Page 1

MERCEARIA SALGADA

Ano 6 • Nº 36 • Mar | Abr •2018

>

Mercearia essencial

Receitas sofisticadas, saborosas e práticas com nossos melhores ingredientes para completar sua lista


EXPEDIENTE SIGA-NOS NAS REDES

Facebook RedeAngeloni

Issuu issuu.com /redeangeloni

Twitter @redeangeloni

Instagram Redeangeloni

Blog blogangeloni.com.br

Youtube RedeAngeloni

Site angeloni.com.br

NOSSAS LOJAS ARARANGUÁ (SC) Av. Getulio Vargas, 1259 Bairro Urussanguinha CEP 88900-000 Tel. (48) 3521-4300 Fax. (48) 3521-4300 BALNEÁRIO CAMBORIÚ (SC) 4ª Avenida, 880 Centro - CEP 88330-110 Tel. (47) 3263-5600 Fax. (47) 3263-5600 Av. do Estado, 2440, Bairro das Nações CEP 88338-063 Tel. (47) 3263-4300 Fax. (47) 3263-4300 BALNEÁRIO RINCÃO (SC) Av. Florianópolis, 235, Praia do Rincão - CEP 88820-000 Tel. (48) 3468-1014 Fax. (48) 3468-1014 BIGUAÇU (SC) R. Cel. Teixeira Oliveira, 128 CEP 88160-000 Tel. (48) 3279-8500 Fax. (48) 3279-8500 BLUMENAU (SC) Humberto de Campos, 77 Bairro da Velha - CEP 89036-050 Tel. (47) 3221-9200 Fax. (47) 3221-9200 Sete de Setembro, 100 Garcia - CEP 89010-200 Tel. (47) 3331-7400 Fax. (47) 3331-7400 BRUSQUE (SC) R. Martin Luther, 135 Centro - CEP 88350-045 Tel: (47) 3251-8600 CRICIÚMA (SC) Felipe Schmidt, 26, Centro - CEP 88801-240 Tel. (48) 3444-3400 Fax. (48) 3444-3400

CRICIÚMA (SC) (cont.) Av. do Centenário, 2699, Centro - CEP 88804-000 Tel. (48) 3444-3500 Fax. (48) 3444-3500 FLORIANÓPOLIS (SC) Rod. SC 403, 6375 Ingleses - CEP 88058-001 Tel. (48) 3331-7100 Fax. (48) 3331-7100 Av. Esteves Júnior, 307 Centro - CEP 88015-530 Tel. (48) 3216-6250 Fax (48) 3216-6250 Av. Gov. Ivo Silveira, 2445 Capoeiras - CEP 88085-001 Tel. (48) 3271-7500 Fax. (48) 3271-7557 Av. Irineu Bornhausen, 5288 Agronômica - CEP 88025-202 Tel. (48)3215-6100 Fax. (48) 3215-6100 Av. Mar. Max Schramm, 3450 Jd. Atlântico - CEP 88095-000 Tel. (48) 3271-6700 Fax. (48) 3271-6700 Av. Nirberto Haase, 75 Santa Mônica- CEP 88035-215 Tel. (48) 3215-6200 Fax. (48) 3215-6200. ITAJAÍ (SC) Av. Brusque, 358 Centro - CEP 88303-000 Tel. (47) 3398-5200 Fax. (47) 3398-5200 JARAGUÁ DO SUL (SC) Barão do Rio Branco,732 Centro - CEP 89251-400 Tel. (47) 3274-3700 Fax. (47) 3274-3700 Bernardo Grubba, 247 Centro - CEP 89251-090 Tel. (47) 3275-7900 Fax. (47) 3275-7900

JOINVILLE (SC) Ministro Calógeras, 1639 Anita Garibaldi - CEP 89202-005 Tel. (47) 3451-4400 Fax. (47) 3451-4400 Dr. João Colin, 2500 América - CEP 89204-002 Tel. (47) 3451-2400 Fax. (47) 3451-2400 LAGES (SC) Frei Rogério, 587 Centro - CEP 88502-161 Tel. (49) 3251-9400 Fax. (49) 3251-9400 LAGUNA (SC) 13 de Maio, 12 Centro - CEP 88790-000 Tel. (48) 3647-7300 Fax. (48) 3647-7300.

PRESIDENTE José Augusto Fretta DIRETORA DE MARKETING Sabrina Angeloni GERENTE DE MARKETING Marcelo Leão SUPERVISORA DE MARKETING Larissa Walendowsky Spricigo

Tel. (11) 2628-8455 JORNALISTA RESPONSÁVEL Jéssika Torrezan (MTB 41.394/SP)

TUBARÃO (SC) Av. Exp. José Pedro Coelho, 1120 - Centro CEP 88704-201 Tel. (48) 3631-1800 Fax. (48) 3631-1800

EDITORA-EXECUTIVA Cleide Floresta

CURITIBA (PR) Al. Dr. Carlos de Carvalho, 2050, Batel - CEP 80730-201 Tel. (41) 3270-8200 Fax. (41) 3270-8216

COLABORADORES Marcelo Katsuki (textos)

Av. República Argentina, 900, Vila Izabel CEP 80620-010 Tel. (41) 3312-2300 Fax. (41) 3312-2300. MARINGÁ (PR) Av. Adv. Horácio Raccanello Filho,5120 Zona 07 - Novo Centro CEP 87020-035 Tel. (44) 3301-3600 Fax. (44) 3301-3600.

DIREÇÃO DE ARTE Tiago Passos Odilon Queiroz

Tatiana Damberg (produção culinária) André Motta (assistente de culinarista) Camile Comandini (produção) Rogério Voltan (fotografia) IMPRESSÃO Gráfica e Editora Posigraf S.A. TIRAGEM 50.000 exemplares


EDITORIAL

NOSSA MERCEARIA EM RECEITAS ESPECIAIS Acreditamos que grandes momentos da vida acontecem ao redor da mesa, na companhia de nossas famílias e amigos, apreciando uma boa comida. Melhor ainda quando as receitas são feitas com prazer, dedicando-se a cada etapa. Nosso papel aqui é facilitar o seu dia a dia na cozinha. Para que você só perca tempo com o que importa, esta edição inteira foi pensada com ingredientes que você encontra na nossa Mercearia - que coloca a sua disposição o que há de melhor. São receitas práticas, sofisticadas e cheias de sabor, seja para o dia a dia ou para encontros especiais. Do pão caseiro com uma perfumada crosta de parmesão a um risoto de gorgonzola com praliné salgado ou um T-Bone preparado na pedra de sal do Himalaia, acompanhado de uma farofa de corn flakes, não faltam opções para surpreender. Confira ainda massas saborosas e novas opções para usar os alimentos em conservas e enlatados. Em 2018, quando comemoramos nossos 60 anos, queremos estar ainda mais próximos de vocês! Boa leitura! EQUIPE ANGELONI


SUMÁRIO

Mar | Abr •2018 >14 ARRUMADINHO DE FEIJÃO FRADINHO COM FAROFA E CARNE-SECA >18 CUSCUZ MARROQUINO COM CORDEIRO DESFIADO >20 PÃO EM CROSTA DE PARMESÃO COM AZEITONAS >24 CURRY DE CAMARÃO E COCO COM ARROZ JASMIM >26 QUICHE INTEGRAL DE COGUMELOS COM CREME

>28 COSTELETA DE PORCO COM ERVA-DOCE E SALADA DE LENTILHA COM FRUTAS >30 PATO ASSADO COM PÁPRICA DEFUMADA SOBRE ARROZ CATETO >32 T-BONE NA PEDRA DE SAL E FAROFA DE CUSCUZ COM CORN FLAKES >34 FOCACCIA DE ALICHE E ALECRIM >36 NHOQUE DE MILHO VERDE COM LAGOSTINS E MANTEIGA DE AÇAFRÃO-DA-TERRA

>38 CAPELLINI COM PESTO DE ALCAPARRAS E CAMARÃO CROCANTE >41 CORNICCIONE

>50 PAELLA INTEGRAL DE LEGUMES >53 CUSCUZ DE GRÃO-DEBICO COM AZEITONAS, AMÊNDOAS E LINHAÇA

>42 CONCHIGLIONI RECHEADO AO PESTO DE MANJERICÃO

>54 GALETTE COM CAPONATA E CREME DE QUEIJO

>44 ALMÔNDEGAS DE MILHO E ERVILHA COM PENNE TRICOLORE

>56 FEIJÃO TROPEIRO COM ARROZ DE COUVE AO ALHO FRITO

>46 ROSBIFE EM CROSTA DE ERVAS E SALADA DE BATATA COM MOSTARDA DIJON

>59 RISOTO DE GORGONZOLA, CARAMELO SALGADO E AMÊNDOAS >60 POLENTA COM AGRIÃO E RABADA AO PESTO DE PIMENTA BIQUINHO


WWW.ANGELONI.COM.BR

Encontre no Angeloni Os melhores produtos para facilitar seu dia a dia e levar mais sabor e conforto para a sua cozinha

MERCEARIA

Azeite premiado na sua cozinha BAZAR

Elegância e estilo à mesa > MINIMALISTA E SOFISTICADO, o aparelho de jantar

liso opaco da A/CASA vai levar muita personalidade a sua mesa. O preto fosco dá liberdade na hora de montar sua produção com as combinações que você quiser. O conjunto é composto por 18 peças, servindo seis pessoas. São 6 pratos rasos, 6 pratos para lanche e 6 pratos fundos. Em cerâmica, as peças podem ser levadas ao micro-ondas e à lava-louças. Para impressionar seus convidados com muito estilo.

ELETRO

Uma cervejeira que se adequa ao seu gosto > COM PRATELEIRAS AJUSTÁVEIS, a Consul Mais 82 Litros gela a

embalagem que você quiser: litrões, barris de chope ou latas. É o fim do malabarismo entre a geladeira e o congelador, e você pode curtir sua festa sem preocupação. Para garantir que a cerveja esteja sempre gelada, a cervejeira conta com um display digital na porta que programa o resfriamento em até 5 níveis de temperatura. Tem ainda iluminação por LED de última geração e sistema Frost Free de descongelamento. Isso sem falar no design moderno e nas cores diferenciadas, como o Titanium.

> PREMIADO EM CONCURSOS IMPORTANTES na Europa, como o Mario Solinas na Espanha, o azeite de oliva Dom Diogo é extremamente equilibrado, com aromas de folhas verdes, maçã e menta. Também se destacam os sabores de amêndoas e das nozes. Um raro e complexo azeite extra-virgem, levemente apimentado, com um toque delicado de tomate verde e, para finalizar, as notas doces de alfarroba. Uma finalização perfeita para suas receitas!


NA MERCERIA COM O ANGELONI

Dicas de conservação Aprenda a conservar os produtos de mercearia para tirar o melhor proveito dos alimentos e não ter surpresas na hora de preparar suas receitas

ENLATADOS E EM CONSERVA Só leve para casa latas sem amassados e estufados. O estufamento pode indicar produção de gás resultante da alteração do alimento. Amassados podem indicar choque mecânico, o que afetaria o lacre permitindo a contaminação por microorganismos Para os vidros, valem as mesmas observações do estado da tampa, com a vantagem de o pote permitir a visualização do seu interior. Evite os que apresentem espuma ou líquido turvo

MANTER EM LOCAL SECO E AREJADO MANTER LONGE DO SOL E DO CALOR ARMAZENAR NA GELADEIRA POTE DE VIDRO COM TAMPA EMBALAGEM HERMÉTICA

Conservação: •• Em casa, guarde em local seco e ventilado, sem incidência de luz solar direta •• Observe a validade e coloque-os no armário com as datas de vencimento mais próximas à frente •• Depois de aberta a embalagem, o alimento deve ser retirado da lata e transferido para um pote de vidro com tampa e armazenado na geladeira. Conservas em vidro podem permanecer em sua embalagem original. Nos dois casos, o produto deve ser consumido o mais rápido possível, respeitando o prazo de duração do alimento impresso no rótulo após sua abertura

Conservação: •• Grãos, sementes e farinhas devem ser guardados em lugar seco e fresco, longe do calor do fogão e do micro-ondas, preferencialmente em ambiente escuro •• Se possível, transfira-os para vidros com tampa e mantenha-os bem fechados. Grãos integrais e féculas duram menos, então compre sempre em menor quantidade, para consumir tudo dentro do prazo de validade •• Na hora de transferir para o vidro, marque a data de validade no pote

GRÃOS E FARINÁCEOS Grãos novos são mais macios e cozinham mais rápido. Também observe o estado de conservação da embalagem, que deve estar íntegra


TEMPEROS SECOS

TEMPEROS MOLHADOS

Sais e especiarias devem apresentar cor uniforme, sem a formação de grumos, o que pode indicar umidade. Ervas secas devem ter folhas íntegras e coloração viva. Cores desbotadas podem indicar processamento inadequado durante a secagem

Ketchup, mostarda, molhos e vinagres devem ser escolhidos basicamente pela integridade de suas embalagens. Faça uma avaliação visual do produto: valem as mesmas dicas dos enlatados: frascos estufados ou com o lacre violado jamais devem ser adquiridos

Conservação: •• As ervas secas devem ser guardadas em potinhos com tampa e longe da luz solar, dentro de uma gaveta ou do armário. Deve-se evitar também a proximidade com o fogão. O tempero perde a sua coloração e a potência do seu sabor se exposto ao calor. Lembre-se também de etiquetar os vidrinhos para saber a validade dos produtos •• O sal refinado deve ser conservado em ambiente seco. Evite baixas temperaturas, como o interior da geladeira, onde a umidade pode comprometer a qualidade do produto

Conservação: Depois de abertos, conserve os frascos de temperos molhados na geladeira, com a tampa bem fechada. Até mesmo o vinagre deve ser conservado refrigerado, caso contrário pode ocorrer o surgimento de bactérias que comprometeriam a sua qualidade

MASSAS

ÓLEOS

Observe bem a embalagem. Veja se a massa tem os fios ou as peças inteiras, sem quebras, e se sua coloração está uniforme, sem cantos esbranquiçados

Os óleos e azeites devem ser escolhidos observando as características da embalagem. No caso de envase em latas, observar se está livre de amassados ou ferrugem. No caso de embalagem de vidro, observar o líquido em seu interior: se está translúcido, uniforme e se não há acúmulo de resíduos no fundo da garrafa

Conservação: Após a abertura da embalagem, transfira o macarrão não utilizado para potes com fecho hermético. Isso vai proteger da umidade e também de insetos como o caruncho, que costuma furar o plástico em busca de grãos e cereais

Conservação: Após abrir o frasco de azeite, guarde-o em um local escuro e fresco, sem oscilações térmicas. E procure consumílo em até 30 dias, antes que ele fique rançoso e perca suas qualidades organolépticas


CEREAIS E SEMENTES

Arrumadinho de feijĂŁo com farofa, vinagrete e carne-seca


Sousplat palha, Divino Espaรงo


Quarteto nordestino Sucesso nas casas nordestinas, o arrumadinho é um prato completo que reúne carne, feijão fradinho, farinha de mandioca e vinagrete

Arrumadinho de feijão com farofa, vinagrete e carne-seca RENDE 4 A 6 PORÇÕES

Bem apresentado

PARA O FEIJÃO

•• 1 colher (sopa) de manteiga de garrafa •• 1 cebola roxa pequena picada •• 2 dentes de alho picados •• 1 folha de louro •• Sal a gosto •• 1 xícara (chá) de feijão fradinho cozido PARA A FAROFA

•• 1 colher (sopa) de manteiga de garrafa •• ½ cebola pequena picada •• 1 xícara (chá) de farinha de mandioca •• ½ colher (chá) de sal •• 2 colheres (sopa) de cheiro-verde

PARA O VINAGRETE

1 cebola média picada 2 tomates sem sementes picados 1 pimentão verde pequeno picado 2 colheres (sopa) de azeite 1 colher (sopa) de vinagre branco Sal e pimenta-do-reino a gosto Coentro picado a gosto

> UM DOS MAIS EMBLEMÁTICOS - e gostosos - pratos nordestinos, o arrumadinho serve como petisco ou como acompanhamento para uma carne. O prato é geralmente servido com o feijão fradinho coberto pela farofa e depois pela carne acompanhada pelo vinagrete, tudo em camadas. Os ingredientes podem ainda vir dispostos em fileiras, daí o nome "arrumadinho". Mas a grande graça da especialidade nordestina é misturar tudo e se deliciar com o seu sabor regional.

PARA A CARNE

•• 2 colheres (sopa) de manteiga de garrafa •• 1 cebola grande em fatias •• 600 g de carne-seca dessalgada e desfiada

PREPARANDO O VINAGRETE

Em uma tigela, misture os vegetais picados e tempere. Finalize com o coentro. PREPARANDO A CARNE

PREPARANDO O FEIJÃO

Em uma frigideira, aqueça a manteiga de garrafa e adicione a cebola, o alho e o louro. Salpique um pouco de sal e deixe dourar, mexendo de vez em quando. Junte o feijão e refogue por 3 minutos. Retire do fogo e reserve.

Aqueça a frigideira e doure a cebola na manteiga de garrafa. Adicione a carne desfiada, fritando até aquecer. Se necessário, ajuste o sal. Monte o arrumadinho acomodando cada um dos elementos em uma travessa grande, lado a lado.

PREPARANDO A FAROFA

Aqueça uma frigideira e derreta a manteiga de garrafa. Refogue nela a cebola e a farinha. Mexa de vez em quando, fritando até dourar. Coloque sal e o cheiro-verde para finalizar.

Essenciais da receita

FEIJÃO FRADINHO Use o feijão fradinho Caldo Bom neste arrumadinho

16

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

CARNE-SECA Com a carne desfiada bovina Vapza suas receitas ficam mais práticas

FARINHA DE MANDIOCA A farinha de mandioca Dona Helena traz mais sabor à farofa


GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

17


CEREAIS E SEMENTES

Cuscuz marroquino com cordeiro desfiado

Talheres Villa Pano, bowl, Stella Ferraz


Bem acompanhado

Nesta receita, unimos a carne ao acompanhamento; o resultado é um prato completo, com grande apelo visual e de dar água na boca

Cuscuz marroquino com cordeiro desfiado

Inúmeras possibilidades > O CUSCUZ MARROQUINO, constituído ba-

RENDE 6 PORÇÕES PARA O CORDEIRO

PARA O CUSCUZ

•• 1 paleta de cordeiro desossada de cerca de 1 kg •• 1 cebola picada •• 1 cenoura picada •• 1 colher (chá) de cravo-da-índia •• 1 colher (sopa) de canela em pó •• 2 canelas em pau •• 6 folhas de louro •• 750 ml de vinho tinto seco •• Sal a gosto

•• 350 ml de caldo de legumes •• 250 g de cuscuz marroquino •• 2 colheres (sopa) de manteiga •• ½ xícara (chá) de pistache sem casca •• ½ xícara (chá) de damascos picados •• ¼ de xícara (chá) de uva-passa preta •• Sal e pimenta-do-reino a gosto

PREPARANDO O CORDEIRO

Em um recipiente fundo, acomode a paleta e a cebola, a cenoura, os temperos (exceto o sal) e o vinho. Deixe marinar por até 12h. Leve a carne e a marinada para cozinhar em panela de pressão por 1h. Desfie e tempere com sal. PREPARANDO O CUSCUZ

Ferva o caldo de legumes. Coloque o cuscuz em uma tigela e despeje sobre ele o caldo quente. Deixe hidratar por 10 minutos. Reserve. Em fogo baixo (160 °C), derreta a manteiga e refogue brevemente o pistache, os damascos e a uva-passa. Misture o refogado e o cordeiro desfiado com o cuscuz e tempere com sal e pimenta a gosto. Pode ser servido quente ou frio.

sicamente de sêmola de trigo, surgiu no norte da África, o que explica suas combinações com carne de carneiro e o uso de especiarias, ingredientes típicos da região. É um prato fácil de ser preparado, adotado também em receitas frias, como saladas. Aqui, ele ganha a companhia do cordeiro, cozido na pressão e desfiado. Por ser uma base neutra, o cuscuz recebe ainda a adição de frutas secas, que conferem cores, sabores e texturas que darão um toque ainda mais saboroso na finalização do prato.

Há maneiras práticas de se desfiar a carne sem utilizar o garfo. Uma delas é retirar o molho e sacudir a panela por um minuto; a outra é colocar a carne sem molho no bowl da batedeira e deixar as pás fazerem o trabalho

Essenciais da receita DAMASCO Aposte no damasco Dona Helena na finalização desta receita

UVA-PASSA As uvas-passas sem sementes Dona Helena vão dar mais sabor ao cuscuz

CUSCUZ Ganhe em qualidade e sabor com o cuscuz Garofalo

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

19


ENLATADOS E CONSERVAS

Potes e cestos, Ideia Única


PĂŁo com parmesĂŁo, bacon e azeitonas


Pão-tentação Quem resiste a um pão macio e quentinho, de crosta dourada e recheado de gostosuras?

Pão caseiro com azeitonas pretas, bacon em cubinhos e crosta de parmesão

Sabor em fatias

RENDE 1 PÃO MÉDIO

> NADA SE COMPARA A UM PÃO feito em casa. Do miolo úmido e macio à crosta perfumada e crocante, ele é garantia de sucesso no café da manhã, no lanche da tarde ou naquela pausa ao longo do dia. As azeitonas e o bacon conferem a ele um sabor especial. Mas esta é uma receita que pode ser feita aproveitando tudo o que você tiver na geladeira: tomate e cebola, presunto com queijo, linguiça, torresmo. Por ser uma massa quase líquida, pode ser assada em formas de diferentes formatos.

INGREDIENTES

•• 4 ovos •• 100 ml de azeite de oliva •• ¾ de xícara (chá) de leite •• 2 xícaras (chá) de farinha de trigo •• 1 colher (chá) de fermento em pó •• 4 colheres (sopa) de alho em conserva picado •• 200 g de bacon em cubos pequenos •• 1 xícara (chá) de azeitonas pretas picadas •• 4 colheres (sopa) de salsinha picada •• 4 colheres (sopa) de parmesão ralado para polvilhar PREPARO

Em uma tigela, misture os ovos, o azeite e o leite. Mexa bem e adicione a farinha e o fermento. Acrescente o alho, o bacon, as azeitonas e a salsinha, misturando bem. Acomode a massa em uma forma de bolo inglês untada e polvilhe com o parmesão ralado. Asse em forno preaquecido a 180 ºC por 35 minutos, ou até o pão dourar.

Pães caseiros também rendem deliciosas torradas. Aproveite o pão amanhecido, corte em fatias mais grossas e torre lentamente no forno até obter fatias crocantes

Essenciais da receita

AZEITONAS PRETAS A azeitona preta Vale Fértil fatiada traz um toque especial a este pão

22

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

BACON Experimente a crocância do bacon Dona Marta nesta receita

ALHO O alho em conserva Torre Bella fica perfeito neste pão


ESPECIARIAS

Curry de camarĂŁo e coco com arroz jasmim

Bandeja, panelhinas, talheres e jogo Americano, Villa Pano


Influência asiática

Receita tipicamente tailandesa, este curry traz o colorido dessa rica culinária marcada pelos sabores fortes e picantes

Curry de camarão e coco com capim-limão e arroz jasmim

Prato convival > O CURRY DE CAMARÃO COM COCO é um

RENDE 4 PORÇÕES PARA O CURRY

PARA O ARROZ

•• 2 colheres (sopa) de óleo de coco •• 1 cebola pequena picada •• 1 colher (sopa) de gengibre ralado •• 1 maço de capim-limão fresco •• 1 xícara (chá) de leite de coco •• 500 g de camarão limpo •• 1 colher (sopa) de curry •• 2 potes de iogurte natural integral •• Coentro fresco picado a gosto •• Sal a gosto

•• 1 e ½ xícara (chá) de arroz jasmim •• 3 xícaras (chá) de água •• Amendoim triturado a gosto

prato perfeito para aquele almoço em família ou mesmo para receber os amigos. Tem uma bonita apresentação, e seu preparo é prático, podendo ser feito com antecedência e finalizado no momento de ser servido. O molho tem sabor marcado pelas notas picantes do curry e do gengibre, e ganha frescor com a adição do capim-limão e seu leve aroma cítrico. O arroz jasmim agrega mais perfume ao conjunto.

PREPARO

Prepare o arroz: lave o arroz em água corrente, coloque em uma panela com a água e leve ao fogo médio. Cozinhe sem tampa por 15 minutos, ou até o arroz absorver toda a água e ficar macio. Reserve. Prepare o curry: em uma panela, doure a cebola no óleo de coco juntamente com o gengibre e o capim-limão. Adicione o leite de coco e cozinhe tampado por 5 minutos. Junte os camarões e o curry e cozinhe por mais 3 minutos. Desligue o fogo e adicione o iogurte e as folhas de coentro. Ajuste o sal e sirva com o arroz de coco, polvilhando o amendoim triturado.

Esta base pode ser aproveitada em outras receitas: o camarão pode ser substituído por postas de peixe, filé de frango, cogumelos ou abóbora em cubos

Essenciais da receita

ARROZ O arroz Tio João Cozinha Tailandesa traz um perfume especial à receita

LEITE DE COCO Experimente o leite de coco Qualicoco sem lactose e sem glúten

CURRY Obtenha a picância perfeita com o curry Maruiti

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

25


ENLATADOS E CONSERVAS

Quiche integral de cogumelos com creme de leite

Forma e potes, Camicado


Tradição e sabor

Uma quiche de massa integral que traz um recheio que sempre agrada: cogumelos envoltos em um robusto creme

Quiche integral de cogumelos com creme RENDE 1 QUICHE MÉDIA PARA A MASSA

PARA O RECHEIO

•• 1 xícara (chá) de farinha de trigo •• 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral •• ½ tablete de manteiga com sal •• 2 ovos

•• 4 ovos •• 250 ml de creme de leite fresco •• 1 cebola pequena ralada •• 250 g de queijo emmental ralado •• 2 colheres (sopa) de ervas finas secas •• Sal e pimenta-do-reino a gosto •• 350 g de champignon em conserva

PREPARO

Prepare a massa misturando bem todos os ingredientes, até obter uma mistura homogênea. Reserve. Para o recheio, misture os ovos ao creme de leite e adicione a cebola, o queijo e as ervas. Tempere com sal e pimenta e por fim adicione o champignon. Unte uma forma de quiche de aproximadamente 20 cm e molde a massa cobrindo todo o fundo e as laterais. Despeje o recheio sobre a massa e asse em forno preaquecido em temperatura média (180 °C) por cerca de 30 minutos, ou até dourar.

Integral e vegetariana > UMA TORTA DELICIOSA e que não leva carne: esta é a quiche de cogumelos. Embora seja um prato tradicional da gastronomia francesa, a quiche tem sua origem disputada também pelos alemães, que alegam que o nome “quiche” viria da expressão “kuchen”, que significa “torta”. Seja qual for a sua origem, o fato é que essa receita incrementa ainda mais o sabor dos cogumelos ao juntar as ervas finas típicas da culinária da Provence, região da França. Para tornar esse recheio ainda mais gostoso, queijo emmental, creme de leite fresco e ovos. As gemas conferem cor e sabor, enquanto as claras garantem a sustentação do recheio.

Depois de retirar do forno, aguarde pelo menos 15 minutos para fatiar a torta e garantir a sua integridade. Caso tenha pressa, prepare em forminhas individuais

Essenciais da receita

COGUMELOS Experimente o cogumelo champignon Classic Chef

FARINHA INTEGRAL A farinha de trigo integral Orquidea traz a consistência ideal à massa

ERVAS Com as ervas finas Chelli sua receita fica muito mais saborosa

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

27


ESPECIARIAS

Costeleta de porco com erva-doce e salada de lentilha com frutas

Cestas e potes, Ideia Ăšnica


Porco tropical A costeleta de porco com molho barbecue é um clássico dos assados que sempre agrada

Costeleta de porco com erva-doce e salada de lentilha com frutas RENDE 4 PORÇÕES

Contraste de sabores

PARA A CARNE

PARA A SALADA

•• 1 peça de costeleta de porco •• 3 colheres (sopa) de molho barbecue •• 3 colheres (sopa) de sementes de erva-doce •• Molho barbecue para servir

•• 2 xícaras (chá) de lentilhas cozidas •• ½ xícara (chá) de abacaxi em cubos •• ½ xícara (chá) de manga em cubos •• 1 pimentão vermelho pequeno, cortado em cubos •• Suco de 1 limão •• 4 colheres (sopa) de azeite •• ½ colher (chá) de cominho em pó •• ½ xícara (chá) de salsinha picada •• ½ xícara de nozes picadas •• Sal e pimenta calabresa a gosto

PREPARO

Para preparar a salada de lentilhas, misture todos os ingredientes, ajuste o tempero e reserve em geladeira até a hora de servir. Cubra a costeleta com o molho barbecue e salpique sobre ela as sementes de erva-doce. Deixe descansar por 30 minutos na geladeira. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (180 °C) e asse por 40 minutos, ou até dourar. Sirva com barbecue extra e com a salada de lentilhas.

> HÁ MUITAS MANEIRAS de preparar uma boa costeleta de porco assada. Esta receita se vale do molho barbecue, mas vem aprimorada com a adição de sementes de erva-doce, especiaria que realça o sabor da carne suína. Para acompanhar essa delícia, nada como uma refrescante salada de lentilhas com abacaxi. O cominho confere um toque especial aos grãos, enquanto o abacaxi traz frescor, doçura e acidez embalados pelas ervas frescas.

As lentilhas mais conhecidas são a marrom, com leve sabor terroso, a verde, de sabor mais forte, e a vermelha, mais macia e com toque adocicado. Varie a receita de acordo com a sua preferência ou misture as três

Essenciais da receita

MOLHO BARBECUE Aposte no molho barbecue Hemmer neste clássico gastronômico

ERVA-DOCE Use a erva-doce Kitano no tempero da carne

LENTILHA Com a lentilha Vapza sua salada ficará pronta mais rapidamente

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

29


ESPECIARIAS

Pato assado com pรกprica sobre arroz cateto


Combinação especial Um prato especialíssimo que une o sabor marcante da carne da ave com o frescor da salada de cateto

Pato assado com páprica defumada sobre arroz cateto RENDE 2 PORÇÕES PARA O ARROZ

PARA O PATO

•• 1 xícara (chá) de arroz cateto cozido •• 1 colher (sopa) de pimentão amarelo picado •• 6 tomates-cereja cortados em fatias •• 1 colher (sopa) de •• cominho em pó •• Sal a gosto

•• 2 peitos de pato •• 2 colheres (chá) de páprica defumada •• Sal a gosto •• Folhas de hortelã frescas a gosto

Sabores complementares

PREPARO

Cozinhe o arroz conforme as instruções da embalagem. Quando estiver cozido, mas ainda quente, adicione o pimentão, os tomates, o cominho e o sal. Misture bem e reserve. Aqueça uma frigideira e coloque os peitos de pato com a pele virada para baixo. Frite na própria gordura até dourar bem. Vire e frite brevemente do lado oposto. Tempere com páprica e sal a gosto e leve ao forno preaquecido em temperatura baixa (160 °C). Asse por 15 minutos, retire do forno, fatie e sirva sobre o arroz cateto e as folhas de hortelã.

> UM PATO ASSADO FEITO em casa transforma qualquer refeição em uma pequena celebração. Esta receita, feita com o peito da ave, tem um toque especial: a páprica, que confere cor e aroma, além do toque defumado. O peito do pato traz uma capinha de gordura que garante uma carne macia e saborosa. A salada de cateto com hortelã é um ótimo acompanhamento, já que, enquanto o cominho realça os sabores, a hortelã traz um pouco de frescor, perfeito para acompanhar essa carne.

O preparo combinado do pato, primeiro na frigideira e depois no forno, é fundamental para se obter uma carne no ponto perfeito, suculenta e saborosa

Essenciais da receita

COMINHO Use o cominho moído Chelli no tempero da salada

PÁPRICA A páprica defumada BR Spices dá um gosto especial ao pato

ARROZ CATETO Com o arroz cateto Mãe Terra Integral sua receita fica muito mais saborosa

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

31


ESPECIARIAS

Carne na pedra de sal com farofa de cuscuz e corn flakes

Talher, Divino Espaรงo


Novidade gourmet A carne assada no forno ganha um componente especial: a pedra de sal rosa do Himalaia

Carne marinada na pedra de sal com farofa de cuscuz e corn flakes RENDE 2 PORÇÕES PARA A CARNE

PARA A FAROFA DE MILHO

•• 1 peça de T-bone, grande •• 4 colheres (sopa) de azeite •• ½ colher (sopa) de pimentado-reino em grãos •• 3 colheres (sopa) de ervas secas •• Pedra de sal, para assar

•• 2 colheres (sopa) de manteiga •• 1 cebola pequena picada •• Sal a gosto •• 1 xícara (chá) de farinha tipo milharina •• ½ xícara (chá) de cereal tipo corn flakes •• ½ xícara (chá) de cebolinha picada

PREPARANDO A CARNE

Unte a carne com o azeite e espalhe sobre toda a peça a pimenta e as ervas secas. Mantenha por 30 minutos em geladeira. Aqueça a pedra de sal conforme as instruções da embalagem. Quando estiver bem quente, acomode a carne sobre ela e asse de 20 a 40 minutos (20 min. para malpassada, 40 min. para bem passada), virando a peça na metade do tempo. Sirva com a farofa de milho. PREPARANDO A FAROFA

Derreta a manteiga em uma frigideira e acrescente a cebola picada e uma pitada de sal. Deixe dourar levemente e inclua a farinha e o corn flakes. Mexa bem e frite até dourar levemente. Desligue o fogo, adicione a cebolinha e ajuste o sal.

Com estilo > ASSAR A CARNE SOBRE uma placa de pedra de sal rosa é a novidade do momento. Além do reduzido teor de sódio, a pedra realça o sabor da carne de forma natural e confere uma linda apresentação. Capriche na marinada de ervas e deixe o sal por conta da placa. A farofa de milho é perfeita para a carne já que, diferentemente da farofa de farinha de mandioca, a de milho é mais macia. Os corn flakes, cereais de milho, arrematam com uma crocância especial.

Vire a carne sobre a pedra apenas o necessário, para evitar que ela fique muito salgada. Fatie-a e disponha sobre a placa para ela absorver um pouco do sal e preservar o seu calor

Essenciais da receita

MILHARINA A milharina Quaker é perfeita para esta farofinha

PEDRA DE SAL A pedra de sal rosa do Himalaia BR Spices é a base desta receita

CORN FLAKES Mais crocância a sua farofa com o cereal Kellogg’s Corn Flakes

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

33


ENLATADOS E CONSERVAS

Focaccia de aliche e alecrim

Madeira, Ideia Única


Fofinha e perfumada

Uma focaccia de massa leve e macia tem seu sabor realçado pelo uso do aliche e das alcaparras, coroado pelo aroma do alecrim

Focaccia de aliche e alecrim RENDE 1 FOCACCIA GRANDE

A mãe da pizza

INGREDIENTES

•• 400 ml de água •• 1 colher (sopa) de fermento biológico seco •• 2 colheres (sopa) de açúcar •• ½ xícara (chá) de azeite + um pouco para untar •• 500 g de farinha de trigo •• 4 colheres (sopa) de alcaparras •• 1 ovo para pincelar •• 8 filés de aliche •• Alcaparrones para decorar •• Sal grosso para polvilhar •• 4 galhos de alecrim

> A FOCACCIA é um tipo de pão mais achatado, de origem italiana, que pode receber diversas coberturas: desde as mais simples, com azeite e sal grosso, até combinações elaboradas com queijos, embutidos e conservas - aqui nossa aposta é pelo aliche, outra iguaria clássica na Itália. Assim como a pizza, sua base é uma massa feita com farinha, mas com aspecto mais rústico e mais espessa. Aproveite esta receita e use sua criatividade para brincar com as mais variadas coberturas.

PREPARO

Em uma tigela, misture a água, o fermento, o açúcar, o azeite e a farinha de trigo. Sove até obter uma massa lisa, levemente pegajosa (se necessário, ajuste a quantidade de farinha). Cubra a massa e deixe descansar por 30 minutos, ou até dobrar de tamanho. Abra a massa e adicione as alcaparras. Unte uma forma retangular média com azeite, acomode a massa cobrindo toda a assadeira e deixe descansar por mais 10 minutos. Pincele a massa com ovo e cubra com os filés de aliche, os alcaparrones, o sal grosso e o alecrim. Faça furos com o dedo a cada 2 cm de massa. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (180 ºC) e asse por 30 minutos, ou até dourar levemente.

Prepare a massa no dia anterior para ter um resultado final mais bonito. Guarde a massa na geladeira em uma tigela coberta com pano úmido e retire 3 horas antes de levar ao forno

Essenciais da receita

ALCAPARRONES Ganhe em sabor com os alcaparrones Torre Bella

ALECRIM As mudas de alecrim Sabor & Saúde trazem frescor à receita

ALICHE Aposte no filé de aliche Zarotti para a sua focaccia

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

35


MASSAS

Nhoque de milho verde com lagostins e manteiga de aรงafrรฃo


Terra e mar

Dois ingredientes distintos, milho e lagostim, harmonizam perfeitamente nesta receita singular

Nhoque de milho verde com lagostins e manteiga de açafrão-da-terra RENDE 2 PORÇÕES PARA O NHOQUE

PARA A MANTEIGA E OS LAGOSTINS

•• 1 lata de milho verde, drenada •• 1 xícara (chá) de leite •• 8 colheres (sopa) de farinha de arroz + um pouco para abrir a massa •• Sal a gosto •• 1 dente de alho •• Óleo para fritar

•• 200 g de manteiga sem sal •• 1 colher (sopa) de açafrão-da-terra •• 6 lagostins grandes •• Sal e pimenta-do-reino a gosto

PREPARANDO O NHOQUE

Bata o milho, o leite, a farinha, o sal e o alho no liquidificador até obter um creme homogêneo. Coe, descartando os sólidos, e leve o creme ao fogo em uma panela. Em fogo médio (180 °C), cozinhe o creme até espessar. Retire do fogo e aguarde esfriar antes de manipular. Em uma superfície limpa e coberta com a farinha de arroz, coloque a massa e modele enrolando tiras. Se necessário, acrescente mais farinha para dar ponto de manipular. Faça as tiras e corte em pequenos cubos, formando os nhoques. Frite em uma frigideira com um pouco de óleo. Sirva com a manteiga de açafrão e com os lagostins. PREPARANDO OS LAGOSTINS

Deixe a manteiga em temperatura ambiente, para ficar macia. Misture ao açafrão, molde no formato desejado e deixe na geladeira até a hora de servir. Em uma frigideira, derreta uma colher de sopa da manteiga de açafrão e doure nela os lagostins. Tempere-os com sal e pimenta a gosto e sirva com o nhoque.

Detalhes que fazem a diferença > UMA RECEITA DE GRANDE IMPACTO,

mas de execução simples. O nhoque, preparado com milho processado, é engrossado com farinha de arroz, resultando em uma massa sem glúten. Depois de cozida, a massa é salteada em frigideira, que dá um bonito tostado e uma leve crocância. Grelhados com manteiga aromatizada com açafrão-da-terra, os lagostins ganham tom alaranjado e o toque picante da especiaria. Aproveite a manteiga queimada dos lagostins para aromatizar os nhoques.

A massinha do nhoque de milho frita por imersão pode render gostosos petiscos se empanados em farinha de rosca com parmesão ralado

Essenciais da receita

MILHO O milho Bonduelle natural vai deixar este nhoque no ponto certo

FARINHA DE ARROZ Experimente a farinha de arroz Fazenda

AÇAFRÃO-DA-TERRA Aromatize a manteiga com o açafrão-daterra Chelli

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

37


MASSAS

Capellini com pesto de alcaparras e camarรฃo crocante

Jogo Americano, Divino Espaรงo


Ninho de camarões

O capellini é uma massa fina e delicada que, na companhia do pesto de alcaparras, fica perfeita para acomodar os camarões empanados

Capellini com pesto de alcaparras e camarãozinho crocante com panko RENDE 4 PORÇÕES PARA A MASSA

PARA O CAMARÃO CROCANTE

•• 1 xícara (chá) de azeite •• 4 colheres (sopa) de nozes •• 4 colheres (sopa) de parmesão ralado •• 6 colheres (sopa) de alcaparras •• ½ xícara (chá) de folhas de manjericão •• Sal e pimenta-do-reino a gosto •• 300 g de macarrão capellini •• Alcaparras baby para decorar

•• 400 g de camarões limpos •• Sal e pimenta-do-reino a gosto •• Farinha de trigo para empanar •• 1 ovo para empanar, com gema e clara misturadas •• Farinha tipo panko para empanar •• Óleo para fritar

PREPARO

Combinação singular > POUCO EXPLORADO no dia a dia, o pesto de alcaparras é um molho ímpar que envolve a massa desta receita, mas que também pode ser utilizado em saladas e em algumas carnes, como as vermelhas e os frutos do mar. Seu sabor remete ao mediterrâneo, conferindo um gosto salgado, com leve acidez e muita personalidade. Os camarões, previamente temperados e empanados em panko, coroam a receita com sua crocante capa. Finalize com uma generosa dose de pimenta-do-reino moída.

Em um processador ou um liquidificador, bata o azeite, as nozes, o parmesão, as alcaparras e o manjericão até obter uma mistura cremosa. Tempere com sal e pimenta e reserve. Cozinhe o macarrão conforme as instruções da embalagem. Para os camarões, tempere-os com sal e pimenta, polvilhe farinha de trigo sobre os camarões, passe cada um deles no ovo e em seguida no panko. Frite imersos em óleo quente até dourar. Sirva com a massa coberta pelo pesto e com alcaparras baby por cima.

Lave as alcaparras rapidamente em água corrente para retirar o excesso de sal e aproveitar melhor o seu sabor

Essenciais da receita

ALCAPARRA As alcaparras Hemmer garantem sabor ao seu pesto

MASSA Estrela da receita, aposte na massa Delverde Capelli D’Ange Ninho neste preparo

PANKO Com a farinha Kenko Panko seu empanado fica perfeito

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

39


Corniccione de alecrim,

ESPECIARIAS

parmesão e pimenta-do-reino

RENDE 2 PORÇÕES APERITIVO INGREDIENTES

PREPARO

•• 300 ml de água •• 1 colher de (sopa) de fermento biológico seco •• 1 colher (chá) de açúcar •• 1 colher (chá) de sal •• 1 colher (sopa) de azeite •• 2 xícaras (chá) de farinha de trigo + o suficiente para dar o ponto •• Azeite para untar •• Pimenta-do-reino moída a gosto •• Sal grosso a gosto •• Alecrim a gosto •• Parmesão ralado a gosto •• Raspas da casca de 2 limõessicilianos

Em uma tigela, misture a água, o fermento, o açúcar, o sal, o azeite e a farinha. Sove até obter uma massa lisa. Se necessário, ajuste a farinha para obter uma massa macia e levemente pegajosa. Cubra a massa e deixe descansar por 40 minutos, ou até duplicar o tamanho. Divida a massa em 3 pedaços e abra cada um sobre superfície enfarinhada. Unte a massa aberta com azeite e salpique a cobertura desejada. As combinações são a gosto (pimenta e limão, parmesão com alecrim, limão e sal). Asse em forma forrada com papel-manteiga por cerca de 15 minutos no forno em temperatura alta (220 °C), virando na metade do tempo. Quebre em pedaços e sirva. Potes, Ideia Única


MASSAS

Conchiglioni recheado sobre pesto de manjericĂŁo


Autêntico italiano O conchiglioni, massa seca em forma de concha, ganha mais sabor ao ser recheado e levado ao forno

Conchiglioni com patê de ricota, tomate e ervas com pesto de manjericão RENDE 4 PORÇÕES

Conchinhas de sabor

PARA A MASSA

> O FORMATO DE CONCHA define o nome do conchiglioni, essa massa de origem italiana. Ela permite deliciosas receitas com recheios variados, como nesta versão com patê de ricota e tomate seco. O pesto enaltece o sabor da massa e combina perfeitamente com os outros ingredientes. Acompanhe o prato com uma bela fatia de pão artesanal e uma gostosa taça de vinho e a refeição estará completa.

•• 250 g de macarrão tipo conchiglioni •• 1 xícara (chá) de queijo tipo ricota esfarelado •• ½ xícara (chá) de tomate seco, com o óleo •• 1 ovo •• 1 colher (sopa) de folhas de manjericão •• 2 colheres (sopa) de creme de leite •• 1 vidro de molho pesto pronto •• Sal e pimenta-do-reino a gosto •• Parmesão para gratinar PREPARO

Cozinhe a massa em água abundante até ficar al dente, e escorra. Prepare o recheio colocando a ricota, o tomate seco, o ovo e o manjericão no processador. Bata até obter uma mistura homogênea. se for necessário ajustar a textura do recheio, adicione o creme de leite. Tempere o recheio com o sal e a pimenta e recheie cada uma das conchas. Em um refratário, despeje o molho pesto, cobrindo o fundo do recipiente. Acomode as conchas sobre o molho e cubra com parmesão ralado. Leve ao forno em temperatura alta (220 °C) e asse até o queijo dourar. Sirva em seguida.

Para uma versão "petisco", cozinhe rapidamente a massa e frite-a em óleo quente. Elas viram conchinhas firmes, perfeitas para receber diversos recheios

Essenciais da receita

TOMATE SECO O recheio ganha um gosto especial com o tomate seco Toscana

PESTO O molho pesto Hemmer deixa o preparo ainda mais saboroso

MASSA Aposte no conchiglioni Delverde nesta receita

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

43


MASSAS

AlmĂ´ndegas de milho e ervilha em molho amatriciana e penne tricolore


Massa reconfortante Um prato trivial, mas com personalidade e preparo saudável, perfeito para um almoço em família

Almôndegas de milho e ervilha em molho amatriciana RENDE 2 PORÇÕES

Saudável com sabor

PARA AS ALMÔNDEGAS

PARA A MASSA

•• 1 lata de ervilhas em conserva, drenada •• 1 lata de milho em conserva, drenada •• 1 xícara (chá) de farinha de rosca ou pão amanhecido •• 1 ovo •• 1 colher (sopa) de linhaça •• Suco de 1 limão •• Sal a gosto •• Farinha de rosca para empanar

•• 100 g de bacon em cubinhos •• 3 dentes de alho picados •• 2 colheres (chá) de azeite •• 2 xícaras (chá) de molho de tomate •• 1 colher (chá) de molho de pimenta •• 1 xícara (chá) de queijo tipo grana (ou pecorino) •• Pimenta calabresa a gosto •• Sal a gosto •• 300 g de penne tricolore

> O PENNE TRICOLORE aparece aqui como a base perfeita para receber as gostosas almôndegas vegetarianas. O molho amatriciana se torna indispensável não apenas pelo molho de tomate, mas também pela pimenta calabresa e pelo bacon, a barriga de porco defumada que enriquece e dá sabor ao conjunto. O queijo pecorino ralado é o mais indicado para finalizar esse belo prato rico em cores e sabores.

PREPARO

Em um processador, coloque as ervilhas e o milho. Pulse até quebrar os grãos para fazer as almôndegas. Adicione a farinha, o ovo, a linhaça, o limão e o sal. Bata até obter uma massa. Retire do processador e molde as almôndegas com as mãos. Se for necessário, adicione mais farinha para dar o ponto de moldar. Empane as almôndegas na farinha de rosca e frite-as imersas em óleo quente. Deixe escorrer o óleo e reserve. Prepare o molho: em uma panela, refogue o bacon no azeite, depois o alho picado e adicione molho de tomate e o molho de pimenta. Cozinhe até ferver e adicione metade do queijo, a pimenta e o sal. Banhe as almôndegas no molho. Cozinhe o penne al dente e sirva com o molho, as almôndegas e o restante do queijo.

Prepare uma boa quantidade de almôndegas e congele-as já assadas. Isso vai agilizar aquele almoço rápido no meio da semana

Essenciais da receita

MOLHO DE TOMATE Dê mais aroma ao prato com o molho de tomate Heinz Tradicional

MOLHO DE PIMENTA O molho Tabasco Pepper Sauce é ideal para esta receita

PENNE Use a massa Delverde Penne Ziti Rigate no seu preparo

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

45


ESPECIARIAS

Panelinha, Ideia Única


Rosbife em crosta de ervas

e salada de batata com mostarda


Clássico apurado

Uma combinação clássica e perfeita, com acabamento digno dos grandes chefs

Rosbife com crosta de ervas e salada de batata com mostarda Dijon RENDE 6 PORÇÕES PARA A CARNE

PARA A SALADA

•• 1 kg de filé mignon limpo em peça •• 4 colheres (sopa) de azeite + um pouco para untar •• 3 xícaras (chá) de farinha de rosca •• 1 xícara (chá) de parmesão ralado •• 2 colheres (sopa) de alecrim •• 3 colheres (sopa) de tomilho seco •• Sal a gosto

•• 6 batatas médias •• Suco de 1 limão •• 3 colheres (sopa) de azeite •• 1 colher (sopa) de purê de alho •• Sal a gosto •• 1 colher (sopa) de mostarda Dijon Ancienne •• 3 colheres (chá) de mostarda Dijon •• 1 pote de iogurte integral

Mais sabor > O ROSBIFE FATIADO, que pode até ser servido frio, aparece aqui na companhia da salada de batatas. Combinação clássica, que foi renovada neste preparo: a carne é selada e recebe uma crosta de ervas e farinha de rosca, que depois de gratinada confere um gostoso perfume de queijo misturado às ervas secas. A salada ganha em leveza com a troca da maionese pelo iogurte. O toque especial da mostarda Ancienne deixa o prato com sabor mais pronunciado e colorido.

PREPARANDO A CARNE

Em uma frigideira untada com azeite, doure todos os lados da carne em fogo alto. Reserve. Em uma tigela, junte o azeite, a farinha, o parmesão, o alecrim, o tomilho e uma pitada de sal. Passe a peça de carne nessa mistura e acomode-a em uma assadeira. Espalhe o restante da mistura sobre a carne e leve para assar em forno preaquecido em temperatura alta (220 °C) por 20 a 30 minutos, dependendo da altura da peça e da preferência pelo ponto da carne. PREPARANDO A SALADA

Descasque e corte as batatas em cubos e cozinhe em água até ficarem macias, porém sem desmanchar. Escorra e tempere com suco de limão, azeite, alho e sal. Leve à geladeira e, quando estiverem frias, adicione as mostardas e o iogurte. Misture bem e sirva com o rosbife.

Faça deliciosos smørrebrød, os sanduíches abertos dinamarqueses, com as sobras. Coloque o rosbife sobre uma fatia de pão preto e cubra com um pouco da salada de batata

Essenciais da receita

MOSTARDA A mostarda Maille Dijon Originale é uma ótima opção para a salada de batatas

48

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

FARINHA DE ROSCA Uma crosta perfeita com a farinha de rosca Pullman

TOMILHO Dê um tempero especial ao seu rosbife com o tomilho Chelli


ENLATADOS E CONSERVAS

Paella integral de legumes

Prato Stella Ferraz, talher, Camicado


Espanhol vegetariano Uma paella sem carne, mas incrementada com arroz integral, perfeita para reunir a família ao redor da mesa

Paella integral de legumes RENDE 4 PORÇÕES

Arroz clássico

INGREDIENTES

•• 2 cebolas brancas fatiadas •• 3 colheres (sopa) de azeite extravirgem + um pouco para temperar •• 3 xícaras (chá) de arroz integral •• 1 e ½ l de caldo de legumes •• ½ colher (chá) de páprica doce •• 1 pitada de açafrão em pistilos •• ½ colher (chá) de cúrcuma •• 1 lata de ervilhas em conserva •• 1 xícara (chá) de pimentão •• Sal e pimenta-do-reino a gosto •• ½ xícara (chá) de tomates-cereja cortados em metades •• 1 pote de aspargos verdes em conserva •• Salsinha picada para servir

> O TRADICIONAL PRATO da gastronomia espanhola, à base de arroz, também possui diversas versões em seu país de origem. Essas variações podem incluir legumes, pescados ou aves: o importante é manter o arroz e o açafrão, especiaria que dá a cor, o aroma e o sabor típicos do prato. Na versão vegetariana, adotamos o arroz integral para termos um prato ainda mais nutritivo e utilizamos o açafrão-da-terra, ou cúrcuma, que confere uma coloração amarelada e leve de sabor picante.

PREPARO

Em uma panela grande ou em uma paellera, refogue a cebola no azeite até começar a dourar. Acrescente o arroz, o caldo, a páprica, o açafrão e a cúrcuma. Cozinhe tampado em fogo médio até o caldo todo ser absorvido e o arroz estar macio. Acrescente as ervilhas e o pimentão em fatias e tempere com sal, pimenta e azeite a gosto. Junte os tomates e os aspargos. Se desejar, salpique salsinha picada antes de servir.

É possível fazer uma versão com macarrão, chamada fideuá, substituindo o arroz por macarrão capellini quebrado em pedacinhos de 1 cm

Essenciais da receita

ERVILHA Com a ervilha Bonduelle Tradicional sua paella fica mais saborosa

ARROZ INTEGRAL O arroz Tio João Integral dá um gosto especial às receitas

PIMENTÃO Experimente os mini pimentões Krupa coloridos neste prato

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

51


CEREAIS E SEMENTES RENDE 4 PORÇÕES INGREDIENTES

•• 1 xícara (chá) de grão-de-bico seco •• 4 xícaras (chá) de caldo de vegetais •• 5 colheres (sopa) de azeite •• 2 cebolas roxas médias picadas •• 3 colheres (sopa) de azeitona preta fatiada •• 2 colheres (sopa) de linhaça dourada •• Raspas e suco de 1 limãosiciliano •• Sal e pimenta-do-reino a gosto

Cuscuz de grão-de-bico com azeitonas e linhaça dourada PREPARO

Cozinhe o grão-de-bico com o caldo de vegetais em uma panela de pressão por 35 minutos. O grão deve ficar macio, mas não muito mole. Escorra e pulse o grão-de-bico em um processador de alimentos até que ele adquira textura parecida com a de cuscuz. Transfira para uma tigela e misture com o azeite, a cebola, a azeitona, a linhaça e as raspas e suco de limão-siciliano. Corrija o sal e a pimenta e sirva morno ou frio.

Fundo de madeira, Villa Pano


ENLATADOS E CONSERVAS

Galette com caponata


Torta rústica

As galettes têm bordas que recobrem parte do recheio, conferindo um visual artesanal com uma bonita crosta dourada

Galette com caponata e creme de queijo gratinado Sabores que surpreendem

RENDE 1 GALETTE MÉDIA PARA A MASSA

PARA O RECHEIO

•• 1 e ½ xícara (chá) de farinha de amêndoas •• ½ xícara (chá) de polvilho azedo •• 1 tablete de manteiga, picado •• Orégano seco a gosto •• 1 ovo •• 1 pitada de sal

•• 1 colher (sopa) de amido de milho •• 300 g de creme de leite •• 4 colheres (sopa) de queijo ralado •• Noz-moscada a gosto •• Sal a gosto •• Salsinha a gosto •• 1 xícara (chá) de caponata pronta •• ½ xícara (chá) de alcachofra em conserva picada

> ESTA RECEITA DE GALETTE combina a farinha de amêndoas e o polvilho azedo em uma inesperada massa de torta salgada, temperada com orégano. O preparo do recheio é rápido e prático, valendo-se da utilização da caponata pronta. O creme de queijo vem envolver todos os ingredientes e trazer ainda mais beleza com o gratinado que se forma na crosta. Uma receita com ares campestres que vai deixar aquela refeição trivial com cara de piquenique.

PREPARO

Com as mãos ou com um processador, misture a farinha de amêndoas, o polvilho e a manteiga. Quando estiver com uma textura de farofa, adicione o orégano, o ovo e o sal e misture até a massa se aglomerar e firmar. Cubra a massa e reserve em geladeira. Misture o amido, o creme de leite e o queijo ralado. Leve ao fogo baixo e mexa até ficar cremoso. Tempere com a noz-moscada, o sal e a salsinha e deixe esfriar enquanto abre a massa. Abra a massa sobre um papel-manteiga. Passe o rolo deixando uma forma circular. Distribua o creme no centro, deixando dois dedos de massa livres para formarem a borda. Distribua a caponata e a alcachofra sobre o creme e dobre as bordas, evitando que o creme vaze. Transfira cuidadosamente a massa, ainda sobre o papel-manteiga, para uma assadeira e leve ao forno preaquecido a 180 °C para assar por cerca de 25 minutos, ou até dourar.

Obtenha galettes com sabores e acabamentos variados aplicando ingredientes como semente de papoula ou gergelim à massa

Essenciais da receita

CREME DE LEITE Prepare o recheio com o creme de leite Nestlé

NOZ-MOSCADA Experimente o toque especial da nozmoscada Chelli

CAPONATA Traga mais sabor ao seu recheio com o antepasto italiano Casa Madeira

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

55


CEREAIS E SEMENTES

FeijĂŁo tropeiro com arroz de couve


Delícia mineira

O autêntico feijão tropeiro ganha aqui a companhia do arroz de couve, no qual o arroz é cozido com as folhas da verdura conferindo mais sabor ao conjunto

Feijão tropeiro com arroz de couve RENDE 2 PORÇÕES PARA O FEIJÃO

•• 100 g de bacon picado em cubos •• 2 linguiças finas médias, cortadas em rodelas •• 1 colher (chá) de manteiga de garrafa •• 3 dentes de alho picados •• 1 folha de louro •• 1 cebola roxa grande picada •• 2 ovos •• 1 e ½ xícara (chá) de farinha de mandioca flocada •• 1 xícara (chá) de feijão carioca cozido

•• Sal a gosto •• 1 colher (café) de pimenta dedo-de-moça picada sem semente •• 1 xícara (chá) de cheiro-verde picado PARA O ARROZ

•• ½ maço de couve •• 3 colheres (sopa) de óleo •• 1 cebola pequena picada •• 1 xícara (chá) de arroz •• 2 xícaras (chá) de água quente •• Sal picado a gosto •• Cheiro-verde picado a gosto

Prato cheio de história > O FEIJÃO TROPEIRO é um patrimônio da cozinha mineira e sua história vem do período colonial, quando o transporte de mercadorias era feito por tropas a cavalo. Originalmente, a receita tinha apenas feijão, farinha e torresmo, ingredientes que resistiam às longas viagens. Com o tempo, ingredientes como ovos e linguiça foram adicionados, resultando em um prato ainda mais saboroso. Um autêntico “trem bão”.

PREPARANDO O FEIJÃO

Em uma frigideira, coloque o bacon, a linguiça e a manteiga de garrafa. Frite até a mistura começar a dourar. Adicione o alho, o louro e a cebola e mexa até dourar. Junte os ovos e mexa bem. Quando os ovos estiverem mexidos, adicione a farinha. Deixe incorporar bem e inclua o feijão. Tempere com sal e pimenta a gosto. Na hora de servir, salpique o cheiro-verde. PREPARANDO O ARROZ

Limpe a couve, lave e escorra bem. Corte-a em tiras finas e reserve. Aqueça o óleo e refogue a cebola. Junte o arroz e mexa até começar a grudar no fundo da panela. Adicione a água quente e mexa bem. Tempere com o sal e o cheiro-verde e cozinhe em fogo baixo (160 ºC) até a água começar a secar. Acrescente a couve e mexa com um garfo. Se necessário, adicione mais água quente. Cozinhe até o arroz ficar macio.

Deixe o feijão de molho por 12 horas. Ele vai cozinhar mais rápido e dissolver alguns componentes que são considerados pouco nutricionais, como fitatos e polifenois. Descarte a água

Essenciais da receita

LOURO As folhas de louro Chelli são ótimas opções para este prato

FEIJÃO CARIOCA Facilite suas receitas com o feijão carioca Vapza Orgânico cozido a vapor

ARROZ O arroz agulhinha Jasmine Integral é mais saudável

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

57


CEREAIS E SEMENTES

RENDE 4 PORÇÕES PARA O PRALINÉ SALGADO

•• 1 xícara (chá) de açúcar •• 100 g de amêndoas em lascas •• 1 colher (chá) de flor de sal •• Manteiga para untar PARA O RISOTO

•• 500 ml de caldo de legumes •• 1 colher (sopa) de manteiga •• ½ cebola picada

•• 2 xícaras (chá) de arroz arbóreo (ou carnaroli) •• 120 ml de vinho branco •• ½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado •• ½ xícara (chá) de queijo gorgonzola •• Folhas de tomilho fresco •• Sal e pimenta-do-reino branca a gosto

PREPARANDO O PRALINÉ

Leve o açúcar ao fogo baixo até dourar, mexendo de vez em quando. Quando obtiver um caramelo dourado, desligue o fogo e adicione as lascas de amêndoas e o sal, mexendo bem. Em seguida, despeje o caramelo sobre um tapete de silicone ou uma superfície antiaderente untada com manteiga. Deixe esfriar e endurecer e quebre em pedaços. Mantenha em pote hermético para evitar que derreta.

Risoto de gorgonzola, caramelo salgado e amêndoas

PREPARANDO O RISOTO

Em uma panela, mantenha o caldo em fogo baixo durante todo o preparo. Em outra, prepare o risoto. Refogue a cebola na manteiga sem deixar dourar. Adicione o arroz e misture. Despeje o vinho branco e mexa até evaporar. Coloque uma concha do caldo aquecido e mexa (em fogo baixo) até quase secar, misturando delicadamente. Repita essa operação concha por concha, até o arroz estar cozido al dente. Adicione os queijos e tempere com o tomilho, o sal e a pimenta a gosto. Sirva imediatamente. Prato Stella Ferraz, talher Villa pano, caminho de mesa de palha, Divino Espaço


CEREAIS E SEMENTES

Polenta com agriĂŁo e rabada ao pesto de pimenta biquinho


Polenta marcante

A rabada, já desfiada, vem acomodada sobre uma cama de polenta que tem o agrião incorporado ao seu preparo

Polenta com agrião e rabada ao pesto de pimenta biquinho RENDE 4 PORÇÕES PARA A RABADA

•• 1 kg de rabada bovina limpa •• Sal a gosto •• Pimenta-do-reino branca moída na hora a gosto •• 4 colheres (sopa) de azeite •• 1 cebola grande picada •• 3 folhas de louro •• 10 cravos-da-índia •• 4 dentes de alho •• 1 lata de tomate pelado •• 400 ml de vinho tinto •• Salsinha picada a gosto PARA O PESTO DE PIMENTA

•• 1 xícara (chá) de pimenta biquinho em conserva, drenada •• ¼ de xícara (chá) de salsinha •• 1 dente de alho

•• ½ xícara (chá) de castanha-de-caju •• 1 colher (sopa) de mel •• Raspas da casca de 1 limão •• ²/3 de xícara (chá) de azeite •• Sal a gosto PARA A POLENTA

•• 400 ml de caldo de carne •• 1 xícara (chá) de farinha de milho •• ½ xícara (chá) de parmesão ralado •• ½ xícara (chá) de creme de leite •• 2 colheres (sopa) de manteiga •• ½ maço de agrião cortado finamente •• Sal e pimenta-do-reino branca moída na hora

Rabada gourmet > ESTE PRATO FAZ MUITO SUCESSO pelo sabor marcante da carne em contraste com a base cremosa e neutra da polenta. A rabada é previamente desfiada, o que deixa o prato livre do excesso de gordura. Mas o segredo desta receita é o agrião, acompanhamento tradicional da rabada que é colocado no preparo da polenta. Some-se a essa dupla um pesto de pimenta biquinho com sua gostosa acidez e temos um prato especialíssimo.

PREPARANDO O PESTO

Bata todos os ingredientes em um processador (ou no liquidificador) até obter a textura de molho.

PREPARANDO A RABADA

Tempere a carne com sal e pimenta, coloque na panela de pressão destampada e doure os pedaços em azeite no fogo alto. Quando estiverem dourados, escorra o excesso de gordura e adicione a cebola, o louro, os cravos, o alho, o tomate e o vinho na panela. Feche a panela e cozinhe na pressão por 45 minutos. Após este tempo, desligue e aguarde a panela perder a pressão. Abra a panela e verifique a consistência do molho. Se necessário, ajuste com mais caldo ou mais fervura. Ajuste o sal e a pimenta, salpique a salsinha e sirva com a polenta cremosa.

PREPARANDO A POLENTA

Ferva o caldo de carne. Aos poucos, despeje a farinha, mexendo vigorosamente. Quando a polenta estiver cremosa, adicione o queijo, o creme e a manteiga. Mexa até o queijo derreter, misture o agrião, ajuste o sal e a pimenta e sirva imediatamente com a rabada e com o pesto.

Essenciais da receita

PIMENTA BIQUINHO Com a pimenta biquinho Hemmer, o pesto fica mais saboroso

AGRIÃO Escolha o agrião BeijaFlor Solteirinha para esta receita

FARINHA DE MILHO Obtenha a textura perfeita da polenta com a farinha de milho Yoki

GASTRONOMIA

Mar | Abr 2018

61


Revista Gastronomia Angeloni - Edição 36  

Mercearia essencial. Receitas sofisticadas, saborosas e práticas com nossos melhores ingredientes para completar sua lista.

Revista Gastronomia Angeloni - Edição 36  

Mercearia essencial. Receitas sofisticadas, saborosas e práticas com nossos melhores ingredientes para completar sua lista.