Page 1

O Celeiro Jornal

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Ano XX - Edição 2117 - Campos Novos - SC, 23 de Fevereiro de 2012 - R$ 2,00

Em 20121

20 Anos

Clima prejudica safra de feijão que deve ter queda de 20% em CN

Ensino Médio Inovador Aula inaugural teve palestra que abordou a nova proposta de ensino

P.04

UH Machadinho completa 10 anos

P.14

Carnaval do Bairro Aparecida reuniu cerca de mil pessoas por noite P.16 P.19

Voyage


2

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

3

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Caixa investe recursos do FGTS em Campos Novos Financiamento de R$ 3,8 milhões será destinado a obras de urbanização no Bairro Nossa Senhora Aparecida que contará também com R$ 1,52 milhão do município A Caixa Econômica Federal assinou, nesta terça-feira (14), contrato no valor de R$ 3,8 milhões para execução de obras de pavimentação e calçamento de ruas e construção de esgotamento sanitário em Campos Novos. O projeto recebe recursos do FGTS – programa Pró-Transporte e tem parceria da Prefeitura do município. O evento foi na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Campos Novos e contou com a presença de autoridades locais, além do superintendente regional da CAIXA, Ricardo Bier Troglio e do gerente regional em exercício da CAIXA, Juscelino Rosa dos Santos. A liberação dos recursos será feita em sete etapas, de acordo com o andamento das obras, que deverão estar concluídas em sete meses. O valor do financiamento, que será amortizado em 120 parcelas mensais. Serão 14 ruas de pavimentação no Bairro Aparecida. As obras incluem sinalização horizontal e vertical, acessibilidade, esgoto sanitário, drenagem, e passeios em paver.

O agronegócio camponovense, nesta semana, vive um grande momento, pois, está acontecendo a 17ª edição do Dia de Campo Copercampos, cooperativa fundada há 40 anos em nosso município que é hoje grande expoente cooperativista nacional. Durante a abertura oficial, no dia 14, contou com a presença de inúmeras autoridades como Vice-Governador do estado, Eduardo Pinho Moreira; Secretário de Estado da Fazenda, Nelson Serpa; da Agricultura, Deputado Estadual João Rodrigues; deputados estaduais Romildo Titon e Reno Caramori; outros tantos como também presidentes de cooperativas e representantes de entidades ligadas ao setor. No evento o grande destaque é, sem dúvida, as empresas que estão mostrando seus produtos ligados a agricultura e pecuária, apresentando as novas tecnologias e pesquisas desenvolvidas para melhoria da produção agrícola.

Assinatura foi na terça-feira.

Aniversário de Campos Novos Prefeitura divulga programação do aniversário da cidade

A divulgação da Programação da Festa de CN foi no Auditório da CDL/Acircan.

A Prefeitura de Campos Novos e a Comissão Central Organizadora das festividades dos 131 anos do município anunciaram na terça-feita (14) as atrações que farão parte da programação durante o mês de Março, mês em que se comemora o aniversário da cidade. A comemoração inicia já no dia 01 de março

Dia de Campo Copercampos

com o lançamento oficial da festa e encerra em 01 de abril. Show Nacional, Nativo, Freestyle, Noite Gospel, Esporte e Rodeios serão apreciados pela população componovense de forma gratuita. A previsão dos organizadores é que mais de 45 mil pessoas, participem das festividades. Capital Inicial, Cesar Menotti e Fabiano estão na programação.

Evento desse porte marca a todos que por lá passam, pois lá está o que há de melhor da agricultura brasileira, o que aproxima o produtor de novas tecnologias e soluções para o agronegócio. Com certeza isso melhora a vida de quem vive no campo e deixa claro que o agricultor é o grande responsável nesse país para que alimentos de boa qualidade cheguem a mesa dos brasileiros. O mundo tem fome e um dos pilares para solucionar esse problema é uma agricultura forte. Eventos dessa natureza devem acontecer cada vez mais para mostrar que o homem do campo produz preservando a natureza e proporciona condições dignas para que todos possam ter uma boa alimentação. Parabéns à Copercampos por proporcionar esse grandioso evento em nossa cidade.


4

Geral

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

“Ensino Médio Inovador” realiza primeira aula Palestra na Escola Estadual Básica Paulo Blasi abordou a nova proposta de ensino Na última sexta feira (17), aconteceu na Escola Estadual Básica Paulo Blasi, a primeira aula do Projeto Ensino Médio Inovador, onde os alunos tiveram oportunidade de participar de palestra que abordou o tema: “Ensino Médio Inovador, nova proposta educacional para o século XXI”, ministrada pela Professora do Campus da Unoesc de Joaçaba, Ana Beatriz Brancher. A aula inaugural contou com a presença de autoridades da rede de educação de ensino, que na abertura oficial, juntamente com os alunos prestigiaram a apresentação do grupo de sapateado, formado por alunos, pais, professores e colaboradores da escola. Sobre o Projeto, Kelli Regina Assunção, uma das responsáveis do novo ensino em Campos Novos, observou que o objetivo é apoiar e fortalecer o desenvolvimento de propostas curriculares inovadoras nas escolas de ensino médio, aumentando o tempo dos estudantes na escola e buscando garantir a melhor formação com a inserção de atividades que podem ser aproveitadas profissionalmente. Kelli destaca que os estudantes disponibilizarão no espaço escolar de laboratórios, estrutura para cultura e esporte, sala para grupo de trabalho, língua estrangeira, grêmio estudantil, e trabalhos relacionados ao empreendedorismo. As aulas são de segunda-feira á sexta-feira no período matutino das 07hs45 às 11hs45. Na terça-feira, quarta-feira e quinta-feira serão em período integral das 7hs45 às 17hs00. Em Campos Novos a Escola Paulo Blasi, é a primeira entidade a usar este projeto. Os responsáveis pelo projeto são: Kelli Regina Assunção; equipe da direção e coordenadora do Ensino Médio Inovador, Eliane Aparecida Marin; responsável pela parte Pedagógica, Luciana Sartori Guerreiro; Orientadora de Leitura, Sulandra Aparecida Pereira; Orientadora de Convivência. E 12 professores das mais diversas áreas do conhecimento. Pensando na qualidade das aulas os professores passaram por uma capacitação realizada em Treze Tílias e assim, melhor atender a proposta do projeto. Segundo Kelli Regina Assunção, o Projeto do Ministério da Educação (MEC) está em andamento desde 2009, porém, neste ano será fortemente implantado em todo o estado de Santa Catarina.

Jornal O Celeiro

- Grandioso Baile no Assentamento São José – Campos Novos dia 22 de Fevereiro, com início às 23h. Animado Banda Stilo Real.

Acesse www. sergioaperon. com.br falecom@sergioaperon.com.br

Em Campos Novos a Escola Paulo Blasi, é a única entidade que está adotando o Projeto Ensino Inovador.

Compensação financeira

Enercan repassa mais de R$ 1 milhão A Campos Novos Energia (Enercan) repassou, no mês de janeiro, mais de R$ 1 milhão a título de Compensação Financeira por Uso de Recursos Hídricos (CFURH) ao Estado de Santa Catarina, Órgãos do Governo Federal e aos quatro municípios do entorno da Usina Hidrelétrica Campos Novos – Abdon Batista, Anita Garibaldi, Campos Novos e Celso Ramos. O repasse da CFURH ocorre em decorrência da área utilizada pela UHE Campos Novos para formação do seu reservatório, e proporcionalmente a energia gerada no período. Em janeiro de 2012 o Estado de Santa Catarina recebeu a título de compensação financeira R$ 516 mil, mesmo valor repassado aos quatro municípios do entorno da Usina, ficando Abdon Batista com R$ 126 mil, Anita Garibaldi com R$ 149 mil,

Quero matar meu chefe

Três trabalhadores infelizes (Jason Bateman, Charlie Day e Jason Sudeikis) acham que a única coisa que faria a rotina mais tolerável seria moer seus intoleráveis chefes até virarem pó. Os três amigos elaboram um plano confuso para livrarem-se de seus respectivos chefes… permanentemente.

Campos Novos com R$ 142 mil e Celso Ramos com R$ 92 mil. Já os Órgãos do Governo Federal receberam R$ 257 mil, totalizando um montante de R$ 1,289 milhão. Desde o início das operações da usina, em abril de 2007, já foram repassados através da Compensação Financeira pelo Uso dos Recursos Hídricos o equivalente a R$ 89 milhões. A Compensação Financeira pelo Uso dos Recursos Hídricos tem se constituído nesses últimos anos em uma importante fonte de renda complementar ao orçamento dos municípios, suplantando, em alguns casos, outras fontes governamentais para as cidades da região de abrangência da UHE Campos Novos, apresentando-se como essencial para os investimentos dos municípios nas áreas de infraestrutura, saúde, e educação.

O governo de Luiz Henrique foi cercado de favorecimentos aos seus: quem era filiado ao partido recebia as benesses do governo, caso contrário ficava chupando o dedo. Por outro lado, sucateou setores importantes do Estado. Vejam o exemplo da Secretaria da Segurança Pública. Praticamente todos os municípios catarinenses sofrem com a falta de estrutura policial e nas duas esferas: civil e militar. Excesso de trabalho para os policiais que ainda restam, falta de equipes específicas de investigações (onde há é por esforços dos policiais). Hoje, o policial cobra o escanteio e corre para cabecear.

Em Campos Novos Basta dar uma voltinha pelo município e veremos quem é partidário do PMDB. Na Câmara de Vereadores registra-se um exemplo clássico: chegam ao descaramento de falar em atendimento para determinado cidadão – que precisa urgente de serviços de máquinas do município em suas estradas – porque ele é do PMDB. É o modelo PMDB de administrar: tudo para os amigos e só para amigos. Está chegando a hora para o eleitor escolher uma administração que seja para todos, que atenda às necessidades de quem precisa sem olhar a sua de sigla partidária. Sou testemunha de casos escabrosos, de pessoas esquecidas. Outras, tratadas a patadas porque ousaram criticar a administração. O que queriam? Alguns buscavam apenas um medicamento e não receberam.

Sérgio Peron

Mudanças

Como já diz o ditado: Você pode engar a muitos por muito tempo, mas não a todos por todo o tempo. Ao contrário do discurso do então governador Luiz Henrique da Silveira-PMDB, o Estado de Santa Catarina cresceu menos do que o Brasil nos últimos 10 anos. Pudera. Como fazer um Estado crescer onde sobra menos de 1% de sua receita de impostos (e muitos impostos!) para investimento? E boa parte do resto consumida por uma máquina administrativa lenta e cara, carregada de puxa sacos e desempregados que perderam eleições. Hoje, o total é de 59 secretarias e as tais Secretarias Regionais são verdadeiros cabides de emprego!

Modelo PMDB

por

(49) 9900.8984

A mentira com pernas curtas

- Grandioso baile no CTG Querência Amada de Ibicuí, dia 18 de Fevereiro, com início às 23h. Animação: Makson. - Grandiosa Festa na Capela São Sebastião do Toldo – Vargem no dia 19 de Fevereiro. Às 10h30, Santa Missa – 12h, Churrasco e bebidas – 13h30, Jogos e diversões e às 15h30 matine animado pela Banda 4ª Geração.

5

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Partidos políticos há anos no poder e desgastados, feudos em decadência, o fim do cabresto. O sentimento eleitoral por mudanças começa a repercutir e se esparrama feito rastilho de pólvora. As pessoas querem alternância de poder, de administrações. Um mesmo grupo político permanecendo muito tempo à frente das decisões administra para os seus, deixando as demais pessoas à margem de todo processo. É o que acontece em Campos Novos. Se o camarada é amigo de quem manda, ótimo. Caso não seja, fica esperando e a melhor prova disso foi citada na edição passada: 7 anos aguardando arrumar uma estrada. Pode ser engraçado, mas é a triste realidade: crianças nunca viram uma patrola na vida e se virem, periga saírem correndo de medo.

Esquecidos Em 2010 visitei muitos lugares de Campos Novos, a totalidade dos bairros no perímetro urbano e também no interior. Até os postos de saúde em plena madrugada. Abandonados seria a palavra correta para descrever a situação. Ainda vou relembrar de todos os lugares, mas na coluna de hoje vou limitar a dois lugares onde estive mais de uma vez e conversei demoradamente com as pessoas: Invernada dos Negros e Pedreira. No mês passado soube que o pessoal da Invernada dos Negros ainda esperava pelas melhorias nas estradas, melhorias de infraestrutura e atendimento de necessidades básicas. Na Pedreira, a situação também continua a mesma. São os esquecidos e assim permaneceram ao longo dos anos. Os atuais mandatários de Campos Novos fizeram questão de infringir uma espécie de castigo para as duas localidades nos últimos oito anos. Certamente serão lembrados em 2012, afinal de contas, se trata de ano eleitoral. Hora do troco!

Ficha Limpa A aprovação da Lei da Ficha Limpa, ocorrida no Supremo Tribunal Federal na semana que passou está deixando muita gente de cabelo em pé. É o fim da orgia com o dinheiro público. Muitos políticos usavam e abusavam, apostando todas as fichas na lentidão e morosidade da Justiça. Muitos casos de malversação do dinheiro público, em que pese sobejamente comprovados, levam mais de 10 anos (até 15 anos) para a decisão chamada “transitada em julgado” – quando não há mais o que fazer. Com isso, mesmo respondendo por atos de improbidade administrativa, diante de uma infinidade de recursos cabíveis, os políticos ainda concorriam aos cargos eletivos livremente. Pior: se eleitos, gozavam de foro privilegiado e só podiam ser julgados com a autorização dos seus pares.

O que mudou? Agora, um político condenado por uma decisão colegiada da Justiça – o que ocorre em segundo grau (Tribunal de Justiça), passa a ser Ficha Suja – independente do recurso para instâncias superiores. As mesmas condições se aplicam aos profissionais com órgãos regulamentadores de profissões. Quem renunciar ao mandato para escapar de uma possível cassação também está enquadrado. A Lei de iniciativa popular repercutiu em todo país e vai mudar o cenário de candidaturas em muitos municípios brasileiros.

Não vai retroagir Uma Lei não pode retroagir para fatos anteriores à sua promulgação, salvo se for para beneficiar o réu. Assim sendo, políticos condenados anteriormente e no exercício de mandato atualmente, não serão atingidos. No entanto, passarão pelo mesmo crivo no próximo pleito, caso o período de condenação como “Ficha Suja” ainda esteja em vigência.


Profissão

6

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

“Vender me faz feliz!” Vendedora há 11 anos, Iza dá uma lição de como ser uma profissional de sucesso Uma pessoa apaixonada pelo que faz. Essa é uma boa definição para Izadir Terezinha Machado Pereira Coco, vendedora há 11 anos, uma profissional disputada no ramo de vendas. Iza como é conhecida, já foi agricultora, faxineira, diarista e servente. Descobriu sua habilidade para vendas, segundo ela, um dom, sendo vendedora porta a porta de cosméticos e vestuário, “sempre tive boa clientela, nunca perdi um centavo”, conta ela. Natural de Itapejara do Oeste (PR), Izadir chegou a Campos Novos em 1.990, seguindo os irmãos e os pais que já moravam na cidade, em busca de uma vida melhor. Ela é mãe da Daniela, do Elias Antônio e da Ana Laura, esposa do Antônio e avó do Matheus, é uma mulher que tem nas bases familiares e na fé em Deus sua motivação para seguir à frente todos os dias, dando o melhor de si para os outros. Sua rotina começa às 6 horas da manhã, limpando a casa e cozinhando o almoço do dia, em seguida parte para o trabalho, na Loja Berlanda, onde chega por volta das 8hs30. Está em casa entre 18hs30 e 19hs00, onde descansa saboreando o chimarrão na varanda e coloca a conversa em dia com o marido. Nas horas de folga e finais de semana, o que Iza gosta mesmo é estar com os familiares e fazer novos amigos, além de participar ativamente da vida da comunidade, sempre realizando visitas ou ajudando na Igreja. No dia 27 de novembro de 2002, foi o dia que sua vida deu uma reviravolta. Iza tinha dois trabalhos: meio período era servente de um banco e no outro, trabalhava em serviços gerais em uma loja de móveis. Na loja servia cafezinho, realizava a limpeza, distribuía panfletos, sempre mantinha bons relacionamentos com os clientes e colegas de trabalho. “Quando a loja estava muito movimentada, sempre ajudava a vender”. E foi assim, demonstrando interesse e sempre fazendo seu trabalho bem feito, que Iza recebeu um convite do gerente da loja para se tornar vendedora.

culdades, porque meu interesse em aprender foi muito grande”, relata a vendedora. Investindo seu tempo e esforços para se aprimorar, Izadir voltou a estudar, pois tinha cursado somente o ensino primário da época, vindo a se formar no segundo grau, no ano de 2004.

Não senti dificuldades, porque meu interesse em aprender foi muito grande” - Izadir Terezinha Machado Pereira Coco.

“O supervisor estava preocupado se eu iria dar conta, porque ele não queria perder a funcionária e ao mesmo tempo, ele não podia voltar atrás na decisão, afinal não poderia rebaixar o meu cargo, então respondi que não queria decepcionar a mim mesma para depois eu decepcionar alguém, e graças a Deus eu não decepcionei”, conta. Apenas demonstrando sua força de vontade a oportunidade apareceu, Iza passou de servente para o setor de vendas. Ela já conhecia o negócio, os serviços e produtos da loja, tinha bons relacionamentos, boa comunicação e alguma experiência com vendas, enfim, ela já possuía o perfil profissional quando iniciou na atividade. As dificuldades? “Não senti difi-

Iza se define como uma profissional e uma pessoa feliz e conta o segredo para o sucesso: “seja humilde, ame o que você faz e faça bem feito”. Na busca da realização pessoal e de aumentar a renda familiar, ela contou sempre com o apoio da família e sempre soube conciliar o trabalho fora de casa com os domésticos. O fato de ter que sair de seu emprego de servente no banco, serviço que era terceirizado, trouxe o dono da firma de Joaçaba em que era colaboradora, apenas para lhe entregar um buquê de flores e agradecer pelos ótimos serviços prestados, assim como também, os funcionários do banco a homenagearam, nos conta uma Izadir orgulhosa. O mercado de trabalho para o profissional de vendas é e sempre foi muito amplo. Atualmente a exigência tem aumentado, assim os vendedores tem que ser realmente profissionais. É exigido que o atendimento ao público seja personalizado. “Todos os clientes são especiais, se tiver que vender uma colher ou uma geladeira, o atendimento é igual a todos. Já fidelizei vários clientes, que compram somente comigo. Tenho agendas com nomes de clientes durante esses 11 anos, que pra mim não tem preço. Existem clientes que ligam na minha casa”, revela. Ela destaca que o principal desafio da profissão é a concorrência acirrada, “há muitas lojas, por isso o vendedor é chave principal para intermediar e conquistar o público.” Devido as muitas opções de escolha, os clientes buscam um vendedor que se preocupa com o seu nível de satisfação e que busca compreendê-los. Eles buscam vendedores que possam sugerir produtos e serviços que os ajudem a serem mais felizes, estarem mais satisfeitos. Iza já aprendeu essa lição. “Uma abordagem bem feita, sempre com sorriso no rosto e captar o que o cliente quer. Os vendedores são intermediários na realização de sonhos.” A vendedora faz planos, “até que eu possa fazer meu trabalho com amor eu vou fazer. Mesmo depois de aposentada, eu vou continuar a trabalhar”, e finaliza: “eu devo tudo aos meus clientes, sem clientes não há razão de ter um comércio, ele é a peça principal, trabalho para satisfazê-los, sendo verdadeira e simples”.

O Melhor preço está aqui! Venha Conferir! Fone: 3541.2929 Coronel Farrapo - Campos Novos

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Política

7 Carnaval 2012

Vice-Governador participa da Vereadores abertura do Dia de Campo cobram apoio Na terça-feira (14), o vice Governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, estiveram em Campos Novos junto com o secretário de Desenvolvimento Regional, Alcides Mantovani; o Secretário da Fazenda do Estado, Nelson Serpa, o Secretário de Agricultura e Pesca João Rodrigues; o deputado estadual Romildo Titon, o deputado estadual Reno Caramori; o presidente da Ocesc Marcos Zordan, o presidente da Cidasc Enori Barbieri, o presidente da Coopercentral Aurora Mario Lanznaster, os presidentes de cooperativas do estado, com os prefeitos e vereadores da região, para abertura oficial da 17ª Edição do Dia de Campo Copercampos. Na ocasião o vice Governador Eduardo Pinho Moreira parabenizou a Copercampos pelo evento que ressalta o sistema cooperativista e a agricultura catarinense, e disse que, o Governo do Estado está atento as dificuldades enfrentadas pelo homem do campo, e que junto com a Epagri e a Cidasc vem desenvolvendo ações importantes para minimizá-las. “Santa Catarina desponta no cenário brasileiro pela produção e competência tecnológica no setor agrícola e o Governo do Estado está atento às dificuldades. Ao terminarmos nossa missão de governo, os agricultores com certeza terão ainda mais prestigio.”, enfatizou. O secretário João Rodrigues em seu discurso também destacou a importância do trabalho conjunto entre Secretaria da Agricultura, Epagri e Cidasc para fazer da agricultura catarinense um modelo para todo país. Já o secretário de desenvolvimento regional Alcides Mantovani, lembrou que eventos como esse demonstram a grandiosidade de Campos Novos no cenário agrícola estadual. “Somos o Celeiro Catarinense porque estamos atentos a tudo que diz respeito ao fomento do agronegócio. Prova disso é o Dia de Campo realizado pela Copercampos, que além de trazer conhecimento ao produtor rural, tem o zelo de

trazer contribuições para as mulheres do campo, aos filhos dos produtores, fazendo com que todos tenham condições de se desenvolver juntos”, ressaltou.

Agricultura em pauta Ainda nesta terça-feira (14), aconteceu a Conferência Territorial de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), no Centro de Treinamento da Epagri de Campos Novos. O encontro contou com a presença do secretário adjunto da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, que também é secretário executivo do Pronaf. Durante a conferência foram discutidas diretrizes e estratégias para melhoria da assistência técnica e da extensão rural oferecidas aos agricultores catarinenses, buscando formas de aumentar a oferta de técnicos e melhoria da qualidade dos serviços, tanto no setor público quanto no setor privado.

do Executivo

Na noite de terça-feira (14), o Carnaval dos Clubes de Campos Novos, foi pauta da sessão da Câmara de Vereadores de Campos Novos. Isso porque, neste ano, não acontecerá o evento o tradicional Carnaval promovido pelos Clubes Aqua Camponovense e Sete de Setembro. Durante seu pronunciamento José Jair Fagundes Antunes, o Jair Varela (PSD) afirmou que houve inúmeras reivindicações do Legislativo, para que a prefeitura colaborasse com os Clubes e com os organizadores do carnaval do Bairro Aparecida. Jair Varela citou noticia postada no site da prefeitura em novembro do ano passado, onde a informação constava que o Carnaval em Campos Novos estava sendo organizado. “Não houve planejamento do Executivo, mas nós do Legislativo sempre cobramos”, disse Jair Varela. Já o vereador Adavilson Telles, o Mancha (PP), lembrou que o Carnaval do Bairro Aparecida será realizado. “Fico feliz pelo Bairro Aparecida, mas triste pela omissão do Poder Público”, discursou Mancha. Ele destacou ainda que sempre cobrou do Executivo para que o Carnaval de Campos Novos fosse reestruturado. A Administração Pública deveria se responsabilizar por atividades na data. “Todas as prefeituras fazem o Carnaval, maior festa popular do país. O Carnaval do Bairro Aparecida é organizado pela Associação de Moradores do Bairro Aparecida. O evento é realizado há 8 anos e neste mês serão 4 noites de folia. Já o Clube Aqua Camponovense, optou realizar a Festa do Carnaval (acompanhe a matéria na página 20).

Eduardo Pinho Moreira destacou a importância do cooperativismo na vida dos produtores.

Leonir Jacomel é pré-candidato do PT à prefeitura Na noite da última segunda-feira (13), o diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) de Campos Novos realizou reunião para definir o nome do pré-candidato à prefeitura de Campos Novos nas eleições desse ano. O presidente do PT, José Maria Gonçalves de Lima, o Teco Lima, anunciou o nome de Leonir Jacomel como pré-candidato do partido. Em entrevista a uma emissora de rádio local, Teco Lima informou que o Partido dos Trabalhadores quer tocar seu próprio projeto político em Campos Novos e segundo ele, caso tenha sucesso nas eleições, conta com a vantagem de ter a presidência da república no mesmo partido, bem como representantes federais e estaduais, facilitando a vinda de recursos para o município. Para a aprovação de Leonir Jacomel foi formada uma comissão provisória dentro do diretório do PT, que também trabalhou novas filiações no município. A nominata para candidatos a vereadores também está pronta, informou Teco Lima.


Geral

8

Volta às aulas no Colégio Auxiliadora

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Nota de esclarecimento I O Jornal O Celeiro, no dia 09/02/2012, veiculou informação com fotografia de que uma viatura da Polícia Militar estava estacionada na contramão de direção na Rua Nereu Ramos, em frente ao Restaurante Real. Entretanto, o Jornal O Celeiro não procurou se informar sobre a veracidade da fotografia ou sobre quais circunstâncias permearam a cena fática. No dia 03/02/2012, a Polícia Militar fora solicitada para atendimento de uma ocorrência em dada edificação comercial, em que uma mulher estaria descontrolada, agredindo pessoas, danificando alguns móveis e vidros. A Polícia Militar, atuando de maneira célere e ágil, não mediu esforços para chegar ao local dos fatos com a rapidez necessária para evitar um mal maior. Cabe salientar, que o Código de Trânsito Brasileiro, em vigor desde 1997, estabelece em seu artigo 29, inciso VII: Art. 29. O trânsito de veículos nas vias terrestres abertas à circulação obedecerá às seguintes normas:

O ano letivo do Colégio Auxiliadora está apenas começando, mas diante da acolhida amiga e animada dos educadores e das novidades, todos acreditam que este ano promete! O primeiro dia de aula, no turno da manhã, foi marcado pela alegria do reencontro. Depois da apresentação da Equipe Pedagógica, do grupo de Professores e colaboradores, os alunos foram convidados a realizarem um circuito de ambientes com atividades diferenciadas tendo con-

tato com todos os professores na primeira parte da manhã. Seguido ao recreio, já em sala de aula, todos tiveram a oportunidade de perceber como será a caminhada do ano e ter um contato mais próximo com a metodologia de cada educador. Também no período da tarde, todas as crianças manifestaram a alegria de rever os amigos, a escola, de conhecer a nova professora e de passar para outro ano, uma nova etapa.

Aulas na Escolinha do Grêmio iniciam na próxima semana A Associação Gremista Camponovense, informa que estão abertas as inscrições para a temporada 2012 da Escolinha de Futebol do Grêmio em Campos Novos. Os treinos são realizados no Estádio Cid Pedroso, em horários flexíveis, nas segundas, terças e quintas-feiras, para que todos os estudantes tenham possibilidades de frequentar

as aulas. No horário matutino, as aulas acontecem das 9hs30 às 10hs45; no vespertino das 14hs30 às 16hs45. As inscrições e mais informações sobre a Escolinha podem ser feitas na Loja Marco´s Esportes, na Rua Coronel Lucidoro, 459, Centro. Crianças e adolescentes de idade entre 07 e 17 anos podem participar.

[...] VII - os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência... A Polícia Militar atua de forma transparente em suas ações, agindo sempre de acordo com os ditames legais.

O que não pode ser ignorado é o fato de que uma pessoa estava tendo a sua liberdade cerceada, ameaçada e tolhida naquele momento e esperava uma pronta resposta ágil e célere da Polícia Militar. Fato este que autoriza por si só, a instituição militar a agir no estrito cumprimento do dever legal, com o escopo de preservação da ordem pública em nosso município, sempre em prol da sociedade catarinense e, em especial a Camponovense. A Polícia Militar, labutando com pessoas de bem e para o bem das pessoas, existe para a proteção das destas, dos seus bens e do patrimônio, não corroborando em momento algum com atitudes ou condutas que possam denegrir a imagem da corporação com 176 anos de história, incansavelmente 24 horas por dia, 7 dias por semana, 30 dias por mês e 365 dias por ano. Portanto, diante do acima exposto e em consideração à sociedade Camponovense, é que manifestamos nossa indignação relativa ao assunto publicado pelo referido Jornal, uma vez que sequer procurou esta Instituição Policial Militar para averiguar a veracidade do assunto publicado, com o escopo de evitar que informações levianas possam repercutir negativamente à imagem do referido veículo de comunicação. Campos Novos, 09 de Fevereiro de 2012. Tércio Valdir dos Santos Maj PM Cmt. da 3ª Companhia de Polícia Militar Rodrigo Stadtlober Pedroso 2º Ten PM SubCmt. da 3ª Companhia de Polícia Militar.

Nota de esclarecimento II Acerca da “Nota de Esclarecimento” emitida pela 3ª Cia. de Polícia Militar de Campos Novos e assinada pelos oficiais: Tércio Valdir dos Santos Maj PM e Rodrigo Stadtlober Pedroso

incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência.

2º Ten PM, respectivamente comandante e subcomandante da unidade policial, são necessárias algumas correções para o restabelecimento da verdade dos fatos e colocarmos um ponto final numa sequência de três erros:

Terceiro erro: ao citar que o Jornal O Celeiro veiculou a fotografia, os autores da Nota de Esclarecimento da Polícia Militar “esqueceram” de mencionar a origem: rede social Facebook, deixando transparecer que o registro tenha sido de autoria do jornal, o que não é verdade.

Primeiro erro: por total desconhecimento de causa, a referida foto circulou na rede social Facebook, apontando um erro inexistente cometido por uma viatura da Polícia Militar no atendimento de uma ocorrência. Segundo erro: Apesar de citar a origem do referido registro e o texto publicado na rede social, o Jornal O Celeiro errou ao não esclarecer as situações em que ocorre a prevalência no trânsito, notadamente de veículos especiais, tipificada no Art. 29 do Código de Trânsito Brasileiro, a saber: O trânsito de veículos nas vias terrestres abertas à circulação obedecerá às seguintes normas: [...]

Cabe ressaltar que o Jornal O Celeiro sempre divulgou informações sobre procedimentos da gloriosa Polícia Militar de Santa Catarina, seja na defesa dos interesses individuais ou coletivos, bem como destacando feitos da corporação nas mais diversas circunstâncias em que foi chamada. O Jornal O Celeiro sempre estará ao dispor das instituições, zelando pelos interesses comuns. Por fim, vale salientar que o objetivo do quadro “Foto da Semana”, é mostrar o que repercutiu na sociedade camponovense, ou seja, as fotos publicadas não expressam a opinião do jornal e sim fatos, opiniões e apelos da sociedade. A Redação

VII - os veículos destinados a socorro de Fone/Fax (49) 3541-0341 / 3541-0479

A comunidade de São José – Assentamento São José, convida a todos para um baile, no dia 18 de fevereiro, animado pela Banda Estilo Real. CARNAVAL 2012! No clube Aqua Camponovense. Dia 20 de fevereiro, baile com grupo rodeio e Banda de OZ; no Dia 21 de fevereiro, com o carnaval infantil a partir das 14:00 hs.

www.orcatea.com.br

Grandiosa Festa dia 04 de março, na capela Sta Rita Sarandi. Programação: 10:30 hs Santa Missa, 12:00 hs almoço e à tarde jogos e diversões.

aContabilidade

O ROTARY CLUB e a Casa da Amizade convidam à todos para o tradicional Bingo do Dia 10 de março de 2012 no Salão Paroquial de Campos Novos, não percam, premiação de R$ 2.500,00. Participem!

aAbertura de Empresas

aEscritura Fiscal

Fone:

(49) 3541-0047

aRotinas Trabalhistas aDeclaração de Imposto de Renda aEstruturação Fiscal aEscrituração Contábil

Rua: Cel. Lucidoro, 1302 - Centro - Campos Novos

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

9


10

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Social

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

11

Camponovenses no Carnaval Joaçaba No sábado (10), camponovenses prestigiaram o grande evento cultural na cidade vizinha de Joaçaba. A alegria contagiante dos foliões, a beleza, o luxo das fantasias e alegorias foram prestigiadas pelo Governador Raimundo Colombo.

Xande Di Domenico e Cristiane Gavazzoni prestigiaram o Carnaval de Joaçaba. Na foto com o Prefeito Rafael Laske e o Governador de SC Raimundo Colombo. Anne Arithuza Alves desfilou na ala das baianas pela Vale Samba, a escola campeã.

Rene Jacomel desfilou pela Unidos do Herval. Animação e alegria!!!

Domingo na fazenda

A corte do Carnaval de Joaçaba.

Viajando

Jairo Bernardon e Janaina Dias de Deus com Vicenzo comemorando o Carnaval na Fazenda Di Domenico.

João Guilherme Devilla e Ramon Bom em Milão - Itália


12

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Jovem pela história. Experiente pelas soluções gráficas

Gráfica Tipobel Na trilha da melhoria contínua dos processos, empresa vem se destacando no mercado gráfico regional

A Tipobel, indústria gráfica camponovense, iniciou suas atividades no ano de 2007 e conquistou lugar de destaque no mercado gráfico da região. Há mais de dois anos, passou por uma reestruturação através de mudança societária, onde adotou uma administração mais dinâmica e moderna, com os jovens empresários, Murilo Biscaro e Luiz Felipe Costella, dois amigos que se conhecem desde a infância. Vindos do município vizinho de São José do Ouro (RS), ao saberem da oportunidade de adquirir a Gráfica Tipobel, não hesitaram em investir no negócio em Campos Novos. Um dos sócios-proprietários, Murilo Biscaro, era funcionário da Tipobel, portanto, era um conhecedor do empreendimento e principalmente, do mercado de atuação, constituindo um ponto favorável para a aquisição da gráfica. Ter um negócio próprio, e princi-

palmente, a vontade de trabalhar, foi a motivação para estes dois empreendedores. Felipe conta que os principais desafios foram a questão financeira, pois investir na área gráfica tem alto custo, além da exigência de estar sempre em dia com a manutenção das máquinas e também, o desafio de construir relacionamentos, essencial na vida de toda empresa, em especial porque vinham de outra cidade. Luiz Felipe Costella disse que foram muito bem recebidos pelo público camponovense, com boas perspectivas para o futuro. “Nossa intenção é crescer, investir mais e mais”. A Gráfica Tipobel oferece impressos diferenciados e exclusivos para toda a região, aprimorando e aumentando sua atuação a cada dia. Oferecem todos os tipos de impressos em papel, na área promocional e editorial: folders, calendários, cardápios, cartões

13

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

de visita, portfólios, material de escritório, blocos fiscais, caixas, catálogos, imãs de geladeira, jornais, revistas, livros, catálogos, enfim, soluções gráficas para todas as necessidades. Comprometer-se com a satisfação e sucesso do cliente é a política de trabalho da Tipobel. “Nossa visão de trabalho está voltada à excelência no atendimento ao cliente, atendendo aos prazos de entrega, oferecendo bons preços e principalmente, impressão com qualidade”, destaca Felipe Costella. Os resultados são obtidos, graças ao trabalho conjunto dos departamentos de criação e produtivo da Gráfica. De Guttenberg, o inventor dos tipos móveis, à era da informática, a indústria gráfica passou por profundas evoluções. Se, no início, as rudimentares letras de chumbo serviam para o gráfico imprimir tinta preta em papel branco, hoje o mesmo trabalho é realizado com recursos tecnológicos, utilização de infindáveis número de cores e formatos de papel. Felipe comenta que o mercado editorial está crescendo juntamente com a percepção dos clientes, que antes não tinham muita exigência: “hoje os clientes se preocupam com a qualidade e a arte final do produto, deixando de lado a preocupação com o valor, buscando se diferenciar”.

Equipe Administrativa e de Criação.

A produção gráfica da Tipobel é completa, desde a criação da arte até a produção empacotada, o processo passa por quatro etapas: Projetação: etapa onde ocorre o trabalho do designer no planejamento visual gráfico, que se encerra quando o trabalho é aprovado pelo cliente, originando um arquivo fechado; Pré-impressão: Etapa em que são elaborados fotolitos para a produção das matrizes e da digitalização e edição de imagens complexas; Impressão: Inicia-se com a produção da matriz e ocorre o processo de impressão das cópias em máquinas específicas, no caso da Tipobel rotativas offset; Pós-impressão: Tudo o que ocorre

Fotos Jornal O Celeiro

após a impressão e antes do empacotamento das tiragens e cópias, é todo o acabamento desempenhado nos produtos impressos, como cortes, verniz, encadernação, etc. Na trilha da melhoria contínua dos processos, a pretensão dos administradores é investir em mais máquinas ainda neste ano, uma de impressão e duas para acabamentos e ainda, adquirir máquina para gravação de fotolitos e chapas para a impressão offset, sistema utilizado pela maioria das gráficas. Recentemente a Tipobel mudou-se para novas instalações, na Rua São João Batista, n.º 885, antigo Moro Acessórios.

Colaborador realiza o corte do papel realizado na guilhotina na etapa de acabamento.

Um pouco de história Gutenberg foi o primeiro que converteu o conceito para a impressão de textos e seu processo proto-industrial de produção de impressões, muitas vezes mais eficiente e confiável comparado aos manuscritos feitos por copistas. Em 1455, ele criou as letras de chumbo conhecidas como “tipos móveis”, que deram origem às primeiras gráficas. A história também atribui a ele o aperfeiçoamento da máquina

de impressão conhecida como prensa. Ela já existia, porém era utilizada apenas para cunhar moedas, espremer uvas e imprimir em tecido. Considerado o pai da imprensa, seu invento revolucionário certamente é um dos mais importantes feitos da história. Gutenberg possibilitou a reprodução da informação através da impressão em papel e ficou mundialmente conhecido ao lançar a “Bíblia

Impressão Offset É o processo de impressão utilizado na Gráfica Tipobel. A impressão é indireta, ou seja, antes de ser impresso, o documento deve ser convertido em filmes. Os filmes ou fotolitos são criados a partir de arquivos digitais. Os fotolitos contêm as imagens que são transferidas para chapas de impressão, através da gravação das mesmas. As chapas utilizadas são metálicas e flexíveis, feitas fotograficamente e projetadas para envolverem um cilindro de borracha, responsável pela imagem final. Para impressos em várias cores, é necessário o uso de várias chapas, uma para cada cor. Utiliza-se quatro cores, chamadas de CMYK (Cyan, Magenta, Amarelo e Preto) que proporcionam a mistura por pontos.

de 42 linhas”. Ele iniciou a preparação do livro também em 1455, imprimindo cerca de 300 folhas por dia, em seis impressoras. Com 641 páginas, a bíblia foi reproduzida em 300 cópias, das quais só restaram 40.

As chapas são prendidas em um cilindro dentro da máquina de impressão, e em seguida são acionados o sistema de tintagem onde ocorre a transferência da imagem para o papel. Antes, porém, o papel passa ainda por dois cilindros: o cilindro do cauchú, que tem a função de fixar a borracha que recebe a imagem entintada da chapa e a transmite para o papel, com o auxílio do cilindro impressor, responsável em exercer a pressão necessária para transferir a imagem do cauchu para o papel. Após passar pelo sistema de impressão, as folhas são acomodadas no sistema de recepção, responsável em receber e manter alinhadas as mesmas.


14

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

UH Machadinho completa 10 anos de operação Neste período, mais de 44 mil pessoas visitaram o empreendimento

Divulgação

A Usina Hidrelétrica Machadinho completou neste mês, 10 anos de operação. Desde o início o Consórcio Machadinho vem contribuindo com o desenvolvimento brasileiro pela disponibilização de energia limpa e de qualidade e atendendo a todos os requisitos ambientais. Somam-se a isso, os valores que vem sendo repassados através da Compensação Financeira pelo uso dos recursos hídricos de mais de R$ 180 milhões, sendo que destes aproximadamente R$ 72 milhões foram destinados aos municípios da área de abrangência da Usina. O bom relacionamento e a parceria estabelecidos com a comunidade, além da política de responsabilidade socioambiental levaram o Consórcio Machadinho a investir mais de R$ 5 milhões em 58 projetos que proporcionaram melhores condições de educação, segurança, saúde, lazer e qualidade de vida para a população da região. Para o diretor geral do Consórcio Machadinho, Duilio Diniz de Figueiredo, comemorar 10 anos de operação significa festejar um histórico de conquistas, inovações e excelente relacionamento com a comunidade. Neste período a Usina Hidrelétrica Machadinho já recebeu mais de 44 mil visitantes, sendo que destes aproximadamente 16 mil são provenientes dos seus municípios vizinhos.

Cerca de R$ 72 milhões foram destinados aos municípios da área de abrangência da Usina

Para comemorar tudo isso a Usina Machadinho está preparando uma programação para todo o ano de 2012. Serão confraternizações, atividades sócio-culturais e esportivas, além de espetáculos musicais. Diniz de Figueiredo, que o aniversário também é motivo de comemoração da comunidade. “O maior presente do Consórcio Machadinho é ter os moradores da região comemorando junto com o empreendimento esta data tão especial”, afirma.

O empreendimento A Usina Hidrelétrica Machadinho construída no leito do Rio Pelotas entre os municípios de Piratuba, em Santa Catarina, e Maximiliano de Almeida, no Rio Grande do Sul, tem potência instalada de 1.140 MW e é a maior Usina Hidrelétrica com casa de força em Santa Catarina. Certificada pelas normas NBR ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001, a Usina utiliza a for-

ça da água para gerar energia limpa e renovável. Tem como proprietários as seguintes empresas: Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), Alcoa Alumínio S.A., Tractebel Energia S.A., Votorantim Cimentos Brasil, VALE S.A., InterCement Brasil S.A., Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT) e DME Distribuição S.A. (DMED).

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

15


16

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Publicaçþes Legais

17


18

Publicações Legais

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Publicações Legais

19


20

Agronegócio

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Tecnologia, conhecimento e preservação ambiental

Foco do Dia de Campo da Coocam de Barracão é transmissão de conhecimento e troca de experiência No próximo sábado (25), a Coocam recebe os produtores cooperados e seus associados na filial em Barracão – RS para a 5ª edição do Dia de Campo, que une tecnologia, novidades e conhecimento. Realizado no campo demonstrativo anexo a Cooperativa, o Dia de Campo da Coocam tem a intenção de apresentar ao produtor rural aquilo que tem melhor se adaptado as condições climáticas e de solo da região. Focado na transmissão de conhecimento e troca de experiências, o evento espera receber mais de 250 produtores nesta edição. “Estamos com tudo preparado para bem atender nosso produtor, num dia de troca e de obtenção de conhecimentos”, disse o engenheiro agrônomo da Coocam, Cristiano Nascimento. Conforme o engenheiro agrônomo e gerente da Unidade da COOCAM de Barracão (RS), Gustavo Drum, o produtor que visitar o Dia de Cam-

pos da Coocam vai ver lançamentos de variedades de soja, comparativos de híbridos de milho, lançamentos de novos defensivos agrícolas e novas formas de manejo para suas lavouras, dando assim, mais confiabilidade em suas escolhas para as próximas safras. “Nosso modelo de Dia de Campo dá possibilidade de o produtor rural selecionar o melhor dentro da variadas opções que se encontram hoje no mercado. Além disso, o evento aproxima

Nosso modelo de Dia de Campo dá possibilidade de o produtor rural selecionar o melhor dentro da variadas opções que se encontram hoje no mercado”

o produtor da Cooperativa, o que é muito importante”, lembrou Gustavo. Uma novidade para está edição é o trabalho de consciência ambiental que será feito no local, instruindo os produtores para que dêem o destino correto as embalagens de agrotóxico que usam em sua propriedade e para que participem da 2ª edição da Semana do Campo Limpo Coocam, evento que a Cooperativa realizará de 13 a 17 de agosto, fazendo o recolhimento das embalagens dos produtores e ministrando palestras e ciclos de conversas no sentido de propiciar a consciência e responsabilidade ambiental dos mesmos. Estarão presentes no evento as empresas Syngenta, Bayer e Basf, apresentando defensivos agrícolas, Fecoagro e Fertiplan, com fertilizantes, Brasmax, Fundacep e Nidera, com sementes e Syngenta Seeds e Dekalb, com híbridos de milho.

Loterias Jacomel Informa

LotoFácil 13/02 Concurso 714 04 – 06 – 07 – 08- 09 10 – 11 – 12 - 13 – 14 15 – 17 – 19 – 21 - 22 Quina 14/02 Concurso 2824 01 – 45 – 48 – 60 – 61

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Agronegócio

21 Divulgação

Agricultura tem maior geração de emprego A agricultura brasileira abriu no ano passado 82,5 mil vagas, o maior número desde 2004, então com 112,1 mil novos postos de trabalho no setor, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O aumento foi de 5,54% em relação ao estoque de empregos de dezembro/2010, mostrando que o ritmo de crescimento do trabalho na agricultura em 2011 foi semelhante ao do comércio e de serviços, com 5,61% e 6,43%. O avanço se deve ao aumento das safras no ano passado e à forte procura internacional pelos produtos brasileiros.

Pague Aqui: Água, Luz, GPS, Telefone, Boletos Dupla Sena 14/02 Concurso 1046

Primeiro Sorteio

09 – 15 – 17 – 18 – 37 – 42

Segundo Sorteio

17 – 21 – 24- 35 – 38 – 48


22

Agronegócio

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Reunião geral do SC Rural foi em Campos Novos

O encontro foi na quinta-feira (09) no Centro de Treinamento da Epagri. Cerca de 50 profissionais responsáveis pelo Programa SC Rural discutiram as estratégias para 2012 Transmitir experiência das ativide elaboração de dezoito projetos esdades de 2011 e a discussão de estratruturantes, formados por grupos de tégias para 2012 foi parte da pauta na agricultores. “Esse é um grande difeprimeira reunião com todos os Gerenrencial do SC Rural, todos os projetes das 10 Regionais, Coordenadores, tos precisam ser feito com grupos de Técnicos, Secretários da Executiva pessoas”, destaca. Trombetta observa Estadual e Diretores da Epagri, ou que foram investidos mais de R$ 12,3 seja, um grupo de cerca de 50 profismilhões pelo SC Rural, com contrasionais responsáveis pelo Programa partida de R$ 3,2 milhões dos beneSC Rural, representantes das entidaficiados. “Mais de mil famílias foram des parceiras: Epagri; Cidasc; Fatma; contempladas com esse trabalho”. Secretaria de Estado do DesenvolviPara 2012, a expectativa é aprimomento Sustentável; Secretaria de Esrar o trabalho de Assistência Técnica; tado da Cultura, Turismo e Esporte; Deinfra e Polícia Ambiental, estão envolviEsse é um grande diferencial dos no Programa. do SC Rural, todos os O encontro foi na quinprojetos precisam ser feito ta-feira (09) no Centro de com grupos de pessoas Treinamento da Epagri de Campos Novos (Cetrecriação de dois corredores ecológicos campos) e segundo o Gerente Técnico (em Chapecó e Timbó); fortalecimendo Programa SC Rural no estado, Osto dos comitês de bacias hidrográfimar Trombetta, mesmo sendo o ano cas; melhorias de estradas nos Prode implantação do Programa, 2011 foi jetos estruturantes; implantação do produtivo e com resultados positivos. Projeto Turismo Rural; fortalecimenEntre os trabalhos executados esto no trabalho de sanidade e ainda há tão: Processo de Assistência Técnica perspectiva para mais 45 Projetos esjunto aos agricultores; trabalho de truturantes, “onde, em 2012, mais de sanidade animal e vegetal (realizado 3 mil e 500 famílias serão favorecidas pela Cidasc); melhorias em projecom o SC Rural”. tos de turismo rural; capacitação de adolescente no meio ambiente; além

Uma das lembranças do Diretor

23

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Safra de feijão deve ter queda de 20% em Campos Novos

Jornal O Celeiro

Ditmar Alfonso Zimath (acima) e Osmar Trombetta conduziram a reunião. Jornal O Celeiro

de Extensão Rural e Pesquisas da Epagri de Santa Catarina, Ditmar Alfonso Zimath, presente na reunião, é a dedicação do Governo do estado para a viabilidade do SC Rural. “Embora seja um financiamento com o Banco Mundial, quem disponibiliza o valor é o estado. Quando o Governo atinge as metas estipuladas, consegue a libe-

ração de verbas do Banco Mundial”. Segundo Zimath, o compromisso do Governo é cumprir metas para o SC Rural continuar evoluindo. As reuniões gerais são realizadas três vezes no ano, sendo que o próximo encontro dessa grandeza será no mês de junho e o último do ano, será em novembro.

Sol forte e baixa umidade relativa do ar são fatores primários na perda dos feijoeiros. Segundo dados do Ministério da Agricultura, de cada dez brasileiros, sete consomem feijão diariamente. A leguminosa, típica da culinária do país, é fonte de proteína vegetal, vitaminas do complexo B e sais minerais: ferro, cálcio e fósforo. O consumo do produto, em média, por pessoa chega a 19 quilos de feijão por ano. Atualmente, o Brasil é o maior produtor mundial. Nesta safra, em Campos Novos são 11,5 mil hectares de lavouras de feijão, 1,5 mil hectares menos que na safra 2010/2011. A redução na área cultivada em Campos Novos é reflexo do excesso de chuva na safra passada, fazendo com que os produtores diminuíssem os investimentos neste grão. Apesar de o preço ter dobrado neste ano (comparando ao ano passado), o problema climático enfrentado pelos produtores continua, no entanto, ao contrário da safra 2010/2011, em 2011/2012, as perdas estão relacionadas às altas temperaturas e a baixa umidade relativa do ar. “Todas as plantações de feijão nas lavouras de Campos Novos, sofreram com esses dois agravantes. A falta de chuva na floração e o granizo do último domingo foram prejudiciais, mas o maior problema enfrentado pelos produtores de Campos Novos está relacionado às altas temperaturas e umidade relativa do ar”, destaca o Engenheiro Agrônomo da Coocam, Cristiano Nascimento. Ele observa que o feijão é uma cultura muito sensível e o sol forte é um grande vilão. As altas temperaturas prejudicam o florescimento

e a frutificação do feijoeiro, ou seja, altas temperaturas acompanhadas de baixa umidade relativa do ar têm maior influência na retenção de vagens.

SOJA

MILHO

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou no mês de novembro, que a colheita de feijão das lavouras de Campos Novos, chegaria em 40 sacas/hectare, hoje os números já reduziram e deve ficar na média de 30 sacas/hectare, uma baixa de aproximadamente 20%. A precipitação pluviométrica de domingo passado (19), foi generalizada, onde 100% das lavouras do município foram beneficiadas. Sobre a chuva de granizo em algumas regiões do município, Cristiano Nascimento ressalta que, cerca de 50 hectares das lavouras dos associados da Coocam, foram prejudicadas: “deste total, foram 20 hectares de feijão e 30 hectares das lavouras de soja”. Já os associados da Copercampos tiveram mais prejuízos. Segundo o Engenheiro Agrônomo, Marcelo Luiz Capelari, aproximadamente 300 hectares tiveram registro de 100% de perda. Ele observa que a cultura já se encontra em final de ciclo. Na cultura do milho, o granizo atingiu mais de 300 hectares com grandes áreas de milho caído e desfolhado. Já nas áreas de soja os prejuízos são maiores, chegando a 500 hectares de soja atingidos. “As precipitações registradas em alguns locais variaram de 30 mm até 85 mm na comunidade de São Simão”, enfatiza Capelari.

O rendimento médio estimado no mês de novembro, pelo IBGE, era de 60 sacas/hectares e neste momento está se trabalhando com uma média de 55 sacas/ hectare. Neste ano Campos Novos tem, 44,5 mil hectares de lavoura de soja; parecido com a área do ano passado que foi de 44 mil hectares. O auge da colheita desse grão no município será na segunda quinzena de março.

Este grão foi o menos prejudicado com as intempéries da natureza. A queda na colheita deve passar de 150 sacas/hectare, estimativa de novembro para 140 sacas/hectare, conforme a realidade atual do híbrido. Na safra 2010/2011, Campos Novos tinha área de 14 mil hectares de milho, neste ano houve acréscimo e passou para 15,5 mil hectares do híbrido.


24

Publicidade

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

Jornal O Celeiro  

Edição 2117 - 23 fevereiro 2012