Page 1

O jornal de comunidade luso-venezuelana • Caracas, 08 a 14 de Setembro de 2011 • publicação Semanal Nº 423

www.correiodevenezuela.com

Rif.: J-31443138-2

prémio Talento da Comunicação Social 2009 Facebook: Correio de Venezuela • Twitter: @correiodvzla • website: www.correiodevenezuela.com

Ano 11 • Depósito Legal: 199901DF222 • bsF. 3,00

Rey David celebra parceira com grupo Jerónimo Martins

Vanessa Gonçalves no centro do Universo

Anacleto Teixeira acaba de formalizar uma parceria com o grupo luso para a representação, na Venezuela, de uma série de produtos distribuídos em Portugal. p.03

Ferro das armas aproveitado para fazer residências

Ao aproveitar o metal de milhares de armas destruídas, foi possível produzir cerca de 60 toneladas de ferro que serão empregues na construção das residências atribuídas pela Grande Missão Vivenda. p.04

A loira de olho verdes enfrenta aquele que será o seu maior desafio: conquistar uma coroa que é simultaneamente cobiçada por 88 belas mulheres oriundas dos mais diversos recantos do planeta. Ganhe ou perca, a comunidade luso-venezuelana e o país já sentem por orgulho na sua pessoa e imagem. p.16-19 DESPORtO

Carla Rodrigues quer ser a mais bela em 2011

Sport Plus transmite futebol português

A Associação Empresarial de Portugal promoverá a deslocação de uma missão de empresários à Venezuela, entre 22 e 23 de Setembro, com a finalidade de identificar novos mercados e oportunidades de negócio.

Depois de coroar-se ‘Señorita Deporte’ aos 15 anos e ‘Señorita Centro Occidental’, no início de 2011, a Miss Lara prepara-se agora arduamente para alcançar o título de Miss Venezuela 2011. p.21

Ignacio Benedetti, Jesús Acosta, José Zambrano, Federico Rojas e Frederick Oldemburg integram a equipa que vão a levar as incidências da Liga Zon Sagres. p.28

Empresário cria ‘império’ da restauração no Brasil p.10

COMUNIDADE

CUltURA

Academia da Espetada de Guayana celebra tertúlia A primeira tertúlia será realizada a 5 de Outubro, na área da piscina do Centro Português Venezuelano de Guayana, e, no mesmo dia, será empossada a Junta Directiva de Guayana. p.08

pub

Mais empresários lusos visitam Venezuela

p.05


2 a semana

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

clasificação

editorial Uma bandeira e um sorriso A comunidade luso-venezuelana vive esta semana com natural orgulho a prestação da representante da Venezuela no concurso de Miss Universo, que decorre no dia 12 na cidade brasileira de São Paulo. Vanessa Gonçalves é a nossa candidata. Mas é uma candidata especial, porque ela personifica também a vontade e o empenho de uma parte muito especial deste povo que vive em terras de Bolívar. Vanessa levará aos palcos brasileiros a imagem da sua beleza e da sua inteligência e trabalho – cada vez mais importantes, numa ocasião em que os concursos de beleza deixaram de ser simples amostras de atributos físicos ou dominados apenas pelos elementos glamour que ostensivamente passeiam nas passarelles. Mas levará sobretudo a marca de uma educação enraizada em valores lusitanos, que prezamos e que pretendemos manter como herança sólida de um povo determinado, trabalhador e solidário. E tem sido esta a história da representante da Venezuela, com essa base sólida e com o tempero das terras do Caribe que, esperamos, levará Vanessa a uma classificação de acordo com os seus predicados e desempenho. Não deixará por mãos alheias os créditos que em cada ano apontam para as venezuelanas como potenciais candidatas à coroa e ao ceptro de um dos concursos maiores da beleza feminina. A “Operação Sorriso” (Operación Sonrisa) que leva como bandeira é mais uma valorização no currículo de Vanessa Gonçalves, de mulher integral e solidária, ternamente apostada em actos de beneficência e colocando em prática os seus conhecimentos odontológicos profissionais. Sabemos que é difícil trazer do Brasil o ambicionado título de Miss Universo, mas nada é impossível. Ao longo dos anos a Venezuela tem conseguido um desempenho ímpar nestes eventos, desafiando os lóbis instalados e as influências de países e de grandes interesses empresariais que, normalmente, gravitam à volta destes grandes concursos. A simpatia de Vanessa, a sua humildade e espontaneidade, aliadas ao fluente desempenho do seu Português, poderão ser armas importantes nos palcos brasileiros para impressionar um júri que, naturalmente, terá dificuldades em escolher entre tanta beleza. Este tem sido um ano de bom desempenho para as belas jovens da comunidade portuguesa na Venezuela. Além de termos nomeado a Miss Venezuela, e de a colocar agora na ribalta mundial, acabámos de receber com alegria a notícia da proclamação de outra luso-venezuelana no topo do concurso de Miss Portugal. Os talentos afirmam-se e se para alguns estes títulos pouco interessam, para esta comunidade, laboriosa e solidária, estas vitórias afirmam a sua vontade e empenho, num registo vasto, porque global, e num registo de inevitável promoção da sua terra natal, das suas raízes e da sua forma de estar no mundo. Por outro lado, temos de considerar estes eventos numa perspectiva de animação artística e de convivência entre jovens, promovendo a sua capacitação em diversas áreas do divertimento e das artes performativas, e enquanto elemento dissuasor de desregramentos que, infelizmente, afectam com inusitada frequência as sociedades jovens, mais influenciáveis em caminhos desconhecidos e/ou em comportamentos desviantes. Queremos muitas e mais misses. Vamos torcer pelo sucesso da Vanessa!

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-31443138-2

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Editor Sergio Ferreira Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 45H-3. Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net

▲▲ MUito BoM

▼▼ MUito MaU

Vale a pena voltar a enaltecer o trabalho do Consulado Geral de Portugal em Valência e, especialmente, o Cônsul António Crystêlho Tavares, que semana após semana coloca todos os seus esforços para que a entidade que dirige esteja à altura das exigências da comunidade luso-venezuelana. As restruturação tecnológica, a redução dos tempos de atendimento e tramitação de processos e as iniciativas como a exposição fotográfica e o ciclo de música clássica, são apenas as faces mais visíveis de uma nova dinâmica que beneficia não só o consulado como também a própria comunidade.

Em várias ocasiões temos chamado à atenção para a problemática da insegurança que assola a Venezuela. Na última semana, segundo apurámos junto de várias fontes, pelo menos dez portugueses ou luso-descendentes foram vítimas do crime de rapto em diversas zonas do país. Um número que tem tanto de lamentável como de alarmante; se tivermos em conta que foram registados em sete dias e que na conta não estão incluídos os casos de outras nacionalidades. Conhecemos os esforços das autoridades policiais, mas, pelos vistos, estão a revelar-se insuficientes...

fotoflasH

Na passado quinta-feira, foram destruídas 57.765 armas na Siderurgia de Turbio, Estado de Lara. A destruição deste arsenal visou impedir que o mesmo, ou parte dele, voltasse às ruas. Mas também serviu para aproveitar o metal das armas. Resultado, foram produzidas 60 toneladas de ferro, que serão utilizadas na construção das casas que estão a ser atribuídas no âmbito da Grande Missão Vivenda Venezuela. Qualquer que seja o ângulo de abordagem, esta decisão revela-se extremamente positiva. Por um lado, a destruição das armas apreendias nas várias acções levadas a cabo pelas polícias representa uma grande redução do número de armas em circulação. Por outro, a utilização do ferro no esforço que visa solucionar uma das maiores carências dos venezuelanos, como é o problema habitacional, está carregada de um simbolismo ímpar que serve para fortalecer a luta do bem-estar sobre a violência!

Chefe de redacção Sergio Ferreira |Jornalistas Nathalie Mendonca, Andrea Guilarte, Carla Salcedo Leal, Silvia Di Frisco |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Sandra Rodriguez (Aragua), Ricardo Santos (Nueva Esparta) |Colaborações Raúl Caires (Madeira), Arelys Gonçalves, Jean Carlos de Abreu, Antonio Da Silva, Victoria Urdaneta, Fernando Urbina, Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge, Carlos Agostinho Perregil R. |Administração Sharlot Rodríguez |Publicidade e Marketing Carla Vieira, Deisy De Azevedo, Gloria Cadavid |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Paco Garrett, Silvia Di Frisco |Secretariado Anaís Salazar |Distribuição Enrique Figueroa |Impressão Editorial Melvin C. A, Calle el rio con Av. Las Palmas, Boleita Sur. |Tiragem 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


venezuela

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

CoMéRCIo

Venezuela vai consumir mais produtos de Portugal Grupo 'Rey David' estabeleceu parceria com o grupo luso Jerónimo Martins Agostinho Silva DN-MADEIRA

O empresário Anaclet Teixeira acaba de formalizar uma parceria com o Grupo Jerónimo Martins para a representação, na Venezuela, de uma série de produtos que são distribuídos em Portugal. A facturação mensal poderá chegar a um milhão de dólares, revelou ao DIÁRIO o presidente do Grupo 'Rey David', que já distribui e representa na Venezuela cerca de 1000 marcas, entre produtos venezuelanos e estrangeiros. O empresário madeirense, natural do Faial, ilha da Madeira, estima que sejam necessários 4 a 6 meses para operacionalizar a parceria, designadamente o registo sanitário de cada novo produto no mercado venezuelano. "O Grupo Jerónimo Martins contactou-me para representar na Venezuela alguns dos produtos que o Grupo distribui em Portugal", recorda Anaclet Teixeira. "Há alguns produtos que oferecem boas perspectivas." A parceria engloba sobretudo pro-

Teixeira estima que sejam necessários 4 a 6 meses para operacionalizar a parceria

Anaclet Teixeira, um faialense com provas dadas na Venezuela.

dutos alimentares e vinhos de Portugal, embora não exclua algumas das marcas internacionais que a Jerónimo

Martins representa no nosso país, caso da gama Heinz, que também já tem representante na Venezuela. "Podemos vir a trabalhar com produtos dessa marca que ainda não estejam lá." Para além da grande aposta nos vinhos portugueses, Anaclet Teixeira englobou na parceria outros produtos bastante apreciados na Venezuela, pela comunidade portuguesa mas não só, como sejam as azeitonas, azeites, algumas massas e alguns molhos portugueses. "Vamos aproveitar a parceria Portugal-Venezuela, impulsionada nos últimos

tempos", enquadra o empresário madeirense que lidera a cadeia 'Rey David'. "Foi muito bom para Portugal ter avançado com esses acordos bilaterais, em áreas muito amplas como a construção civil e onde os portugueses não tinham grande tradição na Venezuela." Relativamente à parceria com a Jerónimo Martins, o empresário vai agora estudar e seleccionar os produtos em que apostará. "Estamos já a trabalhar nisso. Dentro de 4 a 6 meses os produtos já poderão ser comercializados na Venezuela", situou, explicando depois que este espaço temporal é inultrapassável, dadas as exigências em matéria de registo sanitário individual dos produtos. A parceria que agora começa a dar os primeiros passos poderá também ser uma porta aberta para outros países da América Latina, designadamente o Peru, onde Anaclet Teixeira também já tem alguns investimentos na mesma área da distribuição. O estado peruano tem acordos de livre comércio com os Estados Unidos, União Europeia e até com países asiáticos, sendo neste momento um dos melhores estados da América Latina para florescer economicamentel.!

3

breVeS

PSUVISTAS discutiram repatriação do ouro Membros do Partido Socialista Unido da Venezuela participaram num fórum realizado no Estado de Vargas, onde se discutiram os benefícios da repatriação das reservas de ouro. “A repatriação das reservas vai dar a segurança aos venezuelanos de que nenhum império, nenhum país e nenhum banco que entre em falência nos diga que não tem como devolver-nos as reservas. Graças as essas decisões, esse ouro vai estar cá, sob a custódia dos venezuelanos”, explicou o deputado oficialista Juan Carlos Alemán, presente no evento.

Celebrações da Virgem del Valle Na semana passada, iniciaram-se oficialmente as celebrações dos 100 anos da coroação da Virgem del Valle. As mesmas prolongam-se até 15 de Setembro, sendo o dia mais importante a 8, quando será colocado o altar onde ficará a imagem da Padroeira do Oriente, no seu novo Campo Eucarístico, situado na ilha de Margarita. PUb


4 venezuela breVeS COMUNIDADe Canaimas em toda a Venezuela O ministro da Comunicação e Informação, Andrés Izarra, assegurou que, até à presente data, o Gocerno nacional já entregou 763 mil computadoras Canaimas a estudantes do primeiro grau. Acrescentou ainda que serão entregues mais 9 mil equipamentos a estudantes do primeiro e segundo grau, entre Setembro e Dezembro deste ano.

Chávez admite erro na área energética O primeiro mandatário venezuelano, Hugo Chávez, reconheceu esta segunda-feira, 5, que as necessidades eléctricas do país “ultrapassaram” a capacidade do seu governo. “O incremento no consumo e a falta de investimento durante muitos anos, não só nos nossos, foi-se acumulando (…) Aceito que nos descuidamos, inclusive um pouco tarde”.

Venezuela não acata sentença no caso de López

Luisa Estella Morales, presidente do Tribunal Supremo de Justiça, declarou que a Venezuela no acatará a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, a respeito da incapacidade política do líder de Voluntad Popular Leopoldo López. Numa entrevista realizada por José Vicente Rangel, a magistrada declarou que: “Nós temos que defender a nossa soberania através da capacidade de julgar os factos que aqui ocorrem, sem necessidade de recorrer a instâncias internacionais”.

correio de venezuela • 08 a 14 de Setembro de 2011

ACTuAl

Armas ‘transformadas em casas Mais de 57 mil armas apreendias foram fundidas para produzir 60 toneladas de ferro que serão destinadas à Grande Missão Vivenda Venezuela Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Na passada quinta-feira, 1 de Setembro, foram fundidas 57.765 armas, na Siderurgia de Turbio (Sidetur), situada em Barquisimeto, Estado de Lara. A destruição deste arsenal de armamento produzirá cerca de 60 toneladas de ferro que serão utilizadas na construção das habitações a atribuir no âmbito da Grande Missão Vivenda. O arsenal estava composto por armas de fabrico tanto industrial como artesanal, e foram apreendidas a delinquentes em múltiplas acções efectuadas pelos corpos de segurança e pelas Forças Armadas. As armas apreendidas durante os acontecimentos violentos que tiveram lugar nas cadeias de El Rodeo I e II, no Estado de Miranda, também foram incluídas no acto de destruição. O ministro das Relações Interiores e Justiça, Tareck El Aissami, encabeçou o acto, o qual inseriu no âmbito das estratégias empreendidas em matéria de segurança pública. Além disso, precisou que esta medida está orientada para aprofundar as acções do Governo para consolidar a paz como factor de convivência, dando assim cumprimento ao estabelecido na Convenção Interamericana contra a produção e o tráfico ilícito de armas de fogo, munições e explosivos das Nações Unidas. O governante também adiantou que a Venezuela passou a ser o primeiro país da América Latina a aplicar esta dinâmica de destruição de armas. Esta medida foi apoiada pela Organização dos Estados Americanos, através do seu representante na Venezuela, Miguel Ángel Trigal; a Orga-

Durante 2011, foram destruídas 117.145 armas de fogo

nização das Nações Unidas, representada por Alfredo Missair; e a Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América, através do seu SecretárioGeral, Amenothep Zambrano. Desde 2003, a Direcção de Armamentos e Explosivos, em contínuos processos de destruição de armas ilegais, logrou reduzir um total de 251.607 peças curtas e longas, que equivalem a 427.732 quilogramas de metal. O ministro recordou que nunca antes se havia implementado esta linha de acção, para evitar o retorno das armas às mãos de organizações ilegais, criminosas e potenciadoras da violência. O secretário executivo do Conselho Superior Penitenciário, e também membro da Comissão Presidencial para o Desarmamento, Reynaldo Hidalgo, recomendou a destruição de todas as armas apreendidas pelos corpos policiais, nos centros penitenciários e nas restantes operações; recordando que “a destruição das armas não pode ser uma prática esporádica, mas sim contínua". Mais segurança nas ruas Fontes oficialistas assegura-

ram que o Governo continuará fortalecendo as acções tácticas para garantir a segurança da população. Somado à proibição da entrada de armas no sistema de transportes colectivos, o presidente Hugo Chávez anunciou que a empresa de telecomunicações CANTV instalará botões de alarme nos veículos públicos. Além disso, os terminais e pontos de embarque exibirão a legenda: "Zona livre de armas de fogo", e deverão dispor de mecanismos para realizar revistas constantes, e dispositivos para detectar se algum passageiro tem em sua posse munições ou armas letais. O Estado comprometeuse ainda em manter contacto permanente com as empresas de transportes para monitorizar a evolução das medidas, e ainda em desenvolver uma campanha comunicacional para fomentar uma cultura de paz na sociedade. O vice-ministro do Sistema Integrado de Polícia do MIJ, Edgar Barrientos, assegurou que, progressivamente, também vedarão o porte de armas em espaços culturais, desportivos e recreativos. Por seu turno, Edwin Rojas, também vice-ministro, comentou sobre a

FOTOS: CORTESIA

implementação de um programa na paróquia de La Veja, em Caracas, com o objectivo de prevenir o delito, promovendo a entrega voluntária de armas e restringindo o seu uso. Esta iniciativa, baseada em experiências de países como Brasil e Equador, será estendida gradualmente a todas as comunidades venezuelanas. Igualmente, espera-se realizar um censo nos departamentos policiais de provas para evitar o regresso desses dispositivos às ruas. Pablo Fernández, secretário técnico da Comissão Presidencial para o Controlo de Armas, Munições e Desarmamento, informou que a delegação encontra-se a trabalhar integralmente com o Ministério Público, o Sistema Penitenciario e da Educação para encontrar soluciones bem sucedidas. Proximamente, esta Comissão irá reunir no Panamá com Daniel Luz, assessor regional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, para aprofundar diversos temas relacionados com o desarmamento da população. Do mesmo modo, viajarão até ao Brasil para conhecer experiências destacadas nesta matéria.!


venezuela

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

Negócios

Missao empresarial lusa visita Caracas Objectivo passa identificar novos mercados e oportunidades de negócio Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) promove a visita de uma missão empresarial a Caracas, entre 22 e 23 de Setembro, com a finalidade de identificar novos mercados e oportunidades de negócio na Venezuela. A missão está integrada por nove empresas portugueses que operam em distintos sectores de actividade, com destaque para os materiais de construção. Segundo um comunica-

José António Barros, Presidente da AeP

do enviado pela Embaixada de Portugal, “do programa da acção de promoção externa constam encontros de negócios e contactos insti-

FoTo: coRTesiA

tucionais com agentes económicos que operam em Caracas”. Na mesma nota explicitase que a “visita é mais uma

iniciativa para apoiar as empresas no seu processo de internacionalização e conquista de quotas de actividade no exterior e decorre no âmbito do QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional, Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME”. De acordo com a AEP, esta missão possibilitará às “empresas participantes (Plastdiversity, Arcen, Bioespaço, Senda, Frezite, GNS, APC, F. Ramada e Flor da Moda), o estabelecimento de contactos com congéneres venezuelanas, através de reuniões previamente agendadas. De acordo com o perfil de cada participante, serão também preparados encontros com outras entidades”.!

5

Mulher de33anos raptada emZulia Quatro homens armados que se faziam transportam num Volkswagen Jetta, de cor azul, raptaram a filha do dono do restaurante Da Silva Grill, em Maracaibo (que é também presidente da Casa de Portugal). A vítima é Maria Isabel da Silva Pestana, 33 anos, que circulava com o namorado num sector norte da cidade de Maracaibo no estado Zulia. O incidente ocorreu segunda-feira, às 21,00 horas locais. Funcionários do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas e tropas GAES investigam os factos deste rapto. Até Agosto, já se tinham registado 839 crimes neste estado, segundo dados revelados esta quarta-feira pelo ministro Tarek El Aissami.! PUb


6 venezuela

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

COmunidade

Los Valles del Tuy recordou Ponta Delgada Sócios do clube da região reuniram-se em nome da freguesia do Norte da Madeira Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Um grupo de sócios reuniu-se na tarde do passado domingo, dia 4, no Centro Luso-Venezuelano de Los Valles del Tuy para celebrar a festa da Ponta Delgada, uma festa tradicional nesta associação. Depois da bênção do padre Manuel Pérez Quintero, deu-se início à celebração,

com comida típica da zona Norte da Madeira, para além da presença da música tradicional portuguesa. O grupo folclórico do clube e os seus companheiros do Centro Social Madeirense tiveram este trabalho a seu cargo, com o qual muitos se sentiram animados a dançar ao som do bailinho da Madeira. Há um ano, a junta directiva, apoiada pelo comité juvenil, retomou a celebração desta festa, como uma forma de incentivar os sócios a regressar a sua casa, pois devido aos problemas de insegurança da zona, muitos dos membros da comunidade portuguesa

Os jovens juntaram-se à celebração

viram-se forçados a sair do clube. "Sentimo-nos orgulhosos de fazer esta festa no dia de hoje, justamente quando a mesma acontece na Madeira. Muitos dos nossos sócios vêm desta freguesia, e fazer esta festa, contra todos os prognósticos, representa colaborar para a preservação das nossas raízes", disse José da Corte, presidente do clube. Os jovens marcaram pre-

FOTO: C.S.L.

sença na festa, colaborando em diferentes tarefas como o atendimento nos postos de bebida e comida, e muitos deles não desperdiçaram a oportunidade de aceitar o convite dos grupos folclóricos para dançar no palco. A festa também serviu para que as famílias voltassem a encontrar-se, destacando-se a primeira visita ao clube da terceira geração da família de Ilídio Manuel Caetano, membro fundador

da associação e que actualmente trabalha como director de cultura. O clube prepara-se agora para receber, no dia 1 de Outubro, o espectáculo de Rafucho con Rosita, onde a juventude voltará a marcar presença, com a actuação do grupo folclórico, que se encontra num processo de reactivação, e os fundos conseguidos no evento destinam-se a esse objectivo.!

PROJECTO FINANCIADO DE INVESTIGAÇÃO EM TURISMO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO - EMIGRANTES PORTUGUESES CONVIDADOS A COLABORAR Nos últimos anos, temos assistido a um período conturbado na economia portuguesa e o agravamento do desemprego tem sido uma das suas principais consequências. Dinamizar a economia é um grande desao em Portugal e as pequenas e médias empresas têm um papel fundamental na sua recuperação, pela sua capacidade de gerar emprego, aumentar a produção e produtividade e, por conseguinte, atingir o crescimento económico. Neste âmbito, a promoção do turismo é primordial, pois a despesa turística cria mais emprego e rendimento do que qualquer outro sector da economia, bem como gera e mantém emprego em outros sectores da economia que fornecem os visitantes e as empresas turísticas. O regresso denitivo e a participação dos emigrantes portugueses em projectos de desenvolvimento turístico nas suas regiões de origem, que são as mais carenciadas em Portugal, poderão contribuir para estimular a economia regional e nacional, porque trazem competências técnicas e, eventualmente, capital nanceiro obtidos durante a sua experiência de emigração. Na Universidade de Aveiro, encontra-se a decorrer (desde 2008) um projecto de investigação de doutoramento em Turismo, nanciado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, cujo tema centra-se na avaliação do contributo do potencial retorno e xação dos emigrantes portugueses para o desenvolvimento do turismo no seu local de origem, em Portugal. Salvaguardando devidamente todos os aspectos de sigilo de informação, o próprio jornal adere a este projecto esperando dos seus leitores emigrantes, actores-chave do projecto, a mesma atitude de colaboração numa demonstração de verdadeiro espírito de cidadania. A recolha de dados úteis, passíveis de ter um valor cientíco reconhecido, faz-se neste caso, através do preenchimento de um questionário, localizado no link anunciado neste jornal, pelos emigrantes portugueses.

http://questionarios.ua.pt/index.php?sid=24619&lang=pt


venezuela

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

RESpOnSAbIlIdAdE SOCIAl

Responsabilidade social é uma secção aberta para dar a conhecer aos leitores o trabalho que as grandes empresas fazem para além da vertente comercial.

Crianças aprendem a prevenir riscos Recrea e UNICEF trabalham em conjunto com actividades recreativas durante as férias Andrea Guilarte aguilarte@correiodevenezuela.com

Com 20 anos de experiência na Venezuela, a Recrea, que trabalha na organização de projectos corporativos e particulares como eventos infantis e recreativos, programas de férias, eventos desportivos e motivacionais, aliou-se ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com a finalidade de introduzir nos seus planos de

férias corporativos alguma informação importante acerca da prevenção de riscos e emergências. “Nos últimos meses, um considerável número de crianças e jovens foi afectado por desastres naturais em várias regiões do país. Perante esta realidade, criámos o personagem 'Solidário', e em aliança com a UNICEF, adaptámos o jogo de mesa 'Riesgolandia´ e criámos um jogo de 'Memória' para enfatizar a orientação didáctica dos nossos planos de férias desta temporada, e integrarmos o Programa de Prevenção e Redução de Riscos da UNICEF", disse Lino Aponte, presidente da organização.

7

bREvES

plumrose ajuda doentes de cancro

Jovens aprendem a reconhecer situações de risco

Desta forma, as crianças e adolescentes entre os 4 e os 17 anos que participem nestas actividades poderão aprender como actuar perante emergências relacionadas com desastres naturais, enquanto desfrutam das férias. Para José Paulo de Araújo, representante adjunto da UNICEF na Venezuela, esta

FOTO: CORTESIA

união significa "uma oportunidade de trabalhar com o enfoque em alianças integradas, ou seja, aquelas acções nas quais a UNICEF aborda as suas relações com aliados de diferentes áreas de interesse". Para mais informações visite: www.unicef.org/venezuela.!

Pelo terceiro ano consecutivo, a Plumrose realiza uma corrida e uma caminhada em benefício da ‘Senos Ayuda’. A Corrida 10K e Caminhada 5K estão marcadas para 11 de Setembro, a partir das 7:00 da manhã, em que cinco vencedores, para além de um prémio em dinheiro, poderão participar no sorteio de um pacote para a Meia Maratona de Bogotá 2012. Os participantes sairão da zona em frente ao Parque del Este na avenida Rómulo Gallegos, com chegada marcada para o Centro Comercial Millennium.


8 venezuela

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

COMUNIDADE

Morreu Adelino Oliveira Personalidade muito querida na comunidade lusitana na Venezuela, faleceu recentemente aos 67 anos de idade Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

No passado domingo, 4 de Setembro, familiares, amigos e conhecidos de Adelino Oliveira encontraram-se no cemitério de La Guairita, em Caracas, para prestar uma sentida homenagem a este ilustre português. A junta directiva e associados, tanto do Centro Luso Venezuelano de Vargas, como do Centro Marítimo da Venezuela, fizeram questão de participar no acto e de confortar a família do falecido. Adelino Oliveira, oriundo de Santo Tirso, Distrito do Porto, chegou à Venezuela como muitos outros: à procura de melhores possibilidades de vida. Juntamente com um grupo de amigos e com muito esforço e dedicação, fundou, a 22 de Maio de 1984, Centro Luso Venezuelano (CLV) de Vargas, situado em Catia La Mar. Esta iniciativa em prol dos lusitanos chegados à Venezuela, posteriormente, também influenciou a formação do Centro Marítimo, de Turumo, centro social de qual também formou parte. Além dos seus projectos e propostas para os seus conterrâneos, o sócio número 1 do CLV de Vargas tinha uma outra paixão: o desporto. Com o passar dos anos, Adelino converteu-se num dos ícones dos meios radiofónicos e televisivos. Jornalista de profissão, foi a primeira pessoa a trazer para a Venezuela cassetes Betamax, que continham os jogos do futebol português, para as retransmitir durante os anos setenta e oitenta, num bar que possuía na Av. Libertador. Este compromisso levou-o mais tarde aos meios de comunicação, quando se transformou num comentador desportivo

para o canal do Estado VTV e a Radiodifusora Venezuela. Na sua época, era considerado a imagem do futebol português. O primeiro jogo de futebol português que se transmitiu na Venezuela foi graças a ele, em 1979. Adelino foi agraciado recentemente com a Ordem de Pacheco, na sua primeira classe. Como será recordado

Carlos Oliveira, irmão e sócio do falecido, sente com tristeza a sua partida, e recorda-o como uma pessoa muito familiar: “O seu maior orgulho, sobre todas as coisas, foi sempre a família”. Além disso, certifica que Adelino foi um homem muito trabalhador em cada uma das suas várias facetas, profissional e responsável. Respeito pela comunidade: “Sempre esteve ao serviço de todos, promovendo iniciativas proveitosas para a colectividade lusitana”, comenta Oliveira, que foi seu companheiro de trabalho durante todas as suas actividades pão longo de mais de 40 anos. “O meu início na rádio foi feito pela sua mão. Ele ofereceu-me todos os conhecimentos, despertou-me a paixão (…) Além de irmãos, fomos sócios e companheiros, nas boas e nas más horas.” José Nunes, co-fundador do Centro Luso Venezuelano do estado Vargas, do qual é o sócio número 6, recorda a origem deste clube: “Eu tinha uma padaria em Catia La Mar e Adelino aparecia todos os dias com a sua família. Era costume que parar para o pequeno-almoço e, numa manhã, propôs-me uma reunião para formar a organização. E assim o fizemos. Alugámos um terreno e começamos com 11 pessoas na junta directiva, um grupo folclórico, e as equipas de futbolito e voleibol”. Nunes descreve Adelino como um homem de uma conduta inatacável, empenhado e unido à comunidade portuguesa, “boa gente”, e de-

Daniel Morais, Mario Pereira, Adelino de Oliveiros e Manuel Gilberto Goncalves

dicado ao mundo do desporto, aos meios de comunicação, e, sobretudo, às coisas da sua família e aos seus amigos. António Fernandes, expresidente do Centro Luso Venezuelano do estado Vargas, compartiu momentos inesquecíveis e longos anos de trabalho com Adelino. Recorda-o como uma pessoa extraordinária e com quem aprendeu grandes coisas. Fernandes ressalta a sua constante preocupação pelo desenvolvimento cultural e desportivo do clube, além do seu profundo interesse pela qualidade da infra-estrutura do mesmo. Alberto De Viveiros, actual vice-presidente do Centro Luso Venezuelano do Estado de Vargas, observa que “Adelino era uma pessoa sumamente colaboradora, disposta a fazer o que fosse preciso pela comunidade, pois nunca se negava a nada”. Além disso, assegura que se tratava de um homem muito trabalhador, que se mantinha a par de tudo e a quem não lhe escapavam os detalhes, as datas, nem os motivos. “Era muito atento, muito correcto em tudo (…) Sempre será um grande exemplo para todos, não só aqui como ao nível nacional”. “É um amigo muito querido, como um irmão mais velhos”, assegura Edgar Soto, comentador desportivo e um dos ‘braços direitos’ de Adelino.!

FOTO: EDGAR SOTO

O seu maior orgulho foi sempre a família

FOTO: EDGAR SOTO

Adelino foi um homem muito trabalhador

FOTO: EDGAR SOTO


venezuela

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

Beneficência

Espetada de Guayana agenda primeira tertúlia Silvia Karina Goncalves R. sgoncalves@correiodevenezuela.com

Três representantes da Academia da Espetada de Maracay visitaram a cidade de Puerto Ordaz para se reunirem com os membros do novo núcleo da Academia em Guayana. Ana Maria Abreu, Maria José de Gonçalves e Adriángela Gonçalves estabeleceram os regulamentos, objectivos e princípios que deverão reger esta organização. Durante a reunião, fez-se o simulacro das tertúlias, onde as amigas puderam desfrutar de uma espetada acompanhada de sangria. O presidente do Centro Português Venezuelano de Guayana, Víctor Vieira, esteve presente no almoço, onde felicitou a iniciativa das damas guayanesas por fazerem parte da Academia. A Academia da Espetada de Ciudad Guayana está, assim, organizada, tendo sido nomeada como presidente Silvina

9

Alto Perfil Consultores aponta êxito nas ventas Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

da Silva, que há muitos anos que faz a sua vida na comunidade lusa guayanesa. Os restantes membros são Cecilia de Resende, Teresa Romao, Ana da Silva, Rosa de Jesús Gonçalves, Gabriela de Freitas, Marina Batista e Maria Teresa da Silva. A primeira tertúlia realiza-se a 5 de Outubro na área da piscina do Centro

Português Venezuelano de Guayana, e nesse dia toma posse a junta directiva de Guayana. O que conseguirem recolher no jantar destina-se a pessoas de baixos recursos que sofrem de cancro. Para contactar a Academia da Espetada em Guayana, pode escrever para academiaespetadaguayana@gmail.com ou fazê-lo via Facebook.!

