__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

225

ANO•17

2 0 1 7

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

REPORTAGEM

ENTREVISTA Fabiano Rangel, da Leão Alimentos e Bebidas, fala sobre gestão responsável dos resíduos

ESPECIAL DRINKTEC Soluções inovadoras para o setor de líquidos

TR So ANSF ED pr O IÇ o R Bi e Te MA ÃO sn rm Ç 2 ag o ÃO 26 as fo : In / T rm je ub age ção os m / /

A embalagem sustentável tem muitas faces


carta ao leitor

Por um futuro mais verde

R

eciclável, reutilizável ou feita de materiais renováveis, a embalagem sustentável tem muitas faces, mas cada uma com suas características. Há muitas maneiras de melhorar a sua embalagem e/ou o processo de produção da embalagem para ter menor impacto ambiental. As tecnologias têm evoluído rapidamente para impulsionar o crescimento das embalagens amigas do meio ambiente. A demanda global de embalagens verdes gerou receita de US$ 132,556 milhões, em 2015, segundo estudo da Allied Market Research. O segmento de alimentos e bebidas representou mais de três quintos da participação de mercado. Até 2022, a expectativa é atingir US$ 207,543 milhões, representando uma taxa composta de crescimento anual de 5,41%. A mudança no modelo de negócio das empresas é mais do que necessária, é

imperativa. Hoje, mais do que em qualquer outro tempo, a consciência sobre o esgotamento dos recursos do planeta tem estimulado as indústrias a mudar sua forma de produzir os seus produtos para seguir crescendo e, ao mesmo tempo, protegendo o meio ambiente. Os desafios, com certeza, são muitos. Mas há como vislumbrar perspectivas para um futuro mais sustentável. Nesta edição, a reportagem de capa destaca o valor da embalagem sustentável para o futuro do negócio das empresas e do planeta. A sustentabilidade das embalagens também é o assunto da entrevista com Fabiano Rangel, gerente institucional e de desenvolvimento sustentável da Leão Alimentos e Bebidas. A responsabilidade por um futuro mais verde cabe a todos, desde a indústria de produtos de consumo, o setor de embalagem, e o consumidor que precisa ser mais consciente em suas escolhas. Até a próxima edição.

Margaret Hayasaki editora chefe

margaret.hayasaki@gmail.com


225

sumário

A N O • 1 7

2017

Foto: Divulgação

10

24

Sustentabilidade Demanda mundial de embalagens verdes será de US$ 207,543 milhões até 2022.

10 Entrevista A responsabilidade ambiental da embalagem é parte do DNA da Leão Alimentos e Bebidas. Quem conta mais sobre esse compromisso sustentável é Fabiano Rangel, gerente institucional e de desenvolvimento sustentável

24 Reportagem Demanda mundial de embalagens verdes deve atingir US$ 207,543 milhões até 2022, representando uma taxa composta de crescimento anual de 5,41% Foto: IStock

32 Especial Drinktec Drinktec 2017: a maior feira de equipamentos e embalagens para líquidos do mundo obteve o melhor desempenho em seus 66 anos de história

38 Empresa Relatório global da Tetra Pak mostra comportamento dos consumidores no universo digital e a importância das empresas se aproximarem de influenciadores digitais para ganhar mercado e reconhecimento

32

Especial Drinktec

Plataforma de inovações do setor de líquidos.

Foto: FuturePack

SEÇÕES

4

Editora B2B

6 Agenda

42 Conveniência e praticidade

8 Pack online

44 Design de embalagem

14 Notícias

45 ARTIGO

15 Vaivém do mercado

46 notas técnicas

18 Atualidades

48 Leitura

22 Vanguarda

49 Direto da gôndola

INOVAÇÃO

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

Entrevista Fabiano Rangel, gerente institucional e de desenvolvimento sustentável da Leão Alimentos e Bebidas.


agenda feiras no brasil Data

Feira

Local

CONTATO

24 a 27 de abril de 2018

Envase Brasil

Parque de Eventos – Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul

www.envasebrasil.com.br

22 a 24 de maio de 2018

FCE Cosmetique

São Paulo Expo – São Paulo

www.fcecosmetique.com.br

22 a 24 de maio de 2018

FCE Pharma

São Paulo Expo – São Paulo

www.fcepharma.com.br

26 a 29 de junho de 2018

Fispal Tecnologia

São Paulo Expo – São Paulo

www.fispaltecnologia.com.br

21 a 23 de agosto de 2018

Innovapack

www.innovapackexpo.com/pt/

Feira

Local

CONTATO

23 a 26 de janeiro de 2018

UPAKOVKA Processing & Packaging

EXPOCENTRE International Exhibitions and Conventions Moscow – Moscou - Rússia

www.upakovka-tradefair.com

31 de janeiro a 01 de fevereiro de 2018

Aerosol & Dispensing Forum

Porte de Versailles – Paris - França

www.aerosol-forum.com

07 a 09 de fevereiro de 2018

Fruit Logistica

Berlin Expo Center City and City Clube – Berlim - Alemanha

www.fruitlogistica.de/en/

29 de maio a 01 de junho de 2018

IPACK IMA Processing & Packaging

Fieramilano – Milão - Itália

www.ipack-ima.com

EXPO PACK México

EXPO Santa Fé México – Cidade do México - México

feiras no EXTERIOR

05 a 08 de junho de 2018

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Margaret Hayasaki margaret.hayasaki@gmail.com ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br REVISÃO: Nazaré Baracho PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) produção@banas.com.br DESIGNER: Ana Claudia Martins editoracaopack@gmail.com CAPA: Ana Claudia Martins

CONSELHO EDITORIAL Transamérica Expo Center – São Paulo

Data

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

COMERCIAL

www.expopack.com.mx

Rajah Chahine rajahchahine14@gmail.com Tel.: (11) 3722-0956 Nilton Feitosa nilton.feitosa@nvcon.com.br Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 aparecida.stefani@banas.com.br Paraná e Santa Catarina DGS Representação Comercial. Contato: Douglas Garcia da Silva Tel.: (41) 3082-4070 – (41) 8898-8686 dgsrepresentacoes@gmail.com Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL

Cartas&E-mails A Revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos. Critique ou dê sugestões de pautas.

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

IMPRESSÃO: Grafilar CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: ANUAL Nº Avulso: R$ 15,00 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

AT

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

TA

DA

Editora B2B

D

O

6

IA

T

A

EG

R

A

B2

C AT

B

2008

Filiada à

N

novo TELEFONE: (11) 3722-0956

AN

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

IO

E-mail redacao@pack.com.br

IV P R Ê M

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

end.

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A Pack é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

RE

V I S TA S E G M

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

EN


@EditoraB2B

nline

/packrevista

www.pack.com.br Por TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O site da Pack traz noticiário atualizado diariamente, artigos exclusivos e tudo sobre o mercado de embalagem. Mais: vídeos, fotos e a versão digital na íntegra da edição do mês, além das anteriores!

Foto: Divulgação

Embalagens “tornam-se” vitrines

Foto: Divulgação

Docile aposta em sabores críticos para a categoria balas de gelatina

Frente a um segmento de varejo bastante competitivo e a uma significativa redução das campanhas publicitárias no mercado nos últimos anos, as agências de design têm se destacado com embalagens criativas e “vendedoras”, verdadeiras vitrines móveis para os mais diversos produtos. Neste Natal não será diferente.

De olho nos paladares contemporâneos, a Docile, indústria brasileira com mais de 26 anos de tradição na fabricação de doces, incrementa o portfólio da marca Gelatines com nove novos produtos, sendo sete deles com um toque cítrico. Onde achar? http://www.pack.com.br/ e http://www.radarindustrial.com.br

Foto: Divulgação

SIG descreve três novas formas para agregar valor para os fabricantes de alimentos e bebidas

A fim de ajudar os fabricantes de alimentos e bebidas a atenderem às novas demandas, a SIG criou três segmentos de valor agregado como parte de sua Proposta de Valor. Construída a partir da nova promessa da SIG de ‘Excelência – Engenharia. Soluções – Entrega’. Onde achar? https://www.pack.com.br/

Onde achar? https://www.pack.com.br/copia-economia-1

[Conexão web ] as mais lidas no pack.com.br

1 2

Superbom lança duas novas categorias de sucos integrais

A Superbom lança duas categorias de sucos integrais para agregar seu já extenso portfólio: Fruta & Cia e Fruto da Fazenda. 

Owens Illinois lança livro que conta a história do vidro e estimula o reuso de embalagens

3 4 5

A Owens Illinois (O-I), empresa de fabricação de embalagens de vidro, completa um século de história no Brasil este ano e para celebrar o centenário a empresa lançou o livro O-I 100 anos no Brasil, uma edição comemorativa criada para estimular a reutilização de embalagens e destacar as características do vidro, como versatilidade, saudabilidade, transparência, sustentabilidade e sofisticação.

combismile: SIG cria novas possibilidades para fabricantes de alimentos e bebidas com a inovadora embalagem para consumo em movimento A inovação foi apresentada na Exposição Internacional de Ciência e Tecnologia de Bebidas da China (CBST 2017), em Shanghai.

Artistas estampam novas latas da Coca-Cola em Campanha de Verão Anitta, Luan Santana, Ludmilla, Pabllo Vittar, Projota, Simone & Simaria, Solange Almeida, Thiaguinho e Valesca estampam as novas embalagens de Coca-Cola e Coca Cola Zero Açúcar.

Ofner lança e-commerce com vendas para todo o Brasil

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

8

Editora B2B

De olho no cenário atual brasileiro, em que a expectativa de vendas no e-commerce deve crescer 15% em 2017, segundo dados da EBIT, e às vésperas do Natal, data que concentra cerca de 70% do faturamento anual da empresa, a Ofner lança o e-commerce da marca com vendas para todo o Brasil.

Confira a lista das 10 notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 29/02/2017 a 22/12/2017 Onde achar? http://www.pack.com.br


Foto: Divulgação

entrevista

10

Editora B2B


GESTÃO RESPONSÁVEL SOBRE SEUS RESÍDUOS Responsável pela gestão de toda a cadeia produtiva da linha nacional de bebidas sem gás, chás e energéticos do portfolio da Coca-Cola no País, a Leão Alimentos e Bebidas baseia toda a sua atuação no conceito de sustentabilidade, que orienta os seus negócios e os relacionamentos com stakeholders

A

Leão Alimentos e Bebidas é resultado de um processo de consolidação entre empresas (Sucos Mais, Del Valle e Leão Jr), que ao longo deste processo culminou em uma Join Venture, formada pela Coca-Cola Brasil, mais nove fabricantes de bebidas, que atualmente compõem o Sistema Coca-Cola Brasil e que hoje, responde pela produção de parte do portfolio de bebidas não carbonatadas da Coca-Cola no Brasil.

Diante deste contexto, a Leão Alimentos e Bebidas definiu, em 2012, uma agenda estratégica de 5 anos, com foco em acelerar a incorporação de critérios e diretrizes de sustentabilidade na gestão do negócio. Esta agenda recebeu o nome de Plano Leão Sustentável 2017 e incorporou um conjunto de compromissos, metas e desafios também na área ambiental. Esta agenda foi alinhada com as diretrizes da Coca-Cola Brasil, destacando o tema da gestão de resíduos e os possíveis impactos ambientais decorrente das embalagens. Especificamente sobre resíduos pré e pós-consumo, a Leão tem três compromissos claros: incentivar a cadeia de suprimentos a assumir uma gestão responsável sobre seus resíduos, reduzir a geração de resíduos nas operações e assegurar o tratamento adequado e promover uma cultura de sustentabilidade sobre os resíduos pós-consumo e incentivar a logística reversa. “Razão pela qual o desafio da revisão e do nível de matéria-prima utilizada em nossas embalagens esteve sempre presente nos processos de inovação e desenvolvimento de produtos”, explica Fabiano Rangel, gerente institucional e de desenvolvimento sustentável da Leão Alimentos e Bebidas, em entrevista à revista PACK. Revista Pack: Em 2016, a empresa conseguiu reduzir em 84 toneladas de utilização de matéria-prima de embalagens, com ajustes na gramatura e tamanho. Quais foram os drivers para alcançar esse volume de redução e o papel dos fornecedores de embalagem neste projeto de redução de resíduos? FABIANO RANGEL: Um dos principais drives está justamente no alinhamento com a nossa agenda estratégica de sustentabilidade, onde reconhecemos que uma das formas de reduzir a nossa pegada ambiental está justamente na busca por embalagens que sejam capazes de manter os altos níveis de qualidade e segurança dos nossos produtos, quanto o de reduzir seus possíveis impactos ambientais e a redução do nível de matéria-prima em sua composição é uma destas formas. Portanto, estamos falando de um desafio que é contínuo e

Editora B2B

11


entrevista

AVANÇOS SUSTENTÁVEIS • Aumento da taxa de reciclagem dos resíduos gerados nas operações industriais da Leão de 38%, em 2013, para 82% em 2016.

Foto: Divulgação

• 44% de redução sobre a geração total de resíduos em gramas por litro de bebida produzida entre 2013 e 2016. • Redução de 84 toneladas de utilização de matéria-prima para embalagens como shrink, stretch e rótulos, em 2016, com ajustes na gramatura e tamanho.

A substituição de duas das sete camadas de polietileno convencional por polietileno de etanol na embalagem cartonada dos sucos gerou uma redução de 41% de emissões de gases de efeito estufa por embalagem evolutivo e, para isso, precisamos ter um referencial claro que nos direcione e nos ajude a mobilizar todas as partes interessadas, dos nossos fornecedores ao time de inovação. Todos, no seu campo de contribuição, precisam aportar conhecimentos e tecnologias necessárias para o desenvolvimento do produto, que ao final do dia resulte em embalagens com menor impacto ambiental na sua origem. Somos uma empresa de alimentos e bebidas, e a questão da segurança e qualidade dos alimentos que produzimos é muito relevante com os atuais desafios ambientais da sociedade atual, hoje mais urbana e mais concentrada, que por sua vez faz mais uso de produtos industrializados e que tem, portanto, nas embalagens, a forma de armazenamento, transporte e aumento da validade de produtos naturais de cunho alimentar. Pack: Qual é a meta para os próximos anos na redução de material de embalagem? 12

Editora B2B

RANGEL: Estamos em 2017, justamente em processo de discussão sobre todos os compromissos e metas da nossa agenda de sustentabilidade para os próximos cinco anos. Neste momento, ainda não temos uma meta específica definida, mas como dito, este é um caminho sempre evolutivo e, certamente, seguiremos nos desafiando a avançar até onde for possível. Lembrando que tudo isso sem abrir mão da qualidade e segurança dos alimentos de nossos produtos. Pack: Onde o senhor vê o maior potencial para reduzir o material de embalagem? RANGEL: Temos bons desafios em diferentes aspectos de nossas embalagens, mas em específico, poderia dizer que temos boas oportunidades em termos de rótulos e embalagens secundárias. Pack: A Leão Alimentos pensa em utilizar bioplásticos e/ou outros materiais sustentáveis na produção de suas embalagens?

RANGEL: Atualmente, isto já é uma prática nas embalagens cartonadas fornecidas pela Tetra Pak utilizadas pela Leão, que já são fabricadas com polietileno de origem vegetal. Pack: Quanto da pegada de carbono dos produtos da Leão Alimentos e Bebidas é atribuída à embalagem? RANGEL: A substituição de duas das sete camadas de polietileno convencional por polietileno de etanol na embalagem cartonada dos sucos gerou uma redução de 41% de emissões de gases de efeito estufa por embalagem. Pack: Os resíduos de embalagem também são reciclados? Qual é o volume reciclado? RANGEL: Aumentamos a taxa de reciclagem de todos os resíduos gerados nas operações industriais da Leão de 38%, em 2013, para 82% em 2016, incluindo obviamente resíduos de embalagens. Incentivamos a separação e reciclagem pelo


consumidor e apoiamos cooperativas de reciclagem em Linhares (ES) e Fazenda Rio Grande (PR). Pack: Os produtos da Leão Alimentos e Bebidas chegam às casas de milhões de brasileiros. Quais são os desafios para continuar crescendo e reduzir o volume de resíduos de embalagens? RANGEL: O conceito de Reduzir, Reutilizar e Reciclar – conhecido como R3 – orienta a gestão de perdas durante o processo produtivo tanto da linha líquida como da linha seca e sensibiliza a atitude dos funcionários, o que retroalimenta um ciclo virtuoso, afinal, menos perdas préconsumo significa menos resíduos e, consequentemente, menos gastos com gerenciamento e destinação de resíduos. Nosso programa interno de combate a perdas industriais,

O conceito de Reduzir, Reutilizar e Reciclar orienta a gestão de perdas durante o processo produtivo da linha líquida e da linha seca e sensibiliza a atitude dos funcionários, o que retroalimenta um ciclo virtuoso batizado de “Invictus”, nos ajudou a reduzir a taxa média de perdas entre todas as unidades de aproximadamente 3,90%, em 2013, para 1,60%, em 2016, alcançando uma melhoria próxima de 40% no índice final. O pós-consumo também é um desafio, onde a Leão é signatária do acordo setorial de embalagens via Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (ABIR) e apoia diretamente duas cooperativas de catadores de resíduos domésticos nas cidades onde opera. De qualquer forma, reconhecemos que este é um desafio complexo, onde junção de forças,

parcerias e articulações tanto com cooperativas, como outras indústrias e com o poder público pode ser a chave do jogo. Além disso, é necessário ter o engajamento da sociedade para adoção de práticas mais responsáveis da separação à destinação de resíduos recicláveis é fundamental. Neste contexto, investimos desde 2014 e em um projeto de educação ambiental chamado “Estação Sustentável”, realizado nas escolas públicas de Linhares (ES) e Fazenda Rio Grande (PR) por meio de uma gincana que estimula os alunos para a redução, reutilização e reciclagem dos resíduos, além de outros cuidados com o meio ambiente.


notícias

PLASTIPAK DESENVOLVE GARRAFA COM 35% MENOS PLÁSTICO Foto: Divulgação

L

Garrafa pesa apenas 9,7 gramas

14

Editora B2B

evando em conta os novos hábitos de consumo e a crescente preocupação com a preservação da natureza, a Plastipak, referência em qualidade e tendências no setor de embalagens, desenvolveu em conjunto com a Puríssima Água Mineral e Natural uma nova embalagem ecologicamente correta. A garrafa Super-Lightweight, de 9,7 gramas, tem redução de 35% de plástico em comparação com o recipiente anterior de 14,8 gramas, além da tampa que pesa apenas 1 grama, o que aponta uma diminuição de 56% em relação à antiga. Essas mudanças impedem o descarte de mais de 110 toneladas de matéria-prima por ano. As mudanças foram feitas na garrafa de 497 ml sem gás da empresa mato-grossense. A solução foi pensada com o objetivo de desenvolver uma embalagem mais leve, contribuindo com o meio ambiente. A sustentabilidade está presente em todo processo, pois, com a redução no uso de matéria-prima, o custo para transporte e armazenamento dessa nova garrafa também diminuem. Além disso, a resistência da embalagem não foi afetada pela redução de plástico em sua composição. A área de desenvolvimento e técnica da Plastipak criou um novo design que, além de manter uma boa estrutura, também conservou o mesmo volume da garrafa anterior. Para isso, desenvolveu um formato mais inovador gerando um maior destaque no ponto de venda, o que consequentemente vai aumentar as vendas do produto. “A Plastipak, por ter uma fábrica de água no grupo, tem muita experiência com esse tipo de embalagem ultraleve e trouxe todo esse know-how para o mercado brasileiro” afirma Evandro Pereira, diretor-geral da Plastipak no Brasil. “Em relação à Puríssima, foi possível alinhar todos esses pontos com a estratégia da marca (ECO) e nosso cliente foi o pioneiro a utilizar essa solução na região Centro-Oeste”, completa. Mas a preocupação com o meio ambiente não vai parar na garrafa de 497 ml, segundo o gerente comercial e sócio da Puríssima Água Mineral e Natural, Filipe Franzner, o objetivo é implantar essa nova tecnologia em todas as embalagens que for possível. “Além disso, temos um projeto de recolher as embalagens pets descartadas junto com a população que será lançado em breve. Com esse projeto vamos reduzir ainda mais a quantidade de PET descartada no meio ambiente”, explica.


Vaivém do mercado

notícias

INPEV VENCE IMPORTANTE PRÊMIO DO AGRONEGÓCIO

Ecocaps produzidas a partir da reciclagem de embalagens vazias de agrotóxicos

O

inpEV, representando o Sistema Campo Limpo, responsável pela logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, acaba de receber mais um importante reconhecimento: as Ecocaps (sistema de vedação de alta performance fabricado pela Campo Limpo Tampas e Resinas Plásticas Ltda.) conquistaram o Agrow Awards 2017 na categoria Best Packaging Innovation. O produto é proveniente da reciclagem de tampas de embalagens vazias de agrotóxicos, fechando o ciclo de vida do material dentro da própria cadeia. A cerimônia de premiação foi realizada em Londres, no dia 30 de outubro. “Esse prêmio representa uma grande conquista para o agronegócio brasileiro, cujo programa de logística reversa no campo é referência mundial”, comemora João Cesar M. Rando, diretor-presidente do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV). O instituto é o núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo. Concedido pela revista britânica Agrow, o prêmio é um dos principais do agronegócio mundial.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Tadeu Nardocci é eleito presidente do Conselho Diretor da ABAL

Tadeu Nardocci foi eleito presidente do Conselho Diretor da Associação Brasileira de Alumínio (Abal) para o biênio 2018/2019. Atual vice-presidente sênior da Novelis Inc. e presidente da Novelis América do Sul, Nardocci é responsável por todos os aspectos dos negócios da empresa na região. Durante sua gestão na ABAL, o executivo terá como prioridade fortalecer o setor e aumentar competitividade da indústria do alumínio no Brasil. “Precisamos fazer o Brasil voltar a crescer. Trabalharei para a construção de um futuro promissor para a cadeia de valor do alumínio no país”, comenta.

Tetra Pak apresenta novos diretores no Brasil A Tetra Pak Brasil anuncia a chegada de dois novos diretores. Marco Dorna responderá como diretor de vendas e embalagens, e Rodrigo Godoi assume a área de contas e processamento no Brasil. Em suas funções, ambos atuarão no desenvolvimento de novos negócios e planos estratégicos de crescimento para a companhia no país. Os diretores irão fomentar a expansão de portfolio da empresa, que se posiciona no mercado com uma abordagem de oferta de soluções ponta a ponta, que inclui não apenas a área pela qual a empresa é reconhecida, o setor de embalagens, mas também equipamentos de processamento e automação de plantas industriais, assim como o envase e os serviços técnicos inovadores para a indústria de alimentos e bebidas.


notícias

Foto: Divulgação

TRISOFT SE APROXIMA DE 1,5 BILHÕES DE GARRAFAS PET RETIRADAS DO MEIO AMBIENTE

Garrafa PET retirada do meio ambiente ganha nova vida

N

ão existe lixo, existe matéria-prima não aproveitada. A frase é de Maurício Cohab, diretor da Trisoft, que levou a empresa ao patamar de maior fabricante com itens produzidos com fibras de garrafas PET da América Latina e que se aproxima de 1,5 bilhões de garrafas retiradas do meio ambiente. “Absolutamente tudo pode ser transformado, inclusive material orgânico”, explica ele, que afirma: “é preciso ter coragem e força de vontade. Nós tivemos que encontrar saídas viáveis, construir maquinário, convencer o mercado, mas nossos números provam que estamos no caminho certo”, reforça ele. Para a empresa, hoje a maior fabricante de itens com fibras de garrafas PET da América Latina, aproveitar as matérias-primas desperdiçadas nos lixões que invadem as cidades é causa urgente e pode reverter uma situação de escassez e produzir riqueza e ganhos para o planeta. “Não podemos esperar mais. Os recursos naturais estão se esgotando, e o consumidor está aberto para aceitar

16

Editora B2B

produtos reciclados e, principalmente, recicláveis, como o que produzimos”, enfatiza Maurício. Hoje, a empresa tem sete linhas de produtos, que atendem a 97 segmentos da indústria e são absorvidos por outras empresas, como matériaprima, ou vendidos ao consumidor final. “Nossa maior preocupação é aliar a matéria-prima reciclada a uma altíssima qualidade, para eliminar de uma vez por todas a percepção de que o que é reciclado é subproduto ou de segunda categoria.” A Trisoft comprova exatamente o contrário: sua linha decorativa para tratamento acústico, por exemplo, formada por baffles, nuvens acústicas, cobogós e revestimentos para teto e paredes, estiveram e estão presentes em quatro eventos Casacor espalhados pelo país, assinados por designers renomados e com altíssima qualidade de aplicação e acabamento. “Nós fabricamos com material extraído das ruas um produto incrível, e queremos servir de exemplo para outros mercados”, finaliza o empresário.


atualidades

Foto: Divulgação

Garrafas personalizadas e glamourosas

Durante a última década, a MOËT & CHANDON, Maison que transformou o champagne em um ícone do luxo, prestou homenagem às estrelas de cinema e celebridades com suas garrafas personalizadas a mão com cristais SWAROVSKI ELEMENTS. Todas são elaboradas sob medida para acrescentar ainda mais brilho a um momento especial. Dada à recepção entusiástica, a marca inicia a nova temporada de seu estúdio de personalização para oferecer aos brasileiros a possibilidade exclusiva de encomendar online, por meio da loja virtual www.ateliermoet.com.br, as suas próprias garrafas personalizadas a mão com os famosos cristais SWAROVSKI ELEMENTS. A campanha estará disponível ao público exclusivamente até 18 de fevereiro de 2018. Personalizadas, as garrafas são perfeitas para surpreender neste fim de ano, na festa de Réveillon, em aniversários, casamentos, noivados, premiações, presentes coorporativos ou qualquer ocasião que peça um toque pessoal e exclusivo. A loja virtual já está em funcionamento e entrega as garrafas personalizadas das linhas Brut Impérial e Rosé Impérial em todo o Estado de São Paulo. As garrafas limitadas (incluindo os cobiçados tamanhos Magnum – 1,5 litros - e Jeroboam – 3 litros) estão disponíveis no Atelier MOËT, podendo ser decoradas com os famosos cristais austríacos na cor Golden Shadow. É possível compartilhar os votos para 2018 com mensagens de «PAZ», comemorar aniversários com um inesquecível «HAPPY B-DAY» ou celebrar a virada com estilo com a gravação «FELIZ 2018». Declarar o amor nunca foi tão especial e torna-se irrecusável com as mensagens “I LOVE YOU” e “MARRY ME”, basta entrar na loja virtual e criar o modelo exclusivo para cada celebração. Importante lembrar que o pedido deve ser feito no site com quatro dias úteis de antecedência.

18

Editora B2B


atualidades

Embalada para presentear no Natal

A Coca-Cola escalou um timaço para sua campanha de verão. Anitta, Luan Santana, Ludmilla, Pabllo Vittar, Projota, Simone & Simaria, Solange Almeida, Thiaguinho e Valesca estampam as novas embalagens de Coca-Cola e Coca Cola Zero Açúcar, que trazem a imagem do rosto de cada um, com um trecho de suas músicas. Com fotos de Bob Wolfenson, um dos mais renomados profissionais do país, a campanha é uma promoção para os fãs de música, que escolherão três artistas para formar um novo feat. – ou seja, um trabalho em parceria. Cada lata é um voto em potencial. O trio de eleitos vai gravar uma música inédita e um videoclipe, e serão as estrelas de um show ao final da campanha. Os 100 eleitores de cada artista vencedor que mais votaram ganharão ingressos para assistir ao show, com um acompanhante. Os 10 mais engajados de cada artista terão acesso a outros prêmios, como assistir à gravação do clipe e encontrar com o artista no dia do show, produzido e transmitido ao vivo pela Vevo Brasil, que assina a curadoria e gestão artística da campanha. O lançamento da campanha - criada pela agência J. Walter Thompson Brasil - está previsto para 26 de dezembro em TV aberta. Só a partir dessa data, os votos serão contabilizados no site da Coca-Cola FM www.coca-cola.fm

Para este ano, uma das grandes apostas da Arcor do Brasil é o Panettone Paçoca Amor, resultado da parceria inédita com a marca, aproveitando todo o vínculo emocional que desperta em seus consumidores.  Segundo Anderson Freire, gerente de guloseimas, biscoitos e chocolate, a novidade amplia o potencial de exposição da marca. “Nosso objetivo foi desenvolver um Panettone exclusivo e com forte apelo emocional. Só a paçoca Amor é capaz de juntar esses ingredientes em uma data tão especial quanto o Natal” explica o gerente. A embalagem reforça o apelo visual da Paçoca Amor com o tradicional coração vermelho e o amarelo de fundo, que chamam atenção no ponto de venda. O laço, cuidadosamente desenhado na caixa remete a uma embalagem de presente, ideal para esta época do ano.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Artistas estampam novas latas da coca-cola

Foto: Divulgação

Editora B2B

19


atualidades

Conceito de praticidade

Foto: Divulgação

A Magro, marca de varejo da Lightsweet, ingressa no segmento de snacks com o lançamento dos Snacks Integrais Magro nos sabores banana e canela, maçã e canela, presunto parma, queijo nacho e tomate e ervas.  O formato de 35 gramas foi escolhido para facilitar o dia a dia do consumidor. Segundo a empresa, é uma gramatura ideal para as crianças levarem na lancheira e também para os adultos. São práticos até mesmo para os atletas em dias de prova. É uma quantidade de consumo calórico pré-treino. O conceito de design da embalagem é pautado na praticidade, com informações diretas e divididas em tópicos para fácil identificação do produto nas gôndolas. O logo está em evidência para reforçar a marca nos pontos de venda. 

Foto: Divulgação

Posicionamento premium

20

Editora B2B

A nova linha de chás gelados Libertea Ice Tea, da Casa Madeira, empresa do grupo Famiglia Valduga, chega ao mercado em garrafas de vidro de 500 ml desenvolvidas pela Verallia exclusivamente para a empresa, sendo, inclusive, batizadas com o nome Casa Madeira. “O uso do vidro colabora com o posicionamento premium que buscamos para esse produto. Além disso, existe a possibilidade de ressignificação do uso do vidro, fazendo com que o consumidor tenha um contato com a marca por um período de tempo maior”, explica Jhonatan Marini, coordenador de P&D da marca. “Por ser uma garrafa exclusiva e ter um design diferenciado, ela se destaca nas gôndolas e pode despertar interesse na utilização após o seu consumo, como um item decorativo ou de reúso”, acrescenta. 


atualidades

Foto: Divulgação

Embalagens especiais e colecionáveis

Com inspiração nos Toy Art, a Agência Brasileira de Inteligência em Design (ABID) criou uma linha de embalagens especiais e colecionáveis para o Natal da Pan Chocolates, que já está nas lojas próprias da marca e quiosque especial do Itaquá Garden Shopping. Com grandes olhos, vazados, para que ver o conteúdo recheado de sabor de infância, e extremamente simpáticos, os personagens natalinos são uma aposta da Pan para lembrancinhas de final de ano. “Criar embalagens é um processo que estamos bem familiarizados, além de ser uma especialidade da agência. Mas trabalhar com a Pan tem sido algo prazeroso. Além de termos liberdade na criação, temos a oportunidade de fazer parte desse novo momento da marca”, destaca Junior Vieira, Diretor de Criação da ABID.

Foto: Divulgação

Inspiração vintage

A embalagem da linha Yamasterol Cachos, própria e específica para cachos de todas as curvaturas, ganhou identidade visual vintage assinada pela WMS Comunicação. Para a concepção da identidade visual, o principal desafio foi deixar a linha vintage e ao mesmo tempo atemporal. “Optamos por eliminar elementos datados, como ilustrações de personagens, por exemplo. Nós exploramos a construção da fonte “CACHOS”, e a própria marca Yamasterol que está no mercado desde 1957 e, por si só, já é vintage”, explica Marisa Sasaki, gerente de marketing da Yamá. Outro grande diferencial está na composição das embalagens. Cerca de 20% do PEAD (polietileno de alta densidade) utilizado pela empresa para produzir os frascos são provenientes de reciclagem. Para a Yamá, o processo de desenvolvimento da embalagem com 20% de material reciclado foi tranquilo, já que a área de sopro é interna, inclusive a área de reciclagem.

Editora B2B

21


Foto: Divulgação

vanguarda

EMBALAGEM INTERAGE COM O CONSUMIDOR Crown Bevcan Europe & Middle East lança primeira lata Shazamable na categoria de cerveja Session IPA Beer

A

gravadora icônica Island Records se associou à Crown Bevcan Europe & Middle East, uma unidade de negócios da Crown Holdings, Inc. (NYSE: CCK) (Crown) (www.crowncork.com), para lançar a primeira lata “Shazamable” do mundo para a categoria de cerveja Session IPA Beer. Esta colaboração foi reconhecida no Annual World Beverage Innovation Awards, realizado em setembro, na Drinktec, em Munique, na Alemanha, onde a série ganhou o prêmio de Melhor Lata ou Alubottle. Um palco para os novos produtos e desenvolvimentos mais ambiciosos lançados por empresas internacionais durante o ano, a premiação é conhecida por exibir as próximas tendências nas indústrias de alimentos e bebidas. A colaboração da Island Records com a Crown aproveita a tendência dos consumidores de explorar a embalagem de seus produtos favoritos e a história por trás da marca. Essa história é uma que vai além dos ingredientes usados, incluindo também quem fez, onde foi feito e por quê. Na verdade, essa curiosidade reflete como um amante da música pega um álbum de vinil com obras de arte incríveis e lê o encarte para descobrir a história do álbum. Para ajudar a sua Session IPA Beer a se destacar em um mercado competitivo, a Island Records trabalhou em estreita parceria com a Shazam para inovar com a tecnologia “Visual Shazam”, que permite aos consumidores se conectar instantaneamente com três playlists de reprodução de artistas da Island Records, em Spotify. Basta digitar o código Shazam na lata com seus smartphones.

22

Editora B2B

O estúdio de design europeu da Crown, em Leicester, no Reino Unido, trabalhou em atividades de pré-impressão com a Zappar, que fornece a tecnologia por trás dos códigos Shazam, para incorporar o logotipo ao design final. Os especialistas da Crown usaram sua experiência para traduzir os detalhes finos em um design que poderia ser impresso diretamente em uma lata cilíndrica de bebida. Tanto a Crown como a Island Records têm uma história de criatividade e inovação em seus respectivos campos de atuação, e essa colaboração produziu uma inovação para o mercado mundial de cerveja. As latas são produzidas na fábrica da Crown Braunstone (Reino Unido). Um segundo design para a Island Records Beer Range, Jamaica Porter, já foi lançado simultaneamente à Session IPA.


Foto: iStock

especial sustentabilidade

CRESCE A DEMANDA GLOBAL DE EMBALAGENS VERDES A expectativa é atingir US$ 207,543 milhões até 2022, representando uma taxa composta de crescimento anual de 5,41%

D

e acordo com um estudo da Allied Market Research, o mercado global de embalagens verdes gerou receita de US$ 132,556 milhões, em 2015, e a expectativa é atingir US$ 207,543 milhões até 2022, representando uma taxa composta de crescimento anual de 5,41%. O segmento de alimentos e bebidas representou mais de três quintos da participação de mercado.

A maior preocupação com higiene e saúde entre os consumidores tem aumentado a demanda de embalagens verdes. Além disso, os regulamentos governamentais rigorosos sobre plásticos não degradáveis ​​e o crescimento da demanda por embalagens recicladas alimentaram a expansão do mercado. Além disso, a logística reversa na indústria de embalagens facilitou o transporte de resíduos municipais para plantas de reciclagem.

24

Editora B2B

As iniciativas de empresas multinacionais como a Dow Chemical Company, a Henkel AG & KGaA e a Mitsubishi Corporation para promover o desenvolvimento sustentável, formando uma comunidade chamada Together for Sustainability, abriram oportunidades ao mercado. Esta iniciativa apoia o Pacto Mundial das Nações Unidas e o Cuidado Responsável para alcançar o desenvolvimento sustentável.


especial sustentabilidade

Top estratégias vencedoras do mercado global de embalagens verdes

Aumento da demanda de bioplásticos no mercado global de embalagens verdes Unidade: 1.000 toneladas

1,200

17,65%

1,000 116

29,41%

5,88%

800 320

600

23,53% 23,53%

400

347 12 83

200

Aquisições

Fusões

Lançamento do produto

Expansão geográfica

0

Acordos e parcerias

Fonte: Allied Market Research

A expectativa, segundo o estudo, é que o segmento de embalagem reciclada cresça a uma taxa composta de crescimento anual de 4,92%. Os bioplásticos têm ganhado mercado com aplicações nos segmentos de saúde e farmacêuticos, e são aceitos como uma alternativa aos polímeros de fonte fóssil. Além disso, a logística reversa e o aumento do número de legislações para técnicas de embalagem ecológica facilitaram a reciclagem de resíduos municipais.

Restrições De acordo com o Banco Mundial, em 2012, os resíduos sólidos anuais gerados em todo o mundo foram de cerca de 1,3 bilhão de toneladas, e deverá aumentar para 2,2 bilhões de toneladas até 2025. O setor de reciclagem

3 33 60 34

125

2005

2010

342

80

2015

América do Norte

Europa

Ásia-Pacífico

LAMEA

Fonte: Allied Market Research

é agora um negócio global com mercados internacionais e ampla oferta e rede de transporte. No entanto, a ineficiência no mercado para obter a reciclagem municipal de resíduos sólidos é uma restrição ao mercado.

o mercado, seguida pela América do Norte durante o período de previsão. O mercado alemão de embalagens verdes deve crescer com um CAGR de 5,10% e a região do Oriente Médio, com um CAGR de 3,15%.

Além disso, a alta produção e o custo de instalação impedem as empresas de adaptar as embalagens verdes. Sem contar a falta de iniciativas governamentais, especialmente, nos países em desenvolvimento, por meio de subsídios para reciclagem e falta de espaço para armazenar material reciclado, que também atuam como restrição ao crescimento do mercado de embalagens verdes.

As regiões da América do Norte e da Ásia-Pacífico representaram conjuntamente mais da metade da participação total em 2015.

Principais conclusões Segundo o estudo, a região europeia vai continuar a liderar

A utilização de matérias-primas degradáveis ​​ m ostrou grande crescimento em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Em 2015, a Europa demonstrou a máxima demanda de bioplásticos com o potencial de assistir a um crescimento significativo no futuro. Além disso, a região da Ásia-Pacífico representou cerca de um quarto do volume total.

Editora B2B

25


especial especial sustentabilidade | FCE Pharma | bioplásticos e FCE Cosmetique

MERCADO GLOBAL DE BIOPLÁSTICOS VAI CRESCER 20% NOS PRÓXIMOS CINCO ANOS A capacidade de produção vai saltar de 2,05 milhões de toneladas, em 2017, para aproximadamente 2,44 milhões de toneladas, em 2022

C

rescimento da indústria mundial de bioplásticos se mantém estável. “O mercado global de bioplásticos deverá crescer 20% nos próximos cinco anos. A transição para uma economia circular de baixo carbono, um apoio político mais forte para a bioeconomia e uma maior conscientização dos consumidores para produtos e embalagens sustentáveis ​​estão impulsionando a expansão”, diz François de Bie, presidente da European Bioplastics.

Foto: iStock

A capacidade global de produção de bioplásticos deve aumentar de cerca de 2,05 milhões de toneladas, em 2017, para aproximadamente 2,44 milhões de toneladas, em 2022. Os biopolímeros inovadores como PLA (ácido poliláctico) e PHAs (polihidroxialcanoatos) são os principais impulsionadores deste crescimento.

26

A família de polímeros PHAs já vem sendo desenvolvida há algum tempo e, agora, finalmente, entra no mercado em escala comercial, com capacidade de produção que deve triplicar nos próximos cinco anos. Espera-se também que a capacidade de produção de PLA cresça 50%, em 2022, em comparação a 2017. O PLA é um material muito versátil que possui excelentes propriedades de barreira e está disponível em grades de alto desempenho que podem ser uma alternativa ao PS (poliestireno), PP (polipropileno) e ABS (acrilonitrilo butadieno estireno) em aplicações mais exigentes.

Editora B2B


especial sustentabilidade | bioplásticos

Capacidade global de produção de bioplásticos 2,440

2,500 2,054

2,093

2,138

2,189

2,248

2,000 1,215 1,500

1,174

1,182

1,192

1,202

880

911

946

987

2017

2018

2019

2020

1,354

1,000

500

0

Bio-based/não biodegradável

Biodegradável

1,033

1,086

2021

2022

Previsão

Capacidade total

Fonte: European Bioplastics, Nova-Institute (2017)

Editora B2B

27


especial especial sustentabilidade | FCE Pharma | bioplásticos e FCE Cosmetique Os bioplásticos não biodegradáveis, incluindo o PE (polietileno), o PET (polietileno tereftalato), bem como o PA (poliamida), atualmente, respondem por 56% (1,2 milhão de toneladas) da capacidade global de produção de bioplásticos. Espera-se que a produção de bioplástico de PE continue a crescer à medida que novas capacidades estão previstas para entrar em operação, na Europa, nos próximos anos.

centro de produção, respondendo por mais de 50% dos bioplásticos produzidos na região. Um quinto da capacidade de produção está na Europa. Prevê-se que esta proporção cresça até 25% até 2022, com o compromisso da Comissão Europeia para fazer a transição para um modelo de economia circular, que deverá acelerar o impulso de crescimento e desenvolvimento da indústria de bioplásticos na Europa.

As intenções para aumentar as capacidades de produção de bio-PET, no entanto, não foram realizadas à taxa prevista em anos anteriores. Em vez disso, o foco mudou para o desenvolvimento do PEF (polietileno furanoato), um novo polímero que deverá entrar no mercado, em 2020. O PEF é comparável ao PET, mas 100% base bio e possui barreira superior e propriedades térmicas, o que o torna um material ideal para embalagem de bebidas, alimentos e produtos não alimentares. Em 2022, a expectativa é que o bio-PP entre no mercado numa escala comercial com um forte potencial de crescimento devido à aplicação generalizada de PP em uma ampla gama de setores.

“Nos últimos dez anos, a indústria de bioplásticos floresceu e se tornou um setor inovador de rápido crescimento”, diz de Bie. “Estamos testemunhando um número crescente de grandes marcas que estão substituindo os materiais de fonte fóssil por materiais com base biocombustível ou soluções biodegradáveis em resposta ao aumento da demanda dos consumidores por produtos mais sustentáveis ​​e uma mudança geral na conscientização sobre os impactos do consumo e as escolhas sobre o meio ambiente”, acredita.

Olhando para o desenvolvimento da capacidade regional, a Ásia continua a ser um importante

28

Editora B2B

“A sustentabilidade é um pilar essencial na nossa empresa, até por conta do processo produtivo do nosso produto. Enquanto a inovação e o pioneirismo estão diretamente ligados ao posicionamento da nossa marca: Pelo Sabor do Novo. Neste sentido, o Plástico Verde é uma importante iniciativa que consegue responder de maneira efetiva a todas essas demandas, trazendo uma importante novidade para todo o segmento”, afirma Javel Colombo, diretor comercial da

PE verde: etanol da cana-de-açúcar ganha novos mercados Um bom exemplo do crescimento da aplicação dos bioplásticos em diferentes segmentos de mercado é o PE verde da Braskem. No Brasil, a matéria-prima renovável será utilizada pela primeira vez no segmento de açúcar refinado na embalagem do Açúcar Caravelas, uma das mais importantes empresas do país neste setor. A matéria-prima 100% renovável será aplicada nas embalagens do açúcar refinado e cristal. Os produtos foram lançados recentemente, em outubro, deste ano. Atualmente, a marca Caravelas

Foto: Divulgação

A embalagem continua a ser o maior campo de aplicação para os bioplásticos, respondendo por 60% (1,2 milhões de toneladas) do mercado total de bioplásticos, em 2017. O estudo revela que os bioplásticos já estão sendo utilizados em muitos outros setores, incluindo têxteis, bens de consumo, e aplicações no setor automotivo e de transporte, agrícola e hortifrutícola.

consome mensalmente 140 toneladas de embalagens e será a única do segmento que tem no seu ciclo produtivo a canade-açúcar do início ao fim. O consumidor poderá identificar as novas embalagens a partir do selo “I’m green™”, visível na frente do produto. O selo é a identificação da Braskem para embalagens feitas com Plástico Verde.

Açúcar Caravelas: Primeira aplicação do PE verde no segmento de açúcar refinado no Brasil


Foto: Divulgação

especial sustentabilidade | bioplásticos

Bulldog: Bisnagas de PE verde para produtos de cuidados com a pele para homens

Usina Colombo, produtora do Açúcar Caravelas. Para a Braskem, que monitora constantemente o mercado, o lançamento está alinhado ao propósito da companhia de buscar soluções para seus clientes e melhorar a vida das pessoas por meio da química e do plástico. “Há uma preocupação crescente de empresas na adoção de soluções inovadoras e de menor impacto ambiental. O Plástico Verde é o material que se encaixa nos atributos que a Caravelas busca para seus produtos: inovação e respeito ao meio ambiente”, afirma Gustavo Sergi, diretor de Químicos Renováveis da Braskem. A transformação da resina verde para a embalagem sustentável é feita pela Zaraplast, que desde o início é parceira da Caravelas na criação de todos os produtos.

