Põe na Mesa - Edição 25

Page 1

Revista do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Refeições Coletivas da Região Norte/Oeste do Estado de São Paulo • Ano 13 • Edição 25 • Julho de 2014

A polêmica lei da palmada Conheça os pontos principais da lei e entenda como educar seu filho sem violência Páginas 12 a 15

Campanha Salarial

Após muita luta, conquistamos bons resultados Páginas 4 a 6

Violência

Exploração sexual de menores Páginas 16 a 19

Mulher

Câncer de mama Páginas 20 a 23

Esportes

Pesca esportiva Páginas 24 e 25

Sinterc fecha parceria com a maior rede de óticas do Brasil: conheça os benefícios para os associados Página 6


www.drogariatotal.com.br

VANTAGENS DIFERENCIADAS

- Economia - Ótimo atendimento - Qualidade & Confiança

Drogaria Total

Cartões

Cuidando da sua S aúde


Palavra do Presidente

Em meio a um turbilhão de acontecimentos, vencemos! Enfim chegamos ao mês da data-base de reajuste da categoria profissional de refeições coletivas (1º abril). Os Sindicatos, como de costume, fizeram suas assembleias de aprovação da pauta de negociação e prontamente às entregaram ao Sindicato Patronal. Espantou-nos a falta de interesse deles em iniciar as negociações e, tão somente, marcaram a primeira reunião em 07/04/2014. A contra proposta apresentada pelo patronal mostrou uma total falta de respeito com os trabalhadores. Rapidamente os Sindicatos envolvidos nas negociações começaram a traçar os planos e estratégias de mobilizações, envolvendo os trabalhadores na base de cada Sindicato. A partir de então, começamos a fazer assembleias nas portas das unidades, onde cada vez mais os trabalhadores apoiavam as decisões tomadas por seus representantes. Lutamos até o final e em nenhum momento nos intimidamos com as ameaças das empresas de parar de recolher as contribuições dos trabalhadores para o Sindicato. Queriam minar nossas for-

ças pelo bolso, mas os quatro Sindicatos juntos decidiram enfrentar os patrões e ignorar as ameaças. Afinal de contas, temos a melhor arma para combater os maus patrões: os trabalhadores. Muitas foram às viagens em toda a base do Sinterc, como também na base dos Sindicatos aliados. Muitas paralizações foram feitas, até chegarmos ao estado de greve por prazo indeterminado. Tentativas de conciliação no Ministério do Trabalho e, também, no Ministério Público do Trabalho. Nada adiantou. Estávamos lá, firmes e fortes. O tiro saiu pela culatra quando o patronal tentou fazer uma manobra para desmoralizar os Sindicatos que os enfrentaram e entraram na Justiça com o pedido de interdito proibitório, na tentativa de impedir os atos de greve, mas a justiça negou o pedido. Por fim, o patronal entrou com pedido de Dissídio Coletivo de Trabalho no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de São Paulo, com audiência realizada no dia 14/05/2014, onde o resultado foi totalmente positivo aos Sindicatos Laborais

Sumário • DOBRA

DOBRA

Panorama tamanha é sua beleza

Palmada, DOBRA

Câncer de

mama

Nova lei, também conhecida como “menino Bernardo”, proíbe castigar e bater em menores de idade

A proposta O acordo que permitiu a aprovação foi costurado no gabinete do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Para viabilizar a aprovação, o relator, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), concordou em alterar a definição, especificando tratar-se de “ação de natureza disciplinar com uso da força física que resulte em sofrimento físico ou lesão à criança ou adolescente”. A definição anterior falava em “sofrimento”, sem o termo “físico” logo em seguida.

A prevenção é o melhor remédio para um diagnóstico precoce e combater sequelas graves da doença

C

Agressões físicas contra crianças compromentem seu desenvolvimento, além de poder criar transtornos que afetarão seu convívio social

12

Poe na Mesa 25.indd 12

Cidade é excelente opção em turismo ecológico, pesca e lazer para toda a família

R

Julho de 2014

17/07/2014 08:27:54

onsiderada uma das doenças mais sérias que existe, o câncer de mama, se descoberto logo no início, pode tra- ESPAÇO zer um tratamento MULHER menos invasivo e sofredor para a paciente. Como os especialistas afirmam, a ida periódica ao médico e a realização dos exames necessários ainda são as melhores formas de cuidar da saúde. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer da mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano,. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. De acordo com especialistas, o câncerde de2014 mama é um tumor maligno que Julho se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que pasna Mesa 25.indd sam 13 a se dividir descontroladamente. PoeDOBRA Ocorrendo o crescimento anormal das células mamárias. Como existem inúmeros tipos e subtipos de câncer de mama, o diagnóstico para a doença considera alguns critérios: se o tumor é ou não invasivo, seu tipo histológico, avaliação imunoistoquímica e seu estádio (extensão):

O tumor é invasivo ou não?

É diagnosticado câncer de mama não

20

Poe na Mesa 25.indd 20

invasivo, aquele que está contido em algum ponto da mama, sem se espalhar para outros órgãos - a membrana que reveste o tumor não se rompe, e as células cancerosas ficam concentradas dentro daquele nódulo. Já o câncer de mama invasivo acontece quando essa membrana se rompe e as células cancerosas invadem outros pontos do organismo. Todo câncer de mama não invasivo pode se transformar em invasor.

Tipo histológico tem vários subtipos

Os Tipos histológicos de câncer de mama se dividem em vários subtipos, de acordo com alguns fatores como a presença ou ausência de receptores hormonais e extensão do tumor. Conheça três deles:

Carcinoma ducta in situ - É o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo. Ele afeta os ductos da mama, que são os canais que conduzem leite, não invadindo outros tecidos, nem se espalhando pela corrente sanguínea. Porém, pode ser multifocal, ou seja, pode haver vários focos dessa neoplasia na mesma mama. Carcinoma ductal invasivo - Esse tumor pode invadir os tecidos que os circundam. Ele pode crescer localmente ou se espalhar para outros órgãos por meio de veias e vasos linfáticos. Caracterizase pela presença de um ou mais receptores hormonais na superfície das células. Carcinoma lobular in situ - ele se origina nas células dos lobos mamários e não tem a capacidade de invasão dos tecidos

A criança e o adolescente têm o direito de serem educados e cuidados pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis ou por qualquer pessoa sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel como formas de adjacentes. É umdisciplina, tipo de câncer de macorreção, ma que frequentemente é multifocal. O educação, qualquer carcinoma lobularou in situ representa de 2 a 6% dos casos de câncer de mama. outro pretexto.

Avaliação Imunoistoquímica 13 Também conhecida como IQH, a avaliação imunoistoquímica para o câncer de mama avalia se aquele tumor 17/07/2014 08:28:00 tem os chamados receptores hormonais. Infelizmente, 65 a 70% dos cânceres de mama têm esses receptores, que são uma espécie de ancoradouro para um determinado hormônio. Existem três tipos de receptores hormonais para o câncer de mama: o de estrógeno, o de progesterona e o de HER-2. Esses receptores fazem com que o determinado hormônio seja atraído para o tumor, se ligando ao receptor e fazendo com que essa célula maligna se divida, agravando a doença. Julho de 2014

17/07/2014 08:28:38

ica em recursos naturais e paisagísticos, Panorama tem aproximadamente 15 mil habitantes, e está localizada no extremo oeste do Estado LOGO ALI Paulista, a 670 km de São Paulo, às margens do Rio Paraná. Além de ser uma cidade referência em pesca esportiva, é considerada dona de um dos mais belos recantos para o turismo em todas as suas formas. Suas belezas e encantos das águas do Rio Paraná, bem como a sua proximidade com as margens desse rio, tem feito com que milhares de turistas procurem Panorama para deliciar de sua hospitalidade e os espaços de seu Balneário Municipal. Inúmeros visitantes se deslocam para Panorama de diversas regiões do oeste de São Paulo para atividades de lazer, por possui uma das mais belas paisagens lacustres do estado, são imensas áreas de lazer, de pesca e de passeios turísticos que se estendem por centenas de quilômetros pelos municípios vizinhos. A prática de esportes náuticos e a pesca esportiva são dois dos maiores atrativos para quem vai à cidade. E para a alegria dos pescadores amadores ou profissionais, o Rio Paraná é uma ótima pedida para pescar uma grande variedade de peixes, entre elas o peixe Promover o turismo sustentável em Dourado, Tilápia, Piapara, Corvina, Panorama, contribuindo para o desenPiau, Corimba, Piracanjuba, Lobó, Tuvolvimento socioeconômico da popucunaré, Cascudo, Pacu e Armal. lação. É essa a função do Rio Paraná Os turistas podem se hospedar em que nasce no Planalto Brasileiro, pela hotéis ou pousadas, que oferecem guias junção dos Rios Paraíba e Grande, na de pesca que acompanham e disponibialtura do Município de Aparecida do lizam os barcos para aproveitarem o que Taboado (MS), passando por diversos tem de mais bonito e divertido em Paestados, e vai até a foz do rio Iguaçu, a norama. Além de duas empresas dentro partir de onde passa a ser limite, entre a do balneário que oferecerem passeios Na menopausa, aindades alteradas facilita a proliferação e o Paraguai. de lancha,ma. caiaque, pedalinhoose tecidos bananaficamArgentina da mais sensíveis à ação estrógeno,Ao já todo, o Rio Paraná possui 4.880 desordenada de células mamárias, re- E para boat. quem é munido de do coraos níveis desse bai-de extensão, segundo em comprisultando em um tumor. Quanto gem, maispodeque nadar no meio do hormônio Rio, apro- estãoKm xos devido à ausência de sua produção intensa e duradoura é a ação doveitando hor- cada mento da América do Sul, e é um rio momento da viagem. pelo ovário. Porém, a reposição hormomônio nas células mamárias, maior é a nal não é proibida, mas o conselho dos probabilidade de um tumor. 26 especialistas é praticar exercícios físico e Quando a menopausa é tardia manter uma dieta equilibrada. A lógica nesse caso é a mesma do caQuando a mulher está com o colesPoe na Mesa 25.indd so acima - enquanto a menstruação não 26 terol alto, o risco de obter a doença é cessa, os ovários continuam a produzir ainda maior, isso porque o colesterol é o estrógeno, deixando as glândulas maa gordura que serve de matéria prima márias mais expostas ao crescimento para a fabricação do estrógeno. celular desordenado.

Fotos: Reprodução

não! pós quatro anos de tramitação, o projeto de lei 7672/2010 de autoria da Presidência da República, tem trazido à tona a importância do poder e liberdade familiar. Conhecida pela imprensa como Lei da Palmada, em homenagem ao menino Bernardo, morto pela madrasta no Rio Grande do Sul por uma injeção letal, gerou inúmeras discussões e controvérsias, uma vez que famílias se acham no direito de educar como querem, sem precisar deixar traumas físicos e psicológicos. Esse projeto aprovado no dia 21 de maio visa modificar o texto do Estatuto da Criança e do Adolescente, complementando que “a criança e o adolescente têm o direito de serem educados e cuidados pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis ou por qualquer pessoa sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel como formas de correção, disciplina, educação, ou qualquer outro pretexto”. Além de proibir pais e responsáveis legais por crianças e adolescentes de baterem nos menores de 18 anos. E prevê que os pais que agredirem fisicamente os fi lhos devem ser encaminhados a cursos de orientação e a tratamento psicológico ou psiquiátrico, além de receberem advertência. A Lei da Palmada visa ensinar o conceito de castigo corporal e tratamento cruel ou degradante: (I) – castigo corporal: ação de natureza disciplinar ou punitiva com o uso da força física que resulte em dor ou lesão à criança ou adolescente; (II) – tratamento cruel ou degradante: conduta que humilhe, ameace gravemente ou ridicularize a criança ou o adolescente.

que, além de conquistarmos um reajuste acima da média, conseguiram manter todas as cláusulas da convenção anterior e ainda alterar algumas de nosso interesse. Não ganhamos a guerra, mas sim uma batalha. Temos o ano inteiro para bater pesado nas empresas que não respeitam a Convenção Coletiva da categoria e impedir os abusos praticados nas unidades operacionais. Deixo aqui o meu muito obrigado a todos que participaram das negociações deste ano. Quero mais uma vez deixar claro que continuaremos sempre a dizer não as mazelas dos patrões. Juntos somos fortes!

Nesta edição

Educação

A

Waldir Aparecido Avanzo Presidente do Sinterc

Grandes fatores de risco

Menstruar muito cedo

Os médicos relacionam a menstruação precoce com o câncer de mama, porque é no início desse período que o corpo da mulher passa a produzir quantidades maiores do hormônio estrógeno. Esse hormônio em quantiJulho de 2014

na Mesa 25.indd PoeDOBRA

21

Reposição hormonal e colesterol alto

A reposição hormonal é utilizada por mulheres para diminuir os sintomas da menopausa. Mas essa reposição pode aumentar as chances de câncer de ma-

Você já teve câncer de mama um dia?

Pacientes que já tiveram câncer de mama têm mais chances de apresentar outro tumor - nesse caso, o câncer de mama é chamado de câncer recidivo, ou um câncer de mama que sofreu uma recidiva.

21

4

Entrevista: Dr. Fábio Pinto Nogueira

8

Benefícios: Óticas Diniz

10

Educação: Lei da Palmada

12

Violência: Exploração de menores 16

Um pouco sobre o Rio Paraná

Geralmente, se a pessoa já tem um histórico familiar, onde algum parente teve a doença, é importante que sua preocupação redobre quanto aos exames de rotina e ida ao médico. De acordo especialistas da área, mulheres entre 40 e 69 anos são as principais vítimas de câncer de mama. Isso porque a exposição ao hormônio estrógeno está no auge com a chegada dessa idade. A partir dos 50 anos, particularmente, os riscos entram em uma curva ascendente.

Campanha Salarial 2014

típico de planalto, com várias quedas d’água com grande potencial hidrelétrico, explorado por diversas usinas, entre elas a Itaipu Binacional, maior usina Hidrelétrica em operação do mundo, e a eclusa de Jupiá ( a maior em operação no País). Em meio tamanha beleza e sustentabilidade, a cidade foi nomeada Panorama, devido a um fenômeno climático que ocorre na época das secas de junho a novembro, quando se forma uma ilha no Rio Paraná, em frente à cidade, criando uma bonita paisagem. Julho de 2014

17/07/2014 08:29:10

• DOBRA

Saúde: Câncer de mama

20

Esportes: Pesca esportiva

24

Logo ali: Panorama

26

Seu bolso: consumismo

28

17/07/2014 08:28:49

Edição no 25 • Julho de 2014 A revista Põe na Mesa é uma publicação do Sinterc − Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Refeições Coletivas da Região Norte e Oeste do Estado de São Paulo. Sede: Rua Cussy Júnior, 11-63, Centro, Bauru-SP, CEP 17015-022. Telefone/FAX: (14) 3234-9763. Diretor Presidente: Waldir Aparecido Avanzo. Suporte Administrativo: Francisco Viana. Suporte Jurídico: Dr. Sérgio Ribeiro. Jornalista responsável: Priscila Nóbrega − MTB 61545-SP. Projeto Gráfico, diagramação e arte: Bruno Gonçalves − www.brunogoncalves.com.br. Impressão e pré-impressão (CTP): Grafilar − www.grafilar.com.br − Telefone: (14) 38125700. Tiragem: 5.000 exemplares. Todas as matérias, textos e imagens publicadas nesta revista são de estrita responsabilidade da diretoria do Sinterc.

Julho de 2014

3


Campanha Salarial 2014

Trabalhadores e sindicatos provam sua força e união A mais difícil negociação do setor de Refeições Coletivas de todos os tempos foi marcada por muitas mobilizações e greves

A

pós quase um mês de mobilizações, paralisações e de ser deflagrado o estado de greve geral, os trabalhadores de Refeições Coletivas chegaram ao entendimento e foram conciliadas pelo Tribunal. Essa conquista foi possível após audiência realizada no dia 14 de maio no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de São Paulo, por meio de Termo de Audiência Nº 070/14 – Dissídio Coletivo de Greve, que por orientação da desembargadora, as partes envolvidas (laboral e patronal). Os sindicatos Sinterc Norte/Oeste SP, Sintercoj (Jundiaí e região), SEERC-ABC e Sindirefeições (Sorocaba e região), representaram os trabalhadores e conquistou mais uma vitória. A adesão total dos trabalhadores aos movimentos feitos pelos sindicatos foi de extrema importância para que chegássemos ao desfecho final.

O sucesso nas estratégias

As ações, estrategicamente organizadas pelo grupo de sindicatos envolvidos nas negociações, tiveram repercussão em todo Estado de São Paulo e as reclamações dos tomadores de serviços (clientes) foram inúmeras e muitos ameaçaram romper os contratos por falta ou atraso nas refeições de seus empregados. Já se passaram dois meses depois da campanha salarial 2014/2015 e o reflexo dos acontecimentos ainda repercutem em alguns contratos de empresas

4

Reunião entre os sindicatos patronal e laboral

do setor com seus clientes. Muitos deles abriram novas concorrências e outras simplesmente romperam o contrato e mudaram de fornecedor.

Cada setor profissional tem sua importância

Sabemos da importância de cada categoria profissional, mas o setor de Refeições Coletivas tem um diferencial: sem comida nas unidades não tem produção. O trabalhador precisa ter consciência disso, saber da sua importância no mercado de trabalho. Das reclamações que ouvimos dos empresários ultimamente, a mais frequente é a de falta de mão-de-obra no setor. Nem se menciona mais a palavra “qualificada”, pois hoje em dia as empresas nem exigem mais que o candidato tenha experiência.

Fidelizar o empregado

Precisamos resgatar o interesse de

novos trabalhadores para o nosso setor e melhorar o grau de satisfação dos profissionais que ainda permanecem empregados. Fidelizar o empregado é a palavra chave no nosso mercado de trabalho atual, ou as empresas criam atrativos para manter os bons profissionais em seus quadros ou eles também vão migrar para outros setores e ou novas atividades. O bom profissional de Refeições Coletivas nos dias de hoje, é procurado a peso de ouro.

O que esperamos para as negociações em 2015?

A mesma garra e determinação que os trabalhadores tiveram nas negociações de 2014. Avançamos, mas ainda há muito a se conquistar. Não hesitaremos na busca pela recuperação dos salários e a valorização da mão de obra e, acima de tudo, mais respeito com os profissionais da nossa categoria profissional. Julho de 2014


Fotos: Sinterc

Resultado da Campanha Salarial 2014 dos grevistas ao ΔΔRetorno trabalho no dia 15/05/2014; serão descontados os dias ΔΔNão parados; de emprego conforme ΔΔGarantia precedente Normativo nº 36 do

Tribunal (30 dias); Reajuste para piso salarial Normativo: 10.13% passando à R$ 924,00; Acima do piso normativo até 2,5 pisos o reajuste foi de: 8%; Acima de 2,5 pisos até 4,5 pisos o reajuste foi de: 7%; Acima de 4,5 pisos valor fixo de R$ 291,06; Piso de cozinheiro: R$ 1.069,86; Piso de copeira hospitalar: R$ 960,69; Vale-compras ou cesta de alimentos: R$ 110,00; Vale-refeição: R$ 18,00 por dia; Manutenção das demais cláusulas negociadas

ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ

Julho de 2014

Presidente do Sinterc, Waldir Avanzo, fala para os trabalhadores em unidade em Sorocaba ao lado da presidente do Sindirefeições Terezinha Baldino

5


Fotos: Sinterc

Juntos somos fortes!

Os sindicatos envolvidos na campanha salarial 2014 compartilham com os trabalhadores do setor de Refeições Coletivas o sucesso nos trabalhos realizados em cada unidade por onde passamos. Tivemos o apoio dos trabalhadores destas unidades que atenderam ao chamado dos sindicatos e não tiveram medo das ameaças feitas pela chefia. Com essa união, tivemos a certeza de que a força e a coragem fizeram a diferença nos resultados obtidos. Fica pra nós a certeza da união dos trabalhadores e confiança em seu sindicato. A luta não para, vamos continuar cobrando das empresas o cumprimento das suas obrigações e buscando sempre melhorias nas condições de trabalho e de vida de nossos representados.

6

Julho de 2014


Fotos: Sinterc

Julho de 2014

7


Entrevista

A importância do diagnóstico correto O Médico do Trabalho Dr. Fábio Pinto Nogueira fala à Põe na Mesa do seu amor pela profissão e sobre os direitos do trabalhador quando se ausenta da empresa por doenças

M

Foto: Divulgação

édico responsável pelas consultas dos trabalhadores quando se queixam sobre doenças, Dr. Fábio Pinto Nogueira, expõe as principais queixas desses profissionais e explica alguns direitos que eles têm com relação à saúde e emprego. Acompanhe essa entrevista que foi realizada de forma descontraída para sanar algumas dúvidas dos leitores desta revista.

Põe na Mesa - Por que escolheu ser médico do trabalho? Nogueira - Foi uma evolução em minha carreira. Exercia a especialidade de cirurgia geral, trabalhando em Gália/ SP. Com a evolução da cirurgia laparoscópica ficou inviável exercer essa especialidade em cidades de menor porte. Então, como já atendia algumas empresas, resolvi aprofundar meus conhecimentos nessa nova especialidade médica. Fiz curso, prova e tirei o Título de Especialista em Medicina do Trabalho. Depois fui convidado a vir para Bauru, onde estou até hoje. Põe na Mesa - Quais são suas principais ações como médico do trabalho? Nogueira - Medicina do Trabalho não é fazer só os exames ocupacionais, como alguns acreditam, minha principal atividade é conhecer os riscos das atividades dentro da empresa e elaborar programa de saúde para o controle e monitoramento desses riscos junto à saúde do trabalhador, agindo na prevenção. Põe na Mesa - Os auxílios-doença, previdenciários e acidentários, concedidos a trabalhadores por causa de depressão ou transtornos depressivos recorrentes cresceram nos últimos cinco anos, superando 82 mil ocorrências anuais. 8

O Médico do Trabalho Dr. Fábio Pinto Nogueira: “todo trabalhador é um ser humano”

Como avalia esse fato? Nogueira - Acredito ser necessário fazer um diagnóstico preciso da causa da depressão, e fazermos a prevenção quando se tem a origem no trabalho. Normalmente a depressão é multicausal, devemos trabalhar nas diversas causas para não imputar ao trabalho todo o processo.

Põe na Mesa - Como enxerga o cenário de adoecimento dos trabalhadores hoje? Nogueira - O cenário é complexo, pois temos duas vertentes: Ainda existe muitas empresas que não fazem programas de prevenção para os agravos da saúde do trabalhador contentando só com o “ASO” e isto não é ilegal, porém é o mínimo e muitas vezes não previne as doenças ocupacionais. Como também existe alguns colegas médicos que exercem a especialidade sem domínio da mesma, que nunca visitaram o ambiente

de trabalho dos funcionários que examinam. Falo em minhas palestras que o empresário, o patrão, quando “passa mal” busca o melhor médico, não importando o preço. Mas, quando é para fazer exames nos funcionários, é necessário avaliar o “Centro de Custo” ou “quanto vai gastar” e não pensa que esta fazendo um investimento na saúde de seus colaboradores.

Põe na Mesa - Quais medidas empresas e o governo deveriam tomar para enfrentar essa situação e diminuir esse número? Nogueira - Algumas já estão sendo tomadas como a mudança do Item 4.4.1 da NR 4, que trata da formação do SESMT, exigindo a titularidade em Medicina do Trabalho de acordo com as regras da AMB (Associação Médica Brasileira). Mas só isso não resolve se faz necessário que o empresariado invista nos Julho de 2014


ShutterStock

Falo em minhas palestras que o empresário, o patrão, quando “passa mal” busca o melhor médico, não importando o preço. Mas, quando é para fazer exames nos funcionários, é necessário avaliar o “Centro de Custo” ou “quanto vai gastar” e não pensa que esta fazendo um investimento na saúde de seus colaboradores

programas de prevenção, contratando profissionais que tenham capacitação, não só médicos, como engenheiros e técnicos de segurança. Uma maior fiscalização pelo MTE, também é importante para correção de rumos.

Põe na Mesa - O Sistema Único de Saúde (SUS) e a perícia médica do INSS são falhos ao avaliarem o trabalhador? Nogueira - Acredito que falhas ocorrem em todos os setores não só na avaliação do trabalhador. Põe na Mesa - Onde e como os sindicatos podem entrar nessa situação para ajudar os trabalhadores? Nogueira - Não tenho muita experiência com sindicato, mas nas questões que envolvem saúde do trabalhador devemos, todos os envolvidos, ter em questão de sempre separar o “joio do trigo”, isto é, o trabalhador que realJulho de 2014

mente encontra-se com algum agravo à saúde do trabalhador que quer aproveitar de uma situação sem estar realmente doente buscando um benefício indevido. Tanto o sindicato quanto o médico do trabalho e o perito devem ser éticos e imparciais.

Põe na Mesa - Quais são as reclamações mais frequentes dos trabalhadores com relação ao trabalho? Nogueira - As reclamações dependem do tipo de atividade, mas no geral ainda persiste o mito da LER/DORT. Põe na Mesa - Qual é a ação mais adequada da empresa quando um funcionário apresenta algum tipo de doença? Nogueira - A empresa deve encaminhar o funcionário para avaliação médica e se confirmada a patologia providenciar a emissão da CAT (comunicação de acidente de trabalho).

Põe na Mesa - A ginástica laboral reduz a tensão no ambiente de trabalho? Nogueira - Sim, como também o stress físico. Põe na Mesa - Dê algumas dicas para os trabalhadores que estão estressados, depressivos ou doentes. Quem eles devem procurar e quais medidas tomar diante da empresa? Nogueira - Devemos lembrar que todo trabalhador é um ser humano, e deve ser visto como um todo, tanto pela empresa onde exerce sua função, como pelo médico que o atende ou pelo sindicato que o orienta. Se estiver doente deve ser tratado, se esta doença impede ou restringe sua atividade deve ser respeitada esta restrição pela empresa ou ter seu afastamento junto ao INSS. O que não se pode é fazer de conta que nada esta acontecendo. Isso só agrava a situação e/ou a doença do trabalhador. 9


Descomplicando

Benefícios Foto: Divulgação

a economia

com Reinaldo Cafeo

Quando é possível sacar o FGTS

Sinterc e Óticas Diniz fecham parceria e oferecem benefícios aos associados O Sinterc conquistou mais uma importante parceria que trará muitos benefícios aos trabalhadores associados ao sindicato e seus familiares. Por meio do novo convênio com as Óticas Diniz, os associados do Sinterc usufruirão de vantagens especiais para comprar óculos de grau, armações e demais produtos que são oferecidos na maior rede de óticas do Brasil. Os descontos especiais são de 25% para os produtos de marca própria e de 20% para as demais marcas comercializadas pelas Óticas Diniz. Além dos descontos, também ocorrerão ofertas especiais para atender os nossos associados. Esta parceria abrange as lojas da rede

Óticas Diniz que estão espalhadas pela base territorial do Sinterc. Para saber quais são as lojas participantes da parceria e encontrar as mais próximas, os associados devem acessar o site: www.oticasdiniz.com.br. Nesta edição da revista, os associados do Sinterc estão recebendo o Cartão Fidelidade Óticas Diniz/Sinterc. Para saber mais detalhes sobre o benefício, o associado pode entrar em contato com o Sinterc por meio do SAT (Serviço de atendimento ao Trabalhador), no número 0800 777 9763, enviar e-mail para sec@sinterc.org.br ou ir diretamente em uma das subsedes do Sinterc. Aproveite este benefício!

Muitos trabalhadores desconhecem seus direitos no que se refere à movimentação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. As hipóteses para saque são as seguintes: dispensa sem justa causa; término do contrato de trabalho; aposentadoria; suspensão de trabalho avulso; falecimento do trabalhador; quando o trabalhador for portador do vírus HIV; quando o trabalhador ou seu dependente for cometido de neoplasia maligna (câncer); permanência de conta sem depósito por três anos ininterruptos para os contratos rescindidos até 13/07/1990. Para os demais, é necessária a constatação de que o trabalhador permanece, também, por três anos, fora do regime do FGTS; utilização na compra da casa própria; liberações eventuais como a aquisição de ações da Petrobras e da Vale (não abertas neste momento).

Prazo para pagamento de dívida

Quando um devedor é executado na justiça e é condenado a pagar uma dívida, tem até três dias, depois de citado, para honrar este compromisso financeiro. Antigamente esse prazo era de 24 horas. Assim, ao receber a citação, o devedor é avisado que deverá efetuar o pagamento da dívida no prazo de até três dias, sob pena da penhora de seus bens por um oficial de justiça.

Reinaldo Cafeo

é economista, especialista em engenharia econômica, mestre em comunicação e doutorando em economia.

10

Julho de 2014



Educação

Palmada,

não! Nova lei, também conhecida como “menino Bernardo”, proíbe castigar e bater em menores de idade

A

pós quatro anos de tramitação, o projeto de lei 7672/2010 de autoria da Presidência da República, tem trazido à tona a importância do poder e liberdade familiar. Conhecida pela imprensa como Lei da Palmada, em homenagem ao menino Bernardo, morto pela madrasta no Rio Grande do Sul por uma injeção letal, gerou inúmeras discussões e controvérsias, uma vez que famílias se acham no direito de educar como querem, sem precisar deixar traumas físicos e psicológicos. Esse projeto aprovado no dia 21 de maio visa modificar o texto do Estatuto da Criança e do Adolescente, complementando que “a criança e o adolescente têm o direito de serem educados e cuidados pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis ou por qualquer pessoa sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel como formas de correção, disciplina, educação, ou qualquer outro pretexto”. Além de proibir pais e responsáveis legais por crianças e adolescentes de baterem nos menores de 18 anos. E prevê que os pais que agredirem fisicamente os filhos devem ser encaminhados a cursos de orientação e a tratamento psicológico ou psiquiátrico, além de receberem advertência. A Lei da Palmada visa ensinar o conceito de castigo corporal e tratamento cruel ou degradante: (I) – castigo corporal: ação de natureza disciplinar ou punitiva com o uso da força física que resulte em dor ou lesão à criança ou adolescente; (II) – tratamento cruel ou degradante: conduta que humilhe, ameace gravemente ou ridicularize a criança ou o adolescente.

12

A proposta O acordo que permitiu a aprovação foi costurado no gabinete do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Para viabilizar a aprovação, o relator, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), concordou em alterar a definição, especificando tratar-se de “ação de natureza disciplinar com uso da força física que resulte em sofrimento físico ou lesão à criança ou adolescente”. A definição anterior falava em “sofrimento”, sem o termo “físico” logo em seguida.

Agressões físicas contra crianças compromentem seu desenvolvimento, além de poder criar transtornos que afetarão seu convívio social Julho de 2014


A criança e o adolescente têm o direito de serem educados e cuidados pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis ou por qualquer pessoa sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel como formas de correção, disciplina, educação, ou qualquer outro pretexto.

Julho de 2014

13


Educação Histórico da Lei

O projeto foi aprovado em 2011 por uma comissão especial da Câmara dos Deputados, que tinha como relatora a ex-deputada Teresa Surita (RR). O texto tramitava em caráter conclusivo e poderia ser remetido diretamente para o Senado, mas diversos deputados contrários à proposta tentaram levar o debate para o Plenário da Câmara. Os parlamentares argumentavam que o texto interferia em direitos individuais dos pais e, por isso, deveria ser analisado também pelo Plenário. Foram apresentados vários recursos na Casa e até um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), pelo deputado Marcos Rogério (PDT-RO), contra a Mesa Diretora da Câmara. Nos últimos meses, o projeto vinha sendo alvo de polêmicas em diversas reuniões da CCJ, impedindo a votação de outras propostas na comissão. O projeto foi objeto de enquete, que contabilizou mais de 40 mil votos, e de um videochat promovido pela Coordenação de Participação Popular da Câmara dos Deputados.

Mas o que fazer no lugar da palmada?

Para os especialistas da psicologia, a palmada é apenas uma alternativa para coibir os maus comportamentos. Mas não é das melhores. Quanto menos depender delas, melhor. Aliás, quanto mais palmada se dá, menos eficaz a educação se torna. Agora, você deve estar se perguntando: Mas o que fazer no lugar das palmadas para que meu filho me obedeça?

Conversar é o melhor caminho

É comum pais alegarem usar a palmada quando a conversa não surte efeito. Mas especialistas recomendam: é preciso falar, repetir, tornar a repetir e fazer combinados. Sempre fazendo uso de uma linguagem inteligível à criança, de acordo com sua faixa etária. Lembrando que o papel do adulto é proteger seu filho. No entanto, a preocupação tem que se transformar em cuidado e diálogo.

Conheça e entenda a fase em que seu filho se encontra

É preciso entender que uma criança de dois anos não sabe dizer o que está

14

A lei da palmada estabelece que a criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados sem o uso de castigo físico ou de tratamento cruel ou degradante.

sentindo e resolver suas aflições. Se ela está cansada e quer ir embora do supermercado, não vai conseguir se expressar, senão for fazendo birra. Por isso, os pais têm que entender e com calma, tentar resolver a situação. De acordo com os especialistas, o castigo não pode ser aleatório, e sim estar diretamente relacionado ao erro cometido para a criança perceber a consequência.

Você é o exemplo para seu filho

Seu dia não foi muito bom, tem trânsito para voltar para casa, contas a vencer, casa para arrumar, filho para buscar na escola, jantar para fazer. Em meio desse contexto seu filho resolve chorar e desobedecer. Você já tinha avisado que estava nervosa, e que não era para te dar motivo, mas ele deu. Foi a gota d’água para descontar toda sua raiva com palmadas e beliscões. Só que temos um problema sério nessa pequena história real. A questão esbarra em um dos mantras da educação que é a transmissão do exemplo: para a criança, tudo o que os pais fazem é considerado modelo de conduta. Então beliscar pode? Bater no colega pode? É desta maneira que eu resolvo minha irritação? Descontar nos outros é uma forma de relaxar?

A palavra tem poder

Mesmo todos sabendo do poder da palavra, ofender, ridicularizar e humilhar verbalmente ainda são formas comuns de se ver. O que muitos não sabem é que podem deixar marcas profundas na criança ou no adolescente. E o problema é que os pais dificilmente percebem uma agressão na violência verbal. o mais preocupante nisso tudo é que a criança deixa de se sentir amada com o passar do tempo, sua autoestima fica machucada, e pode afetar futuramente sua vida profissional, familiar e amorosa. Julho de 2014


A medida repressiva mais dura imposta pela Lei da Palmada é uma advertência. Há previsão também de medidas como encaminhamento dos pais ou responsáveis para tratamento psicológico ou psiquiátrico.

Julho de 2014

15


Violência

o ã ç a r o l p Ex ual de x e s s e r o n e m

ara p m e se un milhares a i d e mí atinge s dias e d a d cie ime que todos o o s , cr as rno gove er este asileir t br comba rianças de c

16

Julho de 2014


Fotos: ShutterStock

A

presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que torna crime hediondo a exploração sexual ou favorecimento à prostituição de crianças, adolescentes e vulneráveis, no dia 21 de maio. Segundo dados da Polícia Federal, o Brasil ocupa o quarto lugar no consumo de pedofilia no mundo. A pena prevista para o crime, de 4 a 10 anos, não prevê a liberdade mediante o pagamento de fiança. Além disso, os condenados cumprirão inicialmente a punição em regime fechado. Ainda no dia 21, a Polícia Federal deu início à operação “Projeta Brasil” que visa o combate à exploração sexual infantil. Essa é mais uma ação para conter os crimes de abuso, violência e a pornografia infanto-juvenil na internet, sobretudo, no período da Copa do Mundo que abrigou mais de 200 mil turistas. O objetivo é cumprir os 40 mandatos de busca e apreensão nos estados de Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina e Tocantins. Julho de 2014

Medidas a favor da pureza infantil

Com a recepção da Copa do Mundo no Brasil, a Frente Parlamentar da Câmara dos Deputados em Defesa da Criança e do Adolescente, lançou o Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e a entrega do Prêmio Neide Castanha, que está em sua 4ª edição. A premiação é destinada aos principais atuantes na promoção e defesa dos direitos infanto-juvenil. A Semana de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, de iniciativa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), em parceria com o Ministério do Turismo, é uma maneira de conscientizar a sociedade sobre o projeto Projeta Brasil.

Abuso sexual infantil durante a Copa

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes se reuniu em fevereiro deste ano com o presidente

da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, onde firmaram um pacto contra o abuso sexual de jovens durante a Copa do Mundo e também pelo combate à pedofilia nos clubes esportivos. A força-tarefa foi outra medida tomada pelas autoridades sobre esse tema. Coordenada pela Secretaria da Criança e da Juventude (SCJ), por meio do programa Atenção Redobrada, a medida atuou em 14 municípios e no distrito de Fernando de Noronha a fim de combater a exploração sexual de crianças e adolescentes e outras violações de direitos. As ações foram realizadas durante o período da Copa do Mundo. A força-tarefa reuniu 1.600 educadores que visitaram hotéis, praias, restaurantes e locais de grande movimentação, num trabalho preventivo de sensibilização de turistas, comerciantes, taxistas e sociedade. Durante a ação foram distribuídos materiais informativos com orientações sobre serviços voltados à proteção das crianças e adolescentes.

17


Violência

18

Julho de 2014


Igualdade social

Como a exploração de crianças e adolescentes no turismo viola gravemente os direitos humanos, cabe ao Ministério do Turismo, por meio do Programa Turismo Sustentável e Infância, contribuir para que, nos locais onde o serviço turístico é ofertado, haja a prevenção da violação desses direitos. É mais uma forma de conscientizar os integrantes que atuam no setor turístico, sejam pessoas físicas ou jurídicas, para que assumam a responsabilidade de prevenção a esse tipo de exploração sexual.

