__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 22

22

INDUSTRIAL

Novembro 2020

A NOVA FASE DA CLEALCO Companhia aumenta moagem, avança na geração de caixa e investe em canaviais e tecnologias

Prestes a completar 40 anos, a Clealco tem colhido os bons frutos de uma nova fase de desenvolvimento. Com o plano de recuperação judicial aprovado e realizando investimentos na renovação e expansão de canaviais e em novas tecnologias no campo, a empresa ampliou sua moagem em 1,6 milhão de toneladas na safra 20/21 e já prevê 1,5 milhão toneladas adicionais até 2023. “Um importante marco para que esses avanços fossem obtidos foi o lan− çamento do Projeto Confiar, em ju− lho de 2018, com a implementação de ações estratégicas que elevaram o pa− tamar dos resultados operacionais e fi− nanceiros da companhia nas últimas safras”, explica o CEO da companhia, Alberto Pedrosa. De acordo com o executivo, a ge− ração de caixa operacional do grupo, por exemplo, apresentou incremento significativo considerando o volume de moagem das três últimas safras. Na temporada 19/20, o saldo de caixa ao término do exercício foi 67% acima do anterior, e o fluxo de caixa líquido gerado nas atividades operacionais foi da ordem de R$ 218,3 milhões, com moagem de 4,1 milhões de toneladas. Como comparação, no ciclo 17/18, quando a moagem foi de 7,7 milhões, o fluxo de caixa gerado nas atividades operacionais foi de R$ 182

Alberto Pedrosa, CEO da Clealco

milhões, enquanto que em 18/19, com moagem de 5,8 milhões de to− neladas, o fluxo de caixa gerado nas atividades operacionais foi de R$ 224 milhões. Pedrosa informa que o incremen− to no fluxo de caixa líquido gerado nas atividades operacionais em 19/20, mesmo em um cenário de moagem inferior aos ciclos anteriores, é resul− tado direto do cumprimento e supe− ração das metas de produção, de uma assertiva revisão de custos e despesas, da reestruturação organizacional rea− lizada, além de bons resultados obti− dos em estratégias comerciais. Outro destaque foi a retomada nos investimentos para a renovação de ca− naviais realizados entre 2019 e 2020,

com mais de 24 mil ha de cana plan− tados. Somada a ações de fomento junto a fornecedores, a expansão ele− vou a moagem da companhia em mais de 1,6 milhão de toneladas na safra atual, possibilitando o reinício das ati− vidades na usina de Clementina. Se− gundo a empresa, o retorno da unida− de agregou 600 novos postos de tra− balho na região de atuação da empre− sa, no noroeste paulista. Outro fato importante que deu novas perspectivas à companhia foi a aprovação, no início de junho de 2020, de um aditamento ao seu plano de re− cuperação judicial que alongou em cinco anos o prazo para pagamento de cerca de 80% da dívida do grupo. “O expressivo índice de aceitação pelos credores, 90%, reafirmou a confiança do mercado na nova fase da compa− nhia”, assegurou o CEO do grupo. Com a maior disponibilidade de cana e o incremento em seus resulta− dos, a Clealco traçou uma nova meta de ampliação no seu volume de moa− gem, desta vez para alcançar 7 milhões de toneladas em três safras. Para chegar a este objetivo, a em− presa tem apostado ainda mais em ações de relacionamento com forne− cedores de cana, e tem investido sig− nificativamente em tecnologia no campo, buscando trazer ganhos prin−

cipalmente em produtividade e efi− ciência nas operações agrícolas. “A Clealco se aproxima do ani− versário de 40 anos olhando para o futuro com confiança. Depois de en− frentarmos muitos desafios, temos apresentado resultados que nos enco− rajam a seguir na busca pelo cumpri− mento dos objetivos do nosso novo plano estratégico, que prevê um cres− cimento contínuo e sustentável, ge− rando valor para os nossos funcioná− rios, fornecedores de cana, acionistas e toda uma região”, declara Pedrosa. O executivo comenta ainda que, com metas ambiciosas para os próxi− mos anos, a Clealco tem investido cada vez mais na implementação de novas tecnologias, na valorização das pessoas, no reforço do compromisso regional com o desenvolvimento e, principalmente, em segurança do trabalho nas operações, visando con− duzir a empresa a um patamar ex− pressivo de geração de caixa, fatura− mento e moagem já nas próximas sa− fras. “Com a competência e com− promisso das nossas equipes, a parce− ria dos fornecedores de cana e a confiança do mercado, tenho plena convicção de que estes 40 anos que completamos agora serão o marco inicial de uma trajetória ainda mais próspera”, complementa o CEO.

Profile for ProCana Brasil

JornalCana 321 (novembro 2020)  

JornalCana 321 (novembro 2020)  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded