Page 1

Informação útil para todos!

www.revistaeducar.com.br

Edição 65 • Ano 6 • Maio 2013 Distribuição gratuita e direcionada Foto: Graciela Lindner • Impressão: Impressul


Editorial

eDIÇÃO 65 ANO 6 MAIO 2013

Os vários papéis das mamães Duas palavras poderiam, facilmente, ser uma só: mãe e amor. A partir do momento em que se descobre estar grávida, um amor indescritível surge e cresce a cada dia, até transbordar para o resto da vida... No Dia das Mães, é impossível não elogiar em excesso essa pessoa cuidadosa e de coração gigante que se desdobra para dar todo o carinho e cuidado de que um filho precisa. Para esta edição, nossa querida colaboradora Auxiliadora Mesquita preparou um texto-homenagem que descreve bem o papel que cada mãe desempenha. A mãe que é uma e várias. A mãe que vira enfermeira num passe de mágica, que se transforma em personal trainer em questão de segundos, que vira agenda, relógio e bloquinho de anotações, que precisa ser cantora, contadora de história, artista, nutricionista, atleta. A mãe que se “vira nos trinta” para fazer com que tudo dê certo na vida de seus filhos.

EDITORA Cláudia S. Prates JORNALISTA RESPONSÁVEL Lúcio Flávio Filho (MTB 21.441) ARTE Cláudia S. Prates Rique Dantas COLABORADORES desta edição Auxiliadora Mesquita / Aline Magagnin Bárbara Maglia REVISÃO Vânia Dantas Pinto CONTATO COMERCIAL: 48 8845.7346 comercial@revistaeducar.com.br IMPRESSÃO 47 9143.4416 (Fábia) ou 47 9181.4223 (Andrei)

www.impressul.com.br

•As opiniões veiculadas nos artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista. Os artigos e os anúncios publicados são de total responsabilidade de seus autores e/ou suas empresas.

As nossas felicitações a você, mãe, que exerce sua função de amar e cuidar com excelência. Comemore de verdade - o mês é seu!

•Não é permitida a reprodução de qualquer conteúdo desta publicação sem prévia autorização da editora.

Cláudia Prates educar@revistaeducar.com.br

•A Revista Educar, publicação mensal da Pequeninos Revista Educativa Ltda, tem tiragem de 9.000 exemplares e é distribuída gratuitamente em diversos pontos de Joinville, Florianópolis e São José.

Cláudia Prates (Educar)

•Para assinatura, sugestões, críticas ou elogios, envie e-mail para: educar@revistaeducar.com.br ou entre em contato pelo nosso site www.revistaeducar.com.br

Nívea e Miguel Nívea Stelmann e seu filho Miguel nos receberam de braços e sorrisos abertos em sua casa, no Rio de Janeiro, para um ensaio fotográfico e entrevista. O resultado foi uma capa linda e uma matéria divertida, que mostra a cumplicidade e o sentimento sincero entre os dois. Durante e depois do ensaio, tivemos certeza do que já desconfiávamos: Nívea é, além de uma pessoa do bem, uma mãe carinhosa e atenta. Então, nada mais justo do que comemorar - e muito - essa capa e a participação desses dois queridos em nossa edição de Dia das Mães. Vivaaaa! Fotos: Graciela Lindner / www.gracielalindner.com


Perfil

Nívea Stelmann tem muito o que comemorar: fez aniversário no mês passado, numa festa cheia de amigos. Lançou um livro contando suas “desventuras” amorosas. Está em cartaz com peça teatral no Rio. E ainda conta com a companhia afetuosa de seu filho Miguel, de 8 anos, e do namorado.

Entrevista Cláudia Prates Texto Auxiliadora Mesquita Fotos Graciela Lindner

Tudo isso poderia deixar Nívea uma estrela – afinal, são anos de sucesso na tv, no teatro e no cinema. Mas não tem nada disso! Fomos recebidos com sucos e sorrisos em sua linda casa no Rio de Janeiro, e Nívea deixou a EDUCAR completamente à vontade.


Educar • Maio/2013

Essa é uma graça natural nela. Criada no interior do Rio, mudou-se para a cidade grande com 16 anos, disposta a batalhar um lugar ao sol. “Queria ser famosa”, conta Nívea. Seus pais apoiaram a mudança e a trajetória da filha. “Eles ficam sabendo de tudo que acontece comigo, conto tudo”. E completa: “Dou muito valor à família, sou sempre muito sincera. Acho importantíssimo ter respeito pelas pessoas, pelos mais velhos, respeitar compromissos. Tudo isso vem dos meus pais.” E esses valores Nívea quer passar para o Miguel. “Meus dias são sempre muito cheios, trabalho sem parar. Mas estou o tempo todo de olho no que o Miguel está fazendo” afirma Nívea. Mesmo contando com um time querido de “ajudantes” em casa, ela está sempre ligada. “Dá tempo de fazer tudo, eu me organizo. Sou completamente alucinada, apaixonada pelo meu filho. Sou super carinhosa e dedicada. Mas cobro muito também: ele tem hora pra dormir, pra acordar, pra ver desenho, pra ficar com os amigos, pra brincar, pra fazer a tarefa de casa. Acho que é assim que se educa.” No dia de nossa entrevista, Nívea e Miguel fotografaram alegres pela casa, e até molharam suas roupas brincando numa foto na piscina! Mas na hora de responder nossas perguntas, Nívea não teve dúvidas – o garoto foi fazer seu dever de casa!

5


Perfil

Ela podia ser uma amiga nossa! E é com esse clima de “conversa de amigas” que Nívea lançou um livro falando de seus problemas no amor. “Dedo Podre”, escrito em parceria com Lua Veiga, conta, com bom humor, dramas muito complicados que Nívea viveu na vida real. “Eu tenho o dedo super podre”, Nívea conta rindo. “Mas durante as noites de insônia que eu tive, eu aproveitei pra escrever. Eu não fiquei me lamentando, tomando remédio pra dormir. Não é um livro de auto-ajuda, é um livro de desabafo, com histórias engraçadas. Mas que mostra algumas das minhas experiências difíceis, nas quais eu sofri de verdade.” Nívea gostou tanto da experiência que já tem mais coisas no computador - e até ideias para um livro infantil. “Tenho experiências que vivi com meu filho que gostaria de colocar em livro. Não quero parar por aqui. Continuarei sendo atriz de tv, cinema e teatro, e agora, sou escritora também.” No momento, Nívea está em cartaz no Rio de Janeiro com a peça “Batalha de arroz num ringue para dois”, do consagrado autor Mauro Rasi. A peça também fala dos problemas do relacionamento conjugal de uma maneira divertida. E Florianópolis vai receber a peça em breve, ainda esse ano. O bom humor e a simpatia dessa atriz multi-talentosa você pode ver estampados em nossas fotos. Acredite, Nívea é mesmo essa doçura e alegria. “Sou muito feliz. Fiz 39 anos e tenho orgulho de dizer minha idade. Os anos da minha vida, até agora, foram muito bem vividos.”

Dedo Podre conta, com bom humor, dramas muito complicados que Nívea viveu na vida real.


Variedades

Educar • Maio/2013

Do forno..

Cabe tudo em uma caixa de sapato Sabe aquela caixa de sapato que está indo para o lixo? Não jogue ainda! Que tal transformá-la, junto com seu filhote, num brinquedo com a cara dele ou dela? A brincadeira pode ir de uma simples caixa de tesouro – com direito a caveira de pirata e detalhes dourados – até um colorido quarto de boneca.

Por Auxiliadora Mesquita

m

A Páscoa já passou, mas um coelhinho pode ficar por perto bem mais que um domingo. Para ter um coelho de estimação, é bom lembrar que eles não são objetos ou brinquedos. E podem viver até 12 anos! A vantagem é que os coelhos são bem fáceis de cuidar: alimentação, água e espaço limpo diariamente garantem uma vida tranquila para o bicho.

Eles vivem muito bem sozinhos, sem outros coelhos. Mas gostam do contato com seus donos. São tranquilos e dóceis, e a criança deve ser ensinada a tratá-los com carinho e cuidado. Espaço para correr, pular e se esconder é bom para o bichinho, mas ele também pode viver em espaços menores. Converse com um veterinário para saber se é uma boa opção para sua família.

Eu sou nuvem passageira...

As nuvens não precisam ser sinal de problemas! Fofinhas e variadas, olhar as nuvens é um passatempo relaxante e sua beleza intriga os seres humanos desde sempre. No quarto das crianças, ela pode ser uma deliciosa brincadeira, seja como almofada risonha, papel de parede ou enfeite brincalhão. Existem diversas opções no mercado e é possível achar aquela nuvenzinha – no céu ou na loja – com a cara de sua criança!

boxplayforkids.com

d re a

ms

tim

e. c

o

Coelhinho da Páscoa... no quintal

Vale também fazer um teatrinho, uma mini mala de viagens e até uma garagem para os carrinhos. A transformação da caixa vai depender da idade e gosto de sua criança. Além, é claro, das habilidades e materiais disponíveis. Mas lembre-se que aqui não é necessário nada sofisticado: um pouco de imaginação, coisinhas dali e daqui e um bom domingo de risadas!

Esportes com segurança

Exercitar-se é parte de uma vida saudável para qualquer criança. E participar de jogos pode ensinar muito sobre disciplina, perseverança e cooperação. Mas é preciso ficar atento aos riscos de forçar a criança a desgastes físicos desnecessários ou lesões perigosas. Bom senso e a observação cuidadosa podem evitar muitos danos. Irritabilidade, insônia e outras dificuldades podem sugerir que o treino está sendo excessivo. Além disso, é preciso existir o descanso regular do corpo dos pequenos atletas, com intervalos entre as atividades. É necessário também ficar atento a dores que surgem e, em especial, a traumas na cabeça - mesmo sem sintomas imediatos, podem trazer problemas. Boa nutrição, usar os equipamentos de proteção e seguir as regras de segurança são fundamentais.

7


Livros

Almanaque Ecologico Brinque-Book do Lucas Apresentado pelo personagem Lucas, o duende ecológico, este almanaque, desenvolvido pelo cartunista Léo Valença, apresenta textos com uma linguagem simples e didática, ilustrações e passatempos que incentivam práticas que conscientizam sobre a importância da preservação ambiental. A poluição dos rios e mares, a destruição das florestas ou o desmatamento em geral, o problema do lixo nas grandes cidades, entre outros problemas ambientais são colocados ao leitor, de maneira a conscientizá-lo da necessidade de ver o que se passa ao seu redor e de agir de maneira a não contribuir para o aprofundamento dos problemas ali denunciados (ou a tentar minimizá-los). O Almanaque Ecológico do Lucas é indicado para professores, alunos e escolas de todo o Brasil e pode ser encontrado no site www.podeditora.com.br/livros/

O LOBINHO BOM

Era uma vez um lobinho bom chamado Rolf, que é gentil com seus amigos, come todas as verduras do prato e adora assar bolos. Mas lobos de verdade não são bons – lobos de verdade são grandes e maus. Será que Rolf vai conseguir encontrar o grande lobo mau que vive dentro dele?

A ERA DO GELO 4 DERIVA CONTINENTAL

Livro de Realidade Aumentada, que dá vida aos heróis favoritos dos pequenos, por meio de animações em 3D, na qual se pode interagir com a tela do computador. Leitura compartilhada: A partir de 3 anos Leitura independente: A partir de 6 anos


Mês das Mães

Todo mundo está acostumado a repetir que mãe é uma só e as mães são todas iguais. Mas as que andam por aí não combinam com esses ditos. Para a maioria de nós existe mesmo uma única mulher a quem chamamos de mãe. Mas ela está longe de ser uma só. E cada uma que a gente conhece, tem um jeito só dela de ser mãe. Para começar, as mães estão sempre com alguma tarefa que poderia ter outro nome. Dependendo da hora e do lugar, a mãe é professora, cozinheira, faxineira ou costureira. Vai de motorista a psicóloga em dois segundos. E pode ser cabeleireira ou nutricionista num abrir da geladeira. As mães também são (às vezes para desgosto dos filhos...) personal trainers, personal organizers e as compradoras oficiais. De tudo. Elas também são artistas, inventando maneiras diferentes e criativas para entreter as crianças: umas contam histórias, outras cantam e dançam, outras ajudam a pintar, desenhar e construir. E a maioria delas ainda se diverte com uma boa brincadeira.


Educar • Maio/2013 11

Uma das coisas mais legais que as mães também sabem fazer é funcionar como agenda, bloquinho de anotações e até como relógio, incluindo os despertadores – e nesses casos, elas ouvem o famoso “só mais um pouquinho”. Por falar nisso, as mães também são boas enfermeiras e até gostam de achar que são bons termômetros: é por isso que elas põem a mão na testa pra ver se o filhote está com febre. E é também por isso aquela mania de mandar fechar o agasalho... As mães são também um pouco mágicas: costumam adivinhar desejos e necessidades, carências e silêncios. Às vezes, assim do nada, parecem ver bem dentro dos filhos e enxergar o que precisa ser feito, na hora. Elas também usam sua “varinha de condão” – em outras palavras, muito trabalho e criatividade – pra resolver toda sorte de pepino, abacaxi e batata quente que aparece. Com o telefone, as mãos hábeis ou algum objeto estranho guardado no fundo da gaveta, as mães costumam resolver problemas com talento pra botar qualquer McGyver no chinelo. E se você pensa que ser mãe é tudo que ela é, senta aí que ainda vem história: muitas mães ainda são profissionais, funcionárias ou empresárias. Elas também acham tempo (sabe-se lá como!) pra fazer as unhas, fazer ginástica e fazer aquela visitinha para a mãe. Dela! As mães também são

mulheres e se ninguém atrapalhar, elas até conseguem um tempinho para namorar. Por tudo isso a mãe nunca é uma só, ela é sempre muitas. E de jeito nenhum elas são todas iguais. Tem a que fala muito e a que fala pouco. A mais risonha, a mais quietinha. A que não gosta de bagunça e aquela que adora começar uma. Só tem uma coisa que não varia quase nunca: todas querem fazer o melhor para seus filhos. Todas querem que eles cresçam fortes, saudáveis, inteligentes e lindos. Todas vão fazer tudo que estiver ao seu alcance para que isso aconteça. A gente só não pode se esquecer de que as mães também são, simplesmente, seres humanos. Com defeitos e tristezas, com medos, erros e dúvidas. Com dias de sol e dias de chuva. No Dia das Mães (que nós sabemos ser todo dia), que as mães sejam abraçadas por serem tão incrivelmente muitas. Mas que a gente nunca se esqueça que cada uma delas é maravilhosamente única.

Auxiliadora Mesquita Pedagoga


Moda infantil

Lilica Ripilica

Mami Canguru

Fique por dentro das novidades do mundo infantil

Maio é mês das mães.. e f lhas!

Milon

Que tal aproveitar esta época para usar as famosas peças combinadas “mãe e filha” ou “mãe e filho”? Para quem curte, saiba que nem precisam ser peças idênticas, com a mesma marca ou estampa. Às vezes o mesmo estilo já forma ótimos pares e fazem bonito, como um simples jeans e camisa branca. Abusem da criatividade, e FELIZ DIA DAS MÃES para todas!

Acessórios para o frio! Friozinho chegando, e aquela visitinha à serra para curtir as delícias da paisagem fica ainda mais gostosa, não é mesmo? As coleções do inverno 2013 trouxeram vários itens que aquecem e dão charme ao visual: gorros, cachecóis, luvas e golas de pele são indispensáveis - charminho necessário!

Já pensou em dormir vestida de branca de neve ou de homem aranha? Pois para as crianças essa brincadeira já pode virar realidade: virou febre o pijama-fantasia: escolha o favorito do filhote e divirtam-se na hora do BOA NOITE!

Lé com Cré

Pijamas criativos encantam a criançada

Aline Magagnin é mãe, advogada

e responsável pelo site Mami Canguru, que aborda assuntos infantis: moda, brinquedos, festas e novidades em geral. www.mamicanguru.com.br contato@mamicanguru.com.br

ilustrativa

Termômetro clínico sem contato

• Higiênico • Rápido • Único

• Fácil de usar • Preciso

O Termômetro Thermofocus® mede com precisão e rapidez a temperatura corpórea e também de alimentos, bebidas, banho do bebê (11) 4195 6001 e outros objetos, sem aFone: necessidade de contato Fax: (11) 4195 8177 politecsaude@politecsaude.com.br www.politecsaude.com.br com as superfícies.

Distribuidor no Brasil:

Disponível no Brasil

Compras pelo: Tel: (48) 3035.1594 faturamento.sc@politecsaude.com.br www.politecsaude.com.br

imagem meramente

Funciona com emissão de raios infra-vermelhos, totalmente inofensivo aos olhos, que medem a distância ideal para leitura da temperatura.


Interação entre pais e filhos

Educar • Maio/2013

A mascotinha da Revista Educar

Tema desta edição: Conteúdo Auxiliadora Mesquita Arte Rique Dantas / Cláudia Prates

Alimentacao saudavel Os médicos recomendam, o noticiário mostra, e todos nós nos esforçamos para levar uma vida mais saudável. Isso significa se exercitar, dormir bem, manter hábitos de higiene e curtir a vida. E alimentar-se bem, de maneira saudável e equilibrada. É claro que é mais fácil falar do que fazer. No intervalo do programa em que se recomendam os bons alimentos, aparecem anúncios tentadores de comidas nada saudáveis. E, para piorar, nascemos todos com a tendência natural de gostar mais do que é doce e salgado. Equilíbrio e conhecimento podem ser a chave: ninguém precisa deixar de lado tudo o que já encontramos pronto no supermercado. Nem fugir para sempre dos prazeres que estão gravados em nossa memória afetiva. Mas é possível escolher mais alimentos frescos e variados. Dar menos chance aos processados. E só de vez em quando saborear sem culpa aquela delícia irresistível. Uma lição que os pequenos podem aprender facilmente - se os grandes estiverem dando o exemplo, é claro...


Hist贸ria infantil

So de vez em quando


Curiosidades e sugestões

Educar • Maio/2013

Voce sabia? ●Alimento é tudo aquilo que podemos comer e que

não nos faz mal. Quando nascemos, nosso primeiro alimento é o leite da mamãe. Depois vamos crescendo e aprendendo a comer outras coisas. Aprendemos a comer aquilo que o papai e a mamãe gostam de comer e fazem pra gente.

●Tomamos café da manhã quando acordamos,

almoçamos no meio do dia e jantamos à noite. Podemos também fazer pequenos lanches quando estamos com fome e ainda não é hora de se sentar à mesa para comer. E devemos beber água durante o dia para nosso corpo funcionar bem.

●Comer só coisas que vêm em pacotes, caixinhas ou

garrafinhas não é nada bom. Sucos e leites de caixinha, refrigerantes, salgadinhos e biscoitos recheados têm açúcar demais, muito sal e muita gordura. Isso pode nos deixar doentes. Um docinho ou hambúrguer de

vez em quando não faz mal. Só não podemos comer guloseimas todo dia! ●Quer ficar forte e saudável? Coma comida bem

colorida, como frutas e legumes. Maçã, banana, mamão, laranja, morango, uva: veja quantas cores! E veja só os legumes: cenoura, tomate, couve-flor, abobrinha, chuchu, beterraba. As folhas também trazem muita saúde: alface, couve, espinafre. Ajude a mamãe a escolher no supermercado e experimente para descobrir as de que você mais gosta.

●Carne de boi, frango, peixe ou porco e o feijão ajudam

a crescer forte. O leite, o queijo e o iogurte também. Pão, biscoito, macarrão, arroz e batata são importantes para dar energia. Mas não devemos exagerar. Comendo devagar a gente vê se já está satisfeito ou se precisa comer mais.

Achei pra voce! Dvd

Mais do que dicas de alimentação saudável, o divertido RATATOUILLE, da Disney, mostra a alegria e o empenho que gostamos de dedicar às nossas refeições. Uma maneira singela e emocionante de apresentar aos pequenos a arte da cozinha. Afinal, para nós seres humanos, as escolhas do que comer e como comer são mais do que uma opção nutricional. Cozinhar, compartilhar refeições e comer são sinônimos de cultura nos quatro cantos do planeta. Vale fazer sua versão do famoso prato francês depois do filme: ele é cheio de legumes deliciosos e saudáveis!

Livros

Rita Sapeca Cozinha Francois Gilson, Editora Larrousse Rita Sapeca sempre apronta alguma confusão e dessa vez não é diferente. Ela convida seus colegas para um lanche em sua casa, mas nada sai como estava planejado. Mas essa ratinha divertida resolve tudo com a ajuda dos amigos. Rimas Saborosas César Obeid, Editora Moderna Para os maiores, a partir dos 8 anos, os versos de cordel desse livro mostram como é divertido se alimentar bem. O livro também traz curiosidades sobre os vegetais, informações nutricionais e receitas bem fáceis de fazer!


BERÇÁRIO - EDUCAÇÃO INFANTIL - ENSINO FUNDAMENTAL

a r a p o d a r a p e r p Seu filho s e d a d i n u t r o p o e um mundo d 1

06/01/10

10:38

AN SCH C RI

C

M

OL

AM

O

E

Logo_final.pdf

Y

CM

MY

CY

CMY

FL

O

anópolis

Ames Flori

RI

IS

K

ANÓ

PO

L

Na Ames o inglês e o portu guês se combinam para fo rmar alunos cidadãos do mundo , cientes de sua responsabi lidade, líderes de comunidade, ec ologicamente responsáve is e conhecedores de divers as culturas internacionais.

UNIDADE CENTRO Rua Crispim Mira, 351 (048) 3025.1231

UNIDADE JURERÊ INTERNACIONAL Av. das Raias, 308 (048) 3284.8985 / 3284.8996


Nutrição

Educar • Maio/2013 17

Você já ouviu falar em doença celíaca? Sabe quais são os sintomas manifestados pelo portador? A falta de informação e a dificuldade para o diagnóstico prejudicam a adesão ao tratamento e limitam as possibilidades de melhora do quadro clínico. Diante desse cenário, resolvemos tentar esclarecer algumas dúvidas sobre essa doença.

O que é a doença celíaca? A doença celíaca é uma intolerância permanente ao glúten que afeta a mucosa do intestino delgado causando atrofia e, consequentemente, dificuldade de absorção dos nutrientes. O que é o glúten? O glúten é a principal fração proteica encontrada no trigo, no centeio e na cevada. Quais são os sintomas? Os sintomas mais comuns da doença são diarreia crônica, distensão abdominal e perda de peso. Os pacientes também podem apresentar falta de apetite, alteração de humor, vômitos e anemia. Outros sintomas menos frequentes são baixa estatura, anemia por deficiência de ferro, folato ou vitamina B12, osteoporose, artrites, constipação, atraso puberal e dermatite herpetiforme. Existem também pacientes que não apresentam sintomas, somente são observadas alterações sorológicas e histológicas na mucosa do intestino delgado, com ausência de manifestações clínicas. Como a doença é diagnosticada? O diagnóstico é feito através de exames de sangue e endoscopia digestiva alta com biópsia do intestino delgado. O gastroenterologista é o especialista que irá fazer o diagnóstico da doença, e o nutricionista, após o diagnóstico, também, deverá acompanhar o paciente para orientá-lo em relação aos cuidados com a alimentação. Qual é o tratamento da doença? O tratamento é a retirada total do glúten da dieta por toda a vida. Dessa maneira, o paciente não pode consumir nenhum alimento que contenha trigo, centeio e cevada. Além disso, não pode consumir malte, pois é um derivado da cevada e, também

a aveia, pois esse cereal quando chega ao consumidor, normalmente, está contaminado pelo glúten.

Por que algumas vezes o paciente pode apresentar sintomas mesmo não ingerindo os alimentos listados na pergunta acima? O alimento ou preparação pode não conter nenhum dos ingredientes com glúten, mas pode estar contaminado de acordo com o modo como foi preparado. Por isso, é preciso ter cuidado em relação ao local, equipamentos e utensílios utilizados, que devem ser exclusivos para o preparo de alimentos sem glúten. Quais são os substitutos do glúten? Atualmente existem muitos substitutos, como a farinha de arroz, o amido de milho, a fécula de batata, o fubá, o polvilho, a quinoa e o amaranto, sendo cada vez mais comum encontrarmos lojas e mercados com produtos especializados para celíacos. Além do aumento da oferta, os nutricionistas e as associações (ACELBRA) podem auxiliar pacientes e familiares a entenderem melhor a doença e aderirem ao tratamento.

Manoela Menegazzo (CRN 10 1410) e Daniela Muniz (CRN 10 1595) Nutricionistas e proprietárias da Doce Vida - Assessoria em Nutrição


Afeto


Educar • Maio/2013 19

Como tudo em educação, a resposta não é direta nem objetiva. Não existe receita. Cada família precisa adequar a convivência de qualidade à sua rotina e ao seu jeito de ser. O importante é criar momentos especiais sempre que possível, afinal de contas, as crianças crescem rápido demais. Não valorizar e deixar passar esses preciosos momentos pode acarretar uma enorme tristeza na criança e, consequentemente, um abismo cada vez maior entre pai e filho. E o pior é que, quando se dá conta da distância, muitas vezes é tarde demais pra voltar atrás e remediar o tempo perdido.



recebe atenção, cresce com um vazio enorme dentro de si. Isso fará com que ela não aprenda a amar, a cuidar, a se comprometer. E sua vida adulta, provavelmente, será fadada à falta de afeto. Por isso, a quantidade de horas que se passa com a criança, se os pais trabalham fora ou não, faz pouca diferença no desenvolvimento delas e na construção de afeto entre pai e filho. O que importa é a frequência. Esses momentos têm que acontecer constantemente. E, se prometer, tem que cumprir. Promessa feita a uma criança é dever mais que obrigatório! Assim, se não tem certeza, não prometa. A vida e o tempo não param e não voltam. Aproveite cada minuto com as pessoas a quem ama, principalmente seus filhos, pois eles se modificam e crescem a cada dia. Não deixe para depois o que tem que ser feito agora, no presente. Afinal, no futuro, não será possível reviver o passado.

 

Fernanda M. de Moura Pedagoga e responsável pela Escola Infantil Espaço Crescer (Florianópolis). contato@espacocrescerfloripa.com.br

 Neste momento, não importa que precise trabalhar para sustentar a família, não importa que seu amigo tenha ligado para colocar a conversa em dia, não importa que a casa precise de uma limpeza. O importante é fazer a criança se sentir especial, amada. É claro que ela precisa de dinheiro, de casa organizada e limpa, de alimentação nos horários certos; no entanto, ter tudo isso sem se sentir querida, não vale nada. A criança que, mesmo tendo suas necessidades básicas supridas, não


Diferentes Contextos

E aí houve aquele dia em que Davi derrotou Golias. O dia em que o gigante valentão foi rendido pelo frágil pastor de ovelhas. O memorável momento onde os papéis se invertem e torna-se necessário experimentar ser outra coisa que não o usual. Hora de deixar ao lado sua face “pastor” e abraçar a face “herói”; descansar o “valentão” a abraçar a fragilidade que estava lá o tempo todo e ninguém sabia. Agora vamos lá! De maneira - bem menos dualista, é claro - não é isso que vivemos todos os dias? Não somos nós, sempre, um tanto Davis e outro Golias? Experimentar-se em diferentes papéis - e diferentes nuances neles contidas - é tão inerente ao nosso convívio social que muitas vezes chega a passar despercebido. Somos pais, filhos, amigos, chefes, empregados. Somos pais dedicados, omissos, afetivos e autoritários; filhos carinhosos, relapsos e exigentes; amigos próximos, distantes e para a vida toda... Enfim, um sem-fim de adjetivos representando habilidades que desenvolvemos em nossos perfis do dia a dia com um dinamismo tão grande que fica até difícil de notar!

Inglês, Espanhol, Alemão e Português para estrangeiros - (47) 3422 0271 Rua Saguaçu, 80, Joinville www.planetaidiomas.com.br


Educar • Maio/2013 21

E quando não deixamos nenhuma janelinha de oportunidade para que eles apareçam? Aí sim, problemas podem aparecer! É comum que as pessoas acabem por experimentar mais um ou outro papel - onde se sintam confortáveis, seguras ou até por acreditarem ser o único que conseguem - e o que começa como abrigo, vira prisão. Quanto menos se exercita variar os papéis, mais difícil vai ficando fazê-lo. É como ginástica, vamos “atrofiando” nossas habilidades e logo mais nos vemos incapazes de exercitá-las. Uma grande pena, porque todo valentão merece um dia de colo, certo?! Transitar com tranquilidade por nossos perfis, papéis e habilidades é fundamental para a nossa saúde emocional! Ao experimentar diversos papéis, vamos aprendendo a lidar com as situações sob diferentes pontos de vista. As crianças fazem isso com extrema naturalidade. São exímios desbravadores com os primos e ficam com um “medão” de formiga para ganhar um colinho de Vovó. Em uma semana trazem uma marca de mordida da escola; na outra, uma anotação na agenda reclamando de um mordidão dado em um colega. Isso é saúde, minha gente! O faz de conta aí, vem só para abrilhantar a festa. Na brincadeira se pode ser tudo! Aquele que era herói ontem, hoje é vilão e por aí vai...

Por isso, vivenciar diferentes contextos e ambientes sociais é tão importante para as crianças - e para os adultos também! Aquela menina desajeitada e tímida na aula de Educação Física pode ser a líder tagarela da turma do Inglês. O chefe durão pode ser um menino grande e dengoso na casa dos pais. Afinal, todos eles moram em nós! Todos nós abrigamos timidez, liderança, autoritarismo, dengo, amor e ódio, fragilidade e valentia, vítima e algoz... Está tudo lá, só esperando a oportunidade de vir à tona. Proporcionar diversos ambientes diferentes, com grupos distintos é uma maneira de ampliar o desenvolvimento dessas habilidades nos pimpolhos. Ser um na escola, outro, no Inglês, e um terceiro na casa da Vovó ajuda nossos pequenos aprendizes a entender que somos plurais. E aí, quem vai ter vez hoje? É dia de Davi ou Golias?

Bárbara F. Maglia

Psicóloga (CRP 12/06523)


Espetáculo

Branca de Neve e os sete anoes Prepare-se para se deliciar com mais uma superprodução: “BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES”! Dos mesmos realizadores de “PETER PAN”, “A BELA E A FERA” e “MÁGICO DE OZ”, o espetáculo Branca de Neve é cantado ao vivo, conta com 40 atores em cena, 180 figurinos, 5 cenários e efeitos especiais. Então não perca tempo e garanta o lugar da sua família neste espetáculo clássico. Dias 11 e 12 de maio, às 16h, no Teatro Gov. Pedro Ivo, Florianópolis. Ingressos e outros detalhes no www.blueticket.com.br.


Promoção e foto

Sorteio!

Area Vip

Você tem criança pequena em casa, que adora cantar, dançar e se divertir? Então participe da nossa promoção: vamos sortear 3 dvds Os Pequerruchos na Fazenda! Para participar, basta enviar e-mail até o dia 31 de maio de 2013 para promocao@revistaeducar.com.br. No título do e-mail, escreva “EDUCAR e PEQUERRUCHOS!”. Informe seu nome completo, telefone e a cidade onde mora. Serão três sortudos: cada um vai levar 1 cópia do dvd. O resultado será divulgado em nosso site a partir do dia 3 de junho.

Você está preparado para ver seu filho brilhar?

Ambiente adaptado para crianças Acessibilidade e qualidade no ensino Segurança para os alunos Professores qualificados Essas e outras qualidades você encontra na unidade infantil da Arte Maior.

JOINVILLE

Matriz Unidade Infantil Rua Orestes Guimarães, Rua Lages, 59a, Centro 104, Centro 047 3433-8807 047 3028-8814


Televisão

Entrevista Cláudia Prates Texto Auxiliadora Mesquita Fotos divulgação

Carrossel voltou às telinhas brasileiras em maio de 2012, e as crianças brasileiras, mais uma vez, se apaixonaram pelos personagens e situações da Escola Mundial. Também não é pra menos: cada capítulo fala do dia a dia das crianças em idade escolar, com as tristezas, alegrias, medos e frustrações do universo infantil traduzidos de forma colorida e ágil na novela.

dois, com comportamentos nada agradáveis, podem fazer tanto sucesso? Lucas Santos acha que todo mundo já quis fazer uma das travessuras de Paulo, mas nem todo mundo tem coragem. E Larissa Manoela garante que, no fundo, a Maria Joaquina é até uma menina boa que gosta de ajudar os outros.

Originalmente da Argentina, foi transformada em novela de grande sucesso pela televisão mexicana, numa versão que também foi transmitida por aqui. Na nova Carrossel, escrita por Íris Abravanel e que vai ao ar pelo SBT, os personagens ganharam um jeitinho brasileiro e encantaram ainda mais a garotada. Prevista para terminar em maio de 2013, já se fala até em Carrossel 2.

Quer saber mais sobre Lucas Santos e Larissa Manoela? Leia nossa entrevista com esses dois grandes atores mirins. E aproveite nosso papo com os dois para conversar com seus filhos também – você pode descobrir muito sobre o que sua criança pensa e sente! Divirtam-se.

Enquanto isso, vamos acompanhando as aventuras desse Carrossel: lá estão a menina rica e o menino pobre, o garoto preguiçoso e o estudioso, o colega bagunceiro e a colega corajosa – cada um com sua personalidade, qualidades e defeitos. Espelhando-se nessas crianças, nossos filhos enxergam a si mesmos e a seus amiguinhos, acompanhando com atenção o desenrolar da trama e a solução dos problemas. Dois desses personagens têm chamado especialmente a atenção das crianças: Paulo Guerra, o bagunceiro que vive aprontando. E Maria Joaquina, a vilã rica e metida, capaz de dizer e fazer coisas terríveis a seus colegas. Como esses

1- Vocês conseguem explicar como seus personagens na novela Carrossel, sendo tão sem limites e não muito simpáticos, conseguem agradar tanto as crianças? L. M.: A Maria Joaquina não deixa de ser uma criança, é uma menina muito esperta e inteligente. No fundo, Maria Joaquina é uma pessoa boa, que gosta de ajudar os outros. L. S.: Eu acho que o público em algum momento na vida já quis fazer pelo menos uma das travessuras do Paulo Guerra. E também as coisas que o Paulo faz são bem engraçadas, então as pessoas se divertem. O mais importante é que eles entendem que o Lucas Santos é uma coisa e o Paulo é um personagem.


Educar • Maio/2013 25

4- Vocês ainda conseguem brincar, ir ao cinema, ao shopping sem ser interrompidos a todo o momento? L. M.: É difícil não ser interrompida, mas gosto muito dos meus fãs, nós sempre tiramos fotos juntos. L. S.: Com certeza dá pra brincar bastante. Entre uma gravação de cena e outra, temos tempo livre, dá pra fazer bastante coisa... Até tempo pra fazer natação, que eu adoro, eu tô tendo.... Agora, em relação a cinema ou shopping, realmente está muito mais difícil: compro os ingressos e só entro quando as luzes da sala se apagam, porque senão, não tem jeito (risos). 5 - Neste momento, qual o papel da família na vida de vocês? Eles participam das viagens, acompanham as gravações?

2- Vocês se identificam com seus personagens em alguma característica ou se parecem mais com algum outro colega da novelinha? Qual? L. M.: Identifico-me com Maria Joaquina a parte de ser uma boa aluna e também gostar de moda. L. S.: A característica maior que eu tenho do Paulo é o jeito de ele se vestir... Eu curto muito o visual dele, as camisetas de caveira. Acho bacana. 3- Como vocês estão conseguindo conciliar escola, novela e viagens para shows? L. M.: Exige disciplina, mas tudo sai muito bem. Acordo, vou para escola, almoço, e de lá vou para o SBT. À noite dá tempo de estudar um pouco, decorar o texto e brincar. L. S.: Na verdade é muito fácil conciliar tudo. Eu estudo pela manhã e gravo a novela à tarde. À noite eu estudo as cenas que irei gravar no dia seguinte. As minhas viagens para shows e eventos são somente aos domingos, às vezes aos sábados.

L. M.: Minha família é tudo pra mim, meus pais me acompanham em tudo, me dão conselhos, são o meu porto seguro. L. S.: Sem o apoio e a estrutura que a minha família me oferece, nada disso seria possível. Meus pais e meus irmãos são fundamentais nessa fase da minha vida. É minha mãe quem separa e organiza meus textos que irei estudar pro dia seguinte, ela também organiza meus compromissos, e meu pai me acompanha todos os dias às gravações da novela, e também nas viagens a trabalho. 6- O que vocês mais gostam de fazer quando não estão gravando? L. M.: Gosto muito de cantar, dançar, de jogar videogame e brincar de bonecas com as minhas amigas. L. S.: Natação é uma coisa que eu tô adorando fazer, gosto de brincar no meu iPad, conversar com fãs e ler as correspondências que eles me mandam e brincar com meu irmãozinho.





Leonardo

Juliana

Rafaella

Mateus

Julia Renata

Ana Laura

Miguel

Luiza

Manuela e Isabela

Brunno, Larissa e Isabella

Charles

Enzo

Nossa Cara

Para participar dessa galeria, envie foto(s) de boa qualidade para nossacara@revistaeducar.com.br com as seguintes informações: nome completo e idade da criança, cidade, telefone, escola e nomes completos dos pais. Helena

Pedro Henrique


Revista Educar Maio 2013  

Revista Educar edição 65 maio 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you