Page 1


Editorial

Celebrar Seu galopar constante e seu corpo musculoso

Sem você, leitor(s), não existiríamos, não

realçam uma imagem extraordinária, e é inques-

teríamos a inspiração e a força de vontade ne-

tionável: o cavalo é um dos seres mais espetacu-

cessárias para fazer com que cada edição fosse

lares do universo. Fulgente, magnífico, genuíno e

impressa e entregue, com tanto cuidado e afinco,

muito inteligente, ele parece ter saído de um so-

aos pontos de distribuição e estivesse disponível,

nho. Mas ele é real, e para a nossa sorte, ele habita

para todos, online.

o mesmo chão que nós, meros humanos.

Somos a prova verdadeira de que vale a pena

Para a capa deste mês, temos a esplendorosa

persistir, mesmo às vezes sob contrariedades.

participação da Isabella Marcatto, 15 anos, e sua

Que vale seguir firme, em vez de lamentar. Que

fiel escudeira, Lady Beth, que integra o forte time

acreditar é parte essencial da nossa equipe.

de equitação da Sociedade Hípica Catarinense. Isabella e Lady Beth, graciosamente fotografados pela Jú Hobold, da Euqueti, nos presentearam – e nos deixaram babando – com cenas cinematográficas, lindas, dignas de celebração. E por falar em celebração, esse mês comemo-

Sendo muito sinceros, deixamos aqui o nosso agradecimento, como fazemos sempre, a todos os envolvidos. Obrigada, de coração, por estarem conosco, acreditando em nossa caminhada, que por muitas vezes lembra o galopar grandioso e ininterrupto da Lady Beth.

ra-se o Dia das Crianças (oba!), mas também os nossos 11 anos de vida. A Educar, que começou com passos imaculadamente tímidos e sorriso contido, está hoje na incrível marca de 122 edições! Não temos do que reclamar: tudo tem acon-

Um grande abraço e até a próxima!

tecido de forma exemplar, sempre contando com a presença de autores eficientes, de parceiros sólidos e, claro, com a sua leitura.

Edição 122 | ano 10 out - nov 2018 Editora Priscilla Koerich CRP-12/04578 Arte Eduardo Carvalho Motta Agradecimento especial

SHC - Sociedade Hípica Catarinense

Revisão Cláudia Prates Colaboradores desta Edição Auxiliadora Mesquita Carolina Fernandes Cláudia Prates Claudio Moreira Fernanda Moura Geisa Richetti Juliana Baron Milena Luisa Pricilla Kesley Priscila Cruz Ricardo Falzetta Simone Finder

As opiniões veiculadas nos artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista. Os artigos e os anúncios publicados são de total responsabilidade de seus autores e/ou suas empresas. Não é permitida a reprodução de qualquer conteúdo desta publicação sem prévia autorização da editora. Fotos de Capa Juçara Hobold

Priscilla Koerich @prikoerich

Priscilla, Juçara, Isabella e Gabriele

A Revista Educar, publicação bimestral da Pequeninos Revista Educativa Ltda, tem distribuição gratuita e direcionada aos pais, em inúmeros pontos comerciais e instituições de ensino de Joinville, Florianópolis e São José / SC. Para assinatura, sugestões, críticas ou elogios, envie e-mail para educar@revistaeducar.com.br

Impressão

PARA ANUNCIAR

comercial@revistaeducar.com.br Tel.: (48) 3204-7014 (48) 99158-3342 Nos acompanhe também nas redes socias e fique por dentro das novidades da Educar

@RevistaEducar

www.RevistaEducar.com.br


Variedades

Por Auxiliadora Mesquita

AS NOVIDADES QUENTINHAS,

direto do forno Que tal esperar 17 segundos?

Brinquedos que vieram do lixo

Esse é o tempo que a pesquisadora Alissa Marquess

Os alunos do curso técnico de saneamento do Instituto

acredita ser a chave para criar crianças mais autônomas e

Federal de Santa Catarina (IFSC) brilharam na criatividade,

capazes de resolver problemas. Alissa é mãe de três crian-

capacidade técnica e engajamento social. Instigados a desen-

ças e escreveu um livro sobre como criar filhos mais resi-

volver uma ação de sustentabilidade, eles criaram uma brin-

lientes. De acordo com a autora, as pessoas não passam

quedoteca com materiais reciclados para uma escola muni-

mais de 17 segundos, em média, sem interromper uma

cipal de Florianópolis . Monitorados pelo professor Ricardo

outra pessoa falando. Sabendo disso, ela resolveu tentar

Clemente de Lima, os alunos fizeram o trabalho na Escola

esperar 17 segundos – contando mentalmente – antes de

Municipal Dilma Lúcia dos Santos, na praia da Armação, na

interromper seus filhos em suas tentativas de fazerem as

ilha de Santa Catarina. Numa sala um tanto quanto abandonada, a equipe criou

coisas por si mesmos. O resultado? Pode funcionar! Os tais 17 segundos

um ambiente de lazer, preenchido com livros e brinquedos.

dão chance para a criança ultrapassar a barreira da frustra-

Os alunos arrecadaram materiais, sempre com a ideia de

ção inicial de não conseguir fazer algo. E como diz Alissa,

construir a partir do lixo. As crianças da escola municipal se

dá a elas a oportunidade de atingirem a vitória sozinhas.

entusiasmaram com a ideia e se juntaram aos grandes. Daí

A autora avisa que não vai funcionar

surgiram pufes feitos de pneus

todas as vezes, mas quando os tais

velhos e brinquedos de garra-

17 segundos funcionam é mui-

fas pet e caixas de sapatos. Hoje

to poderoso. Portanto, se não

o espaço está sendo utilizado

imediato

regularmente pela escola, do

para a criança, que tal dar

primeiro ao nono ano. E para os

a ela a chance de resol-

jovens futuros técnicos, a sen-

ver sozinha as coisas?

sação gratificante de ter feito

houver

perigo

São só 17 segundos.

tanto com tão pouco.

PELÍCULAS DE SEGURANÇA para vidro em box de banheiro Veja alguns dos benefícios que a película de segurança para vidro oferece:

Maior resistência mecânica. Em caso de quebra, os fragmentos não se espalham. Alta durabilidade. Evite este tipo de acidente, (vidro sem película) Vidro com película de segurança dentro do caixilho, exigido pelos bombeiros.

Av. Leoberto Leal, 01 - Salas 02,03 e 04 - São José -

m uito Gar an ta

mais

Se g u r a n ç a par a sua fam ília

48 3240-0605

48 9 9691-0044

CasadasPeliculas


EDUCAR

informação útil para todos

Cadeirinha de costas por mais tempo A Academia Americana de Pediatria publicou recentemente novas recomendações sobre o uso da cadeirinha de bebê nos carros. E orientou que as crianças devem utilizar a cadeirinha na forma invertida (de costas para a direção do carro) pelo maior tempo possível, dentro dos limites de peso de cada fabricante de cadeira. A recomendação anterior dos médicos americanos era a cadeirinha de costas até os dois anos de idade. Agora, com as novas orientações, estima-se que crianças até de 4 anos poderiam entrar nessa categoria. As recomendações foram baseadas, no fato de pesquisas, que comprovam que essa posição é a mais segura. No Brasil, a recomendação é que essa posição invertida seja utilizada até um ano ou 13 kilos.

A noite estrelada venceu

Um casal na Flórida, nos Estados Unidos, resolveu pintar

o muro em volta de sua casa seguindo o tema do famoso quadro “Noite Estrelada”, do pintor holandês Vincent Van Gogh. A ideia era tornar a casa bem marcante, de modo que o filho autista do casal, que era fascinado por essa pintura, pudesse localizá-la mais facilmente. Mas a fiscalização da prefeitura local afirmou que a pintura contrariava os códigos de construção da cidade – os muros não podiam “destoar” da pintura da casa. Nancy e Lubomir, os pais do rapaz autista, resolveram então pintar o resto da casa com o mesmo tema. Os fiscais então afirmaram que a casa chamava atenção demais e poderia causar acidentes. E o casal foi multado em mais de 10 mil dólares. Depois de um longo debate, a disputa foi parar na justiça. Mas nem precisou seguir por aí: o prefeito da cidade reconsiderou suas posições, pediu desculpas públicas ao casal e ainda se dispôs a pagar as despesas legais que a família já havia tido. E a casa estrelada? Está lá, brilhante e bela.

Outubro mágico Samantha TeenKids Aqui a festa está garantida para seu bebê, criança e adolescente

5


Disciplina Positiva

Crianças precisam de

?

limites

Por Greici Will e Juliana Baron, Educadoras parentais e idealizadoras do projeto @criacaopositiva

C

onvidamos vocês a começarem essa reflexão pensando sobre como vocês

adultos lidam com os seus limites e limitações. Se conseguem dar limites, por exemplo, à quantidade de comida ou de bebida que ingerem. Aonde pe-

cam por falta ou por excesso de limites? No trabalho, nas relações familiares ou nos limites de velocidade, entre outros? Assim, crianças precisam de limites? Sim! Pessoas precisam de limites! A granJuliana Baron e Greici Will educadoras parentais

@criacaopositiva

EDUCAR | informação útil para todos

de questão é que, por ainda estarem se desenvolvendo, as crianças necessitam não só de limites, mas de modelos e de auxílio para desenvolverem noções de responsabilidade e segurança.


EDUCAR

modo como podem e de acordo com o

tante do que falarmos sobre os limites,

seu desenvolvimento, porque não con-

seja falarmos sobre as formas como estes

seguimos dar limites nas nossas relações

limites são oferecidos às crianças, já que

com terceiros, como o chefe ou a sogra,

o modo como os adultos conduzem esta

por exemplo. Projetamos na relação com

relação possui influência direta no seu

as crianças, a postura que não consegui-

desenvolvimento e, consequentemente,

mos ter com outros adultos.

no seu posicionamento ao longo da vida.

Mas o que seria

esses limites? São aquilo que definem posicionamentos, dizem sobre o que é permitido ou não e demarcam espaços físicos e relacionais. São, portanto, um processo de construção contínuo. Se fazem e se refazem ao longo de toda a nossa história. Com frequência, encontramos discursos punitivos e violentos que se propõem a estabelecer limites na relação com as crianças. Porém, na contramão disso, nossa experiência prática como profissionais e mães nos mostra que ações desta natureza, que incluem castigos, gritos, algumas palmadas e outras atitudes igualmente impositivas, funcionam apenas com o objetivo de extinguirem o comportamento inadequado e não visando uma educação efetiva e uma habilidade a ser adquirida. Educar é um processo a longo prazo e encontrar formas não violentas de educação inclui, como dissemos acima, emprestarmos modelos e nos responsabilizarmos por desenvolvermos habilidades para a vida. Educar atravessa nossas próprias ações em todos os âmbitos de nossa vida. Um exemplo clássico é o quanto, muitas vezes, perdemos a paciência com os nossos filhos, que demandam do

Na nossa prática profissional, encontramos inúmeros adultos que na busca por “darem limites”, transitam entre um posicionamento que beira o autoritarismo ou a permissividade. Os que tendem a atitudes mais autoritárias, defendem a obediência. Os mais permissivos, defendem a liberdade de escolha e a individualidade. Nós, enquanto profissionais e mães, temos optado e recomendado uma escolha que visa o equilíbrio entre estes extremos. Que passe pela gentileza, mas também pela firmeza. A partir da Disciplina Positiva, a teoria que inspira o nosso trabalho, encontramos uma maneira de educar que preconiza o respeito mútuo e que mais do que dar limites, ensina sobre eles. Porque por medo, as crianças podem obedecê-los, mas com amor e respeito, elas crescem e aprendem, de fato, sobre eles.

Nós, enquanto profissionais e mães, temos optado e recomendado uma escolha que visa o equilíbrio. Que passe pela gentileza, mas também pela firmeza.

Porém, acreditamos que mais impor-

informação útil para todos

7


Dicas

?

PUBLIEDITORIAL

VOCÊ SABIA Por Dra.Camila de Bona

CRO-SC 7188

1

Que o

bruxismo

pode

causar danos na estrutura dos dentes, dor de cabeça, dor nas têmporas e diminui-

ção da qualidade do sono.

Seu filho range os dentes durante a noite? Então fique atento: ele pode ter bruxismo!!! Se você notar que a

4

Que em nosso consultório

dispomos de anestesia

odontológica indolor, através de um revolucionário injetor

anestésico, tornando a anestesia sem dor um super aliado. Assim nossos pequenos

criança faz barulhos enquanto dorme, ou mesmo durante o dia,

podem contar com essa tecnologia a serviço

busque orientação de um odontopediatra imediatamente.

5

2

Que até os seis anos de idade os

pequenos precisam contar com a ajuda dos adultos para escovar os dentes

de forma correta? Ajudem seus

do seu conforto.

Que um ambiente

lúdico e cheio de amor é

imprescindível para que a ida ao dentista seja sinônimo de alegria, boas lembranças e vontade de cuidar bem dos dentinhos. É isso que oferecemos para seus filhos. Agende uma consulta.

filhos, mas permitam que eles escovem um pouco sozinhos para estimular a coordenação motora e o hábito que deverá ser mantido pelo resto da vida.

3

Que depois de uma gripe, doença respiratória ou dor de garganta, a escova de dentes deverá

ser trocada imediatamente. Isso porque os germes podem se alojar nas cerdas da escova de dentes e levar à um quadro de reinfecção.

Dra.Camila de Bona Cirurgiã dentista Odontopediatra

CRO-SC 7188

camiladebonaodontopediatria

www.camiladebona.com.br Rua Domingos André Zamini, 277 - sala 914 -São José (Centro Empresarial Terra Firme - ao lado do Shopping Itaguaçú)


Atendimento personalizado para seu filho. O consultório da Dra. Camila de Bona, está voltado para o atendimento exclusivo de bebês, crianças e adolescentes em um ambiente agradável, perfeitamente adequado a seu público. Agende uma consulta

www.camiladebona.com.br

48 3029 3355 -

48 9 9189 3355


Desenvolvimento

EDUCAR

nossa essência

informação útil para todos

Fernanda Mello

Resgatando a

A

vida é feita de ciclos, todos nós pas-

Será mesmo que as crianças não sa-

sua infância. Como era a sua persona-

samos pela infância, puberdade, fase

bem o que falam, ou será que elas estão

lidade? Do que gostava de brincar e de

adulta e, por fim, a velhice. As condições

tão conectadas com a sua verdadeira es-

fazer? Com quem se identificava? Fotos,

físicas, mentais e emocionais de cada fase

sência que fazem o que é mais importan-

vídeos, relatos de familiares e amigos po-

determinam os desafios pelos quais passa-

te para elas, não para os outros?

dem ajudar neste resgate. A mudança só

mos e, consequentemente, interferem nas

Voltando à vida adulta, construímos

nossas escolhas e nos caminhos que percor-

barreiras e filtros para viver em socieda-

depende de nós. O desenrolar da vida, muitas vezes,

remos. No entanto, também sofremos forte

de, o que é perfeitamente saudável, no

nos deixa anestesiados e somos condi-

influência da família e da sociedade, que

entanto, não podemos deixar que essas

cionados a seguir padrões e estereótipos

muitas vezes, acabam por interferir dema-

barreiras nos separem da criança que

para agradar aos outros. No entanto, não

siadamente nas escolhas que fazemos.

há dentro de nós, ou seja, de quem real-

devemos nos esquecer que a nossa vida

Nem sempre nos damos conta desta

mente somos. Por isso, nos momentos

não pertence aos outros, pertence a nós.

influência, mas chega uma hora que a vida

difíceis da vida, nos quais nos deparamos

Portanto, é importante nos questionar:

começa a não fluir, parece que fica pesada,

com incertezas de nossas escolhas, pre-

“a quem eu estou querendo agradar? Por

faltando algo. Difícil explicar e concretizar

cisamos parar e resgatar a criança que há

que o que os outros pensam de mim é tão

o que realmente não está se encaixando.

dentro de nós. Ela pode estar adormeci-

importante? Os outros estão sentindo o

da, esquecida, mas ela está lá!

que eu sinto?”.

Quando vivemos a infância, geralmente, nos é permitido dar vazão às

Despertar e sintonizar com a nossa es-

Construir uma vida feliz só depen-

nossa verdadeira identidade, nós não

sência pode nos desequilibrar, pode exigir

de de nós, é nossa responsabilidade

somos tão cobrados a nos encaixar em

mudanças no nosso estilo de vida. Mas, é

iluminar nossa existência com paz e

determinadas caixinhas. Isso, associado

certo que ela responderá a muitos ques-

harmonia e, consequentemente, inspi-

à essência da criança de ser mais aberta e

tionamentos e fará com que nossa vida

rar as pessoas ao nosso redor. Portanto,

de não se importar com a opinião alheia

flua com mais tranquilidade e harmonia.

tomar as rédeas da nossa vida e come-

faz com que consigamos viver de forma

Um bom exercício para começar

mais intensa as nossas vontades, o nosso

essa busca é relembrar de como era na

jeito de ser. Nesta fase da vida, nos é dada a permissão de brincar do que gostamos, de falar o que pensamos, afinal, “são só crianças, não sabem o que falam”.

A quem eu estou querendo agradar? Por que o que os outros pensam de mim é tão importante? Os outros estão sentindo o que eu sinto?

“ Fernanda Mello de Moura - Pedagoga

EDUCAR | informação útil para todos

çar a vivê-la do jeito que queremos só depende da nossa vontade.

10


fotos: GICERUTTI

Roupas • Calçados • Acessórios - 0 a 16 anos

Rua Araranguá, 89, América | Joinville Tel.: (47) 3029.3212

Catavento Babies Kids


Capa Hipismo

cavalos Crianças e

Amizade que é saúde e diversão

Por: Auxiliadora Mesquita | Entrevista: Priscilla Koerich | Fotos: Eu Que Ti (Juçara Hobold)

Amazonas: Isabella Marcatto | Agradecimento Especial: SHC - Sociedade Hípica Catarinense

Cavalos estão ao lado dos seres humanos há milhares de anos. Como meio de locomoção, como ajuda no campo ou na caça e

como companheiro na guerra, o cavalo sempre foi um aliado fiel e poderoso. Hoje, substituído nessas antigas funções por máquinas e equipamentos, o cavalo pode ser ainda mais amigo e próximo, mostrando toda sua força, poder e inteligência na equitação, um esporte que traz muitos e importantes benefícios para as crianças. EDUCAR | informação útil para todos


EDUCAR

CORPO E MENTE NUM SÓ RITMO

Montar um cavalo é uma experiência única, para o corpo e para a mente. E é por isso que a prática do hipismo traz tantos benefícios para as crianças. Para começar, o equilíbrio e a coordenação motora são desenvolvidos naturalmente à medida que as crianças têm que acompanhar o balanço típico do movimento dos cavalos, bem como ao fazer os gestos para guiá-los. A postura adquirida nas aulas de equitação é um bem precioso para toda a vida e esse é um dos raros esportes em que a musculatura e a força são desenvolvidos de forma harmônica por todo o corpo. Mas guiar um cavalo é mais do que usar os músculos – é preciso usar o cérebro também! A concentração exigida no ato de montar o animal é um benefício que se espalha por muitas outras áreas da vida da criança, tornando-a mais focada, paciente e disciplinada. Não à toa, muitas vezes o hipismo é recomendado para crianças hiperativas ou com dificuldades de aprendizagem. Além disso, a equitação também é relaxante, podendo diminuir a agressividade em crianças e adolescentes, dando um senso de independência, competência e liberdade. O MEU AMIGO GRANDÃO

Há ainda um aspecto muito especial na prática da equitação: a relação com outro ser vivo, tão grande e poderoso. A fascinação que os cavalos exercem sobre os seres humanos não é de hoje e tem mesmo razão de ser. Como pode um animal ser tão grande, tão forte, tão resistente e ao mesmo tempo ser inteligente, dócil e amigo? Lidar com cavalos traz o duplo benefício de abrir o caminho para essa admiração, ao mesmo tempo em que ajuda a superar o medo que tanta força pode gerar nos pequenos. No dia a dia da convivência, as crianças

informação útil para todos

Também vão ganhando autoconfiança ao perceber que seu amigo grandão obedece seus comandos e, principalmente, seu autocontrole e sua serenidade. A responsabilidade de cuidar, tratar e respeitar o animal é um dos outros enormes ganhos que o hipismo traz. Companheirismo é um dom precioso, e os cavalos ensinam isso a seus cavaleiros, que logo descobrem que o trabalho em equipe é o único meio de fazer o animal participar. PRATICANDO HIPISMO

A maioria das escolas de hipismo trabalha com crianças. No início, técnicas básicas são ensinadas e desde o começo o respeito e os cuidados com o animal são trabalhados com os pequenos, que vão aprendendo a conduzir e não a impor. Para a prática, o importante é procurar uma boa escola, com instalações e animais bem cuidados e adequados para a aprendizagem. Instrutores experientes e que amam seu trabalho fazem toda a diferença. E o uso de equipamento individual é parte essencial de uma boa aula. Uma avaliação médica é recomendada antes que se iniciem as aulas, mesmo levando em conta que o hipismo praticamente não tem contra indicações, sendo utilizado inclusive para crianças com deficiências físicas e mentais, na modalidade de equoterapia.

É inexplicável

como me sinto bem quando estou na hípica. Conviver com os cavalos e praticar o hipismo como esporte é o que eu

aprendem sobre seus limites nessa relação, respeitan-

quero pra minha vida!"

do o animal e se preservando.

Isabella Marcatto Amazonas integrante da equipe FV Equestrian Team, foi a 3º colocada no Campeonato Brasileiro de Hipismo e uma das líderes do Ranking Catarinense Metropolitano.

13


Capa Hipismo

Equoterapia

EDUCAR

informação útil para todos

NA SOCIEDADE HÍPICA CATARINENSE

A equoterapia é constituída pelos

que o olhar de um adulto.

movimentos que o cavalo ao passo

Somam-se a isso o prazer e

produz sobre o corpo de quem está

a sensação de força e liber-

montado. É o chamado "movimento tri-

dade por estar conduzindo

dimensional", porque a pessoa é mobili-

um animal de grande porte e

zada para a frente e para trás, para um

significativa carga simbólica.

lado e para outro, para cima e para bai-

O trabalho envolve uma equi-

xo, com impactos significativos na cin-

pe multiprofissional, composta por

tura pélvica (quadris), na cintura es-

pedagogos, fisioterapeutas, fonoau-

capular (ombros) e em músculos das

diólogos e equitadores. Na Sociedade

pernas, tronco e pescoço, trabalhando

Hípica Catarinense, em Florianópolis,

o equilíbrio e a coordenação motora,

o atendimento é sempre individual, são

provocando mobilizações músculo-

45 minutos de aula, realizado simulta-

-articular-esqueléticas.

neamente por pelo menos 3 profissio-

Para Issakar, pai de Caiano, de 8

nais junto ao cavalo e ao paciente.

anos, a equoterapia trouxe incríveis

Segundo Roze Oliveira, fonoau-

benefícios no seu bem estar e qualida-

dióloga, as melhoras são sempre muito

de de vida: “Quando ele chega em casa,

evidentes, tanto na parte motora quanto

está com outra energia, mais centrado e

nos aspectos psicossociais. “Na parte mo-

tranquilo, parece que há uma reconfigura-

tora, os ganhos são muito visíveis no equilíbrio,

opção para manter a forma e a saúde, o

ção, é a terapia que ele mais gosta”.

na postura corporal, na sustentação do tronco

hipismo com certeza é um esporte que

No aspecto psicológico, há um gran-

e da cabeça. E estas melhoras possibilitam ou-

pode trazer muita alegria e diversão

de reforço da auto-estima. Uma crian-

tras: na respiração e na deglutição, que desen-

para a criançada. Então, vamos lá expe-

ça, que vê o mundo de baixo para cima,

cadeiam melhoras nos processos da fala, afe-

rimentar – quem sabe seu filho ou sua

quando montada no cavalo tem seu ân-

tando a auto-estima". E completa: “A alegria

filha não vão estar, em breve, ao ar livre,

gulo de visão alçado para cerca de dois

deles, os pequenos e grandes progressos , cada

brincando e se divertindo com o nosso

metros e meio de altura, mais elevado

conquista é o que mais nos motiva".

velho amigo, o sábio e gigante cavalo.

Recomendado

Idade a partir dos 7 anos de idade Frequência 1, 2 ou 3 vezes por semana Tempo de aula 45 minutos de duração Horário Pela manhã ou na parte da tarde Agende uma Aula Experimental

Venha com sua família, conhecer a

SHC | Sociedade Hípica Catarinense Rodovia SC 401, 4677 - Florianópolis - Santa Catarina sociedadehipicacatarinense@gmail.com (48) 3335-6144

EDUCAR | informação útil para todos

como

excelente

14


Matrículas abertas

A Maple Bear Florianópolis abre, a partir do dia 8 de outubro, as matrículas para o ano

Government of Canada

Certificada pelo Governo do Canadá

de 2019. A escola vai atender do Toddler (2 anos) ao Year 5. Mas lembre-se que as vagas são limitadas! Desde que iniciou suas atividades em Florianópolis, em 2015, as escola vem registrando, anualmente, aumento na procura por matrículas. Isso se deve ao fato de as escolas bilíngues não serem mais uma opção exclusiva de famílias estrangeiras que vêm morar no Brasil. Muitos pais desejam que seus filhos brasileiros sejam bilíngues desde a primeira infância. A Maple Bear Florianópolis é a única escola bilíngue na região com certificação em educação canadense, referência mundial. “Ser uma escola bilíngue é mais do que apenas ensinar uma segunda língua. Significa ensinar a criança a aprender e a pensar em dois idiomas”, destaca a mantenedora da escola, Edilane Siqueira. Na Educação Infantil da escola canadense Maple Bear, até os 4 anos de idade, toda comunicação dos professores com as crianças é feita em inglês. A partir dos 5 anos, na última turma de Educação Infantil, (Intermediate Kindergarten), onde as etapas do processo de alfabetização começam a se formalizar, os alunos têm o primeiro contato com o português como idioma de ensino, durante as aulas de língua portuguesa. O português assume 25% na rotina diária desta turma. Por todo o Ensino Fundamental, a exposição com a língua mãe passa a ser de 50%, abrangendo as disciplinas de Língua Portuguesa, História e Geografia. Na segunda língua, são ministradas as disciplinas de Língua Inglesa, Matemática e Ciências. De acordo com uma pesquisa realizada por seis anos na Universidade Pompeu Fabra (UPF), em Barcelona, divulgada em 2013, quem fala mais de uma língua desde a infância, tem maior capacidade cognitiva, o que permite maior concentração. Na questão cultural, o bilinguismo amplia a visão de mundo dos estudantes. Além disso, desenvolve as funções cognitivas das crianças que passam a ter mais flexibilidade e rapidez do pensamento. Para além da proposta do bilinguismo, a escola destaca-se por trazer a metodologia canadense, que utiliza uma abordagem de ensino integrada, onde a criança é estimulada a apreender conhecimentos e não a decorar informações. As atividades são desenvolvidas com grupos pequenos de crianças ou individualmente. A metodologia enfatiza o aprendizado pela prática e os alunos são incentivados a colocar a “mão na massa”.

Educação Infantil ao Fundamental


Educação

EDUCAR

informação útil para todos

16

Mês das crianças, da leitura e dos professores Por Priscila Cruz, presidente-executiva do Todos Pela Educação

stamos em um dos meses mais es-

prazer há em manusear um livro quan-

dos de programações especiais neste mês e de gente interessante.

peciais do ano para as crianças e a

do essas emoções começaram lá na in-

Educação. Não sabia? Pois veja: em 12

fância? Apesar disso tudo ser muito fa-

de outubro comemoramos o Dia das

lado pela imprensa e por profissionais

Crianças e o Dia Nacional da Leitura, e,

da Educação, sabemos que a realidade

no dia 15, o Dia dos Professores! A pro-

brasileira ainda não é a ideal e que mui-

ximidade entre essas datas sugere uma

tas crianças estão distantes dos livros.

combinação poderosa para o conhecimento: Criança + Leitura + Professor.

Além dos pais, os professores – nossos segundos homenageados do mês –, como não poderia deixar de ser, também são essenciais nessa tarefa de incentivo aos livros. O incentivo à leitura no

Como figuras de referência, o pai, a

dia a dia, as idas à biblioteca da escola

mãe, o responsável e os professores são

ou salas de leitura ou ainda os passeios

Estamos tão habituados de nesta

importantes para despertar o hábito de

nas bibliotecas públicas da região são

época pensarmos em brinquedos, mas

ler e o gosto pela leitura das crianças.

fundamentais no processo de alfabe-

e os livros? Já pensou nessa opção?

Não basta dizer que tem que ler mais, é

tização dos alunos. A escolha de obras

É fundamental que a criança esteja

essencial dar o exemplo! Que tal apro-

adequadas à fase e ao ano escolar em que

imersa nas culturas do escrito desde

veitar os feriados ou finais de semana

as crianças são essenciais e há organiza-

bem pequena, que os pais falem sobre

para organizar com seu filho uma rotina

ções e sites temáticos sobre o assunto

suas leituras e que os/as pequenos/as

de leitura? Vocês podem selecionar jun-

que podem orientar educadores e pro-

estejam sempre rodeados por histórias

tos os livros que mais lhes interessam.

fessores nessa tarefa como o blog “A

e livros. O objetivo desse empenho na

Além de saber de qual tipo de história

Cigarra e a Formiga” ou o site “A Taba”.

leitura familiar é um processo de al-

seu filho/a mais gosta, que tal contar

fabetização mais prazeroso e efetivo,

um pouco sobre as histórias de que você

capaz de deixar marcas positivas que

mais gostava quando era criança, e, em

acompanharão a aprendizagem ao

seguida, buscar livros sobre elas? Ou

longo de toda vida. Além disso, a lei-

perguntar se a escola pediu a leitura de

tura é parte importante das memórias

algum? Um passeio à biblioteca públi-

afetivas cultivadas na infância. Quem

ca mais próxima também é uma ótima

resiste ao cheiro dos livros? Quanto

opção para passarem juntos um tempo proveitoso no mês do Dia das Crianças e da Leitura! Esses espaços estão rechea-

Motivar o gosto por livros é motivar a vontade de conhecer – e o conhecimento é uma das melhores coisas da vida. Ainda que os pais sejam influência essencial, é das escolas o dever de despertar as crianças para o mundo incrível da cultura da leitura e da escrita – mundo esse que estimula os sonhos, cria vontades e faz a imaginação viajar!

A leitura é parte importante das memórias afetivas cultivadas na infância. Quem resiste ao cheiro dos livros?

www.TodosPelaEducacao.org.br

*Mestre em Administração Pública pela Harvard Kennedy School, sócia-fundadora e presidente-executiva do Todos Pela Educação (TPE).

E


Dicas de Saúde

Sobre o

medo de dentista e o atendimento desde a infância Por Dra Bárbara Brandt Levar as crianças ao dentista desde

do da necessidade de algum tratamento,

Deixar que o dentista dialogue com a

a primeira infância pode fazer com que

se realize o necessário sem temor, pela

criança é bastante importante para a cria-

o medo e a ansiedade sejam dissipados:

afinidade existente.

ção do vínculo afetivo. Muitos pais, na ân-

além de prevenir doenças bucais e evitar tratamentos mais invasivos, também as fazem entender que ir ao dentista pode ser, inclusive, um pouco divertido. A consulta odontopediátrica é tratada de maneira lúdica, cheia de mágicas e brincadeiras: a luz do refletor se acende com palmas; a broca se torna uma bolinha de

sia de querer auxiliar, acabam atropelando

A interferência dos responsáveis

a fala das crianças ou do profissional, im-

sou por uma consulta odontológica não

Sabendo diferenciar medo/ansiedade/birra

Muitas vezes a criança que nunca pas-

sabe o que espera por ela, e acaba temendo por conta de um medo subjetivo. Os

pedindo que se crie um diálogo saudável.

O odontopediatra está capacitado

pais ficam ansiosos pelos filhos, o que pela

para lidar com o que se passa com a criança.

proximidade emocional, faz com que eles

Até certa idade é comum ela chorar quan-

também fiquem – é por conta disto que

do algo desconhecido está diante dela. Po-

muitas vezes acabamos preferindo que

rém, de acordo com seu comportamento,

alguns pais fiquem aguardando na sala de

conseguimos identificar o tipo de medo,

espera (sempre próximos para ouvirem

ou se o que está sentindo é ansiedade - ou

e saber de tudo o que acontece). Os res-

até se é apenas uma “birra”. De acordo com

ponsáveis são de grande auxílio para fazer

cada comportamento, há uma conduta di-

com que a criança se sinta mais confortá-

ferente na abordagem para que este seja

vel, mostrando a elas que ir ao dentista é

controlado e a consulta possa continuar

Quando levada ao dentista com fre-

fácil e tranquilo, e não ao contrário, colo-

da maneira mais tranquila possível.

quência, o vínculo criado entre criança e

cando medo nos seus pequenos: “se você

profissional (e até mesmo com os pais)

não escovar os dentes, vou te levar no

faz com que ela se sinta à vontade no am-

dentista para te dar uma agulhada!” (Sim!

biente diferente em que ela se encontra

Acontece!), entre outras frases que podem

– e que é preparado de maneira colorida e

amedrontar as crianças: “dor”, “anestesia”,

divertida, para que a aceitação ao chegar

“arrancar”, “sangue”, palavrinhas que nor-

no espaço seja maior e melhor. Institui-

malmente não usamos diante da criança

-se uma confiança na relação, que quan-

dentro do consultório.

futebol para chutar o bichinho; e até a anestesia se torna um remédio de fazer o dente dormir em um “conta-gotas”. Antes de serem realizados, os procedimentos são falados e mostrados para que ela entenda os barulhos e sensações, e se sinta confiante e sem receio.

Criando confiança

O atendimento odontológico pode ser agradável quando tratado com amor e carinho! Levar as crianças ao Odontopediatra pode mudar todo um histórico de trauma odontológico: vão crescer se divertindo ao ir ao dentista! As crianças esperam felizes e ansiosas (agora no sentido bom da palavra) pela sua próxima consulta!

Dra Bárbara Brandt - Odontopediatra

Venha nos fazer uma visita, prevenir é melhor do que tratar! Rua Santos Dumont, 182 - sala 104 - Ed. Life Medical Tower - Centro - Florianópolis - Tel.: (48) 3209-4326 - www.barbaraodontopediatria.com.br


Turma da Cuca apresenta:

Coleção 2018

Primavera Verão

BABY

|

KIDS

|

TEENS


Interação entre pais e filhos

EDUCAR

informação útil para todos

Jardim bom para

cachorro Texto: Auxiliadora Mesquita - Ilustração: Cláudia Prates

N

osso dia a dia é quase sempre

curar que nossos pequenos também

e sinta a terra e a areia. Permita que

corrido e as crianças vão entran-

possam apreciar o verde e a natureza

ela se divirta cavando e remexendo.

do nesse ritmo bem cedo. Para tornar

desde cedo. Isso pode ser feito com

Convide-a para escolher com você o

nossa vida mais equilibrada e feliz, esse

passeios a parques, reservas naturais e

que plantar – e porquê.

mundo de afazeres e tarefas precisa ser

viveiros de plantas. Pode ser incentiva-

compensado por momentos mais rela-

do com a curiosidade de descobrir um

xantes e tranquilos. E quer coisa melhor

nome de uma planta ou na brincadeira

para relaxar do que um bonito jardim?

de tentar abraçar uma árvore.

E, principalmente, ensine a regra básica de todo bom jardineiro: o cuidado. Pois um jardim feito pelas crianças nada mais é do que uma boa aula

É difícil encontrar quem não se en-

E pode ser muito estimulado na

sobre cuidar: regar, adubar, observar,

cante com plantas bonitas e bem cuida-

melhor aventura de todas: plantar

proteger. Descobrir o que é necessário

das. E ainda que alguns não percebam

com as próprias mãozinhas. Brincar de

para fazer a vida vencer e crescer, bela

o bem estar que elas trazem, pode ter

plantar com as crianças não é com-

e cheirosa. E receber os convidados,

certeza: nossas amigas da flora fazem

plicado e se espaço é um problema,

sejam eles pássaros, abelhas ou joani-

muito bem à nossa saúde física e mental.

um pequeno vaso já é o começo da

nhas. Prontos para a aventura? Nossa

Por isso, nada mais justo do que pro-

jornada. Deixe que sua criança toque

amiga Pipoca já está a postos!

Pipo ca a mascoti nha da

ed ucar

23


Interação entre pais e filhos

Achei pra você Meu livro de jardinagem, (Edições Usborne)

A horta da Lelê, de Fagner Zanetti (Editora Adonis)

Vem com um passo a passo

Esse livro foi escrito pelo

lindamente ilustrado

professor e paisagista

que mostra como plantar

Fagner Zanetti e vem

minijardins, ervas culinárias

com dicas bacanas, como

e até uma torre de morangos

o significado do nome

- vão ser morangos sem agrotóxicos! Já pensou que delícia? O livro é recheado de dicas práticas sobre a luz e a água necessárias para cada planta e pode entusiasmar os pequenos e os grandes a começarem um jardim em casa.

das flores e a utilização de materiais recicláveis. Que tal fazer uma horta com garrafas pets de refrigerantes? Essa é apenas uma das boas ideias desse livro.

Contato com a natureza Você sabe o que é um jardim? Um jardim é um lugar onde

Você já pensou como deve ser gostoso ter um jardim?

podemos cultivar plantas ornamentais (que enfeitam) e flores.

Você pode escolher com a mamãe e o papai o que plantar.

Uma horta é onde cultivamos plantas que comemos, como al-

Algumas plantas crescem bem depressa e você vai se diver-

face, cenoura e tomate. E um pomar é onde as plantas dão fru-

tir vendo isso acontecer. Vocês podem plantar flores para

tos, como goiaba, laranja e mamão. Certas plantas precisam de

enfeitar, legumes para comer e ervas com cheirinho gos-

muito espaço para crescer, outras crescem em lugares peque-

toso e que fazem bem. Você sabia que além de deixar você

ninos. Cada uma gosta das coisas de um jeito: muito ou pouco

feliz, o seu jardim também alegra outros bichinhos? Joani-

sol, muita ou pouca água. É preciso saber direitinho para cuidar

nhas, pássaros, abelhas e borboletas adoram visitar nosso

bem delas.

jardim. Que tal experimentar?

Tudo começa com um buraquinho na terra onde colocamos a sementinha. Coberta com terra e regada com água, nossa planta vai crescendo. Também temos de nos lembrar de adubar – adubo é uma espécie de comidinha que deixa a planta mais forte. E é preciso podar de vez em quando, cortando do jeito certo folhas e galhos. Fazendo tudo isso, ela vai ficar sempre bonita e com saúde.

Berçário • Educação Infantil • Ensino Fundamental 1 • Período Integral • Educação Bilíngue

MATRÍCULAS ABERTAS Rua Itapuã, 398 - Parque São Jorge - Fpolis

Tel.: (48) 3334-1155

/escoladoparquefloripa www.escoladoparque.com.br


EDUCAR

informação útil para todos

“Um jardim bom para cachorro!" PIPOCA ADORA O QUINTAL DA CASA DE SEU MELHOR AMIGO, O PEDRO. É LÁ QUE ELA PODE BRINCAR DE BOLA COM ELE. É LÁ QUE ELA CORRE ATRÁS DAS POMBINHAS QUE APARECEM. E É LÁ QUE ELA SE COÇA NA GRAMA.

TAMBÉM É LÁ QUE ELA ADORA FAZER BURACOS! ELA CHEIRA UM LUGAR – SNIF, SNIF. E ENTÃO COMEÇA: CHOP...CHOP... SCRECH...SCRECH... RAPIDINHO, O BURACO FICA GRANDE. E A BAGUNÇA TAMBÉM.

QUE DELÍCIA!

A MAMÃE DE PEDRO FICA BRAVA. PIPOCA, VOCÊ ESTÁ DESTRUINDO O MEU JARDIM! PIPOCA NÃO QUER DEIXAR NINGUÉM TRISTE. ENTÃO ELA PEDIU: EU QUERO UM JARDIM SÓ MEU PARA CAVAR! A MAMÃE GOSTOU DA IDEIA. PIPOCA IA TER UM PEDACINHO DO QUINTAL SÓ PARA ELA. QUE BAGUNÇA!

PIPOCA ENTÃO FOI CAVANDO E MOSTRANDO: AQUI PLANTE UM GIRASSOL. SCRECH, SCRECH, AQUI É O ALECRIM. SCRECH, SCRECH, AQUI UMA CENOURINHA! E DEPOIS DE UM TEMPO, REGANDO E CUIDANDO, OLHA SÓ COMO FICOU LINDO O JARDIM DA PIPOCA.

25


Dia a dia

EDUCAR

informação útil para todos

Dicas para armazenar papinhas para bebês com segurança

'Bubu e as Corujinhas'

Especialistas contam como, onde e quando congelar alimentos

Sucesso na América Latina, o desenho

Como não sobra muito tempo para cozinhar todos os dias uma nova papinha, uma das dicas é o congelamento do alimento. Segundo Laís Sabrine de Oliveira, especialista em Gestão da Segurança de Alimentos, é possível sim congelar com segurança, mas é preciso atenção desde o início do processo. “É importante o cuidado com a segurança dos alimentos em todo o preparo da refeição. Isso vai desde a higienização da matéria-prima, até o armazenamento em embalagens limpas e bem

educativo estreia nova webserie Assinado pela catarinense Up! Content Co., o projeto voltado ao público kids, lança 'Dance com Bubu', com episódios desenvolvidos especialmente para os pequeninos no YouTube.

conservadas. E depois de pronta, a papinha deve ser levada imediatamente para o freezer. Uma dica é retirar a panela do fogo e mergulhar imediatamente numa bacia com gelo, para dar um choque térmico, desta forma evita que o vapor deixe aquelas “gotículas” de água na tampa da embalagem”, explica. Dionlini Chupel, coordenadora de Qualidade da Plasvale, explica que também é importante buscar por utensílios que, além de práticos, sejam seguros. “O mais indicado para congelamento são os potes específicos para essa finalidade e que tenham tampas em

Todo mundo pode aprender matemática?

fechamento hermético, devido a sua excelente vedação. É ideal que os produtos sejam de alto pa-

Sim, alta eficiência e melhores resulta-

drão de qualidade, testados, aprovados e livres de Bisfenol A, ou seja, produtos 100% atóxicos, pró-

dos no menor espaço de tempo possível, é

prios para o armazenamento de comida, garantindo segurança para o consumidor”, comenta.

uma ideia fundamental do método Kumon.

Todo alimento preparado pode ser mantido congelado por até cinco dias.

Saiba como a neurociência pode contribuir

Mas não é indicado descongelar e depois congelar novamente. “O descongela-

com o processo de aprendizagem

mento mais indicado é o banho maria, que garante as propriedades nutricio-

de matemática.

nais. Jamais pode ser feito o descongelamento em temperatura ambiente, devido ao alto risco de multiplicação de bactérias”, ressalta Laís.

Encontre a unidade mais adequada para você em www.kumon.com.br ou

Os potes da Plasvale, são práticos e 100% atóxicos

ligue para 0800 728 1121.

26


Receitas de Saúde

Pãozinho de batata baroa com orégano Por Geisa Richetti - @criansaudavel

Ingredientes:

Modo de preparo: 1 Misturar todos os ingredientes e amassar até

1 xícara de batata baroa cozida e batida.

dar o ponto para enrolar.

1 xícara de polvilho azedo.

2 Fazer bolinhas e assar em forno pré-aquecido,

1/2 xícara de polvilho doce.

200º, até que estejam dourados.

1/4 de xícara de azeite ou oléo de girassol.

Tempo de preparo - 25-35 minutos.

Folhas de óregano ou outro tempero a gosto. Sal a gosto.

1

2

3

Geisa Richetti é mãe da Luísa (9) e Lucas (7). Descobriu na doença celíaca do seu filho uma maneira de criar novas

4

5

6

Faça essa receita com seu filho e apareça nas páginas da Educar É fácil, escreva #revistaeducar e #criansaudavel na legenda de sua foto, no facebook ou no instagram

receitas para intolerantes e alérgicos, para que os mesmos possam compartilhar e terem momentos especiais como e com todos os outros.

Veja mais no instagram @criansaudavel onde, além de receitas saudáveis, Geisa mostra o dia a dia de uma maternidade sem máscaras e super possível.


SESSÃO MUNDO MÁGICO

FOTO brincar para guardar para sempre uma imaginação feliz! O universo infantil é regado de amigos, super heróis,fadas, princesas, novas "profissões", lugares prediletos e amor por animais de estimação! Todos podem ajudar a criança a desenvolver suas emoções e criatividade! Nossa proposta é conhecer antecipadamente seu filho,entender seus sonhos e o que se passa na cabecinha dele. Isso é para pensarmos juntos em uma maneira de tornar este mundo uma realidade! Será um encontro MEGA divertido!! As fotos serão construídas através de brincadeiras de verdade! E tudo no tempo dele! Vamos presenteá-lo com um livro que guardará a sua história expressada em fotografias que serão lembradas para sempre.

+55 48 99653-8362 | www.euqueti.com.br | facebook.com/euqueti | instagram.com/euqueti


Artigo

EDUCAR

informação útil para todos

29

Você tem idade para brincar? Por Simone Finder

No universo infantil, as brincadeiras e os brinquedos são grandes ferramentas para o processo do desenvolvimento. Mas engana-se quem pensa que as brincadeiras e práticas lúdicas ajudam apenas na formação cognitiva das crianças. Brincando, qualquer pessoa, de qualquer idade pode criar e desenvolver suas habilidades, experimentar novos desafios e aventuras, treinar a concentração e interagir num mundo criativo, lúdico e divertido. Os brinquedos educativos são de extrema importância no processo de desenvolvimento infantil e na integração familiar. Brincando juntos, os familiares tornam-se mais próximos, estreitam laços de parceria e cumplicidade e aprendem uns com os outros. É brincando que a criança aprende a respeitar regras, ampliar seu relacionamento social e a respeitar a si mesma e ao próximo. As atividades lúdicas auxiliam a criança a expressar-se com maior facilidade, ouvir, concordar e discordar de opiniões, exercer sua liderança ou ser liderada, compartilhando

""Todo

suas ideias e a alegria de brincar.

partilhando suas habilidades e dificuldades,

Na adolescência, os jogos de tabuleiro e desafios lógicos auxiliam na socialização, na resolução de problemas, na mediação de conflitos e no desenvolvimento de raciocínios mais elaborados e complexos. Para os adultos, os brinquedos e jogos representam a oportunidade de viver momentos únicos e contemplar o desenvolvimento de suas crianças. A cada novo desafio superado pela criança, o adulto vibra e se orgulha, e juntos trilham o caminho do aprendizado, lado a lado. Ao brincar, sem perceber, o adulto também realiza exercícios cerebrais, estimula o funcionamento e extensão da memória, do raciocínio, da capacidade motora e dos trabalhos neuronais. Já para os idosos, os jogos de raciocínio, memorização e habilidade motora auxiliam na preservação da capacidade cognitiva, oportunizando também a interação social e familiar. Propor jogos aos idosos é oportunizar que possam interagir em grupo, com-

construindo assim um lugar de comunicação e socialização. Estabelecer e respeitar as regras, planejar estratégias e buscar um resultado em conjunto motiva o idoso a interagir e conviver com outras pessoas. Quando conseguimos, através de um jogo ou brincadeira, que o idoso sorria, brinque e comemore, estamos dando a ele a possibilidade de se aproximar dos familiares e resgatar a energia vital que existe dentro de cada um. Os jogos e brinquedos disponíveis na Loja da Bia priorizam o desenvolvimento das habilidades humanas, não importando a idade de quem brinca, pois o desenvolvimento motor, a concentração, o raciocínio lógico, a memorização, a integração e tantas outras habilidades, devem ser desenvolvidas continuamente, desde a primeira infância até as idades mais avançadas. Brinque, divirta-se, seja feliz e faça os outros felizes! Permita-se o prazer de brincar!

diancae...

Dia da Curlaiar, correr, brincar, p divertir sorrir e se uedos com brinq s! inteligente "

KITS DE PINTURA

BICICLETA DE EQUILÍBRIO

Estágio 1

CRIE E PIN TE!

( 1 a 2 anos)

Estágio 2

( 2 a 3 anos)

Estágio 3

( 3 a 5 anos)

BLOCOS MAGNÉTICOS


Dicas

EDUCAR

Cinema e Teatro

Teatro

Chapeuzinho Vermelho, Caçador, Vovozinha e Lobo Mau

informação útil para todos

Cinema

Cinderela e o Príncipe Secreto (Animação, Família) A nova versão do clássico conto de fadas mostrará a princesa de um jei-

Uma aventura incrível de uma garota que precisa atra-

to que você nunca viu! Na trama, com a ajuda da Fada Madrinha, Cinderela

vessar a floresta, um lobo mau que não é tão mau assim, mas

e seus amigos camundongos conseguem escapar do sótão onde vivem para

que tem muita fome, um caçador covarde e que quer tornar-

ir ao Baile Mágico, no palácio real. Tudo parece perfeito, mas eles logo des-

-se corajoso, e uma vovó muito simpática, mas muito doidi-

cobrem um segredo terrível: o verdadeiro príncipe encantado foi transfor-

nha. Chapeuzinho Vermelho, Caçador, Vovozinha e Lobo

mado em um rato pela Bruxa Má, assim, aquele príncipe no baile não passa

Mau em Florianópolis. Venha se apaixonar novamente por

de um impostor! Tomada pela raiva, a bruxa ordena a prisão de Cinderela,

este clássico da literatura infantil, numa montagem nova, di-

que consegue escapar com a ajuda de sua Fada Madrinha. Agora, ao lado de

vertida e emocionante, repleta de músicas e danças.

seus amigos roedores, ela precisa encontrar o anel mágico para fazer com

Onde: Teatro Álvaro de Carvalho - Florianópolis/SC

que o príncipe volte a sua forma humana. Juntos, eles terão que combater

Data: Dia 28 de outubro Início: 11h00

as forças do mal para retomar o reino encantado.

Ingressos: www.blueticket.com.br

Previsão de estreia: 11/10/2018

31


Galeria

EDUCAR

informação útil para todos

32

Nossa cara #Revista

Quer ver a foto do seu filho nas páginas da Educar? Escreva #revistaeducar na legenda de sua foto, no facebook ou no instagram

Lara Arjona Firme

Nicole Garcia

Matheus Arjona Firme

luiz fernando

Bárbara

Rafaella e sophie

Júlia Macedo

Você também pode participar por e-mail. Envie sua foto para: nossacara@revistaeducar.com.br Na mensagem, escreva o nome completo e idade da criança + cidade e nomes completos dos pais.

bruno

Davi Reis Revista Educar

@RevistaEducar


Dicas de Saúde CENTRO CLÍNICO

DONA HELENA

Primavera: a estação dos pólens Por Danddara Silveira As doenças por pólen passaram a ser

substituindo a vegetação natural, pro-

identificadas recentemente, em nosso

pagando-se em terrenos abandonados,

país, na década de 1970, quando começa-

parques, ao longo das rodovias, também

ram a surgir os primeiros relatos.

em áreas rurais, já que é utilizado como

A chamada polinose é uma doença alérgica estacional, reconhecida por manifestações de rinoconjuntivite e/ou asma brônquica, em indivíduos sensibilizados ao pólen.

Como diminuir a exposição ao pólen Diminuir atividades externas no

forragem animal (alimentação do gado).

período de polinização, entre

Alterações climáticas e alergia

secos, quentes e com ventos.

As atuais alterações climáticas mun-

diais, como a elevação da temperatura

Afeta principalmente a população

global decorrente do aumento de gases

adulta, mas também pode atingir crianças,

que geram o efeito estufa, impactam nas

geralmente os maiores de 4 anos de idade.

doenças alérgicas respiratórias.

5h e 10h da manhã, e em dias Mantenha as janelas de sua casa e do carro fechadas durante o dia, abrindo-as à noite (menor contagem de pólens). Se possível use ar-condicionado.

Caracteriza-se por periodicidade

A relação com a polinose se faz atra-

anual, ocorrendo sempre na mesma

vés de mudanças dos padrões de ciclo

época do ano: durante a polinização. Em

de vida da vegetação, como o aumento e

impactação de pólen com os olhos.

geral, os sintomas iniciam em setembro

crescimento mais rápido das plantas, au-

e vão até dezembro. Coceira, vermelhi-

mento da quantidade de pólen produzido

Evitar andar de bicicleta e moto

dão e lacrimejamento nos olhos, coriza,

por cada uma delas, aumento da compo-

espirros, obstrução e coceira nasal ou

sição alergênica dos pólens, aumento no

na garganta são os principais sintomas,

início da produção de pólen e estações

mas hiper-reatividade brônquica com

polínicas mais longas e precoces, princi-

pólens no travesseiro e lençóis.

tosse, falta de ar e chio no peito também

palmente em regiões urbanas, se compa-

podem ocorrer.

radas com regiões rurais.

Evite deixar as roupas para secarem

No Brasil, a polinose está presente

Além disso, pequenas partículas que

nos estados do Sul, onde as estações são

contenham substâncias alergênicas de-

bem marcadas com inverno rigoroso,

rivadas das plantas podem interagir com

seguido de primavera com aumento de

poluentes atmosféricos e, dessa forma,

temperatura, o que propicia aumento da

conseguem atingir os pulmões através do

concentração polínica no ar.

ar inalado, desencadeando asma em pes-

A família de plantas das gramíneas

soas sensibilizadas. A preservação flores-

são as principais responsáveis pela poli-

tal e estratégias para reduzir as emissões

nose em nossa região, com destaque para

de gases de efeito estufa são medidas de

o azevém (Lolium multiflorum), que vem

saúde pública.

CENTRO CLÍNICO

DONA HELENA

Ao sair, usar óculos para diminuir a

sem proteção para os olhos. Tomar banho à noite e lavar os cabelos para evitar deposição de

ao ar livre no período de polinização, se possível use secadora. Evitar passear em campos, cortar grama e realizar serviços de jardinagem. Os pólens podem ser transportados para dentro de casa nas roupas e em animais domésticos.

Danddara Silveira, Médica alergologista do Hospital Dona Helena

Uma rede completa de serviços ao seu dispor R Blumenau, 123 - Centro, Joinville - Tel.: (47) 3451-3333 - www.donahelena.com.br


Seu filho tem alergia a Primavera?

A estação mais colorida do ano também é a mais complicada para quem tem alergia respiratória. É na primavera que acontece o aumento de pólen no ar e com isso o aumento das crises de rinite e asma em crianças predispostas.

Diretor Técnico: Dr. Bráulio Barbosa - CRM-SC 3379

É possível prevenir? As alergias e as doenças respiratórias podem ser amenizadas mantendo os ambientes sempre limpos, além de seguir as orientações e tratamentos indicados por médicos especialistas.

47 3451-3322 www.donahelena.com.br

Ambulatório de Pediatria Consultas e exames em um só lugar.

Profile for Revista Educar

Educar 122 Outubro/Novembro 2018  

Edição especial | 11 anos Os benefícios da Equitação As novidades direto do forno, galeria de fotos, Disciplina Positiva, Receita Saudável

Educar 122 Outubro/Novembro 2018  

Edição especial | 11 anos Os benefícios da Equitação As novidades direto do forno, galeria de fotos, Disciplina Positiva, Receita Saudável

Advertisement