Page 1

An o I - Edi çã o 03

R$ 14,90

Fim do

mundo Traduza sua arte e personalidade naquele que pode ser seu último look.

Para um dia de

dançarina Na barra de Pole Dance, as novas lingeries da estação se revelam ainda mais sensuais.

Segredos

do vestiário

Novidade: aprenda a vestir seu namorado em editorial de moda masculina!

Profissão do momento DJs contam os bastidores da noite e os sacrifícios para comandarem as melhores baladas do País.

Double You Vocalista da banda internacional fala sobre música, sucesso e fãs brasileiras!

Empresa do Grupo


2 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


ParaVocê

Antes que o mundo acabe O que você faria se realmente tivesse certeza de que amanhã é seu último dia no planeta? Com previsões cabalísticas dando conta de que a Terra está prestes a acabar, impossível não nos imaginar diante do fim. Se tudo não passa de uma grande confusão na leitura do calendário maia, é certo que a humanidade já viveu vários momentos em que temeu o final e sempre teve reações inesperadas diante desta perspectiva. Saber ou não sobre o fim muda algo? Vamos agir diferente se os nossos dias estiverem contados? Renato Russo já cantava: “é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade, não há”. Nesta edição, a TNR Magazine preparou para os seus leitores um editorial de moda especial sobre O fim do mundo. Em uma grande produção, assinada por Valéria Lopes e equipe, looks inebriantes trazem roupas e acessórios que traduzem espíritos diferentes diante de previsões catastróficas. Vale conferir! Mas se o mundo fosse mesmo acabar, seria impossível não pensar em uma de suas maravilhas: a gastronomia. Qual seria O seu último desejo? Sugestões da nossa redação vão deixar você com vontade de saborear cada refeição como se fosse a última. Agora, como não queremos tão cedo que ele se acabe, é hora de investir no futuro. Na reportagem especial Fashion é ser sustentável, assinada por Marcela Guimarães, jovens empreendedoras mostram como investem na sustentabilidade no mundo da moda. Ainda de olho no que virá, desvendamos os segredos de quatro profissionais da noite. Eles são DJs e também as grandes testemunhas do que acontece nas maiores baladas do País. Já curtiu? A TNR Magazine está recheada de novidades com colaboradores especiais e informações preciosas para tornar cada dia, neste planeta, o mais prazeroso possível!

8 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


TNR Magazine

Sumário

Prontas para o fim do mundo

72 Capa

Foto: Valéria Lopes

Paixão mútua pela música 14 O vocalista do Double You, Willian Naraine, fala sobre música, carreira e apresentações no Brasil.

Prontas para o fim do mundo 72 Glamour e arte marcam a moda naquele que podem ser o último look.

Corujas da balada 21 Atentos ao que acontece nos bastidores da noite, DJs mostram preparo físico e olhar atento nas melhores festas do País.

Poder entre as pernas 90 Aprenda mais sobre o pompoarismo e esquente sua relação!

Metamorfose refletida 36 Entramos em um vestiário masculino para revelar como vestir seu gato neste verão! 10 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

O último desejo 120 Qual seria a sua última refeição? Escolhemos as melhores opções para você se regalar e aproveitar sempre cada minuto.


COMPORTAMENTO Eles escolheram esperar 28 Jovens optam por guardar a virgindade até o casamento. Você esperaria?

Mudança de visão 106 Empresária investe em formação para tocar negócio familiar.

MODA

De olho no futuro da Arquitetura 108 O arquiteto Frederico Augusto indica as tendências para Arquitetura e Decoração.

Verão da camisa estampada 50 As camisas vão dominar a coleção Primavera Verão 2013.

Bon vivant

Movimento da sedução 62 Lingeries elásticas fazem a graça na barra do Pole Dance.

Sabores que aguçam os sentidos 114 Chefs reúnem empreendedorismo e arte para atrair variados gostos.

Sempre em TNR Magazine Para você Luisa Dias 06

Atualidades Sintonia no mundo da moda 82 Blogueiras realizam evento e consagram presença no mundo virtual.

Clube Tonorock Alessandra Câmara 18 Trilha da música Karine Serrano 25 Música e nightlife DJ Renato Borges 26 Papo de homem Rodrigo Melo 34 Go shop Paula e Fernanda Guimarães 48

Fashion é ser sustentável 100 Moda e sustentabilidade mostram o que tem em comum.

Lei da moda Valéria Lopes e Gerson Passos 60 In x Out Bia Borges 70 Hair style Paulo Cardoso 80 True colors Evando Filho 84

Paraíso sertanejo 104 Fernando Pereira Clemente conta a fórmula do sucesso do Caldas Country Show.

Em forma Murilo Borges 86 Viva bem Sylvana Soraya 88 Debaixo dos lençóis Teresa Barbo Siqueira 94 Com prazer Marília Carvalho 96 Palavra de mulher Cássia Corsatto 98 Petit com charme Vanessa Ortiz 110 Charme da gastronomia Elaine Moura 112 O que comer Rogério Gonçalves 130

36

Mapa dos sabores Bruno Varajão 134 Sonhos pelo mundo Rayane Jacobson 136 Tonoface 138 Parceiros 140

28

120 21

90


NossaTurma Leandro Negre Diretor Geral

Carla Oliveira Revisão e Redação

José Policeno Diretor Executivo

Marcela Guimarães Redação

Fernando Negre Diretor Administrativo

Belisa Monteiro Redação

Delesmano Alves Diretor Cultural

Carol Silveira Contato Comercial

Luisa Dias Editora Geral e Jornalista Responsável

Jackeline Custódio Designer Gráfica (OOT)

Fábio Santos Diretor de Arte (OOT)

Suzi Rodrigues Designer Gráfica (OOT)

Colaboradores

An o I - Ed i çã o 03

Valéria Lopes (Fotografia), Edgard Soares (Fotografia), Gerson Passos (Produção), Alessandra Câmara, Karine Serrano, Renato Borges, Rodrigo Melo, Paula e Fernanda Guimarães, Bia Borges, Paulo Cardoso, Evando Filho, Murilo Borges, Sylvana Soraya, Teresa Barbo Siqueira, Marília Carvalho, Cássia Corsatto, Vanessa Ortiz, Elaine Moura, Bruno Varajão, Rogério Gonçalves e Rayane Jacobson

R$ 14,90

Fim do

mundo Traduza sua arte e personalidade naquele que pode ser seu último look.

TNR Magazine

Para um dia de

dançarina Na barra de Pole Dance, as novas lingeries da estação se revelam ainda mais sensuais.

Segredos

do vestiário

Novidade: aprenda a vestir seu namorado em editorial de moda masculina!

Profissão do momento

Double You Vocalista da banda internacional fala sobre música, sucesso e fãs brasileiras!

DJs contam os bastidores da noite e os sacrifícios para comandarem as melhores baladas do País.

Capa Modelo: Charlenne Porangaba (Alexandre Correa Models Management) Foto: Valéria Lopes Beleza: Evando Filho

Empresa do Grupo

A TNR Magazine é uma publicação da EDITORA TNR MAGAZINE LTDA. Avenida 136, n. 745 - Galeria Yucatãn - Sala 03 Goiânia-GO - CEP: 74093-250 Fone: (62) 3092-2014 Site: www.tnrmagazine.com Comercial: comercial@tnrmagazine.com Redação: redacao@tnrmagazine.com Distribuição: Goiânia, Anápolis e Brasília Diagramação: OOT Design e Comunicação Impressão: Ellite Gráfica

A TNR Magazine não se responsabiliza pelos conceitos e informações publicadas em artigos e colunas assinadas, bem como nos anúncios publicitários. A TNR Magazine é uma revista de distribuição dirigida, não possuindo vínculo empregatício com seus colaboradores. É proibida a reprodução sem autorização prévia e escrita de qualquer conteúdo veiculado na revista. Todos os contratos comerciais só são realizados com a anuência do Departamento Comercial. Saiba tudo sobre TNR Magazine @tnrmagazine tnrmag


Perfil

Paixão mútua pela música

14 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


A voz de Willian Naraine faz parte das memórias de quem viveu intensamente o final dos anos 1980 e a década seguinte. O inglês, radicado ainda jovem na Itália, foi precursor da música eletrônica ao criar o grupo Double You, que fez sucesso em todo o mundo na trilha sonora das melhores baladas. Junto com Gino Martini, A. Calore, P. Soveral e G. Fillipovich, ele mantém o grupo em uma trajetória de sucesso e alegria em várias pistas de dança. Entre os fãs mais fieis, estão os brasileiros, que até hoje não se esquecem do mega hit Please don’t go. Em novembro deste ano, o quinteto desembarca novamente no Brasil e tem apresentação marcada em Goiânia, em noite especial no Bolshoi Pub. Antes da agenda brasileira, o vocalista e criador do grupo, Willian Naraine, falou com exclusividade para a TNR Magazine sobre carreira, música, Brasil e fãs. Confira os melhores trechos desta conversa e saiba como agradar o ídolo internacional, que revela o que mais gosta no nosso País. Entrevista concedida à Luisa Dias

TNR - Vocês já estiveram muitas vezes no Brasil e sempre são recebidos com carinho pelos fãs. Como é esta relação com o público brasileiro? O que você considera como motivo desta identidade com os brasileiros? William Naraine – É uma relação de muito carinho e respeito. Acho que, desde a primeira vez que vim ao Brasil, houve uma paixão mútua. Jamais imaginei ter tantos fãs em outro País, que não fala a língua inglesa. TNR - No final da década de 1990, vocês e outros grupos trouxeram elementos eletrônicos para a música pop. Como vê esta mudança? E como interage com as músicas eletrônicas de hoje? WN - Na realidade, adoramos misturar elementos da música pop com a eletrônica. Na Europa, lancei um projeto eletrônico com meu nome, Willian Naraine, que está dando muito certo. TNR – Como você define a música produzida pelo Double You hoje? WN - Um pop eletrônico. TNR – Quais são as influências principais da banda? WN - Adoro U2 e Cold Play. TNR – Vocês têm uma sólida carreira internacional e já se apresentaram em países com culturas completamente diferentes. Acredita que há, na música do Double You, um romantismo universal? WN - Com certeza, as pessoas sempre comentam isso. Há um romantismo nas nossas músicas. TNR - Durante a carreira artística, qual foi o momento mais marcante? Qual a música mais pedida? WN - Foram vários. Tem um em especial no Brasil, pois fui o primeiro artista internacional a puxar um trio elétrico em Salvador, na Bahia, durante o carnaval cantando minhas músicas. Não acreditei ao ver toda aquela multidão cantando junto comigo. Foi incrível!


TNR – Nesta relação com o Brasil, vocês já gravaram com a Cláudia Leite. Tem novos projetos no País, além da agenda de shows? WN - Temos algumas propostas, mas estamos estudando. É cedo para falar. TNR – O que gosta na música brasileira? Já pensou em gravar em português? WN – Gosto muito de Tim Maia. Agora sou inglês, jamais cantaria em português. TNR - Com tanta proximidade do público brasileiro, incluindo o goiano, como lida com o assédio? É diferente a abordagem das mulheres brasileiras? WN - Com muita alegria. Adoro trocar ideias com minhas fãs. TNR - E o que o atrai nas mulheres brasileiras? WN - A beleza delas. TNR - O que você mais gosta aqui no Brasil? WN - Do futebol e da feijoada! TNR – Vocês se apresentam em Goiânia em novembro. Como deve ser o show? O público do Bolshoi Pub terá alguma novidade? WN - Com certeza tocaremos todos os sucessos e guardamos algumas surpresas para o público de Goiânia. Tenho uma boa lembrança da cidade. Me lembro de um show maravilhoso que fizemos por ai, em uma feira agropecuária.


ClubeTonorock

Fotos: Divulgação

Alessandra Câmara é jornalista e empresária

Bate-papo A dupla João Lucas & Marcelo estourou nas baladas e nos campos de futebol. Os cantores se conheceram no interior de Goiás, ficaram amigos e depois uniram suas vocações musicais. O primeiro projeto deles foi o disco Janeiro a Janeiro, que teve como sucesso a música Pegador. Mas o reconhecimento nacional veio com Eu quero tchu, eu quero tcha. Tendo como “padrinho” o jogador de futebol Neymar, os meninos ganharam a cena musical nacional e levaram para a pista bom humor, suingue e ritmo.

Como a dupla João Lucas & Marcelo se conheceu? Nos conhecemos no interior de Goiás. Primeiro ficamos amigos e depois montamos a dupla.

composição de Chilton Fernandes, que tinha arranjo e letra diferentes. Refizemos completamente a faixa e ela ganhou essa estrutura atual.

O sucesso repentino pegou vocês de surpresa? Fomos pegos de surpresa com o sucesso da música Eu quero tchu eu quero tcha. Até pouco tempo éramos conhecidos só em alguns nichos e, hoje, o Brasil inteiro sabe quem é João Lucas & Marcelo.

Porque escolheram misturá-la com arrocha e funk? Fomos ousados. O arrocha está em alta no Nordeste, mas nós fomos a primeira dupla a gravar esse estilo no meio sertanejo. E ainda misturamos com funk, o que deu um toque especial.

Se o Neymar não tivesse dançado a música ao comemorar o centésimo gol da carreira, o sucesso seria o mesmo? Absolutamente não. Sem o Neymar, a proporção do sucesso seria menor, com certeza. Somos gratos a ele por ter escolhido essa canção como trilha da comemoração do centésimo gol.

No próximo trabalho haverá misturas inusitadas também? Daremos prioridade para a música romântica. Mas misturaremos vaneira com house, entre outras coisas.

E como ele conheceu a música? O Neymar conheceu a música através das redes sociais. Foi um amigo dele que mostrou a canção para o jogador. Eles fizeram uma coreografia e passaram a dançar nas baladas. Quando e como conheceram Eu eu quero tchu, eu quero tcha? Conhecemos na internet, vendo vídeos no YouTube. É uma

18 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Hoje, vocês também estão em alta no mercado publicitário. Como é encarar esse desafio? Estamos fazendo comercial da Fiat e de várias outras marcas. Não éramos acostumados com o mercado publicitário. Mas hoje temos que ser versáteis e lidar com esse meio. Brinco dizendo que agora somos atores também. Já sobrou tempo para ir a uma balada com o Neymar? Ainda não sobrou tempo para ir numa balada com o Neymar. Mas vamos fazer um pocket show no iate dele qualquer dia desses. 


Nova Os empresários Alexandre Bizinotto, Adão Marcos e Pablo Alex abriram um novo espaço voltado para o entretenimento em Goiânia, a Vanilla, no Setor Oeste. A mais nova casa de música da capital terá sempre na agenda de shows grandes nomes do cenário musical sertanejo e de outros ritmos. Mais uma ótima opção para quem gosta de música ao vivo, balada boa e segurança.

A empresária Fabiola Batista comemorou com o marido Gabriel Fortes o sucesso do coquetel de abertura do Beef Bistrô, no alto do Setor Marista

Sertanejo na agenda Dia 23 de outubro é dia de mais uma edição do Grande Encontro Sertanejo, em Goiânia. Dessa vez com Fernando e Sorocaba, Luan Santana e Thaeme e Thiago. No dia 18 de novembro é a vez de Paula Fernandes se apresentar em Porangatu. Não faltará diversão para os fãs deste ritmo.

Buteco O idealizador do concurso Comida di Buteco, chef Eduardo Maya, se associou às irmãs Cynthia, Cybelle e Cynnara Bretas, da Cya de Eventos, para preparar a nova versão do Comida di Buteco, em Goiânia. Em 2013, o evento será realizado em 16 capitais, entre os dias 12 de abril e 12 de maio. Ao todo, 31 botecos vão apresentar seus petiscos durante o concurso.

O cantor Renato Teixeira se apresentou para público seleto em Goiânia. Na foto, ao lado do gerente geral do Mercure Goiânia, Steeve Morin

A linda Rafaela Abrahão estava entre as convidadas da Summner Party, da loja Emporium Lolitá, no lançamento da nova coleção

www.tnrmagazine.com

19


ClubeTonorock No dia 20 de outubro, os fãs dos anos 80 irão se esbaldar. Pela primeira vez em Goiânia, uma edição da Festa Ploc. Com shows das Paquitas, Silvinho BlauBlau, João Penca e Banda Ploc.

Os irmãos Marcela e Thiago Cunha, sócios na franquia da Schutz em Goiânia

A bela Marcela Cunha foi escolhida pela Schutz para abrir a primeira franquia oficial da marca de sapatos brasileira mais cobiçada pelas mulheres, no Flamboyant Shopping Center

Marie Proffit, uma das mais belas no coquetel de inaguração da Schutz

Será nos dias 9, 10 e 11 de novembro o 18º Goiânia Noise Festival, no Centro Cultural Oscar Niemeyer. Marisa Monte se apresenta em Goiânia, no dia 14 de novembro, no Teatro Rio Vermelho, com o show Verdade uma Ilusão, do tour 2012. Em Brasília, também na véspera do feriado, em 14 de novembro, apresentação do DJ internacional David Guetta. Espetáculo será no Estádio Mané Garrincha. Já está marcado para o dia 24 de Novembro a 10ª Edição da Festa All My Friends, no Centro Cultural Oscar Niemeyer. Na programação, show com Serjão Loroza. 20 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Mateus Cecílio e a mulher Vanessa Orsini foram com os filhos ver a primeira apresentação da nova turnê do Tihany, em Goiânia

Os amigos João Vaz e Victor Tomé convidados vips da estreia do Tihany


Noite

Corujas da balada Com posição privilegiada, no comando das pickups das noites Brasil afora, os DJs se tornam as maiores testemunhas do que acontece nas festas e mostram que, quando chega a madrugada, tudo pode rolar. Para aguentar o pique, eles se preparam e cuidam da saúde antes de qualquer coisa Por Luisa Dias

www.tnrmagazine.com

21


Crítico sagaz na pista

Renato: seriedade e preparo profissional

Desde os 15 anos, o DJ Renato Borges, hoje com 28 anos, se dedica ao cenário da música eletrônica. Se no início deste milênio o então adolescente ficava escondido no cantinho da festa enquanto a galera dançava no ritmo escolhido por ele, atualmente, o DJ conhece o Brasil por conta da sua profissão e já tocou do Oiapoque ao Chuí, levado pelas batidas e remixagens que produz e pelo reconhecimento do público. No período de um mês, Renato chega a passar até 22 noites acordado enquanto comanda o som de boates e festas. De olho nas pickups e na pista, ele acaba sendo testemunha ocular do que acontece nas noites de Goiânia e de outras importantes cidades brasileiras. Enquanto Renato trabalha, o público se diverte, dançando e bebendo, mas também há, na noite, espaço para muitas outras histórias. Romances, traição, brigas, excessos e drogas podem fazer parte de qualquer balada. Segundo o DJ, que também é colunista da TNR Magazine, na noite “é quando você vê as pessoas como realmente são”. Ele é um verdadeiro identificador de comportamentos reprimidos. “Conheço muitas pessoas das redes sociais e até de outros espaços, mas nas festas, elas acabam se soltando e algumas revelam que são hipócritas”. E às vezes quem posa de boa moça durante o dia, acaba se revelando com caráter duvidoso e alterado no meio da pista. “As máscaras caem. A noite mistura gente de bem e de má índole”, garante o jovem. Outro lado das baladas é o mundo das drogas, que o artista prefere não julgar, apesar de se manter “longe dele”. Ele é taxativo em dizer que elas circulam soltas e acessíveis. “Eu não julgo as pessoas que usam. Em 12 anos de carreira artística, vi muita gente trocar uma carreira por outra. Eu me mantenho longe das drogas, por uma questão de saúde e para aguentar o trabalho”, afirma Renato, que é adepto do café e dos energéticos para se manter acordado. Jovem e bonito, Renato ainda tenta conciliar a carreira com o namoro. Em uma relação séria, ele afirma que o mais difícil é administrar tempo e ciúmes. A namorada tem que seguir o ritmo da família, que já se adaptou e está sempre por perto. Para o filho Heitor, de um ano, são reservados os momentos de folga. Além disso, no dia a dia, ele está sempre perto da mãe. “Já fazem dez anos que não passo réveillon em casa e muitas vezes não dá para ficar com ela no dia das mães, o que tento fazer é tornar todos os momentos especiais”.


Hobby se tornou profissão

Rodrigo cursou faculdade, mas se decidiu pela carreira inovadora

Há cinco anos, Rodrigo Junqueira, 26, passou a integrar o hall de DJs goianos. O que começou como hobby em uma festa particular passou a ser profissão na idade adulta. Formado em Engenharia Ambiental, ele conciliou o período de faculdade com a atuação nas baladas. “Até que quando eu me formei, há dois anos atrás, foi difícil conciliar, mas achei importante ter esta carta na manga para o futuro”. O futuro longe das pickups, neste momento, parece distante. DJ residente da Royal Club, ele toca, em média, três vezes por semana em todo o Brasil. A escolha segue um traço familiar. Rodrigo é acostumado com festas desde muito jovem, pois a mãe é decoradora de eventos. Talvez por isso, a compreensão ao ritmo de vida do DJ foi facilitada tanto por ela, quanto pelo irmão, com quem ele mora. “Sou um pouco ausente, mas eles entendem que é a minha opção profissional e respeitam para caramba”. Além da compreensão da família, a namorada de Rodrigo também precisa se desdobrar para acompanhar o dia a dia do artista. Há mais de dois anos juntos, o casal se esforça para conseguir, na rotina atribulada, tempo para o romance. “Ela já teve ciúmes, o que acho normal pelo tipo de vida que eu levo, mas hoje é super companheira, me entende e me ajuda muito”. A dose de compreensão da namorada precisa ser alta. Na boate, DJ Rodrigo está fixo no elenco todas as semanas, mas também arrisca a fazer o som de eventos abertos e festas, somando uma média mensal de 20 apresentações. “Em época de férias, cheguei ao limite de tocar todos os dias do mês”, explica. O ritmo frenético o torna um ser da noite, sem horário fixo para dormir e relações sociais diferenciadas. “Eu trabalho enquanto as pessoas se divertem. Meu ritmo é bem diferente, porque no dia seguinte, preciso estar ali de novo”, explica ele. Para manter o pique, o DJ procura dormir oitos horas por dia, mesmo que em horários diferentes e pratica atividade física quatro vezes por semana. “Também cuido da dieta. Pego leve durante a semana e abro exceções no final de semana”. Para segurar o ritmo e retardar o sono, na madrugada, toma energético. “É um forte aliado de todo DJ que conheço”. Nas viagens mais longas, procura ter a namorada como companhia. E é com ela que divide as impressões da noite. “As baladas são momentos de muita alegria, as pessoas se conhecem, cantam as músicas mais conhecidas e buscam se divertir acima de tudo”, conta ele. A paquera também rola solta nas festas. Segundo ele, mulheres e homens tomam iniciativa. Mas o DJ não acredita que, nestes lugares, aconteçam muitas traições, ao contrário do que sugere o imaginário coletivo. “Em qualquer lugar, existe infidelidade, mas rola menos na balada, porque é um lugar público”. Para Rodrigo, a melhor forma de aproveitar a noite é escolher uma boa companhia. “Estando bem acompanhado tudo fica melhor. Eu procuro fazer isso sempre”.

www.tnrmagazine.com

23


Talento e desafios compartilhados Eduardo Pizzatto, 38, e Geisa Garcia, que prefere não revelar a idade, são precursores em um novo tipo de som nas noites do Brasil. Projeto pioneiro de live vocal house no Brasil, com seis anos de estrada, eles formam o Vácuo Live. Eduardo é produtor e guitarrista e Geisa, a voz da dupla. Eles trabalham com a discotecagem de hits da música eletrônica com performances de guitarra e o diferencial da voz ao vivo, criando uma sintonia entre os sons e uma vibração sem igual na pista. Moradores de Curitiba, percorrem o País em apresentações pelas madrugadas, nas mais variadas baladas. Eduardo é casado e Geisa ainda está solteira. Em média, eles realizam dois shows por semana, o que os mantêm até quatro dias longe de casa. Por exemplo, em visita à Goiânia, em agosto, eles passaram o dia no aeroporto, chegaram no começo da noite, se apresentaram de madrugada e enfrentaram o domingo todo para regressar à Curitiba, nas escalas dos voos. “Nos outros momentos, nos dedicamos ao trabalho no estúdio”, explica Eduardo. E nas folgas, os artistas mantém rotinas diferentes. Para Eduardo, quando está em Curitiba, sua prioridade pessoal é curtir a família. A esposa faz as vezes do marido nas festas familiares e, na maior parte do tempo, abre mão de sair para atender o desejo dele de ficar em casa. “Meu programa favorito é descansar. Ela já foi minha cantora e sabe o peso da rotina”, conta ele. No último mês, ele perdeu dois aniversário e um batizado. Mas uma coisa, Eduardo não perde. Noveleiro confesso, ele se programa para assistir os capítulos da novela do momento em cada uma das cidades onde faz pouso.

24 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Geisa está no time contrário de Eduardo. Ela afirma que, pelo fato de formar uma dupla, o assédio é pequeno. “Tem gente que confunde e acha que sou comprometida”, confessa. Mas para ela, isso é um facilitador, porque o trabalho está, neste momento, “em primeiro lugar”. Para se preparar, nos momentos de folga, Geisa é uma malhadora compulsiva e busca manter alimentação saudável. Antes do espetáculo, ela consegue dormir e se programar para acordar nas horas mais próximas ao show. “É um sono cortado, mas permite um breve descanso”, conta a cantora que, logo ao acordar, toma um banho para espantar o mau humor. Como está solteira, ela revela que, dependendo da balada, continua na festa após a apresentação. “É o momento que tenho para me divertir”, explica. A dupla conta que as baladas estão, a cada dia, com nível diferenciado e um público muito especial. “Acho que, pelo tipo da música que cantamos, temos a sorte de um público bacana, que busca se divertir acima de tudo”, diz Geisa. Ambos relatam já terem presenciado cenas muito engraçadas nas festas por causa do excesso de bebidas, mas nada que os tirassem do foco da música. “Dá para se divertir olhando, mas nossa conexão maior é com o show”, garante Eduardo. Eles frisam que a vida noturna exige muito mais responsabilidade e persistência do que a maioria imagina.

Para estar pronta, Geisa abusa da malhação

Eduardo concilia o casamento com a profissão


TrilhadaMúsica Karine Serrano é escritora e musicista.

Rio Paranaíba Quando se fala em sucesso no Brasil, logo se pensa em novelas e, de preferência, as globais. Pois segue uma memorável reverência àqueles que levaram o nome do nosso estado junto com sua canções: Nila Branco (Diversão – Novela Desejo de Mulher), Maria Eugênia (Companheiro – Novela Araguaia) e João Caetano (Tá na Terra – Novela Salvador da Pátria).

A voz de Piaf Já é redundante pedir a gravação do show Sabah Moraes interpreta Piaf. A cantora e mestre em música pela UFG, de voz inconfundível e tão afinada quanto a própria Piaf, ousou ao lado de Ney Couteiro, seu companheiro e arranjador do show. Édith Piaf é reverenciada de forma iluminada em um espetáculo com direção artística de Danilo Alencar. Os vídeos registrados nos shows já estão correndo o mundo. Na porta do camarim de Ney Matogrosso, em Belo Horizonte, uma pessoa reconheceu o material de Sabah Moraes e disse que um amigo em Portugal já havia mostrado a ele. Paidégua demais! Sucesso pra eles! Salve Piaf!

De Goiás para o mundo Rogério Caetano e Andréa Luisa Teixeira são músicos goianos de referência internacional. Ele toca desde os seis anos e escolheu o violão sete cordas como instrumento. Como músico acompanhante, Rogério já gravou com Zeca Pagodinho e Ivan Lins e atravessou o oceano Atlântico muitas vezes. Ela, pianista em licença para doutoramento em Lisboa, participou como camerista e solista em cidades do Brasil, França, Holanda, Bélgica, Áustria, Espanha, México, Portugal e Estados Unidos. Vale ouvir um dos trabalhos lançado por ele, este ano, o CD Yamandu Costa e Rogério Caetano. Para conhecer o trabalho de Andréa, basta acessar o My Space da musicista.

Bem arranjado

Asas da imaginação

Os arranjos de Vince Mendonza, no CD de Ivan Lins, receberam o prêmio de melhor álbum de música popular brasileira em 2009. Aqui em Goiás, em 2010 e 2011, Nonato Mendes escreveu arranjos para orquestra. E seria merecida uma premiação para ousadia e competência que podem ser conferidos no álbum É Goiás!, com Marcelo Barra e Orquestra.

Não só de choro vivem os músicos: muito riso, lágrimas e superação podem ser conferidos no livro Andando pelas asas da imaginação – Uma história de superação e fé, de Sandra Azevedo, escrito por esta colunista. A Sandra é uma empresária e produtora de eventos conhecida em Goiânia, que passou por uma superação muito grande após um acidente que a deixou na cadeira de rodas. Sua história de fé está no livro lançado em agosto.

Do choro ao riso O Chorinho já é uma programação cativa das noites de sextas-feiras. Houve muita discussão sobre a mudança do evento do Grande Hotel (Avenida Goiás) para a Estação Ferroviária. Parece que caminha para melhor. A proposta de melhoria dos cachês está sendo cumprida. Apesar do estranhamento do público, todos concordam que a mudança é visível.

Playlist Summer Song - Bobby McFerrin e Yellowjackets Mãezinha - Rogério Caetano Araguaia - Marcelo Barra e Orquestra Começar de novo - Ivan Lins e The Metropole Orchestra Flor Amorosa (Primeiro Choro) Catulo da Paixão Cearense e Joaquim Antonio Callado

www.tnrmagazine.com

25


MúsicaeNightlife Renato Borges é DJ, produtor musical e promoter. Trabalha na noite há mais de 10 anos em todos os estados do Brasil

Aniversário Os sócios da Villa Mix comemoram o sucesso da casa, que está quase completando um ano com as portas abertas e está sempre lotada. Quer uma dica animada? Se você quer sair, mas está com medo de chegar a um lugar ou a uma festa e encontrar poucas pessoas, vá para a Villa Mix.

Novidades Boas lembranças As atuais baladas de Goiânia são moderníssimas e aconchegantes. Têm serviço e atendimento com padrão internacional. Mas, mesmo assim, uma das frases que mais ando ouvindo de alguns dos meus amigos é: que saudades do Sedna! Outros ainda dizem: que saudades da Fiction! Ou seja, balada vem, balada vai, mas a memória fica. Cada balada é única. E os momentos que você passa nela também. Aproveite!

De branco Já prepare o look que a tradicional White Party, no Oliveira’s Place, tem data marcada. Será em 22 de dezembro a festa onde eu tocarei junto com DJ Tartaruga, do Rio de Janeiro, e as badaladas DJs Morgana e Thascya. Coloque na agenda.

Desarmados Vocês sabiam que no Estado de Goiás existe uma portaria que obriga os bares e boates a deixar policiais civis fora de serviço entrarem armados no recinto? Pois é. Eu, apesar de confiar totalmente no trabalho da Polícia Civil goiana, acho que essa portaria tem que ser revista, pois em boates e bares a gente vai pra beber e se divertir. E não dá pra confiar nem em si mesmo quando há bebida na história. Uma hora ou outra isso aí vai dar coisa ruim...

26 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Descrito como um dos melhores bares da cidade, o Baobá reúne gastronomia e atendimento perfeitos, um público cativo seleto e atrações musicais muitíssimo bem conceituadas. Os sócios Paulo Juliano Haddad e Leonardo Zuppani planejam, ainda para esse ano, melhorias na estrutura do spot. Aguardem!

Rei A gravadora norte-americana Motown liberou para alguns DJs e produtores mundo afora cerca de 20 capellas (ou seja: os vocais isolados de uma música) do “rei” Michael Jackson, para serem remixadas. Um dos DJs que receberam o pacote é o colunista que vos escreve. Prometo em breve um ou mais remixes de hits de Michael Jackson, de quem eu sou fã desde criancinha.

Marketing positivo

Marketing negativo

Quase todos os estabelecimentos de lazer como bares, boates, restaurantes etc oferecem rede Wi-fi gratuita aos clientes. Por quê? É claro que uma parcela grande dos clientes vai usar redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram e Foursquare para informar aos amigos onde estão e o que estão achando.

Todo mundo odeia receber propaganda de festas via mensagens SMS, principalmente de madrugada. Acho que todos sabem disso, menos alguns promoters e estabelecimentos por aí. E a legislação no Código de Posturas Comerciais do município já coíbe esse tipo de prática. Falta é que as pessoas incomodadas denunciem os estabelecimentos junto ao Procon.


Comportamento

Eles escolheram

esperar

Cada vez mais jovens optam por manterem-se virgens até o casamento, num movimento que, para muitos, está na contramão da liberdade sexual Por Carla Oliveira

E

les são jovens e decididos. Num mundo onde a iniciação sexual ocorre cada vez mais cedo, um grupo também cada vez maior de adolescentes e jovens toma uma decisão que, para quem lutou pela liberação sexual e para aqueles que a sucederam e usufruem sem pudores da liberdade alcançada, causa estranheza e pode ser visto como retrocesso. Isso porque eles escolheram ter relações sexuais somente após o casamento. Motivados ou não por princípios religiosos, esses jovens mantêm-se convictos na decisão tomada, não criticam quem faz opção diferente e tampouco se abalam com comentários ou críticas.

Eu escolhi esperar (EEE) Movimento de mobilização social promovido pela ONG Mobilizando o Brasil, organização de caráter ministerial, criada em Vitória (ES), que reúne pastores de diferentes congregações e apoio de pastores, igrejas e ministérios. Defende o sexo somente após o casamento. Fonte: http://euescolhiesperar.com

28 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Aos 24 anos e casado há cinco meses, Antônio Danilo de Lacerda decidiu que só teria relações sexuais após o casamento quando tinha 14 anos. Foi nessa época que ele começou a frequentar uma igreja evangélica e a questionar valores tidos como verdades para adolescentes e jovens. Danilo lembra que o questionamento foi interior e a decisão totalmente isenta de influências externas. “Foi uma questão muito individual, uma forma de pensar que adotei para minha vida”, revela. Nos seus relacionamentos anteriores ao casamento com Tainah Aparecida Santos Marques, 23 anos, ele diz que a opção sempre ficou clara e nunca teve problemas em relação a ela. “Quem convivia comigo dentro da igreja fazia a mesma opção. Mas para quem é de fora, era motivo de brincadeira”, conta. Convicto de sua decisão, Danilo diz que não se arrepende da escolha que fez. O casamento com Tainah ocorreu após dois anos de namoro. A jovem não era virgem quando se casou. A opção de não manter relações sexuais antes do casamento veio quando passou a frequentar a Igreja Renascendo para Cristo, onde conheceu o marido. Tainah estava solteira há dois anos, depois de terminar um relacionamento de quatro anos. O fato da jovem não ser mais virgem não foi um empecilho para a união do casal. “Nós conhecemos da vida de cada

um. Foi algo natural. Não queríamos namorar por namorar e decidimos só ter relação após o casamento”, conta Tainah. Ela frisa que a decisão reforçou o amor dos dois e trouxe mais segurança para o relacionamento. Alexander (nome fictício) tem apenas 16 anos e uma certeza: quer se casar virgem. A decisão foi tomada ainda no início da adolescência, aos 12 anos, e desde então garante que nunca se arrependeu e segue firme no seu propósito. O estudante do primeiro ano do ensino médio conta que esta foi uma opção pessoal, sem interferências de amigos, parentes ou religião. “Não frequento nenhuma igreja, mas um dia ouvi minha mãe, que é Testemunha de Jeová, ler uma frase que dizia que só se devia ter relações sexuais após o casamento. Aquilo ficou na minha cabeça.” Mas não foi só isso que motivou Alexander a fazer uma escolha que para a maioria dos jovens está na contramão da atualidade, quando a iniciação sexual ocorre cada vez mais cedo. “Foi uma escolha íntima, motivada por um sentimento interior forte e também é uma forma de preservar minha saúde”, relata. O estudante afirma que não tem problemas em falar sobre sua opção, mas não costuma ficar propagando-a aos quatro ventos. Muitos amigos, conta o adolescente, acham

www.tnrmagazine.com

29


engraçado, outros ficam “zoando”. Tímido e caseiro, ele se mostra convicto e diz que não mudará de ideia. “Já vi muitos amigos falarem que iam casar virgem, começar a namorar e um mês depois perderem a virgindade”, lembra. Mas para o adolescente, que fez uma opção tão precoce, a mulher que quiser namorá-lo deverá respeitar sua decisão. “Espero que me aceitem do jeito que sou”, diz sem esconder que prefere se casar com uma menina também virgem. Opção de vida O gestalt terapeuta Danilo Suassuna explica que casar virgem é uma opção, seja consciente ou induzida, de vida. Segundo ele, mais importante do que a escolha, é o respeito à decisão de cada um. Segundo analisa, o sexo não é a única forma de intimidade e a escolha de não manter relações sexuais não implica em não conhecer o outro. “Existem outras formas de carinho, o abraço, que podem ser descobertas durante o namoro, mas o mais importante é a forma que eu conheço o outro. Existem muitos casais que transam e não têm intimidade, porque ela não depende do sexo em si. Desnudar-se, no sentido psicológico, é quando a pessoa pode e fala o que pensa, é sincera, e isso é intimidade”, diz. O terapeuta frisa que não se pode dizer que trata-se de um modismo, já que é uma opção que é feita ao longo dos tempos. No entanto, ressalta que muitos jovens fazem escolhas para sentirem-se aceitos em determinados grupos. “Hoje existe uma cobrança para ser igual, ter que gostar do que os outros gostam, até para ser aceito em grupo. O que é preciso discutir é o respeito ao diferente, à diversidade. Se eu aceito a diversidade, percebendo que o outro é diferente de mim, eu também me permito ser diferente”, observa. Danilo Suassuna assinala que atende vários jovens que fizeram essa escolha. Um deles, com 23 anos, está noivo. O casal está “em corte”, termo utilizado para denominar relacionamentos em que não há sexo. “Eles estão bem felizes e desfrutam de uma cumplicidade que muitos casais que transam não têm”, assinala.

30 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


1 Fotos: Carol Arcanjo e Luís Fernando

Parceiros prestigiam lançamento da segunda edição da TNR Magazine Foi uma noite de glamour e festa o lançamento da segunda edição da TNR Magazine, no espaço da loja Ivana Menezes, no Setor Marista, em Goiânia. Parceiros e leitores prestigiaram o evento, no dia 15 de maio, que marcou a segunda fase da publicação di-

2

rigida pelos empresários José Policeno, Leandro Negre e Fernando Negre. O trio recepcionou os convidados com a empresária Ivana Menezes, que cedeu o espaço da sua loja para um coquetel animado, com buffet Accontece e som do DJ François Calil.

3

7

4

8

9

5

6

10


14

11

12

15

13

18

16

22

24

17 1 - Leandro Negre, Ivana Menezes e José Policeno 2 - José Policeno e Júlia Pinheiro 3 - Brennda Cambota e Leandro Negre 4 - Sirlene Trindade, Ana Paula Lopes e Ana Paula Trindade 5 - Renato Borges 6 - José Guilherme Schwam 7 - Carla Oliveira, Beth Ramos e Tatiane Mendonça 8 - Karine Serrano 9 - Evando Filho e Fabiana Leite 10 - Marta, Alessandra, Vanderley, Lia e Luciana 11 - Dorinha Xavier 12 - Fábio Santos, Jackeline Custódio, Luisa Dias e Rogério Gonçalves 13 - Wiviany Oliveira 14 - Jacqueline Menezes e Ivone Silva 15 - Deborah Perillo e Nelma Perillo 16 - Helen Araujo, Renata Farias e Pri Pedrosa 17 - Delesmano Alves, Marcílio Velasco e John William 18 - Bruna Cavalcante e Fernando Negre 19 - Marília Carvalho 20 - Patricia França 21 - Ana Jukes e Rodrigo Melo 22 - Elaine Moura, Ivana Menezes e Ricardo Souza 23 - François Calil e Carol Arcanjo 24 - Ana Cristina e Edgard Soares 25 - Surama Bittencout e Vholi 26 - Valéria Lopes 27 - Bia Borges, Thaynara Bueno e Ana Borges 28 - Creuza Ferreira, Célia Fonseca e Alessandra Câmara 29 - Patrícia Freitas e Sylvana Soraya 30 - Caroline Alvares, José Policeno e Tharianne Peres

20

19

21

23

25

26

27

28

29

30


PapodeHomem Rodrigo Melo é mineiro, mas adotou Goiânia para tocar seus melhores beats. É DJ e booker

34 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Vale cair na rede?

N

os tempos onde mandar um cartão ou uma carta é tão antigo quanto fazer sinal de fumaça, as relações virtuais são cada vez mais comuns. Não há como negar que, nesse universo, as chances de você se dar bem aumentam consideravelmente, seja por carência, comodidade, solidão ou simplesmente por ser mais um meio de comunicação. Está todo mundo ali! E se vale tudo no amor e na guerra, estejam prontas pra batalha! De Facebook a Twitter, escolham suas armas! Você pode utilizar o Face, por exemplo, para pesquisar a vida de alguém interessante e tentar um contato, ou se aventurar com estranhos, em uma sala de bate papo. O importante é lembrar que o bom senso cabe em qualquer lugar e no mundo virtual, não é diferente. Você está muito afim de ser notada por um carinha que conheceu na balada e, então, começa a curtir e comentar loucamente tudo no perfil do Facebook dele ou dar RTs em todas as suas twitadas. Meninas, por favor, não me passem esse atestado de pegajosa logo de cara. Sinceramente, não vão conseguir muita coisa fazendo esse estilo de fã “psicopata”. Ah! Então posso pelo menos ir lá dar uma cutucada, querido guru? Não, querida maluca.com! Cutucar também não me parece uma boa sacada e eu acho que nem Mark Zuckerberg sabe bem pra que essa ferramenta serve, mas nesse caso, pode soar meio ridículo. Tipo você com cara de pidona acenando os bracinhos e dizendo: “Oieeee!! Olha eu aqui!”. Seguido de um singelo emotion feliz… Nananinanina! Eu sei que você pode fazer melhor que isso! Seja sutil. Curta uma foto bacana ou comente algo realmente interessante. Melhor ainda, poste você mesma algo interessante e quem sabe a investida.com parta dele. Agora se você quiser abrir a porta dos desesperados, os milhares de sites de namoro on line e salas de bate papo, well baby, estão liberados! Acho esse meio mais complicado. Você tem certeza da sua intenção, mas dificilmente saberá da pessoa que está do outro lado. Sem contar o tanto de freaks que existem e que encontram, na internet, o melhor meio de extravasar suas esquisitices. Você pode estar conversando com alguém bacana ou com algum babaca com uma calcinha amarrada na testa, que está só esperando a deixa pra pedir pra você tirar a blusa na webcam. Vai saber!!! Mas tomando certos cuidados, você pode sim se divertir e conhecer muitas pessoas interessantes na rede. Só não crie muitas expectativas e nem coloque tanta fé que o carinha que você está há meses trocando ideia será o seu grande amor! Enquanto esse relacionamento não sair do virtual, ainda faltará saber o que, para mim. é primordial, ou seja, não existe relacionamento sem beijo, sem pegada... Tem gente que passa anos teclando e quando se encontra não rola nada. Infelizmente ainda não há como descobrir se existe química via email! Isso você só vai descobrir cara a cara e, por isso, não fique tanto tempo presa nesse mundo de fantasia. Saia da frente desse monitor e viva la vida! Cheers!


Terno Hugo Boss para Uomo. Camisa Lacoste. Gravata Boaz Moda Masculina. Casaco Ricardo Almeida para Uomo.

36 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Moda Masculina

metamorfose

refletida

Fotografia: Valéria Lopes Styling: Gerson Passos Assistentes de Produção: Saide Petrillo e Gabriel Aurione Beleza: Evando Filho Tratamento de imagens: Adilson Moraes Modelo: Filipe Melo (Alexandre Correa Models Management)

De olho no espelho, os homens abrem o vestiário para as mulheres escolherem os melhores looks desta estação. Para transformar o visual do seu par, combine elegância e despojamento nos meses mais quentes do ano. As roupas masculinas estarão mais coloridas e leves, mesmo nos trajes sociais. Combinadas com tênis e mocassins, as composições vão brincar com a seriedade do macho alfa para ficarem ainda mais charmosos e irresistíveis!

www.tnrmagazine.com

37


Terno Hugo Boss para Uomo. Camisa Lacoste. Gravata Ricardo Almeida para Uomo. Rel贸gio Chilli Beans.

38 Na balada ou na vida, o que vale 茅 atitude!


Camisa Ricardo Almeida para Uomo. Corset Jer么nima Baco. Cal莽a Lacoste.

www.tnrmagazine.com

39


Blazer Ricardo Almeida e camisa Ralph Lauren para Uomo. Calça Lacoste. Chapéu Renner. Sapatos e cinto Daslu Homem para Uomo.

40 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Moletom Hering. Camisa Hugo Boss e cinto Daslu Homem para Uomo. Calรงa Lacoste. Sapato Raphael Steffens.

www.tnrmagazine.com

41


Camisa, polo, pulôver e Calça Lacoste. Sapato Lacoste para Uomo. Relógio Chilli Beans e óculos Acervo.

42 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Jaqueta e blusa de malha Hering. Polo Lacoste para Uomo Lenรงo Acervo.


Camisa e short Villebrequin para Uomo. Rel贸gio Chilli Beans.


Blazer e calça TNG. Camisa Acostamento. Tênis Armani Jeans e pulseira Acervo.

Blazer Hugo Boss para Uomo. Camiseta Triagem. Pólo e calça Acostamento. Cinto TNG e sapato Raphael Steffens.

www.tnrmagazine.com

45


Dicas para mudar o closet do seu namorado A combinação de terno e gravata xadrez com a camisa quadriculada é alternativa para os que querem ousar sem sair do tradicional. Para não errar, use uma gravata em um tom próximo ao das listras do blazer e combine com um lenço mais claro. O terno azul marinho é um item indispensável do guarda roupa masculino, que pode ser usado tanto durante o dia, quanto à noite.

A camisa pode demonstrar elegância ou desleixo. O colarinho deve estar sempre em pé, com a gola muito bem passada. É de acordo com ele que é decidido o tipo de nó da gravata. As mangas devem ser bem ajustadas de modo que não causem dobras excessivas e que os punhos não ultrapassem o começo das mãos. Lembrando que há camisas para serem usadas com gravata e outras, sem.

O blazer claro é uma escolha versátil. Sua combinação com camisa de tons terrosos, calça clara e sapato marrom é alternativa para eventos no campo, ao mesmo tempo sua combinação com jeans escuro, camisa e sapato pode resultar em um look social casual para o trabalho ou festa informal.

O blazer de moletom desestruturado deixa o look social mais esportivo e é opção para quem quer fugir da formalidade e da estrutura do blazer tradicional. Um ar moderno pode ser dado com o uso de um cinto em um tom fechado de cor diferente das outras peças e um sapato de cano médio ou mocassim.

46 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

A sobreposição de peças como polo e camisa pode resultar em uma proposta interessante para os ousados. A adição do pulôver dá um toque jovem e elegante ao look. A mesma composição pode ser tornar descontraída se colocarmos um sapatênis sem meias e dobrarmos as mangas da camisa. No frio, a combinação de jaqueta, suéter e/ou polo e camisa pode ser uma substituta do casaco tradicional quando não é necessária muita formalidade. Os homens mais jovens ou mais modernos podem brincar com misturas de estampas entre o suéter e um acessório como um lenço.

Para o verão há a possibilidade de uso de cores cítricas e vibrantes de uma forma divertida e extremamente despojada combinando com estampas que têm referências nas bermudas de surfista, mas em tecidos como algodão e viscose. As composições podem variar de camisa e short ou bermuda ou ainda calça de tecido leve e camiseta ou regata combinadas com um bom acessório.

O tênis com cano médio permite a composição de um look bastante casual e despojado com calça colorida e camiseta, ou um visual de passeio para a noite acrescentando um blazer e talvez uma camisa. O toque de personalidade pode ser dado na escolha dos acessórios e na mistura das estampas e/ou cores.


GoShop Paula e Fernanda Guimarães são irmãs e blogueiras do mundo da moda

Chá Além de um guarda-roupa bem montado, artigos de decoração também dizem muito sobre você! Capriche nas escolhas das peças dispostas na sua casa. Um exemplo é esse jogo de chá com ar de vintage, que a Das Guimarães amou, na Arranha Gata Casa.

Colorindo Estampa Há algumas temporadas as t-shirt divertidas, com frases e imagens fofas, estão compondo os looks das meninas antenadas por aí. Nesse verão, a febre continua e as opções são inúmeras! Essa da foto é uma de nossas escolhidas, da Miss Melon Tees, que pode ser encontrada na Emporium Lolitá.

Os esmaltes também compõem o look. O preto, o vermelho e algum tom de nude (ou rosinha) são os mais clássicos. Vale a pena investir! Esses vidrinhos Tom Ford são desejo total, na La Mer, no Shopping Bougainville.

Look Noite O preto nunca tem erro, em qualquer época do ano. Principalmente nos looks noturnos é a cor que reina absoluta, inclusive no nosso guarda-roupa! Combinamos a camisa bordada com saia de babados e sandália de tira! Combinação infalível! Na foto, camisa PatBo (na Ivana Menezes); saia Iorane; sandália e clutch também da Ivana Menezes.

48 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Único Se for eleger uma modelagem nessa estação, invista nas peças únicas como macacão e vestido. A época mais quente do ano pede peças leves e fluídas. Que tal um macaquinho? Esse estampado é Dress To!

Zoo Nem só nas estampas de oncinha e phyton estão os bichos. Eles aparecem cada vez mais em outras estampas e inclusive em acessórios! Um exemplo que amamos é esse anel de elefantinho, um charme! A peça está disponível, na Villa Vilela.

Candy Os tons pastel ou candy dividem espaço com as cores neon neste verão. As cores clarinhas e bem aguadas são nossas eleitas, tanto nos acessórios quanto nas roupas! Olhem só que linda essa sapatilha azul bebê, que pode ser encontrada na Iorane.

Casual

Summer

Camisa + calça skinny é o combo clássico e que não tem erro! A cor menta é sensação do momento e na camisa de seda ficou um charme. Combinamos com a calça de oncinha (invista nas calças estampadas!) e super salto para deixar o look mais arrumado. Produção ideal para várias ocasiões... De um almoço até uma festinha à noite! Camisa Insp e calça Alphorria (na Ivana Menezes) com sandália Jimmy Choo.

A estação mais quente do ano sempre pede looks clarinhos e frescos. A ideia desse vestido é exatamente essa: conforto, beleza e praticidade! Ideal para a mala de praia. O modelito é Fabulous Agilitá (na Ivana Menezes) com sandália Luz da Lua.


50 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Moda

Verão da camisa estampada Digital, tropical, florida, brilhante, transparente. Não importa qual a estampa, tire a camisa da gaveta e traga todo o seu charme para o dia a dia! A coleção Primavera Verão 2013 resgata, nas camisas o melhor das décadas passadas, a ousadia do design e o esplendor da mulher, que cumpre a agenda do trabalho e segue para o happy hour com a mesma elegância!

Fotografia: Valéria Lopes Styling e Beleza: Evando Fiho Produção: Gerson Passos Assistente de Produção: Saide Petrillo Tratamento de imagens: Adilson Moraes Modelos: Lohanny Tessa e Luiza Zimmer (Alexandre Correa Models Management) Texto: Luisa Dias

Camisa Apparut e saia Ivana Menezes. Camisa, calça e cinto Apparut.

www.tnrmagazine.com

51


Camisa, calça e cinto Apparut.

52 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Camisa e saia Skandall么. Cinto Ivana Menezes.

www.tnrmagazine.com

53


Camisa e top Apparut. Cinto Ivana Menezes. Saia Skandall么.

54 Na balada ou na vida, o que vale 茅 atitude!


Camisa Skandall么 e saia Ivana Menezes.

www.tnrmagazine.com

55


Camisão, vestido e colar Gutta Guerra e cinto Ivana Menezes.

Camisa e top Ivana Menezes com calça Apparut.

56 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Camisa Skandall么 e cal莽a Gutta Guerra. Bracelete e cinto Ivana Menezes.

www.tnrmagazine.com

57


Camisa e cinto Gutta Guerra com calça Thaís Nader.

58 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Camisão e cinto Ivana Menezes com calça Apparut.

Camisa e cinto Ivana Menezes com calça Skandallô.

www.tnrmagazine.com

59


LeidaModa Valéria Lopes é fotógrafa de moda e Gerson Passos é produtor de moda

Seu corpo, sua cor Dentre as várias opções que temos para esse verão, é difícil apontar apenas uma tendência que será a mandante da estação. De roupas a calçados, temos uma profusão de alternativas, o que vai definir o que usar é o estilo e o corpo da pessoa. As apostas nas cores são para os flúors e os candies – tons pastel derivados de doces como jujubas, daí a denominação candy. A dica é usar os candies durante o dia e os flúors durante a noite, permitindo um look colorido, apenas uma mistura com peças básicas como jeans, blazers e regatas ou apenas acessórios coloridos. Não para por aí... Estão disponíveis também estampas que variam dos florais às étnicas passando pelos motivos animais, presentes nas calças, sejam elas flare, skinny ou pantalona, além de estarem também nos conjuntinhos que são uma grande aposta para o verão. Para os acessórios, tudo dito acima vale, acrescentando os metalizados e espelhados. Mas, não é porque está nas lojas que deve ser usado. Nem todos os modismos funcionam para todos os tipos de corpo. Cores vibrantes como os flúors “expandem”, ou seja, dão visualmente a impressão de engordar, portanto quem está acima do peso deve escolher com critério essas peças. O mesmo ocorre com as calças estampadas, nesse caso, a sugestão para mulheres baixas e de quadril largo é evitar. Muita atenção também com as calças skinny que realçam ainda mais o tamanho dos quadris devido ao realce da diferença entre sua largura e os tornozelos. Sempre é possível estar na moda, mas vestindo o que condiz com sua morfologia corporal.

60 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Moda

Movimento da sedução Nova coleção de lingerie para Primavera Verão 2013 tem a medida certa de todas as fantasias. Na barra de Pole Dance, elas são minimamente perfeitas e aderem a cada movimento, deslizam na barra enquanto o corpo gira e encanta os espectadores. Cor, renda e forma na medida certa da sensualidade da dançarina, que sairá do palco direto para a cama! Fotografia: Valéria Lopes Styling: Gerson Passos Assistente de produção: Saide Petrillo Beleza: Evando Filho Modelo: Patrícia Makyiama Tratamento de imagens: Adilson Moraes Agradecimentos: Action Studio Pole Dance

62 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Calcinha e suti茫 De Villas para Sensua Lingerie. Brincos Simone Z贸ccoli. www.tnrmagazine.com

63


Calcinha e sutiĂŁ Florallis para Babado Lingerie.

64 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Belles para Sensua Lingerie. www.tnrmagazine.com

65


Calcinha e sutiã Valisère para Babado Lingerie. Colar Morena Rosa para Ivana Menezes. Brincos Iusaas e sapatos Schutz Aparatto.

66 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Calcinha e sutiã De Villas para Sensua Lingerie. Anel Baú da Moça e brincos Iusaas. www.tnrmagazine.com

67


Corset Jer么nima Baco e calcinha Hope para Babado Lingerie. Brincos Simone Z贸ccoli.

68 Na balada ou na vida, o que vale 茅 atitude!


Calcinha e suti茫 Hope para Babado Lingerie. Corset e luvas Jer么nima Baco.

www.tnrmagazine.com

69


InxOut Bia Borges é blogueira, apaixonada por moda desde pequena, louca por sapatos e atenta às novidades do mundo fashionista

Para sair de casa antenada com as últimas tendências da moda, fique atenta aos erros e acertos das ruas! Fotos : Divu lgaçã o

3 2

1

Usar acessórios neon Abuse das camisas de seda

Usar a básica regata de cetim

Looks monocromáticos (1)

Ficar com preguiça de montar um look elaborado (3)

Short + tachas (4) Crie coragem e use os tais conjuntinhos (5)

4

Sair de casa parecendo um vagalume (2)

Peplum (6) Jeans flare (7) Maxi acessórios

5 6 7

70 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Calça saruel Continuar usando o color block da estação passada (9) Mullet (8) Jeans básico Cordão de ouro

8

9


Medrosa Vestido Lança Perfume para Apparut. Colar Iusaas e pulseiras Arezzo. Crinolina Acervo.

72 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Prontas para o fim do mundo As previsões dão conta de que o mundo acabará antes do final de 2012. Com produção gráfica especial, criamos visuais únicos para o espetáculo apocalíptico. Entre escombros e esperança, o que vestiremos? Confira os visuais da medrosa, da religiosa, da otimista, da desesperada e da valente. Acredite que há, no fim, sempre o recomeço!

Fotografia: Valéria Lopes Styling: Gerson Passos Assistente de Produção: Saide Petrillo Beleza: Evando Filho Tratamento de imagens e finalização: Adilson Moraes Produção gráfica: Teo Cortes e Gabriel Aurione Modelo: Charlenne Porangaba (Alexandre Correa Models Management)

www.tnrmagazine.com

73


Religiosa

Vestido Jerônima Baco. Brincos, anéis e pulseiras Iusaas. Sapato Arezzo.

74 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Otimista Vestido Printing para Arranha Gata. Gargantilha, brincos, anĂŠis e pulseiras Iusaas. Clutch Arezzo e sapatos Studio TMLS.


Desesperada

Vestido AndrĂŠ Lima para Arranha Gata. AnĂŠis Cida Flores e sapatos Studio TMLS.


Valente

Vestido Alphorria para Ivana Menezes Festas. Brincos, anĂŠis e pulseiras Iusaas.

www.tnrmagazine.com

79


HairStyle Paulo Cardoso é personal hair make up stylist

ão Fotos: Divulgaç

Os blondes dominam a nova estação

A

estação mais quente e animada do ano pede cor não apenas nas roupas, mas também nos cabelos. E não só para contrastar com os escuros badalados no inverno, mas também para ajudar a deixar a estação mais colorida, vêm aí os blondes com força total. Assim como na maquiagem, está na hora dos cabelos brilharem e nada como luzes, mechas, colorações e demais recursos para deixá-los tão lindos e loiros que matariam Marilyn Monroe de inveja! Para esse verão, as cores vêm ainda mais ousadas, trazendo como grande destaque o estilo ombré hair, que apresenta o cabelo mais escuro na raiz e bem mais claro nas pontas, num ousado degradê, que já está fazendo grande sucesso, fortalecendo a tendência de efeitos claros. Não é o mesmo visual das mechas californianas. A divisão das cores bem marcada já está over. Foi tão usada nos três últimos verões que agora deu lugar às mechas texanas e ao ombré hair. As mechas texanas atingem a parte interna e frontal dos cabelos, sem atingir a raiz. Ela são mais naturais, mais misturadas ao cabelo natural, como se fosse loira de praia. A mulher deve escolher a altura e a quantidade das mechas. As mechas ombré hair são quase iguais às mechas texanas, a diferença é que a primeira faz um efeito degradê, ou seja, mais sutil. Começa com pouco e bem misturado em cima e vai ficando tudo loiro, terminando nas pontas quase todas descoloridas. Apesar de não ser uma regra, o verão é sempre marcado por cabelos claros com tons quentes (dourados, acobreados), enquanto a tendência das cores de cabelos para o inverno é cabelo mais escuro com tons frios (acinzentados, fumês). Este inverno, no entanto, trouxe cabelos escuros com tons quentes. Enquanto Xuxa radicaliza e escurece os cabelos, as madeixas de outras famosas seguem a tendência dos blondes, como é o caso de Sara Jessica Parker, que optou por ombré hair, enquanto Drew Barrymore escolheu as mechas texanas. Ambas ficaram a cara do verão, não importando se é o verão americano ou brasileiro. O que vale é mostrar que independente do lugar, o blonde é total!

80 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Atualidades

Sintonia no mundo da moda Evento Sisters reúne, pela primeira vez, blogueiras de moda de Goiânia e consagra encontro do público virtual com as melhores marcas da cidade

T

rês duplas de irmãs e muitas afinidades. Assim pode ser definido o grupo de blogueiras formado por Fernanda e Paula Guimarães, Cristal e Tana Lobo e Camila e Marcela Vilela. Em comum as jovens empreendedoras têm a paixão pela moda e pela internet e o fato de dividirem o projeto profissional com uma irmã. Em épocas diferentes, elas montaram blogs voltados para a área em Goiânia e cultivam no mundo virtual uma grande amizade. Para celebrar este encontro de afinidades, elas realizaram, nos dias 20 e 21 de setembro, o primeiro shopping day com a marca Sisters. No Espaço Vero Festas, em região nobre de Goiânia, elas receberam mais de 1.500 pessoas para conhecer as últimas novidades da moda e da gastronomia. “A ideia era criar um evento aconchegante para falar de moda e foi assim que criamos este novo conceito”, explica Cristal Lobo. Ela conta que a escolha dos 23 parceiros passou pelo crivo das seis organizadoras e resume o melhor do roteiro das grandes marcas da cidade. Para que o evento fosse um sucesso, elas contaram com o que

82 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Fotos: Káritha Oliveira

têm em comum e também o respeito a cada diferença. “Temos identidades únicas e buscamos preservar isso neste evento piloto para que ele fosse um sucesso”, conta Paula Guimarães, anunciando que a ideia é realizar duas edições do Sisters por ano, além de eventos para época de maior consumo, como o Natal. Quem visitou o Sisters pôde apreciar marcas importantes do mundo da moda, gastronomia, estética e até decoração. Além disso, as organizadoras realizaram, nos dois dias, momentos diferenciados de interatividade com o público. No primeiro dia, a blogueira Nati Vozza participou do evento e conversou com as visitantes sobre o trabalho dela na rede. Também foi realizada uma palestra sobre alimentação saudável com a nutricionista Sara Vaz. No segundo e último dia do Sisters, foi a vez da blogueira Lalá Noleto participar do evento e da aula de Crossfit, promovida pelos professores Ricardo Prudente e Guilherme Medeiros, em frente à Vero Festas. Segundo Cristal, o objetivo da programação foi oferecer atividades diferenciadas ao público e tornar prazerosa a visita ao

shopping day. “Isso possibilitou que muitas pessoas voltassem no segundo dia, porque o local se tornou ponto de encontro de gente querida e com gostos semelhantes”, explica. Além disso, o público contou com descontos especiais e condições de pagamento diferenciadas em produtos já da nova coleção. Paula conta que o sucesso do evento levou os parceiros a buscarem reposição de estoque durante os dois dias do Sisters. “Quem apostou no novo conceito teve um retorno bacana de divulgação e de vendas”, garante ela, acrescentando que o encontro das irmãs também fez sucesso nas redes, onde o tag #sisters foi usado antes e durante o evento. O público virtual, aliás, foi o responsável por 60% do movimento nos dois dias dedicados às novidades fashionistas. Com celulares e máquinas fotográficas, elas faziam questão de se identificar para as blogueiras, trocar contatos e registrar o momento do encontro. “É muito bom ter este retorno das nossas leitoras e perceber o impacto da ação no mundo virtual dentro do mundo real”, afirma Cristal.

www.tnrmagazine.com

83


TrueColors Evando Filho é maquiador e hair stylist

84 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

As cores invadem o verão


Q

ue delícia! O verão se aproxima e a gente antecipa pra vocês o que vem por aí. Há tempos é esperada uma valorização da beleza feminina, que busque sua essência, aquele toque todo especial. Nessa busca, esbarramos numa tendência forte que é o retrô, vocês se lembram da matéria passada? Pois é, agora a maquiagem invade a feminilidade com força total, a boca marcada ou os olhos, para quem prefere um olhar mais intenso. As cores tornam o visual mais fashion e mais divertido nessa estação. Adotamos o laranja e o coral como ícone da temporada, pois é uma cor apropriada, esquenta qualquer beleza e faz qualquer make se iluminar. Já nos olhos, os azuis fazem a vez. Acho chique e extremamente feminino uma boca bem marcada com uma cor vibrante. É como se a gente retornasse ao passado numa explosão de vida. Toda mulher, digo “toda mulher”, tem em sua essência um toque de vaidade que deve ser trabalhado, isso serve para todos os estilos, do casual ao exuberante. Ela precisa de inovação e acima de tudo de ousadia. Portanto, meninas, aproveitem a dica e descubram seu potencial fashion. Busquem nas cores e nas tendências qual é o seu, vistam-se de um colorido que invada sua alma e te transformem em uma mulher única e façam do seu bom gosto algo a ser apreciado. Espero que gostem da dica e me contem como foi a experiência, ok? Um luminoso e colorido verão pra todo mundo!

Para um make perfeito 1 - Pó Iluminador M Soft and Gentle Mineralize Skinfinish – M.A.C. 2 - Blush Crew High-light Powder - Edição limitada da M.A.C.

3 - Sombra Iluminadora Compacta Nylon – M.A.C. 4 - Batom LC005 Orange - Kryolan 5 - Delineador Color Hi Def Cyan Chromaline – M.A.C.

6 - Batom Laranja Natura Faces Zip - Natura 7 - Batom Dior Addict Lipcolor 473 - Dior

1

4

7

2

3


Vamos pra água?

EmForma Murilo Borges é educador físico com pós-graduação. Atua como personal trainer e ama esportes

86 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Com o calor inundando o clima, os esportes aquáticos são uma ótima opção para se refrescar e ainda se manter em forma. As modalidades praticadas na água são divididas em esportes aquáticos olímpicos, que são regulados pela Federação Internacional de Natação (Fina), e pelos esportes aquáticos normais. Quem não ficou admirado com os esportes durante as Olímpiadas de Londres, no mês de julho? Os olímpicos são compostos pela natação, saltos ornamentais, nado sincronizado, maratona aquática, polo aquático e canoagem. A natação é a mais popular e também a mais praticada; os saltos ornamentais possuem uma estética muito bela de ser observada; o nado sincronizado, também com sua beleza, guarda a particularidade de ser praticado apenas por mulheres. Na maratona aquática, os atletas se destacam pela resistência. O polo aquático, por exemplo, tem suas regras muito parecidas com o handball e gasta muitas calorias. E a canoagem é um esporte que vem crescendo muito no Brasil e varia em relação ao tipo de embarcação. Os esportes normais também estão entre os mais procurados. Temos o esqui aquático, surf, long board, body board, kitesurf, windsurf e o biribol. O esqui aquático, que até pouco tempo atrás era uma modalidade olímpica, é uma modalidade bastante praticada e considerada radical. O surf, muito praticado no Brasil, tem sua torcida pra entrar no quadro olímpico, mas enquanto isso a galera vem surfando pelo nosso vasto litoral em outras competições. O long board e o body board são variações do surf e muito legais pra se curtir uma onda. Se estiver de férias, na praia, não deixe de tentar. O kitsurf já é uma modalidade nova que vem conquistando novos adeptos com sua “pipa” gigante arrastando o atleta pelas águas. E o biribol, com o nome meio estranho e ainda pouco conhecido no Brasil, vem caindo no gosto dos brasileiros com seu jeito de “vôlei na água”. É importante lembrar que qualquer pessoa que queira iniciar a prática de algum esporte aquático deve procurar um profissional habilitado para tal função. Nosso país tem uma extensão territorial bastante ampla com muitos rios, lagos, reservatórios artificiais, piscinas e um litoral extenso para a prática de qualquer um desses esportes citados. Não se esqueça de ter um cuidado especial com as crianças! Elas adoram a água e, por essa razão, devem iniciar uma prática orientada o quanto antes por uma questão de cuidado e segurança. Pratiquem, o máximo que puderem, qualquer um desses esportes aquáticos. São ótimos exercícios para a perda de calorias e considerados exterminadores de gordura! Com certeza irão surgir novos esportes aquáticos daqui pra frente. A criatividade humana é incrível e com sua capacidade aguçada de adaptação ao meio, logo veremos algum novo esporte por aí. Mas agora faço um convite: vamos para a água?


VivaBem Sylvana Soraya é fisioterapeuta pós-graduada em Análise e Terapêutica do Movimento Humano

Exemplos de exercícios com contração dos músculos do assoalho pélvico

88 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Exercícios em busca do prazer

N

os dias atuais é muito comum as pessoas buscarem um corpo perfeito. As academias estão lotadas de pessoas à procura da melhor forma. No entanto, uma musculatura poderosa é quase que totalmente esquecida pelas mulheres: o períneo, musculatura que circunda a vagina e sustenta os órgãos internos, e que é responsável pela sensação de prazer durante o ato sexual. As mulheres deveriam se ocupar da ginástica vaginal o quanto antes. Trabalhar a musculatura pélvica é fundamental para evitar problemas desagradáveis, como a incontinência urinária e os prolapsos genitais. Além disso, a prática do fortalecimento da musculatura promove uma gestação e parto mais tranquilos e seguros. Ter os músculos da pelve fortalecidos e seus ossos bem posicionados também melhora de maneira significativa a experiência do prazer na atividade sexual. A flacidez da Musculatura do Assoalho Pélvico (MAP) reduz substancialmente o prazer, e isso ocorre gradativamente a partir dos 25 anos. Por outro lado, uma musculatura bem tonificada não só mantém o prazer em índices gratificantes por praticamente toda a vida, como também pode, desde que bem treinada, proporcionar experiências inexplicáveis para o casal. Prazer para ambos e saúde para mulher. Quanto mais cedo começar a prática dos exercícios, maior o benefício. A mulher de qualquer idade pode e deve praticá-los. Existem várias modalidades para trabalhar a MAP, como o exercício amplamente divulgado, o pompoarismo, exercícios de Kegel, que estão relacionados com a reabilitação do períneo, ginástica hipopressiva, uma metodologia francesa, que combina exercícios da musculatura abdominal, do assoalho pélvico e peitoral. Todas estas técnicas têm o objetivo de trabalhar o fortalecimento muscular genital e a coordenação motora desses músculos. Exercitar constantemente a musculatura pélvica, além de evitar o enfraquecimento, melhora a irrigação sanguínea favorecendo as condições necessárias ao orgasmo e diminui a ação degenerativa do sistema urogenital. Como em qualquer outra modalidade de exercício, o treino requer persistência e precisão nos movimentos, sendo ideal o monitoramento inicial por um fisioterapeuta. Para a mulher que já conhece sua musculatura e consegue contraí-la com facilidade, os exercícios podem ser realizados em qualquer hora do dia, sem restrições, como no trânsito, no trabalho, durante as atividades domésticas ou até mesmo lendo esta revista. Desempenho sexual é algo bastante individual. Não existem duas pessoas com o mesmo desempenho, pois isto depende de uma infinidade de variáveis físicas, psicológicas e comportamentais, que, por sua vez, dependem dos anseios pessoais e da experiência adquirida, da prática e do treinamento. Leitora, incorpore essa atividade em sua vida diária e comprove os benefícios que ela representa.


Sexo

Poder entre as pernas Pompoarismo mostra que, com ginástica íntima, mulher pode aumentar o próprio prazer e o do parceiro na relação sexual. Técnica milenar atrai solteiras e casadas em busca de armas para a sedução Por Luisa Dias

90 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


S

e a relação sexual é considerada o ápice da conquista entre um homem e uma mulher, o que fazer com a repetição do roteiro: beijo, preliminares, sexo e, às vezes, orgasmo? Para quem mantém relacionamentos estáveis, inovar na cama se torna um desafio constante. Despertar o desejo de quem dorme e acorda junto, divide a mesa, a cama e as contas, nem sempre é fácil. Além do amor e do afeto, o sexo cobra surpresa e audácia. Na busca por uma receita infalível, muitas mulheres deixaram de lado os livros de posições eróticas e contorcionistas para descobrir dentro delas um poder único, a partir do pompoarismo. A técnica milenar ganha adeptas entre casadas e solteiras em busca de prazer e autonomia quando o assunto é sexo. Cada vez mais desenvoltas, as mulheres desejam uma postura mais ativa na cama e também maior domínio sobre o prazer. De olho na conquista do parceiro, elas perseguem sensações inéditas para serem oferecidas na cama, como as gueixas inesquecíveis do oriente antigo, pronto para ser redescoberto. A técnica nasceu na Índia, mas foi aperfeiçoada na Tailândia e no Japão. Os primeiros exercícios surgiram da transformação dos exaustivos exercícios tântricos preparatórios para um ritual de sexo sagrado, chamado Maithuna, que tinha como objetivo principal a fertilidade feminina.

Segundo a professora Luciene Cristina de Oliveira, que ensina a técnica há três anos, o pompoarismo consiste em quatro exercícios que devem ser praticados diariamente por cerca de 15 minutos, de preferência, no período matutino, quando a musculatura está mais rígida. “É como ir à academia, é preciso frequência e disciplina. Sempre falo para que minhas alunas acordem e comecem a praticar, enquanto arrumam o café ou estão se maquiando”, conta ela, enumerando que uma das vantagens da prática é que a dedicação ao exercício não precisa ser exclusiva. Enquanto realiza outras atividades, a futura gueixa pode se exercitar, inclusive com os acessórios: as bolas tailandesas, o colar e o ben-wa (veja quadro na página ao lado). Os brinquedos íntimos são produzidos por diversas marcas com produtos antialérgicos e macios, próprios para serem introduzidos na vagina. Segundo Luciene, os acessórios funcionam como os pesos da academia e aceleram os resultados da malhação íntima. Em um prazo médio de quatro meses, as mulheres aprendem a torcer, sugar e massagear o pênis após a penetração. Os movimentos, segundo a especialista, garantem prazer ao homem e também à mulher. “Ela irá controlar o ritmo do sexo e estimular o próprio ponto G, o que facilita a chegada ao orgasmo”.

www.tnrmagazine.com

91


Mitos Na sala de aula de Luciene, muitas mulheres procuram a professora para salvar os relacionamentos ou fisgar o príncipe encantado. Na intimidade do encontro, que dura em média 3 horas, ela acaba conhecendo um pouco mais os anseios, as dificuldades e os limites do público feminino nas relações afetivas e sexuais. “Algumas não tiveram orgasmo ainda, não conseguem olhar o próprio corpo. A primeira lição para essa aluna é resgatar o feminino em si, é ser dona deste corpo, conhecê-lo e adorá-lo. É preciso que ela seja feminina para si”, explica Luciene. Outra dúvida comum é sobre a capacidade de realizar os movimentos e contrair a musculatura. “Há um mito de que a mulher ‘relaxa’ por dentro e não tem como resgatar isso. O pompoarismo pode ser praticado em qualquer idade e todas nós temos esta musculatura hábil a ser trabalhada. Em qualquer fase da vida, a mulher é cor de rosa por dentro”, conta a professora, que tem alunas de 18 a 65 anos e marca retorno para elas após 30 dias. Na sua sala de aula, que funciona como um consultório, Luciene recebe mulheres diferentes que buscam de resgatar um casamento até roubar o marido alheio. “Explico a elas que o pompoarismo não faz nada sozinho. Ele é uma filosofia de vida, que começa do despertar desta mulher para a sedução, para a intimidade”. Mas é claro que o parceiro, marido ou não, sente a diferença na relação sexual. Após um ano de treinamento, a dona de casa Lúcia M.*, 38, casada e com três filhos, garante que a sua vida sexual mudou após o pompoarismo. “Eu senti diferença no sexo e no prazer, porque você estimula a vagina e fica mais excitada. Além disso, o pênis fica mais apertado”, conta ela, que procurou o curso por curiosidade. “Não acreditava no que minhas amigas diziam. Achava que era tudo mito”. O que mais impressionou Lúcia foi uma liberação de hormônio que ocorre durante os exercícios. Antes das aulas, ela ouviu as amigas dizerem que isso atraia os homens, por causa do cheiro. “Depois de praticar, percebi os olhares e a mudança. É claro que isso faz muito bem para a autoestima”. Mas o objetivo dela foi focar no prazer do marido, o que teve resultados surpreendentes. “Ele passou a elogiar a performance, mas nem desconfia das aulas. Prefiro assim”. De acordo com Luciene, a maioria prefere manter sigilo sobre as aulas. “Se torna uma arma secreta dela. É como se, depois de muitas transas, ela se lembrasse de algo e o colocasse à disposição deste homem”, conta. Com os movimentos precisos, a professora conta que a mulher descobre como chegar ao próprio orgasmo, manter a ereção do parceiro por mais tempo e até controlar a ejaculação dele, além de prevenir incontinência urinária e fecal. “Ela se torna inesquecível”. O poder secreto entre as pernas femininas garante prazer na medida certa e a mudança exata na rotina do casal, afinal, será ela quem jogará as cartas na mesa.

92 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


A arte do pompoar Torcer: na posição de quatro, quando o parceiro introduzir o pênis, contraia com força. Leve o quadril para direita, torcendo o pênis. Depois relaxe e gire para a esquerda, repetindo o movimento. Sugar, chupitar: coloque o parceiro deitado de lado, encaixe-se sobre o pênis com as pernas enlaçadas e forme a letra ‘’T’’. Faça a contração lenta e elevatória, sugando o membro. Esse exercício se assemelha ao sexo oral. Expulsar: depois do orgasmo de ambos, abra todo o canal com força e “expulse” o pênis.

Prender ou travar: com controle dos músculos, a parceira consegue apertar e prender o pênis em seu corpo. Massagear ou ordenhar: posicione-se em cima do parceiro em busca de uma penetração total. Contraia lentamente e, em seguida, relaxe o canal da vagina. Nesta técnica, os parceiros ficam parados enquanto apenas os músculos ou anéis vaginais trabalham. Estrangular: considerado um dos exercícios mais perigosos, quando o parceiro quase ejacular, contraia o canal vaginal de forma bem rápida e forte. A técnica adia o orgasmo e garante prazer mais duradouro.

Brinquedos íntimos Bolas tailandesas: indicadas para as novatas, elas são leves e fortalecem rapidamente a região vaginal. A força utilizada no exercício deve respeitar a sua capacidade de contração. Colar tailandês: com cinco bolinhas, enfatiza a coordenação para os exercícios. ao introduzi-lo, o canal vaginal se contrai espontaneamente. use-o dez minutos por dia. Bolas Ben-Wa: tem duas ou quatro bolinhas e facilita o movimento de sugar e expulsar o pênis. Recomendado para quem já treina há algum tempo.

www.tnrmagazine.com

93


DebaixodosLençóis Teresa Barbo Siqueira é sexóloga e doutora em Educação

Sexo novo? Ou sexo de novo?

Q

uanto mais tempo pudermos ser jovens e trazermos novidades ao dia a dia, melhor. Melhor para a indústria de quinquilharias descartáveis, melhor para a publicidade - melhor para nós? O fato é que, nas últimas décadas, queremos vivenciar o novo. Assim, pode parecer natural e necessária a cobrança em ter um corpanzil turbinado, musculoso e aveludado, talvez como o das mulheres-frutas: melancia, maçã, melão, moranguinho. Vivendo neste mundo moderno e contraditório, com conflitos entre ser e ter, percebe-se a angústia das mulheres que sentem seu saldo quase sempre negativo, com o parceiro, principalmente quando diz respeito a intimidade do casal. Tal sentimento pode levar a parceira a fazer loucuras e fetiches extravagantes que, nem sempre, condizem com seu estilo afetivo ou até mesmo sua personalidade. Há um mercado consumista pela resposta de como satisfazer o outro. É cada vez maior a procura por produtos eróticos e sensuais que possam oferecer esta gama de possibilidades, ou manuais de como agradar o parceiro na cama, mas dificilmente encontramos algum que revele como nós mesmas podemos fazer para nos dar prazer, sinalizar ao outro o que gostamos e queremos na hora do sexo. Importante responder à seguinte pergunta: como tem acontecido a minha relação eu-comigo-mesma, eu-com-o-outro e eu-com-o-mundo? Em um encontro amoroso, o homem prefere falar, jogar antes do ato sexual e concluir o encontro com o êxtase amoroso. Depois disso, vai contente, satisfeito e este é o momento mais oportuno para o homem se afastar. O desejo da mulher de ficar com o homem depois de seu orgasmo é muito mais forte quando ela está enamorada. Uma vez que o desejo e o prazer dela se manifestam como necessidade de continuidade, a interrupção masculina só pode significar para ela desinteresse, rejeição. Estamos diante de uma diferente estrutura temporal dos dois sexos. Há uma preferência do feminino pelo contínuo e uma preferência do homem pelo descontínuo. Há uma diferença fundamental entre o erotismo masculino e feminino. A mulher deseja a permanência do interesse amoroso, da doçura, da paixão. Isto alimenta seu erotismo. O erotismo masculino grita o que é belo, exalta o prazer, o outro e a si mesmo. O laço amoroso nasce, em ambos os sexos, de um erotismo feito de revelações, desvelamento, descoberta, ativação de potencialidades. É a união do contínuo e do descontínuo que cria a identidade, a possibilidade de tensão, de crescimento. Então, vale ousar, buscar novidades para o relacionamento, se preocupar com o orgasmo, fazer cursos, pesquisar e ler sobre comportamento e atitudes afetivas, cuidar da saúde e do corpo, não se esquecendo de criar atividades que mantenham a mente saudável. Mas, de tudo isso, o que é mais indicado é conversar com o parceiro, saber primeiramente o que você e ele gostam, para depois pensar em como executar tudo isso. Saber ouvir e dialogar é uma arte do relacionamento imprescindível a qualquer casal, pois traz segurança, conhecimento do outro e indica respeito. Ouvir o outro, mas ouvindo a si mesma, parece ser o ideal.

94 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


PalavradeMulher Cássia Corsatto é especialista em Gestão de Projetos de Desenvolvimento Sustentável

* Colaborou nesta coluna Marcos Augusto Paladini dos Santos, que é mestre em Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

98 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Planejando a vida

N

o inicio da década de 1990, John Nasbitt e Patrícia Aburdene apresentaram, no livro Megatrends 2.000: dez tendências de transformação da sociedade nos anos 90, as dez megatendências para o século 21 que transformariam o mundo e nossas vidas. Esses cenários prospectavam futuros prováveis em horizontes de tempos diversos e dentre essas megatendências estava uma denominada “liderança da mulher”, que apontava para a ascensão das mulheres ao poder. A tendência se consolidou. Hoje, proporcionalmente, as mulheres são consideradas tão ou mais empreendedoras que os homens e quase metade das pessoas à frente de novos negócios no Brasil é do sexo feminino. Essa mulher que está cada vez mais ingressando em profissões de domínio dos homens, que hoje ocupa cargos e funções antes estritamente masculinos, está se projetando como profissional versátil, capaz e competente para lidar com equipes e situações de comando e tomar decisões importantes, que passam pelo desafio do planejamento. E essa empreendedora de alma independente é um ser de sonhos. Ela tem a magia de transformar ideias em empreendimentos de sucesso, pois sabe que sonhos são projetos que devem ser planejados para se tornarem realidade! Para isso, ela precisa adequar sua visão e prática feminina de planejamento para ações de curto, médio e longo prazos, no que diz respeito aos cuidados pessoais e profissionais sem, entretanto, descuidar da importância do ser. Acostumadas a planejar desde muito cedo, elas vivenciam antecipadamente a fase de aprendizagem de definições, acertos e erros, possibilitando-lhes uma prática administrativa que o mundo exige dos homens somente na fase adulta, sem que eles tenham tido a experimentação necessária . Empreendedorismo, coragem e habilidades para planejar a vida, como se pode perceber, não faltam a essa mulher que está se tornando um mito popular, que alia todas essas vantagens ao ser feminino, que utiliza também a imagem, apresentando-se bem vestida e elegante para vencer os desafios do cotidiano. Ela também deve enfrentar o desafio de planejar a vida, o dia a dia, os looks, o visual, observando se a combinação escolhida terá o efeito esperado e estará em consonância com seu momento interno. Nesse vasto universo de novas atividades, onde a mulher está cada vez mais inserida, onde o que conta é, antes de tudo, a capacidade profissional, juntamente com as habilidades e competências e mais ainda os resultados, fica uma reflexão: como lidar com tudo isso sem perder a suavidade, a leveza, a feminilidade em detrimento do poder? Não há uma resposta pronta. Cada uma terá que procurar dentro de si as formas de exercer o comando de maneira sutil e se fazer respeitar, exercitar a autoridade com leveza, utilizar a intuição e manter-se suave, gentil e delicada no exercício do poder!


Atualidades

Fashion é ser

sustentável

Você diria que garrafas de shampoo podem dar origem a belos botões de vestido ou que garrafas PET podem transformar-se em uma camisa? Esta já é uma realidade para profissionais e consumidores que aderiram à moda sustentável. É a saída proposta por um dos setores mais consumistas da economia para tornar-se mais ecologicamente correto Por Marcela Guimarães

P

or ano, no Brasil, são confeccionadas 9,8 bilhões de peças do setor da moda, sendo 6,5 bilhões somente de vestuário. Esses dados são do estudo Têxtil e Confecção: inovar, desenvolver e sustentar, desenvolvido pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT) e divulgado este ano no Encontro da Indústria para a Sustentabilidade, que ocorreu em paralelo com a Rio+20. E a pergunta que fica é: quanto disso tudo é jogado fora, quantos resíduos são descartados no meio ambiente e qual o impacto desta vultosa produção para o futuro do planeta? Pensar em toda essa quantidade pode ser desesperador. Mas, há saídas.

100 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Para minimizar os impactos deste tão importante segmento da economia, já vem sendo pensada e praticada uma nova maneira de se trabalhar o universo fashion: a moda sustentável. Isto é, produzir peças com o objetivo de minimizar os impactos que essa produção pode gerar no meio ambiente e social. Utilização de tecidos orgânicos, reaproveitamento de materiais que iriam para o lixo e regionalização da produção são algumas das opções. E isso vem ocorrendo bem mais perto do que se imagina. Em seu ateliê, em Goiânia, repensar, recriar, reciclar e reutilizar materiais que teriam como destino o lixo são atividades que fazem parte do trabalho da designer de moda Rochelle Silva, da marca Roch Design. Após devidamente cuidados, esses materiais podem ser transformados em botões ou ainda em acessórios, como bolsas, colares e brincos. Para colocar em prática esse trabalho, Rochelle Silva, formada em Design de Moda pela Universidade Federal de Goiás (UFG), desenvolve há dez anos uma pesquisa na área, o que inclui pós-graduação em Gestão do Desenvolvimento Sustentável e Ambiental.


Fotos: Giovanna Batista

Em uma de suas coleções, chamada O plástico nosso de cada dia, Rochelle criou peças como um nécessaire com caixinhas de suco, um vestido produzido com retalhos de tecido e renda feita com fios de saco de laranja, acessórios de cabelo criados com fios de sacos de verduras, botões de vestido com embalagens de shampoo, entre outros. Além dos materiais recicláveis, ela procura utilizar tecidos com maior tempo de vida como, por exemplo, os de ligamento de sarja. “Entre as pesquisas que fiz descobri que a sarja dura mais, então é um dos que utilizo bastante”, contou. Mas, indo para além disso, hoje existem tecidos ecológicos fabricados com fibras naturais e até garrafa pet. É o que explica a professora do curso de Design de Moda da UFG e doutoranda do curso de Artes na Universidade de Brasília, Lavínnia Seabra Gomes. Ela conta um exemplo de uma empresa do Sul que utiliza casulos velhos, que seriam descartados, para a produção de seda. A empresa, chamada Casulo Feliz, já chegou até a fornecer o tecido para a famosa grife francesa Channel. Outra saída é também a utilização de algodão orgânico, plantado sem utilização de agrotóxicos. Lavínnia aponta ainda, na área de tecidos, a utilização do fabricado com plástico PET, ou seja, o mesmo material das garrafinhas jogadas lixeira abaixo cotidianamente. Porém, de acordo com a professora, grandes fatores que dificultam a expansão do uso destes materiais são o tempo de pesquisa exigido e a produção em menor escala. “No caso do tecido de garrafa PET, a tecnologia usada para produção é cara e do algodão orgânico, a dificuldade é que além de a produção nacional ser pequena, o produto demanda maior tempo para ser produzido, necessita de solo fértil e outros esforços a mais, que no plantio do algodão tradicional”, explicou. Neste contexto, a Roch Design ainda não consegue utilizar este tipo de material devido a dificuldade de acesso. “Certa vez encontrei um fornecedor que trabalhava com o tecido de garrafa PET, mas quando fui solicitar ele já não trazia mais o material por falta de procura”, comentou. Segundo a estilista, a maior dificuldade é o custo, que financeiramente é elevado. “É caro entre aspas, porque pelo valor agregado considero que vale muito a pena, mas o mercado, no geral, ainda não pensa assim”, comentou. Com esse ideal, reforçar a conscientização sobre as questões do impacto ambiental é um dos objetivos do trabalho de Rochelle e dos seus oito sócios do Casulo Moda Coletiva, loja colaborativa do qual a marca Roch Design faz parte. O objetivo do empreendimento é o crescimento e o desenvolvimento sinérgico na área da moda e design em Goiânia. ”Não temos a pretensão de resolver os problemas ambientais, mas acreditamos que a ampliação de algumas ações do Casulo, como por exemplo, o Bazar de Trocas e o trabalho de algumas marcas como a Salamandra do Fogo e a Roch Design, que lidam diretamente com a moda sustentável, geram no consumidor uma reflexão sobre a sua postura diante dessas questões” afirma Rochelle. O Casulo Moda Coletiva procura incentivar a prática do slow fashion. Esta é uma filosofia comportamental que propõe uma nova forma

www.tnrmagazine.com

101


de pensar e agir. “Procuramos produzir roupas com boa durabilidade e proporcionar ao nosso cliente a aquisição de peças atemporais, que realmente necessitem e que realmente vão utilizar”, comentou. Além disso, no Bazar de Trocas é dada às pessoas a oportunidade de trocar entre si peças e objetos, em geral, que não utilizam mais. Produção regional Em Anápolis, a estilista Marcelly Silveira, graduada em Designer de Moda pela Universidade Salgado de Oliveira (Universo), atua no mercado de moda feminina tradicional. Mas, a consciência sustentável faz parte de suas preocupações. Na empresa que atua, a Erva Doce, além de desenhar, a preocupação social com a mão de obra faz parte de seu dia a dia. “A questão sustentável é também preocupar-se com os trabalhadores da região e valorizá-los. Ao não contratar pessoas de Goiânia, por exemplo, se diminui a emissão de gás carbônico no meio ambiente”, comentou. Além disso, outro fator levantado por ela é a utilização de materiais do País. “O Brasil é tão rico em materiais de artesanato, rendeiras maravilhosas e que muita gente deixa de utilizar para dar preferência aos importados da China, o que é uma pena”, comentou.

Rochelle fabrica moda sustentável em Goiânia

Marcelly busca, em sua confecção, usar princípios sustentáveis

Utilização de tecidos orgânicos, reaproveitamento de materiais que iriam para o lixo e regionalização da produção são algumas das opções


Perfil Empreendedor

Paraíso sertanejo

A

maior festa sertaneja do Brasil tem a assinatura do goiano Fernando Pereira Clemente (foto abaixo). A sétima edição do Caldas Country Show deve receber 50 mil pessoas por dia, em busca de shows inéditos, entretenimento e diversão. Em plenos preparativos para a edição que acontece nos dias 16 e 17 de novembro, em Caldas Novas, o empresário falou com a TNR Magazine sobre o sucesso do evento e a importância da música sertaneja no cenário nacional.

TNR Magazine - No mundo do entretenimento, muitas opções são oferecidas ao público, de shows a viagens. Como manter o sucesso diante de tanta concorrência? Fernando Clemente- O público hoje está muito mais exigente e o grande diferencial de qualquer evento é a qualidade. TNR - Quais serão as atrações para o público desta edição? FC - Serão 15 atrações. No palco, teremos Jorge e Mateus, Fernando e Sorocaba, Israel e Rodolffo, Israel Novaes, Humberto e Ronaldo, Cristiano Araújo, Gusttavo Lima, Chitãozinho e Xororó, Paula Fernandes e Luan Santana. No trio, o comando estará por conta da Banda Eva e Tomate. E ainda teremos a animação dos DJs Steven Lee, Hands Up, Carlo Dall Anese, Phenomema, BPM e Renato Mayer. TNR - Quem, hoje, é sucesso garantido no mundo sertanejo e deve ditar tendências na música deste estilo? FC - Difícil nomear algum. Há vários nomes de sucesso nos diversos segmentos da música sertaneja e a maioria faz parte do cast do Caldas Country Show 2012.

104 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


TNR - O estilo sertanejo já foi motivo de preconceito contra o povo goiano. Como você vê a consolidação destes músicos no mercado? Você acredita que as músicas deles são mais perecíveis do que as outras? FC - Goiás, como berço da música sertaneja, hoje é motivo de orgulho para o Brasil. A música, por não ter mais a gerência das gravadoras, tem pouco tempo de sobrevivência, mas acredito que isso acontece em todos os segmentos musicais. TNR - Em festival de música sertaneja, há uma preocupação em se mesclar novidade com sucessos já tradicionais? FC - Sim, isto é muito importante para um festival e o Caldas Country já se tornou referência no Brasil, tanto para o descobrimento quanto para a consolidação de novos nomes. TNR - Como vocês montam a programação? FC - É feito uma pesquisa de execução musical e assim tentamos ao máximo priorizar os melhores do momento. TNR - O Caldas Country Show é considerado o maior festival de música sertaneja do Brasil. Além dos artistas, quem mais é responsável pelo sucesso do evento? Quantos colaboradores estão envolvidos? FC - Entendemos que o maior responsável pelo evento é o nosso público, que vem de todos os estados do Brasil, de mais de 1.200 cidades e alguns países da América do Sul. Nos bastidores, temos uma equipe de produção composta por três mil colaboradores, que a cada ano têm a difícil e prazerosa tarefa de realizar um evento melhor que o anterior.

TNR - Caldas Novas é um polo turístico com grande potencial e apelo para o público jovem, mas só, nos últimos anos, a cidade também ganhou espetáculos e entretenimento fora do calendário oficial, como Carnaval e Ano Novo. Como os eventos alavancam o turismo da região? FC - Caldas Novas hoje é um dos três maiores destinos turísticos do Brasil e isto se deve a rede hoteleira de mais de 50 mil leitos, podendo assim, abrigar festivais do porte do Caldas Country, alavancando o turismo não só de Goiás, mas também de toda a região Centro- Oeste. TNR - Quem é o público deste tipo de evento? FC - Nosso público é formado, na sua maioria, de jovens universitários de 18 a 25 anos, classes A e B, consumidores ávidos de melhores produtos e serviços. TNR - A cidade está pronta para receber o público do Caldas Country Show. A organização do evento busca parcerias e preparar a infraestrutura necessária para divertir o público? FC - Sim, estamos prontos para 2012, em sintonia com as autoridades de segurança do estado e apoio de entretenimento e logístico dos empresários locais.

www.tnrmagazine.com

105


Empreendedorismo

Mudança de visão

Empresária aposta em sonho familiar e usa informação para manter o crescimento no mercado óptico de Rio Verde

H

á 24 anos, o empresário Nilton Pereira da Silva, 57, e a família se mudaram para Rio Verde, a 235 km de Goiânia, no sudoeste do Estado. Ele foi convidado para trabalhar em um laboratório de fabricação e produção de lentes para óculos, recém-instalado na cidade. Porém, ficou apenas cinco anos como empregado. Ele percebeu que o mercado óptico era pouco explorado no município e decidiu virar patrão. Nilton fundou a Mundo Óptico, instalada na região central. Com faturamento na casa dos R$ 800 mil anuais, o estabelecimento hoje é administrado por sua filha, Gisely Andrade Pereira, 32, formada em Administração de Empresas, com pós-graduação em Recursos Humanos. É uma das maiores e mais bem estruturadas lojas de Rio Verde. A empresa, no entanto, começou pequena, mas cresceu graças à visão utópica do patriarca da família. Porém, em um mundo cada vez mais globalizado e competitivo, Gisely deixou o feeling do pai como suporte e apostou na visão de negócio que aprendeu na universidade e no Sebrae Goiás, onde fez o curso Empretec. “Meu pai sempre procurou crescer profissionalmente, mas de um jeito visionário. Com os estudos, alcancei uma visão de negócio que me dá um norte para que a empresa possa crescer

106 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

de fato, de maneira consistente. Com capacitação e aptidão, é possível ter sucesso na carreira de empresário”, avalia Gisely. Sucesso Cinco anos atrás, a jovem investiu R$ 15 mil e montou sua primeira empresa, a Óptica Colírio, também no Centro. Iniciou com mercadorias consignadas de parceiros e hoje já fatura em torno de R$ 250 mil anuais. O sucesso é tamanho que, até dezembro, a família inaugura uma terceira loja no município negócio que será tocado pelo irmão, Nilton Andrade. “Rio Verde está crescendo bastante e tem muitas oportunidades, principalmente em determinados bairros. Vamos investir mais na área da contatologia. Essa área não é explorada pelas ópticas na cidade. É um nicho de mercado dominado apenas pelos médicos, fato que deixa as pessoas com poucas opções de serviço.” Nilton Andrade segue o exemplo da irmã. Ele é tecnólogo em Radiologia e técnico em Optometria (cuida dos problemas primários de saúde da visão) e Contatologia (cuida da adaptação das lentes de contato ao olho). Em agosto, começou o curso Empretec no Sebrae. “Desde a sua formação em optometria, ele planeja abrir uma loja. Percebemos que agora é o momento”, explica Gisely.


Gisely trouxe a inovação para os negócios da família em Rio Verde

Para abrir a terceira loja, a família planeja investir entre R$ 35 mil e R$ 50 mil. O retorno do investimento deve ocorrer em até 24 meses. De início, empregará apenas uma pessoa. “Eu também vou me revezar entre as três lojas”, emenda a empresária.

Em agosto, Gisely participou da palestra promovida pelo Sebrae Goiás em Rio Verde - Ciclo de Seminários -, com Cícero Pereira de Sousa, que falou sobre cooperativismo e desenvolvimento sustentável. “O mundo hoje é como se fosse um relógio, cheio de engrenagens. Tudo funciona junto. Por isso é tão importante o cooperativismo. Tirei muitas lições da palestra.”

“Com os estudos, alcancei uma visão de negócio que me dá um norte para que a empresa possa crescer de fato.”

Treinamento Adepta de cursos de capacitação, a empresária Gisely Andrade Pereira tem equipe bem treinada nas duas lojas - Mundo Óptico e Óptica Colírio. Os seis funcionários são capacitados para oferecer atendimento no mais alto padrão do segmento. “Nosso produto é voltado para a área de saúde e, por isso, nosso colaborador precisa de conhecimento. Ele não é um vendedor, é um consultor de óptica. Trabalhamos o sinônimo saúde, não apenas a venda de produtos no balcão, e sim qualidade de vida. Quem não vê bem, também não ouve, tem dores de cabeça, não tira 100% de proveito da vida”, explica a empresária.

Empretec O Empretec é um serviço que tem por objetivo apoiar as empresas com soluções de inovação e tecnologia. O programa visa a melhoria de processos e produtos ou introdução de inovação, fornecendo recursos e consultoria que auxiliam empresários no desenvolvimento de novos produtos. O programa é desenvolvido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e ministrado no Brasil pelo Sebrae. É restrito às empresas que tenham o faturamento mínimo anual de 240 mil e máximo anual de 2,4 milhões.

www.tnrmagazine.com

107


Sucesso

De olho no futuro da Arquitetura

Frederico (foto ao lado) e projetos de interiores e fachada com foco na funcionalidade e na estética

O

arquiteto e urbanista Frederico Augusto Silva Santos começou cedo o encontro com a sua profissão. Aos 14 anos, entrou para o escritório de arquitetura de seu tio, onde compreendeu a paixão desde a infância por brinquedos de montar, como Lego e Blocks and Bricks. Formado em Arquitetura pela Universidade Estadual de Goiás, no curso Tecnológico em Construção Civil, pela Escola Técnica Federal de Goiás, e especializado em Engenharia de Segurança do Trabalho, ele investiu no Design de Interiores e Vendas e no ensino superior para alcançar um carreira bem sucedida, onde acumula conhecimento e investe em projetos com conforto e identidades únicas. Frederico está de olho no futuro da profissão e fala aqui como a Arquitetura invade o dia a dia das cidades.

TNR – A arquitetura está presente no dia a dia das pessoas, mas a maioria desconhece sua função. Como ela pode ser melhor usada no planejamento das cidades à casa de cada um? Frederico Augusto - Acredito que a arquitetura hoje assume um novo direcionamento, um foco voltado para as construções verdes. Os profissionais mais empenhados tendem a utilizar essa preocupação ambiental como uma plataforma de exposição positiva de suas propostas. Esse desenvolvimento de projetos eco tecnológicos deve funcionar quase que como uma responsabilidade social para nós arquitetos, onde aliar estética, funcionalidade e preocupação ambiental gera objetos que valorizam e respeitam a sociedade e seus usuários. TNR – Outro ponto importante, nesta área, é o design de interiores. Como a escolha de objetos e móveis compõe o interior de um ambiente? FA - Personalizar ambientes nada mais é do que replicar a identidade do usuário naquele espaço. Quando trabalhamos com a concepção de ambientes internos, é muito importante aliar as novas tendências de mercado, a funcionalidade dos objetos e móveis e, principalmente, as aspirações do cliente. Somente quando atendemos a esses três pilares, podemos julgar a proposta como um sucesso. TNR – Cada ambiente deve ter uma identidade. O que se espera do local de trabalho? Como planejar este espaço para que seja produtivo e acolhedor? FA - Antes de qualquer coisa, faz-se necessário mudar o ideal

108 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


de que espaços de trabalho devem ser frios e rígidos. No mercado atual não é raro que se passe mais tempo em sua sala ou escritório do que em qualquer outro ambiente. O conforto e a funcionalidade são itens-chave, mas ainda voltamos aos três pilares mencionados anteriormente. A partir do momento que o profissional se sente acolhido em seu local de trabalho, automaticamente o seu rendimento tende a se elevar, consequentemente a produção se expande. TNR – As pessoas acreditam que a casa revela sempre um pouco das personalidades dos seus moradores. Como usar a identidade de cada um na escolha dos elementos que compõem o seu lar? FA - A grande verdade é que a residência deve ser planejada para ser a resposta a todas as aspirações de seus moradores. Por essa razão que as entrevistas iniciais e a criação de um briefing são norteadores importantes. Mas é preciso compreender que esses desejos e opiniões estão passiveis de mudanças a medida que os clientes interagem mais com as próprias obras. Gosto muito de uma frase do arquiteto paulista Isay Weinfeld que diz que “O luxo na arquitetura não é diferente do luxo na vida. Luxo é ter em sua casa aquilo que te deixa feliz.”

TNR – Hoje, são muito usadas fotografias, objetos de família e outros elementos que contam a história das pessoas na decoração. Qual o equilíbrio no uso deste recurso? Em que ambientes este uso é ideal? FA - Não existe uma regra, uma fórmula matemática ou uma receita de bolo que direcione esses usos. Nós voltamos a entender a importância da família e, mais ainda, a importância das histórias familiares. O contraste do que é atual ao que é memória nos permite contar pequenas histórias dentro de cada ambiente. TNR – O que é a linguagem funcional modernista na arquitetura e no design de interiores? Esta é uma tendência para os novos projetos? FA - O funcional é sem dúvida a nova tendência. Aliada a ela temos a necessidade de nos preocuparmos com os impactos ambientais. Julgar essa funcionalidade como algo modernista é voltar aos anos 1930 a 1960, onde a mesma estava em voga. O contemporâneo traz sim, sem dúvida, traços que remetam ao modernismo, mas nada que o classifique como tal. Acredito verdadeiramente que a reutilização e a reciclagem, ungidas de toda a responsabilidade socioambiental são guias da nova organização arquitetônica, estética e funcional.

www.tnrmagazine.com

109


PetitcomCharme Vanessa Ortiz é arquiteta pós-graduada. Adora viajar e conhecer a beleza de cada lugar

Mais espaço, menos divisão

A

arquitetura moderna muitas vezes cria algumas complicações divertidas de resolver para a decoração, entre elas estão os ambientes integrados. As cozinhas abertas para a sala, inteiramente ou não, e salas de vários ambientes são uma forte tendência da decoração. E isso acontece por duas razões principais: os apartamentos estão cada vez menores e a vida está cada vez mais agitada. A sala é um dos espaços mais importantes de uma casa, é o local onde recebemos a visita e apresentamos nossa casa. Em muitas casas, o aparelho televisor fica separado da sala principal, mas as salas únicas são cada vez mais comuns, e acabam sendo bem mais aproveitadas. Por isso, este cômodo deve refletir a personalidade de seu dono, contendo elementos que lhe confiram identidade e principalmente conforto. Na hora de decorar a sala é bom ter em mente qual o seu estilo: moderno, romântico, clássico etc, e também as medidas de todas as partes do cômodo. Por isso a importância de se ter um ambiente planejado com um layout e dimensões pré-definidas. Geralmente, o arquiteto ou decorador faz o desenho do layout como uma vista de cima do ambiente e o apresenta sob a forma de uma planta baixa, que servirá de base para o restante do projeto. E justamente isto é o mais difícil: conseguir o melhor layout e deixar a sala, ao mesmo tempo, bonita e funcional, pois é uma mistura de estilo, necessidade e funcionalidade. Para fazer essa integração entre ambientes, o jeito mais fácil é criar uma unidade na casa, com o mesmo estilo de decoração, além de tentar utilizar uma base comum, com móveis e paredes seguindo o mesmo tom, bege ou branco, que dão amplitude ao ambiente. O ideal é utilizar o mesmo piso, verificando a medida correta com um profissional. Depois, use alguns recursos que ajudam a delimitar cada um dos cômodos, como tapetes, bancos, poltronas e aparadores. Na falta de metros quadrados, o espaço da parede é precioso. Seja com nichos, prateleiras ou espelhos, tudo é válido para deixar objetos à mão, organizar e ampliar. A iluminação também tem papel importante na sala de estar. Ela deve ser projetada para trazer a sensação de aconchego, além de destacar pontos fortes, como um objeto decorativo. A luz amarela tanto na sala de estar como na sala de jantar garante conforto ao usuário. A dica final para personalizar este importante ambiente da sua casa é combinar as cores da louça com os demais objetos da sala de estar. São pequenos detalhes, mas que fazem toda a diferença na decoração. E lembre-se que o requinte está em imprimir ao seu espaço o seu jeito de ser.

110 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


CharmedaGastronomia

Edgard Soares

Elaine Moura é jornalista e empresária do setor de eventos

Recebendo em grande estilo

O

dom de receber é propriedade de poucos e quando se tem um certo talento para gastronomia, tudo fica mais leve e agradável. Um bom anfitrião é detalhista e extremamente atencioso. Ele começa a investigar em pequenos detalhes o que agradaria seu convidado. A decoração do ambiente com flores naturais, guardanapos impecáveis, aromatização de ambiente, escolha de uma boa trilha sonora e, enfim, a elaboração de um menu agradável são ferramentas preciosas na arte de bem receber. Com tantas opções de cardápios disponíveis no mercado nem sempre é fácil optar por um. Mas esta não é a única escolha a ser feita, a forma de servir seus convidados também influencia no resultado do evento. Preparando comidinhas leves em estações: os pratos quentes são servidos em rechauds e os frios em bandejas ou saladeiras. Geralmente boa parte dos convidados se serve em uma hora, mas o jantar pode ficar a disposição, aquecido, por mais tempo. Ideal para festas mais animadas e descontraídas, pois o convidado pode ser servir no momento que desejar. Dessa forma seus convidados ficarão mais à vontade e você garantirá momentos mais descontraídos. A ideia é servir pequenas porções proporcionando sensações incríveis. Empratado: os convidados são servidos em suas mesas, em pratos previamente montados e decorados. A decoração deve ser feita com produtos comestíveis. Por fim, todos os pratos devem manter um padrão de decoração e montagem. Para este tipo de serviço o jantar dura em média 3 horas, considerando 3 opções de pratos. Ideal para ocasiões mais formais. Agrada o paladar e os olhos e dessa forma seus convidados se sentirão altamente mimados mesmo que de um jeito mais formal.

112 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Salada Mediterrânea produzida pelo Buffet Accontece

Dica de um menu de verão para bem receber Bebidinhas - Caipilé (Batida de frutas com vodca e picolé da mesma fruta), águas aromatizadas, sucos naturais e mix de cervejas gourmets.

Entradinhas bem leves com petiscos espalhados nos ambientes como: - Mix de castanhas e frutas secas; - Lascas de queijos; - Carpaccio de frutas com sal grosso e especiarias; - Ceviche de Bacalhau a pérolas; - Tartar de surubim com chutney de manga.

Mais tarde - Risoto de Brie com damasco e Presunto Di Parma.

Para adoçar de forma bem refrescante - Gelato de limão siciliano com gotas mentoladas de chocolate branco.


Bon Vivant

Sabores que aguçam os sentidos Chefs agregam experiências profissionais, criatividade, empreendedorismo e arte para atrair os mais variados gostos

114 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Por Belisa Monteiro

P

ense no seu prato predileto, acompanhado de uma boa bebida. O som ambiente embala acordes que combinam sinfonia e sabor. As cores vivas e aromas remetem a memórias agradáveis e prazerosas. Texturas e objetos adornam e complementam cada detalhe da decoração no recinto, nada passa despercebido. Não há quem recuse uma comida que seja agradável aos olhos, olfato, ouvidos e tato. Afinal, o ser humano é sensorial por natureza. E com o intuito de conquistar os paladares e gostos exigentes, chefs e proprietários de restaurantes goianienses capricham na diversidade e qualidade dos pratos para agradar os cinco sentidos e fidelizar clientes. A criatividade também é ingrediente fundamental para uma receita de sucesso e, cientes do potencial cultural, econômico e turístico da gastronomia, os profissionais da culinária montam seus próprios empreendimentos e aperfeiçoam a formação acadêmica com cursos superiores e tecnológicos no Brasil e no exterior. Além da experiência profissional, investem na qualidade e diversidade dos pratos de forma a saciar paladares refinados, tradicionais e/ou ecléticos.


Bagagem emocional

Fotos: Divulgação

Chef há 17 anos e oriunda de uma família de cozinheiras e quituteiras, Emiliana Azambuja (foto) utiliza a experiência familiar na própria profissão. O imaginário das brincadeiras de garota virou realidade e as comidinhas e sabores que marcaram sua infância conquistam, atualmente, os paladares das diversas gerações que frequentam seus empreendimentos gastronômicos. Além da bagagem emocional, ela usa e abusa da criatividade para oferecer aos clientes pratos diversificados de diferentes regiões do mundo. Um de seus restaurantes, o Emi Cozinha Emocional, situado no Setor Marista, em Goiânia, encanta os frequentadores pelos detalhes no cenário. Um jardim de ervas comestíveis com alfazema, alecrim, hortelã e manjericão adorna o restaurante e dá um clima acolhedor ao local, sem falar no aroma das folhas. “O restaurante é uma extensão de nossa casa e esta tem sido a minha maior inspiração. A gastronomia foi um caminho que me foi apresentado, desde pequena, e foi o viés que encontrei para viver minhas paixões e devaneios”, filosofa.

www.tnrmagazine.com

115


Qualidade e requinte Investir na qualidade dos pratos e acompanhar todo o processo gastronômico, desde a reunião com fornecedores para escolher e selecionar criteriosamente os alimentos ao prato final, é opção para o administrador e chef Eduardo Costa Júnior, proprietário do Paradiso Ristorante e Pizzaria. Também com diversos cursos fora do País e currículo invejável, o profissional foca na comida italiana, mas oferece outras opções no cardápio para agradar àqueles que apreciam uma carne de cordeiro ou coelho, por exemplo. Na hora do preparo, todo cuidado e carinho são essenciais para o chef. Ele revela que os pratos levam 40 minutos para ficarem prontos. “Os frutos do mar, por exemplo, são comprados semanalmente, vem do Nordeste, de avião. Tenho essa preocupação especial com a qualidade para que o cliente fique satisfeito com nossos pratos e serviços”, ressalta ele. Além de caprichar no sabor, o estabelecimento do chef traz, como diferencial, uma decoração requintada e romântica: o local é um pouco menos iluminado que o comum e velas e flores do campo trazem um clima ainda mais mágico para quem quer sair da rotina e viver momentos especiais com o amado.

Arte com comida Quem busca tranquilidade, clima cult, petiscos e música boa sem rótulos está no lugar certo. Com essa ideia, o chef André Barros almeja mais que vender comida: o objetivo é vender “o” momento. Ganhador do prêmio bar revelação, concedido pelo Guia Veja Comer e Beber (2011/2012), o proprietário do Belisquê Arte Chopp aposta em diversos diferenciais para atrair jovens, turistas e profissionais liberais que costumam frequentar o local. São oferecidos, aproximadamente, 60 tipos de pratos, como entradas, pratos quentes e belisquetes (petiscos clássicos da casa). A programação cultural é diversificada, com apresentação de bandas, cantores, além de exposições esporádicas de artistas plásticos goianos.


Festival de sushi e sashimi Gyosa, bolinho de salmão, isca de peixe, shimeji, sashimi de tilápia e de salmão, gunkan de patê e de cream cheese, nigiri de skin especial e de salmão, kanimaki, patêmaki, sakemaki. Culinária japonesa do Kamiga.

120 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


O último desejo Se o apocalipse se confirmasse, qual seria a sua última refeição? O desejo tomaria forma de lembrança no prato a ser servido. Delicadeza, recordação e amor estão sempre na fórmula das receitas preferidas. O sabor sai dos lábios para ter cheiro, voz e cor na recordação de cada um. Do doce delicado de brigadeiro, com sabor de aniversário, ao japonês que embalou o último romance, qual seria a sua escolha? Nas mãos preciosas dos chefs, registramos nas melhores cozinhas de Goiânia o primor de cada cardápio e descobrimos que, assim como se beija a pessoa amada como se fosse pela última vez, vale sempre degustar cada prato como se fosse a derradeira refeição.

www.tnrmagazine.com

121


Salada Caprese Tradicional salada italiana com camadas de tomates selecionados, muçarela de búfala, cereja e pesto de manjericão com assinatura da chef Juliana Ribeiro, do buffet Accontece.

122 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!


Linguado com shimeji Rool’s de linguado com shimeji e molho champagne e arroz com ervas, maçãs e morangos caramelizados no Santé Enoteca, Restaurante e Lounge.

www.tnrmagazine.com

123


Ninho de spaguetti Spaguetti fresco com fios de Zuccini, carne de sol desfiada, queijo coalho em fios, gengibre e toques de alho da chef Juliana Ribeiro para o buffet Accontece.


Frango à Bahrem Filé de frango à milanesa, acompanhado com batata frita, arroz biro-biro e guarnição francesa, no Bahrem.


Empada de frango Massa tradicional de empada com recheio saboroso e temperado de frango. Suculenta receita da empadinha da Nenen.

126 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Brigadeiro tradicional Massa de chocolate belga tradicional ou branco, coberta por macadâmia, confeitos ao leite, pistache, crisps branco e amêndoa.

Ficha Técnica Fotos e Produção Edgard Soares Pratos Kamiga Restaurante e Chopperia Buffet Accontece Santé Enoteca, Restaurante e Lounge Bahrem Bar e Restaurante Empadinha da Nenen Brigaderia das Meninas


OqueComer

Harmonia à mesa

Rogério Gonçalves autor do blog O que comi e gourmet apaixonado pela riqueza da gastronomia

A palavra Santé, em francês, tem tradução vasta: gozar, brindar, beber etc. E é isso que se propõe o novo espaço enogastronômico da capital goiana. O Santé Enoteca é um restaurante e adega, no Setor Marista, com cardápio vasto nas culinárias francesa e italiana e espaço para pequenos eventos e cursos voltados para a área. Mas o que chama atenção é a carta de vinhos, com rótulos de A a Z, prontos para serem harmonizados com os pratos e com preços ditos de distribuidoras. Equipe bem instruída e ambiente requintado já se tornaram a opção dos goianienses nos finais de semana. Vale conferir.

Picolé do Coreto - A moda de picolés com frutas

Café Suplicy – Chega ao Shopping Bougain-

do cerrado já tomou conta do Brasil, porém o melhor lugar para se lambuzar com um delicioso exemplar de cajazinho, abacate, jaca e outras delícias fica na cidade de Goiás, mais precisamente no Coreto da Praça Central. Por meros R$ 2,00, podemos nos refrescar tendo a linda Serra Dourada como pano de fundo.

ville a deliciosa franquia do Suplicy Café. Com tradição no ramo cafeeiro desde 1879, o franqueador Marco Suplicy garante os cafés mais finos feitos nas máquinas italianas La Marzocco. Outra coisa interessante é que no local são servidas as famosas e tradicionais empadas da Dona Elza.

Roteiro da Gastronomia Alemã Chef Knut Rua 139, nº 377, Setor Marista Tel.: (62) 3941-4468

Pizzas e massas Ad’Oro Av. 146, 509, Setor Marista Tel.: (62) 3086-3834

Natur Bier Microcervejaria Av. C-205, nº 413, Jd. América Tel.: (62) 3285-7541

Casa São Paulo Alameda Dom Emanoel Gomes, 335, Setor Marista Tel.: (62)3281-2545

Árabe Árabe Avenida 83, nº 205, Setor Sul Tel.: (62) 3218-6296 Salim Mustafá Rua 106, n 155, Shopping Center Sul, Setor Oeste Tel.: (62) 3086-4661 Toshca Arabian Avenida T-5, nº 695, Setor Bueno Tel.: (62) 3092-1333

La Pasta Gialla Rua 145, 76, Setor Marista Tel.: (62) 3086-4106 Paradiso Ristorante Rua 24, 14, Setor Marista Tel.: (62)3941-1159 Pitigliano Avenida Portugal, 539, Setor Oeste Tel.: (62) 3215-5959

130 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Pizza Hut Rua 13, 176, Praça do Sol, Setor Oeste Tel.: (62) 3215-6050 Alameda Dom Emanoel Gomes, 326, Setor Marista Tel.: (62) 3922-5779 Pomodoro Pizza & Pasta Av. T-63, 101, Setor Bela Vista Tel.: (62) 3941-3200 Contemporânea L’Etoile d’Argent Rua 146, 528, Setor Marista Tel.: (62) 3281-9676 e 3945-9299 Café de la Musique Rua 146, 500, Setor Marista Tel.: (62) 3922-2353

Contemporane Avenida T-12, nº 31, Setor Bueno Tel.: (62) 3281-6268

Santé Restaurante e Enoteca Rua 146, Qd. 54, Lt. 09, Setor Marista Tel.: (62) 3091-3303

Emi Cozinha Emocional Rua 1129, nº 30, Setor Marista Tel.: (62) 3278-3936

Carnes Cateretê Rua 10, 704, Setor Oeste Tel.: (62) 3214-2025

Unique Rua 47 esquina com 46, Pq. Flamboyant, Jardim Goiás Tel.: (62) 3281-4444 Piquiras Rua 146, nº 464, Setor Bueno Tel.: (62) 3515-0600 Rua 9, 1.855, Setor Marista Tel.: (62) 3945-9900

Beef Bistrô Alameda Dom Emanoel Gomes, Setor Marista Tel.: (62) 3095-3337 Santa Brasa Authentic Steaks Goiânia Alameda Dom Emanuel, Setor Marista Tel.: (62) 3921-2688


Zu Kaiten - O que já é moda no mundo

inteiro chega em Goiânia com força total. No Zu Kaiten, os deliciosos pratos japoneses feitos na hora pelas habilidosas mãos de sushimans são servidos em bowls de cores e preços variados sobre uma esteira que alimenta a fome voraz dos frequentadores. Para quem ficou curioso, o local fica na Rua 9, 966, Setor Oeste. Sanduíche do Madero - Para quem deseja comer aquele sanduba especial e está com dinheiro sobrando, a pedida é o Madero, no Goiânia Shopping. Com hamburgers de 250 gramas feitos na própria casa, com carne argentina e assados na brasa, o local oferece opções como picanha, filé e chorizo. Sanduba de grife é isso aí fera! Jantinha, qual é a sua preferida? - Tão

tradicional quanto os pitdogs de nossa capital são as jantinhas, combinações de espetinho de carne, feijão tropeiro, vinagrete, arroz e mandioca. Por mais chiques que sejam os points frequentados nos finais de semana, de segunda a sexta-feira, não há quem resista à simplicidade destas

Detroit Steakhouse Avenida T 10, 1300, sala 312, Setor Bueno Tel.: (62) 3942- 2612 Madero Av. T-10, Goiânia Shopping, Setor Bueno Tel.: (62) 3233-3090 Montana Grill Avenida 85, 2.330, Setor Marista. Tel.: (62) 3245-1781 e 3541-5555 Outback Steakhouse Shopping Flamboyant, Jardim Goiás Tel.: (62) 3093-5544

delícias! Botecos da cidade inteira variam dentre estes itens na tentativa de conquistar o paladar dos clientes e fidelizá-los. A minha preferida fica no Tionilho (Sabor de Casa), no coração do Bairro Feliz. E para você, qual a melhor jantinha da cidade?

Natureba - Goiânia já não é mais tão

Mr. Beer - Para quem está esturrican-

do de calor na capital brasileira mais próxima ao sol e é fã de carteirinha de cervejas importadas, a pedida é a formidável Mr. Beer, com lojas nos shoppings Bougainville e Flamboyant. O lugar parece um candyshop para homens adultos, onde podemos ficar horas apreciando rótulos de todo o mundo e sonhando com o próximo presente do dia dos namorados, dos pais e por que não, dos homens. Tem até a famosa Duffy Beer, a favorita de um senhor chamado Homer Simpson!

sedentária. Nossa linda cidade dos parques e bosques já demonstra um grande potencial esportivo. Por todos os cantos, nos deparamos com corredores, ciclistas e outros que primam por bem-estar. De olho neste público excelente, vários estabelecimentos oferecem cardápio saudável sem abrir mão do sabor. República da Saúde, Contemporane, Tribo do Açaí, Trupe do Açaí são exemplos de como podemos aliar comida saudável e paladar refinado.

Parrilla Rua T-36, 2.218, Setor Bueno Tel.: (62) 3278-3966

Scada Café Goiânia Shopping, Piso 1, Setor Bueno Tel.: (62) 3920-0235

Café, lanches e doces Ateliê do Grão Rua 36, 354, Setor Marista. Tel.: (62) 3226-010

Empadinha da Nenen Av. 136, 1116, Setor Marista Tel.: (62) 3092-2570

Rubiale Café Rua João de Abreu, 15, Setor Oeste Tel.: (62) 3215-5988 Frans Café Alameda Dom Emanuel Gomes, 66, Setor Marista Tel.: (62) 3942-1314

Biscoitos J Pereira Av. 136, 722, Setor Marista Tel.: (62) 3281-0107 Biscoito Caseiro Rua 83, Q F14, 371, Setor Sul Tel.: (62) 3218-5658

Av. Jamel Cecílio, 3.300, Jardim Goiás

Quiznos Av. Assis Chateaubriand com Rua 9, Setor Oeste

Praça do Sol, Setor Oeste Tel.: (62) 3215-1590

Av. Mutirão com Av. T-9, Setor Bueno

Brigaderia das Meninas Rua T-50, 135, Setor Bueno Goiânia Shopping , 2° Piso, Setor Bueno Tel.: (62) 3624-7275 e 3922-7534 Mexicana Dali Rua C-259, 55, Nova Suíça Tel.: (62) 3095-2112 La Eskina Rua R-11, Setor Bueno Tel.: (62) 3636-1427 Japonesa Kamiga Sushi Bar Rua 15, 1693, Setor Marista Tel.: (62) 3587-1300

Zukaiten Sushi Bar Rua 9, 966, Setor Oeste Tel.: (62) 3093-8999 Kanpai Rua 84,121, Setor Sul Tel.: (62) 3241-3434 Tao Rua T - 48, Qd. 18, Lt.19, 121, Setor Oeste Tel.: (62) 3251-3333 ‎ Sapporo Rua 15, Setor Marista Tel.: (62) 3541 1225 Sushiloko Avenida T-10, Setor Bueno Tel.: (62) 3942-8572

www.tnrmagazine.com

131


OqueComer

A mestre da culinária portuguesa

Chef Edvânia Nogueira

“cozinhar é um jeito de amar o outro”

Quando cheguei no Porto Cave Adega e Restaurante, no Setor Marista, tive o prazer de me deparar com uma autêntica casa portuguesa, com todo seu aconchego e acolhimento, e como tal, fui calorosamente recepcionado pela cicerone e chef de cozinha, Edvânia Nogueira. Mestre em Psicologia Social, esta goiana é casada com José Pedro dos Santos, legítimo lusitano da região do Porto, que por presente do destino estava em nossa capital quando se conheceram acidentalmente. Mas como toda coincidência tem o dedo de Deus, acabaram descobrindo que nasceram em continentes distantes, mas com apenas três dias de diferença, em cidades com o mesmo santo padroeiro. Com o mesmo afeto que conta sua história, Edvânia prepara seus pratos, com a maestria de quem cozinha como ato reflexivo, onde o aprimoramento não termina nunca, numa busca constante por detalhes que possam transformar a experiência gastronômica numa relação quase dialógica, onde o prato muda de acordo com a subjetividade do cliente (sem perder a originalidade das receitas). Segundo as palavras da própria, “cozinhar é um jeito de amar o outro”. Foi dessa forma que criou o prato, que segundo ela é o que mais gosta de fazer, o Bacalhau Porto Cave, construído de acordo com o gosto e participação ativa de clientes da casa, e que se tornou um grande sucesso, como são seus outros pratos, a exemplo do Bacalhau com Natas, que não deixa nada a dever para os melhores das terras lusitanas. Porém, entre uma caçarola e outra de seus pratos clássicos da culinária portuguesa, a chef não esquece a coalhada do nordeste goiano, que era degustada com seu pai, nem tão pouco da cumplicidade emocional de quem cozinha para a própria família.

Roteiro da Noite Boates Bolshoi Pub Rua T-53, 1140, Setor Bueno. Tel.: (62)3285-6185 Santafé Hall Avenida T-1, 148, Setor Bueno Tel.: (62) 3945-7980 Villa Mix Av. 136, Executive Tower, 960, Setor Marista Tel.: (62)3954-6633 Royal Av. T-10, 277, Setor Bueno Tel.: (62) 3636-3636

132 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Pacha Rua 137, 298, Setor Marista Tel.: (62) 3920-3333

Glória Rua 101, 435, Setor Sul Tel.: (62)3224-9033

Paiol Bar Rua 147 c/ Rua 142, 58, Setor Marista Tel.: (62) 3242-0004

Baobá Lounge Bar Rua 137, 241, Setor Marista Tel.: (62)3086-6868

Samauma Rua 139, 13, Setor Marista Tel.: (62) 3245-1358

Nega Ló Rua São Luís, Alto da Glória Tel.: (62)3241-6647

Bares

Saccaria Rua 139, 194, Setor Marista Tel.: (62)3945-4505

Confraria Gamboa Rua 137,Setor Marista Tel.: (62)3922-7818

Bahrem Rua 137 A, 40, Setor Marista. Tel.: (62)3645-0136 Californios Restaurante e Chopperia Rua 146, 365, Setor Marista Tel.: (62) 3921-0100 Rodeo Rock Bar Rua 146, 488, Setor Marista Tel.: (62) 3954-0466 Kabanas Avenida T-3, 2.693, Setor Bueno Tel.: (62) 3093-3393 Thiosti Choperia e Restaurante Rua 1136, 97, Setor Marista Tel.: (62) 3095-3838


MapadosSabores Bruno Varajão é apaixonado por novos sabores

Londres sobre

D

urante a primavera e o verão, ou até mesmo no outono, a capital inglesa se enche de beleza, luz e de um sol morno que nos convida aos passeios externos. Com tantas vantagens e incentivos, vale a pena passar um dia admirando a gastronomia, a arquitetura, os canais, parques e monumentos de uma das capitais mais belas da Europa usando bicicletas. A seguir, sugerimos um roteiro de um dia inteiro pra você.

134 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Comece o dia com arte Em Londres, Inglaterra, não dá para fugir do roteiro cultural. Elaborá-lo sem se esquecer da tradicional gastronomia inglesa, servida da família real aos mais simples súditos. Uma dica é a Saatchi Gallery (www.saatchi-gallery.co.uk). Criada há mais de 25 anos, ela exibe obras de arte contemporânea de jovens e consagrados artistas de todo o mundo. As salas amplas e brancas, com pé direito de mais de seis metros, abrigam obras e instalações, a maioria delas politicamente provocantes. Depois de tomar o tradicional café da manha inglês com direito a ovos, bacon, torradas, salsicha, cogumelos fritos e feijão, dê um pulo na Saatchi. A entrada é gratuita para todas as exibições.

Almoce no First Out Tradicional café gay friendly da cidade, o Fist Out (www.fistoutcafebar.com) fica bem do centro de Londres. É pequeno, mas confortável, excelente para quem viaja em companhia de uma ou duas pessoas e busca locais com baixo fluxo de turistas para comer tranquilamente. No cardápio, pratos vegetarianos e vegan, tortas, quiches, sopas, saladas e massas, cafés, sucos naturais e chás. Não deixe de provar o flapjack, que na receita tradicional é uma espécie de barra de cereais à base de aveia, mas no First Out também leva abricó. À noite, o café transforma o piso inferior em um movimentado pub.


duas rodas Sesta no Soho Square Numa rua tranquila, paralela à movimentada Oxford Street, a praça do Soho já foi um extenso campo que só terminava onde hoje é o West End londrino. Atualmente, Soho é uma dessas praças pequenas, como as de bairro. Por isso é aconchegante e intimista. Sua grama bem tratada, enfeitada com flores da época, serve de cama a quem quiser fazer a sesta, especialmente no dia de calor. Durante a primavera e o verão, a praça fica cheia de homens e mulheres vestidos socialmente que, na hora do almoço, tiram os sapatos, afrouxam a gravata e degustam seus sanduiches naturais num clima bucólico, longe da loucura apressada da Oxford Street.

Café entre bikes Antes do tradicional point do fim do dia, dê uma passada num interessante café próximo ao metrô Old Street. É o Look Mum No Hands (www.lookmumnohands.com), isso mesmo, “Veja mãe, sem as mãos”, frase clássica de criança que se exibe para a mãe enquanto pedala. O café é um ponto de encontro de bikers e oferece, além de café, cerveja e petiscos, alguns acessórios e componentes para bike e para ciclistas. O ambiente é descontraído, decorado com irreverência e, volta e meia, há exibição de algum vídeo sobre bicicleta no telão do café. Uma passada por lá não fica menos que R$ 30,00.

Clichê necessário O The Tem Bells é um dos mais tradicionais pubs londrinos, em funcionamento desde a década de 1750. Diz a história que Jack, O Estripador, frequentava o pub em meados do século 19 para escolher as prostitutas que iria assassinar. À parte a excentricidade, o pub fica em uma região muito agradável de Londres, conhecida como Shoreditch, apinhada de bares, lojas independentes, galerias, feiras, casas de comida artesanal e outros estabelecimentos marcados pela originalidade. Além do gosto da cerveja inglesa, você pode apreciar um vinho, na maioria orgânico. Para acompanhar, estão no cardápio tapas deliciosas, preparadas ali mesmo no balcão. Uma das pedidas é um happy hour de ostras por 1 dólar, todos os dias até as 19 horas. Aos domingos, há sempre um prato especial feito por um dos donos ou bartenders. Deixe reservado uns R$ 100,00 pra gastar no, The Ten Bells, que fica na 84 Commercial Street, E1 6LY.

www.tnrmagazine.com

135


SonhosPeloMundo

Cozinhando em Paris

Rayane Jacobson é turista de carteirinha e empresária

O hemisfério Norte já está com um pezinho no outono e Paris, nessa época do ano, tem um friozinho delicioso! Um programa diferenciado lá é o Chez Nous Chez Vous (nossa casa, sua casa). Trata-se de um restaurante informal onde os simpaticíssimos Célia e Gustavo Mattos, casal de chefs brasileiros, recebem em seu apartamento de duas a dez pessoas para um jantar exclusivo e os clientes podem participar das compras ao preparo final.

Beleza nacional

Um sonho em Bonito: mergulho autônomo no Abismo Anhumas

Foto: Jacques Bourboulon

Bonito é nome de um município localizado no estado do Mato Grosso do Sul, mundialmente famoso por suas grutas e águas cristalinas. Se você procura uma viagem diferente, vai se apaixonar por esse destino! A partir da capital, Campo Grande, são apenas 300 km de estrada ou alguns minutos em voo comercial (TRIP) ou táxi aéreo.

Um sonho em Paris: pedido de casamento no Jardim de Luxemburgo

Para carregar

Nem 8, nem 80

Na agenda

Em uma viagem, quem nunca tentou passar uma roupa com o vapor do chuveiro quente, não sabe o que é desespero de turista! Para resolver isso, agora em todas as viagens: vaporizador portátil na bagagem! Pequeno e prático, basta colocar água e ligar na tomada. Cada abastecimento gera aproximadamente 10 minutos de vapor. Os que vêm com cerdas próximo a saída do vapor ajudam mais na hora de passar. Não se esqueça de conferir se é bivolt! No Brasil, um modelo da Britânia custa 80 reais.

Não há cadeado que evite uma mala de zíper de ser aberta, infelizmente. Ocorre que, algumas vezes, faz parte do trabalho de fiscalização inspecioná-las manualmente e, se a sua bagagem possuir cadeado, acredite: ele será violado. Para evitar dor de cabeça, uma solução cujo padrão é abrangente: abraçadeiras de nylon! Daquelas que vendem em lojas de material de construção, sabe? Um pacote com 100 unidades não custa mais que 5 reais (Home Center Tend Tudo) e para romper, basta cortar o lacre ou girá-lo!

10 a 28 de outubro - Oktoberfest em Blumenau (SC). Para conhecer um pouco mais da cultura alemã, vale conferir. O valor do ingresso varia conforme a programação, sendo gratuito em alguns dias e cerca de 20 reais em outros.

136 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

24 de outubro a 4 de novembro Salão do Automóvel em São Paulo. Para ver muitos homens, digo, carros! Ingressos entre 32 e 70 reais. Até 9 de dezembro - Bienal Internacional de Arte em São Paulo. Com artistas e revelações do mundo inteiro, sob o título A iminência das poéticas, a 30ª Bienal traz muita arte. A entrada é franca.


138 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!


Parceiros TNR Magazine Acostamento www.acostamento.com.br

Empadinha da Nenen (62) 3092-2570

Renault Pro+ (62) 3230-8787

Açaí Frozen Mix www.acaifrozenmix.com.br

Evando Filho Hair e Make-up (62) 9212-6695

Rio Quente Resorts (62) 3412-1515

Alexandre Correa Management (62) 3637-0811

Faculdade Cambury (62) 3236-3020

RR Decorações & Presentes (62) 3264-1412

Apparut (62) 3922-4946

François Calil www.francoiscalil.com

Santé Restaurante e Enoteca (62) 3091-3303

Action Studio (62) 3954-5442

Friboi 0800 11 5057

Santa Lolla Shopping Flamboyant, Bougainville e Goiânia

Accontece Buffet (62) 3241-5108

Frederico Augusto Arquiteto (62) 8293-3333

Sebrae 0800-570-0800

Arezzo Shopping Flamboyant, Goiânia Shopping Shopping Bougainville

Ivana Menezes (62) 3278-2888

Sensua Lingerie (62) 3922-7473

Iusaas (62) 3286-6967

Simone Zóccoli www.simonezoccoli.com.br

Jerônima Baco jeronimabaco@hotmail.com

Skandallô Fashion (62) 3541-6131

Liberté Buriti (62) 3257-9900

Studio TMLS 0800 645 1186

Lúcia Vilela (62) 3941-6224

Uomo (62) 3091-1040

Kamiga Sushi Bar (62) 3587-1300

Tonorock.com (62) 3092-2014

Mandarin SPA Urbano (62) 3281-3729

Triagem www.triagemjeans.com.br

Mont Blanc Motel (62) 3278-0103

Unique Eventos (62) 3932-1010

OOT Design e Comunicação (62) 3954-4999

Up Music (62) 3941-9270

Quiznos www.quiznosbr.com.br

V Santana (62) 4104-1012

Arranha Gata (62) 3281-6776 Babado Lingerie (62) 3942-3801 Bahrem Bar e Restaurante (62) 3645-0136 Beef Bistrô (62) 3095-3337 Brigaderia das Meninas (62) 3624-7275 Cida Flores (62) 3541-3665 Ellite Gráfica (62) 3548-2224 Enjoy Goiânia Shopping e Shopping Bougainville

Contatos Colaboradores Murilo Borges borges.murilo@gmail.com

Elaine Moura elaine@accontece.com.br

Karine Serrano karine.serrano@hotmail.com

Valeria Lopes Valerialopes.foto@gmail.com Gerson Passos gerson_fpj@hotmail.com

Sylvana Soraya sylsaude@hotmail.com

Rogério Gonçalves oquecomi.blogspot.com

DJ Renato Borges djrenato@gmail.com

Bia Borges www.biaborges.com.br

Teresa Cristina Barbo teresacbs@terra.com.br

Bruno Varajão www.papodeturista.com

Rodrigo Melo rodrigomelodj@me.com

Paulo Cardoso facebook.com/paulo.cardoso. makeup

Marília Carvalho actionstudio1@hotmail.com

Rayane Jacobson rayanejacobson@hotmail.com

Cássia Corsatto cassia@sebraego.com.br

Edgard Soares www.edgardsoares.com

Alessandra Câmara alessandra@palavracom.com

Paula e Fernanda Guimarães www.dasguimaraes.com.br

Evando Filho www.evandofilho.com

140 Na balada ou na vida, o que vale é atitude!

Vanessa Ortiz ortiz.arquitetura@gmail.com


144 Na balada ou na vida, o que vale ĂŠ atitude!

ED. 03 - TNR Magazine  

TNR Magazine - Na balada ou na vida o que vale é atitude!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you