Page 1

Ano XI - Edição 135 - Catalão/GO - Dezembro/1- 2015

Metalúrgicos demitidos recebem R$140 mil para cursos de qualificação Pág.

Expediente/Editorial Proposta é reprovada e campanha salarial da MMC continua Mitsubishi burla acordo, mas SIMECAT faz valer os direitos dos trabalhadores Thiago participa de Seminário promovido pela IndustriALL Homologações dos demitidos da Mitsubishi são efetivadas PLR da RCM é fechada Diretor Rherman participa de intercâmbio em Cuba Força Sindical lança “Dragão Noel” Diretor Andrezão recebe carteira da OAB Secretário geral ministra palestra para estudantes SIMECAT firma convênio com instituições de ensino Catalão apoia a luta dos Metalúrgicos de Itumbiara Goiânia sedia o 1ª Seminário da Federação dos Metalúrgicos de Goiás Miguel Torres é reeleito presidente da CNTM Confira os acordos coletivos fechados nas empresas SIMECAT prestigia festa dos comerciários

4

Pág. 02 Pág. 02 Pág. 02 Pág. 02 Pág. 03 Pág. 03 Pág. 03 Pág. 03 Pág. 03 Pág. 03 Pág. 04 Pág. 04 Pág. 05 Pág. 06 Pág. 06 Pág. 06


2

Editorial

Companheiros, mais um ano vai chegando ao fim. Com certeza, um dos anos mais difíceis para nós trabalhadores. Mesmo com tantas dificuldades enfrentadas, temos muitos motivos para comemorar. Um deles foi poder contar com o seu apoio e parceria ao longo deste 2015. Claro que o nosso desejo é para que tivéssemos somente conquistas e boas surpresas, mas, infelizmente, estamos sujeitos a encarar situações delicadas, mas com fé em Deus e a força dos trabalhadores nos sentimos mais preparados para enfrentar os problemas. Como já é de conhecimento de vocês, represento também os metalúrgicos de Goiás através da Federação. Realizamos o primeiro seminário nos dias passados e reunimos grandes nomes do sindicalismo para discutir sobre a nossa realidade. Uma coisa é certa, nosso compromisso é com o trabalhador. Com a unidade no Estado, a categoria será ainda mais fortalecida. A nível nacional, assumi, mais uma vez, uma cadeira na nova diretoria da Confederação. Compartilho aqui minha felicidade e honra de poder levar o nome dos Metalúrgicos de Catalão para o Brasil e o mundo. Esse mérito é nosso, companheiros! Para encerrar, deixo meus votos de um Feliz Natal e um 2016 repleto de conquistas. Enquanto isso, a torcida é para que as questões políticas se resolvam o mais rápido possível e o nosso País retome imediatamente o crescimento. Como sem luta não há vitória, então vamos à luta. Vamos sacudir a poeira e dar a volta por cima! Forte abraço, companheiros!

Campanha Salarial MMC

Em assembleia no dia 09 de dezembro, os trabalhadores da Mitsubishi reprovaram a proposta apresentada. As negociações se arrastam desde 30 de setembro, dia do lançamento da Campanha Salarial. Com o slogan ‘Trabalhador Unido, braço forte!’, a luta é por manutenção das conquistas, valorização do emprego e reajuste salarial.

Todos os envolvidos na ação de periculosidade da John Deere que ainda não levaram a documentação, favor comparecer no SIMECAT munidos de: *Cópia da carteira de trabalho das páginas: do contrato de trabalho, da foto e o verso dela *Número da conta para depósito

Mitsubishi burla acordo, mas SIMECAT faz valer os direitos dos trabalhadores Em acordo firmado na audiência de conciliação com a Mitsubishi no início de julho, o SIMECAT conquistou o pagamento de R$ 2 mil reais de adiantamento de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) para todos os metalúrgicos desligados na demissão em massa ocorrida em 29 e 30 de junho. Porém, a empresa fez outra base de cálculo e efetuou o pagamento de pouco mais de R$ 1 mil para cada no dia 13 de novembro.

Observando o descumprimento do que foi acordado, o presidente Carlos Albino tomou atitudes para garantir o pagamento da forma como foi combinado. “Sentei mais de cinco vezes com os representantes da montadora e eles estavam irredutíveis, alegando que a maneira como fizeram que era a correta. Com isso, a única maneira de reaver o dinheiro que faltava era ingressar com uma ação judicial”, explica.

Porém, na semana que o departamento jurídico iria protocolar a ação, a Mitsubishi voltou atrás e depositou para os demitidos a diferença que faltava. “Mais uma vez nossa luta deu resultado. Fizemos valer o acordo. Muitos até pensaram que o dinheiro estava perdido, mas o Sindicato está aqui é para correr atrás dos direitos dos trabalhadores e impedir que eles sejam lesados”, esclarece.

Seminário O secretário geral do SIMECAT Thiago Cândido participou nos dias 8 e 9 de dezembro do Seminário sobre Combate ao Trabalho Precário e em Defesa de Políticas para Promoção do Trabalho Decente. O encontro é promovido pela IndustriALL Global Union e aconteceu no Instituto Cooperinca, em Cajamar-SP.


3

Homologações dos demitidos da Mitsubishi são efetivadas

Entre os dias 16 e 18 de novembro, o Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) efetivou a homologação de 506 trabalhadores que foram desligados da Mitsubishi na demissão em massa ocorrida no começo do mês de outubro. O mutirão organizado para atender os metalúrgicos aconteceu no salão do SESI.

No local foi montada uma estrutura com a presença da Caixa Econômica Federal para agilizar o processo de resgate do FGTS. Na oportunidade, o SIMECAT colocou em ação o projeto ‘Banco de Empregos’. A iniciativa foi realizada em parceria com as empresas de Recursos Humanos que estiveram no local divulgando as vagas de emprego disponíveis e também cadastrando currículos. O Laboratório Núcleo também participou do mutirão realizando testes de glicemia e aferindo a pressão arterial dos interessados. Benefícios para demitidos Além das verbas rescisórias e bonificação conquistada

em acordo com a empresa, todos os demitidos tiveram acesso gratuito ao Workshop de Orientação Profissional que foi ministrado entre 27 e 30 de outubro e 24 e 27 de novembro. O curso foi comandado pela instrutora Solange Branco e abordou temas como: Processo de Mudança; Finanças Pessoais; Elaboração de Currículo; Mercado de Trabalho, entre outros. Através de uma parceria firmada com o SIMECAT, o Laboratório Núcleo vai garantir descontos em diversos tipos de exames para os metalúrgicos demitidos da montadora. Os cartões estarão disponíveis para a retirada na sede do Sindicato a partir do mês de fevereiro.

PLR RCM

Intercâmbio em Cuba

Os trabalhadores da RCM aprovaram a proposta de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) no valor de R$ 3.500. A negociação se arrastou por alguns meses, pois as propostas ofertadas anteriormente eram com valor bem abaixo do conquistado no ano passado. Desde o início, o presidente Carlos Albino explicou a importância de não se aceitar uma proposta com retrocesso. “Perder um direito já adquirido é uma porta de entrada para outras perdas, tanto nos salários, quanto em benefícios”, esclarece.

O diretor do SIMECAT e secretário geral da Força-GO, Rherman Souza, participou entre os dias 9 e 17 de novembro de um intercâmbio sindical. A ação foi promovida pela Força Sindical e a Central dos Trabalhadores de Cuba e aconteceu na cidade de Havana, em Cuba.

OAB

No dia 30 de novembro, o secretário de saúde do SIMECAT André Felicio, o Andrezão, recebeu a carteira da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). A solenidade aconteceu no CEL da OAB, em Goiânia. Parabéns pela conquista, companheiro!

Palestra para estudantes O secretário geral Thiago Cândido palestrou no dia 23 de novembro para estudantes do curso de Recursos Humanos, do SENAC. Ele falou sobre a atuação do movimento sindical e a história do SIMECAT. Além de atuar como dirigente sindical, Thiago tem formação superior em Geografia.

Para possibilitar formação e qualificação profissional, o Sindicato está tentando novamente junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) verbas para o custeamos dos cursos no SENAI. Para os demitidos de junho, o MPT disponibilizou uma verba de R$ 140 mil reais. Também com o intuito de ajudar os trabalhadores demitidos, o SIMECAT continuará disponibilizando aos associados e dependentes, por um período de seis meses (a partir do desligamento), o acesso aos benefícios como salão de cabeleireiro, assessoria jurídica e serviço de fotocópia.

Dragão Noel

O presidente Carlos Albino participou em Brasília do lançamento do ‘Dragão Noel’. O dragão inflável tem treze metros de altura, com três cabeças, cada uma representando um mal: inflação, desemprego e juros altos. A ação é promovida pela Força Sindical e foi intitulada “Mande seu recado para o Dragão Noel”. A ideia é recolher os pedidos da população e, em seguida, levar até o Palácio do Planalto. No próximo dia 18 de dezembro o Dragão Noel estará na cidade de Goiânia.


4

Metalúrgicos demitidos recebem R$ 140 mil para cursos de qualificação

Cerca de R$ 140 mil foram disponibilizados para metalúrgicos demitidos da Mitsubishi para pagamento de cursos de qualificação profissional no SENAI. A verba foi conquistada durante a negociação que garantiu benefícios aos desligados da montadora na demissão em massa que ocorreu nos dias 29 e 30 de junho. Mais de 100 trabalhadores estão matriculados em cinco cursos distintos e já frequentam a sala de

aula desde a segunda quinzena de novembro. A conquista se deve à luta do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) e a sensibilidade do procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT), Dr Januário Justino Ferreira. Foi ele quem intermediou a negociação entre o sindicato e a empresa logo após o anúncio das 179 demissões. Após um pedido de ajuda do SIMECAT, o procurador aten-

deu prontamente. Sensibilizado com a situação dos metalúrgicos da cidade, ele se comprometeu a providenciar verbas para o custeamento de qualificação profissional. O presidente do SIMECAT Carlos Albino considerou a atitude do procurador louvável. “É de admirar, pois além de ser um profissional competente, ele se solidarizou com uma causa maior, que é pensar no futuro destes pais de família que foram pra rua. Muitos sabem trabalhar em outro ramo, mas em geral, a maioria, não tem outra profissão”, lembra. “A ideia de ofertar estes cursos gratuitamente para os trabalhadores é para possibilitar uma nova formação, preparando-os para o futuro e novas portas de emprego’, ressalta. A escolha dos cursos foi feita pelos próprios trabalhadores durante o mutirão que efetivou as rescisões. Todos os interessados selecionaram o curso de sua preferência. Por fim, sete turmas foram fechadas em cinco cursos diferentes, no SENAI Catalão. São eles: Operador de Processos

Mínero-Químicos (300h); Operador de Retroescavadeira/Empilhadeira (120h); Eletricista Instalador Predial (160h); Soldador a Arco Elétrico – Processo Mig Mag e Eletrodo Revestido (160h); Mecânico de Manutenção de Máquinas Pesadas (300h). Devido ao recesso de fim de ano da instituição, as aulas se encerram no dia 18 de dezembro e retornam no dia 04 de janeiro de 2016. A verba de R$ 140 mil foi repassada diretamente para o SENAI. Os recursos foram provenientes de pagamento de multa de uma empresa que descumpriu leis trabalhistas e acordo judicial feito com o MPT. Agora, o SIMECAT tenta novamente junto ao MPT verbas para cursos para os mais de 500 trabalhadores demitidos no mês de outubro.

O Procurador Dr. Januário Justino autorizou verbas para cursos de qualificação

NOVOS CONVÊNIOS. CONFIRA AS TABELAS DE DESCONTOS

Super desconto para você associado!!

Apoio aos metalúrgicos de Itumbiara No dia 1 de dezembro, o presidente do SIMECAT Carlos Albino, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis Reginaldo Faria e o presidente da Força Sindical e CNTM Miguel Torres reforçaram a mesa de negociação do Sindicato dos Metalúrgicos de Itumbiara e a empresa Stemac Geradores. Além de discutir sobre a campanha salarial, o Sindicato de Itumbiara reivindicou a reintegração de 33 trabalhadores demitidos arbitrariamente. A reunião aconteceu em Brasília, na sede da CNTM.

Assembleia com os trabalhadores da Stemac


5

Goiânia sedia o 1° Seminário da Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos de Goiás

A Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Estado de Goiás (FEM-GO) realizou nos dias 26 e 27 de novembro, em Goiânia, o seu 1° Seminário. Integraram a programação do evento palestras sobre ‘Memória do Movimento Sindical’ e ‘Previdência Social’. Participaram do evento dirigentes sindicais das cinco entidades filiadas, sendo Catalão, Anápolis, Goiânia, Itumbiara e Rio Verde. Lideranças do movimento sindical de Volta Redonda-RJ e Curitiba-PR e também Miguel Torres, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e da central Força Sindical também estiveram presentes. Para o presidente da FEMGO Carlos Albino, a realização de seminário é muito importante, pois

é um momento de proporcionar conhecimento para os dirigentes e de esclarecimentos e organização para enfrentamento do capital e do empresariado, não só no aspecto econômico, mas também em questões de saúde do trabalhador, por exemplo. Já o presidente da Força e CNTM, Miguel Torres, lembrou da importância de se discutir as questões do mundo do trabalho, até pelo momento que o País enfrenta. “A FEMGO está de parabéns pela iniciativa. Agora ela tem o papel de unificar a luta do setor metalúrgico no Estado, se organizar e ajudar o Brasil a sair da crise”, afirma. De acordo com Miguel, a FEM-GO tem grandes virtudes, pois não tem medo da base e de enfrentar as situações, tem representatividade e propostas para os trabalhadores. “Ela já nasce grande, não somente no aspecto físico, mas também em

luta e expressividade”, acrescenta. A Federação A FEM-GO foi fundada no dia 01 de abril de 2014 e é presidida por Carlos Albino de Rezende Júnior, também presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT). A sede da Federação fica localizada na cidade de Itumbiara. A FEM-GO é filiada à Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM) e à Força Sindical. Além da luta diária por melhores salários, benefícios e condições de trabalho para todos os trabalhadores da sua base, a FEM-GO liderou um dos maiores movimentos de trabalhadores na cidade de Anápolis. Em maio de 2014, cerca de 3 mil trabalhadores do Distrito Agroindustrial de Anápolis/GO (DAIA) paralisaram suas atividades e protestaram contra

a demora na conclusão do viaduto da BR 060/153 e os transtornos causados pela obra, até mesmo mortes causadas por acidentes no trecho. A mobilização somou mais uma conquista para os trabalhadores, pois logo em seguida o diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (DNIT), Jorge Ernesto Pinto Fraxe, recebeu os representantes da FEMGO, em Brasília, e solucionou o problema, concluindo as obras do viaduto rapidamente. Atualmente, a FEM-GO representa cerca de 52 mil metalúrgicos nas cidades de Catalão, Anápolis, Goiânia, Itumbiara e Rio Verde, número que abrange os trabalhadores das montadoras Mitsubishi e Suzuki (Catalão) e Caoa Hyundai (Anápolis).

Painel: A motivação do sindicalista em cenário adverso Professor Marcos Kniess

Painel: Previdência Social - Desafios e oportunidades para o movimento sindical - Dr. Paulo Rogério Albuquerque

Painel: Memória do Movimento Sindical Milton Baptista de Souza Filho

O companheiro Hebert Batista Alves foi homenageado pela FEM-GO

O companheiro Edvard Pereira de Souza também recebeu homenagem

Dirigentes Sindicais participaram do 1º Seminário dos Metalúrgicos de Goiás


6

Miguel Torres é reeleito presidente da CNTM

O presidente Miguel Torres foi reeleito para a gestão 2015/2019 da diretoria da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos da Força Sindical). Já o presidente do SIMECAT, Car-

los Albino, integra a diretoria executiva no cargo de 1º Secretário de Finanças. A eleição aconteceu no dia 30 de novembro, em Brasília. Participaram do processo eleitoral, por meio de Assembleia

Acordos Fechados

Ferro & Aço

Os diretores do SIMECAT Urismar e Zezão assinaram o acordo que garante 1% de aumento real no reajuste salarial. O valor será acrescido à inflação, que foi fechada em 10,33%. Os trabalhadores também terão um aumento de 10% no vale alimentação. O reajuste começou a valer em 1° de novembro. Veja outros acordos fechados:

Enteq

10,33% de reajuste salarial R$ 220 vale card R$ 150 cesta de Natal

Aluminaço

10,33% de reajuste salarial Prêmio de assiduidade Inclusão do convênio médico no acordo coletivo

Paradiesel Peças e Serviços 10,33% de reajuste salarial R$ 150 vale card

Torneadora Santa Isabel 10,33% de reajuste salarial R$ 100 cesta de Natal

Zamec

10,33% de reajuste salarial Prêmio de assiduidade de 10% do salário com teto de R$ 160 R$ 190 vale card

Irmãos Haase

10,33% de reajuste salarial R$ 230 vale card Cesta de Natal PLR 300,00 (em dezembro)

Convenção Coletiva do Simelgo

10,33% de reajuste salarial O mesmo índice se aplica nas cláusulas econômicas

Geral Extraordinária de Eleições Sindicais, representantes das entidades filiadas à CNTM em todo o País (são nove Federações e 145 Sindicatos, que representam em torno de 1,2 milhão de trabalhadores metalúrgicos). A chapa única, eleita por aclamação, foi encabeçada pelo atual presidente da CNTM, Miguel Torres, também presidente da Força Sindical. Ele destacou a importância da participação da categoria metalúrgica nas ações unificadas do movimento sindical: “Queremos a retomada do crescimento econômico do Brasil, com valorização da indústria nacional e do mundo do trabalho. E a CNTM é fundamental nesta ampla luta pela geração de postos de trabalho, distribuição de renda, manutenção e ampliação dos direitos trabalhistas e sociais no País”, diz Miguel Torres.

Uma das principais pautas de trabalho é a proposta de renovação da frota de caminhões, ônibus, tratores, carros de passeio e motos, como forma de alavancar toda a cadeia automobilística que abrange, além do setor metalúrgico e industrial, outros segmentos produtivos, e contribuir para a retomada do Desenvolvimento. Carlos Albino destaca também o trabalho da Confederação com alianças internacionais na defesa dos trabalhadores em nível mundial e também a atuação em redes no País com o objetivo de avançar em todas as regiões. “É uma honra participar da direção executiva da CNTM, uma entidade de peso e que defende diariamente os interesses da categoria metalúrgica”, afirma. Com informações assessoria CNTM

Festa do Comerciário

No dia 7 de novembro, o presidente Carlos Albino e os diretores Rodrigão, Jeancarlo, Renilson e Anicésio prestigiaram a festa em comemoração ao Dia do Comerciário. Cerca de mil pessoas, entre trabalhadores e seus familiares, participaram da festa organizada pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Catalão (SindCom). Parabéns, companheiros!

Jornal O Ferramenta - Dezembro 2015/1  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão/GO

Advertisement