“Estamos felizes de sermos parceiros em mais um projeto. Como fornecedores de embalagens flexíveis há 50 anos, temos notado que a cada dia os consumidores buscam produtos que ofereçam soluções mais sustentáveis e conseguir unir a matéria-prima renovável da Braskem, a nossa expertise em transformação e o produto da Caravelas foi gratificante”, comenta Eli Kattan, diretor da Zaraplast.

plástico da cana-de-açúcar em nossas embalagens”.

Fora do Brasil, o Plástico Verde da Braskem também está ganhando mercado. Um bom exemplo disso é a bisnaga produzida pela RPC M&H Plastics para a Bulldog, marca de produtos para cuidados com a pele destinada para o público masculino. Simon Duffy, fundador da Bulldog Skincare For Men, diz: “A Bulldog orgulha-se de ser a primeira marca masculina de skincare no mundo a usar

O Plástico Verde da Braskem, além de ser 100% reciclável, captura e fixa 3,09 toneladas de CO2 da atmosfera para cada tonelada de resina de origem renovável produzida, colaborando para a redução da emissão dos gases causadores do efeito estufa. O produto apresenta também as mesmas características do polietileno tradicional e pode ser reciclado na cadeia já existente.

A RPC M&H Plastics afirma que está continuamente buscando produtos alternativos ambientalmente responsáveis porque acredita que uma pequena mudança pode fazer uma grande diferença enquanto se esforça continuamente para ser uma empresa que tem um impacto mínimo no meio ambiente.

Editora B2B

29


especial especial sustentabilidade | FCE Pharma | reciclagem e FCE Cosmetique de latas de alumínio

BRASIL RECICLOU 97,7% DAS LATAS DE ALUMÍNIO PRODUZIDAS EM 2016 Relatório elaborado pela Resource Recycling Systems (RRS) confirma que a lata de alumínio é a embalagem para bebidas mais reciclada do mundo, com uma taxa global de 69%, contra 43% do PET e 46% do vidro

Brasil: Índice de reciclagem da lata de alumínio para bebidas 2010 a 2015 Unidade: 1.000 toneladas

97,6%

98,3%

2010

2011

97,9%

97,1%

98,4%

97,9%

Foto: iStock

298,7 294,2 292,5 289,5 272,8 267,1 264,9 253,1 245,0 257,3 239,1 248,7

30

2012 Vendidas

Fonte: Abal e Abralatas

Editora B2B

2013

2014 Coletadas

2015


especial sustentabilidade | reciclagem de latas de alumínio

B

renda e de empregos para 800 mil catadores de materiais recicláveis.

rasil mantém a liderança mundial na reciclagem latas de alumínio. Segundo dados da Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e da Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas), o país reciclou 280 mil toneladas de latas de alumínio para bebidas, das 286,6 mil toneladas no mercado em 2016. Com isso, o índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas atingiu 97,7%, mantendo o Brasil entre os líderes mundiais desde 2001.

O ciclo de vida da lata de alumínio é de até 60 dias, do momento do descarte até virar uma nova latinha. Segundo estudo do Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea), a reciclagem da lata de alumínio para obtenção de uma nova embalagem reduz em 70% as emissões de gás carbônico e em 71% o consumo de energia, entre outros benefícios, quando comparado à lata fabricada apenas com alumínio primário.

“O Brasil conseguiu desenvolver uma estrutura de cooperativas de reciclagem em patamares que não existem no resto do mundo”, destaca Milton Rego, presidente da Abal, sobre o sucesso dos números da reciclagem de lata de alumínio. Para Renault Castro, presidente-executivo da Abralatas, a estabilidade do índice, próximo a 100% nos últimos 10 anos, confirma o sucesso do modelo de reciclagem da lata e aponta um importante diferencial competitivo da embalagem. “Em tempos de aquecimento global, quando se busca uma economia de baixo carbono, esta é uma grande vantagem”, ressalta.

Além disso, a atividade de reciclagem consome apenas 5% de energia elétrica, quando comparada ao processo de produção do metal primário. Isso significa que a reciclagem das 280 mil toneladas de latas, em 2016, proporcionou uma economia de 4.300 GWh/ ano ao país, número equivalente ao consumo residencial anual de 6,7 milhões de pessoas, em dois milhões de residências.

De acordo com Mario Fernandez, coordenador do Comitê de Mercado de Reciclagem da Abal, este é um segmento cada vez mais representativo para a indústria, sociedade e o meio ambiente. “A lata de alumínio para bebidas, cujo consumo chega a 110 unidades por brasileiro, anualmente, responde por quase 50% do volume de sucata de alumínio recuperada no ano”. Nos últimos cinco anos, segundo ele, a indústria de reciclagem investiu R$ 200 milhões. Em 2016, a coleta de latas de alumínio para bebidas foi responsável por injetar R$ 947 milhões na economia nacional, contribuindo com a geração de

Brasil: a eficiência na utilização do alumínio pela indústria de latas para bebidas

Ciclo de vida da lata de alumínio para bebidas

Nº de latas produzidas com 1 Kg de alumínio

100 80

49

58

+

Produtividade +51%

40

Anos 70

Fonte: Abralatas

Anos 80

Compra

Consumo Descarte

Enchimento

60

20

Retorno ao consumo

74

64

Anos 90 Início da produção no Brasil

+

60 dias +

+

Novas latas

O ciclo de vida da lata de alumínio é de até 60 dias, do momento do descarte até virar uma nova latinha

Coleta

ATUAL Prensagem

Laminação Lingotamento

Fundição

Fonte: Abal

Editora B2B

31


especial | drinktec FCE Pharma e FCE Cosmetique

32

Editora B2B


especial | drinktec

PLATAFORMA DE INOVAÇÕES DO SETOR DE LÍQUIDOS Drinktec 2017: a maior feira de equipamentos e embalagens para líquidos do mundo obteve o melhor desempenho em seus 66 anos de história

Assunta Napolitano Camilo*

É

considerada uma das plataformas de inovação do setor mais importante do mundo, especialmente para a indústria de líquidos, incluindo máquinas de envase e embalagens. Hoje é a feira líder mundial em tecnologia de bebidas e alimentos líquidos.

Foto: FuturePack

Realizada em setembro, em Munique, na Alemanha, a Drinktec 2017 recebeu mais de 76 mil visitantes de mais de 170 países. Este edição alcançou o melhor resultado, em seus 66 anos de história, e superou todas as expectativas. O número de visitantes aumentou em 10.000 em relação ao evento anterior, em 2013. Em particular, em nível internacional, onde o Drinktec já é muito forte, a proporção de visitantes estrangeiros aumentou 67%. O número de expositores cresceu também reunindo 1.749 empresas de 80 países. Isso é atribuído, principalmente, à feira de tecnologia do vinho SIMEI, que foi realizada como parte da Drinktec pela primeira vez. Em resposta ao crescimento exponencial das embalagens de PET, a Drinktec introduziu a PETpoint em 2005, uma seção separada da exposição dedicada à tecnologia de PET.

Editora B2B

33


especial | drinktec FCE Pharma e FCE Cosmetique

Algumas inovações A Husky estava coinjetando multicamadas em Injection Molding System (IMS). O sistema de preforma integrada HyPET HPP5 em operação, no estande, produzia preforma de 17g num molde de 72 cavidades, com ciclo de 8,7 segundos, para embalagem de refrigerante. Trabalhando com a Solvay, a empresa lançou o HBP (poliéster de alta barreira), um polímero reciclável, que se propõe a ser chamado de nova geração de embalagens sustentáveis. Além disso, com a KHS elaborou um estudo para o desenvolvimento de uma garrafa sustentável. A garrafa Factor 100: com design e estabilidade mecânica Conceito de BOD (Bottle On Demand ou garrafa sob encomenda) lançamento da Krones

e simulação computacional de última geração, as empresas conseguiram obter uma garrafa de 500 ml, com apenas 5 g de PET, para água mineral. A KHS lançou também o projeto Form-Fill, no qual o processo de sopro e enchimento é realizado numa única etapa: a garrafa se forma, ao mesmo tempo, que enche de água, ou seja, a própria água ajuda a formar a garrafa, ganhando melhoria na formação e no tempo. A Krones marcou presença com o maior estande da feira. Utilizou um pavilhão inteiro para apresentar suas novas linhas de equipamentos, que oferecem aumento de capacidade de envase e processo.

A novidade mais interessante da Krones foi a apresentação de proposta conceitual para atender as demandas dos consumidores. A empresa desenvolveu o conceito de BOD (Bottle On Demand ou garrafa sob encomenda), no qual o consumidor pode definir o que quer beber: · Qual produto (sucos, chá, refrigerante, cerveja); · Qual o volume (350, 500, 750 ml); · Qual a cor da tampa e o design que irá estampar a garrafa. O consumidor faz seu pedido e o sistema de sopro/envase/ rotulagem entrega em alguns instantes a bebida solicitada”. A Sidel apresentou uma proposta de forno a laser que possibilita produzir novos formatos de garrafas e num tempo muito menor. Aliás, todo o trabalho da empresa e sua “irmã” GEA foi no sentido de rever o consumo de ar comprimido, energia, calor etc. e conseguiu reduções significativas (45% de eletricidade, 35% de ar comprimido). O uso de PET está ganhando participação no mercado de produtos tradicionalmente dominados por PEAD e PP. A Sidel está apostando no lançamento da tecnologia de fundo Steady EDGE que permite produzir atraentes variantes de design para as embalagens PET com uma produção estável e econômica. Com esta nova tecnologia é possível projetar bases mais estáveis e melhor distribuição de material de PET.

Foto: FuturePack

A SIPA apresentou uma nova máquina que pode produzir garrafas recicladas a partir de flakes reciclados, eliminando uma etapa do processo de reciclagem, ganhando competitividade

34

Editora B2B


especial | drinktec

utensílios que podem receber os “recheios”.

Cerveja belga Dagschotel usa impressão direta na garrafa

A start up Vendl lançou uma proposta (já existente em vidro) de um frasco para cerveja que se transforma em copo tipo “tulipa”. A Crown ofereceu uma série de serviços para controle e rastreabilidade de suas embalagens por meio de codificação a laser no verso ou na frente do tab. Podem ser códigos 2D (tipo QRCode) ou numéricos.

no segmento de garrafa a partir de material reciclado. O segundo trabalho da SIPA foi no sentido de diminuir os tempos de trocas ou set-ups). A SMI aproveitou a feira para comemorar 50 anos de existência, apresentando as evoluções e ganhos de competividade de suas linhas.

A cerveja belga Dagschotel, além de usar impressão direta na garrafa, está se destacando e ganhando consumidores pelo uso de Realidade Aumentada. Para isso, a marca desenvolveu seu próprio aplicativo para smartphones que leva os consumidores a ver a moça da garrafa falar!

Houve duas correntes de decoração de garrafas: a possibilidade de gravação direta nas garrafas ou frascos por ink jet (principalmente oferecido por Krones e KHS) e rótulos impressos a partir da tecnologia impressão digital rotulados diretamente e mais rápido. A conferir o que irá se destacar primeiro.

A empresa alemã STRRD criou as “Spoon Flavours” colheres com cabo oco, onde podem ser introduzidos pós, líquidos ou granulados saborizadores, que podem transformar água em sucos e bebidas simples em coquetéis. Além de colheres, a empresa oferece também canudos, garfos e outros pequenos

A Ball, outra fabricante de latas de alumínio, já oferece alternativa de formatos diferenciados e gravação de baixo relevo. A empresa também desenvolveu uma lata de alumínio para bebidas com canudinho embutido. Quando o consumidor abre a lata, o canudinho se projeta para fora, surpreendendo-o positivamente pela entrega de conveniência e segurança. Foto: FuturePack

Foto: FuturePack

Além disso, a empresa divulgou novamente a possibilidade que seus clientes têm de usar tintas termocrômicas para criar efeitos especiais para diferentes situações: quando a lata atinge uma determinada temperatura ou quando passa ou uma condição por certo tempo etc.

Lata de alumínio da Ball com canudinho embutido Editora B2B

35


especial | drinktec FCE Pharma e FCE Cosmetique A Keep Can® apresentou a lata de alumínio com tampa plástica que permite o refechamento e facilita o consumo parcial. O conceito já está sendo utilizado na lata de energético do Bayern, de Munique, com muito sucesso entre os torcedores. Havia apenas uma empresa de latas de aço, mostrando as latas de três peças, como a da Prigat.

Foto: FuturePack

A cadeia inteira estava lá mostrando suas propostas, incluindo fornecedores de adesivos, como a Henkel, de sistemas de cartão multipack como a Graphic Packaging International (GPI) e Westrock, sistema para envase de embalagens flexíveis, tampas (APTAR E SACMI), bag in box, bag com torneira sem a caixa (bag without box), engradados para cervejas e refrigerantes etc.

Até a Tetra Pak marcou presença desta vez. A empresa apresentou a linha de processos e um parceiro de garrafas PET. A Horäuf também apresentou suas “latas” de papel cartão”. A italiana BRUNI, tradicionalmente prepara para a feira uma exposição de garrafas de vidro, desenvolvidas por estudantes de várias universidades do mundo, gerando oportunidades para tantos profissionais mostrarem seus talentos. Muitos fornecedores de insumos para a fabricação de sucos, cervejas, óleos e azeites também se apresentaram na Drinktec, permitindo aos fabricantes de bebidas conhecer fornecedores para tudo o que precisavam numa única feira. Preparem-se: a próxima edição será em 2021!

Feiras completas assim ajudam a criar melhores embalagens e assim um mundo melhor.

Foto: FuturePack

Lata de alumínio com tampa plástica que permite o refechamento da Keep Can®

*Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da coleção Better Packaging. Better World.

36

Editora B2B


empresa | Tetra Pak

“SUPERLÍDERES” DITAM SUCESSO DAS MARCAS NO MUNDO ONLINE Relatório global da Tetra Pak mostra comportamento dos consumidores no universo digital e a importância das empresas se aproximarem de influenciadores digitais para ganhar mercado e reconhecimento

38

Editora B2B


A

s marcas devem focar o seu engajamento online em uma nova geração de influenciadores. De acordo com o Tetra Pak Index 2017, essa é a chave do sucesso em um mundo conectado e saturado de informações. Em estudo sobre o comportamento do consumidor, a empresa identificou os “Superlíderes”, o grupo mais influente na construção - ou destruição da preferência de uma marca dentro da comunidade digital. Quando engajados, esses influenciadores podem se tornar defensores da marca para espalhar mensagens, formar opiniões e ajudar a aumentar a confiança em seus produtos. Representando apenas 7% da população online, os Superlíderes são as pessoas mais ativas e sociais no meio digital. Mais da metade (57%) posta avaliações de produtos toda semana, e quase dois terços (65%) afirmam que são mais propensos a fazê-lo depois de uma experiência positiva. Além disso, mais de três quartos (78%) esperam que as empresas respondam às suas avaliações e classificações, ressaltando que a interação nas mídias sociais melhora a sua opinião sobre a marca em questão (79%).

empresa | Tetra Pak

O relatório, realizado com base em 70 mil amostras, em 54 mercados, incluindo o Brasil, revela que a pesquisa Tetra Pak Index 2017 foi realizada entre junho e setembro de 2016, com base em 70 mil amostras em 57 mercados, incluindo o Brasil, e detalha comportamento do consumidor revela o conteúdo gerado por terceiros é cada vez mais importante, e se torna, muitas vezes, mais convincente do que a comunicação direta das marcas. Ao se aproximar dos Superlíderes, as marcas podem direcionar seus recursos a um grupo menor, alcançando

Editora B2B

39


empresa | Tetra Pak ao mesmo tempo um público conectado mais amplo. Como mostram os estudos de caso, muitas empresas já iniciaram essa abordagem.

gens aéreas são os temas mais buscados pelos consumidores nacionais. Atualmente, 40% dos que estão conectados fazem compras pela internet, contra 39% que compram offline, mas se mostram abertos a consumir por meio dos canais online. Os melhores meios de se estimular a compra digital são e-mails, mensagens instantâneas, redes sociais e vídeos.

Brasileiros entre os mais engajados O Brasil é um território fértil para os Superlíderes, com engajamento superior à média global. Entre os usuários brasileiros, 9% são considerados Superlíderes – enquanto globalmente, eles representam 7% -, dos quais 59% são mulheres e 40% têm idade entre 25 e 40 anos. Esse público utiliza em média 3,8 dispositivos (contra média global de 2,8) e o tempo médio dedicado à mídia digital, em comparação à tradicional, é de 73% (globalmente, esse índice é de 64%). Os brasileiros utilizam, em média, 7,8 diferentes plataformas semanalmente, contra 4,8 em âmbito global. As plataformas mais usadas no Brasil são, pela ordem: Facebook, Youtube, Whatsapp, Facebook Messenger, Instagram, Twitter, Skype, Snapchat e Linkedin.

Os resultados da pesquisa reforçam ainda que o brasileiro é apaixonado por vídeos e com alto interesse em artigos online. Diferentemente de outros mercados, o Brasil é bem aberto para o contato feito por marcas. Ao mesmo tempo, o bloqueio de anúncios é mais comum aqui do que a média global. Segundo Alexandre Carvalho, diretor de serviços de marketing da Tetra Pak, a companhia conta, hoje, com uma equipe de 400 pessoas, em todo o mundo, atuando na área de marketing para aumentar o entendimento do mercado, o que vem além da embalagem, visando apoiar o crescimento de seus clientes.

Música, hospedagem e passa-

E de que maneira o social se integra com outros pontos de contato? Os % que desejam usar fontes para uma interação Superlíderes Construção de marca

Ativação de marca

Atendimento ao cliente

Defesa de marca

86 70

62

Social

50

Digital tradicional Offline

12

1

Facebook

2

Canal de marca no YouTube Vídeo de outros usuários no YouTube

3

1

Canal de marca no YouTube

2

Facebook

3

Vídeo de outros usuários no YouTube

12

10

2

0

Os 3 pontos de contato preferidos

40

36

1

Facebook

1

Facebook

2

App da marca para dispositivos móveis Mensagem/chat ao vivo

2

Canal de marca no YouTube

3

Perguntar a amigos/familiares

3

Fonte: (E3New) Acesso a entretenimento ou conteúdo de ou sobre uma marca Z | (E4New) Obter informações sobre uma marca | (E5) Perguntar por uma marca | (E6) Expressar uma opinião sobre uma marca Base: Super Líderes (97) © TNS 2016

40

Editora B2B

16

Consumidores conectados O estudo Tetra Pak Index 2017 também mostra como a jornada do consumidor está passando de um processo relativamente linear para uma rede complexa de múltiplos pontos de contato. Hoje, os consumidores pesquisam sobre o produto antes, durante e depois da compra. Eles procuram pelo menos quatro fontes de informação antes da escolha, muitas das quais estão fora do controle das marcas – uma razão a mais para que as empresas se relacionem com os Superlíderes, pois suas avaliações e conversas formam uma das fontes mais confiáveis ​​para os consumidores. “Usar novas maneiras de alcançar os consumidores conectados é especialmente importante quando se pensa na Geração Z e em outros que estão se tornando um importante grupo de consumidores. Eles cresceram em um mundo digital e esperam que as marcas se comuniquem de forma semelhante. A era da comunicação passiva e unidirecional acabou. As marcas precisam ajustar sua interlocução e usar mais conteúdos inteligentes, autênticos e engajados se quiserem aproveitar as oportunidades neste novo mundo”, afirma Carvalho.

Aposta em embalagens inteligentes Além disso, o relatório aponta que a embalagem desempenha um papel fundamental na estratégia de ampliar o engajamento do consumidor. Por exemplo, os códigos digitais impressos nas embalagens podem melhorar a transparência da rastreabilidade, permitindo que as pessoas


empresa | Tetra Pak

acessem informações sobre o produto desde a matéria-prima utilizada até a comercialização. A embalagem também pode ser transformada em uma plataforma para o fluxo de dados bidirecionais, na qual as marcas capturam subsídios específicos e valiosos a respeito dos seus consumidores, além de compartilhar mais detalhes sobre o próprio produto. “A embalagem digital proporciona aos proprietários de marcas uma conexão direta com o consumidor por meio de um importante canal de comunicação - o próprio produto. Para aproveitar ao máximo este canal totalmente proprietário, estamos instituindo de forma pioneira o uso da realidade aumentada e outras tecnologias digitais em nossas embalagens, ajudando nossos clientes a permanecerem na vanguarda”, complementa Carvalho. O que a Tetra Pak, que produz anualmente 188 bilhões de embalagens globalmente, está querendo fazer? Desenvolver embalagens inteligentes é uma aposta da companhia no futuro. Hoje, a companhia está investindo na interatividade com o consumidor, com embalagens que utilizam código datamatrix, uma espécie de R.G. ou identidade única. A primeira experiência, conta Carvalho, foi feita na Arábia Saudita, pela marca de sucos Suntop, que encomendou cinco códigos de embalagens únicos. “O teste foi feito por uma semana e atingiu 5 mil consumidores. Para este teste piloto, a Tetra Pak produziu 25 mil embalagens. Ao escanear o código datamatrix na emba-

O quão conectados são os meus consumidores? Global

Brasil

Super Líderes

2,8

3,3

3,8

Nº de dispositivos possuídos: % de tempo por dispositivo: 35

Celular Tablet

43

56 9

PC % de tempo por mídia: Tradicional Digital

43

49 8

47

10

36

31

27

64

69

73

Fonte: (B1) Dispositivos possuídos | (D3 New) Tempo passado em dispositivos | (D3) Tempo passado em atividades Base: Global (74,404) | Brasil (1,022) | Super Líderes (97) © TNS 2016

Quais são os segmentos dos meus consumidores digitais? Funcionais (40%)

Brasil

Observadores (19%)

Conectores (12%)

Líderes (29%)

S. Líderes (9%)

Gênero (%) 48

52

53

47

51

49

40

60

42

58

41

59

Idade (%) 16-24

28 32

32 35

25-34 35-44 45-54 55-65

35

7 5

39

16 12

5

9 7

1

30

34

36

24

23

21

30

35

40 21

18 5 4

6

7 3

Renda (%) Alta Média Baixa N/S

10

12 66

19

17 5

8

3

15 63

16

14 6

25 2

14 69

70

66

12 3

Fonte: Segmentação da Vida Conectada Base: Brasil (1022) | Dentro do Brasil: Funcionais (396) | Observadores (208) | Conectores (114) | Líderes (304) | Super Líderes (97) © TNS 2016

lagem, o consumidor ganhava ingressos grátis para um parque temático, e a marca conseguia capturar informações de seu perfil nas mídias sociais, além de saber a posição geográfica onde o escaneamento do código foi feito”, explica o diretor de serviços de marketing da Tetra Pak. Para este teste piloto, a Suntop utilizou impressão digital em

linha. Mas, a intenção, explica Carvalho, é imprimir o código datamatrix na fábrica da Tetra Pak. Estamos trabalhando para isso. O desafio deste projeto é a velocidade de impressão, mas estamos bem otimistas”, avalia o executivo. Há planos, segundo ele, de estender a experiência para outros países, inclusive, no Brasil, em 2018.

O estudo na íntegra está disponível no link: https://assets.tetrapak.com/static/pt/documents/tetra-pak-index_2017_por.pdf

72 13 1


conveniência e praticidade

Embalagem com atmosfera modificada garante shelf life de até oito dias

SABOR PARA COMPARTILHAR Ateliê do Sabor lança Minis, linha de sanduíches em embalagem com duas unidades, que atende crianças e adultos pela mobilidade, praticidade, conveniência e sabor

42

Editora B2B


conveniência e praticidade

F

ocada na fabricação e comercialização de alimentos práticos e frescos, o Ateliê do Sabor, marca do grupo francês NORAC, acaba de lançar uma nova linha de sanduíches para consumo em qualquer momento do dia e para toda a família: os Minis. O lançamento da marca é uma prova de que sempre é possível inovar no ponto de venda. Os lanchinhos são feitos com pão de leite supermacio, nutritivo e de fabricação própria, com ovo e leite na formulação. Já os três diferentes recheios – presunto gourmet, peito de peru e salame – dispostos em finas fatias, acompanham queijo. Saborosos e práticos, os Minis são apresentados em embalagens coloridas de 130g, com duas unidades de 65g embaladas individualmente e separáveis, um diferencial que permite compartilhar o produto ou guardar uma metade para o consumo futuro. “Esse é um produto de grande sucesso de vendas na França, que atende crianças e adultos pela mobilidade, praticidade, conveniência e sabor”, conta Bertrand Chambert-Loir, presidente da Norac do Brasil. Um produto muito semelhante já é comercializado pela matriz da empresa, na França, sob a marca Daunat. A identidade visual assinada pela CBA B+G promete chamar a atenção dos consumidores na gôndola. Ela conta com uma janela transparente em forma de sorriso que possibilita um primeiro contato com a qualidade dos sanduiches e, ao mesmo tempo, sugere um momento feliz de consumo. “A transparência da embalagem permite ao consumidor comprovar o frescor dos produtos antes do consumo. Ele consegue visualizar o recheio do sanduíche antes de abrir a embalagem”, explica o presidente da Norac do Brasil.

Atmosfera modificada: maior frescor Assim como os demais produtos da marca, a nova linha de minissanduíches é acondicionada sob tecnologia de atmosfera modificada, que retira o oxigênio da embalagem, garantindo muito mais frescor e durabilidade ao alimento, sem inclusão de aditivos químicos. “Sob atmosfera modificada e temperatura refrigerada de 1º a 6º C, o produto ganha um prazo de validade muito maior. Garantimos oito dias de validade após a entrega nos pontos de vendas”, afirma “Trouxemos da Alemanha o equipamento necessário para a produção dos Minis no Brasil. Os insumos da embalagem são comprados no Brasil”, revela Chambert-Loir. Entre os fornecedores de embalagem, estão Converplast, Evertis e Mack Color. O projeto total demandou um ano, e o desenvolvimento da embalagem, quatro meses. “Os Minis, distribuídos em São Paulo e no Rio de Janeiro, são encontrados em supermercados, cafeterias, lojas de conveniência, lanchonetes e aeroportos, e chegam para somar ao portfolio do Ateliê de Sabor, que hoje conta com mais de 40 produtos divididos entre as categorias de sanduíches naturais (integrais, cremosos e trio), sanduíches especiais (ciabattas e wraps), saladas (saladas e saladinhas), suco e sobremesa”, afirma Bertrand. Segundo ele, a intenção é, futuramente, expandir a distribuição até onde for possível distribuir produtos frescos com oito dias de validade. “Mas, antes disso, temos que consolidar esses dois mercados potencialmente enormes, que são São Paulo e Rio de Janeiro”, conclui.  

Editora B2B

43


Fotos: Divulgação

design de embalagem

Sachê dividido em duas partes destacáveis e cada uma delas rende 500 ml

MAIS MODERNA E PRÁTICA Grings Alimentos Saudáveis relança Matcha Fruit em sachê dividido em duas partes destacáveis para facilitar o preparo da bebida

P

ioneira ao trazer o matcha ao Brasil, a Grings Alimentos Saudáveis está antenada com as novas tendências relacionadas à saudabilidade, por isso investe continuamente na ampliação e no aprimoramento do portfolio dos produtos. Ela inova mais uma vez com o relançamento do Matcha Fruit, que agora possui uma embalagem mais prática e stevia na fórmula – um adoçante natural. O produto é combinado com polpa de frutas, sendo uma opção leve, saborosa e funcional para o verão, e está disponível nos sabores abacaxi com hortelã, cranberry, limão e tangerina com gengibre. Visando à praticidade, as embalagens foram modernizadas para facilitar o preparo da bebida para o consumo. O sachê de seis gramas é dividido em duas partes iguais destacáveis e cada uma delas rende 500 ml. Basta adicionar água ao pó e pronto! Você vai ter uma opção saudável e refrescante para o verão, e o melhor, rico em propriedades antioxidantes e termogênicas. Além disso, é um alimento vegano, low carb, zero glúten e zero lactose. A mudança da embalagem do produto nasceu de uma demanda dos consumidores da marca. Por meio dos canais ativos de comunicação (e-mail, telefone e mídias sociais), a empresa identificou inúmeras solicitações dos consumidores para que a diluição do Matcha Fruit fosse proporcional à capacidade de um squeeze, comumente utilizado

44

Editora B2B

em academias, caminhadas e no trabalho. O novo formato da embalagem: sachê dividido em duas partes, que rendem 500 ml cada, foi desenvolvido para atender dois públicos distintos da marca Matcha Fruit. A embalagem atende o consumo individual, mas sem deixar de oferecer 1 litro do produto para o consumo da bebida em família. Já o desenvolvimento do novo conceito gráfico da embalagem, assinado pela Catenacom, explorou uma identidade visual moderna, que traz sugestões de consumo, praticidade do uso e a forma de preparo. Além disso, a embalagem é reciclável.


A volta das garrafas retornáveis requer novas tecnologias adesivas Aldo Santos*

C

Foto: Divulgação

artigo

om a crise econômica e a briga por preços, as cervejas envasadas em vidro retornável têm voltado às prateleiras. Além das tradicionais garrafas de 600 ml, as grandes cervejarias têm apostados também em versões de 300 ml e 1 litro. A troca do vasilhame traz ganhos de sustentabilidade, com a redução de resíduos e eficiência produtiva, além de uma economia de até 30% no custo da bebida para o consumidor. Diante desse cenário, 51% do total de cervejas comercializadas no país são envasadas em embalagens reutilizáveis, segundo o Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe). No Brasil, para conseguirmos um processo eficaz e prático, a logística reversa dos cascos de cerveja é compartilhada pelas cervejarias. Isto é, o bar ou supermercado retorna para a indústria apenas a quantidade de garrafas compradas, sem separar marca a marca. Assim, a garrafa que estava com o rótulo da cerveja A, pode voltar ao mercado contendo a cerveja B. Nesse processo, a indústria de bebida tem uma questão crítica e, muitas vezes, pouco lembrada: a qualidade do adesivo. Muito mais do que apenas colar o rótulo, o adesivo precisa atender especificações contrastantes: resistir ao teste IWR (Ice Water Resistance) que simula as condições de um balde de gelo, ter um ciclo de vida de meses, ao mesmo tempo em que precisa ser lavável para ser reutilizado por outra cervejaria. Há pouco mais de uma década, a indústria tinha de escolher: ou teriam um adesivo não lavável, ou um adesivo lavável. Nesse caso, havia uma alta sensibilidade à umidade e baixas temperaturas ao utilizar rótulo de papel de baixa gramatura. Dessa maneira, os rótulos perdiam sua integridade quando imersos em baldes de gelo, em refrigeradores, ou mesmo, no transporte. A Henkel foi pioneira ao desenvolver então uma tecnologia que atendesse essa necessidade do setor de bebidas. Hoje em dia, os adesivos podem resistir por até 30 dias em um balde de gelo, com variações de acordo com a gramatura do rótulo. Porém, não são capazes de resistir à água quente e assim, o rótulo pode ser removido de forma fácil, quando em contato com uma solução alcalina com água a 80ºC.

45

Editora B2B

A nova tecnologia garante ainda alta produtividade e um ótimo rendimento, tendo sido possível saltar da quantidade de 30g de adesivo por hectolitro, para apenas 10g necessárias para a mesma quantidade de envase. Outra mudança que impactou positivamente o setor foi a substituição do uso da caseína, substância derivada de leite bovino, para uma fórmula sintética do adesivo. Com a mudança, pode-se garantir uma secagem rápida e um green tack. Além disso, proporciona melhor estabilidade e menos sujeira na máquina. Além de proporcionar um custo menor, uma vez que sua fórmula não está mais atrelada às flutuações do mercado pecuário. Essas mudanças possibilitaram ainda mais criatividade para layout de rótulos, com impressões vibrantes e formato no-label look, mais comuns em cervejas premium, que, como o nome sugere, são transparentes e geram a ilusão de que a impressão foi feita na própria garrafa. *Aldo Santos é gerente de contas-chaves de Adesivos Industriais da Henkel.

Editora B2B

45


SISTEMA DE SERIALIZAÇÃO DE PRODUTO Uma solução de proteção de marca, empresa e clientes é o Traceless AD da Kodak. É um sistema que possibilita criar marcas secretas duradouras e invisíveis, desde códigos alfanuméricos até códigos de matriz de dados, com a tinta transparente de segurança. E, para leitura das marcas criadas, é necessário apenas utilizar um dos visualizadores, leitores ou scanner Kodak Traceless, já que não são visíveis sob nenhum tipo de luz UV ou iluminação. Além disso, há a possibilidade de efetuar uma combinação de código visível com outro invisível para aumentar a segurança e melhorar o sistema de rastreabilidade existente. Eastman KODAK Company Tel.: (12) 3932-6817 | www.kodak.com

PROTEÇÃO ANTIMICROBIANA Baseada no modelo construtivo bottom-up em nanotecnologia, os produtos da linha nanoxclean® apresentam a tecnologia da prata que tem ação natural e específica contra os germes. São produtos construídos por processos modernos de modo a não apresentar toxidade e durante a utilização, não alteram as propriedades fisico-químicas dos materiais neles aplicados. A tecnologia nanoxclean® pode ser incorporada ao produto por meio da aditivação granulada em resinas, tintas vernizes e esmaltes; pintura em spray de peças em diversos acabamentos e, por fim, pintura por dip-coating de peças em vários tipos de acabamentos e tecidos pelo processo de esgotamento. Três são as formas utilizadas para o combate às bactérias: a primeira, pela inibição da divisão celular, a segunda, pelo rompimento da parede celular e a terceira, pelo impedimento à troca de gases pela parede celular. NANOX Tel.: (16) 3412-9980 | www.nanox.com.br

46

Editora B2B

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

IMPRESSORA PORTÁTIL PARA IDENTIFICAÇÃO Com um design que a torna durável, resistente e portátil, a impressora BMP21-plus da Brady é indicada para ser utilizada como impressora de etiquetas de identificação em geral. Ela é dotada de diversas funções inteligentes, como data, hora, serialização, simbologia e tipologia ajustáveis, inserção de dados variáveis etc. É um equipamento de fácil manuseio que disponibiliza 70 modelos de etiquetas contínuas e com oito tipos de apresentações diferentes, cores variadas, modelos de código de barras e muitos outros recursos. Com ela é possível realizar a impressão de etiquetas por transferência térmica, permitindo a obtenção de etiquetas legíveis com a aplicação em diferentes superfícies e em diversos tipos de materiais. A BMP21-plus é desenvolvida para resistir a manuseio constante, longas aplicações em áreas internas ou externas e a produtos químicos. SETON/W.H.B. do Brasil Ltda. Tel.: (11) 4166-1200 | www.seton.com.br

Foto: Divulgação

notas técnicas


MÁQUINAS FLEXOGRÁFICAS Dotadas de sistema de secagem entre cores e estufa de secagem final em aço inox, as máquinas flexográficas, modelos RF 160 mm a RF 250 mm, disponibilizadas pela Reflexo, possuem corpos confeccionados em aço 1020, pintura em epóxi, tambor central retificado, cromado e balanceado. Elas são dotadas também de unidades de corte com três estágios, eixo temperado para corte longitudinal, inversor de frequência e contador digital com parada programada. Elas possuem motor de 5 hp de potência. Os equipamentos trabalham também com três, quatro e seis cores, com possibilidade para imprimir quatro cores do lado da frente e duas no verso e permitem ainda utilizar a opção do verniz ultravioleta. FLEXOGRÁFICA Indústria e Comércio de Equipamentos Gráficos Ltda. Tel.: (11) 2910-7288 www.flexografica.com.br

TERMOFORMADORA Uma máquina recomendada para ser utilizada em pequenas produções, é a termoformadora R 095 da Multivac. Ela pode ser considerada de pequeno porte devido às dimensões reduzidas, ou seja, somente 1,5 m de largura por 3 m de comprimento. No entanto oferece elevado desempenho de produção e qualidade na embalagem. Ela é capaz de produzir automaticamente, por exemplo, embalagens para fatiados de queijo ou frios, com uma operação bastante simples. É necessário apenas que sejam colocados na máquina os blocos de queijo ou frios para que ela realize o fatiamento de acordo com a programação selecionada. Dessa forma, podem ser ajustados a quantidade de fatias, a espessura desejada e o formato de empilhamento. Em seguida, embalá-las com vácuo ou com ATM, atmosfera modificada, que é indicada para fatiados de queijo. MULTIVAC do Brasil Ltda. Tel.: (19) 3795-0818 www.br.multivac.com/pt Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

SOLUÇÕES DE EMBALAGEM Formadas por lâminas multicamadas e destinadas para aplicações diversas, as soluções de embalagens fornecidas pela Evertis proporcionam excelente proteção. Elas são resistentes a impactos, transparentes ou coloridas e com um brilho excepcional, de forma que as lâminas garantem um aspecto visual agradável no ponto de venda. Dentre os diversos produtos oferecidos, a empresa dispõe do Ecopack que é transparente, resistente e possui brilho; o Ecomirror é transparente, tem brilho e é de fácil selagem; o Epack é colorido e, processável a baixa temperatura; o Emirror, por sua vez, é colorido, fácil de processar e possui brilho também. E, por fim, o Expack, além de ser colorido, é leve e possui textura diferenciada. EVERTIS Brasil Plástico S.A. Tel.: (41) 3671-8900 | www.evertis.com/pt/home

Foto: Divulgação

notas técnicas

Editora B2B

47


Foto: Instituto de Embalagens

LEITURA Novo livro traz conhecimentos abrangentes sobre embalagem Embalagem Melhor Mundo Melhor é uma obra coletiva e única que reúne 25 autores Quer desenvolver conhecimentos abrangentes sobre a indústria de embalagem e com a profundidade exigida num cenário globalizado? A primeira edição do livro Embalagem Melhor Mundo Melhor, que pertence à coleção Better Packaging. Better World, elaborada pelo Instituto de Embalagens, traz uma abordagem de todo o sistema de embalagem, desde conceitos até a disposição final, incluindo mercado, design, tendências, inovações, materiais, processos, máquinas e a delicada questão da sustentabilidade. O novo livro da coleção ganhou um projeto gráfico diferenciado, além de 57 capítulos, fotos e informações atualizadas. Está disponível em dois volumes: português e inglês. Preparado por uma equipe multidisciplinar, o livro aborda, de forma simples e acessível, o universo da indústria de embalagem para convertedores de embalagens e indústrias de produtos de consumo. “A intenção é que o livro seja utilizado para capacitar novos profissionais, atualizar os atuais e servir de fonte de consulta de conhecimento em embalagens”, afirma Assunta Napolitano Camilo, diretora do Instituto de Embalagens. Ela continua:

“A primeira edição de Embalagem Melhor Mundo Melhor pretende ser uma referência no setor para apoiar no desenvolvimento de melhores embalagens e ajudar a criar e inovar a partir de conhecimento sólido, isento e imparcial.” A coleção nasceu em 2014, e já tem quatro livros: o completo (primeira edição apenas em inglês), Embalagem Flexível e Embalagem de Papel cartão (português-inglês) e Embalagem de Alumínio (português- inglês-espanhol). Todos os livros estão na mesma plataforma do site, que é o canal da coleção: www.betterpackagingbetterworld.com O livro é patrocinado pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO), Braskem, ExxonMobil, Krones, Clube da Embalagem, FuturePack, Ibema, Myers do Brasil, Papirus, Suzano Papel e Celulose, Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis (Abief), Bemis, MD Papéis, Multivac, Radici Group, Sleever e Sunnyvale. CANAL DA COLEÇÃO: www.betterpackagingbetterworld.com

Foto: Aptar Beauty + Home

SPRAY COM NOVA TECNOLOGIA

Com duração até três vezes mais prolongada, o spray da Aptar, EuroMist Heaven, é a mais nova tecnologia desenvolvida pela Aptar Beauty + Home. Possui um dispensador que assegura maior cobertura, fragrância uniforme e experiência sensorial mais atraente ao consumidor. Dessa maneira, garante uma atuação sem esforço e uma sensação ainda mais suave no decorrer da aplicação. Desenvolvido para fórmulas à base de álcool e água, o EuroMist Heaven forma uma névoa fina e permite que menos partículas parem sobre uma área, oferecendo uma sensação mais seca à pele. APTAR BEAUTY + HOME. Tel.: (11) 3062-5773 | http://beauty-home.aptar.com/pt

48

Editora B2B

ROBÔS INDUSTRIAIS A linha Melfa da Mitsubishi Electric tem capacidade para promover o aumento da produtividade e efetuar a redução nos custos das empresas. Capaz de operar em mais de 20 aplicações diferentes e em diversos ramos de atividade produtiva, a linha é projetada com tecnologia avançada tornando-a moderna, precisa, segura e resistente. A empresa fabrica robôs industriais destinados a atuarem em diversos segmentos por meio de variadas aplicações, como etiquetadoras, processos de aplicação de graxa em autopeças, montagem de equipamentos, operações de soldagem etc. Enfim, ela oferece soluções que proporcionam auxílios às indústrias de maneira que não precisam resolver as necessidades com diversos equipamentos de fabricantes diferentes. Além da indústria automotiva, esses equipamentos são também utilizados pela alimentícia, farmacêutica e química. MITSUBISHI ELECTRIC do Brasil. Tel.: (11) 2449-4917 | www.mitsubishielectric.com.br

Foto: Divulgação

notas técnicas


Fotos: FuturePack

Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

A GAÚCHA ODERICH LANÇA LINHA PREMIUM Direto dos empórios mais chiques do Brasil, a Oderich oferece uma linha completa de produtos selecionados em embalagens sofisticadas

Assunta Napolitano Camilo*

C

om seus quase 110 anos (é de 1908), a gaúcha Oderich já tem seus produtos reconhecidos em quase todo o Brasil e, em muitos outros países, fruto do esforço em alavancar as exportações, participando de várias feiras internacionais como a SIAL, Gulfood, entre outras. A empresa busca sempre se preparar para atender as demandas de seus consumidores. Recentemente, fez um up grade na marca, deixando-a mais leve, jovial, alegre e moderna, que também ganhou uma assinatura mais do que adequada: “Conserva a qualidade”. Lançou, recentemente, sua linha premium de produtos. Começou com a sua linha de doces tradicionais, como figada, marrom glacê, goiabada, pessegada e figos caramelizados, que chegaram ao mercado em embalagens de aço menores (cerca de 400 ao invés de 800g) com impressão de alta qualidade no fundo e nas laterais, entregando excelente apresentação. Atenta às demandas de conveniência, a embalagem apresenta sistema de abertura abre fácil e uma tampa transparente de polipropileno para refechamento (ambos os benefícios destacados na embalagem por ícones). O design mais elegante e o uso equilibrado de cores fortes como preto, vinho, dourado, laranja e verde escuro, com laços de fitas, e tipografia, alinhada à fonte da marca, ajudaram

muito na comunicação de que se tratava de uma série especial. Na categoria de molhos, a Oderich lançou uma linha de mostardas especiais (tipos Dijon, americana, escura e com sementes), além de catchup, maionese caseira, molhos rosé e barbecue (churrasco). Os frascos pretos, mais altos e com painel frontal mais largo, destacam os produtos na gôndola. Os rótulos termoencolhíveis pretos ajudam a aumentar a barreira à luz. Além de contribuírem para o elegante design, com tons clássicos escurecidos e dourados, aumentando o toque sofisticado da linha. As tampas largas contam com válvulas de silicone que conferem praticidade e higiene. Como atributos importantes, estão em destaques no painel para valorização. A linha toda já nasceu bilíngue para atender de pronto os países de língua espanhola e logo mais será oferecida para outros países. Prova de que produtos bem feitos com embalagens melhores avançam e promovem um mundo melhor.

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da coleção Better Packaging. Better World.

Editora B2B

49


índice de anunciantes página

empresa

site

17.............. COGNEX................................................................................................................................................................. www.cognex.com

5 e 35....... HENKEL.............................................................................................................................................. www.henkel.com/foodsafety

9 e 13....... INSTITUTO DE EMBALAGENS................................................................................................www.institutodeembalagens.com.br

2ª Capa..... PERFOR ............................................................................................................................................................. www.perfor.com.br

7................ SIG COMBIBLOC........................................................................................................................ www.sigdedentroparafora.com.br

4ª Capa .... TETRA PAK..................................................................................................................................... www.cuidedomeufuturo.com.br

EDIÇÃO 226

TRANSFORMAÇÃO Injeção / Sopro e Termoformagem / Bisnagas / Tubos

APROVEITE AS CONDIÇÕES COMERCIAIS ESPECIAIS PARA ANUNCIAR RESERVE SEU ESPAÇO, LIGUE: (11) 3722-0956


Que 2018 seja... ...um ano de paz, saúde, sucesso e realizações. Nosso agradecimento à todos que caminharam conosco em 2017.

Feliz Ano Novo!


Profile for Revista Pack

Revista Pack digital 225  

Pack Revista de Negócios do mercado de embalagens. Máquinas, equipamentos, produtos e serviços do setor industrial. Novidades e lançamentos...

Revista Pack digital 225  

Pack Revista de Negócios do mercado de embalagens. Máquinas, equipamentos, produtos e serviços do setor industrial. Novidades e lançamentos...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded