Page 1

O jornal de comunidade luso-venezuelana • Caracas, 26 de Maio a 01de Junho de 2011 • publicação Semanal Nº 408

www.correiodevenezuela.com

Rif.: J-31443138-2

prémio Talento da Comunicação Social 2009 Facebook: Correio de Venezuela • Twitter: @correiodvzla • website: www.correiodevenezuela.com

Ano 11 • Depósito Legal: 199901DF222 • bsF. 3,00

Eleitores na Venezuela não podem votar nas legislativas

Banif ofereceu jantar em Caracas

Machado de Andrade sublinhou a saúde financeira do banco e apresentou as estratégias que a instituição financeira pretende implementar. p.07

TAP terá mais dois voos neste Verão A companhia aérea aumentará a frequência dos seus voos entre Portugal e a Venezuela a partir do próximo mês de Julho. p.08

Assassino de Marisol Da Silva regressou à prisão

A poucos dias da realização das eleições legislativas de 5 de Junho, os representantes da comunidade enfrentam uma luta contra o tempo devido a irregularidades no processo eleitoral. p.03

Agentes da Polícia detiveram Víctor Colmenares Lipón na sequência de uma tentativa de violação de uma mulher, perpetrada poucos dias depois de ter cumprido 18 anos de prisão. p.09

CULTUrA

ESPECIAL

Tuna do Porto encanta em concerto de casa cheia

Encontro de Gerações marca agenda da comunidade

Esppor está quase na Pré-Sul-americana

O Centro Português recebeu quase 1.000 pessoas, que desfrutaram de canções lusas e latinas interpretadas pelo grupo universitário. p.20

A iniciativa converteu-se numa ‘janela’ que expõe as problemáticas da comunidade e ressalta o papel que os portugueses têm tido na Venezuela. p.14-17

Depois de derrotar o Carabobo FC, os merengues preparam-se para novo desafio frente a este adversário, no próximo domingo, às 3 da tarde, no estádio José Antonio Anzoátegui. p.29

pub

DESPorTo


2 a semana

correio de venezuela • 26 de mayo a 01 de junho de 2011

clasificação

editorial De mãos atadas… Os Portugueses que vivem na Venezuela sentem-se uma vez mais de mãos atadas, sem possibilidades de participarem em mais um acto eleitoral do seu País. A poucos dias das eleições que irão definir um novo Parlamento e um novo Governo, ainda não chegaram a Venezuela os boletins de voto através dos quais os cerca de 600 eleitores inscritos poderiam exercer o seu direito de cidadãos plenos de um País que não renegam e que amam da mesma forma (ou mais) que aqueles que vivem no torrão pátrio. É curioso e, ao mesmo tempo, reprovável que tudo isto aconteça, já que em actos eleitorais anteriores se verificaram situações semelhantes, reportadas a tempo à Comissão Nacional de Eleições (CNE), entidade que prometeu agilizar os processos em relação aos círculos da Emigração. Nada foi feito que mostre uma mudança de atitude, e a verdade é que a persistência da anormalidade desmotiva os eleitores e deixa em todos, quaisquer que sejam as suas tendências políticas, um sentimento de desconsolo e de abandono. Vivemos num País, que nos últimos dez anos tem tido diversos actos eleitorais, com grande participação dos cidadãos, nomeadamente dos oriundos de Portugal que aqui vivem e que, por isso, ganharam direitos iguais. Não percebemos por isso, e também, alguma desmotivação que os Portugueses aqui residentes mostram pelas eleições em Portugal. O facto de estarem recenseados apenas 600 dos cerca de 400 mil Portugueses que estão inscritos nos consulados mostra um grande distanciamento, em termos gerais, de uma comunidade que é muito activa, quando pretende gozar direitos de cidadania que deve ser exercida com mais responsabilidade. Contudo, a verdade é que Lisboa parece que não está interessada em cativar esses votos. Uma situação agravada pelo facto da pouca representatividade que cinco milhões que vivem fora do País acabam por ter em São Bento. Há desleixo dos Portugueses que vivem fora do País, mas não há vontade das autoridades de Lisboa em resolver o problema, em agilizar os sistemas de votação. Uma negligência muito grande e falta de consideração pelos emigrantes, que hoje, como ontem, representam uma receita muito interessante para o País, através dos depósitos bancários e dos investimentos, nomeadamente regionais, que criam riqueza e emprego. A nomeação de representantes locais dos maiores partidos portugueses na Venezuela deu-nos esperanças de mudança, mas na verdade acabaram por não ter força, por serem desautorizados pelo sistema. Estão unidos nesta hora, na contestação às autoridades da República, que uma vez mais não enviaram os votos a tempo das eleições. É triste e absurdo que sejamos abandonados deste forma, sem direito a exercer um direito que está consagrado na Constituição da República Portuguesa!

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-31443138-2

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Editor Sergio Ferreira Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 45H-3. Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net

▲▲ Muito BoM

▼▼ Muito Mau

Uma vez mais, a cidade de Valência dá o exemplo ao resto do país. Diferentes instituições, associações e centros sociais juntaram-se ao Consulado Geral de Portugal desta cidade para celebrar o Dia de Portugal, com a realização de diferentes actividades nas que participarão os membros da comunidade lusa na região. Isto é um acto de união e integração que se deve perpetuar no futuro e que, além disso, devia servir de exemplo ao resto da comunidade lusitana radicada na Venezuela.

A notícia da captura do indivíduo que, há 18 anos, violou e assassinou a modelo luso-descendente Marisol Da Silva, e que agora voltou a fazer das suas ao tentar violar uma jovem, apenas poucos dias depois de ter sido libertado. Afortunadamente, tudo não passou de uma tentativa, pois o agressor foi detido por agentes da Polícia de Chacao e posto à ordem do Ministério Público. No entanto, não podemos deixar de questionar como é que um cidadão como este não foi reintegrado na sociedade? Não foram suficientes 18 anos de prisão para corrigir erros tão graves cometidos no passado?

fotoflasH: casa cHeia

Nos dias de hoje, são poucos os eventos culturais ou sociais que conseguem atrair pessoas de todas as idades e géneros como o fez o concerto da Tuna Universitária do Porto no Centro Português de Caracas, no passado domingo, 22 de Maio. Um grupo que é sinónimo do multiculturalismo e do resgate das tradições de Portugal no mundo. No entanto, mais além do seu excelente repertório em língua portuguesa, não podemos deixar de elogiar a abertura do grupo ao cancioneiro venezuelano e latino em geral; isto concretiza uma transmissão da cultura venezuelana e uma difusão da mesma em terras de Camões e de Pessoa. Quem assistiu ao espectáculo, seguramente levou consigo uma satisfação total no regresso a casa e um desejo de querer voltar a vê-los em cima do palco. Chefe de redacção Sergio Ferreira |Jornalistas Shary Do Patrocinio, Andrea Guilarte, Carla Salcedo, António da Silva, Jean Carlos de Abreu |Correspondentes Edgar Barreto (Punto Fijo), Carlos Balaguera (Valencia-Maracay), Trinidad Macedo (Barquisimeto), Silvia K. Gonçalves (Guayana), Sandra Rodriguez (La Victoria), Ricardo Santos (Margarita), Fernando Urbina (Higuerote) |Colaborações Raúl Caires (Madeira), Arelys Gonçalves, Victoria Urdaneta, Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge, Carlos Agostinho Perregil R. |Administração Gloria Cadavid |Publicidade e Marketing Carla Vieira |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Paco Garret, Silvia Di Frisco |Secretariado Anaís Salazar |Distribuição Enrique Figueroa |Impressão Editorial Melvin C. A, Calle el rio con Av. Las Palmas, Boleita Sur. Caracas -Venezuela |Tiragem deste número 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


ACTUAL

26 de maio a 01 de junho de 2011 • Correio de venezUeLA

eLeiÇÕeS|repreSentanteS DoS partiDoS DenunCiam a SituaÇão

inStituiÇÕeS em aCtiViDaDe

eleitores ficaram mais uma vez à espera dos boletins de voto

aGenDa De eVentoS

De mãoS ataDaS Nos processos anteriores, representantes dos partidos políticos na comunidade portuguesa que vive na Venezuela

réplica do Santuário nos altos mirandinos

No domingo, 19 de Junho, a Associação Civil Amigos da Virgem de Fátima levará a cabo o IX Arraial em honra a Santo António de Lisboa e do Dia dos Pais. O evento terá lugar no sector Lomas de Urquía do Município Carrizal, no terreno onde está a ser construída a primeira réplica moderna da Basílica de Fátima.

Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Com as eleições legislativas de 5 de Junho à porta, mais uma vez foram detectadas irregularidades no processo para os eleitores portugueses que residem na Venezuela. Apesar de terem direito a escolher os deputados pelo Círculo Fora da Europa, os votos não chegaram à nação de Bolívar. Nestas eleições, os cidadãos portugueses inscritos no registo eleitoral fora de Portugal teriam a possibilidade de exercer o seu direito de voto por correspondência, pelo que cada cidadão deveria receber, por correio, um envelope com as opções de voto. Feita a escolha, o boletim deveria ser enviado de volta pela mesma via para Portugal. “O problema que se apresenta, é que os votos chegam ao eleitor com muito atraso, alguns deles depois das eleições, impossibilitando que os cidadãos exerçam o seu direito de voto”, adiantou Inácio Pereira, representante do PSD na Venezuela. “A lei estabelece que os votos devem ser enviados pelo Governo num período entre os 30 e os 40 dias antes das eleições para que os eleitores tenham a oportunidade de participar, o que permite, aos que vivem noutros países que contam com um bom serviço de correio, a possibilidade do correcto exercício do seu direito”, destacou o representante do PS na Venezuela, Luís Jorge Dos Santos.

3

Boleros em Vargas A comunidade portuguesa na Venezuela é uma das mais representativas do Mundo

comunicaram às autoridades o seu inconformismo com a situação, devido à importância deste grupo de emigrantes, pela sua grande representatividade. “O facto de não haver esse espírito activo nas eleições pode ser um dos factores que leva o governo a não nos ter em conta, porque o Estado não fez nada acerca deste modelo de votação. Depois das últimas eleições legislativas, reunimo-nos e foram propostas outras alternativas que permitam aos eleitores votar, porque esta é uma situação discriminatória”, comentou Dos Santos. “Foram dirigidas muitas reclamações à Comissão Nacional de Eleições em Portugal, foi feita uma infinidade de sugestões para resolver a situação, que vão desde permitir o voto presencial nos consulados, agilizar o envio dos boletins de voto e o voto electrónico”, adelantou Pereira. Os representantes dos partidos políticos lamentam a situação, ainda para mais agora, que Portugal atravessa uma forte crise económica. “Vislumbra-se que uma vez mais os portugueses na Ve-

Foto:CorteSia

nezuela verão chegar o envelope com o seu voto depois de conhecidos os resultados eleitorais. É triste que isso aconteça, quando poderia ser solucionado com apenas um pouco de vontade por parte da Comissão Nacional de Eleições, que só olha para dentro do país”, destacou Pereira. “Na Venezuela há que sensibilizar mais a comunidade para que participe activamente no futuro político de Portugal e o dever do governo é também participar nesse processo de sensibilização e informação sobre o voto e as campanhas políticas”, disse Dos Santos. Ainda que o problema não esteja a verificar-se apenas na Venezuela, nesta recta final para as eleições, a comunidade portuguesa que reside no país não faz mais do que resignar-se ao facto de que esta será outra eleição em que não poderá participar. “Depois destas eleições, temos pensado nos pronunciar uma vez mais, pensamos que deve existir a mesma condição de igualdade para todos os cidadãos que vivem fora da Europa”, disse o representante do PS.!

O Centro Luso Venezuelano do estado Vargas, que está situado na rua Alfareria da urbanização Week-end, paróquia Urimare, vai promover o seu I Festival de Boleros em homenagem às mães, no próximo sábado, 28 de Maio, a partir das 5 horas da tarde nas instalações do clube.

Centro Virgem de Fátima em Guatire

O Centro Sociocultural Virgem de Fátima, situado na urbanização Castillejo de Guatire, assinalará o Dia de Portugal com a colocação de uma oferenda floral na Praça 24 de Julho da zona. Igualmente, estão já a ser ultimados os preparativos para festejar o Dia da Madeira, que incluirá a deposição de uma oferenda na Praça Bolívar de Guarenas.

anuncie os eventos dos seus clubes ou associações enviando a informação para o endereço: correio.prensa@gmail.com PuB


4 ElEiçõEs

corrEio dE vEnEzuEla • 26 de mayo a 01 de junho de 2011

PSD

CDU

Envolver emigrantes Criar apoios permanentes para emigrantes carenciados na recuperação CORREIO/LUSA A CDU promete, no seu programa eleitoral para as comunidades portuguesas, lutar contra as redes de contratação de mão de obra precária, criar apoios permanentes para emigrantes carenciados e evitar a dupla tributação nas reformas. “Combater eficazmente as redes de contratação de mão de obra precária e fortemente explorada, nomeadamente através de uma activa acção de fiscalização junto das respecti-

vas empresas contratadoras”, é uma das medidas que consta do programa da CDU. A CDU propõe ainda “criar um fundo de apoio de acção social permanente para os emigrantes carenciados” e “atribuir uma pensão mínima, caso permanecem depois da reforma no país de acolhimento, desde que a soma de eventuais pensões seja inferior ao valor do limiar a pobreza do respectivo país”. Evitar a dupla tributação nas reformas e fomentar uma política que oriente e potencie as

remessas e os investimentos dos emigrantes em sectores produtivos de Portugal são outras medidas apresentadas. “Reconhecer aos emigrantes pensionistas que trabalham no estrangeiro, tanto o estatuto de reformado antes dos 65 anos, como a pensão de invalidez que lhes foi atribuída”, são medidas referidas no programa. “Defender a autonomia do Conselho das Comunidades Portuguesas, criando condições técnicas e materiais para o seu normal funcionamento”.!

BE

Dar mais meios aos funcionários consulares CORREIO/LUSA A aplicação de políticas fiscais, sociais e económicas que aumentem o investimento e o emprego é a proposta dos candidatos do Bloco de Esquerda para travar a saída em massa de portugueses para o estrangeiro. No seu manifesto para a emigração, esses candidatos defendem que o programa da “troika” vai provocar a saída em massa de portugueses para o estrangeiro. “Se a corrente migratória tem sido sempre importante,

ela deu lugar, nos últimos anos, a uma sangria equivalente à que Portugal registou na década de 1960. As medidas que a ‘troika’ quer impor a Portugal (...) contribuirão inevitavelmente para agudizar este fenómeno”, lê-se no texto. Assim, defendem que “o estancar desta sangria passa pela definição e implementação no país de políticas fiscais, sociais e económicas, que aumentem o investimento, a produtividade e emprego”. O BE considera, por outro lado, que o actual modelo está

a colocar os “países periféricos como Portugal a desempenhar um papel de exportador de mão de obra barata para certos países)”, defendendo, por isso, a harmonização dos salários e das regalias sociais dos trabalhadores. No manifesto, os bloquistas destacam o “importante contributo económico” dos emigrantes, defendendo que lhes sejam concedidas facilidades no envio de remessas, taxas de juro bonificadas nos empréstimos e isenção de impostos nos depósitos.!

do país CORREIO/LUSA

O programa eleitoral do PSD para as legislativas de 5 de Junho pretende envolver os emigrantes portugueses na recuperação económica portuguesa através de medidas como a facilitação do investimento em Portugal. O PSD define como prioridades da política externa a recuperação da reputação financeira e fomentar a economia portuguesa, através do reforço da diplomacia económica e do envolvimento dos emigrantes. Nesse sentido, são definidos quatro “eixos de actuação”: reforçar a diplomacia económica, aprofundar o espaço lusófono, valorizar as comunidades portuguesas e evoluir nas relações bilaterais e multilaterais.

Com vista ao reforço da internacionalização das empresas e à captação de investimento estrangeiro, o programa propõe uma “acção coordenada com as estruturas empresariais privadas” presentes no mercado externo, “facilitar a vida burocrática das empresas e dos investidores”, “eliminar casos de dupla tributação” e “promover a Marca Portugal”, entre outras. Os emigrantes portugueses são chamados a este esforço de recuperação económica através de medidas como “promover e facilitar o investimento em Portugal”, “realizar acções de atracção a Portugal de empreendedores e empresários” e “reestruturar e substituir o programa Netinvest por um programa de promoção de parcerias entre empresários”.!

PSD quer promover do recenseamento eleitoral automático


ElEiçõEs

26 de mayo a 01 de junho de 2011 • corrEio dE vEnEzuEla

CDS-PP

Modernização da rede consular CORREIO/LUSA A modernização da rede consular e um ensino do português no estrangeiro de qualidade são as propostas do CDS-PP para a Emigração às legislativas de 5 de Junho. “A língua e cultura portuguesas são uma força da nossa política externa”, defende-se no programa eleitoral. Os problemas da colocação de professores de português no estrangeiro pelo Governo ainda se mantêm e “devem ser solucionados de uma vez por todas”. O CDS-PP defende também que é necessário modernizar a rede consular e diplomática, para dar resposta às necessidades dos emigrantes, acrescentando que os documentos nos consulados têm um custo

elevado. Os populares entendem também que é necessária uma televisão de referência, exigindo uma RTP Internacional de qualidade, sem as excessivas repetições de programação. Através dos meios de comunicação, “permite-se aos emigrantes e descendentes um contacto com as raízes, com a cultura, com os acontecimentos que se passam em Portugal”, sublinhou. “A informação é extremamente importante para que as nossas comunidades saibam aquilo que se passa em Portugal”. A falta de informações sobre as eleições legislativas de 5 de Junho no estrangeiro foi criticada pela candidatura, que apelou à Comissão Nacional de Eleições que promova mais informação sobre o sufrágio.!

5

PS

Consolidar o ensino do idioma português CORREIO/LUSA “Consolidar o ensino do Português no estrangeiro e melhorar o seu funcionamento para alunos e professores, continuar o esforço de modernização e eficiência no atendimento consular e manter os apoios sociais atribuídos a idosos carenciados e cidadãos portugueses em situação de exclusão nas comunidades são os três domínios” do programa do PS, lê-se num documento a que a Lusa teve acesso. No texto, o PS defende que é preciso “avançar com novas iniciativas que vão ao encontro do reconhecimento e valorização dos portugueses residentes no exterior”. Afirmando que envolver os portugueses no estrangeiro

Socialistas querem levar a cabo uma consolidação do ensino do português

nos esforços de recuperação de Portugal é outro “dos temas relevantes”, o PS considera “fundamental” implementar as orientações já assumidas na internacionalização da economia portuguesa que prevê o envolvimento dos empresários portugueses das comunidades. “O programa Netinvest é outro dos instrumentos para a

captação de investimento dos empresários portugueses das comunidades e para a internacionalização da economia”, lê-se no documento. Outro domínio relevante para o PS é o envolvimento dos jovens portugueses ou de origem portuguesa nos programas que são desenvolvidos em Portugal.! PuB


6 VENEZUELA

correio de venezuela • 26 de maio a 01 de junho de 2011

Espetada Carabobo prepara-se para celebra segundo celebrar o Dia de Portugal aniversário

COMUNIDADE|PrEVIStAS DIVErSAS ACtIVIDADES

Centro Social Madeirense e a Casa Portuguesa de Venezuelana estão a ultimar as comemorações Sergio Ferreira Soares

sferreira@correiodevenezuela.com

Por motivo da celebração do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, a comunidade lusa radicada no estado Carabobo encontrase a preparar um conjunto de conjunto de actividades com a finalidade de comemorar tão importante fecha. O programa de actividades começará a 4 de Junho com a realização de uma tertúlia dos compadres da Academia do Bacalhau de Valência no Salão Madeira do Centro Social Madeirense (CSM). Posteriormente, entre 5 e 12 seguintes, serão levadas a cabo diferentes actividades desportivas tanto neste centro social como na Casa Venezuelana Portuguesa. A 10 de Junho será comemorado o Dia de Portugal, a partir das 9 da manhã, com uma missa na Catedral da cidade de Valência; posteriormente será depositada uma oferenda floral na Praça Bolívar, às 10 horas da manhã, acto que será seguido por um brinde no Consulado Geral de Portugal,

Andrea Guilarte aguilarte@correiodevenezuela.com

Centenas de amigas da Academia de Espetada, de Caracas, celebraram no passado 18 de Maio o segundo aniversário da instituição no Hotel Gran Meliá Caracas. O discurso de ocasião esteve a cargo da presidente Sílvia Henriques, cujas palavras pelas 7 horas da noite. O programa prossegue a 11 de Junho com a Gala da Beleza Madeirense, no Salão Madeira do CSM, onde será eleita a Mini Madeira, Princesa e Rainha da instituição. As actividades terminam a 12 de Junho com a realização do Festival da Sopa na Casa Portuguesa Venezuelana do estado Carabobo. A iniciativa surge de uma união de esforços entre a secção da Câmara Venezuela-

na Portuguesa de Comércio, Indústrias, Turismo e Afins da região; a Casa Portuguesa Venezuelana; o Centro Social Madeirense; a Associação de Comerciantes e Industriais da Panificação e Similares do estado (ACIPAN); a Associação de Beneficência Portuguesa “SÓ-BEM”; a Academia do Bacalhau de Valência; a Fundação Cultural Luso Venezuelana Camões; e a Federação de Centros Portugueses de Venezuela.!

Corrida Especial assinala Dia de Portugal Correio De Venezuela O Município Cristóbal Rojas do Estado Miranda, em parceria com as organizações Fundasi e Ingaraziel, vão promover a realização de uma Corrida Especial para assinalar o Dia de

Portugal, de Luís de Camões e Comunidades Portuguesas, no próximo domingo, 5 de Junho, entre as 7 de manhã e as 1h30 da tarde. A organização desta iniciativa, que conta ainda com o apoio da Associação de LusoDescendentes da Venezuela,

Filhos de Portugueses Nascidos na Venezuela, Associação Nacional Clube de Comunicadores Sociais Luso Venezuelanos e Rádio Arcoense, espera uma participação de aproximadamente 1500 atletas da região central do país.!

foram seguidas atentamente pelas demais amigas. Durante a velada, Rosa de Freitas e Yolanda Jardim foram reconhecidas pela sua constância e assistência às tertúlias da associação. A jornada foi animada pelo Grupo Folclórico “Os Lusíadas”. A grande surpresa da noite surgiu com a actuação da Tuna universitária do Porto.!

Madeirense procura família na Venezuela Silvia Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Ester Florêncio, uma portuguesa de origem madeirense que está radicada na Austrália, vem desenvolvendo vários esforços há alguns anos para encontrar os seus irmãos que vieram para a Venezuela. Há 50 anos que não tem notícias destes, pelo que não sabe se os seus familiares ainda estarão vivos. Segundo Florêncio, ela e os três irmãos deixaram a Madeira na década de 50 para emigrar para a Venezuela. Posteriormente, em 1962, a irmã casou-se e foi para a Austrália com o marido, país onde reside actualmente. A madeirense assegura que desde então perdeu todo tipo de contacto com os seus

irmãos: Armando Florencio, que actualmente deve ter cerca de 80 anos; e Leonardo Florêncio, cuja idade deverá rondar os 70. As últimas informações que recebeu dos irmãos indicam que Armando costumava frequentar a ilha da Margarita, e que Leonardo tinha-se estabelecido em Barquisimeto. O terceiro irmão, Mário Florêncio, mudou-se para o Brasil. Ester Florêncio pede a quem tenha informações que possam ajudar a descobrir o paradeiro dos seus irmãos para entraram em contacto com a própria através do número de telefone (0061)296215388, ou então por correspondência postal a enviar para a sua morada: 16 Vermont CT. Seven Hills Blacktown. 2147. NSW. Austrália.!


ECONOMIA|BANCO quEr CONtINuAr A CrESCEr E prEStAr MElhOr SErvIçO

Banif reafirma saúde financeira Machado de Andrade presidiu ao jantar-convívio anual com os clientes da instituição

CSM realizou velório a Cruz de Maio

O Centro Social Madeirense de Valência, levou a cabo o velório da Cruz de Maio na noite do passado sábado, 21, na área de sardinhada do clube. Os assistentes também puderam desfrutar da actuação do grupo Salsa Casino da instituição.

Silvia C. Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

O sistema financeiro português está de boa saúde e recomenda-se, apesar do momento difícil que Portugal atravessa actualmente. Esta foi a mensagem que o administrador do Banif na Madeira fez questão de transmitir num jantar convívio que juntou clientes e responsáveis da instituição na Venezuela, na passada sexta-feira, 20 de Maio, no salão Río Manzanares do Hotel Gran Meliá Caracas. Dirigindo-se aos presentes depois de Nélia Santos, responsável pelo escritório de representação do banco na Venezuela, ter dado as boas-vindas e agradecido a participação massiva no jantar-convívio anual da instituição, Machado de Andrade concentrou as atenções de todos, já que muitos emigrantes queriam ouvir o responsável falar sobre a situação

7 BrEvES CluBES› venezuela

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

Cp promovei rota da Cultura A direcção de Cultura do Centro Português, em Caracas realizou a IV Edição da Rota da Cultura no passado sábado. Nesta ocasião, os idosos desfrutaram de um passeio às terras da Virgem de Betania. Machado Andrade concentro as atenções de todos

financeira de Portugal, particularmente dos bancos. Durante a sua alocução, o administrador do Banif falou sobre a situação do banco, apresentando as perspectivas e desafios que se colocam nos próximos anos e quais as estratégias que estão a ser implementadas para continuar a fazer crescer a instituição. A saúde financeira desta não está em causa, pelo

FOTO: S.D.F

que os esforços da administração estão concentrados em melhor o serviço que presta aos seus clientes, ressaltou, no encontro que também serviu para sublinhar o empenho do banco em continuar a apoiar a organização do Encontro de Gerações, uma iniciativa que se realiza há dez anos e que é levada a cabo em parceira, recorde-se, com o DIÁRIO e o CORREIO da Venezuela.!

Guayana elege vozes para Feceporven

O Centro Português Venezuelano de Guayana promoveu uma noite de talentos para escolher o candidato que poderá representar a instituição no Festival da Canção da FECEPORVEN. A actividade foi realizada no passado 20 de Maio. PuB


8 venezuela

correio de venezuela • 26 de mayo a 01 de junho de 2011

Casos do dia|tinha sido raPtado no sábado

Férias de Verão na Madeira com futebol e animação

Correio de Venezuela correio.prensa@gmail.com

Pela primeira vez há uma proposta direccionada aos filhos dos madeirenses. Já a partir deste Verão, durante uma semana ou mais, as famílias que se deslocam à Madeira podem deixar as suas crianças à responsabilidade de uma organização idónea que garante tudo: acompanhamento personalizado, muito futebol, actividades de mar e desportos radicais, incluindo sessões animadas para conhecer a História de Portugal e aprender algo mais da Língua Portuguesa. Serão umas férias bem diferentes, mais divertidas e sempre

ocupadas, enquanto os pais desfrutam da estadia na Madeira . O projecto ‘Conhecer as Raízes’ dirige-se preferencialmente a filhos de madeirenses radicados na Venezuela, com idades entre os 6 e os 14 anos. Para assegurar uma melhor integração das crianças, a empresa ‘YIC Events’ aceita a inscrição de outras crianças da mesma idade, familiares ou não, que residam na Madeira. Durante essa semana – ou semanas - as crianças gozarão um período excepcional de férias com futebol e outras actividades desportivas, incluindo algumas modalidades radicais. O programa de entretenimento engloba visitas às instalações

do Marítimo e Nacional (clubes da I Liga Profissional de Futebol em Portugal), treinos e jogos diários de futebol, passeios à volta da ilha, incluindo uma fabulosa deslocação à ilha do Porto Santo, intercalados com outras actividades como bowling, hipismo, karting, bicicletas e patinagem; pelo meio, haverá algumas aulas de Português e de História de Portugal, mas a um ritmo fresco e descontraído. Miguel Justino, responsável pela ‘YIC Events’, revela que o programa proposto resulta das conversas com figuras da comunidade na Venezuela. “Este é um projecto à medida dessa grande comunidade na

As crianças ficarão instaladas em Machico. O campo de futebol será o principal palco das brincadeiras. Foto: Cortesia

Venezuela. Acreditamos que estamos a ir ao encontro dos anseios das inúmeras pessoas que nos contactaram. Queremos fazer algo de positivo que vá ao encontro das pessoas que querem mostrar o melhor que a Madeira tem”, disse o responsável por este projecto, a desenvolver durante o mês de Agosto, na terceira ou quarta semana desse mês, em função das preferências dos interessados. Os

programas poderão ser de uma ou duas semanas. Para tal, os interessados apenas terão de contactar o responsável pela ‘YIC Events’, para fazerem as suas inscrições ou esclarecerem as dúvidas. O preço por semana será de 300 euros. As inscrições e esclarecimentos poderão ser canalizadas através do email yesican@yic.pt ou do telefone 00.351.966867159, dirigidos a Miguel Justino.!

taP terá mais dois voos para Caracas neste Verão Catanho Fernandes DN Madeira

A TAP vai aumentar as frequências de voos entre Portugal e a Venezuela já a partir do próximo mês de Junho, confirmou ao DIÁRIO Carlos Paneiro, director-geral de vendas da companhia aérea nacional. Desde há dois anos que a TAP tem vindo a diminuir o número de ligações entre Portugal e a Venezuela, para onde chegou a voar diariamente, “devido à redução da procura”, justificou o responsável pelo PuB

sector comercial da transportadora. A reentrada na rota da Madeira da companhia venezuelana Santa Barbara Airlines (SBA), há dois anos, foi um dos motivos. Outro que não se poderá resolver de imediato é a falta de aviões com que se debate a TAP, face ao grande crescimento das operações no Brasil e na África, nos últimos dois anos. A saída da SBA da rota Caracas-Madeira, nesta Primavera, deixou a TAP novamente sozinha e obrigou a companhia portuguesa a tomar a decisão de agregar mais luga-

res nos seus voos de Portugal para a Venezuela, onde vive uma sólida comunidade de origem portuguesa. Perante estas circunstâncias e face à maior procura que se verifica na época de Verão a TAP vai acrescentar dois voos aos três semanais existentes. Actualmente dois partem de Lisboa, um dos quais com escala na Madeira, e outro do Porto. Os novos voos terão início no dia 7 de Junho (este vai até 18 de Setembro) e a 14 de Julho (até 3 de Outubro), este com escala na Madeira, quer na ida,

quer no regresso. A nossa ilha ficará então servida por dois voos semanais da TAP, o que corresponde aos objectivos dos nossos conterrâneos residentes na Venezuela, que desde há alguns meses protestam contra a falta de lugares entre Caracas e a Madeira. Contudo, Carlos Paneiro reconhece que há menos oferta do que nos últimos anos, mas desmente a falta de lugares, já que a ocupação média dos aviões foi de 76% nos primeiros quatro meses deste ano, com uma quebra global de 5% no

número de passageiros, se bem que entre Caracas e a Madeira se registe uma subida de 17%, em relação aos números obtidos em igual período do ano passado. Quanto à SBA a companhia mantém aberto no Funchal um escritório que dá apoio às agências de viagens e aos passageiros que pretendam reservar viagens nos voos domésticos da Venezuela. A companhia abandonou a Madeira por não ter aviões disponíveis para esta operação e prometeu voltar no Verão do próximo ano.!


venezuela

26 de mayo a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

Assassino de Marisol Da Silva detido pela segunda vez

CASoS Do DiA|TinhA SiDo rApTADo no SábADo

Luso-descendente morto em Margarita

C.S.L.

Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O corpo calcinado do lusodescendente Daniel Luis De Freites Fermín, 31 anos, filho de emigrantes madeirenses naturais de São Vicente, foi descoberto pela polícia da Ilha da Margarita, na manhã do passado domingo, 22. De acordo com informações veiculadas pela subdelegação do Corpo de Investigações Penais e Criminalísticas de Nueva Esparta, De Freites chegou a enviar uma mensagem por telemóvel a um familiar que dava conta da sua situação e na qual avisava que seria efectuado um contacto em breve. Contudo, por razões que ainda estão por apurar, os raptores tiraram a vida ao jovem

A polícia não descarta qualquer móbil para justificar o crime

com vários disparos, tendo depois colocado o seu cadáver no porta-bagagens do seu automóvel, o qual viria a ser abandonado mais tarde no El Mirador de Bahía Constanza. O seu corpo foi regado com combustível e depois queimado. O CICPC não descarta, para já, nenhum tipo de móbil para justificar o crime.

9

FoTo: CorTeSiA

Era conhecido no seu círculo social como “El Portu”, e dedicava-se à reparação de telemóveis, através da loja que possuía no centro de Porlamar. A vítima tinha iniciado há pouco tempo um processo com vista à aquisição da nacionalidade portuguesa junto das autoridades consulares a sua área de residência.!

Elementos da Polícia de Chacao anunciaram, na manhã de terça-feira, 24, a detenção de Víctor Colmenares Lipón, o qual foi condenado há 18 anos pela autoria material do homicídio da modelo luso-descendente Marisol Da Silva. A detenção ocorreu num hotel da urbanização El Rosal, minutos depois de uma mulher, que por razões de se-

gurança não foi identificada, se ter atirado por uma janela de um quarto para evitar ser violada por Colmenares. O detido tinha saído da cadeia há poucos dias, onde cumpriu uma pena de prisão na sequência da condenação pelo violação e homicídio de Marisol Da Silva, registada no Parque Nacional El Ávila, em Fevereiro de 1993. O agressor reincidente foi posto à ordem do Ministério Público.!

PuB


10 diáspora

correio de venezuela • 26 de maio a 01 de junho de 2011

Os Conselheiros das Comunidades Portuguesas para o Círculo da China, Macau, Hong Kong, Japão e Tailândia enviaram uma missiva ao Governo de Macau a criticar a falta de programas de pós-graduação em português na Universidade de Macau.

ecoNomia|comuNidades

Remessas dos emigrantes aumentam no 1º trimestre Maior contributo é do país que mais peso tem nas remessas dos emigrantes: a França CORREIO/LUSA

Os portugueses radicados no estrangeiro enviaram para Portugal mais 375 mil euros no primeiro trimestre deste ano do que em igual período de 2010, com as remessas a atingir os 524,079 milhões de euros. Este valor é superior em 375 mil euros às remessas enviadas no período de Janeiro a Março de 2010, quando atingiu os 523,704 milhões de euros, segundo os dados trimestrais

do Banco de Portugal. O maior contributo é do país que mais peso tem nas remessas dos emigrantes, a França, de onde entraram em Portugal 67,034 milhões de euros em Janeiro, 64,49 milhões de euros em Fevereiro e 71,34 milhões de euros em Março. No total do trimestre foram 202,865 milhões de euros que os emigrantes portugueses em França enviaram nos primeiros três meses deste ano, comparado com 192,146 milhões de euros no período homólogo de 2010. Da Suíça, o segundo país de onde tradicionalmente vem mais dinheiro de emigrantes, chegaram 127,49 milhões de euros de Janeiro a Março, con-

No ano passado, os emigrantes enviaram mais 122,03 milhões de euros para Portugal do que em 2009

FOtO: dn

tra 125,03 milhões de euros no primeiro trimestre do ano passado. A mesma tendência de subida ligeira é percebida nos valores oriundos dos Estados Unidos, que somaram 31,73 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, um pouco mais que os 29,88 milhões de euros de remessas no período homólogo de 2010. Esta tendência de ligeira subida dos valores enviados pelos

emigrantes segue uma tendência de recuperação verificada em termos anuais em 2010, face a anos anteriores. No ano passado, os emigrantes enviaram mais 122,03 milhões de euros para Portugal do que em 2009, com o valor a superar os 2.403 milhões de euros, segundo os dados sobre transferências coligidos pelo Banco de Portugal. Analisando a tendência dos últimos 10 anos, verifica-se

uma queda de mais de 1.000 milhões de euros nas remessas se compararmos 2010 com o ano 2001. Nesse ano, o valor das remessas atingiu os 3.736 milhões de euros, no ano seguinte desceu para pouco mais de 2.817 milhões e continuou a descer até 2005, inclusive. Nos dois anos a seguir – 2006 e 2007 – houve um ligeiro aumento, mas as remessas caíram novamente em 2008 e 2009.!

irão fazer parte do programa cultural desta edilidade, através da disponibilização do catálogo on-line da Biblioteca Municipal; de um site inovador sobre o turismo da Ribeira Grande e de um serviço on-line do Arquivo Municipal.

Na senda de levar a cultura e sua promoção a um público mais vasto com recurso às novas tecnologias já começou com o site http://cultura.cm-ribeiragrande.pt, onde o visitante pode, rapidamente, dar-se conta de todos os espaços culturais

e da agenda cultural do município da Ribeira Grande, site este que já conta com mais de 600 visitas diárias. Os documentos estão disponíveis no site (http://mea.cm-ribeiragrande. pt) relativos à emigração ribeiragrandense.!

Museu disponibiliza 6.200 documentos CORREIO/LUSA

O Museu da Emigração Açoriana já ultrapassou os 6200 documentos disponíveis na Internet, segundo noticiou a Rádio Atlântida no seu site. A última actualização contou com a disponibilização de mais 531 fichas de emigrante do ano de 1960. Neste momento, é possível pesquisar, gratuitamente, no site do Museu da Emigração Açoriana, as fichas

de emigrante (1950 a 1960) de todos os processos elaborados na Ribeira Grande, assim como de 3531 processos de emigrante do século XIX. Este trabalho tem vindo a ser desenvolvido desde o ano de 2008 e conta com o apoio do Arquivo Municipal da Ribeira Grande. Este é um serviço único e que a Câmara Municipal da Ribeira Grande tende a desenvolver cada vez mais. Ainda este ano, as novas tecnologias


portugal

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

11

O governador do Banco de Portugal Carlos Costa disse que os bancos devem atingir os rácios de capital impostos pela 'troika' através de soluções do mercado que evitem o uso de recursos públicos.

crise|AjudA externA

Portugal recebe em Junho segunda tranche da UE

Montante a transferir, ascende a 4,75 mil milhões CORREIO/LUSA

A Comissão Europeia anunciou que Portugal vai receber a 1 de Junho uma segunda tranche do empréstimo ao abrigo do mecanismo europeu de estabilização financeira, no valor de 4,75 mil milhões de euros. Depois de, na terça-feira, 23, Bruxelas, em nome da UE, ter colocado 4,75 mil milhões de euros

em obrigações, com um prazo de maturidade de 10 anos, para financiar os empréstimos previstos nos programas de assistência financeira de Portugal e Irlanda -destinando 1,75 mil milhões a Lisboa e 3 mil milhões a Dublin-, voltou no dia seguinte a colocar igual montante, mas com uma maturidade de cinco anos, e destinado na íntegra a Portugal. Com estas duas operações realizadas em dois dias consecutivos, as duas primeiras tranches da ajuda a Portugal concedidas ao abrigo do Mecanismo

Exportações são estímulo necessário Portugal e os restantes países europeus com problemas de endividamento precisam de uma estratégia de estímulo por via de exportações para economias desenvolvidas, para que o resgate financeiro internacional funcione, afirmou o economista-chefe da ONU, Rob Vos. Para o economista holandês, que falou à Lusa à margem da apresentação das previsões económicas semestrais da

ONU, a procura externa será essencial para compensar a contracção do consumo interno, com reduzida capacidade de expansão nas economias portuguesa, grega ou irlandesa. "Os países do sul precisam de estar numa estratégia que tenha o apoio de outros países europeus, não apenas na forma de resgate financeiro, mas também de estímulo para que haja procura do lado das exportações", disse Rob Vos.

Portugal desliza na lista dos países mais pacíficos CORREIO/LUSA

O Brasil subiu nove lugares na lista dos países mais pacíficos do mundo (Global Peace Index) de 2011 elaborada pelo centro de estudos Instituto para a Economia e Paz, em que Portugal, Moçambique e Angola perderam posições. Apesar da subida, o Brasil surge em

74.º lugar, a meio da tabela de 153 países, em que a Islândia tomou o lugar da Nova Zelândia como país mais pacífico do mundo, depois de em anos anteriores ter perdido posições devido à crise financeira que viveu. A Somália tomou ao Iraque o último lugar da tabela, sobretudo devido à melhoria das condições de segurança neste segundo país.!

Bruxelas realizou duas transferências em dois dias consecutivos

Europeu de Estabilização Financeira ficam então já processadas: 1,75 mil milhões de euros, a 31 de Maio, e 4,75 mil milhões, no dia seguinte, isto já depois de o FMI já ter entregue, 6,1 mil milhões de euros da parte que lhe cabe no pacote de ajuda. "A primeira tranche do empréstimo foi desembolsada no dia 24", disse a mesma fonte oficial do FMI. O valor da mesma tranche, adiantou, é o que a instituição tinha dito que iria entregar

FOtO: dn

de forma imediata, 6,1 mil milhões de dólares. Até ao final do ano, Portugal deverá receber de Washington 12,6 mil milhões de euros, no âmbito do resgate financeiro a Portugal, que envolve também a União Europeia. O apoio do FMI e UE, no valor de 78 mil milhões de euros, permite às autoridades portuguesas evitar recorrer aos mercados financeiros internacionais a taxas de juro mais altas durante o período de ajustamento e introdução de reformas.! PuB


12 HISTÓRIA DE VIDA

coRREIo DE VEnEzuElA • 26 de maio a 01 de junho de 2011

Natural da freguesia do Porto da Cruz, Madeira, afirma que foi uma bênção ter vindo para a Venezuela

FREDERICO FERREIRA DE FREITAS

“o navio Frederico c trouxe-me ao melhor lugar do mundo” Nathalie Mendonca Mendes nmendonca@correiodevenezuela.com

“O desejo de evoluir para poder trazer a minha família foi o motivo que me deu forças para superar-me e ser constante num país completamente desconhecido para mim”. Nascido a 6 de Janeiro de 1929, filho de Matilde de Freitas e Manuel Ferreira de Freitas, Frederico partilhou, desde a infância, muitos momentos felizes na companhia dos seus 11 irmãos, na freguesia do Porto da Cruz, ilha da Madeira. Recorda-se de ouvir falar sobre as atrocidades da guerra. “Graças a Deus, Portugal não entrou no conflito, mas vivemos as consequências do que estava a acontecer, sentimos fortemente a falta de comida, foram momentos duros”. As uvas são a sua paixão. “Desde pequeno que trabalhava na terra junto com os meus país e ganhei tanto carinho que ainda hoje, com 82 anos, conti-

nuo a fazê-lo, e farei enquanto Deus me der força e vida. Tocava guitarra, e nas tardes ia para casa das vizinhas animálas enquanto bordavam. No meio dessas aventuras, conheci Maria Glória Teixeira Mendes, a minha esposa”, com quem está casado há 58 anos. Do casamento nasceram três filhos: Maria Teresa, Maria Gorete e José Manuel. Têm oito netos e quatro bisnetos. MudaNça de 360 graus

Veio para a Venezuela graças ao seu irmão mais velho, Manuel Ferreira, que já estava no país e enviou-lhe uma carta de chamada. “Em 1958, embarquei no Frederico C, que me trouxe ao melhor lugar do mundo. A 23 de Janeiro, cheguei ao porto de La Guaira, estivemos no navio durante várias horas, havia notícias da queda do governo”. Foi precisamente no dia da queda do governo de Marcos Pérez Jiménez que Frederico chegou.

“Desde que cheguei cá, sempre me trataram muito bem. Os venezuelanos foram e são amáveis comigo, nunca me maltrataram nem me discriminaram por ser estrangeiro”. Nos primeiros oito dias no país, viveu em Catia La Mar, com o irmão. “Levaram-me até à Quinta Crespo e ali conheci muitas pessoas que me ajudaram. António Pardal deu-me trabalho em Petaquire. Ali trabalhava na terra e era feliz, tinha casa e sustento.” Passado quase um ano, e graças às suas poupanças, comprou o seu primeiro negócio, um bar no qual trabalharam dois dos seus irmãos: Manuel e Abel. “Tive vários negócios até que me estabeleci quando comprei uma ‘bodega’ por 600 bolívares em La Vega. A pouco e pouco fui aumentando o local, vendia mais mercadoria e pude arrendar uma casa ali próximo para assim mandar buscar a minha família”. Recorda que chegaram no navio Santa Maria e depois

O nosso entrevistado quando chegou à Venezuela

de quatro anos sem vê-los, sentiu uma grande emoção. “Depois mudei-me para Las Adjuntas. Graças a João Correia, cunhado da minha esposa, conseguimos essa casa na qual vivemos até há 12 anos.” Recebeu ajuda de familiares e também de desconhecidos. “Jorge Vieira foi um homem que me apoiou em todos os momentos e me ajudou bastante. Ele deu-me sociedade num talho em Sarria, e ali trabalhei até há pouco tempo.”

tes de morrer, tenho de voltar e recordar os velhos tempos.” O fervor mariano esteve sempre presente na sua vida. “Fui a Fátima num dia 13 de Maio, há muitos anos, com a minha avó, e quero voltar. Sinto uma devoção muito grande pela Virgem. Antes de vir era festeiro da Virgem de Guadalupe, a padroeira da minha freguesia. E agora sou festeiro da festa de Fátima em Montalbán”.

saudades da sua terra

“Não há país como este”, sublinha, e mostra-se agradecido a todos os que o ajudaram. “Já esqueci alguns nomes, mas os seus rostos não, e eles sabem quem são”. !

“Visitei o meu país pela última vez em 1979. Sinto muita nostalgia, lá ainda tenho a minha irmão Maria Paulina, o meu irmão José e vários primos. An-

agradeciMeNtos

ENCONTRE O CORREIO DA VENEZUELA ATRAVÉS DOS SEGUINTES CONTACTOS Victor Vieira

Centro Portugués de Guayana

Trinidad Macedo José E. De Abreu

Casa Portuguesa de Maracay

Antonio Dos Santos

Programa radial "Así es Portugal"

(0286) 962.6802 / (0414) 8776547

Puerto Ordaz - Edo. Bolívar

(0251) 262.8768

Barquisimeto - Edo. Lara

(0414) 345.6709

Maracay - Edo. Aragua

(0261) 755.7018

Maracaibo - Edo. Zulia

Carlos Balaguera

(0414) 341.2422

Valencia - Edo. Carabobo

Sandra Rodríguez

(0412) 434.5017 / (0412) 756.5448

La Victoria - Edo. Aragua

322.4246

Los Teques - Edo. Miranda

Gabriel Ferreira

Jorge Ruíz Programa radial "Mocedades Portuguesas"

(0414) 244.5611

Los Teques - Edo. Miranda

Joao Nolasco

Consulado de Portugal en Margarita

(0414) 794.8239

Margarita - Edo. Nueva Esparta

Carlos Marques

(0274) 271.6658

Mérida - Edo. Mérida

Fernando David Urbina

(0414) 293.8170

Higuerote - Edo. Miranda

Restaurant El Fogón

(0261) 743.2142

Prolongación Maracaibo

Emisora @lfa 100.9 FM

Programa Gente de Portugal y Venezuela

Valles del Tuy


26 de maio a 06 de junho de 2011 • correio de venezuela

publicidad

13


14 ESPECIAL

correio de venezuela • 26 de maio a 01 de junho de 2011

X ENCONTRO DE GERAçõES

comunidade soube encontrar soluções para os problemas

ObjectivOs alcançadOs Durante o X Encontro de Gerações, Carla Viera enumerou algumas das situações solucionadas pela comunidade luso-venezuelana, depois de os seus problemas e sugestões terem sido expostos ao longo destes 10 anos. ✓ No I Encontro de Gerações, destacouse a necessidade de as segundas gerações terem uma participação activa na política local. Na mais recente eleição para a Assembleia Nacional, participaram pelo menos dez luso-descendentes, dos quais quatro obtiveram um lugar no parlamento. ✓ No que diz respeito à intenção de reactivar a Câmara de Comércio Luso-Venezuelana, de que se falou em 2002, actualmente existem vários núcleos da Câmara Venezuelana Portuguesa de Comércio, Indústria, Turismo e Afins (Cavenport), como os de Caracas, Guarenas e Carabobo; mais recentemente, a junta directiva dos Altos Mirandinos tomou posse.

Mais de 600 pessoas encheram o espaço para conhecer os pontos de vista de diferentes personalidades

FOTOS: SILVIA DI FRISCO - FRANCISCO GARRETT

As dificuldades expostas e debatidas ao longo de 10 anos no Encontro de Gerações foram sendo resolvidas com sucesso sergio Ferreira soares sferreira@correiodevenezuela.com

A noite do passado sábado, 21 de Maio, no salão nobre do centro Português, em Caracas, foi testemunha da décima edição do Encontro de Gerações, denominado ‘Projecto de Sucesso’. Mais de 600 pessoas encheram o espaço para conhecer os pontos de vista de diferentes personalidades e ouvir os objectivos alcançados pela iniciativa nos seus primeiros 10 anos de existência. Uma das conclusões do Encontro é que a comunidade foi encontrando soluções para alguns dos seus problemas, nomeadamente a necessidade de uma maior participação dos lusos na política, o ensino da língua portuguesa no país e a atenção dispensada a quem vive fora das grandes cidades. A animadora da noite, Carla Vieira, começou a chamar os oradores ao palco. O director do CORREIO, Aleixo Vieira, agradeceu os presentes pelo apoio dado à iniciativa ano após ano, especialmente aos representantes do Diário de Notícias da Madeira e do Banif, pelo seu empenho em unir as diferentes gerações de portugueses no país. Por seu turno, o gerente do Diário de Notícias, José Bettencourt da Câmara, referiu que o compromisso com

Lucas Rincón Romero

José Bettencourt da Cámara

Aleixo Vieira

Machado Andrade

a comunidade luso-venezuelana está mais forte do que nunca, devido à necessidade de resgatar a portugalidade na diáspora. O representante do Banco Internacional do Funchal (Banif), Machado Andrade, expressou o interesse da entidade bancária em continuar a apoiar a iniciativa. Apesar da crise que se vive em Portugal, assegurou aos luso-venezuelanos que podem ter confiança na solidez do seu sistema financeiro. O convidado especial da noite, o embaixador da Venezuela em Portugal, Lucas Rincón Romero, falou do papel

que os portugueses tiveram na história da Venezuela desde a chegada de Alonso Ojeda a terras crioulas. Disse ainda que a cooperação entre ambos os países cresceu graças à vontade das autoridades, fazendo uma referência aos acordos assinados durante 2010 e já este ano, entre os quais se destacam o intercâmbio em matéria de energia eléctrica e eólica. O X Encontro de Gerações contou ainda com outros cinco oradores, em cujos discursos se evidenciou um mesmo sentimento: O orgulho de ser português em terras venezuelanas.!

✓ A necessidade de agrupar os profissionais de saúde luso-descendentes foi satisfeita graças à criação da Associação de Médicos Luso-Venezuelanos (Asomeluve). ✓ Outra das temáticas recorrentes no Encontro de Gerações foi a preservação do folclore, costumes e história de Portugal e dos emigrantes lusos. Isso foi possível graças à criação de grupos e festivais folclóricos em todo o país; a extensão das festividades da Virgem de Fátima e outras celebrações a todo o território nacional; a exposição fotográfica ‘Da Notícia à Memória’, de Francisco Garrett, José Rodríguez e Felipe Gouveia; as histórias de vida realizadas pelo CORREIO e Contacto Venezuela; e a criação da Fundação Museo. ✓ Uma das maiores preocupações da comunidade tem sido a falta de livros e professores da língua portuguesa. Hoje, temos uma realidade diferente graças aos acordos entre a Colegial Bolivariana e a editora LIDL, que agora distribuem directamente os livros na Venezuela; para além disso, a existência do Instituto Camões e o Centro da Língua Portuguesa da UCV permitiu a formação de novos professores que ensinam o idioma em todo o país. ✓ Um assunto constante nos palcos do Encontro tem sido a reclamação da comunidade lusa no interior do país por uma maior atenção. Isto foi solucionado graças aos consulados honorários e às jornadas consulares; a criação de núcleos regionais das diferentes instituições, tais como a Asoludeven, Cavenport, Academias do Bacalhau e Academias da Espetada, entre outras.


ESPECIAL

26 de maio a 01 de junho de 2011 • CorrEIo dE vEnEzuELA

COnTInuIdadE assEguRada

A juventude disse ‘presente’ no X Encontro de Gerações

Muitos dos jovens foram convidados, outros decidiram marcar presença por vontade própria

O salão nobre contou com a presença de muitos jovens que, graças à sua personalidade, deram ao evento um brilho inigualável nathalie Mendonça Mendes

A juventude fez-se sentir no X Encontro de Gerações. A sala estava repleta e entre o público havia uma boa percentagem de representação juvenil venezuelana e lusa. Muitos dos jovens foram convidados, outros decidiram marcar presença por vontade própria. O CORREIO conversou com diversos participantes, a fim de saber quais as suas impressões e a importância que teve para eles a participação das gerações de relevo neste evento. A representante de informação da Asoludeven Altos Mirandinos, Daniela de Aguiar, indicou que apesar de ser a primeira vez que participou no Encontro, pareceu-lhe interessante tudo o que os oradores, quer portugueses, quer luso-descendentes, disseram. “A participação dos jovens é fundamental, já que a comunidade deve saber dos projectos que temos para benefício da colectividade portuguesa que vive na Venezuela.” A secretária da Asoludeven Altos Mirandinos, Irene Gonçalves, manifestou que “o Encontro foi excelente. Ouvir as experiências vividas anteriormente noutros encontros e conhecer os avanços que houve é um indicador de progresso, é um sentimento de satis-

fação”. A docente Maria Valentina Colán expressou que, apesar de não ser portuguesa, gosta de participar nos eventos e festas da comunidade. “Estou muito ligada aos portugueses graças às minhas amizades. Presenciar este décimo encontro demonstra que apesar das diferenças entre as diferentes gerações, o fundo que os une é o mesmo: A vontade de manter vivas as raízes portuguesas e elevar bem alto a Venezuela e Portugal. Admiro muito os portugueses porque juntaram muito bem ambas as culturas, e os resultados são excelentes.” Gustavo Gonçalves, membro do grupo Filhos de Portugueses Nascidos na Venezuela, contou que o décimo Encontro de Gerações pareceu-lhe uma excelente iniciativa, na qual pôde contactar com os portugueses que chegaram há Venezuela há mais de 50 anos e com as novas gerações. “É um espaço no qual podemos dar a conhecer as nossas necessidades como comunidade. Para além disso, demonstramos que somos uma comunidade unida, forte, que mantém vivas as nossas raízes e que as continuará a manter presentes, transmitindo-as às gerações futuras.” O comerciante Franklin Barreto comentou que “os portugueses são muito unidos, e para continuarmos a ser bem sucedidos no futuro, devemos nos manter assim. Para além disso, devemos trabalhar em favor das novas gerações, formar os nossos filhos com valores, moral e cultura, só desta maneira saberão como suportar as situações adversas e difíceis que se colocarem.

FOTO: CORREIO

Devemos recordar, em todo o momento, que somos lusos, levar as nossas tradições no coração luso e defendê-las é a nossa missão.” A docente Noelia Ramirez revelou que gosta de participar nos eventos que se realizam no Centro Português devido ao seu prestígio, “e além disso envolvem-me mais na cultura e nas raízes do meu marido; estes eventos ajudam a unir, consideravelmente, a comunidade. A geração portuguesa na Venezuela tem um grande futuro, desenvolveuse e destacou-se muito bem em todos os âmbitos, estou certa que isto pode continuar assim e melhorar, sempre e quando o país o permita.” O director de relações públicas da Asoludeven Altos Mirandinos, Ricardo Rodrigues, considera que é uma iniciativa muito importante para a comunidade, já que conseguida a união, podemos conseguir qualquer coisa. “Serve aos luso-descendentes como incentivo, para conhecer as pessoas que estão a evoluir e a triunfar em várias áreas na sociedade venezuelana, e assim exaltar a comunidade portuguesa. O empreendedorismo é um tema que se deveria desenvolver nos próximos encontros.” Fátima Pinto, membro do grupo Filhos de Portugueses Nascidos na Venezuela, afirma que foi a primeira vez que participou no Encontro e considera que o mesmo dá um grande contributo à comunidade. “Revaloriza a cultura portuguesa na Venezuela. É um espaço para ressaltar os contributos que os portugueses ofereceram à Venezuela. Este encontro convidou à reflexão”.!

15

oPInIão Ana María De Abreu, Presidente da Academia da Espetada em Maracay

O facto de se realizar qualquer tipo de evento que tenha como finalidade juntar a comunidade, e no qual se desfrute da oportunidade de compartir, é altamente positivo. Sobretudo quando nesses eventos se tratam de temas importantes e necessários para se alcançar conclusões e soluções, no caso de existir algum problema. É preciso pôr um pouco mais de empenho em contactar com os jovens, quiçá dando mais atenção e utilizando os caminhos adequados para chegar até eles (…) Antes parecia que a comunidade não existia no interior do país, pois parecia que só era destacado o que se passava na capital. Mas agora, temos despertado uma intenção de nos unirmos, temo-nos ido aproximando, temos juntado esforços com outras associações, e todas essas coisas foram mudando. Eventos como estes permitem essa união dentro dos membros da comunidade.

António de Freitas, Conselheiro das Comunidades Portuguesas

Esta última edição do Encontro de Gerações resulta tão importante como a primeira. Desde há algum tempo, ano após ano, este evento vem sendo melhorado; sinto que cada vez mais nos aproximamos da meta. Eventos como este permitem à comunidade experimentar um crescimento harmonioso e consecutivo que não admite retrocessos. É uma boa oportunidade para escutar os nossos semelhantes e conhecer as suas opiniões. A Venezuela sempre foi e será una grande oportunidade para toda a comunidade portuguesa. É um território que sempre nos recebeu com os braços abertos, assim que, para mim, é um dom e um privilégio receber tantas bênçãos (…) Este é o meu país. Espero que cada dia que passe a comunidade dê mais de si; mais participação e mais entusiasmo.

Inácio Pereira, advogado

Como todos os anos este, Encontro reúne a comunidade, porque é um símbolo dentro da nossa comunidade. Hoje ficámos a conhecer várias experiências de luso-descendentes, bem bonitas. Uma delas, a de Alex Gonçalves, gostou-me muito... quando pediu a bênção aos seus pais, o que demonstrou o orgulhoso que se sente de ser lusodescendente. Também gostei muito das palavras do Embaixador Lucas Rincón, que nos fez saber algo, que eu particularmente não sabia, e que me dá pena por isso, que é que temos um português sepultado no Panteão Nacional.


16 ESPECIAL

CorrEIo dE vEnEzuELA • 26 de maio a 01 de junho

isabel brilhante pedrosa, Cônsul de portugal em CaraCas

Fernando Campos, presidente do Centro português

“Estar na Venezuela foi “Matéria-prima há de sobra” um desafio apaixonante” Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

O empresário e presidente do Centro Português, de Caracas, Fernando Campos, deu início à jornada de alocuções deste décimo encontro, tendo sublinhado a importância das novas gerações na preservação da cultura e dos costumes portugueses. “É uma honra para nós receber o Encontro de Gerações todos os anos no nosso centro”, destacou. Aquele responsável dirigiu-se à audiência colocando ênfase na força da comunidade portuguesa ao longo do tempo para superar as adversidades, processo no qual se manteve os valores no seio da família lusa. “Não baixemos a guarda perante as adversidades e con-

Nathalie Mendonca nmendonca@correiodevenezuela.com

A cônsul geral de Portugal em Caracas, Isabel Brilhante Pedrosa, falou, no seu discurso, do impacto do Encontro de Gerações. Segundo a responsável, este evento permitiu à comunidade portuguesa que vive na Venezuela tomar consciência da sua força, da sua importância e da sua contribuição para o desenvolvimento deste país, que recebeu tantos portugueses. “Nos últimos dois anos e meio, o Consulado modernizou-se. Trabalhamos para oferecer maior eficácia e eficiência nos serviços consulares, dando uma maior atenção aos portugueses

tinuemos a ser exemplo de Portugal e da Venezuela no mundo. A Venezuela é uma terra de graça que nos acolheu, e onde, com trabalho e responsabilidade, demonstrámos o nosso potencial. Portugal, os portugueses e os luso-descendentes são cada vez mais importantes na sociedade. Apesar das dificuldades, Portugal agora é um país democrático e agora já há jornalistas, artistas e cientistas”, disse Campos. Referindo-se especificamente ao caso venezuelano, destacou a relevância desta comunidade na terra de Bolívar, onde os seus representantes assumiram importantes papéis, inclusive na política. “Agora ocupam cargos na vida pública. Matéria-prima há de sobra. Estamos a fazer caminho para andar”, ressaltou.!

aqui radicados”, afirmou. “Esta semana criou-se um espaço para as crianças. Agora contam com uma biblioteca, computadores Canaima e espaço de jogos para se entreterem enquanto esperam a sua vez”, explicou. A cônsul Isabel Brilhante Pedrosa afirmou ainda que para ela foi um “desafio apaixonante” estar dois anos e meio em terras venezuelanas. Ressaltou uma série de qualidades da comunidade portuguesa que vive na Venezuela, entre as quais se destacam o seu espírito de solidariedade, generosidade, alegria e positivismo; valorização de familiares e amigos; empreendedores, trabalhadores incansáveis e ‘rumberos’ que enfrentam as dificuldades.!

Vanessa gonçalVes, miss Venezuela 2010

“Somos uma comunidade muito unida”

Silvia Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

A actual Miss Venezuela, Vanessa Gonçalves, foi uma das maiores atracções do X Encontro de Gerações. Com a elegância e presença que a caracterizam, esta representante da beleza venezuelana chegou ao palco do Centro Português para dar, num breve discurso, o seu ponto de vista sobre o impacto da comunidade portuguesa na sociedade venezuelana. Nascida em Caracas em 1986 e com família oriunda da Madeira, esta odonto-

logista licenciada pela Universidade Santa Maria sente-se muito orgulhosa de ser luso-descendente. A ex Miss Miranda, que agora representará o nosso país a 12 de Setembro no Miss Universo, em São Paulo, mostrou-se muito honrada por ter sido convidada para participar no X Encontro de Gerações. “Este tipo de actividades fortalece a nossa união, porque, acima de tudo, somos uma comunidade muito unida (…) Os portugueses causam um forte impacto na sociedade venezuelana, contamos com grandes profissionais, e estes eventos servem para projectar esse impacto”, disse.!


ESPECIAL

26 de maio a 01 de junho de 2011 • CorrEIo dE vEnEzuELA

J. António dA ConCeição, presidente dA AssoCiAção Civil Amigos dA virgem de FátimA

“o êxito do Santuário deve-se à mão de Deus e à humildade da comunidade” Nathalie Mendonca nmendonca@correiodevenezuela.com

O sacerdote luso-venezuelano e responsável pelo projecto de construção da primeira réplica moderna do Santuário da Virgem de Fátima, no município Carrizal, José António da Conceição, também marcou presença nesta décima edição do Encontro, para explicar a chave do êxito da obra que dirige nos Altos Mirandinos. O religioso disse, na ocasião, que os objectivos alcançados até à data devemse ao facto de o projecto ser inspirado por Deus e feito com amor pela Santíssima Virgem. “Só a sua origem divina explica porquê que avançou tão rapidamente, no decorrer de apenas três anos de construção desta obra”. O padre Conceição aproveitou para falar sobre os valores e talentos de todas as pessoas envolvidas, assegurando que tudo é uma questão de responsabilidade, compromisso, criatividade, trabalho, mística, abnegação, constância, unidade e capacidade de perdão, entre outros.

“Talentos que adquirimos e cultivámos nas nossas famílias lusas e de outras latitudes, mas que sem a inspiração divina, serviriam para projectos mais pequenos e pessoais”, defendeu. Da Conceição sublinhou que foi a mão de Deus e humildade de cada um

dos que fazem parte deste projecto que permitiu o êxito conseguido até agora. Defendeu ainda que, para que o êxito se prolongue no tempo, deverá existir um crescimento da fé, das demonstrações de viver um amor pleno de agradecimento e ainda manter a humildade.!

“Adoro entreter as pessoas”

sdifrisco@correiodevenezuela.com

Uma das intervenções que arrancou mais aplausos entre o público que participou no X Encontro de Gerações foi a do animador do recordado programa

oPiNião Flor Elena González, actriz

Já venho a este evento há muitos anos e cada vez mais o desfruto e emocionome ao ver todas as gerações, as novas e as nossas, se como vão compenetrando e reunindo aqui e falando em português. E hoje também cantaram em português, e isso, sem dúvida, aproximanos mais ao que somos, afiança mais as nossas raízes, de onde viemos. Estou muito orgulhosa de poder celebrar com todos estes compatriotas neste tipo de eventos.

Pedro Goncalves, Cônsul Honorário de Portugal em Los Altos Mirandinos

Alex gonçAlves, AnimAdor e loCutor

Silvia Di Frisco

17

’12 Corazones’, Alex Gonçalves. Nascido em Maracay em 1980, com pais madeirenses, este jovem talento iniciou o seu eloquente e divertido discurso explicando que até há algum tempo rejeitava o estereótipo do português na Venezuela porque o chamavam de ‘portu da sala de

aulas’. Com o passar dos anos, este sentimento transformou-se em orgulho. O locutor de ‘Apaga la tele’, da MegaEstación, e apresentador do programa ‘Lo Que Ellas Quieren’, de La Tele, fez o público rir quando assegurou que o carinho que tem a Portugal se deve ao ex jogador de futebol português, Luís Figo. “Graças a Figo, comprei a minha camisola da selecção de Portugal e aprendi a letra do Hino Nacional”, afirmou, entre aplausos. A sua história de êxito serviu de guia para aqueles que sonham em empreender uma carreira de sucesso nos meios de comunicação social nacionais e internacionais. “Adoro entreter as pessoas, e ainda por cima pagam-me para isso”, disse, reconhecendo que o magazine que apresenta mostra a sua capacidade multifacetada, pois “sou uma pessoa que aproveita muito as oportunidades.” Os seus pais, Maria José da Silva e Vasco Gonçalves, de origem madeirense, estiveram presentes no encontro, e mostraram-se muito emocionados.!

Tive a oportunidade de assistir a vários Encontros de Gerações, e na verdade estou surpreendido com a sua dinâmica e as suas novas ideias. Parecem-me fabulosas as experiências de cada um dos oradores. Não sabia que tínhamos um português no Panteão Nacional. Cada vez que venho, aprendo coisas novas e diferentes. A respeito a região onde trabalho, é uma zona com cerca de 40 mil pessoas que permaneceu isolada, mas agora tem registado um dinamismo muito importante com a formação de instituições que reúnem a população em torno de diversos âmbitos.

Sharon Gonçalves, Directora do núcleo de Asoludeven em los Altos Mirandinos

Os oradores, especializados em diversos ramos, deram a conhecer as suas experiências; o que nos encher de novos conhecimentos e isso parece-me maravilhoso. Desejaria que dessem espaço aos jovens luso-descendentes, como os que pertencem às diversas instituições e associações, para que também pudessem expor as suas vivências e dessem a conhecer as suas perspectivas quando ao futuro.

Víctor de Freitas, representante da Associação Filhos de Portugueses Nascidos na Venezuela

É um oportunidade para enaltecer a portugalidade, já que cada um dos membros da comunidade contribui com o seu ‘grãozinho de areia’ e vãose criando vínculos. Na actualidade, os portugueses são mais valorizados dentro da sociedade venezuelana, e isto deve-se ao orgulho que cada português sente por pertencer à comunidade. É um espaço em que podemos ver jovens e adultos compartindo um mesmo sentimento: o amor por Portugal.


18cultura BreveS CuLturAiS “A feia desperta” em Los Naranjos

correio de venezuela • 26 de maio a 01 de junho de 2011

beleza|Uma noite ao estilo de las Vegas no Centro PortUgUês

› Michelle dos Santos eleita Madrinha do Desporto

Até 26 de Junho, estará em cena no Teatro Premium do Centro Comercial Galería Los Naranjos a obra “A feia desperta”, original de Carlos Roa Viana, com música de Daniel Atilano, produção e direcção de Gerardo Blanco. A temporada tem lugar aos sábados e domingos pelas 3h00 da tarde.

Caraquenho participa em Kung Fu Panda 2 Um venezuelano destacase entre os realizadores do filme animado "Kung Fu Panda 2". Trata-se de Sean Eckols, um caraquenho com raízes nos Estados Unidos, que trabalha como animador. Eckols encarregou-se do desenho visual da película, uma tarefa que no cinema corresponderia ao director de cenografia.

Orquestra rende tributo a Broadway Este 29 de Maio, a Orquestra Sinfónica da Venezuela apresenta-se num concerto estilo Broadway na Aula Magna da Universidade Central da Venezuela, com o objectivo de prestar tributo aos grandes musicais que marcaram uma época na história musical. As entradas estão à venda nas bilheteiras da Aula Magna.

telemóveis podem destruir as abelhas silvia C. di Frisco

Dulce María canta em português

A artista mexicana do dissolvido grupo RBD, Dulce Maria, está a promover a sua "Tour Extranjera 2011" no Brasil, país que conheceu graças às suas actuações com o referido grupo. Agora, a cantante prepara-se para lançar um tema em português com a artista brasileira Ivete Sangalo.

PeNSA verDe

o júri coroou michelle Correia dos santos como madrinha do desporto 2011

A jovem, de 17 anos, mereceu o voto do júri e vai representar o clube ao longo deste ano Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Os accionistas da Associação Civil Centro Português em Caracas reuniram-se no passado dia 20, no salão nobre do clube, a fim de eleger e coroar a Madrinha do Desporto 2011, um evento a que se chamou ‘Gala da Beleza’ e no qual a tecnologia marcou uma forte presença. Michelle Correia dos Santos foi a grande vencedora. Três televisores LED, oito plasmas e dois vídeos ‘beam’ transmitiram um vídeo no qual Roxana de Sousa, Katherina de Jesus, Xisbell Ferreira e Arianna dos Santos, vencedoras da edição de 2010, chegavam ao centro social numa limusina branca. De seguida saltaram para o palco junto com um grupo de dança, a fim de aquecer o ambiente e transportar o público até à cidade de Las Vegas. Caterina Valentino e Isnardo Bravo apresentaram as 10 candidatas, nos seus desfiles em traje de ‘opening’, fato-debanho e traje de gala. A actuação de Enio e José Ignacio levantou o público das

Foto: FranCisCo garrett

SOBre AS veNCeDOrAS… MADriNhA DO DeSPOrtO: Michelle Correia dos Santos (Voleibol)

É do signo Escorpião, nasceu a 1 de Novembro de 1994 e estuda no 4.º ano de Ciências. Os seus hobby são ouvir música e dançar.

PriMeirA FiNALiStA: Helena C. Nunes de Gouveia (Bowling) É do signo Escorpião, nasceu a 2 de Novembro de 1994 e estuda no primeiro ano de Ciências. Os seus hobbies são dormir, dançar e conviver com os amigos. SeguNDA FiNALiStA: Jessica Andrade Montinho (Futsal) É do signo Virgem, nasceu a 4 de Setembro de 1995 e estuda no 9.º grau do bacharelato. Os seus hobbies são jogar futsal, voleibol, ténis, e gosta de jazz. terCeirA FiNALiStA: Maria Alejandra Pita Alves (Natação) É do signo Escorpião, nasceu a 19 de Novembro de 1994 e estuda no primeiro ano de Ciências. Os seus hobbies são dançar, ir ao ginásio, nadar e sair com os amigos.

cadeiras, entoando canções do duo, de Bacanos e de Tecupae. O júri encarregue de eleger a vencedora da noite era composto pelo treinador oficial do Miss Venezuela, Richard Linares; a fotógrafa da Complot Magazine, Valerìa Garcìa; o campeão de karaté António José Diaz Fernandez; a gerente da Computek, Sandra Valentino; e o actor, José Vieira. No final da noite, o júri deu o seu veredicto e coroou Michelle Correia dos Santos como Madrinha do Desporto 2011; Helena Carolina Nunes como primeira finalista; Jessi-

ca Andrade como segunda finalista; e Maria Alejandra Pita como terceira finalista. Foram ainda entregues reconhecimentos como a Miss Cabelo Lindo (Alejandra da Silva); Miss Fotogenia (Daniela Carolina Alves); Miss Amizade e Miss Elegância (Andrea Bret Nuñez). O evento foi organizado pelo director de Desportos, Manuel Pinto, contou com a direcção geral de Edgar Gomes, produção de Juan Pablo Fernandes e Samia Camara; passerelle de Johana Peñaloza; coreografia de Alesandra Serra; e vestuário de Zamarys Herrera.!

Um estudo recente publicado pelo Laboratório de Biotecnologia Celular da Escola Politécnica Federal de Lausana, na Suíça, concluiu que os campos electromagnéticos poderiam estar contribuindo para o desaparecimento das colónias de abelhas em diversas partes do mundo. As ondas provenientes dos dispositivos móveis induzem as abelhas obreiras a emitir, mediante um zumbido produzido com as suas asas, um sinal de alarme que, em condições naturais, é gerado para anunciar o abandono da colmeia ou alguma perturbação no seu seio. Quanto maior seja a exposição destes insectos aos efeitos dos equipamentos celulares, mais tempo requererá à colónia para restaurar o seu funcionamento natural. As abelhas são parte fundamental, como todos os seres neste planeta, da cadeia natural da vida; mas são agentes essenciais no desenvolvimento da agricultura. Segundo Daniel Favre, o cientista que liderou a investigação: “O papel económico das abelhas, através da polinização mundial, ascendeu a uns 153.000 milhões de euros em 2005”. A União Europeia anunciou esta semana o seu compromisso de adoptar medidas para proteger a saúde das abelhas, que estão a ser ameaçadas como mostram os índices de mortalidade ao nível mundial. Os diferentes ministros da agricultura pediram ao Executivo comunitário a posta em marcha de iniciativas para poder responder aos investidores, agricultores, apicultores e sobretudo aos sectores mais comprometidos com o ambiente e a estabilidade ecológica, cuidando hoje e protegendo o futuro das próximas gerações.


cultura

26 de maio a 01 de junhode 2011 • correio de venezuela

Cruzeiro do êxito ricardo Santos crucerodelexito@hotmail.com

Apreciados leitores do sentir lusitano, que grande experiência poder acompanharvos novamente na travessia do cruzeiro que nos leva ao melhor de “Portugal”. Esta semana queria compartir convosco a informação sobre uma iniciativa privada de uma organização chamada: “F-Iniciativas”. Esta empresa tem como objectivo assessorar empresários portugueses a conseguir fontes de financiamento e inovação. Neste sentido, estes consultores de gestão estão certificados internacionalmente com a norma ISO 9001: 2000, pela qual, estes profissionais implementam nas suas consultadorias uma metodologia fundamentada numa dupla de êxito: A Experiência técnica e a Engenharia Fiscal. Ainda que possa parecer que esta metodologia se desenvolve num sistema complexo, definitivamente estes especialistas em finanças, conseguem traduzir todo aos seus clientes numa linguagem corporativa e adaptada às suas necessidades económicas mais importantes. Como é que o conseguem? Realizam-no em três fases. Na primeira etapa, executam uma auditoria técnica para identificar potencialidades e debilidades. Na segunda, realizam um estudo técnico-financeiro para determinar os recursos necessários para alcançar as metas estabelecidas. E, por último, apresentam os relatórios com os resultados obtidos pela consultadoria, sobra a qual os assessores da firma “F-Iniciativas” e os seus clientes tomam as decisões precisas para alcançar o êxito.

novo talento| José Gabriel DelGaDo Ferreira

“Quero estar sempre activo e transmitir as nossas tradições” Madeirense, locutor de um programa de rádio, fundador de vários grupos folclóricos e membro da Associação Civil Amigos de Nossa Senhora de Fátima

BreVeS CuLturAiS Douro Film Harvest homenageia Brasil

A terceira edição do festival Douro Film Harvest (DFH), que decorre entre 5 e 11 de Setembro, terá o Brasil como país convidado e presta tributo aos realizadores Carlos Diegues, do Brasil, e ao austríaco Stefan Ruzowitzky, anunciou a organização na passada quarta-feira.

Artista Joana Vasconcelos em Veneza

Nathalie Mendonça Mendes nmendonca@correiodevenezuela. com

José Gabriel Delgado Ferreira traz nas veias a cultura e o amor por Portugal: É o fundador dos grupos folclóricos ‘A Madeira é um Jardim’ e ‘Cantinhos da Madeira’, apresentador do programa ‘Mocidades Portuguesas’, transmitido pela Paraipa 93.9 FM; e faz parte da Associação Civil Amigos de Nossa Senhora de Fátima. Nascido no Arco da Calheta, Madeira, a 2 de Abril de 1964, chega à Venezuela em 1982, pela TAP. O seu programa ‘Mocidades Portuguesas’ está no ar há 8 anos e é emitido todos os sábados das 6 às 10 da noite. O conteúdo do programa é muito diverso: Conta com concursos, notícias, comédia e música variada. Há também uma secção cultural na qual se conta a história de Portugal. Nele já participaram diversas personagens relevantes da comunidade, como é o caso do cantor Carlos do Kanto. A equipa de ‘Mocidades Portuguesas’ é formada por: Alejandro Delgado como operador técnico da rádio, Sónia Correia, encarregada das mensagens de texto e da linha telefónica, e Eduardo Sardinha na sonorização. Os ouvintes que queiram contactar o programa podem fazê-lo através do número telefone 0414-2445611. Delgado é o director geral e acordeonista do grupo folclórico ‘Cantinhos da Madeira’.

19

é adepto de duas equipas portuguesas: nacional da Madeira e Futebol Clube do Porto

Confessa estar muito agradecido ao cônsul honorário de Los Teques, Pedro Gonçalves, já que este está a fazer um grande esforço para trazer directamente da Madeira os trajes originais para o grupo. Apesar de ter sido fundado há dois anos, o grupo já participou em três festivais de folclore e teve 215 actuações. O seu amor pela família e pelas tradições portuguesas podem ver-se perfeitamente reflectidas com a sua participação no grupo folclórico, já que uma das cantoras é sua esposa, Maria Teresa Andrade, oriunda da Ponta do Sol; para além de que um dos seus filhos, Alejandro Delgado, toca viola baixo e é ensaiador; o outro filho, Leandro Delgado, é dançarino. Quando José Gabriel soube da criação da Associação Civil Amigos de Nossa Senhora de Fátima, inscreveu-se logo, sendo o membro número 13. Conta ao CORREIO que fez uma promessa, e ofereceu a participação do grupo ‘Cantinhos da Madeira’ nos arraiais organizados para angariação de fundos para a construção da réplica do Santuário. Confessa que gosta de estar “sempre activo e transmitir a

cultura portuguesa”, gosta de manifestar o amor que tem por Portugal. É o único distribuidor do Correio da Venezuela nos Altos Mirandinos, e trabalhou na produção de vários programas de rádio dedicados à comunidade portuguesa na Máxima 98.5 FM, com Nino Acosta, na Rádio Metropolitana, com programa ‘Portugal ao Vivo’, e ainda dava aulas de acordeão. É adepto de duas equipas portuguesas, o Nacional da Madeira, e o Futebol Clube do Porto, e ainda do Real Madrid. Considera que as gerações actuais devem esforçar-se mais por manter vivas as raízes portuguesas. Defende que é importante que aprendam o idioma e que se dediquem a conhecer um pouco mais sobre a história do país dos seus pais, devem aproximar-se mais das suas tradições. José Gabriel Delgado Ferreira considera ainda que a mulher, a música e a comida portuguesas são o melhor que há. Revela que gostaria de poder ver a sua família reunida de novo: Tem oito irmãos, os pais vivem no Canadá e há muitos anos que não se vêem.!

A artista plástica Joana Vasconcelos vai participar na exposição ‘The World Belongs to You’, que é inaugurada no dia 2 de Junho, em Veneza, reunindo obras de artistas como Jeff Koons. A exposição ficará patente ao público até Dezembro deste ano no Palácio Grassi.

André Badalo ganha prémio em Los Angeles O realizador português André Badalo foi distinguido com um dos Prémios de Excelência atribuídos no Los Angeles Movie Awards de 2011, com a curta-metragem ‘Catarina e os outros’, anunciou a produtora. Escrita e realizada por André Badalo, a curta-metragem foi produzida pela produtora algarvia Original Features.

Marcelo Camelo no festival Sudoeste O grupo rock norte-americano The National, que actuou esta semana em Portugal, regressará ao país para integrar o festival Sudoeste, em Agosto, na Zambujeira do Mar, num cartaz que terá também o músico brasileiro Marcelo Camelo. O festival, que cumpre 15 anos, decorrerá de 3 a 7 de Agosto perto da Zambujeira do Mar.


20 cultura breveS CUlTUraleS

correio de venezuela • 24 A 30 de mArço de 2011

CUlTUra|GrUPo aCTUoU no CenTro PorTUGUêS, em CaraCaS

› Tuna Universitária do Porto arrebata público em Caracas

Desfile de modas para fins solidários

A moda e a solidariedade vão conjugar-se no próximo 2 de Junho, durante a celebração do “Desfile Bazar em Benefício da Fundação Amigos da Criança com Cancro”, no Salão Nobre do Centro Português, em Caracas.

Dança venezuelana candidatada à Unesco Venezuela candidatou oficialmente a dança tradicional “Diablos Danzantes de Corpus Christi” à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para a inclui-la na lista do seu património imaterial.

Cerca de mil pessoas assistiram à actuação dos estudantes ‘tripeiros’

Silvia C Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

O emblemático Centro Português, de Caracas, foi sede, no passado domingo, 22, de mais um espectáculo memorável e que teve como principal protagonista a Tuna Universitária do Porto. Cerca de 1.000 pessoas deliraram com a actuação de 20 dos 30 elementos que compõem este grupo durante mais uma actuação na Venezuela. O espectáculo arrancou com a actuação do grupo coral do Centro Português, a qual brindou o público um repertório composto por temas do

A apresentação durou quase duas horas

cancioneiro venezuelano e português. Depois, a Cônsul Geral de Portugal em Caracas, Isabel Brilhante Pedrosa, usou da palavra para agradecer todo o apoio que recebeu durante a sua passagem pela Venezuela, fazendo questão de destacar algumas pessoas que se revelam fundamentais para a prosse-

FOTO: FRANCISCO GARRETT

cução da sua actividade diplomática. Depois da intervenção da diplomata, a conhecida comunicadora social Carla Vieira chamou ao palco os rapazes do Porto. A recepção foi de tal ordem efusiva e abrangente que muitos membros da Tuna mal conseguiram disfarçar a

emoção sentida perante tal ovação. A apresentação durou quase duas horas. Os estudantes tripeiros interpretaram várias peças conhecidas no meio académico e do folclore português, mas a audiência foi levada à quase loucura com temas como “Tabaco y Chanel”, “Guantanamera”, “Colgando en tus manos”, “Llamada de emergencia”, e “Mi niña Bonita”, dos venezuelanos Chino e Nacho, cuja letra foi cantada pela esmagadora maioria das mulheres presentes. A arrebatadora actuação da Tuna levou a Cônsul Geral de Caracas a subir novamente o palco para agradecer à presença do grupo na Venezuela e também para os agraciar com algumas lembranças típicas do país.!

PUB

Na próxima quarta-feira, 1 de Junho, Venezuela Contacto inicia o mês com um programa variado, repleto de música, tradição, bailes, integração e, sobretudo, apresentando o nosso desejo como comunidade organizada de realizar actividades que nos aproximem de Portugal e nos permitam celebrar os nossos costumes. Estivemos presentes na celebração do 5º aniversário da Associação “Filhos de Câmara de Lobos”, que foi levado a cabo no Centro Português, em Caracas; também no XXVI Festival de Folclore Português, dedicado ao Município de Ponte da Barca; e, finalmente, visitamos os Altos Mirandinos onde foi empossada a direcção da Câmara Venezuelana Portuguesa de Comercio Turismo e Afins desta localidade.

“Contacto Venezuela” é produzido por Roteiro Filmes C.A. e transmitido quinzenalmente, todas as quartas-feiras, em três emissões. VENEZUELA CONTACTO Quarta-feira, 01 de Junho de 2011 Horários de transmissão em os seguintes canais: RTPI Venezuela (cada 15 dias): As quartas-feiras 4:30am - 3:30pm 9:30pm RTPI América | 21:30h RTPI Ásia | 15:00h Sábados por RTP Madeira | 16:27h

roteirofilms@gmail.com

venezuelacontacto@gmail.com

Na nossa próxima edição, na sexta-feira, 27 de Maio, Academia de Campeões vai surpreender-te com uma nova escola de futebol sediada no Colégio Humboldt; instituição com 117 anos de história dedicada à qualidade do ensino e ao desenvolvimento de actividades desportivas, entre elas, o futebol, que conta com 25 anos de formação contínua nas categorias compreendidas entre as ‘compoticas’ e até aos juvenis. Sendo, presentemente, uma modalidade consolidada no seio do colégio e dedicada a fomentar o trabalho em equipa e a perseverança para alcançar as metas propostas. Para todos, O FUTEBOL é um desporto; para muitos, é uma paixão, e para a ACADEMIA DE CAMPEÕES é nosso COMPROMIS-

Sexta-feira às 5:00 p.m.

SO exaltar o futebol jovem da Venezuela. Acompanham-no com muito carinho todas as sextas-feiras, às cinco da tarde, na Meridiano Televisión, Bibiana Vieira e Gisell de Sousa. Lembre-se de tornar-se amigo da Academia de Campeões e visitar a nossa página no Facebook, onde receberemos os seus comentários e convites para as escolas que pratiquem esta disciplina desportiva, ou escreva-nos para academiadecampeones@gmail.com.

academiadecampeones@gmail.com

Av. Principal San Luis,Torre Mayupan, Piso 1, Ofic. 1-4, Urb. San Luis El Cafetal. Distrito CApital. Caracas-Venezuela. Zona Postal 1061


cultura

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

21

PUB

TEATro|NA pEçA “CASA EN orDEN”

Flor Elena González actua no CC Sambil Caracas

Vanessa Gonçalves interpretou a Dulcineia de Dom Quixote

Entradas poderão ser levantadas no módulo de informação do centro comercial

Até 12 de Junho, a peça infantil “Dom Quixote de La Mancha” estará no teatro Escena 8

Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

Andrea Guilarte aguilarte@correiodevenezuela.com

Miss Universo 2011. José Rafael Briceño, escritor e director da obra, além de professor da soberana da beleza venezuelana, considerou que a incursão de Gonçalves no teatro vai ajudar a projectar a sua imagem fora das passarelas.

O Centro Comercial Sambil Caracas celebrará o seu 13º aniversário, no próximo 28 de Maio, com a apresentação das duas comédias teatrais de maior relevância nos últimos tempos: “Casa en orden”, de Ana Teresa Sosa, e “Muchacho no es gente grande”, de Benjamin Cohen. A actriz luso-venezuelana, Flor Elena González, estará acompanhada por Fedra López, Adriana Romero e Marck Colina, para interpretar a história de três mulheres que recuperam o tempo perdido em

Após uma semana de funções no teatro Escena 8, a peça infantil “Dom Quixote de La Mancha” recebeu Vanessa Gonçalves, Miss Venezuela 2010, no âmbito de uma participação especial em que interpretou Dulcineia, o eterno amor de Dom Quixote. Brilhando num traje que já havia passado pela passarela do Miss Universo 2002, Gonçalves subiu ao estrado no quadro do processo de formação integral que está recebendo na preparação para o

A obrA “Que mais podemos fazer senão dedicar também este nosso pequeno trabalho sobre esta grande obra a todos os Sancho Panças, cheios de fé e simplicidade, pois mais vale uma boa esperança que uma triste posses”, disse Briceño. As funções realizam-se aos sábados e domingos, a partir das 3h00 da tarde. As entradas podem ser compradas nas bilheteiras do teatro Escena 8 ou através do sítio virtual www.livetickets.com.ve!

Flor Elena Gonzalez interpretará Maria, numa obra original de Ana Teresa Sosa

torno do álcool e dos boleros que escutavam diariamente, recuperando assim a esperança. Esta interessante comédia, que foi galardoada na Venezuela e no México, está dirigida por Gennys Pérez. Por outro lado, Luis Jerónimo Abreu, Carlos Felipe Álvarez e Augusto Nitti, abrirão a porta de um apartamento de solteiros para que o público conheça o

segredo do mundo masculino e, sem medo, vão atrever-se a mostrar as verdades que querem saber as mulheres acerca dos homens. Rosario Prieto, Chantal Baudaux e Mayela Caldera serão os elementos femininos que irão acompanhar estes desordenados jovens. As entradas poderão ser levantadas no módulo de informação do C.C. Sambil.!


22 opiniÃo ALtA tribunA

correio de venezuela • 26 de maio a 01 de junho de 2011

Senhor futuro, tem piedade Antonio López Villegas

O

futuro, apesar de que algumas vezes possa parecer incerto, nunca me tirou o sono, simplesmente porque sempre tive a sensação de que se esperarmos um mais um pouco, essa situação que nos angustia, torna-se presente e pouco a pouco, dia a dia, acaba por passar e transformar-se em passado e, uma vez ali, muito menos vou preocupar-me com o que já se passou. Em consequên-

Algumas vezes aprendi rapidamente, outras estou aprendendo ainda

PALAbrAS DESDE POrtuGAL

cia, espero com expectativa e enquanto isso ocorre vou procurando uma solução. É assim como tenho podido sobreviver a situações que, num dado momento, me pareceram angustiantes e até dolorosas mas que, uma vez que acabaram por ocorrer apesar das muitas tentativas que envidei para que não ocorressem, já formam parte de um passado guardado no caixão das misérias passadas. E é assim que já depende de mim o recordar o que me passou e, de facto, algumas vezes faço-o com nostalgia, tristeza, alegria

ou como uma lição que me deu a escola da vida e fiz o esforço por aprende-la. Algumas vezes aprendi rapidamente, outras estou aprendendo ainda. Recordo os parentes idos, os amores de principiante, os erros cometidos, os momentos bonitos, os de êxito, os prazenteiros, mas também os enganos, as caras dos cínicos e mentirosos, as esperanças, etc. Com respeito a estas últimas, certamente navegam na minha mente com uma facilidade surpreendente que muitas das vezes quando me levanto, ligo o televisor

e escuto as notícias no canal que não é precisamente o da Disney, a ver se os motivos da minha angustia já desapareceram mas todavia há que esperar um pouco mais. Não me resta outro caminho que concluir que há que esperar porque há uma grande lição que devemos aprender enquanto se espera. Deve ser assim já que deveriam ser aprendidas antes mas não foi possível. Quiçá a nossa torpe educação nos impediu de ver o que facilmente salta a vista à maioria que representa já um 83%, aproximadamente.

A crescente insegurança na Venezuela Sérgio Marques

Q

ue a crise em Portugal não nos impeça de acompanharmos com atenção o que se está a passar na Venezuela!... Não podemos deixar de olhar com preocupação para o acentuar duma tendência de crescimento galopante do crime violento que vem afectando duramente os nossos conterrâneos que aí residem. Somos confrontados, cada vez com maior frequência, com notícias horripilantes de mais e mais crime na Pátria Venezuelana. Como se já não bastasse a crise económica (apesar das elevadas receitas do petróleo), elevado desemprego, inflação alta, péssimo estado de conservação de infra-estruturas, atropelos sistemáticos ao direito de propriedade nos milhares de processos de naciona-

Os dados do credível Observatório Venezuelano da Violência são assustadores

lização e expropriação, a Venezuela tem também de fazer face à mais grave crise de segurança interna da sua História, resultante do aumento quase exponencial do crime violento nos últimos anos e em particular desde a chegada ao poder do Presidente Chavez. As estatísticas são reveladoras. Os dados do credível Observatório Venezuelano da Violência são assustadores. De cerca de 4.500 homicídios em 1998 passouse para 16.000 em 2009, uma média de 140 homicídios por 100.000 habitantes por comparação, por exemplo, com 9 por 100.000 no Estado de São Paulo/Brasil. Mais violenta do que Caracas só a Ciudad Juarez, no México!... E tudo isto apesar de avanços significativos no combate à pobreza através de substanciais programas sociais financiados pela receita do petróleo, o que desmente o mito

que relaciona pobreza com insegurança. As causas devem procurar-se mais no desaparecimento dos valores cívicos, no empobrecimento moral, no enfraquecimento das instituições do Estado, na cultura de corrupção, numa extremada polarização político-social. Mas também numa dialéctica entre pobres e ricos, promovida por Chavez que ao estabelecer automaticamente uma relação entre pobreza e crime desemboca em tolerância face aos delinquentes. Eu próprio fui testemunhando este processo de paulatino enfraquecimento da sociedade civil e das instituições, durante o período 1999-2009, altura em que estive na Venezuela por diversas vezes, em Missões de trabalho do Parlamento Europeu. O debilatamento institucional fez, por exemplo, da Venezuela uma das principais plataformas

de tráfico de droga para abastecimento dos EUA e Europa, com tudo o que fenómeno traz associado em termos de violência. A fraqueza da polícia e das forças armadas, para além de ter originado o surgimento de vários grupos armados (grupos urbanos de esquerda, grupos de milícias partidárias, grupos de crime organizados, grupos ligados à FARC) levou à criação dum clima de impunidade (98% dos homicídios não são sequer objecto de processo penal ou sentença de condenação), bem como à dispersão entre a população civil de mais de 10 milhões de armas. É o principal problema da Venezuela, sentido como tal por mais de 70% dos seus cidadãos e pela esmagadora maioria da nossa comunidade, ela própria a sentir na carne a situação de extrema violência. As perspectivas são sombrias.

"Se queres ser colunista de opinião neste meio de comunicação, candidata os teus textos através do correio electrónico correio.prensa@gmail.com. necessitamos do teu nome completo, um título para a coluna e um texto de 2500 caracteres máximo"


opiniÃo

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

Cartas

23

Favor enviar as suas cartas e comentários ao endereço electrónico: correio.prensa@gmail.com

Bela homenagem!

Jocosa novidade

Coisa da rua

Assisti com os meus pais à procissão da Virgem de Fátima em El Marqués. Que bela maneira de adorar, tão pura e profunda. Tenho 23 anos e, apesar da minha juventude, vivi como um adulto cada gesto, cada palavra que eram dirigidos à grandeza da padroeira portuguesa, que é majestosa e milagrosa. Apesar da chuva que nos surpreendeu nesse dia, a maioria dos meus compatriotas lusos não arredou pé, mantendo-se dispostos a dedicar o seu tempo à Virgem e à sua oração. Espero que a fé possa unirnos, não só em Maio, mas em cada mês do ano. Temos de procurar este estímulo para nos reencontrarmos e acreditar. Saudações à equipa do Correio.

Desde o início do Encontro de Gerações que não perdi nenhum. Foram todos diferentes, mas todos tiveram um resultado comum: a comunidade luso-venezuelana é imensa em esforço e número. Assisti ao evento no passado sábado, no Centro Português e, para mim grande surpresa e satisfação, vi quantos jovens estavam presentes! Talvez tenha sido devido aos “convidados mediáticos” da noite, mas pude escutar e sentir a sua satisfação e isso alegroume. A nossa geração vai no bom caminho, interessada pelos nossos assuntos. Assim, convido todos os nossos compatriotas a organizar iniciativas como esta para que seja possível conquistar os nossos jovens e mantê-los informados. Cumprimentos,

Olá amigos do Correio da Venezuela. Escrevo-vos nesta oportunidade para felicitar publicamente a Polícia Nacional Bolivariana, sobretudo os membros da Direcção de Vigilância e Transporte Terrestre. Estão fazendo um excelente trabalho em Caracas ao orientar o trânsito nas auto-estradas. Graças a eles, gozamos agora de uma maior fluidez e segurança nas vias. Além disso, sempre estão mais atentos aos sinistrados, pois quando ocorre algum acidente chegam quase de imediato e prestam a sua ajuda. Também os tenho visto aplicando multas aos infractores e isto, ainda que não seja muito agradável, é necessário. Devemos conhecer, cumprir e fazer cumprir as leis estabelecidas para que cada dia sejamos melhores cidadãos. Aproveito também esta ocasião para fazer um apelo ao Ministério do Poder Popular para o Transporte e Comunicações, pois considero ser urgente que concluam as obras na estrada para Junquito, já que esta encontra-se em péssimo estado e diariamente são muitas as pessoas que necessitam de circular nela por várias razões, sobretudo de ordem profissional. Devido ao seu estado lastimável, somos obrigados a passar mais de três horas diárias em filas e a nossa qualidade de vida está diminuindo. Pedimos, por favor, para trabalharem nesta zona, e, já agora, que façam um trabalho de qualidade, pois algumas secções do pavimento que já foram asfaltadas já se apresentam danificadas. Sejam compreensivos e ponham mãos à obra.

argelina Duarte

inquérito

Gino Fonte

Obrigado por terem trazido a Tuna Escrevo esta carta para felicitar o Correio da Venezuela por ter convidado a Tuna Universitária do Porto o X Encontro de Gerações. Foi uma oportunidade única, pois todos os assistentes puderam desfrutar, como eu, de uma actuação espectacular. Jamais imaginei poder ouvilos cantar canções modernas em espanhol. Foi encantador. Espero que muito em breve possamos tê-los novo aqui connosco e para assim nos deleitarem com todo o seu talento. Reitero as minhas felicitações ao Correio e ao Consulado Geral de Portugal, em Caracas, pelo bom trabalho que fizeram em prol da comunidade.

María Gorete Mendes

rosario Colmenares

Qual é a importância que atribui à participação da chamada ‘geração de relevo’ no X Encontro de Gerações?

Guillermo Jaime, arquitecto

José Hernández, Farmacêutico

“Os jovens são pessoas de relevo. As propostas dos mais jovens que cá estiveram estavam dirigidas à cultura e às artes. É uma mudança realmente grande face às primeiras gerações que deram tudo o que tinham com o seus trabalhos rurais. Agora toca-lhe a eles”.

Não sou luso-descendente, mas a presença da geração mais jovem de portugueses e fazer com que se sintam envolvidos com o evento é faze-los também ter em conta a experiência de outras pessoas e, com base nisso, leva-los a procurar novas oportunidades, como os seus compatriotas o fizeram na Venezuela e em Portugal”.

Valeria Gonçalves, Estudante

Gregorio Zambrano, Estudante

“Como jovem e por ser filha de português, vejo a importância de seguir os passos do meu pai, o cônsul honorário de Portugal nos Altos Mirandinos, e conseguir ser seu representante na Venezuela. Este tipo de evento é muito importante, é o nosso guia, e o que vemos enche-nos de orgulho de ser luso-descendentes”.

“Não sou português, mas pareceme muito importante que os mais jovens mantenham a continuidade nas gerações de relevo, para que possam seguir tendo os convénios tanto comerciais e políticos e possam sustentar a economia e os intercâmbios entre Portugal e a Venezuela, e haja um grande progresso”.


24 lazer

correio de venezuela • 26 de maio a 01 de junho de 2011

HOróScOpO

Carneiro

SUDOKU Touro

21/03 - 20/04

21/04 - 20/05

Gémeos

Nivel: Facil

21/05 - 21/06

EMPREGO: Tem de preservar a humil-

EMPREGO: A sua atitude pode fazer

EMPREGO: Bom momento para fa-

dade para que as portas continuem a

com que perca oportunidades, ocupe-

zer pedidos laborais que são justos.

abrir-se. AMOR: Precisa de estabilida-

se. AMOR: A compreensão, a conside-

AMOR: Planeamento familiar, procu-

de, não esgote os recursos, desfrute

ração e a comunicação são os pilares

rará um filho. SAÚDE: Cuidado com o

de cada instante do amor. SAÚDE: Cui-

das relações. SAÚDE: Alergias.

colesterol e o ácido úrico.

dado com desequilíbrios hormonais.

Caranguejo

Leão

22/06 - 21/07

22/07 - 22/08

Virgem 23/08 - 22/09

EMPREGO: Quanto mais humilde for,

EMPREGO: Tudo corre bem. AMOR:

EMPREGO: Com luta e constância,

mais oportunidades terá. AMOR: Tem

Sente-se um pouco fria (o) com o (a)

avançará, dedique-se ao seu trabal-

de aprender a ouvir o (a) seu (sua)

seu (sua) companheiro (a), incentive o

ho sem distracções. AMOR: Alguém a

companheiro (a) para fortalecer o sen-

amor com momentos diferentes. SAÚ-

(o) convida para sair e entusiasma-se

timento. SAÚDE: Cuide dos seus olhos,

DE: Oriente o seu carácter para não

muito. SAÚDE: Bem-estar.

visite o oftalmologista.

stressar.

Balança

23/09 - 22/10

Escorpião

23/10 - 21/11

Sagitário 22/11 - 21/12

EMPREGO: Abundância. A criatividade

EMPREGO: Encontrará a estabilidade

EMPREGO: A bênção cai do céu, tra-

dará bons frutos, aproveite as oportu-

que tanto deseja. AMOR: Momentos

balhou muito e receberá a recompen-

nidades. AMOR: Alguém desperta uma

de tensão vão colocá-la (o) numa en-

sa. AMOR: Sente que a vida lhe ofere-

nova ilusão na sua vida e vai abrir-se

cruzilhada, mas deixe a água correr.

ce uma excelente oportunidade para

a esse sentimento. SAÚDE: Exames

SAÚDE: Problemas num joelho.

ser feliz. SAÚDE: Bem-estar.

Solução anterior - Edição 405

pendentes.

Capricórnio

21/12 - 20/01

Aquário

21/01 - 19/02

Peixes 20/12 - 20/03

EMPREGO: Reunião com superior, vão

EMPREGO: A oportunidade está nas

EMPREGO: O ambiente laboral melho-

propor-lhe uma nova responsabilida-

suas mãos, aproveite-a ao máximo.

ra; no entanto, não confie demasiado.

de. AMOR: Não atirem para o lixo a

AMOR: Com amor e delicadeza podem

AMOR: Deixe de lado a predisposição

estabilidade que vivem devido a ton-

conseguir-se muitas coisas. SAÚDE:

e aposte no sentimento. SAÚDE: O

tices momentâneas. SAÚDE: Dores de

Dores num ouvido.

stress traz-lhe problemas.

cabeça.

ENcONtrE aS DiFErENçaS

ciNEma!EStrEiaS Da SEmaNa

Descubra quince diferenças nas imagens...

... na Venezuela

Cortos Interruptus

De Amor y Otras Adicciones

Piratas Del Caribe 4

El Dia Del Apocalipsis

Los Agentes Del Destino

Destino Infernal (3D)

Nada a Declarar

... em Portugal

A Árvore da Vida

América

Banksy Pinta a Parede!


26 de maio a 01 de junho de 2011 • CorrEIo DE vEnEzUELA

PUBLICIDADE

25


26 saúde

correio de venezuela  26 de maio a 01 de junho de 2011

ACTUAL|ResULTAdos de esTUdo nA AméRiCA LATinA

SAúde Ao díA

Fibromialgia mantém-se desconhecida e por tratar

Primeiro transplante de rim em cadeia

A ministra da Saúde espanhola, Leire Pajín, anunciou, a 28 de Abril, a realização da primeira cadeia de transplantes renais de dadores vivos. Foi iniciada por um ‘bom samaritano’ que ofereceu desinteressadamente um rim a um desconhecido, e graças a ele, três doentes receberam um órgão. A Organização Nacional de Transplantes planeia agora colaborar com países como França, Portugal e Itália.

Cerca de 74 % dos pacientes é diagnosticada com a doença Andrea Guilarte Rincón aguilarte@correiodevenezuela.com

Muitas pessoas sentem-se esgotadas física e mentalmente durante todo o dia sem razão aparente. Sofrem de insónias, dores nos músculos e dores de cabeça. Estes são os sintomas normalmente referidos na fibromialgia, um problema músculo-esquelético que se caracteriza fundamentalmente por fatiga extrema, dor persistente, rigidez de intensidade variável dos músculos, tendões e tecido brando circundante. Apesar de ser um problema de saúde que se manifesta sobretudo nas mulheres jovens, entre os 20 e os 50 anos de idade, o número de homens com a doença está a aumentar. Durante a celebração do Dia Mundial de Fibromialgia, a 12 de Maio, a Pfizer Venezuela deu a conhecer os resultados do estudo ‘Fibromialgia na América Latina’. O estudo destaca que a doença afecta cerca de 74% dos pacientes, que ficam com menos qualidade de vida, mobilidade mais reduzida e diminuição do estado de ânimo.

na Venezuela e no Brasil, entre 40 e 58% dos médicos conhece tratamentos aprovados para esta patologia

Os especialistas estimam que a origem da doença corresponde a alterações neurológicas na forma como os pacientes percebem a dor, em especial com uma maior sensibilidade aos estímulos que normalmente não são dolorosos. O estudo foi realizado no Brasil, México e Venezuela, e abarcou uma população de 300 pacientes e 604 especialistas clínicos e reumatólogos. Entre 59 a 70% dos médicos inquiridos considera que a fibromialgia é desafiante e difícil de tratar, enquanto as pessoas que têm o problema entendemna como uma doença desconhecida. Entre 70 a 85% dos pacientes nunca tinha ouvido

falar dela antes de serem diagnosticados; no entanto, consultaram cerca de sete médicos e levaram perto de quatro anos a serem diagnosticados. Na Venezuela, três em cada dez pacientes declararam que a fibromialgia muitas vezes os impede de trabalhar e, como resultado, não ganham tanto como antes. Pelo menos 64% reportou que gasta uma quantidade considerável do seu próprio dinheiro em tratamentos médicos. Por outro lado, os dados indicam que os pacientes atrasam a sua ida ao médico porque acham que a dor vai desaparecer por si só, para além de não saberem como descrever com

FoTo: CoRTesÍA

exactidão os sintomas que sentem. Ariadna Rodríguez, directora da Pfizer assinalou que o importante é que, “perante a dor, o paciente consulte o seu médico para um diagnóstico acertado e assim ter acesso à opção terapêutica mais avançada e recomendada para melhorar a sua qualidade de vida”. Na Venezuela e no Brasil, entre 40 e 58% dos médicos conhece tratamentos aprovados para esta patologia, pelo que Rodríguez sublinhou “o compromisso de termos de actualizar e dar as ferramentas necessárias aos especialistas para oferecer um atendimento médico óptimo.”!

A rinologia: Para além da estética Andrea Guilarte aguilarte@correiodevenezuela.com

Dedicada ao estudo de patologias e problemas relacionados com o nariz, a rinologia é uma especialidade médica que começa a experimentar o auge à medida que, por um lado, se elevam os cânones estéticos e a globalização estabelece estereótipos de beleza, e, por outro lado, reconhece-se, ao nível mundial, o aumento das doenças respiratórias que implicam este importante órgão. Segundo Francisco Rodríguez Rosales,

médico que se dedica à cirurgia plástica reconstrutiva, “recentemente a aerobiologia, que estuda a distribuição mundial dos efeitos dos microrganismos suspensos no ar, evidenciou a importância da relação estrutural do nariz com o clima, e a influência deste no complexo sistema através do qual o tecido ali situado se ocupa a defender o organismo dos múltiplos agressores.” O especialista explicou que devido ao avanço tecnológico dos estudos ambientais, é possível determinar os ciclos de distribuição de microrganismos suspensos no ar, e existem evidências científicas de que

os seres humanos podem ver-se afectados por agentes agressores, microrganismos e elementos alérgicos cuja origem pode estar a milhares de quilómetros do seu local de residência habitual. Um dos factores mais negativos e de maior impacto sobre o tecido interno do nariz é o tabaco. “Deteriora a capacidade de proteger as vias respiratórias internas e a velocidade de resposta ante o ataque de microrganismos patogénicos, sem contar com o terrível dano produzido ao nível da função olfactiva”, acrescentou.!

Testosterona contra a doença de Alzheimer Cientistas australianos implantaram hormonas de testosterona numa paciente com Alzheimer como parte de um teste clínico na sua etapa inicial, o que parece dar bons resultados. O investigador Ralph Martins, da Universidade Edith Cowan, explicou que a hormona ajuda a reduzir a produção da proteína beta amilóide, que contém o tecido cerebral e que está relacionada com a doença. Os cientistas anunciaram que continuarão com os seus testes clínicos em pacientes com Alzheimer noutras partes do país.

Água contaminada causa problemas cardíacos Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Nova Iorque e peritos do Bangladesh levaram a cabo um estudo, neste país asiático, à água dos poços, que está contaminada com arsénico, e chegaram à conclusão de que o seu consumo eleva o risco de morte por problemas cardiovasculares, especialmente no caso dos fumadores.


desporto

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

27

FUTEBOL|Taça dE POrTUgaL

Reviravolta na Luz e goleada no Jamor O momento que marcou o percurso portista

LUSA/CORREIO

O percurso do FC Porto na edição 2010/2011 da Taça de Portugal de futebol, conquistada no domingo, 22, com uma goleada sobre o Vitória de Guimarães (6-2) ficou marcado pela decisiva reviravolta nas meias-finais com o Benfica. O golo madrugador de James Rodriguez parecia abrir caminho a um triunfo fácil dos “dragões”, mas uma “traição” de Álvaro Pereira deu a igualdade aos vimaranenses, aos 20. Sem sentir o toque, Varela

recolocou os “azuis e brancos” na dianteira e Edgar empatou imediatamente. Espicaçados, o FC Porto partiu para a goleada, chegando ao intervalo a vencer por 5-2, com tentos de Rolando, Hulk e James Rodriguez, que viria a fixar o resultado na segunda parte, completando o primeiro “hat-trick” da sua carreira. Mas antes de chegar ao Jamor, os “dragões” necessitaram de vencer por 3-1 na Luz, para corrigir a derrota caseira por 2-0, nas “meias” com o Benfica. A 20 de Abril, o “onze” de André Villas-Boas apresentouse na capital com dois golos de desvantagem e poucos acreditavam na reviravolta, mesmo tendo em conta que, 17 dias an-

Os dragões fecharam a época com a conquista do quarto troféu oficial!

tes, os portistas haviam assegurado o título no mesmo local, com um triunfo por 2-1. O Benfica entrou a controlar e chegou ao intervalo com o resultado que desejava, o “nulo”, que ainda conseguir levar para lá dos 60 minutos, mas, de repente, os “azuis e brancos” gelaram a Luz, com três golos de rajada. João Moutinho, que raramente factura, inaugurou o marcador, aos 64 minutos, o brasileiro Hulk, em posição irregular, igualou a elimina-

tória, aos 72, e, aos 74, o colombiano Falcao materializou a reviravolta. Em 11 minutos, os portistas passaram da necessidade de marcar dois golos para a situação tranquila de só sofrendo outros tantos ficarem pelo caminho. O paraguaio Ÿscar Cardozo ainda reduziu, aos 80 minutos, numa grande penalidade duvidosa, mas o FC Porto conseguiu segurar o 3-1 e qualificouse mesmo para a sua 28.ª final da Taça de Portugal. Para trás

FOTO: dN

ficou o desaire caseiro por 2-0, a 2 de Fevereiro, no Estádio do Dragão, onde o Benfica foi claramente superior, vencendo com golos madrugadores de Fábio Coentrão (seis minutos), que seria expulso, e do espanhol Javi Garcia (26). De resto, o percurso do FC Porto rumo ao Jamor foi muito tranquilo, com quatro eliminatórias frente a outras tantas equipas de escalões secundários, uma da Liga de Honra, duas da segunda divisão e uma da terceira.! PuB


28 desporto

correio de venezuela  26 de maio a 01 de jUnho de 2011

FUTEBOL| Liga Orangina

Feirense ataca título após garantir subida Gil Vicente e Trofense adiam decisão para a última jornada

PROgRAmA dA 30.ª E úLtImA jORnAdA: Oliveirense – Varzim Moreirense – Penafiel

LUSA/CORREIO

O Feirense garantiu a subida ao principal campeonato português de futebol, graças ao triunfo, conseguido no sábado 21, no terreno do Desportivo das Aves, enquanto Gil Vicente e Trofense adiaram a decisão para a última jornada da Liga de Honra. Na 29.ª e penúltima ronda, o Feirense confirmou o regresso à Liga, 21 anos depois da última presença (1989/90), com uma vitória convincente na Vila das Alves, por 2-0, com dois golos de Henrique, mas mesmo assim terá de ganhar no próximo fim de semana para garantir o título. Tudo porque o Gil Vicente bateu o Estoril-Praia por 3-1, no campo da PUB

Belenenses – Estoril Sp. Covilhã – d. Aves Arouca – Freamunde gil Vicente – Fátima Santa Clara - trofense Feirense – Leixões

equipa “canarinha”, e manteve-se na segunda posição, a dois pontos do Feirense e a um passo da subida de divisão. O avançado brasileiro Ramazotti foi a grande figura dos gilistas ao marcar dois golos na segunda-parte, num encontro em que o Estoril-Praia chegou a estar a ganhar. Mesmo assim, o regresso do Gil Vicente à Liga principal continua ameaçado pelo Trofense, que bateu em casa o

Os jogadores e adeptos do Feirense já festejaram a subida de escalão. irão também festejar o título

Sporting da Covilhã, por 2-1, e se mantém a apenas um ponto da equipa de Barcelos, na terceira posição. Os jogos da 30.ª e última jornada da Liga de Honra de futebol em que se decidem o título de campeão e a subida à primeira divisão iniciam-se às 18 horas de domingo, 29. Com a promoção garantida, o Feirense joga em casa com o Leixões e tem o objectivo de vencer para garantir o

FOTO: Dn

título, pelo qual também ainda luta o Gil Vicente, que recebe o despromovido Fátima. Em luta apenas pela subida, o Trofense, terceiro classificado, visita o Santa Clara. Os restantes encontros estão agendados para 16:00, destacandose a luta pela manutenção, que envolve o Varzim e o Sporting da Covilhã. A equipa da Póvoa visita a Oliveirense e os serranos recebem o Desportivo das Aves.!


desporto

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

29

1.ª DIVISÃO|COm DuaS VItórIaS, paSSOu a pré-Sul-amerICana

real esppor ficou mais perto da meta Um dos objectivos do campeonato era alcançar uma liga internacional e agora estão cada vez mais perto, com uma grande vantagem Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

No estádio Misael Delgado, na cidade de Valência, levou-se a cabo o primeiro jogo entre o Real Esppor Club e o Carabobo F.C, onde se disputou a Llave 1 da liga Pré-sul-americana. O resultado foi favorável à equipa merengue, com um golo de Charlis Ortiz ao minuto 60. Os campos maltratados têm sido denominador comum no futebol venezuelano, e o que antes representava uma vantagem para os anfitriães converteuse na força dos visitantes. Foi assim que o plantel de Sanvicente soube manter a ordem defensiva no campo sem deixar-

se intimidar pela facilidade com que os carabobenhos se moviam no terreno maltratado. Pelo contrário, os merengues agarraram-se à ideia de atacar com velocidade, utilizando jogadores como Ángel Chourio, Cristian Cásseres e Charlis Ortiz, estratégia que deu bons frutos. Com este golo, Ortiz tornou-se o melhor marcador da equipa ibérica, ao marcar pela 12.ª vez na temporada. Foi graças a ele e ao empenho, na baliza, da ‘muralha’ Toyo, que o Real Esppor regressou a casa para receber os seus adversários com a vantagem na mão. ALCAnçAr metAS

O Carabobo chegou cedo ao Brígido Iriarte numa solarenga quarta-feira para tentar travar a festa à equipa merengue, que desde cedo se concentrava num só objectivo: Conseguir a chave no octogonal que lhes daria a passagem à primeira fase da leguilha.

Darío Figueroa tornou-se num dos ‘comodines’ da equipa merengue

A festa começou no Brígido Iriarte quando o Esppor não duvidou em impor as suas próprias regras para conseguir o que se haviam proposto no início do campeonato. Ao minuto 2, Darío Figueroa. A partir desse momento, Sanvicente não pôde regressar ao seu lugar, e, inquieto, ordenava uma e outra coisa, pressentia o que aconteceria nessa tarde. Ao regressar do intervalo, um jogador que sempre se distinguiu pelo muito esforço, fez uma jogada pela qual talvez será recordado pelos adeptos. Com todo o seu estilo, silencioso mas audaz, Manrique conseguiu deixar para trás a

FOtO: SIlVIa DI FrISCO

equipa carabobenha e marcar o segundo golo para os da capital. Justamente quando se pensava que já estava tudo dito, apareceu, como bem sabe fazê-lo, o ‘Huracán’ Rafael Castellín, e sentenciou o encontro, assinando em alto a passagem à leguilha Pré-sulamericana. Com um empate a 1 entre o Deportivo Anzoátegui e o Mineros de Guayana, os orientais serão os rivais na próxima fase dos merengues, encontros que também favorecem a equipa do ‘Chita’ em estatísticas. O encontro será no próximo domingo, às 3 da tarde, no estádio José Antonio Anzoátegui.! PuB


30 desporto

correio de venezuela  26 de maio a 01 de junho de 2011

AUTOMOBILISMO|DIegO FerreIrA, pILOTO

“o meu sonho é estar na Fórmula 1” “O meu sonho é estar na Fórmula 1”a Jovem piloto araguenho tornou-se numa das grandes promessas do automobilismo na Venezuela Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Em 2001, o luso-descendente araguenho Diego Ferreira fez a sua entrada no mundo do automobilismo na categoria ‘Minikart Infantil’, onde rapidamente começa a colher bons frutos. E não é por acaso que hoje em dia enfrenta novos desafios, numa disciplina que não é nem económica nem simples, mas onde se vislumbra um grande futuro para o piloto. “O meu pai sempre gostou de corridas, quando era jovem gostava dos piques mas nunca o fez formalmente. Um

piloto nasce, não se faz, e por isso acho que isso me veio no sangue, pelo que quando vimos que se podia fazer uma carreira, lancei-me e não me dei mal”, conta Ferreira, entre risos, sobre o seu início na disciplina, na qual foi várias vezes campeão, para além de se ter destacado como atleta ou novato do ano em diferentes oportunidades. Andou nas pistas durante oito dos seus 17 anos de vida, tendo alcançado as suas metas a cada volta e destacando-se nas suas apresentações, o que o levou a participar em corridas em todo o mundo, como a Easykart, em Itália, onde conseguiu o melhor lugar na classificação como piloto não europeu. “Em 2009 saí pela primeira vez, fui a Espanha, onde aprendi o que era realmente o automobilismo”, recorda, antes de comentar a sua experiência no Latam Challange, evento monomarca

MArACAy: berço de piLotoS No mesmo kartódromo em que Diego se forma, outros pilotos venezuelanos de renome iniciaram as suas carreiras, como Milka Duno, Pastor Maldonado, Ernesto Viso e ‘Pollito’ Gonçalves. Todos eles conseguiram posicionar-se internacionalmente graças ao seu esforço e ao seu talento. “É possível evoluir saindo da Venezuela, não estabelecer-se aqui. Não se vive do automobilismo na Venezuela. Fui multi-campeão de karting, pude demonstrar muito talento, mas já cheguei à Fórmula Ford 1600 e 2000, que é o máximo aqui, pelo que tive de começar a projectar-me no exterior. Graças a Deus que as coisas aconteceram, mas aqui não há oportunidade de viver do automobilismo porque não há categorias superiores. No entanto, é uma boa escola de pilotos”, adiante Ferreira. Em breve este neto de portugueses naturais de Aveiro vai terminar os seus estudos no bacharelato, e iniciará novos caminhos no desporto que se tornou na sua paixão. “Há dois caminhos: Um é a Europa, e outro os Estados Unidos. Estou a projectar-me para os Estados Unidos, porque é mais acessível economicamente, para além de que as categorias são muito mais competitivas, mas estes são planos que estão sujeitos a alteração. Não minto ao dizer que o meu sonho é estar na Fórmula 1, mas a não ser possível, conformo-me com a Indicar e a Naskar. São categorias muito boas, das quais se pode viver e onde se pode fazer carreira”, conclui.

Ferreira participa actualmente no Latam Challenge no México

FOTO: COrTeSIA

no qual foi campeão latinoamericano de automobilismo. “Participei na categoria novatos, com mais cinco pilotos. É um campeonato em igualdade de condições da Fórmula 2000, no qual a única coisa que muda é a qualidade do piloto. Todos utilizamos carros da Fórmula Renault 2000, adaptados com motor Volkswagen com 220 cavalos de força, marca Tatus, com pneus japoneses. É um carro bastante rápido, que dá 250 Km/h”, sublinha.

A todA A veLoCidAde A vida de Diego praticamente tem girado em torno de uma pista de corridas, um hobby que a pouco e pouco se converteu numa profissão. “O automobilismo não implica apenas as corridas. É um desporto que une bastante as famílias, para além de dar a oportunidade de viajar por todo o mundo, conviver com diferentes culturas. No último mundial, convivi com pilotos de 55 países de todos os continentes”, comenta o piloto, que viajou com o seu bólide para diferentes países transportando a bandeira venezuelana. Salienta a grande experiência que representou para ele ganhar dois campeonatos latino-americanos, um na Colômbia e outro na sua terra natal. No entanto, é uma carreira que implica muitos sacrifícios, pois os pilotos, à medida que vão subindo de categoria, de-

Diego tem sempre a companhia da mãe nas corridas

vem cumprir rigorosos treinos que os mantenham em forma na pista, e agora que já faz parte das fileiras do automobilismo profissional, e como os grandes pilotos, utiliza o karting como treino. “Estou no 5.º ano do bacharelato e perco muitas aulas. Este ano ausentei-me durante cinco fins-de-semana, e quando não

FOTO:COrTeSIA

estou a correr ou a treinar, gosto de jogar futebol com os meus amigos e conviver com a minha família. No que diz respeito ao treino, é muito semelhante ao da Fórmula 1, temos que ter boas condições para correr, há uns dias no México corri com 40 graus de calor, a cabine era um forno”, relata.!


desporto

26 de maio a 01 de junho de 2011 • correio de venezuela

NATAÇÃO|JOgOs DespOrTivOs escOlAres MADeirA 2011

Atletas ‘crioulos’ conquistam oito medalhas na Madeira Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Entre os dias 17 e 20 de Maio, dois atletas luso-descendentes participaram numa nova edição na Festa do Desporto Escolar na Região Autónoma da Madeira. O evento reuniu mais de cinco mil alunos, provenientes de diferentes escolas da Madeira e diversas comunidades madeirenses do mundo, como Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, França, Namíbia, Panamá, Reino Unido, África do Sul e Venezuela. Os Jogos Escolares realizam-se anualmente com a finalidade de dar oportunidade de, durante uma semana, os jovens de diferentes escolas e origens conviverem entre si,

A representação venezuelana elevou bem alto a tricolor nacional

enquanto competem de forma sã. O estádio dos Barreiros foi o cenário deste evento, que contou com a participação de dois nadadores caraquenhos, Ana Cristina Gonçalves, de 11 anos, e Marcelo Pita, de 15, orientados por Maria Zita Ro-

FOTO: CORTESIA

drigues, e que transportaram, com orgulho, a bandeira venezuelana. Ambos os atletas lançaramse à água nos estilos bruços, mariposa e livre, nos quais Ana Cristina obteve a máxima distinção, enquanto Pita conseguiu o ouro nos dois últimos

estilos, e a prata em bruços. A última competição na qual os atletas tiveram a oportunidade de participar foi com equipas do liceu Jaime Moniz, onde ambos conseguiram a medalha de ouro. Uma vez mais, a coordenação da representação venezuelana esteve a cargo de Inácio Pereira, que, pese embora os contratempos por parte da organização na Madeira, que duas semanas antes informou Caracas que não havia disponibilidade de passagens aéreas para os atletas venezuelanos, conseguiu o patrocínio de empresas como a Auto Premium C. A., o hotel Montaña Suites e a International Paper Company, que se encarregaram dos gastos da deslocação entre a Venezuela e Portugal, tanto dos jovens como da tutora.!

31

Inscrições para os Jogos FECEPORVEN até 30 de Junho Sergio Ferreira Soares sferreira@correiodevenezuela.com

A direcção da Casa Portuguesa do Estado Aragua está a ultimar a preparação dos XIII Jogos Nacionais da Federação de Centros Portugueses da Venezuela (FECEPORVEN), que terão lugar entre 13 e 16 de Outubro no mencionado centro. Segundo os responsáveis do evento, o prazo para as inscrições termina na quintafeira, 30 de Junho. Para este evento, foi estabelecidos um total de 28 disciplinas desportivas que compreendem as diferentes categorias de futebol, futsal, softball, voleibol, ténis de campo e de mesa, natação, bolas crioulas, karaté, xadrez, dominó, malha, matraquilhos, sueca, canasta, casino, bisca e pool português.! PuB


O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas,

26 de Maio a 01de Junho de 2011

www.correiodevenezuela.com

encontro com: Karen Bitton

Ser verde é um estilo de vida Esta simpática loura gosta de todas as facetas da sua profissão Silvia c. Di Frisco sdifrisco@correiodevenezuela.com

Karen Bitton Wartelle nasceu em Caracas, a 2 de Novembro de 1976. Fez estudos na área da publicidade, especializando-se em marketing, e estreou-se nos meios de comunicação em 1999. Foi animadora do canal nacional Televen, modelo de inúmeras campanhas publicitárias e locutora na emissora La Mega 107.3FM. A sua incomparável voz acompanha os venezuelanos todos os dias através da rádio, na Planeta 105.3 FM, e da televisão, no canal por subscrição E! Entertainment Televisión. Para além disso, é voz de importantes anúncios publicitários e apresenta, na Globovisión, os programas micro ecológicos ‘Se habla Verde’. Esta simpática loura gosta de todas as facetas da sua profissão, pondo o máximo empenho em cada um dos projectos que empreende. Define-se como amante da Natureza e defensora dos direitos dos animais, adora desportos, e a sua presença em qualquer lugar implica muita atitude, estilo e feminilidade. Quais os adjectivos que melhor descrevem a sua personalidade? Perseverante e exigente.

tem alguma recordação de infância que queira partilhar? Em Dezembro, os mais meus pais faziam um super Natal. Vivíamos no Canadá e a varanda estava coberto de neve, pelo que o Pai Natal deixava as pegadas, as portas entreabertas, e comia as nozes todas. Nunca poderei esquecer tanta emoção! Qual o aspecto do qual desfruta mais na sua carreira? Gosto de ver os meus projectos a se concretizarem e a crescerem. Para além disso, desfruto da relação que tenho com o público, e a constante aprendizagem que experimento no dia-a-dia. Qual é a chave do êxito? A constância, a perseverança e o desejo de evoluir. o que mais a chateia? As mentiras, a injustiça e os maus-tratos a todos os níveis. o que nunca esquece antes de sair de casa? Pedir a Deus que cuide de mim e que me devolva sã e salva. Que profissão jamais exerceria? Nunca trabalharia num talho. Qual o local mais belo do mundo? O meu país, a Venezuela. A sua fauna e flora são únicas no mundo. Quando viajo pelo meu país, sinto que desfruto plenamente de cada recanto

deste lugar do mundo tão belo, mas tão descuidado. como podemos fazer do Planeta um lugar melhor? Respeitando-o sempre e cuidando dele todos os dias, não apenas quando nos lembramos. Se Fosse feito um reality show sobre a sua vida, como se chamaria? Karen, o seu planeta & Friends. Quais os seus projectos de futuro? Continuar a levar a cabo as minhas iniciativas ecológicas com actividades como locutora, e também ser mamã (risos). Ser mãe será um grande projecto de vida no futuro.

Que opinião tem da comunidade portuguesa na Venezuela? Sinto que a presença de lusitanos no nosso país é muito valiosa. Eles representam um contributo muito importante para a sociedade, para além de serem pessoas muito respeitáveis e honradas. Foi sempre uma das comunidades mais lutadoras. recorda algum episódio relacionado com Portugal, algum português ou luso-descendente? O meu melhor amigo, Armando, é português. Como verão, tive a melhor das experiencias com ele. Gosto muito dele. como se relaciona com as pessoas da comunidade? Sempre me mostrei cordial,

amável, respeitadora das suas manifestações culturais, educada; e sempre estive disposta a ajudá-los no que seja necessário. Que mensagem deixaria aos leitores do correio da Venezuela que a seguem? Como sempre, a minha mensagem para eles é que sentir, pensar, actuar e falar ‘verde’ não deve ser uma moda, mas sim um estilo de vida. Por esta razão, devemos aprender verdadeiramente a valorizar e sobretudo respeitar o que nos rodeia. Temos que deixar de ser tão egoístas e começar a estar em harmonia com o nosso ambiente. Esse é um dos melhores caminhos para conseguirmos ter paz e sermos mais felizes.!

Correio da Venezuela 408  

Edición 408

Correio da Venezuela 408  

Edición 408

Advertisement