Page 1

Ano XI - Edição 125 - Catalão/GO - Janeiro/1- 2015

2014: ano que marcou uma década de lutas e conquistas

Expediente/Editorial SIMECAT participa de manifestação dos aposentados e pensionistas Governo cria medidas que mexem nas conquistas dos trabalhadores Assembleia na Zamec aprova acordo de dias ponte SIMECAT e John Deere já começaram a negociar sobre os dias ponte de 2015 Diretores do SIMECAT prestigiam cerimônia de posse do sindicato de Sta Rita do Sapucaí/MG SIMECAT e DIEESE realizarão audiência pública sobre as medidas provisórias 664 e 665 Carlos Albino participa de mobilização organizada pelo Sindicato do Sul Fluminense, no Rio

Pág. 02 Pág. 02 Pág. 03 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 04


2

Editorial

Companheiro, é com muita disposição e garra que iniciamos mais um ano de muito trabalho. Com fé em Deus, nosso ano será abençoado. Essa retrospectiva que fizemos é para você se recordar das grandes conquistas do ano passado e se motivar a continuar contribuindo com a nossa luta porque vale a pena. Você e sua família são os maiores beneficiados quando alcançamos a vitória. Começo de ano é tempo de refletir e preparar os dias que virão pela frente, e é sempre bom lembrar daquele velho ditado: ‘sem luta não há conquista’.O ano de 2014 foi especial porque marcou uma década que caminhamos juntos. Foram lutas incansáveis, mas na bagagem temos muito o que comemorar. O que esperamos para 2015 é reforçar esse nosso laço de companheirismo, afinal companheiro é companheiro. Contamos com a sua confiança e a sua força, pois juntos somos muito mais fortes.Acredito que você está acompanhando as dificuldades do setor automobilístico, milhares de trabalhadores estão sendo demitidos pelo país afora. Temos que impedir que isso continue acontecendo e, principalmente, que não sejamos prejudicados por este cenário de crise. E para completar, a dona Dilma mentiu em rede nacional, enganou os trabalhadores. Agora ela está pondo as garras de fora e arrancando os nossos direitos. Se ficarmos calados, continuaremos perdendo os direitos já conquistados. ‘A Dilma mentiu e a vaca tossiu’. Vamos reverter esse jogo, queremos te ver nas assembleias e manifestações. O sindicato também está de portas abertas para lhe receber, porque lá é a casa do trabalhador. Companheiro, obrigado por acreditar no nosso trabalho. ‘Fica duro, hein’. A luta não para!

SIMECAT participa de ato em prol dos aposentados e pensionistas dos aposentados e pensionistas, a criação da Secretaria do Idoso no Estado, o cumprimento do Estatuto do Idoso, o fim do fator previdenciário e o combate à exploração imposta aos idosos. Carlos Albino, presidente do SIMECAT, aproveitou a oportunidade para cobrar do INSS melhorias no atendimento ao trabalhador. Ele alega que as perícias estão demorando cerca de dois meses para serem agendadas e durante a espera o trabalhador tem enfrentado dificuldades financeiras. “Quem vai fazer a compra do mês? Quem vai pagar o aluguel?”, questiona Albino.

No dia 23 de janeiro, o Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) participou de uma manifestação em favor dos idosos, aposentados e pensionistas. O ato ocorreu no posto da Previdência Social, em Goiânia, e cobrou do governo o cumprimento da pauta da categoria. As diversas ações realizadas pelo País marcou o Dia do Aposentado, comemorado no dia 24. Em Goiás, a mobilização foi organizada pela Força Sindical Goiás e o Sindicato dos Aposentados de Goiás (Sindnapi-GO). Eles reivindicam a reposição do poder de compra


3

Governo torna mais rigoroso acesso a benefícios previdenciários Contrariando o que pregou durante a campanha salarial, o governo Dilma Rousseff anunciou medidas provisórias que afetam os direitos já conquistados pelos trabalhadores. Veja:

Seguro-defeso Outra alteração anunciada pelo governo diz respeito ao seguro-desemprego do pescador artesanal, o chamado seguro-defeso. Trata-se de um benefício de um salário mínimo para os pescadores que exercem atividade exclusiva e de forma artesanal. O valor é concedido nos períodos em que a pesca é proibida para permitir a reprodução da espécie. A MP editada por Dilma veda o acúmulo de benefícios assistenciais e previdenciárias com o seguro-defeso. O pescador que recebe, por exemplo, auxílio-doença não poderá receber o valor equivalente ao seguro-defeso. Além disso, será instituída uma carência de 3 anos a partir do registro oficial como pescador, para que o valor seja concedido.

*As novas regras não se aplicam a quem já recebe a pensão.

Abono salarial Outro benefício que será limitado pelo governo é o abono salarial, que equivale a um salário mínimo vigente e é pago anualmente aos trabalhadores que recebem remuneração mensal de até dois salários mínimos. Atualmente o dinheiro é pago a quem tenha exercido atividade remunerada por, no mínimo, 30 dias consecutivos ou não, no ano. Com a medida provisória que será publicada nesta terça-feira, só poderá obter o benefício o trabalhador que tenha exercido atividade por seis meses. Fonte: G1 / Infográficos: G1


4 Carlos Albino leva apoio ao sindicato do Sul Fluminense, no RJ O presidente Carlos Albino participouno dia 28 de janeiro, em Resende -RJ, de uma mobilização organizada pelo Sindicato do Sul Fluminense/RJ. O ato marcou o Dia Nacional de Lutas por Direitos e Empregos, que também aconteceu em diversas cidades do País. As manifestações cobraram a revogação das medidas provisórias 664 e 665, anunciadas pelo governo federal.

Assembleia

No dia 21 de janeiro, o assessor de base Zezão comandou assembleia com os trabalhadores da Zamec. Na ocasião, foi aprovado o acordo dos dias ponte para 2015.

Começam as discussões para definir os dias ponte da John Deere

Os diretores José Geraldo e Jeancarlo se reuniram com representantes da John Deere para discutir sobre os dias ponte deste ano. Em breve, o sindicato realizará uma assembleia com os trabalhadores

SIMECAT prestigia posse de sindicato em Minas Gerais

A cerimônia formal de posse da nova diretoria do SINDVAS ocorreu no dia 24 de janeiro, em Santa Rita do Sapucaí/MG. A presidente reeleita, Maria Rosângela Lopes, foi reconduzida ao cargo com mais de 96% dos votos válidos. Os diretores eleitos, 18 no total, assinaram

Fique atento! Neste 2015 as lutas e as mobilizações serão intensificadas em todo o Brasil. Sabe por quê? O ano mal começou e o governo federal já está mexendo covardemente nos direitos dos trabalhadores. E ainda temos um agravante, a bancada trabalhista de deputados na Câmara reduziu de 83 para 47, uma diminuição de quase 50%. Enquanto isso, a bancada empresarial terá 190 deputados. Quem perde nesta história? Os trabalhadores, que têm sua representação enfraquecida. Os representantes do empresariado estão em peso e não vão dar sossego. Temos que abrir os olhos e ficar espertos, porque eles vão querer tirar nossos direitos.

durante a cerimônia o termo de posse e junto com a presidente fizeram o juramento de defesa dos interesses dos trabalhadores. O presidente do SIMECAT, Carlos Albino, e os diretores Jeancarlo e Leonardo participaram da solenidade. Albino destacou o trabalho desenvolvido pela diretoria do Sindicato. “A presidente Rosângela e toda a equipe merecem o reconhecimento pelo excelente trabalho que têm feito nas empresas de auto peças e eletroeletrônicos da sua base, principalmente na Intelbras”, ressalta. Com informações AscomSindvas

Jornal O Ferramenta - Janeiro 2015/1  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão/GO

Advertisement