Page 1

Ano 11 . Nº 7. Dezembro | 2013 . R$ 8,00

ENTREVISTA

Argemiro Luis Brum e os enredos econômicos

COTIDIANO

Ir à escola de van: opção atraente para pais e estudantes

Foto Andreia

Gessy, Elenir, Adriana, Terezinha, Chica, Dulce e Eliana na festa anual que celebra as mulheres


“Termine 2013 linda... comece 2014 maravilhosa. afinal, você merece! Thyers”

Thyers


índice emPresa

Olivercon dá um salto de qualidade e consolida sua marca em novo endereço

esPOrte

Casais da Afucoper conquistaram título inédito em campeonato estadual de bolão

emPresÁriO

Gilberto Weber comenta sobre suas estratégias de sucesso à frente da empresa Mundo Doce

entrevista

Economista Argemiro Luis Brum e as questões econômicas que afetam nossa vida

eDUCaÇÃO

Ceap mostra sua experiência exitosa de implantação do Ensino Fundamental de 9 anos

COtiDianO

Por segurança e adequação de horários, estudates aderem ao transporte coletivo e as vans multiplicam-se pelas ruas da cidade

nOite Das mUlheres

Quatro páginas para conferir tudo que rolou na festa de mulheres para mulheres

inaUGUraÇÃO

A recepção no novo Salão Beleza Humana, com lançamento da nossa edição de novembro

6 8 10 15 22 26 42 48

nOviDaDe

DanÇa

CUltUra

Escola de dança Baillare traz para Ijuí a Zumba, novidade que é febre nas academias

Mais espaço para a música clássica apareceu na Fenadi 2013 e teve boa repercussão

4 | STAMPA

E

Muito a conferir

sta última edição de 2013 é mais uma que vem duplicada no número de páginas, de forma a abranger tudo que pautamos como de seu interesse e agrado. Também estão reunidos aqui vários profissionais e empresários que elegeram a Stampa para mostrar a você ideias, sugestões, novidades e conquistas. Com sua vocação de promover, valorizar e mostrar tudo que Ijuí tem de bom, Stampa é o meio pelo qual a cidade se vê refletida em seus melhores ângulos. Mostrar significa também inspirar, provocar e contribuir para o crescimento e aprimoramento de todas as nossas vivências. .... Economia tem implicações em tudo e para todos. Se você acha que não entende nada e que é coisa complicada, provamos o contrário na Entrevista com Argemiro Luis Brum. Apesar da erudição, e ao contrário de muitos de seus pares, ele não fala difícil, e é sempre capaz de nos fazer entender o assunto. Na área educacional, mostramos a crescente adesão ao transporte coletivo por parte dos estudantes para ir à escola, e o bemsucedido processo de implantação do Ensino Fundamental de nove anos no Ceap. Com destaque de capa e em quatro páginas está a cobertura da Noite das Mulheres, nossa promoção anual em conjunto com BPW Ijuí e Líbera Marin, com trabalho fotogográfico de Foto Andréia. Outra cobertura em evidência é a inauguração do novo Salão Beleza Humana. Também damos notícias de mais ijuienses que vivem longe e falamos de cultura, esporte e viagens, dança. ... Receba mais esta edição com nosso abraço, junto aos votos de que tudo de bom aconteça para você em 2014. E conte sempre com a Stampa! Iara Soares

stampa@jornaldamanhaijui.com Ano 11 - Nº 7 | Dezembro | 2013 PublicAção GráficA e eDitorA JorNAlísticA seNtiNelA ltDA cNPJ: 87.657.854/0001-23 ruA AlbiNo breNDler, 122 - foNe: (55) 3331-0300 98.700-000 iJuí/rs Diretor eDmuNDo HeNrique PocHmANN

56

eDição e textos iArA soAres iara@jornaldamanhaijui.com colAborADores cArlos Alberto PADilHA, leilANe oliveirA, PriscilA HelDt, mAríliA, muNAretto, Deise morAis, mAristelA mArtiNs, serGio corrÊA imPressão ciA De Arte (55 3331-0319)

57

Assinatura semestral: r$ 45,00 - ligue 3331-0300 Informações contidas em matérias comercializadas são responsabilidade integral das empresas e/ou dos profissionais.


Neste Natal, deixe seus laรงos ainda mais presentes. pormaislacosdecarinho.com.br


Olivercon - Evolução constante A

história de superação do Olivercon iniciou há 13 anos, em 2000. A dedicação de Noemi foi o primeiro impulso para iniciar um trabalho que viria, logo mais, se consolidar no mercado ijuiense. Cada momento foi importante para o crescimento e pelas conquistas de todo o grupo. Os primeiros cinco anos de trabalho foram na busca por se estabelecer. A jornada inicial foi difícil, e apenas a partir dela, o trabalho começou de fato a fluir, superando os custos de funcionamento do empreendimento. Depois desta etapa, se iniciou o período de identificação, já que até então a empresa era conhecida como o Escritório da Noemi.Foi preciso buscar um nome que se tornasse conhecido na área empresarial, para que a empresa pudesse efetivamente se desenvolver. Começa então o trabalho referenciando a marca Olivercon, e buscando atrair novos clientes, o que se caracterizou como uma jornada interessante para toda a equipe. Em 2009, foi elaborado um planejamento estratégico e surge a definição de que, em cinco anos, a estrutura física seria totalmente modificada. A percepção tida era de que a qualidade do trabalho prestado não estava de acordo com o local onde era realizado, não demonstrava o potencial da empresa. Ainda no ano de 2009 aconteceu a reestru-

turação de pessoal, além da reengenharia dos softwares usados pelos profissionais de contabilidade do escritório. Essas duas primeiras mudanças foram responsáveis por um grande salto de qualidade no trabalho, e também pelo começo do planejamento para troca de endereço, que deveria acontecer no prazo de cinco anos. Agora, finalizando o quarto ano, a equipe Olivercon já está se preparando para esta mudança total, reutilizando apenas os arquivos de clientes de softwares de trabalho. A realização da mudança ocorre baseada na crença de que, tendo uma estrutura mais agradável e moderna, haverá muito crescimento. A mudança visa, mais do que nunca, que os funcionários expressem seu verdadeiro potencial e se sintam bem fazendo seu trabalho em um ambiente agradável, bonito e onde as coisas tenham maior funcionalidade. Por outro lado, como o mercado consumidor dos serviços do Olivercon são os clientes e o empresariado em geral, eles também poderão desfrutar de um ambiente agradável, e transmitindo ainda mais confiança. O novo endereço é na Rua 12 de Outubro, 428, Edifício Titã. A mudança definitiva de atendimento acontece neste mês, e o clima, é claro, é de muita ansiedade. Este momento marca o final de mais um ciclo na história do Olivercon. A empresa se consolidou com a melhora contínua

dos serviços prestados, o que representou um salto de qualificação tanto pessoal como de operação de processos e serviços. O destaque, atualmente, é para as tecnologias contábeis e processos modernos que a Olivercon realiza. Os clientes têm à sua disposição soluções relevantes, tanto na gestão estratégica quanto na contabilidade gerencial. A grande novidade para os clientes é a disponibilização de novas e modernas ferramentas da web, através do site www.olivercon.com. que permite realizar muitas operações de casa em um escritório virtual 24 horas por dia, no momento em que preferir. A equipe que ingressa no Olivercon nessa nova fase é formada por profissionais graduados ou acadêmicos em contabilidade, para manter todos os colaboradores no mesmo ritmo de trabalho. O método usado para rendimento no trabalho é baseado em um plano de objetivos traçado a cada novo mês pelo próprio funcionário. Os que se destacam neste cumprimento de metas e realização do trabalho são convidados a integrar a empresa como parceiros. Para isto, foi criada a Soluções Empresariais Olivercon - SEO. que mostra ao colaborador o caminho para suas realizações. “O cliente é o nosso principal ativo. Tudo que fazemos é para melhores serviços”, afirma Erasmo Oliveira, diretor administrativo do Olivercon.

TECNOLOGIAS CONTÁBEIS TM

CONECTE-SE COM A VANGUARDA DAS SOLUÇÕES EM TECNOLOGIAS CONTÁBEIS E IMPRIMA AGILIDADE EM PROCESSOS MODERNOS E MAIS EFICIENTES CRC RS 005400/O

BREVE EM NOVO ENDEREÇO

Rua 12 de Outubro, 428 - Centro | Ijuí/RS | 55.3333.5637 | www.olivercon.com


Objetivos alcançados, recompensa em grande estilo

Pela Europa de cima O cirurgião plástico Emilio Andary e sua esposa Vera percorreram o norte e nordeste europeu em outubro

U

m roteiro pela Escandinávia era um de- mente sabores - a culinária, as bebidas, as sejo antigo do cirurgião plástico Emilio especiarias; e nesse sentido, foi uma viagem Andary Filho, um dos poucos roteiros que que consideraram muito proveitosa. Embora faltava percorrer na Europa. Eles estiveram outubro tenha temperaturas mais amenas na Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia, por lá, o frio foi companheiro de viagem, o e complementaram com passagem pelos que não chegou a ser um problema para o Países Bálticos - Letônia, Lituânia e Estônia. casal, que aprecia mais o inverno do que o “Os Bálticos, especialmente a Letônia com verão. No total, foram 15 dias de viagem, sua capital, Riga, e Tallin, na Estônia, são dispendidos em muitos programas cultulugares encantadores, com beleza natural e rais - a característica da região, e lugares de Equipe da Olivercon nas Cataratas do Iguaçu grande beleza paisagística, como os fiordes muita história”, comentou o médico. O perfil de viajantes do casal é dos que noruegueses, os lagos suecos, planícies e bosques nos Bálticos. se adedicam a Olivercon descobrir eaexplorar especialmaior geradora de energia hidroelétrica do mundo. A força represada trabalho de valorização de objetivos levou equipe do

O

foi objeto para uma analogia: de um lado água parada e calma, e do foi data escolhida para os colaboradores do escritório de conta- outro, quando essa força aparentemente inerte é liberada e gera enerbilidade desfrutar dos benefícios alcançados através do cumprimento gia. “Isso faz pensar em nós mesmos, pois quando liberamos nossas de metas de um projeto diferente. O sistema de premiação é adotado potencialidades, geramos energia e movimento também”, comentou desde 2009, e faz com que o grupo desenvolva atividades extras, in- Erasmo. Apesar da relação entre a equipe já ser intensa no dia a dia, a clusive fora do ambiente de trabalho. As primeiras experiências desse projeto levaram o grupo às Ruínas viagem representou uma oportunidade a mais de se conhecerem e de São Miguel e Panambi, em 2009 e 2010, e para a Serra Gaúcha, nas passarem algum tempo juntos fora do ambiente de trabalho. Na volta, cidades de Gramado e Canela, em 2011. Neste ano, marcando nova- o comentário geral foi sobre a interação nos dias de passeio, pois tomente o plano de incentivos desenvolvido pelo Olivercon, aconteceu dos conseguiram efetivamente se relacionar distensionados, cada um a viagem para Foz do Iguaçu. O lançamento do projeto aconteceu no mostrando mais sua personalidade de forma descontraída e tranquila. Isso trouxe também maior aproximação da equipe. final de 2012, o que já gerou expectativa de toda equipe do escritório. Depois dessa experiência marcante, a equipe participou de outra O ano todo foi de muito trabalho para cumprir uma série de prerrogativasencantaram antes do passeio, sendo que todas as metas e prazos esta- iniciativa: no início do mês fez uma visita à Sabeve, onde levou lanches Tradições belecidos já Estônia foram cumpridos no mês de outubro. Não só o trabalho e presentes aos idosos que vivem lá. Vera em Tallin, Roteiro com cultura e história Helsinque, Finlândia: sem problemas com o frio dentro do escritório foi incentivado, mas também as questões sociais e culturais. Dentre as atividades propostas ao grupo esteve a leitura Durante a viagem, de livros e posterior explanação destes para os colegas, buscando aí uma passada pela técnicas de apresentação coletiva. Durante este período as ações soUsina de Itaipu ciais também ganharam atenção especial, sendo desenvolvidas em Leda na Praça Vermelha, instituições da cidade. com o Kremlin ao fundo: Os funcionários Olivercon são incentivados ter posicionameno lugar emana poder Rogério edoLeda Souza conferiram deaperto o poderio e a beleza to, saber se expor, habilidades exigidas para o trabalho com clientes. destino final ede viagem pelosão antigo império russo Por esse fator,do as país, atividades culturais inclusive leitura incentivadas. Os funcionários têm, com palestras sobre desenvolvirandiosa noainda tamanho, na frequência, história e nas tradições, a Rússia é um destino ainda mento pessoal de competências, de programação pouco elegido pelos turistasalém brasileiros em geral,neurolinguístiembora se saiba que desperta ca. “Ocuriosidade. nosso funcionário sabe falar em público, sabe muita Pois ohoje médico Rogério Machado deproduzir Souza euma sua esposa Leda, que eficiente, sabe se expressar publicamente”, afirma o proprietájáreunião estiveram em muitos lugares mundo afora, incluíram o país na sua principal viagem rio da empresa, Erasmo Oliveira. de 2013. Viajaram acompanhados do irmão dela, Luiz Artur Fogliatto e sua esposa Além disso, outro método faz parte da estratégia especial desenagosto, por terra, céu e mar, em volvida pela empresa, a realização de micro Lisete, reuniõesem diárias, espaço um roteiro que teve a Rússia por destino destinado à discussão do dia anterior e o planejamento para o próximo. final, passando pela Suiça, Polônia, pelos O nível de comunicação da empresa é altíssimo, o que torna a emprepaísesestá do acontecendo antigo império russo - Lituânia, sa coesa e com noção exata do que efetivamente Letônia e Estônia, e Finlândia. nas operações e até dentro das relações. Emoção e um banho NaOlivercon, Rússia, conheceram São PetersburConforme programado, então, para a equipe o feriado abaixo das quedas go e Moscou. Para Stampa, Leda contou de Proclamação da República já começou no dia 14, com a ida para d’água nas Cataratas que ficou sentiu a opulência a fronteira, na cidade de Foz do Iguaçu. O grupo hospedado no e poderio do país No Palácio Peterhof, São Golden Tulip, hotel escolhido a dedo para recepcionar bemreferentes a equipe. à história de Catanos lugares Petersburgo: é tudo ouro Após a chegada e um breve descanso, o próximo já foi momento rina - dia A Grande, e nos principais atrativos de conhecer as belezas de Foz e um dos principais turísticos culturaispontos e arquitetônicos que percorreda cidade, as Cataratas do Iguaçu. Lá aconteceu uma das experiênram, como a Praça Vermelha, com o impocias mais emocionantes da viagem, o passeionente de barco por baixo das Hermitage, Palácio Kremlin, Museu quedas d’água. Peterhof, o lendário Teatro Bolshoi, o metrô A pedido dos colaboradores, o dia seguinte foi momento de co- e cafés. A gastromoscovita, os parques nhecer o país vizinho, Paraguay, e as diferenças vistas e vividas nos nomia, conta, contempla especialmente dois lados da fronteira. “A experiência foi transcultural e muito importanas carnes de caça e os frutos do mar, crete, pois além de fazer a viagem, pudemos fazer o contraste”, relatou mes e consomês, e doces saborosos. O Erasmo. A ida até o Paraguay despertou a equipe para a valorização do casal ijuiense destacou a ótima estrutura Brasil, e a visão de que são muitas as qualidades encontradas aqui e que este é, sim, um lugar bom para ser viver. e acolhida ao turista, avalizando o roteiro Rogério o metrôvisitado de para quem tem, que como Outroapreciando ponto turístico pela equipe foi a Usina de Itaipu, é eles, curiosidade Igreja Russaexperiência de 1.000 ano,diferente. na Estônia O feriado do dia 15 de novembro a uma

Na imponente Rússia

G

Moscou: arte por todos os lados

em descobrir novos mundos.

STAMPA | 59 STAMPA |7


Bicampeão mundial incentiva novos talentos E

João Derly esteve com alunos da equipe Sogi/EFA e do Projeto Judô Cidadão

le foi o primeiro brasileiro a conquistar o Mundial de Judô, em 2005, no Cairo, Egito, ao superar na final o japonês campeão olímpico em Atenas, Masato Uchishiba. Subiu mais alto no pódio da categoria meio-leve (até 66kg), e foi escolhido pela Federação Internacional como o atleta de maior destaque entre todas as categorias. João Derly, revelado pelo Projeto Olímpico da Sociedade Ginástica de Porto Alegre (Sogipa), escreveu seu nome na história do judô brasileiro. Outras conquistas se seguiram, inclusive o bicampeonato mundial, sendo o primeiro sul-americano a ganhar duas medalhas na competição. Atual vereador do PCdoB em Porto Alegre, o ex-judoca esteve em Ijuí em novembro, e foi recebido no Ginásio Poliesportivo da Unijuí por alunos da Sociedade Ginástica, Unijuí e integrantes do projeto Judô Cidadão, de Panambi. Antes, esteve no Lar da Criança Feliz, no bairro Luiz Fogliatto, com alunos do Projeto Judô Cidadão. João Derly começou a se interessar pela política em 2007, quando foi a Brasília juntamente com outros atletas para lutar pelo aumento do orçamento da União para o esporte. Fundador do Instituto Pódium, voltado para a prática do Judô à crianças e adolescentes em Porto Alegre, onde são atendidos cerca de 400 novos atletas gratui-

tamente, o bicampeão começou a entender que havia a necessidade de uma maior representação de atletas na política e em outras áreas. “Os políticos estão um pouco desacreditados. Sempre gostei de causar impacto na vida das pessoas e tive a ousadia de concorrer a vereador. Parei de lutar nos tatames e dei esse passo concorrendo em Porto Alegre, e me elegi com boa votação. Política não é uma carreira, e estou aprendendo muito nestes 10 meses. Se for preciso concorrer a outro cargo, estarei pronto para representar o partido”, salientou. O ex-judoca, que também representou o Brasil nas Olimpíadas de Pequim em 2008 e conquistou inúmeros títulos na sua carreira, destacou a necessidade de importantes projetos de Judô nas cidades do interior. Entende que a massificação dos esportes nas escolas contribui bastante para o seu crescimento. João Derly confia no bom desempenho dos judocas brasileiros nos Jogos Olímpicos de 2016 no país. “O judô vive uma fase excelente e tem todas as condições de fazer a sua melhor participação em Olimpíadas. Desde 1984 vem conquistando medalhas em Jogos Olímpicos”, lembrou.Ele disse que gosta destes grandes acontecimentos que são importantes para a cultura esportiva do país.

Afucoper conquista título inédito no bolão A Sociedade União Afucoper Ceriluz de Ijuí é a campeã do 41º Campeonato Estadual de Bolão para Casais de 2013. O título inédito foi conquistado no dia 10 de novembro em sua própria sede, dando direito aos bolonistas ijuienses sediarem o Campeonato Brasileiro de Bolão para Casais em 2014. A Afucoper obteve 2.833 pinos com uma diferença de 48 pinos para o segundo colocado, a equipe Só Alegria, do Clube Esportivo e Recreativo São Martinho, que chegou a 2.785 pinos. A equipe de Ijuí no jogo decisivo empurrada pelo grito de sua torcida, que não deixou de incentivar um só instante, mostrou porquê é uma das principais equipes do Estado. O diretor de bolão Jonatas Palharini da Silva disse que a conquista coroou o trabalho que vem sendo feito nesta modalidade, na Ceriluz. “A nossa preparação foi muito forte. Sabíamos das dificuldades que seriam enfrentadas diante de adversários qualificados. Valeu o esforço. Treinamos durante

8 | STAMPA

três meses focados em busca da taça”, concluiu. No Campeonato Individual de Casais, a Sociedade União Afucoper também garantiu a primeira posição com João Fernando Costa e Claudia Silvana Pinno. A Afucoper Ceriluz teve estes atletas na conquista do Estadual: João Fernando Costa/Claudia Silvana Pinno; Parlon Roberto Lüdke/ Isabel Cristina Brigo Lüdke; Jorge Tadeu Ramos da Silva/Sandra Maria Palharini da Silva; Juarez de Oliveira Costa/Marili Costa; Santo Conceição Barreto de Souza/Eulália de Souza; José Roberto Sandri/ Neiva Gisela Sandri; Laércio Escobar Lutz/Anelise Erna Costa Lima Lutz; Sandro Bernardes Pinos/Emily Wagner Bierbach; Gilberto Luiz Bohrer/Angela Ferreira Bohrer; Rozeno da Silva/Jane Schmorantz da Silva; Walter Eugênio Bandeira/Maria Clenir dos Santos Bandeira; Celso da Silva Araújo/Sandra Cristina Seerig Araújo; Ernani Pinno/ Eredi Pinno e Jacir Tomazzi/Ariete Tomazzi.


EMPRESA

Uma receita de

empreendedor Equilibrar negócios e o tempo em família é primordial

Gilberto Weber comenta sobre suas estratégias de sucesso à frente das empresas Mundo Doce e Weber Distribuidora

S

er um empreendedor não se resume a ter boas ideias e querer transformá-las em uma empresa. Com o mundo em constante evolução, empreender exige estudo, dedicação, audácia, criatividade, relacionamento, persistência e paixão pelo que se faz. Em Ijuí, entre os nomes se destacam no meio empresarial e despontam como exemplo, é o empresário Gilberto Weber. É proprietário da Weber Distribuidora e da loja Mundo Doce, ambas fundadas em meados dos anos 80, e que contam, conjuntamente, com 88 colaboradores. Focadas em produtos industrializados, as empresas são fortes em linhas de chocolates, biscoitos, balas e chicles. A distribuidora também opera com algumas linhas de enlatados e materiais de limpeza. Para Gilberto, o sucesso empresarial parte do foco da venda, da harmonia com os parceiros fornecedores, e de uma filosofia pautada no envolvimento com as pessoas. “Nossas decisões são discutidas com os colaboradores envolvidos, seja na área comercial, administrativa ou de depósito. Nós conversamos sobre todas as mudanças e inovações, sempre oportunizando que todos

contribuam”, explica. Equilibrar os negócios e o tempo em família é outro ponto primordial para quem busca ter um empreendimento de sucesso. “É necessário ter, todos os dias, um tempo de lazer fora do trabalho. Eu procuro ter a noite livre com a minha esposa, duas vezes por semana nós vamos à igreja, reunimos grupos familiares e depois tiramos um tempo só para nós. Não podemos dedicar mais tempo a uma área da vida”, destacou o empresário. O sonho constante em estar entre os melhores e a vontade de aprender e fazer mais pela empresa em que atua, costuma ser um combustível diário para pessoas empreendedoras. Gilberto, por exemplo, costuma planejar e estipular metas para a empresa. “Este ano temos uma projeção de crescimento de 5% nos nossos negócios e para o ano que vem o estimado é que chegue a 7%. Temos, então, um projeto de renovação de nossa frota de caminhões e também de solidificação em relação a alguns fornecedores para o ano que vem. Nosso plano é que nossas marcas se tornem importantes para um número maior de clientes na região”, enfatiza.

Desejar o novo, se envolver com o processo e manter-se concentrado na realização do objetivo, fazem parte do pensamento bastante positivo de Gilberto. “Na vida é preciso aceitar os problemas para que eles não te controlem emocionalmente, e é necessário trabalhar muito para solucioná-los. Buscando a Deus todos os dias, equilibrando os papeis na vida e sabendo encarar os problemas, tudo fica mais tranquilo, inclusive os negócios”, observou. É com essa tranquilidade que Gilberto inaugura a nova loja Mundo Doce, que está completando 31 anos, trazendo um novo conceito. “Essa mudança de endereço traz também produtos melhores ao mercado. Não buscamos oferecer apenas chocolates, queremos levar alegria ao consumidor”, acrescenta. Ele acredita que empreender é unir-se a quem deseja apostar no mesmo ideal e investir em qualidades como organização, equilíbrio, inteligência e persistência. “A sugestão que eu dou para quem deseja empreender, é, também, que todos os dias ao levantar cultive uma mentalidade em abundância, um pensamento para as coisas boas”, aconselha Gilberto Weber.

Um lugar para empreendedores Localizada no prédio do Sine, junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdet), a Sala do Empreendedor visa atender a comunidade e empresários de Ijuí. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ênio dos Santos, a sala surgiu para orientar e auxiliar os empresários locais e aqueles que querem abrir seus próprios negócios. “Estamos dinamizando a forma de atendimento. Agregando serviços, estaremos próximos da

Claudiomiro dos Santos, atendente, na Sala do Empreendedor: orientações e serviços 10 | STAMPA

comunidade, para que aqueles que querem empreender, formalizar negócios, informações de vagas e acesso ao microcrédito,recebam as orientações e serviços”, explica o secretário. A Sala do Empreendedor é uma parceria com o Sebrae e trará cursos de gestão e administração aos pequenos negócios. “Uma forma de conduzirmos esse processo é ajudando o pequeno empreendedor a vir para a formalidade e crescer de forma organizada. Aí entra o microcrédito, pois é importante que se disponibilize linhas de crédito, para fomentar seu próprio negócio”, destaca Santos. No local será emitido o CNPJ, alvará e haverá assessoria para que o empreendedor possa montar seu próprio negócio. “Se uma pessoa é prestadora de serviço e precisa emitir nota fiscal, pode procurar a Sala do Empreendedor que receberá as orientações”. O secretário informa que Ijuí conta com a Lei Geral, que beneficia pequenos e médios empresários nos processos de licitações do município. “Para o ano que vem, queremos implantar a Sala do Investidor, onde as empresas do município terão a oportunidade de negociar com investidores do Estado e do País, mostrando seus serviços”, adianta. Sobre a Sala do Empreendendor, o gerente do Sebrae em Ijuí Claiton dos Santos, comentou: “Há um número significativo de empreendedores que ainda permanecem na informalidade, e este espaço é o local onde poderão encontrar orientação adequada na busca da formalização.”


Aquarella Kids está de casa nova! Renovando as energias e entrando 2014 com tudo, a Aquarella Kids Buffet está em novo endereço, na Av. 21 de Abril, 1110, próximo aos trilhos, em Ijuí. A mudança de local surgiu da necessidade de expansão, a fim de poder comportar mais convidados nos eventos, e também para propiciar novos investimentos em brinquedos e atrações. O novo local é totalmente novo, amplo e conta com estacionamento próprio. A Aquarella Kids Buffet está crescendo e se especializando para promover festas cada vez mais sofisticadas e exclusivas, conforme as necessidades de cada cliente. Contate os serviços da Aquarella Kids Buffet pelos telefones (55) 8146.8888, 9607.2500 e 9121.7222, site www.aquarellakidsbuffet. com.br, ou facebook.com/ aquarellakidsbuffet.


Ortodontia Estética Dr. Daniel Mallmann, especialista em ortodontia A Ortodontia tem evoluído substancialmente nas últimas décadas, de forma a oferecer opções técnicas cada vez mais efetivas e estéticas em se tratando de aparelhos para corrigir os maus posicionamentos dentários. Segundo Dr. Daniel Mallmann, pode-se destacar a ortodontia lingual (quando o aparelho é colado por trás dos dentes) e os alinhadores transparentes (Essix Clear Aligner e Invisalign). Nos últimos anos essas técnicas tiveram maior repercussão e reconhecimento, mostrando vários resultados consistentes, além de vasta literatura disponível. São possibilidades àqueles pacientes que não querem se submeter aos aparelhos ortodônticos convencionas, principalmente os metálicos. De acordo com o Dr. Daniel Mallmann, a técnica de ambas as marcas de alinhadores são muito parecidas e consiste na moldagem dos dentes superiores e inferiores. Sobre esses moldes são confeccionados os alinhadores de acordo com prescrição do ortodontista. O alinhamento dos dentes é realizado progressivamente, e a quantidade de alinhadores depende da severidade da má oclusão.

Outubro é rosa, novembro é azul

S

eguindo exemplo do Outubro Rosa, em que o foco é o câncer de mama, o Novembro Azul integra a programação mundial para conscientizar o sexo masculino nos aspectos da prevenção do câncer de próstata. Em menos de 30 anos, a taxa de mortalidade nos homens brasileiros por câncer de próstata aumentou mais de 95%. Conforme o Ministério da Saúde, são mais de 50 mil casos novos todo ano, com o número de mortes ultrapassando os 12 mil registros. Como reforço nessa luta foi estipulada a data de 17 de novembro como Dia Nacional de Combate ao Câncer de Próstata, lembrado em Ijuí com uma caminhada pelas ruas centrais organizada pela Secretaria de Saúde, que distribuiu camisetas entre os primeiros a se engajar. A secretária Alexandra Lenz destacou que a ideia da campanha surgiu após a avaliação positiva do Outubro Rosa, quando houve um aumento significativo da busca das mulheres por exames. “Percebemos o quanto é importante destacar a prevenção”, comentou, informando que também foi constatada uma procura maior nas unidades por orientações e consultas, por parte dos homens.

Caminhada marcou o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Próstata em Ijuí, dia 17 de novembro 12 | STAMPA

Conforme o coordenador do Cacon do Hospital de Caridade de Ijuí, médico oncologista Fábio Franke, cerca de 30 novos casos de câncer de próstata são contabilizados todo o mês no Cacon, média de um a cada dia. A segunda maior incidência de câncer entre os homens é o de pulmão, depois os tumores na cabeça e pescoço, principalmente devido ao álcool e ao fumo, e o câncer no intestino, bastante comum devido à alimentação pobre em fibras. Conforme Franke, o câncer de pele também é muito comum, porque a maioria dos homens não usa proteção solar. “Tudo está diretamente relacionado à prevenção, educação e proteção. O homem não tem essa cultura, é por isso que é mais vulnerável para esse tipo de doença.” Franke destaca que é na consulta de rotina que o médico detecta doenças comuns e que demoram a apresentar sintomas, como é o caso do aumento benigno da próstata, recorrente a partir dos 50 anos. O trabalho de conscientização deve passar primeiramente pela escola, já que cada vez mais cedo, os adolescentes têm acesso a produtos que causam dependência, como o cigarro,” defende o especialista.


STAMPA | 13


Natal é mais aconchegante na Doce Lar

C

om grande experiência e trabalho consolidado no mercado, a Doce Lar trabalha com cama, mesa, banho, aromatizantes de ambientes, cortinas, persianas, papéis de parede. Para o final de ano, o destaque fica para as várias opções de presentes, desde kits de aromatizantes em miniatura, ou em tamanho normal de 350ml, como sabonete liquido e difusores de ambientes, saches de armário e gavetas. A Doce Lar tem opções ainda de relógios decorativos com aromas, kits de bebê, perfume para roupas de cama e banho. Os enfeites natalinos perfumados também são sucesso na decoração das portas e até da árvore de Natal.

Na linha de cama, a Doce Lar possui jogos de 4 e 3 peças em malha ou percal, lençóis avulsos, artigos infantis, edredons, cobre-leitos, jogos de banho, toalhas avulsas de rosto e banho. Dentre os artigos natalinos, a loja possui tapetes e capachos para porta, pano de copa, toalhas de mesa, além de roupões adulto e infantil, mantas para sofá, capas de almofada. As condições de pagamento são facilitadas, com descontos de 5 a 20% à vista ou parcelados em até 6x nos cartões, cheques ou boleto bancário. Vá conferir as diversas opções que a Doce Lar tem para o seu Natal.

Sushi House:

a versatilidade da cozinha on-demand A Sushi House Ijuhy é a primeira e mais completa casa especializada em comida japonesa em Ijuí e região. Desde a abertura da empresa até o presente momento a constância do bom atendimento fez evidente sucesso se consolidar. O crescimento é perceptível pelo comentário dos clientes e pela estrutura que já teve modificações e foi expandida, contando hoje com sede própria e mais colaboradores. O destaque da casa é o frescor de seus pescados e frutos do mar (coisa incomum para a região), além da versatilidade da cozinha on-demand, caracterizada pela fabricação do alimento somente na hora em que o cliente faz o pedido. A grande novidade agora é na forma de realização do pedido. Um site para compras. A criação do site da Sushi House Ijuhy promete facilitar a visualização, agilizar a compra e dar mais comodidade aos seus clientes. “O cliente poderá comprar o

14 | STAMPA

sushi desejado utilizando apenas um dedo, no conforto de seu lar, sem ter que falar com atendente ou esperar em filas no telefone ou até mesmo não conseguir contato.” diz Thiago. Com o site, os clientes poderão ver as fotos e escolher os produtos que desejarem. A empresa projeta um aumento de pedidos (assim como a necessidade de mais colaboradores) com a implantação do novo canal para pedidos. O site também comporta agendamentos, sistema já adotado pela casa. O funcionamento do site será o mesmo do já existente em que as entregas são feitas em Ijuí e região, de segunda a sábado, das 17h à 0h. Vale a pena conferir o novo site da Sushi House Ijuhy acessando www.sushihouseijuhy.com.br. O cardápio também está disponível pelo facebook.com/sushihouseij. O telefone para atendimento ao cliente é (55) 8422-1011.


Argemiro Luis Brum

O economista

que entendemos E

m economia, como na matemática, ele afirma, 2 e 2 são 4; ou seja, não deveria ser assim incompreensível como parece para a maioria. O que carece é estudo, de onde obtemos as ferramentas fundamentais que tornam esse - e qualquer outro tema, inteligível. Mas nesse esforço de entendimento de algo que afeta a vida de todos o tempo todo, contamos com um especialista capaz de destrinchar e cruzar termos, cifras, índices, gráficos, transformando-os em uma linguagem acessível. Argemiro Luis Brum é o cara. À sua impecável formação acadêmica, soma-se sua atinada visão da realidade e sua permanente disposição em servirse de seu conhecimento para nos municiar de informação tarimbada. Impossível pela limitação de espaço reproduzir aqui o currículo deste professor de economia e analista de mercado, ligado desde sempre à Universidade de Ijuí, onde iniciou sua carreia e permanece contribuindo na formação acadêmica e atuando na Central Internacional de Análises Econômicas e de Estudos Agropecuários (CEEMA), afora o hiato de quase 9 anos, entre 1984 e 1993, em que viveu na França, onde fez Mestrado e Doutorado. Filho de professores, o emérito Argemiro Jacob Brum e Vanyr Burtet Brum, casado com a socióloga e professora de francês Neiva, pai do jornalista recém-formado Maurício, Argemiro Luis faz nesta Entrevista o que dele sempre queremos: deslinda as questões cruciais da economia, com dados, análises e interpretações que nos permitem um entendimento mais acurado do que estamos vivendo e do que podemos esperar adiante. Por Iara Soares Hoje sua rotina de trabalho está focada na vida acadêmica – por que essa opção? Porque é na academia que nasci e me formei, porém, não me fixo unicamente nela. Não é aceitável, para mim, ser um professor em torno de quatro paredes, teórico, com pouca vivência da realidade, da prática. Aprendi com meus professores, a começar pelos meus pais, Argemiro Jacob Brum e Vanyr Burtet Brum, seguindo com Mário Osório Marques e outros tantos aqui da Unijuí, assim como muitos professores estrangeiros, que o fundamental é entender a prática para, posteriormente, teorizá-la. A teoria ajuda, sem dúvida, porém, nem sempre ela se aplica à realidade em que vivemos. Especialmente àquela que nos chega do estrangeiro. Assim, temos que entendê-la e adaptá-la ao nosso mundo, assim como fazer o mundo entender a nossa prática e realidade. Do contrário não avançamos. Desta forma, procuro ser um bom professor para todos os meus alunos, com os quais aprendo igualmente e de forma constante, mas também procuro atuar na vida das comunidades, procurando levar o meu conhecimento em favor de um melhor crescimento e desenvolvimento regional e nacional. Isso requer muito trabalho, porém, é gratificante, embora nem todos o compreendam. É importante frisar igualmente que tal postura me permi-

te sair da academia e trabalhar como consultor junto a empresas, particularmente do agronegócio, tanto aqui no Brasil como no exterior. Economia e matemática andam assim, juntas; mas não se pode dizer, em economia, que 2 e 2 são 4. A economia é mesmo um bichode-sete-cabeças, ou falta clareza em seu tratamento? Para mim a economia é uma ciência em que 2 e 2 são 4, sim. O que ocorre é que muita gente, por não conseguir entendê-la, pensa ser esse “bichode-sete-cabeças”. Na verdade, no mundo desenvolvido e na maioria dos países emergentes, ela é muito procurada. Isso porque nada na vida humana é feito sem passar pela economia ou sofrer os seus efeitos. Ou seja, ela é essencial. Aqui no Brasil, nosso maior problema é que a formação de base geral do país é deficitária, porque os poderes públicos não dão a devida atenção. Assim, não se aprende matemática, estatística, análises um pouco mais complexas. O grande desafio é transformar a linguagem econômica em popular, de compreensão de todos, e nós professores, estudiosos do assunto, temos essa obrigação. Qual foi o fato de maior impacto na economia do globo desde a virada do século? Sem dúvida nenhuma a grande cri-

Vocacionado para a economia: aprendendo e ensinarndo todo dia

se econômico-financeira mundial de 2007/08, a qual dura até hoje e está sendo muito difícil superá-la. Não é por nada que ela foi comparada com a grande crise de 1929. É provável que o mundo venha a ser diferente após a crise, desde que aprendamos suas lições da mesma. Aliás, os países que não corrigirem seu rumo a partir dos ensinamentos da crise, estão fadados a estagnarse, e mesmo retroceder.

Nada na vida humana é feito sem passar pela economia ou sofrer seus efeitos.

Quais fatos o senhor apontaria como mais significativos na economia brasileira em 2013? Há muitos fatos importantes, porém, chamo atenção para dois deles. O primeiro se cristaliza, infelizmente, na constatação de que nosso governo perdeu as rédeas da economia e a vem administrando no curto prazo, apagando incêndio, sem atacar os problemas estruturais, que já vêm de longa data. Com o agravante, por termos eleições presidenciais em 2014, de nada ser feito de concreto nesta linha até 2015. Isso nos reporta a dizer que 2014 e 2015 serão anos talvez ainda mais difíceis do que 2013. Infelizmente, pouca gente está entendendo isso! Em segundo lugar, se espera que a reação popular de junho/julho passados venha a provocar finalmente mudanças estruturais. A grande lição é que a população (não estou falando da >>>

STAMPA | 15


minoria baderneira) descobriu que não basta apenas ganhos materiais. É preciso avançarmos nos ganhos sociais, ou seja, fazer realmente um desenvolvimento no país, com melhorias substanciais na saúde, educação, segurança, infraestrutura etc.... E isso estamos longe de obter, com o agravante de que o modelo de crescimento, centrado no consumo interno, se esgotou, e não há nenhuma alternativa viável como proposta de substituição. Pelo menos por enquanto!

Não se cresce entre 0% e 3% ao ano apenas, sem consequências no setor produtivo e no emprego. É ilusão achar que estamos em pleno emprego. O que falta é gente formada para os empregos que surgem.

16 | STAMPA

E em âmbito internacional? O início, mesmo que tímido, da recuperação econômica dos EUA. Mesmo assim, longe do que se precisa. O mundo ainda viveu 2013 numa realidade de crise sem expectativas imediatas de saída. A população está acordando para o fato de que “dinheiro não dá em árvore” e mesmo os recursos públicos terminam, sem falar no fato de que eles são retirados do próprio trabalho da população. É por isso que a China, e aí temos um elemento importante, começa a fazer importantes reformas estruturais em sua economia, se tornando no melhor país capitalista do mundo na atualidade. Alguns países desenvolvidos e emergentes, igualmente já passaram a esse estágio, porém, não é o caso do Brasil, e isso preocupa muito. No cruzamento com a política, considerando fatores como o escândalo do mensalão e seus desdobramentos, a economia é atingida? De que forma? Sem dúvida que a economia é atingida, por muitos fatores. Primeiro, porque todo escândalo desta envergadura fragiliza o Estado e faz recursos escassos, necessários ao desenvolvimento do povo, desaparecerem pelo ralo da corrupção e se concentrarem na mão de poucos, que nada fazem pela Nação. São os que usam o coletivo, via governo, para benefício próprio. Infelizmente temos muitos destes em todas as instâncias de governo no Brasil (obviamente, esta praga não é apenas brasileira). Em segundo lugar, quanto mais comprometido o governo com os escândalos, menor será sua liberdade de ação para corrigí-los e para impedir novos casos, pois mexe com os interesses dos favorecidos pelo sistema, que usam os meios democráticos (Congresso Nacional, por exemplo) para impedir qualquer lei ou decisão que venha a mudar o status quo que lhes favorece. É típico de país subdesenvolvido, e infelizmente essa é nossa realidade que está demorando muito a mudar. Mas um dia o caldeirão vai explodir e o estouro será tanto mais forte quanto mais tempo levarmos para corrigirmos a situação.

Qual é o real perigo da inflação no atual cenário? O Brasil tem como meta uma inflação de 4,5% ao ano, dentro de uma banda entre 2,5% e 6,5%. Para os padrões atuais do país, uma inflação acima de 4,5% se torna perigoso. E não é correto comparar com a inflação de antes do Plano Real, pois naquela época o Brasil e sua economia estavam em outro mundo. O mundo de hoje exige que, para manter a estabilidade, controlemos os preços ao redor de 4,5% e até menos que isso. Como estamos ao redor de 6% ao ano já há alguns anos, o cenário preocupa, pois a estabilidade fica comprometida e um retorno ao caos pré-Plano Real pode voltar. O próprio governo sabe disso e, diante do perigo, voltou a aumentar a taxa básica de juros, Selic, de forma importante em 2013 e, provavelmente, continuará um pouco mais em 2014. O problema central é que nossa inflação se alimenta pelo custo do Estado, que possui uma estrutura inchada que, para ser mantida, precisa da venda de títulos públicos, os quais movimentam um mercado financeiro que precisa de juro compensador para se interessar pelos títulos. E assim o círculo vicioso se forma. Sem reformas estruturais, o máximo que conseguimos chegar é nisto que está aí. Ou seja, o Plano Real com seus efeitos positivos, está se esgotando. É preciso um complemento importante, que até hoje não veio, que são as reformas estruturais que permitam baixar o custo do Estado, nos tornando mais competitivos e eficientes. Caso contrário, estacionamos. E estacionar, no mundo de hoje, é recuar. Dito isso, ajudou muito para a situação não piorar o fato dos diferentes governos terem mantido a estabilidade econômica. O problema é que neste ano o governo começou a maquiar dados econômicos, comprometendo o nosso futuro em relação a confiança mundial, numa clara ação eleitoreira e demagógica. O que se pode esperar da política de juros, que de uma sequência de quedas passou para uma de altas deve prosseguir assim? Em primeiro lugar, o Brasil nunca teve condições estruturais para baixar os juros a patamares considerados aceitáveis. O atual governo, no ano passado, tentou fazer isso “no grito”, demagogicamente. E aí entra a exatidão da economia. Sem os fundamentos a favor, tal ação não surte efeito. Foi como tentar, como se tentou na época do Plano Cruzado, querer baixar a inflação por desejo, por decreto, “no berro”. Isso não existe! Ora, em pouco tempo o mercado e os fundamentos de nossa própria economia, alimentados pela ineficiência da gestão pública, se encarregaram de mostrar que

não daria certo. O próprio governo se viu obrigado, no início deste ano, para não provocar um caos maior, rever sua posição e aumentar os juros rapidamente, fato que deverá prosseguir um pouco mais, já que a inflação continua incomodando e a dívida pública crescendo, porque o Estado gasta muito mais do que arrecada, além de gastar muito mal. O acesso fácil ao crédito facilitou a vida do brasileiro, mas o endividamento cresce. O modelo de manter o crescimento pelo aumento do consumo interno é interessante. Todavia, no Brasil, por questões igualmente eleitorais e demagógicas, foi espichado para além de nossas possibilidades. Ou seja, o governo, e muitos do setor empresarial e financeiro, levou a população a gastar mais do que podia, gerando um alto endividamento e alta inadimplência. Agora, com o retorno do aumento dos juros, as coisas se complicam ainda mais. Além disso, na economia real, já há desemprego e a geração de novos empregos diminuiu muito. Não se cresce entre 0% e 3% ao ano apenas, nos últimos três anos, sem consequências no setor produtivo e no emprego. É ilusão achar que estamos em pleno emprego. O que falta é gente formada para os empregos que surgem. Basta ver as enormes filas que se formam quando qualquer empresa anuncia abertura de vagas. Esse modelo se esgotou em 2013 e não tem mais fôlego para continuar. A não ser que o governo continue arriscando comprometer o que resta do Estado subsidiando a sociedade, gerando bolhas tipo a criada na área da construção civil. É preciso urgentemente que as pessoas e nós todos entendamos que acesso a crédito é importante, porém, se deve tomá-lo apenas quando se tem condições de pagá-lo e que o mesmo não comprometa o futuro da família, como vem ocorrendo com muitos. Ou vocês acham que o aumento considerável da violência nesse país se deve a quê? Se estivéssemos tão bem como dizem os governantes, a violência urbana teria que diminuir. E ela vem aumentando assustadoramente. Há muita coisa ocorrendo em nossa economia que poucos sabem ou querem saber! Os programas de transferência de renda realmente têm impacto positivo para a economia? Sim, tem impacto positivo porque permite que chegue mais renda às pessoas pobres e suas famílias. Portanto, a crítica que eles sofrem não deve se direcionar à sua extinção e sim à necessidade de qualificação. O Estado não pode perpetuar um sistema paternalista, pois não tem recursos para manter o sistema funcionando


eternamente. E hoje, pegando os dados do governo, 13,5 milhões de famílias, que somam por baixo 54 milhões de brasileiros, ou seja 27% de toda a população, vivem de benefícios estatais. É muita coisa! É preciso urgentemente que se construam portas de saída, via educação e formação destas pessoas, para que possam se manter em nível melhor de vida sem precisar do Estado continuamente. Mas pouco estamos fazendo para isso! E o modelo corre o risco de se esgotar, puxando novamente parte destas pessoas para níveis de vida muito baixos. Um retrocesso social que ninguém deseja! Trabalhador e classe empresarial julgam-se massacrados pelos impostos. O Brasil está em situação de reverter isso? Infelizmente, não. Hoje nossa carga tributária total está ao redor de 36 a 37% do PIB. É assombroso, se considerarmos os serviços públicos que nos chegam em retorno. Como o governo não faz reformas e continua a gastar mais do que arrecada, a tendência é o quadro piorar. É evidente que, da forma como está, a concentração de renda junto ao Estado é muito grande e improdutiva. Principalmente se olharmos os escândalos de corrupção que têm desviado, a cada dia, milhões de reais do setor produtivo e social. Ou se muda esta realidade ou continuaremos afundando. Aliás, analisando o quadro numa dimensão histórica, nosso país somente não “quebrou” definitivamente até hoje porque é realmente muito rico. O problema é que tal riqueza tem ficado na mão de poucos, comandados por interesses políticos que se encastelaram em Brasília há anos e de lá não saem. Pior: a cada eleição parte da população acaba os avalizando novamente. E tudo isso independe de partido político ou ideologia. É a turma do “se há governo sou a favor, desde que possa continuar me locupletando com o dinheiro público”. Ou se limpa isso ou jamais seremos um país desenvolvido! A vocação agrícola da nossa região é para sempre? Há perspectivas que possam promover um saudável desatrelamento dessa dependência? Não vejo demérito em termos uma vocação agrícola. Aliás, a produção de alimentos é a única que tem futuro garantido, pois as pessoas precisam comer para viver. O que precisamos fazer é potencializar tal vocação com maior agregação de valor, com associação de outras atividades que a venham complementar, com investimentos tecnológicos que diminuam sua dependência tão acentuada de clima e outros pro-

blemas, com políticas agrícolas de longo prazo e não de safra em safra etc. Precisamos muito mais infraestrutura do que temos hoje para que novos capitais se sintam atraídos para aqui investir. Temos potencial para ser mais fortes nesta área, e não apenas fazermos circular dinheiro que, após usar nossas terras e mão de obra, nos deixa migalhas e parte a enriquecer outros centros do país e do mundo. É uma questão que a sociedade deve encarar e desejar realmente melhorar. É possível, mas exige muito esforço e trabalho. Que setores responderiam de forma mais eficiente a investimentos para fortalecer a economia do município? Continuo acreditando que o agronegócio, através da consolidação de cadeias produtivas eficientemente organizadas, é um elemento essencial de crescimento e desenvolvimento de nossa região. Outras partes do mundo o fizeram e chegaram ao desenvolvimento. Portanto, a agroindustrialização em geral é um elemento a ser privilegiado. A partir daí, podemos fazer muito mais ainda na área de serviços, os quais poderão gerar um sistema empresarial de quarta geração, baseado na internet, informática, fibra ótica etc... Temos que pensar em novas possibilidades produtivas, que venham se somar à base econômica que temos e que, para mim, continuará sendo fundamental, desde que em constante modernização, atentando para as novas exigências ambientais contemporâneas. Isso requer visão abrangente e de longo prazo. Isso requer deixar de lado posicionamentos retrógrados que se espelham em conservadorismos ultrapassados. Os que assim estão, não desejam mudar para não perder poder regional ou coisa semelhante. Como o senhor vê o setor agrícola da região: tem bons resultados na equação investimento/qualidade/ produtividade? Nosso setor agrícola avançou muito. A prova está na atual safra de trigo. Claro que o fator climático ajuda muito, porém, não é mais só isso. Hoje agregamos valor ao setor implantando tecnologia de ponta ao nosso sistema produtivo e agroindustrial. A questão é gerar as condições para que todos os produtores alcancem este estágio, diminuindo a exclusão. Isso não é fácil, mas é possível. Há muitas tecnologias de produção que permitem tais avanços e que precisam ser seriamente discutidas e testadas. Aliás, se não fosse o setor primário em geral o Brasil, o Estado e a região não estariam registrando o crescimento que, mesmo diminuto, estamos tendo nestes últimos anos. Obviamente, vamos sempre ser de-

Dom Pedrito, 2012: agronegócio é um dos temas que o professor doutor costuma abordar frequentemente em seminários, cursos, palestras

safiados a melhorar, pois os custos são elevados e os riscos maiores nesse setor, porém, a sociedade regional já demonstrou que é capaz de vencê-los. Especialmente agora que temos uma juventude rural cada vez melhor formada. Mas precisamos criar as condições para ela se fixar na atividade. É preciso que ela se interesse em assumir responsabilidades como gerenciadores das propriedades da família. Para tanto, desenvolver infraestrutura que melhore a qualidade de vida no meio rural é fundamental para nossos municípios. No cenário eleitoral de 2014, que implicações podem advir da economia: há como segurar desempenho para faturar nas urnas? Para mim, a principal questão que está em jogo é a seguinte: qualquer que seja o governo eleito, ou ele faz as reformas estruturais, mesmo sabendo que serão doloridas para todos nós, ou estaremos empurrando o país para o precipício econômico. Nesse contexto, o governo que aí está não foi capaz, assim como os que passaram, de fazer as ditas reformas e, hoje, não possui mais condições para fazê-lo. Cabe ao povo analisar com profundidade qual será a proposta que efetivamente possa nos encaminhar para tais correções, impulsionando o país para melhorias sociais ainda maiores do que já conquistamos, com pragmatismo. Nesse momento, como sempre, é preciso ter muito cuidado com propostas populistas, que são bonitas no discurso, mas que jamais poderão ser cumpridas na prática.

Qualquer que seja o governo eleito, ou ele faz as reformas estruturais, mesmo sendo doloridas para todos nós, ou estaremos empurrando o país para o precipício econômico.

STAMPA | 17


Periimplantite: se você tem implantes dentários, saiba o que isso significa

Oscar

da política

Senadora gaúcha é considerada a mulher mais influente do Congresso Nacional

A

senadora gaúcha Ana Amélia (PP-RS) é a parlamentar mulher mais influente do Congresso Nacional, conforme lista divulgada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Ela também é a mais bem votada entre os parlamentares do Rio Grande do Sul que aparecem na lista. “Estar na lista do Diap é uma honra para o parlamentar, pois é considerado uma espécie de Oscar da política. Essa escolha aumenta ainda mais a responsabilidade no compromisso de atender às demandas da sociedade”, comentou a senadora. Na lista geral, Ana Amélia aparece entre os 20 parlamentares mais influentes entre os 594 congressistas. Está na 18ª posição. A lista é liderada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), seguido pelos deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Arlindo Chinaglia (PT-SP) e pelos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). A pesquisa do Diap é realizada desde 1994. Na primeira etapa, foram definidos os "100 Cabeças do Congresso”, levando em conta quesitos como poder e a capacidade de liderança dos eleitos na definição da agenda legislativa. A partir disso, 65 desses 100 parlamentares votaram nos dez senadores ou deputados mais influentes.

Michelle Bortolini, cirurgiã-dentista

Especialista em Implantodontia e Periodontia

H

oje a literatura aponta a doença periodontal como responsável pelo maior número de perdas dentárias, e aliado a isso, os implantes dentários tornaram-se a primeira escolha para a reabilitação desses espaços edêntulos. O Brasil é um mercado muito bem visto para essa indústria, pois nele habitam milhões de pessoas com necessidades ao nível da Implantodontia. Só no último ano, foram realizados cerca de 800.000 implantes dentários. Esse sucesso se deve às vantagens que a reabilitação por meio dos implantes tem sobre as demais reabilitações. Tais vantagens incluem maior estabilidade das próteses, o que aumenta a segurança e autoestima do paciente, maior poder de mastigação e a vantagem de preservar dentes vizinhos íntegros. No entanto, com o aumento de implantes instalados, houve também o aumento de complicações associadas a esse tipo de reabilitação como a mucosite periimplantar e a periimplantite. Assim como as doenças periodontais, as doenças peri-implantares são respostas do indivíduo de origem infecto-inflamatória à presença de placa bacteriana. E para os implantes, a doença similar à gengivite é chamada de mucosite periimplantar, ou seja, inflamação dos tecidos moles ao redor do implante, mas sem sinais de perda óssea, enquanto a periimplantite é comparada a periodontite, caracterizada pelo aspecto infecto-inflamatório dos tecidos moles ao redor dos implantes associada à perda óssea, podendo levar a perda do implante se não tratada. Quanto à pravelência dessas patologias, estima-se que 80% dos pacientes que possuem implantes apresentam mucosite em algum sítio periimplantar e a periimplantite acomete cerca de 28% dos pacientes com implantes e desses, em torno de 12 a 43%. Pacientes com histórico prévio de periodontite apresentam maior risco de desenvolverem periimplantite e algumas condições de risco como o fumo e a diabete também pode influenciar negativamente o aparecimento dessas patologias. Os tratamentos das doenças periimplantares estão sendo muito estudados, mas ainda não se determinou protocolos específicos de tratamento, mas a busca por profissionais especializados da área de Periodontia ou da Implantodontia se faz necessário para o tratamento dessas patologias. E principalmente, é de estrema importância que o profissional que realizou os implantes tenha a responsabilidade dividida com o paciente, para este manter a integridade e saúde das estruturas que suportam os implantes através de revisões sistemáticas de prevenção e proservação. E não devemos esquecer que o mesmo comportamento que levou o paciente a perder as estruturas dentárias, pode se não mudado, levar às mesmas consequências da perda de mais dentes ou dos implantes.


Casa [a] Arquitetura e Incorporações

executando projetos únicos na região

J

á são mais de dois anos de trabalho consolidado em Ijuí, e a Casa [a] Arquitetura está quebrando paradigmas no mercado. Os produtos diferenciados buscam satisfazer clientes cada vez mais exigentes, através de beleza e funcionalidade, priorizando também os mais variados gostos. Visionando novas oportunidades no mercado, foi criada este ano a Casa [a] Arquitetura e Incorporações, em sociedade com o renomado mestre de obras Irineo José Legonde. Com mão de obra qualificada sob a supervisão de Irineo, a empresa executa os projetos realizados pelo escritório, oferecendo tam-

bém novos produtos para o mercado imobiliário. O principal trabalho desenvolvido pela empresa neste ano foi o primeiro condomínio horizontal de alto padrão na região. O Solaris Residence é sucesso de vendas, e já de início imprimiu o trabalho inovador, sério e de qualidade feito pela construtora. Com o diferencial de executar residências em alto padrão, com estilo e exclusividade, contando com a total assessoria dos arquitetos Cláudia Legonde e Elso Engleitner Filho, a Casa[a] promete para 2014 novos lançamentos, que irão surpreender ainda mais o mercado.


Uma das Tigresas: apresentação 10

s Bruxas: feitiços de alegria Farmácia Central: sinônimo de qualidade A

P

resente no mercado ijuiense há 17 anos e com

Terezinha Sakis, de Cowboy Fashion, recebeufirmado a faixa dena Dama trabalho de credibilidade comunidade, da Noite de sua antecessora, a Chica, de Augusto Pestana, e a Farmácia Central está agora sob o comando de presentes da Stampa e Substância Gastronomia Light

um novo proprietário. Marco Aurelio Valentini

Patias assumiu aque franquia, Médico e enfermeiras vieram deque faz parte da Rede de Farmácias Cuba: perfeitas Associadas. no tema e na atuação O foco de toda a equipe da Farmácia Central é oferecer aos clientes atendimento diferenciado, a wfim de construir uma relação de respeito e confiança, oferecendo sempre o melhor preço. Contribuir para proporcionar saúde e bem-estar às pessoas, por meio da oferta de produtos, serviços e informações, também é meta da empresa. Além de toda a linha de medicamentos e

Combinando os cosméticos, a Farmácia Central tem outro diferencial: lançamentos possui parceria com o Banco Bradesco. Com isso, a de verão da farmácia realiza saques, depósitos, abertura de novas Unnipés, moda contas, pagamento de aposentados, pagamentos praia da Kika de títulos bancários, além de contas de água, luz e e solares da telefone. Óptica Wolff A Farmácia Central trabalha ainda com a linha completa de suplementos alimentares das marcas Probiótica, Midway e Suplan. O pagamento é facilitado, com crediário próprio em até 3 vezes sem juros. Dispõe de tele-entrega. Conheça a Farmácia Central, na Rua Floriano Peixoto, 196, ao lado do Ceap; telefones 3332-9368 ou 3333-7677.

Criativa: turma da Sempre Bela, de esmalte

egiã

ce ais

a,

médic

935 44 | STAMPA

Nutriox: elas têm a força!

Primeira-dama Gessy Ballin de vermelho, para Kika Moda Íntima: destaque na passarela

Kika Moda Íntima


O menino que Mauricio de Souza veio ver Jean adora receber visitas e compartilhar as historinhas da Turma da Mônica

Q

uis o destino que a história da família Kittlaus fosse bem diferente. Desde que nasceu, há quase 9 anos, Jean Carlos vive restrito ao ambiente de UTI Pediátrica do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI). A descoberta de severa doença muscular não permite que esta criança tenha uma vida normal, como as demais crianças. De acordo com a equipe médica, o menino sofre de doença muscular que não lhe dá força para fazer movimento respiratório. Ele precisa de ventilação mecânica e recebe alimentação por sonda gástrica. Conforme explica o médico João Zimmermann, o menino sofre de uma doença chamada Miopatia Congênita, que se caracteriza pela fraqueza muscular generalizada. A equipe de médicos, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas e outros profissionais soma cerca de 50 pessoas que buscam fazer com que

Desde que nasceu vivendo na UTI do HCI, Jean Carlos Kittlaus, 9 anos, acordava todos os dias com um só pensamento: conhecer Maurício de Souza e a Turma da Mônica. E ele veio.

aquele ambiente frio com máquinas, tubos e medicamentos, seja menos agressivo e mais acolhedor para o menino. Jean tem acompanhamento de uma professora que o incentiva a ingressar no mundo da leitura e também tem estímulo pelos vídeos, como os da Turma da Mônica. A mãe faz visitas diárias. “Nós sempre tentamos proporcionar o máximo de tempo possível para ficar com o filho. Ela tem livre acesso à UTI, fica o tempo que quiser, e inclusive, em algumas ocasiões já pernoitou com ele”, conta a enfermeira Angelica Cembranel. O pequeno Jean alcança grandes vitórias. “Quando o Jean recebeu o diagnóstico, disseram que ele não ia ter coordenação motora e hoje ele até consegue segurar a caneta na mão. Também diziam que não ia falar e hoje ele já fala. A primeira coisa que ele disse foi ‘mama’. Eu chorei muito”, lembra,

emocionada a mãe Eliane. A perspectiva de futuro para ele, de acordo com a equipe, é manter o tratamento. “Até hoje não há registro de cura para nenhuma destas patologias”, afirma a enfermeira. Mesmo assim, a mãe não deixa de alimentar a esperança: “Nós temos esperança com esses estudos das células-tronco, que haja uma possibilidade”, diz Eliane. Há um ano, o Jean acordava todos os dias com um só pensamento: conhecer o Maurício de Souza e a Turma da Mônica. “Oh, Maurício de Souza, vem me ver”, repetia ele. Com a proximidade do Natal, a família e os profissionais do hospital se mobilizaram, e durante várias semanas, articularam a vinda do criador da Turma da Mônica. Dia 7, o sonho se concretizou: Mauricio de Souza veio conhecer Jean e lhe proporcionou esse momento de grande felicidade.

