Page 1

Boletim

Bairro a bairro Carro Biblioteca da Escola de Ciência da Informação

Universidade Federal de Minas Gerais – Ano 20 – Nº 7 – Dezembro/ 2016

Dezembro é um mês muito especial para o Boletim Bairro a Bairro, afinal, estamos comemorando 20 anos de publicação! Você vai conhecer a capa do primeiro exemplar e compreender que os objetivos desse projeto continuam tão atuais quanto há duas décadas! Além da tradicional tirinha literária, temos uma poesia muito linda sobre o Natal, escrita pela famosa escritora Cora Coralina. Em Você sabia? vamos falar um pouquinho sobre a Coleção Vaga-Lume, responsável pela formação de milhares de leitores pelo Brasil. Já a receita do mês é diferente e deliciosa: você já comeu biscoito de polvilho frito? Destacamos esse mês a profissão do fonoaudiólogo, profissional da saúde responsável por cuidar da fala e audição! Para encerrar o ano, o Boletim convida você a conhecer o Centro Cultural UFMG, um lugar cheio de atrações culturais que pode ser visitado por toda a família! Boa leitura! Nos reencontramos em 2017! O Boletim Bairro a Bairro é o boletim informativo do Carro-Biblioteca do Centro de Extensão da Escola de Ciência da Informação da UFMG na sua comunidade! Visite o nosso site: carrobib.eci.ufmg.br


Expediente Projeto Boletim Bairro a Bairro Edição Olívia Araújo Alberto Projeto gráfico e diagramação Gustavo Luís Veloso Horta Coordenação e Revisão Profª Marina Cajaíba da Silva Horta

Carro-Biblioteca Coordenação do Carro-Biblioteca Prof. Fabrício José do Nascimento Co-coordenação e Bibliotecária Responsável Gracielle Mendonça Rodrigues Gomes Subcoordenadora e secretária do Cenex Gilma Pereira Funcionário administrativo Edson Lucide do Nascimento (motorista) Bolsistas Ana Flávia Massêo (Letras), Bianca Ribeiro (Museologia), Claudiana Gomes (Letras), Guímel Fonseca (Letras), Larissa Sabino (Letras), Maria Alice da Silva (Letras), Matheus Aguiar (Biblioteconomia), Olívia Araújo Alberto (Biblioteconomia)

Projetos associados - coordenadores Projeto Boletim Bairro a Bairro Profª Marina Cajaíba da Silva Horta Projeto A cidadania da infância em hipermídia Profª Maria Guiomar da Cunha Frota Projeto Conto e Reconto Profª Adriana Bogliolo Sirihal Duarte e Bibliotecária Raquel Miranda Vilela Projeto Inclusão Digital Profª Renata Maria Abranches Baracho Porto e Profª Cátia Rodrigues Barbosa

Agenda de visitas às comunidades 2016 Comunidades Dias Horários São Marcos Segunda 14h – 16h Bonsucesso Terça 9h – 11h Goiânia Quarta 14h – 16h Lagoa Quinta 14h – 16h Morada do Rio Sexta 9h – 11h Tiragem: 120 exemplares

Ilustrações: Freepik.com

Estamos também no Facebook! Perfil: Carro Bibloteca cenex ECI Página: Programa Carro-Biblioteca

boletimbairroabairro@gmail.com Av. Antônio Carlos, 6627. Pampulha CEP: 31.270-901 Tel.: 3409-5202 Impressão: Imprensa Universitária da UFMG


Hora da leitura!

Disponível em: https://leituramelhorviagem.wordpress.com/2012/06/08/tirada-do-dia-calvin/calvin07/

Poesia de Natal Cora Coralina

Enfeite a árvore de sua vida com guirlandas de gratidão! Coloque no coração laços de cetim rosa, amarelo, azul, carmim, Decore seu olhar com luzes brilhantes estendendo as cores em seu semblante Em sua lista de presentes em cada caixinha embrulhe um pedacinho de amor, carinho, ternura, reconciliação, perdão!

Tem presente de montão no estoque do nosso coração e não custa um tostão! A hora é agora! Enfeite seu interior! Sejas diferente! Sejas reluzente!

Nascida na cidade de Goiás como Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas em agosto de 1889, a escritora Cora Coralina é considerada uma importante poetisa e contista brasileira. Seu primeiro livro O Poema dos Becos de Goiás e Estórias Mais só foi publicado em 1965 quando ela tinha quase 76 anos. Alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro – em particular de Goiás. Faleceu na cidade de Goiânia em 10 de abril de 1985. Gostou do poema1 deste mês? Outros poemas de Cora Coralina podem ser encontrados no acervo do Carro-Biblioteca! CORALINA, Cora. Poemas dos becos de Goiás e estórias mais. 22. ed. São Paulo: Global, 2006. 236 p.

1


Você sabia? Que a Coleção Vaga-Lume já foi lida por milhares e milhares de leitores? Você conhece a Coleção Vaga-Lume? Não?! A Coleção Vaga -Lume é uma das principais responsáveis pela formação de dezenas de milhares de leitores pelo Brasil afora! A coleção Vaga-Lume surgiu em momento especial para educação brasileira: após a reforma educacional de 1971 quando passou a ser obrigatório o ensino até a 8ª série. A Lei de Diretrizes e Bases, lei que disciplina a educação escolar, aconselhava a adoção de obras nacionais. Até então, predominava a literatura clássica em escolas e dessa maneira crescia a demanda por livros contemporâneos. Foi esse o ambiente de criação da coleção pela editora Ática em 1972. A coleção Vaga-Lume consiste em um conjunto de livros voltados para o público infanto-juvenil, sempre com destaque para a qualidade dos textos, cujo propósito era a promoção da leitura entre os jovens. Os livros foram e ainda hoje são amplamente utilizados como livros paradidáticos em escolas, isto é, livros que auxiliam no processo de ensino juntamente com materiais didáticos. Durante as décadas de 1970 a 1990 a editora Ática monopolizou esse mercado voltado para a literatura jovem justamente por causa do sucesso dessa coleção e os livros sempre foram muito bem aceitos em todo o país com altas tiragens. Estima-se que O Mistério do Cinco Estrelas, de Marcos Rey, um dos livros mais famosos


Receita do mês Biscoito de Polvilho Frito da coleção, teve cerca de 3 milhões de exemplares vendidos! A coleção Vaga-Lume incentivou intensamente o gosto pela leitura em muitas pessoas, são inúmeros relatos de leitores que contam a relevância da coleção em suas vidas, tanto pessoal quanto profissional. A coleção já passou por quatro reformulações, mas as características mais marcantes foram preservadas. Por isso, esses livros que sobreviveram a gerações fazem sucesso até hoje! E você, está esperando o quê para conhecer um pouco mais da Coleção Vaga-Lume? No acervo do Carro-Biblioteca você vai encontrar várias obras, confira: • O Escravelho do Diabo • Meninos sem pátria • Sozinha no mundo • O feijão e o sonho • Aventura do império do sol • O rapto do garoto de ouro • Éramos seis • Enigma na televisão • A aldeia sagrada • A árvore que dava dinheiro • Os barcos de papel • A grande fuga • A hora da decisão • A montanha das duas cabeças

A receita do mês deve ser preparada exclusivamente por um adulto porque é preciso ser experiente para fazer frituras no fogão. Ela pode ser feita para o café da manhã ou café da tarde e fica deliciosa!

INGREDIENTES • 1/2 kg de polvilho azedo • 1 xícara mais 3 colheres de leite • 5 colheres de sopa de óleo • 1 colher de sopa de sal • 2 ovos MODO DE PREPARO • Coloque numa vasilha o leite, o óleo e o sal e leve ao fogo, deixe ferver; • Em outra vasilha, coloque o polvilho azedo, despeje a mistura levada ao fogo no polvilho e mexa com uma colher; • Quando esfriar, coloque o ovo, um de cada vez, mexendo com as mãos, até obter uma massa lisa e dura; • Faça do formato que desejar e frite em gordura de fria a morna, nunca quente. Observações • Coloque 1 ovo por vez, porque dependendo do tamanho não usará os dois. Se a massa não der liga, coloque leite, bem aos pouquinhos, até obter a massa lisa e dura. • Lembre-se: deixe a fritura por conta de um adulto!


Datas comemorativas 20 anos do Boletim Bairro a Bairro

O Boletim Bairro a Bairro está completando 20 anos! São inúmeras histórias para contar porque ao longo de todo esse tempo estiveram à frente dessa proposta mais de 50 pessoas diferentes entre professores, bolsistas, bibliotecários e, claro, as comunidades que já participaram do projeto! Essa página ficaria pequena para tanto relato especial! Então, para homenagear a todos, vamos voltar no tempo e relembrar a primeira edição publicada em dezembro de 1996 e conhecer os propósitos desse projeto de extensão tão atual. O Boletim Bairro a Bairro nasceu com a proposta de “estabelecer um elo entre os leitores das diversas comunidades através do espaço para sugestões, publicação de seus escritos e recados”, além de “criar um canal de comunicação entre o leitor e o Carro de forma mais organizada e objetiva”. O projeto começou com a coordenação de Marlene Edite Pereira de Rezende que, na época, era bibliotecária do Carro-Biblioteca, e o primeiro número foi elaborado pela aluna do Curso de Biblioteconomia Valéria Rita Moreira.

A ideia inicial do boletim foi um sucesso entre as comunidades atendidas pelo Carro na época, mais de 170 pessoas participaram do concurso para escolher o nome do Boletim! O primeiro número tinha quatro páginas e contava com dicas de culinária, beleza e saúde, além de listar os livros novos do acervo do Carro. Você pode visualizar a íntegra dessa edição histórica no endereço: https://issuu.com/boletimbairroabairro/ docs/boletim-ano1_n1-dezembro-1996. Durante esses 20 anos, o Boletim passou por diversas mudanças até chegar ao modelo que você conhece hoje! Algumas adaptações foram feitas para acompanhar as necessidades informacionais das comunidades atendidas, por exemplo: o primeiro boletim não contava com poesia, tirinha, notícias sobre a UFMG nem apresentava aos leitores as diversas possibilidades de profissão que podem atuar! Por outro lado, as colunas receita do mês e o espaço de sugestões dos leitores permanecem até hoje e são os itens mais comentados! Apesar dessas mudanças, comuns com o passar dos anos, o Boletim Bairro a Bairro conserva seu propósito inicial: servir como apoio à comunicação entre as comunidades e abrir o leque de possibilidades de leitura do acervo do Carro-Biblioteca para seus usuários. Parabéns a todos que fizeram e ainda hoje fazem parte do Boletim Bairro a Bairro!


Quando eu crescer, eu vou ser... Fonoaudiólogo Vez ou outra aparece alguém dizendo que precisa ir ao fonoaudiólogo. Mas, afinal quem é esse profissional e o que ele faz? O fonoaudiólogo é um profissional da saúde, graduado em Fonoaudiologia e que possui muitas funções entre elas “promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da audição, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas relacionados à respiração, mastigação e deglutição.”

O curso de graduação em Fonoaudiologia da UFMG foi criado em 2000 e suas disciplinas são divididas em cinco grandes áreas: voz, audiologia, linguagem, motricidade orofacial e saúde coletiva. O profissional, ao se formar, pode atuar de forma independente em setores públicos e privados. Gostou de conhecer essa profissão? Você pode encontrar mais informações a respeito do curso de graduação de fonoaudiologia no site: www.medicina.ufmg.br/fono.

UniverCidade Você conhece o Centro Cultural UFMG? O Centro Cultural se localiza no primeiro prédio construído no hipercentro de Belo Horizonte, o casarão histórico foi erguido em 1906 com proposta de experimentação artística e está aberto ao público, seja para leitura diária de jornais e revistas ou para assistir a um filme, com entrada gratuita, oferecido pelo projeto Cinecentro (às terças e quintas, às 19h). Outra atração é o Museu Vivo Memória Gráfica que traz informações sobre a produção de livros, cartazes e jornais. No segundo andar do Centro Cultural é realizado na última quinta-feira de cada mês o programa Barômetro, com um convidado trazendo informações sobre temas ligados à ciência. Há, ainda, o Música e Poesia, espetáculo com entrada franca às quartas-feiras. Para mais informações acesse: www.centrocultural.ufmg.br Local: Av. Santos Dumont, 174 - Centro – Belo Horizonte - (31) 3409-8290 Horário: Segunda a sexta, de 10h às 21h. Sábado e domingo, de 10h às 18h.


Eu indico

Ajude-nos a construir essa coluna do Boletim!

♫ ♫

Este espaço é reservado para as suas opiniões de leitura. Gostou de um livro? Indique-o aqui para que outro usuário possa ter a mesma experiência literária! Não gostou? Pode dizer os motivos aqui também! Para participar basta depositar a sua opinião sobre o livro que leu na caixinha do CarroBiblioteca. Contamos com a sua participação! As indicações desse mês são de leitores do bairro Lagoa que recebem o Carro-Biblioteca às quintas-feiras

Referências Informações sobre Cora Coralina foram retiradas do site: <http://sociedadedospoetasamigos.blogspot.com. br/2012/12/cora-coralina-poeta-e-contista.html>. Acesso em: 5 nov. 2016.

Doidas e Santas

Informações sobre a coleção Vaga-lume foram retiradas do site: <http://www.saraivaconteudo.com.br/Materias/ Post/56180>. Acesso em: 5 nov. 2016.

Regiane, 23 anos, Nova Pampulha

Informações sobre a receita do biscoito de polvilho frito foram retiradas do site: <http://www.tudogostoso.com.br/ receita/138583-biscoito-de-polvilho-frito.html>. Acesso em: 7 nov. 2016.

O Símbolo Perdido

Karina Rosa, 14 anos Nova Pampulha

Eclipse

Emilly, 13 anos Nova Pampulha

Você também pode enviar a sua sugestão pelo email: boletimbairroabairro@gmail.com

Informações sobre o fonoaudiólogo foram retiradas do site: <https://www2.ufmg.br/mostradasprofissoes/Mostra/ Cursos/Ciencias-da-Saude/Fonoaudiologia>. Acesso em: 5 nov. 2016. Informações sobre o Centro Cultural UFMG foram retiradas do site: <https://www.ufmg.br/centrocultural/oficinaseseminarios.html#>. Acesso em: 07 nov. 2016. Capas da Coleção Vaga Lume, foram retiradas do site: <http://capasdelivrosbrasil.blogspot.com.br/2015/07/ capas-classicas-livros-serie-vaga-lume.html>. Acesso em: 19 dez. 2016. Foto Centro Cultural UFMG, retirada do site: <http://guriestradeiro.blogspot.com.br/2014/03/belo-horizonte-mg-brasil-editando-fotos.html>. Acesso em: 19 dez. 2016. O símbolo perdido disponível no acervo do Carro-Biblioteca como BROWN, Dan. O símbolo perdido. Rio de Janeiro: Sextante, c2009. 489 p. Doidas e santas disponível no acervo do Carro-Biblioteca como MEDEIROS, Martha. Doidas e santas. Porto Alegre: L&PM, 2008. 231 p. Eclipse disponível no acervo do Carro-Biblioteca como MEYER, Stephenie; VINAGRE, Ryta. Eclipse. Rio de Janeiro: Intrinseca, 2009. 446, [17] p. (Série crepúsculo).

Profile for Boletim Bairro a Bairro

Boletim Bairro a Bairro - ano 20 nº 7 dezembro 2016  

Dezembro é um mês muito especial para o Boletim Bairro a Bairro, afinal, estamos comemorando 20 anos de publicação!

Boletim Bairro a Bairro - ano 20 nº 7 dezembro 2016  

Dezembro é um mês muito especial para o Boletim Bairro a Bairro, afinal, estamos comemorando 20 anos de publicação!

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded