Page 1

Classificados Serviços ............................... págs.: 110 e 123

Saúde & Bem-Estar.... págs.: 50 à 74 Cestas de Café.............................65

Saúde & Bem-Estar Culinária Oriental........................65 Gastronomia............... págs.: 75 à 83

Estofados....................................88 Lavagens...................................102 Saúde & Bem-Estar Forros..........................................88 Lavanderia. ................................103 Auto & Cia.......................... págs.: 124 à 125 Horto...........................................89 Limpa Fossa......................103 / 104 Gastronomia Madeireira..................................89 Moda Infantl.............................104 ................................. pág.: 126 Imóveis Mármores & Granitos..................89 Pet Shop.................................... 105 Festas MaterialTribuna de Construção...............89 Poços........................................ ......................... págs.: 127 à 128105 do Leitor Móveis Planejados...............89 / 90 Salão de Beleza.........................105 Educação Pátina..........................................90 Táxi........................................... 105 pág.: 130 Luas & Marés.................................. Películas......................................90 Transportes...............................105 Casa & Decoração Persianas.....................................90 Transporte Escolar.....................105 Piscinas.......................................90 Veterinários...............................105 Portões........................................90 Serviços Saúde & Bem-Estar Redes..........................................90

EDITORIAL - Pilates é excelente para Delicatessen................................65 Gastronomia gestantes, masFestas deve ser ............................ iniciado antes Doces &págs.: Salgados........................66 84 à 88 da gravidez.............................42 / 43 Lanches.......................................66 Festas Academia.............................42 / 43 Picolés..págs.: .......................................66 89 à 94 Educação .................... Acupuntura.................................44 Pizzarias...............................66 / 67 Saúde & Bem-Estar Educação Angiologia...................................44 Restaurantes...............................67 ... págs.: 95 à 109 Casa & Decoração Cardiologia...........................44 / 45 Gastronomia & Decoração ClínicaCasa Geral................................45 Clínica Médica......................45 / 47 Festas Diagnóstico por Imagem..............47 Serviços Endocrinologia............................47 Aluguel de Brinquedos................68 Educação Enfermagem Domiciliar...............47 Aluguel de Material.....................68 Redes de Proteção.......................90 Auto & Cia Espaço Terapêutico......................47 Gastronomia Aluguel de Móveis.......................68 Segurança Eletrônica...................91 Casa & Decoração Estética.................................47 / 48 Aluguel de Roupas. . .....................68 Serviços. . .....................................91 Imóveis Fisioterapia..........................48 / 49 Bolos & Tortas.............................69 ServiçosFestas Gerais............................92 Gastroenterologia................49 / 50 Bufê............................................69 Telas Mosquiteiras. ......................92 Serviços Geriatria......................................50 Educação DJ................................................69 Toldos...................................92 / 93 Saúde &..................70 Bem-Estar Vidraçaria....................................93 Laboratório.................................50 Espaços para Eventos. Auto & Cia Massoterapia..............................50 Garçons.......................................70 Casa & Decoração Gastronomia Material Hospitalar..............50 / 51 MesasImóveis & Cadeiras........................70 Meditação...................................51 Serviços Festas Nutrição......................................51 Odontologia.........................51 / 55 Administração de Condomínios...94 Auto & Cia Educação Oftalmologia........................55 / 57 Advocacia....................................94 Otorrinolaringologia.............57 / 59 EDITORIAL- Volta às Aulas..........71 / 83 Água / Purificação.......................94 Imóveis Casa & Decoração Pediatria......................................59 Cursos..................................78 / 79 Andaimes....................................94 Pilates.........................................59 Dança..........................................79 Saúde & Bem-Estar Antenas.......................................95 Planos de Saúde..........................59 Escolas.................................72 / 78 Serviços Ar Condicionado..........................95 Podologia....................................59 Idiomas................................79 / 81 Gastronomia Artigos Esportivos........................95 Psicanálise...................................60 Livraria........................................82 Auto & Cia Assistência Técnica...............96 / 97 Psicologia....................................60 Música.................................82 / 83 Festas Autoescola..................................97 Psicopedagogia.....................60 / 61 Reforço Escolar............................83













Psicoterapia.................................61 Psiquiatria...................................61 Terapia........................................61 Urologia......................................61

Imóveis Educação



Casa & Decoração

EDITORIAL - Não faça isso em casa. ArSaúde & Bem-EstarquitetosServiços elegem os 10 piores erros em projetos de decoração, como falta de Gastronomia espaço eAuto excesso& de adornos. Cia .... 84 / 85 EDITORIAL - Bebidas refrescantes Arquitetura.................................86 Festas para o verão. ..........................62 / 63 Construção & Reforma.........86 / 87 Imóveis Açougue......................................64 Cortinas.......................................87 Educação Alimentos. ...................................64 Decoração............................87 / 88 Bebidas.......................................64 Divisórias....................................88 Casa & Decoração Eletricista....................................88 Bolos & Tortas.............................64



Serviços Auto & Cia Imóveis

Carretos......................................97 Chaveiros....................................97 Coaching.....................................97 Consultoria Financeira.................97 Contabilidade.......................97 / 98 Desinsetização......................98 / 99 Entulhos & Podas...............99 / 100 Estofados......................... 100 / 101 Fogões....................................... 101 Gás............................................ 101 Gráfica.......................................101 Hospedagem.............................101 Informática....................... 101 / 102



Auto & Cia EDITORIAL - Picapes Fiat Toro e Chevrolet Imóveis S10: Preços parecidos e portes diferentes.......................................... 106 / 107 Serviços............................ 106 / 107

ORIENTAÇÃO AOS LEITORES A revista Vilas Magazine não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Pessoas físicas e jurídicas de má fé podem utilizar um veículo de comunicação para fraudar e ludibriar os leitores, ou induzi-los em erro. A fim de evitar prejuízos, recomendamos que os leitores avaliem e busquem informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do CO­NAR – Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária. A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de Defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, sobretudo quando não se pode deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. A revista Vilas Magazine, com o objetivo de zelar pela integridade e cre­di­bilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições se reserva o direito de recusar ou suspender a vei­culação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas.

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 41


Pilates é excelente para gestantes, mas deve ser iniciado antes da gravidez Inelia Garcia

Q

uando a mulher descobre que está grávida, o mundo ao seu redor se transforma e tudo começa a girar em torno da sua saúde e do seu bebê. Mas apesar desta fase da vida ser tão linda e esperada, muitas gestantes sentem dificuldade em escolher as melhores opções para se cuidar e definir o exercício físico mais adequado para o momento. Alguns médicos indicam o Pilates, por ser completo, porém sem saber que

começar a praticar a atividade durante a gestação, sem nunca ter feito antes, é contraindicado, elevando os riscos de parto prematuro, diástase abdominal ou, até mesmo, o aborto. Hoje em dia a mulher tem uma vida profissional muito mais ativa, o que, em muitos casos, faz com que haja um planejamento da gravidez. Para se ter uma recuperação mais rápida, aí sim entra o Método Pilates meses antes da gestação, pois ele vai preparar a musculatura abdominal, o assoalho pélvico e dar maior estabilidade à pelve e à

coluna, evitando dores lombares e dando uma maior sustentação do útero no período da gestação. O Autêntico Método Pilates de Condicionamento Físico e Mental (ou Contrologia) foi criado por Joseph Pilates há mais de 100 anos para mudar o corpo e a vida dos praticantes por meio de um sistema complexo de movimentos seguros e eficazes que ajuda as pessoas a cuidar do próprio corpo e conquistar uma vida saudável e feliz em todas as idades. Por meio da prática que trabalha de forma global e integrada o corpo físico, mental e emocional, os alunos conseguem melhorar postura, concentração, capacidade vascular e cardiorrespiratória, força, flexibilidade, resistência e controle motor,

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

42 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


reduzir tensão muscular, estresse, fadiga e dores crônicas, eliminar as consequências do sedentarismo, reabilitar lesões e desacelerar processos degenerativos e de envelhecimento. Os exercícios do Pilates podem beneficiar a futura mamãe e ajudá-la a manter uma boa postura, aliviar algumas dores habituais, diminuir a tensão muscular e sobrecarga articular, ter maior eficiência do sistema circulatório e linfático e consciência corporal. Porém, para que ela possa frequentar as aulas na gravidez, o ideal é que pratique o método há pelo menos seis meses e já tenha um “power house”– região central do corpo, também chamada de “centro de força” ou “core”, que envolve os músculos abdominais, o assoalho pélvico e a musculatura das costas, tonificando pernas e braços e, assim, melhorando a sua estética. O próprio Joseph Pilates não permitia que mulheres que não eram praticantes do método antes de engravidarem fizessem seus exercícios na gestação, pois não tinham o Power House. Este conjunto de músculos sofre muitas mudanças durante a gravidez, por isso exigir mais dessa região pode causar muita sobrecarga e problemas como o risco de aborto, diástase abdominal, lesões no quadril e parto prematuro. A praticante do Autêntico Pilates inicia sua gestação com um corpo mais preparado para as alterações que virão. E ao continuar com a atividade, a mulher mantém um equilíbrio físico e mental, controla o ganho de peso, trabalha para compensar as mudanças na

pélvis, coluna e ombros e evita inchaços e dores nas costas. A prática na gravidez pode evitar que os músculos abdominais se separem muito, ao desenvolver uma maior estabilidade do corpo, coluna vertebral, pélvis e abdômen e estimular o músculo transverso. Sabemos que há profissionais que dizem aplicar Pilates para gestantes, mas Joseph Pilates e Romana Kryzanowska não permitiam a nenhuma grávida iniciar a atividade nesta situação, pois sabiam que há muitos riscos ao não saber usar corretamente

a contração abdominal, o que pode “pressionar” assoalho pélvico, bexiga e útero para baixo. Se você já é praticante do método antes de engravidar e o seu médico a liberou para frequentar as aulas, converse com o seu instrutor para que ele adapte todos os exercícios e realize um treinamento físico beneficiando-se do método e preparando-a para um parto mais tranquilo. E lembre-se: qualquer atividade física só deve ser praticada se houver a liberação de um médico devidamente qualificado.

Inelia Garcia é graduada em Educação Física pela Universidade do Chile, pós-graduada em Ginástica de Manutenção e Atividade Física, Saúde e Envelhecimento e diretora Técnica da rede The Pilates Studio® Brasil (www.pilates.com.br). Em 2003 foi nomeada Teacher of Teachers do Autêntico Método Pilates por Romana Kryzanowska.

ACADEMIA

ACADEMIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 43


ACUPUNTURA

ANGIOLOGIA

CARDIOLOGIA

Serviços:

44 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

LAURO DE FREITAS

Corpo Clínico:

- Consultas - Ecocardiograma Transtorácico Colorido - Eletrocardiograma - Holter - Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial - Teste Ergométrico Computadorizado - Nutricionista - Reabilitação Cardíaca (CORDIS)

71 3024-5500/3379-7803

ANOS

Amâncio Valois Mendez | CRM 6597 Antonio Carlos Fonseca de Queiroz | CRM 8206 Carolina Guimarães Bandeira Machado | CRM 15232 Carolina Kilpp Leiria | CRM 21154 David Vasquez Jacob | CRM15753 Fernanda Baptista Lins | CRM 13298 Iracema Santos Oliveira | CRM 6246 Maria do Carmo Orge Rodrigues | CRM 13172 Nelmacy Ribeiro de Freitas | CRM 6316 Oseas Valença Baptista Neto | CRM 5949 JJlandia Rodrigues dos Santos | CRN 2485 (Nutricionista)

UNIDADE LAURO DE FREITAS

SHOPPING ESTRADA DO COCO, SALA 315

UNIDADE PITUBA

PITUBA PARQUE CENTER, SALA 134 - ALA B

RESPONSÁVEL TÉCNICO: CAROLINA MACHADO (CRM: 15232)

A CLÍNICA DO SEU CORAÇÃO. PORQUE O NOSSO, BATE POR VOCÊ!


CARDIOLOGIA

CARDIOLOGIA

CLÍNICA GERAL

CLÍNICA GERAL

Direção: Fga Rosângela Lourenço CRFa. 9957 - BA

CLÍNICA MÉDICA

CONSTRUÍDA POR NÓS, VIVIDA POR VOCÊS.

Erasmo, uma parceria que vai além. Especialidades Atendidas: Fisioterapia | Fonoaudiologia | Intervenção Precoce | Integração Sensorial Musicoterapia | Oficinas Terapêuticas | Orientação Profissional | Psicologia Psicomotricidade | Psicopedagogia | Terapia Ocupacional Aceitamos Particular e Convênios: Amil | Bradesco Sáude | Camed | Cassi | Fachesf | Gama Saúde | GEAP Saúde Life Saúde | Mediservice | Petrobras | Postal Saúde | Promédica | ProSocial Sulamérica | Saúde Caixa | Unimed | e outros

71 3289.5264 | 98785.6559

R. Praia de Imbé, nº34. Vilas do Atlântico clinicaserasmoneto.com.br

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 45


CLÍNICA MÉDICA

CLÍNICA MÉDICA

CLÍNICA MÉDICA

CLÍNICA MÉDICA

46 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


CLÍNICA MÉDICA

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

Clínica Médica e Geriatria Dra. Silvana Santana

Rua Leonardo R. da Silva, Belo Horizonte, Lauro de Freitas-BA Edf. Multiplus Empresarial, Sala 508.

(71) 3051-1463 / 99414-7623

ENDOCRINOLOGIA

ENFERMAGEM DOMICILIAR

ESPAÇO TERAPÊUTICO

ESTÉTICA

ESTÉTICA

ESTÉTICA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 47


ESTÉTICA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

48 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


FISIOTERAPIA

Palmilhas Funcionais Para crianças, adultos e idosos São indicadas para a melhora da pisada, postura e alívio das dores nos pés, joelhos, quadril e coluna.

Marque sua avaliação: 71 98180-9636

@pisada_ideal

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

Fisioterapia Ambulatorial e Domiciliar Fisioterapia Estética Reabilitação Vestibular RPG Drenagem Linfática Disfunções da ATM Massoterapia Estimulação Precoce

GASTROENTEROLOGIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 49


GASTROENTEROLOGIA

䘀䄀윀䄀 匀唀䄀 䴀䄀刀䌀䄀윀쌀伀 伀一䰀䤀一䔀

最愀猀琀爀漀挀攀渀琀爀漀⸀渀攀琀

 䈀䄀䰀쌀伀 䤀一吀刀䄀䜀섀匀吀刀䤀䌀伀

㜀㄀ ㌀㌀㜀㤀뫶㘀㘀㤀㤀 䰀漀琀攀愀洀攀渀琀漀 嘀愀爀愀渀搀愀猀 吀爀漀瀀椀挀愀椀猀 ⴀ  刀甀愀 䈀Ⰰ 儀甀愀搀爀愀 㐀 ⴀ 䰀漀琀攀 ㄀㘀 倀椀琀愀渀最甀攀椀爀愀猀 䰀愀甀爀漀 搀攀 䘀爀攀椀琀愀猀 ⴀ 䈀䄀

AF_LAB-0005-18 - ANÚNCIO REVISTA VILAS MAGAZINE--8,8x8,4cm.pdf

GERIATRIA

LABORATÓRIO

MASSOTERAPIA

MATERIAL HOSPITALAR

GERIATRIA

50 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

1

22/01/


MEDITAÇÃO

MATERIAL HOSPITALAR

NUTRIÇÃO

NUTROLOGIA

NUTRIÇÃO

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 51


ODONTOLOGIA

Prótese - Estética - Harmonização Facial - Clínica Geral - Implantes - Ortodontia Laserterapia - Endodontia (canal) - Bichectomia - Preenchimento Facial - Botox - Lente de Contato Dr. Edger Bitencourt

Dra. Dayviane Sales

Implantes e Harmonização Facial

Especialista em Prótese e Estética

CRO/BA: 14747

CRO/BA: 7044

Dra. Maria Fernanda Bastos Especialista em Endodontia CRO/BA: 8482

Particular e Convênios: REDE UNNA - AMIL - BRADESCO - AMS PETROBRAS - SULAMERICA

71

3369.3695 / 3508.6736

98787.9269

MAIS EMPRESARIAL - Salas 1205/1206 - Buraquinho - Lauro de Freitas/Bahia

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

52 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 53


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Odontopediatria Ortodontia

ODONTOLOGIA

54 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 55


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

56 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OTORRINO

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 57


OTORRINO

OTORRINO

58 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


OTORRINO

PEDIATRIA

PILATES

PLANOS DE SAรšDE

PODOLOGIA Podologia por apenas

R$

55

segundas e terรงas

(71) 9 8670-7178

PODOLOGIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 59


PSICANÁLISE

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

60 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

PSICOLOGIA

PSICOPEDAGOGIA


PSICOPEDAGOGIA

PSICOTERAPIA

PSICOTERAPIA

PSICOTERAPIA

PSIQUIATRIA

TERAPIA

UROLOGIA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 61


Bebidas refrescantes para o verão Ideal para dias de calor intenso, o suco pode ter funções e sabores variados e complementar uma alimentação saudável; veja dicas

C

om o aumento das temperaturas no verão, a perda de líquido no corpo é maior. Uma boa pedida para a sua reposição é ingerir bastante água e também sucos, que hidratam e nutrem com vitaminas e minerais essenciais à saúde. Neles podem ser batidas frutas, mas também legumes. Chás e outros ingredientes ajudam a incrementá-los, atribuindo-lhes funções como a de desintoxicar o organismo. Especialistas dizem, entretanto, que as bebidas naturais não devem substituir o consumo de frutas – o recomendado é a ingestão de ambos. A nutricionista Lara Natacci explica que, entre as diferenças de beber um suco e consumir a fruta in natura, a quantidade de fibras deve ser considerada, uma vez que há redução delas quando o alimento é processado. “A recomendação para uma dieta saudável é consumir cinco frutas por dia. Mas pode ser um suco de duas, por exemplo, e mais três para comer.” A diminuição das fibras também aumenta o índice glicêmico no organismo. Uma alternativa para driblar essa perda é acrescentar folhas verdes à preparação das bebidas. “As verduras também são ricas em clorofila, o que dá mais energia”, afirma a nutricionista Ariane Bomgosto. Um exemplo de planta utilizada em sucos é a hortelã, seja em forma de folha ou de chá. Ela auxilia na digestão dos alimentos. Outra fruta que hidrata e ajuda nesse quesito é o abacaxi, que tem a bromelina, uma enzima excelente para digerir proteína animal. Já para curar a ressaca, também comum em dias de férias, recomenda-se bater 400 g de melancia com 200 g de abacaxi e um punhado de hortelã. Veja aqui mais sugestões. Lara Pires / Folhapress.

62 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

Suco refrescante Ingredientes: ½ fatia fina de abacaxi; 2 folhas cruas de couve picadas; 4 folhas de hortelã; sumo de um limão siciliano; 100 ml de água de coco; 100 ml de água. Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva gelado. Saiba mais: A couve tem efeito anti-inflamatório e auxilia no bom funcionamento do intestino. A água de coco hidrata e tem potássio, que age no relaxamento muscular.

Crédito: Ione Leandro, nutricionista da Onodera Estética (onodera.com.br).

Detox de uva integral Ingredientes: 250 ml de suco de uva integral; 10 folhas de salsa; ½ limão com casca; 1 rodela de gengibre; 1 pitada de canela em pó. Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe antes de consumir. Saiba mais: A uva tem resveratrol, um poderoso antioxidante que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce. Crédito: Nutricionista Caroline Dalcin, parceira da Casa Madeira (casamadeira.com.br).


Suco de maracujá, pêssego e mel Ingredientes: 1 xícara (chá) de folhas de hortelã; polpa de 2 maracujás, passados na peneira; 4 pêssegos maduros e sem casca, em pedaços; suco de um limão; 1 colher (sopa) de mel; 1,2 litro de água com gás. M o d o d e pre p a ro: Em uma panela, ferva uma xícara de água e acrescente as folhas de hortelã. Tampe e deixe esfriar, formando um chá. Coe e, em um liquidificador, bata o chá, a polpa dos maracujás, os pêssegos, o suco de limão e o mel. Coe novamente e deixe gelar. No momento de servir, coloque em uma jarra e adicione a água com gás. Crédito: Receitas Nestlé (receitasnestle.com.br)

Suco submarino

Ingredientes: 1 maracujá; 2 xícaras (chá) de água de coco gelada; 2 picolés de uva. Modo de preparo: Bata ligeiramente, no liquidificador, a polpa do maracujá com as sementes e a água de coco. Coe, despeje em copos baixos e coloque o picolé de fruta. Sirva a seguir. Crédito: Receitas Nestlé (receitasnestle.com.br).

Suco de melancia com limão

Suco rosa Ingredientes: 3 xícaras de melancia sem sementes, cortadas em cubos; 1 colher e meia de sopa de açúcar (opcional - o açúcar pode ser substituído por adoçantes artificiais); 1 colher e meia de sopa de suco de limão; cubos de gelo. Modo de preparo: Corte a melancia sem casca e sementes em cubos e bata no liquidificador com o suco de limão. Sirva com cubos de gelo.

Ingredientes: 250 ml de água de coco; ¼ de beterraba; ½ cenoura; ½ rabanete. Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva logo em seguida. Saiba mais: Cenoura e beterraba são ricas em carotenoides, que ajudam na manutenção do sistema intestinal.

Crédito: Aplicativo Gracie Fit (instagram.com/graciefitapp)

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 63


AÇOUGUE

ALIMENTOS

BEBIDAS

BOLOS & TORTAS

64 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

BOLOS & TORTAS


CESTAS DE CAFÉ

CULINÁRIA ORIENTAL

CULINÁRIA ORIENTAL

DELICATESSEN

DELICATESSEN

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 65


DOCES & SALGADOS

LANCHES

LANCHES

DELIVERY: 3123-0802 PREMIUM HOT DOGS!

THE DOGFATHER - VILAS DO ATLÂNTICO Avenida Praia de Pajussara, 656 | Lauro de Freitas

PICOLÉ

PIZZARIA

PIZZARIA

PIZZARIA

PIZZARIA

66 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


PIZZARIA

O VE RDAD EI RO SA

BO R DA PI ZZA

DA S E R R A G A Ú C H

A

PIZZARIA

RESTAURANTE

RESTAURANTE

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 67


ALUGUEL DE BRINQUEDOS

ALUGUEL DE BRINQUEDOS

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MÓVEIS

ALUGUEL DE ROUPAS

68 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


BOLOS & TORTAS

BUFFET

BUFFET

BUFFET

DJ

DJ

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 69


ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS

MESAS & CADEIRAS

70 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

GARÇON


EDUCAÇÃO |

Especial

Volta às Aulas O ano letivo vai iniciar

e sempre é cercado por muitas expectativas, especialmente pelas crianças. Confira nas páginas seguintes, algumas dicas de especialistas sobre mochilas, doenças mais comuns e cuidados a serem tomados para que o ano seja produtivo.

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 71


EDUCAÇÃO |

Especial

Volta às Aulas

Reestabelecendo a rotina Especialistas dão dicas de como retomar a rotina e aproveitar bem o ano

72 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

N

ão ter hora para acordar, brincar muito e ficar longe dos estudos fez parte da rotina de milhares de crianças, mas com o reinício do ano letivo tudo muda. Muitas aguardam a volta às aulas com ansiedade e não têm nenhuma dificuldade até mesmo para se adaptarem a uma nova escola e fazer novas amizades. Outras, contudo, enfrentam dificuldades. Segundo as educadoras e especialistas em neurociência cognitiva, Taís e Roberta Bento, do projeto “Socorro, meu filho não estuda” (meufilhonaoestuda.com.br), dizer para criança expressões do tipo “acabou a brincadeira” não é nada bom. Segundo as educadoras, o momento do estudo é composto de 98% hormônios para 2% neurônios. Isso explica o porquê as emoções ajudam na assimilação de fatos e acontecimentos. Para as especialistas, o equilíbrio entre diversão e aprendizado é o ideal. “O grande erro dos pais é achar que férias é só para brincar, ficar longe de livros e nem sequer pensar na palavra “aprender”. Aulas, só estudar e levar a vida à sério, sem aproveitar momentos de lazer, games e diversão é um grande erro”, explica Roberta Bento. Segundo elas, aproveitar melhor os finais de semana com os filhos, intercalando tempo de exposição à televisão com outras atividades, é benéfico para elas. “Visitar parques, sem levar os brinquedos prediletos da criança. Só assim ela relaxa e procura novos de- u


Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 73


EDUCAÇÃO |

Especial

safios, faz descobertas, enriquece a memória”, diz Roberta. Durante a semana também é recomendado encontrar um tempo livre para ser aproveitado com uma diversão nova. A aprendizagem, ensinam, também pode ser introduzidas nas brincadeiras. Cada um, por exemplo, pode escolher algo para ensinar ao outro. “ Colocar a aprendizagem como foco de todos em todos os momentos, comentando com seus filhos o que você aprendeu recentemente e que não tinha conhecimento antes daquele momento, também contribui”, afirma. Para Taís Bento, diversão e aprendizado devem ser aliados e não inimigos, isso fará grande diferença no desenvolvimento. “O cérebro precisa intercalar estudo focado com momentos de lazer puro para fazer conexões diferentes, ligar pontos de conhecimentos não relacionados, mas que formarão a base para as grandes ideias darem margem à criatividade“, conclui. RESISTÊNCIAS Mas o que fazer quando a volta às aulas é um tormento para a criançada? Nestes casos, o que fazer para que a criança não sofra? A pediatra Natacha Sakai, do complexo hospitalar Edmundo Vasconcelos, de São Paulo, dá algumas dicas para que as crianças e pais tirem essa experiência de letra. Confira:

74 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

Volta às Aulas Converse – Para a readaptação dar certo, é muito importante que os pais falem dos pontos positivos de voltar às aulas. “A criança não pode encarar isso como um castigo, um tormento. Converse bastante e explique que vai reencontrar os amigos, voltar a brincar com outras crianças e o que mais possa ser atrativo”, reforça. Não perca a paciência – Cada pessoa leva seu tempo para se adaptar ao novo e com a criança não é diferente. Retomar os novos horários e ambientes pode ser estressante para elas. “Evite comparar seu filho com o irmão, primo ou coleguinha. É preciso respeitar os medos e bloqueios individuais”. Compartilhe a retomada – “Peça para a criança participar da organização do material escolar e na separação do uniforme. Isso auxilia no preparo e diminui o medo da novidade”, comenta a pediatra. Outra dica que pode ajudar no estabelecimento da rotina é optar por uma escola que melhor se molde à família. Atenção: Novos ambientes, pessoas e situações podem deixar a criança com medo e angustiada. Por isso, ela indica que os pais sempre se mostrem como referência de porto seguro e tranquilidade. “É importante também que os pais dediquem atenção para os pequenos quando voltarem da escola, seja para brincar ou apenas apoiá-los de alguma forma.” n

Doenças: Como se proteger


Pequenos estão mais sujeitos a contrair de cinco a onze infecções por ano

A

volta às aulas é o início de um novo ciclo de aprendizado para os pequenos, mas também um momento de apreensão dos pais com a saúde dos filhos – já que, no ambiente escolar, é comum que haja propagação de algumas doenças. “Estudos indicam que crianças entre 1 e 3

anos de idade podem apresentar cerca de cinco a 11 infecções virais de via aérea superior ao ano, com redução gradual conforme o crescimento. Esses são os problemas mais frequentes, além de infecções do trato digestivo (as viroses) que causam vômitos e diarreias”, afirma Maura Neves, otorrinolaringologista do Hospital da Universidade de São Paulo. Outra questão que merece atenção é o risco de verminoses, uma vez que, na hora da diversão, a criançada costuma colocar as mãos no chão e, no caso das mais novas, levar os brinquedos à boca. Para blindar os filhos contra essas ameaças, que se acentuam durante o ano letivo, vale fazer um check-list de cuidados e pedir dicas ao pediatra. “Uma alimentação saudável e a manutenção de condições de saneamento básico adequadas são fatores essenciais na prevenção dessas doenças. Já para se proteger contra infecções respiratórias, é importante realizar a higienização nasal com soluções salinas diariamente”, elenca. A especialista ainda destaca que a imunização da criança deve estar em dia. “Temos vacinas contra rotavírus, pneumococo, meningococo, hemofilos, gripe, febre amarela, tuberculose e hepatite A e B. Com a evolução vacinal dos últimos anos, é possível proporcionar aos pequenos uma infância mais segura e livre de infecções”, completa. No que se refere à doenças respiratórias, pesquisas indicam que o hábito de higienizar o nariz todos os dias reduz as faltas escolares em até 50%. Ainda assim, é importante manter atenção aos sinais que a criança pode apresentar em casos de infecção. “Os quadros geralmente se iniciam com obstrução e congestão, além de coriza e espirros que duram, em média, de 3 a 7 dias, podendo ou não ser acompanhados de febre”, pontua u

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 75


EDUCAÇÃO |

Especial

a médica. Nessas situações, recomenda-se que as lavagens nasais sejam intensificadas, a fim de reduzir os sintomas e acelerar a recuperação. As soluções salinas, diz, devem constar não apenas na maleta de primeiros socorros das mamães, mas também na mochila da criança, para que a limpeza seja feita na escola ou creche. Antes do início das aulas, ainda é importante garantir que o check-up esteja em dia. Uma atenção especial deve ser dada a exames de visão e audição, já que alguns distúrbios são imperceptíveis no dia a dia.

As doenças mais comuns que as crianças estão sujeitas são os resfriados, amigdalites, rinites, sinusites, otites, bronquite, asma e pneumonias. Para o otorrinolaringologista Edgard da Veiga Lion Neto, cuidados simples, tanto da escola como dos pais, diminuiria a incidência ou minimizaria os efeitos das doenças.

DICAS DO ESPECIALISTA

lMantenha a imunidade do seu filho nas alturas. Uma boa alimentação composta por mel, probióticos, frutas cítricas como limão e laranja, ômega 3, verduras e legumes como cenoura e couve, além da hidratação, contribuem para uma imunidade saudável. Em pacientes específicos e com indicação específica, pode-se utilizar agentes que reforçam a imunidade, como imunomoduladores. lAinda assim a doença respiratória apareceu? Evite

76 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

Volta às Aulas levar a criança que já está infectada para a escola. No entanto, se isso não for possível, comunique a escola sobre a doença do aluno e não descuide dos princípios gerais de cuidados com a criança – hidratação e alimentação. É importante realizar uma boa higiene nasal e manter o calendário de vacinação da criança sempre em dia. lEvite o ar-condicionado nos pequenos. O uso de condicionadores de ar deve ser evitado sempre que possível na exposição de bebês e crianças, pois esses aparelhos retiram a umidade do ar, ressecando muito as mucosas e potencialmente causando complicações para a fisiologia nasal normal. Prefira sempre métodos de alívio da temperatura que mantenham ao máximo a umidade do ar que se respira, como humidificadores a base de água. lLave bem as mãos e com frequência. Infecções das vias aéreas no período escolar infantil são comuns, principalmente as virais. O contato de crianças portadoras dos agentes infecciosos com outras crianças é quase que inevitável, mas, a educação no sentido de lavar as mãos, não levar os dedos aos olhos ou nariz e não compartilhar utensílios da criança infectada com as outras crianças são medidas que ajudam a prevenir a incidência de transmissão. n

Saiba montar um lanche saudável Alimentos à base de açúcares e gorduras devem ser evitados, recomendam nutricionistas


P

ara ter uma alimentação equilibrada e de acordo com a pirâmide alimentar, é recomendado ingerir alimentos de todos os grupos alimentares: energéticos, reguladores e construtores. O mesmo princípio é válido na hora de montar a lancheira das crianças. O primeiro grupo é rico em carboidratos e fornece energia para o corpo. Os alimentos reguladores auxiliam em várias funções do organismo e são compostos por hortaliças e frutas em geral. Já os construtores são ricos em proteínas, como carnes, ovos, leite e derivados. “O grupo construtor pode ser representado pelo recheio do lanchinho, como um queijo. O dos reguladores por frutas e suco de frutas, enquanto nos energéticos estão o pãozinho ou o bolo de frutas, por exemplo”, diz a nutricionista Adriana Piva, do Hospital São Luiz Jabaquara, de São Paulo. Para conservar melhor a comida, o ideal é que a criança possua lancheira e garrafa térmicas, principalmente para armazenar os alimentos perecíveis. Caso contrário, eles devem ser evitados. Além disso, segundo a especialista, os pais devem sempre evitar os alimentos à base de açúcares e gorduras, como bolos industrializados e com recheio, frituras, processados, doces, chocolates e iogurtes.

Sugestões da nutricionista para o dia a dia: l1 banana prata + 200 ml de suco de maracujá + 2 pãezinhos com queijo. l150 g de cereal sem açúcar + 200 ml de suco de manga + 1 pera. l 1 tangerina + 1 bebida láctea + 1 fatia de bolo simples de maçã. l1 barra de fruta de morango + 200 ml de suco de abacaxi + 3 pães de queijo pequenos l1 maçã + 1 bebida láctea + 1 biscoito goiabinha. n

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 77


EDUCAÇÃO |

Especial

Volta às Aulas

Cuidado com a mochila

E

Especialistas dão dicas sobre o peso da mochila e como ela deve ser escolhida

las conquistaram seu espaço e hoje estão presentes em diversas atividades. Nas escolas, então, é um item praticamente indispensável. As mochilas, contudo, podem trazer problemas para a saúde de crianças e adolescentes se alguns cuidados não forem tomados para evitar excesso de peso. A Academia Americana de Pediatria considera que o ideal é que a mochila tenha entre 10% e 20% do peso corporal do estudante. Há instituições que defendem o percentual de 15%. O ortopedista pediátrico e professor na Santa Casa de São Paulo, Claudio Santili, explica que falta consenso porque não há pesquisas conclusivas sobre o tema. Ele defende que o peso máximo do material escolar carregado pelos estudantes seja 10% do peso corporal. O uso de mochilas com peso excessivo, especialmente se carregadas de

ESCOLA

CURSOS

78 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

forma inadequada, pode provocar dores e até problemas na postura, explica o profissional. “Se for carregada de forma inadequada, apenas de um dos lados do corpo, vai provocar contração da musculatura do lado oposto e a criança pode ter dor muscular. Se isso se prolongar, pode levar à postura inadequada”. Ao escolher uma mochila, segundo o especialista, é importante que ela seja leve. Quando estiver vazia, não deve pesar mais que meio quilo. O ideal é que seja de duas tiras, pois as de tira única para o ombro não distribuem o peso uniformemente, o que pode causar problemas de postura. O estudante deve tensionar as tiras para que a mochila fique bem junto ao corpo e aproximadamente a cinco centímetros acima da linha da cintura. As alças devem ser acolchoadas, reguláveis e com largura mínima de quatro

centímetros na altura dos ombros. Tiras estreitas podem causar compressão nos ombros e restringir a circulação. É interessante também concentrar os objetos mais pesados no centro da mochila e mais próximos das costas. Estas orientações foram elaboradas pelo Proteste e pela Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica.

CURSOS


4 dicas para ser mais produtivo

DICAS DO ESPECIALISTA O neurocirurgião especialista em coluna vertebral pela Universidade Federal de São Paulo, Alexandre Elias, elaborou uma lista com quatro dicas que devem ser levadas em conta para evitar que o desenvolvimento da coluna vertebral de crianças seja prejudicado: lPeso recomendado: O ideal é que a criança ou adolescente não carregue mais que 10% do seu peso. lModelo mais adequado: Como a lista de materiais costuma ser extensa e com muitos itens que pesam e precisam ser levados diariamente para a escola, o mais recomendado é utilizar mochilas e malas com rodinhas, daquelas com o puxador rente à mão e com ajuste de altura. Além de mais confortáveis, evitam o sobrepeso e a má postura. Na impossibilidade de comprar uma mala de dessas, o mais indicado é que se use as mochilas que são presas também na região lombar, que deve ser proporcional à altura da criança. Além disso, o correto é usar as duas alças, e não apenas uma em um lado do ombro. Outro fator importante é educar a postura, mantendo a coluna sempre ereta e o abdome para dentro, para a melhor distribuição do peso no eixo correto do corpo lAtenção à postura e queixas de dor: Quando falamos em problemas na coluna, sempre associamos às doenças relacionadas ao envelhecimento natural. Mas, o que muitas pessoas desconhecem é que crianças também podem desenvolver problemas na coluna, sejam eles ligados à má postura, sobrecarga, genética ou sobrepeso. Por isso, é importante observar as queixas de dores ou incômodos do seu filho, que em casos de persistência, devem ser analisadas por um médico especialista. lConsequências da sobrecarga: O excesso de peso da coluna vertebral da criança pode contribuir para o agravamento ou mesmo surgimento da escoliose (desvio da coluna) que, apesar de acometer pessoas de todas as faixas etárias, costuma ter início ainda na fase de crescimento, afetando cerca de 3% dos adolescentes, especialmente o sexo feminino. n

CURSOS

Especialista explica que planejamento facilita os estudos e mostra com fazê-lo

P

lanejamento, ambiente propício e energia são elementos-chave para melhorar o aprendizado. Segundo o especialista em administração do tempo, Christian Barbosa, algumas ações práticas tornam os estudos mais produtivos. “Estudar não precisa ser uma atividade chata”, afirma. A organização, ressalta, é a porta inicial para que o estudante entenda a importância da gestão do tempo em sua vida. “Quanto mais cedo perceber que isso é imprescindível, mais ele poderá gerar e colher frutos com a sua prática”, destaca. O primeiro passo é elaborar um plano de estudos e Christian recomenda que isso seja feito no sábado ou domingo. Toda a semana deve ser planejada e assim será possível ter tempo para as outras atividades além do estudo, que também são importantes. Veja as dicas na próxima página: u

DANÇA

IDIOMAS

IDIOMAS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 79


EDUCAÇÃO |

Volta às Aulas

Especial

DICAS DO ESPECIALISTA lElabore um plano de estudos: O ideal é criar um plano de estudos semanal. Se você deixa para olhar na segunda-feira quais são as tarefas do dia seguinte, o seu tempo fica muito apertado e não sobra espaço para lidar com possíveis imprevistos ou urgências. Recomendo que reserve um dia, como o sábado ou o domingo, para avaliar a semana inteira, considerando provas, entregas de trabalhos e todas as atividades importantes. A partir disso, monte uma agenda para a sua semana e coloque essas atividades onde preferir: um quadro branco, uma folha de papel, agenda ou mesmo em um aplicativo de celular.

Atenção com a visão das crianças

lAntecipe as atividades: Ao montar a agenda, visualize o que você pode fazer antes do prazo final. Se tiver uma prova na quarta, em vez de estudar todo o conteúdo em um único dia, divida em três etapas, uma em cada dia, com no máximo 30 minutos. Isso vai ajudar a desenvolver um pensamento sobre a matéria e não vai te sobrecarregar. lEscolha o ambiente certo: Crie um ambiente que favoreça os estudos. É importante atentar-se à iluminação, pois locais escuros não favorecem os olhos e tornam a atividade mais cansativa. Pesquisas comprovam que músicas clássica e barroca ajudam a aumentar o nível de concentração, a ampliar a percepção sobre a matéria, a reter informações com mais facilidade e a desenvolver a memória. Que tal tentar? lAtenção ao nível de energia: Estudar exige disposição e energia. Caso contrário, em algum momento, algo vai dar errado. Dormir bem e se alimentar corretamente são essenciais para a manutenção da saúde do cérebro e garantem uma melhora na performance. n

IDIOMAS

IDIOMAS

Programa de Imersão em Inglês

Semeanddoe valores

Play, Learn

Era uma vez...

and

Grow...

T gether! Arte/Arts

Culinária/Cooking Jardinagem/Gardening E muito mais!

E viveram felizes para sempre!� Seu Filho vai aprender inglês brincando! MATRICULE SEU FILHO JÁ - 3 À 9 ANOS

80 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

Contato: Ana Maria 71 3379-6684 Silvia Martins 71 9123-7447

brinkandplay

IDIOMAS


V

isitar um oftalmologista antes de retorno às aulas é algo que deve estar na lista de afazeres dos pais neste período do ano. De acordo com o Ministério da Saúde, 30% das crianças em idade escolar no país apresentam algum tipo de ametropia. O dado também é confirmado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), que aponta que de 3% à 10% delas, com idades entre 7 e 10 anos, precisam usar óculos. Já segundo o Ministério da Educação, mais de 22% dos casos de abandono dos estudos são motivados por problemas na visão. A descoberta de algum problema na saúde ocular pode ajudar a criança a ter um melhor desempenho em sala de aula. “É muito importante que a criança esteja enxergando bem, para que ela possa atingir todo o potencial que tem de aprendizado na escola”, aponta o oftalmopediatra Tiago Ribeiro. Doenças como dor de cabeça e dificuldades de visualizar o que foi escrito no quadro pelo professor são as queixas mais comuns no consultório médico. “Essas queixas podem estar relacionadas a alterações visuais ou a maus hábitos posturais e de uso da visão”, explica o profissional. Segundo o médico, a falta de atenção também pode estar ligada a algum problema na visão. “A criança que não vê bem, dificilmente manterá a concentração na escola. Algumas ficam mais introspectivas e outras mais agitadas, inquietas.” Além disso, o médico ainda chama a atenção para o fato de que às vezes as crianças não sabem informar aos pais ou responsáveis o que está causando incômodo, reforçando a ideia da importância da realização de uma consulta de rotina. O especialista ainda comentou que quando a correção óptica é feita da maneira acertada, é comum notar uma mudança positiva no comportamento das crianças. Tiago Ribeiro recomenda que os pais fiquem atentos às ações dos filhos e ainda lembra que, no início, alguns problemas na

Dificuldade no aprendizado, muitas vezes, está relacionada a problemas de visão visão não geram queixas. “Os pais podem observar se o filho está se aproximando muito da TV ou outros objetos e se seus olhos estão lacrimejando em excesso. Entretanto, é importante ressaltar que alguns problemas visuais não geram queixas inicialmente. A criança pode ver bem com um olho e ter sérios problemas no outro, sem que isso chame a atenção dos pais.” Para que a vida escolar de uma criança não seja prejudicada por problemas na visão, o médico aconselha aos pais a realizarem visitas frequentes ao oftalmologista. “Leve seu filho periodicamente a um oftalmologista. O ideal é a avaliação ao nascimento, o teste do olhinho, e uma consulta de rotina após os seis meses de idade, com seguimento anual. Assim, a saúde ocular e o desenvolvimento visual da criança são acompanhados e preservados”, ressalta. n

IDIOMAS

IDIOMAS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 81


EDUCAÇÃO |

Especial

Volta às Aulas

Dar mesada pode gerar economia Reinaldo Domingos

O

tema é polêmico, muitos pais se perguntam o porquê de dar mesada, quando começar e como estabelecer o valor. A volta às aulas é excelente momento para começar e pode até gerar economia nas contas da família. Ao contrário do que muitos pensam, a mesada não é um incentivo ao consumo, e sim forma de educar financeiramente as crianças. Vou explicar melhor: a infância é a fase ideal para desenvolver comportamentos que serão levados por toda a vida, por isso é importante implantar a mesada quan-

do notar que a criança está pedindo dinheiro com frequência e já mostra ter seus primeiros hábitos de consumo. Normalmente, crianças e jovens consomem durante a rotina escolar, com gastos com alimentação, por exemplo. Sendo orientadas para usar o dinheiro de forma sustentável e poupar parte dele para realizar seus sonhos no futuro, as crianças se tornam menos consumistas e mais conscientes. Os reflexos são notados em casa. Algo que percebo é que muitos pais acreditam que não dão mesada, mas dão pequenas quantias constantemente aos filhos, de forma não sistematizada. Afinal, é

LIVRARIA

MÚSICA

71 3508.9447 | 71 99217.2687

R. Juracy Magalhães, 23. Villas do Atlântico, Lauro de Freitas

82 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


comum que as crianças peçam dinheiro para fazer pequenas compras, como de guloseimas e brinquedos, e isso caracteriza a mesada voluntária. Há oito tipos de mesada, que categorizei em meu livro Mesada não é só dinheiro (Editora DSOP), como a mesada financeira e a mesada econômica. Veja a seguir, já que as famílias devem agir de acordo com a sua situação financeira. E sabe o que todas essas formas de mesada têm em comum? Elas priorizam os sonhos da criança e da família. O ideal é que elas tenham pelo menos três: um a ser realizado em curto prazo (em até um mês), outro de médio prazo (entre três e seis meses) e outro de longo prazo (após seis meses). Ter a conquista dos sonhos como prioridade na lida com o dinheiro é o que levará essa geração a ser menos endividada e inadimplente no futuro. MESADA FINANCEIRA A mesada financeira é dada para a criança aprender a administrar o dinheiro que ganha. Trata-se de um valor fixo determinado pelos pais ou responsáveis, tendo em vista a necessidade de transição da mesada voluntária para a mesada financeira. Nesse momento, recomendo que 50% do valor seja destinado para a poupança dos sonhos e 50% para

MÚSICA

as despesas da criança, sempre lembrando que o dinheiro nunca será mais importante que os sonhos. MESADA ECONÔMICA Na mesada econômica, os pequenos são incentivados a poupar recursos em casa, como energia elétrica e água, para que realizem seus sonhos

com o valor economizado. Assim, mesmo a família que não tem condições de dar mesada em dinheiro, pode educar financeiramente seus filhos com as economias feitas no lar a cada mês. Dessa forma, os pequenos aprendem que economizar recursos é um dos caminhos para realizar seus sonhos. n

Reinaldo Domingos está a frente do canal Dinheiro à Vista. É Doutor em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin – www.abefin.org.br)e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br). Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller Terapia Financeira.

MÚSICA

REFORÇO ESCOLAR

REFORÇO ESCOLAR

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 83


NÃO FAÇA ISSO EM CASA Arquitetos elegem os dez piores erros em projetos de decoração, como falta de espaço e excesso de adornos

D

ecoração é questão de gosto. “O maior erro é não ouvir as necessidades do cliente e tentar impor um estilo”, diz a arquiteta Jóia Bergamo. Logo, é preciso conciliar o desejo de quem mora na casa com os mandamentos básicos do design. Respeitar espaços, medidas e evitar excessos são alguns deles, segundo arquitetos. Mas isso nem sempre acontece. Veja, a seguir, os principais erros de decoração apontados por especialistas. n POUCO ESPAÇO Manter um bom espaço de circulação entre móveis e itens decorativos é fundamental em um projeto. A recomendação é que haja uma distância de 60 a 80 cm entre as peças, segundo a arquiteta Samia Testa. Uma decoração equilibrada depende também da escolha de móveis com as medidas certas. Comprar sofás e mesas muito grandes é um dos erros, afirma a arquiteta Érica Salguero. Outro problema é a altura das peças, que deve ser calculada para não gerar desconfortos. O assento, o braço e o encosto do sofá, por exemplo, devem ficar a cerca de 40 cm, 60 cm e 70 cm do chão. Já a mesa de jantar deve ficar cerca de 30 cm acima do assento da cadeira n CORTINA CURTA Para janelas e portas que vão do teto ao chão, o tecido deve ficar rente ao piso ou com uma sobra de um ou dois centímetros na parte de baixo e no topo. “Estilo calça ‘pula brejo’ não fica elegante”, diz a arquiteta Samia Testa. Também é preciso deixar uma folga de 20 cm nos lados. Para as persianas, a regra é quase a mesma. “Mas a barra não deve encostar no chão”, lembra a arquiteta Lilian Catharino. No caso das janelas pequenas, Samia sugere que haja uma sobra de, no mínimo, 20 cm embaixo e em cima. Quanto às cores da cortina, as neutras são as mais indicadas para não marcar tanto o ambiente, segundo a arquiteta n ARMÁRIO SEM PROFUNDIDADE É garantia de cabides tortos e roupas amassadas. A arquiteta Érica Salguero recomenda que haja um espaço mínimo de 60 cm entre a porta e o fundo do armário para que as peças fiquem bem acomodadas. “Se a pessoa tiver casacos e ternos, deixo uma profundidade maior”, diz. Outro erro comum é comprar um guarda-roupa com divisões que não se adequam às necessidades da família, diz Salguero. Para não errar, a dica é olhar para o armário antigo e ver quais itens precisarão de mais ou menos espaço. “O problema é que, muitas vezes, as pessoas compram sem planejamento”, diz n TELEVISÃO ALTA OU BAIXA A televisão da sala deve ficar a cerca de um metro do chão, enquanto

84 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

no quarto o equipamento deve ser instalado um pouco acima, a uma altura de 1,30 m, segundo o arquiteto Lisandro Piloni. “Se ficar muito embaixo, pode ser desconfortável, e o pé ainda pode atrapalhar a vista”, diz ele. Também é preciso ficar atento quanto à distância entre o sofá e o aparelho, como observa a designer de interiores Milena Purchio. Ela recomenda que haja um espaço de 1,8 m para televisões de 32 polegadas, 2,8 m para de 50 polegadas e 3,8 m para as de 71 polegadas n TAPETE NO LUGAR ERRADO Parte do tapete (de 10 a 20 cm) deve ficar embaixo do sofá, explica a arquiteta Samia Testa.


te, na opinião da designer de interiores Naomi Abe. Para ela, os adornos só devem ser usados nos lugares em que as espécies não serão bem cuidadas. Até porque vai na contramão da tendência de plantas e jardins dentro de casa, como lembra a designer de interiores Paola Ribeiro. “Com tantas espécies lindas no Brasil, é um pecado usar as falsas”, diz. É preciso também tomar cuidado com vasos e plantas muito altos, principalmente em apartamentos com pé-direito baixo, observa a arquiteta Jóia Bergamo n EXCESSO DE ADORNOS Misturar poltronas, sofás, quadros e itens decorativos que não combinam entre si em um mesmo ambiente é um dos principais erros, segundo a arquiteta Adriana Helú. “As pessoas vão comprando as coisas sem pensar em como ficariam juntas”, diz. “O desafio é fazer uma composição harmoniosa com itens diferentes.” Mas sem abusar do excesso de adornos, principalmente em áreas sociais como a sala, lembra a designer de interiores Milena Purchio. Coleções de objetos pessoais e enfeites com valor afetivo para moradores podem ficar no quarto e no escritório. n TUDO COMBINANDO Decorar a casa com apenas um estilo e móveis parecidos deixa o lugar sem personalidade, de acordo com a designer de interiores Paola Ribeiro. “O lugar deve ter seu DNA e sua história”, diz ela. “É importante misturar, para que não fique com cara de loja.” Ela sugere, por exemplo, a combinação de móveis antigos da família com peças novas. A designer de interiores Naomi Abe também é a favor da mistura de estilos diferentes, especialmente do antigo com o contemporâneo. Para saber o que vai combinar, é fundamental saber as proporções e medidas do espaço

“Assim, o tecido fica sempre esticado e bonito. Se fica solto, embola com facilidade”, afirma. E nada de comprar tapete do mesmo tamanho do móvel. Nas laterais, é preciso deixar uma sobra de aproximadamente 50 cm, segundo o arquiteto Lisandro Piloni. Tapetes muito pequenos podem fazer com que o ambiente pareça menor. Para a arquiteta Lilian Catharino, a peça deve ser proporcional ao tamanho do espaço, acomodando em cima a maior quantidade de móveis e itens possível para dar uma sensação de amplitude n FLORES ARTIFICIAIS Usar réplicas de plantas e flores em vez das originais desvaloriza a decoração de um ambien-

n MUITO ESPELHO Com imóveis cada vez menores, exagerar na quantidade de espelhos nos cômodos tem sido um erro comum, diz o arquiteto Felipe Rezende. “É um elemento importante, que dá sensação de amplitude, mas, quando mal colocado, pode enjoar”, afirma. Ele sugere o uso de espelhos menores, instalados em pontos específicos – na entrada da casa, atrás das cadeiras da sala de jantar e dentro do armário do quarto, por exemplo. Segundo ele, peças que ocupam a parede inteira deixam o ambiente “pesado”. Já modelos redondos, com estilo retrô, são a moda da vez. Fitas de led atrás do espelho também têm sido muito usadas n LUSTRES DEMAIS Lustres são parte importante da decoração. Mas sem exageros: para a arquiteta Jóia Bergamo, três pendentes são suficientes em um espaço. Ela sugere que sejam colocados na sala de jantar, no hall e no quarto. Spots de luz e iluminação embutida são alternativas para os outros lugares. “O excesso de iluminação estraga um bom projeto”, afirma. Outro problema é não levar em conta os demais componentes da decoração ao planejar a iluminação de um espaço. “Os acabamentos podem refletir pontos de luz e trazer desconforto visual”, diz a arquiteta Silvia Almeida, do escritório MIS Arquitetura. Júlia Zaremba / Folhapress.

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 85


ARQUITETURA

ARQUITETURA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

86 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

CONST. & REFORMA


CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CORTINAS

CORTINAS

DECORAÇÃO

CORTINAS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 87


DECORAÇÃO

DIVISÓRIAS

ELETRICISTA

ESTOFADOS

ESTOFADOS

FORROS

FORROS

88 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

FORROS

FORROS


HORTO

MADEIREIRA

MADEIREIRA

MÁRMORES & GRANITOS

MÁRMORES & GRANITOS

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MÓVEIS PLANEJADOS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 89


MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS PLANEJADOS

PÁTINAS

PROMOÇÃO TROCA DE SHOWROOM TODO MOSTRUÁRIO A PREÇO DE FÁBRICA

PELÍCULAS

Lauro de Freitas, próximo a Torre de pizza

71 3508-0159 / 71 98106-7168 PERSIANAS

PISCINAS

PORTÕES

REDES

90 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

REDES DE PROTEÇÃO

PORTÕES


SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SERVIÇOS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 91


SERVIÇOS GERAIS

SERVIÇOS GERAIS

TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

92 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

TELAS MOSQUITEIRAS


TOLDOS toldospotiguarr@gmail.com

Tels.:

71 9929 60448 (tim) 71 9997 65692 (vivo)) 71 9873 23066 (oi)

Toldo de enrolar c/ braços Toldo braços articulados Toldo Fixo (reto ou curvo) Toldo garagem

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

CONTRATE COM SEGURANÇA l Confira sempre a qualidade do serviço antes de contratá-lo. l Certifique-se de que o anunciante possua referências confiáveis. l Requeira sempre nota fiscal do serviço contratado, é um direito seu. l Os textos e responsabilidades de fornecimento desses serviços são única e exclusivamente do anunciante. l Evite realizar depósitos ou pagamentos antecipados, sem ter verificado a idoneidade do prestador do serviço. l Em caso de ter sido vítima de fraude, procure imediatamente a delegacia mais próxima para fazer um Boletim de Ocorrência. Comunique também à revista Vilas Magazine, pois sempre que o anunciante se revela inidôneo ou que haja recorrentes reclamações dos clientes, o setor jurídico determina a suspensão da veiculação dos anúncios, até que se resolvam os questionamentos.

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 93


ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

ADVOCACIA

ADVOCACIA

ÁGUA / PURIFICAÇÃO

ANDAIMES

ANDAIMES

www.amesandaimes.com.br 94 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

ANDAIMES


ANTENAS

ANTENAS

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

ARTIGOS ESPORTIVOS

ARTIGOS ESPORTIVOS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 95


ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

96 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CARRETOS

COACHING

AUTOESCOLA

CARRETOS

CHAVEIROS

CONSULT. FINANCEIRA

CHAVEIROS

CONTABILIDADE

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 97


CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

98 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

ENTULHOS & PODAS

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 99


ENTULHOS & PODAS

ENTULHOS & PODAS

ESTOFADOS

100 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


ESTOFADOS

ESTOFADOS

FOGÕES

GÁS

FOGÕES

GÁS

GRÁFICA

HOSPEDAGEM

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 101


INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

102 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

LAVAGEM


LAVANDERIA

QUEM DISSE QUE A JHENNY LAVA ROUPA SUJA

98147-6203

EM CASA?

JHENNY ANDRADE Ring Girl do UFC Cliente Lava e Leva

PLANOS A PARTIR DE

149,90

por mês

FAÇA COMO A JHENNY ANDRADE E VEM PRA LAVA E LEVA VOCÊ TAMBÉM! End.: Av. Praia de Pajussara, 294, Qd. A07, Lt. 05. Vilas do Atlântico - Lauro de Freitas

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 103


LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

MODA INFANTIL

104 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018


PET SHOP

POÇOS

TÁXI

TRANSPORTE

TRANSPORTE ESCOLAR

SALÃO DE BELEZA

TÁXI

TRANSPORTE ESCOLAR

TRANSPORTE ESCOLAR

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 105


Picapes Fiat Toro e Chevrolet S10: Preços parecidos e portes diferentes

É

difícil achar motivos racionais que expliquem o aumento do interesse por picapes com cabine dupla, mas é fato que o segmento vive seus melhores dias. Até Mercedes-Benz e Renault lançaram as suas, e a Volkswagen prepara um modelo intermediário entre a Saveiro e a Amarok. Duas opções de portes diferentes, mas com preços próximos, passaram recentemente pelo teste Folha-Mauá, em São Paulo. A Chevrolet S10 foi avaliada com motor 2.5 flex e câmbio automático (a partir de R$ 111,5 mil), versão que concorre diretamente com a Fiat Toro 2.4 flex com pacote Road (R$ 109,5 mil). Ambas são equipadas com sistema de som com tecnologia bluetooth, cobertura de lona na caçamba, ar-condicionado e direção com assistência elétrica. Os modelos fazem sucesso entre as opções de porte médio. A Fiat teve 50,7 mil unidades emplacadas em 2017, enquanto a Chevrolet foi parar em 30,4 mil garagens Brasil afora. Entre as duas está a Toyota Hilux, com 34,4 mil unidades vendidas. A S10 segue a fórmula tradicional, com tração traseira e chassi separado da carroceria. Até parece carro de luxo, dado

106 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

Fiat Toro 2.4 o capricho nos encaixes dos plásticos da cabine. Mas basta girar a chave e ouvir o ronco encorpado do motor para sentir que se trata de bicho do mato. A versão mais em conta da picape Chevrolet tem tração traseira, mas pode ser 4X4 como a versão LTZ

Cabine da picape Fiat Toro 2.4, que vem equipada com direção com assistência elétrica


com as pernas um pouco recolhidas. A situação poderia ser contornada caso houvesse regulagem de profundidade na coluna de direção. Ao menos o volante é levíssimo nas manobras de estacionamento. Quem nunca dirigiu um utilitário de maior porte terá adaptação mais fácil na Toro. Com tração dianteira e características de SUV compacto, não causa estranheza aos novatos. Para ter tração integral, é preciso investir no modelo a diesel, que custa a partir de R$ 134,4 mil na versão automática.O desempenho não é de carro esportivo, mas a picape Fiat com motor 2.4 flex anda mais e consome menos que a rival Chevrolet, 106 quilos mais pesada. da foto caso o comprador esteja disposto a pagar R$ Item mais importante de um utilitário desse tipo, a capacidade de carga 9.000 extras. O ponto fraco da S10 está na posição é superior na S10: são 940 quilos da versão LT 4X2 ante 650 kg da conde dirigir um tanto desconfortável: o motorista segue corrente Fiat com motor 2.4, que também perde no volume da caçamba. Embora seja menos confortável ao rodar, a picape Chevrolet oferece mais comodidade no banco traseiro. Há bom espaço para pernas e cabeça, com boa inclinação do encosto. A Fiat é mais apertada, cansa os ocupantes em viagens longas. Para quem precisa de uma caçamba grande e encara trechos fora de estrada com frequência, a S10 é a melhor opção. Parruda, suporta bem o trabalho pesado e oferece itens de conforto compatíveis com seu preço. Porém, se o uso será prioritariamente urbano, a Toro é a escolha sensata. São 46 centímetros a menos no comprimento, associado à largura de carro compacto. A suspensão suporta a buraqueira sem fazer motorista Cabine da picape média Chevrolet S10 2.5 flex; utilitário e passageiros sofrerem. é equipado com sistema de som com tela sensível a toque

Chevrolet S10 2.5 flex

Texto: Eduardo Sodré. Fotos: Zanone Fraissat / Folhapress.

Mais rápida que o seguro!

Pr

da

inc

sB

at

es

er

ia

a

s

Baterias entrega e instalação

Serviços completos de oficina »»» Atendemos os clientes mais rápido que a seguradora. Consulte-nos www. 71 3369 3996 princesadasbaterias 71 3243 1544 .com.br

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 107


TRIBUNA DO LEITOR

Neste espaço o leitor pode sugerir pautas, criticar matérias abordadas pela revista, fazer denúncias de problemas e irregularidades que atingem a comunidade. Envie email para redacao@vilasmagazine.com.br com seus dados pessoais e contatos

Festas em Vilas do Atlântico Uma vez, hospedado em um hotel em uma zona residencial de Paris, questionei ao motorista de um ônibus de turismo porque, diferentemente do habitual aqui no Brasil, o veículo só era ligado quando todos os passageiros já estavam em seus assentos e imediatamente antes se locomover. A resposta que recebi foi que, caso permanesse com o motor ligado, os moradores acionariam a polícia e seria uma grande encrenca, por causa do transtorno causado à vizinhança. Corta para a praia de Vilas do Atlântico, dia 13 de janeiro de 2018, 18 horas. O som potente anuncia o início de uma festa de música eletrônica de longa duração, denominada Rave. Não vou entrar no mérito da qualidade das músicas, nem o que se faz ou se consome nesses locais. Muito menos me ater às questões de segurança e de que se trata de um local de desova de tartarugas marinhas. Vou focar, simplesmente, no descaso e na falta de respeito aos moradores da vizinhança, obrigados a suportar, compulsoriamente, a um martírio noturno que só terminou no dia seguinte, com o sol já queimando a pele. Onde está o bom senso? Consta que o evento foi aprovado por duas esferas: União e Município. Ninguém sabe que se trata de uma zona residencial com casas a 20 metros do palco? Vou mais além. Quem teria a ideia de promover um evento desse tipo em um local pacato de moradia? Não existe mais respeito ao próximo? Será que essa pessoa não recebeu valores elevados em sua educação? A indignação vai dando lugar à tristeza. Estamos muito longe de termos um país desenvolvido. Nem precisava ser desenvolvido economicamente, bastava termos um desenvolvimento social com o mínimo de respeito aos direitos individuais e coletivos. Augusto Borba. Morador de Vilas do Atlântico, que ouviu o som da rave a noite toda, sem poder dormir, mesmo estando sua residência a 3Km do local do evento. n Sou moradora de Vilas do Atlântico desde 1991, e apesar do descaso público e a degradação do local, ainda é prazeroso e conveniente mantermos residência no bairro. Contudo, precisamos unir esforços para coibir a onda de festas e eventos, com objetivo de

108 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

ganhar dinheiro, que vem se expandindo no bairro. Na noite de 13 para 14 de janeiro de 2018, houve uma festa (segundo a PM – após eu ter ligado, tratava-se de uma festa Rave na barraca Timoneiro), que durou até 6 da manhã, infernizando a vida dos moradores. Peço a essa conceituada revista, que, se possível apure os fatos e faça uma reportagem. Cássia Dantas. Moradora de Vilas do Atlântico. nCaro Editor Carlos Accioli Ramos. Quero demonstrar, pelas páginas da “nossa” revista Vilas Magazine, como um meio de comunicação sério e com grande conceito em nossa região, nosso repúdio pelo desrespeito da prefeita Moema Gramacho em conceder autorização para um mega evento numa área totalmente residencial, sem antes sua equipe fazer um levantamento in loco nos lares das proximidades para saber se tem crianças recém nascidas, pessoas enfermas, idosos com problemas de saúde e com idades acima de 65 anos. Mais uma vez quero deixar claro que a digníssima prefeita desrespeitou todos os moradores das imediações, focando apenas no interesse financeiro. O nível do som ultrapassou dos 200 decibéis. Esperamos que no próximo evento isso não repita pois nossas reações serão repreensivas com apoio do Ministério Público Federal. O evento para o qual a prefeitura liberou alvará para a festa da virada no Vilas Tênis Club, maltratou a comunidade, durante toda a noite, com o estrondoso ruído de até 247 decibéis. Nenhuma residência no entorno do clube pode realizar sua festa familiar, pois ninguém ouvia ninguém, não se podia conversar, descansar, dormir. Carlos Alberto Leal Brandão. nQuero fazer uma denúncia referente ao evento de ráveillon realizado na Avenida Praia de Copacabana, no Vilas Tênis Club. Somos moradores há mais de 30 anos e nunca passamos por algo parecido. O volume do som utilizado no evento era ensurdecedor, já começando às 15 horas, com “testes de som”, prolongando-se até, pasmem, ás 7 horas da manhã do dia seguinte. Ligamos para todos os órgãos, polícia, sucom/prefeitura (número 153). Temos gravações de todas as ligações. As janelas de nossa casa tremiam sem parar e os alarmes dos carros disparavam com a pressão sonora. Não conseguíamos nem conversar dentro de nossa própria casa. Temos vídeos comprovando que os decibéis ultrapassavam

80, o que está bastante acima da legislação assinada pela própria prefeita Moema Gramacho, que estabelece o limite de 50 decibéis em áreas residenciais. Estudos comprovam que exposição prolongada a 80 decibéis causa danos irreversíveis aos ouvidos. O último show do evento começou às 5h21 da manhã, sem qualquer diminuição no volume. Integrantes da polícia militar revelaram que concordavam com nossa queixa, mas nada podiam fazer, pois a prefeitura estava “protegendo a festa”. Imploro para que vocês abordem esse tema na próxima edição, apurem junto a outros moradores da área, que certamente confirmarão o abuso, de um rèveillon de pesadelos. Enviei pra vocês no perfil do Facebook os prints de postagens, vídeos que fizemos, e fico à disposição para quaisquer esclarecimentos. Candice Fiais. Moradora de Vilas do Atlântico.

SALVA reage contra liberação de eventos em locais proibidos Ações da SALVA em função da temporada de eventos em Vilas do Atlântico: l O primeiro foi o mega evento Sollares na praia de Buraquinho. Uma festa Rave em local onde acontece desova de tartarugas protegidas pelo Projeto Tamar, e em frente a uma área residencial, que foi bastante prejudicada pelo volume excessivo do som, em nível muito acima do permitido por lei e tolerado pela audição humana, movimentação de caminhões e carros. Uma verdadeira loucura de festa que durou aproximadamente 12 horas, até o raiar do sol do dia seguinte, l O segundo evento ‘’Escandurras de Verão” aconteceu dia 18 de janeiro, na Av. Praia de Pajussara, um local totalmente inapropriado e cercado por residências. Estamos entrando com uma ação civil pública contra a SPU que autorizou o evento. Nosso setor jurídico já está cuidando para que não mais ocorram eventos semelhantes. Parceria SALVA X PMBA A SALVA estreita a parceria com a Policia Militar, beneficiando ações no loteamento, fazendo manutenção em veículos da 52ª CIPM, para que tenham 100% de sua efetividade, se mantendo por mais tempo nas ruas de Vilas do Atlântico, na praia e no calçadão. Márcio Costa, coordenador geral da SALVA.


Vilas Magazine - 20 anos Sr. Diretor-Editor Carlos Accioli Ramos. Sou leitor assíduo dessa excelente revista Vilas Magazine, e, mais ainda: um divulgador e estimulador de outros leitores, entre amigos, familiares e conhecidos, de outras localidades, inclusive Salvador. Em seu Editorial, na edição nº 228, de janeiro/2018, V.S. descreve a trajetória de lutas da revista, ao longo de 20 anos, e, inclusive, já em certa época, passado por alguma pressão, talvez por uma posição independente tomada pela revista, creio eu, sinceramente pelo bem comum. Afirmo aqui, que essa suposta pressão sofrida, tenha sido mais, pelo bom zelo que a revista teve e terá sempre pelo bem comum ou social, do que por uma crítica, sem conteúdo construtivo. A posição, de quem tem o poder público, social, ou econômico, numa convivência social e política, às vezes equivocada, em que vivemos, lamentavelmente, nem sempre é de sabedoria humilde e, elevado reconhecimento, em se aprende, e crescer, com opiniões sensatas, mas, a utilização de pressões autoritárias, arrogantes, para punir, coisa que continua se estendendo até os dias atuais. A revista tem propostas altamente positivas, artigos e matérias de alto nível, cultural, social, até além do seu tempo, e a nível de grandes metrópoles, progressistas, em que a nossa querida Lauro de Freitas ainda está por chegar. Quero aproveitar a oportunidade, inclusive estimulada, no Editorial citado, que o sr. Diretor-Editor, permita à revista, criar um espaço especial, para divulgação, de artigos mais incisivos de leitores, sobre assuntos sociais, culturais, ou de gestão administrativa, e, a cada mês, divulgar um escolhido criteriosamente pela revista, sob o título aqui sugerido: Editorial do Leitror, desde que, reconheço, não prejudique espaços da revista, que sabemos se tratar de um veículo de anúncios comerciais, os quais são de excelente qualidade, aliados à também primorosa qualidade material da revista Vilas Magazine. Parabéns pela sua vitoriosa trajetória. Valdique Alves. Cond. Campus Verdes. Caji. (alveserv@hotmail.com). Nota do Editor: Muito obrigado, caro leitor Valdique, pelos incentivos e reconhecimento à presença da Vilas Magazine na comunidade. Entendo ser plenamente pertinente sua sugestão em abrir espaço para leitores opinarem a respeito do cotidiano de Lauro de Freitas e região, oferecendo suas

FLAGRANTE DE ABUSO NA PRAIA DE VILAS DO ATLÂNTICO No domingo, 21 de janeiro, por volta das 17 horas, estava na praia de Vilas do Atlântico, da qual sou frequentador assíduo. Inacreditavelmente, havia um grupo de umas oito pessoas passeando à cavalo na praia, à beira-mar, onde estavam várias crianças brincando na areia (foto acima). Inclusive tive que sair da frente, para dar passagem ao ‘cortejo’ e não correr o risco de ser atropelado por um cavalo. Nesse período do ano, em que a nossa cidade recebe a visita de milhares de turistas, deveria haver fiscalização mais rigorosa por parte da prefeitura, também nas praias da cidade, para coibir abusos como esses. Alessandro Santos. Morador do Loteamento Miragem. sugestões em artigos para divulgação nas edições da revista. Todos que se sentiram incentivados a assim proceder, encontraram eco nas páginas da revista Vilas Magazine, nas seções Espaço Aberto (em artigos) e Tribuna do Leitor (para denúncias, reclamações, reivindicações e sugestões), disponibilizadas com esse propósito. Sinta-se à vontade para encaminhar suas colaborações.

Poluição Sonora A prefeitura de Lauro de Freitas não respeita nem o contribuinte nem as próprias leis municipais. Imaginem que deu autorização a um pequeno grupo da rua Vereador José Barbosa dos Reis, em Ipitanga, para fazer um carnaval na rua com trio elétrico a todo o som, passando de um lado a outro da rua, tirando o sossego de todos os outros moradores. Na véspera mandou fazer uma faxina na rua, coisa de se estranhar pois há muito não acontecia, instalou sanitários químicos e providenciou apoio policial. Quanto ao número 153 para denúncias, também foi interessante. Quando atende, anota a reclamação e guarda. Fui informada de que o Serviço de Proteção à Poluição Sonora não funciona aos sábados e domingos. Gostaram? As leis aqui não saem do papel, ou funcionam somente nas épocas de campanhas. Aproveito para deixar também o meu pe-

sar quanto à sujeira dos rios, principalmente o Rio Sapato que está há mais de um ano sem que ninguém lembre a não ser as muriçocas. Fiz várias queixas com protocolos e tudo, mas também ficou no papel. Mas o IPTU chegou em minha porta. Só para isto lembram do contribuinte. Célia Vianna de Aquino. Ipitanga. Os moradores da Rua José Barbosa dos Reis, em Ipitanga, acordaram preocupados, na manhã do sábado, 27 de janeiro. Sanitários químicos sob os passeios e um folheto anunciava o “Arrastão do Jade”, com as marcas da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas e da Polícia Militar da Bahia apoiando o evento. Como o 153, anteriormente disponibilizado pela Prefeitura para denúncias, não atende, moradores questionam através da imprensa e das redes sociais a quem recorrer para terem a sua tranquilidade garantida. É importante a prefeitura fornecer protocolo de atendimento aos denunciantes. Além de disponibilizar canais para as denúncias, é necessário que os atendentes recebam orientações para tratar do assunto, ter equipe com fiscais, equipamentos para medição dos decibéis e veículos suficientes para deslocamento e apreensão da fonte de som, conforme determina o Art. 20 da Lei nº1536 de 12 de novembro de 2014. Hendrik Aquino. Ipitanga.

Fevereiro de 2018 | Vilas Magazine | 109


TELEFONES ÚTEIS ATENDIMENTO MÉDICO SAMU.............................................................................................. 192 Hospital Aeroporto (24h).....................................................3288-8100 Hospital COF - Centro Médico (24h)......................... 3206-4444 / 4440 Hospital Jorge Novis (24h)....................................................3251-8149 Hospital Menandro de Farias (24h).......................... 3379-1799 / 0099 Unidade de Saúde Nelson Barros (24h)................................3288-8801 SERVIÇOS Correios (Vilas do Atlântico )................................................3369-3088 Coelba........................................................................... 0800 071 0800 Embasa (24h)................................................................. 0800 0555 195 Iluminação Pública - Citéluz (24h).................................0800-2848 181 SAC................................................................................ 0800 071 5353 SEGURANÇA Polícia Militar................................................................................... 190 Polícia Civil 23ª Delegacia (Centro)............... 3288-8920 / 8762 / 8373 Polícia Civil 27ª Delegacia (Itinga)........................................3116-1610 Gabinete do Delegado Geral do Estado...............................3116-6500 Plantão 24 horas...................................................................3378-3302 Denúncia (drogas, assaltos e roubos)...................................3235-0000

Polícia Federal (24 h)............................................................3319-6000 Furtos e Roubos de Veículos................................................3116-4623 Viatura de Vilas do Atlântico..............................................99609-7879 Polícia Rodoviária Estadual....................................... 3117-8317 / 8319 Guarda Municipal............................................................................ 153 SALVA....................................................................................3504-0356 Juizado de Pequenas Causas................................................3283-1905 Juizado de Menores.............................................................3283-3602 Ministério Público................................................................3378-4975 MEIO AMBIENTE Polícia Ambiental............................................................................. 153 Denúncia Ambiental.............................................................3369-9168 Licenciamento Ambiental.....................................................3369-2156 PREFEITURA DE LAURO DE FREITAS Gabinete do Prefeito............................................................3288-8621 Alvará de Obras e Funcionamento (Seplan)............. 3369-9196 / 9800 Centro de Controle de Zoonoses........................................ 3288-8912 Secretaria de Serviços Públicos (SESP)............ 3378-8500 / 3378-8502 u Limpeza urbana, coleta de lixo e varrição............ 0800 284 88 33 Vigilância Epidemiológica.....................................................3288-8911 Procuradoria Jurídica............................................................3369-3722

TÁBUA DAS MARÉS – Fevereiro / Março 2018 1º/2 - Quinta-feira 4h38....... Alta....... 2,6m 10h34..... Baixa..... 0,2m 16h53..... Alta....... 2,6m 23h02..... Baixa....-0,1m 2/2 - Sexta-feira 5h19....... Alta....... 2,5m 11h13..... Baixa..... 0,2m 17h34..... Alta....... 2,6m 23h45..... Baixa..... 0,0m 3/2 - Sábado 6h........... Alta....... 2,4m 11h53..... Baixa..... 0,3m 18h13..... Alta....... 2,5m 4/2 - Domingo 0h23....... Baixa..... 0,2m 6h39....... Alta....... 2,3m 12h28..... Baixa..... 0,4m 18h56..... Alta....... 2,3m 5/2 - Segunda-feira 1h02....... Baixa..... 0,4m 7h17....... Alta....... 2,1m 13h08..... Baixa..... 0,6m 19h39..... Alta....... 2,1m 6/2 - Terça-feira 1h45....... Baixa..... 0,6m 8h02....... Alta....... 1,9m 13h54..... Baixa.... 0,7mj 20h28..... Alta....... 1,9m 7/2 - Quarta-feira 2h36....... Baixa..... 0,8m 9h........... Alta....... 1,8m 14h58..... Baixa..... 0,9m 21h34..... Alta....... 1,8m

8/2 - Quinta-feira 3h53....... Baixa..... 0,9m 10h11..... Alta....... 1,7m 16h30..... Baixa..... 0,9m 22h58..... Alta....... 1,7m 9/2 - Sexta-feira 5h28....... Baixa..... 0,9m 11h32..... Alta....... 1,8m 18h02..... Baixa..... 0,9m 10/2 - Sábado 0h21....... Alta....... 1,8m 6h41....... Baixa..... 0,9m 12h39..... Alta....... 1,9m 19h04..... Baixa..... 0,7m 11/2 - Domingo 1h23....... Alta....... 1,9m 7h30....... Baixa..... 0,7m 13h30..... Alta....... 2,0m 19h51..... Baixa..... 0,6m 12/2 - Segunda-feira 2h08....... Alta....... 2,0m 8h08....... Baixa..... 0,6m 14h11..... Alta....... 2,1m 20h28..... Baixa..... 0,5m 13/2 - Terça-feira 2h49....... Alta....... 2,1m 8h45....... Baixa..... 0,5m 14h51..... Alta....... 2,2m 21h02..... Baixa..... 0,4m 14/2 - Quarta-feira 3h21....... Alta....... 2,2m 9h15....... Baixa..... 0,4m 15h23..... Alta....... 2,3m 21h34..... Baixa..... 0,3m

110 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2018

15/2 - Quinta-feira 3h54....... Alta....... 2,3m 9h49....... Baixa..... 0,3m 15h58..... Alta....... 2,4m 22h04..... Baixa..... 0,2m 16/2 - Sexta-feira 4h24....... Alta....... 2,4m 10h19..... Baixa..... 0,3m 16h32..... Alta....... 2,4m 22h38..... Baixa..... 0,2m 17/2 - Sábado 4h56....... Alta....... 2,4m 10h53..... Baixa..... 0,3m 17h04..... Alta....... 2,4m 23h09..... Baixa..... 0,2m 18/2 - Domingo 5h28....... Alta....... 2,3m 11h23..... Baixa..... 0,3m 17h39..... Alta....... 2,4m 23h45..... Baixa..... 0,2m 19/2 - Segunda-feira 6h02....... Alta....... 2,3m 11h58..... Baixa..... 0,4m 18h15..... Alta....... 2,3m 20/2 - Terça-feira 0h17....... Baixa..... 0,3m 6h39....... Alta....... 2,2m 12h38..... Baixa..... 0,5m 18h56..... Alta....... 2,2m 21/2 - Quarta-feira 0h58....... Baixa..... 0,4m 7h19....... Alta....... 2,0m 13h21..... Baixa..... 0,6m 19h45..... Alta....... 2,1m

22/2 - Quinta-feira 1h47....... Baixa..... 0,6m 8h13....... Alta....... 1,9m 14h19..... Baixa..... 0,7m 20h49..... Alta....... 2,0m 23/2 - Sexta-feira 2h51....... Baixa..... 0,8m 9h26....... Alta....... 1,8m 15h41..... Baixa..... 0,8m 22h08..... Alta....... 1,9m 24/2 - Sábado 4h24....... Baixa..... 0,8m 10h56..... Alta....... 1,9m 17h17..... Baixa..... 0,7m 23h41..... Alta....... 1,9m 25/2 - Domingo 6h02....... Baixa..... 0,8m 12h15..... Alta....... 2,0m 18h41..... Baixa..... 0,5m 26/2 - Segunda-feira 1h........... Alta....... 2,1m 7h11....... Baixa..... 0,6m 13h23..... Alta....... 2,2m 19h43..... Baixa..... 0,3m 27/2 - Terça-feira 2h02....... Alta....... 2,3m 8h06....... Baixa..... 0,4m 14h17..... Alta....... 2,4m 20h36..... Baixa..... 0,1m 28/2 - Quarta-feira 2h53....... Alta....... 2,4m 8h54....... Baixa..... 0,3m 15h06..... Alta....... 2,5m 21h19..... Baixa..... 0,0m

MARÇO 2018 1º/3 - Quinta-feira 3h38....... Alta....... 2,5m 9h36....... Baixa..... 0,2m 15h51..... Alta....... 2,6m 22h02..... Baixa....-0,1m 2/3 - Sexta-feira 4h15....... Alta....... 2,6m 10h13..... Baixa..... 0,1m 16h32..... Alta....... 2,7m 22h41..... Baixa..... 0,0m 3/3 - Sábado 4h54....... Alta....... 2,5m 10h51..... Baixa..... 0,1m 17h09..... Alta....... 2,6m 23h17..... Baixa..... 0,0m 4/3 - Domingo 5h30....... Alta....... 2,4m 11h24..... Baixa..... 0,2m 17h49..... Alta....... 2,5m 23h53..... Baixa..... 0,2m 5/3 - Segunda-feira 6h04....... Alta....... 2,3m 12h......... Baixa..... 0,3m 18h24..... Alta....... 2,3m 6/3 - Terça-feira 0h26....... Baixa..... 0,4m 6h41....... Alta....... 2,2m 12h34..... Baixa..... 0,5m 19h02..... Alta....... 2,2m

7/3 - Quarta-feira 1h02....... Baixa..... 0,6m 7h19....... Alta....... 2,0m 13h13..... Baixa..... 0,7m 19h49..... Alta....... 1,9m 8/3 - Quinta-feira 1h45....... Baixa..... 0,8m 8h08....... Alta....... 1,8m 14h06..... Baixa..... 0,8m 20h47..... Alta....... 1,8m 9/3 - Sexta-feira 2h47....... Baixa..... 1,0m 9h15....... Alta....... 1,7m 15h26..... Baixa..... 0,9m 22h09..... Alta....... 1,7m 10/3 - Sábado 4h34....... Baixa..... 1,0m 10h45..... Alta....... 1,7m 17h17..... Baixa..... 0,9m 23h49..... Alta....... 1,7m

Fonte: Banco Nacional de Da­­dos Oceanográficos da Di­re­toria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil.


an apo

Av. Pr. It

te on m el

B Pr. oip

Vic ent e Pr. S.

já qu ea çú

Po rt VI aria LA 2 S

eq

ue

ru

Pr .P

Pr.

arr as

ha

Pe n

Pr. Cig

ua

Pr .G

ta r. I Av .P

im ib ua

Pr .G

F

IPITANGA

Tu

Cond. Eco Vilas

Maris

G

Pr .B

po Pr. P

itu

ba

ta Av .P

r. I

ã

Pr. Itacimirim

Lo

Ondina

Piat

á reto

Pr.

e

au

H

Pr. Armação

uíp

Pr. Amaralina

Pr.

Pr. Sa

Pr .J

Pr. Quebra-Coco

I

I

Pr. Paciência Pr.

Pr.

á Jau

Pr. Paciência

ã Piat

epe

mb

re r. A

Portaria Principal VILAS

P

Av. Luiz Tarquínio

1 Alhanda - C 3 Amaralina - H/I 7 Amoeira - E 7 Araruama - A/B 6 Aratuba - F/G 7 Arembepe - J 6/7 Armação - H 7 Arpoador - A/B 4 Bandeirantes - A/B 9 Barra Grande - D 8 Belmonte - G 6 Berlinque - D 8 Bertioga - D 9 Boa Viagem - C 6 Boipeba - G 5 Botafogo - A/B 8 Búzios - A/B 3 Cabo Frio - A/B 2 Cabussú - D 5 / E 6

2

3

4

Ruas Cachaprego - D 7 Cananéia - B 10 Candeias - E 4 Caraguatatuba - D 10 / E 9 Carmo - EF4 Cigarras - DE10 Conceição - E7 Conde - C3 Copacabana - B1/10 Figueirinha - E9 Flamengo - AB8 Forte - H6 Funda - AB10 Gamboa - C6/7 Garapuá - G6 Gávea - AB3 Gravatá - CD3 Grumarí - AB8 Guadalupe - D3

5

6

DA RA EST COCO DO

J

7

e Alamedas de Vilas do Atlântico Guaibim - F6 Guaibú - E5 Guaraparí - C8/B9 Guaratiba - AB9 Guarujá - CE10 Icaraí - AB4 Igarassú - D3/E4 Iguapé - C5 Imbé - E9 Inema - D6/C7 Ipanema - AB5 Iporanga - D9 Iracema - C5 Itacaré - FG5 Itacimirim - H7 Itamaracá - B5/E4 Itanhaém - C10 Itaoma - AB10

E

de Combustível

an

ré ca

a

ta

eb

Pr .I

Bertioga

go Manguinhos Pr. Ca

Av. Pr. Itapoan

Pr .

e Pr. Or ang

Boa

mandaré Al. Pr. Ta

uí ng ita

Do M na c ld ´s

ua pe Pr .S

Guaibú Pr. Pr .P

Av. Pr. Itamaracá

Pr. Iracema

Itam racá a Av. P r.

Pr. Pina

deias

Pr. Ca n

ru ua

Pr.

up e

Grande

Pr.

ga

de

an

nho

G r.

ua da l

Av. Pr. Gua

.P Av

Pr .J

Pr. Cananéia

ru já

Pr. Itanhaém

Pr .G

Praia Funda

Praia de Macaé

P s r. T or

Pr. Pescador

orte do F

Pr.

D

atuba

Caraguat

Caraguatatuba re s a h aí ueirin and Pr. Fig ram P Pr. T r. Av. Im bé

Tr

Pr. Stella POSTO

Praia de Itaoma

ba

ga Pr. Bertioga

Ondina

Pr.

a

o

Pr. Pitangueiras

re

C

Pr .S

ba

an

or

nd ama

Pr.

Praia de Guaratiba

Meio

Praia dos Bandeirantes

Praia do

tu

ap

r ar

ra

Pr .G

ar

B r. e Mar P

Pr .A

tu

B

Pr.

H

Praia de Grumarí

a

ba

or

Ip r.

P

.T Pr

CLUBE do CAVALO

r S BO HO . I ta UL PP EV ING po an AR D

u

aj

.P Pr v. A Cond. Horto Vilas

sar

Pr .U

. Pr

barão

de

ca

us

Pr. Av.

Av .P

a ss

Pr

ri

aj

ra

be

linque

r Pr. Be

Amoeir a po Igreja o çã ica cei r n a Co tap Pr. .I pa

r. P

Pieda

pe

ua

ssú

uari

an

ta

.S Pr

aracá

ara

Pr. J ag

ssú

Cabu

aC

.V Pr

Pr. Pen ha

. Pr

Pr.

.I Pr

A

na

Guaraparí

z ru

er

.d Pr

pe

ta

Pr. Inema

Pr. Suape

Po . rt Av VI ari LA a 3 S

Inema

a ch

.I Pr

Itam

Ig Pr. ar

m

ta

.I Pr

e

m

ema

a

ssú

á

ac

MIRAGEM

r ange

In Pr.

Av .P

Pr.

Pr. O

Av. Pr.

pa

ra

ua Av. Pr. G

pr

pem

r. Av. P

ara P

F

an

ta Pr. I

Ig Pr.

o

rm

po

Meaípe

Pr. Gamboa

a

Pr. Olinda

a r. C

Pr.

Pr. Marataíses

ia re Se

ú

Pr. Orange

ta

ia

ss

e

uap

Ig Pr.

r. I

ere

ra

m

ge Via

S da Pr.

ga

á

Praia de Botafogo

Leme

Pr .I

Av .P

10

Copacaba

Av. Pr.

Pr. da

VILLAS TENIS ipe ur CLUB Pr. uc Muc urip Pr. M e

rac

ma

Ita

Praia do Flamengo

Praia do

Praia de Araruama

Parati

Sepetiba

Praia de Mangaratiba

Praia de Paquetá

Praia de

Praia de

Pr.

9

8

Copacabana

Av. Pr.

acá amar

P

baú

E

G

a

ban

ca opa

tábua das marés

7

Pr. It

D

6

C Pr. Av.

ú

b itim

Tam Pr.

atá

rav

G Pr.

r. .P

da an

baú am

a

cen

Lu Pr.

Al

Pr. Alh

T Pr.

e

ond

C Pr.

Ipanema

Saquarema

Icaraí

Co

C

Praia de

Praia de

Praia de

Praia do Arpoador

Praia de Búzios

Urca

a an

ab pac

5

4

Praia da Gávea

Praia da

Praia do Leblon

Praia de Cabo Frio

S. Conrado

Vermelha

r. .P Av

Praia do Sossêgo

Praia

Praia

B

Praia de Marambaia

A

3

2

tribuna do leitor

an

1

classificados

Gr

mapa de Vilas do Atlântico

Itaparica - E7 Itapema - DE7 Itapoan - B6/I7 Jaguaribe - F5 Janga - D3 Jauá - H6/I7 Leblon - AB3 Leme - AB7 Loreto - H6/7 Lucena - C3 Macaé - AB9 Magaratiba - AB6 Manguinhos - D7 Mar Grande - CD8 Marambaia - B2 Marataíses - B9 Meaípe - B7/8 Meio - AB9

Av. Luiz Tarquínio

J

LAURO DE FREITAS

8

9

Mucurípe - C5/6 Olinda - D4 Ondina - GH8 Orange - D5/6 Paciência - I7 Pajussara - F5/6 Paquetá - AB6 Parati - AB6 Penha - D8 Pequequeaçú - E10 Pescador - G7/8 Piatã - HI6 Piedade - F4/5 Pina - D4 Pitangueiras - D10/9 Pitangui - E5 Pitimbú - C4 Pituba - GH7 Quebra-Coco - I7

10 São Conrado - B1 São Vicente - B10 Saquarema - AB5 Sauípe - H6/7 Sepetiba - AB5 Sereia - C7/B8 Sonho - CD10 Sossêgo - AB2 Stella Maris - F7/8 Suape - D5/E5 Tamandaré - E6 Tambaú - C3/4 Torres - E8/9 Tramandaí - E7/9 Tubarão - F8 Ubatuba - C9 Urca - AB3 Vera Cruz - C8/9 Vermelha - B1


Classificados Vilas Magazine | Ed 229 | Fevereiro 2018 | 32 mil exemplares  

Classificados Vilas Magazine | Ed 229 | Fevereiro 2018 | 32 mil exemplares

Classificados Vilas Magazine | Ed 229 | Fevereiro 2018 | 32 mil exemplares  

Classificados Vilas Magazine | Ed 229 | Fevereiro 2018 | 32 mil exemplares

Advertisement