia, na Cultura do Compromisso e nos Desafios do Desenvolvimento. Devemos celebrar o 25 de abril com sentido de futuro, seguindo as lições que a História nos legou. Quando os portugueses se uniram aos militares em nome da liberdade, foi possível construir um novo regime. Quando os portugueses lutaram contra as forças antidemocráticas, foi possível construir uma democracia constitucional. Quando os portugueses se uniram àqueles que lideraram a adesão às Comunidades Europeias, integrámos um projeto partilhado por milhões de seres humanos. Quando as forças democráticas, largamente representativas do povo português, souberam alcançar um entendimento patriótico, passámos a dispor de um texto constitucional mais favorável ao processo de transformação e modernização da economia e da sociedade. vivemos hoje num país livre, numa democracia consolidada, somos membros de pleno direito da União Europeia. Tudo isto só foi possível porque, nos momentos decisivos, soubemos ver para além da espuma dos dias, alcançando compromissos em torno dos grandes objetivos. partilhamos os grandes desígnios: a democracia e a liberdade, o progresso e o desenvolvimento, a pertença à União Europeia. Este é um património coletivo que não podemos perder por causa de querelas conjunturais. se pensarmos como era portugal há 40 anos atrás e como é nos dias de hoje, concluiremos que o país mudou muito – e mudou para melhor. É certo que o caminho não foi fácil e nem todos os problemas estão resolvidos. Mas o que a História nos mostra é que só quando fomos capazes de estabelecer compromissos e de nos unir é que triunfámos nos momentos essenciais (...).


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

PUBLICIDADE

Correio da Venezuela

21


22

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro 2014

Lazer Ler está na moda

Horóscopo da Semana

Entre Sabores Por Kenner Prieto

Victoria Urdaneta

Os mais vendidos em 2013

Carneiro

Touro

Gémeos

Amor: Revele os seus verdadeiros sentimentos. Saúde: Tendência para a depressão, combata-a distraindo-se mais e saindo com os seus amigos. Dinheiro: Poderá ser elogiado pelo seu desempenho a nível profissional.

Amor: Passe mais tempo com a sua família. Reúna-a com o propósito de falarem sobre os problemas que vos preocupam. Saúde: Cuidado com as alergias. Previna-se antecipadamente.

Amor: Deixe de pensar tanto em si e dê atenção às necessidades da pessoa amada. Amar é dar e receber. Saúde: Calma e harmonia. Dinheiro: Não se deixe levar por comentários menos próprios, provenientes de alguns colegas de trabalho.

Caranguejo

Leão

Virgem

Amor: Controle a sua tendência inata para a inconstância. Saúde: Possibilidade de ser acometido por dores de cabeça e enxaquecas. Dinheiro: Dia favorável à aquisição de bens materiais.

Amor: Dedique-se ao seu amor. Saúde: Perturbações no sono. Dinheiro: É necessário que ajuste as suas possibilidades com as necessidades da empresa onde trabalha, para que o seu trabalho possa sair beneficiado.

Amor: As relações a dois estão no auge. Que o seu olhar tenha o brilho do sol! Saúde: É aconselhável uma dieta alimentar, livre de gorduras e hidratos de carbono. O seu organismo agradecerlhe-á.

Balança

Escorpião

Sagitário

Amor: Deixe essa tristeza de lado e abra as portas do seu coração. Aprenda a aceitar-se na sua globalidade, afinal você não tem que ser um SuperHomem! Saúde: Atenção ao sistema gastrointestinal.

Amor: Dedique-se mais à sua família, pois ela necessitará bastante da sua atenção. Saúde: Dia marcado por alguma sonolência, procure relaxar e descansar mais.

Amor: Controle os seus ciúmes e a sua possessividade. Que a luz da sua alma ilumine todos os que você ama! Saúde: Tenha em atenção possíveis disfunções hormonais. Dinheiro: Parta à conquista do seu lugar ao sol.

Capricórnio

Aquário

Peixes

Amor: Não desista perante as primeiras dificuldades. Não se deixe manipular pelos seus próprios pensamentos! Saúde: Dia marcado por alguma instabilidade a nível emocional.

Amor: A sua família pode requisitar o seu auxílio. Não perca o contacto com as coisas mais simples da vida. Saúde: Predisposição para o problemas ósseos. Dinheiro: Seja menos preocupado com os seus gastos.

Amor: Se tiver filhos, estes exigir-lheão atenção redobrada. Que o amor esteja sempre no seu coração! Saúde: Faça caminhadas ao ar livre. Dinheiro: Possibilidade de receber dinheiro extra, completamente inesperado.

21/03 - 20/04

22/06 - 21/07

E

m matéria de livros, há muito para contar, e a coluna de hoje é dedicada aos mais lidos ao longo de 2013. De acordo com a Bertrand Livros, uma importante rede de leitura, os títulos mais solicitados são ‘Um Milionário em Lisboa’ e ‘O Homem de Constantinopla” de José Rodrigues dos Santos, escritor luso cujas obras, ainda que tenham elementos de ficção, têm muitos dados precisos e investigação, reflexo da vida do próprio autor. Santos passou a sua infância em África, e descobriu a sua paixão pelo jornalismo em Macau. Estudou em Portugal, Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, onde também é professor. Para além disso, trabalhou na BBC, em Londres e na CNN, e foi director da RTP. Outro livro muito pedido é a edição em Português de ‘Inferno’, escrito por Dan Brown, o norte-americano conhecido por ‘Anjos e Demónios’ (2000) e o ‘O Código Da Vinci’ (2003). Desta vez com ‘Inferno’, a sua sexta novela, e a quarta protagonizada pelo perito em simbologia Robert Langdon, que se baseia na simbologia oculta da ‘Divina Comédia’, de Dante Alighieri. A estes seguem-se ‘Poupe com Jamie’, de Jamie Oliver, um chefe de cozinha que se tornou muito famoso na América Latina com o programa de televisão e o livro ‘Jamie’s 30 Minute Meals’. Cozinha desde os 8 anos, na sua terra natal, no Essex, trabalhou em inúmeros locais e tem uma fundação cuja missão é melhorar a alimentação da população através de diversos programas. ‘A Desumanização’, de Valter Hugo Mãe, o nome artístico de Valter Hugo Lemos, poeta e narrador português nascido em Angola, vencedor do Grande Prémio Portugal Telecom de Literatura e do Prémio José Saramago, entre outros reconhecimentos, também foi muito procurado. Outro livro muito lido este ano foi ‘A Confiança no Mundo’, de José Sócrates, autor que até há bem pouco tempo era mais conhecido pelo seu percurso político (foi primeiro-ministro). Conta com o prefácio de Lula da Silva e foi apresentado por Lula da Silva e também por Mário Soares, que já foi Presidente da República de Portugal. Outros livros com grande procura do público foram ‘O Anjo Caído’, de Daniel Silva; ‘Astérix entre os Pictos’, por Albert Uderzo, René Goscinny, Jean-Yves Ferri e Didier Conrad.

23/09 - 22/10

21/12 - 20/01

21/04 - 20/05

22/07 - 22/08

23/10 - 21/11

21/01 - 19/02

21/05 - 21/06

Cachapa com queijo

No nosso percurso pelos pratos típico venezuelanos, encontramos uma variedade de sabores, cheiros e texturas. Convidamos os nossos leitores a conhecer um pouco mais acerca das raízes crioulas. A especialidade desta semana é a tradicional ‘Cachapa com queijo’

23/08 - 22/09

22/11 - 21/12

20/12 - 20/03

Sudoku

Solução Actual

O

milho foi um importante meio de sustento na América Latina e, no caso particular da Venezuela, tornou-se na base dos principais pratos típicos do país. Entre estes, podemos encontrar a ‘Cachapa de budare’. A origem da ‘cachapa’ é atribuída à região central venezuelana, pois os indígenas que habitavam em terras mirandinas antes da chegada dos espanhóis cultivavam milho, razão pela qual a maior parte da sua alimentação era baseada nesta planta. Eles acreditavam que o milho era de origem divina, uma oferta dos deuses. Era tão apreciado que o seu culto foi associado posteriormente à religião cristã. Actualmente, a situação é a mesma, já que o milho é muito apreciado no nosso país e muitos pratos, como a ‘arepa’, são preparados à base de milho. A ‘cachapa’ é um bolo fino e redondo de milho moído. Pode ser acompanhada com queijo ‘de mano’ e untado com manteiga. Para além disso, algumas receitas incluem ‘papelón’ ou açúcar. É parecido a uma panqueca grossa e é cozida tradicionalmente em placas metálicas, ainda que possam ser feitas numa panela. Os amantes da ‘cachapa’ também a comem acompanhada com fiambre, marmelada ou diversos ingredientes combinados, tudo depende da criatividade e do paladar de cada pessoa. Actualmente, as ‘cachapas’ podem ser compradas já prontas e congeladas nos supermercados, ou ainda com a mistura em forma de farinha vendida em sacos, bastando acrescentar água e umas gotas de óleo. Preparação Retira-se os grãos de milho e moem-se bem finos, depois mistura-se esta farinha com queijo ralado, ‘papelón’ (ou açúcar) e sal até obter uma mistura homogénea. Se ficar muito espessa, juntar um pouco de leite. Num ‘budare’ ou numa panela bem quente, coloca-se uma camada fina da mistura (fazendo um bolo fino), e deixa-se dourar de um lado e do outro. As ‘cachapas’ devem ser comidas bem quentes, e acompanhadas ou recheadas com queijo ‘de mano’.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

23


24

Correio da Venezuela

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Desporto

Eusébio da silva FErrEa

Adeus ao ‘Rei’ que mudou o futebol português Decididamente, há um futebol português antes e depois de Eusébio. Com ele Benfica e Selecção Nacional atingiram níveis nunca antes alcançados. CorrEio/diÁrio/lusa

Eusébio, o ‘Pantera Negra’ ou simplesmente o ‘Rei’. Independentemente de ser tratado pelo nome próprio ou pelos epítetos que lhe foram atribuindo à medida que a sua carreira futebolística ia ganhando projecção no plano nacional e internacional e que ia somando sucessos individuais e colectivos, tratase da figura mais grada do desporto nacional, um dos maiores símbolos de Portugal em todo o mundo. Eusébio da Silva Ferreira, falecido aos 71 anos em Lisboa, no domingo, 5 de Janeiro, nasceu a 25 de Janeiro de 1942 em Lourenço Marques (actual Maputo). Desde cedo mostrou qualidades ímpares para a prática do futebol, já nos tempos em que jogava nos improvisados campos pelados da capital de Moçambique, pelo clube do seu bairro, ‘Os Brasileiros Futebol Clube’. Com 17 anos tor na-se a figura principal do Sporting de Lourenço Marques, curiosamente depois de ter ‘chumbado’ nos testes para ingressar no Desportivo de Lourenço Marques – filial do Benfica. Natural, pois, que tenha despertado as atenções dos rivais de Lisboa, Benfica e Sporting, que viriam a dirimir uma disputa tremenda, que meteu episódios caricatos pelo meio, para garantir o concurso do então promissor futebolista. Os ‘encarnados’ jogaram em antecipação e viriam a ganhar esta ‘batalha’, que a ser ao contrário, muito provavelmente teria mudado a história do futebol português nas décadas de 60 e 70 do século passado, tal a importância

assumida por Eusébio na conquista de hegemonia benfiquista nesses já distantes anos. O ‘Pantera Negra’ chega a Lisboa em Dezembro de 1960 mas apenas de estreia com a camisola do Benfica em Maio de 1961.Em Outubro desse mesmo ano faz o seu primeiro jogo pela selecção nacional, onde contabilizou 64 jogos e marcou 41 golos. Estava dado o primeiro passo para

uma carreira recheada de sucessos, títulos, golos e prestígio no plano nacional e internacional, mas também, no plano oposto, diversas lesões, algumas delas graves. Foi submetido a sete operações aos joelhos, seis das quais ao esquerdo. A 2 de Maio de 1962, Eusébio contribui decisivamente para a conquista da segunda Taça dos Clubes Campeões

Portugueses da Venezuela lamentam “perda insubstituível” CorrEio//lusa

A morte do ‘pantera negra’ Eusébio causou tristeza na comunidade lusa da Venezuela, que fala da “perda insubstituível” de um desportista que foi um “embaixador que contribui para reafirmar Portugal no mundo”. “Estamos tristes, até mesmo os não benfiquistas, foi-se o ‘pantera negra’,

ele foi um grande embaixador de Portugal no mundo”, disse António Pita à Agência Lusa. Este português recordou o entusiasmo com que os lusitanos recebiam o seu “embaixador”, em particular, em 2009, quando esteve na cidade de Barquisimeto, onde inaugurou os jogos da Federação de Centros Portugueses da Venezuela. Por seu turno, o presidente da Fe-

ceporven, Victor Vieira, recordando a visita do antigo futebolista para participar nos jogos desportivos de 2009, lembrou que foi “foi graças à gestão do senhor Manuel Farías, presidente do comité organizador dos jogos realizados no Estado de Lara, que conseguimos contar com a presença de Eusébio. Recordo-o como uma pessoa simples e humilde. Convivmeos nesses dias e

Europeus pelo Benfica, diante do Real Madrid, numa final jogada em Amsterdão. 5-3 foi o resultado final, com dois golos da autoria da nova ‘estrela’ que começava a despontar no futebol mundial. Muito à custa dos seus golos, o Benfica estará presente em mais três finais, embora saísse sempre derrotado. Quatro anos depois, no Mundial de 1966, Eusébio volta a assumir-se como a figura principal da selecção portuguesa que conquistou um brilhante terceiro lugar em Inglaterra. Um dos momentos mais altos de toda a história do futebol português e até mesmo dos mundiais é a sua exibição frente à Coreia do Norte. Verdadeiramente épica foi a forma como contribuiu com quatro golos para a reviravolta de um jogo onde, aos 25 minutos, Portugal estava em desvantagem por 3-0. Nesse mundial, onde os ‘Magriços’ apenas foram derrotados na meia-final pela futura campeã do Mundo, a anfitriã Inglaterra (num jogo que tornou célebre as lágrimas de desalento de Eusébio), o ‘Pantera Negra’ conquista o troféu de melhor marcador, com nove golos, sendo mesmo considerado por muito como o melhor futebolista da competição. O currículo de Eusébio pelo Benfica contabiliza 11 títulos de campeão nacional, aos quais se junta a conquista de cinco Taças de Portugal.O ‘Pantera Negra’ foi, ainda, sete vezes o melhor marcador do campeonato português (1963/64, 1964/65, 1965/66, 1966/67, 1967/68, 1969/70 e 1972/73) e duas vezes o melhor marcador europeu (1967/68 e 1972/73). Foi ainda eleito numa ocasião, em 1965, o melhor futebolista da Europa. Na fase final da carreira, Eusébio passou por outros clubes nacionais, casos do Beira-Mar e do União de Tomar, além de ter encetado uma carreira internacional pelos Estados Unidos, Canadá e México, representando o Rhode Island, Boston, Monterrey, Toronto Metros, Las Vegas e New Jersey Americans. Após a conclusão da sua carreira, ainda exerceu funções no quadro técnico do Benfica. revelou-se muito agradado, sempre positivo apesar da sua idade. E deu relevância aos jogos poi ao ser uma figura de grande nível, converteu a iniciativa numa grande festa do desporto. Foi um orgulho contar com a sua presença”, assegurou o também presidente do Centro Português Venezuelano de Guayana. Por outro lado, o benfiquista José Luís Ferreira lamentou o falecimento do “melhor jogador do mundo”, com o qual chegou mesmo a estar em campo. “É uma perda irreparável, ele era um símbolo do desporto, foi o embaixador de Portugal a nível mundial, do desporto mais popular do mundo e a sua morte deixa um grande vazio”, disse.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

En Canadá

¡APRENDE INGLÉS DONDE ES! Village English Language School

NO DEJES QUE TE LO CUENTEN… CONTÁCTANOS Y DESCUBRE PORQUE SOMOS TU MEJOR OPCIÓN Los mejores programas de inglés para todo público No necesitas visa con tu pasaporte de la Comunidad Europea ¡Comienza cuando quieras!

Solicita tu presupuesto sin compromiso FUNDADA EN 1995

www.village-english.com Servicios en español: Caracas, Venezuela +58 212 720 7056 Toronto, Canadá +1 905 542 7056

correio da Venezuela

25


26

Correio da Venezuela

DESPORTO

Taça De PorTugal

Benfica e FC Porto passeiam’ rumo aos ‘quartos’ Em vésperas de se encontrarem para a 15.ª e última ronda da I Liga Correio/lusa

Benfica e FC Porto qualificaram-se com grande facilidade para os quartos de final da Taça de Portugal em futebol, em jogos disputados no Sábado, 4 de Janeiro. Em vésperas de se encontrarem para a 15.ª ronda da I Liga (vide caixa), na Luz, “encarnados” e “azuis e brancos” resolveram tudo muito cedo, respectivamente nas recepções a Gil Vicente (4-0) e ao secundário Atlético (6-0). Frente a um conjunto que só tinha batido por 2-1 para o campeonato e graças a dois golos nos descontos, o Benfica resolveu tudo na primeira parte, com dois tentos do internacional espanhol de sub-21 Rodrigo (03 e 38 minutos) e um do sérvio Markovic (16). No segundo tempo, a formação “encarnada” jogou bem mais pausadamente, mas, ainda assim, chegou à goleada, com dois golos de Lima, aos 58 minutos, de grande penalidade, e aos

Programa Da 15ª jornaDa Sexta-feira, 10 jan. Sp. Braga - V. Guimarães (20:00)* Sábado, 11 jan. Rio Ave - Marítimo, (18:00) Estoril-Praia - Sporting (20:15) Domingo, 12 jan. Arouca - Belenenses (16:00) Académica - P. Ferreira (16.00) Olhanense - V. Setúbal (16:00) Benfica - FC Porto (16:00) Nacional - Gil Vicente (19:15) *Hora de Portugal Continental

o Benfica - FC Porto disputa-se no domingo, 11, às 16:00.

90+2. Poderiam ter sido mais. Por seu lado, o FC Porto, com um “onze” bem mais longo do que o habitual do que o apresentado pelo Benfi-

ca, também encaminhou a eliminatória antes do intervalo, com tentos dos “mal-amados” Silvestre Varela (24 minutos) e Steven Defour (37).

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

A segunda parte começou com Marinheiro a “meter água”, com um tento na própria baliza (47 minutos), e ainda houve tempo para mais três golos, um de Varela, o segundo (73), outro de Otamendi (75) e um último, muito festejado, de Kelvin (90), embora irregular, já que o brasileiro partiu em fora de jogo. Melhor do que a primeira parte de Benfica e FC Porto, foi a do EstorilPraia, mais propriamente do avançado Bruno Lopes: em 20 minutos (11, 23, 28 e 30) marcou quatro golos, no que será, certamente, um dos “pókers” mais rápidos da história. Já o Rio Ave recebeu e eliminou o Vitória de Setúbal, graças a uma grande penalidade apontada por Ukra já em período de descontos, aos 90+2 minutos. Por seu turno, Sporting de Braga conquistou, no domingo, o “bilhete” para os quartos de final da Taça ao receber e vencer o Arouca por 2-0, enquanto que Académica fez o mesmo depois de vencer, em Aveiro, o Beira Mar. Os “Estudantes” ganharam por 1-0, com um golo da autoria de Magique. As grandes surpresas da rondas foram protagonizadas pelo Penafiel e o Desportivo das Aves, ambos da II Liga de futebol, que afastaram da Taça os primodivisionários Marítimo e Paços de Ferreira, respectivamente. A formação de Penafiel venceu por 3-2 na Madeira, enquanto o Desportivo das Aves ganhou por 2-1 na capital do móvel.

Dakar2014

Bola De ouro

Jovem luso-descendente actuou em todos os jogos desde a sua chegada a Minturno

Jovem luso-descendente actuou em todos os jogos desde a sua chegada a Minturno

Correio/lusa

Correio/lusa

O “motard” português Ruben Faria (KTM) encontrava-se, na terça-feira, 7, sob observação no hospital de campanha do Rali Dakar2014, em San Juan, na Argentina, onde chegou com suspeitas de traumatismo craniano, possibilidade essa que entretanto já foi afastada. De acordo com a assessoria de imprensa do piloto algarvio, Ruben Faria está consciente e falou “normalmente” ao telefone com a sua mulher, depois de ter realizado exames que rejeitaram a existência um traumatismo craniano. Segundo a mesma fonte, o estado do piloto algarvio não aparenta ser grave, mas vai continuar em observação no hospital de campanha do Rali Dakar2014, que está a passar por San Juan. Faria sofreu um acidente durante a terceira etapa da mítica competição

O internacional português Cristiano Ronaldo confirmou a sua presença na Gala da FIFA, na segunda-feira, 13, em Zurique, onde será entregue a Bola de Ouro, troféu que distingue o melhor futebolista do ano. “É um assunto encerrado e não quero falar mais disso, só posso dizer que vou à gala”, afirmou o jogador do Real Madrid na zona mista do estádio Santiago Bernabéu, depois de marcar dois golos na vitória sobre o Celta de Vigo (3-0), em jogo da liga espanhola, o seu primeiro de 2014. “Não sei se é justo ou não que ganhe eu, Ribéry ou Messi. Tento fazer o meu trabalho como sempre, ajudar o Real Madrid com golos e boas exibições. Se ganhar eu, muito bem, se não, a vida continua e vou

Ruben Faria sofreu acidente e foi retirado de helicóptero

de todo-o-terreno e foi transportado de helicóptero para o hospital do acampamento da competição. Na etapa que ligava San Rafael a San Juan, na Argentina, Ruben Faria, segundo classificado na edição de 2013, já estava perto da chegada quando seguiu por um caminho errado na companhia do compatriota Paulo Gonçalves e sofreu a queda.

Cristano Ronaldo confirma presença na Gala da FIFA manter-me igual”, acrescentou. A presença de Cristiano Ronaldo na gala tem estado em dúvida desde a polémica gerada na sequência da imitação do presidente da FIFA e das suas palavras sobre o português, que foram consideradas jocosas e ofensivas. “Sempre fui às galas, por isso não vejo que não tenha de ir. É normal que esteja presente. Veremos o que acontece”, afirmou. Cristiano Ronaldo, vencedor do prémio em 2008 e autor de 69 golos em 2013, é um dos três finalistas, juntamente com francês Ribéry, que conquistou campeonato alemão, Taça da Alemanha, Liga dos Campeões e Mundial de clubes com o Bayern de Munique, e com o argentino Lionel Messi, do FC Barcelona, galardoado com este prémio nas últimas quatro edições.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

27


28

Correio da Venezuela

Breves

DESPORTO

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Chegou o ano do desporto Futebol, beisebol, ténis, ciclismo e golfe estão entre as principais opções no mundo desportivo. Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Três venezuelanos no Dakar Os pilotos Nicolás Cardona, Rafael Eraso e Gustavo Querales, membros do Team Rally Venezuela, completaram as verificações técnicas em Rosario, Argentina, e partiram no passado domingo, 5 de Janeiro, para a primeira etapa das 13 que formam o Rally Dakar 2014, no meio da intensa onda de calor que invade o território argentino. O trio de pilotos venezuelanos sai pela segunda ocasião na competição mais extensa e perigosa do planeta, uma rota com mais de 9 mil quilómetros que durante duas semanas, percorre caminhos da Argentina, Bolívia e Chile, a bordo de máquinas Yamaha de 450cc.

IBAF atenta à situação da Venezuela Como fruto da medida interventiva do Ministério do Desporto desde meados de 2013 sobre a Federação Venezuelana de Beisebol, a Federação Internacional de Beisebol anunciou que enviará um grupo de agentes para avaliar a situação do organismo venezuelano. A intervenção deve-se ao atraso da rendição de contas pendentes com datas desde há quatro anos. Disciplinas como o boxe ou a patinagem encontram-se na mesma situação que o beisebol nacional.

Bucaneros treina num piso novo A Venezuela não quer ficar atrás na organização de eventos desportivos, e isso inclui o basquetebol nacional, que iniciou 2014 com a boa notícia da colocação de um piso de primeira linha para a prática exclusiva do basquetebol, no pavilhão José María Vargas, no Estado de Vargas. A aquisição foi feita pela equipa local, Bucaneros, e o material foi trazido do estrangeiro, cumprindo todas as características e dimensões exigidas pela Federação Internacional de Basquetebol (FIBA).

Sem dúvida alguma que 2014 se adivinha um ano cheio de desporto para todos os gostos. Ténis, ciclismo, beisebol e futebol são apontados na lista de grandes eventos que conseguirão captar as atenções de todo o mundo. As movimentações começam cedo, com a realização do Open da Austrália, onde Novak Djokovic tentará manter o título, isto a partir de 13 de Janeiro. A 26 de Fevereiro, decorre, na Colômbia, o Mundial de Ciclismo de Pista, enquanto 10 de Abril marcará a primeira grande convocatória do golfe masculino, no Golf Master de Augusta. Cerca de um mês mais tarde, a 26 de Maio, as notícias irão chegar-nos de França, onde o espanhol Rafael Nadal tentará manter a taça conseguida em 2013 no reconhecido Roland Garros. Para 23 de Junho, está marcado o evento de ténis mais antigo do mundo, o Wimbledon, o terceiro ‘Grand Slam’ que se joga no ano. E a 5 de Julho, será a vez da ‘Tour de France’, a Volta à França, a atrair as atenções. Venezuela acolhe a Série do Caribe Na Venezuela, dois eventos despertam especial interesse. De 1 a 8 de Fevereiro, decorre, na Ilha de Margarita, uma nova edição da Série do Caribe, na qual os campeões da temporada regular de beisebol de cinco países irão debater-se pelo título da região. Pela segunda vez consecutiva, o Estado de Nueva Esparta será o anfitrião de uma contenda que atrai turistas de diferentes zonas da América Latina. Ao México, Porto Rico, República Dominicana e Venezuela junta-se a delegação de Cuba, que regressa como equipa convidada à contenda, depois de 53 anos de ausência do campeonato. Segundo o calendário do evento, durante a primeira jornada, jogam Cuba e México, e Porto Rico e República Dominicana. No programa difundido pelo Comité Organizador, é estabelecido um sistema de todos contra todos, com uma só volta, com um dia de descanso para cada selecção, e a equipa que ocupar a quinta posição ficará sem possibilidade de avançar na discussão do título. A final está marcada para 8 de Fevereiro. Mundial A 12 de Junho, soa o apito inicial, no Brasil, para os jogos do Mundial de Futebol 2014, um dos eventos desportivos mais esperados pelos adeptos do futebol e pela imprensa desportiva. Depois de conhecidos mais detalhes

História do Caribe Foi a 18 de Outubro de 1946 que decorreu, em Caracas, a primeira Série Interamericana, uma ideia do aficionado venezuelano Jesús Corao. Ao longo de um mês, enfrentaram-se as equipas Sultanes de Monterrey, All Cubans, Los Bushwicks de Estados Unidos e o Cervecería Caracas. Na noite de 22 de Outubro, jogaram o All Cubans e o Bushwicks, e essa data ficou na história porque foi o primeiro jogo disputado na Venezuela sob luz artificial. Em Fevereiro de 1949, realizou-se a primeira Série do Caribe tal como se conhece hoje, no estádio do Cerro de La Habana, com a participação do Mayagüez pelo Porto Rico, Escogido de Venezuela, Spur Cola de Panamá e os campeões dessa edição, os locais Almendares de Cuba. Durante dois anos, 1949 e 1950, decorreram quer a Série Interamericana, quer a Série do Caribe.

sobre este evento desportivo, que se disputará em 12 cidades do país, foram várias as críticas à organização por parte dos brasileiros e do presidente da FIFA, Joseph Blatter, que foi duro ao referir-se ao atraso nas obras para o Mundial. Na resposta, a Presidente brasileira Dilma Rousseff, que colocou o evento

como um assunto prioritário de Estado, assegurou que o Brasil organizará “a Copa das Copas” e que o Mundial estará em casa, porque o Brasil é o país do futebol. “O Brasil é o país com maior atraso (nos preparativos do Mundial) desde que estou na FIFA e foi o único a ter tanto tempo para preparar-se”, declarou Blatter ao diário suíço 24 Horas, depois de ter sido revelado que dos 12 estádios que acolherão o Mundial, seis ainda não estão terminados. Entre os estádios previstos para o evento que não estão concluídos estão o de São Paulo, onde se disputará o jogo inaugural, Porto Alegre, Manaus, Curitiba, Natal e Cuiabá, que deverão estar concluídos antes do final do próximo mês. Segundo algumas fontes não confirmadas, a venda de bilhetes para os jogos é a maior de todos os Mundiais realizados antes, e a proposta multicultural do Brasil tornou muito mais atractiva a oferta para os adeptos do futebol.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

29


30

Correio da Venezuela

Breves

desporto

Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

Unicasa

Correr atrás de um sonho Para a Unicasa, as maratonas passaram de exercício a promoção de causas sociais. Ganham os participantes, os beneficiados pela ajuda humanitária, e a imagem do patrocinador sai fortalecida. Victoria Urdaneta vurdaneta@correiodevenezuela.com

Marcos Sánchez apresentado como “aurinegro” O defesa panamense Marcos Sánchez incorporou-se oficialmente na agenda do Deportivo Táchira FC, e na manhã da passada terça-feira, 7 de Janeiro, realizou o seu primeiro treino sob as ordens do estratega Daniel Farías. Posteriormente, o jogador, de 24 anos, foi recebido e apresentado em conferência imprensa por Juana Suárez, presidente do clube “atigrado”. No acto, que decorreu na sede “aurinegra”, a directiva deu as boas-vindas a Sánchez e entregou-lhe a camisola 23. O futebolista panamense assinou um contrato de três anos e meio com o Deportivo Táchira FC, no qual aspira a deixar uma marca no clube mais popular da Venezuela.

Pequenas da Sub-20 preparadas para o Sul-americano A Selecção Nacional feminina de futebol Sub-20 competirá a partir da próxima semana na sexta edição do sul-americano da categoria que se celebrará no Uruguai, entre 13 e 31 de Janeiro, e que definirá os dois lugares para o Mundial do Canadá 2014, que terá lugar em Agosto. As venezuelanas disputarão a primeira fase da competição no Grupo A, que integra o Uruguai, Colômbia, Chile e Brasil. O grupo B é composto pela Argentina, Paraguai, Equador, Peru e Bolívia. A preparação das jovens decorreu entre 10 de Dezembro e 5 de Janeiro, na cidade de Mérida, com paragens de Natal e Ano Novo. Desde o dia 6 que se encontram em Caracas a preparar a partida, agendada para esta sexta-feira, 10 de Janeiro.

Kansas City dá contrato de liga menor a Ramón Hernández O Reales de Kansas City contratou o receptor venezuelano Ramón Hernández, que recebeu um contrato de liga menor e um convite para os treinos da equipa principal. Hernández, que cumpre 38 anos em Maio, actuou nas Grandes Ligas ao longo das últimas 15 temporadas e possui uma média de .263 com 169 “jonrones” e 757 “empujadas”, em mais de 1.500 partidas. Em 2013, jogou apenas 17 encontros pelos Dodgers, batendo .203. Foi deixado “em liberdade” por Los Angeles em Junho e assinou pelo Azulejos, mas o Toronto cortou os vínculos com o veterano antes de que jogasse na equipa principal.

“Nas suas marcas, prontos... partida!” Assim começa a corrida, e após cada passo, há uma vida que melhora, uma empresa que se posiciona e uma cultura desportiva que aumenta. sendo certo que participam atletas de elite e há prémios em dinheiro, “as maratonas destinam-se ao público em geral, porque é uma excelente oportunidade para que os nossos clientes melhorem a sua qualidade de vida, se exercitem e convivam em família, como é nosso lema”, afirma Carlos rivas, gerente de responsabilidade social da Unicasa, empresa que já organizou três maratonas seguidas e que recentemente, organizou uma em Caracas com mais de cinco mil participantes. Nestes eventos, “também se procura fazer da cidade um lugar mais amigável que se percorre a pé e conhecemse as suas ruas, retomando os espaços públicos dos quais normalmente não se desfruta”. por outro lado, o facto de beneficiar uma instituição confere um valor especial às maratonas. “A primeira maratona foi dedicada à Fundação operação sorriso, a segunda à Fundação de Crianças com Cancro, e a terceira à sociedade Anti-cancerígena. A quarta realiza-se em Novembro, para ajudar a Unidade de prevenção do síndrome Genético que funciona no Hospital ortopédico Infantil”, explica rivas. Marketing para uma empresa que organiza e promove uma maratona, o êxito também “se faz sentir na recordação da

a bom ritmo As maratonas e caminhadas têm várias classificações mas a mais implementada actualmente é a de 10 quilómetros em rotas citadinas, e os prémios dividem-se em várias categorias: Juvenil, Submaster e Master.

marca, que alcança um nível importante, tal como a participação em massa”, diz Ana Guillén, gerente de Marketing da Unicasa. “A maratona faz parte da rotina da cidade”, assegura. Com efeito, recentemente, milhares de pessoas responderam à chamada, e, como acrescenta Giuliana Armas, analista de Meios, “isso ajuda (a empresa) a posicionar-se com uma imagem desportiva, saudável e familiar”.

FUtsal

Grande torneio feminino no Cp Elite da modalidade vai competir no campo de Macaracuay antonio carlos Da silva magneticaudiovisuales@gmail.com

Uma vez mais, o campo de futsal do Centro português, em Caracas, abre a suas portas à elite venezuelana desta modalidade. desta vez feita será na categoria feminina, e a agremiação social luso-venezuelana não vacilou quando convidada para colaborar com uma iniciativa que pretende resgatar o muito maltratado futebol em espaço reduzido praticado por mulheres. sem nenhum tipo de actividade competitiva de primeiro nível desde

outubro de 2012, o futsal feminina nacional atravessa momentos muito negros. É por isso que a organização desportiva, presidida Karin Hung, Futsal 5 c.a., decidiu convocar os 11 clubes mais importantes do país para competir com a selecção nacional Vinotinto da categoria um torneio que, ao longo de cindo dias, entre 17 e 21 de Fevereiro, terá lugar em Macaracuay. o torneio tenciona cumprir um duplo propósito. primeiro, reactivar uma modalidade que se encontra paralisada e abandonada pela Federação Venezuelana de Futebol; ficou sem po-

der disputar a sua liga nacional tanto em 2011 como em 2013. segundo, servir preparação e competição à própria selecção Nacional, que enfrentará em Março a disputa do Campeonato sulamericano da modalidade, na cidade de santiago do Chile. os jogos serão disputados em horário matutino, iniciando a jornada às 8 am. A final será coberta pelo programa especializado da Meridiano televisión, Futsal tV. espera-se a presença de divisas originárias de trujillo, Aragua, Valência, portuguesa e, claro, da capital.


Quinta-feira, 9 de Janeiro a Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2014

publicidade

correio da Venezuela

31


CulTuRA

fuTEbOl

Venezuela tem recorde de produção cinematográfica em 2013 Pág 18

Cristano Ronaldo confirma presença na Gala da FIFA Pág. 26

www.correiodevenezuela.com ∙ Facebook: El Correio | Correio de Venezuela ∙ Twitter: @correiodvzla

IMAGEM dA sEMAnA vEnEzuElA

Fieis celebram baixada da Divina Pastora Em Santa Rosa, Estado de Lara, centenas de fiéis mantém-se em oração na igreja de Santa Rosa para agradecer as preces correspondidas pela Divina Pastora, que foi baixada do seu pedestal na passada terça-feira, 7 de Janeiro, e colocada numa lateral do templo. Na povoação de Santa Rosa prosseguem os preparativos para a festa religiosa de 14 de Janeiro, momento que assinalará também a 158.ª visita da imagem à cidade de Barquisimeto.

dAdO dA sEMAnA vEnEzuElA

Nicolás Maduro garante “mão de ferro” contra assassinos O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou terça-feira, 7, que o seu Governo terá “mão de ferro” contra os assassinos de “homens e mulheres de bem” no país. “Quem matar vai ter uma resposta com mão de ferro, com autoridade democrática, com a Constituição na mão, mas não podemos aceitar isso, que ninguém duvide. Queremos a paz”, disse. Nicolás Maduro reagia à notícia da morte, a tiro, da antiga miss Venezuela Mónica Spear Mootz, 29 anos, por vários homens armados que assaltaram a viatura em que seguia.

PORTuGAl

Perto de 4 mil reclusos participaram em ações de voluntariado

PORTuGAl

Neve nas ilhas do Pico e Faial devido a massa de ar polar O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) revelou que nevou na terça-feira, 7, nas ilhas do Pico e do Faial, em zonas acima dos 800 metros, uma situação rara nos Açores provocada por uma massa de ar polar. “Não é frequente, mas não é uma situação anormal”, salientou, em declarações à Lusa, o meteorologista da delegação regional dos Açores do IPMA Carlos Ramalho, acrescentando que há dois anos se registou o mesmo cenário.

Perto de 4.000 reclusos participaram em 2012 em 214 projetos de voluntariado nas prisões portuguesas, que envolveram 724 voluntários, segundo dados da Direção-Geral dos Serviços Prisionais (DGSP). De acordo com os dados do relatório “Voluntariado em meio prisional”, publicados no site da DGSP, foram realizados menos 21 projetos nesse ano face a 2011. Os projetos, que deram origem a 4229 ações de voluntariado, foram promovidas por 95 instituições, abrangeram 46 prisões e envolveram 3.889 reclusos, refere o relatório.

Correio da Venezuela 538  

Edición 538

Correio da Venezuela 538  

Edición 538

Advertisement