__MAIN_TEXT__

Page 1

informa INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

18 a 24/nov de 2019 | nº 551

Comunidade escolhe Ethel Maciel e Roney Pignaton para a reitoria Chapa 2 teve 67,5% dos votos válidos em consulta realizada nos quatro campi

N

o dia 6 de novembro, a comunidade acadêmica da Ufes foi às urnas para manifestar sua opinião sobre quem quer ver no comando da reitoria da Universidade no quadriênio 20202024. Com um percentual de 67,5% dos votos válidos, a chapa 2 - composta pela professora e atual vice-reitora Ethel Leonor Noia Maciel, candidata a reitora, e pelo professor Roney Pignaton da Silva, candidato a vice-reitor saiu vitoriosa na disputa com a chapa 1, composta pela professora Gláucia Rodrigues de Abreu (candidata a reitora) e pelo professor Alvim Borges da Silva (candidato a vice-reitor). Para Ethel Maciel, ser escolhida como a primeira mulher a conduzir a reitoria da Ufes foi um momento

Candidata é a primeira mulher indicada pela comunidade acadêmica para assumir o comando da Universidade

Participação - A vice-reitora afirma que pretende conduzir sua gestão de forma participativa. “Tenho consciência da responsabilidade de ser a

primeira reitora da Universidade e pretendo fazer a gestão da mesma forma como foi a campanha, construída coletivamente e de forma muito dialogada com os centros. Quero construir alguns mecanismos que a gente não tem, de uma escuta mais próxima da comunidade por meio de fóruns e audiências públicas, por exemplo, em questões que afetem mais a vida da comunidade. E quero estender esses espaços de discussão e de escuta para os campi do interior. Sei que vamos ter muitos desafios, principalmente em relação ao orçamento do ano que vem, e, por isso, a ideia é iniciarmos a gestão já apresentando o orçamento de forma pública e discutindo o que pretendemos fazer com o que vamos ter”, planeja.

A próxima etapa do processo eleitoral da Universidade será a inscrição direta dos candidatos e candidatas à reitoria, entre os dias 27 e 29 de novembro, no Colégio Eleitoral, formado pelos Conselhos Superiores da Ufes: conselhos Universitário; de Ensino, Pesquisa e Extensão; e de Curadores.

Em 5 de dezembro, os Conselhos Superiores da Ufes formarão a lista tríplice a ser encaminhada ao Ministério da Educação, para posterior nomeação pela Presidência da República. Todas as informações sobre a pesquisa informal estão disponíveis no endereço pesquisareitor.ufes.br.

de felicidade e reconhecimento: “Foi a concretização de muito trabalho e o reconhecimento da comunidade quanto ao que vem sendo feito pela gestão. Como construímos esse projeto de forma coletiva, fazendo a escuta em todos os campi, entendemos que é o reconhecimento de que muitas coisas precisam ter continuidade, e de que haverá mudança em áreas que precisam ser melhoradas. Eu recebi com muita felicidade essa confiança que a comunidade universitária depositou no meu nome e no de Roney”.

Processo eleitoral A consulta à comunidade acadêmica sobre as candidaturas à reitoria da Ufes foi realizada pela Comissão Independente de Pesquisa Informal (Cipi), formada por entidades representativas dos segmentos docente, técnico-administrativo e estudantil.

Informa551_revisado.indd 1

13/11/2019 14:30:41


foto do leitor Este espaço está aberto para a publicação de fotos sobre a Ufes, produzidas por você, leitor. A imagem deve ter alta resolução e formato horizontal. O envio pode ser feito para o e-mail fotodoleitor@ufes.br. Na mensagem, é importante informar o local onde foi registrada a imagem, o nome do autor, sua relação com a Ufes (se estudante, técnico-administrativo, professor ou funcionário de empresa terceirizada) e telefone para contato. A cada edição, uma foto será selecionada para publicação. A foto do servidor Alexandre Ramos Ricardo, que retrata a sombra da árvore junto à Biblioteca Central, foi a vencedora do concurso de fotografia da Semana do Servidor 2019

agenda acadêmica IV Semana da Diversidade Datas: 18 a 23 de novembro Locais: Auditório Central, Praça de Eventos e outras instalações do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes), campus de São Mateus Realização: Diretório Acadêmico 17 de Março, em parceria com estudantes Informações: instagram.com/sddiversidade VIII Encontro do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano (Seção ES) Datas: 19 a 21 de novembro Local: auditório do IC-II, Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), campus de Goiabeiras

Realização: Laboratório de Estudos sobre o Império Romano Informações: leir.ufes.br V Seminário de Comunicação e Territorialidades Datas: 25 e 26 de novembro Locais: auditório do Cemuni IV e salas do Prédio Administrativo do Centro de Artes (CAR), campus de Goiabeiras Realização: Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades Informações: comunicacaosocial.ufes.br II Festival de Encerramento dos Projetos de Extensão de Ginástica e Dança Data: 29 de novembro

Local: Ginásio de Esportes do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), campus de Goiabeiras Realização: Núcleo de Pesquisa em Ginástica (NPG) Informações: instagram.com/npgufes Workshop Redação de Patentes Datas: 2 e 3 de dezembro Local: Auditório Manoel Vereza, Centro de CIências Jurídicas e Econômicas (CCJE), campus de Goiabeiras Realização: Axonal Consultoria Tecnológica, em parceria com o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), o Instituto de Inovação Tecnológica (Init) da Ufes e organizações de empreendedorismo Informações: prppg.ufes.br

Sugestões de pauta: 4009-2383, 4009-2203, 4009-2204 ou jornalismo.supecc@ufes.br / Edição digital disponível em: comunicacao.ufes.br/edições-2019 UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Maciel Informa - Uma produção da Superintendência de Comunicação da Ufes. Superintendente de Comunicação e jornalista responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Adriana Damasceno, Ana Paula Vieira, Camila Fregona, Hélio Marchioni, Jorge Medina, Lidia Neves, Luiz Vital, Nábila Corrêa e Sueli de Freitas. Estagiárias: Danielle Gonçalves e Laís Santana Revisão: Monick Barbosa Programação visual: Evandro Campos, Leonardo Paiva e Mariana Simões Apoio: Aurenice Cruz, Deborah Constancio e Eliza Gobira. Endereço: Av. Fernando Ferrari, nº 514, Goiabeiras, Vitória/ES - CEP: 29075-910 Tiragem: 3 mil exemplares Impressão: CSS Editora

2 Informa551_revisado.indd 2

18/nov a 24/nov de 2019

13/11/2019 14:30:43


Camila Fregona

Administração Central

Estudantes fazem prova do Enade 2019 no domingo, 24 Voluntários do campus de São Mateus estão sendo treinados para colaborarem

Universidade presente nas ações de gerenciamento da chegada do óleo ao estado Óleo que atingiu as praias do Nordeste começou a chegar ao Espírito Santo no último dia 7

P

rofessores, técnicos-administrativos e estudantes da Ufes estão contribuindo nas ações relativas à retirada de óleo das praias do Espírito Santo e à análise dos materiais, bem como em outras demandas relacionadas aos fragmentos do material que chegaram ao litoral norte do estado no dia 7 de novembro. O Governo do Estado compôs um comitê, do qual participam a Ufes, as secretarias de Meio Ambiente do estado e dos municípios e órgãos ambientais, como o Instituto Estadual do Meio Ambiente (Iema), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio). A Universidade também apoia a força-tarefa do Ministério Público sobre o tema, coordenada pelo Centro de Apoio Operacional de Defesa Ambiental, que busca garantir direitos como o acesso às informações ambientais e à saúde e a reposição de perdas econômicas. “A Ufes tem participado da tomada de decisões relativas à proteção de manguezais e mananciais, buscando mitigar o impacto ambiental. Temos orientado as equipes de limpeza em relação ao contato com a comunidade, inclusive com os pescadores, que são quem verdadeiramente conhece os locais e têm uma

contribuição fundamental nesse processo”, explica o professor Marcos Teixeira, presidente da comissão do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes) que centraliza as ações da Ufes no norte do estado. Em São Mateus, cerca de 170 voluntários do Centro participaram de reunião no último dia 6. No encontro, professores do Ceunes e técnicos do Iema e do ICMBio apresentaram o mapeamento das áreas de risco de contaminação pelo óleo e o planejamento de ações de retirada e análises do material. O evento foi gravado e será replicado para demais integrantes da Universidade que queiram ser voluntários, pois o treinamento é pré-requisito para a participação. A equipe da Ufes tem atuado principalmente em ações voltadas à aplicação de seus conhecimentos nas áreas ambiental, de análise de petróleo, de cuidados com a saúde dos voluntários e das comunidades atingidas, e de educação ambiental, voltada para pescadores e para a população em geral. O trabalho de limpeza ficará centrado em profissionais das prefeituras e das Forças Armadas, mas, se houver necessidade, a comunidade acadêmica vem sendo capacitada para colaborar.

Um grupo de 1.476 estudantes de 30 cursos da Ufes realizará a prova do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) no dia 24 de novembro. Os portões dos locais de prova serão abertos às 12 horas e fechados às 13 horas, com início da aplicação do exame às 13h30. O objetivo do Enade é avaliar o desempenho estudantil, bem como a impressão que os alunos têm de sua própria instituição de ensino. Antes da prova, há outra etapa obrigatória: o preenchimento do Questionário do Estudante, que deve ser feito no site enade.inep. gov.br até o dia 21 de novembro. Os questionários geram informações sobre a qualidade do ensino oferecido pelos cursos avaliados, pois os alunos respondem sobre questões ligadas à instituição, incluindo fatores como a pedagogia, os docentes e os processos de ensino. O Enade é componente curricular obrigatório para a conclusão de curso; se o estudante estiver inscrito e não realizar a prova, por determinação legal, não pode colar grau. “Ressaltamos a importância da participação dos inscritos, pois a não realização da prova os colocará em situação irregular junto ao Inep, e eles não poderão colar grau até o mês de setembro de 2020”, enfatiza a secretária de Avaliação Institucional da Ufes, Leila Massaroni. Ela também ressalta que a Secretaria de Avaliação Institucional (Seavin) orienta os coordenadores de cursos e estudantes, presencialmente e por outros canais de comunicação. Os contatos da Seavin são: (27) 3135-9204, enade@ ufes.br e ava.seavin.ufes.br. Para mais informações sobre o Enade na Ufes, acesse: enade.ufes.br.

3 Informa551_revisado.indd 3

13/11/2019 14:30:45


Letras Inglês promove “Conversation Club”

Maiara Braun

Acontece na Ufes

Para praticar o idioma, é só se juntar ao grupo, sem inscrição ou nivelamento

Q

uer praticar inglês e melhorar suas habilidades orais no idioma? Nos dias 22 e 29 de novembro, ocorre o Conversation Club, uma iniciativa da turma do segundo período de Letras Inglês da Ufes, para promover momentos de conversação entre os estudantes e pessoas das comunidades universitária e externa interessadas em praticar a língua inglesa. Os encontros ocorrem às 11 horas, entre os prédios IC-II e IC -III, no campus de Goiabeiras. Não é necessário fazer inscrição, é só comparecer e se juntar ao grupo. A ação é voltada para pessoas com todos os níveis de inglês, do básico ao avançado, uma vez que os estudantes da Ufes estão preparados para mediar e incluir os participantes nas conversas por meio de assuntos do cotidiano. Semanalmente, os estudantes de Letras Inglês preparam temas e perguntas básicas para iniciarem as conversações, como música, filmes, esportes, viagens, entre outros.

Estudantes se reúnem no campus de Goiabeiras em ação gratuita e aberta ao público

O Conversation Club é uma iniciativa da disciplina de Práxis – Letramentos, ministrada pela professora Lívia Fortes, e também conta com a parceria das disciplinas de Estrutura da Língua Inglesa II e Metodologias de Ensino da Língua Inglesa, ministradas pelas professoras Claudia Kawachi e Christine de Almeida, respectivamente. A professora Lívia Fortes ressalta que, dentre as vantagens do Conversation Club, está a democratização ao acesso a práticas de uso de língua inglesa: “Muito da aprendizagem dessa língua acontece hoje em ambientes virtuais, além das tradicionais salas de aula de cursos de idiomas que, por sua vez, são pagas e, por vezes, pouco acolhedoras. Temos trabalhado para

que a acolhida seja uma premissa básica do nosso trabalho, já que qualquer um pode chegar e conversar se estiver disposto a tal, sem necessidade de nivelamentos ou comprovação de nível de proficiência”. Segundo Lívia Fortes, a iniciativa também é importante para os estudantes de Letras Inglês da Ufes, pois, por meio dela, graduandos podem adquirir suas primeiras experiências enquanto mediadores de ações voltadas para a educação crítica de línguas, além de estarem completamente envolvidos e serem responsáveis pelo projeto. Os interessados podem acompanhar as informações sobre o Conversation Club no perfil da turma no Instagram: @worldenglishletras.

