Page 1

P ró-Vocações e Missões Franciscanas BOLETIM INFORMATIVO

PROVÍNCIA FRANCISCANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DO BRASIL SÃO PAULO |Nº 125 - 2010| E-MAIL: pvf@franciscanos.org.br Ordenação presbiteral de Frei Renato Pezenti – Atalanta (SC)

Ordenação presbiteral de Frei Alvaci Mendes da Luz – Tubarão (SC)

Frei Afonso Katchekele Quessongo será ordenado diácono no dia 12/06

Ordenação diaconal de Frei Gilson e Frei Alessandro – Xerém (RJ)

EDITORIAL

“Pedi, pois, ao dono da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita” (Mt 9,38)

É com grande alegria que o nosso boletim do PVF deste mês lhes apresenta os novos diáconos e presbíteros da Província Franciscana da Imaculada Conceição. Neste Ano Sacerdotal, esses jovens são testemunhos do Cristo pobre, humilde e crucificado e da Igreja, a quem eles querem servir. Nós, do Pró-vocações e Missões Franciscanas, somos imensamente gratos a todos aqueles que de uma forma ou de outra são co-participantes da caminhada vocacional destes nossos irmãos. A vocês que se dedicam, que doam de sua generosidade, que rezam pela caminhada vocacional de nossos seminaristas e frades estudantes, nossas palavras

de agradecimento. Temos certo que o caminho é longo, que a estrada é cheia de dificuldades, mas que Aquele que chama a todos e que nos conhece pelo nome, é quem dá a força da perseverança e abençoa vocês, benfeitores e benfeitoras, espalhados por este imenso Brasil. Que Santo Antônio de Pádua, modelo de santidade, inspire estes jovens padres e diáconos no caminho do Evangelho e cuide com carinho de todos que foram e que são responsáveis pela formação deles! A eles, nossos parabéns pela missão assumida na busca do Reino de Deus e a todos mais uma vez o nosso muito obrigado! Equipe do PVF


|2|

E

SANTO ANTÔNIO

Convertedor dos Pecadores

Como é árdua a tarefa da conversão e da busca de vida nova. É Por isso que Santo Antônio martelava sobre as o rezarmos a ladainha deste Santo deparamo-nos solicitações do mundo. Seu conselho: “Escolhe, pois, a vida, para que com algumas invocações vivas, amando o Senhor teu Deus, como estas: Convertedor obedecendo sua voz e permanecendo de Pecadores; Martelo dos hereges; unido a ele, porque Ele é a tua vida. Terror dos demônios. Tudo o que Só existe salvação se deixarmos o pode levar o homem ao mal, ou erro e voltarmos para Deus. É a distanciar-se de Deus, ele exorcisa. conversão. É o triunfo da graça sobre Ele sabia que no Reino de Deus o pecado. É a presença de Deus só entrava quem se convertia para em nossa vida. É a substituição do Deus. “Convertei-vos”, diz Jesus. mal pelo bem. É o início de novo Daí, Santo Antônio preocupar-se caminho. É troca de rota. com a mudança de direção da Portanto, conversão é reviravolta. vida, abrindo-nos à fé, passando Isto é penoso... É corte... É deixar... da dissipação mundana à seriedade cristã, do desânimo à esperança, das É abandonar... E então Deus se manifestará em nós”! trevas à luz. Santo Antônio era firme e radical em Certo autor de espiritualidade suas pregações: “Arrependam-se de seus pecados, acreditem nas palavras escreveu: do Cristo e familiarizem-se com o Evangelho e isto seja norma para o seu viver cotidiano”. Naturalmente, a conversão é um processo lento e constante, no decorrer de uma vida. O voltar-se para Deus e para outro não é fácil. A renovação espiritual exige mudar de mentalidade e de conduta. Escreve o livro do Deuteronômio: “Ponho diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida para que vivas” Dt 30,19. Para esta opção é necessário maior recolhimento, freqüente escuta da palavra de Deus e oração mais intensa. Não se pode servir a dois senhores: pois não se escolhe Deus, seguindo, ao mesmo tempo, as solicitações do mundo, cedendo às paixões, acariciando o egoísmo e alimentando a cobiça e a ambição. Frei Atílio Abati,ofm

A

“Converter-se é purificar-se do pecado, é endireitar as tortuosidades do coração e da mente, é aplainar os desmoronamentos da inconstância e do capricho, é abater as pretensões do orgulho, é vencer as resistências do egoísmo, é destruir as asperezas nas relações com o próximo, enfim, é fazer da própria vida um caminho reto para Deus”. Santo Antônio, a exemplo de São Francisco, far-nos-ia hoje um apelo: “Irmãos, vamos começar, porque até agora nada fizemos”. Resumindo, a conversão seja a ação de Deus em nós. A abertura para a graça. Um olhar nas coisas para descobrir Deus e a perseverança para começar sempre de novo.


l

|3|

Frei Alessandro e Frei Gilson: no serviço diaconal No 3º domingo da Páscoa (18/04), quando o Evangelho apresentou o belíssimo encontro dos Apóstolos com o Ressuscitado, Frei Alessandro Dias do Nascimento e Frei Gilson Kammer foram ordenados diáconos pelo bispo da Diocese de Duque de Caxias, Dom José Francisco Rezende Dias, em celebração na Igreja Matriz de Xerém (RJ), às 9 horas. D. José teve como concelebrantes o Definidor Frei César Külkamp, representando o Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, e o Pe. Vanildo Francisco Cregi, pároco da Igreja de Nossa Senhora das Graças. Frades de toda a Província participaram da celebração, especialmente os confrades estudantes de Teologia, e familiares dos ordenandos. Dom José Francisco lembrou que há muitos seguimentos que não são seguimentos: “Podemos correr atrás e não seguir. E Pedro queria seguir a Jesus, do seu jeito e do seu modo. Jesus lhe dá a possibilidade, mas faz entender não aquilo que Pedro quer de Jesus, mas aquilo que Jesus quer da vida e da missão de Pedro. E é nessa hora que Jesus pergunta: “Tu me amas mais do que estes?” Neste contexto, Dom José Francisco questionou Frei Alessandro e Frei Gilson. “E, aqui, hoje, Jesus também pergunta: ‘Vocês me amam?´ E a missão que Ele vai estar confiando é apascentem, sirvam os meus, não os teus; sirvam do meu jeito, não do teu jeito, mostrando que temos de estar sempre buscando esta identificação com Cristo, para servi-Lo, para amá-Lo, para ser presença viva do Ressuscitado”, exortou. Frei Gilson e Frei Alessandro escolheram como lema da ordenação o versículo de Mt 20,28: “Eu não vim para ser servido, mas para servir”. O bispo de Duque de Caxias ainda enfatizou: “Hoje, vocês estão respondendo diante de nós que amam a Jesus e peçam muito a graça para amáLo do jeito que Ele quer e para servi-Lo com o seu amor, para também estar se dedicando aos irmãos com o mesmo amor de Jesus, sendo presença viva de Jesus na Igreja, no mundo, junto aos irmãos”. Bastante emocionado, Frei Gilson não esqueceu de agradecer a todos que participaram direta ou indiretamente de sua caminhada e de Frei Alessandro, especialmente os familiares, a Província e os benfeitores. No final, fez um apelo às comunidades presentes: “Nos ajudem, nos cobrem esse serviço fraterno. E nunca deixem que esqueçamos desse compromisso de amor e caridade a Deus e à sociedade. E que Deus abençoe a todos”, concluiu.


