Issuu on Google+

Distribuição gratuita - venda proibida

18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 Ano 1

Publicação Semanal

Ana Mendes

Falta de leitos é o grande desafio da Saúde em 2012

Câmaras da RMC

Para eleições 2012 Legislativos da Região Metropolitana de Campinas terão mais 69 vagas disponíveis. Pág. 05

Segurança Novo Arcebispo Residencial

Papa Bento XVI nomeia Dom Airton José dos Santos como novo Arcebispo para a Arquidiocese de Campinas. Pág. 03

Carnaval 2012 Falta de tempo e verba impede realização das festividades carnavalescas em Campinas. Pág. 14

Aeroportos Divulgação

Divulgação

Mandato-Tampão

Dicas de segurança residencial antes de arrumar as malas para “curtir” a folia longe de casa. Pág. 08

A falta de leitos nos hospitais instalados em Campinas deve ser o maior desafio do setor de Saúde durante o mandato-tampão do próximo prefeito. Só para se ter uma idéia, nos últimos 10 anos Campinas sofreu com a perda de diversos leitos e 87,5% das unidades de Saúde avaliadas, não tinham equipes médicas completas. Como se não bastasse tais tragédias, segundo pesquisa realizada pela CPI da Saúde da Câmara de Campinas demonstrou que mais de 35 mil usuários estão na fila de espera para a realização de uma cirurgia. A principal justificativa da administração é que a verba destinada ao setor ainda está muito aquém das necessidades do município. Pág. 06

TRE-SP determina realização de eleições indiretas para Privatização de aeroportos pretende acelerar investimandato-tampão de prefeito em Campinas. Pág. 03 mentos no setor aeroviário. Pág. 07


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

02

Expediente Diretor Executivo Márcio Carvalho Editor Mauricio Batarce MTB 025442 Jornalistas Ana Mendes Gabriela Paschoal Colunistas J. Petermann Rui Tomas Colaborador Futebol Interior Criação e Diagramação Nathalia Afonso Cartunista Fabiano Carriero Comercial Antonio Medeiros Daniela Fidelis Depto Administrativo/Financeiro Carla Guimarães financeiro@mcjeditora.com.br Redação e Publicação MCJ Editora e Distribuidora Ltda Av. Bueno de Miranda n° 89 Vila Industrial Campinas – SP Tel:(19)3272-3684/3272-3758 E-mail contato@mcjeditora.com.br Site www.mcjeditora.com.br O Folha de Campinas é uma publicação semanal.

Editorial Editorial

Mobilizar para vencer Às vésperas do Carnaval, uma das épocas mais alegres do ano, não é difícil perceber que o glamour dos confetes, serpentinas e lantejoulas, está bastante ofuscado pelas grandes dificuldades sociais, políticas e econômicas que o município de Campinas vive nesses últimos dias. Além do munícipe ainda trazer, atravessado na garganta, a cassação de dois prefeitos e o abandono lastimável da administração pública pela cidade, um dos setores mais prioritários na vida de qualquer cidadão: o setor da Saúde vem sofrendo diversos reveses nos últimos dias e agora atingiu o fundo do poço. Um grande número de leitos vem sendo perdido ao longo de alguns meses e o caos, que já permeava o setor, agora se aprofundou ainda mais. Centenas de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) tem ficado ao relento por falta de leitos nos hospitais e a verba destinada ao setor está longe de, pelo menos, amenizar as perdas salariais dos funcionários e evitar o abandono de emprego em função de estresse e falta de material adequado de trabalho. Resta ao contribuinte, que paga adequadamente seus impostos, buscar na iniciativa privada a solução para um problema tão grave. Mas o pior não é isso, o pior é que a grande

Índices Econômicos

maioria da população não tem condições de assumir mais esse encargo, que, constitucionalmente, é de competência da administração pública e acaba sentindo-se profundamente lesada em seus direitos mais primordiais. A situação não pode mais se sustentar desse jeito é necessário ir às ruas e reivindicar seus direitos e exigir que se cumpra o que a Constituição prega. E a forma mais rápida para se obter essa conquista está próxima e nas mãos do cidadão comum. A cada quatro anos o poder público passa pelas mãos do eleitor e cabe a ele definir o caminho que sua cidade, seu estado e seu país devem seguir. O poder do voto é muito grande e saber lidar com ele é a melhor coisa que pode ser feita. Por isso, em outubro de 2012, é necessário assumir esse poder e agarrá-lo com todas as forças. É com ele que mudamos o rumo de nossas vidas, especialmente esse ano, quando as eleições são municipais. É no município que tudo acontece e é através dele que os governos estadual e federal organizam os rumos do país para os próximos quatro anos. Lute, reivindique, revolucione, defina sua vida através do voto e torne-se responsável pela conquista de uma nação, seja o herói de sua própria vida. Tenham todos uma ótima leitura. 

Onde encontrar o Folha de Campinas -Clube Regatas; Tênis Clube de Campinas; Shopping Ventura Mall; Nico Panificadora Castelo; Churrascaria Mataroboi; Café Regina; Fran’s Café Norte-Sul; Faculdade Anhanguera I; Veris Faculdades; Padaria Novo Diamante; Padaria Di Fiori e Centro de Tradições Nordestinas - Bancas: Galassi (Saudade); Carmo, Convívio, Chiquinho, Bia e Alemão (centro), Cido (Parque Industrial) e Balão (Taquaral) - Cruzamentos: Alberto Sarmento x Gov. Pedro de Toledo; Transamazônica x John Boyd Dunlop; Amoreiras x Laranjal Paulista; Nossa Sra. de Fátima x Paula Bueno; Washington Luiz x Marechal Carmona; Moraes Sales x Jesuíno Marcondes Machado; Gal. Marcondes Salgado x Dr. Moraes Sales; Albino J. B. de Oliveira x Prof. Atílio Martini

Tempo

Bolsa de Valores Bovespa 16/02 18h01 66.142 Fonte: http://www.climatempo.com.br

+1,18 %

Câmbio - Dólar 17/02 9h58 US$ 1,714

- 0,17%

Os leitores do Folha de Campinas também podem participar do jornal. Para isto basta enviar comentários, sugestões e críticas para o email: redacao@mcjeditora.com.br Estaremos prontos a atendê-los da melhor forma possível. A participação dos leitores é muito importante. Não deixe de participar !!!


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

03

Política

Campinas terá eleições indiretas para mandato-tampão

Por uma diferença de apenas um voto, o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) determinou, por quatro votos a três, que a escolha do prefeito para o mandato-tampão em Campinas seja indireta. Nesse caso, os vereadores é quem irão escolher o mandatário da cidade até o dia 31 de dezembro. A eleição se tornou necessária após as cassações, no ano passado, dos prefeitos Hélio de Oliveira Santos (PDT) e Demétrio Vilagra (PT). O Tribunal, que há 15 dias suspendeu o processo indireto que vinha sendo organizado pela Câmara de Vereadores, determinou que o Legislativo campineiro volte a definir as regras e o calendário do processo eleitoral. A única ressalva que fez foi a de que o voto dos parlamentares seja aberto. De acordo com a Lei Orgânica do Mu-

nicípio (LOM) de Campinas, em seu artigo 69, quando ficam vagos os cargos de prefeito e vice-prefeito nos três primeiros anos do mandato, novas eleições devem ser feitas em 90 dias, mas para a Procuradoria Regional de São Paulo, o termo “eleições”, do artigo 69, tem que ser interpretado como sendo “eleições diretas”, em virtude do princípio da máxima efetividade da soberania popular. O procurador Pedro Barbosa Pereira Neto e o procurador regional eleitoral substituto André de Carvalho Ramos afirmam que, em um Estado Democrático de Direito, a eleição indireta é exceção e tem que ser expressamente determinada. Se não há expressa determinação para realização de eleição indireta, os promotores sustentam o respeito à soberania popular, que impõe a realização de eleições diretas, conforme entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os procuradores também argumentam que os gastos com a eleição suplementar devem ser totalizados após o final do procedimento, com encaminhamento à Procuradoria da República do Município de Campinas, para análise de eventual propositura de ação de ressarcimento de danos ao erário contra o prefeito e o vice-

Brasil

Campanha da Fraternidade começa na próxima semana

Na próxima quarta-feira, dia 22 de fevereiro, tem início, em todo o Brasil, a Campanha da Fraternidade, que este ano traz como tema: “Fraternidade e Saúde Pública” e como lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”. A Campanha da Fraternidade de 2012 tem como Objetivo Geral refletir sobre a realidade da saúde no Brasil, por meio da valorização de uma vida saudável; suscitar o espírito fraterno e comunitário na atenção aos enfermos e sensibilizar e mobilizar a sociedade para a necessidade de melhoria no sistema público de saúde. A Saúde integral é a principal preocupação da população brasileira no campo das políticas públicas. Por isso, a CF ressalta a necessidade urgente do Sistema

Único de Saúde - SUS ser implantado na sua totalidade, para que o povo tenha acesso à assistência condizente com as necessidades e à dignidade da pessoa humana. A Campanha da Fraternidade é promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB desde 1964, no período da Quaresma, destacando uma realidade para a reflexão das comunidades e de toda a sociedade. Campanha da Fraternidade Desde 1964, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove a Campanha da Fraternidade, como itinerário evangelizador para viver o tempo da Quaresma intensamente. Ao longo de sua história, a CF tem abordado temas diretamente ligados ao compromisso cristão na sociedade. Reconhecida nacional e internacionalmente, a CF deu origem a diversas Pastorais e serviços que, nascidos da Igreja, são referência na criação de políticas públicas voltadas ao bem comum. 

-prefeito cassados, que deram causa a tais gastos. Para o tribunal, a decisão do formato das eleições deveria ficar a cargo da Justiça Eleitoral e não da Câmara de Vereadores. Com a decisão do TRE-SP, de acordo com Manuel Carlos Cardoso, procurador da Câmara de Campinas, a comissão que organizará as eleições indiretas na cidade estará se reunindo para definir o novo calendário eleitoral do mandato-tampão. Contudo, segundo Cardoso, o prefeito que ficará até o fim do ano no cargo deve estar empossado no máximo até o dia 5 de julho. O presidente do PT, Ari Fernandes, criticou a decisão do TRE-SP. Ele disse que após a publicação da decisão, o partido irá recorrer no TSE. O PT é autor da petição sobre o formato das eleições em Campinas. O advogado do PT, Hélio Silveira, afirmou que quer ter acesso ao acórdão da decisão antes de decidir se o partido irá recorrer da decisão do TRE-SP. Internamente, o partido tenta viabilizar um candidato com potencial para encarar o pleito deste ano, que poderia ser o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann, nome defendido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Papa nomeia Arcebispo para Campinas No último dia 15 de fevereiro, o Papa Bento XVI nomeou Dom Airton José dos Santos como Arcebispo da Arquidiocese de Campinas, transferindo-o da Diocese de Mogi das Cruzes, SP. Dom Airton torna-se o 7º Bispo e 5º Arcebispo da Arquidiocese de Campinas, sucedendo Dom João Batista Corrêa Nery (1908-1920); Dom Francisco de Campos Barreto (1920-1941); Dom Paulo de Tarso Campos (1941-1968); Dom Antônio Maria Alves de Siqueira (1968-1982); Dom Gilberto Pereira Lopes (1982- 2004) e Dom Bruno Gamberini (2004-2011). Dom Airton José dos Santos nasceu na cidade de Bom Repouso, no Sul de Minas Gerais, no dia 25 de junho de 1956. Em 1979, aos 23 anos, o jovem Airton ingressou no Seminário da Diocese de Santo André. Cursou Filosofia no período de 1979 a 1981, nas Faculdades Associadas do Ipiranga (FAI), em São Paulo, obtendo o título de Bacharel em Filosofia com Licenciatura Plena. No ano seguinte, em 1982, ingressou no Curso de Teologia da Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, no Ipiranga, em São Paulo. Foi ordenado Diácono no dia 31 de agosto de 1985 e Presbítero no dia 08 de dezembro do mesmo ano. Iniciou o seu ministério sacerdotal em março de 1986, como Vigário Paroquial da Paróquia Imaculada Conceição, em Diadema, SP. Escolheu como lema episcopal “Ut faciam Deus, voluntatem tuam” (Hb 10,9), que quer dizer: “Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade”.  Assessoria Arquidiocese

Divulgação

TRE-SP decidiu, por 4 votos a 3, que o novo prefeito de Campinas será eleito pela Câmara

Por M. Salles Mudanças à Vista Com a chegada do ano eleitoral, diversos agentes políticos começam a movimentar consideravelmente os bastidores políticos do país. Campinas, por infeliz coincidência do destino, deve ser um dos principais personagens políticos nas eleições de outubro de 2012. Pelo fato de estar passando por um momento turbulento no setor, não será surpresa para o campineiro, a “perambulação” constante de diversos “figurões”, pelos próximos meses que antecedem o pleito eleitoral. Mas a região também parece que estará bem pulsante nesse período, pois em função da Emenda Constitucional nº58, diversas Câmaras da RMC terão mudanças no número de cadeiras de vereadores. Aproximadamente 69 novas vagas para vereadores serão abertas na região. Resta agora que a população escolha de forma adequada seus representantes políticos e fique de olho nos gastos públicos, que devem aumentar consideravelmente por esses lados. Ainda bem que aqui não ocorrerão muitas mudanças... Será?! Infelizmente cumpriu-se a lei Todos sabem que, infelizmente, muitas vezes a Justiça não é tão justa para os cidadãos de bem e isso incomoda bastante. Ainda mais quando a Justiça tenta legislar sobre a política, que não é legislável. O TRE-SP decidiu, por 4 votos a 3, que as eleições para o mandato-tampão de prefeito em Campinas, deverão ser feitas de forma indireta, isto é, a Câmara de Campinas é que deve eleger o próximo prefeito do município. Triste perda para os cidadãos de bem que terão que se submeter a uma decisão jurídica e política a contragosto e estarão sendo destituídos de seu poder de escolher quem os represente. Mas enfim, cumpriu-se a lei, que já era prevista no próprio artigo 64 da Lei Orgânica do Município (LOM) de Campinas, que foi criada por essa mesma Câmara que cassou prefeitos e tomou o poder do município... Um engodo de difícil digestão. E a Saúde como vai? Mais uma vez os veículos de comunicação são obrigados a divulgarem o estado lamentável em que se encontra um dos setores mais prioritários de Campinas: a Saúde. Agora a m.... jogada no ventilador acabou atingindo os leitos hospitalares. O número de leitos vem caindo significativamente nos últimos anos e o povo se vê obrigado a ficar ao relento, mesmo nos momentos mais difíceis de suas vidas, isto é, quando precisa de auxílio público para, no mínimo, manter-se vivo. É uma absurdo o que acontece no setor e parece que ninguém se preocupa... Resta uma pergunta chave: se a Saúde não é considerada prioridade pelo setor público, o que de fato é prioritário para poder público? Não é difícil responder essa pergunta... Basta olhar à volta e ver que, na melhor das hipóteses, o poder público se preocupa apenas com mandatos-tampões e com as eleições 2012... 


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

04

Cidades RMC


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

05

Cidades RMC

Cidades da RMC recebem bem aumento de vagas nas Câmaras

Região terá um aumento de pelo menos mais 69 cadeiras para as eleições 2012 Desde setembro de 2009, com a aprovação da Emenda Constitucional nº58 pelo Congresso Nacional, que alterou o inciso IV do caput do artigo nº29 e do artigo nº29-A da Constituição Federal, as Câmaras Municipais sofreram uma mudança radical em suas composições de vereadores e a partir destas eleições de 2012, diversos municípios terão mudanças estruturais no número de cadeiras do Poder Legislativo. Na Região Metropolitana de Campinas (RMC), composta por 19 municípios (Americana, Artur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara D’Oeste, Santo Antonio de Posse, Sumaré, Valinhos e Vinhedo), boa parte das Câmaras sofrerá aumento no número de cadeiras e as mudanças foram bem aceitas. A Câmara de Artur Nogueira terá alterações no número de vereadores, que passará de 9 para 12. De acordo com o presidente do Legislativo nogueirense, Silvio Conservani (PV), “essa mudança para a próxima legislatura não será significativa. O município já chegou a ter 15 vereadores, mas com a lei anterior o município foi obrigado a reduzir o número de vereadores. Além do mais, nossa Câmara é muito enxuta e utilizamos uma porcentagem

bem menor da que temos direito com relação ao orçamento enviado pela prefeitura. Nosso subsídio passará de R$ 2,5 mil para R$ 3,7 mil, o que não é um aumento considerável dentro da Região Metropolitana de Campinas (RMC)”. Em Campinas não haverá aumento no número de cadeiras, mas, por outro lado, o aumento de 126% nos subsídios dos vereadores, passando de R$ 6,6 mil para R$ 15 mil, no final do ano passado, causou grande descontentamento entre os munícipes. Na última semana, o presidente da Câmara, Thiago Ferrari (PTB) protocolizou um projeto da Mesa Diretora que altera o artigo 96 do regimento interno da Casa. O objetivo é permitir que os vereadores possam discutir, este ano, a alteração no índice de reajuste dos subsídios. O projeto de resolução deve entrar na pauta do dia 27 de fevereiro e será votado em turno único. A partir dessa alteração, a Mesa vai iniciar o processo de discussão em torno do índice de reajuste dos subsídios para a próxima legislatura. O presidente da Câmara diz que a mudança vai permitir aos vereadores, avaliar a proposta da Mesa que estabelece um novo valor dos subsídios e que passa a valer a partir do ano que vem. De acordo com proposta da Mesa, o salário dos vereadores será definido com base na média dos subsídios pagos em

cidades do porte de Campinas. No projeto, a Mesa propõe um reajuste de 48%, ficando o salário em R$ 10,5 mil a partir de 2013. Pela proposta, o reajuste vai sair da verba de gabinete. “Com isso, não haverá aumento de custos do orçamento da Câmara”, argumenta Thiago Ferrari. Em Sumaré também haverá mudança no número de cadeiras, passando dos atuais 13 vereadores para 21 e de acordo com o atual presidente da Câmara, Benedito Ferreira Lustosa (PCdoB), “o pedido de mudança no número de vereadores já era Cidades Americana Artur Nogueira Campinas Cosmópolis Engenheiro Coelho Holambra Hortolândia Indaiatuba Itatiba Jaguariúna Monte Mor Nova Odessa Paulínia Pedreira Santa Bárbara D'Oeste Santo Antônio de Posse Sumaré Valinhos Vinhedo

uma reivindicação antiga dos munícipes. A cidade cresceu muito e o povo de Sumaré estava precisando de mais representatividade. Assim, a mudança com a nova lei, é muito importante para o município”. O mesmo acontece em Monte Mor, onde o número de cadeiras do Legislativo passará de 9 para 13. “A mudança é muito importante para o município. Teremos mais representatividade da população, o que vai ser muito importante para o desenvolvimento político local”, afirmou o atual presidente da Câmara, Marcos Antonio Giati (PSDB).

Legislatura 2009/2012 13 9 33 10 9 9 13 12 10 9 9 9 10 9 12 9 13 11 10

Legislatura 2013/2016 19 12 33 12 9 9 19 12 17 13 13 13 15 9 19 11 21 17 15

Aumento 6 3 0 2 0 0 6 0 7 4 4 4 5 0 7 3 8 6 5


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

06

Saúde

Falta de leitos : maior desafio no setor de Saúde

Demanda por leitos é um dos principais problemas responsáveis pelo caos no setor Por Ana Paula Mendes tais”.

Ana Mendes

Filas de Espera Nas últimas semanas, o setor de Saúde em Campinas tem sido pauta nos meios de comunicação em função da imensa fila de espera para consultas e cirurgias, pela falta de médicos e medicamentos e mais recentemente, pela superlotação dos hos-

para oftalmologia, que tem, atualmente, uma grande fila de espera para consultas. Outra prioridade, segundo o secretário é aumentar o número de leitos hospitalares na cidade. Sobre a verba destinada à Saúde no município, o secretário disse que 50%, aproximadamente, são usados para o pagamento de funcionários enquanto que a outra parte, um teço é destinado a manutenção e convênios. “O que sobra é pouco, mas vamos otimizar esse valor este ano”, concluiu Fernando Brandão.

Déficit de funcionários Como se não bastasse o déficit de leitos em Campinas, a prefeitura de Campinas admitiu que opera com um déficit de 1,2 mil profissionais da área da Saúde. São pelo menos 200 médicos a menos que o necessário, além da ausência de pelo menos mil outros servidores da rede de apoio, Zilda Barbosa, representante da Secretaria como enfermeiros, fonoaudiólogos Municipal de Saúde, avalia a situação do setor e terapeutas ocupacionais. Com isso, a população acaba sendo obrigado a peregrinar pelas Unidades pitais. Um estudo realizado pela Comissão de Saúde da cidade em busca de atendiParlamentar de Inquérito da Saúde (CPI mento. A informação sobre o déficit de da Saúde) da Câmara de Campinas apon- servidores é do médico e diretor respontou que Campinas tem uma fila de 35 mil sável pela Saúde de Campinas, Roberto pessoas a espera de cirurgias. Os números Marden Soares Faria. são contestados pela Secretaria de Saúde, O montante, porém, pode ser ainda mas mesmo assim, a situação deve ficar maior, já que, para o coordenador do Sinainda pior devido as suspensão de cirur- dicato dos Servidores Públicos de Campigias eletivas no Hospital Celso Pierro. Se- nas, Marionaldo Maciel, o déficit é de 600 gundo a assessoria do hospital a medida médicos e de 1,5 mil profissionais da rede foi tomada porque os leitos de urgência de apoio. Para Faria, porém, a burocracia e emergência estão todos ocupados e o na hora de contratar médicos é um dos Pronto Socorro opera com um número de maiores obstáculos que a prefeitura eninternações acima de sua capacidade. frenta para reduzir o deficit. Ele apontou Para este ano, Campinas recebeu verba também que muitos médicos preferem a de R$ 846 milhões para a Saúde, o que, iniciativa privada por conta dos salários e segundo o presidente da CPI da Saúde, também para evitar o trabalho em regiões o vereador Arli de Lara (PSB), é um valor periféricas. pequeno e que poderia ser melhorado. O sindicato, por sua vez, afirma que a “Se fosse bem utilizada, essa verba pode- situação é grave. A entidade argumenta que, em consequêcia do déficit de profissionais, existe sobrecarga sobre os trabalhadores. Maciel relatou que é comum o sindicato ser procurado por trabalhadores que se queixam do excesso de trabalho. Já a diretora em Campinas do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), Silvia Helena Rondina Mateus, explicou que a maior parte dos médicos prefere trabalhar Hospital Ouro Verde ainda não foi totalmente em regiões centrais das cidades reformado e apresenta oito salas ociosas e na rede privada por causa das condições de trabalho oferecidas. ria reduzir o impacto na fila de espera por “Não é só o salário maior que conta. A agocirurgias”, afirma o vereador. nia do paciente na rede pública acaba se De acordo com o secretário de Saúde, tornando também um sofrimento para o Fernando Brandão, a prefeitura está estu- médico, que, pela falta de estrutura, não dando novos convênios para a realização tem garantias de que a cura será rápida”, de mais atendimentos, principalmente disse.  Divulgação

Divulgação

Ana Mendes

to de algumas metas para os atendimentos. “As metas não foram cumpridas. O hospital alega o não pagamento por parte da prefeitura, mas, os pagamentos foram realizados”, enfatizou Zilda. Ainda segundo a representante da Secretaria de Saúde, o hospital deixou de cumprir algumas metas e por isso houve a rescisão do contrato fazendo com que fossem extintos aproximadaReunião da CPI da Saúde faz diagnóstico negativo sobre a mente 20 leitos. situação da Saúde em Campinas Outra questão levantada durante o enA demanda de leitos nos hospitais do contro foi a não utiliSistema Único de Saúde (SUS) no muni- zação dos leitos do hospital Ouro Verde. cípio de Campinas pode não ser solucio- “Atualmente, o hospital vive um período nada tão facilmente. “A falta de leitos é o de pactuação está sendo construído para maior desafio da Secretaria Municipal de a administração do Ouro Verde”, informou Saúde”, disse Sílvia Helena Mateus, tesou- a representante da secretaria de saúde, reira do Conselho Regional de Medicina Zilda Barbosa que lembrou ainda que os do Estado de São Paulo. A afirmação foi leitos do hospital estão disponíveis para a feita na tarde desta quarta-feira, dia 15, central de vagas. Para a tesoureira do Credurante reunião da Comissão de Políticas mesp, Silvia Helena, estes leitos também de Saúde no município que também apre- não são utilizados pela central de vagas sentou os dados da Avaliação dos Serviços que acabam enviando os pacientes urde Urgência e Emergência de Campinas. gentes para outros hospitais. Foram avaliados os Postos de AtendimenSegundo o vereador, Dário Saad, que to do Centro, da Vila Padre Anchieta, o também integra a comissão, no ano pasPosto de Atendimento Sérgio Arouca, do sado, o então secretário de saúde, José São José, os hospitais Mário Gatti, Celso Francisco Kerr Saraiva, disse que o hospital estaria 100% funcionando no final de 2011. O hospital continua na mesma situação, sem cirurgião e as oito salas que poderiam ser usadas como centro cirúrgico, continuam sem uso, enquanto a população carece de leitos e de atendimento digno. Ainda conforme dados apresentados durante a reunião, nos últimos dez anos, Campinas sofreu com o fechamento de vários leitos na rede pública de Saúde e que 87,5% das instituições avaliadas na Mário Gatti e diversos hospitais de Campinas, segundo cidade, não possuíam equipe pesquisa, não contam com equipes médicas completas médica completa. O relatório também apontou os usuários Pierro, Ouro Verde e Unicamp. Todos os de cada estabelecimento avaliado. estabelecimentos avaliados apresentaram Para a representante da Secretaria, Zilproblemas no que diz respeito a demanda da Barbosa, além da falta de profissionais de leitos na cidade. da saúde, os pacientes “gostam” de ir direPara ser ter uma ideia, o Pronto Socorro tamente para o hospital, mesmo nos casos e Hemocentro da Unicamp, possui uma em que o atendimento pude ser resolvido demanda de aproximadamente 300 leitos. ainda na saúde primária, ou seja, nas uniQuestionada sobre o fechamento de leitos dades de saúde que ficam próximas de para o SUS na Santa Casa de Campinas, a suas casas. “Eles acham que os hospitais, representante da Secretaria Municipal, por terem mais equipamentos, podem reZilda Barbosa, afirmou que o que existia solver. Isso até é verdade, mas, em alguns entre as partes era um acordo que incluía, casos, o atendimento na unidade básica entre outras obrigações, o cumprimen- resolveria e evitaria a excesso nos hospi-


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

07

Economia

Leilão de aeroportos traz de volta era de privatizações

Três aeroportos são leiloados e a população brasileira se pergunta: o que muda agora? Por Gabriela Paschoal 30 anos, com pagamentos anuais de um trinta avos (1/30) de R$ 3,821 bilhões. A concessão do aeroporto de Brasília terá 25 anos e o consórcio vencedor deverá pagar o primeiro vinte e cinco avos do valor de R$ 1,471 bilhão, assim que o contrato for assinado. Copa 2014 As concessionárias também têm investimentos mínimos estabelecidos para obras concluídas até a Copa de 2014. Para Brasília, estão previstos R$ 626,5 milhões, Viracopos O aeroporto de Viracopos, em 2010, teve o segundo maior crescimento do mundo e passará a ser operado pelo Consórcio Aeroportos Brasil. O consórcio é

que devem ir para um novo terminal de passageiros para pelo menos dois milhões de pessoas por ano. Em Viracopos, a vencedora do leilão terá que colocar R$ 873 milhões, incluindo um terminal para 5,5 milhões de passageiros por ano. Já em Guarulhos, a empresa deverá construir um terminal para sete milhões e fazer investimento de R$ 1,38 bilhão. Além disso, estão previstas obras de ampliação de pistas, pátios, estacionamentos, vias de acesso. Os contratos assinados determinam o estabelecimento de padrões internacionais de qualidade de serviço. uma concessão para exploração da Usina Hidrelétrica Salto, em Goiás. A empresa ainda possui uma área de 190 hectares no Porto de Santos, além de participação majoritária nas empresas NTL e Vessel-Log, dona dos navios Atlântico e Mediterrâneo, que fazem parte dos planos de atuar no ramo de cabotagem.

UTC Já a empresa de engenharia industrial UTC se destaca nos segmentos de produção e processamento de petróleo e gás, petroquímica, geração de energia, siderurgia, papel e celulose, metalurgia, construção Investir na infraestrutura dos três aeroportos leiloados é um e manutenção industrial. Criada em 1974, a empresa dos objetivos do processo de privatização faz gerenciamento, construformado por três empresas: TPI - Triunfo ção, montagem e manutenção tanto de Participações e Investimentos S.A. (com pequenas unidades a grandes complexos participação de 45%), UTC Participações integrados, inclusive plataformas offshoS.A. (com outros 45%) e Egis Airport Ope- re. Atualmente, tem duas bases de operaration (com os 10% restantes). Elas foram ções offshore em Niterói e Macaé, ambas representadas no leilão por meio da corre- no Rio de Janeiro, localizadas estrategicatora Planner e terão o prazo de concessão mente próximas à Bacia de Campos e ao de 30 anos. Juntas, as companhias fizeram Pólo de Construção Naval da Baía de Guaum lance de R$ 3,821 bilhões, com um nabara. ágio de 159,75% e todas possuem ampla experiência em serviços de concessão de Egis Airport Operation serviço, engenharia e operação no segA operadora francesa tem a concessão mento de transporte – porém, cada uma de 11 aeroportos no mundo todo – no tem uma especialidade peculiar. total, é responsável pelo gerenciamento do transporte aéreo de 13 milhões de Triunfo Participações passageiros. Com 190 funcionários, sede A Triunfo Participações atua, desde na França e um volume de negócios de 1999, no segmento rodoviário por meio mais de 31,4 milhões de euros, a Egis Airde suas controladas Concepa, Concer e port Operation foi criada em 1969 como Econorte, localizadas nas regiões Sul e Sofréavia, e se tornou Egis Avia em 2006, Sudeste do Brasil. Detém também parti- quando se juntou ao grupo Egis. O negócipação acionária majoritária na Rio Gua- cio da companhia é oferecer um conjunto íba, Rio Bonito e Rio Tibagi, empresas que completo de serviços e produtos ao segprestam serviços gerais às suas concessio- mento de transporte aéreo, tanto com nárias. gerenciamento de tráfego, como de aeroPortos e hidrelétricas também estão portos e operações aéreas. no portfólio da companhia, que detém A Triunfo Participações adiantou que controle em uma sociedade autorizada a pretende ajudar a viabilizar uma via férrea explorar o Terminal Portuário de Navegan- para acesso ao terminal aéreo. “Vamos ter tes, através da Portonave, destinado à mo- um trem, não sei se é de alta velocidade, vimentação de contêineres. É também ti- mas nós vamos ter um trem", disse o presitular, por meio da controlada Rio Verde, de dente da Triunfo, Carlo Botarelli. 

Banco de Imagens

Divulgação

as para gerar recursos para investir na infraestrutura dos aeroportos que comportam grande volume de conexões. O controle das tarifas de embarque e de conexão é o principal desafio com a privatização dos aeroportos de Brasília, Campinas e Guarulhos. A experiência internacional mostra que, em geral, os aeroportos concedidos tiveram acentuado aumento nas taxas. Na Grécia, em 10 anos, as tarifas subiram Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, foi privatizado por 500%, tornando o aeroporR$16,213 bilhões to de Atenas um dos mais caros do mundo. O modeOs aeroportos de Cumbica, em Gualo de concessão brasileiro rulhos, JK, em Brasília e Viracopos, em prevê que o reajuste da taxa considere a Campinas, foram leiloados no último dia inflação e um fator que mede a produti5 e trouxeram de volta ao palco nacional, vidade dos aeroportos — semelhante ao a privatização, que há oito anos não era modelo australiano. Para ampliar a atravista no Brasil em função de ideologias da tividade dos leilões, o governo permitiu era Lula e do Partido Trabalhista (PT). que os aeroportos cobrem R$ 7,00 por Os principais objetivos das privatiza- passageiro em conexão. O valor será pago ções dos três aeroportos são acelerar os pelas empresas aéreas e deverá ser repasinvestimentos no setor, que registra um sado ao preço da passagem. As demais tacrescimento na demanda por serviços, rifas continuam iguais. melhorar e ampliar a infraestrutura dos aeroportos para a Copa de 2014. Investimentos Analisando a prioridade de cada um Até o final da concessão de cada aedos objetivos, pode-se afirmar que as em- roporto estão previstos investimentos da presas que arremataram os aeroportos te- ordem de R$ 4,6 bilhões em Guarulhos, R$ rão que investir cerca de R$ 2 bilhões para 8,7 bilhões em Viracopos e R$ 2,8 bilhões que as obras sejam concluídas até a Copa em Brasília. Os três aeroportos têm prazo na qual o Brasil será o país-sede. de concessão diferentes. São 20 anos para Após a assinatura do contrato de con- Guarulhos, 25 anos para Brasília e 30 anos cessão, as empresas terão um período de para Viracopos. Além da outorga, os conseis meses, prorrogável por outros seis, em cessionários terão que ceder um percenque administrarão o terminal junto com a tual da receita bruta ao governo, dinheiInfraero. A partir do final deste período, o ro que irá para um fundo cujos recursos novo controlador assume as operações do serão destinados ao fomento da aviação aeroporto sozinho, mas a gestão do espa- regional. O Banco Nacional de Desenvolço aéreo nos terminais concedidos conti- vimento Econômico e Social (BNDES) vai nua sob o controle do Poder Público. financiar até 80% do investimento total O leilão aconteceu na Bolsa de Valores previsto no edital do leilão para os três aede São Paulo (Bovespa) e deu um total de roportos. R$ 24.535.132.500 à Agência Nacional de A primeira parcela do pagamento reAviação Civil (Anac), valor quase cinco ve- ferente aos leilões dos aeroportos deve zes maior que o previsto no edital de lici- ser paga em meados de 2013. O primeiro tação. pagamento vai ser feito 12 meses após terem sido firmados os contratos com os O que muda nos aeroportos grupos vencedores, com previsão para Ainda é difícil apontar quais serão as maio. Os recursos arrecadados pelo leilão principais mudanças nos três aeroportos dos três aeroportos serão destinados ao que foram leiloados, porém, é possível Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC). A visualizar que surgirão mais ofertas de proposta do governo é destiná-los à moserviços, mais espaços explorados comer- dernização dos aeroportos que estão sob cialmente, mais conforto e infraestrutura, controle do governo federal. No caso do além de um atendimento ao consumidor aeroporto de Guarulhos, leiloado por R$ personalizado e tarifas com reajustes con- 16,213 bilhões, serão pagas 20 parcelas de trolados – traços marcantes e, às vezes, um vinte avos (1/20) cada referente a um não muito bem aceitos, por empresas pri- ano de concessão, a começar em meados vadas. de 2013. Nesse mesmo período também Além disso, já está definido que uma deve ser iniciado o pagamento da contarifa de conexão será criada para todo o cessão do aeroporto de Viracopos, em sistema e será paga pelas empresas aére- Campinas, cujo prazo de concessão é de


Imóveis

Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

08

Imóveis

Divulgação

Saiba como deixar a casa mais segura antes de cair na folia

Quem pretende cair na folia durante o carnaval não pode esquecer-se de alguns cuidados básicos de segurança antes de fazer as malas e pegar a estrada. A dica vale tanto para moradores de casas como de apartamentos. “O principal erro cometido pelos moradores é deixar as luzes acesas. Ninguém faz isso normalmente. É um equívoco achar que o ladrão não vai perceber”, conta o vice-presidente de administração imobiliária e de condomínios do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), Hubert Gebara.

Desligar a campainha e o telefone, também evita que se perceba que não há pessoas em casa, pois deixa a dúvida se há alguém em casa ou não, pois ninguém vai saber ao certo se é o sistema que está com problema ou se está tocando, mas com um volume mais baixo. Outra dica é nunca deixar as chaves na portaria. Se por algum motivo o condomínio for invadido por bandidos, suas chaves serão as primeiras a que eles terão acesso. O ideal é deixá-las com um parente ou amigo e passar o número de telefone

dele para o porteiro ou zelador acionar em caso de emergência. Para quem mora em casa, é bom deixar o vizinho do lado avisado de sua saída e informar a ele quem pode acionar caso ocorra algum acidente. Se você tiver um bom relacionamento com ele, pode até deixar as chaves com ele. Mas também não é bom fazer muito alarde sobre a viagem na vizinhança. Checar se as portas e janelas estão bem fechadas, suspender a entrega de jornais, revistas e outras correspondências também são atitudes importantes nessa época do ano. Outra medida que deve ser aplicada, mas nesse caso específico, pelos síndicos, no caso de condomínios, é o reforço das rondas tanto noturnas quanto diurnas. Não pense, porém, que os cuidados com a casa limitam-se à segurança. Também é preciso fechar a saída de gás de fogões e aquecedores e olhar todas as torneiras e chuveiros para se certificar de que não há nenhum vazamento. Desligar os aparelhos eletrônicos: televisão, ventilador, geladeira, aparelho de som, máquina de lavar etc., também é uma dica importante. Com certeza, com essas dicas, a folia será bem melhor aproveitada. 

Secretário da Habitação conhece novas regras do PMCMV

O secretário da Habitação e presidente da Cohab-Campinas, Clélio Leme, representou o prefeito Pedro Serafim em uma reunião com representantes da Caixa Econômica Federal. Acompanhado de técnicos do setor habitacional e da Cohab e de representantes de outros municípios, o secretário foi informado de que houve mudanças nas regras que estabelecem os parâmetros de priorização e os procedimentos para a seleção dos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) no âmbito do Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU). O principal objetivo do encontro agendado pela Caixa foi informar aos representantes dos municípios que a Portaria 140 do Ministério das Cidades, de 5 de abril de 2010, que normatiza o processo, foi revogada e automaticamente substituída pela Portaria 610. A Portaria 610 está em vigor desde 26 de dezembro de 2011 e abrange diversas etapas, desde processo de seleção dos candidatos, procedimentos operacionais, inclusão/ atualização do cadastro único, apresentação dos candidatos, verificação das informações oferecidas até as ações pós-ocupação, que envolvem o acompanhamento das famílias nos imóveis. Importante destacar que os candidatos devem sempre estar inscritos nos cadastros habitacionais oferecidos pelo município. 


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

09

Comportamento

Danças circulares no mundo Corporativo Divulgação

Técnica permite formar lideranças preparadas para administrar organizações no mundo globalizado

Com a modernização constante nas estruturas administrativas das organizações atuais, gerar líderes preparados para as revoluções do mundo corporativo globalizado é um importante desafio para os futuros administradores empresariais. Para acompanhar essas mudanças e auxiliar as próximas gerações de executivos, surge a necessidade da criação de técnicas inova-

doras de capacitação de pessoal. Nesse sentido, a capacitação através da dinâmica da Dança Circular é uma técnica que possibilita a construção de novas lideranças, preparadas para os desafios que virão, a partir de agora, no ambiente corporativo. Com essa técnica, as individualidades se fundem na coletividade do grupo e todos acabam ganhando.

Especialistas do mundo corporativo garantem que os conceitos de dançar em roda acabam vindo ao encontro das necessidades modernas das empresas de sucesso, pois se utilizam de ações como: planejamento, motivação, espírito de equipe, liderança, rapidez nas decisões, desempenho, criatividade e qualidade de vida. Dessa forma, através das ações de profissionais especializados em Danças Circulares, os participantes são estimulados a vivenciar estes comportamentos durante as músicas e suas coreografias. Não é preciso ter experiência com a dança. Os passos são ensinados na hora e é exatamente esse aprendizado que vai dar a dinâmica da técnica. Não há apoio visual de qualquer espécie, já que a ação temática é concentrada nas pessoas, através de Palestras em Roda. As Palestras em Roda colocam o público em ação o tempo todo. O processo é indutivo, ou seja, os participantes são encorajados pelos palestrantes a experimentarem novos comportamentos através da música e de sua coreografia. Desta formam, os participantes acabam por analisar suas reações diante de diversas situações, fazem analogias, reflexões, discutem o que foi presenciado ou vivenciado e podem perceber como os seus compor-

tamentos facilitam ou dificultam as suas relações e os seus resultados pessoais e profissionais. Origens do Movimento O movimento Danças Circulares nasceu a partir de um bailarino e coreógrafo que viveu na Alemanha, chamado Bernhard Wosien, que na década de 50 se propôs a pesquisar e vivenciar antigas rodas da Europa Oriental, encontrando raízes antigas da arte de re-ligar o ser humano. Esse movimento acontece atualmente em várias partes do mundo e traz vários benefícios. Nas danças circulares sagradas, pode-se encontrar a cultura de vários povos, onde na maioria das vezes, são encontradas danças folclóricas com passos originais da região em que surgiram, ou músicas de várias partes do mundo, coreografadas recentemente, que são chamadas de contemporâneas. As Danças são executadas em diversas formações, mas principalmente em círculo e de mãos dadas. O projeto visa valorizar talentos, superar novos desafios com atitudes positivas, incentivar o trabalho em equipe, permitir a percepção e o respeito ao espaço pessoal na roda e ao espaço do outro e ampliar o repertório de movimento, adaptando-se a diversos ritmos e estilos. 


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

10

Esporte Kleina exige reabilitação da Macaca Vitória sobre o Comercial motiva bugre

Divulgação

existir”, afirmou o comandante alvinegro, que tem a receita para o time voltar a vencer: “Se nós tivermos a confiança do segundo tempo contra o Catanduvense e a agressividade do primeiro tempo contra o Mirassol, tenho certeza que vamos conseguir desenvolver o nosso futebol”, comentou. Gilson Kleina espera uma reação da Macaca na competição, Gilson Kleina, treinador da Ponte Preta, espera uma re- aproveitando o fator mando de ação da macaca na competição campo. “Esse confronto contra o Oeste é muito importante para O treinador da Ponte Preta, Gilson Kleina, acabou minimizando o jejum de três nossa equipe. Atuando dentro de casa jogos sem vencer no Campeonato Pau- precisamos reagir na competição. Nosso lista, mas cobrou os jogadores por uma time vem de dois empates e agora só a vireação já na partida contra o Oeste, nes- tória interessa”, disse. Enquanto isso o zagueiro Diego Sacota sexta-feira, às 19h30, pelo Paulistão. O treinador começa a sentir a pressão por man, que está na lista de relacionados, vitórias no clube, já que a classificação destaca a sua expectativa de entrar em para o mata-mata é uma obrigação do campo durante o confronto. “Já me entrotime. “A obrigação de vencer é sempre. sei com o grupo e se eu tiver a oportuniNão é porque estamos três jogos sem dade de jogar, quero poder ajudar o time. vencer que ela (obrigação) aumenta. Nos Sei que conseguir os três pontos nessa últimos jogos, as coisas não aconteceram, partida é essencial para os nossos objetios adversários encostaram, mas não pode vos na competição. Tomara que eu possa haver desespero. A cobrança sempre vai atuar”, declarou. 

Classificação do Paulista Série A1 P

J

Guarani

19

São Paulo

Palmeiras

Corinthians

Paulista

Santos

Ponte Preta

São Caetano

Bragantino

10º

Mogi Mirim

17 17 17 13 12 11 11 11 10 9 9 8 7 6 6 5 4 3 3

11º

Mirassol

12º

Portuguesa

13º

Linense

14º

Comercial RP

15º

Oeste

16º

Catanduvense

17º

XV Piracicaba

18º

Ituano

19º

Guaratinguetá

20º

Botafogo

V

8 8 7 7 8 7 7 7 7 7 7 7 7 8 7 7 7 7 7 7

E

6 5 5 5 4 3 3 3 3 3 2 2 2 2 1 1 1 1 1 1

Classificação do Paulista Série A2 D

1 2 2 2 1 3 2 2 2 1 3 3 2 1 3 3 2 1 0 0

tendência é nos mantermos ainda mais fortes para conquistar uma vaga nas quartas de final”, encerrou. O zagueiro Domingos destacou a liderança provisória da equipe de Campinas e, principalmente, o gol que marcou na partida. “O grupo que o Guarani formou para a disputa do Campeonato Paulista é de muita qualidade e não nos surpreende a campanha que estamos realizando até o momento. Vencemos uma partida muito complicada, porém, apesar da liderança provisória temos de manter os pés nos chão e procurar desempenhar o que temos nas próximas partidas”, declarou o zagueiro Domingos. Sobre o gol anotado diante do Bafo, na segunda etapa, o zagueiro bugrino comemorou muito e espera que este fato possa se repetir nos próximos jogos. Domingos recebeu cruzamento, dominou no peito e estufou as redes do goleiro adversário. “Esse gol tem um sabor especial, até por que foi o primeiro com a camisa do Guarani, e quem sabe possa comemorar em outras oportunidades, mas desta vez que seja no Brinco de Ouro”, festejou o defensor bugrino após mais um triunfo da equipe campineira. 

Após a vitória do Guarani fora de casa, contra o Comercial, por 2 a 0,o elenco bugrino terá tranquilidade durante o carnaval, antes de retornar aos treinos visando aos próximos compromissos no Paulistão. Quinta-feira, o time encara o XV de Piracicaba no estádio Brinco de Ouro da Princesa. Para o centroavante Ronaldo, artilheiro do time na competição estadual, com 4 gols, o momento do Guarani no Paulista tem de ser comemorado, já que a equipe alcançou a liderança no início da oitava rodada e se mantém entre os principais times do Estado. “Vencer fora de casa é muito difícil num campeonato tão disputado como o Paulista, mas jogamos muito bem diante do Comercial e a torcida do Guarani pode ter certeza que manteremos essa pegada para os próximos jogos”, afirmou. O fato de não ter balançado as redes no duelo frente ao time de Ribeirão Preto não incomoda o artilheiro bugrino, até porque ele faz questão de exaltar a união e a qualidade técnica de todo o elenco. “Nós mostramos jogo a jogo que somos um grupo forte, e não apenas um time que tem um ou outro atleta de qualidade. Todos participam ativamente dessa campanha e a

SG

1 1 0 0 3 1 2 2 2 3 2 2 3 5 3 3 4 5 6 6

5 9 8 6 4 6 4 2 1 1 5 1 -2 -8 -2 -3 -4 -7 -12 -14

P

J

Red Bull Brasil

21

UA Barbarense

Noroeste

Sorocaba

Panapolense

Palmeiras B

Vêlo Clube

Santo André

Grêmio Barueri

10º

Audax

16 14 12 12 11 11 11 11 10 9 8 8 7 7 6 6 6 3 3

11º

Rio Claro

12º

São Carlos

13º

Monte Azul

14º

União São João

15º

Ferroviária

16º

São Bernardo FC

17º

São José

18º

América

19º

Rio Preto

20º

Santacruzense

V

7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7

E

7 5 4 4 3 3 3 3 3 3 2 2 2 2 1 2 1 1 1 0

D

0 1 2 0 3 2 2 2 2 1 3 2 2 1 4 0 3 3 0 3

classificação até o dia 17/02

classificação até o dia 16/02

P: pontos J: jogos V: vitórias E: empates D: derrotas SG: saldo de gols

P: pontos J: jogos V: vitórias E: empates D: derrotas SG: saldo de gols

SG

0 1 1 3 1 2 2 2 2 3 2 3 3 4 2 5 3 3 6 4

11 5 3 1 4 4 4 3 1 -1 -4 -1 -3 -2 -2 -5 -3 -6 -4 -5


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

11

Esporte

Setor de Esporte de Campinas investe em projetos em 2012

Fundo de Investimentos Esportivos de Campinas (FIEC) aprovou 39 projetos esportivos este ano Por Gabriela Paschoal

No último dia 9, quinta-feira, a Secretaria de Esportes e Lazer de Campinas – que tem um novo secretário, Caio Carneiro de Campos – divulgou os projetos esportivos que foram selecionados para obter financiamento através do Fundo de Investimentos Esportivos de Campinas (FIEC) para o ano de 2012. O total de R$ 1,4 milhão será destinado aos 39 projetos que foram aprovados pelo Conselho Municipal de Esportes e Lazer. Além disso, a assessoria de imprensa da Secretaria de Esportes afirma que o orçamento de 2012 prevê mais de R$ 34 milhões para investimentos em esportes na cidade. Este valor cobrirá investimentos, obras, manutenção, modernização e reestruturação dos aparelhos públicos, além, é claro, da folha salarial.

sem fins lucrativos, Organizações Não Governamentais (ONGs), associações de bairros e clubes recreativos. Diversos tipos de expressão do esporte, desde a prática esportiva como ferramenta de inclusão social, até o reforço nas representações dos eventos de competição – como os Jogos Regionais e os Jogos Abertos – recebem o financiamento do FIEC. As entidades que tiveram os projetos aprovados devem encaminhar a documentação necessária ao FIEC até o próximo dia 29, quarta-feira. O FIEC, que fica na Avenida Heitor Penteado, sem número, no Portão 7 (Balneário), do Parque Portugal, recebe a documentação de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 14 às 16 horas. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (19) 3255.8182.

Carlos Bassan

Carlos Bassan

Esporte na Educação Municipal Uma parceria entre a rede municipal de ensino e a Secretaria de Esportes e Lazer de Campinas determina a prática de atividades esportivas utilizando as estruturas das escolas, nos períodos em que não há aula. Além disso, a prefeitura renovou com o Ministério dos Esportes a atuação do programa Segundo Tempo, que será reformulado em 2012. O programa tem como objetivo, democratizar o acesso de crianças e jovens em Um total de R$1,4 milhão será destinado aos situação de risco ao esporte, visando à 39 projetos aprovados pelo Conselho Municiformação da cidadania e a melhoria da pal de Esportes e Lazer qualidade de vida.   De acordo com informações da SeA aprovação da maioria dos projetos cretaria de Esportes e Lazer, atualmente, a pelo FIEC 2012 abrangerá quatro linhas cidade de Campinas conta com 31 praças de ação, entre elas: esportes de participa- de esportes e ginásios com equipamentos ção e lazer, educacionais, de rendimento esportivos, nos quais são desenvolvidas e para desporto, que é voltado a pessoas diversas atividades que passam pela natacom deficiência. Fábio Custódio, chefe de gabinete da Secretaria de Esportes e Lazer, explica que o Conselho atendeu a quase todos os pedidos. Somente os que tiveram problemas com documentação não foram aprovados. O número de parcelas de pagamento dos recursos aceitos pelo FIEC 2012 está mais curto do que nos anos anteriores. Agora, serão apenas quatro parcelas e o pagamento da primeira está previsto para acontecer em março. A assinatura dos contratos só acontecerá com as entidades A assessoria de imprensa da Secretaria de que estiverem com a documentação e a Esportes, prevê mais R$34 milhões para prestação de contas dos antigos projetos investimentos em esportes na cidade em ordem. A secretaria também afirma que, além do FIEC, nas próximas semanas ção, vôlei, atletismo, ginástica, tênis, skate, devem ser anunciadas parcerias e novos artes marciais, etc. Além desses lugares, projetos que incentivarão a prática espor- existem três clubes municipais e nove lotiva na cidade. cais que oferecem atividades esportivas para todas as idades e contam com proO FIEC fissionais que coordenam as atividades Instrumento criado pela Lei Municipal para que as mesmas não ofereçam riscos nº 12.352, o FIEC foi instituído pela Secre- aos praticantes. A lista completa de praças taria de Esportes e Lazer com o objetivo e atividades desenvolvidas em cada uma de incentivar novos espaços e formas de delas pode ser conferida no link  http:// prática esportiva, com a inscrição de pro- www.campinas.sp.gov.br/governo/esporjetos assinados por entidades esportivas te/atividades-atendimento.php. 

Projetos aprovados pelo FIEC 2012 De rendimento: 1. Associação de Pais e Amigos da Natação de Campinas (APANC) Projeto: APANC Base – R$ 16,5 mil 2. Associação de Pais e Amigos da Natação de Campinas (APANC) Projeto: APANC Treino – R$ 80 mil 3. Associação Campineira de Basquetebol (ACB) Projeto: Basquetebol 2012 – Rendimento – R$ 75 mil 4. Associação Campineira de Ginástica Rítmica de Elite Projeto: Escola de Talentos GR – Ano 7 – R$ 14,6 mil 5. Associação Campineira de Ginástica Rítmica de Elite Projeto: Ginástica Rítmica Campinas 2012 – Ano 7 – R$ 55 mil 6. Associação Campineira de Handebol Projeto: Eu Jogo Handebol II – R$ 11,62 mil 7. Associação Campineira de Handebol Projeto: Handebol Campinas VII – R$ 48 mil 8. Associação Campineira de Judô Projeto: Judô Campinas 2012 – R$ 81 mil 9. Associação Campineira de Voleibol Projeto: Voleibol Feminino 2012 – Equipe Sub 21 – R$ 51 mil 10. Associação de Tênis de Mesa de Campinas Projeto: Tênis de Mesa – Seleções de Campinas – R$ 29,8 mil 11. Associação Desportiva dos Corredores de Águas profundas e Praticantes de Vôlei de Praia de Campinas e Região. Projeto: Vôlei de Praia Campinas – Rendimento – R$ 21 mil 12. Associação dos Damistas da Região Metropolitana de Campinas Projeto: Jogo de Damas – FIEC 2012 – R$ 27 mil 13. Associação Esportiva Sankalp Projeto: Equipes de Rendimento de Badminton Masculina e Feminina – 2012 – R$ 32 mil 14. Associação Metropolitana de Desportos Acrobáticos e Ginástica em Geral – (AMDAGG) Projeto: Ginástica de Trampolins – Esporte de Rendimento – Representando o Brasil – R$ 30 mil 15. Associação Pais e Filhos no Futebol Projeto: Centro de Formação de Futebol Feminino – R$ 26 mil 16. Associação Projeto Raça – Cidadania e Motivação / Campinas Projeto: Biribol de Raça – R$ 15 mil 17. Associação Won Hyo Taekwondo Club Projeto: Cidadão Olímpico – R$ 19,5 mil 18. Associação Won Hyo Taekwondo Club Projeto: Taekwondo Alto Rendimento – R$ 56,38 mil 19. Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação Projeto: Preparação de Atletas para Competições Cetecamp/LCT – R$ 65 mil 20. Clube de Handebol Projeto: Handebol para Todos 2012 – R$ 32

mil 21. Esporte Clube Pulo do Gato Projeto: O Futuro do Futsal Campineiro IV – R$ 15 mil 22. Esporte Clube Pulo do Gato Projeto: A Excelência do Futsal IV – R$ 70 mil 23. GOC – Ginástica Olímpica Campinas – projeto: ginástica artística de base - R$ 8, 8 mil 24. Ginástica Olímpica Campinas (GOC) Projeto: Ginástica Artística Feminina – R$ 55,5 mil 25. Organização Funilense de Atletismo Projeto: Orcampi Base – 2012 – Categoria de Base – R$ 14,5 mil 26. Organização Funilense de Atletismo Projeto: Equipe Orcampi 2012 – R$ 70 mil Esportes de participação e lazer: 1. Associação dos Clubes de Futebol Amador da Região Metropolitana de Campinas (SCLUFAM) Projeto: Copa Rivelino de Futebol Amador – R$ 39,9 mil to

2. Associação Comunitária Celebrai a CrisProjeto: Celebrai a Cristo – R$ 40 mil

3. Associação Cultural e Assistencial Nipo Brasileira da Colônia Tozan Projeto: Iniciantes em Baseball e Softball – R$ 39, 9 mil 4. Associação Metropolitana de Desportos Acrobáticos e Ginástica em Geral (AMDAGG) Projeto: II Festival Estudantil e I Festival Universitário de Ginástica de Trampolim – R$ 40 mil 5. Club Sports Projeto: Educação Física no SUS/Campinas – R$ 39,9 mil 6. Liga Ouro Verde de Futebol Amador Projeto: Copa Tostão de Futebol Amador – R$ 39,9 mil Esporte educacional: 1. Associação de Pais e Amigos dos Esportes (ASPAME) Projeto: Bom de Bola e Melhor na Escola – R$ 20 mil 2. Centro de Estudos e Promoção da Mulher Marginalizada (CEPROMM) Projeto: Bola na Rede – R$ 20 mil 3. Fundação Eufraten Projeto: Vitória pelo Esporte – R$ 20 mil 4. Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima Projeto: IVCL – Equipe de Base – R$ 20 mil Para desporto: 1. Associação Paraolímpica de Campinas (APC) Projeto: Esportes Sem Barreira – Iniciação e Aperfeiçoamento – Para Natação – R$ 10 mil 2. Associação Paraolímpica de Campinas (APC) Projeto: Esportes Sem Barreira – Iniciação e Aperfeiçoamento – Para Natação – R$ 25 mil 3. Grupo de Amigos Deficientes e Esportistas de Campinas (GADECAMP) Projeto: GADECAMP – Formando Atletas Paraolímpicos – R$ 25 mil


12

Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

13

FOLIA DE MOMO I

DA TERRA I

Campinas já entrou no clima do carnaval e grupos de pessoas fantasiadas tomaram conta da Rua Coronel Quirino no final da semana passada. Nem mesmo a fina chuva que caía na cidade conseguiu esfriar os ânimos dos foliões de plantão que transformaram a frente do Tênis Clube em ponto de concentração e aquecimento dos blocos. Este ano a City Banda homenageou o compadre Almir Reis e o empresário Paulo Henrique de Oliveira.

Campinas é, sem dúvida, berço de grandes talentos e daqui saíram figuras conhecidas nacional e internacionalmente. Carlos Gomes, Carlos Zara, Cláudia Raia, Gabriela Duarte, Lídia Brondi, Marília Gabriela, Renato Corte Real, Luciano do Vale, Oliveira Andrade, todos são campineiros. Muitos também brilham ou já brilharam na TV ou cinemas e apesar de serem de fora, iniciaram suas carreiras aqui na cidade. É o caso de Fausto Silva, Regina Duarte e outros não menos famosos.

FOLIA DE MOMO II Arquivo de Família

DA TERRA II Rui Tomás

As autoridades recomendam muita cautela para impedir excessos nos dias de folia. Se beber não dirija e além da fantasia, se proteja vestindo a tão falada camisinha.

O compadre Almir Reis recebe homenagem da City Banda

TIO SAM

Henrique T. Trefiglio e sua Flávia ilustrando a coluna

Fugindo do agito do carnaval brasileiro, Willian Dimas de Freitas Silva acaba de embarcar para os EUA, precisamente Houston e Orlando a trabalho. Profissional talentoso e dedicado, Willian tem visitado a terra de Obama com certa freqüência.

E já que o assunto é talento da terra, os irmãos gêmeos Nilton e Nilson Nicolas estão no elenco do filme “2 Coelhos” que está em cartaz nas principais salas de cinemas do país. E este não é o único trabalho dos irmãos famosos de Campinas. Nilson e Nilton já participaram também de outros filmes, desfiles, comerciais e programas de TV.

Rui Tomás

Arquivo de Família

A DROGA NÃO PERDOA, MATA!

Hamilton Carvalho Ferreira e sua Maria Inez se preparam para férias merecidas

Rui Tomás

Arquivo de Família

Um simpático casal, Aguinaldo Alves e Andréa

Em pouco menos de um ano o mundo da música perdeu dois grandes talentos. Primeiro foi a cantora e compositora inglesa Amy Jade Winehouse que morreu em 23 de julho de 2011 aos 27 anos. Acredita-se que foi vítima de uma overdose. No último sábado, 11, o mundo se entristeceu com morte, aos 48, de mais uma diva da música, a Norte Americana Whitney Elizabeth Houston. Suspeita-se também que ela foi morta pelo uso excessivo de droga seguido de afogamento numa banheira. O que mais me entristece é saber que a droga não escolhe classe social, cor ou credo, ela mata impiedosamente qualquer um que faz uso dela.

Divulgação

Álbum de família; Christina, Adriano, Eduardo e Marcelo

Jorge Vaz com o Governador Geraldo Alckmin

SOMBRA E ÁGUA FRESCA I Aguinaldo Alves e sua Andrea, leia-se Aguinaldo Cabelos, acabam de chegar de Fortaleza aonde curtiram em grande estilo alguns dias de merecido descanso. Durante os festejos de Momo o casal deixa a cidade para recarregar as baterias na propriedade rural que possuem em Minas Gerais. Ninguém é de ferro, Uai!!

Os irmãos gêmeos campineiros Nilson e Nilton Nicolas atuam no filme “2 Coelhos”

Maurício Batarce

SOMBRA E ÁGUA FRESCA II Hamilton Carvalho Ferreira, sua esposa Maria Inez e a linda Bianca, neta do casal, já estão de malas afiveladas para cair na estrada na semana seguinte ao carnaval, rumo a Porto de Galinhas, destino ideal para quem busca um programa diferenciado. Segue também o renomado dentista Alexandre T. Ferreira e sua esposa Luciana, pais de Bianca. É isso aí, quem pode, pode!!


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

14

Cultura e Lazer

Carnaval acontece de forma descentralizada em Campinas

Falta de tempo para organização do evento exigiu descentralização da folia

Luiz Granzotto

Carlos Bassan

A praça Arautos da Paz, no bairro Taquaral, região leste, receberá as escolas de samba Acadêmicos dos Amarais, Estrela D´Alva, Renascença e Ponte Preta. O último dia de Carnaval da cidade será comemorado na região do Ouro Verde, sudoeste, na avenida Coaciara, ao lado da Escola Municipal Correia de Mello, bairro Parque Rainha e Rei Momo do Carnaval de Campinas recebem chave da Dom Pedro II. Também cidade esta semana a partir das 21 horas, Depois de decidir pela descentralização as escolas de samba das comemorações carnavalescas, ficaram Império da Vila, Unidos de Paranapanema, definidos, os três locais de realização dos Princesa de Madureira e Unidos do Shaneventos: Praça Arautos da Paz, Região do gai encerrarão os desfiles. Ouro Verde e Praça João Amazonas. As mudanças foram necessárias devido A abertura oficial será nesta sexta-feira, ao curto prazo que havia para que o poder 17, a partir das 14h30, quando o prefeito público municipal organizasse um evento Pedro Serafim entregará, de forma sim- de grande porte e centralizado. Além de bólica, as chaves da cidade ao Rei Momo, possibilitar maior conforto e segurança, o José Roberto Lemos, e à rainha do Car- carnaval descentralizado possibilitará que naval, Flávia Ferreira Ribeiro, com a parti- a prefeitura economize cerca de R$ 4 micipação da bateria do Grêmio Recreativo lhões em relação às festividades de Momo Escola de Samba Unidos do Shangai. A cerimônia acontecerá durante o baile do Programa VIVA+, que deve reunir, na sede do Clube Andorinha, cerca de 1,5 mil foliões que, além de frequentarem as atividades do programa, participaram dos bailes pré-carnavalescos que ocorreram na última semana nos polos de referência do Programa. O Clube Andorinha fica na Rua Sebastião Bueno Mendes nº 440, no Jardim Chapadão, na região Norte do município. O baile será animado pela banda Sidney & Cia, das Diferente de 2011, as comemorações serão descentralizadas 14 às 18 horas. No domingo, as escolas de samba Acadêmicos de Ma- feitas no ano passado. O carnaval desse dureira, Unidos de Vila Rica e Rosas de ano custará aos cofres públicos cerca de Prata desfilarão na praça de eventos João R$ 1 milhão. “Com a descentralização, leAmazonas, no bairro Parque Itajaí, região varemos as festas aos bairros da cidade, noroeste da cidade, a partir das 21 horas. tirando o foco todo do Centro, possibiNo dia seguinte, também no mesmo ho- litando melhor mobilidade e segurança rário, o endereço da folia na cidade muda. para quem quiser acompanhar as come-

morações carnavalescas. O tempo que tivemos para preparar tudo foi muito curto e alguns patrocinadores não cumpriram compromissos assumidos anteriormente. Optamos pela responsabilidade para com a população”, explica o secretário de Cultura, Flávio Sanna. Já referente à premiação de R$ 87 mil que seria dividida entre as grandes campeãs do carnaval 2012, a prefeitura se comprometeu a investir valor igual ou superior em eventos que serão feitos ao longo do ano juntamente com as escolas de samba. “Vamos aproveitar a oportunidade para remodelar o Carnaval da cidade, auxiliando numa maior capitalização das escolas de samba e até mesmo numa profissionalização do nosso Carnaval. Campinas irá se preparar ao longo de todo o ano para fazer uma linda festa em 2013, mas sempre com muita responsabilidade para com a população”, diz Sanna. Segurança Um total de 600 profissionais de segurança – 200 da Guarda Municipal, 100 da Polícia Militar e 300 particulares – irá garantir a segurança e a integridade física dos participantes do Carnaval 2012 de Campinas. Eles deverão dividir as tarefas e se posicionar em locais distintos, com a finalidade de coibir a ação de marginais e impedir brigas e desentendimentos. A Guarda Municipal de Campinas destacou duzentos profissionais por noite. Eles terão o apoio de 7 viaturas-padrão (modelo Corsa) e 3 viaturas do Grupo de Apoio Especial (Blazer). Segundo o comando, os guardas municipais irão efetuar o patrulhamento interno e apoiarão os seguranças privados – que efetuarão as revistas – nos locais de entrada da festa. Ainda segundo a comandante Lourdes Soares, o patrulhamento diário que ocorre nos bairros permanecerá inalterado. A Polícia Militar destacou 100 homens por noite para o patrulhamento na área externa da festa. Eles terão o apoio de sete viaturas durante todas as noites. Segundo o comando da Polícia Militar, a corporação irá efetuar blitzes em diferentes pontos da

cidade – inclusive nos pontos de acesso à festa – com a finalidade de impedir a circulação de motoristas alcoolizados. Transporte Público O Sistema de Transporte Público de Campinas (Sistema InterCamp) entrará em operação especial a partir da zero hora deste sábado, dia 18, até a terça-feira de Carnaval, dia 21. Uma primeira alteração operacional importante é que as oito linhas do Corujão deixarão de sair do Terminal Mercado e passarão a partir do Terminal Central, com intervalos de 30 a 45 minutos. 

A PROGRAMAÇÃO DOMINGO: 19/02/2012

Praça de Eventos Culturais – João Amazonas (Parque Itajaí) REGIÃO CAMPO GRANDE 1. Acadêmicos de Madureira ( Jardim São Bernardo) – 21h 2. Unidos de Vila Rica (Vila Rica) – 21h50 3. Rosas de Prata (Vila Castelo Branco) - 22h40

SEGUNDA-FEIRA: 20/02/2012

Praça Arautos da Paz Av. Vital Brasil (Parque Taquaral) 1. Acadêmicos dos Amarais (Jardim Santa Mônica) – 21h 2. Estrela D´Alva (Vila Costa e Silva) – 21h50 3. Renascença ( Vila 31 de Março) – 22h40 4. Ponte Preta (Jardim Ponte Preta) -23h20

TERÇA-FEIRA: 21/02/2012

Av. Coaciara, ao lado da Escola Municipal Correia de Mello (Parque Dom Pedro II) REGIÃO OURO VERDE 1. Império da Vila (Vila Georgina) – 21h 2. Unidos de Paranapanema (Jardim Paranapanema) – 21h50 3. Princesa de Madureira (Parque Oziel) – 22h40 4. Unidos do Shangai (Jardim. Shangai) -23h20


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

15

Cultura e Lazer

Let's Play That por: j.Petterman – jornalista e escritor

jpetermann1@gmail.com - @jpetermann1

Às vésperas do Carnaval, Campinas descobre que não terá desfile das Escolas de Samba, por falta de estrutura, orçamento e excesso de desorganização da Secretaria de Cultura e da instabilidade política da cidade. Os burocratas inventaram o eufemismo “Carnaval descentralizado”, que na prática quer dizer: “desfilem no bairro de vocês e até o 2013, se Deus ajudar”. Se o poder público não consegue colocar os carros alegóricos na rua, a moçada se reúne e mostra como fazer. Vem ai o 2 º Grito Rock Campinas 2012, promovido pelo coletivo Ajuntaê. Trata-

-se do maior festival integrado do mundo, com a participação de 200 cidades no período de 17 de fevereiro a 17 de março. E com eventos em Buenos Aires, Córdoba e outros países do cone Sul. O festival foi idealizado pelo Espaço Cubo, de Cuiabá, em 2002 Cubo - um dos coletivos que deu origem ao Fora do Eixo -, o Festival Grito Rock é uma alternativa ao Carnaval e uma plataforma independente de circulação. Este ano, o projeto ocorre de 17 de fevereiro a 17 de março e reúne produtores de 200 cidades e 15 países. O Grito Rock aumentou em 55% o número de realizadores, em relação a 2011, quando 130 cidades sediaram o festival, em 10 países. Dois emblemas da nova música brasileira, Emicida e Criolo, estarão juntos no Grito Rock Buenos Aires, fazendo a história das conexões musicais latino-americanas. O show será realizado no dia 25 de março, na capital argentina, no palco do tradicional Niceto Club. O evento é mais uma parceria entre o Fora do Eixo, Studio Bar e Niceto Club.

As edições de cada cidade são produzidas de forma interdependentes, e tudo, principalmente a logística entre elas, é construído colaborativamente com o propósito de tornar sustentável a circulação de artistas, agentes, produtores, produtos e tecnologias. Em 2011, pela primeira vez, o Grito Cartaz do festival Rock foi executado Grito Rock nos 26 estados brasileiros e em outros 8 países (com cidades da América do Sul e Central). Para 2012 já são 15 países, incluindo o continente europeu e o México. Veja a programação de Campinas e de outros cidades no www.gritorock.com.br E você já pode baixar grátis e sem risco de ser preso nos EUA por pirataria, o CD Julgamento no http://compactorec.foradoeixo.org.br. É um verdadeiro petardo sonoro, formado por Roger Deff, Ricardo

HD, Voz Khumallo (vocais), Tobias e Giffoni (DJS), Helder Araújo (guitarra), Gusmão (bateria) e Luiz Prestes (baixo). Sua marca é atitude urbana e subversiva do hip-hop somada a letras engajadas e referencias musicais diversas. “Ritmo e poesia em sua mais pura expressão”, como o próprio grupo se define. Por falar em Hip Hop, as inscrições para Concurso Público Prêmio Cultura Hip Hop, de Hortolândia, que vai premiar 19 iniciativas culturais já existentes, estão abertas até o dia 29 de Fevereiro para se inscrever. O edital com as exigências do concurso pode ser consultado no endereço – www.hortolandia.sp.gov.br

O filme conta a história de Billy Beane (Brad Pitt), técnico do time de beisebol de Oakland, os A's. Como em muitos esportes, as equipes ficam de olho nos times universitários e amadores para ver se conseguem encontrar novos talentos. Com um orçamento apertado, Beane decide investir dinheiro em um sistema matemático que analisa e escolhe os melhores jogadores - inclusive suas posições.

século 20. Seu pai, um relojoeiro que trabalhava em um museu, morre momentos depois de mostrar a Hugo a sua última descoberta: um androide, sentado numa escrivaninha, com uma caneta na mão, aguardando para escrever uma importante mensagem. O problema é que o menino não consegue ligar o robô, nem resolver o mistério.

tica (Otavio Muller).

Tome notícia Chance internacional - A Associação Cultura D´Orfeu, de Águeda em Portugal, está recebendo inscrições de grupos interessados em tocar no OuTonalidades 2012, um projeto de circulação de shows, entre Portugal, Galiza, Bélgica e França. Informações e inscrições http://www.dorfeu.pt/ 

Agenda Cultural

Divulgação

O Despertar

No filme, Rebecca Hall vive uma escritora cética que investiga supostas aparições fantasmagóricas e é chamada pelo diretor de um internato para meninos para descobrir a verdade sobre um espírito que assombra o lugar. Moneyball - O Homem que Mudou o Jogo

O Motoqueiro Fantasma 2 - O Espírito da Vingança

Reis e Ratos Divulgação

A Dama de Ferro Meryl Streep vive a Primeira-Ministra da Inglaterra Margareth Thatcher no filme acompanha vai desde sua infância até o período mais impopular do seu governo, em 1982, quando ela tentava salvar sua carreira nos 17 dias que antecederam a Guerra das Malvinas. O conflito armado, que durou dois meses e meio, foi uma reviravolta para Thatcher, que, após a vitória na guerra, conseguiu se reeleger para um segundo mandato.

Divulgação

Estréias Cinemas 17/02

No segundo filme da franquia, Johnny Blaze (Nicolas Cage) está escondido no leste europeu, buscando uma maneira de controlar sua maldição. Lá, ele é encontrado por um culto, que o recruta para enfrentar o diabo (Ciaran Hinds), que pretende encarnar no corpo de um garoto. A Invenção de Hugo Cabret O primeiro filme em 3D Martin Scorsese acompanha Hugo (Asa Butterfield), um garoto de 12 anos que vive em uma estação de trem em Paris no começo do

O novo filme do diretor de Meu Nome Não é Johnny, Mauro Lima, siitua-se no interior do Rio de Janeiro, em 1963. Uma cantora de boate (Rafaela Mandelli) é vítima de um atentado a bomba no coreto de uma cidadezinha, e a partir daí a trama busca em flashbacks os personagens que conspiram para o incidente, em plena Guerra Fria e às vésperas do golpe militar. Entre eles estão um agente da CIA locado no Rio de Janeiro (Selton Mello), um vigarista, ex-cafetão e viciado em anfetaminas (Rodrigo Santoro), um locutor de rádio (Cauã Reymond) e um Major da Aeronáu-

SESI Campinas abre inscrições para Projetos Culturais Até o dia 15 de março, o SESI Campinas recebe inscrições para o Edital Local de Seleção de Projetos Culturais. A iniciativa visa estimular a produção cultural da cidade por meio da escolha de projetos não-inéditos de grupos e companhias sediados em Campinas, RMC e cidades situadas no máximo 180 km da unidade da Av. das Amoreiras, (exceto São Paulo). O edital completo, a ficha de inscrição e as especificações técnicas estão disponíveis no site www.sesisp.org.br/amoreiras e os resultados da seleção serão publicados exclusivamente no mesmo endereço eletrônico. Neste ano serão selecionados 28 projetos. O resultado será divulgado dia 05 de abril. Os interessados deverão encaminhar as propostas por Correio para o endereço da Unidade – Av. das Amoreiras, 450 – Pq. Itália, Campinas –SP, cep: 13036-225 com a especificação Edital de Chamamento 2012 – Modalidade (identificar a modalidade do projeto para a qual está se inscrevendo) escrita no local de informação do destinatário. Os espetáculos selecionados complementarão a agenda cultural da entidade local no decorrer deste ano e haverá opção do contrato ser prorrogado por mais um ano, caso haja necessidade e interesse de ambas as partes. 


Campinas - 18 de fevereiro de 2012 - Edição 18 - ano 1 www.folhadecampinas.com.br

16

13 de fevereiro a 19 de fevereiro

Horóscopo Áries (21/03 - 19/04) O aspecto astrológico mais importante desta semana envolve o planeta Vênus, que está se movimentando em seu signo e faz um contato desafiador com Plutão, simbolizando a possibilidade de conflitos de poder e autoridade na área profissional e também a necessidade de mudar velhos padrões de atitude emocional. Touro (20/04 - 20/05) O seu planeta regente Vênus está nesta semana em contato desafiador com Plutão, simbolizando um momento tenso afetivamente e nos relacionamentos, em que você não deve ceder a chantagens e pressões emocionais, e nem tampouco se apegar a velhos padrões. É hora de uma profunda conscientização e transformação emocional, taurino. Gêmeos (21/05 - 21/06) O regente geminiano, Mercúrio, ingressa nesta semana o signo de Peixes, indicando que a mente fica mais sensível, intuitiva, imaginativa e sonhadora. Essas características podem favorecer a carreira profissional, onde você terá que se utilizar de uma linguagem mais criativa e inspirada, geminiano.

Câncer (22/06 - 22/07) Nesta semana ocorre a fase lunar minguante, que é um período propício à reflexão, observação e contemplação, especialmente neste ciclo de mudanças emocionais que têm ocorrido com os cancerianos. Leão (23/07 - 22/08) Cuidado com padrões controladores e defensivos nos relacionamentos, leonino. Esta é a semana da Lua minguante, que favorece a reflexão sobre o que vem ocorrendo ao longo das últimas semanas. É um momento muito importante para se conscientizar dos velhos padrões que devem ser transformados e que podem se revelar nas situações profissionais e afetivas, leonino. Virgem (23/08 - 22/09) O medo de perdas emocionais ou financeiras pode levar a uma tendência a um comportamento controlador ou manipulador. Tenha cuidado, virginiano. É o que ressalta o aspecto entre Vênus e Plutão, que promove a necessária conscientização sobre os padrões desgastados de relacionamento. Esta é também a semana em que Mercúrio ingressa o signo de Peixes, promovendo a necessidade de ser mais sensível.

Palavras cruzadas

Libra (23/09 - 22/10) O planeta Vênus, regente libriano, está nesta semana em aspecto tenso com Plutão, representando um momento bastante desafiador nos relacionamentos e na vida doméstica e familiar. Atenção com a tendência a repetir velhos padrões, como uma forma de defensividade, como o medo e a resistência às mudanças. Mas esta é, sem dúvida, a hora das transformações, libriano.

Capricórnio (22/12 - 19/01) Ao longo desta semana podem ocorrer situações tensas e delicadas no plano familiar e emocional. Preste atenção, capricorniano e procure observar o que isso quer lhe ensinar a respeito de desapego e de necessidade de conscientização. É um momento muito importante para você repensar as suas atitudes, pois a Lua minguante também favorece a conclusão de um ciclo, capricorniano.

Escorpião (23/10 - 21/11) Plutão, o regente escorpiano, está nesta semana em tensão com o planeta do amor e dos relacionamentos, Vênus, indicando um momento delicado nas relações. É preciso ter cuidado com a tendência a chantagens e manipulações emocionais. Tenha consciência dos velhos padrões e comportamentos que devem ser transformados.

Aquário (20/01 - 18/02) Chegamos nesta semana ao momento da Lua minguante, que indica que os próximos dias favorecem a observação e a reflexão, visando compreender este novo ciclo que você vem desenvolvendo. Esta é também a semana em que ocorre um contato desafiador entre Vênus e Plutão, alertando a tendência a situações tensas. Para que isso seja amenizado procure não agir de forma controladora, aquariano.

Sagitário (22/11 - 21/12) Questões afetivas e financeiras podem estar num momento delicado nesta semana, sagitariano. É importante que você evite a tendência a refrear as transformações, a querer controlar e manipular os acontecimentos, mesmo que isso seja uma tendência velada ou inconsciente. É o momento de importante conscientização e mudanças, sagitariano.

Peixes (19/03 - 20/03) O planeta que simboliza a mente, a inteligência e a comunicação, Mercúrio, passa a atuar em seu signo e exalta as qualidades piscianas de sensibilidade, imaginação e intuição. A sua percepção fica mais refinada e é um momento muito importante para perceber intuitivamente os sinais de um novo ciclo, que se desenvolverá mais intensamente a partir da próxima semana.

Humor


edicao18fc