Page 1

Ano 11 . Nº 11 . Abril | 2014 . R$ 8,00

Os eventos do mês das mulheres

LARA E EMILY As Meninas Modelo com a moda da Gema em fotos do Studio Saionara

O vinil está de volta Curso prepara pais para adoção


GENETIC

“INDEX e LE MOND escandalosamente lindas: você é a próxima.”


LE MOND


índice ESPORTE

Criação de associação de jogadores e torneio estadual impulsionam o poker em Ijuí

INFÂNCIA

Curso oferecido no Foro de Ijuí habilia os interessados a se tornarem pais adotivos

8 9

ENTREvISTA

O médico responsável Edilson Walter fala sobre o programa de Residência Médica do HCI

15

MULHERES

20

CAPA

23 30 33 42

Evento da BPW e Shopping JB e a entrega de troféu na Câmara marcam o Mês da Mulher

As Meninas Modelo 2013 mostram toda sua graça e encanto em ensaio fotográfico

ESPECIAL

A festa de abertura do novo Yázigi com o lançamento da nossa edição de março

NA NOITE

A badalação em torno da dupla Thaeme e (o ijuiense) Thiago no Aruba

MEMóRIA

Família do Jardim Europa lança livro sobre a trajetória de Anibaldo e Ida Fengler MÚSICA

Os discos de vinil retornam ao mercado e agradam antigos e novos apreciadores

PELO MUNDO

Tatiane Wadas saiu daqui aos 16 anos, viveu na Alemanha e hoje está na Inglaterra

vIAgEM

Presidente da Associação das Imobiliárias participou de evento mundial do setor

4 | STAMPA

44 45 47

S

Nossas meninas

er Menina Modelo é um sonho de muitas garotinhas, e participar do concurso do Jornal da Manhã e da Stampa, é, antes de tudo, uma oportunidade ótima de socialização e integração. Tratado com profissionalismo pelo produtor Luiz Carlos Leindecker, o concurso também é uma aula de como andar, se expressar e se comportar, muito útil para meninas na faixa etária que abrange, dos 6 aos 11 anos. Ganhar presentes faz parte, assim como aparecer na Stampa em um ensaio fotográfico que, desde a primeira edição do concurso, há 9 anos, é produzido pela fotógrafa Saionara Bandeira. A cada ano, nos encantamos com as Meninas Modelo, e desta vez são as graciosas Emily de Oliveira Basso e Lara Cavalheiro da Cunha que enfeitam nossa edição. Crianças também estão no centro da questão sobre adoção, que tratamos com o juiz da Infância e Juventude Eduardo Giovelli. Ele informa sobre o curso que prepara interessados em se tornarem pais. No Esporte, Carlos Alberto Padilha conta que o poker está crescendo e aparecendo em Ijuí - já fundaram uma associação, que promoveu uma competição estadual em março. O Mês da Mulher, que inspirou os principais eventos de março, é outro tema nosso, tratado na cobertura da programação da BPW Ijuí e do Shopping JB e a entrega do Troféu Mulher Cidadã pela Câmara de Vereadores. O médico responsável pela Residência Médica do HCI está na Entrevista. Edilson Walter dá detalhes do programa e afirma a convicção de que Ijuí pode ter uma faculdade de medicina. Assuntos ótimos que adiantamos aqui, mas o espaço não é suficiente para contar tudo o que a Stampa traz, e que você vai conferir adiante. Bom proveito! Abraço, Iara Soares

stampa@jornaldamanhaijui.com Ano 11 - Nº 11 | Abril | 2014

PublicAção GráficA e editorA JorNAlísticA seNtiNelA ltdA cNPJ: 87.657.854/0001-23 ruA AlbiNo breNdler, 122 - foNe: (55) 3331-0300 98.700-000 iJuí/rs diretor edmuNdo HeNrique PocHmANN edição iArA soAres iara@jornaldamanhaijui.com colAborAdores cArlos Alberto PAdilHA, mAristelA mArtiNs, clAudiA de AlmeidA, mAriliA muNAretto, deise morAis, leilANe oliveirA, ceciliA mAtHioNi, serGio correA (revisão) imPressão ciA de Arte (55 3331-0319)

Assinatura semestral: r$ 45,00 - ligue 3331-0300 Informações contidas em matérias comercializadas são responsabilidade integral das empresas e/ou dos profissionais.


HCI presta homenagem

Lentes de Contato de Porcelana e Facetas Estéticas de Porcelana

a colaboradores com mais de 15 anos de casa

Adriana Pedrazzi - Cirurgiã-dentista Saúde bucal é fundamental para quem deseja manter ou melhorar o seu sorriso. E a estética dentária é parte importante nesse processo, porque muito mais do que beleza, as modernas técnicas significam saúde. A nova técnica usada na estética odontológica são as “lentes de contato” superfinas. Feitas de porcelana, elas corrigem imperfeições, alterações de cor, qualquer mudança estética que se deseja e fraturas. Esse método traz duas grandes vantagens: durabilidade e evita o desgaste do esmalte natural do dente, ao contrário do que fazem as facetas comuns. Já as facetas de porcelana são indicadas nos casos em que se necessita uma maior mudança da estrutura dentária. Exigem um certo desgaste, mas trazem muitos benefícios estéticos e reparadores. Também podem ser feitas através do sistema Zirkozahn, um material mais moderno que permite a ausência de linhas escuras na gengiva, excelente biocompatibilidade, coloração translúcida natural e alta densidade cristalina. Este e outros procedimentos como clareamento dental, restaurações estéticas, reanatomização de dentes, próteses fixas, móveis e removíveis, implantes e protocolos você encontra na Clínica Adriana Pedrazzi. Para mais informações acesse o site: www.adrianapedrazzi.com.br

C

om um coquetel oferecido na sala da presidência, o Hospital de Caridade de Ijuí(HCI) prestou uma homenagem aos colaboradores que completaram, no mês de março, mais de 15 anos de empresa. Além do coquetel oferecido, os jubilados foram presenteados com chocolates artesanais como forma de agradecimento pelo tempo de dedicação. Prestigiaram o evento o presidente Claudio Matte Martins, o diretorexecutivo João Luiz Leone de Senna, a diretora financeira Ivone Siqueira, a gerente de recursos humanos Elisabete Brandenburg dos Santos, o gerente de operações Douglimar Radaelli, o gerente de TI Paulo Felippin, o gerente de serviços Genésio Gomes e a nova gerente de enfermagem Aldenir Araújo. A intenção é organizar um encontro com os jubilados, todos os meses, como forma de valorização dos colaboradores da instituição hospitalar macrorregional. Em março, foram 13 profissionais: Catarina Nunes, Katita(38 anos), Helena Manchini(32 anos),Tania Cora(30 anos),Edemar da Cruz(29 anos),Elisabete Brandenburg dos Santos(25 anos),Maria Silveira(20 anos),Lenir Nehrung(19 anos),Juarez de Souza(18 anos),Ronaldo Conceição(17 anos), Rosemeri Noster(17 anos),Dorkas Picinini(17 anos), Leila Ferreira(16 anos) e Claudio Borba(15 anos).

Presidente Claudio Matte Martins (terceiro à direita) com o grupo dos homenageados

Colegas saúdam Catarina Nunes, a Katita, com 38 anos de serviços prestados


Negócios & turismo Presidente da Associação das Imobiliárias e Corretores de Ijuí, Josef Roehrs, participou do maior evento do setor, em Cannes, e aproveitou para conhecer outros lugares

Josef Roehrs (em pé, no centro), com a comitiva gaúcha em Cannes: Flavio Koch, presidente do Creci-RS; Ubirajara Oliveira, de Canoas, e Carlos Eduardo, de Porto Alegre

Torcida Brasileira ainda mais linda com O Boticário

Entre os dias 11 e 14 de março, a cidade de Cannes na França Os brasileiros sempre levaram alto-astral para quatros sediou o principal evento para profissionais do os setor imobiliário do cantos do agorao vamos em Mipim, territórioreuniu os remundo. Naplaneta, sua 25ªmas edição, evento provar, chamado nacional, que mais somosinfluentes a torcida de mais lindaos do segmentos mundo, graças à presentantes todos do mercado beleza e à alegria das nossas mulheres. Em meio a este clima imobiliário internacional - escritórios, edifícios residenciais, serviços celebração, O Boticário lançalogística o movimento #torcidalinda, de saúde, eventos desportivos, e indústria -, oferecendo um que além de levar ativações diversas regiões edofontes país, de capital acesso inigualável ao maior para número de projetos ainda conta com lançamentos exclusivos de produtos para o em todo o mundo. consumidor e muita vibração.Para liderar essa festa, a fragrânO presidente da Associação das Empresas Imobiliárias e Correcia Linda Brasil é de relançada. O produto do foi Creci um grande tores de Imóveis Ijuí e conselheiro – RS,sucesso Josef Leduino em 2004,equando esteve presente portfólio da marca, em Roehrs, mais três gaúchos do no ramo imobiliário participaram do edição limitada. Cláudio de Deus, comevento. “DuranteCriada quatropelo dias,perfumista vivi reuniões de negócios, networking, bina notas quentes e macias palestras do âmbareeconfraternização do musk ao frescor e vários intercâmbio de informações, entre à sofisticação deFez notas florais econtatos frutais. com entidades, empresas e países”, contou. inúmeros Nova coleção Intense muitas Brasil em Festa relacionadas à tecnologia empresários e conheceu novidades A coleção de maquiagem Intensena Brasil vai estar e ferramentas utilizadas no exterior, áreaem deFesta construção civil e prinno nécessaire toda permitindo quedeela renove o cipalmente, nade área de torcedora, administração e vendas imóveis. seu look, ainda mais de linda e no clima de celebraNos 19 deixando-a mil metros quadrados exposição estavam presentes 4,3 mil investidores, duas mil empresas expositoras, 20 mil participantes de 80 países e 460 jornalistas. O Brasil foi um dos países de honra do Mipim 2014. Desde sua criação, Mipim tem acompanhado a crescen-

te internacionalização do setor imobiliário, e hoje oferece um mercado ção. aOindústria Duo Batom Brasil em Festa traze as cores verde e amarelo em para enfrentar os desafios identificar novas oportunidaum único produto.àCom ele, aspreocupação mulheres poderão representar o Brades, em resposta crescente ambiental, escassez de sil de forma divertida e feminina. Uma sugestão é aplicar o batom financiamento e a evolução dos hábitos de consumo e de trabalho. verde no dos lábios eforam o amarelo no centro daaboca. Outros “Todas as contorno nossas expectativas superadas, dada complexidaprodutos do portfólio regular Acredito da linha Intense também podem ser os de da realização do evento. que muito em breve, todos agregados àda produção, como oterão brilho labial, que confere um toque profissionais área imobiliária que se ajustar às novidades tecespecial aos lábios. nológicas já colocadas à disposição, como forma de trilhar um novo Visualnos descolado novidades comenta da linha Roehrs. Capricho caminho negócioscom globalizados”, A coleção Dream traz uma supernovidade: Na viagem Capricho de volta ao Brasil,Team o empresário aproveitou para aconheSombra Cabelos, nas cores verde e amarelo.Nice, ComMônaco ela, é poscer algunsPara países da Europa. Esteve em Portugal, e Pasível fazerémechas e deixar a comemoração irreverente. ris. “Tudo diferente, comparado ao Brasil. Éainda outro mais mundo, ganha-se Para aplicar, basta separar de cabelo, a muito bem, mas o custo de uma vida émecha muito fina elevado nessescomeçar países. Para aplicação próxima da raiz,de e um seguir em direçãodeàs9 pontas. É possível se ter uma ideia, o aluguel apartamento metros quadrados mais quecoletivo uma camada paracusta deixar a cordemais A mês, eutilizar com banheiro por andar, cerca 650 intensa. euros por estrutura em pó ou seja, cerca deda R$sombra 2 mil”. para cabelos é inovadora no mercado brasileiro, deque fácillhe aplicação mantémfoi a leveza dosasfios. Para retirar Outro fator chamoueatenção o fato de pessoas terem o produto, lavar“Em commeio águaturno, e shampoo. mais de umbasta emprego. os europeus costumam ter um emprego fixo, e no outro turno se dedicam a obter uma renda extra, e trabalham, na maioria, como autônomos liberais, e até corretores de imóveis”.

Novo Lady Lily. Lançamento especial para o Dia das Mães.

Atração do evento: maquete gigantesca de Cannes

A sua primeira referência de beleza merece um presente que é uma referência.

Vista de Lisboa, do bairro Alto

boticario.com.br/diadasmaes


Aprendendo com o número 1

O

Diego Matos (segundo à esquerda) ministrou clínica de tênis em Ijuí

Ás do poker F

oi criado recentemente em Ijuí, o Cinco Ases Poker Club Ijuí, presidido por Joceli Rodrigues, que promoveu um Torneio Estadual em março vencido pelo atleta Cleomar Balxoto, de São Luiz Gonzaga. Uma das atrações da competição realizada no Clube Ijuí, foi o professor Ivan Santana, que ministrou um curso. Autor do livro “The Royal Book - O Segredo dos High Stakes”, ele disse que o poker está ganhando o seu espaço e já não é tratado como um jogo de azar, e sim como um jogo de habilidade. É divulgado como esporte da mente, comparado, por exemplo, ao xadrez e outros jogos de estratégias. Santana afirmou que é fácil aprender as regras e começar a jogar, mas muito difícil de dominar. “Qualquer pessoa, em Ivan Santana é professor do jogo menos de 15 minutos, está jogando, mas para chegar a dominar todas as habilidades necessárias para jogar em alto nível leva meses ou anos. Ivan Santana, 30 anos, começou a jogar aos 22 anos, quando estava cursando Engenharia na Unicamp, em Campinas. Dá aulas para vários atletas e ex-atletas, casos de Gustavo Scherer (Xuxa), ídolo da natação. Ronaldo Fenômeno é o Embaixador do Poker Stars no Brasil. A saltadora Maurren Maggi e o ex-tenista Gustavo Kurten (Guga) também jogam. “O legal do poker é que qualquer pessoa pode jogar com os profissionais. Deve encarar como um lazer, mas claro, que tem chances de ganhar dinheiro”. Entretanto, ele ressalva, as pessoas não devem se iludir e achar que podem largar tudo para viver do poker. “Não é bem assim. Tem que estudar muito, se dedicar. Hoje em dia o nível é alto, não é fácil bater o jogo para conseguir uma renda boa. Poucos conseguem.” A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) criou uma disciplina letiva optativa, com os fundamentos do Poker, no Curso Ciências do Esporte. O professor Ivan Santana foi convidado para fazer um mestrado numa área que envolve gerenciamento de riscos para empresas e logística. Fará um teste sobre o paralelo de riscos, pois o poker é um jogo que se gerencia riscos. Se adotam estratégias para minimizar os riscos. A International Mind Sport Association (IMSA) oficializou em Dubai o poker como esporte mental. No Rio Grande do Sul, as competições de poker são o Circuito Gaúcho e o Gramado Open. 8 | STAMPA

tenista Diego Matos, 25 anos, número 1 do Estado na atualidade, defendeu em Ijuí o aumento do número de quadras de tênis no país para ajudar na popularização do esporte. “Na Argentina, em cada esquina existe uma quadra. Lá, um ex-jogador não precisa começar de novo uma faculdade de Educação Física para trabalhar como técnico na modalidade. No Brasil se exige isso. Precisamos mudar. Sou positivo, e acredito que com o tempo isso vai mudar.Se tem fórmulas dando certo, temos que seguir. Deveríamos copiar a cultura tenística dos argentinos”, defendeu. Ele entende que o futuro do tênis no Brasil é muito bom. “Talvez ter um Gustavo Kuerten, um Guga já foi uma coisa muito milagrosa. Não sei se vai existir um outro atleta desta qualidade aqui no Brasil, mas acredito que vamos ter mais jogadores no Top 100, mais atletas no Top 200, Top 300, que é uma coisa muito importante para o tênis”. Segundo ele, as pessoas não têm que olhar só pelo futebol, pela Fórmula-1, que teve o Airton Senna. O país se acostumou a ter ídolos, e se não for o número um, não serve. “Essa cultura tem que mudar, todos os atletas precisam ser valorizados, principalmente no tênis, que é um esporte muito difícil. Tão pouca gente se destaca. Acho que tem que fortalecer o trabalho destas pessoas, e avançar na questão de patrocínio. Ex-jogadores atuando como técnicos é uma coisa que falta muito no Brasil. Os ex-atletas não se dedicam a trabalhar como técnicos. É uma diferença para a Argentina por exemplo.” O tenista salientou que isso ocorre por questões financeiras. “O cara acaba ganhando mais dinheiro em outro negócio e deixa o tênis de lado”, disse, afirmando que o profissional do tênis precisa ser mais valorizado. Diego ministrou na cidade uma clínica de tênis para filhos de sócios da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e integrantes do departamento de tênis em uma parceria com a Unimed Noroeste-RS. O tenista disse que este tipo de atividade é muito importante para o desenvolvimento da modalidade na região. “Quem curte jogar, quer aprender. Os que atuam há um bom tempo querem se aprimorar. Isso é legal. O primeiro título profissional de Diego Matos foi em 2011 em Jundiaí, no interior de São Paulo. A partir desta conquista, a sua carreira se consolidou, e ele ganhou mais segurança para investir no tênis e confiança para ir mais longe. Seu estilo forte e agressivo de jogar chama atenção. Diego Matos recebeu o apelido de Águia, dado pelo técnico e ex-jogador Chico Costa. A educação de todas as crianças que participaram da clínica em Ijuí chamou a atenção do tenista. “Sempre tem uma criança que puxa o trenzinho por ser um pouco mais acelerada, querer atrapalhar os demais. Aqui, todas as crianças são educadas, todas escutaram. De alguma forma, tiraram coisas importantes do treinamento. É a educação delas que faz com que seja fácil trabalhar, ainda mais para mim, que não estou totalmente acostumado a trabalhar com crianças. Ficou mais fácil. Estava um pouco com medo disso, de como seria. Foi muito tranquilo, muito fácil, muito bom, acho que consegui passar coisas legais para elas”. O atleta mora em Porto Alegre, mas tem vários familiares em Ijuí. A mãe Marilene Matos residiu na cidade. Diego lembrou que o município sempre teve tradição no tênis, com nomes como Paulo Weckerle e Marcos Hocevar, que chegou a figurar entre os 30 melhores do mundo, entre outros. Contou que Gabriel Hocevar de 18 anos, filho de Marcos, é considerado um dos cinco melhores do Brasil atualmente, na categoria juvenil.


Academia ao ar livre M

Academia no bairro Storch atrai gente de perto e de longe. Abaixo: Iara e Maria Cristina são adeptas e já sentem melhora na saúde; e o aposentado Paulo se sexercita duas vezes por semana

elhorar a qualidade de vida da população é o objetivo das academias ao ar livre. Ijuí dispõe de duas - na Praça da República e no bairro Storch, espaços que vêm sendo muito utilizados. Embora a indicação seja para a terceira idade, a opção atrai praticantes de outras faixas etárias. As atividades ao ar livre são uma ótima forma de cuidar da saúde, afirma a professora de Educação Física, Franciele Goltv. “Essas academias ajudam a estimular a população a tomar mais gosto por exercícios físicos”, observa. Os aparelhos não possuem pesos. Para a musculação, a professora orienta os interessados a procurar academias especializadas. Para o público da terceira idade, as academias ao ar livre são ideais, já que os aparelhos trabalham mais o movimento, o alongamento e a resistência, auxiliando no combate de problemas cardiovasculares. O aposentado militar Paulo Geraldo da Cruz, 52 anos, usa a academia do bairro Storch pela facilidade de acesso, mas principalmente pelos benefícios para a saúde. “É preciso estar em atividade constante depois de certa idade, principalmente para prevenir doenças. A estrutura aqui é boa e o local é sempre bem cuidado”, diz. Ele frequenta o local duas vezes por semana e anda de bicicleta todos os dias. A dona de casa Iara Ferreira, 31 anos, diz que a academia foi recomendada por seu médico. “Tenho problemas sérios na coluna e fazer exercícios aqui, ao ar livre, me ajudou muito. Já senti a diferença. Venho todos os dias e uso todos os aparelhos.” Maria Cristina Beck, 44 anos, atravessa a cidade para usufruir da academia ao ar livre do Storch. “Venho aqui por ser mais tranquilo. Apesar de longe, vale a pena, pois já senti os benefícios na minha saúde. Frequento essa academia três vezes por semana e sinto que cada vez estou melhor”. As academias ao ar livre serão ampliadas no município. O próximo bairro a receber uma será o São José, e beneficiará também os moradores do Boa Vista.

STAMPA | 9


Hora de prestar contas à Receita Federal E

Noemi de Oliveira Olivercon Contabilidade CRC/RS: 067574-O4

stamos no período do contribuinte Pessoa prestar contas com a Receita Federal. A declaração de ajuste anual deve ser entregue até o dia 30 de abril, às 23h59m59s. Quem não entregar a declaração no prazo, ficará sujeito à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado, ainda que integralmente pago. A multa tem como valor mínimo R$ 165,74 e como valor máximo 20% sobre o imposto devido. Vale lembrar que a penalidade é válida inclusive para declarações que não resultem em imposto a pagar. Deverá apresentar a declaração aquele contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 25.661,70, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superiores a R$ 40.000 ou teve a posse ou propriedade de bens e direitos em valor total superior a R$ 300.000, ou na atividade rural quem tiver rendimentos superiores a R$ 128.308,50, incluindo, por exemplo, rendimentos obtidos com a produção em fazendas e sítios. Há dois tipos de declaração, a “completa” e a “simplificada”, o conteúdo da declaração é basicamente o mesmo, só a forma de tratar as informações e a forma de cálculo é diferenciada para cada tipo. No caso da declaração completa, você poderá utilizar todas as suas despesas (médicas, planos de saúde, hospitais,

laboratórios, clínicas, despesas com instrução, pensão alimentícia, PGBL, etc) e dependentes para abater parte do imposto devido. Para a declaração simplificada, você não precisará reunir comprovantes de despesas e etc. Do valor total de rendimentos, você pode deduzir automaticamente 20% sobre esse montante, este desconto é limitado ao teto de R$ 15.197,02 reais. O saldo do imposto pode ser pago em até 8 quotas, mensais e sucessivas, observando que nenhuma quota deve ser inferior a R$ 50,00 e o valor inferior a R$ 100,00 deve ser pago em quota única. A 1º quota tem vencimento no dia 30 de abril, as demais quotas devem ser pagas até o último dia útil de cada mês, acrescidos de juros, a taxa de Selic mais 1%, este pagamento pode ser feito com Darf em qualquer agência bancária ou débito automático em conta corrente bancária.

Você sabia?

É possível de deduzir do imposto de renda: >A previdência privada do tipo PGBL até limite permitido. > Despesas com educação até o limite permitido (não inclui curso de inglês e reforço escolar) > Dedução por dependente até o limite permitido. > INSS da empregada doméstica a parte patronal. > Outras deduções conforme as particularidades. Qualquer dúvida, procure o seu contador.


Irresistíveis sabores na Rama Chocolateria J

á pensou em saborear chocolates diferenciados com mais de 100 itens, entre trufas, barrinhas, ramas, bombons e drágueas, com sabores para todos os gostos? A chocolateria Rama está trazendo para Ijuí e região os deliciosos chocolates tradicionais de Gramado, que carregam em sua essência o verdadeiro sabor do chocolate caseiro. O empreendimento dos proprietários Marlon de Senna e Rafaela Brittes de Lima de Senna, foi inaugurado na noite de 17 de março, em evento que reuniu autoridades, amigos, clientes e familiares. Entre os presentes esteve o presidente do Sindilojas, Élio Quatrin, o presidente da ACI, Walter Joel de Moura e a primeira dama do município, Gessy Balin. Os convidados apreciaram uma degustação de chocolates, sucos integrais e vinhos, produtos comercializados pela empresa. “O empreendimento vem para oferecer ao consumidor o tradicional chocolate de Gramado, produto de alta qualidade, fabricado para os paladares mais sofisticados”, salienta o Marlon de Senna. Além de chocolates tradicionais, a empresa também disponibiliza da linha saúde com chocolates sem lactose, diet e 70% cacau, além de vinhos e sucos integrais direto da Serra Gaúcha. A Rama é a mais nova parada obrigatória também para aqueles que amam presentear. Nesta páscoa, nas compras acima de R$50, você concorre a um delicioso ovo de dois quilos, e em compras acima de R$100, a uma linda cesta recheada com produtos Rama. Conheça o atendimento diferenciado da loja, decorada especialmente para receber os clientes com produtos de alta qualidade. A Rama Chocolateria está situada na Rua 14 de Julho, 173 – sala 3 – galeria Tarquínio Burtet, próximo ao restaurante Vion Gourmet. Telefone: 55 3333 4334. Horários de atendimento: de segunda a sexta das 9h às 19h, sem fechar ao meio-dia e Elio Quatrim, Walter Moura e Gessy Ballin foram recepcionados pela família Senna na inauguração aos sábados das 9h às 16h, sem fechar ao meio-dia.


Preparação para ser pais Curso oferecido no Foro de Ijuí habilita os interessados a se tornarem pais adotivos

A

dotar uma criança é a opção de muitos casais que não podem ter filhos, ou que não desejam gerar. Mas o processo de adoção envolve mais do que a vontade de adotar. Requer preparação da família para receber o novo membro e um extenso processo burocrático Para facilitar e contribuir nesse processo, o Foro de Ijuí desenvolve o Curso de Adoção de Crianças e Adolescentes, exigência do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), após reforma em 2011, ministrado por psicólogos e assistentes

Eduardo Giovelli, juiz da Infância e Juventude

sociais, que habilita os interessados a se tornarem pais adotivos. Em Ijuí, foram realizadas duas edições do curso no segundo semestre de 2013. Voltado para a preparação psicossocial e jurídica dos pretendentes, é realizado por meio de parceria entre o Serviço Social Judiciário e profissionais da área técnica que atuam com adoção na Comarca. Os encontros foram ministrados pela psicóloga Adriane Bittencourt e pela assistente social, que também atua no Lar Henrique Liebich, Natália, além de contar com a presença do juiz da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Ijuí, Eduardo Giovelli. Para o juiz, o curso, com duração de dois meses e cinco encontros, é de extrema relevância, porque oferece um espaço de socialização do conhecimento sobre os diversos aspectos envolvidos no processo de adoção, proporcionando trocas de experiências e reflexão com os pretendentes. “Nesses encontros, entre tantas outras coisas, trabalhamos com esses casais para que, além do recémnascido, abram seus horizontes para a adoção tardia de crianças com dois anos, três anos, e estamos conseguindo concretizar isso. Hoje, a nossa realidade,

é de crianças acima de um ano. A adoção de recém-nascidos é mais difícil de conseguir devido aos procedimentos legais exigidos pelo ECA”, explica Giovelli. Nesses encontros, onde são expostos e trabalhados diversas situações, como o anseio das crianças que aguardam essa nova família, a ansiedade dos interessados que esperam pela concretização da adoção, e as várias nuances pisicossoais e profissionais, pretende-se superar mitos e preconceitos, refletir acerca dos perfis das crianças e adolescentes aptos à adoção, e trabalhar as motivações e frustrações referentes ao processo. Além disso, a preparação psicossocial e jurídica objetiva diminuir os diversos entraves que são identificados nos processos de aproximação das crianças e dos adolescentes após serem adotados, nos estágios de convivência. Atualmente, Ijuí conta com 43 casais habilitados aguardando na fila de adoção. Destes, uma porcentagem gostaria de adotar crianças até dois anos, e outras até três anos. Mas a maioria prefere crianças menores. “Temos tido, por questões de atendimento, dificuldade de entregar recém-nascidos”, informa o juiz. Em 2012, foram realizadas 10 adoções, número que se repetiu em 2013. Para este ano, o curso psicossocial será realizado de acordo com a demanda, ficando previsto para o segundo semestre. O juiz Giovelli atenta para o fato de que não são apenas os casais que podem se habilitar à adoção. “Não há restrição quanto à unidade familiar, podendo se habilitar à adoção homens ou mulheres solteiros, assim como pessoas em união estável, desde que atendam às exigências do processo”, ressalta. Interessados devem, primeiramente, se inscrever para a adoção, apresentando comprovante de renda, residência, atestado de saúde física e psicológica, estudo social da situação familiar, e realizar um requerimento para se habilitar à adoção e participar do curso psicossocial.


psicoterapia

O HOMEM, APÓS MODERNIDADE E A PSICOTERAPIA REENCARNACIONISTA D

Marlene Klitzke Psicoterapeuta Reencarnacionista

Eduardo Ferronato Psicoterapeuta Reencarnacionista Bibliografia: ROBERTO, Gelson Luis. Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Angelis – Refletindo a Alma. Salvador, BA: Livraria Espírita Alvorada Editora, 2011. KWITKO, Mauro. Psicoterapia Reencarnacionista: terapia da reforma íntima. Porto Alegre: Besourobox, 2009.

o ponto de vista social, vivemos hoje numa sociedade pós-moderna. Ela teve início, simbolicamente, com a explosão da bomba atômica de Hiroshima, e se caracteriza por uma falta de identidade generalizada, por um vazio constante, pelo niilismo, pelo individualismo e pela valorização extrema da imagem sobre a realidade. Neste cenário globalizado a imagem sempre é melhor, mais viva e importante que o real. O materialismo utilitarista, que vigora nos dias atuais, objetiva possuir, dominar, gozar por algum momento, fazendo do prazer material uma meta a que o homem se atira desarvorado. É uma sociedade voltada para o ego, para ações egóicas. A sociedade pós-moderna favoreceu o aparecimento de um hedonismo socializado pela mídia e, de certa forma, respondida como sintoma “sociedade espetáculo” (ROBERTO, Gelson Luis, p.57). Esta sociedade está acometida por um mal-estar que se traduz por um trabalho compulsivo, muitas vezes vendido como se fosse “lazer” ou “ócio criativo”, que gera o stress, a perversão, a depressão, a obesidade, o tédio. Portanto, não é por acaso que a criatura humana encontra-se perdida, sem rumo e cada vez mais angustiada. Como afirma Rollo May: o homem está à procura de si mesmo. Neste sentido, uma proposta que se coloca para o ser humano é que reconheça o ser profundo que nele existe, convidando-o ao encontro consigo mesmo. Para que se abra a esse universo pleno da conquista interior num diálogo

criativo com a vida. “A ideia é então nos reconhecermos como Espíritos imortais, realizando o caminho profundo para dentro de nós mesmos, a fim de conquistarmos esse reino interior.” (ROBERTO, Gelson Luis, p.67). A Psicoterapia Reencarnacionista se propõe a ajudar o homem a realizar esta busca interior. Porque ela é a terapia que tem como base a Personalidade Congênita, ou seja, a personalidade que trazemos das encarnações passadas. Na vida atual envergamos uma Persona (máscara) que utilizamos para que possamos nos relacionar com o mundo externo. Ela é necessária. Ocorre que a nossa personalidade não se formou na nossa infância. Sem desconsiderar “as consequências das vivências e situações às quais somos submetidos na nossa infância” (Kwitko, p. 31), trazemos de outras encarnações pensamentos e sentimentos, tendências de reagir emocionalmente a certos fatos e situações. Essas tendências podem revelar seu aspecto negativo e apontar as nossas dificuldades. É isto o que precisa ser melhorado, curado. Portanto, “é um sério obstáculo à cura as pessoas atribuírem seus sofrimentos e características negativas de personalidade somente (grifo meu) aos fatos de sua infância e às situações do decorrer da vida.” (Kwitko, p. 37) Temos como missão aqui na terra a nossa evolução espiritual. Nossa atual encarnação pode ser aproveitada no sentido de “irmos limpando nossos sentimentos das imperfeições que ainda temos, fruto do nosso egocentrismo,

como a raiva, o ódio, a tristeza, a mágoa, o ressentimento etc.,” (Kwitko, p. 114). Para nos ajudar nesta missão, a reforma íntima, temos a Regressão Terapêutica, que além de nos ajudar a revelar a nossa personalidade congênita, “tem uma ação terapêutica que é desligar a pessoa de situações traumáticas, às quais está ligada, de uma ou mais encarnações passadas, ou desta mesma.” (KWITKO, p. 54). Além disto, nos ajuda a entender a finalidade da nossa encarnação, compreender as relações cármicas e outros aspectos. Todos somos portadores de merecimento para receber o auxílio. Não estamos jogados num vale de lágrimas para sofrer. A criatura humana traz consigo inúmeras possibilidades de crescimento intelectual e moral. Somos portadores de tesouros que ainda estão adormecidos e que quando despertos e bem administrados, podem nos levar a felicidade. Para tanto é preciso fazer a viagem do autoconhecimento para mudar em nós aquilo que é preciso e fortalecer nossas virtudes. Neste sentido, a reforma íntima através da Psicoterapia Reencarnacionista é antes de tudo uma proposta de amor a nós mesmos. Rua Teixeira Soares 839, 4º andar, sl. 406 - Edf. João Zanatta Filho Fone: [54] 9921.3070 / [54] 9958.3430 - Centro - Passo Fundo/RS Atendimento em Ijuí: Espaço Zen Terapias - [55] 3332-2015 e-mail: eduferronato@hotmail.com marleneklitzke@yahoo.com.br


Radiolar e Finger:

móveis prontos, planejados e de decoração Com a união das duas lojas, em março, surgiu um novo espaço, mais amplo, acessível e completo

A

nova loja do Grupo Radiolar destaca-se no mercado local e regional por apresentar uma proposta diferenciada, de loja completa para todos os ambientes, tanto para o lar, quanto para espaços corporativos. Na nova loja os consumidores encontram móveis prontos, planejados e objetos de decoração. Os produtos caracterizam-se pela qualidade da fabricação das peças, design moderno e arrojado, com diferentes cores, formatos e materiais. A Radiolar e Finger Móveis Planejados oferecem sugestões para compor e renovar todos os cômodos, de uma casa e empresas com variadas opções. Diretor da loja, Antônio Quatrin aposta nos benefícios da nova loja para os consumidores e para o desenvolvimento da economia local. “A ampla estrutura da loja, com estacionamento privativo, atendimento qualificado e as diferentes opções de produtos em uma única loja proporciona acessibilidade e vantagens aos clientes”, afirma Antônio. Venha nos visitar na casa nova. A loja Radiolar e Finger fica na Rua do Comércio, 564, Ijuí. Contato pelos telefones (55) 3332-8140 e (55) 3333-1226. Acompanhe todas as novidades também pelo Facebook: www.facebook.com/radiolar. Sinta-se à vontade, afinal, aqui, “a casa é sua”.

Serviço Pioneiro na Região Noroeste do RS

Agora credenciado para atender usuários do Sistema Unimed.

Informações e agendamento:

55 3332-8605


Edilson Walter

Médico mentor

da residência

O que significa a residência médica? O programa de residência médica é uma pós-graduação. São médicos formados, que fazem pós-graduação para obtenção de título de especialista pelo Ministério de Educação (MEC). Todos aqueles que participam do nosso concurso, possuem formação superior em Medicina, em faculdades brasileiras ou estrangeiras com revalidação de título. Ou seja, é necessário ter revalidado o título no Brasil para conseguir prestar prova para residência ou ser médico formado em Universidades do País. Todos os serviços que oferecemos dentro da pós-graduação são vinculados ao MEC. Portanto, quando esses médicos encerram a residência, recebem titulação do Ministério com validade em todo território nacional. Qual a filosofia geral do programa de residência médica do HCI? O programa tem por objetivo oferecer uma pós-graduação médica de qualidade, voltada para o ensino e que permita ao médico formado adquirir titulação de pós-graduação nas áreas específicas que o hospital oferece a residência médica. Quantas turmas já se formaram? O programa foi implantado em 2010, iniciando com a oferta de pós-graduação em clínica médica e em cirurgia geral. Um ano depois implantamos o serviço de residência médica em radiologia e diagnóstico de imagem. Até o momento, duas turmas formaram-se. A última formatura ocorreu no final de fevereiro passado.

Com experiência em residência médica devido à especialização em oncologia clínica realizada na Santa Casa de Porto Alegre, o médico Edilson Walter, 37 anos, foi quem deu o pontapé inicial para a instalação do Programa de Residência Médica no Hospital de Caridade de Ijuí (HCI). Natural de Catuípe, Edilson é formado em Medicina pela Universidade de Passo Fundo (UPF), desde 2003, com especialização em medicina interna e oncologia clínica. Atualmente coordenador da Comissão de Residência Médica do HCI, ele iniciou sua caminhada na instituição em 2008, já com o objetivo de trazer cursos de pós-graduação em Medicina para o hospital. Engajado na ideia, o médico dedicou-se durante o ano de 2009 à elaboração dos projetos de residência para apresentação ao Corpo Clínico do HCI. Em 2010, diante da aprovação da diretoria, da administração e também do Ministério da Educação (MEC), a residência médica passou a ser realidade na instituição, transformandose também em um momento importante na carreira do médico Edilson. Por Deise Morais

Não temos falta de médicos (no país). Temos quase o dobro do número de médicos previsto pela OMS, mas não oferecemos pós-gaduação para todos esses médicos formados, o que resulta em um déficit.

Como surgiu o convite para o senhor assumir a coordenação da Coreme? Eu comecei no HCI com essa ideia de que ele teria condições para formação dos cursos de residência médica em algumas especialidades. O Corpo Clínico aprovou o projeto no início de 2010 e eu acabei assumindo a responsabilidade de encaminhar os projetos ao MEC para que a residência médica fosse instalada no HCI. Com a aprovação dos projetos, o meu nome surgiu de forma natural para a coordenação da Comissão. O senhor é, portanto, o responsável por trazer a residência médica para o HCI. Eu trouxe a ideia. O Corpo Clínico já demonstrava em ata, desde 1994, que o HCI tinha vontade de oferecer a residência médica em algumas áreas. Mas daquela data até 2008, essa ideia ficou encubada no hospital, sem avançar. Após minha chegada, trabalhei por dois anos na elaboração dos projetos para que fossem aprovados pelo Corpo Clínico. A partir de 2009, encaminhei esses projetos e formei a Comissão de Residência Médica (Coreme), juntamente com a administração e a diretoria, que foi responsável por preparar o hospital em relação à docência, aos professores, à orientação sobre o concurso e a vinculação ao MEC. Qual sua avaliação sobre o programa? Está consolidado. É um programa extremamente sério. A pós-graduação conta com um plano de ensino bem elaborado, dentro das três áreas, e está correndo muito bem. >>> STAMPA | 15


Senna. Eu, no cargo de coordenador da Comissão, e os demais médicos coordenadores das áreas de residência. Essa Comissão é quem organiza as questões da prova objetiva e participa da banca.

Edilson coordena a comissão integrada por representantes do corpo clínico e administrativo do hospital

A cidade caminha para a formação da faculdade de Medicina. O Hospital de Caridade tem uma estrutura extremamente qualificada em Ensino Médico, que o habilita a se transformar em hospital de ensino.

O senhor acredita que o número de vagas disponíveis pelo programa é o suficiente para a demanda de médicos que buscam a residência? Menos de 50% dos médicos formados do Rio Grande do Sul conseguem vagas para pós-graduação. Então, certamente o Estado e o País inteiro têm déficit de vagas para residência médica. Temos uma quantidade de médicos por habitante que ultrapassa o que a Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê. Não temos falta de médicos, ao contrário, temos quase o dobro do previsto. A OMS prevê um médico, e contamos com quase dois médicos, por mil habitantes. Mas nós não oferecemos pós-graduação para todos esses médicos formados, o que resulta em um déficit. Prova disso são os concursos para residência que são disputadíssimos. Quantas vagas o programa de residência do HCI oferece? São quatro vagas para medicina interna, quatro vagas para cirurgia geral e uma vaga para radiologia e diagnóstico por imagem. O concurso é oferecido todos os anos e conta sempre com nove vagas. Qual o papel da Coreme na escolha dos residentes? A Coreme organiza o concurso público, que é realizado todos os anos, responsável por selecionar os residentes para o programa de pósgraduação, respeitando a legislação específica para essa modalidade. O concurso conta com uma prova objetiva equivalente a 90% da nota e a entrevista e análise do currículo que corresponde a 10% da nota final. Quem integra a Coreme do HCI? A Coreme é formada por um grupo de médicos do Hospital de Caridade de Ijuí, juntamente com a administração e representantes da diretoria, o presidente Cláudio Matte Martins e o vice-presidente Cícero Tremea dos Santos, além do administrador da instituição João Luiz

16 | STAMPA

O que o senhor aconselha que o candidato faça para se preparar para a entrevista da residência? O candidato já se prepara durante toda a faculdade de Medicina, que tem duração de seis anos. Hoje, quem faz Medicina se prepara para atender o paciente e para os concursos, porque a maioria dos médicos quando se forma tenta uma pós-graduação. Mas, para a entrevista, eu aconselho calma, honestidade e tranquilidade na hora. A entrevista é uma etapa tranquila, até porque ela representa uma pontuação pequena. Qual o grau de dificuldade da prova objetiva? É uma prova bastante difícil porque há um número limitado de vagas, com muitos candidatos concorrendo. Trata-se de uma prova seletiva, com um grau de dificuldade alto. São médicos formados que estão aptos para exercer a Medicina, portanto, não serve para dizer se ele é apto, mas para torná-lo especialista em uma determinada área da Medicina. Quanto tempo dura um estágio de residência médica? O estágio de residência em clínica médica, que é a medicina interna, dura dois anos, a cirurgia geral também são dois anos. A radiologia e diagnóstico por imagem são três anos, e neste caso o tempo é maior porque trata-se de uma especialidade completamente diferente das duas primeiras, o que exige um período maior para treinar um médico para que ele saia radiologista. Quais as etapas vivenciadas pelos médicos dentro da residência? São várias etapas. Por exemplo, 20% do programa de residência médica é teórico e integram esse cronograma as discussões de casos, apresentação de aulas e trabalhos, e o round que acontece diariamente, e trata-se da discussão do paciente com o preceptor e com o professor. Os demais 80% do cronograma de ensino é a prática, onde os residentes fazem avaliação do paciente, aprendem a realizar prescrição, e os laudos para o diagnóstico de imagem e radiologia. Então existe um cronograma, chamado de plano de ensino, que durante o período de residência médica tem que ser vencido. O que é avaliado durante o estágio? Eles são avaliados do ponto de vista teórico, através da aplicação de provas ao longo de todo o período

de residência. E também são avaliados do ponto de vista prático e do ponto de vista comportamental no atendimento ao paciente. O envolvimento do médico residente com a comunidade é levado em consideração durante o estágio? Com certeza, isso passa pela avaliação realizada pela Comissão. A questão social do residente é avaliada, considerando o interesse e o respeito que tem pelo paciente. E a comunidade certamente é quem se beneficia bastante do programa, porque hoje o hospital conta com 18 médicos residentes realizando especialização, sendo quatro R1 e quatro R2 da medicina interna; quatro R1 e quatro R2 da cirurgia geral; e mais um R1 e um R2 do diagnóstico de imagem. Portanto, o programa de residência médica presta um serviço social para Ijuí e região que é extremamente importante. O que significa a residência dentro da jornada médica? É uma etapa da formação médica. Hoje um médico demora seis anos para se formar, após receber o título ele está apto a exercer a Medicina no País. A pós-graduação é uma complementação extremamente importante à formação teórica e prática do médico. Por esse motivo, falo com pesar que a maioria dos médicos formados não consegue fazer essa residência, porque não há vagas suficientes para a demanda. Mas, a residência é o que torna o médico especialista em alguma área. E onde atuam os médicos que não conseguem a especialização? Eles caem no mercado de trabalho e acabam atuando como médicos, mas como não-especialistas. Atuam normalmente como médicos generalistas, estão aptos para exercer a Medicina, mas não tem uma especialidade titular. O senhor acredita que Ijuí possui estrutura para sediar um curso de Medicina? Eu acredito que Ijuí é um polo médico nessa região e com a residência médica e o HCI oferecendo essa pós-graduação, o município avançou muito em termos de Ensino Médico. Acredito muito nisso e tenho certeza de que esse avanço aconteceu. A comunidade ijuiense hoje, com as residências médicas, assim como a população médica, teve muitos benefícios. Em minha opinião, a cidade caminha para a formação da faculdade de Medicina. O Hospital de Caridade tem uma estrutura extremamente qualificada em Ensino Médico, que o habilita a se transformar em hospital de ensino, e tudo indica que caminha nesse sentido.


Residencial Du Valle alia conforto e segurança

A

Athos Engenharia e Construções está com excelentes opções para quem deseja viver com conforto e investir em um ótimo negócio. O Residencial Du Valle é um edifício residencial com 30 unidades, situado em zona nobre de Ijuí, na esquina das Ruas São Cristóvão e Roberto Roeber, próximo aos hospitais Unimed e HCI. Com apartamentos de 1 e 2 dormitórios (alguns com suíte), todos com garagem, o Residencial Du Valle é o imóvel certo para quem já tem um imóvel e quer investir em um ótimo negócio. Após a fase de vendas, terá início à obra com cronograma de construção de 30 meses aprovado pela CEF. Financiado pela Caixa Econômica Federal na modalidade SBPE, o empreendimento aceita financiamento de até 90% do valor de avaliação do imóvel e possibilita o uso do FGTS. A Athos Engenharia e Construções demonstra, através de seus projetos, que prima pela seriedade, segurança e qualidade na execução de obras no município. Exemplo disso é o Residencial Via Áppia, que está em fase final de acabamentos e será entregue aos proprietários em poucos dias. A construtora possui para venda a última unidade de 3 dormitórios e 2 garagens. Quem se atrasou ainda tem uma chance de fazer um excelente negócio. Os empreendimentos podem ser negociados diretamente na construtora, na Rua Albino Brendler, 221, centro. Telefone: 55 3332-8783/9106-4459 c/ Cristiano, ou se preferir na parceira imobiliária MegaImóveis na Rua 13 de Maio, 180, centro. Telefones: 55 3332-1797/9163-2919.

Planta baixa humanizada do apto final 03

Características do edifício: ► elevador para 8 pessoas ► medidor individual de água, luz e gás ► iluminação com censor de presença das áreas comuns ► tubulação para climatizadores - sistema multi-split ou individual ► acabamento interno em massa corrida ► esquadrias de alumínio na cor branca; persiana integrada nos dormitórios ► churrasqueiras pré-fabricadas na sacada - chaminés com sistema de exaustão elétrica; ► forros em gesso liso


Na Estação Criança é tempo de aprender Em um ambiente afetivo, que favorece as descobertas da primeira infância, a Escola de Educação Infantil Estação Criança surge para contribuir com o desenvolvimento das potencialidades físicas e psíquicas das crianças, direcionando-as para a conquista de valores humanos, tornando-as cidadãs criativas, conscientes de seu papel e responsabilidades, e para que sejam capazes de lidar com uma sociedade em constante mutação. Visando a qualidade, segurança e conforto em todos os setores, a Estação Criança conta com uma equipe de sete professoras, pedagoga, nutricionista, massoterapeuta e fisioterapeuta e com o compromisso de oferecer o melhor local para os pequenos. A escola atende crianças de 3 meses a 6 anos de idade, durante todo o ano, em horário diferenciado: das 6h45 às 19h15. Visite a Escola Estação Criança e conheça o lugar onde o respeito, a solidariedade e a alegria são as bases para uma educação de qualidade e um desenvolvimento pleno. A Estação Criança está localizada na Rua Álvaro Chaves, 59. Mais informações pelo telefone: 55 3332 7378.

Equipe multidisciplinar: professoras, pedagoga, nutricionista, massoterapeuta e fisioterapeuta


22 de mulheres ShoppingDia das março, O

Um dos programas que assinanalaram o Mês da Mulher aconteceu por iniciativa Centro Cultural das lojistas do Shopping JB e BPW Ijuí - Associação de Mulheres de Negócios Regional e Profissionais. Durante todo o sábado, dia 15, os espaços do Shopping foram Italiano abriu tomados pelas mulheres que apreciaram moda, beleza, arte, música, dança e, a agenda de que encerrou a programação. ao final da tarde, brindaram em um coquetel

promoções do ano servindo jantar em sua casa típica, no Parque.

1º jantar italiano Lenir Witzke deu dicas de pintura

Bruno Bassan, Genanine e Alexandre Bassan

Eliana Burtet e Elaine Deboni

Sessão de maquiagem do Boticário

Ananda e Erlon Hartmann

Donato e Nerli Biesdorf

Jane Dei Ricardi com a irmã Maria Luiza

João Alberto e Inês Cassol

No Dulce deConfraria Pauli e Lorena Cossetin

Julieta Sandri, Eliana Chiappetta, a paulista Elizabete Freitas e Maria Deckert

Ronita e Celso Schäffer

Academia Movimento ensinando a zumba

À noite, o Restaurante Confraria, na Sogi, é o ponto de encontro preferencial dos ijuienses, com amigos e familiares

Fernando Driwin e Samili Hubert

Jonatan Freitag e Priscila Maciel

Rafael e Greta Gomes

Soraia Ferrazza e Alcionei Silva

Daniel e Larissa Coppetti


As cidadãs do ano A entrega do Troféu Mulher Cidadã, homenagem anual da Câmara de Vereadores, no último dia de março, encerrou as comemorações pelo Mês da Mulher

O Dolair Callai, Ivani Schreiber e Maria Leda Roberto

Prefeito Ballin, primeira-dama Gessy, vereadores e homenageadas

projeto Troféu Mulher Cidadã é uma idealização da vereadora Helena Stumm Marder (PDT), que hoje conta com o apoio das vereadoras Rosane Simon (PC do B) e Rosana Tenroller (PT), e tem como objetivo reconhecer publicamente a colaboração de mulheres da comunidade ijuiense, por sua dedicação ao meio em que atuam, assim como na sociedade de modo em geral. Este ano, foram agraciadas com a distinção Dolair Augusta Callai, indicada pela Unijuí; Ueti; Assami; Casa AMA e Centro Cultural Regional Italiano; Ivani Mosack Schreiber, indicada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais; Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social; Escritório da Emater/RS e Equipe do Projeto Vida Rural, e Maria Leda Rodrigues Roberto, indicada pelo Rotary Club de Ijuí – Nova Geração e Cededicai “É preciso rever ações e atitudes em relação aos outros, as coisas e a natureza. Ao modo como participamos na sociedade e a relação com inúmeros sujeitos que convivemos diariamente”, foi a mensagem da homenageada Dolair Callai. Ivani destacou que o troféu é de suma importância para a continuidade de seu trabalho junto ao meio rural. “É o campo que move o País. Este troféu é uma realização pessoal que se dá principalmente porque me identifico com as atividades que realizo na agricultura e na minha comunidade”. Para Maria Leda Roberto, o momento foi saudado como especial e inesquecível. “É um orgulho muito grande receber essa homenagem ao lado de duas grandes mulheres. A Dolair faz parte da minha história de vida, tanto na Unijuí quanto na vida pessoal. A Ivani tem gestos fortes para tratar o meio rural”. A sessão solene na Câmara contou com a presença do prefeito municipal Fioravante Ballin e primeira-dama Gessy Ballin e muitos amigos e familiares das homenageadas.


Gente que faz folia!

A proprietária Deise Pagel Viecili e colaboradoras

Folia.com Brinquedos e Festas comemora 1 ano

N

o último dia 23 de março, a empresa Folia. com Brinquedos e Festas comemorou 1 ano de atividades no ramo do Entretenimento Infantil, recebendo os clientes em uma tarde festiva com muitas brincadeiras, palhaços, caça ao tesouro com um toque especial das empresas Bee Happy e Fábrica de Festas. Folia.com trouxe uma ideia inovadora para Ijuí e região tanto no ramo de brinquedos quanto no de festas, proporcionando tranquilidade para os pais que contam com um espaço apropriado para os seus filhos usufruírem horas de pura diversão. Muitas novidades virão por aí, no momento o

minicampo de futebol é a mais nova atração que agrada não só a criança mas o papai também... Durante este ano, a Folia.com inovou no espaço de festas, proporcionando mais conforto e praticidade aos clientes. Conta com várias modalidades de festas, onde o cliente tem a liberdade de trazer o buffet de sua preferência ou contratar a Folia. com para organizá-lo. A equipe da Folia.com aproveita este momento de alegria para agradecer a todos os amigos e clientes, que durante este período estiveram conosco e dizer da nossa satisfação em recebê-los em nosso espaço.


APRESENTAM LARA Menina Modelo Infantil

EMILY Menina Modelo Mirim

No Dia das Crianças, Emily de Oliveira Basso, 8 anos,filha de Eduardo e Francieli Basso, e Lara Cavalheiro da Cunha, 10 anos, filha de Eloir da Cunha e Clarice Cavalheiro, foram as estrelas que mais brilharam no Palco da Etnias, no Parque Municipal Wanderley Burmann. Elas venceram o concurso Menina Modelo 2013, anualmente promovido pelo Jornal da Manhã e Stampa, e que há três anos é uma das principais atrações infantis da ExpoIjuí/Fenadi. Luiz Carlos Leindecker é o produtor do concurso, patrocinado por Gema Confecções e O Boticário. Pela conquista do título, Emily e Lara ganharam faixas, flores, presentes dos patrocinadores, e do Jornal da Manhã, que comemorava 40 anos, ganharam bicicletas. Também é parte do prêmio este ensaio fotográfico produzido por Saionara Bandeira na aprazível sede da AABB. Gema Moda Infantil escolheu os figurinos e compôs os looks que as Meninas exibem, com peças e acessórios das renomadas marcas que comercializa.


Conjunto, bota Marisol e acess贸rios Carinhoso Blazer e short Pettit Cherie, sapatilha Bibi, bolsa Pampili, top Roana

Vestido Pettit Cherie, sapatilha Pampili, bolsa e tiara Roana 24 | STAMPA

Casaco e bermuda Petit Cherie, top Roana, blusa Malwee

Conjunto Pettit Cherie, sapatilha Pampili e acess贸rios Roana


Conjunto Gabriela Aquarela

Blusa Pettit Cherie, calça Fruto da Imaginação, colete Carinhoso, sapatilha Pampili

Blusa Malwee, coleto Fruto da Imaginação, short Jóy, acessórios Carinhoso

Casaco e caça Pettit Cherie, bota Pampili, tiara Roana STAMPA | 25


cenas

1

5

1. Ricardo e Adriana Miron, Marinei e Sergio Machado aplaudiram Thaeme e Tiago, no Aruba

3. Sadi e Helenise Heinen, donos da Hydrolux, no baile de aniversário do Clube Ijuí

26 | STAMPA

6

9

2. Sergio e Noeli Avila, em almoço no área verde do Clube Aquático Tiarajú

4. Felipe, Estela e Sergio Bock, da Parati, e Cleusa Wazlawick, da Golden Tur, na posse de Elio Quatrin no Sindilojas

2

13


5. Casal de médicos Carlos Kuzli e Maristela Casagrande em sessão de cinema promovida pela Associação Médica Noroeste 6. Amanda Higashi e Renato Ristow na Lotus

4

3

7. O produtor e caçatalentos Luis Carlos Leindeckcer iniciou em março, no Clube Ijuí, mais um curso de orientação para modelos e manequins de passarela 8. Guttenberg e Ingeborg do Prado no aniversário do Clube Ijuí 9. Zelia Schiavo, Delurdes Cervi e Carmem Lucchese na posse da diretoria do Sindilojas, no Sesc

7

11

10

8

12

16

14

15

16

10. As soberanas da 3ª Festa do Millho, que movimentou a Paróquia Cristo Rei, em março: Vanessa Lassen, Gabrieli de Jesus e Michele Klaus 11 e 12 . Na comemoração do Dia da Mulher promovida pelo Departamento da Mulher Empresária na ACI: Tatiana Brissow e Mary Bottcher; Fernanda Betinelli, Ligia Metz e primeira-dama Gessy Ballin 13. Bárbara e Leonardo Zanatta em evento promovido pela Associação Médica Noroeste (Amen) 14. Gerli, Claudia, Taisa, Ana e Taciara fazendo acontecer no Absoluto 15 e 16. Passeando com os filhos: Daiane Steglich com Matheus; Bertiele Müller com Gabriela, foram conferir as novidades da estação na loja Nova Era, de Jane dei Ricardi STAMPA | 27


Dalva Verri e Taciana Schwanke promoveram um encontro festivo com suas clientes para celebrar o Dia Internacional da Mulher, na sua loja Aspectus. A ocasião marcou a primeira exibição das novidades recém chegadas para o outono/inverno

Ambiente da loja, com muitas novidades

comemorando com moda Dalva e Taciana no Dia da Mulher

Com Sandra Burtet Ottonelli

Com Tais Hermann e Naiara Nicoletti

Denise Wagner e Julia Wagner Pedrazzi


Nadine Dubal recebe Apresentar as novidades da estação para elas e a primeira coleção de calçados para eles, movimentou a loja Nadine Dubal dia 13 de março. Nadine recepcionou muitos nomes de sua relação pessoal e profissional e, como convidado especial, o Mister RS Bruno Vasconcelos, que exibiu todo seu charme e os lançamentos masculinos.

Nadine com o marido Rafael Terra

Marina Mafalda e Maria Fogaça

Mister RS, Bruno Vasconcelos, Nadine, e Marcelo Soes

Lidiely e Sonia Mello Leticia Giovelli, Maria Luiza Gaspari e Marlise Bortoluzzi

Neiva Kotlinski e Estela Casotti

Maiara e Isabela Protti

Tauana Baccin e Leticia Noronha

Ana Santos e Fabio Cunha


YÁZIGI E STAMPA EM NOITE DE LANÇAMENTO “Yázigi em novo espaço se torna a maior escola da região” foi a notícia stampada na capa de nossa edição de março. E a sua comprovação aconteceu em noite festiva na escola de Luciana Menegon e Roberto Homrich. Convidados deles e da Stampa conferiram a superestrutura onde o Yázigi se instalou este ano. O casal anfitrião ofereceu uma bela recepção, com coquetel da Oficina do Sabor e Chopp Ijuhy, e música ao vivo da dupla Pimenta e Lucas, marcando o início das atividades no novo espaço, e o lançamento da Stampa do mês. Os convidados circularam nos diversos ambientes da escola e receberam a revista em um momento especial protagonizado pela Baillare Escola de Dança Alessandra Cavalheiro. As garotas Jordana Carvalho e Andressa Ramos apresentaram uma dança tribal, e Glória Cavalheiro e Talia Junges, uma coreografia de street dance. A noite do Yázigi teve outro ingrediente especialíssimo, que causou sensação entre os convidados - a Carruagem Imperatriz Sissi. Estacionada em frente à escola, assim que a noite começou, foi colocada à disposição pelos seus proprietários, o casal José Claudio e Taciana Ribas, de Carruagens Dom Castello, serviço exclusivo disponível em Ijuí para transporte com estilo e pompa em eventos especiais, que também foi destaque na Stampa. Muitos convidados aproveitaram a oportunidade de experimentar a sensação de passear de carruagem na noite agradável.

Anfitriões: Luciana Menegon e Roberto Homrich

Trilha sonora: Pimenta e Lucas

José Claudio e Taciana Ribas, donos do serviço de Carruagens Dom Castello

Jordana, Talia, Gloria e Andressa, da Baillare: dança com a Stampa Alessandra Cavalheiro, da Baillare

Roberto Homrich (centro) com Carlos Erig (E) e Gilnei Penno Marlise Bortoluzzi e Guilherme Corrêa

Mareli e Aline Menegon 30 | STAMPA

Garotas Yázigi

Luciane e Lorena Beal


Eliane Paludo

Loriza e Larissa Corrêa

Adonis e Beti Dei Ricardi

Jomara de Bittencourt e Airton Buss

Lenir Hanke, Marlene Schreiner e Fatima Franceschet Jaqueline Conrad e Leda Souza recebem a Stampa

Jaqueline, Mariane e Leandro Roth

Luciana e diretor do Ceap Gustavo Malschitzky

Evelyn Andreatta, Ailton Croda

Sergio Roehrs e Mauricio Weber

César e Sandra Bado

Tânia e Sérgio Arbo

Julio e Lorena Beal, Marilia e Luiz Thomé da Cruz

Experimentando a carruagem: Izaura e Salvador de Freitas

Gilnei e Luciani Penno com os filhos Natal e Gustavo

Eduardo e Letícia Giovelli

Ambiente festivo no Yázigi

STAMPA | 31


Dia 22 de março, O Centro Cultural Regional Italiano abriu a agenda de promoções do ano servindo jantar em sua casa típica, no Parque.

1º jantar italiano

Bruno Bassan, Genanine e Alexandre Bassan

Ananda e Erlon Hartmann

Donato e Nerli Biesdorf

João Alberto e Inês Cassol

Ronita e Celso Schäffer

No Confraria À noite, o Restaurante Confraria, na Sogi, é o ponto de encontro preferencial dos ijuienses, com amigos e familiares

Fernando Driwin e Samili Hubert

Jonatan Freitag e Priscila Maciel

Rafael e Greta Gomes

Soraia Ferrazza e Alcionei Silva

Daniel e Larissa Coppetti


Show de Thaeme e Thiago, no Aruba

Fabiana e Eduardo

Cibele e Ricardo

Pamela, Diego, Patricia e Davi

Fabio e Alia

LetĂ­cia eRodrigo

Alex e Priscila

Franciele e Giordano, Andressa e MaurĂ­cio

Edson, Alexandra, Cheila e Alan

Karla e Marcos Saccol


No Fuscão O novo ponto de encontro em Ijuí está conquistando pelo ambiente descontraído e as delícias para comer e beber

Juliano, Raissa, Armando, e Luciana

Jerry e Vanise

Festa de quem adora festa Quem adora forno, fogão e espetos, e tem muitos amigos, não escapa de comemoração. Assim é a vida de Roberto Haerter, o (Bo)Xexa, quando não está empenhado no trabalho de sua Omega Elevadores. Dia 15 de março, data de seu aniversário, ele caprichou mais do que o costumeiro para receber a turma em sua casa. A festança também marcou os aniversários, em março, dos fiéis escudeiros - o juiz Vinicius Borba Leão e o empresário Gabriel Mallmann, do Posto 44, e teve a adesão do cirurgião plástico Emilio Andary. Reza a lenda que Xexa, natural de Coronel Barros, nasceu assistido pelo médico Emilio Andary, que antes de se tornar cirurgião plástico, clinicou lá. E para reforçar a afinidade além de gostar muito de comemorar -, os dois fazem aniversário no mesmo dia.

Quarteto aniversariante: Vinicius, Emilio, o anfitrião Xexa e Gabriel Mallmann

Lucas Silva, Vinicius, Gabriel, Luiz Schirmann e Romeu Mallmann

Talita.Tiago.Felipe.Felipe Verlei.Aline

Maria Clenir e Paulo César Dill

Camila e Vinicius Xexa e a amiga-quase-irmã Ana Isa Pochmann Douglas (Fejão) e Lara Piccoli

Happy Foods

3333.4883 fuscao.happyfoods

Vera e Emilio Andary

João Soller e Lauro Gracia supervisionando o trabalho do assador


Guiomar Dischkaln com suas colaboradoras

Noite das “sempre belas”

Beatriz Stolz, Luana Prestes, Guiomar, Janete Basso e Nair Konzen

Eli Assmann, Guiomar e Adriana Miron

Norma Lemanski e Narda Pissinin

Sexta-feira, 21 de março, foi a noite da Sempre Bela - um grande momento de comemoração para a proprietária Guimar Dishkaln, sua equipe e as clientes “sempre belas”. A ocasião teve como principal motivação assinalar o primeiro ano da reinauguração da loja em seu novo endereço, na Rua 15 de Novembro e, ao mesmo tempo, brindar o Mês da Mulher. As convidadas foram recebidas com um delicioso coquetel de Bebidas & Cia, e conferiram as primeiras novidades da nova coleção, em que sobressaem as cores vinho e o verde militar, o preto e o animal print. Na ocasião, houve lançamento das marcas Dádiva e Angelika Favoretto, exclusivas da Sempre Bela.

Vanusa Winik, Guiomar e Marivane Ferrazza

Eloni Bortolini, Guiomar, Mari Costa e Ionara Rohde

Joice Lemanski, Guiomar, Manoela Brião e Geneci Schefer

Juçara e Gracielli Rottili e Guiomar


autorretrato

F

ormada em Relações Públicas pela Unijuí, Ana Paula Colombi Sanfelice optou por aceitar o convite do marido, Humberto Sanfelice, e ingressou no ramo gráfico. São proprietários da renomada Gráfica Pampa, empresa que vem especializando-se em impressos finos para eventos como casamentos, 15 anos, formaturas, entre outros, além de atender toda a linha de impressos comerciais. Como empresária, orgulha-se de atender clientes de todo o Estado, sendo referência em qualidade e novidades. Ijuiense, 36 anos, é mãe de Ana Luiza, 9 anos, Mariana, 6 anos, e Laura, 4 anos.

Ana Paula Colombi Sanfelice

Um lugar: Qualquer um, desde que esteja com as pessoas que gosto Uma conquista: Tornar-me proprietária da Gráfica Pampa Um sonho: Ver minhas filhas realizadas e felizes Uma alegria: Minha família Uma tristeza: Inversão de valores desde muito cedo, o ter mais do que o ser Uma saudade: Da avó do meu marido, Orlandina Sanfelice, uma pessoa muito especial Quem é chato: Pessoas que se consideram melhores que as outra O que me tira do sério:

Falta de educação Uma mania: Falar alto Marca pessoal: Bom humor e alto astral O melhor presente: Algo que recebemos sem esperar Quero ir para: Grécia, Egito Adoraria aprender: A costurar Não vivo sem: Brincos, batom e rímel Se pudesse, compraria: Uma casa em Gramado Gasto muito com: Sou bem comedida com gastos Melhor hora do dia: À noite, quando fico mais com minha família Prazer à mesa: O churrasco feito pelo meu marido

Livro marcante: Gosto dos livros da Martha Medeiros Som preferido: Todos, depende do momento Filme inesquecível: A Paixão de Cristo Lazer: Viagem em família É lixo: Todas as formas de bullying É luxo: O caráter e a simplicidade Mulher bonita: Minha irmã Homem bonito: Meu marido Se não fosse o que sou, seria: Não me imagino sendo diferente do que sou Ijuí é: Cidade promissora, polo regional em várias áreas


Boda em Porto Alegre: Ana

Cristina Souza e Moisés Dias

U

Moisés e Ana Cristina: brinde com a família e amigos

m lindo por do sol foi testemunha do casamento da ijuiense Ana Cristina Souza, filha do médico Rogério Machado de Souza e Leda Fogliatto de Souza, com Moisés Dias, em 15 de fevereiro. O casamento ocorreu na casa de festas Party Room, na capital. As palavras proferidas por Rogério Fogliatto de Souza, irmão da noiva e celebrante do casamento, emocionaram todos os convidados, e fez da cerimônia um momento único para os noivos e seus pais. Todos os detalhes do casamento foram pensados com muito carinho pelos noivos e pela mãe da noiva, assessorados pela cerimonialista Graça Kurylo. A contagiante alegria dos noivos imperou na festa, que se estendeu pela madrugada.

Leda Fogliatto de Souza com os filhos

Rogerio, irmão da noiva, conduziu a cerimônia

Os noivos com os pais dela, Rogerio e Leda Souza

STAMPA | 37


SobreNomes

Corrida em Boston

Bravo, Pedro! Seus avanços na carreira - aos saltos -, está fazendo do jovem tenor Pedro Coppeti, 20 anos, uma assídua presença aqui na Stampa, sempre atenta ao sucesso de gente talentosa. Ele não é propriamente ijuiense, nasceu em Iraí, mas sua ligação a Ijuí é umbilical - é filho dos ijuienses Jardel Coppeti e Angélica Rosecler da Silva Coppeti, e tem aqui a mais fervorosa torcida - os avós Aracy Coppeti e Milton e Clea da Silva, tios e primos. A família toda está exultante com a notícia de sua aprovação para cursar o Conservatório da Broadway, em Nova York, o mais importante do mundo na área de teatro musical. A conquista da vaga deu-se em viagem que fez logo depois da temporada de dois meses que cumpriu, na invejável posição de solista, no Nativitaten, espetáculo do Natal Luz de Gramado, considerado o maior do país, que Stampa mostrou na edição de janeiro. Ele decidiu investir a grana que ganhou em Gramado na ida aos Estados Unidos - esteve em San Francisco e Nova York (fotos) -, para tentar a última etapa da prova na Broadway, que constituiu-se na audição ao vivo de uma composição. Pedro escolheu cantar O Fantasma da Ópera, sua favorita. Morando em Porto Alegre, estudando música na UFRGS e dando aulas, Pedro avalia as possibilidades de mudar tudo isso para assumir o desafio no exterior. Se não for agora, um dia será.

Posse festiva

Em 8 de março, o Clube Ijuí iluminou-se para mais uma noite especial, que teve como principais motivações a posse da diretoria e a comemoração de seus 109 anos. Narda Pissinin (ao lado do marido Adauto) foi mantida no cargo de presidente para mais uma gestão de dois anos, e seguirá contando com um dedicado grupo de colaboradores.

O advogado Marco Tulio Thomé da Cruz - com a mulher Ana Claudia -,vai realizar este ano o sonho de participar da Maratona de Boston, nos Estados Unidos, no dia 21 de abril. Há tempos ele se dedica com afinco à corrida e tem colecionado ótimos resultados. A sua experiência em Boston vai ser acompanhada de perto pelos pais, o casal de médicos Luiz Carlos e Marília Thomé da Cruz, que combinam a viagem com um evento de estudos da área dele, a cirurgia torácica. A Maratona de Boston, que ano passado sofreu atentado à bomba, é a segunda mais antiga (a primeira é a maratona olímpica) e a mais importante do mundo, realizada todos os anos desde 1897. Mais de 20 mil atletas do mundo todo correm os 42,195 km entre as cidades de Hopkinton e Boston, no estado de Massachussets.


em novo endereço A Gabanna, há 7 anos no mercado, reinaugurou a sua loja em novo espaço, dia 7 de março. Localizada agora no Shopping JB, a Gabanna comemorou com seus clientes e amigos o ambiente mais moderno, aconchegante e renovado, para proporcionar um atendimento personalizado. Os convidados da proprietária Sônia Bitencourt aproveitaram para conferir as muitas novidades da coleção Gabanna para o outono inverno.

Sônia com Fernanda e Franciele Sônia, Sônia Cassel e Fanciele

Volmar e Geovana Bortoli e Sônia

A proprietária Sônia de Bitencourt e seu marido, o cirurgião plástico Wellington Gemelli Ambiente espaço e com todo conforto

Reinauguração com as novidades do outono

Marli Gieseler e Sônia

Clientes brindam ao sucesso


As opções da MAB para este outono

E

ste outono chega com a moda repleta de pontos de cor, transparência, brilhos, estampas étnicas e gráficas, que dão o tom da estação e inspiram looks cheios de estilo e personalidade. A MAB Feminina traz algumas sugestões para todas as ocasiões, para mulheres que desejam ousar ou manter um ar mais natural. Foco solar: um ponto de cor vibrante é ideal para levantar o astral e atualizar o outono. Complemente-o com azul-marinho e encontre o equilíbrio perfeito. Um luxo: a data pede comemoração? Vá além do pretinho básico e abuse das transparências combinadas com bordados e pedrarias. No tom: Inspire-se com pontos de cor, brilhos e estampas étnicas e gráficas, e o animal print, que combinam perfeitamente com o outono. Agenda urbana: peças elegantes em preto e branco continuam em voga. Aposte nessa dupla eterna que funciona do trabalho à balada. Barroco Glam: as estampas maximalistas estão com tudo. Em calças ou camisetas, deixam um dia casual mais divertido. Incremente com acessórios rock and roll. Pura audácia: saia da mesmice com peças vibrantes em vermelho ou laranja. Elas serão suas parceiras na hora de quebrar a monotonia. A MAB Feminina - na Rua 20 de Setembro, 187; fone 55-3333.4715. Conheça também a MAB Masculina, na Rua José Bonifácio, 848; fone 55-3333 3744.

Cultural Fotografias torna seus momentos inesquecíveis

O

tempo nos dá sabedoria e amadurecimento, mas não retém os momentos que passamos com quem amamos. É através das imagens que montamos nossa história. A festa de 15 anos, a conquista de um diploma, o casamento dos sonhos, a gravidez esperada, o nascimento de um bebê, seu primeiro aniversário... E assim o ciclo vai se refazendo. A Cultural Fotografias tem muito orgulho em fazer parte de algumas dessas ocasiões, realizando um trabalho com amor e, acima de tudo, com compromisso e profissionalismo que 17 anos de trabalho os proporcionam. Não é somente uma empresa de fotografia, mas uma empresa que respeita o momento especial do cliente, fazendo com que se torne inesquecível através de uma bela imagem.


Racco tem excelentes

opões para cuidar de você A

Racco, uma das maiores marcas de beleza e bem-estar do Brasil, alia a satisfação de produtos de qualidade com a preocupação pelas pessoas, sendo referência de mercado em termos de qualidade, inovação, criatividade, respeito e força de vendas. A marca tem por objetivo tornar seus clientes pessoas mais felizes e realizadas, por isso traz de volta a tentação do chocolate branco para destacar ainda mais a beleza da sua pele, através da Overdose Blanc Hidrante Corporal Chocolate Branco. O lançamento da RM03/2014 proporciona hidratação profunda com sensorial diferenciado e cremosidade que embeleza, energiza e revigora. Para esta Páscoa, a Overdose Blanc é uma excelente opção para presentear. Todas as mulheres que querem manter o peso em dia, mas não resistem à tentação do chocolate, vão adorar esse produto de delicioso aroma e efeitos incríveis. O hidratante corporal Overdose Blanc possui extrato de cacau e manteiga de karité, que deixam a pele macia e com fragrância de chocolate branco que intensifica o poder sedução e deixa irresistível, assim como o chocolate. Venha conhecer este e outros produtos da Racco. Com sede em Curitiba-PR, Ijuí possui promotoria Racco, na Rua Helmuth Gressler, 72. Telefones: 55 9637 6333/9167 4290/3332 8409. Noel Torquato é o promotor Racco Ijuí.


MEMÓRIAS

História de amor e trabalho Família proprietária do Jardim Europa viveu momento marcante em março, com o lançamento de livro que conta a trajetória de Anibaldo e Ida Fengler

Pinturas em porcelana de Ida Fengler

C

Anibaldo e Ida e seus descendentes

oragem, esforço, trabalho e amor empregados na busca da concretização de sonhos compartilhados. Esse é o verdadeiro tema do livro que conta a história de vida do casal que há mais de cinquenta anos radicou-se em Ijuí. “Fengler&Gemballa – Vidas Reveladas” é mais do que o resgate biográfico e cronológico das duas famílias que, unidas através do odontólogo Anibaldo e da artista Ida, construíram na Colmeia do Trabalho uma trajetória marcante. A produção do livro coube ao jornalista e escritor Ademar Campos Bindé, que na apresentação justifica a escolha do título “Vidas Reveladas”. Para ele, o leitor encontra “rastros de pessoas que passaram e estão passando pela vida deixando exemplos edificantes”. Muitos dos protagonistas das histórias retratadas no livro participaram do evento de lançamento da obra. Parentes de perto e de longe, amigos e convidados especiais prestigiaram o ato. Além do lançamento do livro, o momento marcou a abertura da exposição de obras de todos os momentos da trajetória de Ida Fengler como artista, com destaque especial para as pinturas em porcelana – obras com as quais participou de várias exposições internacionais. E o evento festivo não poderia acontecer em outro lugar que não fosse o Hotel e Restaurante Jardim Europa, lugar gestado na família Fengler/Gemballa com as características marcantes da união do casal: a visão, inquietação e empreendedorismo prussianos; a forma de encarar os desafios, o gosto por ver tudo em perfeito funcionamento e a natureza e a arte recheando com sensibilidade Ademar Campos Bindé e o livro em que conta a trajetória dos Fengler tanta organização.

Vi, li e recomendo Por Márcio Müller Médico urologista

42 | STAMPA

Cinema Paradiso

Filme de Horatiu Malaele | 2008

Assassinato no Expresso do Oriente - De Agatha Christie

Um clássico do cinema mundial, do diretor italiano Giuseppe Tornatori, que aborda de forma única temas como companheirismo, amizade, infância, sonhos realizados (e não realizados), amor e cinema. Foi produzido em 1988, mas acredito que se tornou um filme atemporal e que sempre tocará os sentimentos humanos. Conta a história de Toto, um famoso cineasta que retorna à sua cidade natal para o enterro de seu grande amigo de infância Alfredo, o projetor do antigo cinema da cidade, que foi quem lhe introduziu no mundo da sétima arte. A partir daí ele faz uma viagem nostálgica e emocionante, mas também com muito bom humor, pelos momentos de sua infância.

Não é uma tarefa fácil indicar um único livro, pois cada um tem seu fascínio e foi lido em momentos diferentes de nossas vidas. Por isso trago uma dica de um livro que li num momento mágico de minha vida, a adolescência. Indico esse livro também porque ele pode ser o início para a leitura de muitos outros, já que dificilmente quem lê um primeiro livro da Agatha Christie não lê vários outros. Assassinato no Expresso do Oriente é um romance policial daquela que foi uma das maiores escritoras do gênero policial de todos os tempos e que se passa dentro do charmoso trem de mesmo nome. Hercule Poirot, o detetive Belga de longo bigode, é desafiado quando um americano é encontrado morto com 12 facadas dentro de seu quarto no trem e com a porta chaveada por dentro. O desenrolar da trama é cheio de mentiras e mistérios e o final, como sempre, surpreendente, pois Poirot apresenta duas soluções para o mesmo crime.


GRÁFICA PAMPA: Papelaria para festas infantis

N

ada mais importante que o aniversário do seu filho. Por isso, independente da idade ou do tema da festa, a diversão começa na escolha do convite. A alegria da infância pode ser traduzida em cores e formas, que somadas formam a identidade visual da comemoração. O tema é o ponta-pé inicial para a confecção dos materiais personalizados para a festa e, na Gráfica Pampa, a imaginação não tem limite. Convite, embalagens personalizadas (minidog, minipizza, batata frita, mini hambúrguer, pipoca, cupcake) e tags, são alguns dos elementos que podem compor a papelaria do evento. Papéis especiais, em cores variadas, além de acabamentos em verniz e glitter, cortes especiais e prolam, unem-se para valorizar os materiais. Criatividade e qualidade, são os ingredientes principais para um excelente resultado, que aliados ao seu bom gosto, permitirão realizar o sonho de festa para o seu príncipe ou princesa. Nossos produtos podem ser encontrados e adquiridos pessoalmente em nossa sede em Ijuí ou ainda via fone ou internet, através do site www.graficapampa.com.br.

Como devo me maquiar quando uso óculos? Os óculos ajudam a compor o formato e a composição do nosso rosto, assim como a maquiagem, ingrediente indispensável na receita de beleza. A Davanti se preocupa com seu visual, confira algumas dicas de maquiagem que combinarão com seus óculos. Sou míope: As lentes corretivas produzem um efeito óptico que deixa os olhos muito menores. Utilize maquiagem de forma que os olhos pareçam maiores, mais largos. Utilize delineadores. Sou hipermétrope: As lentes corretivas aumentam os olhos, deformando-os. Eleja tons pastéis e uma maquiagem discreta e ligeira, que atenue a importância da íris. Esfumace bem e não exagere nos traços. Cuide para que as pestanas fiquem bem separadas após a aplicação do rímel . A Davanti possui uma equipe qualificada incluindo um técnico com formação em consultoria estetica visual para lhe auxiliar da melhor forma possível. Qual a cor dos seus olhos? Azul - Utilizar tons de verde, rosa e salmão. Evite cores frias, como violeta e cinza. Armações em aço. Preto - Utilize tons de fúcsia, rosa e azul brilhante. Nada de cinza, que enfraquece o olhar. Verde - Tons de terra, suaves, castanhos com reflexos dourados, acobreados e rosados. Castanho - Destacá-los sem agressividade utilizando as cores marrom e castanho com reflexos dourados. Davanti - Rua 15 de Novembro, 199, esquina com a Caixa 55.3332.1212 opticadavanti@hotmail.com


MÚSICA

Eles estão de volta Os discos de vinil, que marcaram época há décadas atrás, retornaram ao mercado e vêm redescobrindo o seu espaço em uma era cada vez mais digital. Hoje, os vinis convivem ao lado dos CDs nas prateleiras das lojas, rememorando os velhos fãs e conquistando parte de uma geração que também valoriza o passado

T

ambém conhecido como long play (LP), trabalha com a venda do produto há mais ou coloquialmente como bolachão, o de uma década. O preço do disco, de acordisco de vinil foi uma mídia desenvolvi- do com Julio, segue como na época em que da com um material plástico chamado de vinil dominava o mercado da música. “Continua no início da década de 50. Sendo mais leves, como era. Hoje, um disco novo começa em maleáveis e resistentes a choques, quedas e torno de R$70, R$80, e vai dependendo da manuseio, os discos de vinil foram os subs- raridade, da edição, se é importado ou naciotitutos dos discos de goma-laca de 78 rota- nal. Uma raridade vai custar bem mais”. ções, que até então eram utilizados. Os vinis Quanto ao público que compra vinis, Julio podiam reproduzir um maior número de mú- garante que não é nada específico. “Tem pessicas e se destacavam, principalmente, pela soas de 8 a 80. Os saudosistas, que tiveram sua excelente qualidade sonora. seu disco em 1960 e hoje estão querendo reNo final da década de 80 e início dos anos formar essa coleção. E tem também aquelas 90, a invenção dos compact discs (CDs), pro- pessoas de 14, 15 anos que estão pegando meteu uma maior capacidade, durabilidade essa moda”. Para Rudi Omar Johann, de 52 e clareza sonora, sem chiados, fazendo com anos, programador musical da Unijuí FM, os que os LPs desaparecessem quase por com- jovens que compram, o fazem por curiosipleto no fim do século XX. O vinil tornou-se ar- dade. “As pessoas de mais idade compram tigo de sebo e o mercado passou a existir so- para recordar, já os jovens é para conhecer, mente em pequenos nichos, alimentado por para saber como era o som desses discos”, aficionados e colecionadores. Nos últimos explica. anos, mais precisamente desde 2007, essa Rudi é um grande colecionador de vinis, realidade tem mudado consideravelmente: que em um lugar ilustre de sua casa, guarmuitos lançamentos em vinil voltaram às lojas da sua coleção que chega a cerca de 900 e à mídia. unidades. “Tenho uma espécie de garagem, “Houve todo um retorno do vinil. Hoje, a churrasqueira, sala de som, onde os discos venda está crescendo, enquanto a de CDs ficam guardados em um espaço nobre da está diminuindo. Tem muita coisa sendo reJulio Bariquello: a indústria se reinventou lançada. Coisas que há 40, 50 anos estavam fora de catálogo, que só se encontrava em sebos do mundo inteiro. A indústria se reinventou para continuar a indústria musical fonográfica”, explica Julio Cesar Barriquelo, 37 anos, um ijuiense apaixonado por LPs, que

prateleira, pois hoje valem mais do que CDs/ DVDs. Seguidamente realizo alguma compra ou troco com alguns amigos”. Entre seus preferidos estão The Beatles, Pink Floyd, Led Zeppelin, Deep Purple, Rolling Stones, Secos e Molhados e Elis Regina. A arte da capa, a agulha tocando no disco para executar a música, o fato de ter que trocar de lado. A comerciante Vânia Dill, de 49 anos, sempre teve a música em sua vida, e se considera uma legítima saudosista quando o assunto é disco de vinil. “Busca-se, mais do que a qualidade, a saudade do que se sente de uma época que marcou e passou. Quando se coloca um disco, é preciso de um ritual, de um som apropriado. A sensação que tu tens é a de que o artista está cantando somente para ti. Esse é o meu encantamento”. Vânia não se considera uma colecionadora, mas possui cerca de 300 discos, de vários estilos. “Tenho nacionais, internacionais, de novelas, Teixeirinha, dos mais antigos até os últimos que saíram. Meus preferidos são os gauchescos e de música alemã. Quanto mais antigas as canções, mais eu gosto. São resgates, coisas que não tem mais hoje em dia”. Há quem diga que a qualidade do vinil de hoje é superior aos antigos, e há também quem não está ligando muito para isso. “A qualidade do vinil hoje é muito superior. Foi pego o que havia de melhor antigamente e trouxeram para cá, estão melhorando. O vinil demonstra que mantém a qualidade do som mesmo depois de décadas”, opina Julio.

Vânia Dill: vários estilos em 300 LPs

Rudi Johann (com a filha Julia): apaixonado por vinis

44 | STAMPA


Perto ou longe, onde vivem ijuienses

onde ficou até novembro de 2013. Estudou inglês e considerou a adaptação um pouco mais complicada, devido ao preço do aluguel e o barulho da cidade, situação compensada pelos parques e museus. “Londres é bastante agitada, nunca dorme, é o maior centro financeiro em escala global para negócios internacionais. Há tantas opções pra fazer e ver, que um ano não é tempo suficiente.” Foi então que Tatiane chegou ao lugar onde vive hoje, e segundo ela, merece um destaque especial: Birmingham, no Reino Unido, a 190 km de Londres. Lá ela dedica-se ao mestrado em Engenharia Automotiva, na Birmingham City University. “Também é uma cidade enorme, é a segunda maior cidade inglesa, com uma população que supera um milhão de habitantes, mas o custo de vida é mais barato do que Londres. Aqui está localizada a maior biblioteca pública da Europa, que conta com 10 andares, jardim suspenso e wi-fi, além de ter uma das maiores coleções de William Shakespeare do mundo”. Morando em uma cidade que anoitece às 16h e habitada por muitos imigrantes do Paquistão, Índia, dentre outros, ela diz que está sendo uma experiência incrível e bastante diferente. “É comum ver mulheres vestindo burca e roupas indianas em toda parte. O comportamento deste povo é bem peculiar.” Em meio a tantas experiências na Europa, Tatiane diz que o que mais a encanta é a vida universitária. “O custo é muito mais acessível do que no Brasil, e onde moro, o que me fascina é o grande número de universidades e estudantes estrangeiros.” Vivendo tanto tempo longe de casa, a saudade é bem presente e o segredo é não deixar que ela ganhe espaço. “Às vezes, você não se adapta em um lugar e é preciso se manter ocupado pra não dar tempo de pen-

Tatiane Wadas

A

ijuiense Tatiane Wadas saiu de Ijuí aos 16 anos, com destino a Santa Maria, onde morou com o irmão enquanto estudava para o vestibular. Depois ela mudouse para Panambi, onde cursou Engenharia Mecânica, por meio do convênio entre Unijuí e a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS). “Desde então tenho somente passado por Ijuí”, conta, porque o seu próximo ponto de chegada estava mais longe, na Europa. De setembro de 2006 a março de 2007, ela morou na cidade de Recklinghausen, na Alemanha, onde cursou um semestre na Fachhochschule Gelsenkirchen, através de convênio firmado com a Unijuí. Depois, morou mais um ano na Alemanha, em Dinslaken, onde fez estágio na Companhia Siderúrgica ThyssenKrupp Steel Europe AG, localizada na cidade vizinha de Duisburg. Ambas as experiências ela define como um processo fácil de adaptação, com destaque para a culinária alemã e o padrão de vida. “Na Alemanha também me senti mais segura, pois as cidades onde morei não são grandes. O idioma não foi uma grande barreira, porque estudei antes de viajar, então, o período lá foi para aperfeiçoar a língua”. Mas a história dela com a Europa não acaba na Alemanha. Em dezembro de 2012, ela foi para Londres,

sar em saudade, e conseguir enxergar tudo como uma oportunidade de crescimento pessoal.” Para aqueles que pensam em sair de casa em busca de novas experiências, o conselho de Tatiane é de que não percam a oportunidade quando ela surgir. “Sem dúvida, sempre irá acrescentar algo. Primeiro de tudo, você vai se conhecer melhor. Segundo, verá o lugar de onde vem com outros olhos e, finalmente, irá valorizar coisas que antes não dava tanta importância, e não dará mais tanta relevância a outras. Sem dúvida, nunca mais será a mesma pessoa, sentirá sempre saudade de algum lugar.” Perseverante, ela afirma que a volta para Ijuí dependerá das oportunidades de trabalho após o término do mestrado. “Provavelmente será somente para matar a saudade da família e amigos.” Ela é filha de Ironilda Wadas e Ari José Wadas, já falecido.

No centro de Londres, visitando lugares e agregando conhecimento


HCI presta homenagem

Perto ou longe, onde vivem ijuienses

Lentes de Contato de Porcelana e Facetas Estéticas de Porcelana Adriana Pedrazzi - Cirurgiã-dentista Saúde bucal é fundamental para quem deseja manter ou melhorar o seu sorriso. E a estética dentária é parte importante nesse processo, porque muito mais do que beleza, as modernas técnicas significam saúde. A nova técnica usada na estética odontológica são as “lentes de contato” superfinas. Feitas de porcelana, elas corrigem imperfeições, alterações de cor, qualquer mudança estética que se deseja e fraturas. Esse método traz duas grandes vantagens: durabilidade e evita o desgaste do esmalte natural do dente, ao contrário do que fazem as facetas comuns. Já as facetas de porcelana são indicadas nos casos em que se necessita uma maior mudança da estrutura dentária. Exigem um certo desgaste, mas trazem muitos benefícios estéticos e reparadores. Também podem ser feitas através do sistema Zirkozahn, um material mais moderno que permite a ausência de linhas escuras na gengiva, excelente biocompatibilidade, coloração translúcida natural e alta densidade cristalina. Este e outros procedimentos como clareamento dental, restaurações estéticas, reanatomização de dentes, próteses fixas, móveis e removíveis, implantes e protocolos você encontra na Clínica Adriana Pedrazzi. Para mais informações acesse o site: www.adrianapedrazzi.com.br Caroline com Daniel - o casamento foi em 2011, e com a filha Valentina: eles vivem em Ponta Porã, Mato Grosso, divisa com o Paraguai. A menina nasceu do lado de lá e tem cidadania paraguaia

a colaboradores com mais de 15Suchy anosRuschel de casa Caroline

Q

uando saiu de Ijuí, em julho de 2010, com destino a Ponta Porã/MS, o objetivo da esteticista Caroline Milbradt Suchy Ruschel, 28 anos, era passar duas semanas naquele Estado, em visita ao então namorado Daniel Garrido Ruschel, 30 anos, engenheiro mecânico e empresário. Natural de Passo Fundo, Daniel já havia se mudado para o Mato Grosso do Sul, onde abriu uma empresa de segurança, uma área bastante promissora para a região. Foi ele o responsável pela saída definitiva de Caroline de Ijuí. Filha de Leani Milbrandt Suchy e Carlos Suchy, Caroline casou-se com Daniel no dia 26 de fevereiro de 2011. “Sabe aquelas histórias que têm tudo para dar errado e dão certo? Depois de quase 10 anos de nossa história, veio a Valentina, para fechar com chave de ouro”, conta Caroline. Antes de mudar para Ponta Porã, ela tinha uma visão bem diferente da cidade e, principalmente, do Paraguai. Hoje ela considera uma experiência incrível poder conviver com culturas tão diferentes. Uma Presidente Claudio om um coquetel oferecido na sala da das vantagens de morar em região de fronteira são as compras no Matte Martins presidência, de Caridade país vizinho, ondeoaHospital maioria dos produtos é de preços(terceiro inferiores aos à direita) deBrasil Ijuí(HCI) prestou uma homenagem aos lugares muito do devido aos baixos impostos. “São com bons o grupopara dos colaboradores que completaram, no mês de de turismo morar, o custo de vida é baixo, e é uma região comercial, homenageados março,à mais de 15 anoscom de empresa. Além devido fronteira seca o Paraguai. Atravessando a rua podedo coquetel oferecido, os jubilados foram mos fazer compras em outro país”, conta. presenteados com chocolates artesanais A Valentina é quem como forma de agradecimento pelo tempo mais se beneficia, pois de dedicação. Prestigiaram o evento o presidente Claudio Matte Martins, o diretor-aos dois anos de idade e frequentando a executivo João Luiz Leone de Senna, a diretora financeira Ivone Siqueira, a gerenteescola, tem a oportunide recursos humanos Elisabete Brandenburgdade de conviver com crianças de diferentes dos Santos, o gerente de operações Douglimar Radaelli, o gerente de TI Paulo nacionalidades. “Ela tem coleguinhas de Felippin, o gerente de serviços Genésio aula que são descenGomes e a nova gerente de enfermagem dentes de coreanos, Aldenir Araújo. paraguaios, árabes, e A intenção é organizar um encontro que têm seu idioma de com os jubilados, todos os meses, como forma de valorização dos colaboradores da origem como o princiinstituição hospitalar macrorregional. Em pal”. Mas o país vizinho representa mais março, foram 13 profissionais: Catarina Nunes, Katita(38 anos), do que um país de fácil Helena acesso Manchini(32 às compras: faz parte da história anos),Tania Cora(30pelo anos),Edemar dada Valentina ser no Paraguai, da família. “Optamos nascimento Cruz(29 anos),Elisabete Brandenburg os médicos e a estrutura do hospital me passaram mais confiança. dos Santos(25 anos),Maria Acabamos registrando ela noSilveira(20 Paraguai e também no Brasil”. Assim anos),Lenir Nehrung(19 anos),Juarez de como a mudança para outro Estado, o nascimento da Valentina tamColegas saúdam Souza(18 anos),Ronaldo bém foi acompanhado deConceição(17 algumas surpresas. “DesdeCatarina o início da Nunes, anos),gravidez, Rosemerium Noster(17 anos),Dorkas minha dos meus maiores receios era de aestar Katita,longe com 38e Picinini(17 anos), Leila Ferreira(16 anos)acompanhar e as pessoas de quem gosto não poderem o crescimenanos de serviços Borba(15 anos).estava programado e os meus paisprestados toClaudio da Valentina. O parto viriam, mas como nem tudo sempre ocorre como planejamos, a Valentina acabou vindo duas semanas antes. Foi um grande susto, ainda mais para uma mãe de primeira viagem, mas por sorte pude contar com o apoio da minha sogra.” Estando tão longe de casa, a saudade às vezes teima em aparecer. “O pior momento foi o parto da Valentina, sem a presença dos meus pais, mas passar as datas comemorativas, muitas vezes sem ninguém da família, também nos deixa muito tristes. Ainda bem que existe a internet e o telefone para matar um pouco da saudade.” A saudade é amenizada duas vezes por ano, quando a família vem ao Estado. A próxima visita está marcada para julho, data em que serão comemorados os 60 anos da mãe de Caroline e os três aninhos de Valentina. “Apesar de estar longe, procuramos participar do CTG e frequentamos a igreja Luterana.” Caroline avalia a mudança de maneira positiva, e por enquanto, não há planos de retornar. “Gosto muito daqui, da família que formei, dos amigos que fiz. É muito bom ver que tudo está dando certo. Gostaria muito de poder ficar mais perto da família, mas atualmente não existe essa possibilidade.”

C


Negócios & turismo Presidente da Associação das Imobiliárias e Corretores de Ijuí, Josef Roehrs, participou do maior evento do setor, em Cannes, e aproveitou para conhecer outros lugares Entre os dias 11 e 14 de março, a cidade de Cannes na França sediou o principal evento para profissionais do setor imobiliário do mundo. Na sua 25ª edição, o evento chamado Mipim, reuniu os representantes mais influentes de todos os segmentos do mercado imobiliário internacional - escritórios, edifícios residenciais, serviços de saúde, eventos desportivos, logística e indústria -, oferecendo um acesso inigualável ao maior número de projetos e fontes de capital em todo o mundo. O presidente da Associação das Empresas Imobiliárias e Corretores de Imóveis de Ijuí e conselheiro do Creci – RS, Josef Leduino Roehrs, e mais três gaúchos do ramo imobiliário participaram do evento. “Durante quatro dias, vivi reuniões de negócios, networking, intercâmbio de informações, palestras e confraternização entre vários países”, contou. Fez inúmeros contatos com entidades, empresas e empresários e conheceu muitas novidades relacionadas à tecnologia e ferramentas utilizadas no exterior, na área de construção civil e principalmente, na área de administração e vendas de imóveis. Nos 19 mil metros quadrados de exposição estavam presentes 4,3 mil investidores, duas mil empresas expositoras, 20 mil participantes de 80 países e 460 jornalistas. O Brasil foi um dos países de honra do Mipim 2014. Desde sua criação, Mipim tem acompanhado a crescen-

Atração do evento: maquete gigantesca de Cannes

Vista de Lisboa, do bairro Alto

Josef Roehrs (em pé, no centro), com a comitiva gaúcha em Cannes: Flavio Koch, presidente do Creci-RS; Ubirajara Oliveira, de Canoas, e Carlos Eduardo, de Porto Alegre

te internacionalização do setor imobiliário, e hoje oferece um mercado para a indústria enfrentar os desafios e identificar novas oportunidades, em resposta à crescente preocupação ambiental, escassez de financiamento e a evolução dos hábitos de consumo e de trabalho. “Todas as nossas expectativas foram superadas, dada a complexidade da realização do evento. Acredito que muito em breve, todos os profissionais da área imobiliária terão que se ajustar às novidades tecnológicas já colocadas à disposição, como forma de trilhar um novo caminho nos negócios globalizados”, comenta Roehrs. Na viagem de volta ao Brasil, o empresário aproveitou para conhecer alguns países da Europa. Esteve em Portugal, Nice, Mônaco e Paris. “Tudo é diferente, comparado ao Brasil. É outro mundo, ganha-se muito bem, mas o custo de vida é muito elevado nesses países. Para se ter uma ideia, o aluguel de um apartamento de 9 metros quadrados e com banheiro coletivo por andar, custa cerca de 650 euros por mês, ou seja, cerca de R$ 2 mil”. Outro fator que lhe chamou atenção foi o fato de as pessoas terem mais de um emprego. “Em meio turno, os europeus costumam ter um emprego fixo, e no outro turno se dedicam a obter uma renda extra, e trabalham, na maioria, como autônomos liberais, e até corretores de imóveis”.


Stampa nas escolas

índice

ESPORTE

8 Violência: o que você teme?

Criação de associação de jogadores e torneio estadual impulsionam o poker em Ijuí

INFÂNCIA

Curso oferecido no Foro de Ijuí habilia os interessados a se tornarem pais adotivos

MULHERES

“Tenho medo de sair na rua e ser pega por alguém. Já aconteceu de alguémENTREvISTA ligar na minha casa, para O pedir médico falar comigo e eu não responsável conhecer a pessoa. Por Edilson Walter isso tento me precaver fala sobre o e tomar cuidado ao falar com pessoas programa de estranhas Residência para que me mantenha segura.” Júlia Médica do HCI Wagner Pedrazzi, 12 anos, 8º ano, Ensino Fundamental - EFA

Evento da BPW e Shopping JB e a entrega de troféu na Câmara marcam o Mês da Mulher

9 15 20

“É complicado pensar que os lugares que saída comprar algo, As para Meninas Modelo 2013 mostram toda sua frequentamos não eu possa ser vítima de graça e encanto em ensaio fotográfico estão seguros. alguma violência. Me Podemos estar em causa preocupação ter um banco e até ESPECIAL que estar constantemente mesmo em uma preparada para algo, A festa de abertura do novo Yázigi com padaria o e de repente para não reagir, e lançamento da nossa edição de março sofrer um assalto. entregar tudo o que se É assustador tem em troca da vida. E o saber que se está NA NOITE que me deixa chateada, é pensar que as pessoas A badalação em torno da dupla Thaeme e correndo tantos de bem é que podem(o vir ijuiense) Thiago no Aruba riscos em lugares tão aleatórios.” a perder a liberdade por Pedro Person, 16 tentarem se proteger.” MEMóRIA ano, 3º ano - EFA Jaqueline Strieder, 15 Família do Jardim anos, 2º ano - ColégioEuropa lança livro sobre a trajetória Tiradentesde Anibaldo e Ida Fengler “Eu moro em Ijuí e tenho minha família MÚSICA em Santo Ângelo, por Os discos de isso viajo quase que vinil retornamdiariamente. Diferente do que pensava ao mercado há um tempo, hoje “Nunca sofri nenhuma e agradam tenho medo por não situação de violência, antigos ter certeza de que mas pelo que chegarei ao destino acompanho através e novos das informações apreciadores sem ser assaltado ou sequestrado. repassadas pela Me preocupo e fico mídia, dá medo de PELO MUNDO estar preocupado com o simplesmente Tatiane fato de isso assustar na rua eWadas acontecersaiu daqui aos 16 anos, viveu a minha família alguma coisa, porque na Alemanha e hoje está na Inglaterra também. ” Gabriel ninguém está livre de vIAgEM Muniz Morais, 16 nada.” anos, 3º ano – Kauane Bernardi,da 16 Associação das Imobiliárias Presidente anos, 3º ano - EFA de evento mundial do setorColégio Tiradentes participou “É apavorante pensar

CAPAque em uma simples

23 30 33 42

44

4 | |STAMPA 48 STAMPA

45 47

“O meu medo é que essa onda de violência se alastre, machuque a população e cause mais pânico. acredito que er Menina Modelo é umAtualmente, sonho de muitas a segurança ainda garotinhas, e participar do concursopública do Jornal controlar a situação, da Manhã e da Stampa,possa é, antes de tudo, uma mas comeesse aumento oportunidade ótima de socialização integração. de casos Tratado com profissionalismoconstante pelo produtor Luizde violência, é possível que Carlos Leindecker, o concurso também é uma aula um momento em de como andar, se expressarchegue e se comportar, muito que ninguém mais possa útil para meninas na faixa etária que abrange, fazer nada. Ana Luiza dos 6 aos 11 anos. Ganhar presentes faz” parte, Holzcshuh Centenário, assim como aparecer na Stampa em um ensaio 16 anos, 3º ano fotográfico que, desde a primeira edição do– Colégio Tiradentes concurso, há 9 anos, é produzido pela fotógrafa

S

Nossas meninas

Saionara Bandeira. A cada ano, nos encantamos com as Meninas Modelo, e desta vez são as graciosas Emily Oliveira “Não só ode meu medo,Basso e Lara Cavalheiro da Cunha nossa edição. mas que achoenfeitam que o medo Crianças também estão no geral da população é centro da questão sobre adoção, com o juiz da Infância de sair deque casatratamos com e Juventude Giovelli. Ele informa sobre o algo deEduardo valor. Pode curso que prepara interessados em se tornarem pais. até não ser algo extreNo Esporte, Carlos Alberto Padilha conta que o mamente valioso, mas poker está crescendo e aparecendo em Ijuí - já atualmente até mesfundaram uma associação, que promoveu uma mo um celular está competição estadual em março. chamando a atenção O Mês eda Mulher, que inspirou os principais eventos nunca sabemos de março, é outro tema quando e onde algonosso, tratado na cobertura da programação da BPW Ijuí e do Shopping JB e a pode nos acontecer.” entrega do Troféu João Pedro Mulher Kelm, Cidadã pela Câmara de Vereadores. 16 anos, 2º ano O médico responsável pela Residência Médica do Ruizão HCI está na Entrevista. Edilson Walter dá detalhes do programa e afirma a convicção de que Ijuí pode ter “A minha maior uma faculdade de medicina. preocupação é de que, Assuntos ótimos que adiantamos aqui, mas o espaço com o aumento gritante não é suficiente para contar tudo o que a Stampa da violência em uma traz, e que você vai conferir adiante. cidade como Ijuí, que Bom proveito! nem é tão grande, daqui Abraço, a pouco não poderei Iara Soares

mais sair de casa.” João Vicente Bier Prezzi, 17 anos, 3º ano – Ruizão

stampa@jornaldamanhaijui.com Ano 11 - Nº 11 | Abril | 2014

PublicAção GráficA e editorA JorNAlísticA seNtiNelA ltdA cNPJ: 87.657.854/0001-23 ruA AlbiNo breNdler, 122 - foNe: (55) 3331-0300 98.700-000 iJuí/rs diretor edmuNdo HeNrique PocHmANN edição iArA soAres “Eu me assusto não apenas iara@jornaldamanhaijui.com

pelo valor das coisas que

possam vir a ser levadas em colAborAdores cArlos Alberto PAdilHA, mAristelA mArtiNs, um assalto, por exemplo. clAudiA de AlmeidA, mAriliA muNAretto, Às vezes, quem está deise morAis, leilANe oliveirA, ceciliA cometendo a violência não mAtHioNi, serGio correA (revisão) vê maiores problemas em

imPressão matar. O risco disso poder ciA de Arte (55 acontecer 3331-0319) comigo, ou com

alguém minha família é Assinatura semestral: r$ 45,00 - ligueda 3331-0300 o que mais me preocupa.” Informações contidas em matérias comercializadas Luana Correa, são 16 anos, 2º responsabilidade integral das empresas dos profissionais. anoe/ou – Ruizão


rAdiolAr Mesa bistrô com 2 banquetas r$ 2.270,00

NAdiNE dubAl bota loucos e Santos’Jorge bischoff, 4x r$94,90; bolsa Carmim, em pelos - 4x r$ 187,90

doCE lAr Toalha Karsten Viana banhão - r$ 70,90; Toalha Karsten Viana rosto - r$ 26,20

GEMA ModA AdulTA Casaco Enfim - r$ 248,50; camiseta Enfim - r$ 57,60

lE MoNd Calça dimy r$ 288,80 rAMA ChoColATAriA ovo de Páscoa, 650 g, chocolate caseiro de Gramado - r$ 49,90

o boTiCÁrio desodorante colônia linda brasil 100 ml - r$ 99,00

ASPECTuS blazer (várias cores) r$ 238,00 FÊNix iNForMÁTiCA Placas Nvidia Quadro - placas de vídeo ideal para aplicativo AutoCAd e SolidWorks - a partir de r$ 550,00

iF SoluçôES PlANEJAdAS roupeiro com cama embutida Jadas - herval com colchão de mola, a partir de r$ 6.000,00

MAb MASCuliNA Camisa Puramania - r$ 239,00; Calça M.officer - r$ 198,00

hydrolux Plafon de cristal - r$ 1.390,00 STAMPA | 49


GENETIC

Humor & Cia Colabore com este espaço. Mande temas divertidos para: stampa@jornaldamanhaijui.com

Um velho senhor senta-se num banco no ônibus, bem em frente a um punk de cabelos compridos, com mechas verdes, azuis, rosa e vermelhas... O velho fica olhando para o punk e o punk olhando para o velho. O punk vai ficando invocado, até que então pergunta ao velho: - O quê foi vovô? Nunca fez nada diferente quando era jovem? O velho responde: - Sim, eu fiz. Quando era jovem, fiz sexo com uma arara, e estou aqui pensando: “Será que esse aí é meu filho?”

“INDEX e LE MOND Feministas, muito feministas: escandalosamente lindas: você é a próxima.” Três loiras No balcão do bar, o bêbado se vira para a mulher ao lado e diz: - Quer ouvir uma piada de loira? A mulher responde: - Olha, antes de começar, te aviso que sou loira, tenho 1,80, peso 70 kg, sou triatleta e faço musculação. A loira ao meu lado mede 1,85, pesa 75 kg e é campeã olímpica de luta greco-romana. A outra loira ao lado dela mede 1,90, pesa 80 kg e luta Jiu Jitsu. Agora, se ainda assim você quiser contar a piada, vá em frente... O bêbado pensa um pouco e diz: - Não, se tiver que explicar três vezes, prefiro nem contar.

Qual a diferença entre um homem e o ET? O ET telefona pra casa Por que as mulheres trabalham menos que os homens ? Porque elas acertam na primeira vez. Por que os homens adoram virgens? Porque não suportam críticas.

“Um aposentado tem entre as pernas outro aposentado.” Adão e Eva passeiam pelo Paraíso: - Você me ama? - pergunta Eva. - E eu lá tenho escolha?! Qual é a diferença da esposa não-judia da esposa Judia? A não-judia pergunta pro marido: - E aí, já comprou o Viagra? A judia pergunta pro marido: - E aí, já comprou ações da Pfizer?

Ladrão que rouba ladrão vive no Distrito Federal. O português está na maior festa no meio de uma transa com a sua amante. De repente ela ouve um barulho da porta da garagem se abrindo e diz: - Goze rápido que o meu marido está chegando! O português levanta-se de um salto, corre para a janela, coloca a cabeça para fora e começa a gritar: - Corno! Corno! Corno!

‘‘ 50 | STAMPA

ENTRE ASPAS

“Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não ausência do medo.” Mark Twain (1835-1910), escritor americano


Stampa web abril  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you