Page 1

JULY-AUGUST 2016 10€

MAGAZINE CONTEMPORARY ART 2016

RIO DE JANEIRO


JULY-AUGUST 2016 10€

MAGAZINE CONTEMPORARY ART 2016

RIO DE JANEIRO

AVA Magazine Pohjoinen Rautatiekatu 17 B 8 00100 Helsinki FINLAND +358 9444876 www.avagalleria.com/index.php/fi/magazine Painotalo Kirjapaino Välikangas Tullikamarinkatu 3 67100 Kokkola www.valikangas.fi Aineisto Painovalmiin ilmoitusmateriaalin tiedostomuoto: pdf. Resoluutio: 300 dpi. Toimitus ja tilaukset: eeva.zwijnenburg@avagalleria.com 2/1 Sivu (42 x 59,4cm) 2 100 € 1/1 Sivu (21 x 29,7cm) 1 220 € 1/2 Sivu (10,5 x 29,7cm) 630 € 1/4 Sivu (10,5 x14,85cm) 430 € 2/1, 1/1 ja 1/2 ilmoitukset ulottuvat sivun ylälaidasta alalaitaan. 1/4 ilmoitukset sijoitetaan sivumarginaalin sisään ja erotetaan toisistaan 4mm marginaalilla.

TOIMITUS Eeva Zwijnenburg Päätoimittaja, AD / Editor-in-chief, AD eeva.zwijnenburg@avagalleria.com +358 449 135 217

Etu- tai takasisäkannenhintaan lisätään 10% sekä voimassa oleva ALV 24%. Julkaisija pidättää oikeuden ilmoitushintojen muutoksiin.

Sami Luoto Taitto / Layout sami.luoto@gmail.com Helena Cardoso Koordinaattori / Coordinator ava@avagalleria.com +358 504 430 276 Edson Cardoso Kuraattori / Curator edson.cardoso@avagalleria.com +358 400 765 576

AVA Galleria Pohjoinen Rautatiekatu 17 B 8 00100 Helsinki FINLAND +358 9444 876 www.avagalleria.com Avoinna: ti - pe 11 - 18, la - su 12 - 16 Open: Tue - Fri 11 AM - 6 PM, Sat - Sun 12 AM - 4 PM

COVER: Artist: Yukiharu Sugimoto | Title: Fascinating aroma | Year: 2016 | Size: 60 x 60 cm Material: Transparent resin clay (one-colored), acrylic plate, wooden panel 2


26 12 53 5 12 16 67

39

KITAI Gallery

..........................................

4

55

Gallery KITAI has been dealing Japanese contemporary art since 1998 in Tokyo, Japan.

AVA Galleria

AVA Galleria is a small, friendly gallery, located opposite the Helsinki Art Museum on Pohjoinen Rautatiekatu.

AVA International Art Festival 2016 OSAKA

AVA Galleria organized the first AVA Art Festival in Enokojima Art, Culture and Creative Center in Osaka.

Creative Moments

Creative Moments exhibition, which is organized by AVA Galleria has been presented earlier in Osaka, Berlin, London and this year in New York.

CASA

Art school CASA (Centro de Assistencia Social e Artistica) was founded in August 2005 by Helena and Edson Cardoso. Art School is ment for underprivileged children living in the favela of Cidade de Deus - City of God, in Rio de Janeiro. 3


Gallery KITAI Director Yasuo Kitai 1-9-16 Showamachi, Kita-ku, Tokyo 114-0011 Japan Tel. +81 (0)3 5692 6552 Fax. +81 (0)3 5692 6553 info@kitaikikaku.co.jp www.kitaikikaku.co.jp Gallery KITAI has been dealing Japanese contemporary Sumi (Japanese ink) art, called “Sumi-ism�, and other contemporary art since 1998 in Tokyo, Japan.

4


AVA AVA Galleria Galleria AVA Galleria is a small, friendly gallery, located opposite the Helsinki Art Museum on Pohjoinen Rautatiekatu. AVA Galleria, in co-operation with the association Arte Vida Arte supports the Art School CASA (Centro de Assistência Social e Artística) located in a poor area, Cidade de Deus, in Rio de Janeiro. The gallery’s owners, Helena and Edson Cardoso, exhibit both Finnish and many foreign artists at AVA Galleria, and participate annually in international exhibitions and art events around the world.

Pohjoinen Rautatiekatu 17 B 8 00100 Helsinki FINLAND Tel +358 9444 876

5


Haruman Shimizu s.h-qoo@nifty.com

Haruman Shimizu's world of fine arts is centered on the theme of "the Paradise World = the Universe." The people we see in her paintings are energetically dancing, singing and playing with nature, animals and each other, and are filled with love. The cherries in their mouths and the apples and other fruits in their hands are the sources of souls. Her "paradise world" works are not based on preliminary sketches but are painted at a stretch while she listens to her favorite music. Even the artist is unaware of what kind of worlds will emerge onto her canvasses until they are completed. When "paradise people" appear in the world, she says to them, "Thank you and welcome back to Haruman Shimizu's world!" The Paradise World series includes works created with yellow paint on a black background producing primitive images as well as works painted vibrantly with paints in a wide variety of colors. Both worlds represent paradises that the painter loves and she herself is looking forward to experiencing the unknown paradise worlds that will emerge in the future. Her painting has been selected for Salon d’automne 2016.