ão: O HCI apresenta o melhor aparelho de tomografia da região:

e Tomógrafo Multi-Slice s 128 canais - Exames mais confiáveis e seguros, - Permite estudar pequenos vasos do corpo com precisão milimétrica,

co, - Imagens mais claras para melhor interpretação e diagnóstico do médico, - Ambiente humanizado, - Importado do Japão, - Atende os principais convênios e particular.

50 Faça o seu agendamento pelo telefone 3331-9350


Um novo Ensino Fundamental no CEAP Projeto dos nove anos qualifica a educação

O

próximo ano vai ser um marco na história do CEAP. Desde que foi criado no país, o Ensino Fundamental de 9 anos passou a ser literalmente construído na escola. Mesmo no Rio Grande do Sul, que ao contrário dos demais Estados decidiu pela implantação gradativa, boa parte das escolas fez a simples troca de nomenclaturas, em que o último ano da Educação Infantil passou a ser 1º ano do Fundamental e assim sucessivamente. O CEAP fez tudo novo. Esse pioneirismo permitiu uma profunda reflexão sobre cada série, seus objetivos e conteúdos. “Foi a possibilidade de revisar tudo. Os parâmetros curriculares do Ensino Fundamental são nacionais, mas como organizá-los dentro dos 9 anos passava a ser um bom desafio”, conta o diretor do CEAP, Gustavo Malschitzy. Desde o início do processo, o foco da equipe pedagógica e dos professores foi aproveitar de fato o ano a mais dado ao Ensino Fundamental. “Isso demandou muito estudo, trabalho, empenho do grupo de professores e investimento. Horas de leituras e discussões de textos, convidados especiais de várias áreas para poder levar em conta, em cada ano do Fundamental, a faixa etária correspondente, suas possibilidades, maturidade e condições de aprendizado de cada conteúdo”, revela Malshitzky.O longo e árduo trabalho gradativamente fez nascer os novos anos do Ensino Fundamental. “Ajustamos a carga horária de cada disciplina levando em conta o que é preciso, por lei, fazer, mas perceben-

do quando é o melhor momento de fazer, observando a maturidade dos alunos em cada idade”, diz o diretor. O processo do CEAP chamou atenção. Na Rede Sinodal de Educação, a escola é referência no assunto. Professores e equipe pedagógica já participaram de eventos de universidades e redes de ensino, socializando a experiência do CEAP. A avaliação é de que o novo Ensino Fundamental do CEAP tem trazido mais equilíbrio entre as diferentes áreas de conhecimento. “Resgatamos mais as disciplinas da área de humanas, sem prejuízo às exatas, já que nossa carga horária é substancialmente maior na comparação com a média das escolas. Nossos alunos do Fundamental vão chegar ao Ensino Médio mais preparados”, afirma o diretor. Vivências - Com um ano a mais no currículo, aliado à carga horária maior, o CEAP tem possibilitado aos alunos do Fundamental vivências e experiências que permitem que os conteúdos sejam aprendidos de várias formas. Aulas práticas e passeios de estudos são constantes. Bem como as aulas de língua estrangeira desde os pequenos, hora do conto e jogo dramático. Ou, outro exemplo, a divisão de Artes nos anos finais em três partes, contemplando a música, artes plásticas e arte dramática. Ganha a educação, ganham as famílias que apostam na proposta do CEAP e ganham as crianças que desfrutam de uma escola mais adequada a suas necessidades e realidades.

Alunos do novo Ensino Fundamental vão chegar melhor preparados ao Ensino Médio

Passeios de estudos possibilitam vivências significativas

O estudo da sala de aula se complementa em viagens de estudos

Maturidade da criança em cada faixa etária norteou revisão do projeto pedagógico


Gráfica Pampa

Pilates Studio Gym

Convites de formatura

Mais saúde, mais qualidade de vida

O

método Pilates é a forma mais eficiente para viver com mais saúde, disposição e bemestar. Na união do corpo e da mente, Pilates proporciona ganhos fundamentais para a qualidade de vida e pode ser praticado em qualquer idade. O educador físico Donato Dreher, do Pilates Studio Gym, relaciona como benefícios da prática do método o aumento da flexibilidade, o delineamento muscular e o fortalecimento da musculatura estática, modelando o abdômen, o realinhamento postural, e o aprimoramento da coordenação motora, da concentração e respiração. Os exercícios são lúdicos e ótimos também como complementação da prática esportiva, potencializando o desempenho. Conforme Donato, a prática de Pilates contribui para a diminuição de dores na coluna, pois focaliza o alinhamento, a simetria corporal e a contração isométrica da musculatura abdominal durante a prática. À ampla relação de benefícios do Pilates acrescenta-se a eficiência contra a depressão, pois conecta a mente e o corpo, reduz a ansiedade e o estresse, além de otimizar a concentração, a respiração e o relaxamento, aspectos que contribuem muito para o combate aos sintomas depressivos. No Pilates Studio Gym as aulas têm acompanhamento individual de profissionais especializados, em um ambiente totalmente estruturado para a prática. A possibilidade de horários flexíveis facilitam a inclusão das aulas em qualquer rotina. Agenda um horário, sem compromisso, na Galeria Pochmann, Rua do Comércio, 344; fone 3333-3270.

A

o aproximar-se de sua formatura, lembre-se de que as pessoas que lhe querem bem, não podem deixar de estar ao seu lado. Para isto, o convite de formatura terá o importante papel de comunicá-las que chegou a hora de comemorar sua conquista. Convide com elegância e carinho. Mostre aos seus convidados o quanto eles foram importantes ao longo da jornada acadêmica e o quanto a presença deles trará ainda mais brilho, emoção e alegria para essa festa. A Gráfica Pampa atua no ramo de convites de formatura há mais de 5 anos e oferece a melhor qualidade em seus serviços. Na preocupação de entregar o convite dos seus sonhos, projetamos layouts exclusivos, com o que tem de mais moderno em termos de materiais e acabamentos: verniz localizado, prolam, hotstamping, relevo seco, relevo americano, verniz com glitter, lacre de cera, entre outros. Convites para turma ou individuais, na Gráfica Pampa você encontra modelos exclusivos, na Rua 19 de Outubro, 622, ou entre em contato pelo 3332-9207 ou 3333-1293

KARISMA recebe Prêmio Podhium No dia 20 de novembro, no Salão Nobre da Sogi, em noite de festa e comemoração, a Podhium Pesquisa e Publicidades divulgou e homenageou as empresas, profissionais e serviços que se destacaram durante o ano. Na categoria Cama, Mesa e Banho, a Karisma, pelo oitavo ano consecutivo, foi a empresa mais lembrada, e recebeu certificado e troféu das mãos de Angélica Cardoso, Modelo da Capa 2013 da Stampa. A loja Karisma está no mercado há 20 anos oferecendo produtos e serviços com qualidade e atendimento atencioso e especializado, que abrangem cortinas, cama, mesa e banho, moda íntima e moda praia. Confira na loja à Rua 14 de Julho, 131, fone 3333-3854; e fábrica na Rua 19 de Outubro, 548, fone 3332-1350, em Ijuí.

Dieine Orsolin, da Karisma, e Angela Cardoso

Karisma: 20 anos de qualidade e tradição Há 20 anos a Karisma deseja o melhor para seus clientes: bem-estar em seu lar. Que no próximo ano sua vida seja repleta de paz, saúde, amor, sucesso e realizações. Um Feliz Natal e um ótimo ano novo a todos nossos clientes, colaboradores, fornecedores e amigos! Loja: Rua 14 de Julho, 131 - Ijuí/RS - (55) 3333-3854 Fábrica: Rua 19 de Outubro, 548 - Ijuí/RS - (55) 3332-1350


COTIDIANO A utilização do transporte coletivo por estudantes cresce a cada ano e já altera o cenário do trânsito na cidade. Organização de horários e segurança influenciam os pais a optar pelas vans escolares

A

O novo meio de ir à escola

utilização do transporte coletivo entre os estudantes é cada vez mais frequente, sendo observado também pelos gestores dos educandários. Para a diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Rui Barbosa (Ruizinho), Beatriz Garay, o advento das vans escolares está ligado a inúmeros fatores que vão desde a entrada das mulheres no mercado de trabalho até a redução do grupo familiar, onde muitos pais optam por ter apenas um filho, no máximo dois. “A maioria dos pais hoje está optando por esse transporte para facilitar a organização dos horários das famílias, onde todos têm horários diferenciados, mas não dá pra colocar uma única coisa como fator preponderante para esta mudança”, pontua Beatriz. “Além disso, hoje há famílias menores, pais que mudam de cidade em busca de oportunidades de empregos e não têm familiares por perto, a mãe que não está mais em casa, e a família precisa se organizar.” Diretora do educandário há 11 anos, Beatriz destaca que o aumento na utilização de vans é visível, sendo que em torno de 30% do corpo discente da escola utiliza esse meio de transporte coletivo. “Muito também pela segurança das crianças, pois muitas crianças vinham à escola a pé ou de coletivo urbano, e no inverno, por exemplo, às 18h é escuro para irem embora sozinhas. Com as vans, os pais sabem que não vai acontecer nada no caminho e não há o risco de atrasos”, explica a diretora. Atualmente, 22 vans escolares estão cadastradas junto à Coordenadoria de Trânsito (CT) de Ijuí, órgão responsável pelo controle e fiscalização destes veículos. Conforme o coordenador Alessandro Schiefelbeien, aos motoristas de transporte escolar é exigido curso específico para a modalidade, onde recebem instrução sobre a segurança das crianças no trânsito. “O curso tem duração de uma semana e renovação a cada cinco anos”, esclarece. Com uma rotina dividida em plantões de 24h, aulas de pós em Gestão Pública, judô e os afazeres domésticos, a técnica socorrista do Samu Salvar de Ijuí, Carla Mello, formada em Gestão Pública e residente no bairro Pindorama, optou pela van para levar a filha Millena Mello Sartori, 8 anos, aluna da 2ª série do Ruizinho, no turno da tarde, à escola, no centro. “Eu optei pela van em razão do meu trabalho, pois conforme os horários eu não estou disponível para levá-la à escola”, explica. O uso da van permite a ela ganhar um tempo que geralmente se perde ao utilizar o veículo próprio. “Também tem a comodidade e a segurança, porque hoje em dia é mais prático pagar um transporte, do que todo dia levar e buscar com o carro próprio, e correr o risco de se envolver em acidentes, de se incomodar.” Motorista de van escolar há dois anos, Tiago Kruger transporta 46 crianças por dia, nos três turnos, dentro de uma faixa etária de 7 a 18 anos, até as escolas Técnica 25 de Julho, Ruizinho, Ruyzão, Ceap, Sagrado Coração de Jesus e Soares de Barros. Ele destaca que o aumento no número de vans escolares circulando pela cidade é notório: “Quando iniciei o trabalho com transporte escolar, eu tinha uma van. Depois, devido à demanda, adquiri a segunda e já estou pensando em comprar uma terceira”, conta. Para ele, o custo benefício aos pais proporcionado pelo transporte de vans também é um dos fatores que motivam a escolha: “A falta de tempo dos pais para acompanhar os filhos, devido ao trabalho, faz com que eles optem pela gente para levar as crianças, porque oferecemos um trabalho sério, prático, que além de gastar menos com o transporte do que com o veículo próprio todos os dias, também tem a segurança, porque pegamos a criança na porta de casa e deixamos no portão da escola, e vice-versa”, comenta Tiago. O custo mensal com o transporte escolar varia de R$ 100 a R$ 120.


Educare Baby estimula o

aprendizado em espaço acolhedor D

urante a infância, as condições oferecidas pelo ambiente e pelos adultos que cercam a criança são determinantes para a sua formação, no aspecto intelectual, emocional, social ou motor. A Educare Baby, preocupada em acompanhar a criança nesse processo intenso e cotidiano de descobertas e crescimento, disponibiliza professores preparados e espaço agradável, estimulante e seguro para proporcionar conforto e aconchego durante a primeira infância. Estimular a educação nessa fase da vida requer uma adequada estruturação do ambiente, de forma que priorize bem-estar e segurança às crianças, com a intervenção de profissionais com formação específica para o exercício de atividades e rotinas com bebês, como higiene, alimentação, estimulação sonora, tátil, motora, visual, vínculos e segurança. A escola oferece um ambiente acolhedor em que pequenas atividades diárias tornam-se hábitos sobre os quais a criança fundamenta sua autonomia. A Educare Baby dispõe de salas de estimulação visual, de estimulação motora, de estimulação auditiva e de amamentação, além de parque, dois refeitórios, banheiros, cozinha e sala de soninho. A Escola conta com uma equipe de pedagogas, auxiliares, enfermeira e nutricionista. Conheça o espaço planejado da Educare Baby e aposte na boa formação de seu bebê.

A escola oferece espaços amplos e adequados a todas as necessidades das crianças

Berçário foi criteriosamente projetado para proporcionar conforto e aconchego ao bebê


Várias lojas dentro de uma grande loja

A

loja A Boa Compra está mais completa, pois acrescentou à sua linha de produtos, tudo para cama, mesa e banho. Objetivando a concentração de vários segmentos em um único endereço, reaproveitou melhor o segundo andar da loja A Boa Compra, um espaço que, conforme Carmem Amorim Da Silva Lucchese, sócia-gerente da empresa, encontrava-se, até então, pouco utilizado. “Revitalizando a sobreloja conseguimos otimizar os serviços de atendimento aos clientes, oferecendo-lhes várias lojas dentro de uma grande loja. Além da variedade de tapetes, forrações e tecidos, oferecemos agora cortinas prontas, pijamas, roupões, toalhas, colchas e lençóis das melhores marcas existentes no mercado”, destaca. A loja A Boa Compra espera todos os clientes para conhecer esse novo espaço da sobreloja, situada na Rua 15. Neste Natal, A Boa Compra vai acompanhar os horários especiais do comércio.

agora Completa Mais

CAMA, MESA E BANHO

Vários segmentos reunidos no mesmo endereço

Tecidos - Tapetes - Forrações - Cortinas Prontas Lonas - Plásticos - Espumas - Cama - Mesa - Banho Rua 15 de Novembro, 333 - Centro - Ijuí - RS - 55 3332-7272 - www.aboacompra.com.br


Fim de ano com muito estilo Final de ano, já é sinônimo de festa. Com a chegada de dezembro e janeiro começa a temporada de formaturas, momento em que estar vestido com roupas elegantes é primordial. Não só para as mulheres, mas também para os homens, é importante observar as tendências para se vestir bem e de forma confortável. Buscar harmonia com o estilo da festa é o primeiro passo para escolher a roupa que vai vestir. Ocasiões mais sociais pedem terno, ou até mesmo paletós, que estão vindo com toques de linho e algodão. Já o blazer pode ser usado como peça coringa, mantendo o estilo despojado, mas ainda dentro da tendência de elegância.

Em relação às peças mais casuais, a coleção que estará desfilando nas ruas neste verão vem com cores vibrantes, como laranja, amarelo, turquesa, deixando o verão mais alegre e colorido. O look ainda pode ser complementado por bermudas com altura acima do joelho e camisas polo mais leves. As peças mais confortáveis e cheias de estilo você encontra na Clube Um. São várias opções de cores e modelos para deixar seu guarda-roupa atualizado, ou até mesmo presentear quem você gosta neste Natal. Venha nos visitar e conferir as diversas opções de cores e modelos.

Chef In China - Cor, aroma e sabor em pratos deliciosos Uma culinária baseada em comidas exóticas, diferentes cores, aromas e sabores dão um toque especial a cada prato. Em Ijuí, o Chef In China, traz aos amantes da cultura e principalmente da culinária oriental, o melhor sabor da comida chinesa. A criação do espaço aconteceu no município há cerca de nove meses, surgido da ideia inovadora de seus proprietários Jana Siebem da Cunha e Anderson Ullrich da Rosa, amantes da cultura oriental. A paixão por culinária e a oportunidade de fazer um curso em São Paulo abriu horizontes para Jana e o marido planejarem o empreendimento. “Foram cinco anos de testes até pôr em prática nosso sonho”, destaca ela. Durante este tempo, o atendimento e os pedidos eram feitos através do Facebook - foi a primeira

empresa em Ijuí a apostar no atendimentos e pedidos através da rede social. Trazendo as mais variadas iguarias da culinária chinesa, o Chef In China oferece mais de 40 pratos. O destaque é para os vários sabores de Yakisoba, dentre os quais o especial é o de camarão, além do risoto de camarão. As inovações de pratos são constantes no Chefe in China, e já no próximo ano, mais novidades estarão surgindo. Chef in China é na Rua Venâncio Aires, 640, próximo ao São Luiz, e o atendimento é de segunda a sábado, das 18h às 23h. A entrega é feita a domicílio. Pedidos pelo 3308-0899 ou pelo página da empresa no Facebook: www.facebook. com/ChefeInChina.

Você vai pedir de novo!


Modelo veste Carlos Brusman

José Bonifácio, 416 | 55 3333.1488 | Ijuí P. Machado, 677 | 55 3324.1759 | Cruz Alta


cenas

E

1 2

5

6

1. Uma turminha de ‘endiabradas’ lindas festejando o Dia das Bruxas na escola de idiomas CCAA 2. Enzo Schirmer e a veterinária Jaqueline Conrad estão com mais um endereço de sua Animale - no bairro São José, para onde ampliaram dedicação e atendimento a pets

9 10

3. Cristiane Oliveira e Cleiton Vargas com os filhos Guilherme e Fernanda, e a sobrinha Raphaela Bertó, na Glasnost 4. Médico Fábio e Flavia Silva no jantar do Dia do Médico, promovido pela Associação Médica Noroeste, na Casa Leta

34 | STAMPA

13

14


E 5. Marli Siekierski, Lurdes Oliveski, Maria Ivone Juswiak e Nadir Wilnes na inauguração do novo Salão Beleza Humana 6. Conversa de escritores do Encontro Estadual de Dança de Salão: Ademar Campos Bindé e Milton Saldanha, autor do livro O País Transtornado, que teve lançamento durante o evento

3

4

7. Advogada Ilhana Vendruscolo e Aracy Coppeti no jantar de aniversário da BPW Ijuí 8. Casal de médicos Tatiana Layher e Robledo Alievi em jantar da Associação Médica Noroeste (Amen), na Casa Leta do Parque 9. Mesa concorrida em jantar na Glasnost: Amanda, Andréia, Solange, Deise, Mauricio, Paulo e Rodrigo

7

8

10. Valdir Neuhaus e Elenir Dummel no Ovelhaço do Rotary Colmeia, na sede do Piazito Carreteiro 11. Iara, Valdir e Juliane Mensch em jantar festivo da Associação dos Odontólogos 12. Francisco Martins e Gilberto Gomes na abertura de mostra no Espaço Cultural no 27º GAC

11

12

13. Em ocasião de lançamento no Salão Gloria Beilfluss: Leila Goi Palharini, Gabriel Beilfluss e Viviane Dutra 14. Maurício Souto e Danieli Ciotti em jantar dos dentistas, no Jardim Europa 15.Adriane, Valdinei, Patricia, Caroline e Alyson no Chopp Ijuhy

15

16

16. O arquiteto Luis Fernando Amorim com a amiga ara Nobre na comemoração de seu aniversário, na Glasnost

STAMPA | 35


Verde Brasil: referência em qualidade e pesquisa Destaque há cerca de quatro anos do Estado e agora atuando em todo o país, a Verde Brasil trabalha no ramo de consultoria voltada ao segmento capilar. A indústria está situada em Minas Gerais, e em Ijuí está a distribuidora responsável por atender todo o Rio Grande do Sul. Buscando elementos na natureza para criar suas linhas, a Verde Brasil inova com produtos que cuidam dos cabelos, proporcionam brilho, maciez e resistência, mantendo-os fortalecidos. Um dos destaques da Verde Brasil é a linha Açai + Jabuticaba, que possui ação desamareladora, para cabelos loiros. A linha conta com shampoo, condicionador, finalizador e máscara capilar enriquecidos com ativos de frutos da biodiversidade brasileira além de aminoácidos e fitopigmentos. O Açaí é fonte de Ômega 3, 6 e 9, fitoesteróis, vitamina C e polifenóis, que atuam como excelentes revitalizante e doadores de brilho. A Jabuticaba possui como ativos principais as vitaminas C e do complexo B, ferro e cálcio que atuam fortalecendo e nutrindo os fios. A cor violeta dos produtos age na neutralização dos tons amarelados dos fios, realçando o brilho e a cor prateada/acinzentada além de proporcionar hidratação aos fios.


Brindes no

Confraria Às delícias de seu cardápio, o Restaurante Confraria, na Sogi, se torna mais atraente no verão ijuiense com a promoção de chopp: a cada dois, o terceiro é de graça.

Sogi abre o verão Diretoria da Sociedade Ginástica abriu a temporada com evento em seu parque aquático. Desfile de lançamentos de verão de Maria Canela, Aspectus, Óptica Wolff e Kika Moda Íntima, com produção de passarela de Luis Carlos Leindecker, e apresentação das rainha e princesas do Carnaval 2014 foram as atrações da noite.

Alan Arais e Regiane Gonçalves

Aretussa e Lucas Fagundes

Cristiano Walber e Simone dos Santos

Anderson Rocha e Franciele Centenaro

Luis Leindecker e as lojistas promotoras do desfile


Fotos: Simara & Simone

Douglas e Lara com a filha aniversariante: 1 ano de felicidade

Festa para

Martina Piccoli

Douglas e Lara Piccoli festejam o primeiro aninho da primogênita

F

estejar o primeiro aniversário da primeira filha e primeira neta foi a motivação de um momento muito especial que reuniu as famílias Piccoli e Martins. Os pais Douglas Piccoli e Lara Pochmann Martins Piccoli ofereceram uma bela recepção para familiares e amigos queridos no Valle Verde, num ensolarado domingo de novembro. Em torno da princesinha Martina, em meio a decoração de ursinhos da Criativa, a comemoração transcorreu no clima de descontração e alegria que caracterizam toda as reuniões festivas da família. Um caprichado churrasco em cortes variados de carne e bufê de saladas, abriu as degustações da festa que se estendeu por toda a tarde. Tão felizes e radiantes quanto os pais estavam aqueles que estrearam com Martina a emocionante experiência de avós - Marcia e Jaime Piccoli, e Elaine Pochmann e Claudio Matte Martins.

Avós Jaime e Marcia Piccoli

Avós Claudio Martins e Elaine Pochmann

Tios e padrinhos: Gustavo e Naiara Piccoli

Tios e padrinhos: Igor e Ana Isa Pochmann

Bisavós Silvia e Francisco Martins


Espaço Criança: conforto e glamour para as meninas

S

ofisticação, conforto e inovação são características presentes nas coleções da Pituchinhu’s que chegaram na Espaço Criança. As peças da grife para princesas possuem detalhes em pérolas e cristais swarovski, que enfatizam a exclusividade e glamour da marca. As coleções para esta estação trabalham as tendências de moda com muita elegância, em tecidos sofisticados e estampas delicadas. Apliques de bordados e lantejoulas agregam um ar romântico e sonhador, criando um visual único com muito charme. A novidade para esta estação é a coleção Pmini, desenvolvida para bebês dos três aos doze meses. “A coleção da Pituchinhu’s para bebês possui os toques rebuscados das coleções da marca, reinventados para os primeiros meses de vida”, destaca Cintia Cazarolli, proprietária da Espaço Criança. Faça uma visita à Espaço Criança e confira as novidades da moda para bebês, crianças e adolescentes, na José Bonifácio, 540.

Pantalona une

conforto e personalidade Sucesso nos anos 70, a calça pantalona volta, mais uma vez, para o cenário da moda. Versátil e democrática, a peça garante conforto e personalidade, além de poder ser usada em inúmeros momentos – de eventos informais aos mais sofisticados. As calças podem ser encontradas em vários tecidos, texturas, cortes e estampas. A combinação com calçados e acessórios pode determinar a ocasião ideal em que a pantalona deve ser usada. A calça, somada a um bom salto e um belo acessório, garante a elegância ideal para um compromisso à noite. Durante o dia, usá-la com sapatilhas e sandálias rasteirinhas é prático, confortável e não tem erro. A loja Vertente tem modelos de pantalonas para diferentes ocasiões, além de disponibilizar novidades em moda indiana e mineira, acessórios femininos e linha de aromas para ambientes. Crie novos looks com as opções da Vertente, na Rua 13 de Maio, 370. Telefone: 55 333 8310. Facebook.com/lojavertente.

Salles: presente nas datas mais especiais Casamentos e debuts são momentos especiais, muito esperados, principalmente, pelas mulheres, pois sua beleza está em evidência. A maquiagem deve evidenciar os traços da mulher, enquanto o penteado deve dar conta de emoldurar o rosto. O Salão Salles Coffeur, em Ijuí, tem pacotes especiais para preparar noivos, noivas e debutantes. A confiança no trabalho e credibilidade com os clientes é marca expressa pelos vários cursos de especialização que a equipe do Salles realiza constantemente nas áreas de corte, coloração, luzes, técnicas de alisamento e hidratação, maquiagem e penteados. Marque um horário e venha conhecer nosso trabalho. O contato é o 3333-1555.

Panambi: 55 3375-4479 - Andrade Neves, 335 Ijuí: 55 3333-1555 - Ernesto Alves, 331


Tendências do verão na Kika Moda Íntima

O

calor chegou e com ele a estação mais colorida do ano. Neste verão as tendências de moda trazem cores vibrantes, estampas e acessórios cheios de glamour. E, na moda praia não poderia ser diferente. A coleção de Kika Moda Íntima para o verão 2014 tem peças que aliam tendências de moda, segurança e conforto, deixando a mulher ainda mais bonita, e valorizando seu corpo. As estampas estão bem democráticas: vão desde a setentinha tie-dye, até as estampas étnicas, animal ou florais. Os acessórios complementam os biquínis e maiôs, e trazem peças em metais e pedras. Para completar o look, a Kika Moda Íntima também oferece saídas de banho, chapéus, bolsas e chinelos. Tudo para compor um visual moderno e cheio de personalidade, sem abrir mão do conforto. Venha conferir as novidades da Kika Moda Íntima em Ijuí, na rua Coronel Dico, 199, e na Rua José Bonifácio, 328 – Shopping JB, e em Panambi, na Rua Alfredo Brenner, 12.


alegria, beleza, descontração, criatividade, humor

Uma festa com todas as qualidades femininas

A

Noite das Mulheres, nossa promoção anual realizada em parceria com a BPW Ijuí - Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais, e Líbera Marin Festas e Eventos, teve um significativo ganho em quantidade e qualidade na sua sétima edição, realizada dia 8 de novembro, no Salão Nobre da Sogi. A noite feita de mulheres para mulheres conta desde a primeira edição com patrocínio de Kika Moda Íntima, Óptica Wolff e Unnipés. Muito além de dar o respaldo necessário à realização da festa, as equipes patrocinadoras, todos os anos, dão exemplo em animação e apresentação, com figurinos vistosos e criativos. Este ano, não foi diferente. Outro grupo que se evidenciou foi o das modelos. O desfile com as clientes das lojas na passarela começou na Noite das Mulheres, há sete anos, uma ideia muitas vezes replicada. Este ano, as clientes-modelos foram em número recorde de 45 - e deram show na passarela. As lojas combinaram moda íntima, moda praia, sandálias, acessórios e óculos nos looks exibidos. Também muito mais mulheres, de forma individual e principalmente em grupos, se divertiram na festa. A apresentação dos grupos é outro momento alto da noite, e começou pelas promotoras e patrocinadoras, seguindo

com os grupos que foram avaliados por comissão formada por Dulce de Pauli, de Kika Moda Íntima, Elenir Dummel, da Unnipés, Adriana Pinto, da Óptica Wolff, Eliana Chiapetta, presidente da BPW Ijuí, e primeira-dama Gessy Ballin. Ganharam prêmios como destaques da noite: Tenistas Nutriox - como o maior número de integrantes; Grupo do Vôlei, de Chapeuzinhos Vermelho - pelo figurino; Evolução Feminina, de Aviadora - pela originalidade; Salto 15 - em elegância: As Panteras - em apresentação; e As Vaqueiras em animação. Para Dama da Noite, que anualmente recebe faixa e presente da Stampa, a comissão escolheu Terezinha Sakis, em sua caracterização de Cowboy Fashion. Ela foi ‘coroada’ por Wanderli Grauncke, a Chica, a Dama da Noite 2012. Com outras duas amigas, Chica formou um trio de médico e enfermeiras cubanas, na performance que melhor combinou atualidade, humor e atuação - uma participação que referendou sua escolha em 2012 para o título que traduz o espírito da festa. O sorteio de muitos brindes divertidos e de presentes das lojas patrocinadoras completaram as atrações. Bebidas & Cia serviu o coquetel e a DJ Valquíria comandou a música da festa feminina.

Foto Andréia

Kika Moda Íntima BPW Ijuí

42 | STAMPA

Unnipés Óptica Wolff


Salto 15: destaque em elegância

Originais, criativasa e animadas: Grupo Evolução Feminina

As Tigresas: apresentação nota 10

Maior grupo: As Tenistas Nutriox

As Vaqueiras: show de animação

As Piratas: combinação de beleza e elegância

Os Chapeuzinhos Vermelhos e o Lobo Mau: Turma do Vôlei caprichou no figurino STAMPA | 43


Uma das Tigresas: apresentação 10

As Bruxas: feitiços de alegria

Combinando os lançamentos de verão da Unnipés, moda praia da Kika e solares da Óptica Wolff

Terezinha Sakis, de Cowboy Fashion, recebeu a faixa de Dama da Noite de sua antecessora, a Chica, de Augusto Pestana, e presentes da Stampa e Substância Gastronomia Light Médico e enfermeiras que vieram de Cuba: perfeitas no tema e na atuação

Criativa: turma da Sempre Bela, de esmalte

egiã

ce ais

a,

médic

935 44 | STAMPA

Nutriox: elas têm a força!

Primeira-dama Gessy Ballin de vermelho, para Kika Moda Íntima: destaque na passarela

Kika Moda Íntima


Com avião e aeromoça saindo da mala: apresentação nota 10 do Evolução Feminina

Caracterização perfeita: de Lobo Mau (na Turma do Vôlei), Adriana Thomé da Cruz deu show de novo

Todas as modelos de Kika, Óptica Wolff e Unnipés

Olhar verão 2014 da Óptica Wolff

Elenir Dummel - Unnnipés

Abertura do desfile: glamour e sedução

Pés na moda Unnipés

Dulce de Pauli Kika Moda Íntima

Adriana Pinto Óptica Wolff

Eliana Chiappetta, presidente da BPW

STAMPA | 45


Periimplantite: se você tem implantes dentários, saiba Verri eo que isso significa políticaA loja de moda da dupla Dalva

Oscar A nova Aspectus da

Taciana Schwanke completou 20 anos e

Michelle Bortolini, cirurgiã-dentista Senadora gaúcha é considerada aamulher comemoração foi marcante: diaEspecialista 8 de em Implantodontia e Periodontia mais influente do Congresso Nacional novembro, elas inauguraram novo espaço,

H

oje a literatura aponta a doença perio-

no Centro Comercial Tarquínio e dontal Burtet, como responsável pelo maior númerocoleção. de perdas dentárias, e aliado a isso, os apresentaram a nova

Dalva Verri e Taciana Schwanke

A

senadora gaúcha Ana Amélia (PP-RS) é a parlamentar mulher mais influente do Congresso Nacional, conforme lista divulgada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Ela também é a mais bem votada entre os parlamentares do Rio Grande do Sul que aparecem na lista. “Estar na lista do Diap é uma honra para o parlamentar, pois é considerado uma espécie de Oscar da política. Essa escolha aumenta ainda mais a responsabilidade no compromisso de atender às demandas da sociedade”, comentou a senadora. Na lista geral, Ana Amélia aparece entre os 20 parlamentares mais influentes entre os 594 congressistas. Está na 18ª posição. A lista é liderada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), seguido pelos deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Arlindo Chinaglia (PT-SP) e pelos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). A pesquisa do Diap é realizada desde 1994. Na primeira etapa, foram definidos os "100 Cabeças do Congresso”, levando em conta quesitos como poder e a capacidade de liderança dos eleitos na definição da agenda legislativa. A partir disso, 65 desses 100 parlamentares votaram nos dez senadores ou deputados mais influentes.

46 | STAMPA

implantes dentários tornaram-se a primeira escolha para a reabilitação desses espaços edêntulos. O Brasil é um mercado muito bem visto para essa indústria, pois nele habitam milhões de pessoas com necessidades ao nível da Implantodontia. Só no último ano, foram realizados cerca de 800.000 implantes dentários. Esse sucesso se deve às vantagens que a reabilitação por meio dos implantes tem sobre as demais reabilitações. Tais vantagens incluem maior estabilidade das próteses, o que aumenta a segurança e autoestima do paciente, maior poder de mastigação e a vantagem de preservar dentes vizinhos íntegros. No entanto, com o aumento de implantes instalados, houve também o aumento de complicações associadas a esse tipo de reabilitação como a mucosite periimplantar e a periimplantite. Assim como as doenças periodontais, as doenças peri-implantares são respostas do indivíduo de origem infecto-inflamatória à presença de placa bacteriana. E para os implantes, a doença similar à gengivite é chamada de mucosite periimplantar, ou seja, inflamação dos tecidos moles ao redor do implante, mas sem sinais de perda óssea, enquanto a periimplantite é comparada a periodontite, caracterizada pelo aspecto infecto-inflamatório dos tecidos moles ao redor dos implantes associada à perda óssea, podendo levar a perda do implante se não tratada. Quanto à pravelência dessas patologias, estima-se que 80% dos pacientes que possuem implantes apresentam mucosite em algum sítio periimplantar e a periimplantite acomete cerca de 28% dos pacientes com implantes e desses, em torno de 12 a 43%. Pacientes com histórico prévio de periodontite apresentam maior risco de desenvolverem periimplantite e algumas condições de risco como o fumo e a diabete também pode influenciar negativamente o aparecimento dessas patologias. Os tratamentos das doenças periimplantares estão sendo muito estudados, mas ainda não se determinou protocolos específicos de tratamento, mas a busca por profissionais especializados da área de Periodontia ou da Implantodontia se faz necessário para o tratamento dessas patologias. E principalmente, é de estrema importância que o profissional que realizou os implantes tenha a responsabilidade dividida com o paciente, para este manter a integridade e saúde das estruturas que suportam os implantes através de revisões sistemáticas de prevenção e proservação. E não devemos esquecer que o mesmo comportamento que levou o paciente a perder as estruturas dentárias, pode se não mudado, levar às mesmas consequências da perda de mais dentes ou dos implantes.


Beleza Humana em grande noite

não daria certo. O próprio governo minoria baderneira) descobriu que Qual é o real perigo da inflação no se viu obrigado, no início deste ano, não basta apenas ganhos materiais. atual cenário? É preciso avançarmos nos ganhos O Brasil tem como meta uma infla- para não provocar um caos maior, sociais, ou seja, fazer realmente ção de 4,5% ao ano, dentro de uma rever sua posição e aumentar os um desenvolvimento no país, com banda entre 2,5% e 6,5%. Para os juros rapidamente, fato que deverá melhorias substanciais na saúde, padrões atuais do país, uma inflação prosseguir um pouco mais, já que educação, segurança, infraestrutura acima de 4,5% se torna perigoso. E a inflação continua incomodando e oeli e Renan Diniz receberam em estamos grande estilo diacomparar 9 de não é correto com a infla- a dívida pública crescendo, porque etc.... E isso longeclientes de ob-e convidados, novembro, quando abriram Humana. ção de antes doCom Plano Real, pois na- o Estado gasta muito mais do que ter, comoficialmente o agravanteseu de novo que oSalão mo- Beleza estacionamento próprio, delo amplo, estruturado e oferecer os e sua economia arrecada, além de gastar muito mal. quela época o Brasil detotalmente crescimento, centradopara no acolher melhores serviços em tratamentos cuidados com a beleza, Beleza estavam emHumana outro mundo. O mundo consumo einterno, se esgotou, e nãoo novo causou sensação entre todos os que sealternativa reuniram para brindar Noeli e Sergio, Brinde realizado: Noeli e Sergio acesso fácilRenan, ao crédito facilitou a de hoje exige que, para manter a aoOsonho há nenhuma viável comoe felicitar e os filhos Renan e Richard, pelo sucesso e pela conquista do novo espaço. controlemos os preços vida do brasileiro, mas o endividaestabilidade, proposta de substituição. Pelo meOs anfitriões prepararam elegante, com cerimonial ao redor de de Adriane 4,5% e até menos que mento cresce. nosuma por programação enquanto! Jaques, e toques de estilo e glamour. Ao final dos brindes e das homenagens, isso. Como ocorreu estamos ao redor de O modelo de manter o crescimento o lançamento da nossa edição novembro, entregue primeiramente a Noeli 6% ao ano e jáRenan, há alguns anos, o ce- pelo aumento do consumo interno é E em de âmbito internacional? e depois distribuída a todos os presentes, entre eles, empresários e profissionais preocupa, que pois a estabilidade interessante. Todavia, no Brasil, por O início, mesmo que tímido, da recu- nário também prestigiam a revista. O momento glamouroso foi Meso desfilefica quecomprometida se seguiu, come um retorno ao questões igualmente eleitorais e deperação econômica dos EUA. quatro modelos exibindo omo trabalho Beleza em cabeloscaos e maquiagem, as pode voltar. O magógicas, foi espichado para além pré-Plano e Real assim,do longe doHumana que se precisa. criações do estilista LauroOLohmann em três delas, sua colega Adelia Persich, próprio governo sabe disso e, diante de nossas possibilidades. Ou seja, mundo -ainda viveu 2013e de numa executora de um vestido derealidade noiva estilizado, desenhado por Julia Padilha. Surpreendente do perigo, voltou a aumentar a taxa o governo, e muitos do setor emprede crise sem expectativas foi a trilha sonora do desfile: Renan mostrou seusA predicados cantor interpretando de juros, Selic, de forma im- sarial e financeiro, levou a populaimediatas de saída. população de básica o sucesso Skyfall, de Adele. apresentação descontraída dança em de 2013 Noeli e,e provavelmente, ção a gastar mais do que podia, geportante está Uma acordando para o fato de que de Renan e dos profissionais“dinheiro Fabianenão e Tiago, Academia Movimento, encerraram o mais em 2014. rando um alto endividamento e alta continuará um pouco dá emdaárvore” e mesApresentadora Adriane Jaques fez programa e abriram a festa, noite adentro, com coquetel Bebidascentral & Cia é que nossa inadimplência. Agora, com o retorno O de problema moque os seguiu recursos públicos terminam, emocionada homenagem à família e combinando com a felicidade da família e de sem falar no fato de toda que equipe. eles são inflação se alimenta pelo custo do do aumento dos juros, as coisas se retirados do próprio trabalho da po- Estado, que possui uma estrutura complicam ainda mais. Além disso, pulação. É por isso que a China, e aí inchada que, para ser mantida, pre- na economia real, já há desempretemos um elemento importante, co- cisa da venda de títulos públicos, go e a geração de novos empregos meça a fazer importantes reformas os quais movimentam um mercado diminuiu muito. Não se cresce entre estruturais em sua economia, se tor- financeiro que precisa de juro com- 0% e 3% ao ano apenas, nos últinando no melhor país capitalista do pensador para se interessar pelos mos três anos, sem consequências mundo na atualidade. Alguns países títulos. E assim o círculo vicioso se no setor produtivo e no emprego. É desenvolvidos e emergentes, igual- forma. Sem reformas estruturais, o ilusão achar que estamos em pleno mente já passaram a esse estágio, máximo que conseguimos chegar é emprego. O que falta é gente formaNão se cresce não é o caso do Brasil, e isso nisto que está aí. Ou seja, o Plano da para os empregos que surgem. entre 0% e 3% ao porém, Real com seus efeitos positivos, está Basta ver as enormes filas que se preocupa muito. ano apenas, sem se esgotando. É preciso um comple- formam quando qualquer empresa mento importante, que até hoje não anuncia abertura de vagas. Esse consequências no No cruzamento com a política, modelo se esgotou em 2013 e não veio, que são as reformas considerando fatores como o Ao lado da estruturais primeira-dama Gessy, setorCerimonial produtivo reuniu toda equipe mais fôlego para continuar. A que permitam baixar o custo do Esescândalo do mensalão e seus prefeito Ballin saúda o novo tem empreendimento e no emprego. tado, nos tornando mais competiti- não ser que o governo continue ardesdobramentos, a economia é vos e eficientes. Caso contrário, es- riscando comprometer o que resta atingida? De que forma? É ilusão achar de cima: a sociedaSem dúvida que a economia é atin- tacionamos. E estacionar, no mundo do Estado subsidiandoVisão que estamos em do terraço na gida, por muitos fatores. Primeiro, de hoje, é recuar. Dito isso, ajudou de, gerando bolhas tipo a criada e Renan pleno emprego. O porque todo escândalo desta en- muito para a situação não piorar o área da construção civil.Noeli É preciso apresentam o que falta é gente e nós vergadura fragiliza o Estado e faz fato dos diferentes governos terem urgentemente que as pessoas desfile de moda e acesso recursos escassos, necessários ao mantido a estabilidade econômica. todos entendamos que formada para os beleza , atraçãoa se deve desenvolvimento do povo, desapa- O problema é que neste ano o go- crédito é importante, porém, da noite, com empregos que temsonora conrecerem pelo ralo da corrupção e verno começou a maquiar dados tomá-lo apenas quando setrilha surgem. cantada por ele o mesmo se concentrarem na mão de pou- econômicos, comprometendo o dições de pagá-lo e que cos, que nada fazem pela Nação. nosso futuro em relação a confiança não comprometa o futuro da família, São os que usam o coletivo, via mundial, numa clara ação eleitoreira como vem ocorrendo com muitos. Ou vocês acham que o aumento governo, para benefício próprio. In- e demagógica. considerável da violência nesse país felizmente temos muitos destes em se deve a quê? Se estivéssemos tão todas as instâncias de governo no O que se pode esperar da política dajuros, Academia bem como dizem os governantes, a que de uma sequência de Brasil (obviamente, esta praga não Parde Movimento e Renan e violência urbana teria que diminuir. quedas passou para uma de altas é apenas brasileira). Em segundo Noeli num descontríado E ela vem aumentando assustadodevedeprosseguir assim? lugar, quanto mais comprometidomomento dança o governo com os escândalos, me- Em primeiro lugar, o Brasil nunca ramente. Há muita coisa ocorrendo nor será sua liberdade de ação para teve condições estruturais para bai- em nossa economia que poucos sacorrigí-los e para impedir novos ca- xar os juros a patamares considera- bem ou querem saber! sos, pois mexe com os interesses dos aceitáveis. O atual governo, no dos favorecidos pelo sistema, que ano passado, tentou fazer isso “no Os programas de transferência usam os meios democráticos (Con- grito”, demagogicamente. E aí en- de renda realmente têm impacto gresso Nacional, por exemplo) para tra a exatidão da economia. Sem os positivo para a economia? impedir qualquer lei ou decisão que fundamentos a favor, tal ação não Sim, tem impacto positivo porque venha a mudar o status quo que surte efeito. Foi como tentar, como permite que chegue mais renda lhes favorece. É típico de país sub- se tentou na época do Plano Cru- às pessoas pobres e suas famídesenvolvido, e infelizmente essa zado, querer baixar a inflação por lias. Portanto, a crítica que eles é nossa realidade que está demo- desejo, por decreto, “no berro”. Isso sofrem não deve se direcionar à rando muito a mudar. Mas um dia não existe! Ora, em pouco tempo o sua extinção e sim à necessidao caldeirão vai explodir e o estouro mercado e os fundamentos de nos- de de qualificação. O Estado não será tanto mais forte quanto mais sa própria economia, alimentados pode perpetuar um sistema paRenan e Noeli recebem em levarmos primeira para Gabriela dos Santos, Todos com Stampa de novembro, ternalista, pois não tem recursos pela ineficiência da agestão pública, tempo corrigirmos a da iF, mão nossa ediçãosituação. de novembro parabeniza os anfitriões se encarregaram que anunciou novo salão que para manter o sistema funcionando de o mostrar

N

16 48| |STAMPA STAMPA


O estilista Lauro Lohmann com as modelos da noite

Patricia Oliveski

Ambientes no novo sal達o

STAMPA | 49


Ana, Andressa e Patrícia

Leandro e Andressa Lucas e Fernanda

Natal é mais aconchegante na Doce Lar Fabio e Nadia

C

om grande experiência e trabalho consolidado no mercado, a Doce Lar trabalha com cama, mesa, banho, aromatizantes de ambientes, cortinas, persianas, papéis de parede. Para o final de ano, o destaque fica para as várias opções de presentes, desde kits de aromatizantes em miniatura, ou em tamanho normal de 350ml, como sabonete liquido e difusores de ambientes, saches de armário e gavetas. A Doce Lar tem opções ainda de relógios decorativos com aromas, kits de bebê, perfume para roupas de cama e banho. Os enfeites natalinos perfumados também são sucesso na decoração das portas e até da árvore de Natal. Jaqueline e Luis Eduardo

Suelen e Carlan

Na linha de cama, a Doce Lar possui jogos de 4 e 3 peças em malha ou percal, lençóis avulsos, artigos infantis, edredons, cobre-leitos, jogos de banho, toalhas avulsas de rosto e banho. Dentre os artigos natalinos, a loja possui tapetes e capachos para porta, pano de copa, toalhas de mesa, além de roupões adulto e infantil, mantas para sofá, capas de almofada. As condições de pagamento são facilitadas, com descontos de 5 a 20% à vista ou parcelados em até 6x nos cartões, cheques ou boleto bancário. Vá conferir as diversas opções que a Doce Lar tem para o seu Natal.

Sushi House:

Keyla, Luydi e Camila

a versatilidade da cozinha on-demand A Sushi House Ijuhy é a primeira e mais completa casa especializada em comida japonesa em Ijuí e região. Desde a abertura da empresa até o presente momento a constância do bom atendimento fez evidente sucesso se consolidar. O crescimento é perceptível pelo comentário dos clientes e pela estrutura que já teve modificações e foi expandida, contando hoje com sede própria e mais colaboradores. O destaque da casa é o frescor de seus pescados e frutos do mar (coisa incomum para a região), além da versatilidade da cozinha on-demand, caracterizada pela fabricação do alimento somente na hora em que o cliente faz o pedido. A grande novidade agora é na forma de realização do pedido. Um site para compras. criação Fernando do site da eSushi House Ijuhy Carine, Marlon, João,AJéssica, Priscila promete facilitar a visualização, agilizar a compra e dar mais comodidade aos seus clientes. “O cliente poderá comprar o

14 | STAMPA 26

sushi desejado utilizando apenas um dedo, no conforto de seu lar, sem ter que falar com atendente ou esperar em filas no telefone ou até mesmo não conseguir contato.” diz Thiago. Com o site, os clientes poderão ver as fotos e escolher os produtos que desejarem. A empresa projeta um aumento de pedidos (assim como a necessidade de mais colaboradores) com a implantação do novo canal para pedidos. O site também comporta agendamentos, sistema já adotado pela casa. O funcionamento do site será o mesmo do já existente em que as entregas são feitas em Ijuí e região, de segunda a sábado, das 17h à 0h. Vale a pena conferir o novo site da Sushi House Ijuhy acesRafaela, Mariana, Cristiane, Bruna também e Artur está sando www.sushihouseijuhy.com.br. O cardápio disponível pelo facebook.com/sushihouseij. O telefone para atendimento ao cliente é (55) 8422-1011.


Patricia, Mateus e Franciele Gisele e Ana Caroline

Di贸genes e Camila

Marjana, Maisa, Caroline, Alana e Monique

Luis Henrique e Priscila

Elisa, Miriam, Rosiele, Isabela e Leonardo

Thalyta, Michele e Monique

Geron e Tiago

Rafael e Daniel

Rogerio, Renata, Fernanda e Ezequiel


autorretrato

Ortodontia Estética Dr. Daniel Mallmann, especialista em ortodontia A Ortodontia tem evoluído substancialmente nas últimas décadas, de forma a oferecer opções técnicas cada vez mais efetivas e estéticas em se tratando de aparelhos para corrigir os maus posicionamentos dentários. Segundo Dr. Daniel Mallmann, pode-se destacar a ortodontia lingual (quando o aparelho é colado por trás dos dentes) e os alinhadores transparentes (Essix Clear Aligner e Invisalign). Nos últimos anos essas técnicas tiveram maior pela mostrando vários repercussão e raduada reconhecimento, resultados consistentes, de vasta literatura Unijuí emalém 2006, disponível. São possibilidades àqueles pacientes a fisioterapeuta que não querem se submeter aos aparelhos Stela Lorenzoni Lucchese ortodônticos convencionas, principalmente os Seidler atua em sua metálicos. clínica com própria, dedicada De acordo o Dr. Daniel Mallmann, a técnicaàde ambas as marcas de alinhadores são estética, atendimento muito especial parecidas aegestantes consiste nae moldagem dos dentes superiores e inferiores. Sobre esses moldes aos cuidados das dores são confeccionados os alinhadores de acordo tencionais. casada com com prescrição do É ortodontista. O alinhamento Marcelo Seidler, progressivamente, assessor dos dentes é realizado e a quantidade de alinhadores depende da severidade jurídico do Ministério da má Público oclusão. de Ijuí, e mãe de

G

Julia, 4 anos.

Stela éLorenzoni Lucchese éSeidler Outubro rosa, novembro azul

S

Conforme o coordenador do Cacon do Hospital de Caridade de Ijuí, eguindo é o câncer de Som preferido: pessoal: Umexemplo lugar: do Outubro Rosa, em que o focoMarca Franke, cerca 30 novos casos de câncer mama, o Novembro mundial para médico oncologista FábioDepende do de momento Minha casa Azul integra a programaçãoDeterminação conscientizar o sexo masculino nos aspectos da prevenção do de próstata são contabilizados todo o mês no Cacon, média de um a Filme inesquecível: O melhor presente: Uma conquista: câncer de próstata. Em menos de 30 anos, a taxa de mortalidade nos cada dia. A segunda maior incidência de câncer entre os homens é o Diárionadecabeça uma Paixão, direção Minha filha Julia Meu trabalho e pescoço, principalmente homens brasileiros por câncer de próstata aumentou mais de 95%. de pulmão, depois os tumores de eNick Cassavetes para: devido ao álcool e ao fumo, sonho:da Saúde, são mais de 50 milQuero o câncer no intestino, bastante comum Conforme oUm Ministério casos irnovos Lazer: Europa Umomundo emmortes que todas em fibras. Conforme Franke, o câncer todo ano, com número de ultrapassando os 12 mil registros. devido à alimentação pobre de pele também é muito Estar comum, porque a maioria homens não Como reforço nessa luta foi estipulada de novembro com a família e osdos amigos aprender: as pessoas tenham maiora data de 17Adoraria como Dia Nacional Combate ao Câncer de Próstata, em usa proteção solar. “TudoÉestá lixo:diretamente relacionado à prevenção, A lembrado tocar piano acessode à saúde não tem essa cultura, é por isso que Ijuí com uma caminhada pelas ruas centrais organizada pelavivo SecretaInjustiça Não sem: educação e proteção. O homem Uma alegria: ria de Saúde, que distribuiu camisetas entre os primeiros a se engajar. é mais vulnerável para esse tipo de doença.” Franke destaca que é É luxo: Minha família e meus amigos Férias em família A secretária Alexandra Lenz destacou que a ideia da campanha surgiu na consulta de rotina que o médico detecta doenças comuns e que Sinceridade, Se pudesse, compraria: Uma tristeza: como éhonestidade, o caso do aumento benigno após a avaliação positiva do Outubro Rosa, quando houve um au- demoram a apresentar sintomas, para todos Perderda pessoas que amo por exames.Saúde da próstata, recorrente a humildade partir dos 50 anos. O trabalho de conscienmento significativo busca das mulheres “Percebemos Mulher bonita: Gasto muito com: saudade: tização deve passar primeiramente pela escola, já que cada vez mais o quanto éUma importante destacar a prevenção”, comentou, informanacesso a produtos que causam dependo que também foi constatada uma procura maior nasOunidades por cedo, os adolescentes têm Minha mãe necessário Da infância dência, como o cigarro,” defende o especialista. orientaçõesQuem e consultas, por parte dos homens. Homem bonito: Melhor hora do dia: é chato:

A pessoa arrogante, prepotente O que me tira do sério: Inveja Uma mania: Manter tudo organizado

Caminhada marcou o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Próstata em Ijuí, dia 17 de novembro 12 | STAMPA

Final da tarde Prazer à mesa: Comida italiana Livro marcante: Questões do Coração, de Emily Giffin

Meu marido Marcelo Se não fosse o que sou, seria: Não me imagino fazendo outra coisa Ijuí é: Minha cidade querida onde nasci


SobreNomes

Feriado turístico No feriadão da Proclamação da República, uma turma de casais do Banrisul de Ijuí lotou um ônibus e foi a Buenos Aires. Conferiram todas as atrações e programas turísticos que oferece a capital argentina. La Bombonera, o reduto do Boca Juniors, foi uma das paradas do tur, devidamente registrada pelos rapazes da turma.

Bela pele

Tayane

Kaoanne

Reinado de Momo De volta aos bons tempo do Carnaval é o que a Sogi se dispõe a fazer em 2014. Significa um Carnaval tradicional, com jeito e estilo de acordo, e sem faltar as soberanas. Dando certo, podemos contar como reconquistado o espaço das tradições momescas no clube. As eleitas para este revival são Kaoanne Krawczak - a rainha, que já foi nossa Modelo da Capa, e Janaine Bruinsma e Tayane Kittlaus - as princesas. Outro grande momento que volta na Sogi é o Réveillon. Para receber 2014, o clube projetou a Festa da Virada, para associados, famílias e amigos, com duas opções de comemoração: recepção e baile, ou apenas o baile. Aceitação da proposta nos meios sociais está empolgando a diretoria, que aposta num grande sucesso. A Stampa vai dar toda cobertura.

Janaine

A Miss Ijuí Samanta Basso foi eleita a concorrente de pele mais bonita do certame estadual e premiada pela marca de cremes Vasenol. Realizado dia 30 de novembro, em Passo Fundo, o concurso escolheu como Miss RS Marina Helms, de São Lourenço do Sul.

Dama de vermelho Chegou aos ouvidos do prefeito Ballin o quanto sua mulher, a primeiradama Gessy, ficou linda no modelo em vermelho de Kika Moda Íntima que exibiu no desfile na Noite das Mulheres. Pois ele tratou de comprá-lo, e presentou a mulher. Um agrado para ela (e certamente para ele também).

Níver

Local sempre muito requisitado para festas e comemorações, especialmente nesta época do ano, o Chopp Ijuhy esteve indisponível no dia 6. Foi o dia em que seu sócioproprietário João Moura reservou para festejar seu aniversário. O que pode ser melhor do que uma comemoração de um dono de choperia? Os amigos adoraram.

Brinde em Búzios A ijuiense Fabiula Tainara Argerich, que há seis anos reside em Brusque/SC, onde trabalha como operadora comercial, escolheu a charmosa praia de Búzios, no Rio de Janeiro, para comemorar os 40 anos. Brindaram com ela os pais Rubens e Eloisa, a irmã Fabiane, com o marido Alexandre Dietrich, o sobrinho Pedro e as amigas Vanessa Dirschnabel e Cristina Schneckel. O jantar de comemoração foi no badalado restaurante Pátio Havana, com música cubana.


EMPRESA

Perto ou longe, onde vivem ijuienses

A fisioterapeuta Larissa e o médico Ricardo Zwirtes vivem em Princeton, Estados Unidos

Uma receita de

empreendedor

Equilibrar negócios e o tempo em família é primordial

Gilberto Weber comenta sobre suas estratégias de sucesso à frente das empresas Mundo Doce e Weber Distribuidora

S

er um empreendedor não se resume a contribuam”, explica. Desejar o novo, se envolver com o procester boas ideias e querer transformá-las Equilibrar os negócios e o tempo em família so e manter-se concentrado na realização do em uma empresa. Com o mundo em é outro ponto primordial para quem busca ter objetivo, fazem parte do pensamento bastante constante evolução, empreender exige estu- um empreendimento de sucesso. “É neces- positivo de Gilberto. “Na vida é preciso aceitar do, dedicação, audácia, criatividade, relacio- sário ter, todos os dias, um tempo de lazer os problemas para que eles não te controlem namento, persistência e paixão pelo que se fora do trabalho. Eu procuro ter a noite livre emocionalmente, e é necessário trabalhar muifaz. Em Ijuí, entre os nomes se destacam no com a minha esposa, duas vezes por sema- to para solucioná-los. Buscando a Deus todos meio e despontam como exem- na nós vamos à igreja, reunimos os dias, equilibrando os papeis na vida e saa melhor dos EUA). “A gente mora no s ijuienses Larissa Lovatel Zollnergrupos e Ricar-fa- como O casalempresarial aproveita as folgas para viajar pelo aquiencarar eles chamam de subúrbio, caldo Zwirtes estãotiramos vivendo Princeton, plo, o empresário Gilberto Weber. e depois umem tempo só para que bendo os problemas, tudo muito fica mais país:éacima, se divertindo em Nova York, É proprie- miliares (às vezes até demais), muito seguro e com Jersey, tário da aWeber e da loja MundoNova nós. Não Estados podemosUnidos, dedicardesde mais 2011. tempoO a mo tranquilo, inclusive os negócios”, observou. que está apenasDistribuidora uma hora de Princeton; áreaessa verde, o que acaba refletindo deleda foivida”, a razão principal da transfe- muita abaixo,ambas o casamento em Lasem Vegas, em dos anostrabalho Doce, fundadas meados uma área destacou o empresário. É com tranquilidade que Gilbertonuma inaufevereiro de 2012, que validou sua união com 88rência, qualidade de vida”, comentam. ao desejoem de estar buscar novas 80, e que contam, conjuntamente, O somada sonho constante entre os exme- excelente gura a nova loja Mundo Doce, que está compelas leis americanas É justamente a qualidade a educultura ediferente e colaboradores. Focadas em produtos indus-periências lhores eeavivências vontade numa de aprender fazer mais pletando 31 anos, trazendo de umvida novoe conceida pessoas o de queendereço eles destacam como como a norte-americana. trializados, as empresas são fortes em linhasatraente pela empresa em que atua, costuma ser um cação to. “Essa mudança traz também mais apreciável da ao vidamercado. do lugar,Não que buscapercede Egondiário e Edialeda Lovatel Zollner, La- o produtos de chocolates, biscoitos, balas e chicles. A Filha combustível para pessoas empreendemelhores coisas simples dia a dia, como ir ao partiuGilberto, de Ijuí para em Porto Alegre distribuidora também opera com algumasrissa doras. por estudar exemplo, costuma plane- bem mosem oferecer apenas do chocolates, queremos ouconsumidor”, sair para jantar à noite. Além 2004, onde semetas formou em aFisioterapia. Ri- supermercado linhas de enlatados e materiais de limpeza. em jar e estipular para empresa. “Este levar alegria ao acrescenta. cardo, filho de Maria da Graça e Darci Zwirtes, disso, estão a uma hora de Nova York e da Para Gilberto, o sucesso empresarial par- ano temos uma projeção de crescimento de Ele acredita que empreender é unir-se a saiu bem antes, em 1994, para fazer o Ensino Philadelphia, que têm todo o agito e as coisas te do foco da venda, da harmonia com os 5% nos nossos negócios e para o ano que quem deseja apostar no mesmo ideal e invesMédio, em Santa Maria, onde também faria fa- boas das grandes cidades, e que eles também parceiros fornecedores, e de uma filosofiaculdade vem ode estimado é que chegue a 7%.em Temos, tir em qualidades como organização, equilíMedicina e especialização in- aproveitam. pautada no envolvimento com as pessoas.fectologia. então, um projeto de renovação de nossa frobrio, inteligência e persistência. “A casa, sugestão Como muitos que vivem longe de LaEm 2009, fez mestrado e trabalhou “Nossas decisões são discutidas com osem taPorto de caminhões também de solidificação queeeu dou para quem empreender, Ricardo sofrem comdeseja a saudade da famíAlegre. Eme 2010, foram juntos ao rissa colaboradores envolvidos, seja na área co-Canadá em relação a alguns fornecedores o ano liaé,e dos também, que“A todos os dias levantar amigos. tecnologia ajudaaoa encurtar aperfeiçoar o inglês. Na volta,para ficaram mercial, administrativa ou de depósito. Nósem que Nosso é que nossas marcas esta cultive uma mentalidade em dar abundância, um distância e conseguimos boas risadas São vem. Paulo, onde plano Ricardo começou a trabaconversamos sobre todas as mudanças elharse um número maior juntos, pensamento para as coisas boas”, aconselha mas não é exatamente a mesma coisa. natornem filial daimportantes americana para Bristol Myers-Squibb inovações, sempre oportunizando que todose Larissa de clientes na MBA. região”, Weber. churrasco, a cuca e o calor também dão saucursou Umenfatiza. ano depois, surgiu OGilberto a oportundiade de Ricardo se transferir para a dade, volta e meia.” As famílias de ambos conmatriz da empresa, e seguiram para Princeton, tinuam em Ijui, assim como muitos dos amigos. Eles vêm sempre que dá, mas geralmente, “o Nova Jersey. Ricardo trabalha em desenvolvimento de tempo é pouco pra tanta saudade”, reclamam. medicamentos para hepatites virais; Larissa Mesmo assim, eles não têm planos imediatos atua na área de fisioterapia estética. A cidade de mudar de lá. “A ideia é ficar aqui por um temaqueles que do querem formalizar Localizada no prédio do Sine, junto à Secretaria Desenvolvimento gostamos lugar eempreender, temos um bom grupo ondede vivem, nos contam de comunidade, lá, “é pequenapara masquepo, negócios, deamigos vagas aqui; e acesso ao microcrédito,recebam Econômico e Turismo (Semdet), a Sala muito do Empreendedor queremos aproveitar ao máxicharmosa”, sevisa desenvolveu ao informações redor da de e serviços”, explica o secretário. atender a comunidade e empresários de Princeton Ijuí. De acordo com(recentemente o as orientações mo essa experiência.” University apontada A Sala do Empreendedor é uma parceria com o Sebrae e trará cursos secretário de Desenvolvimento Econômico, Ênio dos Santos, a sala surgiu para orientar e auxiliar os empresários locais e aqueles que de gestão e administração aos pequenos negócios. “Uma forma de querem abrir seus próprios negócios. “Estamos dinamizando a conduzirmos esse processo é ajudando o pequeno empreendedor forma de atendimento. Agregando serviços, estaremos próximos da a vir para a formalidade e crescer de forma organizada. Aí entra o microcrédito, pois é importante que se disponibilize linhas de crédito, para fomentar seu próprio negócio”, destaca Santos. No local será emitido o CNPJ, alvará e haverá assessoria para que o empreendedor possa montar seu próprio negócio. “Se uma pessoa é prestadora de serviço e precisa emitir nota fiscal, pode procurar a Sala do Empreendedor que receberá as orientações”. O secretário informa que Ijuí conta com a Lei Geral, que beneficia pequenos e médios a partir de 4 anos empresários nos processos de licitações do município. “Para o ano que vem, queremos implantar a Sala do Investidor, onde as empresas do município terão a oportunidade de negociar com investidores do Garanta sua Matrícula! Estado e do País, mostrando seus serviços”, adianta. 8114-9511 o| 9964-7230 Sobre a Sala do Empreendendor, gerente do Sebrae em Ijuí Claiton dos Santos, comentou: “Há um número significativo de Vem aí o INTENSIVO DE Claudiomiro dosVERÃO! Santos, empreendedores que ainda permanecem na informalidade, e este atendente, na Sala *Ballet *Jazz *Dançado Contemporânea Rua 15 de Novembro, 491 Empreendedor: espaço é o local onde poderão encontrar orientação adequada na orientações e serviços baillareijui@gmail.com *Dança do Ventre *Dança Urbana *Zumba Fitness busca da formalização.”

Larissa e Ricardo Zwirtes

O

Um lugar para empreendedores

NO VID ADE

Janeiro e Fevereiro

10 | STAMPA


Perto ou longe, onde vivem ijuienses

Q

ueila Schmidt da Rosa, 32 anos, é a e também apresenta um programa matucaçula entre os três filhos de Valmir tino na Rádio Cidade AM, “Manhã FelizCiBeck da Rosa e Marli Schmidt da dade”, e o quadro “Palavras”, no programa Rosa, irmã do jornalista André, que como Viva com Propósitos, que vai ao ar na NET seus pais, vive em Ijuí, e do publicitário TV e Band. Sobre sua cidade natal, Queila dá um Tércio, que mora com a família em Porto Alegre. Queila saiu de Ijuí logo após con- depoimento saudoso e emocionado: “Sincluir o curso de Relações Pública na Unijuí, to saudades de Ijuí, mas muito mais das em 2004. Foi para Belo Horizonte, estudar pessoas que fazem parte da minha vida e Teologia. “Cresci em um lar cristão, tive ex- ainda moram na minha cidade natal. Há periências pessoais com Deus e isso me dois anos, a vizinhança da minha rua de levou a viver envolvida no ministério. Hoje infância, Rua Bernardo Gressler, decidiu minha vida profissional e ministerial cami- reunir moradores e ex-moradores e puxar nham juntas”, nos conta lá de São José do fundo do baú as melhores memórias. Consegui estar com eles no último ano e dos Campos, São Paulo, onde vive hoje. Após o término do seminário teológico, foi um tempo especial com meus amigos Queila entendeu que era tempo de alçar de infância! Voltar à terra natal é sempre voos maiores e rumou para o outro lado do motivo para sorrir mais. Revejo amigos de mundo, na Nova Zelândia, onde permane- longa data, ex-colegas de trabalho, aproceu de 2007 a 2009. Ela descreve: “A ex- veito o churrasco com a família, atravesso periência deixou marcas profundas em mi- a rua sem olhar para os lados e percebo o nha vida e até hoje mantenho contato com porquê de ter vivido tudo isso.” O presente está lhe proporcionando amigos de diferentes países que também moraram na ‘terra dos kiwis’. O desafio da tudo que buscou, e sobre o futuro diz com língua inglesa era dos menores – conse- convicção: “Minha certeza é a de que queguir visto, adaptar às novas experiências ro continuar no centro da vontade de Deus de trabalho, driblar a saudade e transpor para minha vida. Ouvi certa vez que não barreiras culturais, isso sim me levou a há nada pior do que ser bem-sucedido no crescer. Outras aventuras foram pular de propósito errado. Se no Rio Grande do Sul, para-quedas, bungy jump, nadar com gol- Minas Gerais, Nova Zelândia ou São Paulo, finhos selvagens e escalar uma geleira – não sei, mas tenho certeza de que onde eu emocionante! Junto com dois amigos na estiver, meu coração vai seguir o propósito cidade de Queenstown (Ilha Sul), iniciei que Deus escolheu para mim.” um grupo, o Brazilian Impact, para Com amigos, na geleira aproximarmos brasileiros e termos Franz Joseph, quando vivia um tempo de oração e estudo da na Nova Zelândia Bíblia. Foi um tempo inesquecível e enriquecedor, e onde pude ver que fui chamada para isso!” Paralelamente, ela trabalhou no hotel cinco estrelas Sofitel, da Rede Accor, que também foi enriquecedor: “Nunca esquecerei a experiência de servir os vinte maiores gerentes do mundo da marca Louis Vuitton – aprendi o significado da palavra excelência”. Em São José dos Campos, “uma cidade grande, com jeito de interior”, Queila trabalha na Igreja Batista como coordenadora de eventos,

Queila da Rosa Depois de dois anos na Nova Zelândia, a ministra Queila foi viver em São José dos Campos, SP, onde atua junto à Igreja Batista, em rádio e tv

Na televisão, com o programa “Palavras”


O novo endereço da dança Baillare é o lugar da Zumba em Ijuí

Bicampeão mundial Aincentiva novos talentos

aeróbica e gasto calórico – pode chegar a grande sensação da dança no Brasil tem mil calorias. “O kit básico das aulas é uma nome e endereço certos em Ijuí. É na garrafinha com água e uma toalhinha”, brinca Baillare – Escola de Dança Alessandra Alessandra. Com a mistura de ritmos de alto Cavalheiro - que aproximadamente cem pessoas astral, mais uma coreografia de fácil execução estão curtindo, e muito, a Zumba. Misturando e exercício para todo o corpo, a Zumba oferece que diferentesleritmos, como a salsa, o merengue, tamente, o bicampeão começou a entender foi o primeiro brasileiro a conquistar o curtição na tonificação muscular e no passando Mundial pelo tango até oem reggaeton, ZumbaEgito, haviaeaeficácia necessidade de uma maior representação de eJudô, 2005, noa Cairo, emagrecimento. é praticamente um exercício disfarçado e ao superar na final o japonês campeão olímpico de atletas na política e em outras áreas. “Os poKids um – Apouco festa de dança e exercícios totalmente dançável. líticos estão desacreditados. Sempre em Atenas, Masato Uchishiba. Subiu mais alto Zumba superdivertidos vai ser opção para as das crianças, Masno o que é isso afinal? Zumba® Fitness é vida pessoas e pódio da categoria meio-leve (até 66kg), e foi gostei de causar impacto na também. será de uma das opções da Baillare a marca global de estilo de vida que combina como o tive aEsta ousadia concorrer a vereador. Parei de escolhido pela Federação Internacional no “intensivão de férias” para a garotada, de 6 fitness,atleta diversão e cultura. Tudo isso com uma de maior destaque entre todas as catego- lutar nos tatames e dei esse passo concorrendo de janeiro a 21Alegre, de fevereiro, que com terá, boa também, empolgante sensação dança-fitness. Mais Olímpico do em Porto e me elegi votação. rias. João Derly,de revelado pelo Projeto aulas semanais de ballet clássico, jazz, que uma aula, é uma verdadeira festa. “O aluno aprendendo da Sociedade Ginástica de Porto Alegre (Sogipa), Política não é uma carreira, e estou dança contemporânea, do ventre dança concorrer vai para se divertir”, diz Alessandra Cavalheiro, muito nestesdança 10 meses. Se forepreciso escreveu seu nome na história do judô brasileiro. urbana. Inscrições e informações na proprietária da Baillare e única ZIN credenciada representar o Outras conquistas se seguiram, inclusive o bicam- a outro cargo, estarei pronto paraescola, na 15 de Novembro, 491, pelos telefones de Ijuí.peonato Na siglamundial, em inglês, ZIN significasul-americano Zumba partido”, salientou. O ou ex-judoca, que também sendo o primeiro 8114.9511 e 9964.7230. Ou,Olimpíadas ainda, pelode e-mail InstructorNetwork. representou o Brasil nas Pequim a ganhar duas medalhas na competição. baillareijui@gmail.com. As aulas de vereador Zumba têm atividade em 2008 e conquistou inúmeros títulos na sua Atual domuita PCdoB em Porto Alegre, o

E

Alessandra Cavalheiro (E) e Leda Zardo, instrutora e representante da Zumba na Região Sul João Derly esteve com alunos da equipe Sogi/EFA e do Projeto Judô Cidadão

ex-judoca esteve em Ijuí em novembro, e foi recebido no Ginásio Poliesportivo da Unijuí por alunos da Sociedade Ginástica, Unijuí e integrantes do projeto Judô Cidadão, de Panambi. Antes, esteve no Lar da Criança Feliz, no bairro Luiz Fogliatto, com alunos do Projeto Judô Cidadão. João Derly começou a se interessar pela política em 2007, quando foi a Brasília juntamente com outros atletas para lutar pelo aumento do orçamento da União para o esporte. Fundador do Instituto Pódium, voltado para a prática do Judô à crianças e adolescentes em Porto Alegre, onde são atendidos cerca de 400 novos atletas gratui-

carreira, destacou a necessidade de importantes projetos de Judô nas cidades do interior. Entende que a massificação dos esportes nas escolas contribui bastante para o seu crescimento. João Derly confia no bom desempenho dos judocas brasileiros nos Jogos Olímpicos de 2016 no país. “O judô vive uma fase excelente e tem todas as condições de fazer a sua melhor participação em Olimpíadas. Desde 1984 vem conquistando medalhas em Jogos Olímpicos”, lembrou.Ele disse que gosta destes grandes acontecimentos que são importantes para a cultura esportiva do país.

Afucoper conquista título inédito no bolão A Sociedade União Afucoper Ceriluz de Ijuí é a écampeã do 41º meses focados em busca da taça”, concluiu. No Campeonato Toda zumba fitness-party uma verdadeira festa, três com acentuada queima de calorias Campeonato Estadual de Bolão para Casais de 2013. O título inédito Individual de Casais, a Sociedade União Afucoper também garantiu foi conquistado no dia 10 de novembro em sua própria sede, dando a primeira posição com João Fernando Costa e Claudia Silvana Pindireito aos bolonistas ijuienses sediarem o Campeonato Brasileiro no. A Afucoper Ceriluz teve estes atletas na conquista do Estadual: de Bolão para Casais em 2014. A Afucoper obteve 2.833 pinos com João Fernando Costa/Claudia Silvana Pinno; Parlon Roberto Lüdke/ uma diferença de 48 pinos para o segundo colocado, a equipe Só Isabel Cristina Brigo Lüdke; Jorge Tadeu Ramos da Silva/Sandra Alegria, do Clube Esportivo e Recreativo São Martinho, que chegou Maria Palharini da Silva; Juarez de Oliveira Costa/Marili Costa; Santo a 2.785 pinos. A equipe de Ijuí no jogo decisivo empurrada pelo grito Conceição Barreto de Souza/Eulália de Souza; José Roberto Sandri/ de sua torcida, que não deixou de incentivar um sóque instante, mostrou aNeiva Gisela Sandri; Laércio Escobar Por Daniele Jacobi A Mulher Escreveu Bíblia O Tempo e oLutz/Anelise Vento Erna Costa Lima porquê é uma das principais equipes do Estado. O diretor de bolão Lutz; Sandro Bernardes Pinos/Emily Wagner Bierbach; Gilberto Luiz Professora de Língua Portuguesa De Moacyr Scliar Filme de Jayme Monjardim Palharini da Silva disse que a conquista coroou o trabalho que Bohrer/Angela Ferreira Bohrer; Rozeno da Silva/Jane Schmorantz da eJonatas Literatura Brasileira do Ceap É um pequeno romance, onde podemos observar Como professora Clenir de Literatura Brasileira, minha vem sendo feito nesta modalidade, na Ceriluz. “A nossa preparação Silva; Walter Eugênio Bandeira/Maria dos Santos Bandeira; as grandes deste que foi um da dosSilva maioindicação Cristina para esteSeerig mês não poderia ser outra. foi muito forte. Sabíamos das dificuldades que qualidades seriam enfrentadas Celso Araújo/Sandra Araújo; Ernani Pinno/O res autores doTreinamos RS: imaginação, inteligência diante de adversários qualificados. Valeu o esforço. durante humor Eredie Pinno e Jacir Tomazzi/Ariete Tomazzi. filme é baseado na obra do escritor gaúcho, comnarrativa. Conta a história de uma mulher dos dias posta por três livros – O Continente, O Retrato e atuais que, ajudada por um terapeuta de vidas pas- O Arquipélago, publicados entre 1949 e 1961. sadas, descobre que, no século 10 antes de Cristo, Na literatura de mais de duas mil páginas, Erico foi uma das setecentas esposas do Rei Salomão – a recriou ficcionalmente a história de formação do mais feia de todas, porém a única, capaz de ler e Rio Grande do Sul. A adaptação de Jayme Monescrever. Esta inusitada habilidade provoca encan- jardim é envolvente e emocionante. Trata-se de tamento em seu soberano, que a encarrega de es- uma verdadeira aula de história,com belas paicrever a história da humanisagens, diálogos com dade – em particular do povo sotaques típicos e perjudeu. Neste contexto, Scliar sonagens marcantes, recria o cotidiano da corte de que nos levam a refletir Salomão e apresenta novas sobre a nossa tradiversões de célebres episóção e herança.“Uma dios bíblicos, numa narrativa geração vai, e outra repleta de irreverência, onde geração vem, porém se percebe nitidamente a a terra para sempre habilidade e preferência de permanece.”Com cerScliar em trabalhar personateza, uma excelente gens que representem os exopção para os apreciacluídos, de qualquer tempo. dores da nossa cultura.

Vi, li e recomendo

56 STAMPA 56 STAMPA 8 |||STAMPA


Música educada

É auspicioso para o cenário cultural os espaços que se abrem para a música que exige educação e formação

D

ezenas de novos hits musicais e gêneros que rapidamente caem no gosto popular: este é o cenário atual da música no país. Shows que atraem multidões substituem as apresentações clássicas, que no passado também movimentavam grandes públicos. De uma maneira geral, a música erudita é aquela estudada por historiadores e admitida, pesquisada e interpretada pelas academias, com um sentido de música séria, em oposição às músicas populares consumidas pela grande massa. A partir do início do século XIX, essa música educada passou a ter a conotação de música clássica, para definir um período considerado essencial, que nasceu com o surgimento das composições de Bach e se estendeu até a era de Beethoven. Frente à pouca difusão da música clássica hoje, é um fato auspicioso para a cultura ver em atuação pessoas que se interessam e buscam aprender música profissionalmente. É o caso do ijuiense Taiur Fontana, 26 anos, que mais do que o gosto pela música erudita, buscou formação. É bacharel em piano pela UFSM e Mestre em Música pela UFRGS. O trabalho desenvolvido atualmente pelo jovem é como professor do curso de música na universidade em que se graduou. “Quando eu era criança, houve a escolha, por parte dos meus pais, especialmente de minha mãe, pelo meu aprendizado de piano. Comecei cedo e assim acabei tendo proximidade com a música erudita. Mais tarde, tive oportunidades de seguir outros rumos”, conta Taiur. Junto com a soprano Angela Diel, Taiur fez um recital na Casa Leta, um dos principais progamas que contemplaram a música clássica durante a Expo-Ijuí/Fenadi deste ano. Ele destaca a importância do espaço destinado às diferentes culturas na Fenadi. “É necessário formar um público que saiba apreciar arte. O que ocorre muitas vezes é: não há público porque não há concertos, e não há concertos porque não há público. Parece que a forma de romper esse ciclo é a realização de recitais e concertos com intérpretes de diferentes lugares, que possam mostrar o seu trabalho e conquistar a atenção e o interesse do público”, afirma. Na Fenadi deste ano, outra iniciativa nesse sentido foi a da Casa

Taiur Fontana estudou piano desde criança e hoje também é professor

Austríaca, que proporcionou aos visitantes apresentações e prática de música clássica, possibilitadas pela construção de um palco adequado e a aquisição de um piano. Crianças, jovens e adultos usufruíram do espaço. O presidente do Centro Cultural Austríaco, Elemar Kettenhuber, comenta que a iniciativa surgiu da preocupação, enquanto centro cultural, de investir em arte e cultura, e criar uma programação mais específica. A partir daí foram criados convênios com escolas e instituições, que possibilitaram várias apresentações culturais de canto, coral, música ou piano. Ele ressalta a satisfação com o público que apreciou as apresentações.“Tivemos uma grande surpresa com o número de pessoas que nos visitou pela música e pelas apresentações, além da gastronomia.” Os projetos pensados e executados neste ano pela etnia deverão ter continuidade nos próximos anos.

Erudita ou clássica? A erudita pode ser definida como a música composta e realizada por aqueles que possuem conhecimento específico dessa arte. É diferente da música popular e da música folclórica. Por sua complexidade e sofisticação, a música erudita é propriamente a música como obra de arte. Realizar música erudita é tarefa árdua e requer grande esforço e aperfeiçoamento do músico nos diversos aspectos desta arte. A música erudita é popularmente chamada de música clássica - são, portanto, a mesma, embora para os estudiosos a definição ‘clássica’ se refere ao período clássico da história da música, de 1750 a 1820. Nesse período, os músicos desenvolveram uma série de formas musicais. Uma delas foi a sinfonia, que é uma composição musical longa para orquestra.

Os irmãos Ruy Kriesel e Marli Castro no palco na Casa Austríaca

Dedicação infantil: piano na Casa Austríaca esteve disponível para prática STAMPA | 57


Missão turística Habituados a atuar como guias, desta vez o casal Hussein e Amine Hatem, diretores do CCAA, aproveitaram uma viagem só como turistas

H

ussein e Amine Hartem, os diretores da escola de idiomas CCAA, estão habituados a acompanhar grupos, especialmente de estudantes, por roteiros nos Estados Unidos. Desta vez, entretanto, eles foram muito mais turistas, embora a viagem organizada pela Une- Em frente à prefeitura de San Francisco: sua cúpula é uma das maiores do mundo e foi reconstruída depois do terremoto de 1906 sul Turismo, que eles representam em Ijuí e região, também servisse para municiá-los de informações para formação de futuros grupos. Em setembro, com colegas da Unesul e amigos, eles percorreram um dos mais atraentes roteiros pela costa leste, durante 12 dias. A partir de Las Vegas, onde permaneceram aproveitando suas sedutoras atrações por quatro noites, seguiram para a maravilha da natureza, o Grand Canyon, e dali, atravesando o deserto de Mojave e com parada no Parque Yosemite, até a encantadora San Francisco. A última foi ado Olivercon iniciou turação de pessoal, além da reengenharia dos dos serviços prestados, o que representou um história parada de superação há 13 Los anos,Angeles, em 2000. A dedicação de softwares usados pelos profissionais de conta- salto de qualificação tanto pessoal como de magnífica o primeiro impulso para iniciar bilidade do escritório. Essas duas primeiras mu- operação de processos e serviços. que Noemi eles foialcançaram O destaque, atualmente, é para as tecnoum trabalho viria,pelas logo mais, se consolidar danças foram responsáveis por um grande salto depois de que passar no mercadoMonterey, ijuiense. Cada litorâneas Car-momento foi impor- de qualidade no trabalho, e também pelo co- logias contábeis e processos modernos que tante o crescimento e pelas conquistas de meço do planejamento para troca de endereço, a Olivercon realiza. Os clientes têm à sua dismel -para o luxuoso e original posição soluções relevantes, tanto na gestão que deveria acontecer no prazo de cinco anos. todo o grupo. balenário onde Clint Easquanto na contabilidade gerencial. Agora, finalizando o quarto a equipe Os primeiros cinco anos de trabalho foram No ano, fascinante e grandiosoestratégica cenário do Grand Canyon twood foi prefeito, Santa A grande novidade para os clientes é a disponiOlivercon já está se preparando para esta muna busca por se estabelecer. A jornada inicial Bárbara, tradicional refúNo Caesar Palace, em frente à os arquivos de bilização de novas e modernas ferramentas da foi e apenas a partir dela, o trabalho co- dança total, reutilizando apenas giodifícil, costeiro de celebridaréplica da Fontana di Trevi: quatro realização meçou de fato a fluir, superando os custos de clientes de softwares de trabalho. noites A curtindo Las Vegasweb, através do site www.olivercon.com. que des, e Santa Maria.

Olivercon - Evolução constante

A

funcionamento do empreendimento. Depois desta etapa, se iniciou o período de identificação, já que até então a empresa era conhecida como o Escritório da Noemi.Foi preciso buscar um nome que se tornasse conhecido na área empresarial, para que a empresa pudesse efetivamente se desenvolver. Começa então o trabalho referenciando a marca Olivercon, e buscando atrair novos clientes, o que se caracterizou como uma jornada interessante para toda a equipe. Em 2009, foi elaborado um planejamento estratégico e surge a definição de que, em cinco anos, a estrutura física seria totalmente modificada. A percepção tida era de que a qualidade do trabalho prestado não estava de acordo com o local onde era realizado, não demonstrava o potencial da empresa. Ainda no ano de 2009 aconteceu a reestru-

da mudança ocorre baseada na crença de que, tendo uma estrutura mais agradável e moderna, haverá muito crescimento. A mudança visa, mais do que nunca, que os funcionários expressem seu verdadeiro potencial e se sintam bem fazendo seu trabalho em um ambiente agradável, bonito ecurtindo onde as na coisas tenham Uma semana capital do maior funcionalidade. Por outro lado, como Rio Grande do Norte foi o programao mercado dos serviços do de Oliverde consumidor grupo de amigas, no início con são os clientes e o empresariado em geral, novembro. Azize Ahmad, Malvina El eles também poderão desfrutar de um ambienAmmar, Araci Coppetti, Zilda Carlan, te agradável, e transmitindo ainda mais confianNúbia Gomes, Ercilia Leindecker ça. O novo endereço é na Rua 12 de Outubro, (na foto 428, Edifício Titã.à esquerda), e Renée El Ammar, aproveitaram o melhor da A mudança definitiva de atendimento aconcidade: passeios e banhos mar, a tece neste mês, e o clima, é claro, de é de muideliciosa gastronomia típica,osempre ta ansiedade. Este momento marca final de acompanhada de do música de viola, eo mais um ciclo na história Olivercon. A empresa diversificado se consolidouartenasato. com a melhora contínua

permite realizar muitas operações de casa em um escritório virtual 24 horas por dia, no momento em que preferir. A equipe que ingressa no Olivercon nessa nova fase é formada por profissionais graduados ou acadêmicos em contabilidade, para manter todos os colaboradores no mesmo ritmo de trabalho. O método usado para rendimento no trabalho é baseado em um plano de objetivos traçado a cada novo mês pelo próprio funcionário. Os que se destacam neste cumprimento de metas e realização do trabalho são convidados a integrar a empresa como parceiros. Para isto, foi criada a Soluções Empresariais Olivercon - SEO. que mostra ao colaborador o caminho para suas realizações. “O cliente é o nosso principal ativo. Tudo que fazemos é para melhores serviços”, afirma Erasmo Oliveira, diretor administrativo do Olivercon.

Amigas em Maceió

TECNOLOGIAS CONTÁBEIS TM

CONECTE-SE COM A VANGUARDA DAS SOLUÇÕES EM TECNOLOGIAS CONTÁBEIS E IMPRIMA AGILIDADE EM PROCESSOS MODERNOS E MAIS EFICIENTES CRC RS 005400/O

BREVE EM NOVO ENDEREÇO

Rua 12 de Outubro, 428 - Centro | Ijuí/RS | 55.3333.5637 | www.olivercon.com


Pela Europa de cima O cirurgião plástico Emilio Andary e sua esposa Vera percorreram o norte e nordeste europeu em outubro

U

m roteiro pela Escandinávia era um desejo antigo do cirurgião plástico Emilio Andary Filho, um dos poucos roteiros que faltava percorrer na Europa. Eles estiveram na Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia, e complementaram com passagem pelos Países Bálticos - Letônia, Lituânia e Estônia. “Os Bálticos, especialmente a Letônia com sua capital, Riga, e Tallin, na Estônia, são lugares encantadores, com beleza natural e muita história”, comentou o médico. O perfil de viajantes do casal é dos que se dedicam a descobrir e explorar especial-

mente sabores - a culinária, as bebidas, as especiarias; e nesse sentido, foi uma viagem que consideraram muito proveitosa. Embora outubro tenha temperaturas mais amenas por lá, o frio foi companheiro de viagem, o que não chegou a ser um problema para o casal, que aprecia mais o inverno do que o verão. No total, foram 15 dias de viagem, dispendidos em muitos programas culturais - a característica da região, e lugares de grande beleza paisagística, como os fiordes noruegueses, os lagos suecos, planícies e bosques nos Bálticos.

Igreja Russa de 1.000 ano, na Estônia

Tradições encantaram Vera em Tallin, Estônia

Roteiro com cultura e história

Helsinque, Finlândia: sem problemas com o frio

Na imponente Rússia

Leda na Praça Vermelha, com o Kremlin ao fundo: o lugar emana poder

Rogério e Leda Souza conferiram de perto o poderio e a beleza do país, destino final de viagem pelo antigo império russo

G

randiosa no tamanho, na história e nas tradições, a Rússia é um destino ainda pouco elegido pelos turistas brasileiros em geral, embora se saiba que desperta muita curiosidade. Pois o médico Rogério Machado de Souza e sua esposa Leda, que já estiveram em muitos lugares mundo afora, incluíram o país na sua principal viagem de 2013. Viajaram acompanhados do irmão dela, Luiz Artur Fogliatto e sua esposa Lisete, em agosto, por terra, céu e mar, em um roteiro que teve a Rússia por destino final, passando pela Suiça, Polônia, pelos países do antigo império russo - Lituânia, Letônia e Estônia, e Finlândia. Na Rússia, conheceram São Petersburgo e Moscou. Para Stampa, Leda contou que sentiu a opulência e poderio do país nos lugares referentes à história de Catarina - A Grande, e nos principais atrativos culturais e arquitetônicos que percorreram, como a Praça Vermelha, com o imponente Kremlin, Museu Hermitage, Palácio Peterhof, o lendário Teatro Bolshoi, o metrô moscovita, os parques e cafés. A gastronomia, conta, contempla especialmente as carnes de caça e os frutos do mar, cremes e consomês, e doces saborosos. O casal ijuiense destacou a ótima estrutura e acolhida ao turista, avalizando o roteiro Rogério apreciando o metrô de para quem tem, como eles, curiosidade Moscou: arte por todos os lados em descobrir novos mundos.

No Palácio Peterhof, São Petersburgo: é tudo ouro

STAMPA | 59


índice Stampa foi às escolas saber o que os estudantres pensam sobre as pequisas com animais Olivercon dá um salto de qualidade e consolida Você aprovasua asmarca pesquisas animais? em novo com endereço

emPresa

esPOrte

Casais da Afucoper conquistaram título inédito em campeonato estadual de bolão

emPresÁriO

“Eu acho que tem que usar,

porquesuas aindaestratégias não existem Gilberto Weber comenta sobre outros meios para serem de sucesso à frente da empresa Mundo Doce

6 8 10 15 22

utilizados. Poderiam ser investigadas novas formas, entrevista para que não se precise mais usar os animais como meio Economista Argemiro Luis Brum e as questões paraafetam pesquisas.” Eduarda econômicas que nossa vida Melchior, 8ª série, Ruizinho eDUCaÇÃO

Ceap mostra sua experiência exitosa de implantação do Ensino Fundamental de 9 anos

COtiDianO “Depende o tipo de

experimento que vai acontecer. Se for pra tirar a vida do animal, independente de qual seja o animal, eu não sou a favor. Mas em outros casos, acho que pode.” Ricardo Alves, 2º ano, CSCJ

Por segurança e adequação de horários, estudates aderem ao transporte coletivo e as vans multiplicam-se pelas ruas da cidade

nOite Das mUlheres

Quatro páginas para conferir tudo que rolou na festa de mulheres para mulheres

“Eu sou muito contra a realização de pesquisas em não A recepção no novoanimais, Salão porque Belezaeles Humana, têm o direito de escolher com lançamento da nossa edição se vão quererde ou novembro não. Por isso, os humanos fazem isso, porque os animais não nOviDaDe podem escolher.” Camila Batista, 8ª série, Ruizinho

inaUGUraÇÃO

DanÇa

CUltUra

Escola de dança Baillare traz para Ijuí a Zumba, novidade que é febre nas academias

CRO-RS 8034 ESPECIALISTA E MESTRE EM ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Mais espaço para a música clássica apareceu na Rua José Bonifácio, 328 - sala 311 - Shopping JB Fenadi 2013 e teve boa repercussão Centro - Ijui/RS - Fone: (55) 3332.4922

4 | STAMPA

26 42 48

E

Muito a conferir “Acho injusto, porque

assim como nós temos sta última edição de 2013 é mais uma os que nossos direitos, vem duplicada no número de páginas, animais também têm os de forma a abranger tudo que pautamos deles, e não é bom usar como de seu interesse e agrado. Também estão animas em pesquisas reunidos aqui vários profissionais e empresários científicas.” que elegeram a Stampa para mostrar Alice Ruver,a você ideias, sugestões, novidades7ª e conquistas. Com série, Ijuizinho sua vocação de promover, valorizar e mostrar tudo que Ijuí tem de bom, Stampa é o meio pelo qual a cidade se vê refletida em seus melhores ângulos. Mostrar significa também inspirar, provocar e contribuir para o crescimento e aprimoramento de todas as nossas vivências. .... Economia tem implicações em tudo e para todos. Sesou você acha que não entende nada e “Eu a favor. que éque coisa complicada, provamos o contrário Acho a medicina na Entrevista precisa avançar com aindaArgemiro Luis Brum. Apesar da erudição, e ao contrário de muitos de seus mais, e a única forma pares, eleosnão fala de realizar testes é difícil, e é sempre capaz de nos fazer entender em animais. Melhor do o assunto. Na área educacional, mostramos a crescente que experimentar em adesão ao transporte coletivo por parte humanos.” dos estudantes para ir à escola, e o bemFrancisco Willers, sucedido processo 2º ano, CSCJ de implantação do Ensino Fundamental de nove anos no Ceap. Com destaque de capa e em quatro páginas está a cobertura da Noite das Mulheres, nossa promoção anual em conjunto com BPW Ijuí e Líbera Marin, com trabalho fotogográfico de Foto Andréia. Outra cobertura em evidência é a inauguração do novo Salão Beleza Humana. Também damos notícias de mais ijuienses que vivem longe e falamos de cultura, esporte e viagens, dança. ... Receba mais esta edição com nosso abraço, junto aos votos de que tudo de bom aconteça para você em 2014. E conte sempre com a Stampa! Iara Soares

“Sou contra, porque acho que estamos correndo o riscostampa@jornaldamanhaijui.com de matar animais porAno coisas 11 - Nº 7 | Dezembro | 2013 que talvez nem deem “Sou contra, porque eles certo nos humanos tanto PublicAção são seres vivos, não GráficA e eDitorA JorNAlísticA seNtiNelA ltDA quanto dão em animais.” merecem receber injeções cNPJ: 87.657.854/0001-23 Júlia Castilhos, de químicas e correr risco ruA AlbiNo breNDler, 122 - foNe: (55) 3331-0300 2º ano, Ceap de sofrimento e de morte.” 98.700-000 iJuí/rs Ana Júlia Bandeira, Diretor 7ª série, Ijuizinho eDmuNDo HeNrique PocHmANN

56

eDição e textos iArA soAres iara@jornaldamanhaijui.com colAborADores cArlos Alberto PADilHA, leilANe oliveirA, PriscilA HelDt, mAríliA, muNAretto, Deise morAis, mAristelA mArtiNs, serGio corrÊA CREMERS:imPressão 25862 - Colo-Proctologista ciA De Arte (55 3331-0319)

57

- Membro titular da Sociedade Brasileira de Colo-Proctologia Assinatura semestral: r$ 45,00 - ligue 3331-0300 - Membro associado da Sociedade Americana de Colo-Proctologia Informações contidas em matérias comercializadas são

das empresas e/ou dos profissionais. End.responsabilidade Rua Paraná,integral N° 168Ijuí/RS - Fone: (55) 3331-1352


o boticário Desodorante colônia rio Sixties - r$ 109, 00

chef in china Yakissoba especial - r$ 24,00 (individual); r$ 31,00 (para 2)

aSpectuS moDa muLher Vestido contra-regra - 4x r$ 89,00

Le monD bermuda Dimy r$ 238,80 à vista

cLube um camisa - r$ 189,90; calça jeans - r$ 149,90; bolsa de couro - r$ 449,90

KiKa moDa Íntima Vestido - r$ 159,90; biquini - r$ 199,90

farmácia centraL massa monster black r$ 195,00 Doce Lar relógio mDf aromatizado - r$ 56,00

La beaute Linha Vitalidade - shampoo, condicionador, creme para pentear, máscara revitalizante - r$ 78,50

uSina Do perfume perfume 212 Sexy 100ml carolina herrera- r$ 229,00 STAMPA| |61 33 STAMPA


Humor & Cia

Milagre de campanha

Lula discursava para milhares de pessoas, quando de repente aparece Jesus Cristo baixando lentamente do céu. Quando chega ao lado de Lula, lhe diz algo ao ouvido. Então Lula, dirigindo-se à multidão, diz: - Atenção, companheiros! O companheiro Jesus Cristo aqui quer dizer umas palavras para vocês. Jesus pega o microfone e diz: - Povo brasileiro, este homem que tem barba como eu, não lhes deu o pão do conhecimento da mesma forma que eu fiz? O povo responde: - Sim! - Não é verdade que, assim como eu multipliquei os pães e peixes para dar de comer a todos, este homem inventou o Fome Zero para que todos pudessem se alimentar? - Sim! - respondeu o povão. - Não é verdade que assegurou tratamento médico e remédios para os pobres, assim como eu curei os enfermos? O povo grita: - Sim! - Não foi traído por companheiros de partido, assim como eu fui traído por Judas? O povo, então, gritou ainda mais forte: - Sim! - Então, o que vocês estão esperando para crucificá-lo?

“Termine 2013 linda... comece 2014 maravilhosa. afinal, você merece! Thyers” Colabore com este espaço. Mande temas divertidos para: stampa@jornaldamanhaijui.com

Um sujeito, cambaleando pelo estacionamento, estava cutucando a porta de cada carro com uma chave. Veio o guarda e lhe perguntou: - Qual é o problema, meu amigo? E o sujeito responde: - Perdi meu carro... O guarda diz: -Aonde foi que você viu o carro pela ultima vez? - Foi aqui mesmo, na pontinha desta chave...

“Eu tinha lá em casa dez garrafas de cachaça, da boa. Mas minha mulher obrigou-me a jogá-las fora. Peguei a primeira garrafa, bebi um copo e joguei o resto na pia. Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei o resto na pia. Peguei a terceira garrafa, bebi o resto e joguei o copo na pia. Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei o resto no copo. Peguei o quinto copo, joguei a rolha na pia e bebi a garrafa. Peguei a sexta pia, bebi a garrafa e joguei o copo no resto. A sétima garrafa, eu peguei no resto e bebi a pia. Peguei no copo, bebi no resto e joguei a pia na oitava garrafa. Joguei a nona pia no copo, peguei na garrafa e bebi o resto. O décimo copo, eu peguei a garrafa no resto e me joguei na pia.”

A caixa

O presidente louco

Um louco estava se candidatando para ser presidente do hospício. E a promessa dele era que, se ganhasse, colocaria uma piscina no hospício. E daí, claro, todo votou mundo nele. Ganha a eleição, foi inaugurada a piscina. Após todo mundo pular, o louco disse: - Se eu ganhar a próxima eleição, prometo que coloco água aí.

A loira foi comprar um livro. O vendedor lhe perguntou: - A senhora quer um romance mais leve ou mais pesado? - Tanto faz. Eu estou de carro.

No restaurante

Três bichas foram a um restaurante especializado em frutos do mar. - Pois não? - pergunta o garçom. - Nós queremos ostras! - E como vocês querem as ostras? - A minha eu quero com sal! pediu a primeira. - A minha com limão! - pediu a segunda. E a terceira, a mais bicha entre as bichas, decreta: - A minha eu quero com pérola!

O sujeito está sentado em frente ao cassino, chorando convulsivamente, com uma caixinha na mão. Passa um conhecido e se espanta: - Mas o que foi que houve? - A morte! Eu quero a morte! - O que é isso, homem? Já sei! Você perdeu no jogo? - É. . . - Quanto? Dez mil? - Mais, muito mais. . . - Não vá dizer que foram cinquenta? - Mais ainda. . . - Meu Deus! Quanto? - Cem! Cem mil! - Ai, cacete! Se eu perdesse cem mil no jogo, minha mulher me arrancava os bagos. - E o que é que você acha que tem dentro dessa caixinha?

Loira culta

Batida

A bicha estava num ônibus, quando este comeca a pegar fogo. Logo, o motorista diz: - Mulheres e crianças saiam pela porta de trás, e homens pela porta da frente! A bichinha desesperada comeca a gritar: - Eu vou morrer, eu vou morrer!!

A mulher do senador Enquanto faziam mais uma pausa para descansar em meio a campanha eleitoral, os três senadores contavam piadas e riam da cara do povo, quando um deles perguntou: - Qual mulher é a mais burra ? Um deles logo começou: - Eu acho que é a minha. Ela comprou uma bicicleta com 18 marchas, muito cara, e nem sabe andar de bicicleta!!! Outro logo retrucou: - Isso não é nada. A minha mulher mandou construir uma piscina no quintal de casa e nem nadar ela sabe!!! O terceiro dá uma gargalhada e diz: - Pois a minha mulher é muito mais burra. Ela vai passar o carnaval em Salvador, comprou uma caixa de camisinhas e nem p.i.n.t.o ela tem!!

Thyers ‘‘ ENTRE ASPAS

“A persistência é o menor caminho do êxito.” Charles Chaplin (1889-1977), genial ator e diretor inglês

62 | STAMPA


Stampa web dezembro  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you