Page 1

Arquivo pessoal

Quero ser prefeita de Lorena

o popular

Ano XIII nº 623 - Vale do Paraíba/SP, 03 de setembro de 2011

www.popdovale.com.br

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Desta vez, é Regina Marietta Bartelega que se declara pré-candidata a prefeita de Lorena e responde as perguntas do POP. página 4

Mais uma condenação impede Aloísio Vieira de ser candidato

Tribunal de Justiça cassa direitos políticos de ex-prefeito por irregularidades em Plano Comunitário de Melhoramentos - PCM que pavimentou ruas da cidade página 3

O “Estrangulador de Bonecas” promete surpreender Lorena

Dívida com Santa Casa põe em risco funcionamento do Pronto Socorro

R$ 600 mil é o valor da dívida que o hospital cobra da Prefeitura

Vanessa Freitas

Curta-metragem que será lançado em outubro garante agitar a cidade página 5

Rafael Vinícius

José Nicodemus

Fachada do Pronto Socorro de Lorena

Escola e Comunidade unidas em prol do meio ambiente Projeto “De olho na imagem” reúne alunos, PSF e comunidade para preservação da Praça da Figueira página 5

Flávia Farias

Lorenenses participam da Jornada Nacional de Lutas em Brasília

Manifestantes pedem investimentos em saúde, educação e reforma agrária

A figueira centenária na Praça da Cabelinha

Manifestantes em Brasília

pág. 8

Maurilio Neto


página 2 - Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011

O Papai voltou Os nossos brilhantes, honestos e trabalhadores vereadores de Lorena, passam por um momento impar de felicidade com a cassação do prefeito Paulo Neme, e com a Prefeitura nas mãos do vice Marcelo Bustamante. O papai voltou a ser secretário. Não só o papai, mas todos que haviam saído com ele. Conseguiram depois de muita briga e tensão reempregar boa parte da família, e quem sabe com o correr dos dias, tentar empregar o resto da família. Mas, o que mais espanta é a postura do Marcelo Bustamante que aceitou essas imposições dos vereadores, compactuando com a imoralidade e com o nepotismo. Apesar do mandato ridículo quando vereador e presidente da Câmara, que até hoje têm problemas com o Tribunal de Contas, esperava um pouco mais de postura do atual prefeito. Sei que não é da natureza dele ser macho - no sentido de corajoso - mas ao menos poderia disfarçar. Poderia começar o governo de forma independente, trazendo novas pessoas, novas idéias para tentar tirar Lorena do ostracismo e do caos atual. Mas, infelizmente não é esta a realidade, ele está se cercando com as velhas múmias que ajudaram a trazer esta triste realidade em que vivemos. Mostra que vai ser pau mandado ou boneco de ventríloquo, como os senhores queiram. Começa um governo comprometido com a mediocridade. É uma pena, poderia mostrar um novo caminho para a vida política da cidade. Daqui a pouco, é capaz de alguém chamar tal política de a política do retrocesso, ou a política do fio terra, que pena! Na Câmara é só festa. O vereador galináceo já reempregou o pai como secretário da Juventude. Aquele mesmo que conseguiu dar calote no Asilo São José, dar calote nos velhinhos é tirar a comida, o remédios deles. Além disso, gestão medíocre na pasta da juventude é encaminhar e jogar os jovens nos braços da criminalidade. Este é novo velho rumo da atual administração. Que decepção Marcelo! Bata na mesa, comece uma outra historia, deixe sua marca. Enquanto isso, os calhordas, pai e filho continuam rezando e falando de Deus. Hipócritas, falsos, vendilhões do templo, as palavras soam e são falsas na boca deles. Tenham vergonha e esqueçam o nome de Deus. Chega de mentiras e falsidade. O papai voltou, pobre Lorena. Humberto Diniz, é advogado e policial aposentado.

Então tá! por Regina Paula da Rocha Faria “Estudar com qualidade, trabalhar com dignidade” - este é o lema dos servidores da EEL, antiga FAENQUIL, que estão em greve desde 10 de agosto. Cerca de 250 pessoas, entre professores, alunos e funcionários estiveram dia 30 de agosto na USP em SP e concentraram-se em frente da Reitoria. Lá receberam o apoio do SINTUSP - Sindicato dos Trabalhadores da USP e do DCE - Diretório Central Estudantil. Depois dirigiram-se ao Auditório “Camargo Guarnieri”, onde foram recebidos pelo Reitor, Dr. Rodas, que, curiosamente, elogiou a paciência demonstrada pelos servidores, que esperam há 5 anos e meio que a administração do quadro seja transferida da Secretaria de Desenvolvimento para a USP. O elogio poderia ser entendido como uma procrastinação no atendimento de um direito legítimo? Essa demora deve-se, principalmente, a um parecer negativo, dado pelo Procurador Geral do Estado, que considerou o pleito inconstitucional. Então, a pressão agora assumida pelo quadro da EEL já poderia ter começado há mais tempo, não fossem as repetidas promessas de solução para o caso, que, no final, não são cumpridas? Como dissemos anteriormente, foi a excelência da qualidade de ensino que motivou a encampação da antiga FAENQUIL pela USP, qualidade essa que certamente não seria atingida sem a atuação dos professores e com o auxílio dos funcionários, mas foram justamente estas duas categorias que, ao invés de receber os merecidos lauréis, foram relegadas a uma situação de servidores de 2ª classe, perdendo muitos direitos adquiridos e tendo seus vencimentos amplamente defasados em comparação com os demais funcionários estaduais da área da Educação. O numeroso grupo, em todos os momentos demonstrou grande união, sendo que é digno de nota o apoio dos alunos, que poderão ser os mais prejudicados podendo perder o semestre, se a greve continuar por muito mais tempo. Mais uma vez foram feitas promessas, dessa vez de equiparação salarial, até ser resolvida a questão principal, que é a administração pela USP. Mas, segundo o Prof. Carlos Roberto Almeida, “adequação de salário é uma questão de justiça, o que nós queremos é a valorização da nossa dignidade”. A citada inconstitucionalidade seria real, se os servidores não fossem um quadro em extinção. Parece que se trata de falta de vontade política do governador para corrigir uma situação no mínimo injusta, e mais ainda, incoerente, posto que, quando secretário de Desenvolvimento, ele próprio prometeu retificar o arranjo ocorrido na encampação. Teria sido apenas um apalavrado de palanque? Parece também que não é falta de verba, pois os projetos de construção das instalações para abrigar os novos cursos são grandiosos, inclusive com moderna iluminação externa de LED, a ser usada na Av. Paulista, na USP e aqui, na EEL. Mas será que apenas belas instalações, sem o desempenho dos mestres e o apoio de sustentação dos funcionários garantirá o mesmo nível de excelência tão decantado anteriormente? É importante que o grupo continue unido e que mantenha a greve como recurso de pressão, até o objetivo principal ser atingido.

EXPEDIENTE

Gazeta do Vale Diretor e Jornalista Responsável Luciano Augusto de Meira Leite - MTB/SP:34.952 Registrado no CRCPJCL CNPJ: 04.319.396/0001-95 Inscrição Municipal 21072 Rua Oswaldo Cruz, 217 Lorena - SP - CEP 12606-271 contato@popdovale.com.br www.popdovale.com.br

cidades

Tá na fita por Plínio Figueira Banco sonega? A Receita Federal está de olho na sonegação de Imposto de Renda dos bancos. Segundo a Receita o Banco Itaú está sob suspeita de ter inflado em seu balanço a inadimplência de seus clientes para pagar menos Imposto de Renda. O valor chega a bilhões. Vamos aguardar. Parece que os banqueiros não estão satisfeitos com as altas taxas de juros, querem mais. Supermercados Continua o mercado aquecido. As vendas tiveram um aumento de 6,24% em julho, tendo como base junho. Em Lorena, o Supermercado JC, do nosso amigo José Carlos, também acompanha o ritmo de crescimento, consolidando a cada dia que passa sua posição de liderança, são onze lojas pertinho de você. Caça aos fantasmas Depois da artilharia Bustamante/Élcinho estar voltada para a cassação do prefeito Paulo Neme, agora tem início a operação Caça Fantasmas. São os funcionários fantasma a serviço da Prefeitura. De imediato tem uma que está recebendo salários de R$ 2.400,00 no cargo de Secretaria Adjunta da Educação, e não faz serviço nenhum para a Prefeitura. Mesa de estratégia Lá no Bar do Hipólito no Sta Edwirges, onde tem porção de churrasco a R$ 5,00 e cerveja bem gelada, vimos dois estrategistas de futebol traçando as metas para vencer os próximos jogos. São eles, Chiquinho (Palmeirense) da Pizzaria e Hinha. Chiquinho do Palestra diz que não perde uma, e vai vencer todas, iniciando pelo Bairro da Cruz, lá na USP domingo de manhã. Hinha que cuida dos Veteranos, vai vencer o Guarani, no sábado a tarde. Uma coisa é certa, o Palmeiras venceu o Coringão por 2x1, e o Palestra do Chiquinho como é que fica? 91 anos No dia 5 de setembro, dona Adelfina Alves Ferreira, completa 91 anos. Ela tem 5 filhas, 14 netos, 18 bisnetos, 9 tataranetos, totalizando 46 parentes. Este é um belo exemplo da família, na Vila Passos. Nossos parabéns a senhora e família, bem como o abraço da Catia Helena Zuquin, nossa amiga. Boateiros do bar Os boateiros vão continuar lambendo os beiços, porque é quase certeza que a dupla Chiquinho Pizzaria e Hinha vão fazer parte da comissão técnica do Palmeiras, com o objetivo principal do Cleber começar a fazer gols. Belo exemplo Fazendo ponto perto do Bradesco, fica o jovem Gabriel de 13 anos vendendo queijadinhas e muito boas. Ele estuda, vive bem com os pais, cumpre os deveres da escola e é um bom vendedor. Aceita encomendas pelo telefone 3157 1312. Bairro de São Roque, na frente do viaduto. Isto é um BELO exemplo. Loja nova Conhecemos na inauguração o proprietário da Lumiere, a mais nova opção em perfumaria aqui em Lorena. Preços mais baratos e atendimento personalizado. Tinta Nutrisse apenas R$ 10,50. Rua Comendador Custodio Vieira, 204, tel. 3185 8583. Noite no Choppiano Na sexta-feira, Musical Arte comandou a noitada com muita animação e até sambas de enredo. Selminha, Vivaldo, e Jean formam o trio Selvijean. Os passistas de samba na noite foram Marcelo e Fabiana da Veloscap, que deram um show. Também as amigas do casal Wanda e Rosangela não ficaram atrás, e sambaram até o final da noite. Apelidaram o grupo de Mestres do Samba. Noite no Engenho No sábado, foi muito legal e o Engenho do Clube Comercial ficou lotado. Laércio e esposa, Silvio e Rose, não perderam uma música. Dizem que tem um abaixo assinado para a esposa do Laércio, deixá-lo ficar como free dance oficial do Clube. Aí tem gronga.

Vox populi por Pe. Rivelino Nogueira

Uma esmola para os pobres Certa vez, São Clemente Hoftbauer, da Congregação dos Redentoristas, entrou em uma taverna para pedir uma esmola para as obras que realizava com meninos abandonados. Um homem, Kalinski, o odiava, e estava presente. São Clemente entra se dirige à mesa de Kalinski e pede uma esmola. Como é Kalinski, você não vai fazer nada? Falou alguém. Kalinski, pegou o copo de cerveja que bebia, encheu a boca e despejou no rosto de São Clemente. Embora de índole colérica, o santo não se perturbou. Puxou o lenço, limpou o rosto e disse ao agressor. Você já deu o que eu mereço. Agora, dê uma esmola para meus pobres. A atitude do santo desconcertou Kalisnki e os demais do grupo. Na mesma noite Klinski mandou a São Clemente um saquinho de moedas de ouro e, arrependido e penitente, tornou-se grande amigo e colaborador do santo. É a força da mansidão e do perdão. Isto é “amontoar brasas ardentes” sobre a cabeça do pecador.

Silêncio por um minuto, Moraizão nos deixou Foi sepultado no último dia 30, Dário de Moraes, mais conhecido com “Moraes”. Os companheiros remanescentes do grupo dos “Elétricos” o tratavam como “Moraizão”. Educado, amigo dos amigos, Moraes era sempre solicitado para fazer os churrascos nos aniversários e festas dos colegas. Muita gente presente no velório, e, do antigo grupo dos “Elétricos” lá estavam o jornalista Carlos de Souza, Hildebrando, Guerreiro, Ivã da Padaria e Zé Márcio. Católico praticante, Moraes morreu aos 58 anos no último dia 29 em sua residên-

cia. Dezenas de amigos e conhecidos estiveram presentes no seu sepultamento. Deixa três irmãos; Jose Antônio, Terezinha, Francelina, e sobrinhos. Com certeza, o Moraizão vai deixar também muitas saudades.

No limite da fé Deus nos acuda!!! O que acontece com a maioria dos políticos corruptos que quando a coisa aperta, apelam para religião? Acreditem se quiser, mas o prefeito de Taubaté Roberto Peixoto, em romaria a pé durante esta semana na Dutra, percorreu os 50 km em profunda meditação. Estampado nos principais jornais da região, o famoso Peixoto, que há pouco tempo, foi preso juntamente com sua esposa por corrupção na Prefeitura de Taubaté no caso da merenda escolar. Com a camisa do Taubaté, percorreu o trecho carregando a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Sacrilégio! Meu Deus. Isso denigre a imagem não só da Santa, mas também da igreja Católica. Ainda mais com a declaração que essa atitude foi devido a uma promessa que o devoto fez para não ser cassado. Pois é, agora temos uma explicação lógica. Os vereadores de Taubaté não cassarão o prefeito por intervenção divina. E você, homem (mulher) de pouca fé, pensando mal da conduta dos nobres vereadores né! O que mais é possível fazer para demonstrar o descaso, e a falta de respeito deste políticos pilantras? É assustador o que se faz em nome do dinheiro e poder. Não precisa ir muito

Nando Romeiro

longe, aqui mesmo em Lorena é comum os devotos fervorosos bancarem como falsos profetas. Lorena também é candidato a várias indicações de santo na cidade. Até para substituir o Espírito Santo já temos, pois contamos com um ser de Luz. Fora outros que não quero nem comentar por aqui. Agora, com a aproximação das eleições, o que mais temos são santos candidatos. Nem no Vaticano, quando se elege um Papa, tem essa quantidade de “homens de Deus”. Acho que Lorena está precisando na verdade é do Pe Quevedo ou qualquer outro exorcista. Pois está cheia de alma penada que acha que é anjo. Deus nos acuda! Luiz Fernando Romeiro Reis, apresentador do Programa Fernando Romeiro Até Você na Radio Cultura de Lorena, 1460 AM, aos sábados as 11 horas da manhã.

www.popdovale.com.br


política

Contraponto

por Luciano Meira

O novo velho governo A julgar pelas nomeações feitas até o momento, a única mudança que se pode vislumbrar no horizonte é a do tamanho da barriga do ocupante do cargo. De resto não muda quase nada. Até quando? Se Paulo Neme não é mais o prefeito, por que um bando de desocupados que vivem as custas dos holerites da Prefeitura, ainda trabalha como Leão de Chácara e Damas de Companhia na casa/consultório dele. Falta coragem para demitir, ou no atual governo já estão pensando em sair do armário e fazer o mesmo? Ajeitando a carga Parece que o “Bonde das Eleições 2012” deu uma freada para fazer um ajuste na carga. Enquanto surge um novo nome no cenário, Marietta Bartelega (PMDB), João Bosco Romeiro (PMDB), por iniciativa própria e Aloísio Vieira (PSC) por vontade superior, devem pendurar as chuteiras. Esquentando os tamborins O inoxidável Zé Tico agora vai! Se nada de novo acontecer pelas bandas da Justiça em SP, em menos de um mês ele assumirá o comando político da pré-campanha de Marcelo Bustamante (PTB). Dúvida do mercado A campanha de Fábio Marcondes (PSDB) ganha ou perde com os Malerbas por perto? Recém chocado O vereador Totô (PTB) deve ser a nova ave no ninho tucano de Lorena. Pela segunda vez Assim como na eleição passada, o vereador Galão Aquino (PMDB) em púbico nega afinidade com a candidatura majoritária de seu partido, mas foi um dos primeiros a se colocar à disposição da pré-candidata. Rápido no gatilho Ainda falando do galináceo, desta vez ele foi tão rápido que nem deu tempo de seu pai dar entrada no Seguro Desemprego. Ele que era o responsável pela Secretaria que deu calote nos velhinhos do Lar São José, já voltou a mamar nas divinas tetas municipais. Mais vale a prática que a gramática O Secretário de Finanças Walter de Lucia, que veio para resolver o problema do Campos Machado (PTB), mesmo sem ostentar os títulos de doutor, mestre ou qualquer outra coisa dessas, mostrou-se tão habilidoso na arte de transpor verbas, que se deixarem, ou dependendo de quem assumir em 2013, vai se aposentar em Lorena. Falando em gente habilidosa O habilidoso Fernando Hummel, presidente do fã clube da Consuelo Leandro, deverá voltar a ser o Secretário de Obras da Prefeitura de Lorena. É a minha memória ou o meu ouvido que está ruim? Não são os mesmo vereadores que hoje atacam a SABESP, que na época da renovação da concessão aplaudiam a empresa. Não são eles também os mesmos que se beneficiaram dos R$ 6 milhões que a empresa injetou na cidade às vésperas da eleição/reeleição de 2008? Lei de Murphy As coisas sempre podem piorar. Quem não consegue manter Postos de Saúde, PSFs e Pronto Socorro funcionando minimamente bem, tapar buracos, pagar as contas em dia, varrer as ruas da cidade, coletar lixo, e pelo menos parecer honesto, será capaz de captar, tratar e distribuir água na cidade? Sou SABESP desde criancinha! Aqui de faz, aqui se paga Depois de perder o comando do PP de Lorena, Aldemir Barbudo (PP) viu o partido em Canas escorregar por entre os vãos dos dedos e cair no colo do Zé Patrulheiro, que está junto e misturado com o Paulo Coelho de quem o Aldemir tirou o PR na eleição passada. Deve ser por isso que nesta semana ele foi visto aqui em Lorena almoçando com o prefeito Naldinho (PDT) que lhe garantiu uma vaga de vereador em sua coligação.

Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011 - página 3

Mais uma condenação impede Aloísio Vieira de ser candidato em 2012 Tribunal de Justiça cassa direitos políticos de ex-prefeito por irregularidades em Plano Comunitário de Melhoramentos - PCM que pavimentou ruas da cidade Luciano Meira Lorena

O que em 1998, parecia ser uma forma de resolver o problema de caixa da Prefeitura de Lorena para pavimentar as ruas da cidade, ficou agora demonstrado após decisão do Tribunal de Justiça, tratar-se de mais uma irregularidade cometida pelo ex-prefeito Aloísio Vieira (PSC). Na ocasião, a Prefeitura e o banco Nossa Caixa assinaram um contrato para financiar as obras. No contrato a Prefeitura executaria as obras, o banco disponibilizaria os recursos, e os munícipes beneficiados com as obras pagariam para o banco o valor disponibilizado, aparentemente um bom negócio para todos, porém o Ministério Público, na época representado pelo Dr. José Carlos de Oliveira Sampaio, entendeu que havia irregularidades na forma de cobrança dos munícipes, especificamente na fórmula utilizada para determinar

o valor a ser pago. Na ocasião, Aloísio Vieira editou um decreto autorizando ao Setor de Tributação da Prefeitura a majorar o valor venal dos imóveis, mascarando o aumento do imposto sob a forma de atualização, e calculou a contribuição de melhoria que seria financiada pelo banco a partir desse novo valor. O valor a ser pago na época era calculado pela testada do imóvel beneficiado pelas obras, o que está correto, porém ao cobrar a contribuição de melhoria sobre o valor venal (majorado pelo tal decreto) no caso dos munícipes que não aderiram ao PCM no banco, causou prejuízo aos munícipes, já que o correto deveria ser o pagamento da contribuição apenas sobre a valorização que o imóvel obteve com a obra. Por exemplo: Um imóvel cujo valor era de R$ 100 mil, e após a obra foi avaliado em R$ 120 mil, a contribuição deveria

incidir apenas sobre os R$ 20 mil de valorização e não sobre o total como foi feito. O processo que se arrastava na Justiça desde 2000, encerrou-se na semana passada no dia 24/08, quando por unanimidade os desembargadores que participaram do julgamento decidiram: “...julgar o corréu Aloísio Vieira incurso no artigo 11 “caput” c.c. o 12 inciso III da Lei 8429/92, fixando-se suas sanções em: 1 perda da função pública em que, na data de trânsito em julgado, tiver exercício, bem como nomeação, diplomação ou outra espécie de investidura vigente; 2 - suspensão dos direitos políticos por três anos, a contar do trânsito em julgado; 3 - pagamento de multa civil equivalente a dez vezes o valor da remuneração percebida por ele no último mês do mandato em questão (dezembro/2000) atualizada monetariamente segundo a Tabela Prática do Tribunal de Justiça; 4 - proibição de con-

Arquivo POP

Aloísio Vieira (PSC) tratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos...”.

Bosco Romeiro abre mão de pré-candidatura no PMDB Luciano Meira

Luciano Meira Lorena

O pré-candidato a prefeito de Lorena, João Bosco Romeiro abriu mão de sua pré-candidatura ao cargo e prefeito de Lorena. Segundo Bosco, “o momento político da cidade requer renovação, a cidade busca uma alternativa aos políticos tradicionais, a Regina é a opção concreta que representa esta renovação, ela personifica a alternativa que vai mudar Lorena”. O pemedebista desistiu da pré-candidatura após a filiação de Regina Marietta Bartelega no partido, que manifestou seu desejo de disputar a indicação na Convenção Municipal. Recentemente, outro pré-candidato do PMDB Dimas Satim, foi comunicado pelo presidente do partido Fernando Romeiro, que apesar de ter o direito de disputar a indicação, dificilmente seria o escolhido na Convenção Municipal. “Estive com ele (Satim), e disse que se ele realmente desejava concorrer nas eleições em 2012 deveria procurar um outro partido”.

Bosco Romeiro, Regina Marietta Bartelega e Roberto Giovani V. Carvalho Perguntado se deixaria de participar do processo eleitoral em 2012, Bosco disse que sua participação será de forma indireta não devendo concorrer a nenhum cargo eletivo. “Todos sabem que sou PMDB desde sempre, não há como ir contra minha história no partido, desde

o tempo do saudoso governador Quércia e do deputado Ari Kara, sou um soldado do partido e continuarei sendo, dentro das minhas possibilidades e sempre que for solicitado estarei presente”. O vereador Galão Aquino se diz surpreendido com a filiação, e que até o momento faz

parte de um outro grupo político que se formou entre ele e os demais vereadores, mas vê com bons olhos a filiação da Bartelega: “Tenho certeza tratar-se de uma pessoa a altura do cargo que pretende disputar, e vai somar de forma positiva junto aos demais companheiros do PMDB”.


página 4 - Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011

política/cidades

Quero ser prefeita de Lorena Desta vez é Regina Marietta Bartelega que se declara pré-candidata a prefeita de Lorena e responde as perguntas do POP. Arquivo pessoal

Nome completo: Regina Marietta Junqueira Ortiz Monteiro (Regina Marietta Bartelega) Idade: 44 anos. Profissão: empresária Formação Acadêmica: Bacharel em Direito – Unisal Partido: PMDB. 1 - Por que ser prefeita de Lorena? Lorena é um município que tem tudo para crescer e oferecer a seus habitantes excelente qualidade de vida. Situada em região estratégica, tem espaço e infra-estrutura apreciáveis para atrair investidores nacionais e estrangeiros, necessitando para isso se comunicar, ou seja, mostrar o seu produto, ir à luta, além de seus limites. Aliado a tudo isso tive um berço político, pois meu pai, Oswaldo Junqueira Ortiz Monteiro, foi Deputado federal por mais de 20 anos, e minha mãe, Regina Bartelega, por sua vida toda esteve preocupada com a população de Lorena. Nesse quadro, com a experiência de vida adquirida e com o conhecimento que tenho do Município, creio ter condições de me apresentar como candidata à prefeita da cidade. 2 - Sente-se preparada para ocupar o cargo? Como bacharel em direito, empresária e mãe de família, sinto-me em condições de oferecer uma plataforma de trabalho renovadora aos eleitores, estando preparada para retirar Lorena dessa letargia em que se encontra. Lorena precisa se renovar e isto se faz com sangue novo, metas e princípios e, sobretudo com respeito ao dinheiro público, que uma vez arrecadado não pode se transformar em propriedade particular. 3 - Em sua opinião, quais as virtudes e os problemas do governo atual? O governo atual esta travado em virtude de uma disputa política de cunho pessoal, conforme vemos diariamente na mídia escrita, falada e televisada, e isso, retira a credibilidade e confiança da população e afasta os investidores da cidade, e consequentemente seus respectivos empregos. 4 - O que seria mantido no seu governo e o que seria mudado? Não concordo com os rumos atuais da administração local. Entendo que o gestor público tem que buscar com os seus colaboradores, portadores de conhecimento, habilidade e atitude, a necessária qualificação, e com isso desenvolver ações adequadas e efetivas em prol da população. Assim, Lorena precisa urgentemente qualificar de forma espe-

cifica seus servidores para que esses, satisfeitos, entreguem a população um serviço de qualidade e de excelência, zelando dessa forma, com o dinheiro público. 5 - Qual seria o principal projeto do seu governo? Como prefeita, em primeiro lugar, procuraria colocar em dia as finanças municipais, avaliando serviços e gastos feitos, para daí implementar políticas voltadas para o desenvolvimento, criação de empregos, melhoria dos serviços de saúde, educação, segurança. Para isso, criaria o hábito de governar com as portas abertas, isto é, passaria a ouvir a população em audiências públicas na Prefeitura e em deslocamentos até os bairros, para que a solução dos problemas detectados não fique sem equacionamento, por conta da burocracia governamental municipal. 6 - Se eleita, você manterá os serviços de coleta de lixo, pavimentação, capina e limpeza terceirizados? O fato de ser candidata independente e livre, me permite estudar e equacionar a melhor forma para alcançar uma prestação de serviço de qualidade e com mais economia. 7 - Se eleita, você manterá as atuais 18 secretarias municipais, reduzirá ou aumentará este número? Sem dúvida, reduzirei muitas dessas secretarias, coordenando suas atividades para evitar que se criem feudos no poder municipal, para atender a simples e custosos acordos políticos, que só servem para acomodar vaidades e projetos pessoais, e que não se retratam uma administração sadia, independente e comprometida com os legítimos anseios da população. 8 - Se eleita, o que você faria para atrair investimentos para Lorena? Elaboraremos projeto para Lorena de hoje e do futuro. Buscarei junto ao governo do Estado e ao governo Federal parceria com órgãos técnicos especializados para colocar Lorena numa vitrine bem visível para que a sua excelente localização seja um ponto de atração. Irei à Fiesp, a embaixadas de países que estão privilegiando investimentos no Brasil para mostrar as vantagens que Lorena tem a oferecer, exibindo nossas qualidades e atrativos. Prestigiarei os empresários que já atuam em nosso Município, procurando sensibilizar o BNDES e a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil para que lhes ofereçam créditos em condições especiais porque sem recursos viáveis, baratos, o crescimento fica limitado e quase impossível. 9 - A opção feita no passado pela industrialização da cidade, hoje de certa forma, causa problemas com prédios vazios, solo contaminado e desempregados. Se eleita, o que você faria para reverter esta situação? O investimento e a criação de meios para o desenvolvimento da agricultura e da agroindústria é uma opção no seu governo? Planejamento, essa é a palavra quando se pretende operacionalizar industrialização, respeitar o meio ambiente, e prevenir desemprego. Vocação, essa é a circunstância essencial para se conhecer se um investimento se ordenará em determinada região. Seriedade, ingrediente final para se conceber um empreendimento alicerçado que frutificara perpetuamente, que com certeza se diversificará com a evolução do município, e para tanto, a gestão municipal, tem que se apresentar de forma séria,

responsável e transparente. 10 - Lorena passa por uma crise política sem precedentes, se você fosse a prefeita qual seria sua atitude? A administração pública não é negócio particular, não é conquista pessoal. Governarei tendo como princípio básico o artigo 37 da nossa Lei Maior, que dispõe que a Administração Pública deve obedecer aos princípios da legalidade, moralidade, impessoalidade, publicidade e eficiência. A não observância dessas regras básicas e elementares, por certo, está levando Lorena a crises constantes e que desabonam seus representantes políticos, deixam seus habitantes decepcionados e, sem dúvida, afastam os investimentos. Cidade encrencada politicamente é cidade mal avaliada. 11 - A crise política que Lorena enfrenta em grande parte resulta da relação pouco amistosa, e até mesmo desrespeitosa, entre o Legislativo e o Executivo, como isso poderá ser resolvido e evitado no seu eventual governo? Os poderes Executivo e Legislativo não existem por acaso. Suas funções são claras e o respeito entre os poderes é o mínimo que se espera de seus integrantes. Não há crise política que não se resolva, com o diálogo, com o respeito à autoridade que cada interlocutor tem. Basta que todos estejam imbuídos de espírito público, ética e intenção de servir à população e não de se servir da coisa pública. Quando a disputa foge desse quadro, por certo, fato bom não vai resultar desses entreveros, que mais afastam a população de seus representantes. 12 - A crise política em Lorena afastou investimentos, como é o caso da montadora Comil (carrocerias de ônibus) que deixou de vir para cidade. Em contra partida, municípios vizinhos avançam com a chegada de novas empresas e novos investimentos. Se eleita, o que você fará para recuperar este tempo perdido? Município mal dirigido, com escândalo envolvendo suas lideranças políticas, não tem condições de atrair investimento sério, de vulto e duradouro. A concorrência hoje está globalizada e não há lugar para aventureiros. Lorena tem que fazer a lição de casa. Seu currículo tem que ser refeito, aperfeiçoado para que a imagem que hoje exibe não inviabilize seu crescimento, afastando do município sua juventude, casais, famílias inteiras por falta de oportunidade. A qualidade de seu ar administrativo-político precisar ser renovada, purificada, passada a limpo. 13 - Há vinte anos, Lorena vota maciçamente no candidato do governo na eleição Estadual. Neste período, eleito e reeleito, o governo do Estado investiu pouco na cidade, se comparado ao Governo Federal via emendas parlamentares, se eleita continuará apoiando o Governo e exigirá o que de direito vem sendo negado para Lorena, ou mudará a postura? Lorena não tem como ficar distante dos poderes estadual e federal. Precisa ter propostas para atrair a atenção das autoridades superiores e para isso precisa antes de mais nada arrumar a própria casa, mostrar-se responsável e com credibilidade. Seu dia a dia não pode ser o de crise permanente por conta de malfeitos políticos. Lorena precisa sair do varejo local e enxergar mais longe. Isso se faz com renovação total.

Dívida com Santa Casa põe em risco funcionamento do Pronto Socorro

R$ 600 mil é o valor da dívida que o hospital cobra da Prefeitura

Vanessa Freitas

Vanessa Freitas Lorena Freelancer para o POP

Um dos fatores determinantes para o bem estar da sociedade é a saúde pública. Com isso, torna-se indispensável que a administração de Lorena tenha um olhar atento para os órgãos que prestam tais serviços. O PS (Pronto Socorro), mantido pela Prefeitura, deveria pagar mensalmente para a Santa Casa, R$ 80 mil pela utilização de seu espaço físico além de pagar pelos materiais consumidos. Contudo, devido à má gerência, o valor deixou de ser pago e a dívida acumulada está em torno de R$ 600 mil, agora, uma negociação deverá decidir o acerto de contas. “Desde 2010 estamos esperando receber o dinheiro. Este ano o pagamento está em dia, mas o PS ainda possui essa pendência”, disse o gerente geral administrativo da Santa Casa, Antônio Carlos Fabretti. A pendência a que se refere o gerente é de uma divida acumulada em 2010 que em

Fachada do Pronto Socorro de Lorena

dezembro daquele ano chegou a R$ 1,6 milhão, e após a Santa Casa ameaçar cortar o fornecimento de materiais e a alimentação dos funcionários do PS foi dividida em seis parcelas, mas até hoje restam duas para ser quitadas, mais R$ 240 mil dos meses outubro, novembro e dezembro também de 2010. De acordo com o dirigente, todo o material utilizado é fornecido pela Santa Casa. “O Pronto Socorro

consome insumos que vão desde medicamentos, oxigênio, equipamentos de limpeza, até as refeições de seus colaboradores, contratados pela prefeitura”, explicou. Segundo Fabreti, um ofício foi encaminhado ao prefeito, Dr. Marcelo Bustamante (PTB), na última quinta-feira, para que seja decidido o futuro da parceria entre os dois órgãos de saúde. “Com o ‘troca troca’ de prefeitos, estávamos

aguardando o momento certo de enviar o documento para requerer o pagamento das prestações”, afirmou. Caso haja a recusa deste pedido, o resultado será a queda na qualidade no pronto atendimento aos munícipes, que já sofreram as consequências dos erros do passado. “Infelizmente, seremos obrigados a cortar o fornecimento de materiais ao Pronto Socorro”, finalizou Fabretti.

www.popdovale.com.br


cidades

O “Estrangulador de Bonecas” promete surpreender Lorena

Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011 - página 5

Curta-metragem que será lançado em outubro garante agitar a cidade Leila Diniz Lorena Freelancer para o POP

O novo curta-metragem de José Nicodemos Cardoso, 48 anos, escritor, diretor e cinegrafista, promete mexer com o psicológico alheio. Tendo como personagem principal um homem perturbado, “vidrado” em bonecas e aparentemente maluco sem causa evidente, a tragicomédia traz um misto de terror, comédia e suspense. Nicodemos acredita que questionamentos interessantes serão levantados devido ao comportamento de sua personagem. “É um filme onde cada

espectador tira suas próprias conclusões a respeito dos motivos que levam o estrangulador a agir dessa forma”, afirma o autor. O curta envolve cerca de 10 pessoas em sua produção, além do grupo de teatro da Casa da Cultura. O professor de teatro, Jorge Nicole, acrescentou os diálogos durante o filme. “Jorge Nicole é um grande parceiro nessa empreitada, pois já desenvolveu vários projetos gratuitamente em Lorena e gosta do que faz. As pessoas não costumam valorizar o que é da cidade, acredito que com o filme essa visão pode mudar”, diz o escritor.

Dentre as cenas que serão exibidas no “Estrangulador de Bonecas”, está a de uma moça dependurada numa placa de ‘PARE’ com medo do estrangulador. Já numa outra, descrita pelo autor como engraçada, uma latino-americana desesperada entra em defesa de uma boneca, vítima do estrangulador. A estréia do curta está prevista para outubro. “A tragicomédia sobre ‘O mundo do estrangulador de bonecas’ vai parar Lorena”, garante Nicodemos. A idéia do autor é lançar o filme na Casa da Cultura em uma ‘premier’, caso haja autorização da secretaria

de Cultura. Para Nicodemos, o importante é atingir o povo, fazê-los parar, pensar e discutir. “O intuito é chamar atenção para a importância do teatro, cinema e arte. A valorização da cultura local é o que está em falta na nossa cidade”, explica. O escritor vê esse lançamento como uma oportunidade para descontrair o público e fazer um apelo cultural em meio aos últimos acontecimentos. “Após as crises políticas enfrentadas por nossa cidade, essa tragicomédia vem para torna-se uma válvula de escape para a população”. O autor já ganhou diversos prêmios participando

Rafael Vinícius

José Nicodemos Cardoso

do festival do Instituto Santa Teresa, CINEFEST. “É a única oportunidade que a

cidade possui para divulgar e desenvolver trabalhos desse segmento”, finaliza.

Escola e Comunidade unidas em prol do meio ambiente

Projeto “De olho na imagem” reúne alunos, PSF e comunidade para preservação da Praça da Figueira Profa. Cláudia

Alunos e professoras envolvidas no projeto Flávia Farias Lorena Freelancer para o POP

Unidos para o bem comum e de olho na imagem do meio ambiente foram os propósitos que integraram escola, comunidade e PSF (Programa Saúde da Família) para realizarem o Projeto de Preservação da Praça da Figueira no bairro da Cabelinha em Lorena. Quem costuma passar pela Praça da Figueira notou algo diferente em torno da árvore centenária, que há tempos não vinha sendo conservada. Local limpo e com flores coloridas em volta, foi o começo de um projeto de restauração ambiental. Os primeiros trabalhos tiveram início na primeira semana de agosto. Alunos, professores, e moradores do bairro fizeram a primeira plantação de flores em torno da Figueira e a limpeza da mesma que há muito tempo não vinha sendo cuidada. Os moradores contribuíram no plantio e conservação das mudas e grama e alguns comerciantes patrocinaram a compra das plantas (Bar e Mercearia São Sebastião, M. A. materiais para construção, Mercado Figueira e Só Gramas). O projeto “De olho na Imagem” tem o objetivo de recuperar a árvore da Figueira que é centenária criando um espaço de “reflorestamento” e fazer a conservação ambiental,

através do trabalho coletivo e a cooperação entre a escola e a comunidade, possibilitando então, a construção da consciência ecológica para o bairro da Cabelinha. Além disso, também faz parte do projeto o tombamento da Figueira como Patrimônio Histórico da Cidade a pintura dos bancos e da praça em geral. Para que o projeto pudesse ser realizado, a escola promoveu a integração com a comunidade e os funcionários do PSF (Programa Saúde da Família) que prestam serviços de saúde aos moradores. O projeto “De olho na Imagem” surgiu no início do ano escolar, na aula de Geografia sobre o Tema Meio Ambiente. O trabalho foi desenvolvido com os 13 alunos especiais da Profª Claudia Aparecida Miguel, da Escola Municipal Prof. Francisco Prudente de Aquino. Segundo a Claudia, o projeto “De olho na Imagem” surgiu com a pergunta: O que é bonito ver no meio ambiente em que vivemos e o que é feio, o que podemos mudar? Foi trabalhando com os alunos sobre o surto da dengue na cidade, refletindo com o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, a reciclagem e demais assuntos de preservação ambiental, que juntamente com os alunos e a direção da escola, a professora criou um projeto ambiental que pudesse ser colocado em prática. “Nós fomos

além dos muros da escola e conseguimos colocar o projeto em prática, graças a integração entre aluno, escola e comunidade, para que assim, realmente possamos transformar o ambiente em que vivemos”. Além da Profª Claudia estão envolvidos no projeto, cerca de 30 pessoas, entre eles os moradores Eva, Roberto, Marconi, Adonias, Luizinho, Juscelino e os funcionários do PSF (Programa Saúde da Família). Segundo a representante da comunidade Eva, fazer com que os moradores participem do projeto também é uma forma de conservação, pois assim terão consciência e zelo com a praça. “Em tempos de preservação do meio ambiente, creio que estou apenas fazendo meu papel de cidadã e moradora do bairro da Cabelinha, mas sei que todos do bairro gostariam que a praça voltasse a ser como antes, bonita, conservada, para que as crianças possam brincar no parquinho num ambiente limpo, bonito e agradável”. A equipe integrada no projeto faz reuniões periodicamente buscando novas parcerias, patrocinadores e organizando o cronograma das atividades. Os interessados em contribuir com o trabalho ou saber mais informações a equipe do Projeto vai se reunir no próximo dia 14 de setembro às 17h no PSF, localizado em frente a Praça da Figueira.

APAE de Lorena convida para desfile Na terça-feira 06 de setembro, às 8h30, a APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Lorena, irá realizar o desfile em comemoração à Semana da Pátria. Desfilarão neste dia, os alunos e todos os funcionários da instituição, começando o desfile na Rua Wenceslau Brás, em frente a APAE, passando pela Rua São Thomas e retornando pela Avenida Thomas Alves Figueiredo. Convidamos a todos para prestigiar o nosso desfile.


cidades

página 6 - Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011

Lorenense integra equipe que elabora Plano de Combate a Enchentes da capital

Arquivo pessoal

Luiz Fernando Romeiro Reis, lorenense que atua há 13 anos no CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo). Nomeado recentemente membro da equipe de elaboração do PPDC (Plano Preventivo de Defesa Civil), para que, juntamente com representantes de toda a esfera administrativa, tracem metas para o combate as enchentes na capital. Fernando, em 2009 foi homenageando na Câmara Municipal de São Paulo, pelos bons serviços prestados à população paulistana. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) foi criado em 1999, após uma grande enchente na cidade. Fernando também fez parte da equipe de criação do Centro. O CGE monitora as chuvas, nível dos rios e córregos, índice pluviométricos

Fernando Romeiro concede entrevista para Rede Record e outras variáveis, contando com alertando a população sobre as o que existe de mais moderno no enchentes da Grande São Paulo. país em ferramentas tecnológicas. “O PPDC é uma ferramenta É comum a participação importantíssima para o acomde Fernando Romeiro, mais co- panhamento e principalmente, nhecido por Fernando do CGE, minimizar as catástrofes geradas nas várias emissoras de TV e pelos temporais. Este plano é rádio, informando a situação do elaborado baseado nas ações momento, em eventos chuvosos. anteriores, para aferir melhor as Principalmente no Programa Bra- futuras. Com isso é possível ter sil Urgente do Datena, onde entra uma melhoria na qualidade do em ação o Fernando do CGE serviço público”, disse Fernando.

Notícias da área tecnológica A AEAL informa que sua presidente a Arquiteta e Urbanista INGRID ELENA SCHNOOR NUNES embarcou, ontem, para a WEC 2011, compondo com outros 59 colegas a delegação da FEBRAE neste importante congresso que discutirá, nesta edição do congresso, prioritariamente, questões de meio ambiente e energia. O congresso ocorrerá de 4 a 7 de setembro. Maiores informações http://www.wec2011.ch A AEAL vem desculpar-se com os amigos da empresa COIMBRA Materiais de Construção pela falha da semana passada ao não mencionar o patrocínio desta empresa para o Cocktail que seguiu-se à palestra da TIGRE. Sua atenção para conosco, profissionais de Lorena, e o profissionalismo de sua equipe reflete-se na satisfação que temos ao especificarmos e utilizarmos seus serviços, Obrigada. Pedimos à Prefeitura de Lorena que atente aos nossos reiterados pedidos de atenção aos projetos de lei que temos envido, com o intuito de melhorar o andamento dos trabalhos da nossa classe profissional e consequentemente a qualidade de vida em Lorena. Agendem-se, vem ai o curso aberto promovido pela TIGRE de instalador profissional. Serão 4 dias de evento e as inscrições já estão abertas na AEAL - Rua Aldo Hermínio Zanin, nº 81 Centro – Lorena e solicita-se que cada interessado contribua com 1 quilo de alimento não perecível (menos sal) para cada dia de curso (4 quilos). Estaremos inscrevendo os interessados até dia 12 de setembro, depois, apenas dependendo da disponibilidade de assentos no local previsto. Informe-se de detalhes na AEAL. Palestra sobre o CAU Conselho de Arquitetura e Urbanismo. O que é o CAU? Como funciona? E quais as diretrizes do mesmo. Informações na AEAL. www.faeasp.com.br www.cau.org.br “Foi protocolado hoje a chapa CAU com Todos, com 90 arquitetos de todo estado, representando várias cidades e regiões do interior de São Paulo e Capital, com a participação de conselheiros do Crea, presidentes de Associações, Inspetores, presidentes de núcleo do IAB, presidente do Ibape, representantes de Uniões, Sindicato, Caixa Economica Federal e escolas de arquitetura. O Vale do Paraíba e especialmente Lorena ficam representados pela titulação da Arquiteta Ingrid Schnoor Nunes titular e Arquiteto Jorge Samaha (de Pinda) suplente com o número na ordem 21. Agora é fazer campanha para que ganhemos a cadeira de conselheiros e possamos lutar por nossa classe. Claro que se houver outros colegas candidatos este espaço está aberto a todos, basta que se manifestem.” Venha manifestar-se sobre a possível instalação da termoelétrica em Canas. Sua assinatura é muito importante. Links de interesse para você poder opinar. Fórum COMMAM Lorena : commam.lorena@grupos. com.br http://www.facebook.com/groups/193528407361064/ http://heltonperillo.blogspot.com/ http://dl.dropbox.com/u/27329719/UTE%20S%C3%83O%20PAULO.pdf

O COMMAM de Lorena e a Termelétrica Por Vinícius Garcia Mattei Imagine colocar hoje, em uma sala fachada, 30 pessoas, mas uma fumando sem parar, com todas as janelas fechadas. Há alguns anos atrás, ninguém se incomodaria com a situação, que pode ter acontecido várias vezes nas escolas, por exemplo. Mas as pesquisas demonstraram a existência do “fumante passivo”, que mesmo sem colocar diretamente o cigarro na boca, inala toda a fumaça do “ativo” e com o passar dos anos corre os mesmos riscos de saúde que o fumante, devido ao efeito cumulativo da fumaça do cigarro no organismo humano. Guardadas as proporções, vivendo numa região de poucos ventos como o chamado fundo do Vale, entre as Serras da Mantiqueira e do Mar, o que você acha que acontecerá se uma grande empresa emissora de poluição atmosférica realmente se instalar em Canas? Provavelmente depois de um pequeno espaço de tempo não poderemos afirmar os impactos de uma poluição que tem seus efeitos sentidos de forma cumulativa, mas com o passar dos anos os organismos mais vulneráveis poderão sofrer com a inalação de gases NOx, SOx, Ozônio, materiais particulados e outros. Sem contar a contribuição que estaremos dando à maior catástrofe ambiental ao nível do planeta que já estamos assistindo: o aquecimento global. O Conselho Municipal do Meio Ambiente de Lorena – COMMAM vem já há algum tempo questionando o processo de licenciamento da Termelétrica em Canas por conta destes impactos, que vem sendo negligenciados pelos que acreditam que tentamos barrar o desenvolvimento regional. Será que colocar em risco a saúde da população pode ser considerado desenvolvimento? No dia 18 de agosto, foi realizada Audiência Pública em Lorena, para que a população pudesse se manifestar quanto ao empreendimento. Com uma participação próxima das 400 pessoas, já que foram 327 assinantes da lista e muita gente que não assinou, o evento foi até agora a segunda oportunidade de o cidadão participar de um processo que vai afetar a todos, indistintamente. Se o COMMAM não tivesse questionado e solicitado, bem como também outras instituições depois, provavelmente este momento não teria acontecido. Trata-se de pré-requisito fundamental para a democracia e transparência de todo este processo, apesar da imensa desigualdade que temos quando empresários e consultores pagos somente para este fim se colocam para responder questões de uma população ávida por entender melhor um documento de mais de 1.000 páginas intitulado Estudo de Impacto Ambiental – EIA, que tem que ser devidamente esmiuçado para que possamos perceber suas incoerências e distorções. Provavelmente nem os órgãos ambientais, nem o Conselho Estadual do Meio Ambiente - CONSEMA, nem os empresários e seus contratados esperavam que várias pessoas, dentre técnicos independentes e cidadãos preocupados, estivessem dispostos a realmente ler os estudos e descobrir que não tratam dos impactos ao meio ambiente de forma séria e responsável. Digo isso porque não fazem as devidas correlações da poluição gerada e seus impactos sobre a população atingida. Por isso o COMMAM vem fazendo o máximo possível na divulgação dos resultados que obtém com a análise do EIA, com o objetivo de fornecer á população a possibilidade de uma visão crítica e independente do empreendimento. O que foi questionado mais uma vez na Audiência em Lorena foi o estudo de dispersão dos gases emitidos pela Termelétrica, que continua utilizando dados de ventos de São José dos Campos e São Paulo, cidades distantes daqui, que tem características atmosféricas totalmente diversas das nossas. Em outras palavras, lá venta mais (muito mais), porque não há as grandes barreiras que são a Serra da Mantiqueira e a Serra do Mar, que estão aqui ao nosso lado, formando um corredor. Nossa situação predominante é de calmaria (sem vento), lembrando mais uma vez a metáfora da sala fechada que falei acima. No inverno, temos ainda a seca e as inversões térmicas. Não dá para aceitar qualquer empreendimento que emita grandes quantidades de poluentes atmosféricos em nossa região. Ao contrário do que se tem falado, não obtivemos resposta até hoje, nem mesmo da audiência que houve em Canas, no início do mês de junho. Nossos questionamentos estão protocolados junto ao CONSEMA e são claros o suficiente para que tenhamos o direito de obter respostas. Questionamos a validade da última audiência realizada, porque os empreendedores apresentaram estudos diferentes do que continha o documento EIA colocado à disposição da população. Continuaremos nossas ações, divulgando para a população nossas conclusões, cumprindo com nossa obrigação. Aguardamos ainda maior divulgação da mídia local, boa parte da qual sequer divulga o que vem acontecendo e esperamos ainda que os políticos, representantes legais da população, se envolvam com a questão e busquem realmente o bem comum, deixando de lado os interesses menores, que acabam por prejudicar a todos.

Telhas de concreto, um novo conceito na construção civil Cada dia mais, nos deparamos com fachadas de casas que aderem aos telhados coloridos - verdes, vermelhos, amarelos, azuis – que começam a pintar a paisagem das cidades brasileiras. As coberturas são feitas com telhas de concreto, um artefato moderno, fabricado com uma argamassa homogênea de cimento, areia, água, pigmento e, opcionalmente, aditivos plastificantes. Um dos diferenciais é a qualidade do produto, muito superior às telhas tradicionais de cerâmica. Outro diferencial é ambiental. A fabricação das telhas de cerâmica requer muita energia e libera, em seu processo de produção, grande quantidade de CO². A produção da telha de concreto - por depender apenas da cura do cimento - não libera nenhum resíduo, garantem os fabricantes. Um dos mitos é o de que o telhado de concreto é mais pesado, o que exigiria uma estrutura mais robusta. As telhas de concreto são realmente mais pesadas do que as cerâmicas, quando avaliadas individualmente. Porém, o

correto é avaliar o peso das telhas por m² e a absorção de água, pois em dias de chuva a telha irá aumentar seu peso. Nessa comparação, as telhas de concreto têm peso por m² muito similar ou até menor do que as telhas cerâmicas. Além disso, as telhas de cerâmica exigem inclinações maiores do que as de concreto. A declividade dos telhados com peças de concreto segue a norma técnica, de 30% para panos de até 7 m, com aumento de 2% para cada metro adicional. Esta declividade é importante porque determina a velocidade de escoamento das águas no telhado e evita que ocorra o transbordamento da calha de drenagem. As telhas de concreto apresentam maior resistência mecânica do que as cerâmicas. O valor mínimo estabelecido pela norma é de 250 kgf, enquanto que a telha cerâmica apresenta valor mínimo de 130 kgf. Além disto, como a telha de concreto tem baixa absorção de água, sua resistência não se reduz durante a temporada de chuvas.


cidades/esportes

Secretaria Municipal da Educação divulga programação da Semana da Pátria

Hasteamento das bandeiras ocorrerá todos os dias a partir das 8h Ass. PML

Bola Cheia por Gimar Sávio Futebol Master E. C. Hepacaré

Campo Novo vence e Hepacaré abandona A equipe do Campo Novo só precisou do primeiro tempo para vencer pelo placar de 04 x 00 a equipe do Hepacaré. A equipe do Índio do Vale não voltou para a etapa complementar. João Batista foi o destaque do jogo que marcou os quatro tentos cachoeirenses, se tornando artilheiro isolado da competição.

Pap. Vila Geny vence fácil

A equipe da Pap. Vila Geny, depois de duas derrotas consecutivas voltou a vencer não encontrando dificuldades para vencer pelo placar de 04 x 00 a equipe do Unidos de Piquete. Ataíde (2) Eliel e Honorato marcaram para a Papelaria.

São Roque vence e mantém os 100%

Com dois gols de Colméia, a equipe do tricolor do São Roque conquistou uma brilhante vitória ao vencer pelo placar de 02 x 01 a forte equipe do U. Operário, mantendo assim os 100% de aproveitamento. Galdino marcou o único tento da fazendinha.

Ressaka sofre para vencer

Secretário Élcio Vieira e o prefeito acompanham solenidade

Começaram na manhã desta quinta-feira (01), na Praça Doutor Arnolfo de Azevedo, as comemorações da Semana da Pátria, que tem como objetivo celebrar a Independência do País. O hasteamento das bandeiras Nacional, Paulista e de Lorena ocorreu às 8h com a apresentação da Banda 5° BIL, contando com a presença de diversas autoridades.

“Sabemos da importância das comemorações relativas ao 7 de setembro para a formação de nossos alunos. É por isso que mantivemos a realização da Semana da Pátria e esse primeiro dia já foi um sucesso”, afirmou o Secretário da Educação, Élcio Vieira. O arriamento das bandeiras acontecerá sempre às 18h e as comemorações vão até o dia 7 deste mês.

Com um gol de Celso a equipe do Ressaka sofreu para vencer pelo placar de 01 x 00 a equipe do América. A equipe do Ressaka que teve um bom início na competição agora anda vacilando com seus altos e baixos. Completando a rodada tivemos o empate entre as equipes de Barcelona e Real Master sem abertura de contagem. Após esta rodada a classificação ficou assim: Grupo A 1º Campo Novo 14, 2º Ressaka e U. Operário 11, 4º América 03, 5º Hepacaré 00. Grupo B 1º São Roque 16, 2º Pap. Vila Geny 08, 3º Real Master 07, 4º Barcelona 06, 5º Unidos de Piquete 02. Pela última rodada do 1º turno teremos os seguintes jogos neste sábado (03). 13h45 Campo Novo x São Roque, 14h45 Pap. Vila Geny x Real Master, 15h45 U. Operário x Barcelona. No domingo pela manhã teremos às 09h15 América x Unidos de Piquete, 10h15 Ressaka x Hepacaré.

A. D. P. M.

Pelo Troféu Mário Rizato (Bá) as equipe de Canas, Sem Compromisso e Vila Brito vem sendo a surpresa do campeonato. Canas vence e segue na ponta Com um gol de Romualdo o Gauchão a equipe do Canas venceu pelo placar de 01 x 00 a forte equipe do Vande Vale, que ainda contou com as estréias dos irmãos Major. Com esta vitória a equipe de Canas assumiu a liderança isolada da competição

Vila Brito a grande surpresa

A equipe da Vila Brito foi a grande surpresa da rodada ao vencer pelo placar de 02 x 01 a forte equipe do Fraldinha atual campeão. Delfino e Tom para a Vila e Marcondes para o Fraldinha fizeram os gols.

Sem Compromisso vence fácil

Com gols de Edgar e José Donizete, a equipe do Sem Compromisso não teve trabalho para vencer por 02 x 00 a equipe do Tabatinga. Após esta rodada a classificação ficou assim: 1º Canas 06, 2º Sem

Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011 - página 7

Compromiso 05, 3º Vila Brito 04, 4º Vande Vale 02, 5º Tabatinga 01, e em 6º Fraldinha 00. Pela 3ª rodada teremos os seguintes jogos neste sabado (03). 13h45, Canas x Sem Compromisso, 14h45 Vila Brito x Vande Vale, 15h45 Fraldinha x Tabatinga.

Veteranos Joana D’arc E.C.

Colorado passa como um rolo compressor A equipe do Colorado continua atropelando seus adversários. Desta vez passou como um rolo compressor ao golear por08 x 01 a equipe do Metralha. Silvinho, Alexandre e Zé Maria dois gols cada, Rogério e José Roberto um cada para o Colorado e José Benedito fez o gol de honra dos Metralhas.

Unidos da Vila vence de virada

Com gols de Barata e Paulinho Vagabundo a equipe do Unidos da Vila conquistou uma brilhante vitória ao vencer de virada pelo placar de 02 x 01 a forte equipe do Kalunga. Silas marcou para o Kalunga.

Cecal conquista a primeira vitória

Com três gols de Marcos Cerbino e um de Rogério a equipe do Cecal conquistou sua primeira vitória ao vencer pelo placar de 04 x 01 a equipe do América. Chicão fez o gol dos americanos. Vitória esta que valeu a quarta colocação no torneio e o sonho de chegar às semifinais. Após esta rodada a classificação ficou assim: 1º Colorado 24, 2º Unidos da Vila 21, 3º Kalunga 15, 4º Cecal e América 04, 6º Metralhas 03. Pela 9ª rodada teremos os seguintes jogos neste sábado (03). Campo A 14h50 Kalunga x América, 16h Unidos da Vila x Colorado. Campo B 16h Cecal x Metralhas.

Industrial Os Embaçados vence e segue na vice-liderança

Com dois gols de Antonio a equipe caçula Os Embaçados venceu pelo placar de 02 x 01 a forte equipe dos Tranqueiras. Alexandre marcou para os Tranqueira. Com esta vitória a equipe dos Embaçados ocupa a vice liderança da competição. São João já é o terceiro A equipe do São João que tem em seu comando o Darcy mais conhecido como Véio vem sendo a grande surpresa da competição. Com gols de Alison e Preto a equipe do Véio venceu pelo placar de 02 x 00 a equipe dos Parentes e já ocupa a terceira colocação do torneio. Completando a rodada tivemos a vitória por W.O. das equipes do Industrial e Os Bigornas sobre as equipes de Vila Hepacaré e Cohab respectivamente. Após esta rodada a classificação ficou assim: 1º Industrial 16, 2º Os Embaçados 15, 3º São João 13, 4º Tranqueira e Sem Chance 10, 6º Os Bigornas 09, 7º Parentes 03. Pela 7º rodada teremos os seguintes jogos neste domingo (04). 08h30 Os Bigornas x São João, 09h30 Os Embaçados x Industrial, 10h30 Parentes x Tranqueira.

Guarany F. C. Independente e Delícia vencem e caem os últimos invictos

As equipes de Independentes e Delícia venceram pelo placar de 02 x 00 as equipes de Boréu e União respectivamente caindo assim os dois últimos invictos da competição.

All Tec vence e já é o terceiro

A equipe do All Tec conquistou uma brilhante vitória ao vencer pelo placar de 03 x 01 a equipe da Metalúrgica Guará. Com esta vitória a equipe do All Tec já é o terceiro. Completando a rodada tivemos a vitória do Cruzeirinho pelo placar de 02 x 00 sobre a equipe do Chelsea e o Manchester vencendo por 01 x 00 a equipe do Bate Fácil. A classificação ficou assim: 1º União 18, 2º Boréu 14, 3º All Tec 12, 4º Cruzeirinho e Manchester 10, 8º Metalurgica 07, 9º Bate Fácil 04 e na última colocação a equipe do Chelsea com apenas 01 ponto. Pela 8ª rodada teremos os seguintes jogos neste domingo (04). 08h15 All Tec x União, 09h40 Boréu x Manchester, 10h50 Independente x Metalurgica, 12h Delicia x Chelsea, 13h10 Cruzeirinho x Bate Fácil.


página 8 - Ediçao 623 - 03 de setembro de 2011

esportes

Lorenenses participam da Jornada Nacional de Lutas em Brasília

Clube Comercial de Lorena Alunos CCL de jiu-jitsu se destacam em Ubatuba

Manifestantes pedem investimentos em saúde, educação e reforma agrária

Arquivo pessoal

Fabiana (Taubaté), Crismara Barbosa, Tamara Santos, Juliana Ferreira, Maurilio Neto, Adriane Rodrigues e Felipe Freitas Cerca de 20 mil pessoas audiências com o secretário geral especuladores; estiveram presentes no evento da Presidência, Gilberto Carva- - Em defesa da educação e da , os principais pontos de rei- lho, com o presidente da Câmara saúde pública; vindicação foram a redução da Federal, Marco Maia e com o - Em defesa dos servidores pújornada de trabalho sem redução ministro do Supremo Tribunal blicos; salarial, a destinação de 10% do Federal, Aires Brito. - Em defesa do direito à moradia Produto Interno Bruto (PIB) no As bandeiras da Jornada digna / Terra para quem nela traorçamento federal para educação Nacional de Lutas: balha, reforma agrária já; pública e gratuita e a mudança de - Defesa da aposentadoria e da - Nenhum direito a menos / modelo agrícola, com a proibição previdência pública / fim do Fator Contra a terceirização e a precada utilização de agrotóxicos e a previdenciário; rização do trabalho; realização da Reforma Agrária. - Aumento geral dos salários; - Contra as privatizações / Defesa A passeata começou pela - Redução da Jornada de trabalho do patrimônio e dos recursos manhã, em frente ao estádio sem redução salarial; naturais do Brasil; Mané Garrincha e percorreu as - Contra os cortes do orçamento - Contra a criminalização da poruas do centro de Brasília finali- / defesa do serviço público e dos breza e dos movimentos sociais; zando os protestos em frente ao direitos sociais do povo brasileiro - Contra o novo Código Florestal Congresso Nacional. / Combate à corrupção; / Em defesa do meio ambiente; Durante a semana os lore- - Suspensão dos pagamento da dí- - Contra toda forma de discriminenses participaram também de vida externa e interna aos grandes nação e opressão.

No último domingo os atletas de jiu-jitsu do Clube Comercial de Lorena participaram da 1ª Copa Ratos de Tatame, em Ubatuba. O evento contou com a arrecadação de alimentos que foram doados para o Lar Vicentino de Ubatuba e a participação de 400 competidores e grande presença de torcedores. O CCL parabeniza seus atletas que pelos seguintes resultados conquistados: - Gabriel Borges, campeão juvenil meio pesado - Luiz Henrique, campeão juvenil pesadíssimo - Raul Giovanni, 3º colocado adulto faixa azul leve - Mateus Andrey, vice campeão adulto faixa branca - Wellington Wilter, vice-camjuvenil leve - João Gabriel, 3º lugar adulto peão máster faixa branca - João Marcelo, campeão juvenil faixa azul meio pesado - Bruno Pires, vice-campeão médio - Breno Carvalho, 4º colocado faixa marrom leve - Eduardo Leles, campeão juvenil adulto faixa azul peso pena - Jorge Daniel, vice campeão meio médio - Rodrigo Linares, 4º colocado faixa marrom peso médio CCL recebe III Torneio Cidade de Lorena de karate O ginásio poliesportivo do Clube Comercial de Lorena receberá nos dias 10 e 11 de setembro o III Torneio Cidade de Lorena e 47º Troféu Mestre Yoshihide Shinzato. No sábado a competição começa às 8h30, no domingo acontecerá um seminário de karate e kobudô, as inscrições para o seminário podem ser realizadas na hora. O evento conta com a organização do Instituto Marcio Mahatma e realização do Clube Comercial.

O Popular do Vale  

Jornal editado na cidade de Lorena/SP

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you