Page 1


Guia Médico

Profissionais médicos participantes desta edição da Revista Saúde. Dr. Alexandre Magalhães Marques Oftalmologista CRM/RR: 697 | RQE 184 Clínica Vision Rua Coronel Pinto, 397 95 3624-1218

Dra. Ana Paula Vitti Médica CRM/RR: 740

Médico CRM/RR 749

Center Saúde: Av. Via Das Flores 2214 - Pricumã 95 3623.3945 | 99131.9249

Dr. Antonio Amarildo Rodrigues Melo Oftalmologista CRM/RR: 756

Clínica Derma Alameda Canarinho, 90 - Canarinho 95 3624-6446 | 99119-0123

Clínica Oculistas Associados de Roraima Av. Nossa Sra. da Consolata, 1780 Centro 95 3624-1406

Dra. Cynthia Dantas de Macedo Lins

Dra. Christiany M. Almeida

Ginecologia e Obstetrícia CRM/RR: 1121 | RQE 75

Nefrologia | Clínica Médica CRM/RR 1782 | RQE: 186 RQE: 187

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro 95 3623-4847 | 3224-4226

Clínica Mãe de Deus: Avenida Major Williams - 1782 São Francisco 95 98100-4448 | 95 99157-3578

Dr. Dalson Denis da Silva Feitosa

Dr. Daniel Azevedo

Ortopedia e Traumatologia CRM/RR: 1176 e RQE: 83 Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico Avenida Ville Roy, 2160 - Sala 5, Caçari 95 3623-5000 | 99133-1085

6

Dr. Alvaro Tulio Fortes

Médico CRM/RR: 1483

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico Avenida Ville Roy, 2160 - Sala 5, Caçari 95 3623-5000 | 99161-9449

Dra. Darlene Feitosa

Dr. Fábio Almeida

Médica CRM/RR: 1346

Ginecologia e Obstetrícia CRM/RR: 1479 | RQE: 46

Cliniscan: Centro Clínico Imaginológico Av. Ville Roy, 2160 - Caçari 95 3623-5000

Clínica Santa Izabel Av. Getulio Vargas, 4736 São Pedro 95 3624-4800 | 99112-8574


Guia Médico

Profissionais médicos participantes desta edição da Revista Saúde. Dr. Frutuoso Lins Médico CRM/RR: 1012

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro 95 3623-4847 | 3224-4226

Dra. Ilana Gomes Portela de Carvalho Cardiologista CRM/RR: 1700 | RQE: 143

JDC Clínica Cardiológica Av. Ville Roy, 5492 - Centro 95 3224-3183

Dr. José Deodato de Carvalho Médico CRM/RR: 42

Dra. Gabriela Cáceres Sureda Oftalmologista CRM/RR: 1120 | RQE: 1120 Clínica Oculistas Associados de Roraima Av. Nossa Sra. da Consolata, 1780 Centro, Boa Vista/RR 95 3624-1406

Dra. Janaína Sousa Alergista e Imunologista CRM/RR: 1272 | RQE: 122

Espaço Harmony: Av. Getúlio Vargas, 5272 - Centro 95 3624.3174

Dr. Juliano Medeiros Lima Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/RR: 743 | RQE: 743

JDC Clínica Cardiológica Av. Ville Roy, 5492 - Centro 95 3224-3183

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico Avenida Ville Roy, 2160 - Sala 5, Caçari 95 3623-5000

Dra. Katherine Wilt

Dra. Kelly Duarte

Médica

Médica CRM/RR: 1709

CRM/RR: 1210

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico Avenida Ville Roy, 2160 - Sala 5, Caçari 95 3623-5000

Dr. Leandro Duarte

Dr. Leonardo Pires

Médico CRM/RR: 1676

Cancerologia Cirúrgica | Cirurgia Geral CRM/RR: 998 - RQE 2 - RQE 998

Av. Terencio Lima, 1802 Boa Vista/RR – Espaço Leal 95 99117-5888 | 98112-9007

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro 95 3623-4847 | 3224-4226

7


Guia Médico

Profissionais médicos participantes desta edição da Revista Saúde. Dra. Lilian Moraga Clínica Médica | Geriatria CRM/RR: 1098 e RQE: 95 RQE: 94

Médica CRM/RR: 1572

Hospital da Mulher: Rua Melvim Jones, 126 - Cons. 08 São Pedro 95 3621-8565 | 95 98104-1012

Clínica Premium Rua Coronel Pinto, 351 95 98119-0510 | 3624-3333

Dr. Marcelo Batista

Dr. Marcelo Nakashima de Melo

Oftalmologista CRM/RR: 650

Cardiologista CRM/RR: 693 | RQE 693

Clínica de Olhos de Roraima Av. Santos Dumont, 2289 São Francisco 95 3623-1924

Endocardio - Endocrinologia e Cardiologia Av. Ville Roy, 6529, Sala 25 95 3623-5584 | 98119-3366 99146-7291

Dra. Márcia Nakashima de Melo

Dr. Márcio Miranda Arcoverde

Endocrinologia e Metabologia CRM/RR: 821 | RQE 39

Cirurgião Plástico CRM/RR: 1239

Endocardio - Endocrinologia e Cardiologia Av. Ville Roy, 6529, Sala 25 95 3623-5584 | 98119-3366 99146-7291

Clínica Arcoverde Rua Rocha Leal, 204 95 3624-3993

Dr. Marcus Vinicius Coelho

Dr. Marcus Vinicius Lucchese Batista

Medicina Intensiva CRM/RR: 1483 | RQE 40

Cirurgião Plástico CRM/SC: 679 | RQE: 679

Clínica Neuroscan Rua José Coelho, 38 - Consultório 03 Centro 95 98120-9872 | 99111-6306

Clínica Saúde Matriz Rua Nossa Senhora do Carmo, 93 Centro 95 3624-5090

Dra. Maria Elena Varela Caballero

Dr. Maurício Nakashima de Melo

CRM/RR: 1316

Cardiologista CRM/RR: 1188 | RQE 45704

Clínica Oculistas Associados de Roraima Av. Nossa Sra. da Consolata, 1780 Centro, Boa Vista/RR 95 3624-1406

8

Dra. Livia Sayuri F. Itikawa

Endocardio - Endocrinologia e Cardiologia Av. Ville Roy, 6529, Sala 25 95 3623-5584 | 98119-3366 99146-7291


Guia Médico

Profissionais médicos participantes desta edição da Revista Saúde. Dr. Mauro L. Schmitz Ferreira Otorrinolaringologista CRM/RR: 559 | RQE: 559

Dr. Ricardo Mendes dos Santos Oftalmologista CRM/PE: 15492 | RQE: 2392

Instituto Roraimense de Otorrino Rua Juscelino Kubistchek, 940 Centro 95 3224-5016 | 3224-5094

Clínica Oculistas Associados de Roraima Av. Nossa Sra. da Consolata, 1780 Centro 95 3624-1406

Dr. Ricardo Oliveira de Carvalho

Dr. Roger Malacarne Caleffi

Cardiologista CRM/RR: 1641 | RQE: 165

Médico CRM/RR: 1483

JDC Clínica Cardiológica Av. Ville Roy, 5492 - Centro 95 3224-3183

Clínica Neuroscan Rua José Coelho, 38 - Consultório 03 Centro 95 98120-9872 | 99111-6306

Dr. Romulo Ferreira da Silva

Dra. Suellen Ferreira

Oftalmologista CRM/RR: 266 | RQE: 266

Ginecologia e Obstetrícia CRM/RR: 1196 | RQE 116

Clínica Oculistas Associados de Roraima Av. Nossa Sra. da Consolata, 1780 Centro 95 3624-1406

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro 95 3623-4847 | 3224-4226

Dra. Tatyanne Aguillera

Dr. Vanderlei de Oliveira

Médica CRM/RR: 1515

Patologia Clínica/Medicina Laboratorial CRM/RR: 1069 | RQE: 105

Espaço Leal: Av. Terencio Lima 1802 - Centro 95 98117.4934 | 99175.7447

Examme Serviços de Diagnósticos Av. Mário Homem de Melo, 5435 95 3625-1108 | 3625-4558

Dr. Vitor Paracat Santiago

Dr. Yosvany Diaz Marquez

Médico CRM/RR: 1635

Pediatra CRM/RR: 1077

95 98400-5453

Clínica da Criança Menino Jesus Av. Mário Homem de Melo, 1183 Mecejana 95 3626-9194 | 99115-6005

9


Índice Revista Saúde | Junho/2016 | Boa Vista/RR

12

O que preciso saber sobre a zika?

14

Você tem peso nos olhos? Sente sono constantemente?

15

Diarreia na Criança

16

A importância da audição para a comunicação humana

18

Tenho colesterol alto, e agora?

20

O que é Síndrome do Túnel do Carpo?

21

Dra. Gabriela Cáceres Sureda e Dra. Maria Elena Varela Caballero

Dr. Yosvany Diaz Marquez

Dr. Mauro L. Schmitz Ferreira

Dra. Ilana Gomes Portela de Carvalho

O paciente pode “se livrar” ou pelo menos diminuir a dependência do uso dos óculos após o procedimento da Catarata? Dr. Romulo Ferreira da Silva e Dr. Antonio Amarildo Rodrigues Melo

Como promover anabolismo natural e ganhar massa muscular

24

Avaliação Hormonal na Infertilidade Feminina

48

Por que os homens fazem Cirurgia Plástica?

50

Quando buscar por atendimento psicológico?

52

Orientações sobre Ortodontia e o Tratamento Ortodôntico

56

João Zaranza Filho e Maria José Santos de Oliveira Dr. Márcio Miranda Arcoverde Ingrid I. C. Souza, Gabriela Cruz e Paulo Barros Dr. João Batista Soares do Rêgo

ESPECIAL CAPA Cardiologia Intervencionista O que você precisa saber sobre cateterismo cardíaco e angioplastia coronária Dr. Marcelo Nakashima de Melo e Dr. Maurício Nakashima de Melo

60

ESPECIAL CAPA Diabetes Mellitus A importância do diagnóstico precoce na prevenção de suas complicações Dra. Márcia Nakashima de Melo

Pele renovada, mais vicosa e mais saudável

Dr. Vanderlei S. Oliveira

66

O papel do alergista e imunologista

Aparelho Ortodôntico Autoligado Conheça suas principais vantagens

68

Atividade Física na Terceira Idade

70

Intolerância Alimentar

72

Lesão do Ligamento Cruzado Anterior

73

O que é Histeroscopia?

74

Pedra nos rins. Como evitar?

Tayna Siqueira de Souza Cruz e Agatha Carvalho Cunha Caleffi

28 30

Sementes Mágicas para a sua saúde

32

Rejuvenescimento com laser CO2 fracionado

34

Intestino: nosso segundo cérebro

35

Sorriso de Hollywood: Facetas e Lentes de Contato

36

Retinopatia Diabética

37

Ultrassonografia no rastreamento de AVC e infarto cardíaco

38

Exames de Imagem Médica. Quais as novidades?

39

Hiperidrose Axilar: Suor excessivo nas Axilas

40

Ecocardiograma Infantil

42

Conselho Regional de Medicina de Roraima completa 50 anos

46

Por que treinar com um personal trainer

64

Dr. Leandro Duarte

Alergia Ocular

44

47

Dr. Vitor Paracat Santiago

22

26

10

Dra. Kelly Duarte

Dr. Marcelo Batista

Talita Nascimento

Dra. Ana Paula Vitti

Dra. Livia Sayuri F. Itikawa

Dr. Brainner Mendonça

Dr. Ricardo Mendes dos Santos

Dr. Roger Malacarne Caleffi e Dr. Marcus Vinicius Coelho

Dr. Daniel Azevedo

Dra. Tatyanne Aguillera

Dra. Darlene Feitosa

Marta Gardênia Barros

Criofrequência Tecnologia contra a flacidez e gordura localizada Paola Emanuele Bragato

Será que o sol faz mal aos olhos? Dr. Alexandre Magalhães Marques

Dr. Alvaro Tulio Fortes Dra. Janaína Sousa Dra. Lilian Moraga Dra. Jandira Negreiros Dr. Dalson Denis da Silva Feitosa

Dra. Suelen Ferreira

Dra. Christiany M. Almeida

76

Psicopedagogia Clínica Quando é chegada a hora de marcar uma consulta?

78

Tratamento de canal: O passado e o futuro de um dos maiores mitos da odontologia

Jussara Barbosa da Silveira

Dr. Felipe Negrão

80

Nutrição Funcional no Esporte

82

Menopausa. É necessário acompanhamento médico?

84

Bichectomia: Cirurgia para afinar o rosto

86

Você é uma Cadeirante Social?

90

A vantagem de usar um Medicamento Manipulado

92

Qual a idade correta para o uso de aparelho dentário?

94

Adeus Bumbum de Zebra!

Andressa Feitosa

Clínica Pró Saúde

Dr. Carlos Prado

Dr. Marcus Vinicius Lucchese Batista

Layelli Abou Chahine

Dra. Lidiane Cavalcante Vanderlei e Dra. Waldívia Alves

Amanda Leal e Alinny Leal


Saúde em primeiro lugar, sempre! É com grande satisfação que a Editora Lopes & Rampani traz para Boa Vista a Revista Saúde®, publicação que vai lhe manter informado sobre os mais variados temas que dizem respeito à saúde e qualidade de vida. Você é convidado especial para folhear nossas páginas e conhecer nossa proposta, que além de debater sobre assuntos voltados ao seu tema, também vai divulgar o grande potencial médico da cidade. A partir de agora, circularemos trimestralmente em Boa Vista, com distribuição gratuita em clínicas, hospitais, laboratórios, salões de beleza, lojas comerciais e locais estratégicos. O principal objetivo desta publicação é manter o leitor informado sobre os mais variados temas voltados à saúde, mas, acima de tudo, como viver de forma saudável, pois entendemos que a prevenção é sempre o melhor remédio. A Revista Saúde® chega a Boa Vista após uma jornada de sucesso iniciada em Umuarama/PR e depois estendida para outras 31 cidades espalhadas em 8 estados do Brasil. Todo o conteúdo aqui publicado também estará à disposição dos leitores em nosso novo portal na internet, www.rsaude.com. br e também no Aplicativo Revista Saúde Oficial, disponível para download na Google Play e na App Store. Lá você também pode encontrar endereços e telefones de grande parte dos profissionais da área médica de Boa Vista. Tudo isso, tendo como objetivo principal lhe atender da melhor maneira possível. Então, não perca mais tempo. Leia à vontade, pois não tem contraindicação. Aproveitamos estas palavras também para reiterar nossos agradecimentos a todos os clientes e colaboradores que contribuíram para que nosso projeto pudesse se concretizar. Boa leitura a todos!

Júlio Graziani Diretor Revista Saúde Boa Vista.

11


O que preciso saber sobre a zika? A Febre da Zika é uma doença causada por um vírus e transmitida, principalmente, pelo mosquito Aedes aegypti (o mesmo mosquito de transmite Dengue e Chikungunya).

O vírus Zika foi isolado, pela primeira vez, em macacos, na floresta Zika (África) em 1947, por esse motivo levou este nome. Entre 1951 a 2013, evidências sorológicas em humanos foram notificadas em países da África, Ásia e Oceania. Nas Américas, o Zika Vírus foi identificado pela primeira vez na Ilha de Páscoa, território do Chile no início de 2014. No Brasil, suspeita-se que a entrada do vírus tenha se dado durante a Copa do Mundo em 2014, quando o país recebeu turistas de várias partes do mundo, inclusive de áreas tropicais atingidas de forma mais intensa pelo vírus, como a África. No primeiro semestre de 2015, já haviam casos confirmados em estados de todas as regiões do nosso País. A doença pode ser assintomática, ou seja, não apresentar nenhuma manifestação, mas quando presente, seus principais sintomas SÃO EXANTEMA MACULOPAPULAR PRURIGINOSO (manchas vermelhas espalhadas pelo corpo que coçam bastante), HIPEREMIA CONJUNTIVAL NÃO PURULENTA E SEM PRURIDO (vermelhidão no olho sem coceira e sem secreção), ARTRALGIA (dores nas articulações) , MIALGIA (dores musculares), DOR DE CABEÇA e, menos frequentemente edema, dor de garganta, tosse e vômitos.

O que fazer se estiver com os sintomas de febre por Vírus Zika? Procurar o serviço de saúde mais próximo para receber as devidas orientações. É importante lembrar, que os sintomas também são parecidos com a doença Dengue e Chikungunya, por isso nunca esquecer de pensar nessas doenças também.

Apresenta evolução benigna e os sintomas, geralmente, desaparecem espontaneamente após 3 a 7 dias. No entanto, a artralgia pode persistir por aproximadamente um mês. É importante lembrar que os sintomas também são parecidos com a doença Dengue e Chikungunya, por isso nunca esquecer de pensar nessas doenças também. Em relação ao tratamento, não existe nenhum específico. Apenas tratamos os sintomas da doença. É recomendado o uso de acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona para o controle da febre e manejo da dor. No caso de erupções pruriginosas, os anti-histamínicos podem ser considerados. É contraindicado o uso de ácido acetilsalicílico e outros drogas anti-inflamatórias em função do risco aumentado de complicações hemorrágicas descritas nas infecções causadas por vírus da mesma família, como o Vírus da Dengue. No momento ainda não há vacina contra o Zika vírus, porém já existem equipes pesquisando uma forma de confecção dessa vacina. O único modo de se prevenir, é evitando a multiplicação dos mosquitos, mantendo os reservatórios ou qualquer local que possa acumular água, totalmente cobertos, que são os locais onde as fêmeas grávidas utilizam para sua procriação. Individualmente, pode-se utilizar roupas que minimizem a exposição da pele, além do uso de repelentes na pele exposta ou nas roupas. O uso de telas nas janelas, e mosquiteiros também é indicado.

Fonte: Ministério da Saúde

DRA. KELLY DUARTE MÉDICA - CRM/RR 1709

• Residente de Medicina de Saúde da Família

12

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Expediente

REVISTA TRIMESTRAL

Direção

JUNHO/2016 | ANO 01 | Nº 01 | Boa Vista/RR

Marcelo Adriano Lopes da Silva

Editora Lopes e Rampani Ltda - CNPJ 07.986.256/0001-69

Ueslei Dias Rampani

Umuarama (sede): Rua Paulo Pedrosa de Alencar, 4291 - Ed. Manhattan Garden CEP: 87501-270 | Centro | Tel.: 44 3622-8270 e-mail: revistasaude@sempresaude.com.br

Layout

Boa Vista:

Marcio Garcia, Tiago de Andrade e Vinícius Ribeiro

Alison Henrique, Dyego Bortoli, Diego Correira, Diego Silva,

Av. Jaime Brasil, 168 | Sala 44 | Centro | Tel.: 95 99169-4071

Jornalista Responsável

Franquia de Boa Vista:

Marco Antonio dos Santos Revisão Ortográfica Professora Vera Lúcia Pimentel Maia Ribeiro Circulação Boa Vista - Roraima

Diretor Responsável

Capa:

Julio Graziani

Diabetes Mellitus

Dra. Márcia Nakashima de Melo - CRM/RR 821

Cardiologia Intervencionista

Dr. Mauricio Nakashima de Melo - CRM/RR 45704 Dr. Marcelo Nakashima de Melo - CRM/RR 693

Fotos:

Daguerre Fotografia

Girnei Araújo - 95 99153-9552

Julio Graziani - 95 99169-4071

Superintendentes

ENTRE EM CONTATO PARA MATÉRIAS E ANÚNCIOS: JULIO GRAZIANI E-MAIL

95

99169.4071

boavista@sempresaude.com.br

Ueslei Dias Rampani www.rsaude.com.br

Revista Saúde Boa Vista

Marcelo Adriano Lopes da Silva

As matérias e imagens veiculadas são de responsabilidade dos seus autores.

13


VOCÊ TEM

peso nos olhos? SENTE SONO

constantemente?

Se responder sim a uma dessas perguntas, podemos estar frente a um excesso de pele na parte superior dos olhos. Chamados tecnicamente de dermatocálaze. A blefaroplastia é uma cirurgia que tem como objetivo retirar esses excessos por um procedimento cirúrgico simples e de rápida recuperação. Nela, recuperamos a parte funcional do olho, devolvendo a dinâmica na pronta abertura dos olhos para todas as atividades cotidianas, tais como leitura, computador, estudo, etc. E a estética, por que não falar dela? Aliada a todos os benefícios comentados, certamente teremos de volta um olhar mais jovial, mais descansado, mais bonito.

E se os olhos são os espelhos da alma, por que não torná-los cada vez mais bonitos. Agende sua avaliação em nossos consultórios oftalmológicos. Será maravilhoso melhorar os olhos, a visão e por que não, a beleza do seu olhar?

DRA. GABRIELA CÁCERES SUREDA

DRA. MARIA ELENA VARELA CABALLERO

CRM/RR 1120

CRM/RR 1316

OFTALMOLOGISTA RQE 1120

• Título de Especialista em Cirurgia Plástica Ocular pelo Hospital do Servidor do Estado do Rio de Janeiro/RJ.

14

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Diarreia na Criança A Diarreia é quando há mudanças no ritmo normal evacuatório habitual, tanto no aumento no número de vezes, na quantidade e na consistência das fezes. A primeira consequência da diarreia é a desidratação. Como saber quando uma criança está desidratada? Os sinais mais importantes para saber se há desidratação são: a ausência de lágrimas, pouca saliva (boca e língua secas), diminuição na frequência e na quantidade da urina, se a pele está com o aspecto de murcha. A respiração pode estar mais acelerada e curtinha. Extremidades frias e pulso fraco também são sintomas de desidratação. É importante saber que: • Viagens recentes para áreas de saneamento básico inadequado (contato com pessoas com diarreia e a falta de cuidados higiênicos), ingestão de alimentos suspeitos (salgadinhos, frutos do mar...) podem ser fatores de risco para ter diarreia. • Sua transmissão ocorre, predominantemente, pelo contato pessoa a pessoa, mas também pode ocorrer por secreção e contatos com brinquedos ou superfícies contaminadas. • O aleitamento materno diminui a frequência de episódios de diarreia e também está associado com diarreias de evolução menos grave e com menor número de hospitalização.

Diarreia aguda As diarreias podem ser classificadas em: aguda (dura menos do que 14 dias); persistente (maior do que 14 dias) e crônica (maior do que 4 semanas). Estima-se que no mundo inteiro crianças menores de 4 anos apresentam 3,2 episódios ao ano levando à desidratação. Corresponde a 16% dos atendimentos nas emergências pediátricas, e a 9% das internações em menores de 5 anos. A causa mais comum são as infeciosas, sendo que 74% delas são causadas por vírus, 20% por bactérias e 6% por parasitas. A diarreia aguda infeciosa é uma doença de evolução autolimitada, ou seja, tem a tendência de ser resolvida pelo próprio organismo, com duração inferior ou igual a 14 dias. O diagnóstico é baseado na história e no exame físico da criança. Em geral, não é necessário fazer exames laboratoriais quando há uma diarreia aguda, porém o exame de fezes pode ser útil em casos de diarreia persistente. O tratamento tem por objetivo principal avaliar o grau de desidratação para saber qual seria o tratamento mais indicado (se tratamento com Soro de Reidratação Oral ou Tratamento Endovenoso para repor e/ ou corrigir as perdas de líquidos e eletrólitos). Medicações não são recomendadas para uso de rotina.

O diagnóstico é baseado na história e no exame físico da criança. Em geral, não é necessário fazer exames laboratoriais quando há uma diarreia aguda, porém o exame de fezes pode ser útil em casos de diarreia persistente.

O uso de probióticos somente deve ser usado quando indicado pelo seu Pediatra. É importante saber que antibióticos não devem ser utilizados em crianças com diarreia aguda (pois a diarreia vai curar sozinha, e os antibióticos alteram a flora intestinal), salvo nos casos específicos determinados pelo Médico Pediatra.

Recomendações em relação à dieta: Causas mais comuns de diarreia Intolerâncias alimentares (à lactose, feijão, frutas, pimenta, etc.), Bacterianas (Salmonella, Shigella, Escherichia coli), Virais (Rotavírus, Adenovírus), Parasitárias (Ameba, Giárdia lamblia e Cryptosporidium), Medicações (antibióticos, laxativos) e Causas alérgicas (alergia à proteína do leite de vaca e/ou soja).

• estimular o aleitamento materno; • manter a dieta habitual (reduz o volume e a duração das diarreias); • oferecer volumes pequenos em intervalos curtos; • não diluir o leite, e em caso de suspeita ou confirmação de intolerância à lactose ou proteína do leite, então trocar pelo leite mais indicado.

DR. YOSVANY DIAZ MARQUEZ

- CRM/RR 1077

MÉDICO PEDIATRA MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

15


A importância da audição PARA A COMUNICAÇÃO HUMANA A audição é um dos sentidos mais complexos do corpo humano. É por meio da audição que o indivíduo desenvolve as habilidades para a fala e linguagem.

Para que possamos ter uma saúde auditiva adequada é necessário ter alguns cuidados com nossa audição, e uma delas é a não exposição ao barulho intenso, seja no ambiente de trabalho ou em momento de lazer ou mesmo com uso de fones de ouvidos, podemos provocar perda auditiva induzida pelo ruído. Também não devemos introduzir objetos pontiagudos no canal auditivo e usar qualquer composição líquida na tentativa de diminuir um possível desconforto. Quando há alguma queixa em relação à audição, é indicado uma visita ao médico especialista, o Otorrinolaringologista, que realizará a avaliação clínica e, sendo necessário, o encaminhará para alguns exames auditivos a

Anatomia do ouvido Ossículos: Estribo

Osso Temporal

Bigorna

Ductos Semicirculares

Martelo

Nervo Vestibular

Nervo Coclear

Cóclea Aurícula

Tímpano Lóbulo da Orelha

Canal Auditivo

Ouvido externo

Cavidade Timpânica

Ouvido médio

Tuba Auditiva

Ouvido interno

O sistema auditivo é composto por várias estruturas e órgãos até o sistema nervoso central, que em conjunto fazem com que compreendemos os sons, sejam os sons da fala humana e ambientais, tais como: canto de um pássaro, som do vento e etc.

DR. MAURO L. SCHMITZ FERREIRA

serem realizados por um fonoaudiólogo, como Audiometria Tonal e Vocal, Imitanciometria e Reflexo-Acústico, Emissões Otoacústicas Evocadas Transiente e por produto de distorção Audiometria Condicionada (para casos específicos) e o Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico e/ou BERA. Tais exames fazem parte da cadeia de exames auditivos para avaliação clínica auditiva. Se necessário uso de Aparelho Auditivo, encaminhamos você e com certeza sua audição terá um melhor desempenho. Se você tem alguma queixa auditiva e/ou conhece alguém, oriente essa pessoa a procurar um médico especialista, somente ele poderá diagnosticar e conduzir o melhor tratamento para o paciente.

- CRM/RR 559

OTORRINOLARINGOLOGISTA - RQE 559

• Formado pela Universidade Federal do Paraná; • Mestre em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná; • Doutor em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná.

16

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Tenho colesterol alto, e agora? O que causa o aumento do colesterol no organismo? Alguns fatores cursam com o aumento do colesterol ruim na corrente sanguínea (dislipidemia), os principais são o consumo exagerado de lípides com alto potencial de formação de “placa de gordura” nas artérias (LDL, gorduras trans, gordura saturada), e a alteração genética do metabolismo das gorduras. Essas doenças levam à obstrução das artérias que nutrem o coração e o cérebro, levando ao infarto agudo do miocárdio (IAM) e ao acidente vascular cerebral (AVC), representando, hoje, a principal causa de mortalidade no Brasil e no mundo.

O colesterol ruim (LDL) elevado é o principal fator de risco para aterosclerose, sendo ele o principal alvo de controle nos pacientes de maior risco. Por isso, dependendo da idade e da associação de outros fatores de risco que aumentem a chance da ocorrência de doença cardiovascular (infarto agudo do miocárdio), o valor de LDL desejável para cada pessoa não é o mesmo, não sendo válido, muitas vezes, a referência que vemos no exame de laboratório.

As principais mudanças do padrão nutricional brasileiro ocorreram nas últimas duas décadas, com a adoção de um padrão dietético com elevado teor de gordura saturada e açúcar, além de alimentos com baixo teor de fibras, somados à redução dos níveis de atividade física. Já a hipercolesterolemia familiar é um defeito no metabolismo que prejudica a remoção das partículas de LDL-colesterol da circulação sanguínea. Como saber se tenho dislipidemia? Através da dosagem dos principais lípides existentes na circulação sanguínea, que são o colesterol total e suas frações e os triglicerídeos. O valor considerado normal é individualizado, variando de acordo com o risco de cada indivíduo em desenvolver doença cardiovascular. Se tenho colesterol alto, como proceder? Você deve procurar um médico cardiologista para avaliação da dislipidemia. Será realizada uma revisão da sua história clínica, seus sintomas, medicações de uso contínuo e avaliará ainda a necessidade de exames complementares. Como é realizado o tratamento? O tratamento é individualizado, dependendo da causa e do risco do paciente em desenvolver doença cardiovascular. A mudança do estilo de vida e/ ou medicações são os pilares do tratamento da dislipidemia. Existem terapias alternativas para o tratamento da dislipidemia de caráter genético. Como prevenir a dislipidemia? Praticar atividades físicas regularmente, cessar o tabagismo, adotar um padrão dietético que incentive o consumo de frutas, verduras, legumes, grãos integrais, peixes, aves, leite e derivados com baixo teor de gordura.

Procure um cardiologista. A prevenção é a melhor maneira de diminuir os riscos cardiovasculares e manter-se saudável”.

DRA. ILANA GOMES PORTELA DE CARVALHO

- CRM/RR 1700

CARDIOLOGISTA - RQE 143

• Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia; • Residência Médica em Clínica Médica pela Universidade de Ribeirão Preto-SP; • Residência Médica em Cardiologia pelo Hospital do Coração de São Paulo – HCOR.

18

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


O que é Síndrome do Túnel do Carpo? É a dormência e formigamento na mão e no braço, causada por um nervo comprimido no punho, o nervo mediano. Esse nervo passa por um canal estreito chamado de Túnel do Carpo. A compressão é causada pelo aumento das estruturas que passam pelo túnel ou pelo seu espessamento

A doença é comum em pessoas que realizam trabalho manual com movimentos repetidos, mas também tem associação com alterações hormonais como menopausa e gravidez. Outras doenças associadas são Diabetes Mellitus, artrite reumatoide e doenças da tireóide. Os sintomas mais frequentes são dormência e o formigamento, como dito, mas também podem aparecer dor, choque e perda da destreza nas mãos. A dor é pior a noite, principalmente após uso exagerado das mãos durante o dia e pode ser intensa a ponto de acordar o paciente. A dor pode irradiar para o braço e até para o ombro. Atividades que promovem a flexão do punho por longo período podem aumentar a dor. A dormência ou formigamento, acomete a palma da mão e poupa o dedo mínimo e o dorso da mão. Associada a uma certa fraqueza nas mãos, pode haver dificuldade de amarrar os sapatos, abotoar uma camisa ou pegar objetos. Pode haver acometimento das 2 mãos em até 60% dos casos. Caso os sintomas persistam por alguns dias, deve-se procurar um especialista. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, melhores são os resultados. Existem muitas doenças semelhantes com sintomas parecidos com a Síndrome do Túnel do Carpo, por isso nunca inicie o tratamento sem antes consultar o especialista. Fonte: Cirurgia Ortopédica De Campbell, 10ª Edição, 2006.

DR. VITOR PARACAT SANTIAGO MÉDICO - CRM/RR 1635

• Residente de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Geral de Roraíma

20

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


O paciente pode “se livrar” ou pelo menos diminuir a dependência do uso dos óculos após o procedimento da Catarata? Pode ser secundária a traumas, medicamentos, algumas doenças, entre outras causas, porém o tipo mais comum é a catarata senil que, como o nome já diz, ocorre naturalmente com o envelhecimento. Assim, da mesma forma que as fibras de colágeno da pele perdem a elasticidade e formam as “rugas”, as fibras de colágeno do cristalino também envelhecem e se formam a catarata. Portanto, apesar de muitos pacientes se preocuparem quando recebem este diagnóstico, deve-se entender que essa “doença é, na maioria das vezes, um processo natural que todos sofrerão, alguns um pouco antes, outros um pouco depois (normalmente a partir dos 50-60 anos). Por isso, costumo brincar com meus pacientes e dizer que “ter catarata é bom e sinal de que estamos vivos, pois só não tem quem morre antes...” Antigamente, a cirurgia de catarata só era realizada nos casos muito avançados, com a visão muito comprometida (por exemplo, quando o paciente só enxerga vultos). Atualmente, com as novas técnicas cirúrgicas e as modernas lentes intraoculares, a cirurgia traz benefícios aos pacientes mesmo em estágios mais precoces da “doença”. A cirurgia é feita por ultrassom e consiste em quebrar e aspirar a catarata (lente natural opacificada), substituindo-a por uma lente artificial por meio de um pequeno corte na córnea. Muitas vezes, a cirurgia não tem suturas e é capaz de corrigir com significativa precisão os diferentes tipos de grau (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia), dependendo principalmente do tipo de lente que é utilizada, entre outros fatores. Assim, frequentemente o paciente pode “se livrar” ou pelo menos diminuir a dependência do uso dos óculos após o procedimento. Uma vez colocada, a lente intraocular normalmente não é trocada, permanecendo no olho do paciente para o resto da vida. Assim, uma boa conversa entre o médico oftalmologista e o paciente sobre os custos e benefícios de cada tipo de lente é fundamental antes da cirurgia, para que se possa fazer a melhor escolha de acordo com as necessidades e possibilidades de cada paciente. A Escolha da LIO é feita de acordo com a indicação médica e possibilidades de cada paciente.

DR. ROMULO FERREIRA DA SILVA

Catarata é o processo de opacificação ou escurecimento do cristalino, a lente natural que existe em nossos olhos, causando a perda progressiva da qualidade e da quantidade de visão.

DR. ANTONIO AMARILDO RODRIGUES MELO

CRM/RR 266 OFTALMOLOGISTA

CRM/RR 756

RQE 266

OFTALMOLOGISTA

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

21


Como promover anabolismo natural e ganhar massa muscular Atualmente, muito se comenta sobre vida saudável e melhora do perfil corporal. Conquistar uma vida saudável associado ao benefício estético é algo que nos motiva diariamente, criamos estereótipos, modelos aos quais temos maior afinidade. Mas uma coisa é certa, a conquista de um perfil corporal ideal e manutenção de hipertrofia muscular, torna-se uma tarefa árdua e cheia de obstáculos. Procure uma consultoria médica desportiva e nutrológica para iniciar um planejamento adequado ao seu caso. Primeiramente vamos falar das características musculares. O metabolismo muscular se divide em duas partes: o anabolismo e o catabolismo. O anabolismo é o processo de armazenamento de energia e síntese de nutrientes, o que acarreta a construção e o remodelamento do tecido muscular. Um exemplo desses processos é a síntese de proteína dentro dos músculos a partir dos aminoácidos. Isso ocorre principalmente após o treino, quando ingerimos a quantidade necessária de nutrientes, como carboidratos e proteínas. Esse processo é responsável não só pelo crescimento do músculo, mas também pela regeneração e manutenção de outros tecidos e órgãos. Já o catabolismo muscular, é basicamente o oposto. Quando você não

ingere a quantidade necessária de proteínas e carboidratos, o seu corpo irá buscar energia nos músculos. Com isso, você vai perder massa magra e atrapalhar o ganho de massa muscular. Esse problema pode ocorrer por diversos motivos, como treinos exagerados, alimentação inadequada, bebidas alcoólicas e principalmente falta de repouso. De uma forma bem simples podemos afirmar, então, que o anabolismo é a construção e o catabolismo é a destruição do músculo. Existem inúmeras maneiras de se estimular o anabolismo e o crescimento muscular. O pilar principal é uma harmonia entre os fatores fisiológicos: Metabólicos (alimentação), Motores (treinamento adequado), Endócrinos (somatomedina C, somatripina, testosterona, insulina, melatonina entre outros) Uma otimização de resultados pode ser alcançadas através do uso de suplementos alimentares, os quais fornecem alto teor de nutrientes ativos, proteínas, carboidratos, aumento de energia muscular, melhora da recuperação, processos essenciais para ganhos de massa muscular.

• Waxy Maize, Dextrose, D-Ribose Fatores associado, entre outros.

Suplementos de poder anabólicos • Whey Protein; • BCAA Leucinas isoladas; • Creatina; • ZMA ; • Vitamina C; • Omega 3; • Pró-Hormonais (Tribulus Terrestris, Maca Peruana, Pygeum Africano, Long Jack, melatonina)

Conheça os fatores que causam o catabolismo • Treinamento longo e cansativo; • Alimentação pré-treino insuficiente; • Jejum prolongado; • Alimentação inadequada; • Sono ruim; • Ingestão de bebida alcoólica • Tabagismo (diminuição da liberação).

DR. LEANDRO DUARTE 22

Conheça os fatores que favorecem o anabolismo • Alimentação bem elaborada e ajustada; • Exercícios físicos periódicos com ênfase em hipertrofia muscular; • Sono de qualidade (melhora da produção hormonal noturna); • Ingestão de suplementos alimentares adequados; • Baixa ingesta de carboidratos pouco complexos.

- MÉDICO - CRM/RR 1676

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


AVALIAÇÃO HORMONAL NA

Infertilidade Feminina Para a mulher engravidar, naturalmente, alguns aspectos biológicos são importantes, como ter uma produção hormonal sincronizada, ovulação adequada e tubas uterinas com função preservada. O endométrio também deverá estar apto para receber o embrião e a implantação ocorrer de forma correta. Ainda, a interação entre o endométrio e o embrião deve ser harmônica para o desenvolvimento adequado do mesmo. Qualquer alteração em uma dessas etapas pode dificultar ou impedir a gestação. Para uma completa investigação diagnóstica de possíveis fatores femininos, alguns exames são fundamentais. Avaliação Hormonal Alterações hormonais podem impedir a ovulação (anovulação crônica) ou promover uma ovulação inadequada (disovulias), o que dificulta ou até mesmo impede a gravidez. Os hormônios FSH, LH e estradiol são solicitados entre o segundo e quinto dia da menstruação e mostram de maneira indireta se há algum distúrbio na produção desses hormônios, bem como revela a reserva ovariana da mulher. Assim, uma avaliação hormonal pode indicar se há algum problema nesse quesito e auxiliar no tratamento da infertilidade. Hormônios Entre os principais hormônios femininos que podem ser avaliados para revelar a infertilidade, estão o FSH e a progesterona. Dosagens maiores ou menores de cada um deles podem indicar a presença de distúrbios hormonais que impedem a gestação. Alguns casos são:

Outros hormônios também estão envolvidos no processo de ovulação e no funcionamento correto dos ovários e de outros hormônios, como: • Glândula tireoide, que ao ser alterada pode atrapalhar a ovulação; • Hormônios produzidos pela glândula suprarrenal (principalmente o cortisol); • Prolactina, hormônio produzido na glândula hipófise que altera a produção de FSH e LH e em níveis elevados leva à anovulação crônica.

Qualquer alteração em uma dessas etapas pode dificultar ou impedir a gestação.

FSH - FSH com valores acima do esperado, estão relacionados com menor reserva ovariana, insuficiência hormonal dos ovários ou até a falência ovariana (pacientes próximas da menopausa); Progesterona - A progesterona é um hormônio produzido no ovário a partir da segunda metade do ciclo menstrual (após a ovulação), sendo chamado de fase lútea. Ele é responsável pela modificação do endométrio para receber um possível embrião. Valores baixos de progesterona solicitados entre o 21º e 22º dias do ciclo menstrual revelam eventual ausência de ovulação ou mesmo insuficiência da fase lútea, uma importante causa de infertilidade.

Hormônio Antimülleriano (AMH) O hormônio Antimülleriano é produzido pelas células da granulosa de folículos antrais e pré-antrais no ovário e pode ser dosado no sangue. Como ele é produzido pelos folículos em crescimento ou com potencial de crescimento, é um marcador de reserva ovariana, pois representa indiretamente a quantidade e qualidade dos folículos ainda existentes nos ovários. Os níveis de AMH decrescem com a idade da mulher, chegando próximo a zero na menopausa. Mulheres com dosagem de FSH normal, porém com valor baixo do AMH, apresentam maior dificuldade de obtenção de óvulos em ciclos naturais ou estimulados para a fertilização in vitro. Inibina B - A inibina B é produzida pelos pequenos folículos ovarianos e é um marcador direto da atividade ovariana, sendo relacionada ao número de óvulos obtidos. Seu valor máximo é na fase folicular média (entre o 7º e 12º dias do ciclo menstrual) e apresenta um pico no período ovulatório, declinando na fase lútea. Mulheres com valores baixos de inibina B, mesmo com FSH normal, apresentam menor reserva ovariana, sendo que mulheres na menopausa apresentam valores menores que 5 pg/L. FONTE: http://www.materprime.com.br/infertilidade/ exames-hormonais/

DR. VANDERLEI S. OLIVEIRA

- CRM/RR 1069

PATOLOGIA CLÍNICA/MEDICINA LABORATORIAL - RQE 105

24

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Aparelho Ortodôntico Autoligado Conheça suas principais vantagens A partir da evolução natural da Ortodontia Corretiva, surge a necessidade de tratamentos que proporcionem uma dentição perfeita em um menor tempo e com menos dor.

O aparelho ortodôntico com bráquetes autoligados é uma filosofia inovadora com uma tecnologia mais avançada que traz benefícios significativos para os pacientes. Aparelhos ortodônticos autoligados têm como principal característica a baixa fricção entre os arcos ortodônticos e bráquetes durante o tratamento, facilitando o início do movimento dentário pela diminuição da resistência inicial à movimentação, diminuindo, assim, o tempo total de tratamento. Estes aparelhos ortodônticos são fixos compostos por bráquetes que possuem uma presilha flexível metálica, como uma tampa, que prende e amarra o fio ortodôntico metálico na canaleta do bráquete. Com essa estrutura, não há necessidade do uso das ligaduras elásticas, que são as

26

famosas “borrachinhas coloridas”, durante o tratamento.

dentário, mau hálito e outros proble-

Dentre as vantagens do aparelho autoligado, temos o menor tempo de tratamento, com uma redução de 30% em relação ao tratamento convencional, isso devido a um menor atrito do fio metálico com a canaleta do bráquete, o que permite a aplicação de uma força mais suave e menos incômoda ao paciente. Sendo assim, os danos aos tecidos que circundam os dentes (ossos, gengivas e ligamentos periodontais) serão menores, causando movimentações mais rápidas e eficientes e, ao mesmo tempo, menos efeitos colaterais que possam causar sensibilidade dolorosa.

Esse tipo de aparelho é indicado

Além disso, a ausência das ligaduras diminui o consideravelmente o acúmulo de microrganismos no aparelho, evitando assim cáries, cálculo

mas bucais. para diversos problemas ortodônticos, porém tem uma ligeira vantagem em casos de apinhamento severo (dentes apinhados) e quando é necessária a expansão dos arcos alveolares (abertura do sorriso). Podemos afirmar que o Sistema de Bráquetes Autoligados tem algumas vantagens que superam os bráquetes convencionais, portanto, poderá ser usado em quaisquer condições, desde que o diagnóstico tenha sido feito com critério, definindo todos os limites envolvidos em um tratamento ortodôntico. Consulte um ortodontista para saber mais informações sobre esse aparelho e se está indicado para seu caso.

TAYNA SIQUEIRA DE SOUZA CRUZ

AGATHA CARVALHO CUNHA CALEFFI

CIRURGIÃ DENTISTA - CRO\RR 541

CIRURGIÃ DENTISTA - CRO\RR 618


Alergia Ocular Se os olhos são, de fato, a janela da alma, que imagem estamos refletindo se eles se apresentam vermelhos, inchados, lacrimejantes, coçando, com uma tremenda reação alérgica? Alergias oculares podem ser muito angustiantes e são uma razão comum para visitas ao alergista, oftalmologista, e até mesmo à sala de emergência. Ocasionalmente, as alergias oculares graves causam sérios danos que podem ameaçar a visão.

O prognóstico é favorável para a maioria dos pacientes com alergias oculares. Normalmente, os sintomas desaparecem quando iniciado um tratamento específico ou quando o alérgeno agressor não se apresentar mais.

Essas alergias oculares, geralmente, estão associadas a outras doenças alérgicas, principalmente rinite alérgica e dermatites. As causas de alergias oculares são semelhantes aos da asma e a rinite . Medicamentos e cosméticos podem desempenhar um papel significativo em causar tais alergias. Qualquer tipo de irritação, seja ambiental, infecciosa, feita pelo homem ou não, pode causar sintomas consistentes de alergias oculares. O resultado é coceira, queimação, olhos lacrimejantes, e que se tornam vermelhos e irritados devido à inflamação, o que resulta em congestionamento. As pálpebras podem inchar, mesmo ao ponto de fechar por completo. Essas reações podem também induzir a sensibilidade à luz. Normalmente, ambos os olhos são afetados por uma reação alérgica. Ocasionalmente, apenas um olho é envolvido, sobretudo se atingido por um alérgeno. O prognóstico é favorável para a maioria dos pacientes com alergias oculares. Normalmente, os sintomas desaparecem quando iniciado um tratamento específico ou quando o alérgeno agressor não se apresentar mais. Infelizmente, os sintomas podem reaparecer dependendo da causa da alergia ocular. As complicações são muito raras, mas o especialista deve ser procurado imediatamente, em caso de dor ou perda de visão ou até nos casos de sintomas que não se resolvam dentro de 12 horas.

De qualquer forma, a prevenção é a base do tratamento da alergia. É, especialmente, importante evitar contato com os componentes alergênicos. Além disso, esfregar os olhos é um gatilho físico e, portanto, deve ser evitado.

DR. MARCELO BATISTA

- CRM/RR 650

OFTALMOLOGISTA

28

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Sementes Mágicas PARA A SUA SAÚDE Acrescentar sementes à alimentação diária fazem muito bem à sua saúde. Esses alimentos ajudam a enriquecer nossa dieta. Eles auxiliam na diminuição do peso, do colesterol, do açúcar no sangue, de inflamação como celulite, regulam o trânsito intestinal e aumentam a massa magra. São indicados para quem tem sobrepeso, obesidade, prisão de ventre, colesterol alterado, celulite ou, simplesmente, quer melhorar a alimentação. Adicionando os grão à sua refeição, você promove uma alimentação ainda mais saudável. Veja os benefícios de cada um destes “grãos do momento”:

Chia A chia é uma sementinha poderosa, fonte de vitaminas do complexo B, de minerais como: cálcio, fósforo, magnésio, potássio, ferro, zinco e cobre. Por ser boa fonte de cálcio, é uma excelente opção para aqueles que apresentam osteopenia, osteoporose e obesidade. Possui propriedades benéficas à saúde por ser rica em antioxidantes (ácido caféico e clorogênico), que auxiliam na redução dos radicais livres, prevenindo o envelhecimento celular. Além disso, tem ação laxativa e promove a saciedade. É uma ótima opção para a alimentação vegetariana, por ser rica em proteínas e diversos nutrientes importantes. Seu conteúdo de fibras favorece a eliminação das fezes, melhorando o funcionamento do intestino. As fibras auxiliam no tratamento e prevenção de doenças como diabetes e doenças cardiovasculares.

Amaranto É um alimento tão completo que nutricionalmente assemelha-se à combinação arroz com feijão. Possui proteínas e aminoácidos que são essenciais para o organismo. O amaranto é capaz de reduzir a pressão arterial, colesterol e melhorar o funcionamento do intestino. A grande concentração de esqualeno em sua composição, substância somente encontrada em quantidades significativas nos óleos de fígado de animais marinhos, é uma característica singular do amaranto. Suas propriedades naturais incluem a ação antioxidante, no combate aos radicais livres, aumento da oxigenação do metabolismo e fortalecimento da membrana celular, auxiliando na melhora do sistema imunológico devido à proteção das células. O amaranto é também indicado na nutrição preventiva, aquela que tem por objetivo evitar doenças e melhorar a qualidade de vida. O amaranto é fonte de vitaminas e minerais importantes como o Cálcio, Ferro, Fósforo, Potássio, Zinco e Vitaminas do Complexo B e Vitamina E.

TALITA NASCIMENTO NUTRICIONISTA - CRN 7: 2361 • PÓS-GRADUADA EM OBESIDADE E EMAGRECIMENTO

Atendimentos Clinica ITE: 95 3623-6699 R. Raul Prudente de Morais, 147 Bairro CAÇARI - Boa Vista/RR

30

Linhaça A linhaça tem o poder de controlar a diabetes, auxilia no bom funcionamento do intestino, contribui para uma pele mais saudável e ainda faz uma “faxina” nas artérias. Tudo isso porque a linhaça tem em sua composição “gorduras do bem”: as monoinsaturadas e as poli-insaturadas (ômegas 3 e 6). Elas trabalham pela redução do LDL, o mau colesterol, e ainda contribuem para a saúde cardiovascular (pela presença do ômega 3, que tem propriedade anti-inflamatória e ajuda a evitar o acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos). A linhaça é rica em fibras lignanas, que aumentam a saciedade e melhoram o funcionamento intestinal. As fibras são importantes para o controle do diabetes, pois contribuem para redução da absorção do açúcar no intestino.


Rejuvenescimento com laser CO2 fracionado A busca pela beleza e pelo aspecto jovem e saudável existe desde a antiguidade. Cremes de tratamento, equipamentos, associados às novas tecnologias vêm sendo estudados pela ciência que, diariamente descobre inúmeras técnicas para parar, ou até mesmo reverter os efeitos causados pelo tempo e pelo sol (fotoenvelhecimento). O laser é um dos instrumentos considerado a sensação do momento, que é comemorado tanto pela medicina, quanto pelas mulheres e o público masculino. O CO2 trouxe uma série de benefícios como a remoção de manchas da pele, eliminação de pelos, rejuvenescimento e até remoção de tatuagens. Existe um tipo diferente de laser para cada caso, cada um com características próprias para um determinado tipo de tratamento. Os resultados são efetivos e as tecnologias estão cada vez mais modernas. O CO2 é considerado um dos métodos de laser mais eficazes do momento. Ele foi aprimorado para ação, de forma fracionada, para a penetração de feixes até a camada mais profunda da derme. É o principal instrumento no tratamento da flacidez sem lesões aparentes. Para cada aplicação de laser CO2 é feita a administração de anestésico tópico, oral e, eventualmente, injetável, para melhor conforto do paciente. Na fase de recuperação, as atividades de rotina podem ser realizadas normalmente, apesar da vermelhidão da pele por aproximadamente três dias”, há necessidade de protetor solar na região tratada.

Quantas sessões devemos realizar? As sessões demoram de 20 a 45 minutos para serem realizadas, e o intervalo entre elas deve ser de 3 a 6 semanas. O número de sessões necessárias são de 2 a 6 para atingir os resultados esperados, dependendo da avaliação do seu médico. Como fica a pele após o tratamento? Nos primeiros dias, a pele tratada pode ficar rósea ou avermelhada e edemaciada (inchada), sendo mais comum nas primeiras 24 horas. Entre o 2º e 3º dia, há formação de uma crosta muito fina sobre a pele, que será rapidamente eliminada. Frequentemente, a pele volta ao normal em torno de 3 a 7 dias, mas não impede as atividades rotineiras, podendo realizar suas tarefas normalmente. Quais são as contraindicações? • gravidez; • pacientes em tratamento com isotretinoína oral; • herpes em atividade; • pacientes com sensibilidade à luz, lúpus, pênfigo; • pacientes com histórico de queloides.

Como funciona o laser CO2 fracionado? O laser CO2 fracionado apresenta grande afinidade pela água presente na pele, causando rápido aumento de temperatura e destruição do tecido (evaporando-as). Além disso, ele aquece as camadas mais profundas da pele, estimulando a remodelação do colágeno e contração do mesmo, onde provoca uma diminuição da flacidez. Vantagens do laser CO2 fracionado Existem 2 tipos de laser, o laser CO2 e o laser CO2 fracionado. No caso do fracionado o feixe de laser é separado em vários “micro feixes” de luz, como se fosse um chuveiro. Com isso, o laser atinge micropedaços de pele intacta entre ilhotas de pele atingida. A pele que não foi atingida, auxilia no processo de cicatrização dos demais, ou seja, agem como “ponte”, favorecendo a reestruturação do tecido de uma forma mais rápida. Sendo assim, os efeitos colaterais são menores, pois a recuperação é rápida, não atrapalhando nas atividades diárias do paciente.

32

O CO2 é considerado um dos métodos de laser mais eficazes do momento. Ele foi aprimorado para ação, de forma fracionada, para a penetração de feixes até a camada mais profunda da derme.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

O laser substitui uma cirurgia plástica? Não. É importante mencionar que o laser complementa os objetivos de uma cirurgia e, somados, conseguem uma importante melhora do resultado geral. Quando verei os resultados do laser? Alguns resultados já aparecem logo na primeira sessão, como: diminuição dos poros dilatados, rugas finas (testa, perioxal e periocular). Naquelas alterações, onde é preciso a recuperação do colágeno, como: rugas profundas, flacidez, cicatrizes de acne e estrias, necessitam de mais sessões (variável), e os efeitos finais ocorrem até 6 meses após o tratamento.


INTESTINO:

nosso segundo cérebro Hoje, sabemos da interação direta entre o cérebro e o aparelho digestivo. Ele exerce funções neuroendócrinas, possuindo uma rica rede neuronal com cerca de 100 milhões de neurônios (semelhante à medula espinhal). A saúde do intestino está diretamente relacionada com emoções, bem-estar, comportamento, imunidade, cognição, dentre outras coisas que normalmente não associamos a ele. Desequilíbrios intestinais estão relacionados à depressão, ansiedade, dor crônica e alergias.

Nosso intestino pode estar tentando se comunicar por meio dos mais diversos sinais, que vão além de azia, refluxo ou constipação, mas também irritabilidade, alteração de humor sem causa, dores de cabeça crônicas, alergias e inflamações. Quem nunca se deparou com emoções extremamente fortes que causaram “frio na barriga” ou até diarreia e vômitos? Isso é mais uma prova da conexão estreita entre cérebro e intestino. O intestino não é apenas um local de trânsito de alimentos, mas também onde são produzidas substâncias como: • Serotonina: neurotransmissor relacionado com a sensação de bem-estar e alegria. • Melatonina: Hormônio que melhora a qualidade do sono, aumenta a imunidade e o desempenho sexual, diminui o ritmo de envelhecimento das células, dentre outros inúmeros benefícios. • Ativação de vitamina D: Responsável por aumentar a imunidade, fazer proteção óssea, melhorar a resposta muscular, etc.. Bactérias e nossa saúde Existem 10 vezes mais bactérias do que células em nosso corpo. Essas 100 tri-

lhões de bactérias também formam nossa microbiota intestinal. O processo de colonização bacteriana começa durante o nascimento e com o aleitamento materno, e continua ao longo da vida de acordo com nossa alimentação. O que comemos influi diretamente no tipo de bactéria que cultivamos. Pessoas depressivas, ansiosas, obesas, têm bactérias diferentes das pessoas saudáveis. Diante dessa importante associação, devemos cuidar ainda mais da saúde intestinal por intermédio de uma alimentação equilibrada, com menos produtos industrializados, contendo corantes e conservantes, menor consumo de bebidas alcoólicas, açúcar e carboidratos com glúten. Temos que mastigar melhor os alimentos, pois a digestão se inicia pela boca. Devemos evitar distrações como leitura e televisão enquanto nos alimentamos, pois sem perceber acabamos comendo muito rápido e mais que o necessário. É importante diminuir o consumo de líquidos durante as refeições, facilitando o trabalho do nosso estômago. Fazer controle de estresse mediante de atividade física, esportes, hobbies, meditação ou qualquer outra atividade que você se identifique, com finalidade de relaxar, otimizando todas as funções do intestino e de todo o corpo.

REFERÊNCIAS 1) The Second Brain:– nov 1999 - Michael D. Gershon 2) Serotonin: A mediator of the brain-Gut connection – The American journal of Gastroenterology (vol. 95, No. 10, 2000 3) Gut feelings: the emerging biology of gut – brain communication – Nature Reviews Neuroscience 12,453-466 (August 2011)

DRA. LIVIA SAYURI F. ITIKAWA

- CRM/RR 1572

MÉDICA

34

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


SORRISO DE HOLLYWOOD

Facetas e Lentes de Contato A estética nunca esteve tão presente como atualmente: cuidados para manter uma pele saudável, cabelos impecáveis e corpo definido sempre foram os segredos para se obter um bom visual. Entretanto, em meio a uma sociedade extremamente exigente, vários setores da saúde foram englobados nessa indústria da beleza.

Um sorriso bonito e harmonioso se tornou um item fundamental na lista de quem deseja buscar melhorias na aparência, bem-estar e autoestima. Com isso, a odontologia cosmética ganha cada dia mais adeptos na busca do sorriso ideal. Diversos tratamentos estéticos e funcionais estão disponíveis nos consultórios odontológicos, como clareamentos, uso de aparelhos ortodônticos, implantes dentários, próteses, bichectomia (remoção das bolsas de gordura das bochechas) preenchedores cutâneos e aplicação de solução botulínica (famoso Botox®). No entanto, a febre do momento são as famosas lentes de contato e facetas de porcelana, facilmente encontradas nas capas de revistas e nos sorrisos das estrelas de Hollywood.

As facetas e as lentes de contato são basicamente a mesma coisa, consistem em uma fina lâmina de porcelana, sendo que as duas se diferenciam apenas na espessura do material. Algumas das vantagens desses tratamentos perante os outros, são que eles são procedimentos altamente conservadores, pois não requerem muito desgaste dos dentes naturais, conferem agilidade no procedimento e proporcionam uma estética impecável. Após o preparo e moldagem dos dentes no consultório, as lentes de contato e facetas são confeccionadas em um laboratório, mediante processo delicado e artesanal de escultura, montagem e confecção. Ambas utilizam a mesma técnica de adesão aos dentes, sendo “coladas” através de cimentos resinosos.

Como já dizia o poeta, “o sorriso é a curva mais bonita do corpo de qualquer pessoa”. E você, está esperando o quê para sorrir mais?

DR. BRAINNER MENDONÇA - CRO/RR 604 Centro Odontológico: 95 3623-6191 | 98119-0497 | 99177-0101 - Rua Professor Agnelo Bitencourt, 655 - Centro

35


Retinopatia Diabética A diabetes é uma doença complexa e progressiva que afeta os vasos sanguíneos do olho.

Um material anormal é depositado nas paredes dos vasos sanguíneos da retina que é a região conhecida como “fundo de olho”, causando estreitamento e, às vezes, bloqueio do vaso sanguíneo, além de enfraquecimento da sua parede, o que ocasiona deformidades conhecidas como micro-aneurismas. Estes microaneurismas, frequentemente, rompem ou extravasam sangue, causando hemorragia e infiltração de gordura na retina. Existem duas formas de retinopatia diabética: exsudativa e proliferativa. Em ambos os casos, a retinopatia pode levar a uma perda parcial ou total da visão.

Normal

Retinopatia Diabética Exsudativa Ocorre quando as hemorragias e as gorduras afetam a mácula, que é necessária para a visão central, usada para a leitura.

Retinopatia Diabética Retinopatia não proliferativa Hemorragia Exsudato algodonoso Edema de Mácula

Microaneurisma

Retinopatia Diabética Proliferativa Surge, quando a doença dos vasos sanguíneos da retina progride, o que ocasiona a proliferação de novos vasos anormais que são chamados “neovasos”. Estes novos vasos são extremamente frágeis e também podem sangrar. Além do sangramento, os neovasos podem proliferar para o interior do olho, causando graus variados de destruição da retina e dificuldades de visão. A proliferação dos neovasos também pode causar cegueira, em consequência de um descolamento de retina. Causas O diabetes melittus é o fator desencadeante desta doença, na qual o corpo humano não pode fazer uso adequado de alimentos, especialmente de açúcares. O problema específico é uma quantidade deficiente do hormônio insulina nos diabéticos.

Retinopatia proliferativa

Crescimento anormal dos vasos

Grupos de risco As pessoas que têm diabetes apresentam um risco de perder a visão 25 vezes mais do que as que não portam a doença. A Retinopatia Diabética atinge mais de 75% das pessoas que têm diabetes há mais de 20 anos. Tratamentos O controle cuidadoso da diabetes com uma dieta adequada, uso de pílulas hipoglicemiantes, insulina ou com uma combinação desses tratamentos, que são prescritos pelo médico endocrinologista, são a principal forma de evitar a Retinopatia Diabética. Fotocoagulação por raios laser É o procedimento pelo qual pequenas áreas da retina doente são cauterizadas com a luz de um raio-laser na tentativa de prevenir o processo de hemorragia. O ideal é que esse tratamento seja administrado no início da doença, possibilitando melhores resultados, por isso, é extremamente importante a consulta periódica ao oftalmologista.

DR. RICARDO MENDES DOS SANTOS

- CRM/PE 15492

OFTALMOLOGISTA - RQE 2392

• Membro Titular da Sociedade Brasileira de Oftalmologia; • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo; • Especialista em Oftalmologia com Título Reconhecido pela AMB - Associação Médica Brasileira.

36

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


ULTRASSONOGRAFIA NO RASTREAMENTO

de AVC e infarto cardíaco Atualmente, observa-se uma crescente busca por qualidade de vida e cuidados com a saúde. É notório a importância de mudanças no estilo de vida capitalista nos dias atuais. A principal causa de morte no mundo e no Brasil são as doenças circulatórias.

Dentre elas, destacam-se o acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como “derrame” e o infarto cardíaco, com alta taxa de mortalidade e grande prejuízo na qualidade de vida do indivíduo acometido. Como grande vilão responsável, temos a Aterosclerose, doença inflamatória caracterizada pela formação de placas dentro dos vasos sanguíneos. O grande problema está no fato de ser uma doença silenciosa. Não causa sintomas até o momento em que chega em seu estado avançado, levando, principalmente, ao desencadeamento de AVC e infarto cardíaco. Neste cenário, surge a necessidade do médico buscar identificar quais pacientes detêm de maior risco de desenvolver essas doenças. Auxiliando neste contexto a ultrassonografia possibilita a realização de exame na região do pescoço, em tempo real, não necessitando de preparo e sem riscos ao paciente. Estuda-se a análise do fluxo de sangue, anatomia e a presença de placas nos principais vasos sanguíneos que chegam ao cérebro. Trata-se de um exame não invasivo, com duração média inferior a 30 minutos, onde o paciente permanece deitado e são examinadas as artérias carótidas e vertebrais na região do pescoço, tornando-se uma

BIFURCAÇÃO DAS ARTÉRIAS CARÓTIDAS

ferramenta extremamente útil para complementar os exames de avaliação de risco de doenças cardiovasculares. A partir desse rastreamento, o médico pode ajustar medicamentos ou indicar outro procedimento para reduzir o risco do surgimento de AVC e infarto cardíaco, assim como outras doenças associadas a estas condições.

DR. ROGER MALACARNE CALEFFI

DR. MARCUS VINICIUS COELHO CRM/RR 994 MEDICINA INTENSIVA - RQE 40

CRM/RR 1483

• Médico Especialista em Clínica Médica e Medicina Intensiva

• Membro da Sociedade Brasileira de Ultrassongrafia e Associação de Medicina Intensiva Brasileira

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

37


Exames de Imagem Médica

QUAIS AS NOVIDADES? Radiografia, Mamografia, Seriografia, Ultrassonografia, Tomografia Computadorizada (TC), Ressonância Magnética (RM) fazem todos parte da área de atuação do médico especialista em Diagnóstico por Imagem moderno.

Com os avanços tecnológicos incessantes, a cada dia, surgem novas possibilidades e desdobramentos, principalmente no campo da TC e RM. Comentarei sobre os principais avanços nas técnicas de imagem para uso médico nos dias de hoje, falando principalmente sobre Ressonância Magnética (RM). O exame de RM não dói, só precisa ficar imóvel dentro de um tubo durante, em média, 30 minutos. Você vai escutar vários barulhos durante o exame, não precisa ficar assustado. Esse é um exame com maior custo que os demais, mas vale cada centavo, pois produz imagens do seu corpo com grande detalhamento e de uma maneira que qualquer especialista no mundo possa avaliar seu exame e ter interpretações parecidas. Hoje em dia, as novas técnicas de RM trouxeram um novo horizonte, principalmente no estudo dos tumores cerebrais, de próstata, reto, mama e coração. A técnica de espectroscopia de prótons de crânio oferece uma verdadeira análise química do cérebro, e é usada amplamente no estudo de tumores. Em doenças metabólicas pediátricas, seu uso é imprescindível, por vezes, definindo diagnósticos de maneira não invasiva, neste conjunto de doenças devastadoras.

A difusão revolucionou o diagnóstico do AVC (derrame), sendo, hoje, usada de rotina em qualquer serviço de imagem. A perfusão hoje é usada dos pés à cabeça devido às informações confiáveis que gera a respeito de neovascularização de tumores, isto é, o tumor promove sur-

Perfusão Encefálica

gimento de novos vasos, para poder se

RM com protocolo de endometriose - implante profundo acometendo o reto (intestinos”)

“alimentar”, e isso pode agora ser detectado, sem necessidade de cirurgia. O uso da RM na endometriose permite de maneira não invasiva detectar lesões profundas de maneira confiável para programação cirúrgica, inclusive mudando o tipo de cirurgia a ser realizado quando, por

Espectroscopia de Prótons Encefálica

exemplo, uma parte dos intestinos está envolvida. Nesse caso, o ginecologista pode precisar da ajuda de um cirurgião geral. Nos pacientes com cirrose, a TC e RM mudaram a forma de se abordar o paciente, sendo que a detecção de lesões deve ser realizada a cada 6 meses, e um exame realizado de maneira correta consegue definir o diagnóstico de câncer de fígado

RM com protocolo de endometriose (endometrioma no ovário)

Perfusão de próstata

(CHC), e também mostrar se há ou não trombo tumoral na veia porta, essa complicação grave contraindicaria a cirurgia, ou quimioembolização (tratamento por dentro dos vasos). Não tenha medo, o exame demora um pouco, é barulhento e custa mais que os

RM com protocolo de câncer de reto

outros, mas o resultado ajuda muito na avaliação da sua saúde. Não se esqueça de preencher o questionário antes do exame com informações detalhadas e fazer a preparação que for orientada.

DR. DANIEL AZEVEDO 38

RM com protocolo de “cirrose” mostrando câncer de fígado

- CRM/RR 1191 - MÉDICO

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Hiperidrose Axilar Suor excessivo nas axilas A Hiperidrose pode ser definida como sudorese que ultrapassa a necessidade de controle da temperatura corporal. Hiperidrose é um excesso desagradável de suor, em uma ou várias partes do corpo. É uma condição benigna, mas que gera intenso impacto na qualidade de vida de seus portadores. É uma doença comum, atinge até 1% da população. Pode-se imaginar que numa cidade como São Paulo, com 15 milhões de habitantes, existam 150.000 pessoas com esse problema. Provavelmente, todos têm em seu círculo familiar, profissional ou de amizade alguém que apresente Hiperidrose. Às vezes, isso não é tão visível, porque por constrangimento ou desconhecimento, as pessoas não gostam de revelar a sua presença. As pessoas se tornam tímidas, muitas vezes desenvolvendo até uma fobia social. Tipos de Hiperidrose A Hiperidrose atinge principalmente a axila (hiperidrose axilar), as mãos e os pés, mas pode atingir também a face, principalmente a região frontal (testa) e o couro cabeludo, assim como o tórax, a nuca, a região sob a mama, a região inguinal, e qualquer outra região do corpo.

Hiperidrose Axilar Hiperidrose axilar é o excesso de suor na região das axilas, debaixo dos braços, pode ser exclusivamente nas axilas, ou predominantemente nas axilas com outras áreas também afetadas. A transpiração excessiva nas axilas tem importante impacto na qualidade de vida. Na Hiperidrose Axilar (sudorese das axilas), os pacientes se queixam de roupas excessivamente molhadas, manchadas e danificadas, aspecto de má higiene, impressão de descontrole emocional e falta de adaptação aos trajes necessários para o trabalho.

tratamento da hiperidrose axilar é a Toxina Botulínica (BOTOX®). A aplicação da Toxina Botulínica na mão, na axila ou em outros locais elimina completamente o suor. O procedimento é realizado sem internação, no ambiente do consultório médico, e o paciente pode retornar às suas atividades normais no mesmo dia. O Tratamento com a Toxina Botulínica não é definitivo, mas reaplicações podem ser feitas, em média a cada 6/12 meses, dependendo do caso, o que mantém a região tratada sem sudorese. O procedimento deve ser efetuado por médico com especialidade no assunto.

Tratamento para hiperidrose axilar Existem alguns tratamentos que podem ser usados para a Hiperidrose: Medicamentos, Toxina Botulínica e a Simpatectomia. Uma das melhores opções para o

DRA. TATYANNE AGUILLERA

CRM/RR 1515

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

39


Ecocardiograma Infantil

Como é um exame bastante simples, não há necessidade de preparo especial para realização dele. É igual a qualquer outro exame de ultrassom. Depois de entrar na sala de ecocardiografia, a criança vai deitarse para o exame. O médico vai “passear” suavemente a sonda em sua barriga, peito e pescoço e a imagem do coração aparecerá na tela da televisão.

O Ecocardiograma é um exame não invasivo fundamental na abordagem diagnóstica dos pacientes com cardiopatia congênita ou adquirida no grupo pediátrico. É um exame de ultrassom que permite avaliar detalhadamente o coração e seus vasos, tanto na estrutura quanto na função, além de permitir o estudo dos fluxos sanguíneos através do doppler em colores, afastando ou confirmando, dessa forma , problemas cardíacos. O fluxo do sangue no ecocardiograma é examinado pelo sistema Doppler, que permite não só o cálculo das velocidades do sangue nos diversos locais do sistema circulatório, através de gráficos, como também a análise das características e da direção do fluxo, utilizando o mapeamento em cores. Como é um exame bastante simples, não há necessidade de preparo especial para realização dele. É igual a qualquer outro exame de ultrassom. Depois de entrar na sala de ecocardiografia, a criança vai deitar-se para o exame. O médico vai “passear” suavemente a sonda em sua barriga, peito e pescoço e a imagem do coração aparecerá na tela da televisão. É um procedimento realizado por um(a) médico(a) cardiologista pediátrico, especialista em ecocardiografia infantil, preparado(a) para orientar e esclarecer dúvidas pertinentes dos pais e familiares, bem como, agir com toda paciência e cordialidade para tranquilizar a criança e facilitar a realização do exame. O tempo de duração do exame ecocardiográfico é variável, de acordo com a facilidade de observação do coração e do sistema circulatório daquela criança específica. De uma maneira geral, a média de duração do procedimento é de cerca de 30 minutos, mas há casos em que todos os dados podem ser, adequadamente, obtidos em um tempo muito menor, e outros em que o médico precisa de uma hora ou mais para concluir o exame. Em alguns casos, as crianças entre 0 a 3 anos podem necessitar uso de sedação, pois ficam muito agitadas durante o exame, dificultando a precisão do mesmo. Quando o pediatra solicita esse exame? Em casos, onde o pediatra ausculta sopro no coração da criança, na avaliação do risco cirúrgico, em crianças com dor no peito, cansaço aos esforços, palpitações, alterações genéticas, febre prolongada sem causa definida, arritmias cardíacas, etc. O ecocardiograma pediátrico detecta a maioria dos problemas cardíacos? Sim. Quando realizado por profissional especializado em crianças, aliado a um bom e moderno aparelho, dificilmente ocorre falha diagnóstica.

DRA. DARLENE FEITOSA 40

- CRM/RR 1346 - MÉDICA

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


INFORME PUBLICITÁRIO

Conselho Regional de Medicina de Roraima completa 50 anos A data que marcou uma nova fase para os menos de 10 médicos que existiam em Roraima (na época Território Federal)

foi

12 de maio de 1966, nove anos depois que o então presidente Juscelino Kubitschek sancionou a lei de implantação do Conselho Federal de Medicina (CFM), bem como dos Conselhos Regionais de Medicina.

A classe ganhou nova dimensão e passou a desenvolver suas atividades em consonância com as normas estabelecidas pelo CFM. Com sua oficialização, Roraima passou a ter um órgão fiscalizador e supervisor da ética médica no estado, uma vitória não somente para a classe médica, mas para a sociedade.

Os demais presidentes foram:

Segundo o Livro de Ata, a primeira reunião ocorreu às 11 horas, na sede da Divisão de Saúde do Território Federal de Roraima, onde funcionava a diretoria provisória do CRM-RR. A diretoria ficou assim: Alberto Pimentel Cardoso, presidente; Mário Augusto Ferreira, secretário; e Paulo

• Wilson Franco Rodrigues (19961998);

Rodrigues Mota, tesoureiro. Alberto Pimentel ficou no cargo de presidente até 1972, quando deixou o Estado. Com a mudança, a presidência passou a ser ocupada pelo médico Mozarildo de Melo Cavalcanti, que permaneceu no cargo até 1984.

MARTA GARDÊNIA BARROS ASSESSORA DE COMUNICAÇÃO DO CRM/RR

42

• Augusto Affonso Botelho Neto (1984-1986); • Tarcísio de Almeida (1986-1994);

Pimentel

• Altamir Ribeiro Lago (1994-1995); • Ailton Rodrigues Wanderley (19951996);

• Luiz Araújo da Silva (1998-1999); • Maria Hormencida de Souza (19992003); • Paulo Ernesto Oliveira (2001); • Hiram Manoel Gonçalves da Silva (2003-2006/ 2008-2010); • Hélio Silva Rosário Macedo (20102011); • Wirlande Santos da Luz (20112013); • Alexandre Marques (2013-2015); • Blenda Avelino (2016-2018).

DRT/ 502

Nessas cinco décadas, o CRM/RR pautou sua história em lutas, conquistas e superação. “Começamos pequeno, ainda na época Território Federal. Não tínhamos uma sede própria, mas hoje além de uma sede moderna, temos reconhecimento da sociedade e dos nossos colegas de profissão, por atuarmos em defesa da categoria e por melhorias na saúde oferecida à população”, disse Blenda Avelino, presidente da instituição. Sede Assim que o Conselho foi criado ele passou a funcionar na sede da Divisão de Saúde do Território Federal de Roraima. Depois, foi transferido para uma sala no Hospital Nossa Senhora de Fátima, conhecido como hospital das Madres, que pertencia à Diocese de Roraima. A primeira sede oficial do CRM-RR, foi uma sala alugada nas proximidades do Fórum Advogado Sobral Pinto, no Centro. Hoje, o Conselho funciona num prédio moderno localizado na Avenida Ville Roy, bairro Canarinho.


CRIOFREQUÊNCIA Tecnologia contra a flacidez e gordura localizada Essa máquina “superpoderosa” tem uma ponteira ultracongelada, que esfria a epiderme a -10 graus C, combatendo a sensação de desconforto causada pelo calor devido à energia das ondas eletromagnéticas que somam até 1.050 watts de potência, chegando a 60 graus C, nos tecidos internos. Tamanha energia, permite uma contração imediata, progressiva e duradoura do colágeno, estimulando também sua produção, a neocolagênese, e também a “quebra” das células de gordura conhecida como lipólise. Esses choques térmicos entre o frio e o quente aumentam a eficácia da técnica, desencadeando também a lipólise e um lifting instantâneo, com resultados em menos tempo e sem desconforto para o nosso paciente. Além disso, os resultados são excelentes na face, há melhora significativa das linhas de expressão, flacidez e redução da papada

já na primeira aplicação. Esse estímulo tem pico de 21 dias e continua agindo até 4 meses. Sobre as gordurinhas localizadas, também pode conseguir perdas de medidas imediatas. Para o tratamento, é necessário uma avaliação, onde será proposto um protocolo específico para cada quadro.

Não param de surgir supermáquinas para atacar o trio inimigo do corpo perfeito: a celulite, a gordura localizada e a flacidez. E a Criofrequência veio para combater tudo em uma mesma aplicação, sendo considerada por especialistas o melhor aparelho para flacidez com o poder de renovar fibras de colágeno e garantir a firmeza da pele.

Há quem ainda confunda a criofrequência com criolipólise. As duas são terapias totalmente diferentes na aplicação e no mecanismo de ação. A criolipólise não trata a flacidez, mas apenas a gordura localizada por meio de um congelamento do tecido adiposo, que será metabolizado e eliminado pelo corpo, demandando um tempo de até 3 meses para se completar. Como evolução da tecnologia de radiofrequência, a criofrequência vem chamando atenção do mercado da estética no Brasil e no mundo, presente em mais de 45 países com patente exclusiva. O sucesso da Criofrequência vem ganhando inclusive o mundo das celebridades. Ivete Sangalo, Thaeme, Eliana, dentre outros, já experimentaram e aprovaram essa terapia.

PAOLA EMANUELE BRAGATO - CREFITO 148039.1-F • Fisioterapeuta Dermatofuncional; • Formada na Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná - UNICENTRO; • Pós-Graduada em Fisioterapia Dermatofuncional na Faculdade Cathedral.

44


SERÁ QUE O SOL FAZ

mal aos olhos? Vários estudos têm demonstrado que as pessoas mais expostas à luz solar têm uma maior tendência a desenvolverem algumas doenças oculares.

Os raios ultravioletas (UV) são os componentes da luz solar mais implicadas no desenvolvimento destas doenças. É contra esta radiação solar que devemos nos proteger com óculos de sol. Porém, não é qualquer óculos que ajuda. Ter uns óculos muito escuros não significa maior proteção para os nossos olhos. Devemos escolher óculos cujas lentes filtrem 99 a 100% da luz UV (tanto UV-A como UV-B). Mais do que a ação aguda dos raios UV sobre os nossos olhos ( que provoca uma queimadura na superfície ocular tipo da que é causada na pele), é o efeito cumulativo de longos períodos expostos à luz solar que tem um efeito mais pernicioso sobre a visão. A exposição prolongada à luz UV pode causar diversas alterações oculares, mas a mais temida é uma alteração da mácula denominada degeneração macular relacionada com a idade (DMRI). Então, o mais importante é não deixar de proteger seus olhos nunca! Não importa a sua idade, procure um oftalmologista para saber qual tipo de óculos é mais indicado para você.

Certas pessoas são mais atingidas pela radiação UV, como é o caso das que: • Por questões profissionais, estão mais expostas ao sol; • Vivem próximos à praia (onde há maior reflexo de luz solar na água e na areia); • Vivem perto do Equador (como o nosso caso, que moramos em Roraima); • Vivem em zonas mais elevadas; • Etc. Certos medicamentos podem também tornar os olhos mais sensíveis à luz (doxiciclina, tetraciclina, alopurinol, etc.).

DR. ALEXANDRE MAGALHÃES MARQUES OFTALMOLOGISTA - RQE 184

• Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia

46

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

- CRM/RR 697


Por que treinar com um personal trainer A verdade é que praticar exercícios físicos sem a orientação adequada pode acarretar muitos problemas à saúde. E nem todas as academias de musculação oferecem a supervisão adequada. Um Personal Trainer leva em conta o seu nível de condicionamento físico atual. Por isso, buscar a ajuda de um personal trainer vai garantir que você realize os movimentos da maneira certa a fim de maximizar os benefícios para seu corpo.

Sete vantagens de ter um personal trainer Definição de metas Um Personal Trainer leva em conta o seu nível de condicionamento físico atual e define através disso como você pode alcançar seus objetivos, seja emagrecer ou ter definição muscular. O Personal Trainer também ajuda a avaliar o seu progresso em direção a esses objetivos. Personalização do treino O Personal Trainer cria um plano de treino específico só para você, com base no que você quer alcançar. O plano personalizado pode dar melhores resultados do que um plano de treino geral. Isso porque o profissional, com o conhecimento de suas condições físico e médica, é capaz de fazer adaptações no programa para atender às suas necessidades. Prevenção de lesões Um Personal Trainer ensina a maneira correta de realizar cada movimento dos exercícios. Ele demonstra o movimento e ainda acompanha a sua realização, podendo corrigir quaisquer problemas com a sua postura ou técnica. Aprender a realizar exercícios de maneira correta reduz o risco de lesões.

Motivação Um Personal Trainer sabe como lidar com alunos reticentes e consegue lhe emprestar aquela energia extra que é necessária para os exercícios. Além disso, você também terá a satisfação de mostrar e comentar com ele cada evolução que tiver. Responsabilidade Outro problema comum é a falta de compromisso com um programa de exercício regular. Quando você trabalha com um Personal Trainer, você mantém um compromisso com ele, e por isso, dificilmente irá faltar ou abandonar o treino. Treino dinâmico Um Personal Trainer pode mudar os exercícios do seu treino e assim evitar que ele se torne entediante. Além disso, se um exercício específico não funciona

JOÃO ZARANZA FILHO

MARIA JOSÉ SANTOS DE OLIVEIRA

CREF - 637 AM/RR

CREF - 1199 AM/RR

• Treinador • Bicampeão Norte Nordeste • Tricampeão Brasileiro • Tricampeão Sulamericano • Campeão Míster Universo • Presidente Nabba-AM

• Personal Spinning Specilist • Personal Musculação • Step And Jump Personal

para você, o educador físico pode alterá-lo, para que se adapte melhor e ofereça os mesmos benefícios. Resultados melhores e mais rápidos Um Personal Trainer é capaz de aproveitar ao máximo o seu tipo e objetivo de treino, o que aumenta a eficiência do programa de exercícios. Com a supervisão adequada, você vai realizar o movimento certo no tempo correto – e com o intervalo ideal. Essa orientação é benéfica também quando você não tem muito tempo para se exercitar. Por exemplo, se você, em um dia, dispõe de apenas uma hora, o profissional pode mudar os exercícios, fazendo você queimar o mesmo número de calorias e proporcionar os mesmos benefícios físicos, em metade do tempo que regularmente você faria.

92 99140-2035 Av. Cap. Julio Bezerra, 450 - Centro - Boa Vista/RR supertechmanaus@hotmail.com João Zaranza e Kátia Zaranza 47


POR QUE OS HOMENS FAZEM

Cirurgia Plástica? “A cada dois minutos, um homem faz cirurgia plástica no Brasil! (plasticaoficial de 04 de novembro de 2015)”.

A Lipoescultura é um dos maiores tabus quebrado pelos homens, a lipoaspiração, hoje, está em segundo lugar no ranking de cirurgias plásticas no Brasil. Esse tipo de cirurgia é feito para eliminar gorduras em diversas partes do corpo e remodelar o contorno!.

O principal motivo é a mudança cultural. Com a diminuição do preconceito, a busca pela juventude, a influencia de relacionamentos com mulheres mais novas, o mundo moderno cobra a aparência física, exigido também no ambiente de trabalho. Eles fazem plástica porque têm vida social mais ativa ou para ficar com aparência mais compatível com a mulher escolhida. Sendo a Lipoescultura um dos maiores tabus quebrado pelos homens, a lipoaspiração, hoje, está em segundo lugar no ranking de cirurgias plásticas no Brasil. Esse tipo de cirurgia é feito para eliminar gorduras em diversas partes do corpo e remodelar o contorno. As mulheres representavam 87,2% das pessoas que fizeram cirurgia plástica, num total de mais de 20 milhões. Na lista feminina de mais populares estão: Mamoplastia de Aumento, Lipoaspiração, Blefaroplastia, Lipoescultura e Lifting de Mama. Já os homens, representavam 12,8% do total de pacientes de cirurgia plástica. Os procedimentos mais realizados pelos homens foram: Ginecomastia, Blefaroplastia, Lipoaspiração, Rinoplastia e Otoplastia. Mas esses números mudaram desde 2014. Nas cirurgias estéticas, a participação dos homens aumentou de 12% para 22,5%. (S.B.C.P. – 2015.). A Lipoescultura masculina é feita da mesma maneira que a feminina, com a diferença que a remodelação do corpo acontece de forma menos acentuada, afinal, é necessário manter as características masculinas no corpo dos pacientes. É importante salientar que a lipoaspiração não tem como objetivo a perda de peso, e sim, a redução da gordura corporal que se acumula em determinadas partes do corpo. A Lipoescultura é uma das mais conhecidas formas de se realizar uma lipoaspiração, nesse tipo de procedimento cirúrgico, é realizada a remoção da gordura localizada de uma parte do corpo. Essa gordura, por sua vez, é injetada em outra área no intuito de corrigir uma falha, de forma que a gordura preencha algum sulco ou imperfeição e dê o volume desejado. Hoje, a lipoaspiração é o único método, de fato, eficaz para retirar depósito de gordura em tempo curto, eles têm pressa! Desejam o sono da beleza! Os homens, quando procuram a clínica, geralmente têm como objetivo reduzir a gordura corporal na região da cintura, onde se instalam os temidos pneuzinhos, na região do abdômen para que depois de algum tempo de academia os gominhos comecem a aparecer. É importante saber que a qualidade da elasticidade da pele é crucial para o resultado. A lipoaspiração abdominal é a mais procurada nos consultórios do País, é o sonho de muitas mulheres terem o abdômen sarado, o famoso “tanquinho”. Homens dizem que não precisam, porém também desejam e fazem, exigindo cada vez mais a associação de lipoaspiração nas costas e nos flancos (o pneuzinho famoso), lipoaspiração nos braços e papada, enxertos de glúteo, enxerto de coxas, etc... Pedimos sim, afinal vocês olham quando passamos! Por isso, achamos que se existe uma parte do corpo feminino predisposta ao acúmulo de gordura que incomoda tanto magrinhas quanto gordinhas é o culote. A região, localizada na parte externa das coxas e bem próxima ao quadril, geralmente fica aparente quando há acúmulo de gordura que tem relação hormonal ou genética. Se vocês podem... também podemos retirar nossos pequenos incômodos . Estamos com vocês mulheres, sempre no pensamento, sempre lindas e cientes de todos os sacrifícios para permanecerem belas, ou vocês acham que não sofremos também as pressões do corpinho ideal? Lembrando você que o médico que irá consultar deve ter o registro no Conselho Federal de Medicina (CFM) e Conselho Regional de Medicina (CRM). Deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), pois outras instituições, não avaliam a formação e experiência do profissional desta área.

DR. MÁRCIO MIRANDA ARCOVERDE

- CIRURGIÃO PLÁSTICO - CRM/RR 1239

• Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

48

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


BOA VISTA (95) 3623.1827 Av. Ville Roy, 5.189 • São Pedro

Imagens meramente ilustrativas. Consulte os preços dos produtos da linha Marmi Classico em nossas lojas. Campanha válida de 03/05 a 30/06/16.


QUANDO BUSCAR POR

Atendimento psicológico? Nos dias atuais, ainda é comum a ideia de que a busca por atendimento psicológico somente ocorrerá em casos de loucura, momentos de crise, problemas relacionados à saúde mental, sendo esta uma ideia que não compreende totalmente a abrangência do trabalho do psicólogo. O atendimento psicológico, assim como outros serviços da área da saúde, está à disposição de qualquer pessoa que necessite de auxílio especializado, ou ainda, que busque por melhorar e aprofundar o relacionamento consigo, logo, vários são os temas que podem ser trabalhados durante as sessões ou em outras modalidades de atendimento.

Ir ao psicólogo (a) deveria ser tão comum como uma ida ao médico, para tratar de uma dor, por exemplo, ou para realizar exames em nível de prevenção. Contudo, muitas pessoas possuem uma maior preocupação com questões físicas do que com questões de ordem emocional. Porém, tudo está integrado, ou seja, quando algo físico não vai bem, o emocional também é afetado, e o oposto também acontece. Logo, para que ocorra a promoção da saúde, é importante que todos esses aspectos sejam avaliados e trabalhados. O atendimento psicológico pode se dar de diversas maneiras, não somente no âmbito da prática clínica por meio da psicoterapia - como principalmente é mais conhecido - mas também por meio de atendimentos e intervenções no campo da orientação profissional, preparação para aposentadoria, planejamento psicopedagógico, avaliações psicológicas e neuropsicológicas na investigação de aspectos emocionais, de personalidade e cognitivos, psicoterapia em grupo, e acompanhamento psicológico da gravidez, parto e puerpério, entre outros. Todos esses são exemplos de campos, onde o psicólogo está inserido e pode realizar suas funções. Cotidianamente, lidamos com diversas situações, algumas são resolvidas imediatamente, outras levam um pouco mais de tempo, outras parecem que jamais irão se resolver. Cada pessoa irá encontrar uma maneira para enfrentar

tais questões, algumas encontrarão formas saudáveis, outras podem encontrar formas desajustadas. Quanto mais um conflito ganha força, mais energia é gasta na tentativa de solucioná-lo, o que pode acarretar em intenso sofrimento emocional. O atendimento psicológico vem como uma alternativa para que o cliente possa refletir e repensar sobre suas estratégias de enfrentamento e desenvolver uma postura assertiva de acordo com sua realidade e seu modo de ser, percebendo então a existência de caminhos que até o momento não eram considerados ou visualizados. Assim, como exemplo dos benefícios resultantes da busca por um profissional psicólogo, tanto no âmbito da psicoterapia como em outros espaços, estão o auxílio para lidar com sofrimentos que possam estar interferindo no desenvolvimento saudável da vida de uma pessoa, baseado em estudos e técnicas do psicólogo escolhido, que pode auxiliar na busca pelo autoconhecimento – mediante escuta empática e livre de julgamentos - com a intenção de que o cliente consiga desenvolver o contato consigo mesmo, explorar seus sentimentos, identificar suas emoções, e perceber como tudo isso influencia em seu modo de lidar com questões relacionadas à sua vida. Portanto, buscar pelo atendimento psicológico não é um ato de fraqueza, como se pode pensar, mas uma demonstração de responsabilidade para consigo, de investimento na qualidade de vida e de busca pelo desenvolvimento pessoal.

Falando sobre emoções... Geralmente, não somos estimulados a falar sobre emoções e sentimentos, sobretudo quando se tratam de emoções consideradas “negativas”, como raiva, tristeza, mágoas, desesperança. Parte das pessoas se habituou a interpretar que falar ou demonstrar algumas emoções e sentimentos pode ser sinal de fragilidade emocional, o que deveria ser evitado, levando muitos a se afastarem do contato consigo, ignorando sinais, e procurando evitar tais expressões na busca por uma estabilidade emocional.

50


Cotidianamente, lidamos com diversas situações, algumas são resolvidas imediatamente, outras levam um pouco mais de tempo, outras parecem que jamais irão se resolver.

Outro aspecto interessante, é que culturalmente aprendemos a realizar algumas pequenas mentiras no dia a dia, como por exemplo, responder que estamos bem quando questionados, mesmo que alguma situação esteja nos afligindo. As razões são as mais diversas, seja a falta de intimidade com quem fez a pergunta, a falta de vontade de falar sobre o que está acontecendo, a pressa, dentre outros. Por uma questão cultural, temos que falar em situações em que não desejamos, temos que ser educados e polidos o tempo todo, temos que ser por diversas vezes aquilo que não somos. De certa forma, vamos entrando em um estado no qual funcionar no automático ganha força. E, dessa forma, a vida vai passando, e certos acontecimentos dei-

xam de ser contemplados, pois para quê olhar? Para quê sentir? Para quê pensar em tudo isso? Por vezes, estabelecemos rotinas e seguimos sem pensar em como ela tem nos afetado. Será que todos conseguem parar por um instante e pensar no que realmente lhe faz bem? No que gostaria de realmente fazer em sua vida ou no que realmente gosta e faz? Pense um pouco em si. Permita-se conhecer e gostar da pessoa que você pode ser. Quanto mais as emoções e os sentimentos são negligenciados - na tentativa de evitar entrar em contato com a dor e o sofrimento - mais força ganham, e torna-se cada vez mais difícil encará-los. Isso é bastante curioso, pois o fugir de si mesmo

costuma ser uma das principais estratégias utilizadas pelas pessoas. Geralmente, o sentimento que costuma acompanhar essa fuga é bem conhecido entre nós, o medo. Este, embora seja importante em diversas situações, por vezes é utilizado de uma maneira bastante perigosa, por exemplo, quando um cenário catastrófico é criado, nos impedindo de tomar decisões e realizar escolhas com segurança. Sendo assim, ficam as perguntas: Como é levar uma vida de fuga? Como é levar um vida de medo? Quais são os ganhos e quais as perdas? Permita-se buscar a psicoterapia, permita-se entrar em contato com seus conflitos e situações inacabadas, permita-se mudar o roteiro e assumir a direção de sua vida.

PSICÓLOGA - CRP 20/05638

PSICÓLOGA - CRP 20/06026

PSICÓLOGO - CRP 20/05793

• Especialista em Neuropsicologia pela Divisão de Psicologia do HCFMUSP.

• Mestranda em Ciências da Saúde PROCISA/UFRR.

• Psicólogo e Sexólogo Especialista pelo Centro Universitário de Araraquara-SP;

• e-mail: ingridsouza1@hotmail.com

• e-mail: gabriielascruz@gmail.com

• e-mail: paulobarross@outlook.com

• 95 98116-8162

• 95 98104-8305 | 99124-9979

• 95 981073544 | 99114-4122

Clínica Premium: Rua Coronel Pinto, 351 – Centro - Boa Vista/RR 51


ORIENTAÇÕES SOBRE ORTODONTIA E O TRATAMENTO ORTODÔNTICO O que é Ortodontia? Ortodontia é a especialidade da Odontologia que estuda o crescimento e desenvolvimento da face, bem como o desenvolvimento das dentições decídua (de leite), mista e permanente e seus desvios de normalidade, prevenindo, interceptando e corrigindo as más oclusões dentárias. Em que idade deve ser realizada a primeira consulta ao ortodontista? Apesar de não existir idade mínima para realizar a primeira consulta ao ortodontista, a época mais oportuna para se procurar um ortodontista é no começo da troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, ou seja, no início da dentição mista. O clínico geral poderá fazer essa avaliação inicial e encaminhar o paciente se necessário? Sim. O clínico geral ou odontopediatra (dentista responsável pelo tratamento em crianças) normalmente estão preparados para detectar alguma alteração da normalidade e encaminhar para uma avaliação ao ortodontista. Quais os tipos de correções realizadas? O ortodontista, atualmente, inicia seu tratamento com condutas mais simples, como a manutenção de espaços nos casos de perda prematura de dentes, corrigindo até casos mais complexos, como os tratamentos ortodônticos associados ao aumento ou diminuição cirúrgica dos maxilares. Quando da necessidade de tratamento, quais os benefícios, além da estética? A função principal do tratamento ortodôntico é restabelecer a oclusão dentária (perfeito engrenamento dos dentes superiores e inferiores), que é fundamental para a correta mastigação e, consequentemente, adequada nutrição e saúde bucal. Com o restabelecimento da oclusão, evitam-se problemas de respiração, deglutição, fala e articulação temporomandibular.

O paciente adulto poderá se submeter ao tratamento? Sim. Não existe idade máxima para a realização de tratamento ortodôntico, embora no paciente adulto alguns cuidados especiais devam ser tomados, principalmente em relação aos tecidos de suporte dos dentes, que podem chegar a contraindicar o tratamento. Este pode ser mais lento e limitado , devido a falta de crescimento, problemas periodontais, perdas de elementos dentários e maior comprometimento das estruturas dentárias devido às próteses ou restaurações extensas. Quais são os tipos de aparelhos? Os aparelhos podem ser divididos em dois grupos: o fixo e o removível. Os aparelhos fixos são unidos por meio de uma substância adesiva ou cimento; são compostos por bráquetes (metálicos, plásticos ou cerâmicos), tubos e anéis, que suportam o arco metálico responsável pela movimentação dentária. Permitem maior movimentação dos dentes e independem da colaboração do paciente. Já os aparelhos removíveis, são encaixados à boca, podendo ser retirados pelo paciente ou pelo ortodontista, e dependem da colaboração do paciente. Podem ser ortodônticos, os quais realizam pequenas movimentações dentárias, ou ortopédicos, utilizados nas correções de alterações esqueléticas (ósseas). Existe aparelho estético? Sim. Hoje em dia, existem aparelhos como os de cerâmica, que são bastante estéticos, em que as peças de suporte se confundem com a coloração do dente. Quanto tempo demora em média o tratamento? É difícil de se prever o tempo de um tratamento ortodôntico, pois este depende de vários fatores, como respostas biológicas individuais, tipo de má oclusão, tipo de aparelho utilizado e colaboração do paciente. Um tempo médio é de vinte e quatro a trinta meses de tratamento ativo.

DR. JOÃO BATISTA SOARES DO RÊGO

É dolorido? O tratamento ortodôntico, no início, causa uma certa sensibilidade, principalmente na fase de colocação do aparelho. Após essa fase, existirá algum desconforto para o paciente cerca de 24 a 48 horas após os ajustes praticados pelo ortodontista. Existe algum risco de tratamento? Quando o tratamento é bem planejado e executado por um profissional qualificado, não existem riscos maiores ao paciente, desde que este siga todas as instruções dadas, principalmente nos aspecto de higiene bucal, pois os detritos podem causar problemas gengivais, periodontais, manchas brancas ou, mesmo, cáries dentárias. Se os pais possuem má formação dos dentes, o mesmo pode acorrer com os filhos? Sim. Apesar de o problema genético ser um dos fatores do aparecimento da má oclusão nos filhos, outros fatores podem levar a tratamento ortodôntico, como respiração bucal, sucção prolongada de dedo ou chupeta, deglutição atípica e anomalias dentais. É necessário extrair dentes permanentes? Em muito casos, a extração de dentes permanentes se faz necessária, principalmente naqueles em que há falta de espaço para a acomodação de todos os dentes no arco. O resultado deve ser um perfil harmonioso, agradável, com lábios conectados, sem esforço muscular e perfeita harmonia dentária. Quando bem indicadas, as extrações não trazem prejuízo algum ao paciente. Existe a possibilidade de os dentes retornarem à posição original? À posição original, não. Podem ocorrer pequenas acomodações pós-tratamento, que podem estar ligadas ao crescimento e às alterações funcionais. Essa tendência é normalmente bem controlada e minimizada por meio de um bom planejamento, de perfeita execução da técnica ortodôntica, bem como da utilização correta dos aparelhos de contenção.

- CRO/RR-CD-151

CIRURGIÃO DENTISTA

• Especialista em Ortodontia e Ortopedia facial • Membro da Sociedade Paulista de Ortodontia • Membro da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia facia • Curso de Uso da Toxina Butolínica na Odontologia • Curso de Ortodontia lingual • Curso de Alinhadores Dentários (INVISALING) • Curso de Oclusão e ATM • Curso para uso de Aparelhos Fixos Autoligáveis. • Domínio de de Miniplacas e Mini-Implantes na Ortodontia.

Avenida Major Williams, 1655 – Centro – Boa Vista/RR | (95) 3624-5033 - (95) 98117-9576

52


ESPECIALCAPA DR. MAURÍCIO NAKASHIMA E DR. MARCELO NAKASHIMA

CARDIOLOGIA

Intervencionista O que você precisa saber sobre cateterismo cardíaco e angioplastia coronária? O que é o cateterismo cardíaco? Quais os cuidados que devo ter no dia de fazê-lo?

O cateterismo cardíaco é um procedimento invasivo em que os médicos examinam o coração para detectar alguns tipos de problemas. A maioria das pessoas que faz o cateterismo cardíaco é submetida a uma angiografia coronária. Trata-se de um exame para detectar a existência, localização e gravidade de obstruções nas artérias do coração.

Algumas pessoas são submetidas ao cateterismo cardíaco para examinar a presença de problemas nas câmaras e valvas cardíacas (átrios e ventrículos). Para obter informações sobre essas estruturas cardíacas, os médicos podem medir as pressões ou quantidade de oxigênio sanguíneo em diferentes partes do coração ou suas artérias. O cateterismo cardíaco é realizado em ambiente hospitalar. O paciente fica acordado, na maioria dos casos, com administração apenas de anestesia local. Podem ser dadas medicações para que o paciente se sinta relaxado e, em casos específicos, pode ser prescrita anestesia geral.

O médico realiza um pequeno corte na região da virilha, do punho ou parte média do braço por onde é inserido um fino tubo plástico (chamado de cateter). Ele avança esse tubo através dos vasos sanguíneos até o coração, guiado por imagens com raio X. Quando o cateter alcança o coração, o médico realiza testes e injeta uma solução de contraste que é filmada também pelo aparelho de raio X. Após o procedimento, o médico retira o tubo plástico do corpo do paciente e aplica pressão ou sutura para prevenir sangramento no local. Há a necessidade de se repousar no hospital por algumas horas, mas existe a possibilidade de o paciente ir para casa no mesmo dia. Antes de ir embora, a equipe de saúde lhe orientará sobre quando poderá ocorrer o retorno a suas atividades.

O que é uma angioplastia? Angioplastia, também conhecida como intervenção coronária percutânea, é um procedimento que utiliza um tubo flexível plástico com um balão na extremidade para dilatar estreitamentos em artérias do coração. Esse procedimento também inclui a colocação de uma prótese conhecida como stent para manter a abertura das coronárias. Desta forma, a angioplastia ajuda a restaurar fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco.

56

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


ESPECIALCAPA DR. MAURÍCIO NAKASHIMA E DR. MARCELO NAKASHIMA

Qual o benefício de fazer uma angioplastia e não uma cirurgia de ponte de safena?

Por que é importante fazer angioplastia? Para entender a utilidade da angioplastia, faz-se necessário entender conceitos básicos da doença arterial coronária. A redução no fluxo de sangue rico em oxigênio para o coração (isquemia) produz, muitas vezes, uma dor torácica denominada

A angioplastia e a cirurgia de revascularização miocárdica são as duas técnicas atualmente utilizadas para o tratamento invasivo da doença isquêmica do coração. Na cirurgia, realiza-se uma incisão e abertura do tórax e são utilizados enxertos (oriundos mais comumente de veias safena ou artérias mamárias) como pontes que ultrapassam as obstruções nas artérias do coração. Esses enxertos ligam diretamente o sangue proveniente da aorta para regiões sadias das coronárias, reduzindo a isquemia do coração. A escolha entre

angioplastia e cirurgia de revascularização deve ser individualizada para cada paciente, já que alguns fatores podem influenciar nos resultados de ambos [8,9]: • Perfil do paciente, caracterizado pela presença de outras doenças associadas à doença coronária e estado clínico no momento em que a revascularização se faz necessária; • Número e localização de artérias coronárias obstruídas com necessidade de revascularização; • Presença de Diabetes Mellitus. • Contraindicação à utilização de medicações necessárias após a angioplastia (ex.: antiagregantes plaquetários).

angina pectoris. A isquemia ocorre por um estreitamento, causado por depósitos de gordura e cálcio nas artérias que levam o sangue para o coração (doença conhecida como doença arterial coronária).

Pergunte ao seu médico se existe vantagem de uma técnica sobre outra no momento da escolha do procedimento.

A doença arterial coronária pode ser crônica ou aguda. Ela é dita síndrome coronária aguda, quando há uma manifestação súbita ou mudança no padrão habitual da dor torácica: sua frequência, duração ou causa precipitante. A síndrome coronária aguda pode estar associada a danos ao músculo cardíaco (ataque cardíaco ou infarto). Em casos severos, o infarto pode levar à insuficiência cardíaca ou morte súbita.

Os possíveis candidatos à angioplastia são: • Pacientes com sintomas de angina ou exames complementares que demonstrem significativa isquemia no músculo do coração; • Pacientes com padrões específicos de estreitamento arterial e elevado risco de ataque cardíaco ou óbito; • Pacientes com síndromes coronárias agudas.

DR. MARCELO NAKASHIMA DE MELO

DR. MAURÍCIO NAKASHIMA DE MELO

CARDIOLOGISTA - CRM/RR 693 - RQE 693

CARDIOLOGISTA - CRM/RR 1188 - RQE 45704

• Residência Médica em Cardiologia no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia/ SP; • Especialização em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista no Instituto Dante Pazzanese/ SP; • Título de Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e Título de Cardiologia Intervencionista pela Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista.

• Residência Médica em Cardiologia no Hospital do Coração (Hcor/SP); • Especialização em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista no HCOR/SP; • Titulado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

57


ESPECIALCAPA DRA. MÁRCIA NAKASHIMA DE MELO

Diabetes Mellitus A importância do diagnóstico precoce na prevenção de suas complicações

A frequência do diabetes mellitus está assumindo proporções epidêmicas. Atualmente, estima-se que a população mundial com diabetes é da ordem de 415 milhões de pessoas e que deverá atingir 642 milhões em 2040 (Fonte: International Diabetes Federation - IDF Diabetes Atlas 2015), ou seja, 1 em cada 11 adultos tem diabetes. No Brasil, estima-se em 14,3 milhões

A doença é silenciosa em sua fase ini-

e derrame (acidente vascular cerebral). O

(9,4% da população) de pessoas com dia-

cial, portanto, necessita de métodos labo-

infarto e derrame são as principais cau-

betes (Fonte: IDF 2015), sendo que me-

ratoriais para diagnosticá-la precocemen-

sas de óbito de portadores de diabetes.

tade desconhece ser portador da doença.

te (antes de seus sintomas). A dosagem

O bom controle metabólico do diabetes

A doença tem sido diagnosticada em

da glicemia de jejum é recomendada para

previne o surgimento ou retarda a pro-

pessoas cada vez mais jovens. O progres-

todas as pessoas com fatores de risco para

gressão dessas complicações, por isso o

sivo aumento de pessoas acima do peso, o

a doença. É um método simples e barato,

diagnóstico precoce nos auxilia a comba-

sedentarismo, o estresse e a má alimenta-

mas existem outros exames laboratoriais

tê-las.

ção estão entre os contribuintes para essa

que auxiliam na identificação de altera-

Muitas pessoas costumam negar a

epidemia. Intervenções no estilo de vida,

ções precoces que, se não tratadas, têm

doença após o diagnóstico e isso acaba

com ênfase em alimentação saudável e

um risco aumentado de progredir para o

levando ao mau controle metabólico e ao

prática regular de atividade física, redu-

diabetes.

aparecimento de complicações. Caso não

zem a incidência de diabetes tipo 2.

DRA. MÁRCIA NAKASHIMA DE MELO MÉDICA ENDOCRINOLOGISTA CRM/RR 821 - RQE 39

• Formada pela Universidade Federal de Roraima; • Residência de Clínica Médica pelo Conjunto Hospitalar do Mandaqui São Paulo/SP; • Residência de Endocrinologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Sorocaba/SP

60

Entre essas alterações existem duas

seja possível evitar a doença por meio de

categorias conhecidas como pré-diabe-

intervenções no estilo de vida, é muito

tes: a glicemia de jejum alterada e a tole-

importante seguir corretamente o trata-

rância diminuída à glicose (confira tabela

mento, realizando consultas médicas e

abaixo).

exames laboratoriais periodicamente, no

Uma vez instalada a doença, existem

mínimo duas vezes ao ano, se o controle

diversas complicações crônicas decorren-

estiver adequado, pois o diabetes é uma

tes do mau controle glicêmico: tais como

doença silenciosa e o único método que

cegueira, ferimentos nos pés, problemas

comprova seu controle é através de exa-

renais, dores crônicas, infarto miocárdico

mes laboratoriais.

Categoria

Jejum

2h após ingestão de 75g de glicose

Glicemia normal

<100mg/dl

<140mg/dl

Glicemia de jejum alterada e/ou Tolerância à glicose diminuída

≥100 e < 126mg/dl

≥ 140 e < 200mg/dl

Diabetes Mellitus

≥ 126mg/dl

≥ 200mg/dl

Casual

≥ 200mg/dl com sintomas clássicos

Fonte: Adaptado de Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2014-2015

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Pele renovada, mais vicosa e mais saudável

Recentemente pudemos observar vários artistas famosos aderindo a novos tratametnos de pele. Em virtude do envelhecimento natural, falta de cuidados preventivos e de fatores externos, como sol e vento que agridem nossa pele, necessitamos de proteção e reformulação.

O microagulhamento IPCA (Indução Percutânea de Colágeno), também chamado de microneedling, ou terapia de estimulação de colágeno, ou indução de colágeno percutânea, é um procedimento minimamente invasivo, que implica na utilização de um dispositivo em rolo que contém agulhas finas de aço cirúrgico (em média de 540 a 1080 agulhas). Após anestesiada e em ambiente estéril, as agulhas são utilizadas para produzir micropunturas na pele, criando uma lesão controlada, que fará o organismo produzir fatores de crescimento celular, colágeno e elastina que agem nas camadas superficiais e profundas da pele. A neocolagênese e neoangiogênese produzidas pelo rolamento das agulhas são essenciais para a firmeza da pele e fazendo com que toda a estrutura da pele seja refeita, reorganizando as fibras internas e, dessa forma, auxiliando na reduçao das rugas, cicatrizes de acne, linhas de expressão e até estrias, trazendo mais viço, firmeza e rejuvenescimento para o rosto e corpo. O microagulhamento por ser um procedimento invasivo é de competência do médico, segundo o Conselho Federal de Medicina, que é o profissional que melhor avalia a indicação, as contraindicações, os efeitos colaterais além de manejar as eventuais complicações. É um produto desenvolvido para o tratamento de problemas na pele que tem como benefícios o

DR. ALVARO TULIO FORTES

rejuvenescimento de tecido cutâneo, encoraja a produção de colágeno, auxilia na eliminação da pigmentação, propicia um efeito rejuvenecedor na pele, remove linhas finas, atenua as marcas de expressão, melhora o aspecto das estrias. Alguma vermelhidão pode ocorrer imediatamente, após o tratamento, mas geralmente desaparece no dia seguinte, pode ser usado em todo o corpo, mas o rosto, pescoço e colo, couro cabeludo, além de coxas são as áreas mais tratadas. Não há um padrão definido, cada paciente deve ser minuciosamente avaliado individualmente. Na aplicação do tratamento, pode-se controlar a profundidade com agulhas que variam de 0,5 mm a 2,5 mm, e obter resultados variados em locais do corpo. O uso de cosmecêuticos coadjuvantes ao microagulhamento proporciona a entrega (drug delivery) nas camadas mais profundas na derme de ingredientes que são bioativos, ou seja, cuja eficácia foi medida e provada por meio de vários estudos. Estes possuem propriedades terapêuticas, de combate a doenças ou problemas estéticos. Cosmecêuticos de retinol, fatores de crescimento, antioxidantes, ácido hialurônico em qualquer combinação, e entregá-los na derme para um efeito mais rápido e mais ativo. Da mesma forma, diluir enchimentos ácido hialurônico pode ser entregue a áreas mais difíceis, tais como linhas verticais lábio superior e os pés de galinha

CRM/RR 749

• SOLAPSO – Sociedad Latinoamericana de Psoriasis - Membro Titular; • Member of International Academy of Cosmetic Dermatology.

64

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


O papel do alergista e imunologista As doenças alérgicas ou atópicas afetam de 15-25% da população geral e observa-se um aumento expressivo de sua incidência nos últimos anos. São fatores que contribuem para esse aumento, a poluição ambiental, o tabagismo materno, a exposição em idade precoce ou exposição prolongada a substâncias químicas de cosméticos, medicamentos ou no ambiente de trabalho, além de história familiar de alergias em parentes de primeiro grau.

Alérgenos são partículas com capacidade de causar sintomas alérgicos em indivíduos susceptíveis e os mais comuns são os ácaros, baratas, fungos, pólens, pelos e epitélios de animais, venenos de insetos (abelha, vespa e formiga) e alimentos como leite, ovo, trigo, soja, amendoim/castanhas, peixes e frutos do mar, embora outros alimentos também possam causar alergias. No Brasil, a formação do médico na especialidade de Alergia e de Imunologia é feita de forma conjunta. No âmbito da imunologia, ele está apto a

diagnosticar e tratar um grupo específico de doenças chamadas de IMUNODEFICIÊNCIAS PRIMÁRIAS, que atualmente estão listadas em mais de 180 patologias. A característica principal dessas doenças, é o desenvolvimento de infecções recorrentes ou infecções graves que podem aparecer logo após o nascimento ou se manifestar apenas na vida adulta. Quando não diagnosticadas e tratadas, podem levar a complicações severas e óbito.

Em alergia, algumas condições que requerem, necessariamente, a avaliação e o acompanhamento por médico alergista são: Alergias a medicamentos, alergias alimentares, dermatite atópica, reações alérgicas graves (ANAFILAXIA) durante cirurgias ou após picadas de insetos, ou ainda de causa indeterminada, inchaço alérgico na pele ou mucosas sem causa aparente, dermatites de contato sem agente agressor identificado e doen-

DRA. JANAÍNA SOUSA

ças de outras especialidades que são agravadas por contato com alérgenos como asma, rinite, conjuntivite alérgica e dermatite atópica. Na avaliação desse grupo de doenças, o alergista tem como principal ferramenta diagnóstica, testes alérgicos cutâneos (PRICK E PATCH TESTE). Além de instituir tratamento medicamentoso (semelhante a outras especialidades), o alergista é o único especialista com treinamento voltado para a indicação e realização de IMUNOTERAPIA ANTÍGENO-ESPECÍFICA, que popularmente ficou conhecida como “vacinas para alergia”. Essa modalidade de tratamento tem seus riscos e requer indicação clínica muito específica e treinamento adequado para ser realizada. Após avaliação minuciosa, é possível traçar um plano terapêutico a fim de definir quais pacientes têm maior chance de sucesso com esse tipo de tratamento. Desta forma, a avaliação por Alergista e Imunologista está bem indicada em todo adulto ou criança que não seja portador de doenças que sabidamente causam depressão do sistema imunológico (câncer, colagenoses, diabetes, HIV e medicamentos imunossupressores) e que apresentem infecções graves ou infecções recorrentes, bem como em todas as condições que levem ao aparecimento de sintomas alérgicos, pois tanto as imunodeficiências primárias, quanto as doenças alérgicas têm forte impacto sobre a qualidade de vida e, quando não tratadas, podem levar a complicações graves e óbito.

CRM/RR: 1272

ALERGISTA E IMUNOLOGISTA - RQE: 122

• Formada pela Universidade Federal de Roraima -UFRR; • Residência Médica em Alergia e Imunologia pelo Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto; • Sócia da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

66

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Atividade Física na Terceira Idade

Com o passar do tempo, quem já chegou à casa dos 50, muitas vezes, deixa de fazer exercícios por falta de motivação ou por medo de que o corpo não dê mais conta do recado. Com o tempo, tem-se uma perda significativa, de todas as capacidades motoras, tais como: Flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, força, além de uma grande perda da massa muscular e óssea, resultando assim em um aumento da gordura corporal.

Tanto os homens, quanto as mulheres sofrem alterações no corpo que os deixam mais propensos a sentirem dores, rigidez muscular e mais cansaço do que os mais jovens. Por isso, escolher o exercício certo para as características do seu corpo é uma ótima alternativa para continuar (ou começar) a fazer atividades físicas, favorecendo a saúde e a qualidade de vida. A atividade física, na terceira idade, tem sido considerada um importante componente de um estilo de vida saudável, devido particularmente à sua associação com diversos benefícios para a saúde física e mental. Os exercícios para idosos aumentam a saúde e evitam doenças comuns na velhice. Aumenta o metabolismo, combate ao processo inflamatório, melhora as capacidades funcionais, o bem-estar físico e psicológico, estimula aspectos cognitivos (atenção, memória e percepção) e diminuem as chances de quedas, falta de equilíbrio e fraqueza nas pernas. A atividade física escolhida deverá ser a que lhe dê mais prazer e satisfação, deverá ser incluída em sua rotina diária e praticada com regularidade. Os exercícios devem ser iniciados após uma avaliação médica e deve ser

DRA. LILIAN MORAGA

acompanhado por um profissional de educação física. As atividades deverão ser praticadas com roupas confortáveis, calçados adequados, em academias, clubes, ao ar livre e dentro do limite individual de cada um. Quem chega à terceira idade, independentemente de sua condição física, deve buscar exercícios que melhorem a parte aeróbica, a flexibilidade, o fortalecimento dos grandes complexos musculares e o equilíbrio do corpo. Exemplos de atividade física na terceira idade: • Alongamentos; • Dança; • A eróbico de baixo impacto (Bike, esteira); • Musculação especializada; • Yoga; • Pilates; • Caminhadas; • Atividades lúdicas e recreativas; • Ginástica geral. Lembrando sempre da importância do alongamento em todas as atividades físicas, e uma alimentação adequada, assim como das consultas de rotina com o geriatra para a realização de exames, controle da saúde e bem-estar do idoso.

CRM/RR 1098

CLÍNICA MÉDICA - RQE: 95 GERIATRIA - RQE: 94

• Título de Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Membro da Sociedade Brasileira para Estudos da Dor; • Especialização em Cuidados Paliativos e em Distúrbios Cognitivos pelo HC- FMUSP; • Mestre em Ciências da Saúde pela UFRR.

68

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


Intolerância Alimentar A Intolerância Alimentar, também conhecida como alergia tardia, hipersensibilidade alimentar ou alergia tipo III é um processo imunológico, que consiste em reações não tóxicas, geralmente causadas por alimentos (proteínas) reconhecidos como estranhos pelo organismo levando a reações mediadas por IgG.

Mais de 80% das reações imunológicas tem sua origem no intestino que garantem uma barreira quase intransponível contra bactérias, vírus e outros agentes patogênicos. Esses alimentos ou substâncias e/ou fragmentos de proteínas (macromoléculas), inflamam a mucosa intestinal, aumentam a permeabilidade, caem na circulação e são reconhecidos pelo sistema imunológico como elementos estranhos e combatidos pelo sistema imunológico, formando imunocomplexos (Ag-Ac) que, se não forem neutralizados ou fagocitados, serão depositados em órgão ou tecidos levando a processos inflamatórios e revelando sinais e sintomas. Diferentemente das alergias clássicas que apresentam reações imediatas envolvendo anticorpos IgE e revelando sinais e sintomas como: edemas, inchaços , urticárias, dificuldade para respirar e outras reações cutâneas, estudos mostram que a Intolerância Alimentar pode estar associada a anticorpos IgG elevados.

Em circunstâncias normais, esses anticorpos formam complexos com proteínas dos alimentos. Esses complexos são eliminados por nosso sistema imunológico sem causar sintomas.

e 4), para identificar alimentos que levam ao aumento da produção de anticorpos IgG total específica para o alimentos testado, os quais poderão estar na origem de diversas doenças.

Se os sistemas imunológico ou digestivo estiverem comprometidos, esses complexos poderão ser depositados em órgãos ou tecidos, levando a processos inflamatórios e resultando em vários sinais e sintomas.

O teste pode ser realizado em crianças a partir de três anos até a idade adulta através de uma simples coleta de sangue. Realizado pelo método ELISA, contempla 59 tipos de alimentos usados na maioria das dietas dos brasileiros.

A literatura médica mundial descreve mais 150 sinais e sintomas associados à Intolerância Alimentar. Dentre os sintomas mais comuns, podemos citar: dor de cabeça (enxaqueca, cefaleia), depressão, ansiedade, artrite e dor articular, sintomas respiratórios crônicos, dor abdominal, problemas de peso, problemas intestinais (colite, diarreia, constipação), insônia, problemas de pele, sinusite, renite, otite, problemas pré-menstruais, palpitações, fadiga, inchaço, além dos sintomas das doenças autoimunes. O Hemolab - Laboratório de Analise Clínicas de Roraima, com o compromisso de inovar e ampliar seu rol de exames, traz para sua clientela o Teste de Intolerância Alimentar mediado por IgG.total ( sub-classes 1,2,3

Para análise e discussão dos resultados dos exames e a fim de obter o máximo benefício do teste, é importante que o paciente procure um profissional de saúde para um gerenciamento nutricional, garantindo uma dieta variada e adequada, que é imprescindível para um intestino saudável e uma melhor qualidade de vida. O conhecimento dos alimentos que podem causar reações de incompatibilidade é de grande ajuda para o médico e o paciente. Como diz Lucretius “ O que é alimento para alguns, poderá ser veneno para outros”. Alimentação Adequada. Saúde para toda a vida.

Referência Bibliográficas: Atkinson ET al. IgG antibodies in IBS, Gut 2004 : 53:1459-1464. www.intolerancialimentar.com.br

DRA. JANDIRA NEGREIROS

CRF/RR 16

FARMACÊUTICA - BIOQUÍMICA

• Especialista em Hematologia e Hemoterapia - UFCE; • Especialista em Análises Clínicas - UFCE; • Membro da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas.

95 3623.4499 | Rua Alfredo Cruz, 719, centro - Boa Vista - Roraima 70


Franqueada Leilla Matos Evangelista e seu filho Enrique, que é alérgico.

respiratória

www.sosalergia.com.br


Lesão do Ligamento Cruzado Anterior O que é o Ligamento Cruzado Anterior (LCA)? Ligamentos são fortes tiras de tecido que conectam um osso ao outro. O Ligamento Cruzado Anterior (LCA) é um de quatro grandes ligamentos do joelho. Ele está no centro da articulação do joelho, ligando o osso da coxa (fêmur) ao osso canela (tíbia). O LCA, junto com o ligamento cruzado posterior, ajuda a manter o joelho estável, não permitindo que o fêmur deslize ou rode sobre a tíbia. Como ocorre a lesão? A lesão de LCA costuma ser uma lesão de esportes e resulta de uma rotação ou hiperextensão brusca do joelho, mas também pode ocorrer quando o fêmur é empurrado para trás e o pé está fixo no chão. O LCA, na maioria das vezes, tem todas as suas fibras rompidas, caracterizando um caso mais grave, ou apenas algumas delas sofrem a ruptura. Quais os sintomas? Normalmente, os pacientes sabem exatamente quando romperam o ligamento, alguns pacientes relatam ter ouvido um estalo e dor na hora da lesão.

Quando a lesão ocorre durante alguma atividade física, o paciente é incapaz de terminar o exercício por causa da dor e da instabilidade no joelho. Os principais sintomas relatados são a dor, a instabilidade e o edema (inchaço), que acontece principalmente nas primeiras horas após a lesão. Como é diagnosticada? O ortopedista examinará o joelho, fará testes específicos para esta lesão e perguntará como a lesão aconteceu. Geralmente ele pedirá Raio-X, para certificar que não existe fratura e uma Ressonância Nuclear Magnética, para avaliar o grau da lesão do ligamento. Qual é o tratamento? Geralmente quando a lesão é parcial, quando o paciente não pratica esportes ou já tem uma idade avançada, o tratamento será conservador e o paciente será encaminhado à fisioterapia. Mas o paciente deverá considerar a opção de fazer a cirurgia (mesmo com a lesão parcial) se ele: • Apresentar grande instabilidade de joelho; • For atleta profissional; • For jovem e gostar de praticar esportes; • Quiser prevenir lesões futuras.

Quando a lesão é completa, o médico decidirá se o paciente deve fazer fisioterapia intensiva ou se fará a cirurgia e depois a reabilitação. O LCA, quando rompido por completo, não pode ser costurado novamente, por isso a reconstrução dele é feita usando um enxerto, proveniente de outro ligamento ou de um tendão de outras partes da perna, que é colocado no lugar e fará a função do LCA. Como evitar a lesão do Ligamento Cruzado Anterior? Infelizmente, a maioria das lesões do ligamento cruzado anterior ocorre durante acidentes imprevisíveis. Entretanto, é possível evitar essas lesões, mantendo a musculatura das pernas fortes e bem alongadas.

DR. DALSON DENIS DA SILVA FEITOSA ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA - RQE : 83

72

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

CRM/RR 1176


O que é Histeroscopia? A histeroscopia ambulatorial tem a finalidade de diagnosticar inúmeras doenças ou disfunções que acometem a cavidade uterina, o canal endocervical e a vagina. A grande vantagem é a possibilidade de ser realizada em consultório, sem o uso de anestesia e sem internação. Em geral, não é usado o espéculo(“bico de pato”), o que permite sua realização inclusive em mulheres virgens. A histeroscopia cirúrgica tem a finalidade de tratamento das doenças identificadas na histeroscopia ambulatorial. É realizada em ambiente hospitalar, sendo necessária internação e anestesia. Como é feita Para realizar a histeroscopia ambulatorial, a paciente deve estar em posição ginecológica. O procedimento consiste na introdução do histeroscópio pela vagina, que chega através do canal do colo uterino até a cavidade endometrial, levando luz ao seu interior, bem como soro fisiológico para distendê-la. Através de uma câmera acoplada, as imagens são captadas, ampliadas e transmitidas para um monitor de TV, possibilitando o diagnóstico de lesões no útero. O exame pode ser fotografado ou filmado e a paciente poderá acompanhar o seu exame em tempo real. A histeroscopia ambulatorial é rápida e, em muitos casos, como na presença de pequenos pólipos, a retirada da lesão pode ser feita no mesmo ato, sem necessidade de internação. A maioria das pacientes queixa-se apenas de uma ligeira cólica durante o exame. Para a realização do procedimento, a paciente não pode estar menstruada, grávida ou com infecções genitais. Preferencialmente, deve ser realizada logo após o fim da menstruação. Ao término do exame, ela poderá retornar às suas atividades cotidianas, sempre seguindo as orientações do seu médico. Quando fazer A histeroscopia deve ser indicada pelo ginecologista e nunca é o primeiro exame a ser solicitado, sendo geralmente indicada após um exame de imagem como a ultrassonografia. O exame ambulatorial tem a finalidade de complementar a investigação de sangramentos irregulares, infertilidade, doenças intrauterinas ou até mesmo retirada de DIU, quando este não está visível ao exame físico. Permite, inclusive, a realizaçõe,s de biópsias endometriais dirigidas. Já a histeroscopia cirúrgica, está indicada principalmente para retirada de pólipos endometriais, miomas submucosos e correção de malformações uterinas, que podem dificultar a gravidez e provocar abortos de repetição.

DRA. SUELEN FERREIRA

A histeroscopia é um procedimento que permite a visualização interna do útero, a chamada cavidade endometrial. É uma técnica minimamente invasiva, que não requer cortes, podendo ser realizada ambulatorialmente, sendo denominada histeroscopia diagnóstica. Quando está acompanhada de intervenções terapêuticas ela é denominada histeroscopia cirúrgica.

CRM/RR 1196

GINECOLOGISTA E OBSTETRÍCIA - RQE: 116

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

73


Pedra nos rins. Como evitar? O clima quente e úmido da Região Norte aumenta muito as chances de se formarem cálculos renais, principalmente naquelas pessoas que estão muito expostas ao calor, por trabalharem ao ar livre e em lugares sem refrigeração, associado ainda à falta de hábito de ingestão de água. O indivíduo perde muito líquido pela transpiração, a boca fica seca e pastosa, e a urina escassa e escura (amarelo forte) condições muito propícias para a formação de cristais na urina.

Veremos a seguir como você pode fazer para diminuir as chances de formação de cálculos renais, mas antes disso, vamos rever algumas noções básicas sobre sua formação e eliminação. Como e por que se formam os cálculos urinários? Os cálculos urinários são constituídos, principalmente, de cristais de cálcio (80% das vezes) e ácido úrico (10% das vezes). Estes sais derivam do metabolismo de alguns alimentos, como os derivados do leite, as carnes em geral, e outras substâncias, como chocolates, miúdos de aves, etc. Os cristais se formam porque os sais eliminados na urina estão muito concentrados e não conseguem se dissolver adequadamente. Que tratamento se deve fazer para facilitar a expulsão do cálculo renal? A maioria dos cálculos renais pode ser expulsa espontaneamente, geralmente com alguns cuidados clínicos que associam dieta e remédios que facilitam a eliminação do cálculo, conhecido como terapia medicamentosa expulsiva, que consiste na associação de três medicamentos. Alguns necessitam ser tratados por outros meios, geralmente sendo indicado a LECO (ou Litotripsia Extracorpórea) que retira os cálculos através de ondas sonoras sem necessidade de cirurgia.

É possível saber a causa dos cálculos urinários? As causas são variadas, em geral ligadas aos hábitos alimentares e outras podem ser devido a alterações metabólicas de origem genética adquirida por herança familiar. As populações de baixa renda produzem menos cálculos que as de maior renda, devido ao acesso facilitado dessas últimas a alimentos industrializados e fast-foods. Em geral, essas famílias têm várias pessoas com antecedentes de cálculos. Nos casos de cálculos de repetição, é indicado fazer uma avaliação metabólica especializada, que detectará, na maioria dos casos, uma causa tratável, possibilitando a pessoa ficar livre dos cálculos com algumas medidas alimentares e/ou medicamentosas. Como evitar a formação de cálculos urinários? Os cálculos provêm de um excesso de cristais na urina. A medida mais importante na sua prevenção é eliminar uma urina diluída. O recomendado é urinar 2 litros por dia, lembrando que, às vezes, é necessário tomar mais de 2 litros de líquidos por dia para tanto, dependendo das condições climáticas às quais a pessoa é exposta. Na prática, pode-se observar o aspecto da urina ao urinar: se ela estiver escura, e sentirmos a boca seca, devemos aumentar a ingesta de líquidos. Estes podem ser variados: água, chás, sucos. A ingesta de líquidos não deve se restringir às refeições, mas idealmente se distribuir durante o dia. Outras medidas igualmente importantes são: diminuir o consumo de sal, moderar o consumo de carnes e derivados, aumentar o consumo de frutas e legumes. O leite e derivados podem ser consumidos, mas sem exageros.

DRA. CHRISTIANY M. ALMEIDA NEFROLOGIA - RQE: 186 CLÍNICA MÉDICA - RQE: 187

74

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9

CRM/RR 1266


PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA

Quando é chegada a hora de marcar uma consulta? Acompanhar o desenvolvimento dos filhos, vendo suas reações e ações diante dos desafios no cotidiano, nos permite vivenciar sentimentos de alegria, expectativas e, por vezes, preocupação, angústia e sensação de impotência. Como saber se estão se desenvolvendo adequadamente? Cada fase de desenvolvimento é repleta de descobertas, construções cognitivas, afetivas e sociais, elevando as expectativas e o ego de pais zelosos e participativos.

Mas, se de repente você percebe que seu filho não desenvolveu a linguagem ou a socialização como o esperado? Ou observa que na escola vem desenvolvendo as atividades com certa dificuldade, ou o atraso em automatizar a leitura? Como deverá agir diante da dúvida? A partir dessas percepções e questionamentos muitos pais se calam, esperando que o passar dos dias ou meses possa trazer o alento e respostas favoráveis, afinal cada criança tem seu próprio tempo.Cultivam pensamentos de negação como mecanismo de defesa e, diante de uma batalha interna e silenciosa, ignoram sintomas perceptíveis até que a professora da escola, um amiguinho, uma prima, ou um vizinho faz a fatídica pergunta: O que ele tem? E, nesse instante, você percebe que não há mais como fugir: ELE É DIFERENTE. Justificativas sur-

gem como grãos de pipoca estourando na panela. Mas... por que esperar até esse momento para buscar ajuda? Viver à sombra da angústia e da dúvida causará infinitas dificuldades emocionais interferindo e limitando ainda mais o desenvolvimento de seu filho. A função do profissional psicopedagogo é de investigar e detectar as causas das dificuldades de aprendizagem para intervir no ambiente, nos déficits e sintomas comportamentais internalizados através de estímulos e descoberta de potencialidades, reabilitação cognitiva, socialização, equilíbrio emocional e treino comportamental, tudo com o objetivo de otimizar a aprendizagem e elevar o autoconceito a partir da análise e intervenção dos aspectos cognitivos, emocionais, comportamentais e pedagógicos. A psicopedagogia estuda como as pessoas constroem o conhe-

cimento, por isso, ao surgimento da dúvida, procure marcar uma avaliação Psicopedagógica para analisar o desenvolvimento de seu filho. O Psicopedagogo, após uma conversa com os pais e a avaliação dos sintomas observados pela família e/ ou escola, fará a utilização de instrumentos quantitativos e qualitativos, técnicas de observação e análise de condutas e comportamentos para o diagnóstico. Pois, entende-se que a finalidade do Diagnóstico resulta para a contemplação a partir de um novo olhar: “O Prognóstico” trazendo orientações, intervenções, recomendação e encaminhamentos aos demais profissionais (fonoaudiólogos, neurologistas, psiquiatras, entre outros), quando necessário, além do acompanhamento individual e familiar, visa o pleno desenvolvimento de suas habilidades.

Todo diagnóstico Psicopedagógico é, em si uma investigação, é uma pesquisa do que não vai bem com o sujeito em relação a uma conduta esperada. (Maria Lúcia L. Weiss).

JUSSARA BARBOSA DA SILVEIRA PSICÓLOGA CRP 20/3214

• Especialista em Psicopedagogia, Neuropsicologia e Educação Especial

Espaço Clínico: 95 3624-8661 | 98111-8661 | 98407-1881 Rua Genipapeiro, 970, Bairro Caçari 76


Tratamento de canal O passado e o futuro de um dos maiores mitos da odontologia “Oba! Finalmente chegou o gran-

conhecimento e investimento do es-

de dia, irei fazer o meu canal”.

pecialista que você buscar, os canais

Algo errado com essa frase? Talvez

serão realizados sem dor, em apenas

sim para a maioria das pessoas que já

uma sessão, de no máximo uma hora e

passaram por esse tratamento em al-

meia, utilizando microscópio operató-

gum momento da sua vida e ficam de-

rio (similar ao usado por oftalmologis-

sesperados só de pensar em realizar tal procedimento. Antigamente, esse

tas em cirurgias de vista), ultrassom,

procedimento assombrava um grande

motores automatizados e lasers. Esses

número de pacientes que visitavam os consultórios odontológicos, isso se deve ao fato de que no passado, os tratamentos de canais eram realizados com técnicas, aparelhos e instrumentos pouco desenvolvidos, levando a várias sessões extremamente demoradas e, muitas vezes, bastante dolorosas. Muitos pacientes optavam pela remoção do dente, ao invés de realizar o tratamento de canal, o que tornou esse procedimento um dos mais evitados nos consultórios.

Atualmente tudo mudou,

com o desenvolvimento da odontologia, as novas tecnologias fazem parte do dia a dia dos profissionais, além do fato do próprio cirurgião-dentista estar melhor preparado, capacitado e especializado para realizar um procedimento mais seguro, rápido e com uma altíssima qualidade, garantindo um pós-tratamento mais confortável e confiável para seus pacientes. Hoje, dependendo do nível de

DR. FELIPE NEGRÃO

equipamentos aumentam o sucesso dos tratamentos de canais e trazem maior conforto, agilidade e segurança aos tratamentos de canais.

Logo, se você busca um tratamento moderno, rápido e seguro, marque sua consulta, venha descobrir o futuro da endodontia.

- CRO/RR-714

ESPECIALISTA EM ENDODONTIA

Av Getulio Vargas, 5272 - Centro - Boa Vista, RR - HARMONY (95) 3624-3174 / 99121-5911 / 98119-5875

78


Associação de Portadores de Lúpus de Roraima O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES ou apenas lúpus) é uma doença inflamatória crônica de origem autoimune, cujos sintomas podem surgir em diversos órgãos de forma lenta e progressiva (em meses) ou mais rapidamente (em semanas) e variam com fases de atividade e de remissão.

Por ser uma doença do sistema imunológico, que é responsável pela produção de anticorpos e organização dos mecanismos de inflamação em todos os órgãos, quando a pessoa tem LES ela pode ter diferentes tipos sintomas em vários locais do corpo. Em conversa entre algumas pacientes, vimos que há falta de medicações, dificuldade de marcação de exames, falta de conhecimento da população, por isso resolvemos nos unir para criar a Associação de Portadores de Lúpus de Roraima, que tem como objetivo unir mais o grupo de pacientes desenvolvendo trabalhos sociais voltados tanto para o pacientes, quanto à própria família, e melhorar a qualidade de vida dos pacientes com um grupo de atividades físicas, também desenvolveremos um trabalho para alertar, informar e conscientizar que o Lúpus é sério e pode levar a óbito, tirar dúvidas e todo o tipo de preconceito que existe, dentre outras atividades. Queremos mostrar para os órgãos competentes que o Lúpus precisa de mais atenção e um tratamento contínuo e adequado, pois é para a vida toda. A Associação foi fundada dia 20 de fevereiro e ainda não tem uma sede própria, nos reunimos na casa de uma paciente. O nosso primeiro evento foi realizado dia 10 de maio, di que se comemora mundialmente o Dia de Atenção aos Pacientes com Lúpus.

99112-6450 POLYANA AMORIM (PRESIDENTE) 99147-6998 PAULA ROBERTA (VICE) /ASSOCIAÇÃO DE PORTADORES DE LÚPUS DE RORAIMA

79


Nutrição Funcional no Esporte

A Nutrição Funcional é uma maneira dinâmica de abordar, prevenir e tratar desordens crônicas complexas por meio da detecção e correção dos desequilíbrios que geram as doenças.

Esses desequilíbrios ocorrem devido à inadequação da qualidade da nossa alimentação, do ar que respiramos, da água que bebemos, dos exercícios (a mais ou a menos) e alterações emocionais que passamos. Essas “inadequações” são consideradas de acordo com a individualidade genética que ocorre em cada um de nós. Da mesma forma que os dados e comandos que colocamos em um computador determinarão o funcionamento desta máquina, as informações que colocamos em nosso organismo, determinarão o seu funcionamento. Os nutrientes (sejam bons ou ruins, equilibrados ou desequilibrados), toxinas, hormônios e neurotransmissores são as “informações” que colocamos em nosso corpo diariamente. A Nutrição Funcional considera a interação entre todos os sistemas do corpo, incluindo as relações que existem entre o funcionamento físico e aspectos emocionais. Evidências sugerem que a dieta e o estilo de vida podem desempenhar um papel importante em retardar o aparecimento ou travar a progressão de problemas de saúde relacionados com a idade e pode melhorar a função cognitiva. As doenças podem aparecer devido ao estilo de vida inadequado, mas, o estilo de vida saudável pode ser o início da manutenção da saúde e prevenção de doenças, dessa forma, acredita-se que atividade física regular, alimentação equilibrada e variada, boas relações, assim como manutenção de

ANDRESSA FEITOSA

- CRN: 2691/7A.

NUTRICIONISTA

Rua José Magalhães, 151E – Centro – Boa Vista/RR Nutri Vida – Produtos Naturais @nutrivida_produtosnaturais (95) 3624-2270 / ou (95) 99135-3043

80

comportamentos preventivos e controle de estresse sejam importantes para manter um estilo de vida saudável e equilibrado. O exercício foi promovido como uma possível prevenção de doenças neurodegenerativas. A atividade física tem sido associada com a redução de um número de distúrbios mentais e físicos . Existe agora ampla evidência de que a atividade física diminui a incidência de doenças cardiovasculares, câncer de cólon e da mama, e obesidade, mas também doenças tais como a doença de Alzheimer, depressão e ansiedade . A procura por uma vida saudável, com alimentação equilibrada unida aos exercícios físicos vem crescendo tanto entre aqueles que antes só se preocupavam com a estética, quanto em outros grupos com maior preocupação em relação à saúde. Para o bom desempenho físico com melhora do rendimento, evitar fadiga e perda da massa magra, é fundamental uma nutrição adequada, mas, muitas pessoas que não se alimentam corretamente, preferem optar por suplementos alimentares. Cresce o número de pessoas nas academias de musculação que buscam resultados rápidos de melhorar o perfil estético e que fazem uso de suplementos sem a devida prescrição e orientação adequada dos profissionais especializados. A nutrição passa a ter um papel cada vez mais fundamental na prática de exercícios e atividade física.


Menopausa. É necessário acompanhamento médico? O diagnóstico de climatério é predominantemente clínico, baseado na faixa etária, no padrão menstrual alterado com ciclos mais longos, com pouco fluxo e sintomas climatéricos: • Distúrbios neurovegetativos, manifestados pelos “fogachos” ou ondas de calor, sudorese, calafrios, palpitações, vertigens, diminuição da memória e fadiga;

A menopausa é um evento natural,

• Manifestações psicogênicas evidenciadas pela labilidade emocional, ansiedade, nervosismo, irritabilidade, melancolia, depressão, diminuição da libido;

última menstruação.

• Distúrbios genitourinários, secura vaginal, dispareunia (dor nas relações sexuais), prurido vulvar, sangramento uterino, incontinência urinária, urgência miccional;

A cessação definitiva

• Alterações nas unhas, cabelos e pele;

da menstruação

• Aumento do colesterol, triglicerídeos e osteoporose.

definido como a

é resultante da perda da função folicular ovariana, geralmente devido ao envelhecimento. A menopausa pode ocorrer de forma natural ,espontânea, em média por volta dos 51 anos ,ou pode ser induzida por meio de uma intervenção cirúrgica, quimioterapia ou radiação pélvica.

Nos dias atuais, a assistência médica no período do climatério, reveste-se de grande importância, especialmente em função do expressivo contingente cada vez maior de mulheres que aportam a essa etapa da vida, em consequência da evolução diagnóstica e terapêutica, que proporcionam não somente melhores índices de sobrevida, mas também a procura e a maior exigência pela saúde física e mental e pela qualidade de vida. Felizmente, hoje em dia, a menopausa é melhor compreendida e está sendo discutida mais abertamente do que nunca. Os consensos atuais são unânimes quando relatam que os benefícios da terapia hormonal na menopausa são máximos, quando iniciada na perimenopausa. A mulher de 50 a 59 anos, ou com menos de 10 anos de menopausa, é o grupo alvo e representa a faixa de mulheres na qual os benefícios na grande maioria das vezes, superam os riscos. A abordagem da saúde da mulher no climatério pelo ginecologista vai muito além da terapia hormonal e da rotina ginecológica e tem como objetivo os aspectos de prevenção, englobando a identificação das doenças crônicas como o diabetes, a hipertensão, tireoideopatias, osteoporose e o rastreamento do câncer de mama, ovário, endométrio e cólon. As contraindicações absolutas à estrogenoterapia são o câncer de mama, endométrio, tromboembolismo agudo, hepatopatia aguda e/ou grave, cardiopatia grave e sangramento uterino sem causa diagnosticada.

82


Diretora Técnica Médica: Dra. Fernanda R. Penna Pellizzetti - CRM/ RR 965


Bichectomia Cirurgia para afinar o rosto A Bichectomia está se tornando uma tendência nos consultórios odontológicos, é um procedimento de baixa complexidade e deixa o rosto muito mais harmonioso e definido. O método é para retirar as bolas de bichat, uma estrutura gordurosa presente nos dois lados da face, mais especificamente nas bochechas. Esta cirurgia é indicada para pacientes que apresentam uma fisionomia mais arredondada. Atualmente, a cirurgia é uma das que mais acontecem no Brasil, a técnica foi desenvolvida para pacientes que desejam afinar o rosto, porém o procedimento tem um aspecto funcional e estético.

O funcional é o procedimento direcionado para aquele paciente que tem um volume muito grande de bochecha e acaba mordendo internamente esta região, o que provoca lesões traumáticas e constantes, muitas vezes acabam tornando-se complicações mais sérias para a saúde. O estético é o afinamento do rosto, no entanto esse método não é indicado para qualquer pessoa, depende do formato da face. Pacientes com o rosto mais comprido, ou uma pessoa com o semblante magro, não tem indicação, porém pessoas com rosto ovalado, mais cheio ou até mesmo redondo, são casos com recomendação para esse procedimento. Entenda o procedimento: A bola de Bichat é um tecido adiposo que fica entre dois músculos da bochecha (o bucinador e o masseter), uma das funções da bola de Bichat é favorecer o deslizamento desses músculos, muito importante, por exemplo, nos primeiros meses de vida, ou seja, favorecendo a amamentação, por auxiliarem na sucção do leite materno, depois de adulto esse papel da bola de Bichat é questionável. A bichectomia é uma cirurgia pouco invasiva e considerada rápida, sua finalidade é ressaltar o queixo e a maçã do rosto. Para mulheres, gera o efeito da maquiagem de sombreamento da bochecha, aquela que dá a ilusão de ótica de afinamento da face. A cirurgia dura em torno de uma hora e pode ser realizada com anestesia local (a mesma para uma restauração), a incisão é de 1 a 2 cm, realizada por dentro da boca e não causa cicatrizes aparentes. A gordura é retirada e o paciente recebe alta logo após o procedimento. O tempo de recuperação é de no máximo três dias, sendo importante evitar esforços físicos e exposição ao sol. O resultado final acontece após 4 a 6 meses da cirurgia.

DR. CARLOS PRADO CIRURGIÃO DENTISTA

84

CRO/RR 113


Você é uma Cadeirante Social? Se você deixa de ir à praia, não usa roupa de banho ou somente compra roupas que disfarçam aquelas imperfeições, mesmo que você não tenha gostado delas, é provável que você seja uma cadeirante social.

Aplico o termo a todas as pacientes que mesmo pequenas imperfeições são capazes de interferir em sua vida social, e até mesmo na sua vida afetiva. São situações em que sua autoimagem causa constrangimento. Pode ser uma mama pequena, cirurgia de retirada da mama por Câncer, barriguinha depois da gravidez, gordura localizada, enfim, isto não importa, basta que sua autopercepção seja nociva à sua saúde mental ou física. Lembre se que a ciência evolui em favor do homem. A medicina jamais ficou indiferente a dor humana, quer ela seja física ou psicológica. Jamais poderíamos nos considerar médicos, sendo inertes a esta realidade. Usar os benefícios da ciência para viver melhor é simplesmente uma questão de inteligência e amadurecimento pessoal. Saúde tem um conceito amplo: Completo bem-estar físico, Psíquico, social, e não apenas a simples ausência de doença (Organização Mundial de Saúde). A Cirurgia Plástica evoluiu constantemente, propondo novas soluções quer seja a pequenos detalhes, quer seja por defeitos físicos adquiridos ou hereditários. Podemos considerar que a mesma pode devolver a cidadania a você, esta é a função principal de um Cirurgião Plástico. Se algo te incomoda a ponto de influenciar o seu comportamento social, tome as rédeas de sua vida e faça a sua decisão. Procure seu Cirurgião Plástico de confiança e ouça sua opinião, questione sobre as diferentes técnicas disponíveis e a mais adequada a seu caso, também, informe-se sobre os riscos e benefícios deste ou daquele procedimento. Reconquiste sua cidadania, você merece!

DR. MARCUS VINICIUS LUCCHESE BATISTA

- CRM/RR 679

CIRURGIÃO PLÁSTICO - RQE 679

• Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica • Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões

86

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6, 7, 8 E 9


A VANTAGEM DE USAR UM Medicamento Manipulado A manipulação de medicamentos Preparar, formular, misturar, fazer pronto a partir de ingredientes químicos básicos, uma forma de dosagem específica para as necessidades de um paciente, como ordenado por um profissional da área de saúde, que pode ser um médico, um dentista, uma enfermeira ou um médico veterinário. O que isso representa, então, é que o farmacêutico ou técnico de farmácia sob a supervisão direta de um farmacêutico, prepara-se uma forma de dosagem única ou personalizada para um paciente específico para resolver um problema terapêutico específico. Considerado referência mundial, o Brasil já é o maior mercado de farmácias de manipulação, com quase dez mil estabelecimentos do gênero. Benefícios proporcionados pelo medicamento manipulado: Facilidade posológica: Possibilidade de ajuste de doses ou concentrações do fármaco na forma farmacêutica. Possibilidade de escolha da forma farmacêutica: Permite que o prescritor opte pela forma farmacêutica que mais se adéque à via de administração escolhida ou às condições do paciente (Exemplos: forma líquida; forma sólida: cápsula. Pó, tabletes sublinguais, supositório, enemas, pastilhas; formas semi-sólidas: pomada, creme, gel; transdérmicos; formas farmacêuticas sem corantes, sugar-free, sem lactose, sem conservante, etc.).

Possibilidade de resgate de medicamentos: Através da manipulação podemos resgatar medicamentos que foram descontinuados pelos laboratórios, por não serem interessantes economicamente ou que sofreram alteração na dose ou na forma farmacêutica. Economia: De modo geral, o produto manipulado pode apresentar um custo menor do medicamento por eliminação de intermediações no processo de comercialização. Personalização da terapêutica: A prescrição magistral utiliza somente a nomenclatura genérica. O receituário é único e diferenciado. Há um aumento da adesão ao tratamento decorrente da personalização da terapêutica. Dentre as limitações do uso do medicamento manipulado em comparação om o industrializado, pode-se destacar: Medicamento sob patente: muitos medicamentos novos estão indisponíveis para a manipulação, visto que estão pro-

tegidos pela lei da patente, que impõe um prazo determinado de tempo para que a droga seja disponibilizada para comércio. Tecnologia avançada: a indústria tem investido em novas tecnologias na produção de medicamentos tecnologias estas que estão indisponíveis para a farmácia de manipulação, sendo assim não conseguem oferecer o mesmo para o mercado. O farmacêutico é um profissional de saúde formado no estudo de medicamentos e que está à disposição da comunidade para esclarecer dúvidas sobre medicamentos. Então, não hesite em consultá-lo, seja em uma Drogaria ou em uma Farmácia de Manipulação.

Diferenças básicas entre os medicamentos manufaturados (industrializados) e os medicamentos manipulados Medicamento Manufaturado (industrializado)

Medicamento Manipulado

Formulação padronizada para atender às necesFormulação personalizada para atender às nesidades gerais de uma possível população de cessidades específicas de um paciente; pacientes; O prescritor pode adequar a formulação (dose, O prescritor precisa adequar o paciente à aprequantidade ou forma farmacêutica) a cada pasentação comercial disponível; ciente; A comercialização em larga escala, inviabiliza economicamente e, às vezes, tecnicamente por questões de estabilidade, a possibilidade da produção de diversas formas farmacêuticas em várias dosagens.

Permite a prescrição de formas farmacêuticas diferenciadas das disponíveis comercialmente, bem como, o emprego de dosagem específica para um determinado paciente.

Referências Bibliográficas Judith E. Thompson. A Prática Farmacêutica na Manipulação de Medicamentos. Editora Artmed, 2006. Anderson de Oliveira Ferreira. Guia Prático da Farmácia Magistral. 2ª Edição, 2002. Resolução RDC n° 67, de 08 de outubro de 2007. Disponível em HTTP://e-legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showArct.php. Acessado em: 21/09/2008.

LAYELLI ABOU CHAHINE - CRF/RR 097 FARMACÊUTICA MAGISTRAL

• Especialista em Cosmetologia e Fitoterapia

95 3624-9898 | 98114-0400 - Av. Ville Roy - 5455 - Centro Farmácia A Fórmula

90

@aformulafarmacia


Qual a idade correta para o uso de aparelho dentário? Segundo a Associação Americana de Ortodontia, toda criança deve fazer uma avaliação ortodôntica a partir dos 7 anos, no entanto, existem casos que é necessária a intervenção até antes dessa idade. A partir dos 2, 3 anos de idade, os pais devem levar a criança ao odontopediatra para avaliação, este, se achar necessário, encaminhará a criança ao ortodontista na época correta.

É natural que os pais fiquem em dúvida se deve ou não optar cedo pelo uso do aparelho? Muitos acreditam que não se deve iniciar o tratamento até que todos os dentes de leite (decíduos) já tenham sido substituídos por permanentes, mas há tratamentos que produzem resultados melhores, se realizados logo cedo. Há casos que devem ser tratados antes de se completar o desenvolvimento total dos ossos da face e da oclusão, alcançando resultados que não seriam possíveis após o término da fase de crescimento. Quando o caso está relacionado a problemas ósseo e, se faz a intervenção, ainda na infância pode-se evitar, por exemplo, uma cirurgia ortognática na fase adulta. As principais causas que levam as crianças a usar o aparelho ortodôntico na infância são os hábitos deletérios como: chupar dedo, chupeta ou roer unhas por longos períodos, além de problemas respiratórios, podem levar a deformidades

ósseas e posicionamento dentário inadequado. Ainda existe as deficiências ósseas, que podem ser hereditárias e devem ser tratadas. Importantes necessidades que o tratamento nessa idade pode atender: • Orientar o crescimento dos ossos maxilares, criando espaço para os dentes permanentes emergentes; • Guiar dentes permanentes para posição correta; • Corrigir hábitos que fazem mal à saúde. Exemplo: chupar dedo, engolir de forma incorreta e outros. • Reduzir a probabilidade de dentes impactados, principalmente dentes caninos; • Reduzir o risco de trauma de dentes anteriores protruídos (inclinados para frente); • Sorriso mais atraente e harmonioso;

• Aumento da autoestima; • Aprendizado da forma correta de higienização bucal e gengivas mais saudáveis; • Melhor distribuição das forças de mastigação e das forças de desgaste. Como proceder O ortodontista avalia o paciente e, em uma única consulta, é suficiente para determinar se há a necessidade e a época adequada para um tratamento ortodôntico. A decisão pela intervenção deve partir sempre do ortodontista que atende a criança. Quando há necessidade de fazer intervenção na infância, o tratamento é feito em duas etapas. Primeira etapa: correção da estrutura óssea e dentária (aparelho ortopédico); Segunda etapa: correção dental, refinamento e finalização (aparelho ortodôntico).

Risatta Odontologia e Risattakids: Rua Alfredo Cruz, Nº 712 Centro - Boa Vista/RR 95 3624.9763 95 98116.8694 Risatta & Risatta Kids @risattakids risattaodontologia@ hotmail.com

DRA. LIDIANE CAVALCANTE VANDERLEI CRO/RR 42

92

DRA. WALDÍVIA ALVES CRO/RR 292 - ESPECIALISTA EM ORTODONTIA


Adeus Bumbum de Zebra! Nova técnica reduz significantemente o aspecto das estrias As estrias podem ser consideradas cicatrizes que aparecem em determinadas fases da vida de homens e mulheres. As causas são diversas e hoje já é possível minimizar a aparência delas por meio de tratamentos que estimulam a pele a produzir colágeno. O que é? A estria é uma lesão que se forma quando a pele é estirada além da sua capacidade de distensão. A pele rompe, as bordas cicatrizam e lá estão elas: as estrias. Uma marca que mexe com autoestima e incomoda muitas mulheres e alguns homens também. A má notícia é que ainda não existe um tratamento capaz de acabar totalmente com elas. Os tratamentos são difíceis e demorados e, em alguns casos, não é possível eliminá-las completamente. As estrias se apresentam de duas formas. As estrias avermelhadas são as mais recentes, tendo essa cor devido ao rompimento sanguíneo. Os tratamentos iniciados nesta fase têm melhores resultados, pois as células continuam vivas e com maior capacidade regenerativa. Já as brancas, são as mais antigas. Elas têm coloração branco-acinzentadas, pois a melanina (substância que dá coloração à pele) não é mais produzida onde as fibras se rompem. Também apresentam uma diminuição da espessura da pele, formando uma depressão, como uma cicatriz. Os tratamentos iniciados nesta fase conseguem apenas estreitá-la. Com o tratamento, as fibras de colágeno são estimuladas e voltam a ser produzidas, mas as fibras elásticas não se refazem, e é por isso que elas nunca desaparecem por completo.

AMANDA LEAL CREFITO 185533-F FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL

As causas Várias são as causas de seu aparecimento: crescimento na puberdade (hormônios), aumento de peso, gravidez ou uso prolongado de medicamentos à base de corticosteroides tópicos. Mulheres são as mais afetadas, nelas, as estrias costumam aparecer na região das mamas, glúteos, flancos, coxas, culotes e abdômen. Os tratamentos Muitos tratamentos que podem diminuir o aspecto das estrias vêm surgindo. A maioria são caros, doloridos e invasivos (é necessário furar o paciente), eles necessitam de muitas sessões, caso contrário podem se mostrar ineficazes. A novidade é uma técnica Ortomolecular que promete melhora à aparência das estrias brancas, (as mais antigas e difíceis e se tratar) em ate 80% já na primeira sessão. Criado pela Fisioterapeuta Ana Carolina Almeida, foi descoberto em tratamentos para celulite e gordura localizada. Ela começou a notar que certos princípios ativos presentes naqueles cremes promoviam uma melhora no aspecto das estrias em quase todos os seus pacientes. Era hora de aprofundar os estudos. Deles nasceu a técnica Striort. Um método diferente, não invasivo (sem qualquer furinho, agulha, anestesia...) para tratar estrias brancas e que pode ser feito em qualquer tipo de pele. A Técnica A técnica consiste na combinação um aparelho de vácuo, associado a esses produtos com poderosos ativos que aumentam a vascularização da região e regenera as fibras de colágeno. O vácuo que traz o sangue até a superfície da pele, fazendo sangria (tem este nome, mas não sai sangue não, ele traz o sangue até a superfície, causando uma

vermelhidão na região da estria). E por aí já se consegue avaliar o resultado do tratamento. Quanto mais se consegue trazer o sangue até à superfície da pele, melhor será o aspecto final. O resultado muda de pessoa pra pessoa. Por conta de quadros de flacidez ou excesso de gordura, o sangue pode encontrar dificuldade para subir, reduzindo eficácia do tratamento. Pontos positivos O tempo de sessão e rápido e já se atinge praticamente seu resultado máximo na primeira sessão, podendo ser realizada até 3 sessões dependendo da necessidade e expectativa do cliente. Por não necessitar nenhum aparelho muito fora do comum, o valor da sessão é baixo comparado a outras técnicas, podendo ocorrer variações, dependendo da clínica. Ponto negativo Esse tratamento, porém, é dolorido. Não é uma dor mortal, mas é dor. Em minha opinião, as mulheres suportam melhor, pois estão mais acostumadas a sentir dor em tratamentos de beleza. O aspecto da pele pós-tratamento é feio, mas passa dentro de 7 a 15 dias. Segundo a fisioterapeuta Ana Carolina, que hoje ministra cursos por todo o país, a técnica está sendo muito comentada por conta dos resultados altamente positivos. “Ela está chamando a atenção inclusive de dermatologistas. Adeus bumbum de zebra” brinca. Como evitar? A prevenção é o melhor caminho. Mas prevenir!!! Como? Hidrate-se! Não só com hidratante, mas com ingestão de água. Evite usar roupas apertadas. Tente manter seu peso constante, com uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas regulares.

ALINNY LEAL CREFITO 211211.1.F FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL

Espaço Leal: Av. Terencio Lima 1802 – Centro – Boa Vista/RR E-MAIL: espacoleal@hotmail.com | (95) 3623-1801 / 99117-5888 / 98113-5516 Instagram: @espacolealbv | Facebook: facebook.com/espacolealbv – Espaço Leal

94


CURTAS

Férias

Treinamento

O Cirurgião Dentista Dr. Brainner Mendonça e sua esposa Moara aproveitaram uma folga na agenda de compromissos para visitarem a Europa, esta foto foi em Viena.

Dra. Livia Sayuri viajou para St Petersburg, Rússia, para treinamento de paraquedismo em túnel de vento. Catherine’s Pallace (Palácio de Verão).

Cardiologia

Na Europa

Dr. Ricardo Carvalho, sua esposa Dra. Ilana Carvalho e o Dr. Deodato Carvalho, em frente à Clínica Cardiológica JDC, recém-inaugurada em Roraíma. A clínica é especializada em Cardiologia.

Dr. Alvaro Fortes e sua bela esposa Daniele em tour pela Europa. Essa foto foi em Ponte de Lima, Portugal, local em que permanece com status de Vila mais antiga de Portugal.

95


CURTAS

Visitando Ueslei Dias Rampani, Diretor Geral da Revista Saúde, Júlio Graziani, Diretor da Franquia de Boa Vista e sua esposa Kelly Duarte, em um momento de descontração e lazer.

Capacitação Turma do Curso de Capacitação em Microagulhamento da Distribuidora A Fórmula Adcos.

Examme

Rio de Janeiro

O médico patologista Dr. Vanderlei S. Oliveira, Diretor Técnico do Laboratório Examme, fez uma pausa na agenda de compromissos, para realizar a sessão fotográfica para a Revista Saúde.

Dr. Leandro Duarte viajou recentemente para a cidade do Rio de Janeiro para prestigiar o Arnold Classic Brasil, evento que reúne atletas de várias partes do mundo.

96


GALERIA SOCIAL

Nova Diretora CRM/RR No dia 29 de abril, a nova Diretoria do Conselho Regional de Medicina de Roraima (CRM/RR) tomou posse em uma cerimônia realizada no auditório da instituição. A gestão comandará o Conselho de abril de 2016 a setembro de 2018. A Diretoria é formada pelos médicos: Dra. Blenda Avelino (Presidente), Dr. Alexandre Marques (1º Vice-Presidente), Dra. Rosa de Fátima Leal (2ª Vice-Presidente), Dr. Domingos Sávio (Tesoureiro), Dra. Marilza Bezerra Martins(1º Secretária), Dr. Edson Bussad (2º Secretário), Dr. Marcelo Arruda (Corregedor) e Dr. Ricardo Loureiro (Sub-Corregedor).

97


GALERIA SOCIAL

Café da Manhã - Cliniscan No dia 30/04/2016, teve um café da manhã especial na CLINISCAN, onde foi comemorado o início de uma nova fase da clínica. O evento foi marcado pela presença de diversos convidados.

98


GALERIA SOCIAL

Mérito Farmacêutico A Farmacêutica, Jandira Freitas de Morais Negreiros, recebeu em Brasília, do Conselho Federal de Farmácia a COMENDA MÉRITO FARMACÊUTICO, considerada a maior outorga no país destinada a personalidades nacionais e internacionais que se destacaram na área de saúde, em especial a de Farmácia.

100


GALERIA SOCIAL

Inauguração A Nutricionista e empresária, Andressa Feitosa, recebeu amigos e convidados com um belo coquetel de inauguração da NUTRI VIDA, a mais nova loja especializada em alimentos saudáveis de Boa Vista, que tem feito muito sucesso.

101


GALERIA SOCIAL

Higiene Bucal Ação Social de Páscoa feita pela Dra. Lidiane, da Clínica Risatta, realizada em um Shopping de Boa Vista. O evento teve como objetivo chamar a atenção das crianças para importância da higiene bucal. O “Coelhinho da Páscoa” esteve lá para incentivar a criançada. Parabéns Dra. Lidiane, pela iniciativa!

102


Guia de profissionais PROFISSIONAL

ENDEREÇO

TELEFONE

MEDICINA Alergista e Imunologista Espaço Harmony: Av. Getúlio Vargas, 5272, Centro

95  3624 3174

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro

95  3623 4847

Dr. Marcelo Nakashima de Melo

Endocardio - Endocrinologia e Cardiologia: Av. Ville Roy, 6529, sala 25

95  3626 3250

Dr. Maurício Nakashima de Melo

Endocardio - Endocrinologia e Cardiologia: Av. Ville Roy, 6529, sala 25

95  3626 3250

Dr. Ricardo Oliveira de Carvalho

JDC Clínica Cardiológica: Av. Ville Roy, 5492 - Centro

95  3224 3183

Dra. Ilana Gomes Portela de Carvalho

JDC Clínica Cardiológica: Av. Ville Roy, 5492 - Centro

95  3224 3183

Dr. Márcio Miranda Arcoverde

Clínica Arcoverde: Rua Rocha Leal, 204

95  3624 3993

Dr. Marcus Vinicius Lucchese Batista

Clínica Saúde Matriz: Rua Nossa Senhora do Carmo, 93, centro

95  3624 5090

Dra. Janaína Sousa Cancerologia Cirúrgica Dr. Leonardo Pires Cardiologia

Cirurgia Plástica

Clínica Geral Dr. Alvaro Tulio Fortes

Center Saúde: Av. Via das Flores, 2214 - Pricumã

Dr. Daniel Azevedo

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico: Av. Ville Roy, 2160, sala 5 - Caçari

Dr. Frutuoso Lins

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro

Dr. José Deodato de Carvalho

JDC Clínica Cardiológica: Av. Ville Roy, 5492 - Centro

Dr. Leandro Duarte

Av. Terencio Lima, 1802 - Espaço Leal

Dr. Roger Malacarne Caleffi

Clínica Neuroscan: Rua José Coelho, 38 - Consultório 03 Centro

95  3623 3945 95  99131 9249 95  3623 5000 95  99161 9449 95  3623 4847 95  3224 4226 95  3224 3183 95  99117 5888 95  98112 9007 95  98120 9872 95  98111 6306

Dr. Vitor Paracat Santiago

95  98400 5453 95  3624   6446

Dra. Ana Paula Vitti

Clínica Derma: Alameda Canarinho, 90 - Canarinho

Dra. Darlene Feitosa

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico: Av. Ville Roy, 2160 - Caçari

95  3623 5000

Dra. Kelly Duarte

Rua Abrilina Pena, 81 - Jardim Floresta

95  99114 4070

Dra. Livia Sayuri F. Itikawa

Clínica Premium: Rua Coronel Pinto, 351

95  98119 0510

Dra. Maria Cláudia Holgin Bejarano

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico: Av. Ville Roy, 2160, sala 5 - Caçari

Dra. Tatyanne Aguillera

Espaço Leal: Av. Terencio Lima, 1802, Centro

95  3623   4847

95  3623 5000 95  3623 5131 95  98117 4934 95  99175 7447

Clínica Médica Dra. Magda Noleto

Clínica Pró Saúde: Rua Papa João Paulo II, 1876, Silvio Botelho

95  3627 8743 95  99161 9239

Endocrinologia e Metabologia Dra. Márcia Nakashima de Melo

Endocardio - Endocrinologia e Cardiologia: Av. Ville Roy, 6529, sala 25

95  3626 3250

Geriatria Dra. Lilian Moraga

Hospital da Mulher: Rua Melvin Jones, 126, Consultório 8 - São Pedro

95  3621 8565 95  98104 1012

103


Guia de profissionais PROFISSIONAL

ENDEREÇO

TELEFONE

Ginecologia e Obstetrícia Dr. Fábio Almeida

Clínica Santa Izabel: Av. Getúlio Vargas, 4736, São Pedro

Dra. Cynthia Dantas de Macedo Lins

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro

Dra. Fernanda R. Penna Pellizzetti

Clínica Pró Saúde: Rua Papa João Paulo II, 1876, Silvio Botelho

Dra. Suellen Ferreira

Cliam: Av. Capitão Ene Garcêz, 725 - Centro

95  3624 4800 95  99112 8574 95  3224   4226 95  3627 8743 95  99161 9239 95  3623 4847 95  3224 4226

Medicina Intensiva Dr. Marcus Vinicius Coelho

Clínica Neuroscan: Rua José Coelho, 38 - Consultório 03 Centro

95  98120 9872 95  98111 6306

Nefrologia Dr. Vilson de Jesus Correia Alves

Clínica Pró Saúde: Rua Papa João Paulo II, 1876, Silvio Botelho

Dra. Christiany M. Almeida

Clínica Mãe de Deus: Av. Major Williams, 1782 - São Francisco

95  3627 8743 95  99161 9239 95  98100 4448 95  99157 3578

Neurocirurgia Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico: Av. Ville Roy, 2160, sala 5 - Caçari

95  3623 5000

Dr. Alexandre Magalhães Marques

Clínica Vision: Rua Coronel Pinto, 397

95  3624 1218

Dr. Marcelo Batista

Clínica de Olhos de Roraima: Av. Santos Dumont, 2289 - São Francisco

95  3623 8191

Dr. Romulo Ferreira da Silva

Clínica Oculistas Associados de Roraima: Av. Nossa Sra da Consolata, 1780 - Centro

95  3624 1406

Dr. Ricardo Mendes dos Santos

Clínica Oculistas Associados de Roraima: Av. Nossa Sra da Consolata, 1780 - Centro

95  3624 1406

Dra. Gabriela Cáceres Sureda

Clínica Oculistas Associados de Roraima: Av. Nossa Sra da Consolata, 1780 - Centro

95  3624 1406

Dr. Mário José Lopez Santa Cruz Oftalmologia

Ortopedia e Traumatologia Dr. Dalson Denis da Silva

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico: Av. Ville Roy, 2160, sala 5 - Caçari

95  3623 5000 95  99133 1085

Otorrinolaringologia Dr. Mauro L. Schmitz Ferreira

Instituto Roraimense de Otorrino: Rua Juscelino Kubistchek, 940 - Centro

95  3224 5016 95  3224 5094

Patologia Clínica Dr. Vanderlei de Oliveira

Examme Serviços de Diagnósticos: Av. Mário Homem de Melo, 5435

95   3625  1108 95   3625  4558

Pediatria Dr. Yosvany Diaz Marques

Clínica da Criança Menino Jesus: Av. Mário Homem de Melo, 1183 - Mecejana

95  3626 9194 95  99115   6005

Radiologia e Diagnóstico por Imagem Dr. Juliano Medeiros Lima

Cliniscan - Centro Clínico Imaginológico: Av. Ville Roy, 2160, sala 5 - Caçari

95  3623 5000 95  3623 5131

Urologia Dr. Mario Maciel de Lima

104

Clínica Pró Saúde: Rua Papa João Paulo II, 1876, Silvio Botelho

95  3627 8743 95  99161 9239


Guia de profissionais PROFISSIONAL

ENDEREÇO

TELEFONE

FARMÁCIA Dra. Jandira Negreiros

Hemolab: Rua Alfredo Cruz, 719, centro

Dra. Layelli Abou Chahine

A Fórmula: Av. Ville Roy, 5455 - Centro

Dra. Marina Quintela de Moura Hessel Perin

Laboratório Boa Vista: Rua José Coelho, 38, 1º Piso, Complexo Lotty Iris, Sala A - Centro

95  3623 4499 95  3624 9898 95  98114 0400 95  3224 8263

FISIOTERAPIA Alinny Leal Amanda Leal Paola Emanuele Bragato

Espaço Leal: Av. Terencio Lima, 1802, Centro Center Saúde: Av. Via das Flores, 2214 - Pricumã

95  3623 1801 95  99117 5888 95  3623 3945

NUTRIÇÃO Andressa Feitosa

Nutri Vida Produtos Naturais: Rua José Magalhães, 151E, Centro

Romênia Penna

Clínica Pró Saúde: Rua Papa João Paulo II, 1876, Silvio Botelho

Talita Nascimento

Be Healthy - Clínica ITE: Rua Raul Prudente de Morais, 147 - Caçari

95  3624 2270 95  99135 3043 95  3627 8743 95  99161 9239 95  3623 6699

ODONTOLOGIA Agatha Carvalho Cunha Caleffi

Ateliê do Sorriso: Av. Mario Homem de Melo, 5708/B - Tancredo Neves

Brainner Mendonça

Centro Odontológico: Rua Professor Agnelo Bitencourt, 655 - Centro

Carlos Prado

Espaço Odontológico: Rua Antônio Augusto Martins, 73 - São Francisco

Felipe Negrão

Espaço Harmony: Av. Getúlio Vargas, 5272, Centro

João Batista Soares do Rêgo

Galeria Vida: Av. Major Williams, 1655, Centro

Kaylla Almeida

Clínica Santa Izabel: Av. Getúlio Vargas, 4736, São Pedro

Lidiane Cavalcante Vanderlei

Risatta Odontologia e Risattakids Odontologia: Rua Alfredo Cruz, 712 - Centro

Romeu V. Gomes

IOR - Instituto Odonto Radiodiagnóstico: Av. Ville Roy, 5447

Tayna Siqueira de Souza Cruz

Ateliê do Sorriso: Av. Mario Homem de Melo, 5708/B - Tancredo Neves

Waldívia Alves Pereira

Risatta Odontologia e Risattakids Odontologia: Rua Alfredo Cruz, 712 - Centro

95  3625 2621 95  99134 6929 95  3623 6191 95  99177 0101 95  3624 2727 95  98114 2727 95  3624 3174 95  99121 5911 95  3624 5033 95  98117 9576 95  3624 4800 95  99112 8574 95  3624 9763 95  98116 8694 95  3623 2422 95  3625 2621 95  99134 6929 95  3624 9763 95  98116 8694

PERSONAL TRAINER João Zaranza Filho Maria José Santos de Oliveira

Z&K Personal: Av. Capitão Julio Bezerra, 450 - Centro

92  99140 2035

PSICOLOGIA Gabriela Cruz

Clínica Premium: Rua Coronel Pinto, 351 - Centro

Ingrid I. C. Souza

Clínica Premium: Rua Coronel Pinto, 351 - Centro

Jussara Barbosa da Silveira

Espaço Clínico: Rua Genipapeiro, 970 - Caçari

Paulo Barros

Clínica Premium: Rua Coronel Pinto, 351 - Centro

95  98104 8305 95  99124 9979 95  98116 8162 95  3624 8661 95  98111 8661 95  98107 3544 95  99114 4122

105


Revista Saúde Boa Vista/RR - Edição 1 - 06/2016  
Revista Saúde Boa Vista/RR - Edição 1 - 06/2016