|4|

V

Os novos p

FREI ALVACI

C

omo era de se esperar, a grande Catedral Diocesana de Tubarão (SC) lotou e fez uma celebração que ficará para sempre na lembrança dos tubaronenses, especialmente de Frei Alvaci Mendes da Luz, que foi ordenado presbítero, no dia 1º de maio, por Dom Hilário Moser, SDB, bispo emérito de Tubarão, que hoje reside em São José dos Campos (SP) e voltou à cidade especialmente para atender ao convite de Frei Alvaci. Ele teve como concelebrantes o Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, da Província Franciscana da Imaculada Conceição e o pároco da Catedral, Pe. Elias Della Giustina. O Governo Provincial também esteve representado pelos Definidores Frei Mário Tagliari e Frei Samuel Ferreira de Lima, além de frades de toda a Província, padres da Diocese, seminaristas, OFS e um grupo de Nilópolis e Petropólis, que viajou mais de 20 horas para homenagear o novo presbítero. Na liturgia da Palavra, o povo foi pego de surpresa pela equipe litúrgica. No término do Canto de Aclamação ao Evangelho, um carteiro entrou pelo corredor central da igreja gritando que trazia uma carta. Ele atravessou a nave da igreja e entregou um envelope para Dom Hilário, que tirou do embrulho, em forma de presente, a Bíblia Sagrada. Entre assustado e surpreso, o povo aplaudiu a inovação. Na sua “homilia franciscana”, Dom Hilário lembrou do pequeno Alvaci que lhe ajudava nas missas.”Já vai longe o tempo em que você, de sorriso nos lábios, vestido de coroinha, nesta catedral, junto a este altar, prestava serviço litúrgico na celebração do sacrifício do Senhor. Hoje, você está aqui de novo. Novamente revestido da túnica, mais sorridente do que nunca, está à espera do abraço de Jesus”, disse D. Hilário, ao referir-se a uma imagem de São Francisco de Assis, abraçando Jesus Cristo, e Ele, por sua vez, retribuindo o abraço de Francisco. “É uma das mais belas e expressivas imagens”, disse, enfatizando: “A partir de hoje, como Francisco era o homem de Jesus Crucificado, você também será o homem de Jesus Bom Pastor”. O Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, agradeceu em nome da Província a Dom Hilário pela disponibilidade em ordenar Frei Alvaci em Tubarão. “Frei Alvaci, você recebeu de D. Hilário mais do que uma homilia; um grande programa de vida para o seu Ministério Sacerdotal”. Frei Alvaci celebrou a Primeira Missa no domingo (2/5), na Paróquia de Santa Terezinha, no bairro onde residem os seus pais. Como na ordenação, seus confrades estiveram em peso, entre eles Frei José Lino Lückmann, da Fraternidade de Lages (SC), convidado por Frei Alvaci para ser o pregador. Ele comentou o lema da ordenação de Frei Alvaci. “Como eu vos amei, assim também vós deveis amar uns aos outros”. “Belo e completo programa de vida para você”, enfatizou Frei José Lino, emendando: “Ame e faça o que quiser, já dizia Santo Agostinho”. Frei Alvaci não cabia em contentamento e agradeceu muito a todos que o acompanharam na sua caminhada.


presbíteros FREI RENATO

D

urante três horas, a família Pezenti se emocionou muito, principalmente a mãe Osnilda, que chorou sem parar em cada rito ou movimento da ordenação presbiteral do filho querido, Frei Renato Pezenti. O ginásio de esportes Manoel Inácio Antunes, da pequena e acolhedora Atalanta, no interior catarinense, transformou-se completamente num templo para registrar esse momento, que tão cedo a comunidade e a família Pezenti não vão esquecer. Frei Renato teve uma ordenação presbiteral, no sábado (15/05), à altura de seu tamanho, à altura de sua simpatia, de seu amor pela comunidade, amigos e pela família. A cidade não perdeu a oportunidade de dar graças pelo filho querido e lotou o ginásio para ver o bispo Dom José Juvêncio Balestieri, emérito da Diocese de Rio do Sul (SC), impor as mãos e ungir o novo presbítero da Província Franciscana da Imaculada Conceição, representada pelo Definidor Frei Samuel Ferreira de Lima, no lugar do Ministro Provincial Frei Fidêncio Vanboemmel, e Frei João Maria dos Santos, pároco de Ituporanga, além de Frei Antônio Michels, Definidor e Pregador da Primeira Missa de Frei Renato. Da Província toda, seus confrades se fizeram presentes, assim como a presença especial dos seminaristas de Agudos, onde Frei Renato é orientador, dos noviços, dos aspirantes, além de padres da Diocese e dos familiares, em peso na celebração. Frei Pedro da Silva, animador vocacional da Província, e os frades que trabalharam na Semana Missionária foram unânimes em afirmar que nunca viram uma comunidade assumir com tanta intensidade uma celebração como esta de Frei Renato. A família de Frei Renato não dispensou esforços para celebrar este momento. Isso ficou mais claro ainda nos agradecimentos logo após a ordenação, quando o povo pôde conhecer melhor a história vocacional de Frei Renato, contada em detalhes pela irmã Daiana e pela fala emocionada do novo presbítero sobre a importância da família na sua vida, quando afirmou categórico: “Eu não sou padre por acaso. Meus pais me ensinaram a ser sacerdote”. Servir foi a palavra que Frei Renato aprendeu com seus familiares. “Parece que a única forma de dizer para Deus o tamanho da minha gratidão não é com palavras mas com gestos. E foi por isso justamente que escolhi este tema: Estou no meio de vós como aquele que serve”, agradeceu. Frei Samuel, que é Definidor para esta Região Catarinense, representou o Ministro Provincial e deu graças a Deus pelo dom da vocação de Frei Renato. “Pelo dom da sua família, que o cultivaram no amor e na fé”, disse, agradecendo a Dom José, que acolheu fraternalmente o convite de Frei Renato. Frei Renato Pezenti celebrou a Primeira Missa na sua comunidade de origem, em Ribeirão Matilde, e teve como pregador Frei Antônio Michels, que foi o seu orientador durante os dois últimos anos de Teologia, na Fraternidade de Imbariê, Duque de Caxias.

