__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

1


O Pequeno Príncipe visita São Paulo


Sumário

Entrevistas Antônio Carlos Frossard.................................................................................38 Altamir Costa...................................................................................................46 Carlos Simplício...............................................................................................56 Evandro Nunes.................................................................................................60 Fabiana Barbosa...............................................................................................68 Flavia Zogbi......................................................................................................74 Magna Aspásia Godinho................................................................................78 Vieira Paulo José..............................................................................................88

Luís Gustavo Pilenso Lintz – “Produto você leva na mala, na caixa e transporta, serviço você leva na mente e no coração” Pág.16

Colunas Poetas Poveiros ......................52 Solar de Poetas ......................54

Participação Especial Maria Vilela George.....................................................................................28 Irlen Benchimol...........................................................................................30 Livros Editora Fross....................................................................................34 Rosa Marques..............................................................................................50 Jp Santsil.......................................................................................................58 Rosa Maria Santos......................................................................................62 Fabiane Linhares.........................................................................................66 Marta Maria Niemeyer................................................................................67 Christiane Couve de Murville....................................................................72 Valéria Borges da Silveira............................................................................76 Márcia Villaça da Rosa.................................................................................77 Luis Carlos de Andrade................................................................................80 Edmilson Eufrásio.......................................................................................84 Tito Laraya...................................................................................................89 Flavio Joppert.....................................................................................92


DIVULGA ESCRITOR Shirley M. Cavalcante (SMC)

Editora Coordenadora do projeto Divulga Escritor www.divulgaescritor.com http://www.portalliterario.com/ www.revistaacademicaonline.com

Revista Divulga Escritor Revista Literária da Lusofonia Ano VII Nº 44 Edição junho de 2020 Publicação Bimestral Editora Responsável: Shirley M. Cavalcante DRT: 2664 Imagem capa: Tássio Cruz Diagramação: EstampaPB Para Anunciar smccomunicacao@ hotmail.com 55 – 83 – 9 9121-4094 Para ler edições anteriores acesse www.divulgaescritor.com Os artigos de opinião são de inteira responsabilidade dos colunistas que os assinam, não expressando necessariamente o pensamento da Divulga Escritor. ISSN 2358-0119

Com sucesso, chegamos à 44ª edição, da Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia. Em destaque de capa temos o coach Dr. Luis Gustavo Pilenso Lintz Composta por mais de 30 autores contemporâneas, divulgando os seus livros, por meio de entrevistas, textos em prosa e em versos... LITERATURA! Hoje, a revista Divulga Escritor é uma das principais revistas literárias da lusofonia, com conteúdo exclusivamente literário. O editorial se destaca por sua qualidade e profissionalismo. Distribuída gratuitamente para todos que acessam a internet, a revista tem alcançado um público leitor cada vez maior. Consolidada, vamos rumo a edição 45. Juntos, vamos ler e divulgar a revista literária da lusofonia e apoiar nossos escritores contemporâneos. Muito obrigada, equipe Divulga Escritor, e administradores dos grupos: Obrigada, José Sepúlveda, apoio em Portugal. Obrigada, Amy Dine, apoio em Portugal. Obrigada, Helena Santos, apoio em Portugal. Obrigada, José Lopes da Nave, apoio em Portugal. Obrigada, Rosa Maria Santos, apoio em Portugal. Obrigada, Giuliano de Méroe, apoio no Brasil. Obrigada, Ilka Cristina, apoio no Brasil. Obrigada a cada um dos escritores que participam contribuindo com suas maravilhosas trajetórias literárias, apresentadas nas entrevistas. Obrigada, colunistas, que mantêm o projeto vivo! Muito obrigada por estarmos juntos divulgando literatura, e juntos podermos dizer ao mundo: EU SOU ESCRITOR, EU ESTOU AQUI. Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia, uma revista elaborada por escritores, com distribuição gratuita, para leitores de todo o mundo. Boa leitura!


A importância da Revista Divulga Escritor: uma das melhores revista literária da lusofonia

Alexandra Vieira de Almeida Escritora e Doutora em Literatura Comparada (UERJ) Link para acesso a edição da revista com destaque para matéria de capa com a Dra. Alexandra https://issuu.com/smc5/ docs/40_divulga_escritor_ revista_literar


O que dizer de uma revista que tem poucos anos de vida e já é um sucesso, tanto nacional quanto internacionalmente? Estamos falando da Divulga Escritor, uma Revista que enobrece a literatura lusófona. Nascida em 2013, tendo Shirley M. Cavalcante como jornalista e coordenadora deste projeto múltiplo e eficaz, o periódico tem se destacado por seu estilo ímpar e inovador. Prezando a qualidade e o profissionalismo, a Revista é um polo aglutinador que se expande para novos horizontes, trazendo à tona novos talentos e projetos voltados para o mercado editorial. A Revista desde seu nascimento preza pela elaboração de entrevistas especializadas, tendo como princípio conhecer, de antemão, o perfil do entrevistado. Assim, se torna mais pleno o domínio do foco almejado, com entrevistas bem elaboradas e questionadoras que revelam a beleza e especificidade do escritor divulgado. O foco divulgacional de cada profissional apresentado é conduzido com mestria pelas mãos eficientes de Shirley M Cavalcante, que com seu dom criativo e reflexivo, leva os entrevistados a se adentrarem no terreno de sua própria obra de modo magistral. A jornalista conhece como ninguém o domínio da palavra exata e essencial, não deixando nada a desejar aos grandes entrevistadores da grande mídia. Mas não só de entrevistas que a Revista se vale para divulgar a verdadeira literatura. A Revista também divulga textos literários, tanto no gênero prosa, como no gênero da poesia. Assim, podemos encontrar um leque diversificado de textos, como artigos, contos, crônicas, e

poemas, sendo apresentados em todas as edições da Revista. Ela não tem patrocínio. Como então ela sobrevive em meio às dificuldades e crises em que vivemos, sem nenhum apoio das grandes empresas ou veículos de divulgação ou do próprio Estado? Ela se vivifica por um retorno colaborativo, pela união, pela fraternidade entre os participantes da revista. Todos colaboram para que a revista aconteça e apareça na mídia, com grande sucesso. E qual o grande retorno disto? A Revista é inteiramente gratuita. Isso mesmo. Para todos que acessam a internet, ela está disponível e bela como sempre, enobrecendo o trabalho destes profissionais admiráveis com grande destreza e importância. A Revista tem ampla divulgação em várias mídias, além de diversos apoios quando se fala em trabalhos personalizados por edição. Todas as edições da Divulga Escritor podem ser acessadas de forma gratuita. Este é o grande diferencial do periódico, uma publicação que se vale de sua maior importância em toda a lusofonia. Portanto, Shirley M. Cavalcante é uma desbravadora de mares infinitos, trazendo à público a força e a garra de uma mulher que não para e oferece um trabalho de extrema qualidade e confiança. A jornalista é um exemplo para todos aqueles que querem alcançar o reconhecimento de um trabalho perfeito e inigualável. A Revista Divulga Escritor tem verdadeiramente uma máxima importância, sendo a maior revista literária da lusofonia, divulgada e apreciada amplamente, tendo muitos seguidores. Vivas à Shirley M Cavalvante e seu trabalho esplendoroso.

Link para última edição da revista, a de N.43 no ISSUU https://issuu.com/smc5/docs/43_divulga_escritor_revista_literaria_da_lusofonia Outras edições no ISSUU https://issuu.com/smc5 Serviços Links para acesso gratuito a todas edições publicadas Revista: Site da Revista - http://www.divulgaescritor.com/revista/ Recanto das Letras - em PDF http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=185182&categoria=M&lista=ultimas Almanaque Literário http://www.almanaqueliterario.com/revista-literaria-da-lusofonia Quem desejar participar é só encaminhar email para nosso editorial informando o que deseja divulgar na revista, apresentaremos proposta. smccomunicacao@hotmail.com Não temos a revista impressa. Valores para participar da Revista • Valor da página para PF - 50 reais ou 13 Euros (publicação de textos em versos e em prosa, como conto, crônicas.) • Valor da página para PJ - 300 reais ou 70 Euros • Valor para publicação de entrevista - 100 reais ou 25 Euros • Capa - Negociação individual. Promoção Divulgação de livro, sinopse, juntamente com imagem de capa do livro, R$30,00(trinta reais) Aguardamos seu contato!


O Pequeno Príncipe visita São Paulo


DIVULGA ESCRITOR


DIVULGA ESCRITOR


DIVULGA ESCRITOR

14

www.divulgaescritor.com | abril | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

15


DIVULGA ESCRITOR

Luís Gustavo Pilenso Lintz

“Produto você leva na mala, na caixa e transporta, serviço você leva na mente e no coração” 16

www.divulgaescritor.com | abril junhol| |2020 2020


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com o escritor e palestrante Dr. Luís Gustavo Pilenso Lintz Fundador da DCA e Master Trainer

Facilitador, Fundador e Embaixador da DoctorCoach Academy - Dr. Luís Gustavo Pilenso Lintz, é Cirurgião Dentista, Mentor de Coaches, Master Coach de Empreendedorismo e Negócios na Saúde. Apresentador do Programa DoctorCoach. Ajudo pessoas e empresas a tornarem seus negócios mais produtivos e lucrativos.

O fundador da DoctorCoach Academy – Dr. Luís Gustavo Pilenso Lintz é Cirurgião Dentista, Organizador do Livro Fator E, Coautor do livro “O Novo Manual de Coaching”, apresentador do Programa DoctorCoach pela Rádio Brasil Campinas, Vice-Presidente da Abracoaches, Embaixador da ALACBR, membro da Companhia do Coaching, possui MBA em Marketing e Gestão na Saúde, MBA em Estratégia e Liderança Empresarial, Master Coach pela APC. É empresário, fundador, diretor e instrutor da DoctorCoach Academy e também licenciado para ministrar cursos de formação em

analista comportamental e formação de mentores da ferramenta MDC28. Atua como Coach de executivos, empresários e profissionais liberais, sendo também executivo da Nasso System no Brasil. É palestrante e consultor empresarial - especialista em estratégia, comportamento, vendas, liderança e marketing para médios, pequenos e microempresários. Analista Profiler Senior pela Solides e IBC;  Analista Comportamental Senior pela Coachecom, Mentor da metodologia QEMP e Master Trainer da Ferramenta MDC28. Cursos realizados pelo Dr. Luís Gustavo Pilenso Lintz:

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

17


DIVULGA ESCRITOR

Odontologia – Universidade São Francisco – 1997;

Instrutor Fundador da DoctorCoach Academy – 2008;

Membro da Companhia do Coaching – 2016;

Diretor Regional da Abracoaches – 2018;

MBA em Marketing e Gestão na saúde – São Leopoldo Mandic - 2005

Instrutor Licenciado pela APC - Academia PAnamericana de Coaching- 2012;

Certified Master Coach APC - Academia PAnamericana de Coaching 2014;

MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Metrocamp – Ibmec- 2013;

Personal & Professional Coach – Sociedade Brasileira de Coaching 2008;

Personal & Self Coach – Instituto Brasileiro de Coaching 2010;

Business & Executive Coach – Instituto Brasileiro de Coaching -2010;

Analista Comportamental DoctorCoach Essence – Grupo Lintz / Solides - 2011;

Analista Comportamental Profiler Sênior – Solides LCC 2012;

Analista Coaching Assessments – Instituto Brasileiro de Coaching -2010;

Analista DISC – Coachecom – 2014,

Curso de Relações Internacionais e Design de Inovação – Cetris -2006;

Competências Interpessoais – Dale Carnegie - 2012;

Alta Performance em Vendas – Dale Carnegie - 2012;

Como Administrar sua empresa – Othon Barros 2007;

Gestor de Redes e Franquias – ABF – Associação Brasileira de Franchising – 2016;

Programa de Capacitação em Franchising - Associação Brasileira de Franchising – 2016;

Curso EDUC – Prática Docentes para Pós –Graduação – Prof. Ricardo do Rego – 2016;

Certificado pela Medotologia QEMP (Quociente Emprteendedor) – 20016-2017.

Certificado pela Metodologia MDC28 como Master Trianer pela Nasso System -2018.

Master Hipnose pelo Instituto Hipnobr – 2017

18

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Luis Gustavo Pilenso Lintz, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o inspirou a ser um coach? Luis Lintz - Sempre gostei de ajudar pessoas, e no coaching percebi uma grande oportunidade de fazer isso com uma habilidade que tenho de entender o outro sem julgamento, um dos pilares do coaching. Me encantei pela teoria DISC de Willianm Masteon, onde ele classificou as pessoas em 4 estilos comportamentais. Dominante ou executor, Influente ou Comunicador, Estável ou Planejador e Conformidade ou analítico. Em que momento se sentiu preparado para atuar como mentor? Luis Lintz - No memento em que 90% de meus clientes eram coaches, buscando o memso que eu quando comecei em há 16 anos. Quais principais serviços são oferecidos por meio de sua mentoria? Luis Lintz - Autoconhecimento, Autodesenvolvimento, criação e personalização de produto serviço através de jogos lúdicos e ferramentas digitais inteligentes, posicionamento de alto impacto e geração de criatividade eempreendedoria. O que mais o atrai nesta área profissional? Luis Lintz - A oportunidade de conhecer novas histórias a cada dia e saber todos tem potencial para colocar em prática. Hoje, és Vice-Presidente da Abracoaches, Associação Brasileira de Coaches. Apresente-nos a Associação? Luis Lintz - È uma associação que tem como principal objetivo, valorizar a atividade de coaching. A ABRACOACHES foi iniciada informalmente em 2009, reunindo Master Coaches de várias regiões do país, sendo formalmente constituída em 28/8/12. Passados 7 anos, uma nova Diretoria está à frente da entidade, composta pela Renata Lemos, Presidente, o Dr. Luís Gustavo Pilenso Lintz Vice-Presidente e o Sr. Rafael de Freitas Gonzaga, Diretor Superintendente. Estão no conselho fiscal Maria Rita Gramigna, Lucia Fonseca e Beatriz Nóbrega.

Vários projetos estão sendo implementados nesta fase, como a Cartilha ABRACOACHES, o Código de Conduta, o livro de coautores, que vai resgatar um pouco da sua história e o Minuto Coach, na Rádio Brasil Campinas, lançado no último 18 de agosto, no qual todos os diretores regionais terão espaço para expor suas ideias, dar dicas e compartilhar suas experiências e metodologias com ouvintes de todo país, abordando inclusive diversos nichos do coaching, certificações internacionais e muito mais. Todos estes esforços têm por objetivo a valorização, normatização e regulamentação das atividades de coach e mentor no Brasil. Um grande esforço de expansão está sendo desenvolvido pela diretoria da ABRACOACHES, lançando selos virtuais, uma nova plataforma online para inscrição de novos associados e também para difusão de ideias e projetos de coaching, bem como projetos sociais e palestras de cultura de coaching. Muito já foi feito pela diretoria anterior, o qual agradecemos bastante. Novos desafios estão a caminho que esperamos superar com toda garra, comprometimento e profissionalismo. Assim vamos contribuir para o reconhecimento da nossa profissão, estabelecendo regras para que possa ser uma metodologia cada vez mais eficiente em todos os sentidos, cumprindo seu papel com ética e responsabilidade. A presença da ABRACOACHES na Audiência Pública para regulamentação do Coaching, mostra a força e o posicionamento da associação, na qual pudemos detalhar a responsabilidade de exercer essa atividade, as certificações cientificamente comprovadas, as ferramentas utilizadas já exaustivamente testadas no mercado e que dão o respaldo necessário para nossos coachees usufruírem dessa metodologia poderosa que está à nossa disposição. Isso só foi possível porque tivemos o empenho da primeira Diretoria que plantou a semente que hoje já mostra vigorosos frutos. Por sinal, agradecemos a todos que de forma direta ou indireta nos apoiaram nessa jornada. A idéia da expansão da ABRACOACHES se iniciou após uma entrevista do Rafael Gonzaga no Programa DoctorCoach e hoje estamos aqui, lutando pelo mesmo ideal, trabalhando pra quebrar barreiras que surgirem

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

ao longo do caminho. Enfim, defender uma atividade tão importante nos dias atuais. Será uma luta e tanto, e temos a plena convicção de quanto esse esforço é necessário, especialmente nesse momento em que vemos pessoas atuando como coaches sem o devido preparo e competência. Vamos juntos fazer valer o nosso propósito de atribuir à profissão de coaching as regras e normas devidas e assim teremos uma atividade respeitada, valorizada e amplamente difundida. Então ficamos por aqui, um forte abraço a todos e nos vemos a qualquer momento. Um grande abraço até mais! Quantos profissionais da área de coaching o acompanham atualmente, por meio de sua mentoria? Luis Lintz - Temos uma plataforma na nuvem com mias de 3.000 usuários cadastrados. E também os ouvinted=s do Ropgrama DoctorCoach na radio brasil Campians. Quais principais temáticas são desenvolvidas por meio do trabalho desenvolvido? Luis Lintz - Coanching, Teorria DISC, Forças Peessoais, busca de potencial das pessaos em sua essência, trabalhar os pontos foretes e aumentar a produtividade. Quem desejar como deve fazer para conhecer ou até mesmo participar de suas mentorias? Luis Lintz - Nas redes sociais é só buscar DoctorCoach Academy, por email : lglintz@gmail.com ou por whatsapp 19 997 333 565. E acompanhar om Program DoctorCoach todo domingo as 11:45 no NA 1270 em Campinas e no mundo inteiro em www.brasilcampinas.com.br Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o mentor, escritor e Apresentador do programa DoctorCoacch Luís Gustavo Pilenso Lintz. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Luis Lintz - “Siga em frente corajosamente, pois a vitória sorri somente para aqueles que não param no meio da estrada.”

19


DIVULGA ESCRITOR

Sempre Junto com Jesus Cristo Sua obra é importante para todo cristão Que com fé, acredita na sua grandiosa missão De evangelizar em nome de Deus toda a nação. Tem o poder de curar um coração aflito Que com fé te faz um pedido Para nunca mais ficar perdido. És o Santo Bendito, és Jesus Cristo Vamos agora a todos evangelizar Com músicas, palavras , reflexões e orações Trazendo Jesus junto de nós para meditar Evangelizar é preciso e trabalhar é só começar E a graça virá e você verá!!! Que é fácil evangelizar , é só começar. És o Santo Bendito, és Jesus Cristo

Criador Se hoje estou inspirado É porque algo aconteceu E de repete você apareceu.

A graça sempre virá, então vamos lá Comece agora a caminhar Junte-se a nós, venha trabalhar por Jesus e você receberá felicidade, paz e amor para compartilhar

Do jeito que você aparece sempre Na paz, na brisa suave e mansa E toca bem fundo meu coração.

És o Santo Bendito, és Jesus Cristo

Fala-me coisas importantes e me ajuda A tomar o rumo certo e a direção correta No momento propício de cada situação.

Tenha coragem e venha conosco ficar todas as mãos irão te ajudar Sempre a melhorar.

Você é meu escudo e protetor E te levo sempre comigo no coração Para achar alegre a solução.

E a graça virá Então vamos lá É só começar.

Hoje estou a beira-mar E espero um dia te encontrar Aqui ou em outro lugar Para poder te falar...

És o Santo Bendito, és Jesus Cristo

Quanto TUA presença me ajuda Me impulsiona para ação Com muito amor no coração

LGLintz

És o Criador , Meu DEUS Poderoso e maravilhoso Que me acompanha nas decisões e Em toda e qualquer solução. LGLintz

20

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Mensagem final do Livro que organizei que em 2017 FATOR “E” - O empreendedorismos como forma de transformar pessoas e empresas Aos Jovens Empreendedores de 14 a 99 anos, Aos queridos ouvintes do Programa DoctorCoach. A todos que comungam do empreendedorismo e da educação como a maior fonte de transformação, mudança e evolução de uma nação. Aos meus novos aliados, Gratidão!!! Gratidão!!! Gratidão!!!! Tantos foram os dias de desespero, dor, dificuldades e sacrifícios. No momento do fracasso muitos se afastam. E simplesmente a força parece nula. Porém, a partir de um revés, conseguimos buscar energia em algum ponto do corpo e potencializá-la, transformando-a em uma ATITUDE diferente daquela do momento da queda. Temos que nos levantar mesmo nas adversidades e lutar com perseverança e dedicação, para atingirmos os objetivos desejados. Nem sempre é fácil, mas é reconhecidamente reconfortante quando atingimos um objetivo intermediário que nos faz pensar e sentir claramente que a meta final está perto de acontecer, pois nos dá o gostinho da vitória mesmo antes de acontecer e isso nos faz correr com mais DISCIPLINA e FOCO em direção ao nosso sonho. Vencer é apenas um dos detalhes de uma trajetória tanto quanto começá-la. Então, não tenha medo de dar o primeiro passo para ser um vitorioso. Perder nem sempre é ser derrotado. Devemos aprender com as falhas e corrigi-las para alcançar a excelência. Quando cair tenha forças para levantar. E levantando tenha o equilíbrio e a persistência para manter-se em pé. Para manter-se em pé: leia, estude, ouça, me-

dite sobre você mesmo e encontre as respostas que quer para seu futuro. Esperar as coisas caírem do céu também é uma estratégia, mas posso afirmar que a melhor posição a ser tomada é a do planejamento estratégico bem definido e direcionado para a TRANSFERÊNCIA DO CONHECIMENTO. Quando aprendemos algo, multiplicamos nosso conhecimento. Quando ensinamos, aumentamos EXPONENCIALMENTE nosso CONHECIMENTO, nos tornamos mais felizes e nos sentimos mais importantes. A felicidade está em ver o outro como um par e os pares como um só. A unidade é um fator DIVINO e a individualidade é um DOM DA GRAÇA DE DEUS. Por isso, ser feliz é colocar-se no lugar do outro e ver que a vida é simples e prazerosa de viver, apesar das situações que nos pareçam adversas. Essas circunstâncias, nada mais são do que experiências que ainda não vivemos e, a partir do momento que passamos por elas, tornam-se comuns e normais. Dessa forma, não existe situação adversa e sim falta de percepção do mundo externo e de uma maior e mais eficaz introspecção para enxergarmos os sinais que nos sãos oferecidos para tornarmos as decisões corretas e começarmos um efetivo PLANO DE AÇÃO. Muitas vezes fazemos a nossa parte e não chegamos ao nosso objetivo. ENTENDA!!! Em algum ponto você poderia gerar um resultado 5, 10, 20% maior e essa era a diferença para alcançar a vitória. Portanto, a vitória se alcança com DISCIPLINA, FÉ, PERCEPÇÃO, AUTOCONHECIMENTO, livre e aberto a ensinar e a aprender, transferindo seu amor, bons pensamentos, sentimentos de paixão, carinho, fraternidade, solidariedade, reciprocidade, prosperidade, alegria, esperança, perseverança, vitória, AMOR A DEUS, gratidão por tudo e por todos, sem julgamento de qualquer comportamento. Tenha a certeza que você será um MULTIPLICADOR e na linha de chegada haverá uma legião te acompanhando pelos seus valores, por seu caráter, por seus exemplos, pela tua obra e pelo seu compromisso com as pessoas e com seus objetivos, sempre com motivação, otimismo e sorriso no rosto. E, nessa hora, meus queridos AMIGOS e ALIADOS, chegou o grande dia. O DIA da recompensa, da VITÓRIA, do gosto doce dos aplausos e do gosto salgado das lágrimas que escorrem em seu rosto e, passados segundos, minutos, você olha para o futuro e diz... E AGORA!!! Qual será meu próximo objetivo? E aí respire profundamente e recomece, sem medo de ser feliz. Galera foi simplesmente FORMIDÁVEL estar com todos vocês, sintam-se ABRAÇADOS.

Luís Gustavo Pilenso Lintz

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

21


DIVULGA ESCRITOR

Somos parte do todo!!! Somos Únicos!!! Somos o todo!!! Carreguem Pedras... Carreguem Pedras... Em nossa vida, utilizamos muitas pedras brutas que necessitam ser lapidadas As pedras do Networking, do compromisso, da colaboração, da coragem da co-criação. Carreguem Pedras…. E a vida continua com as pedras da criatividade, da compreensão, da caridade, da comunicação, do carisma Carreguem Pedras... As pedras do autocontrole, do conhecimento, da boa conduta, da capacidade de ter competências e saber como usá-las. Carreguem Pedras... As pedras da cura, da resilência, do crescimento, do bom caráter, das crenças possibilitadoras. E na vida temos situações adversas que vão lapidando nossas pedras, Essas situações adversas são barreiras, obstáculos , decepções, erros, perdas, novos conhecimentos, mudanças.... Como se estivéssemos caminhando em uma planície e aparece em nossa frente uma montanha e temos que vencê-la, então comece subir essa montanha.... Continuem carregando suas pedras, vai começar a ficar pesado, dolorido Pois ao longo da vida vamos acumulando pedras e mais pedras Carreguem Pedras... E continue subindo, acumulando mais pedras... As pedras da criação, do Criador, da criatura, do cérebro e do coração. As pedras da calamidade, do caos, das catástrofes, dos cataclimos, da confusão e até de uma pandemia (como esta do Covid-19 em 2020) Carreguem Pedras... Em nossa vida passamos por barreiras e desafios, para chegar em algum lugar Agora, para conseguir pegar outras pedras, você precisa, de sacrifícios, superação, visão, fé,força, renúncias, esperança e persistência, disciplina, princípios, valores, atributos, estratégias e um bom plano de ação.

22

Carreguem Pedras...... E para chegarmos em nosso alvo temos que deixar de lado algumas pedras que já estavam lapidadas, Essas pedras que deixamos de lado são nossas escolhas.... Carreguem pedras..... Contudo devemos passar pela vida com as pedras da credibilidade, do senso coletivo, do analista, do consultor, do mentor, do mentorado, do coaching, do coach, do coachee.... Carreguem Pedras..... E a vida nos dá muito auto-conhecimento e oportunidades para o novo.... E com isso vamos cada vez mais lapidando melhor nossas pedras.... As pedras do conforto, dos confrontos, da conformidade, da clareza, da comunidade e da comunhão. Carreguem Pedras... Carreguem Pedras... As pedras de um campeão, corajoso, compreensivo, comprometido E você continua subindo... Até chegar ao topo você adquiriu experiências, vivências, Sentiu o medo, o frio, calor, a alegria, a chuva, a tempestade, a calmaria, o perdão, a tristeza, a compaixão e o AMOR. Chegou ao topo!!! Conseguiu o sucesso, a felicidade, a plenitude da paz e a prosperidade. E agora chegou ao fim? Acabou? Que mais você pode fazer? Chegou a hora de começar a descida... Desça distribuindo suas pedras lapidadas, seja grato por tudo que conquistou e por todos que liderou ou foi liderado. Então comece a fazer o seu melhor…Distribua Diamantes!!! Compartilhando, servindo, ensinando e aprendendo, com entusiasmo, transferindo seu conhecimento para aqueles que buscam suas respostas. Agora você está chegando no final da descida. E aí? Terminou? Você acabou de descer e está sem nenhuma pedra, leve, livre, com liberdade, realizou seus sonhos, viveu, deixou seu legado... ...E agora? Carreguem Pedras... E comece tudo de novo Carreguem Pedras... LGLintz

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

23


DIVULGA ESCRITOR

Educação, Homeschooling e Família: Ensino Domiciliar

Sob a organização do Professor Leonardo Taciano Garbossa, este livro nos remete a pensar sobre a educação em nosso país e nos mecanismos que podemos utilizar para tornar nossa educação melhor, mais justa, mais consciente e mais abrangente a cada dia. Uma Educação que anda combalida e beirando ao desastre, visto os dados de instrumentos de medição externos como o PISA por exemplo. A equipe de pesquisadores, professores e escritores da Duna Writer, sob o olhar atento do organizador da obra, elaboraram vários textos abordando questões pontuais tendo a Homeschooling como foco dessa quebra de paradigma em nossa educação. Caminharemos por primorosos textos sobre o assunto básico e sua influência na educação, métodos e exemplos do uso da Homeschooling na Noruega, sede mundial da Duna Corp, questões pontuais sobre o analfabetismo moral e ético gerado pelo modelo de ensino hoje existente no nosso país, qual a influência do uso da Homeschooling em estudantes portadores de necessidades educacionais especiais, devido suas situações especiais de aprendizado, um pouco da história da educação doméstica no Brasil, a defesa do Educar para a vida, além de textos remetendo-nos aos bastidores do Congresso Nacional onde a ideia do Homeschooling toma corpo e busca-se romper as barreiras legais para retirar essa ferramenta de educação da pecha de Crime, previsto em nosso Código Penal. Com muito orgulho, apresento aos leitores essa obra que, com certeza, irá modificar o pensamento de quem lê-la sobre o que é Homeschooling e trará para junto dessa prática educativa natural e primorosa, mais adeptos. Link para compra: Amazon Autores: Leonardo Garbossa (Autor), Vera Helena Pancotte Amatti (Autora), Clari Machado (Autora), Rosa Volpe (Autora), Fernanda Volpe (Autora), Joabson João Da Silva Barbosa (Autor), Luís Gustavo Pilenso Lintz (Autor), Paulo Barros (Ilustrador), Luiz Gustavo Chrispino (Prólogo)

24

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

FATOR •E: O empreendedorismo como forma de transformar pessoas e empresas (Coleção DoctorCoach Academy Livro 1) por Luís Gustavo Pilenso Lintz (Autor), Ricardo Do Rego (Autor), Selma Tonioli (Autora)

Acreditamos que nosso time é como uma engrenagem que tem dentes fortes para obter um melhor resultado de rotação e, assim, possibilitar uma transmissão mais eficiente e com maior torque ou mais força. No nosso caso, os dentes fortes significam o conhecimento, base para qualquer atitude ou habilidade, pois é com esse alicerce bem consolidado que poderemos potencializar ainda mais nossas atitudes e habilidades para atingirmos os objetivos. A nossa vontade é que tudo dê certo, sempre! O profissionalismo, o ideal de cada um e a nossa fé fazem com que tenhamos atitudes na direção certa do sucesso. Dessa forma, conseguiremos desenvolver as habilidades necessárias para melhorar cada vez mais os resultados e, desse modo, atingir um estado de evolução contínua em busca da prosperidade, da felicidade, da paz e de uma vida melhor para todos que estão à nossa volta. Os vínculos de amizade, os objetivos comuns, a nossa formação profissional e, principalmente, a transferência de conhecimento de cada um para tornar este time cada vez mais fortalecido nas áreas em que atuamos certamente fará o diferencial na vida dos Jovens Empreendedores, gerando, otimizando e alavancando pessoas de sucesso, equipes inteligentes, comprometidas e eficazes! Link para compra: Amazon

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

25


DIVULGA ESCRITOR

26

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

27


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA MARIA VILELA GEORGE

Método Lumen

Mini Curriculum Maria Vilela George é formada em Psicologia pela Universidade São Francisco, pós graduada em Recursos Humanos, Marketing Internacional e atualmente é Mestranda em Educação pela South Florida University. Atuou por mais de 30 anos no mundo corporativo, foi docente na Universidade onde se formou. Hoje desenvolve trabalhos voltados ao denvolvimento profissional e de carreiras e aos atendimentos em terapia breve on-line. Em 2019 lançou seu primeiro livro de história infantil entitulado “O Laço que Virou Abraço” que trata das 5 emoções naturais do ser humano. É idealizadora dos Jogos “Lumen: Re-escrevendo sua História” e “Lumen Kids: Descobrindo as Emoções”. Hoje, Maria Vilela George vive nos USA na cidade de Homosassa, Flórida com seu esposo Deeb e seu maior prazer é plantar sementinhas do bem pelo mundo à fora escrevendo para as crianças.

A Oficina Reescrevendo sua História Quando entramos em um avião, antes de decolarmos, são passadas instruções de segurança sobre como agir na falta de oxigenação na cabine, onde máscaras cairão automáticamente para que o adulto coloque em si primeiro para depois ajudar a criança ou quem estiver ao seu lado. Esta metáfora me direcionou a desenvolver o jogo “Lumen – Reescrevendo sua História” para que as pessoas ao entrar em contato com suas histórias de vida (conscientes ou inconscientes), poder ressignificá-las e desatar os “nós” emocionais. Na oficina “Reescrevendo sua História” os participantes vivenciam os contos, o lúdico e histórias de vida e assim, envolvem-se na magia e deixam-se levar nesta trilha do descobrir-se.

www.metodolumen.com Instagram: @metodolumen - Facebook: metodolumen

28

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

Método Lumen

Lumen Kids Educacional: Este programa foi criado pelo desejo de ver as crianças experimentando as amoções de forma leve através do lúdico. As crianças de hoje vivem num mundo da automacidade onde tudo é imediato. Os pais querem o melhor para seus filhos e para isso não medem esforços para ver os filhos felizes. Muitos deles fazem o impossível para livrar os filhos das frustrações do dia a dia. Com isso, muitas das emoções são encobertas pelos bens materiais, pela punição ou anulação dos dos sentimentos. Este jogo possibilita que as crianças vivenciem as emoções, conheçam a diferença entre o agir e o re-agir, desenvolvam a empatia, a auto-estima e sintam-se seguras para falar sobre suas emoções. Programa indicado para escolas, educadores, pais, profissionais focados no desenvolvimento Infanto-Juvenil.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

29


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA IRLEN LEAL BENCHIMOL

Mensagem da autora Leia gratuitamente o livro infantil Os Piratinhas do Bem contra o Coronavírus e compartilhe com seus amigos mais uma aventura dos @ospiratinhasdobem! Grande abraço! Dias melhores virão! Que tenhamos esperança e  fé! Irlen

30

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

Link do Ebook em português: Irlen Leal Benchimol - Ebook - Os Piratinhas do Bem Contra o Coronavírus   https://issuu.com/smc5/docs/irlen_leal_benchimol_-__ebook_-_os_piratinhas_do_b Ebook em Inglês Irlen Leal Benchimol - Ebook Little Pirates of Good Against The Coronavírus   Published on Apr 14, 2020   https://issuu.com/smc5/docs/irlen_leal_benchimol_-_ebook_little_pirates_of_goo

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

31


DIVULGA ESCRITOR

lrlen Leal Benchimol nasceu em Manaus, no estado do Amazonas. É servidora pública do Tribunal de Justiça local, Formada em Direito, Pós-Graduada em Direito Processual Penal, com Curso de Aperfeiçoamento pela Escola da Magistratura do Amazonas. Também atua como membro da ABEPPA (Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-Amazônicos) e também da ASSEAM (Associação de Escritores do Amazonas). Membro da AEILIJ (Associação de Escrititores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil), além de participar também da APADAM (Associação de Pais e Amigos do Down no Amazonas). Possui como principal inspiração seu filho, Ilan, que dá nome ao capitão dos Piratinhas do Bem. É a criadora da coleção Os Piratinhas do Bem, que já conta com três volumes: Os Piratinhas do Bem Navegando pela Amazônia, Os Piratinhas do Bem no Mundo da Imaginação e Os Piratinhas do Bem no Mundo das Diferenças. Lançou em outubro de 2017 sua segunda coleção: Por Trás do Pôr-do-Sol - Os Anjos e Seus Amores. Suas obras são direcionadas ao público infantil e infanto-juvenil e a todos que queiram compartilhar da experiência de ser um piratinha do bem. Atua também como poetisa, compositora, amante das artes e da natureza. Seu lema: “sem amor nada tem valor”. Seus livros tratam sobre preservação da natureza, inclusão, solidariedade, respeito, amizade, lealdade, com lições de amor para vida toda.

Em 2019 a autora apostou em uma nova coletânea: O Reino dos Encantados - Uma Mistura Que Deu Certo, onde deu ênfase à preservação da natureza, limpeza dos rios, numa trama que simultâneamente mostra um misto de amor e aventura entre um príncipe tucuxi chamado Yank e uma “bota” cor de rosa chamada Luara, vindos de reinos diferentes do subterrâneo do Encontro das Águas. Começa então uma batalha contra as diferenças entre o reino dos Salvadores (composto por botos cor de rosa) e o reino dos tucuxis. Uma aventura que conta com muitos personagens incríveis como o peixe- bibliotecário Dom Bodó, a sucuri Juliet, o Rei Rudá, a botinha Ayu, entre outros. Todos à espera da concretização de uma profecia onde surgiria um novo reino onde todo mundo podia ser o que quisesse, livre de preconceitos! Um mundo onde todas as diferenças eram aceitas: O Reino dos Encantados! Para ajudar no combate à Covid-19 e esclarecer crianças e adultos sobre os cuidados que todos devemos ter na prevenção desse terrível vírus lançou virtualmente e gratuito o e-book dos Piratinhas do Bem Contra o Coronavírus em português e inglês independente, disponível no site oficial (www.piratinhasdobem.tk). Ainda em 2020, em breve, está previsto o lançamento da quarta aventura oficial de seus personagens, Os Piratinhas do Bem na Terra dos Gigantes Amazônicos.

Revista Internacional Divulga Escritor https://issuu.com/smc5/docs/42_divulga_escritor_revista_literaria_da_lusofonia https://spereirac2.wixsite.com/irlen/post/irlen-benchimol-na-revista-divulga-escritor http://blogdoramonpaixao18.blogspot.com/2019/12/news-literaria-revista-internacional.html Baixar revista em PDF https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/6828375 Vídeos o Canal do You tube Irlen Bench https://www.youtube.com/watch?v=6ePUmOrIg3w https://www.youtube.com/watch?v=82Jksr8YdZc Vídeo especial de combate ao Covid-19: https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=KZrGnbd-iJU Páginas da autora:  www.irlenbenchimol.tk www.piratinhasdobem.tk

32

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

33


DIVULGA ESCRITOR

34

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

35


DIVULGA ESCRITOR

36

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

37


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com o editor da Editora Fross,

ANTONIO CARLOS FROSSARD A Editora Fross está localizada na cidade de Nova Friburgo, na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, distante150 km da capital fluminense. Seu criador, o professor, escritor e editor Antonio Carlos Frossard, foi motivado a criar a empresa mediante as dificuldades observadas para escritores iniciantes. Ele próprio, autor de 8 livros na área de Educação do Campo, percebeu tal dificuldade ao tentar lançar seus livros acadêmicos – as empresas cobravam alto custo de lançamento e ainda ofereciam o retorno de um baixo valor em royalties. Neste mesmo período em que publicou seus livros, entre 2014 e 2017, Antonio ajudou o jovem escritor Pedro Veroneze na tarefa de produzir seu primeiro livro: The Pandemic. Analisado por ele como um livro promissor, dada a trama ali revelada, o livro acabou recebendo a mesma negativa das editoras. As grandes editoras sequer respondiam aos e-mails e as pequenas editoras apresentavam propostas com um custo alto e um retorno ínfimo em royalties. Eis que veio a ideia: “por que não abrir minha própria editora?”. Boa leitura!

Temos como foco e tarefa social a de valorizar e apoiar novos autores nacionais, publicando as obras sem burocracia e um processo transparente, com o menor custo viável.”

38

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Prezado editor Antonio Carlos Frossard, é um prazer contarmos com a sua participação nesta seção especial de entrevista, divulgando as Editoras. Editor, conte-nos o que o motivou a trabalhar com literatura? Antonio Frossard - Desde criança fui apaixonado por leitura... por ler. Mas meus pais não tinha condições de comprar livros, além dos livros escolares. Então eu procurava livros velhos, pedaços de tirinhas em jornais. E depois de maior fui pegando gosto pela escrita. Mais pela escrita acadêmica, tanto que escrevi meus livros na área de Educação. Mas sempre rascunhei histórias que nunca terminei de escrever... E dada a possibilidade que o livro The Pandemic, do Pedro Veronese, me deu de viver a criação de um livro desde as primeiras linhas... me encantei pela linha editorial. Que segmentos literários são editados por esta tão conceituada Editora? Antonio Frossard - O mercado editorial está muito difícil. Estamos em uma crise de um país que não incentiva a leitura. É inacreditável que existem pequenas cidades que sequer têm

Antonio Frossard - Na verdade não existe nada sem custo – o que tentamos é, não transferir os custos para os autores de baixa renda. A Editora Fross funciona com uma rede de parceiros de freelancers, que se unem quando chega um projeto de uma pessoa de baixa renda, sem condições de custear nada do processo de produção. Foi o que aconteceu com o mais novo livro lançado pela Editora: A força do desejo, do jovem autor moçambicano Dionísio Muzime. Seu livro foi revisado por uma professora de Portugal, diagramado por mim, revisado pelo meu filho Breno, que trabalha comigo na Editora e juntos, atendendo a ideia do autor, construímos a capa. O ISBN foi bancado pela Editora. E agora, tentando ampliar esse trabalho social, aprovamos um projeto dentro da Lei Roaunet par angariar recursos para que possamos dar continuidade a esse trabalho com outros escritores iniciantes: jovens talentos que não conseguem publicar suas obras.

livrarias... Por isso, para sobreviver a essa crise, apostamos em uma linha editorial diversificada. Além de apresentarmos um cardápio amplo, com essa decisão, oportunizamos os mais diversos tipos de autores. Desde temas técnico-científicos, literatura, poesia, quadrinhos e todos os demais. Quais os principais objetivos da Editora Fross? Antonio Frossard - Temos como foco e tarefa social a de valorizar e apoiar novos autores nacionais, publicando as obras sem burocracia e um processo transparente, com o menor custo viável. A Editora não ganha dinheiro com o processo de publicação, como fazem muitas editoras, queremos ganhar dinheiro com a venda dos livros e por um preço justo para quem compra, para quem escreveu e para a editora. Aqui todos os escritores são recebidos com excelência e competência, inclusive os escritores iniciantes, que não encontram as portas abertas em outras editora. Também temos por meta atingir de forma ampla o mercado, trabalhando com parcerias em várias frentes, principalmente a de vendas.

Quais critérios são utilizados para seleção destes autores que serão financiado por esse projeto? Antonio Frossard - Bom, estamos ainda na fase de buscar empresas doadoras para o projeto. Mas o edital de seleção vai propor como critérios a pertinência

Comente sobre o projeto que a Editora tem para publicação, sem custos para o autor?

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

39


DIVULGA ESCRITOR

da obra, do que está escrito; não conter apologias às drogas, à violência, ao bulling, à homofobia, ao preconceito, enfim, que não contenha nenhum tipo de ideologia que denigra a integridade humana. Quem for se candidatar tem que ser escritor iniciante (nunca ter publicado uma obra), apresentando um resumo de até laudas, a sinopse e uma biografia do autor, falando da sua trajetória de vida e suas dificuldades sociais. De forma resumida, que cuidados o escritor deve tomar antes de encaminhar um livro para análise do editorial? Antonio Frossard - Primeiramente é necessária que a obra esteja pronta; é importante ter relido, ou alguém já ter lido e verificado possíveis inconsistências na escrita (ainda não é uma revisão profissional – um leitor beta que possa dar conselhos ao escritor). Que ao autor tenha uma ideia de capa e de como quer seu livro. Não precisa fazer tratamento nenhum ao rasculho (se preocupar com parágrafos, com distanciamento de linhas, de bordas... Isso tudo quem faz é a diagramação). No máximo, que esteja na fonte desejada. Também, caso exista fotos internas, que já esteja identificadas onde estas entrarão. E encaminhar. Onde podemos conhecer e comprar os livros editados pela Editora? Antonio Frossard - No Brasil temos o nosso site (https://www.edfross.com/), na Americanas, Shoptime, Magazine Çuiza e em diversas outras plataformas. Internacionalmente estamos na Amazon, na Kobo e na plataforma portuguesa bubok.com. O autor que desejar como deve fazer para encaminhar o original de seu livro para análise de publicação. Antonio Frossard - Podem acessar nosso site e se comunicar pelo Fale conosco ou pelo Publique aqui, ou pelo e-mail editorafross@gmail.com

40

Como você vê o mercado literário Nacional? Antonio Frossard - Que estamos em crise no mercado editorial é fato´, antes mesmo da Covit-19. Mas a crise deve ser encarada como uma oportunidade de negócio, de reestruturação. As grandes marcas de livrarias estão se reestruturando, as pequenas livrarias estão se fortalecendo... E o país, com mais de 200 milhões de habitantes tem um potencial gigantesco de mercado. Falta realmente é estimulo para que as pessoas leiam... Leitura começa em casa e na escola... Se investir em escola de qualidade, teremos muito mais leitores. E é nisso, formas escritores e leitores que pretende sobreviver a Editora Fross. Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a Editora Fross. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Conte-nos em sua opinião o que o leitor, pode fazer para ajudar a vencermos os desafios encontrados no mercado literário brasileiro? Antonio Frossard - Se educação é base de toda a sociedade e de um crescimento sólido e com qualidade para qualquer país, que cobremos das autoridades que cumpram seu papel diante disso. Com mais escolas de qualidade, certamente teremos muitos novos leitores. E que todos leiam... Leiam e leiam... E incentivem as crianças. Leiam inicialmente o que gostam, o que chama a atenção... quando perceber, a leitura estará fazendo parte da sua vida.

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Em destaque Livros da Editora Fross “VIRTÚ - Conjuntura, Contos e Conjecturas” – Autor: Leandro Alves Soares, OFS O contexto religioso na atual sociedade neoliberal dá-se num processo de profundas transformações, que se convencionou chamar de crise. Mediante tal situação, propomos uma análise dos movimentos que, na ânsia por salvação, buscam qualquer referencial ético-religioso, seja através de uma fé estilo ‘self-service’ ou mesmo a partir do resgate do conservadorismo que pode, por sua vez, engessar a espiritualidade. Em virtude disso, constata-se que o cristianismo se viu acusado de ser o causador, a longo prazo, dessa crise, visto que, para alguns estudiosos, fora ele o maior responsável pela racionalização da fé. Segue-se, então, a pergunta: como se deu tal processo? Através de um sério estudo fenomenológico, será apresentada resposta para tal questão, apontando os novos rumos do cristianismo, bem como contos que visam elucidar que a vida, em todos os seus aspectos, é o único valor realmente universal e inalienável e, por isso, tudo deve estar em equilíbrio constante para que o cosmos ou a natureza mantenha-se plena, livre e feliz. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/virt%C3%BA-conjuntura-contos-e-conjecturas-1

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

41


DIVULGA ESCRITOR

“Espiritualidade Diária - Para Regrar a Oração” – Autor: Leandro Alves Soares, OFS A oração é, juntamente com a Eucaristia, a medula da vida litúrgica e espiritual de todo cristão católico. Por isso, o presente trabalho deseja ser um apoio para uma vida de oração mais dinâmica, proporcionando ao fiel cristão uma coletânea de orações, em sua maioria inspiradas na experiência de São Francisco de Assis, bem como de seus filhos espirituais, visando um aprofundamento da própria espiritualidade e vivência de fé. Este livro é uma apresentação das orações praticadas pelos membros leigos da Ordem Franciscana Secular. É uma manual para se manter uma vida regrada de orações e de mente voltada para o sagrado. É um excelente roteiro para quem deseja uma vida pela de de espiritualidade diária. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/espiritualidade-di%C3%A1ria-para-regrar-a-ora%C3%A7%C3%A3o

“The Souza - O Internato” – Autora: Vitória Admore Aily Halley tem uma vida perfeita. Pais ricos, uma família linda, um namorado perfeito, a melhor amiga perfeita. Até que tudo desmoronou, a mãe de Aily morre, e assim, sendo enviada para uma escola interna, ela descobre a verdade sobre sua vida. E se sua família não for o que ela pensa? E se ela descobrisse que o grande amor de sua vida está mais próximo do que imagina? E se ela ver que quem ela mais ama corre risco de morte? A autora teceu nessa obra um sensacional drama romântico que vai te revelar muitas surpresas. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/the-souza-o-internato

42

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

“Poesias do Coração” – Autor: William Henrique Borges De Oliveira O coração é um dos mais importantes órgãos de nosso corpo. Sem ele, não há vida... E ele, como outros órgãos, reage às nossas emoções, sentimentos, paixões... Ao ódio e ao medo também. É nele que dizemos guardar as pessoas que amamos: “no coração de mãe sempre cabe mais um” e “aqui sempre tem espaço para mais um”. Essas são frases populares que retratam esse sentido e essa importância que damos ao coração. É nessas perspectivas que William construiu essa obra, retratando sentimentos, amores, tristezas e alegrias... Poesias do coração é mais uma forma de atribuir a esse órgão do corpo mais que sua função físico-biológica... Coração é poesia, é poema e reage de forma pura e singela aos sentimentos. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/poesias-do-cora%C3%A7%C3%A3o

“Guia do Candidato Inteligente” - Autor: Igor Teixeira de Oliveira Nas últimas eleições observamos que vários candidatos não conseguiram se eleger. Porque? Foram identificados dois principais erros. O primeiro: esses candidatos não planejaram a sua campanha, e o segundo e mais importante, não entenderem as leis do poder existentes no meio político. Planejamento atrelado à compreensão das relações de poder na política, são fundamentais para você atingir seu objetivo maior que é ser eleito. Esse livro vai te ensinar a assumir o controle de sua campanha, você vai aprender sobre planejamento e as leis do poder, para vencer na disputa eleitoral. Ou, por outro lado, vai servir como um alerta para os eleitores pensar na escolha de seus candidatos durante as eleições. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/guia-do-candidato-inteligente

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

43


DIVULGA ESCRITOR

Medalha Zero - Episódio 1: À primeira vista - Autor: Rogério Ferraz da Silva Este o HQ que traz a primeira aventura dos Garra e Pandora. Nessa edição, Garra, um ser criado em laboratório com DNA de humano e de tigre, é enviado para o planeta Terra para matar Pandora, uma jovem policial que procura seu irmão desaparecido e recuperar a Medalha do Universo que está com ela. Muitos mistérios cercam a relação entre o alienígena criador do Garra chamado Dr. Mente, um antigo rival conhecido apenas como Beta e o irmão desaparecido da Pandora. Mais que uma história em quadrinhos, esta é uma aventura com muita ação, mistérios e revelações que vão te surpreender. Só lendo para saber. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/medalha-zero-epis%C3%B3dio-1-%C3%A0-primeira-vista

Contra qualquer tipo de desamor, tome amor-próprio Quem nunca teve um desamor, uma decepção ou uma tristeza ofertada gratuitamente por uma pessoa de grande estima? Quem nunca se viu diante do seu próprio caos pessoal e, por isso, deixou de amar a si próprio? Nesta obra o autor quer levar você a repensar sua vida, usando como exemplo as suas próprias experiências de desamor e de momentos ruins. A mensagem que transcende deste livro é que o melhor remédio para tudo isso é o amor próprio. Siga esta leitura como bula e tome “amor-próprio” na dosagem que achar conveniente. Ou melhor, use e abuse dessa receita. Link para compra: https://www.edfross.com/product-page/contra-qualquer-tipo-de-desamor-tome-amor-pr%C3%B3prio

44

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

45


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com o escritor

ALTAMIR COSTA Nasceu no Rio de Janeiro, é formado em Comunicação Social e Pós Graduado em Educação e Docência Superior. Ama a Natureza, Poesia, Música e Escrever. “Participei de quatro antologias pela Editora Inde: Filhos da Musa, Poetas da Inde, As Faces do Amor e A Roda dos Signos. Participei também da Antologia Crônicas & Poesias de Maricá com o Povo do Livro, Grupo de Escritores e Poetas de Maricá, pela Editora Albatroz. Ainda pela Editora Inde, lancei meu primeiro trabalho solo, intitulado, “Minha Poesia é Você”, um livro de poemas permeados de sentires enraizado na alma e no coração. Trabalho como Analista de TI, e resido em Maricá - RJ.” Boa leitura!

“Ninguém sabe ou pode sentir igual. Até que lemos, vemos ou sentimos aquela mesma dor se manifestar no outro. Isso ocorre quando lemos algo profundo, ou vemos uma cena num filme, coisas assim. É nesse instante que ocorre uma significativa conexão com o outro.”

46

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Altamir Costa apresenta ‘Minha poesia é você’ Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Escritor Altamir Costa, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o motivou a ter gosto pela arte de escrever? Altamir Costa - Na verdade escrevo desde criança. Nas redações da escola sempre me destacava e ganhei algumas medalhas de honra ao mérito... acho que minha mãe ainda as tem guardadas. Mas nunca me interessei em publicar nada. Essa vontade só se manifestou depois de adulto, mais por insistência de amigos próximos que gostavam do que eu escrevia no meu perfil do facebook. Apresente-nos “Minha poesia é você” Altamir Costa - Bom, esse livro é muito especial pra mim. Primeiro por ser a realização de um sonho de ter meu próprio livro solo, sem ter de participar de antologias, lembrando é claro, que foi através das antologias que comecei a concretizar esse sonho. Segundo porque ele é a manifestação pessoal de um amor não correspondido. Então, nesse livro, manifesto todo sonho que esse amor deixa em mim, como saudade, distância, ausência, solidão, a impossibilidade de dividir todos os sentires que um grande amor nos causa. Tudo que senti e ainda sinto, estão presentes em cada linha de cada poema do livro. São pouco mais de 90 poemas onde a narrativa foi sendo construída por cada sentimento de um momento vivido por mim. Por isso o nome, Minha Poesia é Você, pois foi escrito pra ela. Pra essa pessoa especial que está longe de mim. Mais dentro do meu coração.

Apresente-nos um dos textos publicados na obra. Altamir Costa - Um dos que mais gosto é esse. Acho que mostra bem as poesias do livro. Você Você está em mim como uma dádiva da vida, tão sagrada como o ar que nos mantém vivos. Não sei explicar como esse amor chegou em mim, tornando-me teu sem que me tenhas sem que me queiras. Faz-me morrer nas noites vazias nas ausências, nas saudades. Um morrer diferente a cada noite, para no amanhecer, voltar a nascer em mim.

como você sente. Então nesses momentos de solidão, tristeza, ausência, sempre escrevia alguma coisa. Quase sempre tão sentida como o sofrer que minha alma sentia naquele momento. E bastava ouvir a voz dela num áudio para que tudo se iluminasse na minha existência. O que mais o encanta nos textos poéticos? Altamir Costa - A identificação dos sentimentos, aqueles vindos direto da alma. É comum pensarmos que somente nós sentimos alguma coisa. Alguma dor. Isso faz parte do ser humano. Sermos egoísta até no nosso sentir. Achamos que tudo que sentimos é nosso. Só nosso. Ninguém sabe ou pode sentir igual. Até que lemos, vemos ou sentimos aquela mesma dor se manifestar no outro. Isso ocorre quando lemos algo profundo, ou vemos uma cena num filme, coisas assim. É nesse instante que ocorre uma significativa conexão com o outro. Quando percebemos os mesmos sintomas que passamos ou eventualmente sentimos em algum momento. Isso resgata de alguma forma o humano oculto em nós e toda uma empatia é criada. Passamos a ser solidários com a pessoa e tentamos ajudar de alguma forma. Ainda mais quando existe uma amizade ou qualquer outro tipo de ligação com ela. A partir dessa conexão, que somente a alma pode identificar, é que ocorre esse encantamento que trazemos pra dentro do coração, e nunca mais esquecemos.

Cada texto tem um pedacinho do autor, comente sobre o momento de criação deste texto. Altamir Costa - Bem como eu disse, cada poema retrata um momento ou um sentimento vivido por mim quando escrevia determinado poema. Sabe, apesar desse sentimento enorme por essa pessoa, somos amigos. Falamos-nos sempre. Sobre várias coisas, assuntos em comum, e até mesmo nos ajudamos quando precisamos de algo. Às vezes ela fica um tempo sem falar comigo. Ou por estar ocupada, ou por estar sem internet ou algo assim. Daí você imagina o quanto isso é doloroso para quem ama profundamente uma pessoa e não recebe notícias dela. Já é doloroso saber que a pessoa não corresponde ao que você sente da forma

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

Onde podemos comprar seu livro? Altamir Costa - Eu não quis colocar o livro à venda nas livrarias normais. Optei por participar das feiras literárias que aconteceram na mesma época

47


DIVULGA ESCRITOR

de lançamento do livro, em Outubro de 2019. Foram sete eventos que participei divulgando e lançando o livro. Também divulguei a venda in box nas minhas redes sociais. Foi um ótimo resultado. O livro chegou a quase todos os estados do Brasil, chegou a Portugal, Bélgica e também no Japão. Além do livro solo, você participou de várias antologias. Conte-nos, qual chamou mais a sua atenção, por que? Altamir Costa - Todas as participações em antologias foram muito boas. Principalmente as que fiz com a editora Inde, que também foi responsável pelo lançamento do meu livro Solo. Mas uma antologia teve um gostinho especial. Foi a Antologia Crônicas & Poesias de Maricá. Um livro que nasceu em apenas três meses, depois que poetas e escritores da minha cidade se uniram para fundar uma Associação. Foi um tempo bem curto para escrever, editar, corrigir e publicar o livro. Queríamos que ele saísse no mês de aniversário da cidade. Seria nosso presente para a cidade que amamos. E conseguimos. Graças ao talento individual de cada um, ideias, sugestões, esforço e muita união para que tudo desse certo. O livro ficou lindo. Os textos, capa, poemas e crônicas de cada um que participou ficaram harmoniosos com o tema proposto, que era falar somente da cidade de Maricá, enfim, foi um trabalho delicioso e gratificante de fazer. E foi um grande sucesso. Agora o grupo que se chama Povo do Livro já está se preparando para outras publicações. Quais os seus próximos projetos literários? Altamir Costa - No momento estou escrevendo novos poemas e também, um livro de crônicas. Recentemente recebi convite da minha editora para fazermos um livro infantil. Estamos definindo como vai ser esse livro....temos algumas ideias, uma delas, poemas infantis. Acho que vai ficar bem bacana. E os dois livros que estou trabalhando, 48

estou pensando em lançar no segundo semestre desse ano. O que a escrita representa para você? Como vem se desenvolvendo a escrita em sua carreira literária? Altamir Costa - Sabe, eu procuro pensar que a escrita é apenas uma tradução, uma manifestação dos sentires. Eu não imagino o que vou escrever. Eu escrevo o que sinto. Apenas isso. Nem me considero um escritor. Considero-me uma pessoa que escreve tudo que sente. Tudo que meu olhar capta como poético, como sentir, como as coisas chegam dentro de mim ou da minha alma. Escrevo aquilo que minha alma e meu coração desejam por pra fora de qualquer jeito. Seja um sonho, um desejo, a manifestação de um gostar, enfim, transbordo pela escrita o que já não dá mais para sair como lágrimas. Às vezes é tão intenso que sai dos dois jeitos....rsrsrs. E é dessa forma que a escrita tem permeado meu escrever. Não saberia te dizer se é um estilo ou coisa parecida. Cada um tem um jeito de escrever, seguem uma linha ou direção. Acho que vai muito da maneira como cada um se identifica, sente ou se adequa a uma situação, como imagina ou cria um conto, texto ou poesia. Minha editora escreveu na apresentação do Minha Poesia é Você, que sou dono de uma poética lírica e intensa, que uso as palavras com doçura mágica, com cadência rica e harmoniosa. Pode ser. Não sei. Mais uma coisa está correta, escrevo como sinto e vivo. Com intensidade. www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Altamir Costa. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Altamir Costa - Eu quem agradeço a oportunidade. Muito obrigado a todos! Espero que os leitores apreciem o que escrevi nos trabalhos que já foram publicados. Tem um pouco de mim, mas também tem um pouco do que cada um sente e carrega oculto dentro de si. Pra mim foi uma enorme satisfação poder compartilhar um pouco do meu trabalho literário com vocês. Espero realmente que apreciem. Muito obrigado! _________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

49


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A EESCRITORA PORTUGUESA ROSA MARQUES

UM OLHAR SOBRE CIDADE PORTO SANTO Porto Santo, meu pequenino chão… Tua beleza, tua calma convida ao descanso do corpo e da alma!

CELEBREMOS A VIDA No suave despertar da Natureza, Na percepção das cores, nos matizes Que embelezam vales e montes, e Também as vastas planícies!

Tua praia a todos seduz e encanta… Com as suas águas límpidas pelo Sol aquecidas, a areia dourada. Que graça tanta!

Nos dias amenos, plenos de sol Nos dias mais alegres, mais felizes! Nas tardes passadas no campo Sob um céu azul, de uma calma E doce limpidez… de uma pureza. Na subtileza das flores silvestres Ornamentando a mesa!

E no verão… És a delícia de muita criança! Porto Santo, meu pequenino chão… Gosto de ti tanto, com tuas vestes de cor pastel Mas também no Inverno, quando te cobres com o teu verde manto… Tuas uvas são doces como o mel!

No florescimento da amizade E das árvores, bonitas, já pesadas De frutos ainda verdes, ainda em Crescimento. Tudo na maior Simplicidade! Uma riqueza! Na brisa leve de Primavera Fina aragem perfumada, que já Percorre a nossa cidade…

Porto Santo, meu pequenino chão… Por muito que de ti me afaste estarás sempre … No meu coração!

Nos jardins em festa… belas tílias E nos flamboyants em flor Oferecendo a quem passa Pétalas de carinho… a todos Saudando com amor!

Rosa Marques, do livro, Mar Em Mim, 2016

Antologia: Fúria de Viver, Julho de 2017

É Domingo! Manhã esplêndida, um Sol radiante estende-se sobre a cidade…sobre o mar… Das altas paredes, das varandas descem flores! Belas buganvílias multicores! E muitas outras espécies que nascem, se erguem em qualquer recanto. São a alegria da cidade… Todo o seu encanto! À beira mar, a igreja magnífica…sinos a tocar! Pelos caminhos apressam-se os fiéis para a missa que vai começar! No mirante a ver as vistas sempre muitos turistas… E na baía ancorados, os pequenos barcos coloridos com todas as cores… E novamente o esplendor, o encanto… Das floreiras com muitas flores! Na ribeira, o som da água a correr… É como música suave a tocar… Em suas águas passeiam belos patos desde manhã ao entardecer… Ao longe ouvem-se as rãs coaxar… Um misto de sons e cores, que se misturam e confundem com o doce murmúrio do mar! (Poema dedicado a uma cidade da Ilha da Madeira que se chama Câmara de Lobos)

50

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

51


DIVULGA ESCRITOR

José Sepúlveda

Ala Ala a Rima

Ajuda-nos, Senhor

Chorosas nuvens, ei-las que do Norte Agitam todo um mar em convulsão; E o Poeta chora a triste sorte Ao ver em fuga a sua inspiração.

Senhor Deus, todo poderoso, A terra inteira vos implora Neste tom triste, choroso Escuta-nos nesta hora

No ar, um nauseabundo cheiro a morte Que faz tremer, pulsar seu coração; E a mente sulca as águas, firme, forte, Tao cheia de Esperança, de ilusão.

São momentos de aflição, Olha o mundo ao teu redor E a minha humilde oração Vem atender, por favor

A chuva cai, o mar em vão se agita, A estrofe do poema salta, grita, Ala, Ala a Rima! O verbo enfim desperta! Ondas do mar, ó mar do pensamento, Vem-me inspirar, dar força e movimento, Remove os meus grilhões, vem, me liberta! José Sepúlveda

Se de Maria nasceste Nessa humilde estrebaria, Também na cruz padeceste Por todos nós, nesse dia Misericórdia, Senhor, De teus filhos pecadores Finda este mal, esta dor, Acaba com tantos horrores. Que teu amor magnânimo Finde este horror instalado O cansaço, e o desanimo Prolifera por todo o lado. De nós vem ter compaixão Dá-nos, alento, esperança, E que a frágil união Nos renove a confiança Rosa Maria Santos

52

www.divulgaescritor.com | abril junhol| |2020 2020

Corona O sol nasceu de manhã Com toda a terra doente Nossa vida, que era sã, É agora diferente. São corações a sangrar, Um planeta atormentado, É o corona a atacar Deste modo desastrado. Tudo para num instante, Recolhe o povo ao seu lar E nada é mais importante Que a saúde preservar. A quimera e a utopia Já não fazem mais sentido, Vivemos o dia a dia Até que seja vencido. Cientistas dedicados, Empenhados, à procura, Aqui, em todos os lados, Da vacina para a cura. Rosa Maria Santos


DIVULGA ESCRITOR

“Melancolia” Não é mesmo fácil A vida não é fácil, como nos parece à primeira vista. Tem os seus espinhos, a gente tem que ser realista. Quantos espinhos, pisamos nos caminhos da vida! Espinhos que magoam, e podem causar séria ferida. Mas o percurso da vida não é feito só de espinhos. Descobrimos também êxitos nos nossos caminhos Haja esperança para continuar, e fé para acreditar, porque nem sempre nós estamos em maré de azar. Valorizemos o que possuímos em nosso benefício. Em especial se foi obtido com espírito de sacrifício. Que a Fé nos mova, dando forças para continuar. E que a coragem nos consiga sempre acompanhar.

Vida sem luz, sem sol, vazia Melancolia á noite ao deitar Um vazio profundo ao despertar Lá fora, as ruas desertas Cá dentro, horas incertas.. Ver televisão é morrer É querer fechar os olhos á realidade É sentir uma enorme saudade Saudade dos dias de felicidade! Por onde ficou a alegria perdida O mundo deixou de ter vida! Quanto silêncio e solidão Quanta tristeza no coração Fechada nesta habitação Quase sem fé, sem esperança Simplesmente profunda desilusão! Maria José

Aurora Maria Martins

Ser paciente

“Volte a alegria e o amor”

Por muito paciente que uma pessoa possa ser, há situações que nos fazem a paciência perder. Quem de nós já não perdeu uma ou outra vez. Ou melhor dizendo, foram várias vezes talvez.

Acalmem-se os ventos da dor E sopre a força do amor Limpem-se as lágrimas caídas Curem-se todas as feridas.. Acabe-se de uma vez esta tristeza E vença a alegria e a certeza! Regresse o tempo de abraços apertados E mãos entrelaçadas por todos os lados Que os corações amem sem rodeios E os cérebros se abram sem receios.. Que volte a felicidade que ignoramos Por ser parte de cada dia que acordamos.. Que regresse a nossa vida de alegria Aquela que nos foi roubada de noite pr’o dia Éramos tão felizes e nem sabíamos Por tanta felicidade que sentíamos!

É que ... se nos tiram do sério o stress aumenta. Nós só podemos suportar aquilo que se aguenta. É por isso que a paciência também o seu limite. Mas há reservas de paciência caso se necessite. De facto a impaciência atinge qualquer pessoa. Mas é exercitando-a que a gente se aperfeiçoa. Só que as pessoas nem sempre assim reagem. São rápidos a desistir, lentos a ganhar coragem. Aurora Maria Martins

Maria José

www.divulgaescritor.com | abril junho||2020 2020

53 53


DIVULGA ESCRITOR

José Sepúlveda

Maravilha. Pintura de Bárbara Santos. Bárbara O tom multicolor onde navegas E cria em nós momentos de alegria Traduz teu caminhar por entre as trevas Nesse teu mundo cheio de magia. Procuro vislumbrar entre esses vultos Mistérios teus, nobreza e fantasia, Por mais que nos pareçam mais ocultos Na tela colorida de cor fria. Mergulho em cada tom e num momento Aquilo que me vem ao pensamento É luz e cor, audácia, amor profundo. E eis-me a contemplar tua alma nobre Enquanto em cada traço se descobre Essa aventura infinda do teu mundo!

Silêncio! Silêncio! Vem ouvir a voz do mar, As ondas desse imenso mar de espuma E nessa melopeia singular Na areia se desfazem uma a uma! Ó como é terno e doce o marulhar! Esconde-se na noite e, envolto em bruma, Emite melodias pelo ar Na orgia do ondular onde se empluma!

54

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Ó mar dos meus encantos! No horizonte Declina o sol... São águas duma fonte Que vão tombando lentas, com candor! E no teu manto carmesim-dourado Se estendem... e num sono delicado Se perdem nas caricias desse amor!

Paz Que paz e calma, amor, eu sinto aqui! E ouvindo ao longe os sinos dessa igreja, Eu sinto as melodias que há em ti E teu imenso AMOR. Louvado seja!

José Sepúlveda

Que bom! Esta afeição que me consagras Me faz sentir feliz em cada instante, Vibrar, gritar ao mar que em marés bravas Nos entra p’la janela, o nosso amante!

Menino lindo

E ao despertar na calma madrugada Ouvindo o passaredo ali na estrada Cantar promessas mil de amor eterno,

Quando a ti chego, o teu sorriso lindo Mergulha em meu olhar com afeição E o brilho dos teus olhos vai abrindo Janelas de Esperança e de ilusão...

Elevo aos céus, ao Deus do Infinito, Em oração, o mais intenso grito De gratidão, por teu amor superno!

E mesmo quando as crises vão surgindo, Tocando o corpo teu, teu coração, Teus lábios em preces vão subindo Pedindo a Deus alívio e proteção...

José Sepúlveda

Menino lindo, dá-me o teu carinho! No afago dos teus braços eu me aninho Em busca de ternura, de candor

Poeta da Arte

E enquanto nos teus olhos me acalento, Eu vivo em mim momento após momento A tua imensa fé, teu grande amor! José Sepúlveda

Gosto de olhar e ver o olhar sereno Que emana desses olhos ternos, doces, Olhá-los e lançar-lhes num aceno Um cordial olhar, como se fosses Um frágil colibri que da ramagem Frondosa é bela, entre o arvoredo, Nos canta em mil trinados a voragem Dum tempo em liberdade, triste e ledo. Gosto de olhar o teu sorriso lindo... Subtil olhar, um gozo quase infindo Que, lento nos percorre todo o ser... Gosto de olhar pra ti, ver-te dançar, Pintar teus sonhos, vê-los pelo ar Voando, nessa fúria de viver! José Sepúlveda

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

55


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com o escritor

CARLOS SIMPLÍCIO Carlos Antônio Rodrigues, ou Carlos Simplício é natural da cidade de Parari - PB, mudou-se para o Rio de Janeiro em 2003 onde concluiu o ensino médio e casou-se com Gabriele. Cristão Protestante e autor de diversos gêneros, gosta de tudo sobre “o tempo”, e trabalhos que inspire a pensar no antes, no agora e no depois. Tem como principal objetivo manifestar através da escrita, sentimentos de amor que existe em cada ser. Iniciou sua vida de escritor em 2012, quando o desejo de ler se tornou mais forte do que seus pensamentos. Por isso passou a amar o papel, de modo que só agora em 2020 deu início publicamente a sua vida de escritor com a publicação do seu livro “ O Filho de Saint”. Boa leitura!

E lendo este livro e refletindo descobrirá que com as pessoas certas ao nosso lado é possível reviver as esperanças. A aventura que o jovem Trend terá, levará a acreditar que é mais forte do que imagina.”

56

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Determinação e coragem em ‘O filho de Saint – A espada de Luz’ Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Carlos Simplício, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o motivou a escrever um livro com enredo medieval? Carlos Simplício - O empenho das pessoas para manter os princípios vivos e a possibilidade de estar frente a frente com seus adversários sem perder a honra e a dignidade diante do fio da espada. Apresente-nos “O filho de Saint – A espada de luz” Carlos Simplício - Um jovem indeciso e revoltado luta contra sua falta de esperança. Após sair de casa, perde a fé nas promessas do seu pai Saint, que luta para voltar e conquistar junto a sua família seu reino eterno e para isso deve batalhar com o malvado rei das sombras. Zeron, o implacável não permite e lutar para que todos sejam submissos a ele que também pretende erguer seu trono no império Elaionte. O jovem Trend fica entre a dúvida e a sobrevivência. O que mais o atrai na trama? Carlos Simplício - Igre, mãe do jovem Trend manter a esperança mesmo diante de tantas situações que parece impossível a volta do seu amado Saint. Enquanto luta para não perder o filho para o mal, acredita no amor do seu guerreio tendo fé que suas promessas serão cumpridas. Quais os principais desafios para escrita do enredo? Carlos Simplício - Dificuldades em expressar os sentimentos dos per-

sonagens durante a história de modo que não deixe o leitor confuso ao que cada um está sentindo. Evitar que o leitor se perca em relação ao tempo vivido na história. O que o leitor pode esperar ao ler “O filho de Saint – A espada de luz”? Carlos Simplício - É normal perder as esperanças, mas apesar disso, as dificuldades jamais podem nos abater e nunca desistir de lutar para que a esperança renasça dentro de nós. E lendo este livro e refletindo descobrirá que com as pessoas certas ao nosso lado é possível reviver as esperanças. A aventura que o jovem Trend terá, levará a acreditar que é mais forte do que imagina.

projetos literários? Carlos Simplicio - “ O filho de Saint”, “ Um amor Bárbaro” e “ Arco-íris de dúvidas”. Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Carlos Simplício. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Carlos Simplicio - Adquiram o livro e entrem na aventura junto com o autor e o jovem Trend em busca de suas respostas. Quem sabe se refletir na história do rapaz você possa se identificar e aprender que mesmo que as esperança se percam, ainda podemos lutar para não sermos abatido e assim ter a oportunidade de recuperar a fé naquilo que acreditamos.

Descreva o livro em duas palavras Carlos Simplicio - Determinação e coragem. Onde podemos comprar o livro? Carlos Simplício - (Edfross.com) e nos principais sites de venda online. Quais os seus principais objetivos a serem alcançados como escritor? Carlos Simplicio - A oportunidade de dividir meus conhecimentos com mais pessoas e ver que elas tiveram mudanças positivas depois de lê-los.

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

Apresente-nos, os seus principais

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

57


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM O ESCRITOR JP SANTSIL

O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA

A incrível saga do Quilombo dos Palmares no Novo Mundo Vivendo em Israel, mas com raízes nordestinas, o autor Jp Santsil narra em seu romance de ficção histórica a incrível saga do Quilombo dos Palmares no Novo Mundo, e a trajetória de vida do seu líder Zumbi dos Palmares desde seu nascimento na N’gola N’janga (como era chamado o quilombo pelos descendentes africanos do antigo Congo), até a sua brutal morte nos sumidouros do atual Estado do Alagoas, assassinado pelo bandeirante paulista Domingos Jorge Velho. A narrativa começa contando a história de um preto velho griot de nome Djeli, descendente dos antigos povos Mandês, os Mandinkas. Esse sábio ancião africano se torna o tutor espiritual e moral do jovem príncipe de Palmares, N’zambi. Quando este retorna ao quilombo após nove anos de sua captura por uma expedição portuguesa que incendiou boa parte desse refúgio dos negros escravizados no Novo Mundo.

58

O príncipe de Palmares, depois que retorna à N’gola N’janga, resolve viver junto ao preto velho Djeli. Pois sente em seu coração que poderia aprender muito da sua tradição africana, observando e escutando as ações e palavras deste ancião griot. Djeli vê em N’zambi o cumprimento de uma antiga profecia africana segundo a qual de tempos em tempos, no fim e no início de uma nova era, quando uma geração entra em caos, e o povo desta geração está em grande sofrimento e tamanha ignorância do Sagrado e Eterno Contínuo, surge um homem dotado de toda a força, o Grande Guerreiro que é o Filho Daquela Que Mais Brilha. E investe todos os seus esforços preparando o jovem N’zambi para ser esse grande guerreiro libertador. A saga tem palco no período historicamente conhecido como Brasil Colonial, no Outeiro ou Serra da Barriga na antiga Capitania de Pernambuco, www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

ou Nova Lusitânia, como era chamada pelos colonos portugueses, que compreendia os atuais estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e a porção ocidental da Bahia. E nos conta uma história de amor e luta, esperança e liberdade, e crenças messiânicas em um período trágico da história brasileira. Está obra retrata os fatos verídicos da época, envolta em uma bela e inteligente ficção imaginativa. Comprovando a sagacidade e habilidade do autor, que provavelmente mergulhou a fundo na história, revivendo e coligando os muitos personagens, ambientes e situações que vão além das paliçadas do Quilombo dos Palmares. Embasada em sete anos de pesquisa com viagens a Lisboa e Amsterdam e, quatro anos de escrita. A seguinte obra de ficção histórica literária, questiona: O que há de engodo? E, o que há de verdade nessa história? Desmistificando relatos, ou até, mitificando


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

fatos não só da história do Quilombo dos Palmares, seus líderes e oponentes, como, também, revelando segredos e mistérios ocultos da descoberta e fundação do Brasil. Que vai desde a Europa Medieval, a inquisição católica e o aculturamento dos judeus sefarditas em cristãos-novos, e seus movimentos criptojudeus libertários, até a África e os seus muitos originais impérios africanos, desembarcando em terras dos nativos e originais povos das florestas tropicais sul-americanas, classificados pejorica e ignorantemente, como: “índios”, pelos cristãos ibéricos europeus. Relatando, também, a colonização espanhola e holandesa, em especial, a Capitania de Pernambuco. Nenhum outro livro revela a fantasia que virou realidade, e a verdade que se transformou em engodo como este. Sendo um romance de ficção histórica, porém, preservando 100% dos fatos, assim ditos, verídicos pelos historiadores. Revelando segredos acadêmicos, desmistificando os achismos e impressões dos muitos historiadores, como os seus objetivos e discursos manipulatórios. Também, desmascara a fantasia histórica criada pelos diversos movimentos de ativismo negro, em relação a Palmares e seus líderes, para embasar as suas causas e objetivos. Não procurando agradar nem a grego e, nem a troianos, nem a “pretos” e, nem a “brancos”, mas buscando relatar um pouco de verdade histórica, sem manipulações partidárias. ​Incluindo a tudo isso: muita poesia; filosofia; sabedorias práticas, suficientes, sustentáveis e permanentes do cotidiano e da natureza; além de muita cultura, ancestralidade e espiritualidade por parte do protagonista, o preto velho GRIOT, Djeli. Obra indispensável não só para os brasileiros, como também para aqueles que querem entender esse grande holo-

causto humano que foi a escravidão nas Américas e seus processos abolicionistas. É também uma divertida forma de se ler a história, sendo romanceada, em que os personagens são vivos, falam e pensam, indo muito mais além dos livros acadêmicos, em que os historiadores relatam apenas ações, cujo esses mesmos personagens não são animados, mas cadáveres expostos nos museus das letras. Sendo, um documento animado, dramatizado e romantizado, sem partido, dando aos personagens emoção e vida. Se quiserem não tão-somente entender, mas viver o que aconteceu no período colonial português, holandês e espanhol no Brasil, não deixem de ler esta incrível obra com que o autor Jp Santsil presenteou a humanidade, com: O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA: A incrível saga do Quilombo dos Palmares no Novo Mundo. Essa Grande Obra que vai lhe surpreender pode ser adquirida aqui: Site da Chiado Books (frete grátis para todo o Brasil, lembrando que é necessário trocar a moeda de EURO para REAL no ícone vermelho acima): https://www.chiadobooks.com/ livraria/o-filho-daquela-que-mais-brilha-a-incrivel-saga-do-quilombo-dos-palmares-no-novo-mundo Amazon Kindle: https://www.amazon.com.br/dp/B07TTMFSDP E, para mais informações visite: https://www.jpsantsil.com/

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

Biografia: Nasceu em Salvador, capital do Estado da Bahia, tendo se dedicado mais da metade de sua vida a projetos de ativismo social, educacional, cultural e ecológico com crianças e jovens em estado de risco e extrema pobreza nas favelas e comunidades carentes do Brasil e Ecuador. Atualmente vive e é cidadão do Estado de Israel, oriente médio asiático, onde se dedica a projetos ecologicamente sustentáveis, e em particular, numa mesinha de sua casa em sua espiritualidade tenta criar um mundo novo mais ou menos perfeito em sua paixão por escrita e amor a literatura. ​

59


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com o escritor

EVANDRO NUNES EVANDRO NUNES, nasceu em Caruaru, PE. Formou-se em Administração pela Faculdade Estácio de Sá. Foi professor na cidade de Itaíba, PE, em seguida ingressou no Banco do Brasil, aposentando-se após 35 anos dedicados à carreira bancária. Cordelista, poeta, contista e romancista. Suas conquistas literárias são poesias e contos publicados em várias antologias, blogs e revistas literárias. Atualmente vive em São Luís, MA. “O livro tem como pano de fundo a cidade de Itaíba e Águas Belas, com algumas passagens por Recife, todas no meu Pernambuco, sendo esta última a capital do estado.” Boa leitura!

O livro muda as pessoas – ‘O Funeral da Prostituta” Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Escritor Evandro Nunes, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o inspirou a escrever “O Funeral da Prostituta”? Evandro Nunes - Minha inspiração são personagens simples e o cotidiano das pessoas sofridas do interior nordestino, assim como criar e reinventar casos curiosos em que o suspense e o inesperado se encontram. Apresente-nos a obra? Evandro Nunes - “O Funeral da

60

prostituta” é um romance contemporâneo que narra a história de Maria, uma menina pobre que nasceu e cresceu na roça, personagem principal do livro. Essa narrativa literária passa por diversos temas, como carência afetiva, pobreza, luta e fé, com uma envolvente trama e um final surpreendente. Apresente-nos, uma passagem da obra para apreciação de nossos leitores? Depois de deixar a igreja, o cortejo fúnebre seguia lentamente pelas ruas de Águas Belas, subindo a ladeira. Nesse trajeto, alguns curiosos estavam parados ao longo da cal-

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

çada, outros estavam debruçados no parapeito da janela apenas para vê-lo passar, enquanto se contava pelos dedos das mãos às pessoas que seguiam ou precediam o esquife que subia a rua em direção ao campo santo. Não era um funeral concorrido, mas aos poucos, à medida que o caixão passava pela rua, quem estava à toa ia juntando-se ao cortejo e o calçamento pouco a pouco era tomado de gente. Essas pessoas indiferentes queriam apenas fugir da monotonia daquele lugar. Era o que se lia nesses rostos que iam acompanhando a morta. Nenhum automóvel acompanhava o funeral, apenas aqueles motoristas


DIVULGA ESCRITOR mais apressados buzinavam pedindo passagem. Não chovia nesse dia, sinal de que a natureza não chorava à falecida; era uma tarde quente, sem vento, mormacenta e as folhas dos pés de algaroba ao longo da calçada nem se mexiam. O enterro continuava subindo a rua, caminho do cemitério. Da catedral ao cemitério o caminho era curto. Subia-se a Rua Constantino Lavrador e logo à margem esquerda do rio, que estava do lado de Águas Belas, ficava o campo santo. Não havia necessidade de descanso para os carregadores — eles disfarçadamente trocavam de posição — e caminhavam a passos curtos, pois se acredita que um corpo defunto fica mais leve devido à saída da alma e a falecida estava sendo levada com folga nesta sua última viagem. Nessa época os carros funerários eram para os ricos e dona Bia não quis arcar com essa despesa. Para ela bastava o prejuízo que a falecida deixara no seu bar e a cachaça servida de graça durante o velório. Durante a caminhada dona Bia afastou-se das meninas e quase correndo chegou junto aos carregadores e perguntou-lhes: — Vocês não querem descansar um pouco? Essa menina deve estar pesando... — Não, minha senhora. Vamos devolvê-la ao pó, porque tudo vem do pó e tudo retorna ao pó. O espírito volte a Deus, que o concedeu — respondeu um dos carregadores, muito seguro de seu conhecimento bíblico. Qual o cenário, espaço geográfico escolhido para desenvolvimento da trama? Evandro Nunes - O livro tem como pano de fundo a cidade de Itaíba e Águas Belas, com algumas passagens por Recife, todas no meu Pernambuco, sendo esta última a capital do estado. Quais critérios foram utilizados para escolha do título? Evandro Nunes - Porque o ponto forte da história é a morte, o enterro, o sepultamento e como as putas a colocaram como objeto de veneração.

O que mais o atrai em “O Funeral da Prostituta”? Evandro Nunes - A maneira como a história vai ficando a cada página mais vigorosa e envolvente. O relato de “O FUNERAL DA PROSTITUTA” é retratar, em ficção, os problemas que nos acometem nos dias atuais. Nesse último livro, por exemplo, abordamos aspectos referentes à família de um pobre agricultor e feirante, que teve a filha deflorada por um jovem filho de um fazendeiro, deixando-a abandonada, depois de engravidá-la... Leitor! Nem lhe sei contar o resto!... O que a escrita representa para você? Conte-nos, o que vem mudando em sua vida por meio da literatura? Evandro Nunes - Escrever é minha maneira de interpretar a visão que tenho do mundo. Sempre fui um ávido leitor e entrei na literatura pela porta da poesia de cordel. Publiquei quase vinte cordéis. Essa experiência me estimulou a escrever. Diria que escrever está sendo algo que alegra, a cada dia, o meu viver.

Quais os seus principais objetivos a serem alcançados por meio da literatura? Evandro Nunes - Realizar uma viagem única e mágica através da literatura e alegrar corações sensíveis à ficção. Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Evandro Nunes. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Evandro Nunes - Leiam o livro “O FUNERAL DA PROSTITUTA”. O livro muda as pessoas. Leia mais para ser mais! (Editora Martin Claret).

Onde podemos comprar o seu livro? Evandro Nunes - O livro poderá ser adquirido nas lojas parceiras da Editora Katzen: Magazine Luiza (https://www.magazineluiza.com. br/o-funeral-da-prostituta-katzen-editora); Lojas Americanas (https:// w w w.americanas.com.br/pro duto/1618058212/o-funeral-da-prostituta-katzen-editora-livro); Submarino (https://www.submarino.com.br/produto/1618058212/o-funeral-da-prostituta-katzen-editora-livro). Contato com o autor: evandronunesbb@gmail.com

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

61


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA ROSA MARIA SANTOS

Esse mald

Todo o planeta passa por um momento difícil, diria, um terrível pesadelo. Paira no ar uma ameaça que atinge todos os habitantes da terra. Um vírus estranho – ou não tanto - veio assombrar o nosso quotidiano. Ninguém está imune, ataca todos nós sem piedade, sem escolher extrato social: rico, pobre, sem abrigo, idoso, jovem, criança, todos estão sujeitos a tamanho flagelo. Não tinha o costumo de espreitar pela janela, nem tempo e nem vontade, essa era a verdade. Hoje, dou comigo a espreitar a toda a hora, tentando olhar os vizinhos dos prédios circundantes, à janela como eu, olhando ao redor o deserto em que se transformara a nossa cidade. Abrem os estores, olham para um lado e para o outro e, circunspetos, voltam para dentro. Confinados em casa, proibidos de sair à rua. Tempo para refletir sobre a nossa parca existência. Tudo o mais, o que antes era importante, parou no tempo.

62

Forma estranha de encarar a vida, mas é a realidade, já lá vão dois meses. No alvor do ano de 2020, nunca me passara pela cabeça (será que passou pela cabeça de alguém?) que nos meses seguintes teríamos que passar por tamanha provação. Cada um, levava os seus dias como podia, com mais ou menos preocupações. Era um bom dia aqui, outro acolá, um sorriso, um olhar, e o tempo corria despreocupado, sem tremores no coração. De repente, a cortesia de faça o favor de passar, deixou de existir, simplesmente, não nos cruzamos. Hoje, parecemos estranhos, mesmo para os mais chegados. Se nos aproximamos esporadicamente, afastamo-nos. Cumprimentos com toque, nem pensar, é proibido. Desconfiamos de tudo e de todos. Os abraços deixaram de fazer parte do nosso quotidiano. O beijo de amizade, um anátema, perigo eminente, para quem o dá e para quem o recebe. E as mãos? Agora, como doidinhos, passando-as por água com sabão ou

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

gel, como se estivessem sempre infetadas. Até de nós desconfiamos. Mundo estranho este! Tudo ao redor não passa dum valente tombo, do qual não sabemos como nos levantar. Damos um espirro, tossimos casualmente e logo os olhos ao redor se viram para nós, como na presença de um inimigo, um vírus contagioso. Quem sabe, se calhar, têm razão! Uma ida ao supermercado, em busca de bens essenciais, é agora uma arriscada aventura. Tudo tem que ser planeado com rigor. O uso de máscara, como se no meio de um assalto, é agora obrigatório. Entrecruzam-se entreolhares, vigiando, medindo as distâncias, como num antro de guerra química. A boca e os olhos, protegidos agora por essa burca estranha. As mãos, protegidas por luvas de latex, como se tomadas pela lepra. Momentos de stress, as idas a uma superfície comercial. Um cansaço estranho percorre o nosso corpo… e apetece regressar bem depressa para casa.


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

dito vírus Com tantas idas à janela, criamos novos hábitos. Mais humanos. Embora assustados, apetece cumprimentar, ironizar, às vezes, como se numa tentativa de proteção de nós mesmos, o modo que encontramos para enfrentar os nossos medos. É disso que se trata, medo. Medo das notícias, medo uns dos outros, medo do amanhã. Misericórdia, ó Deus. Hoje dei comigo a pensar em como vai ser o dia de amanhã. Como vai ser o relacionamento com aqueles que nos são queridos, os nossos vizinhos, os nossos amigos? Questionamo-nos a cada instante e não encontramos respostas plausíveis, tudo é uma incógnita que tememos conhecer. Alguns dias atrás, vi na TV algo que não mais me saiu do pensamento. Um funeral. Um corpo inerte, um padre, um filho. Creio que vai demorar muito tempo até que o esqueça. Quando regressei a Braga, a minha cidade, em junho de 2017, adquiri um apartamento mesmo no centro da urbe. Ainda hoje, mal conheço os vizinhos cá do prédio. Nestes três anos, esporadicamente, cruzei-me com uma

senhora que prendeu a minha atenção, pelo seu porte, pela forma como agia connosco. Nem sabia onde ela vivia. Mas, certa manhã, vi-a no mercado. Descobri mais tarde que vivia num prédio mesmo defronte do meu. Reconheci-a. Deve ter os seus oitenta anos, penso eu. É elegante, altiva, loura, olhos azuis. Há dias, num dos momentos em que fui à janela espairecer, fiquei estupefata. Ei-la inerte no chão, sobre as pedras cinzentas da calçada. A pouca distância da porta de entrada da sua casa. Era meio dia. O sol batia forte no seu pálido rosto. Ao seu lado, um homem, impotente, junto a ela, tentando confortá-la. Uns vizinhos do seu prédio, saíram com máscaras, com gel alcoólico na mão. Notei que aguardavam O INEM, o Serviço de Emergência Médica, instalado ali bem perto. Tinham passado dez minutos. Com esta crise da pandemia, as coisas não funcionam tão rápido como o desejado. Havia que ser paciente. Depois de feito o suporte de vida aconchegaram-na, colocaram-lhe

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

uma máscara e seguiram para o hospital. Quem sabe se era mais uma vítima desse vírus maldito! Na verdade, hoje todos somos todos suspeitos e há que tomar as necessárias precauções. Não sei o que se passou com ela. Como gostava de saber. Quem sabe se em breve a vejo de nosso a calcorrear, ali, frente à minha janela. Dá que pensar até onde este maldito vírus nos levará, como vai ser nosso futuro. Que obstáculos iremos enfrentar daqui para a frente. Foi-se a nossa liberdade. Hoje, penso que não soubemos aproveitá-la na sua plenitude. Conspurcamos o planeta, criamos novas tecnologias e hoje, eis-nos aqui dependentes delas, qual castigo do Divino. Antes, tínhamos tudo e não sabíamos. Tornamo-nos egoístas, quantas vezes, irresponsáveis. E agora? O que vai ser o dia de amanhã? Hoje sonho, sonho acordar um dia sair à rua, respirar o fresco duma manhã de sol, olhar o mar, abraçar toda a gente, e gritar ao mundo: Eu quero ser feliz!

63


DIVULGA ESCRITOR

O Pequeno Príncipe visita São Paulo

64

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

65


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA FABIANE LINHARES

No palco da nossa música Se escura a voz calada, grito alinhada outro teor de um dizer cantado. Encanta-se com a aveludada canção e é melancólica de alegria, é uma poesia que chora, notas persistentes dos sentidos que sorriem delicadamente após a canção. Se canso entre os versos? Fato é que declino nos momentos de intervalos, que esperam atos do amor sem frestas, sem vazios, no acalanto da companhia, que entreabre os lábios, beijam o instante que alcança o anseio da memória , perdura ao próximo dia no corpo do sentimento que não partiu. Chega nossa música, e o cantar ferve nas veias que dizem, guardam no peito o desejo das palavras de um íntimo, que explode no palco distinto da realidade que nos viu. Fabiane Linhares

Uma manhã de outono É manhã de um outono caída entre os dedos. O dia de um Sol, ainda quente em raios, deixa luz no olhar de quem em lágrimas disse da espera, das horas ainda em um céu que não abandona. Sei que as nuvens deitam a melodia, e o chão é percurso num olhar entre planetas em uma noite quente. Abraça-se o hoje tão intenso, é o que se tem, que não mente um sorriso de esperança, não abaixa a solidão no tempo, apega-se aos braços das dádivas de um Mistério, que sempre amou e tudo deu, nem um beijo faltou num dia cansado , numa falta própria , num ver que embaçado desmaia , num choro que não se despede. Sim, é manhã de outono, e jogo a vida retendo o nítido, o aqui me dado, num Rio que banhou-me de amor num peito imenso do sacrifício que não negou. O amor que tem face, despe a cara quando me toca , beija o corpo da saudade exercendose nas palavras em um mundo no rosto da verdade. Fabiane Linhares

66

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA MARTA MARIA NIEMEYER

PEDACINHO DE PAPEL Minúsculo pedaço de papel descartado, reciclado, transformado em nosso elo. Perdido, mergulhado entre bilhões de pequeninos grãos de areia.   Imensa duna escondia nosso tesouro. Milhares de pegadas humanas, que as aves do céu desenharam, circulando seu entorno.   Volto ou não volto lá? dúvidas eternas. Parece ridículo, olhares de reprovação? Todos sabem o que estou fazendo? e daí? Não, não seria possível...   Nosso único contato contém seus dados, nome e telefone. E agora, como encontrá-lo?

Por que não voltar a praia? Por que não tentar reverter a sorte? Nada me impede  sou livre para voar...   Desafiei a lógica, desafiei a lei do imponderável.   Minúsculo pedaço de papel encontrado, mergulhado na imensidão da areia. Elevei meu olhar ao céu agradeci e compreendi, este é meu projeto.   Nosso elo mantêm-se vivo na história. O telefone desativado, transformado em dois travesseiros... comemorando trinta e um anos de união, em dia de São Sebastião.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

67


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com a escritora

FABIANA BARBOSA Fabiana Ferreira Barbosa é Escritora, Psicanalista, Parapsicóloga, Psicoterapeuta Junguiana, Psicoterapeuta Holística, Master Practitioner em PNL – Programação Neurolinguística, Palestrante e Consultora de treinamentos empresariais. Trajetória profissional consolidada na área de Recursos Humanos, com experiência no desenvolvimento de atividades na prestação de consultoria em Recrutamento, Seleção, Treinamentos e Desenvolvimentos, Projetos, Processos, Educação Corporativa, Qualidade de Vida, Cultura e Clima organizacional. Pós-graduada em Psicologia Junguiana. Nível superior em Gestão de Negócios e Empreendimentos com ênfase em Gestão de Pessoas; Formação em Psicanálise Clínica; Bacharelada em Administração. Boa leitura!

É um medo normal, desde que não leve o indivíduo ao desespero, ansiedade crônica, tristeza, irritabilidade e excesso de cuidados que podem gerar um transtorno obsessivo compulsivo (TOC). É nesse momento que entra a capacidade de lidar com esses sentimentos de ansiedade, tristeza, irritabilidade, medo e impotência.”

68

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Escritora, psicanalista e palestrante Fabiana Barbosa, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, como você apresenta a Inteligência Emocional em tempos de crise? Fabiana Barbosa - Eu que agradeço ao Divulga Escritor pela oportunidade de participar desta entrevista. Em tempos de crise como pandemias, catástrofes, calamidades e conflitos em geral, costumo dizer que é muito importante termos como aliada a Inteligência Emocional. Parece difícil colocar em prática, mas temos a capacidade de racionalizarmos, mesmo na hora em que o instinto age de forma inconsciente. O nosso instinto pode ser irracional em determinadas situações de estresse e ansiedade exacerbada. Quando nos encontramos em situações de perigo, automaticamente o nosso cérebro recebe comandos para nos proteger, infelizmente alguns desses comandos, enviam substâncias químicas, como adrenalina e cortisol. Essas substâncias somadas com outras no organismo, provocam diversas doenças, baixa a imunidade, aumentando o nível de estresse e muitas vezes algumas pessoas agem pelo impulso (instinto). É nesse momento que temos um diferencial dos outros animais, somos “racionais”. Podemos controlar nossas emoções. É de extrema importância buscar o autoconhecimento, entender os limites internos e externos. Não somos uma panela de pressão para aguentarmos tantas pressões no dia a dia. Buscarmos o autocontrole através da respiração, desacelerar os pensamentos, freiar os impulsos. É um exercício diário controlar as emoções. No início parece difícil, mas como toda atividade física, somos condicionados a tudo que nos propomos a fazer. Se fizermos o controle da respiração, diminuir o ritmo dos pensamentos acelerados e administrarmos com sabedoria o nosso tempo, com

certeza ficará fácil em tempos de crise, gerenciar as nossas emoções e de todos em nossa volta. É sentar, respirar, pensar com racionalidade e positivamente, buscar soluções ao invés de culpar os outros pelos acontecimentos negativos. Mudar a estratégia de pensamentos, comportamentos e focar em soluções.

mento das próprias emoções. Ocorre que muitas vezes o sujeito cria expectativas baseados em seus desejos ou objetivos, quando não são correspondidos, gera a frustração, sentimento de perda, se não souber lidar com essas situações negativas, desencadeará sentimentos de raiva, tristeza, mágoas, ressentimentos, desmotivação, etc. Gerando ineficiência, prejuízos e dificuldades de relacionamentos interpessoais. Na minha visão como psicanalista, acredito que o melhor caminho é buscarmos o nosso autoconhecimento, promover pensamentos e atitudes saudáveis, bons livros, atualizar-se o tempo todo, atividades físicas que dão prazer, reeducação alimentar, evitar programas de televisão negativos, excesso de noticiários que não vão agregar nada no cotidiano, ao contrário, pode gerar mais ansiedade, medo, angústia, tristeza, impotência, etc. É importante alimentar nossa mente e sentimentos de informações construtivas. Em resumo, ser seletivo e evitar pessoas tóxicas, que adoram proferir palavras negativas, destruidoras de empa-

Qual a importância de conhecermos e administrarmos de forma eficiente a Inteligência Emocional? Fabiana Barbosa - De acordo com Daniel Goleman, Ph.D. em seu livro “A Teoria Revolucionária que redefine o que é ser inteligente - Inteligência Emocional”, o autor afirma que a Inteligência emocional é a capacidade de controlar os impulsos, a empatia, a capacidade de identificar as emoções nos outros, sem a noção do que o outro necessita ou de seu desespero, o envolvimento é impossível; autocontrole e piedade. (2007, p. 66) O autor frisa bem a questão da empatia e a necessidade de controlar, zelar, persistir e ter a capacidade do indivíduo de se automotivar para obter o gerencia-

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

69


DIVULGA ESCRITOR

tia e julgadoras. Oriento nesse sentido, caso você não saiba lidar com críticas e julgamentos. Não se envolva com essas energias densas, acumuladoras de sentimentos sombrios. Quando temos um bom gerenciamento das emoções, conseguimos lidar com todas as situações conflitantes, inclusive com pessoas tóxicas. Elas também precisam de ajuda, precisam de autoconhecimento. Estamos o tempo todo em busca da normalidade, se é que ela existe. Mas podemos nos controlar, nos instruirmos infinitamente. Poderias citar um exemplo eficiente no uso de tal importante habilidade? Fabiana Barbosa - Sim, posso. Um bom exemplo é a pessoa que tem muito medo de ficar doente por causa de um vírus mortal. É um medo normal, desde que não leve o indivíduo ao desespero, ansiedade crônica, tristeza, irritabilidade e excesso de cuidados que podem gerar um transtorno obsessivo compulsivo (TOC). É nesse momento que entra a capacidade de lidar com esses sentimentos de ansiedade, tristeza, irritabilidade, medo e impotência. Quando não consegue controlar as suas emoções, pode desencadear outros transtornos psicológicos, inclusive Síndrome do pânico, depressão e até mesmo levar ao suicídio. É importante o apoio familiar, acompanhamento com um profissional qualificado na área médica e psicológica. Ter controle emocional é uma aptidão que todos nós temos, mas nem sempre uma pessoa consegue desenvolve-la na sua autoconsciência. Avaliar a capacidade de conforta-se, livrar-se da ansiedade, tristeza, medo, irritabilidade diante do caos é uma habilidade emocional básica. As pessoas que são fracas emocionalmente nessa aptidão, vivem constantemente lutando contra seus sentimentos e entram em desespero, enquanto outras se recuperam mais rapidamente dos reveses e perturbações cotidianas. 70

O que podemos fazer para ajudar a desenvolvermos tal habilidade? Fabiana Barbosa - Conhecer as próprias emoções, ter autoconsciência, lidar com as emoções, motivar-se o tempo todo. Colocar as emoções a serviço de uma meta é essencial para centrar a atenção, para automotivação e o controle, e para a criatividade. O autocontrole emocional, saber adiar a satisfação e conter a impulsividade, está por trás de qualquer tipo de realização. É a capacidade de entrar em estado de fluxo, possibilita excepcionais desempenhos. As pessoas que têm essa capacidade tendem a ser mais produtivas e eficazes em qualquer atividade que exerçam. Reconhecer as emoções dos outros sem julgamentos e ter empatia. A empatia é uma habilidade que se desenvolve na autoconsciência emocional, é a aptidão pessoal fundamental. As pessoas empáticas estão mais sintonizadas com os sutis sinais do mundo externo que indicam o que

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

os outros precisam ou o que querem. Isso as torna bons profissionais no campo assistencial, no ensino, vendas e administração. Saber se relacionar com as pessoas é uma habilidade que determina a popularidade, liderança e a eficiência interpessoal. As pessoas excelentes nessas aptidões, sempre se dão bem em qualquer coisa que dependa de interagir tranquilamente com os outros, são estrelas sociais. As pessoas diferem as suas aptidões em casa um desses campos, alguns de nós podemos ser bastantes hábeis no lidar com nossa ansiedade, medos, inseguranças, irritabilidade, enfim, nossas deficiências, mas relativamente ineptos em confrontar os aborrecimentos de outra pessoa. A mente racional é a comunicação verbal e das emoções é a comunicação não verbal. O corpo fala em silêncio. Além da Inteligência Emocional quais temáticas abordas em suas palestras?


DIVULGA ESCRITOR

Fabiana Barbosa - Os temas das nossas palestras e treinamentos são direcionados e customizados de acordo com as necessidades de cada organização, mas também temos alguns temas elaborados e que estão abertos ao público em geral, entre eles destacamos: Ø Motivando todos para autoestima e autoconfiança; Ø Os segredos do Marketing Pessoal; Ø Os segredos do sucesso; Ø Como enfrentar retrocessos, criar retomadas e assumir uma nova postura no trabalho; Ø Como gerenciar pessoas e motivar sua equipe; Ø Como equilibrar a vida pessoal e o trabalho; Ø A dinâmica criativa e o poder da comunicação; Ø Como falar em público e conquistar pessoas; Ø Aprendendo a otimizar o tempo na vida pessoal e no trabalho; Ø Gestão de conflitos com a inteligência emocional; Ø Como gerenciar a ansiedade e emoções em tempos de crise? Ø A importância da Inteligência Emocional na vida pessoal e profissional; Ø Gestão de inteligência emocional no trabalho. Qual as principais diferenças entre uma pessoa que tem Inteligência emocional de uma que não tem? Fabiana Barbosa - na verdade todos temos a inteligência emocional, porém existem algumas pessoas que ficam expostas, sob o controle dos seus impulsos, são pessoas que não que sofrem de uma deficiência moral. Essas pessoas precisam buscar o autoconhecimento, empatia, solidariedade, humildade, flexibilidade e exteriorizarem a sua inteligência emocional. A capacidade de controlar os impulsos é que dá base para o ser humano ter força de vontade e caráter. É a capacidade de identificar as reais neces-

sidades dos outros (empatia), controlar as emoções, o desespero e os sentimentos negativos. Cria-se o elo, envolvimento, o autocontrole e piedade. Saber interpretar as suas próprias emoções, os sentimentos, impulsos e controlá-los, permitirá lidar tranquilamente com pessoas, sendo empático e solidário. São pessoas que possuem a inteligência emocional.

estar concentrada demais nos afazeres. Quando o corpo reclama é hora de parar, refletir, analisar e buscar o autoconhecimento. Onde eu posso melhorar? A melhoria é contínua e para sempre. Aprendi que a vida é um sopro e é importante administrar nosso precioso tempo. O que é urgente? O que é importante? Aprendi a questionar e conversar comigo mesma. Respeitar meus limites internos e externos. Fazer meditações diárias, trabalhar com a respiração, ouvir mais do que falar, ler bons livros, pesquisar sobre diversos temas e atualidades. Ter uma mente holística. Eu desejo que você caro leitor, promova qualidade de vida o tempo todo. Beba muita água, divirtase com sabedoria, tenha contato com a natureza, faça atividades físicas dentro de seus limites. Busque amizades saudáveis. Evite pessoas tóxicas. Faça novos programas mentais positivos, elimine os pensamentos destruidores e auto sabotagens. Lembre-se: o seu corpo é um laboratório divino, cuide bem dele com uma boa alimentação, evite açúcar, comidas industrializadas e todo tipo de excesso. Pratique a empatia, ela sempre será uma grande aliada ao controle emocional. Seja solidário, mas sem julgamentos. Seja você mesmo, mas busque melhoria contínua. Se instrua o tempo todo, mantenha-se atualizado. Evite notícias alarmantes, prefira programas construtivos e de qualidade. Não adie para amanhã, mude agora e seja feliz! Forte abraço.

Quem desejar como deve fazer para contrata-la? Fabiana Barbosa - basta entrar em contato pelo meu e-mail, telefone, site, blog, twitter e instagram. Site: polimentodoser.com.br/ Blog: http://polimentodoser.blogspot. com/ Instagram: @fabiana.barbosa16 Twitter: @Fabiana00626624 Telefone/WhatsApp: (61) 991016910 E-mail: polimento.do.ser@gmail.com Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora e palestrante Fabiana Barbosa. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Fabiana Barbosa - Não se cobre tanto, não leve a vida tão a sério, parece ideologia, mas posso afirmar que não é, na verdade temos tendência a complicarmos as coisas. Quando eu era muito jovem, mamãe tinha medo que eu tivesse um AVC, eu queria fazer tudo ao mesmo tempo, estudar, trabalhar, ser dona de casa, mãe, esposa, filha, viajar... parecia que o mundo iria acabar no dia seguinte. Eu dormia muito pouco, bebia pouca água, segurava urina para não ir ao banheiro, pois não tinha tempo. Eu havia ocupado todo o tempo. A mamãe era sábia, ela tinha razão, infelizmente tive sérios problemas de saúde. Entendi que levava a vida a sério demais, dificilmente ria por

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

71


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA CHRISTIANE COUVE DE MURVILLE

Em São Paulo, O Pequeno Príncipe vai te conquistar O Pequeno Príncipe visita São Paulo, publicado pela Tocalivros Studios, apresenta uma coletânea de ilustrações de o Pequeno Príncipe visitando locais bem conhecidos da capital paulistana como o Mercado Municipal, a Catedral da Sé, o Parque do Ibirapuera, o MASP, o vale do Anhangabaú, a Estação da Luz, o Palácio do Ipiranga, o Teatro Municipal, entre outros. Acompanhando o passeio de o Pequeno Príncipe por São Paulo, percebemos o quanto São Paulo é bonita e tem construções, jardins, praças e parques que merecem ser muito bem cuidados e conservados, convidando o leitor a também passear pela cidade, cuidar bem dela e conhecer seus encantos. Elaboradas em aquarela líquida Ecoline, nanquim e crayon pastel seco, as ilustrações foram inspiradas nas aquarelas originais de Antoine de Saint-Exupéry e, ocasionalmente, também apresentam outros personagens de Saint-Exupéry como o Vaidoso, o Acendedor de Lampiões, o Astrônomo, o Beberrão e a Raposa. Em alguns desenhos, encontramos o Pequeno Príncipe do mesmo jeito que o vemos na obra original. Por exemplo, ao passar pelo coreto da Praça da República, o Pequeno Príncipe conversa com a serpente e o vemos sentado na mesma posição em que ele aparece na aquarela de Saint-Exupéry em cima do muro no deserto, também conversando com a serpente. O Pequeno Príncipe ainda encontra Baobás junto ao Túnel 9 de Julho e vai à Casa das Rosas e ao Campo de Marte, fazendo alusão a temas abordados na obra de Saint-Exupéry, à sua rosa e seu amigo aviador. Uma frase explicativa sobre o cenário visitado acompanha cada uma das ilustrações. Em O Pequeno Príncipe visita São Paulo, encontramos um Pequeno Príncipe universal; loiro, moreno, ruivo, negro, com olhos puxados, adulto, criança, cadeirante, cego etc., de modo a que todos possam se identificar com ele. Fica a mensagem que todos somos príncipes ou princesas, convidando-nos a realmente nos comportarmos como tal.

72

A coletânea de ilustrações O Pequeno Príncipe visita São Paulo acompanhou o lançamento, pela Tocalivros. com, do audiolivro de O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-Exupéry. O audiolivro de O Pequeno Príncipe, narrado por Fábio Porchat, Tathi Lopes e Kaik Pereira, está gratuito no Clube Digital de Leitura da Tocalivros e pode ser acessado através do link https://clubedigital.tocalivros.com. Esse projeto cultural da Tocalivros disponibiliza audiolivros gratuitamente e realiza encontros de leitura em instituições que cuidam de crianças que estão em tratamento de câncer e doenças raras, idosos, pessoas com deficiência visual e dislexia, com alunos e professores de escolas públicas. A Tocalivros já conta com as parcerias do Metrô SP no projeto “Mobilidade e Literatura” e do Hospital das Clínicas/ICR no projeto “Biblioterapia”. Exemplares de uma versão para colorir de O Pequeno Príncipe visita São Paulo, acompanhados de giz de cera, estão sendo distribuídos para crianças atendidas no projeto. Quem quiser presentear alguém com um exemplar de O Pequeno Príncipe visita São Paulo, basta entrar em contato com a autora Christiane Couve de Murville, através do site https://www.cmurville.com.br/, ou no Clube de Autores no https://clubedeautores.com.br/livro/o-pequeno-principe-visita-sao-paulo

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


O Pequeno Príncipe visita São Paulo


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com a escritora

FLÁVIA ZOGBI Flavia Alice Zogbi nasceu em São Paulo, capital. Fez duas Faculdades, Psicologia e Letras, é também especialista em espanhol. Nos anos noventa escreveu seu primeiro livro, “Vindas Vida Idas”, de autoajuda, filosófico e espiritual, que fez sucesso na época. Em 2008 sofreu uma grave doença, artrite, que a deixou em cadeira de rodas. Em 2016, deixa de dar aulas para dedicarse totalmente a escrita. Escreve “Caminhos de pedra, terra e areia. Caminhos de uma vida”, também em espanhol, onde fez sucesso em Buenos. Refez a obra “Vindas Vida e Idas” com mais conhecimento para ajudar as pessoas. As Antologias: “Silencio das palavras“, “Construtor de amigos” e “Minuto do tempo” e também um romance “Caminhos de arte e amor”. Boa leitura!

Manual de reflexão – “Vindas Vida Idas” Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Por exemplo, muitas vezes quando queremos realizar um trabalho, nos tornamos alvo de opiniões de outras pessoas,. os famosos “palpiteiros” que às vezes, em vez de ajudar, acabam atrapalhando. Isso ocorre porque nos deixamos abrir a essas influências, não estamos concentrados em nós mesmos, a nossa fé ainda não está “totalmente fortalecida.””. 74

Escritora Flavia Alice Zogbi, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a escrever textos reflexivos? Flavia Zogbi - Escrever para mim foi algo novo e surpreendente. Não esperava, um dia comecei a escrever e percebi que este era meu caminho. Senti que minha vida foi me preparando para este momento. Psicóloga, depois professora onde a comunicação foi muito importante para mim. Em fim, sequencias de fatos que foram levando-me para que hoje eu dedique com muito amor e carinho essa profissão. Em que momento se sentiu preparada para publicar “Vindas Vida Idas” Flavia Zogbi - Esta é uma história interessante. Eu era psicóloga e estava num showroom ajudando minha mãe a vender chocolates e doces, peguei um caderno e comecei a escrever, escrever. Quando dei por mim tinha escrito umas 25 paginas. Ao ler, pensei isso daria um bom livro e foi o que aconteceu.

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR Uma pequena edição particular para amigos, mas que deu muito certo. É um manual de reflexão de auto-ajuda que na época, tinha tudo a ver com a minha profissão. Apresente-nos alguns tópicos apresentados no Sumário. PRIMEIRA PARTE 1. PRIMEIROS PASSOS 2. REFLEXÕES 3. FÉ, PERSEVERANÇA, DISCERNIMENTO 4. HOMEM E UNIVERSO 5. SER X ESTAR X TER 6. EU E O COTIDIANO SEGUNDA PARTE 7. SEGUNDAS REFLEXÕES 8. IDAS E VINDAS 9. INTERPRETAÇÃO DOS SONHOS (JUNG)* 10. BOM GOUMERT 11. A SABEDORIA 12. A ORAÇÃO 13. O PERDÃO 14. PERSEVERANÇA* 15. SOLUÇÕES 16. CONCLUSÃO e AGRADECIMENTOS Apresente-nos a obra Flavia Zogbi - Com o intuito de propiciar os primeiros passos para novas experiências, esta obra procura incentivar o leitor à reflexão e ao questionamento de seus comportamentos, de seus pensamentos e de seus sentimentos. Alguns textos são baseados na própria experiência da autora. Outros, em fruto de estudos de várias teorias: filosóficas, espirituais e psicológicas. “A leitura de VINDAS VIDA IDAS encanta pela delicadeza e harmonia que invoca pontos essenciais da vida. Não é fácil atingir essa maturidade e assim crescer e perceber que você alcançou sua plenitude. Enfrentar problemas nos ensina a desafiá-los. A cada leitura fui aprendendo e conhecendo a importância de nos valorizarmos e continuarmos a caminhada em busca do autoconhecimento e da felicidade.” (amiga) Comente sobre um dos textos publicados, que mais a marcou enquanto escrevia.

Flavia Zogbi - “Também não perca jamais a esperança, pois aí será testada a sua fé perante suas dificuldades.” Por exemplo, muitas vezes quando queremos realizar um trabalho, nos tornamos alvo de opiniões de outras pessoas, os famosos “palpiteiros” que às vezes, em vez de ajudar, acabam atrapalhando. Isso ocorre porque nos deixamos abrir a essas influências, não estamos concentrados em nós mesmos, a nossa fé ainda não está “totalmente fortalecida.” O que mais encanta em “Vindas Vida Idas”? Flavia Zogbi - Eu o chamo de meu bebê. Nos momentos difíceis de minha vida ele me ajudou muito. Ele veio antes de eu ficar doente. Como uma premonição de algo que ia acontecer. As pessoas gostam porque as ajuda a vencer seus problemas, motiva nos momentos de depressão. É um livro de cabeceira, pequeno, de fácil leitura assim qualquer um pode ler.

Às vezes acordo de madrugada, faço meu irmão levantar resmungando, mas sei que ele entende. Digo “tenho que escrever”! Ele fica quieto me põe na cadeira de rodas e escrevo assim sentada no silencio do meu quarto. O que me inspira muito. Gosto de contos, poesias e novelas. Quero tentar escrever um poema Hacai, estou estudando. Não consigo escrever mais de 200 a 250 pg, minhas mãos começam a doer muito.

Onde comprar o livro? Flavia Zogbi - A partir da segunda quinzena de abril estará em vários sites: Amazon, Lojas Americanas, Submarino e Asabeca que é da Editora do livro, a Scortecci.

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Flavia Alice Zogbi. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Flavia Zogbi - Quando era professora sempre incentivava meus alunos a ler. Melhora a gramatica, abre para o caminho da fantasia e do sonhar. Ler é fundamental, desde criança sempre gostei de ler e ainda gosto. Já doei muitos livros e isso é importante para dar oportunidade para outros lerem também.

O que a escrita representa para você? Flavia Zogbi - A escrita representa tudo. Quando leio, seja romance, filosofia, história, ate jornal e revistas, tento ler com outros olhos, aprofundar reflexionar tentar entender o que o autor está querendo dizer com suas palavras e depois interpreto com as minhas. É um ato de reflexão meio psicológico creio, nunca deixei de fazê-lo. Quais os seus principais objetivos a serem alcançados na área literária. Flavia Zogbi - Acho que não poso exigir muito já que só consigo escrever com os dois dedões. Meus outros dedos estão atrofiados. Então quero escrever até quando e onde der. Fazem-me bem. Minhas mãos coçam querem escrever.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

75


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA VALÉRIA BORGES DA SILVEIRA

CARÁTER, ÉTICA E VALORES HUMANOS VERSUS EDUCAÇÃO – autoria: Valéria Borges da Silveira – Livro: Penso Assim... Professores e pais, sabedores de seu papel na formação das pessoas sabem que é quando jovem que se aprende a cumprir horários, prazos, trabalhar em equipe e a resolver as coisas pelo diálogo. Que nem sempre ouvimos “sim”, que não é dando “um jeitinho” que se vence na vida, mas sim se dedicando àquilo a que se comprometeu. Muitos alunos estudam no dia a dia, se preocupando em usufruir do período acadêmico como história de aprendizagem e de revisão de conceitos. Pais que, apesar de “correrem” no dia a dia para poder sustentar a família, chegam em casa e se dedicam a conversar com os filhos, brincar, olhar em seus olhos e ter atitudes de amor com eles. Pais que não ultrapassam o sinal vermelho, que não abrem embalagens em supermercados, que estão atentos às mudanças comportamentais dos filhos. Dizer “sim” é uma tarefa fácil tanto aos pais como professores, pois os tornam “queridos”. Mas muitas vezes é necessário dizer “não”, pois há que se cuidar da educação e formação do cidadão. Contudo não devemos reprimir, que é muito diferente de disciplinar. A cada “não” que se dá deve ser fornecido um elenco de alternativas possíveis. É de suma importância mostrar e demonstrar valores humanos, caráter e ética e isso também se faz através da educação. Valéria Borges da Silveira é administradora, produtora e gestora cultural, jornalista, escritora e poetisa. www.valeriaborgessilveira.com.br www.livroseciavaleriaborges.com.br

76

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM A ESCRITORA MÁRCIA VILLAÇA DA ROSA

vendo um segmento literário ainda carente de iniciativas. Quem não se lembra de filmes como Selma, Uma Luta Pela Liberdade (o qual protagoniza temas polêmicos como o impedimento do direito de voto dos negros e a biografia do líder e pastor Martin Luther King) ou de Maya Angelou, e Ainda Resisto - direção de Bob Hercules e Rita Coburn- Whack, 2016 - (película que conta a biografia da poetisa e artista Maya, personagem feminina muito representativa no cenário americano)?! Basta a recorrer a outras obras consagradas, como Quarto de Despejo (1960), de Carollina Maria de Jesus ou Um Defeito de Cor, cuja autora é Ana Maria Gonçalves, para ter se uma noção da variedade e pluralidade de significâncias e significados representados em obras de “resistência”, contra o sectarismo, a manipulação de poder e o racismo. A jornalista e autora Márcia Villaça da Rosa, 51 anos, tem apoiado a causa e nota uma crescente demanda editorial pelo segmento definido como “negritude”.” É um setor que tende a crescer, porque as obras produzidas por negros ou escravos e ex-escravos antes do período pós-colonização, afrodescendentes ou não, é valiosa e narra também a história de povos sul-americanos, sua trajetória, seu folclore e tradições”, argumenta Márcia Villaça. “Vozes às minorias, vozes ao inconsciente... poetisas e negras notáveis... Maya Angelou, múltiplas facetas... A palavra a ecoar, ressoar, encantar... Maya Angelou, múltiplas faces... Desigualdades de gêneros e etnias... Negritude sim autenticidade... Brados retombam, quilombos esquecidos... que a imagem de Maya Angelou, amiga de Malcom X e Martir Luther King, seja esperança, bonança, confiança e temperança”, poetisa Márcia.

Africanidades O empoderamento de classes menos abastadas, ditas como “minorias”, vem crescendo ao longo do surgimento de projetos culturais voltados à divulgação de obras literárias, criação de saraus, livrarias e encontros para promover a literatura negra feminina, a literatura de Cordel a outras “africanidades”. A Livraria Africanidades, voltada totalmente ao segmento de literatura negra, cuja proprietária é a biblioteconomista Kelly Valencio, 37 anos, localizada na Vila Pita, é um exemplo desta tendência. “A intenção é que a literatura se torne o codinome de experiências negras e que a maioria da população brasileira, que é preta e feminina, possa ser o que quiser e rompa com as atuais ‘mordaças’”, declara Ketty. Dentre as preciosidades da livraria Africanidades, encontram-se raridades como “Caderno Negros”, obra publicada em 1978, com poemas, contos, crônicas, uma obra que remete à importância da valorização da negritude em toda sociedade. Autores negros de relevância, como Alice Walker ( 1944 ), autora do best-seller A Cor Púrpura, vencedor do Prêmio Pulitzer - obra adaptada para o cinema -; Jarrid Arraes ( 1982 ), autora de Heroínas Negras Brasileiras ( livro atualmente “esgotado” no mercado editorial) e As Lendas de Dandara - obra que protagoniza a história da esposa de Zumbi dos Palmares, sobre a luta quilomba no período da escravidão no Brasil; Maria Firmina dos Reis e a filósofa estadudinense Angela Davis, nascida em 1944, e autora de livros sobre a identidade dos negros e sua inserção na sociedade,

como Mulheres, Raça e Classes, entre outras produções literárias, fazem parte do acervo da Livraria. Com o mesmo objetivo de promover a literatura produzida por autores negros, o projeto Mulheres Negras na Biblioteca, dedica-se à promoção em espaços culturais e sociais da leitura de obras com relevância no cenário editorial. Esta iniciativa surgiu em 2016, quando as idealizadoras - Carine Souza, Lara Moraes, Laís Souza e Juliane - à época, alunas do Curso Técnico de Biblioteconomia, notaram a ausência de obras literárias oriundas de mulheres negras em bibliotecas públicas. O grupo passou a refletir sobre os problemas desta realidade e pode constatar que a “ausência de livros” contribuía de modo negativo no processo de construção da identidade de mulheres negras. Vários podem ser os motivos desta constatação, um deles, talvez o mais sugestivo, seja a falta de demanda. Outro argumento passível de discussão seja o racismo. Independentemente das razões que levam o mercado a ter uma demanda mais baixa de produtos quando o assunto é literatura negra, a intenção do projeto Mulheres Negras na Biblioteca é colocar obras de renome ao dispor do “público leitor”, fomentando desta maneira o mercado editorial e contribuindo para o deslocamento de autoras negras das margens para o centro do universo literário, combatendo dessa forma o racismo e o seximso sociais. Desta maneira, louvável sim é a contribuição destas estudantes de biblioteconomia e também de Ketty, ambas promo-

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

Endereço da Livraria Africanidades: Rua Paulo Ravelli, 153 - Vila Pita - SP - CEP: 02478 - 040

77


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com a escritora

MAGNA ASPÁSIA GODINHO Magna Aspásia Fontenelle, natural da Cidade de CarolinaMaranhão, professora, pesquisadora, tradutora, consultora educacional, palestrante, possui graduação em Letras Português/ Español na UNIUBE. Doutora em Filosofia Univérsica, consagrando-se com o Mérito Ph.I. Philosophos Immortalem. Mestrado em Educação pela Universidade de León-España. Possui várias especializações na área educacional. Pesquisadora convidada do GPFORM-UFTM/CNPq-Formação de Professores desde 2012 até os dias atuais. Atuou como professora da Educação Básica, Ensino Médio, Universitário, Autora e coautora de vários artigos científicos publicados em periódicos nacionais e internacionais, livros, revistas, antologias. Participa de Bancas avaliadoras, organizadora de vários eventos culturais, sociais, educacionais, fundadora e presidente da Academia de Letras do Brasil. ALB, Uberaba, Akademia Alternative Pegasiane-Brasil e Delegada Cultural da FEBACLA. Boa leitura!

Estava na graduação de Letras, aula de literatura e precisa criar um texto narrativo para apresentar como trabalho literário poético. As lembranças de minha vida saltitaram na minha mente, a infância, adolescência, minha terra natal, enfim toda minha trajetória de vida. Assim, nasceu “Reminiscências." 78

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Escritora Magna Aspásia Fontenelle, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a ter gosto pela arte de escrever poesia? Magna Aspásia - Minha mãe me influenciou. Ela era uma grande leitora, lia todos os gêneros, sabia versos de cor de vários poetas brasileiros. Quando criança na minha terra natal a ouvia declamar poesias, inclusive tem uma que ela gostava muito “Canção do Exilio” do autor maranhense Gonçalves Dias. Falava que a poesia sai da alma para o papel, que os poetas são fazedores de sonhos. Portanto cresci nesse universo poético. O que mais a atrai nos textos poéticos? Magna Aspásia - A cadência dos versos construídos a partir de linguagem figurada conotativa, valorizando a expressividade e a musicalidade, numa nuance profunda metafórica que nos sensibiliza e nos toque a alma. Você já participou de várias antologias, apresente-nos, a que mais a marcou, comente o porquê . Magna Aspásia - Todas são importantes, todavia, uma das mais que me marcou foi “OPEN LANE 4”,publicada na Albânia, organizada pelo Prof. Kristor.F. Shabani. Reuni mais de 600 escritores de 121 países e todos os textos são traduzidos em quase todas as línguas dos autores. Isso nos leva a um conhecimento vasto da literatura mundial, valores, cultura e idiomas, ampliando o conhecimento de mundo e a troca universal da linguagem contemporânea. Tomamos conhecimento que temos livro novo no prelo. Apresente-nos, “Reminiscência”. Magna Aspásia - Reminiscências é um livro com linguagem narrativa, épica, relata à vida de uma jovem do interior, sua vida, amores, família. Será

Quem desejar conhecer melhor o seu trabalho literário, seu livro, como deve proceder? Magna Aspásia - Meu livro será lançado no segundo semestre de 2020 e divulgado nas redes sociais, sites especializados e também através de meu e-mail. magnaaspasia@gmail.com

publicado também na língua albanesa e espanhola. Quais critérios foram utilizados para escolha do título? Magna Aspásia - Digamos que as vivências e a trajetória de vida da autora. Apresente-nos um dos textos publicados em “Reminiscência”. Magna Aspásia - Reminiscência não foi publicada ainda. Entretanto, compartilho essa parte do texto que eu gosto muito. [...]“ Chegou o dia de ir pra escola, que tinha portas e janelas pintadas de azul, paredes pintadas de branco, um quadro negro, mesinhas e cadeirinhas pra as crianças. Judite estava animada, ia pra escola, ela tinha cadernos, lápis de cor, uma professora que tinha canetas de várias cores e novos amiguinhos. A professora Dona Mariquinha esperava os alunos na porta da sala de aula dando-lhes boas vindas. A professora levou Judite pela mão e disse: essa é sua mesinha e essa é a sua cadeirinha e esses são seus amiguinhos. Não gosto de conversas, isso a amedrontou. Logo ela, que gostava de conversar com os amigos que estavam guardados no coração. Chorou, chorou, não queria ficar na escola. O entusiasmo passou. Pensava: como se fica na escola sem conversar? Não sou muda. “Sei ler...” pensava Judite [..]. A menina não entendia o porquê dessas ordens. Essa parte nos leva a ver a escola como gaiolas, que o ficar quieto seria o motivo da aprendizagem.

O que a escrita representa para você? Magna Aspásia - Um elo entre o passado e presente projetado para o futuro. Além dos textos poéticos, tenho também a escrita cientifica voltada para a formação inicial e continuada de professores, publicados em periódicos brasileiros e internacionais, revistas especializadas, livros, artigos, resenhas. Quais os principais objetivos a serem alcançados na área literária? Magna Aspásia - Contribuir para uma literatura contemporânea universal, que desperte o gosto pelas leituras, escritas em todas as suas nuances, além da troca de saberes entre os professores. Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Magna Aspásia Fontenelle. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Magna Aspásia - . Leiam, leiam... Quem lê conhece mundo amplia o vocabulário e quebra paradigmas. Agradeço a oportunidade de divulgar meus escritos. Muito obrigada.

Sabemos que cada texto contém um pedacinho do autor. Comente sobre o momento de criação do texto. Magna Aspásia - Estava na graduação de Letras, aula de literatura e precisa criar um texto narrativo para apresentar como trabalho literário poético. As lembranças de minha vida saltitaram na minha mente, a infância, adolescência, minha terra natal, enfim toda minha trajetória de vida. Assim, nasceu “Reminiscências”.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

79


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM O ESCRITOR LUIS CARLOS

“A Humanidade Desgovernada” reflete sobre dilemas contemporâneos CHIADO Books lança o livro “A Humanidade Desgovernada” como manifesto a favor do debate sobre onde estamos e para onde queremos ir

Nunca antes na história da humanidade vivemos uma era de mudanças tão rápidas e profundas, a ponto de nos fazerem questionar todos os nossos valores e parâmetros. Temas como ética, poder e solidariedade são diariamente postos à prova em nossos relacionamentos pessoais, sociais e profissionais. Estas transformações foram o ponto de reflexão e partida para o livro “A Humanidade Desgovernada”, de Luiz Carlos de Andrade, que propõe 365 dilemas existenciais, sociais, morais e políticos em forma de verso, ao mesmo tempo surpreendente e simples, capaz de impactar o mais leigo dos leitores. O autor de “A Humanidade desgovernada”, Luiz Carlos de Andrade, é um baby-boomer legítimo, habilitado a falar, por experiência, desde temas do pós-guerra até aqueles que nos afligem nos dias de hoje. E não mede palavras na melhor tradição dos Andrade na literatura. Assim, os dilemas que apresenta no livro, na forma de perguntas, contemplam a mais completa atualidade bem como ecos do passado recente. Afinal, as certezas ou as incertezas da condição humana em 2020 não são exatamente datadas e assombram igualmente baby-boomers, e as gerações X, millennials e Z.

80

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

Sobre o autor

Aqui, vale ressaltar que o autor teve uma visão um tanto “profética”, pois os dilemas que compõem o livro, escritos antes da atual pandemia, são agora, mais do que nunca, atuais: Vale quem se leva muito a sério, Ou quem prefere ter critério? Ou Vale soar o alarme, Ou é preferível manter o charme? São questões como estas que se colocam diariamente à nossa frente, em um momento em que nos deparamos com uma situação sem precedentes na história recente da humanidade. Os leitores e leitoras encontrarão no livro a possibilidade de responder os dilemas e quiçá encontrar algum alívio, algum novo caminho, alguma descoberta no mais puro sentido psicanalítico da indução da solução. O autor foi várias coisas na vida, de advogado a publicitário, mas se reconhece como poeta e acredita no poder curativo da poesia. Como no verso “Vale a serenidade da varanda, ou o celular que comanda?” Ou “Vale a generosidade, ou a melhor casa da cidade?“. E por aí segue o livro nos 365 dilemas que ora apelam à leveza ora à acidez. Segundo Andrade: “a poesia, além de encantar, se presta à missão de tirar as pessoas do lugar”. Nada mais definidor de “A Humanidade Desgovernada” do que a sua capacidade de impactar leitores e leitoras para além das zonas de conforto que anestesiam, tolhem, censuram, porém parecem agradáveis e seguras. Ainda conforme Andrade: “buscar a felicidade é saber amar a trajetória que, por natureza, acontece triste e alegre ao mesmo tempo”. Para efeito de estilo, “A Humanidade Desgovernada” é um pouco de prosa, de ensaio e de filosofia, mas, sobretudo, um muito de poesia e boa subversão. O autor acredita que a poesia é uma espécie de terrorismo do bem! Que assim seja e que o livro possa aquecer ou irritar quem ousar a sua aquisição.

Luiz Carlos de Andrade nasceu em São Paulo, SP, Brasil. Bacharel em direito, mestre em ciência da comunicação (ambos pela Universidade de São Paulo) e pós-graduado em direito antitruste pela Samford University de Birmingham-AL, nos EUA. Após uma bem-sucedida carreira em comunicação e publicidade, ingressou nas artes, com as seguintes realizações: autor e diretor da peça de teatro “No elevador, entre dois andares”, com temporada no teatro Ágora, São Paulo; roteirista e diretor dos curtas-metragens “Cinzas Adolescentes” e “Cartas da FEB”, lançados na Cinemateca de São Paulo; autor dos livros: “Calça Justa, Homem Romântico, Mulheres Contemporâneas” (contos), pela editora Thesaurus; “Poemas de Atracação”, “Poemas de Arrebentação” e “Poemas de Arribação”, pela editora Patuá; “Mundo Corporativo – Memórias de Guerra” (crônicas) e “Novo Mundo – a Saga dos Imigrantes na Hospedaria do Brás” (teatro), pela editora Giostri; e “Chuva Fina” (haikais) pela editora Multifoco.

Link para compra do livro: Chiado Amazon

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

81


O Pequeno Príncipe visita São Paulo

82

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


www.divulgaescritor.com | junho | 2020

83


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM O ESCRITOR EDMILSON EUFRÁSIO

“Um neorromântico Pós-moderno” O título lhe foi atribuído pelo Mestre em Literatura Brasileira (UFRGS), Eduardo Jablonski, que conheceu numa viagem feita a Gravataí/RS, por ocasião da 33° Feira do Livro, no final de 2019. Eduardo é de Santo Antônio da Patrulha, cidade que Eufrásio teve o prazer de conhecer através do amigo e escritor Borges Netto, presidente-fundador do CLG – Clube Literário de Gravataí. O poeta e escritor paulista de Americana/SP, Edimilson Eufrásio por ocasião de seu encontro com o crítico Jablonski, e lhe teria solicitado que elaborasse um manuscrito sobre críticas de suas obras e, prontamente, foi atendido. Porém, um convite feito pela Universidade de Porto Alegre a Eduardo, o impediu de concluir o trabalho e sua análise sobre as quatro obras de Eufrásio. Mas foi o tempo suficiente para que Eduardo Jablonski com toda sua capacidade intuitiva e genialidade de exímio profissional, pudesse definir o poeta Edimilson Eufrásio como: Um neorromântico Pós-moderno e exemplificou: “usar a expressão ‘lágrimas’ é coisa de poeta romântico ou, no caso, neorromântico, porque estamos no começo do século XXI. O lado positivo é que os autores daquela escola cultivavam a liberdade criadora, e por essa razão Hegel (2000) os definiu como o ápice da cultura”. 84

Ainda segundo Jablonski, uma outra possível comprovação de que Edimilson Eufrásio seria um neorromântico é que defende a inspiração, o que era uma das características desses autores. “Há escritores que acreditam na inspiração como uma espécie de despejamento da alma. Existem formas diferentes de se chamar ao mesmo objetivo, que é proporcionar ao leitor que atinja o sublime ao ler um texto”. O crítico gaúcho disse mais: Edimilson Eufrásio se desnuda através da palavra. Seus pensamentos e crenças aparecem numa reflexão, num verso, numa imagem e o leitor vai se dando conta de que ser humano está ali, representado em texto”. Sua poesia assemelha-se a um bate-papo com o leitor, mas sempre em outro patamar, porque ele não apenas conversa, faz mais do que isso: filosofa e dá lições de vida”, analisou Jablonski. A literatura de Edimilson Eufrásio é puro sentimento. Quando percebe que as sensações transbordam de dentro de si, ele necessita colocá-las no papel ou num arquivo de computador. Provavelmente seja dessa forma o seu processo criativo. Edimilson Eufrásio é um poeta ou cronista, dependendo de como sua produção está disposta, porém, de tanto escrever acerca do amor e suas mais variadas nuances, é como se perambulasse pelo ensaios, porém um ensaio mais livre, como fazia Montaigne (1996). Mas tudo se baseia na inspiração e no sentimento. Trata-se de um caminho pedregoso e difícil de trilhar. Rilke www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

(Rainer Maria) já ensinou que não deveríamos percorrer os grandes temas, porque todos os maiores já haviam escrito a respeito. No entanto, o escritor de Americana, cidade do interior de São Paulo, não se importa e vai adiante, construindo todas as suas reflexões em nome do amor. A característica principal da poética de Edimilson Eufrásio, como ele próprio revelou num texto metalinguístico, é cultivar a inspiração e escrever em forma de desabafo, talvez sem revisar depois, como vários poetas fazem. Mas, às vezes, alguns versos se aproximam dos autores que têm por hábito reescrever os seus poemas. Alguns escritores lidam com certos elementos da vida como se fossem simbólicos. Edimilson Eufrásio trata as beldades como a luz da sua existência, e até por essa razão disse: “A minha estrada é escura sem o teu olhar.” (EUFRÁSIO, 2005, p. 163). O poeta Edimilson Eufrásio acredita conhecer os mistérios da vida após a morte e disse que se encontravam na sua obra chamada Pra toda vida, publicado em São Paulo, em 2018. Suas reflexões vão ao encontro do pensamento cristão, fé que o autor já mostrou em Lágrimas de Poeta. Ele acredita em tudo que os teólogos do medievo escreveram sobre a tradição cristã, que Deus existe, que Deus é amor, que só há salvação por intermédio dos ensinamentos de Jesus. Edimilson Eufrásio comenta a sensação que possui de ter condições de estar em vários locais ao mesmo


DIVULGA ESCRITOR

tempo, como um ser onisciente e onipresente: “Talvez seja o fenômeno da bilocação que me faz estar em dois locais ao mesmo tempo. Acontece que, às vezes, me encontro em vários locais ao mesmo tempo (...)” (EUFRÁSIO, 2018, p. 21) O autor se faz perguntas do por que de dispor desse poder, qual a razão disto: “Eu sou capaz, eu quero, eu sonho, eu desejo, eu preciso responder a mim mesmo as interrogações que tanto me perturbam.” (EUFRÁSIO, 2018, p. 21) O autor admite que o importante é tudo aquilo que poderemos levar conosco a uma possível continuação de nossa vida após a morte: “É uma bagagem de amor, de fé, de conhecimento, de solidariedade, de generosidade, de ensinamentos, isso tudo que você vai levar consigo e ninguém poderá tirar de você.” (EUFRÁSIO, 2018, p. 23).

Neorromantismo ou Romantismo O termo neorromantismo  é utilizado para definir uma variedade de movimentos na filosofia, literatura, música, pintura e arquitetura, assim como  movimentos sociais que existem depois e incorporam elementos da era do Romantismo. Tem sido usado como referência a compositores do final do  século XIX e começo do século XX. Carl Dahlhaus descreve como «um florescimento tardio do romantismo numa época positivista». Neorromantismo, bem como o Romantismo é considerado em oposição ao naturalismo de fato, tanto quanto a música está em causa, o naturalismo é considerado como alienígena e até mesmo hostil (Dahlhaus 1979, 100).

“Observador Participante e ou poeta epidérmico” Já na opinião de Mauriney Eduardo Vilela (Ney Vilela), Presidente da

Academia Jahuense de Letras, Edimilson Eufrásio em impressões - transformadas em poesia - fazem dele aquilo que os antropólogos chamam de “observador participante”. De certa forma, suas poesias não são mera ilustração de como são as pessoas no Brasil contemporâneo, mas a essência de uma brasilidade histórica. Brasilidade apresentada por imagens que parecem desconectadas, cambiantes, limitadas, mas que foram aproveitadas, muitas vezes, de maneira genial. Vilela disse ainda que “existem os poetas epidérmicos, cuja sensibilidade os levam à poesia de maneira avassaladora, irrecorrível. É o caso de Edimilson Eufrásio. Sua poesia é filha de uma percepção refinada que busca, em tudo, o encantamento e a solidariedade. Seu tema é o cotidiano, ou seja, quando Edimilson Eufrásio se decide por escrever - seja uma poesia, seja uma crônica - é para acompanhar as alegrias e desventuras das pessoas”. E, Mauriney Eduardo Vilela conclui: Edimilson Eufrásio, adaptando uma frase de Karl Marx: “as pessoas fazem suas vidas, mas não as fazem nas circunstâncias escolhidas por elas, e sim nas circunstâncias diretamente encontradas, proporcionadas e transmitidas pelo passado”; e eu acrescento: e pelo mundo à volta delas.

Edimilson Eufrásio É Membro Titular da Academia Jahuense de Letras – AJL/SP É Membro Titular da Academia de Letras e Artes de Praia Grande -ALAPG/SP É Membro Representante no Estado de São Paulo do Clube Literário de Gravataí/ RS – CLG edimilsoneufrasio@uol.com.br Contatos: (14) 3646-3242 e (14) 99604-3131 (whatszap) Endereço Blog: http://edimilsoneufrasio.com.br/

“SE NÃO TEM SENTIMENTO, SE IGUALA A UMA PEDRA, QUE RESISTE AO TEMPO, ENVELHECE E NÃO SAI DO LUGAR”. EDIMILSON EUFRÁSIO

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

85


DIVULGA ESCRITOR

Entrevista com o escritor

VIEIRA PAULO JOSÉ Para lá de ser um livro de autoajuda, essa obra nos leva a uma reflexão sobre a vida, o pensamento e as nossas ações em busca do desenvolvimento e do sucesso pessoal. O autor propõe que uma pessoa que tem a mente com pensamentos positivos tem muito mais condições de ser melhor posicionada em meio a sociedade; pois as pessoas que têm pensamentos negativos são evitadas pelos demais. Vieira Paulo propõe, ainda,  que a vida não nos foi dada por mera coincidência e nós não viemos por acaso a esse mundo, mas sim porque fomos selecionados no livro da vida “para que possamos viver e fazer com que outras pessoas que psicologicamente se encontram mortos possam reviver”. Ou seja, o mundo precisa de nós com mentes positivas, para que possamos reconstruir o que foi perdido pelas gerações anteriores: a auto estima, o amor ao próximo. Boa leitura!

O que somos é reflexo do que pensamos, o que pensamos explica o nosso carácter e o nosso carácter demonstra as nossas ações. Pensamento positivo nos ensina e nos incentiva a querer sentar para aprender e aprender para depois ensinar com grande sabedoria”.

86

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

De Angola para o mundo ‘Pensamento Cintilante – Mente produtiva’

Em que momento se sentiu preparado para publicar “Pensamento Cintilante, Mente Produtiva”? Vieira Paulo - Quando o grito da solidão era tão forte na vida de pessoas brilhantes.

Vieira Paulo - Ninguém pode tirar de sí a ousadia de seres grande. Sente-se ousado, cresça sempre, cresça mais, não desiste, não olhes pra trás. Na caminhada da vida só existem duas pessoas importantes. 1* VOCÊ 2* VOCÊ Não torna seu tempo disperso, nem seus esforços em vão, nem tão pouco seus sonhos como loucura. VOCÊ É A MEDIDA DO SEU PENSAMENTO, até aonde você se esforça pensar, é lá o nível do seu perfil, mais isto não é tudo, “PORQUE VOCÊ AINDA PODES MAIS CRESCER E CONTINUAR SEMPRE SENDO GRANDE”

Apresente-nos a obra Vieira Paulo - Pensamento cintilante, é uma obra de reflexão, motivação, treinamento e de inspiração. Ela é a arte viva de coordenar os pensamentos.

Onde podemos comprar o seu livro? Vieira Paulo - Na amazon, na banca da editora fros, ou pesquisa na net pelo tema( pensamento cintilante mente produtiva)

Quais os principais tópicos do sumário? Vieira Paulo - Quem tu és? De onde vens e para onde desejas ir? (O desafio da escolha do caminho)

Quais os seus principais objetivos a serem alcançados como escritor? Vieira Paulo - Almejo fazer parte da vida das gentes vencedoras, aquelas que abrem as mãos para novos desafios (ser uma referência como escritor e como um pensador) representar os pensadores e demais escritores nos mercados)

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Escritor Vieira Paulo José, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o motivou a escrever textos reflexivos? Vieira Paulo - A necessidade de ver uma sociedade Sá e determinada nos objetivos da vida, essa foi a razão que levou-me na arte da reflexão (temos muito para dar se é que agente não teríamos baixado a cabeça por simples facto de sermos diferente de outras pessoas)

Comente sobre a escolha do título para o livro. Vieira Paulo - Após observar tantos outros jovens optando por escolhas de vida fácil, com maior riscos, achei presentea-las com o tema referido acima. Apresente-nos um trecho

Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores? Vieira Paulo - Não existe nada nesta vida que não tenha uma solução. A fraqueza de um medo, a emoção de uma circunstâncias, o erro de não ter tentado, o orgulho revolucionário, o stress e trabalho árduo. Todas elas possuem uma certa questão como solução. Somos feitos de carne, mais noutro lado da gente, possuímos o nosso lado espiritual.

_________________ Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura. https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/ www.divulgaescritor.com

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Vieira Paulo José.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

87


DIVULGA ESCRITOR

88

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM O ESCRITOR TITO LARAYA

A Minha Experiência Quando comecei como advogado, e apareceram as idéias e conclusões, tive uma grande euforia. Durante um longo período de tempo não dormi direito, e meu corpo sentia falta do sono que havia perdido. Aí descobri que readquiri-lo era bebendo, e aquilo que era motivo de lazer, virou razão de viver. Tive um dia que fazer um tratamento e larguei o vício. Hoje não bebo mais. E as palavras brotam do fundo do meu ser. Estas reminiscências que hoje coloco no papel e outras mais que virão são um ato de coragem. Uma forma de coragem de encarar a vida de encarar a vida trazer a minha experiência com a verdade a todos, e ver o caminho da salvação e da iluminação que antes de tudo, é belo.

A busca da paz Não há homem no mundo que não diga que não busca a paz, e, no entanto há tantas guerras, atos de violência, desrespeito humano... Ao escrever minha intenção é buscar a compreensão, tanto meu, porque escrevendo é um diálogo que mantenho comigo mesmo, na procura da paz, como dos outros também! Já foi me dito que seres humanos têm que sofrer perseguição, e incompreensão de todos, para trilhar o caminho da felicidade. Não sei! Sei que as trilhas que levam a paz são cheias de incompreensão e perseguição quando esta é verdadeira, portanto se é esta a felicidade que todos querem, terão que passar pelo martírio. É um convite nada agradável, mas o que há do outro lado do caminho, quando se leva a alegria passageira para ganhar a felicidade verdadeira. Chega-se neste ponto tem-se a vontade de dividir, de comungar a felicidade e a paz com todos, e minha forma de fazê-lo é escrevendo. Não deixei de ter meus problemas do quotidiano, só que adquiri uma serenidade para tratar com eles.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

89


DIVULGA ESCRITOR

O MISTÉRIO DA SANTÍSSIMA TRINDADE Deus é uno, e, no entanto são três pessoas que o compõe, pai, filho e espírito-santo. Sempre curioso para saber como isto funcionava, arrisquei na arte de pensar para chegar a uma conclusão, e a dialogar com todos para ver o que me elucidavam! Fui chamado de louco, visionário, como queria desvendar um mistério oculto por dois mil anos, a verdadeira forma de Deus! Quem sou eu? O que fiz para isto? Com ajuda de um psicólogo, que por hora já sentia em dúvida o meu equilíbrio, vi que Freud dizia: “Cada um faz de Deus sua imagem e semelhança.” Lembrei-me do texto bíblico do Genesis que “Deus fez o homem sua imagem e semelhança.” As duas definições eram parecidas, mas com nuances de diferença, pois Freud ensinava achar a divindade. A forma de encontrá-la era se auto conhecendo! E a forma que eu tiinha de fazer isto era escrevendo. Depois de muito pensar e ler sobre a Bíblia cheguei a minha conclusão: “Deus é a união da Justiça com inteligência, e amor, que leva a paz.” Onde Deus Pai, ou o criador é justiça com inteligência, Jesus é a própria imagem do amor, trazendo o Espírito Santo, a paz. Fui às sagradas escrituras e minha definição caia como uma luva. Pronto, já não amava o desconhecido, que durante muito tempo minha fé me ensinara a amar sem sair do caminho. Descobri que pensando assim, as escrituras ganhavam novo tom, nova sensibilidade e quando alcancei a serenidade suficiente resolvi divulgar as minhas idéias.

O RESULTADO DE O MEU ESCREVER Há muito tempo sonhava em meus devaneios, que quando chegasse a essa conclusão, por tanto tempo oculta, e minha busca de uma vida, mexeria com o céu e a terra. Ela ainda estava no papel rascunho, teria que transformar dela um livro, que editora eu já tinha com interesse. Mas meu mundo continuava igual. Chovia como antes fazia lá fora, era dentro de mim que o sol brotara. Lembrei-me dos meus ídolos, os evangelistas, que com seus textos haviam mudado a face da civilização! Afinal estava escrevendo algo novo e que valia a pena, mas o mundo continuava igual. Provavelmente ele permaneceria por muito tempo o mesmo, mas as minhas palavras eu lutava com elas para a criação de um mundo melhor. O império do ódio, talvez nunca acabasse, porque atrás dele está a cobiça e a ganância pelo poder. E estas razões são paradigmas do meu cunho pessoal, que cada um com seu próprio livre arbítrio adquire ou não. O livre arbítrio foi presente de Deus, e cada um faz dele o que pretende. Eu com o meu sacrifiquei minha vida para procurar a ajuda da forma de encontrar um mundo melhor para todos. Há alguns que só sabe comungar o verbo na primeira pessoa do singular, o que fazer? É a vida, e cada um escolhe a forma de vivê-la!

90

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

91


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL COM O ESCRITOR FLAVIO JOPPERT

O Libelo Literário do A Transcorridas as tentativas de conciliação entre os Magníficos Senhores, seus Senhorios e o amparo que me toca em liderar folcloricamente as guildas populares: deponho minhas armas e de meus sequazes e seguidores para negociar um armistício frente o mar e nossa Mãe D´água Iemanjá. Do mar que nos vem o alimento, muito embora ribeirinhos de uma baia nos vem o remédio e o lazer. Saibam V. Magnificências de um equilíbrio na natureza em que mar, terra, e água devem ser preservados para o uso do bem comum. Assim como as formas da água e seus diversos estados físicos na natureza e supra-natureza. Se outrora a ação de seus Ilustres Acadêmicos e a justa ponderação de que suas atividades geram dúvidas sobre a segurança nas ações pesqueiras, e ecossistema marinho, nosso medo de uma única tragédia impõe ações de preservação ambiental: lembro do impacto nos manguezais como Ilustres Acadêmicos de seu Senhorio e governo ponderaram bravamente, lembro também de associações de catadores de siris, caranguejos, e mexilhões que de tão ignorantes da tecnocracia desconhecem os riscos que nos amedrontam como ambientalistas.

92

Posso ponderar ações governamentais como assinaturas de tratados diplomáticos: o mais recente de Minamata, cujas sombras do passado de décadas fazem exigências de preservação e prevenção de impactos ambientais. Embora se justificasse o uso de inúmeros produtos e substâncias ofensivas a natureza, acumulativas, e maléficas paras as redes e cadeias tróficas; em nome da busca da verdade e ponderação sobre o risco, prejuízo, e benefício. Esperava que essa equação pudesse ser desequilibrada em favor da segurança ambiental. Se tantas vezes se comove com animais que pelos impactos humanos bebem e comem do lixo e esgoto, aterrorizados ficamos com uma população que faz do homem e sua família semelhante a animais no uso ignorante de um meio ambiente contaminado química, física, ou radioativamente e assim vai saciar as funções vitais e exatamente causar um efeito catastrófico na saúde pública, porque que é lá que os pobres encontram o amparo. Fui testemunha nas Vossas posições em justificar os altos avanços científicos e elísios pensamentos ao serviço de uma Minerva Tecnocrática. Mesmo que tu cegamente negue

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020

a possibilidade dos danos ao ambiente pondero o caso de vos abrir os olhos com Grão para que justifique como árvore de uma ciência do bem e do mal e enquanto habitar esse jardim da vida possa gozar de consciência e sabedoria. Posto que do mar praianos e ribeirinhos que vossa sede de sabedoria aceite o amor de Vênus e o Acalanto de Iemanjá, não te troco farpas embrutecidas pelos serviços que prestei, te trato como o sábio mestre que perdeu a noção pelas sedentas fama e fortuna, e te cegou pelo tetróxido de ósmio, glutaraldeído, e cloreto de mercúrio que utilizastes e um dia poderá poluir a Terra nossa casa, e os seus ecossistemas aquáticos que sustentam famílias pobres no lazer e alimentação. Se não pensa nos teus semelhantes pensa ao menos nos animais inocentes. Se tua cegueira impediu Vossa Magnificência de assinar um tratado diplomático sessando o uso indevido desses produtos maléficos sem restrição, controle, e justificativa e um fim digno de reciclagem sem poluição, minha exposição desse manifesto chama a atenção para a paz semeada para que frutifique um caminho em que possa ver e encontrar seus irmãos que precisam do mar e


DIVULGA ESCRITOR DIVULGA ESCRITOR

Armistício de Iemanjá das águas filhas de Iemanjá para sobreviver e se alimentar. O que diria eu se não da esperança de que aquela desgraça que se vê nos hospitais e sistema público de saúde não sejam causadas por sua sabedoria e glória mundana de ser cientista. Seja que aqui é a verdade cientificamente provada, em nome de populações ribeirinhas e caiçaras tomo a voz dos aldeões em minha sabedoria que adquiri em suas acadêmicas cátedras e negocio em nome da paz e justiça social esta manifestação que se torna realidade porque minha vida foi realidade. Minha trajetória e história científica, o homem que me tornei em suas eruditas salas de aula e laboratórios os fatos e diversas descobertas . A importância de cobaias e o grande valor do ser humano mesmo os daquelas classes sociais de ignorância tecnocrática faz de ti injusto com o homem faz de ti injusto com a cobaia. Pediria ao Panteão dos Deuses do Amor e da Misericórdia que suas ações fossem justas e que todos esses produtos fossem usados para um bem maior, com muito controle e segurança. Se um dia recobrar a visão, o que peço que tenha consciência é o anuncio que te faço agora. Peço a paz e um trabalho uno da

ciência em prol da sociedade e comunidades inclusive os mais carentes que não tem como pagar pelas patentes de suas descobertas e foram injustiçados pelos domínios de vosso senhorio. De que adiantaria dizer agora Vim, Vi, e Venci, se a desgraça da enfermidade pesa em vossas mãos e ombros que outrora buscaram a cura. Peço que plante em seus domínios uma semente de paz e fraternidade que tuas descobertas sejam para o bem da humanidade que o respeito seja pelas formas de vida e pelo pão alimento que o povo precisa para ter saúde e força para o trabalho. Se recobrar a vista e ver o abismo que de teu pedestal precipita e ele te causar medo que ele te conduza a justiça e lembre do povo e da fome. Desça deste altar da glória e da vaidade acadêmica e busque o serviço á vida, saúde, e alimentação do povo. Seja Senhor de teus atos e de sua consciência não um louco sedutor, essa semente que planto na ficção científica e literária dará uma árvore de consciência e verás teu irmão que sofre e passa fome enquanto esbanja o dinheiro e recursos que eram para a alimentação, saúde, e educação. Tu ainda por cima lhe causa danos e envenena seus alimentos.

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

Oh Magnífico Senhor! vós sabeis que existem formas seguras e ecológicas de trabalhar e fazer pesquisa respeitando a vida e meio ambiente. Respeite a vida em suas formas e diversidade e se cansei de com as suas próprias armas do conhecimento de vos elencar a verdade e o bem comum, peço aos erros de minha pessoa e desse manifesto de lhe acordarem para os riscos que suas ações conduzem a morbidade. Seja justo e aceite o abraço e a paz desse filho de Minerva que serviu a ciência em seus justos propósitos do saber e cresceu em seu jardim como árvore que hoje te dá frutos de justiça. Mas tua calamidade vergonhosa silenciou anos atrás mas que grite agora com a esperança que dá frutos de justiça e bons e toda sua ciência seja para o bem da humanidade, dos animais e das plantas, sem nos causar mal. Vejo o dia em que darás os bons frutos e terás orgulho de ter com tua ciência construído sabiamente um caminho de respeito à vida. Aceita esse Armistício de Iemanjá para proteção de águas e do mar livres da poluição nesses anos de esperança que antecedem tua maturidade de frutos bons e de justiça. FIM!

93


DIVULGA ESCRITOR

94

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

95


DIVULGA ESCRITOR

96

www.divulgaescritor.com | junhol | 2020


DIVULGA ESCRITOR

www.divulgaescritor.com | junho | 2020

97


DIVULGA ESCRITOR

Profile for Divulga Escritor

44ª Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia  

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded