__MAIN_TEXT__

Page 1

informa

INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO • 18/jun a 01/jul de 2018 | nº 537

Projeto incrementa renovação dos jardins e manutenção dos campi de Vitória Fotos: Lorraine Paixão

O trabalho conta com a participação de cerca de 50 presos do regime semiaberto por meio de um convênio com a Sejus

Além de melhorar o ambiente, o resultado também gera satisfação nos trabalhadores

Q

uem caminha pelo campus de Goiabeiras, em Vitória, pode perceber novidades nas áreas verdes, especialmente perto do Centro de Ciências Exatas (CCE), Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), Centro de Educação (CE) e Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE).

A renovação nos jardins é feita por trabalhadores apenados, por meio de iniciativa prevista em um dos convênios da Ufes com a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus). “O foco desse trabalho é social, buscamos a ressocialização das pessoas privadas de liberdade. Queremos que eles olhem para a

Universidade Federal como uma oportunidade possível para eles”, afirma o prefeito universitário, Renato Schwab. Desde dezembro de 2017, cerca de 50 presos do regime semiaberto estão atuando nos campi de Maruípe e Goiabeiras na manutenção das áreas verdes (capina, compostagem e paisagismo) e em varrição e pintura de edificações e de meio-fio. Eles se deslocam até a Ufes diariamente de ônibus e recebem um salário mensal – repassado a um fundo da Sejus, que paga aos trabalhadores. A seleção dos trabalhadores é feita dentro da unidade prisional, com psicólogos e, na sequência, a Prefeitura Universitária (PU) identifica os perfis para cada atividade. Só é possível atender aos campi de Vitória pois só há presídio na região metropolitana. Treinamentos – A mão de obra é treinada por servidores, com o apoio do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep) e do projeto de extensão No Quintal do RU, coordenado pelo professor do Departamento de Oceanografia e Ecologia do CCHN Mindszenty Garozi. Por meio dessa parceria, também está sendo viabilizado um novo projeto-piloto, com foco em paisagismo, compostagem, plantio de espécimes e plantio de hortaliças para o Restaurante Universitário (RU). Além de melhorar o ambiente dos campi, o resultado também gera satisfação nos trabalhadores. “Eles se sentem valorizados. Estão fazendo, mas também estão aprendendo”, destaca a gerente de Manutenção de Edificações e Equipamentos da PU, Rosália Martins, que coordena as ações do convênio na Ufes.


foto do leitor Este espaço está aberto para a publicação de fotos sobre a Ufes, produzidas por você, leitor. A imagem deve ter alta resolução e formato horizontal. O envio pode ser feito para o e-mail fotodoleitor@ufes.br. Na mensagem, é importante informar o local onde foi registrada a imagem, o nome do autor, sua relação com a Ufes (se estudante, técnico-administrativo, professor ou funcionário de empresa terceirizada) e telefone para contato. A cada edição, uma foto será selecionada para publicação. Ciclista na passarela no Centro de Artes, campus de Goiabeiras. Foto de Gabriela Peixoto de Oliveira, estudante do 4º período do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda.

agenda acadêmica Brav@s Companhei@s e Fantasmas: VIII Seminário sobre o(a) autor(a) Capixaba. Homenagem a Haydée Nicolussi Data: 19 de junho, das 9h às 21h30 Local: Auditório do IC-II – Centro de Ciências Humanas e Naturais, campus de Goiabeiras Realização: Núcleo de Estudos e Pesquisas da Literatura do Espírito Santo (Neples) Informações: http://www.letras.ufes.br/ Jornada de Atualização em Computação, Elétrica e Eletrônica (Jacee) – Inscrições abertas Data: 24 a 27 de julho Local: Centro Tecnológico (CT-I, CT-II e CT-III) – campus de Goiabeiras Realização: PET Engenharia da Computação e PET Engenharia Elétrica

Informações: www.jacee.ufes.br I Seminário Capixaba de Educação Social e II Encontro Estadual de Pedagogia Social e Educação Social (EdusoVitória) Data: 25 de junho Local: Auditório do IC-IV – no Centro de Educação, campus de Goiabeiras Realização: Associação Brasileira de Pedagogia Social e Educação Social (EdusoBrasil) e Centro de Educação da Ufes Informações: http://www.ce.ufes.br/ 1° Festival do Minuto. Tema Sociedade: Desafios da Atualidade Data: 29 de junho, às 19h Local: Auditório do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes) – campus de São Mateus

Realização: Estudantes de Pedagogia do Ceunes e Núcleo de Estudos Críticos Prometheus Informações: página do evento no Facebook V Semana de Ciências Biológicas (Secibio) Data: 6 a 10 de agosto Local: Minicursos e mesa-redonda: Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (CCENS), campus de Alegre.Palestras: Salão da Igreja Católica Nossa Senhora da Penha (Centro – Ladeira Matriz) Realização: Centro Acadêmico de Biologia – Caparaó e CCENS Informações: secibio.wixsite.com/vsecibio

Sugestões de pauta: 4009-2383, 4009-2203, 4009-2204 ou jornalismo.supecc@ufes.br / Edição digital disponível em: comunicacao.ufes.br/edições-2018 UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Maciel Informa - Uma produção da Secretaria de Comunicação da Ufes. Superintendente de Cultura e Comunicação (interina) e jornalista responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Adriana Damasceno, Ana Paula Vieira, Camila Fregona, Hélio Marchioni, Jorge Medina, Letícia Nassar, Lidia Neves, Luiz Vital e Nábila Corrêa Estagiárias: Danielle Gonçalves, Karla Silveira e Lorraine Paixão Revisão: Márcia Rocha Programação Visual: Evandro Campos, Leonardo Paiva e Mariana Simões Apoio: Aurenice Cruz, Brunella Perez, Deborah Constancio e Eliza Gobira Endereço: Av. Fernando Ferrari nº 514, Goiabeiras-Vitória/ES - CEP: 29075-910 Tiragem: 3 mil exemplares Impressão: Scribo

2

18/jun a 01/jul de 2018


Foto: Danielle Gonçalves

Administração Central

Um dos objetivos da Comissão é reduzir barreiras para as pessoas com deficiência na Ufes

Ufes cria Comissão de Promoção da Acessibilidade Sete servidores compõem o grupo, que vai propor ações, diretrizes e políticas

C

om o objetivo de elaborar um Plano de Ação de Acessibilidade a curto, médio e longo prazo para os campi da Ufes, a Administração Central criou a Comissão de Promoção da Acessibilidade, por meio da Portaria nº 744, de 16 de maio de 2018. A finalidade é propor ações, diretrizes e políticas de acessibilidade e inclusão social das pessoas com deficiência nos ambientes da Instituição, além de acompanhar a utilização de recursos que eliminam barreiras de comunicação e de acesso das pessoas com deficiência. A Comissão também terá a função de buscar alternativas ao acesso e à permanência desses usuários na Universidade, procurando eliminar barreiras de acessibilidade atitudinal (comportamental), arquitetônica, metodológica, programática, instrumental, de comunicação e digital. Uma das ações já previstas é a realização de uma campanha de conscientização que pretende sensibilizar toda a comunidade universitária sobre o tema. Naufes – A Comissão é composta por sete servidores e será presidida pelo professor do Departamento de Educação, Política e Sociedade, do

Centro de Educação (CE) Douglas Christian Ferrari de Melo, que desde março também está à frente do do Núcleo de Acessibilidade da Ufes (Naufes). Criado por meio da Resolução nº 31/2011 do Conselho Universitário, o Naufes, tem a finalidade de coordenar e executar ações relacionadas à promoção de acessibilidade e mobilidade, bem como acompanhar e fiscalizar a implementação de políticas de inclusão das pessoas com deficiência na educação superior, tendo em vista seu ingresso, acesso e permanência no âmbito universitário. “A Comissão vai integrar os procedimentos de acessibilidade existentes na Universidade, potencializar ações de sensibilidade das políticas públicas e dos direitos das pessoas com deficiência e desenvolver um plano emergencial de acessibilidade. Esse plano, que deverá ficar pronto até 2019, vai garantir o acesso e a permanência de pessoas com deficiência na Ufes”, explica o professor. Conforme o Decreto Federal 5.296, de 2 de dezembro de 2004, pessoas com deficiência são as que se enquadram nas seguintes categorias: deficiência física, auditiva, visual e intelectual.

