Page 1

Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019 | Ano 17 - Nº 2463 |

Fechamento da edição: 19h

Avulso: R$ 5,00

NOVO PACTO FEDERATIVO

Proposta visa economia. Cidades temem retrocesso 61% dos municípios do Vale seriam atingidos pela proposta

Líderes comunitários afirmam que emancipações geraram qualidade de vida As medidas do governo federal chamadas de Plano Mais Brasil apontam para três minirreformas. Entre as quais, destaca-se o novo Pacto Fe-

derativo. Na proposta original, a possibilidade de extinção de municípios Páginas 6 e 7 pequenos provoca reações pelo Vale do Taquari.

FELIPE NEITZKE

“NÃO FAZ MAIS SENTIDO MORAR AQUI”

TENHO DITO

“Estou com 63 anos e não tenho data para parar de trabalhar”

Nicanor Constantin Fundador da Obra Material de Construção

EMPREGOS

Feirão oferece 350 vagas CHACINA EM SÉRIO

Poupado pelo atirador de Sério, Eldemar Krohn relata a dificuldade de superar o trauma do atentado que marcou a história de Arroio Abelha. Ele revela que o assassino pediu um abraço em meio à chacina Página 5

OPINIÃO ADAIR WEISS

STF privilegia poderosos Mudança de opinião da Suprema Corte é a prova cabal.

OPINIÃO RODRIGO MARTINI

História e natureza São necessárias políticas públicas para amenizar os danos das cheias.

Vitrine de Oportunidades aproxima empregadores e candidatos ao mercado de trabalho, neste sábado, no Shopping Lajeado. Página 10


Página 2

2

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

ABRE ASPAS

EDITORIAL

“Tenho no tradicionalismo a ideologia e a crença de amizade e respeito no convívio social” O contador e tradicionalista José Cláudio Buzatta foi agraciado pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) com a Comenda João de Barro. A honraria foi conferida por sua atuação no CTG Tropilha Farrapa e na 24ª Região Tradicionalista DEOLÍ GRÄFF deoli@jornalahora.inf.br

• Como foi receber a Comenda? Confesso que gerou muita expectativa e ansiedade, ter meu nome entre os homenageados. Ser reconhecido, em vida, pelo trabalho e dedicação de cunho social em prol de entidades que tem por objetivo replicar a sociedade a tradição, a cultura de um legado deixado pelos nossos antepassados, é gratificante. E o melhor pagamento é saber que o MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho) presta essa homenagem e reconhece o trabalho abnegado de tradicionalistas que colaboram para que a cultura gaúcha permaneça forte no Rio Grande do Sul. • A homenagem foi por sua dedicação ao CTG Tropilha Farrapa e a 24ª RT. Que atividades exerce ou exerceu nestas duas entidades? Posso afirmar que é uma dedicação ao movimento tradicionalista. Meu ingresso ocorreu quando fundamos o CTG Tropilha Farrapa em

outubro de 1979. Fui Patrão por duas vezes de 1984 a 1986 e 2013. Desde então colaboro com todas as patronagens. Sempre pautei meu trabalho na gestão de equipe de voluntários, deixando um legado de organização e um sistema de gestão descentralizada na entidade. • Além da participação nas duas entidades tradicionalistas, como vive as tradições gaúchas no dia a dia? Procuro compartilhar o trabalho profissional com a atividade de lazer, entre elas está a participação no movimento. Sou adepto das cavalgadas, tenho minha própria estrutura para frequentar os rodeios, meus cavalos para a prática do dia a dia, enfim, compartilho o tempo dispo-

nível. E tenho no tradicionalismo a ideologia e a crença de amizade e respeito no convívio social. • Como avalia o atual momento do tradicionalismo gaúcho? Devemos separar as tradições com as competições tradicionalistas. Como há uma evolução natural do ser humano e vivemos em um mundo capitalista, as tradições passaram a ter um papel competitivo, seja ela nos rodeios ou em salões através de disputas artísticas. Deixaram no tempo a espontaneidade da trova, da dança, da declamação, do tiro de laço, para a prática da competição, sempre envolvendo premiação em dinheiro.

INDICADORES ECONÔMICOS MOEDA

Diretor Executivo: Adair Weiss Diretor de Mercado e Estratégia: Fernando Weiss Diretor de Marketing e Inovação: Sandro Lucas Fundado em 1º de julho de 2002 Vale do Taquari - Lajeado - RS Av. Benjamin Constant, 1034, Centro, Lajeado/RS CEP 95900-104 www.jornalahora.com.br Fone: 51 3710-4200

assinaturas@jornalahora.inf.br comercial@jornalahora.inf.br redacao@jornalahora.inf.br

entrega@jornalahora.inf.br financeiro@ jornalahora.inf.br

Os artigos e colunas publicados não traduzem necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Impressão Zero Hora Gráfica

Filiado à

VENDA

TAXAS E CERTIFICADOS

Dólar Comercial

4,144

4,120

TJLP ANO

Dólar Turismo

4,120

4,370

SELIC META

Euro

4,583

Libra

5,161

5,163

Peso Argentino

4,584

0,073

0,073

Fonte: Infomoney (dia anterior até às 20h).

MÊS

% MÊS

% ACUMULADO ANO

ICV (Dieese)

06/2019

-0,21

1,63

IGP - DI (FGV)

07/2019

0,63

4,39

IGP - M (FGV)

07/2019

0,10

2,51

INPC (IBGE)

06/2019

0,01

2,45

INCC

07/2019

0,93

IPC-A (IBGE)

07/2019

0,01

ÍNDICE

Contatos eletrônicos:

COMPRA

SALÁRIO MÍNIMO ANO: 2019 - R$ 998,00

MÊS

% MÊS

% ACUMULADO ANO 6.98 6.4

TR

10/2018

0,00

0,00

CDI MENSAL

09/2018

0,47

4,81

OURO E PETRÓLEO

FECHAMENTO

DATA

OURO (Onça Troy)

US$1505,10

17/9/2019

00:00

US$ 66,55

28/6/2019

21:00

PETRÓLEO

BOLSAS MUNDIAIS

PONTOS

% +0.60

IBOVESPA

80352.94

DOW JONES (EUA)

25316.67

-0.53

2,75

S&P 500 (EUA)

2818.82

-0.66

2,22

NASDAQ (EUA)

7630.489

-1.38

DAX 30 (ALE)

12798.2S

-0.48

NIKKEI (JAP)

22712.75

-0.74

HORÁRIO

DATA

cotação do dia 30/07 até 17h46min

Debate necessário

A

revisão do Pacto Federativo é um dos temas mais estratégicos para o país na atual conjuntura. Reorganizar a forma como União, estados e municípios compartilham a arrecadação nacional, bem como a competência de cada um dos entes federados na prestação de serviços, é mais do que urgente para abrir uma nova perspectiva na gestão pública brasileira. De forma contraditória, a importância da repactuação é consenso entre as mais antagônicas vertentes políticas, mas a fórmula ideal para ser promovida segue como um impasse. Faz décadas, o assunto é evocado em efusivos discursos, mas na prática nada avançou nos últimos anos. Nesta semana, o governo federal surpreendeu a nação ao apresentar o pacote econômico Plano Mais Brasil, que inclui entre as medidas uma ousada proposta que prevê a extinção de municípios pequenos e sem autonomia financeira.

O Executivo precisará de muita habilidade política e flexibilidade para que a proposta seja aprimorada em sua tramitação no Congresso Nacional” O texto prevê que um município com até 5 mil habitantes e que tenha arrecadação própria inferior a 10% da receita total seja incorporado ao município vizinho. Na região, por exemplo, 22 cidades deixariam de existir. A matéria também defende mais restrições para a criação de novas cidades. O anúncio causou alvoroço em comunidades do interior e em líderes emancipacionistas que lutaram, num passado recente, por uma maior descentralização do poder e pela garantia de serviços públicos mais perto da população. É necessário ponderar, no entanto, que muitas dessas cidades recém-formadas estão em claro processo de envelhecimento e esvaziamento, sem capacidade orçamentária para manter estruturas administrativas de forma independente e sustentável. Por outro lado, diversos municípios pequenos são exemplo de gestão inovadora e servem de referência estado afora. Ainda sem um estudo aprofundado sobre os efeitos da aprovação da medida, o Executivo precisará de muita habilidade política e flexibilidade para que a proposta seja aprimorada em sua tramitação no Congresso Nacional.


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

3

Fim do acordão

Tabuleiro em Teutônia

Estrela experimentará uma eleição acirrada no ano que vem. Valmor Griebler, agora no PL, será conduzido à candidatura de oposição. Leva consigo parcela expressiva do eleitorado situacionista, onde estará Elmar Schneider (PTB), possivelmente apoiado pelo MDB do atual prefeito, Rafael Mallmann. O PSL está quieto, por enquanto. É outra alternativa de oposição ao atual governo que vê seu espólio político derreter aos poucos, após oito anos de um poderoso acordão e que impediu qualquer reação das oposições, tanto no Executivo quanto no Legislativo. Os ânimos prometem!

O professor Celso Forneck (PDT) surpreendeu nas últimas eleições ao chegar próximo da votação do atual prefeito, Jonatan Brönstrup (PSDB). Por pouco não alcançou o dobro de votos do terceiro colocado, o candidato do MDB, Evandro Biondo, um tanto abandonado pelo PP na reta final. Em 2020, o cenário dos três partidos na majoritária pode se repetir, mas desta vez com o ex-prefeito Renato Altmann, agora no MDB. O duelo de críticas deverá se concentrar entre Brönstrup e Altmann, pois ambos lançarão pedras sobre o telhado do outro. Forneck é a novidade, mas tem retaguarda menor.

adairweiss@jornalahora.inf.br

ADAIR WEISS

STF privilegia ricos e poderosos Enquanto o preso era o “ladrão-de-galinha”, a condenação em segunda instância servia

A

gora que os ladrões de colarinho branco foram enjaulados, o Supremo Tribunal Federal muda de opinião. Chega a conclusão que devem ser esgotadas todas as instâncias recursais para prender quem está sob investigação. De repente, até os juízes e promotores da Lava-jato se tornaram “mais criminosos” do que os políticos e empresários que usurparam “míseros bilhões” de reais do povo brasileiro. Como não basta a prova das fortunas recuperadas, tenta-se criar a narrativa de exageros nas investigações. E tem um monte de “idealistas” dando razão. Ora, é muita cara de pau da maior corte brasileira. A população assiste impotente ao patético e lamentável resultado protagonizado por um grupo de magistrados que muda de opinião conforme o vento. Ou melhor, conforme interesses dos ricos e poderosos. Fosse apenas o pobre atrás das grades, certamente, a decisão seria outra. Aliás, a mudança de opinião do STF é a prova cabal. Fica difícil para o cidadão leigo compreender tamanha confusão da suprema corte. A sensação de impunidade retoma sua força e junto vem uma cortina de fumaça perigosa que avança para desacreditar a Lava-jato. São quase cinco mil condenados que agora podem se livrar das grades. Basta um pouco do dinheiro desviado para pagar um

Viva a república imperial dos corruptos, com a masturbação intelectual e soberana do STF!”

eficiente advogado, e pronto. Enquanto isso, o sistema robusto e corrosivo insiste em desfazer o trabalho do ex-juiz Sérgio Moro, dos demais magistrados e promotores, tudo para criar a ideia de que houve “desvio de conduta” nas investigações.

Fato é que os sem-vergonhas de colarinho branco sempre puderam contar com um sistema judicial lento e burocrático, permitindo driblá-lo nas entranhas ao belo prazer. A Lava-jato quebrou este vício, ainda que com alguns deslizes imorais, que no meu ponto de vista jamais deveriam receber tanta importância mediante o danoso sistema quebrado. Os contrários que me perdoem o desabafo, mas neste país tupiniquim, quando alguém faz o que deve ser feito, o sistema entranhado se encarrega de desconstruí-lo por meio dos subterfúgios da interpretação jurídica, invocando pretextos rebuscados, que no final das contas não passam de manobras em favor da impunidade. Comprovadamente, a Lava-jato recuperou fortunas, graças ao esforço e risco empenhados pelos seus corajosos juízes e promotores. Muitos dos ladrões estão na cadeia, mas logo seguirão em liberdade. No apagar das luzes, quem vai ter de se explicar serão os juízes e promotores que tentaram quebrar o maior sistema de corrupção na história deste país. Quero crer que este esforço herculano não tenha sido em vão. Do contrário, serei obrigado a estender uma bandeira bem autêntica: “Viva a república imperial dos corruptos, com a masturbação intelectual e soberana do STF!”

A novela dos buracos no bairro Conventos Está passado da hora para resolver o problema crônico dos moradores do bairro Conventos, em Lajeado. Entra governo e sai governo, a novela é a mesma: buracos na principal rodovia após cada enxurrada. A estrada pertence ao DAER, mas o município de

A cena dos buracos se repete faz anos

Lajeado cobra IPTU dos moradores. É assim faz anos. A ideia de municipalizar a rua Pedro Breitembach não é de hoje. Esbarra na vontade política e no acerto entre Estado e município. Contudo, o trânsito pesado dos caminhões da Construtora Giovanela corrobora para o desgaste da rodovia que o município arrepia em assumir. Existe uma solução engavetada: asfaltar o trecho de 1.432 metros da BR-386 até a ponte do Stork em Forquetinha. Com isso, os caminhões carregados da Giovanela passariam pelo novo trecho. O custo da obra está estimado em apenas R$ 1,5 milhão, mais a contrapartida do município de Forquetinha. Ou seja, o que falta é o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, e o de Forquetinha, Paulo Grunevald, sentarem à mesa, fazerem um acordo e irem para cima do Estado. Afinal, o benefício será mútuo, com ambos cobrando IPTU em rodovias estaduais. Alô, secretário Juvir Costela (MDB), alô, prefeitos. Política serve para resolver e equacionar os problemas públicos. Conventos está no seu limite!

Santa Clara idem Por enquanto, a estrada a Santa Clara do Sul ainda está em condições de trafegabilidade razoável. Não demorará para repetir a novela de Conventos. Penso que cabe ao prefeito santa-clarense se juntar aos dois prefeitos e ratificar a busca por uma municipalização conjunta. Isso evitará dores

de cabeça e futuros prejuízos aos usuários, já que o DAER está sucateado e o Estado quebrado. Além disso, as três cidades poderão cobrar IPTU de forma regular, arrumar os trechos quando têm problemas e assim deixar a população servida no seu direito de ir e vir com segurança.


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

4

História e natureza RODRIGO MARTINI Sugestões, críticas, contrapontos: rodrigomartini@jornalahora.inf.br

Caso Vinícius Abella Entre 2017 e 2018, e após arquivar o processo criminal sobre a morte do jovem Vinícius Rodrigues da Silva Abella – atropelado no dia 07/09/2017, na Av. Alberto Pasqualini, em Lajeado –, o promotor de Justiça Ederson Maia Vieira processou 14 pessoas que comentaram sobre o caso em redes sociais. O representante do MP alegou ter sido ofendido após o arquivamento que inocentou o condutor do veículo envolvido na tragédia. Entre os 14 processos, houve 12 acordos firmados com os responsáveis pelas postagens, com pagamento de indenização – cerca de R$ 6 mil cada. Os outros foram processados. Um

A desses foi condenado por crime de difamação pela Justiça da Comarca de Lajeado. Entretanto, e após recurso junto ao Tribunal de Justiça do RS, interposto pela advogada Fernanda Goerck, ele foi absolvido em outubro diante de “insuficiência probatória”.

Controvérsia! “A Havan gera emprego.e renda. Muito positivo para o desenvolvimento da cidade.” Marcelo Caumo, Prefeito de Lajeado

“Não sou contra. Mas não vamos enaltecer o pecador, mesmo que ele seja rico.” Sérgio Kniphoff, Vereador do PT

PL, PV e PRB Durante as férias do prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann (MDB), o vice, Valmor Griebeler, anuncia nova guinada na vida. Há pouco mais de quatro anos, em setembro de 2015, o então petista assinou filiação com o PV. Agora, deixa o PV e assina ficha com o PL, partido sob a presidência de Renata Becker. O ato de filiação teve forte presença política. Correligionários do PL, PV e PRB, vereador, ex-vereadores, secretários municipais da Cultura, Marcelo Braun (ainda no PSDB), e de Administração, Jonatas dos Santos, além do ex-Deputado e ex-prefeito Hélio Musskopf.

s sociedades mais desenvolvidas da Terra estão próximas aos recursos hídricos. Rios e arroios são imperiosos para as atividades ligadas à pecuária e agricultura, fundamentais para a sobrevivência do ser humano. E no Vale do Taquari não foi diferente. As principais cidades da região estão próximas de grandes mananciais desde suas respectivas colonizações. E até hoje não aprenderam a viver em harmonia com os ciclos naturais. As inundações que afetam o Vale do Taquari existem muito antes da ocupação dessas terras. Muito antes. As enchentes, a bem da verdade, são mais antigas que a existência do homem na Terra. São processos absolutamente naturais em qualquer curso hídrico, e a melhor – ou única – forma de evitar impactos socioambientais é respeitar determinados limites. E justamente aí que mora o problema noticiado ao longo da semana. Nas cidades, em especial Lajeado, parte desses limites foi historicamente desrespeitada com urbanizações irregulares sobre as áreas alagáveis. Ruas, imóveis, canalizações inadequadas e outras edificações invadiram os espaços reservados para o ciclo natural dos recursos hídricos, e o resultado é

óbvio: inundações, dramas, prejuízos, sujeira, riscos à saúde e, por vezes, mortes. Segundo estudos, desde 1941 – data da pior enchente registrada na cidade no século passado – foram pouco mais de 90 inundações em Lajeado. Os principais pontos ficam no “Valão” entre os bairros da Hidráulica e o Centro, e nas áreas próximas ao Parque dos Dick. Isso significa uma recorrência média superior a uma enchente a cada ano. E a cada novo evento, mais drama, prejuízos, sujeira, riscos à saúde e, por vezes, mortes. Sempre atingindo a parcela mais carente e vulnerável da sociedade. Algo precisa ser feito. É como não é prudente lutar contra a história e a natureza, é preciso pensar em políticas públicas capazes de amenizar ou mesmo sanar os danos. Acima de tudo, é preciso desocupar as áreas alagáveis, efetivar a limpeza e manutenção constante das tubulações de água e esgoto, dos bueiros, e aplicar leis mais rígidas contra as intervenções urbanas irregulares, impedindo o surgimento de novos pontos de alagamento. Afinal, mesmo se tratando de eventos naturais, nossos erros sempre tendem a potencializar os problemas.

TeutoPark Está agendada para três de dezembro a abertura das propostas para a alienação de imóveis de propriedade do município, no futuro TeutoPark, para instalações de empresas do ramo alimentício. Nesta primeira concorrência serão oito lotes com valores médios entre R$ 147,3 mil e R$ 167 mil. poderão se instalar restaurantes, cafés, lancherias, padarias, sorveterias, choperias e similares a serem comercializados no varejo ao consumidor final.

Italianos

Governo in loco

Cumprindo promessa feita – também – a este colunista, dias antes de assumir a Secretaria de Educação de Encantado, Greicy Weschenfelder implanta disciplina de língua italiana no currículo das escolas municipais. As aulas iniciaram na semana passada e, para isso, duas professoras foram contratadas. A iniciativa tem como objetivo valorizar o idioma dos imigrantes que colonizaram a região alta do Vale do Taquari, fortalecendo as relações de gemellaggio entre Encantado e San Pietro Valdastico, em Vêneto, na Itália.

Em Arroio do Meio, Klaus Schnack (MDB) aproveitou os últimos meses para conversar muito com os contribuintes e com eleitores. Foram realizadas 14 audiências sobre a revisão do Plano Diretor e criação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana. Mais de 800 pessoas participaram. Agora os dados serão compilados, trabalho já iniciado pela Secretaria de Planejamento. Após planejar e definir ações para atender as demandas sugeridas pela comunidade, o projeto será encaminhado para a Câmara de Vereadores em 2020.


5

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

FELIPE NEITZKE

CHACINA EM SÉRIO

“Não faz mais sentido morar aqui” Sobrevivente relata o drama de tentar seguir em frente após a tragédia que mudou a história de Arroio Abelha

Ferri, 66; e Odair Ferri, 38; faziam parte do grupo de oito pessoas frequentadoras do espaço. “Não consigo acreditar, era um lugar calmo e tranquilo.” Morando a menos de 100 metros do salão, Eldemar vive sozinho e agora conta com o apoio do vizinho e também sobrevivente Erno Nelson Berghahn, 59. “Ele quer ir embora com a esposa para Lajeado e eu não vou ficar morando sozinho. Vou tentar vender os 6 hectares de terra e me mudar pro centro”, afirma. A rotina antes do atentado era muito tranquila. As famílias trabalhavam nas lavouras, produzindo os alimentos de subsistência e em paralelo algumas viviam do reflorestamento ou produção integrada de suínos. Agora sem rumo, precisam de acompanhamento para enfrentar o trauma. Berghahn precisou ser amparado na noite de segunda-feira, 4, e levado ao hospital de Sério para atendimento médico. “Durante o dia fomos prestar depoimento, mas à noite não aguentei e desabei. Agradeço a Deus por estar vivo, mas sinto uma dor muito grande por meus amigos”, comenta emocionado.

FELIPE NEITZKE regional@jornalahora.inf.br

SÉRIO

O

trauma deixado pelo atentado em Arroio Abelha não será fácil de ser superado pelos sobreviventes e familiares das vítimas. A comunidade tenta retomar a vida, mas o sentimento é de luto e saudade. As poucas famílias residentes no entorno do salão comunitário onde ocorreu a tragédia pretendem deixar o local. “Este rapaz terminou com a comunidade”, comenta Eldemar Krohn, 65, poupado pelo atirador Vanderlei Matthes, 32. Krohn nasceu e cresceu em Arroio Abelha. Faz dois anos que administrava o salão aos fins de semana. “Sempre vinham as mesmas pessoas. Era nosso divertimento, jogar carta e tomar cerveja”, relata. As vítimas César Verruck, 46; Imério

Abraço do assassino

Poupado pelo atirador, Eldemar mostra projétil que atingiu bule de café. “Este rapaz terminou com a comunidade”, diz

Do momento do ataque, Krohn recorda que estava indo buscar uma cerveja quando o atirador entrou no salão. “Sem falar nada disparou a arma. O pai dele gritou para ele parar e, nisso também foi atingido. Me abaixei e só ouvia

ATENTADO HISTÓRICO 6

A HORA | Terça-feira, 5 de novembro de 2019

FILIPE FALEIRO

7

A HORA | Terça-feira, 5 de novembro de 2019

PASSO A PASSO DO ATENTADO FELIPE NEITZKE

1

Entre 15h30min e 16h desse domingo, oito homens estavam na antiga sede da associação União de Arroio Abelha. Eles jogavam canastra quando Vanderlei Matthes entrou no estabelecimento.

2

Ele sacou uma pistola .380 se dirigiu até a primeira mesa, onde estavam quatro pessoas. Ele chegou nas costas de César Werruck e disparou na nuca. A vítima caiu e levou mais seis tiros. Em seguida atirou no próprio pai, Valdemiro Matthes.

3

Sobreviventes contam que ele disparava para acertar. Em seguida, foram alvejados Imério e Odair Ferri.

4

No momento em que foi trocar o pente da pistola, Evandro Schmitz saiu de trás do balcão e conseguiu fugir pelo matagal. Eldemar Krohn, 65, e Erno Nelson Berghahn, 59 ficaram escondidos.

Atentado aconteceu na tarde desse domingo. Três pessoas foram mortas. Dois sobreviventes foram alertados para chamarem a BM FELIPE NEITZKE

GABRIEL SANTOS

6

Despedida das vítimas do atentado lotou a sede da comunidade católica Santo Antônio de Arroio Abelha. Mortos eram agricultores e conheciam o atirador desde criança

7

CHACINA EM SÉRIO

“Estamos vivendo um pesadelo” A comunidade de Arroio Abelha tenta entender o que levou Vanderlei Matthes a entrar em um salão e abrir fogo. Conhecido por todos os moradores, o atirador era visto como uma pessoa reservada, muito trabalhador e com poucos amigos. Sobreviventes relembram o horror de ver vizinhos morrerem sem chance de reação

FILIPE FALEIRO filipe@jornalahora.inf.br

COLABORAÇÃO Gabriel Santos e Mateus Souza

VALE DO TAQUAR

“I

mpossível descansar. Eu fecho os olhos e vejo tudo acontecendo de novo. Estamos vivendo um pesadelo”. As palavras de Evandro Schmitz, um sobrevivente da chacina em Arroio Abelha, resumem a dor de toda uma comunidade. O sentimento de pavor se espalha pelo município de Sério e pela região. Descobrir os motivos que levaram Vanderlei Matthes, 32, a entrar no local de encontro dos agricultores da localidade disposto a matar os vizinhos é a missão da Polícia Civil. Para os sobreviventes, as cenas ficarão sempre na memória. “Nunca vou conse-

guir esquecer. Ver pessoas tão queridas, tão boas, que nunca fizeram mal a ninguém. Isso vai bater na minha cabeça por muito tempo”, emociona-se Schmitz. Trabalhador da construção civil, ele acredita que era um dos alvos. “Ele também ia me matar. Não dá para entender. Nunca houve briga, ninguém era inimigo ali. ” Entre as 15h30min e as 16h desse sábado, oito vizinhos estavam no salão da antiga Associação União de Arroio Abelha. O local era o ponto de encontro para a conversa após a semana de trabalho. Eles haviam chegado pouco depois das 14h. “Tínhamos jogado umas quatro partidas de canastra. Estávamos na segunda cerveja.” Quando Matthes chegou, Schmitz olhou para a porta. Viu ele sacar a arma e disparar na nuca de César Verruck, 46. Pelas contas do sobrevivente, quando a primeira vítima caiu, levou ainda mais seis tiros. “As balas atravessaram o corpo e atingiram o pai do Vanderlei. Em seguida ele atirou duas vezes no pai”.

O atirador encontrou os homens e poupou a vida deles. Pediu para eles saírem e chamarem a Brigada Militar, pois ia “levar” um policial junto. Após quase 30 minutos do início do atentado, os policiais chegaram ao local. Eram dois soldados, um desceu antes e o outro chegou com a viatura. Ele foi recebido a tiros. No confronto, Matthes foi morto. Nenhum policial se feriu.

Perícia chegou ao local à noite e a área foi isolada. Para a comunidade, o bar onde aconteceu a chacina nunca mais deve ser aberto

FILIPE FALEIRO

Eu só pedi por favor não me mata. Ele disse: não tenho nada contra ti.”

ERNO BERGHAHN

SOBREVIVENTE

Evandro Schmitz conseguiu fugir enquanto o atirador tentava recarregar a pistola

Ele se abraçou em um dos presentes e pularam para trás do balcão. Mais tiros foram ouvidos. Pai e filho, Imério, 68, e Odair Ferri, 38, foram mortos. Cada pente da pistola tinha 18 projéteis. Quando o atirador foi trocar a munição, houve alguns instantes de silêncio. “Ele não conseguia carregar. Olhei por cima do balcão e vi ele tremendo muito. Foi ali que eu pensei: ou faço alguma coisa ou vou morrer.” Schmitz pegou duas garrafas, pulou o balcão e, quando ia tentar se defender, caiu nos pés do atirador, que ainda não havia conseguido colocar a munição. Em seguida, rolou para fora e fugiu. Desceu um barranco onde há uma sanga. “Desci rolando, caindo. Não conseguia ficar em pé. Perdi o controle das pernas.” Em seguida, ouviu mais disparos e os gritos do administrador do bolicho, Eldemar Krohn, 65, outro sobrevivente. “Ele (Krohn) gritava: não, não… Então veio mais tiros, e tudo ficou em silêncio. Pensei. Matou todo mundo e agora vem atrás de mim.” Correu em busca de ajuda. Encontrou um vizinho que o levou até a casa dele. “Foram poucos minutos. Tudo muito rápido. Ele entrou, não disse uma palavra”, relembra. Eldemar Krohn e Erno Nelson Berghahn foram poupados pelo atirador. Ele foi libera-

do por Matthes para chamar a polícia. “Todos estávamos sentados quando ele entrou, já atirando. Eu me escondi atrás do balcão, embaixo da pia e ele me achou. Eu só pedi por favor não me mata. Ele disse: não tenho nada contra ti”. Neste momento, conta Berghahn, o atirador teria peço um favor. “Não vou te matar, eu só quero um favor teu. Vai pra casa e avisa a Brigada. Vou esperar eles aqui porque quero levar um brigadiano junto”, conta a vítima. Berghahn saiu do bar e foi buscar ajuda. Avisou a sobrinha do ocorrido e pediu para ela acionar a polícia. “Fui pra casa e quase desabei. Ainda consegui parar dois carros que estavam indo até o bar. Foi daí que começou o tiroteio com a Brigada. É muito triste isso. Não parece verdade”, relata. O sepultamento das vítimas de Matthes ocorreu na tarde de ontem, na comunidade Católica Santo Antônio de Arroio Abelha. Quanto ao assassino, ele foi enterrado no cemitério de Linha Sampaio, interior de Venâncio Aires.

CONTINUA >>

Em 5 de novembro, reportagem do A Hora abordou detalhes da chacina

os tiros.” Quando Eldemar acreditava ser a próxima vítima, Matthes falou para ele ir embora. “Disse não ter nada contra mim e fez um último pedido, queria um abraço. Com medo, abracei ele e saí, não sei como cheguei na casa do vizinho, não lembro nada do trajeto”, conta. No dia seguinte quando retornou para casa, Krohn encontrou um projétil que perfurou a parede da casa, atingiu um bule de café e caiu sobre o fogão à lenha.

O pai do atirador Valdemiro Matthes, 58, pai do atirador foi alvejado nos braços e tórax. Levado ao Hospital Bruno Born, agora segue internado no Hospital de Caridade São José, em Sério. Famílias das vítimas e sobreviventes visitaram ele na unidade de saúde. “Sempre foi nosso amigo, não tem nada a ver com essa situação toda, é uma vítima igual a nós”, comenta Eldemar.

SUPORTE E TRATAMENTO A Secretaria da Saúde organizou grupo de profissionais para atendimento aos familiares e sobreviventes do atentado. Conforme o titular da pasta, Adriano Bergmann, a equipe faz avaliação na comunidade. “A primeira ação que adotamos foi disponibilizar psicólogo e psiquiatra para conversar com estas pessoas”, ressalta. “Após um apoio inicial, será feito o acompanhamento a médio e longo prazo. Cada um reage de uma forma, por isso precisamos ver a melhor forma de contribuir neste momento tão difícil”, revela. No entendimento do secretá-

rio municipal, é preciso ter um cuidado especial respeitando o modo individual de absorver a situação. “É um fato atípico, desafiador inclusive aos profissionais da saúde”, pontua Bergmann. “Cada um reage de forma diferente na dor do luto”, acrescenta. Sobre o quadro clínico dos feridos, o secretário explica que Valdemiro Matthes aguarda por cirurgia para retirada de projétil alojado no pé. Alécio José Ferri, 60, foi encaminhado ao hospital de Canoas e também espera por cirurgia. “Os médicos aguardam reduzir o inchaço para poder realizar o procedimento”, explica Bergmann.


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

6

NOVO PACTO FEDERATIVO

Comunidade reage contra redução de municípios Para líderes emancipacionistas e comunitários, proposta do governo Bolsonaro se sustenta em uma análise de dados sem considerar aspectos como qualidade de vida, serviços de atendimento básico e melhorias na infraestrutura das cidades. Governo federal admite rever critérios da fusão dos municípios FILIPE FALEIRO filipe@jornalahora.inf.br

COLABORAÇÃO Felipe Neitzke e Giovane Weber

VALE DO TAQUARI

oltaríamos a ficar isolados. Eu seria o primeiro a me mudar”. A afirmação de Ido Hübner, 79, morador de Forquetinha, é uma resposta comum entre os moradores de 22 municípios da região. Essas cidades seriam atingidas pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do governo federal. O texto foi apresentado pelo governo federal nesta semana e se tornou um dos assuntos mais comentados pelas comunidades da região. Hübner, integrou a comissão emancipacionista em Forquetinha. Líder comunitário, lembra das inúmeras vezes em que se deslocou até o Palácio do Piratini para pressionar os políticos a conseguir o tão sonhado “sim”. “Foram duas frustrações até recebermos a notícia de que seríamos município. Nosso distrito estava abandonado e sem auxílio, principalmente nas áreas da saúde, educação e conservação das estradas. Ver uma patrola era a maior atração no interior”, recorda. De Canudos do Vale, o professor Alfonso Dullius, 60, recorda o anseio da comunidade em ter a autonomia para decidir sobre os investimentos e atendimentos à população. “A maior dificuldade eram os acessos. Havia apenas uma máquina e um caminhão para arrumar nossas estradas”, lembra. O trecho de 30 quilômetros até Lajeado era todo em estrada de terra. “Nossas demandas não eram prioridade, tivemos inclusive de formar uma associação de moradores para ter força peran-

“V

O professor aposentado Antônio Lazzari, 81, guarda até hoje um dos adesivos criados GIOVANE WEBER

te a prefeitura”, comenta Dullius. “Médico tinha duas vezes por semana e limitado a dez fichas”, lembra. “Quando enfim viramos município, fomos em busca de verbas para equipar e oferecer melhor atendimento à população”, destaca. Pela justificativa da União, é necessário extinguir cidades com menos de cinco mil habitantes e que tenham menos de 10% de arrecadação própria. Por outro lado, o texto não apresenta quais os critérios sobre essa geração de riqueza.

Debate nacional

Ainda que seja pouco provável a aprovação da PEC nestes termos, o assunto trouxe apreensão e levantou um debate em escala nacional. O plano, elaborado pelo Ministro da Economia Paulo Guedes, foi apresentado seis dias após a divulgação do estudo do Índice Firjan de Gestão Financeira (IFGF). O resumo da região mostra que dos 38 municípios, 27 estão com a administração no nível excelente ou bom. Onze em dificuldade de manter a estrutura ou em situação crítica (mesmo fazendo parte do Vale do Rio Pardo, A Hora acrescenta Boqueirão do Leão e Mato Leitão nas análises por serem cidades de cobertura do periódico). Da lista de 22 municípios com possibilidade de fusão, 17 tiveram a gestão fiscal considerada excelente ou boa.

Temor nas cidades

Professor aposentado, Antônio Lazzari, 81, foi presidente da comissão emancipacionista de Sério. “Entendo que o Brasil passa por um momento complicado, mas não é desfazendo aquilo que se conquistou que vamos progredir.” Para ele, seria um grande retrocesso unir administrações. “Nossa realidade é muito diferente das grandes cidades, novamente ficaríamos esquecidos”, acredita.

Em Forquetinha, Ido Hübner afirma que a vida melhorou após o desmembramento

Edvino Claas, 87, de Marques de Souza, relembra do esforço de fundar a cidade. “Foi difícil. Nossa primeira tentativa foi reprovada, pois Bela Vista do Fão queria se emancipar também.” Ele era tesoureiro da comissão emancipacionista. Eram 20 pessoas. “Não tínhamos um atendimento decente de saúde. Faltava remédios. Para conseguir uma ambulância era uma dificuldade. Tinha de vir de Lajeado. Naquela época, não era todo mundo que tinha carro.” Na avaliação dele, houve melhorias na qualidade de vida das pessoas. Em Capitão, Sueli Rizzi foi secretária do grupo que buscava a instalação do município. “Éramos um distrito pequeno. Não tinha posto de saúde. As estradas eram muito ruins.” Por meio de um movimento comunitário, conseguiram 80% de adesão para criar uma sede administrativa. “Fui uma grande festa. A proposta do governo federal preocupa. “Não queremos voltar ao passado. Voltar a ser distrito significa menos serviços, menos recursos.” O marido dela, Nilson Rizzi, foi servidor público. Operador de máquinas.

Nos anos pós-emancipação, relembra: “Havia uma esperança de uma vida melhor. Muitas coisas melhoraram mesmo. Temos creches às crianças, postos de saúde. Saímos do completo isolamento.”

“É fazer furo em água”

O atual prefeito de Travesseiro, Genésio Hofstetter, foi presidente da comissão emancipacionista e discorda da medida apresentada pelo governo Bolsonaro. Para ele, as cidades de pequeno porte conseguiram garantir melhoria na qualidade de vida, nos serviços básicos e nas oportunidades à população. “Hoje temos médico todos os dias, remédios, máquinas para atender os produtores, acesso asfaltado e trabalho a oferecer. Um desenvolvimento nunca pensado na época de distrito”, realça. Quanto a possibilidade dos municípios serem extintos, ele é categórico. “É fazer furo em água”, diz. Segundo o prefeito, as emancipações possibilitam uma melhor distribuição de renda. Pelo índice IFGF, Travesseiro ocupa a 3ª


7

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019 FELIPE NEITZKE

A ORIGEM DOS 22 MUNICÍPIOS ATINGIDOS PELA PROPOSTA ao povoado. Anos mais tarde, se fortaleceu com os italianos, a partir de 1917. A emancipação de Lajeado e Progresso ocorreu em 1996. População hoje de 1.729.

DA REGIÃO ALTA 1. Coqueiro Baixo: A área do município começou a ser povoada por famílias italianas a partir de 1850. A emancipação dos distritos de Nova Bréscia e Relvado ocorreu em abril de 1996. População hoje de 1.507.

14. Sério Distrito de Lajeado, o vilarejo começou a se formar com açorianos. Mais tarde com alemães e italianos. Como município, nasceu em janeiro de 1993. População hoje de 2.000.

2. Doutor Ricardo Italianos começaram a chegar no território que se tornaria município por volta de 1910. Desmembrou-se de Encantado e Anta Gorda em dezembro de 1995. A instalação administrativa foi em janeiro de 1997. População hoje de 1.994.

15. Forquetinha Famílias germânicas se instalaram na margem dos arroios. O município foi criado em abril de 1996, desmembrado de Lajeado. A instalação oficial foi em 2001. População hoje de 2.424.

3. Relvado

16. Marques de Souza

As áreas próximas ao Arroio Jacaré começaram a ser loteadas para imigrantes italianos em junho de 1989. O ex-distrito de Encantado virou município em 1993. População hoje de 2.101.

A colonização começou por volta de 1870, com imigrantes alemães. Depois, famílias italianas começaram a chegar. Se emancipou de Lajeado em dezembro de 1995. População hoje de 4.024.

4. Dois Lajeados

DE ESTRELA

As terras pertenciam a comandantes lusos e foram vendidas para famílias italianas. A emancipação de Guaporé foi em 1987. A instalação administrativa foi um ano depois. População hoje de 3.394.

17 . Colinas Por muitos anos, se chamava Corvo. A imigração foi de alemães, a maioria composta por westfalianos. Emancipou-se de Estrela em 1992. População hoje de 2.442.

5. Putinga A etnia predominante é a italiana. O vilarejo começou a ser ocupado quando Encantado foi formado. Em 1933, Putinga era um distrito. Tornou-se município em 1963. População hoje de 3.951.

DE TEUTÔNIA 18. Westfália A formação se liga a história de Teutônia e Imigrante. O nome da cidade é uma homenagem às famílias vindas da Alemanha. Se tornou município em 1996. População hoje de 2.998.

6. Muçum A colonização se intensificou por volta de 1888, com famílias italianas, alemãs e polonesas. A criação do município foi em 1959, após emancipação de Guaporé. População hoje de 4.948.

7. Ilópolis pelo movimento de emancipação de Sério ARQUIVO PESSOAL

Italianos começaram a chegar por volta de 1911. Dentro da área também estava Itapuca. Ambos eram distrito de Encantado. A emancipação ocorreu em 1963. População hoje de 4.091.

8. Vespasiano Corrêa A colonização começou em 1888. Foi uma das últimas localidades do Vale a receber italianos. Fazia parte de Guaporé, o 4º distrito de Lajeado. A emancipação começou em dezembro de 1995. População hoje de 1.835.

9. Pouso Novo

melhor gestão do Vale. “Isso evidencia o avanço após nos tornamos cidade. Precisa haver uma reforma política e tributária urgente. Menos Brasília e mais Brasil.” O ex-prefeito de Coqueiro Baixo e integrante da comissão emancipacionista de 30 municípios gaúchos, Veríssimo Caumo, classifica a PEC como um erro. “Não conhecem a realidade das pequenas cidades. É inadmissível, um retrocesso total”, critica. De acordo com ele, haveria uma desassistência para a população interiorana. “Nossas cidades não tem dívidas. Falar que são mal administradas é uma ofensa e um desconhecimento total. Somos exemplo de gestão e boa aplicação dos recursos. Tem que corrigir onde há problemas.”

Governo admite recuo Frente a repercussão, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, admitiu que o governo poderá aceitar adequações no texto. A afirmação ocorreu nessa quinta-feira, durante evento em Passo Fundo. “Nós vamos conversar com parlamentares e a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o governo sabe que a proposta vai sofrer uma intermediação através do Congresso, entre o Executivo e a sociedade.” É preciso buscar um equilíbrio, afirmou. “Às vezes o burocrata faz uma coisa que parece ótimo do ponto de vista fiscal, mas do ponto de vista real é incompatível”, disse.

Anos mais tarde, foi a vez de italianos chegarem a localidade. A emancipação de Arroio do Meio foi em 1992. População hoje de 2.750.

11. Travesseiro A formação data de 1850, com três famílias de origem germânica. O município foi formado com áreas de Arroio do Meio e Nova Bréscia, em março de 1992. População hoje de 2.339.

12. Nova Bréscia

DE ARROIO DO MEIO

1999 - Associação dos moradores de Canudos do Vale reivindicava melhorias na telefonia

19. Imigrante

A ocupação do território se intensificou com a imigração italiana. Em 1956 foi criado como distrito de Arroio do Meio. Passou a ser município em 1988. População hoje de 1.668.

A área do atual município tinha povos vindos da Alemanha, Itália, Portugal e Áustria. O município foi formado em 1988, com a união dos distritos de Arroio da Seca (Estrela) e Daltro Filho (Garibaldi). População hoje de 3.116.

20. Poço das Antas Os primeiros vieram do Vale do Caí por vola de 1870. O município foi emancipado de Salvador do Sul em maio de 1988. População hoje de 2.094.

DE TAQUARI E BOM RETIRO DO SUL 21. Fazenda Vilanova

O povoado se formou com a chegada de italianos a partir de 1895. O município foi criado em dezembro de 1964, com áreas de Arroio do Meio e Encantado. População hoje de 3.321.

Predominância lusitana na formação do povoado. Em 1984 foi oficializado como distrito de Bom Retiro do Sul. A emancipação foi em 1995. População hoje de 4.455.

DE LAJEADO

O primeiro morador foi Joaquim de Souza Machado. História oficializada pela pedra fundamental em 1888. A emancipação de Taquari foi em 1995. População hoje de 4.667.

10. Capitão

13. Canudos do Vale

Imigrantes germânicos chegaram por volta de 1850.

A chegada de imigrantes germânicos deu início

22. Tabaí

AS TRÊS PROPOSTAS

ARGUMENTOS

A revisão dos municípios faz parte do Plano Mais Brasil. São três PECs:

A FAVOR DA PROPOSTA

Pacto Federativo Governo afirma que isso garantirá mais autonomia para municípios e estados;

Emergência Fiscal Cria um mecanismo disparado quando as despesas de estados e municípios ultrapassam 95% da receita corrente;

Fundos Públicos Extingue parte dos fundos e destina verbas para o pagamento da dívida pública.

DETALHES DA PEC DO PACTO FEDERATIVO • Pela proposta,

municípios com até 5 mil habitantes e com arrecadação própria inferior a 10% da receita total seriam incorporados por localidades limítrofes; • O processo começaria em 2023, quando se verificariam quais deles seriam extintos. Com isso, não haveria eleição municipal em 2024 e a incorporação seria formalizada no ano seguinte; • Conforme a Famurs, pelo menos

226 municípios gaúchos deixariam de existir;

• O governo federal alega que os municípios menores não têm sustentabilidade financeira e não atendem de forma satisfatória a população;

• O FPM é a principal fonte de receita dos municípios pequenos. Pelas regras, porém, todos com até 10.188 habitantes recebem o mesmo percentual de repasse. Significa que uma cidade com dois mil habitantes tem um valor per capita cinco vezes maior do que uma com 10 mil. A fusão ajudaria o governo a corrigir essa distorção; • Redução nas despesas administrativas. A medida impacta sobre a extinção de cargos Executivos e Legislativos. Quadro de servidores seriam aglutinados entre subprefeituras.

CONTRÁRIOS À PROPOSTA • Dos municípios da região atingidos pela media, dez estão em situação fiscal de dificuldade e um em estágio crítico, segundo o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), divulgado na semana passada.

• A perda de autonomia compromete o atendimento aos habitantes. As emancipações foram buscadas justamente para garantir acesso a serviços básicos, como melhoria na infraestrutura, atendimento em saúde e educação.

• Por outro lado, na lista de possíveis fusões, estão cidades que se destacam na qualidade de vida e na arrecadação. Como Westfália, Poço das Antas, Travesseiro, Marques de Souza.

• Apesar do enxugamento da máquina pública, há dúvidas sobre qual seria o tamanho do ganho fiscal. Como parte das estruturas precisaria ser mantida, há risco, para os municípios que incorporarem as localidades menores, de as despesas aumentarem mais do que as receitas.


8

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

POLÍCIA NA BR-386

Trecho urbano sumir fiscalização retorna à PRF assumir fiscalização Fiscalização estava sob responsabilidade do comando rodoviário da Brigada Militar. A partir dessa segunda, volta aos agentes federais

EGR promete R$ 9 milhões para rodovia que é alvo de protesto GABRIEL SANTOS

RESPONSABILIDADE PELA BR

Em março de 2018, trecho do quilômetro 344,5 até o 349,8 foi repassado ao Estado. Daer ficou responsável pela manutenção e a Polícia Rodoviária Estadual pelo atendimento de ocorrências. Na próxima segunda-feira, agentes federais retomam a fiscalização. Por mais de um ano, a organização era a seguinte: A PRE de Cruzeiro do Sul fica responsável pela fiscalização do acesso a ERS-130 até a ponte sobre o Rio Taquari

De Estrela até a ponte sobre o Rio Taquari, o atendimento fica a cargo da PRE de Teutônia.

Setor de engenharia da EGR vai avaliar o trecho na próxima semana

FILIPE FALEIRO filipe@jornalahora.inf.br

VALE DO TAQUARI

O

imbróglio sobre a fiscalização de trechos da BR-386 que se ligam a rodovias estaduais está perto do fim. Na segunda-feira, às 10h, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) reassume a fiscalização de 11,4 quilômetros da estrada. ficiais dão conta de de sautorizada Ministério Se trata trecho empelo Tabaí e da dos ligação entre Lajeado e Estrela. a o órgão federal. Desde março do ano passado, os quia do governo gaúcho) foi ofi 2019 CCR ViaSul se tornou a sautorizada pelo Ministério dos nta de quase quatro quilômetros as 2019 –- AACCR ViaSul se tornou a cializado como entre administrador concessionária responsável por 265,8 concessionária responsável pela BR-386. duas maiores cidades da região quilômetros da BR-386, de Carazinho Porém, a fiscalização até Canoas, incluindo permaneceu o trecho de eral. está sob a jurisdição da Polícia Lajeado a Estrela. Porém, aEstadual. fiscalização com a Polícia Rodoviária O quia do governo gaúcho) foi ofi eretorno atendimentos caso de ocorrências Rodoviária Estadual (PRE). à PRF foiem autorizado e inicia na permanece com a Polícia Rodoviária cializado administrador segunda-feira. O pelotão como de Cruzeiro do Sul Estadual. a tarefa de atender o reze anosficava depois,com o trecho que vai do acesso a ERS130, no bairro Santo André, até a ponte sobre o Rio Taquari. Já pois, o os militares de Teutônia, com os atendimentos da entrada de Essobrepostas por estaduais devem trela até a metade da ponte sobre ser de responsabilidade do Estado. A ANTT define o formato de o Rio Taquari. Tanto o Dnit quanto a PRF manJá a unidade da PRF, fica a meEm 2002, quase 15 quilômetros tinham o interesse em serem os resbilizadas para os trabalhos. Con do Caí, Bo nos de cinco quilômetros do tre- rodovias federais foram repassados Metropolitano, ponsáveis peloVale trecho. A sugestão foi cho urbano entre as duas cidades. aos estados por meio de medida pro- desautorizada pelo Ministério dos Na segunda-feira, o superin- visória. Treze anos depois, o Dnit Transportes. No ano passado, o Daer tendente da PRF, Luís Carlos Ris- continuava locais. foi oficializado como administrador A ANTTinvestindo define o nesses formato de chak Júnior, o chefe da unidade Em 2016, uma lei permitiu que par- dos quase quatro quilômetros. osReni trabalhos. Cone te desses trechos voltassem à União. Metropolitano, Vale do do Caí, Bopasdebilizadas Lajeado,para Paulo da Silva, No segundo semestre ano o responsável pelo Comando RoApesar desse dispositivo, alguns sado, com a licitação para a volta doviário da Brigada Militar, co- pontos, como este de Lajeado a dos pedágios, o trecho passou a ser ronel José Henrique Gomes Bo- Estrela permaneceram sob a tutela de responsabilidade da CCR ViaSul. telho, apresentam os detalhes de do RS. Isso porque uma lei de 2011 Mas ainda faltava o aval do Estado e como será feita essa adaptação. estabelecia que rodovias federais da União sobre a fiscalização.

Emaranhado jurídico

Vistoria Estatal estuda terça-feira, o motociclista Ramelhorias em acesso faelNaGeovane Zuge morreu após sofrer acidente no trevo de acesso à rua que teve acidente Frederico Germano Haengsen, em fatal. Comunidade Cruzeiro do Sul. A via é a principal ligação entre a parte urbana e o inteprotesta neste rior do município. A EGR informa que na próxima sábado por mais semana, o setor de engenharia vai segurança visitar local para avaliar o risco.

“Nossa engenharia irá até o local para verificar o que aconteceu e se tem algo que possa ser feito do ponto de vista da sinalização, se tem meCRUZEIRO DO SUL didas que a EGR pode tomar para Dentro de dez dias, os mo- melhorar a segurança da estrada”, radores poderão ver máquinas garante Arnt. na pista da ERS-453, no trecho entre Lajeado e Venâncio AiO acesso é alvo de críticas da cores. É o que garante a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). A munidade local. De acordo com os concessionária abriu edital para moradores, foram registradas 15 selecionar a empresa que ficará mortes desde 2004. Eles pedem a responsável pelas melhorias. O construção de uma rótula no local resultado da seleção será divul- e o alargamento da pista. Um protesto está marcado para hoje das gado na segunda-feira, 11. De acordo com o diretor admi- 9h às 10h no acesso onde ocorreu nistrativo e financeiro da estatal, o acidente. “É disparado o local mais perigoAndré Arnt, serão investidos cerca de R$ 9 milhões no trecho. so do Vale do Taquari. Se você vem O objetivo é tornar a ERS-453 de Lajeado e for tentar entrar em Cruzeiro, é uma loteria”, afirma um uma rodovia modelo. “Vamos intervir no pavimen- dos organizadores do ato, Donato to. Como mapeamos 100% da Dullius. De acordo com Dullius, será um rodovia, sabemos o que requer capa, o que requer reciclagem protesto pacífico. “Vamos chorar peou outras soluções, para deixar las vítimas que morreram no local”, o pavimento absolutamente per- diz. O ato só será cancelado em caso de chuva excessiva. feito”, diz. MATHEUS CHAPARINI matheus@jornalahora.inf.br

Protesto


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

9


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

10

Mais de 350 oportunidades para conquistar um novo emprego MATHEUS CHAPARINI

Vitrine de Oportunidades ocorre sábado no Shopping Lajeado com vagas em diversos setores. Cadastro é gratuito

brinquedos para as crianças.

Todos os perfis

MATHEUS CHAPARINI matheus@jornalahora.inf.br

LAJEADO

M

ais de 12 milhões de trabalhadores no Brasil estão à procura de um a oportunidade profissional. No Vale, quem busca a inserção no mercado de trabalho tem hoje uma oportunidade, ou centenas delas. A Vitrine de Oportunidades ocorre das 10h ás 18h no Shopping Lajeado. São mais de 350 vagas cadastradas por 52 empresas da região em diversos setores. Há também vagas para quem mora no

Comércio, indústria e transportes são os setores com mais vagas abertas

Vale e quer trabalhar na capital. Os interessados podem cadastrar seus currículos diretamente no local. O presidente do Sindilojas Lajeado, Kiko Weimer, explica que a ideia é facilitar a aproximação entre trabalhador e empresa. “Muitas vezes, a pessoa está procurando emprego e precisa ir em 10, 15 empresas. Nossa ideia é encurtar

este caminho”, destaca. O currículo cadastrado ficará disponível na plataforma após o evento e os contratantes terão acesso. Além da possibilidade de trabalho, haverá palestras voltadas ao empreendedorismo e à busca por emprego. Serão oferecidos também exames de glicose, pressão e orientações nutricionais, além de um espaço com

Os principais setores cadastrados são comércio, indústria e transportes. Há vagas para os mais diversos níveis de qualificação, desde ensino fundamental completo até funções que exigem mais especialização. Também estão disponíveis vagas de estágio. A iniciativa é uma parceria do Sindilojas Lajeado com a empresa Plumby. A startup criou um sistema que registra currículos e vagas e cruza as informações. “A gente desenvolveu uma inteligência artificial baseada em várias tecnologias. O sistema lê as informações do currículo e faz o rankeamento dos candidatos”, explica o proprietário da Plumby, Bruno de Oliveira. Ele já desenvolveu evento semelhante em Gravataí. Morando em Lajeado faz dez meses, propôs a iniciativa ao sindicato lojista. O evento conta ainda com apoio do Shopping Lajeado, Acil, Sindigê-

neros Vale do Rio Pardo e Taquari, CDL Lajeado, Sesc, Senac, Sebrae e Sine. Não haverá entrevistas, apenas o cadastramento de currículos, que podem ser impressos ou digitais. Haverá dez digitadores à disposição, para auxiliar os candidatos. Ao longo da próxima semana, ainda será possível cadastrar currículos por meio do site www. plumby.com.br.

PALESTRAS: 10h Encontre seu espaço no mercado de trabalho Monica Gottardi (Senac) 11h30 e 10h45 Entrevista de emprego: como se preparar? - Raquel Michel (Senac) 14h e 15h Empreendedorismo: uma oportunidade - Ademir José Ewald (Sebrae)


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

11

Editado em 2014, pelo Grupo A Hora, o VEM é o mais completo Guia de Turismo dos Vales. Ele detalha todos os roteiros regionais e está disponível nas bancas e na sede do A Hora.

O VALE QUE ME LEVA FÁBIO ALEX KUHN fabio@jornalahora.inf.br

Jornalista escreve coluna semanal a partir das visitas que fez e faz aos mais diferentes pontos turísticos no Vale do Taquari. Acompanhe também no portal e nas redes sociais do A Hora.

Natureza divina no ponto turístico de Doutor Ricardo

Ilópolis

Anta Gorda

Dois Lajeados

Putinga Vespasiano Corrêa Doutor Ricardo Relvado Pouso Novo

GRUTA NOSSA SENHORA DE LOURDES

N

ão precisa ser fiel para se admirar com as grutas da região e realmente acreditar que esses locais foram moldados por algum ser supremo. Tenho esse sentimento quando vejo quão bela é a Gruta Nossa Senhora de Lourdes de Doutor Ricardo. Contam os antigos que o local foi descoberto pelo padre Victorio Scopel e pelo proprietário das terras, João Mariotti no fim dos anos 50. Abençoados por Deus, ali eles resolveram colocar a imagem de Maria e tornar este espaço de imensurável beleza em ponto turístico do município. A formação rochosa vulcânica é enorme e se assemelha a uma “capela”, só que formada com pedras e plantas. O toque divino fica para a cascata com mais de 60 metros. Uma verdadeira cortina d’água que embeleza ainda mais o ambiente. Para chegar até a gruta, é preciso uma pequena “peregrinação” pelos 125 degraus. Vale destacar que a escadaria foi construída pelo município e está em ótimo estado. Aos devotos, o local é ideal para um momento de reflexão e oração. Já quem gosta de aventura, recomendo conhecer as trilhas que levam ao pé da cascata. Os cami-

Arvorezinha

nhos são íngremes e escorregadios. É preciso redobrar a atenção, mas a vista do local vale a pena. Gostou da dica? Se sim, vai lá nas

Muçum Coqueiro Baixo

Progresso

Nova Bréscia Travesseiro

Boqueirão do Leão Canudos do Vale

Encantado Roca Sales

Capitão

Marques de Souza Arroio do Meio

Sério

Imigrante

Forquetinha Colinas Santa Clara do Sul

Westfália

Lajeado

Poço das Antas Teutônia

A Gruta Nossa Senhora de Lourdes de Doutor Ricardo fica na microrregião da Erva-Mate. Não há dificuldade para chegar lá. É só ir até o trevo municipal, pela ERS-332, e andar três quilômetros. Todo o caminho é asfaltado e com placas de identificação. Mato Leitão

Estrela

Cruzeiro do Sul

Fazenda Vilanova

Paverama

Bom Retiro do Sul Tabaí

Taquari

Qual o custo? É de graça, mas uma oração para a santa cai bem.

redes sociais do A Hora ou no Instagram @365_vezes_no_vale que tem muito mais! Bora curtir o vale com muita fé e espiritualidade.

Tem infraestrutura? Há bancos na sombra, churrasqueiras, banheiros, uma pequena praça com brinquedos e até queda d’água para tomar banho nos dias mais quentes. Lugar massa para passar um dia com amigos ou familiares. Precisa fazer trilha? Apenas os 125 degraus para chegar até a gruta ou quem gosta de se aventurar, uma trilha mais radical, até os pés da cascata.


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

12

JOGO DA MENTE

Velho passatempo desafia o raciocínio das novas gerações CAETANO PRETTO

Desafio de Palavras Cruzadas foi atração nessa sexta no calçadão da Rua Fernando Abott CAETANO PRETTO caetano@jornalahora.inf.br

ESTRELA

S

urgido no início do século XX, o jogo das palavras cruzadas é um passatempo muito difundido em jornais e revistas como uma importante forma de estimular a criatividade e o raciocínio. Com essa proposta, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) de Estrela promoveu o primeiro Desafio de Palavras Cruzadas. Quem passava pelo calçadão da

Alunos do Colégio Santo Antônio participaram da brincadeira

Rua Fernando Abott era chamado a participar do desafio. “Faço em casa e no ônibus a caminho do serviço. É importante para estimular o cérebo e ajuda no raciocínio”, diz a auxiliar de serviços gerais Sandra Vieira, 57, que parou para realizar o desafio proposto.

Um dos organizadores do evento, Marcelo Träsel diz que esta primeira edição serve para tentar conscientizar as pessoas a usarem o raciocínio, deixando de lado a lógica do computador e do celular. “A palavra cruzada sempre foi muito usada em jornais, como

passatempo. É muito divertido e estamos vendo que está surtindo efeito, com escolas e um bom público participando.” A proposta visa também despertar nos alunos das escolas uma hora de lazer, conhecimento e cultura. “Não só para crianças, mas adultos e idosos também. Sair da mesmice do dia a dia. Da rotinha de sempre fazer as mesmas coisa, é um belo desafio”, fala o organizados. O sucesso da primeira edição já faz a Smel pensar em atividades futuras. “Quem passou por aqui se prendeu a fazer, as pessoas querem completar todas as palavras. Quem sabe no futuro não fazemos um evento de maior proporção”, complementa Träsel.

Desafio impressiona alunos Coordenadora pedagógica no Colégio Santo Antônio (CSA),

Mariana Galeazzi Modesti considera o desafio um momento cultural importante para os alunos. “É uma atividade importante e que está sendo esquecida. As crianças estão adorando participar. É um jogo divertido e que estimula a criatividade das crianças.” Aluna do CSA, Mayana Muller Rosa, 11, gostou de participar do desafio. “Precisei de um pouco de ajuda, mas consegui fazer muito bem a minha cruzada. Seria legal ter isso na escola também”, comenta. A opinião é dividida com Marjory Marraia da Silva, 10. “Já tinha feito outras vezes. Seria bem legal ter a palavra cruzada na escola também.” Outro aluno, João Paulo Gaffree Bonia, 11, teve dificuldades em completar a sua cruzada. “Foi um pouco difícil, mas fiz com um amigo e conseguimos terminar o desafio. Vou falar para os meus pais comparem cruzadinhas pra mim”, comenta.


13

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

CTG de Bom Retiro do Sul representa o RS na Alemanha FERNANDO DIAS

Com apoio da Lei Rouanet, invernada formada por 25 integrantes percorre cidades alemãs e propagam o tradicionalismo

TOURO: Aproveite o dia de folga para diminuir o ritmo, meditar ou recarregar as baterias. Não deixe que a distância atrapalhe os assuntos amorosos, seja na vida a dois ou na paquera. Cor: azul-claro.

CÂNCER: Tente encontrar um equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, assim, vai evitar estresse e cobranças das pessoas mais próximas. Sair da rotina faz bem para o romance e anima a paquera! Cor: vinho.

“P

Grupo embarca no dia 20 de novembro para se apresentar em três cidades da Alemanha

po e o município. Conforme Maria esta será a primeira viagem internacional do grupo. “Estilizamos nossas danças e focamos mais no conteúdo. Em algumas ocasiões teremos a presença do consulado brasileiro”, destaca.

Oportunidade Tuani Cezar, 25, é a Primeira Prenda da Invernada Adulta e integrante da patronagem. Está ansiosa pela apresentação. “Esperávamos muito por esta oportunidade”, diz. O envolvimento com a entidade

começou aos 8 anos de idade com o incentivo da prima que participava das invernadas. Desde então nunca mais parou. “Poder apresentar nossa cultura, os momentos históricos e valores tradicionalistas é muito gratificante”. Segundo ela, a entidade também busca envolver os jovens nas invernadas e atividades. “Crianças podem participar a partir dos 3 anos de idade”, explica.

Saiba mais Para realizar a apresentação, o

grupo conta com o apoio da Lei Rouanet na qual a empresa Atlas reverteu impostos aos projetos culturais inscritos pela entidade em 2018. Antes disso, o projeto havia sido encaminhado ao Ministério da Cultura, analisado pela empresa e aprovado. No final do ano também será realizado o Natal Gaúcho. O evento ocorre no dia 20 de dezembro e traz uma história original da data com uma linguagem gaúcha e com elementos tradicionalistas.

Rodeio Crioulo é atração em Arroio do Meio GABRIEL SANTOS

Organização aguarda mais de 400 laçadores representando 50 entidades. Premiação chega a R$ 16 mil

PROGRAMAÇÃO Dia 9 – Sábado 8h – Laço modalidades 9h – 1ª Batida raspada em duplas 10h – Laço Equipes 12h – Parada para o almoço 13h – Continuação do Laço equipes 15h – Laço duplas oficiais do rodeio

ARROIO DO MEIO

Tradicionalistas de todo estado estarão reunidos neste sábado e domingo no Parque Municipal de Eventos. O 17ª edição do Rodeio Crioulo Estadual do CTG Querência do Arroio do Meio distribuirá mais de R$ 15 mil em prêmios. Gabriela Junqueira, 40, chegou ao rodeio três dias antes da abertura para a montagem do acampamento. Ela será uma das participantes das provas do tiro de laço que inicia no sábado, às 8h. “Participo há 16 anos, fui uma das primeiras mulheres laçadoras nos eventos da 24ª Região Tradicionalista”, destaca. Ex-patrão do CTG Galpão de Barro do Bairro Olarias (Lajeado),

ÁRIES: Se sobraram algumas pendências no trabalho, talvez tenha que fazer um esforço extra pra dar conta de tudo. Em viagem ou programa fora da rotina, ligue suas antenas: a conquista poderá render! Cor: verde.

GÊMEOS: É hora de se arriscar, viver novas experiências e se divertir com a turma. Mas cuidado com possíveis brigas com amigos. Na paquera, pode pintar disputa com alguém próximo. Cor: verde-escuro.

BOM RETIRO DO SUL

assos gaúchos em terras germânicas”. Com este tema o CTG Querência da Amizade prepara-se para uma turnê de dez dias nas cidades de Dortmund, Constança e Munique, na Alemanha. O embarque de 25 integrantes da Invernada Artística ocorre no dia 20. Neste sábado, na sede da entidade, o grupo apresenta uma prévia do show alusivo aos dez anos de fundação. O evento inicia às 20h, seguido de jantar de confraternização. “Vamos mostrar um pouco daquilo que levaremos para o Exterior”, explica a patroa Maria Delci Klunck. O principal objetivo é mostrar a cultura gaúcha e divulgar as atividades do Centro. Além de dança, haverá coreografias e encenações que representam a história do gru-

Horóscopo

19h – 2ª Batida raspada em duplas

Dia 10 – Domingo Tradicionalistas intensificaram os preparativos durante a semana

Nelson Bruxel, 67, participa dos acampamentos há 30 anos. O acampamento foi montado ontem e ficará até domingo. “Será um grande rodeio como todos os anos”, espera. Conforme o capataz e diretor campeiro Clécio Schwarzer, 52, mais de 3 mil pessoas devem prestigiar o evento até o domingo. São esperadas mais de 75 equipes, 400 laçadores e

50 entidades tradicionalistas entre piquetes e centros tradicionalistas. O parque conta com espaço de alimentação, acampamento, estrutura com água e luz. No Sábado ocorre as provas de tiro de laço nas modalidades Patrão, Capataz, Vaqueano, Veterano, Senhor, Rapaz e Guri. A abertura oficial será as 18h e o ingresso ao parque será de R$ 5.

7h30min – Retardatários 8h – Laço Família 10h – Semifinal das duplas oficiais do rodeio 12h – Parada para o almoço 13h – Prova de rédeas e prova de chasque 14h30min – Laço Vaca Parada 15h – Semifinal e final do Laço Equipes 16h – Finais das Duplas Oficiais do Rodeio 18h – Encerramento

LEÃO: Cuide da saúde e faça um esforço para se livrar dos maus hábitos -- tudo indica que será mais fácil ter sucesso agora. Se tem compromisso, aposte no romantismo para encantar o par. Cor: amarelo. VIRGEM: O astral pode pesar na convivência com os filhos ou com pessoas mais novas, mas tente controlar seu temperamento. Você vai contar com a sorte na paquera e na vida conjugal. Cor: creme. LIBRA: Alguém de casa pode precisar da sua ajuda neste sábado -- estenda a mão e dê uma força! A vida amorosa conta com ótimas energias, mas tente controlar o ciúme, ok? Cor: azul-claro.

ESCORPIÃO: Apesar do dia de folga, talvez tenha que fazer um sacrifício para deixar tudo em ordem no trabalho. Depois estará livre para passear e se divertir. Curtir o seu cantinho ao lado do par pode ser uma boa. Cor: branco. SAGITÁRIO: Hoje, você vai esbanjar simpatia por onde passar. Encontrará apoio na família, inclusive financeiro. Mas faça sua parte e evite compras por impulso. Se está só, jogue seu charme e olhe mais ao redor. Cor: prata. CAPRICÓRNIO: Será mais fácil organizar a casa e programar os próximos passos, mas tente manter algumas coisas em segredo por enquanto. Um ex-amor pode virar um romance proibido. Cor: laranja. AQUÁRIO: Colocar o papo em dia com a turma pode ser mais gostoso do que esperava. Cuidado para não falar demais e acabar revelando algum segredo. Um bom papo ajuda a fisgar quem deseja. Cor: lilás.

PEIXES: Assuntos envolvendo dinheiro podem ocupar sua atenção. Mantenha os pés no chão e fuja de qualquer negócio que pareça arriscado. Os amigos podem dar uma força na conquista.. Cor: preto.


14

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019


AH

ANUNCIE: classificados@jornalahora.inf.br

APARTAMENTO - 02 dorm, mobiliado e equipado, box de estacionamento, sacada ampla com churrasqueira, piso porcelanato, bairro São Cristóvão, Investimento R$ 260.000,00. (51) 98122-7151 Creci 50245.

APTOS APARTAMENTO - 1 dormitório semi mobiliado, bairro São Cristóvão, churrasqueira, área de serviço e cozinha separadas, terraço, sacada fechada, split e excelente localização. R$125.000,00 Consulte condições de pagamento. (51) 98122-7151. Creci 50245. APARTAMENTO - 02 dorm. (Classe A), bairro Florestal, suíte, mobiliado, box de estacionamento, sacada ampla com churrasqueira, piso porcelanato, andar alto, prédio com salão de festas e playground privativo. De R$ 450.000,00 por R$ 425.000,00. (51) 981227151. Creci 50245. CASA - Bairro Universitário, duas suítes, lavabo, plana, piso porcelanato e laminado, pátio cercado, terreno medindo 12x30 e área construída de 90,00m² Investimento de R$ 400.000,00. – estudo receber terreno no negócio. (51) 98122-7151 Creci 50.245.

VENDO – Apartamento 1 dormitório, rua Padre Theodoro Amstad R$85.000, mobiliado, quarto c/ guarda roupa, cama box, split, sala com rack e aparador. Cozinha com frigider, fogão com pia, armários, máquina de lavar roupa. Todos os móveis em ótimas condições. APARTAMENTO 2 DORM Direto com proprietário. TeleSEMI MOBILIADO – Centro. fone (whats): (51) 9 94379735. Imóvel com ótima localização, aberturas em alumínio, água e gás individual, piso TERRENO porcelanato, 02 dorm com 01 suíte. Prédio novo, box OPORTUNIDADE – Terrenos de estacionamento, eleva- a partir de 362m² em lotedor. De R$ 290.000,00 por R$ amento com calçamento, 275.000,00 (Estuda parcela- acesso completamente asmento direto) Fone/Whats: faltado, localizado no bairro (51) 99937-3457 Creci nº São Bento.Investimento R$ 53234. 63.000,00 (Entrada + 24 parcelas) Fone/Whats: (51) BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO 99937-3457 Creci nº 53.238 – 2 DORM C/ SUÍTE E BOX Imóvel novo, próximo a UNIVATES e IMEC. Apto com suíte, churrasqueira, box de SOBRADO estacionamento e elevador. Área total de 90m². Valor R$ VENDO SOBRADO – sobra300.000,00.Fone/Whats: (51) do de 2 pisos, 3 dormitórios, 99937-3457 Creci 53234. sala de estar e jantar, coziALUGA-SE – apartamento nha grande, 2 banheiros um novo, edifício Guanabarra. na parte debaixo. Garagem Com dois dormitórios, box para três carros. Não tem de garagem 10º andar. Co- escadas, amplo pátio frente zinha mobiliada. Interessa- e fundos. Valor: 290.000,00 dos entrar em contato: (51) 9 negociável terreno + valor Fone: (51) 3707-0431. Com 81781580, Milton. Selmira.

FIM DE SEMANA, 9 E 10 DE NOVEMBRO DE 2019

CAMINHÕES

CHEVROLET

OPORTUNIDADE - Vendo caminhão marca Mercedes Benz. Modelo 1620 ano 2003 truck.Com baú de 10,50 com 75m³. Motor novo com 200mil km rodados. Todo revisado. 5 marchas e a bomba não é eletrônica. Sempre carregou cargas leves. Valor R$ 90mil. Tratar com: (51) 9 81662324 Jonas.

51

3710.4200

OPORTUNIDADE – Preço de ocasião, Uno Vivace 2013 completo de tudo. Pegar e andar. De R$24.000 por R$19.500,00. Tratar com (51) 9 95696606 João Pedro.

CELTA LT 2014 - completo com ar condicionado, direção hidráulica, vidros e travas eléFIAT tricas, alarme, air bag, abs, 4 portas, branco (IUV9B95). R$ PALIO WAY 1.0, 2015, com21.000,00. interessados cha- pleto, air bag, abs, cor prata, mar no whats (51) 99578-6703. super inteiro, R$ 25.000,00 CUIDADORA DE IDOSOS. (IVT5J36) interessados chamar Ofereço-me para cuidar de no whats 51 99578-6703. idosos a domícilio. Ampla experiência, disponibilidade para trabalhar manhã ou tarde, de segunda à sexta. Formada em auxiliar de enfermagem. Fone/whats: 51 98206-5235. TRABALHO como faxineira, com horário disponível para segunda, terça e quarta pela manhã. Tr.: 991790274. CUIDO de pessoas idosas. Tr.: 99873-7051.

ALUGO 2 salas comerciais anexas 825m²+858m². RST CHAP/MEC 453, Km25, Linha Primavera, Cruzeiro do Sul. F: 51 JT POLIMENTOS - Poli99245-3539 ou 99218-3591. mentos em geral, faça um orçamento.Rua Rui Morais LANCHERIA Tá de Azambuja, 1668 Bairro Servido?Servimos almo- Montanha. Fone:(51)99935ço, lanches e entregamos 1801 Jair. viandas por 9,00. F: 997552442. AUTO MECÂNICA Carlos - Mecânica em geral, VENDE-SE sala comercial geometria,balanceamento em Lajeado, no bairro São e pneu. No centro de Santa Cristóvão, com 51 m² e Clara do Sul. Telefones para mais 35 metros privativo, contato: (51)99889-4389 ou sala nova, ótima localiza- (51) 3782-1014. ção. Tratar: 99656-7499 (whats). FV Pinturas e Conserto. Pinturas em geral, autoVENDO Tupperware e pro- motivas, consertos de mácuro pessoas que queiram quinas e eletrodomésticos, vender também! Faço reu- atendimento a domicílio. Liniões e trabalho c/ cartão nha Atalho em Marques de de crédito. Tr.: 99745-0087/ Souza Tr.: 99368-3712. 99139-5467. FRASSETTO Auto Center. Som, alarme, películas e acessórios. Tr.: 3707-0018 ou 99624-9847.

3710-4200


16

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

AH

LAVA CAR - Lavagem geral, espelhamento, jet cera e polimento. Rua Gustavo Wienandts, 755, Centro, Arroio do Meio (entrada da área de lazer). F: 51 994160956 c/ Jonathan Sandri.

CHAP./MEC ELETRICAR. Elétrica Automotiva, Rua 25 de Junho, Americano, Lajeado. F:51 99616-8010/ 3714-2163 ou www.eletricar116@hotmail. com M&A AUTO PEÇAS - Peças e acessórios de todas as marcas. Rua Antônio Otto Heineck, 62, Universitário, Lajeado. Contate: 37485762/ 98010-7879 ou pelo e-mail: cedrolajeado@ gmail.com

CASA/JARDIM

METALÚRGICA Ferro Nobre. Compromisso, qualidade e bom atendimento é nossa prioridade. Estruturas metálicas, corrimões, portões, toldos e grades. Manutenção e instalação. Av. Henrique Stein, 658, Jardim do Cedro, Lajeado. F: (51) 3726-3640/ 981100987.

LAND Forros - isopor, pvc, gesso acartonado e divisórias. Arroio do Meio. Contate: (51) 99995-9620/ 992802772 ou e-mail: srland@ arroionet.com.br METAL Eckhardt tudo em esquadrias metálicas! Orçamento pelo fone 993760141 ou 3716-3365.

ELETRICISTA residencial NIMASUL Pedras. Tudo em VENDO – mudas enxerta- Airton Wollmer. Tr.: 99872- granito, mármores e arenidas de pytaias raras (ama- 7328. tos. Cruzeiro do Sul. E-mail: rela com ou sem espinhos, nimasul@nimasulpedras. pink e roxa). Quantidacom.br ou pelo fone 3764de limitada. Fone: (51) 9 2915. 84683465 Oderno. WEYAND Jardinagem e Paisagismo - montagem e manutenção de jardins, podas, limpeza de terrenos e calhas e pequenos reparos. São Bento, Lajeado/RS. Contate: (51) 99948-2144 com Alceu ou e-mail: alceuantonioweyand@gmail.com

METALÚRGICA Buhl - Esquadrias de inox, alumíCONSTRU/REFOR nio e ferro. Rua Pará, 236, Bairro dos Estados, Estrela. Contate: (51) 3712-2991/ JOÃO Gesso: divisórias de 98632-2991 ou e-mail: val- gesso, acartonados e blocos. Tr.: 3709-0063/ 98154dirbuhl@oi.com.br 9609. M e M Lava Car - Carros, COLOCAÇÃO de piso, azumotos, vans, jipes, caminhonetes. Limpeza: tape- lejo e porcelanatos. F: (51) tes, estofados, bancos e 99290-2422. tetos. Montamos e desmontamos qualquer tipo DESSOY e Dossena Ltda. de veículo para limpeza Pinturas, roçadas, jardinageral, limpeza de peças e gem, colocação de pisos, motores com água quente. montagem de móveis, insHigienização interna. ERS talação elétrica e hidráuli421, 1358, Conventos/La- ca, limpeza e lavagem com jeado. F: (51) 99636-6362. lava-jato, e outros serviços. Fone: 99217-7073 Fábio/ MECÂNICA BTC TRUCK 99260-4930 e Camila. CENTER. Oferece serviços de motor, caixa e difereninstalação cial, diagnósticos com ras- ELETRICISTA, ther, venda de peças e ser- residencial e predial. Tr.: viço multimarcas. BR386, 3714-4025 ou 99255-2289. Km361, trevo Glória, s/nº, Estrela/RS. Atendimento VIDRAÇARIA Santa Clara. de segunda à sexta. F: (51) Vidros comuns e tempera98435-5051 ou (51) 99724- dos, box de vidro e acrílico, quadros, espelhos e moldu7675. ras. R. 9 de Fevereiro, 1011, LEURY Películas! Residen- Centro, Santa Clara do Sul. ciais e automotivas. Venda F: 3782-1650/ 99802-5316. e instalação de som. Tr.: 3748-7641/ 99636-8449.

AH

3710-4200


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

AH

17


18

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

AH

CONSTR./REF. SALÃO de Beleza Claúdia! Corte, luzes, mexas, hidratação e manicure. R. Arno José Kraemer, 22, Jardim do Cedro, Lajeado. Tr.: 99627-5074. SALÃO de Beleza Cris Unissex, cortes em geral, pé e mão, depilação em geral, plástica de fio, mechas 3D, luzes, escova progressiva e realinhamento de fios, alisa trata e platina e botox. Rua Guilherme Armange, 237, Conventos. F: 3707-0347/ 98160-3468/ 99114-8140. BARBEARIA do Adão. Atendimento de Segunda a Sábado das 08:00/11:45 -13:30/18:30. Rua Lautert Filho, 422, Bairro Santo Antônio, Taquari/RS. F: (51) 3653-7424/ 9771-2353. BARBEARIA do Léo. Barba, cabelo e bigode. Bazar diferenciado. Acessório e conserto de celulares. No centro de Marques de Souza, ao lado da rodoviária. BARBEARIA COSTA. Cortes a partir de R$ 15,00. Venha que o talento é por nossa conta. De segunda à sábado das 8:30 às 18:00hs. Rua Bento Rosa, 155, B. Hidráulica. F: 99308-5868.

CONSULTÓRIO FELL Advogados, Júlio de Castilhos, 243/02, Centro, Estrela Tr.: (51) 3712-1240 ou norberto@fell.adv.br

MAGALÊ moda e estilo Liquidando toda a linha infantil. Descontos de 20% em pagamentos à vista e 10% no cartão. Rua Arthur Bernardes, nº 31. São Cristóvão. Fone: (51) 9 99086086. ATMC Máquinas de costura. Revendedor Singer, venda de máquinas, peças e assistência técnica. Estrela. Tr.: 3712-1992. PASTELARIA do Rei. Venha provar o melhor pastel do vale, de terças a domingos das 18:30 às 23:00hs. Tele entrega: (51) 3729-8202. CHAVEIRO JK. Fechaduras em geral, cópias de chaves e codificação de controles. Rua Júlio de Castilhos, 899, B. Cristo Rei, Estrela/RS, junto ao posto de Lavagem JK. Fone: 99832-2081/ 98107-1879.


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

AH

19


20

A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

AH

CACHORRÃO do Fernando Beer Dor. Rodízio uma vez ao mês com agendamento. Ligue: 3712-7077, Linha Delfina, interior, Estrela. MARCENARIA Danir Brun. Reformas em geral, aberturas e móveis em madeira e MDF. R. Walter Pedro Caye, 690, Imigrante, Estrela. F: 99786-7966. REFRIGERAÇAO CONVENTOS. Consertos em refrigeração, venda e instalação de ar slipt. F: 3748-9658/ 99816-7428. OFICINA do Acordeon - Afinação, manutenção e vendas. Rua Daniel Zagonel, 116, Bairro Olarias/Lajeado. Tr.: (51) 99664-5983 com Alex (Melena).

SERVIÇO atendo como massoterapeuta em Alto Arroio Alegre, Santa Clara. Tr.: 99399-3649.

VÍNCULO Direto - Carro som e panfletagem. ContaENFEITES E CHAVEIROS te pelos fones: (51) 99176em mdf para lembranças e 1094 e 99296-5469 ou carnomes, caixas tudo em mdf, ro.som@hotmail.com logo de escritório para parede cru ou laminado de 3mm PEIXES: Sabores Alimena 18mm. Maria Artes em tos conta com uma grande Madeira facebook. F: (51) variedade de peixes/frutos do mar. Av. Um Oeste, nº 99827-4895. 353, tendo acesso pela ERS CANDY Modas - Venha con- 128 ( Via láctea), Teutônia. ferir! Temos também a linha Contato: (51) 3762-7055 / enxoval de bebê. Localizada 3762-9353. em Santa Clara do Sul Tr.: MINI Mercado Inácio, na (51) 3782-1058. linha Alto Constantino, InteCFC Victória, se for viajar, rior, Progresso. Venha nos revise seu carro e seus do- conhecer ou nos contate pelo fone: 99517-7330. cumentos! Tr.: 3710-2588. ÓPTICA Encanto. Óculos de grau e de sol de conceituadas marcas do mercado. Rua Pedro Schneider, 641, Bairro Languiru, Teutônia. SIDERAL Brindes Confec- Fone: (51) 3762-3229. ções Ltda - Agendas, calendário, chaveiro, canecas, GÁS Tele Kiko P13, R$ copos e brindes em geral. 68,00. entrega 24 hs.Tr.: Tr.: 3720-1140 ou www.side- 98405-8011 whats ou 37145996. ralbrindes.com.br O PANELÃO - Churrascaria, lancheria e hotel. BR 386, km 341, nº 6567, Lajeado/ RS. F: (51) 3748-9519.

VIAGENS, festas e fretamento. Escolar: Coteu, Univates, Unopar, cursos pré vestibulares em Lajeado. Contate pelos fones: Claudir: (51) 9857-2590, Nilda: 9989-0811, Coml: 37622883 ou e-mail: claudircntur@gmail.com MUSEU, aceito doações de objetos antigos para a formação de um museu, retiro no local. Fone: 99887-2840 ou e-mail lothar@bewnet. com.br c/ Lothar Krummenauer.

SENSUALE Lingerie e Sex Shop em Roca Sales, R. Emílio Rota, n° 493. Tr:. 99329-3624. SP PORTARIA. Segurança 24hs para o seu negócio! Tr.: 99805-2396. TIA Chica Produção Cultural - Assessoria em organização de livros, edição de livros, palestras sobre literatura, eventos literários em geral. F: (51) 99999-4991 ou chica@itrs.com.br

RESTAURANTE da Mari. Buffet livre c/ churrasco ou a kilo. De seg. a seg. ao meio dia, seg. a sáb. à noite c/ tele entrega, sex., sáb. e domingo c/ espeto corrido. R. Augusto Frederico Markus, 100, B. das Indústrias, Estrela, no Posto RESTAURANTE e Choperia Super Porto. F: 99599-8877 do Batista. De seg. a sex. bu- ou 99646-4059. ffet Kg/livre a noite à lá carte. Sábados música ao vivo + à CARVÃO Letoana - vendelá carte e petiscos. Rua Co- mos lenha, nó de pinho e ronel Müssnich, 310, Estrela, carvão. Compre e comprove junto ao Posto do Gringo. a qualidade desse produto. Rua Edmundo Ludwig, s/n, Fone: (51) 99621-8613. Boa Vista, Poço das Antas. BRECHÓ DA GI – roupas e Contate: (51) 3773-1284 e calçados masculinos, femi- 99547-2936. ninos e infantil. Atendemos de segunda a sábados, ma- TERRAPLANAGEM Guth nhã e tarde e agendamen- aterros, limpezas de terretos. Muitas opções no plus nos, escavações, serviços size. Av. Antônio de Conto, de retroescavadeira e cami794, Encantado. Face: gi nhão caçamba. Rua Bahia, lukas e Brechó da gi whats 19, São Cristóvão, Lajeado. 99818-9287. F: (51) 99995-8401/ 999793978. EFEITO Positivo - Rua Martin Luther, 260, Lajeado/RS. PRISMA Express - entrega Fone/Fax: (51) 3707-0067 expressa de pequenos voou pelo site: www.efeitopo- lumes. Rua Júlio May, 528, sitivo ou e-mail: efeitoposi- sala 01, Centro/Lajeado. tivo@efeitopositivo.com.br Contate: (51) 3011-1526/ 3714-1526/ 98184-3011 ou BAR Do Lula. Bocha 48, e-mail: prisma_express@ bilhar e jukebox. Venha con- hotmail.com ferir!! Aberto de segunda a segunda. R. Paulo Emilio CIA DO CORPO Espaço de Thiesen, 1611, Olarias, La- Saúde. Pilates e acunpunjeado. F: 99102-0407. tura. Dra Loziane Santiago Rocha. Rua Vereador Praia, BRESCOVIT VIAGENS. 510, Taquari/RS. F: 3653Faço viagens, vans sprinter 3744/ 98418-8011. habilitadas ANTT para viagens em todo o Brasil. F: VALMIR fretes e mudanças 98515-2887/ 99841-9004. para todo o Brasil. Com montagem e desmontagem SIDERAL Brindes. Agen- de móveis. Fone: 99906das, calendários, canetas, 2463. copos, camisetas. F: 37201140 ou www.sideralbrinPADARIA e Confeitaria São des.com.br Bento. Pães, cucas, bolaFAM – PNEUS. Borracharia. chas, tortas, bolos e pronta RST 453, estrada Rota do entrega. RST 413, nº 643, Sol, Km 41,5. nº 1855, Es- Km 3, São Bento, Lajeado. trela. Fone: (51) 98186-5439/ F: 3748-7271. (51) 99293-3298 whats. BRINCANDO LEGAL. Loja SUSTENTARE Seguros. aonde você encontra uma Corretor Ilson Wahlbrink. diferenciada variedade de Acidentes pessoais, resi- brinquedos educativos. Rua dencial, veículos, vida, via- Benjamin Constant, 804, gem e muitos outros. Rua Centro, Lajeado. Fone: 51 Santos Dumont, 420, Lan- 3714-1693. guiru, Teutônia. Fone: 37621008/ 99884-1980. VENDO prateleira de ferro nova e usada. F: 99844MASTERMANTAS – Imper- 4220. meabilização em geral. Aplicação de manta asfáltica VENDO prateleira de ferro em todos os tipos de telha- nova e usada. F: 99844dos, lajes, piscinas, murros, 4220. alicerces e impermeabilizaANIMAIS ção de paredes prediais e residenciais. Contate: (51) PET STYLE – Serviços de 99875-0108 e 99628-5792. banho e tosa, táxi pet, hosMUSICENTER - Manutenção pedagem à domicilio, pet e em instrumentos de sopro. cat sitter. Localizado na rua Aulas de saxofone e trom- Emilio Conrad, 301 sala 01, bone. Reparos em violões. Moinhos, Lajeado/RS. Tr.: Fone: (51) 99105-2304 vivo. 99708-1950. SONHO Doce Confeitaria e Sorveteria: Sucos, pães, tortas, pizzas, encomendas para festas, cafés e eventos. Rua Santos Dumont, 984, B. Languiru, Teutônia. Fone: (51) 3762-2286.


A HORA | Fim de Semana, 9 e 10 de novembro de 2019

21

Cruzadas www.coquetel.com.br /

Lema da Bandeira brasileira Tempero verde da culinária japonesa Zélia (?), cantora de "Catedral" (MPB) A mais lacônica das respostas Peixe marinho vulnerável à pesca

Cristiane, muito obrigado pelos nossos 8 anos de casamento. Estar contigo é a maior das minhas aventuras. Do futuro pouco sei. Mas do passado resgato alegrias e felicidades. Te amei, te amo, te amarei!

© Revistas COQUETEL

Investimento em (?), Serviço básico de insDitongo objetivo tituição bancária (pl.) de "pauta" do PAC Zeca Camargo, (Gram.) (Econ.) apresentador de TV

Cada um dos 513 políticos da Câmara Baixa "Palcos" das lutas de judô

Apelido de Anakin Skywalker (Cin.) Forma de se referir ao antigo amor

Outra designação do bichopapão

(?)-bola, mascote da Copa de 2014 (fut.) Anatomia (abrev.)

Como anunciar neste espaço

Clube Social é reservado para os assinantes do A Hora. O leitor tem direito a uma publicação anual grátis. Os conteúdos são restritos para casamentos, nascimentos, formaturas, bodas e aniversários de 15 anos. O assinante deve encaminhar uma foto e texto de no máximo 200 caracteres, ao e-mail recepcao@jornalahora.inf.br. Tamanhos fora do padrão ou homenagens aos aniversariantes têm 50% de desconto para assinantes. Não assinantes pagam valor de tabela.

Resumo das novelas

"Sermão da (?)", obra de Antônio Vieira Pouco profundo Barco, em inglês

(?) Granado, piloto da Moto 2 Estrutura da qual se retira o tutano Que faz escolha Nesta ocasião

Dona do Pedaço

nos alcóolicos anônimos. Vivi leva Linda para fotografar no estúdio. Tibério procura Fabiana e Régis. Vivi teme que Camilo a sequestre. Tibério tenta convencer Téo a atenuar seu depoimento contra Jô. Camilo pede que Eusébio deponha como testemunha de acusação. Bernardo mexe no computador de Fabiana. Amadeu leva Maria da Paz para o tribunal. Começa o julgamento de Jô.

Éramos Seis

Habilidade do exímio jogador de cartas

BANCO

Programa usado por arquitetos (Inform.)

Antonio Candido, crítico literário

Fazer uma (?): discutir a relação (pop.)

Texto produzido pelo doutorando

Motivo do êxodo rural no Nordeste 62

A U

E X

A A

I N F R A E S T R U T U R A C Z F O C A N T O A G E S R I C O O O R E P R T E R A N N T A T E C E S C A

R T A A T N A I M E S S A I S

Q U D G I R

D E P U T A D O F E D E R A L

com Alfredo. Soraia desafia Karine. Júlio chama Alfredo para conversar. Júlio toma remédio para tentar amenizar sua dor. Julinho fica animado com a festa de casamento. Lola se desespera ao ver a quantidade de medicação ingerida por Júlio.

E S E T

Marion se surpreende ao saber que Júlio é pai de Alfredo. Almeida mente para justificar a ausência de Júlio. Alfredo e Júlio se enfrentam. Carlos se constrange no clube. Marion cuida de Júlio, que teme voltar para casa. Lola questiona Júlio sobre seu desentendimento

(?) Madruga, personagem de "Chaves"

"Abre-(?), Sésamo!", frase de Ali Babá

O R D E M S E P R B O G R D E S E S O

Lola se desespera ao ver a quantidade de medicação ingerida por Júlio

Nova exibição de um programa

Solução

Tibério afirma que Jô pode ser inocentada se conseguir atenuar os depoimentos de Téo e Fabiana. Régis leva Lyris para conhecer Arthur. Amadeu avisa a Maria da Paz que o julgamento de Jô foi marcado. Tibério conversa com Evelina. Bernardo começa a trabalhar na fábrica. Fabiana dispensa a consultoria de Antero. Abdias pede para Sílvia acompanhá-lo em sua reunião

O acusado, em um processo judicial Liberação do que estava preso (p. ext.)

Agitar fortemente

3/cad. 4/boat — eric. 6/duncan. 10/destranque — sexagésima.

Abdias pede para Sílvia acompanhá-lo em sua reunião nos alcóolicos anônimos

Entra e (?): fluxo contínuo de pessoas

Loterias Bom Sucesso Tonho questiona Marcos sobre suas intenções com Paloma. Mario não gosta de saber que Silvana lançou uma campanha na internet para conseguir seu perdão. Ramon conversa com Alice. Mario aceita as desculpas de Silvana, com a condi-

DUPLA SENA ção de a atriz não usar o relacionamento dos dois para se promover. Nana conta a Diogo que Eugênia não aceitou vender a coleção de Paloma em sua loja. Vera vê Alberto com Paloma e deduz que o pai de Nana está se declarando para a costureira

Concurso nº 2205 - 6/11/19

12-21-28-37-42-57 1 GANHADOR: R$ 61.429.947,73

Concurso nº 2008- 7/11/19

05-09-13-24-31-40 16-25-27-35-37-42 ACUMULOU!

Concurso nº 5116 - 7/11/19

07-15-16-49-79 ACUMULOU!


AH

Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

51 3748.0103

ESTRELA

Nova ladeira, velha paixão Festival de Carrinho de Lomba atrairá centenas de apaixonados pela modalidade

O

s apaixonados por velocidade, adrenalina e uma velha brincadeira de criança terão mais uma oportunidade de aliar um pouco disso tudo em Estrela. A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel) promove, neste sábado, o 4º Festival de Carrinhos de Lomba – iniciantes. O evento, com apoio da Off Aventura, ocorre das 16h às 19h, na Rua Arnaldo José Diehl, mais conhecida como “Rua da Polar”, que dá acesso à Escadaria de Estrela e que agora está toda asfaltada. A participação também é franca e aberta. Serão disponibilizados alguns carrinhos, mas será exigido para participantes itens de segurança como capacete e calçados fechados. O termo “iniciantes” se deve ao fato de que a Smel espera por uma participação mais acentua-

da de crianças, jovens e adultos que nunca brincaram com os carrinhos – próprios à modalidade ou adaptados – e que pretendem começar a descobrir este mundo, já que a ladeira escolhida desta vez não é muito ingrime como as outras utilizadas em edições anteriores do Festival ou nos eventos de downhill As inscrições podem ser realizadas antecipadamente por um link (encurtador.com.br/wALNO). Também serão permitidas na hora. Os menores de idade devem ter assinatura de um termo de responsabilidade, que também será fornecido pela Smel no local, por parte de um maior de idade. Em caso de adiamento em razão do tempo, os organizadores avisarão por meio das redes sociais autorizadas, entre elas a fanpage da Smel. Mais informações pelo telefone 3981-1067.

ARQUIVO/PREFEITURA DE ESTRELA

Pessoas de todas as idades descem com carrinhos próprios à modalidade ou adaptados

TÊNIS DE MESA

Os melhores do RS estarão em Lajeado EZEQUIEL NEITZKE

Um dos precursores do tênis de mesa no Vale do Taquari, a equipe Tênis de Mesa Lajeado é o anfitrião da última etapa do Campeonato Estadual da modalidade. O evento será disputado no Shopping Lajeado, a partir das 10h de domingo. Não será cobrado ingresso. Cerca de 60 atletas de 12 cidades vem a Lajeado no domingo. A competição será dividida em três torneios. O primeiro reúne os 16 melhores colocados no ranking estadual, indiferente da categoria. “No final, os melhores receberam premiação em dinheiro”, conta Carlos Heyman Quem não conseguiu ficar entre os 16 melhores do ranking e é federado, também terá um torneio específico. “Quem não é federado também terá

uma competição. As inscrições encerraram na quinta-feira e tivemos vários inscritos”, conta.

Título para o Vale Na última etapa, disputada na Sogipa, o Tênis de Mesa Lajeado voltou com dois títulos e dois terceiros lugares. Augusto foi campeão sub 18 enquanto que Carlos Heyman ficou com o título na categoria veterano 40. Já Samuel e Leonardo foram terceiros colocados na categoria sub 15. “São resultados excelente aqui para a região”, pondera Heyman Em maio, dezenas de atletas participaram de uma competição em Lajeado


A HORA ESPORTE | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

23

QUALIDADE DE VIDA

JÉSSICA R. MALLMANN

Três mil pessoas pelas ruas do Vale EZEQUIEL NEITZKE ezequiel@jornalahora.inf.br

odo fim de semana milhares de corredores tomas as ruas das cidades brasileiras para praticar um exercício físico ou competir. Praticantes de uma modalidade que cresce a cada ano, a corrida de rua, eles conseguem conciliar uma rotina pesada de trabalho com a atividades físicas. Sicredi Night Run, no sábado à noite em Teutônia, e Circuito dos Vales, no domingo pela manhã em Lajeado, atraem milhares de pessoas de diversas partes do RS.

T

Sicredi Night Run Circuito dos Vales A prova contará com 2,5mil atletas. Ela será realizada na sede do Sicredi Ouro Branco, em Teutônia, a partir das 17h e conta com as modalidades de caminhada (3km), corrida nas distâncias 800m, 3, 5 e 10 quilômetros. O percurso da corrida e caminhada é todo urbano e possibilite que os visitantes conheçam o Centro Administrativo, um dos pontos turísticos da cidade. Um DJ recepciona os atletas a partir das 17h, e o palco contará com show de bandas. Uma praça de alimentação com Food Trucks e cervejeiros locais estará à disposição da comunidade a partir das 18h. O evento também contará com atrações como voo cativo de balão, parede de escalada e surpresas para a comunidade no trajeto.

A quinta e penúltima etapa do Circuito dos Vales ocorre neste domingo em Estrlea com a participação de 650 atletas. A largada para a corrida e caminhada será às 9h no Parque Princesa do Vale. Conforme um dos organizadores, Guilherme Marder, a adesão à prova bateu todos os recordes, desde que ela foi criada. “A procura pelas inscrições foi empolgante, a cidade conta com muitos atletas da modalidade. Para o ano que vem teremos muitas novidades.” Marder destaca a parceria com a Expovale e o fato de ser a final do Circuito como um dos pontos que fez ter muitos inscritos. Marder conta que o Circuito dos Vales cresceu muito este ano e a tendência é de aumentar ainda mais em 2019. “As pessoas estão

Atenções do Estado estarão voltadas ao Vale do Taquari neste fim de semana

procurando cada vez mais provas de corrida para se desafiar.” O Kit atleta composto por camiseta, número de peito, chip descartável e medalha de participação.

INTERNACIONAL

GRÊMIO

Jogo para afastar a crise

No G4, Tricolor visita a Chape

Será disponibilizado neste sábado, das 11h às 16h, na loja DMF Esportes, do Shopping Lajeado, e no domingo, das 7h30min às 8h30min, no local da prova.

CLASSIFICAÇÃO

Libertadores

Teutônia e Estrela sediam duas rústicas em menos de 12h

e Cortez, suspensos. Para seus lugares, deve promover a entrada de Rômulo e Juninho Capixaba. O provável time para a partida tem: Paulo Victor; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Juninho Capixaba; Rômulo e Matheus Henrique; Alisson, Diego Tardelli e Everton; Luciano. Com 53 pontos, o Tricolor quer a vitória para se distanciar do São Paulo, atual quinto colocado. LUCAS UEBEL

Rebaixamentoo

Depois de vencer o CSA nos acréscimos, o Grêmio busca contra a Chapecoense a quinta vitória consecutiva no Brasileirão. As equipes se enfrentam às 19h do domingo, na Arena Condá, em Chapecó. A vitória na última rodada colocou a equipe de Renato Portaluppi pela primeira vez no G4, grupo de classificação direta à Copa Libertadores. Para enfrentar a Chape, o técnico não contará com Maicon

Sul-Americana

RICARDO DUARTE

EQUIPES

PG

V

E

D

GP

GC SG

Flamengo

74

23

5

3

65

25

40

Palmeiras

66

19

9

3

50

23

27

Santos

61

18

7

6

45

28

17

Grêmio

53

15

8

8

54

32

22

São Paulo

52

14

10

7

32

22

10

Corinthians

48

12

12

7

35

28

7

Athletico

47

13

8

10 44

31

13

Internacional

46

13

7

11 35

31

4

Bahia

43

11

10

10 34

30

4

Goiás

42

12

6

13 34

47

-13

Atlético-MG

39

11

6

14 38

43

-5

Vasco da Gama

39

10

9

12 28

37

-9

Ceará

36

10

6

15 32

31

1

Fortaleza

36

10

6

15 38

44

-6

Fluminense

34

9

7

15 31

41

-10

Cruzeiro

34

7

13

11 26

36

-10

Botafogo

33

10

3

18 26

40

-14

CSA

29

7

8

16 21

44

-23

Chapecoense

22

4

10

17 25

47

-22

Avaí

17

3

8

20 16

49

-33

AGENDA

32ª Rodada

Contra o Fluminense, Inter busca a segunda vitória em casa no returno

SÁBADO

N

o seu pior momento no ano, o Internacional venceu apenas três partidas nas doze rodadas do segundo turno. Em casa, a única vitória foi contra a Chapecoense. Para espantar a crise e voltar à briga pelo G6 do Brasileirão, recebe o Fluminense neste domingo, às 16h, no Estádio Beira-Rio. Para voltar ao caminho das vitórias, o técnico Zé Ricardo conta

com os retornos de Marcelo Lomba e Edenilson após cumprir suspensão. Nico López também pode ganhar nova chance entre os onze que iniciam a partida. O provável time tem: Marcelo Lomba; Heitor, Bruno Fuchs, Cuesta e Uendel; Lindoso e Edenilson; Nico López (Guilherme Parede), D'Alessandro e Pottker (Patrick); Guerrero. Com 46 pontos, o Inter ocupa atualmente a oitava colocação no campeonato.

17h

Goiás

x

Santos

19h

Palmeiras

x

Corinthians

DOMINGO 16h

Internacional

x

Fluminense

16h

Cruzeiro

x

Atlético-MG

16h

São Paulo

x

Athletico

18h

Flamengo

x

Bahia

19h

Fortaleza

x

Bahia

19h

Chapecoense

x

Grêmio

19h

CSA

x

Vasco da Gama

SEGUNDA-FEIRA

Grêmio acumula quatro vitórias consecutivas no Brasileirão

20h

Botafogo

x

Avaí


24

A HORA ESPORTE | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

REGIONAL

CONHEÇA AS EQUIPES SEMIFINALISTAS

Conheça os semifinalistas titulares e aspirantes EZEQUIEL NEITZKE

Times iniciam busca pela vaga à final no domingo. Jogos ocorrem em Taquari e Estrela

R

Neste domingo, a Copinha conhecerá os finalistas da Série Ouro e Série Prata. Os jogos iniciam às 15h30min. Pela Série Ouro, os jogos de vol-

Atlântico

Após três anos, Estrela volta a ter uma equipe na semifinal da competição. Liderada por Gustavo Gewehr, o time tem a melhor defesa entre os clubes nesta fase. Ismael Krindges, o “Mael” sofreu apenas seis gols. Em dez partidas, venceu quatro jogos, empatou quatro e perdeu apenas dois. Das quatro equipes, é a única que já disputou uma semifinal – 1986 e 2000.

A equipe manteve a base do time campeão da Taça da Amizade. Além disso, aposta na pontaria afiada do centroavante Edinilson Dornelles, o “Tanque”, artilheiro da competição. Para o confronto deste domingo, o treinador terá o retorno de Maicon Tonatto, que cumpriu suspensão na partida de volta das quartas de finais.

ezequiel@jornalahora.inf.br

Série B define os finalistas

Dono da melhor campanha com apenas uma derrota em dez jogos disputados. A equipe aposta no retrospecto positivo contra a Assespe para carimbar o passaporte para a final. Nos dois jogos disputados na fase classificatória, duas vitóras – 2 x 0 em Taquari e 2 x 3 em Venâncio Aires.

Boavistense

EZEQUIEL NEITZKE

estam mais quatro equipes nas duas categorias do Campeonato Regional/Copa Certel/Sicredi. Nas categorias titular e aspirante, eles disputam a rodada de ida da semifinal. Jogos iniciam às 14h para o segundo quadro. Titulares entram em campo às 16h. Na titular, todas as equipes chegam pela primeira vez nesta fase da competição. No aspirante, Rui Barbosa é o mais experiente, com três taças conquistadas. Quem vem forte na busca do título inédito é o União Santo André. A equipe de Lajeado está invicto.

Taquariense

Assespe O representante de Venâncio Aires é o menos badalado entre os quatro semifinalistas. A equipe chega nesta fase embalada pelo bom momento no certame. Após quase ser eliminado na fase classificatória, eliminou dois favoritos ao título Fluminense e União Santo André. Em dez jogos, venceu quatro partidas, empatou três e perdeu outros três.

Veteranos jogam pela manhã. Aspirantes entram em campo às 14h.. Copinha às 15h e titulares às 16h

ta ocorrem Lajeado e Canudos do Vale. Atual campeão, o Minuano está a um empate do título, mesma situação do Alto Taquari. Já Brasil e Guarani precisam vencer para chegar a decisão. Na Prata, Esperança e Atlético Gaúcho empataram no jogo de ida e nova igualdade classifica o Esperança. Quem também joga pelo empate é Independente. Na

partida de ida venceu o Largados por 2 x 1.

Veterano

União e Estudiantes se enfrentam em Encantado. Já o Concórdia recebe a Assespe, em Roca Sales. Assespe e Estudiantes jogam por dois resultados iguais para chegar na final. GIOVANE WEBER

GABRIEL SANTOS

PARTIDAS Titular (16h) Taquari Taquariense x Assespe Estrela Atlântico x Boavistense Aspirante (14h) Taquari União Santo André x Rui Barbosa Estrela Estudiantes x Rui Barbosa

União Santo André A equipe de Lajeado é a única invicta. Em dez jogos são nove vitórias e um empate. Além disso, em a melhor defesa com cinco gols sofridos em dez jogos e o melhor ataque, 31. Para o jogo, o técnico Gustavo Zanatta, o “Mão”, não terá o volante

Estudiantes Outro representante de Lajeado, o time do Bairro Conventos terá o retorno dos atacantes Vitor Hugo e Nininho que não jogaram as quartas de finais por estarem suspensos. O time treinado por Renan Beuren aposta no atacante João Moura, artilheiro do time com sete gols.

Rui Barbosa

Série B Série Ouro Lajeado Guarani x Alto Taquari Canudos do Vale Minuano x Brasil

Rui Barbosa busca chegar na terceira final consecutiva

Brasil busca uma vaga para a final da Copinha

Série Prata Bom Retiro do Sul Largados x Independente Arroio do Meio Esperança x Atlético Gaúcho

Tricampeão, o representante de Arroio do Meio tem a pior disciplina entre os semifinalistas, com 440 pontos. Para o jogo, o volante Yago desfalca o time.

Cruzeiro Representante de Vespasiano Corrêa, o time busca feito inédito. Nesta edição, venceu sete jogos e perdeu três. José Martins é o vice-artilheiro do certame com oito gols.

ATLETISMO

Univates recebe Campeonato Estadual Neste sábado, a partir das 8h30min, o Estádio Olímpico da Univates recebe o Campeonato Estadual de Atletismo - categoria

sub-12. Participam das provas cerca de 200 atletas de todo o Estado. O evento é promovido e organizado pela Federação de Atletismo

do Estado do Rio Grande do Sul e pela Associação de Atletismo dos Vales com o apoio da Univates e da Prefeitura Municipal de Lajeado.

A comunidade poderá assistir às provas na arquibancada coberta do Estádio, com entrada franca. Serão disputadas as provas de

50m, 150m, 500m, 4 x 50m, salto em altura, salto em distância, lançamento de pelota, todos nas categorias masculino e feminino.


25

A HORA ESPORTES | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

EC AMERICANO/COROAS

CINQUENTÃO COROAS Apesar do feriado tivemos uma boa presença de atletas para nosso tradicional jogos entre amigos dos sábados a tarde. A intenção dessa nossa reunião é de celebrar a amizade, o companheirismo, e claro, jogar um futebolzinho, que depois tem a tradicional resenha regada a uma cerveja bem gelada. No sábado passado tivemos a vitória do time Azul sobre o Vermelho pelo placar de 5 x 2. Décio e Elton Veruck, o “Neves” apitaram a partida. Nas bandeirinhas estiveram André e Galo. Os destaques do confronto foram Regis e Everaldo (time Azul). Felipe e Polaco (time Vermelho). Os gols do jogo foram marcados por Everaldo e Regis, ambos em duas oportunidades, e Tonho. Já Secco e Ito descontaram para o Vermelho. O time Azul jogou com Tiago, Gemelli, Ari, Gerevini, João, Ezequiel, Osório, Regis, Everaldo, Belmonte, Eliseo, Tonho, Macuco e Pingo. Já o Vermelho atuou com Valmir, Ito, Jorge, Dário, Wickert, Ilson, Baldo, Felipe, Secco, Papagaio, Batata, Reni, Elito, Inácio e Valmor.

Master

O master no sábado passado estava de folga. Neste fim de semana, enfrenta o Serrano.

Veterano

Recebemos o Real Primavera e empatamos em 3 x 3. Atuamos com Everton, Laudinor, Cláudio, Muca, Fucks, Fabrício, Gui, Alex, Quaresma, Chile, Eliseu, Gildo, Samir, Tiago e Ismael. Os gols foram marcados por Quaresma, em duas oportunidades, e Alex. Neves foi o responsável pela arbitragem.

Informe

www.setelajeado.com.br

Começa a fase eliminatória

EZEQUIEL NEITZKE

EZEQUIEL NEITZKE

ezequiel@jornalahora.inf.br

A

Copa Sete/Sicredi/CBM entra em uma nova fase neste sábado. A partir das 13h 45min, iniciam os jogos extras das Séries Ouro e Prata na primeira e segunda divisões. Pela Ouro da elite, o Cervejetarianos enfrenta o Tocafogo, quem passar encara o Galera na semifinal. Já o vencedor de Polêmicos x Tabajara encara o Real Madruga. Na Prata, Cataluña enfrenta o SNS, quem passar de fase encara o FuteBar Avaí. Já o Renegados espera o vencedor do confronto entre Futebolzinho x Só Pela Ceva.

Segunda divisão

As últimas duas vagas para a primeira divisão de 2020 estará em jogo

Informe

serão entre Renegados x UFC e Dinamite x Jéduca, os vencedores dos confrontos enfrentam, respectivamente, Afusi e Copeiros.

Critérios desempate Cervejetarianos e Tocafogo disputam um dos jogos extras na elite

neste sábado. Às 13h45min o Dogs United encara o Mercenários. Quem passar, além de estar na elite do próximo ano, enfrentará o Coringa. Já quem passar no duelo entre Saragossa e Alcatraz encara o Arranca Toco. Na Série Prata as semifinais

Restam poucas vagas vagas já estão preenchidas, as outras duas estão sendo disputadas por Sem Bronca (23 pontos e dois jogos), Eutanásia (23 pontos e um jogo) e Tsunami (18 pontos e dois jogos).

www.soges.com.br

Os destaques do time Azul ficaram para Regis e Everaldo

Felipe e Polaco tiveram as melhores atuações para o time Vermelho

AGENDA DE JOGOS 13h30min - jogo dos Cinquentões 15h - Veteranos enfrenta o Amigos do Laçador Folga: Master

Os jogos extras serão disputados em uma única partida. Em caso de empate a decisão será através da cobrança de tiro livre 3 x 3. Só poderão bater os atletas que estiverem terminado a partida em campo. Os reservas não poderão cobrar. Caso uma das equipes tenha um jogador a menos, a outra deverá eliminar um cobrador para equilibrar o número de atletas

Faltando duas rodadas para o fim da fase classificatória, a maioria das equipes já sabem o seu futuro na competição. Neste sábado, as três divisões entram em campo a partir das 12h30min. Confira a classificação e os jogos no site www.jornalahora.com.br Na primeira divisão falta apenas uma rodada. O Xtotz United lidera com quatro pontos de vantagem e já garantiu a primeira colocação geral. Já o Galácticos e o Passabola B apenas cumprem rodada.

Terceira divisão Sem Bronca pode encaminhar a vaga

Segunda divisão

Algumas equipes tem ainda dois jogos para disputar. Seis das oito

Nono colocado com 24 pontos, o Meia Boca Juniors entra em campo neste sábado precisando da vitória contra o Fúria para retornar a zona de classificação a próxima fase. Um ponto atrás do Velha Guarda, oitavo colocado, o time tem um jogo a menos que o rival.

AGENDA DE EVENTOS

No dia 23 de novembro ocorre o tradicional Baile de Aniversário. A animação será de Pato Som. Convites estão a venda com a diretoria do clube. No dia 15 de dezembro ocorre o Gre-Nal dos Cinquentões. Programe-se Bom fim de semana. Se beber, não dirija!

Esporte Clube Americano/Coroas Esta história não pode parar!

Informe

Fim de semana de muito futebol

www.ctclajeado.com.br

O fim de semana será de muito futebol pela Copa CTC/Construtora Diamond de Minifutebol. As duas últimas rodadas da fase classificatória ocorrem no sábado e domingo. Nas quatro divisões, apenas a

primeira não tem a Série Ouro definida. Cinco pontos na frente do Rebordose, o Ghost precisa de apenas um ponto em seis que disputará. No sábado encara o líder Borussia, enquando que no domingo o adversário é o Coroa Mirim/Posto do Arco. Já o Rebordose encara o Coroas Mirim/Posto do Arco e o Bitterflex. Confira a classificação e os jogos no site www.jornalahora.com.br

Ghost precisa de um empate


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

26

IDEIAS

Este é um espaço fixo de colunistas convidados pelo A Hora. Cada um escreve um artigo por mês, em espaços previamente estabelecidos e reservados.

CARLOS CYRNE Professor e vice reitor da Univates

D

esde de criança (o que não faz muito tempo), tenho ouvido dizer que o Brasil é o país do futuro. Na década de 1980 tínhamos como bandeira a busca da redemocratização da nação e a esperança real de que teríamos um futuro. É inegável que o país avançou, mas... Ainda resultado da conversa com o professor Leonel Oliveira, lembramos da música da banda brasileira, de Salvador, Camisa de Vênus e seu clássico: O País do Futuro, do disco Duplo Sentido de 1987, cuja a letra ainda é atual. Vejamos, “aqui não tem problema, só se você qui-

O país do futuro ser”. Problemas, no Brasil? Como assim? Se entra governo, sai governo e o discurso dos mandatários é sempre o mesmo, ressaltando seus feitos heroicos, com realizações na educação, saúde, segurança, infraestrutura..., “tenha esperança e fé”. Esse não é bem o país do futuro, é do presente, para os políticos, mas lamento por não ser aquele que vemos no nosso dia a dia. A canção continua, “todo dia lhe oferecem, sempre o melhor negócio, vão levar a sua grana, vão lhe chamar de sócio”, como não concordar, se a cada novo espaço de tempo somos cientificados das falcatruas que políticos, empresários e outros tantos comentem: desvios, superfaturamento, propinas... mas “vai ficar tudo bem, acredite em mim, meu

JONAS RÜCKERT

Afirmo, no entanto, que a reciprocidade está em alta! Gostemos ou não, há uma onda motivada por instituições inovadoras, embora muitas delas cinquentenárias e plataformas de serviços, mediadas pelas tecnologias dos aplicativos, que protagonizam essa relação, agora virtualizada. Confesso que gosto! Bernardo Toro, filósofo e educador colombiano me chamou atenção pela sua linha de pensamento; compartilho duas falas suas: “precisamos resgatar a premissa do ganha/ganha” e “precisamos de cidadãos do mundo. Formar estudantes com consciência

Entre aspas trechos da música O país do futuro, Camisa de Vênus.

Cyrne escreve sempre no segundo fim de semana do mês. Fale com ele: cccyrne@hotmail.com

Deputado Estadual MDB/RS

A onda da reciprocidade está em alta!

H

Nada justifica o uso de força. Acredito que é preciso uma mobilização, junto aos nossos representantes, para viabilizar as reformas que se mostram cada vez mais necessárias para termos algum futuro, para que não corramos o risco de irmos “outra vez, pro fundo do buraco”, o que seria o fim da ideia de um país do futuro. “Mas minha conta na Suíça tá uma beleza...tá engordando.... há, há” ou “Isso é só fim”?, mas esta já é outra música.

ÉDSON BRUM

Diretor do Colégio Teutônia

á alguns dias fazendo uso do serviço de UBER fui surpreendido com o comentário da motorista que, em meio àquelas “prosas” sobre tempo, calor, gastronomia e comportamento social, compartilhou que os passageiros deste serviço também são avaliados pelos motoristas do aplicativo. Não sabia disso! Possivelmente ingenuidade da minha parte ou, ainda, soberba social instituída que nos faz pensar que somos apenas sujeitos com direitos. Como humanos nossa compreensão social e toda completude existencial se dá nas relações coletivas. E, neste sentido, parece haver uma desordem motivada pelas circunstâncias desse mundo agitado.

filho”, afinal de contas somos brasileiros, não desistimos nunca, “muito pouco aqui no bolso, mas muita fé em Jesus Cristo” que está lá parado no Corcovado. E por falar nisso, nunca antes na história deste país, parafraseando Luís Inácio, tivemos uma paralisia tão grande da sociedade, assim me parece. Olhamos para o resto do mundo e até mesmo o pacificado Chile foi às ruas, enquanto isso no Brasil não se visualiza movimentação alguma na busca de uma alternativa. Claro que não estou pensando em “se você não me respeita, vou radicalizar, meto a mão em seu focinho, eu tô cansado de apanhar”, como alguns poderiam interpretar e outros até mesmo defender, como o atual governador do estado do Rio de Janeiro.

democrática e internacional é a única maneira de garantir a construção de um mundo de justiça e paz”. A questão é: precisa ser bom para todos! Isso me remete à infância quando nossos vizinhos na colheita do feijão, no tempo do milho verde, no dia em que um terneiro ou um suíno era carneado, nos procuravam ao final da tarde para oferecer aquilo que era resultado da sua dedicação. Entendi, muitos anos depois, a dimensão da partilha nesse ato de cooperar, de fazer juntos, de fazer pelos outros... Minha mãe, meus avós acolhiam a oferta e “a bacia”, comumente de plástico de cores marcantes azul, vermelha ou, ainda verde, que não retornava vazia. Era a grata possibilidade de devolver com algumas bolachas de melado, doces de manteiga ou bolachas pintadas. Coisa de colono? Não. De SER humano! Pura reciprocidade! E tudo isso vinha acompanhado de sorrisos fartos e gratuitos! Terapia pura! A onda da reciprocidade que percebo, mesmo que oculta, é a de valorizar os relacionamentos presentes para construir as possibilidades constantes e duradouras. A sociedade não aceita mais “o não dá nada”. Vivenciei a força da reciprocidade em situação e circunstância em tempo bem presente e fez toda diferença. Nosso compromisso está aí! Sair do marasmo, do “não quero me incomodar”, do “isso não é comigo” e levar essa dimensão à frente. É tempo de valorizar e prospectar boas e duradouras relações. As bolas de Natal, a luzes coloridas que já vejo por aí precisam significar mais do que enfeites. O tempo está propício para atitudes. É o que penso. É minha opinião. Rückert escreve sempre no segundo fim de semana do mês. Fale com ele: direcao@colegioteutonia.com.br

Petróleo: uma nova receita para o Vale do Taquari

H

á muito tempo o governo do Estado corta gastos, cancela despesas, contingencia investimentos. Nada é suficiente. Vende-se o patrimônio, enxuga-se a máquina, renegociam-se contratos, extinguem-se benefícios, cargos, funções. A sangria nos cofres públicos, infelizmente, é mais grave. Nas prefeituras, onde acontece a verdadeira prestação de serviços à população, a situação é ainda pior. Na maioria dos casos, já se enxugou muito. Entretanto, as dificuldades dos cofres públicas são tamanhas que o que precisamos, mesmo, é de novas receitas. Não novos empréstimos, mas novas fontes de renda. Por exemplo, a divisão dos royalties incidentes sobre o

petróleo em águas territoriais do país na camada conhecida como pré-sal. O petróleo brasileiro sempre foi cobiçado pelo mundo inteiro, embora a nossa gente nem sempre, nas estruturas públicas das comunidades, sinta as vantagens desta pujança. A divisão, historicamente, nunca foi justa. Em 2010, o tema teve no então deputado Ibsen Pinheiro um dos seus maiores defensores. Era o começo de uma batalha. À época foi proposto por ele a Emenda 387, indicando que a União

deveria ficar com 40% dos dividendos do pré-sal e o restante deveria ser dividido entre estados e municípios, seguinte as regras do Fundo de Participação dos Municípios. Naquele período, os Estados produtores protestarem, inclusive houve várias ações no Supremo Tribunal Federal. O quadro mudou. Como destacam as manchetes dos últimos dias, estabeleceu-se a possibilidade de uma nova distribuição dos royalties pré-sal a estados e municípios. A partir da complexa transação internacional que teve início no último dia 6, passarão a ser destinados 15% dos recursos a serem divididos aos Estados e 15% aos municípios, ficando a União com 67% e o estado do Rio de Janeiro com 3%. A nova partilha desta que é uma das principais riquezas naturais brasileiras vem ao encontro da necessidade dos municípios que, na maioria, passam por dificuldades de caixa frente à atual crise econômica. Se a adversidade provoca efeitos comuns a todos os municípios, na hora da fartura a mesma lógica deve ser observada. Afinal, somos todos brasileiros. Apenas como exemplo, o município de Lajeado receberá R$ 1.950.928,00 e o Vale do Taquari como um todo, terá o incremento de aproximadamente R$ 20 milhões nas contas das prefeituras. Esta divisão do pré-sal seguindo a concepção de Ibsen Pinheiro e marcará um novo divisor na discussão das exportações, onde as regras do Fundo de Exportações e a Lei Kandir serão temas relevantes.

Brum escreve sempre no segundo fim de semana do mês. Fale com ele: alberto.flores@al.rs.gov.br


A HORA | Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

27

DIVULGAÇÃO

artigo Mande sua foto para o A Hora. WhatsApp: (51) 9 92487689. ardemio@bewnet.com.br

Indignados com a quantidade e o tamanho dos buracos da ERS-421, moradores do bairro Conventos (Lajeado) optaram por um protesto diferente. Em uma das falhas do pavimento, foi plantada uma bananeira, para chamar atenção das autoridades. Marcelo Gutjahr é o autor da foto. Ele afirma que a iniciativa foi para alertar os motoristas sobre o buraco. “É mais fácil andar no interior em estrada de chão do que aqui no asfalto de Conventos”, diz. Nessa semana, a reportagem do A Hora contou mais de quarenta buracos em 4 km da rodovia. O Daer informou que as falhas são causadas pelo excesso de chuva e que fará uma operação tapa-buracos assim que as condições climáticas permitirem.

FRASES DA SEMANA Impossível descansar. Eu fecho os olhos e vejo tudo acontecendo de novo. Estamos vivendo um pesadelo” Evandro Schmitz, sobrevivente da chacina em Arroio Abelha, no interior de Sério, que chocou o Vale do Taquari nesta semana.

“Inovar é mais do que buscar o sucesso. É essencial para a sobrevivência dos negócios” Aline Eggers, presidente da Acil, durante o Fórum Estadual de Empreendedorismo, Estratégia e Inovação (EmpreInove), promovido nessa terça-feira, no CTC.

“O que tem que se debater não é o fechamento de municípios, mas como eles podem trabalhar de forma articulada” Cíntia Agostini, presidente do Codevat, sobre a proposta do governo do federal para a exitnção de município pequenos e sem autonomia financeira.

EXCLUSIVO PARA OS ASSINANTES DO A HORA ATÉ

10% DESC. À VISTA

Zanattas 5% no cartão 10% no dinheiro

ARDÊMIO HEINECK

“Receitas” públicas também existem

P

assadas as eleições para prefeito, governador e presidente da República, é necessário virar a página das paixões e abraçar o município, o estado e o país. Ajudar no equilíbrio das contas públicas e no desenvolvimento econômico e social sustentado e crescente. Agora, para tanto, os cidadãos precisam ser envolvidos, através de perspectivas concretas, de que as coisas vão melhorar. No âmbito nacional, nesta semana o Executivo encaminhou ao Congresso medidas que, segundo temos acompanhado, representam um novo Plano Real, tamanha a mudança estrutural e a modernização de funcionamento do país que propõem. Os ajustes necessários cabem ao Congresso onde militam nossos representantes. Já para enfrentar as necessidades de curto prazo, a União se vale da venda de ativos, reduz seu déficit e promove o desenvolvimento sustentado que, por consequência, alarga a base de arrecadação de tributos, impactando a coluna das receitas. Como gaúchos, na mesma semana, fomos surpreendidos por duas medidas controversas do governo do estado: o fim do parcelamento do IPVA e o perdão de 90% da multa na renegociação de tributos em atraso. A primeira, felizmente revogada, penalizaria novamente o cidadão e tiraria sua capacidade de gastos de final do ano, sem os quais haveria a geração de ICMS a menor a ser recolhido em janeiro, com o que o impacto positivo no caixa do Governo, buscado com a recolhimento à vista do IPVA, seria reduzido, quase inócuo. O governador Eduardo Leite mostra coragem e articulação incomuns para atacar os problemas estruturais que corroem as finanças do Estado. Seu equacionamento é vital para que recursos públicos estaduais voltem a ser investidos em apoio à indispensável retomada do desenvolvimento econômico. Só

que os efeitos positivos são de médio e longo prazos. Há a necessidade da geração imediata de dinheiro para viabilizar o fluxo de caixa – que não seja pelo aumento de tributos e de olhar-se a geração de receitas sustentadas, num prazo mais curto, com o alargamento da base tributária através do desenvolvimento dos setores econômicos estaduais. A reforma do Estado é essencial – uma luta penosa que o Governador Leite se dispõe a enfrentar, com o apoio da Assembleia Legislativa e de medidas já aprovadas por Sartori. Só que, tal qual numa empresa privada, além do controle rígido dos custos, a mãe de tudo é a produção crescente. Migrando para a atividade estatal, além da influência da economia nacional e da visão de médio e longo prazos, há que se ter Programas e políticas setoriais efetivos. Horizontais, includentes e isentos da influência das grandes corporações classistas. Estimulam o desenvolvimento no curto prazo. Além de uma gradativa desoneração fiscal, assegurando-nos competitividade Quanto ao suprimento da falta imediata de dinheiro, imaginava que o Estado estaria, a esta altura, com ações como a venda de outros ativos - além das privatizações, de implementação mais trabalhosa - como os imóveis não de uso, por exemplo. Igualmente, o reexame e realinhamento das isenções fiscais, além de um Programa de recuperação de dívidas de contribuintes, mas com a depuração criteriosa dos encargos incidentes, tal qual se fez na securitização das dívidas agropecuárias na década de 90 e não, apenas, com o perdão casuístico de 90% da multa. E, por fim, um combate contumaz à sonegação, o qual, inclusive, levaria à redução da carga tributária estadual, um dos motivadores de quem sonega. A permissividade com esta prática, além da fuga de receita, estimula a informalidade crescente e estabelece concorrência desleal: o sonegador sempre terá um preço melhor a oferecer do que aquele que paga seus tributos em dia.


Fim de semana, 9 e 10 de novembro de 2019

MÍN: 18º MÁX: 29º

O sol aparece no Vale e apresenta o predomínio de nuvens. FELIPE NEITZKE

Opiniões

Tendências

para 2020 A maquiadora Rafaela Hagemann conta sobre as principais maquiagens que garantem bom estilo no próximo ano. Desde olhos bem coloridos, delineados em evidência, até a mistura de cores em uma paleta em tons mais claros. O segredo é descobrir o próprio estilo e se divertir na escolha das makes.

ARDÊMIO HEINECK

“Receitas” públicas também existem Página 27 EDSON BRUM

Petróleo: uma nova receita para o Vale do Taquari Página 26 CARLOS CYRNE

O país do Futuro Página 26 JONAS RÜCKERT

A onda da reciprocidade está em alta! Página 26 THIAGO MAURIQUE

O legado do EmpreInove Caderno Negócios em Pauta BIBIANA FALEIRO

O que te faz poeta? Caderno Você

Profile for Jornal A Hora

A Hora - 9 de Novembro de 2019  

A Hora - 9 de Novembro de 2019