TEDxUfes traz dez palestrantes de diferentes áreas No dia 21 de novembro, Vitória recebe o TEDx, evento de organização independente e licenciado pela TED (Tecnologia, Entretenimento, Design), série de conferências conhecida mundialmente e voltada ao compartilhamento de ideias. A iniciativa, chamada TEDxUfes, ocorrerá no Centro Tecnológico de Vitória, das 8 às 19 horas. Com o tema Sementes do Ama-

4 Informa551_revisado.indd 4

nhã, o TEDxUfes abordará discussões relacionadas ao futuro, e à Agenda 2030 e aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, iniciativas da Organização das Nações Unidas (ONU) para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem o desenvolvimento sustentável. Serão dez palestrantes, falando sobre assuntos como representação midiática da mulher, empreendedorismo,

mídias sociais, energias renováveis, entre outros. O coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da Ufes, Cláudio Rabelo, e a médica infectologista do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes) Rubia Miossi estão entre os palestrantes. Após as palestras, o conteúdo estará disponível no canal do TEDxUfes no YouTube e nas redes sociais do evento. 18/nov a 24/nov de 2019

13/11/2019 14:30:51


Jorge Medina

Acontece na Ufes

Aplicativo auxilia pesquisas na busca de dados em jornais Da esquerda para a direita, professores Giuseppi Camiletti, Viviana Cortes e Paulo Rogerio Garcez de Moura, que lideram o projeto

Projeto da Ufes é selecionado para participar do Programa Ciência na Escola Iniciativa foi contemplada com financiamento de R$ 3,5 milhões

U

m projeto desenvolvido pela Ufes, em parceria com órgãos públicos do Espírito Santo, foi selecionado para participar do Programa Ciência na Escola, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC). Além da Ufes, participam da iniciativa o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), o Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA) e secretarias de Educação do Estado (Sedu) e de 15 municípios capixabas. Intitulado Ensino de ciências em rede: pensar e fazer na escola, o projeto tem o objetivo de criar a Rede de Ensino de Ciência no Estado do Espírito Santo. “Esse grupo busca aprimorar a qualificação de professores para ensinar ciências de forma investigativa, inovadora, criativa e interdisciplinar, com o foco nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio”, explica a coordenadora da iniciativa, Viviana Corte, do Departamento de Ciências Biológicas da Ufes. De caráter interdisciplinar, o projeto conta com a participação de professores de três áreas da Ufes: além de Viviana Corte, integram o Conselho Executivo os professores Paulo Rogerio Moura e Giuseppi Camiletti, dos

departamentos de Química e de Física, respectivamente. O Conselho Executivo será responsável pela coordenação interinstitucional da Rede e pela articulação do trabalho colaborativo e interdisciplinar entre as instituições e entre as áreas envolvidas na proposta, bem como pela gestão dos recursos financeiros do projeto, para o qual foram alocados R$ 3,5 milhões. “O projeto terá importância fundamental para a união dos diversos grupos que se dedicam à educação em ciências, mas que vêm trabalhando sozinhos no Espírito Santo. Somando esforços e habilidades diversas, certamente faremos um melhor trabalho”, avalia Viviana Corte, que coordena o Laboratório de Ensino de Biologia da Ufes e se dedica a pesquisas sobre Educação e Popularização da Ciência. Os municípios capixabas cujas secretarias de Educação integram o projeto são Alegre, Alfredo Chaves, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Conceição da Barra, Fundão, Guaçuí, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Santa Teresa, Santa Maria de Jetibá, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória. Para saber mais sobre o projeto, acesse: ciencianaescola.ufes.br.

O grupo de pesquisa de Recuperação Inteligente da Informação, do Programa de Pós-Graduação em Informática da Ufes, desenvolveu o aLine, um buscador de termos e informações com base nos jornais A Tribuna, Metro e Informa (jornal da Ufes). O aLine é uma ferramenta-laboratório para a mineração de dados sobre os acervos desses jornais e traz resultados de quaisquer termos existentes nos documentos indexados. Também gera gráficos da evolução quantitativa do uso dos termos na base, ao longo do tempo. Segundo os criadores do aLine, Marcos Spalenza e Matheus Nogueira, a ideia do aplicativo surgiu por uma demanda do grupo de pesquisa Observatório Saúde na Mídia – Regional ES, que realizava buscas manuais no acervo do jornal A Tribuna. “Utilizar buscadores inteligentes economiza muito tempo do usuário pesquisador”, destaca Nogueira. A ferramenta indexa todos os termos/ palavras dos documentos incorporados aos acervos, ao converter os documentos vindos de formatos pdf, ou outros formatos, para arquivos de texto. “Optamos por esse método porque queremos que a indexação seja automática e que as buscas possam ser realizadas sobre qualquer termo que leve a um documento da base”, afirma. O primeiro protótipo foi desenvolvido em 2015, com a participação de alunos dos cursos de Ciência da Computação, Física, Arquivologia, mestrado em Informática e doutorado em Ciência da Computação. Após ajustes, a versão 1.0 do aLine foi concluída em janeiro de 2018. Segundo Nogueira, o próximo passo será inserir novas bases e tipos de dados, como imagens, áudios e vídeos. O buscador aLine está disponível para qualquer usuário no endereço vitoriavirtual.com.br/aline.

5 Informa551_revisado.indd 5

13/11/2019 14:30:58


Editais de pós-graduação

Danielle Gonçalves

Acontece na Ufes

Quatro editais de programas de pós-graduação de diferentes áreas do conhecimento estão com inscrições abertas. Confira as oportunidades: Ciências Farmacêuticas Inscrições abertas até 29 de novembro para 14 vagas do curso de mestrado. Os interessados podem se inscrever presencialmente ou pelo e-mail processoseletivo.ppgcfar@ gmail.com. Os candidatos residentes fora da cidade de Vitória poderão encaminhar a documentação por Sedex, até 26 de novembro. Contatos: (27) 3335-7293 e e-mail processoseletivo.ppgcfar@gmail.com. Informática Os interessados no curso de mestrado do Programa podem encaminhar os documentos exigidos para a inscrição até 30 de novembro, pelo e-mail ppgi@inf.ufes.br. Serão oferecidas 27 vagas. A seleção irá considerar o desempenho do candidato na prova organizada pela Sociedade Brasileira de Computação (Poscomp). Contatos: (27) 4009-2324 (ramal VoIP *5126) e ppgi@inf.ufes.br. Física Inscrições até 1º de dezembro para sete vagas de mestrado e oito vagas de doutorado, pelo e-mail ppgfis. ufes@gmail.com. Dentre os pré-requisitos, está a realização do Exame Unificado das Pós-Graduações em Física (EUF). Contato: (27) 4009-2833. Doenças Infecciosas Inscrições de 18 de novembro a 2 de dezembro para 12 vagas de mestrado e oito de doutorado. As inscrições serão recebidas por Sedex ou na Secretaria do Programa. A taxa de inscrição é de R$ 80, sendo possível solicitar a isenção em casos específicos. Também há três vagas de doutorado para estudantes estrangeiros, que poderão se inscrever pelo e-mail processoppgdi2019@gmail.com. Contatos: (27) 3335-7504 e ppgdi. ufes@gmail.com.

6 Informa551_revisado.indd 6

Os pacientes usam o simulador uma vez por semana, com acompanhamento do terapeuta

Pesquisa busca pessoas para tratamento de fobias com uso de realidade virtual Iniciativa é do curso de Psicologia da Ufes. As inscrições estão abertas

V

ocê tem aquele medo absurdo de altura? De falar em público? De lugares fechados? Então é potencial candidato a participar da segunda seleção para uma pesquisa do curso de Psicologia da Ufes que usa a realidade virtual no tratamento de fobias, aquele medo intenso que causa sofrimento. São 20 vagas que serão ocupadas após uma entrevista inicial com os pesquisadores, quando serão coletadas as informações relevantes para a psicoterapia, e também avaliadas as condições dos candidatos a participarem do estudo. Os interessados devem ter mais de 18 anos, não estar fazendo tratamento psicológico ou uso de medicamentos para fobias. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo telefone (27) 99713-7198, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. A pesquisa tem o objetivo de avaliar o uso de tecnologias de realidade virtual no tratamento de fobias. Os pesquisadores utilizam o simulador Virtua Therapy, desenvolvido pela empresa Oníria, de Londrina (PR). Os pacientes usam óculos especiais e visualizam cenários com imagens tridimensionais, possibilitando a sensação de estar diante da situação temida, o que per-

mite a vivência do medo e da ansiedade de forma segura, propiciando o enfrentamento da dificuldade. As etapas vão sendo cumpridas passo a passo, com acompanhamento do terapeuta. Primeiros relatos - A pesquisa foi iniciada em março deste ano, com oito pacientes, utilizando o simulador uma vez por semana. “Já temos relatos positivos de enfrentamento da situação de medo, mas ainda é cedo para conclusões”, afirma o coordenador, Elizeu Borloti. Ao lado do grupo que utiliza o simulador, há os pacientes que não fazem uso da realidade virtual no tratamento psicológico. Segundo Borloti, a exposição pode ser realizada na situação ao vivo, de forma imaginária e por meio de imagens ou vídeos. O projeto também envolve pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e da Faesa. Da Ufes, também participam as professoras Fabiana Ramos, Luciana Messa e Verônica Haydu, o professor Luciano Cunha e estagiários. A pesquisa conta com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). 18/nov a 24/nov de 2019

13/11/2019 14:31:00


Athelson Bittencourt

Acontece na Ufes

Time Enactus Ufes Vitória vence desafio nacional

A mostra, na Biblioteca Nacional, celebra os 500 anos do artista

Peças do MCV integram exposição sobre Da Vinci Museu de Ciências da Vida (MCV) enviou oito peças para o Rio de Janeiro

E

m cartaz na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, a exposição A Alma do Mundo - Leonardo 500 anos tem oito peças do Museu de Ciências da Vida (MCV), projeto de extensão da Ufes. A mostra está aberta para visitação gratuita até 28 de fevereiro de 2020, às segundas-feiras, das 12 às 17 horas; de terças a sextas, das 10 às 17 horas; e aos sábados, das 10h30 às 14h30. O convite para a participação veio do curador da mostra e presidente da Academia Brasileira de Letras, Marco Lucchesi. “Além de matemático, artista, inventor, Da Vinci foi um exímio dissecador de cadáveres, um anatomista. Sua obra trouxe luz para a informação científica sobre o corpo humano”, afirma o coordenador do MCV, Athelson Bittencourt. Das peças do Museu que foram para a exposição, são de origem humana

dois crânios, um cérebro, uma perna e um feto de quatro meses, além de um esqueleto, cuja estrutura é feita de resina, mas os músculos são naturais. Há também um pica-pau e um cachorro-do-mato, vítimas de atropelamento na Reserva de Sooretama. O coordenador explica que todas as peças passaram pelo processo de plastinação, no qual a Ufes tornou-se referência a partir de 2012, quando ele trouxe a tecnologia dos Estados Unidos. Criado pelo alemão Gunther von Hagens, o método consiste na substituição da água dos tecidos naturais por um plástico, o que garante a preservação permanente do material sem utilizar produtos tóxicos ou inflamáveis, como formol e álcool. No caso das peças em exposição, utilizou-se o silicone.

O time Enactus Ufes Vitória foi um dos vencedores do desafio nacional Enactus Challenge: desperte o potencial jovem, lançado pela junção entre a Enactus do Brasil e o Ideias de Futuro. A competição tem como objetivo desafiar times Enactus de todo o Brasil para mobilizar estudantes do ensino médio a participarem de um curso de iniciação ao empreendedorismo tecnológico. A Enactus é uma organização internacional, espalhada pelas universidades de todo o mundo. O time da Ufes, composto por 22 estudantes de 11 cursos dos campi de Goiabeiras e de Maruípe, foi uma das 30 equipes de 11 estados diferentes que engajaram 261 grupos estudantis para participarem do desafio. “O nosso trabalho foi ir às escolas, divulgar o curso e levar essa oportunidade aos alunos. Fizemos divulgação presencial e virtual”, explica um dos diretores do Conselho do Time Enactus Ufes Vitória Lesley Sabaini. O Enactus Ufes Vitória ganhou nas categorias de maior número de escolas públicas inscritas e de grupos engajados, totalizando a premiação de R$ 5 mil. Além do prêmio em dinheiro, o time receberá uma capacitação sobre prototipação, por estar entre as oito equipes que engajaram dez ou mais grupos. O Time Enactus Ufes Alegre também receberá a capacitação.

