Page 1

IPCB uma instituição eficienteI

INSTITUTO POLITÉCNICO DE CASTELO BRANCO www.ipcb.pt gcii@ipcb.pt

De acordo com o INDEZ 2010 - Inquérito realizado aos Estabelecimentos de Ensino Superior Público, publicado pela Direcção Geral do Ensino Superior, o Instituto Politécnico de Castelo Branco é uma das instituições mais eficientes, apresentando um custo com pessoal por aluno diplomado abaixo da média nacional. Considerando todo o universo de ensino superior, em 35 instituições públicas, incluindo as universidades, o IPCB situa-se em 5º lugar.

Junho 2011

P. 06

Poliempreende regional

Protocolo com a Secil

Investigação para a indústria

Após análise dos nove planos de negócio, o júri regional do 8º Poliempreende atribuiu o primeiro lugar ao projecto de negócio “My Healthy Life Style (MHLS)” apresentado por André Vitorino, João Bento, Jaime Domingues, Miguel Marques, Tiago Lopes, Tiago Largo, Ana Silva, Pedro Passão.

O IPCB e a Secil assinaram, no dia 5 de Maio, um protocolo de cooperação tendo em vista a promoção conjunta de projectos de investigação aplicada e estágios na empresa, tendo por base o Mestrado em Construção Sustentável leccionado na ESTCB.

Uma investigação que está a ser efectuada na ESACB, em parceria com a indústria, indicam que a utilização de mantas de protecção do solo fabricadas pela empresa Multifibras, do Tortosendo, tem um efeito positivo na cultura da alface, na época Primavera-Verão.

P.02

P.04

P.05

IPCB no Projecto OTALEX

O IPCB é uma das entidades participantes do Projecto OTALEX C - Observatório Territorial e Ambiental Alentejo, Extremadura e Centro, cuja reunião de lançamento decorreu no dia 14 de Abril, em Castelo Branco.

P.05


empreender

Poliempreende regional com vencedores Após um ano lectivo de envolvimento em diversas actividades ligadas ao empreendedorismo, as equipas participantes na Edição Regional do 8.º Concurso Poliempreende submeteram os seus Planos de Negócio à apreciação do Júri, constituído por representantes da Caixa Geral de Depósitos (Luísa Riscado), Pedro Agapito Seguros (Pedro Agapito), NERCAB (Conceição Carvalho) e ACICB (João Dias), no dia 18 de Julho. Após análise dos nove planos de negócio e sessão de audição de cada equipa, o júri do concurso atribuiu o primeiro lugar ao projecto de negócio “My Healthy Life Style (MHLS)” apresentado pela equipa constituída por André Vitorino, João Bento, Jaime Domingues, Miguel Marques, Tiago Lopes, Tiago Largo, Ana Silva, Pedro Passão. A ideia de negócio da equipa vencedora prevê a “implementação duma rede social cujas características, permitem garantir a diferenciação face à demais concorrência com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos seus utilizadores através da partilha de conteúdos alimentares e de actividade física. De forma sucinta, a ideia de negócio será uma plataforma, disponibilizada via Web (acessível pela internet) para todos os computadores e dispositivos móveis, utilizando os sistemas de informação e tecnologias mais recentes”. Já o 2º Prémio foi concedido ao projecto “Rula-Mátic”, apresentado por Diogo Mendes, Nuno Fernandes e Paulo Gonçalves. “Este negócio baseia-se numa das principais vertentes da inovação: a inovação ao nível do desenvolvimento de novos produtos. O produto inovador aqui proposto consiste num sistema automático baseado na visão artificial para a avaliação do nível de exposição do ser humano, no seu local de trabalho, a factores de risco particularmente associados à postura.

O sistema permitirá automatizar o processo manual de avaliação actualmente usado com importantes ganhos ao nível de tempo, meios humanos necessários e eficiência”. O projecto “FSIMTOYS, Lda”, da equipa constituída por Maria Dias, Sandra Ribeiro, Felicidade Martins e Maria Fonseca, foi merecedora do 3º prémio. “A produção de brinquedos, diferenciados” foi a aposta desta equipa que prevê “métodos de produção e decoração dos brinquedos respeitando a natureza, e a saúde e bem-estar das criança. Para isso propuseram a utilização de tintas biológicas e inofensivas para a saúde das crianças e para o meio ambiente. Os Prémios Regionais serão disponibilizados em duas fracções: a primeira, correspondendo a 50% do seu montante global, será entregue no ano da realização do concurso; os restantes 50% serão entregues com a apresentação da cópia da declaração de início de actividade, até ao fim do segundo ano após o ano da realização do concurso, comprovando a implementação empresarial do projecto. O projecto classificado em primeiro lugar no concurso regional representará o IPCB no concurso nacional a realizar em Setembro de 2011, no Instituto Politécnico de Lisboa, responsável pela coordenação do 8.º Concurso Poliempreende. Todas as equipas estão de parabéns pelo esforço e empenho demostrado nesta fase final do Concurso mantendo-se o IPCB disponível para apoiar os projectos que venham a ser concretizados.

comunidade

Infotec debate inovação e empreendedorismo “Abraçando Desafios, Criando Realidades” foi o tema base da 4.ª Edição do Fórum de Informática e Novas Tecnologias (INFOTEC’11) que decorreu de 17 a 19 de Maio, no IPCB/Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco (ESTCB). Durante os dois dias, várias centenas de participantes puderam assistir ao debate das questões relacionadas com a inovação e empreendedorismo, com destaque para duas palestras, a da alemã Fanny Klett, que apresentou a sua visão dos sistemas informáticos no Futuro, e também a do conhecido humorista e empresário Nilton, que de uma forma divertida, e perante um auditório pequeno para tanta afluência, abordou o tema empreendedorismo. Além das diversas sessões, nas quais estiveram representantes de prestigiadas empresas de vanguarda tecnológica e que se têm afirmado no mercado internacional, caso da TIMw.e., PrimeSoft, Novabase, e de investigadores de reconhecido valor, provenientes de outras instituições de Ensino Superior nacionais, houve também espaço para interagir com várias empresas que expuseram produtos no hall de entrada da Escola. As sessões, com uma assistência média na ordem das duas centenas de pessoas, contaram com a presença de alunos dos cursos de Eng.ª Informática, Informática para a Saúde e também Tecnologias de Informação e Multimédia, CET de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos e CET de Desenvolvimento de Produtos Multimédia. Presentes estiveram também mais de duas centenas e meia de alunos de escolas secundárias e profissionais de localidades como Guimarães, Moimenta da Beira, Figueiró dos Vinhos, Covilhã, Campo Maior e Castelo Branco. Durante o INFOTEC’11, foram também apresentados projectos de fim de curso tendo a melhor apresentação recebido um prémio, por votação da assistência. Além das palestras, mostra de laboratórios e exposição de produtos, a Castra Leuca – Tuna Académica Masculina do IPCB, presenteou os participantes do INFOTEC’11 com a sua sempre alegre actuação. No dia 19 de Maio, houve ainda espaço para um jantar convívio no qual participaram alunos e docentes.

02

POLINFOR

Acção de sensibilização

Na sequência das comemorações integradas no Mês do Coração, o IPCB/Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) desenvolveu, em parceria com a Associação Bate Bate Coração, uma actividade de esclarecimento, sensibilização e informação, aberta a toda a população, sobre o tema das arritmias cardíacas e prevenção da morte súbita. Com a sessão pretendeu-se que os cidadãos ficassem mais esclarecidos sobre o que são arritmias cardíacas e como se deve agir em caso de sintomas que podem estar associados. As arritmias cardíacas são perturbações da actividade eléctrica do coração, podendo caracterizar-se por um ritmo ráåpido (“taquicardias” ou “taquiarritmias”) ou por um ritmo lento (“bradicardias” ou “bradiarritmias”). As alterações do ritmo cardíaco são muito frequentes, podendo surgir em qualquer indivíduo, aumentando em regra com a idade. Podem ser detectadas tanto em indivíduos com corações saudáveis como em indivíduos com cardiopatia conhecida.

Congresso de Apicultura

No dia 14 de Março, decorreu na Escola Superior Agrária de Castelo Branco I Congresso Ibérico de Apicultura, encontro que serviu para debater e resolver alguns problemas práticos e desenvolver estudos para melhorar o conhecimento e caracterização da produção apícola das diferentes regiões. O sector do mel é uma actividade normalmente ligada à agricultura e à silvicultura, dado que as abelhas são essenciais à polinização das colheitas e plantas florestais. A apicultura oferece um grande potencial para o desenvolvimento local e regional sendo defendida como uma forma de melhorar o rendimento das famílias, uma fonte de alimento para as populações, matéria-prima de várias indústrias, medicina e actua como vector de melhoramento e conservação da biodiversidade, incentivo para a conservação de habitats naturais e uma actividade ideal em qualquer programa de conservação florestal.


empreender

Feira do emprego da EST Ópera enche Cine Teatro Aproximar os alunos finalistas do IPCB/Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco (ESTCB) aos empregadores das áreas de Engenharia e Tecnologia foi o objectivo da primeira edição da Feira de Emprego @ ESTCB, que decorreu de 24 a 26 de Maio. A iniciativa, que surgiu como um complemento aos eventos de cariz tecnológico organizados durante o mês de Maio – Semana das Engenharias e Fórum de Informática e Novas Tecnologias (Infotec’11) – incluiu ainda no seu programa sessões destinadas a ajudar os alunos a preparar o Curriculum Vitae, entrevistas de emprego e apresentação de casos de empreendedorismo. Participaram na primeira edição da Feira de Emprego @ ESTCB empresas de recrutamento e selecção, entre elas a AGAP2 e a Outsystems, tendo-se verificado para além de uma elevada afluência às sessões uma interacção entre os alunos e os potenciais empregadores. As duas empresas agendaram já novas sessões, a realizar a curto prazo na ESTCB, e que nalguns casos inclui entrevistas a finalistas que entretanto já manifestaram interesse nas respectivas propostas de emprego. Apesar da elevadíssima taxa de empregabilidade dos alunos da ESTCB, fruto do reconhecimento pela qualidade de ensino, áreas ministradas e ensino prático dos cursos, a Escola continua a organizar iniciativas que potenciem o ingresso célere dos diplomados no mercado de trabalho. Nesse sentido, a ESTCB preparou para o mês de Julho outras actividades extra curriculares, nomeadamente workshops, cursos de curta duração e exposições.

A terceira ópera produzida pela Escola Superior de Artes Aplicadas foi um êxito. Apresentada no dia 2 de Junho, no Cine Teatro Avenida de Castelo Branco, a ópera “A Viúva Alegre”, de Franz Lehár, contou com a direcção musical do maestro João Paulo Santos, encenação de Filipa Leão e coordenação de Ana Ester Neves. No dia 4 de Junho esta mesma opereta foi exibida no Teatro Cine da Covilhã. A peça contou com os seguintes intérpretes: Francisco Brazão, Rita Vieira, Ana Seixas, Sara Meireles, Carlos Cardoso, Ana Atalaia, Catarina Cunha, Filomena Silva, Maria da Luz, Miguel Albuquerque, Sara Antunes, João Lourenço, Paula Pereira, João Carneiro e Maria Miguel Paixão. O espectáculo contou com legendagem realizada por Francisco Pinho, tradução a cargo de Emília Seixas e na luminotecnia estiveram João Leitão e Miguel Rito.

comunidade

II Encontro de SIG

IPCB faz prevenção

Mostrar e divulgar o que se está a fazer em Portugal ao nível da tecnologia de ponta na área dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) foi o grande objectivo que presidiu ao II Encontro de SIG, que decorreu nos dia 19 e 20 de Maio no IPCB/Escola Superior Agrária de Castelo Branco (ESACB).

O IPCB/Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) desenvolveu uma investigação na população abrangida pelos serviços de saúde da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, em que se propôs fazer o diagnóstico precoce do Acidente Vascular Cerebral e dos Aneurismas da Aorta e o seu acompanhamento no futuro. O estudo, sob a responsabilidade dos Professores José Maria Folgado Silva – Estudo da Aorta – e Ana Sofia Coelho Alves – Estudo do AVC –, constou da realização de ecografia cardíaca, da artéria aórtica em toda a sua extensão e ecografia vascular às artérias carótidas. O estudo decorreu até finais de Junho nas instalações da ESALD.

Neste segundo encontro - que os organizadores querem que seja uma referência nacional -, em debate estiveram as aplicações SIG na área do Ambiente, da Floresta da Agricultura e da Protecção Civil. Durante os dois dias, cerca de uma centena de participantes assistiram às palestras dos 11 oradores convidados e às comunicações apresentadas por 20 cientistas, que se debruçaram sobre a Aplicação dos Sistemas de Informação Geográfica “Detecção Remota”, “Cadastro e Sistemas de Posicionamento, Global” e “A Informação Geográfica na Web”.O II Encontro de SIG contou ainda com um painel de apresentação de hardware e software apresentado pelas empresas ESRI Portugal, Novageo Solutions e Trimble. Organizada no âmbito de uma disciplina do Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica, aplicados aos recursos naturais e recursos florestais, a iniciativa foi classificada pelo director da ESACB, Celestino Almeida, “um sucesso e já uma referência, não só porque relativamente ao primeiro encontro, em 2010, aumentou o número de participantes como o de oradores e comunicações, para além do envolvimento de alunos, técnicos de diversas instituições, nomeadamente de câmaras municipais, gente nova que está a trabalhar com essas ferramentas e que contribuem para o sucesso da iniciativa”. Paulo Hernandez, docente do IPCB/ESACB e um dos organizadores do encontro, salienta que “os Sistemas de Informação Geográfica são hoje em dia cada vez mais utilizados por todos os cidadãos. Há muitas autarquias que já têm aplicações SIG e o cidadão, sem ter conhecimento desses Sistemas de Informação Geográfica, pode consultar lá muita informação relativa ao município, nomeadamente ser-lhe muito útil e ajudá-lo nalguns processos de licenciamento que se queira obter junto de uma autarquia. Este é um exemplo claro da aproximação entre os SIG e o cidadão comum”.

