__MAIN_TEXT__

Page 1

o O11 Ediçã

o3

– An


EXPEDIENTE Presidente - Everton Luiz da Costa Souza 1º vice-presidente - Vandir Pedroso de Almeida 2º vice-presidente - Paulo Fernando Soares Secretário - Denis Emanuel de Araujo Secretária adjunta - Suraya Damas de Oliveira Modaelli

Secretaria Executiva - DAEE Rua Benedito Mendes Faria, 40a - Vila Hípica CEP 17520-520 - Marília/SP (14) 3417.1017 | secretaria@paranapanema.org

Escritório de apoio – ABHA Gestão de Águas Rua Sílvio Marinho, 417 – Jardim Tangará CEP 17516-020 - Marília/SP (14) 3316.9290 | escritorio@paranapanema.org

Redação | Marco Muta Coordenação | Priscilla Rocha Revisão | Suraya Modaelli Diagramação e Projeto Gráfico

2

House Criativa Comunicação | housecriativa.com.br


PROJETO PIONEIRO TRAZ CARACTERIZAÇÃO DO USO DA ÁGUA NAS INDÚSTRIAS DO PARANAPANEMA O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Para-

mação do setor industrial com os agentes de plane-

napanema (CBH Paranapanema) em parceria

jamento, órgãos fiscalizadores e órgãos gestores de

com a Agência Nacional de Águas e Saneamento

recursos hídricos”, destacou.

Básico (ANA), promoveu um webinar para lançar

Representando a Confederação Nacional da

o estudo: “A indústria na Bacia Hidrográfica do Rio

Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Vanessa

Paranapanema – Uso da Água e Boas Práticas”. O

Prezotto ressaltou o papel do produtor rural, seja

evento, realizado de forma virtual, contou com a

como usuário de água ou como fornecedor de ma-

participação de cerca de 70 pessoas e foi transmi-

téria prima para a indústria. Ela pontuou, ainda, a

tido ao vivo por meio do Youtube, no canal do CBH

importância do produtor rural se envolver junto aos

Paranapanema.

demais segmentos na gestão.

A Bacia do Paranapanema, conta com mais de

Em seguida, representando a Federação das

20 mil indústrias, sendo 99 setores diferentes. O

Indústrias do Estão de São Paulo (Fiesp), Alexan-

estudo, que é pioneiro, caracterizou o perfil de uso

dre Vilella, apontou que uma das virtudes do pro-

da água e estimou a carga efluente potencialmen-

jeto é enxergar a indústria como aquela que po-

te poluidora da indústria, considerando as reduções

derá desenvolver novas soluções para as cidades

geradas pelas ações sustentáveis de racionalização

e para o próprio cidadão, disseminando as boas

do uso da água e tratamento ou reuso de efluentes,

práticas que são utilizadas e incorporadas no pro-

ou seja, as boas práticas desenvolvidas.

cesso de educação ambiental.

A apresentação do estudo foi feita pelos técni-

Para finalizar, da Federação das Indústrias do Es-

cos da ANA, focada nos dados dos quatro maiores

tado do Paraná, Marcos PupoThiesen destacou dois

segmentos industriais instalados na Bacia Hidro-

pontos principais. “As melhores práticas identifica-

gráfica do Rio Paranapanema: sucroenergético, ce-

das podem ser aplicadas em diversos setores; e o

lulose e papel, bebidas alcoólicas, abate e produtos

estabelecimento de indicadores traz uma referência

de carne. Após a divulgação dos resultados gerados

para que as indústrias avaliem a sua gestão dos re-

pelo projeto, representantes do segmento foram

cursos hídricos”.

convidados para comentar acerca do Estudo. O representante da Confederação Nacional da

Confira as informações detalhadas sobre o estudo separadas por segmento:

Indústria (CNI), José Quadrelli Neto, abriu o diálogo. Segundo ele, o webinar mostrou novas possibilidades de gestão participativa. “É um estudo muito importante para ressaltar a necessidade de aproxi-

3


Sucroenergético

Bebidas Alcoólicas

Do setor sucroenergético, 26 indústrias foram

Foram colhidos em 100% das indústrias do se-

avaliadas, por meio de informações diretamente

tor de bebidas alcóolicas localizadas na Bacia, de

fornecidas ou buscadas junto aos órgãos de licen-

forma direta, por meio de questionários, ou indireta,

ciamento. De acordo com o estudo, estima-se que

repassadas pelos órgãos gestores. Os dados apre-

o setor utiliza cerca de 1,02 metro cúbico de água

sentados mostram que as indústrias do setor de be-

para o processamento de cada tonelada de cana

bidas utilizam cerca de 2,87 a 3,33 m³ de água por

(m³/ton cana). A perda por evaporação é de cerca

m³ de cerveja em indústrias de grande porte, e de

de 0,92 m³/ton cana. O estudo aponta, ainda, que

3,75 a 8,32 m³ água/m³ de cerveja para indústrias de

o setor conseguiria alcançar a meta de utilização

pequeno porte. Os dados mostram que a perda por

de 0,8 a 1,0 m³/ton cana se adotadas uma série de

evaporação é de 0,55 a 0,60 por m³ de bebida.

boas práticas apontadas pelo próprio setor. Se atin-

O setor de bebidas é reconhecido por boas práti-

gida essa meta, o potencial de reduzir o consumo de

cas da indústria com ótimos indicadores, com boas

água está entre 11 e 17,6 bilhões de litros por ano.

médias atuais e grande potencial em redução de

Celulose e papel

uso da água. Os indicadores mostram o potencial

Dentro da Bacia Hidrográfica do Paranapanema,

de reduzir o lançamento de água residuária em mais

as indústrias voltadas para a fabricação de celulo-

de 500 milhões de litros ao ano, reduzir o consumo

se e papel estão, principalmente, concentradas nas

anual em mais de 300 milhões de litros por ano, e

vertentes paranaense da Bacia – Norte Pioneiro e

reduzir a carga de DBO (demanda bioquímica de

Tibagi. Foram colhidos dados de 78% das indústrias

oxigênio) em 17 toneladas/ano.

do setor dentro da Bacia, seja de forma direta, por

Abate e produtos de carne

meio de questionários, ou indireta, repassadas pelos

Para o setor de abate e produtos de carne foram

órgãos gestores.

colhidos dados de 66% do total de indústrias do se-

O estudo apontou que o setor utiliza cerca de 27,8

tor, de forma direta, por meio de questionários, ou

m³ de água (captada) para a fabricação de cada to-

indireta, repassadas pelos órgãos gestores. Os da-

nelada de celulose produzida (m³/tsa); entre 13,5 e

dos mostram que as indústrias utilizam entre 2,74 e

67,8 m³/ton papel para a fabricação de celulose e

12,78 m³ de água por tonelada de produto no abate

papel; e entre 33,0 e 38,4 m³/ton papel para a fabri-

de bovinos; de 3,05 a 9,24 m³/tonelada de produ-

cação de papel. Os dados ainda mostraram que a

to no abate de bovinos e suínos; 1,69 a 12,05 m³/t

perda por evaporação é entre 0,9 e 1,0 m³/ton papel.

de produto no abate de suínos; 6,74 a 17,00 m³/t de

O estímulo às boas práticas, que aproximem as

produto no abate de aves e 2,46 a 2,66 m³/tonelada

indústrias das metas de captação e lançamento,

em subprodutos do abate.

tem o potencial de reduzir a retirada da água em

O estímulo às boas práticas mostra um potencial

mais de 43 bilhões de litros ao ano, reduzir o lança-

em redução no consumo anual de mais de 6 bilhões

mento em mais de 41 bilhões de litros ao ano e com

de litros ao ano, redução no lançamento de águas

isso reduzir a carga de DBO (demanda bioquímica

residuárias em mais de 4 bilhões de litros ao ano,

de oxigênio) em 720 toneladas/ano.

e reduzir a carga de DBO (demanda bioquímica de oxigênio) em 255 toneladas/ano. Acesse o estudo completo e o webinar podem ser acessados pelo site.

4


PLANO DE RECURSOS HÍDRICOS DO PARANAPANEMA TERÁ METODOLOGIA DE REVISÃO INÉDITA O Plano Integrado de Recursos Hídricos do Pa-

de revisão do Plano é ser participativa. A Agência

ranapanema (PIRH Paranapanema) segue a sua

Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

implementação todo o vapor. Das 45 ações priori-

apresentou o modelo de revisão, ainda não utiliza-

zadas, 11 foram concluídas, 17 estão em pleno anda-

do em nenhum outro processo de revisão de Plano

mento e 17 precisam ser repactuadas.

de Bacia. Este processo terá a duração de um ano,

As ações em andamento, podem ser divididas

com previsão de conclusão em novembro de 2021.

em sete grupos. São elas: atividades de acompa-

A revisão será realizada em sete etapas, que vão

nhamento do Pirh Paranapanema; ações voltadas

desde a definição de estratégias, na qual será ela-

para comunicação, capacitação e educação am-

borado o Plano de Trabalho até a discussão do 2º

biental; projeto visando a modelagem hidrológica

ciclo do PIRH Paranapanema, etapa de adequação

da Bacia Hidrográfica; projeto que resultará em um

das ações, e priorização para a nova etapa do Plano

novo balanço hídrico, considerando os reservatórios

e elaboração do Manual Operativo, em que se tem

no Paranapanema; implementação de Pagamen-

as ações priorizadas detalhadas para a sua execu-

tos por Serviços Ambientais; projeto voltado para

ção, e por fim a aprovação do documento final.

às águas subterrâneas; e estudos sobre a indústria.

A idéia da revisão do Pirh Paranapanema não é

O Plano de Recursos Hídricos, aprovado em

construir um novo documento, e sim fechar o 1º ci-

2016, completará 5 anos, e, conforme previsão, é o

clo, fazendo as atualizações necessárias para que o

momento de fazer uma avaliação das ações priori-

plano se mantenha atualizado, de forma que aten-

zadas para implementação no 1º ciclo, assim como

da às novas demandas da Bacia Hidrográfica do

adequar o documento, de acordo com as novas de-

Rio Paranapanema.

mandas e realidade da Bacia Hidrográfica. Assim como a construção e a implementação do Pirh Paranapanema, a proposta de metodologia

5


COMITÊ DO RIO PARANAPANEMA ESTÁ DE CARA NOVA! Começamos setembro com novidades! O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema

cionais e de divulgação do Comitê estão com essa nova roupagem!

(CBH Paranapanema) está com uma nova identi-

O logo do Paranapanema não foi alterado, ape-

dade visual, afinal já são oito anos da instalação do

nas suas cores reestilizadas. O logo também ganhou

Comitê, e, a modernização e renovação é importan-

uma versão na horizontal e em negativo, que po-

te para mostrar a evolução do Comitê neste período.

derão atender melhor certos tipos de divulgação e

Contudo, as mudanças vieram aos poucos!

aplicação da marca. As cores adotadas são fortes

Em 2018, com a elaboração do Plano de Comu-

e vibrantes, que representam a alegria característi-

nicação do CBH Paranapanema, os membros dos

ca do Comitê, as formas são fluídas, que remetem

sete Comitês pertencentes à Bacia Hidrográfica do

aos cursos do Rio, e representam a integração das

Rio Paranapanema foram consultados por meio

diversas formas de pensar. Somos os mesmos, po-

de pesquisas quantitativas e qualitativas. A ideia foi

rém mais maduros!

construir uma comunicação em que todos pudessem colaborar e, consequentemente, identificar-se.

Prestigie nossa comunicação e continue nos acompanhando! Ah, e não se esqueça de nos seguir

As mudanças foram aplicadas de forma grada-

nas redes sociais, compartilhar nosso conteúdo e

tiva, uma iniciativa com o objetivo de não gerar im-

sugerir! A comunicação aqui também é descentrali-

pacto no reconhecimento do CBH Paranapanema

zada e participativa! Contamos com vocês ;)

pelo público em geral e, ao mesmo tempo, obser-

Canais de Comunicação:

var o comportamento de todos diante das mudan-

paranapanema.org

ças. Os informativos foram reestruturados, assim

facebook.com/cbhparanapanema

como a revista anual e a identidade nos eventos

instagram.com/cbhparanapanema

promovidos pelo Comitê.

youtube.com/cbhparanapanema

Posteriormente, o site institucional ganhou um novo layout, que atende às necessidades atuais de tecnologia. Agora, todos os materiais institu-

issuu.com/cbhparanapanemacomunicacao


RESERVATÓRIOS NO PARANAPANEMA MANTÉM NÍVEIS ESTÁVEIS NO 3º TRIMESTRE DE 2020 Os reservatórios para geração de energia elétrica

de 1200m³/s de segunda a sábado e 650m³/s do-

localizados na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapane-

mingos e feriados, nos cenários médio e otimista e

ma permanecem sendo monitorados, tendo em vista

defluência de 350m³/s no cenário pessimista, entre

a situação de crise em que se encontra a Bacia, desde

os dias 25 até 31 de outubro;

outubro de 2018. No último trimestre (julho, agosto e

• UHE Mauá: 79m³/s em todos os cenários (defluên-

setembro), os níveis dos reservatórios se mantiveram

cia mínima).

estáveis, devido às diretrizes operacionais adotadas.

Vale destacar que os cenários adotados foram de-

Os índices percentuais dos reservatórios da Bacia

finidos da seguinte forma: otimista – média dos três

Hidrográfica do Rio Paranapanema referentes ao volu-

melhores anos; médio – média de 2006 a 2019; e pes-

me de água apresentados pelo Operador Nacional do

simista – pior ano (2007). A previsão para os três cená-

Sistema Elétrico (ONS), foram, individualmente, em iní-

rios, respectivamente, é atingir os seguintes resultados

cio de julho e fim de setembro: Jurumirim 40% e 32%;

em relação ao nível dos reservatórios ao fim de outu-

Chavantes 35% e 44%; Capivara 33% e 58% e Mauá

bro deste ano: Jurumirim: 48%, 33% e 26%; Chavantes:

3% e 34%, o que representa um total de armazena-

50%, 43% e 38%; e Capivara: 92%, 26% e 24%.

mento dos reservatórios no fim de setembro em 47%

SALA DE SITUAÇÃO/CRISE

de sua capacidade.

Para compartilhar informações e tomadas de deci-

O período foi de poucas chuvas, sendo que apenas

sões, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Bá-

em agosto a pluviosidade esteve acima da média his-

sico (ANA) instituiu a Sala de Situação/Crise do Para-

tórica, e julho e setembro atingiram níveis muito abaixo

napanema, composta pelos seguintes integrantes, além

do esperado. A preocupação é que com a chegada da

da própria ANA: Operador Nacional do Sistema Elétrico

primavera, a região do Paranapanema entra no período

(ONS), concessionárias atuantes na Bacia, Centro Na-

seco, cuja forte característica é a falta de chuvas. Para

cional de Monitoramento e Alertas de Desastres Na-

outubro, por exemplo, não há previsão de precipitações

turais (Cemaden), Secretaria de Infraestrutura e Meio

significativas.

Ambiente (Sima) e o Departamento de Água e Energia

Considerando as restrições operativas hidráulicas

Elétrica pelo Estado de São Paulo, Instituto Água e Ter-

das usinas e o período seco, a proposta do ONS é ado-

ra, pelo Estado do Paraná, Agência Nacional de Energia

tar as seguintes vazões de defluência:

Elétrica (Aneel), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio

• UHE Jurumirim: defluências de 100 m³/s, em todos

Paranapanema e os seis Comitês Afluentes, instituídos

os cenários até o dia 31 de outubro;

nos Estados de São Paulo e Paraná.

• UHE Chavantes: defluência de 105 m³/s, em todos

A cada atualização, o CBH Paranapanema disponi-

os cenários até o dia 30 de setembro; defluência

biliza um informativo com o resumo dos dados apre-

de 200m³/s, no cenário pessimista e 190m³/s nos

sentados. Os dados sobre os Reservatórios do Para-

cenários médios e otimista, entre os dias 01 a 31 de

napanema estão disponíveis no site do Comitê.

outubro; • UHE Capivara: defluências de 1.200 m³/s de segunda a sábado e 650m³/s domingo e feriados em todos os cenários, até o dia 24 de outubro; defluências

7


COMITÊ DO RIO PARANAPANEMA SE MANIFESTA SOBRE PROJETO PARA UHE PARANAPANEMA No processo de licenciamento ambiental das obras de

segurança de barragem da Usina Hi-

cessárias na Usina são a ampliação da capacidade vertente e a garantia estrutural da ponte.

drelétrica (UHE) Paranapanema para “Ampliação

A CTIG desenvolveu um documento com as

do Vertedouro, em Piraju/ SP, sob responsabilida-

devidas recomendações do CBH Paranapanema

de da concessionária Enel Gren Power Paranapa-

acerca do projeto. Foi recomendado que a com-

nema S/A, a Companhia Ambiental do Estado de

pensação ambiental decorrente da supressão de

São Paulo (Cetesb) solicitou que o empreendedor

vegetação nativa que irá acontecer, conforme pre-

dialogasse com diversos atores, incluindo o Comitê

visto na Resolução SMA Nº 7, de 18 de janeiro de

da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH

2017, seja realizada no município de Piraju. Para

Paranapanema), com o intuito de prestar esclareci-

tanto, em consulta à Secretaria Executiva do CBH

mentos e incorporar sugestões ao projeto e às me-

Alto Paranapanema e à Prefeitura Municipal de Pi-

didas a serem implementadas.

raju, indicou-se que a restauração ecológica ocorra

Nesse contexto, a Câmara Técnica de Instru-

na Bacia Hidrográfica do Córrego da Matinha e de

mentos de Gestão (CTIG) do CBH Paranapanema

forma articulada à implantação do “Parque Linear

realizou uma reunião virtual em 16 de julho, com o

da Matinha”.

objetivo de conhecer o empreendimento e esclare-

Haverá, ainda, na obra, a ampliação da largu-

cer dúvidas junto à equipe técnica da empresa res-

ra da passarela. O Comitê sugeriu que a passarela

ponsável. O projeto trata-se de uma obra de caráter

tenha, no mínimo, dois metros, considerando-se a

emergencial que tem como objetivo construir verte-

NBR ISO 9050-2015, que trata de Acessibilidade

douro adicional na margem esquerda da barragem

a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos

da UHE e recuperar a estrutura da barragem.

urbanos, visando garantir acessibilidade e conforto

Vale destacar que o barramento (construído entre 1927 e 1928) mantem as estruturas originais e

aos usuários da passarela, especialmente às pessoas em cadeiras de rodas.

que as obras são de revitalização do barramento e

O Comitê reforçou também a importância da

ampliação da capacidade de extravazão em perío-

empresa Enel articular suas ações ambientais e de

dos de cheias, visando à segurança da barragem. O

segurança de barragem com a execução do Plano

projeto não viabiliza quaisquer aumentos na gera-

Integrado de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográ-

ção de energia elétrica.

fica do Rio Paranapanema (Pirh Paranapanema),

Segundo estudos da Enel a estrutura atual não

tendo em vista as interfaces existentes entre a polí-

oferece riscos, contando com um plano de contin-

tica ambiental da empresa, as medidas mitigadoras

gência sólido para qualquer eventual emergência,

proposta para a obra e, dentre outros, os Programas

porém a obra é necessária em função da insuficiên-

Monitoramento, Subprograma Segurança de Barra-

cia hidráulica dos vertedouros atuais, sendo neces-

gens (GRH-C) e Conservação Ambiental (STR-A)

sário a adequação de sua capacidade. As ações ne-

do referido Plano.


NOSSO DESENVOLVIMENTO FLUI COM ELE.

WEBINAR CELEBRA DIA DO RIO PARANAPANEMA O dia 27 de agosto é muito especial para a ges-

lho Mundial da Água, Lupércio Ziroldo Antônio, que

tão de recursos hídricos. Nele, é comemorado o

ressaltou o trabalho feito pelo Comitê do Rio Para-

Dia do Rio Paranapanema, instituído por meio das

napanema. “A gestão da água somente é possível

Leis estaduais de São Paulo e do Paraná nº 10.488

se for feita de forma compartilhada. O Paranapa-

e 16.055, respectivamente. Neste ano, devido ao

nema é exemplo disso, ele tem demonstrado no de-

distanciamento social, imposto pela pandemia do

correr da sua história, que é recente, a integração, e

Covid-19, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Pa-

temos batalhado para que também haja integração

ranapanema junto à Rede Brasil de Organismo de

em outras Bacias. Muito mais que um parabéns, eu

Bacias (Rebob), e o apoio da CTG Brasil, promoveu

também ecôo esse grito maravilhoso e digo que ‘Eu

o Webinar A gestão dos reservatórios na Bacia Hi-

sou Paranapanema’”.

drográfica do Rio Paranapanema.

Representando a Secretária e o Secretário de

O tema do seminário teve como objetivo de

Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São

apresentar, esclarecer e dialogar com toda a socie-

Paulo (Sima), Glaucio Attorre Pena e Luiz Rodrigo

dade da Bacia acerca do funcionamento dos reser-

Santoro, respectivamente Subsecretário de Infraes-

vatórios destinados à geração de energia que estão

trutura e Secretário Executivo, também destacaram

instalados na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapa-

o papel do Paranapanema. “O Paranapanema é um

nema, bem como apresentar as ações que estão

Rio muito importante para o Brasil, e para nós, que

sendo desenvolvidas visando minimizar os impac-

acompanhamos as reservas hídricas do país, a crise

tos do rebaixamento do nível destes reservatórios.

