Page 1


sumário GUIA DE ATIVIDADES. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 A ORIGEM DO DINHEIRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 VAMOS ÀS DÚVIDAS DE DINHEIRINHO. . . . . . . . . . . . . 00 EMPREENDEDORISMO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 VALORES DO COOPERATIVISMO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 COOPERATIVAS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 10 HÁBITOS DO POUPADOR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 TEATRO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 PEQUENOS LEITORES, GRANDES ESCRITORES. . . . . 00 ENCERRAMENTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 00


Rua Dr. Placidino Brigagão, 927 Tel: (35) 3539-6400 São Sebastião do Paraíso, MG CEP: 37950-000 www.sicoobnossocredito.com.br comunicacao@nossocredito.coop.br Ouvidoria: 0800-725-0996 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PRESIDENTE DO CONSELHO Leonardo Lima Diogo CONSELHEIROS: José Basílio de Queiroz Carlos Roberto Maia Maria Hortencia de Souza Elias Martins Amorim João Carlos Pieroni Dimar da Silva Costa DIRETOR EXECUTIVO GERAL Elias Martins Amorim DIRETOR EXECUTIVO OPERACIONAL Paulo Donisete Guiraldelli DIRETOR EXECUTIVO DE RISCO, CONTROLE E COMPLIANCE: Rogério de Pariz Loguercio CONSELHO FISCAL EFETIVO COORDENADOR DO CONSELHO FISCAL Luiz Carlos Pedroso CONSELHEIROS: Mozair Ferreira Lara Flávio Arantes CONSELHEIROS SUPLENTES: Nelson José da Silva Rosemeyre S. Ribeiro Pinto Marcelo Domingos M. da Silva EXPEDIENTE DIAGRAMAÇÃO: Vagalume Ideias Criativas Tel: 35 3411 5767 | 9 9180 8823 COORDENAÇÃO E REDAÇÃO: Julielem Guimarães Pereira Departamento de Comunicação e Marketing do SICOOB Nossocrédito REDAÇÃO: Jéssica Montanhini de Souza Prof. de História e Sociologia no ensino fundamental e médio. Fechamento: maio/2018.


guia de atividades Olá, se você está lendo este material é porque assim como nós participará do Projeto Cidadania, ficamos muito felizes por poder contar com a sua parceria e contribuição, para tornar estas ideias ainda melhores, você professor é parte fundamental deste projeto, porque é através de você que todo este conteúdo chegará aos alunos! O material que você está recebendo possui atividades elaboradas, contudo deixa livre para que cada professor defina a melhor forma para abordar os conteúdos de acordo com o perfil de cada turma, afinal nenhuma sala de aula é igual a outra. Você é a pessoa mais indicada para verificar a capacidade de aprendizagem de sua turma e adaptar as atividades aqui propostas para ela. Juntamente com este material impresso enviamos para as escolas um arquivo digital completo e de igual teor, o que possibilitará a utilização em aulas online e digitais, conforme a preferência de cada escola e professor. Traz ainda referências de pesquisas, sites e vídeos que contribuirão para o conhecimento do professor. Todo os conteúdos aqui propostos, possibilitam que o professor trabalhe de forte lúdica assuntos de valores econômicos, a importância da família, dos estudos na vida da criança, a necessidade de pesquisa e a busca constante por conhecimento. Ao final de cada tema apresentado, este guia de atividades traz sugestões de atividades, que podem ser utilizadas de acordo com a série trabalhada e a capacidade cognitiva. Para os alunos que já sabem ler, é sugerida a leitura em grupo para que o conteúdo possa ser discutido e todos alcancem o entendimento, para os que ainda não dominam a leitura, o professor poderá ser este mediador e questionar a turma sobre o que eles entenderam e sanar as dúvidas. Todas as atividades podem ser realizadas em sala de aula, ou em casa com tarefas que envolvem a participação dos familiares, pois o projeto traz esta ideia de compartilhar o que aprendemos de melhor em aula e levar o conteúdo das escolas para devirmos e ampliarmos o conhecimento. Tendo como objetivo principal fixar e promover o aprendizado com atividades que remetam o cotidiano destes alunos e seus familiares. O professor fica livre para desenvolver mais atividades relacionadas aos temas, cada tema trará propostas de atividades, contudo elas não são fixas e podem ser desenvolvidas parcialmente, o material pode ser adaptado para diversas séries, sendo possível encontrar um padrão para as questões compatíveis com todos os anos iniciais do ensino fundamental.

5


cidadania Aprender a ser cidadão é uma tarefa que deve ser iniciada cedo, para que ainda na infância possam ser parte ativa na construção de um país e de um mundo melhor. Preparar os cidadãos para o exercício da cidadania é um dos objetivos da educação de um país.

ENTÃO VAMOS DEFINIR

cidadania Cidadania pode ser definida como o exercício dos direitos e deveres civis, políticos e sociais estabelecidos na Constituição de um país. A cidadania também pode ser definida como a condição do cidadão, pessoa que vive de acordo com um conjunto de regras pertencentes a uma comunidade politicamente e socialmente. Assim, a cidadania brasileira está relacionada com o indivíduo que está ligado aos direitos e deveres que estão definidos na Constituição do Brasil. Uma boa cidadania nos mostra que os direitos e deveres andam juntos, e o respeito e cumprimento de ambos contribuem para uma sociedade mais justa e equilibrada.

Exercer a cidadania é ter consciência de seus direitos e obrigações, garantindo que estes sejam colocados em prática e estar em pleno cumprimento das exigências constitucionais.

6


Vamos aprender alguns dos principais deveres e direitos dos cidadãos:

direitos do cidadão

Deveres do cidadão

Direito a ter um nome;

Arrumar o quarto;

Direito a família;

Separar o lixo;

Direito a escola;

Atravessar a rua somente na faixa de pedestres;

Direito à saúde;

Dar prioridade aos mais velhos;

Educação;

Respeitar e proteger o meio ambiente;

Moradia;

Cumprir as leis;

Trabalho;

Votar para escolher os governantes;

Integração social;

Educar e proteger seus semelhantes;

Lazer;

Proteger o patrimônio público e social do país.

Todos são respeitados na sua fé, no seu pensamento e na sua ação na sociedade; Todos são livres para praticar qualquer trabalho, ofício ou profissão, mas a lei pode pedir estudo e diploma para isso;

São muitos os direitos e deveres que um cidadão possui, por isso é tão importante pesquisar na escola, em casa e identificar como você pode praticar a cidadania e melhorar o convívio em sociedade. 7


ética e cidadania ais Vamos lá tem m coisas que der... podemos apren Ética e cidadania são dois conceitos fundamentais na sociedade humana. A ética e a cidadania estão relacionadas com as atitudes dos indivíduos e a forma como estes interagem uns com os outros em sociedade. Você já sabe o que é Sociedade? Ética é o nome dado ao ramo da filosofia dedicado aos assuntos morais. Cidadania significa o conjunto de direitos e deveres pelos quais o cidadão, está sujeito no seu relacionamento com a sociedade em que vive. A ética e a moral têm uma grande influência na cidadania, pois dizem respeito à conduta do ser humano.

Para trabalhar o conteúdo Cidadania TEMAS ABORDADOS: • O que é cidadania? • Como aplicá-la ao dia a dia? • Quais são os deveres do cidadão? • E quais os direitos do cidadão? • Você entende como são as eleições? • Existe eleição também na escola? DISCIPLINAS QUE PODEM SER ABORDADAS: • Português, Geografia, História. 8

Um país com fortes bases éticas e morais apresenta uma forte cidadania.

PORTUGUÊS • Interpretação de textos e imagens, vocabulário e gramática. HISTÓRIA • Como surgiu a cidadania, desenvolvimento humano e Constituição Federal. GEOGRAFIA • A cidadania em outros países. OUTROS TEMAS QUE PODEM SER ABORDADOS • Educação no trânsito, meio ambiente e educação financeira, ética para oferecer aos alunos a possibilidade de uma relação crítica e participativa com seu meio.


PARA TRABALHAR O CONTEÚDO

A origem do dinheiro Temas abordados Como surgiu o dinheiro? Para que serve o dinheiro? Como o dinheiro foi e é feito? Todos os países possuem a mesma moeda? Como medir o valor de cada moeda em comparação internacional?

Disciplinas que podem ser abordadas Português, História, Artes, Matemática, entre outras.

Português Interpretação de textos e imagens, vocabulário, gramática.

História História do dinheiro, desenvolvimento humano.

Artes Desenhos, coordenação motora, pintura, interpretação de imagens.

Matemática Grandezas, interpretação de questões problemas, operações básicas, equivalência.

Outras disciplinas que podem ser abordadas Filosofia e ensino religioso, noção de valores, importância da família. Geografia, localização espacial dos lugares em que ocorrem os fatos da origem do dinheiro. 9


TEXTO BASE PARA OS ALUNOS - Olá amiguinho, como vai? - Meu nome é dinheirinho. Sou ainda uma criança que precisa aprender e crescer. Sou muito curioso, adoro conversar com minha família, descobrir coisas novas. Ao longo desse livro você vai acompanhar um pouco do meu dia-a-dia e do meu aprendizado. - Eu já disse que sou curioso? Faço muitas perguntas, conheço pessoas novas, nesse livro você vai ver que conheci até amigos estrangeiros.

Já ia me esquecendo, aqui você também vai conhecer minha família, eles são as pessoas mais importantes para mim. Minha família é que, com toda a paciência do mundo, me ajuda a responder meus questionamentos. Eles cuidam de mim, para que eu cresça sadio e forte. - Meu pai se chama senhor Poupador, ele é um senhor muito sábio e seguro, com seus conselhos e trabalho ele cuida de toda a família. Mamãe se chama senhora Poupança, assim como papai, ela é muito inteligente. Administra nossa casa, cuida dos filhos e ainda ajuda papai a poupar. Você sabe o que é poupar? Eu também não. Essa é mais uma dúvida pra eles me responderem, ai, ai. Ah! Tem também a minha irmã mais velha, o nome dela é Economia. Ela puxou aos nossos pais – é muito inteligente! Esse ano irá para a faculdade. Um segredinho: ela é muito vaidosa, adora estar bonita e bem arrumada. Mas, não gosta de gastar muito para isso. Será um prazer estar nesta aventura de conhecimento com vocês então vamos lá temos muitas coisas para aprender. Assinado Dinheirinho

em aço aqui Neste esp senhar e d ode p ê c o v o baix eja mília, lá s a minha fa o e faça um tiv muito cria enho! lindo des


TEXTO BASE PARA OS ALUNOS

_ Olá! Sou o senhor Poupador. Meu curioso filhinho hoje apareceu com grandes dúvidas. Quis saber um pouco mais sobre sua história. “Qual a origem do dinheiro?” “Para que serve o dinheiro?” e se “No mundo todo o dinheiro é igual?” _ Antes que eu continue essa história, dinheirinho me pediu para explicar a você “o que é poupar?” Poupar é gastar com moderação, ou seja, não comprar tudo que vê pela frente. Eu e minha esposa poupamos planejando os gastos de nossa

família de acordo com o que nós ganhamos. Mantendo à salvo nossas finanças. _ Onde estávamos mesmo? Ah! Nas dúvidas de Dinheirinho sobre sua origem! Para que pudesse responder a dinheirinho, o papai organizou um passeio em família até a Casa da Moeda. Nesse local é que são produzidas as notas e moedas que circulam pelo país. O papai achou que uma ida até lá seria uma boa idéia para ajudar a Dinheirinho com suas dúvidas.

Ajude Dinheirinho e sua família a chegar a Casa da Moeda:

11


Vamos às dúvidas de Dinheirinho A história nos conta que os primeiros desafios do homem, foi conseguir um lugar seguro para se abrigar, se proteger do frio e dos animais silvestres, além disso ele precisava se alimentar o que ele conseguia através da caça. Mas com o passar do tempo houve uma necessidade de se desenvolver ainda mais, assim o homem começou a cultivar alimentos, criar animais e produzir peças artesanais. Estes produtos que eram apenas para o seu consumo passaram a ser trocados com outros indivíduos que produziam e cultivavam produtos diferentes. Estas trocas aconteceram por muitos anos e eram feitas entre as pessoas com produtos diferentes ou pagas com o sal que era um bem muito valioso na época. Para você entender vamos pensar: quem tinha uma galinha podia trocá-la por um porquinho do vizinho, deste modo quem tinha o porVocê já reparou as notas do Real? O que vem desenhado nelas ?

12

quinho poderia trocar por uma vaca, mas como definir qual produto era mais valioso? Diante da necessidade de definir melhor o valor dos produtos é que surgiram muitas coisas que nós conhecemos hoje como o salário, os preços das mercadorias e o dinheiro. Até chegar à forma que conhecemos hoje, o dinheiro passou por muitas modificações. No início da civilização, o comércio era na base do escambo, ou seja, na troca de mercadorias, isso nós já aprendemos hoje. Só no século VII a.C. que surgiram as primeiras moedas feitas de ouro e prata. A princípio, essas peças eram fabricadas em processos manuais e muito rudimentares, eram cunhadas com símbolos, e por meio desta marca definia-se o valor de cada moeda. Durante a Idade Média, surgiu o costume de guardar as moedas com ourives e, como garantia, era

entregue um recibo. Era bem parecido com o processo que acontece hoje quando depositamos o dinheiro em uma cooperativa de crédito ou um banco por exemplo e, depois, usamos o cartão para resgatar. Aos poucos esses comprovantes passaram a ser usados para efetuar pagamentos, circulando no comércio e dando origem à moeda de papel. No mundo moderno, além do dinheiro em espécie, impresso em cédulas reguladas pelo Governo, o comércio também usa outros mecanismos financeiros de intenção de pagamento, como o cheque e o cartão de crédito/débito. Essas tecnologias foram criadas para dar mais praticidade e segurança para as transações. As notas geralmente trazem representadas grandes personagens da cultura de um país, ou ainda espécies da fauna ou flora de um determinado país.

Desenhe aqui a nota de Real que considere a mais bonita:


- O dinheiro serve, portanto, para que a troca de produtos por outros produtos ou a troca de serviços seja mais justa. No lugar de receber um produto, que às vezes você não iria necessitar, você recebe algo que tem valor universal, ou seja, que pode ser trocado por qualquer outra coisa que você queira. Entendeu, Dinheirinho? - Puxa! Não tinha pensado nisso. Esse passeio foi demais! Mas, ainda me resta uma pergunta: No mundo todo se usa a mesma moeda? Como sabemos que o dinheiro de um lugar vale mais que o outro? - Você é um garoto muito esperto! Essa dúvida é muito interessante! Cada país define sua própria moeda, nome, formato, cor. Mas, o valor dela comparado as outras moedas do mundo têm influências internacionais. Alguns fatores que influenciam nesse valor é como está a economia daquele país, se é um país que exporta muito - vende muitas mercadorias a outros países – a moeda fica mais forte, agora se é um país que importa muito – compra mais produtos de outros países – a moeda enfraquece. Negociações em bolsa de valores, representação política, alianças in-

ATIVIDADES 1) Como surgiram as primeiras moedas? Elas eram feitas de quê?

2) Como era realizado o comércio antes do dinheiro?

ternacionais, dinheiro com o Tesouro Nacional, são outros fatores que influenciam no valor da moeda internacionalmente. - Por isso, os Estados Unidos são tão importante politicamente, têm uma moeda tão forte. Explicou a irmã de Dinheirinho. - Ah! Entendi. Então o Dólar é forte porque o Estados Unidos é muito importante! - Isso mesmo, meu irmão! Outra moeda muito forte é o Euro. Ela é usada pelos países da Europa que formaram a União Europeia. Existem também países que resolvem adotar a moeda de outro país, ou blocos de países que resolvem adotar uma moeda comum, como é o caso do Euro na Europa. Depois de conhecer todas as moedas que o Brasil já teve e aprender como são feitas as notas, a família de Dinheirinho voltou para casa. Dinheirinho estava tão feliz e exausto que dormiu no carro mesmo. Toda a família aprendeu muito e estava contente de ter feito aquele passeio. E você, o que conseguiu aprender com esse passeio? Compreendeu a origem do dinheiro? Agora faremos algumas atividades para verificar o que aprendemos e aprender ainda mais: 4) Quais as moedas de outros países que o texto apresenta?

5) Crie aqui uma nota, ela poderá ter a cor, valor e figura representativa que quiser. Seja criativo!

3) Na sua opinião, a criação da moeda foi importante? Por quê?

13


TEXTO BASE PARA

OS ALUNOS Olá pessoal,

hoje acordei faminto e cheio de disposição depois do incrível passeio de ontem. Eu adoro ir a exposições, teatros, museu. O passeio de ontem foi muito importante, aprendemos muito, não foi? Mas, como todo dia é um novo aprendizado, hoje já tenho novas descobertas a fazer. Gostaria de saber como posso crescer forte, quero ser tão importante quanto o meu novo amigo, o Dólar. Vou perguntar a mamãe, ela sempre sabe o que fazer quando o assunto é cuidar de mim.

- Mamãe, como faço pra crescer forte e sadio? Quero ser igual ao Dólar quando crescer. - Oi meu querido, o primeiro passo é se alimentar direito, economizar suas energias e trabalhar muito. Uma das formas mais garantidas para o dinheiro crescer é ser empreendedor. - Empreendedor? O que é isso, mamãe? - Empreender significa estar disposto a tentar, pôr as ideias em execução. Parece natural, mas no mundo dos negócios poucas são as pessoas 14


capazes de inventar coisas novas, de tentar algo diferente. As pessoas adultas têm medo de se arriscar, então perdem a disposição de tentar. Empreender para os adultos significa saber como agir no mundo dos negócios. Compreender como funciona uma empresa, entender as necessidades de mercado, as leis de oferta e procura. Essas coisas. - Necessidades do mercado? Lei de oferta e procura? Ô mãe, não entendi nada! - Calma, vou te explicar direitinho, até que você entenda, meu querido! Necessidade do mercado é você reparar o que falta em determinado local com relação a comércios e serviços. Por exemplo, é identificar que se aqui na nossa cidade não existe um restaurante, é necessário criar um. Se falta algum tipo de serviço ou de especialização, você faz uma pesquisa e identifica se as pessoas sentem falta daquela coisa, por exemplo uma livraria, uma loja de doces, uma loja para consertar brinquedos ou um parque, pense em algo que você poderá criar e você será um empreendedor. - Lei da oferta e procura também está relacionada a isso. Funciona assim, você tem um produto que todos querem comprar e só você vende, então a procura pelo produto é grande e a oferta do produto é pequena. Sendo assim, você terá bons preços e lucro, isso significa que você irá ganhar bem pelo seu trabalho. Agora se você vende uma coisa que muitas pessoas vendem, mas pouca gente tem interesse em comprar, aí você tem mais oferta

que procura, sendo assim seus preços serão baixos e seu trabalho não será tão valorizado. - O bom empreendedor é aquele que descobre onde existe poucas ofertas e muita procura, e cria ali o seu negócio. Compreendeu, Dinheirinho? - Nossa! Que interessante, nunca tinha pensado dessa forma. Então, ser um bom empreendedor faz com que o dinheiro aumente? Sendo assim eu fico forte? - Isso mesmo! Quando alguém executa bem um tipo de trabalho que está em falta, essa pessoa tende a receber mais dinheiro. Só que tem uma coisa, ela precisa saber economizar, poupar o dinheiro e só gastar com aquilo que é importante. Isso é fundamental pra você ser forte e sadio. 15


ATIVIDADE

NA SUA CIDADE FALTA ALGUM TIPO DE NEGÓCIO? Desenhe aqui o que seria um bom empreendimento em sua cidade, quem sabe este será o seu futuro negócio. Crie também um “Slogan” para o seu novo negócio. Você sabe o que é um slogan?

or O melh ento m i d n e empre ade da cid qui está a

slogan é?

16


VALORES DO

coopera tivismo Olá, vamos entender os valores do cooperativismo? E perceber porque este modo de trabalho é tão importante para o desenvolvimento de muitos setores da sociedade, conhecendo estes valores você vai compreender melhor o que são as cooperativas.

SOLIDARIEDADE Compromisso e responsabilidade que todos têm com todos, exercendo a força do conjunto e assegurando o bem de cada um dos membros. Ser solidário é praticar a ajuda mútua.

LIBERDADE Tanto no momento de ingresso como no momento da saída, permitindo que o cooperado manifeste-se de acordo com sua vontade e consciência, respeitando os limites coletivos estabelecidos.

DEMOCRACIA Está relacionada ao pleno direito que o associado tem de participar da vida de sua cooperativa, especialmente pelo voto. É na democracia que se exerce a cidadania cooperativa. 17


VALORES DO

coopera tivismo EQUIDADE Que se manifesta, fundamentalmente, pela garantia da igualdade de direitos pelo julgamento justo e pela imparcialidade, tanto em termos econômicos como sociais.

IGUALDADE Impede a segregação em razão de condição socioeconômica, raça, gênero ou sexo, ideologia política, opção religiosa, idade ou qualquer outra característica pessoal. A todos está assegurado os mesmos direitos e as mesmas obrigações.

RESPONSABILIDADE Cumprimento dos deveres, cada qual responde pelos seus atos, devendo conduzir-se com retidão moral e respeito às regras de convívio adotadas coletivamente.

HONESTIDADE Verdade por excelência, é uma marca das pessoas de elevado caráter, tem a ver com retidão e honradez.

TRANSPARÊNCIA Que diz respeito a clareza, aquilo que efetivamente é. No meio cooperativo todo tem de ter conhecimento preciso sobre a vida da entidade, suas regras, sua gestão e seus números.

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Que se conecta ao compromisso do empreendimento cooperativo, naturalmente de caráter comunitário, com o bem-estar das pessoas e com a proteção do meio ambiente compreendidos na sua área de atuação, preocupação que envolve desenvolvimento econômico e social e respeito a equilíbrio e as limitações dos recursos naturais. 18


SUGESTÃO DE ATIVIDADES RELACIONADAS AO CONTEÚDO TRABALHADO POR SÉRIE

PORTUGUÊS: Interpretação de texto: destaque de personagens principais; tese do texto; gramática: destacar: verbos, substantivos e adjetivos no texto. Produção de texto: criar histórias ou final diferente para a história. Elaboração de folders de propaganda; slogans e logomarcas; desenvolvimento de produtos; diferenciação dos tipos de texto.

MATEMÁTICA: Compreender a relação de preço e custo; elaborar produtos; operações básicas; atividades de conjuntos;

GEOGRAFIA: Atividades de interpretação de conteúdo relacionado a: demandas de mercado; capitalismo; polarização industrial; grandes pólos econômicos; migração populacional. Criação de charges e vídeo-aulas sobre o tema.

19


Para trabalhar o conteúdo

COOPERATIVAS Temas abordados O que são cooperativas? Quais os tipos de Cooperativas? O que são cooperativas de crédito?

DISCIPLINAS QUE PODEM SER ABORDADAS: Português, Educação Física, Filosofia.

PORTUGUÊS Interpretação de textos e imagens, vocabulário, gramática.

EDUCAÇÃO FÍSICA Trabalho em equipe; jogos em grupos; revezamentos.

FILOSOFIA Cooperação; trabalho em equipe; colaboração.

OUTRAS DISCIPLINAS QUE PODEM SER ABORDADAS Todas as disciplinas com atividades em grupo. 20


TEXTO BASE PARA OS ALUNOS - Nossa mamãe acabou de me explicar uma coisa e eu já estou com dúvida, Acredita, Economia?....

- Ah! Curioso como você é, eu não duvido Dinheirinho. Mas, me fale o que é, se eu souber explicar te ajudo.

- Isso mesmo. A oferta delas vai ser uma só, com muito produto. Então o preço será melhor.

- Mamãe me explicou o que é ser empreendedor. Mas, eu gostaria de saber se é possível que pessoas empreendedoras se unam pra alguma coisa. Quero dizer, não é preciso que todo mundo que venda o mesmo produto seja concorrente, eles podem ser amigos, não podem? Eles não podem fazer uma parceria para que todos trabalhem juntos, assim consigam um melhor preço no seu produto?

- Obrigada, Economia! Você é tão inteligente quanto esse pessoal que desenvolveu as cooperativas.

- Isso é possível sim, meu irmãozinho! Como você é inteligente! Essas parcerias receberam o nome de cooperativa. Em uma cooperativa se unem pessoas empreendedoras que trabalham com um mesmo produto, essas pessoas negociam juntas a sua produção, conseguindo assim um melhor preço no seu produto. - Acho que entendi. Mas, você pode me dar um exemplo pra que eu entenda melhor? - Claro! Funciona assim, existe um grupo de pessoas que produzem café cada uma delas em suas terras. Essas pessoas resolvem então se unir, para vender toda a produção deles em conjunto. Ou seja, eles juntam todo o café que produziram, negociam a venda desse produto e depois dividem as cotas de acordo com a quantidade de café que cada um vendeu. Assim, eles podem conseguir um melhor preço pelo produto, no lugar de disputarem entre si essas pessoas se ajudam. - Nossa! Essa coisa de cooperativa é muito interessante! É genial isso das pessoas se unirem, assim elas não interferem na tal lei da oferta e da procura um do outro, né?

- Vou fazer uma pesquisa na internet e encontrar mais informações para você. - Muito obrigada! Vou ler tudo agora mesmo. Cooperativas são associações de pessoas com interesses comuns. Cooperativa é uma sociedade de pessoas, têm controle democrático: uma pessoa = um voto. O objetivo principal é prestar serviços. Existem cooperativas sociais, que tem objetivo de promover a integração social dos cidadãos. Cooperativas de crédito, que dão assistência a cooperados captando recursos e fornecendo empréstimos. Existem também cooperativas de trabalho, trabalhadores com interesse comum que se associam para obter melhores condições de trabalho. - Economia, me fale um pouco sobre o que é crédito? Também cooperativa de crédito? - Claro! Crédito é um voto de confiança. Um empréstimo de alguma coisa, que pode ser dinheiro, mercadorias e serviços para pagamento futuro. No caso das cooperativas de crédito, elas facilitam a vida dos empreendedores, dando um adiantamento de crédito para que elas produzam e façam o seu trabalho, podendo pagar esse empréstimo quando vender a sua produção. - Nossa! Muito legal isso. Porque as pessoas ganham um incentivo para produzir, e os produtos passam a ter mais qualidade. - Isso mesmo!

21


SUGESTÃO DE ATIVIDADES RELACIONADAS AO CONTEÚDO TRABALHADO POR SÉRIE PORTUGUÊS Interpretação de texto: destaque de personagens principais; tese do texto; gramática: destacar: verbos, substantivos e adjetivos no texto. Produção de texto: criar histórias ou final diferente para a história. Diferentes tipos de texto: reportagens jornalísticas.

EDUCAÇÃO FÍSICA Jogos em equipe; revezamentos; atividades de liderança.

FILOSOFIA Reflexões sobre a importância da cooperação e colaboração; dinâmicas.

ATIVIDADE

FEIRA DE

EMPREENDEDORES

22

A ideia dessa atividade é que os alunos en-

revistas, livros. Mas, na impossibilidade de ser

tendam como funcionam as atividades co-

algo real, eles podem criar produtos com em-

merciais. A intenção é organizar um evento

balagens vazias.

para que todos os alunos da sala participem.

Os alunos devem elaborar o nome do produ-

Primeiramente, os alunos deverão ser dividi-

to, pensar o preço, o slogan a propaganda.

dos em grupos. Eles devem pensar um pro-

Pensar em uma planilha de vendas, com gas-

duto para comercializar na feira. Aqui cabem

tos e expectativas de lucro. Durante a feira

produtos verdadeiros como: comidas, doces,

eles serão vendedores e compradores. Com


uma quantidade estipulada de notas sem valor, eles terão que administrar o que tem vontade de comprar com a quantidade de dinheiro que possuem. Eles não podem comprar os próprios

Disciplinas que podem ser envolvidas Português, Matemática, Artes.

produtos.

PORTUGUÊS

Após a realização da feira deve ser analisado:

Criação de textos publicitários; slogans; uso de

os produtos mais vendidos; as melhores pro-

adjetivos; vocabulário; gramática.

pagandas; qual o menos vendido; qual o mais

MATEMÁTICA

interessante e etc. O objetivo aqui é que os alu-

Uso do dinheiro; operações básicas; fração.

nos estabeleçam uma noção de coerência entre preço e qualidade de produto e serviço, avaliar como eles viram a atividade, se eles se juntaram para comprar alguma coisa mais cara, quais os produtos foram a preferência desses alunos.

ARTES Criação de rótulos; desenvolvimento de propagandas; uso de cores e imagens; interpretação de imagens.

Agora que você já entende um pouco sobre empreendedorismo e cooperativas, que tal montarmos uma grande feira? A proposta é que cada um participe como consumidor e como empreendedor. Vendendo e comprando produtos e serviços. Nós teremos moedas fictícias. Iremos dividir a mesma quantidade de dinheiro para cada um. No final nós vamos conversar um pouco sobre como foi a nossa feira, pensando “quem conseguiu vender mais?”, “quem gastou o seu dinheiro melhor?”, “Qual o produto mais inovador da feira?”, “Qual o produto mais procurado?”, “quem fez a melhor propaganda?” e etc.

