Page 34

Ideflor-bio implanta viveiro para 5 mil mudas

no Bosque Rodrigues Alves Texto Denise Silva* Fotos Tássia Barros / Comus

De acordo com Kleber Perotes, do Ideflor-bio, com as ações recomendadas se consegue produzir mudas sem impactar as pessoas e o meio ambiente

A

parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) resultou na montagem de um viveiro para 5 mil mudas, no Bosque Rodrigues Alves. Dentre as plantas cultivadas estão espécies nativas, medicinais e voltadas ao paisagismo, como a massaranduba, o ipê rosa, o buriti, a andiroba e o marupá. Na implantação, além de sacos plásticos, foram utilizadas mudas em tubetes, que são sustentáveis e possuem formato inovador, alta resistência e durabilidade, além de proporcionarem um maior desenvolvimento de raízes saudáveis e direcionadas. As mudas serão cultivadas no espaço do bosque, para compor o paisagismo e a flora local, auxiliando a manutenção dos espaços públicos. A atividade também contou com apoio de alunos do curso de Biologia da Universidade da Amazônia (Unama) e reeducandos da Superintendência do Sistema Penal (Susipe). Os viveiros florestais são os locais onde são produzidas mudas de plantas e precisam reunir todas as condições necessárias para o crescimento das espécies, que estão em fase inicial de desenvolvimento, geralmente nativas da região onde o viveiro está instalado e destinadas ao reflorestamento – para recomposição da mata ciliar, de áreas degradadas, entre outros.

De acordo com Kleber Perotes, da Diretoria de Desenvolvimento da Cadeia Florestal (DDF) do Ideflor-bio, com as ações recomendadas se consegue produzir mudas sem impactar as pessoas e o meio ambiente. “Os viveiros florestais são essenciais para a preservação das florestas e manutenção do ambiente, pois nesses locais são cultivadas mudas de árvores e espécies que serão, depois, reintroduzidas na natureza ou plantadas em parques e áreas verdes. Por conta disso a implantação do viveiro é de grande importância ao desenvolvimento florestal”, explicou. Ainda segundo o técnico, a equipe de flora do Bosque receberá uma capacitação

para o manuseio correto das mudas e preparo de substratos, que são utilizados no processo, possibilitando assim a manutenção do viveiro. A DDF coordena a execução de projetos de produção e de restauração florestal, com base em Sistemas Agroflorestais (SAFs) comerciais, para fins de recuperação de áreas alteradas, promoção de incremento econômico, consolidação de práticas sustentáveis de uso e de aproveitamento dos recursos naturais, contribuindo com a redução da pressão do desmatamento sobre as áreas de floresta e do passivo ambiental. (*) Ascom Semma

<<

INFORMÁTICA ASSISTÊNCIA TÉCNICA SERVIÇOS DE QUALIDADE, FEITOS POR TÉCNICOS TREINADOS NAS FÁBRICAS

Notebooks • Microcomputadores Tablets • Monitores Impressoras Multifuncionais Tvs LCD e LED • Estabilizador Nobreaks • Instalação de Progamas e Redes

Av. Alcindo Cacela, 2677 (91) 3229-8155 / 3229-0262 34

Pará+

Ideflor-bio implanta viveiro para 5 mil mudas no Bosque Rodrigues Alves.indd 34

www.paramais.com.br

13/07/2016 16:33:55

Pará+ 172  

AQUALAND o maior parque aquático do Norte, em Salinas

Pará+ 172  

AQUALAND o maior parque aquático do Norte, em Salinas

Advertisement