__MAIN_TEXT__

Page 1

informa INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO • 25/setembro a 08/outubro de 2017 | nº 527

Artigo de grupo da Ufes é capa da revista Nature Estudo sobre a história evolutiva dos peixes endêmicos foi realizado na costa capixaba

m estudo sobre uma nova teoria que explica a origem e evolução da vida marinha em ilhas, desenvolvido pelo professor dos programas de pós-graduação em Biologia Animal e em Oceanografia Ambiental da Ufes Jean-Christophe Joyeux, com a participação de alunos e ex-alunos da Universidade e a parceria de outras instituições, foi reportagem de capa da revista científica britânica Nature do início de setembro. A publicação é considerada a revista científica mais citada do mundo. Para compreender como as espécies se originam nas ilhas, os pesquisadores primeiro desvendaram a biodiversidade dos ambientes recifais

U

Informa527.indd 1

dos montes submarinos e ilhas da Cadeia Vitória-Trindade, localizados na costa capixaba. Esses montes são extremamente isolados e profundos. Assim, a equipe precisou capacitar-se com técnicas avançadas de mergulho e utilizar equipamentos específicos para explorar áreas até 85 metros de profundidade e a 900 km de distância da costa brasileira. A proposta da nova teoria veio com o estudo da história evolutiva dos peixes endêmicos da Cadeia Vitória-Trindade, ou seja, estudando as espécies que só existem ali nos montes submarinos e nas ilhas, e em mais nenhuma outra região do planeta.

Por meio de parcerias com a Academia de Ciências da Califórnia e a Universidade da Califórnia Santa Cruz (EUA), o time de pesquisadores liderado pelo biólogo e mestre em Oceanografia Ambiental pela Ufes, atualmente pesquisador associado à Academia de Ciências da Califórnia e à Associação Ambiental Voz da Natureza, Hudson Pinheiro, estudou o DNA desses peixes para entender a evolução e a origem deles. “Descobrimos que a maior parte das espécies endêmicas são pequenas, possuem capacidade de migração muito limitada, e se originaram recentemente. Um número pequeno de espécies terrestres chegam às ilhas, onde acabam diversificando-se para ocupar todos os ambientes disponíveis. No ecossistema marinho, todos os ambientes são ocupados por espécies com boa capacidade de se dispersar, e a origem de novas espécies só ocorre quando os peixes com menor capacidade de dispersão chegam às ilhas”, afirma Pinheiro. Evolução – Segundo os pesquisadores, a Cadeia Vitória-Trindade representa um dos poucos ambientes marinhos do mundo onde é possível estudar os processos de evolução nos oceanos. “A distribuição linear dos montes e ilhas da Cadeia e o isolamento são as principais características que propiciam esse tipo de estudo”, salienta o professor da Ufes Jean-Christophe Joyeux. “Peixes e diferentes organismos marinhos de águas rasas utilizam os montes submarinos como trampolins, alcançando a Ilha da Trindade. Isso explica a diversidade de peixes na Ilha”, completa o cientista.

27/09/2017 14:44:45


foto do leitor Este espaço está aberto para a publicação de fotos sobre a Ufes, produzidas por você, leitor. A imagem deve ter alta resolução e formato horizontal. O envio pode ser feito para o e-mail fotodoleitor@ufes.br. Na mensagem, é importante informar o local onde foi registrada a imagem, o nome do autor, sua relação com a Ufes (se estudante, técnico-administrativo, professor ou funcionário de empresa terceirizada) e telefone para contato. A cada edição, uma foto será selecionada para publicação. Garça e passarinho quase que perfeitamente espelhados na lagoa , no campus de Goiabeiras. Foto do professor do Departamento de Ciências Contábeis José Elias Feres de Almeida.

agenda acadêmica Palestra: Novas epistemologias: formando o cidadão crítico Data/hora: 25 de setembro, às 19h Local: Anfiteatro 1, anexo do Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), campus de Goiabeiras Realização: Departamento de Letras Informações: Página do evento no Facebook Proex Diálogos – “Incluindo Diversos - Um Recorte das Ações Afirmativas da Ufes” Data/hora: 27 de setembro, às 14h Local: Auditório Manoel Vereza, Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), campus de Goiabeiras Realização: Pró-Reitoria de Extensão Informações: Página da Proex no Facebook

I Seminário Capixaba das Licenciaturas em Educação do Campo Data/hora: 27 e 28 de setembro, às 8h Local: Auditório do Centro de Ciências Exatas (CCE), campus de Goiabeiras Realização: Licenciatura em Educação do Campo do Espírito Santo, Movimentos Sociais e Comitê Estadual de Educação do Campo do Espírito Santo Informações: www.ce.ufes.br III Seminário de Contadores de Histórias – “No Balanço das Redes dos Contadores de Histórias” Data/hora: 02 a 05 de outubro, às 8h Local: Auditório Manoel Vereza, CCJE, campus de Goiabeiras Realização: Programa de Extensão Informa-Ação e Cultura Informações: projetoinformaacaoecultura. blogspot.com.br

I Simpósio de Estudos Medievais: Poder e Religiosidade em Debate Data/hora: 03 a 05 de outubro, às 14h Local: Auditório IC-II, no Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), campus de Goiabeiras Realização: Programa de Pós-Graduação em História Social das Relações Políticas Informações: www.letamis.ufes.br Curso “História dos estados, reinos e impérios de África Ocidental” Data/hora: 16 a 20 de outubro, às 18h Local: Auditório da Biblioteca Central da Ufes, campus de Goiabeiras Realização: Irmandade Azkari Bantu Informações: irmandadeazkaribantu.wordpress.com/

Sugestões de pauta: 4009-2383, 4009-2203, 4009-2204 ou jornalismo.supecc@ufes.br / Edição digital disponível em: comunicacao.ufes.br/edições-2017 UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Maciel Informa - Superintendente de Cultura e Comunicação (interina) e jornalista responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Ana Paula Vieira, Camila Fregona, Hélio Marchioni, Jorge Medina, Letícia Nassar, Luiz Vital e Nábila Corrêa Estagiários: Ana Luíza Dias e Vinícius Viana Revisão: Márcia Rocha Programação Visual: Evandro Campos, Juliana Braga e Leonardo Paiva Apoio: Aurenice Cruz, Brunella Perez, Eliza Gobira Endereço: Av. Fernando Ferrari nº 514, Goiabeiras-Vitória/ES - CEP: 29075-910 Tiragem: 3 mil exemplares Impressão: Scribo

2 Informa527.indd 2

25/setembro a 08/outubro de 2017

27/09/2017 14:44:56


Arquivo Supecc / Patrícia Garcia

Administração Central

Os bons resultados se devem à política institucional de incentivo à pesquisa

Ufes tem 13 cursos de pós com conceito Capes 5 A avaliação foi divulgada pela Capes, que avaliou 4.175 programas Ufes conta com 13 cursos de pósgraduação com nota 5. As notas de todos os programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em funcionamento no Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG) foram divulgadas no dia 19 de setembro pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que avaliou 4.175 programas de pós-graduação nos meses de agosto e setembro de 2017. O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufes, Neyval Costa Reis Junior, destaca que esse resultado é excelente. “Além dos 13 cursos com nota 5, tivemos seis cursos que aumentaram sua nota para 4. Com essa nota, os cursos poderão solicitar a abertura do curso de doutorado. É o caso do mestrado em Ciências Contábeis, que possivelmente ofertará doutorado em 2018, e o de Agricultura Tropical, ofertado no Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes), que também poderá expandir”, destaca. A Ufes possui, atualmente, 64 cursos de mestrado e 27 de doutorado. E, este ano, a Universidade ultrapassou a marca dos 1.000 artigos/ano publicados em periódicos indexados, que são revistas que fazem parte de bases de dados reconhecidas internacionalmente, como Scopus, Web of Science

A

e Sielo, entre outras. “Estamos em uma trajetória ascendente. O nosso próximo grande desafio é alcançarmos as notas 6 e 7 nas avaliações, que representam os programas com nota 5 que agregam internacionalização. Para isso, os cursos de média 5 precisam ter também inserção internacional”, explica o pró-reitor. Para o secretário de Avaliação Institucional da Ufes, Edebrande Cavalieri, esse resultado também se deve à política institucional que incentiva a pesquisa ainda na graduação: “A iniciação científica na graduação gera pesquisadores futuros e isso fortalece a pós-graduação. A pós-graduação ficará ainda mais forte se a graduação for forte”. Cursos com nota 5: Astrofísica, Cosmologia e Gravitação; Biotecnologia; Educação; Engenharia Ambiental; Engenharia Elétrica; História; Doenças Infecciosas; Psicologia; Química; Saúde Coletiva; Política Social; Renobio (Rede Nordeste de Biotecnologia); e Profmat (Mestrado Profissional em Matemática). Curso que aumentaram suas notas para 4: Ciências Contábeis, Agricultura Tropical, Economia, Filosofia, Psicologia Institucional e Ciências Sociais.

Agende-se para a Semana do Servidor Oficinas, palestras, atividades culturais e esportivas, sorteio de brindes, ações solidárias e de conscientização sobre saúde e qualidade de vida estão na programação da Semana do Servidor, a ser realizada em homenagem ao Dia do Servidor Público (28 de outubro) em todos os campi da Ufes. A programação, que terá início no dia 23 e vai até o dia 27 de outubro, foi construída de forma conjunta entre a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Ufes (Progep) e uma Comissão de servidores e representantes sindicais, com apoio de diversos setores da Universidade. Como em 2016, a Semana do Servidor terá foco no desenvolvimento humano e na valorização profissional e pessoal dos servidores. Para o dia 26 de outubro, às 16h30, está agendado um show com a banda Big Beatles no Teatro Universitário. Já no dia 27, às 8 horas, será dada a largada para a II Corrida Rústica dos Servidores, em frente ao Teatro Universitário. Durante as atividades, em todos os campi, serão recolhidas doações de produtos em prol de instituições filantrópicas locais. Podem participar da programação servidores ativos e aposentados da Ufes, funcionários da Ebserh e prestadores de serviço que atuam na Universidade. Toda a programação e os links de inscrição para as oficinas e palestras estão disponíveis no site da Progep: www.progep.ufes.br.

3 Informa527.indd 3

27/09/2017 14:44:59


Seminário marca o Dia Nacional de Doação de Órgãos No dia 27 de setembro, Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes, a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes) realiza no auditório Rosa Maria Paranhos, das 10 às 12 horas, um seminário sobre o tema. O evento, que contará com palestra, mesa-redonda, debates e apresentação de vídeo, faz parte da campanha Setembro Verde, que objetiva chamar a atenção da sociedade para a importância da doação de órgãos e tecidos. A campanha também incentiva as pessoas a declararem para seus familiares e amigos a intenção de ser um doador. Além das várias atividades de conscientização que foram realizadas durante o mês de setembro, a fachada do Hucam também foi iluminada na cor verde em alusão à campanha. Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2016 foram realizados 24.958 transplantes no País, sendo 1.082 no Espírito Santo. A programação completa do evento está disponível no portal da Ufes (www.ufes.br). Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone 3335-7255 ou pelo e-mail cihdotthucam@gmail.com . Como doar – Para ser um doador, não é necessário fazer nenhum documento por escrito. Basta manifestar o desejo à família, que será responsável por autorizar a doação.

Arquivo Supecc

Acontece na Ufes

Servidores do Hucam elegerão superintendente A escolha do novo dirigente por eleição direta foi definida no novo regimento os dias 4 e 5 de outubro deste ano, a comunidade do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam/Ufes) vai às urnas para eleger o superintendente da instituição para o quadriênio 2017-2021. A votação será realizada das 7 às 20 horas nas urnas localizadas no Hospital e no NASTH – Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador do Hucam –, e das 7 às 18 horas nas urnas localizadas no auditório Rosa Maria Costa Rêgo Paranhos e no prédio Básico I do Centro de Ciências da Saúde (CCS), em Maruípe. Podem participar da eleição todos os servidores técnico-administrativos e docentes, médicos e estudantes que têm vínculo com o Hospital (as listas dos lo-

N

cais de votação e dos votantes estão disponíveis no site www.daocs.ufes.br) . Candidata – Concorre ao cargo de superintendente do Hucam, em chapa única, a médica Rita Elizabeth Checon de Freitas Silva, professora do Departamento de Pediatria e professora orientadora do Programa de Pós-Graduação em Medicina da Ufes. Rita também já foi coordenadora do Programa de Residência Médica em Pediatria do Hucam e atualmente é chefe da Unidade de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente do Hospital Universitário. A escolha do dirigente da instituição por meio de eleição direta foi definida no novo regimento do Hucam/ Ufes, aprovado no final de junho pelo Conselho Universitário.

Hospital Universitário é o vencedor do Prêmio Excelência em Saúde O Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes) foi o vencedor do Prêmio Excelência em Saúde 2017, na categoria hospitais públicos. Entre os hospitais da rede pública do Estado foi o que recebeu melhor avaliação na pesquisa de satisfação do usuário. O Prêmio Excelência é promovido pela TV Vitória/Rede Record e tem o objetivo de reconhecer e revelar as melhores instituições médicas do Estado,

4 Informa527.indd 4

avaliando a satisfação dos usuários com os serviços de saúde oferecidos. Também é uma forma de estimular o aperfeiçoamento de profissionais da área da saúde que trabalham nos ambientes de excelência e que melhor prestam serviços médicos. Para o superintendente do Hucam, Luiz Alberto Sobral, o resultado da pesquisa reflete o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela equipe do

Hospital. “Somos o maior hospital multiprofissional do Estado e isso qualifica a nossa assistência”, enfatizou. O Hucam é o hospital-escola da Ufes. A instituição funciona com 300 leitos, atendendo, gratuitamente, 24 horas por dia, pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O Hospital recebe pacientes dos 78 municípios do Espírito Santo, além de pacientes de outros estados, como Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rondônia. 25/setembro a 08/outubro de 2017

27/09/2017 14:45:01


Arquivo Nemog

Acontece na Ufes

Observação de Galáxias é tema de palestra em parque de Vitória

no nonono non o

No prédio funcionará o galpão de loop, onde serão realizados testes com óleo mineral, água e ar comprimido que simulam o escoamento de petróleo

Laboratório de pesquisa em óleo e gás da Ufes ganha novo prédio Essa é a primeira etapa de um projeto maior, que inclui outras instalações Ufes inaugura quarta-feira, dia 27 de setembro, às 10 horas, o novo prédio do Núcleo de Estudos em Escoamento e Medição de Óleo e Gás (Nemog), do Centro Tecnológico, no campus de Goiabeiras, Vitória. No laboratório funcionará o galpão de loop – testes com óleo mineral, água e ar comprimido que simulam o escoamento de petróleo. Com 500 m², o prédio foi construído por meio de convênio entre Ufes e Petrobras, e autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). De acordo com o professor Rogério Ramos, coordenador do Nemog, o núcleo é uma instalação acadêmica de ensino e pesquisa, com capacidade de atender demandas externas. Segundo ele, o Nemog vai proporcionar o desenvolvimento de pesquisas sobre circuitos de escoamento, necessários para experimentos em outras áreas. “O Nemog estará apto a testar diferentes tecnologias de medidores de vazão, e poderá ser adaptado a outros testes

A

com medidores de nível, detectores de interface, válvulas de segurança e de alívio, por exemplo”, ressaltou. Parceria – O reitor da Ufes Reinaldo Centoducatte salienta que, mesmo com as graves dificuldades orçamentárias enfrentadas pelas universidades públicas, a Ufes tem buscado alternativas para o desenvolvimento científico e tecnológico. “Essa parceria com a Petrobras é uma demonstração de que a Universidade não está estagnada diante da crise”, pontuou. O professor Rogério Ramos, do Departamento de Engenharia Mecânica, destacou que a construção do prédio é a primeira etapa de um projeto maior, que inclui outras instalações para abrigar laboratórios de diferentes linhas de pesquisa. O novo prédio possibilitará, segundo o coordenador, a participação de estudantes por meio de projetos de graduação, iniciação científica e apoio experimental para a pós-graduação.

“O Brasil verá quase todas as galáxias observáveis!”. Esse é o tema da palestra ministrada pelo professor Valerio Marra, do Departamento de Física da Ufes, em mais uma edição do projeto Universo no Parque. A palestra é gratuita, aberta ao público e será realizada no dia 1º de outubro, às 11 horas, no toldo do Serviço de Orientação ao Exercício (SOE) no Parque Pedra da Cebola, em Vitória. O professor vai abordar a existência de 100 milhões de galáxias e a colaboração internacional J-PAS, um projeto brasileiro e espanhol, que fará um grande levantamento de galáxias e quasares. Segundo Marra, o J-PAS conseguirá determinar acuradamente as propriedades da energia escura, a misteriosa substância que acelera o universo e desafia os cientistas de todo o mundo. Essa palestra é uma oportunidade para entrar em contato com a pesquisa atual em cosmologia. O projeto Universo no Parque tem o objetivo de levar as discussões científicas sobre o universo para fora das salas de aula, sempre no primeiro domingo de cada mês. Este ano, as edições estão sendo realizadas desde o mês de maio. O professor Júlio César Fabris, coordenador do projeto, destaca que o importante é levar as discussões científicas para o grande público: “No parque, o público é diversificado, formado por pessoas que estão no local e se interessam em discutir temas relacionados à ciência”. A iniciativa é uma realização do grupo de pesquisa Cosmo Ufes, do curso de Física da Ufes, do Planetário de Vitória e do Programa de Pós-Graduação em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação (PPGCosmo) da Universidade. Mais informações podem ser obtidas no endereço www.cosmo-ufes.org.

5 Informa527.indd 5

27/09/2017 14:45:03


Editais de pós-graduação

Arquivo Supecc / Jorge Medina

Acontece na Ufes

A Ufes está com editais abertos para inscrições nos cursos de mestrado e doutorado em diversas áreas. Confira as oportunidades: Política Social – Inscrições até 29 de setembro para o curso de mestrado (15 vagas), e até 1º de novembro para o de doutorado (6 vagas). Artes – Inscrições até 20 de outubro para mestrado (17 vagas). Saúde Coletiva – São ofertadas 29 vagas para mestrado. Inscrições até 27 de setembro, por Sedex, e até às 13 horas do dia 29 de setembro, para inscrições presenciais. Psicologia Institucional – O programa oferece 23 vagas para mestrado. Os interessados poderão se candidatar até o dia 9 de outubro. História – São 42 vagas para mestrado e 27 para doutorado. Inscrições de 2 a 23 de outubro, para mestrado, e de 25 de setembro a 17 de outubro, para doutorado. Geografia – Serão ofertadas 21 vagas para mestrado e 12 para doutorado. Inscrições de 2 a 31 de outubro. Os editais específicos de cada curso e orientações sobre inscrições pelos Correios estão disponíveis no site da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: www.prppg.ufes.br Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (27) 4009-2434.

O diretor do Init, Alberto Fernandes, em apresentação sobre o Incuba Ufes

Incuba Ufes: negócios que saem do papel Desde 2015, cinco iniciativas empreendedoras foram beneficiadas pelo projeto á três anos a Ufes vem investindo em fomentação de novos negócios na área da tecnologia. Em 2015, o Instituto de Inovação Tecnológica (Init) vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG), lançou pela primeira vez um edital de incentivo e valorização de novos empreendimentos tecnológicos: o Incuba Ufes. Desde então, cinco iniciativas empreendedoras foram beneficiadas pelo projeto, dentre elas o Reduk – Nutrição Assistida, um software que permite maior interação entre pacientes e médicos nutricionistas. Desenvolvido pelo jovem empresário David Correia da Silva, o Reduk foi uma das primeiras iniciativas empreendedoras assistidas pelo projeto. “A ideia em criar o aplicativo veio de uma experiência acadêmica e de um estágio em uma clínica de nutrição onde tive o insight. No Startup Weke-

H

end de 2013, a ideia tomou corpo e deu os primeiros passos”, salientou o empresário. “Em 2016, já participando do Incuba Ufes, o Reduk cresceu como negócio, pois tive a oportunidade de ter um acompanhamento de profissionais da área de tecnologia e gestão. É gratificante poder ser assistido e ver meu negócio desenvolver”, comentou. O Incuba Ufes é um projeto vinculado à PRPPG/Ufes e ao Init em parceria com a Tecvitória e tem como objetivo alavancar negócios que depois serão inseridos na sociedade, apresentando produtos inovadores. “É um momento histórico para as universidades brasileiras, que, além de produzirem conhecimento, estão investindo também em processos de formação de renda ao incentivar novos empreendimentos”, ressaltou o diretor do Instituto e professor da Ufes, Antônio Alberto Ribeiro Fernandes.

Init abre inscrição para seleção de empreendimentos incubados As inscrições para o Incuba Ufes 2017 já estão abertas. O Edital de Seleção de Empreendimentos Incubados nº 01/2017 está publicado no site da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) e as inscrições vão até o dia 10 de outubro. Podem submeter propostas estudantes universitários, professores, técnicos administrativos e

6 Informa527.indd 6

comunidade em geral que possuem formação acadêmica em áreas de atuação compatíveis com a proposta apresentada no edital; e que apresentem projeto com viabilidade técnica, econômica, mercadológica e de caráter inovador. O projeto selecionado contará com diferentes tipos de apoio: na gestão do negócio, no aspecto tecnológico, na pro-

moção da rede de relacionamento para a formação de parcerias estratégicas, entre outros. Também são oferecidos suportes técnicos, jurídicos e para depósito de patentes e registros junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Mais informações estão disponíveis em prppg.ufes.br/editais ou podem ser obtidas pelo telefone 4009-7885. 25/setembro a 08/outubro de 2017

27/09/2017 14:45:05


Aklabian Braga

Cultura

Conhecida como artista têxtil, Dilma Góes sempre buscou explorar e revelar novas estratégias

Galeria Espaço Universitário abre a exposição Tecendo São obras inéditas de Dilma Góes, que não expunha em Vitória desde 2012 Galeria de Arte Espaço Universitário, no campus de Goiabeiras, abre no dia 28 de setembro a mostra Tecendo, primeira exposição individual de Dilma Góes na galeria. Com curadoria de Neusa Mendes, a exposição traz oito obras inéditas nas quais Dilma apropria-se dos mais variados tipos de plástico, organza, tecidos e fitas. Por meio de suas mãos, ela entrelaça os materiais – alguns transparentes e outros que não deixam a claridade atravessar. Tramados, surgem formas e texturas e criam uma nova plataforma pictórica, aproveitando o poder retido pelo material e abordando a questão da materialidade versus tempo. Seis obras apresentam esses materiais. Já a sétima obra é estruturante de uma relação: artista-obra-espectador.

A

Inúmeros tubos isolantes em polipropileno na cor cinza, amarrados por fios de sisal e fitas das mais variadas cores e espessuras. São feixes enrolados em dois diferentes diâmetros e deixam-se formatar numa paisagem geométrica que se esparrama por quase toda a área da salinha anexa, propondo sentidos múltiplos. Assim, convida o público a caminhar e a ocupar o espaço. O acaso e o inesperado fazem parte da realização da oitava obra, localizada na sala 2, que conta com a participação especial do arquiteto José Daher. A exposição Tecendo pode ser visitada de 29 de setembro a 30 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas. Agendamento de grupos podem ser feitos pelo e-mail educativogaleria.supecc@ufes.br ou telefone 4009-7853.

Ufes recebe 2º Festival Performe-se Entre os dias 27 e 30 de setembro, Vitória sedia a 2ª edição do Festival Performe-se. Diversos pontos da cidade receberão os trabalhos de artistas vindos de diferentes estados brasileiros, além de oficinas, mesas de debates e mostra de vídeos. A programação contará com cerca de 20 apresentações que acontecerão na Ufes – na Galeria de Arte e Pesquisa, no Centro de Artes e na EMEF Experimental –, e em espaços culturais e praças do centro da capital. Com a temática Fronteiras Borradas | Fronteiras Erguidas, o Festival aborda questões que envolvem as facetas sociais brasileiras, como também a condição mundial inflamada por conflitos e escolhas políticas ou pela falta de opção. Todas as atividades são abertas ao público. A programação completa está disponível no site performese.wixsite.com/ performe-se e na página do evento no Facebook (@performesefestival). Além dos trabalhos submetidos à curadoria do Festival, o evento contará com a participação de convidados que são destaques na cena artística nacional e internacional e estarão presentes em mesas de debate, palestras, performances e oficinas. O Festival Performe-se é vinculado à Ufes enquanto projeto de extensão do Departamento de Artes Visuais e conta com recursos do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura). São apoiadores do evento o Museu Capixaba do Negro, o Núcleo Afro Odomodê, o Museu de Artes do Espírito Santo e a Casa da Stael.

7 Informa527.indd 7

27/09/2017 14:45:06


Cultura

agenda cultural Teatro Universitário No dia 30 de setembro chega a Vitória Hamlet, um espetáculo cheio de som e fúria, que parte da obra de Shakespeare e tem como ideia geral encontrar um Hamlet do nosso tempo. A peça, com apresentações entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro, conta a história do príncipe da Dinamarca que, após a repentina morte de seu pai, passa a ter visões afirmando que seu irmão o envenenou. O espetáculo tem classificação indicativa de 16 anos, e os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro, no campus de Goiabeiras, das 15 às 20 horas, ou pelo site www.tudus.com.br Biblioteca Central Após temporada em São Paulo, a exposição da designer capixaba Mírian Moschen chega ao Espaço Cultural da Biblioteca Central da Ufes no dia 2 de outubro. O projeto, idealizado pelo professor Fabiano Moraes, reúne cartazes com textos irônicos, críticos, provocativos, populares e literários. A abertura da exposição está marcada para as 19 horas e contará com a apresentação artística da contadora de histórias Lenice Gomes, que fará a abertura cultural do III Seminário de Contadores de Histórias (veja informações na página 2). A exposição ficará em cartaz até o dia 31 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas, e aos sábados até as 13 horas. Galeria de Arte Espaço Universitário Para abordar aspectos da exposição Tecendo, a Galeria promove no dia 5 de outubro uma edição do projeto Encontro Marcado, que será conduzido pela psicanalista e professora da Ufes Claudia Murta, com a participação da artista Dilma Góes. A conversa é aberta ao público e será realizada no espaço expositivo da galeria, às 19h30.

8 Informa527.indd 8

Vem aí o 18º CantarES O evento, o mais importante do segmento no Estado, começa dia 5 de outubro Teatro Universitário recebe entre os dias 5 e 7 de outubro, a 18ª edição do CantarES – Encontro Nacional de Corais do Espírito Santo. O evento contará com a apresentação de 13 grupos de diferentes partes do Estado, sempre a partir das 19 horas, com entrada franca. Com o intuito de reunir corais de diferentes partes do País e do mundo, proporcionando a troca de experiências e o incentivo ao canto coral, desde que foi criado o CantarES vem atraindo e incentivando o grande público a prestigiar o canto coral. O encontro é realizado anualmente, sempre no mês de outubro, e atualmente está presente no calendário nacional de eventos culturais. “O CantarES é uma oportunidade dos corais se apresentarem e mostrarem o trabalho ensaiado. Essa junção de diversos corais é importante para a troca de experiên-

O

cias, que é fantástica e enriquecedora”, destacou o maestro Cláudio Modesto, que rege o coral da Ufes. Para o evento deste ano são esperados apenas corais regionais. O maestro ressaltou que será uma oportunidade para o público conhecer e privilegiar os grupos do Estado, incentivando ainda mais essa parte cultural no Espírito Santo. “O importante nesse evento é que esse aprendizado entre corais não seja esquecido, porque aprendemos muito uns com os outros”, salientou o maestro. Para o secretário de Cultura da Ufes, Rogério Borges, a realização do evento este ano é motivo de comemoração: “Diante da atual situação financeira das universidades federais, estamos conseguindo manter o CantarES, que é o evento mais importante do segmento no Espírito Santo”. A programação do CantarES estará disponível no portal da Ufes na internet.

25/setembro a 08/outubro de 2017

27/09/2017 14:45:08

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 527 | 25/09/2017  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 527 | 25/09/2017  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement