Issuu on Google+

w w w . j o r n a l e d i c a o d o b r a s i l . c o m . b r

Belo

Horizonte/Brasília

6

a

13

de

maio

de

2012

1514

R$

1,00

Divulgação

Inadimplência nas empresas Os empresários não conseguem entender como a inadimplência de pessoas jurídicas pode ter sido tão elevada nestes primeiros meses do ano. É que de acordo com a Serasa, a inadimplência cresceu 18,08% em março, se comparado com o mesmo mês do ano anterior. Na área espe-

O CONSUMIDOR com pouco dinheiro é uma das razões para a elevação da inadimplência

Divulg

Divulgação

A

valiações espontâneas feitas por quem analisa a política mineira revelam a possibilidade de o PT diminuir sua presença nos principais colégios eleitorais do Estado. A novidade pode ficar por conta da eleição da ex-deputada Cecília Ferramenta, em Ipatinga, por causa da briga dos demais partidos que não têm nomes em condições CECÍLIA Ferramenta está de barrar a preferência do eleitorado pela embalada em Ipatinga petista. Política – Página 3

ação

Ipatinga pode salvar o PT de Minas Gerais

Obesidade visceral atinge cinco milhões de pessoas no Brasil

VEJA os conselhos do médico Luiz Vicente Berti

Documento eletrônico vai controlar o nosso transporte de cargas O transporte de cargas em Minas Gerais será mais bem fiscalizado a partir de setembro, quando entrará em funcionamento o Conhecimento de Transporte Eletrônico de Carga (CT-e), um documento digital emitido e armazenado eletronicamente, desenvolvido de forma integrada pelas Secretarias de Fazenda e a Receita Federal. Quem dá dicas é o presidente da Totvs de Minas, Arnaldo Xavier. Economia – Página 4

Norte de Minas pede socorro Diante da seca que assola o Norte de Minas, as autoridades locais estão promovendo encontros para discutir a possibilidade de renegociação, paralisação dos pagamentos das parcelas vencidas e a vencer neste período de estiagem, junto a bancos e entidades governamentais. O presidente da Associação dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Norte de Minas e do Jequitinhonha, José Aparecido Mendes Santos, analisa a situação. Cidades – Página 9

Aécio mira 2014 Na política nacional, o nome do senador mineiro Aécio Neves voltou a ser lembrado para ser o candidato da oposição à Presidência da República em 2014. Ele próprio, em entrevista recente, confirmou que está no páreo, mas pretende fazer uma oposição responsável.

Divulgação

Quem começa a perceber o surgimento de excesso de gordura na cintura precisa se preocupar, pois esse fato não é algo simples, motivo apenas de piadas dos amigos mais maldosos. É importante procurar um médico, pois essa é uma característica da obesidade visceral, doença que no Brasil já atinge cerca de cinco milhões de pessoas. Vida – Página 8

cífica dos negócios, também houve elevação nas variações mensais e acumulada. Isto é: na relação de março sobre fevereiro, o avanço foi de 11,06%. Na comparação de janeiro a março com igual período de 2011, o crescimento passou de 21%. Economia – Página 5

Opinião – Página 2

AÉCIO Neves concedeu entrevista à imprensa nacional

Deputados criticam o Ipsemg

Política Página 3


2

O P I N I Ã O Medicamentos nos supermercados

M

ais uma medida provisória banaliza a aplicação de leis no Brasil. Nos referimos aqui à matéria aprovada no Senado que permite a venda de medicamentos nos supermercados. Pelo texto da nova legislação, os produtos também poderão ser expostos nas gôndolas de armazéns e empórios, caso não seja necessária à devida prescrição médica. A medida a ser colocada em prática aqui já é usada nos Estados Unidos e no Reino Unido. Esta decisão de Brasília, de facilitar a venda de produtos farmacêuticos como se fossem quinquilharias, pode dar errado, tendo em vista a falta de cultura de nosso povo. Convém registrar que milhões de brasileiros estão acostumados com a velha prática da automedicação. Agora, então, este costume vai ficar ainda mais fácil de ser cultivado. Além dos farmacêuticos, a comunidade médica também deveria se pronunciar com veemência sobre esse assunto tão polêmico, para evitar um futuro incerto em relação à saúde de muitas pessoas, que, devido às facilidades, consomem remédios como se fossem água potável, transformando o Brasil no maior comprador deste tipo de droga do mundo. Tanto faz se em regiões mais ricas ou menos favorecidas do planeta os laboratórios farmacêuticos exercem poder de pressão para que possam continuar atuando livremente, se entronando como arautos da verdade, abrindo espaço para o cometimento de práticas abusivas sem a menor parcimônia, nem que para isto tenham de pressionar governos e parlamentares de nações ricas e pobres. Os líderes das entidades médicas brasileiras protagonizaram uma grande campanha há cerca de quatro anos, quando as autoridades do Governo Federal foram convencidas quanto à necessidade de toda farmácia manter um farmacêutico presente para evitar que balconistas atendessem os pacientes incorretamente. Assim, esta liberalidade de agora coloca em xeque a decisão anterior do Ministério da Saúde. A não ser que em cada balcão de supermercado venha a ser exigida a presença de uma autoridade credenciada pela comunidade médico-científica para acompanhar a venda dos remédios. A própria direção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) admite se tratar de um assunto novo e, consequentemente, sem nenhuma regulamentação, por enquanto. A barafunda está formada. Agora começa a guerra de nervos daqueles que são contra e a favor da medida. Porém, pouco ou quase nada será feito na prática, se esta é uma decisão de governo, conduzida por medida provisória assinada pela presidente Dilma Rousseff, embora o tema tenha ficado no Congresso Nacional na surdina por 120 dias, para evitar manifestações antagônicas sobre a vontade presidencial. Não houve discussão sobre o assunto. Portanto, a aprovação da medida provisória em tela é revestida de autoritarismo.

EDIÇÃO DO BRASIL Julho Editorial Ltda Cooperativa de Comunicação Social Editado sob a responsabilidade de Julho Editorial Ltda. (C.003)

ARTHUR LUIZ FERREIRA (Fundador do Edição do Brasil) EUJÁCIO ANTÔNIO SILVA Diretor-Responsável ESCRITÓRIO CENTRAL - BELO HORIZONTE AV. FRANCISCO SÁ, 360 - PRADO CEP 30.411-145 TELEFONE: (0 xx 31) 3291-9080 Endereços Eletrônicos: jornaledicaodobrasil@terra.com.br e.brasil@yahoo.com.br Site: www.jornaledicaodobrasil.com.br

6 a 13 de maio de 2012

Aécio Neves fala sobre seus planos para as eleições 2014

N

uma entrevista concedida ao jornalista Fernando Rodrigues, do projeto do UOL e da Folha, em Brasília, o senador mineiro Aécio Neves fez uma radiografia da Nação, do ponto de vista da administração central. O Edição do Brasil publica trechos da referida matéria, especialmente no que diz respeito à possibilidade de candidatura do senador tucano em 2014.

*José Adir Loiola JEditorial

EDITORIAL

EDIÇÃO DO BRASIL

AÉCIO não teme a popularidade de José Serra

José Serra tem dito que, se ganhar a Prefeitura de São Paulo, cumprirá o mandato de quatro anos. O que ele quer dizer com isso? Olha, na verdade ele está respondendo a uma cobrança que não é de desconhecimento de ninguém, é pública, em razão da sua saída na última eleição. E que eu justifico. Saiu porque houve uma demanda para isso. Nós, políticos, somos de certa forma reféns das circunstâncias que nos cercam. Eu tenho certeza que as declarações do ex-governador, ex-prefeito José Serra, são

absolutamente sinceras. Mas, como eu disse, o imponderável sempre nos cerca e nos ronda. Ninguém sabe o quadro daqui a dois ou três anos. Da mesma forma que, quando ele assumiu a prefeitura lá atrás, ele tinha a disposição de ficar, mas as circunstâncias o levaram a disputar o governo do Estado. E houve a compreensão do povo de São Paulo que o elegeu como governador.

Mesmo sendo prefeito e assumindo isso agora? A sua intenção é essa. Pelo que eu estou conversando com ele e com o governador Geraldo Alckmin, do PSDB-SP, a sua intenção é ficar em São Paulo. Porém as circuns-

tâncias, lá na frente, podem demonstrar que ele é a grande alternativa para a sucessão presidencial. Eu não afasto isso de maneira peremptória e definitiva.

Se essa circunstância existisse, seria bom para o PSDB que ele fosse o candidato? Não sei. Ele só será o candidato se for o melhor para o PSDB. Até porque o que ele demonstra querer é ficar na prefeitura, vencendo as eleições. O certo é que o candidato do PSDB será aquele que tem melhores condições para o enfrentamento, que melhor amalgamar as forças do nosso partido. Porque eu acredito que nós chegaremos, lá na frente, encorpados, fortalecidos, seja pelo desgaste do

governo ou pela incapacidade do PT de fazer o que precisa ser feito. O PT abriu mão. Abdicou de ter um projeto de país para se contentar em ter, exclusivamente, um projeto de poder. E isso a população vai perceber com muita clareza. Aí entra nesse vale tudo. O PSDB tem a responsabilidade de ocupar esse vácuo apresentando a própria agenda para os próximos 20 anos no Brasil.

Então só para concluir esse caso, está completamente aberto o quadro de nomes para serem candidatos do PSDB em 2014? José Serra, mesmo sendo eleito prefeito, é um nome que será considerado? Pela sua dimensão pessoal e pela representatividade que demonstrou ter na última eleição, certamente será avaliado. Mas nós não temos porque falar de 2014

antes de 2012. Nós temos que centrar os nossos esforços, focarmos fortemente nas eleições municipais e sairmos dela ainda mais fortes do que estamos hoje.

O que falta para que seu nome se consolide como o principal e mais viável do PSDB visando à candidatura à presidência em 2014? Política é a arte de administrar o tempo e administrar ansiedades. Ou seja, o maior desafio que nós temos hoje. Obviamente o meu nome será avaliado pelo partido, mas eu não tenho a menor pressa em relação a isso. Na minha terra costuma-se dizer que candidato com parachoque muito grande costuma chegar meio amassado no final. Eu tenho me colocado à disposição do partido para sua reorganização estrutural. Já viajei cerca de 20 estados no último ano exatamente fortalecendo o partido regionalmente, estimulando candidaturas. O PSDB, antes

de indicar um candidato, tem que dizer o que esse político representará. Então, definir quais são pelo menos as quatro, cinco linhas gerais de prioridades maiores que esse candidato levantará ou discutirá, é hoje a nossa prioridade. Nós temos a eleição municipal para isso, temos o ano de 2013. E eu acredito que, entre 2013 e o alvorecer de 2014, aí sim, o PSDB deve ter um candidato colocado para que ele possa conversar com o país, com a sociedade, buscar alianças no campo partidário e se colocar em condições competitivas mais favoráveis possíveis.

O seu nome estará à disposição do PSDB entre esses possíveis candidatos em 2014? O Sr. colocará o seu nome à disposição? Ninguém é candidato de si próprio. Eu acho essa coisa meio irreal, você colocar o seu nome. É natural... Hoje existem setores do partido que estimulam a minha candidatura. Mas eu só acredito em candidatura viável quando ela vem com grande dose de naturalidade. Se ocorrer de forma natural o encaminhamento em torno do meu

nome, obviamente eu estarei preparado para o enfrentamento, sem a menor dúvida de que nós somos muito competitivos. Eu tenho muitos defeitos, mas entre eles não está o da obsessão. Se outro companheiro estiver no momento certo e em melhores condições, ele será o candidato com o nosso apoio.

Havia uma expectativa de que o Sr. fosse mais presente do que tem sido no Senado. Mais discursos, mais intervenções. Algumas pessoas acham que o Sr. foi crítico até agora. Você concorda com isso? Olha, eu respeito essa crítica. Eu apenas não acho que qualquer pessoa tem que estar surpreendida em relação a isso. Agi como sempre. Fui no Senado o que eu fui no

passado, no governo do Estado, na Câmara dos Deputados, quando presidi a Câmara, quando liderei o PSDB por quatro anos. Cada homem tem o seu estilo. Eu vou ter o meu.

Leis “tapa-buracos” e os apuros da atividade empresarial Uma das astúcias para tentar encobrir um erro, omissão ou negligência é imputar a outrem responsabilidades que lhes cabem, agindo com dissimulação, partindo para acusações, apegando-se a detalhes legais, distorcendo interpretações, até que sejam invertidos os valores e o jogo mudado. O acusado passa a acusador, a vítima a ré. Qual seria outro entendimento possível diante de algumas jurisprudências criadas no campo do Direito do Trabalho, responsabilizando transportadoras pelos motoristas vitimados em função das péssimas condições das estradas brasileiras? Com base na figura da “Responsabilidade Objetiva”, o Tribunal Superior do Trabalho tem considerado que compete ao empregador indenizar funcionário que exerça atividade de risco e venha a sofrer algum tipo de dano, independente da culpa relacionada ao incidente, ou, no caso das transportadoras, de que se reconheça a precariedade das estradas como a causa principal dos acidentes. Quanto à negligência ou omissão do Estado, nada é dito ou cobrado. O Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de São Paulo (Sesvesp) acompanha com preocupação essa tendência que se desenha junto aos Tribunais do Trabalho. Conforme a leitura dos magistrados, a empresa que atua em áreas que possam implicar riscos para terceiros assume, per si, a obrigação de assegurar a integridade física dos colaboradores, pouco importando se o contexto dos acontecimentos vier a extrapolar as prerrogativas e a capacidade de ação das organizações. Nessa linha de interpretação, a empresa de segurança privada, por exemplo, poderia responder integralmente pelo vigilante ou terceiro caso sejam vitimados em um entre os muitos flagrantes de assaltos que infelizmente compõem o cenário diário das cidades brasileiras. Entendem os tribunais que o Caput do artigo 7º, inciso XXVIII, da Constituição Federal, que trata da “Responsabilidade Subjetiva” (com culpa direta do empregador), prevê a possibilidade de ampliar o arco da proteção social ao trabalhador. A inversão de valores se dá a partir do momento em que o Estado, ao não dar conta de cumprir com os princípios fundamentais da República expressos na Constituição Federal, entre eles “a dignidade da pessoa humana” e “os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa”, transfere toda a responsabilidade à sociedade e suas organizações, exigindo-lhes que cubram os buracos deixados por sua omissão ao longo do caminho. É uma distorção que pode ser observada ainda em outros dispositivos legais que vêm criando dificuldades ao dia a dia do segmento de segurança privada: a Lei do Aprendiz (incompatível com um setor que exige mão de obra altamente treinada e qualificada) e a Lei de Cotas (que deixa um problema às empresas que precisam compor 95% de seu efetivo com vigilantes em plena capacidade física e mental). Diante deste quadro, questionamos aqui como ficam os princípios da livre iniciativa, também expressos na Constituição Federal, quando o Estado começa a dar vazão a entendimentos que comprometem a capacidade de trabalho das empresas tão e somente para reparar sua própria incompetência em garantir o desenvolvimento nacional? De nossa parte, empregando quase meio milhão de trabalhadores com registro em carteira em todo País, temos cumprido com nosso papel social. No mais, resta ao Estado assumir os princípios, objetivos e funções prescritas pela Constituição e deixar de apenar a iniciativa privada com leis e entendimentos que visem a tapar seus buracos. * Presidente do Sesvesp (Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de São Paulo)


P O L Í T I C A

EDIÇÃO DO BRASIL 6 a 13 de maio de 2012

V I G Í LI A S

No momento o PT só lidera em Ipatinga

Aviso aos prefeitos Na qualidade de presidente da Associação Mineira de Municípios, bem que Ângelo Roncalli tem tentado avisar a seus colegas prefeitos sobre detalhes da Lei de Responsabilidade Fiscal. Assim está escrito: “A partir deste mês de maio, só podem autorizar despesas se efetivamente comprovarem receita em caixa”. Em verdade, os chefes dos Executivos lembram muito aqueles alunos que na sala de aula recebem orientações dos professores, mas continuam fazendo barulho assim que eles viram as costas. Ou seja: os prefeitos não estão nem aí para a fala do presidente Roncalli. Depois vão ficar lamuriando.

Tércio Amaral

V

em do Vale do Aço, mais precisamente de Ipatinga, a salvação PT mineiro neste pleito de 2012. Por lá, se as eleições fossem hoje, as possibilidades da ex-deputada Cecília Ferramenta se tornar prefeita seriam grandes. Na mesma região, em Valadares, a atual prefeita Elisa Costa, também filiada ao Partido dos Trabalhadores, enfrenta uma enorme rejeição. Em Coronel Fabriciano, o atual prefeito Chico Simões não pode mais se manter no cargo, pois é prefeito em segundo mandato. Com isto, as oposições se arvoram, sendo que as chances de o partido do presidente Lula deixar de comandar o emblemático município são reais. Cidades importantes Em Belo Horizonte, os petistas não têm candidatos. Isso também acontece em outros municípios importantes. É o caso, por exemplo, de Montes Claros. O atual deputado da sigla, Paulo Guedes, deve registrar sua candidatura, mas sua votação, segundo analistas políticos, não será expressiva. Ou seja, as chances de vitória são quase nulas. Em Uberaba, o partido da presidente está fora do contexto formal de sucesso. Na Grande Belo Horizonte, em Betim e Contagem, as pesquisas indicam a preferência pelos tucanos Carlaile

3

PSDB sindical ATUALMENTE, Cecília Ferramenta é a estrela do PT

Sinal dos tempos. Veja que no Dia do Trabalhador, comemorado na semana passada, nos eventos promovidos pela Força Sindical da Grande Belo Horizonte, havia muitas bandeiras do PSDB agitando no meio da galera. Quem diria hein...

Sucessão em Contagem Pedrosa e Ademir Lucas respectivamente. Em Juiz de Fora, outro grande colégio eleitoral, o trabalho se concentra em melhorar a imagem do atual prefeito, para evitar que a reitora Margarida Salomão posse ser eleita por lá. A incógnita do momento é o município de Uberlândia. Tanto é verdade que o tema mobiliza uma verdadeira força tarefa do atual prefeito Odelmo Leão, que apoia o tucano Luiz Humberto para tentar barrar a consagração, nas urnas, do atual deputado Gilmar Machado, tido e havido por lá como bom de votos. Ele, inclusive, teria apoio direto da presidente da República. Mas se ela está disposta a comparecer aos palanques para ajudar seu afilhado já é outra história. Em municípios influentes, como Lavras, Teófilo Otoni,

Poços de Caldas, Varginha e Araguari, haverá uma luta titânica do grupo político do governo mineiro no sentido de eleger prefeitos cujos candidatos sejam filiados à sua base aliada. Portanto, novamente, os petistas ficarão de fora desta matemática. Neste bate-rebate, é preciso levar em consideração uma realidade: um dos maiores adversários dos petistas em Minas será, sem dúvida, o próprio PMDB. Assim, a aliança nacional pode até ser repetida no Estado, mas isto ficará circunscrito a municípios de pequena expressão eleitoral, para não dizer nos grotões, nas divisas com outros estados e até mesmo no Norte e Jequitinhonha. Aquela velha bandeira das denúncias, usada desordenadamente pelo partido oficial de Brasília

em suas campanhas, já se tornou coisa do passado. Pelo sim, pelo não, os tucanos mineiros vão rebater as possíveis críticas dos mais afoitos durante a campanha. Dirão que o PT está fazendo escola desde o Mensalão, sem falar na demissão de sete ministros envolvidos em corrupção em um ano de governo e a atual CPI do Cachoeira, situações que jogam por terra toda a pecha de honestidade. Aliás, existem cientistas políticos defensores da tese segundo a qual o PT não tem mais militância como no passado, Hoje, seus filiados são quase todos empregados do governo, de ONGs e outras entidades e esquemas ligados ao poder público, passando pelos governos Federal, estaduais e municipais.

Paira no ar a suspeita de que Marília Campos ainda esteja com problemas na Justiça para registrar a sua candidatura à Prefeitura de Contagem. Porém, a verdade é que se o pleito local fosse hoje, o ex-deputado Ademir Lucas poderia vencer ainda no primeiro turno. Em seu pior cenário, segundo o Instituto Data Tempo, ele tem 39% de preferência, contra 18% de Carlin Moura. É isso aí...

Contagem II No âmbito da Assembleia Legislativa, os comentários maldosos não perdoam a prefeita Marília Campos, que estaria fazendo jogo de cena ao apoiar o petista deputado Durval Ângelo para sucedê-la. Na verdade, segundo os maledicentes comentários, Marília quer mesmo é ficar livre para voltar a ser parlamentar, desta vez na Câmara Federal.

Política em Belo Horizonte Com seu estilo franciscano de fazer política, o ex-ministro Patrus Ananias continua surpreendendo. Ele deixou claro que não disputará cargo eletivo, mas, no último encontro do PT, lançou o nome de seu filho Pedro Ananias para vereador de BH. Quanta esperteza, gente...

Política em BH II O ex-prefeito Maurício Campos, atualmente filiado ao Partido da República (PR), anda circulando pelas escolas de samba da Capital, visita associações de moradores e tudo mais. Consta nos bastidores que ele pretende ser candidato a vereador. É aguardar para conferir.

Novo modelo de gestão do Ipsemg preocupa deputados

Aviso ao Dr. Clésio

Divulgação

Recentemente, a presidente Dilma Rousseff mandou um recado à Clésio Andrade: a ida do senador para o PMDB foi com a finalidade de se torna-lo parceiro do futuro candidato a governador, Fernando Pimentel. Caso contrário, as portas do Planalto se fecham para ele. Entendeu senador?

O secretário e a empreiteira O todo poderoso deputado federal Alexandre Silveira, atual secretário de Atividades Urbanas do Governo de Minas, tem taquicardia quando ouve falar no nome da Construtora Delta, empresa investigada pelos negócios ilícitos com Carlinhos Cachoeira, que resultaram na formação da CPI do Congresso Nacional. Coitado dele, sô.

Sucessão em Sete Lagoas Na próxima semana, o deputado federal do PP, Márcio Reinaldo, terá um novo encontro político na Cidade Administrativa, podendo sair de lá como candidato oficial à Prefeitura de Sete Lagoas.

SEGUNDO os deputados, a assistência prestada pelo instituto está muito aquém do necessário

O

novo modelo de assistência à saúde do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), adotado desde 1º de janeiro de 2012, será tema de uma audiência pública que a Comissão de Saúde da Assembleia legislativa realiza nesta quarta-feira, dia 09, às 9h30, no Teatro da Assembleia. Os deputados Adelmo Carneiro Leão (PT) e Doutor Viana (DEM) são autores dos requerimentos que deram origem à audiência. Os parlamentares estão preocupados com a efetivação das novas regras, implantadas a partir da Lei Complementar 121, de 2011. As mudanças foram feitas com o intuito de melhorar o atendimento aos usuários e proporcionar o equilíbrio financeiro do Instituto, mas

o Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde (SindSaúde-MG) já se manifestou contrário a algumas das alterações previstas, como a possível cobrança por cada procedimento realizado, além da contribuição compulsória já descontada nos contracheques dos servidores, denominada “cooparticipação” no novo plano. Os sindicalistas consideram que o servidor já é prejudicado pela falta de uma política de saúde de Estado para os funcionários públicos. Na opinião do deputado Adelmo, o debate é necessário para garantir o atendimento de saúde aos servidores, sem que eles sejam penalizados. “O Governo mineiro já reduziu sua contribuição, e a assistência prestada pelo Instituto é muito aquém do

que o necessário”, afirma o parlamentar. O deputado Doutor Viana também afirma, na justificativa de seu requerimento, que a preocupação central é resguardar o direito à saúde dos servidores públicos. A direção do Sind-Saúde acredita que o aumento do rol de beneficiários e dos valores de contribuição mensal, além do necessário repasse do governo estadual, já são suficientes para manter o financiamento do Ipsemg, sendo desnecessária a cobrança por cada consulta, exame ou internação. Convidados >> Diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar, Maurício Ceschin; procurador-geral de Justiça do Estado de

Minas Gerais, Alceu José Torres Marques; presidente do Ipsemg, Jomara Alves da Silva; presidente da Associação dos Contribuintes do Ipsemg, Moisés de Oliveira Melo; coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz da Silva Cerqueira; diretor do Sind-Saúde/MG, Renato Almeida de Barros; presidente do Sindifisco-MG, Lindolfo Fernandes de Castro; diretor-coordenador político do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Minas Gerais, Geraldo Antônio Henrique da Conceição; presidente do Sindicato dos Servidores do Ipsemg (Sisipsemg), Antonieta de Cássia Dorledo de Faria; e presidente da Associação dos Aposentados do Ipsemg, José Pereira de Souza.

Aposentadoria do guerreiro Já com bem mais de 80 anos, o veterano deputado Bonifácio Andrade não estaria disposto a enfrentar as urnas em 2014. Sua família possivelmente indicará o atual presidente do Tribunal de Contas, Toninho Andrada, para seu lugar. Vale dizer que Toninho antes quer ser eleito prefeito de Barbacena. Uma tremenda jogada política da família mais tradicional da política de Minas, diga-se de passagem.

Hospitais em apuros A decisão da Câmara Federal, que aprovou a lei proibindo o uso de cheque caução nos hospitais, causou revolta ao Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado, que, em breve, deve fazer um pronunciamento a respeito. Mas, querendo ou não, a lei terá que ser cumprida.

Opinião do Genival Ao conceder entrevista ao programa Mundo Político, da TV Assembleia, o ex-deputado Genival Tourinho falou de seu livro sobre os bastidores da Ditadura Militar no país e aproveitou para dizer que é a favor da criação da Comissão da Verdade, no âmbito do Governo Federal, mas apenas para efeito de reabilitar a historia. “Sou contra ações diferentes, querendo vantagens pessoais, inclusive ressarcimentos financeiros”, atalhou o entrevistado.


4

E C O N O M I A Sucessão em Juiz de Fora Apesar do recado duro recebido do velho cacique do PMDB, Tarcísio Delgado, o deputado Bruno Siqueira ainda insiste em ser candidato a prefeito da Manchester Mineira. A celeuma está no fato de Bruno ser jovem e ter apoio entre eleitores na faixa etária de 25 anos. Do outro lado, o cacique Tarcísio Delgado, controlador da maioria do diretório municipal, avaliando que ainda não é hora do parlamentar entrar nesta disputa. A coisa vai complicar, ora se vai.

O golpe dos supermercados Veja que coisa esdrúxula. O vereador do PT, Arnaldo Godói, fez até propaganda como autor do requerimento que deu origem ao fim da distribuição das sacolas plásticas nos supermercados do BH. Aí veio o golpe da venda das sacolas biodegradáveis e, por fim, a decisão do deputado Alencar da Silveira, no sentido de aprovar uma lei estabelecendo critérios para esta questão, pois, para ele, estas sacolas com faixas verdes não são biodegradáveis. Ou seja, alguém foi enganado ou está sendo o bobo da história.

Sucessão em BH Na semana passada, o petista Roberto Carvalho espalhou na cidade a informação, segundo a qual, a popularidade do prefeito Marcio Lacerda não sai do lugar há muito tempo. Isto teria trazido preocupações ao comando geral da campanha.

Sucessão II Esperto como sempre, Roberto Carvalho sugeriu o nome de sua “amiga” e ex-assessora Palowa Mendes como candidata avulsa, no último encontro do PT. Ao sugerir um nome de sua inteira “intimidade”, Carvalho acabou virando motivo de chacota na sala de imprensa da Assembleia. Coisas da política de BH.

Sucessão em Montes Claros Até agora os secretários Gil Pereira e Carlos Pimenta não quiseram deixar o governo estadual para se colocarem como candidatos em Montes Claros. O nome do atual prefeito, Luiz Tadeu Leite, continua sendo o único para a disputa deste 2012, com raras exceções, claro.

Veja BH A Veja, versão Minas Gerais, foi lançada na semana passada e, segundo informações, desta vez veio para ficar. As pesquisas indicam crescimento de publicações de revistas no mercado mineiro, Por isso a toda poderosa família controladora do Grupo Abril resolveu jogar pesado neste segmento em nosso Estado. É isso aí...

Segurança de mentirinha A onda de assaltos aos shoppings de Belo Horizonte coloca por terra a máxima, segundo a qual, os fregueses preferem estes endereços, por conforto e segurança. Aliás, aqueles ditos seguranças que ficam por lá, de terninho escuro e tudo, não passam de “coisa de brinquedo”, pois, desarmados, não são respeitados pelos bandidos que estão agindo, cada vez mais, na Capital mineira. Cena final – Pelo visto, os marketings dessas instituições vão precisar de muita imaginação para reverter o quadro de pessimismo reinante entre os frequentadores destes “shoppings confortáveis”.

Novo documento para transporte de carga vai facilitar a fiscalização Maria Miranda

A

partir do dia 1º de setembro entrará em funcionamento o Conhecimento de Transporte Eletrônico de Carga (CT-e), um documento digital emitido e armazenado eletronicamente. Ele foi desenvolvido de forma integrada pelas Secretarias de Fazenda e a Receita Federal do Brasil, a partir da assinatura do Protocolo Enat 03/2006. Este sistema tem o intuito de registrar para fins fiscais a prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal (rodoviário, aéreo, ferroviário, aquaviário e dutoviário). O diretor da Totvs de Minas Gerais, Arnaldo Xavier Totvs, fala sobre a nova regra. “As transportadoras de cargas com maior participação no mercado mineiro serão obrigadas a usar o sistema que substitui o antigo modelo impresso. A implantação do CT-e já tem grande adesão entre os empresários do setor”, diz. Totvs também esclarece que o número de contribuintes que usam o CT-e passou de 129, em janeiro de 2011, para 705, em fevereiro deste ano, um aumento de 546% no número de contribuintes adeptos ao novo modelo. Segundo ele, o projeto CT-e é um passo das administrações tributárias para implantação de um modelo nacional de documento fiscal eletrônico. “Haverá substituição da sistemática atual de emissão do documento fiscal em papel, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo o acompanhamento em tempo real das prestações de serviço de transporte de cargas pelo Fisco. O Conhecimento de Transporte Eletrônico tem validade em todos os estados da Federação. A legislação em âmbito nacional já está aprovada e as Secretarias da Fazenda possuem projetos e prazos específicos para a entrada em produção”, completa. Arnaldo diz que o novo documento significa um grande avanço visando facilitar a vida do contribuinte e as atividades de fiscalização sobre a prestação de serviço de transporte de cargas em todo o Brasil. “Os benefícios existem em vários aspectos e não somente na economia, mas também na redução do consumo de papel, com impacto positivo no meio ambiente, incentivo ao uso de novas tecnologias, padronização dos relacionamentos eletrônicos entre empresas e surgimento de oportunidade de negócios e empregos”, salienta. Ainda podem ser citados na cadeia de transportes os benefícios para o contribuinte transportador (Emissor do CT-e), redução de custos de impressão, de aquisição

Considerado um tucano de primeira hora, Ziza Valadares já está de malas prontas para morar no Rio de Janeiro, assumindo assim a diretoria da Light, empresa de Força e Luz de lá, cuja acionista majoritária é a Cemig. Apenas para registrar, Ziza tem uma ligação pessoal com o ex-ministro Pimenta da Veiga, que por sua vez é amigo do senador Aécio Neves, etc, etc...

Considerado um dos nomes mais badalados das colunas sociais de BH nas últimas décadas, Carlos Carneiro Costa passou a frequentar o noticiário negativo da imprensa a partir do momento que se viu obrigado a revelar uma milionária divida de R$ 60 milhões de sua Construtora Líder. Coisas da vida, Sr. Carlos.

ARNALDO Xavier, diretor da Totvs em Minas Gerais de papel e de armazenagem de documentos fiscais, simplificação de obrigações acessórias, como dispensa de Autorização para Impressão de Documentos Fiscais (AIDF), diminuição de tempo de parada de caminhões em postos fiscais de fronteira e incentivo ao uso de relacionamentos eletrônicos com clientes (B2B). Há também os benefícios para os contribuintes tomadores de serviços (receptor do CT-e): eliminação de digitação de documentos fiscais na aquisição de serviços de transportes de cargas, planejamento de logística de recebimento e energia pela recepção antecipada da informação do CT-e, redução de erros de escrituração devido a erros de digitação de documentos e incentivos ao uso de relacionamento eletrônico com prestadores e tomadores de serviços. De acordo com Arnaldo, a estratégia deste novo sistema é fazer com que os contribuintes prestadores de serviço de transporte de carga em geral venham a aderir ao projeto. “Para a fase piloto, o projeto conta com a adesão de contribuintes que atuam em vários modais de transporte de cargas, contando com empresas de todos os portes. A partir do dia 1º de setembro, o documento passa a ser obrigatório para as transportadoras mineiras de maior participação no Estado. É importante dizer que o processo de implantação dura em torno de três meses, por isso é importante que as empresas já se mobilizem em busca de soluções”. Ele ainda completa: “Não existem limites, mas sim requisitos. As empresas interessadas em emitir

CT-e deverão estar credenciada junto à Secretaria da Fazenda do Estado em que está estabelecida. O credenciamento em uma Unidade da Federação não credencia a empresa perante as demais unidades, ou seja, a empresa deve solicitar credenciamento em todos os estados em que possuir estabelecimentos e nos quais deseja emitir CT-e”, lembra. Além disto, o especialista afirma que é preciso possuir certificado digital emitido por Autoridade Certificadora credenciada à Infraestrutura de Chaves Públicas brasileira (ICP-BR) contendo o CNPJ da empresa, possuir acesso à internet, adaptar o seu sistema de faturamento para emitir o CT-e ou utilizar o Emissor de CT-e. Para os casos de empresa de pequeno porte, modais rodoviários e aquaviários, testar seus sistemas em ambiente de homologação em todas as Secretarias da Fazenda em que desejar emitir CT-e e obter a autorização desta secretaria. “Existem meios informatizados gratuitos para a emissão do CT-e, mas é válido para empresas que emitem um volume pequeno. Para aqueles consideráveis, deve-se pensar em uma solução informatizada. Esta deve ser integrada ao processo de Gestão de Transportes de empresa, visando uma redução significativa dos processos administrativos e erros de digitação, além dos ganhos em escala. O investimento na solução é variável de acordo com as empresas, por isso é importante recorrer a uma solução com qualidade atestada, como as oferecidas pela Totvs”, conclui Arnaldo.

Comércio eletrônico potencializa negócios

Prestígio de Pimenta

Empresário vaidoso

6 a 13 de maio de 2012

Divulgação

VIGÍLI AS DOBRADAS

EDIÇÃO DO BRASIL

O

*Lázaro Luiz Gonzaga

Brasil passa por mudanças rápidas, estimuladas pelos processos de inclusão social e financeira, com a incorporação de novos consumidores. Vivemos um ciclo de forte expansão e crescimento marcante do consumo e, por consequência, necessidade de desenvolvimento de novos negócios, canais e formatos de lojas, físicas e virtuais. Nesse processo, constata-se um Brasil mais conectado, com forte presença de computadores nos lares e no uso crescente da telefonia móvel. Essa onda digital vem produzindo mudanças de paradigmas para os empreendedores do setor de comércio de bens, serviços e turismo. Os processos de compra e vendas estão cada vez mais dinâmicos e móveis na busca pela preferência dos consumidores. O mercado está

mais competitivo, mais criativo, mais direto na arte do relacionar com os clientes e com todos os envolvidos na cadeia de valor. Vivemos o mundo das redes sociais, guiadas pela velocidade da internet, pelo acesso fácil à informação do que, como, onde comprar, aliado ao quanto e como pagar com base na eficiência inerente a competição. É sabido que, hoje, as pessoas estão usando a web cada vez mais e comprando qualquer tipo de bens e serviços. Isso deveria ser visto pelos empresários como um campo fértil de oportunidades. Em 2011, as vendas online atingiram R$ 18,7 bilhões, 26% acima do patamar apurado em 2010, o que revela a força desse mercado, representando cerca de 0,6% do PIB. As estimativas sinalizam aumento da ordem de 25% para 2012, com faturamento de R$ 23,4 bilhões. As lojas virtuais ganham espaço na vida das pessoas, como novo canal de negócios, mostrando que o comércio é o pilar da economia como gerador de emprego, como distribuidor de riquezas e fomentador do relacionamento em rede. Neste novo modelo de varejo a palavra de ordem é investimento

em pessoas, tecnologia, logística, ou seja, a prioridade deve ser o conhecimento. Para tanto, os empresários devem estar preparados para motivar suas equipes para integrar-se e alcançar resultados que garantam a expansão das empresas e estreitamento de relações com toda a cadeia de valor. O cenário prospectivo para o país é positivo de investimentos e movimentação econômica, decorrentes dos programas de estímulos à economia real, o que deverá manter o processo de crescimento econômico inclusivo social e digital. Diante disso, o comércio eletrônico deve ser avaliado pelos empresários do setor terciário como um campo fértil de distribuição de riquezas, experiências, informações e, sobremaneira, de oportunidades de negócios nas economias modernas. Assim, potencializa-se a capilaridade natural do comércio de bens, serviços e turismo. Cabe a todos aproveitá-la.

*Presidente do Sistema Fecomércio Minas, Sesc, Senac, Sindicatos e Sebrae-MG


E C O N O M I A 5 Inadimplência das empresas Minas Trend Preview mostra balanço positivo tem a maior alta em dois anos EDIÇÃO DO BRASIL 6 a 13 de maio de 2012

A inadimplência das pessoas jurídicas cresceu 18,08% em março, se comparado com o mesmo mês do ano anterior, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. Foi a maior alta verificada em dois anos, considerando-se o mês de março. A inadimplência nos negócios também apresentou elevação nas variações mensais e acumulada. Na relação de março sobre fevereiro, o avanço foi de 11,06%. Na comparação entre os acumulados de janeiro

a março de 2012 e igual período de 2011, por sua vez, o crescimento foi de 21,01%. De acordo com os economistas da Serasa Experian, março teve maior número de dias úteis, em razão do Carnaval em fevereiro. Isso contribuiu para que muitas ocorrências de inadimplência de fevereiro fossem registradas em março, elevando o indicador. Além disso, o aumento da inadimplência do consumidor e o crédito para empresas ainda com juros elevados também pressionaram

erminou no dia 28 de abril o Minas Trend Preview, principal evento de pré-lançamentos de moda do país, que aconteceu no ExpoMinas, em Belo Horizonte. Olavo Machado Junior, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, entidade promotora do evento, destacou a ampliação da interação com a comunidade de Belo Horizonte, como o desfile realizado na Praça da Liberdade, e a evolução do ambiente de negócios nesta temporada. “A cada edição, dentro do processo estabelecido para o evento, a organização aprimora o atendimento às necessidades e demandas dos expositores e dos compradores de forma a estimular e qualificar as vendas”, avalia Machado. Em sua 10ª edição, que promoveu os lançamentos para a temporada Primavera-Verão 2012/2013, o evento recebeu a visita de milhares de compradores nacionais e estrangeiros oriundos de países como Estados Unidos, França, Itália e Arábia Saudita, entre outros. Para a maioria dos expositores, que somavam mais de 250 marcas de vestuário, calçados, bolsas, acessórios e bijuterias, os resultados obtidos no Salão de Negócios revelam o otimismo do setor em relação à próxima temporada de moda. A Dasa Acessórios comercializou o equivalente a dois meses de produção, estimando que sua participação deva contribuir com até 20% do total de negócios a serem efetivados neste ano. Para a empresa, o incremento de negócios quando comparado com os resultados da temporada 2012 registrou um índice 10% maior. Tradicional fabricante de moda festa, a grife Patrícia Bonaldi considerou o evento “ótimo”, avaliando que mais de 50% dos resultados esperados para o ano devam ser gerados pelos negócios e contatos ali realizados. A empresa também comemora os negócios fechados com lojistas da Arábia Saudita e Estados Unidos. A Arte Sacra Coutture é outra grife que comemora os resultados obtidos no Salão de Negócios, onde comercializou uma média de três meses de produção. Segundo a empresa, “os clientes ficaram encantados com a estrutura e organização”, considerando o Minas Trend Preview o “melhor evento nacional do segmento”. A confecção Áurea Prates fechou negócios com empresas dos Estados Unidos, comercializou mais de três meses de produção e calcula que sua participação responda por até 30% do faturamento total esperado para 2012. A grife de calçados Sarah Chofakian contabiliza que mais de 3 meses de produção foram absorvidos pelos contatos estabelecidos na feira e considera o evento “adequado aos padrões das feiras de grande porte e com estrutura cada vez melhor”. Comparando, em termos de negócios, esta edição com a temporada primavera/verão 2011/2012, a grife Plural avaliou sua participação como “muito melhor”, com um incremento de negócios da ordem de 20%. A produtora de sapatos Paula Bahia vendeu três meses de produção, apontando um crescimento 10% maior em comparação à edição passada. A E.Store estima que mais de 50% de seu faturamento anual será creditado à participação no Salão de Negócios onde também acumulou três meses de produção com pedidos imediatos.

a inadimplência. Cabe lembrar que nesse mês, a indústria alimentícia estava produzindo chocolate para a Páscoa e parte do varejo estava formando estoque, ambas as atividades demandando maior volume de crédito. Na relação anual, março 2012/2011, deve ser destacado que no ano passado o Carnaval caiu em março, definindo menor número de dias úteis na base de comparação. Portanto a evolução da inadimplência em março 2012 já era esperada.

Valor médio das dívidas

di

to

ria

l

O CONSUMIDOR com pouco dinheiro é uma das razões para a elevação da inadimplência

Os consumidores da Capital de Minas ainda se mostram otimistas com a economia brasileira e com as finanças pessoais, conforme demonstra o Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte (ICCBH). Em abril, o Índice Geral ficou em 51,12 pontos, acima da barreira que separa o otimismo do pessimismo. Mas houve queda de 2,76% na comparação com março deste ano, acumulando ao longo de 2012 um valor negativo de 4,04%. Todos os componentes do ICCBH tiveram queda nesse mês, em especial o quesito Pretensão de Compra, com queda de 7,76%. Feito em parceira entre o Sistema Fecomércio Minas, Sesc, Senac e Sindicatos e a Fundação Ipead – UFMG, o ICCBH é composto por dois grupos de variáveis. O Índice de Expectativa Econômica, que mede a percepção dos consumidores com relação à macroeconomia, teve queda de 3,34%. Já o Índice de Expectativa Financeira, que está mais ligado às finanças pessoais, também apresentou variação negativa, 2,44%. Den-

tro dessas variáveis, chama a atenção o sinal negativo para a pretensão de compra, que puxou o índice geral para baixo. O item pontualidade de pagamento também teve queda significativa, 3,48% na comparação com o mês anterior. Conforme a pesquisa, o cartão de crédito lidera as contas em atraso, com 31,54% dos casos. Na sequência, está a conta de energia elétrica (23,08%), prestações (22,31%) e água (17,69%). A gerente do departamento de economia da Fecomércio Minas, Silvânia Araujo, observa que o consumidor está atento às variáveis macroeconômicas. “Vivemos um momento de crise internacional, de pressão inflacionária em alguns produtos da cesta básica, de certo temor com relação ao emprego, entre outros fatores. Tudo isso faz com que o consumidor adote uma postura mais cautelosa”, avalia. Silvânia Araújo destaca também que esse cenário é um desafio para os empresários do comércio de bens, serviços e turismo, principalmente em relação à política de preços a ser adotada.

Adalberto Lustosa de Matos Advogado Telefones: (31) 3221-3447 (31) 3282-3447 (31) 9983-3312

SILVÂNIA Araujo: “Vivemos um momento de crise internacional”

Felipe José de Jesus

Consumidor mineiro ainda mostra confiança

Divulgação

JE

No primeiro trimestre do ano, as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) tiveram um valor médio de R$ 783,40, o que representou um crescimento de 3,4% ante igual período de 2011. As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram nos três primeiros meses de 2012 um valor médio de R$ 5.273,76, resultando em 2,8% de alta na relação com o acumulado de janeiro a março do ano anterior. Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado no primeiro trimestre foi de R$ 1.884,80, com elevação de 11,7% sobre igual acumulado de 2011. Por fim, os cheques sem fundos tiveram, nos três primeiros meses de 2012, um valor médio de R$ 2.210,76, representando um aumento de 9,0%, quando comparado com o primeiro trimestre do ano anterior. O Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas, por analisar eventos ocorridos em todo o Brasil, reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. O indicador considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados e dívidas vencidas com instituições bancárias e não bancárias.

O coordenador de pesquisas da Fundação Ipead/ UFMG, Wanderley Ramalho, minimiza as quedas do ICCBH em abril, mas admite o comportamento mais cauteloso do consumidor diante das incertezas da macroeconomia. “O Índice ainda indica

otimismo, as quedas podem ser interpretadas como uma acomodação estatística. Mas é fato que as incertezas com relação aos rumos da economia fazem as pessoas pararem e pensarem antes de consumir e assumir uma dívida”, salienta.

O EVENTO recebeu a visita de milhares de compradores nacionais e estrangeiros

Compradores entusiasmados A qualidade e adequação dos produtos apresentados, assim como a estrutura organizacional do evento, foram os principais destaques apontados pelos compradores de todo o Brasil e exterior que prestigiaram a 10ª edição do Minas Trend Preview. Em sua 1ª visita ao evento, Tatiane Scudeler, proprietária da Donna Amore, loja especializada em calçados da cidade de Assis, interior de São Paulo, considerou o evento “fantástico” e se diz “impressionada pela organização, além da qualidade e diferenciação dos produtos”. Da Capital paulista, Daniely Cortozi, da Cubinelle Confecção, aproveitou para adquirir produtos complementares à sua coleção, como tricots, sapatos e acessórios, destacando que a feira possibilita “encontrar tudo em um só lugar devido à variedade de fornecedores presentes”. Thais Aburachid, da loja Chá de Bijoux, de Belo Horizonte, aprovou a “variedade de bijuterias de todos os estilos e preços. Adorei!”. Já Bia Orsini, lojista especializada em calçados de Belo Horizonte, afirma, entusiasmada, que “os melhores fabricantes estão aqui, com muitos estilos que atendem diferentes faixas de clientes”. Eloisa Silva, da boutique goiana Ambre, de calçados e bolsas, achou o evento “surpreendente, muito organizado e com fornecedores de alto nível”. Da cidade de Natal (RN), Ione Alvares, da boutique Yolla, é habitué do evento e ressalta a organização e a seletividade dos produtos apresentados. “Fiz mais pedidos do que imaginava”, confessa bem humorada. Proprietária da loja Maria Canela, localizada em Passo Fundo (RS), Karine Cardoso, em sua estreia no evento, ficou surpresa com a “atenção e excelente assessoria prestada pelos expositores”, considerando o Minas Trend Preview “o mais completo evento de moda comercial do País”. Dentre os compradores internacionais presentes, Dominique Aristondo, da Dominique Boutique, de Miami (EUA), era uma das mais entusiasmadas definindo a feira como “impressionante, muito bem organizada, com pessoas receptivas, criatividade em todos os aspectos e desfiles incríveis”. Para ela, o evento possibilita o acesso à “grande originalidade e criatividade que o País tem a oferecer”.

SP Consultoria Empresarial e Institucional Ltda. Estratégias em Saúde Consultoria, Treinamento e Capacitação em áreas estratégicas das Secretarias de Saúde: Planejamento Estratégico e Situacional Programação em Saúde Gestão Hospitalar Gestão Contábil e Financeira de recursos do SUS

Fontes de Financiamento/Captação de Recursos Auditoria Assistencial, Contábil e Financeira Direito Constitucional e Administrativo Políticas Governamentais de Saúde Participação e Controle Social

Rua São Paulo, 1071 - Sala 1715 Centro Empresarial São Paulo - Centro Belo Horizonte - MG - CEP 30.170-907 dr.lustosa@bol.com.br / drlustosa@hotmail.com

Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1890 - Conjunto 1108 - Bairro Sion - BH / MG - CEP 30320-000 Fones: (31) 2555-5179 / 2535-5180 / 7816-1151 / Fax: (31) 2555-1807 - E-mail: sp.consultoria@yahoo.com.br


6

G E R A L

EDIÇÃO DO BRASIL 6 a 13 de maio de 2012

JORNAL DO ACIR ANTÃO Email: acir.antao@ig.com.br

A NI V E RS A RI A NT E S

HOMENAGEM

Domingo, dia 06 de maio

Jacinto Júnior/Fiemg

O empresário e ex-vice-presidente da República, José Alencar Gomes da Silva, foi homenageado com a inauguração de retrato na Galeria de Ex-Presidentes da Fiemg. Seu filho, o empresário Josué Gomes da Silva agradeceu em nome da família e lembrou do importante trabalho social realizado durante a gestão de 1989 a 1995. O presidente da Fiemg, Olavo Machado Jr., destacou a postura

Rosângela Santos Fagundes Irmã Pereira Barbosa Rafael da Cruz Dutra

Segunda-feira, dia 07 Jornalista João Carlos Amaral Ex-deputado Paulo Islander Eunice Fialho Dr. Dárcio Guimarães de Andrade OLAVO Machado e Josué Gomes da Silva

Terça-feira, dia 08

sempre proativa do empresário na defesa constante dos interesses de Minas Gerais e do Brasil.

Miguel Ângelo Santiago Washington Duarte Teixeira Pinto – Contagem Senhora Maria Emília, esposa de Fernando de Castro – Caeté Radialista Wellington de Castro

ANIVERSÁRIO Divulgação

CULATRA – Ficou famosa a frase no idioma português de que “O Tiro saiu pela culatra”. Assim podemos classificar a posição do senador Aécio Neves, depois que o ex-presidente Lula resolveu meter o “bico” na política mineira, quando anunciou que está preparando um candidato para enfrentar a indicação de Aécio em 2014 para disputar o Governo de Minas, e que os nomes escolhidos foram Marcio Lacerda, Pimentel e Walfrido dos Mares Guia. Isso indica que tudo aquilo que o senador fez, em sacrificar o PSDB mineiro em detrimento do PSB para agradar ao governador de Pernambuco vai dar em nada, pois Eduardo Campos já está acertado com Lula para ser o vice na chapa que vai disputar a Presidência da República também em 2014, o que joga por terra todo esforço feito por Aécio em não lançar candidato a Prefeitura de Belo Horizonte há quatro anos, quando ele e Pimentel elegeram Marcio Lacerda. Também agora, de olho na eleição presidencial de 2014, Aécio fez um acordo para eleger Lacerda, que pode ser o candidato de Lula ao Palácio da Liberdade, colocando mais uma vez o ex-governador de Minas na parede, pois se ele apoiou Lacerda em duas oportunidades, não poderia ficar de fora dessa outra indicação. Aécio começou a reagir a tudo isso, ao pressentir que levou uma bola nas costas, como dizem os comentaristas esportivos. Está estimulando outros candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte. Por isso o PP do vice-governador de Minas, Alberto Pinto Coelho, deverá fazer uma dobradinha com o candidato do PMDB Leonardo Quintão. Outro candidato que teria a simpatia de Aécio é o deputado estadual Délio Malheiros, que tem todas as condições de sair vitorioso na campanha pela prefeitura. O ex-governador jogou também na divisão do PT na briga liderada pelo vice-prefeito Roberto Carvalho, mas o próprio Lula abortou tudo isso, ao determinar que o PT fizesse coligação com o PSB para a reeleição de Marcio Lacerda, mesmo tendo o PSDB na formalidade da aliança. Por isso é que o tiro saiu pela culatra. Todo o sacrifício imposto por Aécio ao PSDB de Minas para agradar Eduardo Campos deu em nada. HIPOCRISIA – Vereadores e a Polícia se reuniram na Câmara Municipal para uma campanha que visa combater a contravenção na cidade, principalmente os jogos de azar. Pelo que ficou decidido, os vereadores vão forçar a Prefeitura de Belo Horizonte a exigir legalidade das lojas do jogo do bicho e de bingos que funcionam totalmente ilegais, não só em Belo Horizonte, mas em todo o Brasil. Hipocrisia. Seria muito mais fácil se todos estivéssemos unidos para exigir a legalização do jogo do bicho como loteria municipal e das casas de bingo, com os impostos sendo revertidos para a saúde e a educação. O que os vereadores estão incentivando é a corrupção, pois a ilegalidade dos chamados jogos de azar só interessa a quem vive deles, tomando dinheiro dos contraventores.

Quarta-feira, dia 09 Jornalista Mário Fontana – Jornal Estado de Minas Fernando Cabral Senhora Laura Machado Medioli, esposa de Vittório Medioli Sadi da Cunha e Dona Leda – Aniversário de Casamento Governador Antonio Anastasia

Aldija Starling ao lado do marido José Carvalho Jorge: a aniversariante da semana

Quinta-feira, dia 10

DA COCHEIRA

Professor Ricardo Romero – Contagem Sra. Lourdes Rocha de Vasconcelos, esposa de José Santana de Vasconcelos Geraldo Magela – Ceguinho

NO ÚLTIMO DIA 04, completou-se 75 anos sem Noel Rosa. Ele faleceu devido a uma tuberculose aos 27 anos.

DESÂNIMO – Empresários do setor de Bares e Restaurantes estão ficando desanimados com Belo Horizonte, depois que um código de posturas passou a exigir o impossível de seus proprietários. Uma coisa que funciona em todo o mundo é a colocação de cadeiras e mesas nos passeios. No Rio de Janeiro, em toda a orla, as mesas e cadeiras fazem o complemento dos salões dos bares e restaurantes para citar apenas uma cidade. Belo Horizonte pode perder o “charme” dos botecos com as exigências descabidas da prefeitura com o setor. “Êta cidadezinha difícil sô”.

Sexta-feira, dia 11

COMERCIANTES do Centro já estão em alerta. Vão mexer novamente nas Avenidas Paraná e Santos Dumont. Acha paciência!

Cristiano Carneiro Naves – Rádio Extra Sra. Meiga Vilas Boas Vasconcelos, esposa de João Marques

A EXTENSÃO da Pedro II vai ficar pronta, depois de dois anos de atraso. O pessoal da favela São José, que ganhou apartamento pra morar, já está colocando os imóveis à venda.

Sábado, dia 12 Aldija Starling Jorge Jornalista Walter Pernambuco Senhora Cléa de Campos Diniz, esposa de Waldemar Piló

SE O PREFEITO de Belo Horizonte ou alguém da BHTrans andasse pela cidade, veria que o vetor noroeste precisa urgentemente de um transporte de massa como metrô. É só transitar na hora do rush pela Rua Padre Eustáquio.

A todos, os nossos Parabéns!

C I D A D E S Educação, professora Mariléia de Souza, já estão à disposição os primeiros 5.900 laptops para professores e alunos, e está ultimando as soluções técnicas que vai permitir a concretização do programa. Ela lembra que não basta entregar os computadores, sendo necessária uma série de providências para que eles possam ser plenamente utilizados por professores e alunos. Fábio Marçal/PMC

Montes Claros é um dos municípios mineiros que caminham mais rapidamente na implantação do programa Um Computador por Aluno (UCA), projeto educacional desenvolvido a nível federal e que utiliza tecnologia, inclusão digital e adensamento da cadeia produtiva comercial, sendo mais um instrumento para a excelência do ensino público na rede municipal. De acordo com a secretária municipal de

A SECRETARIA já tem à disposição os primeiros 5,9 mil laptops para professores e alunos

Tem segmento da sociedade achando que é só entregar o computador e pronto. É assim mesmo? Mariléia – Não, não é. Para que o computador seja usado adequadamente, há necessidade de garantir algumas coisas: elaboração das soluções que vão ser usadas pelos professores para subsidiar as aulas, esquema de segurança

para guardar as máquinas, preparo da rede wireless nas escolas e código de segurança, com a finalidade de desligar o computador, automaticamente, caso ele seja extraviado e tentem utilizá-lo fora do espaço escolar.

E no que diz respeito ao conteúdo, à parte curricular, como estão as providências? Mariléia – Os analistas de conteúdos estão terminando de editar os guias para uso do professor na aplicação de sua disciplina e há várias capacitações em andamento, uma parte do Proinfo e outra parte pela própria secretaria. UCA é todo um processo e não um produto. Quem é educador sabe que esse é um processo em evolução. Trata-se de uma mudança de paradigma para a educação na rede municipal. Os encontros presenciais do Curso de Capacitação de Professores em Tecnologias na Educação para implantação

do programa tiveram início em outubro do ano passado, na Escola Municipal Mariana Santos, no povoado de Planalto. A carga horária é de 60 horas. São ministrados em três módulos à distância no ambiente Educamoc Virtual. Finalmente, estão sendo licitados os carrinhos que transportarão e servirão de armário para guardar, cada um deles, um lote de 35 laptops. O investimento não pode ser feito todo de uma vez, visto que temos o custeio das escolas e a folha de pagamento.

E como são os laptops? Mariléia – Cada máquina tem quatro gigabytes de armazenamento, 512 megabytes de memória, tela de cristal líquido de sete polegadas, bateria com autonomia

mínima de três horas e peso de até 1,5 quilograma. É equipado para rede sem fio e conexão de internet, além de itens de segurança.

Banda Rock D’La Rua lança seu 1º CD em BH Felipe José de Jesus

Assessoria - Correio Eletrônico

Um computador por aluno é a proposta de Montes Claros

B

eijo de Televisão, Pau pra Quebrar e Velho Novo Oeste. Estas são algumas das músicas que a banda mineira Rock D’La Rua vai apresentar para os fãs no dia 11 de maio, durante o show de lançamento do seu 1º CD, na Casa Cultural Matriz, em Belo Horizonte. Segundo a produção da banda, o CD será vendido no local. Composta pelos músicos Polaco Nolasco, guitarra e vocal, Maurício Santos, contrabaixo, e Yuri Alves, bateria, a banda tem uma história de amor com a música brasileira. Em entrevista ao jornal Edição do Brasil, Polaco fala sobre a trajetória do grupo e descreve o estilo musical. “O grupo foi formado em 2001, no Bairro Salgado Filho. Eu e meu irmão Giresse tivemos a ideia de compor músicas

A BANDA tem 11 anos de carreira com letras expressivas, comportamento, assuntos sociais e sentimentos. Nosso estilo é de rua, mas contendo vertentes da música popular brasileira. A primeira formação era eu, como guitarrista e vocal, Giresse No-

lasco, baixo e vocal, e Aldiere, bateria. Porém, a banda sofreu mudanças, ficou um pouco parada, e de dois anos para cá, voltou a todo vapor. Hoje temos o apoio do produtor Paulo, e de nossa assessoria de imprensa”, diz.

Apresentações marcantes em BH >> Sobre os locais que já se apresentaram, Polaco lembra os espaços onde a banda compareceu. “Já fizemos shows na Obra, Matriz, Reciclo, O Holandês Voador, Centro Cultural Salgado Filho, Centro Cultural Jardim Guanabara, New Space Show e Malibu Beer. Fomos também a programas de TV, como o Caleidoscópio, da TV Horizonte, e o Toque no Brasil, em Patos de Minas”. Porém, a 5ª edição do BH Indie Music, na Matriz, foi, na opinião dos integrantes, o evento mais marcante. Perguntado se existe uma música preferida, Nolasco arrisca sorridente: “As músicas são compostas por mim, então é difícil nomear uma canção que mais gosto, mas vou arriscar a “Beijo de Televisão”, pois traz um contexto poético, da mídia nacional”. Polaco diz que o estilo musical Emo Rock não é uma ameaça. “O mercado sofre com a busca do produto perfeito, dando mais atenção para super-

produções e se esquecendo do talento musical. Acreditamos ser uma fase de transição. Uma das mais novas vertentes, o Emo, deixa em segundo plano a atitude e enfatiza o vestir, valorizando a neutralidade de opiniões e colocando o jovem em uma posição frágil frente à sociedade. As pessoas estão acostumadas com o despojado, o crítico. É um estilo, não uma ameaça”, diz. Para finalizar, Polaco deixa um convite para os leitores. “Os fãs do rock terão, à disposição, um trabalho bem brasileiro e vão se identificar com cada música. Venham curtir o Rock D’La Rua no lançamento do seu CD, na sexta-feira, dia 11 de maio, às 21h30. Será um prazer recebê-los”, conclui. Informações: agenciacorreioeletronico@gmail.com


7

C O T I D I A N O

EDIÇÃO DO BRASIL 6 a 13 de maio de 2012

Editada por Mili Santos

mili.edicaodobrasil@globo.com

MÉRITOS

PAUTA: TECNOLOGIA será apresentado ao vivo por meio de transmissão via satélite de São Paulo e Rio de Janeiro para mais de 20 cidades brasileiras, entre elas Belo Horizonte, Uberlândia e Montes Claros. O evento é aberto a convidados, clientes e parceiros.

O EX-VICE-PRESIDENTE José Alencar será homenageado pela Associação Mineira de Municípios (AMM), com a Medalha do Mérito Municipalista “Celso Mello de Azevêdo”. Além dele, o ex-presidente da República Itamar Franco também será agraciado com uma medalha especial Post Mortem. A cerimônia acontece durante a abertura da 29ª edição do Congresso Mineiro de Municípios que será realizada no dia 8 de maio, às 10h, no Expominas, em Belo Horizonte. São esperados para a solenidade o governador do Estado, Antonio Anastasia; o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e outras autoridades do cenário político.

A ALMA DA FESTA TODOS GOSTAM de sofisticação, de experimentar o novo e abusar dos sabores. Mas originalidade tem um preço e nem tudo que se mistura dá um resultado legal. Muitos Buffets têm pecado pelo excesso de criatividade e matado a alma da festa, fazendo com que os convidados desejassem nunca

ter saído de casa. AO FAZER um coquetel ou uma festa, o host tem que tomar muito cuidado com a escolha do Buffet. Experimentar antes e optar às vezes pela escolha mais simples, amimar vários paladares não é moleza, mas o anfitrião no mínimo tem que tentar.

MINEIRO DE SUCESSO O ORTOPEDISTA mineiro Guydo Marques Horta Duarte, secretário da tradicional Sociedade Brasileira de Quadril e coordenador do Serviço de Ortopedia do Hospital Vila da Serra/Nova Lima, participa do Congresso Internacional de Cirurgia do Quadril do Hospital

Sírio Libanês/ São Paulo, de 9 a 12 de maio, na sede da conhecida instituição paulistana. O Dr. Guydo Marques, nome expressivo da ortopedia de Minas Gerais, fala para ortopedistas de todas as partes do mundo. Ponto para a Medicina de Minas Gerais.

A MEDALHA é o maior reconhecimento municipal do Estado concedida a personagens locais e nacionais que trabalham para o desenvolvimento dos municípios ou que receberam o reconhecimento pela sua obra. Além de Itamar Franco e José Alencar, serão agraciados com a Medalha o prefeito de Conselheiro Lafaiete e ex-presidente da AMM, José Milton de Carvalho Rocha e o Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, Antônio Carlos Doorgal de Andrada. A Imprensa Oficial de Minas Gerais (IOMG) também será homenageada pelos seus 120 anos de criação e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

mineira movimentem R$ 450 milhões por ano e gerem, aproximadamente, três mil empregos diretos e nove mil indiretos. JOÃO TEIXEIRA Filho ressalta que o setor passa por um forte desenvolvimento econômico, principalmente, ligado a investimentos para os megaeventos esportivos dos próximos anos e do turismo de negócios. A expectativa é que os buffets de Belo Horizonte e da Região Metropolitana cresçam 10% em 2012 em comparação com o ano passado.

MUITA FESTA NA PRÓXIMA semana acontece a tradicional Festa das Mães do Minas Tênis Clube. Este ano os sócios terão shows de Ed Motta e Vanessa da Mata que embalarão a família minastenista, no dia 11 de maio,

no Minas II. O evento é gratuito para sócios do Minas Tênis Clube, bastando apresentar a carteirinha social, mas o clube ainda oferece um camarote exclusivo, com open bar e open food.

HAPPY Hour ABAV, com Aloísio Rangel e Renato Eulálio Valdez maranhão

O EMPRESÁRIO João Teixeira Filho assume a presidência do recém-criado Sindicato dos Buffets de Belo Horizonte e Região Metropolitana (Sindbuffet). A entidade surgiu a partir da união de 15 empresas do setor na cidade em busca de maior representação diante dos órgãos públicos, do mercado consumidor e de parceiros econômicos. A próxima meta da instituição é conquistar mais afiliados para fortalecer o sindicato e, assim, reforçar a atividade da categoria. Estima-se que os buffets da Capital

Fotos:

BUFFETS ORGANIZADOS

AO SEU DIA NO PRÓXIMO dia 8 de maio, a ABAV-MG em parceria com o SENAC, promove um belo almoço em homenagem ao dia dos agentes de viagem. O even-

to acontecerá na sede do SENAC e contará com a presença do subsecretário Luis Antônio Athayde, que ministrará palestra aos agentes.

GASTRÔ BH Os melhores restaurantes da cidade UM AMBIENTE agradável, com cardápio variado e pratos de dar água na boca. É isso que o diVino Restaurante tem para oferecer. Localizado no Vale do Sol, em Nova Lima, o restaurante tem o ambiente perfeito para quem quer sair da rotina, afastar-se do perímetro urbano e entrar em uma

atmosfera bucólica e tranquila. O LOCAL funciona desde 2001 e segundo a sócia-proprietária, Solange Brum, a inauguração do espaço foi um sonho realizado. Idealizado pelo pai muitos anos antes, ela e o irmão, Tatá Carvalho, com muito esforço e cuidado, trabalha-

ram juntos para chegar em um ideal: um local agradável, com boa comida e que mantivesse o ambiente familiar. “Eu arrumo o restaurante como se arrumasse minha própria casa, faço tudo com muito carinho e dedicação”, comenta Solange Brum. ATUALMENTE à frente da cozinha está o chef Fábio Pontes, que agregou mais valor ao que já era bom. O cardápio é modificado a cada seis meses, acrescentando mais sabor e mantendo os já tradicionais. Um dos pratos carros-chefes do diVino é: filé com crosta de queijo parmesão acompanhado de um risoto de palmito de pupunha. O RESTAURANTE acaba de lançar seu novo cardápio, que tem como tema o outono, com uma variedade enorme de pratos saborosos e sofisticados. São duas entradas, três pratos principais e uma sobremesa, criados pelo chef Fábio Pontes, que valorizam os ingredientes nacionais, como banana, tangerina, laranja, abóbora, café, açafrão e agrião, entre outros. “Os

Os proprietários do diVino, Tatá Carvalho, Solange Brum e chef Fábio Pontes

1º SKAL Bar: encontro do trade mineiro, com a presidente do Skal, Silvânia Capanema, e Paulo Queiroga

novos pratos são elaborados com produtos nacionais, exploram texturas, misturam sabores, como doce e agridoce com salgado, e possuem temperos marcantes, ideais para o friozinho que já começou a chegar” detalha o chef Fábio Pontes. ALÉM DISSO tudo, o dIVino ainda possui adega climatizada com ótimos rótulos a sua escolha. O casal que decidir por um jantar, com três pratos, entrada, prato principal e sobremesa e mais uma garrafa de um bom vinho gastará em média R$220,00. Vale a pena passar por lá!

CARDÁPIO de Outono: Filé ao molho de café em crosta de castanha do Pará, com banana ouro e risoto de açafrão

Fotos: Paulo Cunha/Outra Visão

NO PRÓXIMO dia 08 de maio será realizada mais uma edição do Universo TOTVS, um dos maiores eventos corporativos da América Latina, que visa transformar ideias em soluções e compartilhar inovações na área de software, tecnologia e serviços. O conteúdo


V I D A

Obesidade visceral atinge cinco milhões de brasileiros

Tratamento

LUIZ Vicente Berti: “Homens com circunferência abdominal de 102 cm devem procurar um médico”

Questionado sobre como é possível identificar este tipo de obesidade, o médico explica que é bem simples. “Para quem está acima do peso, a ferramenta econômica e ideal que indico é a fita métrica. No caso dos homens, circunferência abdominal a partir de 102 cm e mulheres a partir de 88 cm devem procurar um médico, para avaliação e exames clínicos”. O tratamento pode ser feito com acompanhamento médico e nutricional. “Envolve reeducação alimentar, prática de exercícios físicos e, em casos mais avançados, quando o paciente não apresenta resultados satisfatórios, a cirurgia bariátrica”, recomenda.

Dados do IBGE demonstram que a população acima de 60 anos cresce em velocidade três vezes maior do que a população adulta. Isso faz com que estimativas atuais projetem o Brasil, até 2025, ocupando o 6º lugar no ranking mundial dos países mais populosos em idosos em todo o mundo. Nesta época, prevê-se que 15% dos brasileiros estarão acima dos 60 anos. Como o envelhecimento é um processo natural enfrentado por todos os seres vivos, a forma como ele atinge cada pessoa é que diferencia a relação do indivíduo com a terceira idade. Após os 60 anos, o organismo começa a sofrer modificações fisiológicas que contribuem para a diminuição da força, amplitude de movimentos e flexibilidade e para o aparecimento de problemas cardiovasculares, motores, respiratórios e de variação da pressão sanguínea. Para melhorar a qualidade de vida na terceira idade, aumentando a longevidade e a promoção integral da saúde, a hidroterapia é uma ótima aliada, com diversos benefícios físicos e mentais. “A atividade é realizada em piscina aquecida, em ambiente seguro, aconchegante e com acompanhamento personalizado do fisioterapeuta. Além da sensação de redução do peso corporal, a imersão em água morna provoca efeitos físicos que facilitam o relaxamento muscular, a redução da sensibilidade à dor e a diminuição dos espasmos musculares. Com isso, induzimos

Mortalidade Luiz Vicente alerta que uma pessoa pode morrer por causa deste tipo de obesidade. “Você jamais vai ler ou ficar sabendo de um atestado de óbito com a causa ‘mortis’ de obesidade visceral. No entanto, vai ver por causa de diabetes, infarto agudo e, o mais grave, acidente vascular cerebral, que é o derrame. Situações consequentes desta obesidade, e que podem matar”. Ele finaliza explicando que o tratamento e a cirurgia não estão ligados somente à questão estética, mas à saúde do paciente. “Felizmente a doença tem controle e o paciente pode voltar ao peso ideal”, conclui.

uma melhora da circulação periférica, da consciência corporal, do equilíbrio e da autoconfiança dos pacientes”, explica o fisioterapeuta Rogério Celso Ferreira, da Clínica Hidrodinâmica, em Belo Horizonte.

Diferenciais

Divulgação_Hidrodinâmica

excesso de gordura na cintura é motivo de preocupação entre as mulheres mais vaidosas, já os homens que possuem o mesmo problema muitas vezes viram alvo de piadas. No entanto, para os médicos, o fato não é engraçado, pois pode representar uma doença muito preocupante: a obesidade visceral. No Brasil, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o mal já atinge cerca de cinco milhões de pessoas. Para o médico cirurgião e diretor do Centro de Cirurgia da Obesidade e Metabólica (Ccom), Luiz Vicente Berti, o problema pode estar relacionado ao sedentarismo e à má alimentação. “Os sintomas desta obesidade são o crescimento da circunferência abdominal e aumento dos níveis de glicemia, colesterol, triglicerídeos e esteatose hepática. Não existe dor ou algo parecido, é uma doença silenciosa. Fora isso, pode estar relacionada ao estresse, algo inevitável, dependendo de como é a vida do indivíduo”, diz. De acordo com Luiz Vicente, o público masculino é o mais atingido, e a patologia desencadeia outros problemas para a saúde. “A obesidade visceral pode causar a diabetes tipo 2, hipertensão arterial, esteatose hepática (gordura no fígado) e dislipidemias (aumento de colesterol e triglicerídeos). Ela pode atingir todas as classes sociais, sexo ou raça, porém, de acordo com pesquisas, os homens são os mais afetados, quer pelo tipo de obesidade andróide, mais na barriga, quer pela falta de preocupação com a famosa barriguinha de chope”, completa.

Hidroterapia garante qualidade de vida para a terceira idade Prestige Assessoria

Felipe José de Jesus

6 a 13 de maio de 2012

O FISIOTERAPEUTA Rogério Celso orienta a paciente na hidroterapia

Especialista em Hidroterapia, Rogério Celso Ferreira destaca que a modalidade vem sendo utilizada como uma forma segura e confortável de manter a atividade física dos idosos, ao mesmo tempo em que trata patologias associadas ao envelhecimento, como Parkinson, osteoporose, artrose, fraturas, obesidade, depressão, insônia entre outras, melhorando significativamente sua qualidade de vida. A liberdade de movimento, a recuperação da flexibilidade e da agilidade conquistadas com a hidroterapia resgatam a autoconfiança e a alegria de viver dos idosos, de forma rápida e segura, motivando cada um deles a vencer suas limitações físicas, destaca Rogério. A hidroterapia pode, inclusive, reverter alguns dos processos degenerativos do envelhecimento, pois melhora a eficiência geral do organismo, fazendo com que o cérebro trabalhe mais para interpretar os novos estímulos vindos da água. “Na piscina terapêutica, muitas articulações são estimuladas, favorecendo sua lubrificação, com consequente aumento da mobilidade. Além disso, ainda há melhoria no padrão do sono, no funcionamento do sistema digestivo, na redução do colesterol, na perda de gordura corporal e no metabolismo”, reforça Rogério. O tratamento com Hidroterapia pode ser feito de forma individual ou coletiva, sendo que o grupo ainda contribui para a socialização do paciente, funcionando como um incentivo constante para melhorar sua qualidade de vida buscar um envelhecimento saudável e a independência que todo idoso necessita.

Bebidas energéticas podem danificar os dentes Bebidas energéticas e esportivas, queridinhas de adolescentes e jovens adultos, podem causar danos irreversíveis aos dentes. Os seus níveis elevados de acidez corroem o esmalte. Essa é a conclusão de um estudo publicado na Academia Geral de Odontologistas, nos Estados Unidos, e comandado por Poonam Jain, da Universidade do Sul de Illinois. Os dados são do jornal Daily Mail. Os pesquisadores examinaram os níveis de acidez de 13 bebidas esportivas e de nove energéticas. Constataram que podem variar entre marcas e sabores do mesmo fabricante. Depois, imergiram amostras de esmalte de dente humano em cada líquido durante 15 minutos e, então, em saliva artificial por duas horas. Esse ciclo foi repetido quatro vezes ao dia, durante cinco dias. “Esse tipo de teste simula a mesma exposição a que uma grande proporção de adolescentes e jovens adultos americanos estão submetendo seus dentes quando bebem uma dessas bebidas a cada

OS PESQUISADORES examinaram os níveis de acidez de 13 bebidas esportivas

poucas horas”, disse Jain. Os danos ao esmalte foram evidentes após apenas cinco dias de exposição. E as bebidas energéticas mostraram causar duas vezes mais problemas que as esportivas. Sem a proteção do esmalte, os dentes se tornam excessivamente sensíveis e propensos a

cáries. A porta-voz da Academia Geral de Odontologista, Jennifer Bone, recomenda minimizar a ingestão dos produtos. Também aconselha a mastigar chiclete sem açúcar ou lavar a boca com água após saboreá-los, táticas que aumentam o fluxo de saliva, o que ajuda a devolver os níveis de acidez normais à boca.

Dormir bem controla o gene da obesidade Engana-se quem pensa que alimentação e exercícios são as únicas formas de controlar a obesidade. Há uma série de fatores que contribuem para o aumento de peso, como o estresse, metabolismo lento, genética e qualidade do sono. De acordo com um estudo publicado na revista Sleep, dormir poucas horas por dia pode engordar. A pesquisa analisou peso, altura e qualidade do sono de mais de mil irmãos gêmeos e descobriu que dormir menos de sete horas por noite influencia no maior índice de massa corporal. Por outro lado, quem dorme mais de nove horas, elimina as influencias genéticas sobre o peso. “Quanto mais tempo você dorme, a genética se torna me-

nos importantes para determinar quanto você pesa”, explicou Nathaniel Watson, co-diretor do Centro de Distúrbios do Sono da Universidade de Washington Centro de Distúrbios do Sono. Claro, isso não quer dizer que pessoas que dormem mais são

necessariamente mais magras, mas o sono acaba com a “tendência a engordar” com facilidade. “Se você dormir bem, os fatores como dieta e atividade se tornarão mais importantes para determinar o seu peso corporal do que a genética”, explica Watson.

AS HORAS que você dorme podem impedir a influência da genética sobre o seu peso

André Gonçalves

8

EDIÇÃO DO BRASIL


C I D A D E S

EDIÇÃO DO BRASIL 6 a 13 de maio de 2012

IPATINGA

Produtores rurais reivindicam melhorias

Convênios com a Polícia Civil são renovados no município

O

pela estiagem, além de liberação de recursos para enfrentamento da seca e gestão pela redução das taxas de juros em todas as linhas de crédito para a produção rural nesta região. José Aparecido explica que uma das necessidades dos produtores rurais é quanto à redução do custo de energia elétrica como forma de minimizar o sofrimento do setor agropecuário. A Aspronorte encaminhou ofício à Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e também ao Governo do Estado, propondo que a tarifa verde noturna seja ampliada aos domingos, feriados e dias santos tradicionais. “A Aspronorte vem, diuturnamente, buscando viabilizar ações que contribuam para o desenvolvimento rural e urbano sustentável no Norte do estado e do vale do Jequi-

tinhonha”, diz José Aparecido, que, juntamente com os presidentes de 43 sindicatos de produtores rurais e representando mais de 33 mil produtores, solicita que o governo do Estado reduza a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço (ICMS), atualmente em até 18% entre Minas Gerais e outros estados. “A redução dessa alíquota do ICMS facilitará o escoamento da produção e venda de animais, viabilizando assim a comercialização e renda ao produtor mineiro do semiárido”, justifica o líder rural. Ainda na reunião, os representantes dos produtores rurais reivindicam junto ao governo estadual a realização, através do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), de estudo geofísico no Norte de Minas e no Jequitinhonha para melhor planejamento futuro na perfuração de poços e uso sustentável da água do subsolo. Outra ação da Aspronorte é pela implantação de novas linhas de crédito emergencial para construção de barraginhas, irrigação, perfuração e equipamentos como tubulação e bombas de poços tubulares.

A ASPRONORTE esteve reunida para discutir o assunto

PMI

NORTE DE MINAS

s produtores rurais do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha estão empenhados no sentido de conseguir melhorias para o setor agropecuário e viabilizar ações que contribuam para o desenvolvimento rural e urbano sustentável da região. Na semana passada, a diretoria da Associação dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Norte de Minas e Jequitinhonha (Aspronorte) esteve reunida para reivindicar mais atenção dos governos quanto às políticas públicas para o setor produtivo. O presidente da Aspronorte, José Aparecido Mendes Santos, ressalta a necessidade de se colocar em prática medidas contra a seca, renegociação, paralisação dos pagamentos das parcelas vencidas e a vencer neste período e prolongamento das dívidas para os produtores das regiões atingidas

Aspronorte

9

ROBSON Gomes e o delegado Walter Felisberto O prefeito de Ipatinga, Robson Gomes (PPS), assinou dois convênios com a Polícia Civil da cidade. Um se refere ao repasse de verba no valor de R$ 270 mil a ser pago em 12 parcelas. Além disso, a prefeitura está cedendo funcionários para auxiliar nos serviços administrativos da Polícia. No ato da assinatura do termo, estiveram presentes delegados de toda região do Vale do Aço e os secretários de Administração, Régis de Oliveira, e de Assuntos Institucionais, Amaury Gonçalves. Durante a assinatura do termo, o prefeito Robson esteve acompanhado do delegado, chefe do 12° Departamento de Polícia Civil, Walter Felisberto. “O convênio entre a Prefeitura de Ipatinga e a Polícia é um dos maiores do Estado de Minas Gerais. Desde o ano de 2009 temos mantido este compromisso e repassado os valores. Este recurso vai possibilitar que sejam feitos

diversos investimentos”, reforça Robson Gomes. Para o prefeito, o assunto segurança pública é de suma importância. “Já temos investido em diversos programas que têm como objetivo garantir maior segurança para a população. Este convênio é mais uma demonstração”, avalia. O recurso deverá ser utilizado para compra de equipamentos, reformas, manutenção de redes e combustível para veículos. Agradecido, o delegado regional, Walter Felisberto, destacou o comprometimento da administração. “O prefeito Robson Gomes sempre honrou o compromisso de investir em segurança pública. Esta é uma demonstração que ele se preocupa com um dos maiores anseios da população, que é com a segurança. Este recurso possibilitará a realização de diversos projetos”, afirmou.


11

C I D A D E S

6 a 13 de maio de 2012

MONTES CLAROS

PAU LO C E SA R P E D R O SA

Prefeito entrega as chaves de 241 casas

O Brasil é o 11° país mais perigoso para jornalistas. Em 20 anos, foram registrados 21 assassinatos. Desse total, 75% dos crimes estão impunes, de acordo com levantamento do Comitê de Proteção dos Jornalistas (CPJ). A estatística ainda não inclui o assassinato de Décio Sá, do jornal “O Estado do Maranhão”, na noite de 23 de abril, em São Luiz. Este ano, o levantamento contabiliza apenas as mortes de Mário Randolfo Marques Lopes (Vassouras na Net) e Paulo Roberto Cardoso Rodrigues (“Jornal da Praça”).

O VALOR mínimo da prestação será de R$ 50,00

O número de mortes por sarampo caiu 74% na última década, na comparação entre 2009 e 2010. Apesar de a queda ser expressiva, a pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), realizada pela Universidade estadual de Penn, nos Estados Unidos, e pelos Centros Americanos para o controle de Doenças (CDC), não está sendo tão comemorada. O resultado ficou abaixo da meta de redução de 90% aprovada em 2008 pelos países-membros da OMS.

objetivo dar cobertura às famílias de baixa renda. Para o cadastramento ou recadastramento, a pessoa responsável pela família deve comparecer ao local levando os seguintes documentos de todos os membros da família: Para os maiores de 18 anos: Comprovante de endereço atualizado (conta de água, luz ou telefone, preferencialmente conta de luz), Carteira de Identidade, CPF, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho, último contracheque, se trabalhar com carteira assinada, ou for pensionista ou aposentado. Para os menores de 18 anos: Certidão de Nascimento e Declaração de Escolaridade, Termo de Guarda Judicial ou Termo de responsabilidade do Conselho Tutelar, caso haja alguma criança ou adolescente que resida com pais ou avós.

Conheça os melhores restaurantes das seguintes cidades: SANTA LUZIA: Rest. e Lanchonete Colher de Chá Espaguete na Chapa Bar Ltda MONTES CLAROS: Churrascaria Chimarrão Churrascaria e Pizzaria Papaula Bar do Toco Churrascaria Restaurante Sabor e Saúde Chicos Pizzaria e Churrascaria Uai Tchê Cervejaria Lumas Churrascaria Armandos Restaurante Restaurante Favorito Bar e Restaurante Quintal

Restaurante PauTerra CORONEL FABRICIANO Restaurante Angra Restaurante Cantina da Nona Restaurante Amigão Pizzaria do Jayme JUIZ DE FORA: Restaurante Bacco Restaurante Brazão Restaurante Belas Artes Restauante Bertu’s

IPATINGA Restaurante Tempero Mineiro Restaurante Sabor e Aroma Restaurante Bom Apetite Restaurante D’Lucas Restaurante Vovó Efigênia Restaurante Popular

VESPASIANO Restaurante Vespagril Restaurante Taberna Restaurante Vovó Marguerita Restaurante Tropic Restaurante B&N

SABARÁ Restaurante e Pizzaria 314 - Sabarabuçu Barroco Cekisabe

BETIM Restaurante e Pizzaria Hudson Churrascaria Carro de Boi Cantina da Vovó Ana

O jornalista Márcio Fagundes (foto), depois de 15 anos na imprensa diária, passou a editar um blog de notícias ecléticas. Seu endereço eletrônico: marciofagundes.com.

CANAL ABERTO Dias de Flores. Foi um sucesso o lançamento do curta “Uma lembrança Feliz de Dias de Flores”, de Rodrigo Fraga, com Leandro Ribeiro e Trevor Pedrowski, no Cine Palladium. Trânsito. “Engarrafamento na Avenida do Contorno e na Avenida Amazonas, trânsito complicado na Praça Raul Soares, um acidente com moto, acidente na BR-040, uma carreta tombou na BR-381, o motorista de uma carreta atropelou e há feridos, trânsito também complicado na Raja Gabaglia. O engarrafamento já chega a 10km na 262, congestionamento na Avenida Amazonas por causa do volume de carros”. São assim as informações do nosso engarrafado trânsito todos os dias. PMSL

Ação itinerante chega ao Palmital VÁRIAS pessoas foram atendidas

O vice-presidente do TJMG, Fernando J. Armando Ribeiro, e este colunista

SEM SARAMPO

SANTA LUZIA “Não havia atualizado o meu cadastro e o cartão bloqueou. Com a equipe do Bolsa Família da prefeitura aqui em nosso bairro, ficou ainda mais fácil resolver o problema”, disse a moradora do Bairro Palmital A, Hélia Darci Soares Ribeiro, que recebeu atendimento do Bolsa Família Itinerante no dia 20 de abril. A ação da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania percorre os bairros da cidade para garantir o direito à população de baixa renda. De acordo com a primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Jane Dorneles, a parceria com as associações é a chave para se chegar aos beneficiários do Bolsa Família. “Com a descentralização do programa, colheremos mais frutos e vamos diminuir o fosso entre a administração e o beneficiário. As associações são espaços criados para a busca de solução dos problemas do cidadão e a prefeitura conta e quer trabalhar com cada uma delas para ajudar a população carente de nosso município”, afirma Jane. De acordo com a presidente da Associação Pró-deficiente Caminhar do Bairro palmital, Alice Aparecida de Ávila, a ação foi positiva. “Achei uma ótima iniciativa. Nota dez para a prefeitura. Muitas pessoas têm problemas pontuais com o programa, que é fácil de resolver, mas não conseguem chegar à prefeitura. Essa ação deve ser feita sempre”, concluiu a líder da associação. Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o cadastro do programa deve ser feito a cada dois anos e tem como

O presidente do Sindetur, José Eugênio Aguiar, deputado Fred Costa e este colunista

CRIME CONTRA JORNALISTAS

consideração, mais uma vez, apenas o segmento que engloba empresas como imobiliárias, hotéis e restaurantes, Montes Claros fica no 5º lugar entre os 853 municípios mineiros. Uma das empresas que se destaca na geração de empregos, em Montes Claros, é a AeC, que iniciou suas atividades na cidade em 2011 e atua no segmento de call center, admitindo, principalmente, jovens em seu primeiro emprego.

Horizonte (19.124), Uberaba (3.211), Uberlândia (2.603), Contagem (2.528), Nova Serrana (2.198) e Betim (1.964). O estudo do Governo Federal contempla todos os 853 municípios mineiros. Uma tendência apontada pelo estudo é o crescimento do setor de serviços no município. Das 1.129 vagas criadas, 946 são provenientes deste setor, o que equivale a quase 84% das admissões. Levando-se em

Advogado & Jornalista RP: 098523 / 296

Divulgação

Mori, “a entrega das casas do Residencial Santos Dumont pela prefeitura e pela Caixa Econômica Federal vão muito além da realização do sonho das famílias, já que moradia própria significa ter um endereço, poder ser encontrado dentro da sociedade. Estamos devolvendo a dignidade para estas pessoas”, afirma. A entrega das chaves foi feita pelo prefeito Luiz Tadeu Leite, pelo secretário de Desenvolvimento Social, André Mori, e por representantes da Caixa Econômica Federal e da Construtora Movimento.

Geração de empregos Em abril, dados divulgados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, destacam, mais uma vez, os números de Montes Claros. Entre os meses de janeiro e março de 2012, Montes Claros criou 1.129 vagas, o que posicionou o município no 7º lugar no ranking da geração de empregos neste período. A maior cidade do Norte de Minas ficou atrás apenas de Belo

paulocesarpedrosa@yahoo.com.br

Divulgação

Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. Todas as casas possuem dois quartos, cozinha, banheiro, sala de estar, área de serviço e quintal. Elas são destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil. O financiamento será feito pelo período de 10 anos, com prestações mensais equivalentes a 10% da renda familiar. O valor mínimo da prestação será de R$ 50. O residencial tem cotas reservadas para deficientes físicos (5%), idosos (3%) e moradores de área de risco (até 50%). Para o secretário André Fábio Marçal/PMMC

A Prefeitura de Montes Claros, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e a Caixa Econômica Federal, entregou, na semana passada, as 241 casas do Residencial Santos Dumont, localizado no Bairro Independência. O investimento por parte do Governo Federal foi de cerca de R$ 9 milhões. Já a infraestrutura social, como postos de saúde, creches e escolas, ficou sob a responsabilidade da Prefeitura de MOC. O residencial vai beneficiar famílias já cadastradas pela Secretaria de Desenvolvimento Social, dentro do programa

QUEM SABE, SABE

JEditorial

EDIÇÃO DO BRASIL

Carecóstenes Torres. O senador do DEM, Demoscrotos, apesar de tirar onda de honesto e ético, foi pego numa gravação do “Jornal Nacional” e mostrou que era um pau mandado do bicheiro Carlinhos Cachoeira. Pelas fitas, a Polícia Federal descobriu que este Cachoeira, um hidro-convetraventor aquático, é responsável pela geração de um enorme volume de dinheiro que molha a mão de vários políticos no clima seco do Planalto Central. Pelo conteúdo escabroso das gravações, podemos afirmar que DEMóstenes Torres mantinha uma relação promíscua extraconjugal com o empresário do jogo e não passava de um senador caça-níquel. Nunca antes na História do Brasil se viu no Senado um sujeito tão mentiroso, falso e mau-caráter como o senador careca de Goiás. E olha que o Collor, o Sarney e o Jader Barbalho estão no Senado! O Ibama agora quer saber se a cara de pau do senador é de madeira de lei, quer dizer, madeira fora da lei. Ex-obeso, Porcóstones Torres fez cirurgia de redução do caráter e chegou a perder toda a vergonha localizada na cara. Encurralado pelos fatos, o senador do Demoescrachos agora está torcendo para que as investigações da polícia não DEM em nada. Agamenon, Jornal O Globo. Cidadão Honorário. O presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, vereador Léo Burguês, convida para a reunião solene de entrega do Título de Cidadania Honorária de Belo Horizonte ao deputado estadual Délio Malheiros, no dia 07 de maio de 2012, segunda-feira, às 20h30, por indicação do vereador Alberto Rodrigues. 29° Congresso Mineiro de Municípios. O presidente da Associação Mineira de Municípios e prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, e toda a diretoria da AMM convidam para o 29° Congresso Mineiro de Municípios. Em paralelo ao Congresso, a Feira para o Desenvolvimento dos Municípios. Um espaço onde estarão reunidos empresas, consultores, prestadores de serviços e interessados no desenvolvimento das cidades mineiras. XVII Top of Mind- Mercado Comum. Carlos Alberto Teixeira de Oliveira, presidente e editor-geral da Mercado Comum, revista nacional de economia e negócios, convida para a solenidade de entrega do XVII Prêmio Top of Mind – Mercado Comum – Marcas de Sucesso 2011/2012, que ocorrerá às 20 horas do dia 21 de maio de 2012, no Automóvel Clube

de Minas Gerais. Intelectual elitista. Artur Xexéo, um dos poucos colunistas que a gente ainda consegue entender, está causando polêmica com seus artigos sobre a classe C e D, a nova queridinha das operadoras de telefonia, empresários, publicitários, emissoras de televisão, jogadores de futebol, obesos mórbidos e pagodeiros universitários. Não necessariamente nesta ordem. Afinal: quem são as classes C e D? Quem são esses caras? De onde vieram? Para onde vão? O que querem? O que comem? Apesar de entender nada de futebol, o Xexéo levantou a bola sobre essa nova classe de brasileiros que, agora, está podendo (em 24 vezes no cartão, sem juros, nas Casas Bahia). Mas o Xexéo, na verdade, não passa de um intelectual elitista do Faustão. Ele, na verdade, só entende de musicais da Broadway, clássicos de Hollywood, novelas da Globo e escolas de samba. Mal humorado. O técnico da seleção masculina brasileira de Vôlei, Bernardinho, ultimamente anda mal humorado e um pouco arrogante, principalmente depois que perdeu a fi nal da superliga feminina para a equipe de Osasco. Na pré-lista dos convocados pra disputar a Liga Mundial, deixou de fora pelo menos dois campeões da Superliga pelo Cruzeiro. Porém, o seu filho querido, o levantador Bruninho, nunca é esquecido. Aço mineiro aprovado. A Arcelormittal Monlevade (MG) conseguiu homologar o aço usado na fabricação das molas de suspensão traseira do novo Honda Civic, feito no Brasil. Até então, o carro usava matéria-prima importada. Dinheiro público. Sérgio Sessim, prefeito de Nilópolis, RJ, publicou no Diário Oficial da cidade a contratação de médicos, serventes, auxiliares de serviços gerais e coveiros. Todos eles pelo mesmo salário: R$ 622,00. No mesmo Diário Oficial, o prefeito publicou a contratação de shows de Zezé de Camargo e Luciano, por R$ 185 mil, e Jota Quest, por R$ 135 mil, para a festa de aniversário da cidade. Vale ou não vale? A diretoria do Cruzeiro deixou de vender o craque Montillo por 6, 7 ou 8 milhões de euros. Passados os primeiros quatro meses do ano, será que hoje o Cruzeiro acharia ruim o preço que foi oferecido? Encalhados. Circulam comentários na construção civil e no meio hoteleiro de que a venda de flats e apart hotéis despencou igual a uma cachoeira. Atitude covarde. Mais uma vez o técnico, arrogante e ultrapassado, Vanderlei Luxemburgo tentou agredir um gandula na partida contra o Internacional, quando o Grêmio foi eliminado. “Mãe. Esta é a ocasião para homenagearmos a nossa mãezinha querida, que tanto carinho e amor nos deu ao longo de toda a nossa vida. Algumas pessoas têm a graça e a alegria de conviver com suas mães. Outras mães, entretanto, já partiram para a eternidade e lá continuam a rezar e proteger os filhos queridos”. Parabéns a todas as mães pelo seu dia.

Pratique educação respeitando os deficientes físicos e os idosos. “Se você diverge de mim, não é meu inimigo, você me completa”.

Dom Helder Câmara

“A imagem que gostaria que ficasse de mim é a imagem de um irmão”.

Exploração sexual não é turismo. É crime. Disque 100 e denuncie. PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS. EM CASO DE VIOLÊNCIA, DENUNCIE. TELEFONE: 0800-311119 Cartas, críticas, convites e sugestões enviar para a redação do Edição do Brasil. Av. Francisco Sá, 360, CEP: 30.411-145, BH, MG.


12

E S P O R T E

EDIÇÃO DO BRASIL 6 a 13 de maio de 2012

Atlético lança projeto visando lucro de R$ 1 milhão mensal O Atlético lançou na última semana o seu programa de sócio-torcedor, o “Galo na Veia”. Limitado a 5.400 vagas e com mensalidade de R$ 200, o sócio-torcedor do Galo, além de ter direito a ingresso para todas as partidas em que o mando for do Atlético, ainda poderá receber outros benefícios, como visitas ao CT e até mesmo viagens com a delegação, além de descontos em produtos oficiais e brindes. Caso essa primeira cota seja alcançada, o Galo arrecadará R$ 1 milhão mensais. O programa tem validade de um ano. O presidente Alexandre Kalil revelou que a decisão foi sua. “Sei que sou o sócio-torcedor número um. Essa foi uma decisão absolutista”, revelou o mandatário atleticano exibindo o seu cartão. Kalil esperava a resolução da falta de estádio na Capital para dar início ao ambicioso projeto. “Desde o dia em que eu entrei aqui me perguntam a respeito desse negócio de programa de fidelidade para o torcedor, mas eu sabia que nós perderíamos o Mineirão. Agora nós temos futuro. O que nós não podemos fazer é como se faz pelo Brasil, que é esse negócio de faz o programa e fracassa, daí faz de novo e fracassa. Por isso que não fizemos antes. Temos certeza que ele será um sucesso absoluto. Espero que esgote em uma semana. Se esgotar até amanhã seria melhor ainda”, revelou. Os 5.400 lugares reservados ficarão no setor especial Ismênia, do estádio Independência. Para tornar-se sócio-torcedor do clube, basta acessar o site oficial do programa (www.galonaveia. com.br). A procura é grande. Já no primeiro

KALIL: KALIL: “Temos “Temos certeza certeza que que oo programa programa será será um um sucesso” sucesso”

| *Wanderley Paiva | Para os amantes do futebol, o momento mais sublime é aquele em que a bola (disparada pelos pés do atacante) passa fora do alcance do goleiro e estufa a rede adversária. É pura poesia, êxtase, sublimação, euforia, diriam os mais exaltados. Este, certamente, deve ser o momento mais desesperador para a torcida do time rival. De qualquer maneira, para ambas as torcidas, o momento em que acontece o gol é único. É como se o tempo se arrastasse lentamente até o desfecho com enorme emoção explodindo em um misto de alegria e tristeza. Para o goleiro perdedor e a torcida do seu time, um momento para esquecer. Para o atacante e a multidão que o acompanha alucinada, o momento de pura alegria, a glória, a consagração! Não é por acaso que os artilheiros são enaltecidos pelas apaixonadas torcidas como gladiadores, verdadeiros guerreiros e heróis. Como o assunto de hoje é, sem sombra de dúvida, o momento mais importante do futebol, a propósito, apresento-lhes a regra 10: Gol Marcado.

Gol marcado dia, o site se encontrava congestionado mediante o número de acessos. O projeto passa a ter validade a partir de 27 de maio de 2012, com validade de um ano, podendo ser prorrogável. Alexandre Kalil reafirmou mais uma vez que a grandeza do clube permitiu o sucesso do programa, mesmo sem investimento em marketing. “Eu coloquei no meu caderninho em 2008 que o meu prejuízo com o Marketing do Atlético era de R$ 4 milhões, então não dá, né? Marketing é isso, nós não temos equipe de Marketing, mas fizemos lançamentos de camisas que foram os maiores do Brasil, fizemos lançamento de programa de fidelidade que vira, em 15 minutos, o vice-líder nos trending topics do mundo e etc. Então, eu não preciso de 13 pessoas trabalhando nisso para nós. Isso o escudo do Atlético já faz”, disse.

Preço salgado Parte da torcida do Galo reclamou do preço salgado. O estudante Pedro Rodrigues mostrou-se um pouco frustrado, pois inicialmente não terá condições de aderir ao projeto. “Achei o preço um pouco salgado, sinceramente estava esperando algo na faixa de R$ 50,00, como é o do nosso rival”, revelou. Mesmo ficando fora do projeto, o estudante deseja que o projeto mostre-se rentável. “Se venderem toda a cota inicial vai ser ótimo. Mais dinheiro para investir em jogadores”, pincelou.

e aos pais”, declara com gratidão, o coordenador e ex-atleta, Ewerton Ribeiro. De acordo com o coordenador, as atividades e o lanche que é distribuído são apenas atrativos. O trabalho social realizado pelos monitores mostra que estão alinhados com a meta do projeto do Ministério, que é proporcionar à criança e ao adolescente de 07 a 17 anos a possibilidade de desenvolver seus valores sociais, melhorar suas capacidades físicas e motoras, aliadas à integração social. “A tentativa direta é afastar estas crianças das drogas, da prostituição, da criminalidade e outros riscos sociais do meio em que vivem”, pontua Ronaldo. Como dizem os próprios coordenadores, não há preço nenhum que pague a satisfação de realizar o trabalho com cada criança. “Gostaria que o projeto fosse todos os dias. É melhor brincar aqui do que ficar na rua”, comenta o adolescente Artur Silva Teixeira, de 16 anos, do núcleo do 2º tempo do Bairro Palmital. Ele o colega Gabriel Tizen Reis, de 13 anos, querem ser jogadores de handebol. Extrovertidos e falantes, a paixão foi disseminada por uma das coordenadoras do núcleo, Ariádne Louise Soares. Segundo

PMSL

Programa de esporte agrada a meninada em Santa Luzia Os coordenadores ‘pegam muito no nosso pé’, mas nós sabemos que é o melhor para o nosso futuro”, afirmam os amigos Leandro Luiz de Andrade, de 13 anos, Michael Lucas Machado Evangelista, de 14, e Michael Souza Silva, também da mesma idade. Os três garotos fazem parte das 5.000 crianças e adolescentes espalhados pelos 50 núcleos que participam do programa “Segundo Tempo” do Ministério do Esporte, desenvolvido pela Secretaria de Esportes da Prefeitura de Santa Luzia. Timidez à parte, os três “aspirantes” mostram que isso não é empecilho para jogar futebol. E jogam bem. A frequência é de três vezes por semana e o sonho parece não ter obstáculos quando os coordenadores, Ewerton Ribeiro e Ronaldo Gomes, do Núcleo XVI de Março, do Bairro Cristina, põem “ordem na casa”. Parece que a mistura de exigência e responsabilidade, regada a carinho e atenção, está dando certo nas atividades de contraturno escolar, onde quem estuda de manhã, faz o programa à tarde, e vice-versa. “O interesse dos meninos é intenso. Penso que é devido aos valores que ensinamos. O importante não é o ter, mas sim o ser, aliado ao respeito aos colegas

Regra 10 – gol marcado

Site/Atlético

José Alves Neto

As leis do jogo:

O TRABALHO social realizado pelos monitores mostra que todos estão alinhados com a meta do projeto

Um gol será marcado quando a bola ultrapassar totalmente a linha de meta, entre os postes de meta e por baixo do travessão, desde que a equipe que marcou o gol não tenha cometido previamente nenhuma infração às Regras do Jogo.

Equipe vencedora A equipe que fizer o maior número de gols durante uma partida será a vencedora. Se ambas as equipes marcarem o mesmo número de gols ou não marcarem nenhum, a partida terminará empatada.

Regulamento de competição Se o regulamento da competição estabelecer que deverá haver uma equipe vencedora depois de uma partida, ou de um jogo eliminatório, que termine em empate, serão permitidos somente os seguintes critérios aprovados pela International F.A. Board: • Regra de gols marcados fora de casa • Prorrogação • Tiros do ponto penal Interpretação das Regras do Jogo e Diretrizes para Árbitros (Regra 10)

Gol não marcado Se um árbitro assinalar um gol antes de a bola ter ultrapassado totalmente a linha de meta e imediatamente perceber seu erro, o jogo será reiniciado com bola ao chão, no lugar onde ela se encontrava quando o jogo foi paralisado. A menos que o jogo tenha sido paralisado com a pelota dentro da área de meta; nesse caso, o árbitro deixará cair a bola na linha da área de meta paralela à linha de meta, no ponto mais próximo do local onde a bola se encontrava quando o jogo foi paralisado.(Fonte: Regras de Futebol Fifa – 2011/2012).

* Desembargador do TJMG e Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo

Ação do Sindloc-MG leva estelionatário à prisão | Da Redação do Sindloc-MG |

U ela, são quatro monitores trabalhando juntos com mais de 150 crianças e adolescentes da região. “No começo brigavam entre si e não sabiam trabalhar em equipe. Hoje já conseguem realizar as atividades em grupo”, comemora a coordenadora que ainda confessa: “Para trabalhar com adolescentes e jovens e preciso gostar, ter amor ao que faz”, conclui. De acordo com a Coordena-

dora Pedagógica do Programa Segundo Tempo no município, Gabriela Tonázio, o objetivo do programa em Santa Luzia é oferecer uma melhoria na qualidade de vida, diminuindo a ociosidade das crianças. “Em todos os núcleos são desenvolvidas atividades esportivas como basquete, futsal, futebol de campo, handebol e voleibol. Há ainda modalidades individuais como o atletismo e a capoeira”, afirma.

M I N E I R I N H O

ma estratégia de segurança adotada há algumas semanas pelo Sindicato das Empresas Locadoras de Automóveis do Estado de Minas Gerais – Sindloc-MG – resultou na prisão, no último dia 24, de um dos principais estelionatários de Belo Horizonte que vinha aplicando frequentemente golpes em locadoras de veículos. A tática adotada pelo sindicato foi simples e consistiu em distribuir a foto do suspeito (captada pelo sistema interno de segurança) a todos os filiados do sindicato. A Polícia, que ainda não tem o nome verdadeiro do suspeito, elogiou a ação. A iniciativa partiu do próprio presidente do Sindloc-MG, Leonardo Soares. “Quando minha equipe percebeu que havíamos sido vítima de mais um golpe, buscamos nas nossas imagens internas uma imagem do estelionatário e, via email, alertamos aos associados, mostrando o rosto do bandido”, conta Soares. Dias depois, ao entrar em uma locadora associada, o estelionatário foi reconhecido. “Na hora os funcionários chamaram a polícia e o bandido foi preso em flagrante. Além de evitar mais um prejuízo para o setor, tiramos de circulação um mafioso em potencial”, comemora Leonardo. Suspeita-se que o estelionatário tenha sido responsável por dezenas de apropriações indébitas. Um desses carros faz parte da frota do próprio Leonardo. “Ele já indicou para quem passou o veículo. A Polícia está investigando o caso”, revela. Baseado em depoimentos das vítimas, o boletim de ocorrências da polícia indica que tudo começou no dia 17 de abril, uma terça-feira. O cliente foi até a empresa de Leonardo Soares, negociou a locação do veículo e um aparelho GPS. A ideia era devolver o automóvel cinco dias depois. O estelionatário apresentou a documentação, cartão de crédito, endereço. Ou seja, tudo que manda o figurino. “Chegou-se até a ligar em outras duas locadoras e elas nos avisaram que o cadastro deste suposto cliente não tinha sido aprovado. Ainda assim, fizemos o negócio”, conta Leonardo. Outra falha: não foi feita a validação da CNH no sistema do Denatran. Isso pode ser feito em uma simples consulta pela internet. No dia 24, data de devolução do veículo, o suposto cliente não foi mais localizado. Ao consultar a CNH, é constatado que a mesma é falsa. O verdadeiro detentor dos documentos utilizados pelo estelionatário foi localizado, morador da cidade de Andradas, 500 quilômetros de Belo Horizonte. No dia seguinte, 25 de abril, Leonardo Soares vai até a Delegacia de Furto de Veículos e registra o Boletim de Ocorrência da apropriação indébita, faz uma busca no sistema interno de segurança, retira uma imagem do estelionatário e repassa para o Sindloc-MG distribuir aos associados. No dia seguinte, 26 de abril, o estelionatário entra em outra locadora (associada do sindicato). É reconhecido, a Polícia Militar é acionada e efetua a prisão do suspeito que confessa os crimes. Com ele é encontrado celulares, várias CNHs e cartões de créditos. “Vimos com isso como a nossa união é importante e forte. Vimos que podemos fazer a diferença e atuando juntos, podemos reduzir nossos prejuízos e contribuir para uma sociedade mais pacífica e harmoniosa. Estou orgulhoso do trabalho do Sindloc-MG”, diz Leonardo Soares.


jornal Edição do Brasil