A empresa Alto Perfil Consultores levará a cabo um workshop destinado a empresas de vários sectores, intitulada “Estratégias para o êxito nas vendas”, na próximo quinta-feira, 20 de Outubro, entre as 8 e as 9h30 da noite, no Centro Português A.C. Os participantes poderão adquirir as competências básicas do vendedor bem sucedido e debater sobre a mudança de paradigma “De Vendedor a Assessor”; actividades que estarão a cargo do conferencista, Luigi Alberti, Psicólogo Clínico, Social e Especialista em Dinâmicas de Grupo. A participação é gratuita. Os interessados deverão enviar uma mensagem de correio electrónico para os endereços:apc@altoperfilconsultores. com / luigialberti08@gmail.com.! PUb


10 diáspora

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

Especialistas da área da museologia da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) vão estar reunidos, nos dias 26 e 27 de Setembro, no VI Encontro de Museus e Comunidades de Língua Portuguesa no Museu do Oriente, em Lisboa.

Brasil

Empresário luso destaca-se no Rio de Janeiro Chegou ao Rio de Janeiro no final dos anos 60 para começar a vida do zero e hoje é um empresário conhecido com vários restaurantes na cidade CORREIO/LUSA O português José Manuel Correia Gonçalves chegou ao Rio de Janeiro no final dos anos 60 para começar a vida do zero e hoje é um empresário conhecido com vários restaurantes na cidade, que empregam mais de 100 pessoas. Natural do Concelho de Almada, Zé Manuel como é conhecido, de 59 anos, fez parte da leva de milhares de portugueses que, fugindo do regime salazarista e da guerra nas excolónias africanas, decidiram refazer a sua vida no Brasil. Na década de 70 residiam no país mais de 410 mil portugueses. Quando chegou ao Brasil, com poucos estudos - apenas tinha feito a escola primária em Portugal -- José Manuel Gonçalves começou a trabalhar como ajudante de obras. Os tempos eram difíceis e não foi fácil adaptar-se ao país, recordou à Lusa, mas garante que sempre teve o espírito empreendedor, marca de muitos emigrantes portugueses. "A minha escola foi a vida, às vezes acertando, outras vezes errando. Mas não posso me queixar. Eu vinha da lavoura (...), saí de uma aldeia e vim para um mundo completamente diferente. Eu tinha a opção de ir para a França mas optei pelo Brasil, o Rio era uma opção pela língua e por

parentes que tinha aqui". Mas, assegura, "eu não nasci para ser empregado", resumindo, assim, a sua ambição profissional. A vida de empresário, começou-a com uma "birosca", um pequeno bar localizado numa favela, e depois montou uma lanchonete (pequeno estabelecimento de venda de refeições rápidas), e depois, na década de 80, abriu aquela que era então a maior rede de estabelecimentos de venda de sumos naturais, com mais de 30 lojas espalhadas por todo o Rio de Janeiro. Os bons ventos começaram então a soprar a favor do emigrante. Zé Manuel foi o primeiro a investir no ramo das "casas de sucos" (casas de sumos). "Em 10 anos eu abri 39 casas em toda a cidade e tinha mais de 40 funcionários", lembra. E em 1996, o português decidiu abrir então um restaurante que se tornou famoso ponto de encontro dos boémios da cidade, o bar e restaurante Rio 40º, localizado perto do famoso estádio do Maracanã, no bairro Vila Isabel. O cardápio, tem um estilo bem carioca: um buffet com churrasco e feijoada todas as sextas-feiras, mas tem também o toque lusitano com a posta de bacalhau, bacalhau na brasa e dobradinha à moda do Porto. As doses são bem servidas, é uma "casa portuguesa com certeza, é bem farto", define o dono. E funciona do almoço até à hora a que é servido o último cliente. Quando o estádio do Maracanã tem jogo de futebol, o movimento vai até de

Só no restaurante Rio 40º, Zé Manuel comanda 47 funcionários

FOTO: CORTESIA DN

Este ano será aberta uma filial do Rio 40º no famoso bairro de Ipanema, próximo da praia

FOTO: CORTESIA DN

madrugada. O restaurante luso-brasileiro é também inovador pelos seus petiscos, que se tornaramse famosos, como os bolinhos de grão de bico e bacalhau e até bolinhos de feijoada. Só no restaurante Rio 40º, Zé Manuel comanda 47 funcionários. Mas, além deste restaurante tem hoje uma churrascaria chamada "Opção na Brasa", que abriu em 2008, e ainda duas casas de sumo "Rei dos sucos", remanescentes no

centro da cidade e o empresário diz que ainda tem fôlego para expandir o negócio. Zé Manuel quer abrir, ainda este ano, uma filial do Rio 40º no famoso bairro de Ipanema, próximo da praia, e da Lapa, no centro do Rio. "Eu quero expandir. Como empresário sempre tenho que ter ambição, e a minha própria clientela pede. Quero unir o útil ao agradável", conta. Nos dois restaurantes actuais e nas casas de sucos, já

emprega 130 pessoas. Os filhos também fazem questão de ajudar nos negócios do pai. Sem esquecer o seu passado em Portugal, onde volta todos os anos, Zé Manuel considerase, contudo, de "alma 80 por cento carioca", tanto que no seu restaurante mais conhecido, o Rio 40º faz questão de prestigiar a cidade maravilhosa com ilustrações de pontos turísticos como o Cristo Redentor, os arcos da Lapa e o Maracanã.!


diáspora

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

11

As políticas do Governo dos Açores na área das migrações e a ligação que a região mantém com as suas comunidades emigradas estarão em análise na 16.ª Conferência Internacional Metropólis, que começa a 12 de Setembro em Ponta Delgada.

Emigração

Sacrifícios e benefícios longe da terra natal Testemunhos de emigrantes açorianos que regressaram a casa depois de décadas passada no estrangeiro CORREIO/LUSA Quando partiu, há 29 anos, para os EUA, saiu em ruptura com o então presidente do governo regional dos Açores e foi "para o exílio". Cunha de Oliveira, hoje com 86 anos, regressou ao arquipélago para se candidatar a eurodeputado pelo PS; foi um dos mais de cem antigos emigrantes que hoje participaram no "II Encontro de Emigrantes Regressados", em Angra do Heroísmo. "Eu, na altura, era director regional de Estudos e Planeamento dos Açores e estava em desacordo com o presidente do governo regional [Mota Amaral], tinha uma visão do desenvolvimento açoriano completamente diferente da dele", disse, em declarações à Lusa. Natural dos EUA, foi nos Açores que cresceu e se formou no seminário de Angra do Heroísmo, onde foi sacerdote. Mais tarde pediu dispensa do ministério sacerdotal e casou-se com uma emigrante açoriana que residia na América. Fez limpezas em casas enquanto não encontrava outro trabalho, mas chegou a director do jornal "Portuguese Tribune", funções que abandonou respon-

dendo ao convite para ser candidato socialista, pelos Açores, ao Parlamento Europeu, para o qual foi eleito. Idalina Andrade Gonçalves tem uma história diferente: emigrou depois de casar aos 17 anos, fixou-se no Rio de Janeiro, fez estudos universitários, teve filhas e desenvolveu também a sua veia artística na pintura. Trabalhou em medicina, motricidade e na pesquisa genética, mas embora tivesse "saudades da terra, as raízes familiares pesaram sempre mais que o desejo do regresso". Sente-se útil "na divulgação dos Açores no Rio de Janeiro", onde está a lutar pela implantação de uma estátua do escritor Antero de Quental numa praça com o mesmo nome, "localizada num bairro chique". Dioclésio Machado embarcou para o Brasil com 18 anos, onde esteve quase duas décadas a trabalhar como "empresário de açougue", mas regressou para investir na sua terra, defendendo que cabe a todos ajudar ao seu progresso. "Não nego que tenho sempre um pé lá e outro cá, as minhas filhas são brasileiras e gostavam de estar lá e cobramme diariamente o facto de eu querer estar cá, mas não me importo porque gosto deste cantinho, onde investi na área do turismo", explicou. Para a Califórnia (EUA) emigrou, com 39 anos, Marino Dias, antigo funcionário dos correios de Angra do HePUb

A emigração açoriana fez-se principalmente para a América do Norte

roísmo, mas teve "o desejo de ganhar algum dinheiro, fazer um pé-de-meia para investir aqui na terra". "Trabalhei nas vacas [exploração leiteira] e não trabalhava mais do que aqui mas pagavam-me melhor para ordenhar 450 vacas duas vezes ao dia, seis dias por semana", explicou, acrescen-

FOTO: CORTESIA DN

tando que actualmente está reformado ainda que tenha "uns bezerros" para se "entreter". No encontro de emigrantes regressados, foram homenageadas oito personalidades que viveram a emigração por dentro e regressaram para contribuir para o desenvolvimento da terra natal.! PUb


12 história de vida

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

Maria ODete Da Cruz PinhO De SOutO

“É aqui que quero estar” Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Maria Odete nasceu a 16 de Janeiro de 1937 em Anjeija. O pai, Enrique da Silva Pinho, era músico, a mãe, Hilda Rodrigues da Cruz, trabalhava no campo como agricultora. Para além de Odete, o casal teve mais dois filhos, Jorge e Seferino. Odete viveu uma infância bastante tranquila, e ainda recorda os jogos com as outras crianças. Andou no colégio e estudou até ao secundário, dedicando-se, depois, a cursos de pintura e de costura. Outra das lembranças do passado tem a ver com Francisco Bênção, e as vezes que este jovem da povoação e a família visitavam os seus pais. “Muitas vezes calhava-me servi-los e o avô dele dizia que eu ser sua neta (...). Isso davame muita pena”, recorda. Posteriormente, Francisco emigrou para a América e Odete continuou a sua vida, dedicando-se a ajudar nos trabalhos da casa e a cuidar de uma prima recém-nascida, que era doente. Dois anos depois, Francisco regressou a Portugal para tratar um problema de saúde, e reencontraram-se. Uma vez recuperado, começou a ajudar a mãe de Odete no campo, e aí a amizade entre estes dois jovens tornou-se maior. Odete e Teresa, a irmã de Francisco, eram muito boas

amigas, e assim quando esta decidiu casar-se, nomeou a amiga dama de honor. Finalmente, chegou o dia da boda, uma festa que decorreu de forma diferente do usual, pois os organizadores decidiram sentar os solteiros numa mesa, os casados noutra, e as crianças numa terceira. Odete e Francisco ficaram juntos. Ali partilharam momentos inesquecíveis, e quando a festa chegou ao fim, ele ofereceu-se para acompanhá-la a casa. Ao chegar, Francisco decidiu propor-lhe uma relação, com a qual Odete concordou, mas Francisco ainda teria de pedir a permissão do pai, que estava a trabalhar no Brasil. Entretanto, todas as noites, Odete recebia serenatas desde o balcão da sua casa. “Eu ouvia-o escondida atrás das cortinas, nunca abri as portas nem acendi as luzes (...). Os

vizinhos estavam cansados de tanta música, e chamavam-me Francisca”, recorda. Ao fim de um mês, Francisco apareceu em casa de Odete com uma carta do pai. A surpresa foi que a carta não só autorizava a relação entre os dois, como continha um pedido de casamento e uma ordem expressa para que Odete acompanhasse Francisco para onde este fosse. E assim o fizeram: Passados três meses, estavam casados. Pouco depois, Francisco decidiu voltar à Venezuela para retomar a sua vida de emigrante, e procurar uma casa. Odete não pôde acompanhá-lo pois estava grávida da sua primeira filha, Mercedes, e não podia viajar nestas condições. Assim que deu à luz, ambas embarcaram no Santa Maria com destino à Venezuela. Chegaram ao porto de La Guaira em 1958 e estabeleceram-se numa casa arrendada, situada em Chacaíto. “Pagávamos 300 bs mensais e passávamos alguns incómodos. Por exemplo, tínhamos de sair de madrugada e fazer fila para recolher água na rua”. No entanto, Odete assegura que vivia de forma tranquila. Para ajudar o marido, que trabalhava na distribuição de pão, esta mulher incansável engomava roupa. Também cosia peças para a cadeia Tropicana, e cozinhava para os sócios de Francisco, diminuindo

os gastos com comida. Passado um ano, nasceu Ricardo. Esta época foi muito dura para o casal, pois Francisco, com altos e baixos, mudou muitas vezes de negócio; e Odete tinha de trabalhar muitas horas de pé, aguentando os incómodos da gravidez. Nove anos depois, nasceu um terceiro filho, Francisco. Como os pais tinham muitos gastos, decidiram que Odete ajudaria no balcão da padaria Coimbra, da qual o marido era sócio. Dali em diante, conti-

nuaram a trabalhar juntos, até que decidiram retirar-se e viver junto com os filhos e netos. Actualmente, mantêm-se com o dinheiro que fazem com a renda de um dos anexos da sua casa. Viajam para Portugal todos os anos para visitar os parentes e amigos. “Não ficaria lá, a menos que Deus assim decida (...). Dá-me tristeza ver como as coisas mudaram, mas gosto da Venezuela, este é o meu país, e é aqui que quero estar”, assegura.!

PUB

ENCONTRE O CORREIO DA VENEZUELA ATRAVÉS DOS SEGUINTES CONTACTOS Victor Vieira

Centro Portugués de Guayana

Trinidad Macedo José E. De Abreu

Casa Portuguesa de Maracay

Antonio Dos Santos

Programa radial "Así es Portugal"

(0286) 962.6802 / (0414) 8776547

Puerto Ordaz - Edo. Bolívar

(0251) 262.8768

Barquisimeto - Edo. Lara

(0414) 345.6709

Maracay - Edo. Aragua

(0261) 755.7018

Maracaibo - Edo. Zulia

Carlos Balaguera

(0414) 341.2422

Valencia - Edo. Carabobo

Sandra Rodríguez

(0412) 434.5017 / (0412) 756.5448

La Victoria - Edo. Aragua

322.4246

Los Teques - Edo. Miranda

Gabriel Ferreira

Ruiz Sr. Import Programa radial "Mocedades Portuguesas"

(0414) 244.5611

Los Teques - Edo. Miranda

Joao Nolasco

Consulado de Portugal en Margarita

(0414) 794.8239

Margarita - Edo. Nueva Esparta

Luis Canha

(0424) 704.45.84

El Vigia - Edo. Mérida

Fernando David Urbina

(0414) 293.8170

Higuerote - Edo. Miranda

Restaurant El Fogón

(0261) 743.2142

Maracaibo - Edo. Zulia

(0426) 904.3466

Valles del Tuy- Edo. Miranda

Juan Eliú

Santa Teresa, Ocumare, Charallave


portugal

08 a 14 de setembrpo de 2011 • correio de venezuela

13

O presidente do PSD-Madeira, Alberto João Jardim, afirmou quartafeira, 7, que o seu primeiro objectivo é fazer o acordo financeiro com o Executivo da República para resolver os custos da “resistência às medidas do PS”, à qual atribuiu o aumento da dívida regional.

INFORmáTIcA

Tribunais do Brasil vão beneficiar de tecnologia lusa LUSA/CORREIO A empresa portuguesa VoiceInteraction vai equipar tribunais do Brasil com um software que permite transcrever de forma automática a gravação áudio das sessões, subindo assim a facturação em 125 mil euros ainda este ano, revelou à Lusa um dos accionistas. Renato Cassaca explicou que o software permite “o processamento automático de dados multimédia, quer áudios quer sejam vídeo, tudo de forma automática”, de forma a transformá-los em texto. A grande aposta da VoiceInteraction está virada para o Brasil, pois é um mercado onde não têm concorrência. “Temos já contratos com o Tribunal Regional do Trabalho do Paraná e com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso” representando 300 salas de audiências o que “trará à empresa um valor de 125 mil euros de facturação já em 2011”, disse. Até 2013, o que a empresa pretende é alargar a cobertura para os 27 estados do Brasil, o que significa que a “tecnologia estará presente em mais de 4000 salas de audiência”, ressalvando contudo que as estimativas contabilizam apenas o Tribunal Regional do Trabalho, não considerando outras áreas da justiça, como sejam o Tribunal Constitucional e o Tribunal de Contas brasileiros. “Não há nenhuma empresa que consiga dar resposta às necessidades que o mercado neste momento está a pedir, que é o processamento automático de dados multimédia, quer áudios como vídeo, tudo de forma automática o que implica ter uma tecnologia robusta, madura, capaz de processar grandes quantidades de áudio, em tempo útil, usando grandes dicionários”, afirmou. “Isto é possível porque a captura do áudio nos tribunais brasileiros assenta sobre uma infra-estrutura madura, que

Lula da Silva admite interesse nos estaleiros de Viana do Castelo O ex-presidente brasileiro Lula da Silva afirmou, quarta-feira, 7, que os estaleiros de Viana do Castelo poderão vir a ser muito importantes para uma cooperação entre Portugal e Brasil com vista ao desenvolvimento da indústria naval brasileira. “Uma das coisas que discuti com o Presidente da República, Cavaco Silva, e com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, foi a forma como Portugal pode contribuir para o crescimento da indústria naval brasileira. À conta da descoberta de petróleo, vamos ter de construir muitos barcos, navios petroleiros e plataformas

e precisamos de contar com a excelência de Portugal”, afirmou o antigo chefe de Estado, adiantando que falou com os governantes portugueses sobre os estaleiros de Viana do Castelo. Lula da Silva falava aos jornalistas à margem de uma cerimónia realizada em casa do embaixador do Brasil em Portugal, onde participaram, entre outros, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, o secretáriogeral do PS, António José Seguro, e o secretário-geral da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), Carvalho da Silva.! PUB

O programa português permite transformar os registos de som em texto. FOTO: ARQUIVO DN

permite que o som gravado nas audiências seja processado computacionalmente, cenário este que ainda não tem paralelo em Portugal”, destacou. Estão disponíveis no mercado internacional outras tecnologias de reconhecimento de voz, mas Renato Cassaca diferencia a da VoiceInteraction pela capacidade de “reconhecer, em tempo real, sobre um grande espaço de procura, isto é, dicionários bastantes grandes, num tempo útil”. Também as estações de televisão brasileiras como a Record, a Globo ou a Bandeirantes vão comprar este software, com fins de indexação do arquivo multimédia e legendagem em directo. “Vamos indexar o arquivo deles, para que seja pesquisável por texto e não apenas por data sendo possível pesquisar por conteúdo aquilo que foi dito durante a emissão das televisões”, especificou. Constituída em 2008, a empresa surge no spin-off do INESC-ID Lisboa, tendo desenvolvido tecnologias na área do processamento da fala. A equipa da VoiceInteraction é formada por investigadores oriundos do Laboratório de Sistemas de Língua Falada do INESC-ID Lisboa que em parte trabalharam no Projecto Tecnovoz.!


14 portugal

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro DE 2011

O antigo presidente da República Mário Soares manifestouse “preocupado” com as medidas de austeridade anunciadas pelo Governo, dizendo não ter percebido a entrevista dada pelo ministro das Finanças a um diário.

BREVES

Vinhos lusos entre os melhores do mundo Três vinhos portugueses foram eleitos para o grupo dos 25 melhores a nível mundial pela revista Decanter: Bacalhoa Moscatel 2004 (melhor vinho licoroso a menos de 10 libras), Tagus Creek Shiraz e Trincadeira 2010 (melhor tinto de mistura a menos de 10 libras) e o Madeira Verdelho Henriques & Henriques 15 anos (melhor vinho licoroso a mais de 10 libras).

BCP e Atlântico vão lançar banco no Brasil O Millennium BCP e o angolano Banco Privado Atlântico (BPA) formaram uma parceria para o lançamento de um banco no Brasil, anunciou a entidade liderada por Santos Ferreira. No mesmo documento, o BCP assinalou que a estreia no mercado brasileiro será concretizada “após a obtenção das licenças e autorizações”.

Infarmed integra rede mundial O Infarmed anunciou que passou a integrar a rede de laboratórios qualificados da Organização Mundial de Saúde para a análise de medicamentos para o HIV/SIDA, a malária e a tuberculose. A lista abrange laboratórios de 22 países e um total de 23 instituições. O Programa de Pré-Qualificação de Laboratórios de Controlo de Qualidade da OMS foi criado em 2004.

DIPlOMACIA

Portas assegura regresso à Lídia CNT garantiu compromissos assumidos pela Líbia com empresas portuguesas LUSA/CORREIO O ministro dos Negócios Estrangeiros obteve, quartafeira, 7, garantias do Conselho Nacional de Transição (CNT) de cumprimento dos contratos assinados pelos empresários portugueses no tempo do regime de Kadhafi, depois de encontros com as novas autoridades líbias. Paulo Portas, durante uma visita relâmpago não anunciada, por razões de segurança, a Benghazi, onde ainda se encontram os responsáveis do CNT, obteve de Mustafa Abdel Jalil a garantia de que os empresários que se encontravam a investir no país podem voltar e terão todo o apoio para reiniciar as suas actividades. “Quero dar um sinal às empresas portuguesas que já têm contratos aqui na Líbia e viram os seus negócios interrompidos pela situação interna. As autoridades do Conselho Nacional de Transição têm o firme propósito de respeitar os contratos que foram celebrados”, afirmou Paulo Portas à Agência Lusa no final da curta visita a Benghazi.

Paulo portas foi recebido em Benghazi por Mustafa Abdel Jalil

Em mensagem para os empresários portugueses que viram as suas actividades suspensas com o início do conflito, em Fevereiro, Portas disse que “os contratos são para continuar”, acrescentando que a embaixada portuguesa em Tripoli vai reabrir na semana que vem. “É tempo de começar a preparar o regresso, e o Estado português apoiá-los-á nessa tarefa, porque ao gerarem negócio e emprego com investimento português aqui na Líbia estaremos também a ajudar a situação portuguesa”, afirmou, em declarações à Lusa. A viagem, curta e com apenas dois encontros institucionais marcados, com o presi-

dente do CNT, Mustafa Abdel Jalil, e com o ministro da Reconstrução Nacional, Ahmed Gehani, permitiu a Portas capitalizar o facto de Portugal ter sido dos primeiros a reconhecer as autoridades que combateram o regime de Kadhafi e também o importante papel que teve na presidência do comité de sanções da ONU. “Portugal apoiou no momento certo a transição da Líbia para um regime com maior liberdade, quer no Comité de Sanções quer no Conselho de Segurança da ONU. Portugal tem procurado aproximar posições dos vários países para que se poupem o mais possível vidas e se ganhe tempo para aquilo que é essencial, que é a

FOTO: CORTESIA DN

reconstrução do país”, afirmou, no final das duas audiências. Benghazi, bastião das forças que combateram e ainda combatem militares de Kadhafi é uma cidade onde não são visíveis quaisquer consequências de um país em guerra, já que foi ali que nasceu a revolução e onde os rebeldes, a autoridade política de transição, tomaram o poder logo no início da revolta. Uma cidade marcada antes por muito lixo nas ruas, devido à fuga de grande parte dos assalariados, estrangeiros, e em que o sistema administrativo está ainda a ser recuperado. O único edifício em que visivelmente se percebe destruição é um antigo palácio de Kadhafi na cidade.!

Governo vai rever Código da Estrada O Governo está a rever o Código da Estrada, decorrendo uma avaliação das questões que podem ser alteradas, para nomeadamente tornar mais “ágil” o processo de contra-ordenações, revelou à Lusa o secretário de

Estado da Administração Interna. “O Governo está a rever o Código da Estrada e a estudar a possibilidade de introduzir alguns ajustamentos”, disse à agência Lusa Filipe Lobo D´Ávila, no final do

lançamento da campanha de prevenção rodoviária dedicada ao regresso às aulas, promovida pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Sem adiantar grandes pormenores sobre as alterações, o

secretário de Estado adiantou que neste momento o Governo está a fazer uma avaliação das questões que podem ser alteradas e só depois entrará “num trabalho legislativo de apresentação de um diploma” à Assembleia da República.!


portugal

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

15

Os deputados vão chamar ao Parlamento o presidente da RTP, Guilherme Costa, no âmbito da redução das emissões da RTP Madeira e RTP Açores para quatro horas por dia, anunciada pelo ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas.

POlíTICA

bREVES

PS aprovou liberdade de voto no parlamento Região tem de recorrer a programa de ajustamento semelhante ao do continente LUSA/CORREIO O novo regulamento da bancada do PS, que torna a liberdade de voto regra nos procedimentos, foi aprovado, quarta-feira, 7, por larga maioria pelos deputados socialistas, tendo apenas o voto contra de Augusto Santos Silva. A aprovação do novo regulamento interno do Grupo Parlamentar do PS - uma das principais promessas do novo secretário-geral, António José Seguro - foi feita em reunião plenária da bancada socialista, que durou pouco mais de uma hora.

A proposta de regulamento conheceu várias alterações ao longo dos últimos dias e, sobretudo com vários deputados a queixarem-se da carga burocrática ao nível de procedimentos para que fosse possível votar em sentido contrário à posição da bancada. Um grupo minoritário de deputados, no qual figurou Sérgio Sousa Pinto, queixouse que o novo regulamento era mais limitativo do que o anterior em termos de disciplina -- posição que a líder interina da bancada socialista, Maria de Belém, contestou, fazendo mesmo questão de referir que em reunião o antigo líder da JS nunca manifestou essa sua posição crítica. Segundo Maria de Belém, “não podia ter corrido melhor” a discussão e decisão sobre o novo regulamento in-

Desconto de 12 euros em imposto

Os trabalhadores vão poder deduzir cerca de 12 euros por cada filho ao imposto extraordinário sobre o subsídio de Natal aplicável aos rendimentos de 2011, segundo a legislação agora publicada em Diário da República. A lei entra em vigor na quinta-feira e vai permitir ao Governo arrecadar uma receita fiscal adicional estimada em 1.025 milhões de euros.

1,7 milhões de pessoas sem médico de família

Santos Silva foi o único deputado socialista a votar contra

terno da bancada socialista. “Houve aperfeiçoamentos em termos de terminologia”, disse a líder parlamentar dando

FOTO: CORTESIA DN

como exemplos, entre outros, as definições de busca de posição comum ou objecção de consciência.!

AR discute criação do Dia da Grávida LUSA/CORREIO Uma petição, assinada por 4.101 pessoas, para que o dia 9 de Setembro de cada ano passe a ser o Dia Nacional da Natalidade/Dia da Grávida, começou a ser discutida, na quinta-feira, 8, na Assembleia da República (AR). A petição, que foi dirigida em Fevereiro último ao então presidente da AR, Jaime Gama, explicava que a iniciativa prendia-se com “o défice de natalidade em Portugal, facto inquestionável nas últimas três décadas, com a necessidade de aprofundar as políticas de incentivo à maternidade e a ausência de debate nacional sobre estas matérias”. Para os peticionários, é importante sublinhar que “o défice de natalidade não quer dizer apenas que, a prazo, Portugal

A iniciativa prende-se com o défice de natalidade em Portugal

terá menos portugueses” e que Portugal, “o oitavo país mais envelhecido do mundo, terá, caso não se verifique uma inversão, enorme dificuldade em apoiar os mais idosos”. Na petição é ainda dito que o dia 09 do mês 9 (Setembro) seria “um símbolo, explicável pelo número, de meses de gestação”. Os subscritores da petição lembram que o ano de 2007 foi particularmente “dramático” no aspecto da natalidade, pois, pela primeira vez desde 1917, Portugal registou um saldo natural negativo entre nascimentos e óbitos: 102.492 nados-vivos para 103.512 mortos. Também o ano de 2008 não se revelou positivo, tendo o crescimento efectivo face ao ano anterior sido apenas de 0,09 por cento.!

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou que existem cerca de 1,7 milhões de pessoas sem médico de família em Portugal. Paulo Macedo revelou os resultados de um levantamento feito pelas ARS, que revelou a existência de um milhão e setecentas e trinta e duas mil pessoas sem médico de família.

Reitoresdenunciam “constrangimentos” Os reitores afirmaram quarta-feira, 7, que existem “graves constrangimentos” na elaboração dos orçamentos das universidades para 2012, que serão “muito difíceis” de ultrapassar e que anunciam “graves situações de desequilíbrio” orçamental para o próximo ano. A posição surge da reunião de dois dias do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, que alerta para a perda de qualidade do serviço prestado.


16 especial

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

Biografía

Uma “catirota” chamada Vanessa Foi por acaso que integrou o certame de beleza mais importante da Venezuela. Hoje, um ano depois de coroar-se como a mais bela do país, espera obter o ceptro do Universo.

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com Quando nasceu, a 10 de Fevereiro de 1986, os pais jamais imaginaram que a menina que abria os olhos na clínica Vista Alegre de Caracas captaria, anos mais tarde, os olhares de todo o país. Familiares, amigos e conhecidos reuniram-se à volta de António Ferreira e Ivonne Gomes para conhecer a sua primogénita, Vanessa Andrea Gomes Gonçalves. Não faltaria quem brincasse, passadas poucas horas do seu nascimento, dizendo que esta bebé se tornaria Miss Venezuela. Quem a conhece desde pequena, qualifica-a de "perfeccionista" e "alegre". É o caso dos pais, que guardam centenas de recordações da sua infância e adolescência: Desde os seus primeiros passos nos colégios Santo Domingo de Guzmán e San Luis, até à sua licenciatura como odontologista na Universidade Santa Maria, a Este da capital venezuelana. Evolução durante a qual manteve a humildade, simplicidade e seriedade perante os desafios. Durante o seu crescimento, Vanessa esteve ligada às suas raízes lusitanas através do Centro Português, clube recreativo onde aprendeu a nadar aos 3 anos de idade, onde praticou desportos como o ténis, e onde conheceu o seu primeiro amor. Todos no centro social a recordam, seja pelos seus olhos verdes e figura delgada, seja pela sua participação nas tradicionais competições dos comparsas, no Carnaval. Dos pijamas aos consultórios E assim Vanessa foi formando uma personalidade única: Terna, carinhosa, mas justa e sem papas na língua. Os pais recordam, entre risos, o seu olhar iludido em frente às primeiras 'piñatas' e as reclamações por não ter permissão para ficar a dormir fora de casa nas 'pijamadas'; o seu disfarce de 'rumbera', que causou sensação devido ao exotismo do seu rosto; e os pedidos para que lhe comprassem cada Barbie que saía no mercado, mesmo não brincando com bonecas. Apesar do seu pai não lhe ter podido oferecer a viagem de cruzeiro que prometeu como prenda de licenciatura, ficam na recordação as viagens a Orlando, Miami, Ilhas Canárias, Can-

cún, Bariloche e ao inesquecível Portugal, em que teve oportunidade de visitar o Santuário de Fátima na Cova da Iria e ouvir fados na Madeira. E como parte do ciclo da vida, sem dúvida que a vida desta loura mudaria por completo ao entrar na Universidade para estudar Odontologia, a sua maior paixão. Contudo, nunca deixaria de lado os seus amigos do colégio e do clube, como Verushka, Julian, Deisy, Karina, Patricia, Adriana, Juan C e Nelson; tão pouco deixaria de ir ao ginásio para manter-se em forma, nem deixaria de partilhar, com os pais e família, grandes momentos. Mas quem é Vanessa Gonçalves? Vanessa é uma rapariga normal: Com gostos e desgostos, vitórias e derrotas, amores e desamores. O pai define-a como disciplinada, carismática e humilde. A mãe classifica-a como justa, empreendedora e perfeccionista. E é de humores, se tivermos em conta que se chateia quando algo não sai como quer, o que a leva a esforçarse mais até conseguir. Familiar, amante da praia e trabalhadora, Vanessa levava uma vida bastante diferente até ao ano de 2010, altura em que por sugestão de Richard Linares, treinador oficial do Miss Venezuela, decidiu participar no concurso de beleza mais importante do país. Ainda que inicialmente não estivesse convencida e tenha mantido Osmel de Sousa à espera de resposta durante duas semanas, finalmenlte apostou pela sua participação e esforçou-se semana a semana para alcançar a coroa. Em breve venceria a faixa de melhor corpo do certame e semanas mais tarde deslumbraria o júri e o público no Palácio de Eventos de Maracaibo, local em que sentia pela primeira vez o peso da coroa sobre a sua cabeça e deixaria cair algumas lágrimas, sem saber se era um sonho ou realidade. Quem diria que aquela menina que se negou durante anos a participar na eleição para rainha do Centro Português seria agora a rainha de todo um país? Em breve começariam as felicitações e as críticas, mas Vanessa deixou para trás estas últimas e corria para casa com dois pedidos para a mãe: Comer massa e reunir-se com toda a família em casa dos avós. Mostra de humildade, de simplicidade e de grandes valores.M


08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

especial

17


18 especial

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

Falam os amigos de Vanessa

Uma amiga “simplesmente única” Muitos perguntam-se o que é o #CT. O CORREIO tentou averiguar, mas a única coisa que conseguimos saber é que a Miss Venezuela é adorada por todos os seus amigos.

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com “Neste país não há nada mais chique e 'farandulero' que ter uma amiga a participar no Miss Venezuela. Quando Vanessa ganhou a coroa, eu trabalhava num concessionário de automóveis e os meus companheiros de trabalho felicitavam-me como se ela fosse minha irmã (...). Até abrimos uma caixa de cerveja para celebrar", conta, entre risos, Chiqui Cámara, uma das amigas mais chegadas de Vanessa Gonçalves e membro de um grupo de amigos que tanto burburinho causou pois ninguém sabe o que é o #CT. Com personalidades diferentes, os amigos da flamejante Miss Venezuela 2010 coincidem quando falam da entrega da jovem loura aos seus familiares, amigos e à sua profissão. "Definitivamente, Vanessa agora não é a mesma, mas isto não quer dizer que a mudança tenha sido para pior (...) gosto mais da Vanessa de agora, porque é mais espontânea e divertida; a menina tímida e pouco participativa ficou na parte de fora da Quinta Miss Venezuela". Opinião semelhante é a de Nelson Jardim, que assegura que a representante venezuelana no Miss Universo é uma pessoa profissional, consequente e aplicada em tudo o que faz e se propõe. "É uma jovem com muitos princípios e valores. Ama a sua família, está sempre atenta a eles e até espera acordada que o seu irmão chegue quando ele sai à noite. Connosco, os seus amigos, ela é super especial e está sempre em contacto (...), tira sempre um tempo para enviar-nos uma foto ou escrever-nos através de um grupo interno do Blackberry que ela mesmo criou", conta Jardim. Patricia Hernández, conhecida no grupo como Patsy Pat, define Vanessa como uma mulher “que se entrega, incondicional e disposta a tudo + Básico + IVA”. Ellos la conocen mejor Apesar de os diferentes meios de comunicação terem dado a conhecer as origens, profissão e gostos de Vanessa Gonçalves, tudo isso é pouco para imaginarmos quem realmente se esconde por detrás da coroa. Os seus amigos guardam centenas de histórias que nos permitem ver a Miss Venezuela como uma jovem normal: Com alegrias e tristezas, gostos e desgostos, amor e

"O facto de Vanessa se ter convertido rainha deste país é uma experiência contagiante que envolve, de uma ou outra maneira, a todos os que a conhecem. Por isso desejamos que desfrute do momento e que o brilho da coroa não seja capaz de levantar-lhe os pés do chão" Chiqui Cámara

“Tendo como inspiração uma canção do cantor porto-riquenho Obie Bermudez, quero dizer-lhe que se alguém me pergunta quem é, direi com orgulho que é uma estrela que brilha no céu; se alguém me pergunta onde vai, direi que caminha sem medo com o seu sonho rumo ao céu (...). Continua a brilhar com essa luz que te caracteriza, continua a conquistar corações e a escrever uma história de fina prosa recheada de êxitos". Patsy Pat

desamor. Gianluca Miltrano, outro dos membros do #CT, afirma que Vanessa é uma pessoa "simplesmente única" com os seus amigos. Apesar de não querer contar nenhum episódio, pois "Osmel (Sousa) ficaria chateado", adianta que a luso-descendente "adora a música Bachata e se lhe damos um microfone, inspira-se (risos) (...), e outra coisa muito importante: Não gosta de ser Loura Barbie". Juan Miguel Henriques conta ainda que a Miss adora Ana Gabriel e que canta as suas melodias “gritando sem importar se saem uns quantos galos..." (risos)". Patsy Pat, recorda com especial carinho a ocasião em que cantou num karaoke em duo com Vanessa. "Não sei se sabem mas a Vanessa gosta muito de cantar e deixe-me dizer-lhe que o faz muito bem. Uma vez cantámos 'Cosas del amor', ela como Vikki Carr e eu como Ana Gabriel; fizemos de um pequeno espaço o nosso Poliedro de Caracas pessoal", conta, entre risos. Nelson Jardim nunca esquecerá que no último dia antes de Vanessa viajar

para o Brasil para participar no Miss Universo, dedicou-lhes a manhã, para conviver com o seu #CT na praia antes de ir para a Quinta Miss Venezuela para organizar a partida. "As suas coisas privadas serão mantidas em privado (...), e também o que nunca direi é o que é um #CT (…) Mas posso dizer que ainda que esteja a desfrutar do seu momento, de toda esta experiência de ser Miss Venezuela e do Miss Universo, ela está desejosa de voltar a exercer a sua profissão, que tanto ama e a apaixona, a odontologia", finaliza Jardim. Apesar de ninguém saber o que é #CT, uma marca para este grupo de amigos, de uma coisa todos os seus membros estão certos: “Vanessa deve sentir-se orgulhosa de que todos os venezuelanos estejam unidos graças a ela. Ganhe ou não, vamos esperá-la aqui com os braços abertos", finaliza Juan Miguel Henriques em representação do grupo de amigos, enquanto esperam, ansiosos, a chegada de Vanessa Gonçalves à Venezuela para celebrar com ela a sua excelente participação no Miss Universo 2011.M

"Quando Vanessa respondeu às perguntas no Miss Venezuela, todos gritámos tanto que os vigilantes foram ver o que se passava (...). No momento em que a nomearam Miss Venezuela 2010, todos nos abraçámos, gritando, e quando nos demos de conta, um de nós, Nelson Jardim, estava no chão a chorar e não se podia mexer com a emoção (...). Todos nos rimos e não sabíamos se continuávamos a gritar ou se chorávamos de emoção com ele". Juan Miguel Henriques


especial

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

19

PreParação integral

Vanessa Gonçalves

atrai os olhares no Brasil Depois de um longo período de preparação, a Miss Venezuela 2010 está pronta para dar ainda mais orgulho à comunidade

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com “Já no avião... Brasil, aqui vamos nós". Assim se despediu, no passado dia 21 de Agosto, através da conta twitter @2010MissVzlaU, a actual Miss Venezuela, Vanessa Gonçalves, antes de partir para a cidade de São Paulo para participar no Miss Universo 2011. Já passaram três semanas e a bela rainha crioula conseguiu atrair os olhares do mundo graças ao seu porte, elegância, simpatia e domínio da língua do país que acolhe o concurso, o português. Com o passar dos dias, aumentava a expectativa dos 'twitteiros' venezuelanos para ver as fotos de Vanessa em cada um dos eventos do concurso. Assim, a pouco e pouco foram aparecendo as suas primeiras imagens junto com as representantes do Equador, Chipre, França e Montenegro; as suas fotos oficiais em traje de samba, fato de banho e traje típico; a sua participação na 'Operación Sonrisa' e a sua visita ao Velódromo de São Paulo; e ainda o desfile no Show de Moda do concurso numa discoteca da cidade brasileira, onde foi uma das mais aplaudidas. Apostas em Vanessa para finalista Como já é costume, as expectativas no que diz respeito à candidata venezuelana também subiram a nível internacional. Diferentes meios de comunicação no estrangeiro catapultaram Vanessa Gonçalves ao nomeá-la entre as favoritas. Os chamados 'missólogos', peritos em concursos de beleza, já lançaram as suas apostas nas candidatas favoritas ao título mais importante da beleza internacional. A grande maioria coincide em que as maiores concorrentes de Vanessa Gonçalves são a Miss Kosovo, que perdeu popularidade depois de terem aparecido as suas fotos oficiais; Miss Estados Unidos, que depois da sua chegada ao Brasil continua a conquistar os especialistas na matéria; Miss Filipinas, que transpira personalidade e converteu-se numa das jovens mais comentadas; Miss Espanha, que parece ser favorecida pela sua preparação na Venezuela; e Miss Costa Rica, que des-

lumbra com o seu belo rosto e corpo. No entanto, os nomes de outros países ecoam para se posicionarem entre as semi-finalistas e inclusive converterse em 'batacazo' e conseguirem a coroa. É o caso da Argentina, Aruba, China, México, Porto Rico, Colômbia, Portugal, Japão e Holanda. Uma preparação integral Gonçalves rumou ao Brasil com seis malas e uma caixa com o traje típico.

Levou trajes de vários designers como Gionni Straccia, Hugo Espina, Nidal Nouaihed, Casablanca, Clement y Cavalli; isto para além de 25 pares de sapatos que o presidente da organização Miss Venezuela, Osmel Sousa, comprou em Miami, e outros 31 que já tinham sido adquiridos previamente. São peças que vão acompanhadas de um manual no qual se explicam as combinações a usar para cada ocasião. Vanessa também levou na mala

os seus dois amuletos da boa sorte, a imagem da Virgem de Chiquinquirá e água benta do templo da Virgem de Fátima; e leva no seu interior todos os conhecimentos adquiridos nas aulas de cultura geral, oratória, locução, dicção, fonética, dança, inglês, passerelle, teatro, estilismo e maquilhagem, ensinamentos de um grupo de profissionais entre os quais estão José R. Briceño, Gisselle Reyes, Richard Linares e Grace Fontecha.M


20 CULTURA penSA veRDe Censo biológico Silvia C. Di Frisco Segundo o cálculo mais preciso realizado até ao momento, estima-se que coexistem no Planeta Terra cerca de 8,7 milhões de espécies. O número gerido pelo investigador colombiano Camilo Mora, que trabalha nas universidades do Havai, nos Estados Unidos, e de Dalhousie, no Canadá, é dividido entre 6,5 milhões de espécies na terra e 2,2 milhões de espécies no mar. A informação foi divulgada pela revista especializada PLoS Biology. Estes dados são inferiores às estimativas anteriores, que assinalavam que a quantidade de animais e plantas na terra oscilava entre os 3 e os 100 milhões de espécies. No entanto, os investigadores acreditam que 91% das espécies marinhas ainda são desconhecidas, bem como 86% das espécies terrestres. Segundo Mora, a investigação apoia-se em métodos analíticos que validam estudos prévios. Os mesmos apoiam-se na identificação de padrões no sistema taxionómico, ordenandoos segundo uma hierarquia piramidal por género, família, ordem, classe, reino e domínio. “Esta é a primeira vez na história da ciência que há uma técnica com tal nível de validação nos resultados.” A União Internacional para a Conservação da Natureza avaliou, na sua mais recente lista, 59.508 espécies, das quais 19.625 estão classificadas como ameaçadas. Para além do domínio de números exactos, saber quantas formas de vida únicas existem no Planeta ajudará a travar o desaparecimento de espécies. Lembre-se que cuidar hoje é garantir o futuro das novas gerações.

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

TEATRO

BReveS LuSoS

‘Improcedente’: Crítica com humor

SpA e CCB assinaram protocolo

Peça conta com a participação especial de Alex Gonçalves

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) e a Fundação Centro Cultural de Belém (CCB) assinaram um protocolo de cooperação que define, entre outras regras, o pagamento dos direitos de autores das produções apresentadas naquele centro de arte.

Andrea Guilarte Rincón aguilarte@correiodevenezuela.com

O Teatro Bar do Hotel Gran Meliá Caracas vai acolher, todas as terças-feiras, quintas e domingos, o improviso dos elementos do Teatro Convencional em ‘Improcedente’, uma peça de humor negro e de crítica social. Em cada sessão, tentam resolver um crime diferente, e os comediantes ‘brincam’ aos detectives, vítimas, envolvidos, suspeitos e até jornalistas. “Em ‘Improcedente’, o improviso e o humor unem-se para satirizar situações sociais que geralmente são sérias e que, regra geral, são controversas e polémicas para a sociedade, porque estão relacionados com a moral”, indica o director e criador de todo o conceito do espectáculo, José Abreu. A estrutura interactiva permite com o que público marque o ritmo. Na primeira cena, ‘El delito’, os actores tiram um dos títulos anotados previamente pelo público, e partir dali o crime desen-

viegas quer mais privados a financiar cultura O elenco improvisará nos palcos do Meliá Caracas

volve-se. A segunda parte, ‘Notícias Para Improvisar’, os comediantes criam o conteúdo de diversas notícias, baseando-se noutros títulos sugeridos pelo público. O terceiro acto do espectáculo é composto pela ‘Escena del crimen’, onde cada actor assume um papel diferente na história, tratando de decifrar os factos. Por último, tudo se resolve em ‘El Juicio’, no qual os espectadores terão a última palavra. ‘Improcedente’ é um espectáculo para divertir-se mas também para reflectir, sustentado por um grupo de actores jovens de diversas co-

F OTO: CORTEsíA RUI CORDOVEZ

rrentes, como teatro de sala, teatro de rua, acrobacia, malabaristas e palhaços, e entre eles destacam-se Ariannys Acevedo, Adriana Gavini, Diana Marcoccia, Alexander Rivera, Ron Chávez Real e Juan Andrés Balgrave. A peça conta ainda com a participação de convidados especiais em cada uma das suas sessões, entre eles, Alex Gonçalves, Judy Buendia, Yelena Maciel, entre outros. As sessões desta temporada decorrem todas as terças e quintas às 8:00 da noite e aos domingos pelas 6:00 da tarde. Bilhetes à venda em www.tuticket.com.!

A festa do fim do Mundo Aileen Celeste junta-se à festa do Apocalipse numa proposta divertida Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O que faria se soubesse que o mundo vai acabar amanhã? Seguramente iriam ocorrerlhe muitas coisas, ou então faria como um grupo de cinco jovens que, na véspera do Apocalipse, organizam uma festa para esperar a chegada

do fim da Terra. Trata-se nada mais na menos de Jonathan Montenegro, José Luis Useche, Kent James, Yelena Maciel, Agustín Segnini e a luso-descendente Aileen Celeste, que às sextas e sábados, às 10 da noite, e domingos às 8, se reúnem no Teatrex para celebrar a última grande festa das suas vidas, quando na Terra começam as primeiras catástrofes que para eles indicam a chegada do fim desta era. Durante quase duas ho-

ras, este grupo de jovens actores transporta o público para um universo paralelo no qual não só esperam a morte juntos, como se encarregam de cumprir os seus últimos desejos sem pensar nas consequências. Esta peça, escrita e produzida por Juan Carlos Duque, apresenta-se em El Hatillo como uma opção de diversão para o fim-de-semana. As entradas estão à venda nas bilheteiras do Teatrex e através da página da peça na Internet.!

O secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, defendeu que “é cada vez mais importante os privados participarem no financiamento da cultura”. O governante falava aos jornalistas no final da cerimónia de entrega do Prémio EDP Novos Artistas 2011, atribuído a Priscila Fernandes.

especialistas discutem futuro do ensino da música

O futuro do “ensino superior da música na perspectiva da sua internacionalização” vai estar em foco no encontro da Associação Europeia de Conservatórios (AEC) que começa sexta-feira, 9, e termina domingo, 11 de Setembro.

CCB abre nova temporada O Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, abre no sábado, 10, a temporada 2011/2012 com um concerto inaugural a cargo da Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML), com um programa composto por obras de Sibelius, Lindberg, Joplin e Gershwin.


cultura

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

AgENDA CuLtuRAL

BELEZA

› Carla Rodrigues prepara-se para o Miss Venezuela 2011

21

bREVES CuLtuRAiS

César Muñoz regressa aos palcos

Música e arte em Valência

“¿Y yo que?” é o novo espectáculo do locutor e músico Cesar Muñoz, que se estará apresentando entre 2 e 25 de Setembro no PH do Centro Cultural BOD-Corp Banca. As sessões terão lugar às sextas-feiras e sábados, às 10h00 da noite, e domingos pelas 8h00 da noite.

O Consulado Geral de Portugal em Valência celebrará, no próximo 10 de Setembro, a partir das 8h00 da noite, um concerto de música clássica nos jardins da sede diplomática. Na mesma noite será inaugurada uma exposição fotográfica da autoria do luso-descendente Danny Ornelas.

“He visto” chega a Margarita No próximo 10 de Setembro, Carlos Rodríguez (Rafucho “El Maracucho), Jimena Araya (Rosita) e María Elena Heredia (Fátima) apresentam-se no Salão Bicentenario do Hotel Venetur, às 9h00 da noite, com o espectáculo ‘’He visto”, em beneficio da Fundação Santiago Mariño.

“LaNoviciaRebelde” em Caracas

O musical protagonizado pela actriz Mariaca Semprún, Rolando Padilla, Gustavo Rodriguez, Julio Alcazar, Lucy Ferrero e Fanny Arjona, “La Novicia Rebelde”, vai estar disponível ao público a 23 de Setembro, no Teatro Teresa Carreño. As entradas estão à venda em: www.tuticket.com.

Diomedes Díaz em digressão

“Cacique de la junta”, o colombiano Diomedes Díaz encontra-se em digressão pela Venezuela. O vencedor do Grammy Latino viajará a Carúpano, Maturín, Valência e, em Novembro, estará em Caracas e Maracaibo, onde actuará a 18 de Novembro pela Virgen de Chinquinquirá.

“Uma mulher preparada brilha mais do que uma mulher apenas bela”, diz a representante do Estado de Lara Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Carla Rumaria Rodrígues de Flaviis nasceu em Barquisimeto, Estado de Lara, a 10 de Outubro de 1992. A mãe, Maria de Flaviis, trabalha na Medicina e é de ascendência italiana. O pai, Rui Manuel Rodrigues, negoceia com agências de lotarias, é português, nascido em Santo António, Funchal, e veio para a Venezuela quando tinha 20 anos. Carla tem uma irmã mais nova, com 5 anos. Esta jovem venezuelana viveu toda a sua vida em Barquisimeto. O ensino básico foi feito no Instituto Diocesano, e iniciou os estudos em Psicologia na Universidade Centro Ocidental Lisandro Alvarado. Aos 15 anos, participou e venceu um concurso de beleza, Señorita Deportes. Já este ano, voltou a ser coroada por Osmel Sousa, como Señorita Centro Ocidental, um casting regional que lhe deu a faixa de Miss Lara. Este foi o primeiro passo da aventura que levou Carla rumo ao Miss Venezue-

Votos para Nikol Da Luz

Carla foi Señorita Centro Ocidental aos 15 anos,

la. Vir para Caracas foi a etapa seguinte. “É a primeira vez que vivo sozinha. A mudança é radical, não estamos acostumados à insegurança, ao trânsito, mas é uma questão de acostumar-se, facilmente viveria aqui”, expressou. Da sua experiência durante estes dois meses de preparação na Quinta Miss Venezuela, recorda a primeira vez que se reuniu com as restantes candidatas. “Eu cheguei bem arranjada, mas bastante natural. Ao entrar, vi as outras raparigas super prepararas com

F OTO: COrTESíA

maquilhagem, cabelo, etc. Eu não sabia que isto era assim, mas enchi-me de coragem e continuei”. No que diz respeito às rotinas, Carla diz que mesmo tendo vindo de um treino que requeria “um certo trote”, nunca é igual. No entanto, faz o seu melhor esforço para tratar de absorver o mais que pode, pois este ano a organização está a focar-se num conceito de beleza integral, e segundo ela, “uma mulher preparada brilha mais do que uma mulher apenas bela”.!

Casa do FC Porto acolheu fadistas Antonio Carlos da Silva F. magneticaudiovisuales@gmail.com

A filial da Casa do FC Porto na Venezuela vestiu-se de gala para assistir à actuação de um conotado grupo de fadistas que, com as suas guitarras e vozes, satisfizeram os amantes deste género musical genuinamente português. Gil Gomes, António Alves Fiúza, Luisana Andrade, junto com a convidada Celeste Moreira

e Manuel Pires, foram acompanhados pelo duo ‘Guitarras de Lisboa’, demonstrando aos 60 convidados que são, sem dúvida, o melhor grupo de fadistas que actua na Venezuela. A ocasião foi ideal para que a junta directiva, presidida por Sílvio Moreira, fizesse uma merecida homenagem a António Alves Fiúza, que apesar de não ser portista, foi um baluarte importantíssimo nos

êxitos alcançados durante os últimos 12 anos. As palavras de agradecimento do presidente Sílvio Moreira a todos os sócios e convidados foram emotivas, já que a presença das pessoas é o que dá sentido a tanto esforço e trabalho da organização. Fica cumprido, pois, outro dos objectivos que dão razão de ser a esta associação: Manter vivas, na Venezuela, as tradições, usos e costumes de Portugal.!

No próximo 11 de Setembro, a luso-descendente Nikol Anahí Da Luz participará no certame de beleza “Chiquitísima de Venezuela”, que se levará a cabo no Teatro Tilingo. Em http://www. bellezavenezolana.net/ poderá participar na votação que conta para as faixas do concurso.

Exposição em Aragua

No domingo, 4 de Setembro, a directiva e os sócios da Casa Portuguesa do Estado Aragua inauguraram a 13ª exposição da galeria. Sob o nome “Colores y fuerzas de lo natural y lo urbano”, está em exibição a obra do artista plástico Carlos Corrales Coello, pintor abstraccionista.

Albi de Abreu em Espanha

O actor Albi de Abreu participará na mini-série espanhola “El corazón del océano”, que se transmitirá na Antena 3 brevemente. Baseada na novela de Elvira Menéndez, a série constitui o primeiro projecto que se materializa do acordo entre Antena 3 Films e o Grupo Planeta.


m

ás14 míbaanda de na enção

sde pevia ardando ão, paara

no os, fasão dia os uiarver me a e ha, e e ais

ing tama ceu os

22 opiniÃo

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

teMpo De joVenS

O Associativismo e Participação Juvenil como uma das principais áreas de desenvolvimento Mario Miguel Da Silva

A

participação dos jovens na definição da nossa sociedade luso-venezuelana actual, é muito importante, pois as associações juvenis são essenciais para promover a reflexão, o progresso e, mais além, segurar o futuro das distintas organizações lusas na Venezuela. A figura do Dirigente Associativo Juvenil, é cada dia mais fundamental para as movimentações dos jovens, e para lograr uma sinergia positiva, partilhando assim informações úteis entre os núcleos jovens no seio dos clubes, academias e demais organizações. A participação juvenil encontra um lugar de acolhi-

ALtA tRIBUnA

A participação juvenil encontra um lugar de acolhimento na associação de Luso Descendentes da Venezuela

mento na associação de Luso Descendentes da Venezuela, (ASOLUDEVEN) que vem desenvolvendo, ordenadamente, um trabalho em áreas específicas e criando uma estrutura de formação vital para que o nosso movimento associativo progrida e seja perdurável no tempo, no só na Venezuela, como também mais além fora das nossas fronteiras, apoiando programas para o resgate da nossa descendência lusa. Uma grande amostra do trabalho desempenhado na América será o encontro Americano de Luso-Descendentes, marcado para final do 2011, em princípio, e que deverá ser o ponto de partida para a criação da Federação Americana de Luso-Descendentes. A participação em obras para o

benefício social, como o apoio à Fundação Martins inserese nesta Estratégia. Em breve, através da iniciativa “Ayudanos a Ayudarlos”, que está patrocinada pelo CSLUSOVEN, será dado mais um apoio e que será feito no próximo 2 de Outubro no Centro Social Madeirense em Valência, o No Gran Arraial em Honra a Virgem de Fátima no dia 30 de Outubro para o apoio do Lar Padre Joaquim Ferreira. Estas acções são a prova de uma Juventude Luso-Descendente com fôlego e vontade de ser reconhecida pela sociedade, tentando resolver o problema da integração social, onde os jovens, enquanto promotores e protagonistas de mudanças, têm também uma palavra a dizer. O Emprego não pode deixar

de ser uma área de preocupação em nossa sociedade. Por um lado, o os jovens estudantes o recém-licenciados, em muitas oportunidades não tem a oportunidade de desenvolver suas capacidades por falta de emprego, aqui é preciso combinar com organizações como CAVEMPORT programas no qual nossos jovens Luso-Descendentes possam ter a oportunidade de desempenhar um Emprego e tornar uma realidade esta ideia respeito a todos os jovens, o acesso dos jovens ao emprego, a adequação entre sistemas de ensino e mercado de trabalho, e nos desde a ASOLUDEVEN estamos a disposição para complementar no futuro estas ideias em conjunto com todas as organizações interessadas.

de aparentar uma serenidade que não temos e olhando mais além, sem sequer pestanejar, com um temor respeitoso porque sabemos o que estamos fazendo. Sabemos que existem indivíduos que no meio da cegueira produzem a soberba, a malcriadez, a impulsividade e raiva, chegaram a pensar que as responsabilidades dos seus actos não eram precisamente deles e que facilmente podem atribui-los a outros: pais, professores, irmãos mais velhos, chefes, companheiras e até ao próprio Deus, quando todos sabemos que as respon-

sabilidades não se delegam, só se delega a autoridade. Na realidade, isto é o que parece mais fácil. Mas não é possível faze-lo porque, ainda que assim fosse, muitas vezes é até a nossa vida que está em jogo e sob nenhuma circunstância isso mitiga ou diminui a dor que tenhamos podido causar a outras pessoas. A vida, mais tarde ou mais cedo, vai passar-nos a “factura” pelos danos causados aos que mais queremos. Quiçá, com o passar do tempo, e em caso de o “pagamento” não ter sido concretizado, acreditaremos

que tudo já passou. Na realidade, não é assim como funciona a “Lei do eterno retorno”. Não há maneira de evitá-la ainda que tenhamos má memória e esqueçamos. Não existem atalhos para alcançar tranquilidade e a ansiada felicidade, se é que antes não há um autêntico e visível arrependimento. E estes só se alcançam paulatinamente, com paciência, através da nossa aprendizagem da vida. Não importa se acreditamos ou não, é assim. Por outras palavras, há que se aprender a ser feliz porque a ser infeliz parece que é mais fácil.

Momentos Antonio López Villegas

H

á momentos vida de um ser humano que nos obrigam a compreender que não há outra saída que não a rendição ou a retirada, tratando de salvar o máximo possível porque já não há nada mais a fazer e ainda que não nos goste, esta é a melhor decisão. É um ponto sem retorno e há que aceitá-lo assim e este momento é possível que nos calhe viver a muitos de nós. E há que vivê-lo com firmeza, muitas vezes tratando

A vida, mais tarde ou mais cedo, vai passarnos a “factura”

"Se queres ser colunista de opinião neste meio de comunicação, candidata os teus textos através do correio electrónico correio.prensa@gmail.com. necessitamos do teu nome completo, um título para a coluna e um texto de 2500 caracteres máximo"


opiniÃo

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

Cartas

23

Favor enviar as suas cartas e comentários ao endereço electrónico: correio.prensa@gmail.com

Mas que raio de Portugal é este?

Denúncia

Os cidadãos portugueses com mais de 70 anos que vão ao Consulado Geral de Portugal na Venezuela pedir uma ajuda social sofrem humilhações e maus tratos. Como jornalista, fiz uma investigação pessoal, solicitando uma ajuda social para um familiar, para poder estudar a situação por dentro, e fui submetido a toda a sorte de humilhações: A minha investigação jornalística foi um êxito pois desmascarei o mau atendimento ao público. Imagine-se o que não farão a um português de 70 anos com poucos estudos, se à minha pessoa mostraram toda a sua ‘calaña’. Apelidam-nos de indigentes. Gozam deles. Põem-nos a percorrer uma via sacra na recolha de requisitos que depois não são tidos em conta, argumentando que falta outro documento. As funcionárias têm uma atitude prepotente e desumana para com os cidadãos que merecem o melhor tratamento por parte dos funcionários postos ao serviço pelas instituições do país natal. Sugiro que o pessoal do consulado receba aulas de atendimento ao público. Sugiro que tenham trabalhadores sociais que ajudem os utentes a tratar dos requisitos e que recebam todos os casos para posterior estudo. São uma vergonha para a honrosa pátria portuguesa estes funcionários que só querem terminar o seu horário de trabalho para ir almoçar, como dizem aos utentes. Exijo que abram um processo de investigação aos funcionários do consulado. Exijo que a prioridade do seu trabalho seja o bom atendimento ao público e se não o fazem, que sejam destituídas.

Mas que raio de políticos temos frente aos destinos do nosso país? Mas que raio de funcionários temos frente aos destinos da emigração portuguesa no mundo, e neste caso, na Venezuela? Mas que raio de funcionários e chefes consulares temos à frente dos destinos do Consulado de Portugal em Caracas? Escrevo isto indignado porque li a vossa última edição do jornal, especificamente o vosso trabalho referente ao Consulado Geral de Caracas, e não percebo nada do nosso país. Como é possível que mudem uma cônsul que durante dois anos, segundo consta e segundo o que escrevem, pôs o consulado a trabalhar como deve ser, organizou jornadas culturais, organizou uma equipa de profissionais à altura dos desafios da actualidade do mundo, organizava constantemente jornadas consulares. Uma mulher e profissional incansável. Foi este o prémio que lhe deram? É isto o que querem os “novos” políticos do novo Governo do novo País (o da realidade) para os emigrantes no mundo... Até quando? Isso é no mínimo incompreensível... Mário Fontes

Joaquín Pereira

inquérito

Não percebo nada de finanças, mas... Estou chocado com as notícias de Portugal e da dívida portuguesa à União Europeia. Da minha parte, não percebo nada de finanças, embora saiba muito de poupanças. Sugiro que em Portugal estudem mais na área das poupanças e se deixem de estudar finanças enquanto não se licenciarem em matéria de poupancas. Por exemplo, fico chocado com o Governo Regional da Madeira que, sabendo da sua dívida para com o Estado Português e para com a União Europeia, ainda não o ouvi falar em poupar, em organizar-se, em se preparar para o futuro. Da minha parte, até admiro o homem por tudo quanto fez pela Madeira, mas agora os tempos são outros e acho que deve preparar os madeirenses para saber enfrentar a crise, e se habituarem a viver de outra maneira. Outro dos assuntos que não percebo de Portugal é porquê que os Bancos ganham muito dinheiro e anunciam todos os meses o ganho de muito dinheiro e pergunto: Para onde vai esse dinheiro? Porque não usar para ajudar a pagar a dívida da Madeira e de Portugal? Jorge Manuel Ferraz

Com a entrada da equipa da Casa Portuguesa de Aragua na Segunda Divisão B do futebol profissional venezuelano, cresce a história das equipas de origem portuguesa na Venezuela. O CORREIO foi perguntar a esta nova geração de jogadores como é que vê o desenvolvimento do desporto-rei na terra de Bolívar e que expectativas traça face a este novo desafio?

Marcel De Canhas. 26 anos.

andrés Páez. 20 anos.

Tem crescido muitíssimo, cada vez há mais equipas na primeira divisão e cada vez há mais competitividade, agora aqui também temos oportunidades para crescermos. Quero chegar a profissional, toda a vida joguei futebol e esta oportunidade é bastante boa. Sem dúvida que queremos ir avançando pouco a pouco.

Agora é muito competitivo. Os adeptos estão apoiando o futebol nacional em todas as suas categorias e isso é importante. Tanto a segunda como a terceira divisão, cresceram ao nível da competitividade. Este é um grande desafio, e todos os jogadores desta equipa aspiram a poder seguir avançando para a Primeira divisão.

Henry rodrigues. 24 anos.

alfredo nesi. 20 anos.

A Federação está ajudando as equipas mais pequenas para que possam alcançar novos objectivos. Para nós é um orgulho como parte da comunidade portuguesa formar parte desta evolução do futebol neste país. Com humildade e trabalho, trataremos de chegar não só à segunda divisão, também alcançar a primeira.

A selecção venezuelana tem dado uma volta e tem demonstrado que somos capazes de dar tanto ou mais que outros países, tal como se demonstrou na ó Copa América. As assistências dos adeptos também tem evoluído. Como todo o jogador em plena ascensão, o que espero é buscar o melhor para mim e para a equipa.


24 lazer

correio de venezuela • 08 a 14 de setembro de 2011

HOróScOpO

SUDOKU

Carneiro

Touro

21/03 - 20/04

21/04 - 20/05

Gémeos 21/05 - 21/06

Amor: Momento favorável para jan-

Amor: Não seja teimoso, pode irritar

Amor: Não seja envergonhado e de-

tares românticos.Saúde: Seria muito

as pessoas que o rodeiam. Saúde: A

monstre todos os seus sentimentos.

bom para a sua coluna a prática de

sua forma física estará formidável.

Estreite os seus laços de amizade.

natação.Dinheiro: Não desespere, que

Dinheiro: Tudo correrá dentro da nor-

Saúde: Controle a sua tensão arterial.

com a ajuda dos seus amigos conse-

malidade.

Dinheiro: Certas dúvidas profissionais

guirá pagar aquilo que deve.

assombrarão o seu pensamento.

Caranguejo

Leão

22/06 - 21/07

Virgem

22/07 - 22/08

23/08 - 22/09

Amor: Redobre a calma e opte por re-

Amor: Deixe os assuntos domésticos

Amor: Vá atrás do amor tendo em con-

solver os problemas através do diálo-

de parte quando toca ao amor. Saú-

ta o interior e não tanto o exterior.Saú-

go e da compreensão. Saúde: Proteja-

de: A sua energia estará melhor do

de: Poderá sofrer de alguma retenção

se, não se auto-medique.Dinheiro: o

que habitualmente. Dinheiro: Prova-

de líquidos. Dinheiro: Momentos de

dia de hoje será marcado por grandes

velmente terá algumas dificuldades

tensão no seu local de trabalho.

preocupações no seu trabalho.

financeiras.

Balança

Escorpião

23/09 - 22/10

23/10 - 21/11

Sagitário 22/11 - 21/12

Amor: Se falar mais abertamente

Amor: Não seja tão mal humorado.

Amor: Controle o seu génio. Saúde:

acerca dos seus sentimentos, poderá

Saúde: Faça alguns exercícios físicos

Consulte um Fisioterapeuta. Ele re-

ver progredir a sua relação afectiva.

mesmo em sua casa. Dinheiro: Não

solverá os seus problemas ósseos.

Saúde: Cuide da sua saúde, faça mais

deixe para amanhã aquilo que pode

Dinheiro: Não gaste dinheiro no que

exercício. Dinheiro: Controle os gastos

fazer hoje.

efectivamente não necessita.

Solução anterior - Edição 422

e seja mais comedido.

Capricórnio

21/12 - 20/01

Aquário

21/01 - 19/02

Peixes 20/12 - 20/03

Amor: A sua relação tem vindo a arre-

Amor: Os sentimentos que tanto

Amor: Os defeitos também fazem par-

fecer e você precisa de tomar uma

tentou esconder vão aparecer à luz.

te da personalidade, não queira nin-

atitude. Saúde: Não faça dietas de-

Saúde: Cuidado com a alimentação

guém perfeito. Saúde: Poderá sofrer

masiado rigorosas. Dinheiro: Invista

incorrecta e com os esforços.Dinhei-

de dores de cabeça.Dinheiro: Nada o

neste momento em algo que planeia

ro: Não é a melhor altura para fazer

preocupará.

há muito. A sorte é-lhe favorável.

negócios ou comprar propriedades.

DIfErENçAS

MUSIcA ! OS MAIS VENDIDOS ... na Venezuela

Franco De Vita Primera Fila

Adele 21

Pitbull Planet Pit

Luis Fonsi - Tierra Firme Deluxe Version

Santiago Cruz- Cd Dvd Cruce De Camino

The Promesse Il Divo

NOW 24 Vários

... em Portugal

Best of Fado Vários

As Tuas Musicas Cantam o Teu Nome Miguel Gameiro

The Art of Amália Vol. I e ll Amália Rodrigues


08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

Banquetes

Gales

Salón Windsor Rosanna e José disseram o “sim” Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Rosanna Ferreira Gonçalves e José Vicente Fossi uniram as suas vidas pelo casamento, no passado sábado, depois de quatro anos de noivado. A cerimónia eclesiástica teve lugar na Igreja Nossa Senhora de La Caridad del Cobre, situada na urbanização Santa Paula, e a recepção decorreu no Salão Majestic do Grupo de Banquetes Gales. Maria Gorette Gonçalves Ferreira e Albino Ferreira Gonçalves, madeirenses, são os pais da noiva; e José Vi-

cente Fossi e Carmen Violeta Grieco, os do noivo. Os padrinhos que testemunharam esta união foram Natália Gonçalves da Silva, tia da noiva, e José Gregório, amigo do noivo. A noiva luziu num impecável vestido branco, criação da designer Ana Rita Gomes, e o bolo foi elaborado por Rita de Sousa. Eduardo Ron e a sua orquestra, Fondo Blanco, animaram a festa, para além da actuação do grupo folclórico Pérola do Atlântico. A ‘hora loca’ foi inaugurada por um grupo de ‘zanqueros’ e pelo DJ da orquestra.•

publicidade

25


26 saúde ›

SAúDE Ao DíA

China ajuda a Venezuela

O vice-ministro das redes hospitalares venezuelanas, José Vladimir España, informou que nos próximos três meses começa a chegar ao país material cirúrgico para abastecer todos os hospitais, vindo da China. Também foi acordada a construção de depósitos médicos.

Espermatozóides criados em laboratório Cientistas japoneses anunciaram que pela primeira vez conseguiram criar espermatozóides a partir de célulasmãe embrionárias de um rato, um avanço que poderá ajudar a combater a esterilidade humana.

Magreza extrema tem causa genética

Investigadores franceses da Universidade de Lille e suíços da Universidade de Lausana identificaram pela primeira vez uma causa genética para a magreza patológica. Os cientistas descobriram que as pessoas que têm três cópias (o normal é ter duas) na cromossoma 16 "apresentam uma magreza significativa ou extrema".

Gordura para combater a calvície Durante experiências de laboratório, investigadores dos Estados Unidos injectaram adipócitos (células que formam o tecido adiposo) em ratos, e com isso conseguiram estimular o crescimento do pêlo. Se estes resultados poderem ser aplicados a humanos, a descoberta pode ser útil para combater a calvície.

correio de venezuela  08 a 14 de setembro de 2011

Água salgada

Banhos no Mar Morto podem ajudar diabéticos As águas extremamente salgadas do Mar Muerto, em Israel, podem reduzir bastante os níveis de glucose no sangue. Silvia C. Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Um grupo de cientistas israelitas da Universidade Ben Gurión, em coordenação com o Centro Médico Soroka de Beersheva, desenvolveu uma investigação cujos resultados surgiram de uma curta imersão nas águas do Mar Morto, que ajudou a reduzir os níveis de açúcar no sangue, proporcionando, em primeira instância, uma melhoria na qualidade de vida dos diabéticos. A publicação dos resultados aconteceu recentemente, no diário 'Haaretz'. O estudo foi realizado

Os diabéticos que tomem banho devem reducir a sua medicação

numa mostra de 14 indivíduos com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, que sofriam de diabetes do tipo 2. Os pacientes foram submergidos durante 20 minutos numa piscina cheia com água do Mar Morto. As medições registaram uma redução significativa em 13,5% dos níveis de glucose no sangue, passando para uma média de 163 mg/dl após

FOTO: CORTEsIa

a imersão. Uma hora depois de terem sido colocados na piscina, os níveis de açúcar reduziram ainda mais, até alcançar as 141,4 mg/dl. Uma prova de controlo, em que os mesmos participantes no estudo permaneceram 20 minutos submersos em água normal, não produziu nenhuma alteração nos níveis de glucose.

Estes novos benefícios, atribuídos às águas extremamente salgadas do Mar Morto, juntam-se aos já conhecidos para tratar doenças como a psoríase. Para além disso, segundo os especialistas, estas propriedades não afectam de forma adversa outros valores sanguíneos, incluindo os níveis de insulina e as hormonas de cortisona e péptido C. Ainda que o chefe da equipa de investigadores, Shaul Sukenik, tenha qualificado os resultados como "prometedores", sublinhou que ainda não foi estudado o que acontece aos níveis de glucose depois de uma hora de imersão. "No caso de as descobertas serem confirmadas em estudos posteriores, a redução da glucose no sangue permitirá que os diabéticos que tomem banho no Mar Morto reduzam a sua medicação", concluiu Sukenik.

Enfermeiros destacam participação no parto Andrea Guilarte Rincón aguilarte@correiodevenezuela.com

Mais de mil enfermeiros de Maracaibo, Barcelona, Valência e Caracas partilharam as suas experiências em ressuscitação e nutrição neonatal nas III Jornadas de Actualização Neonatal, que decorreram em Margarita, organizadas pela Pfizer Nutrition. Durante o evento, Kathryn Eglinton, autoridade britânica em enfermagem neonatal, partilhou os seus conhecimentos e experiências acerca do tema. "As enfermeiras têm um papel fundamental no nascimento do bebé, por isso devemos ser o mais competentes possível e gerir com muita excelência todas as nossas habilidades, para proporcionar aos recém-

nascidos toda a ajuda de que possam necessitar", destacou Eglinton. Partindo deste princípio, foi desenvolvido no Reino Unido um curso de simulação, onde os profissionais de enfermagem enfrentam situações muito reais para manter o seu nível de destreza e para que se sintam cada vez mais confiantes para enfrentar complicações de forma bem sucedida. "O enfermeiro é muito importante durante um trabalho de parto, já que temos um papel fundamental: Administramos o tratamento, estamos atentos para que todos os equipamentos estejam em bom estado e funcionem adequadamente, apoiamos o médico em tudo o que a mãe e o bebé precisam, prestamos os primeiros cuida-

a supervisão e comunicação são a base do seu trabalho

dos que requerem", disse o enfermeiro Antonio Peña, com nove anos de experiência. Algumas das recomendações partilhadas por Eglinton com os profissionais venezuelanos durante a conferência foram a importância da comunicação do pessoal de enfermaria com a equipa médica e com o paciente e respeitar os papéis de cada pessoa que faz parte da equipa clínica. A especialista lembrou que ciclo

FOTO: CORTEsIa PFIZER

ideal de gestação é de 37 semanas, no entanto, nem todos os bebés conseguem cumprir este lapso. Os que nascem prematuros, entre as semanas 31 e 33, são mais propensos a sofrer eventuais complicações. No caso dos prematuros extremos, com um tempo de gestação inferior às 30 semanas, a supervisão e atenções devem ser maiores. Nestes casos, deve-se contar com enfermeiros capazes.!


desporto

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

EuRo 2012

bREvE

A dois ‘embates’ do Europeu Pedro Freitas Oliveira DN-MADEIRA Portugal está mais perto do Euro 2012, mais ainda faltam dois testes para confirmar a qualificação: Islândia (7 de Outubro) e Dinamarca (11). Em Nicósia, no início deste mês, a selecção portuguesa bateu o Chipre por 4-0, resultado que lhe permite encarar os jogos que faltam ainda com maior dose de optimismo, sem retirar, no entanto, o pé do acelerador, já que o mínimo deslize poderá mesmo ser fatal. Depois de um péssimo arranque na fase de qualificação – apenas um ponto em dois jogos – Portugal reencontrou o seu caminho com a chegada de Paulo Bento,

que assim substituiu Carlos Queiroz como seleccionador nacional. Daí para cá, Portugal ganhou todos os jogos e chega às últimas duas rondas bem posicionado para garantir a presença no Europeu do próximo ano. Nota-se, por outro lado, muita confiança entre a equipa portuguesa. Cristiano Ronaldo, a estrela maior, atravessa grande momento de forma. Prova disso são os dois golos que apontou frente aos cipriotas – Hugo Almeida e Danny marcaram os outros tentos na vitória por 4-0. Em teoria, a selecção portuguesa deverá ultrapassar a Islândia sem grandes dificuldades, até porque o teste mais difícil será mesmo o último jogo da fase de qualificação. Ao

27

Rússia é obstáculo rumo Mundial 2014

Portugal só depende de si próprio ficar em primeiro.

que tudo indica, as decisões ficarão mesmo adiadas para solo dinamarquês, até porque

Foto GlobAl IMAGENs

a selecção local também está na luta por um lugar no Europeu.!

A 13 de Outubro de 2004, Portugal goleou (7-1) a Rússia em jogo de qualificação para o Mundial da Alemanha. Agora, sete anos depois, as duas selecções reencontramse nas mesmas circunstâncias, isto é, a lutar por uma vaga no Mundial. O sorteio da fase de qualificação para o Campeonato de Mundo de 2014 até foi positivo na perspectiva da selecção portuguesa. A Rússia é, sem dúvida, o principal obstáculo nesta caminhada rumo ao Brasil, mas Portugal parte como favorito. Os russos já prometeram que, desta vez, a história será diferente, mas quem tem Cristiano Ronaldo e companhia bem poderá apresentar-se em campo com grande confiança. PUb


28 desporto

correio de venezuela  08 a 14 de setembro de 2011

Benfica e Sporting têm testes difíceis

Futebol português com ‘casa’ na Venezuela

DN-MADEIRA

csalcedo@correiodevenezuela.com

LIgA ZoN SAgRES

Pedro Freitas Oliveira

Grande parte das atenções da jornada deste fim-de-semana centram-se no BenficaVitória de Guimarães. Os ‘encarnados’ atravessam um bom momento de forma, situação traduzida nos mais recentes resultados. Já os vimaranenses, agora orientados pelo técnico Rui Vitória, ganharam novo balão de oxigénio após o triunfo (4-1) frente ao Nacional. Tradicionalmente, a equipa minhota costuma ser um adversário bastante complicado para os ‘grandes’, daí que se perspective um bom jogo, este sábado, no Estádio da Luz. Quatro dias depois, o Benfica recebe o Manchester United, no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões. Aliás, o mês de Setembro é um dos mais exigentes para o Benfica, até porque o calendário reserva também uma deslocação ao Porto. No sábado, o Sporting terá mais uma verdadeira ‘prova de fogo’. Com apenas dois pontos em três jogos, a onda de contestação em Alvalade tem subido de tom. Como se não bastasse este momento já bastante conturbado, o Sporting visita o Paços de Ferreira e, olhando o

o Benfica não quer ceder mais pontos em guimarães.

passado recente, a Mata Real não traz boas recordações aos ‘leões’. O FC Porto é o primeiro a entrar em acção na 4.ª jornada, ao receber o Vitória de Setúbal, esta sexta-feira. O Marítimo, joga no domingo, nos Barreiros, diante do Rio Ave, jogo em que poderá estrear o seu último reforço, o extremo Fábio Felício.

Carla Salcedo Leal

Foto global Imagens

Também nesse dia, o Sporting de Braga, orientado pelo madeirense Leonardo Jardim, defronta o Gil Vicente. Na deslocação a Coimbra, domingo, para jogar frente à Académica, o Nacional vai tentar alcançar a sua primeira vitória do campeonato e também apagar a má imagem deixada na última jornada.!

Recém-chegados na frente quando já se nota o equilíbrio Curiosamente, as equipas que ocupam os dois primeiros lugares subiram esta época à II Liga. Atlético e União da Madeira mostram que, neste campeonato, não existem favoritos, até porque o equilíbrio costuma ser frequente. Aliás, já se notam sinais dessa tendência, com alguns resul-

tados inesperados nas três primeira jornadas da II Liga. Quatro equipas permanecem ainda invictas, estatuto que o União da Madeira perdeu no passado fim-desemana, após a derrota (2-3) com o Penafiel. De resto, as duas equipas que desceram da I Liga, e que por isso são

apontadas como candidatas à subida, tiveram um início de campeonato aquém das expectativas. Naval e Portimonense somam apenas um ponto. A II Liga pára este fim-desemana para os compromissos da Taça de Portugal, regressando no dia 18.! P.F.O

O futebol português tornou-se numa referência internacional, e sem dúvida alguma é uma das ligas mais seguidas pelo público venezuelano. Foi assim que conquistou um lugar na programação semanal do canal venezuelano Sport Plus, onde um grupo de profissionais da comunicação, semana após semana, transmite a emoção de cada jogo. Ignacio Benedetti, Jesús Eduardo Acosta, José Zambrano, Federico Rojas e Frederick Oldemburg formam a equipa de comentadores que todas as terças e sábados levam aos lares venezuelanos os jogos mais importantes da Liga Zon Sagres desde 2007. Benedetti foi o porta-voz designado pelos seus companheiros para uma entrevista ao CORREIO sobre as transmissões do futebol português na Venezuela, onde comentou os detalhes mais relevantes. O que acha que é diferente no futebol português? Indiscutivelmente a técnica dos jogadores, para além de que os anos passam e continuam a sair jogadores muito bons, sem perder essa técnica. Nos últimos anos, surgiu uma nova geração, na qual se destacam jogadores que combinam a técnica com a vontade de vencer, o que faz uma boa combinação. Qual é o jogo que mais gosta de comentar? Um Porto-Benfica, pois

para além de ser um clássico, é um encontro com jogadores extraordinários no Porto, e tenho muito carinho pelo Benfica, porque é uma equipa bem particular, já que há jogadores argentinos que combinam as características do seu futebol com as do futebol português, e é uma mistura bem interessante, estes encontros trazem sempre surpresas. Como é a recepção do público às transmissões dos jogos? Para nós é um orgulho que os nossos amigos portugueses estejam atentos às nossas transmissões, e por isso os convidamos para que continuem a sintonizar-nos. Esta liga tem muito bom nível e divertimo-nos a fazer o nosso trabalho. Em cada transmissão, todos os que queiram interagir connosco entrem em contacto via Twitter (@benettrocks), para além de que, estas transmissões dão a oportunidade ao público de conhecer os jogadores que participarão no Campeonato da Europa. Como vê os venezuelanos em Portugal? Mario Rondón é o mais destacado, acaba de mudar de equipa e está a trabalhar para tornar-se um nome, e há vários jovens que fazem o mesmo noutras categorias e que têm possibilidades, porque esta é uma liga ideal para os venezuelanos. O que demonstram é que a pouco e pouco vão vencendo esse preconceito de que os venezuelanos não sabem jogar futebol.!

Jogos desta semana ! inter canal 14 Sexta-feira, 9

FC Porto - V. Setúbal

4 PM

Sábado, 10

Benfica-V. Guimarães

2 PM


desporto

08 a 14 de setembro de 2011 • correio de venezuela

29

COPA VENEZUELA

Esppor avança sem vacilar Equipa ‘merengue’ é a primeiro a avançar para a ronda seguinte da Copa Venezuela Carla Salcedo Leal

csalcedo@correiodevenezuela.com

O Real Esppor Club estreou-se, a 31 de Agosto, na Copa Venezuela, com o uniforme negro, ante o Atlético Miranda, equipa com a qual os merengues não tiveram piedade na hora de mostrar o seu talento no campo. No primeiro encontro, que decorreu no estádio Arnaldo Arocha de Los Teques, a ‘tropa’ do professor Sanvicente derrotou por 4-0 a equipa anfitriã, num encontro que se tornou bastante desigual e que se defi-

niu no primeiro tempo. A partir do minuto 2, e depois de um grande passe de Argenis Gómez, deu-se o primeiro golo para os merengues, que conseguiram um segundo golo ao minuto 20, assinado por ‘Chino’ Mijaíl Avilés, que surge já como o goleador de ouro da equipa branca no tempo que já decorreu desta temporada. Charlis Ortiz não perdeu a oportunidade, e ainda no primeiro tempo, marcou o terceiro golo, com o qual acabaram por desequilibrar a desesperada equipa mirandina. Quando o Atlético Miranda já não dava para mais, e o que queria era ir para o intervalo, Arévalo apareceu para decretar o 0-4 a favor do Real Esppor Club, uma equipa que

A equipa de Sanvicente assumiu os encontros com responsabilidade

soube aproveitar as oportunidades que produziu, e traduziu a maioria das suas jogadas em golos. No segundo tempo, já não havia tecido para cortar, tudo tinha ficado dito nos primeiros 45 minutos do jogo. Passar à ronda seguinte Foi assim que os merengues partiram para o campo da Hermandad Gallega de Valle Fresco, para receber o ‘onze’

mirandino no jogo de volta, onde empataram a dois golos, obtendo, assim, a sua passagem para a ronda seguinte da Copa Venezuela. No segundo encontro, só faltaram Granados e Chourio, os convocados pelo professor Farías para o encontro da Vinotinto ante a equipa da Guiné. Tal como no jogo anterior, os merengues adiantaram-se no marcador, com um remate de Charlis Ortiz numa jogada

FOTO: COrTESiA rEAL ESPPOr

confusa em que também interveio Emmanuel Acosta. Jackson Muñoz empatou a favor dos mirandinos, que 10 minutos mais tarde tomaram a dianteira com um golo de Nikolac, mas seria na segunda metade do encontro que tudo seria dito, com um segundo golo com a marca de Acosta, com o qual o Real Esppor se consolidou como a primeira equipa a avançar para a fase seguinte da Copa Venezuela.! PUb


30 desporto

correio de venezuela  08 a 14 DE SETEMBRO DE 2011

Segunda diviSão B

Casa de Aragua promete lutar para subir de divisão Direcção do clube apresentou formalmente a equipa, que vestirá as cores da bandeira portuguesa Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Durante a manhã de terçafeira, dia 6, a direcção da Casa Portuguesa do estado Aragua e o novo comité de futebol profissional apresentaram oficialmente a sua equipa de futebol, que inicia a travessia no campo profissional do futebol venezuelano na Segunda Divisão B na próxima semana, na capital ante C.A.L.H.

O lançamento desta equipa vem dar continuidade à história dos plantéis de origem lusa que fizeram vida na Venezuela depois dos anos 50, destacando-se clubes como o Deportivo Português, o Club Deportivo Relámpago Portugués e o recordado Marítimo de Venezuela, pelo que esta oportunidade representa a entrada, pela primeira vez, de uma equipa proveniente de um clube social português na categoria profissional. Portugueses de relevo Com um uniforme similar ao da selecção de honra de Portugal, este grupo de jovens, na sua maioria luso-des-

o plantel é formado maioritariamente por luso-descendentes

cendentes, lança-se ao terreno de jogo todos os sábados para evoluir e ascender às categorias superiores, sob a tutela do professor Manuel Gonçalves, director técnico da equipa. “A Casa Portuguesa caracterizou-se por ter um bom campo de futebol, e agora contamos com uma equipa com a qual teremos como dar continuidade às bases que durante tanto tempo se formaram na nossa casa. Nós apostamos

FoTo: C.S.L

100% em que este projecto será bem sucedido, confiamos em Manuel Gonçalves e na sua equipa", assegurou David Alcaría, presidente do clube, como porta-voz oficial da direcção, para além de garantir a entrada do público nos jogos que a equipa dispute como anfitriã, o que acontece aos sábados, pelas 6 da tarde, de 15 em 15 dias. "Ainda não estamos prontos para uma categoria supe-

rior a esta, mas estamos preparados para lutar na Segunda Divisão B e para trabalhar para avançar nas divisões seguintes com pé firme", disse o técnico da equipa, a quem os jogadores renderam uma sentida homenagem por o considerarem "mais do que um professor, um pai, porque conseguiu fazer desta equipa uma grande família", disse o porta-voz da equipa, entre uma chuva de aplausos.!

PUB

Informamos os nossos estimados telespectadores que a transmissão do programa Contacto Venezuela vai ser interrompida até 21 de Setembro, por motivo do período de férias. Findo este período de descanso, retomaremos as transmissões quinzenais do programa que procura apresentar o melhor da comunidade portuguesa na Venezuela. “Contacto Venezuela” é transmitido quinzenalmente, todas as quartas-feiras, em três emissões. É produzido por Roteiro Filmes C.A., Produtora Nacional Independente que desde Novembro de 2007 é responsável do programa “Contacto Venezuela” para RTPI. Através do endereço electrónico: http://ww1.rtp.pt/multmedia/

lindex.php?tvprog=17736 poderão consultar o arquivo dos programas emitidos recentemente. VENEZUELA CONTACTO Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011 Horários de transmissão no seguintes canais: RTPI Venezuela (cada 15 dias): Às quartas-feiras 4:30am 3:30pm - 9:30pm RTPI América | 21:30h RTPI Ásia | 15:00h Sábados por RTP Madeira | 16:27h

roteirofilms@gmail.com

venezuelacontacto@gmail.com

Esta sexta-feira, 9 de Setembro, poderás desfrutar mais um pouco do nosso futebol jovem através da Academia de Campeones, onde conhecerás a Escola de Futebol Todos Estrellas, que foi fundada a 8 de Outubro de 2001 pelo professor Celso De Oliveira, que se destacou como jogador profissional no Brasil formando parte da Selecção Militar na Copa Sul-americana, jogando na mesma equipa do PELÉ. Além disso, possui uma ampla trajectória desportiva no nosso país, onde representou várias equipas, tais como a da Universidade Central da Venezuela, o Deportivo Galicia, Deportivo Canarias e Deportivo Itália, entre 1959 e 1970; percurso que o fez merecedor de diversos títulos como jogador

Sexta-feira às 5:00 p.m.

amador e profissional. A toda esta experiência desportiva soma-se uma excelente equipa técnico de treinadores, os quais, semana após semana, se esforçam em prol da formação integral de cada jogador como futuras estrelas de nosso futebol nacional. Todos as sextas-feiras às cinco da tarde (5pm) na Meridiano Televisión, os especialistas em desporto.

academiadecampeones@gmail.com

Av. Principal San Luis,Torre Mayupan, Piso 1, Ofic. 1-4, Urb. San Luis El Cafetal. Distrito CApital. Caracas-Venezuela. Zona Postal 1061


desporto

08 a 14 DE SETMEBRO DE 2011 • correio de venezuela

futsal

breve

Marítimo de Margarita estreia-se no seu campo Jogadores dirigidos por Alí estiveram bem no jogo com o Bucaneros mas fraquejaram perante o Caracas Antonio Carlos Da Silva magneticaudiovisuales@gmail.com

A equipa luso-margaritenha pôde, finalmente, jogar como local no Torneio Superior, conseguindo cinco pontos em 12 possíveis, que no momento servem para sair do fim da tabela. Depois de terem empatado o primeiro jogo da série com o Bucaneros a 5 golos, no segundo, a equipa verde-rubra mudou totalmente e conseguiu a vitória. Agora é quinto, a um ponto da classificação.

Sem o seu goleador, José Espinoza, que não pode jogar por acumulação de amarelos, os seus companheiros Muñoz, Leal, Carlos Pérez (2), Brito e Oliver Pérez fizeram o trabalho de meter a bola na rede para conseguirem os seis golos perante os varguenses. Alí González, director técnico dos insulares, explicou os erros do primeiro encontro. "A falta de concentração e o excesso de confiança fizeram com que chegássemos a um empate com sabor a derrota. Baixaram a guarda e o Bucaneros aproveitou para marcar os golos", disse, acrescentando que "no segundo dia, reestruturamos o estilo de jogo. Encerramos as linhas, jogámos mais em colectivo e pressionámos o Bucaneros a partir das

Luso-descendente conquista 3º lugar em caminhada

saídas. E a concentração foi muito diferente", acrescentou González. Caracas FSC foi ao 'mercacado’ Deixando os adeptos margaritenhos tensos durante os 40 minutos, o Marítimo conseguiu arrancar um emocionante empate a 4 ante o líder do torneio, graças a um golo no último minuto, que espalhou alegria nas grades no primeiro duelo. Mas no segundo embate, as coisas não correram bem e os lusos-margaritenhos tiveram que suportar uma chuva de golos, que deixaram o marcador final nos 7-11 a favor dos visitantes. Desde o apito inicial ao final, o Caracas teve o resultado a seu favor, chegando a dominar o marcador

31

sem 'Diablito', o Marítimo perde potência no ataque foto: CoRtEsIa

por 9-2. O Marítimo reagiu e marcou quatro golos seguidos, para colocar o jogo em três golos de diferença, mas nunca se duvidou que 'La Furia' levasse os três pontos da ilha. Agora o Marítimo terá uma complicadíssima expedição aos andes para enfrentar o Deportivo Táchira nos dias 13 e 14, sem Carlos Vásquez e José Espinoza. Guarda-redes e goleador estarão, a partir do dia 10, na Argentina, com a Vinotinto, para participar na Copa América de futsal.!

Um grupo de jovens luso-descendentes da cidade de Guayana participou na segunda eco-maratona de 10,5 km, iniciativa promovida em benefício da Fundação Rescate, que apoia crianças com autismo, numa jornada organizada pelo sítio ‘eco-xtremos.com’. Um dos jovens conseguiu subir ao pódio, ao conquistar o terceiro lugar na caminhada de 5 km. Juan Eduardo Gonçalves, de 20 anos de idade, logrou ficar à frente de vários veteranos nestas andanças ao conseguir percorrer, em 39 minutos, o percurso de 5 km. PUB


O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas,

08 a 14 de Setembro de 2011

www.correiodevenezuela.com

encontro com: Oscar D' León

“convidem-me para comer uma espetada” Fernando Urbina Carla Salcedo Leal Há personalidades venezuelanas que não precisam de qualquer apresentação, pois os seus nomes tornaram-se sinónimo internacional da Venezuela, como acontece com o 'sonero' do Mundo, Oscar D'León, que tem espalhado o som da sua salsa contagiante. O mestre da salsa, que fez uma paragem na Venezuela, conversou com a equipa do CORREIO sobre a sua vida e a sua relação com a comunidade portuguesa, pois duas importantes pessoas na sua vida estão estreitamente relacionadas com Portugal. Em primeiro lugar, o seu inseparável companheiro e agente, Oswaldo Ponte, e uma das mais apreciadas anfitriãs do seu lar, Nossa Senhora de Fátima. Uma das coisas que o caracteriza é a humildade. O que fez para manter-se assim durante todo este tempo? Eu vivia em Antímano, uma paróquia muito humilde de Caracas, trabalhei como qualquer outra pessoa na General Motors, depois fui taxista e depois então formei a 'Dimensión Latina', onde comecei a minha carreira musical, tudo isso tem muito a ver. Tornou-se naquilo que queria ser? Muitas vezes pensamos no que queremos ser mas poucas vezes acertamos. Eu nunca pensei em ser cantor, nem em ter a fama que tenho, sempre quis ser um simples músico e também gostava do beisebol, mas não tive sorte nisso e aqui estou, cumprindo o meu destino. Acho que estas coisas são o destino. Chama-se Oscar Emilio León. De onde surgiu essa

mudança de nome? Quando gravava na 'Dimensión Latina', o senhor Víctor Mendoza colocou o D com apóstrofe como uma forma de gerir artisticamente o meu nome. Como se define? Defino-me como um homem carinhoso e alegre. Se Deus lhe cedesse todo o seu poder por um dia, o que faria? Acabaria com as guerras para sempre, faria com que toda a gente se apoiasse e que se amassem uns aos outros. Diz tudo o que pensa ou pensa em tudo o que diz? Às vezes penso e digo, mas às vezes penso nas coisas, não as digo, mas façoas a pouco e pouco. O que mais o chateia? As pessoas que fumam em frente a crianças, não gosto desse vício, nem do álcool, muito menos da hipocrisia. E as guerras entristecem-me muito. Também não gosto de fazer a mala e do tempo de espera no aeroporto, mas de resto sou um homem feliz (risos). Do que é que mais gosta? Da música, do desporto, da minha família… Dos automóveis, das casas e de ter uma boa saúde, mas do desporto sobretudo. Insiste muito no desporto. O que significa o desporto para si? O desporto é saúde, pratiquem desporto porque é o melhor para erradicar todo o mal do corpo, até o mau humor sai, e assim andamos sempre alegres. E a música? A música é algo saudável, energé-

tico, temos sempre de transmitir boas vibrações e isso faz-nos sentir felizes. Com uma carreira tão bem sucedida em todo o mundo, para si, qual é o segredo do êxito? Definitivamente temos de amar o que fazemos, ter o talento, mas estarmos atentos ao que a profissão exige, e cumpri-la exige amor. Quais os seus planos para o futuro? Continuar a encher uma agenda que nos permita viajar muito. Este ano fizemos 15 viagens internacionais muito frutíferas a nível profissional em sete meses, as pessoas recebem-nos sempre com carinho. Conhece Portugal? Oswaldo Ponte levou-me a Portugal, tanto ao continente como à Madeira, e fui sempre recebido com muito carinho e muito amor, e por isso gosto

tanto deles. Do que gosta mais em Portugal? Da espetada e do português Oswaldo Ponte (risos). Qual a sua opinião da comunidade portuguesa? É uma comunidade muito trabalhadora, apoiam-se uns aos outros e por isso é que são tão bem sucedidos em todo o mundo, nunca se metem em problemas e simplesmente desfrutam do que fazem, do seu trabalho e das suas famílias. Que mensagem envia aos leitores do CORREIO? Uma mensagem carinhosa para todos os leitores do Correio da Venezuela, a voz de uma comunidade tão importante no nosso país, um abraço para todos os meus amigos portugueses. Divirtam-se! E convidem-me para comer uma espetada.!

Correio da Venezuela 423  

Edición 423

Correio da Venezuela 423  

Edición 423

Advertisement