Issuu on Google+

www.minasemcena.com.br

Cultura • Moda • Arte Veículo • Viagem • Comportamento

TURISMO Faça o roteiro do seu filme predileto

CAPA 1

CULTURA O Baile Charme conquista de vez os brasileiros SONIDOS A trajetória de Paulinho Pedra Azul

NEgóCIOS Cartas de drinques e coquetéis conquistam cada vez mais clientes

O nOrdeSTinO qUaSe mineirO

Conheça os traços e as habilidades artísticas de Rogério Fernandes

1


CAPA 2 A Akka é a nova concessionária da Mitsubishi em Sete Lagoas. O lugar mais perto para você, morador da região, encontrar toda a linha de carros da marca, além dos melhores seminovos e os mais completos serviços, como o MIT4YOU.

Av. Marechal Castelo Branco, 3000 - Sete Lagoas / MG (31) 3697.2500 | www.akka.com.br 2


L200 TriTon EnconTrE a sua Em sETE Lagoas E pErca-sE por aí.

AKKA 3


14

O sonho se tornou realidade. Agora, você pode passear e se acomodar nos castelos europeus de cinema. Confira as dicas!

24

Para aproveitar a primavera, uma sugestão imperdível: flores comestíveis! Saiba quais desses lindos adornos você poderá saborear em casa.

capa

gaSTrOnOmia

TUriSmO

SUmáriO

32

Um nordestino quase mineiro. Traços exclusivos com influências da sua terra, Rogério Fernandes fixou-se em Minas Gerais, onde vive da arte. Conheça um pouco mais sobre o artista.

leia TamBém 10

12

18

4

LEITOR EM CENA Acompanhe a emocionante viagem de Márcia Pacheco ao Peru. Nesta experiência, a decoradora se rende aos encantos da Cordilheira dos Andes e à mística – e fascinante – Machu Picchu, conhecida como a “cidade perdida dos Incas”.

EM CENA O Centro de Arte Contemporânea e Fotografia apresenta a exposição do fotógrafo lituano Antanas Sutkus. Conheça um pouco da obra desse visionário.

PATRIMôNIO Mercado Central e Mercado Distrital do Cruzeiro não se resumem a locais para compras. Em meio a tanta diversidade, ambos convidam o belorizontino e o turista a mergulharem em um verdadeiro mix cultural.

22

28

38

INTELIgêNCIA DIgITAL Cerca de 90% dos brasileiros estão nas redes sociais. Os políticos enxergam nelas uma nova oportunidade para a comunicação e investem cada vez mais em planejamentos estratégicos para atingir esse público crescente.

ARQUITETURA E DECORAçãO O maior evento de arquitetura e decoração do Brasil segue com mais uma edição em Belo Horizonte. A Casa Cor 2012 chega para comprovar que luxo, estética e responsabilidade ambiental podem, sim, caminhar juntas.

EDITORIAL DE MODA

A chegada da primavera traz alegria. Para celebrar, a Minas em Cena apresenta um editorial especial em homenagem a essa bela e agradável estação.

44

48

50

SAúDE A estação mais florida do ano também contribui para a busca da boa forma antes do tão aguardado verão. A fisioterapeuta Manuella Bennaton dá dicas de hábitos saudáveis ao ar livre e, o melhor de tudo: sem custo.

CULTURA Febre no Rio de Janeiro: o Baile Charme está fazendo sucesso com ajuda da novela Avenida Brasil. Sob forte influência da Black Music, o ritmo atrai diferentes públicos e vem tomando conta da noite carioca.

bELEzA Conheça os novos hits para deixar os fios ainda mais bonitos, além de dicas imperdíveis de maquiagem para a próxima estação.


Além de sabores incríveis, os drinques de bares e restaurantes estão cada vez mais bonitos. Por trás desse mimo aos clientes, estão assessorias especializadas no assunto.

58

62

64

SONIDOS Saiba mais sobre as andanças e a carreira do cantor e compositor mineiro Paulinho Pedra Azul. O artista conta um pouco sobre sua família, algumas curiosidades e seus planos futuros.

MERCADO IMObILIáRIO A escolha é delas! Assim como em várias situações do cotidiano, especialistas do ramo imobiliário contam quais fatores levam a opinião feminina a ser soberana.

ARTIgO Para quem deseja um novo desafio no ramo empresarial, a abertura de uma franquia pode ser uma excelente opção de negócio.

54

Você sabia que o vinho pode cair muito bem com o chocolate? Dois elementos distintos da gastronomia que, juntos, formam um par perfeito.

72

76

80

ENTREVISTA A Minas em Cena entrevista Fernando Júnior, um jovem empresário que está à frente de grandes negócios em Belo Horizonte, como o Grupo Meet, a Temakeria Kone Store, a Yoggi, a Pão.com e o Na Mata Café.

66

veícUlOS

vinhOS

negóciOS

46

A Lamborghini é um clássico que revive momentos de glória com o lançamento de um carro-conceito. Sem data para chegar ao mercado, o Urus já figura nos sonhos de muitos.

82

CRôNICA A cantora e jornalista Camila de Ávila nos conta, de forma bem humorada, um pouco sobre sua transição de carreira até o tão esperado momento em sua vida: abrir as portas para sua voz e reafirmar sua grande paixão pela música.

MODA As estampas florais chegam com tudo, não só para as roupas, como também nos acessórios, nas linhas de calçados, bolsas e joias.

DIVINóPOLIS EM CENA Veja os destaques da sociedade divinopolitana sob o olhar do colunista social Giovani Lima.

5


ediTOrial Caro leitor, É com enorme prazer que lançamos a 15ª edição da revista Minas em Cena. Desta vez, com um sabor ainda mais especial. A chegada do mês de setembro trouxe promessas de mudanças e muitas renovações. E nesse clima, prepare-se para viajar pelas páginas e se encantar com as novidades. As matérias estão imperdíveis. Passeamos pela Itália em uma viagem bucólica e romântica no cenário da história do filme Cartas para Julieta (2010), dirigido por Gary Winick. Em um universo encantado, misturando o turismo de luxo com direito a instalações em castelos da Toscana, às belezas naturais da cidade, o leitor terá a nítida sensação de pertencer ao cenário do longa. Mas, a “Velha Bota” não inspira apenas o turismo. O que dizer da marca italiana Lamborghini? A escuderia não brinca em serviço. Nas próximas páginas, você vai encontrar novidades que ainda não têm nem previsão de lançamento. Com o início do momento mais florido do ano se aproximando, muitas páginas foram inspiradas nas belas formas das plantas e das cores das flores. Desde a gastronomia, que apresenta com maestria um universo de possibilidades de combinações de ingredientes com flores comestíveis, até a moda e a beleza, com roupas incríveis e lindas opções de maquiagem.

expediente

DIRETOR gERAL

Edgar Bessa

DIRETOR COMERCIAL

Edgar Bessa (31) 8700-1651

CONCEPçãO EDITORIAL

Luana Caldeira

PROJETO gRáFICO

2 Pontos Comunicação DIREçãO DE CRIAçãO

Gustavo Rios DESIgN

Bruno Martins Marina Figueiredo OPERAçÕES

Patrícia Jales FINALIzAçãO

José Carlos Saldanha PRODUçãO gRáFICA

Karla Iannini Evaldo Lacerda FOTO CAPA

Daniel Mansur PRODUçãO, REDAçãO E EDIçãO

elo.com - Assessoria de Comunicação www.assessoriaelo.com Telefone: (31) 3261-8561 Jornalista responsável: Sabrina Beckler (MTB 12952/MG) IMPRESSãO

Gráfica Primus

Já que estamos falando de combinações perfeitas, aqui cabe um destaque para uma das matérias mais “gostosas” desta edição. Vinho e chocolate são, realmente, um problemático caso de amor. Quanto ao vinho, não há como não gostar da bebida. Já o chocolate, ah o chocolate... Esse, sim, é um dos melhores e mais doces vícios. Há como não combinar? Entre e fique à vontade para descobrir! Boa leitura!

TIRAgEM

10 mil exemplares SITE

2 Clicks ASSESSORIA JURÍDICA

Guilherme Mangia Cobra A revista Minas em Cena é uma publicação mensal da Minas em Cena – ME Av. Raja Gabáglia, 4977, 4º andar - Santa Lúcia - CEP: 30360-663 Contato: (31) 8700-1651 - edgarbessa@minasemcena.com.br Site: www.minasemcena.com.br SUgESTÕES E CARTAS

Edgar Bessa

redacao@minasemcena.com.br A revista Minas em Cena não se responsabiliza pelo conteúdo de artigos assinados e anúncios. Apoio:

6


Quem gosta de esporte não perde um golasô. A Band é o canal do esporte. Só aqui você tem o programa onde o esporte mineiro dá de goleada. No Golasô você acompanha seu time com muito mais emoção. Programação esportiva de qualidade você já sabe: é só na Band.

segunda a sexta

às 12h30

7


cOlaBOradOreS edição 15

1

2

5

7 8 9 10 11 12 13 8

2. daniel manSUr é fotógrafo e proprietário do Stúdio Pixel. Atua nas áreas de publicidade, moda, editorial e corporativa. 3. gUilherme mangia cOBra é advogado especialista em direito de empresas e pós-graduado em direito empresarial.

3 4 6

1. daniel caSTelO BrancO é fotógrafo e sócio na Peixe Grande Produções. Atua nas áreas de fotojornalismo, documental e música.

4. giOvani lima é jornalista e colunista social do jornal Agora, de Divinópolis. É apresentador do programa Xeque Mate, que vai ao ar pela TV Alterosa Centro-Oeste e pela Mastercabo (canal 20). 5. viviana de Oliveira é crítica de vinhos e sommelier do restaurante Outono 81. Ela assina o blog vintologias.com. 6. caU WernecK é personal chef e, desde 2007, dedica-se a dar aulas de culinária em sua própria escola – em um charmoso e convidativo espaço no bairro de Lourdes, em BH.

7. leOnardO BOrTOleTTO é diretor presidente da Web Consult e vice-presidente de Inteligência Digital da Sucesu-MG. Ministra palestras há 13 anos sobre marketing digital, e-commerce, internet e inteligência digital. 8. vicenTe dUarTe é jornalista e diretor da Woll Agency. Atua como produtor de casting nas principais campanhas de moda e publicidade no Brasil e no exterior. 9. BrUnO cândidO é antenado às tendências internacionais e nacionais. O beauty artist traz para o seu estúdio todas as novidades, e, com uma equipe altamente preparada, alia moda e beleza em uma combinação perfeita. 10.

manUella BennaTOn é fisioterapeuta especialista em Reabilitação Cardiovascular e docente da UNIFEMM (Sete Lagoas). Além disso, é coordenadora do Studio Personal Plus - excelência em resultados.

11. camila de ávila é cantora, produtora editorial, jornalista, bailarina (por formação) e especialista em História da Cultura e da Arte. Apaixonada pela música, dança, arte e beleza.


9


Um deSTinO

Foto arquivo pessoal

LEITOR EM CENA

mÍstico e fAscinAnte

“V

iajar ao Peru sempre foi um grande sonho desde a minha juventude. Acredito que na vida há lugares e pessoas que nos identificamos de imediato. A princípio, sem nenhuma razão. Mas, com o tempo, compreendemos que somos atraídos por várias energias. Só é preciso estar atento aos sinais. Profissionalmente, sou decoradora atuante, adoro o que faço, mas percebo que a vida tem um sentido muito maior que os valores externos. Pensando assim, busquei adequar meus estudos acadêmicos à espiritualidade, preenchendo, assim, a ânsia de minha alma. A viagem à Cordilheira dos Andes está em sintonia com toda essa história, já que é um local de grande poder energético, cercado por

10

suas montanhas mágicas que os andinos chamam de Apus, seres de poder. É um local místico e fascinante. Os peruanos são pessoas reservadas, mas, bem receptivas. A comida é bem saborosa e super acessível, cerca de um terço do preço da nossa refeição. Todos os pratos são acompanhados por batata, milho e arroz - a maior fonte de renda local - e um tipo de carne. Vale a pena experimentar a bebida Chica de Yanuahara, que é como se fosse a nossa caipirinha, só que de milho. Muito boa! Chegar à Machu Picchu é algo fascinante, uma visão inexplicável. A sensação é de estar voltando ao tempo. A história dos Andes mistura o real e o imaginário, fazendo com que cada um tenha sua própria experiência.

Resgatar nossas culturas é o mesmo que despertar nossos registros. A sensação é de viajar no tempo, viver entre mundos e lidar com essa história em locais de poder e de tantos mistérios, como no Peru, ativa nossas essências e nos faz pensar muito. Por isso, se você tem algum lugar que deseja ir, aconselho que você não deixe de visitar. Você vai encontrar parte da sua história, uma energia única, uma cura para a sua doença, um despertar, uma sombra para encontrar a sua luz”. Márcia Pacheco, decoradora. Este espaço é para você, nosso leitor. Conte a sua experiência, envie a sua história para: leitoremcena@minasemcena.com.br E não se esqueça: as fotos devem estar em alta resolução.


ANÚNCIO INCOMUN

11


Fotos Divulgação

EM CENA

O olhar livre de Antanas Sutkus

O

s belorizontinos poderão acompanhar, entre os dias 27 de setembro e 4 de novembro, a exposição do fotógrafo lituano, Antanas Sutkus. Com a curadoria de Luiz Gustavo Carvalho, a mostra Antanas Sutkus: Um Olhar Livre leva ao público 120 imagens da vida cotidiana na União Soviética, entre os anos 1950 e 1990.

Formado pela Universidade de Vilnius, na Lituânia, Sutkus retrata um local que considerava ser diferenciado dos outros países da União Soviética, ideia que, posteriormente, foi reafirmada pela Sociedade da Arte e da Fotografia. Em seus trabalhos, ele registra o cotidiano de uma população simples sob o seu olhar sensível e objetivo. Para a gerente de artes visuais da Fundação Clóvis Salgado (FCS), Fabíola Moulin, “a mostra faz parte do esforço permanente da Fundação em proporcionar ao grande público o acesso a diferentes recortes da produção artística nacional e internacional e lançar olhares sobre a linguagem fotográfica, procurando propor e instigar novas reflexões”. 12

INFO Antanas Sutkus: Um Olhar Livre Local: Centro de Arte Contemporânea e Fotografia Av. Afonso Pena, 737 – Centro Data: : 27 de setembro a 4 de novembro Horário: Terça-feira a sábado, das 9h30 às 21h, e, aos domingos, das 16h às 21h. Informações: (31) 3236-7400 Entrada gratuita


SEJA MODELO

Meninas a partir de 13 anos e acima de 1,68 de altura, e rapazes a partir de 16 anos e acima de1,80 de altura, compareçam na Woll Agency às terças-feiras ou quintas-feiras, de 14h às 17h, levando uma foto 10x15 de rosto.

CURTA WOLL E CONCORRA A UM CURSO DE MODELO facebook.com/wollagency

13


TURISMO

Uma viagem pela ficção

Por Sabrina Beckler Fotos Divulgação

Das telonas para a vida real: roteiros exclusivos transformam o turista em personagem principal do seu filme predileto

J

á imaginou assistir a um filme e se tornar o protagonista das suas cenas favoritas? Como num passe de mágica, essa aventura já pode ter um final feliz. Conhecer os locais onde ele foi gravado, a história dos personagens, se deliciar com a cultura e a gastronomia regionais e, até mesmo, reviver alguns momentos especiais: tudo isso, já pode virar realidade. Mas, desta vez, com um atrativo a mais: ao vivo e em cores, pois operadoras de turismo já oferem roteiros

14

exclusivos com essa proposta. Para isso, basta apenas escolher o filme, ou melhor, o destino, e partir rumo a sua imaginação. “Aliar ficção e realidade é uma experiência única. Os clientes ficam encantados quando podem vivenciar os locais onde as cenas foram gravadas. Em alguns roteiros, oferecemos também passeios e jantares que foram realizados durante o filme”, explica a diretora da Zênithe Travelclub, Mariella Miranda.


Situado em meio a oliveiras e vinhedos da Toscana (Itália), o Borgo Scopeto Relais foi escolhido em 2009 como uma das locações do filme Cartas para Julieta, do falecido diretor Gary Winick, por ser um típico e bem conservado castelo medieval. O passeio se tornou um dos destinos mais procurados pelos mineiros, garante Mariella. “Eles ficam surpreendidos com tamanha beleza”, afirma. Com vista para a deslumbrante província de Siena - famosa no mundo inteiro por suas ricas tradições artísticas e culturais – o Borgo Scopeto é um pedaço do paraíso, com vista para a Torre de Mangia e para o Campanário da Catedral que, juntamente com as montanhas de Chianti, formam uma paisagem de beleza luminosa. De acordo com o diretor do Borgo Scopeto, Alessandro Montermini, o local foi transformado em um maravilhoso hotel com um total de 58 quartos e suítes todos diferentes uns dos outros -, que são moderna e confortavelmente equipados, mas que ainda conservam a mesma atmosfera elegante e romântica de tempos atrás. 15


Alessandro explica que o processo de filmagem do longa, entre julho e agosto de 2009, ocorreu em diferentes áreas do hotel, como piscina, terraço, restaurante, quarto, gramados e jardins. “Podemos dizer que foi uma experiência única para toda nossa equipe e também para os hóspedes que estavam conosco na época, constantemente envolvidos em diferentes locações”. Com sua torre de milhares de anos, construída pelo exército florentino, entre 1075 e 1078, incrustada no meio de uma área de 500 hectares de pura beleza, 16

o Borgo Scopeto Relais se desenvolveu historicamente em uma fazenda independente sob o domínio da dinastia da Família Sozzini. A produção de vinho e de azeite, que são as preciosidades da atividade vinícola do hotel, começou com os Sozzini, provavelmente, entre os séculos XVII e XVIII, e seu crescimento culminou na construção da “La Tinaia”, uma adega da propriedade e que, agora, pertence ao restaurante do hotel. “Assim como no filme, nossos hóspedes podem degustar as especialidades toscanas e internacionais, prepa-

radas com produtos frescos e tradicionais”, afirma Alessandro. O Borgo Scopeto também oferece um centro de bem-estar com piscina coberta, banho turco e banheira de hidromassagem disponíveis por um custo extra. Os quartos têm design moderno, frigobar e TV de tela plana, com programação via satélite. São espaçosos e decorados com cores suaves. Já o restaurante serve especialidades toscanas e vinhos produzidos na propriedade e na região. “Você pode aproveitar o chá da tarde no aconchegante espaço do bar”, indica.


A equipe do filme foi composta por quase 150 pessoas. De acordo com o diretor do hotel, os atores Vanessa Redgrave, Amanda Seyfred e Christopher Egan; os produtores e diretores Caroline Kaplan, Ellen Barkin, Mark Canton e Gary Winick; “deram o seu melhor na tentativa de alcançar suas metas, respeitando as necessidades dos nossos hóspedes que estavam aqui passando férias e/ou feriados”. Ele lembra que, assim como na ficção, nos últimos dias de gravação, havia tanta empatia entre as equipes e os hóspedes que uma grande festa foi organizada na Vinícola Borgo Scopeto, com a participação de quase 500 pessoas. “Além da fama que Cartas para Julieta trouxe para nosso hotel, vale lembrar que o filme conseguiu transmitir com excelência um elemento importante da nossa cultura: a união da beleza, do amor e do bom vinho”, completa. Um tradicional vinho tinto, mencionado no filme, O Brunello de Caparzo, é produzido em uma das quatro vinícolas do hotel, que se transformou em um local perfeito para selar a inesquecível trilha sonora e os laços emocionais entre os personagens do filme.

INFO Zênithe Travelclub Rua Sergipe 1167/ 13º andar – Savassi - BH/MG Tel/Fax: (31) 3225-7773 zenithetravelclub@zenithe.tur.br Site: www.zenithe.tur.br facebook.com/zenithetravelclub Borgo Scopeto Relais Estrada Municipal n. 14 - Siena Vagliagli Loc Borgo Scopeto - 53019 Castelnuovo Berardenga (Siena) Tel: (39) 0577 320 001 E-mail: info@borgoscopetorelais.it Site: www.borgoscopetorelais.it

17


Patrimônio

Muitos anos de tradição

Por Izabela Beirão Fotos Aline Morais, Izabela Valadares e Daniel Mansur

“Oh Minas Gerais! Oh Minas Gerais! Quem te conhece não esquece jamais, oh Minas Gerais” José Duduca de Morais

O

caminhar desapressado dos passos, olhares descompromissados e muitos “causos” para contar: essas são algumas das particularidades dos clientes dos tradicionais mercados de Belo Horizonte. O Mercado Central e o Mercado Distrital do Cruzeiro resistem ao tempo e às adversidades e proporcionam um mix onde a palavra de ordem é diversidade. Cada qual com suas peculiaridades, certo é que eles continuam exalando charme e atraindo cada vez mais turistas. Belo Horizonte era ainda uma cidade “jovenzinha” quando o Mercado Central teve seus primeiros traços, em 1929. O tempo foi passando, a tradição se consolidando e, hoje, apesar de muita idade, o Mercado tem fôlego de um “jovem garoto”. Em 2012, o patrimônio da cidade completa 83 anos de história, e celebra o número de 400 lojas. Passam pelos corredores, em média, 30 mil pessoas por dia. Aos finais de semana, esse número aumenta para inacreditáveis 50 mil. E não é difícil entender o porquê da preferência dos clientes: “Um único passeio pelo Mercado Central basta para perceber a variedade das cores presente

18


“A cachaça e o queijo mineiros vendidos aqui já passaram pelo mundo inteiro” nas hortaliças, nas pimentas engarrafadas e nas lembrancinhas do Estado”, afirma o aposentado e frequentador assíduo Juvenal Oliveira. “Também aprecio a tradição da venda direta com o dono, os produtos mineiros e o aconchego”, completa. A assessora de imprensa do local, Aline Morais, acredita que a mineiridade chama atenção dos turistas. “Eles gostam do inusitado, dos produtos da roça e do atendimento bem mineirinho”. Mas, a atração principal é Perci Miranda, um dos mais antigos comerciantes do Mercado. “Com 58 anos trabalhando aqui, e 82 de vida, já presenciei de tudo. Esse espaço significa tudo pra mim. É a minha vida. A cachaça e o queijo mineiros vendidos aqui já passaram pelo mundo inteiro”, garante. Com tudo isso, não há quem não queira voltar. As prateleiras com as cachaças dispostas enfileiradas são um convite para degustar um pouco do gostinho de Minas Gerais. E ele está no paladar de quem passa por lá. Um prato cheio Para quem se derrete pela culinária mineira, o Mercado Central é, sem dúvida, parada obrigatória. O tradicional fígado acebolado com jiló e o tropeiro já conquistaram o gosto dos mineiros e ultrapassaram as barreiras geográficas, difundindo a fama para turistas de todo o mundo.

Mercado Central na década de 40

Um hábito muito comum, adquirido ao longo de 60 anos, é a degustação das frutas nos balcões. A cada esquina, um sabor e um cheiro convidam para experimentar. Do abacaxi à melancia, o gostinho da infância volta à tona em um passeio nostálgico à memória. 19


Visão aérea do Mercado Central

“qUeremOS receBer Um SOrriSO e dar OUTrO em TrOca. é cOmO Um amigO diZ: O mercadO é Uma Terapia de grUpO” Outro grande orgulho Criado em 1974, o Mercado Distrital do Cruzeiro também tem lugar cativo nas tradições e na identidade cultural da capital mineira. Nos fins de semana, o espaço chega a receber 8 mil pessoas, entre clientes e boêmios. Hoje, o Mercado adquiriu corpo conquistando o status de um dos melhores pontos de convivência da zona Sul de Belo Horizonte, além de um atrativo ponto turístico da cidade. 20


O ambiente conserva lugares destinados aos tradicionalistas e aos mais descontraídos. Os bons ares do local fazem dele uma excelente opção para quem quer curtir as tardes de sábado com um bom bate papo – seja com amigos ou com os próprios comerciantes –, um tira-gosto saboroso e uma cervejinha. Bons ingredientes para um momento descompromissado. Quem frequenta esse espaço, certamente, teve o prazer de conhecer a gentileza do Tião, que oferece a quem quiser deliciosas provas do seu tradicional “biscoito da vovó”. E o que dizer da Lia das verduras? Um ícone singular do Mercado que esbanja simpatia. Nos açougues, carnes de primeira do jeito que o freguês quiser. Para todo bom cervejeiro, o Bar do Juninho

é indispensável. “Aqui, tratamos as pessoas da mesma maneira, mesmo se não vão comprar nada. Queremos receber um sorriso e dar outro em troca. É como um amigo diz: o mercado é uma terapia de grupo”, brinca Tião, comerciante que há 24 anos tem a sua loja no mercado.

INFO Mercado Central de BH Av. Augusto de Lima, 744 – Centro

Entre hortifrutigranjeiros, carnes, vinhos, especiarias e utilidades domésticas, distribuídos em 44 lojas, o Mercado promove, também, feiras de artesanatos e eventos culturais, fomentando a cultura da cidade, o que atrai ainda mais clientes e moradores do entorno. Dois marcos nas páginas amareladas da história de Belo Horizonte. Os mercados Central e Distrital são referências da cidade em todo o mundo.

Horários: De segunda-feira a sábado, das 7h às 18h, domingos e feriados, das 7h às 13h Tel.: (31) 3274-9434 Site: www.mercadocentral.com.br

Mercado Distrital do Cruzeiro Rua Ouro Fino, 452 – Cruzeiro Horários: Segunda-feira das 08h às 14h, de terça-feira à sábado, das 08h às 19h, domingos e feriados, das 08h às 13h Tel: (31) 3223.7844 Site: www.mercadodistritaldocruzeiro.com.br

21


inteligência digital

As redes

sociais e as eleições

Por Leonardo Bortoletto

O

Brasil já é o quinto país com o maior número de usuários de internet, e o relatório do Instituto ComScore sobre mídias sociais na América Latina revelou que 90,8% dos brasileiros com acesso a internet usam as redes sociais. Entretanto, o segmento deve crescer muito nos próximos anos, principalmente pelo fato de o país ter, aproximadamente, 200 milhões de habitantes. Se nas últimas eleições, o Twitter foi a grande ferramenta utilizada pelos políticos, desta vez, o Facebook deve ocupar esse espaço. Tamanha é a relevância desses números que, em 2000 e 2004, os candidatos à

22

presidência dos Estados Unidos passaram a usar as redes sociais para despertar o interesse dos eleitores. Em 2008, o então candidato Barack Obama fez uma verdadeira revolução no modo de fazer política pela internet. Ele reescreveu as regras sobre como atingir os eleitores, arrecadar dinheiro, organizar voluntários, monitorar e moldar a opinião pública, além de lidar com ataques políticos, muitos deles feitos por blogs que não existiam até pouco tempo. Entusiasmados com a nova possibilidade de se comunicar com os eleitores, os candidatos que disputavam o pleito em 2010 começaram a fazer uso dessa nova

máquina. Mas, os resultados não foram satisfatórios e alguns acabaram se complicando com declarações feitas pelo Twitter. A utilização do Facebook permite baratear os custos da campanha, além de ser uma forma de contribuição para evitar a poluição visual com toda a sujeira que fica espalhada pelas ruas da cidade com faixas, cartazes e santinhos. A utilização cada vez maior da internet deixa claro para os políticos a necessidade de ingressarem no mundo digital, tornando as redes sociais uma alternativa muito difundida pelo marketing político, criando mais um excelente canal para a democracia.


23


gastronomia

Gastronomia florida

Por Cau Werneck Fotos Daniel Castelo Branco

A

primavera está chegando e com ela a beleza das flores. As mesmas flores que enfeitam nossos dias são também fonte de vitaminas e dão sabor a nossa gastronomia. As comestíveis harmonizam-se com o clima quente do Brasil e trazem um toque de encanto aos nossos pratos. Elas podem ser doces, picantes, suaves ou azedinhas. Adornam e dão vida a menus variados, desde as saladas até 24

as sobremesas. Com todos os encantos que as flores trazem, elas ainda não foram completamente aceitas pelos comensais. Acabam ficando no canto do prato como um mero elemento decorativo. A falta de costume em degustar flores faz com que elas passem despercebidas em nossa alimentação. A alcachofra, o brócolis (antes de abrir) e a couve-flor são flores que consumimos no cotidiano com alto valor nutricional.

Ao escolhê-las, faça a mesma higienização indicada para o consumo de folhas. É fundamental mantê-las em água gelada até a hora de servir. É importante comprar flores cultivadas para consumo humano, sem agrotóxico e com o selo de garantia da Associação de Agricultura Orgânica (AAO). Elas já existem em alguns supermercados, na seção de produtos orgânicos, em lojas de hortifruti ou diretamente com os produtores.


receita

Salada de grão de bico Rendimento: 8 porções

Quais são e como são usadas as flores na nossa culinária Capuchinha - faz sucesso entre os chefs e tem um toque levemente picante e coloração que varia do amarelo ao vermelho. Seu sabor lembra o do agrião, é levemente apimentada e ideal para receitas salgadas, além de ser rica em vitamina C, sais minerais e betacaroteno; Amor perfeito - delicadas e boas para ornamentar pratos, saladas, sopas e sobremesas. São ideais para quem nunca experimentou uma flor comestível pelo seu sabor suave e adocicado; Flor da abobrinha - tem sabor leve e adocicado. Muito usada recheada e depois frita. Fica perfeita para acompanhar peixes ou como aperitivo; Violeta - muito utilizada na confeitaria pelo seu sabor adocicado. Utilizada em chás, bolos, xarope, geleias e manteiga. Fica linda para decorar bolos; Calêndula - usada desde a antiguidade como corante de alimentos em bolos. Já as pétalas frescas são usadas em saladas ou no arroz para dar coloração amarela, substituindo o açafrão. Lavanda – com tons cítricos, é utilizada em chás, biscoitos, xaropes, bolos, cheesecakes, sorvetes, geleias e tortas; Hibisco – apropriado para saladas, no preparo de xaropes e conservas. Tem um toque cítrico e frutado, mas ligeiramente ácido; Dente de leão – ficam deliciosas em saladas se colhidas jovens e servidas em seguida. Tem sabor doce, parecido com mel; Cravo – tem sabor doce. Bom para salada e para ornamentar pratos; Pétalas de rosas – uso em xaropes, sorvetes, geleias, manteiga e ainda água de rosas.

INGREDIENTES - 1 pacote de grão de bico (500g); - 1 vidro de palmito picado; - 2 maçãs; - 1 caixa de creme de leite; - 2 tomates; - 1 cebola roxa pequena; - 150g de azeitonas verdes sem caroço; - 1 limão - 300g de frango cozido e desfiado; - flores Capuchinha; - folhas de hortelã lavadas e cortadas em tirinhas; MODO DE PREPARO Deixe o grão de bico de molho na véspera do preparo. Escorra a água. Passe para uma panela de pressão e cubra com água. Acrescente sal. Cozinhe por cinco minutos após pegar a pressão. Escorra a água e retire as casquinhas, esfregando os grãos com as mãos. Pique em cubos o palmito e os tomates sem sementes. Fatie as azeitonas. Corte a cebola e deixe em água gelada. Corte a maçã com casca em cubinhos e deixe de molho em água com limão. Em uma travessa funda, junte o grão de bico, palmito, tomate, azeitonas e a maçã. Tempere com o creme de leite, sal e pimenta do reino. Acrescente o frango e depois as folhas de hortelã. Leve para gelar. Sirva em copinhos ou tacinhas e enfeite com as Capuchinhas. Se preferir, monte em uma travessa com folhas verdes, temperadas com azeite extra virgem, misturado com mostarda e mel.

25


EVENTOS EVENTOS ESPECIAIS ESPECIAIS MERECEM MERECEM O CENÁRIO O CENÁRIODOS DOSSEUS SEUSSONHOS SONHOS C AC S AA SMAEMNETNOTSO S 1 51 5A NA O N SO S

BB AT A IT ZI ZA AD DO OS S

A N AI VNEI VR ES RÁ SRÁI R O ISO S F OFRO M RA M TAUT R UA RS AS 26

BBOODDAASS

C CO OR RP POORRAATTI IVVOOSS


Encontrar Encontraro opar parperfeito perfeito para paracasar casarnão nãofoifoinada nada fácil, fácil, jájáoocenário cenáriodododia diamais mais especial especialda dasua suavida, vida, você vocêacabou acaboudedeencontrar. encontrar.

CASAMENTOS CASAMENTOS AV.AV. RAJA RAJA GABÁGLIA, GABÁGLIA, 2671 2671 SÃO SÃO BENTO BENTO31 31 3293 3293 8787 8787 espacomeet.com.br espacomeet.com.br 27


Arquitetura e Decoração

Estilo com

responsabilidade ambiental

Fotos Cleberson Baesse e Daniel Mansur

C

ontribuir para a preservação do meio ambiente e ainda agradar aos mais exigentes padrões de conforto e estilo não são tarefas fáceis. A edição 2012 da Casa Cor chega para comprovar que estética, luxo e responsabilidade ambiental podem, e devem, sim, andar juntas. Um bom exemplo foi o projeto da arquiteta Hosanna Rodrigues que desenvolveu uma Casa Sustentável com sistemas de energia elétrica, iluminação, água e conforto térmico, planejados para minimizar os impactos ambientais. Mas, as novidades não param por aí. Pela primeira vez na história do evento, a mostra foi construída do zero, no estacionamento de um shopping. “Este ano

28

estamos tendo um evento peculiar. Está sendo um novo desafio, o que muito nos agrada”, afirma João Grillo, um dos organizadores da Casa Cor. São mais de 4 mil m2 projetados para receber a feira no Boulevard Shopping, localizado no Santa Efigênia, região Leste da capital, divididos em dois andares exclusivos, que apresentam, até o dia 16 de outubro, as últimas tendências da arquitetura, decoração, design e paisagismo mineiro. “Um dos grandes objetivos do evento é mostrar a capacidade dos profissionais de transformar um estacionamento em um projeto inovador, que combina criatividade e ousadia, criando ambientes originais, confortáveis, funcionais e de muito bom gosto”, explica.

Com o tema “Leve seu estilo para sua casa”, o maior evento de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, e o segundo maior do mundo, apresenta o universo fashion cada vez mais presente nos projetos de decoração. Estampas, materiais, texturas e cores que servem de referências para os estilistas estão sendo rapidamente absorvidos e ganham novas interpretações nos projetos de arquitetura, design de interiores e nos itens de construção. Como exemplo, pode-se citar famosos estilistas, que também investem no segmento de casa, como Armani, Elle et Lui, Le Lis Blanc, Isabela Capeto, entre outros. Renomados profissionais, tais como Fernanda Sperb, Bernadette Correa, Isa-


A arquiteta Hosanna Rodrigues desenvolveu uma casa sustentável para a mostra

bella Vecci, Ligia Jardim, Angélica Araújo, Pedro Lázaro, Luciana Savassi, Laura Rabe e Graziela Nicolai, desenvolveram ambientes especiais para a 18ª edição da Casa Cor Minas. Os visitantes poderão conferir propostas para Jardim de Entrada, Sala do Colecionador, Espaço Gourmet, Estar Íntimo, Sala de Banho, Estúdio, Deck, Home Office, Sala do Executivo, Galeria, Sala com Cozinha, além de quartos temáticos para públicos específicos, como o Quarto da Estudante de Moda, Quarto de Vestir, Quarto do Bebê e diversos outros ambientes.

29


Linha suíça é um dos destaques do projeto

Foto Divulgacão

Modernidade e funcionalidade O conceito desenvolvido pela arquiteta Angélica Araújo para a mostra surgiu da necessidade crescente de trazer o ambiente de trabalho para dentro de casa, ou poder repousar após um dia cansativo, sem precisar enfrentar o trânsito das grandes cidades. Como ponto de partida, a multifuncionalidade e a integração dos espaços fundamentaram a criação do estúdio de aproximadamente 100 m². “Buscamos transições suaves entre os ambientes de estar, dormir, vestir e o banheiro. O espaço foi composto por divisórias modulares e painéis de vidro que os separam, possibilitando a integração sem perder a privacidade”, explica Angélica. Na área social, uma descontraída sala de estar e TV, onde os amantes da música terão motivos suficientes para não sair do espaço. Uma verdadeira obra de arte da tecnologia integra o ambiente. Trata-se de um dos produtos da linha suíça Geneva Sound System. Comercializada com exclusividade no Estado pela Live – Automação, Áudio e Vídeo, os aparelhos reúnem estilo, inovação e a mais alta qualidade de som. “Os equipamentos são muito versáteis e se adaptam perfeitamente a qualquer ambiente, podendo ser utilizados em qualquer espaço da casa, inclusive, com possibilidades de conexões com iPod e iPhone. Graças a seu design inovador, que prima pela simplicidade, aliado à sofisticação de seus recursos, dispensam demora30

A integração entre os espaços fundamentou a criação da arquiteta Angélica Araújo

das instruções de uso”, afirma o diretor comercial da Live, Lourenço Roldão. Um mesmo aparelho, mas na versão menor e na cor vermelha, está inserido na mesinha de cabeceira do quarto.

simplesmente, e se transforma em um espaço de bem-estar. Ele se apresenta como uma caixa de vidro iluminada que se destaca no ambiente, criando um elemento arquitetural de grande expressão.

O estúdio tem, ainda, uma área para trabalhar, ou receber amigos para um happy hour, e uma mini-cozinha prática para refeições rápidas, permitindo, assim, infinitas possibilidades.

De acordo com Angélica, toda a movelaria foi cuidadosamente planejada, os mais finos acabamentos utilizados e o projeto de iluminação e equipamentos de áudio e vídeo de última geração. Essas características contribuíram para deixar o ambiente ainda mais bonito e agradável, combinando locais para relaxar e produzir. “O objetivo foi criar um refúgio para deixar fluir a criatividade dos habitantes do espaço”, finaliza.

O quarto, em tons de verde, busca criar uma atmosfera intimista e acolhedora. O closet faz a transição entre quarto e sala de banho. O banho abre-se a outras possibilidades, além da higiene pura e


gar Um lu -la ixá e d a r pa eliz f , a d lin a. e únic

A melhor impressão de você mesma.

Rua Sergipe, Nº 1221 Savassi - Belo Horizonte/MG Telefone: 3223-6014 31


CAPA

Os detraços Rogério Fernandes Por Izabela Beirão Fotos Daniel Mansur

Como um bom e legítimo nordestino, Rogério Fernandes carrega o dom das artes em suas mãos. “Meu trabalho cria um mundo possível com personagens reconhecíveis”

T

entar desmembrar o artista Rogério Fernandes das artes plásticas é perda de tempo. Essa relação vem amadurecendo desde sua infância, iniciada ainda no Nordeste brasileiro – nasceu no Piauí e foi, mais tarde, para o Sudeste do país (Minas Gerais). Assim como a evolução do sentimento entre os seres humanos, a arte, para Rogério, nasceu da sensação de prazer, passando pela intensidade da paixão e se consolidou, hoje, na concretude do amor. Vindo de um poço de cultura e arte brasileiros, como assim é o Nordeste – aliás, um bom lugar para se nascer um artista – Rogério mesmo diz: “lá, as pessoas fazem arte sem se dar conta do que fazem. Fazem, apenas, por ter de fazer e pronto”. Entre as tantas formas artísticas encontradas por aquelas bandas, ele conheceu de perto as rendas de Fortaleza; os crochês do Maranhão; e os cordéis de Pernambuco, onde tudo era religioso e místico.

32


Rogério Fernandes em seu ateliê

33


Rogério cresceu em um universo de lendas brasileiras de índios e escravos negros, referências herdadas de seus pais que nem mesmo ele sabia que tinha e, que, mais tarde, influenciaria sua obra. Nascido em uma família de quatro irmãos (o caçula), ele era obrigado a se mudar de cidade com frequência, por causa das transferências corriqueiras do seu pai, um consultor da Mendes Júnior. Iniciando essa trajetória, Rogério arrumou as malas e se mudou, ainda bebê, para Minas Gerais – estado brasileiro que o artista denomina como seu “destino”. Depois de uma rápida passagem pela África para também acompanhar sua família, ele voltou para o Brasil, passeando por várias cidades do país. Do Oiapoque ao Chuí em diferentes fases da vida, resolveu não brigar com o destino e se instalou em Belo Horizonte, cidade que, nas suas andanças, aprendeu a amar. 34


“Rogério cresceu em um universo de lendas brasileiras de índios e escravos negros, referências herdadas de seus pais que nem mesmo ele sabia que tinha” Descobrindo o amor O caminho para descobrir a arte como profissão foi longo e tortuoso. Dividido entre a estabilidade financeira proporcionada pelo design gráfico – profissão de formação -, passando por agências de publicidade de São Paulo, e o “novo” amor pelas artes plásticas, Rogério precisou “preparar o terreno” – como ele mesmo define - para garantir o sustento e, posteriormente, viver das artes plásticas. E assim, aconteceu, como uma profecia do destino. Mais uma vez – ainda em São Paulo – Rogério Fernandes percebeu que a sua vida estava mesmo ligada à Belo Hori-

35


zonte. Ana Tereza foi uma das responsáveis por isso. A mineira, com quem se casou na Terra da Garoa, foi o impulso para a mudança. “Assim, tudo ficou mais fácil. Montei o meu ateliê na capital mineira e me mudei, junto a minha esposa, para a cidade que me conquistou. Estava no meu destino, tenho certeza disso”, afirma o artista. Um artista sem rótulos “Não me prendo às amarras do mercado, muito menos à alguma técnica específica. Tenho liberdade para trabalhar e criar aquilo que me emociona. Acho que o artista tem que experimentar. Por isso, não tenho compromisso algum com a técnica”. E, assim, Ro36

“Tenho liberdade para trabalhar e criar aquilo que me emociona.” gério segue seu caminho profissional, trilhado pela arte que ele acredita. Passeando pela gravura, serigrafia e pela reprodução em flexografia, ele garante: “a reprodução é questão de obsessão pra mim. Quanto mais reproduzível, melhor, democrático e acessível. O que eu quero é produzir, produzir e reproduzir sempre e cada vez mais livre”.

A linguagem de sua arte é permeada pelo realismo fantástico, onde cria um universo paralelo lírico. “Adoro as misturas de personagens populares. O folclore faz parte do meu trabalho. Já imaginou a mistura de Channel com Maria Bonita? Pois é, isso faz parte da minha arte”. Mesmo não se prendendo a nenhuma técnica, as obras do artista indicam um estilo único. Com referências claras do Nordeste do país, pintando personagens fictícios, porém, que provocam identificação imediata a qualquer bom brasileiro, ele gosta do esteticamente bonito. As telas são uma interpretação do cotidiano, como se fossem crôni-


cas das relações humanas. “Em tudo o que faço, é possível reconhecer a cultura popular nordestina. Falo de amor, de relacionamentos, da natureza e do dia a dia. São coisas do ser humano”. O amor pelo desenho e pelos traços fez surgir um artista que apresenta um estilo apaixonante da xilografia. Passeou pelo cordel e aprendeu a incorporar o “erro” a seu estilo. Utilizando a fantasia e o lirismo, ele usa, como ninguém, frases e textos desconexos para compor a forma. Uma construção impecável de arte. Uma gota de morte Embora todo o desprendimento artístico, Rogério imprime em suas imagens uma marca registrada: a lágrima. Melancólica, a gota se apresenta de diferentes maneiras. Às vezes, mostrando profunda tristeza. Outras tantas, uma felicidade velada. Questionado sobre o que, verdadeiramente, significaria a lágrima, ele apresentou duas razões para a existência do traço. A princípio, uma forma de protesto. “Não sei bem em que momento essa história começou. Inicialmente, foi no quadro Good bye polar bear, em que um urso aparecia chorando lágrimas de sangue, com várias caveiras – representando os seres humanos – ao redor. Acho que esse animal não tem muito que comemorar, não é mesmo?! Em momento de extinção, as lágrimas caem bem”. Mas, depois a lágrima foi sendo incorporada a outras obras. “Fiz também o muro do Grupo Corpo, na Avenida Bandeirantes, onde desenhei plantas e sereias chorando. Como o meu traço é muito gráfico, além do protesto, achei bonito”. Uma gota de vida A outra razão descrita por ele – não menos importante – celebra a vida. “Uma vez, conversando com um médico otorrino, ele me disse que a primeira coisa que acontece quando uma pessoa morre é a secagem dos olhos. Isso é emoção. A lágrima significa, também, vida, brilho nos olhos”. Assim, se transformou na marca registrada do artista. 37


EDITORIAL DE MODA

Por Vicente Duarte Fotos Henrique Falci

“A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la.“ Cecília Meireles

A

primavera 2012 chega fluida em vestidos esvoaçantes, trazendo encanto e leveza ao seu dia-a-dia. Os longos são o hit da vez, responsáveis por deixar o seu look sofisticado. Os florais marcam presença e conduzem o espírito do reflorescimento, em tecidos leves e modelagens fluidas, abandonando de vez o inverno. Também há espaço para os tons pastéis, que dão o ar da graça em blazers e camisas e aparecem em padronagens lisas ou listradas, para serem exploradas num casual day ou, quem sabe, para avistar um lindo entardecer. O tricô é tendência forte nesta primavera e revela em suas tramas, flores e rendas. Em tons nude, ele proporciona uma textura delicada e simples, porém, não menos distinta. Para arrematar, aposte em acessórios maxi, garantindo personalidade ao seu look. Contraponha com uma pele natural e cabelos levemente ondulados.

38


Cáthia veste: Blazer: Lafê Top: Território Nacional Hotpant: Célio Dias Cintos: Patricia Berberich Maxicolar e Pulseiras: Julia Torquetti Semijoias Luis veste: Calça e camisa: Patogê Pulseira: Julia Torquetti Semijoias

39


Cรกthia veste: Vestido Farm e Maxicolar Julia Torquetti Semijoias Marina veste: Vestido Zara, brincos e maxicolar Julia Torquetti Semijoias

40


41


CĂĄthia veste: Vestido Farm e Maxicolar Julia Cinto: PatrĂ­cia Berberich Torquetti Semijoias

42


Marina veste: Vestido Skazi, Maxi colares Julia Torquetti e sandália Ellus Cáthia veste: Vestido Célio Dias, Maxicolares e pulseiras Julia Torquetti semijoias e sandália My Shoes.

FICHA TÉCNICA Concepção Vicente Duarte Produção Alberth Franconaid Agência Lipstick Assistentes Natália Lanna e Artur Gaffuri Styling Méria Cristiane (Agência Lipstick) Assistente Luan Olavo Foto Henrique Falci Assistente Dênis Medeiros Beleza Léo Batista (equipe Bruno Cândido) Modelos Cáthia Darós, Luis Rocha e Marina Cançado (Woll Agency) Coordenador Geral Vicente Duarte

43


Saúde

Entre em forma com

a estação MAIS florida do ano F Por Manuella Bennaton Fotos Divulgação

im do inverno, do friozinho, dos caldos, dos chocolates quentes e dos fondues... Essa é a estação do ano em que a preguiça dificulta as atividades ao ar livre e as nossas idas à academia, restando, apenas, alguns quilos a mais na balança. Com a primavera chegando é hora de aproveitar o clima favorável da estação mais florida do ano para entrar em forma e arrasar no verão.

Nesta época, o clima é agradável, os dias são ensolarados e as pessoas estão mais dispostas e alegres. Bem propício para a prática de exercícios ao ar livre. Você vislumbra uma paisagem bacana, vê pessoas diferentes, e, o melhor: não paga nada por isso. 44

Atenção para algumas dicas: Prefira ambientes agradáveis e arborizados como praças, parques e praias. O ideal é reservar um momento apenas para a prática de exercícios. Caso não seja possível, ir caminhando para o trabalho ou para o supermercado já é uma opção saudável.

ingeridos, ajudam na reposição de sais minerais perdidos na transpiração.

Alimentação A hidratação é fundamental. Beba, pelo menos, dois litros de água por dia e complemente a alimentação com sucos naturais, frutas e legumes. Além de serem ricos em água, possuem um alto teor de vitaminas e minerais, e, quando

Cuidados com a pele Mesmo não sentindo o sol tão forte nesta época do ano, é preciso se proteger. Use protetor solar nas áreas expostas. O uso do boné e/ou chapéu e óculos escuros, também será muito bem-vindo.

As refeições devem ser leves e, de preferência, a cada três horas. Escolha alimentos ricos em carboidratos, proteínas e fibras para que ativem o metabolismo e gerem energia.


Alimentacão saudável e a prática de exercícios físicos ajudam na manutenção da saúde

Roupas adequadas Roupas leves facilitam a transpiração. Para preservar as articulações e evitar lesões, não se esqueça de caminhar sempre com um tênis adequado e em terrenos planos e regulares. Na praia Frescobol, vôlei de praia e um mergulho são ótimas opções para o ambiente praiano. Caso opte pela caminhada, evite areia fofa ou terreno inclinado, pois são alternativas que podem gerar lesões. Para quem preferir radicalizar e se aventurar numa atividade diferente, o surfe é um bom desafio. Caminhada e corrida Nada melhor que uma corridinha na lagoa. Em Minas, qual cidade não tem uma, não é mesmo? Para aqueles que

gostam do asfalto, os cuidados devem ser redobrados com o fluxo de veículos. Prefira os horários matinais, de preferência bem cedinho, ou, mesmo, no fim de tarde. O asfalto reflete o calor e a atividade pode se tornar extenuante e desagradável. Uma dica importante é: se aqueça por alguns minutos com uma caminhada leve, em seguida intensifique de acordo com o ritmo desejado, desaqueça de dois a três minutos do final. Para quem não corre e quer começar, a hora é agora. Alterne três minutos de caminhada com um de corrida leve; progrida o tempo de corrida até que você consiga mantê-la durante todo percurso. bicicleta Nada mais agradável que um passeio de bike pelo parque, não é mesmo? Uma

ótima atividade de lazer para fazer em família, afinal, as crianças adoram. Trilhas Para os que curtem algo mais radical, o trekking em trilhas ou mountain bike são as pedidas da vez. Procure se informar previamente sobre o percurso, calcule o tempo de ida e volta para que não escureça e você ainda esteja por lá. Leve água e alimentos para os trajetos mais longos. Cuidado com possíveis animais e não se esqueça do repelente. Mas, atenção: respeite seu limite. Qual-quer mal estar, interrompa o exercício e reveja como anda sua saúde. Agora, é com você: opções não faltam para entrar em forma. 45


NEgóCIOS

Drinque Tentação é uma das grandes apostas do Clube Chalezinho

Uma aTraçãO À pArte

Por Sabrina Beckler Fotos Bruno Soares

Bares e restaurantes investem em assessoria especializada e conquistam mais clientes

A

preparação de drinques e coquetéis está se tornando, sem dúvida, um grande atrativo de bares e restaurantes. A tarefa, que no passado se resumia a misturar bebidas, atualmente está aliando conhecimento, criatividade, entretenimento e muita descontração. Atentos a essa tendência, os estabelecimentos comerciais estão investindo, cada vez mais, em mão de obra especializada para desenvolver cartas de bebidas personalizadas e prepará-las nas noites de beagá. O recém-inaugurado Clube Chalezinho, e também a primeira unidade em Belo Horizonte da rede de franquias paulista, Na Mata Café, foram algumas dessas casas que apostaram em assessoria profissional para elaborar uma carta de drinques e coquetéis de dar água na boca e atrair ainda mais clientes por suas belezas de cores e de sabores. De acordo com Gilmar Saldanha, mixologista e flair bartender da Open Bar Drinks, empresa que desenvolveu o cardápio desses estabelecimentos, as cartas reúnem mais de 46


“priOriZamOS aS SenSaçÕeS dOS clienTeS BUScandO, aSSim, nOvOS SaBOreS e TendênciaS” 60 misturas, que foram feitas especialmente para atender a um público seleto e exigente. “Priorizamos as sensações dos clientes buscando, assim, novos sabores e tendências da coquetelaria mundial”, afirma. Destaques Os grandes destaques do Na Mata Café são os drinques do Menu Degustação. Os clientes terão a oportunidade de experimentar diferentes sabores de coquetéis como Mojito, Martini e Amarula em um mesmo pedido, por meio de mini-coA preparacão de coquetéis é um atrativo a mais nas noites da capital

pos. Já no Clube Chalezinho, o coquetel Tentação será a grande aposta. Trata-se de um shot que vem acompanhado por uma trufa de chocolate. “O cliente terá que resistir à tentação de comê-la, antes de degustar o coquetel”, brinca. Outro destaque vai para o Apple Mojito. “A tradicional mistura ganha nova roupagem e resulta em uma experiência extremamente refrescante e prazerosa”. Formação profissional Mas, de nada adianta uma excelente carta de aperitivos, se a apresentação da bebida não estiver à altura. Por isso, para oferecerem um trabalho diferenciado e impecável a seus clientes e se destacarem no mercado, os flair bartenders, como são chamados esses artistas que proporcionam um

verdadeiro espetáculo na hora de preparar os drinques, necessitam cada vez mais de qualificação. Segundo Saldanha, para obter a excelência é necessário muito treinamento. “Aliamos a prática à teoria, assim, o profissional se torna completo”, afirma. As turmas da Open Bar Drinks são de, no máximo, dez alunos, para os curso com duração de 20 horas. O material didático está incluso no valor da inscrição e, ao final do treinamento, o aluno terá direito a um certificado que irá informar o seu nível de aproveitamento. Além disso, a empresa disponibiliza biblioteca com livros sobre coquetelaria e vídeos de flair, e o aluno ainda realiza uma prova de working flair, filmada, para que ele, após se formar, possa acompanhar a própria evolução. 47


CULTURA

Buchecha compôs o tema do Baile Charme da novela Avenida Brasil

riTmO, dança,

AlegriA e muito chArme!

Fotos Rede Globo, João Miguel Jr., Marlon Saint e Renata Leal

A febre dos bailes que fazem parte do universo cultural carioca invade a telinha em horário nobre e encanta o Brasil

O

endereço é a zona Norte do Rio de Janeiro, mais precisamente o Viaduto de Madureira. O ritmo, que surgiu nos anos 1990, tomou conta do gosto do carioca após o destaque na novela das 21 horas da TV Globo, Avenida Brasil. O Baile Charme já está há mais de 20 anos no cenário cultural da Cidade Maravilhosa, sendo considerado um dos maiores e mais tradicionais do país. Sofrendo forte influência do estilo black music, o ritmo

48

atrai públicos diferentes e cada vez mais interessados pela vida noturna dos bailes do subúrbio do Rio. Chegou a hora do “charminho” A história do Baile Charme data o início dos anos 80, no Clube Mackenzie, bairro do Méier, com o DJ Corello, quem “batizou” a dança. O nome deve-se à frase de Corello que, em determinado momento da festa, dizia: “chegou a hora do charminho, transe seu corpo bem devagarzi-

nho”. O estilo da música é o mesmo que o Rythm & Blues norte-americano, que teve suas raízes propagadas no Brasil inteiro. Durante o Baile, cantores como Michael Jackson, Beyonce e Rihanna são mesclados às batidas das pick-ups dos talentosos DJ’s. Sem deixar de fora os artistas brasileiros que participam da noite cantando suas letras, como o cantor Buchecha, da extinta dupla Claudinho e Buchecha, quem compôs o tema do Baile na novela.


De acordo com o residente do Baile Charme do Viaduto de Madureira, DJ Michell, a festa vem ganhando espaço e conhecimento do público desde 2010. “Muitos artistas internacionais estão tentando fazer show por aqui. Já tivemos um espaço parecido, mas não tão forte quanto neste momento.” Michell também acrescenta que o sucesso da novela Avenida Brasil divulga o Baile Charme, por meio dos personagens Suelen, a diva controversa do bairro do Divino, interpretada pela atriz mineira Isis Valverde, e Darkson, o personagem malandro de José Loreto. “Hoje, o Baile tem recebido um público variado, mas nosso ambiente é bem democrático e todos são bem-vindos. O importante é a diversão”, garante.

Baile no Viaduto de Madureira

Com o sucesso tomando conta em terras cariocas, o resultado é expandir para outras regiões do Brasil. “Um dos nossos DJ’s já esteve em uma festa em Minas Gerais. Em breve, estaremos novamente com Baile Charme do Viaduto de Madureira contagiando o público mineiro”, completa Michell. Para fazer bonito no baile É neste animado embalo do Baile Charme e de Avenida Brasil que as academias e escolas de dança têm se inspirado para atrair seus alunos. Atentos às novidades, professores incluíram a dança Charme em sua grade. Na Casa de Dança Carlinhos de Jesus, localizada na zona Sul do Rio de Janeiro, o professor e coreógrafo Chris Brasil ensina há sete meses os segredos do ritmo. “A forma de se dançar o Charme é derivada de outras danças que fazem parte do black music. Pesquisas informam que o ritmo já foi dançado em pares. Hoje, pode ser praticado sem o parceiro”, explica Chris. Segundo o professor, o mais importante é dançar de forma solta e alegre, usando o estilo próprio. Durante muito tempo, era comum chegar aos bailes do subúrbio carioca e aprender os passos com os outros frequentadores, assimilando a coreografia na hora. Para quem quer aprender o Charme, Chris Brasil resalta que tudo parte do fa-

moso “dois pra lá e dois pra cá”, como movimento base para os outros passos. “Esse detalhe vai depender muito de cada professor. Mas sempre haverá bases fáceis, atribuídas ao swing lento e melódico do Rhythm & Blues”.

radas pelo professor. Alguns irão precisar de um tempo maior para melhorar a musculatura e a coordenação motora. Em dois meses, o aluno está preparado para encarar o baile e aprender novas coreografias”.

Com esse início, é possível caracterizar o estilo como uma dança bem fácil e prazerosa. As movimentações possuem um conceito lógico de repetição, onde tudo o que o dançarino faz de um lado, ele repete do outro. Essa facilidade faz com que as pessoas procurem as academias apenas para aperfeiçoar os movimentos que farão no próprio baile. “O trabalho é como lapidar o dançarino. O aluno precisa perder a timidez e encarar as sequências elabo-

Benefícios para o corpo O Charme trabalha o corpo como um todo, pois as sequências fortalecem braços e pernas simultaneamente. Os benefícios da dança são variados como, por exemplo, aliviar o estresse e perder até 350 kcal em apenas uma hora de treino. “Outro fator importante é o trabalho de memorização feito nas coreografias repetidas, o que mantém a mente do dançarino sadia e sempre em alerta”, completa Chris Brasil. 49


Beleza

Tendências da Primavera Por Bruno Cândido Fotos Henrique Falci

A

primavera é a estação mais bonita do ano. É o momento em que a natureza renasce, as flores surgem e o calor volta a fazer parte de nosso cotidiano. Essa fase do ano é sempre muito esperada, e nada melhor que saber quais tendências serão hits quando as temperaturas começarem a subir! Para começar, o wet style – no bom português, efeito molhado – foi apre50

sentado nos desfiles de moda do país e chega com tudo! O uso do gloss incolor nas partes das pálpebras deixa o visual rico e jovem, podendo ser usado tanto durante o dia quanto durante a noite. Em ocasiões de festas, pode-se abusar dos tons escuros, o efeito é incrível.

tem seu valor. As cores nudes, por sua vez, criam uma maquiagem mais leve e natural. Se for para a noite, não tenha dúvida que um batom vermelho seco ou vinho é a pedida certa! Nos olhos, a tendência dá as boas-vindas aos tons avermelhados com tonalidade bronze.

Já com os batons, existem dois momentos distintos. A boca vermelha ainda resiste ao tempo, e vale lembrar que o velho e bom tom vermelho ainda

O blush pode, e deve, ser usado na região das bochechas. Ele dará uma iluminada no visual. O grande segredo da maquiagem para a primavera é manter


a aparência saudável, a ponto de quem olhar pensar: “será que ela esta maquiada?”. A naturalidade é, sem dúvida, o must desta estação. Não podemos nos esquecer dos cabelos, que agora ganham força por meio dos cachos poderosos, ao estilo “Lana Del Rey”, que nada passa de uma boa releitura do estilo pós-guerra dos anos 50. Muitas clientes reclamam que não conseguem esse efeito nos salões, mas o segredo é muito fácil: não passa de um rolinho bem executado. Simples, não? Em resumo, a primavera é a única estação que não podemos ter medo de errar. Nela, podemos abusar das cores e tons. Tudo vale para estar linda em uma estação quente, florida e divertida!

INFO Beleza: Equipe Bruno Cândido Stylist: Agência Lpstick Modelos: Woll e Ford Models MG 51


ANÚNCIO T

52


TV LESTE

53


VINHOS

Vinho e chocolate

um problemático caso de amor Por Viviana de Oliveira Fotos Daniel Mansur

Saiba como combinar estes dois distintos e deliciosos elementos da gastronomia

V

inho e chocolate: dois sabores gastronômicos que fazem parte da dieta da civilização ocidental há séculos. Desde a infância, já nos apaixonamos pelo chocolate. Se você ainda sonha com aquela cena de A Fantástica Fábrica de Chocolate, em que os vencedores do bilhete de ouro se empanturram nas fontes, agora é a chance de enaltecer ainda mais a experiência “chocolatesca” com o vinho, que aprendemos a apreciar em outra fase da vida. O sonho de combinar chocolate ao vinho não é tão simples como se pode imaginar. Isso ocorre porque o sabor do vinho e do chocolate nem sempre são 54


Foto Divulgação

compatíveis. Para o nosso desgosto, o culpado é o chocolate, acredite! Sozinho, ele já é um alimento excêntrico, que parece requerer a atenção de quase todos os nossos sentidos. Houve tempos em que acreditavam que a melhor companhia para uma sobremesa à base de chocolate era um copo de água. Mas, quando vem 55


Chocolate com Pistache Vinho: Prosecco La Veneziana, Astoria Vini (Zahil)

“a dica é penSar em TrêS elemenTOS-chave – O SaBOr, a TexTUra e a inTenSidade – qUe devem Ser levadOS em cOnSideraçãO para a harmOniZaçãO cOm O vinhO”

O prosecco italiano é um vinho espumante fresco e leve, com doçura pronunciada. Na harmonização, o vinho adiciona volume e enriquece os perfumes do pistache.

Chocolate com Flor de sal Vinho: Jerez Amontillado 12 años, El Maestro Sierra – Espanha (Decanter) A leve tendência a salinidade do Jerez, feito à beira mar, complementa a textura levemente salgada do chocolate.

Chocolate com coco queimado Vinho: Banyuls rouge 2008, Chapoutier – França (Mistral)

acompanhado por alguns outros ingredientes, bastam um pouco de atenção e criatividade para tirar proveito de combinações divinas. As propriedades gustativas do chocolate podem ser realçadas quando o vinho entra em cena. É o que explica Flávia Falci, sócia-proprietária da Qoy Chocolate Experience: “O chocolate pode ser apreciado puro ou combinado com vários ingredientes, para maximizar o seu sabor”. A dica é pensar em três elementos-chave – o sabor, a textura e a intensidade – que devem ser levados em consideração para a harmonização com o vinho. É importante saber balancear o sabor com a quantidade de açúcar presente no chocolate e no vinho. Chocolates brancos e ao leite necessitam de vinhos com teor de açúcar residual igual ou superior à doçura do chocolate, como é o caso dos vinhos de sobremesa, licorosos ou naturalmente doces. Já os meio-amargos e amargos (que contém cacau puro em maior quantidade), costumam ser mais amigáveis e harmonizam muito bem com alguns estilos de vinhos secos, justamente por conterem menos açúcar, com aromas e sabores reais do cacau. 56

Enquanto os demais precisam provar que combinam, o Banyuls é aceito pelo enunciado. Produzido na França, com uvas Grenache Noir e Carignan, é encontrado em vários estilos que diferem pelo período de envelhecimento.

Chocolate com nozes Vinho: Tawny Port, Offley – Porto (Zahil) O vinho do porto Tawny tem notas pronunciadas de nozes, ideal para harmonizar com chocolate e pedaços de nozes.

Chocolate com castanha do Pará Vinho: Zig Zah Zinfandel 2008, Mendocino – Estados Unidos (Mistral) A uva típica da Califórnia apresenta uma explosão de frutas negras e leve açúcar residual, sendo ideal para escoltar um chocolate mais adocicado e encorpado como o de castanha do Pará.

Chocolate com anis estrelado Vinho: Sauternes Le Dauphin de Guiraud, Château Guiraud – França (Zahil) O Sauternes é o mais clássico dos vinhos de sobremesa franceses. Por ser doce, suntuoso e persistente no paladar, irá complementar o delicado sabor de anis no chocolate.


Foto Divulgação

Outro desafio é com relação à textura. Do cremoso, com leite, ao seco, com alto conteúdo de cacau, existem as mais variadas versões possíveis, inclusive com outros componentes que contribuem para a sensação de textura, incluindo pedaços de frutas, nozes, especiarias, flor de sal e flocos crocantes.

INFO

Quanto à intensidade, é preciso observar a concentração do chocolate e do vinho. Quanto mais intenso for um chocolate (ou seja, mais puro cacau e menos leite, açúcar e baunilha) mais fácil será a harmonização. Mas, para quem ainda tem um paladar mais direcionado aos chocolates cremosos e mais açucarados, também existem combinações que funcionam bem!

site: www.qoy.com.br

Zahil MG: (31) 3227 3009 Mistral: (31) 3115 2100 Decanter: (31) 3287 3618 Qoy Chocolate Experience: (31) 3227-2571 ou pelo

57


sonidoS

Paulinho Pedra Azul um homem apaixonado pela vida Fotos Ludmila Loureiro

O mineiro, que carrega sua origem em seu nome, revela seu amor pela música, artes plásticas e, principalmente, por sua família

N

ascido em 3 de agosto de 1954, na pequena Pedra Azul, cidade localizada no Norte de Minas Gerais, Paulinho é cantor, compositor, pintor e escritor. Seu amor pela música o acompanha desde menino, quando sua mãe cantava para que ele pudesse dormir. “Nossa criada, Celina, contava histórias e cantava também. Cresci ouvindo músicas diversificadas no alto falante da igreja”, relembra saudoso. Mesmo oriundo de uma das regiões mais pobres do Estado, no Vale do Jequitinhonha, Paulinho guarda de lá, ótimas lembranças. “Minha infância foi muito rica. Tomava banho nos rios e lagoas das fazendas dos amigos. Lembro-me também das festas tradicionais, do Carnaval, das quadrilhas, do teatro nas escolas e depois das serenatas, dos namoros e da formação de conjuntos de bailes, na época da adolescência.” Naquela época, o jovem Paulo Hugo Morais Sobrinho, seu nome de registro, começou a tocar violão, influenciado pelo violonista e compositor brasileiro Dilermando Reis. No canto, sua influência foi do célebre cantor e compositor Nelson Gonçalves.

58


Sua música faz parte de um grupo seleto que caracteriza a essência do cancioneiro brasileiro, o que emociona as pessoas. Mas, esse fato não significa, para Paulinho, que as novas gerações não alcancem tamanho reconhecimento. Basta amar aquilo que se faz. “As novas gerações chegam trazendo trabalhos bons e ruins, como acontecia, também, com as gerações passadas. E as futuras, certamente, também serão assim. Vence quem for dedicado e honesto. A beleza de uma música fica eternizada e o que não presta, fica no esquecimento. Morre com o tempo. Hoje se lançam pelo sucesso rápido e enriquecimento sem controle. A grande mídia se perdeu e descobriu que, por pior que seja uma determinada música, mais fácil é ganhar dinheiro e ‘bestalizar’ a cabeça da maioria”, reforça.

“Minha infância foi muito rica. Tomava banho nos rios e lagoas das fazendas dos amigos”

59


“Sempre Tenho tempo para estar com a família. Ela é fundamental para minha vida pessoal e profissional. Sem eles, não sou nada”

30 anos de histórias para contar Paulinho Pedra Azul considera que, nesses 30 anos de carreira, possui muitas histórias curiosas para contar. “A mais inusitada foi o povo espalhar que Jardim da Fantasia (Bem te vi) foi uma música que fiz para uma noiva minha que morrera, mas não é verdade”. A canção também dá título ao primeiro disco, lançado em 1982, pela gravadora RCA, hoje Sony Music. O cantor considera esse o seu trabalho mais marcante. Arranjado pelo músico mineiro Wagner Tiso, Jardim da Fantasia contou com participações de 20 cordas da Orquestra Sinfônica de São Paulo e mais de 20 músicos. Depois dele, vieram mais 21 álbuns, sendo o mais recente “Paulinho Pedra Azul – 30 anos”. Com cerca de 70 shows anuais em todo o Brasil, o artista também já se apresentou nos Estados Unidos, em países da Europa e em Cuba. Para o cantor, o show mais marcante foi no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, onde foi gravado seu primeiro DVD, e contou com participações especiais de Rogério Flausino (Jota Quest), do Padre Fábio de Melo, de Célio Balona, do Grupo Sarau Brasileiro e de mais oito músicos. Entre seus inúmeros trabalhos, Paulinho Pedra Azul quer ainda mais: pretende lançar um DVD de seus 30 anos de carreira; uma coletânea de poesias, em comemoração aos 35 anos que lançou seu primeiro livro “Pedaço de Gente”; além de gravar um álbum inédito e continuar a viajar pelo mundo. 60


Em meio a tantos planos, o sonhador Paulinho Pedra Azul encontra tempo para reunir-se com a família para cantar, colocar o papo em dia e ajudar o próximo. “É o que aprendemos com nossos pais. Sempre tenho tempo para estar com a família. Ela é fundamental para minha vida pessoal e profissional. Sem eles, não sou nada. Dependo deles e eles de mim. Assim, ficamos mais felizes. Fui e sou feliz o suficiente para me tornar um homem apaixonado pela vida, pois tenho amigos fiéis e uma família exemplar que amo profundamente e sou amado demais”. Entre seus passatempos preferidos estão compor; cozinhar; sair com os amigos para um “chopinho”; ir aos shows de amigos; passear no sítio do seu pai e pintar. “Comecei a pintar ainda garoto. Desenhei várias casas da minha cidade, Pedra Azul. Pintei a óleo, acrílica e faço algumas caricaturas. Com certeza é uma ótima terapia”, comenta o talentoso e incansável Paulinho Pedra Azul.

61


A escolha é delas! Assim como em várias ocasiões do cotidiano, mulheres dão a palavra final ao decidir sobre a locação ou compra de um imóvel

A

opinião feminina sempre fala mais alto quando se trata das compras conjuntas feitas por um casal. No mercado imobiliário, a história se repete: as decisões, na maioria dos casos, são delas. Segundo a diretora da Céu-Lar Netimóveis, Adriana Magalhães, 80% das negociações só são efetivadas após a aprovação das mulheres. “Desde o processo inicial, que consiste em traçar o perfil do imóvel, até a martelada final, a opinião da mulher é fundamental, pois o homem não fecha o negócio sem que antes ela visite o local. Isso quando não são elas mesmas que assinam o contrato”, observa. 62

Foto Divulgação

Mercado imobiliário


Atentas aos detalhes O homem é mais prático, mais objetivo. Enquanto a mulher é mais subjetiva. Segundo Adriana, a visão do homem ao escolher um imóvel também se limita a essas características. “Ele é mais impulsivo e não se apega aos detalhes. Já a mulher confere tudo. A localização e a vista precisam ser as melhores e o estado de conservação do imóvel deve ser perfeito. Elas se atentam também à segurança do prédio, ou condomínio, e também à vizinhança”, afirma. Um fator que também pesa na escolha do imóvel é a vaga na garagem. O advogado, corretor e sócio-proprietário da RE/MAX Ouro, Paulo Viana Cunha, também tem presenciado muitos fechamentos de negócios com essas especificidades. “A mulher, hoje em dia, ocupa mais de 50% do mercado de trabalho, sendo a principal provedora em mais de 50% das famílias. Geralmente, em nossa imobiliária, metade das consultas diárias é realizada pelo público masculino e a outra metade pelas mulheres”.

armários, closet, acessórios da unidade (espaço gourmet, salão de festas, etc), além da facilidade de acesso à vaga de garagem, dentre outros”, completa.

no mínimo uma vez por semana, estando aptos a promover atendimento diferenciado para cada tipo de público e produto”, completa.

Para Cunha, os fatores subjetivos são predominantes na hora da escolha dos imóveis pela família. “A opinião da mulher acaba prevalecendo. Percebemos isso pela fala dos compradores, durante as entrevistas e visitas aos imóveis. Esse fato acaba levando a sua empresa a elaborar estratégias de trabalho e ações de marketing para alcançar esse público”, afirma. “Apesar de não existir um corretor específico para cada perfil de cliente, todos os nossos profissionais recebem treinamento constante,

Há cerca de um ano, o engenheiro Thales Simon e a comunicóloga Fabiana Castro compraram um imóvel em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e a situação não foi diferente da maioria: a decisão final foi de Fabiana. “Quando vi, já estava fechando o negócio. A opinião dela prevaleceu, mas o importante é que nós dois ficamos satisfeitos com a escolha”, conta Thales. O tão sonhado imóvel será entregue no mesmo ano em que o casal irá se casar, em 2013, após cinco anos de namoro. Foto Maurício Vieira

Segundo Cunha, ao se falar em mercado imobiliário, devemos separá-lo em quatro diferentes segmentos: compra, venda, investimentos e locação. Essa divisão ainda é segmentada em comercial, industrial, residencial e lazer. “Ao nos referirmos exclusivamente ao segmento residencial, temos as famílias (novas e em modificação), solteiros e descasados. No que se refere às famílias, que são a maioria dos compradores, a decisão feminina predomina em 85% dos atendimentos”. A mulher apresenta vocação para se dedicar à procura de imóveis e a formar opinião sobre a casa dos seus sonhos, enquanto o homem leva em consideração, geralmente, fatores mais objetivos como localização e o preço. As mulheres observam detalhes como “fatores estéticos, acabamento, 63


Artigo

Franquia

um bom negócio

Por Guilherme Mangia Cobra

P

ara quem está em busca de um novo desafio, em uma área de atuação diferente ou, simplesmente, para investir, a franquia pode ser um negócio muito interessante.

O mercado de franquias no Brasil tem se destacado significativamente na economia. Esse fenômeno tem atraído a atenção de muitas empresas que procuram crescer por meio desse sistema. Entretanto, como todo investimento, alguns cuidados devem ser tomados na hora de escolher a marca e optar pela concretização do negócio. Além dos aportes iniciais, prazo de retorno, valores de taxas e outras informações básicas, é preciso conhecer bem como funciona a gestão da marca. É importante que o investidor saiba se terá dificuldade em contratar equipe de funcionários e em entender, inicialmente, como funciona o abastecimento do negócio. Especialistas enumeram quatro dicas para os interessados em investir em uma franquia. São elas: se informar sobre o potencial de crescimento do negócio; saber realmente qual é o capital necessário; pesquisar sobre o apoio do franqueador; e questionar sobre o plano de marketing. Outra questão importante é ter uma assessoria especializada, inclusive jurídica, pois há legislação específica que regulamenta o contrato de franquia empresarial (franchising), Lei 8.955, de 15 de dezembro de 1994. Toda cautela é pouca. Começar um negócio bem orientado, jurídica e administrativamente, é o melhor caminho e fará grande diferença ao futuro do empreendimento.

64

“Começar um negócio bem orientado, jurídica e administrativamente, é o melhor caminho e fará grande diferença ao futuro do empreendimento”


MO S I L NA ADO. R O J ES P PESO

E D A D LI A E R A . E E U V Q E POR PEGA L NÃO

ite a no asil. d s tícia o Br s no nas e d o à , ão Mi rsã ira m ções de de dive e m a pri m os em s inform as, alé -pesad ANÃ , C a A t t i s s ssi ipa eso evis MAR 0 A às princ ns, entr m os p OS 2 C H R co A e E 19 ge ENT orta imento sileiro. A E M H50 ÀS p G N e R E n R bra ete S 16 DAT SIL U entr alismo - DA UIZ e BRA A L T É X orn JOS A SE do j COM DA

N

EGU

DE S

65


VEÍCULOS

O “BrinqUedinhO” dos sonhos

Fotos Divulgação

Um mito e um símbolo de poder: assim, a Lamborghini sustenta seu status e permeia sonhos há mais de 40 anos

E

la é a nova queridinha dos jovens artistas. Apreciada pelo cantor norte americano Justin Bieber e, mais recentemente, pelo sertanejo Gustavo Lima, a Lamborghini é a nova “menina” dos olhos dos famosos. Também, pudera. A máquina une luxo, beleza, tradição e velocidade como nenhuma outra.

Embora seja, hoje, também, uma paixão dos jovens, este amor avassalador já é história antiga. Inaugurada em 1964, a marca italiana alcança seu ápice nas décadas de 70 e 80. Hoje, após 48 anos de existência, uma obra de arte Lamborghini figura nos sonhos de muitos, se tornando um verdadeiro objeto de desejo, possível de ser consumido por poucos privilegiados. 66


O futurista Aventador LP700-4 São apenas 2,9 segundos para que o ponteiro de velocidade do novo superesportivo chegue a 100 km/h. Como um bom representante da marca italiana, o Aventador LP700-4 é a essência da escuderia, com design sofisticado, tecnologia de altíssima qualidade e um torque invejável. Ele é o modelo mais rápido e mais potente que a marca já produziu, atingindo inacreditáveis 350km/h. A máquina nos remete ao futuro, principalmente pelas portas icônicas, com ‘abertura de tesoura’, como assim são conhecidas.

67


Uma das características lendárias de uma Lamborghini é o motor V12 que, há mais de 40 anos, oferece uma força motriz escandalosamente alta, responsável pela superpotência, que gera nada mais nada menos que 700 cavalos. Essa estrutura é naturalmente equilibrada e instalada em posição central, longitudinal, o que facilita o funcionamento motor, tornando o carro atemporal.

ESPECIFICAÇÕES Aventador LP700-4

68

Modelo

Aventador LP700-4

Comprimento

4,78m (comprimento), 2,26m (largura) e apenas 1,13m (altura)

Motor

6.5 V12

Potência

Gera 700 cavalos

Torque

Atinge de 0–100 km/h em apenas 2,9 segundos

Valor

255.000 euros (Sem impostos)


O carro conceito da escuderia: Lamborghini Urus

Um belo conceito Mas, para falar de Lamborghini, não há como deixar de mencionar o tão sonhado SUV Lamborghini Urus. Com design de um crossover, o conceito desse modelo foi lançado em 23 de abril de 2012 e ainda não tem previsão de produção em escala. A começar pelo lançamento, o clássico promete dar o que falar. Fugindo ao tradicional da escuderia, que se caracteriza por idealizar modelos mais baixos (geralmente, medindo apenas 1,10m de atura), o Urus é um carro-conceito – por hora – que pretende mudar a categoria dos utilitários tradicionais. Uma máquina high tech destinada à família, que oferece baixa emissão de CO 2, consolidando a nova tendência sustentável.

69


Felizmente, o Urus não é apenas mais um SUV pronto para entrar no mercado e concorrer com as outras marcas. A escuderia produziu um motor que conta com inacreditáveis 600 cavalos e possui um sistema de tração integral e permanente das quatro rodas e controle digital, o que o torna único em potência e em equilíbrio. “Os utilitários simbolizam liberdade e emoção. Eles pertencem a um dos segmentos do mercado automobilístico de maior sucesso no mundo inteiro. O Urus é a interpretação mais extrema da ideia de um SUV. Ele é a Lamborghini das SUVs”, enaltece o presidente e CEO da Automobili Lamborghini, Stephan Winkelmann. Mesmo sendo um clássico da categoria, o peso leve característico dos veículos da marca também foi aplicado a ele. Embora seja maior que os tradicionais Lamborghinis, o Urus mede 4,95m (comprimento), 1,99m (largura)

70

e 1,66m (altura), bem mais compacto que seus concorrentes. “O Urus é uma ideia bem completa do futuro da Lamborghini. Ele vem para ser o carro-chefe de uma terceira linha e o complemento perfeito para os nossos superesportivos”, completa Winkelmann. No interior, puro luxo e conforto Uma coisa é certa: é muito luxo para um superesportivo. Assim como em todos os outros modelos Lamborghini, os painéis são em fibra de carbono, material também utilizado nos bancos flexíveis, tipo concha. No painel central, uma surpresa: as telas são sensíveis ao toque para acionamento de comandos. Mas, para ter um desse, é preciso esperar para ver se a Lamborghini irá disponibilizar o carro-conceito para produção, e contar com algumas centenas de milhares de euros.

ESPECIFICAÇÕES SUV Lamborghini Urus Modelo

SUV Lamborghini Urus

Comprimento

4,95m (comprimento), 1,99m (largura) e 1,66m (altura)

Motor

V8 FSI

Potência

Gera 600 cavalos

Pneus

Rodas de liga leve de 24 polegadas

Valor

Não tem definição


AMOR ANIMAL

Eles são

os “donos do pedaço”

Foto Arquivo pessoal

Animais inusitados conquistam o gosto dos brasileiros e se tornam os melhores amigos dos donos

F

oi se o tempo em que o melhor amigo do homem tinha que, necessariamente, latir ou miar. Tudo bem que os cachorros e os gatos ocupam esse posto há muitos anos e ainda estão no topo da preferência dos brasileiros. Mas, eles vêm dividindo espaço com outros tantos, digamos, inusitados. Répteis, roedores, aves e até os búfalos são alguns dos animais encontrados como pets. Entre, cachorros, gatos e papagaio, a administradora de empresas Ana Virgínia Rocha garante que ainda encontra tempo para cuidar dos gansos, das galinhas, da tartaruga e dos perus. Ao todo, ela tem 87 “animaizinhos” de estimação. Haja fôlego!

Foi pelo amor incondicional aos animais que ela decidiu dividir a vida aos cuidados aos bichinhos abandonados. Além das espécies mais exóticas, ela adotou 17 gatinhos de rua. Mesmo com tanta solidariedade, ainda tem que driblar as adversidades encontradas. “Já perdi muitos animais para o chumbinho que foi jogado pelo muro da minha casa”, diz Ana.

Pensando nisso, seu marido, José Zapparolli, elaborou uma “pequena” surpresa no aniversário de casamento. “Fomos ao shopping e, quando cheguei à baia, levei um susto: os búfalos não estavam. Perguntei ao vendedor e eles tinham sido vendidos. Fiquei arrasada e quis ir embora. Chegando ao carro, eles estavam na carroça me esperanto. Quase morri de alegria”, afirma Marly.

Em Itu, São Paulo, o caso de amor é ainda mais inusitado. Tudo começou quando a empresária Marly Zapparolli resolveu passear em um shopping agropecuário da cidade. No local, ela se encantou pela baia de um casal de búfalos albinos, onde passou a frequentar. “Eu pedia beijos para eles e me davam carinho. Apaixonei-me”, comenta a empresária.

Hoje, o casal de mamíferos conta com todo o cuidado de sua dona, que passa protetor solar sempre que faz calor, pois, assim exige a pele muito sensível dos albinos. Além disso, uma surpresa: tiveram cria e já estão com um casal de filhotinhos. “Eles são os meus animaizinhos de estimação. Parece que me entendem”, completa Marly. 71


ENTREVISTA Foto Divulgação

Espaço Meet é um dos empreendimentos que têm no comando Fernando Júnior

Um jOvem À FrenTe

de grAndes negócios

A

vida não tem bis. A frase não é de sua autoria, mas vem sendo empregada em quase todos os momentos de sua trajetória profissional e pessoal. Leonino legítimo, mas com humildade para valorizar e reconhecer o que a vida está lhe proporcionando, Fernando Júnior ou simplesmente Nando, como é chamado pelos familiares, mesmo com a pouca idade, e à frente de grandes negócios na capital mineira, ainda encontra tempo para viajar e estar com amigos. “A coisa que mais gosto de fazer é apreciar uma boa comida. Então, fica fácil. Brinco que vivo fazendo pesquisa de mercado, viajo e conheço bons restaurantes. Mas só consigo fazer isso porque tenho o mais importante: uma equipe super qualificada. Não trabalho sozinho”. A fórmula de tanto sucesso? O equilíbrio e o “brilho no olho”. Persistente em tudo o que realiza, se assusta logo com pessoas acomodadas e sem ambição: “Só existe vento a favor para quem sabe aonde quer chegar”. Confira a entrevista completa e se inspire na história deste jovem empreendedor que trabalha como gente grande. 72


“só existe vento a favor para quem sabe aonde quer chegar” MC - Na hora de optar por um investimento, o que você diria ser fundamental? FJ - Li recentemente no livro do Eike Batista sobre a visão 360 graus e achei bem interessante. Para se abrir um negócio, deve se avaliar todos os pontos que influenciam esse negócio, ou seja, fazer um bom planejamento. Mas, para mim, o mais importante é pensar muito bem na operação. Quem vai ser o olho do dono? Quem vai estar no negócio no cotidiano? Acredito que dinheiro seja o produto de maior oferta no mundo e boas ideias chovem diariamente. O que precisa é de executor, gente que viva o negócio. A entrega pessoal deve ser total. Quem foca em muitas coisas, não foca em nada.

Foto Patrícia Penna

Minas em Cena (MC) - Com menos de trinta anos e já à frente de grandes negócios na capital mineira como o Grupo Meet, a Temakeria Kone Store, a Yoggi, a Pão.com e o Na Mata Café. Com tanto êxito profissional, quais dicas você daria para jovens empreendedores que estão em busca da fórmula do sucesso? Fernando Júnior (FJ) - Já ouvi várias fórmulas do sucesso e todas tinham como base o trabalho, afinal, todos sabem que o “sucesso só vem antes do trabalho no dicionário”. Bem óbvio, mas observando todos que têm sucesso à minha volta, percebi uma característica em comum e básica: a inconformidade com as coisas que possuem a trajetória mal traçada. Vejo

que muitos “trabalhadores” não se destacam por um certo comodismo. Devemos ser questionadores, não podemos ver coisas que estão erradas e deixar que continuem erradas. Ainda vejo muito “amanhã eu faço” ou “assim tá bom”. Devemos, da nossa forma, tentar resolver. Temos que nos mover e buscar sempre o aperfeiçoamento e a melhoria, seja da empresa ou de nós mesmos. O maior empreendedor é o que cuida de si mesmo e de seu crescimento. As empresas se desenvolvem em consequência do nosso crescimento e da nossa equipe, que acaba se espelhando em nós. Digo sempre que é imprescindível termos muito “brilho no olho” e que “só existe vento a favor para quem sabe aonde quer chegar”. Eu realmente me assusto com gente acomodada e sem ambição.

MC - Hoje, como o presidente mais jovem do Brasil entre todas as regionais da Abrasel, o que você considera como sendo conquistas da entidade e quais são os principais desafios? FJ - Nosso maior desafio é representar e desenvolver este enorme setor que hoje já é mais de 2,4% do PIB nacional e tem cerca de 1 milhão de empresas e 6 milhões de pessoas trabalhando diretamente. Até hoje, sofremos com leis ridículas como a Lei do Silêncio de BH, que é totalmente impossível de ser cumprida, entre tantas outras que surgem diariamente e são bandeiras de políticos mal intencionados e radicais. Buscar uma concorrência mais justa onde todos paguem os impostos é fundamental. Este setor ainda é bem informal e, o mais importante, é sermos respeitados pelo tamanho e representatividade que temos nas esferas municipal, estadual e federal. 73


“Sempre digO: a vida nãO Tem BiS. enTãO, TenTO aprOveiTá-la da FOrma maiS inTenSa e FeliZ pOSSível” MC – Como você avalia o mercado de entretenimento de belo Horizonte? FJ - Quando entrei no negócio de alimentação fora do lar sempre pensei que meu foco deveria ser ter boa comida, em um bom ponto e prestar um ótimo atendimento. Infelizmente, vi que isso não era o suficiente. Quantos chefs de cozinha abriram restaurantes e nunca mais puderam cozinhar? Hoje, a burocracia é tanta e as leis restritivas são tão absurdas que não podemos mais ser apenas restauranters, temos que ser despachantes e viver com medo de que alguma coisa que não esteja ao nosso alcance possa nos prejudicar. Tudo isso, transforma esses empresários, que acordam para comprar a comida fresca e dormem depois do último cliente, em verdadeiros heróis, que se movimentam com muita criatividade e força de vontade para poder se manter neste trabalho tão apaixonante. MC - Jovem e à frente de tantos negócios. Como conciliar a vida profissional e pessoal? FJ - A coisa que mais gosto de fazer é apreciar uma boa comida. Então, fica fácil. Brinco que vivo fazendo pesquisa de mercado, viajo e conheço bons restaurantes. Mas só consigo fazer isso porque tenho o mais importante: uma equipe superqualificada. Não trabalho sozinho. Escutei certa vez que você deve sempre procurar colaboradores melhores que você, e hoje me sinto feliz pela equipe formada pelo Grupo Meet. Somos cerca de 250 pessoas que se ajudam, e tudo funciona. Considero todos como uma grande família e agradeço sempre por tê-los comigo em um mesmo objetivo: o de ser o melhor grupo de alimentação fora do lar de Minas Gerais. 74

Foto Patrícia Penna

MC - Como você define o Fernando Júnior? FJ - Difícil me definir. Acredito que um cara com muito brilho nos olhos, que quer fazer a diferença. Leonino legítimo, mas com muita humildade para valorizar e reconhecer tudo que Deus vem me proporcionando.

MC - E o Nando? FJ - Minha mãe foi quem começou a me chamar assim. É uma forma que mostra mais como sou: um cara família, que gosta de viajar e estar com os amigos. Sempre digo: a vida não tem bis. Então, tento aproveitá-la da forma mais intensa e feliz possível.


31 3846 2929 31 8877 9950 www.cultnoivas.com.br

Acess贸rios exclusivos para noivas e acompanhantes.

75


Moda

Ela vem chegando...

Por Vicente Duarte Fotos Divulgação

Leveza, misturas e brilho são tendências para esta primavera

A

s clássicas e eternas estampas florais anunciam a chegada de mais uma primavera no Brasil. Tema de mais de 90% dos designers mundiais, as diferentes flores revelam o estilo e a personalidade de cada pessoa. Elas aparecem, além do vestuário, em uma série de acessórios inspirados na estação do amor. A inspiração serviu também para a linha de calçados, bolsas, joias e bijuterias, além de outros complementos. Com isso, separamos algumas dicas do que será tendência de moda e que deverá estar à venda em todas as lojas. As estampas e brilhos como paetês, também ganharão seu espaço em diversas peças, como vestidos, blusas e sapatos.

76


Um dos focos está sendo o clima tropical, e mais precisamente a área litorânea. Com isso, muitas grifes têm apostado na utilização do azul e de cores claras, como amarelo, laranja, rosa e verde em suas peças. Na estação mais romântica do ano, a alegria e as cores ressurgem nos preparando para receber os dias quentes do verão. Em vários tamanhos e estilos, as flores enfeitam os looks da estação, garantindo ares românticos, retrôs e, até mesmo, étnicos. O floral oriental também ganhou bastante destaque nas passarelas e editoriais de moda. Inspire-se!

77


78


2 Pontos

Daniel Mansur Fotografia. O melhor da sua empresa em todos os angulos. ˆ Fotografias Corporativas e Editoriais

55 31 3296.1990

www.danielmansur.com.br

79


Divinópolis em cena

GIOVANI LIMA

Fotos Divulgação, Luiz Fotógrafo e Nando Oliveira

Doação Quando se fala na mostra Morar Mais por Menos, fica a interrogação sobre a criatividade e a capacidade de colocar em prática as ideias sustentáveis, entre outros fatores importantes dentro do conceito de gastar menos, em um espaço aconchegante. Isso pode ser visto na mostra realizada em Belo Horizonte. Mas, o que chama atenção é a capacidade criativa de cada profissional e a sua doação. Falando nisso, a designer de interiores, Raquel Lamac, após participar do evento, doou todo o material utilizado para a construção da Brincadoteca. Estruturas de mesa, cadeiras e, claro, os brinquedos, foram para o Hospital do Câncer de Divinópolis.

Comemorou Foi na cidade de Tiradentes que o advogado Gilmar Carvalho comemorou seu aniversário. O local não poderia ser melhor: bem aconchegante, com música ao vivo, e um cardápio preparado pela equipe do Armazém dos Sabores. Por lá, sua esposa Fátima Miranda cuidou de todos os detalhes.

As patronesses da Feijoada do Lima, Fátima Gonçalves e Jussara Guimarães com familiares Feijoada do Lima

Foi um sucesso a IV Feijoada do Lima, realizada no mês de agosto, na Cervejaria Skema, em Divinópolis. O cardápio foi completo: para a entrada, alguns petiscos mineiros, acompanhados de uma bela caipirinha, preparada por Neto Carvalho. Em seguida, o famoso leitão a pururuca e, depois, a feijoada. Para encerrar, sobremesa da Tia Geovana com suas deliciosas tortas. Só tiveram acesso ao evento quem estava usando a camisa/convite conforme exigido pelos organizadores. Parte da renda foi destinada para algumas entidades da cidade que trabalham com crianças carentes. O evento contou com a colaboração do Conselho da Mulher Empreendedora e da Casa da Amizade do Rotary.

Jantar José Loureiro e Neuzinha receberam os amigos para uma noite de vinho em sua residência, no Condomínio Recanto das Pedras. Para a entrada, foram servidos alguns frios com frutas e espumante. Depois de conhecer a adega de José Loureiro, que aliás é sensacional, um verdadeiro porão no meio da sala da casa, fomos saborear alguns vinhos de Portugal e de outros países tradicionais. Para encerrar, Neuzinha serviu uma moqueca de surubim. 80

Adriana Aquino, Gisele Marra e Marisa Castro


Investimento

O empresário Adriano Nunes, em parceria com o sócio Marco Antônio Lopes, articula os preparativos para a inauguração da Neo Casa, em Divinópolis. Localizada na Av. Antônio Olimpio de Morais, entre as ruas Minas Gerais e São Paulo, o espaço promete ser inovador com um mix de produtos para presentes. Somente na construção da loja, já foram investidos mais de R$ 500 mil. Para quem não sabe, Adriano é irmão do dono da Ricardo Eletro. Ou seja, visão empreendedora não falta. O empresário Adriano Nunes Lara

Estudos

O jovem advogado Rafael Rabelo, depois de concluir o curso de Direito em janeiro deste ano, pela Faculdade Milton Campos, em Belo Horizonte, embarcou para Inglaterra, mais precisamente na cidade de Newcastle, onde irá aprimorar ainda mais o seu inglês e aprofundar os estudos no curso de Direito Internacional por seis meses. Em um de seus momentos de lazer, conferiu alguns jogos da seleção brasileira de futebol durante as Olimpíadas.

O jovem advogado Rafael Rabelo em terras da Rainha Elizabeth - Londres

Fantástico

A gravação do DVD da dupla Ricardo e Moreno no Chef’s, em Divinópolis, foi um grande sucesso. Nas redes sociais, o assunto é a performance e o novo perfil da dupla, que tem à frente a produtora Livinha do Carmo Produções, que criou um novo visual para a dupla.

A dupla sertaneja Ricardo e Moreno com o cinegrafista Leandro Soares

Encontro

A advogada e diretora da Martins Freitas Consultoria Tributária, Fernanda Vargas, esteve reunida com o empresário Varnei Penha, sócio-diretor do Pastifício Santa Amália, uma das maiores empresas do segmento alimentício do país, especializada na fabricação de macarrão e outros produtos alimentícios. Fernanda foi recebida por ele para tratar de assuntos profissionais da empresa. Ela também assina uma coluna no caderno de economia do jornal Agora, de Divinópolis. A advogada Fernanda Vargas

Conhecimentos O dentista Hevton Azevedo é um profissional que não mede esforços para estar sempre atualizado em sua área. Neste mês, ele participou de mais um evento ligado à odontologia em Belo Horizonte. O evento reuniu grandes profissionais que, na oportunidade, apresentaram as novidades no tratamento dentário e estético.

O dentista Hevton Azevedo com a esposa Cida Azevedo

81


CRôNICA

O início do meu lado B Por Camila de Ávila – cantora e jornalista

E

bateu o terceiro sinal, o silêncio se instaurou no Teatro da Biblioteca Pública, era a deixa para eu começar. Era a hora da jornalista de formação e atuação dar lugar à cantora por paixão. Durante os últimos dez meses, esse momento tinha passado pela minha cabeça por várias e várias vezes. Chegou a hora: minha voz e o público. Não vou dizer que nessa hora passou um filme em minha cabeça, não vou dar uma de Faustão. Mas posso afirmar que o joelho bambeou, a mão tremeu, o coração disparou e uma emoção - misto de alegria, medo, ousadia e fé - tomou conta de mim. O processo para o lançamento de B, meu primeiro CD, havia sido árduo e prazeroso. Árduo porque foi longo, por muitas vezes difícil demais a ponto de querer desistir. Prazeroso no que se refere ao ato de cantar, que é tão bom, divertido, e que carrega em si uma aura cheia de paz. Durante todo o trabalho de execução do projeto percebi o quanto a música faz parte da minha vida, assim como o jornalismo. A cada arranjo feito para as canções ouvia com alegria e muita emoção e via a música se transformar numa extensão de mim. Além da minha voz, eu estava mostrando um pedaço do que eu sou. Um pedaço novo, diferente e importante! Sei lá, sabe? A coisa era muito complicada! Além da minha cobrança sobre mim mesma, tinha a expectativa das pessoas que lá estavam. Muitos amigos, conhecidos e familiares. Havia em mim o medo de decepcionar quem torceu e ainda torce por mim. Era muita tensão. E, nessa hora, me apeguei à reza. Clamei meus santinhos preferidos: Jorge, Clara e Francisco, enchi o peito, ergui o microfone e soltei a voz com força, fé e vontade. Nessa hora, percebi que uma vez estando no palco, ele se tornou minha casa, meu lar e tudo se encheu de luz, paz e bem! Foi assim que debutei no palco de beagá com o meu lado B.

82


Todos os shows.

CAPA 3 Um só Bhar.

our Happy aHsexta,

de terça dupla ada com rod Smirnoff de caipi Brahma e chopp h. até as 20

De terça a sábado, a melhor programação da cidade. Samba, Acústico, Stand-up, Futebol, Anos 80 e Rock.

Escolha e venha para o Bhar.

Rua Sergipe, 1211 • Savassi • BH/MG www.bhar.com.br Informações e reservas: 31 3082-9232 / 3582-3999

83


Já imaginou um fast food de lasanhas?

CAPA 4

Agora não precisa mais imaginar, você pode saborear deliciosas lasanhas em um dos bairros mais charmosos da cidade. A Savassi acaba de ganhar uma exclusiva e pioneira casa de lasanhas, com um ambiente aconchegante e acolhedor, preparado especialmente para você provar as melhores experiências.

Ficou com água na boca? Escolha a sua e buon appetito!

84

R Santa Rita Durão 941, Savassi - 31 3261-1002 www.lasanhas.com


Revista Minas em Cena - setembro 2012