Disque denúncia

A Ouvidoria da Secretaria de Direitos Humanos Presidência da República recebe denúncias de violações de direitos por meio do Disque 100, serviço de atendimento telefônico gratuito, que funciona 24 horas por dia, nos sete dias da semana. As estatísticas mostram que a maioria das vítimas é do sexo feminino (65,84%), com idades entre 12 e 14 anos (34,75%). Já os suspeitos, na maior parte do sexo masculino, têm idades entre 36 e 40. Além do Disque 100, outra ferramen-

ta para denunciar casos de violência sexual de crianças e adolescentes é o aplicativo gratuito para tablets e smartphones “Proteja Brasil”. Uma parceria da Secretaria Nacional de Direitos Humanos com o Unicef e outras entidades, o aplicativo facilita a localização de números e locais mais próximos para uma denúncia. Na Câmara dos Deputados, a CPI que investiga a exploração de crianças e adolescentes também recebe denúncias, que podem ser encaminhadas pelo 0800 619 619.

Dados preocupantes

Organizações sociais estão em alerta e demonstram preocupação com o turismo sexual no Brasil. Isso porque, segundo a Universidade Brunel, da Inglaterra, somente na última Copa do Mundo (África do Sul - 2010) houve aumento de 63% nos casos de exploração sexual infantil no País. A principal queixa das entidades é que falta um trabalho sistematizado e extensivo, uma estratégia que alcance efetivamente meninas e meninos usados na satisfação sexual dos turistas.

Como proteger seu filho? O Governo tem suas medidas preventivas para o crime contra crianças e adolescentes, porém os pais também tem que tomar algumas ações educativas para prevenir que algo de errado aconteça com seu filho. um bom diálogo ΔΔTenha com seu filho. e monitore suas ΔΔConheça atitudes ao sair e ao chegar

em casa. Se seu filho tiver acesso à internet, mantenha o computador em uma área comum da casa. Acompanhe a criança quando utilizar computadores e quando sair de casa, sempre que possível. Navegue algum tempo com a criança internauta. Da mesma forma que você ensina sobre o mundo real, guie-o no mundo virtual. Aprenda sobre os serviços utilizados pela criança, observe suas atividades na Internet. Denuncie qualquer atividade suspeita. Encoraje a criança a relatar atividades suspeitas, ou material indevido recebido. Estabeleça regras razoáveis para a criança. Monitore sua conta telefônica e o extrato de cartão de crédito e o que compra. Conheça os amigos da criança. Procure saber quais as necessidades materiais que a criança tem para poder saciá-las quando possível, sem que ela faça algumas coisas em troca de dinheiro.

ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ

Fotos: ShutterStock

ΔΔ ΔΔ

Julho de 2014

19


Câncer de

mama

A prevenção é o melhor remédio para um diagnóstico precoce e combater sequelas graves da doença

C

onsiderada uma das doenças mais sérias que existe, o câncer de mama, se descoberto logo no início, pode tra- ESPAÇO zer um tratamento MULHER menos invasivo e sofredor para a paciente. Como os especialistas afirmam, a ida periódica ao médico e a realização dos exames necessários ainda são as melhores formas de cuidar da saúde. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer da mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano,. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. De acordo com especialistas, o câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorrendo o crescimento anormal das células mamárias. Como existem inúmeros tipos e subtipos de câncer de mama, o diagnóstico para a doença considera alguns critérios: se o tumor é ou não invasivo, seu tipo histológico, avaliação imunoistoquímica e seu estádio (extensão):

O tumor é invasivo ou não?

É diagnosticado câncer de mama não

20

invasivo, aquele que está contido em algum ponto da mama, sem se espalhar para outros órgãos - a membrana que reveste o tumor não se rompe, e as células cancerosas ficam concentradas dentro daquele nódulo. Já o câncer de mama invasivo acontece quando essa membrana se rompe e as células cancerosas invadem outros pontos do organismo. Todo câncer de mama não invasivo pode se transformar em invasor.

Tipo histológico tem vários subtipos

Os Tipos histológicos de câncer de mama se dividem em vários subtipos, de acordo com alguns fatores como a presença ou ausência de receptores hormonais e extensão do tumor. Conheça três deles:

Carcinoma ducta in situ - É o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo. Ele afeta os ductos da mama, que são os canais que conduzem leite, não invadindo outros tecidos, nem se espalhando pela corrente sanguínea. Porém, pode ser multifocal, ou seja, pode haver vários focos dessa neoplasia na mesma mama. Carcinoma ductal invasivo - Esse tumor pode invadir os tecidos que os circundam. Ele pode crescer localmente ou se espalhar para outros órgãos por meio de veias e vasos linfáticos. Caracterizase pela presença de um ou mais receptores hormonais na superfície das células. Carcinoma lobular in situ - ele se origina nas células dos lobos mamários e não tem a capacidade de invasão dos tecidos

adjacentes. É um tipo de câncer de mama que frequentemente é multifocal. O carcinoma lobular in situ representa de 2 a 6% dos casos de câncer de mama.

Avaliação Imunoistoquímica

Também conhecida como IQH, a avaliação imunoistoquímica para o câncer de mama avalia se aquele tumor tem os chamados receptores hormonais. Infelizmente, 65 a 70% dos cânceres de mama têm esses receptores, que são uma espécie de ancoradouro para um determinado hormônio. Existem três tipos de receptores hormonais para o câncer de mama: o de estrógeno, o de progesterona e o de HER-2. Esses receptores fazem com que o determinado hormônio seja atraído para o tumor, se ligando ao receptor e fazendo com que essa célula maligna se divida, agravando a doença. Julho de 2014


Grandes fatores de risco

Geralmente, se a pessoa já tem um histórico familiar, onde algum parente teve a doença, é importante que sua preocupação redobre quanto aos exames de rotina e ida ao médico. De acordo especialistas da área, mulheres entre 40 e 69 anos são as principais vítimas de câncer de mama. Isso porque a exposição ao hormônio estrógeno está no auge com a chegada dessa idade. A partir dos 50 anos, particularmente, os riscos entram em uma curva ascendente.

Menstruar muito cedo

Os médicos relacionam a menstruação precoce com o câncer de mama, porque é no início desse período que o corpo da mulher passa a produzir quantidades maiores do hormônio estrógeno. Esse hormônio em quantiJulho de 2014

dades alteradas facilita a proliferação desordenada de células mamárias, resultando em um tumor. Quanto mais intensa e duradoura é a ação do hormônio nas células mamárias, maior é a probabilidade de um tumor.

Quando a menopausa é tardia

A lógica nesse caso é a mesma do caso acima - enquanto a menstruação não cessa, os ovários continuam a produzir o estrógeno, deixando as glândulas mamárias mais expostas ao crescimento celular desordenado.

Reposição hormonal e colesterol alto

A reposição hormonal é utilizada por mulheres para diminuir os sintomas da menopausa. Mas essa reposição pode aumentar as chances de câncer de ma-

ma. Na menopausa, os tecidos ficam ainda mais sensíveis à ação do estrógeno, já que os níveis desse hormônio estão baixos devido à ausência de sua produção pelo ovário. Porém, a reposição hormonal não é proibida, mas o conselho dos especialistas é praticar exercícios físico e manter uma dieta equilibrada. Quando a mulher está com o colesterol alto, o risco de obter a doença é ainda maior, isso porque o colesterol é a gordura que serve de matéria prima para a fabricação do estrógeno.

Você já teve câncer de mama um dia?

Pacientes que já tiveram câncer de mama têm mais chances de apresentar outro tumor - nesse caso, o câncer de mama é chamado de câncer recidivo, ou um câncer de mama que sofreu uma recidiva.

21


Qual tratamento é melhor? Você e seu médico devem ter cumplicidade mútua no momento em que escolher seu tratamento. Isso porque, não vai depender do que você deseja, e sim

do que o médico achar necessário para seu caso. A ideia é você e seu medico decidirem juntos. O acompanhamento de um psicólogo também é fundamental

Os direitos das portadoras de câncer de mama Reabilitação profissional

O serviço da Previdência Social visa readaptar ou reeducar o profissional para o retorno ao trabalho, com o fornecimento de materiais necessários à reabilitação (tais como taxas de inscrição em serviços profissionalizantes e auxílios para transporte e alimentação). Todos os segurados da Previdência têm direito à reabilitação.

Auxílio-doença

Você terá direito ao benefício mensal desde que fique por mais de 15 dias com incapacidade para o trabalho atestada por perícia médica da Previdência Social e que tenha contribuído com o INSS por no mínimo 12 meses (embora haja exceções). Compareça pessoalmente ou por intermédio de procurador a uma agência da Previdência Social, preencha o requerimento, apresente a documentação exigida e agende a perícia. O auxílio-doença deixará de ser pago quando você recuperar a capacidade para o trabalho, ou caso o direito se reverta em aposentadoria por invalidez.

Aposentadoria por invalidez

Você terá direito ao benefício se for segurada da Previdência Social e a perícia constatar que está incapacitada permanentemente par ao trabalho. Via de regra, é preciso ter contribuído com o INSS por, no mínimo, 12 meses para obter o benefício. Compareça pessoalmente ou por procurador a uma agência da Previdência Social, preencha o requerimento, apresente a documentação exigida e agende a perícia. Você ainda pode requerer

22

o auxílio-doença pela internet, no site da Previdência Social ou pelo telefone gratuito 135.

Isenção de imposto de renda

Você tem direito à isenção do imposto de renda sobre os valores recebido a título de aposentadoria, pensão ou reforma, inclusive as complementações recebidas de entidades privadas e pensões alimentícias, mesmo que a doença tenha sido adquirida após a concessão da aposentadoria, pensão ou reforma. Procure o órgão responsável pelo pagamento da aposentadoria, pensão ou reforma e solicite a isenção do imposto de renda que incide sobre esses rendimentos.

IPTU

Não existe uma legislação nacional que garanta a isenção do IPTU para pessoas com determinadas patologias, como o câncer de mama, mas, como se trata de um imposto municipal, algumas cidades já garantes a isenção. Informe-se na Secretaria de Finanças do seu município.

Cirurgia de reconstrução mamária

Você tem direito a realizar a cirurgia reparadora gratuitamente, tanto pelo SUS como pelo plano de saúde. Se estiver em tratamento no SUS, exija o agendamento da cirurgia no próprio local e, se não estiver, dirija-se a uma Unidade Básica de Saúde e solicite seu encaminhamento para uma unidade especializada em reconstrução mamária. Pelo Plano de Saúde, consulte um cirurgião credenciado.

para encarar essa fase da vida com a cabeça erguida e com força para lutar e seguir em frente. Sem contar com o apoio da família em todos os momentos.

Está na hora de tratar Terapia local Cirurgia e radioterapia tendem a tratar o tumor no local, sem afetar o resto do organismo. Cirurgia: é a modalidade de tratamento mais antiga e, quando o tumor encontra-se em estágio inicial e em condições favoráveis para a retirada, a mais efetiva. Radioterapia: utiliza a técnica da radiação ionizante. Ela afeta apenas o tumor, deixando as outras partes saudáveis sem sofrerem danos.

Terapia sistêmica São medicamentos administrados por via oral ou diretamente na corrente sanguínea, com a intenção de atingir as células cancerosas em qualquer parte do corpo. A quimioterapia, a terapia hormonal e a terapia-alvo são exemplos de terapias sistêmicas.

Terapia hormonal Tem como objetivo impedir a ação dos hormônios que fazem as células cancerígenas crescerem. Age bloqueando ou suprimindo os efeitos do hormônio sobre o órgão afetado.

Terapia-alvo Denomina-se de terapias-alvo (anticospos monoclonais), drogas anti-cancerígenas relativamente novas e que têm como alvo uma determinada proteína ou mecanismo de divisão celular apenas (ou preferencialmente) presente nas células tumorais.

Julho de 2014


Julho de 2014

23


Pesca esportiva Aproveite seus momentos de folga para se divertir com a família e amigos e relaxar em contato com a natureza

O

Brasil é um país rico em rios, mares e lagos onde há uma grande variedade de peixes, e consequentemente, a pesca esportiva é saudavelmente praticaESPORTES da. Considerada, um dos esportes mais difundidos no mundo, a pesca recreativa promove a integração social, a união e lazer familiar e entre amigos. E, muitas vezes, é a causa de uma viagem de turismo. Não precisa ser experiente para praticar pesca, basta ter boa vontade e os equipamentos adequados como a vara com molinete, que custa em média cem reais. O uso do protetor solar também é fundamental, independentemente da temperatura que tiver. Pescadores esportivos buscam aperfeiçoar e desenvolver suas habilidades pesqueiras, portanto, trouxemos algumas instruções abaixo que irão orientá-los para que sua pescaria cause o mínimo impacto ao meio ambiente, respeitando a natureza e garantindo a qualidade do esporte para as futuras gerações. Acompanhe.

Anzol

Use anzóis sem farpa ou amasse a farpa com um alicate; dessa forma, a sua pescaria será muito mais vibrante e você evitará ferimentos maiores nos peixes. Anzóis sem farpas tornam a fisgada mais eficiente e basta manter a linha sempre esticada para trazer o peixe. Além de aprimorar esta técnica, o pescador assegura um ganho de esportividade e valoriza o “troféu” ao fotografá-lo.

24

Para começar a pesca esportiva não é necessário ter barco e equipamentos caros; com um equipamento básisco, basta pedir orientação para pescadores mais experientes e encontrar locais próximos as margens dos rios para praticar a pesca de barranco Julho de 2014


Fotos: Reprodução

ao mínimo, evitando deslocamentos e traumatismo nos órgãos internos e na estrutura óssea. Dê preferência a passaguás sem nós, pois estes machucam os peixes. O uso de alicates de contenção são ideais para a manipulação da maioria das espécies de peixes esportivos, imobilizando o peixe de forma segura e permitindo a retirada do anzol com maior rapidez. Evite usá-los em peixes que possuam dentes, pois podem quebrá-los.

Mantenha o peixe na água

Faça isto tanto quanto possível. Um peixe fora da água vai ficar cada vez mais sufocado. Ele pode ter morte fatal caso caia na praia ou bata nas pedras. Um pouco de água pode servir como um excelente travesseiro de proteção a um peixe cansado.

Retirando o anzol

Retire o anzol tão rapidamente quanto possível, usando alicates de bico. Os alicates de bico longo podem acelerar a retirada de um anzol fisgado profundamente. Porém, lembre-se: caso o anzol tenha penetrado fundo no peixe, corte o empate e deixe o anzol dentro do peixe. Seja delicado e rápido. Os peixes pequenos, especialmente, podem morrer em decorrência do choque causado pela retirada de um anzol. Atividade em contato com a natureza, a pesca é um “santo remédio” para reduzir o estresse do dia-a-dia de trabalho

Local da fisgada

Seria ideal que todos os peixes fossem fisgados pelo beiço superior ou inferior, mas nem sempre acontece assim. Quando a pescaria é feita com iscas artificiais pequenas como jigs, ou com iscas vivas, a chance do peixe ser fisgado pela garganta ou pelas guelras é muito alta. Jamais puxe a linha quando o anzol estiver preso na garganta do peixe. Corte a linha o mais perto possível do anzol e rapidamente devolva o peixe à água – isto aumentará a suas chances de sobrevivência. Quanto mais tempo o peixe ficar fora da água e quanto mais você praticar as suas “técnicas cirúrgicas”, menores serão as possibilidades de sobrevivência desse peixe.

Teste da linha

Use sempre uma linha de capacidade Julho de 2014

pouco maior que a exigida para cada espécie de peixe. Isso fará com que a luta dure menos tempo e evitará que o peixe fique exausto com a luta, aumentando assim as suas chances de sobrevivência. O conceito de que quanto mais leve é o equipamento mais esportividade é um erro que pode levar o peixe à morte, por este motivo esta atitude não deve ser considerada um comportamento esportivo.

Delicadeza

Ao manusear um peixe, a delicadeza é fundamental. Jamais coloque os dedos ou as unhas nas guelras do peixe. Não aperte os peixes pequenos. Procure segurar ou manusear o peixe com as mãos molhadas, evitando a remoção do muco que o protege. Segure o peixe de modo que ele se contorça

Tempo

Um peixe fora da água sofrerá danos cerebrais em função da falta de oxigênio. Até mesmo um peixe pego ou manuseado gentilmente pode ficar muito exausto para se recuperar. Portanto, deixe-o fora d’água por o mínimo de tempo possível. Tire uma foto rápida e devolva-o ao seu habitat.

Reavivando o peixe

Alguns peixes, depois de uma longa batalha, podem flutuar com a barriga para cima. Nestes casos, segure-o por baixo da barriga e mantenha-o na posição horizontal dentro da água. Movimente o peixe para frente continuamente de modo que a água lhe passe frontalmente pelas guelras. Este é um método de respiração artificial e pode levar alguns minutos. Se você estiver num rio, coloque o peixe contra a correnteza. Quando o peixe recuperar os sentidos, começando a se mexer e puder nadar normalmente, solte-o de modo que ele consiga a recuperação completa e possa desafiar outro pescador futuramente.

25


Panorama tamanha é sua beleza Cidade é excelente opção em turismo ecológico, pesca e lazer para toda a família

26

Fotos: Reprodução

R

ica em recursos naturais e paisagísticos, Panorama tem aproximadamente 15 mil habitantes, e está localizada no extremo oeste do Estado LOGO ALI Paulista, a 670 km de São Paulo, às margens do Rio Paraná. Além de ser uma cidade referência em pesca esportiva, é considerada dona de um dos mais belos recantos para o turismo em todas as suas formas. Suas belezas e encantos das águas do Rio Paraná, bem como a sua proximidade com as margens desse rio, tem feito com que milhares de turistas procurem Panorama para deliciar de sua hospitalidade e os espaços de seu Balneário Municipal. Inúmeros visitantes se deslocam para Panorama de diversas regiões do oeste de São Paulo para atividades de lazer, por possui uma das mais belas paisagens lacustres do estado, são imensas áreas de lazer, de pesca e de passeios turísticos que se estendem por centenas de quilômetros pelos municípios vizinhos. A prática de esportes náuticos e a pesca esportiva são dois dos maiores atrativos para quem vai à cidade. E para a alegria dos pescadores amadores ou profissionais, o Rio Paraná é uma ótima pedida para pescar uma grande variedade de peixes, entre elas o peixe Dourado, Tilápia, Piapara, Corvina, Piau, Corimba, Piracanjuba, Lobó, Tucunaré, Cascudo, Pacu e Armal. Os turistas podem se hospedar em hotéis ou pousadas, que oferecem guias de pesca que acompanham e disponibilizam os barcos para aproveitarem o que tem de mais bonito e divertido em Panorama. Além de duas empresas dentro do balneário que oferecerem passeios de lancha, caiaque, pedalinho e banana boat. E para quem é munido de coragem, pode nadar no meio do Rio, aproveitando cada momento da viagem.

Um pouco sobre o Rio Paraná

Promover o turismo sustentável em Panorama, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico da população. É essa a função do Rio Paraná que nasce no Planalto Brasileiro, pela junção dos Rios Paraíba e Grande, na altura do Município de Aparecida do Taboado (MS), passando por diversos estados, e vai até a foz do rio Iguaçu, a partir de onde passa a ser limite, entre a Argentina e o Paraguai. Ao todo, o Rio Paraná possui 4.880 Km de extensão, segundo em comprimento da América do Sul, e é um rio

típico de planalto, com várias quedas d’água com grande potencial hidrelétrico, explorado por diversas usinas, entre elas a Itaipu Binacional, maior usina Hidrelétrica em operação do mundo, e a eclusa de Jupiá ( a maior em operação no País). Em meio tamanha beleza e sustentabilidade, a cidade foi nomeada Panorama, devido a um fenômeno climático que ocorre na época das secas de junho a novembro, quando se forma uma ilha no Rio Paraná, em frente à cidade, criando uma bonita paisagem. Julho de 2014


Para um Réveillon inesquecível Além de ser palco de uma das mais belas belezas naturais do estado de São Paulo, Panorama promove festa de Réveillon em praça pública, com presença de milhares de pessoas até altas horas da madrugada. Com

policiamento reforçado, os visitantes e munícipes, se sentem seguros e amparados, se caso acontecer alguma desavença. O evento realizado desde 2005 tornou-se conhecido pela queima de fogos sob uma balsa atracada no meio do rio

e sempre supera as expectativas dos organizadores, recebendo, em média, 20 mil pessoas de toda a região. Centenas de carros com placas de diversos estados brasileiros têm circulado pela cidade nessa época do ano.

Colônia de férias Riacho Doce A procura de uma cidade ideal para montar um lugar onde seus associados pudessem se divertir e relaxar, o Sinterc conheceu Panorama, e não teve dúvidas, montou a colônia de férias Riacho Doce às margens do Rio Paraná, com uma estrutura composta por 18 suítes com ar condicionado, restaurante, 2 bares, sala de jogos, sala de TV, piscina e uma equipe de profissionais capacitados para atender os usuários com qualidade e muita simpatia. A colônia de férias Riacho Doce é

uma ótima opção para os trabalhadores curtirem as férias e feriados, garantindo momentos de tranquilidade e diversão com a família e amigos em contato com a natureza. Para os adeptos da pesca, o ponto é privilegiado, já que fica localizado na divisa dos Estados de São Paulo e Mato Grosso, onde há uma concentração de várias espécies de peixes. Além das excelentes acomodações, o pescador também conta com tudo para a sua pescaria: do barco ao motor, da

vara ao anzol, da isca ao piloteiro, local específico para a limpeza dos peixes e freezers para armazenar o pescado com identificação individual. Com todos esses serviços, a colônia de férias Riacho Doce garante aos traba-lhadores, dependentes e seus convidados, uma excelente estadia, com muito conforto. Para mais informações e reservas, ligue para o telefone (14) 3234-9763 ou envie sua mensagem para o e-mail sec@sinterc.org.br. Fotos: Arquivo/Sinterc

Julho de 2014

27


Seu bolso

Cuidado na hora de

consumir Evite fazer dívidas e tenha uma vida sem transtornos

T

odos concordam que comprar é bom quando se tem dinheiro sobrando, e quando não vai prejudicar no orçamento doméstico. Mas comprar mais do que precisa é desespero e pode deixar as contas da família em atraso, comprometendo a paz de todos. E, o que mais cresceu ultimamente foram as pessoas consumistas, que são aquelas que não têm a real necessidade de comprar, na maior parte das negociações. Isso quer dizer basicamente que a palavra consumismo, significa o ato de comprar muitas coisas que, em sua maioria, não são necessárias.

O Consumo e o Consumismo

No consumo, o ato de comprar está diretamente relacionado à necessidade ou à sobrevivência. Já quando se trata de consumismo, essa relação está rompida, ou seja, a pessoa não precisa daquilo que está adquirindo. O consumismo está vinculado ao gasto em produtos sem utilidade imediata, supérfluos. Esse hábito vem sendo discutido por muitos economistas em suas origens e dimensões, porque algumas pessoas se mergulham em dívidas porque não têm controle sobre seus gastos. Outras, precisam até de tratamentos psicológicos porque afogam suas ansiedades nas compras, sem saberem como vão pagar depois.

Existe o Consumo Consciente

Mas calma, não se desespere. Existe o Consumo Consciente, que é o ato de adquirir e usar bens de consumo, alimentos e recursos naturais de forma a não exceder as necessidades. Além de ser uma questão de cidadania, as atitudes de consumo consciente ajudam a preservar o meio ambiente.

28

Sugestões de práticas do consumo consciente somente o que precisa. ΔΔComprar Roupas, alimentos e outras

mercadorias na medida certa para o consumo individual ou da família; Gastar água e energia somente o necessário, evitando ao máximo o desperdício; Optar pelo uso de combustíveis verdes (biocombustíveis), evitando os combustíveis fósseis (gasolina, diesel, etc); Reutilizar produtos e bens naturais sempre que possível; Adquirir eletrodomésticos (geladeiras, microondas, etc) que funcionem com baixo consumo de energia elétrica; Promover a separação e reciclagem do lixo; Usar sistemas que evitem o desperdício de água e energia nas residências; Utilizar crédito (financiamento, cartão de crédito, crediário) com muita responsabilidade e sempre

ΔΔ

fazendo as contas para verificar se as compras não vão comprometer o orçamento; Valorizar e adquirir produtos de empresas que demonstram preocupações sociais e ambientais; Adquirir produtos somente com emissão de nota fiscal; Cobrar das empresas, através de sugestões construtivas, a melhoria de produtos e serviços, visando a redução do impacto ambiental; Divulgar e participar, sempre que possível, de campanhas que visem a prática do consumo consciente; Utilizar sacolas retornáveis para transportar os produtos adquiridos em supermercados; Valorizar o consumo de produtos orgânicos que, além de ser benéfico à saúde, a produção envolve práticas de respeito ao meio ambiente. Você sabia? No dia 15 de março é comemorado o Dia Nacional do Consumidor.

ΔΔ

ΔΔ

ΔΔ ΔΔ

ΔΔ ΔΔ

ΔΔ

ΔΔ ΔΔ

ΔΔ

ΔΔ

ΔΔ

ΔΔ

Julho de 2014


www.brunogoncalves.com.br

Curta a página do Sinterc no Facebook e faça parte da nossa comunidade Basta um clique para você começar a acompanhar as notícias e comunicados do sindicato. E tem mais: ainda poderá participar e concorrer à muitos prêmios nas campanhas que são realizadas pelo Sinterc na sua página do Facebook.

Fabiana do Nascimento

Vencedora da campanha da TV LED 32 polegadas. Trabalha na Sapore S/A, unidade Kraft-Adams, Bauru

Sandra Brasilio

Vencedora da campanha do DVD Player. Trabalha na GRSA, unidade Raízen de Barra Bonita

Selma Oliveira

Vencedora da campanha Mais Mulheres. Trabalha na Nutri Hospitalar, unidade Hospital Unimed de Bauru

Franciele Rodrigues

Vencedora da campanha Mês do Trabalhador. Trabalha na GRSA, unidade Itapuí

` www.facebook.com/sinterc (14) 3234-9763 www.sinterc.org.br t www.twitter.com/sinterc

Serviço de Atendimento ao Trabalhador

0800 777 9763


“Consumidor bem informado P or muitas vezes ficamos diante de situações que não sabemos o que fazer ou como reagir: falta informação. Isso ocorre DOUTOR quando vamos fazer RESPONDE um acordo, em uma situação onde o produto vem com defeito ou mesmo não é feito a entrega. Saber que uma determinada operação feita por uma empresa é ilegal diz muito sobre onde você está comprando. A melhor maneira de se defender de um problema é não entrando nele. Mas e se ocorrer um problema, o que posso fazer? O PROCON tem como objetivo principal equilibrar e harmonizar as relações de consumo e atua no âmbito administrativo, sem vinculação direta com o poder judiciário. Além do atendimento diário aos consumidores e os atos de fiscalização, o PROCON também atua na orientação da população. A sociedade hoje consome cada vez mais e cada vez jovens mais novos entram no mercado. Desta forma, aumenta o número de consumidores impossibilitados de pagar suas dívidas. É sempre importante ficar atento para fugir da tentação do crédito fácil, com altas taxas de juros e longos prazos para pagamento. Sabe-se da dificuldade de ler e interpretar uma lei, com todos os seus jargões jurídicos, além de textos extensos, misturados a assuntos que não nos interessa. Dessa forma, o PROCON procura promover palestras voltadas aos consumidores e fornecedores, possui cartilha do Consumidor com temas voltados a situações mais demandadas, com o CDC em anexo e realiza não só o atendimento das demandas, mas faz orientações diárias a você consumidor. Além disso, existem informações para você, que precisa procurar o PROCON, vir bem preparado para abrir sua reclamação. Sem dúvida, algumas informações aumentam a qualidade do atendimento, satisfazendo mais o consumidor. Um consumidor sem dívidas e com orçamento equilibrado tem uma qualidade de vida melhor. Um consumidor informado, não se deixará cair em falsas promessas e quando tiver algum

30

problema saberá como e onde recorrer. Um consumidor bem informado é um consumidor consciente. Neste sentido, o PROCON deixará algumas dicas para que você se torne um consumidor consciente na hora de fazer aquisição de produtos ou serviços, com o seguinte tema:

compre por impulso, gaste apenas ΔΔNão o planejado. se engane sobre sua real situação ΔΔNão financeira somando ao seu salário, os limites de cartão de crédito, cheque especial, etc. Nunca gaste contando com oportunidades de GANHOS FUTUROS,

ΔΔ

Julho de 2014


é consumidor consciente” ShutterStock

MÍNIMO, acarretarão a cobrança de altos juros sobre o restante; Identifique e corte despesas desnecessárias. Não consuma pensando em STATUS ou APARÊNCIA, pois dessa forma poderá desestruturar seu orçamento; Lembre-se que se fizer muitas compras em prestações, carnês, cartão de crédito, não sobrará dinheiro para o essencial; Ao financiar, leia, entenda e avalie o compromisso que está assumindo. Informe-se sobre o CET – CUSTO EFETIVO TOTAL – do empréstimo e compare com as ofertas das lojas concorrentes. Tenha CONTROLE de seu orçamento, anotando tanto as despesas essenciais quanto as pequenas despesas diárias; Evite fazer financiamentos ou empréstimos a LONGO PRAZO, a menos que seja muito necessário, pois além da incidência maior de juros, quanto maior o prazo, maior o risco de inadimplência; Elabore o orçamento doméstico e decida sobre novas dívidas juntamente com a sua FAMÍLIA. Não confunda NECESSIDADE de consumo com DESEJO de comprar.

ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ ΔΔ

ainda não confirmados; Evite parcelar ou financiar sempre que puder esperar para COMPRAR À VISTA. Cultive o hábito de POUPAR, dessa forma será possível efetuar compras à vista e evitar o pagamento de juros; No planejamento de seus gastos PRIORIZE as DESPESAS BÁSICAS e

ΔΔ ΔΔ ΔΔ

Julho de 2014

reserve parte de seu salário para as situações de emergência. Não faça novos empréstimos para quitar as dívidas atuais, a menos que os juros sejam mais VANTAJOSOS. Pague sempre o valor TOTAL da fatura do cartão de crédito, pois pagamentos inferiores, como o PAGAMENTO

ΔΔ ΔΔ

Adilton Garcia é Bacharel em Ciências Jurídicas, em 2005, pelo Centro Universitário Padre Anchieta; pósgraduado em Direito Empresarial, em 2009, pela Fundação Getúlio Vargas; ex-presidente e fundador do Grupo Institucional Brasileiro, que administra o Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas; professor universitário da UNIANCHIETA, no curso Administração, ministrando Instituições de Direito; advogado fundador da SANTOS & GARCIA SOCIEDADE DE ADVOGADOS, dando consultoria jurídica nas áreas: Empresarial, Trabalhista, Cível, Família e Sindical; Participante como escritor do Livro “Múltiplos olhares na construção do conhecimento”, com o tema Contexto Sindical; atual Diretor do PROCON da cidade de Jundiaí.

31


Sinterc reuniu as trabalhadoras da empresa ERJ, que presta serviços ma merenda escolar de Araçatuba-SP, para discutir problemas

Reunião na merenda de Araçatuba No dia 24 de junho, equipe do Sinterc se reuniu com as colaboradoras da empresa ERJ, que presta serviços na merenda escolar TRABALHO em Araçatuba-SP. DE BASE A reunião aconteceu na EMEB Francisca Fernandes e foi convocada pelo sindicato para passar informações aos trabalhadores (as) sobre problemas que vem acontecendo na empresa e quais as providencias que o sindicato está tomando para resolvê-los. O diretor do sindicato Francisco Viana falou sobre os frequentes atrasos nos pagamentos de salários, vale compras, vale transporte e, também, sobre a falta de

recolhimento no FGTS e INSS e ainda sobre a implantação da Assistência Médica para empregados e dependentes. O sindicato marcou uma reunião com a direção da empresa para cobrar solução imediata dos problemas.

A resposta da empresa

No último dia 02/06, na sede do Sinterc em Bauru, aconteceu à reunião com os diretores da empresa ERJ, Sr. Daniel Olher (operações) e Sr. Luiz Flores (financeiro). Deles pudemos ouvir qual é a real situação financeira da empresa e qual o plano para resolver os problemas em curto prazo. A promessa da empresa é de que dentro de aproxidamente 60 dias todos os problemas serão sanados e as coisas voltarão a correr dentro da normalidade.

Sobre a Assistência Médica, a informação passada é que a empresa já está implantando a Unimed num prazo máximo de 30 dias. Quanto a PLR (Participação nos Lucros e Resultados), ficou acordado o valor de R$ 900,00 (novecentos reais), pagos em 2 (duas) parcelas iguais de R$ 450,00 (quatrocentos e cinquenta reais) nas seguintes datas; 15/10/2014 e 15/04/2015, desde que atingidas às metas pré-estabelecidas no acordo. Sobre as questões de FGTS e INSS, a empresa informou que houve um parcelamento da dívida e que enviará ao sindicato cópias dos documentos para verificação. O Sinterc está preparado para tomar medidas protetivas para garantir os direitos dos trabalhadores (as) caso a empresa ERJ não cumpra com as suas obrigações. Fotos: Sinterc

32

Julho de 2014


Pode falar. Nós atendemos você! O Sinterc conta com vários canais de comunicação para atender todos os trabalhadores da categoria de refeições coletivas e seus segmentos: Serviço de Atendimento ao Trabalhador via 0800, Site Oficial, Facebook, revista Põe na Mesa e 5 sedes, situadas nas cidades de Bauru, Araçatuba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Presidente Prudente.

Acesse www.sinterc.org.br e veja notícias de interesse dos trabalhadores e confira nossos canais de comunicação

Visite uma das sedes do Sinterc Bauru (Sede) Acesse o site do Sinterc no seu smartphone smartphon usando um aplicativo de aplica leitura de QR Code

A Revista Põe Põ na Mesa é o ve veículo oficial do Si Sinterc, sendo envia enviada Corre pelos Correios gratuitame gratuitamente para todos o os associados do sindicato.

Rua Cussy Júnior, nº 11-63, Centro, Bauru, São Paulo, CEP 17015-022 (14) 3234-9763 sec@sinterc.org.br

Araçatuba

Rua Conselheiro Oscar Rodrigues Alves, 55, Sala 6, 1º Andar, Edifício Siran, Centro, CEP 16010-330 (18) 3621-5810 aracatuba@sinterc.org.br

São José do Rio Preto

Rua 15 de Novembro, 3057, Sala 106, 1º Andar, Conjunto Nagib Gabriel, Centro, CEP 15015-110 (17) 3232-3240 riopreto@sinterc.org.br

Ribeirão Preto

Rua Visconde de Inhaúma, 468, Sala 56, Centro, CEP 14010-100 (16) 3625-5255 ribeirao@sinterc.org.br

Presidente Prudente

Rua Djama Dutra, 177, Sala 6, Centro, CEP 19015-040 (18) 3223-2541 prudente@sinterc.org.br Acesse Ace sse e curta curta a página páágina i do Sinterc no Facebookk no seu smartphone usan usando um aplicativo de leitura de QR Code Co

/sinterc

(14) 3234-9763 www.sinterc.org.br t www.twitter.com/sinterc

Serviço de Atendimento ao Trabalhador

0800 777 9763


Fotos: Divulgação

Caldo Verde Ingredientes

1 kg de batatas 2 calabresas cortadas em cubinhos ou fatias 1 pedaço pequeno de bacon cortado em cubinhos RECEITA 1 caldo de costela 2 dentes de alho DO CHEF 1 cebola 4 folhas grandes de couve manteiga Óleo para refogar Cheiro-verde picado e sal a gosto

Modo de preparo

1) Coloque as batatas na panela de pressão e deixeas cozinhar por uns 15 minutos depois que a panela começar a chiar. 2) Enquanto cozinha as batatas, fatie 1 folha de couve em tirinhas bem pequenas e corte as outras 3 folhas ao meio ou em pedaços grandes. 3) Em outra panela, coloque o óleo e doure a cebola. 4) Em seguida, acrescente o alho e, assim que o alho dourar, coloque a calabresa e o bacon e dê uma leve fritada. 5) Coloque as batatas cozidas num liquidificador, acrescente as 3 folhas de couve em pedaços grandes e um pouco da água quente usada no cozimento da batata e bata bem. 5) Despeje este caldo na panela com a cebola, alho, bacon e calabresa. 6) Acrescente a folha de couve cortada em tirinhas, o caldo de costela e o sal, mexa bem e espere ferver. 7) Antes de servir, polvilhe o cheiro-verde. Dica: acompanhe com pão francês ou pão de alho assado no forno.

Canjica com Paçoca Ingredientes

1 pacote de canjica 750 ml de água 600 ml de leite 2 latas de leite condensado 1 lata de creme de leite 20 paçocas rolha 1 pitada de sal

Modo de preparo

1) Deixe a canjica de molho na água, de um dia para o outro, para que fique bem macia e fácil de cozinhar. 2) Em uma panela de pressão, junte a canjica escorrida, a água e 300 ml do leite com a pitada do sal. 3) Cozinhe por aproximadamente 35 minutos. 4) Troque a canjica de panela e acrescente o restante do leite, o leite condensado e mexa até que engrosse o caldo. 5) quando desligar o fogo, acrescente o creme de leite e mexa. 6) Por último, acrescente as paçocas e mexa bem.

34

Julho de 2014