ATIVIDADES 1) Qual foi o produto que vocês criaram?

2) Suas vendas foram como o planejado? Quais foram os resultados das vendas?

4) Durante a realização deste evento o que você aprendeu e o que você mais gostou?

5) O que você mais gostou? Desenhe aqui:

3) Você se interessou por algum produto: Qual e porquê?

23


10 HÁBITOS DO

poupador

Os alunos receberão um panfleto com os 10 hábitos do poupador. Seria interessante trabalhar com ele nesse momento. O texto funcionará como revisão e aprimoramento do que foi aprendido. O panfleto traz muitas noções de comportamentos, os alunos devem ser estimulados a pensar como essa mudança de atitude irá intervir nas suas relações familiares e qualidade de vida. O projeto estimula que as crianças criem hábitos de economia e planejamento financeiro, possibilitando uma futura autonomia desses indivíduos com relação a planejamento financeiro.

Disciplinas que podem ser envolvidas Português, Artes e Filosofia.

PORTUGUÊS Interpretação de texto; vocabulário; análise de imagens; gramática.

ARTES Uso de cores e imagens; interpretação de imagens.

FILOSOFIA 24

interpretação de texto; valores familiares; importância de criar bons hábitos.


SUGESTÃO DE ATIVIDADE

TEATRO A atividade de organização e execução de uma peça teatral tem por objetivo despertar a criatividade, o trabalho em equipe, a capacidade de articulação de textos e argumentos. Cada professor tem a autonomia para criar um roteiro com personagens e enredo que desejar. O tema para o desenvolvimento desta atividade é livre devendo apenas respeitar o conteúdo até aqui estudado.

TEXTO BASE PARA OS ALUNOS

VAMOS ORGANIZAR UMA

PEÇA TEATRAL?

Personagens, cenários, figurinos, roteiros... Temos muitas coisas a pensar. Que tal elaborarmos uma história que ensine as outras pessoas tudo o que aprendemos com esse livro? O que é dinheiro? Como ele surgiu? O que é cooperar? Como são as ações de uma pessoa empreendedora? Todas essas coisas serão o tema desse nosso novo desafio. Disciplinas que podem ser desenvolvidas

Atividade sugerida

PORTUGUÊS Interpretação de textos; produção de texto; adjetivos; criação de personagens.

ARTES Criação de personagem; criação de cenário; interpretação.

Você já teve alguma ideia para o teatro? Registre-a aqui: Em conjunto com os colegas e com o professor vocês irão escolher a melhor ideia para ser desenvolvida. Lembre-se que a contribuição de todos é muito importante!

25


concurso

EU SOU

CIDADÃO CHAMADA:

Cidadania pra quê? Use suas palavras para responder esta pergunta e participar do nosso concurso: porque precisamos de cidadania, como ela é importante e influencia no desenvolvimento de um país.

REGRAS: Crie uma frase que tenha no mínimo duas linhas e no máximo quatro, com este conteúdo e a inscreva em nosso Concurso Eu sou cidadão!

26


encerramento

Foi um prazer passar esse tempo com vocês e dividir um pouco do que aprendi. Como vocês sabem eu adoro aprender coisas novas, agora vou atrás de novos aprendizados. Espero que vocês tenham gostado desse nosso tempo juntos e aprendido um pouco junto comigo. Um grande abraço! Dinheirinho

Disciplinas que podem ser envolvidas Português.

PORTUGUÊS Interpretação de textos; uso de adjetivos; vocabulário; gramática.

Use este espaço para fazer um resumo sobre o que você aprendeu sobre cidadania e o que você mais gostou de estudar:

27


SITES SUGERIDOS PARA MAIORES INFORMAÇÕES: www.casadamoeda.com.br www.sebrae.com.br www.sicoob.com.br www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/cooperativas.htm http://empreendedor.com.br/

VÍDEOS: Animação-Origem do Dinheiro: https://www.youtube.com/watch?v=5txvwKjLR2I História da moeda no Brasil: https://www.youtube.com/watch?v=a6UEGkofa0E Empreendedorismo: por que empreender? https://www.youtube.com/watch?v=10UXRlS3nGo O que são cooperativas: https://www.youtube.com/watch?v=FGu5_k4SysQ

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO TRABALHADAS POR CONTEÚDO: PORTUGUÊS:

28

1.1 Conhecer, utilizar e valorizar os modos de produção e circulação da escrita na sociedade. 1.4 Desenvolver capacidades específicas para escrever. 2.6.10 Dominar as correspondências entre letras ou grupos de letras e seu valor sonoro, isto é, dominar as relações entre grafema e fonema ,em palavras e textos escritos. 2.6.2 Identificar a quantidade de letras de uma palavra. 2.6.3 Compreender que existe relação entre a escrita e a pauta sonora. 3.1 Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura. 3.2 Saber ler palavras e textos escritos. 3.3 Identificar as finalidades e funções da leitura em função do reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização do texto. 3.4 Antecipar conteúdos de textos a serem lidos em função do reconhecimento de seu suporte, seu gênero e sua contextualização. 3.5 Levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto que está sendo lido. 3.6 Construir compreensão global do texto lido, unificando e inter-relacionando informações explícitas e implícitas, produzindo inferências. 3.9 Compreender o significado e o sentido das palavras em textos lidos, através de dicionário. 3.10 Ler oralmente com autonomia, fluência, compreensão e expressividade. 3.12 Avaliar afetivamente o texto, fazer extrapolações. 3.14 Reconhecer diferentes variantes de registro da fala e da escrita, em um mesmo gênero textual e mesma situação de uso. 4.1 Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros. 4.3 Planejar a escrita do texto considerando o tema central e seus desdobramentos. 5.1 Participar das interações cotidianas em sala de aula. 5.5 Produzir textos orais de diferentes gêneros, com diferentes propósitos.


MATEMÁTICA: 1.1 Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade e agir sobre ela. 2.1 Construir noções de grandezas e medidas para a compreensão da realidade e a solução de problemas do cotidiano. 2.1.45 Identificar e comparar quantidade de dinheiro em cédulas e moedas do sistema Monetário Brasileiro. 2.1.46 Reconhecer cédulas e moedas que circulam no Brasil e possíveis trocas entre cédulas, entre moedas e entre cédulas e moedas, em função de seus valores. 2.1.47 Utilizar o sistema monetário brasileiro em situações- problema. 2.1.48 Utilizar o sistema monetário brasileiro em situações-problema envolvendo formas de pagamento: compras à vista e a prazo, prestações. 3.1 Construir significados para os números, resolver problemas do cotidiano usando linguagem matemática e reconhecer padrões.

GEOGRAFIA: 1.1 Conhecer e valorizar o espaço em que se vive. 1.1.1 Identificar as relações sociais, econômicas, políticas e culturais existentes no espaço geográfico 5.2 Compreender o encurtamento das distâncias, para pessoas e mercadorias, com o desenvolvimento dos meios de transporte e comunicação.

HISTÓRIA: 1.1 Compreender os sujeitos como parte integrante da sociedade em que vivem e como eles se inter-relacionam na comunidade, na escola, na família. 1.2 Reconhecer as pessoas que fazem parte de sua família, respeitando a diversidade de organizações familiares e os distintos papéis sociais que elas representam na comunidade. 1.5 Compreender as transformações sociais, espaciais, culturais e históricas da comunidade em que se vive, da família e da escola. 2.1 Compreender os modos de viver dos grupos sociais da comunidade em que se vive. 2.2 Compreender a família como um grupo de pessoas que convivem em um mesmo espaço e desenvolvem atividades diversas, em tempos diversos. 2.11 Reconhecer as diferentes relações sociais de trabalho, presentes na produção e circulação de mercadorias. 3.4 Perceber a historicidade do mundo em que vive através do reconhecimento de transformações sociais, espaciais e culturais. 4.1 Reconhecer fontes diversas para a construção do conhecimento histórico.

ARTES: 1.2 Compreender as Artes Visuais como um conhecimento produzido socialmente, em diferentes contextos históricos e culturais da humanidade, reconhecendo sua importância na sociedade e na vida dos indivíduos. 1.3 Desenvolver o pensamento artístico, a percepção estética, a sensibilidade e a imaginação. 4.1Conhecer a história do teatro. 4.1.1 Refletir sobre a história do teatro como produto cultural, em diferentes contextos. 4.4 Retextualizar histórias lidas e/ou contadas e fatos do cotidiano, em textos teatralizados. 4.5 Conhecer e utilizar os espaços e os recursos cênicos. 4.6 Desenvolver criatividade e técnicas de improvisação. 4.8 Vivenciar experiências e atividades cênicas na escola e/ou comunidade.

29


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: EMÍLIO, Solange Aparecida. Grupos e inclusão escolar: sobre laços, amarras e nós. SP: Panlus, 2008. GABRIEL, Carmen Teresa. O conceito de história-ensinada: entre a razão pedagógica e a razão histórica. in: CANDAU, V. (org.) Reiventar a escola. - 4a ed. - Petrópolis: Vozes, 2005. KNAUSS, Paulo. Sobre a norma e o óbvio: a sala de aula como lugar de pesquisa. In: NIKITIUK, Sonia. Repensando o ensino de historia. – 4ª Ed. – São Paulo: Cortez, 2001. p. 26-46 PIAGET, Jean. O desenvolvimento do pensamento: equilibração das estruturas cognitivas. Lisboa: Dom Quixote, 1977. PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imitação e representação. Rio de Janeiro: LTC, 1990. VYGOTSKY, L.S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

30


32

PROJETO CIDADANIA SICOOB 2018  
PROJETO CIDADANIA SICOOB 2018  
Advertisement