Page 1

O jornal de comunidade luso-venezuelana • Caracas, 15 a 21 de Setembro de 2011 • publicação Semanal Nº 424

www.correiodevenezuela.com

Rif.: J-31443138-2

prémio Talento da Comunicação Social 2009 Facebook: Correio de Venezuela • Twitter: @correiodvzla • website: www.correiodevenezuela.com

Nove empresas lusas deslocam-se a Caracas à procura de negócios

As empresas integram uma missão promovida pela Associação Empresarial de Portugal, que vai estar na Venezuela, entre 22 e 23 de Setembro, com a finalidade de encontrar novas oportunidades de negócio e investimento. p.03

Ano 11 • Depósito Legal: 199901DF222 • bsF. 3,00

Jogos Feceporven reúnem 2.300 atletas

Consulado em Valência lança boletim trimestral p.05 Prisão preventiva para delinquentes em Miranda e Mérida Agentes do Cicpc esclareceram os casos do sequestro de Antonio Bastidas e do assassinato de Frederico Carlos Pereira Da Mata. Os alegados autores destes crimes vão aguardar julgamento privados da liberdade. p.07

José Cesário reconhece que Lisboa esqueceu emigrantes p.11 pub

É um das maiores participações de sempre. Mas podia ter sido ainda maior caso duas instituições não tivessem ficado de fora: O Centro Atlântico Madeira de Barquisimeto, Estado de Lara, e o Centro Social Luso Venezuelano de Acarigua, Estado de Portuguesa. p.04 BeLeza

DeSPORTO

Insegurança afecta actividade dos clubes

Vanessa Gonçalves brilhou até ao fim

Derek Gomes conquista 15th Surf for the Sea

Apesar dos esforços dos corpos policiais, durante as últimas semanas registou-se um aumento alarmante nos números da insegurança. p.06

Apesar de ter conseguido uma pontuação de 9.1 no desfile em fato de banho, Miss Venezuela não chegou ao quadro das 10 finalistas do Miss Universo 2011. p.17

Derek Gómes Carrión ficou em primeiro lugar do 15TH Annual Surf for the Sea, em Oceanside, Califórnia. A prova decorreu entre 10 e 11 de Setembro. p.30

eSPeCIaL


2 a semana

correio de venezuela • 15 A 21 de setembro de 2011

clasificação

editorial Insegurança e angústia A insegurança pública continua a ser uma questão recorrente na Venezuela. Infelizmente. Trata-se de uma matéria que continua com a mesma actualidade de há dez anos, quando nos primeiros anos da governação de Hugo Chávez, o mandatário prometeu que os então novos tempos da política bolivariana iriam devolver ao povo a segurança e a todos a instrução e formação das camadas mais populares onde se conhecia a origem desta tragédia. Infelizmente, na Venezuela, como em outros países afectados pela insegurança pública, a violência não tem uma base social definida e resulta de uma propagação de vícios e situações que se escondem por detrás de interesses inconfessáveis a que não estão alheios os grupos de diversas índoles que se constituem em lóbis ou que actuam protegidos por quem deveria velar pela ordem pública. A reacção de qualquer cidadão perante este cenário é culpar as instituições públicas e responsáveis pelos vários graus da governação sobre tudo o que continua a acontecer e vai continuar a acontecer, face à espiral de violência que atinge a Venezuela. Os números de mortos em cada ano configura um cenário de guerra civil e denota um desprezo pela condição humana que roça o inimaginável. E não nos queixamos apenas das vidas perdidas, também dos actos de violência gratuita que presenciamos em cada dia, da angústia dos familiares, do medo de circular e de viver em determinados sítios e ocasiões do dia. É a ameaça constante e o desconforto de lidar com uma situação que as estatísticas mostram que não é repelida, nem tão pouco circunscrita que se centra no nosso horizonte. Uma guerra sem quartel, com um poder judiciário impotente para travar a violência e um sistema policial que, de uma maneira geral, é impotente na circunscrição dos actos e da actividade criminal. Num rápido olhar pelos países que lideram o ranking dos homicídios, a Venezuela continua a ocupar lugares dianteiros, infelizmente. As notícias trazem-nos que alguns desses países que ancoravam no “top5” dessa triste lista estão a descer, casos da África do Sul e do Brasil, enquanto os rácios da Venezuela continuam a dar a expressão de um descontrolo indesmentível. Sabemos da atenção que as autoridades têm dado nos últimos tempos ao problema. Das boas intenções, sobretudo na recolha de armamento ilegal que está nas mãos dos criminosos. Mas é preciso fazer mais. Empenhar-se no combate ao crime é garantir um País mais seguro para todos, sobretudo para os nossos filhos. Expurgar as forças armadas e as polícias de elementos que estão comprometidos com as máfias do crime terá de ser o primeiro passo a dar. Tem de seguir-se por esse caminho, para moralizar a causa pública e impor respeito e uma atitude de completo descomprometimento com actuações menos claras na sociedade venezuelana. Não queremos que estas palavras sejam entendidas como uma análise exagerada. Queremos que elas sejam entendidas como uma reflexão e um alerta para aqueles que têm por missão decidir e actuar. Há um compromisso com a verdade que o povo venezuelano exige e que tem de ter resposta nas forças que estão investidas para governar. Contem com a ajuda de todos, com a nossa também, para que esta guerra seja ganha pelos bons e para pelos maus. Estes não podem continuar a ganhar, que é o mesmo que dizer, a matar sem dó nem piedade. Um rasto de sangue e uma angústia permanente são hoje a bandeira mais visível deste desiderato. E, nós, todos, os que vivem na Venezuela e amam, não querem que assim continue. Não. Queremos que este rasto de sangue se transforme num raio de esperança e que nos conduza a um futuro mais glorioso neste País.

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-31443138-2

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Editor Sergio Ferreira Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 45H-3. Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net

▲▲ MuIto BoM

▼▼ MuIto Mau

A vinda de uma nova missão empresarial lusa à Venezuela, à procura de novas oportunidades de negócio e de investimento. Esta iniciativa, promovida pela AEP com a colaboração da Embaixada de Portugal em Caracas, permitirá novas alianças entre empresas lusas e venezuelanas, representa mais um marco no estreitamento das relações de ambos países, que nos últimos anos registaram um aprofundamento sem precedentes, tanto ao nível económico, como diplomático e cultural. Mais uma prova de que os portugueses continuam a encarar a Venezuela como uma terra de grandes oportunidades.

Durante as últimas semanas, a nossa comunidade voltou a ser alvo do crime organizado, atemorizando famílias inteiras devido aos muitos casos de sequestros e extorsões. As autoridades estão a dar o melhor que podem para controlar a situação. No entanto, tornou-se evidente que estes esforços não são suficientes. Chegou a hora de os cidadãos colaborarem mais activamente e cumprirem um papel que muitos sentem relutância em assumir: denunciar todos os delitos para evitar a sua proliferação. As autoridades agradecem, pois assim poderão actuar com mais eficácia e rapidamente.

fotoflasH

De dois em dois anos, a comunidade luso-venezuelana junta-se para desfrutar dos Jogos Desportivos da Federação de Centros Portugueses da Venezuela (Feceporven). Outubro será o mês em que mais de 2.300 atletas vão estar no Estado de Aragua para dar o melhor de si e assim contribuir para uma sã competição desportiva, que será marcada pelo espírito da portugalidade neste país. A VIII Edição deste evento estará marcada pela ausência de dois clubes. Mas o regresso e a adesão de outros permitirão, certamente, que venha a ocorrer uma competição única e histórica, com um número de atletas jamais visto. Uma oportunidade de ouro para fortalecer os laços entre os portugueses de diferentes partes do país e uma ocasião perfeita para que surjam novos projectos desportivos no seio da comunidade.

Chefe de redacção Sergio Ferreira |Jornalistas Nathalie Mendonca, Andrea Guilarte, Carla Salcedo Leal, Silvia Di Frisco |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Sandra Rodriguez (Aragua), Ricardo Santos (Nueva Esparta) |Colaborações Raúl Caires (Madeira), Arelys Gonçalves, Jean Carlos de Abreu, Antonio Da Silva, Victoria Urdaneta, Fernando Urbina, Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge, Carlos Agostinho Perregil R. |Administração Sharlot Rodríguez |Publicidade e Marketing Carla Vieira, Deisy De Azevedo, Gloria Cadavid |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Paco Garrett, Silvia Di Frisco |Secretariado Anaís Salazar |Distribuição Enrique Figueroa |Impressão Editorial Melvin C. A, Calle el rio con Av. Las Palmas, Boleita Sur. |Tiragem 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


venezuela

15 A 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

brEVES COMUNIDADE Estrellas Lusitanas cantam temas espanhóis

O agrupamento musical Estrellas Lusitanas promovem uma "Tarde Espanhola" nas instalações do Centro Marítimo da Venezuela, no domingo, 25 de Setembro, a partir da 1h00 da tarde. Os assistentes poderão desfrutar de música, comidas e bailes típicos da Espanha.

Primeira Espetada em Guayana

A Academia da Espetada de Guayana levará a cabo a sua primeira tertúlia, na quarta-feira, 5 de Outubro, a partir das 7h00 da noite na área da piscina do Centro Português Venezuelano de Guayana. A entrada tem um custo de 180 Bs.

Vindimas no Centro Marítimo

O Centro Marítimo da Venezuela, através da Direcção de Cultura desta instituição, levará a cabo a Festa das Vindimas no sábado, 17 de Setembro, a partir das 6h00 da tarde. Os assistentes poderão desfrutar de comidas típicas, doces, da actuação de um grupo musical e algumas surpresas.

CP convidado aos Jogos Feceporven

Uma delegação do Centro Português, que está situado na urbanização de Macaracuay, em Caracas, participará nos Jogos da Federação de Centros Portugueses da Venezuela, FECEPORVEN 2011, na sequência de um convite formulado pela direcção desta associação. Os jogos terão lugar entre 14 e 17 de Outubro.

CNE

Presidenciais marcadas para 7 de Outubro de 2012 Para o próximo período constitucional 2013-2019 Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Tibisay Lucena, presidente do Conselho Nacional Eleitoral, anunciou, na terça-feira, 13, que as eleições presidenciais para o próximo período constitucional 2013-2019 serão realizadas a 7 de Outubro de 2012. Apesar de estar a padecer de cancro, o presidente Hugo Chávez será o candidato do oficialismo. E, caso venha a vencer o escrutínio, dará início ao seu terceiro mandato presidencial consecutivo. Entretanto, a oposição tem previsto levar a cabo as eleições primárias, em Fevereiro próximo, para definir uma proposta unitária capaz de enfrentar o actual primeiro mandatário. Em 2012, os venezuelanos irão às urnas para eleger o Presidente da República (2013-2019); além de 23 governadores; 233 deputados re-

Em 2012, os venezuelanos irão às urnas para eleger o Presidente da República

gionais; 335 alcaides; dois alcaides metropolitanos e 2.387 conselheiros para o período 2013-2016. Os porta-vozes do órgão eleitoral especificaram que foi decidido por unanimidade que todos os actos eleitorais fossem realizados em separado e segundo a seguinte ordem: presidenciais, a 7 de Outubro, regionais, em Dezembro de 2012; e as locais, possivelmente em Abril de 2013. O CNE declarou-se em ac-

tividade permanente para dar resposta às questões técnicas e logísticos que permitirão levar a cabo o calendário eleitoral e assegurou que todos irão trabalhar “apegados à Constituição, à lei e à normas, com transparência, e na base dos princípios institucionais. Lucena recordou aos governadores ou alcaides que pretendam candidatar-se às próximas eleições presidenciais que terão de suspender os cargos que ocupam.!

Nove empresas vêm à procura de negócios Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Nove empresas portuguesas integram a missão empresarial organizada pela Associação Empresarial de Portugal que vai estar em Caracas entre 22 e 23 de Setembro com o objectivo procurar novas oportunidades de negócio e investimento. As reuniões serão realizadas no Hotel Pestana Caracas, a partir das 9h00 da manhã, e prevê-se que as mesmas venham a prolongar-se durante o resto de quinta e ao longo de sexta-feira.

A missão empresarial estará conformada por Plastdiversity, Lda. (fabrico e comercialização de produtos para o controlo de pragas); SENDA, equipamentos em aço inoxidável, Lda. (produção e comercialização de materiais de construção); APC - Alcides de Sá Pinto Castro Lda. (Fabrico e comercialização de artigos para a indústria de construção e móveis); Bioespaço Energia, Lda. (projecto, comercialização e assistência na promoção de consultadoria em energias renováveis); F. Ramada, S.A. (Produção e comercialização

de sistemas e equipamentos de armazenamento); ARCEN Engenharia SA (Projecto, fabrico, montagem e assistência em centrais de betão); GNS – Georgina Neto dos Santos, Lda. (Produção e comercialização de fechaduras e acessórios para a carpintaria metálica); FREZITE – Ferramentas de Corte, S.A (Produção e comercialização de ferramentas de corte para madeira, alumínio, plásticos e metais); e Flor da Moda – Confecções SA (Design e confecção de vestuário de mulher - marca internacional Ana Sousa).!

3

brEVES NACIONAIS Chávez anuncia quarto ciclo de quimioterapia

Esta terça-feira, 13, o primeiro mandatário da República, Hugo Chávez, informou ser "muito provável" que venha a iniciar próximos dias um quarto ciclo de quimioterapia, como parte do tratamento que está a ser submetido para enfrentar para o cancro que lhe foi diagnosticado. Além disso, indicou que em Outubro próximo será sujeito a exames gerais que abarcarão todos os seus órgãos vitais, para verificar a evolução das células malignas.

Cesta alimentar aumentou 27% num ano

Segundo o Centro de Documentação e Análise Social da Federação Venezuelana de Maestros, o valor da cesto alimentar das famílias, em Agosto, situou-se nos 3.283 bolívares, o que representa um aumento de 26,8%, comparativamente ao mesmo período do ano passado.

Prosseguem as negociações com os transportadores

O Ministério de Transportes e Comunicações e os representantes dos transportadores, mantiveram uma reunião que serviu para criar mesas de trabalho para abordar temas como a segurança, o passe de estudante, a segurança social e a renovação da frota e manutenção. Entre as medidas que adoptadas para proteger as unidades de transporte e os utentes, o ministro destacou a introdução de inovações tecnológicas como unidades de localização e botões antipânico.


4 venezuela BreVeS comunidAde tertúlia “Vindimas”

No próximo 19 de Setembro, pelas 7h00 da noite, as damas de Academia da Espetada de Caracas vão reunir no restaurante Terraza Steak House, em Las Mercedes para celebrar a sua tertúlia “Vindimas”. A participação na tertúlia custa 200 ‘amigos’.

Beneficiários do ASic podem levantar dinheiro

O conselheiro das comunidades portuguesas, António de Freitas, apelou aos beneficiários do programa ASIC para que se dirijam ao Consulado Geral de Portugal para levantar o dinheiro que lhes corresponde. Recordou que, após um certo tempo, o governo luso pode retirar o dinheiro que não tenha sido levantado pelos beneficiários.

‘Festa Azul e Branca’ No dia 9 de Outubro, a Casa do FC leva a cabo, no salão nobre do Centro Português, a ‘Festa Azul e Branca’, para 600 pessoas. A agenda do evento inclui um almoço e convívio dançável a partir do meio-dia, até às 8 da noite, com a actuação da Junior Band e do grupo folclórico Os Lusíadas.

Festa cor-de-rosa no centro Português A comissão de Damas do Centro Português, em Caracas, levará a cabo a “Festa Cor-de-Rosa”, na sexta-feira, 7 de Outubro, a partir das nove da noite, no Salão Nobre. A jornada, que contará com a apresentação do grupo “EA” e DJ Salvatore, será realizada em benefício de Senosalud. Entradas à venda na Recepção.

correio de venezuela • 15 A 21 de Setembro de 2011

Comunidade

dois clubes ausentes dos Jogos Feceporven Centro Luso Venezuelano de Acarigua e o Centro Atlântico Madeira não participam na maior iniciativa desportiva da comunidade lusovenezuelana

AcAriguA deScontente com AS deciSõeS dA FecePorVen

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Os XIII Jogos Desportivos da Federação de Centros Portugueses da Venezuela (FECEPORVEN) vão realizar-se entre 14 e 17 de Outubro, na Casa Portuguesa do Estado Aragua, onde 2300 atletas marcarão presença vindos dos mais diversos cantos da Venezuela. Este ano, os Jogos serão marcados pela ausência de duas instituições cuja participação já era considerada uma tradição: O Centro Atlântico Madeira de Barquisimeto, Estado de Lara, e o Centro Social Luso Venezuelano de Acarigua, Estado de Portuguesa. Mas esta edição marca também o regresso de outros centros sociais às competições, depois de alguns anos de ausência, o que elevou o número de participantes para 12 clubes: Centro Luso Venezuelano do Estado Vargas; Centro Social Madeirense de Valência; Casa Portuguesa do Estado Aragua; Centro Português Venezuelano de Guayana; Centro Luso Larense; Centro Marítimo da Venezuela; Centro Social Português de Barinas; Centro Luso de la Victoria; Centro Português de San Diego; Casa Portuguesa Venezuelana de Valência; A.C. Centro Português; Centro Sociocultural Virgem de Fátima. O presidente da FECEPORVEN, Victor Vieira, explicou que a ausência das referidas instituições fica a dever-se a decisão das suas juntas directivas. “No caso do Centro Atlântico Madeira de Barquisimeto, a sua directiva comunicou-nos a decisão de não participar nos jogos desportivos deste ano;

Victor Vieira, presidente da Federação de Centros Portugueses da Venezuela

por seu turno, os directivos do Centro Social Luso Venezuelano de Acarigua fizeram saber que não estão de acordo com algumas normas da Federación, pelo que decidiram não participar na contenda”. Com respeito ao incidente que registado em Barquisimeto nos Jogos Feceporven 2009, entre os jogadores da Casa Portuguesa do estado Aragua e os do clube de Acarigua, Vieira esclareceu que a directiva da Feceporven suspendeu os atletas que estiveram envolvidos no acto e que, numa próxima reunião, será decido o tempo da sanção. “No entanto, os clubes envolvidos podiam inscrever-se nas demais categorias e inclusive na mesma categoria, mas com jogadores que não estivessem sob a alçada da suspensão. Em nenhum momento foram proibidos de participar”, assegurou Vieira. “Sabemos que para algumas instituições é dispendioso participar nos jogos devido à deslocação e hospedagem das suas delegações na cidade sede, pelo que respeitamos a decisão de quem decidiu não participar por esta razão. Nós fazemos todo o possível para integrar a comunidade, mas às vezes pareces que algumas pessoas querem desintegra-la”, lamentou Vieira.

“Apesar de os referidos clubes não estarem a participar, este ano temos um recorde de participação pois juntaramse clubes como os de Barinas e Vargas que há algum tempo não participavam. O número de atletas é também superior, pois temos 2300 inscritos em 18 disciplinas. Confiamos em que teremos uns jogos de qualidade, já que Maracay foi o primeiro clube em organizar as competições, tem experiência e uma grande equipa de trabalho”, indicou Vieira. O presidente da FECEPORVEN aproveitou para felicitar a direcção do Centro Português, de Caracas, pela sua decisão de enviar novamente uma delegação aos Jogos Desportivos. “Nós fizemos o convite porque realmente há muitos anos temos tentado que eles façam parte da federação. Há dois anos foram a Barquisimeto e este ano vão estar outra vez presentes, graças ao seu actual presidente, que é uma pessoa aberta a qualquer sugestão e ao trabalho em conjunto. Reconhecemos a força que tem o clube e vamos continuar a convida-lo para que vejam que o que queremos fazer é integrarmo-nos e que é um verdadeiro orgulho contar com eles. Sem eles não seria uma festa”, sentencia Vieira.

O presidente do Centro Social Luso Venezuelano de Acarigua, Antonio Pérez Bigott, explicou ao CORREIO que a decisão da instituição que dirige de não participar nas competições luso-venezuelanas ficou a dever-se a questões não resolvidas com a directiva da FECEPORVEN e a ao factor económico. “É vergonhosa a sanção aplicada pela Federação depois dos jogos realizados na cidade de Barquisimeto. Primeiro, porque a Casa Portuguesa do estado Aragua já havia tido problemas com o mesmo jogador na cidade de Puerto Ordaz, quando ele agrediu um árbitro; dessa vez, a Federação ofereceu dinheiro árbitro para que retirar denúncia da Fiscalía. Segundo, porque face aos incidentes de 2009, suspenderam os jogadores sem seguir os procedimentos de preparação do expediente, de litigar e de dar direito à defesa; são passos obrigatórios estabelecidos na Lei do Desporto e na Constituição da República Bolivariana da Venezuela” explicou Pérez Bigott. O presidente do centro social acrescentou que a directiva da Feceporven “é composta por pessoas que não passam de Valência e Maracay. Na última assembleia, não nomearam uma comissão eleitoral e não nos mandaram uma convocatória, o que implicaria uma nulidade da assembleia”. Com respeito às condições necessárias para que o centro sediado em Araure possa voltar à competição, Pérez Bigott assegurou que é necessário que a Feceporven levante a decisão da suspensão dos atletas. “Enquanto os directivos sejam de Aragua e Valência, Acarigua não participará. Desejamos o melhor aos clubes que participarão nos Jogos Feceporsen, mas nós já tomámos a nossa decisão por unanimidade”.!


venezuela

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

5

Informação consular

Consulado em Valência lança boletim trimestral Lançamento decorreu no âmbito de um concerto de música clássica e da inauguração da exposição fotográfica de Dani Ornelas CORREIO de Venezuela editorial@correiodevenezuela.com

O Consulado-Geral de Portugal em Valência lançou no último sábado, 10, com a presença de uma centena de convidados, o seu primeiro boletim trimestral. Tratou-se de uma iniciativa comum, que congregou sete instituições locais de cariz lusitano, para repor Valência, segundo afirmou no seu discurso de boasvindas o Cônsul-Geral, Doutor António Chrystêllo Tavares, "no mapa-múndi da Portuga-

lidade". Esta publicação periódica, com 16 páginas totalmente coloridas, impressa em tipografia, reflecte um esforço hercúleo em dar visibilidade a um conjunto de instituições que, não obstante acérrimas defensoras dos valores pátrios, têm sido sistematicamente esquecidas. Consciente desta situação, ciente de que apenas pelo exemplo e pela constância da palavra, expressa esta pela realização de diversas actividades de índole cultural, a comunidade nacional e luso-descendente poderá dispor de uma voz activa junto dos órgãos estaduais, Chrystêllo Tavares gizou um vasto plano de acção que conta com a realização de concertos, conferências, pales-

tras e exposições. Nesta perspectiva, um concerto de música clássica, interpretado pelo trio "Cremona", que tocou peças de Bach, Marais, Pachelbel, Purcell, Vivaldi, Händel, Albinoni e Boccherini, deu início ao serão do dia 10. Seguiu-se um cocktail, ainda nos jardins do ConsuladoGeral, onde foram montados dois toldos, a anteceder ao supracitado lançamento do boletim e à inauguração de uma exposição fotográfica, alusiva ao património arquitectónico nacional, da autoria do fotógrafo luso-descendente Danny Ornelas. Este reconhecido informático luso-descendente, criador de diversas campanhas publicitárias a nível nacional, utiliza com crescente suces-

o consulado em Valência tem procurado estar mais perto da comunidade luso-venezuelana

so a mais recente geração de computadores e desenho computorizado para dar execução prática aos seus projectos. "Lembrança", uma viagem memorialista à sua Madeira ancestral, é composta por fotografias panorâmicas que transportam o observador a lugares paradisíacos a nível insular e continental. Patente até 22 de Outubro,

esta exposição é a primeira de outras já programadas. Dezembro verá uma outra exposição fotográfica alusiva ao tema "As Pedras e os Homens", homenagem singela aos Restauradores do 1º de Dezembro de 1640, e, ainda, uma outra, em tinta-da-china e aguarela, do consagrado artista Fritz Küper, relativa à Valência de antanho.! PUb


6 venezuela

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

SOCIEDADE

Crime ‘amarra’ cidadãos à casa Insegurança tem semeado o medo entre a comunidade, pois tem sido um alvo fácil dos delinquentes Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Apesar dos esforços dos corpos policiais, durante as últimas semanas foi registado um incremento alarmante ao nível da insegurança em várias zonas do país, uma situação também afectou os membros da comunidade portuguesa. Entre os delitos mais comuns encontraram-se os roubos e os sequestros, sendo estes últimos os que mais preocupam a comunidade. Basta visitar localidades como Los Valles del Tuy, La Victoria, Guarenas, Guatire ou Los Teques para constatar a preocupação dos seus habitantes, que têm sido muito afectados pelo flagelo da criminalidade organizada. Isto tem trazido consequências graves para os clubes e instituições que se encontram nestas localidades, pois o medo de puderem vir a ser as próximas vítimas levaram ao abandono de actividades diárias nos centros recreativos e sociais. CLubeS no eSqueCimento

“Em La Victoria estamos muito preocupados. Vários membros da nossa comunidade foram vítimas do sequestro”, disse ao CORREIO António Ferreira, presidente do Centro Luso daquela localidade, observando que isto levou a uma redução do número de visitas de sócios ao centro social que dirige. “O nosso centro está um pouco afastado do centro de La Victoria e a insegurança, de todo o tipo, tem-nos aflitos. Nós temos pena pelas actividades, porque as pessoas não marcam presença como deveriam devido ao muito

medo que sentem”, disse. “Lamentavelmente, a nossa colónia tem sido obrigada a esconder-se por causa dos sequestros. A delinquência tem-nos castigado bastante força em Los Valles del Tuy. Depois, os cortes de luz também nos têm afectado, pois temos que alugar geradores de electricidade quando há eventos”, assegura por seu a turno José Da Corte, presidente do Centro Luso de Los Valles del Tuy. “Não devíamos escondernos. Temos que dar a cara. Mas compreendo que é muito difícil e triste o que está passando, pois todos temos amigos ou familiares sequestrados… mas estamos tratando de seguir em frente com a nossa juventude e os nossos filhos”, disse Da Corte. “As autoridades estão a enfrentar a situação mas as famílias não querem denunciar por medo. No entanto, consideramos que é conveniente informar as autoridades para evitar que este delito continue proliferar, pois quando se paga um sequestro, os delinquentes dão-se conta que podem tirar mais dinheiro a outra família. O importante é que não devemos afastar-nos nem nos fecharmos em casa. Não podemos deixar de viver, senão um dia estaremos escondidos debaixo da terra”, observou Ferreira. apoiar o próximo

Esta situação accionou os alarmes entre as instituições que acolhem os portugueses na Venezuela. É assim como José Lucas, Presidente da Câmara de Comércio de Los Altos Mirandinos, lançou um apelo à população ante os últimos acontecimentos. “No último mês, mais de 15 pessoas, na sua maioria portugueses, foram sequestrados em Los Altos Mirandinos. Apelamos às autoridades, mas também à nossa colónia porque é preciso en-

Denunciar os crimes é sempre a melhor opção

tender que é preciso denunciar. Estamos conscientes que, por receio, recusaram a ajuda dos polícias, mas, lamentavelmente, denunciar é uma forma de fazer frente a este delito. Tenhamos um pouco de confiança, devemos cuidar uns dos outros”, asseverou Lucas, lembrando que, segundo as autoridades, cada sequestro pago serve para financiar quatro novos raptos. Em Guarenas, a situação não é muito diferente. O medo converteu-se na grande companhia dos habitantes

FOTO: CORTESIA

desta zona da Grande Caracas. “A situação está difícil e, obviamente, afecta as actividades dos cidadãos. Isto preocupa a todos, sem importar a nacionalidade, por isso fazemos um apelo às autoridades para que tomem medidas sobre o assunto”, disse António de Freitas, da Câmara de Comércio de Guarenas, entidade na qual se realizarão mesas de trabalho com a Polícia do estado Miranda (PoliMiranda). “Convertemo-nos num alvo fácil para a delinquência,e, lamentavelmente, não pode-

mos ir ao trabalho com toda a família e realizar outras tarefas diárias. Temos mantido conversações com os corpos de segurança até onde nos têm permitido. Durante o ano, mantivemos vários encontros, mas neste momento o que acontece é que as pessoas afectadas pelo sequestro preferem fechar-se e não permitem que recebam ajuda. Se as famílias não querem fazer directamente a denúncia, nós oferecemo-nos para ser uma ponte entre as autoridades”, concluiu Lucas.!


venezuela

15 A 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

7

MUnICípIO GUAICAIpURO

Raptores de Bastidas em prisão preventiva Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Três indivíduos suspeitos de terem participado no sequestro do comerciante luso Antonio Bastidas, de 64 anos, foram sujeitos ao regime de prisão preventiva, na passada sexta-feira, 9 de Setembro, por decisão do Tribunal de Control. Os suspeitos foram presentes à autoridade judicial na sequência da detenção, levada a cabo pelo Cicpc, na passada terça-feira, 6, em La Matica, município Guaicaipuro, Estado de Miranda. O director do Cicpc, Wilmer Flores Trosel, precisou que os detidos foram identificados como Simón Heberto Hernández Alcalá, taxista de 37 anos de idade; Yralis Yerinet Moreno Melo, de 22; e Melania Coromoto Molina, 46. "As investigações foram desencadeadas depois de um familiar da vítima ter denunciado que dois indivíduos armados tinham interceptado o comerciante

e, sob a ameaça de morte, obrigaramno a entrar num Toyota Starlet, de cor vermelha, o qual segui para parte incerta. Posteriormente, os delinquentes solicitaram, através de uma chamada telefónica, uma elevada quantidade em dinheiro pela sua libertação”, explicou o responsável policial. As diligências policiais determinaram que os membros de uma grupo criminoso conhecido por "Los Usurpadores", que se faziam passar por elementos policiais para cometer os delitos, eram os responsáveis pelo sucedido. A investigação apurou que os suspeitos se deslocavam num Fiat Siena, o qual foi visto nas imediações de uma clínica situada na urbanização La Florida de Caracas. Ao detectar o automóvel com as características indicadas, os agentes lograram efectuar a sua intercepção, tendo detido no acto um homem e uma mulher, além de apreender um telemóvel que foi utilizado para contactar os

“Los Usurpadores” mantiveram o comerciante sequestrado durante três dias.

familiares da vítima. Posteriormente, o corpo de investigação deslocou-se ao lugar onde presumivelmente estava a ser mantido em cativeiro o comerciante, em Colinas de Bello Monte. Um dos seus captores veio a morrer na troca de tiros que se verificou após a chegada dos polícias.

FOTO: CORTESIA

Na operação foi resgatado Bastidas e detida uma mulher, Yralis Moreno, que estava a guardar a vítima. Foi ainda apreendido mais um telemóvel, um carregador de pistola, dois radiotransmissores de onda curta, marca Motorola, e um colete à prova de bala, além de três motociclos.! PUb


8 venezuela

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

EsTadO dE MiraNda

Assaltante incendeia padaria em Higuerote Comerciante lusa apela às autoridades para dar atenção à insegurança que se vive na região Andrea Guilarte Fernando Urbina

Um indivíduo assaltou, no passado 7 de Setembro, os escritórios da padaria “Central de Higuerote”, no Estado de Miranda, e, depois deitar a mão ao dinheiro gerado na jornada de trabalho, incendiou as instalações, provocando danos materiais que ascendem a 100 milhões de bolívares fortes, confirmou ao CORREIO Maria Cisantina Nóbrega, uma das proprietárias do estabelecimento. Comerciante há 37 anos, esta madeirense já foi vítima de mais de 20 roubos, mas nunca com consequências tão devastadoras como as PUb

registadas na passada quarta-feira, quando, por volta das 5h00 da manhã, chegou ao seu negócio e viu as chamas a destruírem a parte traseira do mesmo. “Em dois meses assaltaram a padaria três vezes”, assegurou. Ao que tudo indica, os crimes foram cometidos por um único indivíduo e, apesar de já ter sido advertido pelos empregados, que o reconheceram pelas gravações das câmaras de segurança, ele regressou para roubar mais dinheiro e incendiar o estabelecimento. “Nas outras vezes levou o dinheiro da caixa registadora e cartões, mas isto agora foi de mais”, disse Maria Cizaltina Nóbrega, que, juntamente com o seu sócio, Jorge Santos, desejam começar em breve com os trabalhos de recuperação do negócio. Apelo àS AUtoriDADeS

Ainda que maquinaria da padaria

Números de roubos deixam comunidade em alerta

“Central de Higuerote” não tenha sido afectada, Maria Cizaltina Nóbrega apelou às autoridades para pôr um travão à insegurança que se vive na região. “Não é para que me ajudem, mas sim para que apoiem toda a comunidade”, disse. Entretanto, o director da Polícia Nacional Bolivariana, Luis Fernán-

FOTO: F. U

dez, informou, através de uma entrevista concidadã à estação Venezolana de Televisión, que o estado Miranda, apresenta altos índices de delitos entre Janeiro e Agosto deste ano. “As causas desse incremento podem ser o álcool, as drogas, mas também a responsabilidade de cada governante”, argumentou.!

esclarecido homicídio de “el portugués” Silvia C. Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Agentes da Brigada Contra Homicídios do Cicpc, esclareceram o assassinato de Frederico Carlos Pereira Da Mata, de 38 anos, conhecido por ‘El Portugués', registado em Agosto. Os investigadores identificaram, no passado 31 de Agosto, um adolescente de 17 anos de idade, apodado de ‘El Yeison', que foi detido na sua residência. Contudo, o corpo policial está à procura de um mais um suspeito, conhecido por ‘El Chiquitico', de 18 anos. Ambos delinquentes são naturais da cidade de El Vigía. Os agentes também conseguiram apreender a arma de fogo utilizada para perpetrar o homicídio. O comissário Jairo Araujo, chefe do Cicpc, destacou que os jovens são apontados como os responsáveis do disparo que atingiu “El Portugués” no peito, precisando que utilizaram uma arma de fogo, de fabrico artesa-

nal, tipo ‘chopo’, calibre 38. O crime teve lugar na urbanização José Antonio Páez da cidade de El Vigía. O principal móbil dos factos foi a resistência oferecida a um roubo, já que a vítima resistiu aos delinquentes. A 23 de Agosto, dia do funeral da vítima, familiares e amigos percorreram algumas ruas da cidade exigindo justiça, lembrando que Frederico Carlos Pereira Da Mata era um homem honesto e muito bem apreciado e conhecido na zona.!


venezuela

15 A 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

Religião

Virgem de Coromoto honrada em Acarigua Mais de três mil pessoas participaram na celebração, que decorreu durante o fim-de-semana Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

O Centro Social Luso-venezuelano de Araure, em Acarigua, estado Portuguesa, levou a cabo as suas festas em honra à Virgem de Coromoto entre os dias 9 e 11 de Setembro, que incluiram actividades desportivas, culturais e religiosas. O presidente da associação, António Pérez Bigott, acompanhado pelo tesoureiro, Orlando Álvarez, e pelo coordenador de Desportos e Cultura, Ildemaro Ramírez, encabeçou os diferentes eventos programados.

A celebração teve início a 9, com uma operação em que os habitantes locais puderam obter as suas cédulas de identidade, rif, registo militar e inscrição no CNE, para além de serviços odontológicos, exames médicos, cabeleireiro, en-

tre outros. À noite, terminou a novena iniciada a 1 de Setembro, com a presença do Grupo Coral Juvenil de San Felipe, estado Yaracuy, e realizou-se a tradicional procissão de quase dois quilómetros por todo o centro social.

9

breVeS ClUbeS

Centro de Acarigua elege nova direcção

No sábado, tiveram lugar diferentes actividades desportivas nas disciplinas de bolas crioulas, softball, futsal, voleibol, Kikingbol, dominó e futebol jovem, que deram lugar à Noite Dançável. No domingo, 11, mais de três mil pessoas marcaram presença no encerramento da celebração, com uma tarde infantil, uma exibição de volkswagen, o Terceiro Festival de Contrapunteo, actuação dos grupos de dança do clube Danza Venezolana Arcoíris e os lusos do Orquídea Dourada. A aliança estabelecida entre o clube e o sector agrícola para a realização da Primeira Expomarca 2011, que se levou a cabo entre os dias 8 e 11, e que contou com mais de 60 stands comerciais.!

O Centro Social Lusovenezuelano de Araure, estado Portuguesa, leva a cabo as eleições para escolher a nova junta directiva no domingo, 27 de Novembro de 2011. Os eleitos continuarão o trabalho desempenhado por António Pérez Bigott durante os últimos anos.

Unidos pela natação A Casa Portuguesa de Aragua levará a cabo um ‘quadrangular’ de futebol de salão e um torneio de dominó em benefício da equipa de competição de natação do clube no próximo domingo, 18. A entrada custa 70Bs e inclui uma espetada e um bolo do caco. A actividade decorre da 1 da tarde. PUb


10 venezuela

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

clube

C. P de Aragua carregou baterias O clube prepara-se para receber participantes de todo o país para os Jogos Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Um dos clubes portugueses que se mantém em constante actividade na Venezuela é a Casa Portuguesa do estado Aragua, um recinto onde convivem o desporto, a arte, as tradições e a irmandade. Recentemente, David Alcaría, presidente do clube, conversou com o CORREIO sobre as actividades e os acordos concretizados com outros organismos e como se preparam para os próximos jogos desportivos da FECEPORVEN. ACordoS Com benefíCioS A Casa Portuguesa de Aragua continua com as suas aspirações de crescimento em benefício dos sócios, e pelo seu compromisso com estes últimos, a direcção do clube subscreveu uma série de acordos que os beneficiam directa ou indirectamente, para além

de dar continuidade à ampliação das instalações. "Estabelecemos alguns convénios com o governo de Aragua, fruto da visita do governador, Rafael Isea, ao nosso clube. Dali não só surgiu o apoio com os campos alternativos para os jogos da FECEPORVEN, como também levámos por diante um acordo na área da educação, mediante o qual uma professora do clube dá aulas de português aos funcionários do governo", adiantou Alcaría. A equipa de honra do estado, o Aragua F.C., também se juntou a este apoio ao clube, dando um contributo em prol do desporto. "Nós facilitamos o nosso campo para a equipa treinar dois dias por semana e eles doaram-nos material para a escola de futebol do nosso clube", esclareceu o presidente. ViVA o PortuguêS O idioma de Camões tornou-se noutro dos atractivos da Casa Portuguesa de Aragua, onde actualmente são dadas aulas de Português todos os dias. "Temos notado

o idioma de Camões tornou-se noutro dos atractivos da Casa Portuguesa de Aragua

que há muitos venezuelanos interessados em aprender a nossa língua, alguns porque lhes interessa e outros porque é pedido pelas empresas onde trabalham", assinalou Alcaría, destacando que no dia 12 de Setembro teve início o novo ciclo de cursos, que actualmente incluem cerca de 80 alunos. JogoS feCePorVen Já eStão PróximoS A 14 e 17 de Outubro, a Casa Portuguesa de Aragua recebe 13 clubes de todo o país nos Jogos Desportivos FECE-

PORVEN 2011, um evento no qual deverão estar presentes convidados de todo o país. "Os clubes têm sempre a disposição de participar nos jogos, mas sabemos que hoje em dia o grande limite tem sido o factor económico, pois para os clubes que estão mais longe, a deslocação representa um grande custo, pelo que vão trazer selecções mais pequenas, mas o importante é que vão participar", acrescentou o dirigente do centro português anfitrião. "Não só queremos que os clubes e os seus associados

foto: C.S,L

venham à nossa casa para celebrar os jogos, como a comunidade geral. Venham apoiar-nos nesta actividade! Durante esses dias, o clube estará aberto ao público, a ideia é integrarmo-nos, somos uma comunidade perfeitamente integrada neste país e queremos que continue a ser assim. Nós somos uma instituição composta por gente aberta, os nossos associados não são apenas portugueses, há chineses, italianos, venezuelanos, etc., e queremos que o clube nesses dias seja um reflexo disso”, concluiu David Alcaría.!

inscrições abertas para novo curso de Português Segunda etapa do ensino da língua na região Andrea guilarte rincón aguilarte@correiodevenezuela.com

Em Abril de 2010, a comunidade luso-venezuelana e os amantes da língua portuguesa receberam a notícia de que seriam dadas aulas de Português em Higuerote. “Uma comissão foi ao meu gabinete em Caracas e fizemos um plano do projecto, pois existem muitos portugueses na zona

de Higuerote e Oriente. O programa permitirá a entrada de 50 ou 60 pessoas, que terminarão o 1.º nível em Maio de 2011”, explicou, naquela altura, David Pinho, coordenador dos cursos de Língua e Cultura Portuguesa na Venezuela. Desde então, o Colégio de Nossa Senhora de Fátima, na urbanização Cabo Codera, é sede do curso, que este ano inicia uma nova etapa. O professor e vice-presidente da Associação Virgem de Fátima

em Higuerote, Daniel Ramirez, informou que em Outubro iniciará um novo período de ensino. "No primeiro de Outubro, estaremos com as inscrições no Colégio Virgem del Carmen da cidade de Higuerote, e as aulas iniciam a partir do dia 8, sábado, na parte da tarde. Os horários vão depender do número de pessoas que se venha inscrever", indicou. O custo da inscrição é de 250 bolívares e a mensalidade será de 200 bolívares.!

As aulas começam em outubro

foto: CorteSiA


diáspora

15 A 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

11

O deputado socialista Paulo Pisco entregou, no passado 7 de Setembro, na Assembleia da República, um pedido de esclarecimento dirigido ao ministro dos Negócios Estrangeiros sobre a demissão dos coordenadores do ensino do Português no Reino Unido e nos três países Benelux.

Comunidades

Cesário constata divórcio entre Lisboa e emigrantes Secretário de Estado diz que esta situação é "particularmente" sentida nos Estados Unidos CORREIO/LUSA As autoridades portuguesas "divorciaram-se" das instituições das comunidades nos últimos anos, algo sentido "particularmente" nos Estados Unidos, e é precisa "maior proximidade" para reforçar a ligação política e económica com Portugal, defende o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário falou à Agência Lusa, no passado 6 de Setembro, no fim de uma visita de quatro dias aos Estados Unidos, onde se encontrou com políticos lusoamericanos eleitos como Jack Martins, senador estadual de Nova Iorque, ou Manny Grova, vereador de Elizabeth (Nova Jérsia). "Uma das grandes queixas que [os emigrantes] fazem, e os representantes deles fizeram ao longo destes últimos anos, é que houve um divórcio das autoridades em relação às instituições das comunidades", afirmou José Cesário. "Particularmente aqui nos Estados Unidos, são paradigmáticos disso, um exemplo claro. Há aqui grandes instituições em que praticamente não apareceram nenhumas autoridades nos últimos anos. Este aspeto é absolutamente basilar", adiantou Cesário. Além

dos encontros com políticos luso-americanos, o governante participou em celebrações religiosas da comunidade no Estado do Massachussetts, as Festas de Nossa Senhora do Loreto, em Lowell, e de Fátima em Ludlow. Em Boston, esteve também com o cônsul e com o conselheiro local para as comunidades. Já em Nova Jérsia, visitou o Sport Clube Português, em Newark, e o centro português de Elizabeth. Trata-se, afirma, de transmitir a vontade do novo governo manter uma "relação de grande proximidade" com a comunidade local, e assim aumentar a participação dos emigrantes na vida pública portuguesa, e na política e associativismo local. Cesário destaca entre os "muitos bons exemplos de participação" algumas das pessoas com que se avistou, como os empresários Alberto Coutinho e António Frias, além de Jack Martins, Manny Grova. A comunidade nos Estados Unidos, é até das que está melhor a este nível, considera, tendo três luso-descendentes no Congresso e congressistas em vários Estados. Uma das iniciativas de mobilização em preparação é um encontro de eleitos luso-americanos, na Embaixada em Washington, onde o governo estará representado. Outro fruto da maior proximidade, diz, será uma maior interacção na economia portuguesa, através do investimento e PUb

José Cesário ouviu muitas queixas da comunidade radicada nos eua.

remessa de divisas dos emigrantes. "As pessoas estão na disposição de investir, de comprar, obviamente para rentabilizar esses investimentos, Mas, para isso, querem ter legislação adequada, que não transforme esses investimentos em perda", disse Cesário à Lusa. Uma das prioridades da secretaria de Estado é a reorganização do atendimento consular, sobretudo "em consulados mais problemáticos".

FOTO: CORTESIA DN

Em relação ao Consulado de Nova Iorque, que o governo anterior pretendia extinguir e deixou o posto vago, ainda não há futuro traçado, adianta. Cesário promete ainda uma "alteração significativa do quadro legal do Conselho das Comunidades Portuguesas, "com os actuais conselheiros para garantir uma maior visibilidade do órgão e representação de comunidades".! PUb


12 história de vida

correio de venezuela • 15 A 21 de setembro de 2011

MARiA LoURdes GoUveiA

Venezuela: terra de oportunidades Há mais de 30 anos, Maria Lourdes Gouveia e José da Silva Mota chegaram a este país com a esperança numa vida próspera Andrea Guilarte Rincón Fernando Urbina Entre risos e nostalgia, Maria Lourdes Gouveia recorda a sua primeira impressão quando chegou à Venezuela. “Quando pisámos terras venezuelanas, eu dizia ao meu marido: Não, eu vou voltar para trás porque não aguento este calor e falta-me o ar”, confessa, sobre aquele dia 13 de Setembro de 1980, quando decidiu começar uma vida nova longe da sua terra, Oliveira. Nasceu a 20 de Julho de 1951 numa povoação de Portugal continental, no distrito da Régua, e ali passou a sua infância e adolescência. “Os meus pais dedicavam-se à agricultura, levantavam-se muito cedo para iniciar a sua actividade laboral”, recorda com admiração. Antes de vir para a Venezuela, Maria Lourdes aprendeu com os seus pais, Joaquim Custódio e Enriqueta da Conceição, os trabalhos tradi-

cionais da época. “Trabalhava como costureira e ajudava os meus pais no campo, porque tinham vinhas, e apanhava batatas, cebolas e tomates durante todo o ano”, conta. A sua infância foi partilhada com os quatro irmãos, Maria da Conceição, António Custódio, Maria Elena Gouveia e Manuel Custódio, que já faleceu, e que a convidou a trabalhar por uma nova vida na Venezuela. “O meu irmão veio primeiro, e nessa altura eu estava noiva do meu actual marido. Ele chamou-o para que viesse para a Venezuela, e num ano conseguiu tratar de várias diligências”. José da Silva Mota veio para terras crioulas com o desejo de alcançar a estabilidade laboral no seu ofício, o da construção, e conseguir estabelecer um lar sólido com Maria Lourdes. Tempo depois, a 17 de Agosto d 1980, regressou a Portugal e casou com a sua noiva, com a intenção de começar uma vida no país, “que naquela altura estava bem, por isso decidimos vir para cá”, reconhece. Primeiros passos O calor de Higuerote, no estado Miranda, deu as boas vindas a José e Maria Lourdes, uma região onde trabalharam

A costura e os esforços do seu marido permitiram a Maria Lourdes construir um futuro sólido para a sua família

durante 31 anos. Ali começara a trabalhar no ofício que a distingue, a costura. ”Comprei uma máquina e pus-me a coser desde que cheguei”. Desde então, o que estranhou foi a ausência da sua família. “Muitas saudades, só se escreviam cartas, não havia facilidade de comunicar via

telemóvel, era muito caro telefonar para Portugal e as cartas chegavam de dois em dois meses, e isso foi o mais difícil para mim”. Apesar das dificuldades, Maria Lourdes decidiu ter os dois filhos na Venezuela: Vasco Miguel e Liliana, ele licenciado em Engenharia Informática,

FoTo: CoRTesiA

e ela licenciada em Comunicação Social e ao contrário da mãe, decidiu voltar para Portugal. Maria Lourdes fez questão de inculcar nos filhos os valores e a cultura portuguesa. “Eles conhecem a comida, a música, porque tenho esses costumes aqui em casa. O que mais sinto a falta de Portugal é que os meus pais já não estão comigo, e agora a minha filha também está longe”, apesar de conversar todas as semanas com Maria da Conceição, que reside em Portugal, e com os seus irmãos António e Maria Elena, ambos em França. Maria Lourdes afirma que os quilómetros que separam Portugal e a Venezuela são demasiados para que ambos as nações tenham similitudes, e confessa-se presa ao clima e à gente venezuelana.!

PUB

ENCONTRE O CORREIO DA VENEZUELA ATRAVÉS DOS SEGUINTES CONTACTOS Victor Vieira

Centro Portugués de Guayana

Trinidad Macedo José E. De Abreu

Casa Portuguesa de Maracay

Antonio Dos Santos

Programa radial "Así es Portugal"

(0286) 962.6802 / (0414) 8776547

Puerto Ordaz - Edo. Bolívar

(0251) 262.8768

Barquisimeto - Edo. Lara

(0414) 345.6709

Maracay - Edo. Aragua

(0261) 755.7018

Maracaibo - Edo. Zulia

Carlos Balaguera

(0414) 341.2422

Valencia - Edo. Carabobo

Sandra Rodríguez

(0412) 434.5017 / (0412) 756.5448

La Victoria - Edo. Aragua

322.4246

Los Teques - Edo. Miranda

Gabriel Ferreira

Ruiz Sr. Import Programa radial "Mocedades Portuguesas"

(0414) 244.5611

Los Teques - Edo. Miranda

Joao Nolasco

Consulado de Portugal en Margarita

(0414) 794.8239

Margarita - Edo. Nueva Esparta

Luis Canha

(0424) 704.45.84

El Vigia - Edo. Mérida

Fernando David Urbina

(0414) 293.8170

Higuerote - Edo. Miranda

Restaurant El Fogón

(0261) 743.2142

Maracaibo - Edo. Zulia

(0426) 904.3466

Valles del Tuy- Edo. Miranda

Juan Eliú

Santa Teresa, Ocumare, Charallave


DIÁSPORA

15 A 21 de setembrpo de 2011 • cORReIO De venezuelA

13

As novas “facilidades de comunicação” compensaram as perdas nas ligações entre os Açores e as comunidades de emigrantes, que eram garantidas no passado por um fluxo migratório permanente do arquipélago para a América do Norte, conclui um estudo apresentado recentemente.

EDUcAçãO

Conselheiro da Bélgica critica gestão do IC Pedro Rupio denunciou o encerramento de turmas quando há alunos suficientes para que sejam abertas

Cônsul-geral em Joanesburgo saúda redução da criminalidade

LUSA/CORREIO

Estatísticas revelam uma redução significativa na maioria dos crimes graves

O conselheiro das Comunidades Portuguesas na Bélgica, Pedro Rupio, contestou, na semana passada, em carta enviada ao ministro dos Negócios Estrangeiros, a gestão pelo Instituto Camões (IC) do ensino de Português no país, que acusa de servir mal os emigrantes. Na carta, a que a Lusa teve acesso, Pedro Rupio denunciou o encerramento de turmas quando há alunos suficientes para que sejam abertas. “Apesar de não haver diminuição no número de inscrições de alunos em relação ao ano lectivo passado, houve dois professores que ficaram sem horário e os outros estão, na sua maioria, com horários incompletos”, acrescentou ainda o conselheiro. Pedro Rupio sublinhou ainda que “existe em Anderlecht (arredores de Bruxelas) a possibilidade de se criar uma nova turma devido a um elevado número de pedidos por parte dos pais e da escola. Essa proposta foi recusada pelo Instituto Camões”. A redução de horários, referiu também, “vai afectar o vencimento salarial dos professores”, cortes que poderão chegar aos 30 por cento. O conselheiro na Bélgica aponta para uma solução: “voltarmos dois anos atrás, quando alunos e professores usufruíam de horários realistas (...), tempos em que o

O cônsul-geral de Portugal em Joanesburgo, Carlos Marques, declarou-se “muito satisfeito” pela redução da criminalidade violenta que afecta a comunidade portuguesa na África do Sul. No dia em que o governo divulgou as novas estatísticas, que revelam uma redução significativa na maioria dos crimes graves, nomeadamente nos homicídios, que caíram 6,5 por cento no ultimo ano, o cônsul português disse que no último ano a que as estatísticas se referem, também o número de portugueses assassinados caiu. “Segundo dados recolhidos pelo nosso consulado-geral, entre Abril de 2010 e Março de 2011 foram mortos quatro portugueses e luso-descendentes, contra seis que tinham sido vitimados mortalmente pelo crime entre Abril de 2009 e Março de 2010”, revelou Marques à Lusa. “Desde que cheguei a Joanesburgo, há três anos, que pus em prática várias intervenções junto das autoridades e da comunidade, especialmente de sensibilização nas áreas mais perigosas, para atitudes preventivas, nomeadamente de comerciantes, e penso que tudo isso, em conjugação com o melhor policiamento e visibilidade das forças de segurança, contribuíram para que menos portugueses morressem”, referiu

A redução de horários vai afectar o vencimento salarial dos professores

ensino do Português no estrangeiro não era gerido pelo Instituto Camões”. Na carta – que além de Paulo Portas, tem como destinatários o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, e a presidente do IC, Ana Paula Laborinho, – Rupio ressalvou, no entanto, que todos têm consciência “da actual situação económica do país, que é alarmante”. “Todos nós também sabemos que este ano, como todos os anos, Portugal vai receber cerca de dois mil milhões de

FOTO: ARQUIVO DN

euros (só na Bélgica são 30 milhões) em remessas por parte da emigração, contributo financeiro não negligenciável”, referiu. “Sou um produto de uma rede de ensino de português no estrangeiro de qualidade. Nasci e vivi toda a minha vida na Bélgica. Se hoje consigo exprimir-me e escrever em português com um nível aceitável, é em grande parte graças ao direito constitucional do qual dispõem cinco milhões de portugueses”, sublinhou ainda.!

o cônsul-geral. Marques disse que entre Abril de 2007 e Março de 2008 foram assassinados cinco portugueses, tantos quantos entre Abril de 2008 e Março de 2009, e realçou que desde Janeiro deste ano nenhum português foi morto em toda a África do Sul. Em pouco mais de uma década a seguir ao desmantelamento do regime do “apartheid” e à tomada de posse do primeiro governo democraticamente eleito da História sul-africana, em 1994, cerca de 400 portugueses e luso-descendentes foram assassinados. O vazio criado pela adaptação das estruturas do Estado à nova ordem democrática, associado a lacunas no treino dos novos efectivos dos Serviços de Polícia, levaram a um crescimento desmesurado do crime violento na África do Sul. As estatísticas agora divulgadas, no entanto, confirmam a tendência de queda da criminalidade violenta que se vem registando nos últimos três anos. No ano financeiro 2010/2011 (de Abril a Março) registaram-se 15.940 homicídios, contra 16.834 um ano antes, tendo sido mortos, no período 2010/2011, 94 agentes da polícia, contra 110 em 2009/2010, segundo os números divulgados. É a primeira vez desde 1995, quando foram formados os Serviços de Polícia Sul-Africanos (SAPS), em substituição da antiga polícia do “apartheid”, que o número de homicídios ficou abaixo dos 16 mil num só ano.!


14 portugal

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro DE 2011

A CPLP deve aprovar leis que coloquem as línguas nativas em igualdade com a língua portuguesa, para a promoção da inclusão dos falantes das línguas autóctones, defenderam, em Maputo, participantes do colóquio sobre diversidade linguística.

bREVES

Igreja Católica cria de serviços anticrise

A Igreja Católica vai criar nas paróquias um Serviço de Acção Social que ajude a encontrar soluções para a crise, anunciou o presidente da Comissão Episcopal de Pastoral Social (CEPS), Carlos Azevedo. “Há paróquias que descansaram depois de terem um centro social paroquial” mais voltados para os problemas da infância e da velhice, alerta o bispo.

Freguesias à espera de modelo de redução

A Associação Nacional de Freguesias conta conhecer em breve quais os critérios do Governo para cortar no número de autarquias e revela que as freguesias se sentem ofendidas quando são evocados motivos financeiros para a sua redução.

Soaresvêfuturo negroparaopaís Portugal “pode estar ainda pior daqui a três anos” se não houver uma política que evite a recessão e aplique apenas as medidas assinadas com a ‘troika’, afirmou o exPresidente da República Mário Soares à Agência Lusa. “O Governo de Passos Coelho está a fazer aquilo que foi acompanhado em matéria de ‘troika’, mas a ‘troika’, só por si, não resolve nada”, explicou Soares. “Não se luta pelo desenvolvimento do país,daqui a três anos estaremos ainda pior do que estamos agora”, acrescentou.

ECONOmIA

Incumprimento da Grécia não afectará Portugal Secretário-geral da OCDE, Angel Gurría, está “optimista” em relação à situação lusa LUSA/CORREIO O secretário-geral da OCDE, Angel Gurría, mostrou-se convicto de que um eventual incumprimento por parte da Grécia não afectará Portugal, que tem actualmente o apoio dos líderes europeus no cumprimento do seu plano de ajustamento. “Portugal está em boa companhia, ou seja, da Europa toda, e acredito que tem o apoio político de todos os líderes europeus para permitir que a situação não saia do controlo”, disse Angel Gurría, no final de um encontro de cerca de uma hora, na quarta-

“Portugal está em boa companhia”, considera Angel Gurría

feira, 14, com o Presidente da República, Cavaco Silva, em Belém. O secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econó-

FOTO: CORTESIA DN

mico (OCDE) reconheceu “que as questões da Grécia são muito difíceis, mas é positivo destacar o que Portugal tem feito” no âmbito da concretização das medidas acordadas

com a ‘troika’. “Nestes dias, o melhor lugar para Portugal é estar fora dos jornais e acredito que o país estará fora [dos jornais] devido ao sucesso do seu programa”, disse. Na terça-feira, a chanceler alemã, Angela Merkel, mostrou-se “optimista” em encontrar uma forma de satisfazer as exigências da Finlândia, que reclama uma contrapartida para participar no resgate financeiro à Grécia. “Queremos encontrar uma forma e vamos encontrá-la”, afirmou Angela Merkel, no final de um encontro com o primeiro-ministro da Finlândia, Jyrki Katainen, em Berlim, citada pela AFP. Angela Merkel tem vindo a alertar para um possível “efeito dominó” nos 17 países da moeda única, caso a Grécia abandone a zona euro.!

Actualização das rendas vai atingir os 3,19% De acordo com os valores agora publicados pelo Instituto Nacional de Estatística LUSA/CORREIO O valor das rendas deverá aumentar 3,19 por cento em 2012, após o valor da inflação nos 12 meses terminados em Agosto retirando os preços da habitação, que serve de base a esta actualização, se ter fixado neste valor. De acordo com os valores agora publicados pelo Instituto Nacional de Estatística,

o valor que serve de base ao coeficiente utilizado para a actualização anual das rendas dos diversos tipos de arrendamento, ao abrigo do Novo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU), sofre um dos maiores aumentos dos últimos anos. Este valor em 2010 fixouse em apenas 0,3 por cento, levando a um aumento residual nos valores das rendas. O NRAU estipula que o INE é que tem a responsabilidade de apurar o coeficiente de actualização de rendas, e que tem de contar de um aviso a publicar em Diário da República até 30 de Outubro de cada ano para

O valor das rendas deverá aumentar 3,19 por cento em 2012.

se tornar efectivo. Para se calcular o valor do aumento, utilizando este coeficiente, o valor da renda (em euros) deverá ser multiplicado por 1,0319 por cento (para

FOTO: CORTESIA DN

incluir a percentagem de aumento da inflação média nos últimos doze meses excluindo a habitação). Em 2010, o valor deste coeficiente ficou estipulado em 1,003 por cento.!


portugal

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

15

O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho admitiu ver “muitas vantagens” na introdução de um limite ao endividamento do Estado na Constituição, sublinhando que assim Portugal estaria a dar um “sinal claro” acerca do empenho em reduzir o peso da despesa pública.

MADEIRA

Contas reveladas antes das eleições

bREVES

Cavaco Silva enviou mensagem a Obama

JARdIm dIz dESCOnhECER OS númEROS dA díVIdA

Passos anunciou que o Governo vai aprovar na quinta-feira, 15, o relatório final do Plano de Redução e Melhoria da Administração Central, que prevê a extinção de 1712 lugares dirigentes e de 137 entidades públicas. “Serão extintas cerca de 162 entidades no âmbito da Administração Central, serão criadas novas 25 através de fusões de entidades existentes, e isso dá um saldo líquido de cerca de 137 entidades que serão extintas e que beneficiarão a Administração Central para futuro de uma estrutura mais leve que pese menos aos bolsos dos contribuinte”, afirmou Pedro Passos Coelho. O primeiro-ministro acrescentou que “será de 100 milhões de euros o impacto orçamental durante o ano de 2012 que esta medida trará” e, quanto aos 1712 lugares dirigentes a extinguir, referiu que isso “equivale a cerca de 27 por cento de redução”.

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, garantiu, também na quarta-feira, 14, que desconhecia os números da dívida pública da Madeira porque “não estão completamente apurados”, dizendo que este processo “vai levar algum tempo”. “A questão não é essencialmente de número. A questão é porque é que se chegou aqui e o que é que se pretende agora fazer. A questão não é estar a brincar aos números, que pelo que vejo na cabeça de muita gente, variam todos os dias”, disse Alberto João Jardim na inauguração de mais uma Feira da Indústria da Construção (FIC), no Funchal. E acrescentou: “Até eu não posso pô-los porque não estão completamente apurados, porque há dívidas que não nos foram pagas, há dividas que ainda não pudemos pagar e, portanto, é escusado estarem aí a esgrimir quando, nada está definitivo, nada está apurado”. Jardim adiantou que isso “vai levar algum tempo”, sublinhando que o pedido de apoio para resolver a situação enviado ao Governo da República não pode ser “apenas uma solução contabilística”.

desvio secreto, escondido, 550 milhões”, referiu Louçã. Na resposta, Pedro Passos Coelho rejeitou qualquer “embaraço” e reconheceu que a Madeira não vive um período de “saúde” das suas finanças públicas e “terá de corrigir esses e quaisquer outros” desvios “que venham a ser apurados”. O primeiro-ministro salientou que “para além des-

ses 550 milhões [de desvio]”, há “cerca de 350 milhões de euros em salários pagos a mais do que estava orçamentado” e 570 milhões “a mais em consumos intermédios”. “Precisamos de corrigir rapidamente essa situação e essa situação não se compadece com nenhum adiamento”, reforçou. As eleições regionais na Madeira realizam-se a 9 de outubro.!

Santos Silva foi o único deputado socialista a votar contra

Passos Coelho diz que região terá de aplicar programa de ajustamento LUSA/CORREIO O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou, quarta-feira, 14, que os resultados da auditoria à dívida da Região Autónoma da Madeira serão conhecidos ainda em Setembro e que será posteriormente desenvolvido um programa de ajustamento macroeconómico. “O Governo não olha para a Madeira com olhos partidários, olha-a como uma região autónoma que está nesta altura com problemas sérios, que pediu que para que fosse feita uma reavaliação e desenhado um programa de ajustamento que trará dificuldades na sua aplicação e não representará um bónus, representará um ónus que os madeirenses e o Governo Regional terão de cumprir”, disse Passos Coel-

FOTO: CORTESIA DN

ExTInTOS 1712 CARgOS E 137 EnTIdAdES

ho. O chefe do executivo PSD/ CDS-PP falava no Parlamento, durante o debate quinzenal, depois de ter sido questionado pelo líder do BE, Francisco Louçã, que falou num “desvio orçamental gigantesco” e sugeriu que Passos se quisesse “safar” de abordar o assunto. “Nas SCUT são 2 mil milhões, na dívida total são 3 por cento do PIB, só este ano em

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, enviou uma mensagem ao Presidente dos EUA, Barack Obama, na qual manifesta em seu nome e dos portugueses “profunda solidariedade com o povo norte-americano” pelos atentados de 2001. “Recordar a data de 11 de Setembro de 2011 deve constituir uma ocasião para sublinharmos os valores do diálogo, da tolerância e do respeito pela pessoa humana”, considera Cavaco Silva, na mensagem enviada a Barack Obama por ocasião do 10.º aniversário dos atentados terroristas que mataram quase três mil pessoas nos Estados Unidos.

Tropa no Afeganistão é uma prioridade

O ministro da Defesa Nacional, Aguiar Branco, rejeitou que os cortes orçamentais nas Forças Armadas venham a alterar a política governamental em relação a operações internacionais, definindo a presença nacional no Afeganistão como uma prioridade. “É uma prioridade a participação das forças nacionais destacadas, nomeadamente, no Afeganistão”, disse o ministro, no Campo Militar de Santa Margarida.


16 PUBLIRREPORTAGEM

cORREIO dE vEnEzUELA • 15 a 21 de setembro de 2011

ASPRAM assegura defesa da propriedade e gestão de arrendamentos na Região

F

oi da necessidade sentida por alguns proprietários e senhorios da Região Autónoma da Madeira de defender o direito de propriedade e obter uma gestão de arrendamentos segura, transparente, eficiente e eficaz, que foi constituída, em 2007, a Associação de Senhorios e Proprietários da Região Autónoma da Madeira (ASPRAM), pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos, de âmbito regional, que toma por objecto a promoção e defesa dos direitos e interesses dos seus associados, neste caso, proprietários e senhorios. Com sede e serviços à Rua do Bom Jesus, no Funchal, a ASPRAM assenta a sua acção no trabalho conjunto dos vários departamentos que compõem a sua actual estrutura, a saber: um Departamento de Informação e Marketing; Departamento de Gestão de Arrendamentos; Departamento de Apoio ao Emigrante; Departamento de Estudos e Projectos e Departamento de Apoio Técnico e Administrativo. Ricardo Frade de Gouveia é quem assume a presidência actual da Associação. Para prossecução das suas atribuições, a ASPRAM presta aos seus associados: assistência e consultadoria jurídica e fiscal, informações úteis sobre actualizações extraordinárias de rendas, sobre programas de reabilitação de imóveis, com vista à obtenção de subsídios, consultadoria imobiliária, estudos e projectos, cujo objecto seja a propriedade, apoio especial aos emigrantes madeirenses que têm um papel muito importante para a economia regional, apoio à contratação de financiamentos e gestão de arrendamentos. Ricardo Frade de Gouveia, presidente da ASPRAM, considera mesmo esta “ferramenta”, do ponto de vista do proprietário ou senhorio, em particular os mais idosos ou emigrantes, “um ‘braço direito’ de extrema utilidade, na medida em que faculta

Plano de Actividades 2011 1. Acção socioeconómica responsável: desenvolver contactos e reuniões com o poder político, no sentido de contribuir para a definição de políticas relativas à propriedade e arrendamento. Tentar sensibilizar o poder político para a necessidade de nova revisão do regime de actualização extraordinária das rendas; 2. Apoio técnico e jurídico eficaz e eficiente, definindo, para o efeito, dias de atendimento e elaborando uma escala de prevenção para uma reacção pronta e completa às solicitações apresentadas pelos associados; 3. Marketing e Publicidade: elaboração do cartão de sócio e suas vantagens; lançamento do site institucional da ASPRAM; organização de seminário; desenvolvimento de suportes promocionais e de plano de comunicação para assinatura de protocolos; divulgação em ‘outdoors’; visitas aos mercados de interesse, etc.; 4. Parcerias comercias e institucionais. Formalizar parcerias comerciais ligadas aos serviços de construção civil, manutenções, gestão de condomínios, serviços de contabilidade, serviços jurídicos, na área da mediação imobiliária e outras de interesse. Iniciar relacionamentos com outras associações, federações e confederações do género. 5. Informação e inovação: levantamento rigoroso das necessidades actuais, adquirir novos equipamentos informáticos e programas de gestão; criação do site ASPRAM; explorar novas formas de comunicação através da Internet.

todo um apoio técnico, jurídico e fiscal competentes, com vista à tomada de decisões correctas e úteis relativas ao seu património, de que são bons exemplos a verificação da necessidade / vantagem ou não da realização de obras, de modo a iniciar ou não os procedimentos de actualização extraordinária de rendas, orçamentação dessas mesmas obras e sua fiscalização, para evitar a contratação ou pagamento de trabalhos caros, desnecessários e mal executados, elaboração de contratos fortemente protectores dos direitos dos associados; tributação de actos respeitantes à propriedade; optimização da rentabilidade dos imóveis e não só.” Acresça-se que a criação e desenvolvimento de parcerias comerciais e institucio-

nais desta associação vem assegurar, de sobremaneira, uma gestão patrimonial de qualidade, onde se inclui a gestão de condomínios. O conhecimento do mercado de arrendamento, da situação de imóveis em mau estado de conservação e, de um modo geral, do parque habitacional da Região, constitui uma das importantes preocupações da ASPRAM, razão pela qual a associação procurará implementar uma área de investigação científica e matematicamente organizada. Paralelamente ao contributo que a ASPRAM tem vindo a tentar dar ao PRID (Programa de Recuperação de Imóveis Degradados), tem merecido especial atenção e colaboração, por parte desta Associação, o dossier

“Núcleo Histórico de Santa Maria”, projecto liderado pela Câmara Municipal do Funchal. Podem ser sócios da ASPRAM todas as pessoas colectivas e singulares que sejam proprietárias, em comum (herdeiros) ou em exclusivo, de imóveis na Ilha da Madeira e do Porto Santo. Para se tornar sócio, o proponente deverá preencher um formulário a disponibilizar pela ASPRAM com os seus dados. A condição de associado requer, tãosomente, o pagamento de uma jóia de 25€ e de uma quota mensal de 5€, no caso dos proprietários, e de 5% sobre o valor da renda, no caso dos senhorios. Refere Ricardo Frade de Gouveia que: “A Venezuela, por ser um dos principais destinos dos emigrantes madeirenses, será alvo da primeira internacionalização da ASPRAM, a qual será formalizada através de uma delegação. Por intermédio do seu representante, todos aqueles que procuram um caminho seguro, transparente e credível para a gestão do seu património ou arrendamentos podem solicitar esclarecimentos mais pormenorizados e inscreverem-se como sócios.” Acrescenta, ainda, que “A base do associativismo reside na união e solidariedade de uma classe, a qual permite assegurar uma defesa mais forte, segura e eficiente dos interesses, individual e globalmente considerados, de todos os seus membros. A ASPRAM é de todos e para todos. A gestão do património e arrendamentos, face à actual conjuntura económica e financeira e às sua implicações, designadamente ao nível fiscal, já não se compadece com uma gestão amadora, mas sim com uma gestão técnica e profissionalizada, o que é dispendioso para um só proprietário. Através da ASPRAM criou-se condições e uma estrutura que permite obter, com menos custos para todos, melhores resultados através da congregação de interesses.” PUBLICIDADE


cultura

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

17

Miss Universo 2011

Vanessa merecia muito mais Num concurso caracterizado pelas polémicas e pela queda de todas as apostas, a Miss Angola foi eleita a mais bela do Planeta Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Exactamente às 8:15 pm da passada segunda-feira, 12 de Setembro, a grande família venezuelana reunia-se em frente aos ecrãs de televisão para ver a transmissão do Miss Universo 2011. Sendo certo que a Venezuela é conhecida pelas suas belas mulheres e coroas em certames internacionais, este ano o concurso gerava grandes expectativas: A representante crioula, Vanessa Gonçalves era desde o início uma das grandes favoritas devido ao seu corpo perfeito, inteligência e preparação.

À medida que decorria o concurso, os utilizadores do Twitter converteram a Miss Venezuela em Trending Topic; a comunidade lusitana e o resto do país vibrariam com a primeira aparição de Vanessa no palco, e com a sua posterior classificação entre as 16 mais belas do Universo. No entanto, depois de um desfile em fato-de-banho em que obteve a maior qualificação entre as semi-finalistas, chegaria o grande momento de raiva colectiva: Apesar da pontuação de 9.1 no referido desfile e de um quarto lugar em traje típico, a Venezuela ficaria de fora das 10 finalistas. Em questão de minutos, os 'hashtag' 'Roubaram-nos' e 'Fraude' ocupariam a primeira posição do Trending Topic no Twitter. As caras de tristeza e a falta de explicação eram as expressões mais evidentes no público que compareceu no

Centro Português para assistir ao concurso na televisão. Mas nem tudo estava perdido: Para os portugueses, ainda havia esperança em Laura Gonçalves, Miss Portugal, e Leila Lopes, Miss Angola. Seria esta última a obter a coroa final, seguida da Miss Ucrânia, Olesia Stefanko; Brasil, Priscila Machado; Filipinas, Shamcey Supsup; e China, ZiLin Luo. Um país orgulhoso da sua rainha Se algo foi visível depois do Miss Universo 2011 foi o grande apoio que a Miss Venezuela recebeu depois da decisão do júri. Após ter descansado algumas horas, Vanessa apareceria em público e escreveu na sua conta do Twitter @2010MissVzlaU que apesar de não ter conseguido nenhum lugar no grupo de finalistas, fez o seu maior esforço para trazer para a Venezuela a

sétima coroa universal. “Não existem palavras para agradecer-vos por tanto apoio, só de ler os vossos tweets dáme um nó na garganta (…) Só espero não tê-los defraudado e que saibam que fiz o meu maior esforço para deixar o nome do nosso país em alto!!”, escreveu a rainha de beleza. “E que tanto para mim como para todos vocês a melhor aprendizagem seja que não existem barreiras entre nós, os Venezuelanos!!! Unimo-nos da mesma forma para apoiar a Vinotinto, e ontem deram-me tanto apoio... Façamos o mesmo para fazer o nosso país evo-luir”, finalizou.! PUb


18 especial

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

BELEZA

Nikol da Luz eleita ‘Mini Princesita Baby’ Representante do estado Amazonas alcançou o segundo lugar da sua categoria Andrea Guilarte Rincón

aguilarte.correio@gmail.com

Vinte e duas meninas competiram na passerelle do Teatro Tilingo no concurso 'Chiquitísima de Venezuela', que decorreu a 11 de Setembro. A luso-descendente Nikol Anahí da Luz participou na categoria Baby, em que concorreram 10 meninas com idades compreendidas entre os 2 e os

4 anos de idade. A abertura do evento foi uma mostra das aptidões que as crianças desenvolveram durante os meses de treino, e ataviada com um vestido amarelo, Nikol captou a atenção do júri e do público. Depois veio o desfile em fatode-banho e finalmente em traje de gala, e a representante do estado Amazonas brilhou num vestido desenhado por Miguel Alemán, que já confeccionou alguns trajes para as concorrentes do Miss Venezuela. Com apenas 3 anos de idade, a luso-descendente

conseguiu alcançar o segundo lugar da categoria, ficando com o título de Mini Princesita Baby. Durante o evento, as concorrentes foram reconhecidas com as faixas da Amizade, Sorriso, Elegância, Cabelo mais Bonito, entre outras categorias. Todas receberam dois brinquedos e uma jóia. Karen Pérez, mãe de Nikol, explicou que as prendas entregues às meninas da categoria Baby foram patrocinadas pela Bela Plata, da portuguesa Flor Bela de Abreu. Sílvia Henriques, presidente da Academia

Coello expõe em Aragua

da Espetada Caracas, entregou também um reconhecimento à pequena Nikol, que foi convidada para a tertúlia da instituição, no próximo dia 19.M

Jorge Martínez lança novo videoclip Sergio Ferreira Soares

sferreira@correiodevenezuela.com

A cor é a protagonista da exposição

Reconhecido artista mostra ao público, durante dois meses, a sua mais recente colecção. Carla Salcedo Leal

csalcedo@correiodevenezuela.com

Ao longo dos séculos, a arte tem representado uma das

F OTO: C.S.L.

formas mais contundentes de expressão do ser humano, despertando o interesse de terceiros pelas mensagens que cada artista quer transmitir nas suas peças. Na Casa Portuguesa do estado Aragua, a arte encontrou um espaço desde há algum tempo, recebendo, deste vez, o reconhecido artista plástico Carlos Corrales Coello, que

desde o passado dia 4 de Setembro expõe naquele espaço 'Colores y fuerzas de lo natural a lo urbano'. A exposição exibe 11 peças, nas quais a cor é protagonista. Cada um dos quadros expõe uma visão diferente do artista, que abarca desde o abstracto ao paisagístico. A mostra estará aberta ao público durante dois meses.M

O cantor português Jorge Martínez lançou o segundo videoclip da sua produção discográfica 'Silêncio', como parte da promoção que leva a cabo nas comunidades portuguesas de diferentes países. Com uma versão em português e outra em espanhol, espera captar o público com 'Cuidar o nosso amor'. Numa escavação arqueológica, um arqueólogo descobre um misterioso livro, já em estado de decomposição; emocionado com o seu achado, desfolha o livro com entusiasmo, o que o levou a encontrar um poema. Ao ler as palavras, passa a mão sobre as imagens de dois personagens da época medieval e entra numa cena bíblica romana, onde contempla uma história de amor entre um guerreiro e uma princesa persa, num templo monumental e anfiteatro romano.

Recordemos que recentemente, o cantautor fez uma digressão pelos Estados Unidos e pelo Canadá, onde conseguiu grandes ovações do seu público. No futuro, Martínez espera fazer uma digressão na Venezuela e dar a conhecer a sua produção entre os crioulos.M


cultura

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

breveS luSoS

Norberto lobo em digressão europeia O guitarrista português Norberto Lobo começou quinta-feira, 15, em Estocolmo, Suécia, uma série de concertos pela Europa. No sábado, o guitarrista atua na Dinamarca, em Copenhaga, e no domingo na Holanda, em Tilburg. Nos dias 23 e 24, Lobo atua na Áustria. Até ao final do mês, o músico passa ainda por Espanha, a 25 atua na Catalunha, e a 26 no País Basco.

novo talento | Freddy Pereira

“o toque pessoal é o que marca a diferença na rádio”

Faleceu pioneira do ensino da língua e literatura Elena Gueorguievna Golubeva, uma das pioneiras do ensino da língua portuguesa e da tradução de obras de português e galego para russo, faleceu quarta, 14, aos 81 anos, na sua cidade natal, tendo leccionado na Universidade local até ao último dos seus dias. Nascida em 1930, Elena Golubeva terminou Faculdade de Filologia da Universidade de Leninegrado, na especialidade de línguas portuguesa e galega.

AGeNdA CulturAl

“Amén” no palco do Celarg

Até 9 de Outubro, o Grupo de Teatro Forte apresenta-se na Sala Experimental Sótano 3 da Celarg com a peça “Amén”, original do dramaturgo catalão Carlos Bé e que conta com a actuação de Elvis Chaveinte, Fedora Freites, Paúl Gamez e Yuruby Soto. Apresenta-se as sextas-feiras e sábados, às 8h00 da noite.

rosario Flores no eurobuilding

Ciclo António lobo Antunes no São luiz

A vida e a obra do escritor António Lobo Antunes serão celebradas no Teatro São Luiz, em Lisboa, a partir de quinta-feira, 15, e durante três dias, num ciclo intitulado "Deste Viver Aqui Neste Palco Escrito". Este programa dedicado à literatura inclui um espectáculo teatral baseado num romance de Lobo Antunes, uma leitura das suas cartas de guerra, o lançamento de um livro.

19

Pereira dedica-se à rádio há 7 anos

Luso-descendente espera levar 'Los Informales' à emissora Mega 107.3 FM Jean Carlos de Abreu

jabreu@correiodevenezuela.com

São cada vez mais os luso-descendentes ligados aos meios de comunicação social, em especial na rádio. Freddy Eduardo Pereira é a voz oficial, junto com mais cinco pessoas, do programa de rádio 'Los Informales', transmitido todas as segundas-feiras das 3 às 4 da tarde, pela Rádio Sintonia 1420 AM. O programa começou por ser transmitido às quintasfeiras, entre as 5 e as 6 da tarde, mas uma alteração na programação da emissora mudou o programa para as segundas. "O programa foi bem aceite pelo público, porque é informativo e divertido. Cada um de nós põe o seu toque pessoal e é o que o público que nos ouve todas as segundas-feiras gosta. O toque pessoal é o que marca a diferença na rádio", comentou Pereira. O locutor explicou ainda

F oto: cortesia

que 'Los Informales' é gerido por segmentos. "Começamos com Desporto, que é dirigido por Diego Agüero, ou ‘Pacce’co’, e Violeta Torres. Depois vem Tecnologia e Cultura, narrado pelo ‘utíliti’ do programa José 'El Chicharito' Ramos, e por último, o espaço de Entretenimento e Cinema, do qual me encarrego agora, dando-lhe um toque de originalidade na hora de transmitir a notícia. Têm que ouvir para se divirtirem, e a juntar a tudo isso, a boa música que pomos no programa, que foi o ponto fiel de todo o espaço de rádio”, explicou. Na produção do programa “somos informais e usamos a mesma estrutura quando temos algum artista, director de cinema ou televisão ou qualquer personagem importante dentro e fora da Venezuela, sem perder o toque picante que nos caracteriza”. Ricardo Arjona, Wisin e Yandel, Luis Fonsi, o grupo Korn, Aerosmith, Caramelos de Cianuro, Los Menta, e sobretudo o talento nacional ligado ao desporto, música e ao cinema foram alguns dos nomes entrevistados pelos seis jovens.

Amor pelA rádio Freddy Eduardo Pereira dedica-se à rádio há 7 anos. “Era fã de um programa chamado ‘Los Gárgara’ e aí aprendi muito no que diz respeito a produção, a forma de fazer o guião, a criatividade e a locução”, acrescentou. Com vontade de continuar no meio, este luso-descendente foi até ao estado Aragua todos os fins-de-semana para realizar um programa que tinha “um toque pessoal”. Posteriormente, regressou à emissora Hot 94 como produtor e coordenador de promoções. Pereira indicou que a próxima meta é chegar à Mega 107.3FM com 'Los Informales' e assinalou que gostaria de partilhar o estúdio com os seus companheiros e com Santiago Duarte. Para além disso, manifestou que quer fazer dobragem de cinema, 'comics' ou “ser a voz identificativa de qualquer marca para qualquer meio audiovisual”. Quem quiser entrar em contacto com os locutores de 'Los Informales', podem fazêlo através das contas de Twitter: @ramosdl, @chilitodj, @yosoyeldiego, @vivi__martinez, @ pacceco y @fredrock83.M

A cantora espanhola Rosario Flores confirmou que oferecerá uma única actuação, a 4 de Novembro no salão Plaza Real do Hotel Eurobuilding como parte da sua digressão “Raskatriski”. No concerto, a filha de Lola Flores interpretará temas de cantores representativos de toda uma época dentro da música espanhola.

"de todos de siempre", o musical

Os estrados do Teatro "Don Bosco" de Altamira receberão o ritmo e as letras do professor Levy Rossell na peça “De todos siempre”, que se apresentará quintafeira, 20 de Outubro, pelas 7h00 da noite. Um passeio por diversos géneros musicais.

A era do Gelo em puerto ordaz

O Centro Comercial Orinokia Mall receberá a exibição temática mais completa de animais gigantes animados à escala real em "A Era de Gelo”, uma experiência que permitirá ao público assistente reviver os períodos de glaciações.


20 CULTURA pEnSA vErDE Lixo espacial Silvia C. Di Frisco A expressão lixo espacial poderia ser associado facilmente ao género da ficção científica, mas o certo é que a combinação destas duas palavras define um problema muito real. Sucata ou lixo espacial é o nome com o qual se define os mais de 22 mil objectos em órbita, que são suficientemente grandes para poder ser seguidos desde a Terra, entre outros tantos milhões de partículas invisíveis que vagueiam perto do nosso planeta. Os seus principais componentes são restos ou componentes, grandes e pequenos, de foguetões e velhos satélites, partes de explosões como polvo, e pequenas partículas de pintura. Recentemente, o lixo espacial converteu-se numa preocupação devido à velocidade que alcança e as colisões que gera, pois estas podem ser altamente prejudiciais para os satélites em funcionamento, as naves tripuladas e as estações espaciais, produzindo ainda mais desperdícios. Este é um tema de preocupação que, sem dúvida, começará pronto a tomar importância. “Temos perdido o controlo do ambiente”, advertiu Donald Kessler, cientista retirado da NASA, que dirigiu o relatório da Academia Nacional de Ciências. Desde que a era espacial começou, há 54 anos, a civilização tem enchido de escombros a área acima da atmosfera terrestre com satélites velhos, propulsores auxiliares e outras partes que se desprendem durante os lançamentos. Quando os cientistas alertaram para este problema, concretizaram-se acordos para limitar o lixo espacial, garantindo que o que se coloca em órbita tenha de regressar à Terra e seja destruído no processo.

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

talento luso |Fernando da silva, músico e actor

“Deus tem tudo muito bem pensado para cada um de nós” Jovem actor combina os estudos de engenharia com o teatro e a música

na Venezuela e que são tão necessários para a sociedade. -Mas vens de uma família portuguesa, viveiro de valores... -A minha família é uma mistura de Portugal e da Venezuela, e essa união deixoume grandes valores, sobretudo no que diz respeito à união familiar, que é algo que caracteriza muito a comunidade portuguesa e que sem dúvida é invejada por outros grupos. Tenho uns 300 primos e estamos sempre em contacto, agora que estamos grandes, sinto muito a falta dessas reuniões, em que estávamos todos, porque muitos já foram para o estrangeiro.

Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O musical infantil ‘El Príncipe Feliz’ apresenta-se actualmente aos fins-de-semana no Teatro Premium de Los Naranjos, com o jovem lusodescendente Fernando da Silva a ter o seu primeiro papel de protagonista, no papel de príncipe. O CORREIO falou com o jovem sobre a interpretação e a sua carreira dentro e fora dos palcos, pois partilha-os com os estudos em engenharia mecânica na Universidade Simón Bolívar. -Como chegaste ao teatro? -Antes de representar, era cantor, comecei com isto como um recurso extra para a minha carreira, e a pouco e pouco foi me apaixonando por esta faceta. Há três anos comecei a fazer workshops de teatro, depois fiz o de teatro musical, e há seis meses entrei num do Skena, onde trabalha um dos produtores da obra, e chamaram-me para participar em ‘El Príncipe Feliz’. -O que é que mais gostas na representação? -Divirto-me, continuo a ser eu, mas interpretando outras pessoas, e parece-se um pouco a quando era criança e brincava a fazer-me passar por outro (risos).

Fernando da silva representa o papel de “Príncipe Feliz”

artística? -Graças a Deus os meus pais sempre me apoiaram, todos em casa estão muito contentes. Sempre fui muito extrovertido, e era óbvio que tinha essa chamazinha pelas artes, inclusive o meu pai obrigava-me a cantar em todo o lado, e acabava por fazê-lo, e hoje em dia agradeço-lhe, porque isso ajudou-me com coisas como o medo do palco.

-O que representa esta oportunidade para ti? -Esta oportunidade foi uma bênção, estou a absorver tudo como uma esponja, porque é uma oportunidade incrível poder partilhar os palcos com actores tão profissionais.

-E como combinas a universidade com o teatro? -Não é fácil, mas Deus tem tudo muito bem pensado para cada um de nós. O facto de manter-me ocupado ajudoume muito a manter o enfoque em ambas as áreas, porque é uma rotina constante que inclui preparação e disciplina. Não é fácil, mas consegue-se. Há sempre que fazer o que nos preenche, o que de verdade gostamos.

-Como foi encarada em tua casa esta decisão de enveredares pela carreira

-Música ou teatro? -(Risos) São duas coisas diferentes mas que se conjugam

F oto: c.s.l

muito bem, não há nada como estar num palco e cantar e transmitir tantas emoções com as tuas canções, mas ao mesmo tempo é divinal, e muito enriquecedor, interpretar uma personagem no teatro, porque cada personagem ensina-te algo. Por isso gosto tanto do teatro musical, ainda que no fundo o meu norte é ser cantor. -O que foi mais difícil em ser o príncipe feliz? -É uma personagem que parece que é fácil mas que é bem complicada porque é uma pessoa muito generosa, não se importa de desprender-se de tudo o que tem para ajudar os outros. Sempre fui humilde e solidário com quem me rodeia, mas ele ensinou-me muitas coisas. O príncipe feliz é como todos os super-heróis que não podem ter um amor porque entregam tudo ao próximo, é uma dessas personagens que deixa muito, que tem a ver com os valores humanos que tanto se perderam

-As tradições portuguesas são mantidas em casa? -Na minha casa nunca faltou um bailinho da Madeira, porque o meu avô é de lá, e adoro dançá-lo, e tenho um primo que canta fados e gosto muito de ouvi-lo. E claro que também gosto muito da comida, e confesso que há muitas tradições em minha casa que pensava que eram venezuelanas mas afinal são portuguesas. -Como cantor, não gostarias de escrever um fado? -Seria um desafio, porque não domino o idioma, mas sim, gostaria. Há que respeitar os géneros musicais, sobretudo porque o fado é um género muito delicado e teria medo de ofender os amantes do fado. Mas desde que eu era criança que me lembro de o meu avô cantar, de facto temos uma melodia em comum, que é um ‘tarareo’ muito português, então talvez nos animemos juntos a fazê-lo. -Onde te vês daqui a 10 anos? -Deus tem tudo preparado na vida e tudo acontecerá da forma que Ele gosta, e espero, nesse tempo, cumprir muitas metas, mas deixo tudo nas mãos de Deus.!


15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

publicidade

21


22 opiniÃo

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

fALAnDo com A nossA gente

Mais polícias…? David Rodriguez

Q

uero abordar um tema muito problemático ao nível nacional e que exige análise e reflexão: a segurança. Muitos países por todo o mundo sofrem com os altos índices de criminalidade e violência; o que se soma às dificuldades das instituições públicas para lidar com a situação. Na Venezuela, esta é a realidade da maioria das nossas cidades, em maior ou menor grau; temos visto os processos de reestruturação dos seus sistemas de segurança e justiça mas ainda não são suficientes. A violência é a primeira entre as causas de morte na Venezuela.

ALtA tRIBUnA

As instituições policiais não podem, sozinhas, encarregarse da segurança pública.

› As instituições policiais não podem, sozinhas, encarregarse da segurança pública. Por muitos planos de segurança pública que surjam, o problema envolve-nos a todos. O fenómeno da violência e da criminalidade é extremamente complexo e dinâmico, exigindo uma abordagem integrada, que envolva a toda a sociedade na busca de soluções efectivas e sustentáveis. Como dizia num artigo anterior, não podem ser operativos ou planos esporádicos, que sirvam de paliativos de momento ante um problema agudo e amplo. Os efeitos no quotidiano da violência e da criminalidade são sentidos, em primeiro lugar, pela comunidade e os seus membros, seja sob a forma de

eventos concretos ou através da “sensação de insegurança”, como o determinam alguns analistas. Para uma actuação preventiva, é necessário escutar os agentes locais. A participação comunitária é fundamental para a consolidação de uma verdadeira política pública. Os procedimentos em prol da segurança realizados pelas entidades públicas são significativos, mas devemos abordar o problema e utilizar com consciência colectiva a prevenção e actuar nos focos localizados onde se produz a violência. Actuar preventivamente é o primeiro passo e saber que não está implicada a segurança social, senão outros factores, o segundo. Ditos factores que

se devem atender são: o desemprego, problemas de saneamento, iluminação pública e falta de opções de recreação e desporto, além de outros valores humanos no plano individual e colectivo que podem trazer benefícios efectivos para a Segurança Pública. Finalmente, a instância governamental tem o seu papel predominante de garantir soluções no tema da segurança, mas ao colectivo em geral lhe toca a parte importante dentro do contexto de segurança pública. Desta maneira, podem-se ajudar as acções das organizações policiais e todo o que tem a ver com a segurança, direito que temos todos os cidadãos que vivem nesta Pátria.

aqui, quase diariamente, ocorrem os mesmos episódios de irregularidades e injustiças cheias de reclamações não escutadas por ninguém. Ou de quase ninguém. Esta situação de cada dia enche-nos de impotência e desespero porque não vemos a disposição de quase ninguém para resolver os problemas, qualquer que sejam e em todo os lugares. É uma “saudação à bandeira” introduzir um pedido e aspirar a que nos respondam em tempo oportuno. É um país onde nos cansamos de denunciar as irregularidades e nunca pas-

sa nada. E é evidente que há muita gente que se acostuma a viver desta maneira, mas há outra que não, neste sentido os que se acostumam levantamse com a esperança de que surjam as soluções, já não desde esta equipa de governo, porque já sabemos que não as encontrará, mas sim desde o outro que está para vir. Entretanto, haverá que seguir “engolindo em seco” cada vez que vemos uma cadeia carregada do que habitualmente está carregada. Vemos isso antes de mudar o canal o de desliga-lo se não os temos.

Aqui não acontece nada Antonio López Villegas

Q

uiçá não esteja enganado quando afirmo que um grande número de venezuelanos, ao levantar-se, diga para si mesmos: “Deus, continua a dar-me paciência para poder seguir em frente com a minha vida neste país”. Ou alguma frase mais ou menos parecida mas sempre neste mesmo estilo em que devemos armar de paciência e tolerância para poder mitigar as penas e suportar outro dia, começando com tráfico infernal desde

esta situação de cada dia enche-nos de impotência e desespero

que amanhece até ao anoitecer. Viver nesta “terra de graça” não é fácil, sobretudo se temos a tido a oportunidade de comparar outras maneiras de viver noutras latitudes. Este é um país em que para que uma denúncia progrida, devemos levá-la à televisão. E refiro-me à independente, porque a oficial, que é a que deveria fazer alguma coisa, porque é “a televisão de todos os venezuelanos”, geralmente não vai ao local. Aquela pelo menos torna pública a denúncia, embora sem que se verifique uma garantia de que se venha a resolver. E é

"se queres ser colunista de opinião neste meio de comunicação, candidata os teus textos através do correio electrónico correio.prensa@gmail.com. necessitamos do teu nome completo, um título para a coluna e um texto de 2500 caracteres máximo"


opiniÃo

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

Cartas

23

Favor enviar as suas cartas e comentários ao endereço electrónico: correio.prensa@gmail.com

Minha querida Madeira

Resgatemos a tradição

Sou Portuguesa natural da ilha da Madeira, e emigrante há 43 anos na Venezuela. Sigo todos os dias as notícias da ilha da Madeira e fico cada dia mais triste com tudo aquilo que vejo e oiço acerca da nossa querida terra. Falam de “bancarrota”, “falência”, e enche-me de tristeza saber que a Madeira atravessa esse momento financeiro grave... Tanto eu como o meu esposo trabalhámos durante toda a nossa vida, de sol a sol, criámos os nossos filhos na Venezuela, e pudemos, felizmente, levá-los duas vezes a Portugal e à nossa terra. Também pudemos poupar nestes 40 anos de Venezuela e felizmente comprámos o nosso pequeno apartamento para um dia podermos passar os anos da nossa velhice. Estou angustiada, não sei o que vai suceder à nossa ilha, à nossa casa, aos nossos amigos e familiares, com toda esta desgraça que se ouve todos os dias nas notícias da Madeira. Apelo ao nosso Correio da Venezuela para que nos oriente neste sentido.

No último ano tenho sido testemunha de um esforço crescente por parte de todos os portugueses em toda a Venezuela por resgatar a nossa cultura e tradições. Tenho lido nas páginas deste jornal sobre os diferentes cursos de língua lusa; a realização de festivais de folclore e o nascimento de novos grupos; a realização das festas da Virgem de Fátima; e as celebrações do Dia de Portugal e da Madeira. Agora creio que chegou o momento para, além de manter estas iniciativas, recuperar algumas que se perderam com o tempo, como são os casos da festas de Nossa Senhora da Pedra, de Nossa Senhora da Saúde e de Nossa Senhora do Monte, entre tantas outras que continuam a ser celebradas nos mais diversos cantos do nosso país natal, com músicas e comidas específicas de cada região que muito poucos conhecem. Portugal não é só Lisboa, Porto e Madeira… O nosso país é muito maior e devemos colocar o nosso empenho em dar a conhecer esses costumes particulares, para que pelo menos na diáspora não se percam, já que em Portugal estão a perder-se por falta de interesse por parte dos jovens.

Maria natividade Mendes

Elizabeth da rocha

inquérito

Mais armas?

Sim, há luz, mas em que condições?

Aproveito este espaço para comentar uma realidade que nos persegue a todos: a crescente insegurança que se está a viver na Venezuela. A nossa bela terra atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história, que se fica a dever a um problema que vai muito mais além da política, pois está enraizado num campo social. Muitas vezes destaca-se no Correio o louvável trabalho das entidades governamentais e policiais na luta contra a violência. Mas o que é que está a acontecer a este país, onde parece que há mais gente má do que boa? Como é que o governo vai continuar a comprar armas à Rússia, quando o povo está utilizando as armas contra os seus próprios irmãos? Não podemos continuar a viver com medo. Temos que, como cidadãos, exigir o nosso direito à vida, à livre circulação, à propriedade. Mas para isso temos que unir-nos e entender que se os governantes estão fazendo mal as coisas, é nosso dever exigir-lhes que passem a fazê-las bem. Espero que estas palavras sirvam de reflexão.

Senhores do CORREIO, escrevo porque preciso de formular uma pergunta, não a vocês mas ao Governo Nacional, que se apressa a assinar convénios com Portugal e outros países para melhorar a crise eléctrica na qual estamos mergulhados. Talvez as pessoas de Caracas estranhem a minha denúncia, mas este é um clamor dos habitantes do interior, que dia após dia sofrem apagões e as terríveis consequências que isso gera. A insegurança aumenta, os aparelhos eléctricos ficam danificados e ninguém assinou convénio para ajudar-nos e devolver-nos o dinheiro que temos investido. Agora temos que pagar, sob a figura de uma 'multa', a ineficácia deste e de outros governos para resolver e cuidar correctamente do sistema eléctrico nacional? Não é justo.

José antónio Lima

Maira Laura quiroz

Mais de 1.000 milhões de telespectadores desfrutaram pela televisão, na passada segunda-feira, 12 de Setembro, do concurso de beleza mais importante do planeta: O Miss Universo 2011. Apesar de nossa representante, Vanessa Gonçalves, se ter apresentado como uma das grandes favoritas da noite, o jurado não a incluiu entre as 10 finalistas concurso. Como qualifica o desempeno de Vanessa Gonçalves? Concorda com os resultados concurso?

John alexander Gil rengifo agente de vendas

Carolina Macieira Desenhadora Gráfica

Vanessa fez um trabalho bom, dado que durante todo o processo sempre se qualificou como uma das favoritas. Não digo que tinha de ter sido ela a ganhar, nem tiro nenhum mérito à vencedora, mas pareceu-me que tinha demasiado talento, e as suas pontuações foram bastante boas como para ser incluída no quadro de honra.

O desempenho foi excelente. Ninguém consegue entender como é que tirando a maior pontuação do público no desfile em traje de banho e sendo a mais aplaudida no auditório, e o jurado não a tenha qualificado. Creio que se movem muitos interesses detrás deste tipo de concursos.

Leonardo Dugarte Estudante

Moisés Elías Martínez Estudante

Parece que o desempenho da Vanessa foi excepcional. De todas as concorrentes pré-classificadas, era a que tinha a melhor figura entre muitos corpos extremamente delgados. Além disso, o facto de ter sido a melhor pontuada pelo público no desfile em traje de banho diz muito. O seu desfile foi o mais destacado.

Venezuela é um país que se tem caracterizado por ser um especialista neste concurso e por sempre destacar-se com um excelente desempenho; este ano Vanessa Gonçalves não ficou atrás. Fez um papel extraordinário e foi o melhor corpo. Não conseguiu ficar entre as 10 finalistas mas fezse notar.


24 lazer

correio de venezuela • 15 a 21 de setembro de 2011

HOróScOpO

Carneiro

SUDOKU

21/03 - 20/04

Touro

21/04 - 20/05

Gémeos 21/05 - 21/06

Amor: Se não cuidar de si ninguém

Amor: Evite as discussões com o seu

Amor: Estará muito carente, procure

vai cuidar, por isso lute por aquilo que

par. Saúde: Será uma época com ten-

ser mais optimista quanto ao seu fu-

quer. Saúde: Tenha cuidado com as

dência para enxaquecas. Dinheiro: Dê

turo sentimental. Saúde: Tendência

constipações. Dinheiro: Seja prudente

mais valor ao seu trabalho, e só terá a

para dores de ouvidos. Dinheiro: Pe-

nos seus gastos.

ganhar com isso.

ríodo oportuno, aproveite bem este momento.

Caranguejo 22/06 - 21/07

Leão

Virgem

22/07 - 22/08

23/08 - 22/09

Amor: Aproveite as boas energias

Amor: Seja mais atencioso para com

Amor: Andará nas nuvens, pois o

para viver momentos de felicidade.

o seu amor. Saúde: Tendência para

amor invadiu o seu coração. Saúde:

Saúde: Evite cansar-se em demasia.

dores de garganta. Dinheiro: Dia pro-

Faça um Check-up. Dinheiro: Tenha

Dinheiro: Coloque em ordem a sua

pício a perdas de dinheiro.

mais atenção ao seu mealheiro, pois

vida profissional.

ele está a ficar vazio.

Balança

23/09 - 22/10

Escorpião

23/10 - 21/11

Sagitário 22/11 - 21/12

Amor: Pense muito bem antes de fa-

Amor: O amor e o carinho reinarão

Amor: O seu poder de sedução estará

lar. Saúde: Cuidado com os pulmões,

na sua relação afectiva. Saúde: Tente

no auge. Saúde: Dia sem problemas

aparelho respiratório frágil. Dinheiro:

controlar as suas emoções para que o

de maior. Dinheiro: Poderá surgir a

Este é um bom momento para pôr em

seu sistema nervoso não se ressinta.

notícia de algum pagamento inespe-

marcha um projecto antigo.

Dinheiro: Não haverá nenhuma alte-

rado. Não deixe que esta dívida de

ração significativa.

arraste por muito tempo.

Capricórnio 21/12 - 20/01

Aquário

21/01 - 19/02

Peixes 20/12 - 20/03

Amor: Aproveite o seu poder criativo e

Amor: Para os que não tiverem par, há

Amor: Não deixe que a família fale

diversifique a sua vida sexual. Saúde:

a possibilidade de se apaixonarem.

por si na sua relação afectiva. Saúde:

Tente levar uma vida mais relaxada,

Saúde: Cuidado com a alimentação

Cuidado com os seus ossos pois an-

a agitação pode ser prejudicial para a

e os esforços. Dinheiro: Será ajudado

dam um pouco frágeis. Dinheiro: Seja

sua saúde. Dinheiro: O equilíbrio está

na sua profissão.

prudente nos seus gastos.

acentuado neste campo da sua vida.

labirintO

cinEma ! EStrEiaS Da SEmana ... na Venezuela

El Precio De La Traicion / Chloe

Mr Poppers Pinguins

Que Dilema / The Dilema

Abduction

Conan (Sub)

Spy Kids 4D - Todo o tempo do Mundo

Voodoo / Voodoo

... em Portugal

The Change-Up

Meia-Noite em Paris Midnight in Paris

Solução anterior - Edição 422

Os Olhos de Júlia Los ojos de Julia


15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

publicidade

25


26 saúde ›

SaúDE ao Día

Descobertas causas da hidrocefalia Cientistas da Califórnia, Estados Unidos, descobriram aquela que pode ser a principal causa da hiodrocefalia congénita. O novo estudo sugere que pode ser provocada por níveis anormais de ácido lisofosfatídico, um lípido que pode entrar no cérebro em altas concentrações durante episódios de sangramento e causar danos no desenvolvimento das células cerebrais.

Europa e Ásia livres de poliomielite A Organização Mundial de Saúde anunciou que desde o dia 1 de Setembro de 2010 que não se registam novos casos de poliomielite na Europa e na Ásia Central. "Os países da Europa e da Ásia Central conseguiram resistir ao surto de poliomielite, graças a uma campanha de vacinação", lê-se num comunicado da OMS. No entanto, a organizaçao advertiu que os países devem continuar atentos.

Homossexuais poderão doar sangue

O Ministério britânico da Saúde confirmou que no dia 7 de Novembro, será levantada a actual proibição de doação de sangue imposta aos homossexuais para prevenir o risco de contaminação da Sida, depois de aceitar as recomendações do chamado Comité Assessor de Segurança do Sangue, que indicou que os homossexuais que não tiveram relações íntimas com outro homem durante um período de um ano poderão doar sangue.

correio de venezuela  15 a 21 de setembro de 2011

Praga

Caracol africano ameaça saúde pública Segundo o Alerta Epidemiológico Nº 193 da Rede de Sociedades Científicas Médicas de Venezuela Silvia C. Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Uma possível ameaça em matéria de saúde pública está a gerar-se na Venezuela. Trata-se da proliferação do caracol africano gigante (Achatina fulica), uma espécie que, segundo peritos, foi introduzida no país de forma clandestina em 1993. Isto é confirmado pelos documentos de Alerta Epidemiológico Nº 193 da Rede de Socie-

dades Científicas Médicas de Venezuela, no capítulo intitulado 'Caracóis africanos como praga potencial e risco para a saúde na Venezuela', assinado pelos médicos José Félix Oletta e Ana Carvajal. Este molusco é considerado uma das 100 espécies invasoras mais perigosas do mundo da União Internacional para a Conservação da Natureza, pois é portador de certos parasitas transmissores de inúmeras doenças que afectam o ser humano. Para além disso, representa uma ameaça para a agricultura e a diversidade biológica, já que devora, num curto espaço de tempo, grandes extensões de vegetação.

Por não ser endémico da Venezuela, o caracol africano não tem inimigos naturais, um factor que facilita a sua reprodução e a vantagem sobre outras espécies autóctones na sua luta pelo espaço e ali-

o portaDor

mentos. Recentemente, o Ministério do Ambiente recebeu relatórios relativos ao aparecimento massivo deste exemplar em sectores do estado Anzoátegui, Carabobo, Miranda e Aragua.

oS malES

Originário da costa Este de África, este exótico espécime foi introduzido no país tanto de forma acidental como intencional, para ser usado como animal de estimação, alimento para os humanos e para elaborar produtos de beleza. A sua concha é alargada, de forma cónica e pontiaguda, com franjas amarelas, de cor creme, castanho claro e escuro. A abertura é ovalada. O corpo é igualmente de cor escura, com dois pares de tentáculos. Pode viver até sete anos, e alcançar os 30 centímetros de largura e 8 de altura. Por ser um molusco hermafrodita, reproduzse rapidamente. Para além disso, no primeiro ano de nascimento, já produz os seus próprios ovos, que podem chegar até 1.200 por ano. O caracol tem hábitos nocturnos, mas pode manter-se activo durante o dia, especialmente quando chove, pois vai em busca de refúgio. A sua alimentação é muito variada, compreende todo o tipo de plantas, incluindo flores, folhas e ramos.

Ao ser tocado, este animal segrega uma baba que contém certos parasitas transmissores da terrível e mortal meningite eosinofílica, que pode afectar o homem como hóspede acidental, pelo que não deve ser manipulado de maneira directa. Ficou demonstrado experimentalmente que o caracol é também um bom hospedeiro de um parasita conhecido como Angiostrongylus costaricensis, que acidentalmente pode passar para o homem e levar à doença chamada angiostrongiliasis abdominal, que leva à formação de tumores. Entre outros males, o molusco transmite a esquistosomiasis ou bilharziasis, e adicionalmente são considerados vectores da gripe e de outros vírus. A forma de contágio pode ser pela manipulação do animal, ou ao entrar em contacto ou consumir plantas e alimentos que tenham estado em contacto com o molusco.

aS SoluçõES Perante a presença do caracol gigante africano em vários sectores dos estados Carabobo e Aragua, o Ministério do Poder Popular para o Ambiente fez um apelo para que a população esteja alerta ao seu aparecimento e que tome as medidas de prevenção necessárias para a sua recolha e controlo na

região. • Os espécimes de qualquer idade e os seus ovos devem ser recolhidos para eliminação por incineração ou enterrando-os, tomando a precaução de utilizar luvas. • Fumigar só piora a situação. • É importante evitar a dispersão dos mesmos, pelo que não devem ser atirados

para rios, terrenos baldios, ruas, ou no lixo, que será recolhido pelos serviços de limpeza. • Para sacrificar o caracol em casa, a melhor opção é submergi-lo numa solução elaborada com três partes de água e uma parte de cloro ou cal, ou 3 litros de água e 1 quilo de sal comum, e

isto deverá fazer-se num recipiente tapado durante 4 horas. • Como medida de precaução, os caracóis não devem ser mudados de um lugar para outro, nem vivos nem mortos. Também não é recomendável triturá-los, pois isso aumentaria o risco de contaminação.


desporto

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

27

Liga Zon SagreS

Braga e Benfica ‘apertam’ FC Porto

CORREIO/LUSA

O Sporting de Braga igualou o Benfica no segundo posto da Liga portuguesa de futebol, depois de vencer o Gil Vicente, e passou a formar o duo que persegue o campeão FC Porto, que só conhece vitórias nos quatro jogos disputados. O veterano avançado Nuno Gomes foi a grande figura do encontro de Braga, ao apontar os seus primeiros dois golos pelos “arsenalistas”, no triunfo sobre o Gil Vicente, por 3-1. Com este triunfo, os bracarenses igualaram no segundo posto o Benfica, que no sábado, 10, venceu o Vitória de Guimarães, por 2-1, e ficaram a dois pontos do FC Porto, que tinha derrotado o Vitória de Setúbal, por 3-0, na sextafeira.

No sábado, o Sporting tinha somado a primeira vitória da temporada, ao derrotar o Paços de Ferreira, por 3-2, num encontro que esteve a perder por 2-0 até aos 76 minutos. No domingo, o Marítimo venceu pela segunda vez consecutiva e subiu ao quarto lugar da Liga, com sete pontos, menos cinco que o FC Porto, depois de derrotar em casa o Rio Ave, por 2-1, com dois golos de Baba. Um grande golo do lateral Shaffer deu à União de Leiria os seus primeiros três pontos na presente Liga, com um triunfo no terreno do BeiraMar, por 1-0, no encontro que marcou a estreia de Vítor Pontes no banco dos leirienses. O Feirense, que regressou ao principal escalão este ano,

o Sporting de Braga está a repetir o excelente desempenho época passada

também conseguiu a primeira vitória, ao triunfar no terreno do Olhão, por 2-1. A ronda terminou na segunda-feira, com a Académica golear 4-0 na recepção ao Nacional da Madeira, que assim viu confirmada a permanência no último posto da classificação.!

Foto gLoBaL imagenS

Jogos desta semana ! inter canal 14 Domingo, 18

Feirense - FC Porto

1 PM

Domingo, 18

Benfica -Académica

3 PM PUb


28 desporto

correio de venezuela  15 a 21 de setemBro de 2011

Taça de PorTugal

Três equipas da Honra surpreendidas União da Madeira, o Atlético e o Santa Clara foram eliminados CORREIO/LUSA O União da Madeira, o Atlético e o Santa Clara, da Liga Orangina (Honra), foram eliminados, no passado sábado, 10, por equipas da II divisão, protagonizando as grandes surpresas da segunda eliminatória da Taça de Portugal de futebol. Em Santo Tirso, o Santa Clara, sexto classificado da Liga de Honra, perdeu com o Tirsense, por 2-1, com o enPUB

contro a ficar decidido nos instantes finais, com uma grande penalidade apontada por Lio. A jogar em casa, o Atlético, líder da Honra, caiu perante o Macedo de Cavaleiros, no desempate por grandes penalidades, por 4-3, após 120 minutos sem golos. Outra das grandes surpresas da ronda, aconteceu na Madeira, onde o União foi afastado da prova, igualmente no desempate por grandes penalidades (7-6), depois de um empate a zero. Num confronto entre equipas da Liga de Honra, a Naval 1.º de Maio bateu em casa o Freamunde, por 3-1, com dois golos de Roberto e Michel

o bom desempenho do união no campeonato não se reflectiu na taça.

Simplício, tendo Luciano marcado para os visitantes. O Arouca foi a quinta equipa da Liga de Honra a cair na segunda ronda, ao perder com o Leixões, também do segundo escalão, por 2-1, com um golo do triunfo a surgir apenas aos 94 minutos, por Diego

Mourão. A goleada da ronda foi obra do Penafiel, que venceu o Rebordosa, da III divisão, por 6-0, com Belenenses, Sporting da Covilhã e Oliveirense a conseguirem também resultados volumosos, perante Esposende (5-1), Caldas (4-0) e Académico Viseu (5-2), res-

FoTo global Imagens

pectivamente. De resto, Trofense, Desportivo das Aves, Portimonense, Estoril Praia e Moreirense -- só nas grandes penalidades -- seguiram em frente para a terceira eliminatória, que se joga a 16 de outubro e já terá as equipas da Liga portuguesa.!


1era divisão

Trujillanos empata Real Esppor Enmanuel Acosta igualou o marcador aos 73 minutos Silvia C Di Frisco

sdifrisco@correiodevenezuela.com

A chuva que surpreendeu o Oeste de Caracas, na passada sexta-feira, 9 de Setembro, não impediu que o Real Esppor Club enfrentasse o Trujillanos FC, na quinta jornada do Torneio Abertura do futebol nacional. O jogo marcou o regresso do conjunto merengue a casa, e terminou com um empate a uma bola. Já passava uma hora e meia da hora marcada para o início do encontro quando o jogo começou nas instalações do estádio nacional Brígido Iriarte, que foram remodeladas, e que não superaram as expectativas do público assistente, que teve de pagar 80 Bs

a ineficiência do sistema de drenagem dificultou o jogo

para poder assistir ao jogo. O novo sistema de drenagem não funcionou como devia, o que só dificultou o controle da bola para ambas as equipas, tendo até provocado lesões nalguns jogadores. A iluminação também teve algumas falhas. Regresso a casa Durante o primeiro tempo, o Trujillanos manteve o controle da bola, conseguindo fu-

29 bREVES ›

desporto

15 a 21 de setembro de 2011 • correio de venezuela

FoTo: s.d.F.

rar a resistência de Javier Toyo, ao minuto 17. O ‘onze’ merengue, visivelmente afectado pelo mau estado do terreno de jogo, não levantou a cabeça até à segunda metade, onde se mostrou mais ofensivo desde o início. A recompensa chegou ao minuto 73, por parte do colombiano Enmanuel Acosta, que aproveitou um centro ao primeiro poste para mandar

a bola de cabeça para o fundo da rede, concretizando assim o tão ansiado golo para os locais. Outros dois jogadores ibéricos que melhor se movimentaram em campo foram Ángel Chourio, que se aproximou do desempate, e Javi Campos, que salvou a equipa, devolvendo o alento às hostes merengues que se encontravam no estádio. Apesar de procurar o golo da vitória nos minutos restantes, a equipa de Noel Sanvicente teve que conformar-se com um só ponto em casa, para acumular um total de 4 pontos na tabela de classificação, onde actualmente ocupa o 14.º lugar. O conjunto da capital prepara-se para o seu próximo confronto, com o Deportivo Anzoátegui, marcado para domingo, 18 de Setembro, às 6 da tarde, no Estádio José Antonio Anzoátegui de Puerto La Cruz.!

Real Esppor baixa preços

A direcção do Real Esppor Club anunciou esta semana que serão alterados os preços dos bilhetes em benefício dos adeptos. A mudança tornar-se-á efectiva a partir do sábado, 24 de Setembro, e será aplicada aos ingressos relativos aos compromissos como locais, que se levem a cabo no Estádio Nacional Brígido Iriarte, em Caracas. Os novos preços dos ingressos ficaram estabelecidos da seguinte forma: VIP: Bs. 100 VIP Crianças: Bs. 70 Tribuna Principal: Bs. 50 Tribuna Popular: Bs. 30 Estudantes (tribuna principal): Bs. 30 Crianças e idosos (tribuna principal): Bs. 20 PUb


30 desporto

correio de venezuela  15 a 21 DE SETEMBRO DE 2011

'El pollito' abandona Gómes vence 'Surf for the sea' prova em Baltimore Em OcEansidE, califórnia

Jovem luso-descendente aproveitou ao máximo a sua estadia nos Estados Unidos Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O surfista luso-descendente Derek Gómes Carrión conseguiu, no passado fim-desemana, o primeiro lugar no 15.º Annual Surf for the Sea, em Oceanside, Califórnia. O evento desportivo decorreu durante os dias 10 e 11, com um total de 13 divisões, em que Gómes competiu com ondas de três pés de alto. Mais quatro venezuelanos participaram na competição. Derek Gómes é atleta da Selecção Nacional Junior de Surf e conseguiu classificarse para a final com boas pontuações, pois logo no primeiro dia conseguiu uma onda

quase perfeita, de 9 pontos. "Estamos muito contentes, porque foi um grande feito, este é o primeiro evento internacional em que Derek ganha o primeiro lugar. Noutros conseguiu entrar no quadro de honra mas este representa a sua primeira vez no alto do pódio", disse ao CORREIO Rosa Carrion, mãe de Gómes. Os pais adiantaram que Derek está há um mês na Califórnia a treinar todos os dias, focado em obter bons resulatdos nestas competições, e regressa à Venezuela a 23 de Setembro. No próximo fim-de-semana, Gómes compete junto com o venezuelano Carlos Pérez em San Diego, Estados Unidos. Esta competição corresponde a um evento da National Scholastic Surfing Association (NSSA), que vai decorrer na praia Crystal Pier.!

C.S.L

Gómes representou a selecção nacional Junior de surf fOTO: cOrTEsia

Jorge Andrés Gonçalvez teve uma série de contratempos na 12.ª prova do campeonato Indy Lights, corrida que decorreu no dia 4, domingo, no traçado urbano de Baltimore, nos Estados Unidos. Pela primeira vez, 'El pollito' Gonçalvez não conseguiu terminar a competição devido a uma falha na caixa de velocidades. O piloto, que saiu na posição nove, avançou uma casa nas primeiras voltas da corrida, mas durante a

sexta volta, a caixa de velocidades bloqueou depois de a viatura ter dado um toque numa curva, e como o carro não respondeu ao comando, Gonçalvez teve de abandonar a prova. Apesar do contratempo, 'El pollito' conseguiu manter a quinta posição na tabela de posições, com 301 unidades, mantendo-se com 16 pontos de diferença do seu seguidor mais próximo. A série Indy Lights terá mais cerca de um mês de intervalo até ao próximo compromisso.!

PUB

Informamos os nossos estimados telespectadores que a transmissão do programa Contacto Venezuela vai ser interrompida até 21 de Setembro, por motivo do período de férias. Findo este período de descanso, retomaremos as transmissões quinzenais do programa que procura apresentar o melhor da comunidade portuguesa na Venezuela. “Contacto Venezuela” é transmitido quinzenalmente, todas as quartas-feiras, em três emissões. É produzido por Roteiro Filmes C.A., Produtora Nacional Independente que desde Novembro de 2007 é responsável do programa “Contacto Venezuela” para RTPI. Através do endereço electrónico: http://ww1.rtp.pt/multmedia/

lindex.php?tvprog=17736 poderão consultar o arquivo dos programas emitidos recentemente. VENEZUELA CONTACTO Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011 Horários de transmissão no seguintes canais: RTPI Venezuela (cada 15 dias): Às quartas-feiras 4:30am 3:30pm - 9:30pm RTPI América | 21:30h RTPI Ásia | 15:00h Sábados por RTP Madeira | 16:27h

roteirofilms@gmail.com

venezuelacontacto@gmail.com

Esta sexta-feira, 16 de Setembro, apresentamos a segunda parte do programa dedicado à Escola de Futebol Todos Estrellas. Na semana passada, conhecemos parte da equipa técnica, compartimos com os pequenos campeões da categoria Pré A e com os mais pequenos desta escola de futebol, os compoticas. Nesta oportunidades conhecerás as restantes categorias que treinam na sua sede, localizada em Los Naranjos, os seus treinadores e o professor Celso De Oliveira, o fundador da escola, que se destacou como jogador profissional no Brasil formando parte da Selecção Militar na Copa Sul-americana, jogando na mesma equipa do PELÉ. Além disso, possui uma ampla trajectória desportiva no nosso país, onde

Sexta-feira às 5:00 p.m.

representou várias equipas, tais como a da Universidade Central da Venezuela, o Deportivo Galicia, Deportivo Canarias e Deportivo Itália, entre 1959 e 1970; percurso que o fez merecedor de diversos títulos como jogador amador e profissional. Todas as sextas-feiras às cinco da tarde (5pm) na Meridiano Televisión, os especialistas em desporto.

academiadecampeones@gmail.com

Av. Principal San Luis,Torre Mayupan, Piso 1, Ofic. 1-4, Urb. San Luis El Cafetal. Distrito CApital. Caracas-Venezuela. Zona Postal 1061


desporto

15 a 21 DE SETMEBRO DE 2011 • correio de venezuela

31

Casa FC Porto de CaraCas

Rui Barros participa na Festa Azul e Branca Edição 2011 está marcada para 9 de Outubro no salão nobre do Centro Português em Macaracuay Antonio Carlos Da Silva magneticaudiovisuales@gmail.com

A filial da Casa do FC Porto da Venezuela, presidida por Sílvio Moreira, está nos últimos preparativos para mais uma edição da chamada Festa Azul e Branca, evento que pretende homenagear a equipa campeã de Portugal, os adeptos na Venezuela e a comunidade lusitana em geral. A edição de 2011 deste evento decorre a 9 de Outubro, no salão nobre do Centro Português em Macaracuay

e a organização espera receber cerca de 600 pessoas, que vão desfrutar de um almoço dançável, com início ao meiodia, e que se estende até às 8 da noite. Esta grandiosa Festa Azul e Branca será animada pela actuação da Junior Band e do rancho folclórico Os Lusíadas, e conta ainda, como é costume, com a presença de uma antiga figura dos Dragões. Há alguns anos o convidado de honra desta gala foi Fernando Gomes, bi-bota de ouro a nível europeu. Este ano, a Casa do FC Porto na Venezuela conseguiu confirmar a presença de um dos melhores jogadores da história do colectivo nortenho: O famoso 'rato atómico' Rui Barros, lenda da equipa campeã intercontinental e da

Super Taça Europeia e figura da selecção de Portugal nos anos 80 e 90. Rui Barros saltou para fama ainda muito jovem, quando foi incluído por Ivic numa equipa que acabava de ser campeã da Europa e tornou-se na estrela de um plantel cheio de figuras. A sua ascensão meteórica levou-o, em menos de um ano, dos campos da segunda divisão a ser referência do FC Porto e a converter-se no jogador português mais caro quando foi vendido à Juventus de Itália em 1988. Depois de jogar em Itália e em França, Rui Barros regressou a Portugal e retirou-se no Porto, onde, já na qualidade de treinador interino, conquistou uma super taça. Actualmente, ocupa o cargo de

rui Barros, lenda do FC Porto, visitará a Venezuela

'caça-talentos' da equipa azul e branca. Será então o convidado especial da Festa Azul

Foto: CortesIa

e Branca na Venezuela, onde vai partilhar com todos os seguidores do futebol.! PUB


O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas,

15 a 21 de Setembro de 2011

www.correiodevenezuela.com

encontro com: Gustavo Ramirez

“Graças à comunidade lusitana, a Venezuela é um grande país” Daniel Pereira Sergio Ferreira Nascido em Caracas a 17 de Janeiro de 1989, Gustavo Ramírez mostrou desde muito cedo grandes talentos para a música e para a representação. Ainda que inicialmente se tenha dado a conhecer com o fenómeno televisivo 'Somos tu y yo', série juvenil que bateu todos os recordes de audiência durante duas temporadas seguidas, esta série foi apenas uma plataforma para projectar a sua vida para o seu sonho: A música. Recentemente, Gustavo juntou-se a Rein Rodríguez, ex-membro do grupo 'Calle ciega', para formar um duo musical que em poucas semanas conseguiu conquistar o coração dos crioulos e situálos nos primeiros lugares do top venezuelano com o seu primeiro single promocional 'Me voy de Party'. Los Nene converteram-se numa referên-

cia musical do género urbano. Dançarino profissional de breakdance no grupo Speedy Angels, cantor no grupo Cerbatana e co-protagonista da série 'Somos Tu y Yo', agora Ramírez aposta neste sólido projecto que tem como objectivo dar uma proposta mais fresca e oriunda do que se conhece como género urbano no nosso país. Defina-se em três palavras. Humilde, simples, sonhador. Se fosse Deus por um dia, o que faria? Faria desaparecer todas as armas do mundo. Qual a chave para o êxito? Não deixar de lutar e manterse com muita humildade. O que mais recorda da sua infância? Quando jogava beisebol numa equipa, fiz um home run com 2 strikes, 3 bolas e 2 outs no

último inning, alcançando a vitória. Quando ouve a palavra 'português', qual a primeira coisa que lhe vem à cabeça? Uma pessoa empreendedora e lutadora. Graças à comunidade lusitana, a Venezuela é um grande país. Qual a sua opinião sobre a comunidade portuguesa na Venezuela? A comunidade portuguesa na Venezuela é grandiosa, já que as pessoas são muito unidas. Além disso, são muito crentes na Virgem de Fátima. Pode contar-nos algum episódio relacionado com portugueses? Em 'Somos Tu y Yo', trabalhei com uma rapariga de família portuguesa. Ela é muito simpática e bonita, como todas as mulheres portuguesas.

Quais são os seus novos projectos? A internacionalização do meu duo, Los Nene. Agora estamos em plena produção do disco. Que mensagem envia aos leitores do Correio da Venezuela, único semanário português no país? Amor e paz Ve n e z u e l a ! Aos jovens, que lutem pelos seus sonhos. "É melhor morrer a sonhar do que viver s e m s o n hos".! ! PUB

Correio da Venezuela 424  

Edición 424

Correio da Venezuela 424  

Edición 424

Advertisement