__MAIN_TEXT__

Page 1

Clube de Leitura Teatral 18 Concerto de Ano Novo jan 29 29 Lucky jan O Dia Seguinte jan 30-31 CineEco — Festival Internacional jan 03 Cinema de Cinema Ambiental fev 05 A Paixão de Van em Família fev 05 06 Gogh Barbara fev Clube de fev 08 09 Leitura Teatral fev Libertação fev Cine-Carnaval — Grande Concentração de Personagens de Cinema e Televisão 12 12 O Quadrado fev A Liberdade do fev KINO — Mostra de fev Diabo 14-16 Cinema de Expressão Alemã 19 O Meu Belo Sol Interior fev 19 20 Corpo e Alma fev Magma — fev 22 No Limite da Selvajaria fev Medeia 23 Blind Zero — Often Trees em fev 26 In The Fade fev Acústica 26 O Amante de um Dia fev 09 jan


Clube de Leitura Teatral 18 Concerto de Ano Novo jan 29 29 Lucky jan O Dia Seguinte jan 30-31 CineEco — Festival Internacional jan 03 Cinema de Cinema Ambiental fev janeiro 05 A Paixão de Van em Família fev 05 06 Gogh Barbara fev Clube de fev 08 09 Leitura Teatral fev Libertação fev Cine-Carnaval — Grande Concentração de Personagens de Cinema e Televisão 12 12 O Quadrado A Liberdade do fev fev fevereiro KINO — Mostra de fev Diabo 14-16 Cinema de Expressão Alemã 19 O Meu Belo Sol Interior fev 19 20 Corpo e Alma fev Magma — fev 22 No Limite da Selvajaria fev Medeia 23 Blind Zero — Often Trees em fev 26 In The Fade fev Acústica 26 O Amante de um Dia fev 09 jan

TER 09

Clube de Leitura Teatral

TEATRO

QUI 18

Concerto de Ano Novo

MÚSICA

SEG 29

Lucky

CINEMA

O Dia Seguinte

CINEMA

CineEco

CINEMA

TER 30 - QUA 31

— Festival Internacional de Cinema Ambiental

SÁB 03

Cinema em Família

CINEMA

— Cinema de Animação A Paixão de Van Gogh

CINEMA

Barbara

CINEMA

TER 06

Clube de Leitura Teatral

TEATRO

QUI 08

Libertação

TEATRO

Cine-Carnaval

PROJETO EDUCATIVO

SEG 05

SEX 09

— Grande Concentração de Personagnes de Cinema e Televisão

SEG 12

QUA 14 - SEX 16

O Quadrado

CINEMA

A Liberdade do Diabo

CINEMA

KINO

CINEMA

— Mostra de Cinema

de Expressão Alemã


SEG 19

TER 20

O Meu Belo Sol Interior

CINEMA

Corpo e Alma

CINEMA

Magma

PERFORMANCE

— No Limite da Selvajaria QUI 22

Medeia

TEATRO

SEX 23

Blind Zero

MÚSICA

— Often Trees em Acústico SEG 26

In The Fade

CINEMA

O Amante de um Dia

CINEMA


Clube de Leitura Teatral 18 Concerto de Ano Novo jan 29 29 Lucky jan O Dia Seguinte jan 30-31 CineEco — Festival Internacional jan 03 Cinema de Cinema Ambiental fev 05 A Paixão de Van em Família fev 05 06 Gogh Barbara fev Clube de fev 08 09 Leitura Teatral fev Libertação fev Cine-Carnaval — Grande Concentração de Personagens de Cinema e Televisão 12 12 O Quadrado fev A Liberdade do fev KINO — Mostra de fev Diabo 14-16 Cinema de Expressão Alemã 19 O Meu Belo Sol Interior fev 19 20 Corpo e Alma fev Magma — fev 22 No Limite da Selvajaria fev Medeia 23 Blind Zero — Often Trees em fev 26 In The Fade fev Acústica 26 O Amante de um Dia fev 09 jan


n

ja

A distinção entre arquivo e reportório ocupa com frequência o debate sobre a relação complexa que as artes performativas mantêm com o tempo e a memória. Ao formular originalmente esta distinção, Diana Taylor procurou captar a relação contínua entre a ‘ordem durável’ dos materiais, dos textos e da autoria, por um lado, e a ‘ordem efémera’ da ação corporizada, da presença e das práticas contingentes que caracterizam o universo performativo. A programação do Teatro Académico de Gil Vicente (tagv) ao longo dos últimos anos tem vindo a construir pontes entre estes dois universos, procurando assim estabelecer continuidades entre o arquivo e o reportório. O Clube de Leitura Teatral, que organizamos com A Escola da Noite, abre precisamente o ano de 2018 neste registo, ocasião para se estabelecerem ligações entre a escrita e a leitura, o texto e a voz, o leitor e o espetador. Num ciclo marcado pela participação direta de dramaturgos portugueses contemporâneos, após a presença recente de Patrícia Portela, Carlos J. Pessoa e Jacinto Lucas Pires, nos meses de janeiro e de fevereiro estarão no Clube Abel Neves e José Maria Vieira Mendes, dois dramaturgos intimados a dar voz ao texto, a abrir e debater o próprio processo de escrita, na cena, na companhia de leitores-espetadores. Do mesmo modo, a extensão do CineEco — Festival Internacional de Cinema Ambiental, traz em 2018 a Coimbra um programa único no país, marcado pela vontade de ampliar a relação entre o cinema e o espetador, implicando nesta parceria o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, o público cinéfilo e o público escolar, o documentário e a ficção; as duas dezenas de projeções serão ocasião para gerar conhecimento e dar corpo a uma pedagogia implicada nas questões maiores da sustentabilidade no mundo contemporâneo.


A programação de cinema será ainda marcada pela 15ª edição de KINO - Mostra de Cinema de Expressão Alemã, um evento organizado em parceria com o GoetheInstitut Portugal. Além da exibição da filmografia recente com origem no espaço germânico, atravessado pela fe diversidade cultural que caracteriza a Europa dos nossos v dias, onde se incluem filmes de Axel Ranisch, Andres Veiel, Nicolas Wackerbarth, Robert Thalheim, Thomas Stuber, Soleen Yusef, Romuald Karmakar, esta edição integra uma rubrica especificamente para miúdos. Mas o cinema manterá às segundas-feiras o programa regular de acesso à criação contemporânea, com trabalhos de Dorota Kobiela, Mathieu Amalric, John Carroll Lynch, Hong Sangsoo, Everardo González, Philippe Garrel, entre outros. O teatro terá neste período propostas assumidamente questionadoras. Com o espetáculo Libertação, André Amálio prossegue a revisão do nosso passado colonial, buscando entre a prova documental e testemunhal as cicatrizes da Guerra do Ultramar, um dos episódios mais traumáticos da história recente. O palco converte-se numa arena, atravessada por um exercício de composição dramática e histórica, onde colonialismo, nacionalismo, política, memória e pós-memória se fundem numa deriva inter-geracional. Com dramaturgia e encenação de Renata Portas, Medeia chega-nos a partir da versão de Jean Anouilh, numa encenação que ousa retomar a mais poderosa das figuras femininas no teatro ocidental. Habitando agora numa roulotte, Medeia expõe o lugar precário do amor e a dificuldade em ancorar, num território de mobilidades e transições, a identidade e a própria condição humana. Convocando um território igualmente bárbaro, a performance coreografada e conceptual de Flávio Rodrigues, intitulada Magma - No Limite da Selvajaria, opera sobre a própria solidão e niilismo da experiência vital. Nesta cronologia alinhada para dois meses, teremos contudo ocasião para em janeiro assinalar positivamente o Ano Novo, num concerto oferecido à cidade pela Brigada de Intervenção, com a presença inestimável da Banda Sinfónica do Exército Português. Em fevereiro haverá também ocasião para uma festa com o nome propício de Cine-Carnaval; e será ainda em festa e grande ritmo que se encerra o mais curto dos meses, com a apresentação do oitavo álbum da banda Blind Zero, Often Trees. — Fernando Matos Oliveira


30   31 janeiro

30

A Lincorne de Remi Durin A Terra nas Minhas Mãos de Nicolas Conte Aquário de Diego Leonardo Yáñez Guzmán O Custo Real do Carvão de Vibor Juhas Quando os Balões Voam de Jilli Rose Comida que Alimenta de Lanah Maia

10H00 ESCOLAS 1ºCICLO

Conversa pós-sessão com Joana Cabral Oliveira, Investigadora da Cátedra Unesco em Biodiversidade e Conservação para o Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Coimbra

30

30

Sob o Véu da Vida Oceânica de Quico Meirelles Criados na Serra de Maria Inês Santos Mesquita O Homem de Água Doce de Alvaro Ron O Fim da Neve de Morgan Heim Hamoun Outra Vez de Mohammad Ehsani

18H30

Água Valiosa de Patricia Albornoz Ouvindo de Palmer Morse & Matthew Mikkelsen Nahui Ollin - Sol em Movimento de Antonino Isordia, Teresa Camou, Carlos Armella, Sergio Blanco, Michelle Ibaven, Roberto Olivares, Eleonora Isunza Gutierrez, Gustavo M. Ballesté

21H30

Conversa pós-sessão com Helena Freitas, Professora da Universidade de Coimbra e Diretora do Centro de Ecologia Funcional

31

Fres Boi de Paloma Canonica, Cristina Vilches Estella Uma Guerra de David Páez, Tomás Del Castillo Baía Urbana de Ricardo Gomes Nyo Vweta Nafta de Ico Costa

18H30

31

Plantae de Guilherme Gehr Coros do Anoitecer de Nika Saravanja e Alessandro D’Emilia

21H30

Conversa pós-filmes com António Gouveia, Diretor do Jardim Botânico, e Nuno Fonseca, Investigador do Instituto de Filosofia da Universidade Nova de Lisboa

CI NE M

A


fevereiro ‘18

Cin

TER-QUA

ENTRADA GRATUITA

e E co

—F estiv al Int ernacion al d

e Cinema Ambiental

©DR

janeiro

A extensão a Coimbra do único festival de cinema ambiental em Portugal, e um dos festivais de cinema sobre ambiente mais antigos do mundo, com as mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais. Organização TAGV, Jardim Botânico da Universidade de Coimbra Produção CineEco Seia Informações e reservas (escolas) catedraunesco@uc.pt

9


janeiro/fevereiro CINEMA

TEATRO

09 Clube de Leitura Teatral TER

1H30

18H30

ENTRADA GRATUITA

29

SEG 18H30

Lucky

1H30

M12

4€ OU 3€ (C/DESC.)

de John Carroll Lynch Cinema à Segunda

Abel Neves, poeta, romancista, ensaísta e dramaturgo, escreveu para A Comuna entre 1979 e 1991. Com uma vasta obra em Portugal e muitas colaborações no estrangeiro, entre as suas peças mais recentes contam-se jardim suspenso (distinguida em 2009 com o Prémio Luso-Brasileiro de Dramaturgia António José da Silva), clube dos pessimistas (2010), flores para mim (Teatro Meridional, 2011), sabe deus pintar o diabo (2014), distinguida com o Prémio Autores para Melhor Texto Português Representado. Abel Neves é o convidado do Clube de Leitura Teatral, a iniciativa que junta o Teatro Académico de Gil Vicente e A Escola da Noite, coordenada respetivamente por Ricardo Correia e por António Augusto Barros, acontece mensalmente, com leituras informais dedicadas a textos de um dramaturgo/escritor. O objetivo é a divulgação, o conhecimento e a promoção da dramaturgia.

©DR

leitura orientada por Abel Neves Centro de Dramaturgia Contemporânea

Local auditório TAGV Com Harry Dean Stanton, David Lynch, Ron Livingston, Ed Begley Jr. Origem EUA, 2017

Local Teatro da Cerca de São Bernardo Coprodução TAGV, A Escola da Noite Inscrições para clube.leitura.teatral@gmail.com

CINEMA

29

QUI

1H30

21H30

ENTRADA GRATUITA

SEG 21H30

1H30

M12

4€ OU 3€ (C/DESC.)

O Dia Seguinte

MÚSICA

18

A viagem espiritual de um homem ateu de 90 anos e das peculiares personagens que habitam na sua pequena cidade perdida no meio do deserto. Depois de já ter vivido e fumado mais do que todos os seus contemporâneos, o obstinado e independente Lucky vê-se no precipício da sua vida e inicia uma jornada de autoconhecimento.

Concerto de Ano Novo

de Hong Sangsoo Cinema à Segunda

É o primeiro dia Local auditório TAGV de Areum numa Com Min-hee Kim, Hae-hyo Kwon, pequena editora. Saebyuk Kim, Yunhee Cho Origem Coreia do Sul, 2017 Bongwan, o seu chefe, acabou recentemente a relação com a rapariga que estava no lugar de Areum. Como habitualmente, Bongwan sai de casa antes do amanhecer para ir trabalhar. As memórias da rapariga que partiu ainda permanecem nele.

— Banda Sinfónica do Exército

Cumprindo a tradição, a Brigada de Intervenção oferece a Coimbra o Concerto de Ano Novo pela Banda Sinfónica do Exército, herdeira das mais antigas tradições musicais do Exército Português, que interpretará obras de Richard Strauss, Johann Strauss Iº, Piotr Ilich Tchaikovsky, Camille Saint-Saëns entre outras, com direção de Artur Duarte Cardoso, Chefe Titular da Banda Sinfónica do Exército.

Sem dúvida, este é um filme de Hong Sangsoo, o Rohmer coreano, o homem que filma mais rápido do que a sua própria sombra: 21 filmes em 21 anos (nem contamos as curtas). E sempre o mesmo assunto: mulheres, álcool e ele próprio (ou o seu alter ego, pelo menos). — Le Nouvel Observateur

Local auditório TAGV Organização Brigada de Intervenção Apoio Câmara Municipal de Coimbra, TAGV

10


janeiro

fevereiro ‘18 CINEMA

CINEMA

03

SÁB

1H00

11H00

4€

05

Cinema em Família

SEG 18H30

1H35

M14

4€ OU 3€ (C/DESC.)

A Paixão de Van Gogh

— Cinema de Animação

de Dorota Kobiela e Hugh Welchman Cinema à Segunda

Uma seleção de curta-metragens do Programa infantil do Festival de Cinema Documental dok leipzig. Histórias divertidas que fazem pensar acerca de amizades entre animais, cabeleireiros bem flexíveis, bruxas divertidas, desafios desportivos e a importância da proteção do ambiente. É apresentada uma multifacetada seleção das melhores e mais belas curtasmetragens de animação, sem falas, que integraram o apreciado programa infantil do festival de cinema documental dok Leipzig. Na sessão para a família, crianças e respetivos pais poderão assistir juntos a estes filmes de animação realizados com muito amor. ©absolut Medien

O primeiro filme do mundo totalmente pintado à mão. Uma investigação à vida e controversa morte de Vincent Van Gogh, contada através das suas pinturas e dos que com ele privaram. Joseph Roulin é o carteiro que Van Gogh pintou e com quem estreitou amizade. Não se convencendo da teoria do suicídio do pintor, envia o seu filho Armand entregar a última carta que o artista havia dirigido ao irmão, Theo. Ainda que resignado, Armand parte em missão. Quando descobre que o irmão tinha morrido pouco depois de Vincent, começa uma série de encontros com as várias personagens que cruzaram a vida do artista antes dele morrer. Quanto mais pessoas ouve, mais a teoria do suicídio lhe parece infundada. A quem poderá ele entregar a carta, quando todos parecem culpados da morte do pintor? Local auditório TAGV Com Douglas Booth, Jerome Flynn, Robert Gulaczyk, Josh Burdett, Holly Earl, Robin Hodges Origem Reino Unido, 2017

CINEMA

05

SEG 21H30

1H40

M12

4€ OU 3€ (C/DESC.)

Barbara

de Mathieu Amalric Cinema à Segunda

A atriz Brigitte interpreta a icónica cantora Barbara. Brigitte trabalha a personagem de Barbara: a voz, as músicas e as canções, a imitação dos gestos, as falas. As coisas prosseguem. A personagem vai crescendo. Yves, o realizador, também vai trabalhando — através de encontros, imagens de arquivo, a música. Parece inspirado por ela. Mas por quem? Pela atriz ou por Barbara?

Local auditório TAGV Um bilhete é válido para 1 adulto + 1 criança até aos 12 anos Produção KINO - Mostra de Cinema de Expressão Alemã

Local auditório TAGV Com Jeanne Balibar, Mathieu Amalric, Vincent Peirani, Fanny Imber, Aurore Clement, Grégoire Colin Origem França, 2018

11


fevereiro CINEMA

TEATRO

06 Clube de Leitura Teatral TER

1H30

18H30

ENTRADA GRATUITA

12

Christian é um respeitado curador de um museu de arte contemporânea. Homem divorciado e bom pai dos dois filhos, conduz um carro elétrico e apoia boas causas. A sua próxima exposição, o quadrado, é uma instalação que pretende evocar o altruísmo em quem a vê. Local auditório TAGV Com Claes Bang, Elisabeth Moss, Dominic West, Terry Notary, Christopher Læssø Origem Suécia, Alemanha, Reino Unido, 2017

©DR

Local auditório TAGV Coprodução TAGV, A Escola da Noite Inscrições para clube.leitura.teatral@gmail.com

CINEMA

12

PROJETO EDUCATIVO SEX

M14

4€ OU 3€ (C/DESC.)

de Ruben Östlund Cinema à Segunda

José Maria Vieira Mendes escreve e traduz teatro. Traduziu teatro de Samuel Beckett, Jon Fosse, Harold Pinter, Heiner Müller, Fassbinder, Dea Loher, Duncan McLean ou Bertolt Brecht. O seu trabalho no teatro está desde sempre, e de vários modos, ligado aos Artistas Unidos e também, atualmente, ao Teatro Praga, como membro da companhia. Das suas peças destacamse dois homens (1998); se o mundo não fosse assim (2004); a minha mulher (2007); o avarento ou a última festa (2007); onde vamos morar (2008); aos peixes (2008) e ana (2009). Foi distinguido com o Prémio Revelação Ribeiro da Fonte 2000 do Instituto Português das Artes do Espetáculo, Prémio acarte/Maria Madalena Azeredo Perdigão 2000 da Fundação Calouste Gulbenkian, Prémio Luso-Brasileiro de Dramaturgia António José da Silva 2006, atribuído pelo Instituto Camões e Funarte pela peça a minha mulher. José Maria Vieira Mendes é o convidado do Clube de Leitura Teatral, a iniciativa que junta o Teatro Académico de Gil Vicente e A Escola da Noite.

14H30

2H22

O Quadrado

leitura orientada por José Maria Vieira Mendes Centro de Dramaturgia Contemporânea

09

SEG 18H30

1H30

1H15

M12

4€ OU 3€ (C/DESC.)

A Liberdade do Diabo

M6

ENTRADA GRATUITA

Cine-Carnaval

— Grande Concentração de Personagens de Cinema e Televisão

de Everardo González Cinema à Segunda

Com o propósito de aliar a fantasia da quadra carnavalesca, com as suas fantasias, ao mundo do cinema, desafiamos crianças, jovens e adultos a mascararem-se de personagens de cinema. Um desfile de personagens do Cinema, da Televisão e um espetáculo musical cine-palhaços pelo Palhaço Grau & Friends. Local auditório TAGV Produção Cinemusicorium, Palhaço Grau, TAGV Apoio Secção Experimental de Yoga da Associação Académica de Coimbra, RUC-Rádio Universidade de Coimbra, Dr Kartoon Informações e reservas (escolas) bilheteira@tagv.uc.pt

SEG 21H30

2 1

Um documentário Local auditório TAGV Origem México, 2017 psicológico que aborda algumas das formas que o fenómeno de violência associada ao narcotráfico assumiu no inconsciente da sociedade mexicana. A partir de um corpo violentado, entramos no mundo tétrico da morte violenta às mãos de outro ser humano, por meio dos testemunhos de quem participou nela, tanto vítimas como homicidas. Histórias de infância, a aparição dos primeiros medos noturnos, a trama do desenvolvimento social até chegar aos pesadelos de quem convive com essas ausências, ou de quem as causou.


janeiro

fevereiro ‘18

08

QUI

1H40

M12

7€ OU 5€ (C/DESC.)

21H30

TEATRO

Libertação

©Bruno Simão

criação de André Amálio/Hotel Europa

Criação e direção André Amálio Co-criação/Movimento Tereza Havlíčková Interpretação André Amálio, Lucília Raimundo, Nelson Makossa Sonoplastia/DJ Nelson Makossa Desenho de luz Joaquim Madaíl Cenografia e figurinos Maria João Castelo Produção Hotel Europa Coprodução Maria Matos Teatro Municipal Apoio à residência artística Alkantara, O Espaço do Tempo, DeVIR/CaPA, LARGO Residências Espetáculo financiado por República Portuguesa-Cultura/Direção-Geral das Artes

Para os criadores de libertação a Guerra de Ultramar é "o episódio mais traumático da história recente de Portugal". A nova criação do Hotel Europa reflete sobre este acontecimento histórico a partir do ponto de vista da luta de libertação que foi desenvolvida em Angola, Guiné e Moçambique e o seu impacto no Estado Novo e na consequente queda do fascismo em Portugal. libertação reflete assim sobre a pós-memória e como ela é transmitida entre gerações, para analisar o modo como o colonialismo é visto hoje em dia.


fevereiro

14 

CINEMA

 16

KINO

— Mostra de Cinema de Expressão Alemã

kino — mostra de cinema de expressão alemã apresenta todos os anos, nas cidades de Lisboa, Porto e Coimbra, as mais recentes produções cinematográficas da Alemanha, da Áustria, da Suíça e do Luxemburgo. A 15.ª edição kino, parte integrante do panorama de festivais em Portugal,  traz a Coimbra uma seleção de filmes integrados na mostra principal, kinodoc, mostra para as escolas e, este ano, uma extensão à rubrica Cinema em Família com animação para miúdos.


janeiro

fevereiro ‘18

QUA-SEX

3,5€ 3€ (C/DESC.) 12€ (ASSINATURA KINO) 1€ (P/ALUNO GRUPO ESCOLAR)

14

Ébrio Ébrio de Axel Ranisch

MOSTRA PRINCIPAL

15H00

14

Irmão Jakob de Elí Roland Sachs

KINODOC

18H30

14

Beuys de Andres Veiel

KINODOC

21H30

15

Casa Sem Teto de Soleen Yusef

MOSTRA PRINCIPAL

15H00

15

Herbert de Thomas Stuber

MOSTRA PRINCIPAL

18H30

15

Se Penso na Alemanha à Noite de Romuald Karmakar

KINODOC

21H30

16

Vento de Oeste de Robert Thalheim

16

Casting de Nicolas Wackerbarth

Produção Goethe-Institut Portugal Informações e reservas (escolas) producao@tagv.uc.pt

ESCOLAS MOSTRA PRINCIPAL

10H00 21H30


fevereiro CINEMA

19

PERFORMANCE

SEG 18H30

1H35

20

M14

4€ OU 3€ (C/DESC.)

O Meu Belo Sol Interior

TER 21H30

50M

Magma — No Limite da Selvajaria

©DR

de Claire Denis Cinema à Segunda

Performance, Agora!

Um solo que explora um imaginário onde a violência e o poder colapsam na solidão e no silêncio. É, nas palavras de Flávio Rodrigues, “uma guerra sem guerra, a sós”, uma caminhada solitária carregada de memórias, metáforas, medo, silêncio, dor, coragem, amor, desistência e resistência. magma constrói-se a partir da ausência, onde os objetos sonoros, cénicos e coreográficos se tornam presentes nas analogias, interferências e conexões estabelecidas entre si, concorrendo para a construção de uma narrativa poética, um ato revolucionário que transporta em si os medos e os paradoxos da existência.

Isabelle é uma artista parisiense, mãe divorciada, em busca do amor, o amor ideal por fim. Local auditório TAGV Com Juliette Binoche, Xavier Beauvois, Philippe Katerine, Josiane Balasko, Sandrine Dumas, Nicolas Duvauchelle, Alex Descas Origem França, Bélgica, 2017

CINEMA

19

SEG 21H30

1H56

M12

4€ OU 3€ (C/DESC.)

Corpo e Alma ©Flávio Rodrigues

de Ildikó Enyedi Cinema à Segunda

Um matadouro em Budapeste é o cenário de uma bonita e estranha história de amor. Os rumores começam assim que Mária começa trabalhar na área de controlo de qualidade. A jovem mulher almoça sempre sozinha. Leva o seu trabalho a sério e cumpre fielmente as regras, penalizando cada grama de gordura em excesso. O seu mundo é feito de números e dados que se gravaram na sua memória desde a infância. O seu chefe Endre, um pouco mais velho, também é reservado. Hesitantes, começam a conhecer-se. Reconhecendo a sua afinidade espiritual, ficam maravilhados ao descobrir que têm até os mesmos sonhos durante a noite. Cuidadosamente, tentam concretizá-los. Local auditório TAGV Com Alexandra Borbély, Géza Morcsányi, Réka Tenki, Zoltán Schneider, Ervin Nagy, Itala Békés, Itala Békés, Éva Bata, Pál Mácsai, Zsuzsa Járó, Nóra Rainer-Micsinyei Origem Hungria, 2017

M6

7€ OU 5€ (C/DESC.)

Criação e interpretação Flávio Rodrigues Intérprete no processo Bruno Senune Conceção técnica Daniel Oliveira Apoio vocal André Santos Consultoria no figurino David Pinto Execução do figurino Flávio Rodrigues, Idalina Fonte Consultoria sonora Gustavo Costa Aconselhamento artístico Carlota Lagido Documentação Telma João Santos Estruturas associadas ao projeto 23 Milhas (Ilhavo), Teatro de Ferro (Porto), Festival ContraDança (Covilhã), Eira (Lugar à Dança), Balleteatro (Coliseu, Porto) Apoio Associação Útero Coprodução Flávio Rodrigues, Teatro Nacional São João 16


janeiro

QUI

1H45

M16

7€ OU 5€ (C/DESC.)

21H30

Medeia

TEATRO

encenação de Renata Portas/ Público Reservado

A peça abre com uma deslocação: Medeia habita agora numa roulotte. Reduzida a um lugar de desolação e bas-fond, que resta da sacerdotisa grega? Resta-lhe a eloquência, a tragédia da linguagem não ser suficiente para reter Jasão, a fúria de não habitar lugar nenhum - nem a roulotte, nem Corinto, nem a Coquida. Olhamos para Medeia(s) — a de Eurípides, a de Anouilh, e todas as que lhe sucederam, com os binóculos de hoje - ora alargam a imagem, ora a distorcem. Esta Medeia, abandonada num lugar já sem nome é um ato de coragem e abandono - uma coragem que se inflama na destruição de si e dos outros, e no abandono de tudo (inclusive do corpo, último vaso). Sem amor vale a pena viver? — Renata Portas

©António Alves

22

fevereiro ‘18

Texto Jean Anouilh Tradução Isabel Morujão Dramaturgia, encenação Renata Portas Cenografia Vânia Dinis, Renata Portas Interpretação Ana Paiva, Patrícia Ferreira, Daniel Viana, Pedro Manana, Emílio Gomes Músicos (ao vivo) Pedro Sousa (guitarra), Bernardo Lima (baixo), Pedro Manana (guitarra), Luís Porto (bateria) Desenho de luz Nuno Tomás Vídeo Luís Porto (Frame Productions) Figurinos Jordann Santos Caracterização Ruby Kruss Produção executiva Público Reservado/ Mafalda Garcia Coprodução Público Reservado, Teatro Municipal do Porto Rivoli/Campo Alegre, teatromosca


fevereiro

23

SEX

1H15

M6

10€ OU 8€ (C/DESC.)

21H30

O novo disco dos blind zero, often trees, apresenta-se também em formato acústico, mais subtil mas sem perda de identidade. Editado no final de 2017, o oitavo disco dos blind zero é “surpreendente, químico e intemporal, revelador da enorme criatividade da banda”. É um disco de mutação sonora, onde a cada escuta multiplicam-se novas camadas que assenta no uso de equipamento analógico com mais de quatro décadas e na longa experimentação em busca do detalhe. Um disco que pretende não ficar indiferente e a obra maior da banda até à data. É o registo da capacidade de reinvenção do quinteto que conta já com 24 anos de carreira.

Blind Zero

MÚSICA

©Frederico Martins

— Often Trees em Acústico

com Miguel Guedes (voz), Nuxo Espinheira (baixo), Bruno Macedo (guitarra), Pedro Guedes (bateria), Vasco Espinheira (guitarra) Produção Bairro da Música 18


janeiro

fevereiro ‘18 CINEMA

CINEMA

26

SEG

1H46

18H30

4€ OU 3€ (C/DESC.)

26

SEG

1H10

21H30

4€ OU 3€ (C/DESC.)

O Amante de um Dia

In The Fade

de Fatih Akın Cinema à Segunda

©DR

de Philippe Garrel Cinema à Segunda

©DR

A história de um pai e da filha de 23 anos que volta para casa depois de terminar uma relação. E da nova namorada do pai, que vive com ele e que também tem 23 anos.

Inesperadamente, a vida de Katja desmorona-se quando o marido Nuri e o filho Rocco morrem num atentado à bomba. Os amigos e familiares tentam apoiá-la em tudo o que conseguem e Katja consegue sobreviver ao funeral. Mas a busca pelos perpetradores e as razões que levaram ao atentado agravam o luto de Katja, abrindo feridas e dúvidas. Danilo, advogado e melhor amigo de Nuri, representa Katja no julgamento dos dois suspeitos: um casal neonazi. O julgamento leva Katja ao limite. Para ela não há outra alternativa senão fazer-se justiça.

Local auditório TAGV Com Eric Caravaca, Esther Garrel, Louise Chevillotte Origem França, 2017

Local auditório TAGV Com Diane Kruger, Denis Moschitto, Numan Acar Origem Alemanha, França, 2017

19


Clube de Leitura Teatral 18 Concerto de Ano Novo jan 29 29 Lucky jan O Dia Seguinte jan 30-31 CineEco — Festival I ternacional jan 03 Cinema de Cinema Ambiental fev 05 A Pai ão de Van em Família fev 05 06 Gogh Barbara fev Clube de fev 08 09 Leitura Teatral fev Libertação fev Cine-Carnaval — Grande Concentração de Personagens de Cinem e Televisão 12 12 O Quadrado fev A Liberdade do fev KINO — Mostra de fev Diabo 14-16 Cinema de Expressão Alemã 19 O Meu Belo S l Interior fev 19 2 Corpo e Alma fev Magma — fev 22 No Limite da Selvajaria fev Medeia 23 Blind Zero — Ofte Trees em fev 26 In The Fade fev Acústica 26 O Amante de um Dia fev 09 jan

Temporada 2017/18 jan

fev

Diretor Fernando Matos Oliveira Diretora adjunta Luísa Lopes Administração António Patrício

Comunicação Coordenação Marisa Santos Design gráfico PIMC/UC Catarina Pinto Fotografia/apoio à divulgação Cláudia Morais Estágio Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Jorge Bravo Produção Coordenação Elisabete Cardoso Cláudia Morais Estágio Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Nuno Rato

Equipa técnica Direção técnica Filipe Silva Luz Celestino Gomes, Daniel Oliveira Audiovisual José Balsinha Som Mário Henriques Projeção e maquinaria de cena João Silva Carpintaria cénica Laurindo Fonseca Auxiliar técnico Rui Ventura Bilheteira e Frente de casa Coordenação Rosa Maria Marques Bilheteira Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, Inês Patrício Frente de casa Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, João Correia Limpeza Coordenação Antónia Mimoso Cristina Monteiro, Julieta Costa

Assistência de sala Ana Luísa Santos, Ana Rita Brás, André Gomes, Andreia Silva, Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, Hélder Rodrigues, Inês Patrício, João Correia, Joana Amado, João António Rico, João Marcelo, Lurian Klein, Mafalda Mesquita, Marcelo Couto, Mariana Mendes, Rafaela Almeida, Vicente Paredes Design gráfico Bürocratik

Papel Fedrigoni Sirio Color Vino 170 grs Fedrigoni Arcoprint Milk 70 grs Impressão e acabamento Lusoimpress Tiragem 5000 exemplares


Teatro Académico de Gil Vicente Praça da República 3000-342 Coimbra Receção segunda a sexta 239 855 630 teatro@tagv.uc.pt Bilheteira segunda a sábado 239 855 636 bilheteira@tagv.uc.pt Balcões FNAC

14h00 às 19h00

17h00 às 22h00

Bilheteira online tagv.bol.pt

Café Teatro TAGV segunda a sábado, feriados domingo, em dias de espetáculo

09h00 às 01h00 10h00 às 20h00

Descontos para os espetáculos assinalados aplicam-se a menores de 25 anos, estudantes, comunidade Universidade de Coimbra, maiores de 65 anos, grupo ≥ 10, desempregados e parcerias TAGV Os lugares A23 e A24 situados ao lado da zona PMR (pessoas de Mobilidade Reduzida) são reservados, até 3 dias antes do dia do evento, para acompanhantes PMR e deverão ser solicitados na bilheteira local através do endereço bilheteira@tagv.uc.pt ou pelo telefone 239 855 630 (14h00 às 19h00) e bilheteira 239 855 636 (17h00 às 22h00) TAGV é uma estrutura da Universidade de Coimbra

Apoios institucionais

Mecenas para a reabilitação

Apoio para a reabilitação

Parcerias

Apoio à divulgação

Parceria Cinema à segunda

Parceria Cinema em família


Clube de Leitura Teatral 18 Concerto de Ano Novo jan 29 29 Lucky jan O Dia Seguinte jan 30-31 CineEco — Festival I ternacional jan 03 Cinema de Cinema Ambiental fev 05 A Pai ão de Van em Família fev 05 06 Gogh Barbara fev Clube de fev 08 09 Leitura Teatral fev Libertação fev Cine-Carnaval — Grande Concentração de Personagens de Cinem e Televisão 12 12 O Quadrado fev A Liberdade do fev KINO — Mostra de fev Diabo 14-16 Cinema de Expressão Alemã 19 O Meu Belo S l Interior fev 19 2 Corpo e Alma fev Magma — fev 22 No Limite da Selvajaria fev Medeia 23 Blind Zero — Ofte Trees em fev 26 In The Fade fev Acústica 26 O Amante de um Dia fev 09 jan

J I H G F E D C B A

15 13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12 14

16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38

15 13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12 14

16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38

35 33 31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10

31 29 27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10

31 29 27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10

29 27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10

29 27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10

29 27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10

35 33 31 29 27 25 23 21 19 17 15

15 13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12 14

BALCÃO

A B C D E F

G H I J K L M N O

J I 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 H 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 G 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 F 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 Temporada 2017/18 jan E fev 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 D Diretor Fernando Matos Oliveira 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 Diretora adjunta LuísaC Lopes 12 14 16 18 20 22 24 António 26 28 30 Administração BPatrício 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 A Comunicação

39 37 35 33 31 29 27 25 23 21 19 17

39 37 35 33 31 29 27 25 23 21 19 17

33 31 29 27 25 23

Coordenação Marisa Santos Design gráfico PIMC/UC Catarina Pinto Fotografia/apoio à divulgação Cláudia Morais Estágio Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Jorge Bravo Produção 24 26 28 30 32 34 A Coordenação Elisabete Cardoso

33 31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12 14

16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 Cláudia Morais

33 31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12 14

16 18 20 22 24 26 28 30 32 34

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

31 29 27 25 23 21 19 17 15

13 11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

27 25 23 21 19 17 15 13

11 09 07 05 03 01 02 04 06 08 10 12

PLATEIA

PALCO

B

Estágio Faculdade de Letras C da Universidade de Coimbra Nuno Rato 14 16 18 20 22 24 26 28 30

D

Equipa técnica 14 16 18 20 22 24 26 28 30 E Direção técnica Filipe Silva 14 16 18 20 22 24 26 28 30 Luz Celestino Gomes, Daniel Oliveira F Audiovisual José Balsinha 14 16 18 20 22 24 26 28 30 G Som Mário Henriques 14 16 18 20 22 24 28 30 Projeção e 26maquinaria Hde cena João Silva Carpintaria cénica Laurindo Fonseca 14 16 18 20 22 24 26 28 30 I Auxiliar técnico Rui Ventura 14 16 18 20 22 24 26 28 30

J

Bilheteira e Frente de casa 14 16 18 20 22 24 26 28 Coordenação Rosa MariaK Marques 14 16 18 20 22 24 26 28 Bilheteira Catherine Carvalho, L Fábio Magalhães, Inês Patrício 14 16 18 20 22 24 26 28 M Carvalho, Frente de casa Catherine Fábio Magalhães, João NCorreia 14 16 18 20 22 24 26 28

O Limpeza Coordenação Antónia Mimoso Cristina Monteiro, Julieta Costa 14 16 18 20 22 24 26 28

Assistência de sala Ana Luísa Santos, Ana Rita Brás, André Gomes, Andreia Silva, Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, Hélder Rodrigues, Inês Patrício, João Correia, Joana Amado, João António Rico, João Marcelo, Lurian Klein, Mafalda Mesquita, Marcelo Couto, Mariana Mendes, Rafaela Almeida, Vicente Paredes Design gráfico Bürocratik

Papel Auditório 768 lugares Fedrigoni Sirio Color Vino 170 grs Plateia 437 lugares + 4 lugares de mobilidade reduzida Fedrigoni Arcoprint Milk 70 grs Balcão 327 lugares Impressão e acabamento Lusoimpress Informações Técnicas ctecnica @ tagv.uc.pt  Tiragem 5000 exemplares


Clube de Leitura Teatral 18 Concerto de Ano Novo jan 29 29 Lucky jan O Dia Seguinte jan 30-31 CineEco — Festival I ternacional jan 03 Cinema de Cinema Ambiental fev 05 A Pai ão de Van em Família fev 05 06 Gogh Barbara fev Clube de fev 08 09 Leitura Teatral fev Libertação fev Cine-Carnaval — Grande Concentração de Personagens de Cinem e Televisão 12 12 O Quadrado fev A Liberdade do fev KINO — Mostra de fev Diabo 14-16 Cinema de Expressão Alemã 19 O Meu Belo S l Interior fev 19 2 Corpo e Alma fev Magma — fev 22 No Limite da Selvajaria fev Medeia 23 Blind Zero — Ofte Trees em fev 26 In The Fade fev Acústica 26 O Amante de um Dia fev 09 jan

Temporada 2017/18 jan

fev

Diretor Fernando Matos Oliveira Diretora adjunta Luísa Lopes Administração António Patrício

Comunicação Coordenação Marisa Santos Design gráfico PIMC/UC Catarina Pinto Fotografia/apoio à divulgação Cláudia Morais Estágio Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Jorge Bravo Produção Coordenação Elisabete Cardoso Cláudia Morais Estágio Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Nuno Rato

Equipa técnica Direção técnica Filipe Silva Luz Celestino Gomes, Daniel Oliveira Audiovisual José Balsinha Som Mário Henriques Projeção e maquinaria de cena João Silva Carpintaria cénica Laurindo Fonseca Auxiliar técnico Rui Ventura Bilheteira e Frente de casa Coordenação Rosa Maria Marques Bilheteira Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, Inês Patrício Frente de casa Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, João Correia Limpeza Coordenação Antónia Mimoso Cristina Monteiro, Julieta Costa

Assistência de sala Ana Luísa Santos, Ana Rita Brás, André Gomes, Andreia Silva, Catherine Carvalho, Fábio Magalhães, Hélder Rodrigues, Inês Patrício, João Correia, Joana Amado, João António Rico, João Marcelo, Lurian Klein, Mafalda Mesquita, Marcelo Couto, Mariana Mendes, Rafaela Almeida, Vicente Paredes Design gráfico Bürocratik

Papel Fedrigoni Sirio Color Vino 170 grs Fedrigoni Arcoprint Milk 70 grs Impressão e acabamento Lusoimpress Tiragem 5000 exemplares

Profile for TAGV

TAGV jan-fev — Temporada 17/18  

jan — fev

TAGV jan-fev — Temporada 17/18  

jan — fev

Advertisement