Page 1

www.correiodevenezuela.com

Rif.: J-31443138-2

Pré m i o Ta le n to d a C o m u n i ca çã o S o c i a l 2 0 0 9 O jornal de comunidade luso-venezuelana • Caracas, 09 a 15 de Março de 2012 • Edição N°445

Ano 12 • Depósito Legal: 199901DF222 • BsF. 5,00

Chávez aprova fundos para importar máquinas lusas O presidente anunciou ter aprovado 79 milhões de euros para importar maquinaria de Portugal para uma fábrica de blocos de argila no Estado de Falcón. “Aprovei uma empresa mista entre o governo nacional e o de Falcón e disponibilizei 79,2 milhões de euros do Fundo de Desenvolvimento Nacional para importar de Portugal a maquinaria necessária”, disse // P.3

I Encontro de Gerações fez história na África do Sul

Destino Venezuela encantou na BTL 2012

Stand venezuelano, decorado com imagens dos diversos destinos do país, recebeu destacadas visitas de embaixadores e representantes de outras missões diplomáticas. Diversas imagens que mostram a beleza das paisagens e destinos turísticos venezuelanos foram exibidas na XXIV edição da Bolsa de Turismo de Lisboa 2012, na capital portuguesa // P.4

// P.10

política

CULTURA

desporto

Venezuela da Silva na corrida presidencial

Designer luso cria código para daltónicos

Começou Liga Nacional de Futsal 2012

A luso-descendente, que participou nas presidenciais de 2006, está a preparar uma nova candidatura à presidência. /P.3

Trata-se de uma nova ferramenta criada pelo designer Miguel Neiva que representa as cores com símbolos fáceis de reter. // P.14

Enquanto o Deportivo Madeirense foi derrotado por 4-3, o Sport Club Marítimo de Margarita empatou 5-5 com o Asinair Fútbol Club. // P.23

pub

Chrystello Tavares visitou lusos de Falcón

Paulo Martins promoveu novas jornadas

O cônsul geral em Valência fez uma visita oficial ao Estado de Falcón, com a finalidade de conhecer a comunidade portuguesa que faz vida na região, e teve oportunidade de conhecer os dois clubes lusos. // P.6

O cônsul geral em Caracas reuniu-se com diversas autoridades venezuelanas e representantes da comunidade portuguesa nas localidades de Higuerote, Altos Mirandinos, Guatire e Catia La Mar. // P.7


2 a semana

09 a 15 de Marçc de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Editorial

Clasificação

Fazer parte da solução

Muito Bom

As Jornadas Consulares que foram retomadas pelo ConsuladoGeral de Portugal em Caracas, e que têm acontecido em diversas cidades e estados da Venezuela, perfilham-se na lista de iniciativas que saudamos e com as quais concordamos, já que permitem a proximidade que sempre temos defendido e o contacto, tão próximo quanto possível, com os portugueses que vivem neste país e, eventualmente, com os descendentes que pretendam esclarecimentos da parte das autoridades consulares. Ao longo da sua existência, o CORREIO da Venezuela tem se batido por essa proximidade, pela simplificação de procedimentos (não significa facilitismos) e pelo respeito por todos, sobretudo por aqueles que têm de se deslocar de muito longe e que antes enfrentavam as filas intermináveis do Consulado-Geral em Caracas, muitas vezes sem sucesso, para obter uma ficha de atendimento. Os tempos mudaram, os procedimentos também, os arrogantes que suscitavam a revolta de quem chegava ao consulado foram “domesticados” e face a novas lideranças e a algumas mudanças dos sistemas de trabalho e introdução nos serviços de tecnologia adequada, os funcionários consulares portugueses mudaram do dia para a noite, assim como a sua prestação e compromisso de servir, perante os que recorriam à sua ajuda. Temos a noção exacta do problema, muitos dos nossos leitores conhecem o antes e o depois, e talvez, melhor até que nós, saberão o quanto mudou. Por isso mesmo, e porque o tempo é para apoiar o que se faz bem, o que agora se denominam por boas práticas, queremos lamentar a atitude de muitos portugueses que têm deixado sem assistência, ou denotado falta de participação, nas Jornadas Consulares que se realizaram recentemente no Estado Falcón, com uma assistência que se contava pelos dedos das mãos, e também no Estado Vargas, onde a presença de portugueses foi totalmente inversa ao número de cidadãos com passaporte português que vive naquela zona litoral e ao número de problemas que sabemos existir. É negativo que esta situação esteja a acontecer. Porque é desmotivadora e denota falta de organização dos portugueses que vivem nos locais mais recônditos da Venezuela, e, também, falta de reconhecimento pelo trabalho que tem sido desenvolvido pelas autoridades consulares, agora empenhadas nesse trabalho de proximidade e de contacto mais frequente com os compatriotas que vivem neste país. Os números oficias sobre a presença de portugueses na Venezuela apontam para menos de 400 mil registados nos consulados, sendo cerca de 80% naturais da ilha da Madeira. Estima-se que possam estar na Venezuela quase dois milhões de cidadãos portugueses e descendentes, contando com aqueles que não estão registados nos consulados e tendo em conta a prole numerosa que era comum até há cerca de uma dezena de anos na maioria das famílias lusitanas. Há motivos que justificam o empenho das autoridades em facilitar o contacto com as pessoas e há motivos para exigirmos que compareçam e coloquem os seus problemas. Não venham é depois empolar casos pessoais de oportunística actualidade quando na verdade muitos portugueses e descendentes evitam o encontro e distanciam-se das fontes que poderão ter, qualquer dia, a solução para as questões que se colocarem. Quando se pretende resolver uma problema temos de ter o discernimento suficiente para entendermos que devemos tomar uma atitude pró-activa e estar dispostos a fazer parte da solução... Nunca do problema! Agora que os consulados abriram as portas e até deslocam pessoal pelo interior da Venezuela é tempo de colocarmos à mão os documentos atrasados ou os papéis de validade perdida, que deveríamos ter em dia.

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-31443138-2

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Gerente: Carla Vieira Editor Sergio Ferreira Soares Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 45H-3. Las Mercedes, Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net

Os Consulados Gerais de Portugal na Venezuela (Caracas e Valência) têm trazido vitalidade à comunidade lusitana em diversos cantos da Venezuela nas últimas semanas. As visitas e as jornadas consulares empreendidas por Paulo Martins dos Santos aos estados de Bolívar, Delta Amacuro, Miranda e Vargas, e por António José Chrystêllo Tavares ao Estado de Falcón, revelam um interesse crescente do Governo português para dar atenção aos seus cidadãos espalhados pelo mundo. Recenseamento eleitoral, tramitação de documentos, marcação de audiências e apoio consular, além de conferencias, cursos e outras iniciativas, marcam claramente um antes e um depois nas dinâmicas consulares.

Muito Mau É certo que os Cônsules Gerais de Portugal na Venezuela estão fazendo um grande esforço para chegar ao maior número possível de lugares onde fazem pela vida muitos portugueses. Mas durante as últimas visitas foi notória a fraca assistência às convocatórias. Um dos episódios mais sintomáticos desta situação foi registado em Coro, Estado de Falcón, onde apenas cinco pessoas de uma comunidade que ascende a 100 famílias compareceram à convocatória. É lamentável que este tipo de situações ocorra, já que evidencia o desapego dos membros de nossa comunidade pelos assuntos e questões que dizem respeito à nossa colónia.

Fotoflash

Uma diversidade de paisagens e inúmeros atractivos turísticos crioulos cativaram todos quantos tiveram o prazer de assistir à XXIV edição da Bolsa de Turismo de Lisboa 2012, que realizou na capital portuguesa, durante a semana passada. Sob o lema “Venezuela, conhece-la é o tu destino”, a Embaixada da Venezuela em Portugal, conjuntamente com o INATUR e o VENETUR, ofereceram ao público um stand alegoricamente decorado com imagens e referências aos diversos destinos turísticos do país, entre os quais se destaca Salto Ángel, Llanos, Andes e o Caribe Oriental crioulo. A Venezuela sempre esteve na mira de quem deseja passar unos dias de descanso e lazer; seja para esquecer o trabalho e as preocupações; seja para visitar um lugar paradisíaco na companhia da família ou amigos. Mas uma coisa é certa: para incentivar o turismo é necessária a adopção de políticas em matéria de segurança e que permitam transmitir confiança. Só assim poderá aumentar as visitas de turistas… Um desafio que requer o esforço de todos.

Chefe de redacção Sergio Ferreira S |Jornalistas Carla Salcedo Leal, Andrea Guilarte, Silvia Di Frisco |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Sandra Rodriguez (Aragua), Ricardo Santos (Nueva Esparta), Luis Canha (Mérida), Antonio Dos Santos (Zulia) |Colaborações Raúl Caires, Catanho Fernandes, António da Silva, Arelys Gonçalves, Victoria Urdaneta, Nathalie Mendonca, Shary Do Patrocinio, Fernando Urbina, Antonio López Villegas, David Rodríguez, Luis Jorge |Administração Ma.Fernanda Pulido, Sharlot Rodríguez |Publicidade e Marketing Carla Vieira, Gloria Cadavid |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Silvia Di Frisco, Francisco Garrett |Secretariado Anaís Salazar |Distribuição Luis Alvarado, Carlos Agostinho Perregil R. |Impressão Cadena Capriles, Operadora La Urbina C.A. Caracas -Venezuela |Tiragem deste número 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa.


actual 3

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Chávez aprova 79,2 milhões Luso-descendente para importar máquinas lusas recandidata-se Aprovação insere-se no quadro da instalação de uma fábrica de blocos de argila no Estado de Falcón CORREIO/LUSA

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou ter aprovado 79 milhões de euros para importar maquinaria de Portugal para uma fábrica de blocos de argila no estado venezuelano de Falcón, a 500 quilómetros a Este de Caracas. “Aprovei uma empresa mista entre o governo nacional e o de Falcón e disponibilizei 79,2 milhões de euros do Fundo de Desenvolvimento Nacional para importar de Portugal a maquinaria necessária”, disse. Hugo Chávez falava durante um programa transmitido de domingo, 4, pelo canal de televisão estatal Venezuelana e gravado no dia anterior em Havana, Cuba, onde se encontra em recuperação depois de ser submetido a uma operação cirúrgica para extracção de uma “lesão”, no mesmo sítio onde em Junho de 2011 lhe foi extraído um tumor cancerígeno. “Isto é importante, o financiamento para a produção de blocos em Falcón, meu querido Falcón, minha querida governadora (Stella Lugo de Montilla)”, frisou. O presidente da Venezuela explicou que a fábrica estará instalada na estrada que liga a cidade de Coro, capital do Estado de Falcón, à localidade de Churuguara. Frisou ainda que a argila venezuelana “é das melhores do

à presidência venezuelana

Candidata defende que os venezuelanos estão cansados de radicalismos e de uma polarização que não é representativa CORREIO/LUSA

A fábrica estará instalada na estrada que liga a cidade de Coro à Churuguara

mundo” segundo o resultado de amostras levadas “a laboratórios de Europa, onde há muita experiência”. “A Venezuela algum dia vai ser país exportador de blocos de argila e mármore”, sublinhou. O chefe de Estado sublinhou estar “em franca recuperação” da operação cirúrgica a que foi submetido, frisando que “há uma evolução médica muito favorável”. “Os sinais vitais, a frequência cardíaca, a pressão arterial. Não há febre nem infecção, como

andam a escrever por aí os especuladores (...). Já estamos a fazer a fisioterapia correspondente a esta primeira etapa da evolução, incluindo caminhadas”, disse. Frisou ainda que se submeterá a um tratamento de radioterapia de uma hora diária. Hugo Chávez viajou a 24 de Fevereiro para a capital cubana para ser operado a uma nova “lesão” de dois centímetros que, segundo o próprio, foi detectada no mesmo sítio onde em Junho de 2011 lhe foi extraído um tumor com células cancerígenas.

A luso-descendente Venezuela Portuguesa da Silva, que participou nas presidenciais de 2006, está a preparar uma nova candidatura à presidência, por considerar que os venezuelanos estão cansados de radicalismos e de uma polarização que não é representativa. “Grupos sociais, movimentos políticos do meu país, grupos de pessoas próximas pediram-me para ver a possibilidade de poder concorrer de novo como candidata presidencial”, disse. Em declarações à Agência Lusa, a candidata precisou que vai cumprir o calendário eleitoral e esperar pelo mês de Junho para entregar a candidatura ao Conselho Eleitoral. Para Venezuela Portuguesa da Silva, a sua candidatura constitui “uma opção nova, fresca, em que não existe radicalismo partidário, que não representa o passado, nem o presente, mas o futuro”. “Temos um programa de governo definido com um quê e um porquê. Devemos resgatar a família, acabar com o

problema da insegurança, da corrupção”, sublinhou. Sem esconder o orgulho de ser descendente de um emigrante português natural de Aveiro, Venezuela Portuguesa da Silva fez questão de enviar uma mensagem aos portugueses e a outros imigrantes radicados no país. “Darei todo o apoio necessário ao sector português como ao sector espanhol, ao árabe, que vêm fazer vida de trabalho aqui e a qualquer sector das comunidades latino-americanas, que apresente um projecto que sirva para o desenvolvimento do meu país, para que continuem em frente, desenvolvam as suas empresas, a economia do país e gerem emprego”, disse. “Os grupos de venezuelanos que se uniram, que têm lutado e fizeram as primárias são bem vindos (...) mas não representam 100 por cento dos partidos políticos da Venezuela. Um grupo diz que tem três milhões (de votos ou eleitores), o outro grupo que tem três milhões, eu represento os outros 10 milhões porque na Venezuela são 16 milhões de votos”, disse.


4 venezuela

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Venezuela marcou presença na BTL 2012 Stand venezuelano, decorado com imagens dos diversos destinos do país, recebeu destacadas visitas de embaixadores e representantes de outras missões diplomáticas SERGIO FERREIRA SOARES sferreira@correiodevenezuela.com

Diversas imagens que mostram a beleza das paisagens e destinos turísticos venezuelanos foram exibidas na XXIV edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2012, na capital portuguesa, que teve início a 29 de Fevereiro. Sob o lema ‘Venezuela, conhecê-la é o teu destino’, a Embaixada da República Bolivariana da Venezuela em Portugal, em conjunto com o Instituto Nacional da Promoção e Capacitação Turística (INATUR) e o operador turístico Venezuelana de Turismo (VENETUR), enti-

dades adstritas ao Ministério do Poder Popular para o Turismo, coordenaram a participação da Venezuela nesta feira internacional de grande envergadura em Portugal, que estimava receber mais de 70 mil visitantes até ao encerramento, a 4 de Março. Sendo a Venezuela o sexto país do continente americano mais visitado por turistas portugueses, a estratégia nacional durante esta feira foi dirigida ao reforço da imagem do país como destino turístico. O stand, decorado com imagens dos diversos destinos turísticos do país, entre os quais se destacou o imponente Kerepacupay Vená (Salto Ángel), recebeu destaca-

das visitas de embaixadores e representantes de outras missões diplomáticas, e foi objecto de elogios pela sua variedade gastronómica e material informativo e promocional, que permitiu conhecer, através das imagens, um sem fim de paisagens e destinos como Orinoquia, Llanos, Andes, Caribe Oriental, Central e Ocidental da Venezuela. A delegação venezuelana foi formada pelo embaixador da República Bolivariana da Venezuela em Portugal, Lucas Rincón, Danny Madrid e Eliana Camilli da INATUR, Daniela Castro de VENETUR, entre outros membros da missão diplomática.

A cerimónia de inauguração foi presidida pelo ministro da Economia e Emprego, Álvaro Santos Pereira, que, depois de dar as boas-vindas a todas as delegações, destacou que a feira “é uma janela para mostrar ao mundo as maravilhas de Portugal e de todos os países presentes”, e recordou a importância do turismo para a economia portuguesa.

Damas permanecem unidas em prol do Lar Padre Joaquim Ferreira Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

A Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas levou a cabo o seu primeiro almoço de 2012 no passado domingo, dia 4, na Quinta Lelly, na urbanização Macaracuay, a Este da capital ve-

nezuelana. Cerca de 500 pessoas responderam à chamada da instituição e desfrutaram de uma tarde diferente na companhia de familiares, amigos e conhecidos, entre os quais se destacaram o cônsul geral de Portugal em Caracas, Paulo Martins, e diversos dirigentes de instituições lusovenezuelanas.

A Quinta Lelly esteve, assim, repleta para a degustação de diversos pratos, para além de um agradável ambiente musical e da camaradagem entre conterrâneos. A presidente da SBDP, Mary Monteiro, falou ao CORREIO da sua satisfação com a resposta à convocatória e explicou que o objectivo do evento foi reunir

fundos em benefício do Lar Padre Joaquim Ferreira, situado em Los Anaucos, Estado de Miranda. “Este almoço permite-nos continuar com os nossos lares de beneficência. Actualmente, encarregamo-nos do Lar e ajudamos mensalmente um bom número de famílias, entre as

“Falar de turismo é falar de um dos activos mais valiosos de Portugal, é exemplo de resistência e vitalidade, capaz de prosperar, porque somos um país cheio de tradição e cultura sofisticada”, afirmou. Esta edição da BTL contou com mais de 900 empresas nacionais e internacionais, para além de expositores vindos de centenas de destinos de todo o mundo.

pessoas que nos solicitam donativos e as pensões que damos”, disse. No que diz respeito à disposição da comunidade lusitana para ajudar, Monteiro assegurou que “as pessoas colaboram sempre. A nossa comunidade é a mais maravilhosa que existe porque batemos à porta e estão sempre ali para apoiar no que precisamos”. A responsável pela instituição estende, por isso, o seu agradecimento por todo o apoio recebido, e convida a comunidade a participar nas actividades planeadas para o resto do ano.

VENDE-SE POR ORDEM JUDICIAL - Armazém (ex- Cash and Carry) sito na Cancela - São Gonçalo - Madeira, com a área de 5.010 m2, com cinco cais de descarga. Temos outros bens à venda. - Residencial com catorze quartos, com casa de banho privativa, restaurante todo equipado, salão de festas com vista mar, concelho de Machico-Madeira

Contactos: 917 228 727 | 964 391 709 lgsilva@netmadeira.com | 3855@solicitador.net


09 a 15 de Marรงo de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

publicidade 5


6 venezuela

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Chrystello Tavares visitou lusos de Falcón Vomunidade portuguesa que vive no Estado teve a oportunidade de tirar as suas dúvidas sobre os processos consulares Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Entre os dias 2 e 4 de Março, o cônsul geral de Portugal em Valência, António Chrystello Tavares, fez uma visita oficial ao Estado de Falcón, com a finalidade de conhecer a comunidade portuguesa que faz vida na região, e na qual também teve oportunidade de conhecer os dois clubes lusos da terra da insigne venezuelana Josefa Camejo. Nesta oportunidade, Chrystello Tavares esteve acompanhado por Ana Maria dos Santos, em representação do Consulado, que facultou informação concisa sobre os processos que são realizados na instituição, e falou das dúvidas dos habitantes da zona. A comissão ficou hospedada em Punto Fijo, onde manteve uma série de reuniões com a comunidade, cujos elementos expressaram ao cônsul as suas principais inquietudes, a fim de dar a conhecer a situação real que os portugueses atravessam neste recanto do país. Durante a noite de 2 de Março, sextafeira, o presidente do Centro Português de Punto Fijo, José de Matos, acompanhado pelos membros da direcção, organizou um jantar em honra do visitante, na qual falaram de dados importantes como a quantidade de lusos que residem na região, e explicaram os diferentes projectos e problemas que o clube enfrenta, local onde está a ser construída uma capela. Um pequeno grupo de comerciantes também marcou presença no convívio, aproveitando a oportunidade para trocar ideias com a máxima autoridade consular do ocidente do país. Na manhã de sábado, a Comissão fez uma visita oficial às instalações do clube, onde puderam comprovar o estado das instalações. Receberam ainda um importante grupo de portugueses interessados em conhecer o cônsul Chrystello Tavares e clarificar dúvidas sobre problemas específicos de índole consular. O cônsul mostrou-se satisfeito com o resultado desta visita, durante a qual as entidades tiveram acesso a informação em primeira mão numa zona que foi beneficiada com os acordos económicos entre a Venezuela e Portugal. Vale a pena destacar que as autoridades do clube fizeram um esforço para convocar a maior quantidade de portugueses possível, pelo que não desperdiçaram a oportunidade de fazer um apelo aos seus conterrâneos através da imprensa, rádio e televisão.

Os habitantes de Punto Fijo participaram na jornada para partilhar as suas inquietudes

FOTO: C.S.L.

Desinteresse em Coro

A cidade de Coro, situada a cerca de 40 minutos de Punto Fijo, foi outro dos destinos marcados no programa da visita consular, pelo que a comissão viajou durante a noite de sábado, 3, até à povoação que é Património da Humanidade, a fim de conhecer os portugueses que vivem na zona. O encontro foi marcado para a sede do Centro Português de Coro, onde há oito anos que não existe uma junta directiva, pelo que o cônsul foi recebido por quem mantém as instalações abertas, Norberto Camacho. Mas apenas seis pessoas marcaram presença, apesar de o clube estimar que vivam na zona mais de 100 famílias portuguesas. Por esse motivo, e por conselho prévio do encarregado do clube, a comissão viuse forçada a suspender a actividade que estava marcada para a manhã de domingo na sede de um clube que é visitado por não mais do que cinco portugueses por semana. Chystello Tavares e acompanhantes regressaram a Punto Fijo, depois de terem feito um levantamento de informação sobre as preocupações e dúvidas de quem participou no encontro. A próxima visita consular está marcada para Guanare, Estado Portuguesa, no mês de Abril.

Avanço consular Durante estes encontros, o cônsul de Valência disse ao CORREIO que desde a segunda-feira, dia 5 de Março, os cônsules honorários iniciarão uma jornada de capacitação na sede do Consulado Geral de Portugal em Valência, na qual cada um destes representantes, acompanhados dos seus auxiliares, participarão, durante uma semana, num curso de treino para evitar

erros nos trâmites que resolvem nos seus serviços. O pessoal do Consulado Geral receberá um Consulado Honorário por semana, a fim de dar resposta às dúvidas existentes com maior precisão e polir a forma como são levados por diante os processos consulares nas suas entidades. O primeiro a

participar nesta jornada será o recémcriado Consulado Honorário de Mérida, que ainda não pôde iniciar a sua actividade, já que as autoridades venezuelanas não autorizaram a nomeação. Não obstante, Dora de Freitas e o seu pessoal participarão a fim de dar apoio aos portugueses que vivem na região dos Andes.

Cartão de Cidadão

Espaço Consular

O Consulado Geral de Portugal em Caracas informa que muitos CARTÕES DE CIDADÃO não estão a ser atempadamente levantados pelos seus titulares. Recorda-se que estes PERDEM A VIGÊNCIA ao fim de 1 ANO se não forem levantados pelo próprio, obrigando à repetição de todo o processo. Solicitamos portanto a esses cidadãos que se dirijam ao Consulado Geral com a possível urgência.


venezuela 7

09 a 15 de Marzo de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Paulo Martins encantado com Miranda e Vargas Cônsul Geral de Portugal em Caracas visitou Higuerote, Los Altos Mirandinos, Guatire e Catia La Mar para manter importantes encontros com a comunidade Carla Salcedo Leal Sergio Ferreira Soares

No quadro das visitas oficiais do Cônsul Geral de Portugal em Caracas e Caribe, Paulo Martins dos Santos realizou encontros com a comunidade portuguesa radicada em regiões dos estados Miranda e Vargas. A 29 de Fevereiro, uma comissão consular marcou presença no Hotel El Palmar de Higuerote, onde durante a manhã, o recém-nomeado cônsul conviveu com a comunidade portuguesa da entidade, conhecendo em primeira-mão as suas inquietudes e problemas. Nesta reunião foram atribuídas cerca de 40 entrevistas para a realizar de trâmites em Caracas. No almoço oferecido pelos organizadores da actividade, esteve presente a alcaldesa do Município Brión, Liliana González, que concedeu a ordem Juan Pablo Sojo ao cônsul, além de ter conversado acerca da sua experiência com os portugueses da zona.

Jornada bem sucedida

Depois, a 1 de Março, a autoridade consular dirigiu-se para Los Altos Mirandinos, onde durante uma jornada intensa contactou com um grande grupo de portugueses e com autoridades locais, tendo trocado importantes ideias em benefício da comunidade que reside na zona. A primeira paragem aconteceu na sede do Consulado Honorário de Portugal em Los Teques, onde um grupo de pessoas acompanhou o cônsul honorário Pedro Ferreira para receber a autoridade consular da região. Durante mais de duas horas, Martins ouviu as inquietações e dúvidas dos presentes, que apresentaram vários problemas, os quais se comprometeu analisar com profundidade. Antes de partir para o destino seguinte, o diplomata recebeu Juan Carlos Goncalves, coordenador da Direcção de Participação Cidadã da Governação de Miranda, em representação do Governador Henrique Capriles Radonski, com quem trocou algumas impressões. No despacho do Alcalde do Município Guaicapuro, Alirio Mendoza, teve lugar o encontro seguinte em que ambas autoridades trocaram ideias, e de onde surgiu a proposta para a doação de um terreno

por parte da Alcaldía para a construção de uma Casa de Portugal, nas zonas de San Pedro ou Cecilio Acosta. Mendoza explicou que a doação seria feita sempre e quando os membros da comunidade portuguesa realizassem um pedido formal ao município. Além de mostrar interesse neste tema devido a que, segundo estimativas realizadas pelo Cônsul Honorário da entidade, é nos Los Altos Mirandinos onde se encontra a maior concentração de portugueses residentes do Estado de Miranda. O Alcalde de Guaicaipuro entregou ainda a Paulo Martins as chaves da cidade, realçando que espera “que com elas no seu poder, regresse com frequência, e será sempre bem-vindo.” Durante o almoço, Martins e Ferreira conversaram com os representantes das diferentes Câmaras de Comércio da região, para além de partilhar com um grupo de comerciantes. Também esteve presente o comissário Eliseo Guzmán, director da PoliMiranda, que aproveitou para enviar uma mensagem aos comerciantes portugueses que são afectados pela insegurança, apelando a que confiem nas autoridades. Antes de partir rumo a Caracas, o cônsul geral manteve um encontro com o alcalde do município Los Salias, Ovidio Lozada, de onde saiu uma importante sugestão, por parte da autoridade municipal, para a criação de um monumento a uma personalidade portuguesa em San António de Los Altos como forma de

Martins dos Santos foi recebido por diferentes autoridades

render homenagem à comunidade portuguesa que vive e trabalha na zona. Depois de conversar alguns momentos com a comissão consular, Lozada entregou as chaves do município a Paulo Martins dos Santos, que se mostrou satisfeito e agradecido, pelo que não perdeu oportunidade de assinar o livro de visitas do município. O cônsul honorário também recebeu um reconhecimento da entidade.

Guatire e Catia La Mar

Acompanhado pelo conselheiro das Comunidades Portuguesas, António de Freitas, o cônsul visitou as instalações do Centro Sociocultural Virgem de Fátima de Guatire e do centro Luso-Venezuelano de Catia La Mar. A primeira destas duas visitas realizou-se a 6 de Março, na parte da manhã. Uma vez instalada a mesa consular no clube da urbanização Castillejo, município Zamora, as autoridades

FOTO: CSL

dispuseram-se a atender as quase 30 pessoas que marcaram presença. Os principais pedidos dos utentes consistiram num recenseamento eleitoral e pedido de marcação de datas para a resolução de questões relacionadas com documentos necessários. João Marcelo Gonçalves expressou a sua satisfação pela visita consular e assegurou que a mesma permitiu que novas pessoas conhecessem a instituição. “Quem marcou presença no dia de hoje também pôde constatar os avanços no Santuário e no clube. Actualmente estamos em conversações com a Alcaldia para a construção de novas piscinas. Temos 192 sócios e precisamos que as pessoas se comprometam com o pagamento das suas mensalidades, o que permitiria continuar a crescer. Sem dúvida que este tipo de actividades, como as jornadas consulares e outras, são positivas para dar-nos a conhecer na localidade”, disse. A segunda visita realizou-se a 7 de Março, na parte da manhã. O cônsul geral visitou as instalações do Centro Luso Venezuelano de Catia La Mar, no Estado de Vargas. Para o presidente do centro social, Manuel Quintal, a jornada foi de grande utilidade para os habitantes da zona e recordou que o ano passado a ex-cônsul, Isabel Brilhante Pedrosa, também fez uma visita. “Estas jornadas são importantes já que permitem que as autoridades mantenham contacto com os portugueses nas mais diversas localidades da Venezuela. De uma certa forma, a comunidade sente que está numa sede diplomática quando chega ao local onde se realiza a jornada consular, para além de se sentirem acompanhados e apoiados pelos seus representantes”, indicou.


8 venezuela

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Fiéis apoiaram novo arraial do santuário

Centro Português celebrou Dia do Sócio

Centro Sociocultural Virgem de Fátima continua a reunir fundos em benefício do Santuário Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Album Familia

Os fiéis lusitanos que vivem em Guatire e em zonas próximas, no Estado de Miranda, participaram em massa num novo arraial no Centro Sociocultural Virgem de Fátima. Mais de 1500 pessoas marcaram presença no local entre as 11 da manhã e as 11 da noite a fim de contribuir com o seu grão de areia para a construção do Santuário da Virgem de Fátima. Música ao vivo, actuação do grupo folclórico da associação e até uma rifa foram o ambiente ideal para que os portugueses, os seus descendentes e alguns habitantes da zona desfrutassem de um grande domingo familiar. A gastronomia familiar esteve presente, com a venda de alguns pratos como carne de

vinha d’alhos, bife de atum, espetada de carne e frango, bolo do caco e pernil, para além de alguns doces típicos como pastéis de nata, bolo de mel e uma variedade de bolos de chocolate, ‘arequipe’ e coco, entre outros. Um projecto que avança O responsável pelo projecto do Santuário Virgem de Fátima, João Marcelo Gonçalves, explicou que a obra leva cerca de 50% de avanço. “A próxima etapa implica a colocação de pisos, paredes e os arranjos externos e internos. Já temos os donativos de alguns bancos, ar condicionado, mosaicos, mármore e o sino; também já temos a areia e a pedra que necessitaremos para o resto do projecto, pois um senhor fez esse donativo” explicou o dirigente associativo. No que toca às necessidades

actuais para a continuação do projecto, Gonçalves indicou que são necessários donativos de cimento e cablagens, para além de dinheiro para pagar a mão-deobra. Próximas actividades Os promotores do Santuário de Fátima na urbanização Castillejo do município Zamora já preparam novas actividades que lhes permitirão arrecadar fundos para a continuação do projecto. A primeira será a 12 de Maio e consistirá numa missa e procissão de velas pelo Dia da Virgem, nas instalações do clube, para posteriormente no domingo, 20, receber o respectivo arraial em honra à santa lusitana. Nesse dia, será rifada uma viagem à ilha da Margarita. O programa inclui um arraial marcado para 17 de Junho.

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

O salão nobre do Centro Português, a Este de Caracas, recebeu, no passado domingo, 4 de Março, a segunda edição do Dia do Sócio, uma iniciativa dedicada aos accionistas da associação e que procura oferecer-lhes os mais variados serviços, sem a necessidade de sair do centro social. O público pôde desfrutar de uma exclusiva jornada consular, impulsionada pelo cônsul geral de Portugal em Caracas, Paulo Martins, na qual mais de 50 pessoas realizaram o seu

recenseamento eleitoral e marcaram datas para tratar de diversos documentos. Também tiveram à sua disposição diferentes operações para documentos venezuelanos, como a Cédula de Identidade, o recenseamento militar e o certificado médico. O mais esperado do dia foi a jornada de Saúde, com a Locatel, através da qual os presentes puderam realizar exames de laboratório, serviço de audiometria, despistagem visual, de glicemia, de osteoporose e de varizes, dermatologia, nutrição, vacinação, tensão arterial e espirometria.

Fernando de Sousa, um homem que veio abrir caminhos Em 1951 chegou à Venezuela, procedente de Campanário (Madeira), o jovem Fernando de Sousa Freitas, juntamente com o pai. Ambos dedicaram-se a abrir caminhos de autocarro, providenciando um serviço de transporte que facilitou a vida de quem precisava de percorrer as vias da terra de Bolívar. Aos 15 anos, ‘Don’ Fernando iniciou o seu caminho no mundo das oficinas e dos autocarros, chegando a consolidar o seu esforço numa empresa que existe ainda hoje, e que transporta passageiros por todo o país.

Pouco antes de vir para a Venezuela, Fernando de Sousa Freitas e o pai, posam com a família em Portugal. Este seria o último retrato em que se deixariam fotografar durante muito tempo, pois na Venezuela aos homens da casa esperavam tempos difíceis, que pouco a pouco acabaram por superar.

O Oriente venezuelano está em plena expansão. As indústrias básicas geram grandes receitas ao país e os transportes na zona convertem-se numa prioridade. O negócio de transportes que se desenvolvia em Caracas muda-se para esta zona do país, para a qual transportavam semanalmente a dezenas de pessoas. ‘Don’ Fernando posa frente a um dos seus primeiros autocarros.


09 a 15 de Marรงo de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

publicidade 9


10 diáspora

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

“Vamos mudar isto” O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, encerrou I Encontro de Gerações na África do Sul e assegurou que o Governo da República já está a tratar dos emigrantes com mais dignidade. cia das remessas noutras épocas: “As taxas de juro bonificado para emigrantes são coisas do passado”.

Agostinho Silva, em joanesburgo DN MADEIRA

O secretário de Estado das Comunidades queixou-se, no encerramento do I Encontro de Gerações, que decorreu no passado fim de semana (4 e 5 de Março), em Sandton, na África do Sul, de uma série de entraves que não permitiram a resolução de problemas que o governante já tem identificados há vários anos. “Com determinação e muita paciência vamos mudar isto”, prometeu, assegurando que o actual Governo da República já está a tratar dos emigrantes com mais dignidade. Coube a José Cesário, governante com a tutela das Comunidades, representar o ministro dos Negócios Estrangeiros e a fazer a intervenção que encerrou o primeiro Encontro de Gerações em terras sul-africanas. “Foi uma sessão fantástica”, começou por resumir, felicitando depois a espontaneidade e o sentido crítico dos participantes. O secretário de Estado retomou aquele que começa a ser o seu slogan: “Os portugueses não são 10 milhões, Portugal é 15 milhões”. Para José Cesário, é preciso que se perceba em Portugal que há 5 milhões de portugueses que estão fora do país. Parece ser uma luta com alguma glória, pois conforme confessou, já há sinais de alguma mudança de mentalidades. “Com determinação e muita paciência vamos mudar isto”, promete, levantando uma ponta do véu: “Consegui que o senhor ministro dos Negócios Estrangeiros assumisse o mesmo propósito; depois passará para o resto da administração.” Evocando pontualmente as questões que foram colocadas pelos oradores convidados, e até mesmo na sessão de perguntas/debate, José Cesário chegou mesmo a alertar a plateia que sabe dos problemas “com as equivalências, com as câmaras municipais e com os processos que se arrastam, sei dos problemas nas repartições de finanças.” Advertiu que, enquanto o resto das instituições em Portugal não mudam de atitude, “vamos insistindo para ter uma cultura diferente.” José Cesário apontou depois o problema do ensino no estrangeiro, para lamentar que “andamos a atirar dinheiro para

Sonho luso-africano

O empresário John da Silva, CEO do grupo empresarial COSIRA, considera que há muitas empresas e empresários de descendentes de portugueses que são “um modelo para os cidadãos e líderes industriais.” Por isso, acredita que eventos como o Encontro de Gerações, ou organizações como o AICEP, podem “actuar como catalisadores na manutenção dos laços culturais, de identidades, mas também facilitar a comunicação, a interacção para o desenvolvimento de oportunidades entre Portugal e a África do Sul”.

Portugal enclausura-se Paulo Portas mandou uma mensagem vídeo

cima deste problema.” No seu entender, há também culpas das famílias, pois muitas “não ligam ao português”, mas o Estado tem lavado as mãos como Pilatos. “Atiramos dinheiro. Temos 40 professores de Português que custam mais de um milhão de euros por ano a Portugal. É dinheiro mal gasto, porque há um sistema desigual: há comunidades enormes onde não gastamos um cêntimo e outras onde gastamos dezenas de milhões. Vamos mudar isto!” Há outro paradoxo apontado pelo próprio secretário de Estado: “O Estado não reconhece o ensino que ministra.” Situações graves e lesivas dos interesses das Comunidades, mas que já estão a mudar. Por exemplo, a partir do próximo ano Portugal vai implementar a certificação do Ensino no estrangeiro. “Vamos iniciar a eliminação das desigualdades nas verbas gastas nas diferentes comunidades, vamos estabelecer parcerias com instituições locais e integrá-las num rede”, revelou, anunciando também que está na fase terminal o concurso para admissão de 17 professores para a África do Sul e que no próximo ano serão privilegiadas as escolas com mais alunos lusodescendentes, num processo em que serão solicitadas as contribuições dos pais. No campo da Educação, fez ainda mais uma revelação: “Os nossos diplomatas vão ter acção no terreno. Há uma política definida nesse sen-

FOTO: DN

tido.” O secretário de Estado das Comunidades aproveitou ainda a sessão de encerramento do Encontro de Gerações para revelar uma conquista importante: “Há oito anos lancei em Portugal uma reforma para a relação das autarquias locais com as Comunidades: criar gabinetes que tratassem das questões dos emigrantes. Depois da recusa inicial, agora já existem 90 câmaras com esses gabinetes.” Em matéria de associativismo, as coisas também não estão famosas. José Cesário disse que, apesar das 2.700 associações portuguesas em todo mundo, a “maior parte está a morrer”, por isso “queremos cooperar para ganhar novas dinâmicas.” Nesse sentido, estão a ser dinamizados encontros periódicos entre luso-descendentes em diferentes áreas do globo. “É preciso que se Portugal é um país moderno e que mudou muito. Temos maus exemplos do passado, mas temos excelentes de desenvolvimento.” Cesário exortou as mulheres a serem mais participativas e, no campo da comunicação social, incitou à criação de uma associação mundial para intercâmbios directos e depois com os órgãos de Portugal. Comissão Organizadora

A Comissão Organizadora do Encontro de Gerações BANIF, CORREIO, DIÁRIO e SÉCULO - comprometeu-se a

continuar o projecto nascido na Venezuela e que agora chegou à África do Sul. O evento decorreu em Sandton, cidade-satélite de Joanesburgo e englobou seis intervenções de representantes locais e teve ainda um depoimento emotivo de Teresa Roque, evocando os tempos em que viveu na África do Sul. Mensagem… de Jardim

Tal como o ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, que enviou uma mensagem gravada em vídeo em que lamentava não poder ter estado presente, também o presidente do Governo Regional enviou uma saudação especial à comunidade. José Cesário fez esta revelação durante a sua intervenção no Encontro de Gerações. Após transmitir as saudações e anunciar uma “visita para breve” do ministro do CDS-PP, o governante com a tutela das Comunidades referiu que também era portador de “um cumprimento especial” do líder do PSD-Madeira e chefe do governo madeirense.

A jovem médica Monique Camacho fez uma resenha do que têm sido os percursos históricos da maioria dos portugueses em Joanesburgo, desde as dificuldades iniciais à criação de pequenos negócios, bem como pelo fomento dos clubes sociais onde “a comida, o vinho e a música” se encontram.

Ponto de partida

O criativo Gabriel de Abreu, fundador da empresa de design ‘Switch’ e descendente de madeirenses, serviu-se de experiências pessoais para exortar toda a gente a sonhar e a acreditar em si próprio. Foi assim, também, que ficou bastante conhecido por ter criado o logótipo oficial escolhido pela FIFA para o Mundial de Futebol na África do Sul.

Os ‘elefantes brancos’

O deputado Manny de Freitas demonstrou estar atento às diversas questões que preocupam a comunidade portuguesa na África do Sul. Falou dos laços históricos e da evolução que se tem registado ao nível das novas gerações de luso-descendentes.

Novo Portugal Aprender Português

João Branco da Fonseca, cirurgião pediátrico com uma vastíssima experiência em África, fez uma dissertação sobre a crise internacional, relacionando-a com factores como a ira, a corrupção e o endividamento. O médico falou da língua e da cultura portuguesas e foi bastante oportuno ao aludir à importân-

Gilberto Martins, conselheiro do ministro sul-africano dos Transportes, fez uma extensa explanação daquilo que considera serem as principais lacunas da comunidade lusa na África do Sul, demonstrando optar sempre pela partilha de ideias e projectos, revelando sempre uma grande disponibilidade para acatar outras opiniões.


portugal 11

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

2,8 milhões de euros para distribuição de fruta nas escolas Estados-membros aprovaram na segunda-feira a atribuição de 90 milhões de euros de fundos comunitários correio / lusa

Portugal vai receber mais de 2,8 milhões de euros de fundos comunitários para co-financiar o programa de distribuição gratuita de fruta nas escolas no ano lectivo de 2012/2013, anunciou, quarta-feira, 7, a Comissão Europeia. O executivo comunitário anunciou que os Estados-membros aprovaram na segunda-feira a atribuição de 90 milhões de euros de fundos comunitários para o esquema de distribuição escolar de fruta, destinado a crianças entre os 6 e os 10 anos, de 24 Estados-membros (Suécia, Finlândia e Reino Unido optaram novamente por ficar de fora), apontando que a disponibilização do montante será formalmente adoptada pela Comis-

O programa é destinado a crianças entre os 6 e os 10 anos, de 24 Estados-membros (Suécia, Finlândia e Reino Unido ficaram de fora) FOTO: DR

são “nas próximas semanas”. Os principais beneficiários do programa para 2012/2013 são a Itália, que receberá 20,5 milhões de euros, seguida da Alemanha (11,6) e da Roménia

(9,8), sendo Portugal o 11.º país em termos de montante a receber, com um valor de 2,872 milhões de euros. A Comissão recorda que estes fundos comunitários têm de

Termómetros vão ficar um pouco acima da média Temperatura acima do normal prevista para o mês de para Março correio / lusa

O aumento das temperaturas previsto para os próximos dias em Portugal continental fará com que os termómetros fiquem um pouco acima das médias normais para o mês de Março, disse quarta-feira, 7, à agência Lusa fonte do Instituto de Meteorologia. Segundo a meteorologista Joana Sanches, até sexta-feira está previsto um “aumento gradual” das temperaturas que devem subir, nalguns casos, “entre os quatro e os cinco graus”. “Em relação ao que nós usamos como normais de referência da década de 1961-1990. Se vierem a registar-se estes valores, elas (as temperaturas) estão um bocadinho acima das médias

normais para o mês de Março”. As temperaturas máximas previstas em Portugal continental são de 20º em Lisboa, 18º no Porto e 21º em Faro. “Nós voltamos a ter um anticiclone localizado a Norte, Noroeste do território. Voltamos a ter situações de céu pouco nublado ou limpo e uma massa de ar um bocadinho mais quente nos próximos dias, que se vai sentir e levar ao aumento das temperaturas nos próximos dias”, explicou. O mês de Fevereiro foi o mais seco dos últimos 81 anos em Portugal Continental, caracterizando-se como “excepcionalmente frio” e pela “quase ausência de precipitação”, indicou o Instituto de Meteorologia (IM). Segundo aquele organismo,

Fevereiro registou um valor de precipitação cerca de 50 vezes inferior ao valor normal, o que permite classificar o último mês como “extremamente seco”, colocando-o como o mais seco desde que se iniciaram os registos continuados de observação, em 1931. O Instituto de Meteorologia adianta que em consequência da quase ausência de precipitação em Fevereiro, a situação de seca meteorológica intensificou-se em todo o país, encontrandose no final do mês a totalidade do território continental em situação de seca severa (68 por cento) e extrema (32%), os dois níveis de maior severidade deste fenómeno climático. Linha de alerta para idosos isolados S.O.S. Lisboa regista

ser co-financiados com taxas entre os 50 e os 75 por cento - por parte de contribuições nacionais e/ou privadas -, sendo que em Portugal a taxa de co-financiamento é de 68% (a média dos 24 países é de 58%). Lançado em 2009, este esquema que tem como objectivo aumentar o consumo, até agora reduzido, de fruta e legumes entre as crianças em idade escolar, beneficiou em 2010/2011 mais de 8 milhões de crianças, de acordo com a Comissão Europeia. Nas suas propostas de reforma da Política Agrícola Comum 2020, o executivo comunitário sugere um reforço deste programa, de modo a abranger ainda mais crianças, propondo designadamente um aumento do orçamento para 150 milhões de euros, assim como das taxas de co-financiamento.

183 chamadas no primeiro mês A linha verde S.O.S. Lisboa, criada pela Câmara Municipal de Lisboa para alertar para situações de emergência social relacionadas com idosos isolados, registou 183 chamadas no primeiro mês de funcionamento - uma média de seis por dia. Desde 7 de Fevereiro, o primeiro dia desta campanha destinada a ajudar os serviços de acção social da autarquia a sinalizar os idosos mais vulneráveis, ligaram para o número gratuito 800 204 204 sobretudo mulheres, com uma média de idades de 77 anos e maioritariamente por volta das 16:00, indicou à Lusa o Gabinete de Acção Social da CML. Das 183 chamadas recebidas por uma equipa que reúne elementos da Protecção Civil, Bombeiros Sapadores e Polícia Municipal - que enviam uma equipa para o local sempre que necessário - apenas 135 foram feitas de dentro de Lisboa e dessas, 106 tiveram atendimento técnico e três obtiveram socorro. Esta campanha visa construir uma plataforma de sinalização georreferenciada dos idosos em risco.

BREVES ISN apoia rede moçambicana

O Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) assinou um protocolo de cooperação com Moçambique para desenvolver “um sistema de apoio a banhistas e salvamentos no mar” naquele país, disse à agência Lusa fonte do Ministério da Defesa. Segundo fonte oficial do Ministério da Defesa, o acordo foi assinado em Fevereiro, no seguimento de uma visita técnica a Mo ç ambi qu e l i d e r a d a pelo director-geral da Autoridade Marítima, vicealmirante Cunha Lopes. A mesma fonte referiu que o próprio ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, discutiu este projecto com as autoridade moçambicanas durante a reunião ministerial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, que teve lugar em novembro do ano passado, em Cabo Verde.

Trabalhadores da EMEF prometem mais luta Os trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), que protestaram na quarta-feira, 7, em Lisboa, prometeram continuar a luta contra o processo de reestruturação da empresa com a adesão à greve geral de 22 de Março. O protesto dos trabalhadores da empresa metalomecânica, que faz trabalhos de reparação de material ferroviário, começou no Largo Camões, próximo do Ministério da Economia e do Emprego, que tutela o sector dos transportes. Ainda no Largo Camões, algumas dezenas de trabalhadores da EMEF que participaram no protesto, aprovaram uma resolução a “repudiar o plano de acções” para a empresa, que, segundo os sindicatos, coloca em risco três das nove oficinas da empresa - Barreiro, Guifões e Vila Real de Santo António - e cerca de 400 postos de trabalho.


12 portugal

BREVES Passos rejeita qualquer “guerra de capelinhas” O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, rejeitou, quarta-feira, 7, no Parlamento qualquer “d e s m a nt e l a m e nt o d e ministério” ou “guerra de capelinhas dentro do Governo” por causa da gestão dos fundos do QREN. “O Governo não iniciou o desmantelamento de qualquer ministério e também não corrobora nenhuma visão de que o Conselho de Ministros tenha evidenciado uma luta entre seguidores de ministros, isso não existe no Governo, nem há desmantelamento de ministérios, nem há nenhuma guerra de capelinhas dentro do Governo, e terei oportunidade de mostrar isso durante este debate”, afirmou Passos. O chefe do Governo falava durante o debate quinzenal na Assembleia da República.

Lucro da Sonaecom sobe 52% em 2011

O lucro da Sonaecom subiu 51,8 por cento em 2011, face a igual período de 2010, para 62,5 milhões de euros, “os melhores resultados da sua história”, anunciou a dona da Optimus. Este resultado foi ligeiramente abaixo da média das estimativas dos analistas contactados pela agência Lusa, que apontavam para um crescimento de 58 por cento, para 65,5 milhões de euros. Em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a ‘holding’ liderada por Ângelo Paupério indica que o resultado antes de impostos, juros, amortizações e depreciações (EBITDA) subiu 9,8 por cento no período em análise, enquanto a margem EBITDA melhorou 3,6 pontos percentuais, para 24,7 por cento.

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Nuno Crato contente com acordo “justo” Mesmo apesar de ausência da Fenprof nas negociações que culminam no acordo final correio / lusa

O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, congratulouse, terça-feira, 6, pelo “acordo justo” conseguido com organizações sindicais sobre o regulamento de recrutamento docente, desvalorizando a ausência de consonância com a Federação Nacional dos Professores (Fenprof). Em declarações aos jornalistas após uma audição na Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura, Nuno Crato afirmou que foi “um acordo importante” conseguido na madrugada de com a Federação Nacional de Educação e outros cinco sindicatos mais pequenos do sector. Quanto à ausência da Fenprof, que admite pedir a continuação das negociações, Nuno Crato afirmou que “o diálogo não quer dizer unanimidade”.

Nuno Crato afirmou que o acordo vai permitir “concursos de professores mais simples” FOTO: DR

“É um acordo justo, que permite que a educação progrida” e, apesar de não ter concordado com todos os pontos, a Fenprof “tem tido uma posição positiva, não de obstrução”, salientou o ministro. Nuno Crato afirmou que o acordo vai permitir “concursos de professores mais simples, mais bem organizados, com termos mais claros e mais justos”. Além da FNE, assinaram o acordo, depois de reuniões que terminaram já de madrugada, a Federação Nacional do Ensino e Investigação (FENEI), a Federação Portuguesa dos Profissionais da Educação, Ensino, Cultura e Investigação (FEPECI), o Sindicato dos Educadores e Professores Licenciados pelas Escolas Superiores de Educação e Universidades (SEPLEU), o Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE) e o Sindicato Nacional dos Professores Licenciados (SNPL).

Doenças reumatóides afectam 32,6% das mulheres correio / lusa

As doenças reumatóides são mais frequentes no sexo feminino, afectando 32,6% das mulheres e 11% dos homens, revela um estudo epidemiológico da Sociedade Portuguesa de Reumatologia. Osteoartrose, osteoporose, fibromialgia e artrite reumatóide são as principais doenças do foro reumatológico que também atingem mais as mulheres. O estudo, que decorre até 2013, pretende fazer uma ‘fotografia’ da realidade portuguesa no que respeita a doenças reumáticas e os resultados parcelares serão apresentados no próximo Congresso Português de Reumatologia, a decorrer de 2 a 5 de Maio.

De acordo com o Registo Nacional de Doentes Reumáticos - Reuma.pt -, cerca de 82% dos doentes com artrite reumatóide são do sexo feminino. Situação idêntica regista-se nas artrites com início em idade juvenil e no lúpus eritematoso sistémico, que também tem mais incidência no sexo feminino, tal como a osteoporose, osteoartrose e fibromialgia. Já no que respeita à espondilite anquilosante e a artrite psoriática, 40% dos atacados são homens e 47% são mulheres. Quanto às doenças reumáticas, são consideradas doenças crónicas as que afectam o sistema músculo-esquelético, ou seja músculos, ossos e cartilagens. As causas podem ter diversas origens, entre as quais degenerativas -- em que o aparelho lo-

São consideradas doenças crónicas as que afectam o sistema músculo-esquelético

comotor vai perdendo as suas caracterísiticas originais, como nos casos de artrose e osteoporose -, imunológica e inflamatória, como é o caso da artrite

FOTO: DR

reumatóide, espondilite anquilosante, lúpus eritematoso sistémico e a esclerodermia, infeciosa, como as artrites reactivas, ou metabólicas, como a gota.


portugal 13

09 a 15 de Março 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Adiada sentença do caso ‘Rei Ghob’

BREVES

Tribunal comunicou alteração não substancial dos factos da acusação referente à vítima Ivo Delgado

Lactoferrina é “decisiva” contra cancro da mama

correio / lusa

O Tribunal de Torres Vedras adiou, na quarta-feira, 7, a leitura do acórdão do caso “Rei Ghob”, sem avançar com uma data, ao comunicar à defesa uma alteração não substancial dos factos da acusação referente à vítima Ivo Delgado. No início da audiência, a presidente do colectivo de juízes, Maria Domingas, decidiu comunicar aos advogados de defesa do arguido factos que não constavam da acusação e que foram tidos como prova, apesar de “não imputarem uma alteração substancial” da acusação. O colectivo de juízes decidiu tornar “credível o depoimento da testemunha Mara Pires”, segundo a qual no dia 26 de Junho de 2008 viu Francisco Leitão a agredir “com uma barra de ferro” Ivo Delgado, nas costas. Na sequência da agressão, a vítima “caiu no chão, respirando com dificuldade” e foi depois colocada dentro da bagageira do veículo do arguido, “vindo a fa-

lecer posteriormente em consequência das lesões da pancada”. O colectivo de juízes concedeu cinco dias para a defesa do arguido produzir prova em relação a esses factos. O tribunal ouviu Maria de Fátima Barbosa, a mãe da vítima Joana Correia, que esclareceu que a filha saiu de casa a 3 de Março de 2010 “com a mesma roupa com que tinha andado naquela tarde”. A produção de prova permitiu ao tribunal ganhar 30 dias para proceder à leitura do acórdão, explicaram os advogados do processo. O julgamento está a decorrer desde Janeiro com tribunal de júri, composto por três juízes e quatro cidadãos, a quem compete a decisão da eventual aplicação da pena que, caso sejam dados como provados os factos de que o arguido é acusado, poderá chegar aos 25 anos de prisão, a pena máxima permitida em Portugal. Francisco Leitão, conhecido por ‘Rei Ghob’, está acusado de

Francisco Leitão, conhecido por ‘Rei Ghob’, está acusado de quatro crimes de homicídio e outros quatro de ocultação de cadáver FOTO: DR

quatro crimes de homicídio e outros quatro de ocultação de cadáver, relativos ao desaparecimento de Tânia Ramos (5 de Junho de 2008), Ivo Delgado (26 de Junho de 2008) e Joana Correia (3 de Março de 2010), que levaram a Polícia Judiciária a suspeitar de três homicídios. Segundo a acusação, as três

vítimas terão sido mortas por questões passionais: as duas raparigas, porque eram namoradas de jovens com quem o réu queria ter um caso amoroso, e Ivo Delgado, por não ter querido voltar a ter qualquer envolvimento com Leitão, após o desaparecimento da namorada, Tânia Ramos.

Esquadras da Grande Lisboa sem tinteiros Sindicato criticou processo de aquisição de materiais cuja falta põe em causa a operacionalidade policial correio / lusa

A Associação Sindical dos Profissionais de Policia (ASPP) alertou, na quarta-feira, 7, que há esquadras da Grande Lisboa que já não emitem “certidões de acidentes” por falta de reservas de tinteiros e de papel para impressoras, pondo em causa a operacionalidade policial. “Há esquadras do trânsito onde não estão a ser passadas as certidões dos acidentes porque não têm tinteiros para imprimir os documentos. É uma lacuna grave que põe em causa a operacionalidade policial”, disse à agência Lusa o presidente da distrital de Lisboa da ASPP/PSP, José Mendes. O responsável adiantou que esta situação ocorre há pelo menos “duas semanas” e que desta forma “as pessoas que tiveram

Existem 300 viaturas “encostadas” por falta de manutenção e recuperação

acidentes de trânsito” enfrentam dificuldades para entregar a documentação necessária às seguradoras.

FOTO: DR

José Mendes criticou ainda o processo de aquisição destes materiais, considerando que “a complexidade e morosidade”

com que é tratado o reforço dos ‘stocks’ provocam “este tipo de situações”. Contactada pela agência Lusa, a comissária de relações públicas do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, Carla Duarte, adiantou apenas que esta autoridade policial “tem conhecimento” da situação e que” estão em curso processos administrativos que vão solucionar este e outros problemas”. Este é mais um caso de falta de recursos na PSP que, segundo o sindicato das polícias, põe em causa a operacionalidade policial, depois de na segundafeira ter criticado o processo de recuperação e manutenção de viaturas. Segundo o sindicato, existem 300 viaturas “encostadas” por falta de manutenção e recuperação, mas o comando nacional da PSP anunciou, também na segunda-feira, que vai assinar um contrato por ajuste directo com uma empresa para fazer face a esta situação.

Investigadores do Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho descobriram que a lactoferrina, uma proteína do leite, é decisiva no tratamento do cancro da mama, foi anunciado. O estudo, publicado no “Journal of Dairy Science”, concluiu que o tratamento de células cancerosas com lactoferrina reduziu a sua viabilidade para metade e a sua proliferação em quase dois terços. A equipa de Lígia Rodrigues defende que produtos de leite e derivados devem ser enriquecidos com lactoferrina, como forma natural de não contrair cancro da mama ou prevenir a evolução da doença.

Projectos lusos vencem ‘Edifício do Ano 2011’ A Capela da Vida em Braga, a MIMA House em Viana do Castelo e a sede da Associação Fraunhofer no Porto foram as construções portuguesas que, na quarta-feira, 7, eleitas “Edifício do Ano 2011” pelo website de arquitetura ArchDaily. Uma dezena de edifícios assinados por arquitectos portugueses e localizados um pouco por todo o país estiveram entre os 70 finalistas do prémio, que contempla 14 categorias.

Jerónimo Martins abre lojas na Colômbia no 4.º trimestre O presidente do conselho de administração da Jerónimo Martins, Alexandre Soares dos Santos, afirmou quarta-feira, 7, que as primeiras unidades do grupo na Colômbia serão abertas no quarto trimestre deste ano. Alexandre Soares dos Santos falava numa conferência de imprensa sobre a apresentação dos resultados anuais da Jerónimo Martins em 2011. “No quarto trimestre abriremos as primeiras lojas” na Colômbia, afirmou.


14 cultura

breves CULTURAL Actriz Maria Lima integra peça de teatro em Londres Actriz portuguesa Maria Lima integra o elenco da peça de teatro “The Standard Upgrade”, que se estreia na quarta-feira no Shaw Theatre, em Londres. A peça foi escrita por Howard Leader e Angie Montgomery, que assina a encenação.

Marina and The Diamonds e Rita Ora no Porto Marina and The Diamonds e Rita Ora são os nomes escolhidos pelos Coldplay para a primeira parte do concerto no Porto, a 18 de Maio, anunciou a banda britânica na sua página oficial da Internet. Rita Ora, que tem Jay-Z como mentor, estreia-se assim em Portugal.

Filme sobre a ilha do Corvo compete em festival brasileiro O documentário “É na Terra não é na Lua”, de Gonçalo Tocha, vencedor do grande prémio do DocLisboa de 2011, vai competir no festival brasileiro “É Tudo Verdade”. A 17ª edição do festival, ocorre simultaneamente em São Paulo e Rio de Janeiro, entre 22 de Março e 1 de Abril.

Do Carmo esgota salas em Roterdão e Den Bosch O fadista Carlos do Carmo encontra-se a cumprir uma digressão na Holanda durante o corrente mês, com espectáculos marcados para as cidades de Roterdão, Den Bosch e Amesterdão. Todos os concertos – o último foi agendado para sábado, 10 de Março, em Amsterdão - encontramse praticamente esgotados. O espectáculo evoca uma viagem por um século de Fado.

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Uma biblioteca à distância de um clique O sítio reúne a produção académica de várias instituições universitárias do país SERGIO FERREIRA SOARES sferreira@correiodevenezuela.com

O Ministério do Poder Popular para a Educação Universitária criou a Biblioteca Digital Arístides Rojas (Bibliodar), um sítio na Internet de alcance internacional que reunirá a produção académica das ‘casas de estudo’ venezuelanas e que foi possível graças a um convénio de cooperação Cuba/Venezuela. A ministra da Educação Universitária, Yadira Córdova, afirmou que a intenção é avançar rumo à universalização do acesso ao conhecimento e facilitar o intercâmbio internacional de conhecimentos, algo que será possível devido a um serviço gratuito e de livre acesso, que permitirá descarregar a produção académica nacional por via digital. Até ao momento, já se re-

gistaram na biblioteca cerca de 1600 pessoas e 19 instituições educativas, tanto autónomas como experimentais, tecnológicas e politécnicas. Actualmente, estão disponíveis 155 mil documentos, que incluem mais de 100 mil textos, 1.037 produtos audiovisuais, 32 diaporamas, 381 imagens, 4.106 livros, 14

manuais e 17 mapas. Entre os recursos com que conta está a Rede de Revistas Científicas de Espanha, América e Portugal (Redalyc); a base de dados de revistas electrónicas Scielo e a Biblioteca Digital da Universidade de Alcalá. Para conhecer o serviço, aceda a www. bibliodar.mppeu.gob.ve.

Designer luso ajuda daltónicos SERGIO FERREIRA SOARES sferreira@correiodevenezuela.com

Os daltónicos que vivem na cidade do Porto, no Norte de Portugal, contam com uma nova ferramenta que lhes facilita a vida: Trata-se de um código criado pelo designer Miguel Neiva que representa as cores com símbolos fáceis de reter. Este português de 42 anos diz que passa uma hora por dia a responder às mensagens que lhe são enviadas por daltónicos de todo o mundo, que afirmam que vêem nele um ‘herói’ ou um ‘anjo da guarda’. “Não tinha ideia do alcance que este projecto teria, nem de até que ponto ia afectar aqueles que beneficiam dele”, disse o designer no seu escritório do Porto, explicando que o seu interesse por este grupo de pessoas nasceu há 10 anos, quando realizou estudos sobre o daltonismo. O ‘ColorADD’, baseia-se nas cores primárias: Uma barra

diagonal simboliza o amarelo, enquanto o roxo e o azul estão representados por triângulos que apontam em sentidos opostos. Combinados como na paleta de um pintor, a barra e o triângulo para a direita formam o verde, e assim sucessivamente para as sete cores do arco-íris. O Hospital São João do Porto foi a primeira instituição a adoptar este código nas bandas de cor que indicam os diferentes

serviços. De momento, o código de cores também está disponível no catálogo de fabricantes de pintura ou de materiais de cerâmica, assim como em sapataria e roupa, e também no metro do Porto. “Já houve várias tentativas prévias para ajudar os daltónicos a orientar-se, mas este sistema representa um enfoque completamente novo, e penso que tem um grande potencial a nível internacional, porque é bastante fácil de aprender e de aplicar”, aponta Fernando Falcão Reis, director de oftalmologia. “Miguel teve uma ideia genial, de uma simplicidade deliciosa, e acho que dentro de alguns anos a sua invenção estende-se pelo mundo inteiro”, diz José Vieira, proprietário e gerente da Viarco, uma fábrica artesanal de lápis que desde fins de 2010 produziu cerca de 8 mil caixas de doze lápis de cor com os símbolos do sistema ‘ColorADD’.

Entre Cortinas por: sergio ferreira

Festival Internacional de Teatro de Caracas Conforme divulgámos a semana passada, a Venezuela volta a ser o palco do Mundo, com o relançamento do Festival Internacional de Teatro de Caracas, entre 29 de Março e 8 de Abril. O FITC contará com a participação de 10 companhias estrangeiras, provenientes da Alemanha, França, Espanha, México, Chile, Bolívia, Argentina e Equador, e uma selecta representação de 11 grupos crioulos. Cerca de 60 sessões compõem a agenda desta nova edição do FITC nos mais variados espaços: Teatro de Chacao, Teatro Trasnocho, Espacio Plural Trasnocho, Teatro César Rengifo, Cinex Tolón e na Associação Cultural Humboldt; para além de montagens de rua na Plaza Bolívar de Chacao, Avenida Francisco de Miranda, Plaza Milenium, Plaza Alfredo Sadel e Los Teques. A pré-venda ao público em geral começou a 1 de Março nas bilheteiras dos diferentes teatros que servirão de palco ao Festival, com preços a partir dos 35 Bs. De seguida, as datas das sessões desta interessante proposta:

Sábado, 31 Março

Teatro Trasnocho, ‘Tercer cuerpo’. 8:00pm Teatro Trasnocho, ‘Cuentos de guerra para dormir en paz’. 9:00 pm Teatro César Rengifo, ‘Señoras de Maracaibo’. 3:00pm Cinex Tolón, ‘Pina’. 8:30 pm Associação Cultural Humboldt, ‘Hamlet’. 5:00 pm Plaza Alfredo Sadel, ‘Arcane’. 7:00 pm Plaza Milenium, ‘Gran cine movil’. 7:00 pm

Domingo, 1 Abril

Teatro de Chacao, ‘Amarillo’. 6:00 pm Teatro Trasnocho, ‘Tercer cuerpo’. 8:00pm Teatro Trasnocho, ‘Stupeur et tremblements’. 7:00 pm Teatro César Rengifo, ‘Lírica’. 3:00 pm Cinex Tolón, ‘Pina’. 8:30 pm Associação Cultural Humboldt, Hamlet’. 5:00 pm Plaza Alfredo Sadel, ‘Arcane’. 7:00 pm Plaza Milenium, ‘Gran cine móvil’. 7:00 pm Los Teques , Ingrávidos’. 7:00 pm


cultura 15

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

saúde ao día Cinco mitos sobre a queda de cabelo Silvia C Di Frisco

As causas mais frequentes da alopecia em homens e mulheres são sobretudo o uso de tratamentos capilares agressivos, excesso de químicos, abuso do secador, alterações hormonais e predisposição genética. Ano após ano, a incidência deste mal tem aumentado, tornando-se num assunto frequente nos consultórios médicos. E são centenas os mitos originados em torno do tema, pelo que Bianca Ariza, cirurgiã especializada em Medicina Estética, decidiu desmentir três dos mais comuns: 1.A oleosidade faz cair o cabelo: Ter um cabelo oleoso não é sinónimo de alopecia. Certamente se um paciente padece de uma dermatite seborreica crónica, acompanhada de uma infecção micótica, isso poderá desencadear a alopecia. Mas deve ficar claro que a oleosidade do cabelo só por si não causa este problema. 2.O cabelo longo provoca queda: falso. Não importa o tamanho do cabelo, vai afectar de igual forma todas as suas fases de crescimento. Ou seja, o cabelo está em crescimento, depois mantém-se em repouso, e por último cai. 3.Não existe forma de evitar a queda de cabelo se tem predisposição genética para a alopecia: Esta afirmação também não é correcta. Hoje em dia, existem tratamentos médicos modernos que permitem prolongar a vida útil do folículo piloso, detendo ou retardando a queda do cabelo. Um tratamento ideal para fazer frente à queda do cabelo deve apoiarse em: Uma alimentação equilibrada, alterações no estilo de vida e algum tipo de assistência médica que pode ser aplicada em casa.

Otixé comprometida com ‘A deficiência e Optimismo’

SERGIO FERREIRA SOARES sferreira@correiodevenezuela.com

Michael roubado vídeo, que será lançado a meados de Abril, esforçando-se por projectar uma mensagem de reflexão que procura tocar a sensibilidade e os valores de cada um dos espectadores. “O que se procura é fazer com as pessoas entendam que um ser que nasce com algum deficiência é alguém capaz de desenvolver potencialidades com diversas partes do seu corpo, pelo que sendo criados à

Terminou curso de apreciação musical Os 42 alunos participantes receberam o respectivo diploma no Consulado General de Portugal da localidade Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

O Consulado-Geral em Valência foi palco, na última semana, de uma cerimónia de entrega de diplomas aos 42 alunos que concluíram, com êxito, o I Curso de Apreciação Musical ministrado com a chancela consular. O curso, que decorreu durante os meses de Janeiro e de Fevereiro, teve o seu epílogo com a entrega individual dos diplomas, em cerimónia protocolar que se revestiu do maior formalismo, tanto mais que se tornava necessário dar solenidade à ocasião, seguida de uma recepção em que marcaram presença não apenas os agora diplomados como, também, os seus familiares e alguns convidados ilustres.

‘Gabo’ em digital Quarenta e cinco anos depois da primeira publicação, a emblemática novela “Cem anos de solidão”, de Gabriel García Marquez, é editada pela primeira vez em formato digital, coincidindo com o 85º aniversário do escritor colombiano. A obra foi publicada em Maio de 1967, com uma primeira edição realizada pela editora Sudamericana (Buenos Aires).

Diferentes artistas venezuelanos unem-se para impulsionar esta campanha da revista de Daniel Pereira

Entusiasmados com um desafio comum e dispostos a mostrar ao público a sua sensibilidade social, um significativo número de artistas venezuelanos reuniu-se recentemente nos estúdios da Revista Otixé, onde conseguiram materializar o sonho de criar uma campanha educativa sobre a ‘deficiência e o optimismo’. O engenhoso Daniel Pereira, mentor deste projecto e director da magazine com projecção nacional, mostrou-se satisfeito com a receptividade dos voluntários que participaram no

breves CULTURAis

Chrystêllo Tavares, na qualidade de mestre-de-cerimónias, chamou ao palco individualmente cada aluno finalista, no que foi acompanhado por uma ruidosa salva de palmas, enquanto a professora Alba Pérez Matos entregou os diplomas, a imitar pergaminho quinhentista, em que se destacavam as armas de Portugal. Assim, 42 alunos dos 50 que iniciaram o curso, o qual contou com o apoio de meios audiovisuais, puderam participar numa cerimónia em que se destacava, em fundo, a bandeira verde-rubra que individualiza Portugal no concerto do orbe. A recepção que se lhe seguiu, ao som de música portuguesa, contou com vinhos nacionais e, também, com iguarias tradicionais lusas.

imagem e semelhança de Deus, temos que valorizar não apenas cada membro do nosso corpo, mas além disso temos que dar o seu lugar na sociedade aos deficientes, que são digno exemplo de superação e triunfo”. Entre os protagonistas que se juntaram à campanha sem fins lucrativos encontram-se Eduardo Rodríguez, Endrina Yepez, Arnaldo Albornoz, Alexandra e Karina Braun, e Eduardo Galán.

La Vida Bohème abre concerto A editora discográfica independente venezuelana ‘All of the Above’ anunciou, no passado fim-de-semana, que o grupo La Vida Bohème abrirá o concerto dos Artic Monkeys na Cidade do México, a 28 Março. Esta será a primeira paragem da digressão que levará, depois, o grupo britânico à Argentina, Chile e Brasil. O concerto realiza-se no Palácio dos Desportos, uns dias depois da estreia no Festival Iberoamericano de Cultura Musical Vive Latino 2012, a celebrar-se a 23, 24 e 25 de Março. Os caraquenhos também viajarão até Austin, Texas, para actuar no festival South by Southwest 2012. A editora não só deu a La Vida Bohème uma exposição mediática sem precedentes para uma banda de rock na Venezuela como também a levou a ultrapassar fronteiras.

Um número indeterminado de canções de Michael Jackson, foram roubadas da Internet por parte de piratas informáticos. A discográfica, que pagou 250 milhões de dólares pelos direitos do material musical do cantor, não confirmou quantos ou quais os temas que foram usurpados da sua página por parte dos “hackers”.

Rolling Stones em imagens Os Rolling Stones vão celebrar o 50º aniversário do grupo com um livro de fotografias inéditas, escolhidas pelos próprios membros da banda britânica. Sob o título “The Rolling Stones: 50”, a obra conta a história de cinco décadas fantásticas através de imagens e outros materiais que, até agora, ainda não tinham visto a luz do dia.

Los Adolescent’s já são adultos No meio da sua World Tour 2011-2012, a orquestra venezuelana Los Adolescent’s decidiu aterrar no seu país de origem para celebrar os primeiros 18 anos de êxitos. Esta digresso mundial já os levou a vários países da Europa, América, e espera-se que, no decurso deste ano, também por terras asiáticas onde já têm concertos confirmados. Todas as actuações estão sendo gravadas para o DVD Mundial que o grupo lançará no final deste ano.


16 cultura

pensa verde Pequenos conselhos para salvar o planeta

09 a 15de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

‘Cantinhos da Madeira’ celebrou 3º aniversário

• Televisores, aparelhos de DVD, carregadores de telefones móveis e electrodomésticos de cozinha, se ligados mas sem estarem a ser usados, consomem um terço do que fariam se estivessem a funcionar. • Os televisores de hoje, combinados com outros equipamentos como o DVD e o VCR, representam 10% do consumo anual de energia no lar. • Utilize lâmpadas fluorescentes (ou de baixo consumo). Estas emitem quatro vezes mais luz que as lâmpadas incandescentes. • Semeie árvores e promova zonas verdes que ajudem a oxigenar as cidades e a absorver o CO2 produzido pelo sector industrial e o transporte. • Produza menos lixo: recicle, reutilize e repare. Acções deste tipo reduzem o consumo e, com isso, a geração de Gases de Efeito Estufa através da produção industrial. • Partilhe as subscrições de jornais e revistas com os seus amigos e familiares. Depois de lê-los, utilize-os para limpar vidros e espelhos ou leve-os para centros de reciclagem. • Quando vai às compras ao supermercado, leve as suas próprias bolsas de tecido e prefira as verduras e frutas sem embalagens de plástico, vidro e papel.

por:Silvia C Di Frisco

O Artista

Sergio Ferreira Soares

O sector energético concentra 24,6% das emissões de Gases de Efeito Estufa a nível mundial, seguido da alteração do uso da terra, os transportes, a agricultura, a indústria, entre outros. No entanto, reduzir o consumo de energia depende muito das acções individuais que cada um empreende para enfrentar o problema. De seguida, damos algumas dicas de como pode contribuir com o seu grãozinho de areia para a redução deste problema ecológico.

Recomendações de Cinema

O grupo folclórico já actuou cerca de 260 vezes Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Fundado a 2 de Março de 2009, e com mais de 260 actuações, o grupo folclórico de Los Altos Mirandinos, ‘Cantinhos da Madeira’, chegou ao seu terceiro aniversário entre alegrias e orgulhos. A celebração do aniversário teve lugar no Club Pan de Azúcar, situado na urbanização com o mesmo nome, no passado dia 3 de Março. O evento contou com a parti-

cipação dos membros do grupo, que tiveram oportunidade de partilhar com cerca de 130 convidados, numa festa organizada pela junta directiva e animada pelo grupo de samba Caipirinha. Gabriel Ferreira, director geral do grupo, aproveitou a oportunidade para pedir ajuda publicamente à comunidade lusitana que vive no país, incentivando à colaboração com este grupo que surgiu como um projecto para resgatar as tradições e costumes. Actualmente, precisam de fundos para financiar um veículo que lhes permita deslocar-se para as suas actuações, e pedem a colaboração para a aquisição de 33 fatos tradicionais do conti-

Carlos Kanto tem novos projectos Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

O artista de origem brasileira, Carlos Kanto, evolui na sua carreira musical e reinventa-se, uma vez mais, para satisfazer o seu público e a comunidade lusitana, que tanto o tem apoiado. Uma oitava produção discográfica completamente em português em vias de ser lançada, e a recente estreia do seu programa de rádio, ‘Portugal Sin Fronteras’, compõem a carteira de projectos com os quais Kanto se mantém na vanguarda musical. No próximo sábado, 24 de Março, o Centro Marítimo de Venezuela, situado em Turumo, apresenta Carlos Kanto que, na companhia da sua orquestra

completa, oferecerá um primeiro aperitivo com os temas a incluir na sua próxima produção discográfica, que se espera que seja colocada à venda a meados do mês de Abril. Este novo disco contempla 12 peças, entre temas

nente, para assim poderem participar em mais actividades. “Sentimo-nos muito contentes por termos chegado ao terceiro ano. Devo recordar que, no princípio, foi muito difícil, e em várias oportunidades trabalhámos com as unhas”, disse Ferreira, que agradeceu a ajuda dada por José Aurélio Antunes, do Correio da Venezuela. “Apelo à comunidade portuguesa que se mantenha unida. A proposta é que tratemos de nos organizar e sermos mais participativos nas diferentes actividades” foi a mensagem do responsável desta associação cultural, que deseja incentivar a união da grande família portuguesa que faz vida nesta zona de Miranda.

inéditos e algumas versões de música brasileira, com as quais Kanto planeia continuar a projectar a sua carreira musical. Este evento contará com a companhia de Carla e Andrea, apadrinhadas por Kanto, e o cantautor José Silva. Para além disso, foi preparado para esse dia um tributo a Roberto Carlos. O evento, aberto a todos os membros da comunidade, está marcado para as 8:30 da noite. As entradas custam 150 bs. para os associados do clube e 200 bs. para o público em geral. No passado domingo, 4 de Março, Carlos Kanto iniciou ‘Portugal Sin Fronteras’, um espaço radiofónico transmitido pela emissora de Los Altos Miandinos La Cima 96.7 FM, aos domingos, no horário compreendido entre as 12:30pm e as 3:30pm. Kanto está encarregado não apenas da produção do programa como também de acompanhar os ouvintes num momento ameno, com a intenção de fazer chegar ao público o melhor da música portuguesa.

Corre o ano de 1927 e George Valentin é um actor famoso do cinema mudo, com produtores de Hollywood e fãs rendidos aos seus pés. Sem ter com que se preocupar, conhece Peppy Miller, uma jovem bailarina com uma carreira em ascensão. O produtor Al Zimmer adverte-o que o cinema sonoro está para chegar e que há que adaptar-se, mas o veterano actor recusa-se a mudar. A pouco e pouco, a sua carreira aproxima-se do abismo, e a sua vida desmorona-se até chegar ao divórcio, enquanto o seu interesse por Peppy se torna mais profundo. Esta é a sinopse de ‘O Artista’, um filme francês que honra o cinema de época, criado e dirigido por Michel Hazanavicius. Protagonizada por Jean Dujardin, Bérénice Bejo, John Goodman, James Cromwell e Malcolm McDowell, ‘O Artista’ destaca-se mais por ter arriscado, com êxito, trabalhar num tipo de cinema esquecido, do que pela sua história, pouco original. Praticamente para onde se olhe, não tem falhas artísticas. A música, o vestuário, o casting completo, os gestos, o humor e a cinematografia foram bem conseguidos, pelo que o filme soube conquistar o coração da crítica e do público. Para além de outros importantes reconhecimentos, este filme conseguiu levar para casa cinco estatuetas na última edição dos Óscares, incluindo a de melhor filme do ano. Sem dúvida, ‘O Artista’ é um tributo europeu aos anos dourados do cinema americano, que demonstra que não é preciso muita destruição, nem efeitos, nem celebridades para Hollywood continuar a ser Hollywood.


9 a 15 de Marรงo de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

publicidade 17


18 OPINIÃO

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Finança pessoais instantâneas

Como adquirir um seguro de vida

Isabel Idárraga isabel.idarraga@gmail.com Twitter: @isabelidarraga

Gaby, dona de uma importante agência de modelagem, vê um grande amiga chegada ao seu escritório, a Andreína, directora de uma agência de publicidade. Saúda-a e diz-lhe: “Dá.me 10 minutos. Estou fazendo uma transferência para pagar o meu seguro de vida”. Quando termina, oferece um café e Andreína comenta que gostaria que ela lhe explicasse qual é o papel de um seguro de vida no planeamento financeiro de um casal que tem um filho de um ano, como é o seu caso. O seguro de vida é uma ferramenta de planeamento financeiro que pode servir de protecção se chegar a estar em falta quando os teus filhos ainda são atingiram a maioridade. Nesse caso, pode funcionar como uma herança que permite cobrir os

custos de impostos sucessórios, garantir a educação das filhos, cumprir com compromissos bancários, como hipotecas ou empréstimos do carro. Enfim, é um amparo económico para que os teus tenham qualidade de vida e segurança financeira, tal como a sonhaste. A apólice de um seguro de vida, além de protecção, oferece a possibilidade de poupar para cobrir os gastos decorrentes da terceira idade de forma que não sejas um peso para os teus filhos que estão começando a vida ou têm a responsabilidade de atender às necessidades da sua própria família. Um seguro de vida protege o teu melhor activo, tu, que talvez és a maior fonte de receitas para o teu grupo familiar, o qual teria graves problemas financeiros face ao teu eventual desaparecimento. Para calcular a quantia ideal a pagar por um seguro de vida é conveniente determinar o valor dos teus activos, dos teus passivos e o montante de receitas mensais. Com esta informação podes estimar a necessidade efectiva da tua família para cobrir os custos de impostos sucessórios em caso de que faltes e as receitas regulares que deverá assumir o teu cônjuge para providenciar aos teus filhos a alimentação, casa, educação, roupa, atenção médica, da mesma forma em que agora acontece com o teu contributo. Outro aspecto a considerar na aquisição de um seguro de vida é contar com um assessor financeiro responsável que

esclarecer todas as dúvidas que tenhas e te oriente na tomada de uma decisão. Também é importante seleccionar um produto de uma empresa amplamente reconhecida. E, uma vez efectuada a operação, informa uma pessoa da tua confiança quanto à localização do documento da apólice e dos dados de contacto, para o caso de vir a ser necessário efectuar o resgate do seguro que a mesma oferece. Andreína pediu a Gaby para a pôr em contacto com o seu assessor financeiro

pois ela e o seu esposo querem assegurar que o seu pequeno filho, Carlitos, conte com os recursos financeiros que lhe permitam levar uma vida digna até ao momento em que seja adulto e tenha a formação suficiente para iniciar uma carreira profissional tal como sonharam os seus pais, inclusivamente antes do seu nascimento. Gaby sente um alívio enorme por ter oferecido à amiga uma informação muito importante para o futuro do seu bebé.

Cartas dos Leitores As tradições do nosso país Estimados leitores do Correio da Venezuela, saudações cordiais. Através desta carta, quero dirigir-me a vocês para chegar às vossas consciências, a propósito de um tema que sempre me causou inquietação: As tradições do nosso país. Manifestações culturais como os carnavais, que recentemente vivemos, não deveriam perder-se no tempo. Já são muitos os locais da Venezuela em que este tipo de festas não se celebra. As coloridas carroças, as alegres comparsas e as belas rainhas do Carnaval desapareceram por múltiplas razões, como a falta de dinheiro, a preguiça e a insegurança. Adicionalmente quero aproveitar para agradecer aos dirigentes dos clubes lusos que abriram os seus espaços para celebrar esta tradição. No entanto, quero chamar a atenção de todos para que não permitamos que este tesouro cultural se perca e que seja esquecido. Depende de nós manter viva a história do nosso país. Maria de Viveiros

Um aplauso para o corpo consular

Olhar para o nacional!

Não se esqueçam de Maracaibo

Por meio desta carta, quero felicitar a todos aqueles que têm tornado possível as diferentes jornadas consulares realizadas ultimamente no seio da nossa comunidade. Desde os dois cônsules gerais de Portugal radicados no nosso país a por todas aquelas pessoas que abriram as suas portas, facilitando esta actividade em cada uma das localidades, devem ser valorizados e admirados por todos nós. É importantíssimo que estes projectos continuem a ser realizados, com a intenção de aproximar o consulado às localidades mais isoladas das grandes cidades. Obrigado a todos os estão à frente desta grande iniciativa. Só espero que este costume não se perca.

Que esta carta sirva, antes de tudo, para saudar todos os meus compatriotas que decidiram fazer a sua vida neste belo país que é a Venezuela. Esta saudação também está relacionada com o artigo publicado no Correio, na semana passada, sobre a empresa EPSI Granitos Bolívar, estabelecida mediante o convénio entre os governos de Portugal e da Venezuela. Tive a oportunidade de ver os trabalhos finais desta indústria e devo dizer que são produtos de qualidade, que valem a pena. É por esta razão que quero convidar-vos a considerar a possibilidade de adquirir produtos com acabamentos de primeira, feitos no nosso país, com material nacional e transformado por pessoal com instrução profissional lusitana. Temos de olhar para o nacional!

Amigos lusos. Quero mandar-vos um grande abraço desde a amada terra do sol em nome da comunidade lusitana que cá vive. Mas estas linhas servem para chamar a atenção das autoridades lusas e recordar que aqui há um povo que vibra o sentir venezuelano e lusitano. Sabemos que recentemente recebemos uma visita oficial que muito nos agradou e por isso pedimos-lhes que este acto seja repetido constantemente por todos vós, dado que necessitamos do vosso apoio para nos organizarmos e demonstrar a todo o Estado de Zulia a relevância dos portugueses na zona. As nossas tradições são irrenunciáveis e o nosso orgulho ‘maracaibero’ também leva o verde e o vermelho de Portugal. A virgem de Fátima e a ‘chinita’ sempre nos acompanham, pelo que estamos confiantes de que seguiremos em frente face a qualquer adversidade. Viva Portugal e viva Maracaibo!

María de Freitas

Andrés da Silva

Fernando Dos Santos Fonseca


09 a 15 de Marรงo de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

publicidade 19


20 desporto

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

FC Porto coloca Sp. Braga nas contas do título Os minhotos “encostaram-se” ao Benfica no segundo lugar do campeonato (49 pontos cada) Correio / lusa

A 21.ª ronda da Liga portuguesa de futebol confirmou o Sporting de Braga nas contas do título (é segundo, com o Benfica) e registou a primeira derrota do Sporting da ‘’era’’ Sá Pinto. Os minhotos, que venceram, domingo, 4, no reduto do Nacional da Madeira (3-1), “encostaram-se” ao Benfica no segundo lugar do campeonato (49 pontos), entrando nas contas do “título”, em definitivo, a nove jornadas do fim da prova. A três pontos do líder, o FC

Porto (52), o Sporting de Braga tem a aritmética a “pressionar” no sentido do título, tanto mais que a sua “auto dependência” para esse objectivo passa pela visita à Luz (25.ª jornada) e pela recepção aos “dragões” (26.ª), seus adversários directos nesse capítulo. Em sentido contrário está o Sporting, praticamente arredado desse “combate” e por ter sofrido primeira derrota da “era” Sá Pinto. Os “leões” baquearam com um golo solitário do Vitória de Setúbal, equipa que ocupava o

Programa da 22.ª jornada Sexta-feira, 9 Marítimo – Feirense Sábado, 10 FC Porto – Académica Sp. Braga – U. Leiria Domingo, 11 Olhanense - Nacional Rio Ave – V. Setúbal Beira-Mar - Gil Vicente P. Ferreira – Benfica Sporting – V. Guimarães Sp. Braga – V. Guimarães

antepenúltimo posto, mas que assim subiu ao 11.º lugar, provisoriamente.

Moreirense chega à vice liderança

O FC Porto arrancou mais uma vitória no reduto do Benfica

O Sporting manteve os mesmos 38 pontos com que partiu para esta ronda, e só não foi ultrapassado porque o Marítimo (com a mesma pontuação), foi derrotado por 1-0 no terreno do Vitória de Guimarães. A 21.ª jornada iniciou-se na sexta-feira anterior, com a vitória do FC Porto no reduto do Benfica (3-2), que permitiu aos ‘dragões’ isolaram-se no comando do campeonato. O terceiro golo dos ‘dragões’, por Maicon, foi marcado em fora-de-jogo.

FOTO: CORTESIA DN

Mas o árbito também, perdoou uma grande penalidade ao Benfica, devido a uma falta não assinalada sobre Hulk. Os “encarnados”, por sua vez, perderam oito pontos em três jornadas consecutivas, depois de terem conquistado uma vantagem de cinco pontos sobre os “dragões”. Na segunda-feira, no fecho da jornada, Olhanense venceu a União de Leiria por 3-1, em jogo disputado no Estádio Municipal da Marinha Grande.

Benfica supera crise vencendo o Zenit

Correio / lusa

O Moreirense recebeu e bateu a Oliveirense, por 1-0, e ascendeu ao segundo lugar da Liga de Honra de futebol, aproveitando os empates de Desportivo das Aves e Naval 1.º de Maio, registados nos jogos disputados no domingo, 4 de Março. Nesta 21.ª jornada, um golo solitário de Cícero, aos 86 minutos, bastou ao conjunto de Moreira de Cónegos para somar 35 pontos, mais um que a equipa de Vila das Aves e mais dois que o clube da Figueira da Foz, seguindo o Estoril-Praia, líder isolado, com 10 de vantagem, apesar de também ter empatado. Em Arouca, o Desportivo das Aves ganhou vantagem de dois golos, graças a Nelson Pedroso (29) e Vasco Matos (38), mas deixou-se empatar. Joeano, de grande penalidade duvidosa, aos 82, e com um cabeceamento bem sucedido, aos 86, estabeleceu o 2-2 final.

Correio/lusa Moreirense recebeu e bateu a Oliveirense por 1-0 Programa da 22.ª jornada Sábado, 10 U. Madeira – Belenenses D. Aves – Estoril-Praia Domingo, 11 Trofense – Moreirense Atlético – Leixões Oliveirense – Santa Clara Penafiel – Arouca Freamunde – Naval 1.º Maio Portimonense – Sp. Covilhã

Igual resultado obteve, quinta-feira, a Naval 1.º de Maio na

FOTO: CORTESIA DN

recepção ao Atlético (sexto classificado), enquanto o Estoril-Praia empatou a um golo na recepção de sábado ao Penafiel (sétimo). “Afundado” na 16.ª e última posição segue o Portimonense após sofrer a sua 13.ª derrota, em visita ao Leixões (1-0), com um golo da autoria de Diego Mourão, aos 75 minutos, já depois de a equipa algarvia ter ficado reduzida a 10 elementos por expulsão de Hammes, por acumulação de amarelos.

O Benfica qualificou-se para os quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, ao vencer o Zenit, por 2-0, em jogo da segunda mão dos oitavos de final, disputado no Estádio da Luz, em Lisboa. Depois da derrota por 3-2 na primeira mão, em São Petersburgo, na Rússia, os golos de Maxi Pereira (45+1 minutos) e Nelson Oliveira (90+3) valeram ao Benfica a sua terceira presença nos quartos de final da Liga dos Campeões,

fase que não atingia desde 2006, e puseram fim a uma série de quatro jogos sem vitórias (a última derrota aconteceu contra o FC Porto, na Luz). Os jogos da primeira mão dos quartos de final estão agendados para 27 e 28 de março e os da segunda para 3 e 4 de Abril, realizando-se o sorteio a 16 de março. O AC Milan e o Benfica, dois primeiros qualificados para os quartos de final, ficam agora à espera do adversário na próxima ronda, que sairá do sorteio de 16 de março, em Nyon.


09 a 15 de Marรงo de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

publicidade 21


22 DESPORTO

BREVES Rujano segundo em Langkawi O ciclista profissional venezuelano José Rujano sagrouse subcampeão, no passado domingo, 4 de Março, no Tour de Langkawi, na Malásia, a melhor corrida da Ásia. Rujano classificou-se no segundo posto a 30 segundos do vencedor da classificação geral, o colombiano José Serpa, da equipa Androni Giocattoli, que obteve assim o seu segundo título, depois de ganhar em 2009.

Bellorín conquista Isla del Encanto O surfista venezuelano Francisco “Lolo” Bellorín conquistou o primeiro lugar da XXI edição do Corona Extra Pro Surfing Circuit, que se realizou no passado fim-desemana na cidade de Rincón, Porto Rico. O crioulo superou Brian Toth, numa prova que contou com grande concorrência e a participação de mais de 60 surfistas.

891 atletas no campeonato de Karaté Do 891 atletas de todo o território nacional participaram no Campeonato Nacional Juvenil de Karaté Do, que se levou a cabo no Ginásio da Academia Militar da Venezuela, entre 2 e 4 de Março. A competição compreendeu a categoria de 12 a 18 anos de idade, e contou com a participação de 74 karatecas do Distrito Capital.

Johan Pérez revelação do Ano da AMB A Associação Mundial de Boxe celebrou a 19ª Gala Anual de Prémios com a participação de quase 40 campeões e ex-campeões, e que desfrutaram da reunião realizada a 29 de Fevereiro, no Hotel Intercontinental no Panamá. O panamense Celestino Caballero foi o vencedor do regresso do ano, enquanto que o venezuelano Johan Pérez ficou com o prémio da Revelação do Ano.

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO Da VENEZUELA

Real Esppor perde no duelo ‘capitalino’ Oitava jornada do Torneio Clausura 2012 terminou com o resultado de 1 a 0 a favor do Caracas FC O próximo encontro do Esppor terá lugar em Guanare, a 11 de Março

Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

No passado dia 3 de Março, o Estádio Olímpico Nacional Brígido Iriarte, situado em El Paraíso, Caracas, serviu de cenário para o encontro que reuniu, uma vez mais, as equipas da capital, o Caracas Futebol Club e o Real Esppor Club. Este jogo, correspondente à oitava jornada do Torneio Clausura 2012, terminou com o resultado de 1 a 0 a favor dos Rojos del Ávila, que somaram a sua terceira vitória consecutiva e igualaram, no topo da tabela de classificações, o Club Deportivo Táchira.

À uma da tarde, abriram-se as portas do recinto para receber os adeptos, cerca de 8 mil espectadores, que aguardavam ansiosamente o apito inicial, marcado para as 3 da tarde. Ambas as equipas entraram com disposição para o complicado terreno de jogo, tratando de adaptar-se às dificuldades que este campo representa para o futebol nacional. A contenda foi marcada, desde o início, por um jogo aéreo, rápido e muito prático, para chegar, com a menor quantidade de passes, à baliza contrária. Uma estratégia que pareceu ser a correcta, pois foram várias as possibilidades de golo.

Depois de uma tentativa falhada, fruto de um remate de Jesus Meza, que terminou nas mãos de Javier Toyo, o Real Esppor Club cedeu perante El Rojo ao minuto 39, quando chegou ao único golo do encontro, assinado por António ‘Amaral’ da Silva, que cobrou um livre. Após o intervalo, Los Merengues dominaram a bola em busca do empate, cuja oportunidade mais clara ocorreu ao minuto 64, depois de uma projecção vinda da esquerda, de José Luís Granado, com centro para Yeferson Velasco, que, depois de uma recuperação, abriu portas a uma grande intervenção de González, que acabou por ser

FOTO: Silvia Di Frisco

uma das figuras mais destacadas do jogo. O Real Esppor continuou a atacar, apesar da inferioridade numérica, mas sem conseguir a igualdade. Deste modo, o limite de jogos sem derrota do clube branco foi de cinco. Na série particular ante o Caracas FC, esta torna-se na sexta derrota do Esppor em igual número de jogos, para além de ser a terceira em que não conseguem marcar um golo. O próximo encontro na agenda da equipa de Charles López terá lugar em Guanare, perante os locais, os Llaneros, a 11 de Março, na 9.ª jornada da Temporada de Clausura do Futebol Nacional.

Filial do FC Porto celebrou vitória no clássico em Caracas Os simpatizantes da equipa contactaram, em directo, o ‘Porto Canal’, no dia do jogo com o Benfica no Estádio da Luz Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

A filial número 43 do Futebol Clube do Porto celebrou, no passado dia 2, a vitória azul e branca no Estádio da Luz com um encontro de casa cheia. A Casa do Porto de Caracas, com mais de 70 sócios e simpatizantes, assistiu à transmissão em directo do jogo através da estação televisiva ‘Porto Canal’. Depois da degustação de um menu que incluiu bacalhau à portuguesa, cabrito assado e tripas à moda do Porto, os participantes celebraram a vitória perante o seu maior rival, e brindaram novamente

ao reconhecimento Dragão de Ouro 2011. Ao longo da festa, a estação televisiva contactou, em três ocasiões diferentes, com o presidente da filial, Sílvio Mor-

eira dos Santos, que no final do encontro, declamou um poema escrito em 2004: “Bendito sejas FC Porto, por fazer de Portugal um pequeno país invejado pelo

mundo inteiro. Porque és um poema que nos põe brilho nos olhos e música no coração, por hoje seres o nome mais colorido e celebrado no mundo inteiro. Obrigado pelas alegrias que nos destes e por todas aquelas que virão. Futebol Clube do Porto, orgulho e glória de Portugal”, leu, ao vivo desde Caracas. O dirigente destacou, uma vez mais, que os feitos da filial não pertencem apenas aos portistas, sócios e simpatizantes da equipa, mas também a toda a comunidade portuguesa radicada na Venezuela, pois a transmissão foi vista em todo o Portugal e os venezuelanos elevaram o nome do seu país e da comunidade.


desporto 23

09 a 15 de Março de 2012 // CORREIO DA VENEZUELA

Madeirense perde na visita à UCV A ‘maquinaria vermelha de Carrizal’ não pôde como o seu velho rival em mais uma edição deste clássico da capital Antonio Carlos Da Silva magneticaudiovisuales@gmail.com

O Deportivo Madeirense FS perdeu uma grande oportunidade de estrear-se a somar três pontos na Liga Nacional de Futsal, edição 2012, ao ser derrotado durante a visita ao bonito cenário de La Cachucha, da UCV. Na estreia como técnico de Miguel Díaz, que toma o lugar que desde há três temporadas pertencia ao ex-guarda-redes Vinotinto Gustavo Bastidas, o Madeirense não só dificultou a vida ao favorito para vencer o Grupo Capital no seu próprio reduto, como se manteve no topo do marcador durante 39 dos 40 minutos de duração do jogo. A um golo universitário que chegou cedo, Dublan Cáseres respondeu com um tiro de meio

campo para empatar o jogo. Graças a um ‘despiste’ de Jhonatán ‘Gato’ Mendoza, Jackson Cabrera conseguia dar a volta ao marcador. Efectivamente, o antigo guarda-redes da Vinotinto perdeu uma bola fácil, chutada de canto, sobre a linha de golo, e Cabrera aproveitou para metê-la nas redes. No recomeço do jogo, ‘Alexito’ Becerra voltava a facturar para os ucevistas, mas o golo foi replicado de imediato por Gianni Hernández, que finalizou uma bonita jogada colectiva do Madeirense. Parecia que a vitória não escaparia aos ‘abasteros’, mas a equipa desmoronou-se fisicamente sobre o final do jogo, o que foi aproveitado pelos jogadores de Iván de La Vega para dar um ‘golpe de estado’ na história do encontro. A figura foi, sem dúvida, ‘Alexito’ Becerra, que anotou o terceiro golo da

Correio/Lusa

Deportivo Madeirense não conseguiu derrotar a equipa da UCV

sua conta e da equipa, após uma jogada fantástica. O ex-jogador do Caracas recebeu a bola de costas para a baliza e desnorteou o guarda-redes Madeirense com um ‘chapéu’. No minuto final, de novo ‘Alexito’ foi providencial num

Marítimo de Margarita arranca com um empate no clássico Antonio Carlos Da Silva magneticaudiovisuales@gmail.com

O Sport Club Marítimo de Margarita empatou a cinco golos com o seu acérrimo rival do Asinair Fútbol Club, num encontro que começa a ser conhecido como ‘clássico insular’, na primeira jornada da Liga Nacional Abertura de Futebol de Salão. O campo do ‘campus’ Guatamare da Universidade do Oriente, núcleo Nueva Esparta (Udone), espaço onde a equipa luso-margaritenha efectuará, esta temporada, os seus jogos como local, esteve concorrido para este jogo. José ‘Diablito’ Espinoza demonstrou que deseja continuar a ser o goleador verde-rubro e abriu a conta para os locais com um golo aos seis minutos.

Ataque maritimista morre às mãos de Ramos

Mas Meza cumpriu com a “lei do ex” e castigou a rede mar-

Carta aberta da Asofebles à comunidade

itimista com o empate aos onze minutos.

passe certeiro para o recém- entrado ‘Conejito’ Moreno, que não desperdiçou a oportunidade de deixar os três valiosos pontos em casa. O Madeirense volta a jogar sábado próximo, no campo dos Cocodrilos, na Cota 905, com o Deportivo Orisha.

Dianas de Carlos Gutiérrez e Antonio Muñoz, aos 14 e 17 minutos, respectivamente, enviaram um Marítimo triunfante para os balneários, mas na segunda parte, Gregori González e novamente Meza conseguiram a igualdade para o Asinair FC, com golos aos minutos 25 e 28. O duelo de goleadores continuou na segunda metade: ‘Diablito’ Espinoza voltou a marcar e colocou o marcador nos 4-3 ao minuto 34, mas quatro minutos mais tarde, Meza conseguiu o seu “hat trick” para repor a igualdade a 4-4, ao minuto 38. José ‘Cheíto’ Martínez, de quem se disse, a meio da semana, que não viria a Margarita para aceitar uma oferta da UCV, estreou-se em grande como verde-rubro: Anotando o golo que punha o resultado em 5-4. Mas um par de segundos depois, a resposta veio pelo guarda-redes goleador Carlos ‘Mono’ Ramos, que concretizou quando faltavam dois minutos para o final do jogo. Para Alí González, estratega do SC Marítimo, “foi um resultado positivo porque o Asinair FC é um dos clubes mais complicados do grupo oriental”.

Este 10 de Março, cumprese um ano desde o momento em que Pedro Febles entrou num estado de coma do qual nunca mais regressou. Este facto gerou inúmeros contratempos, quer de índole financeiro como emocional, que nos conduziram à criação e Associação Civil Pedro Febles (ASOFEBLES). Depois do desaparecimento físico de Pedro, resta-nos fazer várias reflexões, em jeito de balanço, que queremos partilhar com a opinião pública. Acima de todas as conclusões, um imenso sentimento de agradecimento embarga-nos face a todas aquelas pessoas e instituições que nos apoiaram. Bem seja de maneira pública ou anónima. Mais ainda nos reconfortou e impulsionou o imenso sentimento de solidariedade de milhares de pessoas, que com o seu alento e apoio nos fizeram sentir fortes nos nossos momentos de fraqueza e que com a sua poderosa energia positiva nos injectaram o ânimo para continuar com esta luta. Se o Pedro se manteve agarrado à vida durante tantos meses, foi por essa inegável demonstração de carinho que recebeu de todos vocês. Os membros fundadores da ASOFEBLES consideram que as nossas metas e objectivos foram cumpridos na íntegra. Mas também sentimos que a ASOFEBLES deve continuar com o seu trabalho altruísta e social, pois são incontáveis os casos de outros atletas em situação de desgraça ou instituições que necessitam de um apoio incondicional. Neste sentido, acreditamos que para continuar é preciso RENOVAÇÃO. Mais além de um cansaço físico, existe uma urgente necessidade de criar novas metas e refrescar ideias para que o legado de Pedro perdure. Para nos reinventarmos e poder continuar, fazemos um apelo a todas aquelas pessoas, próxima ao Pedro, ou não, que considerem possuir o tempo, capacidade e experiência para se incorporarem na nossa Associação. Para mais informação, escrevam para endereço de correio electrónico: himajuad@ hotmail.com.


O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas, 09 a 15 de Março de 2012

www.correiodevenezuela.com

Facebook: El Correio / Correio de Venezuela

Encontro com... VICTOR X

“Eu sou a minha própria competição” “Há mais de 17 anos que trabalho com a comunidade portuguesa e tenho muita admiração, inspiraram-me”. SILVIA DI FRISCO sdifrisco@correiodevenezuela.com

Comprometido com o seu trabalho e agradecido a todos quantos o apoiam. É assim Victor Moreno, que nasceu em Caracas mas que foi criado no estado Sucre, onde descobriu a magia do cinema, um meio que compara com a Internet da época. Actualmente desenvolve a sua carreira na rádio e na televisão, para além de ser produtor executivo, director criativo, representante de marcas, animador de eventos e manager. Porquê que o chamam Victor X? Era assim que me chamavam quando trabalhava na emissora 89X. Como é a vida laboral de Victor X? Ter tantos projectos ao mesmo tempo é muito intenso, às vezes tenho de viajar de quatro em quatro dias. Quando estou em Los Angeles, ligo-me às duas e meia da manhã (seis da manhã na Venezuela) para transmitir o programa de rádio ao vivo. No dia seguinte, preparo as orientações para a televisão e assisto à projecção do filme para fazer as entrevistas depois. A isso há que somar os compromissos com os clientes, os amigos e a família. Graças a Deus conto com uma grande equipa de produção que me ajuda. Los Angeles ou Caracas? Caracas é a minha cidade. É a cidade onde estão os meus amigos, que gostaria de ver desenvolvida, e em cuja mudança quero participar. Los Angeles é a cidade que me adoptou. Desde a primeira vez que fui lá que me encantou. As pessoas lá são especiais, tratam-nos muito bem.

Das entrevistas que fez, quais são as que mais recorda? Definitivamente a de Anthony Hopkins. Os jornalistas diziam que era muito difícil entrevistá-lo, mas a mim tratou-me muito bem, gostou das minhas perguntas. Também gostei de entrevistar Denzel Washington, mostrou-se interessado na situação política da Venezuela e tivemos uma conversa muito agradável. A quem gostaria de entrevistar? Adorava partilhar com cineastas como Al Pacino, Steven Spielberg, James Cameron e George Lucas. Nunca tive a oportunidade de entrevistar Edgar Ramírez em Los Ángeles, gostaria de fazê-lo em breve, porque sinto que vai vingar muito rapidamente em Hollywood. O que deve ter um bom filme? Um bom filme deve ter uma grande história. Não tenho inclinação pelo género, o que me interessa é que me conquiste, e para consegui-lo tem de ter um bom guião, isso é vital. Qual o seu filme favorito? Sempre que penso nisso, escolho ‘A Vida é bela’, de Roberto Benigni, mas é difícil escolher apenas um filme. Muitos são jóias cinematográficas importantes. O que o faz feliz e o que o chateia? Faz-me feliz trabalhar no que quero e apoiar a minha família. Irrita-me a irresponsabilidade, as pessoas que não aceitam os seus erros, a inveja das pessoas que vivem do que os outros fazem. Eu não compito com ninguém, concentrome em mim, eu sou a minha própria competição.

Quando ouve a palavra ‘Portugal’, em que pensa? Em todos os meus amigos portugueses. Há mais de 17 anos que trabalho com a comunidade portuguesa e tenho muita admiração, inspiraram-me. Digo sempre que sou um negro que trabalha como um português, porque gosto da forma como dão ‘pica’ à vida. Para além disso, tenho uma grande relação com os meus clientes portugueses, puseram os seus negócios nas minhas mãos, são os meus ‘super aliados’, os meus amigos. Que mais aprendeu dos portugueses? Tem alguma história? Ensinaram-me a desenvolver um negócio dando prazer ao cliente. O seu apoio foi sempre incondicional e constante, tenho muito carinho por eles. Histórias, tenho milhares. Quando animei eventos no Centro Português e no Centro Marítimo de Venezuela, tratei de falar em português e eles morrem de rir a ouvir-me. Para além disso, fui pretendente de jovens portuguesas, que são preciosas, adoro as jovens portuguesas. O que diria aos leitores do CORREIO? Amo as pessoas que vêm de Portugal, têm sido muito importantes para o desenvolvimento da minha carreira, estiveram sempre aí e estou muito agradecido por isso. Para além disso ajudaram-nos a construir este país, sentem-se parte do mesmo e surpreende-me que não se queiram ir embora. A minha família e eu estamos muito agradecidos por tudo o que trabalharam e pela forma como nos inspiraram.

Twitter: @correiodvzla

Correio da Venezuela 445  

Edición 445

Correio da Venezuela 445  

Edición 445

Advertisement