Page 1

CĂĄceres Leituras e entrevista por Margarida Pereira-MĂźller


Saímos de Queluz pela fresca,. O caminho pelo Alentejo ainda foi de temperatura suave, agradável. Em Elvas, a antiga glória da fronteira do Caia já há muito que desvaneceu. Agora temos um agrupamento de casario abandonado, deixado às ervas. A estação de serviço está às moscas, só mesmo os muito desesperados é que lá param. O único restaurante e o snack-bar estavam fechados. A casa de banho suja e a cheirar mal. Caia é mesmo para esquecer. De Elvas a Cáceres é um pulo. Fomos pela EX100, a estrada nacional. O calor estival em plena Primavera. Mas Cáceres recebeu-nos com muita simpatia. As suas ruas com muitas árvores e as praças com fontes emanam frescura e fazem esquecer as altas temperaturas que já se sentiam. O Hotel Don Manuel foi construído há somente três anos no lugar da antiga escola conventual que Almodôvar frequentou.


Sess찾o "Contos e Lendas Populares do Mundo Lus처fono" com M. Margarida Pereira-M체ller


Entrevista a de Silva do programa Lusit창nia Express do Canal Extremadura


O programa de rádio “Lusitânia Express”, dirigido pelo jornalista José Maria da Silva, com a colaboração da Leitora do Instituto Camões na Universidade da Extremadura, Teresa Ferreira, na secção “Carruagem Camões”, na qual são abordados temas relacionados com a língua e a cultura portuguesas


Graças ao título de Património Mundial da Humanidade, recebido em 1986, Cáceres lavou a cara, arranjou-se e mostra-se agora no seu esplendor medieval. A zona muralhada está interdita aos automóveis. Até a Plaza Mayor é agora zona pedonal. Cáceres teve grande importância estratégica para os romanos, visigodos e árabes., que aproveitaram a localização estratégica, na qual tinha assentado a colónia romana, para construir uma base militar para fazer frente aos cristãos vindos do norte durante a época da Reconquista. No século XII, devido ao avanço dos cristãos, a cidade foi fortificada com uma muralha de adobe. No entanto, o rei Afonso IX, monarca do Reino de Leão, tomou a cidade anos depois a 23 de Abril de 1229, dia de São Jorge, que desde então é o padroeiro da cidade. A partir desse momento, Cáceres começa a transformar-se, construindo igrejas no lugar das mesquitas e palácios cristãos sobre os palácios muçulmanos.


Cadernos de Viagem - Cáceres  

Cáceres Sessão de leituras na Biblioteca Pública Entrevista ao Canal Extremadura

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you