Page 1

SEXTA-FEIRA

30 DE JUNHO E 01 DE JULHODE 2018

www.tribunadovale.com.br

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

13 DE JULHO DE 2018

ANO XXII - N 3637 R$ 1,00 0

H1N1 faz primeira vítima do ano em Santo Antônio da Platina GRIPE

Paciente de 59 anos faleceu no dia 29 de junho em consequência da doença; Epidemiologia monitora outros seis casos suspeitos na cidade „ PÁG. A3

Após denúncia, dono de estância ameaça fechar estrada de agricultor RIBEIRÃO DO PINHAL

„ PÁG. A3


A-2 Geral

TRIBUNA DO VALE

A partir de Karl Marx, cresceu a legião de intelectuais, pensadores e políticos, na direita e na esquerda, dedicados a convencer a sociedade de que para cada problema individual há sempre uma solução estatal." José Pio Martins

Sexta-feira, 13 de julho de 2018

Enquanto não conseguirmos ter o Estado mínimo, só normatizador, licenciador e fiscalizador, o Brasil não terá jeito. Continuará sendo o reluzente país do futuro e o carrasco do seu povo no presente..” Editorial

E DITORIAL

A crise e as ilhas da fantasia É uma afronta à Nação a existência de 18 empresas estatais operando no vermelho, que consumem R$ 18,2 bilhões anuais do Tesouro e, ainda assim, pagam salários médios mensais de R$ 13,4 mil a cada um de seus 73 mil funcionários. Nem mesmo o governo, inchado por muitos favorecimentos, tem salários são altos. A média de ganho dos servidores públicos é de R$ 10 mil mensais, enquanto o trabalhador comum de carteira assinada ganha R$ 2,2 mil mensais. Lembrando que, pelo setor privado não ter a estabilidade dada ao funcionalismo, o pais registra hoje mais de 14 milhões de desempregados que, pelo menos teoricamente, não têm renda. Só os números acima, confrontados, demonstram a grande desigualdade nacional, num país de elevada carga tributária e cujo governo insiste em restringir a previdência social como se isso resolvesse a crise. A relação das estatais deficitárias inclui desde a Embrapa,

C HARGE

um reconhecido centro de pesquisas agrícolas, com dependência de 95% do Tesouro, até a EPL, criada para estudar o frustrado trem-bala (98%), e passa por empresas de desenvolvimento regional, de tecnologia nuclear, trens, hospitais e ate EBC, que faz a comunicação do governo. Existem até empresas como a Valec, de trens, cujos diretores são acusados de corrupção Todas deveriam ser operadas pela iniciativa privada, com regras do mercado e gerando com seu trabalho os recursos para sua subsistência. Mas, estatais, além de praticar salários supervalorizados, ainda são passiveis de absorver os cabos eleitorais, parentes e até amantes de gente influente, tudo pago pelo Tesouro.Nosso país tem de ser entendido como pronto para o mercado. A montagem de companhias estatais só se justificou na época de implantação da infraestrutura, quando a iniciativa privada não possuía capital ou não se interessava por ali colocar o seu dinheiro. Agora que, apesar de todas as distorções e problemas,

somos uma das dez maiores economias do mundo, não há razão para o governo manter empresas. Elas têm de ser transferidas ao particular que a opere e dela tire sua estabilidade e sobrevivência. O dinheiro dos impostos pago pelo contribuinte tem de ser empregado na manutenção das atividades de governo e nos serviços de saúde, educação, segurança e outros que o Estado tem obrigação de prestar ao povo. Se continuarmos sugados pela ineficiência e verminose do empreguismo de luxo, jamais conseguiremos fazer frente à concorrência que nos impõem as grandes potências econômicas do planeta, notadamente a China, que cresce e alarga suas fronteiras econômicas, inclusive para dentro do Brasil. Enquanto não conseguirmos ter o Estado mínimo, só normatizador, licenciador e fiscalizador, o Brasil não terá jeito. Continuará sendo o reluzente país do futuro e o carrasco do seu povo no presente.

A RTIGO

chargeonline.com.br

José Pio Martins*

Um país em crise existencial

A RTIGO Luiz Carlos Amorim

O último livro de Quintana O ultimo livro de Mario Quintana, “Água”, foi escrito em 1994, ano da sua morte, portanto reúne os últimos poemas escritos pelo poeta Passarinho, e foi publicado em 2001 pela Editora Artes e Ofícios de Porto Alegre. Trata-se de uma edição trilingue (Português, Inglês e Espanhol) de poemas sobre lugares importantes do Brasil. Mas existe um livro dele publicado ainda mais tarde. Nas minhas andanças por bibliotecas escolares, guiado pela professora Mariza, encontrei um livro de Quintana, de 2007, que eu ainda não conhecia. Trata-se de “Só Meu”, livro organizado por Elena Quintana, que selecionou poemas e trechos da obra do poeta “passarinho”, colocando ao alcance do público infantil o universo lírico de Quintana. Nessa obra estão poemas, trechos de prosa e de poemas dos livros “Me-

lhores Poemas de Mario Quintana”, “Apontamentos de História Natural”, “Preparativos de Viagem” e “Baú de Espantos”. O livro, da Editora Global, faz parte do acervo do Programa Nacional Biblioteca da Escola 2010. As ilustrações são de Orlando e a apresentação do livro é primorosa. E tem o diferencial de trazer espaços, nas páginas, paralelamente aos textos e aos desenhos já existentes, para que os leitores coloquem sua marca, desenhando, dando a sua forma particular à interpretação da obra, como queria o autor: “Os livros de poemas devem ter margens largas e muitas páginas em branco e suficientes claros nas páginas impressas, para que as crianças possam enchê-los de desenhos – gatos, homens, aviões, casas, chaminés,

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 TV Editora e Gráfica - Eireli - ME CNPJ 28.454.259/0001-21 Matriz: Rua Infante Vieira, 36, Centro - Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável

ár vores, luas, pontes, automóveis, cachorros, cavalos, bois, tranças, estrelas – que passarão também a fazer parte dos poemas...” Grande descoberta, feliz descoberta de mais um livro de Quintana, grande Quintana. Olhem como “O Poeta Começa o Dia: Eu sei me teleportar: estou agora / em um Mercado Estelar... e olha! / acabo de trocar / - em meio aos ruídos da rua / alheio aos risos da rua / todas as jubas do Sol / por uma trança da Lua!” Não é fantástico? É Quintana, só podia ser ele! Luiz Carlos Amorim - Escritor, editor e revisor, Fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA, com 38 anos de trajetória, cadeira 19 na Academia SulBrasileira de Letras. http://lcamorim.blogspot.com.br ‒ http://www. prosapoesiaecia.xpg.uol.com.br

Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

DIAGRAMAÇÃO: PRISCILA SIMÕES Fone/Fax : 43 3534 . 4114

COMERCIAL tribunadovale1@gmail.com Priscila Simões - (43) 9 9619-9645

Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

E-mail: cartaleitor@tribunadovale.com.br

A i dei a d e que tud o s e re s olve no E st ad o te ve su a ex press ão máxima na C onst ituiç ão brasi l e ira de 1 9 6 7 , no ar t igo 158, incis o XIX, que ass e gurav a a os br asi l e iros “col ôni a d e fé r i as e cl ínic as d e rep ous o”. A p ar t ir d e Karl Mar x, cre s ce u a l e g i ão de i ntel e c tu ais, p e ns ad ore s e p ol ít icos, na d ire it a e na es qu erd a, d e d ic ad os a conve nce r a s o cie d ad e de qu e p ara c ad a probl e ma ind iv idu a l há s e mpre u ma s olu ç ão e st at a l. A s o ci a l-d e mo craci a, que s e propun ha s e r uma terceira v i a ent re s o ci a lismo e c apit a lismo, foi resp ons ável p el o cre s cime nto d o s e tor públ ico e p el o aumento da tributação. A essência dessa ideia é que o s istema pro dut ivo d e ve s e r c apit a l ist a, com b as e na propriedade privada, na organização empresarial d a pro du ç ã o e no t r ab a l ho ass a l ar i a d o, mas c om g ov e r n o g r a n d e , t r i b u t a ç ã o p e s a d a e p r o g r a m a s d e t r a n s f e rê n c i a d e re n d a v i a s e r v i ç o s pú b l i c o s . Os s o ci a l - de mo crat as s e inspiraram e m Mar x p ara di z er qu e o probl e ma d a pro duç ão j á e st ava re s ol v i do e tu do s e re sumi a a te r um b om siste ma d e dist r ibu i ç ão. Os defensores desse modelo não entenderam duas cois as . A pr ime ira, que Mar x não e st ava p e ns and o na p obre Rússi a czar ist a qu ando prop ôs o s o ci a lismo, mas na Ing l ate r ra, um p aís com d e s e nvolv id o capit a lismo industr ial s ob um regime lib eral. Mar x d i s s e , e m A Id e o l o g i a A l e m ã , qu e e n qu ant o n ã o houver au me nto d a pro dut iv id ad e c ap az d e ge rar abundância, a briga p ela redistribuição s erá ap enas u ma br i g a p el a “d ie a lte S che iss e” (a vel ha me rd a). Aju d a do s p el a g rand e d e pre ss ão e conômic a d os anos 1930, que reduziu o pro duto mundial e lançou milhõ es no des emprego, os adeptos do cres cimento do E st a do t ive ram a op or tunid ad e d e promove r a ex p ans ã o d e sme d id a d a máquina públ ic a. Poré m, ci nco dé c ad as d e p ois, o g igant ismo e st at a l ge rou subprodutos per versos: carga tributária pesada, i n e f i c i ê n c i a g ov e r n a m e nt a l , i n i bi ç ã o d o i nv e s t i mento pr ivad o, c ast a d e f uncionár ios públ icos d e a lt o s s a l ár i o s , pr i v i l é g i o s p ar a o s t r ipu l ant e s d a má qu i na of ici a l, d é f icits f is c ais, el e vad as d ív id as públ i c as e muit a cor r up ç ão. C on q u a nt o o g ov e r n o s e j a n e c e s s á r i o e t e n h a suas funções, o gigantismo estatal e o excesso de inter venç ão na v id a d as p ess o as p ass aram a pro duzir a doença que vieram para curar, além de disseminarem uma danosa consequência de natureza cultural: a crenç a de que a s oluç ão de to dos os ma les s o ci ais e i ndiv i du ais e st á no E st ad o. Na Amé r ic a L at ina, os p ol ít i cos p opu l ist as e d e magogos cre s ce ram na estei r a d a c u ltura d a d e p e nd ê nci a, que s e tor nou a marc a de g rand e p ar te d a p opu l aç ão. O a l e m ã o d e s e mp r e g a d o d e A n s b a c h , a f o r a o asp e c to hi l ár io e j o cos o d e su a aç ão, ap e nas e xp ôs o ref l exo d a cre nç a d e que o b e m-e st ar é d ire ito d e to dos e de ve r d o E st ad o. Não s e t rat a d e s e r cont ra re d e s d e prot e ç ã o s o c i a l , m a s é ju s t am e nt e p ar a b em c u mpr ir e ss e p ap el que o E st ad o não p o d e s e r i ncha do, p e rdu l ár io, e nd iv id ad o e e xce ssivame nte tributador. O cas o do Brasil hoje é notório: o maior ob st á c u l o ao cre s cime nto e conômico é o s e tor públ i co, i nchad o, ine f icie nte, e nd iv id ad o e cor r upto. A redução da pobreza depende da criação de riqueza, tarefa da sociedade e do sistema produtivo privado. *José Pio Martins é economista e reitor da Universidade Positivo (UP). Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Região A-3

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 13 de julho de 2018

RIBEIRÃO DO PINHAL

Após denúncia, dono de estância ameaça fechar estrada de agricultor

Família que cultiva produtos orgânicos em chácara vê sobrevivência ameaçada pela ação de empresário Da Redação

Após publicação de reportagem na edição de quinta-feira, 12, na Tribuna do Vale, em que os micro produtores Marnix Willien Sijkes e Elizete Ferreira Padilha, de Ribeirão do Pinhal denunciam o empresário Roberto Fraiz Martinez, proprietário da Estância Bandeirantes, de agir objetivando inviabilizar suas atividades econômicas, este reagiu ainda com mais agressividade e agora ameaça instalar mais uma porteira que tornaria impraticável ao casal continuar na exploração da chácara de pouco mais de um alqueire onde cultiva verduras e hortaliças orgânicas, além de mudas de várias espécies vegetais. Segundo a moradora Elizete Ferreira, seu companheiro, Marnix Willien teria ouvido do próprio empresário que agora ele pretende construir mais uma porteira, desta vez do lado em que está a divisa que separa as duas propriedades. O drama do casal, que vive na área com duas filhas, é que, para se chegar à sede de sua

pequena propriedade, é preciso passar pelo sítio de Beto Fraiz e este, alegando estar sofrendo abuso por parte dos vizinhos, obteve liminar na justiça autorizando a instalar uma porteira, trancada com cadeado. Beto Fraiz forneceu uma cópia da chave para a família, mas os clientes que frequentam a chácara para adquirir legumes e verduras, além de mudas de vegetais, ficam impedidos de acessar a propriedade, o que estaria causando um prejuízo de cerca de R$ 2 mil mensais. “Agora o empresário, em retaliação pela divulgação da notícia no jornal, se nega a abrir a porteira aos visitantes e, para piorar, ameaça construir outra porteira para tornar ainda mais dramática uma situação que já é insustentável”, disse no início da noite de ontem o advogado Olavo Ribeiro da Silva Neto, que atua no caso juntamente com o advogado Ercílio Rodrigues de Paula, juiz aposentado do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Porteira que protege uma propriedade prejudica negócios de vizinho

Olavo salientou que o processo está sob análise do Ministério Público, que inclusive recebeu denúncia de que o empresário teria assediado sexualmente as duas filhas do casal, que pode levar o caso à esfera criminal. Ontem, no início da noite, a reportagem da Tribuna do Vale procurou o empresário Beto Fraiz no celular registrado como sendo de sua esposa, mas a ligação não foi atendida. Origem O caso, que causa polêmica

DIVULGAÇÃO

Presidente do TCE diz que atos têm de ser publicados em jornais

Presidente do TCE Durval Amaral em encontro com membros da Adjori Da Assessoria

O presidente do Tribunal de Contas do Paraná, Durval Amaral, reiterou, durante recente encontro com membros da Associação de Jornais e Revistas do Interior do Paraná (Adjori-PR), que os atos oficiais de prefeituras e câmaras devem obrigatoriamente ser publicadas em diário oficial impresso. A declaração foi realizada durante reunião com o presidente da Adjori-PR, Elízio Siqueira (que acumula a presidência da Adjori-BR) e do tesoureiro da entidade, Sérgio Jonikaites. “A legislação é clara: deixar de publicar editais de concorrências, tomadas de preços, concursos, leilões e contratos administrativos nos jornais é uma expressa violação à Lei nº 8.666/93. No texto não há brecha para qualquer outro entendimento”, disse Durval. Ele solicitou o apoio dos veículos filiados à Adjori na identificação de municípios que não estejam cumprindo a determinação. “A associação tem grande alcance em todo o estado. Por isso, pedimos que nos informem sobre situações de irregularidade nas publicações, que muitas vezes são

cometidas pelos gestores por causa de orientações equivocadas das assessorias jurídicas”. O artigo 21 da Lei nº 8.666/93 estabelece que os avisos contendo os resumos dos editais das concorrências, das tomadas de preços, dos concursos e dos leilões realizados pelos municípios deverão ser publicados com antecedência, por no mínimo uma vez, no Diário Oficial do Estado, em jornal diário de grande circulação no estado e, também, se houver, em jornal de circulação no município ou na sua região, podendo ainda ser utilizados outros meios de divulgação. No Paraná, a norma é reforçada pelo Acórdão nº 3197/2017, do Tribunal de Contas do Estado. O documento é resultado do julgamento realizado em julho do ano passado, em que o Pleno, por unanimidade, votou a favor da obrigatoriedade de publicações oficiais em jornais impressos. “Estamos vivendo um período de intenso combate à corrupção em todas as esferas de governo. O momento requer mais do que nunca a ampla transparência das ações da gestão pública. Sem a

publicação dos atos oficias no meio impresso o acesso às informações, fundamental para garantir o monitoramento popular, seria muito dificultado”, destacou o presidente da Adjori-PR, Elízio Siqueira. Relatórios Fiscais Outro ponto exaustivamente debatido entre assessorias jurídicas e prefeitos refere-se à necessidade de publicação de relatórios resumidos da execução fiscal. Prefeituras e câmaras municipais registram rejeição de contas pelo TCE, comprometendo seus administradores pela não publicação desses balanço. Caso recente envolve a Câmara Municipal de Doutor Ulysses (Região Metropolitana de Curitiba), que teve o balanço de 2013 rejeitado pelo tribunal pela falta de comprovação de publicação dos Relatórios de Gestão Fiscal referentes ao segundo semestre de 2012 e ao primeiro semestre de 2013, contrariando a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000). Apesar dos alertas, advogados de vários municípios insistem em orientar equivocadamente seus prefeitos em não dar publicidade a esses documentos fiscais.

em Ribeirão do Pinhal, começou em abril deste ano, quando o juiz de direito da comarca de Ribeirão do Pinhal, Júlio Cesar Vicentini deu liminar de reintegração de posse do trecho de uma estrada que atravessa a propriedade do empresário e pecuarista Roberto Fraiz Martinez e sua esposa Aparecida Donizete Candido Fraiz, denominada Estância Bandeirantes. Com a sentença, Beto Fraiz instalou uma porteira no local, limitando o acesso de pessoas

não autorizadas no trecho. A instalação da porteira com cadeado impede a circulação de pessoas que não residem no local, que só tem acesso à propriedade de Marnix e Elizete com prévia autorização de Beto Fraiz e sua esposa. Agora, para permitir passagem, o casal tem que percorrer cerca de 500 metros a pé para abrir a porteira. O fato é que existe somente esta estrada de acesso à propriedade dos agricultores, via considerada pela prefeitura

como particular, ou seja, cedida aos vizinhos como “passagem forçada” – devido ao imóvel estar encravado – que passa pelo meio da Estância de Beto Fraiz. O advogado Olavo Ribeiro diz que a “birra” do empresário contra os vizinhos só prolonga uma disputa desgastante e inócua. “Bastaria a construção de uma passagem com o chamado ‘mata burro’. O problema estaria resolvido, mas parece que tem gente que vive para complicar as coisas”, lamenta o jurista.

A RTIGO Celso Antônio Rossi*

Medicina em Cornélio; e Jacarezinho? Jacarezinho já perdeu várias vezes o chamado "bonde da história" por inoperância de seus líderes. E com isto, na hipótese mais otimista, estacionamos no tempo. Conseguimos muitas coisas, é verdade, mas às custas de trabalho e muita união.. As Faculdades estão aí para comprovar isso, o Instituto Federal também e diversas outras conquistas. Mas uma cidade que quer crescer não pode parar de lutar. Quando se falou da criação do curso de Medicina em nossa região, os platinenses foram à luta e nós marcamos passo. Agora novamente. O anúncio da futura criação do curso de Medicina em Cornélio Procópio não surgiu da noite para o dia. Nossos representantes estaduais (deputados) com certeza tinham conhecimento e silenciaram ou apoiaram Cornélio. Mas, observe-se: Cornélio Procópio dista apenas 60 km de Londrina, que já tem esse curso. Nossa região, geograficamente, é muito mais carente. Professores? Os que irão (ou iriam) ministrar aulas em Cornélio também poderiam vir aqui. Historicamente também vale lembrar que a primeira faculdade estadual do Norte Pioneiro é de Jacarezinho (Filosofia) que está prestes a completar 60 anos! Embora nem se saiba se será realmente implantado esse novo curso, é o momento de refletirmos. Teremos eleições em outubro. É de se indagar: nossos representantes tomaram alguma posição a nosso favor ou são eles também representantes da outra cidade? É sabido que não se pode servir a dois senhores. (Mateus 6:24) pois se dedicará a um e se desprezará o outro. Vamos escolher alguém que se comprometa em lutar pela nossa cidade. Não adianta ser de nossa região e "servir a dois senhores". Preferível será escolher alguém do sul ou sudoeste do Estado. Não tenho nada contra Cornélio Procópio, pois tiveram mérito nesta conquista. Mas tenho tudo a favor de Jacarezinho, lembrando sempre que mais humilhante do que sofrer uma derrota é ser derrotado sem lutar.

Serviços de Encomendas da Emp. Princesa do Norte

As encomendas transportadas em ônibus não aguardam lotação e seguem no primeiro horário, Inúmeras viagens cobrem diariamente mais de 150 cidades nos Estados de São Paulo, Paraná,Minas Gerais, Goiás, Sta Catarina e Distrito Federal .

Curitiba – PR :

Rua Jackson Figueiredo, 72 - Parolim (garagem) Fone: (41) 3332-1244 / 3332- 5526 /3030-1078

Londrina -PR :

R. Antônio Mano, 1065 Jd. Pacaembu ( garagem da Til ) Fone: (43) 3329-0630

São Paulo -SP :

Av. Comendador Martinelli, 276 – Água Branca ( garagem) Central: 3333-7900

Brasília -DF :

S.G.C.V. Sul lote 18 (garagem ) Fone: (61) 3362-9651

Uberlândia -MG :

Av. Estrela do Sul, 758 Martins ( garagem ) Fone: (34)3235-4585

Avaré -SP :

Av. Pará,791 Terminal Rodoviário Fone: (14) 3733-5090

EMPRESA PRINCESA DO NORTE S/A. Matriz: Rua 24 de Maio, 253-A - Vila Claro CEP: 86.430-000 - Santo Antônio da Platina - PR Fone: (43) 3534-8400 - Fax (43) 3534-1616 Informações: (43) 3534- 1826 site: www.princesadonorte.com.br

QUALIDADE, SEGURANÇA E EFICIÊNCIA COM SUAS ENCOMENDAS


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE Sexta-feira, 13 de julho de 2018

Empresários de Santo Antônio e de Quatiguá estão entre os homenageados GUERREIRO DO COMÉRCIO A homenagem comemora o dia do comerciante. A 13ª edição do troféu Guerreiro do Comércio ocorre nesta sexta-feira, 13, em Curitiba Da Assessoria/Redação

Dois empresários da região estão entre os homenageados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR): Romildo Peracin, da Farmácia do Romildo, em Santo Antônio da Platina, e Edna Bordignon Oliveira, da Construcasa Bordignon , em Quatiguá. A homenagem comemora o dia do comerciante e a 13ª edição do troféu Guerreiro do Comércio ocorre nesta sexta-feira, 13, em Curitiba. O evento destaca empresários e trajetórias de sucesso paranaenses. Neste ano, 45 empresários ligados a sindicatos filiados à Fecomércio PR serão agraciados com a homenagem, em Curitiba, em evento celebrado no Centro de Eventos Expo Unimed, com patrocínio da Caixa Econômica Federal. Os premiados são indicados segundo critérios de projeção, tempo de mercado, reconhecimento da comunidade e notoriedade empresarial. Com o prêmio, a Fecomércio

PR pretende destacar os empreendedores que geraram oportunidades de trabalho e ajudaram a impulsionar e desenvolver o Paraná e o país. As histórias profissionais e pessoais passam por homens e mulheres inovadores e criativos ao empreender e por novos e antigos negócios que vencem desafios diários e crises para manutenção de empregos. Desde que o prêmio “Guerreiro do Comércio” foi criado, em 2006, 633 empresários - de um total de 500 mil empresas paranaenses - foram homenageados. Comenda Na oportunidade em que premia empresários de destaque, a Fecomércio PR entrega a comenda “Ordem do Mérito do Comércio do Paraná”. A honraria completa 50 anos de existência em 2018, destacando importantes nomes do cenário paranaense. Desde sua criação, a homenagem foi entregue a apenas 23 personalidades e, nesta edição, contempla outras três: o Coronel da Reserva da Polícia

De Santo Antônio da Platina, Romildo Peracin

Militar do Paraná, Sérgio Luiz Malucelli; o Administrador de Empresas de Logística, Luiz Henrique Tessutti Dividino, e o Serventuário da Justiça, Waldemiro Weiss. Aos homenageados serão entregues medalhas no formato da Cruz de Malta – um de-

»ECONOMIA

Edna Bordgnon Oliveira vai receber o prêmio por Quatiguá

senho formado por oito pontas –, que representa uma pessoa observadora, confiável, inventiva, habilidosa, distinta, sábia, perseverante e encorajadora. O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Ari Faria Bittencourt, pontua a importância de reverenciar

tão importantes personalidades e empresários paranaenses. “Com as dificuldades enfrentadas pelo país na área político-econômica, o comércio vem lutando valentemente pela sua sobrevivência e pela sua adequação aos novos tempos de transações digitais. São

dois desafios de natureza distinta, mas de igual importância e intensidade. Por isso é tão importante reverenciarmos aqueles que se destacam na sua atividade, pelo dinamismo, pela inovação, pelas estratégias de marketing e de venda”, destaca Bittencourt.

»EDUCAÇÃO

Mais de 19 mil alunos de 59 escolas da Três ganhadores da Poupança Premiada Sicredi Paranapanema região entram em férias na próxima 2ª

Fachada do Sicredi Da Assessoria

Sucesso nos dois anos anteriores, a Campanha Promocional Poupança Premiada, do Sicredi, que tem como objetivo estimular a educação financeira através do hábito de poupar, está em sua terceira edição. Desde abril desse ano, a promoção, que tem como slogan “Eu Poupo Sim”, já revelou diversos ganhadores dos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Na Sicredi Paranapanema PR/SP, em 2018, já são três associados contemplados com R$ 2 mil cada: Aparecido Pereira dos Santos de Rancho Alegre-PR, Maria Sueli Zanelli Fernandes de Santa Mariana-PR e Rubens

Cezario Rufatto de Itambaracá-PR. Para o presidente da cooperativa, Claudio Marcos Orsini, é sempre uma alegria muito grande premiar os associados. “A campanha tem sido uma valiosa ferramenta para despertarmos em nossos associados, e na comunidade, a importância de poupar, e poder premiá-los, ajudando a realizar sonhos, é ainda mais satisfatório”, disse o presidente. O Sicredi tem sido uma grande referência no tema, em todo o Brasil. Validade A promoção vai até o dia 15 de dezembro, e ainda serão entregues 10 prêmios semanais

de R$ 2 mil, um sorteio mensal no valor de R$ 50 mil e o sorteio final que premiará um associado Sicredi com meio milhão de Reais. Para participar, basta depositar R$ 100 na poupança, em uma das agências Sicredi nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Cada depósito vale por um número da sorte e, se a poupança for programada, as chances de ganhar são em dobro. Os sorteios serão realizados semanalmente até dezembro. Para saber mais sobre o regulamento e as datas de sorteios da Poupança Premiada acesse: www.sicredi.com.br/ eupouposim. (Imprensa Sicredi Paranapanema PR/SP)

Gladys Santoro

Um descanso no meio do ano é sempre bem vindo. Para estudantes e professores do Núcleo Regional da Educação de Jacarezinho, o recesso escolar começa na próxima segunda-feira, 16, e vai até o dia 28. Os professores voltam um pouco mais cedo – dia 26, para capa-

citação profissional. O NRE de Jacarezinho abrange 12 municípios com 59 escolas e mais de 19 mil alunos. Este ano, o projeto do governo do Estado “Pintando nas Férias”, está incentivando pais, alunos, professores e funcionários a deixar as escolas mais bonitas com novas pinturas nos muros ou nos locais mais des-

gastados pelo tempo. Os estabelecimentos tem autonomia do Fundo Rotativo -para investir R$ 8 mil com os materiais necessários. A mão de obra é por conta da comunidade escolar. Caso os dias de recesso sejam curtos demais para as obras, as escolas têm até o dia 31 de dezembro para usar o dinheiro para a pintura.


Cotidiano A-5

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 13 de julho de 2018

GRIPE

H1N1 faz primeira vítima do ano em Santo Antônio da Platina

Paciente de 59 anos faleceu no dia 29 de junho em consequência da doença; Epidemiologia monitora outros seis casos suspeitos na cidade Luiz Guilherme Bannwart

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou nesta quarta-feira (11) a primeira morte do ano provocada pelo vírus H1N1, em Santo Antônio da Platina. Trata-se de um paciente de 59 anos que não havia sido vacinado contra a gripe, e que também não fez uso do Tamiflu – antiviral que deve ser iniciado logo nos primeiros sintomas da síndrome. O resultado foi divulgado por meio do último Boletim Epidemiológico publicado pela Sesa, que mostra outros seis casos suspeitos da doença no município. De acordo com a enfermeira Josiane Aparecida Teixeira, responsável pelo Setor de Epidemiologia do município, o paciente estava internado com suspeita de tuberculose, mas o resultado foi negativo para a doença. Seu quadro clínico se agravou, e, no dia 29 de junho ele acabou falecendo. Exames revelaram que a causa da morte foi H1N1, associada a outros vírus respiratórios. “É preciso seguir o protocolo e entrar com o antiviral (Tamiflu) em tempo hábil para curar o vírus (H1N1), o que muitas vezes não acontece”, adverte a enfermeira. Os últimos casos de morte provocada pelo vírus H1N1 na cidade foram registrados em 2016, quando duas pessoas faleceram. “Os pacientes tinham idades entre 42 e 47 anos. Naquele ano, um paciente de 54 anos

também morreu, mas em consequência de Vírus Sincicial Respiratório (VSR), u m m i c ror g a n i s m o q u e causa infecção respiratória. Já em 2017, no entanto, não tivemos mortes em consequência do H1N1”, salienta Josiane Aparecida Teixeira. A diretora de Saúde de Santo Antônio da Platina, Gislaine Galvão, disse que o município atingiu a meta de vacinação contra a gripe, mas que é preciso atentar-se aos sintomas da doença para combatê-la imediatamente em casos suspeitos. “O paciente deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima para ser avaliado conforme determina o protocolo, e, se for o caso, entrar imediatamente com o antiviral (Tamiflu), que só é dispensado na rede pública de saúde”, orienta. Conforme o último Boletim Epidemiológico divulgado pela Sesa referente aos municípios da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, um caso suspeito da doença também foi registrado e m Jo a qu i m Távor a e é monitorado pela Secretaria Municipal de Saúde. BALANÇO Desde janeiro deste ano, 365 casos da doença foram confirmados no Paraná. Em todo o Brasil já são 21.150 casos e 2.616 mortes em 2018.Entre os casos registrados no Estado, a maioria foi entre mulheres, responsáveis por 191 ocorrências, ou 52,3% do total. No caso dos óbitos, os homens foram

Tratamento com Tamiflu deve ser iniciado imediatamente em casos suspeitos; só na rede pública

os que mais morreram por conta da gripe. Dos 49 óbitos registrados, 39 (79,6%) foram vítimas masculinas e apenas 10 (20,4%) femininas. Em relação à faixa etária, 108 dos casos de gripe (29,6% do total) ocorreu entre pessoas com 60 anos ou mais. Em segundo lugar aparecem as crianças menores de 5 anos, com 74 confirmações (20,3%). O maior número de óbitos está entre pessoas acima de 50 anos, com 41 mortes. PREVENÇÃO Entre os principais cuidados que devem ser toma-

»MP-PR

dos para diminuir o risco de contaminação pelo vírus da gripe está a higienização correta das mãos. Elas devem ser lavadas frequentemente com água e sabão, sendo recomendável também complementar o processo com a aplicação de álcool em gel após a lavagem. Outro cuidado é higienizar periodicamente com álcool em gel as superfícies que entram em contato com as mãos, como mesas, teclados e maçanetas. Recomenda-se ainda que as p e ss o as e v ite m c om partilhar talheres, copos e

alimentos e sempre usem lenços descartáveis para cobrir a boca na hora de tossir ou espirrar, além de manter os ambientes ventilados e evitar a aglomeração de pessoas. VACINAÇÃO Neste ano, a campanha nacional de vacinação contra a gripe começou em 27 de abril e foi encerrada em 22 de junho. No Paraná, terminou com a aplicação de mais de 2,8 milhões de doses entre os grupos alvos, que incluíam crianças entre seis meses e 4 anos completos, trabalhadores da saúde, puérperas

(mulheres até 45 dias após o parto), idosos (acima de 60 anos), população indígena, professores (ensino público e privado) e pessoas com doenças crônicas. Após o encerramento da campanha, a Secretaria de Estado da Saúde recomendou aos municípios que disponibilizassem as doses remanescentes da vacina à população em geral. O último levantamento indica que entre os grupos prioritários, a cobertura vacinal chegou a 92,3% no E st ado, acima da mé dia nacional, de 83%.

»IBAITI

Vereador de Arapoti é denunciado por Prefeito autoriza antecipação da distribuição de “kits” para churrasco primeira parcela do 13º salário DA Assessoria

Em Arapoti, o Ministério Público do Paraná propôs denúncia contra o vereador Giovanne C arneiro (PP), e um correligionário por crime eleitoral. O MPPR, por meio d a Promotor i a E leitora l da 164ª Zona Eleitoral da comarca, sustenta que, nas últimas eleições, em troca de votos, os denunciados forneceram a eleitores “kits” com valor estimado de R$ 150, para a compra d e pro dut o s p ar a c hu rrasco (carne, car vão e cerveja). O vereador ainda teria prometido facilitar o processo de aposentadoria de uma eleitora junto ao INSS. Os fatos foram apurados pela Promotoria com oitiva de testemunhas, bus ca e apre ens ão e interceptações telefônicas. Foi verificado que o vereador, então candidato, e o correligionário teriam deixado vários desses “ k it s” a c e r t a d o s e m u m supermercado da cidade. Os produtos deveriam ser distribuídos a uma determinada relação de pessoas – p elo menos qu at ro receberam o material. Para a promessa de auxílio com a aposentadoria, recolheram diversos do-

Prefeito de Ibaiti Dr Antonely Carvalho Da Assessoria

Carneiro é acusado de fornecer kit de churrasco aos eleitores

cumentos com a vítima, c om o l au d o s m é d i c o s e guias do INSS. As duas situações são enquadradas como crime pelo Código Eleitoral (art. 299 da L ei 4.737/1965).

Caso a denúncia seja julgada procedente, os denunciados podem ser condenados a pena de até quatro anos de reclusão e multa – o vereador também pode perder o cargo.

A Prefeitura de Ibaiti vai antecipar o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores municipais para esta sexta-feira, 13 de julho. O anúncio foi feito pelo prefeito Dr. Antonely Carvalho. De acordo com a administração pública, neste ano, o adiantamento vai injetar cerca de R$ 1 milhão na economia da cidade. A antecipação beneficia todo o funcionalismo público municipal da ativa, aposentados e pensionistas.

O prefeito Antonely af irmou que essa é uma forma de responsabilidade com os funcionários. A medida só foi possível devido ao esforço de toda Administração que soube fazer uma projeção econômica. “Além da questão essencial de responsabilidade com os funcionários, indiretamente, a medida irá beneficiar significativamente a e conomi a do mu n i c íp i o n o c om é rc i o local”, disse o prefeito. Este é o segundo ano consecutivo que a atual ad-

ministração antecipa a primeira parcela do 13º salário nesta época do ano. Em 2017, o fato aconteceu no dia 28 de julho juntamente com o pagamento da folha do funcionalismo daquele mês. “A antecipação é uma forma de valorizar a dedicação de nossos servidores. O município tem efetuado todos os pagamentos em dia e em alguns meses até de forma antecipada. Isto beneficia os servidores públicos, ajuda o comércio local e aquece nossa economia”, concluiu o refeito.


A-6 Atas & Editais

CÂMARA MUNICIPAL DE TOMAZINA PORTARIA N.º 07/2018 O Exmo. Sr. ADALBERTO SANCHES DA SILVA, presidente da Câmara Municipal de Tomazina, no uso de suas atribuições legais e consoante o Regimento Interno desta Casa, bem como a Lei Orgânica Municipal e a Resolução n°01/2011. RESOLVE Conceder, nos termos do artigo 7° §1° da Resolução n.º 01/2011, progressão funcional ao servidor ANDRE BALESTRA TRESSOLDI, ocupante do cargo de Advogado, consistente no avanço de 01 (uma) letra na tabela salarial, passando da Letra C para a Letra D, em decorrência do cumprimento do interstício de dois anos. Art. 2° Esta portaria possui efeitos retroativos à data de 03/07/2018. Cumpra-se. Registre-se. Publique-se. Sala de Sessões, 09/07/2018. ADALBERTO SANCHES DA SILVA PRESIDENTE CÂMARA MUNICIPAL DE TOMAZINA PORTARIA N.º 08/2018 O Exmo. Sr. ADALBERTO SANCHES DA SILVA, presidente da Câmara Municipal de Tomazina, no uso de suas atribuições legais e consoante o Regimento Interno desta Casa, bem como a Lei Orgânica Municipal e a Resolução n°01/2011. Considerando que foram apuradas divergências a menor na tabela de progressão dos funcionários desta Casa de Lei, assim como para conceder o direito adquirido dos funcionários RESOLVE: Conceder ao servidor Aleksandro Stefano Baltazar a reposição salarial de progressão no valor de R$ 311,03 conforme tabela anexa. Conceder ao servidor André Alge Balestra Tressoldi a reposição salarial de progressão no valor de R$ 2.286,25 conforme tabela anexa. Conceder ao servidor Ariel Raimundo do Vale a reposição salarial de progressão no valor de R$ 33,72 conforme tabela anexa. Conceder a servidora Renata Inocência da Silva a reposição salarial de progressão no valor de R$ 105,40 conforme tabela anexa. Cumpra-se. Registre-se. Publique-se. Sala de Sessões, 09/07/2018. ADALBERTO SANCHES DA SILVA PRESIDENTE MUNCÍPIO DE CAMBARÁ – PR PREGÃO PRESENCIAL 87/2018 LICITAÇÃO EXCLUSIVA PARA MEI/ME/EPP OBJETO: REGISTRO DE PREÇO PARA CONFECÇÃO DE ADESIVOS DE VEICULOS, SINALIZAÇÃO E BANNERS. ABERTURA: 27/07/2018 AS 14:00h LOCAL: AV. BRASIL, 1.229, CENTRO - CAMBARÁ - PR. DISPONIBILIDADE DO EDITAL: R E Q U I S I TA D O , G R AT U I TA M E N T E , P E L O E - M A I L : municipiocambara@gmail.com e Portal Transparência. Cambará, 12 de julho de 2018. JOSE SALIM HAGGI NETO PREFEITO TERCEIRO TERMO DE REEQUILIBRIO ECONOMICO FINANCEIRO DA ATA DE REGISTRO Nº 15/2018 ID 38 PREGÃO PRESENCIAL 06/2018 VALOR MUNICIPIO DE CAMBARÁ – JOSE SALIM HAGGI NETO e CASA DO ASFALTO DISTRIB. IND. E COM. ASFALTO LTDA – CNPJ 06.218.782/0001-16 DO AJUSTE: Considerando o reequilíbrio econômico-financeiro dos preços, a CONTRATANTE pagará à CONTRATADA, pelo serviço de fornecimento de Emulsão Asfáltica RR 1C o valor unitário por tonelada: R$ 2.205,56; com efeitos financeiros a partir da data da assinatura do presente aditivo contratual. No contrato original permanecem inalteradas as demais condições e cláusulas, não modificadas por este instrumento, declarando-se nesta oportunidade a ratificação das mesmas. Gabinete do Prefeito, 05 de julho de 2018. JOSE SALIM HAGGI NETO Prefeito TERCEIRO TERMO DE REEQUILIBRIO ECONOMICO FINANCEIRO DA ATA DE REGISTRO Nº 15/2018 ID 39 PREGÃO PRESENCIAL 06/2018 VALOR MUNICIPIO DE CAMBARÁ – JOSE SALIM HAGGI NETO e CBB INDUSTRIA E COM. DE ASFALTOS E ENG. LTDA CNPJ 82.381.815/0001-22 DO AJUSTE: Considerando o reequilíbrio econômico-financeiro dos preços, a CONTRATANTE pagará à CONTRATADA, pelo serviço de fornecimento de Cimento Asfáltico de Petróleo CAP 50/70 o valor unitário por tonelada: R$ 2.905,37; com efeitos financeiros a partir da data da assinatura do presente aditivo contratual. No contrato original permanecem inalteradas as demais condições e cláusulas, não modificadas por este instrumento, declarando-se nesta oportunidade a ratificação das mesmas. Gabinete do Prefeito, 05 de julho de 2018. JOSE SALIM HAGGI NETO Prefeito PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARA LEI Nº 1.716, DE 12 DE JULHO DE 2018. SÚMULA: Altera dispositivo da Lei Municipal nº 1.602, de 14 de abril de 2015, que “Institui no âmbito da Câmara Municipal de Cambará auxílio-alimentação para os servidores ativos, conforme especifica”, e suas posteriores alterações. A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMBARÁ, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º O caput do art. 1º da Lei Municipal nº 1.602, de 14 de abril de 2015, com suas posteriores alterações, passa a vigorar com a seguinte redação: “Art. 1º - Fica instituído, a título de indenização, auxílio- alimentação aos servidores ativos da Câmara Municipal de Cambará, no valor R$250,00 (duzentos e cinquenta reais) mensais.” Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, produzindo-se seus efeitos financeiros a partir de 1º de abril de 2018. Prefeitura Municipal de Cambará, em 12 de julho de 2018. José Salim Haggi Neto Prefeito Municipal de Cambará MUNICIPIO DE CAMBARÁ - PR Inexigibilidade Nº 19/2018 Processo nº 2651/2018 – Secretaria de Educação e Cultura Homologo para todos os fins de direito, o objeto da Inexigibilidade de Licitação nº 19/2018, à empresa PAULO ROGERIO FERRAZ TREINAMENTOS E EVENTOS ME inscrita no CNPJ sob o nº 19.785.208/0001-91, tendo como objeto SEMINÁRIO SOBRE REINVENÇÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL. O valor global é de R$ 1.550,00 (mil quinhentos e cinquenta reais) e está em conformidade com o Art. 25 Inciso II, da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações. Cambará - PR, 12 de julho de 2018. JOSE SALIM HAGGI NETO Prefeito

DECRETO nº 1655/2018 SÚMULA: Dispõe sobre homologação de licitação PEDRO DE OLIVEIRA, Prefeito do Município de Guapirama, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o parecer, julgamento e adjudicação promovida pelo Pregoeiro, com referência ao Pregão Presencial sob nº 065/2018, que tem por objeto para AQUISIÇÃO DE RECARGA DE GAZES MEDICINAIS COMPRIMIDOS E CILINDROS PARA ARMAZENAMENTO E ATENDIMENTOS AO DEPARTAMENTO DE SAÚDE DE GUAPIRAMA A SEREM CONSUMIDOS CONFORME A NECESSIDADE NO DECORRER DE 12 MESES. D/E/C/R/E/T/A/ Artigo 1º: Fica homologada a licitação de modalidade Pregão Presencial sob nº 065/2018, que tem por objeto AQUISIÇÃO DE RECARGA DE GAZES MEDICINAIS COMPRIMIDOS E CILINDROS PARA ARMAZENAMENTO E ATENDIMENTOS AO DEPARTAMENTO DE SAÚDE DE GUAPIRAMA A SEREM CONSUMIDOS CONFORME A NECESSIDADE NO DECORRER DE 12 MESES. Artigo 2º: Em face da homologação estabelecida pelo artigo anterior, fica declarada vencedora do certame licitatório a seguinte empresa: ISAC DIEGO DA ROSA-ME pelo valor de 46.590,00 (quarenta e seis mil quinhentos e noventa reais) Artigo 3º: Em conseqüência, fica convocada a proponente para a assinatura do instrumento de contrato, nos termos do artigo 64, caput, da Lei 8.666/93, sob pena de decair o direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no artigo 81. Artigo 4º: Este Decreto entra em vigor nesta data. Guapirama (PR), 12 de julho de 2018. PEDRO DE OLIVEIRA-Prefeito Municipal

MUNCÍPIO DE CAMBARÁ – PR PREGÃO PRESENCIAL 88/2018 OBJETO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA AS UNIDADES BASICAS DE SAUDE (MOVEIS, ELETRONICOS, ELETRODOMESTICOS, EQUIPAMENTOS ESPECIFICOS DA SAÚDE) ABERTURA: 30/07/2018 AS 09:00h LOCAL: AV. BRASIL, 1.229, CENTRO - CAMBARÁ - PR. DISPONIBILIDADE DO EDITAL: R E Q U I S I TA D O , G R AT U I TA M E N T E , P E L O E - M A I L : municipiocambara@gmail.com e Portal Transparência. Cambará, 12 de julho de 2018. JOSE SALIM HAGGI NETO PREFEITO

TRIBUNA DO VALE Sexta-feira, 13 de julho de 2018

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO TAISA LUCIANO BIAGGI, CPF:006.395.309-90 torna público que recebeu do IAP, a Licença de Instalação para avicultura de postura a ser instalada no Sitio São José, bairro Yara, município de Bandeirantes-PR PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO ELETRONICO Nº 37/2018 Objeto: Aquisição de Equipamento e Material Permanente, com recurso proveniente do incentivo financeiro de investimento, para atender as Unidades de Atenção Primaria (Incentivo do APSUS - na modalidade fundo a fundo), para atender a SEMUS, nas unidades Básicas de Saúde no Município de Tomazina-Pr. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da Comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO ELETRÔNICO n° 37/2018. Entrega das Propostas: 09:00 horas do dia 27/07/2018 no portal: http://www.comprasnet.gov.br Informamos que o Edital encontra-se disponível no site, e pelo email http://www.comprasnet.gov.br Informações pelo e-mail:comprastmz@hotmail.com, tefefone (43) 3563-1133 Divisão de Licitações e Contratos – Prefeitura municipal de Tomazina - PR Tomazina, 12 de julho de 2018 Camila do Vale Morais PREGOEIRA OFICIAL SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO VIRGINIA DORIA SCATOLIN, CPF: 969.312.488-04 torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação para avicultura de postura instalada no Sitio Palmeiras, bairro Cachoeira, município de Ribeirão Claro-PR. SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO VIRGINIA DORIA SCATOLIN, CPF: 969.312.488-04 torna público que irá requerer ao IAP, a Renovação da Licença de Operação para avicultura de postura instalada no Sitio das Palmeiras,bairro Cachoeira, município de Ribeirão Claro- PR.


Geral A-7

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 13 de julho de 2018

Ficafé 2018 será realizada no Centro de Eventos de Jacarezinho e deverá receber aproximadamente 3,5 mil visitantes

Ficaféfocanatecnologiaequalidade nacadeiadeproduçãoemercado PREFEITURA DO MUNICIPIO DE CAMBARA Estado do Paraná Exercício:

** Elotech ** 12/07/2018 Pág. 1/1

2018

Decreto nº 2173/2018 de 12/07/2018 Ementa: Abre Crédito Adicional Suplementar e da outras providências.

O Prefeito Municipal de CAMBARÁ, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e das que lhe foram conferidas pela Lei Orçamentária nº 1688/2017 de 15/12/2017. Decreta: Artigo 1º - Fica aberto no corrente Exercício o Crédito Adicional Suplementar, no Orçamento Geral do Município, no valor de R$ 418.283,85 (quatrocentos e dezoito mil duzentos e oitenta e três reais e oitenta e cinco centavos), destinado ao reforço das seguintes Dotações Orçamentárias. Suplementação 03.000.00.000.0000.0.000. 03.001.00.000.0000.0.000. 03.001.04.122.0003.2.070. 772 - 3.3.90.93.00.00 07.000.00.000.0000.0.000. 07.002.00.000.0000.0.000. 07.002.10.301.0007.2.012. 325 - 3.3.90.30.00.00 09.000.00.000.0000.0.000. 09.001.00.000.0000.0.000. 09.001.20.606.0009.2.250. 755 - 3.3.90.30.00.00 507 - 3.3.90.30.00.00 10.000.00.000.0000.0.000. 10.004.00.000.0000.0.000. 10.004.15.452.0010.2.350. 604 - 3.3.90.30.00.00 609 - 3.3.90.30.00.00 618 - 3.3.90.39.00.00

808

00495

2 00511

2 00511 00511

SECRETARIA MUNICIPAL ADMINISTRACAO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO MANUTENCAO DO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 4.283,85 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE ATENCAO BASICA DA SAUDE 74.000,00 MATERIAL DE CONSUMO SEC. MUNIC. AGRICULTURA MEIO AMBIENTE E TURISMO DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA MATERIAL DE CONSUMO 50.000,00 MATERIAL DE CONSUMO 40.000,00 SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRA-ESTRUTURA URBANA DEPARTAMENTO DE SERVICOS URBANOS MANUTENCAO DO DEPARTAMENTO DOS SERVIÇOS URBANOS MATERIAL DE CONSUMO 100.000,00 MATERIAL DE CONSUMO 100.000,00 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 50.000,00 JURÍDICA Total Suplementação:

418.283,85

Artigo 2º - Para atender o disposto no Artigo 1º deste Decreto, servirá comoDO recurso o Cancelamento de Dotações Orçamentárias, ** conforme Elotech ** PREFEITURA MUNICIPIO DE CAMBARA discriminaçãoEstado abaixo,do deParaná acordo com o Artigo 43, § 1º, Inciso III da Lei Federal nº 12/07/2018 4.320/64. Pág. 1/1

Redução Exercício: 03.000.00.000.0000.0.000. 03.001.00.000.0000.0.000.

03.001.04.122.0003.2.070. 38 - 3.3.90.93.00.00 07.000.00.000.0000.0.000. 07.002.00.000.0000.0.000. 07.002.10.301.0007.2.014. 702 - 3.1.90.11.00.00 10.000.00.000.0000.0.000. 10.004.00.000.0000.0.000. 10.004.15.452.0010.2.350. 610 - 3.3.90.30.00.00 619 - 3.3.90.39.00.00

2018 SECRETARIA MUNICIPAL ADMINISTRACAO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO

MANUTENCAO DO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO 01000 INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 4.283,85 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE AGENTES COMUNITARIOS DE SAUDE 494 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS 74.000,00 PESSOAL CIVIL SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRA-ESTRUTURA URBANA DEPARTAMENTO DE SERVICOS URBANOS MANUTENCAO DO DEPARTAMENTO DOS SERVIÇOS URBANOS 01000 MATERIAL DE CONSUMO 190.000,00 01000 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA 150.000,00 JURÍDICA Total Redução:

418.283,85

Artigo.3º - A criação da dotação orçamentária e/ou suplementação, visa atender despesas não consignadas no Orçamento para o exercício de 2018. Ficando igualmente alterados o PPA e a LDO, em execução no exercício de 2018 , conforme demonstrado no QDD deste entidade. Artigo 4º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de CAMBARÁ , Estado do Paraná, em 12 de julho de 2018.

JOSE SALIM HAGGI NETO Prefeito Municipal

2018» Feira Internacional de Cafés Especiais será realizada em outubro, em Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná

Amanda de Santa – Imprensa Sebrae

A 11ª edição da Feira Internacional de Cafés Esp eciais do Nor te Pioneiro do Paraná (Ficafé) será realizada de 3 a 5 de o u t u b r o, n o C e n t r o d e Eventos de Jacare zin ho, e ofe re c e r á a o s v is it an tes, de forma gratuita, conteúdos e experiências s obre o qu e há d e mais novo na cafeicultura. Na pro g r ama ç ã o, p a l e st r as , workshops, laboratórios de experimentação e sessões de degustação de café. A expectativa é de que, em 2018, a feira receba mais de 3,5 mil visitantes. O consultor e gestor do proj e t o C afé s E s p e c i ai s do Sebrae/PR, Odemir C ap ello, af ir ma que a Fic afé est ará fo c ad a em tecnologia e qualidade da produção. O processo do c a f é c e r e j a d e s c a s c a d o, para uma bebida mais delicada e doce, tem sido ampliado no Nor te Pioneiro, graças a programas conduzidos pela entidade, como o 100% Qualidade. A temática continuará em pauta nesta edição da feira. “Vamos levar o que existe de mais tecnológico para essa categoria de processamento”, adianta. Capello ressalta a realização do tradicional Concurso de Qualidade de Cafés “Sabores do Norte Pioneiro do Paraná”, que promete ter excelentes cafés nesta edição, graças ao clima e ao trabalho de preparação feito com os c afe i c u lt ore s d a re g i ã o. Pa r a a F i c a f é 2 0 1 8 s ã o e s p e r a d a s c a r av a n a s d e cafeicultores de outros estados, como São Paulo. O consultor lembra que o evento funciona como uma vitrine para a divulgação da Indicação Geográfica do café especial produzido no Norte Pioneiro. A temática do evento aind a envolverá dis c ussões sobre o universo feminino dos cafés especiais, nutrição para a produção dos grãos, manejo

de broca, meio ambiente, entre outros. Durante os três dias, os visitantes poderão participar do C u r s o d e To r r a d e C a fés Especiais oferecido p elo S enar-PR . Tamb ém o cor rerá a et ap a f ina l e premiação dos cafés esp eciais par ticipantes do c onc u rs o e o l e i l ã o d o s lotes. S egundo o presidente da Associação dos Cafés Esp eciais do Nor te Pioneiro do Paraná (Acenpp), Paulo Frasquetti, ao longo dos últimos anos, a Ficafé tem trazido muito conhecimento aos cafeic u lt ore s , e s p e c i a l m e nt e com a participação de p a l e s t r a nt e s d e re n om e nacional na área. Maquinários e inovações para a cafeicultura também estão entre os destaques da feira, na avaliação dele. “O concurso também tem dado uma visibilidade grande ao Norte Pioneiro”, acrescenta. O presidente da Cooperativa de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Cocenpp), Ricardo Batista dos Santos, diz que a expectativa em relação ao concurso é muito boa. “O clima tem ajudado muito. No ano passado, tivemos uma f lorada muito uniforme e este ano o inverno está seco e isso ajuda, vai aumentar a qualidade dos cafés”, avalia. Ele também destaca a importância de a feira levar conhecimento sobre a diversificação de culturas, já que o Norte do Paraná sofre com geadas e não existe seguro para lavouras de café. “Os produtores precisam ter outras fontes de renda”, enfatiza. A feira vai extrapolar os temas relacionados ao café. A programação inclui exposição e palestras sobre fruticultura e avicultura, como alternativa aos cafeicultores, que serão incentivados a trabalhar com a diversificação de culturas para gerar mais renda nas propriedades ao longo de todo o ano. Ficafé 2018

A Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé) foi criada com o objetivo de ser a vitrine dos cafés especiais produzidos na região. O evento é re a l i z a d o a nu a l m e nt e em Jacare zin ho. Neste ano, a Ficafé ocorre de 3 a 5 de outubro no Centro de Eventos de Jac are zin ho. Durante este p er ío do, produtores e compradores de café est arão reunidos para rodadas de negócios, e poderão conferir uma exposição de máquinas e e quip ament o s p ar a a c afe i c u ltu r a , degustar cafés especiais, participar de workshops, p a l e st r as e e st re it ar re lacionamentos com os membros dessa importante cadeia produtiva. A visitação é gratuita. A F i c afé 2 0 1 8 é u m a realização do Sebrae/PR, Acenpp, C o cenpp, Indicação de Procedência do Norte Pioneiro do Paraná, com apoio da Prefeitura Municipal de Jacarezinho, Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Governo do Paraná, S ecretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab), Instituto Federal do Paraná (IFPR) campus Jacarezinho, Sistema Faep ( S e n ar, Fa e p e S i n d i c a to Rural), Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Associação dos Engenheiros e Agrônomos do Norte Pioneiro (AEANP), Probat, Vonder, Syngenta, Emater, Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp), Cocamar, Fecomércio PR, Sesc, Senac, Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR), BUNN, Associação dos Municípios Norte Pioneiro (Amunorpi), nucoffee, Agência de Defesa Agrop ecuária do Pa r a n á ( Ad ap a r ) , Ya r a , Astoria, KO, California, Capricórnio, Condesa Co-Lab. Para conferir a programação completa, acesse www.ficafe.com.br.


A-8 Cidades

TRIBUNA DO VALE Sexta-feira, 13 de julho de 2018

FÉ E SOLIDARIEDADE

“Foiummilagre”,afirmamissionáriade ArapotiqueajudounoresgatenaTailândia Tatiane de Araújo falou pelo telefone com a reportagem da Tribuna do Vale e contou um pouco de sua história e do resgate dos meninos no complexo de cavernas Tham Luangs

Facebook

AP Photo/Sakchai

Câmara na caverna Tham Luang onde estavam os meninos Gladys Santoro

Tatiane de Araújo, 36 anos, é uma missionária paranaense que se mudou para a Tailândia com a missão de evangelizar um povo essencialmente budista. Natural de Arapoti, Norte Pioneiro do Paraná, a moça conversou por telefone na noite de quarta-feira, 11, com a reportagem do jornal Tribuna do Vale. Ela falou um pouco de sua vida, de sua missão e também do resgate dos 12 meninos entre os 11 e 16 anos, e do treinador deles de

futebol, de 25 anos, que entraram no complexo de cavernas de Tham Luang, situado na província de Chiang Rai, no norte tailandês, e foram surpreendidos por uma tempestade de inundou o local. Eles ficaram 17 dias presos sem comida e correndo o risco de ficar sem ar também. O resgate mobilizou mergulhadores e especialistas em cavernas do mundo todo. “Eles terem saído com vida daquele lugar foi realmente um milagre”, constatou a missionária, que saiu de sua cidade natal com a missão

Tatiane Araújo é natural de Arapoti e mora na Tailândia

de levar a palavra e Deus nos locais onde ela não é reconhecida. “Fui para a Tailândia há seis anos. Demorei nove meses para aprender a língua. Atuo em uma comunidade evangélica chamada Jet Semont e faço parte do Ministério Casa da Graça. Nossa finalidade é prevenir a prostituição e o tráfico humano”, disse. Tati, como é mais conhecida, é solteira e não tem filhos. “Estou tão envolvida no meu trabalho, que não penso, por enquanto, em casamento e filhos. A Tailândia é minha

segunda casa. Quando cheguei aqui, Deus me disse que esse era o meu lugar. Não penso em voltar ao Brasil definitivamente. Uma vez por ano, visito meus familiares, mas minha vida é na Tailândia. Amo esse povo e a minha missão”, disse. Entre seus afazeres, Tati dá aulas de inglês para as crianças da cidade onde mora, na região da caverna onde ocorreu toda a tragédia, que emocionou o mundo. “Não fiz nada demais. Apenas traduzi o que falavam do tailandês para o inglês e vice e

versa. Sei que minhas orações, assim como a de todos os que oraram por aquelas pessoas, foram mais importantes”, avaliou com humildade. O resgate Tatiane de Araújo estava acompanhando pela televisão tailandesa, o problema das crianças presas na caverna, quando ouviu um apelo do governo em busca de tradutores. “Me inscrevi e fui aceita por saber falar tailandês e inglês. Fui para a caverna no dia 24, quatro dias após eles terem ficado presos no complexo.

No dia seguinte, foram localizados, mas daí até a retirada de todos, se passou um bom tempo”, contou. Embora traduzindo tudo o que era necessário para técnicos e para as emissoras de televisão, Tati não pode se aproximar demais da caverna. “Fiquei onde os familiares e a imprensa estavam. Conheci a família de um dos garotos, que também era cristã e pudemos orar juntos. Pela nossa fé, em nenhum momento, nem nos mais desanimadores, perdemos as esperanças”, disse. No 17º dia, Tati deu a grande noticia à imprensa. O último grupo de garotos e o treinador haviam deixado a caverna. Todos estavam debilitados, mas vivos. Foram levados ao hospital, onde se juntaram aos demais. “Agora, eles vão ficar de quarentena, mas em 10 dias poderão ir para suas casas. Com as chuvas torrenciais e a caverna toda alagada, eles saírem com vida foi um milagre”, repetiu. Um pouco da história Os 12 meninos tailandeses e o treinador de futebol foram visitar a caverna antes de ela ser fechada pelo governo por causa da temporada de chuvas. O grupo já havia ido em outras ocasiões e desta vez se afastou cerca de quatro quilômetros da entrada. Entretanto, naquele dia, um temporal inesperado atingiu o local e encheu todo o sistema de cavernas com água barrenta. Os meninos procuraram um local mais alto, mas se a chuva continuasse forte, as águas alagariam tudo. Centenas de mergulhadores de todo o mundo deixaram seus afazeres de lado para tentar salvar os garotos. Uma semana após o desaparecimento deles, dois mergulhadores ingleses os encontraram por acaso. Segundo relatos de noticiários de todo o mundo, eles encontraram um bolsão de ar e subiram para respirar quando avistaram o grupo. Somente um dos meninos falava inglês, por fazer parte de uma missão evangélica na região, e a comunicação foi estabelecida. Um médico mergulhador australiano foi até o local e ficou com eles durante todos os dias até o resgate. Com águas turvas e barrentas, os socorristas encontraram várias dificuldades para retirar os garotos. Havia locais onde a passagem era de apenas 60 centímetros, o que significa que o mergulhador precisava tirar o cilindro de oxigênio para passar. Segundo a missionária Tatiane Araújo, alguns meninos foram retirados em capsulas levadas por americanos para que eles pudessem passar pelas fendas mesmo que entrassem em pânico.

3637  

Tribuna do Vale

3637  

Tribuna do Vale

Advertisement