|5|


|6|

V

Frei Afonso será ordenado diácono em Angola No dia 12 de junho, Frei Afonso Katchekele Quessongo será ordenado diácono em Luanda, no Santuário do Sagrado Coração de Jesus, no Mosteiro das Irmãs Clarissas. Frei Afonso será o primeiro frade angolano a receber o ministério da diaconia na Fundação Imaculada Mãe de Deus, que exatamente neste ano completa duas décadas de fundação. Frei Afonso Kachekele Quissongo nasceu no dia 3 de abril de 1975, em Huambo, em Angola. Ele foi o primeiro angolano a professar solenemente na Ordem dos Frades Menores como o primeiro fruto da Fundação Imaculada Mãe de Deus

de Angola. Para ele, a simplicidade na diaconia é o que mais encanta na vida franciscana. “Só quem é simples é capaz de entregarse ao serviço sem questionamento de recusa ou murmúrio, sem busca de recompensa. Eu sinto de perto este elemento em muitos confrades que se doam para exercer a sua vocação em terras de Missão. Isto me motiva muito e cultiva em mim o espírito missionário, sentindo-me disposto a ir a qualquer lugar para servir, sem preferência de nacionalidade, raça ou cultura; o que importa é o serviço em favor do Reino, na simplicidade”.

NOTAS FRANCISCANAS

Erigida Nova Custódia dos Protomártires da Ordem no Marrocos

1º Capítulo da Missão Franciscana de Angola

Nos dias 22, 23 e 24 de março de 2010, os Irmãos Menores presentes no Marrocos tiveram seu último Capítulo de Federação e primeiro da nova Custódia, pois no dia 22 de março de 2010, o Ministro Geral erigiu a nova Custódia dos Santos Protomártires da Ordem no Marrocos, dependente do Ministro Geral, nomeando a Fr. Robert Mokry como primeiro custódio. A presença franciscana no Marrocos está composta por 20 irmãos, de 12 nacionalidades distintas, entre eles o brasileiro Frei Jorge Lázaro de Souza, desta Província da Imaculada, divididos em 6 fraternidades que servem às pequenas comunidades cristãs do Marrocos nas dioceses de Tânger e Rabat, prestando especial atenção aos mais pobres através da promoção social e cultural da gente do lugar.

No dia 5 de abril, às 16 horas, teve início, na Fraternidade São Francisco de Assis (Bairro Palanca, Luanda), o primeiro Capítulo da Fundação Imaculada Mãe de Deus de Angola. O tema foi “Em comunhão Fraterna Enviados a Evangelizar”, motivados pela passagem evangélica “E os enviou dois a dois...” (Lc 10,2). Para presidente da Fundação foi reeleito Frei Angelo José Luiz e, para o Conselho foram eleitos Frei Sebastião Kremer, que também exercerá a função de vice-presidente; Frei Valdir Nunes Ribeiro e Frei José António dos Santos. Todos aceitaram as funções e, diante do Ministro Provincial, foram confirmados e prometeram servir aos irmãos e zelar pelo bem da fraternidade.

EXPEDIENTE

INTENÇÕES DE MISSA

Nome:_________________________ Data:

/

/

Use este espaço para solicitar aos Franciscanos que celebrem a Santa Missa nas suas intenções. Caso não queira recortar este Boletim, você também pode usar uma outra folha de papel, ou até mesmo fazer xerox deste formulário e enviar para: Caixa Postal 900 - 01031-970 - São Paulo - SP. Um meio mais rápido é fazer pela Internet, através do email: pvf@franciscanos.org.br

BOLETIM PVF Edição bimestral Escritório: Largo São Francisco, 133 Centro – São Paulo (SP) CEP 01005-010. Tel.: (11) 3291-2416 Emails: pvf@franciscanos.org.br Site: www.franciscanos.org.br/pvf Coordenadores: Fr. Atilio Abati e Fr. Alvaci Mendes da Luz Edição: Moacir Beggo (jornalista responsável - Mtb 14.888) Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil


|7|

RETIRO DOS BENFEITORES

Carisma franciscano e alegria de sermos uma família

O Retiro Franciscano dos Benfeitores do Pró-Vocações e Missões Franciscanas chegou neste ano na 12ª edição. Como de costume, nos reunimos no Seminário Santo Antônio, em Agudos (SP), de 18 a 21 de abril. Um total de noventa e cinco benfeitores puderam partilhar momentos de espiritualidade e comunhão fraterna. No dia 18, à noite, foi feita a abertura do Retiro e a apresentação dos participantes, que vieram do Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Amazônia. No primeiro dia (19), na parte da manhã foi abordada a temática Vida de Oração, e, à tarde, refletiu-se sobre a Família. Frei Almir Guimarães foi o pregador, muito feliz nas suas exposições, entremeadas de perguntas, questionamentos, dúvidas e esclarecimentos. No segundo dia (20), na parte a manhã houve uma procissão mariana para a Gruta, em que contemplamos os mistérios da Coroa das 7 Alegrias de Nossa Senhora. A cada dezena, Frei Alvaci Mendes conduzia uma reflexão. No final da caminhada, a cargo de Frei Paulo Back, foi feita a consagração a Nossa Mãe Maria Santíssima. Neste mesmo dia, na parte da tarde, os benfeitores puderam conversar com os seminaristas, que demonstraram maturidade em suas colocações. Já, às 16 horas, foi feita a confissão comunitária, conduzida por Frei Atílio Abati e seguida de uma celebração eucarística de encerramento, às 17 horas, em ambiente especial, sob a presidência de Frei Paulo. Missa bonita, participativa e rica em gestos litúrgicos. À noite, uma apresentação cultural dos seminaristas em homenagem aos participantes fechou com chave de ouro este dia repleto de atividades. Foi interessante, rica em variedade, cativante e estendeu-se por quase duas horas. Dia 21, às 10 horas, partíamos de Agudos rumo a São Paulo. Foram dias maravilhosos, de sol, céu azul e estrelado, noites agradáveis e comida farta. Na chegada e na partida, os seminaristas estavam presentes com sorriso cativante, cantos e abraços. Ao seminário Santo Antônio, seminaristas, frades, religiosas e funcionários nossa profunda gratidão. Que São Francisco os abençoe e retribua o carinho expressado a nossos benfeitores!.


|8|

R

Oração pelas Vocações

Como outras vezes, também nesta circunstância, ergamos o olhar para Maria, Mãe da Igreja e Estrela da nova evangelização. Invoquemo-la com confiança, para que não faltem na Igreja pessoas prontas a responder generosamente ao apelo do Senhor, que chama a um mais direto serviço do Evangelho: “Maria, humilde serva do Altíssimo, o Filho que geraste, tornou-te serva da humanidade. A tua vida foi serviço humilde e generoso: Foste serva da Palavra quando o Anjo Te anunciou o projeto divino da salvação. Foste serva do Filho, dando-lhe a vida e permanecendo aberta ao seu mistério. Foste serva da Redenção, ‘estando’ corajosamente aos pés da Cruz, ao lado do Servo e Cordeiro sofredor, que se

imolava por nosso amor. Foste serva da Igreja no dia de Pentecostes e com tua intercessão continuas a gerá-la em cada crente, também nestes nossos tempos difíceis e angustiosos. A Ti, jovem filha de Israel, que conheceste a inquietação do coração juvenil diante da proposta do Eterno, olha com confiança os jovens do terceiro milênio. Torna-os capazes de acolher o convite de teu Filho a fazer da vida um dom total para a glória de Deus. Fá-los compreender, que servir a Deus, sacia o coração, e que só no serviço de Deus e do seu reino, realizam-se segundo o divino projeto, e a vida se transforma num hino de glória à Santíssima Trindade. Amém.” Papa João Paulo II

Outros (especificar) Informação Porteiro Endereço Insuficiente

Mudou-se

Não Procurado

Recusado

Não existe o nº indicado Desconhecido

Falecido Ausente

Data: Assinatura e nº do entregador Reintegrado ao serviço postal

Para uso exclusivo do Correio CORREIOS DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

CAIXA POSTAL 900 01031-970 - SÃO PAULO - SP

PRÓ-VOCAÇÕES E MISSÕES FRANCISCANAS

5735/01 - DR/SPM Província Franciscana

Impresso Especial

boletim_125_210510  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you