Issuu on Google+

w w w . j o r n a l e d i c a o d o b r a s i l . c o m . b r

Horizonte/Brasília

15

a

22

de

abril

de

2012

R$

1,00

Arquivo Pessoal

JEditorial

A arquiteta e empresária Renata Salles (foto), comenta a respeito de um novo ramo de atividades que está crescendo em Belo Horizonte, é o chamado Coworking ou escritório compartilhado. Economia – Página 5

CASOS de depressão podem surgir junto com o problema

Marqueteiro comemora a Lei da Ficha Limpa O consultor político Hyé Ribeiro Pires entende que a chegada da Lei da Ficha Limpa, em muito, contribuirá com os profissionais que atuam no marketing político: “É bem mais fácil trabalhar um nome de um candidato sem problemas com a justiça”, explica. Ainda segundo Hyé, a internet é outra excelente ferramenta para a boa exceção das tarefas dos marqueteiros. Opinião – Página 2

HYÉ Ribeiro fala da nova realidade do marketing político

Andrea Neves pode ser a solução dos tucanos para 2014 Os tucanos mineiros estão literalmente engajados no projeto maior do partido, ou seja, a tentativa de viabilização do nome do senador Aécio Neves para se tornar candidato a presidente da República em 2014. Por outro lado, no que diz respeito à sucessão estadual, o PSDB, no momento, tem vários nomes perfilados para disputar a cadeira de Antonio Anastasia. São eles, pela ordem: Andrea Neves, Marcus Pestana, Dinis Pinheiro, Narcio Rodrigues, João Leite e Eduardo Azeredo. Política – Página 3

Divulgação

1 5 11

Escritório compartilhado

O NOME de Andrea voltou a ser lembrado

JEditorial

Embora o público masculino não dê a devida importância ao assunto, a comunidade médica alerta: a infertilidade nos homens está diretamente associada, em primeiro lugar, ao tabagismo. Outros fatores que desencadeiam a doença são: idade avançada, excesso de peso, falta de exercícios físicos, abuso do álcool e má alimentação. Aproximadamente 15% dos homens, no Brasil e no mundo, têm baixa capacidade de reprodução. Quem faz comentários sobre este assunto é o médico urologista José Eduardo Tavares (foto). Vida – Página 8

JEditorial

Tabagismo motiva a infertilidade masculina

Produtores querem a Ceasa gerenciando o Mercado Livre Já está sendo encaminhado à Cidade Administrativa, o requerimento da deputada do PT Maria Tereza Lara, solicitando que o governo de Minas autorize a gestão compartilhada do Mercado Livre do Produtor, com o gerenciamento único da CeasaMinas. Diversas entidades de classe, localizadas no interior do complexo, se manifestaram favoravelmente à solicitação da deputada petista. Economia – Página 5

Congresso de Municípios no Expominas Estima-se em 10 mil, o número de pessoas que comparecerão ao 29º Congresso de Municípios, a ser realizado no período de 8 a 10 de maio, no Expominas em Belo Horizonte. A expectativa é do presidente da Associação Mineira de Municípios, promotor do evento, Angelo Roncalli. Ele contará com a presença do governador Anastasia, ministros e vários empresários. Cidades – Página 9 AMM

Belo

ANGELO Roncalli espera 10 mil convidados


2

O P I N I Ã O Pobre igreja

D

e pires nas mãos, autoridades do município de Matias Cardoso, extremo norte de Minas, pedem clemência aos poderosos para evitar que a igreja mais antiga do Estado seja interditada, devido a absoluta falta de segurança para os seus frequentadores. Se a Matriz de Nossa Senhora da Conceição efetivamente for fechada, uma parte de nossa história ficará sem referência. Para se ter uma dimensão da importância do templo, é necessário saber que ele foi peça fundamental para a criação do Dia das Gerais, comemorado no dia 8 de dezembro. Matias Cardoso passa a ser, simbolicamente, a capital do estado durante um dia. Até então, só existia o Dia de Minas, realizado em Mariana, ao longo dos últimos anos. O santuário foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em l954. Mas, a degradação da igreja vem se transformando em um problema para autoridades eclesiásticas, sempre lutando contra a falta de recursos financeiros. A precária situação se agrava desde 2008, mas a condição atual da igreja indica o comprometimento das instalações, caminhando, passo a passo, para um desfecho drástico: lacrar suas portas. A não ser que as autoridades mineiras tenham consciência da necessidade de apoiar o projeto de restauração, orçado em R$ 3 milhões, segundo dados da administração da paróquia. Em Belo Horizonte, o chefe de gabinete do Iphan, Gilson Nunes, cometeu a heresia de sugerir, ao pároco local e ao prefeito, que tratem de conseguir condições para resolver a questão captando recursos através do Programa Nacional de Apoio à Cultura. Na sua cômoda posição de burocrata, o Sr. Nunes alerta, que a entidade da qual participa, não dispõe de numerário suficiente para elaboração dos projetos de restauração e arquitetônico. A confissão do chefe de gabinete do Iphan é desprovida de respeito. Ele, com o arroubo de autoridade, ligado ao patrimônio artístico e histórico nacional, deveria tomar decisões, buscar alternativas e encaminhar uma solução definitiva para a demanda, ao invés de sugerir, que mais vez, os representantes da igreja se submetam ao processo de realizar eventos locais para arrecadar fundos. Estamos nos referindo a uma construção histórica, erguida nos idos de 1673 pelos bandeirantes paulistas em suas incursões no sertão mineiro à procura de ouro e pedras preciosas. Uma vez trazidos estes dados à tela, conclamamos os nobres que não deixem que mais esta catástrofe aconteça e se torne um fato esquecido. Matinas Cardoso e Nossa Senhora da Conceição agradecem.

EDIÇÃO DO BRASIL Julho Editorial Ltda Cooperativa de Comunicação Social Editado sob a responsabilidade de Julho Editorial Ltda. (C.003)

ARTHUR LUIZ FERREIRA (Fundador do Edição do Brasil) EUJÁCIO ANTÔNIO SILVA Diretor-Responsável ESCRITÓRIO CENTRAL - BELO HORIZONTE AV. FRANCISCO SÁ, 360 - PRADO CEP 30.411-145 TELEFONE: (0 xx 31) 3291-9080 Endereços Eletrônicos: jornaledicaodobrasil@terra.com.br e.brasil@yahoo.com.br Site: www.jornaledicaodobrasil.com.br

15 a 22 de abril de 2012

Ficha Limpa vai colaborar com o marketing político em 2012

E

Andreza Cruz

m tempos de internet e comunicação veloz, muita coisa mudou. Não haveria de ser diferente com as campanhas políticas, que saíram dos palanques direto para as páginas da web, estacionando nas redes sociais. Como fica a questão do marketing político, agora com essas novas ferramentas e a lei da Ficha Limpa? É o que explica o consultor de marketing político Hyé Ribeiro Pires. Para ele, todos esses recursos irão colaborar para o bom trabalho do marqueteiro, principalmente a aprovação da lei: “Graças a Deus, hoje temos o Ficha Limpa, que ajudou muito o nosso trabalho. Ter em mãos um bom “produto” é muito melhor, dói menos na consciência. O que é saudável não só para o profissional, mas principalmente para o eleitor e para o país”, relata.

*Paulo Passos JEditorial

EDITORIAL

EDIÇÃO DO BRASIL

PARA Hyé, a internet veio ajudar no marketing

Como o marketing político funciona nesta época de comunicação mais veloz? O marketing em geral é uma ciência recente. O marketing político mais novo ainda. Ele surgiu nos EUA há cerca de três décadas atrás como ciência, antes era um experimento. E foi exatamente nesse período que a velocidade de comunicação no mundo mudou e cresceu de uma forma exponencial e o marketing acompanhou isso. Então, o marketing de hoje é imensamente mais importante, mais dinâmico do que era há anos atrás. Exatamente pelas possibilidades que as mídias oferecem hoje. A abrangência e a velocidade das ações são muito maiores, e a mensuração da eficácia do trabalho é muito mais fácil, rápido e confiável.

O público de internet é constituído basicamente por jovens. Como fica essa comunicação para as pessoas mais velhas que ainda têm a televisão como o principal meio de informações? A televisão, a meu ver, ainda é o principal meio de utilização da campanha política. Porque a internet cresce em uma velocidade muito grande e tudo acontece muito rápido. O número de usuários aumenta a cada dia e mais notadamente entre os jovens, no entanto, a televisão atinge todas as idades. A TV, ainda é, não sei até quando, o principal meio de exposição das propostas políticas.

Com essa nova legislação, a respeito da utilização dos espaços públicos, como outdoors, e utilização das redes sociais, vai restringir as possibilidades do marketing político? Eu faço campanha política há 34 anos e não teve, até hoje, nenhuma campanha em que a legislação foi igual a anterior. Em todos os anos a legislação muda, seja restringindo ou cedendo um pouco. Eu acredito que isso não seja uma falha nem dos legisladores nem da justiça. O processo é realmente muito dinâmico e tem que ser mutante. É uma busca da Justiça Eleitoral para tentar fazer com que as campanhas sejam igualitárias. Mesmo com todas as restrições, os marqueteiros sempre estão encontrando uma forma de expor as propostas e as ideias dos clientes, no caso os políticos.

O trabalho de marketing choca de frente com as ideias dos cientistas políticos? Nada. Em absoluto. Soma completamente. As ideias das Ciências Políticas colaboram muito para o conhecimento e aprimoramento do exercício do marketing. Não é nada conflitante. São coisas que andam muito perto.

O que é preciso ser feito para vender o candidato, como se ele fosse uma espécie de produto comercial? Isso varia também de um político para outro. Para um produto/candidato que já é muito conhecido do público consumidor/eleitor, a estratégia de divulgação das ideias e propostas serão diferentes de um candidato novo, ainda desconhecido pela população. Neste caso, é preciso exaltar as vantagens, apresentar as qualificações dele, buscar argumentos para que ele se coloque no mercado junto com os candidatos mais conhecidos.

E para o candidato que se envolveu em algum tipo de escândalo anteriormente? Como seria esse trabalho? Graças a Deus, hoje temos o Ficha Limpa, que ajudou muito o trabalho dos marqueteiros. Porque trabalhar com um bom “produto” é muito melhor, dói muito menos na consciência. Existem formas de você tornar explicitas as vantagens desse candidato e fazer com que as desvantagens sejam menos perceptíveis. Uma coisa são os boatos sobre um candidato e outra coisa são fatos que inabilitam a candidatura dele. Para isso, existe a legislação nova, que está tirando esses políticos da disputa. O que é muito saudável não só para o profissional, mas principalmente para o eleitor e para o país.

O horário gratuito do rádio e da TV tirou os bons oradores do palanque? Não acho. Ainda que a legislação não permita o showmicio, é muito importante que exista o contato físico. Mesmo com o uso da comunicação de massa do rádio e da TV, ou o uso intensivo da internet, ainda assim é necessário a “corporificação” do político. Ele precisa ser visto, as pessoas querem conversar, ele tem que andar pelos bairros. A exposição do candidato é um saudável exercício da democracia.

Os marqueteiros de Minas copiam os trabalhos de outros países e estados? Eu acho o contrário. Minas faz escola para o Brasil e o Brasil faz escola para o mundo. Os outros estados buscam os consultores de marketing político de Minas e, não raramente, são contratados. Da mesma forma, os marqueteiros brasileiros são muito procurados para fazer campanha fora do país. O inverso, a gente não vê acontecer. Não se encontra marketeiro estrangeiro vindo para o Brasil. Mesmo porque, além de dirigir um conhecimento acadêmico, existe a necessidade de conhecer o lugar. Por isso eu acho difícil, por exemplo, um profissional francês vir trabalhar em Minas Gerais. Até ele entender o “uai”, ele irá gastar um tempo que a eleição não disponibiliza.

O ÁLCOOL É NOSSO uando viajei para os Estados Unidos, em 1980, tive a oportunidade de visitar uma fazenda no Texas, onde os americanos estavam principiando a fabricação do alchool extraído do milho. Ainda em caráter embrionário, a fabricação do álcool retirado do milho era, na época, de difícil manipulação e técnica, com elevado custo benefício, mas as pesquisas até então, davam conta de sua enorme possibilidade de êxito, em curto espaço de tempo, mesmo sendo um país onde, praticamente, metade do ano era (e é) castigado por baixas temperaturas e por inverno rigoroso. Retornando ao Brasil, em pleno auge do processo de produção do álcool anidro, retirado da cana de açúcar, tive oportunidade de escrever sobre o produto norte-americano e vaticinei, na ocasião, que, em breve, os Estados Unidos estariam vendendo álcool para o mundo. E mesmo sendo o Brasil dotado de imenso território e propenso ao plantio e produção de cana, com sol o ano todo, de Norte a Sul, em seus 8 milhões de quilômetros quadrados e o pioneiro na produção de álcool extraído dos milhões de canaviais aqui existentes. Em conversa, na ocasião, com um dos maiores entusiastas do Proálcool brasileiro, o ex-ministro da Indústria e Comércio, o mineiro João Camilo Penna, sabedor do projeto norte-americano, ele não comungava com a mesma idéia de que os Estados Unidos pudessem produzir álcool em abundância, para exportação. Primeiro, pelas dificuldades climáticas naquele país. Segundo, porque os Estados Unidos estariam utilizando um produto agrícola nobre e largamente utilizado nas mesas das famílias em todo o mundo, com reflexos negativos no combate à fome mundial. Só que o ministro não contava com a falta de planejamento agrícola nacional, que pudesse disseminar nos estados brasileiros, áreas destinadas ao plantio da cana e a montagem de micro-usinas capazes de abastecer as regiões próximas das plantações. Este aspecto, aliás, foi um dos mais criticados pelo Conselho Econômico da Fiemg, quando o saudoso empresário Aristides Rache, então vice-presidente da entidade, alertava que a Petrobrás iria sepultar o Proálcool brasileiro, por ser ela a única compradora do produto, por exigência do próprio governo. E não deu outra. O álcool produzido no sul de Minas era transportado para a usina de refino da Bahia ou de São Paulo e de lá distribuído para outros estados brasileiros. O mesmo ocorrendo com a produção de São Paulo, de Pernambuco, do Paraná, instituindo, na época, o que se chamou do “passeio do álcool”, onerando o produto, inviabilizando a produção e sobrecarregando nossas estradas. Também não se levou em conta a busca de lucro dos usineiros, pois quando a produção do álcool superava a de açúcar, ocasionava a redução dos preços nas usinas, e, consequentemente, faziam com que também se reduzisse a produção de álcool, para pressionar os preços para cima. Pois bem. Esta visão míope de uma política energética capaz de abastecer o mundo, com um produto altamente renovável e sem ocasionar transtornos alimentares ou de abastecimento, está refletida nesta visita que a presidente Dilma acaba de fazer aos Estados Unidos. Nossa presidente se encontrou com o presidente Obama, como representante de um dos principais importadores do etanol de milho norte-americano: em 2011, o Brasil importou dos EUA, 1,1 bilhão de litros, representando um aumento de 1.384% sobre o resultado de 2010! E nós, que acreditávamos que, após o petróleo na década de 50, o álcool seria nosso, no final do século. Começou um novo século. Quem sabe?

* Jornalista e advogado


P O L Í T I C A

EDIÇÃO DO BRASIL 15 a 22 de abril de 2012

V I G Í LI A S

Tucanos de Minas estão inquietos sobre 2014 Tércio Amaral

À

procura de mais notoriedade, o presidente do PSDB estadual, deputado federal Marcus Pestana, tem oferecido sua opinião em temas polêmicos, incluindo a sucessão de Belo Horizonte. Considerado, nos meandros da política, um homem inteligente, mas um político polêmico, Pestana, para

Tudo esquisito Tudo certo, porém muito esquisito. Há alguns meses que o veterano, pastor e deputado estadual ,Antonio Genaro tem andado sumido das reuniões do plenário da Assembleia. Se os seus colegas de parlamento não explicam o que está acontecendo, entre os familiares o silêncio sobre o assunto é ainda maior. Aí tem coisa, ora se tem.

não fugir à regra, voltou a dar palpite sobre o nome e as condições para que o PT venha participar do pleito do candidato à reeleição de Marcio Lacerda na sucessão de 2012. Com isto, ele atropela até a liderança do presidente municipal de seu partido, o tucano João Leite, este sim, efetivamente uma liderança popular na Capital mineira.

Os esquecidos de Minas Política é sempre assim. Uma turma sobe, outra desce. No momento, quem está no completo baixo astral é o “ex-todo poderoso” homem global Hélio Costa, que por sinal, não está sozinho. Junto com ele, quem anda no ostracismo é o ex-ministro Luiz Dulce e mais, o ex-candidato a governador José Fernando Aparecido, o ex-deputado Ronaldo Vasconcelos e até mesmo o petista Virgilio Guimarães. Coisas da política minera.

Tucanos candidatos A rigor, os jornalistas da crônica política mineira têm percebido certa inquietação entre os políticos do PSDB mineiro em relação à sucessão de 2014. Diante da possibilidade de Aécio Neves ser efetivamente o candidato a presidente, os demais membros de seu partido se arvoram em se colocarem como pré-candidatos à sucessão do atual governador Antonio Anastasia. Neste início de ano, o secretário de Governo e Coordenação Política, Danilo de Castro, lembrou o nome da irmã do governador

Sucessão em Contagem

e presidente do Servas, Andrea Neves, como um bom nome para o páreo majoritário . Depois disto, veio a lembrança do nome do atual presidente da Assembleia, Dinis Pinheiro. Agora, é a vez de Marcus Pestana tentar demarcar terreno num campo extremamente complexo, pois as alianças de sustentação do governo na Assembleia são feitas com inúmeras Siglas partidárias, e antecipar este debate para agora, poderia até prejudicar o Governo Estadual, na hora de votar seus projetos.

Nos corredores da Assembleia, onde a fofoca corre solta, consta o seguinte: se efetivamente o ex-deputado Ademir Lucas, do PSDB, tiver problemas e não conseguir registrar sua candidatura para disputar a Prefeitura de Contagem, ele, juntamente com setores do governo do Estado, entrariam de corpo e alma na campanha do comunista Carlin Moura. Moura já conta com apoio do grupo do deputado Newton Cardoso, do PMDB. Então, seriam todos, esquerda, direita, centro, contra a candidatura de Durval Ângelo, patrocinada pela petista Marília Campos. Cena única – Mas, por trás dos bastidores, a esperta Marília já estaria com tudo traçado para se tornar uma deputada federal das mais votadas no pleito de 2014. É aguardar para conferir.

s

na

no

r ve Go

de

Mi

ANDRÉA Neves pode ser a solução tucana para 2014

Sucessão em Neves Ao tomar conhecimento da pesquisa que indica a popularidade da pré-candidata Gláucia Brandão, do PSDB, na disputa pelo comando do município de Neves, o atual prefeito Walace Ventura decidiu sair do muro para tentar apoiá-la. Mas, a essa altura, a própria candidata já sabe que a adesão do atual prefeito, por estar realmente desgastado na periferia, talvez não seja lá uma grande idéia. É isso ai.

Almg

João Leite JOÃO Leite, surpresa em 2014?

Alheios a esta realidade, as discussões nos bastidores do partido oficial continuam. E a lista de tucanos, desejosos em se arvorarem de candidatos, aumenta. Um deles é o atual secretário de Desenvolvimento e Tecnologia de Minas, o parlamentar federal Narcio Rodrigues. Tem mais: o ex-governador e também deputado federal Eduardo Azeredo prova a sua força política, inclusive no eleitorado da grande BH e, por fim, existe até mesmo a sugestão do deputado estadual João Leite, como um político vitorioso, de muito carisma além de ser considerado um paradigma de dignidade.

Sucessão em Ipatinga Enquanto o secretário e deputado federal Alexandre Silveira permanece em silêncio em relação à sucessão em Ipatinga, no Vale do Aço, seu grupo político vai se esfarelando, para alegria incontida da petista Cecília Ferramenta, atualmente na dianteira em todas as sondagens de votos realizadas nos últimos meses, tendo em vista a sucessão de 2012.

Brant e Aécio

Anastasia diz que governadores vão discutir dívida com a União do Estado e da própria União no território de Minas Gerais”, anunciou. “Teremos uma reunião na Câmara dos Deputados, coordenada pelo deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), que foi indicado pela Câmara para coordenar esse debate e apresentar alguma alternativa no que se refere não só à mudança do índice, que vai refletir no volume final do débito em 2028, como certamente os estados também discutirão a questão relativa ao fluxo, ou seja, ao percentual que nós hoje pagamos e que muito nos onera”, afirmou Anastasia, lembrando que Minas Gerais paga 13% da sua receita corrente líquida por mês à União, ou seja, cerca de R$ 300 milhões por mês.

Revitalizada há pouco tempo, a Praça Raul Soares, no coração de BH, ainda está bonitinha. Problemas: existem dezenas de marmanjos que durante o dia ficam sentados e dormindo nos bancos, lavando roupa em sua fonte luminosa e, aproveitam para praticar pequenos furtos por lá. Aí, a beleza plástica do local não pode ser curtida pelas famílias, especialmente pelas crianças. Até quando?

Consta nos bastidores da política que o deputado Miguel Corrêa é o preferido do ministro Fernando Pimentel para compor a chapa como candidato a vice-prefeito de Marcio Lacerda. Ao saber desta realidade, semana passada, o ex-deputado Virgílio Guimarães avisou: eu também ainda estou no páreo. Que vença o melhor, não é mesmo pessoal?

Assessoria do senador Em Brasília, o senador Clésio Andrade, tem se recusado a falar com a imprensa. Toda vez que é procurado pelos jornalistas, ele pede para os comunicólogos falarem antes com o polêmico jornalista Alexandre Garcia, seu assessor. Em tempo: Garcia é considerado um dos jornalistas cujo cachê é duas vezes maior do que os profissionais do ramo lá na Corte. É isso ai.

Antonio Anastasia: “Minas já pagou uma vez e meia o montante da dívida”

nas relações entre o Brasil e os Estados Unidos, e facilitará o fluxo de pessoas, produtos e serviços de e para o Estado. “Minas Gerais é um parceiro importante para os Estados Unidos. Milhares de mineiros vivem no país ou o visitam a cada ano. O consulado é um novo patamar social e econômico para Minas Gerais”, comemorou o governador. Em 2011, os Estados Unidos foi o 3º principal destino dos produtores mineiros, atrás de China e Japão, segundo o

A praça do barulho

Sucessão em BH

Consulado dos EUA O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, comemorou o anúncio da instalação de consulado dos Estados Unidos em Belo Horizonte, feito pela secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton. Segundo o governador, a medida é resultado dos esforços empreendidos, nos últimos anos, pelo governo, entidades de classe, políticos e setores da sociedade civil do Estado. A decisão mostra o reconhecimento da importância que Minas Gerais tem

Segundo o vice-presidente nacional do PSD, ex-deputado Roberto Brant, independente da posição de seu partido no plano nacional, a regional da Sigla em Minas, ficará com Aécio para Presidente 2014. Está registrado, Dr. Brant.

Governo de Minas

O

governador Antonio Anastasia afirmou que os governadores estão articulados para o debate em torno da questão da dívida dos estados e municípios com a União. Segundo ele, a mudança do indexador, já sinalizada pelo Governo Federal, é parte da solução do problema. “É um tema antigo e que, quando as dívidas foram renegociadas, no final da década de 1990, foi um passo muito positivo, mas com o passar dos anos, a questão dos juros tornou-se praticamente insustentável para os estados e os municípios”, afirmou o governador. De acordo com Anastasia, em termos nominais, Minas já pagou uma vez e meia o montante da dívida, mas ainda deve cinco vezes aquilo que devia originalmente, o que se repete pelos demais estados. “Vamos discutir como parte disso poderá ser destinado a investimentos

3

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). As exportações mineiras somaram US$ 3,05 bilhões, 38% acima dos US$ 2,2 bilhões registrados em 2010. Com isso, o país norte-americano atingiu uma participação de 7,4% na pauta exportadora do Estado. Em relação às importações, os Estados Unidos foi o principal parceiro comercial dos mineiros no ano passado. As importações de produtos “made in USA” chegaram a US$ 2,17 bilhões.

América, sempre América Com uma situação econômica invejável, disputando o terceiro lugar no Campeonato Mineiro, o América está, por certo, carecendo de um marketing mais agressivo e por um período mais longo, para ver se conquista torcedores. Do jeito que permanece, sem gente batendo palmas para os jogadores, certamente está fadado ao fracasso. “É só uma questão de tempo”, dizem os especialistas em marketing esportivo.


4

E C O N O M I A Sucessão em Santa Luzia Recentemente o ex-prefeito de Santa Luzia, Carlos Calixto insistiu em dizer que sua filha, Gisele Calixto, não será candidata a prefeita. Semana passada, o nome dela apareceu em um dos cenários preferidos, em pesquisa realizada nos municípios, pelo jornal O Tempo. Cena um – O Jornal, nas edições seguintes, não publicou qualquer matéria desmentido a possível candidatura da empresária Gisele. Cena Final – Então, resta ao seu pai, o poderoso Carlos Calixto, se explicar outra vez, sobre este assunto, para retirar esta dúvida.

Sem divulgação O propalado Circuito Cultural Praça da Liberdade ainda não está totalmente pronto. Mas já tem alguns museus funcionando, com requinte e imponência. Na realidade, pode estar faltando é mais informação/ divulgação em relação aos espaços disponíveis para os visitantes e turistas em geral.

A Veja em Minas A chegada da Revista Veja - versão mineira- é o comentário do momento nos bastidores de Belo Horizonte. Com uma distribuição prevista de 40 mil exemplares semanalmente, a Vejinha, como está sendo chamada, já incomoda os dirigentes de duas outras publicações do gênero em BH: a Viver Brasil e a Encontro.

Ausência de Aécio Depois da eleição para o Senado, Aécio Neves não voltou mais a São João Del Rei, o que tem deixado as lideranças de lá com saudade do filho ilustre.

Sucessão em Teófilo Otoni Agora mais humilde, o ex-deputado Getúlio Neiva tem chance de ser eleito prefeito de Teófilo Otoni, segundo as últimas pesquisas. No pleito passado, ele se considerava vitorioso antecipadamente e esnobava: “Não preciso sequer fazer campanha”. Resultado: perdeu feio. Coisa da política mineira.

Sucessão em Esmeraldas O atual prefeito Flávio Leroy, de Esmeraldas, se prepara para disputar a reeleição, mas terá dura oposição de alguns vereadores. O bicho vai pegar.

Azeredo e o consulado Semana passada, o deputado e ex-governador Eduardo Azeredo, era só felicidade ao tomar conhecimento de informações referente a instalação do Consulado Americano em BH. Quando era presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, foi o primeiro político brasileiro a defender esta tese.

Incoerência na Savassi Já praticamente revitalizada, a Praça da Savassi volta a ser frequentada pelo público. Agora, os lojistas reclamam da falta de espaço para os carros no local, o que pode afugentar os clientes. Para complicar, segundo eles, o estacionamento do Pátio Savassi, cobra R$ 5 por quatro horas de estacionamento, enquanto no entorno da Praça, o valor pago é de R$ 10 por hora. Uma briga feia, diga-se de passagem.

Perecíveis entram para o e-commerce Felipe José de Jesus Com o crescimento das vendas pela internet, impulsionados por itens eletrônicos como tablets, notebooks e celulares, o mercado atualmente mais conhecido como comércio eletrônico, ou e-commerce, vem tomando dimensões expressivas no Brasil. De acordo com dados da e-bit, em 2011, o setor registrou um avanço de 26%, com faturamento de R$ 18,7 bilhões. Contudo, para ganhar mais

espaço neste mercado on-line, um novo tipo de produto já está sendo comercializado por empresários: os perecíveis. Segundo o diretor da Web Consult, Leonardo Bortoletto, alguns produtos perecíveis como o chocolate e a pizza já eram disponibilizados por alguns sites empresariais, só que agora eles estão entrando com mais intensidade no mercado. “É algo novo para alguns, porém isso acontece desde 2001. De quatro anos para cá, o e-commerce ascendeu

impressionantemente. Isso devido a fatores como maior acesso aos dispositivos, velocidade, segurança e melhoria de infraestrutura tecnológica. Assim, este tipo de venda está ganhando mais notoriedade no mercado. O que estamos disponibilizando aos consumidores dos nossos clientes é mais uma experiência de compra. E o que percebemos é que esses clientes estão preparados para esta nova realidade. A cada ano, aumenta o número de e-consumidores no Brasil. Estes produtos vêm para somar”, completa.

fazer sucesso na internet. Para o consumidor, essa diversificação de produtos ofertados pela web traz uma grande comodidade. As pessoas estão trabalhando cada vez mais e estão sem disposição para enfrentar trânsito e filas, as compras on-line são soluções práticas”. Questionado se existem perecíveis específicos para alcançar sucesso no e-commerce, Neves diz que os sofisticados podem ser mais lucrativos. “É possível vender praticamente tudo na

internet. No entanto, um conceito interessante de vendas pela web e que tem uma boa aplicabilidade para produtos perecíveis, é uma assinatura vendida em sites de segmentos específicos, como vinhos, cervejas, chocolates, queijos, etc. De modo geral, o consumidor paga um valor mensal e recebe em casa ou no trabalho todo mês um kit com produtos variados. O lojista já tem um conhecimento prévio das vendas e pode programar com maior eficiência a entrega dos produtos”.

Consumidor e empresários Para o diretor de marketing da JN2 e-commerce solutions, Leonardo Neves, a nova opção de negócios trará mais lucros para as empresas e comodidade para os consumidores. “Se por um lado a categoria de produtos perecíveis não compõe o ranking com os cinco produtos mais vendidos (eletrodomésticos, informática, eletrônicos, saúde + beleza + medicamento, moda + acessórios), por outro vem despontando como alternativa para empresas de menor porte, conseguir

Dicas essenciais Neves afirma que as expectativas para o setor são boas. “Deve ser levado em conta cinco quesitos. Plataforma de e-commerce: a loja virtual deve ser moderna, com boa usabilidade. Disponibilidade de produtos: é desejável ter grande diversidade de produtos e um estoque confiável. Atendimento: canais diversos com chat, telefone, e-mail, redes sociais, fora, agilidade e respeito com o

consumidor. Logística: cumprir o prometido e, se não for possível, entrar em contato com o cliente. Marketing: não basta ter uma boa plataforma, é preciso levar clientes à loja virtual e para isso devem ser feitos investimentos. Temos uma expectativa de crescimento do e-commerce, entrelaçados aos perecíveis, com valor nominal a 25% superior a 2011, atingindo R$ 23,4 bilhões”, conclui.

BORTOLETTO: “Estamos disponibilizando, aos consumidores dos nossos clientes, mais uma experiência de compra”

Todas as apostas no campo

Elvira e a Belotur “Não vou, não fui convidada e se for, não aceitarei. Estou ao lado de Marcio Lacerda, por considerá-lo um bom nome para administrar Belo Horizonte”. Esta foi a reação da ex-deputada Maria Elvira, ao ser indagada se ela seria presidente da Belotur, num eventual novo mandato do atual prefeito de BH. Tá falado, pessoal...

Ameaças pedetistas Acuado, o ex-secretário Manoel Costa, recentemente demitido do cargo de secretário de Estado de Reforma Agrária, agora, ao saber que a justiça aceitou denúncia contra ele, por possíveis envolvimentos em transações ilegais na compra de terras no Norte de Minas, perdeu sua compostura e polidez costumeira e passou a fazer ameaças aos seus antigos aliados políticos. Eu, hein...

E LO Y LANNA Fotógrafo Profissional

FOTO - JORNALISMO - CONGRESSOS - EVENTOS SOCIAIS

TELEFONES: 3450-0980 / 9603-4396 Rua Tamóios, 62 - Sala 100 - Centro Belo Horizonte / Minas Gerais

15 a 22 de abril de 2012

Zoom Comunicação

VIGÍLI AS DOBRADAS

EDIÇÃO DO BRASIL

O

*Roberto Simões

Brasil tem uma posição relevante na agricultura mundial e é um dos que têm mais possibilidades de elevar sua produção no campo. O jogo agrícola mundial, em termos de oferta e demanda, é hoje claramente concentrado nos Estados Unidos, Rússia, China, Índia e Brasil. Neste grupo, o consumo é bastante elevado e a produção, altamente significativa. Não se trata apenas de alimentos, mas também de biocombustíveis e insumos para a produção. China e Índia, entretanto, já exploram quase a totalidade de sua área agricultável e têm severos problemas na oferta de água. Diante desse quadro, a agricultura e a pecuária deveriam ser a grande aposta

dos governos federal e estadual. Mas há entraves substantivos. Falta-nos melhor infraestrutura, uma política agrícola que contemple o médio e o longo prazo, uma política de garantia de renda, ancorada em crédito, seguro e preços mínimos. Além disso, o setor defronta-se com uma persistente insegurança jurídica – movimentos ilegais que fazem invasões de terras produtivas e leis ambientais injustas, que imputam ao produtor ônus que deveria ser compartilhado pela sociedade. Nosso estado tem hoje 33% de sua área ocupada por matas e não há muito mais espaços sobrando para plantio e criação de gado. A saída, então, está direcionada para a produtividade. Para alcançar essa

meta, além da eliminação dos entraves, é preciso investir em gestão e trabalhar para a redução da carga tributária e da burocracia. Urge deflagrarmos a guerra da produtividade, ancorada por um processo de incessantes pesquisas. Assim, a agricultura e a pecuária poderiam mostrar que têm potencial para dobrar sua participação no PIB (Produto Interno Bruto) do país, hoje entre 10% e 12%. O momento é imperdível para fazer avançar o agronegócio. Nós, homens da agropecuária brasileira, só queremos trabalhar, produzir muito e com qualidade, pagando impostos justos e nos beneficiando de legislação segura.

*Presidente do Sistema Faemg (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais)


E C O N O M I A 5 Produtores e empresários querem Licenciamento ambiental foi debatido pela Fiemg gestão única para a CeasaMinas

EDIÇÃO DO BRASIL 15 a 22 de abril de 2012

g

m Fie

JEditorial

F

oi aprovado o requerimento feito pela deputada estadual Maria Tereza Lara (PT), que solicita o encaminhamento de pedido ao Governo de Minas Gerais para que a gestão do Mercado Livre do Produtor (MLP) seja compartilhada entre o Estado e a CeasaMinas, porém, mantendo-se a gerência única da CeasaMinas. O pedido de audiência pública foi feito pelos funcionários e pelo presidente da Associação Recreativa e Beneficente dos Funcionários da CeasaMinas (Arbece), Ronan Siuves Ferreira, que demonstraram preocupação quanto a possível mudança. “Não estamos apenas preocupados com o nosso emprego. O grande perigo é que as pessoas de fora não conhecem e não sabem o que é uma ceasa. Eu mesmo, antes de entrar na empresa, não sabia. Consideramos que a gestão dupla não é boa e estamos preocupados com o destino da nossa empresa”, disse. A manutenção do MLP sob a gestão atual também foi defendida pelos demais envolvidos na questão. O presidente da Associação dos Comerciantes da CeasaMinas (ACCeasa), Caio Dias Gomide, leu um documento assinado por entidades que representam carregadores, produtores, atacadistas, distribuidores e supermercadistas. Eles alegaram que a criação de estruturas administrativas distintas poderia favorecer o comércio irregular, aumentar custos operacionais e gerar deficiências e conflitos. “A gestão deve ser única, compartilhada com o Estado”, afirmou Gomide. Além dele, assinaram a

A manutenção da gestão atual também foi defendida pelos demais envolvidos na questão

GERENTE de meio ambiente da Fiemg, Wagner Soares Costa

N carta, Antônio Lopes Rodrigues, presidente da Aphcemg (Associação dos Produtores), Virgílio Villefort, presidente da Brastece (Confederação das Associações e Sindicatos de Comerciantes em Entrepostos de Abastecimento do Brasil), José Nogueira Soares Nunes, presidente da AMIS (Associação Mineira de Supermercados), Ronaldo Saraiva Magalhães, presidente da Ademig (Associação dos Atacadistas e Distribuidores do Estado de Minas Gerais), Marcus do Nascimento Cury, presidente do Sincagem (Sindicato do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios de Contagem) e José Dias Neto, presidente da Ascar (Associação dos Carregadores Autônomos). No documento, as entidades também explicaram a importância do MLP e a necessidade de se manter a atual gestão. “O MLP é importante local para formação de preços em todo o mercado. É ali que se desenvolve um

eficiente trabalho de pesquisa, tratamento, organização de dados e de informações. Esse trabalho que a CeasaMinas realiza, com pessoal técnico e especializado, é de fundamental importância para o produtor e para todo o mercado”, esclareceu. “A supressão deste comando único e com pessoal não especializado e sem vivência no mercado seria um enorme retrocesso”, concluiu. A manutenção desse gerenciamento único também tem o apoio do presidente da CeasaMinas, João Alberto Paixão Lages. Para ele, a central de abastecimento mineira é referência para outros mercados do Brasil e da América Latina e isso só foi possível pelo trabalho dos servidores ao longo de 40 anos, muitos dos quais ainda estão ativos na empresa. Além disso, João Alberto ressaltou o êxito da gestão compartilhada. “Hoje temos R$ 2,6 milhões em caixa para serem investidos no MLP”,

revelou. “O que defendemos é a unicidade das centrais de abastecimento, e ela independe do fato da gestão ser federal, estadual ou municipal”, afirmou o presidente. O modelo de mercado, onde o MLP e o setor permanente (lojas) são integrados, é recomendado pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Altivo Cunha, consultor da FAO, esteve presente na audiência pública. “Nos países desenvolvidos, não existe ceasa dividida”, disse. Os deputados estaduais Almir Paraca (PT) e Fred Costa (PHS) também defenderam a manutenção do atual modelo de gerenciamento do espaço. Os deputados federais Saraiva Felipe (PMDB), Diego Andrade (PSD) e Gabriel Guimarães (PT) também estiveram presentes e integraram o grupo de apoio. “Em time que está ganhando não se mexe”, argumentaram.

ovas regras para o licenciamento ambiental foram debatidas, semana passada, na sede da Fiemg em Belo Horizonte. A instituição reuniu empresários, representantes de órgãos públicos, promotores, advogados e sociedade civil organizada para realizar o workshop “Competências Ambientais”. Durante o evento, foram apresentadas e debatidas a Lei Complementar n.º140/2011 e a Portaria Interministerial n.º419/2011. Publicada no fim de 2011, a Lei Complementar 140 estabelece competências para o licenciamento ambiental. Com sua regulamentação, que ainda não aconteceu, deverão ficar definidos onde cada empreendedor deve pleitear suas autorizações para instalar e operar – Município, Estado ou União. “O debate que promovemos é para aumentarmos o entendimento da matéria e reduzirmos conflitos”, conta o gerente de Meio Ambiente da Fiemg, Wagner Soares Costa. A descentralização do processo de licenciamento ambiental é bem vista pelos empresários. “Regulamentada, a

Lei pode dar mais segurança jurídica para o empreendedor. Ele saberá qual órgão procurar para dar início ao pedido da licença, Ibama ou secretarias estaduais ou municipais”, explica a analista de políticas e indústria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) , Elisa Romano Dezolt. Também é otimista a visão dos representantes da indústria para a Portaria Interministerial 419 do último ano, que envolve as pastas de Meio Ambiente, Saúde, Cultura e Justiça. Ela regulamenta a atuação de órgãos federais no licenciamento ambiental. “Reconhecemos o esforço do Governo Federal para organizar a atividade”, afirma Marcos Torres, da CNI. Ele criticou, no entanto, a fragilidade jurídica que pode existir no texto, por se tratar de uma portaria. “A União escolhe atos administrativos diferentes para regulamentar assuntos e questões semelhantes”, pondera. O workshop contou com a participação dos advogados Ricardo Carneiro e Fábio Medina, que apresentaram a Lei Complementar e a Portaria, respectivamente.

U

m novo ramo está crescendo em Belo Horizonte. O chamado Coworking ou escritório compartilhado. São estações de trabalhos destinadas a profissionais autônomos e empreendedores que querem ganhar tempo e espaço. A atividade teve início em 2005, em San Francisco, EUA, e hoje já são mais de 800 escritórios espalhados pelo mundo, 30 deles estão no Brasil. Arquiteta de formação, Renata Salles, disse que a ideia surgiu de uma demanda pessoal. Ela era home officer (termo utilizado para definir as pessoas que fazem de suas casas, o local de trabalho) até perceber que isso estava prejudicando tanto sua rede de contatos quanto sua produtividade. Como não pretendia montar um escritório próprio, ela foi à procura de uma solução alternativa.

A possibilidade de trabalhar em um coworking interessou tanto, que logo virou uma empresária do ramo. Os primeiros escritórios surgiram em São Paulo e Rio de Janeiro. Em pouco tempo, outras capitais aderiram a esse tipo de serviço. “Depois de uma pesquisa no mercado mineiro, verifiquei que Belo Horizonte, como capital e importante centro de negócios, também precisaria de uma estrutura assim”, explica Salles. Atualmente a For Job é uma das empresas que prestam esse tipo de serviço em Minas. Por se tratar de um conceito relativamente novo, muitas pessoas ainda não conhecem ou estão experimentado essa nova forma de trabalhar. “O perfil do empreendedor brasileiro mudou muito nos últimos anos. Há uma boa aceitação por parte dos profissionais, principalmente pela

Adalberto Lustosa de Matos Advogado Telefones: (31) 3221-3447 (31) 3282-3447 (31) 9983-3312

redução do custo de manter um escritório e da rede de relacionamento que esse modelo proporciona”, informa a empresária. O público é bem diversificado, vão desde profissionais liberais a micro e pequenas empresas que estão iniciando ou expandindo suas atividades. “Os clientes são advogados, publicitários, arquitetos, web designers, corretores de imóveis, analistas de investimentos. É essa diversidade que enriquece o ambiente de trabalho e contribui imensamente para o networking”, revela. Ela explica que entre os serviços disponibilizados estão: internet de alta velocidade, atendimento telefônico personalizado, central de recados, motoboy, tradutor, etc. “É possível utilizar apenas a sala de reunião ou contratar o escritório virtual, disponibilizado ao cliente comercial/

fiscal e um número de telefone próprio com atendimento personalizado”. A taxa de empreendedorismo registrada no Brasil, nos últimos anos, disparou. Prova que cada vez mais, os brasileiros estão montando seu próprio negócio ou atuando de forma autônoma. “Visualizo a empresa como uma ponte para os profissionais que estão entrando no mercado ou expandindo suas atividades. Utilizar um escritório compartilhado é uma forma inteligente de começar ou acelerar o crescimento empresarial”, afirma a arquiteta. Salles informa que esse tipo de empreendimento aumentará o número de empresas e profissionais autônomos. “Eles podem contar com a estrutura do coworking para exercer suas atividades e para atender seus clientes”. A empresária que é formada em arquitetura, disse que

Arquivo Pessoal

Novo conceito de escritório facilita a vida de empresários

RENATA Salles disse que a ideia surgiu de uma demanda pessoal no momento sua dedicação é exclusivamente ao For Job. Mas, que pretende voltar a exercer sua atividade profissional assim que possível. Porém como uma coworker, irá compartilhar o espaço com os demais profissionais

usuários do escritório. Renata Salles tem uma sócia e seu empreendimento está localizado na Avenida Afonso Pena, 2522 Salas 702/703 – Bairro Funcionários – BH/MG ou no site www. forjob.com.br.

SP Consultoria Empresarial e Institucional Ltda. Estratégias em Saúde Consultoria, Treinamento e Capacitação em áreas estratégicas das Secretarias de Saúde: Planejamento Estratégico e Situacional Programação em Saúde Gestão Hospitalar Gestão Contábil e Financeira de recursos do SUS

Fontes de Financiamento/Captação de Recursos Auditoria Assistencial, Contábil e Financeira Direito Constitucional e Administrativo Políticas Governamentais de Saúde Participação e Controle Social

Rua São Paulo, 1071 - Sala 1715 Centro Empresarial São Paulo - Centro Belo Horizonte - MG - CEP 30.170-907 dr.lustosa@bol.com.br / drlustosa@hotmail.com

Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1890 - Conjunto 1108 - Bairro Sion - BH / MG - CEP 30320-000 Fones: (31) 2555-5179 / 2535-5180 / 7816-1151 / Fax: (31) 2555-1807 - E-mail: sp.consultoria@yahoo.com.br


6

G E R A L

EDIÇÃO DO BRASIL 15 a 22 de abril de 2012

JORNAL DO ACIR ANTÃO Email: acir.antao@ig.com.br

DA COCHEIRA

AUTOMÓVEL CLUBE- A chapa “Modernidade e Tradição”, foi a grande vencedora das eleições de quarta-feira passada no Automóvel Clube, renovando sua diretoria para mais um período. Encerra-se assim, uma era de crescimento e recuperação do Automóvel Clube, liderado pelo Presidente Vicente Amorim. A disputa entre Paulo Henrique Vasconcelos e Saulo Coelho foi saudável e mostrou que o Automóvel Clube está vivo. A grande movimentação da eleição foi na tarde de quarta e a posse dos eleitos aconteceu logo após a apuração. A nova diretoria ficou assim constituída: Presidente- Paulo Henrique P. de Vasconcelos

O PT colocou o prefeito Marcio Lacerda na berlinda. Até agora ele não pode colocar seu bloco na rua, porque ainda não tem o vice de sua chapa e que deve ser do PT. O PT de Roberto Carvalho e Patrus Ananias, no entanto, querem indicar o vice, desde que o PSDB não esteja na composição da Aliança.

1º vice-presidente – Raul Araújo Pena 2º vice-presidente – Gilmar Dias dos Santos 1º secretário- Arnaldo de Oliveira 2º secretário- Ricardo Queiroz Guimarães 1º tesoureiro- Márcio Fonseca da Silva 2º tesoureiro- Affonso Franco Diretor de Patrimônio- Reynaldo Ximenes Carneiro Diretor Social – Diogo Franklin Berthônico Diretor de Eventos Culturais – José Mário Fontana Diretor de Obras – Fernando Werneck Diretor de Projetos Estratégicos – Wladir Costa GalvãoDiretor de Informática – Adriana Levy

O tráfego de caminhões entre a Ceasa e Belo Horizonte, via BR 040, está ficando impossível. Nos horários de pico então, nem se fala! Os amigos se reuniram, outro dia, para homenagear o Dr. Ediraldo Brandão pelo seu aniversário. Merecido.

Os conselhos fiscal e deliberativo têm figuras de destaques da sociedade mineira como Serafim Jardim, Alberto de Freitas Ramos, Modesto Araújo, Ângela Gutierrez, Carlos Mário Veloso, Oswaldo Borges da Costa Filho, José Maria Alkmim Filho, Ângelo Oswaldo Araujo Santos, Armando Couri, Carlos Carneiro costa, Charles Lofti, Ellos Nolli, Francisco Guerra Lages, Julio Laender, Maria Elvira Sales Ferreira, Silvio Ximenes e muitos outros. O grande vencedor foi Carlos Alberto de Freitas Ramos que articulou a chapa vitoriosa.

Fernando Coura Sindiextra

O competente empresário Fernando Coura na foto com o governador Antonio Anastasia. Ele tomará posse em Brasília, no próximo dia 24, como presidente do Ibram – Instituto Brasileiro de Mineração, contando inclusive com a presença do governador

Depois do senador Demóstenes Torres, pode ser a vez do delegado da Polícia Federal e hoje deputado Protógenes Queiróz a ser investigado por suas ligações com Carlos Cachoeira.

Domingo, dia 15 de Abril Sra. Maria Elizabethe Marques, esposa do Coronel Fortunado Ribeiro Fernando Viana Ator Helvécio Guimarães

Segunda-feira, dia 16 Afonso Ligório de Paula Delegado Edson Moreira Jornalista Otaviano Lage

Terça-feira, dia 17 Miriam Ferrara, esposa do ex-prefeito Sérgio Ferrara Jornalista Eustáquio Ramos - Rádio Itatiaia

ABANDONO - É triste ver o abandono do prédio que foi sede durante muitos anos da antiga Companhia Telefônica de Minas Gerais. O prédio, que é histórico, está sujo, com porta quebrada e com sinais de muito abandono. Ele sediou por algum tempo o Museu do Telefone, que contava a história das comunicações na Capital mineira.

Quarta-feira, dia 18

ABANDONO DOIS – O Cemitério da Paz está que é mato só. Incrível, parece que ninguém cuida daquele patrimônio da prefeitura. Fui, outro dia, a um sepultamento lá e fiquei estarrecido com o nível de abandono a que ele foi submetido. Um prefeito de uma cidade deveria, de vez em quando, dá um incerto em certos lugares para ver como andam as coisas no município.

Quinta-feira, dia 19

NILO SIMÃO - Um dos maiores empresários do setor de transportes de Minas inaugurou recentemente uma grande garagem na região da Ceasa. Sua frota, de 800 ônibus, percorre diariamente as ruas de Belo Horizonte, Contagem e Ribeirão das Neves. Empregando no total mais de 5 mil funcionários. São mais de 12 mil pessoas dependentes direto de sua empresa. IMPORTÂNCIA - Para a família Andrada, o importante é a política de Barbacena. O ex-deputado e atual presidente do Tribunal de Contas, Toninho Andrada, pode deixar o seu cargo de conselheiro daquela corte para se candidatar a prefeito de Barbacena num confronto direto com a atual prefeita, Danuza Bias Fortes. Nem mesmo um cargo vitalício anima os Andradas quando está em jogo o poder em Barbacena.

MINAS TCHÊ - Começou na última sexta-feira, 13/04, a 9ª edição da Feira Minas Tchê. O evento, que já é tradição na Capital, privilegiará o artesanato, as danças tradicionais, o vestuário e a culinária regional do Sul do país. Além das atrações, shows durante todas as noites. A Feira traz diversos produtos da Serra Gaúcha, como vinhos, calçados, móveis e malhas. O Minas Tchê acontece até o dia 22 de abril, na Serraria Souza Pinto.

A NI V E RS A RI A NT E S

FIRMESA - O presidente da Assembleia, deputado Dinis Pinheiro, está firme no seu propósito de mudar o perfil do pagamento da dívida de Minas e de outros estados. A iniciativa que começou em Minas, já se espalhou por todo o Brasil. O senador Aécio até apresentou, no Congresso, um projeto visando facilitar, para os estados, o pagamento das dívidas a União. Por enquanto ela é impagável.

Dr. Edmar Teixeira Raquel Lobo

Coronel Natal - presidente da Ademg Engenheiro Ismar Cunha Joaquim Gaspar

Sexta-feira, dia 20 Marcelo Dias, ex-prefeito de Sabará Engenheiro Oszenclever Camargo Genivaldo - Drogaria da Vovó

Sábado, dia 21 Toninho Cerezo Jornalista Hélio Braga

A todos, os nossos Parabéns!

CULTURA E EDUCAÇÃO

O relator foi o deputado Glaycon Franco (a direita), que opinou pela constitucionalidade da matéria

O projeto que proíbe não somente a venda, mas também a posse e a exposição de bebida alcoólica em estabelecimentos comerciais localizados nas rodovias estaduais, começou a tramitar na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. É o Projeto de Lei (PL) 728/11, do deputado João Leite (PSDB), que altera o artigo 1º da Lei 11.547, de 1994, que recebeu parecer pela legalidade na reunião do dia 10/4, da Comissão de Constituição e Justiça da Almg. O relator foi o deputado Glaycon Franco (PRTB), que opinou pela constitucionalidade da matéria em sua forma original. Agora o projeto segue para a Comissão de Segurança Pública, antes de estar pronto para ser apreciado pelo Plenário em 1º turno. A lei que o projeto pretende modificar já proíbe a venda de bebida alcoólica em bares, restaurantes e estabelecimentos congêneres localizados nas rodovias estaduais, em terrenos contíguos às faixas de domínio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG). Na justificativa para apresentar a proposição, o deputado João Leite lembra que, apesar das sanções da lei atual, sua eficácia tem sido comprometida em função das dificuldades de ordem prática para caracterizar o flagrante o ato ilegal. Muitas vezes as bebidas são depositadas debaixo de balcões ou em prateleiras inacessíveis à fiscalização. Além disso, explica o autor, não é raro os consumidores, coniven-

tes com as infrações à lei, alegarem não estar adquirindo bebidas nos estabelecimentos. Assim, a mudança poderia conferir maior valia operacional à proibição, afastando as dificuldades de caracterizar o ilícito para efeito do flagrante. As penas para o descumprimento da atual lei são: advertência na primeira autuação, para que seja providenciada a imediata retirada das bebidas alcoólicas do comércio, apreensão das bebidas alcoólicas e multa progressiva, na forma do regulamento, no caso de reincidência, até o limite de três autuações, e o fechamento, pelo órgão competente, do trecho que permite o acesso ao estabelecimento pela rodovia estadual a partir da quarta autuação. Norma federal >> Na esfera federal, foi editada a Medida Provisória (MP) 415/08, convertida na Lei 11.705, de 2008, que proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas em rodovias federais. O relator lembra que a edição da MP motivou inúmeras ações judiciais, havendo, inclusive, decisão de liberar a comercialização de bebidas, com posterior cassação da liminar. Ele pondera, ainda, que o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu pela constitucionalidade de norma proibitiva de venda de bebida alcoólica em rodovias, sob o argumento de se tratar de exercício de poder da polícia vinculado à segurança no trânsito.

Brasil é homenageado na 25º Feira Internacional do Livro de Bogotá

O

Brasil foi o país escolhido pelos colombianos para ser homenageado na edição comemorativa dos 25 anos da Feira Internacional do Livro de Bogotá (FILbo), que acontece entre os dias 18 de abril e 1º de maio de 2012. Trata-se de um dos eventos mais importantes da Colômbia e, além de apresentar a literatura brasileira, oferece uma ampla programação para celebrar a cultura do país convidado. A Fundação Biblioteca Nacional (FBN), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), e ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), em parceria com a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (Fnlij), trabalharam em conjunto para organizar a participação brasileira. A programação contará com cerca de 50 escritores do país, debates sobre políticas de leitura, mostras de filmes nacionais, espetáculos musicais e de dança e exposições. As atividades foram planejadas de

acordo com as demandas dos colombianos e o empenho do Brasil em mostrar a diversidade de sua cultura. Essa ação interministerial corresponde à determinação do Governo Brasileiro de contribuir para o processo de internacionalização do livro e da literatura do país. A homenagem em Bogotá marca, na atual gestão, o início dessa nova forma de ação, de maior vulto na cena internacional. O evento deverá ser aberto no dia 16 de abril, pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e pela ministra da Cultura do Brasil, Ana de Hollanda. Para montar a programação literária e as atividades relativas ao mercado editorial, a FBN trabalhou em parceria com todos esses órgãos. A outra parte da programação, com atividades culturais não literárias (como shows e mostras de cinema), foi organizada pelo Ministério das Relações Exteriores, com a participação da Embaixada do Brasil em Bogotá.

Autores brasileiros

áticas variadas. ntes idades e tem ere dif de abril), a ia da FILbo (18 de mação literár No primeiro dia curadoria da progra gramação pro ioa Gu a rirá ab tor n cri es Piño à foi realizada pela escritora Nélida mesa dedicada nt , pr of es so ra evento com uma do o m ral co ma r de Gr am mo ge ará ra. Nélida convers Federal de Ouro tores da Universidade sua trajetória e ob au Os . do yo ra ma do Ta colabora no Guido Preto (UFOP) e escritor colombia e s espaços da partir de critérios arão em diferente a fal ra, os ltu eir sil Cu bra da tecerá ciclo o on alh ac Ministério ab o, Tr eir de sil dos pelo Grupo No pavilhão bra ra. fei nacionais e s es ca bli tor diretrizes estipula 16 entidades pú asileira, com au Br niu a reu rel e ua qu , Aq 12 20 Bogotá , literária e as à área cultural lhomenagens. e privadas, ligad rge Amado e Ne pesquisa pla am ou liz rea a centenários de Jo ori tá Os rad go cu Bo A l. em ria ol os ito ed espanh serão celebrad es publicados em son Rodrigues por atode todos os autor anizadores org chos de seus livros Os tre o. de çã as ca tur bli lei m co ado, no Am a m am ar ge ou em vias de pu nd na bianos. Na home sua vez, recome r lom po co itutes s, res qu no de bia colom ram alverá degustação autores e escolhe o no dia 26 de abril, ha ad ge na tos me vis alguns nomes de ho pre rá com os temas já os. Rodrigues se a o ian tem ord ba ac rá se de s , de ns gu llôr Fernan geral da feira. dia 20 de abril. Mi escritor o m em co ou na programação ril, up ab oc de 27 radoria se pre de debate no dia Além disso, a cu publicação El da liteyos, fundador da nto representativo Ho nju es co dr An um tar en apres m autores ntemporânea, co ratura brasileira co

A

GUIMARÃES Rosa será lembrado no dia 25 de abril JEdito rial

Alair Vieira/Almg

Projeto amplia restrições a bebida alcoólica em rodovias

El Especlunista do jornal Malpensante e co do no dia bra lem s Rosa será tador. Guimarãe a edição tim sé da nto me ça 25 de abril, no lan Instituto lo pe o vid io promo do concurso literár lômbia (Ibraco). Cultural Brasil Co asil dos edição será “O Br sta de a tem O e exerqu , sa Ro nagem a Sonhos”, em home gotá. Carlos Bo em s ca áti ceu funções diplom de mesa drade será tema Drummond de An Romano so mond) com Affon (Como Ler Drum ril. ab de 24 dia de Sant´Anna, no Bartoa homenagem, a Haverá mais um cado autor sta de , ós eir Qu de lomeu Campos sa com rto este ano, em me 24 de de livros infantis mo em m sileiros, també colombianos e bra lombianos co res ato , bo FIL abril. Ao longo da icos brasios de outros cláss lerão ainda trech ra Coralina Co s, mo Ra no leiros, com Gracilia r. e Clarice Lispecto


EDIÇÃO DO BRASIL 15 a 22 de abril de 2012

C O T I D I A N O

7

Editada por Mili Santos

mili.edicaodobrasil@globo.com Crédito- Eloy Lanna

APRIMORAMENTO A TOTVS – empresa de tecnologia e software – como forma de estreitar o relacionamento com os clientes, dá início a mais uma edição do Ciclo TOTVS. Os convidados participarão, no dia 19 de abril, do TOTVS Geosales – Visões Estratégicas Comerciais. Diretores e empresários do setor de varejo, manufatura e distribuição

e logística terão oportunidade de aprender novas soluções de controle de metas, gerenciamento móvel e melhoria na comunicação entre supervisores e vendedores. O evento acontecerá na sede da unidade da empresa em Belo Horizonte, que atende atualmente cerca de 1.200 clientes, em diversos segmentos.

MUNDO FASHION O BOULEVARD SHOPPING traz novamente para Belo Horizonte, de 19 a 29 de abril, o projeto Fashion Tour. Dessa vez envolvendo dois ícones da moda: Paulo Borges, diretor criativo do São Paulo Fashion Week e publisher da ffwMAG, e a consultora de moda Costanza Pascolato, uma das mulheres mais elegantes do país. O objetivo do projeto é levar informação de moda ao grande público e aproximá-lo do mundo das passarelas.

A GRANDE atração é a belíssima exposição, com 20 fotos em backlight, do editorial estrelado por Costanza Pascolato para a ffwMAG, na praça de eventos do shopping. O lançamento do projeto acontece, no próximo dia 19, para convidados, com a presença de Borges e Pascolato que vão responder perguntas do público presente e questões enviadas por estilistas, em um exclusivo “talk show” sobre moda.

RURAL ENTRE OS DIAS 30 de abril e 4 de março, o setor agrícola estará de olho no Agrishow – Prêmio Melhores da Terra 2012, realizado pela Gerdau, que mostra o que há de melhor no mercado agrário. Os equipamentos inscritos na categoria Novidade serão avaliados e premiados durante a feira, que será realizada na cidade de Ribeirão Preto (SP).

COM O OBJETIVO de estimular a inovação, a qualidade, a tecnologia, a criatividade e a excelência, a categoria Novidade, revela todos os anos, o que existe de melhor em máquinas, equipamentos e componentes de uso agrícola fabricados nos países membros do Mercosul e no Chile. Nenhum agricultor pode perder!

FERNANDO Franco Matos, Marco Antônio e Vicente Carneiro Costa

BEM REPRESENTADOS NESTE FINAL de semana, 15 de abril, a Federação Hípica de Minas Gerais será representada por três cavaleiros mineiros no Rio de Janeiro, que participarão do Concurso Nacional de Adestramento, em comemoração aos 90 anos da Escola de Equitação do Exército. OS MINEIROS participantes são: a amazonas Anna Kruschewsky e os cavaleiros Yago Alves e Pedro Lima. No adestramento, o competidor precisa executar em um tempo determinado uma série de movimentos

obrigatórios e um corpo de juízes avalia a precisão dos movimentos em notas de zero a dez. O PRESIDENTE do júri de campo será o Coronel Salim Nigri e os membros serão Clara Prates Machado, Maj. Sergio Cerqueira, Claudia Sant’Anna e Sandra Smith de Oliveira Martins. Como premiação, serão oferecidas medalhas e escarapelas até o terceiro lugar de cada prova. Os campeões e vice-campeões de cada série receberão troféus.

Maria Vitória e Bruno Zech Coelho

MODERNIDADE A TECNOLOGIA ainda impressiona. Além de já existirem carros elétricos, já existem, também, prédios preparados para recarregar os carros a qualquer hora do dia ou da noite. Já imaginou a comodidade de abastecer o veículo em casa, evitando filas em postos e stress no trânsito? É isso que o Grupo EPO está trazendo para Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O Edifício Sol, localizado no Vale do Sereno, traz essa novidade: tomada para abasteci-

mento de carro elétrico na garagem - conforto, praticidade e economia de tempo. ACOMPANHANDO a constante evolução tecnológica e atenta ao desenvolvimento sustentável, o residencial de alto luxo vai ser o primeiro empreendimento do Estado a apresentar essa infraestrutura inovadora, que além da garagem com pontos de tomadas para abastecimento de carro elétrico, ainda conta com tarifador e indicador de consumo. Não é o máximo?

AVANÇO NESSA SEMANA foram anunciados avanços de implantação do selo nacional que visa facilitar a fiscalização dos ônibus das agências de viagens com frota própria. O Acordo de Cooperação Técnica entre o Ministério do Turismo e a Abav Nacional foi o primeiro passo para a implementação do projeto.

A NOVA regulamentação permitirá que cada veículo turístico receba um chip de identificação que será válido para todos os órgãos fiscalizadores estaduais. Desta forma, será mais fácil minimizar os problemas entre excursões de turismo rodoviário, legais e clandestinas, tendo fiscalizações constantes nos postos da Policia Federal.

O BELO casal Ana Mascarenhas e Lito

RECONHECIMENTO OS ESTADOS UNIDOS da América acabam de reconhecer a Cachaça como um produto exclusivo e genuinamente brasileiro. O processo de reconhecimento foi oficialmente acertado entre a Presidente Dilma Rousseff e o Presidente Barack Obama. ALÉM de garantir que se trata de uma bebida típica e exclusiva do Brasil, o reconhecimento vai permitir às empresas brasileiras venderem o destilado nos Estados Unidos apenas com o nome “Cachaça”. Anteriormente a Cachaça era reconhe-

cida nos Estados Unidos como “Brazilian Rum” (Rum Brasileiro), sem permitir à diferenciação dos dois destilados. COM A mudança, a promoção da Cachaça no mercado americano poderá levar em conta seu caráter típico e tradicional. O nome “Cachaça”, agora, também, fica proibido o uso da denominação por qualquer empresa de outros países. A AMPAQ – Associação Mineira dos Produtores de Cachaça de Qualidade teve através de sua diretoria uma importante participação nas negociações.

MUITO AXÉ O PROJETO JOVEM do Minas Tênis Clube está cada vez melhor. E teve camarote exclusivo no Axé Brasil 2012, que aconteceu esse final de semana no Mega Space. Quem foi aproveitou os shows das melhores

bandas de Axé do Brasil - Chiclete com Banana, Asa de Águia, Ivete Sangalo, Banda Eva, Cheiro de Amor, Cláudia Leitte, Tomate, Tuca Fernandes e Alexandre Peixe - e ainda com o selo de qualidade do Minas Tênis Clube.

CELSO Picchioni e Beth Cure


8

V I D A

Infertilidade masculina está associada à má alimentação

JEditorial

Tabagismo, idade avançada, excesso de peso, falta de exercícios físicos e o abuso de álcool. De acordo com a Ordem Mundial

de Saúde (OMS), estes são alguns dos fatores que geralmente afetam a fertilidade masculina. Especialistas alertam que além destes fatores, um dos causadores da falta de fertilidade, é a má alimentação, algo que o público masculino não se preocupa em seu cotidiano. A infertilidade masculina atinge cerca de 15% dos homens no mundo. O urologista, José Eduardo Tavares, do hospital Vila da Serra em Belo Horizonte, fala sobre a falta de atenção dos homens em relação à alimentação correta e afirma que o vinho tinto é essencial. “Sabemos que a gordura animal é um veneno. No cotidiano, muitos homens consomem alimentos perigosos à saúde. Salgados fritos e assados, batata frita, carne de panela, entre outros, retém bastan-

te gordura, o que pode afetar a fertilidade”, comenta o urologista. Tavares recomenda uma dieta rica em antioxidantes: repolho, pimenta, beterraba, brócolis, morango, ameixa, uva, maçã e tomate. “No caso dos líquidos: água, suco de frutas naturais e o vinho tinto, pois ele é ótimo para a saúde, mas deve ser consumido de forma dosada, um cálice por dia já é o bastante”.

O UROLOGISTA Eduardo Tavares explica e dá sugestões

Fumantes Fora o risco que os homens correm devido à falta de nutrientes adequados, Eduardo chama a atenção dos fumantes. “A pessoa que fuma, com certeza, terá sérios problemas no futuro. Isso, por que o cigarro tem ação direta em cima do testículo. Algumas substâncias dele podem alterar a produção de espermatozóides, pois age muito em função da oxidação celular, em nível de espermatogênios. Quanto mais tempo a pessoa fumar, maiores serão os problemas. Por isso, os adeptos ao cigarro devem ficar atentos”, alerta. Questionado se os aparelhos celulares, tablets e outros dispositivos eletrônicos podem causar infertilidade, já que um estudo sobre o tema foi publicado na revista Fertility and Sterility, o especialista afirma que, no Brasil, nada ainda foi visto. “Tem vários estudos tentando provar esta situação, mas não existe nada conhecido em nossa literatura brasileira. Eu não atendi nenhum caso desta natureza, mas o que já ouvimos, foram casos de homens que tiveram um tumor e algumas pes-

15 a 22 de abril de 2012

Hipertensão: campanha incentiva o controle da pressão arterial

A

pressão alta não controlada é a principal causa das duas doenças que mais matam no Brasil: o acidente vascular cerebral e o infarto do miocárdio. A cada ano, 300 mil brasileiros são vitimados pelas doenças cardiovasculares, principalmente causadas pela hipertensão. Um número duas vezes maior que as mortes causadas por câncer de todos os tipos, três vezes mais que as provocadas por acidentes de trânsito e quatro vezes maior que as ocasionadas por infecções, incluindo a AIDS. O grande desafio da campanha “Eu sou 12 por 8”, promovida pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é fazer com que as pessoas percebam os benefícios de ter uma pressão normal ou controlada, a gravidade da hipertensão quando não tratada e a importância de um diagnóstico precoce e a continuidade no tratamento. No Brasil, estima-se que apenas 10%, dos cerca de 30 milhões de hipertensos existentes, façam o controle adequado da doença. Segundo estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS), um

hipertenso que não se trata corretamente tem a expectativa de vida reduzida em até 16,5 anos. As ações são coordenadas pela Sociedade Mineira de Cardiologia (SMC) que promoverá, no dia 21 de abril (sábado), das 9h às 13h, uma série de atividades na Praça Floriano Peixoto, no bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte. Médicos e outros profissionais da saúde promoverão um grande mutirão para orientar a população sobre os riscos e a importância de se manter a pressão arterial em níveis normais. A Pesquisa “Corações do Brasil”, realizada em 2005 e 2006 pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, revela que 30% da população mineira já se encontram hipertensa, com a pressão arterial acima de 14 por 9 (140 x 90 mmHg). Outro levantamento realizado, em 2008, pela Datafolha aponta a hipertensão como o principal fator de desenvolvimento das Doenças Cardiovasculares (DCV), com destaque para o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e o infarto do miocárdio, as duas maiores causas isoladas de mortes no país. Em

2008, as DCV’s causaram 30% dos óbitos no Brasil, contra 15% provocados pelo câncer e 12,4% por causas externas. No mundo, 7,6 milhões de pessoas morrem, a cada ano, devido à hipertensão. Cerca de 80% dessas mortes ocorrem em países em desenvolvimento, como o Brasil, sendo que mais da metade das vítimas têm entre 45 e 69 anos. De acordo com diretor da Sociedade Mineira de Cardiologia e coordenador da campanha em Minas, Eustáquio Guerino, quando a pressão arterial permanece 120X80 mmHg, todo organismo não sente problemas secundários à sua elevação, mas quando permanece alta, alguns importantes órgãos como o coração, cérebro, rins, vasos da retina, como toda circulação arterial no corpo sofre alterações, causando uma série de doenças. “As pessoas com a pressão arterial até 139X89mmHg (13 por 8), são consideradas como portadoras de níveis limítrofes e acima destes valores são consideradas hipertensas”, explica o cardiologista.

Prevenção e Tratamento

soas sugeriram que era por falar muito em celular, porém nada confirmado. Eu afirmo, os homens que utilizam estes dispositivos podem ficar tranquilos, pois eles não causam problemas deste gênero, já a falta de controle na alimentação, isso sim, pode causar a infertilidade”, conclui o urologista. Informações: www.originare.com.br

Quem tem parentes hipertensos, está acima do peso, tem mais de 40 anos de idade, é portador de diabetes ou de outros fatores de risco para as doenças cardiovasculares (como colesterol elevado, tabagismo, estresse) deve medir a pressão regularmente e fazer a prevenção da doença, pois tem maior risco de se tornar hipertenso. Para prevenir e controlar a hipertensão, é importante fazer atividades físicas regulares (de pelo menos 30 minutos ao dia, três ou mais vezes por semana), reduzir o consumo de sal da alimentação (não use o saleiro, evite alimentos prontos e industrializados, utilize outros temperos), manter o peso adequado (reduzir o peso se tiver sobrepeso ou obesidade), controlar o estresse (sono adequado, controle da ansiedade e depressão, relaxamento) e, se necessário, utilizar medicamentos prescritos pelo médico de forma constante. A maioria dos hipertensos, mesmo com hábitos saudáveis, precisa utilizar medicamentos. Os princípios ativos mais modernos não cau-

sam efeitos colaterais importantes e protegem os órgãos vitais (coração, cérebro, rins, olhos e artérias) dos riscos da hipertensão. Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Atividades programadas: - Medição de pressão arterial e índice de massa corpórea; - Orientação de nutricionistas sobre alimentação saudável; - Distribuição de folhetos e orientações a respeito da doença com integrantes da Sociedade Mineira de Cardiologia (SMC); Local: Praça Floriano Peixoto, Bairro Santa Efigênia Horário: 9h às 13h. Entrada franca. Informações (31) 3247-6839 ou 3247-1638.

Dependência química: uma doença que mata O Brasil é um dos líderes no consumo de drogas em todo o mundo. De acordo com o relatório das Nações Unidas, o país é o segundo maior consumidor mundial de cocaína. Cerca de 900 mil consumidores. Já entre as drogas lícitas, segundo dados recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), o brasileiro consome aproximadamente 18,5 litros de álcool puro por ano. Para chegar a esse número foi somado o teor alcoólico das principais cervejas do país, a quantidade de latas e copos ingeridos pela população. Os dados alarmantes são de apenas duas das drogas consumidas no país, o que comprova que a dependência química é

uma doença grave que deve ser discutida e tratada seriamente pelo governo e população. Segundo a médica e psicanalista, Soraya Hissa de Carvalho, a grande maioria das pessoas começa com pequenas dosagens das substâncias e devido a uma fraqueza psicológica, passa a necessitar cada vez mais da mesma. “As pessoas têm uma falsa ilusão que com o álcool, o cigarro e as outras drogas vão conseguir refugiar-se dos problemas. A princípio, tais substâncias provocam uma sensação boa de alívio e preenchimento. Neste estágio, as pessoas desejam cada vez mais. É quando já estão viciadas. Do vício para dependência é um passo”, afirma a médica.

JEditorial

Felipe José de Jesus

EDIÇÃO DO BRASIL

SORAYA HISSA é médica e psicanalista

O começo Busca de prazer, refúgio dos problemas, diversão, ansiedade, coragem para enfrentar as diversidades da vida. Essas são algumas das razões que levam milhares de pessoas em todo mundo a buscar algum tipo de droga para se sentir melhor. Soraya explica que a dependência química ou física é diferente de vício. “O vício é geralmente caracterizado pela necessidade compulsiva da droga, enquanto a dependência química é definida pela tolerância a droga e sintomas de abstinência

quando há descontinuidade no uso. O vício é considerado um estado patológico”, diz. Uma vez necessitando da droga, a pessoa passa a correr vários riscos e sofrer com as consequências, como problemas sexuais, profissionais, emocionais e físicos. “Após se tornar dependente, o indivíduo entra em um ciclo perigoso, no qual o maior prejudicado será ele mesmo. As primeiras consequências serão as físicas, que prejudicaram os relacionamentos e o trabalho. Esses dois setores da vida,

se não estiverem bem, o viciado buscará refúgio nas drogas. Faltará dinheiro para comprar o que tanto deseja, então passará a roubar ou a dever a quem vende. Se essa dependência não for tratada a tempo, essa pessoa morrerá devido ao uso excessivo ou, até mesmo, poderá ser assassinada”, alerta a psicanalista. Ainda há grande risco de doenças infecciosas devido ao uso comum de seringas para a injeção de drogas, como a AIDS e Hepatite B e C.

Tratamento Para a médica, o melhor tratamento é sempre a prevenção. “Informação, educação e diálogo são apont ados com o o m elhor caminho para impedir que jovens se viciem. Uma criança bem orientada será

um adulto mais preparado”, acredita. Mas, para quem segue pelo caminho das drogas, o apoio familiar e o desejo da pessoa em melhorar são imprescindíveis. Os tratamentos recomendados são

a psicoterapia e a participação em grupos de apoio. Para combater o vício, além das terapias são usados medicamentos que reduzem os sintomas da abstinência ou que bloqueiam os efeitos das drogas.


C I D A D E S

EDIÇÃO DO BRASIL 15 a 22 de abril de 2012

9

BELO HORIZONTE

O

como ganhadora do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor. Os finalistas da 2ª edição do prêmio, que acontece no dia 9 de maio, durante o 29º Congresso Mineiro de Municípios, serão conhecidos a partir do dia 20 de abril. Neste ano, os municípios inscritos podem concorrer em quatro categorias: saúde, educação, desenvolvimento urbano e assistência social. De acordo com a coordenadora do prêmio chancelado pela União Brasileira para a Qualidade (UBQ), Tânia Mara Leite, o prêmio será uma grande oportunidade de incentivar a gestão nos municípios. “O objetivo é

promover uma nova cultura na gestão pública municipal, transformando gestores em empreendedores, que buscam incessantemente a melhoria dos resultados alcançados”, explica. O presidente da AMM, Angelo Roncalli, acredita que a segunda edição do Prêmio repetirá o sucesso da anterior. “Há uma grande expectativa em torno do prêmio, já que os projetos apresentados possuem qualidade e, principalmente, operacionalidade. Assim, se tornam referência para os demais municípios, estimulando-os a buscar soluções. Buscamos disseminar as boas práticas, melhorando o Estado como um todo”, conta.

AMM

projeto “Gerando Frutos” que busca fortalecer as vocações comerciais, capacitar mão-de-obra e promover o desenvolvimento rural é apenas um dos exemplos de como a gestão pública pode promover a prática do empreendedorismo nas prefeituras do Estado. A iniciativa é de autoria da Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo, localizada a 84 km de Belo Horizonte, e foi uma das contempladas na 1ª edição do Prêmio Mineiro de Boas Práticas da Gestão Municipal em 2011. A prefeitura também foi reconhecida, neste ano,

Cerca de dez mil pessoas, entre gestores públicos, empresários e população estarão reunidos durante os dias 8, 9 e 10 de maio no Expominas, em Belo Horizonte. O 29º Congresso Mineiro de Municípios, promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM), já é referência no cenário político nacional, e traz nesse ano o tema “Gestão Municipal e Eleições: cenários, perspectivas e estratégias”. Dentre as atividades que compõem o evento estão palestras magnas, atividades temáticas, premiação e apresentações culturais. A entrada é gratuita. Para inscrições e informações acesse www.portalamm. org.br/congresso.

PRESIDENTE da AMM, Angelo Roncalli BRASÍLIA

Deputado sugere novo sistema de segurança Divulgação

O

EMPRESÁRIOS se reunirão para articular o seminário do setor, a ser realizado em junho

E

Congresso

deputado federal Domingos Sávio (PSDB/MG) protocolou uma Proposta de Emenda à Constituição para criar o Sistema Nacional de Segurança Pública, prevendo a cooperação harmoniosa entre os órgãos, além de estabelecer os percentuais mínimos para serem aplicados pela União, estados e municípios na área. De acordo com o texto da proposição, que foi assinada por mais de 190 parlamentares, o Sistema Nacional de Segurança Pública vai proporcionar um aperfeiçoamento da forma como o poder público trata hoje a segurança, além de dotar a área dos investimentos necessários para seu desenvolvimento. Para o autor da proposta, a necessidade da medida é comprovada pelos números relativos à segurança em todo o Brasil. “Os índices de violência no nosso país são alarmantes, comparáveis aos de nações em guerra”, afirma o deputado Domingos Sávio. “No entanto, nem sempre se nota, por parte do poder público dos diferentes entes da federação, a devida atenção que esse setor social merece e que a sociedade espera e precisa”. Pela proposta, o Governo Federal terá de aplicar pelo menos 5% de seu orçamento em segurança pública, sendo 60% desse valor distribuído entre os demais entes da federação de forma proporcional à sua população. Esse repasse deverá ser destinado à modernização, reaparelhamento e treinamento de efetivo, e não poderá ser utilizado para despe-

1º Seminário de Micro e Pequenas Empresas Etiene Egg/Fecomércio

Prefeituras recebem prêmio no 29º Congresso Mineiro de Municípios

m um mercado empresarial tão competitivo torna-se cada vez mais necessária a busca constante pelo conhecimento e por novas oportunidades de negócios, principalmente para as empresas de pequeno porte. É com este objetivo que o Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Belo Horizonte (Sincovaga-BH), filiado ao Sistema Fecomércio Minas, realizará, no mês de junho, o 1º Seminário de Micro e Pequenas Empresas do Varejo Alimentício da Região Sudeste. O projeto, desenvolvido em parceria com o Sistema Fecomércio Minas, Sebrae Nacional e Sebrae MG, foi apresentado a parceiros, fornecedores e potenciais patrocinadores durante uma reunião realizada no dia 12 de abril, na sede da Fecomércio Minas. O seminário está previsto para acontecer nos dias 18 e 19 de junho. A proposta é promover a atualização dos empresários das micro e pequenas empresas do varejo alimentício de toda a região sudeste em relação às novidades do mercado, bem como propiciar rodadas de negócios, no intuito de criar oportunidades para o encontro entre os fornecedores e o setor varejista. “Estamos muito entusiasmados com a receptivi-

dade que o Seminário teve neste primeiro momento. Temos a certeza de que estamos no caminho certo e vamos trabalhar para que o evento seja um sucesso”, afirmou o presidente do Sincovaga BH, Ivo José de Castro. O seminário será, também, espaço para que a indústria alimentícia apresente seus produtos e serviços. A assessora de Marketing da empresa Vilma Alimentos, Cristiane Nobre, classificou como fantástica a iniciativa. “A proposta é muito boa e foi incluída em uma data excelente para nós fornecedores, pois não coincide com outros eventos dos quais já participamos. Além disso, a presença do Sebrae MG com as rodadas de negócios contribuirá muito para o fortalecimento de nossa marca”, destacou. Já para o diretor da NL Frutas, Luiz Cláudio dos Santos Castro, o Seminário será uma ótima oportunidade de adquirir conhecimentos sobre as novidades do setor. “Há uma grande necessidade de que os empresários entendam melhor as mudanças que estão ocorrendo no mercado, principalmente os das micro e pequenas empresas, que precisam estar cada vez mais atualizados para continuar atuando”, concluiu.

SANTA LUZIA

IPTU com desconto no pagamento à vista Domingos Sávio discursando na tribuna da Câmara sas de pessoal, seja ativo ou inativo, pois a PEC também prevê que os próprios estados reservem 10% de seu próprio orçamento para a área. De acordo com Domingos Sávio, o Orçamento Público Federal, no ano de 2012, revela o descaso com a segurança pública brasileira. “O orçamento prevê que menos de 1% dos valores previstos sejam efetivamente destinados a esta área”, destaca o parlamentar. “Essa realidade nos preocupa porque é a mesma obser-

vada em algumas outras entidades da federação, em que nem sempre o montante de receitas destinadas à segurança está de acordo com as reais necessidades locais”. Depois de ser apresentada, a PEC segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que analisa sua constitucionalidade. Em seguida, será apreciada por uma comissão especial antes de ser votada, em dois turnos, no plenário e enviada ao Senado.

RECARGA DE TONERS E TINTAS MANUTENÇÃO DE IMPRESSORAS CARTUCHOS COMPATÍVEIS E CARTUCHOS ORIGINAIS LOCAÇÃO DE IMPRESSORAS

O

benefício que a Prefeitura de Santa Luzia vai conceder para o pagamento à vista do IPTU 2012, será de 10% de desconto. O imposto também pode ser parcelado em 6 vezes, mas sem o desconto. “A prefeitura não mede esforços para beneficiar o cidadão e, em contrapartida, o pagamento feito pelo contribuinte garante a continuidade das obras de infraestrutura, coleta seletiva, limpeza das ruas e outras ações importantes. afirma o superintendente de Cadastro Imobiliário”, Rômulo César Coutinho.

Segundo o superintendente, as guias de pagamento devem chegar às residências através dos correios até o dia 15 de abril. O pagamento do IPTU pode também ser efetuado na rede conveniada como o Banco do Brasil, CEF, casas lotéricas e os correios. O prazo para o pagamento vai até o dia 11 de maio de 2012. De acordo com o servidor, o contribuinte pode retirar 2ª via da guia do imposto no site da prefeitura. Para esclarecer qualquer dúvida é só ligar para o número 0800-039-3001.


10

EDIÇÃO DO BRASIL 15 a 22 de abril de 2012


11

C I D A D E S

15 a 22 de abril de 2012

MONTES CLAROS

PAU LO C E SA R P E D R O SA

Reajuste salarial dos servidores públicos

A

provado por unanimidade pela Câmara de Vereadores, em reunião extraordinária no último dia 4, o Projeto de Lei nº 4.399, que concede reajustes de 5% a 22,23% nos vencimentos dos servidores públicos municipais este ano, volta ao Executivo para ser sancionado pelo prefeito Luiz Tadeu Leite, quando entrará em vigor. Ao atender de forma diferenciada os diversos grupos, o Executivo assegurou que os reajustes fossem maiores para aqueles com salários menores, pelo que recebeu elogios da edilidade e de lideranças do sindicato dos servidores. A urgência na votação do projeto foi necessária para atender ao que determina a Legislação Eleitoral, pela qual as propostas de reajustes a servidores públicos neste ano eleitoral a apreciação foi até o dia 6. Como a data caiu no feriado, se o projeto não fosse votado logo, não obedeceria ao prazo legal de seis meses que antecedem à eleição, e a categoria ficaria sem o reajuste. Os reajustes variam de 5% a 22,23%, neste caso privilegiando servidores que têm salários mais baixos. Se fosse linear, a lei não proporcionaria a correção dessa distorção. O maior reajuste é para os servidores da Educação, mantendo-se a política de valorização da categoria. Outra categoria bastante valorizada foi a dos servidores da Saúde que trabalham no combate às endemias (os Amarelinhos), cujo reajuste será de 12,22%.

QUEM SABE, SABE

UBS

paulocesarpedrosa@yahoo.com.br

Advogado & Jornalista RP: 098523 / 296

COLUNA QUEM SABE, SABE 8 ANOS. Com total liberdade de escrever, opinar, sugerir e criticar, sem ser nunca censurado pelos editores e diretores do semanário Edição do Brasil, essa coluna completou, no dia 11 de abril, 8 anos ininterruptamente, neste importante e melhor semanário de Minas Gerais. Agradeço aos diretores e jornalistas Arthur Luiz Ferreira e Eujácio Antônio Silva pela amizade e confiança neste colega. Aos estimados leitores, a nossa gratidão, que com suas críticas e sugestões só nos fazem crescer.

Divulgação

Está na fase final a construção das Unidades Básicas de Saúde da Vila Campos e do bairro Vargem Grande, faltando, entre outros acabamentos, colocação de azulejos, gramado, portas e pintura. Depois de concluídas as obras, que estão sendo feitas pela Prefeitura de Montes Claros, cada UBS dará cobertura a cerca de 10 mil pessoas que residem na região onde estão instaladas as unidades. Três equipes de Saúde da Família vão compor cada UBS. O secretário municipal de Saúde, Geraldo Edson, afirma que foram investidos aproximadamente R$ 560 mil na Vila Campos e R$ 780 mil no Vargem Grande. Neste último, o investimento foi maior, porque a estrutura é de dois andares, o que demandou outras necessidades, como um elevador. “Essas duas unidades significam mais um avanço para a Atenção Primária da Saúde no município, o que é comprovado pela colocação de Montes Claros em primeiro lugar, entre as dez maiores cidades do estado, no Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (IDSUS 2012)”, relembra o secretário. Tanto a UBS da Vila Campos quanto a do Vargem Grande oferecerão à população atendimento médico e odontológico.

POSSE

Fábio Marçal/PMC

MINEIRO NO COMBATE À CORRUPÇÃO. Tomou posse no dia 28 de março, no Salão nobre da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais, o promotor de justiça Dr. Jairo Cruz Moreira como coordenador nacional de combate à corrupção.

PROMOTOR de Justiça Dr. Jairo Cruz Moreira

CANAL ABERTO O projeto vai ser sancionado pelo prefeito Luiz Tadeu Leite, quando entrar em vigor

NOVA LIMA

Dia Mundial da Saúde

C

om o tema “Viver a saúde e cuidar da vida”, a Prefeitura de Nova Lima comemorou, no sábado 14, o Dia Mundial da Saúde. A população participou de atividades de lazer e receberam orientações para o bem-estar. O objetivo foi mostrar para a população os serviços e os trabalhos desenvolvidos pela atenção à saúde do município. A programação extensa incluiu caminhada orientada com a participação do grupo Vida Nova, espaço cuidar da vida (aferição de pressão arterial, glicemia capilar e IMC), vacinação e técnicas adequadas de escovação bucal, orientações sobre a Dengue e sobre outras pragas urbanas e informações sobre os serviços da Rede Municipal de Saúde. A população também assistiu apresentações teatrais sobre Dengue e Tuberculose, participou de atividades físicas e se divertiu na “Rua do lazer”. Outra importante ação foi a confecção do Cartão Nacional do SUS para os usuários dos serviços de saúde pública. Por determinação do Ministério da Saúde, todos os pacientes do SUS têm de ter um novo cartão – ainda em papel – para usufruírem dos serviços de saúde pública, por isso, a Prefeitura de Nova Lima está cadastrando os seus usuários. A proposta do Governo Federal é identi-

ficar os cidadãos, a fim de ter maior controle sobre a demanda dos serviços que o sistema oferece. Por esse cadastro, fica mais fácil o acesso dos nova-limenses aos serviços e procedimentos médicos, bem como consultas em hospitais e unidades de saúde. Para adquirir remédios do Estado, marcar consultas, cirurgias, exames ou outros procedimentos médicos, tanto aqui no município quanto em Belo Horizonte, o paciente também deve apresentar o cartão, que o identifica pelo nome, data de nascimento e por um número. Para fazer o cartão do SUS, o usuário deverá se dirigir a Central de Atendimento da Policlínica Municipal (em frente ao setor de Transporte) e estar munido dos seguintes documentos: • CPF; • Carteira de identidade; • Certidão de nascimento (crianças); Caso não tenha nenhum desses documentos, leve a certidão de casamento, certidão de divórcio ou carteira de habilitação; • Comprovante de endereço em nome do paciente; • Comprovante de endereço em nome dos pais, se criança; Caso não tenha comprovante de endereço, solicitar uma declaração na Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência.

Conheça os melhores restaurantes das seguintes cidades: SANTA LUZIA: Rest. e Lanchonete Colher de Chá Espaguete na Chapa Bar Ltda MONTES CLAROS: Churrascaria Chimarrão Churrascaria e Pizzaria Papaula Bar do Toco Churrascaria Restaurante Sabor e Saúde Chicos Pizzaria e Churrascaria Uai Tchê Cervejaria Lumas Churrascaria Armandos Restaurante Restaurante Favorito Bar e Restaurante Quintal

Restaurante PauTerra CORONEL FABRICIANO Restaurante Angra Restaurante Cantina da Nona Restaurante Amigão Pizzaria do Jayme JUIZ DE FORA: Restaurante Bacco Restaurante Brazão Restaurante Belas Artes Restauante Bertu’s

IPATINGA Restaurante Tempero Mineiro Restaurante Sabor e Aroma Restaurante Bom Apetite Restaurante D’Lucas Restaurante Vovó Efigênia Restaurante Popular

VESPASIANO Restaurante Vespagril Restaurante Taberna Restaurante Vovó Marguerita Restaurante Tropic Restaurante B&N

SABARÁ Restaurante e Pizzaria 314 - Sabarabuçu Barroco Cekisabe

BETIM Restaurante e Pizzaria Hudson Churrascaria Carro de Boi Cantina da Vovó Ana

Mais ricos e mais generosos. “As grandes concentrações de riqueza pessoal geram filantropia. Quando uma pessoa tem o privilégio de ser rica, o que a motiva é a chance de ajudar a transformar a realidade” Fernando Rossetti, secretário geral do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas. Pescaria. A secretária de Relações Institucionais (SRI), sofreu mais um revés: por 8 votos a 7, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara aprovou a convocação de Ideli Salvatti, para falar sobre irregularidades constatadas pelo tribunal de Contas da União (TCU) na compra de 28 lanchas pela ministra da Pesca. Minas Gerais não pode perder. Comenta-se que por causa do custo da energia elétrica, a Alcoa – uma das maiores fábricas de alumínio da América Latina – está prestes a fechar a sua unidade na hospitaleira cidade de Poços de Caldas. O Governo de Minas e a Cemig não podem deixar isto acontecer. Somos um país gordo. A população brasileira está ficando cada vez mais gorda. Pelo menos 64% dos brasileiros lutam com a balança, sendo 48,5% com excesso de peso e 15,8% com obesidade. A proporção de pessoas acima do peso no país aumentou 5,8 pontos percentuais de 2006 a 2011, enquanto o percentual de obesos subiu 4,4 pontos no mesmo período. Os números foram divulgados pelo Ministério da Saúde, que realizou, de janeiro a dezembro do ano passado, a pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), com 54 mil adultos em todas as capitais. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, reconheceu que a situação é preocupante. Células-tronco do coração. Pesquisadores americanos deram um passo considerado promissor para o tratamento de infartos. Usando células-tronco retiradas do coração do próprio paciente, cientistas conseguiram diminuir pela metade a área lesionada, onde se formam cicatrizes. Os cientistas anunciaram, ainda, que foi possível regenerar o tecido original. O trabalho foi publicado na revista médica “Lancet”. Falta de respeito com o consumidor. Chega a ser indecente, imoral e desumano a falta de respeito das operadoras de telefonia para com o atendimento ao consumidor. O tempo de espera varia de 30 a 60 minutos. Para cancelar uma linha fixa ou móvel é praticamente impossível. Com a palavra a Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel). Quando a esmola é muita, o santo desconfia. O Banco Central anunciou o corte de juros dos bancos, mas não impediu que as instituições aumentassem as suas taxas. No ano de 2011, os 25 maiores bancos do Brasil lucraram R$ 50 bilhões. A alegria do clássico foi a falha dos goleiros. Se os goleiros Fábio, do Cruzeiro, e Renan Ribeiro, do Atlético, não tivessem falhado nos gols que levaram no empate de 2x2, os comentários e as gozações após jogo não seriam os mesmos. Loira gelada. O aumento do imposto sob produtos industrializados (IPI), para o setor de bebidas, como forma de compensar a queda da arrecadação com as desonerações tributárias, vai disparar o preço do chopp e da cerveja, a tradicional loira gelada. Em 2011, o setor de bebidas frias recolheu para os cofres do governo quase R$ 1 bilhão em impostos. Cláusula cancelada. O Ministério Público

conseguiu cancelar no TJ-Rio, a cláusula contratual que autoriza o Itaucard a bloquear ou cancelar o cartão de clientes com pagamentos em atraso. A 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça acolheu a tese que considera a medida abusiva. Na ação, o MP alegou que o banco cobra multa por inadimplência. Não deve, portanto, aplicar uma segunda sanção. Messi, um exemplo de atleta. Os jogos do Barcelona têm mais audiência no Brasil do que os próprios times brasileiros. Também pudera, ver o gênio Lionel Messi ensinar como jogar bola é realmente um privilégio. Não é a toa que ele é o jogador mais bem pago do mundo. No ano de 2011, ele recebeu R$ 80 milhões. Execução sumária e extermínio. O presidente da Síria, Bashar al-Assad, já executou e fuzilou mais de 20 mil civis que lutavam pela democracia no país. O mais grave, é que até hoje, a Organização das Nações Unidas (ONU) sequer tomou providências para impedir o massacre desses seres humanos. Futebol, paixão incontrolável. O indisciplinado e viciado em drogas, Jobson, agora jogador do Botafogo, no dia em que marcava um mês de sua volta oficial ao futebol, após cumprir suspensão por doping, foi novamente afastado dos campos. O atacante desrespeitou um membro da comissão técnica com palavrões ao ser informado que teria que se submeter a um exame de rotina no clube, e foi automaticamente punido por indisciplina Primeira ONG condenada. Seis anos depois, saiu à primeira condenação nos processos que investigam esquema de desvio de dinheiro público para o PMDB, através de ONGs ligadas ao Governo do Rio de Janeiro. A juíza da 4ª Vara de Fazenda Pública, Maria Paula Gouvêa Galhardo, condenou a Federação das Cooperativas de Trabalho do Rio de Janeiro (Ferbracoop) a pagar multa de R$ 1,8 milhão e a proibiu de participar de futuras licitações no estado. A Febracoop é uma das 138 ONGs investigadas pela justiça por envolvimento em repasses à campanha, do então, pré-candidato à presidência Anthony Garotinho, atualmente deputado federal pelo PR do Rio. Mercado aéreo. Para explicar o prejuízo de mais de R$ 1 bilhão da Gol e TAM, só Freud. Nunca os brasileiros viajaram tanto de avião como nos últimos 8 anos, lembrando que os aeroportos viraram rodoviárias. Estas duas empresas que dominam o mercado aéreo brasileiro precisam urgentemente de rever suas tarifas cobradas. O Governo Federal pode esperar que, breve, elas irão pedir “socorro”. Investimento no turismo. Cresceu em 29% o volume de financiamentos federais para o setor de turismo em 2011. Ao todo, foram R$ 8,6 bilhões em crédito para hotéis, agências de viagens, restaurantes e outros. A Caixa foi líder em desembolsos, com R$ 4,3 bilhões. Imagem negativa. Devido aos preços cobrados pelos hotéis durante a Rio+20, que ocorre entre os dias 13 e 22 de junho, delegações européias decidiram reduzir o número de participantes em 30%, segundo afirmou o chefe da Seção de Cooperação da Delegação Européia no Brasil, Jérôme Poussielgue, em entrevista ao site BBC Brasil. Na semana passada, a delegação formalizou ao Ministério das Relações Exteriores brasileiro que reduziria o número de participantes europeus por causa dos preços altos.

Pratique educação respeitando os deficientes físicos e os idosos. “Se você diverge de mim, não é meu inimigo, você me completa”.

Dom Helder Câmara

“A imagem que gostaria que ficasse de mim é a imagem de um irmão”.

Exploração sexual não é turismo. É crime. Disque 100 e denuncie. PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS. EM CASO DE VIOLÊNCIA, DENUNCIE. TELEFONE: 0800-311119 Cartas, críticas, convites e sugestões enviar para a redação do Edição do Brasil. Av. Francisco Sá, 360, CEP: 30.411-145, BH, MG.

Divulgação

EDIÇÃO DO BRASIL


12

E S P O R T E

EQUIPE Aerodesign

lexandre Salles Cordeiro Filho é um dos estudantes que embarcam para os EUA com o sonho de trazer o primeiro prêmio para o Brasil. Para chegarem até essa disputa nos EUA, os mineiros da equipe “Uai, sô! Fly!!! conquistaram o primeiro lugar na 13ª Competição SAE Brasil Aerodesign, realizada em São José dos Campos/SP. Nessa competição preliminar, os estudantes da UFMG superaram equipes de outras 90 universidades de vários países da América do Sul. O objetivo principal da competição era projetar e construir uma aero-

nave radiocontrolada com o menor peso possível e com possibilidade de carregar a maior quantidade de carga. Para Alexandre, os aspectos exigidos na competição brasileira são mais amplos do que na americana. “O nível técnico da competição americana, em geral, é mais baixo do que a da brasileira. As regras são diferentes e eles privilegiam quem carrega mais peso. Essa é a diferença para quem é campeão ou não. Na competição brasileira, vários outros aspectos são mais importantes”, revelou.

Perspectivas de vitória

A

As leis do futebol: Regra 09 a bola em jogo e fora do jogo *Wanderley Paiva Caros leitores, antes de falarmos sobre a regra 09 – “A bola em jogo e fora de jogo” – é importante salientar que as regras do futebol sofreram várias alterações desde que foram colocadas no papel em 1863.

Sonho americano

A

15 a 22 de abril de 2012

equipe Uai, sô! Fly!!! é composta por 21 estudantes do curso de Engenharia Aeroespacial da UFMG. Eles venceram a competição nacional com um modelo que pesava 2,45 quilos e conseguiu transportar carga de 13,7 quilos. A aeronave vencedora foi batizada com o nome Barros, em homenagem ao professor Cláudio Barros, criador do curso de Engenharia Aeroespacial da UFMG, que faleceu no ano passado. Esse projeto levou os mineiros a superarem os paulistas da Unesp, que tiraram o segundo lugar, e também disputarão o mundial nos EUA no fim do mês. As duas equipes brasileiras chegam como sérias candidatas a levar o grande prêmio. O estudante Alexandre Salles revela a impossibilidade de se usar o modelo vencedor da etapa brasileira na disputa nos Estados Unidos. “A competição americana tem muitas diferenças também nas regras que falam sobre os materiais que são utilizados para construção do avião. Eles tentam evitar o uso de materiais compostos, o que há de mais atual na engenharia aeronáutica, porque o material composto pode desnivelar as equipes

de potencial econômico diferente. Eles pedem para usar madeira, alumínio, que são materiais mais fáceis de encontrar”. Sobre as perspectivas da competição, o estudante mostra-se otimista e aposta em uma disputa com os atuais campeões (de Cincinnati/EUA) e os outros representantes brasileiros de SP. “Temos adversários fortes, como os vice-campeões da etapa brasileira, de São Paulo, e os atuais campeões da disputa americana”, prevê. A equipe mineira já conquistou um título (em 2006) e um vice-campeonato (2009). Com a impossibilidade da utilização do projeto vencedor por conta das regras americanas, os mineiros tomarão outro rumo. Alexandre fala sobre o projeto a ser utilizado pela Uai, sô! Fly!!!. No Brasil, todo ano tem uma regra nova. Nos EUA a regra muda de três em três anos, então o pessoal que foi campeão no ano passado (de Cincinnati) teve um ano para melhorar o projeto deles. Foi exatamente isso que a gente fez, pegamos esse modelo campeão e melhoramos ele. No mínimo temos um projeto melhor do que esse que foi o campeão no ano passado”, finalizou.

M I N E I R I N H O

Diversas mudanças indispensáveis ajudaram a garantir a evolução da modalidade ao longo dos anos. Embora o objetivo sempre tenha sido preservar a essência do esporte mais popular do mundo, de modo a garantir que as Regras do Jogo pudessem ser aplicadas desde o futebol de elite até a periferia. O reconhecimento de que o esporte deixara para trás seu cavalheirismo original veio com a introdução do árbitro. Nos primórdios do futebol, controvérsias eram decididas pelos capitães das duas equipes e, mais tarde, por dois delegados (um de cada equipe), a quem as contestações poderiam ser feitas. Mas, a quantidade de impasses aumentou, deixando clara a necessidade de um árbitro imparcial. Assim, a partir de 1891, o poder de apitar penalidades e faltas passou a ser de um único homem, qual seja, “o homem de preto”, aquele contestado por quase todos, mas indispensável na realização de uma partida de futebol. A propósito, apresento-lhes a regra 09: A bola em Jogo e Fora de Jogo.

Bola fora de jogo:

A bola estará fora de jogo quando: • tiver ultrapassado totalmente a linha lateral ou de meta, seja por terra ou pelo ar; • o jogo tiver sido paralisado pelo árbitro.

Bola em jogo

A bola estará em jogo em qualquer outro momento, inclusive quando: • rebater nos postes de meta, travessão ou poste de bandeirinha de canto e permanecer no campo de jogo; • rebater no árbitro ou em um árbitro assistente localizado dentro do campo de jogo. Interpretação das Regras do Jogo e Diretrizes para Árbitros (Regra 9) A bola que está em jogo toca em uma pessoa que não é um jogador: • Se a bola estiver em jogo e tocar no árbitro ou em um árbitro assistente que está temporariamente dentro do campo de jogo, o jogo continuará, uma vez que o árbitro e os árbitros assistentes fazem parte da partida. (Fonte: Regras de Futebol Fifa– 2011/2012)

*Wanderley Paiva – Desembargador do TJMG e Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo

AUDITÓRIO É DE TODOS Sindloc

ue os mineiros entendem tudo de aviação, ninguém duvida. Basta ver no que resultaram as experiências de Santos Dumont que modificaram o mundo. Nas asas do pai da aviação, um grupo de jovens estudantes mineiros faz jus à tradição aeronáutica do Estado e representarão Minas Gerais em uma das mais importantes competições de aerodesign do mundo, a ser realizada em Atlanta, nos Estados Unidos, entre os dias 27 e 29 de abril.

Arquivo Pessoal

Estudantes mineiros na rota de Santos Dumont

EDIÇÃO DO BRASIL

Profissionais da Automax Fiat, durante treinamento

Por Leandro Lopes “O auditório é de todos”. Esta é a resposta que sua empresa irá ouvir caso ela deseje utilizar o espaço do Sindloc-MG para realizar algum evento. “Isso mesmo. Não faz sentido o sindicato ter uma estrutura como essa, se os associados, parceiros e amigos não puderem usufruir”, resume a gerente executiva do Sindloc-MG, Rejane Ribeiro. O espaço, com capacidade para 30 pessoas, está a disposição de todo mundo que queria sair da sua rotina de trabalho para treinar e capacitar melhor seus funcionários. A única exigência do Sindloc-MG é antecedência. “Como temos eventos o ano inteiro, é bom que a solicitação seja feita antecipadamente para coincidir com a agenda das atividades internas”, explica Rejane. Algumas empresas já se beneficiaram do local, como a parceira, Automax Fiat. A empresa realizou, no início de março, o treinamento “Liderança & Coaching”, que teve como objetivo fazer com que seus gestores adquirissem habilidade em técnicas de coaching aplicadas à liderança.

“É relevante, para alguns treinamentos, termos a equipe num ambiente diferente do local de trabalho para maior envolvimento e concentração. Ao mesmo tempo, precisávamos de um ambiente confortável e aconchegante para transmitir nossa ideia. Realizamos no auditório do Sindloc-MG porque o local possui esses diferenciais”, explica a gerente administrativa da Automax, Jurandinéia Andreliane. Dias depois do treinamento, não faltaram elogios ao espaço. “É agradável, bem estruturado, confortável, organizado e possui uma equipe muito bem preparada para atender. Temos certeza que será um espaço que irá aproximar e fortalecer as parcerias”, diz. Para se beneficiar também, basta entrar em contato com o Sindloc-MG. O telefone é 3337-7660 e o email sindlocmg@sindlocmg.com.br.

*Jornalista do Sindloc-MG, repórter do Programa Diverso, da Rede Minas de Televisão e editor do: www.blogdaslocadoras.com.br.


jornal Edição do Brasil