Page 1

Ano XII - Edição 136 - Catalão/GO - Janeiro/1- 2016

RETROSPECTIVA 2015: SIMECAT NA LINHA DE FRENTE DAS LUTAS

Expediente/Editorial Sindicato assina acordos de trabalho com empresas da cidade SIMECAT prestigia posse dos Metalúrgicos de Curitiba Diretores do SIMECAT prestigiam solenidade de formatura de alunos do SENAI Sindicatos brasileiros organizam novo encontro de montadoras, com participação do UAW Mesmo com a crise, metalúrgicos garantem aumento de salário Metalúrgicos de Catalão apoiam protesto contra demissões em Anápolis SIMECAT promove palestra motivacional com Rogério Mesquita Colaboradores e diretores participam de curso de treinamento Carlos Albino participa de Natal Metalúrgico de Volta Redonda/RJ Sancionadas as novas regras para aposentadoria Saúde em foco Albino esteve presente nas reuniões do Conselho do SENAI Diretor Leonardo participa de curso de Negociação Coletiva

Pág. 02 Pág. 02 Pág. 02 Pág. 02 Pág. 02 Pág. 03 Pág. 03 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04


2

Editorial

Companheiros, mais um ano começando e os desafios serão grandes. Desde o ano passado temos sofrido os efeitos da crise no setor automobilístico e ainda não temos previsão de uma melhora real. Sabemos que a cada demissão a cidade e a população sentem, pois acaba interferindo em tudo. Vocês sabem o quanto os metalúrgicos representam. Mesmo diante dessas dificuldades, o Sindicato está trabalhando dia e noite na tentativa de tomar as melhores decisões. O momento é extremamente delicado, em quase doze anos de luta sindical, nunca enfrentamos um problema tão grande quanto este. Mas não entregamos os pontos, e nem vamos. Nossa força vem da alma. Lutas temos todos os dias e as conquistas dependem do nosso esforço, dedicação e principalmente mobilização. Fico parecendo repetitivo, mas a nossa principal arma contra o patrão é a mobilização. Por isso digo e repito: participem das assembleias. Contribuam dando suas sugestões, seu apoio. O Sindicato é de vocês. Nós somos meros representantes dos trabalhadores, vocês precisam participar efetivamente de todas as batalhas que enfrentamos. Com união nossa força é ainda maior. Vamos enfrentar este ano com sabedoria, garra e determinação, com o objetivo de trazer mais e mais conquistas para todos os trabalhadores da nossa base.

SIMECAT assina acordos de trabalho com empresas da cidade Em janeiro, os trabalhadores da Engelektro aprovaram o acordo coletivo que garante 10,33% de reajuste salarial, PLR de R$ 295 e auxílio alimentação de R$ 125, entre outros benefícios que já constavam no acordo anterior. Na Souza Manutenção, os metalúrgicos aprovaram um reajuste de 10,33%; auxílio alimentação de R$ 220; prêmio de assiduidade de 10% do salário, limitado a R$ 170 e PLR (participação nos lucros e resultados) de R$ 280, com pagamento em 05 de fevereiro. Já os trabalhadores da Brascabos garantiram os mesmos 10,33% de reajuste salarial (correspondente a reposição da inflação); R$ 150 de auxílio alimentação e prêmio de assiduidade de 10% do salário, limitado a R$ 150. Conquista dos metalúrgicos!

Posse em Curitiba

A nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba foi empossada na noite do dia 16 de dezembro para o quadriênio 2016/2020. O evento de diplomação dos diretores contou com a presença de autoridades políticas e lideranças sindicais, entre elas o presidente da CNTM Miguel Torres, o presidente do SIMECAT Carlos Albino e os diretores Thiago, Anicésio, Renilson, Leonardo, Jeancarlo e José Geraldo. Parabéns, presidente Sérgio Butka e todos os companheiros empossados!

Foto: SMC

Reunião com UAW Em sua passagem por São Paulo, no dia 27 de janeiro, o presidente Carlos Albino se reuniu com os companheiros Rafael Guerra e Ginny Coughlin, representantes do Sindicato UAW (United Automobile, Aerospace and Agricultural Implement Workers of America), dos Estados Unidos. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e da CNTM, Miguel Torres, e dos Metalúrgicos de Volta Redonda/ RJ, Silvio Campos, também participaram da reunião. O objetivo é fortalecer a relação de ambos os sindicatos e traçar novas ações de luta global pelos trabalhadores. Eles discutiram sobre a realização do 3° Encontro de Montadoras, previsto para acontecer em Resende/RJ. Representantes da UAW já estiveram por diversas vezes em Catalão apoiando a luta dos metalúrgicos e o SIMECAT também já fez intercâmbio com os americanos.

Formatura

O presidente Carlos Albino e os diretores André Felício e Urismar Gonzaga participaram da solenidade de formatura dos alunos de cursos técnicos do SENAI Catalão. Eles concluíram cursos de Habilitação Técnica - PRONATEC e Aprendizagem Industrial Básica. A formatura aconteceu nos dias 17 e 18 de dezembro. Ao lado do diretor do SENAI Catalão, Antônio Ilídio, eles entregaram os diplomas para os jovens formandos.


3

Mesmo com a crise, metalúrgicos de Catalão garantem aumento de salário

Após quase cinco meses desde o lançamento da Campanha Salarial e mais de 20 rodadas de negociação, a proposta de acordo coletivo de trabalho da Mitsubishi foi aprovada pelos metalúrgicos na manhã do dia 15 de fevereiro. A luta do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) e dos trabalhadores garantiu reajuste salarial de 10,33%, que representa a reposição das perdas causadas pela inflação no período da data-base (1° de novembro de 2015). Já os salários acima de R$ 4 mil terão 5% de aumento. O vale card a partir do mês

de março terá o valor de R$ 330 (em abril, será excepcionalmente de R$ 400). O abono salarial será discutido e calculado posteriormente, conforme a quantidade de veículos produzidos. Um sistema de banco de horas também será implementado e entre os meses de março e maio não haverá produção nas segundas e sextas-feiras, sendo que a carga horária será estendida por uma hora nos dias trabalhados, no regime de meia hora antes e meia hora depois. O SIMECAT considera uma conquista positiva diante do cenário de recessão que o setor

automobilístico está enfrentando. Desde o começo das negociações, a montadora se recusou a propor qualquer tipo de aumento salarial, nem mesmo as perdas inflacionárias. Entretanto, com garra, persistência e união os metalúrgicos conseguiram fazer com que os representantes da montadora acatassem a reivindicação. “Enfrentamos muitas dificuldades, mas agora a vitória está na mão. Já estávamos achando que não íamos ganhar o aumento, mas graças a Deus, não nos intimidamos, lutamos e conseguimos”, enfatiza o presidente do SIMECAT Carlos Albino. A Campanha Salarial 2015/2016 também foi marcada pela participação de uma comissão de negociação, formada por trabalhadores ativos, e que ajudou a pensar nas estratégias

Negociação com a Mitsubishi

e formulação de propostas que atendessem as necessidades da categoria. “A ideia de criar a comissão foi para mostrar a realidade do chão de fábrica para os representantes da montadora e, ao mesmo tempo, mostrar para os trabalhadores as dificuldades que passamos na Campanha”, explica. “A comissão foi muito importante e contribuiu para conquistarmos este resultado. Assim como a ajuda dos companheiros de fora, de outros sindicatos, que tanto nos deram força, como São Paulo, Anápolis e Itumbiara”, lembra Albino. Com o slogan “Trabalhador unido, braço forte”, a Campanha Salarial foi lançada no dia 30 de setembro de 2015. O acordo fechado vale para as empresas MMC, BW&P, PRC e Suzuki.

Companheiros de outros sindicatos ajudaram o SIMECAT na Campanha Salarial

Metalúrgicos de Catalão apoiam protesto contra demissões em Anápolis

O Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) participou no dia 25 de janeiro, em Anápolis, de manifesto em favor dos empregos na Caoa Hyundai. Cerca de 1.500 trabalhadores protestaram contra as demissões ocorridas na montadora. A mobilização aconteceu no Distrito Agroindustrial de

Anápolis (DAIA) e foi organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis (SindMetana), em parceria com a Federação dos Metalúrgicos de Goiás (FEM-GO). Os metalúrgicos se concentraram às cinco horas no DAIA, e, em seguida, percorreram 5km em caminhada até a montadora, local

onde aconteceu uma grandiosa assembleia. A paralisação durou mais de quatro horas. Além de lutarem pela manutenção dos empregos, os trabalhadores protestaram por melhorias no Distrito, pois o asfalto danificado tem ocasionado diversos acidentes com os trabalhadores que transitam pelo local. Eles também pediram por mais segurança na região. Após o período da estabilidade conquistada, que teve validade até 31 de dezembro, e ficarem em férias coletivas por 30 dias, os metalúrgicos foram surpreendidos com 35 desligamentos no dia 19 de janeiro. Segundo o SindMetana, em uma de suas últimas reuniões, a empresa sinalizou a demissão de mais 300 trabalhadores. De acordo com o presidente do SindMetana, Reginaldo Faria, o Sindicato não vai aceitar demissões sem que a empresa analise outras alternativas. “Nós exigimos um diálogo. Estamos

dispostos a conversar e pensar em alguma saída para evitar os desligamentos. O trabalhador não pode essa conta com o emprego dele”, afirma. O presidente do SIMECAT e da FEM-GO, Carlos Albino, ressaltou que a crise do setor automotivo tem eliminado milhares de postos de trabalho no País, mas decidir por demissão em primeira opção é injusto com os trabalhadores. “Alguma medida alternativa deve ser adotada antes, e é por isso que estamos lutando. A empresa precisa ter compromisso social com estes pais de família”, diz. “Se a Caoa não sentar para discutir a situação, toda semana iremos fazer uma mobilização”, garante Albino. A manifestação também contou com o apoio da Força Sindical Goiás, Sindicato dos Comerciários de Catalão (SindCom) e Sindicato dos Metalúrgicos de Itumbiara (Sitrame).


4

Sancionadas as novas regras para aposentadoria. Agora é lei. A regra nova é conhecida como 85/95. Por ela, cada pessoa adquire o direito de se aposentar com proventos integrais à medida que atingir a pontuação mínima exigida (que começa em 85 para mulheres e 95 para homens, e vai sendo atualizada até 2017). Essa pontuação corresponde à soma da IDADE + TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO do trabalhador. A regra antiga é a que está vinculada ao fator previdenciário, uma fórmula que diminui o valor da aposentadoria de quem se aposenta mais jovem e aumenta o valor de quem se aposenta mais tarde. Com as mudanças, agora é possível ESCOLHER se aposentar pela regra nova ou pela antiga. Qual é mais vantajosa? Depende de cada caso. O fator previdenciário prejudica quem se aposenta mais jovem, enquanto a regra 85/95 favorece quem começou a contribuir mais cedo. Mas para quem se aposentar mais tarde, com mais idade e mais tempo de contribuição, usar o fator previdenciário pode ser uma opção. A imagem mostra alguns casos possíveis. Fonte: Agência Senado

Conselho do SENAI-GO Em agosto de 2014, Carlos Albino, presidente do SIMECAT, foi reconduzido ao Conselho do SENAI-GO. Ele cumpre o seu o terceiro mandato na função de conselheiro regional da entidade. À frente do cargo, Albino sempre reforça a sua disposição em lutar para trazer mais recursos para a unidade de Catalão, pois quanto mais profissionais qualificados, mais desenvolvimento para a cidade. As demandas são apresentadas por ele durante as reuniões do Conselho, em Goiânia.

Curso de Negociação Coletiva

O Sindicato dos Metalúrgicos de Goiânia (SindMetal-GO) realizou em Anápolis, nos dias 17, 18 e 19 de novembro, o 1° Curso Avançado de Negociação Coletiva. A abertura do evento contou com a presença de grandes nomes do sindicalismo goiano, entre eles o presidente do SIMECAT Carlos Albino.

O diretor do SIMECAT Leonardo Pereira participou dos três dias de curso. Campanha salarial, pauta de reivindicações, data-base, inflação, reajuste, greve e dissídio coletivo foram alguns dos temas abordados. O objetivo é capacitar e preparar os dirigentes para atuar na defesa dos trabalhadores.

Treinamento Para melhorar o atendimento e relacionamento com os trabalhadores da base, funcionários e diretores do SIMECAT participaram de um treinamento no dia 23 de janeiro. O curso de Atendimento em Excelência foi ministrado pelo companheiro Roberto Ferreira, do SindMetal-Goiânia. A organização ficou por conta do secretário geral do SIMECAT, Thiago Cândido. A segunda etapa será ministrada no dia 20 de fevereiro.

Palestra motivacional

Em parceria inédita, SIMECAT, Colégio Aprov, Faculdade Estácio e Escola de Idiomas Wizard promoveram uma palestra motivacional com o coach Rogério Mesquita. O encontro aconteceu no dia 21 de dezembro, nas novas instalações da Colégio Aprov (antiga Escola Paroquial). Mesquita abordou temas para o crescimento pessoal e profissional e, principalmente, como lidar com os problemas diários e tomar atitudes para ter um 2016 com conquistas e realizações.

Natal Metalúrgico Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada. No dia 6 de dezembro, o presidente Carlos Albino prestigiou o 6° Natal Metalúrgico, em Volta Redonda-RJ. A festa foi promovida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense-RJ. Diversos prêmios foram sorteados para os trabalhadores.

FAÇA A SUA PARTE!

Jornal O Ferramenta - Janeiro 2016/1  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão/GO

Advertisement