Page 1


2

Eduardo Campos visita a Amunam A coordenadora Executiva da Amunam, Eliane Rodrigues recebeu no dia 03 de março, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos e sua comitiva com o objetivo de acompanhar de perto o trabalho desenvolvido pela Instituição.

E DI TO RIA L

Os candidatos da Frente Popular de Pernambuco, em visita à Nazaré da Mata, no final de abril, participaram na Amunam de um encontro com lideranças da cidade. Na ocasião, foi elaborado um documento com 36 sugestões para contribuir com o Plano de Governo de Pernambuco do pré-candidato. Entre os temas apresentados políticas de gênero, cultura, educação, segurança, emprego e renda, entre outros. O documento foi elaborado a partir de algumas necessidades identificadas pelas lideranças de Nazaré da Mata; Eliane Rodrigues, coordenadora da Amunam, dos ex-prefeitos, Jaime Correia, Nino, e dos vereadores, Professor Bira, José Pereira, Maristela Maribel, Biu Rufino, Nino Filho, Pedrinho da Mauricéa e Rostand Negromonte, dentre outros. O documento pode ser conhecido no blog da Amunam (alternativafmamunam.blogspot.com.br) O pré-candidato ao Governador de Pernambuco pelo PSB, Paulo Câmara

Eliane Rodrigues Coordenadora Executiva da AMUNAM

Na oportunidade Eliane Rodrigues, recepcionou os visitantes e ressaltou a luta em defesa dos direitos de todas as mulheres no Estado. “Parabenizo a criação da Secretaria da Mulher do Estado, que fortalece o debate sobre questões da

igualdade de gênero e o enfrentamento da violência contra a mulher”, assim como, os projetos de cunho social do Estado e a parceria da Amunam com o governo.

Pré-candidatos recebem documento com sugestões para melhorias nas políticas públicas

agradeceu a iniciativa que as lideranças tiveram em sistematizar as propostas para o Plano de Governo. A coordenadora da Amunam, Eliane Rodrigues, aproveitou a

ocasião para presentear o pré-candidato com uma gola de Maracatu produzida pelas mulheres da Associação. Paulo Câmara disse que no carnaval de 2015 usará a gola.

O ano de 2014 é ano de Copa Mundial e de Eleição! Dois grandes eventos que mexe na agenda de todos! A Amunam está antenada nos acontecimentos, tanto de um como de outro. Como sempre, pelo perfil da organização, o debate acerca das propostas dos pré-candidatos será tema de debate e de entrevistas. Afinal, temos o poder de decidir sobre o nosso voto e, para o fazermos com consciência, precisamos ouvir, avaliar, analisar as propostas dos candidatos. Que em 2014 possamos comemorar vitórias! Da seleção brasileira, de candidatos a cargos políticos, comprometidos e compromissados com as causas populares e envolvidos com as políticas públicas para as mulheres. Que em 2014 possamos comemorar também as nossas próprias vitórias! Pois de batalhas a vida é feita!


3 áudio visual realizado pelo cineasta pernambucano, Cleonildo Cruz. “O Coração Nazareno é um importante projeto da Amunam. Foi inspirado no projeto “Cultura é coisa nossa”, fundado em 08 de Março de 2004, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, com o intuito de resgatar a cultura do folguedo local, que dá a Nazaré da Mata o título de Capital Estadual do Maracatu”, declara Eliane Rodrigues. O Coração Nazareno conta com a participação de 72 mulheres, na faixa etária dos 08 a 85 anos de idade!

Maracatu Feminino Coração Nazareno comemora 10 anos com várias apresentações Tradicionalmente, o maracatu de baque solto é uma brincadeira para homens. Mas, as mulheres da Amunam queriam quebrar a tradição. Não ser somente as baianas, a rainha, a princesa e a dama. Queriam mais: cantar, tocar, fazer as evoluções e vestir as roupas exuberantes do caboclo de lança. Com isto, levantavam a bandeira para diminuir o preconceito cultural e social, tanto sobre o maracatu quanto sobre o espaço da mulher nesta brincadeira. Foi assim, com esses desejos no coração, que nasceu há uma década o Coração Nazareno, que virou livro “A mulher no maracatu rural”, da historiadora Tamar Thalez, tornando em documentário em

Em 2007, o Maracatu Coração Nazareno se tornou Ponto de Cultura através de um convênio firmado entre o governo de Pernambuco e o Ministério da Cultura. Recentemente, ganhou reconhecimento pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC/MinC), através do Prêmio Cultura Populares/ Prêmio Mazzaroppi. E para celebrar uma década, no dia 08 de março de 2014, nas comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher, o Coração Nazareno fez suas evoluções. Nas apresentações do último carnaval, o Coração Nazareno se apresentou com grupos de outros municípios: Recife, Olinda, Goiana, Tracunhaém, Condado, Lagoa de Itaenga, Itaquitinga, Feira Nova e Buenos Aires.

Mulheres de Ditadura Militar Grande parte da história da mulher na história da humanidade, não está nos registros oficiais. A memória de lutas importantes, nem sempre pode ser conhecida através da história oficial. A luta contra a ditadura militar no Brasil possui poucos registros e são escassos os estudos que resgatam o papel da mulher nesses anos. Mas, as mulheres participavam de todo tipo de ações, inclusive as ações armadas. Segundo a Comissão Nacional da Verdade, as mulheres representam 11% do total de mortos e desaparecidos políticos no período da ditadura militar no nosso País.

Os poucos registros históricos informam que 15,4% dos participantes da Aliança Libertadora Nacioanl (ALN), eram mulheres e que elas também somavam 24,1% da formação da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR). Atualmente, um grupo de mulheres exige reparação pela perseguição, tortura e prisões sofridas na luta contra a ditadura. Mostramos, assim, que a mulher faz história. Foram para as ruas nas diversas manifestações e passeatas, na luta contra a inflação, em movimentos de protesto que contra a repressão a seus familiares. Estiveram presentes com ousadia,

exigindo liberdade e o fim da censura e também, foram as mulheres as principais organizadoras e lutadoras nos Comitês Brasileiros pela Anistia. Não é jogar confetes, chamar de heroínas essas mulheres que lutaram contra a ditadura. Mas é assim que devem ser tratadas essas mulheres que, nos anos 60 e 80 enfrentaram obstáculos para encarar uma militância política, participar de uma manifestação ou uma greve. E assim se faz a história!

(France Palhano - Jornalista)


4

Capacitação para mulheres pescadoras e mandiocultoras Foi pensando nas mulheres que trabalham no cultivo da mandioca e da pesca artesanal, atividades tão importantes para a economia e a cultura de Pernambuco, que a Secretaria Estadual da Mulher idealizou o Projeto de Formação da Rede de Agentes de Políticas Públicas para as Mulheres Rurais da Mandiocultura e da Pesca Artesanal, objetivando promover uma melhor qualidade de vida e maior geração de renda às mulheres. Nesse projeto, a Amunam está responsável por capacitar, promover meios à politização e contribuir no desenvolvimento pessoal e profissional de 200 mulheres da Mandiocultura e da Pesca Artesanal, bem como atender a 150 crianças (filhas e filhos) das mulheres, das áreas Metropolitana, Mata Sul, Mata Norte e Agreste Setentrional do Estado. “Embora a importância dessas mulheres para a manutenção da economia e da cultura associadas à mandioca e à pesca artesanal, elas não são reconhecidas e nem valorizadas nas suas atividades”, declarou a educadora social da Amunam, Mauricélia Lino. De acordo com a coordenadora executiva da Amunam, Eliane Rodrigues, as mulheres estão sujeitas a condições de trabalho degradantes. Trabalham sob

sol intenso por várias horas, em locais de acúmulo de resíduos, lixos, beiras de rios e mangues. Esses espaços, culturalmente destinados à atividade pesqueira da população feminina, são o retrato da desigualdade de gênero, assim como a invisibilidade de sua produção na cadeia da pesca artesanal. ”As pescadoras, por exemplo, estão expostas a determinadas doenças, em decorrência da falta de roupas e equipamentos apropriados para trabalhar imersas na água”, enfatizou. Para minimizar os problemas identificados, a Secretaria Estadual da Mulher, elaborou o projeto que está sendo executado pela Amunam. As oficinas de formação foram iniciadas em outubro de 2013 e prosseguem até agosto deste ano. “Antes não entendia o quanto era importante os cuidados com os alimentos e hoje eu aprendi e tenho mais clareza”, declarou Maria Clarice da Conceição, 52 anos, moradora de Vila Velha, no município de Itamaracá. Nessas oficinas, são trabalhados temas como: Políticas Públicas com recorte em gênero; Tecnologias Sustentáveis Aplicadas ao Manuseio da Mandioca; Introdução à Gastronomia;Técnicas em Conservação e Higiene do Pescado; Beneficiamento do Pescado Integrado.

“O curso tem me ajudado a aprender as técnicas corretas que eu devo ter com o pescado”. (Maria da Glória Galdino, 31 anos Goiana - Barra de Catuama)

“Esse projeto veio para ajudar a nós mulheres daqui do Assentamento de Açude Grande. Nunca tivemos um curso assim. É a realidade da gente dona de casa, mulher que trabalha na roça, ora limpando, ora plantando, ora raspando para arrumar a feirinha. Agradeço muito a Deus por esse ensino. A gente aprendeu sobre políticas, que é uma coisa que a gente não gosta muito, mas a gente viu diferente, sobre a saúde da mulher, e a violência, a sociedade, e até a brincar. E agora sei o que política pública! Eu só tenho a agradecer; se Deus quiser vai vir outros pra gente aprender muito mais”. (Cosma Edite da Silva, 45 anos Vitória de Santo Antão)


5

Oficina de teatro envolve mulheres na Amunam Foi realizada no auditório da Amunam, a Oficina de Teatro para adolescentes, jovens e mulheres de Nazaré da Mata. O projeto, realizado pela Nexto Produção, através do Funcultura e em parceria com a Fundarpe, tem como objetivo possibilitar a desmecanização física e intelectual das participantes, estabelecendo condições práticas para que possam se expressar esteticamente, expandir suas potencialidades criadoras e a estimular a consciência de que todas as pessoas podem fazer arte, a sua arte!

“O curso “A estética do oprimido”, foi uma experiência nova, podemos dizer oportunidade única. Pois hoje em dia, pessoas ganham dinheiro se apresentando em teatro, nas praças, ruas, escolas e outros. Não são todas as pessoas que conseguem fazer o curso de teatro porque é muito caro. Foi uma sensação ótima porque sabemos que será muito bom para o nosso futuro. Fiz novas amizades, as aulas bastante divertidas e diferentes, professores pacientes e foi um momento inesquecível”, declarou Yara Vinssey, 13,

do Projeto Dando a Volta Por Cima, projeto realizado pela Amunam. Para a educadora Social Marliete José, a oficina oportunizou novas experiências. Ela acredita que os participantes se envolveram, quando se deram conta de que também são protagonistas de sua própria realidade. “Foi fascinante. Através da expressão é possível transformar vidas. Certamente irei levar para o meu cotidiano a prática desenvolvida nas oficinas”, enfatizou.


6

Onze anos levando informação com boa qualidade O dia 29 de março foi de festa para as/os que fazem a Amunam: o encerramento do evento comemorativo ao Mês da Mulher, também foi realizado na festa de comemoração dos 11 anos de sucesso da Rádio Alternativa FM 98.5! Um patrimônio da Amunam a serviço da comunidade, a rádio transmite, durante toda a semana, programas sociais, musicais, de entretenimento e informativos produzidos e apresentados pela equipe formada por jovens e profissionais comunicadores sociais. “Nosso propósito vem sendo mantido ao longo desses anos; promover a comunicação social em rede, acompanhando as exigências contemporâneas de articulação, fazendo uma correlação do local com o global, envolvendo, mobilizando e disseminando entre a comunidade e os vários grupos sociais” , declarou Eliane Rodrigues. A Amunam, através desse trabalho, também tem formado nova/os comunicadores/as.

Para a coordenadora executiva da Amunam, a Alternativa FM 98,5 é um espaço para expressão dos diferentes grupos sociais, contribuindo para a construção do capital humano e do capital social das mulheres e homens jovens envolvidos nos trabalhos da rádio. A programação é transmitida pelo blog wwww.alternativafmamunam.blogspot.com em tempo real, para mais de 40 países. E é por essas e outras que a comemoração do 11º aniversário da rádio contou com um público animado, que foi prestigiar a programação que apresentamos na imagem abaixo.

“A Alternativa FM tem firmado sua audiência pela maneira dinâmica de levar aos ouvintes a informação o entretenimento e a cultura. Os programas possibilitam que o público conheça os fatos do município, região, estado e até da união. Levar diariamente aos ouvintes a aprendizagem de maneira informal é gerar conhecimento, autonomia e empoderamento dos direitos e deveres: essa é bandeira de luta de nossa emissora”. (Bruno Ricardo, Comunicador Social da emissora) “A Rádio Alternativa FM, é um meio de comunicação de grande importância para a sociedade. Em seus 11 anos continua com dinamismo, através de uma programação agradável, que leva informações, que propiciam o diálogo e a troca de saberes, estimulando cada vez mais as iniciativas artísticas e culturais em Nazaré da Mata e região”. (Fernanda Cristina, Comunicadora Social da emissora) “O respeito e a credibilidade da Alternativa vão além do que imaginávamos. É comum as pessoas de outros municípios ligarem para nós, não só para pedir músicas, mas para sugerir pautas, registrar reclamações, fazer denúncias. A emissora conquistou o coração, carinho, respeito e admiração dos mais de 15 mil ouvintes que prestigiam a rádio com o seu destaque na linhagem de comunicação. Respeitando os valores, a mulher, a família, valorizando e oportunizando os artistas locais e regionais, a Alternativa tem se consolidado como um exemplo de veículo de comunicação para outros meios. E isto é credibilidade!” (Salatiel Cícero, Comunicador Social da emissora)


7

História da Amunam nas páginas de revista de circulação nacional “O grande coração nazareno, de Pernambuco para o Brasil” – com este título, a Revista Justiça e Cidadania, que tem circulação nacional, na sua 163ª edição, publicada em março deste ano, dedicou cinco páginas para apresentar ao público leitor o trabalho da Amunam. Entrevistada pelo repórter Carlos Luppi para a sessão Don Quixote, a coordenadora executiva da Associação, Eliane Rodrigues falou sobre fatos ocorridos, desde a criação da Amunam, até os dias de hoje. Passando, inclusive, pelas dificuldades que a Ong tem enfrentado nesses 26 anos de existência. “Para nós, foi um presente ver a história da Amunam estampada nas páginas da Revista Justiça e Cidadania, no mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher”, fazendo uma reflexão sobre o tratamento dispensado pelos partidos políticos às mulheres. Declarou Eliane Rodrigues. A publicação é editada pela Editora JC, no Rio de Janeiro, criada há mais de dez anos. Os interessados podem ler a entrevista, acessando o site www.editorajc.com.br.

Chega de baixaria! O município de Nazaré da Mata dá bom exemplo, com a lei 282/2013, ou a lei Anti Baixaria! A proposta de lei, idealizada pela Amunam foi sancionada pelo prefeito de Nazaré da Mata, Nado Coutinho, dias antes do carnaval deste ano, aos 12 de novembro de 2013 e, a partir de então, está proibida, no município, a contratação com recursos públicos municipais, de artistas que nas suas apresentações desvalorizem, incentivem a violência ou exponha mulheres a situações constrangedoras. O projeto de lei teve como mentora a coordenadora executiva da Amunam, Eliane Rodrigues. Na Câmara Municipal de Nazaré da Mata, foi endossado pelo

vereador Professor Bira, pela vereadora Aninha Araújo e aprovada de forma unânime por todos/as vereadores/as; além de proibir a contratação de artistas que no seu repertório desvalorizem a imagem das mulheres, ou que façam apologia às drogas e à prostituição, a lei também veta danças e coreografias que exponham as mulheres a situação de constrangimento. De acordo com a lei, as bandas que venham ser contratadas e descumprirem a regra podem ser multadas em 30% do valor arrecadado para a apresentação. Se houver reincidência do contrato, esses artistas ficam impedidos de assinar outro contrato com a prefeitura da cidade pelo

período de dois anos. Enfim: abaixo a baixaria! A Lei 282/2013 levou a coordenadora Executiva da Amunam idealizadora deste projeto, juntamente com o vereador professor Bira e a vereadora Aninha Araújo, autores do projeto apresentado à Câmara Municipal de vereadores/as, a participar do II Encontro Regional de Gestoras Municipais de Políticas para as Mulheres da Mata Norte promovido pela Secretaria da Mulher de Pernambuco O evento, realizado em Nazaré da Mata, teve como objetivo apresentar para discussão a Lei Anti Baixaria, que representa um avanço na luta contra o machismo e a violência.


8

Mulheres capacitadas para produzirem cultura Elas são mulheres e decidiram se capacitarem para serem produtoras culturais! Ao todo, são 50 e moram da Zona da Mata Norte. Para construir o novo sonho, iniciaram, dia 04 de abril, o curso de Produção Cultural, realizado pela Amunam, em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Governo Federal. As aulas fazem parte do projeto Método Canavial, que é um Programa criado em 2006 pelo produtor cultural e consultor de políticas culturais, Afonso Oliveira.

De acordo com Eliane Rodrigues, coordenadora do projeto, o objetivo é formar mulheres, a partir da 18 anos idade, como produtoras culturais na Zona da Mata Norte de Pernambuco. As aulas acontecem a cada quinze dias, todas quintas, das 9h às 17h e sextas-feiras, das 9h às 15h. O projeto também disponibiliza material didático, transporte, alimentação e hospedagem. O curso, que tem duração de 12 meses, está sendo ministrado por Afonso Oli-

veira, criador do Método Canavial. Afonso Oliveira já coordenou e produziu mais de uma centena de projetos culturais e tem em seu currículo três prêmios concedidos pelo Ministério da Cultura. Já formou pelo Método Canavial 76 produtores culturais na Zona da Mata. Teve seus projetos patrocinados pela Petrobras, Governo de Pernambuco/ Fundarpe, Caixa Econômica Federal, Correios e Ministério da Cultura. É diretor da Afonso Oliveira Produções Culturais e coordenador do Festival Canavial.

Jornal Mulher Cidadã - AMUNAM - 2014.1  

Acesse: www.amunam.org.br

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you