Issuu on Google+

junho \ julho 2010

NRespostas

1


2

NRespostas

www.nrespostas.com.br


Editorial Eventos valorizam sua marca e fidelizam o coração! Estamos em junho, diante de mais um grande evento mundial, este especial para nós brasileiros, apaixonados e fãs incondicionais do futebol. Tudo à nossa volta nos remete a ver, ler e ouvir falar da Copa do Mundo 2010 na África do Sul. Pense comigo: este evento elimina todas as preferências e/ou vontades individuais, transforma todas as diferenças em um só grito, em uma só torcida, em um só desejo, Brasil campeão. Ou melhor, Brasil hexacampeão! Nesta edição, queremos demonstrar que esse espírito de unidade é, na verdade, grande alavanca de campanhas publicitárias, de geração de empregos e oportunidades para que as empresas aumentem seu faturamento, aproveitando a mídia que fortalece o campeonato a cada dia. Não existe nada melhor para quem promove um evento que ter sua iniciativa amplamente divulgada, que ela seja tema de cada bate-papo em qualquer nicho de mercado, região ou classe social. Estar com campanha em um evento como a copa é pegar carona em todo esse clima, quase uma garantia de bons negócios. Hoje, mais do nunca, vemos que a comunicação empresarial desenvolveu uma ferramenta importante para o sucesso e o posicionamento estratégico das organizações: EVENTO. São neles que as empresas têm a opor-

tunidade de se aproximar do cliente, gerar experiência com a marca e atingir em cheio seu público alvo. Quando a empresa produz, patrocina ou apoia um evento apresenta-se a um público bastante específico. Lembro da minha felicidade quando a gerente do meu banco me ligou convidando para assistir ao Cirque du Soleil, por eu ser um cliente especial para o banco. Qual cliente não fica encantado e agradecido em ser convidado a participar de um evento bem produzido, com alto valor agregado, e ainda poder observar que quem o convidou tem ali sua marca supervalorizada? Hoje é comum vermos as empresas oferecerem convites de cinema, shows, palestras, mantendo contato com seu público-alvo. Os eventos têm o poder de despertar sentimento na mente e no coração, o que faz a marca ser lembrada e admirada. Isso fideliza os clientes! Assim como você, eu também adoro ser lembrado como especial por alguma empresa e ser convidado a participar de um grande evento. Como você, estarei torcendo para o Brasil levantar a taça de campeão; igual a você, quero ser um campeão naquilo que faço! Nos vemos em alguma “das N Produções” que acontecem mundo afora! Um abraço,

N Respostas é uma publicação da N Produções

www.nproducoes.com.br

Envie seus comentários, sugestões, informações, críticas e perguntas: SHCGN 704/705 Bl. E nº 17 Ed. M.ª Auxiliadora sala 401 CEP 70730-650 Brasília-DF Fax: 61 3272.1027 e-mail: leitor@nrespostas.com.br

junho \ julho 2010

Diretor-Executivo: José Paulo Furtado

Fotografia: Telmo Ximenes

Diretora de Arte: Letícia Marchini arte@nrespostas.com.br

Reportagem: Patrícia Amato

Projeto Gráfico e Editoração: Leticia Marchini Editora-Chefe/Jornalista responsável: Patrícia Amato redacao@nrespostas.com.br Revisão: Carmem Menezes

Colaboradores: Nihad Bassis • César Souza • Luiz Marins • Alessandra Assad • Wagner Campos • César Frazão • Gustavo Cerbasi • Júlio Sérgio Cardozo • Edmour Saiani • Christian Barbosa Diretora Financeira: Ana Paula Abílio financeiro@nproducoes.com.br

NRespostas

Diretor Comercial: Jefferson Alvares jefferson@nproducoes.com.br Comunicação e Marketing: Luciana Teixeira Como anunciar: 61 3272.1027 de 2.ª a 6.ª das 8 às 18h jefferson@nproducoes.com.br A N Respostas não se responsabiliza pelas ideias e opiniões emitidas nos artigos assinados. Tiragem 20.000 exemplares

3


Índice

05. Entrevista

Roberto Shinyashiki

08. capa

Copa do mundo impulsiona economia do Distrito Federal

05

12. Gestão - Nihad Bassis 15. Liderança - César Souza 16. Recursos humanos - Luiz Marins 18. N Flashes

08

Quem passa pelos eventos da N produções

20. eTc...

entretenimento, casa, trabalho

22. gestão de pessoas Alessandra Assad 24. eco notícias 25. carreira - Wagner Campos 16

26. atendimento - César Frazão 28. finanças - Gustavo Cerbasi 30. tecnologia - Júlio Sérgio Cardozo 32. ECOLOGIA EMPRESARIAL Edmour Saiani

28

4

NRespostas

34. Gestão dE tempo Christian Barbosa

www.nrespostas.com.br


Entrevista

Roberto

Shinyashiki por Patrícia Amato

Profundo conhecedor da alma humana, Shinyashiki tem a capacidade de entender a realidade e as necessidades dos indivíduos. Isso faz dele uma referência em temas como carreira, felicidade e sucesso. Formouse em Psiquiatria, estudou Psicoterapia, tornou-se especialista em análise transacional e terapias corporais. Fez doutorado em Administração de Empresas, pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP). É autor de vários livros, entre eles: A Coragem de Confiar, Os Segredos dos Campeões, Tudo ou Nada, O Sucesso é Ser Feliz e o mais recente Vivendo e Aprendendo. Em entrevista exclusiva à N Respostas, Roberto Shinyashiki nos conta sobre o novo livro e ensina como conquistar a realização profissional

junho \ julho 2010

NRespostas

5


Como foi sua trajetória? Minha história, como a de todo mundo, foi feita de desafios, derrotas e vitórias. Mas, em todos os casos, de muito aprendizado. Comecei tocando em banda, na adolescência, até descobrir que adorava medicina e fui ser médico. Depois, descobri que tinha paixão pelas pessoas, e me tornei psiquiatra, depois psicoterapeuta. Como minha visão sobre as pessoas ainda era limitada, fui estudar com os grandes mestres do oriente e do ocidente. Estudei tudo o que pude sobre o comportamento das pessoas nas empresas, fiz MBA, atuei e atuo em empresas, pratiquei e vivi tudo o que aprendi, tudo isso procurando ajudar as pessoas de modo que pudessem se realizar e ser mais felizes.

desfrutar ao máximo a sensação de felicidade, sem culpa nem medo. A pessoa precisa ter foco no que faz?

Quem não tem foco desperdiça energia, não concentra seu poder de ação, não tira o melhor retorno dos esforços que investe. Você tem ideia do por que um prego tem a cabeça larga e a ponta fina? A cabeça chata e larga é exatamente para que você tenha uma visão melhor de onde deve bater nele – e sua energia no local “As experiências que tive na coloque certo. A ponta fina é para convida, incluindo os erros que cometi, me ensinaram a viver centrar toda essa energia em um só ponto, que deverá ser cada instante com muita vencido quando o prego avança. intensidade.” Experimente bater um prego ao contrário. O que acontece? Provavelmente você acerta o estruturar e construir a estrada do nosso sucesso. A solidez do sucesso seu dedo, ou o prego entorta. Num O senhor tem defeitos? que construímos depende do quanto mundo competitivo como o de hoje, Eu tenho muitos defeitos. Mas isso é fomos testados ao longo do caminho. em que muita gente boa tem muitos recursos à sua disposição, vai se sair bom. É exatamente devido às minhas E ser testado significa ora acertar, ora melhor aquele que souber concentrar deficiências que eu cometo erros e me errar. Isso é parte da nossa evolução todos esses recursos na direção de dou a chance de aprender com eles. natural. suas metas, de seus objetivos. Vai se Por eu não ser perfeito, estou sempre dar melhor quem bater no “prego” no O que é ter sucesso? aberto para o aprendizado, para o que lugar certo, da forma certa. a vida tem para me ensinar. Por isso, O verdadeiro sucesso é ser feliz. posso continuar crescendo. As expe- Quando a nossa luta é para realizar as O senhor afirma, em suas riências que tive na vida, incluindo metas da alma, então estamos a cami- palestras, que a gestão de os erros que cometi, me ensinaram a nho do sucesso. O mais importante pessoas no Brasil é hipócrita. viver cada instante com muita inten- de tudo é poder ter a sensação de que Por quê? sidade. É daí que vem minha inspira- viver vale a pena. O verdadeiro suces- Os executivos das grandes corporação para escrever, falar em público e so é satisfazer sua ânsia de felicidade, ções normalmente me perguntam viver tão perto dos meus leitores e cumprir sua vocação de ser feliz. E como podem motivar suas equipes. É isso você só consegue quando se rela- lógico que existem muitas maneiras ouvintes. ciona com sinceridade com as pessoas de motivar as pessoas, mas também é Já aconteceu de o senhor não que ama, quando é amigo de seus fi- muito importante cuidar de eliminar conseguir alcançar suas metas? lhos e, principalmente, quando con- os fatores que desmotivam suas equiJá. Aliás, se eu nunca tivesse falhado, segue ser amigo de si próprio. Isso, pes. Há muito empresário que diz se não teria o sucesso que tenho hoje. é ser seu cúmplice para enfrentar os preocupar com a motivação do seu Porque cada erro, cada fracasso, serve desafios, é motivar-se para superar pessoal, mas age de modo contrário a como aprendizado para que possamos novos obstáculos e, principalmente, isso. Sendo ainda mais claro, digo que 6

NRespostas

www.nrespostas.com.br


Entrevista a motivação da equipe começa pela eliminação dos fatores que a desmotivam. Seria excelente se os chefes de equipe tomassem essa iniciativa. Mas, muitas vezes, é o próprio chefe que cria as situações de desestímulo. Se o que interessa é motivar a sua equipe, em primeiro lugar, se você é o chefe, faça uma análise detalhada das possíveis injustiças que podem estar ocorrendo em seu departamento, por responsabilidade sua ou de seus colaboradores. Busque soluções para a sua equipe. O que importa é ter objetivo claro de motivar o seu pessoal, por meio da valorização de sua equipe. E pôr isso em prática. Não adianta só falar e pregar boas intenções. É preciso agir nessa direção e, acima de tudo, estar comprometido com isso.

tilo de vida em que predomine o alto astral. O que conta não é tanto o que você faz, mas como você procura realizar suas metas. É isso que vai determinar sua qualidade de vida. Quando o indivíduo tem compromisso com sua essência, a vida não se torna um fardo pesado de carregar. E a carreira profissional se torna uma ferramenta a mais para realizar esse compromisso. Algumas pessoas afirmam que o individualismo, que antes era algo negativo, hoje se transformou em positivo. Como o senhor vê isso? Não penso que o individualismo seja algo positivo. Para mim, o trabalho em equipe continua sendo o principal

Recentemente o senhor lançou seu novo livro Vivendo e Aprendendo. Do que se trata?

É verdade que as empresas contratam mais pelo critério da autoestima do que da competência? Não dá para afirmar que as empresas estejam efetivamente fazendo dessa forma. Mas penso que elas deveriam levar em conta tanto a autoestima quanto a competência, ao avaliar um candidato a funcionário. Sem autoestima, a competência não se manifesta. Mas apenas ter autoestima e ser pouco competente também não resolve. Como ter qualidade de vida e conquistar a realização profissional? Será que é preciso abrir mão da qualidade de vida para ter sucesso profissional? E será que sucesso profissional garante qualidade de vida? Não necessariamente, nos dois casos. É possível às pessoas realizar todos os seus sonhos sem tanto sofrimento e criar um esjunho \ julho 2010

volvidas individualmente, porém isso não dispensa um bom trabalho de planejamento em equipe e de acompanhamento do projeto por todos. Dentro dessa ideia de trabalho em equipe, cada vez mais vejo a liderança compartilhada como uma ferramenta poderosa. Não só a liderança compartilhada, mas principalmente a liderança ampliada – isto é, a liderança para baixo, para cima e para os lados. Explico: em um mundo em que as parcerias ampliam as fronteiras da empresa, os campeões precisam aprender a liderar também seus aliados, seus parceiros, sejam eles empresários ou colegas de mesmo nível hierárquico, ou mesmo de nível hierárquico superior.

“Quando a nossa luta é para realizar as metas da alma, então estamos a caminho do sucesso.” em qualquer empresa que queira ter sucesso e para qualquer profissional que queira crescer na carreira. Muitas atividades hoje podem ser desen-

É um tipo novo de livro, diferente, com capa dura, desenho inovador e fotos maravilhosas. É especial para você ter ao seu lado, ler e reler diversas vezes e também para presentear as pessoas que você ama. A essência do livro é ajudá-lo a responder à pergunta “O que eu faço nesta vida?” Tenho certeza que, nos seus momentos de reflexão, essa é uma questão que vem à sua mente e que faz você tentar entender o significado da sua existência. Escrevi o livro com base em minhas experiências de vida e procurei colocar nele um resumo de tudo o que considero importante. Esse livro é a minha declaração de amor à vida.

NRespostas

7


8

NRespostas

www.nrespostas.com.br


Copa do mundo

impulsiona economia

do Distrito Federal por Patrícia Amato

Futebol é uma paixão mundial. Com a chegada da Copa do Mundo, a vontade de vibrar aumenta. A cada quatro anos, as seleções de diversos países se reúnem, e os torcedores ficam mais apreensivos. Nessa época, até quem não curte muito futebol acaba se rendendo aos encantos desse campeonato. A Copa também ajuda a movimentar a economia. Meses antes de começarem os jogos, as empresas preparam-se para gerar lucros com o clima esportivo que domina o país.

junho \ julho 2010

NRespostas

9


“Dentre 61 lojistas consultados no DF, 41% perceberam aumento nas vendas.”

10

M

esmo o torneio deste ano sendo sediado na África do Sul, de 11 de junho a 11 de julho, a nossa Capital Federal já tem previsão de aquecimento econômico. De acordo com o Instituto Fecomércio, as lojas de material esportivo, armarinhos, papelarias, eletroeletrônicos e hipermercados são as que mais vendem artigos relacionados à Copa do Mundo. São camisas da seleção, bandeiras e artigos com as cores do Brasil. Uma pesquisa realizada por esse instituto mostra que 40,98% dos empresários desses segmentos já estão com as vendas aquecidas em função do mundial. A pesquisa mostra também que 88,52% dos comerciantes investiram em estoque especial para o período e 79% das empresas reforçaram a decoração verde e amarela nas vitrines. Entre 61 lojistas consultados no DF, 41% perceberam aumento nas vendas. Para André de Jesus, gerente comercial da Centauro do Brasília Shopping, as vendas aumentaram com a chegada da Copa. “A venda de camisas de times em geral, incluindo a do Brasil, cresceu 117% com relação ao mesmo período do ano passado”, afirma. Para os lojistas, produtos como televisão, tecidos para confecção de bandeiras, tênis, cornetas e bolas ainda serão muito vendidos,

NRespostas

principalmente com o início dos jogos. O Sindicato do Comércio Varejista do DF (Sindivarejista) estima que as vendas de televisores cresçam pelo menos 8% em toda a capital. Com o crescimento das vendas em todos os setores, as oportunidades de emprego aumentaram. Antes mesmo de o mundial começar, os bares já contrataram mais funcionários, e esse número ainda deve aumentar. Um dos bares mais conhecidos pelos fanáticos por futebol é o Sociedade Futeboleira do Brasil, que fica na Asa Sul. “Estamos com expectativa de atender a cerca de 350 torcedores a cada jogo, então tivemos de contratar mais 3 funcionários temporários. Acredito que a estimativa de faturamento nessa época possa aumentar 20%”, declara Bruno Cavalcanti, sócio-gerente. Época de promoções A Copa do Mundo é grande oportunidade de lucratividade. As empresas precisam aproveitar e investir em promoções e campanhas publicitárias. “A Copa mobiliza a população que tem vínculo muito forte com o futebol. O comércio tem de aproveitar para buscar novas opções para impulsionar as vendas, trabalhando com produtos com a cara do Brasil”, comenta Roberto Filho, gerente da unidade de atendimento coletivo de comércio e serviços do Sebrae/DF. De acordo com o presidente do Sindhobar, Cleiton Faria Machado, quem promoveu ação para a Copa do Mundo vai sair na frente. “Os restaurantes e os bares que não fizeram ação para a Copa vão ter o movi-

www.nrespostas.com.br


“Com o

mento reduzido por conta dos crescimento das celo Sommer. No total, serão horários dos jogos. Já os que vendas em todos produzidas cinco mil camisetas. os setores, as aproveitaram a ocasião, com As lojas esportivas e as conoportunidades certeza terão a casa cheia”, cocessionárias também aderem de emprego menta. ao momento. A Centauro está aumentaram. O setor de bares e restaurantes com campanha promocional: na já está no pique para incremen- Antes mesmo do compra de uma camisa do Bramundial começar sil, você concorre a um ano de tar as vendas no período. Os os bares já bares têm adquirido grandes contrataram mais compras na loja. A concessionátelevisores para atrair os clienria Disbrave também não fica de funcionários, e tes. O bar Sociedade Futebo- esse número ainda fora. De acordo com Evandro leira do Brasil reforçou o amdeve aumentar.” Araújo, gerente comercial da biente com dois telões e cinco Disbrave Asa Norte, semanalTVs de plasma para transmitir mente a concessionária faz proas partidas de futebol. “Estamos com expecta- moção para os torcedores garantirem novos tiva de casa cheia todos os dias, independente veículos com o preço bem menor. “Além disso, dos jogos serem do Brasil”, comenta Cavalcan- nós temos uma novidade. Estamos produzindo ti. um mascote que durante toda a Copa usará a Os shoppings também não perdem tempo e camisa da seleção em todas as nossas publicidalançam campanhas promocionais para os fãs de des”, garante. futebol. O Brasília Shopping vem com tudo. As empresas precisam investir cada vez mais Até o dia 30 de junho, quem comprar produ- em criatividade e promoção para sair na frente, tos com valor total acima de 200 reais, e pagar para que tenham muito sucesso nas vendas, não mais 25 reais em dinheiro, adquire uma cami- só na Copa do Mundo, mas em todas as comeseta do Brasil criada exclusivamente por Mar- morações que há durante o ano.

junho \ julho 2010

NRespostas

11


? Responde: Nihad Bassis Professor da Pós-graduação Universa Escola de Gestão

Pergunta: Cláudia Mendes Especialista em Psicopedagogia Clínica e em Gestão Educacional

!

Como aplicar a gestão de projetos na vida pessoal?

Gerência de projetos aplicada

V “Seu projeto de vida é, antes de qualquer coisa, uma projeção de suas expectativas sendo realizadas em algum momento da vida.” 12

ocê tem um Projeto de Vida? Sim! Ou você prefere viver ao estilo cantarolado “deixa a vida me levar”? Então que tal planejar sua vida? Não digo planejar algo milagroso no sentido de realizar todos os seus sonhos, mas de dar algum norte ao seu futuro. Nossa natureza humana pede isso a todo tempo. Certamente você tem expectativas em relação a algumas coisas fundamentais em sua vida e, para realizá-las, precisa de algum planejamento, afinal, nada vem sem algum esforço. Então, vamos planejar! Seu projeto de vida é, antes de qualquer coisa, uma projeção de suas expectativas sendo realizadas em algum momento da vida. Planejar é mais ou menos um exercício de futurologia em que você se imagina em situações de felicidade e realização. Como nosso eu é composto pelos vários “eus” inerentes ao nosso ser e existir, devemos buscar de forma saudável um planejamento focado em satisfazer todos ou a maioria desses eus. Esta é a primeira regra no planejamento de vida. Olhe as nove áreas de conhecimento da gerência de projetos e veja como cada uma se pode aplicar à sua vida: NRespostas

1.Escopo Seu eu “pés no chão” ou também chamado de realista está com objetivos claros sobre as realizações de vida? Já pensou em que contribuições você fará ou entregará para si e para sociedade? Que feitos você realizará para uma vida com objetivos claramente definidos? Lembre-se de que suas realizações serão o tempero das boas lembranças em sua velhice! 2.Tempo O que você faz de seu tempo? Você está feliz com o que você tem feito do seu dia a dia? Tem uma agenda mínima de “bobagens a fazer” para aliviar sua carga de responsabilidade? Lembre-se que já bem dizia o escritor franciscano Mário Osório Marques: “O tempo não é sólido que não se possa recortar em fatias para melhor distribuí-lo, nem é líquido sem consistência e densidade/duração apropriada. O tempo é pastoso, algo que se espicha ou se comprime como se quer, que se amolda aos nossos amores”. Enfim, use seu tempo da forma que mais torne você feliz! 3.Custo Como está planejado o controle de seus custos? Responda! Tudo bem, você não tem controle sobre seus custos; então, vá peganwww.nrespostas.com.br


Se r u m a lid e ra n ç a executiva nã o é n a d a f á c il. Mas a gente ajuda voc ê a s e m a n t e r n a fre nte.

Universa Escola de Gestão. A diferença entre ser mais um e ser único. MBA E PÓS-GRADUAÇÃO.

www.universa.org.br - Tel.: 61 3442 7555 Acesse nosso site e conheça nossos professores.

junho \ julho 2010

NRespostas

13


“Use seu tempo da forma que mais torne você feliz!” do aqueles folhetos de propaganda de rua sobre empréstimos e viva a bola de neve previsível de criar dívidas sem fundo. Não é terrorismo! Mas considere-se “estimulado” a procurar conter seus ganhos de forma que você gaste menos do que você ganha!

6.Comunicações Há quanto tempo você não fala com seus velhos amigos sobre suas saudades, seus sucessos e seus fracassos? Comunique-se para ser presente na vida das pessoas e não apenas uma lembrança! Faça novas amizades e desenvolva novos conceitos, valores e atitudes saindo da mesmice de cada dia.

partirem! A propósito, uma vida com qualidade começa com saúde bem cuidada!

sensações únicas de paixão e amor se não forem vividas? Afinal, o maior risco da vida é não vivê-la!

5.RH Recurso Humano é um termo a meu ver péssimo na gestão de projetos. Prefiro o termo gestão de talentos! Sim, sua formação social, sua profissão te faz feliz? Você trabalha com amor ou está tirando a felicidade de sua vida em algo que só te traz problemas? Corra logo para um curso que redirecione seu futuro e que essencialmente faça seu eu profissional feliz.

8.Aquisições Já tem todas as ferramentas necessárias para seu bem viver? Quando você pretende conquistar aquela casa ou aquele apartamento todo seu? Tudo bem, mas trate de planejar quando você irá realizar alguns prazeres únicos na vida, seja comprando aquela passagem de férias na melhor praia do mundo ou um presente para quem você ama.

9.Integração Quando você olhar para o passado, pergunte-se o quanto você é feliz. Independentemente da resposta, tenha uma certeza: conheça a si próprio em suas belezas e feiúras para conseguir se enxergar como 4.Qualidade um só eu. Uma só realização. Um Sua vida tem qualidade? Seus filhos, só ser que, com seus muitos ‘eus’ sua esposa e seus pais estão por per- 7.Riscos menores, conseguiu conquistar to ou você já se distanciou o sufi- Tudo bem, sei que a maioria de nós amadurecimento integrado de sua ciente para sentir uma dorzinha no prefere não ter relações duradou- personalidade, pois só “Assim que coração? Vá atrás! A chance de uma ras e consistentes por medo de se você confiar em si mesmo aprendevida com qualidade e junto aos que machucar ou ser machucado. Mas rá a viver” é o que dizia Goethe. amamos só termina quando eles de que valem os lindos poemas e as Reflita sobre seu projeto de vida.

14

NRespostas

Encare o milagre que é a vida e não a leve tão a sério. Por fim, compreenda que não existem receitas de bolo para melhor vivê-la! Mas existem muitas oportunidades de mudá-la a cada segundo, a cada respirar de seu dia. Mas não se esqueça de que a vida é como um projeto: deve ser bem gerido, pois mesmo se iniciar errado pode ter um final feliz! Nihad Bassis é escritor e consultor especialista em estratégias e projetos. Professor da pós graduação da Universa Escola de Gestão. www.nihad.com.br.

www.nrespostas.com.br


? Responde:

César Souza

www.cesarsouza.com.br

Pergunta: Márcio Henrique Xerocopista Loreno Informática

! Há aqueles que são bons líderes dentro da empresa, mas não conseguem exercer liderança em outros meios. Por que isso acontece?

Construa pontes, em vez de paredes

“A nova realidade empresarial também está deixando claro que os resultados residem mais no “lado de fora” que no “lado de dentro” das empresas.”

César Souza é presidente da Empreenda, empresa de consultoria em estratégia, marketing e recursos humanos, além de autor e palestrante www.cesarsouza.com.br

junho \ julho 2010

Você, provavelmente, é um líder 90 graus. Não se assuste. Não se trata de nenhum rótulo pejorativo. Como eu, você também foi educado para liderar as pessoas que fazem parte da sua equipe, aquelas que se subordinam a você dentro da empresa onde trabalha. Aprendemos a focar para “dentro” e para “baixo”, como se a empresa tivesse paredes e como se seu capital intelectual fosse sinônimo do quadro de funcionários. A nova realidade empresarial também está deixando claro que os resultados residem mais no “lado de fora” que no “lado de dentro” das empresas. A competitividade de uma empresa não é construída mais apenas dentro das suas paredes. Encontra-se também na sua conectividade com seus clientes, distribuidores, fornecedores, enfim, com todos aqueles agentes da rede de criação de valor da empresa. Não dá mais para o líder ficar confinado às “paredes” do seu território formal, comandando apenas sua equipe de subordinados dentro da empresa. O líder 360 graus atua onde faz diferença. Exerce a liderança também fora da empresa, para cima e para os lados. Não influencia somente quem está do lado “de dentro” em uma família, empresa, escola, hospital. Sabe que precisa exercer a liderança perante clientes, parceiros e comunidades.

Precisa, às vezes, intervir em operações de seus fornecedores para que esses garantam o padrão de qualidade e custo requerido para aumentar a competitividade de seu negócio. Em poucas palavras, o líder 360 graus é um construtor de pontes entre a empresa e todos os atores da ecologia do seu negócio, em vez de, como no passado, ser um construtor de paredes que separou a empresa dos seus clientes e isolou-a da sociedade. O líder 360 graus consegue liderar também para “cima”. Em uma empresa, significa influenciar seu chefe, os diretores, o presidente, enfim, todos aqueles que, na escala de poder, ocupam posição hierárquica superior. Isso requer coragem, ousadia, iniciativa, criatividade. No dia a dia, implica levar propostas de decisões para esses escalões, em vez de ficar esperando que venham ordens pron“O líder tas para serem implantadas. 360 graus Então, não fique aí parado! Tire é um suas ideias da cabeça e coloque- construtor as no papel. Liste 5 oportuni- de pontes dades onde você pode começar entre a a agir ainda hoje, iniciando a empresa transição para ser um líder 360 e todos os graus, tornando-se um constru- atores da tor de pontes na sua empresa, ecologia do seu em casa e no seu dia a dia!

negócio.”

NRespostas

15


? Responde:

Luiz Marins www.anthropos.com.br

Pergunta: Fernanda Rocha Psicóloga Rhaiz Soluções em RH

!

Devemos fazer aquilo que gostamos ou gostar do que fazemos?

Gostar do que faz

é a melhor opção

“Viver a vida toda em busca do ‘fazer o de que gosta’ pode desviar-nos do prazer de ‘gostar do que fazemos’.” 16

Fazer o que gosta como forma de trabalho e de “ganhar a vida” é um dos maiores objetivos de qualquer pessoa. Desde a infância, somos incentivados a buscar o que gostamos. Uma das maiores fontes de infelicidade está em não fazer o que se gosta. Testes vocacionais buscam saber do que e com o que você gostava de brincar na infância para descobrir sua real vocação adulta. A premissa é que, na infância, você brinca com o que realmente gosta. Descobrindo essas atividades espontâneas infantis, psicólogos e pedagogos acreditam descobrir a real vocação de uma pessoa na idade adulta. Vejo jovens que entram numa determinada faculdade e desistem no segundo semestre ou no segundo ano. A razão, segundo eles, é “vi que não era o que eu gostava”. E assim mudam de medicina para psicologia, de psicologia para publicidade, etc. É claro que “fazer o que gosta” é o ideal de todos nós. Trabalhar num setor, numa NRespostas

empresa onde “gostamos do que fazemos” é um grande fator de ausência de estresse e tensão. Portanto, o ideal será sempre conciliar o trabalho com aquilo que espontaneamente se gosta de fazer. Porém, como sabemos, esse ideal nem sempre é atingível. Nem sempre é possível fazer de nossa vocação original e intrínseca a nossa fonte de renda ou de emprego. Devemos, incessantemente, buscar esse ideal, mas, num determinado momento de nossas vidas, chegamos à plena consciência e maturidade de que esse ideal não será facilmente atingido. O tempo passa. Os compromissos se acumulam. Não podemos mais ficar pulando de galho em galho em busca do que simplesmente gostamos. Temos que “ganhar a vida”. É justamente essa fase que eu chamo de “maturidade plena”. É quando deixamos nossos “sonhos” que sabemos hoje, inatingíveis, e tomamos consciência do que realmente somos e do que realmente temos e poderemos ter – em condições de vida normal. E é justamente essa maturidade que deve nos ensinar a gostar do que fazemos. Viver a vida toda em busca do “fazer o que gosta” pode nos desviar do prazer de “gostar do www.nrespostas.com.br


“Pessoas que vivem na busca incessante de fazer o que gostam não se permitem enxergar o lado positivo do que fazem. E essa busca, muitas vezes, dura uma vida toda de insatisfação e não-realização.”

que fazemos”. Aprendendo a gostar do que faz, a pessoa começa a enxergar o lado positivo do emprego, do trabalho, da profissão. Pessoas que vivem na busca incessante de fazer o que gostam não se permitem enxergar o lado positivo do que fazem. E essa busca, muitas vezes, dura uma vida toda de insatisfação e não-realização. É preciso aprender a gostar do que faz. E que o leitor

junho \ julho 2010

não pense que estou advogando a acomodação. Que estou defendendo a não-busca do ideal de fazer o que gosta. Pelo contrário, advogo a busca do ideal de trabalhar, de fazer, de viver fazendo o que se gosta de fazer. Assim, acredito que o gosto pelo trabalho é também uma atitude mental. No momento em que eu aceitar o fato de que minha profissão é aquela; meu emprego é aquele; posso desenvolver atitudes e comportamentos mais positivos em relação ao traba-

lho e à profissão. Sei que muitos leitores não concordarão com o que estou dizendo. Que uma pessoa nunca deve deixar de buscar o ideal de fazer o que gosta. Mas, é preciso reconhecer, sem fantasias, que a vida, na prática, mostra que pessoas que aprenderam a gostar do que fazem acabaram descobrindo a felicidade e o sucesso de forma igualmente gratificante. Elas aprenderam a fazer do que fazem aquilo que gostam e não desperdiçaram a vida esperando o que gostam para fazer. Pense nisso! Luiz Marins é Antropólogo, formado em História, Direito, Ciência Política, Negociação, Planejamento e Marketing, Antropologia Econômica e Macroeconomia. www.anthropos.com.br

NRespostas

17


N Flashes 4

1

5

01. Renato Alves ministra o curso de memorização e concentração

2

02. “A empresa voltada para o cliente”, com Alessandra Assad 03. Roberto Shinyashiki fala sobre “A Revolução dos Campeões” 04. Auditório lotado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães 05. Equipe da Pepe Tintas 06. Funcionários dos Correios 07. Natanael Soares, Antonio José, André Fernando e Mário César, da Goiás Verde 08. Christian Barbosa no Centro de Convenções Ulysses Guimarães 09. Bruna Pinheiro, Gleiston Marcos, da Anvisa, e Patricia Paula da Secretaria de Transportes 10. Eduardo Tevah autografa livro durante coffee break de “O Varejo que Funciona”

3

18

NRespostas

www.nrespostas.com.br


6

7

9

8

10

O que eles dizem da N Produções:

Christian Barbosa Consultor “A proposta da revista N Respostas é muito bacana, ainda não tinha visto nada parecido no mercado, e é ótimo porque serve como ferramenta para as empresas.” junho \ julho 2010

Erica Artenis

Fábio Padilha

Assessora Comercial - Wizard

Diretor de marketing Academia Runway

“Já participei de várias palestras pela N Produções e elas sempre me ajudaram muito. Utilizo todo o conhecimento adquirido para elevar o número das minhas vendas.”

“A parceria com a N Produções tem possibilitado à Academia Runway investir continuamente na qualificação de sua equipe de líderes.” NRespostas

19


etc...

entretenimento

casa trabalho

por Patrícia Amato

TV 3D no Brasil. A LG lança no Brasil os televisores 3D. Eles possuem o sistema wireless AV Ready, são Full HD e têm frequência de 480 Hz, que melhora o contraste e nitidez das cenas. Os aparelhos chegam ao Brasil ainda no primeiro semestre deste ano. Sofá para leitura. O sofá possui duas lâmpadas ajustáveis, em forma de antenas, que fornecem a luz, ótimo para desfrutar de um bom livro. A estrutura é feita de resina de poliuretano flexível coberto com tecidos elásticos. Travesseiro de braço. Este travesseiro é perfeito para quem gosta de dormir com o braço embaixo da cabeça. Ele tem o centro “vazado” para colocar o braço; além do mais, levanta o pescoço e inclina a cabeça ligeiramente para trás. Essa posição abre as vias aéreas e ajuda a aliviar o ronco.

20

NRespostas

Celular que captura energia solar. A Puma cria mais uma novidade: um aparelho celular que não precisa de energia elétrica para carregar a bateria. Esse celular tem um painel localizado na parte de trás que captura a energia solar. Bem mais prático! Câmera à prova d’água. A Sony vai lançar, no primeiro semestre deste ano, sua câmera cybershot à prova d´água. A máquina captura imagens de 10,2 megapixels de resolução, possui zoom óptico 4x, é resistente a quedas e baixas temperaturas, superfina, medindo 17,7 mm de espessura e ainda permite mergulhos com até 3 m de profundidade.

www.nrespostas.com.br


Comunicação digital é pra quem entende.

junho \ julho 2010

@webadvisor

agência interativa

www.webadvisor.com.br NRespostas

(61) 2195-6000 21


5 passos para melhorar a gestão de pessoas e processos

por Alessandra Assad

N

“Agilidade, flexibilidade e velocidade são essenciais, principalmente porque sabemos que as mudanças não acontecem em 24 horas.” 22

o mundo dos negócios, a maior parte das pessoas vai ignorando as condições que apontam a necessidade de mudar e, quando percebem, já não há mais tempo para reagir. Apesar de muitos dos seres humanos saberem lidar com a mudança, o que preocupa, na verdade, é saber se estamos treinando as pessoas adequadamente para lidar com a velocidade da mudança. Agilidade, flexibilidade e velocidade são essenciais, principalmente porque sabemos que as mudanças não acontecem em 24 horas. Reconhecimento — O reconhecimento da necessidade de mudança, frequentemente, surge no nível da alta administração, mas o sinal de alerta pode vir dos clientes ou dos departamentos que começam a se sentir travados por um processo deteriorado ou problemas de produtividade. Qualquer que seja o ponto de partida do processo de mudança, é preciso que seja disseminado até abranger toda a empresa. Aos empresários ainda cabe a obrigação de incluir, urgentemente, o item inovação em seu planejamento. Resistências — Por incrível que pareça, é fato que a massa dos funcionários operacionais é bem menos resistente às mudanças que os seus líderes. Treiná-los, porém, para encarar esse processo com naturalidade é extremamente importante. Mas é preciso começar pelos líderes, porque são eles que vão passar a credibilidade que os colaboradores precisam para confiar em todos os processos que envolvem as NRespostas

mudanças. Quanto mais segurança os funcionários tiverem no aspecto positivo da mudança, mais rápido as coisas tendem a acontecer. Como dizia Lavoisier: “Na natureza nada se perde, nada se cria. Tudo se transforma”. É isso que precisamos: fazer com que líderes e liderados entendam com naturalidade a mudança. O que acontece é que, quanto mais a empresa demora para acompanhar o dia a dia das mudanças naturais, maior a chance da mudança repentina provocar algum tipo de desequilíbrio de gestão e afetar diretamente as pessoas envolvidas e os resultados projetados. Mesmo assim, eu diria que não conheço sucesso sem risco. Ativo natural — O ideal é encarar as mudanças como um ativo natural de crescimento. O mundo muda o tempo todo em uma velocidade assustadora e quem não acompanhar, ficará para trás. É preciso abrir a mente e estar receptivo às mudanças que considere fundamentadas para a natureza do seu negócio, e para que isso aconteça não é necessário apenas boa vontade, é preciso muito estudo também, para que haja uma adaptação alinhada entre pessoas físicas e jurídicas em todos os processos de mudança. Aqui temos 5 passos que vão ajudá-lo a melhorar a gestão de pessoas e processos, considerando que os processos são resultado direto do comportamento das pessoas: 1.Estimule a autoconfiança Mostre que o crescimento pessoal e profissional e a sobrevivência estão diretamente relacionados à capacidade do indivíduo de se adaptar www.nrespostas.com.br


“O mundo muda o tempo todo em uma velocidade assustadora e quem não acompanhar, ficará para trás.”

do para que entendam a sua participação em todo o processo de mudanças e o que terão de fazer para conservar seus empregos.

ao novo e de, principalmente, ser um agente de mudanças. 2.Satisfaça necessidades, e não vontades Invista grande parte do seu tempo conversando com as pessoas sobre a necessidade de mudar.

5.Certifique-se de que as razões das mudanças são transparentes para todos Acima de tudo, é importante fazê-los entender que mudar pode ser fascinante e pode trazer muito mais opor-

Alessandra Assad é diretora da AssimAssad Desenvolvimento Humano. Formada em Jornalismo, pós-graduada em Comunicação Audiovisual e MBA em Direção Estratégica. É professora na FGV Managenent, palestrante e colunista de vários meios de comunicação. É autora do livro Atreva-se a Mudar! – Como praticar a melhor gestão de pessoas e processos. www.alessandraassad.com.br

L. Marchini

3.Forneça aos liderados o que eles precisam, e não o que eles querem Explique o que precisa ser modifica-

tunidades do que imaginam. Mas, você só poderá descobrir isso, quem experimentar! 4.Sirva-os, em vez de querer A mudança e o aprenque eles o sirvam dizado serão novos companheiros Em todos os processos, é importante contínuos em nossas vidas. Isso pode ficar claro que o líder está junto com fazer uma grande diferença para você a equipe, para deixá-la trabalhar, e chegar ao sucesso que tanto almeisso inclui facilitar tudo o que estiver ja. Afinal, “o que quer que o fez ter ao seu alcance para aumentar a velosucesso no passado não o fará ter sucidade da execução. Servir a equipe e cesso no futuro”. Pense nisso e mude, mostrar que este é o seu papel faz uma antes que alguém faça isso por você! diferença enorme nos resultados.

junho \ julho 2010

NRespostas

23


Eco notícias

por Patrícia Amato

Notebook de bambu. O laptop Bamboo Series, da Asus, tem revestimento de bambu e é totalmente ecológico. Cada peça é única, com sua própria textura e padrão por causa do processo de fabricação. Além do revestimento artesanal de bambu Moso, o notebook apresenta baixo consumo de energia e tecnologia Super Hybrid Engine, que dá ao usuário o controle para obter o nível desejado de desempenho. Está disponível em duas versões: o modelo de 12,1 polegadas, que pesa 1,57 kg; e o modelo de 11,1 polegadas, que pesa apenas 1,25 kg. Máquina com redução de energia. A LG apresenta uma nova máquina de lavar roupas. Ela é bem parecida com os outros modelos, mas seu diferencial é que economiza 20% do consumo de energia em comparação com as convencionais. Outra novidade é o sistema de motor chamado “Direct Drive”, que ajuda o equipamento a fazer menos barulho. Sem contar que possui um sistema de controle de ruídos: se o barulho aumentar além do normal ela desliga automaticamente. Celular que funciona com Coca-Cola. A Nokia lança celular ecológico. O aparelho gera eletricidade com qualquer bebida açucarada, como, por exemplo, a coca-cola. A bateria utilizada nesse aparelho é ótima para ajudar o meio ambiente contra os poluentes, sem contar que é biodegradável.

24

NRespostas

B lu e to o th movido a energia solar. Surge mais uma novidade no quesito “amigo da natureza”. O fone Bluetooth SolarVoice 908 funciona com energia solar, e isso acontece por causa de uma placa de células fotovoltaicas, que transforma a luz solar em energia para alimentar o aparelho. O fone dispensa baterias e se mantém carregado enquanto houver sol. Outra opção é carregálo à saída USB do computador. Pen drive feito de milho. O pen drive chamado de “EarthDrive” tem a estrutura feita de milho, com capacidade de 4 ou 8 GB. Como ele utiliza produto biodegradável, facilita sua reciclagem.

www.nrespostas.com.br


Carreira

Sucesso

ou fracasso?

Wagner Campos

N

ossa semelhança com outras pessoas, muitas vezes, é encontrada entre as enormes diferenças. Pensamos, agimos e nos comportamos de formas desiguais. Tudo isso porque nossos valores pessoais são distintos. Afinal, fomos criados por pessoas diferentes, escolas e religiões, cidades e bairros diversos. Parece verdadeiro o ditado que afirma que os opostos se atraem. Talvez seja por isso que nos relacionamos com tantas pessoas com experiências e comportamentos distintos e, se algumas vezes nos desentendemos, também aprendemos muito com elas. Há pessoas que acertam, acreditando que não terão sucesso, que tudo é difícil e que as facilidades existem apenas para os outros. E há aquelas que também acertam, confiando que terão sucesso, que as dificuldades são produtivas, pois “O sucesso é provocam o interesse para a criatividade, gratificante, desenvoltura e os meios de se conseguir mas o caminho alternativas. até ele pode qualquer desses casos as pessoas podem ser repleto de Em armadilhas e ter razão, pois, com certeza, conseguirão incertezas.” o resultado daquilo que realmente acreditam, de forma positiva ou negativa. Sem preparo, temos maior dificuldade em enfrentar desafios. É necessário realizarmos uma autoanálise e compreendermos inicialmente nosso comportamento e atitude, para posteriormente tentarmos entender as pessoas com as quais nos relacionamos. O sucesso é gratificante, mas o caminho até ele pode ser repleto de armadilhas e incertezas. Armadilhas que somente serão superadas mediante um bom planejamento. E esse planejamento será junho \ julho 2010

bem desenvolvido no momento em que soubermos qual é nossa meta. Não basta fazermos algo; é necessário acreditarmos no que estamos realizando, no que queremos, e lutar para obtermos sucesso em nossas ações. A distância do sucesso depende de sua determinação e do tamanho de seus passos para chegar até ele. Como diz um ditado chinês, para se chegar a longas distâncias é preciso dar o primeiro passo. E esse caminho a ser percorrido depende da precisão de seus passos. De sua segurança, determinação e motivação para dar os demais passos em direção ao que você deseja e acredita. É preciso estar automotivado a alcançar e superar suas metas e objetivos. A motivação não pode depender de incentivos externos, e sim, internos. De realmente querer ser, saber e fazer. Temos liberdade de escolher quais serão os caminhos, as ações e como desenharemos nosso futuro. Tudo é uma questão de escolha. Em qualquer das direções que desejar seguir, pelo caminho que optar percorrer, tenha em mente apenas uma coisa: a escolha é sua, logo, a decisão também! Ou seja, você projeta o seu fracasso ou sucesso!

Wagner Campos é Especialista em Marketing e Palestrante Motivacional em Vendas e Liderança. É Professor de MBA em Marketing e Vendas, MBA em Gestão de Pessoas, MBA em Logística Empresarial e Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios. Contribuiu com empresas como Ambev, Unibanco, Whirlpool Eletrodomésticos e Sebrae. É autor do Livro Vencendo Dia a Dia.

NRespostas

25


? Responde:

César Frazão

www.cesarfrazao.com.br

Pergunta: Camila Ribeiro Gerente de marketing Fóton Tecnologia

!

Atendimento adequado atrai mais que preço e qualidade?

O atendimento é muito importante na hora da venda

E

ssa é a pergunta que nossa que- atender da melhor forma. Além do mais rida leitora faz e também é fei- conhece nossa extrema qualidade das enta dezenas de vezes ao ano em tregas rastreadas e monitoradas, asseguminhas palestras e seminários. A rando um combustível de primeira, sem resposta definitivamente é sim. risco de adulteração e sem riscos futuUm atendimento gentil, competente, sim- ros para seu posto e seus clientes. Compático e principalmente rápido atrai mais prando agora comigo, daqui três horas, do que preço baixo. Atenção! Não estou ainda antes do almoço, o caminhão está dizendo que preço não é importante, claro, chegando aí! é um fator a considerar, mas estou dizendo Cliente: Você é fogo mesmo, hein! que não é tão importante assim, não é só Vamos fechar então! o preço que influencia uma compra, exis- E com os argumentos de qualitem outros fatores com que os vendedores dade, relacionamento e rapidez, e atendentes devem saber lidar na prática. o vendedor conseguiu vender Em alguns mercados, centavos fazem a di- combustível que um commodities ferença, como, por exemplo, na venda de mais caro! distribuidoras de combustíveis a postos. Poderia contar aqui dezenas Outro dia, eu estava monitorando algu- de casos como este, mas mas ligações em uma grande distribuidora como o nosso espaço é lipara preparar o treinamento de vendas da mitado, vou contar apenas equipe comercial e flagrei um mais um fres“Um cliente dizendo à vendedora: quinho que atendimento Cliente: Seu preço no álcool aconteceu no gentil, está caro, está dois centavos mês passado: competente, acima do concorrente X. simpático e, Ao desembarVendedora: Meu amigo, principalmente, car no aerovocê sabe que quando precisa rápido atrai porto de uma das estamos sempre aqui para lhe mais do que grandes cidades do

preço baixo.”

26

NRespostas

www.nrespostas.com.br


“Em vendas não existe mágica, tudo é uma relação de causa e efeito.”

Brasil, me dirigi para o local onde ficavam quatro locadoras de automóveis, disputando o mesmo cliente e oferecendo o mesmo produto. Na primeira, a vendedora não sorriu, não falou bom-dia e não perguntou meu nome. Apenas perguntou qual modelo de carro eu queria e para onde eu iria. Deu o preço, e eu disse que iria cotar a outra ao lado. Na segunda, a vendedora foi mais simpática, sorriu e falou bom-dia, não perguntou meu nome, mas também acho que isso já seria querer demais! Pegou as informações básicas e deu o preço, que era o mesmo da loja ao lado. Eu disse que iria cotar a outra ao lado, e ela apenas concordou acenando positivamente com a cabeça. Na terceira, o valor era mais alto que as duas primeiras, cerca de 20% a mais. Ao ser questionado por mim sobre o porquê do valor ser mais alto que o das lojas ao lado, o vendedor respondeu: “Ah, sei lá, cada um é cada um, né!” Parece difícil de acreditar, mas é sério! Eu não sabia se chorava ou se ria da situação. Na quarta loja, fui atendido por um rapaz sorridente e simpático, que estava finalizando o atendimento de um casal, mas, ao me observar de longe, ele sinalizou só um instante e disse: “Já atendo o senhor!”. Em seguida, perguntou meu nome, me cumprimentou junho \ julho 2010

e ofereceu um cafezinho. Expliquei a ele o tipo de viagem que eu faria para dar palestra e o carro que desejava. Então ele me disse que todos os carros daquele modelo estavam

alugados. Sem titubear, ele prontamente me ofereceu outro superior por uma “pequena” diferença a mais e eu aluguei! Mesmo pagando mais do que eu planejava. Agora pergunto a você: Porque será que os carros daquela locadora estavam alugados enquanto os das outras estavam parados nos estacionamentos à espera de clientes? É preciso entender de uma vez por todas que todos somos vendedores na empresa, não basta atender, tem de vender, conquistar, sorrir e convencer o cliente a comprar de você. Empresas parecem estar sofrendo de uma miopia empresarial, gastam fortunas em divulgação, marketing e ponto de venda para atrair seus clientes, mas não investem no treinamento para qualificar o pessoal da linha de frente. Colocam pessoas sem preparo e assim jogam fora todo o investimento feito. E depois ainda botam a culpa na crise! É preciso saber que, em geral, quase nunca o preço vem em primeiro lugar. Mesmo assim, há vendedores e empresas cujo único argumento de vendas é o preço. Essas empresas farão vendas só até algum concorrente conseguir vender mais barato, e o ciclo se repete até que esse tipo de empresa quebre, porque uma empresa não vive de vendas, vive de lucro! Em vendas, não existe mágica: tudo é uma relação de causa e efeito. Se fizer a coisa certa, treinar e argumentar com inteligência, venderá mesmo cobrando mais que o concorrente. Boas Vendas e Sucesso!

César Frazão é formado em Administração de Recursos Humanos. Possui especialização em Treinamento de Vendedores para Mercados Competitivos na Bell South Atlanta, EUA

NRespostas

27


? Responde:

Gustavo Cerbasi

www.maisdinheiro.com.br

Pergunta: Samuel Sérgio Ritter Especialista em Redes e Operações Embratel

!

Gastos familiares misturados na contabilidade da empresa podem prejudicar o negócio?

O desafio da empresa familiar

M

“Outra regra fundamental para o sucesso do negócio é separar os números. A contabilidade da empresa é uma, a contabilidade pessoal é outra.” 28

uitas empresas brasileiras começam a partir do empreendimento de uma família que resolveu se desprender das limitações impostas por uma forma de escravidão chamada emprego. Com muita vontade, determinação, às vezes pouco conhecimento e, em geral, com toda poupança disponível, aquele que se mostra como a opção de investimento de maior risco do mercado – o negócio próprio – passa a compor 100% da carteira de investimentos de uma família. Se cuidar do orçamento familiar já é difícil quando apenas um dos membros do casal trabalha ou quando ambos trabalham em atividades diferentes, o que dizer de casos em que ambos têm de compartilhar decisões sobre trabalho, investimentos na empresa, investimentos no lar, gastos da empresa e gastos pessoais? Conciliar sonhos e desejos de consumo já é difícil quando cada um é responsável por

NRespostas

parte da renda. Mas, e quando ambos são responsáveis por determinar qual será a renda comum? Certamente, o potencial de atritos e discussões se multiplica quando intimidade e profissão se misturam. Por isso, o sucesso de uma empresa familiar depende de algumas regras claramente estabelecidas, cujo objetivo é separar a vida pessoal da vida empresarial. 1. Separação entre planos da empresa e planos familiares A regra número um é efetivamente separar os planos para a vida pessoal dos planos para a vida familiar. É preciso equilibrar o tempo para o trabalho com o tempo para a convivência familiar e social, para que planos pessoais não se confundam com planos empresariais. É importante dedicar tempo, dinheiro e ideias a projetos de educação dos filhos, viagens, formação pessoal, novos investimentos, família e amigos. Afinal, essa será nossa vida após o trabalho. www.nrespostas.com.br


“O sucesso 2. Separação entre finanfaça parte da família. Se a esfinanceiro ças da empresa e finanças trutura não comportar ou então empresarial é da família atingido com um se o organograma da empresa já Outra regra fundamental tiver grande similaridade com a planejamento para o sucesso do negócio é árvore genealógica da família, eficiente, separar os números. A contransparência não há opção a não ser a contabilidade da empresa é uma, e boa sulta regular a um conselheiro a contabilidade pessoal é oucomunicação.” ou consultor estratégico com tra. Misturar as contas pode ampla experiência e proatividaser uma opção aceitável nos de. Deve-se profissionalizar a momentos iniciais do empretomada de decisão na empresa, endimento, enquanto se estrutura a contabipassando a orientar os negócios com base em lidade e se organiza e se adapta o orçamento critérios de negócios, não em melindres famidos primeiros dois anos (muitas previsões deliares – como geralmente acontece. vem ser revistas nos primeiros meses). Depois dessa fase inicial, é fundamental aprender so- 4. Honestidade no cumprimento das bre finanças gerenciais e explorar ao máximo obrigações as ricas informações que a contabilidade nos Finalmente, a quarta regra para o sucesso: seapresenta. jam honestos. A indisciplina financeira e me3. Profissionalização da gestão A terceira regra de ouro para o sucesso familiar é a impessoalidade na gestão. As decisões não devem ser afetadas pelos altos e baixos comuns a qualquer relacionamento pessoal. Por isso, é fundamental a presença do “agente neutro” nas tomadas de decisões. Caso a estrutura da empresa comporte um gerente geral, o ideal é que essa pessoa seja um administrador profissional e que não

nor burocracia comuns às empresas familiares criam o ambiente ideal para possíveis “simplificações” tributárias: vendas sem emissão de notas, redução de lucros com o pagamento de contas pessoais com dinheiro da empresa e uso dos instrumentos contábeis por mera formalidade fiscal são algumas das ações que fazem da economia brasileira a nação dos fora-da-lei. O avanço tecnológico dos órgãos de arrecadação de impostos vem dizimando empresas com multas e sanções diversas. O sucesso financeiro empresarial é atingido com um planejamento eficiente, transparência e boa comunicação. O mesmo vale para as famílias, e é importante diferenciar a família da empresa. Seguir essas regras de ouro é um passo fundamental para o sucesso financeiro do casal empreendedor.

Gustavo Cerbasi (www.maisdinheiro.com.br) é consultor financeiro e autor dos livros Casais inteligentes enriquecem juntos (Ed. Gente), Mais Tempo, Mais Dinheiro (Thomas Nelson) e Finanças para Empreendedores e Profissionais Não Financeiros (Saraiva).

junho \ julho 2010

NRespostas

29


? Responde:

Júlio Sérgio Cardozo www.cardozo-group.com

Pergunta: Fábio Rocha Gerente de Projetos SINFOR

! A tecnologia ajuda ou prejudica os funcionários?

O patrão explora você,

e a culpa é da tecnologia

“O patrão exige mais e mais de você porque acha que a tecnologia facilitou o seu trabalho, tornou mais fácil cumprir tarefas.”

30

Vivemos a tão revolucionária era digital. Acabou-se o tempo em que sobrava tempo. Não conheço ninguém que não reclame da dupla ou tripla jornada de trabalho. Cada vez mais as pessoas são exigidas e pressionadas. Se, por um lado, a tecnologia vem, de forma voraz, acabando com o trabalho mecânico, por outro nos leva a ficar conectados com o trabalho 24 horas por dia, sete vezes por semana. É o lado perverso do avanço tecnológico, que criou a era da informação e da busca incessante pelo conhecimento. Conhecimento, aliás, que está aí, à nossa disposição, o tempo inteiro, dia e noite. Basta um computador ou um smartphone e conexão com a internet. Pronto! A apenas um clique, o que quer que se possa imaginar ­– até o inimaginável – estará às suas mãos. Nosso cérebro não foi treinado para tanto. Nenhum “HD humano” tem a capacidade de armazenar o volume de informações que é gerado diariamente. Simplesmente, nosso software não consegue processar tanta informação boa misturada com lixo. Poderia enumerar tantos vilões de nossas insatisfações. Mas o fato é que, hoje, você dá muito mais do que recebe. O patrão exige mais e mais de você porque NRespostas

acha que a tecnologia facilitou o seu trabalho, tornou mais fácil cumprir tarefas. E você se sente explorado. O que fazer? Desistir? Nunca! Reaja! Você tem talento. Faça seu empregador entender que você é o cara, que você é importante e que você faz a diferença. Não deixe que as insatisfações causem frustrações; frustrações que o levarão à eterna necessidade de mudança. A vontade de mudar só por mudar pode trazer consequências negativas. A velocidade com que as coisas acontecem, causa uma ansiedade ímpar em gerações mais “Cada vez novas, como a geração Y, que, mais as se não atinge seus objetivos em pessoas são um curto espaço de tempo, é exigidas e capaz de trocar de emprego pressionadas.” como se troca de roupa. As mudanças precisam acontecer, afinal, somos seres mutantes. Mas elas só devem ser feitas na hora certa. Precisamos ficar atentos às oportunidades e, muitas vezes, ir atrás delas. Desde que com cuidado. Da mesma forma que, se deixarmos passar o momento certo de promover uma reviravolta em nossas vidas, poderemos nos sentir frustrados, se a fizermos precipitadamente, o barco pode naufragar. E você, como quer conduzir o seu barco? Você não é o capitão da sua vida? Julio Sergio Cardozo CEO da Julio Sergio Cardozo & Associados e professor livre docente da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. www.cardozo-group.com

www.nrespostas.com.br


)RWRLOXVWUDWLYD

75

$1 6

62

3$

/, '(

1&

=

,$

32 17

8$ /

,' $' (

,1

29 $

¦µ 2

%(00(/+25 (&205$=µ2

)RWRLOXVWUDWLYD

$(%0,QFRUSRUD£ßHVVHVREUHVVDLSRUTXDWURGLIHUHQFLDLVSULQFLSDLV SRQWXDOLGDGHGHHQWUHJDGDVREUDVLQRYD£ÑRVROLGH]HWUDQVSDUÓQFLD FRPFOLHQWHVSDUFHLURVHFRODERUDGRUHV¶SRULVVRTXHD(%0 ÒXPDHVFROKDEHPPHOKRUSDUDYRFÓ &RQKH£DRVHPSUHHQGLPHQWRVQRVLWHZZZHEPFRPEU

junho \ julho 2010

NRespostas

31


Ecologia

Empresarial

O ambiente ideal das organizações do presente que construirão o futuro por Edmour Saiani

N

“Marcas ecológicas praticam Ecologia Empresarial todo dia.” 32

funcionários que sabem de cor e salteaão precisa gastar muito tempo do do que o cliente reclama. em pesquisa para se constatarem os 3 eventos mais perecí- 3. Fazem diferente: o que ele nem sabe que pode querer. Para tanto, ouvem veis no mercado hoje em dia: muito, principalmente os funcionários 1.Conceitos e execução de negócios que que sempre têm muitas sugestões de ninguém copia; coisas que o cliente nem sabe que quer, 2.Equipe comprometida, motivada, intemas que sabe fazer e sabe que, se fizer, grada e que quer ficar um bom tempo na o cliente vai adorar. mesma empresa; e É bom lembrarmos o que faz o cliente que 3.Cliente que não quer mudar de marca. consome uma marca continuar consuminVamos explicar por que e como a ecologia do: empresarial pode ajudar sua marca a ter resultados pelo menos mais sustentáveis • A propaganda e a promoção da marca; • As garantias que geram confiança; que os dos seus concorrentes. Marcas ecológicas praticam Ecologia Empre- • O preço que o cliente se orgulha de ter pago; sarial todo dia. Em cada ação que fazem. • O produto que ninguém tem; 1. Não fazem o que ele não quer. Para • O processo e o ponto de venda organizado tanto ouvem muito, principalmente os e diferente; funcionários que sabem de cor e salteado • A entrega diferenciada dos produtos e serdo que o cliente reclama. viços; e 2. Fazem o que o cliente quer. Para • A melhor equipe de vendas e atendimento. tanto, ouvem muito, principalmente os NRespostas

www.nrespostas.com.br


Agora vamos tratar do que eu faço que faz o cliente ir embora:

“Marcas ecológicas são valiosas, organizadas, raras e inimitáveis.”

está satisfeito deve estar perdendo muitos clientes por negligência ou por ignorância de um fato • 15% mudam para um produto mais comprovado por pesquisas. 66% dos barato; clientes que abandonam uma mar• 15% porque encontram um produ- ca estavam apenas satisfeitos. Então to melhor; quem é que paga a mais? • 30% das perdas de clientes se dá O cliente que elogia. Está na hora de por produtos e preço. Que mais se adicionar aos indicadores de reclauma vez são muito mais respon- mação – que ajudam a resolver muitos problemas nas empresas – novo sabilidade da matriz. indicador: o EPD – Elogios por dia. O dramático está Que adiciona à empresa uma vontade de sair da mesmice fazendo o que por vir: o cliente nem sabe que quer. Mas • 21% dos clien- que, quando vê, elogia e paga a mais tes mudam de marca pela falta por isso. de contato e atenção pessoal; Marcas ecológicas são valiosas, organiza• 49% mudam porque a atenção das, raras e inimitáveis. E a coisa mais recebida era de baixa qualidade; rara e inimitável que eu posso fazer está na cabeça e na atitude da nossa equipe • 70% das perdas ocorrem por quando ela está entusiasmada. Vamos atendimento. E o triste é que não parar de falar coisas politicamente corter atendimento é menos ruim retas como: o cliente é a pessoa mais que ter atendimento de má qualida- importante para a marca. A pessoa de. E atendimento é responsabilidade mais importante para a marca é quem da matriz e dos pontos de contato, faz. Quem faz é o coletivo de pessoas mas, de novo, apenas os pontos de únicas que trabalham a favor da micontato – com muita ajuda da matriz nha marca. E o ideal é que essas – podem fazer. pessoas trabalhem entusiasmadas e integradas na maior parNão acho que marca ecológica tenha de te do tempo. se limitar a isso. Marca ecológica inspira que o cliente deseje pagar pelos produtos e serviços que ela oferece mais do que ele paga para a concorrência. Sempre! A dúvida: qual cliente paga a mais pelo que a gente venEdmour Saiani é sócio-diretor, consultor e palestrante da PR. Autor do Livro Loja Viva - SENAC (2001) e Ponto de de sempre? Referência - Person (2004) Quem acha que é cliente que www.pontodereferencia.com.br

junho \ julho 2010

NRespostas

33


? Responde: Christian Barbosa www.christianbarbosa.com.br

Pergunta: Paula de Cássia Assessora de Imprensa Agência Athena

! A minha produtividade não rende por conta das várias interrupções durante o dia. Como faço para evitá-las?

Cinco dicas para reduzir suas interrupções Um dos grandes vilões da produtividade pessoal, sem dúvida, são as constantes interrupções que recebemos em nosso dia a dia, seja por e-mail, telefone, redes sociais ou de pessoas. Como todo mundo prefere as listas, segue uma lista com cinco dicas para reduzir as interrupções:

3 . Estabeleça períodos para redes sociais Orkut, twitter, MSN e facebook. Se você estiver apaixonado, pior ainda. Vai checar a cada minuto se ele ou ela respondeu sua mensagem! A dica é fazer isso apenas em horário pós-expediente ou que não te atrapalhe em nada. Mas se você não conseguir de jeito nenhum, procure apenas olhar nos intervalos entre a conclusão das tarefas e nunca “multi-tarefar”.

1 . Agende uma reunião Vocês sabem que sou meio “antirreunião”, mas neste caso é melhor dar uma atenção focada de 10 a 20 minutos ao colaborador do que ficar sendo interrompido a todo o momento. Veja as pessoas que mais interrompem você ao longo do dia e comece a agendar pequenas e focadas reuniões para centralizar todo o assunto.

4 . Revise procedimentos, treine pessoas Se você é interrompido com dúvidas sobre como fazer isso ou aquilo, provavelmente está faltando treinamento ao time. Se o procedimento não estiver claro, você vai ser questionado toda hora e, pior, vai se irritar com isso. Em 90% desses casos, a culpa é sua de não ter dado o devido treinamento a quem deveria e 10% de pessoas que realmente mesmo que treinadas ou acompanhadas, vão continuar fazendo besteiras.

2 . Escreva bons e-mails Na maioria dos casos, somos interrompidos porque es- 5 . Faça a Intranet ser útil crevemos péssimos e-mails e esquecemos de dizer exa- Várias empresas possuem uma Intranet, mas são poucas tamente o que deve ser feito. Vejam o e-mail que recebi as que fazem desse recurso uma fonte de informações hoje (apenas com assunto – sem texto): “Me libera os úteis para a equipe. Se quiser reduindicadores principais do time pra checar o que rolou.” zir interrupções, procure fazer um Eu sabia quem era a pessoa e tinha uma vaga ideia do levantamento das perguntas mais assunto! Resultado, tive de ligar para entender frequentes e coloque as respostas na o que ele queria dizer com isso. O pior foi que Intranet de forma organizada e facilo que ele estava precisando era totalmente dimente pesquisável. ferente do que ia responder. Se não tivesse ligado, ia gastar no mínimo uns 2-3 e-mails Christian Barbosa é conferencista, empreendedor e sócio da Triad Consulting – empresa global de treinamento, consultoria e produtos especializada em produtiviaté entender o que era para ser feito. dade e Master Practitioner em Programação Neurolinguística. 34

NRespostas

www.nrespostas.com.br


junho \ julho 2010

NRespostas

35


36

NRespostas

www.nrespostas.com.br


N Respostas 10