Um estudo realizado pela empresa Spirituc-Investigação Aplicada, revela que 82 por cento da população portuguesa masculina com mais de 65 anos não sabe o que é um Aneurisma da Aorta, e que a esmagadora maioria (89,3%) não consegue identificar os factores de risco associados a esta doença que é silenciosa e por isso a maior parte das pessoas não sente quaisquer sintomas.

Desfile de Moda ESART

No dia 20 de Maio, teve lugar a 8.ª edição do Desfile de Moda IPCB/ ESART. A iniciativa deste ano decorreu no auditório do NERCAB. Nesta edição foram exibidas as colecções de 5 coordenados de cada um dos finalistas da licenciatura em Design de Moda e Têxtil, desenvolvidas sob orientação da docente do IPCB e designer de moda Alexandra Moura. Este importante momento na carreira dos jovens designers contou também com a colaboração de outras licenciaturas ministradas na ESART. As músicas do desfile foram criadas pelos alunos do 1ºano do curso de Música Electrónica e Produção Musical sob a orientação do docente José Alberto Gomes e a cenografia ficou a cargo dos alunos do 2ºano do curso de Design de Interiores e Equipamento sob a orientação da docente Cláudia Conduto. Como tem sido prática habitual, o desfile é organizado pelos alunos e pelos professores do curso, apresentando-se um desfile onde os manequins são profissionais e agenciados pelas melhores agências do país

POLINFOR

03


destaque

Semana das Engenharias, um sucesso a repetir Um sucesso é o que se pode dizer da 1.ª edição da Semana das Engenharias que decorreu na Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco (ESTCB), de 3 a 5 de Maio. No âmbito desta iniciativa, realizaram-se as II Jornadas de Engenharia Industrial, a 3 de Maio, as XII Jornadas de Engenharia Electrotécnica e das Telecomunicações, a 4 de Maio, e as XIII Jornadas de Engenharia Civil, a 5 de Maio. Durante os três dias, os laboratórios da ESTCB foram visitados por mais de duas centenas de alunos e professores de diversas Escolas Secundárias, realizaramse concursos (construção de robôs e de pontes), exposições e demonstração de tecnologias por diversas empresas, e os participantes puderam assistir a cerca de três dezenas de palestras técnicas de elevada qualidade, proferidas por oradores provenientes de empresas de dimensão nacional e internacional e, também, de alguns ex-alunos e docentes da Escola. Durante o evento foram também assinados protocolos com empresas de dimensão internacional tendo ficado outros agendados para serem assinados a curto prazo. Os temas apresentados nas II Jornadas de Engenharia Industrial foram direccionados para os alunos de Engenharia Industrial e Tecnologia dos Equipamentos de Saúde. Durante o dia 3 de Maio, assistiu-se a um conjunto de apresentações por parte das empresas Infaimon, Vicort, Aroxa, Motoman e Siemens.Decorreu ainda uma sessão dedicada à área de Healthcare, com duas apresentações de ex-alunos da ESTCB de Tecnologia dos Equipamentos de Saúde, uma dedicada à Logística e Farmácia Hospitalar e outra sobre a Manutenção de Equipamentos Médicos. Durante as II Jornadas de Engenharia Industrial foram ainda apresentadas diversas demonstrações pelas empresas Siemens, Scutvias, e Schneider Electric. As XII Jornadas de Engenharia Electrotécnica e das Telecomunicações foram dedicadas às áreas das Telecomunicações, Redes de Comunicações e

Electrónica, e pela oitava vez consecutiva a iniciativa foi patrocinada pela Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM). Os destaques da edição deste ano vão para o conjunto de palestras exibidas, nomeadamente a da FCCN, as de dois ex-alunos do Curso de Engenharia Electrotécnica e das Telecomunicações, uma que abordou a manutenção da rede celular na zona de Castelo Branco (Vodafone) e a outra a sinalização electrónica e sistemas de telecomunicações na linha da Beira Baixa (Thales) e ainda a palestra do SIRESP (Operadora da Rede Nacional de Emergência e Segurança ).O programa contou também com intervenções de empresas como a Portugal Telecom, da Nokia-Siemens e da National Instruments. Paralelamente, decorreu uma mostra de tecnologia em que estiveram presentes as empresas Decada Medida, Schneider, Rohde&Schwarz, a Associação dos Radioamadores da Beira Baixa e trabalhos de alunos da ESTCB. A AIESEC (Association Internationale des Etudiants en Sciences Economiques et Commerciales) também marcou presença. As XIII Jornadas em Engenharia Civil permitiram aos participantes conhecer as tendências futuras da sustentabilidade na construção, em particular na componente energética, questões que terão um peso cada vez maior na definição dos projectos e na própria construção dos edifícios. Estiveram presentes oradores ligados à investigação e a instituições certificadoras, nomeadamente a ADENE – Agência para a Energia. Nestas jornadas, esteve em destaque a sessão técnica que abordou o aproveitamento dos resíduos para a construção, nomeadamente o aproveitamento de resíduos de cortiça e os resíduos de construção resultantes de demolições ou de pedreiras. As jornadas encerraram com a realização do concurso PONTEST que envolveu mais de três dezenas de alunos que construíram maquetes à escala reduzida de pontes que foram ensaiadas atribuindo-se prémios às mais resistentes.

comunidade

IPCB assina protocolo de cooperação com a Secil

Intervenção comunitária

IPCB anima Alegro

O IPCB/ Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco (ESTCB) e a Secil assinaram, no dia 5 de Maio, um protocolo de cooperação tendo em vista a promoção conjunta de projectos de investigação aplicada e estágios na empresa, tendo por base o Mestrado em Construção Sustentável leccionado na Escola.

“Evolução qualitativa nos hábitos alimentares das crianças no que se refere ao lanche da manhã” foi o resultado do trabalho de intervenção comunitária realizado por alunos da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) na Escola Básica do 1.º Ciclo Horta d’Alva.

O IPCB apresentou-se, durante quinze dias, no Centro Comercial Alegro de Castelo Branco. Para além de um “stand” institucional onde foram apresentadas todas as formações (Cursos de Especialização Tecnológica, Licenciaturas e Mestrados), o IPCB dispôs de um espaço na Praça de Eventos do Alegro onde decorreram actividades apresentadas pelas Escolas Superiores.

A Secil pertence ao maior grupo industrial português a operar no sector do cimento, argamassas e materiais de construção. Para além da forte presença em todo o território nacional, o grupo encontra-se presente e em expansão em Angola, Líbano e Tunísia. Esta parceria insere-se no plano estratégico da ESTCB, na área da Engenharia Civil, estando ainda prevista a assinatura de protocolos de cooperação com outros grandes grupos nacionais do sector da construção. Por ocasião da sua intervenção, Carlos Maia, presidente do IPCB, referiu que “este é o caminho que obrigatoriamente o ensino superior, nomeadamente o ensino politécnico, deve fazer, através de uma forte associação às empresas, de modo a permitir o desenvolvimento de projectos comuns. É bastante vantajoso para o IPCB o estabelecimento desta parceria com a Secil, uma empresa de grande dimensão e fortemente implantada no mercado nacional e internacional, que vai permitir a realização de estágios por parte dos nossos alunos, assim como a realização de projectos de investigação e de outras actividades em conjunto”. Já o Director de Comunicação Institucional da empresa teve oportunidade de se referir ao empenho e compromisso do Grupo para com as matérias da Sustentabilidade na Construção, servindo o Protocolo agora assinado para a promoção conjunta de projectos de investigação aplicada e estágios na empresa.

04

POLINFOR

O trabalho desenvolvido por Inês Estêvão e Liliana Inácio, sob orientação da docente Maria do Céu Martins foi centrado nos temas “Alimentação saudável e higiene” e tinha como principal objectivo sensibilizar os alunos, na sua maioria de etnia cigana, para a importância de práticas saudáveis naqueles domínios. A intervenção foi justificada pela especificidade sociocultural que caracteriza a EB1 Horta d´Alva, onde, dos quarenta alunos que frequentam o estabelecimento de ensino, trinta e seis pertencem à etnia cigana. Durante a intervenção foram utilizadas estratégias de modo a facilitar o envolvimento activo e diário das crianças. A preocupação foi aliar a integração do conhecimento a actividades agradáveis e divertidas para as crianças.

De 28 de Junho a 11 de Julho, os visitantes do Centro Comercial Alegro de Castelo Branco puderam assistir a actividades de Engenharia e Tecnologia, a uma “Horta Caseira de Plantas Condimentares”, à projecção de uma ópera à exposição de diversos coordenados apresentados no último Desfile de Moda, a uma “Prova de Azeites, a “Provas de Mel”, “Demonstração de Sistemas de Informação Geográfica”, a uma actividade destinada a crianças - “O João, o Dragão e a Gestão” -, e à confecção de cocktails, integrada na rúbrica “Clube dos Sabores”.


destaque

ESECB encerra actividades IPCB amplia formações de Verão para os mais jovem lectivas com animação No âmbito das actividades lectivas de final de ano, a Escola Superior de Educação (ESECB) realizou um conjunto de actividades de animação desenvolvidas pelos alunos, com a supervisão dos docentes. No contexto das unidades curriculares de Ciências da Natureza e Experimentais I e II e de Didáctica da Expressão Plástica II, do 2º ano da licenciatura em Educação Básica, entre os dias 2 e 7 de Junho foram implementados ateliês interdisciplinares de Arte e Ciência, na Escola Afonso de Paiva. No dia 13 de Junho, houve dinamização de outros ateliês, na Escola João Roiz, inseridos na unidade curricular de Materiais e Tecnologias II, do 1º ano da licenciatura em Animação Cultural. No âmbito da unidade curricular de Património Natural e Cultural II, no período entre 2 e 9 de Junho, decorreram actividades de promoção do Património da região de Castelo Branco, bem como dois núcleos expositivos na ESECB, de trabalhos dos alunos das unidades curriculares de Património Natural e Cultural II e Meios e Técnicas do Som e da Imagem, do 1º Ano de Animação Cultural. No dia 6 de Junho, os alunos da unidade curricular de Expressão Dramática II, do 1º ano do curso de Educação Básica, desenvolveram actividades de Expressão Dramática com crianças da Escola do Valongo. No dia 8 de Junho, foram representadas histórias para as crianças do 4º Ano de escolaridade da Escola da Mina, no espaço do Parque da Cidade e depois desenrolou-se a “Noite Cultural” que animou os jardins e espaços interiores da ESECB. Perante dezenas de pessoas, actividades de Fogo, Danças e Teatro foram apresentadas por alunos das unidades curriculares Expressões Artísticas (Drama e Dança), do 2º ano do curso de Animação Cultural, e Expressão Físico-Motora, do 1º ano do curso de Educação Básica.

Aproximar o IPCB e as suas Escolas Superiores da comunidade, sobretudo dos mais jovens, foi o grande objectivo dos diversos Cursos de Verão que este ano foram organizados e levados a efeito após o final do ano lectivo. No Verão de 2011, o IPCB reforçou estas actividades extracurriculares destinadas aos alunos do 3º ciclo e secundário, com três Escolas Superiores, a de Tecnologia de Castelo Branco, a de Artes Aplicadas e a de Gestão de Idanha-a-Nova, a oferecerem diversas formações nas suas áreas de competência. A Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN) promoveu dois cursos: “Sabores Jovens” e “Consumidores e Direitos”. Na Escola Superior de Artes Aplicadas decorreu a “ESART Summer School” com o “Curso Prático de Fotografia Digital”, o curso de “Tratamento e Manipulação de Imagem Digital”, o “I Curso Internacional de Música Antiga – Improvisação” e o “Curso de Iniciação à Pintura”. Na Escola Superior de Tecnologia (ESTCB) as actividades de formação para os alunos do Ensino Secundário estenderam-se às áreas da Robótica, Electrónica, Informática, Engenharia Industrial e Engenharia Civil. “Construir Robôs Inteligentes”, “À Exploração do Mundo da Engenharia Civil I e II”, “Os microcontroladores no nosso dia-a-dia: implementação de aplicações simples com PICs”, Hacker School, “Escola de Verão de Informática e Novas Tecnologias”, “Oficina de Construção de Cozinhas Solares” foram as actividades em destaque.

comunidade

IPCB participa no Projecto OTALEX C

Investigação do IPCB para a empresa Multifibras

O IPCB é uma das entidades participantes do Projecto OTALEX C - Observatório Territorial e Ambiental Alentejo, Extremadura e Centro, cuja reunião de lançamento decorreu no dia 14 de Abril, em Castelo Branco.

Os primeiros resultados de uma investigação que está a ser efectuada no IPCB/Escola Superior Agrária de Castelo Branco (ESACB), em parceria com a indústria, indicam que a utilização de mantas de protecção do solo fabricadas pela empresa Multifibras, do Tortosendo, tem um efeito positivo na cultura da alface, na época Primavera-Verão.

A entidade promotora do Projecto OTALEX C é a Junta de Extremadura, que junta a si diversas instituições das três regiões, nomeadamente a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), Diputación de Badajoz, Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), Organismo Autónomo para el Desarrollo Local - Diputación de Cáceres, Instituto Geográfico Nacional, Instituto Geográfico Português, CCDR Alentejo, EDIA - Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, Universidad de Extremadura, Universidade de Évora e IPCB. O Projecto OTALEX C tem como objectivos, entre outros, “Contribuir com a Infra-estrutura de Dados Espaciais (IDE) do Alentejo-Extremadura-Centro à consolidação da Euro Região Alentejo, Centro, Extremadura (EUROACE), de forma que a infra-estrutura se constitua numa plataforma de intercâmbio, de informação e colaboração institucional entre as administrações nacionais, regionais e locais com incidência neste território; Elaboração de uma cartografia de riscos naturais e induzidos do âmbito de actuação; Completar a cartografia dos núcleos urbanos; Obtenção de Dados e Indicadores ambientais, socioeconómicos e de sustentabilidade da Região Centro com o objectivo de ampliar os existentes; Avançar na obtenção de indicadores de sustentabilidade em linha com a Estratégia Europeia de Desenvolvimento Sustentável”. Com base nestas metas, os parceiros do Projecto OTALEX C pretendem desde logo implementar um conjunto de acções de modo a incluir a Região Centro, elaborar de uma cartografia de riscos naturais e induzidos no âmbito de actuação; obter Dados e Indicadores da Região Centro; completar a obtenção de indicadores de sustentabilidade; formação, promoção e divulgação do Espaço Físico OTALEX”. O custo total do projecto é de 2,513 milhões de euros e terá a comparticipação do FEDER no montante de 1,884 milhões de euros.

De acordo com a análise de resultados do primeiro ensaio, a docente do IPCB Maria Paula Simões verificou um efeito positivo na utilização da manta na produção de alfaces, em especial na cultivar Joliac, que obteve um peso médio de 920 gramas por alface com a utilização da manta e apenas 752 g/alface na situação de solo nu. As mantas testadas são um produto concebido pela empresa Multifibras, com base na utilização de desperdícios da indústria têxtil, e a utilização desta protecção do solo na produção hortícola e frutícola dispensa a realização das operações de manutenção do solo com o objectivo de combate às infestantes e que frequentemente compreendem a utilização de herbicidas. Nesse sentido, a utilização das mantas é, também, um método mais ecológico. Para avaliação do efeito da manta instalou-se um ensaio, no sector de horticultura da ESACB, com duas modalidades – com manta e sem manta – e duas cultivares de alface – Joliac e Vesuve – num total de 16 canteiros de 3 m2 de área útil cada. A semente das cultivares utilizadas foi oferecida pela empresa Monsanto e as plantas foram produzidas gratuitamente pela empresa Brasplanta. A plantação realizou-se em 16 de Março de 2011 e a colheita decorreu de 4 de Maio a 26 de Maio, tendo-se obtido um peso médio que variou entre 541 e 562 g/alface, na cultivar Vesuve, e 752 e 920 g/alface na cultivar Joliac, respectivamente para as modalidades sem manta e com manta. O projecto, que tem como investigador responsável a docente Paula Simões, foi desenvolvido no âmbito do estágio curricular da aluna Adriana Marques do curso de licenciatura de Nutrição Humana e Qualidade Alimentar (1º ensaio) e que irá contemplar 2 a 3 ensaios com esta cultura, em épocas distintas de plantação.

POLINFOR

05


destaque

IPCB uma instituição eficiente, a nível nacional O Instituto Politécnico de Castelo Branco é uma das instituições de Ensino Superior público mais eficientes, apresentando um custo com pessoal por aluno diplomado abaixo da média nacional. De acordo com o INDEZ 2010 - Inquérito realizado aos Estabelecimentos de Ensino Superior Público, publicado pela Direcção Geral do Ensino Superior, o IPCB é a quarta instituição de natureza politécnica que menos gastos teve com pessoal, docente e não docente, ficando apenas atrás da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, do IP do Cávado e Ave e IP de Coimbra. Todos os restantes Institutos Politécnicos apresentaram valores superiores enquanto no universo universitário apenas o ISCTE foi mais eficiente que o IPCB. Considerando todo o universo

de ensino superior, incluindo as universidades, em 35 instituições públicas o IPCB situa-se em 5º lugar. Em 2010, o IPCB apresentou um custo com pessoal de 14.401 milhões de euros, valor que ficou bastante abaixo da média (18.362 milhões) das instituições de natureza politécnica e das Universidades (20.802 milhões). Carlos Maia, presidente do IPCB, salienta que “apesar das despesas com pessoal terem um peso muito elevado no orçamento da Instituição tem havido um enorme esforço de rentabilização dos recursos, que se reflecte também nos números que são agora apresentados”.

Alunos da ESART na Orquestra da União Europeia Depois de terem sido seleccionados para a final, dois alunos do IPCB/ Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) foram confirmados como elementos efectivos da Orquestra de Jovens da União Europeia (OJUE) durante a temporada 2011/12. Os dois alunos fazem parte da lista de 134 músicos. Tiago Santos, da classe de Augusto Trindade, e o trompetista José Almeida, aluno de António Quítalo e também mestrando no curso de Música da ESART, foram os escolhidos. Eleito membro da OJUE nas duas temporadas anteriores, Tiago Santos, que em 2009 foi o único português na estreia da Orquestra Sinfónica do YouTube, em Nova Iorque, integra a formação juvenil pela terceira

vez consecutiva. O estudante concorrera pela primeira vez em 2007, tendo-o então a OJUE distinguido como músico a encorajar, colocando-o na lista de suplentes. Desta feita, junta-se-lhe José Almeida, natural de Cinfães. O trompetista é músico da Orquestra de Câmara Portuguesa, faz parte da lista de reforços da Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música, e colabora em diversas orquestras nacionais, leccionando ainda nos conservatórios de Viseu e Guarda e na Escola de Música de Belmonte.

IPCB constrói Centro de Investigação em Zoonoses

O IPCB tem em fase de concurso a obra para a construção do Centro de Investigação em Zoonoses (CIZ) a construir na Escola Superior Agrária, Quinta da Sr.ª de Mércules. Esta infra-estrutura, orçada em 592.885,86 euros, comparticipada em 70% pelo Programa Operacional Regional do Centro (MaisCentro), é uma infra-estrutura do Sistema Científico e Tecnológico, que vai permitir desenvolver estudos de investigação epidemiológicos e clínicos ao nível das zoonoses, através da colaboração multidisciplinar de investigadores e técnicos, e de instituições de natureza diversa, ligadas à Saúde Pública e à Veterinária, entre outras. A localização em Castelo Branco favorece a proximidade às populações animais domésticos e selvagens, assim como de populações rurais com ligações muito próxima com as espécies animais. Para além da colheita e análise de informação, do desenvolvimento de estudos epidemiológicos, o Centro irá acompanhar animais suspeitos de doença e desenvolver trabalhos de natureza clínica.

06

POLINFOR

Neste contexto, a criação de um centro de investigação de zoonoses permitirá desenvolver estudos consistentes a fim de conhecer e caracterizar estas patologias, contribuindo para a definição e implementação de estratégias que permitam uma acção concertada por parte das autoridades de saúde pública e veterinária, com impacto nos custos económicos provocados por estas doenças, bem como a melhoria da qualidade de vida das populações. A implementação do projecto terá um impacto positivo em diferentes vectores, designadamente os da ciência e tecnologia, inovação de produtos e processos, formação e educação de pessoas, qualidade de produtos e serviços, saúde e segurança alimentar, preservação do ambiente e transferência de tecnologia. O início da construção está prevista para Setembro/Outubro deste ano com um prazo de execução de 1 ano.


destaque

IPCB e UEx em projecto de investigação conjunto O IPCB/Escola Superior de Educação (ESECB) vai estar envolvido, até 2013, num projecto de investigação transfronteiriço com o Grupo GRESPE da Universidade de Extremadura (UEx) na área da psicopedagogia, no domínio da educação emocional e social. O projecto de investigação tem como título a “Competência Emocional e Aprendizagem: Análise da Eficácia do Programa de Inteligência Emocional, em crianças do 3.º e 4.º anos do 1.º Ciclo do Ensino Básico, da Região de Castelo Branco” e o objectivo é melhorar e desenvolver a inteligência emocional nas crianças envolvidas. Por parte do IPCB/ESECB, a equipa de investigação integra os docentes Ernesto Candeias Martins, Cristina Pereira e Joaquim Picado, enquanto o Grupo GRESPE da UEx tem como responsáveis os professores Eloisa Guerrero Barona, professora titular do Departamento de Psicologia e Antropologia da Faculdade de Educação e Coordenadora do grupo de investigação - GRESPE, doutora em Psicopedagogia, e Dr. Juan González Hermosell, professor associado do Departamento de Psicologia e Antropologia da Faculdade de Educação, doutor em Psicopedagogia. O projecto de investigação já em curso é a face visível do protocolo de colaboração internacional entre a UEx e o IPCB - assinado pelos em finais de Março passado pelos responsáveis máximos das duas instituições, respectivamente, Segundo Píriz Durán e Carlos Maia -, e do convénio específico de colaboração entre o Grupo GRESPE e o grupo de investigadores da ESECB, estabelecido no passado mês de Maio. A temática da investigação relaciona-se com as emoções e a aprendizagem escolar, inserida na área das Ciências da Educação, no domínio da Psicopedagogia e da Educação Emocional e Social, e os investigadores pretendem trabalhar a Inteligência Emocional na triple perspectiva: com os alunos, os professores e os pais ou encarregados de educação. O desenvolvimento da investigação será feito no contexto curricular do 1.º Ciclo do Ensino Básico, em crianças de turmas/grupos seleccionados de alguns Agrupamentos de Escola, da região de Castelo Branco, e, ainda, sessões de formação e prática com os professores e os pais / encarregados de educação das mesmas crianças. A estrutura do projecto está planificada para melhorar e desenvolver a inteligência emocional nas crianças do 3.º e 4.º ano, do 1.º ciclo da Educação Básica, nos Agrupamentos de Escolas de Afonso de Paiva de Castelo Branco, Alcains, Idanha-a-Nova e João Roiz de Castelo Branco. Cientificamente está comprovado, por diversos autores e estudos, que se tivermos a capacidade de reconhecer e controlar os nossos próprios sentimentos e os dos outros e motivarmo-nos para utilizar bem as emoções de modo a comunicarmos melhor e evitar ou resolver conflitos relacionais, será mais

provável sentir-nos mais satisfeitos e sermos mais eficazes na nossa vida e na aprendizagem. O Programa de Inteligência Emocional, ao melhorar a competência emocional, melhora as relações interpessoais entre as crianças e, simultaneamente favorece as competências de língua e matemática. A inteligência emocional inclui capacidades, tais como a auto-estima, a motivação, o pensamento positivo, o controle de impulsos, as habilidades de comunicação, a autonomia, a capacidade de resolver conflitos, etc. Todas estas capacidades serão abordadas em seis blocos, com as respectivas sessões que compõem o programa: ‘Autoconhecimento’ – Como te sentes? ‘Conseguir a autoconsciência emocional?’ – Como se sentem os outros?; ‘Aprender habilidades emocionais’; ‘Encontrar soluções aos problemas com os outros’; e ‘Melhorar as relações interpessoais’. Com a aplicação do Programa de Inteligência Emocional nas crianças dos Agrupamentos em análise, os investigadores pretendem saber se os resultados obtidos confirmam a relação existente entre a ‘inteligência emocional’ e a melhoria do clima/ambiente social na sala de aula e escola. Junto do grupo das crianças, os investigadores pretendem conhecer e identificar o que são as emoções, por parte dos alunos; desenvolver um adequado controlo das emoções, reajustando-as à personalidade de cada aluno; contribuir para a aquisição da Inteligência Emocional, nos alunos capazes de melhorar as competências da língua e da matemática, em contextos de aprendizagem; promover através da Inteligência Emocional um clima/ambiente positivo de turma e sala de aula. Já com os Professores, desejam melhorar a auto-estima pessoal e profissional dos docentes envolvidos; melhorar a relação pedagógica e o clima de turma/ sala de aula; promover a auto-motivação nas suas funções educativas; favorecer a aplicação de técnicas e recursos que permitam a aplicação do Programa. No trabalho com os pais /Encarregados de Educação pretendem conhecer a importância da inteligência Emocional, na aprendizagem das crianças e colaborar na melhoria dos comportamentos educativos dos seus filhos ou tutores; O Programa de Inteligência Emocional vai estar inserido no currículo escolar das crianças envolvidas, desenvolvendo actividades com conteúdos emocionais, em sessões semanais de uma hora. Os professores terão reuniões semanais, com a equipa de coordenação do projecto, com elaboração de registos de inventários de reflexão. Mensalmente haverá uma reunião com os pais/ encarregados de educação, analisando os pontos positivos verificados nos seus filhos ou tutores.

PERFIL Ernesto Candeias Martins, 55 anos, é natural de S. Vicente da Beira, Castelo Branco. Embora docente do IPCB/Escola Superior de Educação de Castelo Branco desde 1988, onde exerceu o cargo de subdirector de 2000 a 2006, mantém residência em Badajoz, Espanha, onde tem a família. Nos tempos livres gosta de ouvir música, praticar algum desporto, mas considera-se ainda uma espécie de dinaussauro pois, para si, qualquer momento é “um momento de investigação”, sempre um momento do qual a observação, metodologia que considera importante, o faz reflectir sobre os problemas sociais, educativos, humanos. É pois um investigador por excelência e prova disso é o seu currículo. Licenciado em Filosofia e Letras, em Pedagogia/Ciências da Educação, Mestre em Educação e Doutor em Ciências da Educação – Área de Teoria e História da Educação, Ernesto Candeias Martins tem uma ampla formação em ‘Masters’, PósGraduações e Pós-Licenciaturas em vários domínios das Ciências da Educação. É autor, co-autor e colaborador de várias obras impressas e, ainda, possui um extenso número de artigos em revistas da especialidade nacionais e internacionais na área das Ciências da Educação e no âmbito das suas linhas de investigação: história da educação social; pedagogia social portuguesa; estudos da infância abandonada, marginalizada e delinquente; historiografia educativa das instituições de reeducação e assistência educativa; filosofia e teoria da educação; educação não formal; formação de professores; histórias de vida; educação intercultural; animação sociocomunitária; etc. Tem seis livros editados e é responsável pela Secção de Filosofia da Educação da SPCE-Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, desde 2003 e membro de várias associações e organismos nacionais e internacionais da sua área científicopedagógica.

POLINFOR

07


breves mundo fantasioso de figuras escondidas. Um espaço a visitar

Doutoramento na ESACB Programas gratuitos No âmbito de alguns trabalhos finais de licenciatura e de projectos de estágio desenvolvidos por alunos do Curso de Fisioterapia do IPCB/ Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, decorreram, no final do ano lectivo, diversos programas de tratamento gratuitos. “Dor no joelho”, “Exercício e Diabetes, Hidroterapia para maiores de 55 anos”, “Classes de Movimento para maiores de 65 anos”, “Olhe pelas suas pernas e Osteoartrose Anca e Joelho” foram alguns dos programas dirigidos à população albicastrense.

Desertificação em debate A Comissão Regional de Combate à Desertificação da Região Centro, através do IPCB/ESACB, e da Quercus de Castelo Branco promoveram, no dia 6 de Maio, o Seminário “Desertificação e Despovoamento - Um olhar sobre a Beira Interior”. O encontro teve como objectivo esclarecer os participantes relativamente ao

fenómeno da Desertificação e Despovoamento no interior do nosso país, bem como as estratégias de combate a este problema.

Jardim do Sobreiro Gigante

A apresentação do “Sr. Lua” e do livro “A vida imaginária do Jardim” seguido de uma visita guiada ao Jardim do Sobreiro Gigante da Escola Superior Agrária de Castelo Branco marcaram o dia 13 de Abril, na Quinta da Sr.ª de Mércules. Naquele jardim há harmonia, criatividade e saber, traduzindo-se numa forma de Arte que resulta da conjugação de pedaços de troncos, pedras e plantas aromáticas, revelando um

João Paulo Carneiro, docente da ESACB, concluiu no passado dia 8 de Abril, na Universidade de Trásos-Montes e Alto Douro (UTAD), as suas provas de Doutoramento na Área Científica de Ciências Agrárias – Ciências Agronómicas. O trabalho apresentado - “Valorização agronómica de resíduos orgânicos: gestão da sua aplicação ao solo e impactes agro-ambientais”, versou sobre a importante temática da valorização agrícola de resíduos orgânicos, tendo a informação obtida sido considerada de grande relevância para uma utilização adequada destes produtos pela agricultura, quer na perspectiva ambiental quer na do interesse dos próprios agricultores.

IPCB em Salamanca O Presidente do IPCB visitou, no passado mês de Março, a Universidade de Salamanca, onde se reuniu com o reitor daquela instituição, Daniel Hernández Ruipérez, O encontro, ocorrido na Reitoria da Universidade, serviu para abordar questões de interesse de âmbito académico para ambas as instituições, com o objectivo de intensificar as relações já existentes entre o IPCB e a Universidade de Salamanca e identificar áreas de interesse comuns que possibilitem futuros acordos. No final da reunião o presidente do IPCB aproveitou a ocasião para convidar o reitor da Universidade de Salamanca para a cerimónia comemorativa do 31º aniversário do Instituto Politécnico de Castelo Branco, que se celebrará no próximo dia 28 de Outubro.

Exposição sobre SIG

De 6 de Junho a 1 de Julho, esteve

academia Jornadas para a Inclusão e a Cidadania Seis dezenas de alunos no NaturESE 2011 Cerca de seis dezenas de alunos do IPCB/Escola Superior de Educação de Castelo Branco (ESECB) participaram, de 13 a 15 de Maio, no NaturESE 2011, iniciativa que já vai na sua 12ª edição e que uma vez mais se realizou em Penha Garcia. Organizado pelos alunos do 2º ano do curso de Desporto e Actividade Física, no âmbito da unidade curricular de Desportos da Natureza, o NaturESE 2011 teve como objectivos “capacitar os estudantes para a realização de eventos em ambiente natural, proporcionar-lhes a vivência de situações teórico-práticas relacionadas com os desportos de natureza, nomeadamente canoagem, rappel, tirolesa, escalada, paintball, tiro com arco e zarabatana. Sob orientação dos docentes António Faustino e Pedro Mendes, o programa do NaturESE 2011 procurou desenvolver um espírito ambientalista relacionado com o contacto e preservação da natureza. Para além das actividades relacionadas com os desportos em ambiente natural, os intervenientes no NaturESE 2011 tiveram ainda a possibilidade de fazer a “rota do contrabando”, jogos tradicionais e passeios a cavalo. A formação dada aos participantes no NaturESE 2011 esteve a cargo da empresa “Trilobite Aventura”, e a iniciativa contou com diversos apoios, nomeadamente por parte da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e da Junta de Freguesia de Penha Garcia.

Acções de Formação da FDTI No âmbito do Protocolo de Colaboração celebrado entre o IPCB e a Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação (FDTI), os estudantes e colaboradores do IPCB terão acesso, a preços vantajosos, às acções de formação da FDTI. São abrangidas pelo referido protocolo as seguintes acções de formação: Formação Pedagógica Inicial de Formadores (Pós-Laboral); Formação Pedagógica Inicial de Formadores (Diurno); AutoCAD 2D completo; AutoCAD 3D; Adobe Photoshop CS5; Adobe Flash CS5; Adobe Dreamweaver CS5; Gestão de Projectos Técnicas e Ferramentas.

08

POLINFOR

No âmbito de uma parceria entre a Escola Superior de Educação (ESECB) e a Equipa Móvel Multidisciplinar do Centro Interior II PIEC – Programa para a Inclusão e a Cidadania decorreram no dia 13 de Abril, no Instituto da Juventude de Castelo Branco, as Jornadas para a Inclusão e a Cidadania. O programa inclui a apresentação da peça de teatro “Passagem de Nível”, pela turma PIEF do Agrupamento de Escolas do Teixoso, seguindo-se uma mesa redonda subordinada ao tema “Parcerias e Projectos para a Inclusão e Cidadania”. A organização das jornadas foi da responsabilidade da Coordenação dos cursos de Serviço Social, Animação Cultural e Educação Básica da ESECB, Equipa Móvel Multidisciplinar do Centro Interior II PIEC e Associação de Estudantes da ESECB.

Alunos das Residências festejam final de ano lectivo Cerca de centena e meia de alunos do IPCB participaram no Arraial de fim de ano lectivo das Residências de Estudantes de Castelo Branco. Organizada pela comissão de residentes, composta por Rita Silva (ESALD), Sara Borges (ESE), Sara Bernardino (ESALD), Tiago Largo (EST), Micael Gil (EST), João Garcia e Andreia Leite (ESALD), a festa contou ainda com a presença do Vice-Presidente do IPCB, José Carlos Gonçalves, e de alguns funcionários e colaboradores das Residências. Em época de santos populares as sardinhas e as febras assadas não faltaram tendo o Arraial contado ainda com a participação da TUSALD, a tuna da Escola Superior Dr. Lopes Dias.

Finalistas da ESART decoraram montras Os alunos finalistas do curso de Design e Equipamento da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) tiveram patentes, durante o mês de Junho, em diversas lojas da Avenida Humberto Delgado, em Castelo Branco, os seus trabalhos de vitrinismo e decoração de montras. A realização dos trabalhos de vitrinismo e P.09


breves

patente na Biblioteca da ESACB/ESART um conjunto de “posters” sobre Sistemas de Informação Geográfica. Apresentados originariamente no II Encontro de SIG, que decorreu em Castelo Branco, os trabalhos são da autoria de alunos e ex-alunos da ESACB e de técnicos da área e apresentam diversas perspectivas de aplicação dos SIG à prática profissional.

Receitas ganhadoras

Após a participação no Festival dos Espargos, Criadilhas e Tortulhos, que culminou com o prémio do melhor prato, com a receita de “Cogumelos Recheados”, o curso de Gestão Hoteleira, da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova esteve presente no IX Festival das Sopas, em Proença-a-Velha. No evento, o Chef Valdir Dudeck Lubave, professor da ESGIN, apresentou três receitas: Sopa de Peixe da Barragem; Gaspacho Rico com Fram-

boesas Silvestres e Sopa de Perdiz e Cogumelos do Campo.

ESGIN na XV Feira Raiana A Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN) participou na XV Feira Raiana, que teve lugar nos dias 28 a 31 de Julho, Idanha-a-Nova. Durante o evento, a ESGIN acolheu um encontro de Empresários BNI (International - Business Networking) e dois colóquios subordinados ao tema “Clube 560 - Consumir Produtos Portugueses - Revitalizar a Agricultura - Litoral versus Interior”. No dia 31 de Julho, com a colaboração do chef Valdir Lubave, docente da ESGIN, foi responsável pelo “Live Cooking - Perdiz de Escabeche e Produtos Terras d’ Idanha”, que teve lugar no recinto da feira.

Formação em páginas Web A Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco (ESTCB) promoveu, a partir de Maio, a terceira edição da acção de formação na área do desenvolvimento de páginas Web. Nesta formação especializada em PHP, os participantes desenvolvem competências nesta linguagem de programação, uma das mais em voga na área do desenvolvimento Web.

Exposição de coordenados De 9 a 27 de Maio, esteve patente na Biblioteca da ESACB/ESART uma exposição/mostra dos coordenados apresentados pelos alunos da licenciatura em Design de Moda e Têxtil, da ESART, no Desfile Fashion 5, que teve lugar em Fevereiro. Joana Lopes, Elena Musteata, Matilde Albino, Rosária Morais e Solange Lucas foram as alunas que apresentaram os seus coordenados.

ESALD comemora aniversário

A Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) comemorou, no dia 7 de Junho, o seu 63º Aniversário. A cerimónia deste ano foi dedicada ao tema “Envelhecimento Activo e Saudável”. Do programa científico constaram duas conferências, uma proferida pelo Professor Doutor Alexandre Castro Caldas, Director do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica, sobre a «Plasticidade Cerebral ao longo da vida», e outra pela Professora Doutora Teresa Almeida Pinto,

Presidente da Associação VIDA, sobre «cIdades Amigas dos Idosos», cujo projecto coordena. A cerimónia incluiu ainda a entrega dos diplomas aos finalistas da Pós-licenciatura de Especialização em Enfermagem de Reabilitação e a entrega do Prémio ao Melhor Trabalho «Conceitos de Saúde: a sua representação artística», apresentado pelas Escolas Secundárias.

Admissão à profissão de TOC A Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN) realiza entre os dias 9 de Setembro e 8 de Outubro um curso de preparação ao exame de admissão à profissão de TOC (Técnico Oficial de Contas). A formação visa actualizar os conhecimentos dos formandos nas áreas da Contabilidade e Relato Financeiro, da Contabilidade Analítica e de Gestão, da Fiscalidade e da Ética e Deontologia, adquiridos ao longo do seu percurso académico e/ou profissional. A formação é regida por docentes da Escola e por especialistas de reconhecido mérito.

decoração de montras contou com o apoio da Associação Comercial e Industrial (ACICB) e envolveu cerca de uma dezena de estabelecimentos comerciais situados naquela que é uma das principais artérias da cidade.

nova página possa constituir um renovado elo de ligação para a comunidade académica do IPCB, mas também uma forte e determinante ligação do IPCB ao mundo exterior”.

Aromas do Bosque, António Mendes Calcinha & Filho, Lda., SETLAR, Farmácia Morgado Duarte e Polichinelo foram os estabelecimentos comerciais que beneficiaram com os trabalhos de fim de curso dos alunos da ESART.

ESART e IPP juntas em concerto de violino

Formação Pedagógica Inicial de Formadores na FDTI No âmbito do Protocolo de Colaboração celebrado entre o Instituto Politécnico de Castelo Branco e a Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação (FDTI), os estudantes e colaboradores do IPCB terão acesso, a preços vantajosos, às acções de formação da FDTI. Para mais informações é favor contactar o CEDER/ IPCB – Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional do IPCB | Av.ª Pedro Álvares Cabral, n.º 12 – 6000-084 Castelo Branco Tel.: 272 339 600 | Fax: 272 339 601 | E-mail: ceder@ipcb.pt | Web: http://www. ipcb.pt/CEDER

IPCB com nova página WEB O IPCB tem, desde o dia 6 de Junho, uma nova página WEB. A nova página Web é o resultado do trabalho de uma equipa do IPCB, entre programadores, designers e responsáveis por conteúdos. Com a nova página WEB pretende-se que a informação disponibilizada seja não só da maior utilidade e actualidade, mas também da maior simplicidade na sua consulta e navegação. Um sítio na internet mais atractivo, mais funcional e mais informativo foram os objectivos que presidiram à mudança. Para o Vice-Presidente do IPCB, José Carlos Gonçalves, “pretende-se que a

No dia 26 de Junho, a Academia de Música de Paços de Brandão foi palco de um Concerto de Intercâmbio de Violino entre a Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESART) e a Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto (ESMAE). No concerto, participaram alunos de violino das referidas Instituições, designadamente da classe dos Professores Augusto e Alexandra Trindade da ESART e da Professora Zófia Woycicka, docente na ESMAE. Foram interpretadas obras de Brahms, Mendelssohn, Wieniawski, Saint- Saëns, Bloch, Prokofiev e Schostakovich.

Actividades de Hidroterapia para todos O IPCB/Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) desenvolveu, entre finais de Maio e meados de Junho, actividades de hidroterapia destinadas à população albicastrense. As actividades, gratuitas, repartiram-se por três grupos, um para maiores de 65 anos, outro para adultos até aos 60 anos (Classes de Promoção da Mobilidade) e o terceiro para crianças subdividido em duas Classes de Neurodesenvolvimento: de 1 aos 3 anos e dos 3 aos 7 anos. As actividades foram desenvolvidas por alunos do 3º ano da licenciatura em Fisioterapia no âmbito da Unidade Curricular de Terapia pelo Movimento IV, sob a supervisão da docente Rute Crisóstomo.

Ano 5, n.º 27 | III série | Junho de 2011 | Depósito Legal n.º 164771/01 | ISSN: 1645-166X | Distribuição gratuita | © Propriedade: Instituto Politécnico de Castelo Branco, Av. Pedro A. Cabral n.º 12, 6000 084 Castelo Branco | Director: Carlos Manuel Leitão Maia Editores Executivos: António Camões, Rui Monteiro Editores: Daniel Raposo, João Neves, Jorge Costa, Miguel Silveira | Conselho Redactorial: Celestino Almeida e Teresa Lupi (ESA), João Ventura e Jorge Almeida (ESALD), Ana Sofia Marcelo e Jorge Costa (ESART), Maria José Infante e Paulo Afonso (ESE), Fernando Paulico e Ana Cruz (ESG), Roberto Monteiro (EST), Sandra Silva (SAS). Projecto Gráfico: Daniel Raposo, João Neves | Paginação: Serviços gráficos do IPCB | Impressão: Albigráfica, Lda. | Periodicidade: mensal | Tiragem: 1000 ex.

POLINFOR

09


.

Polinfor Junho 2011  

IPCB uma instituição eficienteIDe acordo com o INDEZ 2010 - Inquérito realizado aos Estabelecimentos de EnsinoSuperior Público, publicado pe...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you