Aplicativo auxilia na localização dentro da Ufes Já está em funcionamento o aplicativo Mapa Ufes, desenvolvido pela equipe do Laboratório de Projetos em Design (ProDesign) com o objetivo de auxilizar os usuários na localização dos setores da Universidade, bem como a distância entre o usuário e o local desejado. O aplicativo, inicialmente disponível para o campus de Goiabeiras, pode ser acessado por meio do endereço mapa.ufes.br. Outro projeto que está sendo desenvolvido pelo ProDesign é o mapeamento de acessibilidade, destinado a atender pessoas cadeirantes, que apresentam dificuldades de locomoção, idosos e pessoas com mobilidade reduzida. Para desenvolver esse mapeamento, também foram entrevistadas pessoas com diferentes tipos de deficiências, de modo a respeitar as diferenças existentes e garantir a acessibilidade aos usuários. O ProDesign Ufes é um Programa de Extensão criado no final de 2013 a partir da necessidade de reformular a sinalização dos campi da Universidade. Atualmente, o laboratório desenvolve o projeto de extensão Sistema de Sinalização para a Ufes, ao qual o aplicativo Mapa Ufes e o mapeamento de acessibilidade estão integrados, além de projetos de identidade visual e outras ações com foco em design da informação. A proposta é que os projetos sejam inclusivos, respeitem as diferenças e promovam a melhoria da qualidade de vida das pessoas, com deficiência ou não. O Laboratório de Projetos em Design é coordenado pelos professores do Departamento de Desenho Industrial Edson Rufino, Katia Miller, Ricardo Esteves e Mauro Pinheiro, e conta com a participação de bolsistas e voluntários.

3


Ufes realiza ações para resolver problema de cães no campus Ações conjuntas entre a Prefeitura Universitária, o Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) da Prefeitura de Vitória e a Polícia Militar Ambiental estão sendo realizadas para solucionar, de forma responsável e adequada, a questão de cachorros que circulam no campus de Goiabeiras e que estão atacando usuários do espaço. Desde que o problema foi identificado, as instituições, com o apoio de entidades de proteção animal, estão atuando com o objetivo de capturar os animais, castrá-los, vaciná-los e encaminhá-los para abrigos e disponibilizá-los para adoção. “A existência desses cães na Ufes se dá por meio de ações de pessoas que visitam o nosso campus nos finais de semana e abandonam animais aqui, sem se preocuparem com as consequências advindas de tal atitude. Ocorre, também, pela procriação natural e pela migração de animais de bairros adjacentes para as dependências da nossa Universidade, que se mostra atrativa pelo fácil acesso à alimentação, que é oferecida por pessoas que aqui transitam diariamente. Esta ação contribui para a permanência desses animais no campus, além de atrair outros”, afirma o prefeito universitário, Renato Schwab. A Prefeitura Universitária orienta os membros da comunidade universitária e visitantes que, ao avistarem os cachorros, afastem-se e evitem ações ou movimentos que possam provocá-los. A presença desses animais também pode ser comunicada à Vigilância Universitária por meio do ramal 2727 ou pelo Aplicativo Alerta Ufes, que pode ser baixado gratuitamente por meio da Play Store.

4

Foto: Arquivo Pessoal

Acontece na Ufes

Estudantes e professores apresentaram produções científicas e experimentais no Congresso

Estudantes de Comunicação são premiados no Intercom Sudeste 2018 Grupo ainda trouxe uma novidade: o evento do próximo ano será sediado na Ufes

A

lém dos 28 trabalhos apresentados por estudantes de graduação em Comunicação Social e do mestrado em Comunicação e Territorialidades, a participação da Ufes no Intercom Sudeste 2018 (Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste) rendeu dois prêmios na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom). A egressa do curso de Publicidade e Propaganda Julia Paternostro venceu na categoria Charge/caricatura/ ilustração, orientada pela professora Flávia Mayer dos Santos Souza e, na categoria Fotografia Publicitária, o prêmio foi para os estudantes Juliana Prudente, Rafael Kaiser e Gustavo Ferreira, orientados pelo professor Fabio Goveia. O Intercom Sudeste 2018 foi realizado entre os dias 7 e 9 de junho, na Universidade Fumec, em Belo Horizonte (MG). Julia Paternostro concorreu com o trabalho “Pratique adoção animal: Aventure-se nesta ilustração”, resultante do seu Trabalho de Conclusão de Curso. Ela desenvolveu uma campanha publicitária de adoção de cães e gatos: “Ter recebido o prêmio por esse trabalho foi uma alegria muito grande,

pois me identifico muito com a causa. A partir de agora, pensarei formas de colocar essa campanha em prática”, explicou. Os vencedores na categoria Fotografia Publicitária, com o trabalho “Transforma Lágrima em Água – A tragédia ambiental de Mariana” também comemoraram: “Ficamos muito felizes em poder levar um pouco do que é produzido pelos alunos da Ufes, poder tratar de um tema tão importante que é a tragédia ambiental de Mariana (MG) e poder deixar esse tema vivo para todos”, afirmou o grupo. Evento na Ufes – A delegação capixaba no Intercom Sudeste ainda trouxe uma novidade: em 2019, a Ufes será sede do evento, que reúne pesquisadores, profissionais e estudantes de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas da Região Sudeste. A organização ficará a cargo do Departamento de Comunicação (Depcom) e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (Póscom). Segundo a Comissão Organizadora, a expectativa é acolher cerca de 2 mil pessoas. 18/jun a 01/jul de 2018


Foto: Sead

Acontece na Ufes

Cerimônia de Colação de Grau do Curso de Licenciatura em História EaD – Polo UAB Cachoeiro de Itapemirim – ES

Cursos EaD formam cerca de 850 alunos em agosto Os formandos são alunos de 19 polos localizados no interior do Estado

O

s cursos de Licenciatura em Artes Visuais, Filosofia, Física, História, Pedagogia e Química, ministrados pela Ufes na modalidade a distância (EaD), formarão em agosto cerca de 850 estudantes em 19 polos localizados no interior do Espírito Santo. “Formar quatro estudantes de um curso em um município pode parecer pouco. Mas, nos municípios distantes, é um número significativo, porque estamos formando professores que vão atuar naquelas comunidades. O aluno do interior do Estado que vem estudar em um campus de Vitória dificilmente volta para sua cidade de origem. A característica da EaD é que o aluno que se forma no município, fica no município, e manter o professor atuando em sua região é muito importante”, afirma a secretária de Ensino a Distância da Ufes, Maria José Rodrigues. Ela destaca ainda que, na educação a distância, a Universidade vai até o aluno: “Muitos não conseguem estudar nos campi porque não têm como se manter aqui. Essa é uma realidade para muitos estudantes”. Credenciamento – A Ufes foi credenciada pelo Ministério da Educação para a oferta de cursos superiores na modalidade de EaD em 2001. Desde

então, 2.345 estudantes já concluíram a graduação nos cursos ofertados. O primeiro curso foi o de Pedagogia, por meio do qual formaram-se 6.171 professores das séries iniciais do ensino fundamental dos sistemas públicos de ensino dos 78 municípios capixabas, que atuavam sem formação em nível superior. Em 2006, a Universidade aderiu ao projeto-piloto do curso de Administração a distância do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). A Ufes oferta cursos EaD em 27 Polos Municipais de Apoio Presencial-UAB. Nesse contexto, a proposta de EaD da Ufes visa intensificar a cultura da educação aberta e a distância na Universidade, bem como a utilização das novas tecnologias da comunicação e da informação nos espaços formadores internos. Atualmente, a Ufes oferta os seguintes cursos na modalidade a distância: – Graduação: Licenciatura em Artes Visuais, Biologia, Filosofia, Física, História, Letras Italiano, Pedagogia e Química. – Especialização: Ensino de Matemática no Ensino Médio; Epidemiologia; Filosofia e Psicanálise para a Formação de Professores; Gestão Pública; e Oratória, Transversalidade e Didática da Fala.

Curso de Filosofia EAD tira nota máxima em avaliação do Inep O curso de Licenciatura em Filosofia na modalidade de ensino a distância (EaD), ofertado pela Secretaria de Ensino a Distância (Sead) da Ufes recebeu nota 5, que é o conceito máximo concedido em avaliações para reconhecimento de curso. O resultado final da avaliação foi divulgado no início do mês de junho pelo Instituto Nacional de Estudos e pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC). A análise de qualidade considera diversos critérios relativos à organização didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura. Segundo o professor Edebrande Cavalieri, coordenador da Secretaria de Avaliação Institucional (Seavin) da Ufes, poucos cursos avaliados pelo Inep recebem essa nota, pois são vários itens analisados. “É necessário que o curso esteja em grau de excelência em todos os descritores para receber nota máxima”, explica. A coordenadora do curso, Claudia Murta, ressalta que a nota máxima é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela equipe de gestores, professores, tutores e designers do curso de Filosofia, modalidade EaD, bem como a consolidação do trabalho desenvolvido na Sead desde 2000: “A nota média geral dos cursos a distância no País é em torno de 3. Por isso a nota do curso de Filosofia da Sead foi bastante celebrada”, ressalta a coordenadora. O curso de Filosofia a distância entrou em funcionamento em 2014, pelo edital de formação de professores da Educação Básica (Parfor), e os primeiros estudantes do curso vão se formar em 2018. Para 2019, há previsão de abertura de novas turmas de Filosofia na modalidade EaD, também nos polos, por meio de processos seletivos próprios.

5


Editais de pós-graduação A Ufes está com editais abertos para cursos de mestrado e doutorado em diversas áreas. Confira: Bioquímica e Farmacologia: até 27 de julho, seguem as inscrições para o mestrado do Programa de Pós-Graduação em Bioquímica e Farmacologia. São sete vagas para candidatos com graduação em qualquer área do conhecimento. Mais informações pelo e-mail ppgbf.ufes@ gmail, ou no endereço http://www. bioquimicaefarmacologia.ufes.br ou, ainda, na secretaria do PPGBF, pessoalmente. Informática: O Programa de PósGraduação em Informática abre 19 vagas em seu curso de mestrado, para candidatos com graduação nas áreas afins às linhas de pesquisa do programa. As inscrições para a seleção vão até 3 de julho. Mais informações em www.informatica.ufes.br. Biotecnologia: O curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da Ufes vai abrir duas vagas, para graduados em áreas afins à Biotecnologia. As inscrições serão realizadas até 1º de julho. Mais informações: http://www.biotecnologia. ufes.br. Locais, formas de inscrição, critérios de seleção e outras informações devem ser consultados nos editais disponíveis nas páginas dos cursos e da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: www. prppg.ufes.br.

Foto: Lawrence Livermore National Laboratory

Acontece na Ufes

Imagem da câmera alvo da National Ignition Facility

Ufes é destaque em estudos sobre energia limpa Pesquisador da Universidade integra grupo autorizado a usar equipamento de ponta

O

pesquisador de Física de Altas Energias e associado do Laboratório de Informática da Educação (Lied) da Ufes, Carlos Lobo, é destaque internacional nos estudos sobre fusão nuclear e geração de energia limpa. Lobo é cientista da computação e compõe o seleto grupo de especialistas autorizados a usarem a maior máquina do mundo dedicada ao estudo da fusão por confinamento inercial: a National Ignition Facility (NIF). Vinculada ao Lawrence Livermore National Laboratory (LLNL), laboratório de ciência e tecnologia localizado na Califórnia (EUA), a máquina consegue reproduzir os primeiros segundos do Universo, sendo capaz de lançar 192 feixes de laser sobre uma esfera de dois milímetros, gerando a partir do impacto, gases e muita energia. O objetivo do experimento desenvolvido no Lied é capturar essa energia

e dominar sua produção para, no futuro, usá-la como combustível. “Nossa meta é produzir energia limpa não radiativa e dar condições para a geração de uma nanoestrela de nêutrons na Terra utilizando a interação forte, também chamada cromodinâmica quântica”, explica o pesquisador Carlos Lobo. A máquina – A National Ignition Facility tem 300 metros de comprimento e 50m de altura. É dela que saem os feixes de laser que implodem a esfera de 2 mm instalada dentro de uma outra esfera de 10 metros de diâmetro. A miniesfera é feita de um plástico específico e reforçado e contém deutério (²H) e trítio (³H), variantes químicos do Hidrogênio utilizados nos processos de fusão nuclear. A potência do laser que atinge a pequena esfera promove a fusão atômica do deutério com o trítio, gerando energia.

Pesquisa inédita vai apontar relação entre poluição do ar e asma A Ufes vai realizar uma pesquisa inédita no Brasil sobre o impacto causado pelos diversos poluentes, entre materiais particulados e gases, presentes na atmosfera urbana da região metropolitana da Grande Vitória, no que se refere à associação entre a poluição atmosférica e indicadores objetivos de função respiratória em crianças portadoras de asma leve a moderada.

6

Com duração de três anos, o trabalho vai envolver uma equipe multidisciplinar com pesquisadores do Centro de Ciências da Saúde e do Centro Tecnológico da Ufes, sendo coordenado pela professora do Departamento Engenharia Ambiental Jane Meri Santos e pelo professor do Departamento de Ciências Fisiológicas José Geraldo Mill. Os participantes da pesquisa serão

crianças e adolescentes portadores de asma, atendidos em clínicas ou unidades de saúde. Ao mesmo tempo, a qualidade do ar que o participante da pesquisa estiver respirando também será monitorada. A pesquisa contará com financiamento da ArcelorMittal Tubarão por meio de um acordo de cooperação, e tem previsão para começar ainda este ano. 18/jun a 01/jul de 2018


Acontece na Ufes

Campus de Goiabeiras terá domingo de atividades esportivas e culturais A programação é gratuita e aberta ao público

N

o dia 24 de junho, domingo, a Universidade Federal do Espírito Santo vai abrir seus portões para uma manhã de lazer. Trata-se do projeto Domingo de Lazer na Ufes, que oferecerá ao público atividades esportivas e culturais no campus de Goiabeiras, das 8 às 13 horas. O projeto é uma iniciativa da PróReitoria de Assuntos Estudantis e Cidadania (Proaeci), que será realizado sob a coordenação do professor do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD) Luiz Alexandre Oxley, com o apoio da Secretaria de Cultura da Ufes. “A primeira intenção desse evento é que professores, servidores técnicos e estudantes possam participar de diversas atividades de lazer ofertadas pelos pró-

prios colegas. A segunda é tornar eventos como esse em atividades permanentes, transformando a Ufes em mais uma alternativa de lazer para a cidade”, explica o professor. Programação – Entre as atividades propostas estão a exibição de filmes infantis no Cine Metrópolis, a abertura da Galeria de Arte Espaço Universitário para visitação, oficinas de jogos de rebater, encontro de colecionadores de artigos relacionados ao futebol e à Copa do Mundo, encontro para troca de figurinhas do álbum da Copa do Mundo, partida de futebol,

oficina de pintura e colagem, oficina de práticas circenses: malabares e perna de pau, oficinas de dança e capoeira, campeonato de Tiro com Arco, passeio ciclístico e intervenções musicais. As atividades serão realizadas no Centro de Vivência e nas instalações do CEFD. Para o passeio ciclístico, a concentração será em frente à escadaria do Teatro Universitário. Toda a programação é gratuita e aberta ao público.

Após habilitação do Ambulatório de Diversidade de Gênero do Hucam, usuários terão acesso a medicamentos Homens e mulheres que buscam o Ambulatório de Diversidade de Gênero do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes) para realizar a transição de gênero ou que passaram pelo processo de mudança de sexo poderão contar, agora, não apenas com atendimento médico especializado e multidisciplinar, mas também terão acesso aos medicamentos necessários ao tratamento, entre eles a terapia hormonal. Esse é um dos principais benefícios da habilitação concedida pelo Ministério da Saúde ao ambulatório, conforme destaca a professora do Departamento de Enfermagem e responsável pela Gestão do Cuidado do Hucam, Léia Damasceno de Aguiar Brotto. “Com a habilitação, poderemos oferecer um tratamento me-

lhor, pois teremos verba para oferecer medicamentos, como hormônios, por exemplo”, explica. O Ambulatório de Diversidade de Gênero do Hucam funcionava desde 2016, mas em caráter piloto. A conclusão do processo de habilitação do ambulatório pelo Ministério da Saúde foi marcada por uma solenidade realizada no dia 7 de junho, e que contou com a presença da vice-reitora da Ufes, Ethel Maciel; do superintendente do Hucam, Luiz Alberto Sobral; e de representantes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), médicos e líderes de movimentos sociais que defendem os direitos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) Segundo informações da Sesa, o am-

bulatório do Hucam está entre os cinco já habilitados no Brasil Cadastro – Pessoas interessadas em receber o atendimento do ambulatório devem fazer o agendamento na recepção da Casa 2 do Hucam, localizado no campus de Maruípe. As reuniões de acolhimento são realizadas uma vez por mês, sempre às quintas-feiras. A cada mês, são abertas cinco novas vagas para atendimento. O espaço, que também atende travestis, conta com profissionais das áreas de Urologia, Endocrinologia, Ginecologia, Infectologia, Psiquiatria, Enfermagem, Psicologia, Assistência Social e Fonoaudiologia. Atualmente, 150 pessoas, exclusivamente residentes no Espírito Santo, estão cadastradas no ambulatório.

7


Cultura

agenda cultural Lançamento de livro No dia 21 de junho, a Editora da Ufes (Edufes) faz o lançamento do livro O Feminino em Bisa Bia, Bisa Bel, de Ana Maria Machado – O Trançar de uma Trajetória. O evento tem início às 10 horas, quando a autora, a professora Lucinei Maria Bergami, recebe os visitantes na Livraria da Ufes. Teatro Universitário Nos dias 20 e 21 de junho, às 21 horas, o cantor Silva apresenta seu mais recente show Brasileiro. Nos dias 23 e 24 de junho, o palco do Teatro recebe o evento de dança Enesdança. As apresentações serão a partir das 14h (dia 23) e das 10h (dia 24). Em 28 de junho, a banda Big Beatles se apresenta com o cantor Charles Gavin, em show marcado para as 21 horas. A programação do mês se encerra com a peça Selfie, com os atores Mateus Solano e Miguel Thiré. Apresentações nos dias 29 e 30, às 21 horas; e dia 1º de julho, às 18 horas. Ingressos para todos os eventos podem ser adquiridos no site www.tudus. com.br ou na bilheteria do Teatro, de terça a sexta-feira, das 15 às 20 horas. Galeria de Arte Espaço Universitário A artista plástica Nelma Guimarães estará na galeria no dia 26 de junho, às 18 horas, para um bate-papo sobre sua exposição Vou mostrando como sou e vou sendo como posso. A Galeria é aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. Entrada franca. Cine Metrópolis No dia 26 de junho, o cinema exibe o filme Chega de Fiu Fiu, em sessão única às 19h30. Após a exibição do filme, haverá um debate com a participação de professores da Ufes.

8

Mostra de Hip Hop na Ufes Cine Metrópolis vai apresentar vídeos e promover debates sobre o tema

N

o dia 23 de junho, o Cine Metrópolis recebe a Mostra Hip Hop na Tela do Cinema – Cine Rap 4. Com início às 17 horas e entrada gratuita, o evento é voltado para apresentação de vídeos produzidos no Espírito Santo com a temática da cultura hip hop e visa mostrar a vivência dos jovens da periferia da Grande Vitória num evento que mistura música e cinema. A DJ Deb Schulz e o grupo de dança Ubuntu Fristailli vão se apresentar na abertura da mostra, que é promovida pelo projeto Panela Audiovisual, com apoio institucional da Ufes. Nesta quarta edição, 40 produções se inscreveram, das quais 32 foram selecionadas pelos organizadores do evento. “É um número expressivo de inscritos, o que mostra que a cultura hip hop no Estado está a todo vapor”, constata Luiz Eduardo Neves, um dos organizadores do Cine Rap. Entre os selecionados estão vídeos de 18 diretores, representando 26 grupos ou rappers; são 29 videoclipes, duas videoartes e

um documentário, totalizando mais de duas horas de programação. Prêmio – Os selecionados para exibição na mostra concorrem ao prêmio de Melhor Vídeo nas categorias Voto Popular (soma dos votos on-line, antecipados, e presenciais, no dia do evento) e Júri Técnico, composto pelos professores do Departamento de Comunicação Social da Ufes Daniela Zanetti e Pedro Marra, além do jornalista, ator e apresentador de TV Diego Araújo. Cada vencedor vai receber o troféu Panela Audiovisual e o valor de R$ 500,00. Para o secretário de Cultura da Ufes, Rogério Borges, a mostra é mais um espaço aberto pela Universidade para a produção da periferia. “Temos o único programa de rádio do estado com a temática voltada para o hip hop, que é o Universo Hip Hop. Ficamos muito felizes em apoiar mais este evento de cunho popular”, destaca o secretário. Durante o evento, haverá um bate-papo sobre a produção audiovisual oriunda das periferias.

18/jun a 01/jul de 2018

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 537 | 18/06/2018  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 537 | 18/06/2018  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement