Issuu on Google+

INVENTÁRIO

DE

EMISSÕES ATMOSFÉRICAS

SECTOR TRANSPORTES RODOVIÁRIOS

Loures

Relatório 13.092.12/002 21 de Dezembro de 2012


1

Índice ÍNDICE

1

ÍNDICE DE GRÁFICOS

2

ÍNDICE DE TABELAS

3

GLOSSÁRIO

4

1.

ENQUADRAMENTO

7

2.

CARATERIZAÇÃO DO CONCELHO DE LOURES

2.1

CARATERIZAÇÃO DEMOGRÁFICA E TERRITORIAL

10

10

3.

METODOLOGIA

14

4.

CARATERIZAÇÃO DOS DADOS

17

4.1

CARATERIZAÇÃO DO PARQUE AUTOMÓVEL

17

4.2

CARATERIZAÇÃO DISTÂNCIAS PERCORRIDAS, MEIO DE CIRCULAÇÃO E VELOCIDADES MÉDIAS

19

4.3

CARATERIZAÇÃO DO CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

20

4.4

FATORES DE EMISSÃO

20

5.

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS

24

5.1

EMISSÕES ATMOSFÉRICAS TOTAIS NO CONCELHO

24

5.2

POR CATEGORIA DE VEÍCULOS

24

5.3

POR TIPO DE COMBUSTÍVEL

28

5.4

PRINCIPAIS VIAS DO CONCELHO DE LOURES

28

6.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

34

7.

BIBLIOGRAFIA

36

ANEXOS

38

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


2

Índice de Gráficos Gráfico 1 - Número de habitantes por cada freguesia do Município de Loures .................................... 12 Gráfico 2 - Densidade populacional (evolução do município entre 2001-2011) ................................... 12 Gráfico 3 – Caraterização do número de veículos (evolução do município entre 2009-2010) ................ 17 Gráfico 4 – Desagregação do parque automóvel por categoria (2009/2010) ...................................... 18 Gráfico 5 – Desagregação do parque automóvel por tipo de combustível utilizado (2009/2010) ........... 19 Gráfico 6 – Desagregação das emissões de CO2 por categoria de veículo. ......................................... 25 Gráfico 7 – Desagregação das emissões de COVNM por categoria de veículo. .................................... 26 Gráfico 8 – Desagregação das emissões de CO por categoria de veículo. .......................................... 26 Gráfico 9 – Desagregação das emissões por via considerada em relação ao total do concelho.. ........... 31

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


3

Índice de Tabelas Tabela 1 - Densidade populacional e área territorial de cada freguesia em 2001 e 2011 ..................... 11 Tabela 2 – Dados de entrada para a contabilização das emissões atmosféricas associadas ao sector rodoviário. ................................................................................................................................ 15 Tabela 3 – Tipos de condução por categoria de veículo considerada. ................................................ 19 Tabela 4 – Venda de combustíveis no concelho de Loures (2009/2010). ........................................... 20 Tabela 5 – Desagregação por classes a nível europeu dos veículos em circulação. ............................. 21 Tabela 6 - Temperaturas médias mensais para o Concelho de Loures ............................................... 22 Tabela 7 – Pressão de Vapor dos combustíveis ao longo do ano. ...................................................... 22 Tabela 8 – Emissões calculadas para os principais poluentes atmosféricos considerados. .................... 24 Tabela 9 – Emissões atmosféricas estimadas para os principais poluentes atmosféricos considerados, emitidos por veículos pesados em ambos os anos .......................................................................... 25 Tabela 10 – Fatores de emissão estimados para os principais poluentes atmosféricos considerados, emitidos por veículos pesados em ambos os anos .......................................................................... 27 Tabela 11 – Fatores de emissão estimados para os principais poluentes atmosféricos considerados, tendo como fonte a gasolina em ambos os anos ..................................................................................... 28 Tabela 12 – Fatores de emissão estimados para os principais poluentes atmosféricos considerados, tendo como fonte o gasóleo em ambos os anos ...................................................................................... 28 Tabela 13 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – A1. ................... 29 Tabela 14 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – CRIL. ................ 29 Tabela 15 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – IC17. ................ 30 Tabela 16 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – IC2. .................. 30 Tabela 17 - Comparação entre as diferentes vias e o seu contributo em relação às emissões totais do Concelho de Loures. ................................................................................................................... 31

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


4

Glossário APA - Agência Portuguesa do Ambiente AU_GN – Veículo pesado urbano de passageiros a gás natural AVFT - Alternate Vehicle Fuels & Technologies C - Carbono CAE - Classificação das Actividades Económicas CH4 - Metano CMEM - Comprehensive Modal Emissions Model CNG – Compressed Gas Natural CO – Monóxido de carbono CO2 – Dióxido de carbono CO2 e– Dióxido de carbono equivalente COV – Compostos Orgânicos Voláteis DGEG - Direção Geral de Energia e Geologia EPA – Environmental Protection Agency FC - Fluorcarbonetos GEE – Gases com Efeito de Estufa HC - Hidrocarbonetos IPCC - Intergovernemental Panel on Climate Change NFR - Nomenclature For Reporting NMCOV - Compostos orgânicos voláteis não metânicos NH3 – Amoníaco NO – Monóxido de azoto NO2 – Dióxido de azoto NOx – Óxidos de azoto N2O – Óxido nitroso MOVES – Motor Vehicle Emission Simulator PAHs – Hidrocarbonetos aromáticos cíclicos Pb - Chumbo PM – Partículas PM10 – Partículas com menos de 10 micrómetros de diâmetro aerodinâmico PM2.5 – Partículas com menos de 2,5 micrómetros de diâmetro aerodinâmico POPs – Poluentes Orgânicos Persistentes SNAP97 - Selected Nomenclature for sources of Air Pollution CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


5

SO2 – Dióxido de enxofre SOx - Óxidos de enxofre TREM – Transport Emission Model for Line Sources VPPI_D – Veículo pesado interurbano de passageiros a diesel VPPU_D – Veículo pesado urbano de passageiros a diesel VL_D – Veículo ligeiro de passageiros a diesel VL_G – Veículo ligeiro de passageiros a gasolina VLC_D – Veículo ligeiro comercial a diesel VLM_D – Veículo ligeiro de mercadorias a diesel

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


6

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


7

1.

Enquadramento

O sector dos transportes foi considerado no

entre eles o efeito de estufa, as chuvas ácidas e

Quinto Programa de Ação Ambiental da União

a redução da camada de ozono.

Europeia: um dos cinco “sectores económicos principais

capazes

de

causar

danos

no

ambiente” e definido como “o mais importante impacte

ambiental”

no

Mercado

Interno

Europeu.

O presente inventário insere-se no âmbito do projeto

europeu

“Estratégias

e-AIRE.

Ambientais

Este

projeto,

Integradas

para

a

Redução de Emissões” (e-AIRE), tem como finalidade minimizar e controlar as emissões de

Apesar dos inúmeros avanços da tecnologia

Gases com Efeito de Estufa (GEE), com objetivo

quer dos veículos, quer dos combustíveis na

de melhorar a qualidade ambiental de áreas

direção de reduzir as emissões atmosféricas

urbanas, tendo como parceiros o Gobierno de

nocivas; o crescente número de veículos a

Cantabria - Consejería de Medio Ambiente de

circular e da distância percorrida faz com que

Cantabria (líder do consórcio); Gobierno de la

os

e

Rioja - Consejería de Turismo, Medio Ambiente

meio

y Política Territorial; Diputación Provincial de

resultados

ganhem

sejam

destaque

contrabalançados

na

proteção

do

ambiente a diferentes níveis.

Ávila - Agencia Provincial de la Energía de Ávila,

Sendo a poluição atmosférica, a poluição sonora e a produção de resíduos os problemas mais evidentes,

outros

Aranjuez.)

e

a

Câmara

Municipal de Loures. Para atingir tal objetivo definiram-se alguns

crescente

marcos, onde se engloba o melhoramento de

ocupação do espaço urbano por infraestruturas

inventários de emissões de gases de efeitos de

rodoviárias que dificultam a vivência plena dos

estufa e substâncias nocivas das regiões. Assim

espaços pelas populações residentes.

elaborou-se o Inventário de Emissões de Gases

Neste

ambientais)

inventário

foi

negativos

de

(não

considerados

impactos

Ayuntamiento

são

dado

a

destaque

à

determinação e análise dos principais poluentes emitidos por este sector, nomeadamente: o

com

Efeito

de

Estufa

para

o

sector

dos

transportes rodoviários, no Concelho de Loures, para os anos de referência 2009 e 2010.

dióxido (CO2) e monóxido de carbono (CO), os

Primeiramente fez-se uma breve caraterização

óxidos de azoto (NOx) e os compostos orgânicos

do Concelho de Loures, dos anos de referência,

voláteis (COV).

incluindo

Uma medida já implementada foi a utilização obrigatória de catalisadores nos automóveis, que teve resultados positivos na não emissão

a

transportes

demografia rodoviários,

CO2

explicitadas

diferentes

gases

sector

nomeadamente,

dos a

de combustíveis no concelho. Posteriormente,

Os

o

caraterização do parque automóvel e a venda

de alguns poluentes; contudo as emissões de aumentaram.

e

foram

as

e

diferentes

metodologias

como,

metodologias

libertados através da combustão variam com a

existentes,

queima realizada nos motores e o combustível

utilizadas para o cálculo das emissões de GEE

utilizado.

relacionadas com os transportes rodoviários. De

A poluição associada ao sector dos transportes rodoviários é em grande parte local, isto é, afeta diretamente as populações presentes no local onde ocorrem as emissões. Apesar disso,

bem

identificadas as

um modo geral, procurou-se quantificar as emissões

para

poluentes

a

atmosfera

provenientes

dos

dos

principais transportes

rodoviários.

tem a capacidade de ultrapassar fronteiras

Para tal, utilizou-se o software Copert 4. De

afetando

seguida, foram caracterizadas as principais vias

áreas

que

podem

distar

alguns

quilómetro de. Essa poluição origina efeitos

rodoviárias

do

Concelho

de

Loures

e

globais que se desenvolvem por todo o globo, CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


8

determinado qual o seu contributo para as emissões totais de GEE. Finalmente, foram analisados os resultados obtidos na globalidade do concelho e nas principais vias, para os anos considerados.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


9

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


10

Caraterização do Concelho de

2.

Loures No presente capítulo procede-se à caraterização

conexão com o crescimento do Concelho de

sumária

Lisboa.

do

Concelho

de

Loures,

a

nível

demográfico, bem como ao nível do sector rodoviário.

No

ano

1998,

alterado

o

número

de

freguesias de 25 para as atuais 18 com o aparecimento

2.1

foi

Caraterização

demográfica

e

territorial

do

Considerado

um

Concelho dos

de

principais

Odivelas. eixos

de

desenvolvimento económico e social da região, o concelho tem uma área aproximada de 170

Criado em 1886, o Concelho de Loures tem

Km2, cerca de 6% do território incluído na área

apresentado um desenvolvimento de estreita

Metropolitana de Lisboa, com uma população aproximada de 205 mil habitantes (fonte: INE, Censos 2011).

Ilustração 1 - Delimitações e Freguesias do Município

Ao longo dos últimos anos, é notável a evolução

Tabela

da densidade populacional no concelho em

pertencentes

geral e em cada uma das suas freguesias. Na

correspondentes número de habitantes para os anos

1

2001

são

apresentadas ao

e

2011

as

Município como

de

Freguesias Loures,

também a

sua

respetiva área.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


11

Tabela 1 - Densidade populacional e área territorial de cada freguesia em 2001 e 2011

Anos Área (km2)

Freguesias 2001

2011

Apelação

6.043

5.647

1,41

Bobadela

8.577

8.839

3,57

Bucelas

4.810

4.663

33,97

Camarate

18.821

19.789

5,67

Fanhões

2.698

2.801

11,63

Frielas

2.676

2.171

5,56

Loures

24.237

27.362

32,82

Lousa

3.419

3.169

16,52

Moscavide

12.184

14.266

1,1

Sacavém

17.659

18.469

0,99

S. Iria de Azóia

17.571

18.240

1,32

S. Antão do Tojal

4.192

4.216

6,43

S. A. Cavaleiros

21.947

25.881

13,28

S. João da Talha

17.970

17.252

4,08

S. Julião do Tojal

3.600

3.837

7,52

Unhos

10.531

9.507

15,13

Portela

15.441

11.809

3,63

Prior Velho

6.683

7.136

4,48

TOTAL

199.059

205.054

169,11

Fonte: INE, Censos 2001 e 2011

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


12

Prior Velho Portela Unhos S. Julião do Tojal S. João da Talha S. A. Cavaleiros

Freguesias

S. Antão do Tojal S. Iria de Azóia Sacavém Moscavide Lousa Loures Frielas Fanhões Camarate

Bucelas Bobadela Apelação 0

5 000

10 000

15 000

20 000

25 000

30 000

Habitantes

2011

2001

Milhares

Habitantes

Gráfico 1 - Número de habitantes por cada freguesia do Município de Loures

206 205 204 203 202 201 200 199 198 197 196

2001

2011 Anos

Gráfico 2 - Densidade populacional (evolução do município entre 2001-2011)

Verificou-se

um

crescimento

populacional

aproximado de 3% entre os anos de 2001 e 2011, em todo o Concelho de Loures. Contudo o comportamento demográfico não foi uniforme em todo o território, em algumas das freguesias verificou-se um decréscimo no número de habitantes.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


13

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRU��ÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


14

3.

Metodologia

De acordo com as recomendações do EMEP/EEA

Para obter resultados com um menor erro

Emission inventory guidebook – 2009 (IPCC) no

associado, houve a necessidade de criar outro

sector dos transportes rodoviários é possível

método mais específico’ em comparação com o

utilizar diferentes metodologias com o objetivo

Tier 1 e assim surgiu o Tier 2. Este método

de elaborar um inventário de emissões.

baseia-se nas diferentes categorias de veículos,

Essas metodologias permitem estimar e avaliar, de uma maneira completa e viável, as emissões atmosféricas

dos

diversos

poluentes

relacionados com os transportes rodoviários. A abordagem pode ser feita através de três

contudo ainda recorre a uma subdivisão que se refere à tecnologia utilizada pelos veículos e na legislação

que

controla

as

suas

emissões

atmosféricas (Conventional, EURO1, EURO2, EURO3, EURO4, EURO5 e EURO6).

complexidades

É necessário ainda conhecer o número de

diferentes e onde se procura utilizar o mais

veículos do parque automóvel a considerar para

adequado com os dados disponíveis. É notório

cada categoria e o seu valor médio anual de

que,

quilómetros percorridos. Assim, apesar de ser

processos

semelhantes,

sendo

uma

com

aproximação

matemática,

todos estes métodos têm um erro associado. O método Tier 1, o método mais simples, utiliza dados estatísticos relativos ao consumo de

utilizado um considerável número de variáveis, os resultados obtidos ainda têm um grau de incerteza.

combustível e fatores de emissão padrão para

Por ultimo, o método que garante um maior

cada

categorias

grau de confiança é o Tier 3. Idealmente seria a

passageiros;

abordagem mais conveniente a utilizar, no

categoria

consideradas

de são:

veículos

ligeiros

pesados

de

de

veículos. veículos

As

veículos

entanto nem sempre é possível ter dados

camionetas;

fiáveis para preencher os seus requisitos. É este

mercadorias;

mercadorias;

motociclos e ciclomotores. Os diferentes tipos

o

de combustíveis considerados são: gasóleo;

inventário e através do software licenciado

gasolina e Gases de Petróleo Liquefeitos (GPL).

Copert 4 procurou-se quantificar as emissões

Os fatores de emissão são calculados através

dos vários poluentes diretamente relacionados

do software Copert 4. Devido à modernização

aos transportes rodoviários para os anos de

dos veículos ao longo dos anos, prevê-se que

2009 e 2010.

os resultados obtidos através desta abordagem

As fontes utilizadas encontram-se descritas na

sejam

tabela seguinte:

ligeiramente

comparados

com

superiores os

outros

quando

método

utilizado

na

realização

deste

métodos

disponíveis.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


15

Tabela 2 – Dados de entrada para a contabilização das emissões atmosféricas associadas ao sector rodoviário. Tipo de Informação

Fonte

Consumo de combustível População Traçado das vias rodoviárias

Contagem de tráfego rodoviário

Fatores de emissão

Parque Automóvel

Direção Geral Energia e Geologia Instituto Nacional de Estatística (Censos) Google Earth Estradas de Portugal Mapa de Ruído Agência Europeia do Ambiente (EMEP/CORINAIR) APA – Agência Portuguesa do Ambiente Instituto de Seguros de Portugal

Este método de cálculo divide as emissões

poluentes têm diferentes taxas de emissões em

totais (Etotal) em duas categorias: emissões a

cada um dos processos, sendo essas taxas mais

frio (Ecold) e emissões a quente (Ehot). Ambas

elevadas principalmente na “fase fria”.

estão

relacionadas

funcionamento

do

com

a

veículo,

temperatura sendo

as

de Ehot

consideradas quando é atingida a temperatura nominal de funcionamento do motor e as Ecold relativas ao processo de aquecimento. A razão para diferenciar estas emissões é que alguns

Outro aspeto considerado foi a diferenciação das

emissões

de

acordo

com

o

tipo

de

condução, isto é, se o veículo circula na autoestrada; no meio rural; ou no meio urbano. O diagrama seguinte reflete a metodologia utilizada na execução do inventário.

Ilustração 2 – Diagrama ilustrativo da metodologia utilizada.

Fonte: EMEP/EEA Emission inventory guidebook – 2009 (IPCC)

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


16

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


17

Caraterização dos Dados

4.

Neste capítulo é feita uma caraterização dos

Concelho de Loures e o número de veículos

dados de entrada considerados para o modelo

registados.

de cálculo das emissões atmosféricas com

nomeadamente

recurso à ferramenta COPERT.

calibrados posteriormente cruzando este fator

Assim,

os

dados

número

de

de

entrada,

veículos,

foram

de correção com o fator de correção associado ao consumo de combustível estimado e o valor 4.1

Caraterização

do

Parque

Automóvel

de vendas divulgado anualmente pela DGEG. Considerou-se

Inicialmente,

os

dados

caraterização

da

frota

utilizados de

a

diferentes

foram

automóvel

para

Loures

que

classes de

a de

distribuição veículos

Loures

é

do

pelas parque

semelhante

à

retirados da base de dados do Instituto dos

distribuição nacional. Tendo sido aplicada a

Seguros de Portugal e representam o número

mesma distribuição nos dois anos a que este

de veículos registados para o Concelho de

inventário diz respeito.

Loures.

Analisaram-se os dados relativos a 2009 e 2010 fez-se

e foi possível constatar um aumento de 4% na

desagregação por tipologia de acordo com a

frota automóvel em circulação no concelho. A

desagregação

nas

evolução

dos

compunham o parque automóvel do concelho

Com

bases

base

de

nos

valores

nacional

dados

totais,

disponibilizada

europeias

resultantes

número

de

veículos

que

nos anos considerados está refletida no gráfico

inventários nacionais. Contudo, existe

do

uma diferença

significativa

seguinte.

entre o número de veículos que circulam no

Frota Automóvel 120

Número de veículos (x103)

100 80 60 40 20 0 2009

2010

Gráfico 3 – Caraterização do número de veículos (evolução do município entre 2009-2010)

Tendo em conta que não existem valores

2009 é semelhante à verificada em 2010, a

anuais para a desagregação do número de

nível

veículos por categoria considerada assumiu-se

desagregação idêntica por categoria de veículo,

que a desagregação do parque automóvel em

no Concelho de Loures, para os anos 2009 e 2010,

nacional.

tal

como

Essa

está

premissa

ilustrado

resulta

no

na

gráfico

seguinte. CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


18

Desagregação por categoria de veículo Motociclos 5.6%

Ciclomotores 16.1%

Ligeiros de Passageiros 58.9%

Autocarros 0.3% Camionetas 7.5%

Pesados de Mercadorias 9.1% Ligeiro s de Mercadorias 2.7%

Gráfico 4 – Desagregação do parque automóvel por categoria (2009/2010)

As categorias consideradas para os diferentes

representam grande parte da frota automóvel

veículos foram as categorias de referência da

em

ferramenta de cálculo COPERT, a saber:

aproximadamente 59% dos veículos. Existe

Veículos de Passageiros (Ligeiros de Passageiros);

Veículos

Ligeiros

de

Mercadorias

(Ligeiros de Mercadorias); 

Veículos

Pesados

de

Mercadorias

(Pesados de Mercadorias);

circulação

no

Concelho

de

Loures,

também uma representação significativa de veículos pesados, cerca de 9%, devido à forte presença do sector industrial do concelho. Por outro lado os autocarros são a categoria com menor

representatividade,

com

um

peso

inferior a 1%.

Camionetas/Furgonetas (Van);

Numa última análise

Autocarros (Pesados de Passageiros);

automóvel de Loures foi possível verificar que

ao que

é o parque

Ciclomotores (Mopeds);

existe uma ligeira diferença em termos de

Motociclos (Motociclos).

veículos a gasolina e veículos a gasóleo sendo os veículos a gasolina mais utilizados neste concelho. É também possível constatar que os

Ainda

de

podemos

acordo

com

verificar

passageiros,

como

o

que

gráfico os

seria

anterior,

veículos de

de

esperar,

veículos a GPL, em circulação no concelho têm uma

representatividade

muito

baixa

sem

significância estatística.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


19

Combustível Utilizado

43% Diesel 57%

Gpl S/ Chumbo 0%

Gráfico 5 – Desagregação do parque automóvel por tipo de combustível utilizado (2009/2010)

4.2

Caraterização Distâncias

Percorridas, Meio de Circulação e Velocidades Médias Os

valores

das

distâncias

percorridas

considerados para todas as classes de veículos pertencentes à frota que circula no Concelho de Loures

são

os

valores

conhecidos

a nível

nacional, disponibilizados no inventário nacional de emissões atmosféricas. Estes valores têm como base os dados dos centros de inspeções de veículos tendo sido feita posteriormente a sua desagregação por categoria. Tendo em

correspondentemente

de

acordo

com

a

bibliografia consultada. Para calcular a percentagem de circulação dos veículos por tipo de condução recorreu-se ao registo das velocidades próprias de condução para meio rural, meio urbano e autoestradas e cruzou-se essa informação com os dados das velocidades lidas na execução da carta de ruído do concelho.

conta que os ciclomotores e os motociclos não têm obrigatoriedade de inspeção, assumiu-se o

Tendo em conta o anteriormente exposto na tabela seguinte são indicados os pressupostos

valor médio de 5.000 km/ano e 12.000km/ano,

tidos

para

cada

nomeadamente:

categoria

de

velocidades

veículos,

médias

e

desagregação dos quilómetros percorridos por tipo de condução. Tabela 3 – Tipos de condução por categoria de veículo considerada. Tipologia

Velocidades (km/h)

Urbano

Rural

Distâncias percorridas por tipo de condução (%)

Autoestrada

Urbano

Rural

Autoestrada

Ligeiro de Passageiros

38

57

108

40

39

21

Ligeiro de Mercadorias

38

57

108

40

39

21

Pesado de Mercadorias

32

52

89

40

39

21

Autocarros

32

52

89

40

39

21

Ciclomotores

25

40

-

51

49

0

Motociclos

25

61

124

40

39

21

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


20

4.3

Caraterização

do

Consumo

de

Combustível Os dados de entrada do modelo relativos ao

são disponibilizados pela Direção Geral Energia

consumo de combustível para ambos os anos,

e Geologia (DGEG) de acordo com a venda de Produtos do Petróleo no Mercado Interno. Para o Concelho de Loures os valores conhecidos são indicados

na

tabela

seguinte.

Tabela 4 – Venda de combustíveis no Concelho de Loures (2009/2010). Combustível

Venda Combustíveis (ton) 2009

2010

Gasolina

30675

32242

Gasóleo

98827

108481

GPL

320

324

É notório que houve um aumento na venda dos

número de veículos em circulação no Concelho

vários

de Loures para ambos os anos.

combustíveis

no

concelho,

aproximadamente 8,6% no total de vendas realizadas, que deverá resultar do aumento proporcional verificado no parque automóvel

4.4

Fatores de Emissão

em Portugal para o mesmo período, também

Em relação aos fatores de emissão utilizados,

8,6%.

estes são automaticamente calculados através

Devido à diferença entre a quantidade de

do software COPERT IV tendo como base as

combustível vendido/consumido no Concelho de

condições de condução e as características dos

Loures e o combustível estimado pelo software

veículos, bem como as

COPERT IV foi necessário fazer uma calibração

combustíveis utilizados. Isto é, de acordo com

do modelo inicialmente considerado.

as diferentes classes de veículos, com o tipo de

Foi considerado o fator de correção que resulta da proporção entre o consumo de combustível conhecido associado às vendas realizadas no concelho e o consumo estimado a partir do parque automóvel registado no concelho. Assim, fez-se a calibração do modelo inicial

características dos

combustível utilizado, com a tecnologia dos veículos consoante o ano de fabrico e também de acordo com as velocidades previamente indicadas. São também considerados dados meteorológicos

da

região

em

estudo.

A

desagregação de classes por ano de construção a nível Europeu é a indicada na tabela seguinte.

utilizando o fator de correção diretamente no

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


21

Tabela 5 – Desagregação por classes a nível europeu dos veículos em circulação.

Fonte: Portuguese Informative Inventory Report 2012

Para

o

cálculo

evaporativa

é

dos

fatores

necessário

de

emissão

conhecer

a

temperatura ambiente para os vários meses do

de Loures, que se apresentam na tabela em baixo, foram retirados das cartas normais do Instituto de Meteorologia.

ano. Os valores considerados para o Concelho

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


22

Tabela 6 - Temperaturas médias mensais para o Concelho de Loures Mês

Max. (ºC)

Min. (ºC)

Janeiro

8,3

14,8

Fevereiro

9,1

16,2

Março

11

18,8

Abril

11,9

19,8

Maio

13,9

22,1

Junho

16,6

25,7

Julho

18,2

27,9

Agosto

18,6

28,3

Setembro

17,6

26,5

Outubro

15,1

22,5

Novembro

11,8

18,2

Dezembro

9,4

15,3

Fonte: Instituto de Meteorologia, IP Portugal

De acordo com a Legislação Portuguesa (DL

2000. Os valores mensais considerados para o

104/2000; Portaria 1489/95; Portaria 125/89),

Concelho de Loures, são os valores aplicados a

os

nível nacional e estão indicados na tabela

valores

mensais

da

volatilidade

dos

combustíveis são aplicados desde Maio de

seguinte.

Tabela 7 – Pressão de Vapor dos combustíveis ao longo do ano. Mês

Pressão de Vapor (Método de Reid) - kPa

Janeiro

90

Fevereiro

90

Março

90

Abril

90

Maio

60

Junho

60

Julho

60

Agosto

60

Setembro

60

Outubro

90

Novembro

90

Dezembro

90

Fonte: Agência Portuguesa para o Ambiente, APA.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


23

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


24

Apresentação dos resultados

5.

Neste capítulo são apresentados os resultados

libertadas no concelho associadas ao sector dos

obtidos para o inventário de emissões no

transportes rodoviários (monóxido de carbono,

Concelho

óxidos de azoto, dióxido de carbono, compostos

de

Loures

para

o

sector

dos

orgânicos voláteis não metálicos) divididos por

transportes rodoviários.

fonte

emissora

(categoria

combustível). No Anexo I 5.1

Emissões atmosféricas totais no

tabela

no

em

baixo

estão

indicados

veiculo

e

estão indicadas as

emissões de todos os poluentes considerados

Concelho Na

de

presente

inventário

de

emissões

atmosféricas.

as

principais emissões atmosféricas, em toneladas,

Tabela 8 – Emissões calculadas para os principais poluentes atmosféricos considerados.

Categoria

CO

NOX

CO2

NMVOC

Gasolina

1.180

109

87.975

94

Gasóleo

110

612

171.108

19

GPL

4

0

918

0

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo

207

368

72.064

31

Pesados de Mercadorias

Gasóleo

177

764

70.154

48

Pesados de Passageiros

Gasóleo

36

148

21.473

4

Ciclomotores

Gasolina

787

10

6.861

696

Motociclos

Gasolina

1.434

15

11.309

390

3.933

2.025

441.863

1.285

Ligeiros de Passageiros

Total

5.2

Emissões (ton)

Combustível

Por categoria de veículos

Numa primeira análise é importante perceber

Para isso utilizámos três dos principais gases

entre os veículos pesados e veículos ligeiros

com efeito de estufa para fazer esta análise,

quais são os mais poluentes para o concelho.

foram eles o CO2, os NMVOC, e o CO. Os dados analisados foram retirados em relação ao ano 2009 e 2010. Na tabela seguinte apresentamse os resultados obtidos.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


25

Tabela 9 – Emissões atmosféricas estimadas para os principais poluentes atmosféricos considerados, emitidos por veículos pesados em ambos os anos Total emissões por GEE (ton)

CO2

COVNM

CO

Ligeiros de Passageiros

260.001

114

1.293

Ligeiros de Mercadorias

72.064

31

207

Pesados de Mercadorias

70.154

48

177

Pesados de Passageiros

21.473

4

36

Ciclomotores Motociclos Total

6.861

696

787

11.309

390

1.434

441.863

1.285

3.933

Relativamente à preponderância de cada uma

seguintes as desagregações obtidas para cada

das

um dos gases analisados.

classes

de

veículos

consideradas

nas

emissões totais, apresentam-se nos gráficos

Desagregação das Emissões em tonelada de CO2 Pesados de Passageiros 4,9%

Ciclomotores 1,6%

Motociclos 2,6%

Pesados de Mercadorias 15,9% Ligeiros de Passageiros 58,8% Ligeiros de Mercadorias 16,3%

Gráfico 6 – Desagregação das emissões de CO2 por categoria de veículo.

No caso do CO2, o maior contributo para as

emissões. Os restantes 9% das emissões de

emissões totais tem origem nos veículos ligeiros

CO2 distribuem-se pelas categorias com menor

de passageiros com, aproximadamente, 59%

impacto (pesados de passageiros, ciclomotores

das emissões totais. Os ligeiros de mercadorias

e motociclos).

e

pesados

de

mercadorias

apresentam

contributos semelhantes de, aproximadamente, 16%,

perfazendo

um

total

de

32%

das

Relativamente às emissões de COVNM a sua distribuição

pelas

diferentes

categorias

de

veículos é apresentada no gráfico seguinte.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


26

Total Emissões em tonelada de COVNM

Motociclos 30,4%

Ligeiros de Passageiros 8,9% Ligeiros de Mercadorias 2,5% Pesados de Mercadorias 3,8%

Ciclomotores 54,2%

Pesados de Passageiros 0,3%

Gráfico 7 – Desagregação das emissões de COVNM por categoria de veículo.

O gráfico anterior permite afirmar que a maior

aproximadamente

parte das emissões de COVNM resultam da

restantes 7% distribuem-se pelos Ligeiros e

circulação de Cicliomotores e Motociclos, com,

Pesados

respetivamente, 54% e 30% das emissões

Passageiros.

totais deste sector. Esta preponderância deverse-á

ao

tipo

de

combustível

utilizado,

exclusivamente gasolina, e à tecnologia de queima dos motores. Os veículos ligeiros de passageiros apresentam uma percentagem de

No

que

de

diz

9%

das

Mercadorias

respeito

apresentam-se

no

às

emissões. e

Pesados

emissões

gráfico

Os de

de

CO

seguinte

os

contributos de cada uma das categorias de veículos para o total de emissões do sector de transportes

rodoviários

do

concelho.

Total Emissões em tonelada de CO Ligeiros de Passageiros 32,9%

Ligeiros de Mercadorias 5,3% Motociclos 36,5%

Pesados de Mercadorias 4,5% Pesados de Passageiros 0,9% Ciclomotores 20,0%

Gráfico 8 – Desagregação das emissões de CO por categoria de veículo.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


27

As emissões de CO verificadas no concelho

desagregação verificada para os COVNM esta

devem-se maioritariamente à circulação de

preponderância dos ciclomotores e motociclos

motociclos com cerca de 37% das emissões

deve-se à utilização exclusiva de gasolina e

totais,

também à tecnologia de queima dos motores.

seguem-se

os

veículos

ligeiros

de

passageiros com 32,9%% e os ciclomotores com 20%. Os restantes 10% dividem-se pelas categorias de ligeiros e pesados de mercadorias e pesados de passageiros. À semelhança da

Apresentam-se também os principais fatores de emissão obtidos por distância percorrida para os dois anos em análise, por categoria de veículo e combustível utilizado.

Tabela 10 – Fatores de emissão estimados para os principais poluentes atmosféricos considerados, emitidos por veículos pesados e ligeiros em ambos os anos Veículos Pesados Total emissões CO2 g/km 2009

Total emissões CO2 g/km 2010

739,826

739,767

Total emissões NMVOC g/km 2009

Total emissões NMVOC g/km 2010

0,424

0,424

Total emissões CO g/km 2009

Total emissões CO g/km 2010

1,718

1,718

Veículos Ligeiros Total emissões CO2 g/km 2009

Total emissões CO2 g/km 2010

183,445

179,549

Total emissões NMVOC g/km 2009

Total emissões NMVOC g/km 2010

0,079

0,0785

Total emissões CO g/km 2009

Total emissões CO g/km 2010

0,811

0,811

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


28

5.3

Por tipo de combustível

Apresentam-se nesta secção os fatores de

utilizado, permitem verificar que, no caso do

emissão estimados para cada um dos GEE

CO2, os veículos a gasóleo apresentam maior

considerados

potencial

por

tipo

de

combustível.

As

poluente.

Contudo,

no

que

diz

diferenças nos fatores de emissão para cada

respeito às emissões de COVNM e CO, os

um dos GEE, de acordo com o combustível

maiores fatores de emissão estão associados à utilização de gasolina.

Tabela 11 – Fatores de emissão estimados para os principais poluentes atmosféricos considerados, tendo como fonte a gasolina em ambos os anos Veículos a Gasolina Total emissões CO2 g/km 2009

Total emissões CO2 g/km 2010

144,317

137,726

Total emissões NMVOC g/km 2009

Total emissões NMVOC g/km 2010

5,574

5,171

Total emissões CO g/km 2009

Total emissões CO g/km 2010

3,755

4,412

Tabela 12 – Fatores de emissão estimados para os principais poluentes atmosféricos considerados, tendo como fonte o gasóleo em ambos os anos Veículos a Gasóleo

5.4

Total emissões CO2 g/km 2009

Total emissões CO2 g/km 2010

237,554

234,881

Total emissões NMVOC g/km 2009

Total emissões NMVOC g/km 2010

0,835

0,833

Total emissões CO g/km 2009

Total emissões CO g/km 2010

0,372

0,372

Principais

Vias

do

Concelho

de

Loures Para melhorr entender o impacto das principais

maioritariamente associadas ao abastecimento

vias dentro do concelho analisaram-se os dados

de combustível nos veículos e por não ser

relativos ao IC2, IC17, CRIL e A1, as únicas

correto considerar que o combustível utilizado

vias no concelho com contagem automática de

nestes percursos resulta de abastecimentos

veículos disponibilizada pela entidade Estradas

realizados nestes troços.

de Portugal.

Nas tabelas seguintes são apresentados os

Nesta abordagem não foram contabilizados as

resultados

emissões evaporativas por estarem

atmosféricos percorrido

para em por

os

principais

grama veículo

por para

poluentes quilómetro as

vias

consideradas.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


29

Tabela 13 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – A1. A1 Sector

Combustível

Emissões (g) / Km.v CO

FC

CO2

NOX

Gasolina

1,02

48,03

149,17

0,17

Gasóleo

0,03

50,94

160,53

0,67

GPL

0,00

0,00

0,00

0,00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo

0,98

102,07

321,67

1,48

Pesados de Mercadorias

Gasóleo

1,24

159,22

501,75

5,63

Pesados de Passageiros

Gasóleo

0,85

192,60

606,63

3,63

Motociclos

Gasolina

18,19

39,30

124,02

0,23

0,929

57,227

179,144

0,660

Ligeiros de Passageiros

Média A1

Tabela 14 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – CRIL. CRIL Sector

Combustível

Emissões (g) / km.v CO

FC

CO2

NOX

Gasolina

0,96

46,18

143,42

0,16

Gasóleo

0,02

37,27

117,47

0,46

GPL

0,00

0,00

0,00

0,00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo

3,24

330,85

1042,60

4,65

Pesados de Mercadorias

Gasóleo

1,26

159,20

501,70

5,60

Pesados de Passageiros

Gasóleo

0,89

204,92

645,46

3,80

Motociclos

Gasolina

17,51

38,04

120,04

0,21

0,823

59,201

185,532

0,739

Ligeiros de Passageiros

Média CRIL

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


30

Tabela 15 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – IC17.

IC17 Sector

Combustível

Emissões (g) / km.v CO

FC

CO2

NOX

Gasolina

0,73

43,99

136,60

0,14

Gasóleo

0,03

35,71

112,53

0,42

GPL

0,00

0,00

0,00

0,00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo

0,71

72,89

229,71

0,94

Pesados de Mercadorias

Gasóleo

1,29

160,24

504,96

5,62

Pesados de Passageiros

Gasóleo

0,95

212,66

669,84

3,99

Motociclos

Gasolina

15,09

33,76

106,53

0,18

0,550

46,297

144,896

0,492

Ligeiros de Passageiros

Média IC17

Tabela 16 - Emissões por via desagregadas por categoria de veículo e combustível – IC2. IC2 Sector

Combustível

Emissões (g) / km.v CO

FC

CO2

NOX

Gasolina

0,73

43,99

136,60

0,14

Gasóleo

0,01

18,42

58,04

0,22

GPL

0,00

0,00

0,00

0,00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo

0,71

72,89

229,71

0,94

Pesados de Mercadorias

Gasóleo

1,29

160,24

504,96

48,94

Pesados de Passageiros

Gasóleo

0,95

212,66

669,84

3,99

Motociclos

Gasolina

15,09

33,76

106,53

0,18

0,480

42,402

132,956

0,702

Ligeiros de Passageiros

Total IC2

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


31

De

seguida

apresentam-se

os

resultados

obtidos e o seu enquadramento nas emissões

emissões

do

concelho

para

o

sector

dos

transportes.

totais de cada GEE considerado no total de

Tabela 17 - Comparação entre as diferentes vias e o seu contributo em relação às emissões totais do Concelho de Loures. Emissões (ton) Via CO

FC

CO2

NOX

18

1533

4798

16

0,004%

1%

1%

1%

CRIL

39

2784

8726

35

%

1%

2%

2%

2%

A1

546

33663

105380

388

%

14%

24%

24%

19%

IC2

33

2930

9188

49

%

1%

2%

2%

2%

3.933

140.632

441.863

2.025

IC17 %

Total concelho

O gráfico seguinte ilustra a desagregação obtida para cada uma das vias, em toneladas de CO 2 emitidas.

Contributo das principais vias do Concelho de Loures IC17 CRIL 2% 1%

A1 24%

IC2 2%

Restantes Vias 71%

Gráfico 9 – Desagregação das emissões por via considerada em relação ao total do concelho.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


32

A via com maior contributo para as emissões de

CO2 libertado no concelho pelo sector dos

GEE no concelho é a A1. Segundo dados da

transportes rodoviários, apesar da extensão do

Estradas de Portugal, entram diariamente na

troço da autoestrada que está dentro dos

Grande Lisboa, por esta via, cerca de 250.000

limites do concelho ser de apenas 12km.

veículos. Assim, seria expectável que grande parte das emissões pudesse estar associada a esta

ligação

entre

Lisboa

e

os

restantes

concelhos limítrofes de Loures. Esta via é responsável pela emissão de 24% do total de

As restantes vias consideradas apresentam alguma relevância contribuindo no seu total com, aproximadamente, 5% das emissões de CO2 totais libertadas pelo sector em análise no Concelho de Loures.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


33

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


34

6.

Considerações Finais

Neste inventário analisaram-se principalmente

Por sua vez, os veículos pesados, como seria de

os poluentes com um maior peso para o

esperar,

Concelho de Loures, foram eles, monóxido de

individualmente para as emissões por veículo,

carbono, óxidos de azoto, dióxido de carbono e

contudo, são os ligeiros de passageiros que

compostos orgânicos voláteis não metânicos.

contribuem no seu conjunto para a maioria das

Ao cruzar os dados analisados do total de emissões (ton) para o Concelho de Loures com os dados também analisados para as vias de trânsito com maior afluência de tráfego e para

são

os

que

mais

contribuem

emissões verificadas Esta preponderância está associada ao número de veículos em circulação desta categoria, cerca de 59% do total de veículos.

no

Ainda em relação às vias principais analisadas,

concelho, observou-se que estas têm um peso,

constatou-se que a A1 tem o maior peso para o

quando

concelho, por apresentar uma maior afluência

concelho

de tráfego e uma velocidade média superior de

as

quais por

existiam si,

comparadas associados

dados

disponíveis

bastante

considerável

com

totais

às

os

emissões

do do

transporte

circulação.

rodoviário.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


35

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


36

7.

Bibliografia

Agency, P. E. (May 2012). PORTUGUESE INFORMATIVE INVENTORY REPORT 1990-2010. Amadora: Portuguese Environmental Agency. Agency, P. E. (Maio de 2012). Portuguese National Inventory Report on Greenhouse Gases, 1990-2010. Amadora: Portuguese Environmental Agency. Ambiente, A. P. (Novembro 2011). Emissões de Poluentes Atmosféricos por Concelho 2009:: Gases acidificantes e eutrofizantes, precursores de ozono, partículas, metais pesados e gases com efeito de estufa. Amadora: Ambiente, Agência Portuguesa do. Estradas

de

Portugal,

S.A.

(20

de

Novembro

de

2012).

Obtido

de

http://telematica.estradasdeportugal.pt/pls/alqueva/f?p=105:1:0 Inventar, E. e.-L. (2006). INVENTÁRIO DE EMISSÕES ATMOSFÉRICAS DA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO 2000-2001. Lisboa: Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo. (2006). Mapa Ruído. Pensões, A. d. (2012). Parque Automóvel Seguro. (May 2012). Road transport GB2009 update May 2012. http://www.eea.europa.eu/themes/air/emepeea-air-pollutant-emission-inventory-guidebook/emep. Tremove. http://www.tremove.org/documentation/index.htm.

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


37

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


38

8.

Anexos

Anexo I – Emissões dos vários poluentes atmosféricos para o Concelho de Loures

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

2.24E+02

2.29E+01

2.23E+01

3.12E-02

7.81E-02

2.60E+03

8.09E+03

5.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

4.01E+02

3.84E+01

4.10E+01

1.04E-01

2.59E-01

8.37E+03

2.60E+04

1.70E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.73E+02

1.46E+01

1.30E+01

1.94E-02

5.83E-02

6.03E+03

1.87E+04

1.20E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

3.68E+01

3.82E+00

3.28E+00

8.00E-03

2.40E-02

2.56E+03

7.95E+03

5.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

3.10E+01

3.26E+00

2.37E+00

6.85E-03

2.06E-02

2.19E+03

6.81E+03

4.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

8.14E+01

1.09E+01

1.15E+01

1.49E-02

3.72E-02

1.47E+03

4.57E+03

3.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

7.03E+01

8.93E+00

9.88E+00

2.36E-02

5.90E-02

2.26E+03

7.02E+03

5.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

3.74E+01

2.62E+00

2.32E+00

3.34E-03

1.00E-02

1.23E+03

3.83E+03

2.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

4.85E+00

6.17E-01

5.07E-01

1.24E-03

3.72E-03

4.76E+02

1.48E+03

1.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

4.68E+00

5.96E-01

4.08E-01

1.20E-03

3.60E-03

4.61E+02

1.43E+03

1.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

8.94E+00

1.10E+00

1.40E+00

1.94E-03

4.85E-03

2.46E+02

7.65E+02

0.00E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

3.28E+00

3.99E-01

5.30E-01

1.39E-03

3.47E-03

1.81E+02

5.61E+02

0.00E+00

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


39

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.55E+00

1.64E-01

1.79E-01

2.83E-04

8.48E-04

1.23E+02

3.83E+02

0.00E+00

Gasolina >2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

3.51E-01

4.08E-02

4.00E-02

1.07E-04

3.22E-04

5.54E+01

1.72E+02

0.00E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

3.82E-01

4.46E-02

3.57E-02

1.18E-04

3.53E-04

6.06E+01

1.88E+02

0.00E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

Conventional

2.93E-01

6.60E-02

2.76E-01

4.93E-02

3.45E-02

2.94E+01

9.28E+01

0.00E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

6.46E+00

8.83E-01

1.19E+01

8.56E-01

3.42E-01

9.38E+02

2.95E+03

2.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

3.25E+01

4.05E+00

8.95E+01

4.69E+00

1.08E+00

6.94E+03

2.19E+04

1.40E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.13E+01

4.73E+00

2.07E+02

8.06E+00

1.21E+00

1.40E+04

4.40E+04

2.80E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.42E+01

2.17E+00

1.13E+02

5.53E+00

7.18E-01

1.04E+04

3.27E+04

2.10E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.10E+01

1.69E+00

6.35E+01

4.94E-02

9.87E-02

8.07E+03

2.54E+04

1.60E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

Conventional

1.94E-01

4.36E-02

2.93E-01

3.26E-02

2.28E-02

1.95E+01

6.13E+01

0.00E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

2.85E+00

5.84E-01

5.27E+00

3.78E-01

1.51E-01

5.62E+02

1.77E+03

1.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

9.30E+00

3.25E+00

2.56E+01

1.34E+00

3.09E-01

2.59E+03

8.17E+03

5.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

5.34E+00

2.37E+00

5.18E+01

2.02E+00

3.02E-01

4.73E+03

1.49E+04

9.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

3.39E+00

5.19E-01

2.71E+01

1.32E+00

1.72E-01

3.36E+03

1.06E+04

7.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

2.74E+00

4.20E-01

1.58E+01

1.23E-02

2.46E-02

2.72E+03

8.56E+03

5.00E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

Ligeiros de Passageiros

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


40

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.79E+00

1.97E-01

1.86E-01

0.00E+00

0.00E+00

1.52E+02

4.59E+02

0.00E+00

GPL

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.79E+00

1.98E-01

1.57E-01

0.00E+00

0.00E+00

1.52E+02

4.60E+02

0.00E+00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

Conventional

1.30E+02

1.48E+01

1.75E+02

1.78E+01

1.24E+01

9.61E+03

3.03E+04

1.90E-01

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 1 - 93/59/EEC

1.23E+01

3.47E+00

3.15E+01

1.58E+00

6.30E-01

2.01E+03

6.32E+03

4.00E-02

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 2 - 96/69/EEC

3.80E+01

1.07E+01

9.73E+01

5.55E+00

1.28E+00

6.18E+03

1.95E+04

1.20E-01

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.19E+01

4.56E+00

5.29E+01

2.84E+00

4.25E-01

4.05E+03

1.28E+04

8.00E-02

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

4.49E+00

4.34E-01

1.07E+01

4.11E-01

5.35E-02

1.02E+03

3.21E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

Conventional

1.76E+01

1.05E+01

4.08E+01

1.27E+00

1.02E+00

1.15E+03

3.63E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.66E+00

5.89E-01

8.08E+00

1.83E-01

7.32E-02

2.66E+02

8.38E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.97E+00

5.63E-01

1.23E+01

1.37E-01

5.47E-02

3.63E+02

1.14E+03

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.49E+00

3.44E-01

6.30E+00

1.01E-01

3.02E-02

2.59E+02

8.15E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro IV - 2005 Standards

2.61E-01

1.70E-02

1.46E+00

9.04E-03

2.26E-03

8.45E+01

2.66E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.91E-01

4.04E-03

4.44E-01

3.21E-03

8.03E-04

3.32E+01

1.05E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

Conventional

4.89E+00

1.91E+00

1.80E+01

3.12E-01

2.50E-01

3.98E+02

1.25E+03

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

6.44E-01

2.24E-01

2.99E+00

6.97E-02

2.79E-02

9.68E+01

3.05E+02

0.00E+00

Ligeiros de Passageiros

GPL

Ligeiros de Passageiros

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


41

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

7.70E-01

2.13E-01

4.56E+00

5.21E-02

2.08E-02

1.32E+02

4.16E+02

0.00E+00

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro III - 2000 Standards

6.56E-01

1.43E-01

2.57E+00

4.17E-02

1.25E-02

1.02E+02

3.22E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro IV - 2005 Standards

1.80E-01

1.11E-02

9.80E-01

5.92E-03

1.48E-03

5.42E+01

1.71E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.20E-01

2.48E-03

2.98E-01

2.15E-03

5.36E-04

1.97E+01

6.22E+01

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

Conventional

5.32E+00

2.05E+00

1.95E+01

3.37E-01

2.70E-01

4.28E+02

1.35E+03

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

7.17E-01

2.46E-01

3.28E+00

7.64E-02

3.06E-02

1.04E+02

3.29E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

8.70E-01

2.30E-01

5.02E+00

5.71E-02

2.28E-02

1.43E+02

4.50E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro III - 2000 Standards

7.24E-01

1.50E-01

2.94E+00

4.44E-02

1.33E-02

1.10E+02

3.46E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro IV - 2005 Standards

1.95E-01

1.11E-02

1.11E+00

6.27E-03

1.57E-03

5.76E+01

1.81E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.33E-01

2.54E-03

3.33E-01

2.20E-03

5.51E-04

2.10E+01

6.62E+01

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

Conventional

1.18E+01

4.98E+00

3.94E+01

7.38E-01

5.90E-01

8.93E+02

2.81E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.55E+00

5.66E-01

6.53E+00

1.65E-01

6.59E-02

2.06E+02

6.49E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.79E+00

5.38E-01

1.02E+01

1.14E-01

4.55E-02

2.82E+02

8.88E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.58E+00

3.54E-01

6.03E+00

9.86E-02

2.96E-02

2.16E+02

6.82E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro IV - 2005 Standards

4.30E-01

2.35E-02

2.25E+00

1.27E-02

3.19E-03

1.12E+02

3.53E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


42

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

HD Euro V - 2008 Standards

2.79E-01

5.64E-03

8.44E-01

4.50E-03

1.12E-03

4.12E+01

1.30E+02

0.00E+00

Rigid 20 - 26 t

Conventional

8.69E+00

2.69E+00

4.17E+01

7.51E-01

6.01E-01

1.06E+03

3.35E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.99E+00

6.75E-01

8.22E+00

2.11E-01

8.46E-02

2.56E+02

8.08E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

2.32E+00

6.39E-01

1.27E+01

1.49E-01

5.97E-02

3.53E+02

1.11E+03

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro III - 2000 Standards

2.01E+00

4.20E-01

7.52E+00

1.22E-01

3.66E-02

2.69E+02

8.47E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro IV - 2005 Standards

5.19E-01

2.98E-02

2.83E+00

1.62E-02

4.04E-03

1.40E+02

4.42E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro V - 2008 Standards

3.43E-01

6.84E-03

9.31E-01

5.83E-03

1.46E-03

5.13E+01

1.62E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

Conventional

9.18E+00

2.78E+00

4.37E+01

7.96E-01

6.36E-01

1.12E+03

3.54E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

2.09E+00

6.88E-01

8.66E+00

2.21E-01

8.83E-02

2.72E+02

8.56E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

2.41E+00

6.58E-01

1.32E+01

1.61E-01

6.44E-02

3.74E+02

1.18E+03

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro III - 2000 Standards

2.11E+00

4.39E-01

7.61E+00

1.30E-01

3.89E-02

2.85E+02

8.98E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro IV - 2005 Standards

5.37E-01

3.25E-02

2.88E+00

1.72E-02

4.30E-03

1.50E+02

4.74E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro V - 2008 Standards

3.50E-01

7.33E-03

9.44E-01

6.37E-03

1.59E-03

5.47E+01

1.72E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

Conventional

9.88E+00

2.88E+00

4.97E+01

8.82E-01

7.06E-01

1.25E+03

3.95E+03

3.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

2.30E+00

7.28E-01

9.97E+00

2.45E-01

9.80E-02

3.10E+02

9.76E+02

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


43

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

2.81E+00

7.04E-01

1.54E+01

1.89E-01

7.57E-02

4.34E+02

1.37E+03

1.00E-02

Rigid 28 - 32 t

HD Euro III - 2000 Standards

2.33E+00

4.59E-01

8.73E+00

1.40E-01

4.21E-02

3.25E+02

1.02E+03

1.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro IV - 2005 Standards

5.92E-01

3.61E-02

3.25E+00

1.96E-02

4.89E-03

1.73E+02

5.45E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro V - 2008 Standards

3.99E-01

8.06E-03

9.47E-01

7.29E-03

1.82E-03

6.29E+01

1.98E+02

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

Conventional

3.60E+01

1.03E+01

1.78E+02

3.14E+00

2.52E+00

4.47E+03

1.41E+04

9.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

8.51E+00

2.66E+00

3.54E+01

8.92E-01

3.57E-01

1.10E+03

3.45E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.01E+01

2.49E+00

5.40E+01

6.69E-01

2.68E-01

1.52E+03

4.78E+03

3.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro III - 2000 Standards

9.50E+00

1.82E+00

3.56E+01

5.63E-01

1.69E-01

1.28E+03

4.04E+03

3.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro IV - 2005 Standards

3.55E+00

2.11E-01

2.03E+01

1.16E-01

2.89E-02

1.02E+03

3.21E+03

2.00E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro V - 2008 Standards

2.30E+00

4.56E-02

5.56E+00

4.08E-02

1.02E-02

3.53E+02

1.11E+03

1.00E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

5.61E+00

1.64E+00

2.44E+01

5.52E-01

2.21E-01

7.67E+02

2.42E+03

2.00E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

3.34E+00

8.03E-01

1.85E+01

2.15E-01

8.61E-02

5.34E+02

1.68E+03

1.00E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro III - 2000 Standards

7.85E+00

1.56E+00

3.14E+01

4.75E-01

1.42E-01

1.21E+03

3.81E+03

2.00E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro IV - 2005 Standards

8.49E+00

5.41E-01

4.84E+01

2.91E-01

7.27E-02

2.62E+03

8.25E+03

5.00E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.10E+01

2.11E-01

2.50E+01

1.70E-01

4.26E-02

1.69E+03

5.32E+03

3.00E-02

Ciclomotores

<50 cm³

Conventional

5.11E+02

5.36E+02

7.75E-01

7.90E-01

7.11E+00

1.05E+03

3.32E+03

0.00E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


44

Emissões (ton)

Sector

Subsector

Tecnologia CO

VOC

NOX

EC

OM

FC

CO2

SO2

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro I

2.37E+02

1.23E+02

8.85E-01

7.25E-01

2.90E+00

7.20E+02

2.27E+03

0.00E+00

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro II

2.95E+01

3.85E+01

6.17E+00

1.94E-01

7.74E-01

3.11E+02

9.81E+02

0.00E+00

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro III

8.57E+00

1.10E+01

2.21E+00

2.01E-02

8.03E-02

9.25E+01

2.92E+02

0.00E+00

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Conventional

5.11E+02

2.62E+02

7.75E-01

5.88E-01

5.29E+00

9.51E+02

3.00E+03

0.00E+00

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro I

1.98E+02

5.45E+01

7.37E-01

2.77E-01

1.11E+00

5.16E+02

1.63E+03

0.00E+00

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro II

8.88E+01

1.64E+01

4.73E-01

7.82E-02

3.13E-01

2.92E+02

9.20E+02

0.00E+00

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro III

2.52E+01

5.17E+00

1.19E-01

1.09E-02

4.38E-02

1.36E+02

4.29E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Conventional

1.22E+02

9.77E+00

2.50E+00

2.20E-02

1.23E-01

2.36E+02

7.43E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro I

5.18E+01

4.55E+00

1.43E+00

2.00E-02

5.99E-02

1.05E+02

3.32E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro II

1.03E+01

1.10E+00

6.78E-01

2.64E-03

7.92E-03

4.66E+01

1.47E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro III

2.77E+00

3.33E-01

2.74E-01

1.17E-03

2.93E-03

2.06E+01

6.51E+01

0.00E+00

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Conventional

1.56E+02

1.66E+01

3.00E+00

2.20E-02

1.23E-01

3.20E+02

1.01E+03

0.00E+00

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro I

4.52E+01

5.75E+00

1.45E+00

2.01E-02

6.03E-02

1.66E+02

5.22E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro II

9.99E+00

1.68E+00

3.36E-01

2.73E-03

8.19E-03

8.24E+01

2.60E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro III

2.77E+00

5.21E-01

8.14E-02

1.25E-03

3.11E-03

3.76E+01

1.19E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Conventional

1.55E+02

1.85E+01

1.73E+00

2.18E-02

1.22E-01

3.64E+02

1.15E+03

0.00E+00

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro I

4.35E+01

5.15E+00

9.98E-01

1.94E-02

5.81E-02

1.83E+02

5.79E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro II

8.73E+00

1.18E+00

5.12E-01

2.39E-03

7.16E-03

8.96E+01

2.83E+02

0.00E+00

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro III

2.31E+00

3.49E-01

1.19E-01

1.04E-03

2.59E-03

3.89E+01

1.23E+02

0.00E+00

3.93E+03

1.34E+03

2.03E+03

7.06E+01

4.71E+01

1.41E+05

4.42E+05

2.67E+00

TOTAIS

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


45

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

PC Euro 1 - 91/441/EEC

1.22E+00

3.35E-02

9.32E+00

4.62E-01

1.01E-01

9.82E-03

9.31E+00

2.17E+01

Gasolina <1,4 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

4.05E+00

1.08E-01

3.09E+01

1.53E+00

3.31E-01

3.25E-02

3.03E+01

3.26E+01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.80E+00

7.74E-02

2.13E+01

1.06E+00

2.32E-01

2.25E-02

2.15E+01

1.18E+01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.16E+00

3.27E-02

8.80E+00

4.38E-01

9.66E-02

9.28E-03

9.01E+00

3.06E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

9.91E-01

2.80E-02

7.53E+00

3.75E-01

8.28E-02

7.95E-03

7.72E+00

2.61E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

5.90E-01

1.84E-02

4.45E+00

2.24E-01

5.11E-02

4.73E-03

4.94E+00

1.03E+01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

9.33E-01

2.85E-02

7.05E+00

3.54E-01

8.01E-02

7.47E-03

7.67E+00

7.61E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

4.89E-01

1.54E-02

3.68E+00

1.85E-01

4.25E-02

3.91E-03

4.12E+00

2.15E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.82E-01

5.92E-03

1.37E+00

6.92E-02

1.60E-02

1.46E-03

1.57E+00

4.99E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.76E-01

5.73E-03

1.32E+00

6.70E-02

1.55E-02

1.41E-03

1.52E+00

4.82E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

7.87E-02

2.99E-03

5.82E-01

3.01E-02

7.37E-03

6.27E-04

7.61E-01

1.03E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

5.64E-02

2.19E-03

4.16E-01

2.16E-02

5.33E-03

4.49E-04

5.55E-01

3.21E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

4.19E-02

1.51E-03

3.12E-01

1.60E-02

3.84E-03

3.34E-04

3.89E-01

1.24E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.62E-02

6.66E-04

1.19E-01

6.22E-03

1.57E-03

1.29E-04

1.66E-01

3.06E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.78E-02

7.29E-04

1.30E-01

6.81E-03

1.72E-03

1.41E-04

1.82E-01

3.35E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

Ligeiros de Passageiros

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


46

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

Conventional

1.30E-02

3.10E-04

9.31E-02

5.11E-03

9.34E-04

9.63E-05

8.81E-02

5.77E-02

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

4.62E-01

1.01E-02

3.36E+00

1.81E-01

3.26E-02

3.47E-03

2.97E+00

6.88E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

3.31E+00

7.42E-02

2.40E+01

1.30E+00

2.35E-01

2.48E-02

2.16E+01

3.49E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

6.87E+00

1.50E-01

5.00E+01

2.69E+00

4.85E-01

5.16E-02

4.41E+01

4.39E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

5.10E+00

1.12E-01

3.71E+01

2.00E+00

3.61E-01

3.83E-02

3.28E+01

2.08E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

3.97E+00

8.69E-02

2.89E+01

1.55E+00

2.80E-01

2.98E-02

2.55E+01

1.61E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

Conventional

8.57E-03

2.05E-04

6.15E-02

3.38E-03

6.17E-04

6.36E-05

5.82E-02

3.81E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

2.12E-01

5.75E-03

1.49E+00

8.44E-02

1.57E-02

1.55E-03

1.57E+00

4.98E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

9.78E-01

2.65E-02

6.87E+00

3.89E-01

7.25E-02

7.14E-03

7.23E+00

3.09E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

1.78E+00

4.84E-02

1.25E+01

7.10E-01

1.32E-01

1.30E-02

1.32E+01

2.28E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.27E+00

3.43E-02

8.90E+00

5.04E-01

9.39E-02

9.25E-03

9.36E+00

4.97E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.02E+00

2.78E-02

7.20E+00

4.08E-01

7.60E-02

7.49E-03

7.57E+00

4.02E-01

Ligeiros de Passageiros

GPL

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

6.64E-02

1.90E-03

5.04E-01

2.42E-02

5.26E-03

5.03E-04

5.22E-01

1.37E-01

Ligeiros de Passageiros

GPL

PC Euro 5 - EC 715/2007

6.65E-02

1.90E-03

5.05E-01

2.42E-02

5.27E-03

5.04E-04

5.23E-01

1.38E-01

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

Conventional

4.40E+00

1.02E-01

3.17E+01

1.73E+00

3.15E-01

3.30E-02

2.94E+01

1.30E+01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

Ligeiros de Passageiros

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


47

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

LD Euro 1 - 93/59/EEC

1.01E+00

2.17E-02

7.39E+00

3.96E-01

7.13E-02

7.68E-03

6.44E+00

3.19E+00

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 2 - 96/69/EEC

3.12E+00

6.70E-02

2.28E+01

1.22E+00

2.20E-01

2.37E-02

1.99E+01

1.03E+01

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.05E+00

4.39E-02

1.49E+01

8.00E-01

1.44E-01

1.55E-02

1.30E+01

4.50E+00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

5.15E-01

1.10E-02

3.76E+00

2.01E-01

3.62E-02

3.90E-03

3.27E+00

4.28E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

Conventional

1.02E+00

1.40E-02

7.98E+00

3.96E-01

6.43E-02

5.48E-03

4.19E+00

1.01E+01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

2.82E-01

3.43E-03

2.22E+00

1.08E-01

1.74E-02

1.52E-03

1.07E+00

4.63E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

4.01E-01

4.75E-03

3.16E+00

1.54E-01

2.47E-02

2.16E-03

1.50E+00

4.45E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro III - 2000 Standards

2.70E-01

3.32E-03

2.13E+00

1.04E-01

1.67E-02

1.45E-03

1.03E+00

2.87E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro IV - 2005 Standards

8.92E-02

1.09E-03

7.03E-01

3.44E-02

5.51E-03

4.81E-04

3.39E-01

1.54E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro V - 2008 Standards

3.60E-02

4.32E-04

2.84E-01

1.39E-02

2.22E-03

1.94E-04

1.36E-01

3.39E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

Conventional

2.56E-01

4.44E-03

1.95E+00

1.00E-01

1.67E-02

1.35E-03

1.23E+00

1.80E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

7.07E-02

1.12E-03

5.45E-01

2.76E-02

4.55E-03

3.75E-04

3.17E-01

1.93E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.00E-01

1.54E-03

7.73E-01

3.90E-02

6.40E-03

5.32E-04

4.41E-01

1.85E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro III - 2000 Standards

7.36E-02

1.17E-03

5.67E-01

2.87E-02

4.74E-03

3.91E-04

3.33E-01

1.28E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro IV - 2005 Standards

4.01E-02

6.27E-04

3.09E-01

1.56E-02

2.57E-03

2.13E-04

1.79E-01

1.04E-02

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

Ligeiros de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


48

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

HD Euro V - 2008 Standards

1.49E-02

2.30E-04

1.15E-01

5.81E-03

9.56E-04

7.94E-05

6.59E-02

2.22E-03

Rigid 12 - 14 t

Conventional

2.57E-01

4.70E-03

1.95E+00

1.01E-01

1.70E-02

1.35E-03

1.28E+00

1.94E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

7.11E-02

1.18E-03

5.45E-01

2.78E-02

4.61E-03

3.76E-04

3.30E-01

2.15E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.01E-01

1.63E-03

7.73E-01

3.93E-02

6.50E-03

5.33E-04

4.60E-01

2.01E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro III - 2000 Standards

7.40E-02

1.24E-03

5.67E-01

2.89E-02

4.81E-03

3.91E-04

3.46E-01

1.35E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro IV - 2005 Standards

4.03E-02

6.56E-04

3.09E-01

1.57E-02

2.60E-03

2.13E-04

1.85E-01

1.04E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.50E-02

2.41E-04

1.15E-01

5.85E-03

9.67E-04

7.95E-05

6.81E-02

2.27E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

Conventional

4.27E-01

9.35E-03

3.17E+00

1.70E-01

2.93E-02

2.21E-03

2.42E+00

4.54E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.17E-01

2.23E-03

8.85E-01

4.62E-02

7.80E-03

6.14E-04

6.00E-01

4.43E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.66E-01

3.08E-03

1.26E+00

6.52E-02

1.10E-02

8.70E-04

8.33E-01

4.23E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.22E-01

2.34E-03

9.21E-01

4.81E-02

8.14E-03

6.39E-04

6.27E-01

2.99E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro IV - 2005 Standards

6.63E-02

1.23E-03

5.02E-01

2.61E-02

4.39E-03

3.48E-04

3.32E-01

2.04E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro V - 2008 Standards

2.47E-02

4.52E-04

1.87E-01

9.70E-03

1.63E-03

1.30E-04

1.23E-01

4.47E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

Conventional

4.40E-01

1.09E-02

3.17E+00

1.75E-01

3.15E-02

2.67E-03

2.88E+00

2.25E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.21E-01

2.70E-03

8.87E-01

4.78E-02

8.43E-03

7.44E-04

7.34E-01

5.52E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


49

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.71E-01

3.74E-03

1.26E+00

6.76E-02

1.19E-02

1.05E-03

1.02E+00

5.24E-01

Rigid 20 - 26 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.26E-01

2.83E-03

9.23E-01

4.98E-02

8.79E-03

7.74E-04

7.67E-01

3.65E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro IV - 2005 Standards

6.84E-02

1.49E-03

5.03E-01

2.70E-02

4.74E-03

4.22E-04

4.07E-01

2.67E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro V - 2008 Standards

2.55E-02

5.46E-04

1.88E-01

1.00E-02

1.76E-03

1.57E-04

1.50E-01

5.67E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

Conventional

4.43E-01

1.15E-02

3.18E+00

1.77E-01

3.20E-02

2.68E-03

2.98E+00

2.34E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.22E-01

2.84E-03

8.87E-01

4.83E-02

8.57E-03

7.45E-04

7.60E-01

5.64E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.72E-01

3.93E-03

1.26E+00

6.82E-02

1.21E-02

1.06E-03

1.06E+00

5.43E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.27E-01

2.97E-03

9.23E-01

5.03E-02

8.94E-03

7.76E-04

7.95E-01

3.83E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro IV - 2005 Standards

6.89E-02

1.58E-03

5.03E-01

2.73E-02

4.83E-03

4.23E-04

4.25E-01

2.94E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro V - 2008 Standards

2.56E-02

5.76E-04

1.88E-01

1.01E-02

1.79E-03

1.57E-04

1.56E-01

6.17E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

Conventional

4.50E-01

1.26E-02

3.18E+00

1.81E-01

3.31E-02

2.69E-03

3.21E+00

2.44E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.24E-01

3.17E-03

8.88E-01

4.94E-02

8.90E-03

7.49E-04

8.27E-01

6.05E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.78E-01

4.46E-03

1.28E+00

7.11E-02

1.27E-02

1.08E-03

1.17E+00

5.87E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.29E-01

3.32E-03

9.24E-01

5.15E-02

9.29E-03

7.80E-04

8.65E-01

4.04E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro IV - 2005 Standards

7.01E-02

1.77E-03

5.04E-01

2.80E-02

5.03E-03

4.25E-04

4.64E-01

3.30E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


50

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

HD Euro V - 2008 Standards

2.61E-02

6.47E-04

1.88E-01

1.04E-02

1.86E-03

1.58E-04

1.70E-01

6.90E-03

Rigid >32 t

Conventional

1.60E+00

4.49E-02

1.13E+01

6.44E-01

1.18E-01

9.56E-03

1.14E+01

8.76E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

4.38E-01

1.12E-02

3.14E+00

1.75E-01

3.15E-02

2.65E-03

2.92E+00

2.22E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

6.19E-01

1.56E-02

4.45E+00

2.47E-01

4.43E-02

3.75E-03

4.08E+00

2.08E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.09E-01

1.31E-02

3.65E+00

2.04E-01

3.67E-02

3.08E-03

3.41E+00

1.60E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro IV - 2005 Standards

4.17E-01

1.04E-02

3.00E+00

1.66E-01

2.98E-02

2.53E-03

2.74E+00

1.93E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.47E-01

3.64E-03

1.06E+00

5.87E-02

1.05E-02

8.96E-04

9.60E-01

3.90E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

3.61E-01

8.01E-03

2.67E+00

1.43E-01

2.48E-02

1.86E-03

2.06E+00

1.42E+00

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

2.55E-01

5.60E-03

1.89E+00

1.01E-01

1.75E-02

1.32E-03

1.45E+00

7.00E-01

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.54E-01

1.26E-02

4.09E+00

2.21E-01

3.83E-02

2.86E-03

3.22E+00

1.35E+00

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro IV - 2005 Standards

1.24E+00

2.74E-02

9.22E+00

4.95E-01

8.54E-02

6.44E-03

7.07E+00

5.17E-01

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro V - 2008 Standards

8.19E-01

1.77E-02

6.08E+00

3.25E-01

5.60E-02

4.24E-03

4.59E+00

1.96E-01

Ciclomotores

<50 cm³

Conventional

6.35E-01

1.41E-02

5.24E+00

2.53E-01

5.01E-02

4.49E-03

3.99E+00

5.27E+02

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro I

7.25E-01

1.10E-02

5.97E+00

2.82E-01

5.10E-02

5.04E-03

3.52E+00

1.21E+02

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro II

3.89E-01

5.07E-03

3.20E+00

1.50E-01

2.64E-02

2.69E-03

1.73E+00

3.79E+01

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro III

1.33E-01

1.59E-03

1.09E+00

5.11E-02

8.85E-03

9.16E-04

5.60E-01

1.09E+01

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Conventional

3.05E-01

1.17E-02

2.52E+00

1.28E-01

3.02E-02

2.53E-03

2.99E+00

2.58E+02

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro I

1.79E-01

6.39E-03

1.48E+00

7.47E-02

1.72E-02

1.48E-03

1.66E+00

5.27E+01

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro II

1.01E-01

3.62E-03

8.36E-01

4.23E-02

9.72E-03

8.36E-04

9.40E-01

1.61E+01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


51

Emissões (ton)

Sector

Subsector

Tecnologia PB

Cadmium

Copper

Chromium

Nickel

Selenium

Zinc

NMVOC

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro III

4.73E-02

1.69E-03

3.90E-01

1.97E-02

4.53E-03

3.90E-04

4.38E-01

5.11E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Conventional

7.62E-02

2.89E-03

6.29E-01

3.20E-02

7.51E-03

6.31E-04

7.42E-01

8.30E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro I

4.15E-02

1.33E-03

3.41E-01

1.70E-02

3.79E-03

3.39E-04

3.54E-01

3.98E+00

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro II

2.19E-02

6.04E-04

1.80E-01

8.87E-03

1.89E-03

1.77E-04

1.67E-01

8.71E-01

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro III

9.71E-03

2.68E-04

7.97E-02

3.93E-03

8.36E-04

7.85E-05

7.42E-02

2.85E-01

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Conventional

7.61E-02

3.81E-03

6.31E-01

3.33E-02

8.61E-03

6.47E-04

9.25E-01

1.51E+01

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro I

4.17E-02

1.98E-03

3.46E-01

1.81E-02

4.59E-03

3.53E-04

4.85E-01

5.11E+00

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro II

2.27E-02

9.94E-04

1.87E-01

9.71E-03

2.40E-03

1.90E-04

2.47E-01

1.38E+00

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro III

1.03E-02

4.53E-04

8.55E-02

4.43E-03

1.09E-03

8.67E-05

1.13E-01

4.60E-01

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Conventional

7.54E-02

4.28E-03

6.28E-01

3.38E-02

9.14E-03

6.51E-04

1.02E+00

1.71E+01

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro I

4.02E-02

2.17E-03

3.34E-01

1.78E-02

4.73E-03

3.45E-04

5.19E-01

4.74E+00

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro II

1.98E-02

1.06E-03

1.65E-01

8.76E-03

2.32E-03

1.70E-04

2.54E-01

1.03E+00

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro III

8.59E-03

4.59E-04

7.14E-02

3.80E-03

1.01E-03

7.36E-05

1.10E-01

3.20E-01

6.60E+01

1.57E+00

4.87E+02

2.58E+01

4.86E+00

4.75E-01

4.41E+02

1.28E+03

TOTAIS

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


52

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

PC Euro 1 - 91/441/EEC

1.27E+00

2.14E+01

8.91E-01

6.88E-01

4.70E+00

5.90E-01

9.83E-01

1.25E-01

Gasolina <1,4 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

5.80E+00

3.93E+01

1.64E+00

1.22E+00

1.95E+01

1.95E+00

3.26E+00

4.14E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

2.74E+00

1.26E+01

3.90E-01

2.78E-01

3.18E+00

1.19E+00

2.09E+00

1.29E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

7.59E-01

3.18E+00

9.83E-02

8.42E-02

1.30E+00

4.92E-01

8.63E-01

5.33E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

6.50E-01

2.30E+00

7.11E-02

7.14E-02

1.11E+00

4.21E-01

7.39E-01

4.57E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

6.04E-01

1.11E+01

4.61E-01

3.28E-01

2.24E+00

2.81E-01

4.69E-01

5.96E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

1.32E+00

9.48E+00

3.95E-01

2.77E-01

4.44E+00

4.45E-01

7.42E-01

9.43E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

4.72E-01

2.25E+00

6.96E-02

4.78E-02

5.46E-01

2.05E-01

3.61E-01

2.23E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.18E-01

4.92E-01

1.52E-02

1.31E-02

2.01E-01

7.63E-02

1.34E-01

8.27E-03

Ligeiros de Passageiros

Gasolina 1,4 - 2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.14E-01

3.96E-01

1.22E-02

1.25E-02

1.94E-01

7.39E-02

1.30E-01

8.01E-03

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

7.87E-02

1.35E+00

5.62E-02

4.27E-02

2.92E-01

3.66E-02

6.11E-02

7.76E-03

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

7.76E-02

5.09E-01

2.12E-02

1.63E-02

2.61E-01

2.62E-02

4.36E-02

5.55E-03

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

3.99E-02

1.73E-01

5.36E-03

4.04E-03

4.62E-02

1.74E-02

3.05E-02

1.88E-03

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

1.02E-02

3.88E-02

1.20E-03

1.13E-03

1.74E-02

6.61E-03

1.16E-02

7.16E-04

Ligeiros de Passageiros

Gasolina >2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.12E-02

3.46E-02

1.07E-03

1.23E-03

1.90E-02

7.24E-03

1.27E-02

7.85E-04

Ligeiros de Passageiros

Gasolina <1,4 l

Ligeiros de Passageiros

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


53

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

Conventional

8.37E-03

2.45E-01

3.03E-02

0.00E+00

5.22E-04

9.43E-02

9.82E-02

8.96E-02

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

1.95E-01

1.06E+01

1.31E+00

5.08E-02

1.89E-02

1.39E+00

1.53E+00

1.22E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

5.56E-01

7.97E+01

9.85E+00

6.65E-01

1.34E-01

7.07E+00

8.09E+00

5.87E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

3.37E-01

1.55E+02

5.18E+01

2.11E+00

2.80E-01

1.20E+01

1.41E+01

9.48E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

9.17E-02

5.10E+01

6.24E+01

1.57E+00

2.08E-01

8.22E+00

9.79E+00

6.35E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

7.12E-02

3.81E+01

2.54E+01

1.22E+00

1.62E-01

1.69E+00

2.92E+00

2.47E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

Conventional

5.53E-03

2.60E-01

3.22E-02

0.00E+00

3.45E-04

6.23E-02

6.49E-02

5.92E-02

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 1 - 91/441/EEC

8.60E-02

4.69E+00

5.80E-01

2.25E-02

8.34E-03

6.15E-01

6.78E-01

5.40E-01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 2 - 94/12/EEC

1.59E-01

2.28E+01

2.82E+00

1.90E-01

3.85E-02

2.02E+00

2.31E+00

1.68E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

8.42E-02

3.89E+01

1.30E+01

5.28E-01

7.02E-02

3.00E+00

3.53E+00

2.37E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

2.19E-02

1.22E+01

1.49E+01

3.75E-01

4.98E-02

1.97E+00

2.34E+00

1.52E+00

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo >2,0 l

PC Euro 5 - EC 715/2007

1.77E-02

9.48E+00

6.32E+00

3.03E-01

4.03E-02

4.22E-01

7.28E-01

6.15E-02

Ligeiros de Passageiros

GPL

PC Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

5.99E-02

1.77E-01

9.31E-03

1.13E-02

7.44E-02

2.82E-02

4.95E-02

3.06E-03

Ligeiros de Passageiros

GPL

PC Euro 5 - EC 715/2007

6.00E-02

1.49E-01

7.85E-03

4.79E-03

7.44E-02

2.83E-02

4.96E-02

3.07E-03

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

Conventional

1.83E+00

1.56E+02

1.93E+01

0.00E+00

1.14E-01

3.39E+01

3.53E+01

3.23E+01

Ligeiros de Passageiros

Gasóleo <2,0 l

Ligeiros de Passageiros

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


54

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

LD Euro 1 - 93/59/EEC

2.74E-01

2.81E+01

3.47E+00

7.16E-02

2.66E-02

2.62E+00

2.94E+00

2.25E+00

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 2 - 96/69/EEC

3.39E-01

8.66E+01

1.07E+01

4.05E-01

8.19E-02

8.09E+00

9.06E+00

6.94E+00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 3 - 98/69/EC Stage2000

6.44E-02

3.97E+01

1.32E+01

4.03E-01

5.37E-02

4.09E+00

4.73E+00

3.34E+00

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

LD Euro 4 - 98/69/EC Stage2005

5.94E-03

4.84E+00

5.91E+00

1.02E-01

1.35E-02

6.63E-01

8.23E-01

4.73E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

Conventional

4.53E-01

3.63E+01

4.48E+00

2.88E-01

2.88E-02

2.81E+00

3.09E+00

2.54E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.26E-01

7.19E+00

8.89E-01

1.33E-02

8.01E-03

3.56E-01

4.35E-01

2.82E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.17E-01

1.10E+01

1.36E+00

1.74E-02

1.14E-02

3.17E-01

4.29E-01

2.10E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.67E-02

5.42E+00

8.82E-01

7.14E-03

7.68E-03

2.15E-01

2.91E-01

1.44E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro IV - 2005 Standards

1.61E-03

1.26E+00

2.05E-01

5.44E-03

2.54E-03

3.57E-02

6.06E-02

1.20E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid <=7,5 t

HD Euro V - 2008 Standards

6.49E-04

4.00E-01

4.44E-02

5.92E-03

1.03E-03

1.38E-02

2.39E-02

4.28E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

Conventional

1.11E-01

1.60E+01

1.97E+00

7.03E-02

7.03E-03

6.90E-01

7.59E-01

6.25E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

3.09E-02

2.66E+00

3.29E-01

3.26E-03

1.97E-03

1.25E-01

1.45E-01

1.07E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

2.87E-02

4.06E+00

5.02E-01

4.26E-03

2.79E-03

1.06E-01

1.34E-01

8.01E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.51E-02

2.21E+00

3.60E-01

1.90E-03

2.05E-03

7.86E-02

9.87E-02

5.96E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

HD Euro IV - 2005 Standards

7.06E-04

8.42E-01

1.37E-01

2.39E-03

1.12E-03

1.83E-02

2.92E-02

7.89E-03

Ligeiros de Mercadorias

Gasóleo <3,5 t

Ligeiros de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


55

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

HD Euro V - 2008 Standards

2.64E-04

2.68E-01

2.98E-02

2.40E-03

4.16E-04

6.73E-03

1.08E-02

2.86E-03

Rigid 12 - 14 t

Conventional

1.11E-01

1.73E+01

2.14E+00

7.03E-02

7.03E-03

7.39E-01

8.08E-01

6.74E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

3.09E-02

2.92E+00

3.60E-01

6.15E-03

1.97E-03

1.36E-01

1.55E-01

1.18E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

2.87E-02

4.47E+00

5.52E-01

8.52E-03

2.79E-03

1.14E-01

1.41E-01

8.78E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro III - 2000 Standards

1.51E-02

2.53E+00

4.11E-01

3.27E-03

2.05E-03

8.25E-02

1.03E-01

6.35E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro IV - 2005 Standards

7.06E-04

9.53E-01

1.55E-01

4.56E-03

1.12E-03

1.87E-02

2.97E-02

8.36E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 12 - 14 t

HD Euro V - 2008 Standards

2.64E-04

2.99E-01

3.33E-02

4.81E-03

4.16E-04

6.81E-03

1.09E-02

2.94E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

Conventional

4.41E-01

3.50E+01

4.33E+00

1.14E-01

1.14E-02

1.58E+00

1.69E+00

1.48E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.23E-01

5.81E+00

7.19E-01

9.97E-03

3.19E-03

2.83E-01

3.14E-01

2.53E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.15E-01

9.09E+00

1.12E+00

1.38E-02

4.52E-03

2.17E-01

2.62E-01

1.75E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.53E-02

5.19E+00

8.44E-01

5.30E-03

3.32E-03

1.72E-01

2.04E-01

1.41E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro IV - 2005 Standards

3.12E-03

1.94E+00

3.15E-01

7.39E-03

1.81E-03

3.38E-02

5.16E-02

1.70E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 14 - 20 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.16E-03

7.60E-01

8.44E-02

7.80E-03

6.75E-04

1.23E-02

1.89E-02

6.00E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

Conventional

4.41E-01

3.71E+01

4.58E+00

1.14E-01

1.14E-02

1.63E+00

1.75E+00

1.50E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.23E-01

7.32E+00

9.05E-01

9.97E-03

3.19E-03

3.61E-01

3.95E-01

3.25E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 7,5 - 12 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


56

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.15E-01

1.13E+01

1.40E+00

1.38E-02

4.52E-03

2.81E-01

3.29E-01

2.30E-01

Rigid 20 - 26 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.53E-02

6.46E+00

1.05E+00

5.30E-03

3.32E-03

2.11E-01

2.47E-01

1.74E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro IV - 2005 Standards

3.12E-03

2.43E+00

3.96E-01

7.39E-03

1.81E-03

4.19E-02

6.12E-02

2.16E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.16E-03

8.38E-01

9.31E-02

7.80E-03

6.75E-04

1.54E-02

2.26E-02

7.78E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

Conventional

4.41E-01

3.89E+01

4.81E+00

1.14E-01

1.14E-02

1.72E+00

1.84E+00

1.59E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.23E-01

7.70E+00

9.52E-01

9.97E-03

3.19E-03

3.75E-01

4.09E-01

3.40E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.15E-01

1.18E+01

1.46E+00

1.38E-02

4.52E-03

2.99E-01

3.47E-01

2.48E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.53E-02

6.54E+00

1.07E+00

5.30E-03

3.32E-03

2.23E-01

2.58E-01

1.85E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro IV - 2005 Standards

3.12E-03

2.48E+00

4.03E-01

7.39E-03

1.81E-03

4.33E-02

6.26E-02

2.29E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 26 - 28 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.16E-03

8.50E-01

9.44E-02

7.80E-03

6.75E-04

1.61E-02

2.33E-02

8.49E-03

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

Conventional

4.41E-01

4.42E+01

5.47E+00

1.14E-01

1.14E-02

1.89E+00

2.01E+00

1.76E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

1.23E-01

8.88E+00

1.10E+00

1.53E-02

3.19E-03

4.13E-01

4.47E-01

3.77E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.17E-01

1.37E+01

1.70E+00

2.21E-02

4.61E-03

3.43E-01

3.92E-01

2.91E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro III - 2000 Standards

5.53E-02

7.51E+00

1.22E+00

8.38E-03

3.32E-03

2.38E-01

2.73E-01

2.01E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

HD Euro IV - 2005 Standards

3.12E-03

2.79E+00

4.55E-01

1.14E-02

1.81E-03

4.65E-02

6.58E-02

2.61E-02

Pesados de Mercadorias

Rigid 20 - 26 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


57

Sector

Subsector

Emissões (ton)

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

HD Euro V - 2008 Standards

1.16E-03

8.52E-01

9.47E-02

1.19E-02

6.75E-04

1.73E-02

2.45E-02

9.72E-03

Rigid >32 t

Conventional

1.56E+00

1.59E+02

1.96E+01

4.05E-01

4.05E-02

6.75E+00

7.18E+00

6.29E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

4.35E-01

3.15E+01

3.89E+00

5.40E-02

1.13E-02

1.50E+00

1.62E+00

1.37E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

4.07E-01

4.80E+01

5.94E+00

7.65E-02

1.60E-02

1.21E+00

1.38E+00

1.03E+00

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro III - 2000 Standards

2.19E-01

3.06E+01

4.99E+00

3.31E-02

1.31E-02

9.52E-01

1.09E+00

8.04E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro IV - 2005 Standards

1.86E-02

1.75E+01

2.85E+00

6.81E-02

1.08E-02

2.76E-01

3.91E-01

1.54E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid >32 t

HD Euro V - 2008 Standards

6.58E-03

5.01E+00

5.56E-01

6.77E-02

3.82E-03

9.74E-02

1.38E-01

5.44E-02

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro I - 91/542/EEC Stage I

2.24E-01

2.17E+01

2.69E+00

1.54E-02

3.84E-03

9.39E-01

1.03E+00

8.49E-01

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro II - 91/542/EEC Stage II

1.03E-01

1.64E+01

2.03E+00

1.09E-02

2.72E-03

3.94E-01

4.61E-01

3.31E-01

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro III - 2000 Standards

2.02E-01

2.70E+01

4.39E+00

1.18E-02

5.88E-03

8.15E-01

9.59E-01

6.78E-01

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro IV - 2005 Standards

2.32E-02

4.16E+01

6.77E+00

5.66E-02

1.33E-02

6.97E-01

1.02E+00

3.88E-01

Pesados de Passageiros

Standard 15 - 18 t

HD Euro V - 2008 Standards

1.53E-02

2.25E+01

2.50E+00

9.68E-02

8.75E-03

4.31E-01

6.46E-01

2.27E-01

Ciclomotores

<50 cm³

Conventional

9.20E+00

7.44E-01

3.10E-02

4.20E-02

4.20E-02

8.11E+00

8.32E+00

7.90E+00

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro I

2.10E+00

8.50E-01

3.54E-02

4.80E-02

4.80E-02

3.87E+00

4.10E+00

3.62E+00

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro II

6.20E-01

5.93E+00

2.47E-01

2.57E-02

2.57E-02

1.10E+00

1.22E+00

9.68E-01

Ciclomotores

<50 cm³

Mop - Euro III

1.74E-01

2.12E+00

8.83E-02

8.81E-03

8.81E-03

1.45E-01

1.88E-01

1.00E-01

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Conventional

4.41E+00

7.44E-01

3.10E-02

5.88E-02

5.88E-02

6.00E+00

6.10E+00

5.88E+00

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro I

1.76E+00

7.07E-01

2.95E-02

3.46E-02

3.46E-02

1.45E+00

1.51E+00

1.38E+00

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro II

2.99E-01

4.54E-01

1.89E-02

1.96E-02

1.96E-02

4.30E-01

4.64E-01

3.91E-01

Pesados de Mercadorias

Rigid 28 - 32 t

Pesados de Mercadorias

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


58

Emissões (ton)

Sector

Subsector

Tecnologia CH4

NO

NO2

N2O

NH3

PM 2,5

PM 10

PM exhaust

Motociclos

2-stroke >50 cm³

Mot - Euro III

5.74E-02

1.14E-01

4.77E-03

9.12E-03

9.12E-03

7.28E-02

8.87E-02

5.47E-02

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Conventional

1.47E+00

2.40E+00

9.98E-02

1.47E-02

1.47E-02

1.76E-01

2.02E-01

1.47E-01

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro I

5.62E-01

1.37E+00

5.72E-02

7.99E-03

7.99E-03

9.58E-02

1.10E-01

7.99E-02

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro II

2.31E-01

6.51E-01

2.71E-02

4.22E-03

4.22E-03

1.90E-02

2.63E-02

1.06E-02

Motociclos

4-stroke <250 cm³

Mot - Euro III

4.79E-02

2.63E-01

1.10E-02

1.87E-03

1.87E-03

8.40E-03

1.17E-02

4.68E-03

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Conventional

1.47E+00

2.88E+00

1.20E-01

1.47E-02

1.47E-02

1.76E-01

2.01E-01

1.47E-01

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro I

6.42E-01

1.39E+00

5.81E-02

8.04E-03

8.04E-03

9.64E-02

1.10E-01

8.04E-02

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro II

2.94E-01

3.23E-01

1.35E-02

4.37E-03

4.37E-03

1.96E-02

2.72E-02

1.09E-02

Motociclos

4-stroke 250 - 750 cm³

Mot - Euro III

6.13E-02

7.81E-02

3.25E-03

1.99E-03

1.99E-03

8.94E-03

1.24E-02

4.98E-03

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Conventional

1.45E+00

1.66E+00

6.91E-02

1.45E-02

1.45E-02

1.74E-01

2.00E-01

1.45E-01

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro I

4.07E-01

9.58E-01

3.99E-02

7.75E-03

7.75E-03

9.29E-02

1.06E-01

7.75E-02

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro II

1.51E-01

4.92E-01

2.05E-02

3.82E-03

3.82E-03

1.71E-02

2.38E-02

9.54E-03

Motociclos

4-stroke >750 cm³

Mot - Euro III

2.89E-02

1.14E-01

4.75E-03

1.66E-03

1.66E-03

7.43E-03

1.03E-02

4.14E-03

5.11E+01

1.67E+03

3.52E+02

1.35E+01

4.02E+01

1.46E+02

1.66E+02

1.23E+02

TOTAIS

CONSULTORIA EM ENERGIA – GESTÃO DE CARBONO – AUDITORIA ENERGÉTICA – CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA – QUALIDADE DO AR INTERIOR SIMULAÇÃO TERMODINÂMICA – CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA – TERMOGRAFIA


Concelho de Loures - Inventário de Emissões Atmosféricas do Sector dos Transportes Rodoviários.pdf