Page 1

onebus R

E

V

I

S

T

A

Edição 6 Outubro Novembro Dezembro

2016

R

ED 737

Jardineira retrô anos 50 faz passeio turístico pela lagoa da Pampulha, em BH Mastercard lança sistema que aceita cartões em ônibus e trem Marcopolo desenvolve ônibus Double Decker exclusivo para mexicanos

Memorial dedicado ao transporte em Curitiba simula batida e capotamento Viação Garcia adere ao check- in 100% digital


EXPEDIENTE

Recriada

Após 5 edições publicadas apenas com materiais próprios, em intervalos de três meses, nós da equipe da Revista OneBus nos deparamos com as dificuldades de divulgação, desenvolvimento e produção desse material, mesmo que em edições trimestrais. Diante de todas essas dificuldades, nos vimos no dever de recriar e rever nosso foco, objetivos e os métodos de criação e divulgação do nosso material, ou caminharíamos para o encerramento precoce da produção da nossa revista digital.

Criação e seleção de conteúdo:

Krayon Klein

Revemos e recriamos toda a estrutura da nossa revista. Tomamos como exemplo diversas outras publicações de sites especializados em transporte e mobilidade, das montadoras e fabricantes e também de outros portais voltados para o hobby, de forma a proporcionar um material de melhor qualidade aos entusiastas que nos acompanham e aos que com certeza passarão a nos acompanhar.

criador/administrador blog OneBus

Matheus Adler administrador blog OneBus

Vale ressaltar que, se tratando de edições trimestrais, algumas matérias publicadas já podem ter circulado e ser de conhecimento da grande maioria dos leitores, mas, devido a sua importância, não podemos deixá-las de fora do nosso material.

Projeto gráfico e montagem:

Krayon Klein

Ao prosseguir na leitura dessa edição, o leitor identificará sem grandes esforços as mudanças realizadas. Nosso conteúdo está mais diversificado e menos regionalizado. Reunimos trabalhos de diversos autores, proporcionando aos leitores uma descentralização das informações que são obtidas através das nossas publicações. Mesmo com toda essa possibilidade de diversificação, continuaremos buscando sempre trazer materiais de nossa própria criação e que seja interessante a todos, como a nossa principal matéria destaque, com Manuela Tobaldini, que foi publicada na 3ª edição da revista. Esperamos que gostem e nos indiquem aos conhecidos, essa é a melhor forma de nos ajudar a manter a criação desse material.

Apoio:

César Ônibus cesaronibus.blogspot.com.br

Ônibus Diversos onibusdiversos1.blogspot.com.br

fb.com/onebusbr


Paradiso 1800 Double Decker com 15 metros de comprimento

NOVIDADE

Por Júlio Soares | Revista Viajante, Edição 18

Chega ao mercado brasileiro versão dos ônibus rodoviário Marcopolo Paradiso 1800 Double Decker com 15 metros de comprimento. O modelo será produzido somente na configuração com chassi 8x2. Com um metro a mais no seu comprimento, permite a colocação de uma fileira de poltronas a mais no salão superior e aumenta o espaço no salão inferior e no bagageiro, mantendo o padrão diferenciado de conforto, segurança e ergonomia. “A n o v a c o n fi g u r a ç ã o representa benefícios e vantagens tanto para o operador quanto para o passageiro. A proposta ainda está em fase de aprovação pelos órgão regulamentadores, mas a expectativa é de que em breve mais essa opção possa ser oferecida aos clientes”, explica Paulo Corso, diretor de operações comerciais e marketing da Marcopolo. Com design arrojado, o modelo é configurado com para-brisas panorâmicos que ampliam a visibilidade do

motorista e dos passageiros. O conjunto ótico com LED nas luzes de direção e de posição aumenta a eficiência luminosa e a durabilidade, reduzindo a necessidade de manutenção. O embarque e desembarque são facilitados por portas mais largas e escadas com corrimãos posicionados de forma acessível e iluminadas com LED e sensores de presença que acendem e apagam as luzes automaticamente. Internamente, destaque para o alto padrão de conforto e espaço do salão de passageiros, iluminado com LED e luzes indiretas que criam um ambiente de comodidade e sofisticação. O LED está presente também nas luzes de leitura dos porta-focos, com acionamento por toque, que contam ainda com opcionais como saídas individuais para ar-condicionado, plug para fone de ouvidos e controle de volume do som. Os amplificadores de áudio são individuais e integrados ao porta-focos. O modelo dispõe de monitor frontal em LED de

23 polegadas e monitores em LED de 15 polegadas, posicionados no teto ao longo de todo o salão. Conta ainda com outros opcionais como sistema de internet sem fio, GPS, sistema audiovisual com aparelho de DVD e rádio com mp3 e entrada USB.

Conforto para motoristas No modelo Paradiso 1800 DD, o motorista e o auxiliar dispõem de mais conforto, segurança e ergonomia para facilitar a condução do veículo. O painel incorpora todos os instrumentos, como o display da câmera de ré, as câmeras internas e o sistema multiplex (funções conjugadas de todos os equipamentos do ônibus). Conta, também, com saídas de ar e sistema de ventilação mais eficiente, porta-objetos atrás da poltrona, iluminação individual para o motorista e para o motorista auxiliar com acionamento sensível ao toque.

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

03


NOVIDADE

Marcopolo desenvolve ônibus Double Decker exclusivo para mexicanos

Marcopolo | Fotos: Douglas de Souza Melo

04

A Marcopolo e a Polomex, sua operação para produção de ônibus no México, estão concluindo o desenvolvimento de um exclusivo modelo de ônibus rodoviário de dois andares, que será fornecido inicialmente para a IAMSA, um

Rech (Caxias do Sul) e que serão exportadas para a Polomex, que finalizará a montagem interna e fará a entrega ao cliente. A aquisição dos ônibus faz parte do programa de modernização das frotas das empresas ETN e La Línea e serão utilizados nas

da configuração e dos equipamentos a serem utilizados, que demandou um trabalho de parceria muito estreito entre a Marcopolo no Brasil, a Polomex, a MAN e a IAMSA. O projeto é completamente novo e possui

dos principais operadores de transporte daquele país. O novo modelo Marcopolo MP 180 MX é exclusivo para o mercado mexicano e incorpora novidades tecnológicas e itens inéditos para atender as solicitações do cliente e oferecer padrão superior de conforto, segurança e ergonomia. Serão fornecidas 110 unidades que estão sendo produzidas na unidade da Marcopolo de Ana

linhas da Cidade do México, Guadalajara, Queretaro e litoral. S e g u n d o Pa u l o A n d r a d e , diretor-geral da Polomex, o negócio representa a quebra de diversos paradigmas em relação ao padrão de qualidade e sofisticação dos ônibus produzidos no continente americano em relação à Europa. “Foram diversos meses para definição

diferenciais tecnológicos importantes”, enfatiza o executivo. O ônibus desenvolvido para a IAMSA é o primeiro modelo Double Decker produzido pela Polomex com 15 metros de comprimento e chassi MAN. Externamente, o veículo tem o novo desenho (desenvolvido exclusivamente para o mercado mexicano), com conjunto ótico com LEDs nas luzes de direção e

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016


NOVIDADE de posição - Daytime Running (Luz de posição diurna), que aumentam a eficiência luminosa e a durabilidade e reduzem a necessidade de troca/manutenção. “A g r a n d e s m u d a n ç a s e inovações estão no interior do novo ônibus, que conta com novos equipamentos e soluções i n é d i t a s ” , d e s t a c a Pa u l o Andrade. O foco é a sofisticação e o elevado padrão de conforto e segurança. Possui novos sistema de arcondicionado, mais eficiente e silencioso, sistema inédito para saída de emergência com escada embutida na lateral do

e funcionais; o novo piso do salão inferior, 100% plano, com o túnel de passagem da cabine totalmente acessível com altura de 1,80 m, e a nova escada de acesso para o piso superior (novo desenho), que torna a operação de entrada e saída mais confortável, rápida e ergonômica. “Mais as inovações não se restringem ao interior. Também desenvolvemos um novo sistema para retirada do conjunto roda/pneu estepe, com sistema a pistão, acionamento das portas dos bagageiros externos com sistema eletropneumático para

veículo, porta-pacotes fechados, com portas (similares às de avião), janelas do piso inferior mais amplas e panorâmicas, para-brisa colado e camarote para motorista auxiliar mais amplo. Outras novidades que foram desenvolvidas e trabalhadas pela engenharia da Marcopolo e Polomex são: os novos sanitários, um masculino e outro feminino, mais espaçosos

abertura e ampliamos o bagageiro principal na parte traseira, com acesso mais fácil e ergonômico.”, salienta Paulo Andrade. O novo Marcopolo MP 180 MX conta com poltronas semileito no piso superior e poltronas leito no piso inferior, mais ergonômicas e confortáveis, todas com cintos de segurança de três pontos retráteis. Os passageiros podem usufruir do

sistema audiovisual em monitores individuais atrás das poltronas desenvolvidos especialmente para atender às necessidades dos operadores em viagens de média e longa distâncias. A iluminação do salão de passageiros é toda em LEDs, com luzes indiretas, que criam um ambiente de comodidade e sofisticação. Os LEDs estão presentes também nas luzes de leitura dos portafocos, com acionamento por toque, que contam ainda com saídas individuais para arcondicionado, plug para fone de ouvidos e controle de volume do som. Os amplificadores de áudio são individuais e integrados ao porta-focos. O painel de instrumentos, com satélites retráteis, incorpora todos os equipamentos, como o display da câmera de ré, as câmeras internas e o sistema multiplex (funções conjugadas de todos os equipamentos do ônibus). Conta, também, com saídas de ar reposicionadas e sistema de ventilação mais eficiente, porta-objetos atrás da poltrona, iluminação individual para o motorista e para o motorista auxiliar com acionamento sensível ao toque.

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

05


HISTÓRIA

Por Krayon Klein | Entrevistas: Matheus Adler | Fotos: Krayon Klein

Começou a circular no sábado (22) na Pampulha, em Belo Horizonte, a jardineira do MOVA (Museu de Objetos e Veículos Antigos). O modelo é o 6500 da Chevrolet, com motor alterado para Mercedes-Benz OF-1113. Fabricada em 1957, a jardineira operou nos anos 60 a linha que ligava o centro da capital a região da Pampulha. Agora, ela percorrerá os principais pontos turísticos localizados na região da lagoa. O projeto segundo os organizadores, faz parte do calendário de celebrações pela conquista do título de Patrimônio Cultural da Humanidade, recebido esse ano. Durante o percurso, de aproximadamente uma hora, um dos colaboradores do MOVA, Jeferson Rios, que também é presidente do Instituto Cultural de Carros Antigos e Objetos d e É p o c a , e u m a g u i a d a B e l o t u r, apresentam aos passageiros os locais em torno da lagoa e a história de cada um, além é claro, de apresentar os detalhes do veículo de época. Nada passa desapercebido, desde os anúncios das décadas de 50 e 60 que foram afixados em cima das janelas até as fichas que eram os passes, divididas em diversas cores, sendo cada uma referente a um trecho que seria percorrido pelos usuários. Ao final do salão da Jardineira, a primeira Chopeira da Antarctica e um carrinho de bordo da extinta VARIG chamam a atenção pelas suas características que marcaram época. Atualmente com capacidade para 20 passageiros, a Jardineira inicia o percurso a partir da Igrejinha de São Francisco de Assis seguindo pelos seguintes pontos: casa Kubitschek, Museu do Futebol no Mineirão, Iate Tênis Clube, Casa do Baile, passando pela Barragem da Pampulha chega ao Museu de Arte, retornando a Casa do Baile, Iate Tênis Clube e Igrejinha de São Francisco de Assis, onde encerra o trajeto. A atração irá circular aos Sábados, Domingos e Feriados, de 09hs as 12hs e de 14hs as 17hs. A previsão de operação da Jardineira é até 18 06

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016


turístico pela lagoa da Pampulha, em BH

HISTÓRIA

18 de Dezembro. No primeiro dia de operação o veículo chamou a atenção por onde passou: “Dois grupos já nos ligaram ontem, um querendo fazer uma festa de 50 anos aqui dentro com os amigos e familiares, ele até perguntou se poderia fazer um open bar”, afirmou Jeferson Rios. O projeto agradou também a todos que desfrutaram do passeio em seu primeiro dia, como a pernambucana Ananda Costa: “Todo o projeto da Pampulha chamou bastante a atenção, toda essa história que os pontos possuem. É um ônibus bastante antigo, né!? Achei bem interessante, gostei muito”, afirmou. O passeio custa R$ 20 e o ticket pode ser adquirido no stand montado na Igreja da Pampulha. O serviço de bordo oferece aos passageiros água, cerveja e biscoito Globo, com custo a parte.

Jeferson Rios é um dos colaboradores do Museu de Objetos e Veículos Antigos (MOVA) e idealizador do projeto Pampulha Retrô Tour. Jeferson é também presidente do Instituto Cultural de Carros Antigos e Objetos de Época. Além desse projeto, Jefferson atualmente se dedica também na criação do MOVA em um terreno com 6.000m2 de área construída, no bairro Alphaville em Nova Lima. Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

07


EDUCAÇÃO

Memorial dedicado ao transporte em Curitiba simula batida e capotamento

G1 Paraná | Foto: Humberto Michaltchuk

A capital paranaense inaugura, nesta quinta-feira (6) no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o Memorial da Segurança no Transporte. É o único espaço dedicado ao tema na América Latina. A entrada é gratuita. O memorial promove uma visão sobre segurança desde a pré-história até os dias atuais. O local foi

“Tudo foi pensado para proporcionar uma experiência que leve os visitantes a perceber como a segurança está inserida na sua vida. O objetivo é promover uma educação de trânsito de uma forma leve e ao mesmo tempo impactante”, explica coordenador do Memorial da Segurança, Marco Greiffo. O projeto arquitetônico atrai a atenção. Um ônibus biarticulado suspenso no teto percorre quase toda a extensão do memorial e sua frente atravessa a parede para compor a fachada do prédio. Chama a atenção também uma cabine de caminhão que passou por um “crash test” real.

Simuladores

projetado com o objetivo de promover a experimentação: para que visitante perceba a importância da segurança por meio de atividades lúdicas e interativas. O roteiro conduz a uma viagem pela evolução da humanidade pelo ponto de vista da segurança. Desde os primeiros instrumentos rudimentares da pré-história, criados por um instinto de sobrevivência como forma de proteção de perigos; passando pelo surgimento das cidades e do conceito de mobilidade urbana; até as avançadas tecnologias da sociedade atual, em plena era da internet. O cinto de segurança de três pontas ganha lugar de destaque pela sua importância. Desde a a invenção, em 1959, ainda hoje é considerado por especialistas o instrumento que mais salva vida no trânsito todos os anos. Uma mesa tátil também permite ao visitante sentir a diferença da aderência dos pneus dos veículos nos diferentes tipos de pavimento, como asfalto seco e molhado, terra, paralelepípedo e até na neve. 08

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

Os simuladores permitem aos visitantes uma experiência mais real, levando-os a perceber a importância de adotar um comportamento seguro de forma lúdica. - Simulador de “crash test”: o visitante pode viver a experiência de passar por um “crash test”. No simulador, sente o impacto da batida e enxergar o acidente de forma virtual, como se estivesse dentro do laboratório de testes. - Simulador de capotagem: a importância do cinto de segurança de três pontos pode ser testada em uma cabine que simula um capotamento. - Simulador de impacto: uma balança calcula o peso que uma pessoa atinge em um acidente com velocidade de 40 km/h, 60km/h e 80km/h.

Serviço - Abertura: 06 de outubro de 2016; - Horário de funcionamento: de quarta a sábado das 9h às 17h; - Entrada: gratuita; - Endereço: Rua Eduardo Sprada, 6.447 - Cidade Industrial – Curitiba PR; - Visitas de Grupos: O Memorial da Segurança de Transporte é aberto a grupos de alunos de escolas públicas e particulares. As inscrições podem ser feitas pelo site do memorial. A idade mínima para participar das atividades interativas é 9 anos, ou 1,20 m.


Viação Garcia adere ao check-in 100% digital

TECNOLOGIA

Portal Bonde (www.bonde.com.br) | Foto: Krayon Klein

A primeira empresa de transporte rodoviário do Brasil a realizar o embarque de seus passageiros com check-in 100% digital, eliminando a necessidade de impressão de bilhetes em papel é de Londrina. A Viação Garcia está lançando o serviço "Check-In Digital – Seu Embarque Fácil" para proporcionar mais comodidade e rapidez ao embarque de clientes que optam pela compra de passagens em sua plataforma digital de vendas. A tranquilidade é o primeiro benefício imediato do passageiro, já que ele sabe que não terá de enfrentar filas para retirar seu bilhete, o que diminui consideravelmente o nível de estresse da viagem - principalmente devido a possíveis atrasos no trânsito dos grandes centros urbanos. Até então, o cliente ainda tinha que se dirigir ao guichê para retirar o bilhete de embarque com, pelo menos, 30 minutos de antecedência. Agora o cliente pode comprar a passagem de qualquer lugar, a qualquer hora e de qualquer dispositivo digital, como computador, tablet e celular. Ao finalizar a compra, com a geração e envio do número de voucher, o check-in digital é realizado automaticamente. De posse deste número e um documento com foto,

PELOS ARES

basta que o mesmo se dirija diretamente à plataforma de embarque – sem passar pelo guichê ou precisar imprimir a passagem -, onde um colaborador da empresa realiza o procedimento de embarque. O controle da empresa referente às passagens comercializadas pela internet é realizado através de um relatório com o nome e o número de voucher de cada passageiro que optou pela compra on-line. Com esse relatório em mãos, o colaborador consegue verificar – na hora do embarque – quais são esses passageiros.

Está confirmada a operação do AN-225, maior avião do mundo, no Brasil.

AeroIn (www.aeroin.net) | Foto: Vasily Koba

Está aprovada a operação no Brasil do maior avião em operação comercial no mundo, o gigantesco ucraniano Antonov AN-225 Mriya. Esta será a segunda vez na história que esse monstro dos ares, do qual existe apenas um exemplar no mundo, pousa em nosso país. A operação especial entre as cidades chilenas de Iquique e Santiago e São Paulo possui os seguintes dias e horários. Observe que o dia da partida da aeronave é feriado nacional, de modo que todos terão oportunidade de ver a surreal aeronave de mais perto.

Dia 14/11 – voo ADB3700 – Iquique 19h30 – São Paulo – Guarulhos 23h00 Dia 15/11 – voo ADB3700 – São Paulo – Guarulhos 6h00 – Santiago 9h30

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

09


DIA A DIA

Por Luísa Melo | EXAME.com | Foto: TfL Digital Blog

A Mastercard acaba de lançar um sistema que permite que usuários do transporte público paguem suas passagens com cartão de crédito, débito e prépago apenas por aproximação, sem a necessidade de digitar senha. O projeto foi construído em parceria com emissores de cartões, operadoras de ônibus e trens e adquirentes (as empresas de "maquininhas"). Ele já funciona em fase piloto na região metropolitana do Rio de Janeiro (na Central do Brasil e nas principais estações da linha Deodoro) e de São Paulo (na linha de ônibus DiademaBerrini). No mês que vem, chegará à Grande Curitiba. A meta é ousada: estar nas "principais capitais" do país até dezembro de 2017. O novo mecanismo só funciona para usuários de cartões com a tecnologia de pagamento sem contato, chamada EMV, que é identificada por um símbolo com três "anteninhas". Até o fim do ano, a Mastercard pretende colocar 1 milhão desses cartões no mercado. Para isso, já fechou acordo com emissores como a Caixa e o banco digital Original e também a Acesso, de produtos prépagos. "Se o validador do terminal ou do ônibus tiver o símbolo da Mastercard e da EMV, basta aproximar o cartão", explica Alexandre Brito, vice-presidente de Desenvolvimento de aceitação, varejo e novos negócios da companhia para o 12

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

Brasil e Cone Sul. No caso de cartões que funcionam tanto com débito quanto com crédito, fica a critério do banco definir qual função será ativada. Em 95% dos

transações de até 50 reais. Quem tem o serviço Samsung Pay também poderá usar a novidade, pagando a passagem pelo celular. O foco da Mastercard são as

casos, de acordo com a Mastercard, a escolhida é a de débito. Por medida de segurança, o sistema autoriza o pagamento sem contato e sem senha em

pessoas que usam ônibus, metrô e trem esporadicamente, que não possuem passes para diversas viagens e compram bilhetes individuais com dinheiro em espécie.


DIA A DIA

"A gente quer acabar com o dinheiro. Nosso sistema proporciona segurança e simplicidade. Ele elimina a necessidade de carregar dinheiro, evitando roubos, e

aproximadamente 80 bilhões de reais por ano e 30% dessas vendas são feitas em dinheiro (ou seja, 24 bilhões de reais). Segundo dados da consultoria Value Partners cedidos pela

contato são fornecidos pela Gertec. Já a adquirente, que faz liquidação financeira das transações, é a Stone. As empresas de transporte que já participam do projeto são a Supervia (do Rio de Janeiro), M e t r a ( e m S ã o Pa u l o ) e Metrocard (Paraná). A Mastercard não revela quanto dinheiro colocou iniciativa, que começou a ser elaborada há cerca de 1 ano e meio, mas diz que foi o aporte mais relevante em novas tecnologias feito neste ano. "Foi um investimento de 10.000 horas/homem, incluindo o trabalho de nossos parceiros", conta Brito.

Experiências anteriores

também traz a conveniência de passar pela catraca direto, sem enfrentar filas para carregar o cartão", crava Brito. Nas contas da empresa, o transporte público arrecada

Mastercard, um aumento de 10% no uso de meios de pagamento eletrônicos poderia expandir o PIB brasileiro em 1%.

Parceiros Os leitores dos cartões sem

O uso do cartão sem contato no transporte já é uma realidade em lugares como Londres e Singapura. Em Londres, onde está disponível há dois anos, já responde por cerca de 30% das vendas do sistema de trens e metrôs, segundo a Mastercard, o equivalente a 1,2 milhões de transações por dia. Em Singapura, o sistema permitiu a medição dos horários de pico e o redirecionamento dos passageiros através de descontos para viagens nos momentos de menor circulação. "Com isso, o sistema de transporte do país economizou entre 200 e 300 milhões de dólares, porque não precisou comprar mais vagões, que não foram deteriorados", disse Brito. Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

13


PELOS ARES

Azul recebe 1° A320neo e inicia novo capítulo na aviação comercial brasileira

Por Pedro Menezes | Mercado & Eventos | Foto: Júnior Araújo

Que dia histórico para a Azul Linhas Aéreas Brasileiras. Na quinta-feira, 20 de outubro, o Aeroporto Internacional de Confins/BH Airport teve o prazer de receber o 1° A320neo da companhia, que iniciou assim novo capítulo em sua jornada no mercado brasileiro. Diferente da Avianca e da Latam Brasil, que já receberam suas primeiras unidades do modelo, a Azul não só recebeu o 1° A320neo mas também a primeira aeronave single-aisle fabricada pela Airbus. É a primeira vez que a companhia vai deixar de utilizar equipamentos exclusivamente produzidos pelas brasileira Embraer ou italo-francesa Avions de Transport Régional (ATR) em suas operações domésticas. Ao contrário de Avianca e Latam Brasil, já familiarizadas com o modelo, a Azul até então só operava Airbus em rotas internacionais. “Para a companhia é um orgulho enorme receber seu primeiro A320neo. Esta aeronave, de maior capacidade operacional, permitirá à Azul ampliar ainda mais a oferta de assentos em rotas estratégicas. Integrar o A320neo à frota representa o constante investimento no futuro da companhia e a costumeira atenção e cuidado em promover a melhor experiência de viagem aos nossos Clientes”, celebra Antonoaldo Neves, presidente da Azul. 16

Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

A aeronave deixou Tolouse, na França, na noite de quarta-feira (19), fez escala na Ilha do Sal, em Cabo Verde, antes de chegar ao BH Airport na tarde de quinta-feira (20). De matrícula PR-YRA, o A320neo da Azul vem com motores CFM LEAP-1A, o que acaba fugindo um pouco da polêmica com os motores Pratt & Whitney 1100G, e já chegou preparado para iniciar as operações regulares oficiais já marcadas para novembro. As operações do A320neo da Azul envolverão 14 destinos: São Paulo (Campinas), Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Salvador, Belém, Manaus, Porto Seguro, Fortaleza, Natal, Aracaju, Maceió, João Pessoa e Boa Vista. “A escolha destas rotas demandou um intenso estudo de nossa malha. Priorizamos os mercados mais desafiadores, nos quais temos dificuldade de aumentar a oferta nos horários mais disputados, além dos trechos mais longos”, disse Antonoaldo Neves, presidente da Azul. “Os A320neo são os mais modernos e avançados em sua categoria, com alta tecnologia embarcada e motores mais econômicos. Além disso, a novidade também representa uma oportunidade de crescimento para nossos colaboradores”, completou o presidente.


Marcopolo desenvolve poltrona antissono

INOVAÇÃO

Marcopolo | Imagem: Arquivo Marcopolo

A Marcopolo, por intermédio de seu Innovation Center (MIC), e em parceria com o CEMSA – Centro Multidisciplinar de Sonolência e Acidentes e a Woodbridge, está desenvolvendo de maneira pioneira e inédita uma poltrona Antissono para os seus ônibus. O protótipo, em testes, será apresentado pelo gerente de design e inovação da companhia, Petras Amaral, no Congresso SAE Brasil, que será realizado nos próximos dias 25, 26 e 27 de outubro, em São Paulo. A nova poltrona, chamada Antisleep Seat tem como objetivo prolongar o estado de alerta e atuar durante as fases de sonolência e fadiga do motorista de veículos pesados (ônibus e caminhões) e, assim, reduzir o alto índice de acidentes causados no transporte de pessoas e de carga. A poltrona é equipada com dispositivos de distração mecânica e fisiológica que atuam para prolongar o estado de alerta nesses profissionais nos momentos e horários críticos. As empresas desenvolveram em conjunto a patente de um sistema de monitoramento de fadiga para motoristas, por intermédio de estímulos provocados pela poltrona. Estudos apontam que os principais motivos e causas da sonolência ao volante são fadiga física e mental, Privação / restrição de sono, muitas horas acordado (mais de 16 horas), situações de monotonia, e homeostasia corpórea por resfriamento da temperatura central associados aos fatores acima, entre outros. Para prolongar o estado de alerta do motorista, bem como a velocidade de reação, as empresas desenvolveram uma poltrona com distratores (o que distrai ou serve para distrair) que atuam para evitar a fadiga, por intermédio de áudio, vibração eletromecânica, refrigeração e aquecimento, além de provocar o estresse térmico, reduzindo assim a sonolência e promovendo o estado de alerta. A Antisleep Seat possui um módulo integrado, responsável por receber diversos e diferentes dados coletados sobre o estado de fadiga do motorista, bem como tempo de viagem e horário. A partir destes dados, algoritmo desenvolvido pelo

CEMSA, baseado em estudos sobre o ciclo cicardiano - período de aproximadamente 24 horas sobre o qual se baseia o ciclo biológico de quase todos os seres vivos, sendo inuenciado principalmente pela variação de luz, temperatura, marés e ventos entre o dia e a noite - e nos horários críticos de propensão ao sono, define a sequência de distratores mais adequada àquela viagem, atuando de forma customizada e de maneira preventiva. Ao contrário de muitos sistemas encontrados no mercado que atuam de forma reativa, onde segundo o CEMSA, dependendo do nível de fadiga, os alertas são tardios para evitar o sono, a Antisleep Seat atua para prevenir a fadiga, através de dados específicos do motorista e da jornada que vai se iniciar, diminuindo assim o risco de acidente.

Os inúmeros testes realizados em simuladores com diferentes condições de fadiga e estímulos, comprovaram a eficácia do Sistema, considerando a mudança no estado de alerta dos motoristas, bem como a redução do tempo de reação (reexos) para evitar o acidente. Segundo Petras Amaral, a Antisleep Seat pode ser tratada como um sistema anti-fadiga e não simplesmente uma poltrona. No futuro, as empresas já preveem a integração desta com dados do padrão de sono dos motoristas, bem como da gestão de frota dos operadores em tempo real. Os testes finais e apresentação da poltrona a clientes e operadores estão previstos para ocorrer entre o final de 2016 e início de 2017. Edição 6 | Out/Nov/Dez | 2016

17


Revista OneBus pertence a onebusbr.com.br. Edição digital. Material não distribuído ou comercializado em formato impresso. Todas as matérias e publicações da revista que não contém os créditos são de autoria de OneBus e devem ter sua fonte informada em caso de reprodução. Respeite! Todas as fotos veiculadas nesta publicação são de autoria dos administradores do OneBus ou de terceiros com os devidos créditos.

Revista OneBus 6ª edição  

Revista Digital com conteúdo sobre ônibus.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you