Page 1

n Ăş m e r o

24 1

A n o

X X I i

.

S E T EM B RO

.

2 0 1 7

Debutantes 2017


edi ção/

241

debutantes O baile das debutantes, uma das mais belas festas do Graciosa, completa sua 74ª edição em 2017, quando apresentaremos à sociedade 38 lindas jovens que, com sua graça, beleza e frescor, fazem o encanto desta festa em uma noite inesquecível para todos os presentes. Poucos clubes no Brasil ainda mantém essa importante tradição.

Sinto-me muito honrado em conduzir, pelo terceiro ano, a organização desta magnífica festa, que tem seus preparativos iniciados pela Diretoria Social com meses de antecedência para que cada encontro entre as debutantes possa ser um momento de fazer novas amizades e consolidar as antigas, reforçando os laços de convivialidade em nossa comunidade.

A todas elas, suas mães, seus pais e familiares, desejamos muitas felicidades!

GLAUCIO FERNANDO BLEY FILHO presidente

3


sumário

/08 news

comunicados do clube

/66 clubinho

/15 social

dia dos pais

livros mais requisitados do mês

/68 cultura

/88 rh

triathlon . comunicados . basquete

debutantes . happy hour . chá da tarde . dia dos pais

palestras

/102 golf

novos títulos na biblioteca .

/90 eventos

poker

/94 cp

sócio escritor notas . corrida

departamento feminino . destaques

/106 tênis

interclubes paranaense de classes . notas . festival das escolinhas

4

expediente Jornalista Responsável / Caroline Nogarolli impressão / Corgraf

>

MTB 5271

direção de criação / Alessandra Saltori

venda de publicidade / Saltori Mídia Estratégica

>

Ideale Design

> renato@saltori.com.br . www.saltori.com.br

diagramação / Renato Nogueira

.

41. 3016-9094 / 99996.9995

ensaio debutantes / Fotógrafa > Mehjji Moana . Make e cabelo > Equipe W Cristal

A Revista Graciosa Country Club não se responsabiliza pelos espaços publicitários comercializados, bem como pelos artigos assinados, sendo as duas formas de promoção de inteira responsabilidade de seus anunciantes e autores. revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


news

n ovidades

d o

c lub e

comunicados

chá da tarde Reúna suas amigas para uma deliciosa tarde.

data data data

27 de setembro 25 de outubro 25 de novembro

/ Infor mações e reser va s 41. 3025-1333

8

happy hour Venha curtir o melhor da MPB, Pop, Rock em um dos ambientes mais charmosos e aconchegantes do Clube. Programe-se!

data data data

revista

/

rac i o s a

29 de setembro 27 de outubro 24 de novembro

co u nt r y

c l u b


news

n ovid ades

d o

c lub e

edi ção/

241

comunicados

9


news

n ovidades

d o

c lub e

comunicados

10

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

comunicados

11

No dia da festa serĂĄ entregue o parquinho totalmente revitalizado


news

n ovidades

d o

c lub e

comunicados

Canal Aberto Estreitamos ainda mais a relação com nossos associados mantendo apenas dois canais, deixando o retorno ainda mais dinâmico.

ouvidoria Sugestões, elogios e reclamações podem ser encaminhadas através do e-mail ou do site: e-mail

ouvidoria.gcc@g raciosa.com.br site

www.g raciosa.com.br/contato/ouvidoria

12

www

mag tab.com/ revista-graciosa-country-club

revista interativa Acesse a Revista Graciosa de forma interativa pelo seu Smarthphone ou Tablet. Disponível para download gratuito pela App Store e no Google Play.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

comunicados

13

Os convites podem ser adquiridos na Biblioteca do Clube mediante a troca por um brinquedo ou uma lata de leite em pó.


news

n ovidades

d o

c lub e

comunicados

gas tro nomia COMIDA JAPONESA

14

Toda terça feira a partir das 19 horas delicioso buffet de comida japonesa na Sede Social.

Q U I N TA D A P I Z Z A Toda quinta no Bar do Tênis das 18 às 21 horas.

BUFFET DE FEIJOADA Todos os sábados a partir das 11h30 no Restaurante do Golf.

BUFFET DE DOMINGO Almoço a partir das 12 horas na Sede Social.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


Debutantes 2017


social

deb uta n tes

16

Alice Lobo Infante da Câmara Teixeira F il h a d e Ca r los Afo ns o I nfante d a Câmara Tei xei ra Lu c ia n a Car nei ro Lo bo d a Câmara Tei xei ra

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Alice Sunyé Majella F il h a d e Lu iz C l au d i o Fr i tz M aj ella A n a T e r es a M äd er Su nyé M aj ella

17


social

deb uta n tes

18

Amanda Liz Soltoski F il h a d e Pa u lo Rober to S o ltos k i Silv ia M ar i a S pera

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Ana Clara Minguetti Graça F il h a d e L in co l n Graça Neto A n a Ca ro li na M i ngu etti

19


social

deb uta n tes

20

Ana Luiza Ribas Branco F il h a d e Lu iz C e ls o B ranco Fi lho Cr ist ia n e Do mi ngu es Ri bas

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Ana Luiza Vialle Buffara F il h a d e Cé sa r E . Is aacs o n Bu f fara Ad r ia n a Vi alle Bu f fara

21


social

deb uta n tes

22

Angelina Trombini F il h a d e M ir t il lo Tro mbi ni Neto Ju l ia n a Bu f fara d e Camar go Tro mbi ni

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

23

Fernanda Carolina Cardoso de Oliveira Filha de Marco Antonio de O liv e ira Filho Ana Paula C ardoso de O liv e ira


social

deb uta n tes

24

Gabriela Franรงa Ajzental F il h a d e D ov A jz ental M a n oe l a Cu nha Franรงa

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

25

Georgia Belich Katz Filha de Rube ns Katz Monica Març al Be lich


social

deb uta n tes

26

Giovana Neves Tagliari F il h a d e Tu l io T e lmo Tagli ar i Z รก h ra M ar i a Go nรงalves Neves

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

27

Giovanna Borges Filha de Anna Lety cia De l Bosco Loyola Borge s


social

deb uta n tes

Giovanna Braz Junkes F il h a d e T e mistoc les Ju nk es A n dr e a Vi anna B raz

28

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

29

Isabela Pradella Espíndola Filha de Fabio Luiz de Paula Espíndola Adriana P rade lla Me ne gue llo


social

deb uta n tes

Isabella Grein de LeĂŁo F il h a d e Lu iz G il d e L eĂŁo Neto Va n ia G r ei n d e L eĂŁo

30

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Júlia Ling Catani Filha de Marce lo Sim as C atani Dé bora de Fe rrante Ling

31


social

deb uta n tes

32

Julia Martinez Bertagnoli F il h a d e M il l e s Zani o lo B er tagno li M Ă´ n ic a Mar ti nez B er tagno li

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

33

Laura Almeida Miró Guimarães Filha de P lauto Miró G uim arãe s Filho Ana C e cilia P e rnetta Alm e ida


social

deb uta n tes

34

Laura de Athayde Moraes F il h a d e Ric a rdo d a Costa d e M o raes Fi lho Lu c ia Caro li na Lo c her d e Athayd e M o raes

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

35

Luisa Cunha Pereira Filizola Filha de Ricardo Filizola Ana Am e lia Cunha P e re ira Filizola


social

deb uta n tes

Luiza Schier Rosalinski Garcia de Faria Filha de JoĂŁo Luiz G arcia de Faria G re icy Schie r Rosalinski

36

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Manoela Minguetti Zanellato F il h a d e Rod r ig o Zanellato A n a Pa ula M i ngu etti

37


social

deb uta n tes

Manuela Fabri Klas F il h a d e A r n o ldo K las Ju ni o r Ka r in a Fabr i K las

38

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Maria Beatriz de Oliveira Franco F il h a d e H ilto n de Oli vei ra Franco M a r ia T er es a Fo ntana Thad eo d e Oli vei ra Franco

39


social

deb uta n tes

40

Maria Eduarda Matta Mercer Mourão F il h a d e Pa u lo Sé r gi o M er c er M o u r ão Rit a Ra qu el M atta M o u r ão

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

41

Maria Luisa Hauer Demeterco Filha de Filipe Biscaia De m ete rco Bettina Haue r De m ete rco


social

deb uta n tes

42

Maria Vitรณria Poletto Wiederkehr F il h a d e G u il h e r me Wi ed er k ehr T e r ez a Cr i sti na Po letto Wi ed er k ehr

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

43

Marina Freund Mallmann Filha de Antonio Paulo Mallm ann Karin Fre und


social

deb uta n tes

Marina Scott Bigatรก de Almeida F il h a d e A rse n io d e Almei d a Neto Ca rol in a S cott B i gatรก Almei d a

44

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Micaela Marigliano F il h a de Raffa e l e M u r i cy M ar i gli ano C r ist in a Ped ros a

45


social

deb uta n tes

46

Mirella Grein de LeĂŁo F il h a d e Lu iz G il d e L eĂŁo Neto Va n ia G r ei n d e L eĂŁo

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Natalia Machado Virmond Filha de Eduardo Albe rto Marque s V irm ond Maure e n Machado V irm ond

47


social

deb uta n tes

48

NatĂĄlia Rincoski da Rocha Loures F il h a d e Rog ĂŠ r io Dalco l d a Ro c ha Lo u r es Lu c ia n e Ri ncos k i

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Nicole Pellissari Frare Filha de Alexandre Zacarias Frare Danie la P e llissari Frare

49


social

deb uta n tes

Olivia Ribeiro Macedo F il h a d e Sifr e d o M ac ed o M a r ia A mali a Ri bei ro

50

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Renata Johnsson Hasson Filha de Roland Hasson C laudia Johnsson

51


social

deb uta n tes

52

Valentina Bertazzi Larrabure F il h a d e Au g u sto Rangel L ar rabu r e Re n at a B er taz z i

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

Yasmin Gutiérrez Cordeiro Filha de Luciano Rodrigue s Corde iro Tatiana G utié rrez Corde iro

53


social

h appy

h our

happy hour f oto s

N

em mesmo as baixas temperaturas tem espantado sócios e convidados que aproveitam o friozinho para apreciar um bom vinho e muito bate-papo em um dos ambientes mais aconchegantes do Clube. Com lareira ace-

54

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

lucas

lopes

sa curtiram o melhor da MPB, pop e rock, no Happy Hour de agosto que aconteceu no dia 21. O evento é organizado pela Diretoria Social que tem a frente Eliana Fadel Farracha de Castro, e a cada edição traz uma atração musical.


edi ção/

> Liliana Bittencourt e Dione Macedo Loyola

241

> Silvia Camargo, Edgard Albuquerque e Eliana Fadel Farracha de Castro

55

> Ruy e Olga Polatti

> Gilberto Richter, Maria Amélia Kastrup, Karla e Newton Vasniewski Ribeiro

> Marcelo Bosato e Luiz Glaudio Vieira

> Fausto e Jaqueline Calazans


social

h appy

h our

> Maria Cristina e Edmar Sguario

> André e Priscila Affonso da Costa

> Beatriz Balosto e Noel França

> Edson e Maristella Abdala

56

> José Gonçalves, Yara e Américo Mendes revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


Evoluímos junto com a semana R E S E R VA S

(41) 99663 1427

D E Q U A R TA A S E X TA À PA R T I R D A S 1 9 H . S Á B A D O E D O M I N G O À PA R T I R D A S 1 5 H

Q U A R TA

Q U I N TA

S E X TA

SÁBADO

DOMINGO

RESTAURANTE

RESTAURANTE

C LU B

C LU B

SU N S E T

lounge

lounge

A L A M E D A D R . C A R L O S D E C A R VA L H O , 1 2 6 2 @ C L E R I Q U O T T I M E T O C E L E B R AT E

@CLERIQUOT

W W W. C L E R I Q U O T. C O M . B R . I N F O @ C L E R I Q U O T. C O M . B R


social

c h á

da

tarde

chá da tarde f oto s

lucas

lopes

Sempre muito animado, o Chá da Tarde reúne na última quarta-feira do mês associadas para um delicioso encontro, muito bate-papo e risadas. A cada edição uma atração, carinhosamente escolhida pela Diretora Social Eliana Fadel Farracha de Castro. A edição do dia 26 de julho contou com desfile de moda da Tita e participação do Salão Marly e da badalada marca de cosméticos L’oreal. Os parceiros sortearam presentes entre as participantes, que curtiram a agradável tarde ao som de piano.

58

> Ana Pasqual, Helena Veiga, Janete Veiga e Izabela Pasqual

> Thay Millani, Cris Millani e Guilia Millani

> Em pé: Elizabeth Rauen e Larissa Macedo; Sentadas: Margareth Negrelle, Lúcia Beirão, Adriana Santana e Karin Mokross revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

> Daniella Mattioli e Regina Mattioli


edi ção/

> Vitória Ciruelos

> Lyra Guimarães Hauer

241

> Luiza Tempski e Liliam Sampaio

59

> Nelita Teixeira de Freitas e Zaira Fagundes

> Luciane Virmond e Nicole Melhem

> Karina Bley, Suzana Scherer e Maria de Lourdes de Leão Bley

> Rosario Amaral e Maria Lucia Dias

> Thálassa Dalabona, Jussara Scheidt e Margot Canet

parceiros


social

dia

dos

pa is

a l m o ç o e m c o m e m o r a ç ã o a o

d i a d o s pa i s f oto s

O

lucas

lopes

Dia dos Pais foi celebrado em grande estilo com um delicioso almoço na Sede Social no dia 13 de agosto. O evento contou com apoio da Granado que presenteou os pais com lindo kit da linha de barbear.

A Diretora Social, Eliana Fadel Farracha de Castro, cuidou pessoalmente de todos os detalhes do cardápio junto ao Buffet Elegance, decoração e música para deixar este momento o mais especial.

> Euclides Ciruelos e Família

> Enrico Millani e Família

60

> Marcelo Busato e Família

revista

/

rac i o s a

> Antonia e Didio Rocha Loures

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

> Eliana Fadel Farracha de Castro, Fernanda, Petras e Heloisa Sawaia e Ney Carlos Forbeck de Castro Filho

61

> Gilka Mariluz de Castilho, Norberto Castilho e Letícia de Castilho Freire

> Família Bittencourt

> Mauricio Grillo e Família

> João Eugenio Saporski Lopes e Família

apoio


social

dia

dos

pa is

> Osvaldo Cesar Ceccon e Família

> Darci e Georgia Gulin

> Tulio Tagliari e Família

> Antonio Borgin e Família

62

> Família Bembnowski

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

> Carlos Henrique Giglio e Família

63

> Giovanna, Sergio, Sonia e Sueli Lemos Torres

> Maria Clara e Carlo Henrique Giglio

> Percy Tiemann e Família

> Nilson Ribas Filho e Família

apoio


social

dia

dos

pa is

> Raffaele e Micaela Marigliano e Cristina Pedrosa

> Francisco Coral e Família

64

> Marino Garofani e Família

> Maria Francisca, Fabricio e Giorgio Fumagalli

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

> Isabella, Luiz Gil, Vânia e Mirella Leão

c l u b


@ R E@ VR EO FO I CFI FAI LC I A L E VF E

R E V E O F F I C I A L . C O M . B R

REVR EG LO B LA O LBAL EV EG

R E V E O F F I C I A L . C O M . B R

# R Ê V E A F F A I R # R Ê V E A F F A I R

P Á T I O P Á T I O

B A T E L B A T E L

• •

P I S O P I S O

L 3 L 3


clubinho

d ia

dos

pa is

DIA DOS PAIS NO CLUBINHO f oto s

lucas

lopes

O Dia dos Pais no Clubinho foi celebrado no sábado dia 12 de agosto, com decoração especial os pais puderam se divertir com seus peq uenos nas atividades elaboradas para esse dia. O dia foi repleto de brincadeiras lúdicas. Os pais ganharam mimos da Granado e Cacau Show.

66

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

67


c u lt u r a

b ib liotec a

Novos títulos A biblioteca está constantemente recebendo novos títulos, não deixe de visita-la e conhecer as novidades. Livros para todas as idades, gêneros e gostos, com certeza você irá encontrar um, “a sua cara”.

Mitologia Nórdica

68

Neil Gaiman

Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra. Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas. “Mitologia nórdica” é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

Pedro o grande Robert K. Massie

Sobre o pano de fundo da Europa e da Rússia nos séculos XVII e XVIII, desenrola-se a magnífica história de Pedro, o Grande. Coroado aos dez anos de idade, ele foi um czar bárbaro, volátil e feudal, com um pendor para a tortura; um reformador progressista e iluminista do governo e da ciência; e um estadista de visão e relevância colossais. Pedro, o Grande, encarnava as maiores forças e fraquezas da Rússia, enquanto ao mesmo tempo foi figura de proa do desenvolvimento de seu país.


edi ção/

241

Meia noite em Bhophal Domingues Lapierre e Javier Moro

Uma família de camponeses indianos expulsa de sua terra por enxames de pulgões assassinos. Três entomólogos nova-iorquinos que inventam um pesticida milagroso. Um gigante da indústria química que encontra um gás mortal para fabricá-lo. Jovens engenheiros do Ocidente que querem acabar com a fome do terceiro mundo. Uma empresa tão inocente quanto uma fábrica de bombons. As festas e as alegrias dos deserdados de uma favela. Eunucos e princesas que enfeitiçam os engenheiros norte-americanos. Um trabalhador louco por poesia que desencadeia o Apocalipse. Médicos heroicos que morrem envenenados fazendo boca a boca nas vítimas. Uma recém-casada que se salva das chamas de uma fogueira graças ao pequeno cruci xoque leva ao pescoço... Uma história verídica. Centenas de personagens, de situações e de dramas se mesclam neste afresco exuberante de amor, heroísmo, fé e esperança. Uma tragédia no coração de nosso tempo que também serve de advertência a todos os aprendizes de feiticeiro que ameaçam a sobrevivência de nosso planeta. Parte dos direitos autorais deste livro nancia ações humanitárias em Bhopal.

O Pa l á c i o d e I n v e r n o John Boyne

A hipótese humana Alberto Mussa

Pode-se fugir da história? Será possível viver no anonimato após uma existência de fausto e glória? A vida comum é assim tão diferente da vida pública? Geórgui Jachmenev passou a vida inteira se debatendo com essas questões, e agora, prestes a perder o grande amor de sua vida, tenta encontrar uma resposta para elas ao refletir sobre seu percurso num século XX que sempre lhe pareceu longo demais. Seus feitos começaram cedo: aos dezesseis anos, em ação impulsiva e atabalhoada, o rapaz impediu um atentado contra a vida de ninguém menos que o grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar Nicolau II, que, agradecido, nomeou Geórgui o guarda-costas oficial de seu filho Alexei, destinado a ser o próximo czar. Uma reviravolta impressionante, que o levou da taiga russa para o fausto dos palácios moscovitas, cenário que, apesar da amplidão e luxo de seus imensos corredores, iria se revelar bem mais inóspito que os frios grotões de sua vida anterior. A dura experiência com esse mundo gélido de intrigas palacianas, às quais sempre era jogado contra sua vontade, e de grandes tensões e responsabilidade só foi apaziguada com a chegada do primeiro amor, Zoia. Mas os tempos eram agitados, e a história deixou pouco espaço para idílios: quando a Revolução Bolchevique tomou de assalto o país, e isolou toda a família do czar numa casa de campo nos arredores de Ekaterinburg, mais uma vez Geórgui teve de agir rápido a fim de salvar a si e a Zoia.

O quarto romance do “Compêndio Mítico do Rio de Janeiro” Tiros na noite e um crime: são misteriosas as circunstâncias que envolvem o assassinato de Domitila, filha do coronel Chico Eugênio, dentro da chácara da família no Catumbi. A investigação fica a cargo do detetive Tito Gualberto, primo da vítima e hábil capoeira, que tentará completar o quebra-cabeça do crime. De tão real, a ficção de Mussa encontra sua crônica familiar numa ponta da história. Os muitos suspeitos do crime vão sendo revelados aos poucos, levando o leitor num redemoinho que confunde, aprisiona e inquieta. “A hipótese humana” é o quarto na série de romances policiais, um para cada século da história carioca.Utilizando-se com primor da paisagem geográfica do Rio do século XIX e unindo mitologia indígena e africana para criar um cenário mítico tipicamente brasileiro, Alberto Mussa comprova a sua tese de que uma cidade não se define pelo temperamento de seu povo ou pela sua cultura, mas pela história de seus crimes.

69


c u lt u r a

b ib liotec a

A cura de Schopenhauer Irvim D. Yalom

Viver é sofrer. Para Arthur Schopenhauer, filósofo do século XIX conhecido por suas ideias pessimistas sobre o sentido da vida, os relacionamentos e os desejos só levam à dor e ao tédio. A salvação para o sofrimento humano, causado pela existência, é renunciar ao mundo, tornando-se assim verdadeiramente livre. Para Julius Hertzfeld, psiquiatra renomado e defensor da terapia em grupo, a salvação só é atingida quando se constroem relacionamentos sólidos, baseados na compreensão das diferenças. É a vontade de ajudar as pessoas a encontrar esse caminho que o leva a continuar trabalhando, mesmo fragilizado com a notícia de que tem um câncer incurável. Em “A cura de Schopenhauer”, Irvin D. Yalom consegue como ninguém mesclar psicanálise, filosofi a e ficção, debatendo as fragilidades do ser humano e sua difícil busca do autoconhecimento.

T r i n da d e V. 2 Guerra das Rosas

É t i ca pa r a v i v e r m e l h o r C.S. Lewis

Conn Iggulden

70

Ricardo Plantageneta, duque de York, está no poder. Agora, como protetor e defensor do reino, ele é capaz de aumentar sua influência na Inglaterra. Com os condes de Salisbury e de Warwick, ele forma uma trindade com poder inigualável. Enquanto isso, Henrique VI, rei da Inglaterra, permanece acamado. Sua doença não parece ter cura, restando à rainha Margarida de Anjou, sua leal esposa, ao espião-mor Derry Brewer e aos outros aliados do rei manterem o legado da família Lancaster.

Reflexões sobre ética com C.S. Lewis. “[...] a clareza cristalina de seu pensamento muitas vezes o capacitava a ir além dos limites de seu tempo e atingir o cerne de questões que preocupam homens e mulheres de todas as eras. Esperamos que você encontre exemplos desse fenômeno neste livro.” Douglas Gresham, Irlanda, 1996. Com uma abordagem original, C.S. Lewis propõe ao leitor de Ética para viver melhor reflexões sobre crenças e opiniões infundadas que para ele são a causa de grande parte dos males do século XX. Escrita entre 1940 e 1962, esta coletânea de ensaios revela, além da lógica e do brilhantismo de Lewis, toda sua sabedoria acerca de preocupações éticas, morais e religiosas sempre atuais. Com discussões que vão desde a relação entre Deus e a filosofia até questões que tratam de democracia e igualdade, os ensaios aqui reunidos possibilitarão ao leitor reflexões que somente um escritor como C.S. Lewis é capaz de proporcionar.

agradeci m en t o As doações, bem como as novas aquisições, têm tornado mais completo o acervo de nossa biblioteca. É com imensa satisfação que constatamos aumentos expressivos na frequência dos sócios e no empréstimo de livros. A todos, nossos sinceros agradecimentos! Liana Leão

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

/ diretora cultural


edi ção/

241

Triste Visionário Lima Barreto

Durante mais de dez anos, Lilia Moritz Schwarcz mergulhou na obra de Afonso Henriques de Lima Barreto, com seu afiado olhar de antropóloga e historiadora, para realizar um perfil biográfico que abrangesse o corpo, a alma e os livros do escritor de Todos os Santos. Esta, que é a mais completa biografia de Lima Barreto desde o trabalho pioneiro de Francisco de Assis Barbosa, lançado em 1952, resulta da apaixonada intimidade de Schwarcz com o criador de Policarpo Quaresma — e de um olhar aguçado que busca compreender a trajetória do biografado a partir da questão racial, ainda pouco discutida nos trabalhos sobre sua vida. Abarcando a íntegra dos livros e publicações na imprensa, além dos diários e de outros papéis pessoais de Lima Barreto, muitos deles inéditos, a autora equilibra o rigor interpretativo demonstrado em Brasil: Uma biografia e as barbas do imperador com uma rara sensibilidade para as sutilezas que temperam as relações entre contexto biográfico e criação literária. Escritor militante, como ele mesmo se definia, Lima Barreto professou ideias políticas e sociais à frente de seu tempo, com críticas contundentes ao racismo (que sentiu na própria pele) e outras mazelas crônicas da sociedade brasileira. Generosamente ilustrado com fotografias, manuscritos e outros documentos originais, Lima Barreto: Triste visionário presta um tributo essencial a um dos maiores prosadores da língua portuguesa de todos os tempos, ainda moderno quase um século depois de seu triste fim na pobreza, na doença e no esquecimento.

Como vejo o mundo Albert Einstein

Como vejo o mundo é uma obra que, como o título já sugere, aborda questões muito humanas, como o sentido da vida, a liberdade, a moral, a religião, o desejo pela paz. Tudo pela ótica do mais memorável físico da história. Neste livro, Einstein nos apresenta respostas, ou a falta delas, a questões como: qual o sentido da vida? Como julgar um homem? Para que as riquezas? Como suprimir a guerra?

Pa p e S ata n A l e p p e Umberto Eco

O último livro escrito por Umberto Eco. Crises ideológicas, econômicas e políticas, individualismo desenfreado e uma relação simbiótica com nossos celulares são alguns dos elementos que compõem o ambiente em que vivemos: o de uma sociedade líquida, onde nada parece fazer sentido ou ter sequer algum significado. Neste que é seu derradeiro livro, a fim de tornar mais fácil a compreensão de nossa sociedade desnorteada, Umberto Eco nos presenteia com uma coleção de ensaios sobre tudo: de Harry Potter ao 11 de Setembro, passando pelo Twitter, os templários e questões de caligrafia. “Pape Satàn, pape Satàn aleppe”, disse Plutão no Inferno de Dante, com espanto, tristeza, ameaça ou talvez ironia. O significado do verso, ainda um mistério para nós, líquido demais, é perfeito, portanto, para caracterizar a confusão de nosso tempo e intitular esta obra.

71


c u lt u r a

b ib liotec a

O s ú lt i m o s dias dos Romanov

10 Mandamentos Luiz Felipe D’Avila

Hellen Rapport

A execução em julho de 1918 dos Romanov — a família do último czar da Rússia, Nicolau II — é cercada de mitos e histórias macabras. Especialista em história russa, Helen Rappaport teve acesso aos depoimentos de várias testemunhas-chave. Ela revela o papel de Lenin na execução e mostra também como os Romanov e seus carcereiros desenvolveram uma relação complexa. Rappaport não poupa nenhum detalhe do fuzilamento que se tornou um massacre — foi necessário um pente inteiro de balas para matar o jovem filho de Nicolau — e do sórdido enterro dos corpos. Um trabalho poderoso de pesquisa.

História de quem foge e de quem fica Helena Ferrante

72

No terceiro volume da série napolitana, Lenu e Lila partem para os embates da vida adulta. Numa sequência angustiante e sem espaço para a inocência de outrora, Elena Ferrante coloca o leitor no meio do turbilhão que se forma das amizades, das relações sociais e dos interesses individuais. História de quem foge e de quem fica é uma obra de arte a respeito do amor, da maternidade, da busca por justiça social e de como é transgressor ser mulher em um mundo comandado pelos homens.

Luiz Felipe D’avila não se contentou com as conversas de botequim com que se exercitam as desesperanças na planície. Preferiu escalar a montanha do pensamento em busca de valores que possam apontar não o caminho da redenção — não existe isso em história — mas o da reforma permanente, que renova a tradição ao escoimar o arcaico e dialogar com o novo. Este “10 Mandamentos: Do País Que Somos Ao Brasil Que Queremos” pertence a uma linha de especulação intelectual infelizmente pouco explorada no país, a da chamada “Teoria das Elites”. Quando o pensamento ousa pegar essa vereda, quase sempre se vê um Brasil mais deformado por vícios do que formado por virtudes. E, a exemplo de qualquer nação, temos zonas de luz e de sombras. Elas estão presentes nesta obra, mas o resultado da soma não é zero, não é um empate. Existe uma trilha clara para o país. O livro não poderia chegar em melhor hora. Os dias andam confusos. O sistema político, como o conhecemos, entrou em falência. O chamado “presidencialismo de coalizão”, no seu colapso, trouxe à luz um Estado aparelhado por gangues entre ideológicas e amorais.

dicas dos leitores Envie você também sua dica com uma foto em alta resolução para marketing.gcc@graciosa.com.br, quem sabe a próxima não é a sua!

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


c u lt u r a

sóc io

esc r itor

A longa v i agem perto de casa p o r

C hr istin e

Vian n a

Baptista

Em homenagem à sua mãe.

A

74

historiografia paranaense é rica em textos e tratam da influência cultural dos emigrantes europeus mais tardios nos hábitos e costumes locais, mas rareiam informações quanto à herança ibérica, especialmente a espanhola. Dos antigos castelhanos restam reminiscências vagas pontuadas na memória. Este livro trás a lume a trajetória da família Biscaia, de origem basca, já entrelaçada com outras linhagens e retalhos do passo da gente espanhola que viveu há tempo no Paraná. Em 1550, conquistadores castelhanos estavam no território paranaense, e no século XVII a Espanha tinha posse efetiva da Província do Guaíra, onde existiram cidades e reduções jesuíticas. A partir de 1750, Castela perdeu o domínio para Portugal, que assumiu a hegemonia no Brasil. Entretanto, hispânicos continuaram vindo na condição de imigrantes. Entre os séculos XIX e XX, muitos deixaram a Espanha e se mudaram para outro país à procura de melhores oportunidades. Na década de 1940-1950, chegaram ao Paraná muitos espanhóis procedentes da classe média empobrecida pela guerra civil e o logo pós-guerra. Com hábitos e costumes citadinos, instalaram-se em Curitiba e se dedicaram ao comércio, à gastronomia, à construção, à cantaria e a profissões liberais. No período de 1950 a 1960 ocorreu a maior onda migratória espanhola que o Paraná já recebeu. Famílias inteiras procedentes das regiões da Galícia, Andaluzia e Catalunha vieram tentar vida nova, fugindo da repressão política ocorrida nos 40 anos de ditadura na Espanha. O Centro Espanhol do Paraná de Beneficência e Cultura estima que existam hoje, no Estado, dez mil espanhóis natos. O número certo de descendentes é ignorado, mas sabe-se que quase todas as estirpes curitibanas e paranaenses têm um avô ou bisavô espanhol. Entre elas, a família Biscaia, presente no Paraná desde 1700.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

José Biscaia é o motivo para se embarca nesta longa viagem. A amplitude de uma vida não se restringe ao tempo vivido. O sobrenome, que remete à origem geográfica - à Província de Biscaia -, é investigado no tempo e no espaço. A autora traça o percurso dos espanhóis rumo à América, como vagas oceânicas, ondas sucessivas que antecederam a chegada do primeiro representante da família. Nesse transcurso a aurora recorta momentos, como a tentar segurar nas mãos reflexos brilhantes do sol na superfície da água. Momentos da vida cotidiana, únicos em cada existência. Aqueles que permaneceram na memória porque fazem sentido, e que são repassados como inestimáveis presentes às novas gerações.

s o b r e o l ivro “A LONGA VIAGEM PERTO DE CASA: Euskaldunak, o homem de Biscaia”, escrito por Vera Maria Biscaia Vianna Baptista (in memorian) retrata a história e as raízes européias na formação da sociedade paranaense. O livro foi escrito em homenagem ao seu pai José Biscaia, cuja participação na história do GCC foi relevante.


c u lt u r a

b ib liotec a

os 10 livros mais emprestados do mês

76

01

02

03

04

05

H i s t ó Da G e B r a s i M a ry P r i o r

A Á r D o s Lu c i R i l e

M a r é V i va C i l l a B ö r j l i n d

L e o p o l d i n a A H i s t ó r i a N ã o C o n ta da Pau lo R e z z u t t i

O A m a n t e J a p o n ê s I s a b e l A l l e n d e

r i a s n t e l e i r a D e l e

V. 2

vo r e A n j o s n da y

06

07

08

09

10

S i s s i A I m p e r at r i z S o l i t á r i a A l i s o n Pata k i

A I r m ã da S o m b r a V. 3 Lu c i n da R i l e y

A F i l h a Favo r i ta Faw z i a Ko o f i

A G a r ota N o T r e m Pau l a H aw k i n s

O Vo o Da L i b é lu l a M i c h e l B u s s i

revista

co u nt r y

/

rac i o s a

c l u b


artigo

saúd e

edi ção/

241

b o m s o n o, b oa a l i m e n ta ç ã o e

a p r e n d i z a g e m te xto

P

rincipalmente no ciclo escolar básico, mas também nos mais avançados, a importância dos cuidados familiares em relação à alimentação e ao sono dos educandos é parte inerente de uma boa aprendizagem. Patologias de diversas ordens interferem no processo educativo, das mais complexas às mais simples, como é o caso dos problemas do sono; a criança que não dorme bem certamente estará na escola irritada, sonolenta, com dificuldade de manter atenção nas atividades escolares, agitada, e principalmente ansiosa. Será muito difícil que professores possam obter sua atenção e conseguir um bom ambiente educacional. Problemas de memória são comuns naqueles que porventura não dormem bem, e a perda da capacidade de concentração é relatada até em adultos, e insônias, angústias noturnas, falas durante o sono, sonambulismo e outros distúrbios podem permanecer décadas se não forem adequadamente tratados. Quanto à alimentação, embora esta esteja essencialmente voltada à sobrevivência, tem um aspecto emocional forte, representa um dos atos de relacionamento de cada indivíduo com o mundo, e embora os transtornos do sono e da alimentação façam parte de uma etapa normal no desenvolvimento humano, pois a conquista da independência e a formação da personalidade envolvem estes fatores, a distinção entre normalidade e disfunção só podem ser elucidadas pela dinâmica familiar, não existem técnicas milagrosas ou remédios maravilhosos no âmbito escolar. A existência de anorexias, bulimias e outros transtornos alimentares dificilmente será percebida pela instituição escolar. Mesmo sendo a alimentação fundamental para o crescimento e a saúde, esta não é a ênfase de uma escola, tendo inclusive o momento do “recreio” dos estudantes igual importância para eles na alimentação e nas brincadeiras, jogos, conversas. Portanto, a menos de alguma confidência

wan da

camar go

a amigos, que os relatem aos professores ou coordenadores, será raro que a instituição esteja ciente destes problemas. Inclusive porque jovens tem um código de não delação muito forte, e dificilmente percebem o quanto algumas informações seriam valiosas para os adultos, vindo em benefício daquele a quem, por razões morais, não querem “entregar”. Comida é grande fonte de experiências psíquicas, revelando muito sobre os condicionantes socioculturais, e até problemas psicológicos, o apetite não é só ocorrência orgânica, já que pode manter-se muito depois da fome ter acabado, levando a obesidades mórbidas, ou pode não aparecer simplesmente. Os dois extremos são perceptíveis, mas os estados intermediários, mais facilmente tratáveis, não. Nada substitui um lar carinhoso, com pais e mães atentos, embora o procedimento escolar deva envolver também docentes e dirigentes educacionais com vocação para o magistério, com paciência e solidariedade, pois o desenvolvimento humano é complexo. Em que pese muitos estudos já realizados, nem todos foram conclusivos, e com todo o progresso já documentado sobre as operações cognitivas e psicossociais, poucos questionamentos de pais e professores foram adequadamente respondidos sobre o tema. O ser humano é uma totalidade, envolvendo não apenas o corpo físico mas também espírito e cognição, as mudanças nele ocorridas em cada fase de desenvolvimento entrelaçam todos estes aspectos. Desde o século XIX a preocupação com o correto desenvolvimento de uma criança tem ocupado pesquisadores, sabe-se que hereditariedade e meio ambiente são importantes, mas nada parece sobrepujar a influência do amor.

wan da cam ar go Educadora e Assessora da Presidência do Complexo de Ensino Superior do Brasil – UniBrasil.

77


receita

saúd e

torta de banana maçã e quinoa A equipe da Lapinha SPA ensina a preparar mais uma receita saudável e deliciosa, confira.

78

rendimento /// 16 fatias de 60g valor calórico /// 130 Kcal Nível de dificuldade /// Fácil

ingredientes 2 xícaras castanha do pará 1 xícara de quinoa em flocos 2 colheres de chá de canela em pó 1 colher de sopa de manteiga 6 bananas 4 maçãs raladas sem casca

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

modo d e p r e pa ro Rale as castanhas no processador ou bata no liquidificador para triturá-las. Em uma tigela, misture a castanha, a quinoa em flocos, a canela e a manteiga, até ficar com uma consistência de farofa. Em uma forma de aro removível, coloque uma camada de farofa, uma de banana e maçã e termine com uma de farofa. Leve ao forno para assar por 1 hora em temperatura de 180 º C. Proteja a torta com papel alumínio sobre a forma.


edi ção/

241

79


artigo

saúd e

O p l a no de trata mento correto p a ra

o

p a ciente te x to

jul ian e

Clí ni ca

sensa to

ker ec z

Na ut ilus

80 Quanto mais precisa for a sua avaliação, maiores serão suas expectativas de resultado

V

ive-se um cenário em que a mídia, como forte influenciadora da opinião pública e comportamental, rege a atuação de alguns profissionais da área de saúde estética.

São inúmeros os pacientes que, antes da primeira consulta, buscam em revistas, blogs e redes sociais, referências de planos de tratamentos, máquinas, protocolo de terapia combinada ou técnicas, mencionadas erroneamente como eficazes a qualquer tipo de organismo. Boa parte do que é divulgado apresenta considerável valor comercial e ínfimo embasamento científico - constatação que deve ser alertada pelo médico, e jamais incentivada. Infelizmente, atribui-se maior credibilidade à blogesfera, e não a informações publicadas em veículos de comunicação de confiança. Imagens são divulgadas em tempo real, não só distorcendo os verdadeiros resultados de um tratamento estético, como evidenciando milagres e fórmulas mágicas. Para um leigo, qualquer desordem estética é atribuída à gordura localizada. Na prática clínica, o leque de desordens é amplo.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

Fala-se de gordura visceral (intra-abdominal) ou subcutânea, flacidez de pele (tissular) ou muscular, retenção de líquido (disfunção no sistema linfático), celulite, que pode muitas vezes ser consequência de uma associação de desordens (flacidez tissular, disfunção do sistema linfático e gordura localizada). Não há, mesmo que diante de uma gama de recursos disponíveis, uma única técnica ou tecnologia que seja capaz de resolver simultaneamente todas as insatisfações estéticas de um paciente. Caso ouça isso, desconfie. Cada organismo tem uma necessidade, que por vezes pode não ser resolvida pela máquina ou técnica do momento. Não existe “receita de bolo” na área de saúde estética. O único “modismo” que deve ser seguido é o da medicina baseada em evidências. É preciso buscar um profissional de confiança, com formação adequada ao que se propõe, que apresente uma avaliação com excelência para evitar erros e melhorar a eficácia do procedimento escolhido.


edi ção/

241

S egue m algu m as dicas p ara e v i t ar frus t ra ç õ es e arre p endi m en t os fu t uros

Quanto mais precisa for sua avaliação (e os recursos para isso são inúmeros: adipometria, bioimpedâcia, mensuração, registro fotográfico, câmera termográfica) maiores serão suas expectativas de resultado. Falar sobre redução de gordura localizada requer cautela, embora exista uma gama de recursos para esse objetivo. Se a insatisfação de cada paciente não for estudada, o resultado será comprometido. Existem casos em que o paciente apresenta aumento de resistência à insulina, histórico de ovário policístico, deficiência de Vitamina D, que devem ser previamente diagnosticados, pois podem comprometer os resultados dos tratamentos a longo prazo. Ao tratar exclusivamente a gordura localizada num paciente, o nível de atenção à flacidez de pele é importante. Quando a mesma não é tratada em paralelo, o resultado final não cumpre o objetivo desejado. Tratamentos de flacidez de pele dependem do quadro nutricional do paciente. Não adianta utilizar tecnologia para otimizar a produção de colágeno se o mesmo não tem suporte bioquímico para isso.

Tratamentos para celulite são complexos e passam por diferentes etapas, principalmente se esta vier associada à flacidez de pele. Se ocorrer mudança no tônus da pele do paciente, imediatamente o aspecto visual da celulite piora, efeito transitório num plano de tratamento bem elaborado, mas que deve ser de conhecimento do paciente. Falar sobre “quebra de gordura” na área estética é corriqueiro. A lipólise é o processo de quebra de gordura armazenada em adipócitos, fenômeno fisiológico que ocorre todas as vezes que o organismo precisa de energia para se manter, quando estamos em jejum ou praticando alguma atividade física que demanda gasto energético por períodos prolongados. Portanto, fique atento aos “milagres” que propõem resultados sem grandes esforços. Evite os profissionais que alegam conhecer todos os procedimentos da área estética e serem capazes de realizá-los com maestria. Os trabalhos multidisciplinares, ou seja, com a participação efetiva de um bom personal, um fisioterapeuta, um nutricionista, um médico, ou quantas especialidades forem necessárias, certamente são mais propensos ao sucesso.

ju l ian e ker ec z Fisioterapeuta dermatofuncional e pélvica, mestranda em engenharia biomédica

81


artigo

ga stron omia

nas c e u ma n ova regiã o produtora de grandes vinhos no brasil

82

te x to f oto s

el is

caban il has

gl aser

d ivul gação/ guaspar i

Q

uando falamos em vinhos brasileiros de qualidade, as primeiras lembranças são, inevitavelmente, dos potentes vinhos de altitude da serra catarinense ou dos tradicionais Cabernet Sauvignon e Merlot do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul. Mas guarde com carinho essa dica que vou lhe dar: preste muita atenção nos vinhos da montanhosa região do Espírito Santo do Pinhal, na fronteira do estado de São Paulo com Minas Gerais.

Atualmente a vinícola possui doze vinhedos, com altitude entre 1000 e 1300 metros. O solo pedregoso, muito se aproxima com os encontrados na região do Rhône, no sul da França, onde a uva Syrah reina absoluta. Foi dessa proximidade que surgiu a escolha dessa variedade para dar origem ao ícone da vinícola. Apesar de cultivarem também Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Pinot Noir, além de variedades brancas, com a Sauvignon Blanc, a Syrah é a que cresce gloriosa nessa região.

É nessa região sem nenhuma tradição na produção de vinhos finos, distante 200 km da cidade de São Paulo, que está localizada a vinícola Guaspari, que vem conquistando renomados críticos mundo afora, como Steven Spurrier, organizador do famoso Julgamento de Paris, com seus sedutores vinhos. O Syrah Vista do Chá 2012 foi o primeiro vinho brasileiro a ganhar pela primeira vez uma medalha de ouro no prestigiado Decanter Wine Awards 2016. Este mesmo vinho foi eleito o 8º melhor vinho do ano no ranking mundial “Top 100 vinhos” da revista Prazeres da Mesa, ao lado de ícones como Vega Sicilia Único e Tondonia, sendo o único vinho brasileiro entre os 10 primeiros colocados.

O homem responsável pela magia da vinificação é o enólogo americano Gustavo Gonzalez, que traz no currículo passagens pela vinícola americana Robert Mondavi e pela italiana Tenuta dell’Ornellaia. É ele que supervisiona a colheita que se realiza de maneira manual nas primeiras horas da manhã.

A grande ousadia da vinícola foi inverter o período da colheita, que no Brasil é feita no verão, entre o final de janeiro e início de março. Depois de um estudo, a equipe de enologia da Guaspari resolveu transferir a vindima para o inverno – entre os meses de julho e agosto –, quando a amplitude térmica, a insolação e a ausência de chuvas são semelhantes às das grandes regiões produtoras do mundo.

Elis Cabanilhas Glaser

revista

/

rac i o s a

Além dos fabulosos vinhos, uma atração à parte é a própria vinícola. Nascida de uma antiga propriedade cafeeira foi preservado o estilo arquitetônico das antigas fazendas da região. O lugar, encantadoramente semelhante a paisagem da Toscana, serviu inclusive, de cenário para gravação da novela Terra Nostra (1999). É possível agendar visitas na Vinícola Guaspari e conhecer também os outros cultivos locais: de café, macadâmia, azeitona e chá. Vale a pena o passeio. Informações pelos sites: enoturismo@vinicolaguaspari.com.br ou www.vinicolaguaspari.com.br Os vinhos podem ser encontrados pelo site loja.vinicolaguaspari.com.br e também na loja da vinícola em Espírito Santo do Pinhal.

Jornalista, Sommelier e Editora da Revista Vinicola, primeira publicação 100% digital sobre vinhos e gastronomia do Brasil.

co u nt r y

c l u b


O AUTÊNTICO RESTAURANTE DE GASTRONOMIA ÁRABE, QUE EVIDENCIA A TRADIÇÃO LOCAL EM SEUS MÍNIMOS DETALHES É COMANDADO PELA EMPRESÁRIA YASMIN ZIPPIN NASSER. AMBIENTE SOFISTICADO E EXCLUSIVO QUE PREZA PELA FARTURA E DESTACA ATENDIMENTO IMPECÁVEL.

Av. Vicente Machado, 1482 – Batel. Atendimento: de terça a sábado, das 12h à 15h30 e das 19h às 23h. Aos domingos das 12h às 15h30. Telefone para informações e reservas: (41) 3308-1882. * Estacionamento gratuito para clientes.


artigo

saúd e

quinze milhões de brasileiros

sofrem dos rins e não sabem te x to

Dr .

Miguel

Car los

Riel l a

Fundação Pró-Renal

E 84

F u n dação com emora 33 anos, com foco no aten dim en to h u m aniz ado ao Pacien te e Educação da Com u nidade para evitar a Doença Renal. En ten da m ais sobre a doença.

statísticas apontam que 100 mil já estão em tratamento, porém 15 milhões já tem algum grau de comprometimento nos rins. O alerta vem da Fundação Pró-Renal de Curitiba. Quinze milhões de brasileiros têm algum grau de comprometimento dos rins, mas apenas 100 mil sabem disso e já estão em tratamento de diálise, ou seja, estão na fase 5 e tem menos de 15% da função renal. A prevalência na população adulta é de 11%, ou seja, somos hoje aproximadamente 200 milhões de brasileiros, 140 milhões de adultos, 11% = 15 milhões com Doença Renal Crônica nas várias fases.

Quais são os sinais da Doença Renal? Porque dizem que a Doença Renal é silenciosa? D r . R i e l l a /// Muitas doenças dos rins apresen-

tam pouco ou nenhum sintoma nas suas fases iniciais. Boa parte dos pacientes só descobre ser portador de doença renal em estágios avançados, quando não há muito o que fazer para salvar a função dos rins. Os sinais de avanço da Doença Renal incluem: sangue na urina, edemas (inchaços), cansaço, anemia, náuseas e vômitos, dificuldade de concentração, dor nas costas ou nos rins, diminuição do apetite e urina espumosa.

Outro dado preocupante apresentado pela SoMuitas doenças ciedade Brasileira de Nefrologia (SBN), indica Quais as doenças associadas que dos rins que um terço dos diabéticos brasileiros (7 a 10 levam a perda deste órgão? apresentam milhões de pessoas) deverá apresentar perda D r . R i e l l a /// As duas principais doenças pouco ou progressiva da função renal. Estimativas da SBN, são a diabetes e a pressão alta - hipertensão. nenhum sintoma apontam ainda, que 1 em cada 6 hipertensos nas suas fases terá Doença Renal. Confira a entrevista com Como a diabetes ataca os rins? iniciais um brasileiro, conhecido mundialmente como D r . R i e l l a /// A falta ou a diminuição da um dos maiores especialistas em nefrologia em insulina no nosso organismo, faz com que todo o mundo, Dr. Miguel Carlos Riella, funo nível de açúcar no sangue, ou seja, a glidador e presidente da Fundação Pró-Renal de Curitiba. cemia se eleve. Esta glicose se “gruda”com proteínas circulantes e formam um agregado que se deposita em Qual a importância deste órgão para o corpo? todas as artérias do nosso corpo, obstruindo as pequenas. Dr. Rie lla /// Os rins têm função excretora, de elimiNos rins, leva a perda da filtração, nos membros inferiores nar impurezas do corpo provenientes do metabolismo dos causa isquemia (falta de sangue) e também lesa os nernutrientes que ingerimos diariamente, ou seja, o “lixo” revos das pernas fazendo com que se perca a sensibilidade. sultante dos alimentos ingeridos. Além disso, têm função endócrina, pois produz vários hormônios e outras substânE a hipertensão, qual a relação com a saúde cias que controlam por exemplo, a quantidade de líquido dos rins?   no corpo e a pressão arterial. Produz ainda a vitamina D, D r . R i e l l a /// Da mesma forma que a diabetes, a tão importante para os ossos e o hormônio eritropoietina pressão alta acaba machucando os pequenos vasos, leque controla a produção de sangue no nosso organismo. vando a morte dos filtros nos rins.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

apoio


edi ção/

Porque a doença cardíaca está relacionada a Doença Renal? Dr. Rie lla /// Como a diabetes e a pressão alta lesam as artérias, acabam produzindo uma arteriosclerose, que na verdade é uma inflamação das artérias, causando problemas também as artérias do coração. Além do mais a pressão alta faz com que o coração se dilate, levando a arritmias e insuficiência cardíaca.

Quais as formas de prevenção importantes para o dia a dia e quais os exames que podem ser realizados para avaliar como estão os rins? Dr. Rie lla /// Para prevenir, é preciso controlar

os grupos de riscos: hipertensos, diabéticos, idosos e aqueles que tem histórico familiar de Doença Renal ou Cardiovascular. No caso dos hipertensos é importante que monitorem a pressão arterial e os diabéticos, a glicemia e também que consultem o médico com regularidade e façam exames preventivos, no caso da prevenção da Doença Renal, exames de urina e creatinina. É importante que todos em geral sigam uma alimentação saudável, lembrem de reduzir o consumo de sal, bebam água conforme a sede e façam exercícios físicos regularmente com a orientação de um profissional.

O consumo de água pode ajudar na prevenção da Doença Renal? Dr. Rie lla /// Aqueles que têm cálculos renais (pedra nos rins) se beneficiam pelo consumo de água, para urinar aproximadamente 2 litros por dia. Os portadores de Doença Renal policística, doença hereditária também se beneficiam no consumo de água pois os cistos podem diminuir com a inibição do hormônio responsável pelo crescimento dos cistos. Para a saúde em geral, lembre-se: beba água ao longo do dia. Hidrate-se!

241

Quais campanhas existem para que a população tenha conhecimento sobre os cuidados preventivos? Como participar? D r . R i e l l a /// Mundialmente existe uma campanha no

mês de março que aborda a prevenção da Doença Renal, a Campanha do Dia Mundial do Rim. A Fundação Pró-Renal há mais de 33 anos desenvolve atividades de saúde educativas para prevenir esta doença: feiras de saúde, palestras e contato telefônico. Também são feitas abordagens no site da Fundação, redes sociais e também nas parcerias com outras mídias como o Jornal Mercado Municipal.

A Fundação Pró-Renal é uma das principais instituições que educa a comunidade sobre a prevenção. Como as empresas, comunidade e outros interessados podem abordar esta questão com a orientação da Fundação Pró-Renal? D r . R i e l l a /// A Fundação é a única instituição no Paraná que promove esta ação, mas ainda é necessário um apoio mais incisivo das mídias e empresas, pois é uma instituição filantrópica que ainda depende da sensibilização dos paranaenses para tornar esta campanha de massa, uma realidade. O Setor da Prevenção da Fundação apresenta propostas para empresas (Sipat), comunidade e escolas, através de palestras e feiras de saúde – “Construção do Conhecimento”. O interessado deve entrar em contato e apresentar suas necessidades.

Como a Fundação mantém os programas de educação e prevenção? D r . R i e l l a /// Com recursos provenientes de doações da comunidade. Precisamos de ajuda para ampliar nossos projetos, e, entendemos que somente quando todos tiverem o acesso a esta grande campanha pública, vamos conseguir evitar a progressão desta doença que está se tornando a grande epidemia do século.

Todos p ode m

a j udar

Para manter os serviços de saúde oferecidos para a comunidade, os recursos financeiros são obtidos através de campanhas (doações) na comunidade (via conta de luz e telefone) e projetos sociais. O Bazar da Fundação também arrecada doações de roupas, calçados, acessórios, mobiliários, eletrodomésticos e outros. Informações: www.pro-renal.org.br Redes Sociais: fundacaoprorenal (facebook e instagram) Para ajudar: comunicacao@pro-renal.org.br / 41.3312 5410 Feiras e Palestras de Saúde: 41.33125422 Doações para o Bazar: 41.33125415 e bazar@pro-renal.org.br > Dr. Miguel Carlos Riella

85


artigo

moda

p r e p a r a n d o

o

te x to

c l o s e t

b ian ca

p a r a

kowalski

ww w.th e ad d r e sslove .co m .br

Mais da metade do ano passou. Estamos em agosto e já começaram a chegar às lojas as novidades tão esperadas que acompanharão nosso guarda-roupa para o verão Quer saber o que é tendência desde já? Então nos acompanhe nestas dicas:

O m b r o s e m d e s t a q u e 86

01

Ombreiras, mangas bufantes que usamos em 1980 voltam com estruturação e aparecem em roupas casuais e em looks de festas.

02 e s p o r t e

l u x o

Quem não gosta de estar bem vestida e ainda confortável? Esse estilo que já vinha sendo muito visto, continua aparecendo bastante. Calças com zípers e tênis, jaquetas e t-shirts arrumadinhas seguem sendo bem-vindas. revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

o


edi ção/

P i n k

241

Y a r r o w

Cor da Pantone para 2018, ela é vibrante e cheia de vida, aparecendo com forte influência nas roupas.

04

03 T o n s

n e u t r o s

No verão sempre usamos muitas cores e as estampas são muito usadas, mas neste novo verão os tons neutros como o areia, nude e os tons terrosos ganham espaço nos looks.

87

05 M i n i

B o l s a s

Servem mais como um acessório para montar o look do que como uma bolsa. Elas são pequenininhas e super estilosas. Muitas grifes apostaram na criação delas que já estão sendo usadas pela infleunciadoras de moda.

06 C i n t u r a m a r c a d a p o r c i n t o s Eles voltaram com tudo, estão mais largos e marcando bastante a cintura.

Para acertar no uso das dicas acima, é importante lembrar que as mulheres brasileiras têm diversos tipos de corpo, e as tendências devem ser usadas com cuidado, dependendo do tipo físico, tom de pele e cabelo e a ocasião a ser usado o look. Para quem gosta de seguir tendências: Boa inspiração e que venha a próxima temporada!

*as image n s ut ilizadas n esta m até r i a p ossue m f i n s m e ram e nte i l ustrati vos


rh

p a l es tras

treinamento da brigada de prevenção e combate a incêndios

F 88

oi realizado no dia 28 de junho, mais um treinamento de capacitação e reciclagem da equipe de Brigada de Prevenção e Combate a Incêndios, na Academia Barro Preto – Centro de Treinamento Portal das Águas Ltda. Participaram do treinamento 25 colaboradores de diversos Departamentos do Clube. O Programa do treinamento baseado na NPT 017 do Copo de Bombeiros e da NR 23 e NRBs 14.276 e 14277 da ABNT tem como objetivo o estabelecimento de regras e critérios de ações durante situação de emergência, proporcionando maior segurança aos demais colaboradores, sócios, clientes e visitantes. Participaram do treinamento 25 colaboradores de diversos Departamentos do Clube.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


eventos

poker

CIRCUITO GRACIOSA DE POKER 2 0 1 7 5ª etapa

No dia 23 de julho aconteceu a 5ª etapa do Circuito Graciosa de Poker 2017 na Casa de Festas. Acompanhe o calendário e não perca as próximas etapas. O evento conta com o apoio da Liga Curitibana de Poker. Evento exclusivo para sócios maiores de 18 anos. f oto s

lucas

lopes

90

> Clemenceau Calixto e Marco Gulin

> Aldir Brandão e Luiz Szucs

> Divonsir Borba Cortes e Antonio Francisco Athayde

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

Eduardo Sguario (2º), Zoca (1º) e Eduardo Petrelli (3º)


edi ção/

> Enrico Millani e Eduardo Petrelli

241

> Eduardo e Fernado Correia de Oliveira

91

> Jamil Tawil, Germando Paciornik

> Fernando Araújo, Marcelo Gomm e Dante Klimovicz

> Zoca, Gosme Gomm e Bruno Rocha

> Bruno Rocha e Eduardo Sguario


eventos

poker

comunicados

92

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


cp

n ota s

d ata

30 09

bem-estar

1ª edição manhã zen graciosa

T

enha uma experiência diferente em nossa academia. Vem aí a 1ª SEMANA ZEN GRACIOSA. Uma manhã onde você poderá relaxar, alongar, aprender algumas técnicas de respiração e principalmente dedicar algumas horinhas do dia exclusivamente a você e ao seu corpo.

94 aviso

a pa r e ç a n a r e v i s ta do graciosa

T

odos os meses divulgamos em nossas matérias do Centro Poliesportivo, sócios que participam de eventos esportivos pelo mundo. Convidamos você associado praticante de qualquer modalidade esportiva a nos contar a sua história. Entre em contato através do e-mail gerenciacp@graciosa.com.br Ou diretamente na secretaria do Centro Poliesportivo ou no ramal 1338.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


CHOOSE

SUCCESS Por que estudar na Talken significa escolher o sucesso? Com várias opções de curso e a proposta de resolver a questão de fluência no inglês na vida dos alunos, a Talken oferece garantia de aprendizado baseada em testes internacionais especializados; carga horária acima da média do mercado, com 5 horas semanais nos cursos regulares; metodologia consagrada e professores diferenciados. Escolha a melhor opção para você e entre em sintonia com o inglês autêntico.

· Cursos Regulares: Basic, intermediate e advanced. · Business Advanced: Curso voltado à linguagem dos negócios. · Kids: Para crianças a partir de 7 anos. · Teens: Para crianças a partir de 10 anos. · Intensive: Curso intensivo de férias. · Talken in the USA: Programa nos Estados Unidos com aulas no campus da Stetson University, em DeLand, Flórida. · Talken Plus: Vídeos que reforçam os conteúdos das aulas.

talken.com.br AUTHENTIC ENGLISH SCHOOL


cp

cor r i da

corrida TRACK & FIELD PÁTIO BATEL Em mais uma edição da corrida Track & Field – Pátio Batel, os g raciosanos f izeram bonito! Nossa tenda era uma das mais mov imentadas do evento. Parabenizamos todos os par ticipantes!

96

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


cp

tr i a th lon

2 º TRIATHLON INDOOR GRACIOSA COUNTRY CLUB Aconteceu no domingo dia 23/07/2017 o 2º Triathlon Indoor no Graciosa Country Club, em parceria com a assessoria esportiva Webtreino. O evento realizado foi um treino aberto a todos os sócios do clube, em conjunto com os atletas da assessoria contando com o envolvimento de quase 50 participantes, entre alunos e técnicos/professores.

98

O triathlon é composto por 3 modalidades, que se fundem em uma só ao dar origem em um esporte de muita dinâmica e concentração. Apesar de ser considerado um esporte de classificação individual, pode ser trabalhado coletivamente durante as rotinas de treinamento e utilizado, como neste final de semana, com o intuito de diversão e interação coletiva. A programação do domingo previu a realização das atividades de modo a atender a todos os perfis e níveis de condicionamento, partindo do sedentário até um atleta avançado com suas respectivas variações e adaptações. O evento teve início às 8h00 na piscina interna do clube Graciosa pela etapa da natação, onde foram realizadas

algumas entradas e saídas com 23 participantes recebendo dicas e instruções pertinentes à modalidade com sua devida diferenciação entre natação de piscina e natação em águas abertas. Após 60 minutos, os atletas saíram da piscina para se trocar e dar início às próximas etapas. Já prontos para dar início às atividades, às 9h20 o grupo foi dividido em dois. O primeiro grupo foi direcionado ao ciclismo indoor em um espaço organizado no ginásio ao lado da piscina, enquanto o segundo grupo deu início ao treino de corrida em pista externa paralela ao clube. Na terceira etapa, os grupos seriam trocados. Ambas as modalidades tiveram duração de 60 minutos, sempre com 20 minutos de intervalo para possível troca de roupas, hidratação e até mesmo um breve descanso. Ao final da terceira etapa todos foram coroados com uma bela e caprichada mesa de frutas, fechando o evento com chave de ouro. Após 3 horas de atividades e mais algum intervalo, a reposição energética era feita com muita descontração e conversa entre amigos.

E ai? Ficou curioso ou gostou da ideia de praticar Triatlhon? Venha treinar com nossa equipe! Para mais informações e inscrições procure a secretaria do CP ou no ramal 1338/ 1352.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

comunicados

99


cp

b a squ ete

seleção brasileira

MASTER DE BASQUETEB o L G

ostaríamos de parabenizar o nosso associado Joésio Deoclécio Pierin Siqueira que no mês de julho representou nossa seleção Brasileira Master de Basquetebol ficando com a medalha de bronze no mundial nos jogos realizados em Montecatini Termi na Itália, em abril foi vice campeão do World Master Games, realizado em Auckland, na Nova Zelândia. Esta competição é comparada com uma Olimpíada Master entre as equipes.

C onhe ç a u m p ouco de sua t ra j e t ó ria

100

Joésio Deoclécio Pierin Siqueira nasceu na Lapa em 25/09/1948. Desde pequeno se dedicou ao esporte por incentivo de seu pai, Raul Siqueira. Todos os esportes lhe interessavam: vôlei, basquete, futebol. Participava dos Jogos da Primavera, nos anos 60, em União da Vitoria, no mesmo período dos Jogos Estudantis do Paraná, bem como de torneios e campeonatos nas cidades vizinhas à Lapa. Durante a época de faculdade, fez parte da Seleção Paranaense Universitária de Basquetebol, tendo participado, em 1970, em Brasília, dos Jogos Universitários Brasileiros. Depois que se formou foi morar em Brasília e abandonou o basquete, se dedicando ao tênis e ao futebol. Só retornou aos treinos de basquete quando voltou a viver em Curitiba, em 1987, já na categoria master que agrega jogadores acima de 35 anos.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

Em 2009 foi campeão Mundial na categoria 60+, em Praga (República Checa). É tricampeão Pan Americano, sendo o primeiro título obtido em 2011, no estado do Oregon, cidade de Eugene, no Estados Unidos. Conquistas repetidas em 2013, em Lima Peru, e, em 2015, em Puerto Mont, no Chile. É ainda, bicampeão brasileiro, com vitorias conseguidas em Campeonatos Brasileiros de Veteranos de Basquete, promovidos pela Federação Brasileira de Basquete Master (FBBM), realizados em Fortaleza, 2013 e em Goiânia, 2015. Em abril de 2017, ainda com a Seleção Brasileira de Veteranos de Basquete, foi Vice Campeão Olímpico (World Master Games), em Auckland (Nova Zelândia) e medalha de Bronze no Campeonato Mundial de Basquete de Veteranos, promovido pela Federação Internacional de Basquete Master (FIMBA) realizado em julho, deste ano, em  Montecatini Terme (Itália). Afirma que o sucesso alcançado nessas últimas competições vincula-se ao trabalho realizado com o professor de basquete do Graciosa Country Club Marcelo Stroberl. Agradece o apoio da Diretoria de Esportes, especialmente pelo incentivo à pratica do basquete para todas as idades, inclusive mantendo à disposição um professor especialista para ensinar a prática desse esporte. Acredita que não existe limitação de idade para praticar esportes e considera ser a pratica esportiva um dos melhores, senão o mais adequado instrumento para a busca do equilíbrio pessoal e do bem estar mental e de saúde.


g o l f

de par tam e n t o

fem i n in o

ta ç a LET ’ S PLAY GOLF No dia 03 de agosto iniciou a segunda temporada do golf feminino, já sob o comando da nova capitania. A Capitã Marisa Leal reuniu as golfistas para jogar a Taça Let’s Play Golf na modalidade Stroke Play.

Resultados

2ª CATEGORIA

gross 1º Lugar

Roberta Comodo

80

1ª CATEGORIA

1º Lugar

Gilka Feres

68

2º Lugar

Ana Teresa Braz

69

3ª CATEGORIA

1º Lugar

Lucia Pupo

68

1º Lugar

Gilda Roth

71

2º Lugar

Leslie Bocchino

68

2º Lugar

Therezinha Freitas

78

102

> Participantes do Let’s Play Golf

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

> Leslie Bocchino e Lucia Pupo

> Ana Teresa Braz e Gilka Feres

> Roberta Comodo

> Therezinha Freitas e Gilda Roth

Best Golf A equipe feminina participou no dia 10 de agosto, no Ponta Grossa Golf Club da 2ª etapa do Circuito Best Golf 2017, conquistando o título de Vice-Campeã. Com as golfistas em destaque:

Resultados Por equipe Leslie Bocchino, Roselaine Catarino, Ivete Chemin e Gilka Feres Categoria index até 16,5 1º Lugar

Leslie Bocchino

Categoria index 23,8 a 31,7 1º Lugar

Gilka Feres

Categoria Iniciantes 1º Lugar

Vania Leão

2º Lugar

Edna Cartaxo

241

103


golf

de s taque

Aconteceu pelos campos do brasil tacada solidária AFECE data

///

1 5 d e j u l ho

Local

///

Al p havi l l e G ra c i osa C l u be

Campeão Gross Diego Veiga, Mauricio Leão, Bruno Castro e Rafael Laurnagaray 2º Net Joel Fleischfresser, Gustavo Thá, Edgar Prim e André Isfer

VIII Torneio ABGS Golfe Sênior São Paulo Golf Club Taça Eduardo Chapuis

104

data

///

19 d e j u l ho

Local

///

S ã o Pa u lo G o lf C l u b

Grupo B (71 A 75 ANOS) 1º Lugar

Claudio Kiryla

28º Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil data

///

1 9 , 2 0 e 2 1 d e j u l ho

Local

///

Clube de Campo de São Paulo

Categoria A e B 2º Lugar

Daniel Celestino

H ol e in on e no buraco 17 No domingo dia 16 de julho o golfista Rodrigo Macedo realizou a tacada perfeita, registrando seu Hole In One no buraco 17. Jogava com ele na ocasião João Carlos Boscardin

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


contato@kaiutyoga.com.br facebook.com/kaiutyoga

kaiutyoga.com.br

KAIUT YOGA SCHOOL RUA SALDANHA MARINHO, 1632 CURITIBA | PR

41 3232 4216


tênis

tor n eios

INTERCLUBES PARANAENSE DE CLASSES f oto s

ar quivo

jogad or es

Entre os dias 27 e 30 de julho, um grande número de atletas da equipe de tênis do Graciosa disputou na cidade de Maringá o Torneio Interclubes de Classes, evento tradicional e anual da Federação Paranaense de Tênis. A equipe encerrou o torneio conquistando o seg undo lugar.

106

> Vanusa R. Loures, Marilena Sabocinski e Claudia Surugi

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

> Claudia Dedini, Silvana Coelho, Claudia Surugi, Marilena Sobocinski, Vanusa R. Loures, Márcia Sobocinski, Rita Fraletti


edi ção/

241

Fazemos um agradecimento especial ao Grupo Servopa, na pessoa de seu Diretor, Roger Pedroso, que gentilmente cedeu dois automóveis para auxiliar o deslocamento dos atletas e comissão técnica do Clube durante a realização do torneio na cidade de Maringá

> Luiz Felipe Braga Cortes e Carlos A. Schwabe

> Gilberto Schermann e Cacibo Buffara

> Jane C. Frigotto, Brenda Schwabe, Maristela Prado, Heloisa Fortes

107


tênis

n ota s

aulas de tênis squash e beach tennis

O

Graciosa dispõe de profissionais altamente qualificados para ministrar aulas de tênis, squash ou beach tennis. Se você deseja iniciar nos esportes de raquete, melhorar seu rendimento ou aperfeiçoar técnicas procure a secretaria do departamento de tênis.

108

CARRASCO LAWN TENNIS CLU b N

o dia 07 de julho a equipe Infanto Juvenil de Tênis, recebeu a visita dos atletas uruguaios do Carrasco Lawn Tennis Club. Os tenistas do país vizinho estavam participando de uma competição na cidade, e aproveitaram para conhecer as instalações do Graciosa. Durante a tarde os atletas da Carrasco e do Clube, puderam trocar experiências técnicas na prática, e conversar muito sobre performance, desempenho e desenvolvimento dentro do esporte. Em retribuição a calorosa acolhida ficou o convite para nossa equipe visitar as instalações deles.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


N O S S A P R E O C U P A Ç Ã O É O S E U B E M E S T A R A verdadeira beleza está em todo pensamento inovador que acompanha nossos produtos, fazendo com que o cliente tenha sempre a segurança e a certeza de sua qualidade e eficácia.

JUVEVÊ

B AT E L R. Buenos Aires . 77 / T.

[41]

3324.1053

batel@hidrattafarma.com.br

R. Almirante Tamandaré . 1682 / T. [41] 3042.8208 juveve@hidrattafarma.com.br


tênis

esc olin h as

FESTIVAL DAS ESCOLINHAS em homenagem ao dia dos pais

N

a tarde do dia 05 de agosto, aconteceu o 5º Festival de Tênis da Escolinha, desta vez em Homenagem ao Dia dos Pais. Durante o evento, pais e filhos puderam trocar tacadas, experiências e brincar, além de acompanhar a evolução dos seus pequenos atletas no esporte. Nessa etapa, tiveram 4 categorias jogando, onde as crianças não são divididas por idade, mas sim, por nível de jogo e compreensão de regras.

110

Metodologia Bola verde (quadra oficial), jogando torneio no formato da Federação Paranaense de Tênis (FPT); Bola laranja (quadra de 18m), jogando torneio também nos moldes da FPT; Bola vermelha (quadra de 15m), jogando no formato de pontos corridos, onde aquele que ganha avança uma quadra e aquele que perde recua, possibilitando um bom equilíbrio nos jogos; Categoria de festival, crianças que ainda não participam de torneio ou que são iniciantes no esporte.

Utilizando esta metodologia, a Escolinha de tênis com consegue atender e possibilitar a experiência ideal para cada criança, de acordo com sua necessidade e faixa de desenvolvimento. Confira a crescente adesão ao tênis e participação nos festivais, um sucesso do moderno programa aplicado pela equipe de professores.

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

111


tĂŞnis

esc olin h as

112

revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b


edi ção/

241

113


diretoria

g es tão

.

2 0 1 9

P R ES I D E N T E

Me mbros Natos

Glaucio Fernando Bley Filho

Fernando Antonio Miranda Geroldo Augusto Hauer Norberto F. F. de Castilho Marcos Antonio Hauer Rubens Pinho Edgard Luiz Cavalcanti Albuquerque João Carlos Ribeiro Nelson Menicucci Rezende João Manoel de Oliveira Franco Tobias de Macedo Antonio Alves de Araújo Filho Gerson de Sá Tavares Filho Jorge Nacli Neto João Candido da Cunha Pereira Antonio Luiz C. Teixeira de Freitas Cleverson Marinho Teixeira José Candido Muricy Nelson Luiz Velloso Filho Paulo Henrique Rocha Loures Demchuk

V I CE- P RES I D E N T E

Gustavo Mussi Milani Vice-Presiden t e Administ rat ivo

José Hillani Vice-Presiden t e Financeiro

Alexei Affonso Schrappe Antoniuk Ca p i t ã D e Golf

Marisa Leal Ca p i t ã o D e Golf

Guilherme Ferreira Da Costa Coordenadora D e R es p onsabilidade Social

Sueli Marlene Steffen Gossling D ire tor D o C p

Alcy Vilas Boas Júnior D ire tora D o C p e do C lubinho da Criança

Nicole Molteni Lopes

114

2 01 7

D ire tora Cult ural

Liana De Camargo Leão D ire tor D e I nformát ica

Roberto Artigas Faucz D ire tor Jur í dico

Guilherme Jacques Teixeira De Freitas D ire tor Médico

Alcy Vilas Boas Júnior D ire tor O u v idor

Gustavo De Pauli Athayde D ire tor D e Sauna

Guilherme Godinho Zornig D ire tor D e S eguran ça

Luiz Alberto Cartaxo Moura

Me mbros Eleitos

Adalberto Scherer Filho Andre Diniz Affonso Da Costa Attilio Comodo Neto Carlos Alberto Santos Pinho Carlos Eduardo De Athayde Guimarães Carlos Eduardo De Leao Rosenmann Cassio Fernando De B Prestes Cosme Bueno Gomm Daniel Valente Isfer Freddy Jacques S Lima Kesselring José Aristeu Pereira Neto José Eduardo Moraes Sarmento Leslie De Oliveira Bocchino Luigi Antonio Cini Muffone Luiz Affonso Borrelli Costacurta Luiz Afonso Coelho Hauer Marcelo Iwersen Marco Antonio Simões Oilson Centa Negrelle Omar Camargo Filho Osvaldir Benato Ricardo Garmater Ricardo Michelin Ricardo Mueller Rogerio Menta Rubens Curi Sergio Luis Keinert Silvio Luhm Tarcisio Araújo Kroetz Wilson Do Rosário CONSE L H O F ISCAL

D ire tora S ocial

Eliana Fadel Farracha De Castro

Andre Luiz Malucelli Luiz Claudio Maia Vieira Nagib Georges Fattouch

D ire tora D e T ê nis

Silvana Coelho

CONSE L H O F ISCAL SUPLENTE

D ire tor D e T ê nis

Alvaro De Quadros Neto Argemiro Gomes Filho Lauro Alves De Oliveira Junior

Guilherme Luis Buffara Lobo

Graciosa Country Club / Av. Munhoz da Rocha, 1146 tel. 41 3015.5005 revista

/

rac i o s a

co u nt r y

c l u b

secre taria geral

De segunda a sexta, das 9 às 19 horas. R amais: 1325, 1385 e 1367 clubinho da crian ç a

Seg unda das 8h40 às 12h50. De terça a sábado das 8h40 às 18h20. Domingo e feriados das 8h40 às 17h20. R am a l: 1383 secre taria do tê nis

De segunda a sexta, das 8 às 21 horas. Sábado, das 8 às 15 horas. Domingo e feriados das 8 às 14 horas. R amais: 1337 e 1348 secre taria do golf

Segunda, das 7h30 às 17h30. De terça a sexta, das 7h30 às 18 horas. Sábado, das 8 às 15 horas. Domingo só abre em dias de torneio. R amais: 1361, 1380 e 1387 STA RT E R

De terça a domingo, das 7 às 17 horas. R amal: 1360 Sec . do Centro Polies p orti vo

De segunda a sexta, das 7h às 20 horas. Sábado, das 8 às 18 horas. Domingo e feriados, fechado. Ramais: 1352 e 1338 Ravi CA FÉ

De segunda a sexta-feira, das 08h às 20h30. Sábado das 08h às 16h. R amal: 1354 Sauna Masculina

Segunda a sexta, das 14h às 22h30. Sábado, das 14h às 21h30. Feriados, das 14 às 20h30. Domingo, não abre. R amais: 1353 e 1375 Barbearia

De segunda a sexta, das 17h30 às 22h30. Sábado, das 16 às 21h30. Domingo, não abre. R amal: 1324 A cqua Spa

Segunda das 13h às 20h Terça a sábado das 9h às 20h30 Domingo, não abre. R amal: 1378 B iblioteca

Segunda a sexta, das 9h30 às 18h30. Sábado das 9h30 às 13 horas horas. Domingo, não abre. R amal: 1335 Restauran te e Bar da Sede

Segunda a sábado, das 18 às 23 horas. Domingo, das 11h30 às 17 horas. Ramal: 1322 Restauran te do G olf

Segunda a sexta-feira, das 11h30 às 15 horas. Sábado, das 11h30 às 16 horas. Domingo, não abre. R amais: 1336 e 1330 Bar D e passage m

Aos sábados buffet de café das manhã das 7 às 9 horas. Segunda-feira das 15 às 21 horas. Terça a sábado das 7 às 21 horas. Domingodas 7 às 19 horas. R amal: 1347 Restauran te do T ê nis

Aos domingos delicioso buffet de café da manhã das 8 às 10 horas. Segunda-feira das 12 às 21 horas.Terça a sábado: 10 às 21 horas Domingo das 7 às 19 horas. R amal: 1373 casa de festas

Segunda a sexta, das 9 às 18 horas. R amal: 1333


BRAND & BRAND

41 3021 2700

MANUTENÇÃO DE BAIXO CUSTO

RUA PADRE AGOSTINHO COM MÁRIO TOURINHO, C U R I T I B A PELA FAMÍLIA. ESCOLHA O TRÂNSITO SEGURO. | ACESSE: LEXUSBARIGUI.COM.BR | LEXUS.COM.BR Quatro anos de garantia sem limite de quilometragem para uso particular e, para uso comercial. Quatro anos de garantia ou 100 000km, prevalecendo o que ocorrer primeiro. Consulte o manual do proprietário ou o site www.lexus.com.br para obter mais informações. Imagem meramente ilustrativa.

Revista graciosa country club ed 241 setembro 2017  
Revista graciosa country club ed 241 setembro 2017  
Advertisement