Paradise of the Cherry Tree 73.0 Ă— 73.0 Ă— 6.0 cm Acrylic, gold dust, silver leaf, medium, swarovski 2015 6


Kinu Kuwahara

www.pixiv.net/member.php?id=3209355 okinu777-toro@mbr.nifty.com In my opinion, to have a peaceful mind is in fact a very simple thing. Cute, cool, edgy, smooth, rough, soft... What I am looking for is a way of gracefully representing any of these adjectives as objects in which harmony dwells. Her painting has been selected for Salon d’automne 2016.

SEKITEN 73.0 × 73.0 × 6.0 cm Acrylic, lame, swarovski 2015

7


Masashige Furuya

http://furuyamasashige.jp martin-art@image.ocn.ne.jp

Masashige Furuya was born in Tokyo and expressed an interest in making objects with clay when he was a child. Furuya began to work as a painter and studied oil painting at art school. He now creates art by combining oil and acrylic paints. Furuya’s work describes our imagination and perceptions – what we see and what invisible to the human eye. During his childhood, Furuya spent a great deal of time in his grandfather’s skewer grill bar, where he observed calmly without feeling admiration, many drunken scenes. Now years later, Furuya as an adult has a different “view of the bar” and the “adult world” he could not understand as a child. He sees the time between when work ends for the day and a new day dawns as precious, but not always filled with delight and happiness. Sometimes it is also filled with tears and complaints. However, Furuya feels this is a special time. Furuya believes that since sake is something we offer and dedicate to God, this is a time when God forgives us. This means that the time spent drinking is nothing but very precious. This time of bliss exists within our ordinary and mediocre lives. Some people may see this as a stupid pursuit but to Furuya this contains an important message for him.

8


Time of happiness 80.3 x 100.0 cm Acrylic on panel 2014

9


Yuya Kato

www.yuyakato.photo yuyakekoyake.akatombo@gmail.com

These works is instant photographs of lost items found along the roadside. Someone once owned them and, regardless of whether they felt attached, some manner of circumstances led to them parting from these items after a period of time and likely without intent. Various external causes finally brought them here, and in this place, in this form, they came to rest. The photograph is of that alone. However, rather than seeing these as antiques whose price increased each time someone relinquished their affection, or as artifacts unearthed after tens of thousands of years, I see them as simple trash which feels somehow charming, and which others cannot touch with familiarity. Perhaps that old Japanese sentiment that "souls dwell in things" still slightly remains in me. I have heard that stickers with GPS trackers that can be tracked from your smart phone have been developed in recent years. If you were to stick these onto your beloved possessions, you would be able to find them quickly even if you did lose them.

10


When you read a QR code on image of this artwork, you can see the map that was taken the instant photo. January 20th, 2016, 2:50 PM (JST) “Glove” 20.0 × 20.0 cm Instant film 2016

11


AVA Art Festival Osaka 2016 AVA Galleria organized the first AVA Art Festival in Enokojima Art, Culture and Creative Center in Osaka. The exhibition consists of Finnish, Swedish, Brazilian and Japanese art, which was presented by Gallery KITAI from Tokyo.

12


13


14


15


Creative Moments April, 20 - 30, 2016 Gallery Saphira @ Ventura New York

Creative Moments exhibition, which is organized by AVA Galleria has been presented earlier in Osaka, Berlin, London and this year in New York. In addition to the paintings the artist's creative moment was presented by a short video next to the art work.

16


17


Guest Galina Prunier and artists Hanne Juga and Risto Hyvärinen 18


19


Artexpo New York April 14-17, 2016 - Pier 94

Curator and gallery owner Edson Cardoso and artist Antti Raitala

AVA Gallery participated for the third time in Artexpo New York. This year, there were presented art by artists from Finland, Sweden, Denmark, Brazil and the USA. 20


21


AVA Galleria had a great opportunity to expo in UN Headquarters in New York. AVA Galleria and Gallery Saphira & Ventura from New York invited artists from Brazil and Finland to participate in the exhibition called Earth.

22


23


Arte com Café

Cultural Institute ICNBF (Instituto Cultural Nórdico Brasil Finlândia) from Rio de Janeiro and AVA Galleria organized the art exhibitions in Brazil during the famous Vale do Café festival.

Espaço Cultural da Estação de Barão de Juparanã

24

Painting by artist Carlos Gomes


Artist Mônica Lisboa

25


Alexandre Rato Alexandre Rato é artista de Belo Horizonte, cidade que vive e trabalha. Formado em Artes Plásticas pela Escola Guignard da UEMG, pósgraduado pela mesma instituição. Expõe regularmente desde 2005 tendo participado de diversas exposições, como: Telas Urbanas, Paço das Artes, Art Rua, entre outras. Graffiti e desenho dialogam de forma poética na obra do artista, o qual evoca a hibridização do ser com o entorno natural e urbano. Café é o tema desta mostra, por isto o artista desenvolveu pinturas, colagens e desenhos com a pigmentação do grão para obter resultado condizente, onde universo lúdico e onírico se conformam em imagens que recordam o fluxo da vida.

26

Transformação permanente 110 x 80 cm


Vivi Contigli Vivi Contigli é artista de Belo Horizonte, em formação pela Escola Guignard em Artes Plásticas e formada pela Universidade FUMEC em Psicologia, sendo pósgraduada pela mesma em Psicanálise. O interesse pelo conceito de inconsciente e processo biológico tem relação com seu trabalho. Universos submersos, misteriosos, escondidos de onde seres fantásticos e fantasmagóricos emergem de infinitos, labirintos e abismos. Café, tema da atual exposição é desenvolvido através da utilização do mesmo, matéria prima da qual é extraída a cor, a textura, o aroma e principalmente o cultivo como metáfora da vida microscópica e macroscópica.

Espectro 120 x 80 cm 27


Barbara Damasio

babimaia@gmail.com www.barbaradamasio.com.br Barbara Damasio é artista plástica e Bacharel em Artes Plásticas pela Escola Guignard UEMG com habilitação em pintura e escultura. Trabalha com diversas mídias principalmente a pintura á óleo. Participou de diversas exposições no Brasil e no Exterior. Pesquisa a pintura em seu dia-adia, partindo das pinturas em cavernas até o Expressionismo de seu cotidiano. Seu trabalho mais recente performa aquilo de que a própria pintura o é revelado. A própria pintura se revela quanto a pincelada acrobática envolta em cores que sugere uma imagem intencional capaz de aguçar à imaginação do expectador ao ver a obra e significa-la conforme o íntimo de seu olhar. Para a presente obra, a artista apresenta uma imagem de uma fazenda de café; uma mesa de lanche recheada de quitutes que acompanham o café da tarde e uma cozinha típica de fazenda com um fogão a lenha. A artista vive em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Barbara Damasio is a visual artist with a bachelor from Guignard School - UEMG, specializing in painting and sculpture. Her work walks through diverse midias fouksing in oi painting. She's been on various exhibitions in Brasil and abroad. Researche painting on her day to day life, from cave painting to the everyday sprecionism of life. Her next recent work taks about that which painting unveils to herself, when acrobatic to the planned image to the spa tator aprehends the work and signify acordinz to it's on aun intimaty, look. In the present work, the artist propure a suvies of cril pantings dejuding. The image of a waffee plantatien, a coffee table filhed with tipical delicacies for the afternoon coffee and a cowtry farm with a woodcasin. The artist lives in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

28


Café da tarde, 30 x 30 cm, Óleo sobre tela, 2016

A fazenda, 90 x 90 cm, Óleo sobre tela, 2016

29


Cynara Jácome Cynara nasceu em 1972 no Chile durante o exílio dos pais nordestinos. Posteriormente a família seguiu para a França devido a queda de Allende, pais onde a artista passou o restante da primeira infância. Com 7 anos de idade deixou a Europa para vir morar e crescer na cidade do Recife (PE), onde estudou dança em suas mais diversas técnicas se dedicando sobretudo à dança contemporânea. Participou nessa cidade com a feitura de bonecos para uma série de vídeos em comemoração aos 500 anos do Brasil, série exibida pela TV pública. Em 1999 se mudou para Belo Horizonte, graduou-se em artes plásticas pela Escola Guignard na Universidade Estadual de Minas Gerais. Desde 2014 trabalha e participa em eventos e mostras elaborados no Galpão Paraiso, onde mantém seu atelier até hoje. Os meios artísticos que utiliza são: a pintura, a instalação, a cerâmica, a performance e a dança. Sua pesquisa desdobra-se inevitavelmente sobre as relações entre corpo-espaço-tempo. O “Café”, como material ou referência temática aparece em pinturas e performances, nas primeiras (série “Só”) através de um jogo composicional entre figuras de folhas (um antigo interesse que a artista já demonstrou em suas peças de cerâmica e argila) da planta e o espaço pictórico feito com aguadas e manchas. Já nas performances (”Avatar”)Cynara cria trajes elaborados com comida e ingredientes de um típico “café da manhã".

30

#1 | 103 x 101 cm | Acrílica | 2016


#2 | 100 x 100 cm | Acrílica | 2016

#3 | 84 x 84 cm | Acrílica | 2016

31


Efe Godoy

(Sete Lagoas,mg-brasil, 1988) Com propostas artísticas que transitam entre desenho, música e performance, Efe Godoy iniciou a graduação em Artes Plásticas na Escola Guignard. Sua relação com o desenho é quase instintiva e começou na própria infância. Em suas obras vemos frequentemente animais e plantas em forte simbiose com o humano, além de toda uma intensa ligação com os aspectos ordinários da vida cotidiana, assim como da memória e do passar do tempo. Desde 2010 lidera os vocais do projeto musical "Absinto muito". Atualmente está na residência da 6ª edição da Bolsa Pampulha (Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, 2016). A proposta para esta exposição é trazer a planta do café para o protagonismo, sendo assim personagem principal de uma fábula que ainda pode ser contada.

Ensaio para nostalgia número 1 30 x 28 cm Técnics mista - desenho, aquarela, colagem 2016 32


Ensaio para nostalgia nuĚ mero 2 30 x 28 cm TeĚ cnics mista - desenho, aquarela, colagem 2016

33


Eliane Torino

torino.eliane@gmail.com elianetorino.blogspot.com.br sociedadedospoetasamigos.blogspot.com.br The Brazilian photographer Eliane Torino has highlighted his work: "Black Women Changing Mines' USIS in the Legislative Assembly of Minas Gerais" ''First Stories'' based on the book of Guimarães Rosa in the German magazine Humboldt in the celebration of 500 years of Brazil and Itaú. Gallery Exhibition av. Paulista SP. 80 Cases of CDs of renowned artists of Brazilian Music.

Grão de luz 70 x 90 cm

34


Grão de luz 70 x 90 cm

35


Érica Colen

www.ericacolen.com.br

O olhar contemporâneo de todos os trabalhos retratados mostra uma visão animada, simples e colorida da vida. No entanto, misturados estes conceitos vale uma reflexão sobre os verdadeiros valores da existência humana. Elementos como peixes, guarda sóis e folhagens estilizadas são figuras constantes nas obras, que representam o jardim das praias de Santos e as muretas dos canais.

The contemporary aproach of the artworks shows a lively, simple and colorful vision of life, calling us to reflect on the true values of human existence. Elements such as fishes, sun umbrellas and stylized leafage are constantly present in her work, representing the gardens nearby Santos Beach, and the low walls of its canals.

36

PYTUNA (noite) 80 x 80 cm Tinta acrílica, colagem, tecido, coador de café usado, giz pastel e no gestual canetas posca 2016


ÁRA (dia) 80 x 80 cm Tinta acrílica, colagem, tecido, coador de café usado, giz pastel e no gestual canetas posca 2016

37


Edison Michel Fillipin Aludindo à preparação automatizada do café como bebida mundialmente apreciada, e sendo esse processo tecnológico o principal delineador da dinâmica visual proposta, eu utilizei a música Zoolookologie, de Jean Michel Jarre, como base para a montagem do vídeo conceitual que pretendi realizar, cujo intencional sincronismo entre sons e imagens revela a estrutura por detrás da temática construtora desse tipo de abordagem artística com aspecto virtualmente performático e contemporâneo. O resultado final foi uma espécie de parcial tradução, em termos visuais, de alguns dos ricos detalhes sonoros que compõem essa criativa e arrojada música eletrônica.

38


Carlos Gomes Tenho como base no meu trabalho,os padrões geométricos e cores convidativas. Meu objetivo é fazer essas cores alegres acance uma armonia e cative o ohar das apaixonadas pelas artes,levando até elas a simples valorização de cada momento da vida. O artista tem muitos ideais,um deles é mostrar seu sentimento.Ele faz dos contrastes um sentido obrigatório para os intérpretes num carismático tom que revela o segredo da arte. I based my work geometric, patternsand inviting colors. My goal is to make these cheerful colors reach a harmony and captivates the look of people passionate about the arts,bringing to them the simple apprecciation of every moment of their lives. The artist has many ideas,one of them is to show your sentiment. He makes the sparkling contrasts a mandatory sense for interpreters in a charismatic tone that reveals the secret of art.

S/Titulo 90 x 90 cm

39


Gisa Nogueira Nascida no Rio de Janeiro, Gisa já dormia embalada pelo som do violão de seu pai, considerado um mestre, lá pelos anos 30 e 40 por grandes nomes da musica brasileira, como Pixinguinha, Donga, Jacob do Bandolim e outros que o acompanhavam. Cantora e compositora, Gisa teve suas músicas gravadas por destaques do samba carioca, como Clara Nunes, Beth Carvalho, Elza Soares entre outros, e também seu irmão João Nogueira grande nome do samba carioca e parceiro em algumas composições. A partir do ano 2000, Gisa estreia nas Artes Plásticas, participando de exposições individuais e coletivas, tendo como motivo de inspiração o cotidiano de sua cidade e de seu país.

O Ouro da Terra 100 x 120 cm Mista/óleo sobre tela e colagem 2016

40


India 90 x 70 cm 2012

41


Jabim Nunes Jabim Nunes has been working on this series for eight years. He makes paintings from colorful cuttings; his seductive intention is clear. They are geometrical and make organic architectural sceneries – slums. From the chaos to the platform of the fragile, violent and always changing world; this include the cybernetic era. Time has changed. This makes everything to be quickly and effectively thought. Just like Jabim’s paintings – fast and effective – takes you to the light, seduces you, asks you to be appreciated, the wailing exhaustion makes the painting assume a fundamental guiding role (aesthetic and contemporary).

42


Superfície Colorida Modular 11 50 x 70 cm Acrílica S/Compensado 2016

Superfície Colorida Modular 12 50 x 70 cm Acrílica S/Compensado 2016

43


Mariana Rocha

www.mariana-rocha.com Mariana Rocha is a visual artist, writer, performer and lawyer. She is a PhD candidate in Literary, Musical and Visual Thought at The European Graduate School EGS (Switzerland). She has a BA in Fine Arts from Escola Guignard (UEMG/Brazil), specialized in drawing and sculpture; has a MA in Performance Art from Faculdade Angel Vianna (RJ/Brazil) and a MFA from Plymouth University (UK) and Transart Institute (USA/DE). Her work is interdisciplinary and has been shown in Brazil and abroad. She is part of the performance duo Rocha & Polse, and researches the body and its relation to sound, movement, weight and decay. Drawing on resources ranging from poetry to contemporary vanitas her recent work undertakes a trans-modal experiment in matter transformation, and how the everyday gestures and rituals can be expanded into a philosophy of synthesis, experimentation and subtraction. For the present exhibition the artist works with the notion of the eating and excreting subject that incorporates what he is not. He transforms what is not his body into what composes it. Eating and drinking as an act of merging dead matter with life. The artist lives and works in Belo Horizonte, Brazil and Copenhagen, Denmark. Mariana Rocha é artista plástica, bailarina, escritora e advogada. Ela é doutoranda em Literary, Musical and Visual Thought na The European Graduate School EGS (Suiça). Bacharel em Artes Plásticas pela Escola Guignard (UEMG), com habilitação em Desenho e Escultura, Pós-Graduada em Movimento e Ação: Arte da Performance da Faculdade Angel Vianna (RJ), e Mestre em Artes Visuais pelo Transart Institute (EUA/ Alemanha) e pela Plymouth University (Inglaterra). Trabalha com diversas mídias, principalmente desenho, escultura e performance. Participou de diversas exposições e residências no Brasil e no exterior. Integra a dupla de performance Rocha & Polse. Pesquisa o corpo e a sua relação com o som, movimento, peso e decadência. Partindo da poesia ao vanitas contemporâneo, seu trabalho mais recente performa experimentos transmodais na transformação de matérias, e questiona como gestos e rituais cotidianos podem ser expandidos em uma filosofia de sínteses, experimentações e subtrações. Para a presente mostra a artista analisa o que é um sujeito que come, que excreta, que incorpora o que ele não é. O corpo transforma aquilo que não é seu naquilo que o compõe. O comer e beber como um ato de fusão entre matéria morta e corpo vivo. A artista vive e trabalha em Belo Horizonte, Brasil e Copenhagen, Dinamarca.

Situações VI , Coffee Table 70 x 32 x 30 cm Black bronze and wood 2012 44


Materialismo Culinรกrio 5 x 22 x 5 cm Silver spoon and black marble dust 2016

45


Marie Helene Caroline Mercier www.mhcmercier.com

Marie brinca com cores e texturas e inclui seus debates internos sobre cultura, espiritualidade e questões sociais em seus quadros desde pequena. lnfluenciada pelo fato de ter sido criada no Brasil, sua arte é um mix da paixão que nutre por cores vibrantes, tropicalidade e materiais sustentáveis. Marie estudou Antropologia na Universidade de Nova Iorque, uma escolha que influenciou grandemente a forma como ela vê a vida. Seu trabalho inclui fortes elementos culturais, ao mesmo tempo que mantém a estética da arte convidativa e decorativa para o lar. Marie tem a tendência de personalizar sua arte de acordo com o cliente ou o espaço, pois acredita em criar uma afinidade pessoal entre a arte, o olhar e a alma do observador.

Birds of Paradise

46


Splashes of Rio de Janeiro

47


Marilda Mattos

m_marilda@hotmail.com Oriunda das Montanhas de Minas, ama a natureza. É ligada nas questões espirituais e ambientais Gosta de viajar no tempo e no espaço.. Sua arte é reflexo e resultado disto. Estudou, Cerâmica, Fotografia, Desenho, Pintura com diferentes mestres, em diferentes lugares e épocas. Graduada em Artes Plásticas, na Escola Guignard, Belo Horizonte, MG, tem seu aprendizado enriquecido pelas lições trazidas pela vida. Seu contato com a Mãe Natureza, as viagens a lugares distantes, a senda espiritual, são caminhos que permitem que a liberdade alcançada pela alma, juntamente com a liberdade alcançada pela Arte e suas inúmeras possibilidades; ferramentas e técnicas hoje disponíveis, fazem de cada novo trabalho um vasto campo de descobertas.. Na fotografia, com a câmera e o computador, cria imagens semelhantes à pintura; com lápis e pinceis transmite para o suporte os voos de sua alma; na argila plasma formas conhecidas, e também nascidas de uma região além do consciente. O aprendizado, que segue, com o começo de cada nova obra, é um eterno exercício, onde a liberdade adquirida pela alma procura expressar a beleza e a harmonia, nas cores, nas formas, muitas vezes fugindo às regras, inventando técnicas, manifestando essa liberdade. “Quanto ao café, lindas são suas flores...fascinante seu aroma...” “E disseram que o belo é inerente ao homem, então de minhalma vem a minha arte, buscando, querendo concretizar beleza”. ...m.

Coming from the mountains of Minas Gerais, she loves Nature. Connected with spirituality and her environment, she likes to travel in time and space. Her Art is a reflection of these things and also a result of them. Over different times and in different places, she studied Photography, Drawing, Ceramics and Paint, working with various masters. Graduating in Fine Arts at Guignard School in Belo Horizonte, Minas Gerais, her learning process is enriched by lessons taken from life. Her contact with Mother Nature, the trips to far away places, the spiritual path, the roads she taken and a freedom achieved by the soul. These combined with the freedom of Art itself and its countless possibilities; the tools and techniques available today make each new artwork, a wide field for exploration and discovery. In photography, with the camera and the computer, she creates image like paintings; with pencils and brushes she allows the flight of her soul. In the clay, she moulds shapes, known in regions beyond our consciousness. The learning process that continues at the beginning of each new construction is an eternal exercise where the freedom reached by the soul searches to express the beauty and the harmony in colours and in shapes, escaping from the rules, inventing new technics and finally allowing freedom to manifest itself. “And about Coffee, beautiful is its flower and fascinating is its aroma…” “They say that beauty is inherent to mankind, so from my soul comes my Art, searching, wanting to realize beauty”.

48


Naturesa viva, 60 x 90 cm, Fotografia Impressรฃo papel Fine Art, 2014

O sonho I, 140 x 50 cm, Pintura รณleo, 2016 49


Marlene Montiello

Escultora e Pintora - Rio de Janeiro / Brasil arteedetalhes@hotmail.com

Maternidade Resina mármore 26 x 0,5 x 07

50

Fascinação Resina branca 30 x 0,8 x 0,9


Vibração I 70 x 70 cm

Vibração II 70 x 70 cm

51


Mônica Lisboa Mônica Lisboa, artista plástica autodidata, começou a esculpir em técnicas de modelagem em massa plástica ( porcelana fria ) desde 2005. Depois mudou-se para a cidade de Vassouras-RJ em 2007, e direcionou suas obras que contam a história do café sob o ponto de vista do trabalho escravo na região. Hoje em dia ela mistura técnicas em um único trabalho com a base e construção em papier-mâché, massa plástica e tecido. Forma diferente e criativa de escultura, com simplicidade e emoção. Mônica Lisboa, plastic artist self-taught, started to sculpt in modeling techniques in plastic mass ( cold porcelain ) since 2005. After moved to the city Vassouras-RJ in 2007, and she directed your works that tell the history of coffee under the point of view of slave labor on the region. Nowadays she mixes techniques in a unique work with the base and construction in papier-mâché, plastic mass and cloth. Different form and creative of sculpture, with simplicity and emotion.

52


Trabalho e Proteção 4x35x40 cm

53


Patricia Figueiredo patfialho@gmail.com

www.patriciafigueiredo.wix/art-of-patfigueiredo IG art_of_patfigueiredo Facebook collage art of patfigueiredo Cortar, dividir, separar. Juntar, agregar, colar. Através do meu olhar a tesoura cria contornos, o que é suficiente, o que preenche, o que não serve, o não se encaixa. E numa fração de segundos nos tornamos unas. Imagens com luz proprias são escolhidas. Muitas vezes a nossa precisão cirúrgica é intuição. Cabe ao olhar a escolha e as mãos a separação, porque a vontade e paixão sempre são passageiras. A escolha é finita por si só. Necessito da precisão, da rapidez, porque o corte não volta atrás. E me aproprio. Recolho fragmentos de outras vidas vividas, de outros olhares que ficaram perdidos num folhetim qualquer. Reciclo vida, reciclo olhares e lhes dou a chance de serem vistos outra vez. Vinculo minhas percepções, peça a peça na esperança de capturar a continuidade sempre fugaz de mim mesma. O começo do corte, o fim de uma historia. Aceitação, encerramento e continuidade. Isso me acalma... Isso me da alma. Pelo menos até a próxima tela. I tear, I split, I separate. Down the middle, at the seams. Sometimes it has a surgical precision to it, sometimes it is merely happenstance. The thing is, the eyes cannot be trusted, for all that light makes is never the same for long. So I bind my perceptions together, picture by picture, hoping to capture the ever fleeting continuums of myself. That urgency gifts me closure and acceptance, and eyes I can finally seem to trust. At least until the next canvas.

54

Cafe


Cafe 2

55


Raquel Isidoro

Galpaoparaiso44@gmail.com Facebook: Raquel Isidoro Facebook: Galpão Paraíso www.galpaoparaiso44.art.br Nascida em 09-02-1965 - Belo Horizonte Graduada em 2008 – Bacharel em Artes Plásticas pela UEMG – Universidade Estadual de Minas Gerais – Escola Guignard – Especialização em Litogravura e Pintura. Especializou-se em montagens de exposição de arte desde 2009 nas grandes galerias de Belo Horizonte. Possui um espaço chamado Galpão Paraíso 44 onde mantem seu atelier junto à duas artistas e a uma Galeria de Arte de 360m2 de área. Há dois anos é a gestora do espaço que oportuniza exposições, aulas, oficinas, trocas diversas unindo não só as artes visuais, mas a dança, a música, a cultura popular e a produção artística em geral.

56

“Você me lembra cheiro de café“ - Pai 40 x 40 cm Têmpera de café sobre tela 2016


“Você me lembra cheiro de café“ - Mãe 120 x 70 cm Têmpera de urucum e café sobre tela 2016 “VOCÊ ME LEMBRA CHEIRO DE CAFÉ” Recorrendo a processos de memória afetiva e sensorial, acumulando lembranças de encontros e relações de prazer proporcionadas pelo café, Raquel Isidoro pesquisa grãos, prepara o café, constrói a tinta e como uma alquimista nos apresenta uma série de trabalhos. A fotografia registra o processo. A artista utiliza uma técnica milenar, a têmpera, onde uma emulsão de água e gema de ovo, o ovo inteiro, ou somente a clara, junto a um corante, no caso o café, constroem a tinta. As cores da têmpera são brilhantes e translúcidas e por bom tempo matem o aroma do café. A sobreposição de pinceladas com pontos ou linhas claras ou escuras, com manchas e cruzamento de traços constroem a pintura aquarelada, com aguadas e lavís e com cheiro de café. Memória. Fogão a lenha, avô, pai, mãe, terra, histórias de amor, terror ou saudade, fogo, ilusão, café e prazeres.

57


Rodrigo Brasil

digo.brasil@gmail.com Rodrigo Brasil é arquiteto e tem mestrado em filosofia, desde criança mostrou muito interesse pela arte, pelo desenho e pela pintura e buscou aprender mais. Atua como artista plástico desde 2007 tendo participado de uma série de exposições nacionais e internacionais. Atuou como professor de desenho e pintura na Maison Escola de arte de 2009 até 2011 e como professor de artes visuais na Escola Livre de Artes de Belo Horizonte de 2011 até 2015.

Trabalha, como artista, principalmente o tema da ‘relação do homem com o espaço’ e ‘a questão moderna da paisagem na pintura’ buscando, por meio das cores e das formas, uma síntese onde o visa, não uma simples representações do gênero, mas uma moderna e crítica visão do papel da ‘paisagem’ e de sua representação dentro do nosso novo universo contemporâneo. Busca por meio destes trabalhos trazer um pouco da paisagem do café, da sua origem tendo por base as paisagens que transita e conhece. Também busca na representação humana uma síntese e uma crítica da complexa relação do homem com o entendimento de 'si mesmo' balizado por este momento da reflexão.

58

Chácara - Casa Grande 80 x 100 cm 2016


O Colecionador 80 x 50 cm 2010 Rodrigo Brasil is an architect and a master's degree in philosophy, since child showed much interest in art by drawing and painting and sought to learn more. It acts as a visual artist since 2007 and participated in a number of national and international exhibitions. He served as professor of drawing and painting at the Maison Art School from 2009 until 2011 and as a professor of visual arts at the Escola Livre de Artes de Belo Horizonte since 2011 until 2015. He works as an artist, especially the theme of 'man's relationship to space' and 'the modern question of the landscape in the painting' looking through the colors and shapes, a synthesis where he seeking, not a simple representation of the genre, but a modern and critical view of the role of 'landscape' and its representation within our new contemporary universe. Search through these works bring a little of the coffee landscape, its origin based on the landscapes where he moves and knows. It also seeks the human representation a summary and critique of the complex relationship between man and the understanding of 'himself' marked for this moment of reflection. 59


Rodrigo Santto

artistasantto@gmail.com

"O CAFÉ E O VENTRE FEMININO I E II. Óleo sobre tela, 80 x 80 cm. SANTTO. A força do café vem da Mãe África, da antiguidade. É uma das bebidas mais consumidas no mundo. Esta é a mesma força que vem do Útero da mulher, do Chakra Umbilical que proporciona a vitalidade sexual e a capacidade de reprodução. O Café no Ventre de uma Mulher...dois elementos vitais. PREÇO R$2.200,00. THE COFFEE AND THE FEMALE WOMB I AND II. Oil on canvas, 80 x 80 cm. SANTTO. The coffee strength comes from Mother Africa, from antiquity. It is one of the most consumed beverages in the world. This is the same force that comes from the womb of the woman and the Umbilical Chakra provides sexual vitality and reproductive capacity. The Coffee in Belly of a woman ... two vital elements. Price US$670.00

O trabalho de SANTTO: Santto tem um olhar para as pessoas colocadas numa realidade mundana onde o Sacro convive com o Profano numa harmonia caótica, mas que reflete a própria ontologia do ser. Acredita que a convivência dos sentidos e sentimentos mais primitivos revelam o próprio ser Humano, ambientado num mundo atemporal de realidade. Outra característica importante do seu trabalho é a introdução do observador na cena retratada, transformando o mesmo num co participante daquele momento. Quem visualiza suas obras não é mais um simples observador, mas participante da obra. Isto traz uma outro tipo de relação público-obra, que faz que o mesmo interaja com a obra.

SANTTO´s Work: Santto have a look at the people placed in a mundane reality where the Holy coexists with the Profane in a chaotic harmony, but that reflects the ontology of being. He believes that the coexistence of the senses and most primitive feelings reveal himself to be Human, set in a timeless world of reality. Another important feature of his work is the introduction of the observer in the depicted scene, transforming it in a co participant that moment. Who sees his works is no longer a simple observer but a participant in the work. This brings another type of public-work relationship, which is that it interacts with the work. SANTTO iniciou no desenho de Modelo Vivo no início dos anos 2000 na escola Guignard com Solange Botelho por um ano. Em 2002 mudou-se para o Rio de Janeiro onde iniciou a Pintura com o principal professor Sérgio Lima, da SBBA com quem trabalhou por cinco anos. Depois de passar 2 anos em Brasília trabalhando na escola Casa das Artes, retornou a Belo Horizonte e continuou seu trabalho em Atelier próprio e no Atelier Selma Weismmann. Durante este período produziu e participou do 1º. e 2º. Festival Nacional de Artes Plásticas de Tiradentes, MG. Em 2012 fez atualização de Pintura de Modelo Vivo na Accademia Europea di Firenze, em Florença, Itália. Atualmente trabalha com Pintura ao Vivo e de pessoas, nas suas várias facetas, no seu atelier. Leciona também como Professor de Pintura. Tem feito diversas exposições no RJ, Brasília e Belo Horizonte. SANTTO started on's Model design in the early 2000s in Guignard school with Solange Botelho for a year. In 2002 he moved to Rio de Janeiro where he began painting with the head teacher Sergio Lima, the SBBA with whom he worked for five years. After spending two years in Brasilia working in the Arts School House, he returned to Belo Horizonte and continued her work in Atelier own and Atelier Selma Weismmann. During this period he produced and participated in the 1st. and 2nd. National Festival of Fine Arts of Tiradentes, MG. In 2012 he made a Human Painting update in the Accademia Europea di Firenze in Florence, Italy. Currently he works with painting on streets and squares and people in its various facets, in his studio. Also teaches as Professor of Painting. He has done several exhibitions in Rio de Janeiro, Brasilia and Belo Horizonte.

60


O Ventre e o Café I

O Ventre e o Café II

61


Sonia Lima Formada em Artes Plásticas e Desenho Industrial pela Universidade Santa Cecília na cidade de Santos-SP, Brasil, e mais tarde em Design de Interiores pela Galeria Santista de Arte, Sonia Lima, sempre teve um envolvimento muito direto com a arte, através de sua mãe, a pintora carioca, Nadir Azevedo, muito atuante na década de 60. Por conta disso, estava sempre acompanhando a mãe em seu Atelier, convivendo com pincéis e tintas, motivo pelo qual desenvolveu essa cultura de apreciar a arte e estudá-la mais a fundo. Atualmente, desenvolve um trabalho muito pessoal e intuitivo com suas obras figurativas em técnica mista e faz algumas incursões no minimalismo abstrato, muito provavelmente por influência de sua formação acadêmica em design. Graduated un Art and Industrial Design at Santos Santa Cecília University, São Paulo State, in Brazil, and in Interior Architecture at Santista Gallery of Art, Sonia had been directly involved in art by her mother, Nadir Azevedo, a painter from Rio de Janeiro, very active in the 60s. As a child, she was always going in her mom’s studio, and have been growing up in the middle of brushes and paint cans. A way of life that push her to develop a real cult for Art and to study it seriously. Actually, she is developing a very personal and intuitive work , a series of figurative paintings , using mixed techniques and make some inroads in the abstract minimalism, probably because of the influence from her design training.

Serie Cafe 62


Serie Cafe 2

63


Teresa Asmar

teresa.asmar@gmail.com http://teresaasmar.blogspot.com.br Contemporary artist, with expressionist language. Her focus in painting are abstract figures and colours. She has received many prizes for her work which The Premium of Travel’s painter to Paris, France in 1985, gave the Roberto Marinho’s Foundation. She has taken part on collective and individual exhibitions. Among them, for the National Museum of Fine Arts /MNBA in Rio de Janeiro, which possesses two of her works on painter and engrave at XX century at them permanent Collection. She also has many paintings at Public and Private Collections in Brazil and abroad as well. She’s also the author of very important masterpiece entitled “Ecological Mural -Homage to Chico Mendes”, about the world famous ecologist from the Amazon Forest, shown at State Library on the Rio de Janeiro at the Exhibition Rio Eco-92, it was catalogue and published at the United Nation’s Cultural Agenda ONU.

64


Artista contemporânea com linguagem expressionista. Enfocando em sua pintura figuras abstratas e coloridas. Possui muitos prêmios em seu trabalho, como o Prêmio de Viagem à Paris-Fr em 1985, dado pela Fundação Roberto Marinho. E participações em exposições coletivas e individuais. Acervo no Museu Nacional de Belas Artes – MNBA com duas obras em sua coleção permanente na pintura e gravura do século XX. Acervos em privadas e coleções públicas no Brasil e exterior. Autora da obra prima entitulada “Ecológico Mural – Homenagem à Chico mendes para a RIO Eco -92 com acervo na Biblioteca Pública do Estado –BPERJ sobre o famoso ecologista da região Amazônica, cujo Mural foi catalogado na Agenda Cultural da Conferência das Nações Unidas – ONU.

65


ARTISTIC RESIDENCE IN PENEDO, RIO DE JANEIRO Cultural institute, Instituto Cultural Nórdico Brasil Finlândia (ICNBF) and Arte Vida Arte Association will open in January 2017 in Penedo a residence for the artists from the Northern countries. Penedo is the only Finnish colony in Brazil. A group of Finnish immigrants arrived there in 1929 and today's main economic activity is in tourism. Its main attractions are beautiful nature with colourful birds, butterflies, waterfalls, mountains and trails. It is a perfect and enjoyable environment to get to know other culture and to create and produce new ideas. Residence will welcome painters, sculptors, authors, photographers and bird watchers from the Northers Countries. Periods in the residence varies between 1 and 3 months and there is also possibility to participate workshops with children from the project CASA in Rio de Janeiro.

For more information, please contact Helena Cardoso, president of ICNBF by e-mail: helenacardoso.icnbf@gmail.com

66


CASA

Ce nt ro de As s ist en c ia S o c ia l e A rt ist i c a

Art School Casa


CASA, THE ART SCHOOL FOR UNDERPRIVILEGED CHILDREN Art school CASA (Centro de Assistencia Social e Artistica) was founded in August 2005 by Helena and Edson Cardoso. Art School is ment for underprivileged children living in the favela of Cidade de Deus - City of God, in Rio de Janeiro. The school’s aim is to help these children fulďŹ l their dreams of a better future through the power of art and to give them a constructive hobby and direction in their lives. There are currently 15 children in the school, ranging in age from 4-15 years. We hope that our work will help prevent these children from ending up on the streets. The Finnish organisation, Arte Vida Arte ry, funds CASA. The Finnish artists from our organisation have been visiting Cidade de Deus and working with the children. You can also be a part or this valuable project and help give these children a better future.

68


CASA, UMA ESCOLA DE ARTE PARA CRIANÇAS CARENTES O projeto CASA (Centro de Assistência social e Artística) - uma escola de arte para crianças carentes que vivem na favela Cidade de Deus (City of God), no Rio de Janeiro - foi fundado em agosto de 2005 por Helena e Edson Cardoso. O objetivo da escola é ajudar as crianças a cumprir seus sonhos de um futuro melhor através do poder da arte, e dar-lhes uma passatempo construtivo, assim como um norte às suas vidas. Atualmente há 15 crianças na escola, na faixa etária de 4 a 15 anos. Esperamos que o nosso trabalho ajude a evitar que essas crianças acabem nas ruas. A organização finlandesa Arte Vida Arte ry financia o projeto CASA. Os artistas finlandeses da nossa organização têm visitado a Cidade de Deus para trabalhar com as crianças. Você também pode fazer parte deste valioso projeto e ajudar a dar a estas crianças um futuro melhor.

69


Children from Cidade de Deus - City of God visiting BELA Biennial in Museu Histรณrico Nacional

70


DONATIONS JULY-AUGUST 2016 10€

MAGAZINE CONTEMPORARY ART 2016

RIO DE JANEIRO

Arte Vida Arte Association supports the activities of the Art School CASA. By buying AVA Magazine you support the art school’s activities and help secure a better future for the children. Your support will improve the daily lives of the children at the art school. To: Arte Vida Arte ry Bank account: 572115-2138442 IBAN FI4257211520138442 BIC (SWIFT) OKOYFIHH Message: Artschool CASA Sincere thanks: Kids and Teachers of Art School CASA, and Helena & Edson Cardoso.

71


G A L L E R I A

Pohjoinen Rautatiekatu 17 B 8 FI-00100 Helsinki Finland Tel: +358 400 765 576 ava@avagalleria.com www.avagalleria.com

AVA Magazine III 2016 Rio de Janeiro  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you