Gender Trouble

Page 1

M A R I A

PERFORMANCE, PERFORMATIVIDADE E POLÍTICA DE GÉNERO 5 maio a 24 junho 2015

M A T O S T E A T R O M U N I C I P A L

facto. m u é o ã on O géner ões associadas aç ro Sem as há géne o ã n , o r ao géne dith Butler . Ju de todo


Vinte e cinco anos depois da publicação de Gender Trouble. Feminism and the Subversion of Identity, de Judith Butler, o Teatro Maria Matos propõe­‑se como espaço para debater, observar e experienciar a performatividade de género, num ciclo com debates, espetáculos, intervenções artísticas e workshops, ao longo de um mês e meio. curadoria: Salomé Coelho e Mark Deputter com Andreia Cunha, Laura Lopes e Sezen Tonguz

CONFERÊNCIAS

* entrada livre (sujeita à lotação da sala) mediante levantamento de bilhete no próprio dia a partir das 15h Transmissão em streaming: live.fccn.pt/tmm/conferenciasgendertrouble


CONFERÊNCIA

5 maio, terça ↣ 18h30

GIULIA LAMONI

investigadora do Instituto de História da Arte da Universidade Nova de Lisboa

Autorretrato coletivo: algumas notas sobre as relações arte/feminismos A partir de uma reflexão sobre o que poderá significar hoje a articulação de posicionamentos feministas na escrita da história e crítica de arte — impulsionada por textos de Lucy Lippard, Carla Accardi e Nelly Richard —, esta intervenção vai repercorrer alguns momentos particularmente significativos para as relações entre arte e feminismos na Europa, Estados Unidos da América e América Latina, tentando pensar a sua possível operacionalidade no presente. Por motivos alheios ao Teatro Maria Matos, a conferência de Cristiana Pena anteriormente anunciada foi cancelada, sendo substituída por Giulia Lamoni.

FRANCESCA RAYNER

investigadora em teatro e performance da Universidade do Minho

Performance e performatividade Um olhar sobre o trabalho performativo de Mónica Calle, artista que tem desafiado consistentemente construções de identidade sexual, família, sociedade e cânone teatral. moderador: João Pereira ● em português ● palco da sala principal entrada livre (sujeita à lotação da sala)*


CONFERÊNCIA

12 maio, terça ↣ 18h30

ANA GABRIELA MACEDO

professora e diretora do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho

Enquadrar, Desenquadrar, Reenquadrar / Resistir – Mulheres, Arte e Feminismos, modos de ver diferentemente Uma análise das questões fulcrais que “enquadram” as estratégias de mulheres artistas, no diálogo com os Feminismos contemporâneos, no tocante à representação do corpo. Confrontam­‑se exemplos de discursos oriundos na arte e cultura ocidentais face à arte de mulheres do Médio­‑Oriente, a arte no exílio e as comunidades migrantes.

JOÃO FLORÊNCIO

investigador e professor de História da Arte e Cultura Visual Moderna e Contemporânea na Universidade de Exeter

Das Rochas, Apesar de Serem Rochas: Performance e Política Queer para Além do Humano Conferência sobre a viragem do pensamento nas artes e humanidades para o “não­‑humano”, procurando perturbar a suposta rigidez do binómio Cultura/Natureza através da extensão das noções de “performance” e “política queer”, além do domínio do humano e da sua excecionalidade. moderadora: Ana Lúcia Santos ● em português ● sala principal com bancada ● entrada livre (sujeita à lotação da sala)*


DANÇA

14 maio, quinta ↣ 21h30

FRANÇOIS CHAIGNAUD & CECILIA BENGOLEA altered natives’ Say Yes To Another Excess — TWERK Desde a adolescência que Cecilia Bengolea e François Chaignaud andam de discoteca em discoteca como se de centros de pesquisa antropológica se tratassem. Recuperando os frutos dessas experiências, trazem para o palco o cenário de um clube, em que bailarinos contemporâneos interagem com DJ da cena grime. sala principal com bancada ● 7€ a 14€ ● M/16 ● duração: 50 min


OFICINA ★ 16 e 17 maio sábado e domingo ↣ 10h às 13h

LANDER PATRICK Oficina Cascas d’OvO Lander Patrick e Jonas Lopes orientam uma oficina de movimento, no qual se experimentam técnicas, ferramentas utilizadas ao longo do processo de criação da peça Cascas d’Ovo. Os participantes integrarão os últimos momentos do espetáculo. entrada livre sujeita a inscrição obrigatória para anafreitas@egeac.pt até 12 maio ● máximo 20 participantes


CONFERÊNCIA

19 maio, terça ↣ 18h30

SHAHD WADI

investigadora em Estudos Feministas

Borders trouble: o lugar em jeito de corpo Uma abordagem às narrativas artísticas produzidas no contexto da ocupação israelita da Palestina, refletindo sobre a história dos corpos que habitam a fronteira entre o exílio e a Palestina ocupada. A procura de (re) construção do corpo é tentada através da imaginação e da criatividade, neste espaço flutuante a que podemos chamar de “Borders trouble”.

CARLOS MOTTA artista multidisciplinar

From Queer Theory to the Decolonization of Knowledge Partindo do seu trabalho e de outros artistas da América Latina, Motta reflete sobre a imposição violenta da sexualidade, enquanto categoria de conhecimento, às culturas nativas do continente americano, durante o período da colonização espanhola e portuguesa. Questiona, ainda, se a categoria “queer” será uma extensão, aos dias de hoje, desta imposição colonial. moderadora: Andreia Borges ● em português e inglês ● sala principal com bancada ● entrada livre (sujeita à lotação da sala)*


DANÇA

21 maio, quinta ↣ 21h30

LANDER PATRICK Cascas d’OvO Em Cascas d’OvO, Lander Patrick explora a comunicação não­‑verbal entre dois elementos num relacionamento. Um espetáculo que convida o público a esquecer o quotidiano frenético e a repensar as relações sociais e as suas formas de expressão a partir do silêncio e da música de dois corpos que comunicam. palco da sala principal ● 6€ a 12€ ● duração: 45 min ● M/6


DANÇA

23 maio, sábado ↣ 21h30

PERE FAURA Striptease e Bomberos con grandes mangueras O bailarino e coreógrafo catalão Pere Faura apresenta numa sessão única as suas peças Striptease, de 2008, espetáculo em que compara de maneira irónica e divertida o acontecimento teatral com a arte de despir­ ‑se, e Bomberos com grandes mangueras, de 2010, em que revisita o imaginário pornográfico como prática coreográfica. sala principal com bancada ● 6€ a 12€ em espanhol sem legendagem M/16 ● duração: 45 min + 15 min (sem intervalo)


VÍDEO

24 maio, domingo ↣ 15h às 20h30

VÍDEO & GÉNERO

O programa Vídeo & Género, compilado pela artista, professora e investigadora de estudos de Género e Videoarte Teresa Furtado, junta oito artistas de renome internacional, cujo trabalho no vídeo e no cinema experimental é influenciado pelo pensamento butleriano, ao questionar, subverter e recriar as normas, representações e práticas de género e sexualidade. Todas as obras serão apresentadas pelos próprios artistas, havendo amplo espaço para encontro e debate. Ana Pérez­‑Quiroga, Inventário­‑Diário#1 Cair A Seus Pés Cabello/Carceller, Dancing Gender Hans Scheirl, Summer of 1995 João Pedro Vale, Festa Brava Tejal Shah, Chingari Chumma / Stinging Kiss Suzie Silver, The Sausage sala principal com bancada ● preço único: 5€


CONFERÊNCIA

26 maio, terça ↣ 18h30

ANN PELLEGRINI

professora de Estudos de Performance e Análise Social e Cultural da Universidade de Nova Iorque

Sex, Sacrilege and the Trouble with Performance Ann Pelegrini é uma das investigadoras mais influentes de Performance Studies nos EUA. Nesta conferência, aborda a relação entre a religião e a legislação sobre o género e o sexo nos EUA, que tem gerado debates e controvérsias nos quais a performance é um dos “problemas” centrais. moderadora: Ana Bigotte Vieira ● em inglês ● sala principal entrada livre (sujeita à lotação da sala)*


WORKSHOP

30 maio, sábado ↣ 11h às 17h

M EN CONFLICTO Drag King No workshop de Drag King convida­‑se cada participante a desenvolver uma performance da masculinidade, independentemente do seu género ou orientação sexual, e a experienciá­‑la, coletivamente, no espaço público. em espanhol ● preço único: 7€ excecionalmente não se aceitam reservas ● venda disponível apenas até 48h antes do início da oficina ● máximo 20 participantes os participantes devem trazer roupas que associam com a masculinidade


PERFORMANCE ★ 30 e 31 maio, sábado e domingo 11h30 às 13h30 e 15h30 às 17h30 (de 15 em 15 mins)

ROSANA CADE Walking:Holding Walking:Holding é uma experiência social em que cada espectador é levado num passeio pelas ruas da cidade de mãos dadas com estranhos, cuja idade, género e aparência é sempre diferente. Uma experiência única desafiante, que explora preconceitos, ligações pessoais espontâneas e as reações do público à expressão de diferentes tipos de sexualidade. ponto de encontro: Teatro Maria Matos ● preço único: 5€ excecionalmente não se aceitam reservas ● lotação reduzida duração: 30 min ● classificação etária: a classificar pela CCE


DANÇA

31 maio, domingo ↣ 21h30

MARIANA TENGNER BARROS Après Le Bain VERA MANTERO uma misteriosa Coisa, disse o e.e.cummings * Numa única apresentação, juntamos dois solos de duas coreógrafas, bailarinas e atrizes portuguesas de gerações diferentes: Après le Bain, de 2011, um dos primeiros trabalhos de Mariana Tengner Barros, e uma misteriosa Coisa, disse o e.e.cummings, uma das peças fundamentais de Vera Mantero, criada em 1996 no âmbito de Homenagem a Josephine Baker, cantora e atriz afro­‑americana da primeira metade do século XX. sala principal com bancada ● duração: 20 min + 20 min com intervalo classificação etária: a classificar pela CCE


CONFERÊNCIA

2 junho, terça ↣ 18h30

JUDITH BUTLER

filósofa e professora de Literatura Comparada e Teoria Crítica da Universidade da Califórnia

Why Bodies Matter A autora do livro que dá nome a este ciclo dá uma conferência no âmbito dos 25 anos da publicação de Gender Trouble. Feminism and the Subversion of Identity. moderador: Nuno Carneiro ● em inglês sala principal ● entrada livre (sujeita à lotação da sala)*


WORKSHOP ★ 6 e 7 junho, sábado e domingo ↣ 11h às 17h

AKELARRE CYBORG The body as a sound post­‑gender instrument Este workshop de dois dias propõe pensar o género não apenas como performativo, mas também como prótese, na senda das teorias de Paul B. Preciado (conhecido anteriormente como Beatriz Preciado), através da criação de novos órgãos e funções ou de formas diversas de ser e de fazer. em inglês ● preço único 10€ ● excecionalmente não se aceitam reservas venda disponível apenas até 48h antes do início do workshop máximo 20 participantes ● não é necessária experiência prévia os participantes podem trazer os seus próprios materiais


PERFORMANCE ↣ 21h30

6 e 7 junho, sábado e domingo

METTE INGVARTSEN 69 positions Em 69 positions, a coreógrafa dinamarquesa Mette Ingvartsen investiga a relação entre a esfera íntima e o espaço público. A coreógrafa guia o público através de um arquivo de livros, filmes, textos e imagens da libertação sexual, transformando o seu corpo num campo de experimentação física e sexual. palco da sala principal (lotação reduzida) 7€ a 14€ ● em inglês sem legendagem classificação etária: a classificar pela CCE duração: 1h45


TEATRO ★ 18 a 24 maio (exceto 22), quinta a quarta ↣ 21h30 ● coprodução mm

KARNART C. P. O. A. A. Hermaphrodita HERMAPHRODITA marca o regresso da Karnart C. P. O. A. A. à poesia de Eugénio de Castro dez anos depois de uma primeira inclusão pelo universo no espetáculo Satirotic. Neste espetáculo, o coletivo reflete e amplifica a história do poema, mas também levanta questões relativamente ao direito à dignidade de todas as minorias de género. palco da sala principal ● 6€ a 12€ classificação etária: a classificar pela CCE


PERFORMANCE

18 junho, quinta ↣ 23h30

BENDER­‑MENTE NO LUXFRÁGIL

Uma noite de performance e festa fora de portas, em associação com a estrutura de criação e programação interdisciplinar –mente e o LuxFrágil, na companhia da incortornável instalação SexyMF de Ana Borralho & João Galante e de oito artistas que apresentarão um objeto artístico em apenas oito minutos. A música estará a cargo da DJ de Chicago The Black Madonna. LuxFrágil ● entrada livre (sujeita à lotação)

LIVRARIA MARCEL

A nova Livraria Marcel disponibilizará títulos publicados pelos oradores do ciclo e um leque de livros dedicados ao tema no Teatro Maria Matos. ● foyer em dias de espetáculos: 20h30 até ao início do espetáculo em dias de conferências: 17h30 às 21h excecionalmente no dia 24 maio: 14h30 às 21h


CONFERÊNCIAS Giulia Lamoni Francesca Rayner Ana Gabriela Macedo João Florêncio Shahd Wadi Carlos Motta Ann Pellegrini Judith Butler ESPETÁCULOS

Æ Cecilia Bengolea Æ Æ Æ Æ Æ Æ Æ

Æ Æ Æ Æ Æ Æ

VÍDEOS Ana Pérez­‑Quiroga Cabello/Carceller Hans Scheirl João Pedro Vale Suzie Silver Tejal Shah WORKSHOPS

Æ Drag King Æ The body as a sound-

-post gender instrument

& François Chaignaud Lander Patrick Æ FESTA DE ENCERRAMENTO Pere Faura Rosana Cade Bender­‑mente no Lux Mariana Tengner Barros Frágil Vera Mantero Mette Ingvartsen KARNART

Um projeto House on Fire com o apoio do Programa Cultura da União Europeia

Apoio às conferências

Media partner

w w w.teatromariamatos.pt · telf. 218 438 801

Æ Æ Æ Æ Æ Æ Æ Æ


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.