Page 20

O BRASIL E O MUNDO

BRAZIL AND THE WORLD

REBANHO MUNDIAL DE BOVINOS 1996: 1,1 bilhão de cabeças 2006: 1,2 bilhão de cabeças CRESCIMENTO: 9% BRASIL: 200 milhões (16,6% do total mundial) COMENTÁRIO: A maior produtividade na pecuária é um desafio mundial. Com isso, o crescimento do rebanho perde força e dá lugar à performance, com aumento da oferta.

GLOBAL BOVINE HERD 1996: 1,1 billion heads 2006: 1,2 billion heads GROWTH: 9% BRAZIL: 200 million (16,6% of the global total) COMMENTARY: Greater productivity in cattle breeding is a global challenge. With this, the growth of the herd is replaced by performance, with increase of offer.

ABATE MUNDIAL DE BOVINOS 1994: 230,4 milhões de cabeças 2006: 250 milhões de cabeças CRESCIMENTO: 8,5% B RASIL : 45 milhões de cabeças/ano (18% do total mundial) C OMENTÁRIO: O ritmo de abate global move-se bem lentamente por conta de situações específicas nos países. Os EUA e a Austrália, por exemplo, enfrentam redução da atividade por conta de problemas ambientais e climáticos, respectivamente.

WORLD SLAUGHTER OF BOVINES 1994: 230,4 million heads 2006: 250 million heads GROWTH: 8,5% BRAZIL: 45 million heads/year (18% of the global total) COMMENTARY: The rhythm of global slaughter moves very slowly on account of specific situations in countries. The US and Australia, for example, face reduction of activity due to environmental and climate problems, respectively.

PRODUÇÃO MUNDIAL DE CARNE BOVINA 1996: 48,3 milhões de toneladas 2006: 51 milhões de toneladas CRESCIMENTO: 5,6% BRASIL (2 MAIOR PRODUTOR): representa 16,6% da produção mundial ESTADOS UNIDOS (1 PRODUTOR): 11 milhões de toneladas/ ano CHINA: 6 milhões de toneladas/ano ARGENTINA: 3 milhões de toneladas/ano AUSTRÁLIA: 2,5 milhões de toneladas/ano COMENTÁRIO: A carne bovina tem de se mexer para não perder mais espaço para as outras proteínas animais: carne suína (a mais consumida no mundo) e a carne de frangos, que cresce acima da média.

GLOBAL PRODUCTION OF BOVINE BEEF 1996: 48,3 million tons 2006: 51 million tons GROWTH: 5,6% BRAZIL (2ND LARGEST PRODUCER): represents 16,6% of global production THE UNITES STATES (1ST PRODUCER): 11 million tons/year CHINA: 6 million tons/year ARGENTINA: 3 million tons/year AUSTRALIA: 2,5 million tons/year COMMENTARY: Bovine beef has to change to not lose space to other protein animals: pork meat (the most consumed in the world) and chicken meat, which grows above the average.

EXPORTAÇÃO MUNDIAL DE CARNE BOVINA 1996: 5,3 milhões de toneladas 2006: 7,5 milhões de toneladas CRESCIMENTO: 41,5% BRASIL: exporta 25% de sua produção AUSTRÁLIA: exporta 65% de tudo o que produz COMENTÁRIO: O perfil exportador da Austrália (até 2003 o maior fornecedor de carne bovina no mercado mundial) contrasta com o Brasil, que ainda produz basicamente para o mercado doméstico. Mas essa realidade está mudando.

GLOBAL EXPORT OF BOVINE BEEF 1996: 5,3 million tons 2006: 7,5 million tons GROWTH: 41,5% BRAZIL: exports 25% of its production AUSTRALIA: exports 65% of everything it produces COMMENTARY: the exporting profile of Australia (until 2003 the greatest supplier of bovine beef on the global market) contrasts with that of Brazil, which basically produces for the domestic market. But this reality is changing.

PREÇOS DO BOI GORDO/BRASIL 1996: US$ 23/arroba 2006: US$ 20/arroba Queda de 13% no preço médio ao produtor COMENTÁRIO: Os especialistas concordam que o atual preço médio de venda do boi gordo no Brasil está baixo, mas não deve mudar drasticamente, salvo em situações especiais. Há expectativa de aumento dos preços por conta da entressafra este ano.

PRICES OF FED CATTLE/BRAZIL 1996: US$ 23/15 kg 2006: US$ 20/15 kg Drop of 13% in the average price for the producer C OMMENTARY : The specialists agree that the current average sale price for fed cattle in Brazil should not drastically change, except in special situations. There is an expectation of prices due to the off-season this year.

O

O

2 0 Casa Branca Press

Casa Branca PRESS 03  

Junho de 2006 / ano 2 - número 03

Casa Branca PRESS 03  

Junho de 2006 / ano 2 - número 03

Advertisement