Page 1

R E V I S TA B R A S I L E I R A D E A D M I N I S T R A Ç Ã O

Ano XXIV • Nº 105 • Março /Abril de 2015

Entrevista

Adm. Fabio Luchetti dá sua receita para trilhar caminho do sucesso

Opinião

“O negócio da alma é a alma do negócio”, por Eduardo Pedreira

QUAL O MELHOR RUMO A SEGUIR? Administrador tem mercado amplo para ser descoberto e explorado

CERTIFICAÇÃO É ATESTADO DE QUALIDADE PROFISSIONAL Inscrições de Administradores e Tecnólogos em Gestão de Recursos Humanos estão abertas

CORRUPÇÃO, o mal do Brasil

R$ 9,90

01 90 O

Líderes devem estar preparados para gerir organizações exponenciais, que têm crescimento acelerado

IS

9 771517 200009

00105

Já não importam mais as razões que levam agentes públicos a desviarem recursos do Estado brasileiro. O fato é que o país padece de uma doença que afeta em cheio o seu desenvolvimento


ANUNCIO JUBILEU


EDITORIAL

Drama brasileiro

S

erá falta de cultura? Ou um problema de pouca educação? Será

que o motivo é a ganância? Ou por razões ligadas a projetos de poder desmedido? Mais

que o atual momento conturbado em que vive a sociedade brasileira irá se reequilibrar. O Administrador Fabio Luchetti demonstra confiança: “a visão precisa ser de longo prazo”. Luchetti é exemplo de perseverança. Hoje

que move agentes públicos

CEO da Porto Seguro, uma das maiores seguradoras do

a se valer da sua posição

País, ele ingressou na empresa como office-boy.

povo brasileiro, o fato é que a corrupção faz o Brasil sangrar.

O dinheiro que deveria garantir melhor ensino, estruturas de saúde capazes de atenderem a contento, aparatos de segurança que realmente protejam as famílias, estradas,

E como sempre é possível evoluir e melhorar o que está sendo feito com tanto zelo, a RBA apresenta algumas novidades. De Administrador para Administrador, pautas do dia a dia profissional, como finanças, desenvolvimento da carreira, produtividade e preparação para concursos

portos, aeroportos, ferrovias, hidrovias que comportem

públicos são tratadas por especialistas dentro de uma

as necessidades da sociedade e da economia do País, vai

linguagem moderna e acessível. São quatro momentos de

parar em contas bancárias no exterior e sustentam o luxo

leitura que servem à prática e encantam como um bom

de particulares. Triste realidade.

bate papo entre colegas.

Diante de tantos e recentes escândalos, a Revista Brasi-

Ainda dentro da linha de buscar contribuir com a prática

leira de Administração (RBA) não pode silenciar. A edição

profissional, matérias discutem sobre a entrevista de

105 se propõe a discutir em sua matéria de capa alternativas para conter a corrupção sistêmica e dar rumos melhores à administração do Brasil. De forma alguma o tema será esgotado, mas uma nova vertente para a discussão está aberta. É hora de vencer o conformismo e agir para enfrentar o “câncer” que consome o Brasil. Como se não bastassem os casos de corrupção para entristecer e envergonhar os brasileiros, outro drama assusta

trabalho sob o ponto de vista do empregador e do candidato ao posto de trabalho e sobre como o mercado de trabalho se apresenta para os profissionais de Administração que acabam de se graduar. E, fiquem atentos, pois há boas oportunidades que merecem ser exploradas. Na seção de conteúdo compartilhado com a HSM Management, as organizações exponenciais estão em destaque.

o País. A crise hídrica. Apesar de o caso emblemático

Fundadas nos últimos cinco anos, essas empresas

remeter ao Estado de São Paulo, outros estados também

funcionam em ritmo acelerado e seus líderes devem estar

sofrem com a falta de água. E como combater a falta de

bem preparados para encarar o desfio de dirigi-las.

chuvas? Talvez seja essa a parte complicada da seca. Mas, conforme abordagem dada na reportagem da RBA, está ao alcance de todos a prática de consumo consciente e a preservação das nascentes e do meio ambiente em geral.

4

Mais otimista, o entrevistado da presente edição avalia

do que tentar entender o

para desviar recursos do ADM. SEBASTIÃO LUIZ DE MELLO

Com ações efetivas se enfrenta o caos!

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

Foi só uma amostra do que as próximas páginas podem lhe oferecer. Aproveite. Boa leitura!


Prêmio

Guerreiro Ramos de

Gestão Pública - 2015

MODALIDADES Gestor Público | Candidatos indicados Pesquisador | Mestres e Doutores

Inscrições | Até 15 de Junho Premiação | R$10.000,00* *Consulte o Edital

Alberto Guerreiro Ramos evidenciou o contraditório, a dimensão social, a dualidade, a experiência do significado, os limitadores de sobrevivência que nos condiciona, mas que nos revela transformadores socialmente existentes da sociedade.

Mais informações pelos sites: www.cfa.org.br www.guerreiroramos.org.br E-mail: cgp@cfa.org.br Telefone: (61) 3218-1821

50 anos da Administração - 100 anos de Guerreiro Ramos


SUMÁRIO ANO XXV • Nº 105 • MARÇO/ABRIL DE 2015

ENTREVISTA

EM ALERTA

10

16

20

A receita é do CEO da Porto Seguro,

Há quem tenha se aproveitado das

Considerado um dos países mais

uma das maiores seguradoras do

modificações

pelos

ricos quando o assunto é água, o

país, Administrador Fabio Luchetti.

avanços

se

Brasil já convive com problemas

Ele acredita que, para ser um bom

reinventar e se consolidar no mundo

gerados pela falta de chuvas e pelo

Administrador, é preciso ter foco nos

dos negócios. E, apesar de grande

consumo irresponsável deste bem

clientes e nas relações. E também

parte das lojas do ramo da música

tão precioso. Em alguns países,

crê que o atual momento conturbado

terem fechado nos últimos anos,

o

em que vive a sociedade brasileira

ainda é possível encontrar quem

que a crise hídrica pode, até,

irá se reequilibrar.

resiste à “modernidade”.

motivar guerras.

Sucesso exige transformação constante e ética

A maneira de consumir música mudou. E muito provocadas

tecnológicos

para

Crise da água é real e cobra mudança de hábito

futuro

LEITOR | 8

ARTIGOS

CONSELHO | 42

14

ADM. LEANDRO VIEIRA

Satisfação garantida ou o seu dinheiro de volta

46

EDUARDO PEDREIRA

O negócio da alma é a alma do negócio

CONEXÃO | 54

6

RESISTENTES

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

próximo

vislumbra


REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

CAPA

24

Brasil assolado pela corrupção clama por ajuda A verdade incomoda, mas deve ser dita: a corrupção está presente na formação do povo brasileiro. Pior que, diante de notícias de crimes tão graves perpetrados contra o erário, o cidadão não nota seus pequenos “desvios”, como furar fila, por exemplo. O roubo de recursos públicos freia o desenvolvimento do Brasil e atingiu níveis inaceitáveis. E um fator que favorece a prática de irregularidades nos órgãos públicos é a ausência de administração profissionalizada.

30

48

55

Há cerca de cinco anos nasciam as

Entrevistas de emprego são vias de

Administrador

primeiras organizações que operam em

mão dupla: de um lado, o entrevistador

depara com um mercado diversificado e

ritmo mais acelerado. Essas empresas,

na busca por respostas para o

não pode se intimidar. As possibilidades

chamadas de “exponenciais”, devem

preenchimento da vaga. Do outro, o

são enormes e as empresas apostam

ter líderes preparados para também

candidato, ansioso e preocupado. Mas

na ferramenta que só a profissão pode

trabalhar em velocidade máxima.

todo o processo deve ser equilibrado.

oferecer: uma boa gestão.

HSM: AS METODOLOGIAS TÊM QUE MUDAR

ENTREVISTA PEDE MELHOR PREPARAÇÃO

MERCADO AMPLO DEVE SER EXPLORADO recém-formado

se

OVIDADES! N A T N E S E R P R BA A

nesta mas novidades u lg a ta n se re à p a mas inerentes istração (RBA) te in m a m d rd A o e b d a a s ir le specialista A Revista Brasi ção para dministrador, e A ra a p r o g. 36), prepara d á a (p tr l is a n in io m d ss A fi e edição. D imento pro 64). tividade (pág. mo: desenvolv u co d l, ro a p n e io ) 2 ss 6 fi . g ro oais (pá atividade p ), finanças pess 1 4 . g á (p s o lic concursos púb nferir! Vale a pena co

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

7


LEITOR

As mensagens para a RBA podem ser enviadas para SAUS, Quadra 1, Bloco L, Edifício Conselho Federal de Administração, Brasília/DF, CEP 70070-932, e-mail: rba@cfa.org.br ou fanpage: facebook.com/cfaadm

Muito obrigada mesmo, Maria Auxiliadora! Não tenho dúvidas da preocupação de vocês em prestar um trabalho de excelência. Sei que problemas acontecem e para mim valem muito sua presteza e atenção para resolvê-lo. Pode deixar que caso eu tenha algum problema novamente este ano, te avisarei logo em seguida. NEIDY CHRISTO Parabenizo e agradeço pelo rápido feedback do CFA com os devidos esclarecimentos e orientações. ADM. WILTON CERQUEIRA SILVA Registro o recebimento das revistas em questão, agradeço e parabenizo pela atenção ao meu caso. As matérias estão espetaculares. Também sou professora e auxiliam muito no desenvolvimento de material aos alunos. Parabéns pelo trabalho! ADM. DÉBORA SANTIAGO Informo que recebi os exemplares de 2014 no meu endereço atualizado. Muito obrigado pela atenção! ADM. SILVIO CESAR ÁVILA Estou muito satisfeito pela eficácia no atendimento de minha solicitação. ADM. HARRI LUIZ KORMANN Bom dia. Recebi minha revista da edição 103. Agradeço pela atenção que tiveram comigo. KEILA SILVA

8

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

A respeito do artigo do prof. Eduardo Pedreira, publicado na RBA nº 104: perfeito! Maravilhoso! Colocação lúcida e, ao mesmo tempo, poética. Parabéns, RBA! Parabéns, Eduardo! MÔNICA MIRANDA DE OLIVEIRA Nossa, muito rápida a resposta. Muito obrigado pelo contato. UELITON PEREIRA Obrigada pela habitual presteza. IDALBA MARIA DE ARAÚJO Prezada Maria Auxiliadora, obrigada pelo pronto atendimento e explicação. PATRÍCIA JACOB DA SILVA Recebi todas as revistas. Agradeço pela atenção. ALINE NOGUEIRA BEZERRA


Leitor da RBA, mantenha sempre o seu endereço atualizado. Se houver qualquer alteração, encaminhe-a para rba@cfa.org.br ou pelo telefone: (61) 3218-1818.

Muito obrigada. Recebi a revista sábado, 24 de fevereiro de 2015. Por sinal, muito boa, como sempre. Traz uma entrevista com uma professora da UFAM, instituição onde trabalhei por 24 anos, quando fui redistribuída para a UFC e atualmente estou aposentada. Parabéns pela presteza e cordialidade no atendimento.

IDALBA MARIA DE ARAÚJO

Recebi hoje a tarde a revista conforme foi solicitado por mim, RBA nº 103, muito obrigado. JULIANA SOUZA Gostaria de agradecer mais uma vez vocês na presteza e agilidade com que conduziram minha reclamação quanto ao atraso da minha revista. Como sempre vocês resolverem a situação em tempo hábil; o que me deixou muito satisfeita como cliente e leitora assídua da revista. É gratificante a maneira ímpar com que vocês tratam seus assinantes. ADM. ANA RACHEL

EXPEDIENTE

EDITOR | Conselho Federal de Administração CONSELHEIROS FEDERAIS DO CFA 2015/2016 Adm. Marcos Clay Lucio da Silva (AC) • Adm. Armando Lôbo Pereira Gomes (AL) • Adm. José Celeste Pinheiro (AP) • Adm. José Carlos de Sá Colares (AM) • Adm. Tânia Maria da Cunha Dias (BA) • Adm. Ilaílson Silveira de Araújo (CE) • Adm. Carlos Alberto Ferreira Junior (DF) • Adm. Marly de Lurdes Uliana (ES) • Adm. Dionizio Rodrigues Neves (GO) • Adm. José Samuel de Miranda Melo Júnior (MA) • Adm. Alaércio Soares Martins (MT) • Adm. Sebastião Luiz de Mello (MS) • Adm. Sônia Ferreira Ferraz (MG) • Adm. Aldemira Assis Drago (PA) • Adm. Marcos Kalebbe Saraiva Maia Costa (PB) • Adm. Sergio Pereira Lobo (PR) • Adm. Joel Cavalcanti Costa (PE) • Adm. Carlos Henrique Mendes da Rocha (PI) • Adm. Jorge Humberto Moreira Sampaio (RJ) • Adm. Ione Macêdo de Medeiros Salem (RN) • Adm. Ruy Pedro Baratz Ribeiro (RS) • Adm. Paulo César de Pereira Durand (RO) • Adm. Antonio José Leite de Albuquerque (RR) • Adm. José Sebastião Nunes (SC) • Adm. Mauro Kreuz (SP) • Adm. Diego Cabral Ferreira da Costa (SE) • Adm. Rogerio Ramos de Souza (TO) DIRETORIA EXECUTIVA DO CFA 2015/2016 Presidente: Adm. Sebastião Luiz de Mello • Vice-Presidente: Adm. Sergio Pereira Lobo • Diretor Administrativo e Financeiro: Adm. Armando Lôbo Pereira Gomes • Diretor de Fiscalização e Registro: Adm. Jorge Humberto M. Sampaio • Diretor de Formação Profissional: Adm. Mauro Kreuz • Diretor de Desenvolvimento Institucional: Adm. Carlos Alberto Ferreira Junior •Diretor de Relações Internacionais e Eventos: Adm. Marcos Clay Lucio da Silva • Diretora de Gestão Pública: Adm. Ione Macedo de Medeiros Salem • Diretor de Estudos e Projetos Estratégicos: Adm. Alaércio Soares Martins CONSELHO EDITORIAL Prof. Adm. Idalberto Chiavenato • Prof. Carlos Osmar Bertero • Prof. Milton Mira de Assumpção Filho CONSELHO DE PUBLICAÇÕES Adm. Mauro Kreuz • Adm. Rogério Ramos de Souza • Adm. Sergio Pereira Lobo • Adm. Tânia Maria da Cunha Dias COORDENAÇÃO DOS CONSELHOS Adm. Carlos Alberto Ferreira Júnior PRODUÇÃO Coordenação Editorial: Straub Design • Diretor Executivo: Adm. Wilgor Caravanti • Editor–Chefe: Francisco José Z. Assis • Diretor de Criação: Ericson Straub • Direção de Arte: Amanda Camargo • Redação: Adriana Franco, Ana Graciele Gonçalves, Cinthia Zanotto, Mara Andrich, Nájia Furlan e Wellington Penalva • Revisão: Mônica Ludvich • Diagramação: Amanda Camargo, Lorena Beatriz e Rafaela Lech • Impressão: Ediouro Gráfica e Editora Ltda • Tiragem: 120 mil exemplares REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Conecta Marketing Direto (Wladimir Reis) Tel.: (11) 98969-6075 E-mail: publicidade@cfa.org.br ASSINATURAS E-mail: rba@cfa.org.br | Portal: www.revistarba.com.br Telefone: (61) 3218-1818

ERRATA Na capa da edição de número 104 da Revista Brasileira de Administração (RBA), o sobrenome do professor Adm. Idalberto Chiavenato foi grafado de modo incorreto. A equipe de redação da RBA reconhece o erro, lamenta o ocorrido e encaminha o pedido de desculpas ao Administrador Chiavenato e aos leitores da publicação.

A RBA é uma publicação bimestral do Conselho Federal de Administração sob a responsabilidade da Câmara de Desenvolvimento Institucional e da coordenadora técnica RP Renata Costa Ferreira. As matérias não refletem necessariamente a opinião do CFA.

A RBA é certificada pelo Instituto Verificador de Circulação (IVC) como de circulação controlada de conteúdo dirigido.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

9


ENTREVISTA POR_MARA ANDRICH

Ética e transformação

CONSTANTE ESTAS SÃO AS RECEITAS DE FABIO LUCHETTI PARA TRILHAR O CAMINHO DO SUCESSO

O

CEO da Porto Seguro, uma

ético, flexível e ter foco nos clientes

tiu adquirir muita experiência pelos

das maiores seguradoras do

e nas relações. “Encarar os desafios

cargos que passei e, com certeza, o

país, Administrador Fabio

como meio de desenvolvimento é ne-

conhecimento da Administração foi

Luchetti, é confiante. Ele acredita

cessário, já que esse é um processo de

fundamental para me suportar nesta

que o atual momento conturbado em

crescimento e transformação cons-

trajetória. Mas uma atitude foi fun-

que vive a sociedade brasileira irá se

tante”, afirma.

damental: a coragem de expor minhas

reequilibrar. “A visão precisa ser de longo prazo”, assegura. Exemplo de disciplina, determinação e talento, Luchetti entrou na Porto Seguro no cargo de office-boy. Com o tempo, passou por diversas funções na empresa, até se tornar hoje o diretor-presidente. Graduado em Administração, ele conta que os conhecimentos na área lhe permitiram ter uma visão holística do todo e também o uso mais equilibrado das diversas dimensões de uma organização, consideradas vitais para o sucesso.

10

REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO (RBA): Pesquisando sobre sua história dentro da Porto Seguro, constatamos que entrou muito jovem e

foi

crescendo

profissional-

mente dentro da empresa. Como Administrador, o que considera que foi relevante para o seu sucesso profissional? FABIO LUCHETTI (FL): Entrei na Porto Seguro aos 18 anos como office-boy. Passei a exercer atividades ad-

opiniões e o inconformismo que me estimulava ir a fundo nas questões e soluções do dia a dia. RBA: O senhor se tornou presidente, em 2012, de uma das maiores – senão a maior – seguradoras do país. Como foi o período de transição de um cargo para outro? Quais foram os principais desafios? FL: Pelo fato de ter tido um crescimento gradativo na empresa, essa transição acabou sendo muito natural. Nesse contexto, meu primeiro cargo de liderança foi marcante. Foi

ministrativas quando fui transferido

Ele acredita que, para ser um

difícil mudar a lógica do resultado em

para a área Central de Documentos.

bom Administrador, é preciso ser

que depende apenas de você, quando

Esse crescimento gradual me permi-

estamos mais nas bases da organiza-

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


Divulgação

ADM. FABIO LUCHETTI CEO da Porto Seguro

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

11


Entrevista

ção, para o resultado do grupo, onde

ricos e econômicos no Brasil. Como

go prazo e acreditamos que com mais

dependemos mais das pessoas serem

avalia a situação econômica em que

algum tempo tudo se reequilibrará.

engajadas. Eu acredito que o maior

vivemos hoje? Sabemos que a situ-

desafio sempre é o de extrair o melhor

ação está complicada para muitos,

das pessoas, motivando-as, estabele-

principalmente para a classe mé-

cendo metas e sonhos, e também o de

dia, que paga tributos e tributos...

não perder o foco na simplicidade e no autodesenvolvimento.

FL: Para toda empresa com muitos

anda este mercado e qual o impac-

anos no mercado, a passagem por di-

to do bom andamento dele para

RBA: Como os conhecimentos em

versos cenários econômicos faz par-

a economia?

Administração o auxiliaram nessa mudança tão significativa para sua carreira? FL: Os conhecimentos de Administração foram e continuam sendo de grande valia em minha carreira. Conteúdos relacionados à gestão e

te da bagagem que carrega. A Porto Seguro é uma empresa com muita história e consolidada no mercado, e a situação atual é mais um momento para buscarmos oportunidades. Não convém avaliarmos o mercado, por um ou dois anos. A visão precisa ser de lon-

da Porto Seguro, garantindo que seja

A Administração

uma companhia saudável e sustentá-

também proporciona

holística e permite um uso equilibra-

estão ocorrendo no país? Como

FL: É um ano em que estamos mais atentos, pois o rearranjo na economia sempre causa efeitos colaterais. O desemprego, quando aumenta, por exemplo, faz aumentar a violência e isso impacta em seguros. O desemprego também impacta em seguros de vida e

uma visão mais holística e permite um uso

proteger mais seu patrimônio. Enfim, alguns segmentos são mais ou menos impactados, mas por outro lado, neste ano não teremos Copa do Mundo e eleições. Então, fica um pouco difícil

equilibrado das diversas

estimar, mas acreditamos que 2015

uma organização manter-se susten-

dimensões vitais para

será um pouco mais "morno" e deverá

tável: identidade, relações, processos

uma organização

do das diversas dimensões vitais para

e recursos. RBA: A Porto Seguro foi fundada em 1945. Sendo assim, a empresa passou por diversos períodos histó-

12

positivo com estas mudanças que

ta a insegurança, a sociedade busca

mentais para conduzir os negócios

também proporciona uma visão mais

houve algum impacto negativo ou

saúde. Por outro lado, quando aumen-

controle, por exemplo, são funda-

vel no longo prazo. A Administração

RBA: Para o mercado de seguros,

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

manter-se sustentável: identidade, relações, processos e recursos.”

começar a se recuperar melhor no 4º trimestre do ano, quando as mudanças já estarão em pleno vigor e os empresários em geral já poderão ter dimensionado os impactos, as novas regras do jogo e voltarão a investir.


Divulgação

Uma atitude foi fundamental: a coragem de expor minhas opiniões e o inconformismo que me estimulava ir a fundo nas questões e soluções do dia a dia.”

RBA: Falando um pouco mais da

de processos para provocar mudanças no design das organizações, da sua empre-

carreira de Administrador, o que

sa ou até mesmo de uma área departamental. O design é a melhor ferramenta que

considera mais importante para

um Administrador pode usufruir.

um bom Administrador ter sucesso em sua profissão?

de ter sucesso profissional?

FL: Um bom Administrador precisa, antes de tudo, ter ética, flexibilidade, gostar do que faz e ter foco no cliente e nas relações. Também é fundamental que haja esforço para reconhecer seus limites e buscar os complementos na equipe. Além disso, encarar os desafios como meio de desenvolvimento é necessário, já que esse é um processo de crescimento e transformação constante. RBA: Quais as áreas da Administração

hoje

que

senhor

o

RBA: Que conselho daria a alguém que está começando a carreira e preten-

no

Brasil considera

mais promissoras? FL: Não há como especificar uma ou mais áreas, uma vez que as atividades exercidas na área da Administração são fundamentais para a saúde e sustentação de um negócio. Mas as mu-

FL: Um profissional no início da carreira deve se posicionar e assumir o comando das situações – e não esperar que o façam por ele. Portanto, ele precisa cuidar de suas atitudes, do que fala e pensa. É fundamental que tenha autonomia e coragem para se expor de forma respeitosa e dando sua contribuição. O sucesso e o reconhecimento são consequência de muito trabalho e autodesenvolvimento. Eu gosto da imagem de que somos como uma "marca": precisamos cuidar das nossas atitudes, dos nossos resultados, da nossa imagem. Não podemos controlar o que falam e pensam de nós e as pessoas falam o que veem, portanto, cuidar do que e como fazemos contribui para a boa imagem de qualquer Administrador.

FÁBIO LUCHETTI Registrado no Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP) sob o número 96745.

Graduado em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração e Ciências Econômicas Santana, localizada em São Paulo. Fez atualização profissional em Alta Performance em Liderança (Madrid) e na Adigo (SP), onde teve contato com a antroposofia, curso que acompanha seu estilo de gestão.

danças em torno das redes sociais, internet, etc., são relevantes. Muitos negócios estão surgindo ou se transformando. Eu considero importante ter uma boa visão de design thinking, experiência do cliente, noção das possibilidades digitais e uma ótima visão

Ingressou na Porto Seguro em 1984, onde passou por vários níveis até chegar a gerente técnico, em 1996. Em 2000, foi nomeado diretor Operacional, Vida e Previdência e, em 2006, vice-presidente executivo. Em 2012, assumiu a presidência da Porto Seguro, hoje constituída por 23 empresas.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

13


OPINIÃO

Satisfação garantida ou

O SEU DINHEIRO DE VOLTA

14

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


*Este artigo não reflete necessariamente a opinião do CFA.

PARECE ATÉ CONTO DA CAROCHINHA, MAS EM ALGUNS LUGARES ESSA PRÁTICA REALMENTE ACONTECE. E O RESULTADO É RECOMENDAÇÃO DA EMPRESA NA CERTA

V

ocê já deve ter cansado de

É importante fazer uma ressalva:

impressionado com a agilidade e

ver esta expressão estam-

o paladar, assim como a cultura,

o poder de decisão do garçom: sem

pada em muitos anún-

varia de região para região, de país

consultar gerentes ou superiores,

cios por aí: “Satisfação garantida

para país. O meu, particularmente,

tomou a decisão no ato. É exata-

ou o seu dinheiro de volta”. Quantas

é de gaúcho acostumado com carne

mente isso o que eles querem dizer

vezes você realmente já teve o seu

temperada apenas com sal grosso.

com empowerment, ou delegar poder.

dinheiro de volta quando um produto

As pork ribs são, certamente, exce-

Mais

ou serviço não atenderam às suas

lentes para o paladar americano,

tivo na prática.

expectativas? Comigo, apenas uma.

acostumado com molhos barbecue

E foi recentemente.

e temperos adocicados. Quando o

Em visita a Nova York, seguindo recomendações

de

amigos,

fui

jantar no famoso restaurante Planet Hollywood. Trata-se, realmente, de

garçom me perguntou se não havia gostado do prato, foi exatamente o que eu disse: “É muito doce para o nosso paladar”.

um

conceito

administra-

Há quem torça o nariz para os americanos. Eu tiro o meu chapéu para os caras. Passar alguns dias nos Estados Unidos vale por muitas e muitas aulas de Administração. Enfim, amigos, é de se pensar. Essa poderia ter sido

uma experiência singular, a começar

Sem titubear, o simpático garçom

apenas uma experiência gastronô-

pela decoração do local, repleta

lamentou pelo prato não ter agra-

mica malsucedida e, provavelmente,

de fotos, roupas, itens de cenário,

dado e disse que não seria cobrado.

nunca mais teria voltado no Planet

figurinos e adereços de grandes

Respondi que não havia problema,

Hollywood. Mas cá estou eu, tecendo

sucessos do cinema.

que poderiam cobrar normalmente

elogios públicos para o restaurante,

e que não era culpa deles. Na minha

recomendando-o a todos. Vale a

lógica pessoal de consumidor, seria

pena. É satisfação garantida ou o seu

injusto não pagar, afinal, o prato

dinheiro de volta. De verdade!

daram o restaurante disseram que eu não poderia deixar de provar as deliciosas BBQ Pork Ribs, umas costelinhas de porco preparadas à moda americana. No cardápio, era de dar água na boca. E, de fato, o prato era divinamente preparado, correspondendo exatamente à foto do menu. O

estava bem preparado e afinal, o problema era meu se eu tinha gostado ou não. Não tinha sido a primeira escolha infeliz em restaurantes e certamente não seria a última.

Foto: Arquivo pessoal

Os mesmos amigos que recomen-

Ao trazer a conta, surpresa: não

único senão era o gosto: muito doce,

cobraram pelas pork ribs. Fiquei

praticamente temperado com açúcar.

sinceramente sensibilizado com o

Fiz o que pude, mas não consegui

gesto e, mais ainda, com a aplicação

comer as benditas costelas e tive que

na prática da filosofia “o cliente em

me contentar com as batatas fritas.

primeiro

lugar”.

Também

fiquei

ADM. LEANDRO VIEIRA, criador do Administradores.com e autor do livro Seu Futuro em Administração (Campus/Elsevier)

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

15


MERCADO DA MÚSICA POR_CINTHIA ZANOTTO

Como sobreviver à

INTERNET ENTRE DOWNLOADS E E-COMMERCES, LOJAS DE MÚSICA MOSTRAM COMO É POSSÍVEL SE MANTER FIRME EM MEIO ÀS MUDANÇAS OCORRIDAS NO MERCADO

P

ara a produção desta maté-

A Tracks é um desses casos que de-

dicas e sugestões. Além da nossa bra-

ria, era necessário encon-

ram certo. Localizada na Gávea,

va livraria, oferecemos outros produ-

trar uma loja de música já

bairro do Rio de Janeiro, completa 20

tos selecionados – muitos são exclusi-

estabelecida no mercado enquanto a

anos de história em 2016. A loja está

vos de design e artes plásticas –, ca-

internet surgia e gerava (e como ainda

cercada por bares e restaurantes e re-

misetas e também joias”, explica.

gera) mudanças na forma de consu-

cebe um público bem homogêneo de

mir produtos ofertados pela indústria

homens e mulheres interessados em

musical. Depois de várias buscas, foi

música e literatura.

possível perceber que uma parte des-

tiu à internet transformar o mercado fonográfico e, especialmente, a

O dono, Heitor Trengrouse, mostra

forma de fazer e ouvir música. Hoje,

que estar numa localização estraté-

um single é lançado e catalogado en-

gica e oferecer um atendimento di-

tre milhares de outros títulos dispo-

Embora esse primeiro parágrafo seja

ferenciado são os ingredientes para

níveis para download ou acesso por

um pouco dramático e nada otimis-

atrair até pessoas famosas. “Ao lado

streaming. Nesse cenário, já não há

ta, existe o outro lado da história.

de uma loja de vinhos, (a Tracks) é um

mais espaço para discos conceituais

Há quem tenha se aproveitado das

bom programa para quem gosta de

como “Dark side of the moon”, do Pink

modificações ocorridas, decorren-

manusear o produto antes de decidir

Floyd, ou “Ópera do Malandro”, de

tes dos avanços tecnológicos, para se

pela compra. Outro ponto importante

Chico Buarque. Por esse e vários ou-

reinventar e se consolidar no mundo

é conversar com nossos vendedores,

tros fatores – como a entrada dos pro-

dos negócios.

que têm conhecimento e podem dar

fissionais de marketing e advogados

ses estabelecimentos havia fechado as portas nos últimos quatro anos.

16

De 1996 para cá, o empresário assis-

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


Observa-se atualmente que as grandes cadeias de lojas fecharam, ficando somente as especializadas, cada uma no seu segmento específico. ”

na indústria musical no final dos anos 80 e chegada do CD –, este setor do

CONSTANTES MUDANÇAS

mercado sofreu profundas mudanças

Administradora, doutora e pesquisa-

nas últimas décadas.

dora no campo da economia criativa,

“O mercadão, como conhecemos no passado, praticamente acabou, ou melhor, transformou-se em nicho.

gestão e empreendedorismo, Schirlei Freder também enxerga várias causas por trás do fechamento de lojas no setor, mas acredita que um grande

Observa-se atualmente que as gran-

número delas tenha sido impactado

des cadeias de lojas fecharam, ficando

pelo aumento das vendas online. Ao

somente as especializadas, cada uma

conversar com profissionais da área,

no seu segmento específico. O interessante é que muitas delas se comunicam com outras iguais pelo mundo, trocando materiais e informações entre si. E como nichos, nos fortalecemos. A diminuição da concorrência também nos favoreceu”, acrescenta

ela constatou, por exemplo, o fato de muitos frequentarem as lojas físicas para testar um instrumento, mas deixam para realizar a compra pelo e-commerce, pois esses sites geralmente apresentam melhores preços e condições de pagamento.

Heitor Trengrouse.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

17


Mercado da música

Conforme explica, a venda é uma das

dade qualquer, o ritual do LP acon-

inúmeras dificuldades enfrentadas

tece de outra forma. O ouvinte retira

pela indústria cultural há tempos.

com cuidado o disco da capa, insere

Porém, sofrer com as mudanças ge-

no toca-discos, pega o braço e deli-

radas por novas tecnologias e formas

cadamente põe a agulha, fica com a

de fazer negócio não foi e ainda não é

capa na mão, aprecia a arte, lê o texto

uma exclusividade da área. A maioria

e após 20 minutos vira o lado do disco

dos setores é afetada constantemen-

para continuar a audição. É um ritual

te por fatores externos. Cabe a cada

que exige uma interatividade entre a

um enxergar os períodos instáveis

obra e o ouvinte”, completa o dono da

como uma ameaça para desaparecer

Tracks.

ou uma oportunidade para manter-se firme ao longo dos anos.

18

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

A Adm. Schirlei usa o LP para exemplificar como funcionam as mudan-

Segundo Trengrouse, a Tracks é

ças no mercado. Quando o CD apare-

como um comércio qualquer. Para

ceu, o produto teve seu fim decretado.

seguir em frente na empreitada, pro-

Porém, algumas lojas conseguiram

cura incrementar a venda de discos,

encontrar um espaço no comércio

oferecendo outros produtos comple-

para continuar a oferecer os discos e,

mentares. Ainda utiliza a internet

assim, atender à demanda de um pú-

como aliada para vender e conquis-

blico mais específico. Por isso, para

tar novos clientes, por meio das re-

acompanhar as tendências e fluir

des sociais. E os profissionais da loja

sem passar por grandes turbulências,

possuem profundo conhecimento

é importante estar atento às novida-

sobre as peças disponíveis nas prate-

des, principalmente as tecnológicas, e

leiras, pois sabem que quem compra

sempre deixar espaço aberto para fa-

um LP está procurando o artigo para

zer possíveis adaptações no planeja-

desfrutar de um momento único.

mento da empresa, se for necessário.

“Costumamos fazer analogia com o

“A aplicação de ferramentas de ges-

vinho, em que o download, o

e o CD

tão, com um bom planejamento es-

são o ‘vinho de mesa’. É prático, pode

tratégico e suas demais ferramentas

ser comprado em supermercados

vinculadas – controles financeiros, de

e não exige muita atenção de quem

estoque e de vendas – são a chave para

consome. Já o LP, consideramos a

monitorar o negócio, de qualquer

‘reserva especial’, que é para ser de-

porte e em qualquer segmento, man-

gustado. Diferente das mídias que o

tendo-o perene ao longo do tempo”,

ouvinte coloca e vai fazer uma ativi-

declara a pesquisadora.


CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ADMINISTRAÇÃO

2015

LOGÍSTICA TEMAS:

A Logística como área de atuação profissional do Administrador ou

O impacto da Logística para o desenvolvimento do Brasil

Estudante de Administração, seu artigo acadêmico de autoria individual ou coletiva abordando o tema Logística pode ajudar na sua carreira.

Modalidades

30 mil reais em prêmios

Artigo Acadêmico

Encaminhe seu artigo

Empresa Cidadã

para o CRA do seu estado.

Livro mais de 80 páginas

Prazo: 30 de junho de 2015

Edital disponível em: www.CFA.org.br Informações: formacao@cfa.org.br ou pelos telefones: (61) 3218-1819 / 3218-1815


CRISE DA ÁGUA POR_ MARA ANDRICH

A QUE PONTO chegamos? NO BRASIL, CONSIDERADO UM DOS PAÍSES MAIS RICOS QUANDO O ASSUNTO É ÁGUA, A ESCASSEZ DESTE LÍQUIDO TÃO PRECIOSO JÁ É REALIDADE. EM ALGUNS PAÍSES, EM UM FUTURO MUITO PRÓXIMO, O PROBLEMA PODE ACARRETAR ATÉ MESMO EM GUERRAS

N

o mês de fevereiro de 2015, a Organizações das Nações Unidas (ONU) divulgou um

alerta mundial: em breve, muitas países poderão enfrentar conflitos por causa da falta de água. Segundo a ONU, daqui a apenas dez anos, 48 países não terão água suficiente para as suas populações, o que equivale a cerca de três bilhões de pessoas. E até 2030, a demanda por água doce do planeta deverá ser 40% maior do que a oferta. Parece impossível, ou até mesmo desesperador, mas é algo que já era previsto, situação que já vinha se configurando há anos, pois há muito se fala em “economizar água”, “sustentabilidade” etc. Mas, ao que parece, governos e sociedade não levaram isso muito a sério. Basta ver o cenário atual: muitas cidades, como a grande São Paulo, já enfrentam crise hídrica. Entidades internacionais, como a Conectas e a Aliança pela Água, das

20

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


quais o Greenpeace faz parte, levanta-

a Saneamento, Catarina Albuquerque,

ram essa preocupação, em março deste

atribuiu ao governador de São Paulo,

ano, em São Paulo, durante a 28ª Sessão

Geraldo Alckmin (PSDB), a responsa-

de Direitos Humanos da ONU.

bilidade pela falta de água no estado. Em

Mas a quem pode ser atribuída a culpa

entrevista ao jornal Folha de São Paulo,

pela falta de água? Será que realmente existem culpados que devam ser responsabilizados? Como o Administrador poderia auxiliar em uma gestão pública, por exemplo, no caso de crises como esta?

SOMOS RESPONSÁVEIS

Catarina disparou seus argumentos sobre prevenção: “deveria haver um aumento exponencial do preço em relação ao consumo para garantir que quem consome mais pague muitíssimo mais”, reclamou. Ela citou, inclusive, que em outros países, como os Estados Unidos e Japão, algumas medidas semelhantes

Rodrigo Berté, autor do livro A

a esta já são tomadas há muito tempo,

Logística

além de sistemas de reaproveitamento

Reversa

e

as

Questões

Ambientais no Brasil, professor do mestrado Profissional Governança e Sustentabilidade do ISAE/FGV, PhD na área de Educação e Ciências Ambientais na UNED Madri - Universidade Nacional de Ensino à Distância e diretor de escola do Centro Universitário Internacional Uninter, acredita que a ausência de um processo de gestão compartilhada e de profissionalização da gestão pública seja uma das causas de todo o problema da crise hídrica.

da água serem adotados. Durante este mesmo evento, Catarina ironizou a situação, de maneira preocupante, quando afirmou que as pessoas sempre atribuem este problema “a São Pedro”. “O racionamento de água precisa ser previsto”, alertou ela.

QUESTÃO LÓGICA Existem algumas questões lógicas que precisam ser analisadas quando o as-

Para ele, a falta de profissionais bem

sunto é escassez de água. Se uma cidade

preparados na administração pública

cresce consideravelmente, consequen-

dificulta a discussão de temas que en-

temente terá uma demanda crescen-

volvem uma palavra-chave quando o assunto é falta de água: “planejamento”. “Temos que entender que a prefeitura é a maior empresa da cidade, portanto, deve atender bem seus munícipes, em especial discutir e debater os problemas locais e regionais, o que não vem acontecendo”, avalia.

te por água também (e por energia e outros). A engenheira civil e doutora em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos, Jussara Cabral Cruz, explica que se a análise for feita pela oferta, há as causas naturais

JUSSARA CABRAL CRUZ, PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HÍDRICOS

É necessário estabelecer estratégias de gerenciamento para uso sustentável: e isso significa planejamento. Só que os planos devem conter ações voltadas para a garantia de oferta hídrica, bem como ter estratégias para reduzir o consumo, a redução de perdas e evitar o uso perdulário, a redução do desperdício”

(efeitos do clima, como chuvas), a ocu-

No mês de fevereiro deste ano, a relatora

pação de territórios (o que reduz o esto-

especial da ONU para o Direito à Água e

que de águas subterrâneas e de lençóis. MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

21


Crise da água

Frequentemente, a crise é vista como um sintoma das mudanças climáticas, mas na verdade é causada pelas emissões de gases de estufas e pelas massivas inundações provocadas pelas irrigações e pela exploração das águas subterrâneas” Maude Barlow, liderança mundial pelo direito à água.

freáticos, já que ambos dependem de

Jussara, assim como Rodrigo Berté,

país. Ela critica o enfrentamento atual,

uma boa capacidade de infiltração

também defende o planejamento, e rei-

afirmando que os líderes e instituições

de águas), as indústrias, a produção

tera que ele não foi feito como deveria.

mundiais estão lidando muito mal com

agropecuária, a mineração, e por aí

“É necessário estabelecer estratégias

a crise, sem planejamentos, pois estão

vai. “Tudo isso pode alterar significati-

de gerenciamento para uso sustentá-

diagnosticando o problema errone-

vel: e isso significa planejamento. Só

amente. “Frequentemente, a crise é

que os planos devem conter ações vol-

vista como um sintoma das mudanças

tadas para a garantia de oferta hídrica,

climáticas, mas na verdade é causada

bem como ter estratégias para reduzir

pelas emissões de gases de estufas e

o consumo, a redução de perdas e evi-

pelas massivas inundações provoca-

tar o uso perdulário, a redução do des-

das pelas irrigações e pela exploração

perdício”, alerta. Além disso, Jussara

das águas subterrâneas”, alerta.

vamente o processo, com a criação de grandes áreas impermeabilizadas, que impedem a boa infiltração as águas durante os períodos chuvosos”, explica. Somados a isso, ainda há outros agravantes, como a falta de saneamento (recentemente, o Unicef divulgou um

Maude completa lembrando que en-

estoques. No entanto, ela observa que

mente duas mil crianças com menos

é muito difícil estabelecer planos de

de 5 anos de idade morrem diaria-

enfrentamento de crise no momento

mente no mundo vítimas de doenças

da crise, e que por isso é importante o

diarréicas, sendo que 1.800 dessas

planejamento.

mortes estão ligadas à falta de sane-

Para uma das líderes mundiais pelo

rias, principalmente aquelas ligadas à

direito à água, autora do livro Água,

criação de gado, ao cultivo de feijão e

Futuro Azul - Como Proteger a Água

cana de açúcar. Em março deste ano, o

Potável para o Futuro das Pessoas e do

Instituto do Homem e Meio Ambiente

amento, água contaminada e falta de higiene em geral) e a infraestrutura deficiente - a falta de reservatórios de água, que são enchidos quando há

22

completa dizendo que os planos prever

relatório explicando que aproximada-

tre as causas principais para a crise hídrica estão ainda a destruição das florestas no Brasil, o que consequentemente diminui a umidade e as chuvas, além das atividades agrícolas e pecuá-

Planeta para Sempre (do título origi-

da Amazônia (Imazon) divulgou que

períodos com maior oferta de chu-

nal Blue Future, Protecting Water for

os satélites identificaram indícios de

va. Assim, entende-se que quando

People and the Planet Forever), Maude

desmatamento em uma área de 4.200

há grande demanda e baixa oferta, a

Barlow, a crise da água é uma das

hectares, número 282% maior que o

conta não fechará, obviamente.

maiores ameaças à segurança de um

registrado em fevereiro de 2014.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


COMIDA E ENERGIA COMPROMETIDAS

Maude Barlow lembra que, há cinco anos, a Assembleia Geral

Quando se pensa em falta de água, algumas ações básicas do ser

da água. Entre as medidas estão a conservação, a criação de pla-

humano vêm à mente, como tomar banho, preparar refeições,

nos de retenção, modelos de produção de comida e energia que

entre outras. No entanto, não é comum que as pessoas lembrem,

não dependam tanto da água, comitês fortes, tanto nacionais

de imediato, que a falta de água está ligada também à produ-

quanto internacionais, que coloquem a água como central nas

ção de energia, à indústria e, consequentemente, até mesmo à

leis e até mesmo na segurança pública.

falta de comida. Tanto que a ONU já vem recomendando que a agricultura, por exemplo, estude novas técnicas para usar menos água e que a geração de energia também busque alternativas para a preservação maior da água e do meio ambiente em geral.

dos Estados Unidos adotou algumas medidas para evitar a crise

Compartilhando da opinião da relatora especial da ONU para o Direito à Água e a Saneamento, Catarina Albuquerque, o especialista Rodrigo Berté defende as medidas punitivas para se amenizar a situação caótica que já está instalada. E também critica o

A engenheira civil e doutora em Recursos Hídricos e Saneamento

posicionamento do administrador público. “Além das punições,

Ambiental, presidente da Associação Brasileira de Recursos

o gestor público deverá promover uma fiscalização para quem

Hídricos, Jussara Cabral Cruz, vai além: para aumentar o uso de

não promove o consumo consciente ou não faz o reuso de água

biocombustível é necessário aumentar a produção agrícola e,

no seu processo, seja na indústria ou no comércio”, opina. Ele

consequentemente, a demanda de água. Ela também comenta

defende que os responsáveis pela escassez não são apenas os

da energia, que está cada vez mais cara, o que está diretamente

gestores públicos, mas também a sociedade, que não tomou as

ligado à crise hídrica.

devidas precauções de consumo consciente.

FAÇA A SUA PARTE

Os canos também podem conter furinhos que não se vê. Peça uma avaliação de um encanador Reaproveite a água da máquina de lavar roupas para limpar a casa, por exemplo

Ao escovar os dentes, feche a torneira

Certifique-se de que suas torneiras não estão pingando - se estiverem, chame um encanador

• TOME BANHOS MAIS RÁPIDOS

USADA NA MÁQUINA DE LAVAR. OU UM BALDE. VASSOURAS

• COLOQUE “CAMISINHA NA TORNEIRA” - O NOME TÉCNICO É

HIDRÁULICAS OU MANGUEIRAS GASTAM MUITA ÁGUA

AERADOR, MAS MUITA GENTE TAMBÉM CONHECE COMO

• NA HORA DE ESCOLHER UM VASO SANITÁRIO PARA O SEU BANHEIRO,

"PENEIRINHA". O FATO É QUE AQUELA VÁLVULA QUE PODE SER

OPTE PELOS MODELOS COM CAIXA ACOPLADA, QUE GASTAM BEM

COLOCADA NO BICO DA TORNEIRA AJUDA A ECONOMIZAR

MENOS ÁGUA;

ÁGUA, AO PROPORCIONAR SENSAÇÃO

• DESCARTE O LIXO NO LUGAR CERTO - LIXO JOGADO EM QUALQUER

DE FLUXO MAIS INTENSO

LUGAR VAI PARAR NA ÁGUA DE SUA CIDADE;

• ANTES DE LAVAR A LOUÇA, TIRE O EXCESSO DE SUJEIRA COM

• SE TIVER PISCINA EM CASA, CUBRA-A QUANDO NÃO

UM GUARDANAPO

ESTIVER UTILIZANDO;

• SE VOCÊ PRECISAR LAVAR A CALÇADA, USE A ÁGUA JÁ

• ACUMULE ROUPAS PARA LAVAR, NÃO LAVE TODO DIA.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

23


CapaCAPA POR_ WELLINGTON PENALVA

CORRUP vítima fatal da administração responsável

PROFISSIONALIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA E PROTAGONISMO POPULAR SÃO AS MAIORES ARMAS NO COMBATE AO CÂNCER SOCIAL DO PAÍS

24

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


ÇÃO E

Um ‘cafezinho’ resolve o problema. Poder não pode, mas a gente dá um ‘jeitinho’. Pra eu te ajudar, você tem que me ajudar a te ajudar.”

ssas são expressões de conheci-

minimizará diversos gargalos administra-

mento geral no Brasil. Os brasi-

tivos. A profissionalização da administração

leiros sabem, quase que instinti-

pública certamente reduzirá as ações ilícitas”.

vamente, o significado de cada frase citada.

Uma gestão incipiente, além de facilitar a

Embora diferentes, todas trazem em sua

prática da corrupção, favorece a má utilização

essência elementos imorais e antiéticos,

dos recursos públicos, com gastos excessivos

corruptos. A ampla ciência dos cidadãos

e desnecessários. O Administrador Heri-

a respeito dessas sentenças explana uma realidade nacional incômoda: a corrupção é intrínseca à formação do brasileiro. Diariamente, a imprensa apresenta casos de atividades ilícitas nos serviços públicos. Algumas vezes, grandes escândalos, como

ckson Rangel defende que, “quando o recurso

“A melhoria da administração pública é uma das premissas básicas para a evolução do país" ADM. AUGUSTO NARDES

público é utilizado de forma errônea, todos perdem. Deixa-se de investir o montante desperdiçado em áreas essenciais e prioritárias do Estado, tais como saúde, educação e segurança”. A atuação danosa de um gestor

-moral consolidada? A resposta pode estar

público despreparado tecnicamente gera um

operação “Lava Jato”, da Polícia Federal.

na educação. Um ensino público politizado

prejuízo econômico e social. Por fim, quem

Talvez por focar o desvio de grandes quantias,

e de qualidade pode sanar essa deficiência

paga a conta é o contribuinte, ou seja, você.

o cidadão deixe de notar pequenos atos de

estrutural, segundo o cientista-político. No

corrupção cometidos cotidianamente. Furar

entanto, a prática criminosa nos governos

fila, não devolver o troco que recebeu a mais,

deteriora os serviços públicos, incluindo a

instalar TV a cabo pirata, comprar produtos

educação. Nessa roda viva de degradação

falsificados. São atitudes tão “naturais” que

nacional, a possibilidade de salvar a adminis-

não parecem denunciar uma deficiência

tração pública está na boa governança.

moral da sociedade brasileira.

Um fator que favorece a prática de irregula-

Segundo o jornalista e mestre em ciência

ridades nos órgãos públicos, quaisquer que

política Nelson Freire Penteado, “a corrupção

sejam eles, é a ausência de uma administração

está impregnada na cultura brasileira”. A

profissionalizada. De acordo com o ministro

afirmação preocupa. Como a sociedade

do Tribunal de Contas da União (TCU),

civil vai cobrar equidade e honestidade nas

Administrador Augusto Nardes, “somente

“Quando o recurso público é utilizado de forma errônea, todos perdem”

gestões públicas se ela não possui uma ética-

o contínuo aprimoramento da governança

ADM. HERICKSON RANGEL

as fraudes na Petrobras, investigadas pela

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

25


Capa

TRAJETÓRIA DA CORRUPÇÃO NO BRASIL POR_DANIEL SENA

Desde o seu “descobrimento”, o Brasil é vítima de corrupção.

Desse processo brota o modelo institucionalizado de

Há quem diga que o primeiro caso de nepotismo em terri-

corrupção no país que vigora atualmente. Problemas

tório brasileiro aconteceu em 1500. O escrivão Pero Vaz

como surgimento de favelas e a luta por terra são oriundos

de Caminha teria pedido ao rei D. Manuel I, nas últimas

da colonização imoral e do regime escravocrata que durou

linhas da carta enviada à corte portuguesa, emprego para

358 anos. O coronelismo do século 20, a ditadura militar

o seu genro. Independentemente da especulação sobre

e as quadrilhas de colarinho branco também são modelos

o conteúdo final da carta de Caminha, a exploração de

de perpetuação de uma pequena classe que dominou, e

recursos da colônia sem a devida fiscalização da coroa

ainda tenta dominar, a nação como a capitania de outrora.

portuguesa culminou no desvio de riquezas.

No entanto, o amadurecimento da democracia brasileira

Observando a história de formação do país, fica evidente

está afunilando o playground dos que insistem em fazer

que sua composição social, política e econômica sempre foi

da receita pública economia pessoal.

passível de delitos institucionalizados. Ainda no primeiro

Escândalos de corrupção no sistema político atual do país

século de Brasil (então Ilha de Vera Cruz), o contrabando

como a “Privataria”, “Mensalão”, “Operação Sangues-

de pau-brasil foi uma das pioneiras atividades de "achaca-

suga”, “Petrolão”, “Operação Zelotes” e tantos outros de

dores" do patrimônio público. A colonização exploratória exercida pelos portugueses no novo mundo fomentou a estruturação de um paraíso ao favorecimento pessoal. O sistema de capitanias hereditárias punha grandes faixas de terras sob a administração de particulares. Eles tinham o dever de povoar e proteger o território e, em contrapartida, poderiam explorar os recursos naturais. Como sugere

grande repercussão midiática têm como base operações administrativas. Apesar da complexidade burocrática da estrutura pública nacional, combater ações danosas ao Estado ficou mais fácil. O grosso da prática corruptora se concentra na gestão pública que pode ser melhorada – por meio de iniciativas profissionalizantes –, vigiada e rigorosamente punida quando necessário.

o nome, as capitanias eram passadas de pai para filho. Essa maneira de colonizar um território de dimensões continentais concentrou poder e terra nas mãos de poucos. A oligarquia no Brasil nasce da linhagem dos capitães-donatários que, com o surgimento da república, passaram a ocupar o cenário político nacional, defendendo interesses próprios em detrimento de um governo para o povo.

26

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

*Daniel Sena é historiador especializado em História Social e Econômica do Brasil


Ônus da corrupção

2012-2014

De acordo com pesquisa realizada pela

do país e piora consideravelmente

Federação das Indústrias do Estado de

a qualidade de vida dos seus cida-

São Paulo (Fiesp), entre 2012 e 2014,

dãos”, explica o historiador, especia-

a corrupção custou ao Brasil entre

lista em história social e econômica do

R$ 171 bilhões e R$ 285 bilhões. Pelo

Brasil, Daniel Sena.

cálculo, o prejuízo é de 1,38% a 2,38%

Em outubro do ano passado, o jurista e

do Produto Interno Bruto (PIB). Já o

diretor-presidente do Instituto Avante

“Corruptômetro” – equivalente ao

Brasil, Luiz Flávio Gomes, publicou

“Impostômetro”, mas que calcula o

o artigo “O custo da corrupção no

valor estimado do dinheiro desviado

Brasil”, no portal www.jusbrasil.com.br.

dos cofres públicos – aumenta essa

No último parágrafo do texto, a dura

conta para 5%, algo em torno de

relação corrupção x desenvolvimento:

R$ 620 bilhões. A verdade é que os

“Quanto maior a corrupção, mais

Entre as formas de combate propostas,

valores escoados da receita pública

concentração da riqueza, mais miséria e

a

são incalculáveis, afinal, fraudes não

mais analfabetismo; ao mesmo tempo,

tração pública se apresenta latente.

emitem recibo. Independentemente

menos produtividade, competitividade

“Por transformar a base da estrutura

da inexatidão do montante extraviado,

e transparência”. Ou seja, a prevari-

governamental

o rombo no orçamento nacional é

cação da coisa pública é combustível

nais capacitados cientificamente a

enorme e afeta a todos, em especial

no incêndio da degradação social de

administrar, a gestão profissionalizada

aos pobres.

um país.

tende a evitar muitas irregularidades

Saúde pública sucateada, hospitais sem

Felizmente, muitas pessoas e setores

ainda no seu nascedouro”, comenta

leitos, remédios e outros itens básicos.

estão se mobilizando para combater

o presidente do Conselho Federal de

Educação insuficiente com escolas que,

e

Administração (CFA), Administrador

muitas vezes, reproduzem o universo

civil,

marginalizado vivido por seus alunos.

nomos, conselhos de classe, todos

Segurança pública pífia – o último

na luta para estancar a “hemorragia

estudo da Organização Mundial da

de recurso público”.

evitar

esses

órgãos

danos.

Sociedade

fiscalizadores

autô-

corrupção

171 a 285 BILHÕES

prejuízo PIB

1,38 a 2,38 % profissionalização

da

inserindo

adminis-

profissio-

Sebastião Luiz de Mello.

Saúde (OMS) apontou que de cada 100 homicídios ocorridos no mundo, 13 são no Brasil. “O extravio de recursos do Estado fere o desenvolvimento

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

27


Capa

Boa governança e participação social COMO ARMAS Atualmente, as causas estruturais da

Administrador

corrupção residem, principalmente,

Sandre

na má escolha dos gestores públicos,

veementemente a inserção da sua

em processos de trabalhos ruins ou

classe profissional no quadro de

desatualizados e na falta de monitoramento e avaliação das ações, segundo o ministro Augusto Nardes. “A melhoria da administração pública é uma das premissas básicas para a evolução do país. Em uma avaliação da governança de pessoal em âmbito federal,

somente

qualidade

7,5%

satisfatória.

possuíam A

maior

parte, 55,5%, está em estágio inicial de governança e 37%, em nível inter-

e

Rodrigo

coaching, Cazelli

Alex

defende

servidores do Estado. “Administradores devidamente registrados nos Conselhos são fiscalizados e têm responsabilidade técnica sobre suas ações. Isso, definitivamente, é fator fundamental na prevenção à corrupção. Nossa formação científica tem como finalidade gerir todo tipo de entidade, inclusive órgãos municipais, estaduais e federais.” Introduzir Administradores e tecnó-

mediário”, concluiu o ministro do

logos em Administração como instru-

Tribunal de Contas da União (TCU).

mento de profissionalização da gestão

Fazendo uma simples comparação, é

pública, indiscutivelmente, é funda-

possível visualizar o grau de despre-

mental. Entretanto, a participação

paro profissional da administração

popular na guerra contra a corrupção

pública no Brasil. Nos Estados

é imperativa. Como lembra o codi-

Unidos, os cargos de livre nomeação

retor do Movimento de Combate à

somam 8 mil. Já o Estado brasileiro

Corrupção Eleitoral (MCCE), Carlos

reserva 25 mil cargos dessa espécie.

Alves Moura, “o protagonismo da

Numa análise lógica, não é difícil

sociedade brasileira no combate à

supor que os servidores nomeados

corrupção é responsável pela imple-

trabalhem primeiramente em função

mentação de leis fundamentais na

dos

seus

“padrinhos

políticos”,

deixando a subordinação à sociedade em segundo plano.

28

Adm. Alex Sandre Rodrigo Cazelli defende a inserção de Administradores no quadro de servidores do Estado

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

Carlos Alves Moura, codiretor do Movimento Contra Corrupção Eleitoral (MCCE)

luta contra a corrupção. É o caso da Lei da Compra de Votos e da Lei da Ficha Limpa”.


O que

PODERIA SER FEITO

com o dinheiro desviado O fortalecimento do sistema democrático favorece o exercício responsável da atividade pública. Para a democracia substanciar-se, ganhar forma que faça jus ao seu nome, a

Educação O número de matriculados na rede pública do ensino funda-

51 milhões

mental saltaria de 34,5 milhões para

de alunos. Um aumento de 47,%, que incluiria mais de 16 milhões de jovens e crianças.

sociedade civil deve se posicionar ativamente na política. A respeito disso, o cientista político Nelson Penteado é pragmático: “Fazer passeatas é bom, mas não é tudo. Fiscalizar as câmaras legislativas, cobrar resultado dos deputados, verificar

Saúde Nos hospitais públicos do Sistema Único de Saúde (SUS), a quantidade de leitos para internação, que hoje é de 367.397,

poderia crescer 89%,

que significariam

327.012 leitos a mais para os pacientes.

a aplicação do dinheiro público e denunciar ações suspeitas também são formas de participação política que precisam ser adotadas pelos cidadãos”. No dia 15 de março, milhares de brasileiros foram às ruas reivindicar transparência e honestidade dos políticos, governantes e gestores

Saneamento A quantidade de domicílios atendidos, segundo a estimativa atual do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), é de 22.500.000. O serviço

poderia crescer

103,8%, somando mais casas com esgotos. Isso dimi-

nuiria os riscos de problemas com a saúde na população e a mortalidade infantil.

públicos. Uma atitude louvável e legítima, fato. Porém, a atividade política da população nas passeatas precisa ser importada para as escolas, universidades, empresas, lares, enfim, para onde houver gente. Fazendo uma analogia com o mundo organizacional, em uma democracia o Estado

Infraestrutura Os 2.518 quilômetros de ferrovias, conforme as metas do

PAC,

seriam

acrescidos

de

aumento de 525%

13.230

quilômetros,

para escoamento de

produção. Os portos também sentiriam a diferença. Os 12 que o país possui poderiam saltar

para 184, um

é a “empresa”, o povo é o “patrão” e os

incremento de 1537%. Além disso, o montante absor-

servidores públicos, os “empregados”.

vido pela corrupção poderia ser utilizado para a construção

Existe algum patrão desatento às atividades da sua empresa e dos seus empregados? Reflita.

277 novos aeroportos, um crescimento de 1383%. de

Fonte: http://sindjufe-mt.jusbrasil.com.br/noticias/2925465/o-preco-da-corrupcao-no-brasil-valor-chega-a-r-69-bilhoes-de-reais-por-ano

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

29


ESTE ARTIGO REÚNE OS HIGHLIGHTS DO LIVRO ""EXPONENTIAL ORGANIZATIONS", DE SALIM ISMAIL, ESPECIALISTA DA SINGULARITY UNIVERSITY, DA CALIFÓRNIA, EUA, E EMPREENDEDOR.

ELES PROMOVEM

CRESCIMENTO EXPONENCIAL NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS, SURGIU UM TIPO DE ORGANIZAÇÃO QUE OPERA EM UM RITMO MUITO MAIS ACELERADO DO QUE A MÉDIA, CHAMADA DE EXPONENCIAL; OS LÍDERES DEVEM PREPARAR-SE PARA GERIR UMA EMPRESA ASSIM, SEGUNDO O ESPECIALISTA SALIM ISMAIL, DA

SAIBA MAIS SOBRE SALIM ISMAIL

SINGULARITY UNIVERSITY

30

Quem é: Professor da Singularity University, empreendedor serial do Vale do Silício (com sete empresas no currículo) e pesquisador de organizações exponenciais. Carreira: Foi vice-presidente do Yahoo!, onde implantou uma incubadora de startups, e vendeu a última startup que cofundou para o Google – a agregadora de notícias Angstro. Livro: Exponential Organizations, em coautoria com Michael Malone e Yuri van Geest, a ser publicado no Brasil pela HSM em 2015.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


Organizações exponenciais (ExO, na sigla em inglês) são

Temos pesquisado várias dessas empresas nos Estados

empresas de crescimento explosivo em curto espaço de

Unidos, como Airbnb, GitHub, Local Motors, Quirky, Goo-

tempo, em um ritmo dez vezes superior à média do setor.

gle Ventures, Valve, Tesla e Tangerine, e encontramos ne-

Costumam fornecer produtos ou serviços dez vezes melho-

las alguns traços comuns.

res, em uma velocidade dez vezes maior e a um custo dez vezes mais barato do que as concorrentes convencionais. Ainda há pessoas em dúvida sobre se isso existe de fato, como alguns duvidam que o homem tenha pisado na Lua. Enquanto você hesita, uma ExO, original de berço ou adaptada, pode dar o bote em seu negócio. As ExOs existem como uma resposta ao metabolismo da economia mundial, que foi acelerado, impulsionado por uma nova catego-

O principal deles talvez seja que as pessoas ali têm uma mentalidade que chamamos de MTP, sigla em inglês que significa Propósito Maciçamente Transformador [veja quadro na página 33]. Tal mentalidade engloba, por exemplo, a propensão a criar uma comunidade em volta do negócio. Porém, um traço também muito importante é o tipo de liderança: elas têm líderes exponenciais.

ria de tecnologias exponenciais recentes.

CARACTERÍSTICAS DO LÍDER EXPONENCIAL A liderança de sucesso em uma ExO é bem diferente da li-

tação – ali, o conceito de lean startup no que diz respeito à inte-

derança de sucesso de empresas criadas antes de 2008.

ração com os consumidores pode ser aplicado em qualquer escala

Rob Nail, CEO da Singularity University, avaliou em deta-

para construir conhecimento institucional.

lhe as qualidades da liderança e identificou seis caracterís-

Hoje existem muitas ferramentas sociais e outros veículos que

ticas comuns nos líderes das organizações exponenciais:

permitem ao líder manter conexões incríveis com os clientes e a comunidade. Se envolver os consumidores da maneira correta,

1. Visionário defensor do cliente

fará com que ajam de modo flexível em relação aos processos da

Em um período de transição rápida, é muito fácil para as em-

empresa e até, quem sabe, se entusiasmem e peçam para fazer

presas e seus produtos se desviarem das conexões original-

parte deles. No entanto, sem uma abordagem voltada para os

mente bem-sucedidas que mantinham com seus clientes. Ter

dados, que permita feedback rápido e a progressão adequada de

o líder da organização como guardião das prioridades garante

um produto ou serviço, isso é um risco: os consumidores provavel-

que elas sejam defendidas com consistência.

mente se sentirão frustrados e se afastarão da empresa.

Steve Jobs é um bom exemplo de visionário defensor do cliente, que tinha acesso às novas tecnologias e que permaneceu

3. Realista otimista

pessoalmente envolvido nas decisões sobre a experiência dos

Na hora de ampliar a atuação em um processo veloz, conseguir

usuários da Apple.

entender e quantificar a realidade de uma situação é essencial para

Para uma organização exponencial, isso é essencial. Quando

o líder. Ao encarar a realidade, porém, ele precisa fazer alguma

os clientes constatam que suas necessidades e desejos são

interpretação. O líder capaz de articular um resultado positivo

atendidos ao máximo, tendem a se mostrar mais fiéis na ca-

em qualquer cenário, mesmo nos panoramas mais desfavoráveis,

ótica etapa de experimentação que costuma acompanhar o

contribui para preservar a objetividade da equipe.

crescimento acelerado.

A maioria das pessoas em geral considera a transformação uma

2. Experimentador movido pelos dados

experiência desconcertante e de difícil adaptação, e um líder com tendências pessimistas pode exagerar as reações de natureza

A fim de criar ordem em meio ao caos da transformação rápida,

“matar ou morrer”, chegando a uma tomada de decisão limitada

uma ExO precisa contar com uma abordagem ágil de experimen-

ou imprecisa.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

31


4. Flexível ao extremo

avessos a críticas e ruídos, a criação de um canal aberto com as

Líderes que enfrentam longos períodos de crescimento acelerado

pessoas pode abrir espaço para perspectivas e soluções novas,

precisam conseguir transformar seu foco e adaptar as habilida-

permitindo o acesso a outras camadas de inovação, e isso tende a

des que possuem de acordo com a necessidade em pauta. Ainda

ser um diferencial e tanto para um líder de ExO. Ele precisa saber

é muito raro encontrar um líder capaz de se transformar expo-

interagir com a comunidade.

nencialmente no mesmo ritmo da tecnologia e da destruição dos modelos de negócio, mas esse aprendizado constante é essencial

6. Verdadeiramente confiante

para permanecer na curva exponencial.

A fim de viver na curva exponencial e não se prender à linearidade da burocracia, o líder deve estar disposto a ser demitido ou até

5. Radicalmente aberto

tomar a iniciativa de se afastar do emprego. Ele precisa estar

Recorrer a especialistas de fora da empresa é importantíssimo

pronto para travar batalhas até o fim e superar a oposição,

no caso de uma ExO, mas, infelizmente, essa oportunidade vem

e isso exige uma autoconfiança extrema. Dois dos traços de

acompanhada do desafio de interagir com uma comunidade

personalidade mais importantes em um líder exponencial têm

ampla e diversificada, o que pode criar uma série de ruídos e abrir

a ver com autoconfiança: a coragem e a perseverança – para

espaços para potenciais críticas. Embora muitos líderes sejam

aprender, adaptar-se e abalar a própria empresa em que atua.

O MODELO MTP, GUIA DO LÍDER EXPONENCIAL ideias Interfaces

Dashboards

escala Equipe sob demanda

Comunidade e multidão

Experimentação

Autonomia LADO ESQUERDO • OR DEM • CO NTR OLE

Tecnologias sociais

• ESTABI LIDAD E

32

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

Algoritmos

Ativos alavancados

Engajamento

LADO DI REITO • CR IAT IVI DA DE • CR ES CIM EN TO • IN CE RT EZ A


80% dos executivos preveem que o conteúdo recém-aprendido exercerá um impacto transformador em suas empresas em um prazo de apenas dois anos"

TORNANDO-SE EXPONENCIAL COM O AMBIENTE PROPÍCIO

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO ATUALIZADO

Você, leitor, provavelmente não é um líder exponencial. Líderes

exponencial se o conselho de administração de sua empre-

convencionais podem tornar-se exponenciais? Sim, mas eles

sa não tiver líderes conscientes das rupturas que podem ser

precisam de alguns empurrões e um ambiente que favoreça isso.

enfrentadas pela companhia.

Sendo sincero, um CEO dificilmente conseguirá tornar-se

Conheço um ágil CEO europeu que faz questão de enviar

EDUCAÇÃO ADEQUADA

os integrantes mais tradicionais de seu conselho para

Um bom exemplo de como criar um líder exponencial por meio

workshops como o da Singularity University. A teoria desse

da educação é o workshop oferecido pela Singularity University.

presidente é a de que, como os membros do board em geral

A cada seis meses, 80 executivos sêniores que atuam em empre-

são mais velhos e se encontram em um momento de desa-

sas integrantes da Fortune 500 participam de dois dias de brie-

celeração de carreira, é de máxima urgência eliminar suas

fings sobre tecnologias de aceleração, seguidos de dois dias de se-

convicções ultrapassadas.

minários voltados para a apresentação de ferramentas próprias das organizações exponenciais, como estudos de caso, entrevistas e prêmios de incentivo. Vários líderes brasileiros já fizeram esse workshop. O interessante é que, antes de realizarem o programa, 75% dos executivos dizem ter pouca ou nenhuma consciência do conteúdo apresentado e, após o evento, a totalidade dos participantes declara já ter dado início a uma ação usando alguma tecnologia ou ferramenta mostrada. Ainda mais impressionante é que 80% dos executivos preveem que o conteúdo recém-aprendido exercerá um

Nem todos os conselheiros detêm uma visão de mundo estagnada, é claro. Uma pesquisa feita por meu coautor, Yuri van Geest, mostrou que os 40 conselheiros mais influentes das organizações holandesas têm mais consciência da ruptura atual do que seus CEOs. O fato é que maior consciência dos integrantes do conselho, especialmente depois de terem passado por um treinamento específico, ajuda esses profissionais a oferecer um apoio mais consistente ao CEO para reequipar suas organizações a fim de adaptá-las a um mundo em crescente aceleração.

impacto transformador em suas empresas em um prazo

Sem receber o apoio do board, nenhum CEO terá condições

de apenas dois anos. No caso dos 20% restantes, o prazo

de introduzir as mudanças necessárias em sua empresa e a

estimado para esse impacto não é muito maior: cinco anos.

inatividade pode colocar toda a organização em risco.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

33


Implementação da diversidade A transformação de um líder convencional em exponencial envolve a composição real das lideranças das empresas. Não faltam provas de que a diversidade em termos de gênero, experiência e idade permite chegar a resultados melhores, mas a maioria das grandes organizações ainda padroniza as camadas sêniores de executivos e conselheiros, em geral com base em um perfil egresso das mesmas faculdades. Fica fácil entender a fragilidade dessa padronização com o

Para fazer a organização abraçar a mentalidade MTP, é preciso identificar seus evangelistas e deixá-los agir

exemplo da idade. A vasta maioria das empresas mantém a crença de que, quanto mais experiente for o executivo, melhor será seu entendimento do mercado. Mas será que isso é verdade? Será que isso é verdade em um mundo em mudança veloz? Será que isso é verdade quando muitos vencedores do Prêmio Nobel desenvolveram seu trabalho de destaque quando estavam na faixa dos 20 anos? Será que isso é verdade quando a idade média dos engenheiros do programa Apollo 10, da Nasa, era 27 anos? Uma das recomendações que dou aos CEOs das grandes empresas, por exemplo, é que identifiquem o profissional de 25 anos mais ágil de suas organizações e o aproxime das posições de liderança, em uma tentativa de reduzir os gaps geracionais e tecnológicos, acelerar a curva de aprendizado de todos os gestores e proporcionar um processo de mentoria reversa. Sebastian Thrun, CEO da Udacity e importante força por trás do Google, fala por mim ao dizer: “Quando contrato novos profissionais, considero a imaginação uma característica bem mais importante do que a experiência”. Howard Schultz, CEO

MENTALIDADE MTP

da rede de cafés Starbucks, também me representa ao nomear

Acredito que muitos líderes empresariais já entenderam

Clara Shih, de apenas 31 anos, para integrar seu conselho de

que há, com a aceleração da economia atual, uma gigantes-

administração –Shih é um ótimo exemplo do novo fenômeno de

ca mudança em seu papel: seus deveres, antes centrados em

“mentoria reversa”.

operar em um mundo previsível com a estratégia dominan-

Outra dimensão da diversidade fundamental para os líderes de organizações exponenciais, o gênero, também está longe de ser

34

te de escalar eficiências, consistem em construir as vantagens competitivas da adaptabilidade e da ruptura.

levada tão a sério quanto deveria. É pena. Em 2012, o instituto

Em minha opinião, esses líderes devem imediatamente

de pesquisa ligado ao Credit Suisse concluiu um estudo de seis

investir no desenvolvimento das seis habilidades des-

anos com empresas que apresentavam um valor de mercado su-

critas, na criação do ambiente propício à liderança expo-

perior a US$ 10 bilhões e descobriu que aquelas com conselhos

nencial com as três iniciativas recomendadas e em fazer

de administração formados só por homens tinham desempe-

a empresa migrar rápido para a mentalidade MTP, com a

nho 26% pior do que as de boards diversificados.

ajuda de “evangelistas”.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL POR_ADM. RENATA MOTTA VASCONCELLOS E ADM. NEIDE VENÂNCIO

O CORPO FALA COMPORTAMENTO, EXPRESSÕES E MODO DE SE VESTIR PODEM DIZER MUITO SOBRE UMA PESSOA

U

m dos primeiros autores a

Recursos

atravessamos

Por mais que não tenhamos intenção,

escrever e debater o tema

um grande desafio. Vivemos na era da

a persuasão está sempre presente no

“O corpo fala” foi Pierre

tecnologia. Vivemos na web. O mundo

nosso não verbal, no nosso olhar e tam-

Weil. Sua abordagem era focada na ne-

virtual agora é mais real do que nunca.

bém nos nossos gestos. Veicular uma

cessidade de as pessoas conhecerem

Dependemos de softwares, aplicativos

mensagem pressupõe, normalmente,

seu corpo sem a intenção de rotular

e, muitas vezes, do nosso inseparável

a existência de um interlocutor. E, se

movimento e, sim, saberem como tirar

smartphone. Sabemos que esse é um

dizemos algo a alguém, queremos aten-

o melhor proveito deste.

caminho sem volta, e não estamos aqui

ção. Às vezes, nem com um milhão de

questionando a importância dessa

palavras conseguimos transmitir fiel-

nova realidade para nossas vidas pes-

mente uma mensagem. Por mais que

soal e profissional e das organizações.

se tente, sempre fica algo a falar. No en-

A relevância da questão está atrelada

tanto, muitas vezes um simples piscar

ao tema que abordamos. Como ler o cor-

de olhos, um gesto com as mãos, pode

po se ele não está presente? Como nós,

ser suficiente para dizer muitas coisas.

profissionais de Recursos Humanos,

Por isso, dominar a arte do “não verbal”,

poderemos entender essa pessoa sem

para o RH, é fundamental.

vê-la e ouvi-la? É, sem dúvida, um gran-

Aprender a ouvir o que o nosso corpo

Essa é uma preocupação que devemos ter na área de Recursos Humanos. Não podemos simplesmente ler um livro com algumas dicas de linguagem corporal e utilizar isso como receita de bolo nas nossas atividades. Na área de Recursos Humanos não existe receita de bolo. Em se tratando do corpo e falando da linguagem corporal, o profissional de Recursos Humanos pode buscar várias formas de obter melhores resultados nas suas atividades, como, por exemplo, na atração e seleção, na administração de conflitos, nos treinamentos, nas dinâmicas de grupo, entre outros. Nesses casos, podemos observar a aparência física, a postura, o estilo de comunicação e vários sinais que o corpo apresenta. Ressaltamos que, hoje, na área de

36

Humanos,

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

de desafio!

diz não é uma tarefa fácil. Mas quem

A nossa real preocupação é como “ler

consegue, sem dúvida, sai na fren-

o corpo” dessas pessoas nesta era da

te, pois ele comunica bem mais do

internet. Precisaremos estar atentos

que podemos imaginar. Conquistar

para esse distanciamento do ser hu-

impressões positivas para as nossas

mano. É fundamental encontrarmos o

atitudes deve ser sempre o principal

equilíbrio. Precisamos nos comunicar

objetivo das nossas ações. E não só

e também usar a persuasão em nossas

a fala, mas também os gestos e ex-

atividades. Existem muitas teorias que

pressões fazem parte do jogo. Então,

não concordam com essa afirmação,

saiba: do olhar a um simples aperto

porém, ainda não encontramos quem

de mão, tudo é fundamental na hora

prove o contrário.

de conseguir uma resposta positiva


devemos estar com todos os seus sentidos e percepções focados naquela pessoa, pois um detalhe que passe à nossa percepção pode fazer toda a diferença para o sucesso ou o insucesso da sua avaliação. Precisamos atentar que qualquer coisa é importante para compreendermos as pessoas. Para exemplificar, quem já assistiu ou ouviu falar de Sherlock Holmes, o maior detetive de Londres, sabe que seu sucesso em dese aumentar suas chances de sucesso. Precisamos, sim, aprender a olhar o corpo a partir de outra lógica, aprender a sentir a partir do que acontece em outros níveis de realidade, aprender a dialogar, a questionar nossas estruturas de pensamento, nossos sentimentos e emoções. Precisamos aprender a ver além das aparências, ver um pouco mais adiante daquilo que se revela em primeira mão, aprender a resgatar a humildade e a sabedoria interior para que possamos perceber o que está escondido em outro nível de realidade, o que é fundamental e necessário para que os processos possam também se auto-organizar, que possa se apresentar no processo evolutivo. Tolerância e abertura são duas atitudes imprescindíveis no diálogo entre os diferentes saberes, as diferentes culturas, as diferentes teorias e os diferentes modos individuais de ser com os quais nos deparamos diariamente no nosso ofício em RH. Neste sentido, e para dar conta da nossa

vendar os crimes estava diretamente ligado ao desenvolvimento da sua técnica, que nada mais era do que a percepção da linguagem corporal do indivíduo e das provas que o seu corpo produzia.

A DIFERENÇA Outro fato para o qual devemos estar atentos é a diferença entre aparência e linguagem corporal. Existe uma linha tênue entre os dois. Você pode olhar para uma pessoa e notar a cor dos olhos, a roupa, a maquiagem, o terno, a gravata e se impressionar deixando-se influenciar positiva ou negativamente por isso. Nesse caso, trata-se de aparência. Porém, a expressão do olhar dessa

A EXPERIÊNCIA Uma experiência que ocorreu durante um treinamento com um cliente pode elucidar bem o assunto. Iniciado o trabalho, percebemos que o grupo tinha uma tendência a proteger determinada participante por considerá-la extremamente tímida. Porém, essa pessoa apresentava maquiagem forte e uma tatuagem grande e colorida por toda a extensão das costas, incoerente ao perfil de uma pessoa tímida. O mais comum para as pessoas que têm tatuagens grandes, expostas e coloridas é que queiram chamar a atenção para o seu corpo. A conclusão à que chegamos é que ela não era tímida, ela era reservada e introvertida e não precisava da proteção do grupo, que muitas vezes pode atrapalhar o desenvolvimento da pessoa na empresa, privando-lhe de desempenhar algumas atividades.

O MISTÉRIO Finalizando, podemos nos lembrar do líder inglês Winston Churchil: “A Rússia é como uma charada embru-

mesma pessoa, o seu jeito de sorrir, de

lhada em um mistério dentro de um

se posicionar, pode dar a percepção de

enigma.” A frase dita por ele nos re-

alguma característica, como gentileza,

mete a todas as pessoas. Somos as-

amabilidade e introspecção. Isso, sim,

sim, charadas dentro de enigmas.

pode ser classificado como linguagem

Quando o profissional de Recursos

corporal, que tende a revelar a perso-

Humanos atua, ele precisa estar atento

nalidade interior e as emoções que não

a todos esses padrões que “o corpo fala”.

aparecem por meio da aparência, de

Precisamos estar atentos às florestas e

roupas, tatuagens, etc.

não só às árvores.

missão, o ideal seria que avançássemos mais neste tema. NTREVISTA

Falando do momento da entrevista, quando estivermos avaliando alguém,

Adm. Renata Motta Vasconcellos é pós-graduada em Gestão Estratégica de Recursos Humanos. É coordenadora da Comissão Especial de Recursos Humanos do CRA-RJ. Adm. Neide Venâncio é coach, coordenadora adjunta da Comissão Especial de Recursos Humanos e conselheira do CRA-RJ. MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

37


CRAs

CONSELHOS REGIONAIS DE ADMINISTRAÇÃO

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO ACRE (CRA-AC) Presidente: Adm. FÁBIO MENDES MACÊDO Av. Brasil, nº 303 - Sala 201 - Centro Empresarial Rio Branco - Centro - 69900-076 - RIO BRANCO/AC Fone: (68) 3224-3365 – 3223-3808 E-mail: craacre@gmail.com Home Page: www.craac.org.br Horário de funcionamento: 7h às 16h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE ALAGOAS (CRA-AL) Presidente: Adm. CAROLINA FERREIRA SIMON MAIA   Rua João Nogueira, nº. 51 - Farol - 57051-400 MACEIÓ/AL Fone: (82) 3221-2481 - Fax: (82) 3221-2481 E-mail: cra@craal.org.br Home Page: www.craal.org.br  Horário de funcionamento: das 8h às 17h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO AMAPÁ (CRA-AP) Presidente: Adm. EDILJANE MARIA CAMPOS DA FONSECA Rua Jovino Dinoá, nº 2455 - Centro- 68900-075 MACAPÁ/AP Fone: (96) 3223-8602 E-mail: cra.macapa@gmail.com Home Page: www.craap.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 17h Atend. público das 9h às 15h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO AMAZONAS (CRA-AM) Presidente: Adm. ANTONIO JORGE CUNHA CAMPOS Rua Apurinã, 71 - Praça 14 - 69020-170 - MANAUS/AM Fone: (92) 3303-7100 - Fax: (92) 3303-7101 E-mail: conselho@craamazonas.org.br Home Page: www.craamazonas.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 17h30 CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA BAHIA (CRA-BA) Presidente: Adm. ROBERTO IBRAHIM UEHBE Av. Tancredo Neves, nº 999 - Ed. Metropolitano Alfa Salas 601/602 - Caminho das Árvores 41820-021 – SALVADOR/BA Fone: (71) 3311-2583 - Fax: (71) 3311-2573 E-mail: cra-ba@cra-ba.org.br Home Page: www.cra-ba.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 17h30 CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO CEARÁ (CRA-CE) Presidente: Adm. LEONARDO JOSÉ MACEDO Rua Dona Leopoldina, nº 935 - Centro - 60110-484 FORTALEZA/CE Fone: (85) 3421-0909 - Fax: (85) 3421-0900 E-mail: presidente@cra-ce.org.br Home Page: www.craceara.org.br Horário de funcionamento: das 8h30 às 18h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL (CRA-DF) Presidente: Adm. MÔNICA COVA GAMA SAUS - Quadra 6 - 2º. Pav. - Conj. 201 - Ed. Belvedere 70070-915 - BRASÍLIA/DF Fone: (61) 4009-3333 - Fax: (61) 4009-3399 E-mail: presidencia@cradf.org.br Home Page: www.cradf.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 17h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO (CRA-ES) Presidente: Adm. HÉRCULES DA SILVA FALCÃO Rua Aluysio Simões, 172 - Bento Ferreira - 29050-632 - VITÓRIA/ES Fone: (27) 2121-0500 - Fax: (27) 2121-0539 E-mail: craes@craes.org.br Home Page: www.craes.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 17h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE GOIÁS (CRA-GO) Presidente: Adm. SAMUEL ALBERNAZ Rua 1.137, nº 229, Setor Marista - 74180-160 GOIÂNIA/GO Fone: (62) 3230-4769 - Fax: (62) 3230-4731 E-mail: presidencia@crago.org.br Home Page: www.crago.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 18h

Listagem atualizada até o dia 20 de março de 2015

38

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO MARANHÃO (CRA-MA) Presidente: Adm. ALINE MENDONÇA DA SILVA Rua dos Afogados, 920 - Centro - 65010-020 - SÃO LUÍS/MA Fone: (98) 3231-4160/3231-2976 - Fax: (98) 32314160/32312976 E-mail: crama@cra-ma.org.br Home Page: www.cra-ma.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 14h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MATO GROSSO (CRA-MT) Presidente: Adm. HÉLIO TITO SIMÕES ARRUDA   Rua 05 - Quadra 14 - Lote 05 - CPA - Centro Político e Administrativo - 78050-900 - CUIABÁ/MT Fone: (65) 3644-4769 - Fax: (65) 3644-4769 E-mail: cra.mt@terra.com.br Home Page: www.cramt.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 17h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MATO GROSSO DO SUL (CRA-MS) Presidente: Adm. GRACITA HORTÊNCIA DOS SANTOS BARBOSA Rua Bodoquena, nº 16 - Amambaí - 79008-290 CAMPO GRANDE/MS Fone: (67) 3316-0300 E-mail: presidencia@crams.org.br Home Page: www.crams.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 17h30 CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MINAS GERAIS (CRA-MG) Presidente: Adm. AFONSO VICTOR VIANNA DE ANDRADE Avenida Afonso Pena, nº 981 - 1º. Andar - Centro - Ed. Sulacap - 30130-907 - BELO HORIZONTE/MG Fone: (31) 3274-0677 - 3213-5396 - Fax: (31) 32735699/3213-6547 E-mail: presidencia@cramg.org.br Home Page: www.cramg.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 18h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO PARÁ (CRA-PA) Presidente: Adm. JOSÉ CÉLIO SANTOS LIMA – Rua Osvaldo Cruz, nº 307 - Comércio - 66017-090 - BELÉM/PA Fone: (91) 3202-7889 - Fax: (91) 3202-7851 E-mail: gabinete@crapa.org.br / presidencia@crapa.org.br Home Page: www.crapa.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 15h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA (CRA-PB) Presidente: Adm. EDNALDO FLOR DA SILVA Av. Piauí, nº 791 - Bairro dos Estados - 58030-331 JOÃO PESSOA/PB Fone: (83) 3021-0296 E-mail: crapb@crapb.org.br Home Page: www.crapb.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 12h e de 13h às 17h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO PARANÁ (CRA-PR) Presidente: Adm. GILBERTO SERPA GRIEBELER Rua Cel. Dulcídio, nº 1565 - Água Verde - 80250-100 CURITIBA/PR Fone: (41) 3311-5555 E-mail: presidencia@cra-pr.org.br Home Page: www.cra-pr.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 18h

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO (CRA-RJ) Presidente: Adm. WAGNER SIQUEIRA Rua Professor Gabizo, nº 197 - Edf. Belmiro Siqueira Tijuca - 20271-064 - RIO DE JANEIRO/RJ Fone: (21) 3872-9550 - Fax: (21) 3872-9550 E-mail: secretaria@cra-rj.org.br Home Page: www.cra-rj.org.br Horário de funcionamento: das 9h às 17h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO GRANDE DO NORTE (CRA-RN) Presidente: Adm. KATE CUNHA MACIEL  Rua Coronel Auriz Coelho, nº 471 - Lagoa Nova - 59075050 - NATAL/RN Fone: (84) 3234-6672/9328 - Fax: (84) 3234-6672/9328 E-mail: cra-rn@crarn.com.br Home Page: www.crarn.com.br Horário de funcionamento: das 12h às 18h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL (CRA-RS) Presidente: Adm. VALTER LUIZ DE LEMOS Rua Marcílio Dias, nº 1030 - Menino Deus - 90130-000 PORTO ALEGRE/RS Fone: (51) 3014-4700/3014-4769 -  Fax: (51) 3233-3006 E-mail: diretoria@crars.org.br;secretaria@crars.org.br Home Page: www.crars.org.br Horário de funcionamento: das 8h30 às 17h30 CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE RONDÔNIA (CRA-RO) Presidente: Adm. ANDRÉ LUIS SAONCELA DA COSTA  Rua Tenreiro Aranha, nº 2988 Olaria – 76801-254  PORTO VELHO/RO Fone: (69) 3221-5099/3224-1706 - Fax: (69) 3221-2314 E-mail: presidencia@craro.org.br Home Page: www.craro.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 17h Atend. público: das 8h às 14h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE RORAIMA (CRA-RR) Presidente: Adm. UBIRAJARA RIZ RODRIGUES  Rua Prof. Agnelo Bitencourt, 1620 - São Francisco, 69.305170 - BOA VISTA/RR Fone: (95) 3624-1448 - Fax: (95) 3624-1448 E-mail: craroraima@gmail.com Home Page: www.crarr.org.br Horário de funcionamento: das 7h30 às 18h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE SANTA CATARINA (CRA-SC) Presidente: Adm. EVANDRO FORTUNATO LINHARES Av. Prefeito Osmar Cunha, 260 - 7º/8º andares - Salas 701 a 707/ 801 a 807 - Ed. Royal Business Center Centro -  88015-100 - Florianópolis – SC Fone: (48) 3229-9400 - Fax: (48) 32224-0550 E-mail: crasc@crasc.org.br Home Page: www.crasc.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 18h CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE SÃO PAULO (CRA-SP) Presidente: Adm. ROBERTO CARVALHO CARDOSO Rua Estados Unidos, nº 865/889 - Jardim América 01427-001 - SÃO PAULO/SP Fone: (11) 3087-3208/ 3087-3459 - Fax: (11) 3087-3256 E-mail: secretaria@crasp.gov.br Home Page: www.crasp.com.br Horário de funcionamento: das 8h às 17h30 Atend. público: das 9h às 17h

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PERNAMBUCO (CRA-PE) Presidente: Adm. ROBERT FREDERIC MOCOCK Rua Marcionilo Pedrosa, nº 20 - Casa Amarela - 52051330 - RECIFE/PE Fone: (81) 3268-4414/3441-4196 -Fax: (81) 32684414 E-mail: cra@crape.org.br Home Page: www.crape.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 14h Atend. público: das 8h às 12h

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE SERGIPE (CRA-SE) Presidente: Adm. CARLOS MENEZES CALASANS ELOY DOS SANTOS FILHO Rua Senador Rollemberg, 513 - São José - 49015-120 ARACAJU/SE Fone: (79) 3214-2229/3214-3983 - Fax: (79) 32143983/3214-2229 E-mail: atendimento@crase.org.br Home Page: www.crase.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 14h

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO PIAUÍ (CRA-PI) Presidente:Adm. PEDRO ALENCAR CARVALHO SILVA Rua Áurea Freire, nº 1349 - Jóquei - 64049-160 TERESINA/PI Fone: (86) 3233-1704 - Fax: (86) 3233-1704 E-mail: administrativo@cra-pi.org.br Home Page: www.cra-pi.org.br Horário de funcionamento: das 12h às 19h

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE TOCANTINS (CRA-TO) Presidente em exercício: Adm. EUGENIO PACCELI DE FREITAS COÊLHO 602 Norte, Av. Teotonio Segurado, Conj. 01, Lt 06 77006-700 - PALMAS/TO Fone: (63) 3215-1240/3215-8414 E-mail: atendimento@crato.org.br Home Page: www.crato.org.br Horário de funcionamento: das 8h às 18h


Procurando novas formas de se diferenciar no mercado de trabalho?

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO Modalidade: PROVA

O caminho para a valorização. Saiba mais em: certificação.cfa.org.br

/cfaadm

/cfaadm

www.cfa.org.br/cfatv

www.radioadm.org.br


BEM-ESTAR POR_CINTHIA ZANOTTO

Que tal se exercitar

AO AR LIVRE? PARQUES, PRAÇAS E CICLOVIAS ATRAEM PESSOAS EM BUSCA DA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS SEM GASTAR MUITO E SEM LIMITE DE HORÁRIOS

P

or serem um espaço democrático, os ambientes urbanos têm

CONFIRA AS INSTRUÇÕES LOGO ABAIXO E APROVEITE PARA SE EXERCITAR

conquistado novos adeptos à

prática de exercícios físicos ao ar livre. As facilidades oferecidas pelos parques, praças e ciclovias – alguns até dispõem de academias – atraem pessoas interessadas em corrida, ciclismo, ioga, futebol, skate, treinos funcionais e a lista de esportes não para por aí. De acordo com Alberto Lorena Bruel,

1 2

É importante checar as condições do terreno e o tamanho do espaço disponível, para escolher a atividade ideal a ser realizada. Porém, Bruel lembra que a criatividade pode ser usada para transformar uma limitação em um obstáculo a ser superado durante o treino

3

Ao iniciar as atividades ao ar livre são essenciais o acompanhamento e a instrução de um profissional de Educação Física. Atualmente, muitos recorrem aos tutoriais de exercícios na internet e/ou utilizam aplicativos voltados ao esporte para se exercitarem sozinhos, aumentando os riscos de sofrer lesões ou não alcançar os resultados esperados

4

Os cuidados devem ser redobrados para pessoas na terceira idade, pois o risco de lesões é maior nessa faixa etária. O professor explica que “como nesses espaços a maioria dos exercícios é realizada com o peso do próprio corpo e sem nenhum equipamento que guie o movimento, esse grupo fica mais vulnerável, pois o equilíbrio, o reflexo e a força são menores com o passar da idade”.

Utilizar equipamentos seguros quando o exercício pedir é uma obrigação para garantir a saúde do praticante. Nessa hora não dá para economizar. “Por exemplo, um corredor deve usar um bom tênis, que corresponda ao seu tipo de pisada e lhe garanta um bom amortecimento”, declara

educador físico e dono de um estúdio de pilates em Curitiba, “esses espaços contribuem bastante para que exercícios físicos venham a ser realizados por qualquer pessoa, a qualquer hora do dia, sem um grande investimento. A interação social, a fuga da rotina e o baixo custo têm sido agentes importantes para aumentar o número de participantes em atividades ao ar livre”. Mas, para a prática ser realmente efetiva, o educador passa algumas dicas.

40

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


CONCURSO PÚBLICO POR_ ADM. FLÁVIO BOERES

CONCURSO PÚBLICO: o mistério da aprovação

ESPECIALISTA DÁ DICAS DOS CAMINHOS A SEREM PERCORRIDOS POR QUEM DESEJA INGRESSAR NA CARREIRA DE SERVIDOR PÚBLICO Como desvendar esse mistério? Qual a fórmula mágica da aprovação? Antes de responder a essas perguntas, precisamos fazer algumas colocações. Diversos mitos foram criados em torno do concurso. Em razão disso, muitos concurseiros já chegam derrotados nas provas ou até com a justificativa pronta da não aprovação. Utilizam até explicação divina: “Muitos são os chamados, poucos os escolhidos”. A primeira barreira a ser quebrada é a de acreditar que a aprovação não pode ser alcançada. Acredite! O concurso é para todos! Qualquer pessoa pode conseguir, pois o teste de conhecimento não mede inteligência, e sim o grau de preparação para aquela prova. Desse modo, pode-se afirmar que é mais transpiração que inspiração. Muitos acreditam que a regra do concurso é a não aprovação e de fato isso acontece quando verificamos a lista de inscritos por vaga; entretanto, ao analisarmos os resultados, percebemos que mais de 90% dos candidatos não atingem nem mesmo 60% da prova (é claro que estou falando do Cespe). No concurso do STF para o cargo de

analista judiciário – área administrativa, 6.331 inscritos concorreram a 45 vagas. Pasmem! O primeiro lugar fez 63% da prova e o último dentro das vagas, 52%. Aí alguém afirma: “Isso aconteceu porque a prova estava difícil”. Não! As provas do Cespe são, sim, bem elaboradas, mas a maioria dos candidatos não está preparada ou se prepara de forma errada. E o ciclo vicioso se repete. Então, por que está tão difícil conseguir uma vaga? A indústria do concurso cresceu, muitos cursos, professores, livros, materiais, sites, apostilas, métodos etc. Com essa gama de possibilidades, por onde começar? Voltemos para o mistério da aprovação. A verdade é que não existe fórmula mágica, mas sim uma preparação benfeita. Para tanto, se faz necessário trilhar algumas etapas: • Tenha um objetivo: é o passo mais difícil, é um critério bem pessoal. Tenha em mente quanto quer ganhar, qual atividade pretende desenvolver e o nível de escolaridade. Pesquise e decida. É preciso ter foco; • Faça um diagnóstico pessoal: identifique em que ponto se encontra para chegar ao seu objetivo;

* Flávio Boeres é Administrador, coach de concursos, pós-graduado em Gestão de Pessoas e em Logística, Transporte e Mobilização.

• Faça um planejamento: o planejamento de concurso envolve a pesquisa de disciplinas, de conteúdo, da banca e de material de estudo; • Execute o planejamento: é aqui que se coloca em prática tudo o que foi planejado. Sem transpiração, não será possível a aprovação; • Procure um profissional especializado em concursos em caso de dificuldade de realizar os passos acima.

“É como se diz: conhecendo o inimigo e conhecendo a si mesmo, não será preciso temer o resultado de uma centena de batalhas. Conhecendo a si mesmo mas não o inimigo, a cada vitória corresponderá uma derrota.” SUN TZU Estudar para concursos virou uma arte e não existem mais espaços para aventureiros. Portanto, para ter um resultado positivo, é preciso colocar em prática as dicas de execução abaixo: • Elabore resumos e mapas mentais; • Faça revisões e muitos exercícios.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

41


CONSELHO POR_ ANA GRACIELE/WELLINGTON PENALVA/CFA

ATESTADO DE QUALIDADE PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL COMEÇA A RECEBER INSCRIÇÕES DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RH. A AVALIAÇÃO SERÁ APLICADA EM TODO O PAÍS

As inscrições para o Programa de Certificação Profissional por Prova de Administradores e Tecnólogos em Gestão de Recursos Humanos – Ênfase Recursos Humanos estão abertas desde o dia 3 de fevereiro. A iniciativa do Sistema Conselhos Federal e Regionais de Administração (CFA/CRAs) tem como objetivo contribuir para o fortalecimento da imagem e da credibilidade da profissão perante a sociedade. De acordo com o diretor da Câmara de Formação Profissional do CFA, Adm. Mauro Kreuz, a Certificação é a oportunidade para Administradores e tecnólogos em Recursos Humanos darem um grande impulso na carreira. “Além de atestar e diferenciar o conhecimento e experiência do profissional de Administração, ela confere credibilidade”, diz. A Certificação Profissional do Sistema CFA/CRAs tem validade de três anos.

42

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


Essa condição, segundo Kreuz, pro-

Conselho Regional de Administração.

porciona um processo contínuo de

As inscrições serão realizadas no site

aprendizado, caracterizando ciclos

www.certificacao.cfa.org.br.

evolutivos da capacitação profissio-

As provas serão aplicadas pela

nal em consonância com a premissa anterior de educação continuada.

Fundação Getulio Vargas (FGV) nos centros de teste que a escola tem espalhados por todo o território nacional.

MERCADO DE TRABALHO

Ao todo, o candidato deverá respon-

Dados do Instituto Data Corporation

gerais da área de Administração e 40

– IDC Brasil revelam que o salário do

tópicos relacionados ao conteúdo de

profissional certificado pode ser de

Recursos Humanos.

der a 60 questões de múltipla escolha, sendo 20 itens sobre conhecimentos

NOVIDADES EM 2015

certificados têm 53% a mais de chan-

A

trabalho, provando que a Certificação certamente é um relevante adicional para o currículo de uma pessoa.

de comunicar Administração (CFA) agregou mais

ção. Da mesma forma, os profissionais ces de recolocação no mercado de

UM NOVO JEITO

Em janeiro, o Conselho Federal de

10% a 100% mais alto, se comparado com aquele que não tem tal qualifica-

CFA TV

modalidade

de

Certificação

Profissional por Experiência, que, desde 2014, já certificou dezenas de Administradores na área de RH no Brasil, ainda é válida. A novidade é que

um veículo ao seu quadro multimídia de comunicação, o CFATV. A nova mídia do CFA traz publicações inéditas toda semana. Os vídeos veiculados são curtos e objetivos, priorizando abordagens dinâmicas. A missão do canal é divulgar o Sistema CFA/CRAs, suas ações e as

“A Certificação Profissional na área de

os interessados em obter a certificação

Recursos Humanos do Sistema CFA/

nesta modalidade terão até o dia 30 de

CRAs é um atestado de qualidade, um

junho para fazer a inscrição. Além dis-

documento que credibiliza a compe-

so, o tempo de experiência a ser com-

tência do especialista em RH. Ser bom

provado diminuiu. As condições e os

Acesse o CFA TV e inscreva-

no que se faz é primordial, mas ter essa

termos para aquisição do título podem

-se em nosso canal. Você pode

ciência confirmada pelo órgão regula-

ser conferidos no site do Programa:

dor da Administração – o CFA é certi-

www.certificacao.cfa.org.br.

www.cfa.org.br/cfatv. Confira!

ficado, anualmente, pela norma NBR

Neste ano está prevista ainda a

É INFORMAÇÃO, É CONHECIMENTO, É

ISO 9001:2008 – no país é inquestionável”, afirma o Adm. Mauro Kreuz.

certificação em outras áreas da

informações sobre o universo da Administração, além de vídeos motivacionais e comemorativos.

assistir a webtv no endereço

SEU. É CFATV!

Administração. Finanças e Marketing serão as próximas a serem incluídas

INSCRIÇÕES

no Programa. “Nossa intenção é ex-

Para obter a Certificação é preciso

fissionais e, assim, beneficiar todos

ser Administrador ou tecnólogo em

os Administradores e tecnólogos re-

Gestão de Recursos Humanos, além

gistrados nos CRAs”, finaliza o Adm.

de ser registrado e adimplente junto ao

Mauro Kreuz.

pandir o projeto para os demais pro-

MARÇO / ABRIL – 2015 | Nº 104

43


Conselho

CURSO CAPACITARÁ ADMINISTRADORES para atuarem em MPEs INICIATIVA DO CFA RECEBEU DEZENAS DE INSCRIÇÕES, SUPERANDO EXPECTATIVAS DA AUTARQUIA O Programa de Capacitação e de Formação

Vale do Itajaí (Univali), que devem ser reali-

profissionais no amplo mercado de trabalho

de Multiplicadores de Conhecimento em

zados nas sedes dos CRAs participantes uma

das MPEs, com o objetivo de aprimorar o

Micro e Pequenas Empresas (MPEs) rece-

vez por mês, totalizando 30 horas-aulas.

beu dezenas de inscrições. A iniciativa do

Além disso, haverá encontros na modalidade

Conselho Federal de Administração (CFA)

a distância (90 horas-aulas) e vivências práti-

– coordenada pela Câmara de Formação

cas (30 horas-aulas) em MPEs para apresen-

Estão

Profissional do CFA – faz parte do Acordo

tação do trabalho final do curso.

Administradores registrados em um dos

Os profissionais serão habilitados com me-

Conselhos

todologias que permitirão realizar diagnós-

(CRAs) participantes do projeto piloto – CRA-

ticos, identificar problemas e encaminhar

AL, CRA-MA, CRA-PA, CRA-PI e CRA-RJ –

de Cooperação Técnica celebrado com a Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República (SMPE-PR). As aulas do Programa começaram em março

soluções em MPEs. Ao proporcionar essa

e a capacitação terá quatro encontros pre-

capacitação aos Administradores, o Sistema

senciais, organizados pela Universidade do

CFA/CRAs pretende alavancar a inserção dos

processo de gestão deste importante segmento da economia nacional. participando

do

Regionais

de

Programa

os

Administração

que se inscreveram no projeto. Mais informações: www.cfa.org.br

CAPACITAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PARCERIA DO CFA COM O PORTAL DA EDUCAÇÃO OFERECERÁ CURSOS DE ATUALIZAÇÃO PARA ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS Ainda no primeiro semestre deste ano, o Conselho Federal de Administração (CFA), em parceria com o Portal da Educação, oferecerá cursos de atualização na área de Administração. A iniciativa pretende auxiliar na formação profissional de

Segundo o Guia Você S/A, em 2013, o Portal da Educação ficou entre as 150 melhores empresas para trabalhar no país.

Administradores e tecnólogos em Administração.

Sua missão é tornar o aprendizado empolgante e universal-

Os profissionais registrados nos CRAs que aderiram ao progra-

Confira abaixo a relação dos cursos de capacitação que serão ofer-

ma poderão participar. Ao todo, serão oferecidos 15 cursos

tados pelo CFA por meio da parceria com o Portal da Educação:

com carga horária média de 80 horas-aulas. Os cursos serão gratuitos e oferecidos na modalidade a distância. Se você é profissional de Administração registrado no CRA procure o seu CRA.

44

PORTAL DA EDUCAÇÃO

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

mente acessível para potencializar a capacidade humana.

1. Administração do Tempo

9. Liderança

2. Marketing Estratégico

10. Administração Estratégica

3. Gestão de Pessoas

11. Gestão de Projetos

4. Gestão da Qualidade

12. Estatística

5. Comunicação em Marketing

13. Avaliação de Desempenho

6. Fluxo de Caixa

por Competências

7. Gestor de Relacionamento

14. Gestão Financeira

8. Gestão de Equipes

15. Balanced Score Card


AdmEmpregos

estudantes

O maior portal de Empregos da área de Administração agora abre suas portas às oportunidades para estudantes. Acesse: www.AdmEmpregos.org.br O objetivo da iniciativa é proporcionar a você profissional e estudante de Administração um canal de empregos segmentado na área de Administração.

SISTEMA CFA/CRAs TRABALHANDO PELA SUA EMPREGABILIDADE

AdmEmpregos.org.br - um produto do Sistema CFA/CRAs MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

45


OPINIÃO

O negócio da alma é

A ALMA DO NEGÓCIO A

cho muito provável que você já tenha ouvido um antigo slogan que dizia “a pro-

paganda é a alma do negócio”. Chama-me a atenção o uso do vocábulo “alma” nessa frase. Parece ser usado como um simples resumo de que o fator crítico de sucesso de qualquer negócio é a propaganda. Mas essa palavra significa bem mais que isso! A alma é a dimensão imaterial do nosso ser. É exatamente por tê-la que somos capazes de nos emocionar com a primeira apresentação do nosso filho na peça da escola, de nos alegrar quando conquistamos alguma coisa, de chorar diante de uma cena de dor, de nos indignar quando presenciamos uma injustiça. Não fosse a alma, seríamos seres absolutamente instintivos que não hesitariam em matar para sobreviver, esmagaríamos o fraco sem qualquer remorso de ter prejudicado quem quer que seja.

46

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


*Este artigo não reflete necessariamente a opinião do CFA.

Sem alma, somos apenas máquinas reagentes a informações dadas, processadas e obedecidas mecanicamente. Uma das piores coisas que pode acontecer com um ser humano é a experiência de ir perdendo sua alma. É óbvio que essa é uma força de expressão, visto que literalmente isso não acontece. Perdemos a alma quando nos afastamos de quem realmente somos, deixamos de

eficientes, sábias, inteligentes, energé-

Dos ambientes nos quais transitamos, um dos mais propícios para nos fazer perder a alma é justamente o mundo do trabalho"

ticas, produtivas, pois estão em contato com a fonte da vida e do vigor, por isso mesmo são capazes de gerar riqueza, prosperidade, sem destruir seu entorno. É investindo exatamente nessa dimensão que não se vê – a qual chamamos alma – que se podem obter os resultados que podem ser vistos.

verdade, tinha ido com toda a sua equipe

O contato com sua alma, com aquilo que

e sentimentos, já não somos sensíveis,

para um quartel militar onde aprendeu

importa em sua vida, poderá sim dar a

restando-nos apenas um reagir instinti-

técnicas de guerrilha aplicadas às ven-

você capacidade de lidar com as pres-

vo, uma visão excessivamente materia-

das. O setor em que trabalhava era de

sões próprias do trabalho sem trans-

lista, não dando espaço para nada mais

um nível de competição quase insano,

do que aquilo que vemos, contabiliza-

no qual uma pequena fatia de mercado

formar você no autômato. Diga não a

mos e medimos como sucesso.

significava muitos milhões de reais.

Dos ambientes nos quais transitamos,

Minha imaginação não se conteve. Fi-

mundo inteiro e perder justamente sua

um dos mais propícios para nos fazer

quei pensando que, por exemplo, quando

alma? Pessoas com alma são a alma

perder a alma é justamente o mundo do

sua filha apresentasse seu boletim com

do negócio.

trabalho. Talvez um bom exemplo disso seja uma insólita experiência que tive. Sou professor em diferentes cursos de MBAs e alguns deles acontecem no sábado. Pois bem, num dia desses, com apenas 40 minutos de aula, um jovem dormia profundamente na sua cadeira na última fileira. Esperei estrategicamente o intervalo para saber o que estava acontecendo. Descobri, para o bem de

tudo que violar sua essência mais profunda, pois, afinal, de que vale ganhar o

uma nota ruim na escola, talvez ele dissesse: “02, pede para sair!”. Descontada

Foto: Divulgação

entrar em contato com nossas emoções

a pitada de humor, me assusta às vezes pensar quais os impactos para a nossa alma trazidos pelos níveis de estresse, de pressão excessiva por resultado, de insegurança, de altíssima competitividade próprios de um mundo cada vez mais sem alma.

minha autoestima, que seu sono não era

Se o mundo do trabalho entendesse

em função da qualidade da aula, mas sim

mais do negócio da alma, perceberia que

de que havia estado num treinamento

pessoas com alma são a alma do negócio.

duríssimo nos dias antecedentes. Na

Elas são mais capazes, comprometidas,

EDUARDO PEDREIRA é professor de Sustentabilidade Corporativa da Fundação Getulio Vargas. É um dos autores do livro “Gestão Sustentável de Negócios”. prof.eduardofgv@terra.com.br

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

47


RECURSOS HUMANOS POR_MARA ANDRICH

HÁ VAGAS AS ENTREVISTAS DE EMPREGO SÃO VIAS DE MÃO DUPLA: DE UM LADO, O ENTREVISTADOR NA BUSCA POR RESPOSTAS PARA O PREENCHIMENTO DA VAGA. DO OUTRO, O CANDIDATO, ANSIOSO E PREOCUPADO. MAS TODO O PROCESSO DEVE SER EQUILIBRADO PARA QUE AMBOS FIQUEM SATISFEITOS

Q

uando uma pessoa está desempregada, nada

O entrevistador deve deixar o candidato à vontade,

causa mais ansiedade do que a expectativa

incentivando-o a falar de si, de suas experiências, vida

de um novo emprego. Para o candidato que

pessoal, objetivos e expectativas. Essa é uma das dicas

está em busca de uma colocação, essa ansiedade pode se

da psicóloga da área organizacional Caroline Cors-

tornar ainda mais difícil na tarefa de demonstrar ao em-

sini Alves. “Isso será feito de modo a criar a proximi-

pregador que ele tem aquelas habilidades exigidas para

dade necessária para obter o maior número de infor-

o cargo. Por mais que se tenha um bom currículo, é sem-

mações sobre o candidato, filtrando-as e evitando

pre um momento constrangedor para ambas as partes:

conclusões equivocadas e estereotipadas”, aconselha.

candidato e entrevistador.

Perguntar ao aspirante à vaga o que despertou seu

Sendo assim, quando se fala em entrevista de emprego formam-se dois times adversários: de um lado, o recrutador ou entrevistador tentando buscar o que os candi-

interesse pela empresa é um bom wponto de partida. “O respeito deve estar acima de qualquer interesse”, afirma.

datos têm de melhor e verificando se atendem à vaga; de outro, o candidato, ansioso por mostrar-se apto à oportunidade que lhe foi apresentada. No entanto, não se trata de um jogo, tampouco de adversários: ambos devem ter em mente a ética e o respeito para demonstrarem o que necessitam; e foco, tanto para quem procura um funcionário eficiente como para quem vai se colocar na empresa. 48

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

Caroline Corssini Alves, psicóloga da área organizacional


ANSIEDADE INEVITÁVEL Durante a entrevista, independentemente da vaga,

Maristela Ferreira, coordenadora do curso de Tecnologia em Gestão de RH da FAE em Curitiba (PR)

algumas dicas são preciosas para o candidato. A começar pelo modo de apresentação. Parece antiquado falar de roupas, cabelo e maquiagem, por exemplo, mas é necessário, segundo os especialistas, se atentar a isso antes de ir para uma seleção. Usar roupas sóbrias e discretas, bem como cuidar com a aparência, como cabelo, unha e maquiagem, são fundamentais. A professora Maristela Ferreira, coordenadora do curso de Tecnologia em Gestão de RH da FAE – Centro Universitário, lembra que nunca se deve “criar um personagem”. “Seja você mesmo”, recomenda. Depois, outro conselho imprescindível é conhecer um pouco sobre a empresa antes de ir para a entrevista. “Sabendo

de respiração, ou até mesmo procurar cursos que auxiliem no desenvolvimento disso, como teatro ou oratória, por exemplo. Em casos mais graves, recomenda-se um profissional que possa auxiliá-lo”, aconselha Caroline.

se a empresa é mais ou menos formal já será possível

Ela afirma ainda que o fundamental durante as perguntas é

identificar até mesmo qual a melhor roupa para usar no

respondê-las de maneira objetiva e clara. A professora Maris-

dia da entrevista. O entrevistador vai valorizar quem

tela Ferreira, da FAE, dá o mesmo conselho, acrescentando

conhece sua empresa”, observa.

que o candidato deve prestar atenção no entrevistador, olhar

O empresário e editor, proprietário da editora M. Books do Brasil, Milton Mira, também recomenda que o candidato procure saber sobre a corporação e da vaga antes de se apresentar para a entrevista. “Quando entrevisto alguém Milton Mira, empresário e editor, proprietário da editora M. Books do Brasil

sempre pergunto: o que você sabe da nossa empresa? – e

nos seus olhos e compreender bem a pergunta que está sendo feita, já que a ansiedade pode fazer com que ele se distraia e não preste atenção no que está sendo indagado. “Alguns candidatos não deixam o entrevistador falar, e isso não é nada adequado”, garante a professora. Outra recomendação de Maristela é não explicar muito quando responder ao entrevistado, pois isso pode passar a sensação de insegurança. A professora também deixa claro que o candidato não deve inventar nada na ilusão de impressionar o selecionador, pois isso será descoberto em algum momento da entrevista, ou mesmo se acontecer de ele for escolhido para a vaga.

sempre me causa melhor impressão aquele que diz

que visitou o site e descreve o que viu”, comenta. Antes de mais nada, é importante que o candidato respire fundo e contenha a ansiedade, sentimento que aparece antes, durante e depois de uma seleção, apesar de que uma dose moderada de ansiedade é recomendável. A especialista Caroline Corssini Alves afirma que doses moderadas de ansiedade estimulam o indivíduo a alcançar seus objetivos. Mas é preciso cautela para que isso não atrapalhe. “Antes da entrevista, a pessoa pode buscar técnicas de relaxamento e controle

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

49


Recursos Humanos

FALE (DE VOCÊ) COM MODERAÇÃO São muito comuns em entrevistas de emprego as afirmações do entrevistador “fale de você”, “fale de suas qualidades, seus potenciais, suas dificuldades”. Para muitas pessoas, falar de si próprias pode ser um martírio, enquanto que para outras é mais fácil – e ambas as situações podem atrapalhar numa entrevista de emprego. Por isso é preciso tomar alguns cuidados. “A pessoa deve apresentar os seus talentos. Mas é aí que está o pulo do gato: isso deve ser feito sempre dentro do contexto colocado pelo entrevistador e sem se estender, sem arrogância”, alerta a professora Neusa Vítola Pasetto, da Uninter. Ela lembra que existem diferenças entre habilidade e potencial. A habilidade é o potencial ou o conhecimento que o candidato pode ter, mas que ainda não colocou em prática, enquanto que a habilidade é aquilo que ele já conseguiu praticar. “Ser verdadeiro é fundamental. Dica: faça uma lista de suas qualidades antes de ir para a entrevista e, quando o entrevistador estiver na sua frente, busque mostrar como você as aplica”, recomenda Neusa. A especialista Caroline Corssini Alves diz que o candidato pode (e deve) admitir seus pontos positivos e negativos, ou seja, reconhecer suas falhas, mas sempre se mostrar disposto a corrigi-las. “O objetivo do entrevistador não é reprovar o candidato porque ele se diz ansioso, desorganizado, rígido ou tímido. Mas sim, saber de que forma ele está buscando melhorar esses aspectos para que não interfiram negativamente em seu desempenho profissional”, alerta. Maristela Ferreira dá um recado importante: “Todos têm algo a melhorar, por isso é preciso falar a verdade.

50

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

Neusa Vítola Pasetto, professora do Centro Universitário Internacional (Uninter) Mas nunca fugir ao que está sendo perguntado, sem ser prolixo, pois isso cansa o entrevistador”, aconselha. Milton Mira vê o tão temido “fale de você” como uma grande oportunidade para o entrevistado. É por isso que ele recomenda que o candidato treine algumas respostas antes de ir para a seleção. “Estando preparado, o candidato poderá falar das suas atuações anteriores adequadas às expectativas desta nova empresa”, acredita. Mira também aconselha que o candidato fale de si mesmo de maneira genérica, sempre com o intuito de estar ou não apto à vaga. “Ele pode falar de si, mas não de maneira pessoal, e sim procurar encaixar suas qualidades, exemplificando ações ou atuações que tenha feito em trabalhos ou empregos anteriores”, recomenda. Por outro lado, é muito importante só falar na deixa do entrevistador. “Não deve de jeito nenhum interromper uma frase ou uma fala dele. Espere ele completar o pensamento e só aí se expresse”, orienta Mira.


ENTREVISTAR O ENTREVISTADOR Alguns candidatos acreditam que pergun-

fatores que deve ser levado em conta. “Se

com todas as postagens, principalmente

tar algo ao entrevistador sobre a empresa

a pessoa quer saber se a empresa incenti-

aquelas que falam de trabalho. Caroline,

pode representar um interesse ainda maior

va os estudos, por exemplo, pode ser bom

no entanto, alerta que o recrutador deve

pela vaga. Mira, no entanto, acredita que

para o candidato mostrar esse tipo de in-

ter muita cautela e evitar pré-julgamentos.

isso não é conveniente, já que ele deve

teresse”, comenta. A especialista Caroline

Mira lembra que o candidato deve dizer

saber um pouco mais sobre a empresa vi-

Corssini Alves também vê restrições quan-

que utiliza as ferramentas, sim, até porque

sitando o site dela, ou se informando de

to à ideia de o candidato “entrevistar” o

elas já fazem parte da vida da maioria das

alguma forma. “A não ser que seja uma

entrevistado. “Tudo depende do tipo de

pessoas. Mas com cautela. “Eu recomendo

pergunta específica que mostre interesse

empresa. Em alguns casos, pode demons-

que o candidato deva responder, sim, que

ou conhecimento do candidato. Sobre o

trar interesse e maturidade por parte do

utiliza o Facebook, Twiter, LinkedIn, dentro

cargo ou função, acredito que o entrevis-

candidato, haja vista a relevância de tais

da normalidade”, comenta.

tador deva descrever. Aí então, se houver

informações no momento de sua escolha”,

alguma dúvida, vale a pena esclarecer”, diz.

comenta a especialista.

Já a professora Maristela Ferreira, da FAE,

Outro grande empecilho para alguns candi-

acredita que isto depende muito da empre-

datos são as redes sociais. Principalmente o

sa. Se for uma corporação menos formal,

Facebook, no qual as pessoas, muitas vezes,

que lida com a geração Y, por exemplo,

expõem a vida. Segundo os especialistas,

não haveria problemas em fazer perguntas

os recrutadores estão cada vez mais utili-

ao entrevistador. O tipo de pergunta que

zando essas ferramentas para selecionar os

se fará ao entrevistador também é um dos

candidatos. Por isso, é preciso ter cautela

Perfil Social

LOBO E OVELHA Segundo a mestre em Administração e professora de

que ele possibilite que o candidato mostre o que sabe. Espe-

comportamento organizacional e gestão de pessoas no

ramos que ele pergunte, mas estimulando o candidato a

Centro Universitário Internacional (Uninter), Neusa Vítola

mostrar seu potencial, a passar as informações com segu-

Pasetto, o processo de mão dupla prevê que o entrevistador dê condições para o entrevistado saber se é naquela empresa que ele quer trabalhar. “É o momento em que os dois estão se conhecendo. Não somente a empresa conhe-

rança, sem ansiedade”, diz Neusa. O profissional de recursos humanos deve ainda se utilizar de instrumentos que representem algo para a vaga. Isso

cendo o candidato, mas também o candidato está verifi-

vale, sobretudo, para as famosas “dinâmicas de grupo” ou

cando se quer mesmo a vaga”, comenta.

“entrevistas coletivas”, levando sempre em conta de que

Dessa forma, o entrevistador não deve nunca se colocar na posição de lobo e o candidato na de ovelha. Para aqueles profissionais que trabalham com seleção de pessoas ou recursos humanos é preciso ter em mente, antes de mais

uma seleção nada mais é do que comparar um candidato com o outro. Algumas técnicas utilizadas muitas vezes não atingem esse objetivo. “O jogo pelo jogo não adianta. O lúdico, somente, não seleciona ninguém. Eu tenho que ver

nada, a ética. E isso já se inicia em atender o entrevistado

o que quero avaliar daquele candidato, para aquela vaga, e a

no horário marcado, por exemplo. “O que esperamos de um

partir disso escolher os critérios que vou utilizar para isso”,

selecionador? Esperamos que ele crie um clima favorável,

orienta Neusa.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

51


Recursos Humanos

COMPORTAMENTOS INADEQUADOS NA ENTREVISTA NÃO SE INFORMAR SOBRE A EMPRESA. NÃO DEMONSTRAR INTERESSE PELA VAGA. PUBLICAR NAS REDES SOCIAIS FOTOS OU INFORMAÇÕES QUE POSSAM DESAGRADAR AO EMPREGADOR. USAR ROUPAS MUITO CURTAS OU DECOTADAS (PARA AS MULHERES). USAR ROUPAS MUITO COLORIDAS (ISSO VAI DEPENDER DO TIPO DE EMPRESA). NÃO CUIDAR DA APRESENTAÇÃO PESSOAL (MULHERES DEVEM USAR POUCA MAQUIAGEM OU ALGO SÓBRIO, POR EXEMPLO). USAR ÓCULOS ESCUROS OU BONÉ.

IR ACOMPANHADO PARA A ENTREVISTA. TENTAR CONTATO PELAS REDES SOCIAIS (NO PÓS-ENTREVISTA). FAZER LONGAS PAUSAS NAS RESPOSTAS.

GESTICULAR MUITO.

REPETIR O QUE JÁ DISSE.

FALAR MUITO NAS RESPOSTAS.

OMITIR OU MENTIR (ISSO VALE TAMBÉM PARA O CURRÍCULO).

ERROS DE PORTUGUÊS (TANTO NA ENTREVISTA COMO NO CURRÍCULO).

EXCESSO DE INFORMALIDADE (USAR GÍRIAS, POR EXEMPLO).

CHEGAR ATRASADO.

UTILIZAR MÉTODOS SENSACIONALISTAS DE CONVENCIMENTO OU FRASES DE EFEITO.

DEIXAR O CELULAR LIGADO. NÃO AGRADECER NO FINAL.

MOSTRAR-SE ORGULHOSO DE SUAS HABILIDADES OU POTENCIALIDADES.

NÃO ATENDER AS LIGAÇÕES DA EMPRESA INTERESSADA (ANTES OU DEPOIS DA ENTREVISTA).

FALAR MAL DA EMPRESA EM QUE TRABALHOU ANTERIORMENTE.

E DEPOIS? em

lhido ou não para a vaga, é sempre

dúvida se devem ou não procurar a

importante fazer uma autoavaliação.

empresa para saber o porquê de não

“E não se martirizar. A autoava-

Muitos

profissionais

ficam

terem sido selecionados para determinada vaga. Como as entrevistas de emprego são vias de mão dupla, tanto a empresa deve dar um feedback ao entrevistado como o candidato pode

52

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

liação deve ser feita com o intuito de aprimorar suas capacidades, razão pela qual o candidato deve evitar autocríticas que o inferiorizam,

cobrar esse retorno do selecionador.

considerando

somente

aquelas

A especialista Caroline Corssini

que o incentivam a se aperfeiçoar a

Alves lembra ainda que, sendo esco-

cada entrevista”, avalia.


DICAS QUE

PODEM FAZER

A DIFERENÇA Existem vários tipos de currículo, mas o mais comum são os genéricos, que não são destinados a vagas específicas. Para começar, se o candidato pretende concorrer a vagas de áreas variadas de uma empresa, por exemplo, não é de bom tom enviar o currículo para diversos e-mails com cópias. O ideal é, segundo os especialistas, enviar com cópia oculta. Outra dica é manter sempre o foco da vaga. Retirar do currículo informações antigas ou que não tenham relação com o que está sendo oferecido também é importante. Segundo a professora Neusa Vítola Pasetto, da Uninter, o currículo deve ser o mais sucinto possível, sem número de documentos, nome dos pais, religião ou frases de efeito. Trabalhos voluntários, no entanto, são bem-vindos nos currículos, assim como pretensão salarial (caso a empresa solicite). A professora Maristela Ferreira observa que as informações devem ser muito claras, objetivas e focadas na vaga que está sendo oferecida. E isso vale desde o primeiro currículo da pessoa até para as vagas que exigem mais experiência. “Hoje em dia as pessoas têm pouco tempo, e todas preferem algo mais resumido”, reitera. Maristela acredita que não há problema em enviar mais de um currículo para a mesma empresa, desde que sejam para áreas afins. “Tudo depende da vaga oferecida. Eu não aconselho a fazer isso, mas os profissionais da geração Y já entendem que é possível”, afirma. A especialista Caroline Corssini Alves compara o currículo à sinopse de um filme: deve despertar a curiosidade e o interesse de quem o lê. “O conteúdo exposto deve valorizar suas aptidões, de forma a transmitir, em síntese, suas experiências e habilidades profissionais”,

CURRÍCULO:

O QUE COLOCAR? Nome completo, contatos e endereço são essenciais. Linkedln, caso tenha, também é bem-vindo no currículo. Formação (em ordem decrescente) e idiomas. Data de nascimento e estado civil também podem ser colocados. Não envie vários e-mails para diferentes destinatários. Se quiser fazer isso, envie com “cópia oculta”. Mantenha o foco na vaga. Retire informações que não farão diferença para a seleção atual. Caso queira colocar algum emprego que foi muito importante, coloque-o resumidamente. Não coloque número de documentos, fotos, nome dos pais, religião ou frases de efeito.

completa.

Trabalhos voluntários podem ser citados.

O empresário e editor Milton Mira lembra que os

Pretensão salarial também é importante, caso o empregador solicite.

currículos devem ser modificados ou adaptados a cada entrevista, em função da empresa e do cargo ao qual ele está se referindo.

O conteúdo deve valorizar as aptidões do candidato, então é importante que mostre suas experiências.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

53


CONEXÃO LIVRO AS ORGANIZAÇÕES SÃO MORAIS? RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA EMPRESARIAL E EMPRESA CIDADÃ A obra faz a defesa de que é preciso separar ordens sociais e empresariais para que seja evitado o conflito de interesses entre homens e organizações. O autor, Adm. Wagner Siqueira, aponta que não se pode inserir o homem no centro da empresa, pois a finalidade empreendedora é o lucro. No entanto, prega ele, é preciso que o ser humano seja colocado nos corações dos homens. Siqueira também explora em sua obra que não há como moralizar produtos e serviços, pois as próprias empresas iriam aumentar em muito o valor para obter cada vez mais lucro. Autor: Wagner Siqueira | Editora: QualityMark | Edição: 1ª | Número de páginas: 256

FILME AS PALAVRAS

GÊNIO INDOMÁVEL (Bradley

"Gênio indomável" é um filme

Cooper) sonha em publicar seu

comovente, que contém grandes

próprio livro e, ao visitar uma loja de

conversas entre os personagens

O

escritor

RoryJasen

Will Hunting (Matt Damon) e Sean

antiguidades, encontra uma pasta

Maguire (Robin Williams). Esse

cheia de folhas envelhecidas que

longa-metragem é para aquelas

carregavam um texto. Ao ler, o escritor

pessoas que têm algum talento,

se liga à história, passa a transcrevê-

mas não se acham dignas de

la e ela vira a “sua” primeira obra.

sucesso. Ele vai inspirar você a mostrar que é competente. Diretores: Brian Klugman e Lee Sternthal | Elenco: Olivia Diretor: Gus Van Sant | Elenco: Matt Damon, Robin Wilde, Bradley Cooper, Zoe Saldana e Jeremy Irons | Gênero: Williams e Ben Affleck | Gênero: drama | Lançamento: drama/romance | Lançamento: 2013 | Duração: 1h51min

1998 | Duração: 2h29min

SITES

APPS REPLAY

Ajuda a organizar os estudos de quem

Reúne fotos e vídeos disponíveis na ga-

e matérias sobre assuntos das diversas

sonha com a aprovação em concursos

leria de imagens e possibilita a criação

áreas de interesse da Adminsitração.

públicos e em exames de proficiência

simples e rápida de vídeos com trilha

para ingressar em determinadas carrei-

sonora e diversos temas.

O site disponibiliza áudios de entrevistas

ras profissionais. .

www.cfa.org.br/cfatv

GABARITAR

O

Ajuda a organizar os estudos de quem sonha com a aprovação em concursos

54

www.soundcloud.com/cfaadm

RÁDIO ADM

1PASSWORD Permite acesso a logins, contas e outras

públicos e em exames de proficiên-

informações criadas no computador

cia para ingressar em determinadas

essoal e sincroniza com o smartphone.

carreiras profissionais.

Serve como um cofre de dados.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

endereço

eletrônico

leva

ao

canal CFATV, um novo veículo de comunicação do Conselho Federal de Administração (CFA) onde são exibidas palestras, eventos e notícias sobre o sistema e a carreira do Administrador.


MERCADO DE TRABALHO POR_ NÁJIA FURLAN

Administrando a

MÚLTIPLA ESCOLHA APÓS A GRADUAÇÃO, O ADMINISTRADOR SE DEPARA COM UM MERCADO AMPLO A SER (BEM) EXPLORADO

I

magine a seguinte cena: um

nem sempre ocorre em nível de gradu-

jovem abre um portão – de

ação. Nos Estados Unidos, por exemplo,

dentro para fora – e, ao sair,

parte significativa dos profissionais de

encontra vários caminhos, todos ilumi-

gestão é formada em nível de pós-gra-

nados. Qual ele vai tomar depende

duação, nos MBAs. Mas, para além da

apenas de onde ele quer chegar. Na

formação instrumental, entram outros

mão, ele carrega o mapa. Basta decidir

requisitos, desde a postura ética até

e caminhar. Conseguiu “visualizar”?

a abordagem criativa e inovadora aos

Pois bem, essa poderia ser a metá-

desafios profissionais.

fora para ilustrar como o Adminis-

Ou seja, o caminho do sucesso depende,

trador recém-formado encontra o

quase que totalmente, do bacharel –

mercado. As possibilidades são amplas

como a RBA já afirmou anteriormente.

e o mercado aposta, como nunca, nas

Ok! Mas... onde estão as oportunidades?

ferramentas que só a profissão pode oferecer: uma boa gestão. Para

o

professor

Adm. Álvaro Bruno Cyrino, vice-diretor da Fundação Getulio Vargas/Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV/EBAPE)

“Ao contrário das profissões mais especializadas, os Administradores

Administrador

podem atuar na área de logística, de

Álvaro Bruno Cyrino, vice-diretor

finanças, de vendas, em Administração

da Fundação Getulio Vargas/Escola

pública, em empresas ou em entidades

Brasileira de Administração Pública

do terceiro setor”, afirma Cyrino, que

e de Empresas (FGV/EBAPE), sem

é doutor em Estratégia e Política de

dúvida, o domínio das ferramentas faz

Empresas pela Ecole de Hautes Etudes

diferença nos resultados do trabalho

Commerciales, DEA em Economia e

do Administrador. A formação instru-

Gestão da Inovação pela Université de

mental é um requisito para o sucesso

Technologie de Compiègne e graduado

tanto no setor público quanto no setor

em Administração pela Universidade

privado. Acontece que essa formação

Federal do Paraná (em 1974).

É no transcorrer do curso que os Administradores descobrem as áreas que mais lhe interessam”

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

55


Mercado de trabalho

De acordo com o professor, que ainda integra a rede de pesquisa do Institute for Strategy and Competitiveness

MAPA

da Harvard Business School, atual-

O mapa – mencionado ali em cima, na ilustração imaginativa – é exata-

mente, grande parte dos alunos que

mente a bagagem que a formação acadêmica garante, que, por sua vez, é o

se inscrevem na EBAPE já tem uma

que vai permitir ao recém-formado buscar.

ideia geral da profissão. “Alguns não

“Os bons cursos de Administração preparam líderes para conceber e

sabem, ainda, precisar com clareza

implantar projetos, liderar pessoas, gerir empresas e grupos”, completa

as suas perspectivas de carreira. Isso

Cyrino.

decorre, no nosso entender, exata-

Segundo ele, diferentemente de outras profissões, como a de cientista ou

mente do grande espectro de possi-

do técnico, o Administrador é um mobilizador de pessoas. Não trabalha

bilidades oferecidas pela profissão de

sozinho. “Por definição, consegue resultados com e por meio dos colabora-

Administração”, expõe.

dores internos e externos. Por isso, é necessária a habilidade na liderança.

Segundo o profissional, é no transcorrer do curso que os Administradores descobrem as áreas que mais lhe interessam — buscando focalizar

Ele também precisa entender como funciona a organização em que atua —

os processos de trabalho — para conseguir melhor produtividade dos seus recursos. Em geral, o aluno sai dos bons cursos de Administração com uma forte bagagem analítica e técnica”, completa.

melhor as suas opções profissionais.

Os bons cursos de Administração preparam líderes para conceber e implantar projetos, liderar pessoas, gerir empresas e grupos” ADM. ÁLVARO BRUNO CYRINO

56

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


Oportunidades PARA O ADMINISTRADOR *No setor privado, a atuação do Administrador é diversificada. Ele pode operar nas áreas de vendas, marketing, recursos humanos, finanças, planejamento, controle, entre outras, em vários tipos de organizações. *A FGV/EBAPE, por exemplo, foca a formação dos alunos para atuarem nas áreas financeira, de planejamento e de controle. “Preparamos nossos alunos para ocupar posições de liderança em grandes empresas, em bancos ou em empresas de consultoria”, afirma o professor.

De que depende o sucesso nesta carreira? Alguns fatores fazem a diferença. Um deles é que esse profissional conheça o instrumental analítico capaz de propiciar melhores resultados. Assim, ferramentas financeiras, de recursos humanos, de vendas e várias outras podem ajudar a empresa a fazer progressos. E, por fim, um dos aspectos mais importantes é a motivação do Administrador. Ele necessita de um determinado nível de ambição no sentido de contribuir para a melhoria de sua organização e, por conseguinte, de toda a sociedade. A função do Administrador se destaca por sua capacidade de buscar melhores resultados nas empresas, sejam elas públicas ou privadas.

Por Álvaro Bruno Cyrino é vice-diretor da Fundação Getulio Vargas/Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV/EBAPE).

“Sempre existirá mercado para os Administradores, seja em função do crescimento da economia, com a expansão das atividades empresariais do país; seja em função do aumento da competitividade, que atualmente assume escala global; seja até mesmo em função de um momento de crise, quando o nível de exigência se eleva e surge a necessidade de respostas criativas. Acredito que o mercado de trabalho para os Administradores tende a crescer ao longo do tempo — principalmente para os bons”, garante o doutor no assunto.

MARÇO/ABRIL /ABRIL––2015 2015 || Nº MARÇO Nº 105 105

57


Mercado de trabalho

Para ajudar a “caminhar” A RBA conversou com um especialista em recrutamento: o gerente da

também de satisfação pessoal;

Confira o bate-papo:

3) entender o potencial das atividades

RBA: Qual é a importância de

frente ao mercado onde você está

que quer, o que pretende e o que

sua cidade, etc. Essa análise é importante para ter uma visão pé no chão

Julio Jota Jorge: O processo de

do potencial das carreiras que mais

autoavaliação é muito importante, pois ele leva ao autoconhecimento chances de fazer escolhas mais assertivas, que estejam de acordo com o

das oportunidades, das barreiras e chamam a atenção de cada um. RBA:

É

importante

buscar

auxílio de professores e profissionais

experimentados

para

que somos e queremos, para que nos

adequar sonhos à realidade?

realizemos no futuro. No momento da

Julio: Sim, é muito importante

escolha de uma faculdade e de uma

trocar ideias com pessoas mais expe-

futura carreira, é preciso avaliar uma

rientes nesse momento em que é

série de coisas, sendo que as três mais

comum termos mais dúvidas do que

importantes, na minha visão, são:

certezas. A troca de informações com

1) escolher algo de que você goste, por qual tenha grande interesse e que você enxergue que vai ser feliz com aquela atividade; 2) escolher algo que você enxergue que possa ser realmente bom, ou seja,

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

inserido – no mundo, no seu país, na

deseja seguir?

e, consequentemente, aumenta as

58

aumenta a chance de sucesso e

Page Personnel, Julio Jota Jorge.

fazer autoavaliação – saber o

Julio Jota Jorge, especialista em recrutamento e gerente da Page Personnel

exista esse potencial – dessa forma,

o meio acadêmico e profissional com certeza vai trazer um novo horizonte, abrir novas possibilidades, esclarecer dúvidas e ajudar nesse processo. RBA: Como fica a questão das indicações na hora de conquistar

um caminho que exija habilidades e

a oportunidade?

competências que você tenha como

Julio: Independentemente de você

potencial, por mais que boa parte

ter sido indicado para uma posição,

delas ainda não esteja desenvolvida

garanta o máximo de informações

em sua plenitude, mas para as quais

sobre a empresa, pessoas com quem


vai trabalhar, potencial de desen-

distante. De qualquer forma, para o

volvimento e aprendizado e opor-

Administrador que está no início de

tunidade de carreira. Caso você

carreira, mais importante do que o

perceba que não é uma boa opção, não vá, mesmo que seja indicação de um grande amigo ou de alguém da família. Por outro lado, esteja aberto,

segmento da empresa é entender o que esse desafio pode agregar para a carreira em termos de experiên-

não restrinja muito as suas opções,

cias, aprendizados e potencial de

ainda mais no início de carreira, pois

crescimento.

muitas vezes a melhor oportunidade pode ser algo em que você ainda não tinha pensado. RBA: Onde estão, hoje, as oportunidades para o Administrador no Brasil? Julio: O mercado é muito cíclico, e as tendências mudam com uma velocidade cada vez maior nos tempos de hoje. Por isso, é difícil dar essa

Por exemplo, pode agregar muito mais assumir uma posição em uma empresa boa, mas que vive um cenário mais difícil de mercado, onde você vai ter atividades mais amplas e ser mais desafiado, do que assumir a mesma posição em uma empresa que vive um momento melhor no mercado, mas onde tudo já funciona

resposta pensando no longo prazo.

muito bem, e por conta disso o desafio

Hoje existem ótimas oportunidades

e, consequentemente, o aprendizado

no segmento de tecnologia, finanças,

vai ser menor.

marketing digital e varejo. Por outro lado, o momento não é dos mais positivos para a indústria de equi-

Portanto, fuja de empresas que não são bem administradas e que não

pamentos e máquinas, metais, óleo e

têm bons produtos e imagem no

gás e montadoras.

mercado, mas não descarte boas

Essa análise é importante para você

empresas que podem estar em um

escolher um segmento com maior

momento mais difícil hoje, mas com

potencial, mas esse cenário pode ser

boa marca, produtos com qualidade e

diferente em um futuro não muito

histórico positivo.

MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

59


Mercado de trabalho

390 mil

ADMINISTRADORES REGISTRADOS NO BRASIL

114 mil BACHARÉIS CADA ANO

1.500

CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL

186.299 VAGAS DE TRABALHO PARA ADMINISTRADORES

SEGUNDO UM DOS ÚLTIMOS DADOS DO CFA, ENTRE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS, HOJE PASSAM DOS 390 MIL ADMINISTRADORES REGISTRADOS NO BRASIL.

UMA ESTIMATIVA BASEADA NO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR DE 2012 MOSTRA QUE SÃO MAIS DE 1.500 CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO NO PAÍS, FORMANDO MAIS DE 114 MIL BACHARÉIS A CADA ANO.

APENAS NO DIA EM QUE ESTE TEXTO FOI FECHADO (ÚLTIMO DIA DE MARÇO), HAVIA, EM UM DOS MAIORES SITES DE EMPREGO DO BRASIL, QUASE 115 MIL VAGAS ESPECÍFICAS PARA PROFISSIONAIS DA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO – SÓ PARA O ESTADO DE SÃO PAULO.

EM TODO O PAÍS, NESSE MESMO SITE, HAVIA 186.299 VAGAS DE TRABALHO PARA ADMINISTRADORES – MAIS DA METADE DAS OFERTAS DE VAGAS TOTAIS.

60

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


SUAS CONTAS POR_ ADM. HERICKSON RUBIM RANGEL

Planejamento

FINANCEIRO PESSOAL O PLANEJAMENTO TEM QUE SER FLEXÍVEL O SUFICIENTE PARA INCORPORAR A PERCEPÇÃO DAS MUDANÇAS

D

e acordo com os dados di-

Serviços e Turismo do Estado de São

ças com a família são o caminho para

vulgados pelo IBGE sobre

Paulo (FecomercioSP), no mês de

que cada um esteja comprometido e

a Pesquisa de Orçamentos

março de 2015 chegou a 42,3%.

faça sua parte. É a forma de garantir

Os fatores que contribuem para a ele-

a estabilidade das finanças no pre-

Familiares – POF 2008/2009 –, 75%

vação desse endividamento são a faci-

sente, visando prevenir o futuro.

algum grau de dificuldade para che-

lidade de crédito, o apelo da mídia, a ne-

Com o aumento da expectativa de

gar ao fim do mês com seus rendi-

cessidade de as pessoas se mostrarem

vida, é cada vez mais importante

mentos. Grande parte dessa realida-

(ego elevado) e por motivos de doença.

planejar financeiramente o ama-

de representa um descontrole orça-

Fazer um planejamento financeiro

nhã, pois, sem planejamento, não há

das famílias brasileiras declararam

mentário, ou melhor, inexistência de controle oriunda de uma falta de planejamento financeiro.

minuciosamente sua situação finan-

como realizar seus sonhos. Planejar financeiramente envolve:

ceira, identificar como andam suas

• Avaliar o comprometimento da ren-

Os principais sintomas dessa falta

despesas e suas receitas, eleger prio-

da familiar global;

de planejamento financeiro são:

ridades, controlar seu fluxo de caixa,

• Orientar a administração dos gastos

• Sobrou mês ao final do salário; • Entrou no cheque especial; • Não sabe onde foi parar seu dinheiro Boa parte dessa situação se dá em ra-

62

significa, entre outras coisas, avaliar

entre outras ações. O planejamento irá ajudá-lo a entender seus hábitos de consumo e descobrir de onde vem e para onde está indo o seu dinheiro. Sua elabo-

pessoais e familiares; • Conscientizar a família / quebrar paradigmas; • Preparar para a formação de poupança;

zão do endividamento das famílias

ração não é uma tarefa fácil, porém,

brasileiras, que, segundo a Pesquisa

é necessária para quem tem planos

de Endividamento e Inadimplência

para seu futuro e de sua família.

familiares;

do Consumidor (PEIC) realizada

Estabelecer objetivos comuns e con-

• Gerir e controlar o endividamento

pela Federação do Comércio de Bens,

versar francamente sobre as finan-

pessoal e familiar.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

• Visar a aposentadoria e/ou projetos


POR QUE

FAZER PLANEJAMENTO

?

Saber onde e quanto se gasta é o fator determinante do sucesso financeiro. O sucesso com dinheiro está intimamente ligado ao sucesso na carreira. E a tranquilidade financeira é a base para o sucesso profissional. O planejamento eficiente pode fazer mais por seu futuro do que 30 ou 40 anos de trabalho. Um alto salário não é garantia de conforto financeiro, assim como um salário baixo não implica que não conseguirá formar uma poupança adequada às suas necessidades. Ganhar dinheiro continua sendo uma tarefa difícil, mas a fórmula para multiplicá-lo ao longo dos anos está nas mãos de cada um, isto é, na forma como você vai administrar os ganhos. Qualquer pessoa pode transformar seu salário em reservas e conquistar a tranquilidade na aposentadoria: basta poupar. Veja que, se você economizar R$ 2,00 por dia, ao final de um ano você terá R$ 730,00 e, no final de 15 anos, R$ 10.950,00 em valores nominais. Mas, se você economizar R$ 10,00 por dia, ao final de um ano você terá R$ 3.650,00 e, no final de 15 anos, R$ 54.750,00 em valores nominais.

HORA DOS AJUSTES Identifique gastos que podem ser eliminados ou reduzidos e converse com a família. O aprendizado da austeridade no trato das finanças e o atingimento das metas irá compensar os eventuais sacrifícios e descontentamentos passageiros, já que uma crise financeira pessoal tem vários efeitos sobre a vida de um cidadão: depressão, ansiedade, autoestima baixa, entre outros. Resolver uma crise financeira pessoal implica mudar de vida e tomar decisões muito importantes num momento delicado, como, por exemplo, cortar o lazer da família, deixar a viagem de férias de lado, etc. Conhecer as limitações e viver de acordo com as receitas implica necessariamente as seguintes atitudes: • Não fazer compras por impulso; • Gastar sempre menos do que você ganha; • Não fazer novas dívidas antes de saldar aquelas que você já tem; • Nunca financiar a juros altos; • Manter um fundo de reserva para cobrir despesas não previstas no orçamento; • Pagar as contas em dia para evitar multas e juros por atraso.

Por Adm. Herickson Rubim Rangel é professor universitário, mestre e especialista em Recursos Humanos, palestrante e conselheiro do Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES).


PRODUTIVIDADE POR_ADM. ANA FLÁVIA DE MORAES MORAES

Treine o

V

ocê tem ambições profissionais? Almeja ser reconhecido como um profissional de sucesso? Quer construir uma carreira sólida? Caso

suas respostas tenham sido afirmativas para todas as perguntas postas, destaco que você não é o único a respondê-las com um “sim”.

Você deve assumir uma postura empreendedora e tornar-se o grande planejador da sua carreira, definindo claramente quais são suas pretensões, em quanto tempo pretende alcançá-las e como alcançá-las, analisando ainda os riscos que poderão lhe distanciar dos objetivos

O sucesso profissional tem sido uma busca universal.

profissionais pretendidos.

Todo bom profissional quer ser reconhecido e referen-

PLANEJAMENTO

ciado por seus conhecimentos, habilidades e atitudes. Enfim, por suas competências. É essa busca comum que torna o mercado de Recursos Humanos cada vez mais

Por outro lado, a definição dessas questões não garantirá que os resultados planejados serão alcançados. Defi-

competitivo. Nesse contexto, só os melhores sobrevivem.

ni-los é extremamente importante e necessário. Porém,

Para sobreviver e, mais ainda, destacar-se no meio, você

a lugar algum.

deve compreender que o sucesso é uma consequência natural da qualidade da sua atuação profissional. Portanto, é importante empregar seus conhecimentos a favor do seu trabalho, demonstrando também, por meio das habilidades que possui, o que você sabe fazer. E fazer bem.

64

POSTURA

sem foco e disciplina, nenhum profissional chegará Ao planejar seu futuro profissional, você assume que está tentando ter controle sobre sua carreira. O que é extremamente positivo, apesar de sabermos que, por questões diversas, nem tudo aquilo que é planejado será realizado. Em alguns momentos, situações alheias ao seu controle e vontade poderão

Profissionais com esse padrão de atuação tendem a tra-

lhe afastar do planejado. Mas, em outros momentos, talvez

balhar com qualidade e ser produtivos. Esse é o caminho

seja você mesmo o responsável por esse distanciamento.

para quem quiser ser notado e crescer profissionalmente.

Ainda mais quando não se tem foco no que se quer alcançar.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO


CARREIRA PROFISSIONAL

ATENÇÃO Nesse sentido, é importante planejar o dia ao chegar no local de trabalho. Verifique as demandas emanadas da sua chefia. Estabeleça uma agenda de trabalho e foque nas atividades que são prioritárias, urgentes e/ou importantes. Caso sua agenda ainda não esteja defi-

FOCO

nida, classifique as prioridades do dia. Analise o tempo que você tem para tra-

Seria contraditório pensar que você alcançaria o tão desejado

balhar e os prazos que você deve cum-

sucesso profissional sem ter foco? Ou que, apesar de ter foco,

prir. Mais do que definir as atividades

mas não ter disciplina, seria um profissional cuja competência,

que irão compor sua agenda diária,

qualidade e produtividade passariam a ser reconhecidos? Sim,

você deverá manter o foco no trabalho

seria contraditório.

para não desperdiçar tempo e descum-

Sabendo o que quer, em termos profissionais, você passa a ter uma motivação para direcionar sua trajetória. Porém, é fundamental manter-se focado, tentando evitar cair em “tentações” que o distanciem das suas pretensões. O profissional focado é facilmente reconhecido pelos pares e pela chefia. Pois suas atitudes e comportamentos positivos o revelam como um profissional determinado, resiliente, motivado, comprometido, dedicado ao trabalho e à organização e, para completar as adjetivações, produtivo. Profissional com foco no trabalho e na carreira terá mais sucesso do que aquele que segue a filosofia do “deixa a vida me levar”. Ou, ainda, “o que aparecer, eu pego”. Mais: “Se hoje eu estiver a fim de trabalhar direitinho, eu trabalho”. Enfim, o foco responderá pela sua determinação em ir buscar aquilo que se quer.

prir a agenda! Não furte o tempo para o trabalho com jogos de computador ou com o uso inapropriado da internet, por exemplo. Como o tempo é um recurso que não podemos estocar, aprenda a gerenciá-lo de forma eficaz. Entenda que a construção do seu futuro começa hoje. É diariamente que sua carreira é construída. Portanto, adote, desde já, um foco. E corra atrás dele, direcionando tempo e esforços a favor do desejado crescimento profissional. O foco o tornará um profissional produtivo. Seja produtivo hoje para ser re-

Foque não somente em seu futuro profissional, planejando sua

conhecido amanhã!

carreira. Mas foque também no hoje, considerando seu cargo

O presente o conduzirá ao futuro.

atual, com suas atribuições e responsabilidades momentâneas.

Sucesso!

Adm. Ana Flávia de Moraes Moraes é doutora em Administração e professora de Ensino Superior em Curso de Graduação (UFAM) e Pós-Graduação. MARÇO /ABRIL – 2015 | Nº 105

65


POR_FRANCISCO JOSÉ Z. ASSIS

a (quase) tudo A FAMA RESERVOU MAIS PODER AO AÇO INOXIDÁVEL DO QUE A REALIDADE DOS FATOS PODE COMPROVAR

O ser humano é dado à criação de mitos.

uma liga metálica mais resistente ao

Lendas entram na história sem pedir

desgaste que ocorria no interior dos ca-

licença e, aos poucos, parecem fazer

nos das armas de fogo como resultado do

parte da realidade. É da natureza das pessoas criar romances a partir de fatos em que as flores não passaram de meras coadjuvantes. Por exemplo, a qualidade do aço inoxidável como material de resistência ímpar no uso cotidiano é inquestionável, porém, o título de indes-

calor liberado pelos gases. Brearley então produziu um aço com ferro, cromo e outros elementos químicos que não cedia espaço para a ferrugem tão facilmente.

PESQUISA

trutível é exagerado. Essa versão de aço

Inicialmente, a pesquisa de Harry Bre-

está longe de ser eterna. O que ninguém

arley se concentrava em encontrar uma

pode negar é sua maior resistência à

liga metálica mais resistente ao desgaste

corrosão e a beleza que empresta a uten-

provocado pelo contato com outros me-

sílios comuns do ambiente doméstico.

tais. Nascido em Sheffield (Inglaterra) e operário de metalúrgica desde os 12

HISTÓRIA A descoberta do aço inoxidável está cercada de acontecimentos paralelos que não permitem comprovação de veracidade. Oficialmente, o material foi cria-

66

anos, Brearley submeteu o novo aço ao ataque de ácido nítrico. Não surtiu efeito algum. O pesquisador então percebeu que não encontrou um material à prova de desgaste, mas, sim, que não era sujei-

do em agosto de 1913 pelo inglês Harry

to aos efeitos da corrosão. De imediato,

Brearley (1871-1948), que iniciou suas

a descoberta serviu para a fabricação de

pesquisas em 1912 por encomenda da

talheres, pois o aço inoxidável não sofria

indústria armamentista. Esta buscava

com os ácidos presentes nos alimentos.

RBA | REVISTA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO

USO E PROPRIEDADES O aço inoxidável se transformou, ao longo do tempo, num insumo básico para indústrias de ramos diversos. A liga metálica está presente em utensílios domésticos, que vão de geladeiras e fogões a garfos, facas e panelas; em automóveis para a produção de peças; na construção civil, na estrutura de edifícios e casas; na fabricação de máquinas e equipamentos que atendem às indústrias alimentícia e de petróleo; em chapas que adornam fachadas e placas de sinalização visual. Entre as propriedades do aço inoxidável estão a resistência e a capacidade de compor peças higiênicas e estéticas.


Profissional e Estudante de Administração

Agora você pode assistir palestras, transmissão ao vivo de eventos, notícias sobre o Sistema CFA/CRAs e a carreira do profissional.

É informação é conhecimento é seu... é CFATV Inscreva-se no canal e receba, regularmente, todas as novidades do CFATV.

www.cfa.org.br/cfatv www.cfa.org.br

facebook.com/cfaadm

instagram.com/cfaadm

radioadm.org.br

Profile for revistarba

Rba105web  

Rba105web  

Advertisement