Revista onebus 7ª edição

Page 1

onebus R

E

V

I

S

T

A

Edição 7 06/2017

R

ED 737

Marcopolo Lança o novo Torino S. Modelo é focado na eficiência operacional e facilidade de manutenção

Hyundai apresenta seu primeiro ônibus elétrico Saiba os destaques e novidades do blog OneBus

Conheça em detalhes o primeiro DD 15 metros de Minas Gerais Foto: Douglas de Souza Melo


EXPEDIENTE

Pausa

Após 6 edições publicadas desde o seu lançamento e a constante melhoria em seu formato e conteúdo, a Revista OneBus ficará suspensa por tempo indeterminado, sendo esta a edição que antecede a pausa. A falta de tempo é o grande vilão deste projeto. Atualmente não dispomos de tempo e material necessário para publicação trimestral da revista, conforme objetivo inicial do OneBus. Por este motivo, o projeto será arquivado e projetado com maior cuidado, de forma a retornar à rede como maior força e qualidade.

Criação e seleção de conteúdo:

Krayon Klein criador/administrador blog OneBus

Durante essa pausa, nossos esforços serão direcionados totalmente ao blog, de forma a aprimorar ainda mais nosso conteúdo, oferecendo aos admiradores que nos acompanham uma experiência ainda melhor ao navegar pelas nossas páginas. Deixamos aqui o nosso agradecimento a todos os leitores e parceiros, que desde o início nos apoiaram na produção e divulgação do material.

Matheus Adler administrador blog OneBus

Projeto gráfico e montagem:

Krayon Klein

Apoio:

César Ônibus cesaronibus.blogspot.com.br

Ônibus Diversos onibusdiversos1.blogspot.com.br

fb.com/onebusbr


Novo endereço eletrônico

BLOG

onebus Desde o início do último mês de Maio, o blog OneBus está com novo endereço. Desde então, o novo endereço do blog é o onebusr.com. Ao contrário do endereço anterior, e por motivos estratégicos, o domínio atual não possui mais o .br ao final. Para quem tem costume de utilizar o endereço do blogspot (onebusbr.blogspot.com), ele continuará válido, sendo redirecionado automaticamente para o onebusr.com Além disso, o blog passou por mais algumas mudanças nas últimas semanas. Estamos com um background (fundo da página) mais sólido e marcante. As guias montadoras e por estado foram reformuladas, ganhando novas funções.

Juntamente com o novo domínio, outro destaque é a guia modelos, onde é possível que o admirador conheça e acesse as fotos dos diversos modelos de ônibus, separadas por montadora.

Edição 7 | 06/2017

03




NOVIDADE

Novo Torino S é focado na eficiência operacional e facilidade de manutenção

Por Julio Soares | Marcopolo | Fotos: Douglas de Souza Melo

Nova versão mantém atributos do consagrado modelo Torino com destaque para a robustez, eficiência para a operação e na facilidade e rapidez de manutenção

A Marcopolo lança, em maio, uma nova versão do seu modelo urbano de maior sucesso, o Torino S. O produto foi desenvolvido ao longo de dois anos para garantir eficiência operacional, com manutenção simplificada, mais rápida, gerando menos custos, e os mesmos atributos de robustez e confiabilidade comuns a todas as outras versões do Torino, além de oferecer qualidade, conforto, segurança e maior espaço para os passageiros e motorista. Segundo Paulo Corso, diretor de operações comerciais e marketing da Marcopolo, com a nova versão a empresa pretende colaborar para estimular e acelerar a renovação de frota no segmento urbano. “Desenvolvemos o Torino S, que representa Soluzione (solução, em italiano), produto que mantém todos os atributos da família Torino e que proporciona ao operador praticidade e facilidade de manutenção, redução no custo e no tempo de reparação e ergonomia e conforto para o condutor”, destaca. O novo Torino S será produzido na fábrica da Marcopolo Rio, em Xerém. A expectativa da fabricante é comercializar mais de 1.000 unidades ao longo de 2017 e que a versão tenha uma expressiva participação do volume total de veículos dos modelos urbanos. 06

Edição 7 | 06/2017

S de ´Soluzione´ e focado na operação As áreas de marketing e engenharia da Marcopolo foram a campo, desde 2015, para levantar os principais pontos que poderiam ser otimizados, e tornar o Torino ainda mais eficiente e competitivo. Em um momento tão agudo de crise econômica como o que o Brasil enfrenta, a nova versão pode estimular e colaborar para que o operador renove a sua frota e possa tornar sua operação ainda mais eficiente, mantendo os veículos em utilização por maior tempo, em razão de ter manutenção mais fácil, rápida e com custo reduzido. “O foco do Torino S é a operação”, ressalta Paulo Corso. “Ampliamos os atributos de conforto, segurança, acessibilidade para passageiros, motorista e cobrador, e, ao mesmo tempo, adotamos conceitos práticos e eficazes para quem precisa manter o veículo sempre em operação”. De acordo com Luciano Ricardo Resner, diretor de engenharia da Marcopolo, a nova versão foi desenvolvida com base no que os clientes desejam, com as principais informações transmitidas para a rede de representantes em todo o Brasil. “Nosso trabalho foi ampliar ainda mais a vocação do modelo para a aplicação


NOVIDADE

pesada e contínua. Suas características de manutenção mais fácil, ágil e barata, vão permitir ao transportador manter o veículo maior tempo em operação e realizar quaisquer reparos da forma mais rápida”, enfatiza o executivo. O Torino S reete a ideia da Marcopolo em proporcionar o que os empresários almejam em termos de custo, facilidade de manutenção e redução do tempo parado em garagens para a realização de serviços. Ou seja, é o produto ideal para este momento de necessidade de redução de custos e também de ociosidade do produto. A praticidade para o operador começa na oferta de configurações. São 24 diferentes configurações para os cinco principais modelos de chassis urbanos vendidos no Brasil, de 11.200 mm até 13.200 mm de comprimento. O novo Torino S será montado inicialmente em chassis Mercedes-Benz OF 1519, OF 1721 e OF 1721 L e os MAN VW 15.190 OD e VW 17.230 OD. Externamente, o Torino S tem como diferenciais o design limpo e leve, com novos conjuntos ópticos dianteiro e traseiro. O novo vigia traseiro, com cantos menos salientes e arredondados, também dá mais leveza e modernidade ao ônibus. Com lâmpadas totalmente em LED e desenho redondo, os faróis e lanternas têm máxima eficiência luminosa e são facilmente intercambiáveis, reduzindo tempo e custo de manutenção e reparo. Focando na rapidez e custo de reparação, a nova versão ganhou também saias laterais retas, aro de rodas em borracha e placa do veículo incorporada (não mais no para-choque traseiro), e vidros laterais intercambiáveis em um único tamanho. O veículo conta ainda com espelhos retrovisores mais modernos e eficientes, tomadas de ar de teto com novo formato e sistemas de fixação e vedação de fácil acesso e manuseio para os usuários. O resultado de todo o trabalho de marketing e engenharia da Marcopolo é a redução do tempo do veículo parado para manutenção, com serviços facilitados. Até mesmo os chicotes elétricos foram separados em dianteiro e traseiro, redesenhados e reposicionados, facilitando o acesso e a manutenção. Mais conforto e espaço

Internamente as mudanças também são significativas. Para o motorista, o posto de condução foi totalmente redesenhado para ampliar conforto, ergonomia e facilitar o acesso aos comandos. Ganhou console mais ergonômico, que proporciona maior espaço para pernas e para a sua movimentação. Também passou a contar com novas saídas de ar no painel, no teto e para as pernas, com ventilação mais forte e eficiente. O novo posicionamento do condutor reduz o estresse causado ao longo da atividade e possibilita benefícios como a melhor ventilação, fácil acionamento dos controles e menor desgaste físico. Os itens de manutenção e a central elétrica também foram posicionados junto ao condutor para facilitar o seu controle. O novo painel de instrumentos conta com teclas de comando do tipo IP66 (padrão europeu) e o seu projeto garante maior isolamento e vedação e facilita as operações de limpeza do veículo. Para aumentar o espaço para as pernas do motorista, o defroster foi instalado em novo local, sob o painel. A tampa superior interna frontal do itinerário foi redesenhada e permite o acesso ao equipamento pelo interior do ônibus. Padronização de componentes Para tornar mais eficiente a operação dos veículos, a Marcopolo dedicou, no novo projeto, especial atenção à padronização de componentes. Com isto, conseguiu diminuir a necessidade de itens de reparo em estoque nas garagens. Vidros laterais intercambiáveis, saias laterais retas, faróis redondos com lâmpadas de LED e as opções de chassis são alguns exemplos adotados para reduzir o tempo de entrega do carro. Segundo Luciano Resner, pelo novo conceito, a fabricante estabeleceu alguns projetos de veículos que vão diminuir o tempo de produção. “Analisamos os hábitos de compra dos principais clientes brasileiros e buscamos a padronização de componentes e opcionais, reduzindo em muito o tempo para fornecimento do produto. Este é, neste momento, um importante diferencial, pois faz com que o cliente coloque o novo veículo em operação mais cedo”, explica. Edição 7 | 06/2017

07


NOVIDADE A padronização de componentes também possibilita a facilitação da manutenção e maior comodidade para os passageiros. A empresa desenvolveu uma nova tampa superior para acesso ao sistema de abertura das portas. Em ABS, em vez de fibra de vidro, permite acesso mais rápido, amplia sua vida útil e diminui possíveis ruídos decorrentes de vibrações geradas pelas irregularidades das ruas e avenidas, além de colaborar com o meio ambiente O sistema de abertura e fechamento das portas conta com nova estrutura e bandeja que ampliam a vida útil dos pistões de acionamento. Novo sistema de limpador de para-brisa A visibilidade é item crítico no trânsito urbano, ainda mais em dias de chuva. Para garantir a perfeita visão do motorista e a segurança dos passageiros, a Marcopolo desenvolveu um novo sistema de limpador de para-brisa, com melhor funcionamento e limpeza da área de visão. Os novos braços proporcionam maior pressão das palhetas sobre o vidro, limpando a área de maneira uniforme e completa.

08

Edição 7 | 06/2017

Produção em linha dedicada Para mais eficiência e produtividade na fabricação do novo Torino S, a Marcopolo projetou em sua operação em Xerém (Marcopolo Rio) uma linha exclusiva e dedicada, que possui algumas inovações e diferenciais em relação à linha onde são montados os demais modelos Torino. Segundo Lusuir Grochot, diretor de operações industriais e melhoria contínua, a nova linha foi concebida de acordo com os princípios Lean e contou com a realização de um Kaizen 3P de ajuste da fábrica. “Foram identificadas todas as oportunidades de melhorias e um plano de ação foi gerado exclusivamente. Por ser dedicada à fabricação do modelo Torino S, a linha também recebeu pintura diferenciada na cor cinza claro”, destaca o executivo. O balanceamento de produção está proposto para até 10 carrocerias por turno em uma única linha de montagem e a produção está pautada em indicadores, estruturados sobre os pilares de segurança, qualidade e produtividade.


Ônibus high-tech pode derrubar custo de obras de metrô

TECNOLOGIA

Por Lucas Agrela | EXAME.com | Imagem: YouTube/Divulgação

A China tem um novo projeto de veículo high-tech que anda sobre trilhos virtuais na cidade. Ele funciona como uma mistura do trem comum com o ônibus, já que anda na rua sem trilhos reais, mas tem a possibilidade de adicionar vagões para ampliar sua capacidade. A CRRC, fabricante responsável pelo projeto, chama o novo veículo de smart bus ART (sigla em inglês para “veículo autônomo de trânsito rápido”)– o que esclarece que o veículo é um ônibus. De olho no futuro: A Hekima mostra como as novas tecnologias estão revolucionando o transporte público Patrocinado Equipado com sensores para seguir as faixas pintadas e outros sensores na estrada pela qual percorre, ele não precisa de um motorista humano atrás do volante para conduzi-lo, apesar de ainda haver um nesta fase inicial. O projeto começou a ser desenvolvido em 2013, com o objetivo de reduzir o caótico trânsito dos centros urbanos da China. O ART tem capacidade

de acomodar 307 passageiros (com três vagões; com cinco, são mais de 500) e atinge velocidade máxima de 70 kmh, impulsionado pela energia armazenada em sua bateria. A cada parada de 10 minutos, o veículo recebe energia para mais 25 km de percurso. O ART pode representar uma forma de aumentar a oferta de transporte público de alta velocidade sem que seja necessário fazer obras comuns de metrô e trem. Na China, o custo por quilômetro de metrô é de 58 mi a 102 mi de dólares, enquanto o trecho custaria 2,2 mi de dólares para criar uma pista virtual para o ART. O veículo foi apresentado na última semana, quando andou em uma pista de 6,5 quilômetros. A expectativa é de que ele esteja nas ruas da cidade de Zhuzhou a partir do ano que vem. Vale notar, porém, que o último projeto de ônibus inteligente da China, que andava sobre carros, sofreu evasão de investimentos e agora está parado pegando poeira. Edição 7 | 06/2017

09


NOVIDADE

Por Krayon Klein | Fotos: Krayon Klein

A empresa Horizonte Turismo, de Belo Horizonte, recebeu no início do mês de Maio mais dois novos ônibus fabricados pela Marcopolo. Trata-se de uma unidade do Paradiso G7 1600LD, montado sobre chassi Scania K440IB, na configuração 8x2, e uma unidade do Paradiso G7 1800DD, montado também sobre chassi Scania K440IB 8x2, este com 15 metros de comprimento, o primeiro de Minas Gerais. Segundo informações da empresa, o veículo LD será plotado para o cantor Leonardo, enquanto o DD rodará com seu filho, o cantor Zé Felipe. Internamente, os veículos adquiridos se destacam pelo alto padrão de conforto que é proporcionado aos passageiros. Os salões contam com iluminação de LED e luzes diretas, que criam um ambiente de comodidade e sofisticação. O veículo 1800 Double Decker conta com 20 poltronas leito cama no salão superior, dotadas de tomada de energia, entrada USB e saída de áudio individual. No salão inferior, devido ao comprimento do veículo, foi possível montar dois espaços amplos, um conta com 4 camas de solteiro e o outro com uma cama de casal, frigobar e armários. Todas as camas possuem telas individuais de LCD. Já o Paradiso 1600 Low Driver conta com 30 poltronas leito, também dotadas de tomada de energia, entrada USB e saída de áudio individual. Fundada em 1979, a Horizonte Turismo se especializou ao longo da sua existência em transportes de bandas e equipamentos de grupos musicais, se tornando uma das pioneiras do país nesse segmento. Atualmente, a empresa opera somente ônibus da Marcopolo, divididos entra G6 LD e DD, e G7 LD e DD, a maioria Scania. Com relação ao chassi, a única exceção é o carro de prefixo 68000, que é apenas operado pela empresa, e é utilizado exclusivamente pela cantora Paula Fernandes e sua equipe. Trata-se se um Paradiso G7 1800DD montado sobre chassi MBB O-500RSDD. 10

Edição 7 | 06/2017


NOVIDADE

Salão Superior 20 poltronas leito com acabamento em couro

Salão Inferior 1º espaço, com 4 camas de solteiro

Salão Inferior 2º espaço, com 1 cama de casal

1600LD já de roupa nova Menos de um mês após sua entrega, a produtora Talismã Music publicou em sua fanpage no facebook, fotos que mostram o novo Marcopolo G7 1600LD com sua nova plottagem. Conforme informado antes, pelo OneBus, o carro de prefixo 52000 rodará com o cantor Leonardo. Na nova personalização, foram mantidas as características da plottagem anterior, utilizada em um G7 DD,

alterando apenas as imagens do artista, detalhes e as cores, como podem comparar abaixo. O novo modelo adotado pelo cantor e sua equipe se justifica no maior espaço de bagageiro (se comparado ao anterior), o que possibilita que os equipamentos utilizados pela banda e estruturas menores sejam transportados no próprio ônibus, sem a necessidade de deslocamento da carreta.

Foto: Divulgação Talismã Music Edição 7 | 06/2017

11


cesaronibus.blogspot.com.br


Hyundai apresenta seu primeiro ônibus elétrico, com autonomia de 290Km

SUSTENTABI LIDADE

Por Krayon Klein | Fonte: The Verge | Foto: Krayon Klein

Hyundai/Divulgação

Depois de muita especulação, a montadora coreana Hyundai, apresentou no início deste mês o seu primeiro ônibus elétrico a ser produzido em massa, o Elec City. O veículo tem autonomia de até 290 quilômetros, graças a sua bateria de 256kWh, de acordo com informações da própria fabricante. Um estudo da agência de notícias Yonhap afirma que o ônibus também pode ser totalmente carregado em pouco mais de uma hora. A Hyndai planeja comercializar o veículo a partir de 2018. Embora seja mais do que o dobro especulado anteriormente, o modelo coreano ainda está longe de alcançar a enorme capacidade de 660kWh do Catalyst E2, veículo de fabricação americana, pela montadora Proterra. O Catalyst E2 pode alcançar até 560 quilômetros de operação urbana, apenas com o recurso elétrico. O modelo da Proterra já se prepara para comercialização e deve ganhar as ruas ainda neste ano. Ainda não é claro se a montadora coreana tem interesse em competir no mercado norteamericano de elétricos, mas se decidir por competir, a Proterra não será seu único desafio. Além dela, a chinesa BYD também já atua neste

mercado. Outra grande ameaça é a Tesla, que vem focando seus esforços no desenvolvimento e na produção de veículos elétricos e autônomos. A competitividade no mercado poderá alavancar as vendas e inserção dos elétricos no mercado, já que a tendência é a de que os preços caiam e os produtos sejam cada vez melhores. Com relação ao mercado brasileiro, o setor de elétricos ainda engatinha. Em algumas capitais, veículos 100% elétricos da BYD vem passando por testes e aprimoramentos. A expectativa é que em alguns anos já seja possível ver frotistas renovando suas frotas com estes veículos, um benefício necessário ao meio ambiente.

Ônibus BYD durante testes operacionais em Belo Horizonte. Edição 7 | 06/2017

13




Revista OneBus pertence a onebusbr.com.br. Edição digital. Material não distribuído ou comercializado em formato impresso. Todas as matérias e publicações da revista que não contém os créditos são de autoria de OneBus e devem ter sua fonte informada em caso de reprodução. Respeite! Todas as fotos veiculadas nesta publicação são de autoria dos administradores do OneBus ou de terceiros com os devidos créditos.