que enfrentamos na Bacia nos faz refletir a impor-

A abertura, conduzida pelo presidente do CBH Paranapanema, Everton Souza, contou com a participação do presidente da Rede Brasil de Organismos de Bacias e Governador Honorário do Conse-

9


tância da integração entre os estados e isso de fato

tou as características da Bacia Hidrográfica do

acontece no Paranapanema, por meio do Comitê”,

Rio Paranapanema, o que é um Comitê, como

afirmou Glaucio Pena. O Secretário Executivo da

o CBH Paranapanema é constituído, o Plano de

Sima complementou reforçando a importância do

Recursos Hídricos e as atribuições e diretrizes

Rio para os dois estados. “O Paranapanema é um

em relação à gestão dos reservatórios na Bacia.

exemplo de gestão, a gente consegue dialogar e so-

O Rio que une São Paulo e Paraná, o Paranapa-

lucionar os problemas”, finalizou.

nema percorre 929 Km de sua nascente na Serra

Representando o Secretário de Estado do

Agudos Grandes (SP) até a sua foz na confluência

Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do

com o Rio Paraná (PR). As vertentes Paulista e Pa-

Paraná, o Diretor de Políticas Ambientais, Rasca

ranaense deste rio apresentam grande identidade

Rodrigues, relembrou que esteve nos primórdios

social, cultural e potencialidade econômica. Com

da instituição do CBH Paranapanema. “A água

grande acervo ambiental preservado, sobretudo

vai muito além das técnicas que utilizamos para

nas porções de cabeceiras, a bacia hidrográfica do

desenvolver as nossas políticas. Ela está pre-

Rio Paranapanema também se destaca pela agri-

sente desde o nosso nascimento”, ressaltou.

cultura de ponta e um extraordinário potencial para

O diretor da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Ricardo Medeiros de An-

a irrigação, tanto pela excelência de seus solos, quanto pela disponibilidade hídrica.

drade, que também é Governador Honorário do

O Rio ainda conta com disponibilidade de Re-

Conselho Mundial da Água, pontuou a relevância

cursos Hídricos aproveitada para a geração de hi-

do evento. “Crise hídrica a gente enfrenta com di-

droeletricidade ao longo de seu curso, o que tam-

álogo, com informações, isso é o significado de

bém oferece relevante potencial turístico para

uma boa gestão. E o CBH Paranapanema é um

toda a comunidade. Vale ressaltar que o Rio Pa-

exemplo de Comitê de Bacia Hidrográfica”.

ranapanema é responsável por 5% de toda pro-

O CBH e os reservatórios na Bacia

dução elétrica no Brasil e, desde outubro de 2018,

Hidrográfica do Rio Paranapanema

atravessa uma severa crise hídrica, ocasionada

A primeira palestra, ministrada pelo geólogo e

pela falta de chuvas na região.

representante da Secretaria Executiva do CBH Paranapanema, Emílio Carlos Prandi, apresen-

10


A Gestão dos Reservatórios – Objetivos e competências Ministrada pelo Superintendente de Operações e Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas

zas, contudo é possível traçar estratégias para que se lide melhor com essas mudanças”. Essas alterações climáticas afetam diretamente os sistemas aquáticos.

e Saneamento Básico (ANA), Joaquim Gondim,

Ele apresentou o Projeto Fundo das Águas. Tra-

a palestra falou sobre a dinâmica da gestão dos

ta-se de uma iniciativa privada em conjunto à so-

reservatórios e o funcionamento da Sala de Situ-

ciedade civil organizada, em torno de um objetivo

ação/Crise do Paranapanema, instituída em 2019

coletivo de lidar com a segurança hídrica, investin-

para compartilhar informações e tomada de deci-

do em soluções baseadas na natureza e adaptação

sões.

baseada em ecossistemas para a conservação e o

As reuniões são virtuais e abertas, nelas, além

manejo de bacias hidrográficas.

dos órgãos apresentarem as atualizações referen-

Atuação das concessionárias

tes aos níveis dos reservatórios e das tendências

nos reservatórios

climáticas, são definidas as estratégias de opera-

O ciclo de palestras do evento foi finalizado

ção e conhecidas as projeções para cada uma de-

com representantes das concessionárias que

las a curto prazo.

atuam nos reservatórios da Bacia Hidrográfi-

A Gestão dos reservatórios e a importância para o Sistema Interligado Nacional

ca do Rio Paranapanema, que apresentaram um pouco de sua história e dos trabalhos de-

O Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS),

senvolvidos no Rio Paranapanema. Foram elas

representado pelo especialista em recursos hídri-

a Companhia Paranaense de Energia Elétrica

cos, Luiz Guilherme Guilhon, apresentou as atribui-

(Copel), Votorantim Energia e CTG Brasil.

ções do órgão e como os reservatórios são geridos

Diálogo

de forma interligada no Brasil. Ele apresentou ainda

Para finalizar, os participantes puderam fazer

os reservatórios presentes na Bacia do Paranapa-

perguntas aos palestrantes e esclarecer pontos das

nema e os atuais níveis de cada um deles. Devido

palestras ministradas. O Presidente do CBH Para-

à crise hídrica, Guilhon também explicou como são

napanema, Everton Souza, finalizou o evento agra-

pensadas as estratégias para aumentar os níveis

decendo a todos os participantes. “É um momento

dos reservatórios, mesmo com a falta de chuva, de,

de muita alegria. A Lei de Recursos Hídricos é apai-

assim, definir as diretrizes de operação de cada um

xonante, ela integra, ela abraça vários aspectos.

deles.

Somos todos Paranapanema”, finaliza.

Os fatores climáticos e seus impactos aos ecossistemas de água doce O Gerente de Água da The Nature Conservancy (TNC), Samuel Barrêto, focou sua apresentação nas mudanças climáticas que o mundo vive na atualidade. Segundo ele, essas mudanças serão cada dia mais comuns. “Vivemos a era das incerte-

11


PLENÁRIA REFERENDA AS ATIVIDADES DO COMITÊ DO RIO PARANAPANEMA E CONCRETIZA RETOMADA O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH Paranapanema) promoveu a sua 13ª

trabalhado realizado, em 2019, a nota final para o Escritório de apoio, foi de 8,9.

Reunião Ordinária em setembro deste ano. Além de

A reunião foi realizada pelo aplicativo Google

ser a 1ª de 2020, foi a 1ª reunião plenária realizada

Meet e transmitida ao vivo pelo Canal do Comitê no

de forma remota. Com 70% de quórum, os mem-

Youtube e contou com aproximadamente 100 par-

bros presentes, representantes dos Comitês Afluen-

ticipantes. Para dar sequência aos trabalhos, algu-

tes e convidados receberam um resumo das ativida-

mas deliberações, como divulgado anteriormente,

des, que, mesmo com as limitações impostas pela

foram aprovadas por meio de Ad Referendum, ou

pandemia causada pela Covid-19, não pararam.

seja as deliberações foram aprovadas por uma ins-

Durante a reunião, houve a apresentação do re-

tância superior, devido a sua urgência, mas neces-

sumo da implementação do Plano Integrado de Re-

sitam ser referendada em colegiado. Nesta reunião,

cursos Hídricos, com destaque nos projetos em par-

os membros referendaram todos os atos. Abaixo,

ceria à Agência Nacional de Águas e Saneamento

um resumo das Deliberações aprovadas.

Básico. A Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos de Bacias Hidrográficas (ABHA

Deliberação CBH Paranapanema 048/2020 – Aprova o Relatório Anual de Atividades

Gestão de Águas), responsável pela operacionali-

O Relatório Anual de Atividades contém todas as

zação do escritório de apoio às atividades do Comi-

atividades desenvolvidas, e deve regimentalmente,

tê do Rio Paranapanema, apresentou o relatório de

ser aprovado em plenário, por meio de Deliberação,

atividades desenvolvidas junto ao CBH. A apresen-

na primeira reunião plenária do ano seguinte, e con-

tação, ainda, trouxe as metas do Plano de Trabalho

tém a composição do Comitê, reuniões realizadas,

e os indicadores de desempenho. No indicador que

pautas e quórum de participação.

mensura a avaliação dos membros do Comitê ao

Em média, em 2019, as plenárias obtiveram 62% de presença dos membros. 89% da agenda prevista foi executada e 97,5% das ações previstas foram desenvolvidas. Através do documento é possível ter

12


acesso também a todas as Deliberações aprova-

Deliberação CBH Paranapanema 051/2020

das, o avanço dos instrumentos de gestão e um

– Aprova e institui o Prêmio #EuSouParanapanema

resumo analítico das atividades desenvolvidas ou

O Prêmio #EuSouParanapanema tem como

necessárias de aprimoramento. Deliberação CBH Paranapanema 049/2020 – Aprova a alteração da composição da CTEA

objetivo aproximar setores da sociedade ao Comitê e fomentar a divulgação de informações sobre os trabalhos do Comitê. O Prêmio será realizado a

A Câmara Técnica de Educação Ambiental e

cada dois anos e, nesta 1ª edição, irá homenage-

Capacitação (CTEA) foi criada em 2019 e instituí-

ar jornalistas e profissionais da comunicação que

da em 2020, com a realização da sua primeira reu-

apoiaram e publicaram informações acerca da

nião. Os membros solicitaram que a Deliberação de

gestão dos recursos hídricos da Bacia Hidrográfica

criação previsse suplentes para os atuais membros,

do Rio Paranapanema.

para que, na ausência do titular, houvesse a pos-

Na deliberação, já há o edital de participação da

sibilidade da vaga ser representada e, assim, não

1ª edição, assim como o cronograma e regras para

prejudicar o andamento dos trabalhos da Câmara.

participação. As inscrições e divulgação serão ini-

A instância passa a contar com seis membros de cada Comitê Afluente (três titulares e três suplentes – sendo um de cada segmento) e seis membros do Comitê Interestadual (três titulares e três suplentes – sendo um de cada segmento).

ciadas em março de 2021. Deliberação CBH Paranapanema 052/2020 – Prorroga o mantado do CBH Paranapanema Conforme estabelecido no Regimento Interno do Comitê, os membros do plenário, das Câmaras

Deliberação CBH Paranapanema 050/2020

Técnicas e Grupos de trabalho, têm mandato de 4

– Aprova o Programa de Capacitação do Para-

anos. A atual composição finalizaria suas ativida-

napanema.

des em dezembro de 2020.

O Programa de Capacitação do Paranapanema

Considerando as eleições municipais que acon-

foi o primeiro produto entregue pela Câmara Técni-

tecem neste ano, que podem resultar na mudan-

ca de Educação Ambiental e Capacitação (CTEA).

ça de prefeitos em muitos municípios, bem como

O Programa é previsto no Plano Integrado de Re-

a oportunidade de unificar os processos eleitorais

cursos Hídricos e visa propor ferramentas para

dos sete comitês de bacias que integram a Ba-

manter os membros, de forma continuada, capaci-

cia Hidrográfica do Rio Paranapanema (6 CBHs

tados e promover o seu aperfeiçoamento em rela-

afluentes e o CBH Paranapanema), foi apresenta-

ção aos recursos hídricos.

da pela Diretoria a proposta de prorrogar o atual

O Programa de Capacitação já está sendo

mandato por um ano.

implementado. O Seminário Online sobre os Reservatórios no Paranapanema, promovido pelo Comitê com o apoio da CTG, estava previsto no documento, tendo em vista a crise hídrica que impacta nos níveis de volume de água dos reservatórios Paranapanema.

13


Desta forma, em janeiro de 2021 os prefeitos eleitos serão empossados e até junho os Comi-

Deliberação CBH Paranapanema 053/2020 – Aprova e disciplina as reuniões virtuais

tês de Bacias Afluentes realização seus proces-

Seguindo as recomendações e protocolos de

sos eleitorais e darão posse aos novos membros

segurança devido à pandemia, as atividades do

eleitos do CBH.

Comitê só poderiam ser mantidas com a utili-

Aliado a estas justificativas, com a decretação

zação de ferramentas virtuais. Neste sentido, vi-

em março deste ano, pela OMS, da Pandemia

sando estabelecer regras para a realização de

pela Covid-19, o processo de mobilização na ba-

reuniões online, bem como dar orientações para

cia hidrográfica seria prejudicado, inviabilizando,

acessar a plataforma escolhida, foi aprovada a

inclusive, as plenárias setoriais para indicação dos

Deliberação que estabelece os procedimentos

representantes pelos segmentos. A proposta de

para a realização das reuniões virtuais, sendo le-

prorrogação também foi aprovada pelo Conselho

vado em conta os procedimentos e prazos previs-

Nacional de Recursos Hídricos (CNRH).

tos no Regimento Interno do CBH Paranapanema

Desta forma, o processo eleitoral será conduzido pela comissão eleitoral em 2021, para eleger os representantes junto as instâncias do Comitê, para a Gestão 2022/2025.

14

para a realização das reuniões.


#

U O S U E

!


Profile for CBH Paranapanema Informativos

Informativo Trimestral do CBH Paranapanema - Edição 11  

Edição 11 - Ano 3 - 2020

Informativo Trimestral do CBH Paranapanema - Edição 11  

Edição 11 - Ano 3 - 2020

Advertisement