7 Informa551_revisado.indd 7

13/11/2019 14:31:03


Mariana Dornelas

Cultura

agenda cultural Teatro Universitário No dia 22, às 18 horas, as crianças do Centro de Educação Infantil Criarte farão apresentações musicais em comemoração ao encerramento do ano letivo. Entrada gratuita. Cine Metrópolis No dia 25, às 19 horas, acontece o encontro Conversando sobre Fraternidade, promovido pela organização humanitária Fraternidade Sem Fronteiras (FSF). Durante o evento, com entrada gratuita, serão ministradas palestras sobre projetos ligados à causa humanitária. As inscrições vão até o dia 22 por meio do link twixar.me/TBnT. Mais informações: fraternidadesemfronteiras.org.br. Galeria de Arte e Pesquisa (GAP) Em 28 de novembro, às 19 horas, será aberta a edição 2019 do Graduartes, evento gratuito com obras de estudantes finalistas do curso de Artes Visuais. A exposição vai até 9 de março de 2020, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Biblioteca Central A exposição O Negro na Literatura: um passeio pela história, em cartaz até dia 29, traz 11 pinturas feitas por alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Hilário Vieira da Silva, de Cariacica. Já a artista Vera Rebuli apresenta 15 pinturas de florais e paisagens, na exposição Encantos da Natureza Capixaba, que tem visitação aberta até 6 de dezembro. As duas exposições têm entrada gratuita e podem ser visitadas de segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas, e aos sábados, das 7 às 13 horas. Biblioteca Setorial – Maruípe O espaço abriga esculturas do artista plástico Luiz Rafael Nunes na exposição Raízes – obras geek, históricas e reflexivas. Até 29 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas.

8 Informa551_revisado.indd 8

Andora recebe prêmio de cultura popular Prêmio Nacional de Cultura Popular é entregue pelo Ministério da Cidadania

O

projeto de extensão Andora, que originou o grupo homônimo, foi o único do Espírito Santo contemplado com o Prêmio Nacional de Cultura Popular, promovido pela Secretaria Nacional de Cultura do Ministério da Cidadania. A premiação é concedida a pessoas e grupos que contribuem com o desenvolvimento e a manutenção das manifestações da cultura popular brasileira. O Andora recebeu R$ 20 mil, além do título de Ponto de Cultura. Para conceder a honraria, a Secretaria considerou a história do projeto e suas intenções de continuidade. “Com o dinheiro do prêmio, serão iniciadas as atividades de seu ateliê, destinado a ofertar oficinas de criação e reprodução dos figurinos das manifestações da cultura popular presente no repertório de 26 danças praticadas pelo grupo”, conta o coordenador do projeto e professor do Centro de Educação

Física e Desportos (CEFD), Antônio Carlos Moraes. Dentre as atividades do grupo, estão a oferta de oficinas de dança populares abertas ao público; visitas a escolas e instituições sociais, para divulgação da cultura popular; e a realização anual da Mostra Pedagógica de Danças Populares. O Grupo Andora possui, ainda, uma companhia de dança que representa a Ufes, o Espírito Santo e o Brasil em eventos nacionais e internacionais. “Neste ano, o grupo já recebeu nove convites para apresentações no exterior”, conta Moraes. Segundo o professor, o prêmio é o reconhecimento do Governo de que o projeto cumpre um importante papel na cultura popular do Brasil. “Além disso, mostra como a Ufes investe na formação inicial e continuada de professores para a educação básica, com ênfase na cultura. A Ufes é, hoje, referência nacional e internacional no desenvolvimento desse tema”, conclui.

18/nov a 24/nov de 2019

13/11/2019 14:31:04

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 551 | 18/11/2019  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 551 | 18/11/2019  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement